Page 1

www.rronline.com.br editorial@metodista.br

Rudge Ramos JORNAL DA CIDADE

São Bernardo do Campo 4 De 1º a 14 de Novembro de 2013 4 Ano 334 Nº 1.009

4HOT RODS

MARISTELA CARETTA/RRJ DIVULGAÇÃO

Pavilhão Vera Cruz recebe exposição de automóveis e motos customizados Pág. 7

4MAU HUMOR DIVULGAÇÃO

4OBSTÁCULOS

Árvore na calçada da avenida Índico dificulta passagem de pedestres. Pág. 3 DIVULGAÇÃO: MÔNICA RODRIGUES

Atriz Carmem Frenzel traz em peça discussão sobre problemas do dia a dia Pág.13

4SOU SHOW AFRO Metodista realiza décima edição do evento no dia 8 em comemoração ao mês da Consciência Negra; a 1ª edição reuniu mais de 500 pessoas. Pág. 11

DIVULGAÇÃO

4JOGOS ABERTOS São Bernardo ganha competição estadual pela terceira vez; handebol, vôlei e futebol de campo são destaques na 77ª edição do torneio Págs. 8 e 9


2

POLÍTICA

- Rudge Ramos Jornal

6

De 1o a 14 de Novembro de 2013

DE OLHO NA CÂMARA

Defensores dos animais realizam protesto na Câmara de São Bernardo

FOTOS: RENATO FARIAS/RRJ

RENATO FARIAS

q As manifestações seguem na Câmara dos Vereadores de São Bernardo. Nesta quarta-feira (30), foi a vez de um grupo de cerca de 50 defensores dos animais protestarem na Casa. Aumento no número de clínicas veterinárias credenciadas pela prefeitura, chip para identificação de animais perdidos, maior investimento em castração de cães e gatos e programas de vacinação são as principais reinvindicações. “Aguardamos de quatro a cinco meses para agendar uma consulta. Enquanto isso, os animais que estão abandonados continuam a procriar de forma desordenada”, disse a líder do grupo, Telma de Cássia Pereira. Segundo Telma, São Bernardo tem 10 mil animais (entre cães e gatos) abandonados e cerca de 20 mil sem castração, entre desamparados e aqueles que possuem dono. De acordo com a líder do grupo, cinco clínicas seriam o suficiente para atender a demanda da região. De acordo com a manifestante, bairros como Riacho Grande (pós-balsa), Jardim Silvina, Bairro do Alvarenga e Montanhão são os locais onde se concentram o maior número 4 CONSELHO DIRETOR - Stanley da Silva Moraes - Presidente, Nelson Custódio Fér – Vice - Presidente, Rev. Osvaldo Elias de Almeida - Secretário, Jonas Adolfo Sala, Aureo Lidio Moreira Ribeiro, Kátia de Mello Santos, Augusto Campos de Rezende, Marcos Vinicius Sptizer, Aires Ademir Leal Clavel, Oscar Francisco Alves Junior, Regina Magna Bonifácio de Araújo - Suplente, Valdecir Barreros - Suplente. 4REITORIA - Reitor - Marcio de Moraes, Pró-Reitora de Graduação - Vera Lúcia G. Stivaletti, Pró-Reitor de Pós-Grad. e Pesquisa - Fábio Botelho Josgrilberg 4DIRETORES - Sérgio Roschel (Diretor de

Em torno de 50 protetores dos animais (acima) protestaram pelo aumento no número de clínicas veterinárias credenciadas; guardas municipais (ao lado) retornam à Câmara para pedir melhores condições de trabalho

Finanças e Controladoria), Daví Nelson Betts (Diretor de Tecnologia e Informação), Paulo Roberto Salles Garcia (Diretor de Comunicação e Marketing), Débora Castanha (Diretora do Ensino Básico), Carlos Eduardo Santi (Faculdade de Exatas e Tecnologia), Jung Mo Sung (Faculdade de Humanidades e Direito), Fulvio Cristofoli (Faculdade de Gestão e Serviços), Luiz Silvério Silva (Faculdade de Administração e Economia), Paulo Rogério Tarsitano (Faculdade de Comunicação), Rogério Gentil Bellot (Faculdade de Saúde) e Paulo Roberto Garcia (Faculdade de Teologia).

4COMUNICAÇÃO - Paulo Salles (Diretor).

JORNAL

Rudge Ramos

editorial@metodista.br

Rua do Sacramento, 230 Ed. Delta - Sala 141 Tel.: 4366-5871 - Rudge Ramos São Bernardo - CEP: 09640-000

RUDGE RAMOS JORNAL - PUBLICAÇÃO DO CURSO DE JORNALISMO DA FAC

DIRETOR - Paulo Rogério Tarsitano COORDENADOR DO CURSO DE JORNALISMO - Rodolfo Carlos Martino. REDAÇÃO MULTIMÍDIA - Editor-chefe - Júlio Veríssimo (MTb 16.706); EDITORA-EXECUTIVA E EDITORA DO RRJ - Margarete Vieira (MTb16.707); EDITOR DE ARTE - José Reis Filho (MTb 12.357); Assistente de Fotografia - Maristela Caretta (MTb 64.183)

de casos registrados de abandono de pets no município. Por outro lado, a Prefeitura de São Bernardo informou que existe uma clínica credenciada e que realiza a esterilização de cães e gatos de forma gratuita. A prioridade na esterilização é dada aos chamados animais comunitários, que vivem nas ruas. De acordo com o órgão público, são realizadas cerca de duas mil esterilizações por ano, número suficiente para atender toda a demanda da cidade. A guia de autorização para a esterilização deve ser solicitada pelas entidades protetoras de animais ou por líderes comunitários junto à Divisão de Veterinária e Controle de Zoonoses, que fica na avenida Dr. Rudge Ramos, 1.740, no Rudge Ramos, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Para a emissão da guia, os interessados devem apresentar comprovante de residência e documento de identidade. Após obter a autorização, basta marcar uma consulta na Clínica Veterinária. GUARDAS MUNICIPAIS Cerca de 80 GCMs (Guardas Civis Municipais) voltaram à Câmara para reivindicar por melhores condições de trabalho. Desta vez, tiveram apoio dos guardas patrimoniais que também estavam presentes. Na última semana, o Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e Autárquicos de São Bernardo do Campo) se reuniu com o Secretário de Segurança Pública de São Bernardo, Benedito Domingos Mariano, e levou a proposta ao Executivo. Porém, nada foi decidido. “Estamos aguardando uma resposta das autoridades”, disse Josias Carvalho, representante dos trabalhadores. g 4Equipe de Redação: Alysson Rodrigues, Anne Miranda, Amanda Souza, Bianca Beltrame, Bruno Madrid, Bruno Yonezawa, Caio dos Reis, Felipe Leme, Italo Campos, Leonardo Vantini, Magda Souza, Maria Paula Vieira, Natália Blanco, Natália Petrosky, Raphael Andrade, Renato Fontes, Sergio Neto, Victor Storti, Vinícius Requena, Yago Delbuoni e alunos do 5º e 6º semestres de Jornalismo. 4Produção de Fotolito e Impressão: Diário do Grande ABC


