Page 1


2


3


Ano III – N0 16 Presidência AmoRio2: Presidente de Honra: Dr. Carlos Fernando de Carvalho Presidente Executivo: Sr. Alexandre Amaro Vice-Presidente: Sr. Paulo Roberto Batista Conselheiros Comunitários: Resid. Alsácia Lorena: em definição Resid. Borgonha: Marcos Leandro Resid. Bretanha: Alexandre Monteiro Resid. Cote D’Azur: Paulo Batista Resid. Fontana di Trevi: Luis Silva Resid. FrontLake: Luis de Paoli Resid. Gênova: Tânia Gaeta Resid. Green 1.000: Xisto da Silva Mattos Resid. Green 2.000: Alexandre de Assis Resid. Green 3.000/4.000: Marcelo Magaldi Resid. Normandie: Sueli Meyer Resid. Provence: Agostinho Teixeira Resid. San Remo: Jorge Pereira Resid. Sardenha: Nelson Bacellar Resid. Sicília: Júlio Werneck Resid. Verano: Pedro Monteiro Resid. Verona: José Heber Conselheiros Fiscais Efetivos: Resid. Bretanha: Ricardo Henrique Resid. Verona: Eduardo Leal Marques Resid. Sardenha: Nilson Abreu Síndicos dos residenciais: Resid. Alsácia Lorena: Eduardo Moraes Resid. Borgonha: Kátia Lagoas Resid. Bretanha: Alexandre Monteiro da Silva Resid. Cote D’Azur: Alexandre França Resid. Fontana di Trevi: Luis Silva Resid. Front Lake: Luis de Paoli Resid. Gênova: Tania Mara Viana Gaeta Resid. Green 1.000: Xisto da Silva Mattos Resid. Green 2.000: Alexandre de Assis Resid. Green 3.000/4.000: Maria Alves de Souza Resid. Normandie: Sueli Meyer Resid. Provence: Marilza Dantas Barroso Resid. San Remo: Ligia Moura Resid. Sardenha: Nilson Abreu Resid. Sicília: Julio César Pereira Werneck Resid. Verano: Julio Reis (Protel) Resid. Verona: Janete Marília da Silva Do Verano: Do Verano: Cond. dos Edifícios Ibiza e Mallorca Residence Service: Anderson Rodrigues Batista Cond. do Edifício Marbella Residence Service: Antônio Milesi

Cond. do Edifício Termoli Residence Service: Antônio de Barros Rodrigues Cond. do Edifício Grimaldi Residence Service: Salvatore Scofano Cond. do Edifício Capri Residence Service: Luiz Cláudio Borges Cond. do Edifício Málaga Residence Service: Danuza Sant’anna Marino Cond. dos Edifícios Palma e Águilas Residence Service: Leonardo Willis Fernandez AmoRio2: Diretor Geral: Aécio do Nascimento de Souza Coord. Transporte: Alexssandre Fernandes de Lima Coordenador de Finanças: Jayme Luiz Mesquita Neves Sup. Transporte: Pedro Aleixo Maia Coordernador de Infraestrutura: Artur Vaz Coordernadora Administrativa: Deyse Moreno Analista de Qualidade: Marcia Abrahim Costa Central de Atendimento: Elizângela Cristina Monteiro da Silva, Elson Vicente Alves, Gabriela Procópio Freitas AmoRio2 Rua Bruno Giorgi, 114 – sala 225 Barra da Tijuca CEP. 22775-054 Tels.: (21) 3082-2073/ 2421-3683 Revista Rio2 é uma publicação

Diretor-Executivo Paulo Roberto Mesquita Diretora Administrativa Rebeca Maia Comercial (21) 3471-6799 | 3164-9664 | 7887-8284 comercial.revistario2@yahoo.com.br Editora-Chefe e Diretora de Criação Tereza Dalmacio | terezadalmacio@globo.com Repórteres Cristiano Kubis Dalila Tardelli Leandro Lainetti Stephany Muzi Produção Camila Alves Fotografia Juliana Castro Livânia Monteiro Natália Moraes Revisão Tatiana Lopes Diagramação e Direção de Arte Riane Tovar Sebá Tapajós Estagiária de Design Rachel Sartori Avenida Armando Lombardi, 800, sala 238 Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ – CEP: 22640-906


A Juventude e a busca por uma relação plena!

O

s nossos jovens estão hoje participando ativamente das grandes transformações. Essa galera aproveitou a revolução da informação para nos mostrar que a falta de experiência, pode ser compensada com ousadia, dinamismo e muita sabedoria. E além de estarem mais preparados para discutir determinados assuntos com propriedade, ainda tem as redes sociais para disseminar as suas manifestações. Claro que também não podemos deixar de evidenciar que as redes sociais também foram idealizados por jovens de talento, que passaram rapidamente da categoria de pequenos malucos para grandes gênios. E a relação desses jovens com as famílias, como está? Também vem aí um grande e interessante desafio. É preciso ajustar os valores, a harmonia e necessidade de disciplina com a ousadia, desprendimento e alegria. E mais do que isso, tratá-los com verdade e transparência, para que estejam plenamente juntos com a família. Para que consigam avaliar o que representa os eventuais sinais de egoísmo, em que o que importa é ser feliz, mesmo que ainda não esteja se sentindo assim. Toda a vez que for possível equilibrar a experiência da maturidade com esta sabedoria ousada, as relações serão mais plenas, e as atitudes, mais consistentes. Pedro Monteiro Coordenador de Comunicação e Marketing


6


7


8


9


A

diversão foi garantida na comemoração da chegada do Papai Noel no RIO2. E como é de costume, o animador Peter Pan trouxe alegria para a criançada e as famílias. Mesmo num dia muito quente, o evento lotou. Enquanto o bom velhinho não chegava, as crianças participavam de sorteios e tinham muitas opções de brinquedos. Podiam se divertir no pula-pula, vôlei, big jump, e quem quisesse se refrescar um pouco, podia ir ao tobogã.

