Page 1

- Nº 31 - Fevereiro Ano III - Nº Ano 31 - III Fevereiro de 2012de 2012

Acervo Cultural Patrimônio preservado

ASSAPE em Ação EDIÇÃO DIGITAL | www.peninsulanet.com.br EDIÇÃO DIGITAL | www.peninsulanet.com.br

É trabalho, é dedicação

ASSAPE em Ação Acervo Cultural É trabalho, é dedicação

Patrimônio preservado


O maior shopping de decoração das Américas está em liquidação. Você não pode perder.

Av. Ayrton Senna, 2.150 - Barra da Tijuca - casashopping.com


3


Editorial | Expediente

Presidente Carlos Felipe Andrade de Carvalho Vice-Presidente Carlos Gustavo Ribeiro Diretor-Geral Joelcio Candido www.peninsulanet.com.br revistapeninsula@peninsulanet.com.br (21) 3325-0342 Revista Península é uma publicação

Sintonia fina

A

Península ganha mais brilho. O acervo cultural passa por restauração e devolve a luminosidade às obras de arte. Se olharmos para outro lado, percebemos mudança no trânsito, várias obras em andamento: calçada, estacionamento, novo píer; enfim, mais melhorias para você, morador. Paralelo a tanto trabalho, a vida corre mansa para essa turminha miúda que está de férias. A grande pergunta do dia é: vou brincar de quê? E a resposta está na sexta edição da Colônia de Férias, que proporciona lazer de qualidade para a criançada. Silenciosamente assinando cada trabalho, a Associação Amigos da Península, que imprime dinamismo, eficiência, na busca constante de atender as necessidades do morador. Que divide tarefas e multiplica em resultados e percebemos também a assinatura do Conselho Comunitário. Assim, como uma orquestra afinada, regida com maestria, ecoa a melhor melodia para quem vive aqui. E a busca do tom perfeito, é permanente, é o desejo e a obrigação desse grupo que forma a ASSAPE.

Diretor-Executivo Paulo Roberto Mesquita Diretora Administrativa Rebeca Maia Assistente Administrativa Débora Souto Natália Ciciliano Comercial Victor Bakker | victor@utilcd.com.br (21) 7898-7623 Dir. Criação e Editora Responsável Tereza Dalmacio | terezadalmacio@utilcd.com.br Repórter Leandro Lainetti | leandro@utilcd.com.br Colaborador Cristiano Kubis | cristiano@utilcd.com.br Stephany Muzi | stephany@utilcd.com.br Fotografia Juliana Castro Natália Moraes Produção Camila Alves Revisão Tatiana Lopes Estagiária Design Rachel Sartori Direção de Arte Riane Tovar Diagramação e Direção de Arte Sebá Tapajós

4

Avenida Armando Lombardi, 800, sala 238 Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ CEP: 22640-000 contato@utilcd.com.br utilcomunicacao.blogspot.com (21) 3471-6799


O W Spa montou circuitos com preços imperdíveis para vocêmontou obter oscircuitos melhores resultados e estar em O W Spa com preços imperdíveis plenavocê forma neste para obter os verão. melhores resultados e estar em plena forma neste verão. Você ainda ganha uma nutrição capilar Kerástase e um spa dos pés com esfoliação e hidratação com óleos especiais. Você ainda ganha uma nutrição capilar Kerástase e um spa dos pés com esfoliação e hidratação com de óleos especiais.e Remodelação Corporal Circuito Verão 1 - Redução Medidas

Efeito Lipo sem Cirurgia Circuito 1 - Redução de Medidas e Remodelação 8 sessõesVerão de Power Shape - Rádio Frequência de alta potênciaCorporal (100W) - 30 min Efeito Lipo sem Cirurgia 8 sessões de Power Shape - Ultrassom Cavitacional - 30 min

8 sessões sessões de de Phydias Power Shape - Rádio Frequência 8 - Corrente Russa - 30 minde alta potência (100W) - 30 min 8 sessões 6 x R$ 400de Power Shape - Ultrassom Cavitacional - 30 min 8 sessões de Phydias - Corrente Russa - 30 min 6 x R$ 400Verão 2 - Celulite e Flacidez Circuito

5 sessões de Power Shape - Rádio Frequência de alta potência (100W) - 30 min Circuito Verão 2 - Celulite e Flacidez 10 sessões de Cellutec - 30 min 5 sessões Shape - RádioRussa Frequência de alta potência (100W) - 30 min 10 sessõesde dePower Phydias - Corrente - 30 min 10xsessões 6 R$ 350 de Cellutec - 30 min 10 sessões de Phydias - Corrente Russa - 30 min 6 x R$ 350Verão 3 - Mente e Beleza em Harmonia Circuito 10 sessões de drenagem linfática - 1 hora

Circuito Verão 3 - Mente 3 massagens Sereno - 1 horae Beleza em Harmonia

Subsolo Rio Design Barra 10 sessõesde detratamento drenagem linfática Tel.: (21) 3325-7240 3 escovas com óleo- 1dehora Argan Subsolo Rio Design Barra 36 massagens Sereno 1 hora www.wspa.com.br x R$ 250 Tel.: (21) 3325-7240 3 escovas de tratamento com óleo de Argan www.wspa.com.br 6 x R$ 250 sobre promoções exclusivas para moradores Península. Informe-se

Informe-se sobre promoções exclusivas para moradores Península.


