Page 1


SUMÁRIO 4

Tecnologias dos Smartphones

Tecnologias da Região Técnicon

6

Tecnologias e Culinária

Entrevista com Rafael Roman

10

Pesquisa de Campo

5

13

Metodologia e Display Marca UP

16

8 18

Receitas

Imagens de estudos

14 17

Falando de ti na TI

Ficha Técnica Janice Tatiana Sieben 12 de março de 1990 Três de Maio Estudante do Curso Técnico de Informática Jornalista, desingner Woile Cristina Schneider 16 de Junho de 1986 São Martinho Estudante do Curso Técnico de Informática Diagramadora, desingner,

Editorial A revista UPGRADE apresenta as informações sobre a Culinária e as novas tecnologias que estão aparecendo no decorrer do ano, pois precisamos estar informados sempre. Os sistemas operacionais mais usados por usuários que necessitam desse acesso a toda hora, para fins de estudo, lazer e trabalhos de empresa, para uma maior divulgação. Podemos ver fotos de eventos que foram realizados, aplicações de marcas.


Tecnologias Móveis 4

Smartphones

Smartphones supervelozes ofuscam tablets em feira de tecnologias móveis no mundo.

N

a maior feira de tecnologias móveis do mundo, a Mobile World Congress, os tablets foram coadjuvantes diante de tantos lançamentos de smartphones, ou melhor, supersmartphones. As principais fabricantes de celulares (e até empresas mais conhecidas em outras áreas) mostraram que os futuros aparelhos estão mais potentes, mais rápidos, aptos a usar internet ultraveloz e, principalmente, querem descomplicar tarefas cotidianas nas nossas vidas. O evento foi realizado em Barcelona, de 27 de fevereiro a 1º de março. Mas o grande destaque, sem dúvida, foi a nova geração de aparelhos com processador de quatro núcleos, que tornam os aparelhos mais rápidos e com consumo mais “inteligente” da bateria. Os três principais são o One X, da HTC; o Optimus 4X HD, da LG, e o Ascend D, da Huawei. Porém, esses aparelhos para a realidade brasileira ainda não são os mais indicados, pois dependem de conexão de internet móvel ultraveloz (como a LTE, ou Long Term Evolution) para serem aproveitados ao máximo. Na prática, a história de o quad-core tornar o aparelho muito mais rápido é diferente: a sensação que se tem ao manejar um desses supersmartphones não é tão diferente assim. Isso não significa, no entanto, que as fabricantes estejam vendendo gato por lebre. A questão é que para algumas tarefas mais pesadas – como por exemplos games com gráficos caprichadíssimos – você percebe a rapidez mais apurada ao abrir o aplicativo. Já para outras tantas ações corriqueiras, como enviar uma mensagem de texto ou abrir uma página de internet, mesmo que ocorram alguns milésimos de segundo mais rapidamente, isso passa despercebido.

Meio a meio Outra tendência reforçada – e que também mostra uma relevância maior dos smartphones diante dos tablets – foi a presença de dispositivos híbridos, que as próprias fabricantes fazem questão de não “rotular”. Aqui no UOL Tecnologia, nos referimos a eles como os “smartphones de Itu”: ultraportáteis com tela de 5 polegadas, que mal conseguimos segurar com uma mão só. Eles reúnem as vantagens de um tablet (navegação confortável na internet, bom para jogos e aplicativos de produtividade), sem deixar de lado as funções básicas de celular (fazem e recebem chamadas e SMS). Com a popularização desses celulares inteligentes, as empresas estão se esforçando para criar aparelhos para públicos cada vez mais específicos. A Doro apresentou um smartphone para idosos, que pode não ter um design arrojado como um iPhone, mas traz teclas grandes e botões para navegação na tela (caso a pessoa tenha dificuldade de operá-la com toques dos dedos). Quem vem correndo por fora em meio a tantos lançamentos “superpotentes” é a Nokia. A empresa, que há um ano fechou parceria com a Microsoft para lançar smartphones com o sistema Windows, apresentou novidades mistas. Além de aparelhos com Windows Phone, a fabricante apresentou no evento um smartphone com uma supermegablaster câmera de 41 megapixels... mas com sistema Symbian. Teve também uma linha de celulares mais populares e “quase” inteligentes, também com a plataforma Symbian. Fonte: tecnologia.uol.com.br/.../smartphones-supervelozes-ofuscam-tablets

http://smartphone-samsung-galaxy-gt-i7500/

Smartphone samsung

Smartphone Xperia x10 http:/Smartphone-Sony-Ericsson-Xperia-X10-Mini-3G-GSM-Desbloqueado.


