__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1


EXPEDIENTE

MENSAGEM RELATÓRIO SOCIAL 2018 UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL MANTENEDORA Aelbra - Educação Superior - Graduação e Pós-Graduação S.A Diretor-presidente Paulo Augusto Seifert Diretor Vice-presidente Rogério Diolvan Malgarin Diretor Vice-presidente Adilson Ratund UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL Reitor Ricardo Willy Rieth Pró-reitor Acadêmico Pedro Antonio González Hernández Pró-reitor de Planejamento e Administração José Paulinho Brand EQUIPE RESPONSÁVEL Diretora de Extensão Simone Loureiro Brum Imperatore Pesquisa de Dados Cristina Gamino Gomes Tonial Bruna Maus de Vargas Gerente de Comunicação e Marketing da Aelbra Daniela Dias Stiebe Assessoria de Comunicação e Marketing da Ulbra Adriana Marques - MTb 8.354 Edição e Redação Rosa Maria Ignácio - MTb 5.785 Andréia Lima Pires - MTb 17.976 Revisão Gabriela Bastos Cipriano Projeto Gráfico e Editoração Carine Mello Fotos Arquivo Fotográfico Ulbra / GettyImage

Relatório Social editado em Julho de 2019 pela Gerência de Comunicação e Marketing da Aelbra Av. Farroupilha, 8.001 - Prédio 16, 4º andar, Sala 430 - Bairro São José - CEP 92425-900 - Canoas - RS - Brasil )+55 (51) 3477.4000 * comunicacaoemarketing@ulbra.br www.ulbra.br

Prof. Dr. Ricardo Willy Rieth Reitor A Universidade Luterana do Brasil, em seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2017-2022, estabeleceu como missão “Ser comunidade de aprendizagem eficaz e inovadora”. O conteúdo desta missão está vinculado às origens, ao desenvolvimento histórico e ao horizonte buscado pela Universidade. Como comunidade de aprendizagem, a Ulbra nasceu e renasce constantemente dentro das comunidades que a acolhem e participam de sua construção, em diversas regiões do país. No eixo do desenvolvimento institucional, no PDI, um dos objetivos específicos é “definir critérios sociais, ambientais e econômicos no processo decisório, objetivando irradiar os valores e compromissos institucionais manifestos em seu alinhamento estratégico em toda a cadeia de valor”. Dentre as metas cumpridas na execução do PDI, até o momento, está a institucionalização de critérios e indicadores neste âmbito. Isto se refletiu na aprovação da Política de Responsabilidade Socioambiental da Ulbra, em dezembro de 2018, pelo Conselho Universitário, que coincidiu com a adesão da Universidade ao Observatório de Responsabilidade Social da América Latina e Caribe - ORSAL/Unesco e ao Pacto Universitário pela Promoção do Respeito à Diversidade, da Cultura da Paz e dos Direitos Humanos, dos Ministérios da Justiça e da Educação. O presente relatório é uma síntese das ações desenvolvidas pela Universidade a partir de seu papel transformador na sociedade, em correspondência à estratégia e às políticas definidas no PDI. Prioriza-se, com isso, a qualificação permanente de formação de pessoas, mediante uma aprendizagem em crescente busca por eficácia e inovação. A interação com as comunidades que a Ulbra integra retroalimenta nossa comunidade de aprendizagem e torna possível uma universidade transformadora.


Relatório Social 2018 | 3

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL

SUMÁRIO

Breve histórico da Ulbra Perfil Institucional Estratégias e Políticas Institucionais Missão, Visão, Finalidade, Princípios e Valores Governança: gestão e transparência Clima Organizacional e Práticas de Trabalho Meio Ambiente e Campus Verde Práticas Leais e Legais de Operação Avaliação Institucional

5 5 6 7 8 10 15 16 17

Ulbra no RS Ulbra no Brasil Ulbra no Mundo Relações Internacionais Mobilidade Internacional - Instituto de Línguas Representatividade Institucional

22 25 27 27 28 30

Acessibilidade NADi Bolsas Prouni | Bolsas Sociais Valorização da Diversidade e Promoção do Diálogo Intercultural Ações Comunitárias Integradas

34 36 36 36 37

PRESENÇA DA ULBRA NA SOCIEDADE

INCLUSÃO ACADÊMICA E SOCIAL

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Pesquisa Rede Ulbra de Inovação - Ulbratech EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Projetos Comunitários Prestação de Serviços Outras Ações Extensionistas

CAPELANIA

38 39 42 108 108

Ações Sociais Projetos Pastoral

110 124

Ouvidoria Comunicação com a Sociedade Premiações

127 129 129

CANAIS DE COMUNICAÇÃO COM A SOCIEDADE


Relatório Social 2018 | 5

BREVE HISTÓRICO

PERFIL INSTITUCIONAL

A trajetória da Ulbra tem início em 1911, com a expansão do trabalho missionário da Comunidade Evangélica Luterana São Paulo, de São Leopoldo, RS, para uma ação educacional junto à primeira capela que funcionou também como escola para atender os filhos dos imigrantes alemães de Canoas, RS. Em 1925, foi registrada oficialmente a Escola Evangélica Luterana São Paulo, junto à Secretaria do Interior, ofertando ensino primário. Novas escolas passaram a atender diferentes bairros de Canoas. Em 1969, com a criação do Colégio Cristo Redentor, a oferta se estendeu do ensino fundamental e médio à educação profissional. Foi o primeiro passo rumo ao ensino superior. A Faculdade Canoense de Ciências Administrativas foi criada em 1972, e, ao se transformar em Universidade Luterana do Brasil, em 1989, começa a ser construída a marca Ulbra como uma das mais importantes redes de ensino do país. Nove campi universitários integram a Rede Ulbra de Educação no Rio Grande do Sul. E é com essa marca que todas as mantidas de educação básica e de ensino superior da Aelbra - Educação Superior - Graduação e Pós-Graduação S.A. (até abril de 2019 denominada Associação Educacional Luterana do Brasil - Aelbra) são identificadas e reconhecidas, no Brasil e no mundo.

A Ulbra difunde o conhecimento e está comprometida com a formação de cidadãos que façam a diferença na coletividade nos diversos municípios onde está presente. As nove unidades de ensino superior presencial do Rio Grande do Sul e os 101 polos da modalidade de educação a distância, distribuídos em 20 estados brasileiros, preparam para a profissão e atualizam milhares de pessoas todos os anos, empenhando-se em proporcionar a aplicação prática do conhecimento adquirido, com foco na aprendizagem eficaz, com uma proposta pedagógica que tem um olhar voltado para a formação do aluno de forma que este seja capacitado a interceder pela comunidade que está ao seu entorno. Alicerçadas na orientação confessional de inspiração luterana, e no lema A Verdade vos Libertará, essas unidades e polos estimulam o despertar cada vez maior da consciência cristã pelo bem de todos. Propõem a conquista de uma cidadania plena nas relações sociais diárias, no trabalho, na convivência, na cooperação permanente com entidades e organizações e na organização do conjunto dos municípios e das regiões onde a Rosa de Lutero sinaliza no mapa a presença da Universidade.


6 | Relatório Social 2018

ESTRATÉGIA E POLÍTICAS INSTITUCIONAIS A Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) busca a excelência junto à comunidade em que se insere. Os processos de Autoavaliação e de Planejamento Estratégico consolidados na Instituição contribuem para elaboração e acompanhamento do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). Este por sua vez, é resultado da construção coletiva da Universidade. A partir da escuta dos diferentes segmentos, representa o que se pretende alcançar na Universidade, em uma concepção político-pedagógica que articula a Missão, Visão, Finalidade, Princípios e Valores que balizam a formação de profissionais éticos em articulação aos preceitos confessionais da Identidade Luterana. Este processo é resultado de diferentes momentos de reflexão e análise frente à situação atual da Universidade, que culminou em 2016 na estruturação do Plano de Desenvolvimento Institucional para o período de 2017 a 2022. Foi nomeada uma comissão representativa dos diferentes segmentos acadêmicos para elaboração do documento, com vistas a estabelecer o diálogo e a escuta das necessidades institucionais. Referida comissão, orga-

nizada em cinco grupos de trabalho, em consonância com os cinco eixos que contemplam as dez dimensões dispostas no art. 3º da Lei n° 10.861, que institui o Sinais, foi dinamizadora de estratégias que destacaram o protagonismo de cada agente educativo da Universidade. Entre as etapas de trabalho destacou-se o diagnóstico a partir de consulta pública envolvendo a comunidade acadêmica e sociedade civil organizada. A consulta, articulada aos resultados dos processos avaliativos internos e externos, constituiu-se de subsídios para a formulação das Políticas e Diretrizes Institucionais. A partir destas, foram organizados seminários que apontaram os rumos e as linhas de atuação da gestão (Políticas), indicações para seu efetivo desenvolvimento (Diretrizes), a partir de metas que se pretende alcançar para o período de 2017 a 2022. Em consonância com o planejamento estratégico, definiu-se a Missão, Visão e Finalidade da Ulbra, apresentados a seguir:


Relatório Social 2018 | 7

MISSÃO, VISÃO, FINALIDADE, PRINCÍPIOS E VALORES Missão

Princípios e Valores

Ser comunidade de aprendizagem eficaz e inovadora.

Básicos - Integridade, honestidade e seriedade; - Respeito às pessoas e ao meio ambiente; - Justiça, liberdade e cidadania.

Visão Consolidar-se, até 2022, como instituição de excelência acadêmica e administrativa.

Finalidade A Universidade Luterana do Brasil, em consonância com a Mantenedora, tem como finalidades principais a geração, o desenvolvimento, a socialização e a aplicação de conhecimentos por meio da extensão, pesquisa e ensino compreendidos de forma indissociada e integrados na educação e na formação técnico-profissional dos cidadãos, bem como na difusão da cultura e na criação filosófica, artística e tecnológica, sempre norteados pela valorização de uma postura ética e cristã, em prol da transformação da sociedade.

Essenciais - Comprometimento: - Com o aluno; - Com a qualidade; - Com a comunidade. - Valorização das pessoas; - Confessionalidade Cristã Luterana. Aspiracionais - Transparência em todos os processos; - Inovação e empreendedorismo; - Qualidade, excelência e sustentabilidade nas atividades fim e meio; - Acessibilidade universal.


8 | Relatório Social 2018

GOVERNANÇA De acordo com o Art. 12 do Estatuto da Ulbra (2013), a administração da Universidade processa-se por meio de órgãos da administração superior. Conselho Universitário - ConsUn O Conselho Universitário é o órgão deliberativo superior, responsável pela definição e avaliação de políticas e diretrizes para a Extensão, Pesquisa e Ensino. Compõem o Conselho Universitário, com direito a voto: I. Reitor, como presidente; II. Vice-reitor; III. Pró-reitores; IV. Pró-reitores adjuntos; V. Diretores dos campi; VI. Um representante dos coordenadores de cursos de graduação por área de conhecimento, conforme o agrupamento a seguir: a) Educação; b) Humanidades e Artes; c) Ciências Sociais, Negócios e Direito; d) Ciências, Matemática e Computação; e) Engenharia, Produção e Construção; f) Agricultura e Veterinária; g) Saúde e Bem-estar Social. VII. Um representante dos coordenadores dos programas de pós-graduação Stricto Sensu; VIII. Três representantes do corpo docente; IX. Dois representantes do corpo técnico-administrativo; X. Dois representantes do corpo discente;

XI. Um representante da Pastoral; XII. Um representante da sociedade civil organizada; XIII. Um representante da Mantenedora, na forma de seu Estatuto. Os coordenadores de curso, coordenadores de programas de pós-graduação, docentes e representantes do corpo técnico-administrativo, são escolhidos pelos seus pares, com mandato de dois anos, podendo ser reconduzidos uma única vez. Os discentes são escolhidos pelos seus pares, em votação organizada pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Ulbra, podendo concorrer alunos efetivamente matriculados. O ConsUn reúne-se ordinariamente, uma vez a cada trimestre e, extraordinariamente, sempre que convocado pelo reitor ou por solicitação de, pelo menos, 1/3 (um terço) de seus membros. No ano de 2018, ocorreram reuniões ordinárias nos dias 17 de abril, 19 de junho, 18 de setembro e 11 de dezembro. II. Reitoria. A Reitoria é órgão executivo superior da Universidade. Atribuições, competências e critérios de decisões da Reitoria estão contemplados e aprovados na forma do Estatuto da Ulbra. Outros órgãos colegiados da administração superior da Ulbra são: a) Colegiado de Reitoria: O Colegiado de Reitoria é o órgão consultivo que, presidido pelo reitor, monitora o exercício das funções universitárias, supervisionando a gestão acadêmico-administrativa, coordenando e integrando as atividades de apoio técnico-administrativo e cuidando para que sejam cumpridas a legislação e normas do ensino superior. b) Colegiado da Pró-reitoria Acadêmica: Órgão consultivo, presidido pelo pró-reitor acadêmico e diretorias da Pró-reitoria Acadêmica; monitora os processos pedagógicos e diretrizes institucionais que visam à indissociabilidade entre Extensão, Pesquisa e Ensino. Participa na discussão, quando consultado, de definições estratégicas relacionadas às atribuições desta Pró-reitoria e do seu representante legal. c) Colegiado da Pró-reitoria de Planejamento e Administração: Órgão consultivo, presidido pelo Pró-reitor de Planejamento e Administração e constituído pelas Diretorias desta Pró-reitoria; monitora e apoia o desenvolvimento dos indicadores estratégicos da Ulbra, orientando ações corretivas em relação aos objetivos estabelecidos. Participa na discussão, quando consultado, de definições estratégicas relacionadas às atribuições desta Pró-reitoria e do seu representante legal. A Ulbra caracteriza-se como uma Universidade multicampi, com atuação no Estado do Rio Grande do Sul, com foro legal na cidade de Canoas, pos-


Relatório Social 2018 | 9

suindo uma estrutura específica para Educação a Distância (EAD) com credenciamento para atuar em todos os Estados da Federação. O organograma a seguir evidencia a estrutura administrativa da instituição. Fonte: Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (2017)

Diretorias das unidades focadas na gestão das atividades-fins: Graduação, Pesquisa ,Extensão, Latu Sensu, Stricto Sensu


10 | Relatório Social 2018

Enquanto Instituição de Ensino Superior comprometida com a formação de profissionais qualificados e com a sua missão, deve promover uma política de gestão institucional democrática fundamentada nos princípios de: a) Transparência: divulgação e acesso às estruturas, processos, dados e informações; b) Participação: todos os segmentos da comunidade acadêmica têm garantia de ampla representação na tomada de decisão; c) Diálogo: ter a capacidade de refletir e questionar acerca de seus papeis na construção de uma Universidade plural. Diretrizes: 1. Isonomia de gestão; 2. Garantia de representação da comunidade acadêmica nos órgãos de decisão; 3. Racionalização do uso de recursos; 4. Eficiência dos processos; 5. Identificação, mobilização e desenvolvimento das competências individuais; 6. Promoção da prática de valores institucionais e éticos; 7. Fomento da cultura de inovação na gestão.  

CLIMA ORGANIZACIONAL E PRÁTICAS DE TRABALHO O corpo funcional da Ulbra encerrou o ano de 2018 com o total de 2.786 colaboradores, tendo o perfil definido da seguinte forma: Colaboradores PCDs: 137, divididos da seguinte forma:

Sexo

5

22

Mulheres Homens 1294

1492

Física Auditiva Intelectual Visual Reabilitado

66

15

29

Faixa Etária 379

400

396

Sexo por faixa Etária 18 - 20 anos 21-25 anos 26-30 anos 31-35 anos 36-40 anos 41-45 anos 46-50 anos 51-55 anos 56-60 anos 61-65 anos 66-70 anos 71-75 anos 76-80 anos mais de 81 anos

383

350 350 282

300 250

286

272

200

177 147

150

250 208

200 171 166

207 194 189

211

172 156

150

150 136

124 116

100

9087

88

82

66

65

50

102

36

100 50 0

38 17

23 15 10 2

710

0 12 5

18

os

os

0 -2

an

5

2

2 1-

an

os

0

2

3 6-

an

5

3

3 1-

0

4 6-

3

os

os

os

an

an

5

4

4 1-

an

0

5 6-

4

os

os

an

5

5

5 1-

an

os

0

5

6 6-

an

5

6

6 1-

0

6

7 6-

an

5

7 1-

7

os

os

os

os

an

an

0

8 6-

7

an

ais

m

d

1 e8

5 os

an

0


Relatório Social 2018 | 11

Benefícios •Atendimento com custo diferenciado em diversos serviços oferecidos na Clínica Odontológica, Hospital Veterinário, Laboratório de Estética e Centro Multiprofissional. •Os associados à Associação dos Funcionários da Ulbra (Assfulbra) podem solicitar cesta básica de alimentação e higiene por um valor acessível e descontado em folha. •A Instituição oferece desconto nas mensalidades dos contratados e/ou seus dependentes, sendo ela para ensino superior e/ou rede de escolas. Os descontos são informados e seguidos conforme convenção coletiva. •Os colaboradores das Ulbra tiveram o total de 1.472 bolsas, divididas da seguinte forma:

Cursos de extensão Cursos Libras Audiodescrição: acessibilidade em eventos pedagógicos e culturais Demais cursos de extensão

Quant. 64 11 12

Quantidade de funcionários e dependentes utilizando desconto de GRADUAÇÃO em 2018 2018/1 2018/2 Unidade

Colaborador

Dependente

Colaborador

Dependente

Cachoeira Sul Canoas Carazinho EAD Gravataí Guaíba Porto Alegre Santa Maria São Jerônimo Torres Total

2 172 1 80 14 1 0 6 2 7 285

7 151 0 30 8 8 0 6 8 18 236

3 180 3 80 16 1 0 6 2 9 300

12 161 1 31 9 8 0 4 5 19 250

Quantidade de funcionários e dependentes utilizando desconto de ESCOLAS em 2018 2018/1 2018/2 2018/3 (anual) Unidade

Colaborador

Dependente

Colaborador

Dependente

Dependente

São Pedro Paz São Marcos Cristo Redentor São João São Lucas São Mateus Especial Concórdia Martinho Lutero Total

0 0 0 2

0 0 0 4

0 0 0 2

0 0 0 3

17 15 16 160

0 0 0 0

0 1 0 0

0 0 0 0

0 1 0 0

19 34 8 0

0

0

0

0

32

2

5

2

4

301

Em 2018, o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) realizou os seguintes treinamentos: •Biossegurança Total de capacitações: 10 Participantes: 353 Carga horária: 40 horas •Cipa Total de capacitações: 1 Participantes: 14 Carga horária: 20 horas


12 | Relatório Social 2018

O setor aplicou 190 vacinas da gripe no campus Canoas, as vacinas da gripe aplicadas em funcionários são doadas pelo Ministério da Saúde. Vacinas para área de risco, como da hepatite e tétano, são aplicadas em determinadas épocas. Novos funcionários recebem a aplicação pelo curso de Enfermagem ou em postos de saúde. Além disso, foram distribuídos um total 1.688 EPIs, conforme relacionado na planilha a seguir. EPI Luvas Latex Luvas de Vaqueta Bota de Borracha Protetor Auricular Óculos de Proteção Incolor Óculos de Proteção Escuro Sapato de Segurança Máscara de Proteção Luva Multitato Capacete de Segurança Protetor Solar Capa de Chuva Calça Eletricista Camisa Eletricista

Quantidade 1035 117 31 54 79 15 240 28 46 14 18 5 3 3

A Instituição proporcionou algumas capacitações para seus colaboradores, conforme citado a seguir: •Formação Docente Continuada - Módulo I Reestruturação curricular: compromisso de todos. Capacitação realizada em Canoas para todos os campi. Data: 15/2/2018 Participantes: Em média 390 Carga horária: 3 horas

•Formação Docente Continuada - Módulo II Curricularização da Extensão: aprendizagem em contextos reais. Capacitação realizada em Canoas para todas as Mantidas do Sul. Data: 10/7/2018 Participantes: Em média 503 Carga horária: 3 horas •Formação Docente Continuada - Módulo I Capacitação realizada em Torres Data: 16/2/2018 Participantes: 94 Carga horária: 9 horas •Formação Docente Continuada - Módulo II Capacitação realizada em Torres Data: 11, 12 e 13/07/2018 Participantes: 83 Carga horária: 9 horas •Ferramenta PDI View Capacitação realizada em Torres Data: 08/5/2018 Participantes: 14 Carga horária: 3 horas •Palestra com Prof. Cláudio Schubert: “Palavras que criam realidade: O cuidado com a linguagem na nossa comunicação” Capacitação realizada em Torres Data: 14/7/2018 Participantes: 61 Carga horária: 3 horas •Capacitação: Treinamento de Prevenção e Combate à Incêndio Capacitação realizada em Torres Data: 14/12/2018


Relatório Social 2018 | 13

Participantes: 40 Carga horária: 5 horas •Capacitação Google for Education Capacitação realizada em todas as Mantidas do Sul Período: 2018/1 Participantes: 168 professores Carga Horária: 9 horas •Capacitação Google for Education Capacitação realizada em todas as Mantidas do Sul Período: 2018/2 Participantes: 300 professores e 32 administrativos Carga horária: 6 horas •Curso de Abordagem com Cidadania às Pessoas com Deficiência Capacitação realizada em Canoas Período: 18/9/2018 a 17/10/2018 Participantes: 17 Carga Horária: 24 horas

Curso Libras Nível I Libras Nível II Libras Nível III Libras Nível III Libras Nível IV Audiodescrição: acessibilidade em eventos pedagógicos e culturais Libras Nível II Libras Nível III Libras Nível IV Libras Nível IV Total

Curso de Libras e Audiodescrição Período Alunos pagantes 2018/1 19 2018/1 12 2018/1 5 2018/1 6 2018/1 2 2018/1 15

2018/2 2018/2 2018/2 2018/2

13 3 0 3 78

Bolsistas 11 5 8 6 7 11

9 5 6 7 75

•Curso de Abordagem com Cidadania às Pessoas com Deficiência Capacitação realizada em Canoas Período: 07/11/2018 a 22/11/2018 Participantes: 17 Carga Horária: 24 horas

A Universidade oferece bolsas 100% na graduação para funcionários PCDs, a partir de uma análise de renda familiar. Ao total, no ano de 2018, 29 funcionários PCDs tiveram bolsa integral nos cursos de graduação do presencial e EAD.

Inclusão de PCDs

O curso de Abordagem com Cidadania às Pessoas com Deficiência capacitou 34 colaboradores do campus Canoas, visando trabalhar a temática da diversidade das pessoas com deficiência. Diante de tal perspectiva, um dos aspectos a ser desenvolvido é a questão da abordagem, ou seja, como acolher e auxiliar uma pessoa com deficiência nos mais diversos espaços e locais. O objetivo do curso foi desenvolver estudos, momentos de sensibilizações e debates sobre os direitos e deveres sociais e humanos, assim como uma perspectiva histórica e das principais características de uma sociedade acessível para todos.

• Bolsas A Instituição ofertou bolsas de Libras e Audiodescrição para colaboradores, oportunizando a inclusão dentro dos setores e melhorando a relação de trabalho. Conforme quadro a seguir, foram ofertadas 75 bolsas.

Ações


14 | Relatório Social 2018

Em dezembro, a Instituição recebeu a XXII Olimpíadas Especiais das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) e os colaboradores do campus Canoas foram dispensados no último dia dos jogos (turno da tarde) para prestigiar o evento. No dia 21 de dezembro, o campus Canoas teve o 5º Encontro de Inclusão, o objetivo principal da confraternização foi incluir ainda mais esses colaboradores. A iniciativa visa projetar novas ações destinadas aos trabalhadores que possuem alguma deficiência, seja ela física ou intelectual, dando um protagonismo cada vez maior a essas pessoas.

Inclusão Profissional Jovem Aprendiz O Programa de Jovem Aprendiz do Colégio São Lucas teve início em 2017, com 36 alunos matriculados no curso de Assistente Administrativo. A carga horária total era de 800 horas, sendo 400 de teoria e 400 de prática, dividas em dois anos. A parte prática teve início em novembro de 2017 e encerrou em novembro de 2018, o campus Canoas recebeu 26 aprendizes. O curso tem o objetivo de dar oportunidade a jovens de baixa renda que estão iniciando sua vida profissional, possibilitando o desenvolvimento das habilidades e competências, tendo a possibilidade de aliar o conhecimento teórico com a prática dentro da empresa. • Estagiários Em 2018 a ULBRA RS manteve 111 estagiários ativos, conforme distribuição a seguir.

19 1 10

78

2 1

Modalidades Carazinho Gravataí Guaíba Porto Alegre Canoas Torres


Relatório Social 2018 | 15

Meio Ambiente e Campus Verde A Ulbra, ciente de sua responsabilidade socioambiental enquanto instituição de Ensino Superior promove, através do setor de Gestão Ambiental e Paisagismo, ações voltadas à sustentabilidade ambiental. Ao longo do ano são feitas campanhas de coleta de resíduos como óleo de cozinha usado, eletrônicos sem utilidade, pilhas e baterias. Ecopontos são distribuídos pelos campi para que todos possam ter acesso e participar das campanhas, além de possibilitar a conscientização de alunos, colaboradores e pessoas que circulam pelo campus. A gestão de resíduos constitui pauta essencial nas práticas ambientais. Em 2018 foram gerados no campus Canoas os resíduos que seguem na tabela, os quais tiveram destinação final ambientalmente adequada com empresas licenciadas:

Resíduo

Destinação

LO - Licença Operação

8.110 unidades de lâmpadas fluorescentes queimadas ou trocadas por LEDs

Apliquim Brasil Recicle

L.O n.° 6373 / 2015-DL L.O n.º 2989/2015 L.O n.° 6491/2015

715 bombonas de 200L de Resíduos dos Serviços de Saúde do Hospital Veterinário

Aborgama /Stericycle L.O n° 13793/2013 - Porto Alegre (transbordo/ armazenamento)

483 bombonas de 200L de Resíduos dos Serviços de Saúde na Odontologia

Aborgama /Stericycle L.O n° 4877 / 2016-DL (autoclavagem/ disposição aterro) L.O Nº 4877/2016-DL (AUTOCLAVAGEM / DISPOSIÇÃO ATERRO)

11m3 de resíduos de químicos sólidos

Multti Serviços

L.O n.° 00451 / 2016-DL (transporte) L.O n.° 06606/2015-DL (disposição final - Classe I e II)

JL Guinchos

L.O n.° 01033 / 2017-DL (transporte) L.O n.° 2888/2016 (disposição final/ aterro Prefeitura - Classe II) Gesso (Sabanella): L.n.°36/2017

Reciclux Reciclagem L.O ARMAZENAMENTO RS de Lâmpadas 2353 L.O FATMA Transporte 4863 L.O 051732018-FEPAM Transporte L.O FATMA - DESCONTAMINAÇÃO - SC 2433

88,5m3 de resíduos gerados na marcenaria 156,07 toneladas de resíduos domésticos (comum) 144m3 de resíduos gerados na construção civil


16 | Relatório Social 2018

2.864,4L de resíduos químicos líquidos

Servioeste

LO n.º 454/2017 (transporte) LO n.° 3987/2015 (incineração)

140,2kg de pilhas/baterias

GM&Clog

LO n.º 57002188

Resíduos Químicos Líquidos: 180L de Revelador e 180L de Fixador RX

DPC BRASIL Indústria e Comércio - EIRELI EPP

L.O n.º 29007879 - Cetesb

27.750kg de material reciclável (papel, papelão, alumínio, plástico, ferro, lata, PET)

Loreni Pereira Sucatas

L.O n.° 373/2011 (Processo de renovação)

57,2kg de embalagens vazias de óleo lubrificante

Jogue Limpo

L.O n.º 119/2017 (triagem e armaz.)

218,8L de óleo de cozinha usado

Logsul Logística Reversa

1.346kg de resíduos eletrônicos

L.O n.º 03932 / 2015-DL (transporte)

Trade Recycle

São realizadas atividades acadêmicas para promover a conscientização sobre a preservação do meio ambiente, consumo de água e energia elétrica, a necessidade de segregar os resíduos corretamente para que possam ser destinados de forma adequada. Essa conscientização também é feita através de informativos, cartazes, banners, distribuição de coletores de pilhas/baterias, coletores de papel nos setores do campus. Incentivo à utilização de rascunhos e redução na geração de resíduos.

Práticas Leais e Legais de Operação

L.O n.° 100/2016-DL L.O n.° 006/2012

No ano de 2018 foram ministrados treinamentos relacionados à Educação Ambiental, Segurança do Trabalho, Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), Plano de Gerenciamento de Resíduos dos Serviços de Saúde e Biossegurança (PGRSS) com o objetivo de conscientizar as pessoas para a importância da questão ambiental e da sustentabilidade, visto que neste ano, foi implantado o PGRS na Central de Relacionamento e Biblioteca e o PGRSS na Odontologia e Hospital Veterinário. Participaram dos referidos treinamentos 1.141 pessoas, totalizando 53horas30min de formação, das quais 24horas foram de Educação Ambiental na Rede de Escolas Ulbra, realizados na Semana Mundial do Meio Ambiente. E 18 horas para os Serviços de Saúde (alunos, colaboradores e residentes do Hospital Veterinário e da Odontologia), visando a uma segregação adequada dos resíduos.

