Page 1

boletim informacao Nº 51 -DEZEMBRO -2009

FACULDADE DE CIÊNCIAS 5 E TECNOLOGIAS DA SAÚDE 8

COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS

31

TOXINA BOTULÍNICA A

Universidade Lusófona:

um projecto educativo aberto à comunidade


Que expectativas para 2011?

boletim informacao

Os suportes comunicacionais do Grupo Lusófona são produzidos ao abrigo das regras estabelecidas no Acordo Ortográfico de 1990 e posteriores protocolos modificativos.

Após lerem o título deste editorial, certamente terão pensado que, por gralha ou eventual "futurismo" excessivo, tínhamos "saltado" um ano no calendário e nos apressávamos desde já a fazer as habituais antevisões do ano que se adivinha após a época de festividades que vivemos. Tal não é o caso. O nosso título tem um propósito objectivo, que é o de convidar todos a reflectirmos se realmente não queremos "saltar" o ano que se aproxima e passarmos directamente a 2011. De facto, o cenário não é convidativo. A crise económica parece estar para durar e adivinha-se já uma nova fase na mesma, a de uma crise social, que no nosso País assume já contornos preocupantes em função do desemprego e da crise de credibilidade das instituições, nomeadamente da justiça, que grassa pela nossa sociedade. No sector do ensino, a entrada em funcionamento da agência nacional de acreditação do ensino superior iniciou-se com preocupantes sinais de descriminação do ensino privado, que vão desde a visão supletiva do mesmo preconizada na regulamentação da agência, até à escolha para a presidência da mesma, de personalidades conotadas no passado com atitudes de forte agressividade e antipatia para com toda e qualquer iniciativa privada, atitudes essas que fazem antever uma obsessão estatizante e destruidora da livre iniciativa e do capital de inovação que o ensino privado representa. Na cultura continuamos a teimar em não assumir a nossa vocação Lusófona como o nosso maior capital e na ciência preparamo-nos para, ao abrigo de iniciativas louváveis e aparentemente desenvolvidas em ordem ao estímulo de mérito e da competitividade, anular os nichos de pequena e média dimensão que realmente podem no futuro originar centros de inovação, em favor de estruturas de grande dimensão que rapidamente pouco mais farão do que estimular o despesismo e o carreirismo. Por tudo isto dá vontade de "saltar" já para 2011 ou até mais para a frente, em busca de novos horizontes e oportunidades. Mas isso não é possível! Portanto estamos inevitavelmente condenados a ter de agir! E é isso que no Grupo Lusófona iremos certamente continuar a fazer! A trabalhar todos os dias, a procurar obter aquilo que nos dizem que é impossível e a procurar os resultados que nos dizem que nunca alcançaremos! Porque é essa a qualidade daqueles que fazem mais do que queixarem-se, procurarem todos os dias, um pouco a cada dia, construir mais futuro!


Universidade Lusófona:

um projecto educativo aberto à comunidade A Universidade Lusófona tem vindo a crescer em número de alunos, em qualidade de ensino, em expansão de ciclos de estudo e de oferta formativa, mas também em algo tão importante como a sua interação com a comunidade. A Universidade Lusófona é como um puzzle onde todas as peças, por mais díspares que sejam encaixam entre si - com atividades em diversas áreas de interesse e variados serviços e ações - onde tudo acontece ao mesmo tempo, mas onde tudo acontece também, sempre pelos mesmos motivos, sejam eles o bem-estar e motivação dos nossos alunos ou o aumento constante da nossa qualidade de ensino. As instituições não existem por si, existem contextualizadas em determinada realidade, diluídas em determinadas comunidades e é essa característica que nos atribui importância e relevância, a de formarmos alunos que serão elementos ainda mais válidos na sociedade. Em ordem ao cumprimento deste desiderato, a Universidade Lusófona tem vindo a desenvolver um sem número de projetos e atividades no sentido de abrir as suas portas à comunidade.

Criar Saberes

Hospital Escolar de Medicina Veterinária

A Universidade Lusófona, desenvolve desde 2002, um projeto que visa estimular nos alunos do ensino secundário o gosto pela ciência, pela descoberta e pelo conhecimento. No ano letivo 2009/2010, e devido ao seu sucesso junto da comunidade estudantil, o projeto foi alargado a várias instituições do Grupo Lusófona, nomeadamente à ERISA - Escola Superior de Saúde Ribeiro Sanches ao ISG | Escola de Gestão, ao INP - Instituto das Novas Profissões e da Clínica São João de Deus. O projeto "Criar Saberes" trouxe no ano letivo 2008/2009 cerca de 1500 alunos à Universidade Lusófona de 60 escolas de todo o país, prevendo-se para 2009/2010 uma afluência de cerca de 1800 alunos e 100 escolas. No início do ano letivo os professores contactam o Grupo e reservam, para os seus alunos, atividades em diferentes áreas científicas. O Grupo Lusófona coloca ao seu dispor mais de 20 atividades práticas nas áreas da Química, Biotecnologia, Ambiente, Genética, Medicina, Gestão e Comunicação - atividades tão díspares e interessantes como a Produção de Cerveja; o Desenvolvimento Embrionário no Pinto: a Organização Básica dos Vertebrados; o projeto Médico Por Um Dia ou Experimentar em Jornalismo - Atelier de Jornalismo. Em sessões de 2 horas, os nossos docentes trabalham com os alunos em laboratório ou em sala, procurando estimular o entusiasmo e interesse dos mesmos pelos diferentes temas. O Criar Saberes privilegia sempre o conhecimento das matérias abrangidas pelos currículos escolares, disponibilizando conhecimentos que funcionam como complemento das aulas teóricas lecionadas nas escolas. Utilizando, numa fase inicial, as infraestruturas já existentes no âmbito da Medicina e da Cirurgia e com um âmbito ainda restrito, a Faculdade de Medicina Veterinária tem já em funcionamento o serviço de consultas e cirurgias veterinárias. Com o objectivo de a curto prazo se promover a abertura de serviços a todos aqueles que se dirigirem com os seus animais à Universidade Lusófona, está neste momento em construção no campus do Campo Grande o Hospital Escolar de Medicina Veterinária. O Hospital, que visa proporcionar aos alunos finalistas de Medicina Veterinária toda a componente prática de que necessitam, pretende em simultâneo dotar a comunidade de um centro veterinário. Paralelamente, e como apoio ao serviço clínico, vai entrar também em funcionamento o serviço de meios de diagnóstico complementares à Medicina Veterinária. Englobados neste serviço estarão exames como a histopatologia, as análises clínicas e citológicas bem como meios de diagnóstico de imagem radiológico e ecográfico. O novo hospital contará também com uma sala de internamento para cães e outra para gatos. A Universidade Lusófona alarga assim o âmbito dos seus serviços, proporcionando a todos e aos seus animais de estimação um serviço de saúde veterinário universitário, acompanhado por docentes altamente qualificados e reconhecidos.

3


boletim informacao PBS Plano Benefícios Saúde

pbs plano de benefícios saúde São João de Deus Grupo de Saúde

Desporto

Produção audiovisual e cinematográfica

O Plano de Benefícios de Saúde do Grupo Lusófona visa, através de uma parceria com o São João de Deus | Grupo de Saúde um acesso privilegiado, em condições vantajosas, a um conjunto alargado de serviços de saúde. Este plano abrange, de forma direta, todos os alunos, antigos alunos, docentes e restantes colaboradores do Grupo Lusófona, sendo os benefícios são extensíveis aos agregados familiares (pais, filhos, cônjuges e irmãos) dos beneficiários diretos, desde que por estes expressamente indicados. Este Plano de Saúde, que visa tão-somente tornar os cuidados de saúde privados mais acessíveis e abertos àqueles que nos são próximos, é um Plano de adesão gratuita e o acesso aos serviços de saúde não obriga ao pagamento de qualquer tipo de mensalidade. Os descontos, sobre a tabela de particulares variam entre os 20 e os 30%. A Universidade Lusófona é reconhecida desde o seu início pela grande envolvência na área desportiva, seja através da oferta educativa da sua Faculdade de educação Física e Desporto, seja pelas atividades abertas à inscrição de todos que disponibiliza nas áreas do voleibol e do surf. Desde 2000 que existe na Universidade Lusófona uma equipa federada de surf que representa a universidade em diversas competições nacionais e universitárias, sempre com os melhores resultados possíveis, tendo-se sagrado campeões nacionais de surf universitário já por uma dezena de vezes. Sentindo necessidade de abrir esta atividade a um público não universitário, o Prof. Sandro Maximiliano, grande mentor do projeto criou a Academia de Surf Lusófona, com diversas ações de formação em Surf para todas as idades, localizada na Praia da Rainha na Costa da Caparica. O voleibol é outra área de sucesso no que se refere à abertura ao exterior. Para além da equipa de voleibol universitário composta por estudantes universitárias de várias escolas, o responsável pelas atividades, Prof. João Saudade, desenvolveu o programa Lusófona Voleibol Kids, na sua vertente de aulas regulares e na vertente de campeonato inter-escolas que envolve neste momento 26 equipas femininas e 30 equipas masculinas, de cerca de 16 escolas e colégios de Lisboa. O Projeto Lusófona Voleibol Lazer, cujo público-alvo são os adultos, envolve já 56 pessoas que treinam 2 vezes por semana. É de salientar que em 2008/2009 a equipa feminina foi campeã nacional de seniores e que os juniores foram vice-campeões nacionais. Outra das áreas de intervenção da Faculdade de Educação Física e Desporto, neste caso em parceria com o Hospital de Santa Maria, já desde há cinco anos, tem sido o combate à obesidade na adolescência. O projecto acompanha aproximadamente 400 adolescentes na Consulta de Obesidade Pediátrica do Departamento da Criança e da Família do Hospital de Santa Maria, a Lusófona por seu lado, proporciona aconselhamento de actividade física a adolescentes com obesidade no Clube de Exercício e Saúde, onde disponibiliza a prática de actividade física e sessões educacionais para pais e jovens. A parceria permite a alunos e docentes da Lusófona participar num projecto de investigação-intervenção, que este ano se candidata ao apoio da Missão Sorriso do Continente. O curso de Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia, para além da participação massiva em festivais de cinema - em 2008 participaram em 36 festivais e mostras e ganharam 5 prémios - continua a partilhar com todos os seus trabalhos através do Caleidoscópio, programa quinzenal que integra pelo 6º ano consecutivo a grelha de programação do Canal2. O Caleidoscópio, integralmente preenchido por conteúdos documentais e de ficção, produzidos pelos alunos da licenciatura em Cinema, Vídeo e Multimédia, é sistematicamente o programa com maior audiência no Espaço Universidade e o único que consegue regularmente shares acima da média do canal. É assim que a Universidade Lusófona trabalha, no sentido da construção de uma contribuição ativa e com a assunção de um compromisso e de responsabilidade social, que a nosso ver está sempre subjacente ao conceito de Universidade.

4


O Departamento de Ciências da Saúde é agora a

Faculdade de Ciências e Tecnologias da Saúde As Ciências da Saúde Iniciam agora uma nova etapa orgânica da sua existência, lembrando que, na sua origem, em 1997, se encontrava o então denominado Serviço Autónomo de Ciências da Saúde (SACS), a partir do qual o DCS se originaria. Doze anos passaram desde a criação do SACS e a formação em Saúde da Universidade Lusófona tem-se distinguido sobretudo pelo seu caráter integrador. É esta característica que explica, em última análise, a rápida evolução do projeto em todas as áreas estruturantes, bem como dos seus indicadores (técnicos, pedagógicos e, agora também, científicos). É este aspeto que explica como, em tão curto espaço de tempo, foi possível dotar a Universidade de áreas de graduação e de pós-graduação em saúde tão ativas como as de que hoje dispõe, garantindo ainda o desenvolvimento de diversos embriões de investigação que, em breve, darão origem á primeira estrutura tecnológica de I&D em saúde da Universidade, a par de muitas outras iniciativas (Revista Lusófona de Ciência e Tecnologia da Saúde, por exemplo) que se vêm consolidando neste percurso. Por despacho conjunto (19/09 de 8 de Outubro) o DCS atinge agora um outro nível da sua existência orgânica e funcional, assumindo a designação de FCTS (Faculdade de Ciências e Tecnologias da Saúde). E porventura, será este o único momento da sua reduzida existência em que esta designação melhor corporiza o conceito orgânico em causa. Efetivamente, esta redesignação coincide com a expansão logística - há muito sentida e requerida do setor, envolvendo a remodelação de áreas anexas do edifício B que quase duplicam a área de utilização comum disponível, com destaque para o secretariado e para uma sala de formação pós-graduada. Apesar do que está já realizado, o que está por fazer é, sem sombra de dúvida muito mais vasto. Julgamos ter hoje as melhores condições de sempre para prosseguirmos os nossos objetivos. Por isso, com redobrado empenho e com a certeza do projeto que servimos, podemos confiar nos desafios que, desde hoje, enfrentaremos. Para uma Lusófona maior. A bem do país e da lusofonia.

(Novas instalações do secretariado da ALIES / FCTS)

5


boletim informacao ECATI assinala a abertura solene do ano lectivo de 2009/2010

Agenda Primeiras Jornadas de Engenharia do Ambiente da ULHT Data do evento: 2009-12-14 Auditório Victor Sá

35º Geoforum Data do evento: 2009-12-14 Auditório Agostinho da Silva

O Professor Scott Lash, diretor do Centro de Estudos Culturais no Goldsmiths College na Universidade de Londres, esteve na Universidade Lusófona a 20 de Novembro para proferir a Lição de Sapiência Networks or Atmospheres: the Imaginary and the Real na Sessão Solene de Abertura do ano letivo da Escola de Comunicação Artes e Tecnologias da Informação (ECATI). Scott Lash brindou os alunos da ECATI com as suas reflexões sobra a Teoria dos Media contemporâneos e as redes sociais, defendendo que "precisamos que as redes do imaginário e as atmosferas do real se misturem de forma a criar novos espaços públicos". Lash acredita que a Teoria dos Media está num momento de transição das "redes sociais do imaginário" para "algo como atmosferas do real", apontando que o real funciona, assim, numa dimensão do desejo como algo que ambicionamos por não poder ter. O anfitrião do evento foi o Professor José Bragança de Miranda, da Direção da ECATI, que acolheu Scott Lash e classificou a Escola como "um projeto em permanente evolução e inovador" no panorama das universidades nacionais. "Nunca tivemos dúvida que o nosso projeto de comunicação dava total prioridade à ideia de relação sobre os componentes de comunicação". Manuel José Damásio, diretor da Licenciatura em Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia e AdministradorAdjunto da Cofac, foi o outro anfitrião do teórico inglês e participante na sessão solene. O responsável deu a conhecer um trabalho de investigação que está a desenvolver em torno do conceito de Capital Social e a Internet.

