Issuu on Google+

URU OBJETOS COORDENAÇÃO DESIGN: CÁTIA AVELLAR (1996/2011) EQUIPE APOIO: JOANA MAIA, SANDRA BRITO, SILVINA ABRÃO

Proposta de atuação em projetos cujo desenvolvimento de produtos mantenha um vínculo cada vez mais atento às raízes culturais, permitindo uma leitura pelos diversos caminhos de suas particularidades. O conceito básico para cada produto é o desenvolvimento de um elemento de caráter estrutural definido como suporte para elementos da natureza eleitos pela sua expressão formal (cascas, sementes) e também para elementos de caráter artesanal, esculpidos por artistas\artesãos como referência a uma estética-poética local.A partir destes elementos foram definidas as séries, vinculadas às parcerias estabelecidas com artesãos (mestres) e núcleos organizados de produção. O adorno, mais que um adereço, é uma peça autoral que traz consigo um significado implícito; carrega uma carga simbólica que identifica, distingue e codifica quem o usa. Potencialmente, a 'leitura' e interpretação do significado dos adornos pode ser feita em diferentes espaços geográficos, uma vez que as referidas peças estão e m p e rm a n e n t e d e s l o c a m e n t o e m u m s u p o r t e m ó ve l , v ivo : o c o rp o h u m a n o. Por si só, essas características (itinerância e múltiplas possibilidades de interpretação de significados) legitimam o adorno como um importante objeto para análise, pesquisa, exposição e desenvolvimento de novas leituras e possibilidades de criação, a partir de uma matriz cultural única, fundamentada nas semelhanças e especificidades do encontro de culturas .

1. URU - OBJETOS DE ADORNO - CORPO 1.1 SÉRIE MULUNGU 1.2 SÉRIE CONEXÃO INDÍGENA 1.3 SÉRIE CONEXÃO ÁFRICA-BRASIL 1.4 SÉRIE PAU-BRASIL 2. OBJETOS UTILITÁRIOS 3. PUBLICAÇÕES \ EXPOSIÇÕES \ PREMIAÇÕES

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


1. Objetos de Adorno - Corpo 1.1 SÉRIE MULUNGU Série basicamente vinculada a matéria prima básica: o Mulungu (árvore) e o universo dos bonecos (mamulengos) e do mestre / artesão / artista popular. Mamulengueiro no município de Glória de Goitá - PE. O Mulungu: Árvore nativa das regiões tropicais e subtropicais da América do Sul. Madeira extremamente leve (quando seca) de cor clara usada na confecção de objetos, brinquedos, cercas, etc. Em Pernambuco é encontrada especialmente na zona da mata e agreste do estado, sendo utilizada na execução de "Mamulengos" denominação regional dada aos personagens criados para o Teatro de Bonecos. O Mestre artesão/artista - Zé Lopes - mestre dos "mamulengos", termo originado das expressões "Mão Mole, Mão Molenga". É uma manifestação popular do teatro de bonecos originada em Pernambuco e encenada por artesãos nos sítios do interior do estado. Zé Lopes, além de coordenar oficinas de bonecos é o criador e manipulador do Teatro Riso do Povo. Os elementos esculpidos neste material são componentes do repertório do mestre. Estas peças são identificadas e eleitas, sendo parte de um todo (bonecos, personagens do mamulengo e outros sereres imaginários), reproduzidas, as vezes sequenciadas e incorporadas ressignificadas em um novo objeto. Sementes, cascas e fibras naturais também são componentes da proposta desta série. CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.1 Série Mulungu URU-SM01 Componentes: FIO DE BURITI Palmeira alta (com maior ocorrência na região amazônica) transforma-se em objetos utilitários pelas mãos dos habitantes da região. O trançado com palha do Buriti é conhecimento tradicional da Região organizado através de associação de artesãos ao respeito dos ciclos da natureza, apoiados pelo IBAMA e Ministério do Meio Ambiente. Trançado pelas mulheres da tribo da etnia Waimiri Atroari, norte do Amazonas e sul de Roraima, Brasil. CASCA (FRUTO) - PAINEIRA