Telefones úteis ABAM 2232-4580

CEG 0800-0247766

Folha Dirigida 3233-6340

Embratel 103 21

Aeroporto Internacional 3398-5050

Central de Atend. da Prefeitura: 1746

Guarda Municipal da Barra 0800-0211532

TIM 0800-741-4100

Aeroporto de Jacarepaguá 2432-7070

Correios Via Parque Shopping: 2421-1548

Polícia Civil 2332-9751 / 2332-9844

NET 4004-8844

Defesa Civil do RJ 199

Polícia Federal 194

SKY 4004-2884

Ambulância – Serviço de Remoção de Doentes 192

DETRAN 3460-4042

Polícia Militar 190

TVA 2223-6399

DETRAN – Habilitação 3460-4041

Polícia Rodoviária Estadual 3503-9000

TV VIA Embratel 106 99

Bombeiros (CBMERJ) 193

DETRAN – Disque Vistoria 3460-4040

Receita Federal 3805-2305

Bovespa (11) 3272-7373

Disque Denúncia 2253-1177

Oi 103 31

Aeroporto Santos Dumont 3814-7070 Água e Esgoto 0800-2821195 / 2332-9058


A VilAsecA oferece a você os melhores serviços para valorizar e conservar a sua obra de arte: da moldura mais apropriada até a maneira mais correta de pendurar seus quadros. Aproveite a nossa liquidação dos dias 05/01 até o dia 26/02 Com

duas lojas no Rio de

Janeiro, na Barra e Leblon, somos especializados em restauração, iluminação, catalogação, seguro, avaliação, compra e venda de obras de arte e manutenção de coleções. São 42 anos de experiência marcados pela inovação e pela sensibilidade.

Temos um grande e variado mostruário de molduras, além das que desenhamos especialmente para nossos clientes. Nosso maior trunfo é a capacidade de materializar uma idéia através da criatividade.

Nossa

loja no Casashopping, além do serviço de moldura, tem

uma grande variedade de produtos como reproduções, gravuras, serigrafias, aquarelas, telas e fotografias,

o tema Rio de Janeiro,

a sua maioria com

todos de excelentes profissionais de

primeira qualidade.

Av. Ayrton Senna 2150, bloco G, loja G | Casashopping | +55 21 2429-8116 | www.vilaseca.com.br


Sumário 10

ETES DESLIGADAS

13

ASSAPE EM AÇÃO

17

ACERVO CULTURAL

24 30

NOSSA CASA

COLÔNIA DE FÉRIAS


Península | Estação Elevatória de Esgoto

P

enínsula “quase” saneada

N

o início de 2011, o governador Sérgio Cabral inaugurou a Elevatória de Esgoto do entorno da Avenida Via Parque, na Barra da Tijuca. O sistema de esgotamento sanitário da Bacia do Entorno da Avenida Via Parque, na Barra da Tijuca, tem capacidade para atender uma população futura de 100 mil pessoas. Com investimento da ordem de R$ 10 milhões, o acordo pioneiro do governo do estado – por intermédio da Nova Cedae – com as empresas de engenharia RJZ Cyrela e Carvalho Hosken antecipa em cinco anos a captação de esgotos da Bacia da Avenida Via Parque e áreas periféricas. A implantação do esgotamento sanitário evitará a geração de passivos ambientais, além de assegurar um nível de sustentabilidade adequado às atuais e futuras construções da região. O novo sistema é composto por uma Estação Elevatória de Esgotos, batizada de Estação Elevatória Península, com capacidade para transferir 450 litros de esgotos por segundo para o Emissário Submarino, evitando, assim, a construção de Estações de Tratamento de Esgotos nos condomínios. Além de contribuir com o ecossistema, a obra agrega valor ambiental a diversos empreendimentos da Barra da Tijuca, como a Península, Gleba F e o Complexo 02.

10


A obra faz parte dos compromissos ambientais do país junto ao Comitê Olímpico Internacional para a escolha da cidade do Rio como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Quase um ano depois dessa inauguração, vamos saber quais condomínios estão com ETEs desligadas, em processo de desligamento e os que já foram entregues sem ETEs. ETEs desligadas:

Via Bella, Atmosfera, Mandarim, Paradiso, Bernini, Quintas da Península, Mondrian, Via Privilège, Aquarela, Saint Martin, Saint Barth, Gauguin, Península Style e Excellence.

Em processo de desligamento:

Evidence, Green Bay/Star, Green Lake/Garden, Monet, Península Life, Royal Green, Fit e Smart. Os condomínios Península Way e Corporate já foram entregues sem ETEs.

11


Península | Esporte

T

em que correr...

Praticar esporte é manter o corpo em forma, a saúde em dia e a alma em paz, garantem os praticantes. E se você quer entrar para essa seleção do bom viver, veja em qual modalidade se encaixa. FUTSAL, Horários: Segundas e quartas - das 17h às 18h de 4 a 6 anos - das 8h30 às 9h15 de 7 a 10 anos - das 9h15 às 10h15 Terças e quintas - das 9h às 10h de 4 a 6 anos - das 16h45 às 17h30 de 7 a 10 anos - das 17h30 às 18h30 de 11 anos em diante das 18h30 às 19h30 Sextas - até 10 anos - 18h30 às 19h30 11 anos em diante - das 19h30 às 20h30 Mensalidade: R$ 90,00. Na primeira mensalidade, o aluno recebe um kit (camisa, calção e meião). Local: Green Park Direção: Carlos Eduardo Valle de Figueiredo (CREF 6864) Telefone: (21) 9913-5952 Coordenação: Elias Silva – Telefone: (21) 9845-5759 Professor: Rosemberg Paiva (CREF 11562) – Telefone: (21) 9319-8693 VÔLEI DE PRAIA Horário: Sexta das 18h às 19h Professor: Felipe – Telefone: (21) 7839-1318 TÊNIS As aulas começarão a partir de 24 de março. Informações na próxima edição. VÔLEI DE QUADRA Horário: terças e quintas, a partir das 17h30 Professor: Claudio