6

Plataformas de desenvolvimento ágeis e vantagens para o negócio das empresas Data do evento: 2009-12-15 Auditório Alexandre Pessoa Vaz Autenticação Federativa no Sapo Data do evento: 05.01.2010 Auditório Alexandre Pessoa Vaz

ADN e Investigação: presos por um fio Data do evento: 08.01.2010 Auditório Agostinho da Silva

Desafios do Cloud Computing na Engª de Software Data do evento: 19.01.2010 Auditório Alexandre Pessoa Vaz

Arquiteturas BPM/SOA Data do evento: 12.01.2010 Auditório Alexandre Pessoa Vaz

Programa Avançado de Executivos em Intrapreneurship Data do evento: 01.02.2010 - 02.02.2010


7


boletim informacao

FORMAÇÃO Competências transversais: novas oportunidades de formação para todos os alunos do Grupo Lusófona Consciente da relevância que têm actualmente no mercado de trabalho as denominadas soft skills ou competências transversais, a Universidade Lusófona iniciou o presente ano letivo com uma aposta na formação complementar às diferentes áreas de formação através da oferta de um programa de competências transversais nas áreas de informática; inglês; gestão, administração e marketing; matemática e física. Estas formações permitem aos nossos alunos adquirirem competências transversais, melhorarem a compreensão das matérias e aprofundar conhecimentos.

Marcelo Rebelo de Sousa profere conferência de abertura da Escola de Administração de Lisboa da Universidade Lusófona Marcelo Rebelo de Sousa foi o orador convidado para proferir a conferência de abertura da Pós-Graduação em Administração Pública e Direito Público Económico, da nova Escola de Administração de Lisboa da Universidade Lusófona. Esta conferência que ocorreu no passado dia 4 de Novembro assinalou simultaneamente o arranque deste curso de pós-graduação e o início das actividades daquela que é a mais jovem iniciativa da Universidade Lusófona. O Professor fez uma análise dos últimos 20 anos de administração pública em Portugal, das entidades reguladoras e do conceito de "estado social”, que, segundo Marcelo Rebelo de Sousa, está neste momento de volta, notando-se uma maior intervenção do estado nas políticas sociais desde o início da crise. Sobre a pós-graduação, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou ser "um curso muito interessante", e congratulou a Lusófona pela iniciativa que "cobre todos os domínios da regulação". "Não há uma realidade similar em outra universidade portuguesa", referiu na ocasião o professor.

8

Na área do Inglês os cursos estão divididos em temas e em níveis podendo o aluno optar pelo que mais se adequa às suas necessidades; na área da Administração, Gestão e Marketing os alunos têm à sua disposição diversos cursos que podem frequentar. Refira-se que todos estes cursos são gratuitos porque financiado no âmbito do POPH.


No curso em parceria com o British Council os alunos têm a possibilidade de certificação do International Language Testing Service (IELTS), do First Certificate in English (FCE); Cambridge Advanced English (CAE) e Cambridge Proficiency in English (CPE). Na área da informática, o curso é organizado em parceria com o Meios.com e IT Academy Microsoft e dá a possibilidade dos formandos aprofundarem conhecimentos e desenvolverem competências nesta área. Ainda no âmbito do programa de competências transversais, estão também em funcionamento as unidades curriculares de Matemática 0 e Física 0 em colaboração com a Faculdade de Engenharias e Ciências Naturais.

Universidade Lusófona forma quadros do Grupo Martifer - Mba Martifer

Ciclo de Conferências Comunicação e Jornalismo no séc. XXI Alunos, convidados e representantes da ULHT e da MARTIFER participaram, no passado dia 28 de Novembro, no evento de abertura do MBA em Gestão, desenvolvido especialmente para dar resposta às necessidades de formação dos quadros do GRUPO que é hoje uma referência de sucesso no panorama empresarial português. Por parte da Universidade Lusófona foi salientada a importância e o desafio que constitui esta parceria, enquadrada numa estratégia mais vasta de reforço da ligação Universidade - Empresas. De acordo com a diretora da Unidade de Gestão da Formação Avançada da Universidade Lusófona, Célia Pires, "Estamos certos que encontraremos na realização deste MBA um bom campo para alargarmos os nossos horizontes e cumprirmos a nossa missão enquanto Instituição de Ensino - de nada serve a Universidade produzir conhecimentos, se os mesmo não forem captados, interiorizados e e propagados pelas empresas que deles necessitam e que priorizam a aplicação criativa dos mesmos" O CEO do Grupo MARTIFER, Jorge Martins, marcou a abertura deste curso com um Seminário sobre o tema Gestão e Empreendedorismo no qual transmitiu a sua visão pessoal e a sua experiência ao público presente. O curso tem a duração de um ano e decorre sábados e segundas-feiras nas instalações da Martifer, em Oliveira de Frades. Ao longo do Programa, os participantes irão desenvolver um projecto empresarial que poderá constituir o embrião de uma nova área de negócios do Grupo Martifer, para além das Construções Metálicas (líder ibérico e uma das principais empresas europeias), Equipamentos para Energia, Geração Eléctrica e Agricultura & Biocombustíveis.

O Diretor da SIC Notícias e Subdiretor de Informação da SIC, António José Teixeira e a jornalista parlamentar da Antena1, Susana Barros estiveram na Lusófona no dia 23 de Novembro para a conferência Comunicação e Jornalismo no séc. XXI. A conferência, moderada pelos professores Fernando Correia e Carla Rodrigues Cardoso da Direcção da Licenciatura em Comunicação e Jornalismo, teve como âmago a política e o poder do jornalismo. António José Teixeira, na sua intervenção comentou o facto de atravessarmos "uma crise de representação em que o poder político vai ficando refém de teias de poderes não sufragados", o que aliado a "um poder mediático tão voluntarioso como impotente" coloca a democracia em risco. Ainda assim, e apesar dos excessos em que os media incorrem quando se comportam mais como "caçadores do que guardas da democracia", o "jornalismo continua a ser a esperança e a garantia de respiração em liberdade", defende. A jornalista parlamentar da Antena1, Susana Barros, referiu-se ao "campo complexo" em que o político tenta impor a sua informação e o jornalista selecionar o que transmitir. Políticos e jornalistas "sabem bem que não sobrevivem uns sem os outros, criando assim uma relação conflitual de dependência", refere. É nessa relação conflitual e no momento de seleção dos acontecimentos, sublinha, que está o poder, ainda que "ilusório do jornalista". Perante uma plateia maioritariamente composta por alunos de todos os anos da Licenciatura em Comunicação e Jornalismo da Lusófona, António José Teixeira lançou uma "palavra de incentivo" aos jornalistas de amanhã, de "alguém que viu nascer o curso de jornalismo nesta universidade" na qualidade de seu primeiro Diretor "Se acreditarem no jornalismo, lutem muito por ele", apelou. 9


boletim informacao

DRIE Programa PREPARA-TE!

Match-Play Associação Comercial de Lisboa

Para o melhor acompanhamento aos alunos do Grupo Lusófona, o SACEE Serviço de Apoio à Criação de Emprego e Estágios, selecionou a 6.ª Feira para o Programa PREPARA-TE - Programa de sessões de acompanhamento profissional personalizado, para procura de emprego/estágio.

Os melhores alunos dos Cursos de Economia e Gestão de Empresas da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, assistiram, no passado dia 22 de Outubro, ao primeiro debate Match Play, que decorreu no Salão Nobre da Associação Comercial de Lisboa - Câmara de Comércio e Industria Portuguesa, ACL - CCIP. O debate realizou-se entre António Pires de Lima da Unicer e Alberto da Ponte da Central Cervejas e Bebidas, com a moderação da jornalista Fátima Campos Ferreira.

Com um horário de atendimento alargado, das 9:30h às 13:00h e das 14:30h às 19:00h, esta iniciativa que tem início no presente mês de Novembro, pretende apoiar muitos alunos no decorrer do ano letivo e ir ao encontro das suas expectativas de ingresso no mercado de trabalho. Algumas das áreas de trabalho são: revisão e elaboração de Curriculum Vitae, preparação para entrevistas de emprego, preparação e gestão do potencial, marca pessoal, entre outras matérias relacionadas. Marque já a sua sessão!

Vulcanus In Japan Programme

tugal há mais de 50 anos, conta com mais de 163,000 profissionais distribuídos por 151 países que trabalham em conjunto e partilham ideias, experiência e soluções para desenvolverem novas perspetivas e uma assessoria efetiva A PricewaterhouseCoopers em Portugal mantém ainda uma estreita colaboração com o escritório da Cidade da Praia, na República de Cabo Verde. Em Portugal contamos com 25 Partners, dos quais 21 no escritório de Lisboa e 4 no do Porto, e cerca de 808 Colaboradores permanentes. A grande maioria dos profissionais é licenciada em Gestão, Finanças, Economia, Contabilidade, Direito, Engenharia ou Ciências Sociais, a todos sendo proporcionada a hipótese de complementarem a sua formação académica, além de receberem frequentemente formação profissional específica.

Alguns comentários dos alunos participantes: "Foi uma experiência muito positiva e enriquecedora do ponto de vista da cultura empresarial. Foi uma oportunidade única de assistir a um debate onde estavam frente-a-frente duas personalidades marcantes do panorama da nossa A PricewaterhouseCoopers tem como principais serviços: economia nacional."

Mohammad Uznain Hanif, Gestão de Empresas

"Sendo a Associação Comercial de Lisboa a principal entidade empresarial da região, e o mercado cervejeiro uma referência para muitas empresas e respetivas parceiras, foi com todo o agrado a viPrograma de Estágios em Empresas Ja- sita de hoje. Uma palavra para a exceponesas, para estudantes das áreas da lência do painel, desde os oradores até Engenharia (ou similar) de países da à moderação. Uma experiência a repeUnião Europeia. tir!" Mário Fernandes, Economia http://documents.eu-japan.eu/ vulcanus_japan/letter_ university.pdf

-Serviços de Auditoria (Assurance) -Assessoria de Gestão (Advisory) -Fiscalidade (Tax Services) -PwC ACADEMY

Helena Alves Pera licenciou-se em Gestão de Empresas, na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias em 2008. Passou a integrar os nossos quadros em Setembro de 2008 no Departamento de Financial Services (auditoria financeFalam os ex-alunos ira - Banca e Seguros), como Assistente e desde Julho de 2009 que desempeA PricewaterhouseCoopers, www.pwc. nha a função de Associate. com/ pt/carreiras, está presente em Por-

10


inerente à minha função consistem em realizar trabalho nas áreas que me são atribuídas de acordo com a Metodologia PwC e sem erros, sendo que existem duas vertentes, a de análise da informação disponibilizada e a de contacto direto com o cliente.

deslocação para as instalações do Cliente a que estou alocada, o que não é neInterino: análise das contas do Cliente a cessariamente obrigatório, uma vez que um mês de referência (análise da evolu- também trabalhamos a partir do nosso escritório. ção das contas e realização de testes); tes para a sua validação;

Final: análise das contas do Cliente a De- Devido ao planeamento prévio do Projeto, todos os membros da equipa têm zembro e emissão de uma opinião. O nosso trabalho é realizado por fases, conhecimento das áreas sobre as quais tendo esta ordem de trabalho: Como decorre um dia típico no seu tra- estão responsáveis, existindo assim uma definição clara das responsabilidades de Controlo interno: levantamento dos balho? controlos instituídos e realização de tes- Para mim, um dia típico começa com a cada elemento.

A Sorte Protege os Audazes!!! Chamo-me Elisa Baptista, ingressei na ULHT em 2001, tendo concluído a licenciatura em Serviço Social em 2006. No ano letivo 2005-2006, realizei o estágio na Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Loures, temática maus-tratos e problemática abuso sexual de menores. Assumo, com humildade, que fui a primeira aluna em Serviço Social da ULHT a "Quebrar Silêncios! Para uma intervenção de qualidade junto de Crianças e Jovens em Perigo". Significa isto, que o esforço dispensado no trabalho valeu a pena, pois "Quebrar Silêncios!" faz parte do acervo da ULHT e encontra-se para consulta na nossa biblioteca. Afirmo que o caminho foi de transformação pessoal e profissional. O trabalho árduo, aliado à determinação versus ousadia, foi uma mais valia para transformar o cabo das tormentas em cabos da boa esperança. No início do estágio realizei o projeto do "Quebrar Silêncios!" com o resultado de 10 valores. Recordo-me que ao lado da avaliação estava escrito: "Elisa Baptista o seu 10 vale 9! TRABALHE!" No momento fiquei indignada, pois de acordo com a minha imaturidade a avaliação estava mal efetuada. Passados dois meses, realizei o Relatório de Progresso

que teve a avaliação de 12 valores. Mais uma vez senti-me prejudicada e tendo perguntado porque é que tinha aquele resultado? Qual a fórmula para ter um bom resultado? A resposta da minha Supervisora, Dra. Amélia Martins foi: "Tens de trabalhar todos os dias! Todo o trabalho para ter sucesso é necessário muita investigação cientifica organizada, tens que mostrar nos trabalho aquilo que tu aprendeste. Em suma, tens que ter confiança em ti para que resulte." Após uma reflexão compreendi que tinha que mudar de atitude, pois estava no caminho errado, e assim o fiz.

