Page 1

ESCOLA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIAS

Foto: Divulgação

Uninorte Laureate

BOLETIM INFORMATIVO | ANO I, NO2 – ABRIL/2012 ARQUITETURA E URBANISMO | DESIGN GRÁFICO

Ministério do Trabalho regulamenta trabalho em altura As obrigações gerais da NR-35 entram em vigor seis meses após a publicação e a obrigatoriedade de treinamento e capacitação ofertados pelos patrões entram em vigor após 12 meses O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), por meio da Secretaria de Inspeção do Trabalho, definiu que toda atividade executada acima de 2 metros do nível inferior, onde haja risco de queda, é considerada como trabalho em altura. A Portaria n° 313 que aprova a Norma Regulamentadora (NR) n° 35 foi publicada no Diário Oficial da União no final do mês de março. O documento estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, como planejamento, organização e execução. O objetivo é garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com a atividade. A norma faz referência às responsabilidades do empregador e do trabalhador. Os empregadores precisam ficar atentos, pois as obrigações gerais da NR-35 entram em vigor seis meses após a publicação e a obrigatoriedade de treinamento e capacitação ofertados pelos patrões entram em vigor após 12 meses.

Em relação às obrigações dos empregadores, a norma estabelece que o patrão deverá promover programas de capacitação dos trabalhadores, avaliar o estado de saúde, além de garantir a implementação das medidas de proteção estabelecidas na NR 35 e desenvolver procedimentos para as atividades rotineiras de trabalho em altura. O trabalhador terá a obrigação de cumprir as disposições legais e regulamentares sobre trabalho em altura, inclusive os procedimentos expedidos pelo empregador. Deverá também colaborar com o empregador na implementação da Norma, zelar pela sua segurança e saúde e a de outras pessoas que possam ser afetadas por suas ações ou omissões no trabalho e também poderá exercer o direito de recusa à atividade sempre que se constatar evidências de riscos a si ou a outros. Mais informações: http://www.piniweb.com.br


02

UNINORTE – LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES | ESCOLA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIAS

Opinião

Em sua segunda edição, o Boletim Informativo da Escola de Exatas e Tecnologias traz assuntos relacionados aos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design Gráfico. A primeira matéria aborda a regulamentação do Ministério do Trabalho quanto às atividades realizadas acima de 2 metros do nível inferior. Na página sobre Mercado, explica como o plano de carreira é mais importante que o sálario, uma vez que as pessoas estão dando prioridade ao futuro profissional no lugar de ganhos momentâneos. Sobre Carreira, trata da aprovação pela Comissão do Trabalho do Projeto de Lei que regulamenta a profissão de designer. O projeto seguirá para a Comissão de Constituição Justiça e de Cidadania para apreciação e votação. A notícia era esperada pelos profissionais da categoria. Não deixem também de conferir a coluna “Dúvidas da Língua Portuguesa”. Boa Leitura!

O Sebrae/AM promoveu no dia 12 de março, no Da Vinci Hotel, o lançamento do Desafio Sebrae 2012. O evento contou com um show humorístico com o artista Márcio Braga. O Desafio Sebrae é uma competição de amplitude internacional, voltada para estudantes do ensino superior, que simula a concorrência entre empresas em um mercado virtual. No jogo, empresas são criadas e estruturadas de forma que possam fabricar, distribuir e comercializar produtos. http://www.desafio.sebrae.com.br/INSCRICOES/Primeiro-Passo

Foto: Divulgação

Editorial

Desafio Sebrae 2012

Shigeru Ban na Amazônia O arquiteto japonês Shigeru Ban recebeu um convite do Ministério do Meio Ambiente (MMA) para usar sua expertise para criar soluções sustentáveis para a madeira apreendida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), na Amazônia. Em 2011, a quantidade de madeira recolhida seria suficiente para encher cerca de 1700 caminhões. O convite foi feito durante o encontro Arq. Futuro, que reuniu no final do mês de março, no Rio de Janeiro, profissionais para debater o papel da arquitetura contemporânea via abordagens artística, social e ambiental.

Presidente: Carlos Cipriano / Reitora: Maria Hercília Tribuzy de Magalhães Cordeiro / Pró-Reitor Acadêmico: José Frota Pereira / Pró-Reitor Administrativo: Carlos Eugênio Silveira / Diretor Financeiro: Fernando Augusto Rodrigues Leão Filho / Diretora Comercial e de Relacionamento: Alessandra Giglio / Secretária de Registro Acadêmico: Giselle Pinto / Ouvidora: Ester Menezes dos Anjos (Diretoria das Escolas) / Escola de Licenciatura: Izolda Barreto / Escola de Ciências Exatas e Tecnologia: Raimundo Expedito de Oliveira / Escola de Ciências Humanas e Sociais: Antônio Geraldo Harb / Escola de Ciências da Saúde: Lia Mizobe Ono/ Coordenação Editorial: Luís Mansueto/ Coordenadora do Curso de Design Gráfico: Raimunda Nascimento / Projeto Editorial e Gráfico: Núcleo de Design (Suellen Freitas / Projeto) Diagramação: André Santos / Colaboradores: Djalma Alberto Bentes de Oliveia, Roberto Santos de Oliveira, Fabíola Tavares Bento, Fábio Tavares Bento. Contato: editora@uninorte.com.br


03

UNINORTE – LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES | ESCOLA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIAS

Mercado

Plano de carreira é mais importante que salário na escolha da vaga Pesquisa da Curriculum mostra desejos e exigências para novo emprego. Maior parte dos 15 mil entrevistados não está satisfeita com o trabalho.