12

Corrida e caminhadas Horário: sábados, das 7 às 10h


Península | Investindo em bem-estar

ASSAPE em ação

ASSAPE trabalha sempre para levar conAnínsula. forto e bem-estar aos moradores da PeEm um primeiro momento, foram feitas obras de manutenção e recuperação dos mobiliários e infraestrutura na área comum, nas quadras de tênis e poliesportivas, brinquedos, bicicletário, calçada e pavimentação. Na sequência, foi aprovado pelo Conselho Comunitário e ratifica-

do na AGE, realizada em outubro de 2011, um pacote de projetos para o condomínio. Com planos traçados e metas estabelecidas, a ASSAPE, o Conselho Comunitário e os Coordenadores Setoriais, juntamente com seus grupos de apoio, buscam sempre trabalhar com excelência para atender as demandas dos moradores e levar cada vez mais conforto e qualidade de vida ao condomínio.

13


P

acote de obras

O Diretor Geral da ASSAPE, Joelcio Candido e o Coordenador Setorial de Infraestrutura, Marcelo Traitel, explicaram sobre cada obra que está em execução no momento na Península. Detalhadamente, você vai conhecer um pouco mais do trabalho da Associação Amigos da Península.

Novo Píer

Uma parte do recurso aprovado foi destinada à melhoria da infraestrutura do transporte da balsa. Segundo o diretor da ASSAPE, o investimento incluiu a construção de outro píer entre o Mandarim e o Paradiso. A obra, que está em andamento e será concluída até final de março, tem por objetivo facilitar o acesso dos moradores dos condomínios que ficam distantes do píer atual. Nessa construção, vários aspectos foram observados antes da execução, e o meio ambien-

14

Joelcio Candido, Diretor Geral da ASSAPE, e Marcelo Traitel, Coordenador Setorial de Infraestrutura

te esteve na pauta todo o tempo. O morador perceberá que no finalzinho do píer há uma pequena inclinação, para poder preservar uma árvore frondosa. Tudo isso foi discutido em reunião com o biólogo Mario Moscatelli, mestre em Ecologia, professor de Gerenciamento de Ecossistemas do Centro Universitário da Cidade e responsável técnico pela Manglares Consultoria Ambiental e também com a Coordenadora de Meio Ambiente, Marília Cavalcanti. Os arbustos foram retirados da área e replantados ali mesmo, no entorno do píer, tudo com a orientação de ambos. Possivelmente, depois da obra entregue à comunidade, existirá uma placa sinalizando a árvore, que foi preservada no local. Para o Coordenador de Infraestrutura, a consciência ecológica está presente em cada obra realizada na Península. On-line. Full-time.


F

ibra óptica

A partir de agora, o sistema de comunicação entre as duas portarias e a ASSAPE ficará muito mais ágil, segura e em tempo real. Anteriormente, havia um deadline. Já que as portarias se comunicavam por fibra óptica entre si, mas não havia essa mesma comunicação com a sede, e os dados eram atualizados manualmente. Para você entender melhor: antes o morador recém-chegado à ASSAPE se cadastrava na Associação, e essa informação era levada às portarias num pen drive. Assim, todos os dias pela manhã, essas informações eram levadas para alimentar o sistema. Dessa forma, o risco de falha, como, por exemplo, erro de leitura, era sempre maior, sem falar no tempo gasto para atualização. Fora que o registro do número de veículos que entram e saem da Península não era retratado com muita precisão. Agora sede e portaria ficam on-line,

tudo em tempo real. De acordo com Marcelo, agora em qualquer momento a Administração vai poder acessar os dados, o que gera muito mais segurança para todos. E a Administração da ASSAPE quer ir mais longe. Está em estudo a viabilidade de usar a fibra óptica também para um monitoramento maior em toda a área da Península. Mas isso é assunto que trataremos mais à frente, um projeto futuro.

15


N

ovo estacionamento

I

Está em andamento a obra do estacionamento, que irá gerar mais 44 vagas de estacionamento na Rua das Bauhíneas. Essa área tem intenso fluxo de veículos, por causa das atividades sociais e esportivas, além de ser uma rua estreita. As novas vagas também servirão para os visitantes que porventura não consigam espaço no interior dos condomínios, salientou o Coordenador de Infraestrutura. Assim, a rua, que hoje é estreita, passa a suportar o trânsito que existe atualmente. Bom para a Península, bom para o morador. E é para isto que a ASSAPE trabalha: levar mais conforto e segurança para você e sua família.

