Page 1

NOVEMBRO ¦ DEZEMBRO 2009 8ª EDIÇÃO www.revistadebordoutil.com.br

REVISTA DE BORDO

FESTAS DE FIM DE ANO

ESCOLHA O MELHOR ROTEIRO

ANO NOVO O que vestir? SOCIEDADE VIVA CAZUZA O tempo não para PRESERVAR A FAUNA É UTIL Embarque nessa ideia

DICAS DE PRESENTES ¦ A MELHOR OPÇÃO PARA O NATAL


8a EDIÇÃO

SUMÁRIO 14

MEDICINA ORIENTAL A busca pelo equilíbrio

24

DIETA ESPECIAL DE VERÃO Em forma na alta estação

26

JIU-JÍTSU Ajudando a formar cidadãos

29

FESTA INFANTIL Cardápio saudável

36

MUNDO FASHION A moda para o seu Réveillon

43

TWITTER A febre na Internet

52

50 ANOS DE BRASÍLIA As feras vão levar você até lá

58

SELO VERDE O futuro da indústria brasileira

68

FESTAS DE NATAL DO MICKEY Programa de família

72

52

TURISMO Um giro pelo mundo

82

RIO ANTIGO O berço da boemia carioca

88

EMPREGO TEMPORÁRIO O mercado em alta

96

JORGE ARAGÃO O poeta do samba

8

68


72

82

9


EDITORIAL + EXPEDIENTE

EDITORIAL 2010

O melhor ano de nossas vidas

M

uito bom começar um novo ano acreditando que será o melhor de todos. Insuperável, o divisor de águas, o realizador de todos os sonhos. Esperança, fé, superstições, simpatia, vale tudo na busca por esse momento mágico, aquele segundo em que você realmente acredita, que fecha os olhos e se entrega. Pular sete ondas, levar oferendas para Iemanjá, comer 7 uvas, ou qualquer outra receita que conheça, para conquistar um novo amor, obter prosperidade, saúde, alegria ou outro desejo que lhe venha ao coração. Mas tão bom quanto acreditar no que vem pela frente, é agradecer o que já passou. E, hoje, agradecemos: a sua companhia, cada e-mail

que recebemos, os quilômetros todos que viajamos, o nosso primeiro aniversário juntos, as idas e vindas, os embarques e desembarques. Nos despedimos de 2009 marcando encontro para 2010. Vamos pegar a estrada novamente, embarcar em novas aventuras, traçar outros roteiros, fazer o que mais gostamos de fazer: sair juntos por aí. Acreditamos, sim, que o que é bom de verdade, merece bis. Como agora, nesse encontro aqui, enquanto nos lê. Boas festas e bis para todos nós!

EXPEDIENTE EDITORIAL EDITORA-CHEFE Tereza Dalmacio tereza@utilcd.com.br ESTAGIÁRIA DE JORNALISMO Debora Rolim debora@utilcd.com.br REVISORA Giselle Martins DESIGN DIRETOR DE ARTE Tati Piqué FOTOGRAFIA Bruno Leão PUBLICIDADE Bruno Faria Felipe Souza Marco Gall Tati Piqué

10

PRODUÇÃO GRÁFICA J. Sholna Reproduções Gráficas Ltda

Rebeca Maia ¦ Administrativo rebeca@utilcd.com.br

COLABORADORES Andréa Corrêa Eda Fagundes Fernando Gomes Guilherme J. Pereira Heloisa Stiebler Isabella Carneiro Luiz Felipe Schulz Jardim Marcos Sales Mary Socks Osmar Souza Patrick de Oliveira

Marcio Ayres ¦ Comercial marcio@utilcd.com.br

UTIL COMUNICAÇÃO E DESIGN DIRETORIA Paulo Roberto Jr. ¦ Executivo pmesquita@utilcd.com.br Pedro Decourt ¦ Geral pedrocunha@utilcd.com.br

COMERCIAL Victor Bakker victor@utilcd.com.br Bruno Faria bruno@utilcd.com.br COMUNICAÇÃO DIGITAL Criação e Interface LinkTI Soluções para Internet REDAÇÃO & COMERCIAL Rua Jornalista Ricardo Marinho, 360 Sala 243 ¦ Barra da Tijuca ¦ Rio de Janeiro ¦ RJ 21 3471-6799 ¦ 7898-7386 ¦ 7898-7623 7850-1489 ¦ 7880-4914 utilcomunicacao.blogspot.com twitter.com/utilcd

Ano I 8a EDIÇÃO - NOVEMBRO 2009 Revista de bordo Util é uma publicação da UTIL EDITORA DE INFORMAÇÃO INSTITUCIONAL GRATUITA LTDA.ME

Foto capa: Tiago Esteves


CARTA DO DIRETOR + ENCONTRO COM

CARTA DO DIRETOR Uma longa estrada para comemorar

O

ano de 2009 começa a se despedir e, olhando para trás, quantas coisas construímos juntos nesses últimos meses, como trabalhamos para oferecer a você mais qualidade e um serviço de excelência. A estrada é longa, mas a percorremos com passos firmes, solidez e sempre com clareza, objetividade e profissionalismo. A UTIL festeja o encerramento deste ano com muita alegria, partilha e relembra com você alguns fatos que marcaram 2009. Obtivemos excelentes resultados. Alcançamos em nossa última Pesquisa de Satisfação ao Cliente, 92% de aprovação, quando nossos usuários confirmaram a satisfação com os serviços oferecidos pela nossa empresa. Essa conquista é fruto de muito trabalho e dedicação de nossos colaboradores. Investimos em capacitação profissional. Realizamos mais de 11 mil horas de treinamento, com projeção de 14 mil horas para o próximo ano, pois o nosso objetivo é lhe atender cada vez melhor. Você nos motivou a melhorar nossos processos e a trabalhar focado em qualidade, garantindo a manutenção da certificação ISO 9001. Apostamos em inovação e criatividade ao reproduzirmos a estampa de animais em nossos veículos, para demonstrar o nosso respeito ao meio ambiente e lançar a campanha “Preservar a Fauna é UTIL”, que busca conscientizar as novas gerações, chamar a atenção das autoridades e da população para a importância da preservação da fauna. Renovamos 25% da nossa frota, adquirindo veículos com alta tecnologia, para lhe proporcionar mais conforto e segurança. No Rio de Janeiro inauguramos um guichê moderno e mais funcional, do jeito que você merece. Mais um ano se vai, mas deixa realizações, boas lembranças e o desejo de ter a sua companhia em 2010. Tenha a certeza que continuaremos juntos, oferecendo sempre o que você busca. Feliz Natal! Feliz Ano Novo! Eduardo de Castro, Diretor da UTIL.

ENCONTRO COM contato@utilcd.com.br

“Parabéns pelo primeiro ano de vida. A minha Revista de bordo está, a cada dia, melhor e mais bonita.” Ana Lúcia, estudante, Juiz de Fora “Nossa, já se passou 1 ano? Felicidades para toda a equipe. Vocês fazem um trabalho bem bacana.” Marco Simões, estudante, Rio de Janeiro “Adorei a retrospectiva. Sabia que li todas as revistas até hoje? Tenho todas em casa e adoro. Parabéns”. Vera Lúcia Pacheco, professora, Rio de Janeiro 12

“Doutores da Alegria. Obrigada por nos mostrar mais detalhadamente o trabalho desse grupo. Realmente eles fazem um trabalho diferenciado e tornam o mundo um pouco melhor.” Antônio Lobato, aposentado, Angra dos Reis Lembre-se, este espaço é seu. Não deixe de escrever pra gente. Envie uma foto. Conte sua história. Aguardamos a sua participação.


SAÚDE E BELEZA ¦ MEDICINA ORIENTAL

O SER EM EQUILÍBRIO Por Luiz Felipe Schulz Jardim Luiz Felipe Schulz Jardim é fisioterapeuta, especialista em Medicina Oriental, com formação em shiatsu, acupuntura e RPG. Contato: luizfelipejardim@gmail.com

T

odos os dias somos bombardeados com diversas informações sobre a saúde do nosso corpo físico. Já sabemos que boa alimentação, água pura, sono reparador e boas doses de atividade física garantem nosso bem-estar. Mas será que, realmente, cuidamos de todos os aspectos que promovem uma vida verdadeiramente saudável? A resposta só será positiva se nos preocuparmos também em equilibrar as energias do nosso corpo. Você sabe de que energia estamos falando? Os orientais a chamam de Ch’i, energia vital, que unifica, anima e mantém o nosso corpo em equilíbrio. Entretanto, não podemos confundir este equilíbrio com a figura de uma “balança nivelada”. Esta harmonia é adquirida através de um movimento contínuo, que faz o Ch’i circular livremente por todo o nosso corpo. Existem ainda duas outras energias que são muito conhecidas, o Yin e o Yang, que, juntas, formam o Tao (o todo). Essas energias opostas se complementam, como a noite e o dia ou como a água e o fogo. Em equilíbrio, elas fazem com que todas as nossas funções vitais estejam em plena ordem. Qualquer influência, externa ou interna, pode alterar este equilíbrio. O vento, o frio, o calor e a umidade são, por exemplo, alguns fatores que podem gerar desequilíbrio no Ch’i. Alguns autores chamam esse Ch’i de “perverso”, aquele que prejudica a nossa saúde. Problemas em casa, no trabalho e nos relacionamentos pessoais fazem com que alternemos momentos de raiva, tristeza, felicidade e medo. De maneira excessiva, essas emoções podem fazer com que nossa energia fique desregulada e provoque reações físicas como problemas respiratórios, dificuldade de dormir, dores musculares e ainda outros sintomas que, muitas vezes, não aparecem em exames convencionais. Mas como evitar que o desequilíbrio de nossas emoções produza sensações e manifestações tão desagradáveis? Como viver o tempo todo em harmonia? Isto parece quase impossível, mas se criarmos pequenos hábitos saudáveis e tomarmos algumas medidas preventivas, podemos suavizar muito, todos estes problemas, criando uma sensação de permanente bem-estar. Terapias como o shiatsu e a acupuntura fazem parte deste delicado e sutil arsenal, que vai produzir o necessário equilíbrio do nosso corpo energético. O shiatsu, através da pressão e manipulação de pontos específicos, garante um tratamento eficaz e preventivo e um relaxamento do corpo que nos trará muitos benefícios. A acupuntura, com o 14

uso de agulhas em pontos combinados, faz com que nosso organismo se defenda de doenças geradas pelos fatores externos e internos citados acima. O uso de recursos complementares como a auriculoterapia (uso de sementes nos pontos da orelha), a moxa (bastão de Artemísia que gera calor), a ventosa (que ajuda a circulação de Ch’i) e a eletroacupuntura (que emite corrente, auxiliando a ação das agulhas) pode aumentar muito a eficiência dos tratamentos energéticos. Como você pode perceber, pequenas mudanças e a ajuda de um bom terapeuta podem oferecer uma nova qualidade de vida, possibilitando uma oportunidade de equilibrar e melhorar sua energia vital, mantendo um perfeito equilíbrio entre seus corpos físico e energético. Cuide-se e viva feliz!


INFORME PUBLICITÁRIO ¦ ESPAÇO PRISCOTT

CABEÇA FEITA P

ara quem sofre com a queda acentuada de cabelos ou simplesmente quer alongar ou aumentar o volume, um pouco de cola à base de queratina, algumas mechas, boas doses de paciência e técnica. Essa é a receita para transformar, em algumas horas, qualquer mortal em uma divindade digna da mitolo mitologia. Trata-se do Megahair, método de alongamento dos cabelos, que apresenta resultados naturais e du duradouros. Homens e mulheres com diferentes comprimentos e tipos de cabelo - liso, cacheado, ondulado ou frisado, com química ou sem -, todos podem recorrer à técni técnica que substitui em poucas horas, meses ou anos de crescimento dos fios. Como a aplicação exige uma habilidade manual que se assemelha a de um tecelão e a qualidade do ca-

16


INFORME PUBLICITÁRIO ¦ ESPAÇO PRISCOTT

belo e atenção aos detalhes são determinantes para o resultado, é fundamental procurar um bom profissional. Se o processo for mal feito, há risco de prejuízos não só ao bolso, com o retorno ao salão, mas também aos fios naturais. E não há contraindicações. Pelo contrário, segundo o carioca Flávio Priscott, hairstylist dos famosos há mais de duas décadas, “a indicação é viver normal e com cabelo impecável. Saindo do mar, de uma lancha ou de uma piscina; com cabelo ao vento”.

“O cliente entra aqui sem saber como vai sair, mas com a certeza de que o resultado vai ficar maravilhoso”, afirma Flávio Priscott. O Espaço Priscott conta com dois ambientes. O primeiro é o espaço do Megahair e o segundo um salão de cabelereiros onde corte, coloração, escova, manicure ou pedicure são oferecidos a preços populares, de terça a sábado, das 10 às 19 horas.

Priscott afirma que a transformação, em alguns casos, não é apenas estética. Afeta a autoestima e chega a ser, inclusive, terapêutica. É o caso de pessoas com calvície; que foram submetidas à quimio ou radioterapia; ou que sofrem de tricotilomania (distúrbio crônico que faz com que a vítima sinta desejo de arrancar os cabelos) e que encontram nas mãos de Flávio a chance de uma vida normal.

Espaço Priscott Rua Maria Luiza Pitanga, 45 – Largo da Barra, Rio de Janeiro/ RJ ¦ Tel.: 21 3139-5493 ¦ www.flaviopriscott.com.br


SAÚDE E BELEZA ¦ COLUNA DO DR. MARIO

OSTEOPOROSE Dr. Mário de Barros Filho é ginecologista obstetra e diretor da Clínica Hysteron – Medicina da Mulher, no RJ contato@hysteron.com.br

A

tualmente, o ginecologista desempenha um papel importante para a saúde da mulher, como um provedor de cuidados primários que possam prevenir doenças e melhorar a qualidade de vida de suas pacientes. Um destes cuidados é a pesquisa e o consequente diagnóstico da baixa densidade óssea e de estágios iniciais da osteoporose. Estima-se que, no Brasil, existam mais de 10 milhões de casos de osteoporose e, como resultado desta realidade, temos 2,4 milhões de fraturas, sendo 215 mil casos no colo do fêmur. Todos os anos no Brasil, 200.000 pessoas morrem em decorrência destas fraturas*. Esta patologia é caracterizada pela diminuição da massa óssea, deterioração microarquitetural do tecido ósseo e aumento da fragilidade do osso remanescente, levando as pacientes a ficarem mais sujeitas a fraturas. Trata-se de uma doença silenciosa por ser assintomática. Preocupa, principalmente, as mulheres já que na pós-menopausa, 3 em cada 4 doentes são do sexo feminino e 1 em cada 3 mulheres com mais de 50 anos tem a doença. Infelizmente, 75% dos diagnósticos são feitos somente após a primeira fratura. Os locais mais comuns de fraturas osteoporóticas incluem o quadril, vértebras, punho e fêmur. Relacionam-se a sua origem fatores de hereditariedade, nutrição, exercícios, condição dos níveis de estrogênio, processo natural de envelhecimento, além disso, é admitida sua relação com outras doenças, com medicamentos ou com imobilizações. Na menopausa, a deficiência de estrogênio, hormônio feminino, faz com que os ossos percam cálcio e fiquem porosos como uma esponja. Esta fraqueza dos ossos expõe a mulher a maiores riscos de fraturas, tan-

18

to espontâneas como por quedas. As novas técnicas para a medição da massa óssea, como o exame de densitometria óssea, tornaram possível mensurar com precisão a densidade óssea atual e a taxa de perda óssea ao longo do tempo, possibilitando o diagnóstico e o acompanhamento da doença. Há diversas tendências de tratamento que visam a oferecer manutenção e reposição da massa óssea e, para tanto, indica-se o uso de cálcio, vitamina D, exercícios apropriados e exposição ao sol. Para a reposição da massa óssea, admite-se o uso de algumas substâncias como o alendronato, risedronato, ibandronato, raloxifeno e o ácido zoledrônico, que surgiu recentemente com a expectativa de maior adesão ao tratamento por parte dos pacientes por se tratar de aplicação uma vez ao ano, na dosagem de 5 mg. Admite-se que, se todos os pacientes que iniciam um tratamento não o abandonassem, ¼ das fraturas poderiam ser evitadas. Exercícios indicados: caminhada, tai chi chuan, dança, tênis, musculação, hidroginástica, pilates. Pelo menos 30 minutos, 3 vezes por semana. Orientações Gerais: aumentar força e equilíbrio através de exercícios físicos; usar sapatos seguros (com alça posterior e com sola antiderrapante); utilizar corrimão para subir rampas e escadas; utilizar barras de apoio, especialmente em lugares escorregadios, como banheiros e cozinha; utilizar tapete antiderrapante em banheiros; retirar tapetes tradicionais que facilmente escorregam no chão; ter cuidado com animais de estimação e objetos baixos; manter boa iluminação nos ambientes; evitar carregar peso, subir em cadeiras ou escadas móveis; considerar o uso de protetores em pacientes de risco. *FONTE: Revista Veja, 30 de janeiro de 2008


SAÚDE E BELEZA ¦ COLUNA DA DRA. HELOISA ROCHA

O BOMBOM QUE EMAGRECE D

izem por aí que doce é o maior pecado para quem quer emagrecer, certo? Errado. Você só precisa escolher o doce certo. Aquele que vai proporcionar a sensação de saciedade, que vai ajudar você a ter menos fome e, ainda, perder as “gordurinhas” da barriga. E sem falar que esse novo produto pode ser mais um aliado para você não sair da dieta, já que muitas vezes, não conseguimos deixar de lado o prazer de comer algo com o paladar doce. Huuum! Enquanto você lê este artigo, uma pergunta ronda sua cabeça: “Fantástico demais para ser verdade?” Mas já lhe respondo: “Errado de novo.”

