Issuu on Google+

Relat贸rio Social

2008

Unimed Santa Catarina


2


Relat贸rio Social

2008

Unimed Santa Catarina

3


Estrutura Diretiva Dra. Adair Dittrich Unimed Canoinhas Dr. Ademar Nardelli Unimed Jaraguá do Sul Dr. Alberto Gugelmin Neto Unimed Riomafra Dr. Altair Carlos Pereira Unimed Joinville Dr. Carlos Germano Ristow Unimed Brusque Dr. Cláudio Werner Unimed Litoral Dr. Everton Luiz Caum de Campos Unimed Videira

4

Dr. Edevard José de Araújo Unimed Grande Florianópolis Dr. Edison Parizzi Unimed Lages Dr. Eloir Ribeiro Unimed Vale do Araranguá Dr. Fernando Busetto Unimed Concórdia Dr. Fernando Celli Unimed Alto Vale Dr. Giancarlo Zanon Unimed Planalto Norte Dr. Miguel Neme Neto Unimed Ext. Oeste Catarinense Dra. Íris Xavier Unimed Curitibanos


Dr. Jauro Soares Unimed Blumenau

Conselho Fiscal

Dr. José Paulo Fontes Martins Unimed Tubarão

Efetivos Dr. Adriano Reginatto Klein Unimed Chapecó

Dr. Luiz Roberto Dalla Costa Unimed Chapecó

Dr. Paulo César Manfré Unimed Concórdia

Dr. Nelson Dallagnol de Souza Unimed Caçador

Dr. Roberto Luiz C. Zimath Unimed Jaraguá do Sul

Dra. Suzanne Leite Pereira Unimed Vale do Iguaçu

Suplentes Dr. Túlio Varella Souza Unimed Extremo Oeste

Dr. Valdemar Benin Júnior Unimed Alto Irani Dr. Walter Ney Junqueira Unimed Criciúma Dr. Walter W. Rothbarth Unimed Joaçaba

Dr. Heleno Vellozo Unimed Planalto Norte Dr. Flavio Geraldo Vieira Unimed Tubarão

5


Representantes Comitê Estadual de Responsabilidade Social Região Norte Dra. Adair Dittrich Unimed Canoinhas

Dr. Jonas Coelho Lehmkuhl Unimed Lages

Capital

Federação

Região Sul

Dr. Ivan Assef Savóia Robson Devegilli Marciane K. da Costa Franco Elizete de M. Tonioti

Dr. José Paulo Fontes Unimed Tubarão

Suplentes:

Cleci Elisa Albiero Unimed Grande Florianópolis

Região Oeste Obirajara Calasans Unimed Extmo. Oeste Dr. Luiz R. C. Dalla Costa Unimed Chapecó

Região Vale 6

Região Serrana

Maike Rothenburg Mohr Unimed Blumenau

Juciele Marta Wrublewski Unimed Chapecó Marco Antônio Bramorski Unimed Blumenau Maria Cláudia Gonçalves Silva Unimed Tubarão


7


Missão da Federação Promover a integração e realização dos interesses de suas cooperativas singulares, prestando-lhes serviços e representando-as política e institucionalmente, objetivando aprimorar a qualidade da assistência à saúde oferecidos aos clientes do Sistema Unimed.

Visão Ser reconhecida como Federação de excelência no Sistema Unimed.

Negócio Representar, integrar, coordenar e assessorar as Unimeds.

8


9


Mensagem do Presidente A Federação Unimed SC entende a Responsabilidade Social como uma forma de gestão, uma atitude indispensável para garantir a sustentabilidade do negócio Unimed. Ela deve estar focada em todos os seus públicos de interesse e presente em pilares essenciais como: boas práticas de governança, promoção da diversidade e combate a discriminação, promoção da saúde e segurança, promoção de padrões de comportamento sustentáveis, dentre outros. A Responsabilidade Social precisa fazer parte do nosso dia a dia e no caso da cooperativa, também deve fazer parte da sua cadeia de negócios e em como ela os conduz. Só assim poderemos garantir a longevidade de nossos produtos e do nosso planeta. Por muitos anos a Responsabilidade Social foi considerada filosofia, modismo e até mesmo algo fora da realidade empresarial que em nada impactaria a economia e os negócios. Hoje, ainda sem a velocidade que deveria, o mundo começa a entender que a ferramenta da Responsabilidade Social tornou-se vital para negociações e principalmente para a Sustentabilidade do planeta e dos negócios. Aos poucos o mundo vai entendendo que a Responsabilidade Social vai muito além de ações filantrópicas e de meio ambiente e passa a defender a importância de projetos com resultados eficazes em toda a sociedade. O bem comum, além do lucro, passou a ser foco das empresas que procuram tornarse socialmente responsáveis pois estas entenderam que em breve, sem essa visão, será impossível sustentar o negócio ou no mínimo mantê-lo como hoje. Pelo 5º ano a Unimed SC divulga seu Relatório Social, demonstrando seu compromisso com a Responsabilidade Social e a Sustentabilidade e convidando a todos para que assumam esse compromisso conosco.

Dalmo Claro de Oliveira Federação das Unimeds de Santa Catarina Presidente

10


11


Introdução A publicação do Relatório Social 2008 das Unimeds de SC, tem como principal objetivo oferecer um retrato transparente dos principais projetos e ações de Responsabilidade Social desenvolvidos no estado. Acreditamos que essa é uma forma de demonstrar nossa preocupação e a importância de uma gestão inspirada por valores de sustentabilidade. A Unimed em SC tem se esforçado para cumprir seu papel socialmente responsável, apresentando resultados significativos alinhados ao nosso processo de gestão. A opção pela versão online (flipping book) demonstra nossa preocupação com as questões ambientais. Alinhar o discurso a prática é indispensável para ajudarmos a construir um modelo de gestão mais ético e transparente. O Balanço Social segue o modelo do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (IBASE) e permite a visualização do panorama do Sistema estadual, o perfil dos colaboradores, investimentos em educação, cultura, meio ambiente, situação econômica da cooperativa, entre outros.

Responsabilidade Social e Sustentabilidade “Estamos diante de um momento crítico na história da Terra, numa época em que a humanidade deve escolher o seu futuro. À medida que o mundo torna-se cada vez mais interdependente e frágil, o futuro enfrenta, ao mesmo tempo, grandes perigos e grandes promessas. Para seguir adiante, devemos reconhecer que, no meio da uma magnífica diversidade de culturas e formas de vida, somos uma família humana e uma comunidade terrestre com um destino comum. Devemos somar forças para gerar uma sociedade sustentável global baseada no respeito pela natureza, nos direitos humanos universais, na justiça econômica e numa cultura da paz. Para chegar a este propósito, é imperativo que nós, os povos da Terra, declaremos nossa responsabilidade uns para com os outros, com a grande comunidade da vida, e com as futuras gerações.” (Carta da Terra)

12


13


Balanço Social A Unimed em SC investiu mais de 31 milhões em cooperados, colaboradores e comunidade. Os investimentos sociais – interno e externo – da Federação das Unimeds de SC e as 23 cooperativas do estado participantes do balanço social 2008, somaram mais de R$ 31 milhões. Essa quantia foi direcionada a ações e projetos que promovem a transformação da realidade de muitas pessoas, colaborando assim, para uma sociedade mais justa, sustentável e igualitária.

Alguns números: 1. Indicadores Sociais Internos (investimentos em cooperados e colaboradores) • A Unimed em SC investiu mais de R$ 580 mil reais em cultura e lazer beneficiando mais de 5.500 cooperados e/ou colaboradores; • Mais de R$ 410 mil reais em educação; • Mais de 1 milhão e 300 mil reais em capacitação profissional; • Mais de 375 mil reais em auxílio creche; • Esses investimentos beneficiaram mais de 4.200 cooperados e colaboradores. 2. Indicadores Sociais Externos (investimentos na comunidade) • A Unimed em SC investiu mais de R$ 665 mil reais na saúde da comunidade; • Mais de R$ 321 mil em educação e alfabetização; • Mais de R$ 560 mil em esportes; • Mais de 170 mil em ajudas humanitárias e filantrópicas; • Esse investimento beneficiou aproximadamente 300 mil pessoas em mais de 750 entidades de todo o estado de SC.

