Page 1

Abril de 2011

Jor nal do Sindica to dos Tr a balhador es ornal Sindicato balhadores nas Indústrias da Alimentação de São J osé dos Campos e rre e gião José STI ALIMENTAÇÃO, CERVEJARIA, ÁGUA MINERAL, BEBIDAS EM GERAL, FRIGORÍFICOS, TORREFAÇÃO E MOAGEM DE CAFÉ, LATICÍNIOS PANIFICAÇÃO, FRIOS, SORVETERIAS DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, JACAREÍ, CAMPOS DO JORDÃO, MONTEIRO LOBATO, SÃO BENTO DO SAPUCAÍ, SANTA BRANCA, PARAIBUNA E LITORAL NORTE E GUARAREMA

Eleições para a nova Diretoria do Sindicato serão em junho No dia 11 de março se realizou a assembléia estatutária da categoria que abre o processo para as eleições da nova Diretoria e do Conselho Fiscal do Sindicato, para o período de 2011 a 2014. O evento foi prestigiado pela presença de dirigentes da Unidos pra Lutar, da Intesindical e da CSP-Conlutas, que fizeram avaliação da conjuntura nacional e internacional. Também contamos com a presença de dirigentes do Sindicato dos Químicos, dos Metalúrgicos, dos Municipais de Jacareí e dos Condutores do Vale do Paraíba. A seguir se aprovou o calendário e o regimento eleitoral que dita as regras para todo o período das eleições. As eleições se realizarão nos dias 14 e 15 de junho deste ano e todos os sócios, em condições de votar, poderão participar e eleger seus representantes. Para conformar a Comissão Eleitoral abriu-se a inscrição de candidatos para

Foto da assembleia no Sindicato em 11 de março

esse fim sendo que duas chapas foram apresentadas, os três candidatos nomeados pela atual Diretoria do Sindicato obtiveram a maioria absoluta dos votos e a oposição teve apenas dois votos não atingindo percentual mínimo para indicar ninguém. Finalmente a atividade terminou com a confraternização dos presentes a assembléia. Agradecemos a participação de todos. Só assim é possível ter um Sindicato atuante e democrático. Abaixo reproduzimos o edital de convocação as eleições publicado nas sedes da entidade e em jornal de grande circulação da região.


Datas na História Quem descobriu o Brasil??? Em 22 de abril de 1500 chegavam ao Brasil 13 caravelas portuguesas lideradas por Pedro Álvares Cabral. A primeira vista, eles acreditavam tratar-se de um grande monte, e chamaram-no de Monte Pascoal. Essa data é conhecida como o descobrimento do Brasil. Seria melhor chamar de chegada dos portugueses para colonizar, explorar e barbarizar os povos originários. Estas terras já eram habitadas por vários povos indígenas. Os povos ameríndios teriam sido os primeiros colonizadores (no sentido de que se propagaram pelo território). Sua origem ainda não foi plenamente esclarecida, mas a opinião mais aceita é de que descenderiam de antigas raças asiáticas e da Oceania que teriam chegado à América pelo estreito de Behring ou pela navegação no Oceano Pacífico. A peste que o homem branco trazia no corpo foi mortal para as populações indígenas. Porém, o mais grave foi a ocupação do seu território, de suas matas e riquezas, da escravização do índio. Frente à invasão européia, os índios defenderam-se, mas a batalha foi desigual, “Os Europeus iniciaram sua guerra, armados de canhões e arcabuzes contra indígenas que contavam unicamente com tacapes, zarabatanas, arcos e flechas”. Já completaram cinco séculos de luta e extermínio. Tudo em beneficio dos invasores. Diversos nomes se destacaram na matança e escravização do índio: Mem de Sá, em nome da corte organizou diversas matanças. No século XVII Antonio Raposo Tavares e Manoel Preto organizaram um exército com 3 mil Paulistas e atacaram Guairá (atual Paraná) levando 30 mil índios como escravos para São Paulo. Em 1729 João Paes do Amaral exterminou 20 mil índios Manao, no Amazonas. Em 1758, o Marques de Pombal supostamente declarou extinta a escravização de índios quando na realidade nada ocorreu. Ainda hoje, grupos de extermínio a serviço do capitalismo, são liderados por políticos ligados à grilagem de terras em todos os cantos do país. No século XVI seriam cerca de 6 milhões, atualmente são cerca de 315 mil. Calcula-se, que desde então, tenham desaparecido cerca de 900 etnias. Em todo o continente se calcula que foram exterminados 60 milhões de índios. Com a bomba atômica morreram 300 mil pessoas, isto significa que a colônia matou 20 vezes mais no Brasil e 200 vezes mais na América Latina. A Igreja participou da colonização e da escravidão, e em documento atual pediu perdão pelos abusos cometidos contra os índios durante o período colonial, além de reconhecer sua omissão no combate à escravização dos negros. Muitos opinam que não cabe perdão em crimes dessa dimensão. 500 anos de exploração e escravidão, primeiro pelos europeus, hoje pelos Estados Unidos e pelos capitalistas tupiniquins. Vamos continuar nossa luta até a verdadeira libertação da América Latina.