A chegada do Papai Noel no condomínio não poderia ter sido melhor. Com uma descida triunfal de helicóptero, ele foi recebido pela multidão com muito entusiasmo. A banda de gaita de fole Brazilian Piper acompanhou o trajeto até a tenda onde as crianças foram recebidas.

10

Para os bebês, foi criado um espaço fechado, chamado Área Baby, onde eles poderiam brincar num local fresquinho com ar-condicionado, piscina de bolinhas e cadernos de pintura. A tenda com mágico e o futebol de sabão foram as atrações mais lotadas. Tudo isso, com muita música.


Beatriz Macedo, moradora do Verano, aproveitou e levou seus três filhos: Ana Carolina, Maria Fernanda e Eduardo. Sua amiga, Renata Pires, levou o filho, Igor, para aproveitar o dia na festa. A barraquinha de lanches ajudou a refrescar.

As irmãs gêmeas Alice e Letícia Tato Haas, moradoras do San Remo, participaram do sorteio, mas apenas uma conseguiu um brinde.

Daniele Coutinho, moradora do Sardenha e mãe de Daniel e Vinícius, garante presença todos os anos na festa de natal do condomínio.

Para Guilherme, a mágica foi o mais legal. Com seu pai, Paulo César, se protege do sol forte na sombra.

11


N

o final de 2011, no Centro de Convenções do BarraShopping, o Instituto Lagoa Viva promoveu o XII Pacto de Resgate Ambiental. Há 12 anos, o evento vem desenvolvendo seminários com palestrantes que possam alertar para os problemas ambientais da região, principalmente o da lagoa. Além de algumas autoridades regionais, esteve presente o Presidente da AMORIO2, Alexandre Amaro. Ele nos falou sobre a importância da implantação de projetos para o condomínio. “Desenvolvemos um projeto em que estamos em busca, em médio prazo, do ISO14000, que é o ISO ambiental. Entendemos que todos nós temos que fazer esse esforço. E, como representante da AMORIO2, que atinge a mais de 15000 pessoas, somos obrigados a ter projetos para melhorar a qualidade da nossa vida.”

12

Durante o evento, Suzana Claudia Monteiro de Barros, coordenadora do Subcomitê de Jacarepaguá, palestrou sobre os subcomitês e os usuários. “A gente está formando o subcomitê do sistema lagunar de Jacarepaguá, que é parte integrante do comitê da Baía de Guanabara. Como esse comitê é muito grande (abrange 17 municípios e pega toda a extensão do entorno da Baía de Guanabara), ele foi subdividido em 6 subcomitês, sendo um deles direcionado ao sistema lagunar de Jacarepaguá, que é formado por três setores: Setor dos Usuários da Água, Setor da Sociedade Civil e Setor do Poder Público”, informou Suzana. Donato Velloso, presidente do Lagoa Viva, falou sobre seu trabalho e sobre a importância do evento. “Ao longo desse tempo, venho proporcionando exatamente essas estratégias de agregar novos atores


nessa causa ambiental e trazer palestrantes, oferecer um material que efetivamente possa contribuir. E é importante ter continuidade. A gente vem agregando parceiros, os contatos não são fáceis. Porque não

adianta fazer uma palestra, distribuir material e não ter um repique. Pra isso, precisamos ter um projeto bem elaborado, estabelecendo metas e vendo resultados”, concluiu Donato.

13


14


A

Associação dos Moradores do RIO2 começa o ano prestando contas das atividades realizadas em 2011 e fala da pauta de trabalho de 2012. O balanço foi feito pelo Diretor-Geral, Aécio do Nascimento Souza. Na primeira pincelada: reformas, mudanças contratuais e projetos, como o “Espaçocão”, uma reivindicação dos moradores, que ficam preocupados com

seus filhos convivendo na mesma área externa com animais sem coleiras. A Associação está empenhada em gerar mais conforto e qualidade de vida para cerca de 15 mil moradores, e sempre reduzindo custos. Vamos conhecer esse balancete.

"

Hoje me sinto muito mais seguro, de quando cheguei aqui. Já sabemos onde nós caminhamos e aonde a Direção da AMORIO2 e os conselheiros querem levar o condomínio. O nosso propósito é tentar fazer do RIO2 um modelo de gestão para os condomínios da Barra da Tijuca. Aécio do Nascimento

"15


A

Associação firmou nova parceria com a UTIL, que vai além do transporte coletivo. A UTIL passou a financiar o serviço de limpeza e higienização dos veículos. A empresa faz um serviço diferenciado: mantém funcionários full-time realizando a limpeza dos ônibus que voltam do centro da cidade. Outro ponto importante no quesito transporte foi quanto ao valor do maior contrato da AMORIO2, o da empresa de ônibus. Segundo Aécio, a Associação conseguiu grandes inovações junto à Util, e uma delas foi a redução de 7% no valor do transporte do condomínio. Outro ponto: a Util financia projeto inovador de controle integrado de acesso aos ônibus e portarias do RIO2, incluindo toda a área de esportes e lazer do condomínio. O Diretor-Geral disse ainda que o investimento da empresa de ônibus no projeto é de cerca de R$ 800 mil e resulta da parceria inovadora entre a empresa e a Fetranspor, gestora de toda a frota de ônibus do Rio de Janeiro, ao lado da Riocard. O morador pediu e foi atendido. Uma reivindicação antiga tornou-se realidade neste verão: um ônibus com itinerário para a praia. Portanto, entrou em ação o “Plano de Férias”. Assim, o morador sai de casa direto para a praia. Aécio explica que, para colocar o projeto em prática, foram necessárias algumas alterações nos trajetos

realizados pelos ônibus. “Aproveitamos o período de recesso escolar e de grandes empresas, o que diminui em média 30% da demanda dos passageiros de ônibus. Fizemos redução de dois veículos no trecho RIO2-CENTRO, via Linha Amarela, e substituímos dois carros dos cinco que compõem a linha circular de veículos executivos por ônibus rodoviários, a fim de que esses veículos atendessem horários pré-determinados em horários da manhã e da tarde, para que o morador pudesse usar o transporte para a praia. A Associação trabalhou com firmeza para não gerar reajustes nas taxas condominiais: “Toda a otimização em despesas conquistada com o projeto Plano de Férias foi utilizada para subsidiar o crescimento da frota”, disse. O RIO2 conta com cerca de 30 ônibus, e neste ano será necessário aumentar a frota em aproximadamente 10% (ou seja, pular de 30 para 33 veículos), o que corresponde a um desembolso adicional de R$ 90 mil ao mês para os cofres da AMORIO2. Mas segundo Aécio, a otimização gerou uma economia de R$ 180 mil, e esse valor poderá subsidiar, pelo menos dois meses dessa frota adicional. E se levarmos em conta a redução de 7%, a Associação conseguirá subsidiar os outros dez meses. O reajuste para os moradores será zero.

