Page 1


2


3


Ano III – N0 17 Presidência AmoRio2: Presidente de Honra: Dr. Carlos Fernando de Carvalho Presidente Executivo: Sr. Alexandre Amaro Vice-Presidente: Sr. Alexandre Assis Conselheiros Comunitários: Resid. Alsácia Lorena: Renan da Silva Moraes Resid. Borgonha: Marcos Leandro G. Novaes Resid. Bretanha: Nelson Orlando Neto Resid. Cote D’Azur: Paulo Batista Resid. Fontana di Trevi: Luis Silva Resid. FrontLake: Paulo Reis (tercerizado) Resid. Gênova: Tânia Mara Viana Gaeta Resid. Green 1.000: Xisto da Silva Mattos Resid. Green 2.000: Alexandre de Assis Resid. Green 3.000/4.000: Marcelo Magaldi Resid. Normandie: Sueli Meyer Resid. Provence: Agostinho Teixeira Resid. San Remo: Rosa Barbosa Resid. Sardenha: Nelson Bacellar Resid. Sicília: Luiz Fernando da Cunha Matos Resid. Verano: Luiz Henrique Flitz C. da Silva (Málaga) Andreson Batista (Ibiza/Mallorca) Antônio Rodrigues (Termoli) Roney C. das Neves (Grimaldi) Angêlo Rodrigo Rodrigues (Capri) Leonardo Senna Gomes (Marbella) Jader Bastos Cortês Pereira Águilas (Palma) Resid. Verona: José Heber Conselheiros Fiscais Efetivos: Resid. Bretanha: Ricardo Henrique Resid. San Remos: Jorge Pereira Resid. Sardenha: Nilson Abreu Síndicos dos residenciais: Resid. Alsácia Lorena: Renan Da Silva Moraes Resid. Borgonha: Marcos Leandro G. Novaes Resid. Bretanha: Alexandre Monteiro Da Silva - Bl. 01/507 Resid. Cote D’Azur: Cláudio Ferreira Cabizuca - Bl. 01/ 901 Resid. Fontana di Trevi: Luis Silva - Bl02 Apt 710 Resid. Front Lake: Paulo Reis (Terceirizado) Resid. Gênova: Tania Mara Viana Gaeta Resid. Green 1.000: Xisto Da Silva Mattos Resid. Green 2.000: Alexandre de Assis Resid. Green 3.000/4.000: Marcelo De Souza Medeiros Resid.Normandie: Sueli Meyer - Bl.01/810 Resid.Provence: Marilza Dantas Barroso - Bl01 Apt 207 Resid. San Remo: Ligia Moura - Bl.02/603 Resid. Sardenha: Nilson Abreu - Bl.02/603 Resid. Sicília: Julio César Pereira Werneck - Bl.02/903 Resid. Verano: Julio Reis (Protel) Resid. Verona: Janete Marília da Silva Do Verano: Cond. dos Edifícios Ibiza e Mallorca Residence Service: Andreson R. Batista (601 Ibiza)

Cond. do Edifício Marbella Residence Service: Antonio Milesi (1110 - Marbella) Cond. do Edifício Termoli Residence Service: Antonio Rodrigues (104 - Termoli) Cond. do Edifício Grimaldi Residence Service: Pedro Monteiro (1203 - Grimaldi) Cond. do Edifício Capri Residence Service: Luiz Claudio Borges (809 Capri) Cond. do Edifício Málaga Residence Service: Danuza Sant’anna Marinho (1109 Málaga) Cond. dos Edifícios Palma e Águilas Residence Service: Leonardo Willis Fernandez (708 Palma) AmoRio2: Diretor Geral: Aécio do Nascimento de Souza Coord. Transporte: Alexssandre Fernandes de Lima Coordenador de Finanças: Jayme Luiz Mesquita Neves Sup. Transporte: Pedro Aleixo Maia Coordernador de Infraestrutura: Artur Vaz Coordernadora Administrativa: Deyse Moreno Analista de Qualidade: Marcia Abrahim Costa Central de Atendimento: Elizângela Cristina Monteiro da Silva e Elson Vicente Alves AmoRio2 Rua Bruno Giorgi, 114 – sala 225 Barra da Tijuca CEP. 22775-054 Tels.: (21) 3082-2073/ 2421-3683 Revista Rio2 é uma publicação

Diretor-Executivo Paulo Roberto Mesquita Diretora Administrativa Rebeca Maia Comercial (21) 3471-6799 | 3164-9664 | 7887-8284 comercial.revistario2@yahoo.com.br Editora-Chefe e Diretora de Criação Tereza Dalmacio | terezadalmacio@globo.com Repórteres Cristiano Kubis Leandro Lainetti Stephany Muzi Produção Camila Alves Fotografia Juliana Castro Natália Moraes Revisão Tatiana Lopes Diagramação e Direção de Arte Riane Tovar Direção de Arte Sebá Tapajós Estagiária de Design Rachel Sartori Avenida Armando Lombardi, 800, sala 238 - Barra da Tijuca Rio de Janeiro – RJ – CEP: 22640-906


Um lugar para chamar de seu

H

á quem diga que as coisas mais simples são as mais especiais da vida. Há também uma corrente que afirma que menos é mais. Desejos e sentimentos que nossos avós já apreciavam. A vida calma, a vida que segue no encontro com amigos, na segurança de brincar na rua, na conversa de calçada. Hoje o nome pra isso é outro, qualidade de vida, mas é igualzinho. E poder ter esse gostinho de antigamente vivendo numa metrópole é o sonho de consumo de muitos: modernidade, conforto e ainda por cima o jeito manso da boa vizinhança. Quem vive aqui conhece bem essa sensação. Há quem diga que chegar ao RIO2, depois de um dia de correria, é voltar no tempo. Poder descer, caminhar, sentar no banco, relaxxxarrr... Olhar, de longe, a meninada correndo, jovens casais namorando, um fim de semana no “quintal de casa”, com lazer de qualidade e sem tirar o carro da garagem. Folhear a revista é mostrar esse lado, de festas, feiras, esporte, gente que se encontra, brinca, corre, confraterniza e se diverte muito, como essa turminha aí, que esbanja alegria... E assim fica fácil de perceber que esse é o lugar, para chamar de seu.