O principal ingrediente desse doce é o colágeno hidrolisado, usado para dar a base ao doce, possui mais de vinte aminoácidos, o que é bem mais do que a gelatina que comemos à mesa. No nosso estômago, o colágeno vira um gel que se expande e ocupa espaço, reduzindo o nosso apetite e, além disso, a sua digestão é lenta, fazendo com que a sensação de fome demore a acontecer! Essa substância também ajuda a prevenir a flacidez, já que ao chegar ao intestino, ela libera seus aminoácidos, o que favorece a produção de mais colágeno pelo seu organismo. Substância fundamental para formar os músculos e firmar a pele.

Doce que te quero doce

A

textura natural do colágeno é a mesma de uma bala de goma. Para dar sabor, são acrescentados aromas de frutas, como morango, uva e abacaxi ou, no caso do bombom, massa de cacau a 70 %, para diminuir as calorias. Os fitoterápicos adicionais são conhecidos e não oferecem efeitos colaterais, mas é sempre interessante você consultar o seu médico para que ele te indique a melhor prescrição desses doces.

20

Esses fitoterápicos adicionados têm o poder de diminuir ainda mais o desejo de comidas açucaradas, de queimar gorduras ou de reduzir a absorção de carboidratos presentes nos alimentos. É ou não é um milagre? Cometer o pecado de comer uma guloseima enquanto você dá uma boa secada nas gordurinhas. Escolha o doce certo e mantenha-se alegre e firme na sua dieta. Até a próxima.


SAÚDE E BELEZA ¦ COLUNA DA DRA. HELOISA ROCHA

Fitoterápicos adicionais GLUCOMANAN: O glucoman é uma fibra vegetal que, em contato com a água, ganha consistência de gel e aumenta de oito a doze vezes o volume, ocupando “boa parte” do nosso estômago. Também é capaz de envolver as partículas dos alimentos ingeridos, formando um tipo de “revestimento” que prolonga a digestão, aumentando assim, o nosso poder de saciedade. FASEOLAMINA: Extraída do feijão branco, carrega uma enzima que impede a digestão e a absorção parciail do carboidrato. O resultado é a redução do nível de açúcar no sangue, o que faz o apetite ficar menor. CARALLUMA FIMBRIATA: É outro fitoterápico que aumenta a saciedade e seu princípio ativo é um glicosideo, que também auxilia na queima de gordura.

Heloisa Rocha é cardiologista especializada em Medicina Ortomolecular heloisa_rocha@hotmail.com

GYMMENA: Reduz a vontade de comer doce, porque tem o poder de retardar a absorção do açúcar no sangue. Ainda carrega uma substância, o ácido gimnênico, que acelera o metabolismo, favorecendo a queima de gordura corporal. CASEOLAMINA: Extraído de um fruto, o Cassia nomame, tem cinco substâncias antioxidantes com a capacidade de inibir uma enzima, a lípase, responsável pela quebra das moléculas de gordura. E, sem ela, a gordura não é digerida e deixa de ser absorvida. ECALYCULATA: Seu desejo é diminuir a sua “barriguinha”? Então essa novidade, com a marca registrada de Pholia Magra, veio ao encontro de seus desejos. É uma erva brasileira que está fazendo sucesso em outros países, no sentido de queimar a gordura, em especial aquela do nosso abdome.


SAÚDE E BELEZA ¦ COLUNA DO DR. MARCELO FONTES

IMPLANTES DENTÁRIOS: ADEUS AO ROACH Dr. Marcelo Fontes Teixeira, mestre em Implantodontia. CRO 20.164/RJ Av. Evandro Lins e Silva, 840 ¦ n.º sala 1205 ¦ Edifício Office Tower ¦ Barra da Tijuca ¦ Tels. (21) 2178-2134 / 2178-2135 ¦ www.cromf.com.br

A

perda de vários dentes traz ao paciente uma série de problemas estéticos, funcionais e psicológicos . A reposição destes dentes pode ser feita por meio de uma prótese parcial fixa (ponte fixa), de uma prótese parcial removível (roach) ou pelos implantes dentários osseointegráveis. A decisão de qual modalidade de reabilitação a ser usada nestes casos deve ser do paciente, que, devidamente esclarecido pelo seu dentista sobre as vantagens e desvantagens de cada forma de tratamento, irá optar por uma delas. Várias condições devem ser observadas para a indicação do tipo de prótese mais adequado para cada caso, como a condição periodontal dos dentes que servirão de pilares para uma futura ponte fixa ou um roach, o número de dentes ausentes, a presença ou não do último dente de uma hemiarcada, que determinará a possibilidade ou não das técinicas (pode-se realizar uma ponte fixa ou um roach, caso esteja presente e até mesmo a instalação de implantes, caso este não esteja presente); a expectativa do próprio paciente sobre os resultados estéticos, a facilidade de higienização da sua futura prótese e sua vontade de usar ou não uma prótese removível (roach); e, ainda, o fator financeiro, pois os custos entre as três formas de tratamento variam bastante. Para a realização de uma prótese parcial fixa, há necessidade da presença de dentes pilares, os que sustentarão os dentes. A grande desvantagem deste tipo de prótese é que é necessário desgastar os dentes pilares, parcialmente, ou, como na maioria dos casos, totalmente para que se possa apoiar a prótese fixa, ficando os dentes que substituirão as ausências suspensos, por isso são chamados de pônticos. No entanto, existem situações clínicas que inviabilizam a realização deste tipo de prótese fixa. A mais comum é aquela na qual o último dente de uma hemiarcada não está presente, por exemplo, ausências dos pré-molares e molares de um lado. Nesta condição, o paciente encontra-se em uma situação que chamamos de extremo livre, que não permite a realização de uma prótese fixa, pela ausência do último pilar. Outra condição que não contraindica completamente a ponte fixa, mas limita muito sua indicação, é a ausência de muitos dentes. Mesmo que o paciente não se encontre na situação de extremo livre, em muitos casos, o paciente opta pela prótese parcial removível (roach), considerando, quase sempre, o custo do tratamento, que do roach é sempre menor do que da prótese fixa e do implante dentário. Somente quem usa um roach sabe de suas limitações estéticas e, principalmente, funcionais. Dificuldades na fala, 22

na deglutição, na mastigação, diminuição da retenção da prótese com o uso, fraturas do grampo retentor, incômodo ao retirar e recolocar a prótese, constrangimento pessoal, entre outros. A “Implantodontia oferece a estes pacientes uma excelente oportunidade de livrarem-se de seus Roachs”. Desde que haja estrutura óssea suficiente para a instalação dos implantes dentários (altura e espessura), os dentes ausentes podem ser substituídos por coroas totais instaladas sobre os implantes, na forma de coroas unitárias ou na forma de pontes fixas. Quando não há osso suficiente para a sua instalação, podemos recorrer às diversas formas de cirurgias de reconstrução óssea (enxertos), que prepararão a região para receberem os implantes dentários, viabilizando a reabilitação com próteses fixas implantossuportadas. Em alguns casos, como o citado anteriormente de extremo livre, não há outra alternativa de reabilitação por meio de uma prótese fixa, senão com o uso dos implantes osseointegráveis, pois, com a ausência do último dente, não há a possibilidade de se fazer uma coroa total unitária ou uma ponte fixa. A situação torna-se ainda mais dramática para o paciente quando há a indicação de extrações múltiplas, por motivo de doença periodontal, por exemplo, que culminará com uma situação de extremo livre. “Estes pacientes geralmente não aceitam o uso de uma prótese parcial removível e a única alternativa são os implantes dentários”. É evidente a satisfação dos pacientes quando ficam livres de seus antigos roachs. Recentemente, uma de minhas clientes, que já havia sido reabilitada na arcada superior com coroas unitárias e próteses parciais fixas implantossuportadas, livrando-se de seu antigo roach, também quis realizar o mesmo tratamento na arcada inferior. No dia da cirurgia para instalação dos implantes com a técnica da carga imediata (que permite fixar as coroas totais sobre os implantes imediatamente após as suas instalações), ao solicitar a este paciente que retirasse seu antigo roach, respondeu-me que ”já está no lixo desde ontem” e que, após mais de 15 anos, finalmente ficaria livre daquela prótese. Relatos como estes, de expectativa e satisfação alcançadas dos pacientes que substituem seus roachs por implantes são cada vez mais comuns nos consultórios dos Implantodontistas que assumem, com este tipo de tratamento, uma responsabilidade social de grande monta, pois estes pacientes melhoram sua autoestima, aumentam seu convívio social, alimentam-se melhor, sorriem mais e, principalmente, “tornam-se pessoas mais felizes”.


SAÚDE E BELEZA ¦ DIETA DE VERÃO

DIETA DO VERÃO E

stamos na primavera, mas a temperatura é de verão. Hora de cardápio light e muita hidratação. Aprenda uma dieta leve e que possui em torno de 1200Kcal. Dica da nutricionista carioca, Marcella Amar.

CARDÁPIO CAFÉ DA MANHÃ Escolher uma das opções; 1) 2 torradas integrais (vendidas prontas) com geléia diet e 1 colher de sobremesa de cottage em cada fatia + 1 copo pequeno (250ml) de suco de morango light. 2) 1 fatia de pão integral light com requeijão light, 3 fatias de peito de peru, 1 xícara de chá verde. 3) 1 fatia de pão integral light com geléia diet e 1 fatia grossa de queijo minas, 1 xícara de chá verde ou 1 copo pequeno de suco de melancia. 4) 1 fatia grossa de melão com queijo minas (1 fatia grossa), 1 fatia de pão integral light com geléia diet, 1 xícara de chá verde. 5) Morangos (6 unidades) com iogurte light, 1 fatia de pão integral light com requeijão light e 3 fatias de blanquete de peru. Lanche da manhã e lanche da tarde Escolher uma das opções + 1 xícara de chá verde LANCHE DA MANHÃ 1) 1 picolé de frutas light | 2) 2 bolas de sorvete light de limão ou morango(no copo) | 3) 1 copo de suco de morango ou melancia ou melão ou pêssego LANCHE DA TARDE 1) 1 pote de iogurte light batido com gelatina à gosto 2) Bater 1 copo pequeno de leite de soja ou leite desnatado com 6 morangos congelados 3) cookies de fibra (5 unidades aproximadamente) ALMOÇO E JANTAR Escolher uma das opções; 1) 3 colheres de sopa de arroz com amêndoas (1 colher de sopa), 1 filé grande de frango grelhado, 1 prato de folhas com tomate, palmito, pepino e brócolis a gosto. 2) 2 colheres de sopa de purê de inhame, 1 posta mé24

dia de peixe de escolha grelhado, 3 colheres de sopa de abobrinha refogada, 1 prato de folhas com tomate. 3) 1 abobrinha/ berinjela pequena fatiada e grelhada com queijo minas, orégano, tomate, 3 colheres de sopa de arroz de brócolis, 1 prato de folhas de escolha com palmito, pepino. 4) 1 prato de sobremesa de camarão grelhado com chuchu a gosto e milho (3 colheres de sopa), 1 prato de folhas com palmito, pepino, e brócolis a gosto. 5) 2 pegadas de massa com brócolis picado a gosto, tomates cereja a gosto, 1 prato de sobremesa de camarão grelhado ou refogado, agrião refogado a gosto.


SAÚDE E BELEZA ¦ OLIGOFLORA

OLIGOTERAPIA. VOCÊ SABE O QUE É ISSO? Da Redação

A vida agitada e o tempo curto para cuidar da saúde trazem inúmeros malefícios para o equilíbrio corporal, como o estresse e a obesidade. Assim, há diversos tratamentos de estética que visam restabelecer o equilíbrio perdido, porém muitos deles são doloridos e, para se alcançar o resultado desejado, é necessário um longo tempo. A oligoterapia é uma nova técnica no tratamento das disfunções orgânicas, o seu diferencial é não utilizar agulhas e o efeito é mais rápido. A aplicação dos oligoelementos é realizada de forma transdérmica, ou seja, através da pele. Os oligoelementos são micronutrientes como o zinco, cálcio, magnésio, entre outros, que são encontrados em baixa quantidade em nosso organismo. Apesar disto, são essenciais para a formação de enzimas vitais nos processos bioquímicos como, por exemplo, a digestão. A carência desta pequena concentração em nosso corpo altera as reações

químicas, favorecendo o aparecimento de patologias diversas. Portanto, a oligotecnologia tem como intuito harmonizar o processo metabólico do organismo. A oligoterapia surgiu na França pelo Professor Dr. Jacques Ménétrier em 1932. Atualmente, é sucesso na Europa e em outros países da América do Norte. No Brasil, já existem alguns cursos e clínicas de Estética Funcional, como o Studios da Oligloflora, que utilizam a técnica dos oligoelementos para o tratamento de sintomas de estresse, celulite e rejuvenescimento facial. Na clínica, primeiramente, os clientes são avaliados e sendo identificada a patologia, é indicado um tratamento personalizado. Em seguida, é realizada a avaliação do metabolismo, identificando o sistema comprometido. A terapia não tem restrição de idade pode ser feita por crianças e idosos.


