Page 1

A sua universidade a dist‰ncia

www.virtual.unisul.br

Novembro 2010

n¼ 08

Universidade do Sul de Santa Catarina

1¼ Semin‡rio Internacional GUIDE

Os desafios do ensino superior em rede A UNISUL foi sede de um evento mundial em outubro. Palestrantes e pesquisadores com ampla experincia em educa‹o a dist‰ncia estiveram em Florian—polis debatendo os desafios da virtualidade no ensino superior. Temas como recursos did‡ticos, ferramentas tecnol—gicas de comunica‹o para a educa‹o digital e a sociedade em rede foram destaque.

Acima: a Dra. Andreia I. dos Santos (Open University, Reino Unido) apresentou trabalhos sobre recursos educacionais abertos. Ë esquerda: O Dr. Lorenzo Garcia Aretio (UNED, Barcelona, Espanha) participou do evento por videoconferncia.

P‡ginas 4 e 5

COLA‚ÌO DE GRAU

Mais 450 alunos de 17 cursos a dist‰ncia da UV recebem diploma TECNOLOGIA

Espao Online de Aprendizagem, um novo canal de intera‹o P‡gina 3

GRADUA‚ÌO

Campus virtual oferece 3 novos cursos a dist‰ncia

VIDA DE ALUNO Conhea hist—rias como a de Diego Vasconcellos, do curso de Log’stica, que trabalha em uma esta‹o petrol’fera enquanto segue seus estudos. S‹o hist—rias de esforo e muita dedica‹o para superar dificuldades e melhorar as chances na vida profissional.

P‡gina 3

P‡gina 6

P‡gina 7


2

Panorama VIRTUAL not’cias da educa‹o a dist‰ncia

Mais uma turma em parceria com o SENAI Pela quinta vez, UnisulVirtual e SENAI se uniram para ofertar uma parceria de sucesso. O Programa Especial de Forma‹o Pedag—gica para Formadores de Educa‹o Profissional, oferecido pela UnisulVirtual, Ž destinado a funcion‡rios do Servio Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de todo o Brasil. Neste curso, a pr‡tica pedag—gica contempla todos os m—dulos, promovendo interdisciplinaridade entre as ‡reas do conhecimento. A parceria foi firmada visando ˆ qualifica‹o pedag—gica dos colaboradores do SENAI, atendendo a legisla‹o e oportunizando a aquisi‹o de saberes fundamentais para o trabalho pedag—gico.

Unisul se destaca no Congresso

Internacional da ABED

A institui‹o marcou presena no 16¼ Congresso Internacional de Educa‹o a Dist‰ncia (CIEAD) promovido pela Associa‹o Brasileira de Educa‹o a Dist‰ncia (ABED). O evento, que ocorreu em Foz do Iguau, Paran‡, reuniu as principais autoridades acadmicas da ‡rea, n‹o s— do Brasil e AmŽrica Latina, mas tambŽm dos EUA, Inglaterra, Canad‡, Frana e Espanha. A diretora da UnisulVirtual, professora Jucimara Roesler, participou da mesa redonda ÒAprendizagem em redes e as TICsÓ (foto acima) e o campus ainda foi representado pela professora Daniela Will. No local, um estande da universidade divulgou cursos e, tambŽm, o Semin‡rio Internacional GUIDE de Educa‹o Superior Virtual, realizado em outubro, em Florian—polis.

Troca de experincias

Diretores da universidade equatoriana conheceram as instala›es e a metodologia da UnisulVirtual

Neste Brasil que abraa mais de 5,5 mil munic’pios, a infinidade de cores, rituais, religi›es, culturas e paisagens se fundem em uma mistura que n‹o se encontra em nenhuma outra parte do mundo. Foi essa a inten‹o da 1» Mostra Cultural: abra as portas da sua regi‹o, promovida pela UnisulVirtual, para revelar, por meio dos olhos dos alunos, a diversidade das regi›es Brasileiras. Seis trabalhos prŽ-selecionados foram para a vota‹o do pœblico no site da mostra, com um vencedor selecionado. O aluno vencedor ganhou uma viagem ˆ Grande Florian—polis, para conhecer a sede da UnisulVirtual.

Realidades econ™micas, culturais e geogr‡ficas muito distintas marcam as diferenas entre Brasil e Equador. Na educa‹o, n‹o Ž diferente. Foi justamente em busca de novidades na ‡rea e tambŽm para compartilhar conhecimento acadmico entre pa’ses, que integrantes da Universidad TŽcnica Particular de Loja, situada no Equador, visitaram o Campus Universit‡rio UnisulVirtual recentemente. Os integrantes da Universidad de Loja foram informados quanto ˆ produ‹o de materiais did‡ticos, impressos e digitais, e tambŽm conheceram as a›es de acessibilidade para facilitar a inclus‹o de portadores de necessidades especiais, como a produ‹o de livros em Braille e na L’ngua Brasileira de Sinais (Libras), beneficiando mais de 80 estudantes da UnisulVirtual. Na reuni‹o, os convidados foram apresentados ao novo modelo de gest‹o institucional, atravŽs da implanta‹o das Unidades de Articula‹o Acadmicas (UnAs).

Mostra Cultural promove a diversidade brasileira

EXPEDIENTE Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL Campus UnisulVirtual Imagem do programa que apresentou o campus virtual aos calouros do semestre 2010-2

A largada rumo ao diploma A Aula Inaugural do 2¼ semestre de 2010 do Campus Universit‡rio UnisulVirtual, mais uma vez, surpreendeu quem assistiu ao vivo ˆ cerim™nia ou acompanhou o v’deo pela Internet. Dicas acadmicas, depoimentos de quem viveu uma transforma‹o na vida pela EaD e orienta›es sobre como administrar o tempo foram os principais temas anotados pelos novos alunos. Mais de 1,7 mil universit‡rios ingressaram no per’odo. Acompanhada pelo diretor do Departamento de Ensino da Aeron‡utica (Depens), Tenente Brigadeiro do Ar, Jo‹o Manoel Sandim de Rezende, e pelo diretor de Forma‹o e Aperfeioamento (DFA) do ExŽrcito Brasileiro, General de Divis‹o, Marco AurŽlio Costa Vieira, Jucimara lembrou caracter’sticas da Educa‹o a Dist‰ncia da universidade como democratiza‹o do ensino, mobilidade e flexibilidade na escolha do local e hor‡rio para estudar.

