Page 1

TEMPORADA 2020

4 PROGRAMAS | 3 ESTREIAS | 10 COREOGRAFIAS TEATRO SÉRGIO CARDOSO

O GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO, POR MEIO DA SECRETARIA DE CULTURA E ECONOMIA CRIATIVA, APRESENTA:


Gestão, Transparência e Responsabilidade A São Paulo Companhia de Dança é um corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia criativa do Governo do Estado de São Paulo, sob gestão da Associação Pró-Dança. Mais informações transparenciacultura.sp.gov.br www.spcd.com.br

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO João Doria Governador do Estado de São Paulo Sérgio Sá Leitão Secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa

Foto: Charles Lima | Foto capa: Silvia Machado

Cláudia Pedrozo Secretária Executiva de Estado de Cultura e Economia Criativa

Cena de Anthem


Permanência e inovação 03 Calendário  06 Obras 11 Saiba mais sobre os coreógrafos  30 Saiba mais sobre a Companhia 35 Realizações 36 Compra de assinaturas  40  Mapa da plateia Teatro Sérgio Cardoso  42 Expediente 45


Foto: Silvia Machado

TEATRO SÉRGIO CARDOSO 2020

cena de Gnawa


PERMANÊNCIA E INOVAÇÃO O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia. [...] Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena! Clarice Lispector

Há possibilidade do convívio entre permanência e inovação. Uma companhia de repertório é, em alguma medida, um espaço público de memória viva da dança, que se mantém na sua essência e se transforma no corpo de cada bailarino que dança. Em 2020, iniciaremos duas residências coreográficas: o americano Stephen Shropshire e o brasileiro Henrique Rodovalho farão, cada um deles, três obras para a São Paulo ao longo de cinco anos. Na residência há um aprofundamento da pesquisa de linguagem e da relação direta com os artistas da casa. A residência de Shropshire tem coprodução do Governo Holandês. A inventividade e a experiência abrem espaço para mais liberdade criativa. Para nossa temporada, contaremos com três estreias: Só Tinha de Ser com Você, obra emblemática que Rodovalho criou para a Quasar em 2005, e que agora 3


ganhará uma nova versão para a São Paulo, mas sem perder sua essência e o diálogo com a música de Elis e Tom. Shropshire fará sua obra, Rococo Variations, com a música de Tchaikovsky Variations in a Rococo Theme. Ele investiga a relação da dança contemporânea com o virtuosismo da dança clássica, com uma relação direta com a música. A brasileira Ana Catarina Vieira parte do vocabulário da dança popular do nordeste brasileiro para criar uma dança contemporânea instigante e divertida. Imagens de Portinari darão cor e inspiração para esta obra que terá como trilha a Suíte Pernambucana de Guerra Peixe. Vamos rever nesta temporada obras clássicas como o inesquecível O Lago dos Cisnes de Mario Galizzi e a delicada A Morte do Cisne de Lars Van Cauwnbergh. Uma obra instigante e arrojada que se vale das sapatilhas de ponta e da luz para ganhar novos impulsos, e cria imagens únicas na cena: Trick Cell Play, de Édouard Lock. Obras contemporâneas de pesquisa de linguagem do movimento como: a vibrante e sensual Agora, de Cassi Abranches; a delicada e dinâmica Vai, de Shamel 4

Pitts, a emblemática Gnawa, de Nacho Duato, e a provocativa e intensa Anthem, de Goyo Montero. A cada vez que dançamos, vivemos uma experiência singular, seja pelo bailarino ou pela plateia. O que permanece e o que se modifica? A essência dos movimentos e da criação permanecem, mas sempre será diferente no corpo de cada um que vier a integrar a obra e na percepção de quem vê. Toda dança é feita de mudança – integrando novas qualidades, sem perder a essência. Então, fica o convite para você vir, ver e viver o movimento, o dinamismo e a energia da arte da São Paulo Companhia de Dança.

Inês Bogéa Diretora Artística


Cena de O Lago dos Cisnes

Foto: JoĂŁo Caldas

5


CALENDÁRIO

11 a 14

O LAGO DOS CISNES, DE MARIO GALIZZI (2018)

Foto: Silvia Machado

JUN

Cena de O Lago dos Cisnes

6


AGORA, DE CASSI ABRANCHES (2019) VAI, DE SHAMEL PITTS (2019)

10 a 13

A MORTE DO CISNE, DE LARS VAN CAUWENBERGH (2019) ESTREIA DE ROCOCO VARIATIONS, DE STEPHEN SHROPSHIRE (2020)