14


de Colaboradores Número deNúmero colaboradores 2008

2007

2300

2400

2500

2600

2700

2800

2900

3000

Número de cooperados Número de Cooperados 2008

2007

4950

5000

5050

5100

5150

5200

5250

15


Admissões Empregados

Admissões 2008

2007

0

200

400

600

800

1000

1200

Faixa etária dos colaboradores Faixa Etária Colaboradores De 36 a 60 anos

De 18 a 35 anos 2008 2007

Menores de 18 anos

Maiores de 61 anos

0

16

500

1000

1500

2000

2500


Escolaridade dos colaboradores Escolaridade Colaboradores Pós-graduados Ensino Superior Ensino Técnico 2008

Ensino Médio

2007

Ensino Fundamental Não alfabetizados 0

200

400

600

800

1000 1200 1400

Sexo dos colaboradores Sexo Colaboradores 2008

Mulheres Homens 2007

0

500

1000

1500

2000

2500

17


Investimento em colaboradores

Investimento em Colaboradores

Transporte

Saúde 2008 2007

Alimentação

7.

6.

5.

4.

3.

2.

1.

0

0

0

00 0.

00

0

00 0.

00

0

00 0.

00

0

00 0.

00

0

00 0.

00

0

00 0.

00

00 0.

00

18


19


Lista de Unimeds do Balanço Social Consolidado 2008 1- Identificação

Código

20

Nome da cooperativa

25

UNIMED GRANDE FLORIANÓPOLIS

26

UNIMED BLUMENAU

27

UNIMED JOINVILLE

148

UNIMED EXTREMO OESTE CATARINENSE

198

UNIMED CRICIÚMA

207

UNIMED PLANALTO NORTE

220

UNIMED LAGES

221

UNIMED DE TUBARÃO

227

UNIMED DE CHAPECÓ

242

UNIMED LITORAL

300

UNIMED ALTO VALE

331

UNIMED BRUSQUE

332

UNIMED CAÇADOR

334

UNIMED VALE DO ARARANGUÁ

335

UNIMED JOAÇABA

611

UNIMED CANOINHAS

613

UNIMED ALTO IRANI

618

UNIMED VALE DO IGUAÇU

622

UNIMED VIDEIRA

627

UNIMED CONCÓRDIA

628

UNIMED CURITIBANOS

634

UNIMED JARAGUÁ DO SUL

635

UNIMED RIOMAFRA


Balanço Social Anual das Cooperativas / 2008 2 - Indicadores de Corpo Funcional

2008

2007

Cooperados(as)

Empregados(as)

N° Total

Cooperados(as)

Empregados(as)

N° Total

N° de pessoas na cooperativa (em 31/12)

5238

2964

8202

5078

2546

7624

N° de admissões durante o período

245

1116

1361

232

791

1023

Nº de saídas e demissões durante o período

85

698

783

90

496

586

Faixa etária dos empregados: Menores de 18 anos

-

26

-

-

22

-

.. :de 18 a 35 anos

-

2121

-

-

1784

-

.. :de 36 a 60 anos

-

811

-

-

736

-

.. :Maiores de 61anos

-

6

-

-

4

-

Nº de trabalhadores(as) terceirizados(as)

-

551

-

-

275

-

Nº de pessoas com funções administrativas

515

2964

3479

429

2546

2975

Nº de mulheres cooperadas em funções administrativas e/ou diretivas

75

-

75

57

-

57

Nº de negros cooperados em funções administrativas e/ou diretivas

1

-

-

1

-

1

Escolaridade dos empregados: Não alfabetizados

-

0

-

-

0

-

.. :Com ensino fundamental

-

74

-

-

98

-

.. :Com ensino médio

-

1200

-

-

1135

-

.. :Com ensino Técnico

-

573

-

-

483

-

.. :Com nível superior

-

858

-

-

631

-

.. :Pós-graduados

-

259

-

-

199

-

Nº de mulheres que trabalham na cooperativa

1307

2220

3527

1171

1810

2981

% de cargos de chefia ocupados por mulheres

-

63,89%

-

-

65,45%

-

Remuneração média das mulheres

-

1.367,43

-

-

1.161,19

-

Remuneração média dos homens

-

1.821,25

-

-

1.342,86

-

Nº de negros(as) que trabalham na cooperativa

11

90

101

11

84

95

% de cargos de chefia ocupados por negros(as)

-

0,04%

-

-

0,32%

-

Remuneração média dos(as) negros(as)

-

370,14

-

-

348,33

-

Remuneração média dos(as) brancos(as)

-

1.495,86

-

-

1.224,72

-

11

30

41

10

29

39

Nº de portadores(as) de deficiência e redução de mobilidade

3 - Indicadores de organização e gestão

Procedimento para integralização das quotas-partes

2008 0,00% 17,39% 86,96% 86,96% 0,00%

Desconto de débitos trabalhistas Desconto parcelado das retiradas Outro, desconto parcelado Pagto à vista Sem capital social

2007 0,00% 21,74% 91,30% 78,26% 0,00%

Desconto de débitos trabalhistas Desconto parcelado das retiradas Outro, desconto parcelado Pagto à vista Sem capital social

Valor da maior produção repassada ao(à) cooperado(a)

67.161,71

67.553,76

Valor da menor produção repassada ao(à) cooperado(a)

2,05

9,60

Valor da maior remuneração paga ao(à) administrador(a)

-

-

Valor da menor remuneração paga ao(à) administrador(a)

-

-

21.285,62

27.605,55

Valor do maior salário pago ao(à) empregado(a) Valor do menor salário pago ao(à) empregado(a)

210,08

Destino das sobras

30,43% 78,26% 91,30%

Fundos existentes

100,00% Fundo para educação(RATES) 78,26% Outro 100,00% Reserva legal

Quantidade de assembléias realizadas % Freqüência média nas assembléias pelos(as) cooperados(as) 82,61% 100,00% 65,22% Decisões submetidas à assembléia

13,04% 0,00% 43,48% 0,00% 78,26%

Aumento de capital Distribuição entre os(as) cooperados(as) Fundos

69,37 30,43% 82,61% 86,96%

Aumento de capital Distribuição entre os(as) cooperados(as) Fundos

95,65% 73,91% 95,65%

Fundo para educação(RATES) Outro Reserva legal

53

48

44,06%

43,69%

Admissão, eliminação e exclusão de sócio Destino das sobras ou perdas Investimentos Liquidação Novos Produtos Outro Pagto de credores Reforma Estatuto

73,91% 100,00% 69,57% 17,39% 0,00% 43,48% 0,00% 73,91%

Admissão, eliminação e exclusão de sócio Destino das sobras ou perdas Investimentos Liquidação Novos Produtos Outro Pagto de credores Reforma Estatuto

21


Comitê educativo Conselho de especialidades Conselho técnico Medicina preventiva Outros

30,43%

Outros órgãos sociais existentes na cooperativa

34,78% 39,13% 78,26% 65,22% 47,83%

34,78% 82,61% 65,22% 47,83%

Comitê educativo Conselho de especialidades Conselho técnico Medicina preventiva Outros

Renovação dos cargos diretivos (conselho)

47,83% 43,48% 13,04% 0,00% 0,00%

1/3 2/3 Outros Sem renovação Total

47,83% 47,83% 13,04% 0,00% 0,00%

1/3 2/3 Outros Sem renovação Total

0,00% 86,96% 17,39% 0,00%

Diário Mensal Outra Quinzenal Semanal

0,00% 86,96% 13,04% 0,00% 0,00%

Diário Mensal Outra Quinzenal Semanal

0,00% 69,57% 0,00% 4,35%

Conhecimento sobre cooperativismo Critério técnico Experiência Idade Outro Parentesco Participação na comunidade

17,3 78,26% 21,74% 0,00% 60,87% 0,00% 4,35%

Conhecimento sobre cooperativismo Critério técnico Experiência Idade Outro Parentesco Participação na comunidade

73,91% 69,57%

Comportamento cooperativo Outro

73,91% 69,57%

Comportamento cooperativo Outro

0,00% 0,00% 0,00% 95,65% 60,87%

ADS/CUT Anteag Concrab/MST Federações / Centrais OCB OCES Outro

0,00% 0,00% 0,00% 82,61% 65,22% 56,52% 17,39%

ADS/CUT Anteag Concrab/MST Federações / Centrais OCB OCES Outro

Frequência do(s) instrumento(s) de prestação de contas

0,00%

Critério principal para admissão de novos(as) cooperados(as)

Critério principal para suspensão/exclusão de cooperados(as)