Mel, Yasmin e Marjorie, moradoras do Rio 2.


6


7


8


Fique tranquilo! A CIPA está com você em todo o Rio de Janeiro.

IMÓVEIS

CONDOMÍNIOS

Traga seu imóvel para CIPA

Garanta um ótimo 2012 para o seu condomínio

Proprietários e investidores encontram na CIPA um atendimento personalizado, com soluções adequadas as suas necessidades, proporcionando segurança e o melhor retorno do seu investimento.

A CIPA está preparada para oferecer a melhor assessoria para o seu condomínio:

Conte com soluções modernas para o seu patrimônio. A experiência e a solidez da CIPA oferecem o bem-estar que você deseja.

:: ADMINISTRAÇÃO TOTAL :: GESTÃO PREDIAL E FACILITIES Afinal, são 57 anos de experiência e solidez de uma das maiores empresas do segmento imobiliário. Nossa qualidade combina com o seu condomínio! SUA GARANTIA DE BONS SERVIÇOS

:: ADMINISTRAÇÃO DE LOCAÇÕES :: COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS

Setor específico de auditoria e de controle dos serviços prestados

CONHEÇA NOSSA PROPOSTA (21)

2524-0553 Bem-estar em condomínios e imóveis

9


Aécio Souza, Alexandre Amaro, Paulo Roberto Batista e Luis Noveli

A

AMORIO2 começou o ano prestando contas das suas atividades e promovendo a AGO (Assembleia Geral Ordinária) no Centro de Convenções do BarraShopping. As contas relativas à gestão foram aprovadas, novos Conselheiros foram eleitos, e a Associação mostrou o que vem mais por aí. Na mesa da reunião anual, estavam o presidente executivo da AMORIO2, Alexandre Amaro, o Vice-Presidente, Paulo Roberto Batista, o Diretor Geral, Aécio Souza, e o representante da administradora condominial Protel, Luis Noveli. O presidente Alexandre Amaro deu início à Assembleia agradecendo nominalmente a toda a equipe da gestão 2011/2012 da AMORIO2. Depois de agradecer a todos, o presidente executivo falou sobre o RIO2. “Esta noite é uma noite muito espe-

10

cial, porque estamos aqui juntos, com saúde e um único objetivo: trabalhar para perpetuar um sonho bom”, disse. Alexandre falou ainda sobre educação. Segundo ele, hoje o RIO2 é uma referência na educação, “cercado por equipamentos de altíssimo padrão”, como a Escola Municipal Burle Marx, a Creche Maria da Conceição Silveira de Carvalho e a Escola Marista, que também influencia na decisão de morar no condomínio. Alexandre Amaro finalizou destacando algumas ações realizadas, como a implantação de Coordenações (como determina o Estatuto) de Ética, Jurídica, Infraestrutura, Transportes, Regimento Interno, Meio Ambiente, Esportes, Eventos, Segurança e Comunicação. Também foi implantado o Regimento Interno do RIO2 Park, foi realizada a recuperação da imagem da associação junto aos moradores, houve a modernização do


Alexandre Amaro e Aécio Souza

Conselheiros Fiscais: Antônio Milese, Paulo César, Jorge Pereira, Ricardo e Nilson

transporte, bem como ações junto ao poder público, entre outras atividades. Em seguida, o Presidente Executivo, emocionado, agradeceu em especial ao Diretor Geral da AMORIO2, Aécio Souza, enquanto falava do trabalho realizado por ele. Na sequência, o Conselheiro Comunitário Xisto Mattos, do Residencial Green 1.000, agradeceu por fazer parte da equipe: “Juntos conseguimos afirmar a certeza do ditado popular de que a união faz a força”, disse. Logo depois, Sueli Meyer, do Normandie, e Pedro Monteiro, do Verano, agradeceram por terem participado do evento. Também prestaram seus agradecimentos a toda a equipe da AMORIO2. Finalizando as observações dos Conselheiros, Agostinho Teixeira, do Provence, ressaltou algumas ações, como a criação do coral, que foi realizada sob muitas críticas, e hoje é sucesso. Alexandre Amaro fez a leitura do edital da AGO, convidando à palavra o Conselheiro Fiscal Nilson Abreu, do Sardenha, que falou sobre as contas: “Fizemos um trabalho árduo dentro da sociedade civil. A participação do Conselho foi efetiva e fundamental para chegar aonde chegamos. Quero garantir a vocês, em nome do Conselho, que as contas 2011/2012 estão aprovadas sem nenhuma restrição”.

No pleito democrático, deu-se início às eleições. Eleito para Presidente do Conselho Comunitário, o atual Presidente Executivo, Alexandre Amaro. Para VicePresidente do Conselho Comunitário, Alexandre de Assis, do Green 2000, que declarou: “A minha proposta ao me candidatar é ser um Conselheiro mais atento às ações, estar mais presente do que todos e, num momento de ausência da Presidência, poder continuar colocando em prática o que foi proposto, e espero também poder contar com a colaboração de todos naquilo a que se propuseram”. A próxima eleição aberta foi para a escolha dos novos Conselheiros Fiscais – Nilson Abreu (Residencial Sardenha), Ricardo Henrique (Residencial Bretanha), Paulo César (Residencial San Remo), Jorge Pereira (Residencial San Remo) e Antônio Milesi (Marbella) –, quando ficou decidido, pelos votos dos Conselheiros, contabilizados pelo representante da Protel, Luis Noveli, que Ricardo, Jorge e Nilson seriam Conselheiros Efetivos, e Antônio Milesi e Paulo César seriam suplentes. Após as eleições, encerrando a Assembleia Geral Ordinária 2012, os novos Conselheiros Comunitários foram empossados, assuntos gerais foram discutidos, e a reunião chegou ao fim em clima de festa.