nvestimento ASSAPE

16

Com recurso próprio da ASSAPE estão sendo realizadas mais duas obras para melhorar o fluxo do tráfego dentro do condomínio, a construção de dois retornos. Um em frente ao Saint Barth para quem vem da Portaria 2, passando pelo FontVielle, o que vai evitar o desgaste de ir até o relógio. Não parece muito, mas na rotina do dia a dia vai facilitar para muitos moradores. Na sequência, será feito outro retorno, na Rua das Acácias, após o Green Bay/Star. Nessa mesma área, mais uma obra, também com recursos da Associação, a construção de uma calçada em torno da Estação Elevatória, na entrada da Península. Isso foi solicitação de diversos moradores, e por isso a Associação abraçou. Eles reclamavam que estava ruim para caminhar, já que a calçada ainda não estava formatada, o que poderia causar algum tropeço e acidentes. Assim, reivindicação feita, problema resolvido. Para o Coordenador de Infraestrutura, isso é resultado de um excelente gerenciamento da diretoria, que tem dado a todos nós a possibilidade de fazer novas obras sem gastos adicionais e, assim, cumprirmos com eficiência o nosso papel de investir em qualidade e conforto para aqueles que aqui escolheram viver. Para encerrar, o Diretor-Geral da ASSAPE informou que todas as obras começaram em dezembro último e estarão finalizadas até final de março. Acrescentou ainda que o trabalho da Associação é

pautado na transparência, no comprometimento e em uma administração eficiente e voltada, unicamente, para o interesse da comunidade. Além das obras citadas, o Acervo Cultural da Península também passa por uma grande restauração. Os detalhes desse trabalho você vai acompanhar na próxima reportagem.

*

Todas as deliberações do Conselho Comunitário são registradas em ata, que é disponibilizada no site da Península. Cada morador deve levar sua demanda para o seu Conselheiro Comunitário, pois ele é o representante do Condomínio na ASSAPE.


Acervo Cultural | Península

Seu patrimônio O

Acervo Cultural da Península é rico, grandioso, valoriza o seu imóvel e todo este espaço de 780 mil m2. Ao todo, são 127 obras. Nomes consagrados como Franz Weissman, Zélia Salgado, Sônia Ebling, Ascânio MMM, Emanoel Araújo, Caciporé Torres, Evandro Carneiro, Rubem Gerchman, Vera Torres, Nicolas Vlavianos e Mario Agostinelli fazem parte desse acervo. Nos Jardins das Esculturas, réplicas de criadores imortais, como o italiano Gian Lorenzo Bernini (1598-1680). São mais de dois milhões de reais investidos na época da aquisição. Investimento que é cuidado, protegido e recuperado, para se manter fiel às características de cada peça. Hoje, o Coordenador de Infraestrutura, Marcelo Traitel, acompanha o trabalho de recuperação de 116 peças, e ressalta que tudo isso foi desenvolvido pelo seu antecessor, Alexandre Xavier, que fez um trabalho primoroso à frente dessa pasta. “O Conselheiro Alexandre Xavier precisou se afastar dessas funções por motivos pessoais, e eu assumi o seu lugar. Mas o mérito é todo dele, sem dúvida, estou apenas dando continuidade”, afirmou Marcelo.

17


R

ecuperação do Acervo Cultural Antes da restauração

Há cerca de 10 anos expostas nos jardins da Península, sob sol e chuva, várias peças perderam o viso e passam por recuperação. E para manter a beleza das peças, uma equipe de restauradores trabalha para recuperar os danos causados pela ação do tempo. Daniel e Dennys Cardoso são os responsáveis por esse trabalho tão importante para a Península. Como são peças de diferentes materiais, o trabalho é longo e vai até o fim de março. “Temos mármore siciliano, mármores de outras cores, metais, bronze. O tratamento precisa ser diferente”, informa Daniel. Para Dennys, a principal dificuldade é reparar obras que perderam partes e precisam de reposição. “Uma está sem a mão, a flor e o nariz. Então, terei que fazer a reprodução dessas peças”. As peças que mais sofrem são as metálicas. Devido à proximidade com a lagoa da Barra, a concentração de salitre na região é muito grande, o que ocasiona maior dano a essas esculturas. “Elas sofrem mais que as de mármore. Elas podem ter variações no grau da pressão e, assim, algumas adquirem menos limo, menos sujeira”, explicou Daniel.

18

Dennys Cardoso e Daniel, restauradores

Os leões de uma das entradas do Green Park, por exemplo, são feitos com mármore Nero. Daniel explicou como foi o processo dele. “Primeiro demos um banho químico, para limpar. Depois, fizemos uma avaliação das rachaduras e pigmentação com cera italiana, que é o acabamento final”. Em breve, 116 peças estarão recuperadas, devolvendo a beleza e grandiosidade ao Acervo Cultural da Península. Um patrimônio de grande valor, não só monetário, mas de conceito, que transforma este espaço num lugar ímpar que conjuga arte e sustentabilidade, e gera mais qualidade de vida. E não podemos esquecer: beleza é fundamental.


Depois da restauração

Antes da restauração

Depois da restauração

19


Turismo | Vacinação

Vai viajar para a Europa? S

e você está com o passaporte na mão para aproveitar as férias com a família, é preciso que a atenção não esteja apenas nos roteiros e hospedagem, mas na saúde também. É preciso se vacinar. O vírus do sarampo é preocupação desde o ano passado na Europa. Aproximadamente 33 países foram atingidos, e o continente viveu uma epidemia da doença, que atingiu principalmente a França. Sob controle no Brasil desde 2000, o sarampo é uma das grandes preocupações de brasileiros que estão com viagem marcada para o exterior. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) recomenda a todos que tomem a vacina contra o sarampo antes de viajar, porque, só no ano passado, foram registrados 26 mil casos de contaminação do vírus na Europa, principalmente na Alemanha e na França. Os Estados Unidos também sofreram com um grande número de casos da doença. Os casos de sarampo registrados no Brasil nos últimos anos foram de brasileiros que viajaram para outros países e voltaram contaminados pela doença.