As cascas dos frutos desta árvore (paineira) da família das Bombacaceas abrigam e protegem suas sementes e, abrem-se ainda nos galhos quando estão maduras, liberando as suas sementes que são envoltas em fibras sedosas (paina) as quais auxiliam no deslocamento e disseminação das sementes pelo vento. As cascas são apenas tratadas com verniz apropriado para melhorar a resistência, não havendo interferência na sua estrutura formal, nem na sua textura. PRATA 950 Metal reutilizado de componentes químcos de fixação, obtido pelo processo de purificação por fundição (eletro nitrato de prata em cascalhos) Dimensões: Largura - 85 mm Altura - 320 mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.1 Série Mulungu Componentes:

URU-SM02

FIO DE BURITI Palmeira alta (com maior ocorrência na região amazônica) transforma-se em objetos utilitários pelas mãos dos habitantes da região. O trançado com palha do Buriti é conhecimento tradicional da Região organizado através de associação de artesãos ao respeito dos ciclos da natureza, apoiados pelo IBAMA e Ministério do Meio Ambiente. Trançado pelas mulheres da tribo da etnia Waimiri Atroari, norte do Amazonas e sul de Roraima, Brasil. MULUNGU (MADEIRA) Árvore nativa das regiões tropicais e subtropicais da América do Sul. Madeira extremamente leve (quando seca) de cor clara usada na confecção de objetos, brinquedos, cercas, etc. Em Pernambuco é encontrada especialmente na zona da mata e agreste do estado, sendo utilizada na execução de "Mamulengos" denominação regional dada aos personagens criados para o Teatro de Bonecos. Escultor Mulungu - Zé Lopes, artista/artesão, mestre dos "mamulengos", termo originado das expressões "Mão Mole, Mão Molenga". É uma manifestação popular do teatro de bonecos originada em Pernambuco e encenada por artesãos nos sítios do interior do estado. Zé Lopes, além de coordenar oficinas de bonecos é o criador e manipulador do Teatro Riso do Povo. PRATA 950 Metal reutilizado de componentes químcos de fixação, obtido pelo processo de purificação por fundição (eletro nitrato de prata em cascalhos)

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.1 Série Mulungu Componentes:

URU-SM03

FIO DE BURITI Palmeira alta (com maior ocorrência na região amazônica) transforma-se em objetos utilitários pelas mãos dos habitantes da região. O trançado com palha do Buriti é conhecimento tradicional da Região organizado através de associação de artesãos ao respeito dos ciclos da natureza, apoiados pelo IBAMA e Ministério do Meio Ambiente. Trançado pelas mulheres da tribo da etnia Waimiri Atroari, norte do Amazonas e sul de Roraima, Brasil. MULUNGU (MADEIRA) Árvore nativa das regiões tropicais e subtropicais da América do Sul. Madeira extremamente leve (quando seca) de cor clara usada na confecção de objetos, brinquedos, cercas, etc. Em Pernambuco é encontrada especialmente na zona da mata e agreste do estado, sendo utilizada na execução de "Mamulengos" denominação regional dada aos personagens criados para o Teatro de Bonecos. Escultor Mulungu - Zé Lopes, artista/ artesão, mestre dos "mamulengos", termo originado das expressões "Mão Mole, Mão Molenga". É uma manifestação popular do teatro de bonecos originada em Pernambuco e encenada por artesãos nos sítios do interior do estado. Zé Lopes, além de coordenar oficinas de bonecos é o criador e manipulador do Teatro Riso do Povo. PRATA 950 Metal reutilizado de componentes químicos de fixação, obtido pelo processo de purificação por fundição (eletro nitrato de prata em cascalhos)

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.1 Série Mulungu Componentes:

URU-SM04

FIO DE BURITI Palmeira alta (com maior ocorrência na região amazônica) transforma-se em objetos utilitários pelas mãos dos habitantes da região. O trançado com palha do Buriti é conhecimento tradicional da Região organizado através de associação de artesãos ao respeito dos ciclos da natureza, apoiados pelo IBAMA e Ministério do Meio Ambiente. Trançado pelas mulheres da tribo da etnia Waimiri Atroari, norte do Amazonas e sul de Roraima, Brasil. MULUNGU (MADEIRA) Árvore nativa das regiões tropicais e subtropicais da América do Sul. Madeira extremamente leve (quando seca) de cor clara usada na confecção de objetos, brinquedos, cercas, etc. Em Pernambuco é encontrada especialmente na zona da mata e agreste do estado, sendo utilizada na execução de "Mamulengos" denominação regional dada aos personagens criados para o Teatro de Bonecos. Escultor Mulungu - Zé Lopes, artista/artesão, mestre dos "mamulengos", termo originado das expressões "Mão Mole, Mão Molenga". É uma manifestação popular do teatro de bonecos originada em Pernambuco e encenada por artesãos nos sítios do interior do estado. Zé Lopes, além de coordenar oficinas de bonecos é o criador e manipulador do Teatro Riso do Povo. PRATA 950 Metal reutilizado de componentes químicos de fixação, obtido pelo processo de purificação por fundição (eletro nitrato de prata em cascalhos) Dimensões: Largura - 160 mm Altura - 170 mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.1 Série Mulungu Componentes:

URU-SM05

FIO DE BURITI Palmeira alta (com maior ocorrência na região amazônica) transforma-se em objetos utilitários pelas mãos dos habitantes da região. O trançado com palha do Buriti é conhecimento tradicional da Região organizado através de associação de artesãos ao respeito dos ciclos da natureza, apoiados pelo IBAMA e Ministério do Meio Ambiente. Trançado pelas mulheres da tribo da etnia Waimiri Atroari, norte do Amazonas e sul de Roraima, Brasil. MULUNGU (MADEIRA) Árvore nativa das regiões tropicais e subtropicais da América do Sul. Madeira extremamente leve (quando seca) de cor clara usada na confecção de objetos, brinquedos, cercas, etc. Em Pernambuco é encontrada especialmente na zona da mata e agreste do estado, sendo utilizada na execução de "Mamulengos" denominação regional dada aos personagens criados para o Teatro de Bonecos. Escultor Mulungu - Zé Lopes, artista/artesão, mestre dos "mamulengos", termo originado das expressões "Mão Mole, Mão Molenga". É uma manifestação popular do teatro de bonecos originada em Pernambuco e encenada por artesãos nos sítios do interior do estado. Zé Lopes, além de coordenar oficinas de bonecos é o criador e manipulador do Teatro Riso do Povo. PRATA 950 Metal reutilizado de componentes químicos de fixação, obtido pelo processo de purificação por fundição (eletro nitrato de prata em cascalhos)

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.1 Série Mulungu Componentes:

URU-SM06

FIO DE BURITI Palmeira alta (com maior ocorrência na região amazônica) transforma-se em objetos utilitários pelas mãos dos habitantes da região. O trançado com palha do Buriti é conhecimento tradicional da Região organizado através de associação de artesãos ao respeito dos ciclos da natureza, apoiados pelo IBAMA e Ministério do Meio Ambiente. Trançado pelas mulheres da tribo da etnia Waimiri Atroari, norte do Amazonas e sul de Roraima, Brasil. MULUNGU (MADEIRA) Árvore nativa das regiões tropicais e subtropicais da América do Sul. Madeira extremamente leve (quando seca) de cor clara usada na confecção de objetos, brinquedos, cercas, etc. Em Pernambuco é encontrada especialmente na zona da mata e agreste do estado, sendo utilizada na execução de "Mamulengos" denominação regional dada aos personagens criados para o Teatro de Bonecos. Escultor Mulungu - Zé Lopes, artista/artesão, mestre dos "mamulengos", termo originado das expressões "Mão Mole, Mão Molenga". É uma manifestação popular do teatro de bonecos originada em Pernambuco e encenada por artesãos nos sítios do interior do estado. Zé Lopes, além de coordenar oficinas de bonecos é o criador e manipulador do Teatro Riso do Povo. PRATA 950 Metal reutilizado de componentes químicos de fixação, obtido pelo processo de purificação por fundição (eletro nitrato de prata em cascalhos)

