Page 1

ANO I • Nº 07

JORNAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO VILA VELHA • UVV • MAIO/2004

Avaliação Institucional Por dentro do campus: eventos, encontros, publicações

Faça as pazes com a mesa:

Família UVV: Mãe e filha dividem

e informações gerais dos cursos estão no “Em Pauta”

alimentos funcionais ganham espaço

sala de aula e o gosto pelo Direito

Páginas 2 e 3

Página 6

Página 7


EM PAUTA

Novo restaurante da UVV O novo restaurante da UVV já está em funcionamento, tendo à frente ninguém menos que o professor do curso de Gastronomia da UVV e pro-

Engenharia de Produção

Jornal Saber “Saber” é uma publicação interna do Centro Universitário Vila Velha (UVV) Ano I – Número 07 – Maio/2004

Conselho Editorial: Humberto Rosa, Marcello Nunes, Denise Simões Motta, Marinete Francischetto, Giulianno Bresciani, Angela Dantas, Adriana Moura, Jefferson Cabral, Luciana Dantas, Marlene Pozzatto, Cynthia Molina e Maria Luiza de Barros Faria Edição: Gerência de Comunicação da UVV Jornalista responsável: Cintia Dias, registro profissional ES00701JP Textos: Cintia Dias, Francisca Pereira, Simone Patrocínio (8º período de Jornalismo) e Fernanda Rangel (6º período de Jornalismo).

O curso de Engenharia de Produção está às voltas com o Encep – Encontro Nacional de Coordenadores de Engenharia de Produção, que acontece no Estado entre 26 e 28 de maio. O encontro começa com um coquetel e com a troca de experiências entre os participantes. No dia 27, o evento será realizado na CST, em uma integração universidade-indústria. No dia 28, grupos de trabalho sobre graduação e pós-graduação atuarão na UVV. Toda a recepção dos participantes e organização do evento está sendo feita pelo curso de Turismo. O evento conta com o patrocínio da CST, Grupo Águia Branca, Tecmaran e Abepro e apoio da TAM, ES Convention e Findes.

Revisão: Maria Luiza de Barros Faria Fotografias: Simone Patrocínio Projeto Gráfico e editoração: Bios Ltda Fotolitos e impressão: Grafitusa Tiragem: 12.500 exemplares Filiado à

Centro Universitário Vila Velha (UVV) Reitor: Manoel Ceciliano Salles de Almeida Vice-reitora: Luciana Dantas da S. Pinheiro

Jornal Saber

Pró-reitor acadêmico: Paulo Régis Vescovi Pró-reitor administrativo: Edson Franco Immaginário Rua Comissário José Dantas de Melo, 21 Boa Vista, Vila Velha, 29.102-770 www.uvv.br • jornal@uvv.br Tel.: (27) 3320.2001

2

MAIO/2004

III Seminário de Marketing da UVV O curso de Marketing está promovendo o III Seminário de Marketing da UVV e o 1º Encontro Capixaba de Mercadólogos, de 3 a 5 de maio, às 19 horas, no Cineteatro, no campus Boa Vista. Serão discutidos os temas “As oportunidades de negócios no oil business capixaba” e “Estratégias de marketing nos negócios do petróleo”. Haverá ainda um workshop sobre o tema “O profissional de marketing e os desafios do mercado capixaba”, relatos de experiências de mercadólogos formados na UVV e a posse da diretoria do Clube dos Mercadólogos, entidade recém-criada. Informações e inscrições para o evento - que é gratuito e aberto ao público - pelo site da UVV - www.uvv.br.

prietário do Restaurante Il Buon Gustaio, Chef Dinho. Para a escolha do nome do restaurante, acontece um concurso durante o mês de maio. O vencedor vai ganhar quatro refeições. Para participar é só colocar a sugestão em uma urna no restaurante, que funciona de segunda a sexta-feira, das 11 às 14 horas, no Centro de Vivência do campus UVV Boa Vista. A proposta do restaurante é oferecer culinária de qualidade acessível, por apenas R$ 9,90. São oferecidos no almoço seis tipos de pratos frios e dez quentes, com massas de fabricação própria e uso de trigo importado. À noite são oferecidos três tipos de caldo – capeletti, caldo verde e caldo de aipim - a R$ 3,00 a porção.

Atendimento Jurídico Itinerante em Terra Vermelha O curso de Direito vai realizar atendimento Jurídico Itinerante na Escola de 1º Grau Terra Vermelha no dia 8 de maio, das 8 às 14 horas. A atividade, que integra o Projeto “Justiça Comunitária”, do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, beneficiará pessoas com rendimento familiar máximo de até três salários mínimos. Os atendimentos são exclusivos na área de família, maior demanda da região. No local haverá a presença de juiz e promotor designados pelo Tribunal de Justiça, acompanhados pela equipe do curso de Direito, formada por um advogado, 30 alunos do 9º período, um professor orientador e três estagiários do Núcleo de Práticas Jurídicas (Nuprajur).

