Page 1

EDUC A EDUCAÇÃO EM GREVE

Os trabalhadores da educação municipal de Belém decidiram em Assembleia Geral (21/05) iniciar GREVE POR TEMPO INDETERMINADO a partir do dia 26/05. Uma greve que acompanha a dinâmica de vários municípios do Pará como Ananindeua, Acará, Bragança, Paragominas, Medicilândia, São Geraldo do Araguaia, São Domingos do Capim, dentre outros por causa dos descasos dos prefeitos com a educação pública. As lutas e mobilizações que estão ocorrendo em nosso país nas mais diversas categorias de trabalhadores têm obtido vitórias e conquistas. Após os protestos de

junho de 2013, estamos em uma situação mais favorável para exigir dos governos Dilma (PT/PMDB), Jatene e Zenaldo (PSDB) que estão mergulhados em escândalos de corrupção, melhores salários, condições de trabalho e direitos sociais. As greves de Garis, Rodoviários e Metalúrgicos que conquistaram vitórias, as mobilizações do MTST no centro de São Paulo (Capital política do país) e a greve dos servidores federais das universidades que se fortalece a cada dia com a entrada de outros setores do funcionalismo na luta, é a demonstração de que só com a luta, com os trabalhadores decidindo tudo em assembléias de base, se pode vencer.

AGENDA DA GREVE 26/05 – ATO DA GREVE NA PREFEITURA – 9H 26/05 –COMANDO DE GREVE – 16H NO SINTEPP 27 E 28 – REUNIÕES NAS ESCOLAS – 29/05 – ASSEMBLEIA GERAL DA GREVE – 9h


VEJA A PAUTA DE NOSSA GREVE PAUTA ECONÔMICA

PAUTA SOCIAL

Pagamento do Piso Salarial Profissional Nacional

Por eleições diretas para diretores em Escolas e Unidades de Educação Infantil

O prefeito soma ao vencimento de 200h, a gratificação de hora atividade e hora pedagógica, mascarando o valor do piso nacional no contracheque. Ou seja. Para 200h de trabalho recebemos R$ 1.598,85 (nível médio), portanto, abaixo do piso nacional de R$ 1.697,37. Se somássemos as 40h no valor do piso nacional teríamos para 240h o valor de R$ 2.376,32. Isto significa que mensalmente cada professor (a) de nível médio perde R$ 457,72 só no vencimento base. Se considerarmos o conjunto da remuneração (professor de nível médio com mestrado e 15 anos de serviço) a perda mensal é de R$1.437,87.

Ponto importante para todos os trabalhadores para combater o assédio moral que vivemos nas unidades de ensino. É preciso resgatar o respeito aos profissionais da educação; assegurar a autonomia pedagógica docente; formar equipe com os funcionários de apoio. Muitos diretores tratam os funcionários como seus serventes, seus funcionários. A escola não é a extensão da casa do diretor (a), temos que acabar com essa relação de mando, pois a educação é um ato de criar, de construir conhecimento. Torna-se urgente a aprovação da Lei de Gestão Democrática nas escolas e Ueis.

Plano de Cargos, Carreira e Remuneração Unificado Defendemos um plano de carreira único da educação com professores e funcionários de escola tendo os mesmos direitos e vantagens; à formação, às licenças e à carreira.

Reforma e Ampliação das escolas e unidades de educação infantil

Um direito já garantido em alguns estados da federação aos funcionários de escola pelo contato permanente com materiais insalubres e que afetam a saúde dos trabalhadores.

Zenaldo (PSDB) não cumpriu o acordo da ultima greve e os espaços escolares estão precários: quando chove algumas escolas e Ueis ficam embaixo d’agua; com esgoto a céu aberto; água imprópria ao consumo, instalações elétricas exposta; transporte público escolar inexistente; infiltrações; falta de material didático-pedagógico (o que obriga os professores a pagarem do próprio bolso materiais de consumo); falta de equipamentos para utilização de tecnologias na escola; etc.

Reajuste no Vale alimentação para R$ 500,00

Política imediata de segurança pública nas escolas

Garantindo que o benefício proporcione condições de ajudar nas despesas com alimentação visto que houve reajuste no valor da cesta básica, luz, água, telefone, transporte, etc.

Estamos fragilizados no interior das escolas com invasões de assaltantes; assaltos no entorno; tráfico de drogas e ameaças permanentes. O poder público precisa ter politica para combater a violência a que estamos submetidos. Favorece a ação dos assaltantes a falta de iluminação; ruas esburacadas; e estrutura física precária das escolas. Além de a Secretaria não elaborar projetos de esporte e lazer para crianças e jovens nas escolas.

Pagamento da Gratificação de Insalubridade merendeiras e serventes

Entre em contato Silvia Letícia (Secretária Geral Estadual do Sintepp) - 81939132/8808-7781 - email: silvialeticialuz@yahoo.com.br FACEBOOK: silvia Letícia luz - André Tavares (Coordenação Distrital em Belém) – 8106-4448 andre_luist@yahoo.com.br

Panfleto educação belém  

Educação, panfleto

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you