"

16

O reajuste para o morador é zero.

"


O

espaço foi reformado, ganhou equipe de limpeza. A Associação articulou junto às congregações que usam o espaço uma parceria importante. Assim, dois profissionais limpam as instalações do Centro Ecumênico, e o pagamento dessa equipe é rateado pelo próprio centro.

"

Com o trabalho da AMORIO2, a parceria com as empresas externas rendeu um financiamento na ordem de R$ 180 mil.

Resultado, o espaço religioso do nosso morador está mais amplo, limpo e atende as necessidades de todos os frequentadores.

"

17


R

ecreação, lazer, encontro entre vizinhos e confraternização também fazem parte da pauta de trabalho da AMORIO2. E mesmo com orçamento pequeno (R$ 60 mil ao ano), foi possível realizar vários eventos, e com economia. Segundo, Aécio, devido a parcerias com grandes empresas, o valor não foi totalmente gasto, e os eventos foram de grande satisfação, rendendo até mesmo repercussão na mídia, como jornais e internet. Páscoa, festa junina, Dia das Crianças, Natal, muitas datas, grandes festas, satisfação do morador e ainda

18

planejamento, economia e resultados. “Com o trabalho da AMORIO2, a parceria com as empresas externas rendeu um financiamento na ordem de R$ 180 mil, o que proporcionou uma festa bela e de grande visibilidade, como o Auto de Natal”, conta. Segundo o diretor, devido ao financiamento das empresas, a AMORIO2 não necessitou gastar toda a verba prevista no orçamento para custear os eventos. “Tivemos o upgrade, e o superávit foi de quase R$ 220 mil”, afirma.


P

arcerias firmadas, planejamento, transparência, credibilidade, trabalho otimizado, e o resultado é um saldo pra lá de positivo.

A atual gestão da AMORIO2 começou o trabalho com fundo estimado em R$ 58 mil, e esse mesmo fundo de reserva, hoje, é de cerca de R$ 1.000.000,00. Crescimento de 2.000%. O Diretor-Geral da AMORIO2 afirma que isso é resultado de muito trabalho: renegociações de contratos com fornecedores e prestadores de serviços, como empresas de telefonia, segurança e transporte. Além de toda

"

a revisão da equipe administrativa, financeira e operacional, o controle de gastos e estoques, a AMORIO2 conseguiu aumentar o fundo de reserva na proporção de 2.000%. “Saímos de uma situação, em abril, com R$ 58 mil, e hoje temos um fundo de reserva de aproximadamente R$ 1 milhão. Nessa ocasião, tínhamos uma rentabilidade de R$ 400 ao mês, e hoje, com esse dinheiro aplicado, conseguimos uma rentabilidade mensal de quase R$ 7 mil”, explica Aécio. Aécio disse ainda que a conta comum da AMORIO2 foi transformada em uma conta remunerada, que proporciona uma melhor gestão do dinheiro, além de fazer com que ele renda mais. O dinheiro extra conquistado por meio da conta remunerada tem servido para realizar diversas obras e melhorias em todo o RIO2.

A inadimplência acumulada correspondia a quase 5% da nossa verba ordinária, na ordem de quase R$ 2,5 milhões.

"

19


A

atual gestão da AMORIO2 encontrou um quadro muito preocupante: falta de aprovação das contas de 2010, gerando a necessidade imediata de uma auditoria interna para mapear o problema. O custo: R$ 25 mil para o cofres da Associação e ainda problemas trabalhistas. “Quando assumimos, nos deparamos com esta situação: um passivo trabalhista na ordem de quase R$ 400 mil. Houve até a retenção de alguns bens da Associação como garantia para cobrir parte desse passivo”, conta. A inadimplência acumulada era outro problema: “Correspondia a quase 5% da nossa verba ordinária, na ordem de quase R$ 2,5 milhões”, conta. Em decorrência da auditoria, foi necessária a revisão das contas de 2010 e, consequentemente, do orçamento de 2011. Tudo isso em função do passivo herdado e o débito que existia entre os recursos necessários para a verba ordinária. Mesmo no meio de tantas dificuldades, a Associação vislumbrava a resolução e, consequentemente, melhorias para o condomínio. Assim, foi feito mapeamento de toda a área do RIO2, das portarias ao Centro Ecumênico, passando pelos parques e quadras.

20

Encontramos problemas estruturais graves, como do Centro Ecumênico, por exemplo. Mapeamento feito, colocamos a mão na massa, e as obras foram realizadas: reforma dos sanitários das portarias e do RIO2 Park; manutenção da grama sintética do campo de futebol society; e nivelamento das lixeiras de cimento do interior do RIO2 Park, que estavam inclinadas. A troca das cancelas já está sendo providenciada. “Estamos fazendo agora a substituição das barras e cancelas de portarias, já que, por serem muito curtas, permitem que motos passem por seus espaços. O nosso objetivo é criar uma barreira, de forma que somente os pedestres consigam passar nessas portarias sem a necessidade de serem abordados”, explica Aécio. Segundo o Diretor-Geral, foi observado também que quase todos os empreendimentos do RIO2 estão entregues, mas existia um resíduo por parte dos empreendedores com relação a banners. “Fizemos a retirada de toda essa estrutura de comum acordo com os empreendedores”.