6

Rudge Ramos Jornal - 3

CIDADE

De 1o a 14 de Novembro de 2013

DE OLHO NA CIDADE

Árvores são obstáculos para pedestres MARISTELA CARETTA

q Uma reclamação constante entre moradores de São Bernardo é a má conservação das calçadas. Além dos buracos, que se tornam amardilhas, as árvores plantadas em passeios estreitos dificultam a passagem dos pedestres e impossibilitam que pessoas com dificuldade de locomoção, com carrinhos de bebê e deficientes circulem pelo local. A avenida Índico, no Centro, tem dois exemplos desse problema. São Bernardo conta com aproximadamente 100 mil árvores plantadas em áreas públicas urbanas. A cidade não foi planejada para receber arborização, cerca de 30% das árvores estão plantadas erroneamente em passeios com menos de 1,60 metro e que, de fato, atrapalham a acessibilidade. A prefeitura, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, informou, em nota, que já entrou em contato com o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) para ter suporte nesta questão e o projeto seria dividido em três etapas. A primeira fase é fazer o inventário com diagnóstico do estado fitossanitário (combate de pragas e parasitas) de toda arborização urbana. A segunda conta com o projeto para retirada, ou seja, substituição de todas as árvores diagnosticadas como comprometidas. E a terceira é a retirada

de árvores que estão danificando passeios em grandes proporções e em ruas onde os passeios não são adequados. A prefeitura informou, ainda, que já foi iniciado o levantamento das áreas públicas como praças, áreas verdes, canteiros centrais de vias, que poderão receber tal projeto, onde será feita a compensação das árvores que deverão ser retiradas de passeios com menos de 1,60 metro de largura e, se possível, dobrar ou triplicar esse número. O novo projeto de arborização e rearborização do município, com todos os critérios técnicos já estabelecidos, determina a substituição. g

FOTOS: MARISTELA CARETTA/RRJ

Má conservação do calçamento e árvores na avenida Índico prejudicam a circulação de pedestres e cadeirantes pelo passeio público

ACESSE

Rudge Ramos Online

TECNOLOGIA Rede de internet aberta oferece perigos aos usuários http://goo.gl/7fVmfA WEBjornal Web Notícias esta de volta em novo formato e mais matérias http://goo.gl/EGPKS9 ESPORTE Sorteio do Paulistão 2014 coloca São Bernardo no grupo C http://goo.gl/ZdgEWc 23 ANOS Estatuto da Criança e Adolescente faz aniversário e precisa ser aprimorado http://goo.gl/p7BMk7 CIDADES Lei federal obriga restaurantes a criar cardápios em Braile http://goo.gl/OX9NIf COPA São Bernardo e São Caetano podem receber seleções em 2014 http://goo.gl/1zRhZz EMPREENDIMENTOS Incubadora de São Bernardo impulsiona 16 projetos no primeiro ano http://goo.gl/oH3ZJ8


4 - Rudge Ramos Jornal

6

De 1o a 14 de Novembro de 2013

CIDADE

DE OLHO NA CIDADE

Parques e variedade de comércios são pontos

POSITIVOS

do Rudge para a população... FOTOS: MARISTELA CARETTA/RRJ

Parque dos Meninos e Parque Engenheiro Salvador Arena são duas opções de lazer disponíveis para moradores e visitantes na av. Caminho do Mar

O Rudge Ramos Jornal está com um novo projeto. A cada 15 dias a reportagem visita um bairro para descobrir o que a população avalia como positivo

O

e o que precisa melhorar. Para isso, os repórteres vão contar com a ajuda de moradores, comerciantes e visitantes do bairro. É o “De Olho na Cidade” ampliado.

MARISTELA CARETTA NATÁLIA PETROSKY

primeiro local escolhido foi o Rudge Ramos, um dos principais bairros que compõem a cidade, com 9.103 habitantes e 4,6Km² de área, segundo dados da Prefeitura de São Bernardo. Nele encontramos um misto de comércio, residências e op-

ções de lazer que convivem em harmonia. Para os moradores, os principais problemas são trânsito, calçadas esburacadas, falta de estacionamento público e de segurança. A moradora do bairro Maria Alves Leite, 48, diz que são muitas as opções de lazer. “Só na avenida Caminho do Mar tenho duas opções de parque

para levar meu netinho, e nas duas têm parquinho”. O proprietário da Sapataria Boa Esperança, Eduardo Martins, 43, herdou o ofício do pai, que investiu nesse ramo há 41 anos quando o comércio ainda se desenvolvia na região. Para ele, o bairro consegue suprir todas as suas necessidades: “Aqui é bom porque é tudo

próximo. Tem comércio, tem polícia, posto de saúde, hospital. Nem preciso sair daqui. O que continua ruim é o trânsito. Não sei se é a proximidade das faculdades, mas a gente fica sem escapatória, por causa da logística das ruas”. O padre da Paróquia São João Batista, Felipe Cosme, 28, entende que o trânsito na região fica prejudicado por se tratar de um bairro que faz divisa com outras cidades. “Eu acho que o trânsito melhorou bastante depois da reforma da Lions. Ele só continua, porque o Rudge Ramos é uma região que faz divisa com Santo André, São Caetano e São Paulo. Acho que a ampliação das avenidas melhoraria muito a situação”. 4


6

Rudge Ramos Jornal - 5

CIDADE

De 1o a 14 de Novembro de 2013

DE OLHO NA CIDADE

..trânsito é o

PIOR PROBLEMA

FOTOS: MARISTELA CARETTA/RRJ

No quesito segurança, o padre Cosme acredita que ainda faltam melhorias. “A segurança está bem mais reforçada agora. Mas acho que a iluminação precisa melhorar também. Assim não haveria tanto risco de alguém ser assaltado”. A comerciante da Loja Três Meninas, Amélia Kogima, 72, está há 42 anos no bairro como moradora e empresária. Ela costuma fazer todas as atividades a pé. “Eu nem preciso de carro, porque tudo é perto, mas o problema são as calçadas ruins. Outro problema é o trânsito complicado. Meus netos estudam no centro e chegam super tarde. Mas acho que trânsito tem em todo lugar”.

MERCADO MUNICIPAL Um dos principais pontos de comércio tradicional no bairro é o Mercado Municipal Hélio Masini. Inaugurado em novembro de 1968, ele oferece artigos variados em um único lugar. O estabelecimento registra em torno de mil visitantes por dia da semana e quase o dobro no sábado.

Congestionamento na av. Dr. Rudge Ramos faz parte do cotidiano dos moradores A moradora do bairro Rosemeire Aparecida Nascimento, 55, faz compras semanais no local. “Eu não consigo fazer a compra do mês no mercado

q A Prefeitura de São Bernardo divulgou, em LADO nota, que tem investido em diversos projetos viários, tendo em vista que o tema mobilidade é uma das prioridades deste governo. Duas das principais obras na região do Rudge Ramos foram o rebaixamento da avenida Lions e a construção do viaduto Rotary, beneficiando motoristas que transitam diariamente pela via com sentido São Paulo, Baixada Santista, Diadema e Santo André. Informou, ainda, que o investimento na melhoria do transporte público é outro fator que vai refletir diretamente na fluidez do trânsito e incluir a construção de corredores de ônibus e faixas exclusivas. Um dos corredores, o Guido Aliberti/Lauro Gomes/Taioca, que passa por Santo André, São Bernardo e São Caetano, já

