Page 126

Marx & Engels David Riazanov

A expansão econômica iniciada em 1849, havia progredido com tal força durante os anos seguintes que nem a Guerra da Crimeia pode restringi-la. Parecia destinada a prosseguir indefinidamente. Em 1851, Marx e Engels estavam convencidos de que a crise se produziria, no mais tardar, no ano de 1853, pois suas investigações anteriores (principalmente as de Engels), lhes haviam persuadidos de que as crises periódicas que afetam e interromper o desenvolvimento da produção capitalista se repetem a cada 5 ou 7 anos. Estavam equivocados. O período de desenvolvimento ininterrupto da produção capitalista, com alternativas insignificantes, durou até 1857, ano em que se produziu a crise com um alcance extraordinário, tanto em sua intensidade como em sua extensão. Isso entusiasmou fortemente a Marx, ainda que tenha gerado consequências desagradáveis para ele. A procura de sua colaboração no New York Tribune não era grande: no princípio recebia por cada artigo o equivalente a dez rublos de ouro, e logo a remuneração se elevou a quinze. Contudo, em comparação aos primeiros anos de sua vida de emigrado em Londres, esta remuneração, graças a Engels, que realizava a maior parte do trabalho para os diários estadunidenses, mal lhe permitia satisfazer suas necessidades. Ademais, trabalhava assiduamente em sua grande obra econômica e encontrava ainda tempo para escrever para o órgão central dos cartistas, The People's Paper. Depois da crise de 1857, a situação piorou novamente. Nos Estados Unidos havia sido afetado enormemente e o New York Tribune se viu na necessidade de reduzir os seus gastos, em detrimento aos correspondentes estrangeiros. Obrigado a buscar qualquer tipo de trabalhos ocasionais, Marx voltou a

Profile for União Reconstrução Comunista

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

Advertisement