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.1 Série Mulungu Componentes:

URU-SM07

FIO DE BURITI Palmeira alta (com maior ocorrência na região amazônica) transforma-se em objetos utilitários pelas mãos dos habitantes da região. O trançado com palha do Buriti é conhecimento tradicional da Região organizado através de associação de artesãos ao respeito dos ciclos da natureza, apoiados pelo IBAMA e Ministério do Meio Ambiente. Trançado pelas mulheres da tribo da etnia Waimiri Atroari, norte do Amazonas e sul de Roraima, Brasil. MULUNGU (MADEIRA) Árvore nativa das regiões tropicais e subtropicais da América do Sul. Madeira extremamente leve (quando seca) de cor clara usada na confecção de objetos, brinquedos, cercas, etc. Em Pernambuco é encontrada especialmente na zona da mata e agreste do estado, sendo utilizada na execução de "Mamulengos" denominação regional dada aos personagens criados para o Teatro de Bonecos. Escultor Mulungu - Zé Lopes, artista/artesão, mestre dos "mamulengos", termo originado das expressões "Mão Mole, Mão Molenga". É uma manifestação popular do teatro de bonecos originada em Pernambuco e encenada por artesãos nos sítios do interior do estado. Zé Lopes, além de coordenar oficinas de bonecos é o criador e manipulador do Teatro Riso do Povo. PRATA 950 Metal reutilizado de componentes químicos de fixação, obtido pelo processo de purificação por fundição (eletro nitrato de prata em cascalhos)

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.1 Série Mulungu Componentes:

URU-SM08

FIO DE BURITI Palmeira alta (com maior ocorrência na região amazônica) transforma-se em objetos utilitários pelas mãos dos habitantes da região. O trançado com palha do Buriti é conhecimento tradicional da Região organizado através de associação de artesãos ao respeito dos ciclos da natureza, apoiados pelo IBAMA e Ministério do Meio Ambiente. Trançado pelas mulheres da tribo da etnia Waimiri Atroari, norte do Amazonas e sul de Roraima, Brasil. MULUNGU (MADEIRA) Árvore nativa das regiões tropicais e subtropicais da América do Sul. Madeira extremamente leve (quando seca) de cor clara usada na confecção de objetos, brinquedos, cercas, etc. Em Pernambuco é encontrada especialmente na zona da mata e agreste do estado, sendo utilizada na execução de "Mamulengos" denominação regional dada aos personagens criados para o Teatro de Bonecos. Escultor Mulungu - Zé Lopes, artista/artesão, mestre dos "mamulengos", termo originado das expressões "Mão Mole, Mão Molenga". É uma manifestação popular do teatro de bonecos originada em Pernambuco e encenada por artesãos nos sítios do interior do estado. Zé Lopes, além de coordenar oficinas de bonecos é o criador e manipulador do Teatro Riso do Povo. PRATA 950 Metal reutilizado de componentes químicos de fixação, obtido pelo processo de purificação por fundição (eletro nitrato de prata em cascalhos)

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


1. Objetos de Adorno - Corpo 1.2 Série Conexão Indígena O cenário multicultural da formação do povo brasileiro (o índio - grupo nativo-, o africano, o europeu) é a base estruturadora do pensamento para esta série. O produto consiste num suporte para expor o elemento artesanal e o universo cultural no qual ele está inserido, gerando um código implícito que se estabelece com usuários de diferentes localidades e culturas. Elementos utilitários ( cachimbos, pentes e outros) do universo indígena brasileiro são ressignificados nos objetos de adorno, tendo o corpo como suporte, sem entretanto perder a sua identidade tradicional como objeto.