Michelle Molina, Ana Paula Camargo e André Grippi em Agora

Michelle Molina, Ana Silva e Cecilia Valadares em Vai

Luiza Yuk em A Morte do Cisne

Paula Alves e Vinícius Vieira

Fotos: Rodolfo Dias Paes, André Porto, Fernanda Kirmayr e Michelle Molina

SET

ESTREIA 7


Fotos: Charles Lima e Gustavo Bernardes

17 a 20

TRICK CELL PLAY, DE ÉDOUARD LOCK (2019) ESTREIA DE SÓ TINHA DE SER COM VOCÊ, DE HENRIQUE RODOVALHO (2020)

SET

Renata Peraso e Ana Roberta Teixeira em Trick Cell Play

8

Ensaio de Só tinha de Ser com Você

ESTREIA


GNAWA, DE NACHO DUATO (2009) ANTHEM, DE GOYO MONTERO (2019)

24 a 27

Fotos: Silvia Machado, Charles Lima e Marco Lima

ESTREIA DE ANA CATARINA VIEIRA (2020)

SET

Luciana Davi e Otรกvio Portela em Gnawa

Croquis para obra de Ana Catarina Vieira

Cena de Anthem

ESTREIA 9


Foto: Silvia Machado

10 Cena de O Lago dos Cisnes


O LAGO DOS CISNES (2018) O Lago dos Cisnes é um balé com música especialmente composta por Tchaikovsky que estreou em 1877 no Teatro Bolshoi, mas somente em 1895, com nova coreografia de Marius Petipa e Lev Ivanov, para o teatro Mariinsky, em São Petersburgo, se tornou um enorme sucesso. O Lago dos Cisnes da São Paulo Companhia de Dança é feito sob medida para os artistas da casa. A coreografia de Galizzi dialoga com a tradição e se renova nas relações dos personagens, no detalhe das pantomimas, nos desenhos das cenas, em sintonia fina com a música emblemática de Tchaikovsky e coloca todos os artistas em cena.

COREOGRAFIA:

Mario Galizzi, a partir de Marius Petipa (1818-1910) e Lev Ivanov (1834-1901) MÚSICA:

Piotr Ilitch Tchaikovsky (1840-1893) com partitura revisada por Riccardo Drigo (1846-1930) ILUMINAÇÃO:

Wagner Freire CENOGRAFIA:

Marco Lima FIGURINO:

Fábio Namatame| 1ª e 3ª cenas, todos | 2ª cenas, homens Tânia Agra | 2ª e 4ª cenas, tutus e bruxo | 3ª cena, Odille ADEREÇOS:

Robson Rui (Bestas) Américo Corrêa (Machados, Trompetas e Cetro)

ASSISTENTE DE COREOGRAFIA:

Eleito o segundo melhor espetáculo, pelo Guia da Folha de S. Paulo (voto do público)

Sabrina Streiff ASSISTENTE DE CENOGRAFIA:

César Bento

Eleito o segundo melhor espetáculo, pelo Guia da Folha de S. Paulo (voto do júri)

VISAGISMO:

Prêmio APCA – Prêmio técnico de Vivien Buckup, professora de dramaturgia de O Lago dos Cisnes.

PROFESSORA DE DRAMATURGIA:

Augusto Sargo Vivien Buckup 11


Foto: Silvia Machado

12 Cena de Agora


AGORA (2019)

COREOGRAFIA:

A terceira criação de Cassi Abranches para a São Paulo explora a palavra tempo em seus possíveis significados: musical com dinâmicas e sonoridades; cronológico com lembranças e expectativas, temperatura com diferentes graus e intensidades. A coreógrafa esculpe os movimentos no corpo de cada bailarino a partir dos ritmos musicais da trilha composta por Sebastian Piracés, que utiliza bateria e elementos de percussão afro-brasileiras, misturados ao rock contemporâneo e canto.

MÚSICA:

Cassi Abranches Sebastian Piracés ILUMINAÇÃO:

Gabriel Pederneiras FIGURINO:

Janaina de Castro

“... jovem companhia muito dinâmica e com técnica impecável.” AGNÈS ZRINE, LA TERRASE (FRANÇA) 13


Foto: AndrĂŠ Porto

14 Cena de Vai


VAI (2019)

COREOGRAFIA:

Vai é a primeira criação do norte-americano Shamel Pitts para uma companhia brasileira. A obra traz um futuro pós-apocalíptico criado não pela necessidade ou destruição, mas pela capacidade humana de recomeçar. “É uma jornada individual e coletiva baseada na euforia, excentricidade, descobrimento, encantamento e compartilhamento. Após o fim, a leveza e a suavidade de ser humano são as essências para criar um novo mundo, um momento de descoberta do que está dentro de nós, entre nós e ao nosso redor”, comenta o coreógrafo.