ESPORTE ¦ JIU JÍTSU

JIU-JÍTSU AJUDANDO A FORMAR CIDADÃOS O

jiu-jítsu é uma arte marcial japonesa que utiliza alavancas e pressões para derrubar, dominar e submeter o oponente tradicionalmente, sem usar golpes traumáticos, que não eram muito eficazes no contexto em que a luta foi desenvolvida, uma vez que os guerreiros (bushi) usavam armaduras. Essa é a definição clássica, retirada da Wikipédia, a enciclopédia livre. Mas, se pesquisarmos um pouco mais, vamos encontrar, de acordo com informações da Confederação Brasileira de Jiu-Jítsu, outra definição: “Segundo alguns historiadores o jiu-jítsu ou ‘arte suave’, nasceu na Índia e era praticado por monges budistas. Preocupados com a autodefesa, os monges desenvolveram uma técnica baseada nos princípios do equilíbrio, do sistema de articulação do corpo e das alavancas, evitando o uso da força e de armas. Com a expansão do budismo, o jiu-jítsu percorreu o sudeste asiático, a China e, finalmente, chegou ao Japão, onde se desenvolveu e se popularizou. A partir do final do século XIX, alguns mestres de jiu-jítsu migraram do Japão para outros

continentes, vivendo do ensino da arte marcial e das lutas que realizavam.” Independente das definições o fato é que o jiu-jítsu é uma lição para a vida toda, gera mais saúde e qualidade de vida, além de disciplinar. Começando desde pequeno, esta arte marcial ajuda a formar cidadãos. Para o mestre Rogério Poggio, da Academia Infigth, no Rio de Janeiro, o jiu-jítsu torna o ser humano melhor em vários aspectos. Podemos dizer que, na formação infantil, promove a autoconfiança, mostra como lidar com a pressão, ensina valores como dignidade, respeito, honestidade. No aspecto físico, aumenta a flexibilidade, a coordenação motora e ajuda a perder peso, concluiu o professor. O esporte pode ser praticado a partir dos 4 anos de idade. Se ficou interessado, procure uma boa academia, converse com os professores, assista a algumas aulas e apresente o esporte para o seu filho. Saúde, esporte e disciplina, uma excelente combinação para formar campeões na vida.

Outras informações: www.infight.com.br


¦ CHURRASCARIAS ¦ NONONONO GASTRONOMIA NONONONO

CHURRASCARIAS: HÁ CONTROVÉRSIAS Por Tereza Dalmacio

Q

uando você pensa em churrascaria o que vem logo à cabeça? Picanha, muita carne vermelha, certo? Há controvérsias. Para os frequentadores, amantes da boa mesa, a imagem é de cardápio variado, rico e cheio de novidades. A carne, apesar de ser o prato principal, muitas vezes passa como coadjuvante. Carnes brancas, vermelhas, frutos do mar, uma infinidade de saladas e acompanhamentos, sushi e sashimi, hummm... Tudo oferecido com qualidade e excelência no preparo. Outro dia, comi um polvo grelhado no alho, o melhor “churrasco” da minha vida. Barbaridade! Com tantas entradas divinas, a carne fica esquecida, certo? Há controvérsias. Os cortes especiais de carne ainda são as estrelas do almoço em família. Há restaurantes que fornecem mais de 30 especialidades, incluindo carnes exó-

ticas como a de avestruz e a deliciosa carne de carneiro. E quando você pensa que a gula já foi vencida, errado de novo. E o buffet de sobremesas, hein? Brownie quentinho com sorvete e calda de chocolate, petit gateau, tortas, bananas flambadas, profiterólis... E aí, meu amigo, você respira fundo, e espera encontrar mais um espaçozinho para caber mais essa gostosura... Realmente, as grandes churrascarias se tornaram templos do sabor, do aroma e da variedade. Vale de tudo, comer rezando e cometer o pecado da gula. Só não vale deixar de reunir a família para aquele almoço especial, na melhor churrascaria da cidade. O cafezinho e a conta, por favor!

27


INFORME PUBLICITÁRIO ¦ FOZ DO TEJO

PORTUGAL PAÍS VINÍCOLA A

vinha foi plantada pela primeira vez na Península Ibérica pelos tartessos nos vales dos rios Tejo e Sado, em 2000 a.C. aproximadamente. Quase 1000 anos depois, os fenícios introduziram novas castas e tomaram conta do comércio do vinho. A presença grega na Ibéria a partir do séc. VII a.C. desenvolveu a cultura da vinha e trouxe progressos nos métodos de fazer o vinho. Cerca de 500 anos depois, chegaram os romanos e, com eles, veio uma contribuição decisiva para a modernização da cultura da vinha. Após a fundação de Portugal, em 1143, o vinho tornou-se o produto mais exportado e, nos séculos XV e XVI, período das descobertas marítimas, as caravelas portuguesas levaram o vinho aos quatro cantos do mundo. O Tratado de Methwen, celebrado entre Portugal e a Inglaterra, em 1703, abriu o comércio entre os dois países, acarretando duas consequências importantes: as exportações de vinho tiveram um considerável aumento e o vinho do Porto ganhou fama internacional. O rápido aumento da procura e da produção de vinho na região gerou a necessidade de regular o comércio, e o governo da época, chefiado pelo Marquês de Pombal, criou a região vinícola do Alto Douro, a primeira região demarcada do mundo. Apesar de longa tradição e história, a viticultura portuguesa demorou a evoluir tecnologicamente e, por muito tempo, produziu poucos vinhos de alta qualidade. Somente nas últimas três décadas, como consequência do desenvolvimento econômico, político e social do país com a adesão à União Europeia, a viticultura portuguesa experimentou grande evolução. Grandes enólogos como Nicolau de Almeida, João Portugal Ramos, Luís Pato, Alvaro de Castro, Bento dos Santos e tantos outros revolucionaram a forma de fazer vinho, preservando as castas autóctones e introduzindo novos pro28

cessos tecnológicos. Na sua peugada, jovens enólogos, em grande parte oriundos das tradicionais famílias produtoras de vinho, estudaram nas melhores escolas do mundo e dão a garantia de continuar a colocar Portugal no mapa mundial dos grandes produtores de vinhos de qualidade. Tendo o privilégio de possuir mais de 70 castas autóctones, a maior parte só existente em Portugal, o país debate-se no dilema de começar a produzir mais vinhos tipo “Novo Mundo” ou manter-se fiel a sua preciosa individualidade. Acreditamos que a segunda será a tendência dominante e que Portugal continuará, durante muitas décadas, a produzir vinhos diferenciados, de grande qualidade e impossíveis de copiar, tanto tintos, como brancos. Castas brancas como as alvarinho, arinto, encruzado, fernão pires, maria gomes e loureiro ou castas tintas como as aragonês, baga, castelão, touriga franca, trincadeira e a excelente touriga nacional, dão essa garantia. Se você gosta de vinho, não deixe de incluir Portugal na sua lista de preferências, porque degustar um Barca Velha, um Quinta do vale Meão, um Pintas, um Charme, um Marquês de Borba Reserva, um Quinta do Carmo, um Pêra Manca ou um Quinta do Monte d’Oiro, são experiências inesquecíveis que guardará para o resto da sua vida.

Jaime Vitorino e Fátima Silva | Restaurante Foz do Tejo Av. das Américas, 3500 | Bloco E | Loja C Barra da Tijuca | Condomínio Empresarial Le Monde | RJ 21 - 3795-6680 | 3795-6681 FUNCIONAMENTO: Almoço | todos os dias (até as 17h) Jantar | 5ª e 6ª (a partir das 20h) Sábado | horário diferenciado (das 12h até o último cliente). A cozinha fecha as 24h.


SAÚDE E BELEZA ¦ ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

A NATUREZA À MESA, E COM GOSTO DE FESTA! Por Debora Rolim

S

anduíches integrais, espetinho de frutas, gelatinas coloridas, cookies de soja? Parece a dieta de um vegetariano, mas pode ser uma ótima opção de lanche saudável ou até mesmo o cardápio da festa de aniversário do seu filho. No início, pode parecer estranho, uma festa sem batata frita, pipoca e as guloseimas de que tanto as crianças gostam. Mas um cardápio colorido e bem criativo é a solução para fazer a molecada esquecer as junk foods e atacar sanduíches feitos com pães integrais, carne de soja e queijos brancos, tomate cereja e verduras ou recheados com creme de cenoura. Os salgadinhos fritos podem ser substituídos por assados como quibes e esfihas de ricota. E as bebidas? Ao invés de refrigerantes, por que não servir sucos como de abacaxi, melancia e morango, chás ou água de coco? Um cardápio mais nutritivo para a garotada é uma oportunidade de promover hábitos alimentares saudáveis. Existem empresas que possuem esta alternativa de buffet saudável. Mas se o orçamento está apertado, a Util dá dicas e receitas super legais para fazer em casa.

Opções para festa saudável: • Bastões de cenoura com molhinho de queijo • Batatinha de carinha assada • Espetinho de tomate cereja com mussarela de búfala • Gelatinas coloridas • Picolés de frutas • Pamonha • Espetinho de morango com calda de chocolate • Saladinha de frutas • Sanduichinho de frango desfiado com cenoura e maionese • Milho cozido • Canapés • Cachorro-quente com salsicha vegetariana


SAÚDE E BELEZA ¦ ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

APRENDA

A FAZER

Espetinho s de fruta s de bana congelad na a BANANA CO de sorvete NGELADA: Enfie pa em banan as sem ca litos deixe no fr scas e eezer por, aproxima te, 30 min damenuto te derretid s. Mergulhe em ch oc o e passe no coco ra olalado. PICOLÉS : Congele su moldes p ara picolé co de frutas em para faze no palito. r bebida SUCOS: Encha fo rmas sucos de maçã, lara de gelo com nja e ma congele. racujá; Coloque o s cubos e altos, enc m copos ha com li monada e com fruta decore s.


SAÚDE E BELEZA ¦ ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

CEIAS ALTERNATIVAS Isabella Carneiro

C

om as festas de final de ano chegando, além do encontro da família e dos amigos, da compra dos presentes... todos também ficam super preocupados com o que preparar de gostoso e diferente para a ceia do Natal e do Ano Novo. Pensando nisso, para auxiliar nestas dúvidas, seguem algumas opções de alimentos saudáveis que podem enriquecer seu cardápio de fim de ano! Há quem espere o ano todo para comer a deliciosa bacalhoada, as tradicionais rabanadas, tender, peru... Mas podemos inovar estes pratos com alimentos nutritivos e funcionais sem, tornar as grandes ceias em ceias gordurosas e indigestas no dia seguinte!

Aproveite as dicas e inove sua mesa!!! QUINUA: Alimento rico em proteínas de alto valor biológico, ferro, zinco, magnésio, potássio, manganês, fibras e vitaminas B1, B2, B3, D e E. De sabor discreto, quase neutro, pode ser combinado com pratos salgados e doces, podendo ser encontrado em forma de grãos, farinha e flocos. SOJA: Alimento rico em isoflavonas, substância que atua como antioxidante e na redução do colesterol ruim (LDL) no sangue, ou seja, previne doenças cardiovasculares; além de equilibrar a quantidade do hormônio estrógeno no organismo feminino, podendo amenizar, dessa forma, os sintomas da menopausa. Rico em proteínas de alto valor biológico, fibras, ferro, potássio, cálcio, fósforo, zinco e vitaminas do complexo B.

AMARANTO: Alimento de grande valor nutritivo, possui proteínas de alto valor biológico, rico em fibras e pode ser utilizado como fonte de zinco, fósforo, ferro e cálcio. Recentemente, estudos apontam que o amaranto tem potencial propriedade antitumoral e também contribui para controle do colesterol. Alimento de sabor neutro pode também ser encontrado em forma de grãos e farinha, podendo ser adicionado em vários pratos sem comprometer o paladar. LINHAÇA: Semente rica em ácidos graxos, ômega-3 e ômega-6, minerais, vitaminas, fibras, além de um composto associado às fibras chamado lignana. Além de auxiliar na prisão de ventre, ajuda no combate ao colesterol. Pode ser encontrada nas formas de sementes, farinha, dourada e marrom.

Feliz Natal e uma ótima virada de ano!! Seguem algumas receitas para fazer parte da ceia alternativa e saudável em comemoração às festas de fim de ano!

Isabella Carneiro é nutricionista e atua na empresa Hortigil Hortifruti S.A

32


SAÚDE E BELEZA ¦ ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

BACALHOADA DE SOJA INGREDIENTES: - 3 xícaras de PTN texturizada de soja (miúda e clara) - ½ kg de batata cozida cortada - 350g de cebolinhas pequenas - 1 pimentão verde cortado em rodelas - 1 pimentão vermelho cortado em rodelas - 1 dúzia de ovos de codorna cozidos - 200g de azeitona preta - 1cabeça de alho média - 1 cebola grande - 1 limão grande - 1 molho de couve aferventada - 1 molho de coentro - ½ xícara de azeite - Sal

MODO DE PREPARO: Hidratar a soja com duas fervuras e espremer para retirar o excesso de água. Temperar com alho, cebola, coentro, limão e sal. Se possível, temperar de véspera. Cozinhar as batatas e as cebolinhas na água e sal. MONTAGEM: Untar um refratário com azeite e forrar com uma camada de batatas e intercalar com a soja, os pimentões, as cebolinhas e regar com azeite. Repetir as camadas e finalizar com a soja. Decorar com a couve, as azeitonas, os ovos de codorna e os pimentões. Regar com azeite, polvilhar queijo parmesão ralado. Cobrir com papel alumínio e levar ao forno por 30 minutos. Rendimento: 6 pessoas


SAÚDE E BELEZA ¦ ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

RISOTO DE QUINUA COM TOMATE E QUEIJO BRAN CO INGREDIENTES: 350g de quinua em grão 1 cebola 4 tomates 200ml de vinho branco 600ml de caldo de vegeta is 250g de espinafre Modo de Preparo: Corte a cebola em fatias fina s e refogue em água até ficarem transparentes. Jun te a quinua e esquente até que os grãos absorvam tod o o líquido. Junte os tomates descascados e picado s. Junte o vinho e cozinhe em fogo médio até que a qui nua absorva todo o líquido. Junte o caldo de vegeta is aos poucos e cozinhe em fogo baixo. Lave o esp inafre e junte com alho, cozinhe suavemente até que o líquido evapore. Junte o espinafre com o risoto de quinua. Tempere com sal, pimenta e noz-moscada. Sal pique o risoto com queijo branco, de cabra ou parme são ralado.


VITRINE ¦ MODA FEMININA

36


VITRINE ¦ MODA FEMININA

37


VITRINE ¦ MODA FEMININA


DICAS DE PRESENTE ¦ NATAL

JÁ É NATAL F

im de ano, época de dar presentes: Natal, amigo oculto do trabalho, dos amigos, da família.... Com tanta gente para presentear, fica difícil escolher? A Util foi às compras para você. Confira as dicas.