Segundo especialistas, por mais que a doença esteja erradicada no Brasil, com a epidemia na Europa e o período de férias no país, há possibilidade de brasileiros irem saudáveis e voltarem contaminados. Sendo assim, os viajantes que voltarem contaminados podem trazer a doença de volta ao país e contaminar outras pessoas e proliferar a doença novamente no Brasil. Por esse motivo, pesquise sobre a saúde no local para onde irá viajar, se há alguma epidemia ou alguma doença diferente e saiba como deverá proceder. Mas não se preocupe, não há risco de você ser impedido de viajar em decorrência da falta de vacinação. No caso de viagens para o exterior a maior preocupação é o sarampo. O vírus da doença pode ser evitado com a vacina. Se você já se vacinou quando criança, não existe a necessidade de se vacinar novamente, isso porque a vacina serve para toda a vida. Se você estiver com viagem marcada para a Europa ou Estados Unidos e tem dúvidas se foi vacinado quando criança ou não, por precaução, a ANVISA recomenda que se vacine com cerca de 15 dias de antecedência do embarque.


Porta-Retrato | A Garotada

Canto e recanto

Q

ue a Península é um lugar único, todos nós sabemos. Qualidade de vida ímpar, ambipara passear, aproveitar cada canto e recanto. Aqui cabe a bicicleta de um, o esPenínsula, um lugar de todos, o charme da boa vizinhança, o estilo de quem sabe

Moradora do Saint Martin, a Kátia Tavares sempre aproveita para passear com a Belinha. Mas aproveita a Península de outra maneira também. “Hoje eu ando de bicicleta. Jogava tênis também, mas tive que parar para fazer fisioterapia”.

Tatiana Mesquitela, moradora do Smart, estava acompanhada pela Meg, uma simpática cachorrinha. “Desço com ela todo dia, perto do fim da tarde. Também costumo jogar vôlei com as minhas amigas”. Para ela, o principal da Península é a natureza.

22

Antonio Carlos Pereira, morador do Bernini, passeia todos os dias de bicicleta. “Meu lugar preferido é a trilha. Não tem carro, é mais vazia, aí é bom”.


ente seguro, cercado pelo verde. Não falta opção para o morador se divertir, locais porte de outro. Cabe o que você escolher, com muita alegria, bom humor e cordialidade. escolher o bom e o bem. Carolina Mesquita mora no Saint Barth há pouco tempo. Ela aproveita os passeios com o afilhado, Bernardo, para explorar a Península. “Ainda estou conhecendo. Venho muito ao parquinho com ele e vejo os lugares, acho muito agradável”.

A Sophia Pereira tem apenas cinco aninhos. Acompanhada pela babá, Jucilene Nascimento, ela vai ao Lagoon Park todos os dias. Ela adora.

John Boertis é holandês e mora no Style. Pratica tênis todos os dias, principalmente nas férias. Acho muito importante para a saúde, e pela possibilidade de aprender uma nova atividade”.

23


Perfil | Life

N

ossa Casa

Damos sequência à apresentação dos condomínios. Nesta edição, é a vez do Life. Portanto, conheça as características mais marcantes, a estrutura, o perfil desta morada. Lembramos que, ao todo, são 24, e mostraremos um pouco de cada um ao longo das edições.

U

m condomínio que começa a ser diferente já no modelo de administração, com quatro síndicos. Esse é o Life. No papel, o representante é Tony Kozlowski, mas ele mesmo faz questão de salientar que divide o trabalho com outros três colaboradores: Marco Beraldo, Volney Palmeira e Claudio Marques. Juntos, eles administram o prédio desde agosto de 2011 e vêm fazendo um trabalho de recuperação. Em apenas seis meses de mandato, as mudanças são nítidas. Novas câmeras de segurança, luzes, pintura das vagas extras de estacionamento, reformas no hall de entrada e, principalmente, a revitalização do jardim do condomínio, o mais caro da Península por metro quadrado. “O prédio se valorizou. Deu muito trabalho, ficamos aqui de domingo a domingo”.

Contando com 17 andares em um único bloco e 170 apartamentos, o prédio requer muita atenção. “É preciso bom senso. Todas as decisões precisam ser unânimes. Se um não concordar, pensamos outra forma de fazer. Temos que trabalhar pensando em um bem único, que é o condomínio”, explicou Tony. Ele e Marco ainda esclareceram que tudo que é feito no Life é baseado em planejamento e organização. O espaço do prédio tem diversas opções de lazer. Academia, sauna, piscina, home theater, salão de festas, brinquedoteca, quadra poliesportiva. E uma novidade: em três meses, o Life vai inaugurar o Espaço Gourmet. Para aproveitar tudo isso, eventos internos são organizados. “Temos festa de Réveillon, dia das crianças, festa junina. Somente no Réveillon cobramos um valor, mas

24


é praticamente simbólico”. A participação dos moradores nas festas é grande. Para Marco Beraldo, um claro sinal de que o trabalho vem sendo reconhecido. “Estamos tendo boa participação, porque os moradores veem que o prédio está sendo bem cuidado”. Mas com tantas tarefas e quatro síndicos, como dividir o papel de cada um? Resposta simples e direta. “Cada um atua em uma área sobre a qual entende mais, e que não gere conflito com o outro”, detalhou Marco. As dificuldades de administração, segundo eles, ficaram para trás. “Tivemos no começo, porque eram necessidades iniciais. Agora que acertamos tudo, basta seguir o caminho”.