Espaços de representação do cooperativismo em que a cooperativa atua

17,39% 82,61% 17,39%

78,26% 13,04% Número de cooperados(as) sindicalizados(as) ou filiados à Associação Profissional

1704

1718

A cooperativa apóia a organização de outros empreendimentos de tipo cooperativo

21,74% 47,83% 30,43% 13,04%

Não Outros apoios Sim, emprestando recusros materiais e/ou humanos Sim, oferecendo assessoria

30,43% 43,48% 30,43% 13,04%

Não Outros apoios Sim, emprestando recusros materiais e/ou humanos Sim, oferecendo assessoria

Principais parceiras e apoios

13,04% 0,00% 4,35% 52,17% 30,43% 47,83% 82,61% 21,74%

Estadual Governo Federal Inst. Religiosa Municipal ONGs Outros Sescoop/OCB Sindicato

17,39% 4,35% 8,70% 52,17% 30,43% 47,83% 78,26% 21,74%

Estadual Governo Federal Inst. Religiosa Municipal ONGs Outros Sescoop/OCB Sindicato

Principal fonte de crédito

8,70 % 0,00 % 34,78 % 0,00 % 0,00 % 4,35 % 0,00 % 8,70 % 8,70 % 34,78 %

Bancos/Financeiras BNDES Cooperados / Cooperativas (sócios) Empregados Fornecedores diversos Governo Intercâmbio Outros Rede credenciada Unicred

17,39 % 0,00 % 43,48 % 0,00 % 0,00 % 4,35 % 0,00 % 0,00 % 8,70 % 26,09 %

Bancos/Financeiras BNDES Cooperados / Cooperativas (sócios) Empregados Fornecedores diversos Governo Intercâmbio Outros Rede credenciada Unicred

4,35% 13,04% 17,39% 65,22% 52,17%

Não Organização de comissões Outras sim, fornecendo equipamento sim, realizando campanhas e capacitações

4,35% 8,70% 17,39% 47,83% 43,48%

Não Organização de comissões Outras sim, fornecendo equipamento sim, realizando campanhas e capacitações

0,00% 82,61% 17,39%

Não ocorre Ocorre em nível de diretoria e conselhos Ocorre em todos os níveis

0,00% 78,26% 21,74%

Não ocorre Ocorre em nível de diretoria e conselhos Ocorre em todos os níveis

0,00% A cooperativa costuma ouvir os(as) cooperados(as) para solução 26,09% de problemas e/ou na hora de buscar soluções? 73,91%

Não Sim, periodicamente com data definida Sim, sem data definida

0,00% 21,74% 73,91%

Não Sim, periodicamente com data definida Sim, sem data definida

8,70% 17,39% 91,30%

Não Sim, para todos (as) cooperados(as) Sim, para todos (as) trabalhadores(as)

8,70% 8,70% 91,30%

Não Sim, para todos (as) cooperados(as) Sim, para todos (as) trabalhadores(as)

Número total de acidentes de trabalho

Existem medidas concretas em relação à saúde e segurança no ambiete de trabalho?

A participação de cooperados(as) no planejamento da cooperativa

A cooperativa estimula a educação básica, ensino médio e superior (supletivo ou regular) dos (as) trabalhadores (as)?

4 - Indicadores econômicos (em R$) Ingressos e receitas brutos Ingressos Repassados

141

121

2008

2007

1.311.539.616,52

1.149.949.447,70

204.898,08

30.126.772,41

Receitas sobre aplicações financeiras em 31/12

16.078.482,83

12.453.634,09

Total das dívidas em 31/12

394.866.036,69

237.822.907,47

Patrimônio da cooperativa

523.498.538,67

335.242.044,18

Patrimônio de terceiros

738.361,27

587.869,57

Impostos e contribuições

20.131.339,53

17.559.598,48

Remuneração dos(as) cooperados(as) - não inclui benefícios

488.887.125,14

327.188.140,38

22


Folha de pagamento/salários e encargos

74.638.153,36

Valor de capital para ingresso na cooperativa

64.899.044,05

30.159,00

28.134,13

Sobras ou perdas do exercício

15.298.833,12

13.732.658,37

Fundos

9.861.703,25

11.721.945,97

2008

2007

5 - Indicadores sociais internos

Cooperados(as)

Empregados(as)

Cooperados(as)

Empregados(as)

146.446,92

5.746.107,05

145.102,18

4.853.098,72

7.315.383,77

3.727.626,20

4.728.423,77

3.039.281,77

Transporte

31.715,49

921.369,46

10.119,21

882.158,78

Segurança no trabalho

31.985,34

238.630,07

3.921,36

174.001,23

Investimentos em cultura e/ou lazer

411.120,87

175.819,91

201.562,68

126.444,90

2822

2679

1070

1765

57.884,33

353.634,39

72.235,59

328.098,00

Alimentação Saúde

- n° de beneficiários(as) Educação/alfabetização, ensino fundamental, médio ou superior - n° de beneficiários(as)

34

194

35

188

Capacitação profissional

615.729,41

689.757,15

398.432,54

701.337,26

- n° de beneficiários(as) Capacitação em gestão cooperativa - n° de beneficiários(as)

927

5322

860

1416

163.341,23

59.274,04

203.508,39

116.164,02

480

102

455

102

Estagiários

-

518.169,71

-

478.824,65

- n° de estagiários em 31/12

-

93

-

78

- n° de estagiários efetivados no período

-

67

-

46

Jovem aprendiz

-

84.588,82

-

45.339,43

- n° de aprendizes em 31/12 Creche ou auxilio creche Ações ambientais relativas a produção/operação Seguro de vida Previdência privada

-

35

-

20

0,00

375.585,75

0,00

304.539,96

0,00

4.020,00

0,00

1.284,00

1.012.770,29

357.260,32

881.135,51

292.705,23

432.197,59

3.950,00

386.014,97

0,00

3.547.717,33

1.099.074,97

3.427.587,65

810.503,57

Bonificações

9.062,05

25.353,42

7.814,63

38.567,02

Outros cursos

3.800,00

27.190,88

16.154,16

46.813,75

537.008,93

160.608,58

333.877,23

45.555,44

4263

8297

2420

3471

14.316.163,55

14.568.020,72

10.815.889,87

12.284.717,73

Participações nos resultados

Outros Total beneficiários Total dos investimentos sociais internos

6 - Indicadores sociais externos (investimentos na comunidade - em R$) - n° de beneficiários(as) Compras de outras cooperativas - n° de de Venda estagiários bens e/ou em serviços 31/12 terceirizados

2008

2007

1.072.700,16

812.178,21

-

-

Investimentos em programas e/ou projetos ambientais

78.469,75

19.633,00

Investimentos em Saúde

667.352,92

791.957,15

205186

206977

- n° de pessoas beneficiadas - n° de entidades beneficiadas Investimentos em programas de alimentação - n° de pessoas beneficiadas - n° de entidades beneficiadas Investimentos em educação/alfabetização - n° de pessoas beneficiadas - n° de entidades beneficiadas

404

342

15.147,00

17.475,51

2260

2310

5

9

321.395,11

367.263,00

62815

116994

144

70

21.278,09

72.256,38

- n° de pessoas beneficiadas

226

538

- n° de entidades beneficiadas

12

47

563.204,09

371.364,89

6442

4254

Investimentos em capacitação profissional

Investimentos em esportes - n° de pessoas beneficiadas - n° de entidades beneficiadas Investimentos em cultura e/ou lazer - n° de pessoas beneficiadas - n° de entidades beneficiadas Gastos com ações sociais/filantropia (financeira, produtos e/ou serviços)/ajudas humanitárias - n° de pessoas beneficiadas - n° de entidades beneficiadas Outros Total pessoas beneficiadas Total entidades beneficiadas Total dos investimentos sociais externos

36

36

142.800,82

154.795,36

16837

29397

85

105

174.216,62

250.531,56

5459

7644

68

43

38.996,28

28.075,41

299225

368114

754

652

3.095.560,84

2.885.530,47

23


7 - Outras Informações

2008 8,70% 0,00% 0,00% 17,39%

2007

4,35%

Direção Direção e empregados Direção, cooperados e empregados Cooperados Empregados

8,70% 0,00% 0,00% 13,04% 4,35%

Direção Direção e empregados Direção, cooperados e empregados Cooperados Empregados

