Page 154

Marx & Engels David Riazanov

cinco peças em Moscou, mas ao invés de estar justapostas, foram feitas uma sobre a outra. Isso fez com que alguns economistas de então contassem fábulas sobre os operários ingleses que, diziam, ocupavam toda uma casa. Na realidade, as casas dos operários ingleses estavam abarrotadas de inquilinos como um asilo noturno. O desenvolvimento da indústria da construção civil atraiu à cidade um grande número de operários oriundos do campo. Esta indústria é bastante complexa e exige operários de distintas classes. Empregava carpinteiros, estucadores, pedreiros, tapeceiros, em uma palavra, não somente os operários que intervêm na construção, mas também no arranjo e na decoração de uma casa. O desenvolvimento da construção civil está estreitamente ligado ao da indústria mobiliária, da tapeçaria e da arte. O aumento considerável da população urbana provoca igualmente o desenvolvimento da grande indústria de calçados e de vestuário. Em consequência disso, a crise de 1857-1858 gerou uma repercussão especialmente forte sobre estes novos ramos da produção capitalista. Inumeráveis operários ficaram privados de trabalho e constituíram o exército de concorrência aos demais trabalhadores. Os industriais aproveitaram-se desta circunstância para oprimir os operários, rebaixar os salários e aumentar a jornada de trabalho. Para surpresa dos industriais, os operários responderam, em 1859, com uma greve em massa, que foi uma das maiores graves feitas em Londres até então. Ademais, a greve dos operários da construção civil foi sustentada pelos trabalhadores dos novos ramos industriais recém-criados. Isto atraiu tanto a atenção da Europa como os acontecimentos políticos da época. Até nos diários e revistas moscovitas encontramos, sobre esta greve,

Profile for União Reconstrução Comunista

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

Advertisement