JORNAL DO STIA - PAG. 02

Itamaraty deu 328 passaportes ilegais O Ministério de Relações exteriores, conhecido como Itamaraty, concedeu 328 passaportes diplomáticos em caráter excepcional e por “interesse do país”, durante o governo do ex-presidente Lula da Silva. Entre os beneficiados estão ex-vice-presidentes, exgovernadores, vice-governadores, 11 prefeitos de “grandes capitais”, presidentes de partidos, ministros aposentados de tribunais superiores e do Tribunal de Contas da União, líderes religiosos, diretores e secretários-gerais do Congresso Nacional. Jornais revelaram que os filhos de Lula Marcos Cláudio, 39, e Luís Cláudio, 25, receberam o superpassaporte. O pedido foi feito pelo então presidente, com a justificativa de ser “interesse do país”. Outros três filhos e três netos de Lula também receberam o benefício. Outras pessoas também têm o super-passaporte: executivos do Banco do Brasil, do Banco Mundial, do Banco Interamericano de Desenvolvimento, da Organização Internacional do Café, da Organização Internacional de Madeiras Tropicais, da Interpol, do FMI (Fundo Monetário Internacional) e até da Fifa. Dos 328 casos excepcionais, 148 são funcionários da Presidência da República. CARDEAIS 22 líderes religiosos estão na lista de beneficiários, a maiora da Igreja católica mas também o bispo Romualdo Panceiro, da Igreja Universal do Reino de Deus, entre outros. MINISTÉRIO PÚBLICO O Ministério Público pediu a anulação dos passaportes diplomáticos concedidos para mais pessoas... Mas, o ministro do Itamaraty, Antonio Patriota (oh nome injusto!) afirma que não existem razões para anular os 328 superpassaportes porque isso estaria “ferindo” direitos adquiridos. No momento em que o vice-presidente estásendo atuado por corrupção e que a justiça provou a existência do mensalão, os filhos e netos de Lula foram os únicos que não conseguiram justificar o passaporte e favor. Chega de corrupção, chega de impunidade! Queremos todos os nomes divulgados, a anulação desses absurdos “direitos” e punição para todos os envolvidos!