Centro Empresarial Pedra Branca Avenida dos Lagos, n¼ 41 Ð 1¼ andar Bairro Cidade Universit‡ria Pedra Branca CEP: 88137-900 Ð Palhoa SC Fone/fax: (48) 3279 12 24 Website: www.virtual.unisul.br REITORIA Reitor: Ailton Nazareno Soares Vice-Reitor: Sebasti‹o SalŽsio Herdt Pr—-Reitor Acadmico: Mauri Luiz Heerdt Pr—-Reitor de Administra‹o: Fabian Martins de Castro Diretora dos Campi de Tubar‹o e Ararangu‡ Milene Pacheco Kindermann Diretor dos Campi da Grande Florian—polis HŽrcules Nunes de Araœjo Diretora do Campus UnisulVirtual Jucimara Roesler Assessoria de Comunica‹o e Marketing - C&M Jornal UnisulVirtual Edic‹o n¼ 8 - Novembro de 2010 Contato: comunicacao.virtual@unisul.br Reda‹o e Edi‹o: Marcelo Barcelos Fotos: Arquivo Unisul / Arquivos pessoais Diagrama‹o: Rafael Pessi


cursos E AFINS

Novidades do Campus Virtual

NOVOS CURSOS

Servios Penais, Agroneg—cio e Segurana no Tr‰nsito A UnisulVirtual criou trs novos cursos superiores de tecnologia em 2010. Com grade curricular voltada a tendncias e atualidades, foram lanadas as gradua›es de Tecnologia em Agroneg—cio, Segurana no Tr‰nsito e Servios Penais. AGRONEGîCIO

SEGURAN‚A NO TRåNSITO

SERVI‚OS PENAIS

Desenvolve no aluno capacidades para analisar, por exemplo, a abrangncia e limita›es de agroempreendimentos; cadeias de produ‹o; alternativas de gest‹o e avalia‹o das tecnologias. E ainda: ensina a identificar alternativas de captar recursos.

O aluno ir‡ aprender sobre engenharia do tr‡fego, normas gerais de circula‹o, infra›es e penalidade, redu‹o da violncia e ser‡ estimulado a contribuir para aumentar a segurana do tr‰nsito, alŽm de conscientizar a popula‹o sobre os desafios e perigos do tr‰nsito.

O curso tem o objetivo de desenvolver habilidades como negocia‹o, planejamento e trabalho em equipe, inova‹o, comunica‹o e organiza‹o junto ˆ segurana pœblica para maior efic‡cia em atividades do sistema penitenci‡rio.

Dura‹o do curso: 2,5 anos

Dura‹o do curso: 2 anos

Dura‹o do curso: 2 anos

TECNOLOGIA

Introdu‹o de webconferncias abre novo canal de intera‹o para alunos e professores Intera‹o em tempo real e tecnologia de ponta. Assim pode ser definido o Espao Online de Aprendizagem (EOLA), um novo canal de comunica‹o entre professor e aluno, criado pela UnisulVirtual. Pelo computador conectado com c‰mera, o sistema permite a realiza‹o de defesas orais para avalia‹o de Trabalhos de Conclus‹o de Curso (TCC) de p—s-gradua‹o e, ainda, a organiza‹o de webconferncias necess‡rias ˆ revis‹o de conteœdos das disciplinas da gradua‹o. Em aplica‹o h‡ 3 meses, a ferramenta j‡ tornou poss’vel a realiza‹o de cerca de 140 defesas de monografias, unindo em um ambiente on-line professores e alunos localizados nos mais diferentes locais no Brasil e, atŽ mesmo, no exterior. Foram tambŽm realizadas mais de 120 webconferncias para os cursos de gradua‹o. Para 2011, ser‹o oferecidas webconferncias para todas as disciplinas da gradua‹o.

Professora Karla Nunes interagindo com orientador e aluno durante defesa de TCC do curso a dist‰ncia de Especializa‹o em Hist—ria Militar

Jornal UV Ð As webconferncias ocorrem de que forma? EOLA Ð As webconferncias s‹o disponibilizadas pelos professores no ambiente virtual de cada turma, convidando os alunos a participarem ao vivo da revis‹o de conteœdo da disciplina. AlŽm da revis‹o, os alunos podem tirar dœvidas on line com o Professor. Ap—s o encerramento da reuni‹o Ž disponibilizado o link de grava‹o para acesso on demand, ideal para os alunos que n‹o tiveram possibilidade de participar ao vivo.

Qual ferramenta Ž utilizada e que caracter’sticas ela tem? A plataforma Adobe¨ Acrobat¨ Connectª Pro possibilita a simula‹o virtual do ambiente de uma sala de aula. AlŽm da utiliza‹o de recursos de ‡udio e v’deo, permite o compartilhamento de arquivos nos mais diferentes formatos. Todos os eventos s‹o gravados e podem ser acessados atravŽs de um link espec’fico da grava‹o. Ou seja, o aluno que realizou a defesa oral pode assistir o replay da sua apresenta‹o e o aluno da webconferncia que,

por algum motivo n‹o p™de participar ao vivo, poder‡ ter acesso ao link de grava‹o da revis‹o de conteœdo. ÊÊÊÊ O aluno faz a defesa de qualquer lugar? ƒ ele quem escolhe? Sim, o aluno pode acessar de qualquer computador. Quais novidades est‹o por vir no setor: metas/planos? O objetivo Ž fazer no ano de 2011 webconferncias em 100% das disciplinas dos cursos de gradua‹o.