Ao não fazê-lo o esforço realizado até então, nomeadamente, percorrer o país para entrevistar os profissionais dos diversos saberes científicos, que marcam a diferença nas intervenções junto dos menores vítimas de abuso, tais como, Dr. Pedro Strecht (Pedopsiquiatra); Dra. Fernanda Rodrigues (Perita em Medicina Legal do Instituto de Medicina Legal do Porto); Dra. Maria de Deus de Medeiros (Assistente Social do Chão dos Meninos de Évora"), Dra. Ana Canhão (Docente em Serviço Social, ULHT) e o Dr. Jorge Cabral (Docente em Serviço Social, pela ULHT), de nada valeria, bem como, o resultado das minhas intervenções junto das vítimas, não seria analisado a custo zero pela Psicóloga Dra. Ana Passos Ramos. Valeu a pena concentrar-me durante 1 ano, na concretização do "Quebrar Silêncios!". A avaliação final foi de 16 valores. Um sucesso. Este resultado, para além de representar uma vitória pessoal versus profissional, ensinou-me que a determinação pessoal aliada há formação académica faz a diferença no mercado de trabalho. Concluo este testemunho com a expressão escrita na minha fita final de curso, pela Docente Dra. Amélia Martins: "O início de um novo desafio arrisca sempre."

11


boletim informacao Em "campo" o nosso tempo é gerido Na medida em que não há praticamenconforme a informação nos vai sendo te barreiras à entrada e por isso à saída, disponibilizada pelo Cliente. sermos competitivos dentro é sermos também competitivos fora. Isso implica Assim, o meu trabalho diário consiste que haja um esforço de todos para tenem analisar a informação sobre as áreas tarmos alcançar a excelência mas evique me foram atribuídas, sendo que denciando sempre um comportamento existindo informação em falta para uma ético. área fazemos todo o trabalho que pode- Para sermos melhores é necessário, para mos com o material disponibilizado e além de outros fatores por vezes não avançamos com as restantes áreas de controláveis, definirmos sempre objetimodo a que nunca exista ineficiência na vos claros (isto não é só aplicável às emgestão do tempo que estamos a alocar presas como também a nós pessoas); ao Cliente. Quando a informação pen- sermos emprenhados na consecução dente nos é disponibilizada prossegui- dos objetivos; sermos proativos e não esmos com a análise da área em questão. perar que seja outro a iniciar a tarefa; tentarmos sempre fazer mais e mais difíÉ importante referir que o nosso traba- cil, não nos sentirmos satisfeitos apenas lho não consiste apenas em trabalhar e com o médio; tentar fazer por nós enanalisar dados, mas também em con- volvendo um grau enorme de autonotactar com o Cliente. Este contacto com mia mesmo que por vezes esse não seja o Cliente é extremamente importante, o caminho mais fácil; ser socialmente uma vez que nos permite a obtenção de empenhado e solidário para com os ouum maior conhecimento e esclareci- tros, apresentando um grau elevado de mento sobre o mesmo e deve possibili- desenvolvimento social; observar os tar ao Cliente uma maior perceção do princípios éticos mesmos os não escritrabalho que desenvolvemos, de modo tos e legislados, o que implica que se evia que a Auditoria seja vista não como te usar meios fraudulentos para obter uma intromissão mas como um apoio. por exemplo notas; não ser apenas um estudante, procurar desenvolver todas É ainda de salientar que o meu dia é pas- as possíveis competências transversais, sado em Equipa, a qual incorpora dife- como por exemplo o domínio de línrentes níveis hierárquicos. O facto de fa- guas; apostar em ter uma carreira interzer parte de uma Equipa faz com que nacional, começando por iniciar o prome sinta mais apoiada, permitindo-me cesso com a frequência de um semestre pedirmos coach sempre que necessito numa faculdade estrangeira; não parar, de esclarecimento, trabalhar num ambi- isto significa que a licenciatura é apenas ente mais amigável e menos individua- um passo, o objetivo é continuar a estulista e desenvolver uma maior capacida- dar para continuarmos a ser competitide de relacionamento com diferentes vos. pessoas. Analisando tudo o referido e aquiOs nossos Professores: lo que ficou por perspectivas sobre dizer, parece que o mercado de trabalho ser estudante de facto é uma tarePerfil fa árdua e mesNome: Prof. Doutor Cláudio Pais mo quase imposFunção: Diretor do Curso de Contabilisível de ser exerdade, Fiscalidade e Auditoria cida. É apenas uma forma de preparar o futuro e tornáAlunos competitivos lo mais simples e fazer com os nossos objetivos sejam mais facilmente atingidos. Este é um mundo cada vez mais competitivo e este tornou-se mais forte quan- A mensagem de facto é: obter boas nodo deixou de "haver países" e passou a tas; ter consciência social; internacionahaver "um país". lizar; estudo para a vida. 12

Protocolos -Academia da Sabedoria -Associação Luso Caboverdeana de Sintra -Associação Portuguesa de Solidariedade e Desenvolvimento -Centro Social S. Pedro Afonseiro -CESPA - Centro Social da Paróquia de Nossa Senhora da Abóboda -CRPI - Comissão de Reformados Pensionistas e Idosos www.crpi-psa.org -ENTRAJUDA - Associação para o Apoio a Instituições de Solidariedade www.entrajuda.pt -Giranostra www.giranostra.pt -Instituto de Apoio à Criança www.iacrianca.pt -Intervisa - Viagens e Turismo S.A. www.intervisa.pt -Nós - Associação de Pais e Técnicos para a Integração do Deficiente -Rede Europeia Anti-Pobreza - Portugal Contactos e Informações http://emprego.grupolusofona.pt

http://loc.ulusofona.pt um ponto de encontro com a Universidade Lusófona!


DRIE História de Vida! Uma Carreira Académica Catarina Sousa, Professora das Cadeiras de Sociologia do Desporto e das Actividades Físicas e Psicologia do Desporto, na Faculdade de Educação Física e Desporto da ULHT “…esta oportunidade foi recebida de forma muito positiva pela direcção da Faculdade de Educação Física e Desporto da ULHT, Professor Dr. Jorge Proença…” Doutorada em Psicologia (UAB), actualmente a realizar o pós-doutora-mento em Psicologia do Desporto (UCLA).

É um facto que as recentes alterações ao ensino superior, que promovem a mobilização de estudantes e professores no seio da união europeia, incitam a transformações na carreira docente universitária, colocando esta carreira num patamar desafiante para evoluir no processo de mudança. Tendo em conta a realidade actual em Portugal, em quanto à integração de novos docentes em instituições universitárias, o desafio coloca-se na procura de novas vias de acesso à carreira académica e investigadora, caminhos que estão em processo de definição e implementação em Portugal.

gressiva autonomia por parte do doutorando, com a respectiva supervisão do orientador. Sabendo que, por um lado, a investigação apenas existe através da sua divulgação no seio da comunidade científica, e, por outro lado, que a publicação da investigação é um elemento-chave para o sucesso na presente realidade universitária, a realização de teses de doutoramento em formato de publicações deverá ser adoptado e motivado pela direcção dos programas de doutoramento e orientadores.

No âmbito da carreira académica em Espanha algumas alterações ocorreram após a entrada em vigor da LOU (Lei Orgânica de Universidades), em 2001, que contribuiu para o desenvolvimento da carreira docente. Foram criadas entidades externas às próprias universidades (Agências Nacionais de Avaliação da Qualidade e Acreditação) que avaliam e acreditam o serviço de ensino superior em geral, e a actividade doNo que diz respeito aos estudos de doutoramento, a nível in- cente em particular, de acordo com critérios internacionais. ternacional podemos encontrar diferentes programas con- O meu regresso a Portugal após 6 anos de trabalho na Unisolidados, acreditados e com objectivos definidos nas suas di- versidade Autónoma de Barcelona (UAB), onde realizei o ferentes etapas. No caso particular de Espanha, os doutora- meu doutoramento, foi-me possibilitado pela entrada na Unimentos constituem-se por quatro principais etapas: Uma pri- versidade Lusófona onde leccionei na Faculdade de Educameira fase de obtenção de créditos teóricos através da assis- ção Física e Desporto. Foi um ano de transição e de adaptatência a aulas presenciais e início de projecto de investiga- ção, mas facilitado também pela maioria de pessoas com ção. A segunda fase passa pela realização de uma investiga- quem interagi na ULHT. A actividade profissional na UAB, perção que deverá ser defendida perante um júri, reconhecen- mitiu estabelecer a colaboração entre a ULHT e a UAB através do o doutorando apto para iniciar a sua incursão na investi- do programa LLP de mobilidade (Erasmus) de docentes e alugação (DEA - "Diploma de Estudos Avançados"). Em seguida, nos. O ano lectivo 2008/2009 culminou com a possibilidade o doutorando submete o seu projecto de tese de doutora- internacional de realizar o pós-doutoramento na Universidamento para aprovação. E a última fase constitui-se pela reali- de California Los Angeles (UCLA). Uma oportunidade de sezação da investigação proposta e que culmina com a defesa guir a investigação realizada e de ampliação de conhecimenda tese de doutoramento. Esta fase é um processo de aplica- to. ção de conhecimentos adquiridos e com carácter de proO objectivo deste meu contributo é a partilha de um percurso internacional de carreira académica na presente realidade de mudança. Especificarei a realidade universitária em Espanha pois é sobre a qual tenho mais conhecimento e experiência.

13


boletim informacao

Considero importante mencionar que esta oportunidade foi recebida de forma muito positiva pela direcção da Faculdade de Educação Física e Desporto da ULHT, Professor doutor Jorge Proença, que apoiou e reconheceu o mérito da mesma. Posição que reflecte a importância para o estabelecimento e consolidação de vias de investigação num sistema universitário internacional. Da minha experiência na UCLA, a excelência e a eficácia numa das 10 universidades do ranking mundial, têm por base a constância, o envolvimento e a focalização nos objectivos estabelecidos por parte do corpo docente e órgãos directivos.

Intercâmbios internacionais - Candidaturas em Curso Estágios Erasmus Porque o Teu Futuro Está nas tuas Mãos E Também nos teus Pés Põe-te a caminho e faz um estágio Erasmus Não há falta de oportunidades, há falta de quem as agarre com coragem e determinação! Um estágio na Europa, que pode durar de três meses até um ano, uma possibilidade de enriquecer o currículo e de descobrir novas possibilidade de futuro! Candidata-te! Bolsas garantidas para os primeiros 40 candidatos! Candidaturas abertas de 01 de Junho a 30 de Novembro de 2009

iniciar as diligências com a maior brevidade. Deadline 1 de Fevereiro de 2010 Duas Bolsas completas para um Summer Course em Astrakhan, Rússia Estão abertas as candidaturas para a realização de um Summer Course em Astrakhan, Rússia. Aceitam-se candidaturas de Estudantes finalistas de 1º Ciclo e de 2º Ciclo, das áreas de Turismo, Economia e Gestão. As bolsas contemplam: Viagens, alojamento, alimentação e frequência do Curso. Informações pelo e-mail: ana.basso@ulusofona.pt Deadline 1 de Fevereiro de 2010

Programa ISEP

EILC - Erasmus Intensive Language Course

Um Semestre nos Estados Unidos da América

De 18 de Janeiro a 12 de Fevereiro o nosso Campus Universitário recebe mais uma edição do EILC-- Erasmus Intensive Language Course, curso de língua e cultura portuguesa, destinado aos Estudantes Erasmus, que durante o 2ª semestre vão frequentar Universidades Portuguesas.

Os interessados em realizar um Semestre ou Ano Lectivo nos Estados Unidos da América, deverão iniciar o processo de candidatura de imediato. O processo é longo e complexo, pelo que urge

14

Desde o meu ponto de vista, todas as experiências num entorno isento de referências vivenciais e repleto de variáveis desconhecidas, potencia o desenvolvimento de competências até ao momento não manifestadas. Contudo, a observação de que "todas as experiências internacionais são enriquecedoras a nível pessoal e profissional", apenas se confirma se o autor da experiência se disponibiliza para receber informação da nova envolvente e integrar experiências e conhecimentos já adquiridos. Caso contrário, a latitude e a longitude serão os únicos indicadores de mudança.

É sempre uma oportunidade, de sem sair, contactar com estudantes de toda a Europa e é também uma forma do nome Universidade Lusófona chegar a outras paragens. Estudantes As candidaturas para: Estudos e Estágios, ano lectivo 2010/2011, vão estar abertas de 2 de Dezembro de 2009 a 29 de Janeiro de 2010. Os eventuais interessados deverão solicitar o pacote de candidatura, através do seguinte endereço de correio electrónico: carla.ales@ulusofona.pt Docentes Relembramos todos os docentes do Grupo Lusófona que a mobilidade de docentes é uma possibilidade, ao abrigo do Programa LLP/ERASMUS, à qual se podem candidatar todos os docentes da Universidade Lusófona. Os interessados deverão falar directamente com o respectivo Director de Faculdade, Escola, Instituto ou Curso, ou dirigir-se ao Serviço de Relações Internacionais.


CASOS DE TALENTO Metade dos finalistas dos Prémios ZON Multimédia são trabalhos de alunos da Lusófona! As curtas-metragens: -Sobre Vivência -Romeu e Julieta -Anjo e o Diabo -Audição -A Morte de Tchaikowski Estão entre os 10 finalistas selecionados para a secção de vídeo dos prémios ZON Multimédia. Este resultado vem mais uma vez confirmar a excelente recetividade do trabalho dos nossos alunos de Cinema Vídeo e Comunicação Multimédia junto da comunidade. Agora só nos resta esperar os resultados finais a 14 de Dezembro.

Filme de alunos de Cinema premiado no Arouca Film Festival 2009 A curta-metragem "A Audição", com realização e argumento de Francisco Campos e Henrique Bagulho e produzida no âmbito da licenciatura de Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia da Universidade Lusófona, venceu o prémio Melhor Argumento na sétima edição do "Arouca Film Festival 2009".

500 personalidades mais influentes do mundo muçulmano O professor da nossa licenciatura em Ciências das Religiões, Shaikh David Munir, Iman da Mesquita Central de Lisboa, foi eleito pela "Royal Islamic Strategic Studies Centre", uma das 500 personalidades mais influentes do mundo muçulmano atual. Considerando este reconhecimento mais do que justo, dada a sua postura humanista, conciliadora e de diálogo, a Universidade Lusófona congratula o Shaikh David Munir.