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS URU 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.2 Série Conexão Indígena

URU-CI01 Componentes: CACHIMBOS INDÍGENAS (02 Unidades) Tribo:Kayapó Local: Mato Grosso, Pará Dimensão: largura -150 mm CONTAS DE TUCUM Tribo: Kayapó Local: Mato Grosso, Pará Dimensão: 300 mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.2 Série Conexão Indígena

URU-CI02 Componentes: CACHIMBO INDÍGENA Tribo: Kayapó Local: Mato Grosso, Pará Dimensão: 27cm CONTAS DE TUCUM Tribo: Kayapó Local: Mato Grosso, Pará Dimensão: 1,40m

SUPORTE APOIO/EXPOSITOR Caixa em madeira certificada pintada na cor preta

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.2 Série Conexão Indígena

URU-CI03 Componentes: PEÇA CENTRAL QUADRADA: Material: Pau-Brasil Dimensão: 100mm x 100mm CORDÃO TINGIDO COM URUCUM Dimensão: largura: 120 mm altura: 830mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.2 Série Conexão Indígena

URU-C04 Componentes: PEÇA CENTRAL QUADRADA: Material: Pau-Brasil Dimensão: 100 mm x 100 mm CORDÃO INDÍGENA Dimensão: largura: 240 mm altura: 730 mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


1. Objetos de Adorno - Corpo 1.3 Série Conexão África-Brasil O cenário multicultural da formação do povo brasileiro (o índio - grupo nativo-, o africano, o europeu) é a base estruturadora do pensamento para esta série. O produto consiste num suporte para expor o elemento artesanal e o universo cultural no qual ele está inserido, gerando um código implícito que se estabelece com usuários de diferentes localidades e culturas. As referências para o desenvolvimento desta série são elementos do repertório cultural Africano, proveniente de vários grupos étnicos/geográficos, incorporados à cultura local em rituais afro - brasileiros, como o Candomblé*.

*Candomblé: Origem: Wikipédia

‘Candomblé é uma religião panteísta onde se cultuam os orixás. Sendo de origem totêmica e familiar, é uma das religiões afrobrasileiras praticadas principalmente no Brasil, pelo chamado povo do santo, mas também em outros países como Uruguai, Argentina, Venezuela, Colômbia, Panamá, México, Alemanha, Itália, Portugal e Espanha.Cada nação africana tem como base o culto a um único orixá. A junção dos cultos é um fenômeno brasileiro em decorrência da importação de escravos onde, agrupados nas senzalas nomeavam um zelador de santo também conhecido como babalorixá no caso dos homens e yalorixá no caso das mulheres.A religião que tem por base a anima (alma) da Natureza, sendo portanto chamada de anímica, foi desenvolvida no Brasil com o conhecimento dos sacerdotes africanos que foram escravizados e trazidos da África para o Brasiljuntamente com seus Orixás/Inquices/Voduns,sua cultura, e seu idioma, entre 1549 e 1888.Diz Clarival do Prado Valladares em seu artigo «A Iconologia Africana no Brasil», na Revista Brasileira de Cultura (MEC e Conselho Federal de Cultura), ano I, Julho-Setembro 1999, p. 37, que o «surgimento dos candomblés com posse de terra na periferia das cidades e com agremiação de crentes e prática de calendário verifica-se incidentalmente em documentose crônicas a partir do séculoXVIII». O autor considera difícil para «qualquer historiador descobrir documentos do período anterior diretamente relacionados à prática permitida, ou subreptícia, de rituais africanos». O documento mais remoto, segundo ele, seria de autoria de D. Frei Antônio de Guadalupe, Bispo visitador de Minas Gerais em 1726, divulgado nos «Mandamentos ou Capítulos da visita».’

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.3 Série Conexão África-Brasil

URU- CAB01 Elementos do universo africano utilizado no Brasil em rituais afro-brasileiros (candomblé e outros). Componentes: CONTAS Chifre de Búfalo Dimensão: 300mm (fio) PEDRA ALABASTRO BRANCA: Dimensão: 120mm/30mm HASTE: Prata 950 Metal reutilizado de componentes químicos de fixação, obtido pelo processo de purificação por fundição (eletro nitrato de prata em cascalhos) CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS URU 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.3 Série Conexão África-Brasil

URU- CAB02 Componentes: FIO DE COURO MARFIM Dimensão: Largura: 165mm altura: 240mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.3 Série Conexão África-Brasil

URU-CAB03 Componentes:

CHIFRE BOVINO COM RESINA

FIO DE COURO

Dimensão: largura -85 mm altura - 51 mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