3


4

Eventos EaD

5

1¼ Semin‡rio Internacional GUIDE de Educa‹o Superior Virtual

Desenhando a

universidade do futuro Na AmŽrica Latina, o Brasil Ž o mais desenvolvido em EaD e uma das representantes e referncia nessa modalidade Ž a UnisulVirtualÓ, afirma a diretora da GUIDE, Laura Ricci.

Destaques do Evento Entre os temas discutidos ,destacaram-se: o uso das m’dias sociais na EaD, a cria‹o das universidades em rede, flexibilidade, legisla‹o, eficincia pedag—gica e gerenciamento de competncias profissionais.

Universidades em rede ÒPara se ter sucesso em EaD, n‹o bastam apenas as liga›es entre institui›es tradicionais. ƒ necess‡ria uma forma revolucion‡ria de estrutura organizacional: com o uso de alianas estratŽgicasÓ, afirma Michael Moore. Esse modelo funciona da seguinte forma: especialistas em conteœdos s‹o contratados para fornecer seu servio a diferentes institui›es de ensino. Profissionais experientes em projetos, em comunica‹o, em sistemas virtuais e em apoio ao estudante podem atuar da mesma forma. Moore tambŽm fala sobre uma maneira mais flex’vel para o corpo docente: ao invŽs de um professor titular, o especialista sugere que os recursos sejam distribu’dos entre quatro professores adjuntos. Segundo o pesquisador brit‰nico, tanto a rede de especialistas, quanto os professores, distribu’dos dessa maneira, resultam em um sistema vers‡til, no qual os recursos se moldam ˆs necessidades dos projetos educacionais. A estrutura muda conforme as necessidades, que est‹o em constante transforma‹o. Para se ter eficincia, os investimentos precisam ser pensados para 3 ou 4 anos e divididos por projetos. Isso atrai recursos vindos do BID Ð Banco Interamericano do Desenvolvimento, por exemplo.

Legisla‹o Fredric Litto, presidente da Associa‹o Brasileira de Educa‹o a Dist‰ncia (ABED) e palestrante do evento, lembra que 80% das profiss›es n‹o precisam da regulamenta‹o do MEC (MinistŽrio da Educa‹o) para serem exercidas. ÒAssim, o que importa Ž a competncia real.Ó, enfatiza. Litto afirma que a legisla‹o vigente incentiva a educa‹o presencial. ÒAs restri›es impostas pelo governo federal dificultam a aquisi‹o da credibilidade do EAD. Entre 2003 e 2009, por exemplo, o nœmero de alunos de n’vel superior no EAD cresceu 900%, emprestando credibilidade. Em compensa‹o, a falta de qualifica‹o dos professores derrubou a qualidade e, consequentemente, a credibilidadeÓ, complementa.

Acima Reunidos na Unisul, 200 especialistas de todo o mundo discutiram o futuro da educa‹o superior a dist‰ncia Acima, ˆ direita: Michael Moore, da Penn State University

om cerca de 200 participantes vindos de diversas partes do mundo, como estudantes do Haiti e do Oriente MŽdio, alŽm de palestrantes especialistas da Europa e de todo o continente americano, foi realizado nos dias 14 e 15 de outubro, na unidade Unisul Padre Roma (Florian—polis), o 1¡ GUIDE Internacional de Ensino Superior Virtual. AlŽm de trazer ˆ tona questionamentos sobre a qualidade do ensino superior com a utiliza‹o de recursos digitais, o encontro serviu de palco para o lanamento do GUIDE Brasil. Segundo a diretora-geral da UnisulVirtual, Jucimara Roesler, a cria‹o do Semin‡rio demonstra a import‰ncia do Pa’s no apoio para o desenvolvimento mundial da Educa‹o a Dist‰ncia. Nascido na Europa, pela italiana Universitˆ degli Studi Guglielmo Marconi, a GUIDE (Global Universities in Distance Education) Ž uma das mais importantes organiza›es internacionais de coopera‹o e pesquisa em EaD.

De acordo com o precursor da EaD mundial e pesquisador da Penn State, Michael Moore, a universidade do futuro envolve uma pedagogia pautada na individualidade do aluno. ÒN—s, os professores, n‹o poderemos mais nos focar na sala de aula e, sim, no indiv’duo. Nos EUA, a EaD era chamada antigamente de «estudo independente«, pois essa modalidade sempre foi voltada para gerar escolhas independentes. Cada aluno sempre pode escolher onde e como estudar e, muitas vezes, isso Ž esquecido em sala de aulaÓ, detalha. Segundo Moore, hoje, o ensino de sala de aula est‡ para as tecnologias que podem ser usadas na educa‹o, como o CD est‡ para a possibilidade de baixar infinitas mœsicas pela internet. Assim, o aluno do futuro criar‡ pacotes personalizados de conteœdos e ir‡ gerenci‡los da forma que melhor lhe convier. Tal din‰mica dever‡ ser aceita pelos educadores. ÒMais do que nunca, o bom professor ter‡ que saber respeitar a independncia e a individualidade da capacidade cognitiva de cada aluno. N‹o poderemos mais nos focar na sala de aula e, sim, no indiv’duoÓ, enfatiza.

Fredric Litto

Presidente da ABED (Brasil)

O pesquisador Marcelo Maina, da Universidade Aberta da Catalunha (Espanha), apresentou um exemplo no qual os alunos utilizam recursos como o Twitter e o Facebook de forma efetiva e cita pr‡ticas pedag—gicas bem-sucedidas na utiliza‹o destas ferramentas como plataforma de interc‰mbio de informa‹o e comunica‹o entre os alunos e entre alunos e professores.

ÒEsses espaosÊs‹o criados pelos estudantes para que eles possam estar juntos e, ainda que de forma virtual, trocar ideias. As redes informais, como Twitter, Facebook e Orkut, tm a vantagem de levantar o debate, mas n‹o representam salas de aula. Dentro do ambiente virtual de aprendizagem, o aluno est‡ focado para aprender. Ali, ele quer uma rela‹o pedag—gica.