JORNAL DO STIA - PAG. 03

AMBEV

Cooper

Março é a data de fechamento da PLR nesta empresa, só que a empresa sempre aplica seu PEF, plano mundial que não e negociado com o Sindicato, o que motivou que seja rejeitado durante muitos anos e inclusive existe processo judicial de anos anteriores. Na campanha salarial de 2010 a fábrica tentou empurrar seu PEF para dentro do Acordo Coletivo sem sequer os trabalhadores terem idéia do valor a ser pago. O Sindicato se negou, os trabalhadores aprovaram separar o PEF da campanha salarial e assim fechamos com triunfo a nossa data-base. No final do mês a AmBev apresentou um valor de 1,54 salários a ser pago este ano, mas com o compromisso de assinar um acordo por dois anos sem fixar valor para o ano seguinte. Como não confiamos na palavra do patrão alertamos aos trabalhadores que era arriscado e errado aceitar acordo por dois anos, pois a empresa poderia não pagar nada o ano que vem, por isso fizemos proposta contraria, mas a maioria dos funcionários optaram por aceitar o acordo no intuito de não perder esse valor que é similar ao do ano passado e muito superior ao de anos anteriores. O Sindicato respeita a decisão dos trabalhadores e assinou o acordo, porém, ficaremos a serviço da luta dos trabalhadores e se a empresa fizer gracinha no ano que vem e não pagar um valor igual o superior paralisaremos as atividades junto aos trabalhadores.

Todo ano é um drama com essa empresinha para o pagamento de PLR. Empresa que não tem plano de PLR negociado com o Sindicato deve pagar multa de R$400,00 mas nem isso quer cumprir e já levou processo em anos anteriores por esse mesmo motivo. Hoje esta oferecendo ridículos 250 reais para que não seja aplicada a multa. Mas é muita cara de pau! Cuidado que o leite vai azedar!!!

Chocolates Tati A situação desta empresa é grave, a antiga Tati está praticamente fechada, o dono gerou um novo nome com falcatruas para escapar de suas obrigações, não reconhece o Sindicato e demitiu as diretoras da entidade sindical. No final de ano demitiu o restante dos funcionários, foi instalado processo trabalhista para o pagamento das verbas rescisórias, mas a fábrica só pagou a primeira parcela e não cumpriu mais com a indenização. A empresa está oficialmente interditada pela vigilância sanitária, mas segundo informações do bairro, essa “boca de porco” continua trabalhando a portas fechadas, em forma ilegal. A prefeitura de Guararema já recebeu a denuncia formal, mas nada faz, só conchavo! Faremos todo que esteja ao nosso alcance para acabar com esse trabalho escravo e seus carrascos!

J. Macêdo Dia 30 de abril deve ser anunciado o valor da PLR, estamos de olho! A empresa já está chorando de que os lucros estão baixos, mas não acreditamos, a J.Macêdo está criando um império com a grana do BNDES e com o esforço dos trabalhadores. Esperamos com muita atenção o dia 30, se o valor não foi o que os trabalhadores pretendem o bicho vai pegar!

Heineken A empresa quer produzir sem funcionários, assim não dá. Tem tanta falta de trabalhadores que um fica fazendo o trabalho de três ou mais. E além da sobrecarga tem varias irregularidades, quem faz a uma função superior, após um tempo deve receber o “salário de substiuicao”, ou seja o salário da função superior. Por outro lado não existe ainda um plano de carreiram, assim trabalhadores com 15 ou 20 anos estão no mesmo lugar sem perspetivas de melhorar seu reconhecimento como trabalhador e seu salário. A fábrica dá meia dúzia de promoções de forma seletiva, para quem ela quer ou para puxa o saco do patrão. Esse negocio tem que acabar ou vamos fazer assembleia e tomar outras medidas!

Minalba A eleição da Cipa será dia 19/04/2011 - convocamos todos os trabalhadores (as) a votar em candidato comprometido com a segurança dos trabalhadores, e atuando com firmeza na cobrança junto à empresa de melhor qualidade de trabalho. O Sindicato estará presente acompanhando todo o processo eleitoral.

Araucária A palhaçada continua, não cumpre as obrigações trabalhistas, se recusa a discutir com o Sindicato, não paga PLR, FGTS, INSS nem férias. Chega de atropelo ou a casa vai cair!

Baden-Baden As negociações da Data-Base continuam, a terceira rodada está marcada para o dia 19 em São Paulo, o Sindicato estará reivindicando que a pauta de reivindicações seja cumprida a risca, e que o aumento real, além do INPC, sejá discutido em conjunto com as demais clausulas.