TRILHA SONORA:

Shamel Pitts Remix de Shamel Pitts e DiPa das músicas Into the tranquility, de Ryoji Ikeda; Spring break Anthem, de The Lonely Island; Obatalá, de Metá Metá; Spirit Caller, de Alleged Witches; Banomoya, de Prince Keybee ft. Busiswa; Freedom is a Feeling, de Nina Simone; Zion, de Fluke; Prismis, de Tim Hecker; F****t, de Arca; Ode, de Nils Frahm; Tudo Que Você Podia Ser, de Clube da Esquina ILUMINAÇÃO:

Mirella Brandi FIGURINO:

Tushrik Fredericks ASSISTENTE DE COREOGRAFIA:

“Uma Companhia moderna, musical e dançante.”

Mirelle Martins

FALK SCHREIBER, TANZ WEB (HOLANDA) 15


Foto: Silvia Machado

16 Luiza Yuk em A Morte do Cisne


A MORTE DO CISNE (2019) O balé criado em 1907 por Fokine para Anna Pavlova é um solo emociante, que dialoga com as sonoridades da harpa e do violoncelo, inspirado no poema de Alfred Tennyson (1809-1892) e nos movimentos dos cisnes em seus últimos instantes de vida. Esse solo é interpretado por grandes estrelas da dança e agora ganha novos acentos e dinâmicas no corpo de uma bailarina da São Paulo Companhia de Dança.

COREOGRAFIA:

Lars Van Cauwenbergh inspirado na obra de Michel Fokine (1880-1942) MÚSICAS:

Camile Saint_Saens, O Cisne, extrato do Carnaval dos Animais (1866) ILUMINAÇÃO:

Wagner Freire FIGURINO:

Marilda Fontes

“Uma super companhia!” ANDREAS BERGER, WOLFSBURGER NACHRICHTEN (ALEMANHA) 17


Foto: Marcos Alonso

18 Cena de Ensaio


ROCOCO VARIATIONS (2020)

COREOGRAFIA:

Stephen Shropshire estreia no repertório da São Paulo Companhia de Dança com Rococo Variations, conduzido pela música de Tchaikovsky Variations in a Rococo Theme. Na obra, ele investiga a relação da dança contemporânea com o virtuosismo da dança clássica, com uma relação direta com a música.

TRILHA SONORA:

Stephen Shropshire

Variations on a Rococco Theme de Tchaikovsky ILUMINAÇÃO:

Wagner Freire

Uma parceria com The Dutch Performing Arts program of the Performing Arts Fund NL

“Uma das maiores companhias do Brasil!” MOKAMAG, ANENCY (FRANÇA) 19


Foto: Charles Lima

20 Renata Peraso e Ana Roberta Teixeira em Trick Cell Play


TRICK CELL PLAY (2019)

COREOGRAFIA:

Movimentos ligados a óperas icônicas e suas memórias coletivas e desconstruídas, a suavidade abandonada gradualmente para a entrada em um terreno niilista, refletindo tanto uma visão mais sombria das paixões expressas nessas árias quanto a fragmentação da utopia social que lhes deu origem. Uma dança como o vento na grama entre o crepúsculo e a noite. Trick Cell Play é a segunda obra do coreógrafo para a São Paulo.

COMPOSIÇÃO MUSICAL:

“A São Paulo Companhia de Dança simboliza a força e a sensualidade do Brasil...”

Édouard Lock Gavin Bryars, interpretado pelo Percorso Ensemble DIRETOR MUSICAL DO PERCORSO:

Ricardo Bologna MUSICOS:

Adriana Holtz (violoncelo), Douglas Kier (violoncelo), Horácio Gouveia (piano), Joana Queiroz (clarone), Pedro Gadelha (contrabaixo) ILUMINAÇÃO:

Édouard Lock ASSISTENTE DE FIGURINO:

Edmeia Evaristo (corsets)

Uma coprodução com Movimentos Festwochen der Autostad, em Wolfsburg, na Alemanha

ODILE MORAIN, CULTUREBOX (FRANÇA) 21


Foto: Marcos Alonso

22

Bruno Veloso e Leticia Forattini


SÓ TINHA DE SER COM VOCÊ (2020) “Esta primeira remontagem de um espetáculo da Quasar Cia de Dança só tinha que ser com a SPCD”. Uma sensível e singular releitura coreográfica do álbum Elis & Tom, clássico da música brasileira. É um belo encontro do estilo Quasar/Rodovalho de dançar com todo o aprimoramento técnico e primoroso da São Paulo Companhia de Dança, comenta Rodovalho.

