Issuu on Google+

URUGUAY

O TURISMO EM ESPAÇOS RURAIS E NATURAIS “Onde reina a natureza.”

www.uruguaynatural.com | www.uruguaynatural.tv |

uruguaynatural.fb |

uruguay_natural


Natureza O território nacional oferece grande variedade de paisagens naturais a poucos quilômetros de distância dos centros povoados. A sua latitude, a proximidade do oceano e a ausência de barreiras naturais favorecem um clima temperado subtropical, sem temperaturas extremas. O Uruguai é um paraíso de água doce num planeta que está ficando sem água. Por todas estas virtudes, o Uruguai é um país para se desfrutar o ano inteiro.

2

3


Proximidade A rede de estradas uruguaias, que cobrem todo o país, conta com todos os serviços necessários para desfrutar as férias com tranqüilidade. Devido a isto e à pequena extensão territorial do Uruguai, você pode se locomover de um lugar para outro em muito pouco tempo. Além dos famosos centros turísticos, as margens dos rios e arroios, especialmente nas passagens, os cruzamentos de caminhos e, mais tarde, o trem, contribuíram para a formação das pequenas cidades que atapetam o país. Foram tiradas do circuito pelas mudanças trazidas pela modernidade, que também fez muitas delas pararem no tempo.

4

5


Aves Observar aves no Uruguai é fácil e fascinante, pois conta com mais de 450 espécies diferentes. Grandes extensões de pradarias naturais, diversos bosques, uma riquíssima rede fluvial, uma cadeia de lagoas e extensos banhados conformam um enorme mosaico natural para esta prática.

Áreas recomendadas para avistagem Referências

ARTIGAS

B

30

Banhados

R

A

3 4

Pradeiras e pastizais

S

RIVERA

30

Matos - parque

I L

Serrados Quebradas Matos à beira dos rios Palmeirais Ambientes aquáticos de avistamento Mirantes de aves

En proceso de incorp. al SNAP Propuesta en elaboración Incorporada al SNAP

SALTO

ARGE NTIN A

Sistema Nacional de Áreas Prótegidas (SNAP)

Lugaresrecomendados de avistamentos

31

Mirantes de aves marinhas

5 27

TACUAREMBÓ

6

26 26

8

PAYSANDÚ

7

MELO

g uay Río Uru

ro

Río 24

26

Neg

3

6 18

7

5

a

un

14 14

La g

FRAY BENTOS MERCEDES

M

er

ín

4

TREINTA Y TRES

DURAZNO

TRINIDAD 3

2

5

6

9

7 21

8

SAN JOSÉ DE MAYO 1

MINAS

11

COLONIA DEL SACRAMENTO Río de la

FLORIDA

CANELONES Ruta

Pla ta

MONTEVIDEO

6

8 60

ROCHA

Interbalnearia

Punta del Este

9 10

12

MALDONADO

no éa Oc

ico nt lá At

7


Fauna marinha Centos de quilômetros de costas, na sua maioria praias de areia branquíssima, se sucedem sem interrupção até o Oceano Atlântico. 6 plataformas estrategicamente colocadas ao longo da costa oceânica para a avistagem de aves marinhas e baleias convidam você a descobrir a biodiversidade do país. Aqui habitam 5 das 7 espécies existentes de tartarugas marinhas, 35 espécies de mamíferos marinhos – inclusive a Baleia Franca Austral, que nos visita a cada ano - e uma colônia com mais de 320.000 exemplares de lobos marinhos. A observação feita desde terra pode ser complementada com experiências inesquecíveis, ao sair embarcado.

8

9


Áreas protegidas O país está transitando o caminho em prol de um Sistema Nacional de Áreas Protegidas. Este sistema tem a finalidade de preservar zonas representativas da biodiversidade do país, como os Humedais do Rio Santa Lucia e a Ilha de Flores, próximos de Montevidéu; os Humedais de Farrapos, sobre o Rio Uruguai, perto da Zona Termal; as quebradas do Norte e a “Quebrada de los Cuervos”, próximas da divisa com o Brasil; a Lagoa de Rocha, o Cabo Polônio e Cerro Verde, na costa oceânica, e Chamangá no centro do país, com sua arte rupestre. 30