1. Objetos de Adorno - Corpo 1.4 Série Pau-Brasil Objetos onde o material reforça o significado do produto. Madeiras com forte presença no âmbito cultural e histórico brasileiro: Pau-Brasil, Jacarandá e Macaíba. O artesão Robervânio Lima, Jaboatão dos Guararapes - PE, estabelece parceria na produção das peças. Ministra oficinas sobre técnicas de produção em madeira desde 2005 no município de Ibimirim - PE, através do projeto coordenado pela Associação Umburanas do Vale do Moxotó. PAU-BRASIL (Caesalpina Echinata Lam.) Árvore de grande porte, oito a doze metros de altura, presente na mata atlântica brasileira. Madeira pesada, de alta qualidade, produz um extrato vermelho bastante cobiçado pela coroa portuguesa no período colonial brasileiro, responsável pela denominação do território: Brasil. A madeira era explorada de forma predatória e comercializada no mercado europeu para fabricação de móveis, violinos, harpas e o corante vermelho para tingimento. JACARANDÁ (Dalbergia Nigra) Espécie encontrada em várias regiões do Brasil. Ávore ornamental principalmente na floração atingindo de cinco a dez metros de altura. Madeira negra, rígida e resistente, foi bastante usada na marcenaria tradicional brasileira, associadas a conceitos de qualidade e refinamento. A madeira na produção dos objetos URU é proveniente de mobiliários, pisos não mais utilizados e demolições. MACAÍBA (Acrocomia Aculeata) Palmeira robusta, chegando de quinze a vinte metros de altura, revestidas com espinhos e ocorrência em várias regiões do Brasil. A polpa encontrada no interior dos côcos. É utilizada a extração de óleos para a indústria de sabão e empregado na culinária local.

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.4 Série Pau-Brasil

URU-SPB01 Componentes: JACARANDÁ (Dalbergia Nigra) Espécie encontrada em várias regiões do Brasil. Ávore ornamental principalmente na floração atingindo de cinco a dez metros de altura. Madeira negra, rígida e resistente, foi bastante usada na marcenaria tradicional brasileira, associadas a conceitos de qualidade e refinamento. A madeira na produção dos objetos URU é proveniente de mobiliários, pisos não mais utilizados e demolições.

HASTE TRANSVERSAL: Material: Jacarandá Dimensão: 180mm CONTAS: Material: Jacarandá Dimensão: 300mm (fio) Diâmetro: 18mm Local: Dimensão: largura -150mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.4 Série Pau-Brasil

URU-SPB02 Componentes:

PAU-BRASIL (Caesalpina Echinata Lam.) Árvore de grande porte, oito a doze metros de altura, presente na mata atlântica brasileira. Madeira pesada, de alta qualidade, produz um extrato vermelho bastante cobiçado pela coroa portuguesa no período colonial brasileiro, responsável pela denominação do território: Brasil. A madeira era explorada de forma predatória e comercializada no mercado europeu para fabricação de móveis, violinos, harpas e o corante vermelho para tingimento. PEÇA CENTRAL QUADRADA: Material: Pau-Brasil Dimensão: 100mm x 100mm CONTAS: Material: Pau-Brasil Dimensão: 300mm Diâmetro: 18mm CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.4 Série Pau-Brasil

URU-SPB03 Componentes:

PAU-BRASIL (Caesalpina Echinata Lam.) Árvore de grande porte, oito a doze metros de altura, presente na mata atlântica brasileira. Madeira pesada, de alta qualidade, produz um extrato vermelho bastante cobiçado pela coroa portuguesa no período colonial brasileiro, responsável pela denominação do território: Brasil. A madeira era explorada de forma predatória e comercializada no mercado europeu para fabricação de móveis, violinos, harpas e o corante vermelho para tingimento. PEÇA CENTRAL QUADRADA: Material: Pau-Brasil Dimensão: 100mm x 100mm FIO DE COURO Local: Mata Atlântica Brasileira Dimensão: largura -130 mm altura - 260 mm CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.4 Série Pau-Brasil

URU-SPB04 Componentes:

PAU-BRASIL (Caesalpina Echinata Lam.) Árvore de grande porte, oito a doze metros de altura, presente na mata atlântica brasileira. Madeira pesada, de alta qualidade, produz um extrato vermelho bastante cobiçado pela coroa portuguesa no período colonial brasileiro, responsável pela denominação do território: Brasil. A madeira era explorada de forma predatória e comercializada no mercado europeu para fabricação de móveis, violinos, harpas e o corante vermelho para tingimento. HASTE TRANSVERSAL: Material: Pau-Brasil Dimensão: 180mm CONTAS: Material: Pau-Brasil Dimensão: 300mm (fio) Diâmetro: 18mm Local: Mata Atlântica Brasileira Dimensão: largura -150mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.4 Série Pau-Brasil

URU-SPB05 Componentes: JACARANDÁ (Dalbergia Nigra) Espécie encontrada em várias regiões do Brasil. Ávore ornamental principalmente na floração atingindo de cinco a dez metros de altura. Madeira negra, rígida e resistente, foi bastante usada na marcenaria tradicional brasileira, associadas a conceitos de qualidade e refinamento. A madeira na produção dos objetos URU é proveniente de mobiliários, pisos não mais utilizados e demolições. HASTE TRANSVERSAL: Material: Jacarandá Dimensão: 300mm CONTAS: Material: Jacarandá Dimensão: 600mm (fio) Diâmetro: 18mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.4 Série Pau-Brasil

URU-SPB06 Componentes: MACAÍBA (Acrocomia Aculeata) Palmeira robusta, chegando de quinze a vinte metros de altura, revestidas com espinhos e ocorrência em várias regiões do Brasil. A polpa encontrada no interior dos côcos. É utilizada a extração de óleos para a indústria de sabão e empregado na culinária local.

DISCO DE MADEIRA: Material: Macaíba Dimensão: 100mm CONTAS: Material: Coco Dimensão: 600mm (fio) Diâmetro: 18mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.4 Série Pau-Brasil

URU-SPB07 Componentes:

PAU-BRASIL (Caesalpina Echinata Lam.) Árvore de grande porte, oito a doze metros de altura, presente na mata atlântica brasileira. Madeira pesada, de alta qualidade, produz um extrato vermelho bastante cobiçado pela coroa portuguesa no período colonial brasileiro, responsável pela denominação do território: Brasil. A madeira era explorada de forma predatória e comercializada no mercado europeu para fabricação de móveis, violinos, harpas e o corante vermelho para tingimento. PEÇA CENTRAL QUADRADA: Material: Pau-Brasil Dimensão: 100mm x 100mm FIO DE COURO Local: Mata Atlântica Brasileira Dimensão: largura -180 mm altura - 190 mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.4 Série Pau-Brasil

URU-SPB08 Componentes:

JACARANDÁ (Dalbergia Nigra) Espécie encontrada em várias regiões do Brasil. Ávore ornamental principalmente na floração atingindo de cinco a dez metros de altura. Madeira negra, rígida e resistente, foi bastante usada na marcenaria tradicional brasileira, associadas a conceitos de qualidade e refinamento. A madeira na produção dos objetos URU é proveniente de mobiliários, pisos não mais utilizados e demolições.

PEÇA CENTRAL QUADRADA: Material: Jacarandá Dimensão: 100mm x 100mm FIO DE COURO Local: Dimensão: largura -180 mm altura - 190 mm CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 1. Objetos de Adorno - Corpo 1.4 Série Pau-Brasil

URU-SPB09 Componentes:

MACAÍBA (Acrocomia Aculeata) Palmeira robusta, chegando de quinze a vinte metros de altura, revestidas com espinhos e ocorrência em várias regiões do Brasil. A polpa encontrada no interior dos côcos. É utilizada a extração de óleos para a indústria de sabão e empregado na culinária local. PEÇA CENTRAL Material: Macaíba

CONTAS EM CHIFRE DE BÚFALO Dimensão: largura -210 mm altura - 360 mm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 2. Objetos Utilitários FRUTEIRA ABÊ Objeto Premiado Pernambuco Design 2008

O foco da proposta está referenciado no abê, instrumento musical afro-brasileiro, cuja técnica da trama de fios de algodão e sementes é transportada para o objeto como uma rede de suporte. A trama se define através de nós que geram uma malha côncava com pequenas hastes de casca de côco furadas e transpassadas pelos fios a cada módulo da trama. A gravidade define a verticalidade das 600 hastes que compõem o produto. A borda da trama está estruturada em um suporte duplo de madeira vazado circularmente no qual os fios são fixados. A produção da trama é desenvolvida pela associação de capoeira MEIA LUA INTEIRA.