COREOGRAFIA E ILUMINAÇÃO:

Henrique Rodovalho MÚSICA:

albúm Elis & Tom FIGURINO:

Cássio Brasil ASSISTENTE DE COREOGRAFIA:

Vivian Navega

“... bailarinos bonitos, técnica excepcional, música renomada e programação diversificada. Sucesso de público” GABI ELDOR, HAARETZ (ISRAEL) 23


Foto: Silvia Machado

24 Cena de Gnawa


GNAWA (2009)

COREOGRAFIA:

Gnawa é uma peça que utiliza os quatro elementos fundamentais - água, terra, fogo e ar - para tratar da relação do ser humano com o universo. A obra apresenta o reiterado interesse de Nacho Duato pela gravidade e pelo uso do solo na constituição de sua dança. Os gnawas são uma confraria mística adepta ao islamismo, descendentes de ex-escravos e comerciantes do Sul e do centro da África, que se instalaram ao longo dos séculos no norte daquele continente.

MÚSICA:

Nacho Duato Hassan Hakmoun, Adam Rudolph, Juan Alberto Arteche, Javier Paxariño, Rabih Abou-Khalil, Velez, Kusur e Sarkissian ILUMINAÇÃO:

Nicolás Fischtel FIGURINO:

Luis Devota e Modesto Lomba REMONTAGEM:

Hilde Koch e Tony Fabre (1964-2013)

“... a trupe, liderada por Inês Bogéa, já fez nome. O repertório é extremamente diversificado, inclui obras clássicas e contemporâneas”

ORGANIZAÇÃO E PRODUÇÃO ORIGINAL:

Carlos Iturrioz Mediart Producciones SL (Espanha)

SABINE RAMPE, VERKLEINERT (ALEMANHA) 25


Foto: Charles Lima

26 Cena de Anthem


ANTHEM (2019)

COREOGRAFIA:

Anthem é a primeira criação do espanhol Goyo Montero para uma companhia brasileira. A obra traz uma reflexão sobre o processo de construção e desconstrução de identidades coletivas. Segundo o coreógrafo: “Há ciclos em que repetimos os mesmos erros, de pensar que estamos separados, que somos diferentes quando, na realidade, todos somos um só grupo, a humanidade e, no momento em que perdemos essa unidade, os problemas começam. Este é um traço da história humana”.

MÚSICA:

Goyo Montero Owen Belton ILUMINAÇÃO:

Nicolas Fischtel e Goyo Montero FIGURINO:

Goyo Montero e Fábio Namatame ORGANIZAÇÃO:

Carlos Iturrioz Mediart Producciones SL (Espanha)

“Bailarinos extremamente fortes fazem justiça a todos os coreógrafos!” ALVINA RUPRECHT, CAPITAL CRITICS CIRCLE (CANADÁ) 27


Imagem: Marco Lima

28

Croqui para a obra de Ana Catarina Vieira


ESTREIA DE ANA CATARINA VIEIRA (2020)

COREOGRAFIA:

A nova criação de Ana Catarina reúne os seus 20 anos de trabalho dedicados à dança, onde as linguagens das danças populares brasileiras, do balé clássico e da dança contemporânea, se misturaram. O resultado deste percurso está presente na coreografia inédita criada especialmente para a São Paulo Companhia de Dança.

MÚSICA:

Ana Catarina Vieira Guerra Peixe: Suíte Pernambucana e Ponteio, Versão com Regência de Cláudio Cruz e Orquestra Jovem do Estado de São Paulo ILUMINAÇÃO:

Wagner Freire CENOGRAFIA, BONECOS E FIGURINOS:

Marco Lima COPRODUÇÃO:

Santa Marcelina Cultura

“Paixão, energia e alegria: estas são as marcas da São Paulo Companhia de Dança...” HEIDRUM HOFSTETTER, POSTHOF (ÁUSTRIA) 29


Foto: Charles Lima

Foto: José Luiz Pederneiras

SAIBA MAIS SOBRE OS COREÓGRAFOS

Mario Galizzi | É uma das referências do balé na América Latina. Recebeu o Prêmio Smirnova Elena de Melhor Coreografia (1984) por seu trabalho em Gloria, com música de Vivaldi, criado para Julio Bocca e Cecilia Mengelle no Teatro Colón e o Diploma de Honra por sua trajetória, outorgado pela Assembléia Legislativa da Cidade Buenos Aires. Entre suas várias experiências, foi diretor duas vezes do Ballet Artístico do Teatro Argentino de La Plata, do Ballet Nacional Coreográfico, Conselheiro do SODRE, assessor artístico do Instituto Dança Colón Teatro de Arte, Coordenador de ensaio da SPCD (20152016) e entre 2017 e 2018, dirigiu a Compañia Nacional de Danza do México.