6 O OUTRO

municipal, mas a da semana, sim, principalmente a mistura. Eu costumo vir de carro e o único problema é que o estacionamento é pago. Eu acho

conta inclusive com R$ 162,5 milhões de investimento do governo federal, anunciados no mês de agosto pela presidente Dilma Rousseff. Segundo a prefeitura, técnicos dos sete municípios da região já estão elaborando projeto de sincronização semafórica nas divisas dos municípios, por meio do Consórcio Intermunicipal Grande ABC. Em São Bernardo, o Plano Diretor Municipal de dezembro/2011 estabeleceu como política municipal de mobilidade urbana a priorização da circulação do transporte coletivo e do modo a pé, sobre o transporte individual motorizado na ordenação do sistema viário. No Plano Diretor de Transporte Urbano do município, a prioridade de circulação é total para o transporte coletivo. Um dos componentes desse plano é a implantação dos corredores, que darão maior velocidade aos ônibus, redução

que deveria existir um tempo de permanência alternativo, por exemplo, meia hora.” Siomara Golçalves, 48, não mora em São Bernardo, mas tem comércio no Rudge Ramos há 26 anos. Dona dos Laticínios Luso Brasileiro, ela enfrenta alguns problemas com clientes por causa da Zona Azul. “Eu acho que poderia aumentar a segurança e melhorar

do tempo de viagem, regularidade nos horários e conforto. Há previsão de início das obras até o final deste ano. Outro componente é a implantação do Metrô Leve SBC. A linha 18-Bronze do Metrô/SP, cujo projeto foi arcado pelo município de São Bernardo. Esse, portanto, é o contexto estrutural e de médio prazo voltado ao transporte coletivo. A prefeitura afirma, que no curto prazo, algumas medidas operacionais estão em curso visando priorizar a circulação dos veículos de transporte coletivo, tais como: faixas preferenciais em determinados horários, ajustes dos semáforos, com prioridade à circulação dos ônibus, e sinalização específica para a circulação dos coletivos. A prefeitura informou ainda, em nota, que no início de cada ano a Fiscalização de Posturas notifica todos os imóveis particulares que necessitam de reparos

6 CONHEÇA

A HISTÓRIA

I

nicialmente, no século XVIII, as terras do bairro Rudge Ramos pertenciam aos monges beneditinos. Naquele momento, ainda existiam sítios, e o bairro era conhecido como Bairro dos Meninos. Naquela época, era este o caminho por onde passavam as mercadorias de São Paulo até o porto de Santos, pela hoje conhecida avenida Caminho do Mar. Em meados de 1870, a antiga fazenda dos monges deu lugar às colônias italianas dos imigrantes que ali chegavam e desenvolviam atividades ligadas à lavoura. Já em 1891, uma das famílias italianas – irmãos Piagentini – construiu o antigo edifício da Igreja São João Batista, demolida em 1962 para dar lugar à atual construção. No início da década de 1920, a reforma do Caminho do Mar, comandada por Arthur Rudge Ramos, incentivou o surgimento dos primeiros lotes com características urbanas. Foi daí que surgiu o nome do bairro. Nas décadas seguintes, as terras foram loteadas, dando ao bairro as características que ele possui hoje.

o treinamento dos fiscais da Zona Azul. Já tive muito problema porque o cliente parou aqui na frente e levou multa em questão de minutos”. g

no passeio público. Se o reparo não é executado, o proprietário do imóvel é autuado. No ano de 2013 foram notificados 3.169 proprietários de imóveis particulares e 326 foram autuados por não atendimento. Já quanto ao estacionamento, a prefeitura explicou que agentes operadores do sistema rotativo devem, obrigatoriamente, lançar o veículo na planilha de controle, antes de emitir qualquer notificação, ou seja, lançar os dados do veículo e conceder 10 minutos de tolerância. Sem esse controle, não há emissão de aviso de tolerância. As planilhas são analisadas diariamente, e não foi constatada a emissão de aviso de tolerância sem a concessão do prazo de 10 minutos para regularizar o veículo na vaga. Se houver algum caso concreto, o Rotativo São Bernardo se coloca à disposição para apresentar os dados da operação. g


6 - Rudge Ramos Jornal

CIDADE

De 1º a 14 de Novembro de 2013 FOTOS: ÍTALO CAMPOS/RRJ

ITALO CAMPOS

q Alunas do ensino fundamental do Centro Educacional Sesi, no Bairro Assunção, estão se dedicando nos últimos dias para treinar e aperfeiçoar seu projeto de robótica que será apresentado na próxima segunda-feira (4) no 5º Torneio SESI-SP de Robótica, na categoria FLL (First LegoLeague). São 165 Sesi (s) de todo o Estado de São Paulo que vão participar do campeonato e serão 10 etapas classificatórias até 30 de novembro. O ABC participa do torneio com um total de 12 equipes. São Bernardo tem apenas uma, o Sesi do Bairro Assunção. As quatro melhores de cada seletiva classificam-se para a etapa estadual que vai acontecer entre os dias 4 e 7 de dezembro no Sesi Presidente Epitácio, em São Paulo. Das 40 equipes que disputarão a fase estadual do torneio, oito se qualificam para a disputa da etapa nacional, que será realizada em fevereiro de 2014, em Taguatinga, no Distrito Federal, que serve como classificatória para o campeonato internacional. O tema do torneio deste ano é a “Fúria da Natureza”. As escolas devem escolher um desastre natural que pode atingir a cidade e procurar uma solução para ele. O time Delta, do Sesi de São Bernardo, propôs o tema enchentes. As estudantes de 12 anos Júlia Menezes Roberto, Letícia da Silva Costa, Victoria Maria Veloso Carvalho, Sara dos Reis Sitta e as irmãs gêmeas de 13 anos Leriane e Larissa Reis Kemita, com o técnico Edson Gomes

Estudantes de ensino fundamental do Bairro Assunção apresentam projetos em torneio de robótica

da Silva e a mentora Marta Alves de Oliveira, escolheram criar um projeto para ajudar a população no caso de ocorrer esse problema na cidade. “O nosso projeto é um dispositivo no automóvel que aciona automaticamente duas bolsas embaixo do carro quando ele ficar na enchente durante dois minutos”, explicou Gomes. O carro também vai contar com canos hidráulicos que serão acionados junto às bolsas. Leriane falou que a

proposta é evitar que a água chegue até o motor a fim de preservá-lo, porque o reparo seria muito caro. “Também temos como objetivo evitar que o carro fique boiando, utilizando os cilindros para que o veículo fique instável na enchente.” Tanto os cilindros hidráulicos quanto as bolsas são cheias com ar, através de um compressor, quando um sensor na roda dianteira percebe a presença abundante da água. O time Delta visitou a FEI

(Faculdade de Engenharia Industrial) e fábricas de cilindros para verificar a viabilidade do projeto e, em conversas com especialistas, foram aperfeiçoando-o cada vez mais a ideia. Para os motoristas que se interessaram pela proposta das alunas do Sesi, Larissa conta: “A nossa solução fica em torno de R$ 10 mil, os especialistas disseram que ficaria barato, por exemplo, para salvar um carro que custa 50 mil.” No torneio, os alunos tam-

Enchente é o desastre natural escolhido pelas alunas do Sesi da cidade (abaixo) como tema para o concurso em que 12 equipes do ABC participam bém devem solucionar vários desastres naturais, representados por peças de Legos em uma mesa nos dias das seletivas. Os estudantes têm dois minutos e meio para resolver cerca de 20 desafios, utilizando outro robô que eles mesmos montaram e programaram. A estudante Victoria afirma que durante o desenvolvimento dos robôs, soube com certeza qual profissão quer seguir, a de engenheira mecânica. Já Letícia quer ser pediatra, mas afirma que gosta muito de montar peças e programar. “Minha profissão não tem nada haver com a robótica. Mas o fato de eu gostar e me empenhar para fazer me dão motivação para continuar nesse grupo”, falou a estudante. “Eu percebo que elas têm empenho e dedicação. Elas são muito inteligentes e o trabalho de pesquisa tem superado a minha expectativa. Eu aposto nelas”, disse a mentora do time Delta Marta Alves de Oliveira. Apenas alunos do ensino fundamental das escolas Sesi estão participando e os critérios de avaliação são três: projeto de pesquisa (inovação, apresentação e processo de pesquisa), projeto do robô (design do robô, programação e estratégia e inovação) e core values (inspiração e trabalho em equipe). g


