Issuu on Google+

Centro de Atividades “Jones dos Santos Neves�

Cachoeiro de Itapemirim - ES 2011


Centro de Atividades “Jones dos Santos Neves”

Alunos Autores Alice Scaramussa Altamiro Klein Ana Clara Damasceno Carlos Henrique Abreu Daniel Freitas Hutter Débora Corrêa Diego de Souza Doower Fontoura Evellyn Ganbarini Flávio Smarzaro Gabriel Araújo Gessyane Campos Guilherme Feitosa Jamilly Rosa João Victor de Souza

Juan Diego Machado Lívia Cansi Luan Laiola Maria Eduarda Corrêa Mariana Cansi Matheus Lirio Maysa Ferreira Milena Moreira Paulo Ricardo Amaral Pedro Lucas Moreira Phabiano Mariano Thatiane Mariano Valeska Fernandes Hiago Barreto

Professores Monique Fiori Tirello Valderedo Sedano Fontana (Informática) Direção

Giane Azeredo Baldotto Orientação Pedagógica Vilma Vieira Moraes


Centro de Atividades “Jones dos Santos Neves”

APRESENTAÇÃO A partir de leituras de diversos contos infantis trabalhados em sala de aula, o projeto de leitura e escrita, “Na Rede, Somos Leitores e Autores”, desenvolvido com as turmas do 2º e 3º ano do Ensino Fundamental I, têm como objetivo estimular e ampliar as práticas de leituras de diversos contos infantis e levar ao aluno a uma percepção crítica sob os fatos apresentados nos mesmos. A turma foi dividida em grupos, onde cada grupo teve a tarefa de ler, analisar e recontar o conto lido. Após a primeira etapa, no laboratório de informática da escola, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer o blog da turma, bem como, o motivo pelo qual o mesmo foi criado, o que é um livro virtual (e-book) e aprenderam a usar comandos de desenhos do programa Paint (Microsoft). Cada grupo desenhou as cenas no aplicativo e usou o programa MS. WORD (Editor de Texto) para recontar o conto estudo. O Resultado deste trabalho foi organizado neste e-book e tem a intenção de levar às famílias de nossos educandos a conhecer parte do que é desenvolvido em nossas aulas. Este projeto proporcionou acesso às novas tecnologias, e usou o computador como ferramenta de aprendizagem, desmistificando seu uso e viabilizando-o como nova possibilidade de linguagem. A Escola acredita que projetos como estes através do estímulo à sensibilidade, criatividade e criticidade faz com que ao aluno, aprenda de forma lúdica, e, em formação, entenda a importância da prática pela leitura, contribuindo para a construção de uma cidadania plena. Giane Azeredo Baldotto Direção


Ana Clara, Evellyn, Guilherme, Jamilly e Maria Eduarda

Apresentam


Era uma vez uma menina que se chamava Pretinha de Café. Ela tinha esse nome porque, além de ser bem moreninha, morava com seus pais numa fazenda de café. A mãe de Pretinha acordava todos os dias bem cedo para colher o café e fazer bem fresquinho para a família. Num Reino, bem pertinho de lá, vivia uma mulher muito má chamada Mafalda. Ela tinha um relógio mágico que, todos os dias pela manhã, ela olhava e perguntava: - Tic-tac, tic-tac meu, existe alguém mais moreninha do que eu? E o relógio sempre respondia: - Não, minha dona... Você é a mais moreninha do Reino!


Um belo dia, ao repetir a tradicional pergunta ao relógio mágico, Mafalda teve uma surpresa: - Tic-tac, tic-tac meu, existe alguém mais moreninha do que eu? - Sim, minha dona! Agora a mais moreninha é a Pretinha de Café. Mafalda ficou muito brava e resolveu se vingar. Convidou pretinha de Café para um lanche em seu palácio.


Nos preparativos para o lanche, Mafalda preparou uma cesta de frutas, mas, entre elas, havia uma amora envenenada que faria Pretinha de CafĂŠ morrer. Entretanto, na hora de servir, Mafalda se confundiu com o monte de frutas da cesta e acabou comendo a amora envenenada. Assim, Pretinha continuou sendo a mais moreninha do Reino e todos viveram felizes para sempre!


Doower, LĂ­via, Thatiane e Valeska

Apresentam


Era uma vez uma menina linda que se chamava Gabriele. Quando ela começou a crescer, sua mãe morreu e ela passou a viver com sua tia, mas o problema é que a tia era muito má. Ela colocou Gabriele para ser faxineira: tinha que cuidar da casa inteirinha e dos seus filhos.


Um dia, enquanto limpava a casa, a campainha tocou e Gabriele foi logo atender. Era

um

funcionário

do

Rei

que

estava

convidando a família para uma festa, só que era proibido ir crianças e adolescentes. Então, ela não concordou e fugiu em direção ao castelo. Chegando lá, viu um rapaz lindo – que era o príncipe Felipe – e foi falar com ele: - Olá! Será que você quer dançar comigo? E o príncipe respondeu: - Sim... Quero dançar com você! Os dois dançaram a noite inteira e acabaram se apaixonando...


Porém, Gabriele lembrou que tinha que voltar para casa antes que sua tia percebesse e, ao sair correndo, deixou cair seu lindo anel de ouro. O príncipe, sem entender nada, foi atrás dela e acabou encontrando o anel. No

outro

dia,

o

príncipe

saiu

pelo

reino

procurando a jovem moça dona do anel. O príncipe Felipe encontrou Gabriele, os dois se casaram e viveram felizes para sempre!


Daniel, Flรกvio, Luan, Juan e Paulo Ricardo.