30

Cassi Abranches  |  Abranches dedica-se à dança há mais de 20 anos como bailarina e coreógrafa da cena e de obras audiovisuais em cinema e vídeo. Já atuou no Raça Cia de Dança, no Balé do Teatro Castro Alves, no Balé do Teatro Guaíra e permaneceu 12 anos como bailarina do Grupo Corpo. Como coreógrafa, criou o espetáculo Contracapa para o Ballet Jovem do Palácio das Artes; Ariana para a Cia Jovem Bolshoi Brasil; Plano para a Cia Sesc de Dança, Suíte Branca para o Grupo Corpo e; Rio eu Te Amo – filme que reúne dez curtas. Além disso, assinou a Direção Coreográfica e de Movimento da Abertura dos Jogos Paralímpicos RIO 2016. Para a São Paulo, além da nova obra em 2019, Cassi já criou Gen e 2º Ato de Schumann ou Os Amores do Poeta.


Foto: Gustavo Bernardes

Foto: Gustavo Bernardes

Shamel Pitts  | O artista norte-americano é bailarino e coreógrafo performático. Já fez parte da Batsheva Dance Company, em Israel, por sete anos. Atualmente, Shamel leciona na Harvard University e na Julliard School, se apresentando com Sharon Eyal e a Companhia de Dança L-E-V de Gai Behar, além de encenar o repertório de Ohad Naharin em muitas Companhias ao redor do mundo. Já recebeu importantes premiações como o prêmio Martha Hill por excelência em dança e Princess Grace Award por coreografia.

Lars Van Cauwenbergh  |  Dançou no English National Ballet, no Sttatstheater Wiesbaden e como convidado em grandes companhias ao redor do mundo, como: L’Opéra de Paris, Théâtre du Capitole, La Scala de Milano, West Astralian Ballet, dentre outras. Após uma carreira de sucesso dançando, trabalhou como professor de Técnica Clássica e/ou assistente de direção: Cia de Dança Palácio das Artes, Grupo Corpo, Studio 3 e Ballet Jovem de Minas Gerais. Já atuou como ensaiador da São Paulo Companhia de Dança, onde hoje, é professor. Além disso, atua como assistente de direção e professor /ensaiador no IOA Dança – Instituto de Orientação Artística de Jundiaí.

31


32

Foto: Charles Lima

Foto: John McDermott

Stephen Shropshire | Stephen Shropshire é coreógrafo, curador e pesquisador independente de dança; graduado pela Juilliard School em Nova York e mestrado em Artes e Patrimônio pela Universidade de Maastricht. Entre 2009 e 2012, foi o diretor artístico da Noord Nederlandse Dans na Holanda. Em 2016, sua fundação homônima foi estabelecida para facilitar o desenvolvimento contínuo e a apresentação de novos trabalhos coreográficos. Em 2017, Shropshire recebeu um prêmio de honra especial do Dansersfonds ‘79 pela “consistente harmonia estética em seu trabalho” e em 2018 sua coreografia We Are Nowhere Now Else But Here foi nomeada para o VSCD ‘Zwan’ pela performance de dança mais impressionante de 2017.

Édouard Lock  |  É diretor, cineasta e fotógrafo. De 1980 a 2015, fundou e dirigiu a La La La Human Steps. Lock também criou obras para diversas companhias de dança no mundo, como Ballet de L’Opéra de Paris, Het Nationalle Ballet, Les Grands Ballets Canadiens, Nederlands Dans Theater e Cullberg Ballet. Esta é a segunda criação para a SPCD, a primeira, The Seasons (2014) foi apresentada em vários países e premiada como melhor espetáculo do ano de 2014 pelo Guia da Folha de São Paulo e Édouard Lock foi vencedor do Grand Prix de La Danse de Montréal 2016 pela sua carreira e pela criação desta obra.


Foto: Matías Uris

Foto: Brian Slater

Henrique Rodovalho  | Diretor artístico e coreógrafo residente da Quasar Cia. De Dança, uma das mais importantes do Brasil. Sua linha de pesquisa é baseada na complexidade existencial do corpo e da alma. Ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais como o Prêmio Mambembe e XXI Prêmio de Composição Coreográfica no México. A SPCD tem em seu repertório Inquieto, criado em 2011.

