Page 215

Marx & Engels David Riazanov

“Acreditam verdadeiramente os patriotas alemães garantir efetivamente a paz e a liberdade da Alemanha, jogando a França nos braços da Rússia? Se o êxito do exército, a embriaguez da vitória e as intrigas dinásticas conduzem a espoliar territórios franceses, dois caminhos se abrem para a Alemanha. Ou se transforma em instrumento consciente dos planos prussianos, política alinhada com a tradição de Hohenzollern, ou ao cabo de certo tempo muito breve deverá se preparar para uma nova guerra “defensiva”; mas esta não será uma guerra “localizada”, será uma guerra de raças, uma guerra contra eslavos e latinos aliados. Eis a paz “garantida” à Alemanha pelos obtusos patriotas burgueses”. Esta previsão se cumpriu ao pé da letra, como puderam ver os atuais patriotas alemães, não menos obtusos do que seus antepassados. O manifesto termina com a exposição das tarefas que se impunham então à classe operária: exortar aos trabalhadores alemães a exigir uma paz honrável e também o reconhecimento da república francesa. Aos operários franceses, que estavam em uma situação muito mais complicada, Marx lhes aconselhava a não perder de vista os republicanos burgueses e utilizar o regime da república para que pudessem desenvolver sua organização de classe e obter sua emancipação. Os acontecimentos não tardaram em justificar a desconfiança de Marx perante os republicanos franceses. Sua conduta infame, sua disposição de conciliar com Bismarck antes mesmo que este fizesse a menor concessão à classe operária determinaram a eclosão da Comuna. Depois de três meses de luta heroica, este primeiro ensaio da ditadura do proletariado, realizado nas mais desfavoráveis condições, foi vencido. O Conselho Geral não estava em condições de prestar aos franceses a ajuda necessária; Paris estava isolada do

Profile for União Reconstrução Comunista

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

Advertisement