Apresentam


Era uma vez um senhor que se chamava José. Ele trabalhava numa loja de ferro há muitos anos, criando sempre coisas muito interessantes! Um dia, José teve a idéia de construir bonecos de ferro do tamanho de gente.


Porém, numa bela tarde, um desses bonecos ganhou vida e toda vez que falava uma mentirinha, sua orelha crescia cinco centímetros. José deu ao boneco de ferro o nome de João e foi logo falando: - Filho, que tal você ir a uma escolinha de futebol? E o menino, bem rápido respondeu: - Ta bom, papai! No outro dia de manhã, João foi com seu pai à escolinha de futebol e chegou em casa muito feliz, pois havia feito vários gols. Foi assim durante vários dias, meses... até que, depois de quase 1 ano, João foi à escolinha e não voltou.


Seu pai ficou desesperado e procurou por ele vários dias. Depois de muito procurar, ao sentar cansado na calçada da escolinha de futebol, viu ao longe o seu filho e foi correndo até ele perguntando: - Menino, onde você estava esse tempo todo? E o menino respondeu: - Eu estava na praia, pai. Nesse instante, sua orelha cresceu 5 centímetros! José ficou furioso com a mentira, brigou com João e ensinou-lhe o quanto é errado mentir. O menino aprendeu a lição e eles viveram felizes para sempre!


Alice, Maysa, Matheus, Milena e Phabiano

Apresentam


Era uma vez um príncipe muito bonito que vivia num belo palácio. Um dia, quando brincava no chafariz de sua casa, apareceu uma rã. Naquele instante, ele levou um susto e sua bola caiu bem no meio do chafariz!


O príncipe pediu à rã: - Pegue minha bola, por favor?! A rã respondeu: - Ta bom, mas só se você me der um beijo... Mesmo estranhando a proposta o príncipe aceitou: - Tudo bem. Pegue minha bola e eu te darei um beijo. A rã foi então pegar a bola e, na hora de entregar, disse: - Espere... Antes de você me dar o beijo, eu quero ir jantar na sua casa! O príncipe respondeu: - Ta bom, eu te levo, mas antes tenho que ver com meu pai.


O príncipe chegou em casa e contou toda a história para seu pai que, mesmo não concordando muito com a decisão do filho, resolveu aceitar: - Meu filho, você me convenceu... Pode trazer a rã! O príncipe foi correndo até o chafariz dar a notícia para a rã, mas quando chegou lá teve uma grande surpresa: a rã havia se transformado em uma bela princesa! O príncipe se apaixonou de verdade por ela e correu ao palácio apresentá-la ao seu pai. Ao chegar com aquela bela princesa no palácio, o Rei ficou muito contente e tratou de preparar logo o casamento dos dois. E assim, eles viveram felizes para sempre!


Altamiro, Diego, Gabriel, Jo達o Victor e Pedro Lucas

Apresentam


Era uma vez um patinho muito bonito que morava com sua m達e e seus dois irm達os. Nenhum pato da lagoa gostava de ficar perto dele, pois ele, al辿m de ser muito vaidoso, se achava o melhor de todos, esnobando os irm達os e os amigos.


Com o tempo, todos se cansaram daquela situação e resolveram ignorar o Patinho Bonito, porque ele estava se tornando muito chato. O Patinho tentava puxar conversa com os outros, mas eles não queriam falar mais com ele.


Um dia, o Patinho Bonito se sentiu tão triste e sozinho, que ele resolveu pedir desculpas a todos que ele já tinha magoado. Os patinhos da lagoa o desculparam e ele aprendeu uma lição: não devemos nos achar melhor que os outros. A partir daí, todos da lagoa viveram felizes para sempre!


Carlos Henrique, DĂŠbora, Gessyane, Hiago e Mariana

Apresentam


Era uma vez três princesas chamadas Débora, Gessyane e Mariana. Elas moravam no Reino das Flores em um lindo castelo com seu pai Carlos e seu empregado Hiago. Hiago era jovem muito bonito que havia ficado órfão da empregada mais fiel de Carlos e, por isso, foi criado com muito carinho junto às meninas. Um dia, Carlos veio a falecer e as três princesas tiveram que viver sozinhas, uma cuidando da outra.


Com o passar dos anos, as princesas resolveram morar sozinhas, cada uma em um canto diferente do reino. Entre todas as irmãs, Débora era a mais preguiçosa e, por isso, construiu sua casinha de qualquer jeito, deixando-a frágil e sem proteção. Gessyane, por sua vez, era a mais vaidosa. Gastou quase toda a sua herança com roupas e acessórios caríssimos e, por isso, teve que comprar materiais de baixa qualidade para construir sua casa. Já Mariana, a mais velha das irmãs, sempre estudou muito e aprendeu com seu pai a sempre guardar dinheiro para uma necessidade. Assim, conseguiu construir uma casa grande e bem protegida.


Um dia, no sossegado Reino das Flores, apareceu um ladrão. Como a casa da princesa Débora era a mais desprotegida, foi a primeira a ser assaltada. Débora, com muito medo, saiu correndo para a casa de Gessyane. Chegando lá, ao ouvir a história da irmã, Gessyane ficou com muito medo, pois, apesar de todo o luxo, sua casa também não oferecia nenhuma proteção. Por isso, as duas irmãs resolveram ir pedir abrigo à Mariana. Mariana acolheu as duas com muito carinho e contou-lhes um segredo: - Podem ficar comigo, pois minha casa é bem protegida e eu ainda conto com uma ajudinha especial... Quando o ladrão apareceu, todas tiveram uma grande surpresa: Hiago havia se tornado o Guarda Real! Assim ele capturou o ladrão e todas, morando juntas novamente, viveram felizes para sempre!



3vesp