A gestão da cadeia de suprimentos na Ulbra tem como pilares fundamentais: a) Risco de fornecimento e valor econômico: utilizar as práticas de compras indicadas na Matriz Estratégica de Suprimentos, para efetuar o ressuprimento de materiais, bens e serviços de forma econômica e racional, de modo a minimizar falta de insumos e contribuir com o resultado das Unidades da Aelbra. b) Planejamento global das demandas de suprimentos: desenvolver práticas adequadas ao contexto econômico-financeiro da Instituição e de acordo com a matriz estratégica de Suprimentos; c) Transparência e Auditabilidade: executar os processos de aquisição e avaliação de fornecedores com o máximo de clareza e transparência, dentro dos procedimentos e normas de auditoria estabelecidas pela Instituição; d) Ética e sustentabilidade: desenvolver a atividade de compras e aquisição de


Relatório Social 2018 | 17

forma ética, cordial e sustentável para todos os envolvidos; e) Homologação de marcas confiáveis e padronizadas: mediante avaliação técnica/econômica e de custo-benefício; f) Assegurar preços competitivos: negociar contratos e acordos comerciais de médio e longo prazo, condições de pagamento adequadas, avaliação de preços de mercado e prospecção de novos fornecedores. g) Governança Corporativa: cumprimento das rotinas e políticas institucionais. Constituem critérios a serem observados pela Ulbra na gestão de suprimentos conforme política de sua mantenedora: a) Qualidade dos materiais, bens e serviços fornecidos; b) Solidez e capacidade tecnológica instalada; c) Preço competitivo e condições de negociação; d) Comportamento ético e responsabilidade social; e) Sistemas de abastecimento ágeis e flexíveis; f) Pontualidade das entregas e pró-atividade; g) Consciência no atendimento às normas legais, de segurança e ao meio ambiente; h) Atendimento eficiente nos serviços de pós-venda e de assistência técnica; i) Parceria como resultado do negócio. Definição de Indicadores e informações 2018: a) Excelência de atendimento; b) Eficiência nos processos; c) Compromisso com os direitos do consumidor; d) Aplicação de critérios de responsabilidade social na gerência de suprimentos e na locação de espaços; e) Respeito aos direitos de propriedade.  

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2018 Os processos e resultados da Avaliação Institucional (AI) 2018 na Ulbra estão descritos no Relatório de Avaliação, encaminhado ao INEP e disponíveis à comunidade acadêmica no site da Universidade, através do AutoAtendimento, https:// servicos.ulbra.br/aa/consulta-documentos/61. A elaboração do referido relatório ocorreu a partir da organização dos dados oriundos da AI 2018, realizada pelas Comissões (CPA’s) de cada um dos nove campi e unidade EAD, posteriormente compilados pela CPA Institucional. Foi realizada uma análise do ano de 2018, de acordo com a Nota Técnica Inep/Daes/Conaes Nº 65, contemplando a versão parcial com as informações e ações desenvolvidas pela CPA no ano de referência, explicitando os eixos e dimensões trabalhados. A CPA Institucional sistematizou os dados da pesquisa, produzindo gráficos, quadros e tabelas demonstrativos. Após a compilação dos dados por Eixo, Dimensões e questões, os mesmos foram enviados às Pró-reitorias, Diretorias e diferentes instâncias de gestão responsáveis pelos respectivos eixos, para a elaboração da análise dos dados, culminando num processo de construção coletiva do relatório a partir dos resultados de Avaliação Institucional. Foi também realizado o Seminário para análise de todas as etapas de diálogo e reflexão dos dados juntamente com Comissão do PDI e Reitoria, culminado “um processo de indução de qualidade da instituição, que [aproveita] os resultados das avaliações [...], as informações coletadas e organizadas a partir do PDI, transformando-os em conhecimento e possibilitando sua apropriação pelos


18 | Relatório Social 2018

atores envolvidos” (Inep, Nota Técnica Inep/Daes/Conaes Nº 65). Participaram desta avaliação 15.139 representantes dos segmentos que formam a comunidade acadêmica: alunos, professores, tutores e técnicos-administrativos, de uma população total de 35.946 entre todos os segmentos, dos campi e unidade EAD. Para identificar o nível de satisfação dos respondentes foi elaborado um questionário estruturado, formado por questões fechadas, onde todos os participantes foram submetidos às mesmas alternativas de respostas. Os instrumentos utilizaram uma escala de concordância simples de cinco pontos. Nesse modelo atribuiu-se uma pontuação de 1 a 5 para cada resposta, a partir da qual foi calculada a média ponderada para cada item, baseando-se na frequência das respostas. Dessa forma foi obtido o Ranking Médio (RM) para cada Questão, Eixo e Dimensão. Quanto mais próximo de 5 o RM estiver, maior será o nível de concordância dos respondentes e quanto mais próximo de 1, menor. Os respondentes devem optar em cada questão por uma das alternativas apresentadas no quadro: Avaliação institucinal 2018 ESCALA 0 Não se aplica 1 Discordo Totalmente 2 Discordo 3 Concordo Parcialmente 4 Concordo 5 Concordo Totalmente RM Ranking Médio MG Média Geral

Instrumentos utilizados Avaliação Institucional 2018 Os instrumentos utilizados na Avaliação Institucional 2018 foram elaborados considerando o perfil do segmento participante: •Aluno graduação EAD; •Aluno graduação Presencial; •Aluno Pós-graduação EAD; •Aluno Pós-graduação presencial; •Colaborador técnico-administrativo presencial e EAD; •Tutor EAD; •Professor EAD: •Professor presencial.

Legenda do Instrumento de Pesquisa da AI 2018

Todas as questões fechadas tiveram caráter obrigatório de resposta, ou seja, o participante só poderia validar seu instrumento caso tivesse preenchido todas as questões. Além das questões fechadas, em cada formulário foi disponibilizado um espaço para críticas e sugestões do respondente, através de uma questão aberta.

As questões registradas, além de organizadas por segmentos, foram estruturadas a partir dos 5 (cinco) eixos que contemplam as 10 (dez) dimensões dispostas no art. 3º da Lei n° 10.861, que institui o Sinaes, conforme ilustrado no quadro: Eixos

Dimensões

1 Planejamento Institucional

8

Planejamento e Autoavaliação

2 Desenvolvimento Institucional

1 3

Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional Responsabilidade Social

3 Políticas Acadêmicas

2 4 9

Políticas para o Ensino, a Pesquisa e a Extensão Comunicação com a Sociedade Políticas de Atendimento aos Discentes

4 Políticas de Gestão 5 Infraestrutura

5 6 10 7

Políticas de Pessoal Organização e Gestão da Instituição Sustentabilidade Financeira Infraestrutura Física

Eixos e Dimensões considerados na AI 2018. FONTE: CPA Institucional (2018)

Coleta de Dados A coleta de dados foi realizada através de formulário eletrônico disponibilizado na plataforma de autoatendimento, que é acessado por discentes, docentes e colaboradores técnico-administrativos. Os formulários são elaborados e disponibilizados de acordo com o perfil do respondente, ou seja, do segmento que esse representa.

Resultados do Processo Autoavaliativo O quadro apresenta o total de população e de respondentes nos Processos de Autoavaliação Institucional realizados nos anos de 2013, 2014, 2015, 2016, 2017 e 2018. Os dados apresentados nesse quadro sinalizam reflexões significativas: os resultados de 2013 oportunizaram a revisão das ações e a dinamização dos processos de Autoavaliação na Universidade, evidenciadas positivamente no ano de 2014 e na tendência dos anos sequentes.


Relatório Social 2018 | 19

Ano

População

Respondente

%

2013

35.728

3.254

9,22%

2014

35.736

8.814

24,66%

2015

39.856

10.028

25,16%

2016

41.660

10.094

24,23%

2017

38.983

12.512

32,10%

2018

35.946

15.139

42,12%

Médias gerais dos eixos e das dimensões Eixos

População e respondentes no processo de autoavaliação institucional 2013-2018. FONTE: CPA Institucional

O gráfico e quadro apresentam os RMs alcançados na AI 2018 por Eixo, englobando as duas modalidades de ensino. De acordo com os dados, a média de satisfação dos cinco eixos está acima do parâmetro 3, sinalizando uma satisfação positiva. A maior média pode ser identificada no Eixo 2 (Desenvolvimento Institucional) e a menor média no Eixo 5 (Infraestrutura), embora a média apresente uma similaridade entre os referidos eixos. Ranking Médio por Eixo - Avaliação Institucional 2018

O gráfico ilustra a evolução do número de respondentes em relação à população nos anos de 2013, 2014, 2015, 2016, 2017 e 2018.

5,00

4,00

4,03

3,84

3,90

3,76

3,64

3,85

3,00

Respondentes em Relação à População

2,00

1,00

50,00% 0,00

45,00%

42,12%

40,00% 35,00%

Eixo 2 DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

Eixo 3 POLÍTICAS ACADÊMICAS

Eixo 4 Eixo 5 POLÍTICAS INFRAESTRUTURA DE GESTÃO

32,10%

30,00% 25,00%

24,66%

20,00%

25,16%

Ranking Médio por Eixo - AI 2018

24,23%

15,00% 10,00%

Eixo 1 AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

9,22%

5,00% 0,00% 2013

2014

2015

2016

2017

2018

Os dados do quadro e gráfico sinalizam todo o processo de renovação da CPA na Ulbra e projeto avaliativo. Ao longo destes anos, a Ai, demonstra estar sensibilizando a comunidade acadêmica em contribuir nos processos de qualificação.

Eixos Eixo 1 Eixo 2 Eixo 3

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2018 RM Avaliação Institucional 3,84 Desenvolvimento Institucional 4,03 Políticas Acadêmicas 3,90

Eixo 4 Políticas de Gestão Eixo 5 Infraestrutura RM Média Geral

3,76 3,64 3,85

RM MÉDIA GERAL

FONTE: AI 2018


20 | Relatório Social 2018

Os resultados da AI 2018 sinalizam informações dos processos de avaliação e indicadores de necessidades de manutenção e/ou revisão de ações na busca de melhorias. Analisando junto aos resultados do ciclo avaliativo anterior, gráfico, observa-se evolução dos eixos 1, 2 e 5, manutenção do eixo 3 e leve queda no eixo 4. Evolução do RM por Eixo

vez que a avaliação dos agentes envolvidos é insumo de análise para os diferentes processos acadêmicos e administrativos. Tais aspectos, elementos basilares do diagnóstico, possibilitaram orientar as prioridades e/ou necessidades do PDI em face da situação atual à desejada. No cotidiano das práticas das diferentes instâncias de gestão, a dinâmica entre planejamento e avaliação efetivam os objetivos e metas da Universidade junto à comunidade. Nesta perspectiva, o protagonismo de cada agente educativo, em uma concepção formativa, busca transcender a abordagem técnica ou regulatória deste documento para o aperfeiçoamento pessoal, como institucional.

Dimensões

2014

2015

2016

2017

2018

FONTE: AI 2014, AI 2015, AI 2016, AI 2017 e AI 2018

Ainda que os resultados demonstrem esta variável, apontam uma tendência de satisfação, indicando de forma clara os pontos positivos a serem mantidos e aqueles que podem ser aperfeiçoados no sentido de avançarmos a parâmetros ainda mais altos. A Ulbra, desde a sua criação, tem buscado a excelência na atuação junto à comunidade regional e nacional. A gestão e o aperfeiçoamento de práticas desenvolvidas em uma Universidade requerem mecanismos sistemáticos e contínuos de coleta de dados da avaliação que, analisados e transformados em informações, possibilitam a projeção de práticas cada vez mais eficazes e inovadoras. Nesse sentido, os resultados dos processos avaliativos oportunizam o planejamento; a efetividade do processo de avaliação, além de atender a regularidade perante o Ministério da Educação, subsidia o desenvolvimento institucional, uma

O gráfico apresenta os RMs gerais alcançados na AI 2018 por Dimensão, englobando as duas modalidades de ensino. De acordo com os dados, a média de satisfação nas 10 (dez) dimensões também estão acima do parâmetro 3. As dimensões 3 (Responsabilidade Social), 1 (Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional) e 2 ( Políticas para o Ensino, a Pesquisa e a Extensão) apontam as maiores médias, sinalizando satisfação em indicadores significativos aos objetivos acadêmicos e aos propósitos institucionais. Importante destacar que a média geral das dimensões, (3,85), sinaliza uma satisfação positiva. Analisar cada uma destas dimensões, de acordo com os indicadores das questões articulados ao PDI (análises destacadas na versão completa do Relatório de Avaliação Institucional 2018), indica um olhar ao contexto atual e necessidades, com vistas ao permanente aperfeiçoamento dos processos. Ranking Médio por Dimensão - AI 2018 5,0 4,0

4,02

3,95

4,04

3,92

3,86

3,80

3,64

3,84

3,63

3,62

1 Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional

2 Políticas para o Ensino, a Pesquisa e a Extensão

3 Responsabilidade Social

4 Comunicação com a Sociedade

5 Política de Pessoal

6 Organização e Gestão da Instituição

7 Infraestrutura Física

8 Planejamento e Avaliação

9 Politica de Atendimento ao Discente

10 Sustentabilidade Financeira

3,85

3,0 2,0 1,0 0,0

RM Média Geral

FONTE: AI 2018


Relatório Social 2018 | 21

O quadro apresenta o demonstrativo do resultado da Avaliação Institucional de 2018, por Dimensão e por Eixo, constituindo de forma sintética os resultados para a análise do Relatório Parcial de Autoavaliação Institucional.

Demonstrativo Geral de Médias 2018 Eixos

DIM

1 2 3

4

5

Eixo RM Eixo 3,84 4,03

RM Geral

8 1 3 2

Dimensões RM DIM 3,84 4,02 4,04 3,95

4 9 5 6 10 7

3,92 3,61 3,86 3,74 3,92 3,64

3,90

3,85

3,76 3,64 FONTE: AI 2018

No quadro inferimos que a comunidade acadêmica tem uma percepção satisfatória da AI 2018, uma vez que a RM é superior ao parâmetro 3. Em relação ao relatório integral do ciclo 2015-2017, demonstra evolução na média geral, sinalizando um feedback positivo do processo de acompanhamento dos processos de avaliação e planejamento. No ano corrente destacamos as capacitações dinamizadas junto aos professores e corpo técnico-administrativo, bem como transparência e diálogo nas informações, fortalecendo os preceitos da missão e visão da Universidade, na qual todos são protagonistas, a partir da efetiva participação nas atividades acadêmicas. No eixo 2 e suas respectivas dimensões nota-se as maiores médias, bem como

nas dimensões 3 e 8, demonstrando indicadores que apontam o reconhecimento de referências relacionados ao PDI, sobretudo aos objetivos da IES e políticas acadêmicas. A busca por melhorias contínuas no processo de ensino e de aprendizagem especialmente com o processo de reestruturação curricular previsto no PDI mobiliza as práticas do cotidiano e, as questões referentes a este eixo estarem com parâmetro de satisfação, instiga a continuidade das ações e avanços. As questões deste eixo, conforme quadro 5, que apresentam resultados mais altos são relativas aos processos metodológicos, de informação do curso e de autogestão dos estudantes na busca da aprendizagem. Tais insumos fortalecem a proposta pedagógica que a Ulbra está desenvolvendo na perspectiva da aprendizagem significativa e inovadora. Os eixos 4 e 5 mostram parâmetro superior a 3 e evolução ao longo dos processos de AI. Os seminários para a elaboração do PDI, no contexto multicampi, fomentaram o processo participativo na discussão e construção das políticas de desenvolvimento institucional junto aos diferentes segmentos da IES. As ferramentas de acompanhamento das metas junto à gestão da Instituição, Comissão do PDI e CPA possibilitam o aperfeiçoamento contínuo das práticas e alinhamento com a autoavaliação. O reflexo da reestruturação da CPA e aumento na participação dos respondentes também corroboram a melhoria na cultura avaliativa. O eixo 5, mesmo sinalizando média inferior aos demais eixos, indica evolução crescente desde 2014. A partir das sugestões e necessidades apontadas, a Universidade implementa as melhorias e manutenção de sua estrutura física. O fortalecimento de ações em equipe, com apoio metodológico dos gestores, certamente aprimorará as práticas na busca de otimizações e inovações voltadas às atividades administrativas e pedagógicas (análises mais detalhadas na versão completa do Relatório de Avaliação Institucional 2018). O Relatório de Autoavaliação Institucional reflete o esforço coletivo para a constante busca do desenvolvimento institucional, em alinhamento com o PDI. Ficaram evidenciados a manutenção do aprimoramento do Processo Avaliativo, a criação de novas estratégias de sensibilização e de retorno dos resultados, o engajamento e a participação efetiva de todas as dez Comissões CPA, articuladas ao empenho dos participantes dos grupos de trabalho dos diferentes setores, bem como da Reitoria, Pró-reitorias e Diretorias, o que possibilitou a conclusão do processo de 2018 com êxito. Os dados apresentados indicam o crescimento do número de participantes em


22 | Relatório Social 2018

ambas as modalidades de ensino. No entanto, apesar da evolução identificada ao longo dos processos anteriores, é possível afirmar que ainda há espaço para crescimento e aperfeiçoamento, visando à qualificação continuada do Processo Avaliativo e, por conseguinte, da Instituição. Dessa forma, considerando os resultados gerais da AI 2018, os diferentes atores da Universidade, ao analisarem os resultados da avaliação, destacaram nos momentos de diálogo e reflexão, as fragilidades e as oportunidades de crescimento futuro à luz das políticas constantes no PDI.

CARAZINHO

TORRES

PRESENÇA DA ULBRA NA SOCIEDADE

GRAVATAÍ SANTA MARIA CACHOEIRA DO SUL SÃO JERÔNIMO GUAÍBA CANOAS PORTO ALEGRE

ULBRA no RS A Ulbra possui campi universitários em nove municípios do Rio Grande do Sul: Cachoeira do Sul, Canoas, Carazinho, Gravataí, Guaíba, Porto Alegre, São Jerônimo, Santa Maria e Torres, oferecendo diversos cursos de Graduação na modalidade presencial e administra 17 polos de apoio presencial à modalidade de dducação a distância nos municípios de Cachoeira do Sul, Canela, Canoas, Carazinho, Erechim, Gravataí, Guaíba, Lajeado, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, Santiago, São Jerônimo e Torres. A educação a distância também é ofertada em polos situados nos Estados de Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe. Além destes, funcionam polos da Ulbra nas unidades de ensino superior mantidas pela Aelbra no Amazonas, Goiás, Pará, Rondônia e Tocantins. Acrescentam-se, ainda, os cursos de pós-graduação - especializações, mestrados e doutorados.

Cachoeira do Sul O município está localizado no centro do estado, entre a BR 290 e a RS 287, fazendo parte da microrregião do Vale do Jacuí, distante 200 km de Porto Alegre. Possui um território de 3.735 km² com uma população estimada de 82.547 habitantes (IBGE, 2018). É fortemente direcionado à atividade primária, apresentando referenciais de produtividade agrícola acima da média estadual. O fortalecimento do seu potencial industrial e de serviços leva em conta os processos de apoio às iniciativas locais. O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM 2010) é de 0,742. O PIB per capita é de R$ 27.143,23 (IBGE, 2016). A Ulbra Cachoeira do Sul iniciou suas atividades no ano de 1997. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/ cachoeira-do-sul.


Relatório Social 2018 | 23

Canoas A cidade está localizada entre Porto Alegre, a Região Serrana e o Polo Petroquímico, no centro geográfico do Mercosul, e é perpassada pelo entroncamento das principais rodovias que cruzam a região metropolitana: BR 116, BR 386 e BR 290. Dados do IBGE apresentaram uma estimativa de 323.827 habitantes, em 2010. Canoas possui uma área territorial de 131,096 km². O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM 2010) é de 0,750. O PIB per capita é de R$ 33.828,32 (FEEE 2013). Sua economia é muito desenvolvida, possuindo o segundo maior PIB do Estado e o terceiro da região Sul do Brasil. A indústria é a que mais contribui para isso, seguida do comércio, dos serviços e da agricultura. A Ulbra Canoas iniciou suas atividades em 1972, através das Faculdades Canoenses, que se transformou em Universidade reconhecida pelo MEC em 1989. A partir daí, foi ampliado o número de campi para outras cidades gaúchas. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/ canoas. Carazinho O município está localizado no noroeste do estado, na Região da Produção, atendida pelas principais rodovias da região: BR 377, BR 386 e BR 285 e a RS 142. Carazinho está distante 245,50 km de Porto Alegre. Dados do IBGE apresentam uma estimativa de 61.949 habitantes em 2018. A área territorial do município é de 665,092 km², o índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM, 2010) é de 0,766, conforme dados oficiais, o PIB per capita é de R$ 42.532,60. A economia está ancorada, principalmente, na área do comércio e serviços do ramo agroindustrial, com destaque para a agricultura de precisão. Está também em crescimento no eixo logístico, industrial e de serviços em geral. A última pesquisa do IBGE (2016) aponta um salário médio mensal de 2.4 salários mínimos. A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total é de 26.8%. Na comparação com os outros municípios do estado, ocupava as posições 114 de 497 e 115 de 497, respectivamente. Já na comparação com cidades do país todo, fica na posição 648 de 5570 e 655 de 5570, respectivamente. Considerando domicílios com rendimentos mensais de até meio salário mínimo por pessoa, tem 28.3% da população nessas condições, o que o colocava

na posição 316 de 497 dentre as cidades do estado do Rio Grande do Sul. Merecem destaque os bons índices de escolaridade da educação infantil ao ensino superior, neste nível o município é um ponto de confluência de universitários de dezenas de municípios da região que, somados aos acadêmicos do próprio município, fazem da Universidade Luterana do Brasil uma instituição de referência regional. A Ulbra Carazinho iniciou suas atividades em 2000, em seus quase 19 anos de existência, o campus Carazinho busca estar em sintonia com a comunidade regional através de projetos e ações desenvolvidas em vários municípios da região nas áreas de educação, promoção e prevenção em saúde e bem-estar social, direitos humanos, tecnologia, gestão e agronegócio. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/ carazinho. Gravataí É uma das cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre, distante 23 quilômetros da capital. O município é servido por três estradas estaduais e uma federal (RS 118; RS 030; RS 020 e BR 290). Gravataí é predominantemente urbana, com uma população de 255.660 habitantes, de acordo com o IBGE, em uma área territorial de 463,499 km². O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é de 0,736 e o PIB per capita é de R$ 37.904,83 (2013). Conforme dados da Fundação de Economia e Estatística do RS de 2013, o município conta com o 4º maior Produto Interno Bruto do Estado do Rio Grande do Sul (R$ 7,313 bilhões), sendo que a indústria, atualmente, é o setor mais relevante para a economia do município. Além de forte vocação industrial, com destaque ao polo automotivo, os setores do comércio e serviços vêm crescendo, oferecendo opções de geração de emprego e renda. A Ulbra Gravataí foi inaugurada em 1991, ofertando o curso de Administração, com 61 alunos na ocasião. Atualmente, a Ulbra Gravataí oferta 8 cursos de graduação na modalidade presencial, - Administração, Ciência da Computação, Direito, Educação Física Licenciatura e Bacharelado, Enfermagem, Gestão da Qualidade, Pedagogia e Psicologia – e 19 cursos na modalidade EAD. Além dos cursos de graduação, a Ulbra Gravataí também disponibiliza 22 cursos de pós-graduação em EAD e 2 cursos presenciais. A graduação presencial, hoje, conta com mais de 2.500 alunos ativos e a modalidade EAD ultrapassa os 8.000 alunos. A oferta


24 | Relatório Social 2018

atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/gravatai. Guaíba Guaíba é um município que faz parte da Região Metropolitana de Porto Alegre, localizado à margem direita do Lago Guaíba, distante 32 Km da capital. Abrange uma área de 376,9 Km² (2018), com uma população de 98.043 hab. (2018IBGE). Sua densidade demográfica é de 252,7 hab/Km² e apresenta um PIB per capita de 56.111,13 (2018- IBGE), com um Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 0,730 (2010- IBGE). A formação étnica do município está diretamente ligada à origem do Rio Grande do Sul, sendo que seus principais formadores são das etnias: índios Guaranis, portugueses, negros, alemães e italianos. Sua base econômica está centrada nas áreas da indústria, comércio e prestação de serviços. A cidade abriga grandes e renomadas indústrias, como a CMPX - Celulose Riograndense, Sulfato Rio Grande, Santher, ThyssenKrupp elevadores, Boises Cascate do Brasil, Inbrape, Celupa, empresas que fomentam a geração de emprego e renda, sendo este segmento o mais significativo. A Ulbra Guaíba iniciou suas atividades em 1989, tendo como área de abrangência geográfica a Região da Costa Doce, envolvendo 15 municípios. A região apresenta um PIB R$ 11.392,20 (2018 - IBGE). Na Educação a taxa média de escolarização é de 97% entre pessoas de 6 aos 14 anos de idade, indicando um índice de analfabetismo inferior a 4%. A oferta atual de Cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/ guaiba. Porto Alegre A capital do Estado do Rio Grande do Sul é uma cidade com uma das melhores qualidades de vida do Brasil com população de 1.409.351 habitantes em uma área territorial de 496,682 km². O Índice do Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é considerado alto, com um índice geral de 0,805, valor global derivado de três categorias: IDHM Longevidade (0,857); IDHM Educação (0,702) e IDHM Renda (0,867). Porto Alegre possui um PIB per capita de R$ 39.091,64 (2013).

Embora possua um parque industrial diversificado, em vista da sua economia dinâmica, da forte e moderna infraestrutura física e técnico-científica e da qualificação do mercado de trabalho, Porto Alegre vem mostrando uma tendência para a concentração em atividades do setor terciário, crescendo a indústria do conhecimento, o comércio e os serviços. A Ulbra Porto Alegre foi instalada em 2014. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/ porto-alegre. Santa Maria Santa Maria está localizada no coração do Rio Grande do Sul e reúne muitas características, que além de paisagens naturais exuberantes e construções centenárias é um polo onde diferentes culturas se encontram para desfrutarem do alto nível de qualidade de vida. O município é conhecido por ter uma população, de quase 300 mil habitantes, hospitaleira, acolhedora e gentil que se desloca facilmente para outras cidades, estados e países por uma das maiores rodoviárias do Estado e pelo aeroporto. O Índice de Desenvolvimento Humano, (IDHM) 0,784, de Santa Maria supera a taxa do estado do Rio Grande do Sul, de acordo com a Organização das Nações Unidas, a ONU, possuindo um dos melhores indicadores de alfabetização da América Latina. O município é referência no cenário nacional e internacional no que tange a educação superior, pois possui 7 instituições. Além disso, por estar em uma região estratégica é considerada um ótimo centro para investimento de empresas e negócios. A unidade no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Inpe, e o Tecnoparque reafirmam a importância da cidade para o cenário de pesquisas relacionadas com a tecnologia. São Jerônimo O município de São Jerônimo está localizado na Região Central do Estado, a 68 km de Porto Alegre, utilizando-se a RS 401, a BR 290 e a BR 116. Atualmente, possui 22.134 habitantes em uma área de 936,375 km². O PIB per capita, em 2013, era de R$ 17.762,82 e o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) era de 0,696, em 2010. Na região, existem organizações dos diversos setores de nossa economia, destacando um forte comércio e uma indústria de pe-


Relatório Social 2018 | 25

queno e médio portes, somada a algumas indústrias de grande porte de destaque no cenário nacional e internacional, como cabe citar a Multilab/Takeda, a GKN do Brasil, a SYL, New Free, Grupo Lebes, COMAP e o grupo Gerdau, além de termoelétricas (Tractebel-Grupo Suez) a carvão e mineradoras. A Ulbra São Jerônimo foi instalada em 1990. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/ sao-jeronimo. Torres O município de Torres situa-se no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, a 197 km de Porto Alegre. Possui 34.656 habitantes em uma área de 160,565 km². As principais vias de acesso ao município são a BR 101 e a Estrada do Mar (RS 389). O PIB per capita é de R$ 19.966,52 (2013) e o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) era de 0,762 em 2010. Torres apresenta uma das mais valiosas forças econômicas da área nordestina do Rio Grande do Sul, sendo próspera no comércio, na indústria, na construção civil, no artesanato e no turismo. Sua agricultura é rica e farta, produzindo arroz, feijão, milho, banana, fumo, cana-de-açúcar e mandioca. Tem crescido muito a produção de tomate, pimentão, repolho e cenoura. Na produção de animais de corte, destaca-se o bovino. A região, pelas suas belezas naturais, seu clima ameno, a vastidão de suas brancas praias, atrai milhares de pessoas de todas as partes do Brasil e também dos países vizinhos. A indústria é constituída de engenhos de cana-de-açúcar, destilarias de aguardente, serrarias, olarias, descascadores de arroz, estufas de fumo, fábricas de esquadrias, de móveis e de pequenas indústrias caseiras. A Ulbra Torres foi instalada em 1992. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/ torres.

ULBRA NO BRASIL Educação a Distância A educação a distância (EAD) é uma modalidade cada vez mais presente na vida contemporânea, nos mais diferentes níveis de ensino. Na Ulbra, os cursos a distância começaram a ser implantados no ano de 2003, quando o ensino superior ainda era incipiente nesta modalidade. Sendo uma Instituição respeitada em todo o país, a partir da sua trajetória iniciada em 1972, a Ulbra foi expandindo a sua rede de polos credenciados de apoio presencial à modalidade de educação a Distância para além das cidades onde já mantinha campi universitários. A Universidade empenha-se cumprir o seu papel de promover a inclusão social para todos, a partir da educação. Busca ser uma comunidade de aprendizagem efetiva e inovadora. Por isso, os seus polos EAD estão instalados não somente nas regiões metropolitanas e cidades desenvolvidas, mas também em localidades que apresentam realidades opostas, com evidente carência de infraestrutura e de serviços. Atualmente, a Ulbra tem 80 polos de Educação a Distância, distribuídos em todas as regiões geográficas do país. Eles estão instalados em 20 estados. São oferecidos 20 cursos de Graduação e 21 de pós-graduação a distância.Cada uma das comunidades assistidas pela Universidade apresenta características próprias e distintas, de acordo com as realidades sociais, culturais e econômicas das diferentes regiões brasileiras. As cidades atendidas registram variados Índices de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) e de Produto Interno Bruto (PIB)/ Renda per capita. Assim como algumas já são tradicionais polos universitários, outras têm na Ulbra um aporte único na oferta de ensino superior para a qualificação profissional e pessoal para seus cidadãos. É para essa diversidade que a Ulbra construiu o seu modelo próprio de educação a distância e para o qual desenvolveu seu Ambiente Virtual de Aprendizagem, o Aula, pelo qual os alunos são orientados metodologicamente nos estudos e nas atividades propostas. Assim, um enorme


26 | Relatório Social 2018

contingente de pessoas que não teriam acesso a cursos de graduação e pós-graduação, por residirem em lugares afastados de Instituições de ensino presencial, conseguem realizar o sonho e projetos, podendo estudar em horários e locais adequados à sua disponibilidade e obtendo uma formação qualificada.