Os síndicos, Tony Kozlowski e Marco Beraldo

25


Península | Transporte

N

ovos caminhos

A Comissão de Transportes está sempre em busca de melhorias e novidades para o setor. E o novo ano chegou com mudanças. Quem conta pra gente sobre as inovações implantadas neste começo de ano é o Conselheiro Comunitário do Privilège e Coordenador de Transportes, Marcelo Gomes. itinerário: agora há percurso direto da PeNovo nínsula para a Alvorada, sem parada no Via Par-

Marcelo Gomes, Coordenador de Transportes

que, e outro, com o mesmo percurso, mas circular. Ou seja, roda direto, sem intervalos. “Isso traz mais conforto para o passageiro, que não precisa esperar tanto no ponto”, explicou Marcelo. O coordenador salientou que o ônibus circular só funciona nos horários de pico, entre 6h e 10h, e 15h e 19h. Outra novidade que está em negociação é uma tentativa de trazer os ônibus de integração do metrô para mais perto da Península. “Estamos tentando junto à Prefeitura, é um pouco mais complicado, até porque queremos trazer esse serviço sem custos”, disse ele, que aproveitou para salientar a maior dificuldade na hora de realizar o trabalho. “O problema é sempre valor. A gente quer oferecer serviços de qualidade para o morador sem agregar custos”. E, em um ponto, esse desejo foi alcançado. Desde o dia 2 de janeiro, o ônibus do BarraShopping circula na Península. Uma parceria da ASSPE com a Administração do BarraShopping, que os moradores estão adorando.

Euridice Rampinelli e a filha, Gabrielli, são moradoras do Fit. Estão utilizando a nova linha três vezes por semana. No dia da reportagem, elas estavam acompanhadas pela cunhada da Euridice, Sonia Facini, e as filhas dela, Daniela e Juliana. “O serviço está muito bom, respeitando o horário. As visitas também aprovaram”, disse a moradora.

26


Moradoras do Aquarela, Sheila e Marcela Boasquevisque utilizaram o ônibus pela primeira vez. “É maravilhoso. Chegamos aqui em 10 minutos. Evita também o estresse de sair com o carro e procurar vaga, pagar estacionamento. Adorei”.

Bianca Tafuri também é moradora do Fit. Acompanhada pelos filhos, Lucas e Giulia, ela vai ao shopping quatro vezes por semana. “Costumo vir à tarde para passear. O horário funciona, e a gente não precisa ficar lá fora atravessando no sinal, já descemos direto na porta do shopping”, elogiou.

*

HORÁRIOS PARA O BARRASHOPPING: Península – BarraShopping 12h; 13h; 14h; 15h; 17h; 18h; 19h; 20h BarraShopping – Península 12h30; 13h30; 14h30; 16h30; 17h30; 18h30; 19h30; 20h30

27


Dengue | Fatos e Mitos

Nossas Bromélias e

m meados de 2009, fizemos reportagem sobre as bromélias e a polêmica instalada, na época, no Rio de Janeiro, quanto ao fato de a planta poder servir de criatório para os mosquitos da dengue. E ficou comprovado, cientificamente, que não há o menor perigo. Voltamos ao assunto, porque na edição de janeiro, erramos em reproduzir material publicitário que deixou dúvidas sobre o tema. O fato é que estudos da Fundação Oswaldo Cruz provaram que as espécies da família das bromeliáceas não são uma ameaça. A pesquisa mostrou que apenas 0,07% e 0,18% de um total de 2.816 formas imaturas de mosquitos coletadas nas bromélias durante o período de um ano correspondiam ao Aedes aegypti, sugerindo que as bromélias não

28


constituem um problema epidemiológico como foco de propagação ou persistência desses vetores. Reproduzimos o que foi dito pelo biólogo Cláudio Pereira, responsável até hoje por cerca de 100 mil exemplares de bromélias que se espalham por todas as áreas da Península. Ele explicou quais são os cuidados tomados no manejo com essa espécie. “As bromélias não constituem um foco potencial para a proliferação da espécie causadora da dengue. Constantemente realizamos observações das espécies, pois temos uma empresa especializada que realiza um levantamento em 50 pontos de coleta às margens da Lagoa da Tijuca, mantendo um controle preventivo da população de insetos hematófagos (parasita que se alimenta de sangue)”, afirma Cláudio, da empresa Plantare Jardins Comércio e Serviços Ltda. Especialista que é, Cláudio nos deu uma aula sobre bromélias: aqui existem algumas espécies de bromé-

lias como Aechmea blanchetiana, Neoregelia cruenta, Neoregelia johannis e Bromelia antiacantha, entre outras. Cláudio destaca que todas as espécies são naturais da região, exceto Aechmea blanchetiana. A família das bromeliáceas abriga mais de 3 mil espécies e milhares de híbridos, só no Brasil existem mais de 1.500 espécies. Em nossos jardins, praticamente todas são nativas das Américas, sendo que o abacaxi é a mais popular delas. Para quem cultiva bromélias em casa, o biólogo indica alguns cuidados: “No caso de bromélias em apartamentos, o ideal é trocar uma vez por semana a água dos copos ou, caso isto não seja possível, introduzir nesses copos uma colher de chá de borra de café a cada 30 dias, ou ainda, borrifá-las com um preparado à base de fumo de rolo a cada 15 dias, visando evitar a ovoposição de outros mosquitos”, completa o especialista.


Península | Colônia de Férias

Hora da Brincadeira

30

Mês sem aulas, período em que a criançada se diverte pra valer. Brinca, pratica esportes, vai à piscina, aproveita tudo da melhor forma possível. E, claro, na Península, fazer isso é muito mais fácil. A Colônia de Férias, tão tradicional e conhecida, está de volta! É a sexta vez que a mesma equipe realiza a colônia no condomínio. Atividades recreativas, desportivas, passeios. Enfim, motivos não faltam para a galerinha se divertir. Desta vez, a colônia foi realizada entre os dias 16 e 27 de janeiro, das 14h às 18h. Foram 70 crianças coordenadas por nove professores, mais equipe de apoio. Com essa mistura tão boa, impossível não curtir as férias, né?