CIDADE

De 1º a 14 de Novembro de 2013

Rudge Ramos Jornal - 7 DIVULGAÇÃO

ULA CARDILLO

DIVULGAÇÃO: PA

Exposição de motos e carros customizados é realizada no Pavilhão Vera Cruz SERGIO NETO

q Nos dias 8, 9 e 10 de novembro ocorre no Pavilhão Vera Cruz, em São Bernardo, a 4ª Exposição Hot Rods. O evento é considerado o maior do segmento no Brasil e reúne motos e carros customizados de diferentes estilos. Além de proporcionar exibição para os fãs de veículos modificados, a feira também proporciona shows de música dos anos 50/60, oportunidades de negócios e turismo aos visitantes. A exposição conta com a presença de designers nacionais e internacionais do ramo, interagindo e dividindo experiências entre si. Além dos veículos customizados, a feira tem o maior encontro da América Latina de customizadores de carros em miniaturas. Importantes empresas da área oferecerão seus serviços aos visitantes, como peças em geral, projetos de customização, ferramentas e vestuários diversos. Cerca de 140 automóveis entre carros e motos estarão em exibição. De acordo com Paulo dos Santos, organizador do Hot Rods, o objetivo é anunciar a feira para outros lugares além do ABC. “A ideia é divulgar, fomentar e propiciar não somente ao público do ABC, mas para toda São Paulo, Brasil e América Latina, pois teremos visi-

tantes de todas estas regiões”. Disse ainda que “será uma ‘grande mostra de arte sobre rodas’ devido as raridades e preciosidades da exposição, e a presença dos maiores players do segmento”. Nos últimos quatro anos, o número de interessados e adeptos dobrou, disse Santos. Segundo o organizador do evento, “a expectativa é que o nível se mantenha o mesmo nível de crescimento, mesmo com crises e retração de outros segmentos. O crescimento e a boa expectativa são em virtude de vários fatores, melhorando o padrão de vida, mudando hábitos de consumo e ajudando as pessoas a realizar seus sonhos”. Para poder expor seu veículo na feira, o proprietário deve obedecer alguns conceitos dentro do perfil determinado pela exposição, como carros modelos Hot Rods, MuscleCar, entre outros. E também motos customizadas como choppers, bobbers, caferacer, entre outras. SERVIÇO: 4ª Exposição Hot Rods Pavilhão Vera Cruz Av. Lucas Nogueira Garcez, 856 - Centro Sexta (8), das 14h às 22h. Sábado (9), das 9h às 22h Domingo (10), das 8h às 18h Valor da entrada ainda não está definido. g

4º Hot Rods do Brasil acontece nos dias 8, 9 e 10 em S. Bernardo e reúne loucos por veículos modificados


8 - Rudge Ramos Jornal

CIDADE

De 1º a 14 de Novembro de 2013 FOTOS: DIVULGAÇÃO

Município é tricampeão dos Jogos Abertos com 269 pontos CAIO DOS REIS

q São Bernardo conquistou pela terceira vez o título da primeira divisão dos Jogos Abertos do Interior. A 77ª edição da competição ocorreu

na cidade de Mogi das Cruzes, interior de São Paulo, e contou com 12 equipes na divisão principal. Com 269 pontos, o município do ABC superou São José dos Campos e Piracicaba, com 261 e 257, respectiva-

mente. No total, a cidade de São Bernardo conquistou 174 medalhas, sendo 88 de ouro, 54 de prata e 32 de bronze. Entre as equipes que ocuparam o lugar mais alto do pódio esta a masculina de handebol

da Metodista/São Bernardo, que foram à Mogi das Cruzes para representar o munícipio. O masculino teve pela frente três velhos conhecidos. São Carlos, Taubaté e São Caetano fizeram parte da fase de clas-

Equipe de handebol da Metodista/São Bernardo representa cidade e ganha título depois de vencer o time doTaubaté na final da competição sificação dos Jogos Abertos masculinos de handebol. São Carlos já enfrentou a equipe do ABC em quatro oportunidades – duas pelo Super Paulistão, uma pela Liga Nacional e uma pelos Jogos Abertos – e, em 2013, a equipe de SB saiu vitoriosa em todos os confrontos. Já São Caetano e São Bernardo protagonizaram o clássico do ABC três vezes neste ano – duas pelo Super Paulistão e uma pelos Jogos Abertos - e o retrospecto também é favorável aos bernardenses, que venceram todas. Adversário mais complicado, e finalista da edição de 2013 dos Jogos Abertos, Taubaté e São Bernardo se enfrentaram quatro vezes até o momento. No placar, a equipe do ABC tem vantagem com três vitórias e uma derrota. Em dezembro, as equipes voltam a se enfrentar, agora pelo segundo turno da Liga Nacional 2013. 4


Rudge Ramos Jornal - 9

CIDADE

De 1º a 14 de Novembro de 2013

Total de medalhas

Vitória do time sub-20 do São Bernardo Futebol Clube foi uma das surpresas que ajudaram a cidade a conquistar o título da competição em 2013

Nos Jogos Abertos, a equipe estreou contra o São Carlos e venceu por 34 a 19. Na segunda partida, vitória por 26 a 24 sobre o Taubaté. Na rodada de encerramento da fase classificatória, mais uma vitória, agora contra o São Caetano por 39 a 19. Após passar a primeira fase invicta, o Taubaté se classificou e fez a final contra a equipe de SB. Em jogo complicado, a medalha de ouro veio depois do apertado placar de 31 a 27. Outro destaque do torneio foi o vôlei masculino, representado pelo São Bernardo Vôlei. A equipe comandada pelo técnico Peu, garantiu o ouro

depois de vencer o São José por 3 sets a 2. Antes, a equipe do ABC venceu São Caetano (3x0) e Atibaia (3x0) e perdeu para São José (3x1) na fase de classificação do torneio. Além do handebol e vôlei masculino, a equipe de handebol feminina comandada por Eduardo Carlone também conquistou a medalha de ouro depois de vencer o Santo André na final por 24 a 18. Futebol de campo, representado pela equipe sub-20 do São Bernardo Futebol Clube, também subiu no lugar mais alto do pódio após ganhar da equipe de Presidente Prudente pelo placar de 2 a 0. “O futebol

e a bocha foram as grandes surpresas positivas desta edição”, disse o secretário de Esportes e Lazer José Alexandre. Segundo Alexandre, o resultado é a consolidação do trabalho. “Nas últimas três edições, ganhamos duas e tivemos um desempenho excelente em diversas modalidades”. O secretário também avaliou como fundamental as medalhas de ouro conquistadas pelas equipes de vôlei masculino e handebol feminino e masculino, que disputaram a divisão especial. “Os títulos da divisão especial nos deram 13 pontos cada e foram fundamentais na pontuação final”, afirmou. Com o título conquistado na 77ª edição, São Bernardo chega ao terceiro título se igualando à mineira Uberlândia, que conquistou as três primeiras edições do torneio realizadas em 1936, 1937 e 1938. Os outros dois títulos bernar-

174

88

54

32

ouro

prata

bronze

denses foram conquistados em 1973, em São Bernardo, e em 2011, quando Mogi das Cruzes também sediou o evento. Por outro lado, a cidade ainda está longe dos vizinhos São Caetano e Santo André que conquistaram 15 e 12 vezes, respectivamente. Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra nunca ganharam o título da divisão principal. Em 2013, essas quatro cidades conquistaram apenas três medalhas: duas de ouro, de Mauá e uma de bronze, de Ribeirão Pires. Ao todo, o ABC agora soma