Reportagem Tecnicon

TECNOLOGIA REGIONAL

A

5

RFID Tecnicon, tecnologia para facilitar o nosso dia e o das empresas

tecnologia RFID (Identificação por Radiofrequência) vem sendo cada vez mais utilizado para identificar, rastrear e gerenciar, desde produtos e documentos até animais ou mesmo indivíduos. Trata-se de um método de identificação automática feita através de sinais de radio, recuperando e armazenando dados remotamente através de dispositivos chamados de etiquetas ou tags RFID. As informações armazenadas nessas tags são lidas por dispositivos sem a necessidade de campo visual e funciona através de barreiras e objetos tais como madeira, plástico, papel etc. Uma implementação RFID funciona como um sistema poderoso de aquisição de dados em tempo real, reduzindo o tempo de transações e assegurando eficiência nos processos. Como exemplo, pode-se citar o uso de um dos produtos da Tecnicon-Sistemas Gerenciais, o “RFID Técnicon” que está em fase de teste em breve será lançado no mercado. Como fase inicial poderá facilitar a forma de fazer o inventario de mercadorias de uma empresa substituindo assim a forma manual para uma mais pratica onde leitores identificam e realizam a contagem das peças. O desempenho é de aproximadamente 400tags por segundo otimizando tempo e recursos. Outra situação que o “RFID Tecnicon” mostra uma aplicação eficiente é nas linha de produção de Industrias Automotivas e com total de integração ERP Tecnicon – software de gestão. A contabilização e identificação da produção automatizadas e rastreadas durante todo o processo a te sua entrega ou estocagem trazendo benefícios também na logística e movimentação. Outro exemplo mais próximo do nosso dia-a-dia é a fixação das tags nos produtos presentes nas prateleiras do supermercado. Basta passar direto com o carrinho cheio de produtos no caixa que automaticamente um leitor identifica os produtos e a quantidade e em seguida soma e mostra o valor total da compra. Será o fim da espera monótona para que o caixa passe um a um os produtos. O custo dessa tecnologia cai na mesma proporção em que se descobrem novas formas de aplicá - la . Alguns benefícios estão na realocação de mão de obra, redução de equipamentos, otimização de inventários, aumento na movimentação de produtos, redução de erros , rastreabilidade, durabilidade, segurança nas informações e também o fim das longas filas em caixas de shoppings, supermercados, distribuidoras etc. COOPERJORNAL – TRÊS DE MAIO, RS 16 DE MARÇO DE 2012. Texto escrito por: TECNICON – SISTEMAS GERENCIAIS (www.tecnicon.com.br)


6

História da Gastronomia

A HISTÓRIA DA GASTRONOMIA

gastronomia teve seu início na pré-história com o homem primitivo que foi descobrindo que os alimentos poderiam ser modificados, o que primeiramente era consu mido cru, depois da descoberta do fogo passou a ser cozido e a partir daí o homem descobriu que poderia modificar o sabor dos alimentos e descobrir que se pode produzir vários de alimentos. A idade antiga foi o período dos grandes tipos povos e dos grandes banquetes, os povos faziam grandes

A

banquetes para comemorações de vitorias em guerras e comemorações da família real, o povo egípcio inventou a padaria artística produzindo pães de diferentes formas. A idade média foi marcada pela força da igreja e a gastronomia seguiu a mesma linha foi baseada em vinhos em pães e também eram baseados na cozinha romana, os monges simplificaram a preparação dos alimentos e enriqueceram a qualidade dos produtos, o peixe foi um alimento muito valorizado, havia hum abuso muito grande em especiarias, como pimentas, noz moscada, gengibre e outros. A idade moderna foi a época das grandes inovações, foi o período do renascimento e da descoberta de novas sensações e a gastronomia como sempre acompanha a história e também foram descobertos novos gostos, um marco dessa época foi o cozinheiro de reis Taillevent que escreveu o livro mais antigo de cozinha em francês, ele ficou famoso pela importância que deu aos molhos engrossados com pão e também pelas receitas de sopa, dentre as quais estavam as de cebola e de mostarda, as especiarias eram muito apreciadas pelos europeus, foi aí onde entrou o Brasil que por ser rico em especiarias foi muito explorado, o sorvete foi quem revolucionou a sobremesa da época, em meados do século XVII os franceses descobriram o café e também a descoberta que o peru era muito suculento.A idade contemporânea foi onde a gastrnomia entrou no caminho do aperfeiçoamento nessa época a frança passou por dois períodos distintos um durante Napoleão Bonaparte que detestava o requinte da comida francesa e preferia a comida italiana e o outro período que é o pós Bonaparte onde a França passa por um período chamado de restauração onde volta o requinte da culinária francesa, foi aí onde os menus começaram a invadir os restaurantes da Europa cada vez mais luxuosos e artísticos com o intuito de informar aos clientes o que havia para comer e beber, nessa época também os chefs de cozinha passaram a trabalhar em restaurantes ou a abrir seus próprios restaurantes pois tinham perdido seus empregos nos palácios da nobreza, já que ela ficou enfraquecida após a revolução, tudo isso, aliado a revolução francesa, fez nascer a cozinha burguesa, que misturava os aromas do campo com a elegância da alta gastronomia, combinou a gastronomia da terra com a gastronomia de laboratório, após a restauração veio uma grande crise na economia francesa que afetou também a gastronomia fazendo com que pequenos cafés e restaurantes fechassem as portas, apesar da crise esse período foi marcado pela atuação de grandes chefs, gourmets, cozinheiros, escritores da mesa um deles foi o Grimod de La Raynière que inventou um tipo de serviço que aqui no Brasil é chamado de serviço à francesa, outra grande celebridade da mesa foi Anthelme Brillat-Savarin um grande filósofo da mesa tendo elaborado normas que o tornaram famoso,a culinária francesa atingiu seu apogeu