P

lacas de sinalização e reformas nas ruas do RIO2 são de responsabilidade da Prefeitura, e por esse motivo, a AMORIO2 teve muitas intervenções junto ao órgão durante os últimos meses. A degradação do asfalto e a alta velocidade dos veículos estavam incomodando os moradores, e por isso, a Associação insistiu junto à Administração Municipal e foi atendida: recapeamento e a instalação de quebra-molas nas ruas Franz Weizel e Amílcar de Castro. Após a pintura do asfalto e a sinalização de proibição de estacionamento, a AMORIO2 entrou com um processo junto à subprefeitura da Barra da Tijuca, afim de que sejam colocadas placas de sinalização de “Proibido Estacionar”. Assim, em caso de infração a essa regra, poderá ser acionado um órgão público, que irá fazer o reboque dos veículos.

O

s lagos, e até mesmo uma praia artificial que circundam o condomínio, estavam abandonados. A Associação entrou em campo para resolver o problema. Inicialmente, foram pintados, e, posteriormente, a Associação contratou uma empresa para monitorar a qualidade da água e manter o lago e a praia artificial limpos. Assim o morador poderá utilizar os espaços sem o menor risco para a sua saúde.

21


D

epois de todas essas melhorias, chegou a vez de a Associação se preparar para atender o morador com conforto. Foi criada uma recepção para o condômino ser recebido e aguardar atendimento. Foi criada a Central de Atendimento, em substituição ao Fale Conosco, que era o único meio de comunicação do morador com a AMORIO2. A Central de Atendimento tem serviço especializado, que aproveita a facilidade da internet por meio do portal da AMORIO2, por telefone ou pessoalmente no balcão da recepção, para que o morador faça sua reivindicação, com um prazo máximo de 48 horas para retorno. O portal www.amorio2. com.br, reformulado,

22

abriu canal direto e eficiente com cada morador. No portal, o morador poderá ter acesso à história do condomínio e, em breve, poderá ter acesso personalizado às atas de reuniões e orçamentos, que são de interesse exclusivo do morador e que antes eram abertos ao público. Para melhorar ainda mais a comunicação e criar vínculos entre vizinhos, a REVISTA RIO2 foi totalmente reestruturada, passando a ter um perfil mais comunitário e colocando o morador como personagem central das edições. Coberturas de festas, entrevistas com os moradores, reportagens contendo informações importantes para as famílias, mais um canal aberto, e do qual você pode participar. O trabalho é feito por profissionais de comunicação, jornalistas, repórteres fotográficos, editores. O aspecto financeiro da revista também foi profissionalizado. Uma equipe comercial vende anúncios para os empresários da Barra, que sabem que aqui reside um público formador de opinião. Assim, a revista se sustentará permanentemente.


“Espaçocão” O projeto “Espaçocão”, em parceria com uma empresa de pet shop, começará a ser colocado em prática ainda no mês de fevereiro. O espaço, destinado aos cães, terá normas como quantidade de cães permitidos de uma só vez e raças que podem ficar próximas no mesmo ambiente. O local será cercado. Andréa Montenegro, moradora do Verano e seu fiel companheiro, Dino.

Novo campo de grama sintética O campo será construído na única área que ainda está disponível no Rio2 Park, onde são realizados os eventos. A nova quadra não impedirá que os eventos sejam realizados. O projeto é que a área seja reversível, utilizada como campo de futebol e, quando houver algum evento, será coberta para as festas. Será um espaço multifuncional.

Aqui a vida segue, com qualidade e a certeza de quem sabe que o bom É VIVER BEM. A AMORIO2 é a associação que emprega os padrões mais atuais de administração participativa, transparente e fiel aos preceitos de organização, planejamento e resultados. A Associação hoje é produtiva, tem suas contas sanadas, é administrada por uma equipe de profissionais qualificados. O amadorismo não tem lugar aqui. Tudo é feito para garantir a qualidade e o bem-estar de quem aqui vive e também de quem investiu. O RIO2 é patrimônio valioso. Entre o mar e a montanha, está plantado o condomínio que tem o tamanho de um bairro da zona sul. São 600 mil metros quadrados de área, espaço verde, 4 km de ciclovia, quadras, cem mil metros quadrados de jardins, assinados por Burle Max, shopping de conveniência, transporte próprio, esculturas. Arte, sustentabilidade, lazer, segurança, conforto. Aqui a vida segue, com qualidade e de quem sabe que o bom É VIVER BEM. Eduardo, Gabriel, Patrícia, Ayla e Maria Laura, Moradores do Fontana di Trevi.

23


Paulo Roberto, de 60 anos, é morador do Residencial Sardenha há 12. Muito ativo, participante de blocos carnavalescos e outras atividades, Paulo elogia os espaços do condomínio e conta que joga tênis nas quadras do Rio2 quase todos os dias com a amiga, Cecília.

Morador do Verano, no edifício Termoli, Sidnei Farias passeia com o filho, Felipe, de um ano aos fins de semana. Para ele, o ambiente do RIO2 é extremamente agradável e confortável. Além disso, Sidnei corre à noite quando chega do trabalho e afirma que isso só acontece porque ele se sente tranquilo com a segurança nas ruas do condomínio.

Vanda Gomes é moradora do Gênova e grande fã do condomínio, isso porque ela corre, faz academia, joga tênis, vai à piscina e passeia pelo shopping. Vanda diz que a estrutura do Rio2 é excelente e atende não só a ela, como aos seus três filhos, de 25, 19 e 7 anos. Por isso, o condomínio a conquistou.

24

Paulo e Geovana moram no Gênova há três anos e adoram correr pelas ruas do Rio2, mas com a futura corredora Maria Clara a caminho, o casal passou a caminhar. Além da caminhada, eles elogiam o ambiente agradável e o contato com a natureza proporcionado pelo condomínio, mas ressaltam que a segurança ainda pode melhorar.