30 títulos em Jogos Abertos. Nos últimos 18 anos, a região acumula 17 conquistas, a exceção foi em 2003, quando Santos, maior vencedor dos Jogos Abertos com 25 títulos, faturou a competição realizada na própria cidade do litoral paulista. A 78ª edição do torneio, em 2014, será realizada em Bauru, e Alexandre projeta mais uma competição difícil. “A maior dificuldade agora é manter a equipe e os atletas, que começam a ser assediados por outras cidades”, contou Alexandre. g


10 - Rudge Ramos Jornal

CIDADE

De 1o a 14 de Novembro de 2013

Índice de leitores tem queda de 28% em quatro anos; mas bibliotecas da cidade recebem 200 mil visitantes anualmente FOTOS: MARISTELA CARETTA/RRJ

BIANCA BELTRAME RAPHAEL ANDRADE

q A quantidade de pessoas que procura um livro para ler em momentos de lazer caiu de 36% (62 mi) em 2007 para 28% (49,8 mi) em 2011, de acordo com a última edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, lançada em 2012 pelo Instituto Pró-Livro. O objetivo da pesquisa era medir a motivação e condições de leitura no país, levantando o perfil da população brasileira em relação aos livros. Mesmo com essa queda, as bibliotecas de São Bernardo receberam 200 mil leitores no ano passado. Para a diretora da Divisão de Biblioteca Pública e Preservação da Memória da Secretaria de Cultura, Durvalina Soares, a cidade possui uma assiduidade de leitores. “As bibliotecas têm uma boa frequência de visitantes porque a maioria delas é bem inserida nos bairros. A Monteiro Lobato, por exemplo, é da década de 50, do século passado”, contou. Existem sete bibliotecas em São Bernardo e, entre elas, a maior é a Guimarães Rosa, com área correspondente a 1.200 m². Em segundo e terceiro lugares vêm as bibliotecas Monteiro Lobato, no Centro, e Malba Tahan, no bairro Rudge Ramos, respectivamente. O acervo do município ultrapassa 160 mil livros. “É interessante porque as pessoas valorizam muito o livro, então tendem a tomar cuidado com eles. Os acervos são desenvolvidos prioritariamente com recursos próprios, mas as pessoas doam coisas boas”, explicou Durvalina. Atualmente, a secretaria está planejando mudanças para algumas bibliotecas. Tanto a Monteiro Lobato quanto a Guimarães Rosa, no Assunção, devem receber grandes reformas que irão requalificar os espaços. A Machado de Assis tem reforma prevista para ainda este ano, com reparos no telhado já sendo executados. A Érico Veríssimo deve se transformar em um CEU das

Artes, o que acarretará mudança para o prédio antigo da biblioteca. Planos incluem melhoria nos acervos a partir de 2014 e contratação de agentes para estimular a leitura. “Nós vamos ter agentes de leitura, em diferentes comunidades, que vão atuar junto a elas. A cidade vai crescendo e nem sempre a gente consegue ter prédios para bibliotecas em todos os lugares, então nós trabalhamos com outra visão: levar a leitura para quem não tem acesso”, disse a diretora. A cidade também conta com outros seis equipamentos de incentivo à leitura instalados nos bairros da cidade como a Gibiteca, Espaço Braille, Troca Livro, duas salas de leitura e serviço de extensão bibliotecária. LIVROS INFANTIS Outro índice, apontado pela pesquisa Retratos da Leitura no Brasil é que houve queda na leitura de livros infantis. Na última edição foram 22% (19,4 mi de leitores) e na anterior 31% (29,6 mi de leitores). Segundo a psicóloga e pedagoga,

Bibliotecas da cidade vão passar por reformas; entre as melhorias estão consertos em telhados e aumento do acervo disponível para a população Ivete Pellegrino, é importante inserir o hábito da leitura desde cedo nas crianças. “Quando elas têm um ambiente de valorização da leitura, também vão acabar valorizando. Mas, isso

ocorre ao longo do tempo, como uma verdadeira construção de um leitor”, disse. Com tantas tecnologias no mercado, outras coisas podem parecer mais interessantes,

PÚBLICO ATENDIDO NAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS EM 2012

200.329 pessoas

Bibliotecas

Metragem

Acervo

Empréstimo

Monteiro Lobato Machado de Assis Malba Tahan Érico Veríssimo Manuel Bandeira Guimarães Rosa Gibiteca Municipal Eugênio Colonnese Biblioteca de Arte Ilva A. Maranesi

1.175 m2 600 m2 1.036 m2 320 m2 600 m2 1.200 m2 200 m2 256 m2

37.427 14.839 20.941 17.628 20.490 24.426 20.213 6.252

33.349 12.661 22.901 11.495 12.890 16.692 7.737 1.292

Dados das Bibliotecas Públicas de São Bernardo do Campo – Ano 2012

como jogos no computador, ou até mesmo assistir televisão. Por isso, é essencial que as crianças cresçam vendo o pai e a mãe lendo, criando um vínculo com a leitura. Em relação à idade em que as crianças devem ser inseridas nesse mundo, Ivete afirma que quanto antes melhor. Quando bebês, a opção são livros de plástico com figuras, apesar de não haver texto, eles já se acostumam com o formato. Além disso, explica que ler para as crianças é uma atividade que aproxima o leitor do ouvinte. “Durante a leitura, a criança vai entendendo a estrutura da língua, vocabulário e ficando perto de quem lê, acaba desenvolvendo vínculos afetivos. O livro se torna um mediador”, falou. INCENTIVO À LEITURA A literatura infanto-juvenil foi o tema central da segunda edição do evento bianual “Feira Literária de São Bernardo”, no Pavilhão Vera Cruz, em outubro. O evento, instituído pela Lei Municipal nº 6.204, de 28 de Maio de 2012, recebeu cerca de 80 mil pessoas que puderam conferir mais de 13 mil títulos de 60 editoras. Um diferencial da feira foi a presença de vários autores e ilustradores das obras presentes no local, além da visita dos mesmos às creches do município durante o período em que o evento aconteceu. De acordo com a chefe de divisão de incremento ao ensino Elaine Lindolfo, a literatura infanto-juvenil foi escolhida para ser o tema da feira porque contribui para a formação básica da criança. “Esse tipo de leitura possibilita o contato pessoal e a livre interpretação por parte de quem a lê. Incentiva a critica, o questionamento, além dos aspectos imagéticos e lúdicos que proporcionam e também possibilitam a troca de saberes e experiências entre as crianças, como também do adulto que se interessa por ela”, contou. Segundo Elaine, a iniciativa reitera as ações desenvolvidas no município com relação as práticas literárias, enfatizando a importância de despertar o gosto pela leitura e a formação de cidadãos críticos. “Esta ação viabiliza a ampliação do repertório de escolhas literárias dos alunos e, consequentemente, sua visão de mundo”.g


Rudge Ramos Jornal - 11

CULTURA

De 1º a 14 de Novembro de 2013

Show afro comemora o mês da Consciência Negra com música e dança afro-brasileira na Metodista

PROGRAMAÇÃO 4 Grupo Espaço Consciência Negra (grupo vocal formado por alunos e funcionários da Metodista) 4 Movimento Afro-Ju (Dança Afro Contemporâneo) 4 Banda Guerreiros de Judá (Reggae) 4 Grupo Up - Trix (dança de rua)

DIVULGAÇÃO: MÔNICA RODRIGUES

4 Diogo e Ryan (dança de rua) 4 Sol Capoeira Brasil (capoeira e samba de roda) 4 Sabor de Mel (Pagode Gospel) 4 Dj Preto El (Música/DJ) 4 A casa do Hip Hop de Diadema (Música e Dança) 4 King Nino Brow (Dança) 4 Jorge Marciano e Grupo Tambor (Percursão) 4 Raízes Brasileiras (Bate Lata)