JORNAL DO STIA - PAG. 04

Heineken Restaurante O cardápio é super balanceado e diversificado, é frango cozido, frango assado, frango frito, file de frango, strogonoff de frango, frango empanado... Estamos achando que o dono tem uma granja de criação de frangos e não tem para quem vender. Será que vai servir frango no café da manha e de sobremesa também? J.Macêdo Novo criadouro

J.Macêdo depois da morte do trabalhador da VETEC, agora está com pânico de arrumar o telhado da fábrica. Neste período de chuvas, pinga lá fora e chove dentro da produção, então a J.Macêdo resolveu dar um jeitinho brasileiro e colocou um plástico no telhado para evitar a cachoeira da água da chuva, só que o plano só está servindo como criadouro do mosquito da Dengue. Ei J.Macêdo, água parada é prato cheio para a procriação de bichos, SOS defesa sanitária URGENTE!!!!

Bico Doce Escreva para ele neste e-mail:

bicodoce-stia@hotmail.com

“Como cachorro mordido por cobra tem medo de lingüiça”, a

O Sindicato O Seguro-Desemprego, desde que atendidos os requisitos legais, pode ser requerido por todo trabalhador dispensado sem justa causa; por aqueles cujo contrato de trabalho foi suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação oferecido pelo empregador; por pescadores profissionais durante o período em que a pesca é proibida devido à procriação das espécies e por trabalhadores resgatados da condição análoga à de escravidão. O valor varia de acordo com a faixa salarial. A assistência financeira é concedida na seguinte relação: • três parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo seis meses e no máximo onze meses, nos últimos trinta e seis meses; • quatro parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo doze meses e no máximo 23 meses, nos últimos 36 meses; • cinco parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo 24 meses, nos últimos 36 meses.

Seguro de desemprego Quem tem direito? Quem:- Tiver sido dispensado sem justa causa;- Estiver desempregado, quando do requerimento do benefício;- Tiver recebido salários consecutivos, no período de 6 meses anteriores à data de demissão;- Tiver sido empregado de pessoa jurídica, por pelo menos 6 meses nos últimos 36 meses;- Não possuir renda própria para o seu sustento e de sua família;- Não estiver recebendo benefício de prestação continuada da Previdência Social, exceto pensão por morte ou auxílioacidente. Quando requerer? Do 7º ao 120º dia após a data da demissão do emprego, para fazer o respectivo requerimento. Onde requerer? Nas DRT (Delegacia Regional do

EXPEDIENTE: Publicação do Sindicato da Alimentação de São José dos Campos e Região - stiasjc@hotmail.com www.stialimentacao.com.br Responsável: Diretoria Colegiada - Editorial/correção de textos/ Diagramação/edição: Manuel Alberto Iraola MTB:58.611-SP.

Trabalho), no SINE (Sistema Nacional de Emprego) ou nas agências credenciadas da CAIXA, no caso de trabalhador formal. Se o beneficiário tiver conta na CAIXA, a parcela do Seguro-Desemprego será creditada automaticamente em sua conta, independentemente de sua autorização prévia. Suspensão? O pagamento do benefício do SeguroDesemprego será suspenso nas seguintes situações: • admissão em novo emprego; • início de benefício de prestação continuada da Previdência Social, Mas, fique de olho que a televisão está anunciando que não perderá o direito quem já conseguiu emprego, mas a nova regulamentação ainda não estava disponível no fechamento deste jornal.

São José dos Campos/SP: Av. Rui Barbosa, 14, centro, CEP:12209000, Tel: 12-3922-1464. Jacareí: R. 03 de Abril n°64 Jardim Leonídia, centro, Tel: 3951-9729. Campos do Jordão: R. Frei Orestes Girardi, 371, Abernéssia, Tel: 3664-2777. Impresso na Gráfica Imperial. bicodoce-stia@hotmail.com

jornal, alimentacao  

Jornal do Sindicato da Alimentação

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you