Quando dois ou mais substantivos forem qualificados por um só adjetivo, deve-se analisar se este funciona como adjunto adnominal ou como predicativo. Para chegar à resposta substitua os substantivos por um pronome; se o adjetivo desaparecer, sua função será de adjunto adnominal; se não desaparecer, será a de predicativo. Exemplos: “Existem conceitos e regras complicados”. Substituindo os substantivos por um pronome teremos “Eles existem”, e não “Eles existem complicados”. Ou seja, o adjetivo desapareceu; é, então, adjunto adnominal.

Foto: Divulgação

Uma pesquisa da Curriculum, que ouviu 15 mil profissionais, mostrou que a remuneração não fica mais em primeiro lugar como fator decisivo na hora de escolher o novo emprego e o plano de carreira é o que mais conquista os profissionais. Os resultados mostram que 65% não consideram a remuneração financeira o fator mais importante para escolha da vaga, mas sim a oportunidade de crescimento na carreira (83%), seguida por segurança e estabilidade (51,4%), benefícios (51,1%) e chances de aprendizado na área da profissão exercida (43,9%). A distância do local de trabalho vem em último lugar, com 9%. Para a porcentagem que acha o bom salário o mais importante, a maioria (68,5%) também acredita que oportunidade de crescimento na carreira é o segundo fator mais importante, seguido de benefícios (41,6%), segurança/estabilidade (32%) e chances de aprendizado na área de profissão exercida (25,5%). Em relação aos benefícios, para 51% dos entrevistados a

DÚVIDAS DA LÍNGUA PORTUGUESA

“Considero os conceitos e as regras complicados”. participação nos lucros é o mais importante, com 50,7%, seguido de plano de saúde/assistência médica (46,3%), bônus mensal, semestral ou anual (33,1%) e vale-refeição com valor mais alto (21,3%). O menos requisitado é estacionamento (2%). Matéria completa: www.globo. com Fonte: G1.

Substituindo os substantivos por um pronome teremos “Considero-os complicados”. Isto é, o adjetivo não desapareceu; é, então, predicativo. E como qualifica o objeto direto, denomina-se predicativo do objeto. Fovest Online


04

Carreira

UNINORTE – LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES | ESCOLA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIAS

Comissão de Trabalho aprova Projeto de Lei da profissão de Designer Projeto de Lei que regulamenta profissão de designer seguirá para Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania para apreciação e votação. A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) aprovou no dia 28 de março o projeto de Lei 1391/2011 que regulamenta a profissão de Designer. A próxima etapa envolve o encaminhamento do projeto à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) para apreciação e votação. Logo após, seguirá para a sanção da Presidente da República Dilma Rousseff. Uma comissão de designers vinha se reunindo com os assessores dos deputados Roberto Santiago (PSD/SP) Efraim Filho (DEM/PB), Penna (PV/SP), Sandro Mabel (PMDB/GO) e Assis Melo (PCdoB/RS) para estudar as modificações a serem feitas no projeto de lei que não apenas garantisse sua aprovação na CTASP como também facilitasse seu trâmite na CCJ. O projeto era o 45º item na ordem da votação da sessão do dia 28, foi solicitada a inversão de pauta pelo deputado Mauro Nazif (PSB/RO) a pedido da deputada Andreia Zito (PSDB/RJ), que deu prioridade na sessão. Mais informações: http://www.designbrasil.org.br

Abc do Rendering Em sua terceira edição, o livro abc do Rendering apresenta alguns dos conceitos da representação no design. A publicação traz uma sessão de passo a passo, que mostra variadas técnicas que aliam o rendering manual ao digital, as quais são amplamente utilizadas no design de produto. O rendering é uma ferramenta fundamentada no desenho gestual que é, e sempre será, a base no aprendizado e na busca de soluções de qualquer profissional do design.

Revista abcDesign Capa com ilustração de Ericson Straub, a nova edição da revista abcDesign traz “O Tok do design – uma entrevista com o francês que criou a Tok&Stok, uma das principais “vendedoras” de design do Brasil; Experience Design – o que acontece quando o design sai da bolha bi/tridimensional e transforma momentos em memórias?; e Design para a melhor idade – uma reportagem sobre o crescimento da população idosa em todo mundo, e como o design ainda pouco contempla as dificuldades que vêm com a idade.

Boletim Informativa de Exatas #2  

Segunda edição do informativo de Exatas, produzido pela Escola de Exatas e Tecnologia do Centro Universitário do Norte, UniNorte. Diagramaçã...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you