Convidados e funcionários mostram seu talento por meio de manifestações artísticas afrobrasileiras

NATÁLIA PETROSKY

q No dia 8 de novembro ocorre a 10ª edição do “Sou Show Afro da Metodista”, um evento que busca destacar, por meio de manifestações artísticas, as questões políticas e culturais da população afro-brasileira e a importância da Consciência Negra no ABC. A primeira edição aconteceu em 2004 e reuniu mais de 500 pessoas. Neste ano, o evento comemora os 10 anos de existência, por isso decidiu

trazer pelo menos uma ou duas atrações que já participaram de edições anteriores. A tradição do evento surgiu entre os funcionários da Metodista, que sentiam necessidade de dar espaço à cultura afro dentro do espaço universitário, colocando trabalhadores e alunos afro-brasileiros no palco para mostrarem o seu talento. Ao longo desse período, as apresentações ficaram conhecidas em toda a região, por isso, se tornaram abertas ao público e até

mesmo aos interessados que queiram expor seus trabalhos. A coordenadora do Núcleo de Arte e Cultura da Universidade Metodista, Cláudia Silva, explica que a intenção do nome do evento é resgatar a autoestima dessa cultura e etnia na região. “Tem muita gente com talento nas redondezas e o projeto nos ajuda a encontrar essas pessoas e fazer com que elas queiram se manifestar, mostrar o que sabem fazer.” É a primeira vez que Elton Aparecido de Oliveira, o Dj

EXPOSIÇÃO MOSTRA TRAJETÓRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA REGIÃO q Foi inaugurada no último dia 24 a exposição fotográfica “M.Bigucci: 30 anos de história”. Com 16 painéis e cerca de 70 imagens a exposição mostra a trajetória da construtora que nasceu no Rudge Ramos, assim como a história do fundador, Milton Bigucci. Os painéis foram inaugurados no dia em que a construtora completou 30 anos. Para comemorar a data, foi lançado um livro, com 156 páginas, organizado por colaboradores. A publicação conta com 115 depoimentos de amigos, familiares, políticos, empresários e colegas de trabalho. Segundo o empresário Milton Bigucci, a obra é uma satisfação pessoal. “Sempre trabalhei com construção civil, estou no ramo há 52 anos.

Comecei no dia 19 de maio de 1961, só depois de 22 anos é que abri a minha empresa”, disse. A mostra fica aberta para o público no plantão de vendas do empreendimento Marco Zero São Bernardo, localizado na Av. Kennedy, esquina com a Av. Senador Vergueiro. Serviço: Marco Zero São Bernardo Av. Kennedy, esquina com a Av. Senador Vergueiro Aberto diariamente, das 9h às 19h. Gratuita. (BIANCA BELTRAME) g

Preto El, vai participar do Sou Show Afro. Para ele, participar do evento é muito gratificante. È importante mostrar o papel do negro na construção da história da sociedade. Ele também acredita que eventos como esse podem romper as barreiras do preconceito. “Acho muito legal que a universidade tenha a preocupação de não esquecer essa cultura e trazer à tona questões que, muitas vezes, a sociedade acha que não existem. O racismo ainda existe e precisa ser discutido”. FOTOS: DIVULGAÇÃO

O mestre de capoeira Diolino de Brito já participou de cinco edições, e desta vez se apresenta com o grupo Sol Capoeira Brasil. De acordo com ele, não existem muitos espaços que tratam do assunto socialmente como este na região. “A maioria dos outros eventos costuma trazer apenas apresentações de dança e música, mas não aprofunda o tema”, afirmou. O grupo apresenta o trabalho de nome “No nosso terreiro é assim”, um recorte cultural que faz menção à capoeira tradicional, de Angola. Também haverá apresentação da transição do samba de roda para o samba de gafieira. Brito acredita que a tendência é que o Sou Show Afro seja cada vez mais difundido, não só no ABC, mas também no Estado de São Paulo. “As pessoas já esperam pelo show. Há amigos meus que já se apresentaram em outras edições e ficam na expectativa para serem convidados novamente. É um marco muito importante para o movimento cultural”. SERVIÇO X Sou Show Afro Sexta-feira (8), às 19h30 Salão Nobre – entrada pela Rua Alfeu Tavares, 149 - Campus Rudge Ramos Informações: nac@metodista.br ou 4366-5598 Entrada Gratuita. g


12 - Rudge Ramos Jornal

De 1º a 14 de Novembro de 2013

CULTURA

6 ROTEIRO q MÚSICA FOTOS: DIVULGAÇÃO

INFANTIL A Incrível Batalha pelo Tesouro de Laduê A peça infantil traz a história das palhaças Enga, Lalenga e Laducha, que vão à península imaginária de Laduê como representantes de suas nações na disputa por um tesouro. A luta provocará confusão, competitividade e inimizade entre as três, que pertencem a povos que antes eram considerados irmãos. Domingo (3), às 15h. Gratuito. Livre. SESI Diadema – Rua Porto Príncipe, 117 – Centro. Quixotes

Orquestra Filarmônica de São Caetano Sob a regência do maestro Sérgio Assumpção, o concerto da Orquestra Filarmônica traz no repertório: “Abertura Iphigénie en Aulide”, de Gluck, “Sinfonia Concertante para Violino, Viola e Orquestra”, de Mozart, e “Sinfonia n.3” (“Esco-

O espetáculo traduz a trajetória de Dom Quixote aos anos de hoje, comunicando, atualizando e relacionando o original com a vida contemporânea. Após a apresentação, o grupo teatral realiza um bate-papo temático com a plateia. Gratuito. Livre. Sexta-feira (8) e sábado (9), às 20h. Sesi Santo André - Praça Doutor Armando Arruda Pereira, 100 - Santa Teresinha.

cesa”), de Mendelssohn. Recomendado para maiores de 7 anos. Gratuito. Sábado (9), às 20h30, e domingo (10), às 19h30. Teatro Paulo Machado de Carvalho - Alameda Conde de Porto Alegre, 840 - Santa Maria - São Caetano.

Coquetel de Fadas O espetáculo reúne os mais conhecidos personagens dos clássicos da literatura infanto-juvenil mundial, mesclando suas histórias. Livre. Sábado (16), às 16h. Teatro Santos Dumont – Av. Goiás, 1.111 - São Caetano. Ingressos: R$ 10 (inteira), R$ 5 (usuário matriculado no Sesc e dependentes, pessoas com mais de 60 anos, estudantes e professores da rede pública), R$ 2 (comerciário matriculado no Sesc e dependentes). Seresteiros de Diadema O grupo foi formado em 2009, a fim de resgatar a tradição seresteira na região. O repertório das apresentações homenageia grandes compositores, como Chiquinha Gonzaga, Antônio Callado, Tom Jobim e Roberto Carlos. Gratuito. Livre. Quinta-feira (7), às 15h. Sesi Santo André - Praça Doutor Armando Arruda Pereira , 100 - Santa Teresinha. Show de Cida Moreira Com mais de 40 anos de carreira, Cida Moreira canta músicas de compositores famosos da MPB, como Heitor Villa-Lobos, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Adoniran Barbosa e Chico Buarque. Gratuito. Livre. Sexta-feira (8), às 20h. Sesi Mauá - Av. Presidente Castelo Branco , 237 - Jardim Zaira.