101 polos de educação a distância da rede Ulbra no Brasil Alagoas/AL - 2 polos EAD Amazonas/AM - 2 polos EAD Bahia/BA - 1 polo EAD Ceará/CE - 1 polo EAD Espírito Santo/ES - 2 polos EAD Goiás/GO - 6 polos EAD Mato Grosso/MT - 1 polo EAD Minas Gerais/MG - 4 polos EAD Pará/PA - 4 polos EAD Paraná/PR - 6 polos EAD Pernambuco /PE- 2 polos EAD Piauí/PI- 1 polo EAD Rio de Janeiro/RJ - 2 polos EAD Rio Grande do Norte/RN - 1 polo EAD Rio Grande do Sul/RS - 45 polos EAD Rondônia/RO - 2 polos EAD Santa Catarina/SC - 3 polos EAD São Paulo/SP - 13 polos EAD Sergipe/SE - 1 polo EAD Tocantins/TO - 1 polo EAD


Relatório Social 2018 | 27

Relações Internacionais

Ulbra no mundo

Internacionalização

Para o atendimento da política de internacionalização, a Assessoria de Relações Internacionais é responsável por fomentar, articular e administrar a cooperação da Ulbra com instituições estrangeiras. Cooperação esta viabilizada por meio de programas e projetos de extensão, ensino e pesquisa voltados à aprendizagem intercultural e que garantam, assim, o respeito e a convivência multicultural. Para tanto, a RI da Ulbra concentra seus esforços em três áreas de atuação: mobilidade acadêmica, convênios e divulgação da cultura dos países com as quais mantém parceria. A primeira área de atuação refere-se ao intercâmbio realizado pelos membros da sua comunidade acadêmica e a de estrangeiros, que buscam um período fora do país para qualificação profissional e pessoal. Os dados de 2018 constam no quadro. Mobilidade Acadêmica na Ulbra - 2018

Alemanha Bélgica Bolívia Canadá Chile

China Colômbia Espanha Estados Unidos França

Itália México Moçambique Portugal Uruguai

Tipo de Mobilidade/Semestre Mobilidade Internacional Aluno Ulbra: Graduação Mobilidade Internacional Aluno Estrangeiro: Graduação Mobilidade Internacional Aluno Ulbra: Estágio Mobilidade Internacional Alunos Estrangeiro: Pós-graduação Mobilidade Interna Total

2018/01 4

2018/2 3

Subtotal 7

6

1

7

0

2

2

0

1

1

1 11

0 7

1 18

Fonte: Assessoria de Relações Internacionais

No programa de mobilidade acadêmica internacional, oferecido em 2018, os destinos escolhidos pelos estudantes da Ulbra foram Canadá, Espanha, EUA e Portugal, enquanto que os estrangeiros recebidos foram da Espanha, México e Portugal.


28 | Relatório Social 2018

A segunda área de atuação da RI Ulbra refere-se à análise, formalização e execução de convênios. Em 2018, foram assinados dois novos Convênios, com instituições de ensino superior do Equador e Peru, além da renovação do convênio marco com uma Universidade de Bucaramanga, na Colômbia. Atualmente, são 49 convênios com instituições de 17 países, que estão possibilitando uma aproximação mais efetiva entre as comunidades acadêmicas. Em 2018, a RI envolveuse fortemente com a orientação e o assessoramento para a implantação da política de internacionalização nos projetos pedagógicos das áreas da saúde, agrárias, engenharias e tecnologia. Nessa tarefa buscou aproximar os cursos das respectivas áreas que vivem o processo de reformulação pedagógica com os seus homônimos nas universidades conveniadas, planejando atividades conjuntas comuns. A terceira área de atuação, objetivando a disseminação da cultura de internacionalização, abarca os eventos realizados para a comunidade acadêmica. Assim, foram organizados diferentes tipos de eventos, alguns deles com a parceria do Instituto de Línguas da Ulbra e dos programas de pós-graduação, conforme o apresentado no quadro.

Tipo Café com Idiomas (com o Ilulbra) Ilulbra Learning Festival (em apoio ao Ilulbra) Webmeeting da Ciência (com cursos de pósgraduação) 9º Sarau das Nações: França (com cursos de graduação) Recepção a visitantes e delegações estrangeiras Apoio logístico para delegação da Ulbra no exterior Total

2018/01 2018/2 5 5 0 1 1 3

Subtotal 10 1 4

0

1

1

0

1

1

0

1

1

6

12

18

Fonte: Assessoria de Relações Internacionais

Afora os eventos principais relacionados no quadro 2, a RI organiza e apoia outras atividades mais rotineiras, como bate-papos sobre editais de bolsas para mobilidade e experiências no exterior, assim como presta assistência aos intercambistas, da Ulbra e estrangeiros, para a adequada tramitação de documentação para o intercâmbio.

Instituto de Línguas da Ulbra (Ilulbra) O Instituto de Línguas da Ulbra oferece, como base de suas atividades, cursos de língua inglesa e espanhola e de cultura brasileira para estrangeiros. Em 2018, além de Canoas, o Instituto teve atividades nos campi de Porto Alegre e Carazinho. • Descontos promocionais Como incentivo ao estudo de línguas estrangeiras, o Ilulbra oferece descontos promocionais de 50% sobre o valor das mensalidades para alunos, funcionários e egressos da Universidade. No ano, o benefício foi assim distribuído: 2018/1 88 alunos 2018/2 92 alunos • Testes de Nivelamento Quando os candidatos apresentam conhecimento prévio nos idiomas inglês ou espanhol, podem solicitar uma avaliação de seu nível linguístico, anteriormente à matrícula. A atividade é conduzida por um professor do Instituto, de modo gratuito. Em 2018, foram realizados em torno de 18 testes de nivelamento. • Exames de Proficiência em língua inglesa e espanhola Tais exames destinam-se à avaliação de conhecimentos em língua estrangeira, com vistas à realização de estudos de mestrado e doutorado, em conformidade com a Resolução nº 11/69 do Conselho Federal de Educação (CFE). Nesta atividade, são atendidos candidatos vinculados aos programas de pós-graduação Stricto Sensu da própria Ulbra, bem como de outras universidades, tanto do Rio Grande do sul como de outros estados brasileiros. Em 2018, os exames de proficiência aplicados pelo Ilulbra foram aplicados em 3 datas a longo do ano e também em caráter de agendamento:


Relatório Social 2018 | 29

Língua inglesa (regular) 104 exames Língua espanhola (regular) 56 exames Total 160 exames Língua inglesa (agendado) 133 exames Língua espanhola (agendado) 69 exames Língua Portuguesa para Estrangeiros 1 exame Total 241 exames • Ilulbra Teacher Training Course No dia 26/09, ocorreu o I Ilulbra Teacher Training Course, buscando promover a formação continuada de professores de inglês da Rede de Escolas da Ulbra, docentes e acadêmicos do curso de Letras - Inglês e Literaturas da Língua Inglesa, além de educadores de instituições de ensino convidadas. O evento foi realizado em parceria com a Editora Richmond, que ajudou a promover a atividade e patrocinou a vinda da Professora Drª Luciana Pinheiro, que falou sobre metodologias ativas no ensino de Língua Inglesa. Setenta e sete (77) pessoas participaram do evento. • Ilulbra Learning Festival O Ilulbra Learning Festival, atividade semestral do Instituto de Línguas da ULBRA, que visa à divulgação e promoção dos cursos de idioma da universidade, ocorreu apenas no segundo semestre, no campus Canoas. Em Canoas, a 8ª edição do evento foi realizada no dia 8/9 e contou com a participação dos professores do instituto e de alunos voluntários do curso de Letras. O tema desta edição foi a 2ª Feira de Intercâmbio Ilulbra/STB e a 1ª Feira Cultural Ilulbra/RI. O evento foi realizado no saguão da UlbraTech, em formato de “estandes”: os professores do Ilulbra e alunos do Letras se dividiram nos espaços que representavam os países Inglaterra, Canadá, EUA, Nova Zelândia e Austrália. Em cada estande, havia uma série de atividades relacionadas à cultura e língua inglesa. A STB, agência de viagem, se fez presente, demonstrando possibilidades de viagens de intercâmbios para os países representados na atividade. • Ilulbra Murder Mystery Game Durante a ExpoUlbra, o Ilulbra participou do estande referente aos serviços prestados pela Universidade.

No dia 3/10, ocorreu o II Murder Mystery Game, evento no qual os participantes reuniram-se em equipes de detetive, precisando interagir com professores e alunos voluntários do curso de Letras, que interpretavam testemunhas de um caso apresentado, para resolver um crime em um grande jogo de mistério. • Interface com a RI O Ilulbra intermedia o contato de seus alunos com a Assessoria de Relações Internacionais da Ulbra, setor que fomenta, articula e administra a cooperação entre a Universidade e instituições de ensino superior estrangeiras com as quais mantém convênios de cooperação. Destas ações, podem resultar: Participação de alunos do Ilulbra em intercâmbios no exterior; Participação de alunos do Ilulbra no Programa de Mobilidade Acadêmica; Ações pontuais conjuntas incentivando a valorização da cultura de outros países: • Café com idiomas Esta iniciativa é realizada juntamente com o setor de Relações Internacionais e com o Delavita Café, cafeteria do prédio 1. Em 2018, o Café com Idiomas alterou sua estrutura e foi realizado junto às coordenações dos cursos de graduação, como uma medida visando à internacionalização da Instituição. Num total de 10 edições ao longo do ano, o evento contou com a participação de aproximadamente 200 pessoas. Apenas no evento da Veterinária, marcado para o dia 6/12, não houve nenhum participante. • English 4 You Juntamente com a Ulbra TV, o Ilulbra produziu e veiculou mais de 30 episódios do English 4 You, ao longo da grade de programação da emissora de TV. Os episódios estão disponíveis no canal do Youtube da Ulbra TV. 


30 | Relatório Social 2018

Representatividade Institucional: A Ulbra participa em cerca de 90 comissões, conselhos, comitês, entidades de classe, grupos de trabalho, associações, fóruns, redes, câmaras técnicas, destacando sua representatividade nas regiões onde está presente. Cachoeira do Sul - Comissão de Integração Ensino Serviço - Coapes - Comissão de Especialistas - Comissão de Avaliação do Mec/Inep - Comissão Intergestores Regional - 8ª Região de Saúde/CIR Saúde - Conselho Municipal de Educação - CME - Conselho Regional de Desenvolvimento Jacuí Centro - Corede - Junta Disciplinar Desportiva dos JOGOS DAS ESCOLAS MUNICIPAIS - SMED - Programa de Desenvolvimento Industrial de Cachoeira do Sul (Prodic) - Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - Condema Canoas - Associação de Dirigentes Cristãos de Empresa - ADCE: assento na Plataforma de Educação - Arranjo Produtivo Local (APL) Eletroeletrônico de Automação e Controle – Eixo Porto Alegre - Caxias do Sul - APL automação e controle - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - Crea-Rs - Membro da Comissão de Ensino do Conselho Regional de Medicina Veterinária do RS - CRMVRS - Membro da Comissão Nacional de Residência em Medicina Veterinária do Conselho Federal de Medicina Veterinária - CFMV - Membro do Conselho Deliberativo 2015-2016 da Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais do RS - Anclivepa-Rs - Anclivepa - Membro do Conselho Deliberativo da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual - Socine - Membro da Rede de Estudos Avançados em Leitura - Reler, do Instituto Interdisciplinar de Leitura da PUC- Rio - IILER

- Membro da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Letras e Linguística - GT Leitura e Literatura Infantil e Juvenil – Anpoll - Conselheira Conselho Regional de Fonoaudiologia da 7° Região - Crefono7 - Grupo de Trabalho da Saúde do Trabalhador (Crefono7) - GT Saúde do Trabalhador - Delegada VI Conferência Estadual de Saúde - Rede Lilás RS - Comitê de Ética e Pesquisa da Unisinos - Núcleo de Educação Permanente de Saúde de São Leopoldo - Numesc - Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa de Canoas - CMDPI - Agenda Positiva do Município de Canoas - Agenda Sebrae - Núcleo de Logística do RS - Intelog - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - Crea/Rs - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio TeixeiraInep - Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental - CMDUA - Sociedade Brasileira de Educação Matemática - RS-SBEM-RS - Comitê Municipal do Meio Ambiente de Canoas - Comma - Associação Brasileira de Estudos e Pesquisa em Moda - Abepem - Associação Beneficente e Educacional de 1858 – Colégio Farroupilha - ABE - Usina Projetos Culturais Alma Brasileira - Pronac 143346 - Viva Móara - Cooperativa economia solidária - Viva Móara - SEBRAE - Setorial de Confecção da Região Metropolitana - Sebrae - Escola de Saúde Pública - ESP - Conselho Regional de Enfermagem - Coren - Associação Brasileira de Enfermagem - Aben - Conselho local de Saúde - Fórum Estadual de Erradicação do Trabalho Infantil RS - Capes desde 2011- Consultor - Capes - Associação Brasileira de Ciência Política - ABCP - Associação latino-americana de Ciência Política - Alasa - Comissão Assessora de Área de Química - Inep - Inep-MEC (avaliadora) - Inep - Comitê do Cluster de Tecnologias para a Saúde – Badesul - Cluster RS - Fundação Ulbra - Fulbra


Relatório Social 2018 | 31

- Vice-presidente da Associação Brasileira de Química - ABQ/RS - Conselho Regional de Química - CRQRS - Comitê do Cluster de Tecnologias para a saúde - Cluster RS - Membro da Academia Riograndense de Química - CRQRS - Parecerista da Revista da Fundação Liberato Salzano Vieira da Cunha - FLSVC - NH - Comissão Assessora de Área de Química - NEP - Conselho de Contribuintes do Município de Canoas - CCM - Canoas - Comissão de Estudos de Responsabilidade Social - CRC - RS - Conselheira Suplente eleita -CRC - RS - Comissão Mista do Prêmio de Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa do RS - AL -RS - Conselho Estadual de Políticas Culturais do RS - CEPC-RS - Rede Direitos Humanos da Secretaria de Justiça e Segurança do RS - DHSJSRS - Comitê Rede Lilás RS - Enfrentamento à Violência contra a Mulher - Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do RS - Fórum Nacional de Extensão e Ação Comunitária das Universidades e IES Comunitárias - Forext - Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 5ª Região - CREFITO – 5 (Conselheiro e Diretor Tesoureiro) - Sociedade Nacional de Fisioterapia Desportiva – RS - Sonafe RS - Conselho Municipal de Saúde de Canoas - Conselho Regional de Educação Física – Conselheiro - CREF2RS - Comitê de Ética em Pesquisa FEEPS - CEP - FEEPS - Associação Brasileira de Mutagênese e Genômica Ambiental - Mutagen - Sociedade Brasileira de Genética - SBG - Conselho Municipal de Cultura de Canoas - CMCC - Argonautas Editora - Odisseia de Literatura Fantástica - Câmara Rio-grandense do Livro - Membro do Conselho Consultivo da Revista Cadernos de História da PUC de Minas Gerais - PUCMG - Parecerista Revista Confluências Culturais - Univille - Parecerista Revista Letras de Hoje - Pucrs

- Parecerista Revista Ágora - Unisc - Parecerista da Revista Tempo e Argumento - Udesc - Associação Brasileira de Patologia das Construções - Alconpat Brasil - ABNT/CB-018/CE 018 300 006 “Durabilidade do Concreto”-ABNT - Red Universitaria de Latinoamérica y El Caribe para La Reducción de Riesgo de Desastres–Redulac/Rrd®-Redulac - Rede de Pesquisadores RRDBR - RRD-BR - Associação Brasileira de Designers de Interiores/RS - ABD-RS - Associação Brasileira de Química - ABQ/RS - Associacion Latinoamerica da Magistrados, Funcionarios e Operadores da Niñez, Adolescencia y Família - Comissão Especial da Criança e do Adolescente da Ordem dos Advogados do Brasil Ceca - OABRS - Conselho de Ex-presidentes e o Conselho Fiscal do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, ONG sediada na cidade de São Paulo - Conselho Regional de Contabilidade RS - CRC - RS - Sociedade Brasileira de Psicologia Jurídica - SBPJ - Sociedade de Engenharia e Arquitetura de Canoas - Seaca - Curadora da Feria Conexão Indústria e Comércio RS - Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental - Membro da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual Socine - Membro da Associação de Investigadores da Imagem em Movimento – AIM (Portugal) - AIM - Associação Brasileira de Ciência Política -ABCP - Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Canoas Comdica - Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Canoas - Comdip - Conselho Municipal de Defesa do Idoso de Canoas - Comdi -Conselheiro da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia do RS - Conselheiro da Câmara Técnica de Geriatria do Conselho Regional de Medicina RS - Membro da Câmara Técnica da Unimed RS - Parecerista Guia do Estudante - ED Abril


32 | Relatório Social 2018

Carazinho - Associação Comercial e Industrial de Carazinho - ACIC - Comissão de Acervo do Museu Regional Olívio Otto - Carazinho - Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Jacuí - Coaju - Comitê Municipal de Trânsito de Carazinho - CMT - Conselho Deliberativo do Presídio Estadual de Carazinho - Pecar - Conselho da Lei de Diretrizes Orçamentárias de Carazinho - Conselho Geral do Hospital de Caridade de Carazinho - Conselho Municipal da Infância e da Adolescência de Carazinho - Condicacar - Conselho Municipal de Cultura de Carazinho - CMCC - Conselho Municipal do Idoso de Carazinho - CMIC -Conselho Municipal da Saúde de Carazinho - CMSC - Conselho Regional de Desenvolvimento - Região da Produção - Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade - Carazinho - PGQP - Apae - Chapada, RS - Associação para Deficientes Visuais de Carazinho – Acadev - Grupo quilombola Flor da Serra de Carazinho - Associação Comercial e Industrial de Chapada EAD - Conselho da Pessoa com Deficiência de Carazinho; Associação do Grupo de Surdos de Carazinho; - Conselho Municipal de Assistência Social de Carazinho; - Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência - Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) - Comude de São Jerônimo

- Conselho Municipal de Meio Ambiente - CMMA - Conselho Municipal do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano - CMPDDU - Conselho Municipal da Pessoa Idosa - Conselho Municipal de Educação - Conselho Consultivo do Observatório Social do Brasil Gravataí e Glorinha - Casa dos Açores do Estado do Rio Grande do Sul - Observatório Social do Brasil Gravataí e Glorinha – OSBG Guaíba - Academia Olímpica Brasileira - AOB - Academia Olímpica Internacional - AOI - Associação dos Professores de Educação Física - APEF - Associação Latina de Filosofia do Desporto - ALFiD - Conselho Estadual de Esportes do Rio Grande do Sul - CEEE-RS - Conselho Municipal de Educação de Guaíba - CMEG - Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul - CRA-RS - Fórum Municipal de acompanhamento do Plano Municipal de Educação FMEG - Conselho de Patrimônio Histórico e Cultural - CONPAHC - Conselho Municipal do Meio Ambiente de Guaíba - COMMEA - Sindicato dos Administradores do Rio Grande do Sul - Sindaergs - Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar - Núcleo SBPH-RS Porto Alegre - Conselho Regional do Desenvolvimento da Região Metropolitana - Corede Santa Maria

Gravataí -

Conselho Conselho Conselho Conselho

de Desenvolvimento Econômico e Social - Codes Municipal da Cidade - Concidade Municipal de Contribuintes - CMC Municipal Pro Segurança Pública - Consepro

-

Conselho Municipal de Saúde de Santa Maria - CMS Conselho Superior da Agência de Desenvolvimento de Santa Maria - Adesm Conselho Superior do Tecnoparque de Santa Maria - Tecnoparque Fórum Técnico do Município - Iplan Santa Maria


Relatório Social 2018 | 33

São Jerônimo - Arranjo Produto Local do Polo Naval do Jacuí - São Jerônimo - APL Polo Naval Jacuí - Associação Comercial e Industrial e Clube de Diretores Lojistas - São Jerônimo, General Câmara e Triunfo - CDL / ACI - Câmara Técnica de Biodiversidade do Bioma Pampa pela Associação Nacional de Órgãos Ambientais Municipais - Annama - Comissão Municipal de Emprego - São Jerônimo - CME - SJ - Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Baixo Jacuí - CGBHBJ - Conselho Diretor do Parque Delta do Jacuí - CDPDJ - Conselho Municipal de Desenvolvimento - São Jerônimo - Comude - Sj - Conselho Municipal de Meio Ambiente de Charqueadas - Comuma - Conselho Municipal de Meio Ambiente de São Jerônimo - CMMA - Conselho Nacional de Meio Ambiente - Conama - Conselho Regional de Desenvolvimento - Centro-sul - Corede Cs - Federasul - Delegacial - Fórum de Observadores de Aves do Brasil - Avistar - Polo de Modernização Tecnológica da Região Centro-Sul - PMTEC CS Torres - Associação Brasileira de Fisioterapia Traumato-ortopédica - Abrafito - Associação Brasileira de Terapia Intensiva - Assobrafir - Associação Brasileira de Terapia Neurofuncional - Abrafin - Comissão de Odontologia Hospitalar - Conselho de Arquitetura e Urbanismo - CAURS - Conselho de Secretários do RS - Rede de Urgência e Emergência - Conselho do Parque Estadual de Itapeva - Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMA - CPEI - Conselho do Plano Diretor do Município de Torres - Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico de Torres - Conselho Municipal de Educação de Torres (CME/Torres) - Conselho Municipal do Meio Ambiente - Torres (COMMAM) - Conselho Municipal do Plano Diretor - Torres (OAB/RS)

- Conselho Regional de Administração (CRA) - Fórum Livre das Mulheres de Torres -FLMT - Marcha Mundial das Mulheres - Núcleo Torres - MMM - Rotary Club - Sociedade Brasileira de Cirurgiões Dentistas - SOBRACID - Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia - SBGG - Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (SONAFE -Centro de Referência da Mulher - CRM -Comissão Municipal da Consciência Negra - Conselho Municipal de Educação de Torres -Conselho Municipal de Turismo de Torres


34 | Relatório Social 2018

INCLUSÃO ACADÊMICA E SOCIAL Acessibilidade A Universidade tanto é promotora de educação superior que prepara profissionais qualificados, como uma instância de desenvolvimento de canais de convivência e formação de pessoas, onde todos devem exercitar o pertencimento, independentemente de suas diferenças e necessidades individuais. Neste sentido, a área de Acessibilidade da Ulbra, em alinhamento com a legislação vigente, atua em articulação com os Núcleos de Apoio Docente/Discente, de Recursos Humanos de suporte técnico bem como com a Pastoral. Suas ações estão alinhadas com as de extensão, pesquisa e ensino, tanto na modalidade presencial como na EAD. Em 2016, a Universidade consolidou a implantação da área de acessibilidade em todos os seus campi, capacitando seus representantes e promovendo amplo debate com vistas à criação de uma Política Institucional de Acessibilidade, de modo a garantir a plena adequação dos princípios norteadores de suas ações no que tange à acessibilidade atitudinal; arquitetônica; metodológica/pedagógica; programática; instrumental; nos transportes; nas comunicações e digital. São ações desenvolvidas pela área de acessibilidade da Ulbra: •Suporte aos processos pedagógicos, tanto no atendimento aos alunos quanto aos professores; •Promoção de eventos específicos, voltados ao debate sobre temas relacionados à acessibilidade;

•Fomento ao desenvolvimento de estudos sobre a acessibilidade; •Fomento ao desenvolvimento de projetos específicos de interesse da área; •Fomento à produção acadêmica na área; •Interface com o desenvolvimento de projetos comunitários relacionados à área; •Oferta de cursos de formação e qualificação de profissionais que atuam direta ou indiretamente com as pessoas com deficiência, tais como: Abordagem com cidadania a Pessoas com Deficiência, libras, Audiodescrição e outros; •Acompanhamento legal, administrativo, institucional, prático, e operacional de ações e projetos a serem implantados pela Ulbra no campo da acessibilidade; •Acompanhamento do aprimoramento de espaços físicos, com vistas à atenção das demandas apresentadas pelas pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida; •Suporte à área de Recursos Humanos, com vistas à seleção de pessoas com deficiência para os quadros funcionais, à inclusão de funcionários com deficiência no ambiente laboral, bem como ao acolhimento e desenvolvimento destas pessoas; •Interface com segmentos da sociedade civil organizada relacionados à área, bem como com órgãos como Conselhos, Secretarias e Coordenadorias promotoras das políticas públicas voltadas às pessoas com deficiência. Nas tomadas de decisão, no âmbito da área de acessibilidade, estão presentes as seguintes diretrizes: • cada pessoa deve ser considerada como primeira e única; • a atenção deve ser individual, contemplando-se as demandas de cada um; • o foco das ações deve estar na capacidade e não na limitação das pessoas. Assim agindo, a Universidade propõe a descontinuação das formas tradicionais “paternalista/assistencialista” com as quais as questões das pessoas com deficiência são historicamente tratadas, instituindo um novo paradigma centrado nos valores universais da cidadania e dos direitos humanos. Em 2018, a Ulbra teve em seu corpo discente:


Relatório Social 2018 | 35

Campus Canoas Cachoeira do Sul Carazinho EAD Gravataí Guaíba Porto Alegre Santa Maria São Jerônimo Torres Total

Alunos com deficiência 41 2 6 12 10 8 0 2 4 5 91

Os alunos com deficiência matriculados na Ulbra em 2018 estavam divididos conforme o quadro que segue: Classificação Altas habilidades/Superdotação Autismo Baixa visão Cegueira Deficiência auditiva Deficiência físico-motora Deficiência intelectual Dislexia Deficiência múltipla Mobilidade reduzida Surdez Síndrome de Duchenne Total

Quantidade 1 3 7 9 13 25 14 1 2 2 13 1 91

Dentre as muitas atividades realizadas em 2018 em todas as unidades Ulbra, polos EAD e escolas, na área da acessibilidade, destacaram-se as atividades: palestras, debates, fóruns, seminários, aulas de dança, sarau, 7 Minutos especial acessibilidade: Momento de reflexão pastoral, cinedebate sobre filmes, mostra fotográfica, entre outras. Em destaque, a unidade de Cachoeira do Sul realizou uma palestra sobre Psicologia e Pedagogia com Cinema: tema “Convivências Atitudinais” com um público de 200 pessoas, promovida pelos cursos de Pedagogia e Psicologia. Também em uma de suas atividades realizaram o projeto de Equoterapia para alunos da Apae, onde foi possível vivenciar a Equoterapia por meio do curso de Fisioterapia, com um público de 40 pessoas. Na unidade de Canoas, foram realizadas oficinas, apresentação do Grupo Expressão Down/Up na Abertura da Semana da Pessoa com Deficiência, o setor de RH da unidade também promoveu uma palestra sobre Trajetória Profissional. A unidade também promoveu visitas guiadas planejadas especialmente para receber pessoas com deficiência. A exposição incluiu materiais biológicos especialmente preparados (taxidermias, crânios) e fósseis, entre outros, os quais se encontraram disponíveis para a manipulação do público visitante. Tivemos na Unidade de Canoas a 2ª ExpoTAI - Exposição de Tecnologia Assistiva e Inclusão, participação do Ceama e a apresentação do projeto Moda Inclusiva RS, onde abordou o desafio do vestir - Vídeo do concurso Moda Inclusiva RS - Exposição de projetos desenvolvidos por alunos. Na unidade de Gravataí, ao todo foram 350 visitantes. Tiveram a participação de professores e acadêmicos de todos os cursos da unidade nas atividades, dentre elas o Projeto CEI - Centro de estimulação infantil inclusivo que trabalha a inclusão infantil de crianças de 6 a 10 anos de idade. Também foi realizado rodas de conversas nas disciplinas universais, onde professores disponibilizaram um tempo em todas as turmas para realizar uma roda de conversa sobre o tema: Educar-se para um mundo acessível. E contaram com a participação do presidente da Apae Gravataí no Sarau Cultural EAD.


36 | Relatório Social 2018

NADi Os Núcleos de Apoio ao Discente (NADi) e ao Docente (NAD) foram instituídos na Ulbra a partir da Resolução da Reitoria nº 002, de 02 de abril de 2014, com o objetivo de alinhar-se às políticas de atendimento aos discentes e docentes, bem como qualificar as formas de assessoramento didático-pedagógico na instituição. A presença dos Núcleos em todos os campi e sua ligação com os polos de EAD busca evidenciar o compromisso em desenvolver a missão e a identidade institucional, com vistas a aprimorar os processos de ensino e de aprendizagem, bem como consolidar o trabalho pedagógico de excelência. O NAD e o NADi são constituídos por profissionais especializados no atendimento psicopedagógico, psicológico, pastoral e de acessibilidade. O NADi tem por finalidade acompanhar os processos de ensino e de aprendizagem, realizando ações mais ágeis no diagnóstico das dificuldades encontradas pelos alunos de graduação e pós-graduação das modalidades presencial e a distância, bem como programas voltados à acolhida, adaptação, desenvolvimento de competências e permanência no ambiente universitário. O NAD tem por finalidade atuar nos processos básicos da aprendizagem e do ensino das modalidades presencial e a distância, envolvendo as áreas de gestão acadêmica, formação docente continuada, práticas pedagógicas, apoio psicológico, de acessibilidade e pastoral. 