Novas adesões ao programa voluntário A Acades (Associação dos Distribuino Tosi e Heitor de Avelar Coelho midores do Espírito Santo) e o Jornal A nistram aulas de matemática e IvaGazeta são os mais novos parceiros do nhoé Lemos Ferreira Júnior dará auprograma voluntário de alfabetização las de informática no curso, a partir e profissionalização de jovens e adulde maio. Esta é primeira vez que Lílitos desenvolvido pela UVV. Foram doaan Souza de Almeida atua como prodos pela Acades 90 kits escolares - comfessora, uma experiência que consipostos por bolsa, caderno, régua, cola, dera ímpar. Ela aconselha todos a faapontador, caneta, lápis, borracha e zerem o mesmo. “Saio do trabalho cancaixa de lápis de cor - para os alunos sada, mas vou realizar o trabalho voda comunidade de Boa Vista e adjacênluntário e me sinto outra pessoa, recias, atendidos gratuitamente pelo provigorada”, afirma. grama. Neste semestre, o programa passou a utilizar em sala de aula o Jornal A Gazeta, através do Projeto “A Gazeta na Sala de Aula”. O programa contou ainda com a adesão de quatro alunos do 5º período do curso de Ciência da Computação. Lílian Souza de Almeida, Aryanne MagnaAlunos voluntários

Arranjos produtivos Com o objetivo de desenvolver projetos turísticos nos dez municípios do entorno do Parque do Caparaó, está sendo lançado em Guaçuí o Projeto Arranjos Produtivos do Espírito Santo. O projeto é uma iniciativa do Ministério do Turismo, da UVV Guaçuí e da comunidade. Esse projeto pretende, em dez etapas, atualizar o inventário turístico da região, fazer a sinalização com cem placas dos pontos turísticos, lançar CD Rom com to-

dos os dados turísticos da região, criar logomarca e site, fazer diagnóstico do agroturismo e o seu impacto nos municípios, viabilizar a participação em três feiras nacionais em Alagoas, Minas Gerais e Paraná para divulgar o potencial turístico, realizar cursos de capacitação para recepção do turista, entre outras ações. A contribuição da UVV Guaçuí é no apoio logístico e para a realização de cursos para a comunidade.


Chef Dinho, professor do curso de Gastronomia, dará uma aula demonstrativa de como se comportar à mesa para os alunos do curso superior de formação específica em Comunicação Empresarial e Estratégias em Eventos. “Serão produzidos pratos de entrada, principal e sobremesa e os alunos aprenderão sobre a montagem de uma mesa para um almoço comercial, identificando a posição certa de talheres, pratos e taças, em sua seqüências adequadas”, conta. A aula vai contar com o auxílio dos 27 alunos do 1º período de Gastronomia e será realizada no dia 21 de maio, no laboratório de Nutrição.

A importância do Fundap A coordenação do curso de Logística Empresarial da UVV vai promover a palestra “A Importância do Fundap no Segmento Logístico no Estado do Espírito Santo”, no dia 20 de maio, às 19h, no anfiteatro da UVV. O palestrante será Luiz Paulo Marinho Vianna, consultor da área de logística.

Diretoria de Relações Corporativas A UVV criou a Diretoria de Relações Corporativas para desenvolver ações e projetos voltados especialmente ao segmento corporativo. O titular é Jefferson Cabral, que atuava na Diretoria de Marketing, que foi extinta e cujas atribuições foram transferidas para a Gerência de Comunicação, cujo responsável é Cintia Dias. O trabalho da nova Diretoria envolve formatação de projetos para educação corporativa provenientes de diagnósticos realizados junto ao setor produtivo. “A aproximação entre a academia e o meio empresarial coloca a UVV em posição de quebra do velho paradigma, em que o binômio era considera-

do incompatível”, diz o diretor. Outro trabalho importante será a viabilização, em conjunto com o Centro Universitário, de projetos nas áreas de extensão e pesquisa.

Jornada Científica A II Jornada Científica da UVV será realizada nos dias 27, 28 e 29 de outubro, com o tema “Pesquisa, comunidades e desenvolvimento sustentável no Espírito Santo: o desafio do século XXI”. “Queremos oportunizar nesse evento não só aos alunos e professores, mas em especial aos egressos dos cursos da UVV, a chance de apresentar os seus

Inscrições abertas na Pós da UVV Ainda há tempo para participar da Pós-graduação da UVV. Estão abertas as inscrições para as últimas vagas de três cursos com início previsto para maio: MBA Gestão de Empresas de Mídia, Engenharia de Materiais, em convênio com a Ufop (Universidade Federal de Ouro Preto) e o inédito Engenharia de Produção. Vinte cursos estão em andamento, com 673 alunos, sendo 300 iniciantes. O recorde

VII Encontro de Zootecnia da UVV

ficou por conta do curso MBA Gestão Empresarial, com duas turmas formadas de 40 alunos, além de 30 alunos em lista de espera. Para a coordenadora da Pós-graduação, Denise Simões Motta, o sucesso dos cursos confirma a pesquisa realizada entre formandos no ano passado. “Os alunos sinalizaram interesse para a área de negócios, o que reflete a consolidação desse tipo de curso”, analisa.