Lixa gueixinha R$18,00, e pinça gueixinha R$21,00

Kit Pulseira Paz, amor e fé R$49,50

Josefina Shopping Barra Garden 1º piso

Juliana Faro Rio Design Barra 1º piso

Sagrada família R$59,00 Santa Cor Rio Design Barra 2º piso

Moedeiro, R$25,00 e Nécessaire Globo Doce ou Salgado R$35,00 Carioca Soul Shopping Barra Garden 1º piso

40

brinco folheado a ouro 18k elos madre perola R$49.00 Any Rai BarraShopping Nível Lagoa


DICAS DE PRESENTE ¦ NATAL

Boneco yoga R$20,00 cada um

Jogo de dardos Acertou na mira agora vira R$25,90

Tsara Romai, Shopping Barra Garden 2º piso

Paper.com Shopping Barra Garden 1º piso

Sapatilha simples baby

Bowl Soup R$ 29,80 cada um

R$59,90

English Corner Shopping Barra Garden 2º piso

Puket Rio Design Barra 1º piso. Customização de aparelhos eletrônicos a partir de R$49,80 SkinJam Rio Design Barra - 1º piso

41


VITRINE ¦ MODA MASCULINA

MODA MASCULINA: TENDÊNCIAS PARA O VERÃO 2010

Por Debora Rolim

E

stilo de vida pode ser expresso de diversas formas, pela atitude, por hábitos e padrões de consumo. É a maneira como um grupo vivencia o mundo que o circunda, que se reflete em seu comportamento e em suas escolhas. Ao escolher uma roupa, a pessoa deseja passar identidade e, assim, demonstrar seu estilo de vida. O conforto em peças desestruturadas e mais soltas continua sendo a tendência para este verão. As cores são, ao mesmo tempo, vibrantes - passando pelo amarelo, laranja, vermelho e rosa -, e sóbrias como as tonalidades claras do azul e do verde, e é claro, o branco e preto convencionais. Uma variedade de cores que é a cara da estação carioca. Os tecidos são leves, aparecem de forma sutil, as listras estão presentes por toda parte, podendo vir na vertical ou na horizontal e o xadrez fica menos evidente. A sensualidade será a marca do verão, os shorts serão cur-

tos e as bermudas e calças vêm com as barras dobradas para cima. As camisas com decotes arredondados, em V ou com a gola polo deixam à mostra o peitoral masculino. Já o traje social ganha um aspecto mais fresco e despojado, bem casual. Os acessórios também estão presentes. Destacam-se as sandálias de couro e as sandálias de borracha estampadas com listras e florais. As sungas não poderiam ficar de fora e também vêm com estampas. A palavra da moda, sustentabilidade, também está presente nas coleções com tecidos ecologicamente corretos que atenuam os efeitos na camada de ozônio. O grande lance da moda não é segui-la fielmente, mas adaptá-la ao seu modo de vida, gosto e corpo e, assim, passar a estação em grande estilo.


NOVA TECNOLOGIA ¦ TWITTER

O MUNDO VIRTUAL CADA DIA MAIS REAL Por Tereza Dalmacio

T

witter, blogs, microblogs, sites, facebook, orkut, msn, skype, diversas ferramentas para você ficar plugado, ligado, informado. A informação virou um vício do século XXI, e sai na frente quem tem conteúdo, mensagem rápida. Os mais antigos dizem que o mundo pirou, que as pessoas não valorizam mais as relações pessoais e querem apenas se comunicar via máquina. Já os jovens fazem o discurso inverso: bom é teclar, conhecer de longe, ficar ali, totalmente conectado. Controvérsias à parte, o mundo virtual anda cada dia mais real, mesmo. Faz parte de tudo em nossas vidas: trabalho, casa, colégio, bancos, lazer, enfim, a nossa rotina ganhou bites e bytes. Pesquisamos tudo, o acesso está em nossas mãos, na pal-

ma da mão, diga-se de passagem. A febre do momento é o twitter, um microblog que é muito mais ágil, com limite de 140 caracteres. Portanto, frases curtas que correm o planeta em minutos. A nossa empresa mesmo, a Util Comunicação e Design, está na rede: blog, site, twitter, todos os acessos para levar a melhor informação até você. Tecnologia de ponta, sim, mas sem perder o contato, podendo conversar, tomar um café, trocar ideias. Acompanhamos as inovações, mas fazemos questão de também conversar olho no olho. Há espaço para tudo e para todos. Mas é fato o que afirmou Bill Gates há alguns anos atrás: “As tecnologias de informação e de negócios estão se tornando, inevitavelmente, uma coisa só. Não creio que alguém possa falar sobre um sem falar sobre o outro.” E ele sabe o que diz.


CRÔNICA ¦ PATRICK DE OLIVEIRA

O VELHINHO SEMPRE VEM Patrick de Oliveira é ator.

A

s festas de fim de ano estão chegando, e começo a escrever com espírito de Natal, período em que as pessoas costumam ficar tão boazinhas que chegam a irritar, começando pelo momento de se despedir. Tanta coisa pra falar, que dá preguiça de ir embora. Precisamos desejar feliz Natal e um próspero Ano Novo repleto de saúde e paz para todos os familiares. Imagina falar isso na bilheteria do Maracanã? Compramos o ingresso, jogo lotado, e perdemos quase dois minutos desejando coisas boas para o bilheteiro. Certamente, o espírito natalino não se encontra nessa fila e, em segundos, o pacífico torcedor, será arremessado como um míssil. Na minha casa, as festas de Natal sempre tiveram o público de um jogo de futebol, já que minha vó teve 20 filhos, 67 netos, 69 bisnetos e 5 tataranetos, fora os agregados: cunhados, concunhados e por aí vai... Organizar festa de família já é complicado, imagina um evento desse porte? Do amigo oculto eu já desisti, começa meia-noite, termina às 3 da manhã e sempre com polêmicas. Ter seu nome tirado por algumas alas da família é pagar os pecados do ano todo, e essa conta já caiu no meu colo. Certo ano, uma tia, com péssimo histórico de presentes natalinos, vai para o meio da roda para que as pessoas adivinhem o nome de quem ela tirou. Nessa hora, a expressão de todos muda, dedos cruzados, mãos suadas, silêncio t-o-t-al! Podia ler a mente dos familiares presentes repetindo como um mantra: “Não pode ser eu, não pode ser eu, não pode ser eu...” Então ela manda: - E quem eu tirei foi meu maravilhoso sobrinho, Patrick. Senti um sorriso sarcástico dos meus primos em minha direção, a caminhada até o presente é sofrida e longa. Ao

44

abrir o presente, me deparo com uma toalha de banho azul com meu nome bordado. Já não cabe mais na minha tia tanta originalidade, a cada ano um nome diferente. No outro dia, ao sair do banho, me sequei com a toalha da titia e, quando fui pra frente do espelho, parecia um Smurf, aquele personagem azulzinho dos desenhos animados, a tinta do pano saiu e fiquei azul da cor do mar. Atrasado, tive que tomar um novo banho, mas sempre carregando comigo uma áurea de paciência e paz, imbuído por um espírito natalino único. Naquele ano, nos reunimos e contratamos um Papai Noel profissional para alegrar a criançada. Estávamos cansados de tios se transformando no velho Noel e decepcionando sempre a molecada, que rapidinho descobria o farsante. Evitando amadorismos, fechamos, de véspera, com um Papai Noel que fazia anúncio no jornal. Ele se dizia experiente, descendente de finlandês e prometia encantar a todos com a magia do Natal. Todos sabem que o bom velhinho passa pelas casas do mundo inteiro distribuindo presentes e, certamente, a minha foi a última. Eram 3 horas da manhã e nada do barba branca, até que tocam a campainha, barulho de sino, crianças correndo... Era ele em carne o osso, o Papai Noel! Quando abrimos a porta, impacto geral “OHHHHHHH”! Nos deparamos com um Noel de outra etnia! Onde será que estava aquele velhinho da Finlândia? Contratamos um finladês e recebemos um etíope ou somaliano, esquelético, com aquela barriguinha de peixinho de vala, espanto total na casa. Como agir diante daquela situação? Eis que uma criança rompe o silêncio e, de frente pro somaliano, digo, Noel, o moleque me lança essa: - Pai onde está o Papai Noel? E a explicação do pai piorou tudo: - Filho é ele mesmo, é que visitou tantas casas, presenteou milhares de crianças, que não teve tempo de comer e ficou assim, magro e cansado. Foi o suficiente pra uma gargalhada geral. Mesmo assim, as crianças se encantaram como sempre. Brincadeiras à parte, receber presente é ótimo, mas não o mais importante. Precisamos celebrar o nascimento de Jesus Cristo, com muita alegria, junto à família e aos amigos. Acreditem, finalizo essa crônica sem preguiça e com uma mega energia positiva para desejar a todos os leitores um feliz Natal e um 2010 brilhante, cheio de saúde e paz, já que do resto, a gente corre atrás.


POR DENTRO DA UTIL ¦ ESPECIAL UTIL

PRESERVAR A FAUNA É UTIL Por Tereza Dalmacio

A Util, uma empresa consciente da importância da sustentabilidade do planeta para a preservação das espécies, lança a campanha “PRESERVAR A FAUNA É UTIL”. Mais que ônibus personalizados, a campanha é um grito de alerta por onde passa, cada avenida, rua, estrada, milhares de quilômetros nesse Brasil varonil. Na verdade, a Util tirou da garagem e colocou nas ruas a sua visão de mundo. A empresa já mantém um abrigo para animais em Juiz de Fora, numa imensa área verde. Animais abandonados, vítimas de maus-tratos e atropelados, que recebem atendimento veterinário e todo cuidado necessário para a sua recuperação. Essa pequena semente germinou, criou parcerias fortes, para que a campanha “PRESERVAR A FAUNA É UTIL” saísse do papel e chegasse até você. A Marcopolo – fabricante de ônibus – foi parceira na pintura dos coletivos. A Fundação RioZoo também comprou a ideia. Resultado, essa festa linda! Embarque com a gente: esse ônibus faz a linha Rio x Brasília

46


POR DENTRO DA UTIL ¦ ESPECIAL UTIL

A festa de lançamento, no zoológico do Rio de Janeiro, reuniu estudantes, ecologistas e uma gama de profissionais envolvidos no projeto.

“O nosso compromisso com a natureza nada mais é do que o compromisso com nós mesmos, a espécie humana.”

O Gerente de Marketing da Util, Luiz Jardim, informou que os ônibus circulam, em média, durante 17 horas na linha Rio X Brasilia e que essa mensagem chegará a um grupo muito grande de cidadãos. Vale lembrar que a empresa transporta, por mês, cerca de 100 mil pessoas. Além da mensagem direta, serão distribuídos panfletos de orientação dentro dos ônibus. Com informação, fica mais fácil conviver com os bichos sem colocá-los em risco. Quem não se lembra do episódio ocorrido em São Paulo, em meados de setembro último, quando uma onça foi atropelada em plena Anhanguera? Fatos como esse podem ser evitados. O nosso compromisso com a natureza - quando digo nosso, me refiro ao compromisso da empresa Util e de todos os envolvidos no projeto - nada mais é do que o compromisso com nós mesmos, a espécie humana. O compromisso em ter um planeta vivo para todos: nossos filhos, netos, e as gerações que estão por vir. Portanto, ter essa criançada aqui, no lançamento da campanha “PRESERVAR A FAUNA É UTIL” é plantar hoje, para colher amanhã. Concluiu Jardim. Já o presidente da Fundação RioZoo, Marcelo Maia, afirmou que essa campanha chegou no melhor momento, quando o zoológico carioca passa por um processo de revitalização importante, com reformas, expansão de algumas áreas que darão mais conforto ao visitante, além das adaptações para facilitar a circulação de pessoas com necessidades especiais. É a soma que multiplica. Empresas que se unem pelo bem da coletividade, e é bom para todo mundo. A semente está lançada. Se cada um fizer a sua parte, com certeza, esse planeta azul, essa nossa casa, estará pronta e arrumada para receber muito mais gente. Mas é preciso que você, que nos lê agora, também contribua com toda essa preservação.

47


POR DENTRO DA UTIL ¦ UTIL LEVA VOCÊ

A UTIL LEVA VOCÊ RODOVIÁRIA NOVO RIO EM TRÂNSITO

SAUDADES DE CASA Renato Nery, 41 anos, é um mineiro que adotou o Rio há 16 anos, mas não esquece as suas raízes. Vira e mexe vai a Juiz de Fora rever os amigos e a família. Mais uma história de vaivém, de gente que viaja UTIL .

FÉRIAS NA ZONA DA MATA A Família Dias, Leandro, 31 anos, Diana, 29, e Daniel, 7, saiu de Tabatinga, no Amazonas, onde mora, para passar as férias com a família em Juiz de Fora. Trocaram o calor do norte brasileiro pelo friozinho da Zona da Mata. E a Util levou todos com muito carinho e segurança.

A VIDA TEM A COR QUE VOCÊ PINTA Artista plástica, professora da Faculdade de Comunicação Social da UFRJ, a mineira Fernanda Gomes, de 33 anos, mora no Rio há 2 anos, e viaja sempre para sua cidade natal, Belo Horizonte. Na capital mineira expõe suas obras e aproveita para rever a família. Leva sempre na bagagem cores, sabores e muita história para contar.

DE LÁ PRA CÁ José Antônio, 62 anos, capitão da reserva e paraquedista do Exército, está sempre com o pé na estrada. Divide seu tempo entre três cidades: Rio, Santos e Salvador. Seu destino desta vez? Santos, onde mora a sua família.

48


POR DENTRO DA UTIL ¦ UTIL LEVA VOCÊ

N

um rápido giro pela Rodoviária Novo Rio e pelo Rio 2, Condomínio da Barra da Tijuca, muitas histórias, vários roteiros e o mesmo pano de fundo, a Util.

RIO DE JANEIRO CONDOMÍNIOS BARRA DA TIJUCA TOUR Todos os dias de manhã, o destino de Renato Vieira, estudante de 14 anos, é o colégio. Na parte da tarde, divide seu tempo entre as idas ao shopping e as visitas ao trabalho de sua mãe. Está sempre em movimento e sempre a bordo da Util.

FAMÍLIA UNIDA Trabalho, colégio, shopping esses são os destinos da família Lindsay no dia-a-dia. Cristina, 30 anos, Mike, 32 anos, e suas filhas, Scattle, de 2 anos, e Brooklin, de 5 anos, moram há dois meses na Barra da Tijuca. Trocaram o calor do Arizona pelo sol do Rio de Janeiro.

UM SOSSEGO A Util leva Jaqueline Gregório, de 32 anos, todos os dias até o trabalho. O conforto e a segurança são os pontos que ela mais destaca. “É uma tranquilidade”, afirma.

PONTE Rômulo Rocha, de 28 anos, representante de relacionamento da Carvalho Hosken, trabalha no Rio 2 e mora em Niterói. Ele pega o ônibus todos os dias para o centro da cidade. “É bom saber que posso contar com esse transporte. É a certeza de chegar na hora certa e com todo conforto”, diz ele.

49


POR DENTRO DA UTIL ¦ UTIL LEVA VOCÊ ¦ QUE LUGAR É ESSE?

GUICHÊ UTIL NA NOVO RIO: MAIS BELEZA, CONFORTO E SEGURANÇA

A

UTIL tem sempre você em mente. O que precisar, o que tornar sua viagem mais agradável, o que pudermos oferecer. O nosso trabalho é sempre voltado para esse atendimento. Em cada cidade e estado por onde passamos, trabalhamos por você e para você. São pequenos detalhes que tornam tudo mais agradável. Na Rodoviária Novo Rio, por exemplo, o guichê Util, foi totalmente reformado, ganhou um novo layout e mais funcionalidade. Ficou muito mais bonito, como você merece.

QUE LUGAR É ESSE? Desafiamos você a continuar a testar a sua memória. Você sabe que lugar é esse? Por Tereza Dalmacio

S

erá que você já passou por aqui? Reconhece a geografia? A vegetação? Essas pedras? Pense bem. Se você é daqueles passageiros que veem a paisagem pela janela e deixam a mente correr por aí, pode ser um sério candidato a vencer o concurso desta edição. Se já sabe onde é, envie a sua resposta para a Util e concorra a uma passagem cortesia. É importante informar o nome do lugar, sua localização correta, incluindo município, estado, ao longo de qual rodovia está situado e em qual quilômetro. Sua resposta pode ser enviada pelo correio ou por e-mail. Pelo correio, o endereço é: Rua Barreiros, 21, Ramos, Rio de Janeiro, Departamento de Marketing. Por e-mail, você deve encaminhar para o endereço faleconosco@util.com. br. Mas, junto com sua resposta, mande seu bilhete de passagem da Util, válido, 50

e que tenha sido emitido a partir do mês de publicação desta revista. Para enviar o bilhete por e-mail, você pode escaneá-lo e mandar como imagem. E não se esqueça de informar seu telefone, e-mail e endereço. Se mais de uma pessoa responder corretamente, haverá sorteio para definir o ganhador. O último desafio do “Que lugar é esse?” publicado em nossa Revista de Bordo foi desvendado pelo geógrafo Matheus Machado Cremonese, 31 anos, morador de Juiz de Fora - MG. Ele viaja semanalmente pela UTIL, na linha Juiz de Fora x Rio de Janeiro, para realizar o curso de mestrado em Gestão de Espaço Urbano. A foto publicada na edição passada refere-se ao Monumento Rodoviário, localizado na Rodovia Presidente Dutra, Km 225 da Serra das Araras, Município de Piraí, Estado do Rio de Janeiro.