Investigação da Universidade Lusófona no âmbito da Bioquímica Clínica recebe reconhecimento internacional O trabalho realizado no âmbito do "Metabolismo celular em determinadas situações fisiológicas e fisiopatológicas", sob a orientação da investigadora Luísa Cristóvão, Prof. Doutora da Faculdade de Engenharia e Ciências Naturais da ULHT e em ligação com a Faculdade de Medicina de Lisboa e o Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, tem vindo a originar resultados e reconhecimento variado, com destaque para o facto de desta linha de investigação terem resultado recentemente 2 apresentações em Congresso Nacional e 4 apresentações em Congressos Internacionais. O trabalho sob o tema: "Desequilíbrio entre oxidantes-antioxidantes em doentes com Doença Pulmonar Obstructiva Crónica", foi premiado entre os 101 trabalhos apresentados no XXIII Congresso de Pneumologia, para representação Portuguesa em Congresso Internacional no âmbito da investigação na área clínica, realizado em Tenerife.

15


boletim informacao Enoturismo: uma nova forma de fazer turismo em Portugal

BREVES

O CISE - Centro de Investigações Sociais e Empresariais, a licenciatura em Turismo, e a Cogitur, revista de Turismo da nossa Universidade, organizaram no passado dia 11 de Novembro, a conferência Enoturismo 2009. Numa altura em que o Enoturismo se assume como uma alternativa sustentável e rentável à restante atividade turística nacional, a Universidade Lusófona recebeu personalidades como Alberto Marques, Diretor Coordenador da Direção de Desenvolvimento de Produtos e Destinos do Turismo de Portugal, que afirmou que "o Enoturismo assume um papel importante no desenvolvimento regional e na criação de emprego em regiões mais desfavorecidas" e que "Portugal é um dos países mais procurados para este tipo de turismo, pelo facto dos vinhos portugueses serem considerados dos melhores do mundo".

2ª congresso Iberoamericano de Fitoterapia De 8 a 10 de Outubro decorreu no hotel Altis em Lisboa o 2ª congresso Iberoamericano de Fitoterapia onde a Faculdade de Ciências e Tecnologias da Saúde da Universidade Lusofona se fez representar por Luís Monteiro Rodrigues, Maria do Céu Costa, Lídia Palma, Rute Vítor e Patrícia Rijo. Entre os trabalhos científicos originais apresentados por médicos e investigadores de países como o Brasil, Argentina ou Espanha, estavam também uma série de trabalhos desenvolvidos no nosso país. Nomeadamente a Unidade de Dermatologia Experimental e a Escola Superior de Saúde Ribeiro Sanches que se apresentaram como terreno fértil onde, em colaboração com outras instituições, se produz ceara cientifica de qualidade, que dignificou a nossa Universidade neste congresso.

Atendimento

Domiciliário Médico Enfermagem Fisioterapia Análises Clínicas

808 203 021

16

Todos os dias

entre as 8h e as 23h

Num painel que discutia o tema do Enoturismo enquanto produto estratégico, o Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, Ceia da Silva, destacou o atrativo desta atividade na sua região, afirmando que o Enoturismo "constituirá um encontro com paisagens imensas e deslumbrantes, com um legado histórico vasto e monumental, com uma cultura rica e única e com um povo sereno e hospitaleiro.” A jornalista e diretora do Portal de Vinhos, Maria João Almeida, também presente no evento, relembrou também que Portugal é um país "rico em regiões vitivinícolas de norte a sul e com fortes tradições de consumo de vinho, sendo o setor vitivinícola de grande importância para a economia nacional".


PROTOCOLOS Entidades: Protocolo de Colaboração entre a Cofac - Cooperativa de Formação e Animação Cultural, Crl e a Associação dos Oficiais de Operações Aeroportuárias (APOA) Âmbito: A COFAC concede aos associados da APOA, ao seu cônjuge ou a quem viva em condição análoga à dos cônjuges, desde que devidamente comprovada, e filhos, uma redução de 10% do valor da propina mensal, relativa aos cursos de 1º ciclo e 2º, ministrados na ULHT, ULP, ESEAG, ISMAT, ISPO e ISDOM. Entidades: Protocolo de Cooperação entre a Cofac - Cooperativa de Formação e Animação Cultural, Crl e o Sindicato Nacional dos Profissionais e Seguros e Afins (SINAPSA). Âmbito: A COFAC concede aos associados do SINAPSA, ao seu cônjuge ou a quem viva em condição análoga à dos cônjuges, desde que devidamente comprovada, e filhos, uma redução de 10% do valor da propina mensal, relativa aos cursos de 1º ciclo e 2º, ministrados na ULHT, ULP, ESEAG, ISMAT, ISPO e ISDOM. Entidades: Protocolo de Cooperação entre a Cofac - Cooperativa de Formação e Animação Cultural, Crl e o SAS - Institute Software, Lda.. Âmbito: A COFAC concede aos associados dos Serviços Sociais do SAS, ao seu cônjuge ou a quem viva em condição análoga à dos cônjuges, desde que devidamente comprovada, e filhos, uma redução de 10% do valor da propina mensal, relativa aos cursos de 1º ciclo e 2º, ministrados na ULHT, ULP, ESEAG, ISMAT, ISPO e ISDOM. Entidades: Protocolo de Cooperação entre a Cofac - Cooperativa de Formação e Animação Cultural, Crl e o Grupo Jerónimo Martins, SA.. Âmbito: A COFAC concede aos colaboradores do Grupo Jerónimo Martins, ao seu cônjuge ou a quem viva em condição análoga à dos cônjuges, desde que devidamente comprovada, e filhos, uma redução de 10% do valor da propina mensal, relativa aos cursos de 1º ciclo e 2º, ministrados na ULHT, ULP, ESEAG, ISMAT, ISPO e ISDOM. Entidades: Protocolo de Cooperação entre a Cofac - Cooperativa de Formação e Animação Cultural, Crl e a Associação de Oficiais da Reserva Naval (AORN). Âmbito: A COFAC concede aos colaboradores da AORN, ao seu cônjuge ou a quem viva em condição análoga à dos cônjuges, desde que devidamente comprovada, e filhos, uma redução de 10% do valor da propina

mensal, relativa aos cursos de 1º ciclo e 2º, ministrados na ULHT, ULP, ESEAG, ISMAT, ISPO e ISDOM. Entidades: Protocolo de Cooperação entre a Cofac - Cooperativa de Formação e Animação Cultural, Crl e a ASF/ASAE - Associação Sindical dos Funcionários da ASAE. Âmbito: A COFAC concede aos colaboradores da ASF - ASAE, ao seu cônjuge ou a quem viva em condição análoga à dos cônjuges, desde que devidamente comprovada, e filhos, uma redução de 15% do valor da propina mensal, relativa aos cursos de 1º ciclo e 2º, ministrados na ULHT, ULP, ESEAG, ISMAT, ISPO e ISDOM.

Protocolo de Colaboração geral entre a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e a Ordem dos Farmacêuticos.

No passado dia 29 de Julho de 2009 a Universidade Lusófona e a Ordem dos Farmacêuticos (OF) assinaram um Protocolo de Colaboração que visa promover a formação dos farmacêuticos aos mais diversos níveis, dando especial atenção á formação de Entidades: Protocolo de Colaboração entre carácter profissionalizante, incluindo os eso Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jor- tágios incluídos na formação graduada; ao ge, I.P. e o Instituto Superior de Estudos de Segurança/Universidade Lusófona de Huma- desenvolvimento de competências profisnidades e Tecnologias. sionais reconhecidas como úteis para um Âmbito: Colaboração no domínio da Segu- desempenho profissional actualizado e resrança em Saúde Pública, designadamente nas vertentes da investigação, do desenvol- ponsável. vimento, do ensino e da formação avança- Este protocolo tem também como intenda, nomeadamente: desenvolvimento de ção promover a investigação o desenvolviprojectos de investigação; de acções de formação no âmbito do 1º, 2º ou 3º ciclos; exe- mento e a inovação nos domínios identificução conjunta de acções externas e a con- cados como essenciais para o progresso processão de benefícios mútuos no domínio da fissional, bem como promover projectos de utilização de recursos humanos e materiais investigação conjuntos e intercâmbio de inde cada uma das instituições. formação cientifica e reforçar a divulgação Entidades: Protocolo de Cooperação entre a Universidade Lusófona de Humanidades e das Boas Práticas e da Qualidade, em todos Tecnologias e o Instituto da Droga e da Toxi- os domínios de actividade profissional, dancodependência, I.P. do especial atenção àqueles que envolvem, Âmbito: Assegurar um programa de cooperação técnico-científica ao nível da Psicolo- directa ou indirectamente, a utilização segia Criminal, Forense, da Exclusão Social e gura e eficiente do medicamento. da Intervenção Juspsicológica, através da prestação de serviços, especialmente no acompanhamento de utentes em situação de risco, erigindo como finalidade a cooperação em acções de investigação científica no âmbito da droga e da toxicodependência, através da constituição de uma bolsa de estágios destinada a estudantes do 2º ciclo em Psicologia Forense e da Exclusão Social. Entidades: Protocolo de Colaboração entre a COFAC - Cooperativa de Formação e Animação Cultural, Crl. e a VITAE - Associação de Solidariedade e Desenvolvimento Internacional. Âmbito: Preparação e desenvolvimento da Pós-graduação em Gestão das Organizações Sociais no quadro da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da ULHT.

Assinatura do Protocolo com a Sra. Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos

17


boletim informacao

Visita institucional da Universidade Lusófona à Universidade de Alcalá de Henares De modo a contribuir para o aprofundamento da colaboração que se vem desenvolvendo entre estas duas Universidades, primeiro na área da Documentação e mais recentemente na área das Ciências da Saúde, o Administrador da Universidade Lusófona Prof. Doutor Manuel Damásio visitou em Outubro recentemente a Universidade de Alcalá de Henares uma das mais importantes universidades espanholas, acompanharam-no nesta visita os professores Gisélia Felício e Luís Monteiro Rodrigues. Em Alcalá, cidade e Universidade classificadas como "Património da Humanidade", os representantes da Lusófona foram recebidos pelos coordenadores dos programas de colaboração em curso, Professora Esperanza Montalvan, o Sr Vice-rector Professor Michel Fung-a-you e pelo Retor Professor Virgilio Zapatero. Esta deslocação permitiu ainda visitar com especial atenção as infraestruturas de investigação que, na atualidade estão a ser utilizadas pelos nossos colegas do Programa de Doutoramento iniciado com a UAH em 2009 e o hospital universitário. Como ficou declarado, as partes estão empenhadas no desenvolvimento dos convénios de colaboração antes assinados no dia da Universidade Lusófona, sobretudo no que respeita às Ciências da Saúde, devendo esta visita ser retribuída muito em breve por parte do Magnifico Reitor daquela instituição.

18

"Jardins Portáteis" no colégio de Alfragide Este verão, depois de uma visita ao Museu de Serralves e tendo ainda como base o livro "Serralves - Projectos com escolas", de Elvira Leite e Sofia Victorino, surgiume a ideia de adaptar um dos projectos aí descritos, cujo tema me pareceu bastante interessante, ou seja, os jardins portáteis. Pedi, por isso, aos pais que colaborassem com a nossa sala em 4 momentos distintos do calendário (Primavera, Verão, Outono e Inverno). Para além de motivar práticas lúdicas e criativas, o projecto Jardins Portáteis, apresenta ainda a possibilidade de levantar questões relacionadas com a ecologia, ou seja, as relações entre os seres vivos e o seu ambiente, o estudo das condições, ambientais de existência famílias de plantas, espécies, etc. Tudo isto é também uma forma de promover a actividade em família, para além da sala de aula, já que o prazer de fazer novas descobertas deve também ser partilhado. Objectivos do Projecto"Jardins Portáteis" - Sensibilizar os alunos para os conhecimentos e as experiências de concepção, construção e manutenção de um jardim, tendo em conta que este é uma realidade viva e que, tal como as pessoas tem que ser olhado e tratado com dedicação; - Permitir aos alunos a apresentação de um trabalho no âmbito de diferentes áreas curriculares - Estimular a criatividade; - Desenvolver a capacidade e as relações do trabalho em conjunto; - Promover a utilização de uma expressão fluente, correcta e adequada; - Reforçar a cooperação e a conjugação de esforços entre a escola e a família. Antes ainda de iniciar o projecto, achei que devia documentar o mais possível o mesmo, mas quis também que essa documentação pudesse ser proveitosa para as famílias e não só para mim. Tive então a ideia de criar um jornal da #sala5, onde reportasse todos os eventos significativos. Assim todos ficam com uma recordação que perdurará muito depois de os jardins terem desaparecido, recordação onde todos os colegas e seus jardins figuram. Ana Dominguez, Professora do Colégio de Alfragide


Faculdade Mario Schenberg Colégio Mario Schenberg premiado pelo Ministério da educação Brasileiro Na noite do dia 23 de Novembro, no Espaço São Paulo, o Colégio Mario Schenberg representado pela Diretora Pedagógica Marli Ramos Scatralhe, a Coordenadora da Educação Infantil Márcia Sousa e a Secretária Escolar Gloria Barbosa, receberam do Ministério da Educação e do Instituto Brasileiro de Pesquisa e Qualidade Gomes Pimentel, o Troféu e o Certificado do Prémio Nacional de Excelência em Qualidade no Ensino 2009. "O reconhecimento que recebemos através desse prêmio, deve atingir não somente aos dirigentes do Colégio, mas também aos coordenadores, professores, funcionários e, especialmente, aos nossos alunos e suas famílias, por permitirem e confiarem que a cada dia do ano letivo, façamos educação escolar com qualidade, eficiência e amor". Marli Scatralhe

Finalistas do Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia A Faculdade Mario Schenberg está orgulhosa dos alunos da turma do Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia (coordenado pela Profa.Lúcia Verginelli) que apresentaram os Trabalhos de Conclusão de Curso (orientados pelo Prof. Mestre Paul William Gregson), tendo como temas a brasileiríssima mandioca e rica e alegre culinária do Sul da Itália. Os alunos foram organizados de forma a apresentarem as culturas de cada país em banca, composta por profissionais do mercado de Gastronomia. Seguiu-se o Festival Gastronómico, com dois jantares temáticos e montagem de ambientes pelos alunos, que preparam o cardápio e serviram os jantares, dando um verdadeiro show de conhecimento e aprendizagem. Parabéns aos alunos corpo docente e alunos finalistas!

19


boletim informacao

ULP Luís Portela inaugura Ciclo e Conferências "A Saúde vista da Lusófona”

vez mais em resposta às reais necessidades dos doentes e das suas famílias.