ESPECIAL Monga O espetáculo solo é baseado na vida da mexicana Julia Pastrana, que tinha hipertricose, doença que cobre o corpo de pelos, e era atração de “freakshows”, sendo levada aos palcos pelo empresário e marido Theodor Lent. A peça retrata um paralelo entre a história da mexicana e a relação da imagem na sociedade contemporânea. Recomendado para maiores de 12 anos. Quarta-feira (6), (13) e (27), às 21h. Sesc Santo André - Rua Tamarutaca , 302 - Vila Guiomar. Ingressos: R$ 10 (inteira), R$ 5 (usuário matriculado no Sesc e dependentes, pessoas com mais de 60 anos, estudantes e professores da rede pública) e R$ 2 (comerciário matriculado no Sesc e dependentes). (AMANDA SOUZA) g


Rudge Ramos Jornal - 13

CULTURA

De 1º a 14 de Novembro de 2013 AMANDA SOUZA

q Uma atriz zangada desabafa para a plateia. Fala sobre situações cotidianas que a deixam estressada. Este bate-papo sempre a impede de iniciar o espetáculo. Esta é a trama da peça “Mau Humor”, monólogo protagonizado por Carmem Frenzel, apresentado gratuitamente no Teatro Senai São Bernardo, na quinta-feira (7) e na sexta-feira (8), às 20h. “A peça entrou em cartaz no ano de 2009 e foi escrita para mim pela minha parceira Lucília de Assis. O texto mistura opiniões nossas sobre os problemas que irritam a maioria das pessoas e acabam por nos deixar de mau humor. É bem legal a abordagem levada no espetáculo, todo mundo acaba se identificando com algum tópico citado”, afirmou a atriz Carmem Frenzel. Mesmo que a trama retrate as diferentes faces do mau humor, na verdade, o espetáculo é uma comédia, que ironiza, o tempo todo, as situações desagradáveis vividas diariamente pela sociedade. Durante a peça o público é estimulado a compartilhar o que também o deixa mal humorado. A cumplicidade entre atriz e plateia permite a construção de um diálogo íntimo e aberto. “Adoro cenas de plateia, trabalhar com este risco é muito gratificante. No início, as pessoas ficam tímidas, poucas se pronunciam, eu fico realmente falando sozinha. Mas o impressionante

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Monólogo com a atriz Carmem Frenzel (foto) fala de problemas do cotidiano que irritam as pessoas

Comédia “Mau Humor” explica situações de estresse da sociedade é que com o decorrer da peça, a intimidade criada entre personagem e público abre um grande espaço para discussão. Todos começam a falar ao mesmo tempo, se queixando do que os deixam mal humorados, já tive casos de casais abrirem fatos da vida pessoal para todo o teatro”, explicou Carmem.

Os quatro anos apresentando o espetáculo e os debates dinâmicos realizados com a plateia, permitiram que Carmem tivesse uma mudança de personalidade. “Antes eu era mais quietinha, engolia sapos, e na maioria das vezes não me pronunciava. A peça me possibilitou ser mais ex-

pressiva, mostrar minha opinião sobre alguns assuntos que antes me abstinha. Não acho que existam pessoas totalmente bem humoradas ou completamente mal humoradas, acredito em um meio termo, que estou encontrando a cada apresentação que faço, aprendendo cada vez mais”.

SERVIÇO: Mau Humor Quinta-feira (7) e Sexta-feira (8), às 20h. Teatro Senai São Bernardo - Av. José Odorizzi , 1555 - Assunção Classificação: Recomendado para maiores de 14 anos Ingressos: Gratuito. g

6 ROTEIRO q TEATRO

Fulano&Sicrano

DANÇA

O Duelo

A peça traz para o teatro o humor e a linguagem dos quadrinhos e da animação. As cenas retratadas são do cotidiano do brasileiro, mesclando situações cômicas, mímicas e a comédia literária, uma narração realizada simultaneamente com a mímica. Recomendado para maiores de 14 anos. Domingo (17), às 19h. Sesc Santo André - Rua Tamarutaca , 302 - Vila Guiomar. Ingressos: R$ 20 (inteira), R$ 10 (usuário matriculado no Sesc e dependentes, pessoas com mais de 60 anos, estudantes e professores da rede pública) e R$ 4 (comerciário matriculado no Sesc e dependentes).

Dança em cadeira de rodas

O espetáculo é baseado na novela homônima do escritor russo Anton Tchékhov. Estrelando Camila Pitanga, a trama da história gira em torno da oposição de duas ideologias, o humanismo e o determinismo. Os povos russos e cáucasos lutam violentamente para defender sua maneira de pensar. Recomendado para maiores de 12 anos. Quinta-feira (7), sexta-feira (8), sábado (9) e domingo (10), às 20h. Sesc Santo André - Rua Tamarutaca , 302 Vila Guiomar. Ingressos: R$ 20 (inteira), R$ 10 (usuário matriculado no Sesc e dependentes, pessoas com mais de 60 anos, estudantes e professores da rede pública) e R$ 4 (comerciário matriculado no Sesc e dependentes).

A Associação Solidariedança de Arte e Cultura apresenta o espetáculo “Os Enigmas do número 7”, protagonizado por portadores de necessidades especiais em cadeiras de roda. Livre. Sábado (9), às 16h e às 20h. Teatro Paulo Machado de Carvalho Alameda Conde de Porto Alegre, 840 - Santa Maria - São Caetano. Ingressos: R$17 (inteira) e R$8,50 (meia-entrada para estudantes e pessoas com 60 anos ou mais). (A.S.) g


14 - Rudge Ramos Jornal

ESPORTES

De 1º a 14 de Novembro de 2013 CAIO DOS REIS/RRJ

AZULÃO DESFALCADO ENFRENTA O SPORT FORA DE CASA q Azulão precisa ven-

cer para fugir da zona do rebaixamento para a terceira divisão e para isso deve vencer o Sport Recife, fora de casa às 17h20, no sábado (2). Com uma campanha de oito vitórias, sete empates e dezessete derrotas, a equipe do ABC está em penúltimo lugar na tabela de classificação, somando 31 pontos, quatro atrás do primeiro time fora do Z-4, o ABC de Natal. A equipe comandada por Pintado, não conta com o zagueiro Bruno Aguiar por questões contratuais. Aguiar ainda tem vínculo federativo com a equipe pernambucana, próximo adversário do São Caetano.

PAULO ROBERTO DEIXA COMANDO DO SANTO ANDRÉ DIVULGAÇÃO

Equipe tem um período de treino e descanso de duas semanas, voltando a jogar no próximo dia 26 contra o Taubaté