Nacho Duato  |  Em 1981, Jirí Kylián contratou Nacho Duato como bailarino no Nederlands Dans Theater, mas o seu talento também o fez coreógrafo. Em 1983, ele criou sua primeira coreografia: Jardí Tancat, com música de Maria del Mar Bonet. Dirigiu a Compañía Nacional de Danza (2010-2011) e esteve à frente do balé do Berlin State Ballet (2014-2018), da Alemanha. Atualmente, é diretor artístico do balé do Teatro Mikhailovsky de São Petersburgo.

33


34

Foto: Aline Dainez

Foto: Charles Lima

Goyo Montero | É bailarino, diretor de balé e coreógrafo espanhol. Após uma carreira de sucesso como bailarino – na qual se dedicou desde os nove anos –, decidiu seguir como coreógrafo. É diretor e coreógrafo principal do Nuremberg Ballet, onde criou mais de vinte obras. Também já criou para outras renomadas companhias como Les Ballets de Monte Carlos, Ballet de Zurich, Ballet de Sodre. Desde 2019, é coreógrafo residente do Acosta Danza, sendo eleito em 2018 como Melhor Diretor pela Revista Dance Europe. Com as suas coreografias, participou de vários festivais ao redor do mundo e recebeu importantes prêmios ao longo de sua carreira como prêmio Nacional de Dança pelo Ministério da Cultura da Espanha (2012), Coreógrafo do Ano pela Dance for You; Melhor Coreógrafo pela Danza & Danza, entre outros.

Ana Catarina Vieira  |  Formou-se no método Vaganova com Sacha Svetloff,em danças populares brasileiras com Ângelo Madureira e em Estudos sobre as Danças dos Orixás com Armando Vallado. Em 1998, foi convidada a fazer parte da Cia Cisne Negro, onde atuou como solista por 5 anos. Em 2000, iniciou o processo de pesquisa de linguagem com Ângelo Madureira, com quem produziu, criou e dirigiu mais de dezenove obras, recebeu dois prêmios APCA em 2003 e 2007. Com carreira internacional, teve trabalhos apresentados em Berlim, Croácia, Portugal, Panamá e Nova York. Em 2011, realizou, na Croácia, uma co-produção internacional com o Festival Internacional Perforacije, onde foi criado o espetáculo “Nafta”, apoiado com recursos da União Europeia, tornando-se uma referência para os criadores croatas.


SAIBA MAIS SOBRE A COMPANHIA SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA Criada em janeiro de 2008, pela Secretaria da Cultura do Estado, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) gerida pela Associação Pró-Dança - é dirigida por Inês Bogéa, bailarina, documentarista, escritora e professora. A SPCD é uma Companhia de repertório, ou seja, realiza montagens de excelência artística, que incluem trabalhos dos séculos 19, 20 e 21 de grandes peças clássicas e modernas a obras contemporâneas especialmente criadas por coreógrafos nacionais e internacionais. A difusão da dança – produção e circulação de espetáculos – é o núcleo principal de seu trabalho, que se completa com os Programas Educativos e de Sensibilização de Plateia e de Registro e Memória da Dança. A SPCD apresenta espetáculos de dança no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior e é hoje considerada uma das mais importantes companhias de dança da América Latina pela crítica especializada, acumulando 33 prêmios no Brasil e no exterior. Desde sua criação já foi assistida por um público superior a 732 mil pessoas, passando por 70 cidades do Estado de São Paulo, 17 cidades do Brasil e 55 cidades do exterior em 17 países, em mais de 959 apresentações.

Grand Prix de la Critique. Eleita como Melhor Companhia de Dança da temporada na França (2018/2019) Critic’s Choice of Dance Europe 2018/2019 – A SPCD foi eleita como uma das melhores companhias de dança da temporada. Inês Bogéa recebeu a premiação como uma das melhores diretoras da temporada 2018/2019, pela Critic’s Choice of Dance Europe. 35


REALIZAÇÕES Realizações de janeiro de 2008 a outubro de 2019

PRODUÇÃO ARTÍSTICA

23

obras canônicas da dança

criações para a Companhia

36

33

prêmios recebidos Foto: Édouard Lock

45


REGISTRO E MEMÓRIA DA DANÇA

7

11

7

35

livros de ensaio

documentários Canteiro de Obras

exposições de fotos

documentários da série Figuras da Dança

Todos os documentários da São Paulo Companhia de Dança são exibidos no Canal Arte 1, Curta!, TV Cultura e Univesp Tv e estão disponíveis no site da Companhia www.spcd.com.br

37 Vinícius Vieira e Daniel Reca de Trick Cell Play


CIRCULAÇÃO DE ESPETÁCULOS

959

17

70

55

espetáculos e performances

cidades do Estado de São Paulo (incluindo São Paulo, Capital)

732.169 Foto: João Caldas

pessoas já assistiram à Companhia

38 Paula Alves em O Lago dos Cisnes

cidades em 14 Estados do Brasil

cidades de 17 diferentes países (Europa, América do Norte, América do Sul e Ásia)


PROGRAMAS EDUCATIVOS

212

palestras de dança

257

38

3

1

5

visitas do projeto meu amigo bailarino

seminário de dança

oficinas de dança

21

aulas abertas

ateliês internacionais de dança

intercâmbios com projetos sociais 39


COMPRA DE ASSINATURAS Assista aos 4 programas da temporada 2020 da SPCD no Teatro Sérgio Cardoso.