Maria Luiza, moradora do Evidence, de apenas quatro aninhos. A pequena se protegeu do sol com o protetor solar e aproveitou o chuveirão para se refrescar junto da amiguinha, Fernanda.

Isabela e Maria Eduarda são moradoras do Excellence e grandes amigas. “‘Tava’ no chuveiro para matar o calor, está muito quente”, disseram elas, que estavam gostando e se divertindo bastante. A infância na Península é o paraíso.

Bernardo Mitchell, de sete anos, é morador do Mandarim. Primeira vez que participa das atividades da colônia. “Quero jogar vôlei e fazer novos amigos”. Esporte e amizade, uma união sempre presente na Península.

Moradora do Saint Martin, Laura Bloise tem apenas dez aninhos. É a segunda vez que ela participa da Colônia de Férias. “Eu gosto muito. Adoro jogar queimado, futebol. Ano passado, teve passeio pro cinema e foi muito legal”.

Morador do Quintas, Joshua Ramos, de nove anos, é veterano quando o assunto é a Colônia de Férias. Esta é a terceira vez que ele participa. “É bem legal, tem um montão de atividades. Já fiz passeio pro cinema e pro Jardim Botânico em outros anos”.

31


Shopping | Canteiro de Obras

E

ele vem chegando

Q

uem passa pela obra do Península Open Mall já consegue ver boa parte da estrutura sendo montada. A expectativa de conclusão dessa etapa, estrutural, é para o mês de março. O gerente de engenharia da Carvalho Hosken, Rodrigo Reis, detalhou mais alguns pontos da construção do empreendimento. O valor total gasto nas obras será em torno de 14 milhões de reais. A área total construída até o momento é de 8.900 metros quadrados, e o cronograma está sendo cumprido. Por ser uma obra feita dentro de um condomínio habitado, o engenheiro explicou algumas diferenças e peculiaridades do processo. “Com moradores circulando as imediações da obra com seus carros, caminhões de materiais transitando também, temos que ter mais cuidado e estamos atentos a todos os detalhes”. Outra preocupação é com o horário. “Sabemos o transtorno, mas tentamos minimizar. A obra começa e acaba uma hora mais tarde do que o padrão”. A responsável pelas obras é a construtora Dominus, escolhida pela Carvalho Hosken para desenvolver o projeto. “Nosso trabalho é gerenciar a parte de prazo, custo e qualidade da construção. Temos reuniões semanais com a empresa para avaliar o que está sendo feito”, explicou Rodrigo. Ele também ressaltou que está tudo correndo den-

tro da normalidade, sem grandes transtornos. Responsável por um empreendimento importante dentro da Península, Rodrigo Reis espera a conclusão das obras para ter a sensação de dever cumprido. “Gosto muito do que faço. Quando estiver pronto e a gente puder ver a satisfação dos moradores com a qualidade e o conforto desse novo espaço, será muito gratificante. E isso é a melhor recompensa”. Ao morador, basta esperar a conclusão das obras e curtir ao máximo o Península Open Mall, que abrigará 38 espaços comerciais e uma grande praça central de convivência e confraternização, local adequado para um happy hour. Entre alguns serviços, o morador terá à sua dispo-

33


Shopping | Canteiro de Obras

sição: centro de estética corporal e de saúde, cursos, farmácia, pet shop, cabeleireiros, livraria, papelaria, lotérica, caixas eletrônicos, minimercado, com uma série de produtos e uma

forte gastronomia. Agora é aguardar para daqui a pouco desfrutar mais um espaço charmoso, de muito bom gosto, com o conceito Península.

Foto meramente ilustrativa

34


ASSAPE | Diretor Adjunto

Reforço extra A

Associação Amigos da Península trabalha com planejamento e equipe qualificada. Assim, acaba de chegar mais um profissional para somar com

“É importante todos se empenharem em prol da Península.” toda a equipe. É o novo Diretor Adjunto, Eduardo Brito, Engenheiro Eletricista e pai de família.


ASSAPE | Diretor Adjunto

Ocupando o cargo há um mês, ele diz que adora encarar desafios e que já tem a exata dimensão do que fazer para dar seguimento ao trabalho que vem funcionando dentro da Península. Experiências anteriores não faltam para justificar a escolha por Eduardo. “Cuidava da parte de infraestrutura de uma corretora de valores, coordenei técnicos em uma empresa de serviço hospitalar e fui perito de engenharia em uma seguradora”. Com o perfil adequado para a função, ele não pensou duas vezes antes de agarrar a oportunidade de trabalhar na ASSAPE. Ele passou por um processo longo de contratação, existiam oito candidatos na disputa pela vaga. O engenheiro eletricista saiu de uma empresa onde trabalhava havia cinco anos para ingressar na equipe da ASSAPE. O processo de contratação foi feito pela mesma empresa do Diretor-Geral. Em pouco tempo de casa, Eduardo já pensa no futuro. “É um desafio para encarar nos próximos anos, e

36

eu desejo ficar aqui bastante tempo”. No ambiente de trabalho, ele preza pela harmonia. “Acho que, dessa maneira, as coisas funcionam melhor. Eu vejo que aqui já existe isso, mas vou tentar trazer cada vez mais. É importante todos se empenharem em prol da Península”. Mesmo com pouco tempo no novo trabalho, ele já tem algumas ideias em mente, e pretende implementá-las no dia a dia. “O site é uma ótima ferramenta de trabalho. Temos que dar uma atenção especial a ele, ajudar na comunicação com todos”. Outros pontos importantes para Eduardo são o transporte e a segurança. “São pontos fundamentais e precisam estar com a melhor qualidade possível”. Outra preocupação do novo diretor adjunto são os custos dos serviços. “Temos que saber balancear. Um bom serviço com um custo aceitável. Assim, vamos administrar com o apoio de todos”, afirma.