no final do século XIX com a criação da escola de ensino da cozinha francesa Le Cordon Bleu que é reconhecida em todo o mundo e hoje possui filiais em todo o mundo, a partir daí a cozinha se internacionalizou e passou a ser modificada em cada parte do mundo. A história da gastronomia no Brasil começa a ser contada a partir do momento em que os portugueses chegam ao país e tem os primeiros contatos com os índios que tinham sua própria culinária que era totalmente diferente do que os portugueses conheciam, era uma culinária baseada em frutos da terra como o milho, o feijão, a fava , a mandioca, a goiaba e é da mandioca eles retiravam seu principal alimento que era a farinha, há relatos de que a farinha era totalmente indispensável na culinária indígena, o feijão e a fava não eram muito apreciados na alimentação e se consumia muito amendoim, de todas as formas tanto cru, como assado,como cozido, o índio no Brasil de 1500 assim como o homem pré histórico não tinha uma hora exata para comer assim como os europeus, eles preferiam o alimento asado ou tostado muito mais do que cozido, as bebidas indígenas eram sempre aquecidas antes de serem ingeridas. A colonização do Brasil culminou com o nascimento da cozinha brasileira essa cozinha é resultado da mistura de três povos, os portugueses, os africanos e os indígenas a mistura dessas três culinárias formou a culinária brasileira, a farinha um prato típico indígena foi nacionalizado pelos portugueses, alguns pratos já existentes no Brasil foram incorporados a cultura negra recém chegada no Brasil, por exemplo, o milho foi incluído no culto a oxoci. Após a independência do Brasil de Portugal a cozinha brasileira se afirmou, a cachaça foi uma grande animadora dos encontros anti-portugal, a produção de café ia crescendo cada vez mais, a culinária italiana foi outra que teve muita influencia na culinária brasileira devido a grande entrada de italianos no período do café, a partir daí a culinária brasileira foi de consolidando buscando um detalhe em cada país e se transformou nessa culinária riquíssima de hoje em dia. A gastronomia na atualidade é de modo geral bem parecida pois, após a globalização todo o mundo tem acesso a tudo que o outro faz e também com o advento das multinacionais grandes redes de produtos alimentícios levando o mesmo alimento pra todas as partes do mundo, já as cozinhas regionais tentam mesmo com a globalização preservar o que lhe é peculiar, pois é isso exatamente isso que os faz diferentes do resto do mundo,cada canto do mundo tem sua cozinha regional com peculiaridades inerentes a elas . No Brasil não é diferente e o tamanho continental é um país que possui diversos tipos de culinárias espalhadas pelo país , existem três grandes tendências como já foi dito que são a tendência portuguesa, a tendência indígena e por ultimo a tendência africana, em todo o país se tem características peculiares apenas São Paulo e Rio de Janeiro que por terem maiores influencias estrangeiras. O chefe de cozinha é o grande artista do fogão nos dias atuais eles é quem são responsáveis por produzir as delícias que atraem as pessoas a provar diferentes sabores. www.artigonal.com.br


A

O que é o Android?

7

ndroid é o sistema operacional do Google para dispositivos móveis baseado no Linux. Além disso, a loja virtual Google Play tem aplicativos e jogos tanto gratuitos quanto pagos para os smartphones e tablets com Android. O sistema operacional são programas que gerenciam todas as tarefas de um dispositivo, e nos fornece uma interface visual para que possamos interagir com um sistema eletrônico sem necessariamente saber o que acontece dentro dele. Por exemplo: Enquanto você digita um texto em uma planilha, como o computador desenha e determina as linhas e colunas das tabelas? Como ele exibe as informações no monitor? Como ele faz os cálculos? No dia-a-dia, isso não importa. É tarefa do sistema operacional gerenciar todos os processos para o funcionamento correto dos aplicativos e do hardware. São sistemas operacionais, ou “S.O.”, como o Windows, o Mac OS ou o Ubuntu, que permitem que qualquer pessoa consiga, de forma intuitiva, utilizar praticamente todos os recursos de um computador, ainda que o usuário não saiba escrever uma linha sequer de programação. Muitos aparelhos comuns em nosso cotidiano também têm sistemas operacionais, como os videogames e os MP3 players, mas como são dispositivos para uso específico, e que executam processos objetivos, o sistema operacional usado para gerenciar as tarefas não nos parece importante. Por outro lado, estamos habituados a falar de SO para computadores. Eles ficaram populares com o surgimento dos primeiros PCs e o desenvolvimento de softwares para uso doméstico. Ao comprar programas, jogos e periféricos como impressoras, por exemplo, nos acostumamos a pensar também se eles são compatíveis com o sistema operacional. Quando ligamos o celular (e qualquer outro dispositivo), o primeiro programa a ser executado é o sistema operacional, e a partir de então, todo o hardware, os periféricos plugados e os softwares serão gerenciados por ele. Quando tiramos uma foto no celular, por exemplo, é tarefa do SO estabelecer uma comunicação entre a câmera, o disco, a memória e o programa, além de apresentar um interface para que o usuário consiga dar as ordens corretas ao dispositivo. Em outras palavras, graças ao sistema operacional, é possível tirar fotos do celular apertando apenas um botão.