Farmácia-escola da UVV

trabalhos de conclusão de curso, para que continuem participando das atividades científicas da instituição”, ressalta a coordenadora de Pesquisa da UVV, Renata Diniz. Na I Jornada Científica, em 2002, foram inscritos 492 trabalhos, sendo que 249 foram aceitos e 173 apresentados em forma de simpósios, comunicações e pôsteres.

O curso de Zootecnia da UVV vai promover o VII Encontro de Zootecnia no dia 13 de maio, das 7h às 11h30min e das 14h30min às 17h, no cineteatro da UVV, no campus Boa Vista. O evento é uma das atividades comemorativas pelo Dia do Zootecnista (13 de maio). Além desse encontro, também estão programadas outras atividades, como palestras e minicursos. Informações no telefone 3320-2075 e no site www.uvv.br.

Revista Marketing em Ação O terceiro número da Revista “Marketing em Ação”, publicação científica do curso de Marketing, deve ser lançado em maio, com a distribuição gratuita de mil exemplares. A novidade é a inclusão de cases capixabas elaborados pelos alunos em oficina de orientação ministrada pela professora Cristina Dadalto. Os trabalhos são selecionados pelos editores da Revista, Renato Miranda, Giuliano Bresciani e Tânia Canabarro.

Ginástica Rítmica

A UVV celebrou convênio com a Ima-

gatório do 5º ao 8º período, quando têm

A professora do curso de Educação

far visando a criação da farmácia-esco-

a oportunidade de conhecer todo o pro-

Física da UVV, Mônika Queiroz, vai para

la, onde alunos realizam estágio obri-

cesso de manipulação e atendimento ao

Paris acompanhar a ginasta do projeto

cliente. A farmácia-escola envolve en-

UVV de Ginástica Rítmica (GR) Ana Pau-

tre 40 e 50 alunos somente neste se-

la Ribeiro, que disputa, de 6 a 9 de

mestre. Cada aluno cumpre 80 horas/

maio, o Torneio de Corbeille Essones,

aula, orientados pelos professores

com atletas da elite mundial, compos-

Eduardo Roberto Cole e Mônica Lacer-

to pelas duas melhores atletas de GR

da. “O fato de ter convênio com uma

em cada país. Em sua última viagem à

farmácia conceituada no mercado faci-

Europa, Mônika atuou como árbitro no

lita o aprendizado do aluno, além de

evento teste para as Olimpíadas, sendo

dar a oportunidade de conhecer a rea-

a única representante da arbitragem do

lidade do mercado de trabalho”, afirma

Brasil. A confirmação de sua participa-

o coordenador do curso de Farmácia,

ção nas Olimpíadas de Atenas está pre-

Tadeu Uggere.

vista para maio.

Ciclo de debates O curso de Direito da UVV promove, de 10 a 14 de maio, entre 19 e 21 horas, o ciclo de debates “Segurança Pública: efetividade da lei penal”. O evento, com carga horária de 16 horas, acontece no Cineteatro, no campus Boa Vista. “O evento visa motivar a reflexão sobre o fato de que o crime no Brasil é uma rede secular tecida entre poderes públicos e classes sociais. O momento parece-nos apropriado para debater a efetividade da lei penal face à (in) segurança pública na atual conjuntura”, esclarece a coordenadora do Núcleo de Atividades Complementares do curso de Direito (Nuac), Patrícia Merlo.

MAIO/2004

3

Jornal Saber

Almoço demonstrativo


CAPA ESPECIAL

Linha direta com a UVV Além de ser mais uma ferramenta para conhecer a instituição, a Avaliação Institucional auxilia na correção dos pontos fracos e na manutenção e melhoria dos pontos fortes Fernanda Rangel e Simone Patrocínio

A UVV aplica a avaliação institucional desde 1995, quando ainda nem era

Jornal Saber

exigida pelo MEC

Rachel Baião Duemke

4

MAIO/2004

Avaliar a instituição é garantir um nível de qualidade sempre superior através de uma monitoração séria e periódica. A avaliação institucional é uma exigência do Ministério da Educação (MEC), mas a UVV a aplica desde 1995, quando ainda não era obrigatória. As primeiras avaliações eram simples e generalizadas; mas, com a criação da Comissão Permanente de Avaliação Institucional (Copai), passou a ser mais específica e estratégica. Em 2001, foi criada a Diretoria de Planejamento e Ensino (DPE), que se tornou responsável pela avaliação. De acordo com Rachel Maria Baião Duemke, membro da Diretoria de Planejamento e Ensino (DPE), o questionário é aplicado aos alunos, aos professores e aos coordenadores, além da avaliação feita entre os ingressantes na instituição. O questionário do aluno é dividido em duas partes. Na primeira o aluno avalia a coordenação, os professores, a gestão acadêmico-administrativa, a estrutura física/instalações, os demais departamentos da UVV e a missão institucional. Na segunda parte, o aluno avalia a atuação dos professores em sala de aula no aspecto didático. O professor avalia o curso, a coordenação, a estrutura física/ serviços, as turmas (participação, comportamento, conhecimentos básicos e rendimento), e faz uma auto-avaliação sobre desempenho e participação. O coordenador faz uma avaliação do projeto pedagógico (se está dentro das diretrizes curriculares do MEC), da grade curricular, da própria coordenação, e avalia a interdisciplinaridade, o acompanhamento do curso e do aluno e a prestação de serviços dos outros setores da instituição. A avaliação feita pelos alunos que ingressam na UVV é realizada em época diferente, e objetiva conhecer o perfil, a escolaridade, as características sócio-econômicas e culturais do ingressante, sua opinião sobre a recepção dos calouros e a imagem que possui da UVV. A avaliação é aplicada uma vez por ano, sempre no mês de maio – exceto para os ingressantes. “O mês foi escolhido