POR DENTRO DA UTIL ¦ ESPECIAL UTIL

AS FERAS VÃO INVADIR O PLANALTO CENTRAL DO BRASIL

50 anos de Brasília Por Tereza Dalmacio

J

á vimos que a UTIL soltou as feras para levar você por aí. E que tal aproveitar o próximo ano para conhecer a nossa capital e ainda participar dos 50 anos de Brasília? A cidade e o país pensam essa festa que vai marcar meio século de vida da capital federal. O governador de Brasília, José Roberto Arruda, já anunciou a liberação de R$ 20 milhões, que deverão ser gastos com transparência e sob o crivo da comissão organizadora do evento. Outros R$ 60 milhões serão investidos em infraestrutura: construção de um novo terminal rodoviário, ampliação da Ponte do Bragueto, que liga o Plano Piloto à saída norte de Brasília, construção também de uma nova feira de artesanato e muitos outros trabalhos estruturais fazem parte da preparação da cidade para esse momento especial. Obras, shows, manifestações culturais, a cidade se veste a caráter para valsar em direção a outros 50 anos. A história de Brasília, cantada em verso e prosa por tanta gente, é um símbolo nacional de luta e conquista. Desde a época do Brasil Colonial, já se pensava em criar uma nova capital, construir uma cidade para abrigar o poder e fugir dos ataques à costa brasileira. Mas foi ele, Juscelino Kubistchek, presidente do Brasil, que

52

deu a largada e realizou o sonho de tantos. Uma cidade planejada, moderna e que leva a assinatura de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer. A cidade foi inaugurada em 21 de abril de 1960.

“Deste Planalto Central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das mais altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada, com uma fé inquebrantável e uma confiança sem limites no seu grande destino”. Juscelino Kubistchek

Um pouco de história é bom, mas em alguns momentos, festa é melhor ainda. Então fique atento, Brasília vai ferver em 2010, vai se tornar um grande palco a céu aberto para diversas manifestações culturais. Agenda cheia o ano tudo. Portanto, programe-se. Você, como bom brasileiro que é, não pode ficar de fora dessa grande comemoração.


DICAS ¦ BOA VIAGEM

VIDA DE VIAJANTE N

essa nova coluna, você sempre encontrará dicas que vão facilitar a sua viagem. Envie suas sugestões, tire suas dúvidas, sugiras novos temas. O nosso e-mail é contato@utilcd. com.br. E quem estreia esse novo espaço é o gerente de educação corporativa, Paulo Périssé.

VIAGENS LONGAS, UM PERIGO À VISTA A

expressão “imobilidade prolongada”, tão usada por médicos e estudiosos atualmente, é aplicada quando uma pessoa permanece sentada durante muito tempo em ângulos que dificultam a circulação - como ocorre com os passageiros em viagens prolongadas de avião, carro ou ônibus-, o que pode favorecer o entupimento das veias, criando coágulos. Esta condição é conhecida pelo nome de trombose venosa profunda (TVP). Os viajantes que tenham fatores individuais de risco devem ser particularmente cuidadosos, tais como: gestantes, obesos, mulheres que fazem uso de anticoncepcionais, pessoas que tenham sofrido infarto recente ou com idade superior a quarenta anos etc.. Em cumprimento às normas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a UTIL programa paradas com intervalos de, no máximo, 4 horas para os serviços de ônibus que possuem sanitário. Durante as paradas, procure sair do ônibus, caminhar e movimentar o corpo. Também é possível prevenir a trombose durante a viagem, realizando movimentos que podem ser feitos na própria poltrona: Fixe o calcanhar no chão e levante a ponta do pé e, depois, realize o movimento inverso. A contração da panturrilha, popularmente chamada de “batata da perna”, vai apertar as veias da região, como se fosse um tubo de pasta de dente. Repita esta ginástica quantas vezes você puder. Gire os pés e movimente os dedos. Mude de posição de tempos em tempos, para facilitar a circulação. A UTIL se preocupa com o seu conforto e com a sua saúde. Boa Viagem!

Evite: • Usar roupas e calçados apertados para via jar; • Colocar bagage ns embaixo da poltrona que restrinjam o movimento de suas pernas; • Cruzar as pernas durante a viagem; • Tomar medicam entos para dormir; • Consumir bebid as alcoólicas antes de viajar.

53


RESPONSABILIDADE SOCIAL ¦ SOCIEDADE VIVA CAZUZA

RESPONSABILIDADE SOCIAL

Por Tereza Dalmacio

N

o próximo dia 1º, é comemorado o Dia Mundial de Combate à Aids, uma iniciativa da OMS – Organização Mundial de Saúde. O mundo se mobiliza e faz uma barreira contra o preconceito e o estigma. São mais de 30 milhões de pessoas atingidas pelo HIV. Para falar sobre o tema escolhemos Lucinha Araújo, fundadora da Sociedade Viva Cazuza. Uma organização forte, atuante e um símbolo de luta no Brasil.

Lucinha Araújo, Sociedade Viva Cazuza

“O tempo não para...”

M

uitos fatos marcaram a década de 80, entre eles, o atentando ao Riocentro, a morte de Tancredo Neves, a criação da nova Constituição brasileira, a queda do muro de Berlim. Ah... o primeiro Rock in Rio: música, mudanças, misturas. Mas nada abalou mais as estruturas desse período do que a descoberta da Aids. Era como se dissessem pra gente “Vocês não podem ser livres assim” ou, pelo menos, era nisto que queriam que acreditássemos. E todos que têm mais de 45 anos hoje sabem do que estou falando. O fato é que lá atrás, o preconceito era tão letal quanto a

própria doença. Décadas se passaram, o preconceito diminuiu, mas a doença continua a fazer vítimas. A busca pela vacina contra o HIV é o grande desafio dos laboratórios. O remédio mais eficaz continua sendo a prevenção: sexo seguro. Camisinha, moçada. O conhecimento, o avanço da medicina, o grito de tantos, a soma disso tudo abrandou a visão torta sobre o portador do vírus. Gente, como Lucinha Araújo, que viveu, sofreu, na pele, a perda do filho, criou a Fundação Viva Cazuza que, hoje, ajuda a tanta gente.

‘’Eu vi a cara da morte e ela estava viva...’’ 54


RESPONSABILIDADE SOCIAL ¦ SOCIEDADE VIVA CAZUZA REVISTA UTIL: A letalidade da doença ainda é muito grande ou o coquetel de remédios tem melhorado a condição de vida dos pacientes? LUCINHA ARAÚJO: A Aids é uma doença que ainda não tem cura e, apesar do tratamento ter evoluído muito, trazendo qualidade e quantidade de vida para os pacientes, não podemos esquecer que, por ano, ainda morrem 3 milhões de pessoas em consequência do HIV. REVISTA UTIL: Qual o perfil do doente hoje no Brasil, jovens, adultos, homens, mulheres? LUCINHA ARAÚJO: Podemos dizer que os novos casos estão crescendo entre os jovens e também na terceira idade. Os primeiros estão mais vulneráveis, porque não viram o estrago que a Aids fez nos anos 80 e 90, e também tem a onipotência típica da juventude, principalmente entre mulheres. Já a terceira idade considera que não está mais vulnerável, que já passou da idade e não se cuida, ou seja, não usam preservativos. REVISTA UTIL: Cazuza encarou a doença abertamente, numa época que era tudo muito velado, escondido, negado. Essa postura influenciou muita gente. Que análise você faz dessa postura hoje? LUCINHA ARAÚJO: O legado de Cazuza não foi só de belas canções e shows inesquecíveis, mas, principalmente,

da coragem com que enfrentou a doença quando se declarou, publicamente, portador do vírus HIV. Isso influenciou milhões de soropositivos a mostrarem sua cara com a mesma coragem.

“Meus heróis morreram de overdose...” REVISTA UTIL: Como é o trabalho da Sociedade Viva Cazuza com as crianças soropositivas? LUCINHA ARAÚJO: Mantemos a Casa de Apoio Pediátrico onde residem hoje 22 crianças carentes HIV-positivas. Nosso trabalho, além do tratamento específico para o HIV, é suprir todas as necessidades como educação, integração social, reintegração familiar, esporte, lazer e, principalmente, muito amor. REVISTA UTIL: Além desse trabalho, a Sociedade Viva Cazuza também atua na conscientização da doença em escolas e empresas, treina profissionais que trabalham com portadores da Aids. É um trabalho multiplicador? LUCINHA ARAÚJO: O trabalho de prevenção da Viva Cazuza é pequeno, nossa prioridade é a assistência, mas incluímos a prevenção em todas as atividades de que participamos. Junto com nossos funcionários, nas escolas onde as crianças estudam, em todos os locais que elas frequentam. Mantemos um projeto de Adesão ao Tratamento, voltado


RESPONSABILIDADE SOCIAL ¦ SOCIEDADE VIVA CAZUZA para pacientes em acompanhamento ambulatorial na rede pública e, hoje, atendemos 140 pacientes socialmente. REVISTA UTIL: Como é manter essa casa? LUCINHA ARAÚJO: Nosso grande desafio hoje é manter os projetos em funcionamento. A Adis saiu de moda e, com isso, praticamente não conseguimos mais doações. Os direitos autorais de Cazuza também diminuem ano a ano. REVISTA UTIL: Como o cidadão pode colaborar com esse trabalho? LUCINHA ARAÚJO: Recebemos doações de alimentos, remédios, produtos de limpeza e higiene pessoal, e também doações em espécie que podem ser entregues de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas, na Rua Pinheiro Machado, 39, Laranjeiras, Rio de Janeiro, ou através de depósito em nossa conta corrente 26901-8, Banco Bradesco, Agência 887-7.

“Deus é amor sem segredo...” REVISTA UTIL: A força de Cazuza motivou você a seguir nessa luta. Você diria que esse amor incondicional, que

essa poesia viva, continua a inspirar os seus passos? LUCINHA ARAÚJO: Certamente. Jamais poderia ser uma pessoa fraca tendo trazido ao mundo um ser humano tão forte, e esse amor incondicional que ainda sobrou em mim encontra abrigo nas crianças que acolhemos. REVISTA UTIL: O que você diria para uma mãe que enfrenta hoje a mesma batalha que você sofreu? LUCINHA ARAÚJO: Diria o que digo há 20 anos: amor e remédio caminham juntos. Não abandone seu filho. REVISTA UTIL: O Dia Mundial de Combate à Aids chega à maioridade, 21 anos. O que o movimento conquistou em pouco mais de duas décadas? E temos o que comemorar? LUCINHA ARAÚJO: Acho que, ao longo desses 21 anos, conseguimos grandes conquistas e, sem dúvida, temos muito a comemorar, mas não podemos deixar de pensar que as conquistas não são definitivas, temos que continuar investindo, por exemplo, na prevenção. A cada dia, jovens iniciam sua vida sexual sem a preocupação da prevenção e esses jovens estão vulneráveis. Não podemos deixar que o sucesso de um programa traga a ilusão de que a Aids é um problema resolvido.

www.vivacazuza.org.br


NOVOS EMPREENDIMENTOS ¦ SELO VERDE

“SELO VERDE”, O FUTURO DA INDÚSTRIA MOVELEIRA

Da Redação

O

planeta pede socorro. É inaceitável imaginar a derrubada de florestas, a degradação total do que resta da Mata Atlântica ou a exploração da Floresta Amazônica em favor da indústria de móveis. É preciso dar um basta. A matéria-prima deste segmento tem que ser social, econômico e ecologicamente viável à realidade e ao futuro das próximas gerações. Para isso, é necessário que sejam reconhecidas pelos “Selos Verdes” outorgados por certificados internacionais. O Brasil está pensando nesta nova realidade e suas indústrias estão investindo em tecnologia, áreas de replantio e programas sociais que viabilizem a chamada madeira do futuro. Estas áreas de reflorestamento suprem as necessidades desta indústria sem destruir nosso meio ambiente. Elas produzem chapas de MDF e MPD que se transformam nos projetos e móveis das marcas mais importantes do país.

Mas você sabe o que é isso? MDF ou MDP? No MDP, as partículas de madeira são prensadas em camadas, ficando mais finas nas extremidades e mais densas no interior, já no MDF, aglutinam-se as fibras da madeira, porém, ambos são considerados painéis de média densidade. Onde utilizar? O MDP é indicado para superfícies retas, que não exijam usinagem em baixo relevo, entalhes ou cantos arredondados, já o MDF possui características de madeira maciça e pode ser trabalhado em relevos e cantos arredondados. As vantagens. Na comparação entre materiais, estes painéis obtêm grande vantagem, pois são mais resistentes a insetos, absorvem menos umidade, evitando mau cheiro, menor empenamento, melhor custo-benefício, já que é um material industrializado e não agride o meio ambiente. Para o consumidor, a preocupação é com a densidade destes painéis, com as ferragens e aramados que farão parte dos móveis, com o design e a utilização de acabamentos modernos como vidros antirreflexo e cores personalizadas. A empresa que consegue juntar todos estes fatores está cumprindo a sua obrigação com o planeta e contribuindo, de forma significativa, para a qualidade de vida das futuras gerações. 58


DECORAÇÃO ¦ PEQUENOS ESPAÇOS

MODERNO E FUNCIONAL

UMA FORMA CRIATIVA DE PERSONALIZAR SEU AMBIENTE

S

ofisticados e com design mais arrojados, os móveis multifuncionais ampliam os ambientes e driblam a falta de espaço. Eles podem ser montados de acordo com a necessidade do consumidor, em pé, deitados ou presos às paredes. Podem ser, desde uma simples estante para livros, até uma mesa de cabeceira. Há peças com rodinhas, que não só facilitam o deslocamento, como também, a limpeza do ambiente. Gavetas sob o sofá, puffs que também são baús, prateleiras sobre portas e muitas outras opções, geralmente encontradas nos grandes magazines do país. O desenvolvimento de produtos práticos e multifuncionais tende a crescer, principalmente, para atender a uma demanda que preza por espaço. Peças de mobiliário serão cada vez mais modulares. Dessa forma, não perca tempo e, para as festas de final de ano, “multifuncionalize” sua casa, seu escritório e assim, receba melhor todos seus convidados.