A

Sistemas operacionais para celulares

ssim como outros aparelhos menos complexos a olho nu, celulares não chamavam atenção pelo seu sistema operacional. Pelo menos era assim até a popularização dos smartphones. Quando os dispositivos móveis começaram a ganhar outras funções além da chamada por voz e o envio de SMS, foi necessário um avanço nos programas para gerenciar as novas funções. Quanto mais recursos um celular ganhava, mais possibilidades os desenvolvedores enxergavam até que foi necessário repensar completamente os sistemas operacionais. Um dos grandes avanços ocorreu com o surgimento do Symbian, um SO mobile aberto (com o código livre para que outras pessoas pudessem desenvolver aplicativos para ele). Adotado pela Nokia, o sistema permitiu que milhares de desenvolvedores no mundo pudessem criar aplicativos baseado nos novos recursos. Geeks e entusiastas da tecnologia já estão a tempos habituados à nomes como Symbian, iOS e BlackBerryOS. Estes são alguns dos sistemas operacionais mais famosos dos dispositivos móveis, e reinavam praticamente absolutos até a Google decidir entrar na briga e lançar seu próprio SO para celulares baseado no Linux: o Android. http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2011/01/afinal-o-que-e-android.html

ANDROID

http://www.jacotei.com.br/guia/saiba-o-que-android-e-a-diferena-ente-wi-fi-e-3g-2/

www.festasuperfpel.com

O

Android chegou ao mercado em 2008, juntamente com a onda dos smartphones e celulares touch screen. O aparelho HTC Dream foi o primeiro a utilizar o sistema. Hoje, centenas de telefones entre grandes pequenos, com ou sem teclado, dual chip, caros e baratos utilizam o sistema. O Android é certeza de entretenimento portátil. Ele possui mais de 100 mil aplicativos e o melhor: boa parte e de graça. O Android é o “Windows“, usado em computadores, do celular. É um sistema operacional, criado pela gigante Google, utilizado em smartphone e tabletes. Todos eles são oferecidos pelo Android Market, loja oficial da Google que distribuição os programas. Entre as funções dos aplicativos estão transferência de tarefas do seu computador ou netbook para um celular ou tablet. Editar documentos, fotografar, gravar vídeos e compartilhá-los. Outros pontos fortes do sistema são vídeos, músicas, livros, e jogos, que são suportados em diversos formatos.


8

Entrevista com Rafael Roman

Entrevista com Rafael Roman Doces & Sabores Entrevista realizada com Rafael Roman proprietário da Doces e Sabores para conhecermos um pouco do que lá é produzido. 1)Que mês e ano foi fundada? Foi fundada no mês de setembro de 2005. 2)Por que o nome DOCES E SABORES? Porque produzem doces caseiros, feitos por eles, por fazerem doces para encomendas em datas comemorativas como natal, páscoa, dias das mães, dia dos pais, dia dos namorados, inclusive para aniversários. 3)Existe alguma Marca registrada? Por quê? Tem apenas a forma como está escrito na fachada da lanchonete, pois nunca foi pensado em criar. 4)De onde a ideia de abrir a Doces e Sabores e não outro comercio? Pois a ideia era satisfazer um mercado de doces caseiros feitos ali mesmo.

5)Por que em Três de Maio? E não em outra cidade? Porque foi colocada a filial na SETREM? Porque os proprietários residem nessa cidade, não abriram em outra cidade por falta de condições e também de não terem pessoas aptas para cuidar. Na SETREM foi feita uma licitação onde fomos os ganhadores pela qualidade dos lanches, pelo bom preço e também pela higiene. 6) Por que as cores laranja e verde? Laranja – por ser uma cor predominante, que chama atenção, e por ser considerada uma cor que dá fome. Verde – por ser uma cor forte, viva, alegre, por ser uma cor que se encontra nos principais alimentos que possuem as vitaminas que nosso organismo mais precisa e também por chamar a atenção. 7) Usam algum tipo de tecnologia para divulgação? Site ou blog? As únicas formas de divulgação usadas são jornal e radio. Não temos nenhuma forma de divulgação na Internet. 8) Já pensaram em ter ou usa algum aplicativo móvel para fazer encomendas? Não, nunca pensaram em ter. Estão pensando em criar um bloco de notas para pedidos. 9) Se fosse criado um site ou blog, você acha que daria certo? Se for bem elaborado pode ser que seja útil, e que pode dar certo.

Proposta de interface gráfica para o aplicativo móvel para encomenda de doces e lanches http://www.samsung.com/br/consumer/cellular-phone/cellular-phone-tablets/smartphones/


Entrevista com Thomas Cavalli Entrevista com Thomas Cavalli Inofly - Sistemas e Serviços para Internet Nome: Thomas Cavalli Idade: 18 anos. Empresa: Inofly – Sistemas e Serviços para Internet. Cargo: Diretor de desenvolvimento mobile, Sócio Proprietário da empresa. Experiência: 4 anos com desenvolvimento mobile e 2 anos com desenvolvimento Web.

5 – Qual sua visão sobre a área de TI? Há vaga para novos profissionais sem experiência?

1 – Qual sua opinião sobre a mobilidade?

6 – Como é a rotina do profissional da área de TI que trabalha com vocês?