Jucimara Roesler

UnisulVirtual (Brasil)

J‡Êo papel das redes informais Ž o de um ambiente livre de discuss‹o, para trocas entre colegas e atŽ para elogiar e reclamar da institui‹o. IssoÊn‹o caracteriza aprendizagem formal. Mas, esses dadosÊpodem ser trazidos e debatidos no ambiente formal de aprendizagemÓ, afirmou Jucimara. Marcelo Maina Twitter e Facebook, assim, seriam mais Universidade Aberta utilizadosÊpara a divulga‹o das datas de da Catalunha (Espanha) inscri›es;Êdos cursos ofertados; do calend‡rio acadmico e seus respectivos editais; de oportunidades de trabalho e est‡gio;ÊdeÊeventos eÊtemas de interesse da comunidade da institui‹o, alŽm de trazer aÊcobertura de eventos locais. Enfim, seriam mais uma rede informativa do que formativa.

Educa‹o mista atende exigncia de mercado Segundo Claudio Rama, pesquisador do Observat—rio de Tendncias de la Educaci—n Virtual em AmŽrica Latina (Uruguai), a internet Ž uma indœstria cultural com sistema digital, que cria uma estrutura muito mais barata e mostra que o incremento da produtividade se d‡ com a incorpora‹o da tecnologia.

O uso do Facebook e do Twitter na constru‹o do conhecimentoÊ

De acordo com Jucimara Roesler, as redes sociais tm papel suplementar no aprendizado. A diretora-geral da UnisulVirtual refora essa teoria em um trabalho acadmico realizado com alunos da UnisulVirtual e da Universidade Aberta da Catalunha. Em entrevistas, os estudantes afirmaram que n‹o costumam utilizarÊferramentas como f—runs e chats comÊfoco pedag—gico ou acadmico, a n‹o ser quando orientados pelo professor.

Para Michael Moore, a nova tecnologia funciona em um sistema antigo, o que n‹o Ž o ideal. ÒColocar um computador de œltima gera‹o em uma sala de aula atŽ pode ajudar um pouco, mas n‹o vai representar melhora no aprendizado, porque o professor precisa estar preparado para se valer daquela tecnologia como um todoÓ, justifica.

Fab’ola Ietto - especial para a UNISUL

Florian—polis foi sede do evento promovido pela Associa‹o GUIDE, em conjunto com a Unisul, a Universitˆ degli Studi ÒGuglielmo MarconiÓ, da It‡lia, e a Funda‹o CEDIPROE, da Argentina

Segundo Michael Moore, uma das maiores mudanas na tecnologia nos œltimos cinco anos foram as redes sociais. ÒMyspace e Facebook surgiram em 2004 e hoje 10% da popula‹o da Terra possui um perfil no FacebookÓ, quantifica. Claudio Rama

Observat—rio de Tendncias

ÒAntes, o profissional diagnosticava e de la Educaci—n Virtual (Uruguai) resolvia. Hoje, isso se faz por meio da inform‡ticaÓ, afirma. Assim, para o especialista, a modalidade mista - de educa‹o presencial, virtual e pr‡tica - Ž a ideal para formar as competncias diversas que o mercado de hoje exige. ÒA pedagogia mais eficiente deve ser estudada caso a casoÓ, finaliza.

Segundo o pesquisador, o desafio Ž profissionalizar e estruturar todos esses canais de comunica‹o surgidos com a Web 2.0 para transform‡-los em algo que faa sentido. ÒCom o objetivo de estruturar o fluxo de informa›es e ajudar os alunos a acumularem essas informa›es em suas estruturas cognitivas e emocionais, os professores passam de atores a produtores. ƒ necess‡rio um olhar profissional desses canais.Ó, complementa.


4

Eventos EaD

5

1¼ Semin‡rio Internacional GUIDE de Educa‹o Superior Virtual

Desenhando a

universidade do futuro Na AmŽrica Latina, o Brasil Ž o mais desenvolvido em EaD e uma das representantes e referncia nessa modalidade Ž a UnisulVirtualÓ, afirma a diretora da GUIDE, Laura Ricci.

Destaques do Evento Entre os temas discutidos ,destacaram-se: o uso das m’dias sociais na EaD, a cria‹o das universidades em rede, flexibilidade, legisla‹o, eficincia pedag—gica e gerenciamento de competncias profissionais.

Universidades em rede ÒPara se ter sucesso em EaD, n‹o bastam apenas as liga›es entre institui›es tradicionais. ƒ necess‡ria uma forma revolucion‡ria de estrutura organizacional: com o uso de alianas estratŽgicasÓ, afirma Michael Moore. Esse modelo funciona da seguinte forma: especialistas em conteœdos s‹o contratados para fornecer seu servio a diferentes institui›es de ensino. Profissionais experientes em projetos, em comunica‹o, em sistemas virtuais e em apoio ao estudante podem atuar da mesma forma. Moore tambŽm fala sobre uma maneira mais flex’vel para o corpo docente: ao invŽs de um professor titular, o especialista sugere que os recursos sejam distribu’dos entre quatro professores adjuntos. Segundo o pesquisador brit‰nico, tanto a rede de especialistas, quanto os professores, distribu’dos dessa maneira, resultam em um sistema vers‡til, no qual os recursos se moldam ˆs necessidades dos projetos educacionais. A estrutura muda conforme as necessidades, que est‹o em constante transforma‹o. Para se ter eficincia, os investimentos precisam ser pensados para 3 ou 4 anos e divididos por projetos. Isso atrai recursos vindos do BID Ð Banco Interamericano do Desenvolvimento, por exemplo.