37


Serviço | Volta às Aulas

c d

hegou a hora de comprar o material escolar

epois das festas de fim de ano, as crianças continuam em suas tardes de brincadeiras e diversões durante as férias. Enquanto isso, os pais já começam a se preocupar com o aumento nos preços das mensalidades e das listas de materiais escolares dos pequenos. Não é novidade que todos os anos os preços sobem, e fica cada vez mais difícil atender aos pedidos da criançada, que quer sempre as últimas novidades, como cadernos coloridos e acessórios de personagens de desenhos animados. Mas nem sempre é possível conciliar o capricho dos filhos com o melhor para o bolso, isso porque às vezes os artigos da moda não são de boa qualidade e quase sempre não são os melhores para o bolso. Ao comprar objetos que fazem parte dos modismos do universo infantil para agradar os filhos, é necessário observar se o custo-

38

benefício será bom para o bolso, ou então, preparese: será a primeira de muitas vezes em que você vai comprar esse acessório. Quando o assunto é preço, o ideal é pesquisar, não há outra forma de conseguir preços mais em conta. Uma boa dica é ir às papelarias e livrarias em grupos para que assim se consigam descontos maiores pelo volume de material adquirido. Leve os preços de um estabelecimento ao outro e compare, proponha outras condições de pagamento e, com um pouco de tempo e paciência, obtenha preços cada vez menores. Lembre-se: é importante começar as pesquisas com antecedência para as crianças não começarem as aulas sem material. É fundamental saber que não é porque você conseguiu preços baixos que deve levar produtos menos satisfatórios e de menor qualidade para casa. Fique


atento, e além de preços, pesquise marcas e modelos. Na hora de escolher os cadernos, preste atenção nas margens, linhas, na qualidade da impressão e do papel, verifique se não há dobras ou folhas amassadas e, ainda, prefira os de capa dura. Apesar de mais caros, são mais resistentes, e aí vale a pena o custobenefício. Segundo a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, a PROTESTE, réguas e esquadros também requerem cuidados. É necessário observar nesse tipo de material se a escala e os números são legíveis, além de conferir se não há lascas ou ferrugem, em caso de materiais metálicos. Isso serve também para apontadores. Já quando o assunto são lápis e canetas, as observações são outras. Nos lápis, é necessário estar atento ao objeto para verificar se não está amassado, rachado ou lascado, isso porque o interior do lápis pode estar comprometido. As canetas devem estar com a carga completa e não devem ter sinais de vazamento, recomenda a PROTESTE. Cuidados com a borracha são essenciais: elas não devem ser de tamanho muito pequeno ou simular desenhos, e ainda não devem ser coloridas ou ter aromas especiais, como de doces. Isso porque podem causar, nas crianças menores, vontade de comê-las. Materiais como giz de cera, tintas coloridas, cola e massas de

modelar devem ser dermatologicamente testados, se possível, não possuir odores, devendo ser atóxicos para que, assim, não causem nenhuma alergia ou irritação na criança. Antes de finalizar a compra, é importante que você teste todos os materiais na presença do vendedor, para que assim não adquira nenhum produto que não funcione e ainda consiga mais desconto no caso de encontrar muitos produtos com sinal de mau funcionamento. Uma dica importante para os pais é não negociar a lista por completo em cada estabelecimento, isso porque o vendedor lhe dará o preço com base nos materiais mais baratos, o que significa que podem ser materiais de qualidade inferior. E não se esqueça da nota fiscal. Se os preços dos livros e dos acessórios pessoais da criançada divergirem muito em cada estabelecimento, compre-os separadamente. Segundo a PROTESTE, os pais não são obrigados a adquirir os livros nas escolas, tendo assim a chance de encontrar preços menores, principalmente se recorrerem às editoras. Sendo assim, despenda de um tempo maior, mas faça uma boa pesquisa dos produtos, todos juntos ou separados, e descubra qual a melhor forma de adquirir os materiais da lista escolar dos seus pequenos.

39


DELIV


VERY

28

Anuncie aqui 2 1 3068 -7 74 0


C

alendário de reunião de Coordenadores Setoriais

Setor

Dia

Local

Eventos/Cultura Transporte

Toda última segunda-feira de cada mês

Font Vieille

Toda última segunda-feira de cada mês

ASSAPE

Esporte

Toda última terça-feira de cada mês

Font Vieille

Infraestrutura

Toda última quarta-feira de cada mês

ASSAPE

Meio Ambiente

Toda última terça-feira de cada mês

ASSAPE

Comunicação/Segurança*

Toda última quinta-feira de cada mês

ASSAPE /Font Vieille*

*

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO De seg. a sex.: 8h às 19h (não fechamos para almoço) Sáb., dom. e feriados: 8h às 19h (fechado p/ almoço das 12h30 às 14h) Tel.: 3325-0342

www.peninsulanet.com.br


44

Revista Península Nº31  

Acervo cultural

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you