A mobilidade é a tendência do mercado de TI, hoje em dia para a maioria das pessoas é uma necessidade ter acesso a qualquer tipo de informação em qualquer lugar sem a necessidade de uma conexão fixa com a internet, desde o acesso nas redes sociais, ouvir uma música, tirar uma foto, mandar um e-mail, conferir a previsão do tempo, acompanhar a empresa, ver um vídeo no youtube, entre outra várias funções que essa era está propondo ao usuário. O mais interessante ainda, é que com essa euforia em sempre ter novidades cada vez mais avançadas na questão de aparelhos, grandes empresas trazem ao mercado dispositivos cada vez mais inteligentes e ágeis, com funções que antigamente ninguém poderia imaginar que estaria em um aparelho que cabe na palma de sua mão. 2 – Você usa algum aplicativo móvel na sua empresa? Qual? Para que fins? Com certeza! Na empresa temos um aplicativo que desenvolvemos chamado de Easy Post, ele tem a função de gerenciar as notícias do nosso site, redes sociais como Twitrer e Facebook e ainda o Blog. É muito útil quando queremos postar fotos de eventos, feiras... Não estamos mais presos a um computador com acesso a internet, temos tudo o que precisamos em nossos smartphones, é muito ágil, prático e necessário ao mesmo tempo. 3 – Você conhece o Curso Técnico em Informática da SETREM? Qual a sua opinião sobre o curso? Sim, é um curso muito bom e foi através dele que tive a oportunidade de dar o passo inicial na área do desenvolvimento. Com certeza indicaria ele pra uma pessoa que se gosta da área de informática, o curso trabalha diferentes áreas e proporciona ao aluno o conhecimento das mesmas fazendo com que cada um se identifique com alguma delas e ainda incentiva no buscar um diferencial para se destacar no mercado de TI. 4 – Como você classificaria o mercado de trabalho da área de TI? Em alta, muitas empresas estão atrás de profissionais qualificados e aqueles que estão preparados com certeza vão ter um futuro garantido.

9

TI é uma área que exige um conhecimento bem grande, cada dia nascem novas tecnologias, recursos e ferramentas. Todos devem acompanhar essa evolução (não necessariamente se especializar, mas sim conhecer). Oportunidade de trabalho é o que não falta, conheço muitas empresas (até mesmo multinacionais) que estão sempre em busca de mentes inovadoras, curiosas e com sede de conhecimento. Aquele que se identificar e se dedicar, vai ter um futuro brilhante.

Cada profissional que trabalha conosco tem um perfil próprio que se destaca. Não temos uma equipe muito grande e cada integrante tem um potencial, onde ao juntarmos todos, formamos uma equipe excelente que sempre está em busca das novidades e tendências. Todos sempre estão informados sobre o que a tecnologia está reservando para os próximos anos. 7 – Como é a remuneração destes profissionais (diferenças)? Acredito que não tenha uma resposta muito concreta para a questão, pois para definir a remuneração são analisados vários fatores como a área (Programação, hardware, rede, edição de vídeos entre as outras tantas que existem), no caso de desenvolvimento ainda tem a questão da linguagem, do nível do conhecimento (que é muito importante), da empresa em questão e o tempo com que se trabalha no ramo. 8 – Qual seria seu conselho pra quem está pretendendo entrar na área de TI? Se você se interessa pela área, faça um curso que te apresente para essas tecnologias. E se depois disso, se você se identificar com uma delas, o primeiro conselho que eu tenho é estudar e se dedicar. Também é muito importante fazer um estágio em uma empresa, até mesmo que esse não seja remunerado. Para ser um profissional bem sucedido, não basta ter só o conhecimento da ferramenta, deve ter o conhecimento organizacional, como funcionam os processos dentro de uma empresa. Para que depois, quando uma dessas multinacionais te chamarem você possa dizer: “Sim, já tenho um breve conhecimento dos processos empresariais e trabalho á tempo com isso.”, com certeza esse argumento será decisivo para uma empresa que está em busca de profissionais. Inofly - Sistemas e Serviços para Internet Rua Marechal Floriano, n° 344 - Sala 01 Três de Maio - RS | CEP: 98910-000 www.inofly.com.br | contato@inofly.com.br

Telefone: (55) 3535-8128


PESQUISA DE CAMPO 10

Entrevista

Este questionário tem como principal objetivo verificar a viabilidade da implantação de um aplicativo móvel para encomendas de lanches e doces, para realização de encomendas. Este questionário será utilizado como base de análise para o Projeto Interdisciplinar do Primeiro Semestre do Curso Técnico em Informática - SETREM. Por esse motivo sua participação e colaboração são fundamentais! MUITO OBRIGADO!!! JANICE SIEBEN E WOILE SCHENEIDER 1) Qual a faixa etária? ( ) 12 a 19 anos ( ) 31 a 40 anos 2) Sexo: ( ) Feminino

( ) 20 a 30 anos ( )41 a 60 anos ( ) Masculino

3) Nível de escolaridade: ( ) Ensino Fundamental ( ) Ensino Médio ( ) Ensino Superior ( ) Outro 4) Você usa internet? ( ) Sim ( ) Não 5) Quantas vezes por semana você faz uso da internet? ( ) de 1 a 2 vezes ( ) de 3 a 4 vezes ( ) de 5 a 6 vezes ( ) todos os dias

6) Para que fins faz uso da internet? ( ) Trabalho ( ) Estudo ( ) Lazer ( ) Outro 7) Você já ouviu falar ou conhece algum aplicativo móvel? ( ) Sim ( ) Não 8) Você estaria disposto a pagar por esse aplicativo? ( ) Sim ( ) Não 9) Você considera útil um aplicativo para fazer encomendas de lanches e doces? ( ) Sim ( ) Não 10) Você usaria um aplicativo no segmento de culinária para fazer encomenda de lanches e doces? ( ) Sim ( ) Não


PESQUISA DE CAMPO 11

Gráfico 1 e 2 Uso da Internet por gênero sexual

Uso da internet por mulheres 12a19

20a 30

31a40

Uso da internet por homens

41a60

12a19

20a 30

31a40

4% 5% 10% 14%

39%

46%

Nestes gráficos 1 e 2 podemos perceber que o maior uso da internet é feita por pessoas do 41a60 sexo masculino de 12 a 19 anos e também de 20 a 30 anos. Por isso podemos concluir pelo gráfico 3 que as pessoas numa faixa de idade de 12 a 19 anos são os que mais usam a internet.