11


Residenciais

Representantes

Alsácia Lorena Borgonha Bretanha Cote d’Azur Fontana di Trevi Gênova Green 1000 Green 2000 Green 3000/4000 Normandie Provence San Remo Sardenha Verona

Renan da Silva Moraes Marcos Leandro G. Novaes Nelson Orlando Neto Paulo Batista Luis Silva Tania Mara Viana Gaeta Xisto da Silva Mattos Alexandre de Assis Marcelo Magaldi Sueli Meyer Agostinho Teixeira Rosa Barbosa Nelson Bacellar Janete Marília da Silva José Heber de Souza Moreira Luiz Fernando da Cunha Matos Ana Carla Gimenes Henrique Pinto dos Santos Irmão Jadir Paulo Reis (terceirizado) Luiz Henrique Flitz C. da Silva

Sicília RIO2 Shopping RIO2 Shopping Colégio Marista Front Lake Verano

UTIL COMUNICAÇÃO

Andreson Batista (Ibiza/Mallorca) Antônio Rodrigues (Termoli) Roney C. das Neves (Grimaldi) Ângelo Rodrigo Rodrigues (Capri) Leonardo Senna Gomes (Marbella) Jader Bastos Cortês Pereira (palma/águilas)

12


A

s obras de implantação dos novos meios de transporte, BRT e BRS, têm tumultuado o trânsito local, que está bem mais pesado. E essa lentidão mudou o ritmo do RIO2. Muitos moradores que usavam seus carros passaram a usar o transporte do condomínio, o que gerou uma superlotação. Segundo o Diretor Geral da AMORIO2, Aécio Souza, “a adesão ao transporte comunitário superou todas as previsões da AMORIO2, inclusive financeiras”. A previsão da AMORIO2 era acrescentar mais três veículos, num total de 33, para início de 2013. Mas esse planejamento foi

alterado pela demanda atual. Assim, no primeiro trimestre deste ano, a frota, que era de 30 veículos, já passou para 33. Hoje, cerca de 12.500 moradores estão credenciados no sistema de transporte. Destes, 4.500 utilizam o ônibus regularmente, no horário de pico, entre as 5h50 e as 9h da manhã. Fazendo uma conta rápida, são 33 ônibus, cada um com 46 assentos, fazendo três viagens de ida e volta. O total: 4.554 usuários, um excedente para os horários de maior procura.

13


O

RIO2 balançou no Carnaval. O Bloco “RIO2 Amores” entrou bonito na avenida. Com um nome tão sugestivo, que exalta o amor dos participantes pelas suas famílias, a turma mostrou que não é doente da cabeça e muito menos do pé. No ritmo da alegria, foliões de quase todas as idades exibiram suas fantasias e caíram na folia. Santa festa, Batman! Deu até para ficar com um soninho. Kellen Torres e o filho, Gabriel, marcaram presença no bloco. “É a primeira vez que acontece, e estamos curtindo. Carnaval é folia. O que tocar, a gente vai curtir e dançar”. Para ela, a facilidade de não ter de pegar o carro é importante.

A pequena Maria Antônia mostrou a que veio. Pequena, linda e fantasiada, acompanhou os pais, Hélio Castro e Maria Cristina. Para o papai Hélio, “é importante para criar esse clima sadio, de amizade, reunião”.

Larissa Pressler, moradora do Provence, vestida de gueixa, aproveitou o Carnaval do RIO2 acompanhada da filha, Bárbara, e da amiguinha dela, Marina. Larissa contou que o grupo assistiu ao desfile do Bola Preta, e se animou tanto que criou o bloco do condomínio. A AMORIO2 deu todo o apoio, e a festa tirou muita gente de casa.

14

Corra que a polícia vem aí... ou não. O Pablo parece bem feliz ao lado da policial Renata. O casal aprovou a ideia do bloco e acrescentou: “Aqui tem segurança, espaço. Tem que investir nisso”.


Moradores de São José dos Campos, Eliane Umbelino, Antonio Roberto e os meninos João Pedro e Rafael, que visitavam amigos no RIO2, não resistiram ao bloco. A família adorou a folia, e a mãe comentou: “É bem importante. É cultura saudável, dá pra criançada brincar”.

Waldir e Thereza de Albuquerque mostraram que Carnaval é para todas as idades. O que manda é a vontade de brincar e sambar. Com confete nas mãos, eles aproveitaram as antigas marchinhas e cantaram com vontade.

Morando há apenas um mês no RIO2, Alex Lotto e a esposa, Aline, grávida de seis meses, estavam se esbaldando. “É bacana, muito legal. Foi bem rápido, eles fizeram o bloco em pouco tempo. Tem tudo a ver”, disse ele, que veio de São Paulo para o Rio de Janeiro e escolheu o RIO2 como morada.

Pedro Paulo Azamboja foi acompanhado por toda a família: a mulher, Cristiane, e os filhos, Caroline, Rodrigo e Juliana. “Pra gente é ótimo. Moro em um condomínio como este pra ter essas vantagens”.

Marina, Fernanda e Agatha caíram na farra. “Eu gosto de gente, de povo junto”, disse Marina. Para Fernanda, o importante é a vibração e a animação.

15


Calendário de Festas 2012

16

Festa Junina

06 e 07 de Julho

Sexta/Sábado

3ª Volta do RIO2

07 de Outubro

Domingo

Dia das Crianças

06 de Outubro

Sábado

Festa de Confraternização

01 de Dezembro

Sábado

Auto de Natal

08 de Dezembro

Sábado

Festa de Natal

16 de Dezembro

Sábado

Bloco Carnavalesco

09 de Fevereiro

Sábado


A Páscoa é um momento especial. Hora de reunir a família, os amigos e celebrar esse momento santo. Mas também é hora de comer muito chocolate e se divertir pra valer! O lugar ideal para reunir tudo isso, claro, é o RIO2. Espaço repleto de famílias felizes, sorrisos de crianças e muita alegria. Tudo isso só foi possível devido ao esforço da AMORIO2, que mais uma vez fez um excelente trabalho. Outra figura bem conhecida do RIO2 que também estava lá era o tio Peter Pan. Acompanhado da equipe de animação, ele fez a alegria da criançada, com muitas brincadeiras e brindes. “O público daqui é maravilhoso, eles são bons de lidar, foi um casamento que deu certo. As crianças me abraçam, recebem um carinho de volta, e os pais adoram”. Com uma apresentação recheada de atividades, fica difícil não conquistar o carinho dos moradores.