Energias Renováveis foram o tema central de mais duas conferências em parceria com Semanário Grande Porto

Luís Portela esteve na Universidade Lusófona do Porto, no passado dia 9 de Outubro, a convite da nova Escola de Saúde da Universidade Lusófona do Porto, para abrir o Ciclo de Conferências " A SAUDE vista da LUSOFONA ". Apresentando o tema Inovação Tecnológica na Saúde - o caso BIAL, Luís Portela explicou como a sua empresa conseguiu vencer no mercado mundial do medicamento, sendo actualmente um dos maiores grupos empresariais portugueses, quer a nível interno, quer internacionalmente.

A 2ª conferência, dedicada à "Regulação da Saúde em Portugal", ocorreu no dia 22 de Outubro e teve como conferencista convidado Álvaro Santos Almeida, Presidente da Entidade Reguladora da saúde. Este ciclo de conferências, que prosseguirá em Janeiro de 2010, pretende contribuir para o esclarecimento e o debate necessários às justas decisões cada 20

O Departamento de Ciências Naturais, Engenharias e Tecnologias (DCNET) da U.L.P. e o Semanário Grande Porto, realizaram duas conferências sobre Energias Renováveis. A primeira realizou-se no dia 2 de Novembro e foi dedicada ao tema "Mercados das Energias Renováveis". Os oradores foram José Eduardo Martins, Deputado e Miguel Ferreira, Administrador da Megajoule SA. Aliou-se a perspectiva política e a experiência jurídica de José Eduardo Martins na área das Renováveis, ao testemunho e vivência de um empresário, Miguel Ferreira, que começou por ter uma micro empresa de consultoria em energias renováveis que actualmente apresenta elevadas taxas de crescimento, negócios em vários pontos do globo, vivendo um processo de internacionalização. A segunda conferência, sobre Microgeração e Eficiência Energética ("Energias renováveis em edifícios e eficiência energética"), ocorreu a 9 de Novembro e contou com a participação de Cláudio Monteiro, Professor da Faculdade de Engenharia da UP, de Borges Gouveia, da Universidade de Aveiro e de Isabel Santos, Administradora da EcoC-

hoice (Grupo Lena). Em análise estiveram duas perspectivas centrais do actual paradigma energético: o da produção, no qual se abordaram as tecnologias e estímulos, as soluções financeiras, e outros mecanismos com vista à sua massificação, não importando como é que a energia produzida vai ser gasta; outra, a da poupança (ou do consumo), em que se destacaram aspetos de racionalização e eficiência energética que é necessário incorporar por ser, nessa poupança, que está muito da solução do problema energético global e da sustentabilidade com que nos debatemos. O DCNET colaborou com o Semanário Grande Porto na organização destes encontros, já que esta unidade da ULP tem larga experiência na área das Energias Renováveis: por um lado tem uma licenciatura em Engenharia do Ambiente, com uma área de especialização em Energias Renováveis, por outro, organiza desde há três anos, uma pósgraduação em Energias Renováveis. A edição 2010 arrancará no dia 8 de Janeiro.

D. Manuel Clemente, Bispo do Porto, na ULP

A 3ª Encíclica de Bento XVI, a Encíclica "Caritas in veritate" foi o tema da conferência proferida por D. Manuel Clemente, na ULP, no passado dia 5 de No-


vembro. Dado o caráter eminentemente social deste documento, D. Manuel Clemente abordou questões que estão atualmente no centro das preocupações da maior parte dos Estados e cidadãos, designadamente a questão da ética, honestidade e transparência na Economia. O Bispo do Porto salientou também outro ponto importante da Encíclica, aquele em que o Papa apela à necessidade de existência "de uma verdadeira autoridade política mundial que se atenha de maneira coerente aos princípios de subsídio e de solidariedade". Comentando algumas das partes mais importantes deste texto, D. Manuel Clemente permitiu a reflexão dos presentes sobre questões de grande actualidade.

conferencista o Prof. Doutor José Manuel Aroso Linhares. Este Encontro reuniu centenas de juristas na ULP, entre os quais distintos convidados, destacando-se o Presidente do Tribunal Constitucional, Doutor Moura Ramos. O Encontro contou com o apoio institucional do Conselho Distrital do Porto da Ordem dos Advogados e da Associação Jurídica do Porto, assim como com o patrocínio da Coimbra Editora, parceiros decisivos no sucesso do evento.

Escritor Luandino Vieira apresentou último livro na ULP

Encontro de Filosofia do Direito Escola de Direito reúne vários especialistas para pensar o Direito

"O Livro dos Guerrilheiros " é o título do último livro de José Luandino Vieira, consagrado escritor Angolano, prémio Camões 2006 e que foi apresentado na O Prof. Doutor António Castanheira Ne- Universidade Lusófona do Porto, com a ves, professor catedrático da FDUC e presença do próprio autor, no dia 12 de ex-Diretor do departamento de Direito Novembro. da ULP, foi o convidado de honra do Encontro de Filosofia de Direito, que O Reitor, Prof. Doutor Fernando dos ocorreu no dia 5 de Novembro, nesta Santos Neves, que abriu a sessão, sublinhou a importância daquele momento Universidade. e da honra de receber na ULP tão granA conferência principal, proferida pelo de nome da literatura Lusófona. próprio Doutor Castanheira Neves, versou sobre: Uma Reconstituição do sen- Do programa do encontro fez também tido do Direito - na sua autonomia, nos parte a apresentação do autor e do livro pelo Prof. Doutor António Oliveira, proseus limites, nas suas alternativas. fessor do Departamento de Ciências SoO Prof. Dr. José de Sousa e Brito abor- ciais e Humanas da ULP, unidade que ordou o tema: Sobre a autonomia do Dire- ganizou este evento. ito, através do comentário a uma obra do Doutor Castanheira Neves. A última conferência foi sobre a "Validade comunitária e contextos de realização: breves reflexões sobre a concepção jurisprudencialista do sistema", tendo sido

Novembro: mês de eleições na ULP Eleitos novos órgãos sociais da Associação de Estudantes da ULP (AEULP) Os estudantes da ULP elegeram no passado dia 25 de Novembro os novos órgãos sociais da sua associação. A nova equipa é composta por representantes da maioria das Licenciaturas da Universidade, sendo que a Presidência da Direcção está a cargo de Joana Soares, finalista de Psicologia. O novo Presidente da Assembleia Geral é Luís Pereira, da Licenciatura em Engenharia do Ambiente, sendo que Agostinho Seixas é o Presidente o Conselho Fiscal. Do Programa para este mandato destaca-se a organização do 1.º Festival Universitário da Lusófona, evento que decorrerá durante 2 dias e terá concertos de música ao vivo, com Bandas nacionais, DJs, e outras actividades paralelas. Pretende ser uma festa não apenas para os estudantes da ULP, mas para toda a Academia da cidade do Porto. Esta nova Associação pretende também dinamizar a organização de eventos de extensão universitária, promovendo Seminários e Conferência que vão ao encontro dos interesses dos estudantes.

Comunidade Académica elege representantes a órgãos universitários Alunos, professores e funcionários foram às urnas no passado dia 26 de Novembro para eleger os seus representantes nos diferentes órgãos académicos. Foram escolhidos assim os representantes de cada um destes grupos para o Conselho Universitário, para o Conselho Científico e também para o Conselho Pedagógico de cada unidade orgânica.

21


boletim informacao

ISG

ISG

Escola de Gestão Criar Valores

Eng. Mira Amaral Presidente do Conselho Geral do ISG - Instituto Superior de Gestão

O Conselho Geral do ISG - Instituto Superior de Gestão, enquanto órgão colegial destinado a analisar e discutir as grandes linhas de orientação e desenvolvimento do Instituto, conta com a Presidência do Eng. Luís Mira Amaral. Cumprindo com o disposto no artigo 140.º do Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior, aprovado pela Lei n.º 62/2007, de 10 de Setembro, é dever das entidades instituidoras dos estabelecimentos de ensino superior privado dotar estes "de estatutos que, no respeito da lei, definam os seus objectivos, o projecto científico, cultural e pedagógico, a estrutura orgânica, a forma de gestão e organização que adopta e outros aspectos fundamentais da sua organização e funcionamento", o ISG I Instituto Superior de Gestão aprovou os seus estatutos onde se integram o Conselho Geral. Se a base é a educação e formação, o objectivo final é a adaptação profissional e a capacitação dos recursos humanos para os desafios empresariais. Logo, é cada vez mais importante a interligação Ensino/Empresa e vice-versa, quer no enquadramento das competências existentes, quer na administração de novas competências e novas solicitações empresariais.

22

Esta crescente necessidade de interacção constituiu a base de reconhecimento por parte do ISG de convidar Individualidades de reconhecido e mérito no domínio da actividade empresarial ou no âmbito das ciências da gestão. O palmarés e reconhecimento público das actividades profissionais e académicas do Eng. Luís Fernando Mira Amaral renomearam este convite e muito nos apraz a sua aceitação para presidir ao Conselho Geral do ISG - Instituto Superior de Gestão.

ISG I Escola de Gestão candidata-se a avaliação internacional e recebe primeira visita da comissão de peritos da EUA - European University Association A EUA - European University Association integra uma área de avaliação de projectos educativos ao nível ensino superior, cuja função e objectivo principal é que essas avaliações sirvam para apoiar as instituições participantes no desenvolvimento contínuo da sua gestão estratégica e cultura de qualidade interna. Face aos novos desafios do ensino superior em Portugal e à cada vez maior integração das instituições no panorama educativo internacional, o ISG propôsse a esta avaliação, recebendo na semana de 26 de Novembro de 2009 uma comissão internacional constituída por quatro peritos de conceituadas escolas internacionais da área da gestão, presidida por Finn JUNGE-JENSEN (President, Copenhagen Business School). A comissão irá voltar em Maio para completar o processo de avaliação e ajudar-nos a concretizar todos os nossos objectivos estratégicos enquanto Escola de gestão.

ISG pela 1ª vez na EAIE - European Association for International Education Seguindo a estratégia delineada pela Direcção das Relações Internacionais, o ISG esteve presente pela primeira vez na 21st Annual EAIE Conference, que decorreu este ano em Madrid, nos dias 16 e 19 de Setembro. Este evento permitiu ao ISG estreitar laços com os seu parceiros, estabelecer novos contactos com outras Instituições do Ensino Superior Europeu com o objectivo de estabelecer novos acordos, assistir a conferências, reunir com outras instituições com o objectivo de trocar impressões sobre as melhores práticas a adoptar nas Relações Internacionais.

Estágios Profissionais ERASMUS ao alcance de todos Os alunos do ISG podem a partir deste ano realizar Estágios Profissionais ERASMUS. Estes estágios destinam-se aos alunos do 1º e 2º Ciclos e podem assumir-se como estágios extracurriculares ou curriculares (obrigatórios), realizáveis durante o curso. Esta modalidade de mobilidade permitirá a aprendizagem de novas práticas, o contacto com novas realidades culturais, o crescimento profissional, a valorização do currículo, facilitando a entrada no mercado de trabalho. Estes estágios têm ainda a particularidade de garantirem uma bolsa de apoio. Torna-se agora possível os alunos fazerem Mobilidade de Estudos (frequentar as aulas) e Mobilidade de Estágios Profissionais num Estado-Membro da União Europeia em simultâneo ou fazerem apenas uma das modalidades.


Dinamarca à porta de casa... ISG celebrou mais um Acordo Interinstitucional com uma Instituição do Ensino Superior na Dinamarca, University College South. O referido acordo possibilita a docentes e alunos do 1º e 2º Ciclo, na área do Marketing a partir de 2010/2011 fazerem mobilidade ao abrigo do Programa Erasmus. Esta universidade tem aproximadamente 3,600 alunos situa-se em 4 diferentes localizações regionais: Kolding, Haderslev, Aabenraa e Sønderborg.

INP INP ganha 1º prémio do “University Challenge 09” Projecto sobre plano de comunicação para as energias renováveis conquistou prémio de 10.000 euros

ISG lança revista de investigação com primeiro dedicado ao "Mobile Business- Evidences and Trends" O Instituto Superior de Gestão lançou a revista semestral "International Business and Economics Review" (IBER), que visa estabelecer uma plataforma de discussão e a divulgação de resultados de investigação internacional de excelência. Além de contar com a colaboração de autores credenciados, quer do mundo académico, quer empresarial, bem como o corpo editorial de 13 universidades internacionais que fazem acreditar que se trata de um projecto sólido e de qualidade assegurada, este número de lançamento tem como tema "Mobile Business- Evidences and Trends" e conta com 5 artigos científicos (secção Competitive Papers, alvo de avaliação em sistema "double blind peer-review") e 8 artigos de opinião de empresas internacionais (secção Executive Perspectives). Os conteúdos do presente número encontram-se disponíveis na plataforma Open Journal System em http://revistas.ulusofona.pt. O próximo número, a lançar em Junho de 2010, tem como tema "Entrepreneurial Process: How Entrepreneurs Connect the Dots to Identify New Business Opportunities" e a data limite para envio de trabalhos ocorre a 10/01/2010. Toda a informação relativa ao corpo editorial e processo de submissão em http://iber.isg.pt.

No dia 21 de Outubro, a EDP entregou o 1º prémio do concurso University Challenge 09 a um grupo de alunos do Instituto Superior de Novas Profissões (INP), uma iniciativa promovida pela EDP que, nesta terceira edição, teve como tema A EDP e as Energias Renováveis: um futuro lado a lado.

INP - Instituto Superior de Novas Profissões viu aumentar a sua produção científica e notoriedade académica através dos primeiros mestres em Comunicação Integrada. Três alunos defenderam publicamente as suas dissertações, no dia 15 do passado mês de Outubro. As Dissertações de Mestrado, intituladas de "Comunicação Interna nas Organizações: um requisito necessário para a participação"; "A Importância da Intranet enquanto Veículo de Comunicação Interna nas Organizações" e "A Comunicação de Produto na Indústria Farmacêutica" tiveram como orientadores os distintos Professores Doutores Nuno Goulart Brandão e Miguel Varela (Instituto Superior de Novas Profissões) e estiveram também presentes, como vogais do júri, a Prof. Doutora Maria José Gonzalez Solaz (Universidad Cardenal Herrera - Valência) e o Prof. Doutor José Magalhães (Instituto Superior de Gestão).

