Page 213

Marx & Engels David Riazanov

Era Napoleão o único culpado pela situação? Não completamente. Todos os Estados europeus também o foram, pois não podemos esquecer que estes e as classes dominantes da Europa ajudaram Bonaparte durante quase 18 anos a desempenhar a comédia da restauração do Império. Contra a Alemanha, Marx dirigiu os ataques mais violentos. A atual guerra é para os alemães, dizia, uma guerra defensiva, mas, quem colocou a Alemanha nesta posição com a necessidade de se defender? Quem sugeriu a Napoleão o ataque contra a Alemanha? Prússia. Esta realizou um acordo com Napoleão contra a Áustria. Se a Prússia tivesse sido derrotada, a França teria invadido a Alemanha. E o que fez a Prússia após sua vitória sobre a Áustria? Ao invés de opor à França escravizada uma Alemanha livre, não somente manteve intacto o velho regime prussiano, mas acrescentou a ele todos as características fundamentais do regime bonapartista. A primeira fase, a fase decisiva da guerra, foi de uma rapidez aterradora. O exército francês não estava preparado; apesar da declaração presunçosa do ministro de guerra, que afirmava que tudo, até o último botão, estava pronto, se averiguou que ainda que estivessem prontos os botões, não haveria onde costurá-los. Em cerca de seis semanas, o exército regular francês foi derrotado completamente e Napoleão capitulou em 2 de setembro em Sedan. Em 4 de setembro se proclamou a República em Paris e, contrariamente à declaração da Prússia, afirmando que combatiam o império napoleônico somente, seguiram as hostilidades. Esta foi a segunda fase da guerra, a mais longa e encarniçada. Imediatamente após à proclamação da República na França, o Conselho Geral publicou um segundo manifesto sobre aquela guerra. Este manifesto, também redigido por Marx, é, pela profunda análise da situação e agudeza de sua visão

Profile for União Reconstrução Comunista

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

Advertisement