A participação nas sobras ou resultados contempla

4,35% 0,00% 17,39% 69,57% 17,39%

Direção Direção e empregados Direção, cooperados e empregados Cooperados Empregados

Direção Direção e empregados Direção, cooperados e empregados Cooperados Empregados

Os projetos sociais e ambientais desenvolvidos pela cooperativa foram definidos por

13,04% 13,04% 78,26%

Direção Todos os empregados Direção e gerência

8,70% 8,70% 4,35% 78,26% 8,70% 8,70%

47,83% Os padrões de segurança e salubridade no ambiente de trabalho 26,09% foram definidos por 21,74% Quanto à liberdade sindical, ao direito de negociação coletiva e à 47,83% 17,39% representação interna dos empregados , a cooperativa 26,09%

A previdência privada contempla

Na seleção dos fornecedores, os mesmos padrões éticos e de responsabilidade social e ambiental adotados pela cooperativa

13,04% 43,48% 30,43%

13,04% Quanto à participação de empregados em programas de trabalho 34,78% voluntário, a cooperativa 34,78% Atendimento de intercâmbio prestado por outras cooperativas Venda a outras cooperativas

21,74% 69,57%

Direção Todos os empregados Direção e gerência

Direção e gerência Todos os empregados Todos + CIPA

56,52% 34,78% 17,39%

Direção e gerência Todos os empregados Todos + CIPA

Não se envolve Incentiva e segue a OIT Segue as normas da OIT

43,48% 17,39% 21,74%

Não se envolve Incentiva e segue a OIT Segue as normas da OIT

Não são considerados São exigidos São sugeridos

13,04% 43,48% 34,78%

Não são considerados São exigidos São sugeridos

Não se envolve Organiza e incentiva Apóia

21,74% 34,78% 39,13%

Não se envolve Organiza e incentiva Apóia

205.888.654,62

176.256.943,80

5.117.966,15

1.051.171,37

-

-

10778

11451

b) No procon

135

146

c) Na justiça

888

978

Número total de reclamações e críticas de consumidores a) Na cooperativa

Número de reclamações e críticas solucinadas a) Na cooperativa

-

-

10173

10405

b) No procon

64

93

c) Na justiça

324

380

554.551,04

577.684,81

Valor total de indenizações pagas no período por determinação de órgãos de defesa do consumidor e/ou justiça Número total de ações trabalhistas movidas por empregados

-

-

a) Processos julgados procedentes

21

24

b) Processos julgados improcedentes

6

6

193.560,70

591.103,81

655.721.599,81

469.381.730,69

Valor total de indenizações trabalhistas pagas no período por determinação da justiça Valor adicionado a distribuir em R$ - vide DVA Distribuição % do valor adicionado:

-

-

a) Governo

5,81 %

7,17 %

b) Cooperados

75,99 %

70,68 %

c) Empregados

13,23 %

16,22 %

d) Terceiros

2,16 %

2,39 %

e) Sociedade

0,47 %

0,61 %

f) a disposição da AGO

2,33 %

2,93 %

8 - Notas Explicativas

Diretor Presidente

24

Contador - CRC


Demonstração do valor adicionado Sugerimos a seguinte ordem de preenchimento: primeiramente o quadro (B) "Distribuição da Riqueza" e posteriormente o quadro (A) "Geração da Riqueza" excluindo os valores já lançados em (B). (A) Geração da riqueza a) Ingressos e receitas

2008

2007

1.311.539.616,52

1.149.949.447,70

a 1) Contraprestações emitidas líquidas

856.428.524,26

746.960.101,00

a 2) Demais ingressos e receitas

453.887.564,14

401.147.435,78

1.223.528,12

1.841.910,92

621.619.251,37

659.385.515,63

386.921.562,99

290.569.275,49

30.174.263,31

29.079.285,27

201.546.947,33

332.723.044,48

2.976.477,74

7.013.910,39

689.920.365,15

490.563.932,07

32.832.912,76

21.194.713,55

6.199.898,62

5.281.058,07

a 3) Ingressos e receitas não operacionais b) Dispêndios e despesas b 1) Dispêndios com serviços b 2) Dispêndios administrativos b 3) Demais dispêndios e despesas b 4) Dispêndios e despesas não operacionais c) Valor adicionado bruto (a-b) d) Retenções d 1) Depreciações e amortizações d 2) Reservas técnicas d 3) Outras reservas e fundos e) Resultado Financeiro f) Resultado Patrimonial (I) Valor adicionado a distribuir (c-d+e+f)

(B) Distribuição da riqueza a) Remuneração do trabalho a 1) Cooperados a 1 . 1) Produção (consultas e honorários) a 1 . 2) Benefícios

16.771.310,89

4.191.709,51

9.861.703,25

11.721.945,97

6.939.749,37

2.234.150,78

-8.305.601,95

-2.221.638,61

655.721.599,81

469.381.730,69

2008

2007 599.201.235,76

419.111.176,33

498.270.022,23

331.743.414,23

488.887.125,14

327.188.140,38

9.382.897,09

4.555.273,85

86.776.123,92

76.127.272,59

a 2 . 1) Salários, 13°, Férias, FGTS, etc

74.638.153,36

64.899.044,05

a 2 . 2) Benefícios

11.038.886,40

10.300.360,11

1.099.084,16

927.868,43

a 3) Terceiros

14.155.089,61

11.240.489,51

b) Remuneração do governo

38.125.970,09

33.652.365,52

b 1) Impostos/Taxas/Contribuições

20.131.339,53

17.559.598,48

b2) Previdência Social e Outros

17.994.630,56

16.092.767,04

3.095.560,84

2.885.530,47

a 2) Dirigentes, Conselheiros e Empregados

a 2 . 3) Participação nos resultados

c) Contribuições para a sociedade d) Sobras / (perdas) líquidas à disposição da AGO (II) Total distribuído (a+b+c+d)

15.298.833,12

13.732.658,37

655.721.599,81

469.381.730,69

Atenção! "Valor adicionado a distribuir" (I) e "Total distribuído" (II) devem ser iguais!

25


Objetivos do Milênio A Unimed em SC vem cada dia mais assumindo o compromisso de auxiliar no alcance dos Objetivos do Milênio (ODM’s). A Declaração do Milênio das Nações Unidas, que engloba os 8 Objetivos do Milênio, é um documento histórico para o novo século. Aprovada em 2000, em Nova Iorque, reflete as preocupações de 191 países, com questões mundiais. O Brasil é um desses países e a Unimed tem buscado desenvolver Projetos e Ações de Responsabilidade Social que atendam esses 8 Objetivos.

Para tal, os desafios são: reduzir pela metade, até 2015, a proporção da população que vive abaixo da linha da pobreza e a proporção da população que sofre com a fome. Trabalhar nessas metas exige programas de geração de renda, redução da elevada desigualdade entre ricos e pobres e direito à alimentação saudável para todos.

Garantir que todas as crianças, de ambos os sexos, de todas as regiões do País, independentemente da cor, raça e sexo, terminem o ensino fundamental. Aqui, o esforço é pela melhoria da qualidade do ensino e pela ampliação do número de anos de estudo.

26


Aqui, trata-se também de combater o preconceito, ampliar as chances das mulheres no mercado de trabalho, com melhores empregos, salário igual ao dos homens para iguais funções e maior participação feminina na política.

Aqui, trata-se também de combater o preconceito, ampliar as chances das mulheres no mercado de trabalho, com melhores empregos, salário igual ao dos homens para iguais funções e maior participação feminina na política.

Aqui, trata-se também de combater o preconceito, ampliar as chances das mulheres no mercado de trabalho, com melhores empregos, salário igual ao dos homens para iguais funções e maior participação feminina na política.

Reduzir em 2/3 a mortalidade de crianças menores de 5 anos de idade. O caminho para reduzir esse número dependerá de muitos e variados meios, recursos, políticas e programas, dirigidos às crianças, às famílias e às comunidades.

Este Objetivo só será alcançado com a promoção integral da saúde das mulheres em idade reprodutiva. A presença de pessoal qualificado na hora do parto será o reflexo do desenvolvimento de sistemas integrados de saúde pública.

Para tal, dependerá fundamentalmente do acesso da população à informação e aos meios de prevenção e de tratamento, sem descuidar da criação de condições ambientais e nutritivas que estanquem os ciclos de reprodução dessas doenças.