O projecto vencedor que tem como tema Elaboração de plano de comunicação para O espírito de equipa, a disponibilidade a promoção da EDP associada às energias dos orientadores e a entreajuda projectarenováveis em Portugal, reuniu o consendo aos discentes, espelhou-se no resultaso de todo o júri. do adiantado de esforço, trabalho e dedicação, que muito deve à forte presença da Este grupo, constituído por Abdul Karim, lógica da Comunicação Integrada, enPedro Santos, Elisabete Simões e Tiago Luquanto princípio. ís, vai receber uma bolsa de estudo no valor de 10.000 euros e os seus membros Acreditamos que este espírito se estende têm ainda a possibilidade de realizar um esaos demais candidatos, que futuramente tágio de 3 meses na EDP. se irão juntar aos já Mestres e que a 3ª edição, em curso, seja o resultado da consO INP abriu as portas, no dia 17 de Notante aprendizagem e crescimento de tovembro, ao University Challenge 2010 dos, em prol do conhecimento científico e com a apresentação do projecto a todos do projecto educativo do INP. os alunos do Instituto, numa iniciativa que contou com a presença dos responsáveis da EDP e da equipa vencedora.

23


boletim informacao

ISMAT Pancho Guedes, Siza Vieira e ARX Portugal Os alunos do Curso de Arquitectura do ISMAT visitaram o Museu Berardo e o Campus do Instituto Politécnico de Setúbal numa viagem arquitectónica… Uma viagem significa, quase sempre, aprendizagem, partilha e enriquecimento. Mexe connosco, desperta-nos, faznos pensar… estimula os sentidos, provoca novas questões, oferece-nos um (sempre) novo olhar. Tudo isto aconteceu, mais uma vez, no passado dia 18 de Julho. Aproveitando es-

“O que é o Coaching, para que serve e quais as principais técnicas na sua aplicação?" No dia 26 de Outubro realizou-se no ISMAT um Workshop subordinado ao tema Executive Coaching e Coaching de Equipas. A dinamização do evento ficou a cargo da Dra. Isabel Freire de Andrade, Licenciada em Psicologia e Partner da Conceito O2, Lda, certificada pelo ICF em "Coaching individual e de equipas", que é Vice-Presidente do Chapter em Portugal do ICF - International Coaching Federation. No workshop estiveram presentes mais de 60 alunos do curso de Gestão de Recursos Humanos, para além dos ex-alunos recém-licenciados do mesmo curso. Como tema actual, com um crescimento de popularidade e utilização, o Coaching aplicado ao desenvolvimento das pessoas foi altamente discutido, tendo sido satisfeitas as questões iniciais que eram: "O que é o Coaching, para que serve e quais as principais técnicas na sua

24

se Sábado de Verão, um grupo de alunos e professores do curso de Arquitectura do ISMAT deslocou-se a Setúbal e a Lisboa, em visita de estudo. Tendo como pontos de paragem demorada a Escola Superior de Educação (projecto do arquitecto Siza Vieira) e a Escola Superior de Ciências Empresariais (projecto da ARX Portugal - arquitectos Nuno Mateus e José Mateus), ambas no Campus do Instituto Politécnico de Setúbal, a viagem terminou em Lisboa, na exposição intitulada "Pancho Guedes- Vitruvius Mozambicanus" - no Museu Colecção Berardo, no Centro Cultural de Belém. Pelo caminho, outros trabalhos houve que justificaram paragens, tendo tudo sido alvo

de desenhos e/ou de saudáveis discussões. As três visitas previamente programadas foram conduzidas pelo Prof. Doutor Miguel Santiago (docente do ISMAT e autor da obra "Pancho Guedes - Metamorfoses Espaciais"). Estas viagens - mesmo as menos longas e a locais menos longínquos -, sua preparação e sua posterior avaliação, são momentos privilegiados de aprendizagem e de partilha. No fim de cada percurso, voltamos mais ricos.

aplicação?". Com uma abordagem simples, pragmática e até por vezes bastante divertida, a Dra. Isabel Freire de Andrade conduziu o workshop demonstrando a sua enorme experiência nestes contextos, levando à participação activa dos participantes e revelando no final uma grande satisfação da parte de todos.

lução urbana das cidades algarvias. Embora maioritariamente destinado a docentes e alunos do ISMAT, considerou-se pertinente abrir também ao público interessada esta iniciativa, que intersecta as temáticas da fotografia, da arquitectura e do urbanismo. A II Maratona contou com o apoio da Delegação do Algarve da Secção Regional Sul da Ordem dos Arquitectos e da Câmara Municipal de Lagos.

II Maratona Fotográfica do ISMAT Conhecer e promover a evolução urbana das cidades algarvias é o grande objectivo desta maratona que aconteceu pelo segundo ano consecutivo. A II Maratona Fotográfica do ISMAT, incluindo visita guiada, decorreu no passado dia 31 de Outubro, tendo por tema "Evolução urbana da cidade de Lagos". Tratou-se de mais uma iniciativa promovida pelo Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes, no âmbito do Mestrado Integrado em Arquitectura. Este evento ocorre anualmente, tendo como objectivo a promoção do conhecimento da evo-

Uma vez mais… valeu a pena! MARIA INÊS CEROL | docente do ISMAT


ISDOM Empresário Henrique Neto orador convidado na abertura Solene do Ano lectivo 2009/2010 do ISDOM

"A difícil situação económica, financeira e social de Portugal, agravada pela crise financeira internacional de 2008 e pela crise económica que se seguiu, justifica que todos os portugueses se debrucem sobre as causas do atraso português e procurem vias inovadoras de progresso e de desenvolvimento para o nosso Pais. …Nos últimos escritos, tenho defendido que apesar de reconhecer a seriedade da crise internacional, a crise portuguesa é muito mais antiga, mais profunda e mais difícil de superar. Desde logo, porque envolve factores estruturais que não são comuns à generalidade das economias europeias, a saber: 1-Níveis de educação e de formação profissional muito baixos; 2- Diminuta cultura científica dos cidadãos; 3-Ausência de uma estratégia nacional e de continuidade das políticas públicas; 4-Mau funcionamento do Estado em áreas como a Justiça, a partidarização da Administração Pública e uma organização do território de má qualidade; 5- Promiscuidade dos interesses, que envolvem o Estado, as empresas públicas e as grandes empresas e grupos económicos públicos e privados; 6-Níveis insuficientes de inovação e de diversidade económica; 7-Partidos políticos muito influenciados pelo chamado centralismo democrático, que não propiciam a participação politica e cívica dos cidadãos;

8-Discurso politico anti-pedagógico, cujo objectivo se esgota em ganhar eleições e que para isso recusa a realidade objectiva, a favor da propaganda e de uma certa visão de Portugal tão enganadora quanto falsa." Foi com este ponto de partida que Henrique Neto, reputado administrador de empresas e orador convidado para proferir a oração de sapiência na abertura solene do ano lectivo de 2009/2010, começou a sua brilhante exposição dedicada ao tema "A crise económica e a inovação de Estado - Uma via para o Desenvolvimento" que prendeu atentamente toda a vasta plateia que enchia totalmente o auditório do Instituto no passado dia 10 de Novembro no decorrer da sessão solene de abertura do ano lectivo. A cerimónia, foi iniciada com uma intervenção do Doutor Manuel de Almeida Damásio, Presidente do Conselho de Administração do Grupo Lusófona, que classificou a implementação do Processo de Bolonha, como uma "revolução" ao nível do Ensino Superior em Portugal e deixou um incentivo à população da Marinha Grande para aproveitar a oportunidade de ter na cidade uma instituição como o ISDOM, para que este possa desempenhar o papel de instrumento poderoso para aumentar a qualidade das pessoas que vivem e trabalham na região. Referiu também os desafios que se colocam às instituições de ensino superior privadas e à necessidade de parcerias com a autarquia e entidades locais e regionais para vencer e suplantar os desafios que se vão colocando. Ercílio Mendes, Director do ISDOM referiu a evolução do ISDOM ao longo dos seus vinte anos de existência da instituição, que tendo enfrentado "desafios enormes" foi-os superando. Realçou a oferta formativa do Instituto, o corpo docente e o elevado número de empresas locais cujos quadros se diplomaram no ISDOM. Referindo-se aos actuais e antigos alunos salientou que "…Para todos estes e para muitos mais o ISDOM tem cumprido a sua missão assumindo-se como parceiro indissociável da concretização de anseios e desejos outro-

ra limitados por barreiras arcaicas. A qualificação e a valorização são projectos sublimes e nobres, sem idade própria para serem materializados e devem ser acessíveis a todos os cidadãos." A cerimónia contou com a presença do Senhor Presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, Dr. Álvaro Pereira e do Senhor Telmo Ferraz, Presidente da Assembleia Municipal da Marinha Grande que tinham sido empossados nos cargos na semana anterior. A sessão foi encerrada com uma intervenção do Senhor Presidente da Assembleia Municipal que se congratulou pela realização do evento e colocou uma ênfase especial na nova postura dos autarcas na relação com todos os munícipes.

Prémio "Dr. Joaquim da Rocha Silva” Pelo sétimo ano consecutivo a empresa Ricardo Gallo-Vidro de Embalagem da Marinha Grande atribuiu o prémio "Dr. Joaquim da Rocha Silva" ao diplomado com melhor classificação do curso de Contabilidade e Administração do ISDOM. Numa cerimónia realizada, nas instalações da empresa, no dia 10 de Dezembro com a presença do Conselho de Administração e autoridades locais foi entregue o prémio ao aluno Luis Filipe Ferreira Lopes Cortes que concluiu em 2008/2009 o curso de Licenciatura em Contabilidade e Administração com a média final de 15 valores. Para o contemplado muitos parabéns bem como para a empresa que tem patrocinado tão honrosa distinção.

Ano lectivo reforçado com a abertura de dois novos cursos No presente ano lectivo e no âmbito do Projecto Científico do ISDOM, alargando-o à área da Comunicação Aplicada e Gestão e Assessoria de Empresas, iniciaram-se os primeiros anos dos cursos de Licenciatura em Comunicação Aplicada: Marketing, Publicidade e Relações Públicas e Assessoria de Direcção. Pela sua importância no Projecto do ISDOM 25


boletim informacao a Direcção do ISDOM saúda de um modo especial os alunos inscritos que espera-se serem dentro de três anos os primeiros diplomados naquelas áreas pelo ISDOM.

ISDOM promove cursos de pós-graduação direccionados para as necessidades da população da Marinha Grande Tiveram início dois cursos de pós-graduação totalmente inovadores no ISDOM e na zona. O curso de pós-graduação em Educação Especial (em parceria com a ESEAG) e o curso de pós-graduação em Educação e Formação de Adultos. A exemplo de anos anteriores deverão ter início no primeiro trimestre de 2010, novas edições de outros cursos de pósgraduação em parceria com a ULHT. Melhoria das condições físicas do ISDOM foram necessárias e essenciais para a motivação dos nossos alunos Com o início do novo ano lectivo também as instalações do Instituto sofreram algumas alterações, melhorias em várias funcionalidades e pintura de todo o edifício no sentido de o tornar mais funcional e atractivo para todos os estudantes e restantes utilizadores do Instituto.

MCTES contempla aluno do ISDOM com a atribuição de Bolsa de Mérito A Bolsa de Mérito atribuída pelo MCTES relativa ao ano lectivo de 2008-2009 contemplou o aluno António José Ferreira do 3º ano do curso de Licenciatura em Gestão de Recursos Humanos do ISDOM.

Estágios de Engenharia de Produção Industrial terminam o seu curso com a apresentação pública dos projectos Aberto a toda a comunidade escolar e perante um júri formado por docentes do ISDOM, os alunos finalistas do curso de Engenharia de Produção Industrial efectuaram a apresentação e discussão dos seus relatórios de estágio no passado mês de Novembro. Pela elevada qualidade, oportunidade e relevância de grande parte dos trabalhos desenvolvidos por todos os alunos que concluíram o estágio a Direcção do ISDOM enaltece por este meio os desempenhos e algumas prestações brilhantes desenvolvidas na apresentação. Parabéns aos alunos Nélio Duarte, João Luis Bernardino, Ivo Ribeirinho, Luís Pedro Sousa, Marco Fernandes, Nuno Martins, Sérgio Martins e Tiago Ferreira e sucesso nas funções que irão assumir.

26

EPAD Alunos da EPAD são "Braço Direito" de vários empresários. No âmbito da actividade "Aprender a Empreender" associação congénere da Junior Achievement, organização educativa que tem por missão despertar o espírito empreendedor dos jovens através da educação e formação, a nossa escola participou na iniciativa "Braço Direito". Para o efeito foram seleccionados alunos do Curso de Técnico de Turismo e do Curso de Técnico de Design, que foram alocados em diversas empresas de vários ramos de actividade para durante um dia, acompanharem um profissional nas suas funções diárias. Este programa permite aos alunos o contacto com diferentes funções dentro de uma empresa e com o mundo do trabalho, podendo complementar e sedimentar conhecimentos aprendidos a nível académico.

A EPAD esteve na RTP 1 no programa " Dança comigo no gelo" A convite da produção do programa de entretenimento "Dança comigo no gelo" alunos dos Cursos Técnico de Organização de Eventos e de Animador Sociocultural, deslocaram-se no passado dia 21 de Novembro aos estúdios da Venda do Pinheiro para assistir à gravação do programa em directo. Esta actividade de âmbito cultural e recreativo proporcionou aos alunos a oportunidade de conhecer a produção e realização de um programa de televisão contribuindo para desenvolvimento de apetências nas suas áreas de estudo.

O GOE Visto por Dentro O dia 24 de Novembro foi um dia diferente para os alunos dos Cursos de Educação e Formação da EPAD, que tiveram o privilégio de ver à lupa como se prepararam os agentes da Unidade Especial da Polícia de Segurança Pública para a sua actividade diária.