ARTIGAS 3 4

30

VALLE DEL LUNAREJO

5 27

TACUAREMBÓ

B

6

R

A

S

26 26

BOSQUES DEL QUEGUAY

8

PASO DEL

MELO CENTURIÓN 26

ESTEROS DE FARRAPOS E ISLAS DEL RÍO URUGUAY

BOSQUES DEL RIO NEGRO

18

7

6

5

ín

QUEBRADA DE LOS CUERVOS

er

4

un

3

14

La g

24

FRAY BENTOS MERCEDES

M

g uay Río Uru

PAYSANDÚ

I L

7

a

ARGE NTIN A

SALTO

RIVERA

LAURELES

31

TREINTA Y TRES

14

CHAMANGÁ

TRINIDAD

SAN MIGUEL 3

2

6 7

21

1

SAN JOSÉ DE MAYO

FLORIDA

Río

HUMEDALES DEL SANTA LUCÍA de

MINAS

CANELONES Ruta

la P

lata

AREQUITA

5

11

COLONIA DEL SACRAMENTO

8

MONTEVIDEO

Interbaln earia

ISLA DE FLORES

ROCHA

8 60

12

CERRO VERDE LAGUNA NEGRA LAGUNA DE CASTILLOS

LAGUNA DE ROCHA 9

MALDONADO Punta del Este

CABO POLONIO

10

LAGUNA DE CASTILLOS no éa Oc

ico nt lá At

Sistema Nacional de Áreas Protegidas (SNAP) Em processo de incorporação ao SNAP Proposta em fase de elaboração Incorporada ao SNAP 10

11


Áreas protegidas O Uruguai está apostando a um Sistema Nacional de Áreas Protegidas para assegurar a conservação da Biodiversidade e criar âmbitos para a pesquisa científica. Estas áreas podem ser exploradas por trilhas com distintos graus de dificuldade, desfrutando das paisagens, da fauna, da flora e do contato com os habitantes das povoações próximas. Localizadas em diferentes regiões do país, permitem combinar variadas modalidades de turismo, e a única condição para desfrutá-las é o respeito, para assegurar que futuras gerações também possam fazê-lo.

12

13


Campo No Uruguai há variadas opções para desfrutar do Turismo Rural. O mundo do “Gaucho” encerra as melhores atrações para todos os gostos, abrangendo de pousadas, granjas e fazendas a hotéis de campo, todos com o atendimento cordial e personalizado dos seus proprietários. A maioria deles conservam seus núcleos residenciais centenários, da época colonial, restaurados e equipados com capricho respeitando a arquitetura original. Aí se pode participar das tarefas do campo e reviver as suas tradições, assim como desfrutar de uma rodada de “mate” (“Chimarrão”), ou da carne num “assado”.

14

15


Tradição A forma de vida e costumes do gaucho se vêem refletidas nos objetos de uso cotidiano. Em plena cidade, o Museu do Gaucho e da Moeda nos aproxima uma idéia de como se desenvolveu a vida no campo desde a época da colonização. As peças exibidas são representativas das artes populares tradicionais no nosso país, com escassa contribuição indígena e uma maior dos colonizadores espanhóis e portugueses. Entre as matérias-primas usadas encontramos trabalhos em couro, guampa, madeira e prata.

16

17


Cavalgadas Conhecer o Uruguai a cavalo com a orientação de um conhecedor é uma aventura inigualável que oferece a possibilidade de percorrer belas paisagens entrando em contato estreito com a natureza. O cavalo “criollo”, que tem a sua origem no “Cartujano” trazido da Espanha no Século XVII, relaciona-se com a história do Uruguai desde os seus inícios. O nosso país se tem destacado internacionalmente pela criação do Quarto de Milha e do Cavalo Árabe. Também são conhecidos os leilões onde podem ser adquiridos exemplares excelentes.

18

19


Pesca O território uruguaio tem uma extensão de 176.215 km2 e 137.567km2 de águas jurisdicionais. Rios, arroios e lagoas formam uma densa rede hidrográfica dividida por leves ondulações, que faz com que no Uruguai a pesca seja mais do que generosa e abundante, o que a torna ideal para ser praticada esportivamente. Nos rios interiores pescam-se piaparas, traíras, dourados e bagres; enquanto que em outros rios e na costa atlântica há corvinas, abróteas e peixes-reis.

20

21


Artesanato De qualidade reconhecida pelos nossos visitantes, as express천es artesanais uruguaias est찾o sendo comercializadas em diversas partes do mundo. Entre ellas destacam-se os produtos de madeira, couro, osso, l찾 e pedras preciosas e semi-preciosas.

22

23


REPÚBLICA ORIENTAL DEL URUGUAY Superfície

176.215 km2

População

3.286.314 habitantes

Capital

Montevidéu

Língua

Espanhol

Moeda

Peso Uruguaio

Temperatura

Inverno 6º/17º C

Assista-lo em Uruguay Natural TV

Verão 21º/28º C

www.uruguaynatural.tv

Rambla 25 de Agosto de 1825 y Yacaré | Tel.: 00 (598 2) 1885100 Montevideo, Uruguay

www.uruguaynatural.com |

uruguaynatural.fb |

uruguay_natural

Maiores informações e downloads de mapas: www.uruguaynatural.com Fotografias: Archivo Fotográfico Ministerio de Turismo y Deporte, Aguaclara Fotostock Uruguay, Barceló, Indias Fílmica, Kromostock,

Lares Estancias & Posadas, Leo Barizzoni, Martín Rodríguez, Nacho Guani, OCC, Ponce de León, Revista Gente, Revista Pesca y Turismo, Turap.

Distribuição gratuita | Novembro 2012


Turismo no espaço rural