Aécio Nascimento, Márcia Abrahim, Jader Pereira, Deyse Moreno, Alexandre Amaro, Aline Nascimento e Jayme Luiz

O Coelhinho da Páscoa foi a figura mais esperada pela turma miúda. O personagem, trazido pelo Ângelo Raphael, da clínica Sorriso Odontologia, além da função lúdica, acabou promovendo também a educação, já que mostrou a importância de cuidar dos dentinhos. Ângelo Raphael e equipe

Tio Peter Pan e equipe

Para completar, a festa contou com a presença de muitos moradores. Confira como foi o evento!

17


Débora Roizman e a filha, Clara, também são frequentadoras assíduas dos eventos do RIO2. “O condomínio proporciona uma estrutura muito boa. Ela adora o pula-pula. Além disso, não precisamos sair daqui, é seguro, muito bom. Sempre a trago aqui”.

Carolina Viegas é moradora do Green Park 2000. Junto com a filha, Mariana, ela foi de bicicleta até o local. “É excelente. Aqui neste espaço ficou melhor, mais organizado. Esses eventos facilitam muito, não precisamos pegar o carro. A gente sempre vem”.

Carolina Matoso é moradora do Verano. Ela levou a Mariana Brafman, sua afilhada, ao evento. Debutando nos eventos do RIO2, ela gostou muito do que viu. “Tem muitas atrações, os brinquedos de que ela gosta. E o espaço aqui é ótimo, principalmente para as famílias”, elogiou.

Davi Medeiros tem apenas um ano e dez meses, mas a mamãe, Juliana, já fez questão de levá-lo ao evento. “Frequento todas as festas. Elas são completas, atendem a todas as idades. Não podia perder essa”.

18


Moradora do Verano, Renata Laneuville levou a Maitê, de um ano e três meses, à festa. “Esses eventos são imprescindíveis. Ela já aprende a se socializar desde pequena. Fui à festa de Dia das Crianças e adorei. Na Páscoa ,eu fiz questão de comparecer”. No dia, a Maitê entrou totalmente no clima e foi vestida de coelhinha.

Rafael tem três aninhos e, na companhia da mãe, Maria Carolina, ele curtiu a festa e a sombra. Eles também estavam acompanhados pela Bernarda Ferreira e a filhinha dela, Gabriela, de apenas seis meses. “Acho bom para as crianças, é uma distração, pertinho de casa, sem necessidade de pegar carro”, falou Maria.

Festa no RIO2 é sinônimo de família. E aí estão a Georgia Guimarães e as filhas, Theodora, dois anos, e Bárbara, de cinco. “É ótimo, porque elas interagem com outras crianças. Vim morar aqui por isso, por esse espaço. A Theodora já fez muitos amigos aqui”, garantiu a mamãe.

Andreia Maia é moradora do Borgonha. Acompanhada do filho, Matheus, ela elogiou a festa e a administração. “São eventos grandiosos desde o Natal. É ótimo. É cômodo, é fácil de trazer as crianças, é um retorno muito bacana”.

19


L

ugar de cachorro não é na rua, mas também não é em abrigo. Pensando assim, a AMORIO2, em parceria com o abrigo da Dona Lazica, promoveu mais uma feira de adoções. Cães de diferentes raças, idades e tamanhos estavam à procura de um novo lar, aproximadamente nove desses animais conquistaram moradores do RIO2 e ganharam casas novas. Além de promover a adoção de cães, o abrigo da Dona Lazica recebeu doações durante a feira. Muitos moradores doaram brinquedos, materiais para curativos, medicações, pequenas camas, lençóis, edredons, coleiras e cerca de 400 quilos de ração. As pessoas que sabiam da feira já traziam suas doações de casa, as que não sabiam chegavam a ir à pet shop mais próxima adquirir rações e outros artigos de necessidade dos cães.

Abrigo da Dona Lazica Coordenadores: Lídia (8105-4502) e Fernando (8256-2914) E-mail: adocaolegal@ig.com.br Site: http://adotar-doar-filhote-vivastreet.com.br/ adocao-animais+barra-da-tijuca

20

O casal que coordena o Abrigo da Dona Lazica, Lídia e Fernando. Bastante divulgada, a feira de adoções recebeu pessoas da vizinhança, como Cláudio, que é morador de um edifício vizinho. Segundo ele, estava exercitando-se na rua quando viu uma cadela atravessar duas vezes a pista desnorteada e a resgatou. “Eu já sabia que haveria a feira de adoções hoje aqui no RIO2 e decidi trazê-la para cá. Já tenho dois cães em casa e não poderia cuidar de mais um”, explicou. Dona Lídia, coordenadora do Abrigo da Dona Lazica, ouviu voluntários dizerem que seria difícil cuidar de mais um animal, já que o abrigo conta com cerca de 300 cães, mas, emocionada ao pegar a cadela no colo e o animal deitar-se em seu ombro, disse: “A gente dá um jeito, ela fica”, afirmou.


Laís Campos mora no Recreio dos Bandeirantes e começou a ajudar os animais em grupos de proteção nas redes sociais. Há cerca de três anos voluntária no abrigo, decidiu cursar a faculdade de veterinária para poder colaborar melhor com a instituição. “Os interessados no projeto podem acessar nossa página no Facebook ‘Animais para Adoção’ ou enviar e-mail para animaispadocao@gmail.com. A sua colaboração é preciosa”, concluiu.

Leonardo Viana é morador do San Remo e um dos principais ajudantes do lar da Dona Lazica. Como sempre gostou de animais desde pequeno, ele não pensou duas vezes em ajudar. “Conheci o grupo e comecei a recolher os animais. Às vezes levo até para minha casa. Depois levo para o abrigo. Faço o máximo que eu posso”. O jovem solidário ainda conversa com os amigos para passar uma importante mensagem. “Os animais precisam de ajuda e não podem ser maltratados ou ficar na rua”.

21


O primeiro animal a receber um novo lar foi a pequena Luana. Querida por todos os voluntários do abrigo, a cachorrinha foi alvo de muito carinho e fotografias na emocionada despedida. A nova dona da pequena Luana, carinhosamente apelidada por voluntários do abrigo de Lulu, é a Amanda, moradora do Capri Verano: “Inicialmente queria um cachorro, desisti da ideia, mas recentemente resolvi adotar. Foi quando vi o cartaz da feira de adoção aqui no condomínio e passei para conferir. Foi amor à primeira vista, adorei ela, lembra uma antiga cadelinha minha”, disse.