Legisla‹o Fredric Litto, presidente da Associa‹o Brasileira de Educa‹o a Dist‰ncia (ABED) e palestrante do evento, lembra que 80% das profiss›es n‹o precisam da regulamenta‹o do MEC (MinistŽrio da Educa‹o) para serem exercidas. ÒAssim, o que importa Ž a competncia real.Ó, enfatiza. Litto afirma que a legisla‹o vigente incentiva a educa‹o presencial. ÒAs restri›es impostas pelo governo federal dificultam a aquisi‹o da credibilidade do EAD. Entre 2003 e 2009, por exemplo, o nœmero de alunos de n’vel superior no EAD cresceu 900%, emprestando credibilidade. Em compensa‹o, a falta de qualifica‹o dos professores derrubou a qualidade e, consequentemente, a credibilidadeÓ, complementa.

Acima Reunidos na Unisul, 200 especialistas de todo o mundo discutiram o futuro da educa‹o superior a dist‰ncia Acima, ˆ direita: Michael Moore, da Penn State University

om cerca de 200 participantes vindos de diversas partes do mundo, como estudantes do Haiti e do Oriente MŽdio, alŽm de palestrantes especialistas da Europa e de todo o continente americano, foi realizado nos dias 14 e 15 de outubro, na unidade Unisul Padre Roma (Florian—polis), o 1¡ GUIDE Internacional de Ensino Superior Virtual. AlŽm de trazer ˆ tona questionamentos sobre a qualidade do ensino superior com a utiliza‹o de recursos digitais, o encontro serviu de palco para o lanamento do GUIDE Brasil. Segundo a diretora-geral da UnisulVirtual, Jucimara Roesler, a cria‹o do Semin‡rio demonstra a import‰ncia do Pa’s no apoio para o desenvolvimento mundial da Educa‹o a Dist‰ncia. Nascido na Europa, pela italiana Universitˆ degli Studi Guglielmo Marconi, a GUIDE (Global Universities in Distance Education) Ž uma das mais importantes organiza›es internacionais de coopera‹o e pesquisa em EaD.

De acordo com o precursor da EaD mundial e pesquisador da Penn State, Michael Moore, a universidade do futuro envolve uma pedagogia pautada na individualidade do aluno. ÒN—s, os professores, n‹o poderemos mais nos focar na sala de aula e, sim, no indiv’duo. Nos EUA, a EaD era chamada antigamente de «estudo independente«, pois essa modalidade sempre foi voltada para gerar escolhas independentes. Cada aluno sempre pode escolher onde e como estudar e, muitas vezes, isso Ž esquecido em sala de aulaÓ, detalha. Segundo Moore, hoje, o ensino de sala de aula est‡ para as tecnologias que podem ser usadas na educa‹o, como o CD est‡ para a possibilidade de baixar infinitas mœsicas pela internet. Assim, o aluno do futuro criar‡ pacotes personalizados de conteœdos e ir‡ gerenci‡los da forma que melhor lhe convier. Tal din‰mica dever‡ ser aceita pelos educadores. ÒMais do que nunca, o bom professor ter‡ que saber respeitar a independncia e a individualidade da capacidade cognitiva de cada aluno. N‹o poderemos mais nos focar na sala de aula e, sim, no indiv’duoÓ, enfatiza.

Fredric Litto

Presidente da ABED (Brasil)

O pesquisador Marcelo Maina, da Universidade Aberta da Catalunha (Espanha), apresentou um exemplo no qual os alunos utilizam recursos como o Twitter e o Facebook de forma efetiva e cita pr‡ticas pedag—gicas bem-sucedidas na utiliza‹o destas ferramentas como plataforma de interc‰mbio de informa‹o e comunica‹o entre os alunos e entre alunos e professores.

ÒEsses espaosÊs‹o criados pelos estudantes para que eles possam estar juntos e, ainda que de forma virtual, trocar ideias. As redes informais, como Twitter, Facebook e Orkut, tm a vantagem de levantar o debate, mas n‹o representam salas de aula. Dentro do ambiente virtual de aprendizagem, o aluno est‡ focado para aprender. Ali, ele quer uma rela‹o pedag—gica.

Jucimara Roesler

UnisulVirtual (Brasil)

J‡Êo papel das redes informais Ž o de um ambiente livre de discuss‹o, para trocas entre colegas e atŽ para elogiar e reclamar da institui‹o. IssoÊn‹o caracteriza aprendizagem formal. Mas, esses dadosÊpodem ser trazidos e debatidos no ambiente formal de aprendizagemÓ, afirmou Jucimara. Marcelo Maina Twitter e Facebook, assim, seriam mais Universidade Aberta utilizadosÊpara a divulga‹o das datas de da Catalunha (Espanha) inscri›es;Êdos cursos ofertados; do calend‡rio acadmico e seus respectivos editais; de oportunidades de trabalho e est‡gio;ÊdeÊeventos eÊtemas de interesse da comunidade da institui‹o, alŽm de trazer aÊcobertura de eventos locais. Enfim, seriam mais uma rede informativa do que formativa.

Educa‹o mista atende exigncia de mercado Segundo Claudio Rama, pesquisador do Observat—rio de Tendncias de la Educaci—n Virtual em AmŽrica Latina (Uruguai), a internet Ž uma indœstria cultural com sistema digital, que cria uma estrutura muito mais barata e mostra que o incremento da produtividade se d‡ com a incorpora‹o da tecnologia.

O uso do Facebook e do Twitter na constru‹o do conhecimentoÊ

De acordo com Jucimara Roesler, as redes sociais tm papel suplementar no aprendizado. A diretora-geral da UnisulVirtual refora essa teoria em um trabalho acadmico realizado com alunos da UnisulVirtual e da Universidade Aberta da Catalunha. Em entrevistas, os estudantes afirmaram que n‹o costumam utilizarÊferramentas como f—runs e chats comÊfoco pedag—gico ou acadmico, a n‹o ser quando orientados pelo professor.

Para Michael Moore, a nova tecnologia funciona em um sistema antigo, o que n‹o Ž o ideal. ÒColocar um computador de œltima gera‹o em uma sala de aula atŽ pode ajudar um pouco, mas n‹o vai representar melhora no aprendizado, porque o professor precisa estar preparado para se valer daquela tecnologia como um todoÓ, justifica.

