Page 144

Marx & Engels David Riazanov

afirmava, ingenuamente, que imediatamente depois da conquista do sufrágio universal os operários obteriam no Parlamento cerca de 90% das cadeiras. Da mesma maneira, os narodovoltsy russos acreditavam que na Assembleia Constituinte que seria convocada depois de uma série de atentados eficazes, os camponeses conquistariam uma maioria esmagadora, dado que constituíam a maioria da população. Lassalle não compreendia que faltava ainda uma série de condições muito importantes para fazer do sufrágio universal, então engano das massas populares, o instrumento de sua educação de classe. Não menos profunda era também a divergência sobre as associações de produção. Para Marx e Engels, estas não passavam de um meio secundário, de escassa importância, úteis sobretudo para mostrar que o empresário ou o capitalista não é um fator absolutamente necessário para a produção. Mas ver nas associações de produção a maneira de apoderar-se progressivamente dos meios sociais de produção era esquecer que para isto seria necessário antes de tudo tomar o poder político, a fim de realizar em seguida, como havia sido dito no Manifesto, uma série de medidas apropriadas. Marx e Engels tinham uma concepção completamente distinta da de Lassalle quanto a função dos sindicatos. Exagerando a importância das associações de produção, Lassalle considerava inútil a organização daqueles, voltando assim às opiniões dos utópicos, as que Marx havia feito a crítica definitiva no Miséria da Filosofia. Também não menos profundas e praticamente mais importantes ainda eram as divergências no domínio da tática. Não temos razão alguma para acusar Marx, como o fez Mehring, de ter feito uma supervalorização na análise sobre a

Profile for União Reconstrução Comunista

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

Advertisement