Page 1

boletim especial. agosto 2011. unidospralutar.blogspot.com. fone: 08002808989. unidospralutar@ymail.com

JATENE É CULPADO PELO DESMONTE DA SANTA CASA! O povo indignado deve ocupar as ruas para garantir saúde pública de qualidade! O Pará está de luto e comovido pelas mortes ocorridas na Santa Casa. Nos solidarizamos com os familiares que acabam de perder duas crianças. Estamos indignados e lutamos para mudar o sistema de saúde para que outras Vanessa's e Raimundo's não sintam dor igual. Decretos e corte de verbas Apesar do discurso, Jatene nada fez para resolver os problemas do setor. O tema foi pauta da campanha eleitoral e alavancou a vitória tucana. No entanto, nada mudou em relação ao desastre do governo Ana Júlia. Jatene aplicou um ajuste fiscal por meio de decretos, apertou o cinto do funcionalismo e impôs a seus subordinados o absurdo quadro atual, onde se nega o atendimento a uma gestante. Tudo para “reduzir gastos”, medida que não valeu para o reajuste dos salários dos deputados estaduais e para o mega-cabide das “Super-Secretarias”. Mesma política de Dilma e Temer, quando impedem a aprovação da Emenda 29, que prevê elevação das verbas da saúde. O arrocho agravou problemas históricos. Faltam medicamentos, equipamentos básicos, material e pessoal. Médic@s, enfermeir@s, assistentes sociais e porteir@s não recebem remuneração digna, nem condições de trabalho adequadas. Na UTI neonatal da Santa Casa, por exemplo, há superlotação.

Almir, Jatene, Ana Júlia, Jader e a crise nos hospitais O caos na saúde vem se arrastando desde os governos de Almir e Simão Jatene, nos anos 1990. Ana Júlia continuou essa herança maldita. Tucanos e Petistas, sempre apoiados pelo ficha suja Jader Barbalho, aprofundaram a privatização do setor. Isso explica os ataques a Santa Casa, hospital geral de ensino que existe há mais de 300 anos, cujo atendimento vai da clínica básica até a maternidade de alta complexidade. Mesmo ataque que Dilma/Temer realizam contra os Hospitais Universitários Federais. Po r i s s o , c r e s c e a f a r r a d a s Organizações “Sociais”, das Parcerias “ P ú b l i c o” P r i v a d a s e o u t r a s maracutaias, onde os recursos do contribuinte vão parar na iniciativa

privada. No caso do Hospital Metropolitano, temos Sefer, um bandido condenado, um pedófilo, comandando as verbas da saúde! O Estado financia negócios particulares em um modelo semelhante à roubalheira que toma conta da ALEPA. Para eles, só merece atendimento quem paga, seguindo a lógica dos planos de saúde, cuja mecânica é igual a dos fast food. Além disso, o governo abre mão de impostos para grandes empresas, pela via das isenções fiscais, deixando de arrecadar verbas que fazem falta na saúde. Modelo imposto desde os militares, que Lula e Dilma perpetuaram com a manutenção da Lei Kandir.


Duciomar também é culpado Os prefeitos são responsáveis, pois aceitam a imposição do ajuste e cumprem a Lei de Responsabilidade Fiscal gerando migrações periódicas de doentes em direção à capital. Duciomar, em particular, vem desmontado a saúde de Belém. O fechamento de postos de saúde ou os ataques ao SAMU são exemplos. Do mesmo modo, o atendimento descentralizado às gestantes, da gestão de Edmilson Rodrigues, foi demolido.

O POVO INDIGNADO DEVE OCUPAR AS RUAS

A crise dos postos de saúde e pronto-socorros leva ao triste itinerário relatado pelo casal que perdeu os gêmeos. Sem atendimento per to de casa, desembocam, sempre, na Santa Casa.

Saúde não é mercadoria! Devemos lutar para que o dinheiro público não seja desviado para a iniciativa privada, pois os melhores hospitais do país são públicos, como o Barros Barreto, e somente o SUS faz o diagnóstico e trata adequadamente as doenças mais complexas.

4 UNIDOS PRA LUTAR SINTSEP – SINTRAM

VAMOS À LUTA DCE UNAMA – GRÊMIO ULISSES

CST/PSOL

Pa r a m u d a r e s s e q u a d ro é necessário ir à luta, unificando as campanhas salariais e as greves, com os protestos estudantis e populares. Na área da saúde, as mobilizações motivadas pelo atraso da GDI ou pelo reajuste dos plantões devem se repetir. Porém dessa vez com uma pauta ampla, visando conquistar salário digno e serviço público de qualidade. Em junho os servidores da Santa Casa, do Hospital de Clínicas Gaspar Viana e do Hemopa cruzaram os braços numa forte paralisação, votando, inclusive, estado de greve. Esse movimento deve sair do papel unificando todos os trabalhadores do setor, visto que os médicos realizaram uma manifestação nos últimos dias. Esse é o chamado que fazemos ao Sindsaúde Estadual, ao Sindicato dos Médicos, dos

Assistentes Sociais e das demais categorias da área da saúde. Queremos justiça! No plano imediato devemos colocar em suspeição a transferência do caso para a DIOE e a troca da delegada, que vinha se posicionando firmemente. Ao mesmo tempo não confiamos integralmente em um laudo feito em tempo recorde, divulgado inesperadamente pelo Instituto Renato Chaves, atestando morte anterior dos bebês. Por isso propomos que uma comissão independente acompanhe e investigue o caso. Tal comissão deve ser formada pela OAB, Centrais Sindicais, Sindicato dos Médicos, Sindsaúde, conselheiros tutelares, ministério público, associação dos servidores da Santa Casa e o movimento de mulheres.

boletim  

boletim da unidos pra lutar santa casa

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you