Fab’ola Ietto - especial para a UNISUL

Florian—polis foi sede do evento promovido pela Associa‹o GUIDE, em conjunto com a Unisul, a Universitˆ degli Studi ÒGuglielmo MarconiÓ, da It‡lia, e a Funda‹o CEDIPROE, da Argentina

Segundo Michael Moore, uma das maiores mudanas na tecnologia nos œltimos cinco anos foram as redes sociais. ÒMyspace e Facebook surgiram em 2004 e hoje 10% da popula‹o da Terra possui um perfil no FacebookÓ, quantifica. Claudio Rama

Observat—rio de Tendncias

ÒAntes, o profissional diagnosticava e de la Educaci—n Virtual (Uruguai) resolvia. Hoje, isso se faz por meio da inform‡ticaÓ, afirma. Assim, para o especialista, a modalidade mista - de educa‹o presencial, virtual e pr‡tica - Ž a ideal para formar as competncias diversas que o mercado de hoje exige. ÒA pedagogia mais eficiente deve ser estudada caso a casoÓ, finaliza.

Segundo o pesquisador, o desafio Ž profissionalizar e estruturar todos esses canais de comunica‹o surgidos com a Web 2.0 para transform‡-los em algo que faa sentido. ÒCom o objetivo de estruturar o fluxo de informa›es e ajudar os alunos a acumularem essas informa›es em suas estruturas cognitivas e emocionais, os professores passam de atores a produtores. ƒ necess‡rio um olhar profissional desses canais.Ó, complementa.


6

Vida de ALUNO Experincias de quem escolheu a universidade a dist‰ncia

Estudos em alto-mar Sou Oficial de N‡utica da Marinha Mercante, tenho 23 anos e iniciei o curso de Log’stica da UnisulVirtual em 2009. Trabalho embarcado em navio e sou Bacharel em Cincias N‡uticas. Esta gradua‹o Ž bem peculiar, porque, ao final de trs anos de curso, temos de fazer um ano de est‡gio efetivamente embarcado, foi quando iniciei a Log’stica. No in’cio foi dif’cil fazer as provas presenciais, pois dependia do meu navio estar no porto e ele n‹o tinha rota fixa, mas agora, depois de formado, consigo conciliar o curso e o trabalho. J‡ tive de abandonar dois cursos na Universidade Federal de Juiz de Fora devido a minha profiss‹o. Para mim, a gradua‹o a dist‰ncia foi a œnica alternativa para continuar estudando. Estou muito satisfeito com a UnisulVirtual e indico a todos que procuram ensino na modalidade EaD.

Embarcado em Angola ÒA EaD da UnisulVirtual est‡ a ser para mim uma experincia fascinante, me permitindo concretizar o sonho de talhar e enriquecer os meus conhecimentos com a eleva‹o das minhas habilita›es liter‡rias, potenciando, desta forma, as minhas possibilidades de alcance de voos mais altos na carreira profissional na ‡rea de Log’stica.

Diego Vasconcellos

Curso de Tecnologia em Log’stica

M‹e, esposa, policial e estudante universit‡ria ÒSou Policial Civil em Santa Catarina h‡ 22 anos. Casada h‡ 16, tenho um filho de 8 anos. AtŽ agora, estou conseguindo unir estudo, trabalho e fam’lia. Sinto dificuldades, mas me empenho, pois j‡ faz 23 anos que estou fora do banco escolar, mas estou tentando me adaptar a esse novo ritmo de vida.

Garopaba, SC

Procuro efetuar as leituras dos livros em casa, e no trabalho, como passo o dia todo aqui, nas horas livres, acesso internet e realizo as autoavalia›es. Como Ž tudo muito novo para mim, ainda estou engatinhando, mas atŽ o final, estarei correndo, como acontece nas nossas vidas normalmente. Espero n‹o desanimar nesta nova caminhada, pois dos conhecimentos que venho tendo, tenho um objetivo traado, e este mŽtodo foi que se adaptou ˆ minha vida atualmente.Ó Iara Machado Esser

Curso de Gest‹o da Segurana Pœblica

Um sonho garantido

Para o meu caso, que trabalho em uma plataforma de petr—leo em Angola, embora esteja morando no Brasil, a EaD da UnisulVirtual Ž realmente o sistema de ensino que me convŽm, por permitir a flexibiliza‹o do tempo de estudo e o seu custo n‹o ser t‹o alto como no sistema presencial, conservando, no entanto uma elevada qualidade, constitu’ndo-se estes aspectos como principais pontos positivos a destacar. Meu local de trabalho Ž na regi‹o norte de Angola, em alto mar, em um FPSO ( Floating Production, Storage Offloading ), que significa plataforma flutuante de produ‹o, processamento, estocagem e escoamento de —leo e g‡s, operada pela filial de uma multinacional francesa de explora‹o de petr—leo e g‡s, que Ž a TOTAL E&P Angola, da qual eu sou trabalhador concursado h‡ j‡ nove (9 ) anos. Neste FPSO eu sou o respons‡vel por todos os materiais e equipamentos em estoque, avaliado em alguns milh›es de d—lares norte americanos. Apesar do preconceito de muita gente, em rela‹o ˆ metodologia, qualidade e a validade do diploma, derivada da ignor‰ncia e da absurda falta de conhecimento, penso continuar e concluir meu curso, tendo em conta a excelente qualidade do mesmo e a certeza da validade do diploma que obterei.Ó Gilberto Elvio de Oliveira Feliciano Curso de Tecnologia em Log’stica