Bolsas Prouni e Bolsas Sociais Destaque à inclusão acadêmica promovida através da concessão de 14.458 bolsas de estudo na graduação presencial e EAD no ano de 2018, como segue:

Universidade Luterana do Brasil

Total de PROIES 9.236

Total de PROUNI 5.222

Total Geral Bolsista 14.458

Valorização da Diversidade e Promoção do Diálogo Intercultural A Ulbra pauta seu compromisso comunitário pelo objetivo de educar para a cidadania e para a participação plena na sociedade. Sob esta concepção, suas práticas são orientadas pelo (a): a) trabalho pedagógico orientado para uma educação emancipatória lastreada na ação-reflexão-ação, na autonomia do aprender a aprender, com vistas à formação de profissionais cidadãos; b) direcionamento da extensão e da pesquisa, prioritariamente, à realidade social e políticas públicas, à promoção do diálogo de saberes e produção de ciência, tecnologias e inovação voltados ao atendimento a demandas locais e regionais; c) respeito à diversidade e promoção do diálogo intercultural a partir do conceito de cultura estabelecido pela Unesco1; Cultura é o conjunto dos traços distintivos, espirituais e materiais, intelectuais e afetivos que caracterizam uma sociedade ou um grupo social e que abarca, para além das artes e das letras, os modos de vida, os direitos fundamentais do ser humano, os sistemas de valores, as tradições e as crenças (UNESCO, 1982)

d) preservação e promoção da identidade e patrimônio culturais; e) educação e defesa dos direitos humanos com ênfase no trabalho de enfrentamento à violência, no empoderamento de grupos vulneráveis, na promoção da equidade e justiça social e na defesa da gestão democrática; f) inclusão acadêmica e social através da educação formal (cursos de graduação, pós-graduação, de extensão) e de ações afirmativas orientadas, pela política institucional de extensão, pela missão e valores da Ulbra e, pelas políticas públicas (programa de bolsas, descontos e financiamento; programa de apoio ao bolsista; programas e projetos de acessibilidade; atendimentos especializados; prestação de serviços; projetos integrados com escolas públicas e comunitárias; programa de mobilidade interna e externa; eventos; projetos comunitários). A partir da delimitação das políticas acadêmicas e de gestão no PDI 20172022 e da adesão ao Pacto Universitário de Educação em Direitos Humanos dos Ministérios da Educação e da Justiça, seguida da constituição de um comitê intrainstitucional composto por representantes docentes, discentes, Pastoral e técnico-administrativos, elaborou-se um plano de ação para o biênio 2018-2019.


Relatório Social 2018 | 37

Referido plano delineia a linhas prioritárias de ação para todos os campi gaúchos tendo por diretriz “a promoção da equidade e justiça social e na defesa da gestão democrática, através da educação e promoção dos direitos humanos com ênfase no trabalho de enfrentamento à violência, na defesa e empoderamento de grupos vulneráveis” (Ulbra, PDI 2017-2022). Dentre as estratégias em curso, destacam-se: a) iniciativas na formação continuada em Direitos Humanos e/ou Educação em Direitos Humanos; b) inclusão da temática nos projetos pedagógicos dos cursos a partir da reestruturação curricular em curso; c) realização de seminários e cursos de forma transversal; d) estabelecimento de parcerias nacionais e internacionais voltadas aos temas dos Direitos Humanos e da Educação em Direitos Humanos; e) incentivo à institucionalização de núcleos de estudos em Direitos Humanos e/ou em Educação em Direitos Humanos; f) aperfeiçoamento da política de extensão acerca da temática direitos humanos; g) qualificação permanente dos canais de comunicação voltados ao recebimento, apuração, acompanhamento e encaminhamento de denúncias e reclamações de violação de direitos humanos da comunidade acadêmica; h) representação institucional em conselhos, comissões, comitês, fóruns e outras instâncias de Direitos Humanos, Educação em Direitos Humanos e Políticas Públicas; i) realização de campanhas e ou atividades continuadas para sensibilização e a conscientização dos corpos docente, discente, gestores e técnico-administrativos.  

AÇÕES COMUNITÁRIAS INTEGRADAS Atividades e propostas Palestras sobre temas como: Violência contra a mulher, Promoção de Direitos Humanos. Oficinas sobre saúde da mulher e prevenção de doenças, Rodas de Conversa - sobre Direitos Humanos, Debates, Mostras, Contação de Histórias, Exibição de Documentários Número de atividades propostas: 172 Atividades e propostas Palestras sobre o tema: Exposição de Espécies da Fauna e Flora Rio Grandense Patrulha Ecológica, Mesa Redonda sobre o tema Meio Ambiente, Palestras sobre consumo consciente. Campanhas - coleta de resíduos eletrônicos, lixo em margens de rios Número de atividades propostas: 48 Atividades e propostas Exposições, Apresentação de Trabalhos Rodas de Conversa, Apresentação de TCC Mostras Fotográficas, Oficinas de Vivências Apresentações Regionais, Cafés Temáticos Campanhas, Exibição de Filmes, Brechó Feiras de Artesanato Número de atividades propostas: 57


38 | Relatório Social 2018

Atividades e propostas Atividade de Saúde Bucal, Atendimento Fisioterápico, Automaquiagem Campanha Setembro Amarelo, Mesa Redonda - Prevenção de Acidentes/ Responsabilidade e Ambiente, Oficinas - cuidados com a saúde física e mental, Atendimento - Balcão do Consumidor

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Número de atividades propostas: 60

Pesquisa Atividades e propostas Palestra - Aplicabilidade da Lei 10639/2003 Roda de Capoeira, Cine Ulbra – Histórias Cruzadas, Varal de Poesia Afro-brasileira, Debate sobre Políticas Afirmativas e Branquitude, Palestra sobre Black Money, Roda de Conversa - Juventude e Negritude, Palestra - Combate ao Racismo Institucional, Oficina Cabelo Afro, Seminário sobre apagamento de vozes na Cultura Negra Número de atividades propostas: 84

A Pró-reitoria Acadêmica destaca diretrizes que norteiam o estímulo às atividades de pesquisa discente através de programas organizados e regulamentados institucionalmente, conforme segue: Programa de Iniciação Científica e Tecnológica - PROICT, em 2018 a Ulbra teve a participação de 37 alunos com bolsa e 176 voluntários; Programa Aluno Externo de Iniciação Científica e Tecnológica - PAEICT, com a participação de um aluno somente. Além desses programas próprios de iniciação científica, a Universidade participa de programas institucionais de agências de fomento federal e estadual. Em 2018, o CNPq - agência de fomento federal disponibilizou quotas dentro dos seguintes programas: Pibic - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, onde a Ulbra foi contemplada com 18 quotas; Pibiti - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, com seis quotas e Pibic-EM - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio, com 10 quotas. A Fapergs - agência de fomento à pesquisa estadual disponibilizou, em 2018, 24 quotas dentro do Probic - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica. Para garantir e preservar o adequado funcionamento dos fluxos e processos de pesquisa, em consonância com a legislação vigente e as normas emanadas pelos órgãos reguladores ministeriais, a Universidade mantém três comissões específicas que são: Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos (CEP); Comissão de Ética no uso de animais (Ceua); Comissão Interna de Biossegurança (CIBio). Em 2018 foram desenvolvidos 158 projetos de pesquisa científica e tecnológica com a participação de 141 professores pesquisadores. Os projetos de pesquisa são propostos dentro de programas de pesquisa ancorados em Grupos de Linhas


Relatório Social 2018 | 39

de Pesquisa certificados no Diretório de grupos de Pesquisa da Plataforma Lattes do CNPq. Em 2018 os grupos de pesquisa certificados foram: Ciências Agrárias - 6 grupos; Ciências Biológicas - 11 grupos; Ciências da Saúde - 27 grupos; Ciências Exatas e da Terra - 10 grupos; Ciências Humanas - 16; Ciências Sociais Aplicadas - 12 grupos; Engenharias - 8 grupos; Linguística, Letras e Artes - 4 grupos. A política de pós-graduação da Ulbra está consubstanciada em ações que possibilitem o alcance das metas de qualidade na pesquisa, o atendimento à demanda de capacitação docente; recomendação e qualificação de cursos em áreas definidas como estratégicas para o desenvolvimento institucional, regional e nacional. Os seis programas de pós-graduação Stricto Sensu da Instituição efetivam a referida política, promovendo a formação de profissionais tecnologicamente e cientificamente competentes. Todos são recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), conforme apresentado a seguir: Programas de Pós-graduação Stricto Sensu Acadêmicos (mestrados e doutorados): Biologia Celular e Molecular Aplicada à Saúde (PPGBioSaúde) com áreas de concentração em Genética e Biologia Molecular de Patologias Humanas e Animais (Biomol); Biologia Celular Aplicada à Saúde Humana e Animal (Biocel); Educação (PPGEDU) com área de concentração em Estudos Culturais em Educação; Ensino de Ciências e Matemática (PPGECIM) e área de concentração em Ensino de Ciências e Matemática e Odontologia (PPGODONTO). Programas de Pós-graduação Stricto Sensu Profissionais (somente mestrados): Engenharia de Materiais e Processos Sustentáveis (PPGEMPS) e área de concentração em Materiais e Processos Sustentáveis e Genética e Toxicologia Aplicada (PPGGTA) com áreas de concentração: Diagnóstico, Farmacologia e Toxicologia.  

Ulbratech – Rede Ulbra de Inovação A Rede Ulbratech integra as iniciativas de empreendedorismo e inovação da rede de ensino da Ulbra, por meio de incubadoras tecnológicas, parques científicos e tecnológicos, coworkings, aceleradoras, núcleos de inovação e transferência de tecnologia e outros atores do ecossistema de empreendedorismo e inovação. Os objetivos da Rede Ulbratech são: - Promover a integração dos parques científicos e tecnológicos, incubadoras empresariais, ambientes coworking, núcleos de inovação e transferência de tecnologia e outros atores do ecossistema de empreendedorismo e inovação da Ulbra,

com organizações públicas e privadas; - Facilitar a cooperação científica e tecnológica entre os partícipes da rede; - Possibilitar o compartilhamento de estrutura física e técnico-científica; - Fomentar a cultura da inovação e do empreendedorismo entre os partícipes da rede; - Oferecer apoio na divulgação das atividades desenvolvidas, demandas e potencialidades de cada partícipes da rede; - Fomentar a implementação dos parques, incubadoras, coworkings e outros projetos de empreendedorismo e inovação na Ulbra; - Promover a cooperação nacional e internacional para a promoção da inovação. A Rede Ulbratech, em processo de expansão, está presente nas unidades apresentadas no quadro a seguir:

Unidade

Tipo de Ulbratech

Quant. Empresas

Canoas/RS

Parque Científico e Tecnológico Incubadora Tecnológica Coworking (em implantação) Incubadora Tecnológica Incubadora Tecnológica

8 empresas

Torres/RS Gravataí/RS

7 startups 1 projetos pré-incubação 1 startup 3 startups

A consolidação de grupos de pesquisa e infraestrutura de laboratórios, direcionada ao desenvolvimento tecnológico e a inovação, possibilitaram a criação da Rede Ulbra de Inovação (Ulbratech). Esta Rede abriga Parques Tecnológicos, com atuação multisetorial, em diversos Campi da Instituição, sitiando empresas e


40 | Relatório Social 2018

incubadoras de base tecnológica. A Rede tem como missão promover a cooperação e a integração entre os parques e incubadoras tecnológicos e núcleos de inovação e transferência tecnológica da Ulbra com organizações públicas e privadas, fomentando a inovação tecnológica e o desenvolvimento das regiões em que estes atuam. Destacam-se as seguintes atividades desenvolvidas em 2018: I. Boot Camp de Inovação Ulbratech: realização de duas edições, com objetivo e sensibilizar e prospectar potenciais empreendedores para a Incubadora de Empresas. Foram abordados temas sobre empreendedorismo criativo e startups, modelagem de negócios, capacitação de recursos e propriedade intelectual. II. Cursos Cerne I e II (Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos): realização em parceria com a Anprotec e a Rede Gaúcha de Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológico (Reginp), visando capacitar os gestores de ambientes de inovação; III. 1º Startup Weekend Canoas: o evento envolveu acadêmicos da Ulbra e a comunidade de Canoas. Teve a presença de 58 inscritos, 12 mentores e 5 empresas parceiras. O evento resultou a apresentação de 8 projeto de startups, sendo que 3 foram premiados para participarem do Programa de Incubação do Ulbratech. IV. Participação na Mostratec 2018: A Incubadora Ulbratech premiou três projetos de alunos que apresentaram projetos na Mostratec para participarem do Programa de Incubação de Empresas. V. Participação da Expoulbra 2018: a Ulbratech participou como expositora, conectando alunos, comunidade e as empresas. VI. Mentorias: a Incubadora realizou a mentoria de 15 projetos para pré-incubação de empreendimentos e 6 projetos de incubação. VII. Convênio internacional com o Parque da Universitat Jaume I de Castellón de La Plana, na Espanha, para a internacionalização de seus empreendimentos incubados. VIII. Realizou a capacitação e consultorias de mercado para as empresas incubadas. IX. Realizou a capacitação em grupo e consultorias individuais em gestão financeira para as empresas incubadas. X. Realizou Capacitação e consultoria em tecnologia para as empresas incubadas.

XI. Aplicou nas empresas instaladas no Parque Tecnológico a ferramenta Startup Maturity Model (SMM) para auxiliar no planejamento, monitoramento e análise do estágio de maturidade de cada empreendimento. A ferramenta foi criada pelo Ulbratech e recebeu recurso de investidores para desenvolvimento de um futuro software. XII. Os gestores do Ulbratech participam da Comissão do Programa de Governança da Cidade de Canoas, liderado pelo Sebrae. O programa tem objetivo de discutir ações que promovam a cidade nos eixos da educação empreendedora, inovação e empreendedorismo e legislação para startups. XIII. A equipe do Ulbratech participou de eventos de empreendedorismo com objetivo de realizar networking e apresentar o Ulbratech. -Case 2018: conferência anual de startups e empreendedorismo -Gramado Summit https://www.sympla.com.br/gramado-summit__218303 -Mentoria no Bootcamp Nacional do Programa Inovativa Brasil Ciclo de Aceleração 2018/2 do MDIC XIV. Aliado à Ulbratech, o Programa se beneficia destas iniciativas, as quais promovem sua visibilidade nacional e internacional.


Relatório Social 2018 | 41

EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA


42 | Relatório Social 2018

PROJETOS COMUNITÁRIOS Projeto - campus Canoas

Atendimento Clínico para Equinos de Proprietários de Baixa Renda

Curso

Medicina Veterinária

Resumo O curso de Medicina Veterinária e o Hospital Veterinário, localizado no campus da Ulbra Canoas, desenvolvem o projeto Atendimento Clínico para Equinos de Proprietários de Baixa Renda, que possibilita aos proprietários de cavalos a realização de consultas e exames. O projeto é destinado a proprietários com renda de até R$600,00, e já atendeu mais de 1.500 equinos, desde a sua criação em 1999. Os atendimentos são realizados duas vezes por semana, entre 18h e 22h, por grupos de 20 a 30 acadêmicos e residentes, acompanhados de um professor. Para os alunos, o projeto representa uma oportunidade ímpar de contato com uma realidade social muitas vezes desconhecida para eles, e totalmente dependente de uma espécie animal. É também uma oportunidade de conviver com proprietários de baixa renda, havendo necessidade de se adequar desde a linguagem até os tratamentos prescritos. Os equinos são utilizados para trabalho, no transporte de pessoas e cargas. Para que esses animais possam desempenhar bem a sua função, e tenham uma boa qualidade de vida, é necessário que sejam tomados alguns cuidados básicos. Visitas regulares ao veterinário e a orientação quanto ao manejo geral e sanitário podem garantir uma vida melhor para o cavalo, permitindo que ele garanta o sustento de um grande número de famílias. Além disso, é possível evitar gastos com medicamentos desnecessários e o risco de tratamentos errados. Na Clínica de Equinos também são realizados tratamentos preventivos contra lesões traumáticas e doenças infecciosas.

Nº de Participantes 181


Relatório Social 2018 | 43

Projeto - campus Canoas

Atendimento Odontológico e Procedimentos Bucomaxilofaciais em Animais Domésticos

Projeto - campus Canoas

Castração de Cães e Gatos

Curso

Medicina Veterinária

Curso

Medicina Veterinária

Resumo Neste projeto, alunos do curso de Medicina Veterinária colocam em prática seus conhecimentos sobre odontologia veterinária clínica e cirúrgica, ao mesmo tempo em que proporcionam atendimento para animais domésticos portadores de doenças específicas da cavidade oral. A iniciativa beneficia a comunidade canoense que, através dos diversos serviços prestados no Hospital Veterinário do campus, como coleta e interpretação de exames, realização de diagnósticos, tratamentos clínicos e execução de procedimentos cirúrgico-ambulatoriais, conseguem proporcionar qualidade de vida e saúde para seus mascotes. Desde 2002, o projeto já favoreceu mais de 1.400 animais, melhorando a expectativa de vida dos animais em situação de vulnerabilidade social. E cerca de 340 acadêmicos foram capacitados ao atendimento aos animais e no relacionamento com os seus tutores, neste período. Participam dois professores supervisores, um de Odontologia e outro de Anestesiologia. As atividades ocorrem todas as quartas-feiras à noite, ao longo do semestre letivo.

Nº de Participantes 149

Resumo Com este projeto, alunos do curso de Medicina Veterinária exercitam seus conhecimentos ao mesmo tempo em que ajudam a diminuir a reprodução indesejada de cães e gatos e o controle da proliferação de zoonoses - doenças transmitidas por animais aos seres humanos, no município de Canoas. Os serviços de castração preveem consultas avaliativas, coleta de materiais, exames clínicos completos, agendamento de cirurgias e o acompanhamento pós-cirúrgico do animal durante o período de uma semana. Todos os procedimentos são supervisionados por um professor-orientador da Universidade.

Nº de Participantes 540


44 | Relatório Social 2018

Projeto - campus Canoas

Curso

Construção Colaborativa de Saberes na Produção de Queijo Colonial

Medicina Veterinária Química Química Industrial

Projeto - campus Canoas

Balcão do Consumidor

Curso

Direito

Resumo Com esta iniciativa dos cursos de Química Industrial, Química - Licenciatura e Medicina Veterinária, estudantes de graduação exercitam o que aprendem em sala de aula e trocam experiências e conhecimentos com pequenos produtores rurais de queijo colonial da região de Teutônia, no interior do Rio Grande do Sul, subsidiando o resgate histórico-cultural desta produção. O projeto objetiva avaliar as condições higiênico-sanitárias do alimento por meio de levantamentos e estudos sobre a padronização técnica adotada em sua fabricação. Através de análises físico-químicas e microbiológicas da matéria-prima (leite cru) e do produto final, os acadêmicos comparam dados e repassam sugestões para os produtores, de forma a intensificar o controle de qualidade do queijo oriundo da região. O projeto também visa melhorar a fonte de renda das famílias dos pequenos agricultores, agregando valor à produção leiteira, a partir da produção de novos produtos utilizando matéria prima residual da produção do queijo que geralmente não é utilizada.

Nº de Participantes 565

Resumo O projeto tem por fundamento a execução do Protocolo de Intenções celebrado entre o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, a Secretaria de Justiça e dos Direitos Humanos e o Procon-RS e a Ulbra Canoas, considerando a Política Nacional das Relações de Consumo, conforme dispõe o Código de Defesa do Consumidor (CDC), e a necessidade de atendimento à população da cidade de Canoas.O público-alvo são os membros da comunidade que tenha problemas e queixas relacionados ao consumo. Acadêmicos do curso de Direito, supervisionados por professor responsável, recebem o consumidor, que faz a descrição dos fatos e depois realizam o contato direto com o fornecedor envolvido, realizando a mediação entre as partes. Caso não se tenha êxito na mediação, denúncias e aberturas de processos administrativos deverão ser encaminhadas ao Procon-RS.Todos os atendimentos são cadastrados no sistema SINDEC, proporcionando resultados (dados) que serão utilizados para instruir os fornecedores e consumidores da região, em relação às práticas abusivas de maior incidência. Assim, através de orientação e informação adequada à população, poderá ocorrer a diminuição no cometimento de infrações consumeristas e o incentivo à educação e ao consumo consciente. As atividades ocorrem nas segundas-feiras, das 10h às 16h, junto ao Serviço de Assistência Jurídica Gratuita (Sajulbra), localizado no Centro Multiprofissional, prédio 22, 3º andar, sala 311, na Ulbra Canoas.

Nº de Participantes 379


Relatório Social 2018 | 45

Projeto - campus Canoas

Curso

Resumo

Nº de Participantes

Centro de Mediação da Ulbra

Direito

Amparado no princípio de que toda a pessoa tem o direito constitucional em saber sua origem biológica, a Lei 8.560 de dezembro de 1992, traz como prerrogativa a regulamentação da investigação de paternidade. O projeto Centro de Mediação da Ulbra, conjuntamente com o Foro de Canoas, proporciona aos acadêmicos do curso de Direito, a oportunidade de aplicabilidade da referida lei, através da mediação como solução para os conflitos de família. Com o intuito de proporcionar também acesso à justiça de uma forma mais abrangente, o mesmo se dá de forma extrajudicial, onde se reflete a economicidade e a celeridade. As atividades têm a participação de acadêmicos do curso de Serviço Social. A experiência evidencia a importância da mediação nas audiências de caráter extrajudicial, visto que é gratuita, e possibilita resultados de cunho exitoso através do entendimento entre as partes. Isso contribui em muito nos casos referidos na lei, que terá reflexo imediato no registro de nascimento anterior que será retificado, bem como a fixação de alimentos provisórios ou definitivos do reconhecido que deles necessite.

204


46 | Relatório Social 2018

Projeto - campus Canoas Cine Diversidade

Curso Jornalismo

Resumo O projeto Cine Diversidade tem como objetivo intensificar as discussões sobre direitos humanos e diversidade através do cinema, em escolas da rede pública de Canoas e também na Ulbra Canoas, com atividades em duas frentes. Formação em documentário e direitos humanos: o projeto oferece uma formação teórico-prática em audiovisual e direitos humanos, centrada no documentário, voltada a alunos de escolas públicas de ensino fundamental de Canoas. Um grupo de 30 estudantes entre o sexto e o nono anos recebe a formação, totalmente gratuita, que ocorre em aulas semanais, com duração de um ano letivo (totalizando 100 horas/aula). Os alunos que participam da formação com frequência superior a 75% das aulas são certificados no final do curso, em uma formatura simbólica em que também são exibidos os documentários resultantes do projeto, produzidos pelos próprios estudantes. As atividades são realizadas nas dependências do curso de Jornalismo da Ulbra, especialmente nos laboratórios do Núcleo de Produção Audiovisual, em estúdios de televisão, fotografia e som e sala de edição de vídeo. As aulas teóricas e práticas envolvem linguagem, estética e história do audiovisual; realização de exercícios de fotografia, escrita de roteiros curtos e gravação de cenas; noções de direção, enquadramentos e movimentos de câmera; captação de som e edição de vídeo. Em paralelo, as questões relativas aos direitos humanos e à diversidade são abordadas no trabalho de formação de repertório em cinema documentário. Os documentários produzidos pelos alunos como resultado da formação são exibidos na Ulbra e nas escolas. Cineclube itinerante: são exibidos filmes brasileiros para alunos das séries finais do ensino fundamental, especialmente documentários com temáticas relacionadas aos direitos humanos e diversidade, como raça e etnia, gênero, sexualidade, tolerância religiosa e migração. As sessões são realizadas semanalmente em escolas estaduais sediadas em Canoas que são parceiras do projeto. A exibição dos filmes é seguida por debates envolvendo professores e alunos da Ulbra e das escolas.O projeto vincula-se ao curso de Jornalismo, em parceria com o Núcleo de Produção Audiovisual (NPA) e o Núcleo de Estudos Afro-brasileiro e Indígena (NEABI), e aproxima a Universidade da comunidade canoense por meio de ações educativas realizadas gratuitamente que utilizam o cinema como ferramenta pedagógica.Acompanhe as atividades realizadas na fanpage do projeto: https://www.facebook.com/cinediversidadeulbra/.

Nº de Participantes 240


Relatório Social 2018 | 47

Projetos - campus Canoas Marcas & Líderes

Curso Comunicação Social - Publicidade e Propaganda Matemática

Mediação Familiar

Direito Serviço Social

Resumo O projeto Marcas & Líderes é uma iniciativa de alunos e professores do curso de Comunicação Social que, através de pesquisas, apontam as personalidades e marcas mais lembradas na cidade de Canoas. O programa, uma parceria entre a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Canoas (CICS) do município e o jornal Diário de Canoas, prevê a realização de entrevistas com membros da comunidade local e a organização de uma cerimônia de premiação para os vencedores de cada uma das categorias contempladas pelo evento. Através desse projeto, estudantes de Relações Públicas e Publicidade e Propaganda prestam consultoria mercadológica, aprendem sobre gestão de imagem e análise de estatísticas, ao mesmo tempo em que promovem a valorização profissional de empreendedores e figuras públicas da região. Ao todo, mais de 20 mil habitantes já participaram de edições anteriores do Marcas & Líderes, que já é considerado um dos prêmios de maior prestígio e tradição da região metropolitana de Porto Alegre.

Nº de Participantes 1508

O projeto, desenvolvido na Defensoria Pública de Porto Alegre, viabiliza que alunos dos cursos de Serviço Social e Direito, bem como do curso de extensão em Mediação Familiar, possam desenvolver práticas de mediação, nas atividades que são desenvolvidas nas terças-feiras, das 8h às 12h. As mediações são realizadas em dupla, com acompanhamento de professores. O desenvolvimento do projeto intenta colocar a Ulbra no cenário da mediação no contexto da Defensoria Pública, colaborando na disseminação de estratégia autocompositiva, com famílias em conflito e vulnerabilidade social. A consolidação do Centro de Mediação na Defensoria Pública de Porto Alegre atende a Lei Complementar Federal nº 80, de 12 de janeiro de 1994, bem como a lei Complementar Estadual 14.130, de 2012, que estabelecem que uma das funções institucionais da Defensoria Pública é a promoção da solução extrajudicial dos conflitos.A solução consensual de conflitos de interesses é uma importante ferramenta de pacificação social e vem sendo objeto de estudo e práticas no âmbito do sistema de Justiça estadual e nacional. A proposta da mediação é inverter a lógica da judicialização, facilitando que envolvidos em litígio possam, com a intervenção de um terceiro, construir possibilidades de resolução de conflitos. Como forma de consolidar o Centro de Mediação, a Defensoria Pública estabelece convênios com três universidades de Porto Alegre e uma de Canoas, para que seus alunos possam desenvolver habilidades e competências para a mediação, atendendo a população que acessa este espaço público.A Ulbra é uma das instituições de ensino que se habilitou para esta importante ação e se propõe a participar deste projeto ousado que acredita na possibilidade que pessoas, mesmo vivenciando situações de vulnerabilidade, possam responsabilizar-se pelas decisões que lhes dizem respeito.

344


48 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Canoas

Curso

Núcleo de Empreendedorismo e Inovação (NEI)

Processos Gerenciais

Observatório de Direitos Humanos da Ulbra (ODHU)

Direito

Resumo

Nº de Participantes

O Núcleo de Empreendedorismo e Inovação (NEI) é um espaço para colocar os acadêmicos em contato com os problemas e as necessidades dos empresários locais por meio de serviços relacionados à administração, gestão e outras áreas. O objetivo do projeto é estimular entre jovens a cultura empreendedora com a finalidade de fomento e renda em comunidades de baixa renda. O público-alvo do projeto são os jovens entre 15 a 20 anos do ensino médio da rede pública.Integram as ações do projeto, as oficinas de empreender, plano de negócios e Canvas. As oficinas serão teóricas para que possam ter subsídios relevantes no entendimento do processo de empreender. O plano de negócios será executado parte teórica e parte prática em que farão um modelo durante estes atendimentos e irão aprender a fazer o canvas, como modelo de negócios. É o segundo ano do projeto, que atendeu em torno de 37 adultos e 51 jovens durante o ano de 2016.As ações do projeto têm grande impacto social, por estar contemplado nas políticas públicas globais, nacionais e locais e o efeito de poder contribuir com a mudança de postura, autonomia, iniciativa, capacidade de captar novas oportunidades como fonte de renda e trabalho. Em 2017, o projeto atenderá nas quartas-feiras das 8h às 12h.

103

O Observatório de Direitos Humanos tem por objetivo promover o debate sobre os direitos uumanos, com ênfase ao tratamento igualitário que deve ser proporcionado Gestão Públi- a todo cidadão brasileiro ou estrangeiro. A metodologia será cooperativa, passando ca pelas etapas de observação, participação e de intervenção. A consolidação do cronograma do desenvolvimento das atividades partirá do debate com o público-alvo Psicologia participante que se constituirão de professores, alunos de graduação, pós-graduação e corpo técnico-administrativo da Instituição e de Instituições convidadas, além de líServiço Social deres comunitários e representantes de movimentos e entidades sociais. As atividades são realizadas por professores e alunos dos cursos de Direito, Psicologia e Serviço Social. Através de grupos de estudos, seminários, caravanas, simulações jurídicas, entre outras ações pedagógicas, o observatório ajuda a solucionar conflitos de centenas de adolescentes e adultos que residem em regiões de risco da cidade. Procurará atender a demandas pontuais, bem como realizar trabalho preventivo de conscientização da importância do envolvimento da comunidade junto aos órgãos governamentais e órgãos de classe para promover a tratamento digno, assegurado pela Constituição Federal Brasileira.As principais ações propostas são de realização de palestras informativas e de conscientização em escolas, universidades e para a comunidade, auxílio à comunidades carentes e participação em eventos de cunhos sociais com atendimentos de orientações psicológicas, jurídicas e de encaminhamento social, além de promover a intervenção junto à órgãos de classe para incentivar um olhar mais atento ao tratamento especializado para futuros profissionais com necessidades especiais.

96


Relatório Social 2018 | 49

Projeto - campus Canoas Sajulbra na Comunidade

Cursos Preparatórios para o Enem

Curso Direito

Resumo

Nº de Participantes

O Serviço de Assistência Jurídica Gratuita (Sajulbra) é uma iniciativa do Núcleo de Prática Jurídica da Ulbra. Através dele, estudantes de Direito têm a oportunidade de unir a teoria da sala de aula com o tipo de prática exigida pelo mercado de trabalho. Os alunos inscritos nesse programa, ao mesmo tempo em que exercitam o conhecimento jurídico, prestam auxílio legal à população carente, com supervisão e orientação de professores e funcionários da Instituição.Como projeto comunitário tem por escopo o estudo e atendimento a complexidade da família, em demandas como: vulnerabilidades econômicas, sociais, culturais, a falta de conhecimento ou acesso a direitos sociais, intervindo também em situações familiares relacionadas ao uso abusivo de álcool e drogas, violência, dificuldades escolares e manejo de pacientes crônicos. Quem pode usufruir do serviço?Moradores de Canoas ou Nova Santa Rita e que tenham renda máxima de até três salários mínimos podem usufruir gratuitamente. Os atendimentos, feitos na área cível, ocorrem nos três turnos.