Dona Franscica entre a nora, Elizabeth, e a neta, Laura, com sua cadelinha no colo. Depois de Amanda, a dona Francisca também ganhou uma nova companhia. A ideia foi da neta, Laura, que explicou o porquê: “No Carnaval, os vizinhos viajaram e pediram que ela cuidasse de um peixinho, e então ela conversava muito com o peixe. Pensei que, se ela interage assim com um peixe, imagina se ela tiver um cachorro”, disse. Após ter a ideia na cabeça, Laura viu o cartaz no elevador e resolveu levar a avó até a feira para ver se gostava de algum cão, e logo que chegou, dona Fransica se encantou e nem olhou outros animais. Moradora do Verano Grimaldi, dona Francisca ainda não batizou a cadela, que para a neta deveria se chamar Pepita, mas já deixou claro: “Vou ensinar a não subir na cama. Há casos em que os cães são acostumados a dormir na cama e depois acabam expulsando os donos”, conta em tom de brincadeira.

22


23


Alexandre Amaro, Alexandre Assis, Luis Guaraná e Aécio Nascimento

O

Parque dos Atletas, primeira estrutura pronta visando os Jogos Olímpicos de 2016, foi oficialmente inaugurado. Membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) visitaram o local, acompanhados pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Outras autoridades políticas também estiveram presentes, como o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, e o subprefeito da Barra da Tijuca e Jacarepaguá, Tiago Mohamed. O espaço servirá para os atletas relaxarem e se divertirem durante os jogos. Antes e depois, poderá ser utilizado pela população de toda a cidade. O local contém quadras poliesportivas, campo de fute-

24

bol society, parede de escalação, academia para a terceira idade, entre outros aparelhos. Os representantes da AMORIO2 também estiveram presentes na inauguração. Alexandre Amaro, Aécio Nascimento e Alexandre Assis representaram a associação durante o evento. Para Aécio, o parque serve como uma alternativa à prática esportiva, sem que os moradores fiquem restritos somente ao condomínio. “O RIO2 não tem mais possibilidade de expansão. Se fizermos um trabalho de divulgação junto aos moradores, eles vão entender que é um espaço seguro e que oferece diversas opções de lazer”, comentou.


25


A

nossa revista tem garimpado muitos talentos, gente que faz acontecer e que mostra aqui o seu trabalho. Nesta edição fomos conhecer o poeta Jacinto Fabio Barbosa Corrêa, morador do Provence, jornalista por formação, que começou a escrever aos 11 anos. Ainda pequeno, já sentia necessidade de se comunicar com o mundo. Jacinto conta um pouco da sua história, passeia pelo tempo, faz grandes revelações e nos emociona com a sua escrita.

Rio2: Como você descobriu o seu talento para a poesia? Jacinto Fabio Corrêa: A primeira vez que escrevi, eu tinha 11 anos, eu gostava de desenhar, mas não tinha uma ligação profunda com o desenho. Quando escrevi pela primeira vez, me assustou muito, e então guardei aquilo e só voltei a escrever aos 13 anos. Desde então, nunca mais parei de escrever. RIO2: Você é jornalista por formação, acredita que haja alguma relação entre a profissão e a poesia? Jacinto Fabio Corrêa: Não, eu nunca fui estimulado, não tinha o hábito de escrever, a poesia ou literatura não era assunto na minha casa. Na escola, sempre

26

gostei de escrever redações, mas acredito que comecei com a poesia por necessidade de me comunicar com o mundo, eu escrevia e não sabia explicar, mais à frente que eu comecei a compreender que o que eu fazia era poesia. É inexplicável. RIO2: O que a poesia mudou na sua vida? Jacinto Fabio Corrêa: Quando comecei a escrever, não compreendia a coisa do namoro, achava isso o atraso do mundo, tira as pessoas do eixo. E foi através da poesia que descobri o amor, que namorar não era uma coisa feia, que aquilo era bonito. E desde então o meu olhar foi pautado na poesia, desde muito jovem. Quando fico sem escrever uma semana, é muito difícil


para mim, é muito sacrificante, perde a graça. Meu trabalho alimenta corpo e alma. RIO2: Quando você publicou o seu primeiro livro? Jacinto Fabio Corrêa: Até os meus 25 anos, eu tinha muita dúvida se queria publicar um livro. Por volta dos 28 anos, eu resolvi e comecei a correr atrás. O mercado era muito cruel, ninguém apostava em autor novo, principalmente poeta, três de cinco editoras queriam publicar meu livro, mas eu teria que pagar um preço alto. Eu não tinha o dinheiro, e desisti de publicar. Em seguida, fiz contato com uma grande amiga, Cecília, que é designer e se encantou com o material. O incentivo dela foi determinante para a publicação independente do meu primeiro livro, em 1989, “Entre dois invernos.” RIO2: Os seus livros são artesanais. Como você teve essa ideia? Jacinto Fabio Corrêa: De uma grande amizade, doces frutos. Essa amiga, a Cecília, me apresentou a Eliana Soneguete Pacheco, também designer, que é responsável pelos meus livros até hoje. No nosso primeiro contato, quando discutíamos layout e direcionamentos, disse a ela que gostaria muito de que meus trabalhos tivessem cor. Sei que isso encarece muito a impressão, mas ela sugeriu um caminho, e usamos até hoje: criar livros artesanais. Em 2010, eu lancei o “Silenciário”, e nele eu colei um total de 16 mil estrelinhas com as minhas próprias mãos durante uma madrugada inteira. Em outro livro, “Poemas casados”, que fiz em homenagem a minha avó, que era costureira, cada exemplar tem uma capa diferente feita com retalhos, as pessoas adoraram. RIO2: De onde você busca inspiração para escrever os livros e, ainda, para enfeitá-los e personalizá-los? Jacinto Fabio Corrêa: A minha maior inspiração é no silêncio, se eu ficar em silêncio, dificilmente a poesia não vem. O meu poema mais conhecido é um poema chamado “O Trapezista”, e aconteceu numa mesa de bar, então não tem muita lógica. Mas o meu último livro, chamado “Silenciário”, é muito baseado em árvores, e eu já me inspirei muito aqui neste bosque maravilhoso de Burle Marx. Eu caminho pelas ruas aqui no RIO2 recitando com os braços abertos, as pessoas devem me achar um louco.

