Page 67

Marx & Engels David Riazanov

rificado, incorpóreo, o que haviam criado para o povo, filósofos como Voltaire. Deste ponto de vista aborda a filosofia de Hegel um dos seus discípulos mais talentosos, Ludwig Feuerbach. Havia compreendido e assimilado muito bem o lado revolucionário desta filosofia, mas, questionava: pode realmente tal ideia absoluta, em seu desenvolvimento, determinar o ser? Feuerbach responde negativamente a essa questão. Inverte a tese fundamental de Hegel e demonstra, pelo contrário, que o ser é quem determina a consciência; que houve um tempo no qual o ser existia sem consciência; que o pensamento, a ideia, era o produto deste mesmo ser. Segundo ele, a filosofia hegeliana é somente o último dos sistemas teológicos, pois substitui a Deus por um ser – a ideia absoluta – do qual deriva tudo. Feuerbach prova que todas nossas ideias sobre Deus e os diferentes sistemas religiosos, compreendido neles o cristianismo, são o produto do próprio homem, que não é Deus o criador do homem, mas sim que o homem é quem cria Deus a sua imagem. Basta dissipar todo este mundo de fantasmas, de anjos, de feitiçarias e de outras manifestações da mesma essência divina, para obter o mundo humano. O homem é o princípio fundamental de toda a filosofia de Feuerbach. A lei suprema para o mundo humano não está na lei de Deus, mas na do próprio homem. De outro lado, Feuerbach opunha ao antigo princípio teológico divino, um novo princípio, o antropológico. Após leitura dos nossos velhos críticos e jornalistas, Dobrolyubov e Chernichevsky, se adverte que sua concepção de mundo se assenta sobre o princípio antropológico, ou seja, que o ponto de partida é o homem com suas necessidades. Para instaurar a verdadeira comunidade humana não basta se ocupar do espírito, mas também do corpo; é necessário satisfazer todas as necessidades do homem, criar condições de

Profile for União Reconstrução Comunista

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

Advertisement