Page 124

Marx & Engels David Riazanov

tema proporcionado pelos recentes acontecimentos. Ambos se felicitavam por esta guerra, uma vez que eram as três principais potências da contrarrevolução europeia que se destruíam mutuamente. E quando os ladrões se desentendem entre si, os honrados saem ganhando. A partir deste ponto de vista, Marx e Engels analisavam esta guerra, mas ainda assim deveriam determinar qual posição a ser adotada a respeito de cada um dos países beligerantes. Julgo necessário deter-me um pouco neste ponto, porque ao decidir a tática frente as partes em conflito, que tanta importância tiveram em nossas revoluções e, sobretudo na última, nos referimos constantemente a posição que seguiram Marx e Engels em 1853. Entre nós, geralmente se considera que diante da Guerra da Crimeia, Marx e Engels imediatamente tomaram partido em favor da Turquia, contra a Rússia. Desta forma, atribuíam enorme importância ao czarismo russo, sustentação da reação europeia e, por conseguinte, atribuíam a guerra contra a Rússia, considerando-a como um fator suscetível de desenvolver a energia revolucionária na própria Alemanha. Deviam, pois, aclamar a guerra contra a Rússia. Nos artigos que escreviam em comum, dividindo as funções – Engels redigia especialmente os assuntos militares e Marx os diplomáticos e econômicos –, a Rússia era criticada sem piedade. A partir disso se pode inferir que Marx e Engels tomaram partido da civilização e do progresso contra a Rússia, que se levantaram contra esta para se colocar ao lado dos ingleses e franceses cultos e civilizados? Creio que seria um erro crasso. Em seus artigos, os dois amigos criticavam tanto a França e Inglaterra como a Rússia, e desmascaravam todas as tentativas de Napoleão e Palmerston de apresentar essa guerra como a da civilização e do progresso contra a barbárie

Profile for União Reconstrução Comunista

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

[RIAZANOV] Marx & Engels  

www.novacultura.info

Advertisement