À chegada, os alunos da EPAD foram brindados com uma actuação da banda de música da PSP, seguindo-se as demonstrações da unidade cinotécnica que deixaram todos alunos impressionados com a perícia e simpatia dos agentes caninos. Mas com ser polícia de uma unidade de elite não é fácil e é preciso estar em excelente forma física e psicológica, estes alunos tentaram provar que, também eles, possuem as capacidades físicas necessárias para serem recrutas desta unidade, experimentando várias modalidades de carácter desportivo como Rappel, Escalada, cama elástica, basquete e subida à corda. Foi ainda mostrado aos alunos como actua esta unidade face a ameaças bioquímicas e atentados à bomba e todo o equipamento necessário nestas circunstâncias. O ponto alto da visita foi a participação num percurso de simulação de perseguição, claro está, em grande segurança e nas mãos experientes dos agentes policiais. Foi uma boleia muito especial que todos queriam repetir! Ser polícia por um dia ensinou a estes alunos que a actividade policial é uma profissão de risco e perícia e que de todos merece um grande respeito. Esperamos poder bisar esta iniciativa.

Halloween na EPAD

No âmbito da disciplina de Gestão e Produção de Eventos do Curso de Organização de Eventos a turma do segundo ano, planeou e animou uma "Sala do Terror", na qual todos os visitantes puderam experimentar aterradoras sensações, que foram do puro terror ao simples susto. Isto tudo é claro no mais denso breu! A sala estava decorada com símbolos alusivos ao tema, onde as turmas da escola, divididas em grupos e acompanhadas pelos professores puderam experienciar uma série de surpresas, desde "sustos", a contactos com diversas personagens. A turma do terceiro ano do Curso de Técnico de Design ficou responsável por toda a montagem da actividade, aplicando assim os conhecimentos adquiridos na projecção e criação do ambiente e modelação espacial da "Sala do Terror". Paralelamente a turma do segundo ano do Curso de Comunicação, Marketing e Publicidade, promoveu uma actividade para dinamizar a língua inglesa através de jogos, e charadas várias com o habitual "treat or trick". Os alunos participaram com grande entusiasmo tendo tido esta actividade um notório sucesso.

A EPAD participou no seminário de contacto COME Leonardo da Vinci promovido pela Agência Nacional Programa Aprendizagem ao Longo da Vida. A EPAD participou no seminário de contacto - Constructing Opportunities between Market and Education, no âmbito dos Programas Erasmus e Leonardo da Vinci que decorreu no Hotel Vila Galé Ópera, de 4 a 7 de Novembro de 2009.

Este ano a EPAD decidiu assinalar a data do Halloween de um modo bem diferente. Assim, por iniciativa de três turmas, foi dinamizada uma actividade de animação para a comunidade escolar que simultaneamente desenvolve-se e estimula-se o gosto pela Língua Inglesa.

Os objectivos da inscrição da Escola Profissional de Artes, Tecnologias e Desporto, foi fundamentalmente estabelecer contactos com potenciais parceiros (escolas e empresas) para a realização de estágios dos nossos alunos nos países da União Europeia, de forma a proporcionar-lhes o conhecimento de novas culturas, praticar um idioma diferente do país de origem, adquirir novos conhecimentos, aplicar na prática os conhecimentos teóricos e vivenciar situações reais no mercado de trabalho, bem como desenvolver projectos de parceria que permitam uma troca e partilha de experiências que constituam uma mais-valia para a comunidade escolar.

27


boletim informacao Escola Comércio de Lisboa Filipe Vila Nova partilha experiência com alunos na comemoração dos 20 anos da Escola de Comércio de Lisboa

das suas salas serem patrocinadas por empresas, existirem Conferências semanais com profissionais, Visitas de Estudo, Intercâmbios Internacionais e Estágios em todos os anos dos cursos, realizados em empresas nacionais e noutros países da União Europeia (Inglaterra, Espanha e França).

O Procurador da Ilha do Sal visita os alunos Cabo-verdianos que frequentam a Escola de Comércio de Lisboa

A Escola de Comércio de Lisboa (ECL) assinalou oficialmente o início do ano lectivo 2009/2010, com uma aula inaugural proferida pelo Comendador Filipe Vila Nova, Chairman Salsa Jeans que recentemente foi distinguido com o Prémio Mercúrio Personalidade do Ano, iniciativa organizada pela ECL e pela CCP que visa promover o melhor do Comércio. A cerimónia teve lugar no dia 16 de Outubro de 2009, nas instalações da ECL. A intervenção de Filipe Vila Nova foi antecedida pela cerimónia de abertura, com uma alocução pelo Prof. Doutor Manuel Damásio, Presidente do Grupo Lusófona a que se seguiu a participação de Piedade Redondo Pereira, Directora da ECL que irá abordar os "20 anos de ligação ao comércio". Após a aula inaugural foram entregues os Prémios 2009, ficando o encerramento a cargo de Carlos Vieira (Presidente do Conselho de Gerência da ECL), de José Manuel Mesquita (em representação do Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lisboa), de Pedro Almeida Freire (Vice-Presidente da CCP) e de Elsa Caramujo (ANQ). Este dia foi ainda memorável para os alunos finalistas do ano lectivo 2008/2009 que receberam os seus diplomas aos alunos finalistas de 2008/2009 e para os nossos patrocinadores que puderam visitar os espaços da ECL patrocinados por empresas. A Escola de Comércio de Lisboa é uma Escola Profissional, reconhecida e integrada oficialmente no sistema educativo português, que completou este ano o seu 20º aniversário, dedicado à formação de profissionais na área do comércio e serviços. Com um ensino inovador, integrando uma forte componente prática e interdisciplinar - aplicada desde logo nas Lojas Pedagógicas existentes na Escola - este projecto proporciona uma formação integral, facultando o início e desenvolvimento de uma carreira profissional cheia de oportunidades. Este ano foi implementado um novo projecto, ou seja uma montra interactiva, que vai proporcionar aos alunos de Vitrinismo e de Design Gráfico, o desenvolvimento de competências extremamente importantes nestas áreas de actividade. A estreita ligação da Escola às empresas constitui uma das maisvalias do seu projecto e é evidenciada, desde logo, pelo facto

28

No dia 24 de Novembro, a Escola de Comércio de Lisboa recebeu com muito entusiasmo a visita do Sr. Procurador da Ilha do Sal em Cabo Verde, Dr. Amadeu Oliveira, o qual aceitou de forma muito simpática o convite para dar o seu testemunho de vida aos alunos oriundos de Cabo Verde.Com um discurso forte, directo e tão marcante quanto próximo, o Dr. Amadeu Oliveira cativou alunos e formadores, deixando uma mensagem de esperança, preserverança e coragem para alcançar um futuro que tem tudo para ser promissor, assim saibam estes alunos aproveitar a oportunidade que se lhes apresenta. Esta mensagem em jeito de testemunho, tem ainda mais impacto quando transmitida na primeira pessoa, uma vez que o próprio Sr. Procurador veio, também ele, sozinho estudar para Portugal, primeiro para Coimbra e posteriormente para Lisboa. Despindo com uma simplicidade impressiva as fragilidades sentidas num Dezembro solitário e frio, na proibição de um som que lembra a "morna", no aconchego familiar que paira bem longe, na facilidade do deslumbramento de uma cultura nova e da necessidade de afirmação, enfatizou o não perder o norte, a obrigação do ser embaixador de Cabo Verde e do que este país tem de melhor e o cumprir acima de tudo o objectivo a que estes alunos se propuseram: "qualquer dificuldade é temporária, passageira, não é importante". Falou igualmente da relevância de uma entidade como a Escola de Comércio de Lisboa para o futuro da nossa economia e mercado, valorizou as competências trabalhadas, nomeadamente em laboratórios pedagógicos e empresas de treino como os que esta instituição apresenta e tocou cada um dos que com ele falaram, prometendo, assim, nova visita e... tudo isto ainda a tempo para apanhar o seu avião de regresso à Ilha do Sal.

9


Escola Comércio do Porto Escola Comércio do Porto participa no Douro Valley Wine A Escola Comércio do Porto voltou ao Palácio da Bolsa para participar no evento Douro Valley Wine Tourism Exhibition, que decorreu nos dias 24 e 25 de Outubro. Os alunos do 11º ano do Curso de Comércio, acompanhados pela professora Luísa Pinto, prestaram apoio a todos os serviços do evento e participaram de forma activa na organização do certame. Um fim de semana dedicado à região do Douro e às suas potencialidades e que foi visitado por cerca de 6500 pessoas . Estiveram ainda presentes no evento 70 expositores (ligados aos sectores do turismo, enoturismo, vinhos e gastronomia do Douro) . O programa de actividades foi também bastante diversificado e oferecendo aos visistantes a possibilidade de participar em provas comentadas de vinhos, sessões de show cooking ou seminários sobre enoturismo. Tudo isto com o objectivo de demonstrar o potencial da região do Douro. Mais uma oportunidade para os alunos da ECP participarem num evento de carácter internacional e aumentarem os sues conhecimentos e experiência profissional.

ECP na Feira da Exponor Marketingshow "Alunos procuram as soluções de Marketing e Comunicação no mercado”

Os dezanove alunos da turma do 11º ano do curso de Técnico de Marketing, acompanhados pelos professores Tiago Gomes, Olga Sharais e Sónia Rodrigues estiveram presentes, no passado dia 6 de Novembro, no auditório da EXPONOR para assistir à conferência SOLD OUT - Tendências e Integração no Marketing. Uma iniciativa integrada no plano das disciplinas de Comportamento do Consumidor, Comunicação e Marketing e que ficou registada com a apresentação de relatórios sobre todas as comunicações assistidas no evento.

A oportunidade de assistir a uma conferência com oradores de referência nas suas áreas, foi uma experiência bastante valorizada pelos alunos, que aproveitaram esta oportunidade para aprofundar os seus conhecimentos. Toda a feira realizou-se sobre a temática "TENDÊNCIAS-SOLD OUT", em que os expositores eram desafiados a desenvolver conteúdos e apresentar projectos sob este tema. Um evento dinâmico e uma excelente plataforma para oferecer produtos e serviços para empresas, agências de publicidade e profissionais de marketing.

Alunos da ECP participam no projecto Twist organizado pela EDP " Queremos tornar a Escola mais eficiente do ponto de vista energético" Alertar, sensibilizar e ajudar a mudar comportamentos no que respeita ao consumo de energia é o objectivo do novo projecto da EDP, "Twist - A tua energia faz a diferença", dedicado aos alunos do ensino secundário. O Twist tem como principal objectivo sensibilizar toda a comunidade escolar para a necessidade de uma utilização mais racional da energia eléctrica e para os crescentes problemas resultantes das alterações climáticas. A Escola Comércio do Porto não podia ficar de fora , por isso um grupo de 4 alunos da turma do 12ºano de Contabilidade, apoiados pela professora Olga Pinho, vão desenvolver acções para racionalizar o uso de energia e identificar medidas que permitam tornar a Escola mais eficiente do ponto de vista energético. Aos 3 melhores projectos serão atribuídos prémios no valor de 100 000€. O valor destina-se à implementação nas escolas das medidas propostas nos projectos premiados. A iniciativa é promovida pela EDP Serviço Universal e pela Sair da Casca - Consultoria em Desenvolvimento Sustentável, com o apoio do Ministério da Educação/ Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular e da Comissão Nacional da Unesco.

29


boletim informacao

REAL COLÉGIO DE PORTUGAL

Como se vive e se trabalha interdisciplinarmente no 2º ciclo no Real Colégio de Portugal A Área de Projecto no ensino básico é um disciplina curricular não disciplinar leccionada por duas docentes numa perspectiva interdisciplinar e segundo a metodologia de projecto. Neste quadro conceptual, os docentes do 5º ano do Real Colégio de Portugal problematizaram o currículo nacional prescrito, bem como os programas das várias disciplinas e propuseram aos alunos o campo de problema seguinte: Redescobrir o palácio dos Condes do Paço do Lumiar.

O Palácio dos Condes do Paço do Lumiar, actual propriedade do Real Colégio de Portugal, foi construído na primeira metade do século XIX, por D. José Maria da Costa Bueno e Nieto Cevallos de Vila Lobos Hidalgo e Moscoso. Este Palácio estava inserido numa vasta propriedade onde existiam pomares, casas de lavoura, cavalariças, jardins ornamentais e outras coisas mais. Nos jardins do Palácio dos Condes do Paço do Lumiar existem duas fontes, uma delas situase junto às antigas cavalariças e a outra num jardim em frente ao salão. Os jardins e as fontes são de estilo romântico, chamados de "à inglesa". O romantismo apelava ao sentimento e à emoção, e eram caracterizados por arranjos paisagísticos que simbolizavam e melhoravam a natureza. Estes jardins opõem-se aos jardins geométricos dito "à francesa". A fonte que nos debruçamos mais foi a que se situa na entrada do Palácio. Fomos observar, tirar fotografias, filmar e desenhar todos os pormenores da fonte. Em seguida fizemos uma descrição da fonte. A fonte é quadrada e na parte superior é ondulada. No centro existe uma flor em relevo com vieiras, moluscos, conchas e búzios de diversos tamanhos e um friso contornado com um mosaico azul turquesa. Na zona central situa-se uma cascata rodeada de musgo e avenca, que em tempos era alimentada, pela água do grande tanque. A fonte termina num tanque em forma de meia lua onde existem diversos peixes tais como: peixe dourado, peixe quoi-tricolor e peixe vermelho.