Procedimento de renovação, troca e aquisição:

Você pode escolher sua assinatura de acordo com o dia da semana: quinta-feira, sexta-feira, sábado ou domingo.

As renovações, trocas e aquisições de assinaturas deverão ser realizadas pelo site da São Paulo Companhia de Dança www.spcd.com.br ou pelo telefone: (11) 3224-1383. Garanta já o seu lugar.

• 01 a 08 de dezembro de 2019: Renovação de assinaturas;

Como efetuo o pagamento?

• 09 a 15 de dezembro de 2019: Troca de assinaturas; Preços para renovação: Plateia central: R$ 206 | Plateia lateral: R$ 168 | Balcão: R$ 124 • 16 de dezembro de 2019 a 31 de março de 2020: Aquisição de novas assinaturas. Preços para novas assinaturas: Plateia central: R$ 227 | Plateia lateral: R$ 181 | Balcão: R$ 136

40

Pode ser feito pelo cartão de crédito em até seis parcelas. Não são aceitos cartões de débito, cheques, dinheiro, depósitos ou transferências de valores. Como recebo os ingressos? O cartão de acesso personalizado será enviado ao endereço cadastrado no ato da compra, ou retirado na sede da Companhia de acordo com a escolha do assinante. Posso comprar ingressos avulsos? Sim. Você pode comprar ingressos avulsos a partir do dia 06 de abril de 2020 na bilheteria do Teatro Sérgio Cardoso ou pelo site da Sympla (www.sympla.com.br). A meia-entrada é válida para estudantes, aposentados, pessoas acima de 60 anos e moradores do bairro do Bixiga.


Onde serão realizadas as apresentações? As apresentações da Temporada de Assinaturas da SPCD serão realizadas no Teatro Sérgio Cardoso, sempre às quintas, sextas e sábados, às 20h e aos domingos, às 17h. Benefícios: Ingressos com desconto em seu lugar preferido e garantido para todos os espetáculos; Visitas à sede da SPCD para assistir ensaios ou aulas e visitas aos bastidores do teatro, mediante agendamento Por Dentro do Espetáculo Quarenta e cinco minutos antes do início de cada espetáculo, participe de um bate-papo com a direção artística e bailarinos, para saber mais sobre o repertório da noite.

OLHARES DE ASSINANTES “É um orgulho ser assinante desta conceituada Companhia. Parabéns” Por Neusa Rodrigues | Assinantes/email | 25 de junho 2019 “A SPCD é o espelho do trabalho, empenho e dedicação de todos. Nos enche de orgulho acompanhar essa trajetória e ver a evolução que fazem ano a ano. Somos gratos por nos honrarem com o trabalho e dedicação que colocam em cada detalhe: desde a escolha do repertório até a apresentação do último ato no final de cada temporada; do acolhimento ao público na divulgação das novas temporadas e oferecimento das assinaturas, até o encontro no átrio do teatro. É por tudo que está entre essas pontas que vocês se destacam e brilham cada ano mais. Esse prêmio não é apenas merecido, é a justa coroa pelo trabalho de vocês. PARABÉNS! Estamos em pé para aplaudi-los entusiasticamente! ” Por Maria Aparecida de Cicco e Piero Giuseppe Basili | Assinantes/email | 25 de junho 2019 41