Prof. Nilton Dessaune porque não tem o tumulto do início das aulas e nem do término do semestre”, explica Rachel. Ainda de acordo com ela, o formulário é preparado pela DPE, assim como a tabulação e a análise de dados; e a avaliação é aplicada num prazo médio de três dias. O processo envolvendo da avaliação até o resultado dura cerca de 40 dias, quando, então, é apresentado aos mantenedores e a diretoria. Cada coordenação recebe seus dados específicos e fica responsável pela divulgação dos resultados para os professores e alunos, além de retornar para a DPE um relatório com sugestões de melhorias, o qual será repassado aos diretores e mantenedores. Através da medida provisória nº 147, de

15/12/2003, o MEC instituiu a obrigatoriedade da criação da Comissão Própria de Avaliação (CPA). A comissão é composta por um presidente e por um representante da comunidade civil, ambos designados pela direção da instituição; e por um representante da mantenedora, indicado pela mesma. A comissão é formada ainda por um representante do corpo técnico administrativo, um representante dos coordenadores de curso, por dois representantes do corpo docente e um representante do corpo discente, todos indicados pelos seus respectivos pares. A comissão da UVV já está sendo formada e em breve será nomeada pelo reitor.

Índice de satisfação (%) Fonte: Avaliação Institucional 2003

Sim Em parte

Não


“É a chance de o aluno pedir mudanças”, Rodrigo Lopes

Algumas mudanças realizadas a partir da Avaliação Institucional

Melhorias motivadas pela avaliação

Melhorias

Foi viabilizada a impressão de boletos via internet. Foi implantada a matrícula on-line. Foi planejado o bicicletário, que funcionará próximo à nova portaria.

principais objetivos da Avaliação Institucional. Assim, a opinião tanto dos alunos, quanto dos professores e da coordenação ajuda a melhorar os serviços que a instituição oferece. Quando os pontos falhos são levantados após a avaliação, a UVV procura corrigi-los, bem como procura manter os pontos positivos para garantir a qualidade da própria instituição. Responder com consciência a todos os itens da Avaliação Institucional é imprescindível para um aproveitamento acadêmico de qualidade. Aluno, esse é um direito seu de expor suas opiniões; portanto, cumpra-o de forma profissional. No final, o maior beneficiado será você.

Opinião Na visão dos estudantes, a avaliação é uma ótima oportunidade para propor melhorias e analisar a qualidade do ensino oferecido. “Acho muito importante a avaliação e faço questão de responder. Já tive a oportunidade de responder três vezes. É a chance de o aluno pedir mudanças”, comenta Rodrigo Lopes, aluno do 5º período do curso de Ciências Biológicas. Para a estudante do 7º período do curso de Educação Física, Vanessa Regiane, a avaliação deve ser usada pela instituição como uma ferramenta para ajudar a resolver problemas e não apenas fazer

parte da rotina. “É importante que a instituição atenda aos pedidos dos alunos e não deixe apenas no papel. Como não fico sabendo do resultado da avaliação, não consigo identificar as mudanças que são solicitadas pelos alunos”, explica. Luciana Dantas, vice-reitora, explica que os resultados específicos dos cursos podem ser obtidos na coordenação e os resultados gerais da instituição serão transmitidos pelo Jornal Saber. “A coordenação é responsável por passar os resultados para os professores e alunos. Quem tiver interesse em obter os resultados pode procurar a coordenação”, explica. “Os resultados obtidos na avaliação sobre os demais setores da UVV serão divulgados através do Jornal Saber”, acrescenta.

Foram realizadas melhorias do trânsito e dos estacionamentos, com implantação da rotatória e de espaços específicos para desembarque das vans. Estão previstas novas melhorias nessa área. Foi conseguido um aumento nas linhas de ônibus e a implantação de um ponto de ônibus em frente à nova portaria da UVV. Foram cedidas pela UVV duas bicicletas para serem usadas pelos policiais, facilitando a ronda na região. Foi construída uma nova passarela para acesso ao Núcleo de Atendimento, Cineteatro e laboratórios da Unidade Acadêmica III. Foi implantada a comunicação via radiocomunicadores para facilitar os contatos entre vigilantes da UVV e do Biopráticas com policiais militares. Houve aumento de policiais militares atuando no entorno da UVV.