27


A Unimed em Santa Catarina A Unimed é a maior cooperativa médica do mundo, em Santa Catarina atende aproximadamente Hum Milhão de clientes, com uma rede de mais de 5.000 médicos cooperados e mais de 300 municípios cobertos. Juntas, as 23 cooperativas empregam mais de 3.000 funcionários e mais de 1.500 prestadores de serviço. Tem como clientes cerca de 9.800 empresas e mais de 200 hospitais conveniados além de 3 hospitais próprios, com um 4º em construção. A marca Unimed é apontada há 14 anos consecutivos como a mais lembrada em todo o território catarinense quando o assunto é plano de saúde. Por todos esses motivos a Unimed SC faz questão de divulgar seu Relatório Social 2008 em respeito a todos os seu públicos de interesse e como exemplo de empreendimento cooperativista de trabalho respeitado em todo o mundo.

28


29


Comitê Estadual de Responsabilidade Social Instituído em 2008, o Comitê Estadual de RS foi criado com a finalidade de disseminar, fomentar, facilitar e estimular a RS entre as Unimeds de SC. Atua em sintonia com a Política Nacional de RS da Unimed do Brasil. Formado por representantes de todas as regiões do estado de SC, no primeiro ano de atividade, o Comitê focou na definição de suas diretrizes de trabalho e elaborou um plano de ação para os próximos anos. O Comitê também é responsável pelos 2 projetos estaduais e todas as decisões a nível estadual.

Projetos Estaduais A Unimed SC possui 2 projetos estaduais: Esporte Comunitário e Encontro Marcado.

Esporte Comunitário Projeto que acontece desde 2002 e tem como objetivos: • Desenvolver a cidadania através da prática esportiva em crianças de baixa renda e seus familiares; • Realizar ações que vão de encontro aos anseios e necessidades da comunidade local; • Promover a saúde e o bem-estar; • Fortalecer a comunidade, com retorno do capital humano. Em 2008, 21 Unimeds do estado participaram do projeto beneficiando mais de 3.000 crianças. O Esporte Comunitário utiliza o esporte como um instrumento de transformação social. As crianças que participam do projeto recebem transporte e lanche gratuito. Esse projeto atende o Objetivo do Milênio nº 2 – Educação Básica de Qualidade para Todos já que uma das metas desse Objetivo do Milênio é implantar projetos educacionais complementares, com envolvimento familiar, visando estimular a permanência do aluno na escola, exatamente um dos objetivos do projeto Esporte Comunitário já que toda a família é envolvida e para participar a criança precisa estar matriculada na escola.

30


Encontro Marcado O Projeto Encontro Marcado tornou-se estadual em 2005, quando a Unimed SC passou a patrocinar o projeto. O projeto é uma ação didático-pedagógica coordenada pela Profª. Lia Fausta Bonilla Colomé, com o objetivo de estimular a produção de leitura reflexiva e intensificar a formação de leitores críticos, bem como massificar a atividade da leitura no ambiente escolar através da aproximação dos autores com os alunos de Ensino Fundamental e Médio. As escolas participantes recebem a visita de um escritor catarinense, que se encontra com os alunos após os mesmos terem feito a leituras de livros do autor. Para isso, os professores de língua portuguesa das escolas escolhidas para participarem do projeto, recebem um curso de capacitação onde recebem orientações importantes para o desenvolvimento de atividades com os alunos em sala de aula, além de discutirem a importância da leitura no processo educativo de hoje. Esse projeto também atende o Objetivo do Milênio nº 2 – Educação Básica de Qualidade para Todos já que uma das metas desse Objetivo do Milênio é fornecer material didático e de leitura, além de apoiar programas de formação de professores de escolas públicas.

Ações e Projetos Reunimos nesse Relatório Social algumas das principais ações e projetos de Responsabilidade Social desenvolvidos em todo o estado de SC. A cada ano esse trabalho vem sendo amadurecido. Prova disso é que em 2008, 21 Unimeds do estado foram certificadas com o Selo de Responsabilidade Social, concedido pela Unimed do Brasil às cooperativas que promovem ações socialmente responsáveis. Convidamos você a compartilhar desse processo de crescimento conosco!

31


UNIMED ALTO IRANI (XANXERÊ)

TÊNIS COMUNITÁRIO Início: 2002 Público Alvo: Crianças de 7 a 12 anos de escolas públicas da região. Em 2008, a Unimed Alto Irani deu continuidade ao Projeto Tênis Comunitário, atendendo 65 crianças do CESEX De Olho no Futuro que realizam aulas no CAIC - Centro Administrativo Integrado à Criança. Em contato com a Secretaria da Educação e devido a disponibilidade do professor, foram integradas ao projeto mais 15 crianças que viveram a experiência do mini-tênis pela primeira vez. Além das aulas de tênis, as crianças também puderam participar de atividades como: semana da Pátria e evento do dia das crianças. Elas também receberam doação de roupas e brindes em atividades e brincadeiras. O encerramento do projeto em 2008, foi realizado com atividades de integração, lanche e brindes.

32


33


UNIMED ALTO VALE (RIO DO SUL) Óleo de Cozinha Reciclado Início: 2008 Público Alvo: Comunidade em Geral

Realizado em parceria com a Controil Ambiental Ltda e o Instituto de Referência em Pesquisas Ambientais Caapuã, tem como objetivo diminuir a poluição, mantendo as águas limpas e conscientizando a sociedade para preservar a água e salvar a vida humana no planeta. Foi firmada também parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e de Educação, onde as escolas e postos de saúde do município são pontos de coleta do óleo. O óleo é depositado em garrafas pet ou frascos de vidro e levado aos pontos de coleta devidamente identificados com o banner do projeto. Semanalmente é coletado e encaminhado para a usina de reciclagem e posteriormente seus resíduos gordurosos serão direcionamos da seguinte maneira: 30% queima em forno de combustão aberta (indústrias de cristais e caldeiras de lavanderias); 30% para indústria de fundição de alumínio (aditivo); 30% biocombustível e 10% pesquisa. A cada 1 mil litros de óleo coletado e enviado para reciclagem, a Unimed recebe 20 litros de detergente neutro, 10 litros de água sanitária e 5 litros de cloro, que são doados para as escolas e hospitais de Rio do Sul. Em 2008 foram coletados 2.500 litros.

34


35


UNIMED BLUMENAU

Unimed Vida Início: 1999 Público Alvo: Alunos do ensino fundamental das escolas públicas das cidades de Blumenau, Indaial e Pomerode. O projeto tem como objetivo discutir como os estilos de vida adquiridos na infância influenciam na vida adulta. O projeto busca uma visão ampliada através de um trabalho educativo numa concepção de prevenção e promoção à saúde. Para o alcance destes objetivos o projeto oferece capacitação para os professores e coordenadores, sobre os temas a serem abordados. Envolvendo também a formação dos alunos, com capacitações de primeiros socorros e estruturação da comissão de saúde. A proposta do projeto é trabalhar o eixo temático qualidade de vida com alunos do ensino fundamental e médio.

Resultados Quantitativos: • Redução de 14,02% do número de atendimentos por acidentes. • No ano de 2008 foram capacitados 275 professores, 196 integrantes da Comissão de saúde, composto por alunos, profissionais da escola e pais de alunos e 140 alunos e profissionais das escolas em curso de Primeiros Socorros. A média geral de satisfação destas capacitações foi de 97,40%.

Resultados Qualitativos: • Adequação dos ambientes para evitar a ocorrências de acidentes com crianças e adolescentes; • Professores e pais informados sobre medidas preventivas; • Crianças e adolescentes informados das causas dos acidentes e as formas de prevenção;

36


37


UNIMED BRUSQUE

Futebol Comunitário Início: 2008 Público Alvo: Crianças e adolescentes, na faixa etária 09 a 14 anos, alunos de escola pública da região. O projeto tem como objetivo desenvolver a cidadania através da prática esportiva em crianças estudantes de escolas públicas e promover a saúde e o bem estar por meio de palestras e oficinas educativas. O projeto contou com a parceria do SESC de Brusque que disponibilizou o local para as aulas de futebol. Nas aulas foram trabalhadas atividades que envolviam fundamentos básicos do futebol, posicionamento e movimentação em campo, noções sobre regras do futebol, bem como, jogos recreativos e cooperativos. Além das aulas de futebol, durante todo o ano as crianças também participaram de atividades paralelas. Alguns dos temas estão abaixo: • Palestras educativas relativas a DST/AIDS, hábitos de higiene, alimentação saudável, importância da atividade física e esportiva; • Oficinas educativas de leitura, cinema e contação de história; • Orientações teóricas e práticas relativas a trânsito; • Atividades educativas referente ao meio ambiente; • Palestras e ações educativas com enfoque em cidadania; • Palestra sobre a construção de valores para uma boa convivência com o outro (respeito/ amizade/ família/ responsabilidade). Para a participação no projeto existe um requisito básico que é a continuidade dos estudos e frequencia na escola. Vale ressaltar que dentre as crianças que participaram do projeto 68% tiveram média final escolar acima de 7. Foram atendidos pelo projeto 80 crianças.