Cecília Mello é moradora do residencial Provence há oito anos, e, segundo ela, as atividades de que participa ajudam demais no estresse do dia a dia. E não são poucas: adora uma partida de tênis – iniciou as primeiras aulas aqui no Rio2 com o professor Marcos há seis anos –, joga vôlei com o professor Pedro – “simplesmente genial” –, faz caminhada e corridas com amigas, ginástica no próprio residencial e ainda dá umas boas pedaladas noturnas. O Rio2 é realmente uma maravilha!

Pasqual Stefano, mora no Residencial Verano há dois anos, conta que leva seu cãozinho, Órion, para passear ao menos três vezes por semana e ainda aproveita os espaços do condomínio, como as quadras e a piscina, anda de bicicleta e corre pelas ruas do RIO2. Assim como Sidnei, acha a infraestrutura do condomínio excelente e se sente tranquilo quando o assunto é segurança.

Denise Ferraro é mãe de Rosana e avó de Ana Terra. A família, que mora no Málaga, adora levar a pequena Ana, de um 1 ano e 4 meses, para brincar na areia do parquinho e se refrescar na piscina. Denise elogiou o condomínio, afirmando que o Rio2 supre todas as necessidades da família, incluindo o ótimo espaço para caminhar, por onde ela passeia com o marido, portador de necessidades especiais.

O casal, Diceu e Danielle Faria, representam bem o espírito do morador em relação ao RIO2: é bom viver aqui. Numa manhã de sábado, eles falaram da expectativa da chegada do filho e da alegria de ter um espaço em que a família vai aproveitar com lazer e muita qualidade de vida.

25


É

linda, é limpa, é para você. A praia artificial do RIO2 é piscina com jeito de praia. Água clara, faixa de areia e um verão para tornar o seu fim de semana muito mais quente. O espaço ficará aberto sempre aos sábados e domingos, entre as nove da manhã e as seis da tarde, para ser mais uma opção de lazer para a criançada e toda família. Conforto, segurança, tranquilidade, tudo isso no seu condomínio. O encarregado pela área de esportes do RIO2, Carlo Eduardo da Silveira, explica que é mais uma área para a integração de todos os moradores, aproveitando

26

o fim de semana no mesmo lugar. A turma miúda se diverte nos chuveirinhos, pais e avós embarcam na onda da garotada. É ir à praia sem tirar o carro de casa, sem engarrafamento e multidão. Agora, para que a praia RIO2 funcione bem para todos, é preciso seguir algumas regras, afirma Eduardo. “O pessoal só pode entrar na parte em que o piso é amarelo. E precisa evitar, a todo custo, que os animais entrem na água. É um espaço para os moradores”. Assim a higiene é mantida, e evita-se que a água fique suja e imprópria para o banho. A empresa que limpa a piscina de alguns


prédios do condomínio é a responsável também pelo tratamento da água da praia artificial. Além desse cuidado, funcionários do serviço de limpeza vão ajudar no trabalho. A segurança também está garantida. Dois salva-vidas, um aos sábados e outro aos domingos, vão ficar de olho nos banhistas para evitar qualquer tipo de problema. Outra ressalva feita por Carlos Eduardo é o cuidado que os pais precisam ter com os filhos. “A criançada precisa evitar mergulhar. A profundidade é pouca, e os pais precisam estar atentos a isso”. Outra orientação é que o morador evite usar calçado para entrar na piscina. Agora, é só pegar a sua roupa de banho e aproveitar o verão!

"

É ir à praia sem tirar o carro de casa, sem engarrafamento e multidão.

"

Aproveitando o fim de semana na casa do vovô, Eduardo Brazão e da irmã dele, Marciana, estavam Vinicius, Bruno, Maria Eduarda e Amanda. Morador do Green Park, ele levou os netinhos para aproveitar o sábado de sol na piscina. Quem mais adorou a novidade foi o Vinicius, de 9 anos. “Ela é grande, legal. Agora sempre vou pedir pro meu avô me trazer”.

27


N

essa seção, iremos sempre destacar o seu vizinho. Aqui é um espaço para apresentarmos profissionais das artes, seja a fotografia, escultura, literatura, artesanato; enfim, uma gama de possibilidades. Aquela pessoa que escolheu o belo, o lúdico como trabalho. Com vocês, a artista plástica Sonia Rebouças, que é moradora do Residencial Verona, edifício Veneza, há nove anos. Casada e mãe da escritora Thalita Rebouças, a artista plástica conta com o apoio integral do marido, um dos seus maiores fãs, e o incentivo da filha, que foi quem a convenceu a fazer seu primeiro curso de pintura. Instrumentadora cirúrgica por formação, Sonia conta que, ao perder uma grande amiga em 2000, passou a buscar uma terapia ocupacional, e então surgiu o interesse pela pintura, que hoje se tornou o seu hobby.

Rio2: Moradora do condomínio há nove anos, antes morava em São Conrado. Por que escolheu o RIO2 para ser o seu novo lar? Sonia Rebouças: Eu morava em São Conrado, mas buscava um condomínio que tivesse muita natureza e fosse um lugar bastante tranquilo. Por isso, o RIO2 me atraiu, e também porque estava no início, que começou em 2000. Eu vim morar aqui em 2003.

28

Rio2: Sendo instrumentadora cirúrgica por formação, uma profissão séria e repleta de momentos de tensão, de onde surgiu o interesse da senhora por artes plásticas? Sonia Rebouças: Eu fiz um curso chamado Oficina das Artes, com uma excelente professora, a Jane Lindoro, com quem me relaciono até hoje. Nos falamos ao telefone e conversamos muito. Quando perdi a minha


