Page 1

25 de abril de 2012

Pelegos da CHAPA 2 (PSTU/Conlutas) pedem na justiça demissão dos dirigentes Químicos reintegrados No dia 10 de abril integrantes da CHAPA 2 ligada ao PSTU/Conlutas que é apoiada pela patronal entraram na justiça questionando a reintegração de Cabral, Silvio, Lidia e outros diretores do sindicato que foram demitidos pela multinacional Johnson. Para quem tinha dúvida os fatos falam por si: em ação jurídi-

ca coordenada a partir dos Recursos Humanos da Johnson querem novamente demitir aqueles companheiros (as) lutadores que não se curvam a política da empresa de retirar direitos e conquistas dos trabalhadores. É lamentável e chega ser repugnante que a chapa patronal tenha se prestado a fazer o sujo serviço de uma empresa que não

respeita a livre organização dos trabalhadores. Tentam ganhar na marra as eleições de nossa entidade para rebaixar direitos. Mas os Químicos, não temos dúvida, nos dias 09 e 10 de maio vão dar uma resposta a altura elegendo para o triênio 2012/2015 a CHAPA 1 que é A CHAPA DO SINDICATO, a grande vitoriosa.

A cara-metade da patronal Para que todos saibam a relação da chapa opositora do PSTU/Conlutas com a patronal, o Fabrício da Monsanto e Emerson da IFF entraram com processo contra o Sindicato, dois depois os patrões reproduziram os ataques da chapa pelega, nos mesmos termos, contra os dirigentes reintegrados. Em suas argumentações junto à justiça dizem aceitar a lista apresentada pela direção da Johnson dos dirigentes que gozam de esta-

bilidade e não a lista apresentada pelo Sindicato. Parece até que os ataques da chapa patronal e dos parceiros deles, os patrões, foram feitos pelo mesmo advogado. É o maior ataque já sofrido por uma entidade de trabalhadores, desde a queda da ditadura militar em nosso país. Para a chapa patronal agora é a lei do VALE TUDO para dirigir, custe o que custar, o sindicato dos Químicos para en-

CHAPA PATRONAL

JOHNSON tregar nossos direitos. São verdadeiros amigos dos patrões!

Diga não aos caguetas

O trabalhador Químico a partir desse fato tem agora motivos de sobra para ficar com o pé atrás com os queridinhos dos RHs. Cuidado! eles dão tapinha nas costas e apertam sua mão pedindo voto, mas na primeira oportunidade vão estar te dedurando para agradar a empresa. Quanto ao PSTU/Conlutas está tudo explicado o porque dos trabalhadores da GM os terem derrotado com mais de 60% nas últimas eleições do sindicato. É

gente que veste vermelho, fala de luta, mais que de um tempo pra cá tem feito o jogo do governo e dos patrões. Como foi o caso da greve das obras do PAC em Jirau e Santo Antonio no Estado de Rondônia onde foram coniventes com a demissão de mais de 4 mil trabalhadores. Foi o que vimos na EMBRAER, é o que está acontecendo na GM e em muitas das empresas metalúrgicas da região. É gente que age como patrão contra o trabalhador. Quem não se lembra da forma como

foram tratados os funcionários do sindicato dos metalúrgicos/SJC quando entraram em greve por melhorias salariais. O absurdo de tudo isso é que eles ainda têm a cara de pau (sem nenhuma vergonha na cara, como se não tivessem traído os trabalhadores químicos) de entrar nos ônibus e pedir o seu voto. DIGA NÃO A ESSES SENHORES. VOTE NA CHAPA 1 – A CHAPA DO SINDICATO PARA DERROTAR A PATRONAL E OS PELEGOS TRAIDORES.

boletim, jornal  

boletim da johnson

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you