939

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é um programa do Governo Federal que objetiva avaliar o desempenho do estudante ao fim da educação básica.A Ulbra consolida em suas ações sociais e educativas uma relação estreita com as comunidades adjacentes, implantando, desde 2007, o Curso Preparatório para o Enem, oferecido pela área de extensão do campus Canoas. O público-alvo são alunos concluintes do ensino médio e egressos oriundos de escolas públicas que necessitam se preparar para a prova do Enem.O projeto tem como objetivo realizar ações educativas contextualizadas, visando ao desenvolvimento de competências propostas pelo exame. Nesse processo, estão envolvidos todos os cursos de licenciatura da Universidade e o de Ciências Sociais, tendo como docentes os professores.Os encontros ocorrem aos sábados, com aulas de dois componentes curriculares, num espaço de tempo quinzenal. A metodologia aplicada constitui-se de duas estratégias: aula expositiva e análise das questões das provas do Enem. Pela experiência do projeto, é possível destacar que esta metodologia possibilita os seguintes resultados: desenvolvimento do raciocínio, o uso das diferentes linguagens, a capacidade de análise a habilidade de aprender a visualizar um problema de diferentes ângulos, relacionar temas de contextos diferentes.Pode-se destacar a adesão ao projeto, tendo em vista que, ao longo de quatro anos, teve-se um número médio de 501 alunos participando da aula inaugural. A preparação dos alunos para a participação da prova do Enem constitui-se em atitude estratégica para a ampliação do acesso ao ensino superior, por meio da possibilidade de participação no Prouni e no Proies.Acesse www.ulbra.br/enem e conheça o projeto.

514


50 | Relatório Social 2018

Projeto - campus Canoas A Escola na Universidade: vivência em práticas corporais e avaliação da saúde

Curso

Resumo

Nº de Participantes

Educação Física

O presente projeto visa proporcionar às crianças e jovens vivências em práticas corporais diversas. Considerando que, por intermédio das práticas corporais se manifestam diferentes significados, o projeto visa identificar questões relacionadas aos elementos socioculturais que se constituem nas relações entre os sujeitos sociais. Também é objetivo identificar e avaliar os aspectos relacionados à saúde.O projeto atende crianças e jovens da rede pública de ensino da região metropolitana de Porto Alegre, nas terças e sextas-feiras, das 14h às 18h, com diversas práticas corporais. Todos os escolares participantes tem a possibilidade de vivenciar um conjunto de atividades que ocorrerão simultaneamente nas dependências do complexo esportivo da Ulbra Canoas, sob a supervisão dos proponentes do projeto e orientação das práticas pelos acadêmicos do curso de graduação em Educação Física. Concomitantemente, o projeto prevê que acadêmicos dos cursos de Medicina façam o acompanhamento dos aspectos relacionados à saúde e um profissional de Psicologia das questões psicossociais, no intuito de garantir a execução de um trabalho interdisciplinar, se edificando um conjunto de variáveis socioculturais, psicossociais e biológicas. O projeto, então, é desenvolvido em diferentes dimensões: - as práticas corporais: relações de gênero, fenômeno da violência, etnia/raça e sociabilidades; morfológica: peso, estatura, composição corporal e maturação biológica; psicológica: aspectos psicossociais relacionados à constituição do sujeito na sua relação com a prática.Trata-se de um projeto que, associado a pesquisas transdisciplinares no interior da Universidade, vem contribuindo, conforme dados já publicados em eventos acadêmicos, com a democratização do acesso e participação a um amplo repertório das práticas corporais, para o acompanhamento e intervenção dos aspectos referentes aos indicadores gerais de saúde de crianças e jovens. Também apoia a prática de planejamentos de ensino, de aula e do exercício da docência dos estudantes de Educação Física em aulas para alunos de diferentes idade, e contribui para o crescimento de relações de generosidade e cooperação entre docentes, alunos e funcionários da instituição e a sociedade.

420


Relatório Social 2018 | 51

Projetos - campus Canoas Dança na Terceira Idade

Curso Dança Educação Física

Museu de Ciências como Eixo Ciências Integrador do Desenvolvimento Biológicas e Inclusão Social

Resumo Oferecido aos alunos do projeto Ulbra para a Terceira Idade (Ulbrati) através de uma parceria com o curso de licenciatura em Dança, esse projeto busca proporcionar atividades recreativas ao público da terceira idade interessado em aprender mais sobre movimento e expressão corporal dentro de um contexto artístico. A ideia é a utilizar a dança para inserir o idoso dentro do ambiente universitário, dessa forma promovendo sua saúde e bem-estar. As aulas são ministradas por alunos de Dança, sob a supervisão de professores, e visam desenvolver diversos aspectos da saúde física e mental de seus participantes - como coordenação motora, memória, ritmo e a organização dos padrões corporais, além da comunicação e autoestima.Às terças-feiras, no prédio 55, ocorre a prática corporal lúdica e vigorosa, das 13h30min às 14h30min; a seguir, uma proposta coreográfica, das 14h30min às 15h30min, para alunos interessados em participar de mostras e eventos onde a dança na terceira idade é partilhada. O projeto Ulbrati há mais de 23 anos vem proporcionando atividades ligadas a qualidade de vida e bem-estar do idoso e, através das aulas de dança, amplia suas capacidades motoras e expressivas, integrando-os socialmente e apresentando melhora na memorização. O Grupo de Dança da Ulbrati vem realizando apresentações em diversos eventos, como Mostra de Dança Cri-Ação, a abertura da Semana a Acessibilidade e Jogos da Terceira Idade em Tramandaí. Possui em seu repertório coreografias como Baile de Máscaras, que resgata a cultura dos antigos bailes de carnaval; O que é?, em homenagem à Gonzaguinha e o samba carioca; e Viva a Espanha, celebrando a cultura espanhola.

Nº de Participantes 218

Neste projeto, alunos e professores do curso de Ciências Biológicas ajudam a transformar o Museu de Ciências Naturais do campus Canoas em uma ferramenta de estímulo educacional para crianças e adolescentes de escolas públicas do município. Para isso, universitários e docentes organizam visitas guiadas ao local, além de promoverem palestras, seminários e cursos de atualização para educadores da rede básica de ensino. Com as atividades, a comunidade acadêmica espera estimular e fomentar a paixão pela biologia, histologia e arqueologia em jovens e adultos do município que, através de jogos interativos e atividades lúdicas, aprendem mais sobre a importância da pesquisa científica. A ideia é a de que os visitantes não apenas visitem exposições no local, mas interajam com elas e aprendam de forma descontraída e prazerosa.

3.190


52 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Canoas Curso Orientação Profissional e Gestão Pedagogia de Carreiras

Resumo Escolher uma profissão não é uma tarefa fácil e isso pode gerar estresse pessoal e familiar, pois quando a pessoa não faz a escolha certa, o investimento em tempo, financeiro e satisfação ficam prejudicados.A Ulbra pode ajudar com o projeto comunitário Orientação Educacional e Formação Profissional, que tem entre seus objetivos capacitar para a escolha da profissão com base nos conhecimentos adquiridos, considerando o perfil da pessoa, bem como as características dos cursos e do mundo do trabalho. O projeto utiliza como metodologias: palestras, oficinas, vivência da trilha das profissões, testes vocacionais, visitas orientadas e aconselhamentos individuais e em grupos.Os contatos podem ser realizados junto ao curso de Pedagogia - prédio 11, sala 5 ou Laboratório de Orientação Educacional (LOP) .

Nº de Participantes 41.481

Programa de Leitura Fome de Letras - Inglês Ler e Literaturas da Língua Inglesa

O Programa de Leitura Fome de Ler é um projeto comunitário elaborado pelos acadêmicos do curso de Letras - Licenciatura em Língua Inglesa em parceria com a Prefeitura Municipal de Canoas, a Rede de Escolas da Ulbra e secretarias municipais de Educação da região Centro-Sul do Estado. Através dele, crianças, jovens e adultos de comunidades urbanas e rurais de 31 municípios participam de diversas atividades de estímulo à leitura, como encontros com autores e ilustradores de renome nacional, oficinas de leitura, festivais de booktrailers, etc.A atuação próxima ao público é um mérito do projeto, já que todo oprocesso ocorre junto à comunidade escolar local e o acerto literário adquirido pelos municípios garante a permanência e circulação das obras nestas comunidades.As ações de mediação literária são desenvolvidas pelos alunos de graduação, sob a supervisão de um professor orientador, e buscam proporcionar uma troca de saberes entre educadores e alunos de escolas públicas e privadas, com os escritores brasileiros envolvidos no projeto. Através dessa iniciativa, cerca de 30 mil adolescentes e crianças já foram estimuladas a tomar gosto pela leitura, beneficiando-se com o amadurecimento cognitivo e pessoal.Em 2014, foi criado o Festival Book Trailer, uma inovação na formação de leitores com a introdução das mídias digitais no universo do programa.Acesse www.ulbra.br/fome-de-ler e acompanhe as atividades do programa.

11.300


Relatório Social 2018 | 53

Projetos - campus Canoas Ulbra em cena

Curso Letras - Inglês e Literaturas da Língua Inglesa

Nordics: desenvolvimento de Engenharia robôs de competição Mecânica

Resumo Sabendo que a arte é elemento fundamental para o desenvolvimento humano, trabalhar a expressão teatral trata-se de uma das formas mais ricas e abrangentes de produção cultural. O teatro envolve tanto a produção escrita e criativa, quanto a interação social, autoestima, bem como o conhecimento e desenvolvimento do corpo como material de expressão artística. Assim, através da construção de textos dramáticos, técnicas de oratória, técnicas de desinibição, exercícios de improvisação e leituras dramáticas, desenvolvidas nas dependências da Ulbra Canoas, este projeto visa, a partir da criação de um grupo de teatro composto por alunos, ex-alunos e professores voluntários, levar às escolas públicas oficinas e peças de teatro baseadas em textos clássicos de nossa literatura. Isso representa o que um verdadeiro trabalho de extensão objetiva em sua essência: levar aos seus assistidos a possibilidade de crescimento pessoal e intelectual.

Nº de Participantes 1.114

A competição de robôs tem ganhado cada vez mais destaque na mídia e nos ambientes acadêmicos, tendo em vista um panorama mundial. Atualmente, países como Estados Unidos da América, México, Índia, Austrália e as nações do Reino Unido figuram entre os principais organizadores/investidores da atividade. No Brasil, a criação de robôs para combate ainda é recente, considerando o primeiro evento organizado em 2001, pela Universidade de Campinas (Unicamp). Tendo em vista a crescente popularidade da referida atividade, alunos do curso de Engenharia Mecânica, cientes da potencialidade da construção de robôs para incentivar o aprimoramento de tecnologias e competências adquiridas ao longo da graduação, propuseram a criação de uma equipe de competição que representasse a Ulbra em diferentes espaços. Foi desenvolvido o projeto Nordics: desenvolvimento de robôs de competição, que visa popularizar as atividades desenvolvidas pelos cursos da área das Engenharias da Ulbra, promovendo a capacitação dos alunos e a integralização das experiências discentes por meio da articulação entre ensino, pesquisa e extensão. São desenvolvidas habilidades técnicas e científicas, raciocínio matemático e lógico, além de visão espacial. Os alunos aplicam conhecimentos tecnológicos e instrumentais voltados à engenharia, concebem, projetam e analisam diferentes tipos de sistemas, identificando e resolvendo diversos problemas de engenharia, enquanto atuam em equipes de diferentes disciplinas. O objetivo comunitário do projeto é viabilizar o contato com a robótica, permitindo que alunos do ensino médio e técnico tenham a oportunidade de adquirir conhecimentos impensáveis, considerando o contexto da comunidade nas quais estão inseridos, em tecnologias de ponta necessárias à robótica. Este contato com áreas da mecânica, elétrica, eletrônica e informática, intrínsecas à robótica, servirá como alavanca para que estes alunos tenham interesse em seguir os estudos em tais caminhos, servindo, ainda, como instrumento de orientação vocacional. São realizados atendimentos semanais, nas quintas-feiras, no horário das 18h até as 22h.

525


54 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Canoas Curso Arquitetura Aplicada - Escritório Arquitetura Modelo Urbanismo

Engepraxis - Ações em Sanea- Engenharia mento Ambiental Ambiental e Sanitária Engenharia Civil

Resumo E Através da elaboração de projetos arquitetônicos e urbanísticos, este programa visa contemplar iniciativas que contribuam para a responsabilidade social e o aprimoramento profissional. Voltado para instituições sem fins lucrativos, pretende-se produzir soluções técnicas como projetos para construções novas, reformas e leiautes, ou no aproveitamento de resíduos e desenvolvimento de práticas tecnológicas. Através do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo, a proposta conta com a participação de alunos e professores da Universidade e tem como finalidade o intercâmbio entre a academia e a comunidade. O Escritório Modelo funciona nas terças e quintas feiras, das 14h às 17h. Com o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da comunidade dos municípios de Canoas e Nova Santa Rita, o projeto Engepraxis visa identificar as necessidades e soluções em saneamento ambiental, em situações de abastecimento de água, esgotamento sanitário, resíduos sólidos e drenagem urbana. A metodologia adotada na primeira etapa, a ser desenvolvida em 2017, envolve a coleta de dados primários e secundários, pesquisas qualitativas e concepção de projetos e soluções de maneira integrada com a comunidade. As ações comunitárias a serem executadas são palestras, oficinas e estudos que ocorrerão com periodicidade bimestral. O produto a ser gerado nesta fase possibilitará demonstrar o diagnóstico do saneamento ambiental (SAA, SES, RSU e drenagem) na área de abrangência e tem como relevância social a contribuição para o desenvolvimento de uma consciência voltada ao saneamento ambiental na comunidade envolvida. Em relação a sua relevância acadêmica, o projeto Engepraxis contribuirá na aplicação direta do conhecimento técnico dos professores e dos alunos, possibilitando a expansão da visão das atribuições do engenheiro junto ao saneamento ambiental nas esferas de planejamento, estudos e projetos.

Nº de Participantes 6506

6245


Relatório Social 2018 | 55

Projetos - campus Canoas Curso Pequeno Soldador e Aprendiz Engenharia de Mecânico Automotivo Mecânica

Resumo Este projeto visa incluir jovens de comunidades carentes na arte da soldagem e na mecânica automotiva, tendo como base o aprendizado das técnicas de soldagem utilizadas nas indústrias em geral, assim como no aprendizado da mecânica automotiva. As atividades são realizadas por acadêmicos dos cursos de Engenharia Mecânica e Mecânica Automotiva, supervisionados por professores da Universidade. As oficinas para o projeto Pequeno Soldador proporcionam o entendimento de processos de solda branda, solda ponto, solda com eletrodos revestidos, MIG e MAG. Os conceitos são introduzidos de forma lúdica e interativa para estudantes de ensino médio, que, ao fim do projeto, produzirão uma peça utilizando os três processos de soldagem.Nas oficinas para Aprendiz de Mecânico, o objetivo é ensinar noções básicas de mecânica automotiva relacionadas com motor de combustão interna, sistema de alimentação, sincronismo, lubrificação, e partes mecânica que o compõe. As atividades ocorrem nos laboratórios da Ulbra Canoas - FabriTec e Grupo de Tecnologia Automotiva (GTA), ambos localizados no prédio 29, s encontros ocorrem nas tardes de sextas-feiras, das 14h30min às 17h.

Nº de Participantes 220

Solartech

Os alunos são os protagonistas deste projeto que pretende dar diretrizes e apoiá-los por 24 horas semanais, nos dias e horários que mais lhes forem adequados. O projeto Solartech envolve alunos de diversos cursos de graduação e tem como visa propiciar a participação deles no desenvolvimento de veículos que, no futuro, participem de competições de eficiência energética. O objetivo primário é o desenvolvimento de projetos de veículos movidos a energias elétrica, solar, humana e híbrida, para que, futuramente, participem de competições em suas categorias. São utilizadas como base os regulamentos de competições internacionais de veículos que utilizam energia solar como principal fonte de energia. A partir desta ideia, será criado um design conceito do carro. Para peças complexas de difícil usinagem será utilizada a impressão 3D, já disponibilizada por empresas apoiadoras, bem como as baterias, chassis para testes, motores, controladores etc, aguardando somente liberação contratual para início de sua utilização. Para a parte específica de tração humana serão efetuados trabalhos em conjunto com alunos dos cursos de Educação Física, Fisioterapia e Medicina.

20

Engenharia Mecânica


56 | Relatório Social 2018

Projeto - campus Canoas Curso Projeto Social a partir do Design Design de Ulbra e Fundação Gaúcha de Moda Bancos Sociais Design Gráfico

Resumo O Projeto Social a Partir do Design: Ulbra e Fundação Gaúcha de Bancos Sociais é uma parceria entre a Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) e a Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais da Fiergs. O principal objetivo consiste na aplicação de projetos de design através dos cursos de Design, Design Gráfico, Design de Moda e Design de Interiores para a produção novos produtos, atendendo a demandas de instituições assistenciais, escolas, creches e asilos de comunidades carentes do Estado do RS. A relevância social do projeto está na reutilização de excedentes diversificados recebidos pela FGBS, que culminará em resultados qualitativos e quantitativos, a citar: a humanização de espaços como penitenciárias, centros de saúde, instituições de educação infantil; a capacitação e geração de renda para comunidades carentes através da inserção no design em processos artesanais que já são realizados na FGBS; Sendo também de relevância acadêmica, uma vez que os alunos envolvidos atuarão diretamente com o mercado e desenvolverão todas as etapas do Projeto, alcançando uma visão macro da estrutura de trabalho. Os demais alunos e instituição também experimentarão desta aproximação com o mercado e com empresas, pois alguns projetos poderão ser aplicados em algumas disciplinas, a citar: Tecnologia de Materiais, Métodos e Tempos (Moda) e Ecodesign (Design, Moda, Gráfico). Além disso, as exposições dos trabalhos desenvolvidos , seja na Fiergs, seja no campus Canoas, contribuirão para essa aproximação. A metodologia de desenvolvimento deste projeto pertence ao ramo das ciências sociais, utilizando-se de métodos em projeto de produto. Em um primeiro momento, serão realizadas imersões nos Bancos Sociais para identificação de necessidades e levantamento das possibilidades técnicas e fabris. A seguir, realizaremos imersões nas entidades cadastradas, de modo a avaliar as necessidades apontadas a partir do olhar do designer. A partir da definição da demanda e da criação de um conceito, serão geradas soluções entre a equipe de Design da Ulbra e a equipe técnica da FGBS a serem aprovadas pelas instituições atendidas. Os protótipos serão produzidos e testados com o auxílio de maquinários manuais e automatizados. Os resultados serão discutidos e o projeto finalizado. Todo o projeto será registrado por meio de fotografia e fichas técnicas para a possibilidade de produção seriada a outros projetos comunitários, com mais especificações (dias, horários e tipo de atividade) no cronograma estipulado.

Nº de Participantes 2350


Relatório Social 2018 | 57

Projetos - campus Canoas Curso Ver o Mundo - Fotografia Digital Fotografia em 3D

Resumo O projeto é uma atividade teórico-prática onde são apresentadas as principais técnicas de obtenção de fotografia e o uso correto da câme-ra fotográfica. São apresentados também os elementos da linguagem fotográfica, discutidas questões referentes a fotografia e a mídia no que diz respeito a representação dos jovens, relações étnicas e as mulheres. desenvolver o aprendizado da fotografia,através de uma atividade tecnológica e ao mesmo tempo lúdica como é o caso da fotografia estereos-cópica (3D). O público-alvo são alunos das séries finais do ensino fundamental e também do ensino médio da rede pública. Os resultados práticos são apresentados em forma de exposição nas escolas onde o projeto é exe-cutado. Em 2016, o Ver o Mundo atendeu, de forma intensiva, 20 estu-dantes jovens e adultos, resultando em uma exposição fotográfica na Escola Liberato Salzano Vieira da Cunha, no bairro Sarandi em Porto Alegre.

Nº de Participantes 50

Acolhimento Lilás

Acolhimento de mulheres, jovens e meninas em situação de violência doméstica e de gênero, na perspectiva de cessar a violação de direitos, contribuindo com a população usuária atendida no Centro Multiprofissional da Ulbra Canoas, e também para a formação profissional de acadêmicos do curso de Serviço Social e Direito. Tem por metodologia o acolhimento das situações de violência demandadas pela população usuária, através de atendimento particularizado e referenciamento na rede socioassistencial. O público-alvo deste projeto são mulheres, jovens e meninas em situação de violência. Os atendimentos das usuárias acontecem todas as quintas-feiras, por agendamento, das 14h às 17h30, no 2º andar do prédio 22, no Centro Multiprofissional.Também serão realizados acolhimentos itinerantes previamente agendados em escolas, Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e instituições sociais no município de Canoas, bem como poderá acolher mulheres oriundas do Projeto Serviço de Assistência Integral à Saúde da Mulher da Ulbra Canoas. Este projeto é relevante socialmente, pois contribui significativamente com a Rede de Enfrentamento contra a Violência Doméstica e de Gênero, na medida em que desenvolve ações articuladas no campo da assistência sócio-jurídica. Ainda, tem como relevância acadêmica desenvolver intervenções profissionais no campo social e jurídico com a população usuária, qualificando o processo de formação nas áreas acadêmicas citadas e a produção de conhecimento.

334

Serviço Social


58 | Relatório Social 2018

Projeto - campus Canoas Curso Centro de Estudos da Atividade Educação Motora Adaptada (Ceama) Física

Resumo O Centro de Estudos da Atividade Motora Adaptada (Ceama) atende jovens e adultos com deficiências física, auditiva, visual e intelectual, bem como pessoas com transtornos emocionais, realizando exercícios, esportes, recreação e dança. O Ceama tem como objetivo oferecer gratuitamente programas de futsal, natação, exercícios circuitos funcionais e dança para pessoas com deficiência. As atividades ocorrem às terças e quintas-feiras, das 14h às18h, na Ulbra Canoas. As atividades são: - Futsal: para jovens e adultos com deficiência intelectual - terças-feiras -14h; - Expressão Down-Up: para jovens e adultos com Síndrome de Down - terças e quintas-feiras - 15h; - Circuito Funcional: para jovens e adultos com deficiência - terças e quintas-feiras -16h; - Circuito Funcional: para jovens e adultos com transtornos do Espectro Autista (TEA) - quintas-feiras - 14h50min. - Natação: Deficiências: Para jovens e adultos com deficiência - terças e quintas-feiras - 16h20min; - Natação: Para jovens e adultos com TEA - quintas-feiras - 14h50min. As aulas são ministradas por acadêmicos dos cursos de Educação Física e Dança, supervisionados e orientados por professores. Além de avaliações sistemáticas, é realizada, no final de cada semestre,uma festa de confraternização com a união dos programas, participação dos pais ou responsáveis, comunidade acadêmica e comunidade em geral. Em 19 anos, o Ceama já atendeu milhares de jovens e adultos com deficiência e pessoas com transtornos emocionais. Também envolveu centenas de acadêmicos, hoje profissionais, qualificando-os na formação na área da inclusão. Já as pessoas com deficiência que frequentam o Centro apresentam melhoras nas habilidades motoras, sociais e cognitivas, fortalecendo sua autonomia nas atividades diárias e mais qualidade de vida.

Nº de Participantes 190


Relatório Social 2018 | 59

Projetos - campus Canoas Curso Centro Interdisciplinar de Estu- Fisioterapia dos em Psicomotricidade Relacional (Ciepre) Artes Visuais Estética Pedagogia Psicologia Serviço Social Educação Física

Conquistando Saúde: atendi- Odontologia mento odontológico de pessoas com deficiência

Resumo O Centro Interdisciplinar de Estudos em Psicomotricidade Relacional (Ciepre) é um programa desenvolvido pela comunidade acadêmica e que há dez anos busca identificar e tratar crianças com deficiências motoras no município de Canoas. A iniciativa, coordenada por alunos e professores dos cursos de Educação Física, Pedagogia, Psicologia, Serviço Social, Fisioterapia, Artes Visuais e Estética prevê a realização de um cronograma de atividades desenvolvido conforme as necessidades dos inscritos no projeto. São baterias de exercícios físicos em ambientes fechados, locais públicos e piscinas, sessões de terapia assistida por animais (cães) e encontros de apoio à família na lida com os desafios apresentados pelas dificuldades de seus filhos. Além dos benefícios oferecidos pelo projeto no atendimento à comunidade local, podemos destacar a grande procura de alunos de outras instituições, a fim de utilizar o projeto como fonte de pesquisa em seus trabalhos acadêmicos, efetivando assim o preceito de indissociabilidade entre extensão, pesquisa e ensino.Além dos benefícios oferecidos pelo projeto no atendimento à comunidade local, podemos destacar a grande procura de alunos de outras instituições, a fim de utilizar o projeto como fonte de pesquisa em seus trabalhos acadêmicos, efetivando assim o preceito de indissociabilidade entre extensão, pesquisa e ensino.Os atendimentos são realizados duas vezes por semana (quartas e sextas-feiras, das 14h às 16h30) no prédio 55, próximo ao Complexo Esportivo do campus.

Nº de Participantes 4.270

As pessoas com deficiência são indivíduos que necessitam de cuidados especiais em diferentes áreas: emocional, social e cuidados de saúde. O grau das limitações destes indivíduos é bastante variável, desde o medo subjetivo até uma condição altamente incapacitante como a deficiência intelectual profunda ou uma síndrome que impeça este indivíduo de manter uma vida independente. As atividades desse projeto de extensão tem por objetivos possibilitar o atendimento odontológico a esta população e dar oportunidade de crescimento profissional aos acadêmicos do que não tem contato com estes indivíduos.O programa busca construir um perfil acadêmico voltado a promoção de saúde, através de atividades comunitárias interdisciplinares. Deste modo, o projeto trabalha também com entidades parceiras que oferecem aos alunos a oportunidade de conhecer realidades diferentes daquela encontrada dentro da Universidade. As visitas a estas entidades ocorrem durante o semestre em dias e horários pré-determinados.Nestas visitas, os alunos desenvolvem programas preventivos de orientação de escovação e aplicações tópicas de flúor. Os indivíduos que necessitam de atendimento odontológico são encaminhados para o atendimento que ocorre no ambulatório do curso de Odontologia nas quintas-feiras, das 17h30m às 19h30m. O público-alvo do projeto são crianças, adolescentes, adultos e idosos com deficiências provenientes de entidades parceiras e de toda região em torno de Canoas. Além disto, em função da falta de acesso desta população ao atendimento odontológico são recebidos pacientes de todo o estado.

422


60 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Canoas Cuidare

Curso Serviço Social

Resumo O projeto de extensão Cuidare, do curso de Serviço Social, oferece atendimentos e acompanhamentos a indivíduos e famílias que vivenciam situações de conflito, vulnerabilidade e risco social, através de entrevistas individuais e familiares, abordagens coletivas, oficinas e articulação de recursos institucionais e intersetoriais. É prestado um serviço de valor social, visto possibilitar que pessoas possam diminuir conflitos relacionais, acessar recursos advindos de políticas públicas e fortalecer relações de cuidado em situações relacionadas à disputa, uso abusivo de álcool e drogas, violência, dificuldades escolares, problemas inerentes à adolescência, demência tipo Alzheimer entre outros. O local de atendimento é o 2º andar do Centro Multidisciplinar, localizado no prédio 22 da Ulbra Canoas, e acontece nas segundas-feiras, das 14h às 16h30min. O trabalho com idosos com demência tipo Alzheimer e seus familiares acontece nas quartas-feiras, das 9h às 12h, no Hospital Universitário e no Centro Multiprofissional. O projeto desenvolve a oficina itinerante intitulada Viver em Família em instituições da Rede de Proteção do Município de Canoas, agendadas previamente.

Nº de Participantes 1.255

Estética e Bem-estar

Estética

A estética está cada vez mais presente na vida da população, não somente visandoo embelezamento, mas sim a promoção de saúde e bem estar. A Ulbra, através do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética e do bacharelado em Estética, possibilita a integração dos acadêmicos com a comunidade, a partir da promoção de palestras informativas, atendimentos na área de estética facial, corporal e capilar, além da realizar atividades de relaxamento e SPA. O projeto é destinadoà comunidade, com atendimentos realizados nas quartas-feiras, das 14h às 17h, por grupos de alunos acompanhados de uma professora. Para os discentes da Universidade o projeto proporciona a oportunidade de contato com uma realidade diferente do público clássico de uma clínica estética, e também oportuniza o despertar da consciência da responsabilidade social, motivando-os a assumir uma presença efetiva nas discussões e ações interventivas em benefício da comunidade mais carente. As inscrições dos alunos podem ser efetuadas junto à secretaria do curso de Estética, na primeira quinzena de cada semestre.

