Page 241

Marx & Engels David Riazanov

sabemos se Zasulitch e Plekhanov receberam a resposta. Suponhamos que não. Encontramos apenas o rascunho, que revela que sua capacidade de trabalho estava muito comprometida. Está coberta de pontuações e emendas, e provavelmente foi abandonado sem conclusão. Em colaboração com Engels, Marx pode ainda escrever um prefácio para a nova tradução do Manifesto Comunista, da qual acreditava-se ser de Zasulitch, mas que na realidade era obra de Plekhanov. A história de certo modo jogou com Marx e Bakunin. Do grupo de revolucionários que formava a seção russa da Internacional e que havia eleito Marx como representante no Conselho Geral, nenhum chegou a ser um marxista consequente. Com exceção de Lopantin, todos abandonaram com o tempo a trajetória de revolucionário profissional ou se converteram em inimigos. Pelo contrário, dos então bakuninistas russos, Plekhanov, Zasulitch, Axelrod e Deutch, saíram os primeiros marxistas russos, para quem o marxismo, tanto como uma doutrina econômica, foi a álgebra da revolução. No último ano e meio, a vida de Marx foi de uma lenta agonia. Ainda tinha em rascunho uma enorme quantidade de trabalho, ao que se dedicava apenas quando sua saúde o permitia. Em pleno domínio de suas energias, havia traçado o modelo, os contornos, fixado as leis fundamentais da produção e da troca capitalistas. Mas não tinha mais força para fazer desse esboço uma obra viva, acabada, como o primeiro tomo de O Capital, que demontrara tão brilhantemente todo o mecanismo da produção capitalista e a luta que sobre sua base se desenvolve entre o capitalista e o operário. Minado pela enfermidade, seu organismo estava completamente extenuado; não pode suportar por isso duas desgraças extremamente dolorosas – a morte de sua esposa e a

Profile for União Reconstrução Comunista

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

Advertisement