grande amiga, em 2000, resolvi buscar uma terapia ocupacional, e com o incentivo da minha filha, experimentei a pintura, gostei, deu certo, e estou nela até hoje. De 2002 para cá, dez anos na pintura – sem contar os dois iniciais –, já pintei mais de 150 quadros. Rio2: Já pensou em trabalhar com artes plásticas e vender seus quadros ou os faz apenas por hobby? Sonia Rebouças: Eu pinto mais por hobby, profissionalmente não, eu nunca pensei em fazer da pintura uma profissão. Então, quando uma amiga faz aniversário, por exemplo, dou um quadro de presente. Decorei minha casa toda com quadros meus. Tem quadro meu até em Brasília, São Paulo e Alemanha. Uma grande amiga minha já levou vários quadros meus de presente para a filha, que mora na Alemanha, e eu conheço desde pequena. Rio2: Apreciadora da natureza, moradora de um condomínio cercado por ela e com uma vista exuberante de sua varanda. Já usou essa belíssima vista como inspiração para seus quadros? Sonia Rebouças: O RIO2 inteiro cheira a cultura, porque o doutor Carlos Carvalho, um dos maiores colecionadores, fez uma doação geral para os residenciais e para o condomínio. Você anda pelo condomínio e vê obra de arte para todos os lados. Mas apesar da paisagem da minha varanda, ainda não fiz nenhuma pintura inspirada nela. É muito bonita esta lagoa aqui, este verde. Estou realmente pensando em fazer algo com esta vista. Rio2: Entre os artistas plásticos, há quem prefira ver o resultado, e quem goste mais de passar algum tempo brincando e apreciando o trabalho durante o seu desenvolvimento. O que prefere? Sonia Rebouças: É muito gostoso quando você começa a estudar aquilo que você vai pintar, aí você vai

montando a palheta de cores e vendo que cores vai utilizar naquele quadro. Depois, você pensa se concorda com o que você está observando e quer retratar, ou se prefere fazer alguma modificação. Eu tenho um quadro em que fiz todas as árvores azuis, e deu um efeito maravilhoso, todos adoram esse quadro. Eu gosto disso, monto a palheta, risco o quadro e monto a execução. Quando estou pintando, esqueço da vida, dos problemas e até mesmo de comer. Há algum tempo eu varava a noite pintando, e com o tempo observei que o resultado não era o mesmo, pois a iluminação artificial é diferente da natural. Rio2: Os quadros maiores ocupam mais tempo e dão mais trabalho, mas a maioria das suas pinturas são grandes, é uma preferência sua? Sonia Rebouças: Gosto de pintar quadros grandes porque sou muito detalhista, eu não gosto de pintar um quadro rápido, eu olho, analiso e vejo tudo, primeiro olho os detalhes, aí eu começo a fazer meu quadro. Rio2: Além de grandes, os seus quadros são bastante coloridos. A variedade de cores é para retratar a natureza com mais realidade ou é uma preferência pessoal? Sonia Rebouças: Os meus quadros, muito coloridos retratam o que sou. Eu sou uma criatura alegre, colorida e bastante extrovertida. É assim que eu sou, e retrato isso em minhas pinturas. Rio2: Quais são as imagens e inspirações preferidas para as suas pinturas? Sonia Rebouças: Gosto muito de pintar a natureza e, vez ou outra, mudo para lugares que já visitei, quadros com motivo infantil e mulheres. Há um quadro de uma mulher triste numa janela em Manhattan, e outra olhando o mar.

29


C

om 15 anos, Yasmin, moradora do Residencial Verano, edifício Ibiza, publicou seu primeiro livro, que já está na segunda edição: Beco sem saída. Ela contou que já escreveu outros, mas sentiu vontade de publicar. O interesse pela literatura começou cedo, aos sete anos, quando se apaixonou pela leitura. A jovem escritora Yasmin diz que escreve sobre diversos temas, entre eles, problemas de meninas e fala de onde veio inspiração para contar essa história: “Em um sonho que eu tive, aconteceu uma parte da história, eu me interessei muito e comecei a escrever. Ainda enquanto escrevia, minhas amigas leram e pediram que eu continuasse, e então resolvi: vou escrever um livro”, contou. Com muitos livros não terminados, com o incentivo dos pais, Da-

30

niela e Andreson, da irmã, Luana, e das amigas, se sente confiante para seguir como escritora. “Todos que leem gostam e me incentivam muito”. Com esse apoio, editou o primeiro livro e vem muito mais por aí. Para lançar o livro e incentivar Yasmin, os pais e diretores de sua escola promoveram uma manhã de autógrafos para a jovem autora. A adolescente diz que “foi uma coisa que nunca pensei que fosse acontecer, me emocionei e chorei muito”, lembrou, de novo emocionada. Segundo ela, na manhã de autógrafos foram colocados à venda 50 livros, e, para surpresa de todos, foram vendidos 45. A família decidiu imprimir mais livros, que estão à venda na internet por cerca de R$ 15,00. Sobre a história de Beco sem saída, Yasmin resumiu: “É a história de uma menina que namorava, mas o jovem


quis abusar dela, e ela resolveu se afastar. Em seguida, começou outro relacionamento, mas o ex-namorado ficou obcecado por ela, e a partir daí começa uma história de perseguição que conta com sequestro do ex e salvamento do atual”, afirma. Daniela, mãe de Yasmin, contou que a autora fez tudo sozinha. “Quando nós vimos, o livro já estava à venda na internet”, relembra. A mãe conta ainda que a irmã Luana foi cúmplice e ajudou Yasmin com a capa. Sobre a ilustração da capa, a escritora conta: “A capa foi inspirada em uma foto que eu vi, e fiquei pensando como poderia reproduzir uma foto como aquela”, disse. Segundo Yasmin, ela e Luana usaram uma folha de papel preto e um esmalte vermelho, que escorre pelos dedos da irmã da autora. Fã de Meg Cabot, autora de O Diário da Princesa, e Thalita Rebouças, autora de Fala Sério, filha!, Yasmin conta que tem uma minibiblioteca em seu quarto e gosta de ler livros de histórias fantasiosas. Perguntada se escreveria outros livros, ela disse: “Nunca escrevi nada sobre vampiros lindos, por exemplo, mas gosto, e talvez eu escreva livros desse tipo algum dia”, disse. Ainda na escola, a autora não pensa em abandonar os livros e textos ao entrar para o ensino superior. “Para escrever, tem que ter um dom muito grande para milhares de pessoas lerem seu livro; então, acho que dá para equilibrar as duas coisas, penso em fazer direito e continuar escrevendo”, conta. Yasmin é um ótimo exemplo para as crianças e adolescentes que possuem facilidade e interesse não só pela escrita como por esportes e outras atividades. Não desanime, siga em frente e alce voos maiores, assim como ela, que já escreveu alguns livros, mas nunca publicou, e finalmente o fez. Use Yasmin, que está fazendo grande sucesso entre os adolescentes, como exemplo para você!