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS Luminária Mulungu Objeto Premiado Pernambuco Design 2004 Luminária Mulungu - Lm03 Conceitos do universo do Design definindo conexão entre o Designer (princípios, estruturas gerais e suportes) e o elemento componente do repertório do artista\artesão\mestre cuja p ro d u ç ã o e s t á v i n c u l a d a a n ú c l e o s o rg a n i z a d o s d e p ro d u ç ã o .

URU-SPB013

Uma estrutura metálica suporta vinte hastes em Mulungu de contornos irregulares (com 1,60m de altura aproximadamente) que se apóiam no piso como garras, assumindo diferentes configurações a partir da intenção de quem o manipulou. Existe também a possibilidade de utilizar tirantes conectando o suporte ao teto deixando as hastes móveis, em balanço propiciando movimentos ao toque do usuário. - Premiação PE Design - Pernambuco 2004 - Projeto premiado e selecionado para representação brasileira na Bienal de Design de Saint Étienne, França 2004 – Curadoria Ethel Leon. - Produto selecionado para a exposição Objetos do Corpo e do Espaço – Exposição no Instituto Tomie Othake – São Paulo - SP 2005

Componentes: Madeira: Mulungu Dimensões: 1,60m (altura), 0,25m (largura) x 0,25m (profundidade) Haste de Aço Dimensões: 25cm x 25cm

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS 3. Publicações\Exposições\Premiações

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS Representação Brasileira na IV Bienal Internacional de St. Étienne 2004

Revista Arquiteturaeurbanismo - 2005

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS Catรกlogo Pernambuco Design 2004 - objetos premiados

Catรกlogo Pernambuco Design 2008 - objetos premiados

CรTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS Objetos de Adorno - Corpo Objeto Premiado - Pernambuco Design 2008

3,0

URU-SPB013

1,5

3,0

FIO DE BURITI TRANÇADO PELAS MULHERES DA TRIBO INDÍGENA DA ETNIA WAIMIRI ATROARI, NORTE DO AMAZONAS E SUL DE RORAIMA, BRASIL. 9,0

MÓDULO 1

ARTICULAÇÃO

9,0

MÓDULO 2

ARTICULAÇÃO

9,0

MÓDULO 3

0,5

VISTA FRONTAL ESCALA__________1/3

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS III Bienal Brasileira de Design - Museu Oscar Niemeyer - Curitiba, 2010 - Peças da Série Mulungu

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU OBJETOS Publicações\Exposições\Premiações EXPOSIÇÕES AGENDADAS PARA 2011/2012 The Civic, Barnsley: de 15 de setembro a 4 de novembro de 2011 Hanson St, Barnsley, South Yorkshire S70 2HZ. www.barnsleycivic.co.uk The Hub, Sleaford: de 12 de novembro de 2011 a 8 de janeiro de 2012 Navigation Wharf, Carre St, Sleaford, Lincolnshire, NG34 7TW. www.thehubcentre.info Walford Mill Crafts: de 14 de janeiro a 26 de fevereiro de 2012 Stone Ln, Wimborne Minster, Dorset BH21 1NL. www.walfordmillcrafts.co.uk Flow Gallery, London: de abril a junho de 2012 1-5 Needham Rd, London, W11 2RP. www.flowgallery.co.uk

CÁTIA AVELLAR FONE: (55 81) 3326-3754 - 87 91 21 44 R. LUIZ DE FARIA BARBOSA, 120/201 BOA VIAGEM - RECIFE-PE CEP. 51020-110 afmarquitetos@gmail.com


URU Design - Catálogo