Jornal Saber

Muitas melhorias foram conseqüências da Avaliação Institucional, entre elas, a reorganização do estacionamento da Unidade Acadêmica II (prédio rosa); o alargamento dos caminhos dentro do campus; maior segurança no acesso a UVV; ampliação do estacionamento do Biopráticas; aumento no número de funcionários na secretaria; criação do núcleo de atendimento ao aluno; aumento do horário de atendimento da biblioteca; a criação do cargo de secretária para cada curso; e a reorganização do trânsito perto da instituição. Desde 2003 um novo item ingressou no conteúdo dos questionários para saber se os professores e os alunos receberam o resultado das avaliações anteriores. “A avaliação é importante para melhorar a qualidade do ensino e da instituição”, afirma o diretor de Graduação, Nilton Dessaune Filho. “Todos os alunos presentes no dia da avaliação respondem ao questionário - cerca de 90%”, acrescenta. “Nota-se uma preocupação dos professores em participar dos cursos oferecidos pela DPE (metodologia do ensino superior), além de orientações individuais. A adesão dos professores é muito boa em relação aos cursos de capacitação oferecidos pela UVV”, afirma Rachel. O professor do curso de Psicologia da UVV, Arion Carlos Ribeiro de Oliveira, trabalha na instituição há quatro anos e acredita que o resultado desse processo é válido pelas mudanças que gera. “Eu acho que a instituição deveria fazer também uma Avaliação do Clima Institucional – relações interpessoais, percepção e grau de satisfação, por exemplo”, sugere Arion. Levantar dados que retratem a realidade e orientem os gestores da instituição na tomada de decisões são os

Foi iniciada a obra de expansão da Biblioteca Central.

MAIO/2004

5


DE BEM COM A VIDA SAÚDE

Mais saúde na mesa Além da função original de nutrição, os alimentos funcionais prometem também ajudar na prevenção e tratamento de doenças Simone Patrocínio

“Os alimentos funcionais não podem ser confundidos com remédios”, Daniela Melhem

Alimentos funcionais: Soja Tomate, peixes e óleos de peixe Alho Cebola Frutas cítricas Chá verde Uvas e vinhos tintos Cereais Brócolis

Jornal Saber

Couve de Bruxelas Repolho Prebióticos e Probióticos (Fonte: Nutricionistas – Juliana Couto Gava e Daniela Melhem)

6

MAIO/2004

Seguindo a mais nova tendência mundial do setor alimentício, ganha mercado no Brasil um novo conceito de nutrição no qual os alimentos não servem apenas para matar a fome e fornecer energia ao organismo. Eles desempenham funções terapêuticas na prevenção de doenças. São os chamados alimentos funcionais, que contêm, em sua composição, substâncias capazes de alterar funções do corpo humano. A nova opção de alimentação começou nos anos 60, quando surgiram os primeiros estudos que comprovaram que a gordura e o açúcar faziam mal à saúde. A partir daí, as pesquisas não pararam mais. Entre os inúmeros alimentos funcionais estão a soja, o iogurte e o leite fermentado. Esses alimentos foram temas de trabalhos de conclusão de curso das alunas Juliana Couto Gava e Daniela Melhem, do curso de Nutrição da UVV. Elas pesquisaram sobre a atuação dos alimentos no organismo do homem e a conclusão não poderia ser outra. “Todas as pesquisas mostram que os alimentos funcionais agem com eficiência em prevenção de várias doenças, mas em conjunto com uma vida saudável”, comenta a nutricionista Juliana Couto Gava. No caso da soja, os benefícios são inúmeros, a começar pela terapia de reposição hormonal. “Quando a mulher se submete à reposição hormonal, não sendo através da soja, ela está sujeita a desenvolver células cancerígenas, uma vez que os hormônios, por serem ‘fortes’, podem ativar as células. Com a soja, o risco de desenvolver câncer diminui porque as isoflavonas (hormônio da planta) têm uma

Daniela e Juliana estudaram os alimentos funcionais

ação mais ‘leve’ no organismo”, explica Juliana. Mas não é só em tratamento de reposição hormonal que a soja ajuda. Câncer de mama, de colo de útero, diabetes e até arteriosclerose podem ser prevenidos com a soja. “É importante ressaltar que só há êxito no tratamento com alimentos funcionais quando a pessoa, além de ter uma alimentação saudável, também tem hábitos saudáveis como não beber, não fumar e realizar atividades físicas”, alerta Juliana. Os probióticos, encontrados em leite fermentado, iogurtes e leites com probióticos, podem ser utilizados em tratamentos para prevenção de doenças alérgicas, redução do nível de colesterol, e intolerância a lactose, uma vez que ajuda na digestão. “Pessoas que são submetidas a tratamentos com antibióticos estão sujeitas a sofrer um desequilíbrio da flora intestinal, mas os probióticos podem ajudar na prevenção desse desconforto abdominal”, explica Daniela Melhem. Esse componente também ajuda as pessoas, ao diminuir o risco de manifestação de alergias.