38


39


UNIMED CAÇADOR

Medicina Preventiva Início: 2002 Público Alvo: Empresas, usuários da Unimed em geral, entidades sociais, comunidade escolar: alunos, pais e professores, grupos organizados na sociedade: idosos, mulheres, gestantes, adolescentes, hipertensos entre outros. Projeto Medicina Preventiva surgiu baseado na necessidade de estimularmos a “prevenção” como caminho para melhorarmos a qualidade de vida da população Caçadorense. Este projeto visa orientar, discutir, analisar e provocar questionamentos sobre nossos hábitos de vida. Ele tem como objetivo geral proporcionar aos usuários da Unimed e à população em geral, um canal de informações que auxilie numa melhor qualidade de vida.

Objetivos Específicos: • Divulgar esse canal de informação sobre saúde à população; • Garantir a preservação do bem-estar físico, mental e social dos usuários que participarem do projeto; • Orientar o maior número possível de munícipes. • Divulgar a marca da Unimed, enquanto empresa socialmente responsável. • O Projeto Medicina Preventiva acontece através de palestras. No ano de 2008 realizamos 17 palestras e atingimos uma população de aproximadamente 850 pessoas. As temáticas mais solicitadas são na área de Cardiologia, Endocrinologia, Ginecologia e Urologia.

40


41


UNIMED CANOINHAS

Um passo à frente Início: 2008 Público Alvo: Ex-alunos do projeto Esporte Comunitário O projeto tem como objetivo exercer cidadania, incrementar a renda pessoal, disseminar conhecimentos e desenvolver habilidades em adolescentes que atingiram a idade máxima para participar do projeto Esporte Comunitário. O foco específico é qualificar os adolescentes para atuarem no comércio através da formação de vitrinistas. O projeto tem parceria do SENAC e empresários de Canoinhas para que cedessem um espaço nas vitrines de seus estabelecimentos afim de que os alunos pudessem desenvolver suas atividades. O curso teve a duração de 60 horas-aula, desenvolvidas em oito Sábados, com aulas de manhã e à tarde. A grade curricular do curso contou com assuntos como: • Ética e Postura Profissional. • Cidadania. • Qualidade na Prestação de Serviços. • Relacionamento Interpessoal e Trabalho em Equipe. • Noções de Marketing Pessoal. • Comunicação e Expressão. • Vitrinismo: evolução e a comunicação visual. Como resultado do projeto quatro adolescentes foram contratados pelos empresários de Canoinhas para a elaboração de vitrines na época das festas de fim de ano, no decorrer dos meses de Novembro e Dezembro.

42


43


UNIMED CHAPECÓ

PGRSS – Programa de Gerenciamento de Resíduos dos Serviços de Saúde Início: 2006 Público Alvo: Hospital Unimed, Cooperados, Prestadores O Programa tem como objetivos: • Gerenciar de forma correta, responsável e segura todos os Resíduos dos Serviços de Saúde gerados pelos Cooperados que aderiram ao programa; • Proporcionar uma destinação final segura com o mínimo de impacto ambiental e social possível; • Elucidar e sanar dúvidas de todos que transitam pelos consultórios e/ou clínicas, como, pacientes, funcionários, corpo clínico e a comunidade em geral sobre os mitos e verdades que envolvem o gerenciamento de RSS’s. O Programa ocorre por adesão voluntária, a Unimed Chapecó oferece: • Coleta e Destinação Final ; • Responsabilidade Técnica ; • Formulação de PGRSS ; • Assessoria junto a Vigilância Sanitária. A coleta é realizada por empresa licenciada para Transporte em SC e RS, o tratamento dado para os resíduos são – Autoclave + Aterro Controlado. A coleta ocorre diretamente no Consultório/Clínica em horário e periodicidade fixa e a Responsabilidade Técnica pela formulação, assessoria e Controle é de uma bióloga contratada.

44


45


UNIMED CONCÓRDIA Tênis Comunitário Início: 2004 Público Alvo: Crianças de 7 a 12 anos.

O projeto tem como objetivo: • Desenvolver a cidadania através da prática esportiva em crianças de baixa renda e seus familiares; • Realizar ações que vão de encontro aos anseios e necessidades da comunidade local; • Promover a saúde e o bem-estar; • Fortalecer a comunidade, com retorno do capital humano. São atendidas crianças de três bairros carentes da cidade. As atividades acontecem um dia por semana em cada bairro, é oferecido o lanche e atividades diferenciadas, como por exemplo, a gincana de encerramento, com distribuição de presentes no final do ano. Outra atividade desenvolvida foi a entrega de 140 livros para a biblioteca de uma das escolas participantes, contribuindo assim para um maior desenvolvimento intelectual dos alunos, não somente dos que estão participando do projeto, mas de todos os alunos da escola. Com o objetivo de incluir cada vez mais cidadãos conscientes, o projeto encerrou o ano com saldos positivos. Cada vez mais os alunos demonstram interesse pelo esporte e melhoram o desenvolvimento na escola, houve uma acentuada melhora na agressividade dos alunos, problema bastante preocupante no início do projeto inclusive por parte dos professores na escola.

46


47


UNIMED CRICIÚMA Ciclo de Palestras Educativas Início: 2004 Público Alvo: Escolas e empresas

As palestras são realizadas por médicos cooperados e outros profissionais prestadores de serviços da Unimed, sobre diversos temas relacionados a área da saúde conforme prioridade da instituição interessada. Essa ação visa promover a qualidade de vida dos envolvidos, através de palestras educativas, realizadas nas escolas e empresas conveniadas. Este projeto procura também integrar-se as semanas SIPAT (Semana Interna de Prevenção aos Acidentes de Trabalho) das empresas. Em 2008 foram realizadas 120 palestras em oito escolas, atingindo 900 crianças e sete empresas conveniadas, com a participação de aproximadamente 500 funcionários. A avaliação das palestras se dá, pelo índice de pessoas que aderem ao projeto e a repercussão destas palestras em outras instituições, as quais procuram com frequência a Unimed para parceria.

48


49


UNIMED CURITIBANOS

Criança em Movimento Início: 2007 Público Alvo: Crianças, jovens e adolescentes carentes da cidade Acreditando que a educação e o esporte são os melhores investimentos na formação social dos jovens, a Secretaria Municipal de Esportes de Curitibanos, a Unimed e outras empresas mantém parceria para concretizar o projeto Tênis Comunitário. O projeto tem como objetivo: • Fortalecer o desenvolvimento do esporte amador como primeiro degrau para chegar ao esporte profissional; • Aproveitar os profissionais da área, que vivem em Curitibanos para dar motivação e conhecimento técnico aos atletas amadores; • Investir na formação dos jovens atletas para chegar ao grupo de elite do esporte catarinense e brasileiro; Este projeto tem a preocupação de dar ocupação e lazer as crianças, adolescentes e jovens, motivando-os a desenvolverem seus talentos, evitando que estes tomem o caminho das drogas ou da marginalidade, direcionando-os para uma vida de saúde, educação e sucesso. O projeto é realizado em quatro centros de treinamentos, onde as crianças podem participar de modalidades como Futebol de salão, Futebol de campo, Voleibol, Karatê e Judô e todos são acompanhados por uma equipe técnica formada por profissionais qualificados da área de Educação Física e futebolística.

50


51


UNIMED EXTREMO OESTE

Unimed Cidadania e Flora Início: 2001 Público Alvo: Pessoas conscientes da necessidade da recuperação ambiental, ONGs (entidades, associações, fundações, etc.), Educandários (de todos os níveis), Órgãos públicos e apenados. O projeto tem como objetivo a valorização ambivalente da vida: gerar componentes físicos para recuperação do meio ambiente e oportunizar as pessoas, retiradas do convívio social, a reintegração plena para o exercício da sua cidadania. Além da causa ecológica, inclui-se neste projeto a ressocialização de sentenciados cuja ocupação elimina a ociosidade, razão da difusão da criminalidade nos presídios, e reduz a pena. É uma nova conotação à vida, plantar a semente, regar, acompanhar a germinação e sentir o desenvolvimento das plantas, é executar um ritual em prol da vida. O projeto consiste na produção de mudas de espécies de árvores nativas da região, através de mão de obra de sentenciados, para serem plantadas em áreas devastadas.