ÒSou funcion‡rio de uma empresa privada na ‡rea de Constru‹o Civil. O sonho de ser um bacharel em Administra‹o esteve muito pr—ximo em 2003. Digamos que eu e minha esposa t’nhamos um "Planejamento EstratŽgico" em que, no segundo semestre de 2003, estar’amos formados e em dezembro de 2003, nasceria nosso filho. Dentro deste planejamento, a segunda parte se concluiu, e, em 10 de dezembro de 2003, nasceu o Luis Filippi. PorŽm, naquela Žpoca nosso curso era presencial, mas devido a minha transferncia, tivemos que interromp-lo, mudando-nos de Florian—polis para Porto Alegre. Em janeiro de 2009, tive o primeiro contato com o EaD da UnisulVirtual. Fant‡stico. Desde ent‹o, j‡ fui transferido mais uma vez, mas isso n‹o foi um problema para mim, pois consigo administrar meus estudos e hor‡rios. No pr—ximo ano garanto meu

Mucuripe, CE diploma de Bacharelado em Administra‹o, podendo assim alar novos horizontes. Agora, j‡ planejo uma especializa‹o, algo poss’vel graas ˆ UnisulVirtual.Ó Luiz Burginski da Silva Curso de Administra‹o

SIM, VOCæ ƒ NOTêCIA! Conte-nos como a EaD tem mudado a sua vida e quais s‹o os projetos pessoais a que voc se dedica. Escreva para: comunicacao.virtual@unisul.br


Fatos e CONQUISTAS

Realiza›es da comunidade acadmica

7

Unisul Ž destaque em gradua‹o e p—s em SC Com mais de 100 cursos de gradua‹o e 40 de p—sgradua‹o, presenciais e a dist‰ncia, a Unisul Ž destaque no ensino catarinense. Ap—s a conquista Ð pela 12» vez Ð do prmio Top of Mind 2010, pesquisa do grupo RBS e Instituto Mapa, a Universidade voltou a ser destaque regional, nos segmentos gradua‹o e p—s-gradua‹o, do anu‡rio Impar 2010 - êndice de Marcas de Preferncia e Afinidade Regional de SC -, uma parceria entre a RIC Ð Rede Independncia de Comunica‹o - Record e Ibope Inteligncia. A entrega de certificados do anu‡rio Impar 2010 aconteceu no dia 8 de outubro, na Associa‹o Empresarial de Criciœma. Estiveram presentes, representando a Unisul, os professores Willian M‡ximo, Chefe de Gabinete e Coordenador de Comunica‹o, Samarone Geraldi, Coordenador de Marketing, e Peter Johann Burger, Coordenador dos Cursos de P—s-Gradua‹o de curta dura‹o e lato sensu da Universidade. Em 2009, a Universidade dividiu a primeira coloca‹o, como destaque regional, no segmento gradua‹o presencial, com a Universidade Federal de Santa Catarina e o primeiro lugar na modalidade a dist‰ncia.

Guia do Estudante relaciona 36 cursos da universidade A Unisul recebeu, este ano, certificados de 36 cursos estrelados pelo Guia do Estudante, uma publica‹o da editora Abril. Segundo a Pr—-Reitoria de Desenvolvimento e Inova‹o Institucional da Unisul, seis cursos receberam o conceito quatro estrelas e outros 30 cursos foram avaliados com trs estrelas. Foram avaliados como quatro estrelas os cursos de Administra‹o de Tubar‹o, Administra‹o do Norte da Ilha, em Florian—polis, Administra‹o de Palhoa, na Pedra Branca, e Cincias Cont‡beis em Tubar‹o. Esses haviam registrado trs estrelas em 2009. AlŽm desses quatro, os cursos de Naturologia Aplicada e de Fisioterapia, que funcionam no campus da Grande Florian—polis, na Pedra Branca, em Palhoa, tambŽm receberam quatro estrelas na avalia‹o do Guia do Estudante, repetindo o desempenho de 2009.

Novos profissionais formados a dist‰ncia prontos para o mercado Pais, irm‹os, companheiros, filhos, primos e amigos. Todos tinham muito para celebrar junto com os formandos do campus UnisulVirtual durante a formatura, realizada em oito capitais dia 21 de agosto mocionados, os mais de 450 formandos acompanharam atentos a cada instante da cerim™nia de cola‹o de grau, gerada a partir de Florian—polis, Santa Catarina, com teletransmiss‹o simult‰nea e ao vivo, por satŽlite, para as outras sete cidades onde a formatura tambŽm ocorreu. Foi de dentro do CentroSul, localizado na Ilha de Santa Catarina, que autoridades acadmicas, paraninfo, oradora e juramentista cumpriram seus discursos e saudaram a todos os formandos, muitos, inclusive, vindos de outros estados. ÒFiz quest‹o de estar em Florian—polis para viver este momento, depois de muitas trocas virtuais. Sou de Manaus, Amazonas. Estou realizado. ƒ uma etapa da vida que se cumpre, uma conquista de muito

conhecimento, um degrau acima na carreiraÓ, declarou Luiz Fernando Sim›es de Araœjo, que se formou no curso Administra‹o Pœblica. ÒEla est‡ de parabŽns. ƒ um orgulho estarmos aqui para prestigiar essa vit—riaÓ, dizia o marido da formanda Denise Maria Zimmermann Roepcke, que concluiu o segundo curso de gradua‹o da UnisulVirtual, agora em Administra‹o, dentro do Projeto 2 + 2. ÒFoi um per’odo de estudos importante para o meu crescimento profissional. Olha, foi preciso muita disciplina e dedica‹o para chegar a este dia aqui. A gente fica orgulhosa, sabe? A UnisulVirtual d‡ todas as ferramentas para o aprendizado, a universidade est‡ com voc mesmo a dist‰ncia. Essa noite Ž s— alegriaÓ, declarou Denise.

Curso de especializa‹o recebe selo de qualidade

Anivers‡rio da institui‹o agita vida cultural No ms de novembro, a cultura entra em evidncia na universidade. Diversas atividades ser‹o desenvolvidas nos campi e unidades em comemora‹o do 46¡ anivers‡rio da institui‹o promovidas pela Pr—-Reitoria de Extens‹o, Cultura, Esporte e Integra‹o Comunit‡ria: mostras de artes e de danas, concertos musicais e peas de teatro. No campus universit‡rio da UnisulVirtual, o principal objetivo Ž a integra‹o dos alunos que estudam na modalidade de educa‹o a dist‰ncia. Por meio de uma Mostra Cultural, os acadmicos concorrem com uma apresenta‹o sobre o lugar onde vivem.