MAPA DA PLATEIA | SÉRGIO CARDOSO

42


Foto: Marcos Alonso

43


Foto: Marcos Alonso | Foto de 4 capa: Charles Lima

44


GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO JOÃO DORIA Governador do Estado de São Paulo SÉRGIO SÁ LEITÃO Secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa CLÁUDIA PEDROZO Secretária Executiva de Estado de Cultura e Economia Criativa ORGANIZAÇÃO SOCIAL ASSOCIAÇÃO PRÓ-DANÇA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Presidente | Ricardo Uchoa Alves de Lima Vice-presidente | Paula Theophilo de Saboia Membros | Ana Grisanti de Moura | Ana Maria Diniz | Andrea Sandro Calabi | Celso Curi | Danilo Santos de Miranda | Eduardo Saron | Elisa Marsiaj Gomes | Flavia Regina de Souza Oliveira | Gioconda Bordon | José de Oliveira Costa | Letícia Forattini Martins | Luciano Cury | Rachel Coser CONSELHO FISCAL Presidente | Helio Nogueira da Cruz Membros | Iside Maria Labate Maiolini Mesquita | José Carlos de Souza | Adelino Dias Pinho (suplente) CONSELHO CONSULTIVO Presidente | Rodolfo Villela Marino Membros | Anna Beatriz Galvão | Eduardo Toledo Mesquita | Eric Alexander Klug | Eugênia Gorini Esmeraldo | Fernando José de Almeida | Jorj Petru Kalman | José Fernando Perez | Lygia da Veiga Pereira Carramaschi | Maria do Carmo Abreu Sodré Mineiro | Maria Cristina Frias | Ricardo Campos Caiuby Ariani | Walter Appel

MARKETING Gerente de Marketing | Vivian Schaeffer de Sant`anna

SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA DIREÇÃO Inês Bogéa SUPERINTENDÊNCIA Luca Baldovino | José Galba de Aquino ENSAIO Gerente de Ensaio | Milton Coatti Professor(a) Ensaiador(a) | Igor Vieira, Duda Braz Professor | Lars Van Cauwnbergh Bailarinos | Alan Marques, Ammanda Rosa, Ana Roberta Teixeira, Ana Silva, Artemis Bastos, Beatriz Paulino, Bruno Veloso, Carolina Pegurelli, Cecilia Valadares, Daniel Reca, Diego de Paula, Geivison Moreira, Hiago Castro, João Gabriel Inocencio, Joca Antunes, Kaique Barbosa, Leonardo Pedro, Letícia Forattini, Luan Barcelos, Luciana Davi, Luiza Yuk, Marina Peña, Mateus Rocha, Matheus Queiroz, Michelle Molina, Nielson Souza, Otávio Portela, Paula Alves, Poliana Souza, Renata Peraso,Thamiris Prata, Vinícius Vieira, Yoshi Suzuki Pianista | Rosemary Sandri Pavanelli Assistente de Ensaio e Produção do Educativo | Ana Carolina Florêncio Nogueira PRODUÇÃO Gerente de Produção | Antonio Magnoler Gerente Técnico | Luiz Antônio Dias Produtor | André Souza Assistente de Produção | Renato Tado Oliveira Técnico de Som | Rodolfo Dias Paes Iluminador | Nicolas Marchi Técnico de Palco | Espedito Peixoto dos Santos Camareira | Edmeia A. Evaristo dos Santos

EDUCATIVO E COMUNICAÇÃO Coordenadora | Morgana Lima Assessora de Comunicação | Laís Colombini Diagramador | Rafael Rojas MEMÓRIA Coordenador | Charles Lima Auxiliar Audiovisual | Gustavo Bernardes ADMINISTRAÇÃO Gerente Administrativo-Financeiro | Marcio Tanno Assessora de Direção | Melinda Grienda Sliominas Analista Administrativo-Financeiro | Ana Sarah de Lima Assistentes Administrativo-Financeiro | Carlos Soares, Jeferson de Souza Dias Assistente Contábil | Diego Mendes Martins Arquivista | Priscilla Baptista Casas Auxiliar Administrativo-Financeiro | Ivani Melo Auxiliar de Serviços Gerais | Neide dos Santos Nery Aprendiz | Keith Lopes Nascimento COLABORADORES Consultoria Jurídica | Bolonhini & Carvalho Sociedade de Advogados | Barbosa, Pontes e Gaertner Advogados Contratos Internacionais | Olivieri Associados Contabilidade | Quality Associados Fisioterapia | Clínica Reactive Website | VAD – Projetos Multimídia AGENTES INTERNACIONAIS Meinrad Huber | Ecotopia Dance Productions Guy Darmet | Guypanema Promoções Artísticas Offer Zaks | Oz Productions

FIQUE PERTO DA SPCD São Paulo Companhia de Dança

saopaulociadedanca

/audiovisualspcd

www.spcd.com.br SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA Rua Três Rios, 363 - 1o andar | Bom Retiro | (11) 3224 -1380

spciadedanca


Assista

APOIO

APOIO INSTITUCIONAL

REALIZAÇÃO

Profile for VAD - Estúdio Multimídia

Programa de Assinaturas 2020  

Calendário de espetáculos da Cia de Dança de São Paulo para o ano de 2020

Programa de Assinaturas 2020  

Calendário de espetáculos da Cia de Dança de São Paulo para o ano de 2020

Advertisement