Gráfico3 Uso da internet

Uso da Internet

45% 37%

1 2%

2

3

4

5

1%

Através de uma analise podemos comfirmar pelo gráfico 4 que a Internet é mais usada para trabalho lazer e estudo.

Fins da Internet trabalho e lazer

lazer e estudo

43% 54%

trabalho/lazer/estudo

31% 43%

26%

Gráfico 4: Fins de Uso da internet Gráfico 5 : Acessos semanais Fica confirmado que 59% das pessoas já não conseguem mais ficar sem acessar a internet todos os dias.

Acesso a internet semanais 1 a 2 / semana

3 a 4/ semana

5 a 6/ semana

10% 12% 59%

19%

tds os dias

A pesquisa foi aplicado em 106 pessoas. Está pesquisa foi realizada nas cidadades de Três de Maio e em São Martinho, aplicada em estudantes da Escola Estadual de Educação Básica São Martinho, também aos alunos que estudam na SETREM - Sociedade Educacional Três de Maio. Está pesquisa foi desenvolvida por Janice Sieben e Woile Schneider, 2012, bem como a analises dos gráficos e os gráficos.


PESQUISA DE CAMPO 12

Conhecem Aplicativos sim

não

Se houvesse um aplicativo móvel para fazer encomendas de doces e lanches apenas 31% dos entrevistados estariam dispostos a pagar pelo aplicativo. E 69% não teriam a disposição de pagar para usar o aplicativo.

Pagar pelo Aplicativo sim

44%

não

56%

31%

Gráfico 6: mostra que apenas 56% dos entrevistados conhece aplicativos móveis

69%

Gráfico 7: Disposição para pagamento do aplica-

Considera Útil sim

não

O Gráfico 8: nos mostra que 53% dos entrevistados considera que o aplicativo é útil. 47% 53%

Gráfico 8: Considera ùtil o Aplicativo

RESULTADOS A pesquisa realizada sobre os aplicativos móveis nos mostra que se tivesse um aplicativo para efetuar encomendas de doces e lanches ele seria usado somente se não tivesse custo, porém os entrevistados gostaram da proposta, devemos levar em consideração que são poucos os que estão se habituando a era das tecnologias móveis e muitos ainda não conhecem está ferramenta, que pode nos auxiliar no nosso dia-a-dia. Entrevista realizada no periodo de 01 de junho de 2012 a 09 de julho de 2012, realizado pelas alunas do Curso Técnico de Informática da SETREM Janice Tatiana Sieben e Woile Cristina Schneider. Nossos agradecimentos a todos que colaboraram para que a pesquisa fosse realizada.

Segundo a pesquisa 51% dos entrevistados usaria o aplicativo para efetuar encomendas de doces e lanches.

Uso do Aplicativo sim

não

49% 51%

Gráfico 9: Uso do Aplicativo par encomendas


Metodologia 13

Metodologia

Mestre Marcos Garrafa nos fala sobre Metodologia Entrevista com o Mestre Marcos Garrafa, professor de Metodologia da Pesquisa. Atua na área desde o ano de 1994. Engenheiro Agrônomo Especialista em gestão de recursos humanos Mestre em engenharia de produção Métodos, caminhos, e estudos... etodologia é um estudo aprofundado, sistemático e lógico dos princípios que dirigem a pesquisa cientifica, desde suposições básicas até técnicas de explicação do método. Sua função é de organizar o trabalho da pesquisa visando otimizar o tempo, os recursos disponíveis e os resultados que irão ser utilizados para a realização da pesquisa. A metodologia se define como uma bussola que serve para orientar o desenvolvimento de uma pesquisa. Ela tem a função de definir o que será feito, como será feito, a onde será feito, por quê? Para que? Quando e como?

M

“Uma pesquisa nunca se esgota, a cada resposta nasce uma nova pergunWHAT IS A DISPLAY? Among other words a display is a way to present your product, exposure at trade shows in a clear and objective to understand the exhibitor idea of the. A visual communication that involves the consumer in an attractive way. An invitation to know the product. There are several ways to display, including: The display is a Vacuum Forming Vacuum diplay very practice that allows finishes to be perfect. The floor that is understood to have the base to the floor and a part that demonstrates the idea of the product, this form of display is widely used in supermarkets, vehicle sales, among other Stores. Display counter the product image of the leaves the customer's eye level so that it is well presented. The graphics are then attached to a lightweight frame in such a manner as to appear three dimensional. These exhibit displays ship with the fabric panels already attached. Upon receipt the user simply removes the unit from the included carrying bag, and unfolds the frame and locks it in place. These portable trade show booths are offered in several sizes and configurations. Choose one of these exhibit displays to include with your current exhibition accessories. These portable fixtures are printed with custom graphics and shipped out in approximately ten business days. Cus-

O conhecimento faz a diferença Venha fazer CTI O que você procura está aqui!


Marca UP 14 A Praticidade mais Perto de Você! A marca UP foi desenvolvida para o aplicativo móvel do segmento da culinária para encomenda de doces e lanches, com o objetivo de facilitar a vida dos clientes de lanchonetes e confeitárias, que levam um a vida corrida com as suas horas todas reservadas para o trabalho, sem tempo de fazer as refeições ou então de fazer seus lanches no horário de trabalho.