172


Relatório Social 2018 | 61

Projetos - campus Canoas Curso Resumo Estratégias Educativas para o Fonoaudiologia A perda auditiva é uma das deficiências sensoriais mais devastadoras por compromeUsuário de Aparelho de Ampliter a comunicação e acarretar sequelas de natureza emocional, social e ocupacional. ficação Sonora Individual Uma das formas de diminuir o impacto da perda auditiva na vida de um indivíduo é através do uso do Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI). Fornecer aconselhamento a clientes e seus familiares e/ou cuidadores é uma oportunidade de receber e fornecer informações de modo a facilitar o entendimento da deficiência auditiva e o ajuste a esta condição. O objetivo geral é desenvolver e estratégias para facilitar o entendimento das informações pertinentes ao uso e manuseio do AASI e desta forma propiciar uma melhor interação social e qualidade de vida do deficiente auditivo. O projeto atende adultos e idosos usuários de AASI, no Serviço de Saúde Auditiva em Alta Complexidade do Hospital Universitário Canoas. É desenvolvido nas dependências do serviço, uma vez por semana, com um grupo limitado de participantes. As estratégias educativas abordam: fisiologia da audição, causas e sintomas da perda auditiva, estratégias para melhorar a comunicação e orientação quanto ao uso e manuseio do AASI. Os participantes são avaliados pelas alunos extensionistas do curso de Fonoaudiologia e recebem orientações e encaminhamentos individuais caso necessário. Os resultados e observações a respeito das atividades são encaminhados como um relatório à gestão do SSA para que possa fornecer subsídios para o aprimoramento no atendimento dessa população. Fisioterapia Aquática na Terceira Idade

Fisioterapia

Através desse projeto, acadêmicos dos cursos de Educação Física e Fisioterapia colocam em prática seus conhecimentos, ao mesmo tempo em que utilizam das propriedades terapêuticas da água para o tratamento e prevenção de lesões em homens e mulheres com mais de 60 anos. O atendimento auxilia na capacidade funcional, para a execução de atividades da vida diária. As propriedades físicas e o aquecimento da água desempenham um papel importante na melhoria e na manutenção da amplitude de movimentos das articulações, na redução da tensão muscular e no relaxamento, promovendo maior qualidade de vida. A iniciativa beneficia diretamente os participantes do programa Ulbra para a Terceira Idade (Ulbrati). Os encontros ocorrem todas as sextas-feiras, no turno da manhã e da tarde, na piscina terapêutica da Clínica-escola localizada no Centro Multiprofissional da Ulbra Canoas. São oferecidos quatro horários, com a duração de 45 minutos cada sessão.

Nº de Participantes 55

218


62 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Canoas Hospital Ursinho

Curso Medicina

Internato da Cirurgia do Trau- Medicina ma

Resumo O projeto Hospital Ursinho tem como objetivo primordial oportunizar aos alunos do curso de Medicina da Ulbra uma familiarização e um domínio crescente das competências da clínica pediátrica, trabalhando a habilidade da relação médico-paciente. Além disto, objetiva também oportunizar às crianças da comunidade de Canoas a vivência em um ambiente hospitalar, com a simulação de consultas, exames de rotina e até mesmo procedimentos cirúrgicos, através do trabalho lúdico, por meio de ursinhos de pelúcia, onde serão encenadas uma rotina hospitalar. Consiste, portanto, na simulação de um hospital fictício em sintonia com o imaginário infantil constituído por estações de ambientes hospitalar e outras infraestruturas semelhantes aos procedimentos de um hospital real. Deste modo, a criança assume o papel de pai/mãe que leva o seu ursinho doente ao médico, sendo este representado pelo estudante de Medicina, construindo conjuntamente um ambiente de confiança onde a criança possa lidar com seus medos de médico e do ambiente hospitalar. A prática ocorreu em num primeiro momento, em todas as unidades da Rede de Escolas da Ulbra, nas séries iniciais, com idade entre 4 a 7 anos, sendo estendidas posteriormente às escolas da cidade de Canoas. As atividades do projeto ocorrem nas segundas-feiras, no turno da manhã, e nas sextas-feiras no turno da tarde, nas dependências das escolas, com carga horária de quatro horas semanais, coordenadas por professores e executada pelos acadêmicos, a partir do 2° semestre. Os alunos participam de um período de treinamento específico com professores do curso, com o objetivo de orientar a linguagem na abordagem médica pediátrica e técnica no exame físico pediátrico, bem como no manejo psicológico com os pacientes. Até o final de 2016, a abrangência foi de 300 crianças atendidas, em regime de rodízio. Os resultados obtidos foram muito satisfatórios e o benefício apontado pelas escolas e pelos pais onde o trabalho foi realizado, por meio de depoimentos e relatórios, foi de grande produtividade para a comunidade, ocasionando uma repercussão positiva entre as crianças, além da experiência e aprendizado para os acadêmicos de Medicina. O projeto apresenta grande relevância acadêmica e comunitária, dentre outros fatores, por aprimorar a relação médico-paciente com pacientes pediátricos além de contribuir efetivamente na educação em saúde desta população e suas famílias.

Nº de Participantes 404

O projeto de extensão comunitária Internato da Cirurgia do Trauma visa integrar os acadêmicos da Liga do Trauma e da Liga de Cirurgia Geral, do curso de Medicina da Ulbra, à rotina do Hospital de Pronto Socorro de Canoas- na cirurgia do trauma e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

800


Relatório Social 2018 | 63

Projetos - campus Canoas Curso Intervenção Esportiva Multidis- Educação ciplinar com Dependentes Quí- Física micos e/ou Transtornos Psiquiátricos

Resumo O objetivo deste projeto de extensão é estimular as pessoas que possuem uma dependência química e/ou um transtorno psiquiátrico a participarem de atividades físico/ esportivas e sociais. Ainda é oferecido apoio a familiares e cuidadores dos atendidos, já que estes também se fragilizam quando um de seus membros possui uma doença crônica. O público-alvo são moradores de Canoas e região. As atividades de lazer físico/esportivas e as sociais atuam como um elo terapêutico importante por intervir no corpo do indivíduo durante todo o processo de tratamento. A metodologia utilizada são jogos e atividades adaptadas desenvolvidas duas vezes por semana, no complexo esportivo da Ulbra Canoas, com duração de duas horas. Entre as práticas desenvolvidas estão o voleibol adaptado, basquetebol adaptado, atividades com raquetes, jogos cooperativos, teatro, dança e eventos sociais. A proposta é proporcionar aos atendidos uma nova relação com o meio em que estão inseridos, oportunizando uma melhoria na sua qualidade de vida, adesão ao tratamento e prevenção da recaída. Também ocorrem reuniões e grupos de discussão com os aca-dêmicos e profissionais envolvidos no projeto. Podem participar como voluntários acadêmicos de todos os cursos afins, através de seleção prévia realizada por análise de currículo e entrevista, feita pela coordenação do projeto, no início de cada semestre.

Nº de Participantes 248

Mantendo Sorrisos

Com o Programa Mantendo Sorrisos, alunos e professores do curso de Odontologia prestam um serviço de atendimento odontológico gratuito para crianças de famílias carentes da cidade de Canoas. Através de atividades lúdicas e brincadeiras, os futuros dentistas realizam consultas de triagem e conscientizam jovens estudantes da rede de educação básica do município sobre a importância da higiene oral para a prevenção de cáries, tártaro e outras doenças bucais de grande incidência nessa faixa etária. Desde que foi criado, em 1999, o programa já atendeu cerca de 1.200 crianças, que participaram de gincanas educativas e aprenderam a cultivar hábitos saudáveis e altamente recomendáveis para o desenvolvimento da dentição dos pequenos.

1.119

Odontologia


64 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Canoas Curso Na Paz: estratégias para a pro- Serviço Social moção da igualdade racial e de Pedagogia gênero nas escolas Psicologia

Resumo Esse projeto tem como objetivo comunitário promover a igualdade racial e de gênero entre jovens do ensino médio da cidade de Canoas/RS. São oferecidas oficinas socioeducativas para difundir o direito das mulheres a uma vida livre de violência, estimular a reflexão sobre a superação do preconceito e da discriminação racial, bem como a atuação dos jovens como multiplicadores destas informações em suas comunidades e famílias. Já os objetivos acadêmicos são aprofundar a reflexão teórica sobre a promoção da igualdade racial e de gênero, sobretudo em sua relação com o serviço social; refletir sobre a atuação do assistente social no âmbito escolar; desenvolver competências e habilidades técnicas, teóricas e políticas dos estudantes de Serviço Social para que possam atuar no trato às questões de gênero e raça/etnia; e promover a sensibilização dos estudantes e dos profissionais inseridos nas escolas de ensino médio de Canoas sobre as temáticas abordadas pelo projeto. A metodologia utilizada foi desenvolvida e aperfeiçoada pelo próprio grupo de professores e alunos participantes, ao longo de seus cinco anos de atividade (2012-2016). Neste período, mais de mil jovens foram beneficiados. Através de oficinas socioeducativas são propostas atividades interativas, onde os jovens são estimulados a refletir sobre situações de violência vivenciadas em seu dia a dia. A relevância acadêmica destaca-se através do aprofundamento das discussões teóricas realizadas em torno da inserção do assistente social em ações que visem a promoção da igualdade, em observância ao que preconiza o Código de Ética Profissional.

Núcleo de Estudos e Atenção Fonoaudiologia O Núcleo de Estudos e Atenção Geronto-Geriátrica (NEAGG) é um espaço de integraGeronto Geriátrica (NEAGG) ção multidisciplinar, com ações extensionistas voltadas à população idosa, produção Jornalismo técnico-científica e socialização de conhecimento entre professores, alunos e comunidade. Organiza e realiza, no município de Canoas, campanhas, palestras, orientações Medicina geronto-geriátricas na comunidade, estudos interdisciplinares e desenvolve materiais informativos e assessoria às instituições de longa permanência sem fins econômicos Serviço Social com vistas à promoção do envelhecimento com dignidade. As atividades acontecem, preferencialmente, aos sábados, das 9h às 12h, ou conforme cronograma do semesBiomedicina tre. O Núcleo tem o apoio da Liga Acadêmica de Geriatria e Gerontologia, do curso de Medicina da Ulbra Canoas, e dos cursos de graduação que o integram através da Farmácia participação docente e discente, que são: Biomedicina, Comunicação Social, Enfermagem, Farmácia, Fonoaudiologia, Medicina e Serviço Social. Os dados recentes do IBGE indicam que Canoas registra crescimento significativo da população idosa e recuo da população de menores de 15 anos, ocasionando expressiva elevação nos índices de envelhecimento. Atualmente, o município tem cerca de 40 mil idosos, o equivalente a 12% do total da população, além de 29 grupos de convivência.

Nº de Participantes 2400

600


Relatório Social 2018 | 65

Projetos - campus Canoas O Bebê e Seu Mundo

Curso Odontologia Psicologa Medicina Fisioterapia

Prevenção do Câncer de Pele - Rastreamento, Tratamento e Orientação da População de Canoas

Medicina

Resumo O projeto tem como objetivo programar ações interdisciplinares sistemáticas para promoção da saúde materno-infantil. A equipe é composta por docentes, discentes bolsistas e voluntários das áreas da medicina, psicologia, odontologia e fisioterapia e realizará intervenções de educação e promoção da saúde através de atendimentos à gestante e puérperas do Ambulatório de Ginecologia e Obstetrícia da Casa da Gestante, e do Alojamento Conjunto do Hospital Universitário. O projeto também realiza atendimentos a bebês e crianças com transtornos no desenvolvimento neuropsicomotor e suas famílias, na Clínica-Escola de Fisioterapia da Ulbra. Os atendimentos em grupos de gestantes oferecidos pelos cursos de Medicina, Psicologia e Odontologia são realizados nas terças-feiras, das 9h às 12h, com pacientes do Ambulatório de Ginecologia e Obstetrícia da Casa da Gestante. Nesse mesmo local, o curso de Fisioterapia realiza grupos de atenção à gestante, das 9h às 10h30min e das 16h às 18h, além de atendimentos individuais. Os grupos de aleitamento, realizados pelo setor de Pediatria, ocorrerão nas sextas-feiras, das 9h às 12h, no Alojamento Conjunto do HU. Na Clínica-Escola de Fisioterapia, situada no Centro Multiprofissional da Ulbra Canoas, são atendidos bebês recém-nascidos e crianças de até 12 anos com risco biológico, ambiental e/ou social para alterações no desenvolvimento neuropsicomotor. Esse público recebe atendimento fisioterápico no solo, nas segundas-feiras das 14h às 18h e nas quartas-feiras das 9h15min às 12h15min; e na piscina terapêutica, nas terças feiras, das 10h às 11h30min e das 14h às 15h30min. A integração do conhecimento oriundo deste projeto se dá nos eventos semestrais Semana do Bebê de Canela (em maio de 2018) e de Canoas (setembro de 2018), com realização de atividades junto à comunidade, tais como oficinas, palestras, além de ações no âmbito acadêmico

Nº de Participantes 7.320

Através desta iniciativa do curso de Medicina, acadêmicos dessa graduação buscam conscientizar a população do município de Canoas sobre a importância de se prevenir, rastrear e tratar o câncer de pele. Para isso, organizam palestras e seminários educativos, onde efetuam o diagnóstico de lesões malignas e pré-malignas em homens e mulheres de todas as idades.O projeto é desenvolvido em parceria com dermatologistas do Hospital Universitário localizado no campus que, além de supervisionarem as atividades, auxiliam na realização de biópsias nos pacientes diagnosticados durante os mutirões. Os estudantes, por sua vez, também prestam apoio ambulatorial mensal na Clínica de Dermatologia do HU. Os exames e consultas são efetuados sempre às quartas-feiras pela manhã, mediante agendamento prévio. As ações integram a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, evento anual coordenado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, realizado em novembro. Desde 2014, o projeto já atendeu, mais de 300 pessoas, em mutirões, tendo-se identificado alta frequência de necessidade de algum tipo de intervenção, comprovando a importância da prevenção e o diagnóstico precoce.

172


66 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Canoas Prevenção e Tratamento do Trauma Dentário

Curso Odontologia

Resumo Traumatismos alveolodentários são considerados como um dos principais agravos em saúde bucal, transformando-os em um problema de saúde pública. Representam grande impacto na qualidade de vida da criança e do adolescente, como limitações à mastigação ou fala, comprometimento da estética e problemas psicológicos no convívio social. As lesões traumáticas requerem atendimento de urgência e acompanhamento adequados, o que muitas vezes não acontece, ou por dificuldade de acesso ou por tratamento inadequado. O público-alvo é principalmente composto por crianças e adolescentes (0 a 17) anos com histórico de traumatismo dentário, que recebem atendimento clínico no ambulatório do curso de Odontologia da Ulbra Canoas. Além do professor coordenador, fazem parte do projeto acadêmicos de graduação bem como alunos de mestrado e doutorado em Odontologia.

Nº de Participantes 235

Programa de Reabilitação Cardiorrespiratória

Fisioterapia

Neste projeto, estudantes de Fisioterapia colocam seus conhecimentos em prática ao mesmo tempo em que realizam avaliação e atendimento ambulatorial em pacientes com insuficiência cardíaca. As atividades são realizadas na Clínica-escola de Fisioterapia, localizada no campus Canoas, nas terças e quintas-feiras, das 13h às 15h, e têm como objetivo atenuar o descondicionamento cardiorrespiratório. O programa é desenvolvido desde 2014 e a partir de 2016 passou a ter caráter multidisciplinar, com contribuições de professores e acadêmicos dos cursos de Medicina, Biomedicina, Psicologia e Educação Física.

48

Biomedicina Educação Física Medicina Psicologia

Promoção e Prevenção da Saúde do Escolar

Fonoaudiologia A promoção da saúde, em especial a educação em saúde, agrega novos modos de pensar e agir da população para obter saúde em uma perspectiva ampliada, pois é caMedicina paz de gerar hábitos de vida saudáveis. A Ulbra, enquanto instituição responsável socialmente, deve assumir o papel indutor das mudanças tanto no campo das práticas Psicologia da saúde quanto no campo da formação profissional e da educação. Neste sentido, temos como objetivo desenvolver novos saberes e práticas junto às comunidades da Fisioterapia Rede de Escolas da Ulbra, em Canoas, oportunizando a vivência acadêmica multidisciplinar e interdisciplinar nas relações que se darão nos campos de saúde e educação. O projeto propõe o estabelecimento de relações orgânicas entre a Universidade e as escolas de sua rede. A proposta será efetivada, por meio da integração dos cursos de Fonoaudiologia, Fisioterapia, Medicina e Psicologia, onde cada curso desenvolverá ações por meio de palestras, oficinas, avaliações, orientações e intervenção de reabilitação a partir das demandas da comunidade escolar, contribuindo para o processo de ensino-aprendizagem, bem como para uma melhor qualidade de vida.

2.003


Relatório Social 2018 | 67

Projetos - campus Canoas Reabilitação Neurofuncional

Curso Fisioterapia

Resumo O projeto é realizado na Clínica-escola de Fisioterapia da Ulbra Canoas e atende pacientes com doenças neurológicas, visando melhorar a sua funcionalidade e atividades de vida diária. Os pacientes com doenças vasculares encefálicas são inicialmente avaliados e após realizam 10 atendimentos fisioterapêuticos, nas segundas e quartasfeiras, das 16h às 18h, com posterior reavaliação. Já os que têm as demais patologias serão atendidos nas segundas-feiras, das 14h às 18h. Como resultado busca-se beneficiar os pacientes principalmente com a melhoria de sua autonomia nas atividades diárias.

Nº de Participantes 727

Perspectiva da Inclusão

Educação Física

Neste projeto, acadêmicos dos cursos de Educação Física, Artes Visuais, Pedagogia, Dança e Serviço Social utilizam o esporte para promover a inclusão social de estudantes de escolas públicas de Canoas, com uma metodologia recreativa e de cooperação. Realizado em parceria com uma série de associações comunitárias, o programa busca estimular crianças e adolescentes a adotarem hábitos saudáveis, como a prática regular de exercícios físicos. Mas isso não é tudo, através de uma abordagem recreativa e didática, os alunos da Universidade colocam em prática seus conhecimentos ao mesmo tempo em que contribuem para o processo de sociabilização de meninos e meninas. Em 2017, são atendidos cerca de 90 alunos de Canoas e Nova Santa Rita. Os encontros são realizados semanalmente, à segundas-feiras, das 14h às 18h, no complexo esportivo da Ulbra canoas. Todas as ações recreativas, como aulas de dança, lutas, partidas, treinos e atividades aquáticas são supervisionadas por um professor orientador.

3980

Experiências de outros países têm demonstrado que investimentos na Atenção Primária em Saúde (APS), através da melhoria de recursos físicos e da capacitação dos recursos humanos, proporcionam melhora significativa nos indicadores de saúde da população. Diferentes estratégias têm sido propostas no Brasil para expandir a telessaúde, tal como a realização de teleducação. Neste contexto, o objetivo da presente liga é difundir estratégias de capacitação de graduandos e profissionais já inseridos no sistema de saúde através de cursos presenciais e a distância e a criação de inovações tecnológicas a fim de qualificar a atenção à saúde prestada por esses profissionais. Espera-se, também, realizar oficinas em colégios públicos e privados, com a finalidade de difundir as noções de telessaúde desde o ensino fundamental, bem como a divulgação de informação científica de qualidade para a população em geral através do canal de teleodontologia. No início do semestre letivo se procede à formação da equipe de professores, profissionais da odontologia ou áreas afins, alunos e estagiários. E os alunos interessados devem procurar a secretaria do curso de Odontologia para preencher a ficha de inscrição. A seleção terá como base a análise curricular do interessado

68

Pedagogia Serviço Social

Recursos e Inovações Tecnológicas em Odontologia (Rito)

Odontologia


68 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Canoas Samuzinho

Curso Medicina

Resumo O projeto Samuzinho visa capacitar crianças, adolescentes e a comunidade escolar que os acompanha à compreender o funcionamento do SAMU, prevenir situações emergências com trauma e reconhecer situações em que o Serviço de Emergência Pré-hospitalar precisa ser acionado.O curso de Medicina é o responsável pela realização das atividades.

Nº de Participantes 800

Serviço Odontológico de Supor- Odontologia te ao Paciente Oncológico

O projeto tem como objetivo prevenir ou minimizar as complicações e/ou sequelas advindas da radioterapia e quimioterapia para neoplasias das regiões de cabeça e pescoço e proporcionar melhor qualidade de vida a estes pacientes através da prevenção e tratamento destas complicações. Acadêmicos de Odontologia são orientados em encontros semanais para treinamento e capacitação sobre a forma de abordagem junto aos pacientes.Os temas de capacitação envolvem conhecimentos sobre fatores de risco e prevenção do câncer; métodos de diagnóstico e autoexame; condutas terapêuticas interdisciplinares; e técnicas de trabalho comunitário (processo dialógico). A capacitação para o tratamento odontológico dos pacientes oncológicos nas suas diversas fases de tratamento ocorre através de aulas e seminários. O público-alvo serão pessoas sob tratamento oncológico nos tempos pré, trans e pós-radioterapia da região de cabeça e/ou pescoço, que participaram de campanhas de prevenção do câncer bucal. O atendimento será realizado nas quartas-feiras, das 9h às 12h30min, no Centro de Ensino, Pesquisa e Extensão em Odontologia (CEPEO), localizado no prédio 59.

358

Sóriso: o brincar humanizando a internação hospitalar

O programa tem como objetivo o brincar com a criança hospitalizada e sua família. O brincar tem efeitos terapêuticos nos doentes, levando a uma recuperação mais rápida da doença e maior tolerância à dor e para suportar a internação. Ao aluno da Medicina permite, através de seu treinamento prévio, um contato mais precoce com os doentes com desenvolvimento da empatia e relacionamento médico-paciente. A metodologia empregada é através de atividades recreativas terapêuticas(canções, brincadeiras, teatro de fantoches) realizadas por alunos para as crianças internadas na Enfermaria do Hospital Universitário Canoas, localizado ao lado do campus da Ulbra Canoas. As atividades são desenvolvidas no leito, para as crianças que não podem se locomover, ou na brinquedoteca para as crianças sem restrição de locomoção. As atividades ocorrem três vezes por semana no período da tarde, por diferentes grupos de alunos da Medicina.

1700

Medicina


Relatório Social 2018 | 69

Projetos - campus Canoas Curso Ulbra para a Terceira Idade (Ul- Educação brati) Física

Projeto- campus Cachoeira do Sul

Atendimento à Comunidade Quilombola de São Miguel

Curso Administração

Resumo A Ulbra oferece o projeto Ulbra para Terceira Idade (Ulbrati) desde 1993. Por meio de atividades físicas e culturais, promove a saúde, a convivência social às pessoas com mais de 60 anos. Criado por iniciativa da Pedagogia, atualmente é proposto pelo curso de Educação Física - bacharelado, tendo a contribuição permanente dos cursos de Dança, Fisioterapia e Fonoaudiologia, além de poutros, eventualmente. Os idosos participantes são oriundos de Canoas e outras cidades da região metropolitana de Porto Alegre. A maior parte das atividades ocorrem nas terças e quintas-feiras das 13h30min às 17h. Durante o ano, são realizadas duas avaliações das aptidões físicas, verificando-se o condicionamento aeróbico, índice de massa muscular, circunferência abdominal, força dos membros inferirores, flexibilidade e pressão arterial. Os idosos participantes são beneficiados com a melhora na aptidão física para a saúde; melhora expressiva no âmbito psicossocial, atenuando sintomas depressivois, de ansiedade e estresse; melhora na qualidade de vida e autonomia; diminuição do uso de medicação; e maior integração social e cultural. Agenda:Terças-feiras - ginástica, pilates, ensaios do grupo vocal, e aulas de dança, com apoio do curso de Dança; Quintas-feiras - ginástica, musculação e pilates. O curso de Fisioterapia contribui com atividades de reabilitação para os indivíduos com mais limitação física, por meio de hidroterapia. As inscrições estão abertas no início de cada semestre, o período de inscrição tem o prazo de 30 dias, é necessário um atestado de aptidão para a prática de atividades físicas, documento de identificação (RG e CPF) e uma foto 3X4. Resumo

Nº de Participantes 218

O projeto pretende desenvolver atividades de organização sócio-territorial na comunidade quilombola de São Miguel, em Restinga Sêca. Compreende o levantamento social do grupo por meio de pesquisa estruturada, além do mapeamento temático da área ocupada. Tem por objetivo comunitário desenvolver junto às famílias a compreensão da sua inserção no território em consonância com as políticas públicas e ou parcerias estratégicas. Tem como objetivo acadêmico, por sua vez, promover a integração universitária de diferentes cursos de graduação da Ulbra Cachoeira do Sul com a realidade da comunidade quilombola.

80

Nº de Participantes


70 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Curso Cachoeira do Sul Acessibilidade ao Saber e Estí- Educação mulo ao Conviver na Formação Física do Profissional em Educação Física

Resumo

Nº de Participantes

Este projeto de extensão dá-se a partir da alta demanda de solicitações das escolas da rede pública, ao realizar atividades em consonância com as competências, habilidades e atitudes do Projeto Pedagógico do Curso de Educação Física. Tem por objetivo contribuir com relevância social na formação continuada de professores e atender urgências manifestadas, através da atuação dos alunos do curso em dez eventos recreativos e escolares realizados em dez colégios de Cachoeira do Sul. Os procedimentos metodológicos preveem a visitação às escolas, reuniões de planejamento que promovam a formação continuada de 35 professores da rede municipal, para o desempenho com uma atuação docente qualificada. Os acadêmicos são orientados pelos professores, obtendo contribuições significativas para suas formações. Os atendimentos ocorrem principalmente nas sextas-feiras, das 13h30min às 17h30min ou em finais de semana. O objetivo é atender 3.900 alunos em 2018.

3620

Formação Inicial e Continua- Pedagogia da de Professores da Educação Básica e Superior

O programa integra a linha de pesquisa Formação de Professores, estando inserido no Projeto Pedagógico do Curso de Pedagogia. Com o objetivo de implantar um programa de capacitação continuada para professores da educação básica de Cachoeira do Sul, acadêmicos e docentes desenvolvem ações interdisciplinares de qualificação na rede pública do município. A iniciativa contempla oficinas de comunicação, produção textual, tecnologia da informação, entre outras áreas que possam contribuir para o enriquecimento didático-pedagógico do conteúdo curricular ensinado às crianças e jovens da região. Além de visitas periódicas às escolas inscritas no projeto, também são promovidos encontros no campus da Universidade, onde, entre outras atividades, é realizado o Seminário Internacional de Educação (Sieduca), evento anual que reúne palestrantes de renome nacional e internacional e que já recebeu 14 mil participantes; e o Sieduquinha, destinado a crianças de anos iniciais.

2700

Os Esportes de Aventura como Ferramenta de Conscientização da Preservação do Meio Ambiente

Unindo saúde, bem-estar e sustentabilidade, acadêmicos de Educação Física colocam em prática os conhecimentos adquiridos ao longo do curso, ao mesmo tempo em que estimulam crianças e adolescentes em idade escolar a preservarem o meio ambiente por meio da prática de esportes ao ar livre. As atividades são realizadas, mediante agendamento prévio, em localidades ricas em flora e fauna nativa e incluem a visitação de feiras, mostras e exposições sobre ecologia. Ocorrem, geralmente, às terças e sextas-feiras, entre 10h e 15h. O projeto que iniciou em 2016 com mais de 2.000 atendimentos, ampliou seu alcance em 2017. A iniciativa contempla alunos das redes pública e privada de ensino dos municípios de Cachoeira do Sul, Agudo Novo, Cabrais, Cerro Branco, Candelária, Caçapava do Sul, Paraíso do Sul e Pântano Grande.

1900

Educação Física


Relatório Social 2018 | 71

Projeto- campus Curso Cachoeira do Sul Atenção Integral ao Doente Re- Odontologia nal Crônico e Núcleo Familiar: abordagem multidisciplinar Fisioterapia

Equoterapia como Tratamen- Fisioterapia to de Distúrbios Neuropsicológicos

Resumo

Nº de Participantes

Acadêmicos dos cursos de Odontologia e Fisioterapia prestam assistência integral em saúde para doentes renais crônicos de Cachoeira do Sul. A iniciativa de caráter multidisciplinar e as atividades contemplam assistência odontológica com uso de equipamentos portáteis, cuidados fisioterápicos, psicológicos e ambulatoriais para pacientes e familiares durante as sessões de hemodiálise. Para crianças, também são disponibilizadas aulas de reforço escolar e rodas de contação de histórias. O público-alvo está composto por 603 participantes entre pacientes e seu núcleo familiar assistidos em dois serviços de hemodiálise no município. Estes estão domiciliados na área de abrangência da 8ª CRS, englobado 12 municípios da Região CentroSerra do Estado. A assistência individual nas diversas áreas ocorrerá às sextas-feiras das 9h às 12h no Serviço de Hemodiálise do Hospital de Caridade e Beneficência e no Serviço da Reviclin. As ações coletivas e visitas domiciliares tem intervalo máximo de 30 dias, dependendo da ação e com agenda de acordo com a necessidade do grupo participante. Como resultados, espera-se melhoria importante física, mental e crescimento social e cultural dos participantes, bem como adequado acolhimento do ponto de vista qualitativo.

60

O projeto de equoterapia é um trabalho que está completando 11 anos de atividades, pelo qual muitas crianças e adultos da comunidade são beneficiados. O mesmo resulta de uma parceria entre o 13º GAC de Cachoeira do Sul e da unidade da Ulbra no município. O seu objetivo é prestar atendimento fisioterapêutico aos alunos da APAE através da equoterapia, que utiliza cavalos como motivadores terapêuticos. A cada semestre alunos do curso de Fisioterapia são capacitados para atuar no atendimento aos pacientes. Estes, são avaliados pelos alu-nos e posteriormente são atendidos em sessões com duração de 30 mi-nutos, realizadas uma vez por semana. Ao final do semestre os alunos elaboram um parecer final, que é anexado ao prontuário de cada pacien-te, que evidencia as atividades realizadas e a evolução obtida pelo paci-ente durante este período. Além disso, é solicitado aos acadêmicos que realizem um estudo de um dos casos que estão atendendo para ser apre-sentado em eventos da Universidade. Durante estes 11 anos, muitos eventos e atividades foram promo-vidos pela equipe da equoterapia que sempre contaram com o apoio e patrocínio de entidades públicas e privadas que acreditam e reconhecem o destaque deste trabalho dentro da comunidade. Trabalho que proporci-ona aos alunos o desenvolvimento de valores, atitudes, habilidades e competências como: respeito, ética, sensibilidade, empatia, compromis-so, responsabilidade, entre outras qualidades necessárias para uma for-mação integral de profissionais das áreas humanas e da saúde, em con-sonância com as diretrizes curriculares nacionais dos cursos de Fisioterapia.