Os alunos do 5º ano foram todos alunos do 1º ciclo do colégio e já tinham trabalhado durante quatro anos temáticas semelhantes, pelo que se considerou ser adequado redescobrir a mesma realidade agora com olhares mais atentos e em direcções e dimensões diferentes. Assim, trabalhou-se em dois grupos diferentes congregando os saberes de CFN, EVT, EM, LP, LI, GHP, INF. A disciplina de arranque da problemática foi a de CFN pois no 1º período os alunos estudaram a fauna e a flora das duas fontes do jardim. O problema parcial estava identificado: As fontes do palácio dos Condes do Paço do Lumiar. Seguiu-se um processo de pesquisa de informação pela Internet e documental, fizeram-se desenhos das fontes, gravaram-se os sons, alargou-se o vocabulário em LI, fez-se a auto e a hetero-avaliação do processo e do produto, orientado por Micaela Patrício e Maria Manuel Calvet Ricardo. No final, negociou-se o tipo de produto e foi de acordo geral que se publicaria um dossier temático registando os trabalhos visuais, áudio e de texto colectivo dos alunos. Este foi o resultado:

30

Bibliografia : Wikipédia Nova Monografia do Lumiar, p.p 19-31, p.p 255-265, p.p 333-403 Grupo 1 - Diogo Guerreiro, João Maria, Márcio Barros e Mariana Borges. Grupo 2 - Hadiqa Yassine, Inês Santos e Margarida Gomes. A Directora Pedagógica Maria Manuel Calvet Ricardo 25 Novembro 2009


Sobre a Égide da História e da Tradição Académica - O Outono no Palácio de Stª Helena Sessão de Boas Vindas à Comunidade Escolar e… O Sucesso da Exposição de Pintura ELASingulares de Suzy Bila No âmbito de um acto tão formal e cheio de significado como a Sessão de Boas Vindas de mais um ano lectivo na Escola Superior de Educação Almeida Garrett, a 21 de Outubro, sucedeu-se com grande sucesso a exposição ELASingulares. O título escolhido pela artista plástica para esta exposição individual de pintura revela - segundo o professor e poeta Carlos Carranca - a procura de uma pluralidade singular, na qual "Mulher, sempre, tanto nos papéis de heroína como nos de amante, Suzete Bila obriga-nos a olhá-la, a ela e à sua obra, numa relação de singularidades. Chama-nos à nossa própria existência. Ela sabe que o valor do artista depende da autenticidade e que a autenticidade forja a originalidade e que, só assim, mais universal e mais poderosa será a sua obra". A exposição de Suzy Bila, nome artístico de Maria Suzete Bila, finalista do 1º Ciclo do Curso de Educação Básica na Escola Superior de Educação Almeida Garrett, esteve patente ao público de 21 de Outubro até ao dia 4 de Novembro.

boa) e, principalmente, com o nosso patrono Almeida Garrett.

Formar Professores e preparar o futuro Na última edição da revista Homem Magazine (Setembro de 2009) foi publicada uma extensa entrevista ao Director da ESE Almeida Garrett, Professor Doutor Jorge Serrano, na qual se aborda, em profundidade e, de forma demorada as principais orientações e estratégias da Escola, com especial enfoque na oferta formativa, elaborada, de modo, a responder a uma premente necessidade de formar professores e preparar o Futuro.

Dezembro de 2009, com início às 14:30 horas. A ESE Almeida Garrett receberá esta associação com um programa que inclui, para além de um momento performativo, uma breve elocução sobre o valor histórico-patrimonial do Palácio de Santa Helena e sua envolvente pelo Professor Doutor Paulo Drummond Braga.

Encontro de Stª Helena com a Escritora Rita Ferro 15 de Dezembro pelas 18h30 no Salão Nobre

Rita Ferro nasceu em Lisboa. Estudou Design e Marketing, exercendo Arraial e Magusto funções de direcção e consultoria de São Martinho em diversas emOrganizado pela ESE Almeida Garrett e presas, na área da pela sua Associação de Estudantes, o Arra- publicidade. Foi ial e Magusto de São Martinho deste ano p r o f e s s o r a n o terão estado entre os mais concorridos IADE e colabora redos últimos anos. Castanhas, Água-pé e gularmente na imCaldo Verde, entre outras iguarias, aque- prensa. Iniciou-se na escrita em 1990 cerem todos aqueles que apareceram e fo- com o romance O Nó na Garganta, arrisram muitos. Algo que muito nos apraz foi cando um novo tipo de escrita feminina a presença, pela primeira vez, de repre- sensível, intimista e geracional - que, tenA Tradição da Recepção sentantes, ao mais alto nível, da Câmara do obtido um estrondoso sucesso e revoao Caloiro na ESE Almeida Garrett Municipal de Lisboa e da Junta de Fregue- lucionando o mercado literário português, conheceu inúmeros seguidores. sia de Santo Estêvão. Hoje, tendo já transcendido as questões femininas, ou não se esgotando nelas, distingue-se por uma técnica de narração mordaz e cativante, de grande versatilidade, tanto no épico urbano de Os Filhos da Mãe como no realismo fantástico de O Vento na Lua. Rita Ferro escreveu 18 livros Como Já vem sendo hábito, entre as muiPalácio de Stª Helena na Rota da em 17 anos, entre romances, cartas, biotas e tão características tradições acadégrafias, livros de crónicas, literatura infanmicas da nossa Escola. A Recepção ao Ca- Associação dos Amigos dos Caste- til e até uma peça de teatro. Foi apresenloiro, vulgarmente designada por praxe, los tadora de televisão e cronista da rádio, jútem na ESE Almeida Garrett uma dimen- Devido ao grande interesse pelo valor pa- ri literária e de festivais de cinema, e desão diferente. Para além da salutar convi- trimonial, histórico e arquitectónico do senvolveu um Curso inédito de Incentivo vência entre os alunos agora chegados e a Palácio de Santa Helena a Associação dos à Criação Literária, onde procura desobsrestante comunidade, fomenta-se o co- Amigos dos Castelos "Lisboa Dentro" rea- truir os censores da consciência e libertar nhecimento e o contacto com os valores, lizará - no âmbito do seu Programa Anual a imaginação dos candidatos ao Dom. Os os monumentos históricos que circun- de Visitas de Estudo - uma visita guiada às seus livros estão editados em Espanha, no dam a Escola (na foto em frente à Sé de Lis- nossas instalações no próximo dia 17 de Brasil e na Croácia.

Próximos acontecimentos Culturais…

31


boletim informacao

À Descoberta do Misticismo e Simbologia na Quinta da Regaleira Passeio Convívio com os colaboradores do INETE - Julho de 2009 Sintra, "o nariz da Europa cujo rosto é Portugal", segundo as palavras famosas de Fernando Pessoa, sempre foi um local mágico e misterioso. Uma fronteira entre o mundo conhecido e o oceano imenso e desconhecido. A Quinta da Regaleira - um dos lugares mais enigmáticos da Serra de Sintra, situada no centro histórico da vila, foi o local escolhido para um dia de convívio entre todos os colaboradores do INETE - Instituto de Educação Técnica, celebrando a conclusão de mais um intenso ano lectivo. Para retemperar energias e estreitar laços, escolheu-se este espaço para passar um dia descontraído juntando momentos de lazer à descoberta de novos universos culturais ainda desconhecidos. O desafio consistiu em realizar um “photopaper” em equipas. Equipas estas que partiram, tal como neófitos, em busca de um caminho de iniciação, procurando descobrir elementos simbólicos e históricos para fotografar. A actividade deu mais colorido ao dia bem como um toque de saudável competição entre todos. Assim, foi possível estreitar laços através do convívio enquanto se percorriam os caminhos que a cada recanto enchiam os visitantes do INETE de surpresa, sugerindo vivências e sentimentos inesperados. Foi possível sentir o universo misterioso e exuberante de todo o cenário envolvente. Foi através deste percurso artístico e esotérico que nos despedimos de um ano lectivo e nos preparámos para o nascimento de outro ciclo - o ano lectivo de 2009/2010. No final do dia o grupo sentia-se completo e com forças retemperadas. Satisfeitos por termos percorrido o caminho 32

juntos, saímos da Quinta da Regaleira com a sensação que ficam muitas histórias para contar. Mas tais descobertas pertencerão a outros momentos, a outros encontros, a outras visitas. Após a conclusão da actividade os grupos reuniram-se para partilharem experiências e para se deliciarem com o repasto saloio preparado pelo restaurante O Curral dos Caprinos. Através da partilha deste percurso, terminou-se o dia com a sensação de realmente pertencermos a um todo e com vontade de continuarmos a construir o caminho que faz do INETE uma escola realmente diferente.

20 Anos de Ensino Profissional INETE Faz de ti um Profissional! No dia 21 de Setembro celebrámos 20 anos como escola profissional! Participar neste dia constituiu um orgulho para toda a comunidade escolar, reunida a conviver e a cantar os parabéns. Ao longo da nossa história contribuímos para formar perto de 2000 diplomados em áreas essenciais para o desenvolvimento da economia e da sociedade portuguesas. Iniciámos a actividade com dois cursos, tendo neste momento oito ofertas diferentes, com 24 turmas de Cursos Profissionais e duas de Cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA). Dissemos e continuamos a dizer INETE - Uma Escola Profissional, uma Escola Diferente! Mantemos e actualizamos constantemente um Projecto Educativo que pretende criar uma cultura de escola ambiciosa, competitiva, inovadora, solidária e participada. Este Projecto Educativo constrói-se com o contributo de todos os professores, funcionários, alunos, pais, empresas dos diferentes sectores de actividade, cuja acção quotidiana nos permite afirmar como escola de referência. À comunidade escolar actual, aos antigos alunos, professores e colaboradores, a todos aqueles que ao longo destes anos têm contribuído para o desenvolvimento e consolidação do nosso Projecto, um sincero muito obrigada.


Publicações

Edições Lusófonas publicam sebenta de Programação em Java É já este mês publicada a sebenta de "Programação em Java - Fundamentos" da autoria de José Aser Lorenzo. Este é o primeiro volume de um conjunto de três dedicados à programação na linguagem Java. O primeiro volume trata dos fundamentos, que são os conceitos que servem como base para as características mais avançadas da linguagem. O termo fundamento não deve ser confundido com básico, pois neste volume são abordados temas como ficheiros, programação concorrente com threads e acesso a base de dados com gestão de transacções. Estes temas são nucleares para os próximos volumes. O segundo volume aborda a construção de interfaces gráficas usando Swing. O terceiro volume aborda a construção de aplicações para a WEB, centrando a sua atenção nas servlets, nas técnicas de controlo de sessões e na sua combinação para produzir encadeamento de formulários e relatórios na WEB.

http://lojaonline.grupolusofona.pt 33


boletim informacao A Utilização da Toxina Botulínica A na Dermatologia Cosmética - Workshop na Clínica do Homem e da Mulher

tu e a tua família têm acesso exclusivo

com descontos a pensar em ti

A Clínica do Homem e da Mulher promoveu, no passado dia 14 de Novembro, um workshop sobre a utilização da toxina botulínica A na dermatologia cosmética. Esta iniciativa, em parceria com a Galderma, decorreu nas instalações da Clínica em Lisboa e teve como orador convidado o Dr. Pedro Jaén, dermatologista do Hospital Universitário Ramón Y Cajal, em Madrid. O evento, que contou com a presença do Dr. José Campos Lopes, dermatologista da Clínica do Homem e da Mulher, e alguns médicos portugueses da especialidade, teve como principal objectivo apresentar e demonstrar a utilização de uma nova toxina botulínica A da Galderma, a primeira a ser reconhecida pelo Infarmed para uso cosmético, no tratamento dos aspectos do envelhecimento facial. "Na verdade esta toxina já tem anos de uso e a novidade aqui é a nova apresentação farmacêutica para o uso cosmético", revela-nos dr. Pedro Jaén, que é da opinião "que as diferenças são pequenas entre as toxinas. As maiores diferenças que se argumentaram foi que o início da acção é mais curto e na forma de diluir e de aplicar.” Sobre a importância deste workshop, o Dr. Campos Lopes referiu que, "no fundo, ficámos a conhecer a fórmula particular deste tipo de toxina botulínica, que tem uma apresentação diferente da que já havia no mercado. Tem uma bula que inclui pela primeira vez, e de acordo com as autoridades de saúde, a indicação de utilização cosmética", começa por dizer, acrescentando que "tudo a que era utilizado até agora não reunia os requisitos do Infarmed e, pela primeira vez, esta toxina é reconhecida pelo Infarmed para uso cosmético, para rugas. Esta toxina é utilizada em Espanha há já algum tempo e o dr. Pedro Jaén, que foi um dos primeiros a utilizá-la, veio mostrar e partilhar connosco a sua experiência com esta substância que já sabemos que tem algumas particularidades.” Distinguindo-se de outras marcas que já estão implantadas no mercado português, esta distingue-se, basicamen

34


te, pelas técnicas. "A forma de diluir é diferente", revela o Dr. Campos Lopes, dando-nos um exemplo: "A dose é de acordo com o paciente e a diluição já é de acordo com o médico. Se injectarmos um bocadinho mais, já tem de se injectar de forma diferente para não haver difusão, de modo a que não se paralise músculos que nós não queremos." É notório que a utilização da toxina botulínica A permite obter resultados muito bons, o que vem de certa forma justificar a explosão no uso desta técnica. Mas conseguirá um efeito mais prolongado? Na opinião do dermatologista português, "não, é perfeitamente equivalente às restantes que já existem no mercado. A particularidade é que esta apresenta-se numa dosagem mais pequena, embora mais concentrada, logo há um menor desperdício que permite que se torne mais económico para o paciente. Tem também particularidades de aplicar ligeiramente diferentes.” Esta não é a primeira vez que médicos dos dois países se encontram para partilhar experiências. "O grupo português de dermatologia tem uma boa relação com Espanha e este tipo de iniciativas são sempre de louvar. O facto de eles terem mais dinheiro dá-lhes a possibilidade de desenvolverem técnicas em maior quantidade, logo a experiência deles é superior à nossa", conclui o Dr. Campos Lopes. Durante o workshop, para além da teoria, ouve ainda lugar para a parte prática. Foram convidadas a participar três pessoas, tratadas com a nova toxina botulínica para que os médicos dermatologistas portugueses, presentes no evento, pudessem perceber quais as diferenças e os efeitos.

www.clinicahm.pt

O que é a toxina botulínica A? Quanto mais velho fico, mais jovem quero parecer. Este é o prelúdio para quem quer começar a retardar os primeiros sinais de envelhecimento. E não se pense que lidar com as primeiras marcas de expressão, que surgem na forma de rugas, só é difícil para as mulheres, pois também os homens já despertaram para a medicina estética, retocando algo aqui e ali. Foi desta necessidade, de aperfeiçoar o elixir da juventude, que a toxina botulínica A veio revolucionar e alcançar um lugar cativo no mundo dos procedimentos cosméticos. Com o passar dos anos surgem os primeiros sinais na face que podem com alguma facilidade ser corrigidos pela toxina botulínica, que mais não é do que uma proteína purificada obtida a partir da bactéria clostridium botulinum. A técnica consiste em injectar a substância no músculo, cuja hipertrofia e tónus provocam as rugas, e assim obter uma paralisia localizada temporária que leva ao desaparecimento das rugas mais leves e à atenuação das mais profundas.

Marcações 218 438 080 35


Boletim Informativo 51  

2009 Dezembro