Foi criada a marca UP junto com o slogan A praticidade mais perto de você, que significa tranquilidade e praticidade ao alcance das mãos sendo que você não precise mais se deslocar para fazer as encomendas dos doces para suas festas, e quando se está no trabalho basta apenas acessar o aplicativo pela internet e fazer suas encomendas. Tem-se também a criação de um manual de identidade visual para a marca UP que tras todas as infrmações da marca porque de cada cor, todo seu significado, as cores que pode ser aplicada, os produtos onde pode ser aplicado. Apresentação de alguns produtos para a marca UP:

Caneca

Camiseta

Sacola Ecológica Cuia

Térmica Boné

Pote de Bala

Prato

Pano de Prato

Toalha de Mesa

Porta CD

Produtos meramte ilustrados, com a marca UP, alguns com o Slogan , que foi criado propriamente para está marca.


Marca UP

Para a criação da marca foi criado o Manual de Identidade Visual, onde explica todas as formas de aplicação e definições da marca UP.

Marca é algo fundamental para que um produto tenha sucesso nas vendas, é através do Manual de Identidade Visual que identificamos tudo o que pode ter em uma marca. É com a campanha publicitária que apresentamos nossas ideias de vendas e também a marca.

Cartão de visitas da marca UP

Crachá para marca UP

15


Receitas 16

Pavê de creme de chocolate branco e brigadeiro INGREDIENTES: • Biscoito champagne • 2 latas de leite condensado • 3 xicaras de leite • 4 colheres de amido de milho • 1 lata de creme de leite • 1 colher de essencia de baunilha • 100 g de chocolate branco • 100 g de chocolate meio amargo • 3 colheres de chocolate em pó • 1 colher de sopa de manteiga • Chocolate granulado Modo de Preparo Creme de chocolate branco: 1. Em uma panela coloque o leite, o leite condensado, o amido de milho, a essência de baunilha, 100 g de chocolate branco, picado, 1/2 lata do creme de leite, deixe no fogo médio até engrossar e começar a soltar do fundo da panela. 2. Em um refratário coloque uma camada do biscoito, cubra com o creme branco, repita ficando 2 camadas de creme e 2 de biscoito Creme de brigadeiro: 1. Em uma panela coloque o leite condensado, a manteiga, 3 colheres de chocolate em pó, 100 g de chocolate meio amargo e a outra metade do creme de leite, deixe engrossar até começar a soltar do fundo da panela; 2. Despeje em cima da última camada no refratário, cubra com granulado. 3. Decore a gosto; 4. Deixe na geladeira por umas 2 horas antes de servir TEMPO DE PREPARO 40 MINUTOS RENDIMENTO 10 PORÇÕES

Torta salgada de liquidificador INGREDIENTES Massa • 3 ovos • 13 colheres de farinha de trigo • 1 e1/2 xicara de leite • 3 colheres de queijo(opcional) • 1 colher de fermento • um pouco menos que 1/2 xicara de óleo • sal a gosto Recheio • Podemos usar qualquer um desses recheios : carne moída/sardinha/frango desfiado/presunto e muzzarella. • 1 cebola • alho e sal a gosto • 1 pimentão • 2 tomates sem pele • orégano • 1 pimenta de cheiro • cheiro verde • óleo para refogar. Modo de Preparo 1. bata todos ingredientes da massa no liquidificador, por último misture o fermento 2. unte uma forma retangular com margarina e farinha de trigo, despeje a massa e espalhe cuidadosamente o molho por cima da massa 3. se desejar salpique queijo por cima 4. leve ao forno pré aquecido, asse por aproximadamente 40 minutos TEMPO DE PREPARO 50 MINUTOS RENDIMENTO 8 PORÇÕES


Fotos de Estudos

Registros de algumas das tardes de estudos das alunas Janice e Woile, para a realização do projeto intradiciplinar do primeiro semestre do Curso Técnico de Informática.