31


O

RIO2 tem nova quadra de areia, inaugurada no mês passado. Um grupo de moradores que joga vôlei bateu uma bolinha e oficializou o novo espaço. No condomínio, já havia uma quadra de areia, mas como a disputa era grande, os moradores fizeram abaixo-assinado com cerca de 180 assinaturas, e assim a AMORIO2 colocou a mão na massa e atendeu a solicitação dos atletas. E a nova quadra veio ainda melhor. É fechada, proporcionando maior conforto para todos. Segundo Eduardo, encarregado de esportes do RIO2, agora o jogador não precisa ir buscar bolas em lugares distantes, e ainda lembrou: “ É importante frisar que a nova quadra de areia funcionará da mesma forma como funciona o campo, sob regime de agendamento”, alerta. O aluno da escolinha de vôlei do turno da manhã também seá beneficiado, já que passará a treinar na nova quadra de areia.

32

Horário da Escolinha de Vôlei: Categoria Adulto, no turno da manhã (quadra nova), segundas e quartas, das 7h às 8h30, e no turno da noite (quadra antiga) das 18h às 20h30. Já as aulas dos pequenos só acontecem pela manhã, às segundas e quartas, a partir das 8h30. As aulas são ministradas pelo professor Pedro Paulo. Para mais informações, entre em contato por meio do telefone 7820-4179. Vale lembrar que o agendamento para o uso da quadra de areia pode ser feito com Eduardo, pelo telefone 7757-6406 ou na AMORIO2.


João Luiz Pitanga, morador do Residencial Sicília, edifício Siracusa, é outro apaixonado pelo esporte. Diz que joga vôlei há muitos anos e, há dois anos morando no RIO2, formou um grupo para praticar no condomínio. João Luiz alcançou a segunda colocação no torneio do condomínio em dupla com a esposa, Alexia. A família de João Luiz é unida até nas quadras. Ele, a esposa e o filho, João Marcelo, jogam vôlei com frequência, junto ao vizinho Felipe, que mora no Residencial Alsácia, edifício Estrasburgo. Milene Oliveira, moradora do Residencial San Remo, edifício Porto Rapallo, faz aulas à noite. Ela conta que conheceu muitas pessoas por meio do vôlei, e ressalta o quanto é divertida a prática do esporte em grupo no “quintal” de casa. “Criamos um grupo no Facebook e, de vez em quando, fazemos festas e churrascos de confraternização. Além disso, já fizemos campeonatos e torneios”.

Antonio Monteiro, que morava no Méier antes de vir para o RIO2, diz que o condomínio proporciona uma grande interação entre as pessoas. Ele pratica vôlei com frequência, e a filha adora descer para bater papo com os amigos. Antonio conta ainda que ele e os amigos, Alberto José e Rodrigo, tiveram a ideia de solicitar uma nova quadra, em decorrência da concorrência entre o pessoal do vôlei e do futevôlei. Fomos até à AMORIO2, que informou que precisávamos fazer um abaixo-assinado. Recolhemos aproximadamente 180 assinaturas e conseguimos a aprovação e construção da quadra. Antonio, Alberto e Rodrigo são conhecidos pelos praticantes de vôlei nas quadras do RIO2 como patronos da nova quadra.

A moradora do Residencial Sardenha, edifício Porto Cagliari, Angela Benedette, chegou ao RIO2 em outubro de 2011, e um mês depois já estava praticando vôlei na quadra de areia. Angela participou do torneio realizado no condomínio em dupla e no quarteto com a vizinha Milene. Ela, que tem um filho de 6 anos, que faz escolinha de futebol no campo, elogia a interação proporcionada pelo esporte no RIO2.

33


C

om diversas opções de prática esportiva, o RIO2 é um ambiente de contato com a natureza e muito lazer. Mas para que tudo funcione bem, existem regras que devem ser cumpridas. O campo de futebol, as quadras de vôlei e de tênis têm regras específicas para que prevaleça o bom funcionamento. Conheça essas regras.

34

Para usar os espaços esportivos do RIO2, é necessário que o morador agende previamente o horário desejado para o uso. Vale lembrar que o agendamento deve ser feito de acordo com os critérios de faixa etária estabelecidos pela AMORIO2. Além disso, é importante que o morador esteja atento aos horários das escolinhas, que deverão ser respeitados.


Agendamento: O agendamento para uso do campo de futebol pode ser feito na Central de Atendimento da AMORIO2, pelo site www.amorio2.com.br ou diretamente na AMORIO2. É importante saber também que não será permitido o agendamento de nenhum espaço por mais de uma hora consecutiva. No caso de um grupo estar em quadra por uma hora ou uma partida completa, e não haver outro grupo aguardando para utilizar a quadra ou o campo, o grupo presente pode continuar, mas apenas nessa ocasião. Caso a sua partida tenha acabado ou alcançado uma hora e haja um outro grupo esperando para jogar, você deve ceder o local, como manda o Regimento. O campo de futebol conta com uma regra em especial, relacionada aos calçados. Para jogar no campo, é necessário, além de estar calçado, que ele seja apropriado para a prática. Isso significa que as chuteiras não devem ter travas, e os praticantes devem estar pelo menos calçando tênis. Nossos craques.