RIO2: Além dos livros, você faz recitais com estrutura de teatro. Como funciona esse método? Jacinto Fabio Corrêa: Em 2005, fiz um CD com meu irmão, Paulo Correa, que é cantor e compositor. E desde 2001, passei a fazer os recitais com estrutura de teatro, isto é, há cenário, música, luz. É um recital poético, mas como se fosse uma peça de teatro. Um desses recitais se tornou um DVD em 2008, o “Um diário para dois”.

Trapezista

Cena 1: a pequena plataforma sustenta meus pés. Cena 2: expectativa. Grande distância para alcançar o trapézio. Mas alguém, em breve, do outro lado, o lançará em minha direção. Cena 3: Preparativos para o salto. Um passo à frente. Vento leve. A coragem para o voo. Impulso. Cena 4: Mergulho. Corpo no ar. Pés sem chão. Minhas mãos se abrem à espera do encontro. Cena 5: O trapézio não me é jogado. Instante de angústia. Desequilíbrio na respiração. Cambalhota desengonçada no espaço. A elegância do salto espelhando a deselegância do tombo. Cena 6: Alguém, por motivos desconhecidos, manteve o trapézio nas mãos. Por amadorismo, esqueceu que existe apenas um único momento-exato para que tudo saia perfeito. Por indelicadeza, não me deixou receber um aplauso que era meu. Por temer a altura, reteve consigo a salvação. Cena 7: A rede ameniza a dor.

RIO2: Qual será seu próximo livro? Jacinto Fabio Corrêa: Estou lançando o meu 11º livro em junho deste ano, que se chamará “Casa de algaços“ e trará apenas poemas sobre o mar, e também será artesanal, talvez até mais do que os outros. E se tudo der certo, vou fazer um recital apenas com poemas desse livro.

27


O

Centro Ecumênico passou por reformas e foi entregue à comunidade RIO2 pela Associação. Na solenidade de entrega, o presidente da AMORIO2, Alexandre Amaro, fez alguns comentários. “Começamos esta gestão com o compromisso de revitalizar todas as áreas, e um dos objetivos era este aqui, e ainda consideramos pouco, queremos fazer muito mais”, disse. Em seguida, foi a vez de o diretor geral da AMORIO2, Aécio Souza falar aos condôminos presentes. “Fico muito feliz ao observar que os nossos projetos estão dando certo. Aqui surgirão muitas transformações e mudanças em muitas pessoas”, afirmou. Aécio finalizou passando a palavra aos líderes religiosos e moradores com desejo de se pronunciar: “Agora é a vez de vocês, que são donos deste espaço, falarem”, concluiu. Neide, do Ministério Sal da Terra, recitou uma bonita carta psicografada por Chico Xavier, com o intuito de promover reflexão nos vizinhos e visitantes do Centro Ecumênico. “Nós temos a casa, a vontade vai depender de nós. Vamos dar as mãos, unir nossos pensamentos e a nossa vontade de ajudar na construção de um mundo melhor”, registrou.

28

Já o Pastor Pedro, que participou da segunda edição do reality show “No Limite”, representando os seguidores da Comunidade Batista, disse: “A glória da segunda casa é ainda maior que a da primeira. Então, essa reforma será um marco e um diferencial para que nosso objetivo comum, que é o bem à sociedade, seja realizado com sucesso”, afirmou. O Pastor Luciano, representando a Igreja Adventista do Sétimo Dia, fez as suas considerações. “A nossa proposta é estudar juntos a palavra de Deus e nos aprofundar no nosso relacionamento com Deus através de um estudo mais firme, que acontecerá às sextas-feiras”, informou. O representante da Presidente da Assembleia de Deus de Cordovil, o Pastor Francisco José da Silva, também se manifestou: “Essa é mais uma porta que foi aberta para nós. Ao colocarmos os pés aqui, o sonho entra conosco, e aqui se torna o nosso santuário”, finalizou. A Igreja Messiânica Mundial do Brasil foi representada pela ministra mundial no Brasil, Regina, que explicou: “Acreditamos que a religião representa a função divina. O johrei cuida do lado espiritual, o lado natural, a parte físcia e o belo. E abraçamos todos com nossas flores”, afirmou.


Tadeu Marco falou em nome da Comunidade Evangélica Pleno. “Eu espero que, quando as pessoas entrarem por aquela porta (centro ecumênico), possam encontrar um ombro amigo, para falar uma palavra de amor e carinho, e santificar suas vidas, porque esse é o propósito deste lugar”, conclui. Marcelo, pastor da Primeira Igreja Batista da Barra, também presente, expressou a sua opinião: “É um

prazer saber que Deus colocou um lugar aqui dentro do RIO2 para o seu nome ser exaltado. Agradeço a Deus e a todos da AMORIO2 por terem feito deste lugar um centro religioso. Se este espaço foi separado para promover a palavra de Deus, quero crer que todas as pessoas que entrarem aqui poderão ouvir uma palavra de conforto, e que o centro ecumênico mude a vida de muitas pessoas”.

29


A

Escola Municipal Roberto Burle Marx, localizado no RIO2, é raridade na educação pública brasileira. A escola, que vai até o nono ano, abriga 600 alunos e é referência na área educacional. A instituição de ensino está no topo, na primeira colocação no método de avaliação do ensino fundamental do município, a Prova Rio. Esse sucesso é resultado do comprometimento de muitos: dos professores, da gerência qualificada da diretora Sara de Carvalho e também da parceria saudável entre a Escola e a Carvalho Hosken. A escola é exemplo, e os alunos também. E Natan Oliveira, de 10 anos, morador do Rio2, que estuda no Burle Max desde os seis, representa bem esse espírito de luta e vitória. Ele foi aprovado, em primeiro lugar, para ingressar no Colégio Pedro II, unidade Humaitá. Na classificação geral de todas as unidades, Natan ainda ficou em terceiro lugar. O pai, Paulo Roberto Oliveira, revelou orgulhoso, que só