Entr studo E e d Ta r d e fly na Ino

Aula de

evista

gia Metodolo

17

Término do Capítulo 1 e 2 do Projeto

Térmi

P re pa ração P ré-b an ca

Prepar

no do Capítu l

o 3

ação da Banca

Missão de Um Curso Técnico de Informática Com o crescimento da Internet e das redes de computadores, além do aumento do número de computadores em residências e empresas, o Técnico em Informática tem sido um profissional bastante requisitado. Ele pode atuar com vínculo empregatício ou de forma autônoma, nos limites de sua responsabilidade técnica, junto a residências, indústrias, empresas comerciais ou instituições governamentais que utilizem tecnologias de informação. Pode trabalhar com atividades de manutenção de equipamentos de Informática; manutenção, instalação e configuração de redes de computadores; assessoria, consultoria e treinamento em Informática; desenvolvimento de softwares; e provedores de acesso à Internet. De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico, aprovada em 05/10/99, o Curso Técnico em Informática pertence à área profissional de Informática e tem determinada sua carga horária mínima em 1.000 horas, acrescidas do estágio supervisionado, quando for o caso. A Resolução CNE/CEB nº 4 de 08/dez/99 define as competências profissionais gerais do técnico por área profissional. O curso técnico em informática tem por objetivo a formação de profissionais em informática para suprir um mercado de trabalho em fase de crescimento e mudanças aceleradas onde se encontram um quadro com uma quantidade insuficientes de técnicos com formação adequada. Profissional com sólida base de conhecimentos tecnológicos, capacidade gerencial e de adaptação a novas situações, postura ética pessoal e profissional, com as seguintes Competências Profissionais Básicas: • Participar da construção de sistemas a partir de uma documentação previamente elaborada pelo Analista de Sistemas podendo, inclusive, contribuir na concepção e no desenho do mesmo. • Planejar, criar, implantar e dar manutenção em páginas Web estáticas e dinâmicas. • Elaborar manuais de instalação e operação de programas para computador. • Elaborar listas para compra de equipamentos e suprimentos de Informática. • Dar suporte ao usuário, implantando aplicativos e utilitários, tirando dúvidas e orientando os usuários. • Instalar, operar e dar manutenção em redes locais de computadores de pequeno e médio porte. • Montar um computador pessoal, instalando e configurando todos os componentes de software e hardware; • Lecionar cursos de aplicativos e sistemas operacionais a pessoas interessadas em operar o computador; • Ajudar na integração do computador com a Internet e os seus serviços A estruturação da matriz tem por base as competências e habilidades necessárias ao mundo do trabalho desta área, visando a atender os diversos setores da economia que venham a precisar de um profissional de informática. A análise detalhada do processo produtivo da área de informática nos permitiu definir as funções e sub-funções que formarão técnicos capazes de atuarem nos vários campos deste setor. Compreende atividades de concepção, especificação, projeto, implementação, avaliação, suporte e manutenção de sistemas e de tecnologias de processamento e transmissão de dados e informações, incluindo hardware, software, aspectos organizacionais e humanos, visando a aplicação na produção de bens, serviços e conhecimentos. www.ifg.edu.br/inhumas/index.php/informatica Turma do CTI- Noturno CTI2012-Ns1 Karin, Bruno, Margel, Vitor, Anderson, Cristiano, Mateus, Daniel, Matheus, Eduardo, Janice, Woile, Vinicíus, Luana, Gabrielli, Tatiana, Laura


Falando

de TI

18

O Curso Técnico de Informática da SETREM, trouxe para o meu aprendizado muitas inovações para o meu dia-a-dia, o conhecimento me fez aprofundar nas buscas de informações. Espero ter um grande retorno para minha vida pessoal tanto o profissional, em poder compartilhar esses conhecimentos com outras pessoas que sintam dificuldades. No começo senti bastante dificuldades, mas o apoio de meus colegas e professores em me ajudar foi importante para mim. Tive uma boa visão de como é a Informática e sua importância, podemos considerar que um computador é um pedaço de nossa vida, pois sem noção não somos nada dentro de uma empresa ou em qualquer lugar. Janice Sieben

TI é uma área que está com poucos profissionais qualificados no mercado, isso influência os alunos que tem interesse nessa área, pois há muitas vagas no mercado de trabalho, basta apenas qualificar-se. Para mim a área de TI trará muito retorno, é além de uma realização pessoal também a busca de uma nova aventura bem como também a busca de um mercado de rabalho onde existem as mais diversas oportunidades. Woile Schneider


Fale de TI

Técnico em Informática

19

N

os dias de hoje, a informática é uma ferramenta muito importante para o nosso dia-a-dia, pois além disso é um grande avanço tecnológico no qual todos deveriam ter acesso, mas também é muito usado e as vezes até por uma necessidade no mercado de trabalho. Todas as empresas usam os computadores para trabalho, e também para divulgação dela, por esse motivo que a importância da informática é necessária, na qual nos proporciona uma visão ampla no caso da internet, uma grande facilidade de resolver, sem precisar se deslocar (sair de casa); ela é uma visão do mundo, através de noticias que acontecem no mundo a fora. A área de informática é bastante valorizada, o problema que falta pessoas qualificadas para trabalhar, ela tem um grande diferencial que você pode atuar para qualquer função do mercado de trabalho. Uma das funções mais desejadas dentro da área de TI é o CIO.

CIO

O

Chief Information Officer ou CIO é um título de cargo dado ao diretor de informática, o responsável pela informática de uma empresa. Eles normalmente respondem ao Chief Executive Officer ou ao Chief Financial Officer (diretor do setor financeir). A importância desse cargo tem crescido satisfatoriamente desde que a tecnologia da informação tem a cada dia se tornado mais importante para as empresas. O CIO pode ser um membro do quadro de executivos de uma empresa, a depender do tipo de organização. Não há uma qualificação especial típica para CIO. Cada posição diferente de um CIO tem a sua própria maneira de trabalho. Até há pouco tempo muitos CIO possuíam formação em ciência da computação, engenharia de software ou sistemas de informação, mas isso não é uma generalidade. Muitos eram tidos como técnicos há algum tempo. Mais recentemente, é mais importante para um CIO demonstrar sua capacidade de liderança, seu faro de negócios e sua perspectiva de estratégias muito mais do que habilidades técnicas. É muito comum hoje o CIO ser apontado no lado executivo de uma organização, e não mais técnico. CIO é algumas vezes sarcasticamente chamado de "Career Is Over" (fim de carreira), devido à grande raridade de um CIO se tornar um CEO (diretor geral). O papel de um CIO em alguns casos têm-se estendido para um Chief Knowledge Officer, CKO (diretor de conhecimento), que trabalha também com conhecimento, não apenas com informação. Hoje os CIO tem/devem abrir a caixa preta da TI, sair de dentro das salas e participar de reuniões e tomar iniciativas.

Ocorre nos dias 31de Agosto de 2012 ao dia 04 de Setembro de 2012 e 08 de Outubro de 2012 no campus da SETREM.


UPGRADE  

Revista desenvolvida no Curso Técnico de Informática no programa indesing, pelas alunas Janice Sieben e Woile Schneider com a orientação da...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you