21


72 | Relatório Social 2018

Projeto- campus Cachoeira do Sul Viva Melhor com Saúde

Curso Enfermagem

Laboratório de Aprendizagem Psicologia Significativa

Resumo

Nº de Participantes

Este projeto possui como objetivos desenvolver ações que vão desde a prevenção de doenças e assistência à saúde às ações de promoção da saúde no Presídio Estadual de Cachoeira do Sul. Permitem, ainda, a progressiva ampliação das ações executadas pelos acadêmicos da área da saúde com vistas à atenção integral do adulto e à educação em saúde. Os acadêmicos do curso de Enfermagem da Ulbra participantes são preparados para identificar e intervir nas necessidades sociais e de saúde-doença prevalentes no cenário prisional. As atividades iniciaram no mês de junho de 2017 após a solicitação de docentes do Núcleo Estadual de Educação Cultura Popular Julieta Villamil Balestro (NEEJACP), localizado nas dependências do presídio, com apoio dos gestores do local. A escola faz parte da modalidade NEEJA Prisional e mantém a educação básica, contendo ensino fundamental e médio. A proposta possibilita uma aprendizagem efetiva e transformadora de atitudes e hábitos de vida e participam das atividades somente os detentos que frequentam a escola. São realizadas palestras, elaboração de cartilhas educativas, debates, elaboração de gincanas práticas e trabalhos em grupo. O projeto ocorre uma vez ao mês e as atividades são desenvolvidas em sala de atividades culturais do próprio presídio. O laboratório de aprendizagem significativa denominado valente é um projeto de extensão do curso de psicologia do campus da Ulbra Cachoeira do sul. Este visa propor estratégias de intervenção psicológicas diante da problemática família-escola-alunos com dificuldades de aprendizagem, promovendo um trabalho interdisciplinar, sistêmico direcionado as especificidades dessa problemática. A intervenção na aprendizagem que se realiza opera nos diferentes fatores que atuam no surgimento e manutenção da dificuldade de aprendizagem. Estes são de ordem individual, familiar e escolar, e estão conectados pela angústia, vergonha, fracasso e dor do não-aprender. Diante desta complexidade, este projeto objetiva acolher essa demanda através de atendimentos em grupo crianças, professores e familiares. Observa-se que nessas situação estão em jogo tudo que é mais temido por estes envolvidos, pois é por isso que precisamos ser valentes. A organização do trabalho ocorre em grupos operativos de trabalho. Dessa forma, as crianças são atendidas em grupo, os familiares e professores.a equipe técnica é formada por acadêmicos do curso de psicologia voluntários e profissionais voluntários conveniados na parceiro voluntários. São realizadas, semanalmente uma reunião técnica com a coordenadora do projeto para planejamento, supervisão e avaliação das estratégias do projeto. Os resultados do trabalho apontam para mudanças efetivas nos relacionamentos sociais, afetivos e cognitivos das crianças atendidas, que precisam de uma intervenção contínua de no mínimo 12 meses de trabalho para estabilizar as novas aprendizagens emocionais (a proposta está em consonância com a orientação da literatura).

35

100


Relatório Social 2018 | 73

Projeto- campus Carazinho Curso Núcleo de Educação, Prevenção Direito e Combate às Violências nas Escolas

Resumo O Núcleo de Educação, Prevenção e Combate às Violências na Escola tem como objetivo principal conhecer a realidade do convívio estudantil, buscando melhorar o desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens, além de combater e prevenir a violência física, institucional, moral, patrimonial, psicológica, sexual e social nas escolas. Segundo pesquisa realizada pela Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO), em 2016, a violência verbal ou física atingiu 42% dos alunos da rede pública brasileira. Dessa forma, o grupo de extensão atua no levantamento das principais causas e consequências da violência juvenil, visitando as escolas públicas e particulares na região de Carazinho, a fim de diagnosticar as situações problemas entre crianças e adolescentes de 10 a 18 anos de idade. Institucionalizado às terças-feiras, das 16h às 18h, o Núcleo trabalha na promoção de uma rede de interações, proporcionando uma construção coletiva de conhecimento entre a equipe executora do projeto e a população atingida. Promovendo momentos de discussão sobre a questão das violências nas escolas, estimulando a denúncia dos casos detectados. Atua na defesa, proteção e promoção de direitos humanos, com ações educativas e preventivas relativas às violências. O Núcleo realiza palestras com a participação dos acadêmicos, em visitas de cunho técnico e educativo nas escolas que manifestarem interesse. Nestes encontros, são abordados os principais problemas e as possíveis soluções. São igualmente promovidos eventos comunitários a fim contribuir para uma tomada de consciência sobre o que pode ser feito para combater a violência, assim como melhorar os processos de aprendizado.

Nº de Participantes 100

Observatório da Violência e dos Direito Direitos Humanos

O Observatório da Violência e dos Direitos Humanos opera, desde 2006, como um projeto guarda-chuva do curso de Direito que engloba atividades e serviços de extensão com impacto nas áreas do ensino e pesquisa com a premissa de estimular o processo institucional de Universalização da Extensão. O projeto tem como objetivo monitorar os processos envolvendo a violência e a violação dos direitos humanos no município de Carazinho e, posteriormente, na área abrangida pelo Conselho Regional de Desenvolvimento da Região da Produção a fim de apontar alternativas para a resolução destes conflitos através de novos instrumentos práticos, teóricos e cognitivos. Sob essa premissa, o Observatório abriga o Programa de Enfrentamento às Questões de Gênero, atividade de cunho interdisciplinar que atua no processo de prevenção, promoção, atendimento de mulheres e adolescentes vítimas de violência física, psicológica, sexual, patrimonial e moral.O Observatório engloba o Grupo de Pesquisa Estado, Sociedade e Direitos Humanos, que desenvolve estudos com foco nas questões que abarcam as temáticas da violência e materialização dos direitos humanos. Atua, ainda, em atendimentos, capacitações e palestras junto aos alunos, agentes públicos e comunidade em geral sobre a temática da prevenção da violência e da promoção dos direitos humanos.As atividades são desenvolvidas nas segundas-feiras, das 14h às 17h, junto ao Núcleo de Prática Jurídica, no campus da Ulbra.

600


74 | Relatório Social 2018

Projeto- campus Carazinho Design Social

Curso Design Design de Interiores

Resumo O projeto de extensão Design Social é uma iniciativa dos cursos de Design e Design de Interiores que tem como objetivo o desenvolvimento de produtos, entre outras soluções criativas, para utilização por entidades e instituições que trabalham com questões sociais, incluindo pessoas com deficiência e assistência à criança. Através do diálogo e do planejamento com a comunidade e por meio das metodologias do design, os acadêmicos buscam, conjuntamente com os envolvidos, soluções criativas e acessíveis para o público alvo (crianças com deficiência). Através de encontros semanais, alunos e público alvo do projeto irão desenvolver conjuntamente soluções projetuais que atendam as questões de desenvolvimento motor, cognitivo e/ou social. Os atendimentos serão realizados de segunda a sexta-feira, no horário das 13h30 às 17h30.

Nº de Participantes 100

Ecoação - Equacionamento de Design Fatores Ambientais, Sociais e Design de Ecológicos Interiores

Por meio de visitas às escolas públicas das redes municipal e estadual de ensino de Carazinho, acadêmicos do curso de Design e do Curso Superior de Tecnologia em Design de Interiores realizam atividades pedagógicas com crianças e adolescentes, buscando conscientizá-las sobre a importância da preservação do meio ambiente. Os acadêmicos exercitam os conhecimentos adquiridos em sala de aula e aplicam com a comunidade externa a metodologia da ecoconcepção, nas abordagens social, cultural e ambiental. Os encontros para reflexões ocorrem quinzenalmente, aos sábados, para discutir e analisar o meio ambiente na escola e no seu entorno, com o objetivo de desenvolver a conscientização e elaborar produtos sustentáveis que possam ser utilizados tanto na escola como na comunidade. As atividades são desenvolvidas por meio da roda da eco-concepção, que considera as questões sociais, culturais e ambientais, e através de atividades práticas desenvolve-se a reflexão sobre a sustentabilidade com vistas a criação da consciência ecológica e com a criação de artefatos, jogos e brinquedos que tratem sobre a preservação do meio ambiente. Através de encontros quinzenais, organiza-se com as turmas da escola meios para discutir e analisar o seu entorno, levando em consideração os preceitos da eco-concepção e, a partir disso, elabora-se produtos com materiais reutilizáveis que possam ser utilizados na comunidade, como jardins com pneus, bancos com paletes e hortas com garrafas pet. Esse projeto já vem desenvolvendo suas atividades na Escola Castelo Branco, conseguindo como resultados quantitativos a conscientização de mais de 100 crianças e jovens, e qualitativamente, auxilia a escola na educação ambiental.

100


Relatório Social 2018 | 75

Projeto- campus Carazinho Caravana da Saúde Ulbra Carazinho

Curso Biomedicina Enfermagem Estética e Cosmética Arquitetura e Urbanismo Educação Física

Ulbra Adotando Famílias 2018 Enfermagem - Ação Integrada em Saúde e Cidadania

Resumo Através da Caravana da Saúde, acadêmicos dos cursos de Biomedicina, Educação Física - Bacharelado, Enfermagem e Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética desenvolvem ações de saúde junto de moradores do município de Carazinho. Por ser uma ação comunitária interligada ao processo de ensino e aprendizagem, fomenta a articulação entre ensino, pesquisa e extensão ao evidenciar a prática em saúde e assistência às comunidades em situações de vulnerabilidade.Para o ano de 2018, o projeto conta com a parceria direta e permanente da Secretaria Municipal da Saúde de Carazinho e, também, da Secretaria Municipal de Assistência Social. A iniciativa beneficia escolas, entidades, instituições, Unidades Básicas de Saúde e de assistência social da região, ao mesmo tempo em que permite aos estudantes exercitarem os conhecimentos adquiridos em sala de aula. O projeto engloba a realização de oficinas, prestação de serviços clínicos, palestras, prestação de serviços em feiras e empresas, entre outras atividades voltadas à melhoria na qualidade de vida da população local.

Nº de Participantes 1.000

Este projeto busca contribuir para a melhoria das condições de vida e bem-estar da população dos bairros Ouro Preto e Floresta, do município de Carazinho. A leitura do território é o ponto de partida para o levantamento de demandas sociais que, estudadas no âmbito acadêmico a partir das ações de pesquisa e ensino, constituem-se em ações de responsabilidade social, integrando meio acadêmico e comunidade. O projeto toma como público-alvo a população do empreendimento Sol Nascente, no bairro Ouro Preto e a comunidade em torno do CAIC - escola municipal localizada no bairro Floresta.Nestes locais, são prestados atendimentos de promoção de saúde e bem-estar através de atividades educativas e de conscientização sobre temas de saúde pública e medidas preventivas, assim como são realizadas ações pontuais de atendimento de saúde à população em geral e, de modo mais sistemático às famílias em que há situações de doenças crônicas ou necessidade de encaminhamento aos órgãos competentes. O projeto atende também demandas de encaminhamento de ações no campo dos direitos humanos e orientações sobre reinserção no mercado de trabalho. As ações planejadas em âmbito institucional são executadas por acadêmicos e docentes dos cursos de Enfermagem, Biomedicina, Direito e Gestão de Recursos Humanos, além dos componentes curriculares institucionais (Comunicação e Expressão, Comunicação e Empreendedorismo e Cultura Religiosa). A integração de cursos e componentes curriculares busca atender às demandas emergentes do contexto social mapeado e, também, integrar e articular saberes no campo universitário com vistas à formação de profissionais competentes e capazes em suas respectivas áreas de atuação e socialmente comprometidos com as necessidades de populações mais vulneráveis cuja promoção da cidadania é compromisso coletivamente assumido.As atividades acontecem de segunda a sexta-feira, das 13h30min às 17h30min, no campus da Ulbra.

380


76 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Gravataí Brinquedoteca: espaço lúdico científico

Curso Pedagogia

Escolinhas Esportivas

Educação Física

Resumo Através da Caravana da Saúde, acadêmicos dos cursos de Biomedicina, Educação FíA Brinquedoteca é um espaço na Universidade que propicia desenvolver a reflexão sobre a importância do lúdico no desenvolvimento humano. Este local funciona por agendamento, de segunda a sexta-feira. As escolas entram em contato com a Coordenação de Extensão e a equipe organiza atividades lúdicas pertinentes ao número de crianças e idade.As oficinas têm duração de quatro horas. É propiciado um momento de atividades de recreação em um espaço aberto da Universidade, e logo após as crianças são conduzidas para a Brinquedoteca para o brincar livre. Através da utilização dos jogos e brincadeiras, os acadêmicos percebem nas crianças envolvidas no processo a capacidade de cooperação, estabelecimento de vínculos confiança, capacidade de resolver conflitos sem a utilização de uma linguagem corporal.O projeto está sendo desenvolvido desde 2008 e já atendeu mais de 3.000 pessoas. Em 2016, foram atendidas 378 pessoas, entre crianças, jovens e e adultos. A Brinquedoteca é uma referência no município por disseminar a importância do brincar no desenvolvimento humano. A partir de 2018 serão desenvolvidas oficinas nas escolas sobre brinquedos e brincadeiras antigas. A Brinquedoteca é um espaço na Universidade que propicia desenvolver a reflexão sobre a importância do lúdico no desenvolvimento humano. Este local funciona por agendamento, de segunda a sexta-feira. As escolas entram em contato com a Coordenação de Extensão e a equipe organiza atividades lúdicas pertinentes ao número de crianças e idade.As oficinas têm duração de quatro horas. É propiciado um momento de atividades de recreação em um espaço aberto da Universidade, e logo após as crianças são conduzidas para a Brinquedoteca para o brincar livre. Através da utilização dos jogos e brincadeiras, os acadêmicos percebem nas crianças envolvidas no processo a capacidade de cooperação, estabelecimento de vínculos confiança, capacidade de resolver conflitos sem a utilização de uma linguagem corporal.O projeto está sendo desenvolvido desde 2008 e já atendeu mais de 3.000 pessoas. Em 2016, foram atendidas 378 pessoas, entre crianças, jovens e e adultos. A Brinquedoteca é uma referência no município por disseminar a importância do brincar no desenvolvimento humano. O objetivo é promover uma ação social que envolva as crianças e adolescentes da comunidade próxima à Universidade, através da inicia-ção da prática esportiva. As crianças são incentivadas às iniciativas de liderança, sociabilidade, espírito de equipe e disciplina. São realizadas avaliações físicas no início e final do semestre, como forma de medir a evolução física e desenvolvimento das crianças.A ação consiste em iniciação de modalidades esportivas de futsal masculino e voleibol misto para 50 crianças por dia de 9 a 16 anos e es-tão dispostas da seguinte forma: futsal nas terças e quintas das 14h às 16h, e vôlei nas terças e qintas das 14h30min às 16h. As aulas estão divididas em treinamento físico, treinamento técnico/tático e coletivo.As crianças são atendidas por monitores capacitados pelo curso de Educação Física. Ao final de cada mês são organizados eventos como torneios e jogos esportivos das modalidades.

Nº de Participantes 500

600


Relatório Social 2018 | 77

Projetos - campus Gravataí Curso Liga Acadêmica de EnfermaEnfermagem gem em Urgência e Emergência (Leurge)

Resumo A área de urgência e emergência consiste em um importante componente da assistência à saúde. A assistência nessas situações caracteriza-se pela necessidade de uma pessoa ser atendida em curtíssimo espaço de tempo, determinando muitas vezes, a continuidade de viver. A Liga Acadêmica é uma entidade formada por alunos de diferentes anos da graduação sob a supervisão de profissionais e professores vinculados à Instituição, que contribuem de forma efetiva na educação destes acadêmicos no contexto da urgência e emergência. O projeto prevê a implementação de atividades educativas para a comunidade com o objetivo de informá-la, conscientizá-la e assisti-la nas atividades ligadas aos processos de suporte básico de vida, prevenção de acidentes e primeiros socorros. Dissemina o conhecimento através de oficinas teóricas e práticas realizadas em escolas, empresas e eventos sociais. Ocorre todas as quartas-feiras, das 17h às 19h, no campus da Ulbra Gravataí. Somente em 2016, a Liga capacitou 810 pessoas, entre comunidade externa e discente, com o tema suporte básico de vida e atendimento a primeiros socorros

Nº de Participantes 1.000

Projeto Bandeira Verde Salvando Vidas

O projeto tem como objetivo a aprendizagem das técnicas de natação e de nados de segurança para proporcionar maior segurança das crianças que estudam na rede pública de ensino de Gravataí e Viamão que utilizam as praias gaúchas e de outros Estados para o veraneio. O método usado na aprendizagem é o global, onde são ministradas duas aulas semanais, durante 10 semanas, em dias e horários combinados com cada piscina parceira do projeto, totalizando 400 atendimentos. O projeto, além de pretender evitar acidentes por afogamento, age como fomento à qualidade de vida e saúde, bem como prevenção às drogas e propostas alternativas de atividades físicas. Na vigésima nona edição, o projeto já atendeu a mais de 580 alunos. O público-alvo é composto de alunos de escolas públicas beneficiados com Bolsa Família, que não têm acesso a aulas de natação. Como principais ações, comportamento em ambientes aquáticos, aprendizado de técnicas dos nados e o desenvolvimento do indivíduo como cidadão.

120

Educação Física


78 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Guaíba Ulbra para a Terceira Idade (Ulbrati)

Curso Enfermagem

Balcão do Consumidor em Guaíba

Direito

Clínica Escola de Serviço de Psicologia Atendimento Psicológico (Cesap)

Resumo O objetivo é uma ação social, proporcionando encontros que levam a um estilo de vida ativo, auxiliando na manutenção da capacidade funcional e da autonomia física para idosos da comunidade próxima à Universidade. O projeto atende ao público da terceira idade, visando à melhoria da qualidade de vida dos participantes, em um ambiente restaurador e animador das perspectivas de vida dos participantes, oferecendo condições de convívio sadio, aperfeiçoando e/ou atualizando seu nível cultural, intelectual, físico e espiritual. A metodologia é aplicada a idosos acima de 60 anos, em atividades de dança coreográfica, recreação, passeios recreativos, viagens, aulas de informática, entre outras. O projeto proporciona autoestima e bem-estar para mais de 150 idosos que, através da interação e do convívio social, ganham em qualidade de vida e evitam doenças como depressão e esclerose. O atendimento ocorre semanalmente, sempre às sextasfeiras das 14h às 17h, no prédio 1, sala 3. As atividades já atenderam mais de 150 idosos, que ganharam em qualidade de vida, evitando a depressão e a esclerose. O projeto objetiva atender à comunidade na busca da resolução de problemas de consumidores, na esfera administrativa, visando a efetividade do Código de Defesa do Consumidor no município de Guaíba. A metodologia utilizada inicia no atendimento às pessoas no Serviço de Assistência Jurídica da ULBRA (SAJULBRA), no campus universitário, com a finalidade de conciliação entre as partes - consumidor e fornecedor. O atendimento ocorre às quartas e sextas-feiras, das 15h às 18h, presencialmente. Os resultados qualitativos se alicerçam na resolução administrativa dos conflitos. Os resultados quantitativos se apresentam atingindo 90% dos casos atendidos. Em caso de não resolução administrativa, encaminha-se para o Poder Judiciário considerando, também, a condição socioeconômica do consumidor. Considera-se este projeto relevante socialmente, para a relação estabelecida entre a Universidade e a comunidade carente do município. A Clínica Escola de Serviço de Atendimento Psicológico (CESAP) realiza atendimento em saúde mental, que desde o ano 2.000, presta apoio psicoterápico para moradores de Guaíba e municípios próximos. Neste centro, alunos de graduação colocam em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula ao mesmo tempo em que oferecem consultas individuais, psicodiagnósticos e sessões de psicoterapia em grupo para homens e mulheres de todas as idades. Com uma demanda média de 200 atendimentos por semestre, a CESAP é hoje umas das principais referências para encaminhamentos de escolas, órgãos das prefeituras e empresas situadas na região. O setor funciona na sala 123 do campus. O atendimento ocorre de segunda a sextafeira-feira, das 15h às 22h.

Nº de Participantes 380

150

150


Relatório Social 2018 | 79

Projetos - campus Guaíba Desenvolvimento Humano e Cidadania Através da Ação Extensionista do curso de Administração

Curso Administração

Núcleo de Estudo e Atendimen- Psicologia to Psicojurídico às Vítimas de Violência Doméstica

Resumo O projeto inicia a partir de uma análise aprofundada do perfil das comunidades de abrangência da ULBRA Guaíba e está alinhado ao atendimento das demandas da sociedade. Proporciona atividades que forneçam informações a respeito de suas realidades, sensibilizando, promovendo estudos socioeconômicos, dinâmicas socioambientais e avaliações de processos que viabilizem ações transformadoras no espaço de convivência das pessoas envolvidas.Os acadêmicos do curso de Administração aplicam o conhecimento adquirido em sala de aula em eventos comunitários junto a entidades sociais, em pesquisas junto a associações empresariais, diagnósticos organizacionais e alternativas para solução de problemas. As mobilizações em espaços públicos visam a conscientização socioambiental.Estas atividades trazem o estudo, a reflexão e a difusão de novos conhecimentos, informações e movimentos, provocando articulações que favorecem o desenvolvimento econômico e social. Como exemplo, a pesquisa sobre demandas de mercado para o município é realizada junto ao comércio, sendo tabulada, formatada e apresentada às lideranças empresariais. O projeto, em seu foco econômico, está voltado às micro e pequenas empresas, visando maior adequação e realinhamento dos negócios para a sobrevivência e o desenvolvimento de seus empreendimentos.Promover estudos e ações que envolvem diagnóstico, atividades sociais e eventos empresariais geram maiores possibilidades do desenvolvimento regional integrado. O projeto atende duas entidades sociais, com serviços voluntários, e a comunidade empresarial com pesquisa de perspectivas de demandas socioeconômicas a micro e pequenas empresas com diagnósticos organizacionais, além de mobilização com a sociedade sobre educação ambiental. O projeto tem como objetivo manter um núcleo de estudo, intervenção e pesquisa psicojurídica, e o atendimento às vítimas de violência doméstica, implicando especificamente, no próximo ano, a violência contra a mulher. Alunos dos cursos de Psicologia e Direito colocam em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula ao mesmo tempo em que prestam atendimento jurídico e psicológico para crianças e adultos da região, vítimas de abusos domésticos, violência de gênero e conjugal. As atividades ocorrem em parceria com o Observatório da Violência e de alunos voluntários. As sessões de assistência jurídica e terapia individual e em grupo são realizadas dentro da Clínica-escola de Psicologia da ULBRA Guaíba, sob a supervisão de professores-orientadores. Todos os casos tratados no local são encaminhados pelo Fórum Municipal de Guaíba e são acompanhados por professores-orientadores. Durante o ano de 2016, o Núcleo realizou um mapeamento das situações de violência contra a mulher. A coordenadora participou de reuniões sobre violência junto a rede de saúde do município, apresentando os resultados para o público interno e externo. A relevância social do projeto é envolver a comunidade local em um tema urgente em nossa sociedade levando a informação e prestando serviço de atendimento.

Nº de Participantes 200

25


80 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Guaíba Curso Observatório da Violência e dos Direito Direitos Humanos

Resumo Nesse projeto, professores e alunos do curso de Direito desenvolvem atividades de monitoramento e discutem temas relacionados à violência e aos direitos humanos junto à comunidade de Guaíba, especialmente as escolas da rede pública. Através de grupos de estudos, seminários, caravanas, simulações jurídicas, entre outras ações pedagógicas, o Observatório da Violência e dos Direitos Humanos ajuda a solucionar conflitos de centenas de adolescentes e adultos que residem em regiões de risco da cidade. Dessa forma, todos saem beneficiados. Os estudantes porque colocam em prática seus conhecimentos, e a comunidade porque aprende um pouco mais sobre os efeitos nocivos da violência urbana na vida em sociedade.

Nº de Participantes 120

Projeto Grupo Permanente de Direito Júri Simulado nas Escolas

A instituição do tribunal do júri é secular e julga os crimes dolosos contra a vida, tentados ou consumados, bem como aqueles a eles conexos. Trata-se de uma garantia prevista constitucionalmente, pois todos aqueles que atentarem contra o maior bem jurídico que o indivíduo possui será julgado pelos representantes da sociedade. O julgamento pelo plenário do júri constitui-se num dos momentos de intensa argumentação jurídica por parte dos operadores do direito, uma vez que encontra-se em discussão os dois mais importantes bens jurídicos da humanidade: vida e liberdade. O espaço concedido à acusação e à defesa são tomados de argumentações, emoções e clamor por justiça. Os sujeitos processuais atuam, aparentemente, em lados opostos, na busca e demonstração da verdade real do processo, esclarecimento dos fatos, teses que lhes favoreçam, são polos, aparentemente, opostos, mas com o mesmo objetivo final, aproximar-se da verdade e alcançar o resultado pretendido. O projeto tem por objetivo inserir o acadêmico nas disposições práticas da atuação do profissional da advocacia na atuação em plenário de julgamento, visando desenvolver a oratória argumentativa. A metodologia utilizada será de encontros quinzenais para análise teórica e prática de obras e processos reais que envolvam o procedimento do júri. O público-alvo participante são alunos cursando as disciplinas de direito penal, processual penal e estágio penal. A apresentação das simulações serão realizadas nas escolas de ensino médio, visando a participação da comunidade escolar nas atividades acadêmicas propostas pelo curso de direito de guaíba, com finalidade de levar a universidade às escolas. O projeto visa inserir o curso nas escolas de toda a costa doce. Os dias e horários de apresentações da atividade simulada, sempre baseada em casos reais, será realizada durante todo o semestre, de acordo com a disponibilidade de horários informados pelas escolas de ensino médio. Os resultados almejados será de apresentação em, pelo menos, cinco escolas por semestre, alcançando um resultado quantitativo de aproximadamente trezentos alunos. O resultado qualitativo será analisado ao final de cada semestre com análise dos dados coletados nas apresentações realizadas. O projeto tem relevância social, uma vez que visa inserir a Universidade nas escolas, levando o trabalho acadêmico desenvolvido para conhecimento dos alunos do ensino médio. O projeto possui relevância acadêmica uma vez que desenvolve habilidades teóricas e práticas de argumentação e hermenêutica.

650


Relatório Social 2018 | 81

Projetos - campus Guaíba Serviço de Consultoria em Desenvolvimento Institucional/ Escolar (Secodi)

Curso Psicologia

Bandeira Verde - Salvando Educação Vidas Física

Resumo O Serviço de Consultoria em Desenvolvimento Institucional/Escolar (Secodi) é um projeto de formação e educação profissional de inserção comunitária, que tem como objetivo principal planejar e executar projetos de prevenção e promoção à saúde mental e disponibilizá-los à comunidade representada por instituições e escolas da região de abrangência da Ulbra Guaíba. Através da disponibilidade de alunos estagiários (da disciplina de Estágio em Psicologia e Processos Educativos I e II), voluntários e monitores, iniciantes em atividades de extensão e pesquisa e orientados pelo professor responsável pelo Secodi, serão desenvolvidas estratégias de integração com as escolas/instituições a fim de planejar ações de informação sobre questões pertinentes ao comportamento humano (estados emocionais, comportamentais e habilidades sociais) psicoeducação (o que são e quais os sinais e sintomas de transtornos mentais) e georreferenciamento quanto aos recursos públicos de promoção da saúde mental. Além de atividades de pesquisa de levantamento sobre demandas da comunidade ligadas aos cursos de formação acadêmica disponibilizados pela Ulbra Guaíba e ações de orientação profissional aos alunos de terceiro ano das escolas da região, as intervenções na comunidade serão registradas, feitas avaliações antes/depois e deverão gerar dados empíricos (qualitativos e quantitativos) para construção de conhecimento científico através de trabalhos acadêmicos e publicações em forma de artigos. Desta forma, pretende-se proporcionar aos alunos a possibilidade de ir além dos espaços das disciplinas teóricas para o estudo de viabilidade e o desenvolvimento de ações em ambientes institucionais e escolares, atendendo diretamente à comunidade visando o bem-estar humano e representando de forma ética e profissional o curso de Psicologia da Ulbra Guaíba. Os alunos voluntários serão avaliados, mensalmente, através do cumprimento de tarefas estabelecidas pela coordenadora do Secodi, pertinentes ao cumprimento dos objetivos do presente projeto e condizentes com atividades acadêmicas e importantes para a formação dos futuros psicólogos. Os estagiários serão avaliados conforme metodologia de avaliação do curso de Psicologia com supervisões semanais. Com o objetivo de prevenir acidentes por afogamento, alunos do curso de Educação Física exercitam seus conhecimentos ensinando natação para uma turma de 40 alunos da rede pública de ensino do município de Guaíba e Viamão. Todos os encontros são supervisionados por um professor-orientador da Universidade. Serão atendidos 20 alunos por semestre, sob a supervisão de um professor. As atividades ocorrem duas vezes por semana, durante 10 semanas, em uma piscina cedida, do município, totalizando 400 atendimentos. De acesso gratuito, a iniciativa visa promover a qualidade de vida e estimular jovens e crianças em idade escolar a adotarem hábitos saudáveis. Dessa forma, também é uma forma de combater o uso de drogas e oferecer alternativas de atividades físicas. Na 29ª edição, o projeto já atendeu mais de 580 crianças.

Nº de Participantes 570

120


82 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Guaíba Serviço de Psicologia Social, Institucional e Comunitária

Curso Psicologia

Resumo Através do Serviço de Psicologia Social, Institucional e Comunitária, alunos do curso de Psicologia realizam estágios curriculares e colocam em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula ao mesmo tempo em que desenvolvem um importante trabalho de assessoramento técnico junto às Unidades Básicas de Saúde do município de Guaíba, em ONGs e projetos sociais mantidos por empresas privadas, como o Projeto Pescar. As atividades abrangem a triagem de pacientes em UBS, a realização de grupos, horta comunitária, visitas domiciliares, capacitação de adolescentes para o mercado de trabalho, dinâmicas de grupo, etc. Os atendimentos são realizados de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h, podendo ocorrer também ações específicas aos sábados, em eventos especiais promovidos em parceria com estas instituições. No último ano, foram realizados atendimentos a mais de 50 famílias e 300 usuários. Houve êxito, também, na continuidade da atuação da psicologia junto à atenção básica, nas UBS, o que não existia ainda no município. Expandiu-se, ainda, a prestação de serviço para municípios vizinhos como Cerro Grande e Sertão Santana. Outro avanço no projeto foi a realização de pesquisa que visa a identificação do perfil do usuário de saúde mental em algumas UBS desses municípios. As sessões de consultoria, intervenções psicossociais, institucionais e comunitárias são realizadas na Clínica-Escola de Psicologia do campus, mediante agendamento, e visam promover a prevenção e manutenção da saúde mental dos inscritos no projeto.