Professora Lyane Marques e Diretora Sara de Carvalho

30

está trocando o filho de escola porque o colégio não oferece o ensino médio. “No Pedro II, ele continuará na rede pública e terá acesso automático ao ensino médio. Mas realmente o tiro com grande pesar”, afirmou o pai, que ainda completou dizendo que, além da educação primorosa, outras vantagens se agregaram à escolha: custo zero e a proximidade de casa. Mas Paulo ainda vê muitos outros pontos altos na Escola, como a diversidade social, que, segundo ele, é extremamente importante na formação do filho. “A escola fisicamente está nas mediações do condomínio, mas atende todo o entorno. Logo, na sala do meu filho, tem uma criança que tem um brinquedo pior do que o dele, igual ao dele e melhor do que o dele. Isso para mim é impagável”, disse o pai, que explicou dizendo ser esse o fator que mais o motivou a matricular o filho na Escola. Com 47 anos, Paulo Roberto estudou a vida toda no ensino público. Para ele, a diferença entre Escola Municipal

Natan, orgulho da família, da escola, da cidade e do Brasil


31


Natan: “Estudar lá me motivou a ir para o Pedro II, nem dormi essa noite.” Roberto Burle Marx e as outras escolas do ensino público é a gestão. “Lá a administração de pessoas e verbas é mais bem gerenciada para melhorar o ensino público. No Burle Marx, é difícil você ver coisas que existem até em escolas particulares como, por exemplo, encontrar uma marca de pé na parede ou uma privada quebrada”, afirmou. Diretora desde a inauguração em 2004, Sara de Carvalho, também é fã da Escola e, juntamente com toda a equipe, é responsável pelo sucesso do Burle Marx. “É muito prazeroso trabalhar aqui, temos uma grande parceria com a Carvalho Hosken, ótimos professores e notamos o quanto as crianças amam a escola”, disse a pedagoga de mais de 43 anos dedicados à educação. Natan, que sonha em ser paleontólogo, também se orgulha. “Tudo que era necessário para o meu aprendizado

32

eu tinha lá, os professores são bons, e estudar lá foi ótimo. Nunca tive vontade de ir para um colégio particular”, afirma. O pequeno ex-aluno, que começou as aulas no colégio novo no dia em que a matéria foi feita, disse ainda: “Estudar lá me motivou a ir para o Pedro II, nem dormi essa noite”, contou. De acordo com a gestora, um dos segredos para essa administração ser bem-sucedida é o esforço que a equipe profissional faz em dar o bom exemplo. “Aqui, o aluno observa as pessoas a sua volta o tempo todo, logo todos devem se mostrar felizes e até devem catar papéis do chão, como exemplo”, exclamou. Para ela, não basta falar, é necessário também exemplificar aos alunos. De um total de 22 professores, 10 moram no RIO2. Lyane Marques, que faz parte do grupo de docentes que são vizinhos do colégio, é também diretora adjunta. Ela tem uma filha que estuda no Burle Marx e um filho que ainda está no ensino primário. “Trabalhar em um lugar onde as coisas acontecem, onde os alunos são alegres e felizes é muito bom”, comentou. O Colégio Burle Marx foi o primeiro colocado na Prova Rio em, 2009, 2010 e 2011. Para a diretora, o segredo é o compromisso dos professores. Eles são muito felizes, não faltam, não tiram licença e não gostam de ficar muitos dias sem aula, como aconteceu durante o Rock in Rio”. Para Sara, a parceria com a Carvalho Hosken também faz a diferença para o funcionamento da escola, isso porque, segundo ela, “quando a prefeitura está ausente para consertar algo, a Carvalho resolve na hora, e não ficamos muito tempo sem o que precisamos”.


33

UTIL COMUNICAÇÃO


Os irmãos Rodrigo e Thiago Costa jogam tênis três vezes por semana. Eles, que moram no Verano Mar Bella, disseram que o esporte é pura diversão.

Diferenças à parte no futebol, pai e filho são grandes amigos. O Mário Lúcio dos Santos é tricolor, e seu filho, Guilherme Alves, vascaíno. Eles, que moram há 4 anos no Guilhermine, aproveitaram para passar um tempinho juntos. “Eu gosto muito da tranquilidade e do sossego do RIO2. É meu refúgio”, revelou o paizão.

Morador do Málaga, Tobias Hofmann tirou o dia ensolarado para passear com seu filhote de um aninho, Sebastian Hofmann. Ele, que é alemão, escolheu morar no RIO2 pela qualidade de vida oferecida. “Principalmente para o meu o filho”, ressaltou.

34


Daiane Amaro, moradora do Sicília, escolheu o RIO2 pela qualidade de vida. “Aqui o que eu mais faço é andar de bicicleta e caminhar. ‘Adooooro’”, disse ela.

Morando desde o ano passado no Verano, a família curtiu o dia juntos. O pai, Erick Marin, revelou que escolheu o bairro pela comodidade e custo-benefício. Sua esposa, Eliane Silva, disse que acha interessante o shopping. “Os meninos, Gabriel e Guilherme Silva, já aproveitam mais o parquinho, jogam bola e vão à piscina”, comentou a mãe. A família está feliz no RIO2.

Moradora há dois anos no Borgonha, Ana Cristina Gontijo adora o transporte do bairro. “Além de ser espaçoso, o ônibus foi o principal motivo para eu vir morar aqui”, explicou.

A simpática família mora no Borgonha. Eles, que estão curtindo o dia mais juntos do que nunca, vieram de São Paulo e escolheram o RIO2 como a melhor opção de moradia. “Nós caminhamos, já os meninos jogam bola”, revelaram os pais, Luís Cláudio Serrante e Kácia Santos. Muito bom isto aqui.