35


QUADRO DE HORÁRIOS DE UTILIZAÇÃO DO CAMPO DE FUTEBOL HORÁRIO 08:00

SEGUNDA 10:00

10:00

12:00

12:00 14:00 16:00

14:00 16:00 18:00

18:00

20:00

LIVRE

20:00

22:00

LIVRE

36

TERÇA ESCOLINHA

MANUTENÇÃO PREVENTIVA

QUARTA ESCOLINHA

QUINTA ESCOLINHA

SEXTA ESCOLINHA

LIVRE

LIVRE

LIVRE

LIVRE ESCOLINHA ESCOLINHA

LIVRE LIVRE <20 Após 92 LIVRE

LIVRE ESCOLINHA ESCOLINHA

>35 Até 76 >20 <35 Entre 77/92

LIVRE

>21 <30 Entre 81/92 >35 Até 76

SÁBADO >13 <18 Entre 94/99 LIVRE

DOMINGO LIVRE

LIVRE LIVRE <20 Após 92 LIVRE

LIVRE LIVRE LIVRE

LIVRE

LIVRE

LIVRE

LIVRE


V

iajar para mudar de ares e sair um pouco da rotina é sempre muito bom. Quando o seu condomínio oferece essa mudança gratuitamente, com facilidade e ainda com todo o conforto, o passeio se torna ainda melhor. Para quem mora no RIO2, isso é uma realidade. A AMORIO2 levou um grupo de moradores a Petrópolis. Primeira parada na Rua Teresa, a famosa rua de confecções, como mais de mil lojas em funciona-

mento, em cerca de dois quilômetros de rua. Um hipershopping a céu aberto. Variedade e preço de fábrica fizeram a alegria do morador RIO2. Além das compras, bom papo, encontro de amigos. Um dia relaxante para todos. Outro grupo deixou a compra meio de lado e foi conhecer alguns pontos turísticos, como Museu Imperial, a Catedral de São Pedro de Alcântara e o Palácio de Cristal.

37


A família Oliveira, moradora do Front Lake, escolheu o RIO2 por esse lazer que o bairro oferece. “Escolhemos também por ter muita opção para criança”, revelou Ana Paula. Bruno Barbabela e Nívea de Oliveira, moradores do Sicília, acham interessantes passeios como esse, por não precisar tirar o carro da garagem.

Sônia Maria Amaral achou muito bacana a excursão. Ela, que mora no Bretanha, disse que, mesmo com a chuva, conhecer Petrópolis foi uma maravilha.

O casal Luis Carlos França e Eny França mora no Bretanha. Segundo Luis, é interessante a ideia do RIO2. “Ainda mais em Petropólis, aqui tem opções de compras e entretenimento”, opinou. Ele ainda completou dizendo que outras regiões também podem ser visitadas.

38

Maria Clara de Souza, moradora do Cote d’Azur, adorou o Palácio Imperial e comprou muitos presentes. “Outros passeios devem acontecer, e tomara que as crianças venham”, confidenciou a princesa.


Angela Gomes, moradora do Gênova, e Dianete Capponi, do Mallorca, se conheceram no ônibus. Elas acham que esse tipo de evento, promovido pelo RIO2, é muito bom para conhecer gente nova. “É interessante conhecer uma cidade como Petrópolis”, completou Dianete.

Casados há 50 anos e moradores do San Remo, Sylvio Teixeira e Neuza de Oliveira esperam que essas viagens continuem. “Pelo menos uma vez por mês”, complementou Sylvio.

Moradora do Sicília, Maria das Graças acha que é muito bom esse tipo de passeio, e deve ter sempre.

Maria das Dores e Rubertina Lopes moram no San Remo. Maria achou ótima a viagem, e, por ela, outras devem acontecer novamente, pois ela será presença certa. Já para Rubertina, o dia em Petropólis foi muito agradável. “Encontramos pessoas legais, compramos bem e foi tudo relativamente muito bom”, revelou ela, que mora há 12 anos no RIO2. Kathleen Rios acompanhou sua mãe, Maria Luiza Rios, no passeio. Para elas, que moram no San Remo, o turismo do RIO2 deve ser rotineiro e, segundo a filha, na cidade há ótimos lugares para se comprar.

Catarina Santos mora no Sicilia. Para ela, passear em Petrópolis promove mais entrosamento entre os moradores do RIO2. “As pessoas sempre devem se conhecer mais”, disse ela.

O senhor Domingo Alves mora no Fontana di Trevi. Para ele, Petrópolis é ótimo, e esses passeios são legais por fugir da rotina do Rio.

39


O

Portal RIO2 está mais completo. Agora, foi incluído, no menu principal, um link para agendamento de reservas para a utilização das áreas de esporte. Outra novidade é que agora você, internauta RIO2, terá acesso à “área restrita”, onde poderá encontrar documentos de seu interesse. Assim, o portal está mais dinâmico e completo para o morador.

40

Digite www.amorio2.com.br e saiba mais sobre o lugar que escolheu para morar. Esse canal de comunicação colocará você em contato direto com a Associação de Moradores do RIO2. Acesse, navegue, dê sua opinião. A AMORIO2 trabalha sempre para prestar o melhor serviço a você, morador.


Fique tranquilo! A CIPA está com você em todo o Rio de Janeiro.

IMÓVEIS

CONDOMÍNIOS

Traga seu imóvel para CIPA

Garanta um ótimo 2012 para o seu condomínio

Proprietários e investidores encontram na CIPA um atendimento personalizado, com soluções adequadas as suas necessidades, proporcionando segurança e o melhor retorno do seu investimento.

A CIPA está preparada para oferecer a melhor assessoria para o seu condomínio:

Conte com soluções modernas para o seu patrimônio. A experiência e a solidez da CIPA oferecem o bem-estar que você deseja.

:: ADMINISTRAÇÃO TOTAL :: GESTÃO PREDIAL E FACILITIES Afinal, são 57 anos de experiência e solidez de uma das maiores empresas do segmento imobiliário. Nossa qualidade combina com o seu condomínio! SUA GARANTIA DE BONS SERVIÇOS

:: ADMINISTRAÇÃO DE LOCAÇÕES :: COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS

Setor específico de auditoria e de controle dos serviços prestados

CONHEÇA NOSSA PROPOSTA (21)

2524-0553 Bem-estar em condomínios e imóveis

41


44

Revista RIO2  

Revista do condomínio Rio 2

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you