Heloisa Stiebler é personal décor e faz projetos para todo o país. Tire suas dúvidas com a profissional stieblerheloisa@gmail.com


FESTAS ¦ CONFRATERNIZAÇÃO

FIM DO ANO, ÉPOCA DE PLANEJAR A FESTA DE CONFRATERNIZAÇÃO DA SUA EMPRESA Da Redação


FESTAS ¦ CONFRATERNIZAÇÃO

N

atal, Ano Novo e um clima de confraternização no ar. Empresas, organizações, associações, enfim, todo mundo quer se reunir, trocar presentes, celebrar. Mas para que esse momento seja realmente mágico, é preciso organização, planejamento e uma boa logística para evitar o fiasco. Antecedência é o fator primordial para o sucesso da festa de confraternização da sua empresa: melhores espaços, melhores bufês, melhores preços. Nada pior do que espaço pequeno para muita gente ou vice-versa, lembre-se de considerar o número de funcionários e a possibilidade de levar acompanhantes na hora de escolher o local da festa. O primeiro passo é escolher um lugar. O ideal é sair do ambiente de trabalho. Poder por algumas horas desvencilhar as duas coisas, para que todos possam realmente ter um clima de descontração e não de obrigação. Mas se não for possível sair do ambiente de trabalho, improvise, decore, guarde o material de escritório. O importante é tornar esse

momento leve e gostoso para todos. Não exagere na decoração, opte por algo clean, de preferência com as cores da empresa. Depois de definir o espaço, hora de ver o cardápio. Comida. Bebiba. E atenção para as bebidas alcoólicas, se for servir, veja bem a quantidade. Nada de excesso para que seu funcionário não se exceda, e no dia seguinte pague vários micos dentro da empresa. Já em relação à comida, faça a opção por um cardápio leve e finger food (comida para comer com as mãos), o ideal para essa ocasião. Outra opção são os menus degustação, com pratos como massas e risotos que os funcionários/convidados possam comer facilmente sem precisar sentar. As festas de fim de ano nas empresas são um excelente momento para ampliar suas relações. Circule, converse, conheça outras pessoas, nada de se fechar no grupinho do dia-a-dia. No mais, é desejar um ano novo de muita paz, alegria, realização, e agradecer a cada colaborador pelo ano que já vai embora.


DIVERSÃO & ARTE ¦ TEATRO

O PODER DA MÍDIA E AS ILUSÕES QUE ELA FABRICA, PANO DE FUNDO DA PEÇA OS DIFAMANTES Da Redação

62


DIVERSÃO & ARTE ¦ TEATRO

C

omédia escrita por dois jornalistas experientes, Martha Mendonça, da Revista Época, e Nelito Fernandes, redator do Casseta e Planeta, estreantes na dramaturgia, fala sobre um universo que eles conhecem melhor do que ninguém, os bastidores da mídia. É rir, rir, rir e rir das próprias mazelas. A TRAMA: Maurício é advogado e sua mulher, Beatriz, professora de educação física. Cansados de seus empregos, os dois inventam um talk show no qual receberão convidados em sua cama e farão entrevistas e comentários sobre programas de TV. Enquanto isso, quebram a cabeça (e se divertem) analisando e criticando o mundo dos famosos e seu próprio mundo, o do casamento. O projeto do talk Show é aprovado por um importante canal

de TV e Maurício e Bia veem-se diante de um dilema: será que não vão virar também celebridades e fazer tudo o que criticam? Hoje, ser famoso ou rico é necessário para que alguém seja feliz? Os Difamantes têm um “q” de BBB, dessa fama rápida, dessa exposição sem muito conteúdo. O que gera situações inusitadas e engraçadíssimas. Os atores, Emilio Orciollo e Maria Clara Gueiros, fazem parte dessa nova leva de atores que mostra novas sacadas para a comédia. A peça, com um texto ágil, uma linguagem simples e direta, diz não à mesmice e sobe ao palco com alegria, irreverência e muito humor. É uma comédia leve e divertida e as risadas estão garantidas.

MARIA CLARA GUEIROS Psicóloga e bailarina, Maria Clara Gueiros é atriz desde 1984. Na TV, ficou famosa como a Laura do bordão “Vem cá, eu te conheço?”, do programa global “Zorra Total” e fez muito sucesso também com vários outros personagens nesse mesmo programa, interpretados entre os anos de 2005 e 2008. Sua estreia em novelas foi como a perua Suzy, da novela “Beleza Pura”, e atualmente, vem arrancando gargalhadas dos telespectadores na pele da dançarina Lili, em “Caras & Bocas”, também da Rede Globo. EMILIO ORCIOLO NETO Com 34 anos de vida e 23 anos de carreira, o ator global teve sua estreia na novela “O Rei do Gado”, em 1996, na qual contracenou com o saudoso Raul Cortez, momento considerado por ele inesquecível. Construiu uma carreira sólida no teatro, na TV e, no cinema, fez o papel de Gaspar no filme “Acquaria”, com Sandy e Junior, em 2003. Ganhou muitos prêmios principalmente por sua atuação nas novelas “Alma Gêmea” e “Esperança”. Seu último trabalho na TV foi na série policial Força-Tarefa como o delegado Araújo, da Rede Globo.

TEATRO DOS GRANDES ATORES DE 06 DE NOVEMBRO A 20 DE DEZEMBRO SEXTAS E SÁBADOS 21H E DOMINGO 20H

63


CRÔNICA ¦ FERNANDO GOMES

VIVER A VIDA

Fernando Gomes é produtor e diretor de teatro.

H

oje, quando comecei a escrever este texto, logo pensei em mudar o título, fiquei com receio de que pensassem que se tratava de uma crítica à novela de Manuel Carlos atualmente no ar. Não, isso não me passou pela cabeça, e nem mesmo atrair a atenção dos noveleiros de plantão, ou melhor, isso, eu acho que quero sim... Acho que o fato de estar ouvindo, diariamente, esta pequena frase - sempre trabalho com a TV ligada - me fez pensar um pouco no verdadeiro significado dela. As notícias que insistem em invadir minha sala nos horários mais impróprios hoje não se pode mais tomar café da manhã, almoçar ou jantar assistindo à televisão sem, imediatamente, perder o apetite - abrem meus os olhos para a necessidade, cada vez maior, de aproveitar cada segundo que nos foi concedido por Deus, ou por qualquer outro poder maior, para os mais incrédulos. Enxergar a beleza das pequenas coisas, como descrevi em meu último artigo, em uma simples viagem de carro, por exemplo. Incessantes perguntas teimam em se fazer presentes: há quanto tempo não dou um abraço sincero em um bom amigo? Quantos sorrisos meus cabeludos problemas de trabalho me impediram de dar? Quantos pores do sol na praia de Ipanema perdi por não dispor de tempo para apreciar um dos mais bonitos espetáculos que a natureza nos propicia nesta cidade maravilhosa? Com quantas crianças deixei de brincar e descobrir que ainda se pode resgatar a sua própria? Quantas peladas com os amigos troquei por enfadonhas reuniões de trabalho? Por mais quanto tempo vou adiar aquelas férias prometidas à família? E muitas outras que, como uma cascata, derramam sobre mim uma imensa vontade de correr para

64

algum lugar onde não tenha que me preocupar com o próximo passo e, sim, com a próxima alegria. Perguntas que não querem calar e sentimentos que buscam uma fresta, mesmo que pequena, em nossa dura rotina, para se tornarem presentes, atuantes. Não deixei, pelo menos hoje, que minhas atribulações tomassem conta, mais uma vez, de meu espírito, me comprometi em aliar minha rotina a uma forma mais prazerosa de exercê-la. Saí de casa cedo, botei o papo em dia com meu porteiro, dei bom dia a meu vizinho que chegava do mercado e, de bicicleta, fiz um inesquecível passeio em torno da Lagoa Rodrigo de Freitas, parei para uma água gelada no Parque da Catacumba e, de celular em punho, resolvi uma penca de problemas de trabalho, mas nenhum foi capaz de abater meu humor diante daquela visão maravilhosa das águas quase limpas de nossa lagoa. Pedi bênção ao Cristo que, do alto de seu pedestal, me lembrava de braços abertos que eu estava no caminho certo. Voltei a pedalar e logo voltava a meu lar, onde um bom banho gelado me encheu de vigor para o que ainda me esperava, mas agora minha energia era outra, um sentimento de bem-estar me invadia a alma. E isso somente com uma voltinha na lagoa, se eu soubesse que seria assim, não teria deixado minha bicicleta sofrer de solidão por tanto tempo. O dia terminou com um astral diferente e pude sentar-me à plateia de um delicioso musical feito por jovens artistas em cartaz num teatro do Shopping da Gávea, de onde saí leve feito meus pensamentos para terminar a noite com a saborosa degustação de uma Bohemia gelada ao lado dos amigos e com a certeza de que viver bem a vida é também dar valor às pequenas atitudes.


TURISMO ¦ ITAIPAVA

GUIA PARA O TURISTA Da Redação

O calor de verão já chegou, hora de subir a Serra Fluminense

E

stamos na primavera, mas o Rio de Janeiro anda com cara de verão. Os termômetros já passam do 30º. Quando esse clima invade a região, muita gente busca um oásis, um ar mais leve, clima de serra. E nesse nosso estado, abençoado por Deus, há opção para todos os gostos. As cidades serranas esbanjam charme, beleza e oferecem hotéis e pousadas com arquitetura diferenciada, gastronomia internacional, beleza natural, comércio rico, um leque de opção para o mais exigente dos mortais. Itaipava é um desses destinos. O charmoso bairro de Petrópolis já virou roteiro Cult do carioca. São quase cem hotéis ou pousadas, e esse número cresce aceleradamente. Instalações confortáveis, espaços sofisticados, construções arrojadas. O espaço gourmet é uma das atrações que leva tanta gente a subir a Serra. O turismo ecológico e rural motiva muitos outros frequentadores.

“Eu quero uma casa do campo, onde em possa ficar no tamanho da paz”.

A

quela música de Elis Regina retrata bem esse espírito de quem busca Itaipava. Refúgio para o descanso, lazer ou para fugir do calor da cidade maravilhosa. O bairro petropolitano é um antídoto para o estresse e foi eleito o terceiro melhor clima do mundo. Itaipava não vive apenas de turistas, muita gente escolheu o local para chamar de lar. Muitos novos empreendimentos estão oferecendo baixo custo de manutenção e mordomias como piscinas, quadras de esportes, saunas, trilhas ecológicas, segurança e funcionários de plantão que atendem às pequenas emergências do dia-a-dia. Tudo para tornar o seu momento, único e inesquecível.

66


TURISMO ¦ DISNEY

MICKEY’S VERY MERRY CHRISTMAS PARTY Da Redação

T

odos os anos, em algumas noites durante o inverno, é realizada a “Festa de Natal do Mickey”, um evento muito especial do parque temático Magic Kingdom. Esta celebração festiva requer uma entrada separada e é cheia de entretenimento ao vivo, fogos de artifício espetaculares e um desfile completo com a pompa das festas. Celebre, no mundo maravilhoso do Magic Kingdom, a magia das festas de fim de ano. Reúna-se com os seus entes queridos para as festas da sua vida, um evento marcante, cheio de som que, com certeza, vai deixá-lo muito alegre!

A Festa de Natal do Mickey apresenta: • O Castelo Encantado dos Sonhos no Castelo da Cinderela; • O desfile Once Upon a Christmastime do Mickey completo, com uma aparição especial do próprio Papai Noel; • Uma extravagância exclusiva de fogos de artifício - Desejos das festas: celebre o espírito da estação; • Entretenimento ao vivo apresentando os personagens Disney; • Encontre e cumprimente, em todas as partes do parque, alguns dos seus personagens Disney favoritos; • Biscoitos e chocolate quente de cortesia; • Uma neve mágica na rua principal, EUA; • Muitas das atrações mais populares do Magic Kingdom. O EVENTO SERÁ FEITO DAS 19H À MEIA-NOITE NAS SEGUINTES DATAS EM 2009: • 10, 12, 13, 15, 17, 19, 20, 29 de novembro • 1º, 3, 4, 6, 8, 10, 11, 13, 15, 17, 18 de dezembro

68


TURISMO ¦ DISNEY

A

contagem regressiva para o ano de 2010, em Orlando, já está sendo preparada por diversos parques, restaurantes e demais estabelecimentos. Durante essa época, o número de turistas aumenta, assim como a procura por novidades. Cada estabelecimento procura inovar e oferecer maiores benefícios aos visitantes para a noite de Réveillon.

Podemos assim apresentar alguns destaques: MAGIC KINGDOM THEME PARK O Magic Kingdom ainda é o mais procurado destino para a noite de Réveillon. Combinando a magia da Disney e do Castelo da Cinderella com a beleza dos fogos de artifício, o Magic Kingdom é uma ótima opção para todas as idades. Na data do evento, os portões do estacionamento, assim como o parque, abrem mais cedo, pois devido à procura, a lotação máxima é facilmente atingida, fazendo com que os portões, muitas vezes, sejam fechados antes das 11 da manhã. Para essa data, o valor do ingresso permanece o mesmo. EPCOT CENTER Ainda existem dúvidas sobre a existência de um ambiente mais perfeito para o Réveillon do que o EPCOT. No World Showcase, a iluminação e as músicas criam um ambiente mágico, diferenciado para decoração de cada um dos pavilhões. Assim como o Magic Kingdom, o parque abrirá mais cedo e a lotação máxima é esperada até a hora do almoço, por isso, se você pensa em visitar EPCOT no Réveillon, chegue cedo. Os fogos do Illumination, show de encerramento do parque, estão remodelados e com nova duração. A diversidade da culinária cria o ambiente perfeito para os brasileiros que estão acostumados com um Réveillon de boa comida e boa bebida.

70


TURISMO ¦ ROTEIRO DE FINAL DE ANO

RÉVEILLON E FÉRIAS DE JANEIRO: DESTINOS INESQUECÍVEIS NOS QUATRO CANTOS DO MUNDO Por Mary Socks

O

final de ano já está aí e o ideal é começar a programar, agora, a viagem de Réveillon e férias de janeiro. Os destinos são muitos, qualquer que seja a preferência existe um lugar ideal. E a certeza é única: viajar é sempre uma maneira de aprender um pouco sobre o mundo tão vasto, de conhecer culturas diferentes e, ao mesmo tempo, de se conhecer, relaxar e se divertir! Por isso, qualquer investimento é tão bom. Aqui, há apenas algumas sugestões de onde ir para comemorar a passagem do ano, descansar ou passar um tempo com pessoas queridas. Qualquer que seja o lugar escolhido, o tempo será inesquecível. Aproveite!

ÁFRICA DO SUL Um país lindo, cheio de belas paisagens, natureza, aventura, luxo e contrastes. A África do Sul é um destino apaixonante. E, como 2010 é o ano da Copa do Mundo na África do Sul, visitar o país e conhecer as tantas belezas será um prazer. O roteiro pode incluir as principais atrações, como um safári no Kruger Park em busca dos “grandes cinco” (leopardo, leão, rinoceronte, elefante e búfalo); uma visita a Cape Town, chique, cosmopolita e uma das mais belas cidades do mundo; e Sun City, um mega complexo hoteleiro com várias atrações, onde fica o The Palace, famoso hotel seis estrelas da África do Sul.

CANADÁ O Canadá é o lugar ideal para contemplar as mais belas paisagens de inverno, praticar esportes na neve, usufruir de hotéis e restaurantes charmosos e, principalmente, tirar fotos maravilhosas. Calgary, Banff, Vancouver e Toronto são cidades que devem ser visitadas. Contudo, no inverno, é Whistler que se destaca. Localizada a 120 km de Vancouver, é a estação de esqui que, há 5 anos, recebe o título de melhor complexo da América do Norte pelas revistas especializadas. É um lugar lindo demais, as geleiras e os picos nevados são magnetizantes. 72


TURISMO ¦ ROTEIRO DE FINAL DE ANO

DUBAI Dubai é moderna e cosmopolita. Foi toda moldada para o turismo mundial. Lá estão os hotéis de extremo luxo, os shoppings lotados de produtos das mais famosas marcas internacionais e as construções futuristas que mudaram a vila de pescadores que sobrevivia do escasso petróleo no meio do deserto e a transformaram em um dos destinos mais cobiçados do mundo. É luxo e requinte, é um lugar belo – principalmente durante a noite. Além dos prédios altos, das ilhas artificiais nos formatos mais impressionantes, Dubai oferece belas praias com águas azuis, parques arborizados e cultura enraizada nas antigas tradições islâmicas árabes. Então, ao mesmo tempo em que Dubai parece um cenário de algum filme que retrata o futuro, é possível ouvir orações à Meca, ver belas e milenares mesquitas e visitar mercados tradicionais onde se encontram ouro, joias e especiarias.