Em sua pesquisa, Daniela buscou informações sobre a ação dos probióticos no organismo, dando enfoque à utilização na prevenção de doenças. “Pelo fato de o tema ser novo, tive dificuldades para conseguir material, mas o que encontrei foi o suficiente para comprovar que os alimentos funcionais, no caso os probióticos, são eficazes quando usados para prevenir algumas doenças”, comenta a nutricionista. “Mas é importante que os probióticos estejam inseridos na alimentação diária e com equilíbrio”, acrescenta. Segundo o professor e doutor em Ciência e Tecnologia de Alimentos, Delcio Sandi, do curso de Farmácia da UVV, é difícil estimar o número de alimentos funcionais já descobertos no mundo, pois “cada país apresenta diferentes legislações sobre o que é alimento funcional. Atualmente existem cinco segmentos do setor alimentício onde se podem encontrar alimentos funcionais: bebidas, produtos lácteos, produtos de confeitaria, produtos de panificação e cereais matinais”, conta. Os efeitos dos alimentos funcionais não são percebidos apenas na saúde, já que o mercado mundial desses alimentos, em 1999, movimentou aproximadamente 30 bilhões de dólares. Para o ano de 2004, a expectativa é otimista. Acredita-se que este mercado movimente cerca de 55 bilhões de dólares. “No Brasil, para ter uma idéia, em setembro de 2003 havia 88 alimentos registrados na Anvisa com o pedido de alegação funcional, mas apenas alguns foram aprovados”, destaca o professor Delcio Sandi.


PROVA DOS NOVE PERFIL DO MÊS

Universidade Tamanho Família Colega de turma da filha, Solange mostra que nunca é tarde para se fazer o que gosta. Ela divide sua atenção com a faculdade e a família, mas procura fazer do próprio tempo o seu grande aliado

Solange Cristina Nascimento de Melo e Sabrina Nascimento de Melo são colegas de turma. Notou a semelhança dos sobrenomes? Pois não é mera coincidência. Solange é mãe de Sabrina, e ambas cursam o 2º período de Direito na UVV. De acordo com Sabrina, sua mãe pretendia fazer o curso mais tarde, mas ela insistiu na idéia e a incentivou: “Por que não agora?”. Deu certo! As duas fizeram vestibular na mesma sala, e juntas continuam até hoje. “Os nossos colegas de turma acham o máximo porque nunca viram mãe e filha estudarem na mesma sala, e se darem tão bem assim”, conta a filha. Solange trabalhava como juíza arbitral e sempre gostou da área de Direito, até que aceitou o incentivo da filha e resolveu cursar a sua verdadeira paixão. Para a “mãezona”, é ótimo acompanhar a filha nos estudos, compartilhar os trabalhos de faculdade e par-

tilhar do estresse em época de provas. Como Sabrina está na adolescência, a aproximação entre as duas se tornou mais intensa por estudarem na mesma sala: “Nós nos tornamos mais amigas”, explica. Sabrina concorda com a mãe – “nós nos apoiamos e nos ajudamos sempre”. Nos trabalhos em grupo, elas permanecem juntas, e nenhum professor faz questão de separá-las. Solange se dedica à faculdade e à família em período integral – “mas a família, por si só, absorve muito tempo”, assume. Quem acha que essa situação é um mar de rosas, está enganado. Como tudo na vida tem dois lados, as desvantagens existem. “Eu enxergo minha filha como filha mesmo, e não como colega de sala; por isso me sinto na obrigação de exigir muito dela”, explica Solange; e Sabrina complementa: “A cobrança com relação à responsabilidade nos estudos é maior”. Apesar de não poder ‘matar aula’ (brinca), a filha não se sente vigiada;

mesmo porque as vantagens superam essas pequenas diferenças de pensamento. Não só mãe e filha estudam na instituição. O marido de Solange, Eduardo Martins de Melo, e o filho, Eder Fagner Nascimento de Melo, também fazem graduação na UVV. O que é mais curioso? Os dois também cursam Direito – à tarde e à noite, respectivamente. As conversas nos almoços em família sempre acabam num único tema: Direito, é claro! “Minha mãe sempre puxa o assunto. Ela está sempre se aprofundando nessa área e a troca de informações é inevitável, assim como a troca de pesquisas e materiais didáticos”, conta Sabrina. Família que estuda unida permanece unida, “como sempre foi”, completa Solange. Mais do que mãe na universidade e uma família de futuros profissionais do Direito: essa é uma família UVV.

O Direito é o tema mais cotado nos almoços da “Família UVV”

Sabrina Estilo de musica... Hip Hop e Trance Um filme... Mais velozes e mais furiosos Ultimo livro que leu... As mentiras que os homens contam Um lugar... Meu quarto Cor preferida... Branca Comida preferida... Strogonoff e Lasanha Gosto de... Ver filmes Tenho a mania de... Sorrir O que a deixa feliz... Sempre conseguir o que quero Uma mensagem: Perdoa a teus inimigos: nada os chateia tanto! (Oscar Wilde)

Solange Estilo de música... MPB Um filme... A confissão Último livro que leu... Direito Civil (parte geral) Um lugar... Minha casa Cor preferida... Azul Hobby... Pintar Gosto de... Estar com a natureza Minha maior riqueza é... Minha família O dia mais feliz da minha vida... O nascimento de meus filhos Uma mensagem: Afaste-se de pessoas negativas e pessimistas.