São Bernardo Vôlei retorna para a Superliga, após vencer Jogos Abertos

VINÍCIUS REQUENA

q Após ganhar os Jogos Abertos, a equipe do São Bernardo Vôlei se prepara para continuar a Superliga. O time volta às quadras nesta sexta-feira (1°), contra a equipe de Montes Claros, em Montes Claros (MG). O próximo jogo da competição é somente dia 26, contra a equipe do Taubaté, em São Bernardo. Para o treinador Peu, esse período em que a equipe ficará sem atuar, será fundamental. “Esse período parado só tem como ajudar. Precisamos recuperar alguns jogadores que têm reclamado de dores e lesões. Há também o Matheus e o Ricardo que estavam com a seleção sub 23, e retornaram a equipe já jogando. Precisamos entrosar os atletas com o time”, disse. O oposto Léozão concorda que esse período sem jogos será bom para o grupo. “Teremos uma folga boa para podermos treinar e conseguir aprimorar a

parte física. É importante essa recuperação para a nossa equipe, já que vamos ter confrontos diretos nas próximas partidas da Superliga”, afirmou. A equipe do São Bernardo conquistou a medalha de ouro nos Jogos Abertos. De acordo com o treinador, a participação foi positiva. “Fomos campeões no vôlei e a cidade foi campeã dos Jogos Abertos. Mas o mais importante foi a final. Coseguimos uma superação, onde o time saiu perdendo e precisou se reerguer durante a partida. Isso vai ser importante para o restante da Superliga”, contou. De acordo com Peu, agora o foco deve ser na Superliga, já que a classificação para os playoffs é complicada. “Tem muito time bom brigando pelas oito vagas, e são times com um orçamento maior. O nosso tem que buscar ficar entre os oito para ir para a próxima fase. Chegando nessa etapa, temos que jogar o nosso

máximo para tentar chegar a uma semifinal, que seria algo heróico”, explicou o treinador. O levantador Rodrigo afirma que o objetivo é chegar entre os primeiros colocados. “Começamos meio mal a Superliga. Enfrentamos quatro equipes muito fortes e acabamos perdendo os jogos. Agora começamos a enfrentar concorrentes diretos e é muito importante cada vitória para podermos subir na tabela e alcançar nossa meta”, disse. TEMPORADA A equipe de São Bernardo acabou sendo eliminada do Campeonato Paulista nas semifinais pelo Vôlei Brasil Kirin. Para Léozão, o torneio teve pontos positivos. “Infelizmente acabei passando mal no dia do jogo e não pude jogar e ajudar a equipe. Nosso objetivo de chegar a semifinal foi cumprido”, contou. De acordo com o levantador

Rodrigo, a equipe teve altos e baixos durante a competição. “Tivemos problemas internos, mas que foram superados. Nossa meta foi conquistado, que era ficar entre os quatro primeiros. Acabamos enfrentando uma equipe muito forte e perdemos. Acho que podíamos ter complicado mais, o que não acabou acontecendo, mas a equipe se saiu muito bem”, afirmou. O técnico Peu analisou como positiva a participação da equipe do ABC na competição. “Perdemos para uma equipe forte. Tivemos um ponto positivo, porque o sistema defensivo da equipe funcionou. Criamos oportunidades de contra-ataques, mas acabamos falhando. Precisamos trabalhar para que esses erros não ocorram e dar continuidade na Superliga”, explicou o treinador. g Leia mais sobre os Jogos Abertos nas páginas 8 e 9.

O Santo André está sem técnico para a próxima temporada. Depois de pouco mais de três meses no comando do Ramalhão, Paulo Roberto (foto) entrou em acordo com a diretoria andreense e alegou que não estava feliz frente ao comando do Santo André. Além de Roberto, o auxiliar técnico, Luizinho Rangel, e o preparador físico, Newton Martins, também deixaram o time. Agora a diretoria andreense precisa contratar um novo nome para assumir a equipe na disputa do Campeonato Paulista da Série A2. g


Rudge Ramos Jornal - 15

ESPORTES

De 1º a 14 de Novembro de 2013

VINÍCIUS REQUENA/RRJ

CAIO DOS REIS

Equipe do ABC fez campanha perfeita na primeira fase; Taubaté, Pinheiros e Maringá são os próximos adversários

VINÍCIUS REQUENA

q A equipe do São Bernardo caiu no grupo C no Campeonato Paulista de 2014. O sorteio foi realizado na sede da Federação Paulista de Futebol, nesta quarta-feira (30). O Tigre está ao lado de Santos, Portuguesa, Paulista de Jundiaí e Ponte Preta. Confira ao lado como ficaram os grupos. REGULAMENTO DO CAMPEONATO PAULISTA 2014: - Na primeira fase, as equipes que estão no mesmo grupo enfrentam as equipes dos outros três grupos, totalizando 15 jogos para cada um. - Os quatro times que somarem menos pontos na primeira fase estarão rebaixados para a Série A2 de 2015. - Os dois melhores de cada grupo se classificam e se enfrentam nas quartas de final em jogo único. - A semifinal também será disputada em jogo único, enquanto a final será decidida em duas partidas. g

São Paulo, Penapolense, Linense, Atlético Sorocaba e Comercial

neste segundo turno é essencial. “É importante manter a boa campanha que fizemos no primeiro turno, já que o primeiro colocado enfrenta o quarto nas semifinais”, disse o SB. Ainda segundo o treinador, a volta de atletas experientes, como os centrais Japa e Dio-

Corinthians, Botafogo (RP), Ituano, XV de Piracicaba e Audax

GRUPO C

TIGRE CONHECE GRUPO DO CAMPEONATO PAULISTA 2014

competição, e a Liga Nacional é um campeonato que nós já não ganhamos há um bom tempo, então esperamos conseguir acabar com esse jejum em 2013”, disse Ferrugem. Já para o técnico SB, o campeonato é um objetivo ainda não atingido como técnico e um bom retrospecto

GRUPO B

equipe desde 1999, e conhece a sensação de chegar a três finais seguidas e bater na trave. Nas últimas três edições, a equipe do ABC alcançou a vaga na decisão, mas foi derrotada pelo E. C. Pinheiros. “A gente teve um bom desempenho no primeiro turno e agora é como se começasse outra

Santos, Ponte Preta, SÃO BERNARDO, Paulista e Portuguesa

go, são fundamentais para manter o bom desempenho do time. “Apesar de ainda não termos o Renato Pato e o Babo, a volta desses dois atletas experientes ajuda muito o time”. Depois de um ano complicado devido às contusões, Gustavo Nakamura, o Japa, se mostra otimista para a próxima fase, mas sabe que os adversários são complicados. “São dois adversários tradicionais (Taubaté e Pinheiros) e o bom time do Maringá”. Sobre a forma física, o atleta ainda luta para voltar ao ritmo ideal. “Ainda não estou 100%, hoje eu diria que estou com 80% da minha forma ideal”, disse o central de 29 anos. g

GRUPO D

Metodista/São Bernardo volta às quadras pela Liga Nacional somente no mês de dezembro

GRUPO A

q A equipe masculina de handebol da Metodista/São Bernardo já tem data para estrear no segundo turno da Liga Nacional da modalidade. No dia 5 de dezembro, a equipe tem o primeiro desafio contra o Unimed/UEM/Maringá (PR). Já no dia 6, o adversário é o Taubaté. Para fechar, no dia 7, a equipe do ABC enfrenta o maior rival, o Pinheiros. Todos os jogos serão na cidade de Itajaí, em Santa Catarina. Em 2013, a competição passou por algumas mudanças em relação ao ano anterior. O formato tradicional de pontos corridos foi trocado por grupos. No primeiro turno, as equipes se enfrentaram entre elas dentro do próprio grupo. Agora, no segundo turno, os três componentes do grupo A enfrentam os quatro do grupo B. Por fim, serão somadas as pontuações das duas fases e será feita uma classificação final, os quatro melhores se classificam para as semifinais, ainda sem data e sede definida. A campanha da Metodista/São Bernardo na primeira fase do nacional foi perfeita. Nas três partidas realizadas na cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, o time comandado por SB venceu todas. Na estreia, vitória contra o São Carlos por 33 a 16. No segundo jogo, vantagem ainda maior pró-equipe do ABC, 43 a 17 no FME Campos/Goytacaz. E na rodada de encerramento do primeiro turno, a Metodista enfrentou os donos da casa e venceu por 33 a 26. O goleiro Ferrugem está na

Palmeiras, Mogi Mirim, Oeste, Bragantino e Rio Claro


16 - Rudge Ramos Jornal

De 1ยบ a 14 de Novembro de 2013

RROnline - Edição 1.009  

Edição 1.009 completa do jornal Rudge Ramos Online.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you