Page 29

Marx & Engels David Riazanov

permitia-se ali o funcionamento de clubes e sociedades, porém sem direito de se vincularem entre si. Burlando essa proibição, os operários organizaram onde puderam aquelas sociedades de correspondência, que se relacionavam por cartas. A de Londres era dirigida por Tomás Hardy, um sapateiro escocês, de origem gaulesa. Atraiu e organizou um grande número de operários, os quais pagavam uma reduzida quota de ingresso. A sociedade organizava encontros e assembleias. A maioria eram artesãos, sapateiros e alfaiates, o que se explica pelo efeito desagregador que sobre a antiga produção manufatureira havia começado a exercer a Revolução Industrial a qual já fiz referência. Vou dar outro nome ligado a história posterior do movimento tradeunionista inglesa: Francis Place, alfaiate de ofício. Citarei também, dentre outros artesãos membros de sociedades de correspondência, o sapateiro Holcruft, poeta, publicista e orador talentoso, que teve destacada atuação nas consequências do século XVIII. Duas ou três semanas depois da proclamação da República na França (em 10 de agosto de 1792), a sociedade de Hardy, por meio do embaixador francês em Londres, enviou secretamente à Convenção uma mensagem de simpatia. Esta saudação, uma das primeiras manifestações de solidariedade internacional, produziu grande impressão do proceder do povo inglês, cuja classe dominante dedicava a França então a mais viva hostilidade, e a Convenção a retribuiu por resolução especial. Tomando como pretexto as relações que sustentava com os jacobinos franceses, a oligarquia inglesa empreendeu perseguições contra as referidas sociedades. Contra Hardy e muitos dos seus companheiros foi iniciada uma série de pro-

Profile for União Reconstrução Comunista

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

Advertisement