Alguns Resultados: • Incentivos para novos desafios pela biodiversidade, pela dinamização das variedades das espécies produzidas e em estender esta iniciativa a outras unidades prisionais, onde haja a outorga das autoridades competentes. • Estimular práticas ambientais diversas. • Envolvimento em campanhas diversas (a Unimed como parceira doando mudas) divulgando a responsabilidade ambiental da Cooperativa. • Inclusão social. Este projeto já recebeu vários prêmios de reconhecimento pela sua atuação e ênfase no meio-ambiente. O último deles foi: 2008 – Troféu Fritz Muller promovido pela Fundação Estadual do Meio Ambiente – FATMA e Editora Expressão. (SC)

52


53


UNIMED GRANDE FLORIANÓPOLIS Junior Achievement Início: 2001 Público Alvo: Ensino Fundamental e Médio

O Projeto acontece em parceria com a ONG Junior Achievement de Santa Catarina, instituição voltada para a área educacional e desenvolvida em empresas para motivar a participação do voluntariado empresarial. Programas desenvolvidos com os colaboradores voluntários em Escolas públicas e privadas de Florianópolis: • Introdução ao mundo dos negócios: Complementa o currículo básico com conceitos, habilidades e princípios básicos da administração de empresas. • Economia Pessoal: o programa auxilia o jovem a descobrir seu potencial e explorar opções de carreiras. • As vantagens de permanecer na Escola: O programa é desenvolvido apenas em escolas públicas com jovens da 8ª série do Ensino Fundamental. Tem como objetivo evitar a evasão escolar, mostrando a importância dos estudos em uma carreira de sucesso. • Vamos falar de ética: Com objetivo de levar para a sala de aula reflexões sobre o conceito de ética em nossa sociedade. • Miniempresa: Aplicado aos alunos do 2º ano do Ensino Médio, agrega à educação formal uma vivência prática de organização e operação de uma empresa, promovendo a troca de experiências e o desenvolvimento de lideranças. • Empresário-Sombra por um dia: proporciona aos jovens a oportunidade de conhecer o dia-a-dia de um(a) empresário(a).

Resultados: Pessoas beneficiadas por ano (indiretamente): 20.000 Pessoas beneficiadas diretamente: 2.100 jovens Colaboradores voluntários em 2008: 35 Horas de trabalho voluntário: 345

54


55


UNIMED JARAGUÁ DO SUL

Tênis Comunitário Início: 2005 Público Alvo: Crianças de 7 a 14 anos de escola carente da região A Unimed acredita que o esporte e a educação podem mudar o futuro das crianças de hoje e por isso realiza o projeto Tênis Comunitário em uma das regiões mais carentes de Jaraguá do Sul. Em 2008 106 crianças participaram do Projeto. Ao final das atividades, a crianças recebem lanches e sucos. Além das aulas de tênis também são desenvolvidas atividades extras como: • Entrega de cestas de doces durante a páscoa; • Comemoração ao Dia das Crianças - A semana do dia das crianças não foi comemorada apenas pelas as 106 crianças do projeto, mais sim por todo o primário da Escola onde o projeto acontece. • Oportunidade de assistir o “Festival de Formas Animadas” – no teatro da SCAR (Sociedade de Cultura Artística); • Festa de encerramento do ano com Cineminha, lanche, entrega de presentes e de uma cesta básica por criança.

56


57


UNIMED JOAÇABA

Encontro Marcado Início: 2005 Público Alvo: Alunos do Ensino Médio O Encontro Marcado é um projeto cultural, cujo objetivo é formar leitores, incentivando o exercício da leitura de livros e crônicas de autores catarinenses em sala de aula, oportunizando aos alunos a aproximação com um escritor catarinense. Além disso, o projeto possibilita aos alunos situações reais de aprendizagem através da leitura, análise e interpretação dos textos de crônicas e contos de escritores catarinenses lhes permitindo dialogar com os livros, muitos deles solicitados no vestibular da UFSC e ACAFE. O projeto acontece em parceria com a Secretaria de Educação da cidade. Os resultados do projeto são muito gratificantes. Em todos os encontros entre escritores e alunos pode-se observar a dedicação dos alunos e a importância do projeto para a aproximação com um escritor catarinense, vivenciando concretamente uma situação cultural e de aprendizado.

58


59


UNIMED JOINVILLE

Recicle e Viva Unimed Início: 2008 Público Alvo: Funcionários, médicos, usuários e comunidade em geral O óleo de cozinha, precisa ser reciclado para diminuir o impacto do descarte no meio ambiente e consequentemente na saúde humana. A reciclagem é uma forma muito atrativa de gerenciamento de resíduos, pois transforma o lixo em insumos, com diversas vantagens ambientais como o desenvolvimento sustentável, que contribui para a economia dos recursos naturais, assim como para o bem estar da comunidade. Estatísticas mostram que apenas um litro de óleo é capaz de poluir um milhão de litros de água. Este projeto consiste em recolher e armazenar em recipiente adequado o óleo trazido em garrafas PET e disponibilizar à empresa de reciclagem que dará destino adequado que é a produção de biodiesel. Foi firmado contrato com a empresa de reciclagem Dynâmica Ambiental de Joinville que estão recolhendo a cada 15 dias esse material. Também são recolhidos por essa empresa todo o óleo reciclado usado nas frituras do refeitório do Centro Hospitalar Unimed. Cada 1000 litros de óleo recolhido é trocado por cestas básicas de alimentação que são destinadas às entidades carentes mantidas pela Unimed. Uma vez por ano a Unimed recebe um certificado de responsabilidade ambiental fornecido pela empresa de acordo com as exigências da Política Nacional de Educação Ambiental. Até outubro de 2008 foram recolhidos mais de 900 litros de óleo.

60


61


UNIMED LAGES

Suporte Básico de Vida Início: 2007 Público Alvo: Colaboradores do Supermercado Angeloni, Secretárias de Médicos Cooperados, Núcleo de Prevenção em Hipertensão e Diabetes, Colaboradores da Unimed Lages, Empresas, instituições e escolas. O objetivo fundamental do Suporte Básico de Vida (S.B.V), é colaborar na divulgação do atendimento de emergência Cardiovascular e Ressuscitação Cardiorrespiratória e Cerebral para que cada vez mais possamos melhorar a sobrevivência após uma parada cardíaca, através do aumento do número de vítimas de parada cardíaca que recebem S.B.V. rápido e de qualidade.

Objetivos Específicos: • Capacitar pessoas a fazer o S.B.V; • Aumentar o número de pessoas que em função de sua atividade profissional, necessitem socorrer vítimas de parada cardiorrespiratória; • Integrar a Unimed na comunidade desenvolvendo ações preventivas; • Envolvimento de cooperados e departamentos afins (S.O.S., Departamento Comercial e Marketing); • Divulgar e treinar o maior número de pessoas possíveis, para que mais vidas possam ser salvas. O curso de S.B.V acontece com sessões teóricas, sessões teórico-praticas, distribuição de um livreto sobre S.B.V para cada participante e distribuição de coração anti-stress. Até 2008 participaram do projeto 659 pessoas.

62


63


UNIMED LITORAL (ITAJAÍ)

Viver Qualidade Início: 2006 Público Alvo: Público Interno (colaboradores) Integrar os colaboradores, promover saúde através de atividade física, maior conhecimento sobre a empresa, autoconhecimento, melhorar o clima organizacional, desenvolvimento pessoal e profissional, esses são os objetivos do programa Viver Qualidade. As ações do programa estão baseadas na compreensão de que Qualidade de Vida envolve o bem estar psicológico, integridade física, integração social e competência funcional. Para tanto, o programa integra: atividade física, atividades para o conhecimento sobre hábitos saudáveis, prática da alimentação saudável, desenvolvimento de competências e desenvolvimento pessoal como um todo. A estruturação das atividades acontece embasada em atividades cooperativas e podem ser realizadas de diversas maneiras, com jogos, danças, grupos de trabalho e até mesmo forma de propor o diálogo entre as pessoas. A escolha pela filosofia da cooperação se deve também à percepção de que a competição é estimulada e valorizada em excesso e os momentos de aprendizagem, de troca, de integração devem reforçar a cooperação e ampliar as possibilidades de ação e reação no relacionamento intra e interpessoal. Em 2008 a programação do Viver Qualidade aconteceu quinzenalmente, isso é, a cada duas semanas era preparada uma nova programação focada nos objetivos apresentados anteriormente. Toda programação do VQ acontece no horário de trabalho e totaliza 4 horas. Estas se dividem em atividades para promoção do desenvolvimento profissional, pessoal e organizacional e questões voltadas para a saúde física.