FRANÇA, ITÁLIA E ESPANHA Visitar a Europa é sonho de quase todos os brasileiros. Aliar o prazer de conhecer cidades históricas e belas com as comemorações de passagem de ano e o recesso de janeiro é ainda mais fascinante. Que tal, então, embarcar em um tour por França, Itália e Espanha? Assim, é possível conhecer Milão e Barcelona e mergulhar na moda e na cultura europeia; conhecer os canais de Veneza; a história em Roma; a gastronomia em Florença; o romantismo de Romeu e Julieta em Verona e a beleza romântica de Paris – uma das cidades mais visitadas do mundo. E ainda há tantas outras cidades lindas e ines inesquecíveis nesses três países tão importantes para o brasileiro e para o mundo ocidental, que é impossível não se encantar.

www.queensberry.com.br

74


ANO NOVO ¦ UM GIRO PELO BRASIL

RÉVEILLON. AGENDE-SE RIO DE JANEIRO

C

opacabana. A festa promete ser grandiosa e bem animada. O espetáculo da queima de fogos que será visto por mais de 2 milhões de cariocas e turistas nas areias da princesinha do mar contará com o dobro de balsas do ano passado. O destaque será a sincronia entre imagens e som. Com certeza, é o maior Réveillon do Rio de Janeiro. O agito começa cedo, às 10h da manhã. DJ’s irão esquentar as areais de Copacabana, onde serão montados 4 palcos ao longo da orla. O público, que sempre teve participação importante com a animação, a alegria e a irreverência carioca, desta vez, será convidado a interagir com o espetáculo. Quem for para Copacabana levará velas ou lanternas para iluminar a orla no momento da virada. Mas a celebração não ficará restrita à praia de Copacabana, na Barra da Tijuca, um palco será montado na praia, onde as batidas eletrônicas comandarão a festa, que ainda terá a presença da Orquestra Imperial e a Orquestra Sinfônica da UFRJ. A queima de fogos será realizada na cobertura dos hotéis da região. A festa estará espalhada por toda a cidade, no Flamengo, na Penha, no Piscinão de Ramos, em Guaratiba e Sepetiba, na Ilha do Governador e em Paquetá. Mas o Rio não é só praia, outros pontos turísticos da cidade irão promover eventos privados, onde os cariocas e turistas poderão desfrutar de uma vista privilegiada da cidade maravilhosa como a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Pão de Açúcar, o MAM – Museu de Arte Moderna, além da Hípica, do Jóquei e dos hotéis. Lugares que atraem um público jovem, muita azaração e agito.

76


ANO NOVO ¦ UM GIRO PELO BRASIL SÃO PAULO a cidade de São Paulo, o clima de fim de ano dá a largada com a tradicional Corrida de São de Silvestre. Atletas profissionais e amadores invadirão a Avenida Paulista que, depois, será tomada por atrações musicais e uma multidão de paulistanos que brindarão, com muita, alegria a chegada do novo ano. A grande oferta de restaurantes, bares e boates que irão realizar eventos é uma outra opção para o público. Garantia certa também de curtição e animação no Réveillon. E para aqueles que querem escapar da cidade grande e pular as ondas, uma boa alternativa é o litoral paulista com belas praias como as de Santos, Ubatuba e Guarujá.

N

MINAS GERAIS virada de ano dos mineiros promete. Na capital mineira, a prefeitura organizará a festa na orla da Lagoa da Pampulha com a tradicional queima de fogos, um grande espetáculo. Além da Pampulha, acontecerá o Réveillon “Gente é para Brilhar” na barragem Santa Lúcia, outra grande festa, onde haverá atrações musicais e show pirotécnico que os mineiros poderão contemplar e celebrar a chegada do Ano Novo.

A

BRASÍLIA os 50 anos da capital federal, a chegada de 2010 será especial. A festa será realizada na Esplanada, pela prefeitura. O evento é gratuito. É chegar e brindar com os amigos a virada do ano.

N

BRASIL ada município brasileiro tem seu jeito próprio de comemorar, seu ritmo, cantos, sotaques. Mas há a comunhão nacional, o desejo do bem, do bom, de um ano de fartura, paz, e muita alegria. 2010 será um ano decisivo. Mais uma vez vamos escolher nosso presidente. Portanto, que seja um ano de discernimento, clareza, transparência. Que o melhor venha para o Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. E que comece, aqui ou ali, com festa, brindes, abraços, do jeito que esse povo festeiro gosta.

C


CULTURA ¦ HISTÓRIA DA CIDADE

RIO ANTIGO O BERÇO DA BOEMIA CARIOCA Por Guilherme J. Pereira

O

Muitos cariocas ilustres moraram no bairro e participaram da história do local, o principal deles foi o escritor Machado de Assis (1839 – 1908), morador da Rua da Lapa, 96. Outros podem não ter morado, porém foram figuras que participaram ativamente da vida noturna da região, entre eles se destacam a compositora Chiquinha Gonzaga (1847 – 1935) e o poeta Manuel Bandeira (1886 – 1968). Deixando um pouco o lado histórico do bairro, a região é caracterizada pela harmonia de estilos musicais proporcionando ao espectador um diversificado leque de opções. Entre elas se destacam o famoso reduto de forró Asa Branca, os bares Semente e Ernesto, Rio Scenarium e o Carioca da Gema, onde se pode ouvir um samba de qualidade, além do Lapa 40 Graus e do Clube dos Democráticos. Além dessas sugestões há uma infinidade de outros bares, clubes de sinuca e shows de rua com entrada gratuita. Para o público que busca shows de rock e música eletrônica, a dica é ir à Fundição Progresso ou ao Circo Voador. Alguns turistas podem ficar receosos de visitar a Lapa por ficar distante da zona sul do Rio de Janeiro. Esse receio é compreensível pelo abandono que a região sofreu com os anos. Atualmente, os governos municipal e estadual, constantemente, promovem ações públicas no local, como o reforço policial e o combate ao comércio informal, para proporcionar aos turistas maior tranquilidade. Outra iniciativa do poder público foi a preservação histórica do bairro, através de verbas estaduais e federais, o governo vem promovendo uma série de restaurações, resguardando as características do bairro. Outra forma encontrada foi o tombamento e a recuperação de diversas fachadas, tornando assim, o bairro num verdadeiro ícone da história carioca. Através destas iniciativas, a região vem sofrendo inúmeros investimentos privados que transformaram o local numa região constantemente renovada com empreendimentos únicos. Dessa forma, o visitante pode ficar tranquilo e desfrutar do bairro mais carioca dos cariocas. Caro leitor, envie sua foto do Rio Antigo para esta revista, através do e-mail contato@utilcd.com.br,no próximo mês poderá ter sua foto comentada.

Foto: Autor: Marc Ferrez

turista que visita o Rio de Janeiro reconhece: alguns bairros cariocas são mais cariocas. Um exemplo disto é o bairro da Lapa, berço da malandragem carioca. Ao contrário de outros bairros do Rio de Janeiro, que têm como principal característica suas belezas naturais, o bairro da Lapa tem como seus principais atrativos suas belezas arquitetônicas e sua boemia noturna. A história do bairro se confunde com a história do crescimento urbano da cidade, sua região começou a ser ocupada durante o século XVIII e teve seu nome originado da Capela de Nossa Senhora da Lapa do Desterro, construída em 1751 e presente até hoje. Entre as obras que se destacam na região as principais são o Passeio Público, primeira praça pública da cidade, criado com o aterro da Lagoa de Boqueirão da Ajuda em 1783, e o Aqueduto Carioca, mais conhecido como Arcos da Lapa. Este foi construído pelo então governador, sr. Ayres Saldanha em 1723, com a finalidade de trazer água do Rio Carioca até o Largo da Carioca, solucionando, assim, a falta de água na cidade. Construídos por índios e escravos, os Arcos da Lapa possuem estilo romano e medem 17,6 metros de altura e 270 metros de extensão com 42 arcos. O aqueduto liga o morro do Desterro ao morro de Santo Antonio. Durante anos, o aqueduto se tornou obsoleto e veio a ser utilizado pelos bondes posteriormente. Atualmente, o bairro é uma das poucas regiões do Brasil que ainda se utiliza do sistema de bondes como transporte urbano a preços módicos, dando a este bairro um clima bucólico e histórico. O Passeio Público é outro projeto arquitetônico que não se pode deixar de visitar no bairro. Inspirado no Passeio Público da cidade portuguesa de Lisboa e tendo o projeto assinado pelo escultor e arquiteto Mestre Valentim (1745 – 1813), foi projetado no estilo francês com incríveis ornamentos decorativos, porém o que, geralmente, chama mais atenção do público que se dirige ao local é o incrível portão de acesso, em ferro forjado, que ainda se encontra no mesmo local, com o brasão da família imperial. Outra sugestão para se vislumbrar no mesmo local são os degraus de granito do Chafariz dos Jacarés, também conhecido como Fonte dos Amores, ideal para se visitar com a pessoa amada.

82

Aqueduto da Carioca Transformado em Viaduto para Bondes - Rio de Janeiro / Brasil - 1896


DIVERSÃO & ARTE ¦ CINEMA

LUZ, CÂMERA, AÇÃO EM CENA, O CINEMA BRASILEIRO Por Debora Rolim

A

história do cinema brasileiro passou por momentos de intensa produção artística, mas também de estagnações. Poderia dar uma trama bem elaborada, cheia de humor, drama, suspense e romance, tendendo para um filme feliz. Os atores principais seriam muitos, assim como os coadjuvantes que ajudaram a fazer o enredo desta narrativa. Como em toda história, há mocinhos, mocinhas e vilões. As décadas de 80 e 90 configuraram em novas e importantes mudanças políticas, econômicas e sociais em âmbito mundial e nacional. O Brasil passa pelo processo de redemocratização e a inflação alta diminui a renda da população, reduzindo o poder de consumo e os investimentos em vários setores. A extinção de órgãos reguladores como: Embrafilme, Concine e o Ministério da Cultura, no governo Collor, reduziram as produções cinematográficas no país a números insignificantes.

OS BONS TEMPOS VOLTARAM: VAMOS GOZAR OUTRA VEZ Em 1993, foi promulgada a Lei Federal nº 8685, do Audiovisual, com o objetivo de estimular o investimento de pessoas físicas e jurídicas na produção, coprodução, infraestrutura e exibição das produções audiovisuais, através de incentivo fiscal. A sátira sobre a vinda da corte real portuguesa para o Brasil no início do século XIX foi o grande marco da retomada do cinema nacional. O filme “Cartola Joaquina, princesa do Brazil”, da então estreante Carla Camurati, mesmo com baixo orçamento conseguiu atingir mais de 1 milhão de espectadores. Outros fatores contribuíram para o crescimento do financiamento a novas artes, foram eles: a Lei Federal nº 8.313 de 1991, de Incentivo à Cultura – também conhecida como Lei Rouanet -, que institui políticas públicas para a cultura nacional; e a ampliação da programação nos cinemas que, promulgada por decreto presidencial em 2004, aumentou a exibição obrigatória de filmes brasileiros de 35 para 63 dias. Os filmes nacionais obtiveram projeção internacional participando de festivais e premiações. “O Quatrilho” (1995), de Fábio Barreto, “O que é isso, companheiro?” (1997), de Bruno Barreto e “Central do Brasil” (1998), de Walter Salles, concorreram ao Oscar de melhor filme estrangeiro. Este último com a indicação de Fernanda Montenegro como melhor atriz.

84


DIVERSÃO & ARTE ¦ CINEMA

A MÁQUINA Em 1997, a criação da produtora Globo Filmes, das organizações Globo, impulsiona o mercado cinematográfico e novas estratégias de lançamento e de comercialização são adotadas. No período de 1997 a 2003, a empresa esteve envolvida em 24 produções, sendo que neste último ano, obteve 90% na participação das receitas das bilheterias e 20% do mercado. NÃO POR ACASO... Filmes como “Cidade de Deus” (2002), de Fernando Meirelles, indicado para quatro categorias do Oscar, “Carandiru” (2003), de Hector Babenco, e “Se eu fosse você” (2006), de Daniel Filho, alcançaram mais de 3 milhões de espectadores. Número superado pelo longa “Se eu fosse você 2” que atingiu 6 milhões, ultrapassando “Dois filhos de Francisco”, de Breno Silveira, que alcançara cerca de 5 milhões de espectadores em 2005. Segundo dados da Ancine - Agência Nacional de Cinema –, o cinema nacional representava apenas 0,05% do total das bilheterias em 1992, em 2000, passou para 8%. Chegando aos 20% em 2003, totalizando mais de 21 milhões de espectadores. Nos anos seguintes, a média de espectadores ficou em 10 milhões, de acordo com o site Filme B. NÓS QUE AQUI ESTAMOS POR VÓS ESPERAMOS Os números revelam a retomada do cinema nacional, resultado do surgimento de novos diretores e do incentivo promovido pelos governos estaduais e federal, provenientes das leis de incentivos fiscais. Agora é esperar os próximos filmes que entrarão em cartaz.


MERCADO DE TRABALHO ¦ A MELHOR OPÇÃO

PATRÃO OU EMPREGADO, QUAL A SUA ESCOLHA? INVESTIR EM NEGÓCIO PRÓPRIO TEM RISCOS, MAS TAMBÉM VANTAGENS Por Igor Balbino

E

mprego formal, com carteira assinada, benefícios e férias, uma combinação irresistível para qualquer trabalhador assalariado. Porém, conseguir isso, em meio aos efeitos da crise mundial, não é nada fácil. A recessão econômica que atingiu o mercado financeiro mundial em 2008 fez com que boa parte das empresas colocassem o pé no freio, e pensassem três vezes antes de aumentar a folha de pagamentos ou de fazer novas contratações. E essa é uma das principais razões que levaram os trabalhadores desempregados a buscar alternativas e a dar os primeiros passos rumo ao tão temido mundo empresarial, visando assim a controlar suas finanças e aumentar a renda. E, tendo em vista esse quadro, todos os caminhos remetem a uma atividade que se mostra, a cada dia, mais presente no cenário nacional, o negócio próprio. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o mercado de trabalho formal brasileiro já perdeu 797,5 mil vagas desde novembro. Em janeiro, pelo terceiro mês consecutivo, as demissões superaram as contratações com carteira assinada, e o saldo de vagas ficou negativo em 101.748 postos. Diante deste cenário conturbado, caracterizado principalmente pela escassez de emprego e por demissões em massa, uma questão é deixada no ar: investir em um negócio próprio pode ser considerado como risco ou como saída? Por um lado, abrir o seu próprio negócio significa ter mais liberdade no ambiente de trabalho, mas por outro, é sem dúvida, uma atividade que demanda mais engajamento e comprometimento, tanto pessoal como profissional, em relação ao assalariado comum. Ao ser perguntado sobre os riscos e oportunidades de ser seu próprio chefe, o professor de Empreendedorismo da Universidade Veiga de Almeida, Ricardo Drummond, resumiu bem os dois lados da moeda. “Posso afirmar que crise e oportunidade são dois estados de percepção perante um mesmo cenário de mudanças. Onde uma pessoa vê crise, outra enxerga oportunidade. Assim, a resposta a uma situação de mudança, que é a nossa vivência diária, dependerá do ‘estado de espírito’ pelo qual nos deixamos envolver”. Segundo o professor Ricardo, as microempresas são parte da realidade brasileira e compõem uma impor86

tante camada do setor econômico. “Os micronegócios estão presentes na sociedade como um todo, constituindo células básicas no tecido social. Nesta metáfora, vemos o micro como componente constitutivo do macro, ou seja, para todo negócio macro em alta, existe um conjunto de micros que o compõem. Por exemplo, vemos a indústria petrolífera em alta, trazendo a reboque uma gama enorme de pequenos negócios, girando em seu entorno”. Ricardo ainda comenta que o entusiasmo é a energia propulsora no processo, mas é preciso um leme para que o empreendimento tome o rumo certo. “Portanto, evite transformar uma odisseia de sucesso em uma aventura desagradável. Estude o mercado, busque o conhecimento pertinente, desenvolva as habilidades e tenha uma atitude empreendedora”, conclui.