MAIO/2004

Jornal Saber

Fernanda Rangel

7


VITRINE UVV CLASSIFICADOS WWW.WEBCURSOS.COM - Cursos de Idiomas e Capacitação Profissional ON LINE.A partir de R$ 5,00. Falar com Priscila Camara da Silva. (27) 3262-1913

Compro livro de anatomia animal I, Atlas. Falar com Raphaela Gomes de Carvalho. (28) 3229-0470 ou cowgirlrafa@bol.com.br

Tradução! Inglês-Português. Inclusive textos e artigos científicos!. Falar com Perla Akiyama Ribeiro. (27) 8811-2446

Vendo livros de Economia. Falar com Flavia Karina Galvão. (27) 3345-4525 ou 9932-8540

Faça sua limpeza de pele e uma massagem relaxante. Falar com Adriane Laurett Souza. (27) 8801-8430 ou 3219-1834 Aulas particulares de bioquímica/histologia/citologia. Falar com Marina Medici Loureiro Subtil. (27) 33195671 ou 3267-2301

IMÓVEIS República para Moças, próximo à UVV. Falar com Luana Oliveira Loss. (27) 3339-2761 ou 9992-9669 Procuro pessoas para dividir apartamento. Falar com José Matos de Souza Filho. (27) 8803-5189

CELULAR Vendo Bateria para Celular LG 110. Nova, na caixa, com nota. 40,00. Falar com Brunno Cezar Lamberti Marques. (27) 3299-7069 ou 3319-2218 Vendo celular Motorola V 120 em perfeito estado por 150,00; pagamento à vista em dinheiro. Falar com Marcos Vilaça da Fonseca. (27) 3389-0992 ou 9298-7781

Transporte universitário, para Vila Velha até Campo Grande. Falar com Lívia Poltronieri de Vasconcelos. (27) 3369-8123 ou 8111-2939

Vendo livros de parasito e micro veterinária.O melhor preço. Falar com Carolina Queiroz Reuter Motta. (27) 3345-0314 ou 9989-7001

VEÍCULOS Vendo Uno 97/98 completo, com gás 16 mts R$ 10.000,00. Falar com Osvaldo Maturano. (27) 3391-2032 Moto CG 125/Prata, ano 02 / part. elétrica c/ 11mil rodada, super nova, s/ dívida. Falar com Gleid Nara Lodi do Lago. (27) 3219-7104 ou 9949-4585

INFORMÁTICA

DIVERSOS

Alugo chalé em Pedra Azul. Piscina, lago, rest, lareira, etc. Excelente para lua de mel. Falar com Magali Rodrigues Flora. (27) 3340-1371

Vendo computador Pentium 4 - R$ 500,00, em dinheiro e à vista. Falar com Lázaro Rodrigo Cipriano. (27) 3336-1428

Procura-se moça, q estude/ trabalhe para dividir apto, Vitória (ótima localização) URGENTE. Falar com Gabriella Nice Bonatto. (27) 9928-9907

Vendo uma placa mãe SOYO SY-K7VTAPRO off board Supports AMD Duron Thunderbird e Athon Xp. Falar com Audifax Silva Barbosa. (27) 9958-7956 ou 3389-3177

SERVIÇOS

Câmeras digitais várias marcas e modelos. Ex.: P72 - R$1150,00 / P92 - R$ 1400,00. Falar com Bruno Azoury Nacari. (27) 9955-8629 ou 3227-4237

Vendo bodyboard kit completo da BZ redley novíssimo, por R$ 250,00. Falar com Silvia Cristina Alves Messias. (27) 3349-7127 ou 8801-7867

Vendo dois pentes de memória RAM 256mb Dimm. Vendo somente as duas por R$ 280. Falar com Augusto Cesar Martins Pereira. (27) 3229-6391 ou 9922-3839

Vendo lindos filhotes de Beagle, bi e tricolores. Falar com Laila Dantas Martins. (27) 3389-0884 ou 9291-7098

Aula particular de Estatística (aplicada em quaisquer áreas). Preços especiais para grupos. Falar com Belcristi Gurgel de Amorim. (27) 33379550 ou 9994-5571

Vendo bateria c/ vibracall (NOKIA série 5100, 6100), nova. Falar com Regina Fundão de Faria. (27) 3227-6539

Recebo encomenda de bombons, salgados, tortas, tábuas de frios. Falar com Suzana Correa Soares Aguiar. (27) 3325-6110 ou 9968-5303

Aparelho Nokia 2280, lacrado na caixa, nenhum uso. Acompanha nota e garantia do fabricante. Falar com Renan Barbosa Debarry. (27) 3349-9696 ou 9942 - 1807

