Page 132

Marx & Engels David Riazanov

a situação com que contavam Marx e Engels ao eclodir a Revolução de 1848; assistia à guerra da revolução contra a reação, no curso da qual os partidos burgueses que não soubessem captar as classes inferiores cederiam lugar a partidos cada vez mais radicais e preparariam desse modo o terreno para o triunfo do partido revolucionário, o do proletariado. Tal era o ponto de vista de Marx e Engels. Outro era o de Lassalle, o que pode ser explicado, em parte, pelas diferentes condições objetivas em que se encontravam. Lassalle vivia na Prússia, muito ligado ao seu meio. Marx e Engels residiam na Inglaterra; livres da influência direta do ambiente alemão, julgavam os acontecimentos europeus considerando apenas os interesses da revolução internacional e com a convivência da Alemanha, ou da Prússia. Para Lassalle, o maior e mais perigoso inimigo da Alemanha não era a França liberal ou a Rússia que se encaminhava para as reformas, mas sim seu inimigo interno: Áustria, pois a considerava a causa principal da dura reação que pesava sobre toda a Alemanha. Ainda que usurpador do poder, Napoleão representasse o liberalismo, o progresso e a civilização, o qual impunha a democracia prussiana o dever de abandonar a Áustria a sua própria sorte, desejando-lhe a derrota na guerra. Quando se lê os trabalhos de Lassalle em que saúda Napoleão e a Rússia e trata com benevolência o governo prussiano, é necessário recordar, para compreender sua atitude, que se esforçava para falar tal como um democrata prussiano para demonstrar às classes dominantes – os junkers – que não convinha auxiliar a Áustria. Mas ao sustentar tal posição, emitia ideias fundamentalmente opostas as de Marx e Engels. As divergências que se manifestaram então tomaram uma forma mais aguda. Levado

Profile for União Reconstrução Comunista

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

Advertisement