MERCADO DE TRABALHO ¦ EMPREGO TEMPORÁRIO

FIM DE ANO DE MUITO TRABALHO

Por Andréa Corrêa

S

e para alguns, fim de ano é sinônimo de festas, descanso e diversão, para outros é momento de muita ralação. E oportunidades não vão faltar para quem está em busca de um trabalho. Em todo o país, estão previstas as contratações de 123 mil trabalhadores temporários, segundo estimativa da Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário). Ou seja, um aumento de 7% em relação ao ano passado. A CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) estima que mais de 20 mil pessoas serão contratadas nas lojas da cidade do Rio de Janeiro para atender à grande demanda do Natal. E o mais animador: a possibilidade de efetivação pode chegar a 4 mil funcionários. De acordo com levantamento da CDL, 67% dos empresários consultados informaram que são grandes as chances de efetivação dos trabalhadores de fim de ano. Mas para que uma chance temporária venha a se tornar efetiva, o trabalho terá que ser muito maior. Apenas os melhores profissionais são

aproveitados. E para isso acontecer, é preciso gerar resultados para a empresa. Ficar de olho no cliente que entra na loja, atendê-lo com jeitinho, sem sufocá-lo, pode ser um bom caminho. Apresente-se, pergunte o que ele deseja e fique observando. O ideal é suprir o cliente com o máximo de presentes que ele deseja: se em uma única loja ele encontra tudo ou quase tudo do que precisa, ele se sentirá satisfeito e poderá voltar ou indicar o funcionário para amigos e familiares. Interesse, iniciativa, coleguismo e capacidade para lidar com mudanças também são fundamentais para se ter sucesso. Muitas vezes, a vaga não estará disponível logo após o fim das festas de Natal. Por isso é importante que o funcionário, com seu trabalho, marque presença. Assim, quando surgir uma oportunidade, com certeza, ele será lembrado por sua capacidade. Algumas regrinhas são básicas: nunca chegue atrasado nem falte; trate o emprego temporário como permanente; e mostre muito interesse pelas tarefas desenvolvidas.

A procura começa agora A procura pelos empregos temporários de final de ano começa a partir de novembro e vai até o começo de dezembro. E para conseguir uma vaga, usar os sites de empregos é uma boa alternativa, porém a melhor estratégia continua sendo percorrer ruas comerciais e shoppings distribuindo currículos em mãos. Portanto, elabore o seu currículo, seja objetivo, liste suas habilidades e qualificações e não minta! Na hora da entrevista, seja o mais transparente e espontâneo possível e fique calmo que a vaga, certamente, será sua. Boa sorte!

88

CINCO DICAS PARA GARANTIR A VAGA • Seja simpático e haja sempre educadamente com todos: clientes, colegas e chefe; • Pontualidade é fundamental, se precisar fique até mais tarde; • Saiba trabalhar em equipe; • Não escolha tarefas: faça de tudo um pouco; • Tenha iniciativa e demonstre interesse.


EDUCAÇÃO ¦ NOVA TECNOLOGIA

TECNOLOGIAS DA INTELIGÊNCIA NA SALA DE AULA

Quanto mais os telescópios forem aperfeiçoados, mais estrelas surgirão. (Gustave Flaubert)

Por Fabio Alves*

A

sala de aula, ainda hoje, traz à memória de muitos as tradicionais “carteiras escolares”, o professor com giz em seu quadro negro, ou mais recentemente, a caneta Pilot em quadros brancos. No entanto, a sala de aula vai muito além dos muros da escola, pois a tecnologia superou as expectativas de todos. O computador e a Internet deram início a uma revolução digital que mudou e continuará a mudar nossas instituições escolares e sociedade. E nesse contexto emergente, a educação continuada será uma necessidade permanente, não mais a escolaridade em sentido clássico, mas o autoaprendizado que nos impõe ampliar a sala de aula do espaço tradicional para o cyberespaço e conectar nossos estudantes ao que se chama de inteligência coletiva. Um desafio atual de uma escola visionária e responsável é trazer as tecnologias da inteligência para seu cotidiano, proporcionando que seus alunos se aproximem das mesmas para serem sujeitos ativos “da inteligência coletiva de sua espécie”. Nesse cenário, surge a economia do conhecimento, cuja característica é um mercado que deseja o “homem que está munido de uma instrução completa e em condições de mudar de profissão e, portanto, também de posição no interior da organização social do trabalho”. A escola, para atender essa mudança, deve refletir o aprendizado, que deixa de ser individual e se torna coletivo, colaborativo, aberto e interagente. Os vencedores nesse novo mercado de trabalho serão os estudiosos permanentes que se valem do domínio das tecnologias de seu tempo para ampliarem suas capacidades. O sucesso nos vestibulares, no ENEM e noutras provas da vida dependem, hoje, da autonomia frente ao domínio das tecnologias da inteligência que tornam os sujeitos mais fortes na competição individual para um mundo globalizado. É aqui que a escola assume sua importância na construção do sucesso desses novos profissionais. Se os atuais educandos não conviverem e não contextualizarem

as tecnologias nascentes, se tornarão incapazes de desenvolverem a inteligência coletiva e dela participarem. Pois “nenhuma sociedade pode ter êxito na economia global se não contar com uma infraestrutura sofisticada da rede e com usuários ativos e bem informados”. As tecnologias da inteligência são, segundo os especialistas, as linguagens, os sistemas de signos, recursos lógicos e os instrumentos pelos quais o homem se faz inteligente. Assim, a Internet parece fazer convergir diversos desses instrumentos. A sala de aula em sintonia nesse cenário possui aulas em flash com uso de computadores em salas inteligentes, com acesso à Internet, mouse sem fio e acervos digitais com vasta gama de programas educacionais para professores e alunos. Pois a aula, agora, é on-line com o mundo, precisa ser dinâmica, ousada e rica de tecnologias. Os gestores de educação devem olhar com grande cuidado para o papel da tecnologia na sala de aula, já que a entendemos como “recursos que podem contribuir para sua eficácia, ou seja, que podem possibilitar maior aprendizagem dos alunos”. O computador e a Internet devem estar inseridos nas tecnologias de ensino aplicadas à execução das propostas pedagógicas e, também, como temas a serem abordados por todo o currículo, tratando-os como objetos socioculturais que devem ser contextualizados. A essa altura, cabe ressaltar que o diferencial nesse processo de mudança ainda se encontra nos professores e nas qualidades humanas, possíveis de se identificar nos coletivos inteligentes. O professor é o mediador que facilita aos estudantes a apreensão desse novo universo. Às nossas escolas está posto o desafio: fazer de seus espaços escolares coletivos inteligentes. A escola como um lugar de cooperação, cujo maior produto é a solidariedade e o compromisso com toda uma sociedade global, ajudando-a superar seus desafios enquanto humanidade.

* Fabio Alves é diretor geral da Rede Alfa CEM de Ensino

90


DIREITO DO CIDADÃO ¦ MUDANÇA NA LEI

ADESÃO AO SIMPLES NACIONAL SIMPLES ASSIM, COMO SEU NEGÓCIO PRECISA Da Redação

I

mpostos, burocracia, mais impostos, mais burocracia, manter uma pequena empresa e alavancar os negócios, aumentar a produtividade e o lucro não são tarefas fáceis, mas há luz no fim do túnel. Desde 3 de novembro, que micro e pequenas empresas podem agendar, para janeiro, sua opção pelo Simples Nacional, o sistema simplificado de arrecadação de tributos desse segmento. O prazo vai até 30 de dezembro desse ano. Podem aderir ao Simples Nacional empresas com receita bruta anual de até R$ 2,4 milhões e que estejam entre as atividades econômicas permitidas para o sistema. As novas empresas, ou seja, aquelas que ainda estão iniciando formalmente suas atividades, podem aderir ao sistema a qualquer momento. Aquelas que já atuam formalmente só podem aderir no mês de janeiro de cada ano. São exatamente essas que só podem aderir em janeiro de cada ano é que poderão fazer o agendamento de sua opção. De acordo com as normas do Comitê Gestor, o agendamento não é obrigatório e o objetivo é apenas dar mais tempo para que as empresas interessadas possam verificar

e resolver pendências a fim de ingressar no sistema. A empresa sem nenhuma pendência que tiver seu agendamento confirmado estará automaticamente no sistema a partir do dia 1º de janeiro de 2010. Quem tiver pendência não terá seu agendamento aceito até que esses problemas estejam resolvidos. O Empreendedor Individual também integra o Simples Nacional e os cadastrados nesse sistema pagam uma taxa fixa mensal de até R$ 57,15 por meio do chamado Sistema de Recolhimento em Valores fixos Mensais dos Tributos Abrangidos pelo Simples Nacional (Simei). Mas esse empreendedor não precisa fazer o agendamento, já que a sua entrada no sistema é automática no momento em que ele se formaliza. O agendamento será feito por meio do site do Simples Nacional - portal da Receita Federal do Brasil (www.receita. fazenda.gov.br) – no serviço ‘Agendamento da Solicitação da Opção pelo Simples Nacional’, item ‘Contribuintes’. Fonte Agência Sebrae de Notícias


COMPORTAMENTO ¦ EDUCANDO NOSSOS FILHOS

A DIFÍCIL ARTE DE EDUCAR Por Eda Fagundes

Eda Fagundes é psicóloga clínica. Atua há 23 anos na área de terapia individual, de casal e de família no Rio de Janeiro. edafagundes@uol.com.br

S

empre que falamos em mulher, de alguma forma, fazemos uma associação, quase imediata, com uma das suas melhores facetas, a de ser mãe. Ouço, com frequência, depoimentos dos mais diversos sobre diferentes questões envolvendo a difícil arte de educar. Classifico como arte, porque apesar de muito sabermos sobre o desenvolvimento psicológico, afetivo e de processo de estruturação da psique humana, somos únicos e precisamos descobrir quais canais de comunicação e expressão fluem bem para nossos filhos. Existem alguns dogmas educacionais que acabam por nortear a maior parte das ações e reações e, normalmente, tendem a perpetuar as técnicas tradi-

cionais de educação. Mandar, gritar, castigar e bater ainda são os líderes no quesito popularidade. Indubitavelmente, lidar com crianças e, sobretudo, ser agente importante na formação delas nos confere uma responsabilidade e um poder que, com dificuldade, podemos imaginar. Esse poder, frequentemente, acaba sendo usado de forma a trazer consequências negativas e muito longe daquelas que eram esperadas. Estamos um pouco perdidos, porque vivemos numa época onde a rigidez de certo e errado cedeu lugar para a absoluta relatividade dos julgamentos e conceitos. Os perigos à nossa volta cresceram muito e nos forçaram a ter uma atitude protetora exagerada durante o período de formação de nossos filhos. O mais difícil é que, embora se reconheça a dose exa-


COMPORTAMENTO ¦ EDUCANDO NOSSOS FILHOS

gerada, sabemos que a loucura da violência atual nos impõe, muitas vezes, a necessidade de restringir desejos e ações absolutamente saudáveis e normais na vida de um adolescente. Quando os filhos são bebês, percebo um aumento do número de mães excessivamente preocupadas, com muito interesse numa informação tão esmiuçada que, por vezes, joga por terra a segurança proporcionada por uma forte intuição. Quando são um pouquinho maiores, começa uma corrida para o aceleramento do desenvolvimento. Querem que tudo aconteça muito rápido e parece que andar ou falar antes dos demais lhe confere a mesma sensação de ganhar uma partida de um jogo estimulante. A chegada da adolescência parece trazer uma tempestade longa e conflituosa para muitas famílias e é nesse momento que se torna fundamental parar tudo para entender por que tem sido assim. Será mesmo que todo adolescente é insuportável? Isto é uma regra universal que estamos todos fadados a enfrentar? Estamos na era da comunicação e ainda distantes de entendermos a importância desse fenômeno em todos os seguimentos do desenvolvimento e relacionamento humanos. Precisamos entender que o saudável é que nossos filhos possam nos ver como pessoas confiáveis, que encaram os momentos de novas ex-

periências com segurança e bom senso. Apenas dessa forma eles se sentirão à vontade para dividirem as experiências e aceitarem opiniões. Permitir o crescimento dos filhos não é das tarefas mais fáceis, porque remete diretamente à angústia da passagem do tempo e da finitude. Podem acreditar que pode ser uma experiência lúdica, adequada, verdadeira, sincera e muito prazerosa. Vale a pena investir nisso!


DIVERSÃO & ARTE ¦ SAMBA

JORGE ARAGÃO O POETA DO SAMBA Por Marcos Salles

Jorge Aragão na

J

orge Aragão tem o seu nome inscrito na galeria dos craques da música brasileira, em especial, na parte reservada ao samba. Cantor e compositor de sucessos que estão na boca do povão, este carioca nascido no subúrbio do Rio, em Cascadura, num domingo de

96

1ª formação do

Fundo de Quintal

carnaval, é chamado pelos fãs de “o poeta do samba”. O que não passava pela cabeça deste inspirado sambista é que iniciaria uma nova etapa em sua trajetória profissional, unindo aos shows, às gravações de CD, DVD e às composições, a função de empresário


DIVERSÃO & ARTE ¦ SAMBA do ramo de bar e restaurante com música ao vivo. Morador de um dos muitos condomínios da Barra da Tijuca, ele formou uma sociedade, há pouco mais de um ano, com dois empresários. Os três são os donos da rede de bar e restaurante Bossa Nossa. E, após a matriz e da primeira filial na Barra, o trio preparase para a próxima atração, ainda este ano: o Bossa Nossa Lapa. Famoso por suas harmonias, Aragão tem sua formação musical dos bailes, mas foi nos históricos pagodes das quartas, na quadra do Bloco Cacique de Ramos, que foi definitivamente conquistado pelo samba, quando se revelou e integrou a primeira formação do Grupo Fundo de Quintal. E hoje, o samba é o prato principal no cardápio musical dos bares. Entusiasmado com a nova função profissional e 4 kg mais magro após alguns dias num SPA em Gramado, Rio Grande do Sul, Jorge Aragão pode ser visto pelas ruas da Barra da Tijuca pilotando sua Spyder (triciclo) preta e cinza, de capacete e mochila. No seu jeito bem discreto, termina mais uma temporada do show “Intimidade”, e já pensa, comigo, a programação do Bossa Nossa Lapa. É isso mesmo! Ele me chamou para ser o produtor artístico da nova casa. Aceitei e já aviso que a Lapa vai ferver...

Neoci, Jorge

Aragão, Beth

ida

Carvalho e D


Revista Util de Bordo Nº8  

Revista de Bordo da Empresa Util que circula nos ônibus dos condomínios da Barra e intermunicipais.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you