64


65


UNIMED PLANALTO NORTE

Futsal Comunitário Início: 2007 Público Alvo: Crianças de 7 a 14 anos de escolas públicas da região Com o objetivo de incentivar a prática esportiva e oferecer uma atividade no contraturno às aulas, foi criada uma escolinha de futsal. Para participar basta apresentar bom comportamento e boas notas na sala de aula. A escola oferece o local para treinamento e a Unimed contratou o professor e doou bolas oficiais, cones e coletes. Os treinos acontecem na escola de terça a sexta-feira pela manhã e à tarde e envolvem cerca de 80 meninos divididos em seis turmas. O projeto vem atingindo muito bem seus objetivos, sendo sempre elogiado pelos professores, diretores do colégio e inclusive por pais de alunos, que procuram o professor para conversar e acabam até se envolvendo nas atividades do grupo, além de elogiar a mudança de comportamento das crianças tanto na escola como em casa. Dos alunos que participam do projeto, 3 já treinam na equipe de Futsal PLANOR/TUPER/ FMD!!! Adolescentes Beneficiados: 110 Frequência: Acima de 90%

66


67


UNIMED RIOMAFRA (MAFRA) Projeto Viver Início: 2008 Público Alvo: Terceira Idade

A hipertensão arterial e o diabetes melittus constituem os principais fatores de riscos populacional para as doenças cardiovasculares, motivo pela qual representam agravos de saúde pública. O tratamento e a prevenção da hipertensão arterial e do diabetes melittus envolve, fundamentalmente, orientações para adoção de mudanças no hábito de vida. A participação em um programa de atividade física, favorece na redução de casos de doenças cardiovasculares, nos casos de acidentes vasculares cerebral, doença respiratória crônica e distúrbios mentais. O Projeto Viver busca melhorar a qualidade de vida de sua população idosa com implantação da “ATI – Academia da Terceira Idade”, que objetiva incentivar a prática de atividade física, inclusão social, melhora da auto-estima dos participantes e da saúde em geral. Incentivar a prática de atividade física ao ar livre, orientar os participantes da área de abrangência sobre os benefícios da atividade física, realizar a avaliação física de 100% dos idosos e hipertensos/diabéticos que freqüentarem a academia, conseguir índices de glicemia e pressão arterial dentro da normalidade dos diabéticos/hipertensos freqüentadores da academia, estimular o convívio social, aumentar a auto-estima, a disposição para a vida, a noção de cidadania, a percepção do risco da inatividade física para a Saúde, o senso de pertencimento e responsabilização pela comunidade são algumas das ações do projeto. As atividades são desenvolvida em praça pública com acompanhamento especializado, sendo também realizado aferição de pressão arterial e exames laboratoriais de colesterol, glicose e triglicérides e monitoramento periódico. As atividades são planejadas e desenvolvidas sempre levando em consideração a capacidade e os limites individuais, e dentro de uma metodologia como os outros esportes.

68


69


UNIMED TUBARÃO

Curso de Gestantes Início: 1998 Público Alvo: Gestantes e Comunidade em Geral A gravidez é um período de várias mudanças físicas e emocionais, onde cada mulher vivencia de forma distinta. Por ser um processo de transição, há necessidade de adaptação a nova situação para manter-se em equilíbrio biopsicossocial. Desta forma a Unimed mantém o Curso de Gestantes. O objetivo é desenvolver junto às usuárias gestantes e da comunidade um curso educativo/preventivo pertinente ao processo gestacional, passo-a-passo e os cuidados com o recém nascido. Além disso, os objetivos específicos são: • Promover a saúde materno-infantil; • Orientar e preparar a gestante para o parto, puerpério e cuidados com o bebê; • Incentivar o aleitamento materno; • Promover o relacionamento positivo entre mãe, feto e família; • Diminuir os gastos com complicações na gestação e puerpério; Os temas abordados são: desenvolvimento e eventuais problemas na gestação; trabalho de parto, parto e puerpério, higiene e vestuário do bebê, cuidados com os seios, importância e benefícios da amamentação e assuntos relacionados com os direitos e deveres enquanto usuária Unimed e inclusão do recém nascido no plano. Gestantes beneficiadas em 2008: 109

70


71


UNIMED VALE DO ARARANGUÁ Ler faz Bem Início: 2007 Público Alvo: Colaboradores , Cooperados e família.

O Ler Faz Bem tem como objetivo proporcionar momentos de descontração e incentivar a prática da leitura. A leitura do mundo educa o coração e a mente, desperta a criatividade e incentiva na busca de novos propósitos, sonhos e objetivos, tornando as pessoas mais comunicativas e aptas para tratar de qualquer assunto. Sendo assim, a Unimed Araranguá disponibiliza aos seus colaboradores um acervo de livros para empréstimo. A biblioteca interna conta com 113 exemplares dos mais variados temas. Além dos livros também são disponibilizados revistas e jornais. Todos os anos novos exemplares são adquiridos enriquecendo assim o acervo da biblioteca.

72


73


UNIMED VALE DO IGUAÇU (PORTO UNIÃO) Tênis Comunitário Início: 2002 Público Alvo: Crianças de 7 a 12 anos

O projeto tem como objetivo desenvolver a cidadania através da prática esportiva em crianças de baixa renda, realizar ações que venham ao encontro dos anseios da comunidade e promover a saúde e o bem estar por meio de palestras educativas.

Benefícios aos participantes: • Desenvolvimento de trabalhos coletivos; • Respeito pelas regras e adversários; • Desenvolvimento motor, coordenação geral e resistência. Além das aulas práticas, a Unimed Porto União juntamente com seus apoiadores desenvolvem ações como palestras, desfile de 7 de setembro, festa do dia das crianças, dia da higiene bucal, etc. As aulas são ministradas de forma simples e descontraída, através de jogos individuais, coletivos e dinâmicas específicas, utilizando raquete e bolas de diferentes tipos, respeitando a individualidade e a progressão dos alunos. • Consciência do movimento e do espaço; • Habilidades motoras: andar, saltar, correr, deslizar, correr em várias direções; • Outras habilidades: flexionar, estirar-se, alcançar coisas, formar figuras com o corpo; • Habilidades de manipulação: lançar, pegar, golpear, controle de força, direção, altura e velocidade da bola; • Introdução à técnica elementar: direita, revés, voleio e o saque. Em 2008 foram atendidas 50 crianças da rede publica escolar de União da Vitória e 50 crianças de Porto União.

74


75


UNIMED VIDEIRA

Encontro Marcado Início: 2002 Público Alvo: Alunos do ensino médio O objetivo do projeto é intensificar a formação de leitores críticos constituindo-se numa ação educativa concreta que estimule e incremente a produção de leitura reflexiva, bem como a massificação do livro entre os jovens no ambiente escolar através da aproximação dos escritores catarinenses com os alunos de Ensino Fundamental e Médio. A Unimed procura patrocinar financeira e culturalmente o Projeto “Encontro Marcado” evento educacional, que possibilita o exercício da função social da Cooperativa de trabalhadores médicos na comunidade, colaborando na formação de alunos leitores, no incremento de acervo literário nas Bibliotecas e na capacitação de professores da Rede pública estadual de ensino. No ano de 2008 contamos com a participação do escritor Júlio de Queiroz, que permaneceu por quatro dias na nossa região. Participaram 6 escolas, sendo 2 de Videira, 2 de Fraiburgo, 1 de Iomerê e 1 de Pinheiro Preto. Foram distribuídas 110 obras do autor, sendo que 10 delas foram doadas aos cooperados que estiveram presentes na noite de autógrafos e sete obras ficaram na biblioteca da Unimed.

76


77



Relatório Social 2008