Na foto, parte dos mais de 90 formandos que colaram grau na cerim™nia realizada em Florian—polis

Diretora Jucimara recebeu certificado das m‹os de Ronaldo Alves Nogueira, Assessor de Controle Interno do MinistŽrio da Justia

A UnisulVirtual recebeu, em agosto, em Bras’lia, o Selo da Renaesp (Rede Nacional e Altos Estudos em Segurana Pœblica) que reconhece pr‡ticas inovadoras e exemplos de difus‹o de conhecimento na ‡rea. A universidade foi contemplada com a distin‹o pelo curso de Especializa‹o em Gest‹o Integrada da Segurana Pœblica. A diretora do campus, Jucimara Roesler, o coordenador do curso de Servios Penais, Roberto Iunskoviski, e o coordenador do F—rum de Segurana Pœblica, Raulino Jac— BrŸning, estiveram na Capital Federal para participar da cerim™nia.


8

Avalia‹o INSTITUCIONAL Mensurando a qualidade de nossa EaD

Pesquisa revela 95% de satisfa‹o A autoavalia‹o institucional est‡ presente, desde a sua forma‹o, na metodologia da UnisulVirtual, e tem sido utilizada em prol do seu gerenciamento da melhoria cont’nua e do desenvolvimento organizacional. s resultados da pesquisa de autoavalia‹o institucional s‹o acompanhados pelos nossos gestores em cada detalhe, e muitas das a›es corretivas e de inova‹o s‹o assumidas a cada semestre. Como resultado geral, a pesquisa realizada, relativa ao primeiro semestre letivo do ano de 2010, indicou um resultado muito positivo. Considerando-se as respostas —timo e bom, 95% dos entrevistados disseram estar satisfeitos com o curso. E com seus professores, o ’ndice de 94% foi obtido na avalia‹o do conhecimento dos professores para ministrar a disciplina. A pesquisa contou com a participa‹o dos alunos matriculados nos 24 cursos inclu’dos no cat‡logo da UnisulVirtual em 2010.1, foram 8.227 question‡rios respondidos, relativos a 3.361 alunos. O objetivo foi o de avaliar a institui‹o UnisulVirtual, o perfil dos alunos, os materiais did‡ticos, o sistema tutorial e de comunica‹o, o sistema de avalia‹o, a metodologia da educa‹o a dist‰ncia e a avalia‹o geral do curso. Em quase todas as quest›es, somando-se as respostas —timo e bom, a satisfa‹o detectada ultrapassa os 88%, a maioria das vezes ficando entre 88% e 90%. Foram 58% e 37% os que, respectivamente, consideraram —tima e boa a avalia‹o geral do curso, em rela‹o aos objetivos propostos, ou seja, um total de 95%. Se o curso atende ˆs expectativas, 55% r e s p o n de r a m que otimamente e 38%, bom (total de 93%). Quanto ˆ aplicabilidade no trabalho dos conhecimentos adquiridos no curso, 49% acharam —tima e 38%, boa (total: 87%). Sobre o material did‡tico, a entrega do livro did‡tico, 58% consideraram —timo e, 28%, bom. As informa›es dispon’veis sobre o curso obtiveram ’ndice de 52% e 42%, e as orienta›es dispon’veis sobre como estudar a dist‰ncia 56% e 38% respectivamente. E 64% e 31% acharam —timo e bom o acesso ao Espao UnisulVirtual de Aprendizagem. Quanto ao conteœdo da disciplina, se ele atendeu os objetivos propostos no plano de ensino e fundamentou o aprendizado, 55% disseram ser —timo e outros 37% consideraram bom. Em rela‹o aos recursos did‡ticos disponibilizados no EVA para o estudo da disciplina, 47% dos pesquisados os consideraram —timos e 40% bons. J‡ as atividades de aprendizagem on-line receberam a cota‹o —tima de 49% dos entrevistados, e boa de 40%.

O ’ndice varia um pouco mais nas quest›es relativas ˆ avalia‹o do sistema tutorial e da intera‹o com as coordena›es e monitorias. Em rela‹o ˆ intera‹o com os coordenadores do curso, 42% consideraram —tima e 28% acharam boa, sendo que 21% responderam que n‹o interagiram. Com a monitoria, os ’ndices foram respectivamente 40%, 32% e 17%, com a secretaria, 36%, 32% e 20%. Quanto ao conhecimento do professor tutor para ministrar a disciplina, 67% consideraram —timo e 27% disseram ser bom. A rela‹o teoria e pr‡tica mereceu um —timo de 62% e bom de 29% dos entrevistados. Quanto ao feedback (retorno) das avalia›es (AD e AP), 57% dos pesquisados responderam —timo e 31% bom. (Melhorou a avalia‹o quanto ao feedback em rela‹o aos dois œltimos semestres). Quando utilizados, os recursos multim’dia foram considerados 34% —timos e 30% bons. Deste modo, os resultados da autoavalia‹o institucional de 2010.1 forneceram um conjunto de informa›es valiosas para o nosso processo de gest‹o, permitindo um conhecimento profundo do funcionamento da metodologia UnisulVirtual, bem como em rela‹o aos seus diversos agentes e ferramentas. Estas informa›es levam sugest›es e recomenda›es ˆs diferentes ‡reas, s‹o disseminadas por relat—rios e s‹o trabalhadas em reuni›es com a Dire‹o do Campus, Coordena‹o de Cursos, Professores e demais tŽcnicos. Assim, a UnisulVirtual assume a›es para permanecer voltada ao atendimento das necessidades dos agentes que nela interatuam, tendo o aluno como o centro do seu processo, ele como o cliente preferencial.

Jornal edição 08 - novembro 2010  

Oitava edição do informativo produzido pelo campus de educação superior a distância da Unisversidade do Sul de Santa Catarina.

Advertisement