35


E

m busca de mais segurança para você, a AMORIO2 irá implantar, até o segundo semestre deste ano, o sistema integrado de acesso. O projeto, que nada mais é que uma identificação feita por um cartão magnético, irá conter as informações do morador e servirá para restringir o acesso de outros nos serviços do RIO2, como, por exemplo, a área de lazer e o transporte. Segundo o coordenador financeiro do RIO2, Jayme Luiz, o que mais motivou fazer essa identificação foi a necessidade de ter um sistema que forneça informações precisas sobre a utilização do transporte, com o intuito de aperfeiçoar o serviço. Ainda de acordo com Jayme, além da segurança, o sistema ajudará a não ter um custo maior do que o necessário, já que o transporte representa cerca de 60% da despesa da AMORIO2. “Esse sistema vai emitir relatórios de quem andou, quando e onde. E isso tudo nós vamos poder ana-

36

lisar para melhorar todo o sistema de transporte. Além disso, a entrada de carros no bairro também vai ser controlada por esses mesmos relatórios. O morador vai passar o cartão magnético, e como nos shoppings, a cancela vai subir”, explicou o também economista. Quem entrar por motivos de entregas ou outros serviços também receberá um cartão parecido. “Por exemplo, um entregador de pizza que passar de um tempo normal para realizar a entrega será averiguado e, em caso de algum crime, esse cartão ajudará em alguma possível investigação policial”, comentou. Com relação à área de lazer, o coordenador financeiro revelou que a adoção da área do RIO2 Park está quase sacramentada com a Prefeitura. “Esse espaço, que é aberto e é utilizado por cerca de 50.000 habitantes do complexo da Abelardo Bueno, será apenas para os moradores do RIO2”, revelou ele, que ainda complementou dizendo que o desejo não é


controlar o morador, mas sim, as pessoas de fora. “A nossa proposta é ter segurança, lazer e transporte de qualidade”, concluiu. O morador do Normandie e chefe de cozinha Thiago Costa achou muito interessante essa iniciativa da AMORIO2. “Eu tenho um filho de 11 anos. Como eu trabalho embarcado, ter essa segurança e organização me deixa ainda mais tranquilo”, opinou Thiago, concluindo que gosta do transporte do bairro.

O morador do Normandie Thiago Costa utilizando o serviço de transporte.

Jayme Luiz, coordenador financeiro da AMORIO2

O morador do Normandie Thiago Costa utilizando o serviço de transporte.

37


O

meio ambiente vai ganhar uma preocupação especial no RIO2 a partir de agora. O Grupo Voluntário de Trabalho acaba de ser criado para cuidar da nossa natureza com carinho extra. A coordenadora do grupo é Carla Lyra, que trabalha na Prefeitura, dentro da área de meio ambiente. O pontapé inicial foi dado durante a festa da Páscoa, com a apresentação de uma peça teatral que falava sobre coleta seletiva, exatamente o primeiro projeto a ser implantado no condomínio.

Biólogo Vinicius Thees

38

A peça é ministrada pelo Centro de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, sob a responsabilidade do biólogo Vinicius Thees, que explicou como o espetáculo é feito. “É um tema que aborda qualidade de vida, sustentabilidade e lixo orgânico. Apresentamos em colégios, comunidades, condomínios, sempre com uma linguagem que seja do entendimento de todos”. Segundo o biólogo, a educação é a melhor forma de transformar a sociedade, e, por isso, a peça se torna tão importante.


Mostrando que a preocupação do RIO2 com a área verde é grande, Carla falou sobre a novidade. “Um condomínio com tantos moradores precisa de projetos assim. Queremos ser pioneiros nesse sentido. Nosso foco é educar as crianças ambientalmente, porque elas são capazes de levar isso aos pais”. Depois da peça, houve uma gincana em que as crianças faziam a coleta seletiva. Para que os prédios também entrem no programa, e não somente os moradores, vai haver uma palestra da Comlurb com todos os síndicos e administradores. “Depois, em um terceiro momento, a Comlurb entra com o caminhão e leva esse lixo diretamente para uma recicladora”, explicou Carla. Mas a preocupação não para por aí. Outros programas visando o bem-estar de todos serão feitos. “Vamos trazer também um palestrante para falar sobre a separação do óleo e a limpeza da lagoa”. Para ela, se todos fizerem um pouquinho, o condomínio passará a ser exemplo para outros residenciais da Barra da Tijuca. Carla Lyra

39


O

agendamento para uso do campo de futebol pode ser feito na Central de Atendimento da AMORIO2, pelo site www.amorio2.com.br ou diretamente na AMORIO2. É importante saber também que não será permitido o agendamento de nenhum espaço por mais de uma hora consecutiva. Mas no caso de um grupo estar em quadra por uma hora ou uma partida completa, e não haver outro grupo aguardando para utilizar a quadra ou o campo, o grupo presente pode continuar, mas apenas nessa ocasião. Caso a sua

40

partida tenha acabado ou alcançado uma hora, e haja um outro grupo esperando para jogar, você deve ceder o local, como manda o Regimento. O campo de futebol conta com uma regra em especial, relacionada aos calçados. Para jogar no campo, é necessário, além de estar calçado, que ele seja apropriado para a prática. Isso significa que as chuteiras não devem ter travas, e os praticantes devem estar pelo menos calçando tênis.


QUADRO DE HORÁRIOS | UTILIZAÇÃO DO CAMPO DE FUTEBOL HORÁRIO

SEGUNDA

08:00

10:00

ESCOLINHA

10:00

12:00

MANUTENÇÃO PREVENTIVA

TERÇA

QUARTA

QUINTA

ESCOLINHA ESCOLHINHA ESCOLHINHA LIVRE

LIVRE

LIVRE

SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

>13<18 Entre 94/99

LIVRE

LIVRE

LIVRE

LIVRE

LIVRE

12:00

14:00

LIVRE

LIVRE

LIVRE

LIVRE

LIVRE

LIVRE

14:00

16:00

ESCOLINHA

LIVRE

ESCOLINHA

LIVRE

LIVRE

LIVRE

16:00

18:00

ESCOLINHA

<20 Após 92

ESCOLINHA

<20 Após 92

LIVRE

LIVRE

18:00

20:00

LIVRE

>35 Até 76

LIVRE

>21 <30 Entre 81/92

LIVRE

LIVRE

LIVRE

20:00

22:00

LIVRE

>20 <35 Entre 77/92

LIVRE

>35 Até 76

LIVRE

LIVRE

LIVRE

NORMA PARA UTILIZAÇÃO DAS QUADRAS DE TÊNIS E CAMPO DE FUTEBOL 1) Os moradores deverão fazer suas reservas de horários para prática de esporte de futebol, obedecendo aos limites das faixas etárias estabelecidas pela AMORIO2, conforme quadro de reservas acima (Anexo 1). 2) As referidas reservas poderão ser feitas preferencialmente através dos seguintes canais de atendimento da AMORIO2, pelo site www.amorio2.com.br, ou diretamente na AMORIO2.

41


44


48

Revista RIO2  

Revista do condomínio Rio 2