Criação de anúncios, folders, cartazes e etc. Serviços de qualidade e baixo custo. Falar com Leonardo Jean Gagno Xavier. (27) 3340-5333 ou 9928-5914

Vendo celular Nokia 5125 com um ano de uso, manual e nota fiscal (na caixa). Falar com Luciana Silva Barcelos. (27) 3319-4534 ou 9973-1300

Desenvolvimento de sites, preços sob análise. Hospedagem por R$ 15,00/ mês (30MB e ASP). Também vendo Velox!. Falar com Vinicius Gusmão Silva. (27) 9906-3536 ou 3289-6642

Vendo celular da Oi C45 seminovo, na caixa com manual, 2 faces. Falar com Patrick Siqueira Merklein. (27) 3336-0724 Vendo carregador, cabo p/ transferência de dados e fone celular Siemens C45. Falar com Gisele Macedo Pimentel Trindade. (27) 8116-6254

Fax Modem,US Robotics 3COM 56k, novinha R$ 100,00, troco por placa de rede 3COM +dinheiro. Falar com Augusto Cesar Martins Pereira. (27) 3229-6391 ou 9922-3839 Vendo Filmadora, Color LCD3", 2 baterias, carregador, controle remoto, cabos, bolsa por 900,00. Falar com Lennon Moraes Onofre. (27) 9944-9177

Vendo um guarda-roupa marfim pequeno, seminovo, 3 portas com divisórias e 2 gavetas. (R$ 160,00). Falar com Michelli Agostinho Batalha. (27) 3340-7189 ou 9956-4793 Compro adipômetro usado ou novo com bom preço. Falar com Rodrigo Franco Firme. (27) 3249-9640

Procuro documentos perdidos dentro da UVV em 2003 (identidade, habilitação, CPF). Se alguém tem conhecimento, por favor, me ligue. Recompenso! Falar com Cristiano Pereira Moulin. (27) 3329-9464 ou 9946-2156 Vendo bicicleta ergométrica, novinha, com nota fiscal!. Falar com Valeska Lima de Oliveira Mozer. (27) 81113929 ou 3339-2939

LIVROS E REVISTAS

Estou vendendo estúdio fotográfico completo. Muito barato e novíssimo. Falar com Francisleny Karla Talhate de Souza. (27) 3349-0568 ou 9292-4533

Marque a sua presença na Web e amplie os seus negócios. Crie o seu site conosco! Ligue!. Falar com Jaise Suave. (27) 3329-7461 ou 9968-4014

Vendo 1 livro de Direito Penal Vol.1 do Prof. Damásio de Jesus. Falar com Leyder Lauer. (27) 9907-3353 ou 3323-5301

Vendo bicicleta norueguesa XTC com duplo amortecedor Valor R$ 1.200,00. Falar com Maxwell Motta da Silva Lamas. (27) 9922-7678

Não perca!!!Produtos Natura com preços antigos ou com descontos. Falar com Simone Costa dos Anjos. (27) 3329-8649 ou 8804-8649

Gostaria de comprar o livro de anatomia humana para medicina ou o Atlas!!!!!. Falar com Marianna Lemos Coutinho. (27) 3337-3748 ou 9997-8289

Vendo um quimono de Karatê, da marca Meikiô, tam.4. Ótimo estado. Falar com Josi de Oliveira Vieira. (27) 3361-6359 ou 9968 - 9618

BIBLIOTECA Artigos de revista / capítulos de monografias / teses preço por pedido, até 25 páginas (em unidade SCAD*)

Jornal Saber

Novas parcerias A Biblioteca Central da UVV, através da assinatura em 03/03/2004, de um “Protocolo de Cooperação”, tornouse uma Unidade Participante da Rede de Informação em Ciências da Saúde coordenada pela BIREME (Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde). As Unidades Participantes são Bibliotecas na área da Saúde (Hos-

8

MAIO/2004

pitais, Universidades, Faculdades) sem fins comerciais que, através de um Convênio participam da Rede. Com a assinatura deste convênio passamos a ter um desconto no preço dos artigos solicitados através do SCAD (Serviço Cooperativo de Acesso a Documentos). Os novos preços estão em vigor desde 24/03/2004.

Usuários Individuais Usuários Institucionais

Bibliotecas Unidades Participantes

Bibliotecas Centros Cooperantes

correio

1 scad (=R$6,00)

1 scad (=R$5,50)

1 scad (=R$4,00)

Ariel

1 scad (=R$6,00)

1 scad (=R$5,50)

1 scad (=R$4,00)

(*) SCAD é a unidade de preço do serviço e seu valor varia de acordo com a categoria do usuário.

Professores, pesquisadores e alunos interessados em conhecer a BIREME podem acessar: www.bireme.br (homepage). Bases de dados e manual do usuário: www.bireme.br/bvs/P/pbd.htm. Informações sobre o serviço, preços: http://scad.bvs.br/html/pt/home.html

jornal saber 07  

jornal saber 07