Nº de Participantes 450

Brinquedoteca

Educação Física

Há mais de 15 anos, a Brinquedoteca auxilia crianças, estudantes do município, a superarem dificuldades de aprendizado, principalmente no que diz respeito à leitura e à escrita. No local, acadêmicos do curso de Pedagogia organizam jogos e brincadeiras didáticas que auxiliam no desenvolvimento cognitivo dos pequenos, com a parceria dos colegas dos cursos de Educação Física e Psicologia. São realizadas rodas de conversa, tanto com as crianças, quanto com os seus familiares, algém de jogos e brincadeiras voltados para a socialização e a alfabetização. As crianças são encaminhadas pela Clínica-escola e as atividades ocorrem às quintas-feiras, das 17h às 19h. O segundo espaço de Brincadoteca ocorre na área de Saúde Mental, com encaminhamentos pela CAPS. O atendimento ocorre às terças-feiras, das 9h30min às 11h30min. A metodologia utilizada é a roda de conversa, com a utilização da contação de história e atividades pedagógicas.O projeto existe desde o ano 2000 e já atendeu mais de 500 crianças, como já ofereceu mais de 30 cursos de extensão. A Brinquedoteca fica localizada na sala 103 do campus, funcionando às segundasfeiras, das 16h às 19h.

20


Relatório Social 2018 | 83

Projetos - campus Guaíba Conviver

Curso Pedagogia

Escola de Pais

Educação Física Pedagogia

Resumo Coordenado pelo curso de Pedagogia, o projeto Conviver é o resultado de uma parceria entre a Universidade e diversas ONGs e cooperativas de Guaíba e região. Através desta iniciativa, acadêmicos de graduação de diversas áreas do conhecimento exercitam o que aprendem em sala de aula ao mesmo tempo em que realizam ações conjuntas, visando proporcionar o resgate social, humanista e político de moradores do município. O projeto de extensão CONVIVER é resultado de uma parceria entre a Universidade Luterana do Brasil, através de seus cursos de graduação e Instituições de Ensino, Instituições públicas, ONGs e/ou Cooperativas da região e pretende realizar ações conjuntas, envolvendo as diversas áreas do conhecimento, com vistas a proporcionar o resgate social, humanista e político dos cidadãos.A instituição escolhida para 2017 é a AVOPE\Projeto RITA, onde as equipes interdisciplinares formadas por monitores voluntários, sob a supervisão de docentes, auxiliam na assistência a crianças carentes da Vila Ipê através de atividades de recreação, de informática, reforço escolar, entre outras atividades dirigidas. Com o objetivo de contribuir para a formação moral, social e intelectual das crianças em situação de vulnerabilidade social, os acadêmicos tem a oportunidade de aliar a teoria acadêmica ao desenvolvimento de seu papel social. Através de reuniões semanais de planejamento, os acadêmicos são instrumentalizados para, às sextas-feiras (manhã e tarde), desenvolver atividades de reforço escolar, recreação e informática, com cerca de 30 crianças na sede da AVOPE. No ano de 2016, oito acadêmicos desenvolveram trabalho direto com aproximadamente 50 crianças, contribuindo para o bem-estar, para a melhoria do desempenho escolar e para uma convivência saudável e, em contrapartida, ampliando sua experiência do campo profissional e pessoal. O ritmo de vida agitado do mundo em que vivemos muitas vezes acaba distanciando pais e filhos e criando barreiras no relacionamento familiar, o que pode afetar o comportamento e o rendimento escolar de crianças e adolescentes. Com o intuito minimizar esse quadro e aproximar familiares da realidade de alunos de escolas públicas e privadas do município de Guaíba, o curso de Pedagogia desenvolve o projeto Escola de Pais. Os alunos do curso, supervisionados por professores, colocam em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula ao promovem encontros entre pais e professores de escolas de educação básica da região. Por meio das associações de pais e os conselhos escolares, são debatidos temas de interesse dos pais, dos professores e também das escolas, de forma a interceder nas relações já construídas e que necessitam encontrar um equilíbrio que proporcione mehor convivência entre as partes. As atividades são realizadas em escolas públicas e privadas da região.

Nº de Participantes 75

700


84 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Guaíba Nivelamento e Iniciação Científica

Curso Pedagogia

Resumo Com o objetivo de reduzir as dificuldades de leitura e escrita de acadêmicos de diferentes cursos de graduação, alunos de licenciatura em Pedagogia organizam aulas de nivelamento em língua portuguesa. Da mesma forma, presta suporte científico a professores da rede pública de ensino do município de Guaíba e da região, além de preparar alunos do ensino médio para o Enem, da mesma área geográfica. O nivelamento em língua portuguesa para os acadêmicos da Ulbra Guaíba ocorre nas quartas-feiras, das 17h30min às 20h30min, na sala 221. A capacitação para professores da rede pública ocorre ao longo do ano letivo, nas escolas que aderirem ao projeto, em março. E o Curso Preparatório para o Enem ocorre aos sábados, no mês de setembro. O projeto é executado desde 2014. Somente em 2016, foram atendidos 260 acadêmicos no nivelamento, 120 docentes da rede pública e 50 alunos nos preparativos para o Enem. Isso configura a sua relevância social, bem como a oportunidade de desenvolver as habilidades profissionais que tiveram os 29 monitores voluntários dos cursos de Pedagogia, Direito, Educação Física, Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Psicologia e Administração.

Nº de Participantes 700

Dança Circular

Educação Física

\ menos 400 participantes; e, no qualitativo, recebermos o feed-back da sensação de bem-estar geral causado pelos encontros sistemá-ticos. Os acadêmicos praticam a docência da educação física com os conteúdos de dança e expressão corporal. A relevância social do projeto é a conscientização da importância da atividade física como uma ferra-menta na aquisição da qualidade de vida, assim como a reflexão sobre a importância de participar efetivamente de um grupo de convivência. A relevância social do projeto é, ainda, a qualificação do tempo disponível dos indivíduos que transitam na Universidade e em seu entorno, em especial os alunos que chegam mais cedo para as aulas da noite, para que possam aproveitar mais suas capacidades cognitivas, ao mesmo tempo em que terão conhecimento da cultura da dança circular. Já a relevância acadêmica é oportunizar situações para o desenvolvimento da competência pedagógica, isto é, o compreender, o saber fazer, executar, comunicar os conhecimentos compreensivos relativos à educação física, adaptando-os às características de aprendizagem dos alunos. O problema que será enfrentado: manter o grupo de dança circular envolvido e assíduo nos encontros semanais, melhorando sua capacidade de concentração e relaxamento.

30


Relatório Social 2018 | 85

Projetos - campus Guaíba

Curso

Escola Inovar Esportes

Educação Física

Ulbra para a Terceira Idade (Ulbrati)

Educação Física

Resumo Acadêmicos do curso de Educação Física utilizam o esporte rugby para promover a qualidade de vida, saúde e inclusão social de crianças e adolescentes. Realizado em parceria com as escolas públicas locais, Confederação Brasileira de Rugby e Guaíba Rugby Clube (GRC) o projeto busca estimular os jovens de 12 a 16 anos a adotarem hábitos saudáveis, através da prática regular do rugby. Por meio de uma metodologia inovadora, recreativa e didática, os universitários colocam em prática seus conhecimentos ao mesmo tempo em que contribuem para o processo de sociabilização de meninos e meninas. Os encontros são realizados duas vezes por semana, das 14h às 18h, no campus da Ulbra Guaíba. Todas as atividades são realizadas no campo de rugby ou na sala de ginástica, supervisionadas por professor.

Nº de Participantes 110

O exercício físico é fundamental para um envelhecimento saudável, uma vez que, além de proporcionar benefícios fisiológicos, ajuda a prevenir uma série de doenças, como a esclerose e a diabetes. No projeto Ulbra na Terceira Idade (Ulbrati), alunos do curso de Educação Física colocam em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula ao mesmo tempo em que estimulam mulheres idosas do município a participarem de um programa de atividades físicas, cuidadosamente elaborado para beneficiar a circulação sanguínea, pressão arterial, postura e tonificação muscular das participantes. A iniciativa também contempla a realização de atividades lúdicas, como modalidades de dança coreográfica, criativa e circular; Jogos de câmbio e de ativação psicomotora.

90


86 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Santa Maria

Curso

Atendimento à Comunidade Quilombola do Rincão dos Martimianos

Administração

Núcleo de Apoio à Escola

Psicologia

Resumo O projeto pretende desenvolver atividades de organização sócio-territorial e produtiva na comunidade quilombola do Rincão dos Martimianos. Compreende o levantamento social da comunidade por meio de pesquisa estruturada além do diagnóstico ambiental básico do local, com mapeamento temático do território. Na área de produção pretende-se o desenvolvimento do projeto-piloto de plantio de erva-mate. Tem por objetivo comunitário desenvolver junto com à comunidade a compreensão da sua inserção no território, a definição da atual ocupação e a projeção de ações futuras de cultivos potenciais/alternativos em consonância com as políticas públicas e ou parcerias estratégicas. Tem como objetivo acadêmico, por sua vez, promover a integração universitária de diferentes cursos de graduação do campus de Cachoeira do Sul com a realidade das comunidades quilombolas

Nº de Participantes 143

O projeto comunitário de extensão voltado à educação. Objetiva o desenvolvimento de ações de intervenção em processos de ensino, visando atividades de promoção de saúde no campo escolar, através da participação de alunos e professores da graduação em Psicologia, que, junto com a comunidade, trabalham para seu desenvolvimento. A relevância acadêmica desta ação compreende o desenvolvimento de inúmeras pesquisas e o alcance da excelência do ensino, tanto no âmbito social, onde sua importância é ressaltada junto à comunidade, como no campo universitário, uma vez que possibilita o estreitamento de laços da Universidade com os propósitos que a regem. As intervenções sugeridas acontecem em colégios da rede municipal e estadual e em encontros de apoio realizados na clínica-escola da Ulbra Santa Maria, através de uma série de operações de caráter preventivo e de bem-estar, dentro de grupos operativos e terapêuticos formados por alunos selecionados por docentes e acadêmicos da graduação. Os educadores, convidados a participar desta proposta formativa/educativa serão orientados para a qualificação e diminuição das ansiedades e impasses decorrentes da tarefa de ensinar.O núcleo familiar dos estudantes atendidos também integra o foco das intervenções aplicadas, com o intuito de fornecer uma ação mais terapêutica, através de processos que contemplam grupos formados por pais, alunos e familiares, que podem acontecer na forma de escutas individuais e atividades intensivas operativas.

24


Relatório Social 2018 | 87

Projetos - campus Santa Maria Curso Observatório da Violência e dos Direito Direitos Humanos

Escritório Modelo de Arquite- Arquitetura e tura e Urbanismo (Labarq) Urbanismo

Resumo O Observatório da Violência e dos Direitos Humanos da Santa Maria tem por mote comunitário o incremento da qualidade de vida da comunidade pelo monitoramento da violência e compreensão da violação de direitos humanos, promovendo o debate de questões contemporâneas e essenciais para a formação humanística e cidadã dos universitários envolvidos, possibilitando a troca de saberes e o enriquecimento mútuo. No escopo acadêmico está a construção de conhecimentos, por meio da práxis, dos conceitos e dos significados constantes das áreas dos direitos humanos, direitos fundamentais, direito penal, direito ambiental e urbanístico, direitos especiais e direito da criança e do adolescente. Quinzenalmente, das 14h às 18h, ocorrem atividades como: palestras, entrevistas, elaboração de ofícios a órgãos públicos e concessionárias de serviços públicos, confecção de artigos científicos, dois mutirões de atendimentos jurídicos, oferta de cursos de extensão e orientação de trabalhos finais de cursos de graduação e, ainda, a organização de uma obra coletiva, considerando o público-alvo como os moradores de Santa Marta. A relevância social do projeto reside no empoderamento identitário da comunidade e na efetiva melhoria das condições humanas e ambientais, construindo cidadãos, bem como na redução das diversas facetas da violência e promoção dos direitos humanos. Por relevância acadêmica, temse o aguçamento da sensibilidade de percepção dos problemas locais, na interação entre ensino, extensão e pesquisa. O projeto pretende desenvolver atividades de organização sócio-territorial e produtiva O Laboratório de Arquitetura (Labarq) é um projeto de extensão universitária que presta assistência técnica gratuita à população que não pode arcar com este serviço. Colabora para o ensino, pesquisa e extensão através da garantia de uma vivência profissional complementar ao ateliê vinculado ao Projeto de Orientação a Escritórios Modelo de Arquitetura e Urbanismo (Poema). Objetiva o tratamento de problemas da população local, oportunizando qualidade às soluções arquitetônicas envolvendo os aspectos estéticos e funcionais. A metodologia aplicada inicia com a identificação da comunidade a ser atendida, tendo como premissa básica o caráter público e sem fins lucrativos. A seguir, ocorrem as intervenções propostas por alunos e professores a fim de complementar a formação do aluno do curso de Arquitetura e Urbanismo por meio do exercício de atividades práticas projetuais e oportunizar a vivência de realidades específicas da comunidade envolvida, que está desassistida pelo mercado profissional formal. O projeto fortalece a troca de referências culturais populares e acadêmicas, no intuito de complementar-se. Para a comunidade, a qualidade arquitetônica é proposta à população de baixa renda dentro de seus contextos e limitações. Para o acadêmico, resulta em contribuição para sua formação humana, profissional, ética, política, científica e técnica.

Nº de Participantes 2.200

500


88 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Santa Maria Curso Laboratório de Urbanismo da Arquitetura e Ulbra (Lurb) Urbanismo

Passo dos Brum: a vida, o Arquitetura e negro, o quilombo e a comu- Urbanismo nidade

Resumo Docentes e discentes da graduação em Arquitetura e Urbanismo compõem a ação extensionista desenvolvida pelo curso na cidade de Santa Maria, que, no ano de 2018, contempla com seus atendimentos a comunidade do bairro Tancredo Neves. O projeto tem como objetivo comunitário proporcionar a troca de conhecimentos com a população acerca de questões que envolvem gestão pública, planejamento urbano e cidadania com técnicas participativas e colaborativas na cocriação projetual de intervenções urbanas.A união de moradores locais com profissionais da área resulta na discussão de soluções para a qualificação e transformação dos bairros, impactando na formação acadêmica, técnica-científica pessoal e social dos acadêmicos. Transforma os alunos envolvidos no desenvolvimento desta ação, em pessoas mais conscientes sobre os parâmetros éticos e humanitários da ação social e do seu desempenho no exercício da atividade de arquiteto urbanista cidadão, preparando-os para as possibilidades e limites da realidade contemporânea. A atuação do Laboratório se dá de forma sistemática e cíclica, onde, através do levantamento de dados e cronograma, os estudantes observam, avaliam e refletem antes de idealizar cada projeto, contando com a participação ativa e empoderadora dos moradores no processo de aplicação da ciência do urbanismo na ordenação da paisagem urbana e construção de novos espaços. A parceria entre os cursos de Arquitetura e Urbanismo e Direito resultou no desenvolvimento do projeto que possui o mote comunitário de resgatar a memória histórico-cultural deste povoado quilombola, ao mesmo tempo em que promove o empoderamento identitário-comunitário. O desenvolvimento das ações acontece junto à comunidade remanescente do Quilombo de Passo dos Brum, oriundo de uma doação de terras do fazendeiro que deu nome à localidade, situada a 23 km de distância da área urbana da cidade de São Sepé, que, em 2008, foi certificada pela Fundação Cultural Palmares.O registro em vídeo das ações acontece em finais de semana previamente agendados com a líder comunitária, enquanto as edições e finalizações são realizadas no campus Santa Maria, alimentando, assim, o acervo do projeto que tem por objetivo contribuir, imaterialmente, ao patrimônio histórico-cultural da tradição de 31 famílias, que representam um grupo de 70 remanescentes do quilombo. A relevância acadêmica deste trabalho se evidencia pela promoção dos direitos e da história étnico-racial dos remanescentes da comunidade e do enfrentamento ao racismo, apresentada de maneira planejada e organizada, através de blocos temáticos que contemplam a vida, o negro, o quilombo e a comunidade. A participação ativa nas filmagens e concepção do projeto, assim como a busca de referências para utilização dos equipamentos audiovisual, desinibição ao falar em público e a reprodução das experiências em outros círculos sociais são as grandes contribuições dos acadêmicos a esta proposta.

Nº de Participantes 300

100


Relatório Social 2018 | 89

Projetos - campus Santa Maria Curso Estética em Prática Aliada à Estética e Qualidade de Vida da Comuni- Cosmética dade

Saúde Integral à Criança e ao Adolescente

Fisioterapia

Resumo O projeto desenvolvido pelo Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética visa resgatar a qualidade de vida das pessoas, condição que ganhou novos significados, deixando de ser representada apenas pela ausência de doenças físicas. O bem-estar do cidadão está hoje relacionado diretamente a fatores que dizem respeito à educação, economia e aspectos socioculturais, adotando, assim, um sentido mais amplo. Desta forma, a ação extensionista, através da interdisciplinaridade, vem atuar na comunidade em segmentos como cuidados práticos e atividades educativas, com o propósito de buscar maior qualidade de vida da população, ao mesmo tempo em que busca o desenvolvimento de competências e habilidades dos discentes, preparando-os para o mercado de trabalho. Forma, assim, profissionais autônomos e éticos qualificados e com embasamento teórico-prático, capazes de empregar de forma correta o uso de técnicas, equipamentos, produtos e procedimentos. Todas as programações relacionadas a este projeto serão desenvolvidas de forma periódica e itinerante, em diferentes segmentos da comunidade, no formato de palestras, oficinas e atendimentos à população. A avaliação das atividades propostas na formação não deve prever apenas conteúdo, mas, também, atitudes a serem desenvolvidas no decorrer do projeto, dando condições ao aluno de administrar sua própria formação. Ela será realizada por meio de discussões de casos, publicações, relatórios e relatos das vivências. O programa, lançado em 2013, na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), e escolas municipais de Santa Maria, tem a missão de orientar e desenvolver a educação em saúde para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco social, possibilitando aos acadêmicos uma visão ampla sobre as possibilidades de promoção e intervenções na área da fisioterapia dentro do campo educacional, através da construção de diferentes pontos de vista, do institucional ao clínico. O aluno voluntário poderá contribuir para a realização deste projeto através da realização do acolhimento, coleta de dados de identificação e anamnese, avaliação cinéticofuncional integral, individual e coletiva, considerando o raciocínio clínico, epidemiológico, métodos e técnicas de análise cinético-funcional nos níveis de atenção à saúde com vistas à funcionalidade humana. A pesquisa é desenvolvida mediante o cumprimento semestral de etapas, que vão da formação e ampliação de uma equipe de estudantes até o registro das aulas por anotações, fotografias e filmagens, o que possibilita avaliações e divulgações futuras em eventos científicos. Entre as atividades realizadas junto ao público-alvo estão palestras e atividades práticas de promoção à educação em saúde e à saúde integral no âmbito da fisioterapia, atendimentos em grupos e avaliações psicomotoras e cinético-funcionais, realizando o encaminhamento a serviços especializados sempre que necessário.

Nº de Participantes 1500

60


90 | Relatório Social 2018

Projetos - campus São Jerônimo Educação Ambiental e a Sustentabilidade do Meio Ambiente

Curso

Resumo

Nº de Participantes

Gestão Ambiental

Este projeto busca aprimorar os conhecimentos sobre meio ambiente e sustentabilidade, sendo desenvolvidas atividades dentro do ambiente escolar como oficinas e teatro.. O público atendido são crianças e adolescentes de escolas públicas e privadas do município de São Jerônimo, com os quais é discutida a importância da preservação ambiental para o desenvolvimento sustentável e econômico da região

35

Atletismo: oportunizando o esporte para crianças e adolescentes da Região Carbonífera

Educação Física

180

Orientação e Formação Profissional e a Ética nas Relações de Trabalho

Administração

Desenvolvido pelo curso de Educação Física, este projeto busca estimular a prática do atletismo a alunos de ensino médio e fundamental de escolas da região carbonífera do Rio Grande do Sul. As atividades são conduzidas por acadêmicos que, sob a supervisão de um professor-orientador, exercitam seus conhecimentos ao mesmo tempo em que organizam treinamentos e competições em diversas modalidades de atletismo, como corridas, arremessos, lançamentos e saltos em altura e em distância. A iniciativa beneficia 180 crianças e adolescentes entre 10 e 17 anos matriculados nas redes pública e privada dos municípios de São Jerônimo, General Câmara, Triunfo, Charqueadas, Arroio dos Ratos, Butiá e Minas do Leão. Os encontros ocorrem semanalmente no complexo esportivo do campus. Em parceria com o projeto Pescar/Procempa, o projeto de extensão Orientação e Formação Profissional e a Ética nas Relações de Trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de competências pessoais e profissionais de jovens da periferia da capital gaúcha, em situação de vulnerabilidade social, com vistas à sua inserção, manutenção e ascensão no mundo do trabalho. A Ulbra Porto Alegre atua na orientação do seu planejamento de carreira, de forma a descobrir e incentivar a vocação desse público e o seu papel ético. Este trabalho é realizado através de seminários, oficinas e orientações de pesquisa, em atividades que ocorrem nas terças-feiras, das 14h às 18h, no campus da Universidade. Também são realizadas atividades de estágio, na sede da Procempa, na Av. Ipiranga, 1.200, no bairro Azenha, em Porto Alegre. Dois professores da Ulbra atuam nesta atividade, um pesquisador na área de gestão de pessoas e outro na área de ética. Sua ação tem como intuito demonstrar e instigar a relação destas duas áreas na carreira de um profissional e pontuarem as questões acadêmico-teóricas sobre o assunto. Acadêmicos do curso de Administração também participam deste projeto, desde a proposição de assuntos até o acompanhamento dos encontros, possibilidade nas quais os mesmos podem analisar as relações entre teoria e prática sobre os temas abordados.

33


Relatório Social 2018 | 91

Projetos - campus Torres Cinema, Papo e Profissão

Desenho de Vida na Gestão de Carreira

Curso

Psicologia

Psicologia

Resumo A adolescência é um período de dúvidas e questionamentos. Anualmente, cada vez mais jovens ingressam na universidade sem a certeza de que o oficio escolhido é realmente aquele que querem ou tem vocação para exercer. Com o objetivo de auxiliá-los nesse momento decisivo, acadêmicos do curso de Psicologia da Ulbra desenvolvem o projeto Cinema, Papo e Aptidão. A Iniciativa proporciona um importante serviço de orientação profissional para estudantes do terceiro ano do ensino médio de escolas do município de Torres, no Litoral Norte gaúcho. As atividades contemplam seis encontros presenciais, onde os secundaristas participam de dinâmicas de grupo e assistem a exibições de obras cinematográficas abordando temas como mercado de trabalho e realização pessoal. Em seguida, são realizadas quatro sessões de orientação profissional, onde os participantes recebem pareceres individuais com o resultado do processo. As visitações às instituições de educação básica inscritas no projeto ocorrem mediante agendamento e contam com a supervisão de um professor-orientador da Universidade. Ao longo dos seus sete anos de existência, foram atendidos mais de 700 jovens de vários municípios. Mais informações podem ser obtidas diretamente com a coordenação do curso.

Nº de Participantes 150

A orientação profissional é um caminho tradicionalmente oferecido aos jovens do ensino médio, mas para os e as profissionais e os e as universitárias, existem poucas ferramentas de ajuda. Em vista dessa lacuna, estamos trabalhando com uma nova ferramenta denominada Life Design, como forma de orientação de carreira para os universitários e os profissionais que já estão no mercado de trabalho, mas não se sentem realizados. A metodologia de trabalho é baseada na realização de seis a dez entrevistas de vida, individuais com os interessados. As entrevistas seguem etapas de narrativas de vida que mudam de acordo com cada caso e objetivo. Ao final das entrevistas deve ter ocorrido a solução do empasse que levou a pessoa a buscar ajuda. As entrevistas serão realizadas nas dependências da Clínica-escola da Ulbra Torres, por alunos vinculados ao projeto e serão supervisionadas pelas professoras responsáveis. Na etapa de implantação do projeto piloto, as entrevistas serão realizadas com profissionais e alunos do curso de Psicologia de Torres. Isto é necessário visto que a técnica não é conhecida no curso. As entrevistas ocorrerão em horários alternados do turno da tarde e da noite para contemplar diferentes necessidades. Embora os resultados quantitativos possam não ser tão expressivos na primeira etapa do projeto, entendemos que os resultados qualitativos serão importantes, pois sabemos que o trabalho é um dos fatores de saúde mental na vida adulta e que o stress no trabalho está altamente relacionado ao adoecimento e casos de suicídio. O público alvo se constitui da comunidade de Torres e arredores.

9


92 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Torres Empoderamento e Direitos Humanos das Mulheres

Curso

Psicologia

Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo

Arquitetura e Urbanismo

Inclusão Digital com Análise e Programação de Computadores Desenvole Internet das Coisas

vimento de Sistemas

Resumo Com o objetivo de estimular a criação de uma rede de proteção às mulheres do Litoral Norte gaúcho, acadêmicos do curso de Psicologia desenvolvem um projeto de empoderamento feminino e promoção dos direitos humanos. A iniciativa contempla dois momentos distintos: a encenação da peça A Cinderela Mudou de Ideia, obra teatral adaptada do livro de mesmo nome, escrito por Nunila López Salamero, e a realização de debates sobre prevenção da violência, assédio e descriminação de gênero. As atividades ocorrem em entidades públicas da região, como prefeituras, escolas das redes pública e privada de ensino, Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS) , Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e CREAS da região. Todos os encontros são organizados mediante agendamento e contam com a supervisão de um professor-orientador da Universidade Este projeto de extensão, denominado Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo, propõe criar uma estrutura permanente de prestação de serviços de consultoria e assistência técnica.Objetiva fortalecer as relações entre a instituição de ensino e a comunidade, contribuir para a melhoria das condições ambientais e de uso dos espaços urbanos e residenciais, bem como complementar a formação do aluno do Curso de Arquitetura e Urbanismo por meio do exercício de atividades práticas projetuais e pela vivência de realidades específicas das comunidades assistidas pelo Escritório Modelo. Para tanto, define como público alvo comunidades tradicionalmente à margem da atuação profissional de arquitetos e urbanistas, especialmente moradores de assentamentos precários e comunidades indígenas, às quais se pretende beneficiar com transmissão do conhecimento produzido na academia. O projeto visa a capacitação e ensino de alunos e professores da rede pública,bem como da comunidade em geral aspirando a inserção de todos em um novo contexto social, onde a tecnologia da informação e seus derivados estão exigindo de todos novas habilidades e competências. O projeto também planeja capacitar os alunos a trabalhar com o cenário chamado “Internet das coisas”, onde a tecnologia vai ao encontro de todos os elementos que possam ser gerenciados a monitorados de maneira tecnológica.Através de aulas expositivas e práticas ministradas por professores e voluntários, para alunos da rede pública do ensino fundamental e médio,serão abordados os conceitos de lógica de programação e programação de computadores, através do uso de ferramentas como Code.org, Scratch e a plataforma Arduno, objetivando a capacitação e desenvolvimento de novas habilidades e competências. As reuniões sistemáticas abertas a comunidade ocorrem nas quartas-feiras na Ulbra Torres na sala 322. Nas escolas, as atividades acontecem durante o período de aula ou no contra turno. Em 2016 o projeto teve a participação de 100 pessoas entre jovens e adultos, e em 2017, o projeto pretende atender 110 pessoas buscado realizar 50 encontros e mais de 500 atendimentos a sociedade, aspirando a inserção de jovens e adultos nas novas plataformas digitais e buscando desenvolver novas competências para abrir novas possibilidades em suas vidas.

Nº de Participantes 350

170

220


Relatório Social 2018 | 93

Projetos - campus Torres Laboratório de Desenvolvimento de Software (LDS)

Mandando Bem no Enem

Curso

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Resumo Através deste projeto, acadêmicos do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Ulbra apostam na tecnologia como ferramenta cidadã. Por meio de um laboratório de programação, os estudantes elaboram softwares e aplicações para dispositivos móveis com o objetivo de solucionar problemas cotidianos de moradores da cidade de Torres, no Litoral Norte gaúcho. A iniciativa contempla o desenvolvimento de dois sistemas online gratuitos com versões mobile. Um destinado à criação de campanhas de arrecadação de donativos para entidades assistenciais, e outro voltado para a gestão de recursos de associações de bairro. As atividades preveem o agendamento de reuniões com representantes das organizações, bem como visitas a asilos e à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais do município (APAE). Todos os trabalhos contam com a supervisão de um professore-orientador da Universidade O projeto tem como objetivo divulgar nas escolas do Litoral Norte do Rio Grande do Sul e Litoral Sul de Santa Catarina, o recurso online que possibilita aos candidatos estudarem para o Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM. Este aplicativo é um jogo e o usuário poderá acessar através de Smartphones, Tablets e no seu computador pessoal. O estudante tem a opção de escolher o tema das perguntas (Matemática, Português e demais disciplinas), escolher o grau de dificuldade e a quantidade de questões para responder. Ao final do jogo serão apresentadas a sua pontuação e as alternativas corretas e erradas que foram respondidas, juntamente com um ranking geral de melhores pontuações

Nº de Participantes 20

950


94 | Relatório Social 2018

Projeto - campus Torres Meninas na Computação

Curso

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Resumo Este projeto tem como objetivo principal despertar e conscientizar meninas, do ensino médio e fundamental da rede pública, sobre suas habilidades intelectuais e pessoais. Através do ensino do pensamento computacional, o projeto pretende empoderar meninas e mostrar seu potencial em todas as áreas do conhecimento. Assim, pretende-se contribuir para redução da desigualdade de gêneros e melhorar a futura vida profissional e pessoal dessas meninas, desenvolvendo a auto-confiança, auto-estima, permitindo a apropriação das suas forças internas para acionar o potencial disponível em cada uma, através do conhecimento computacional experimentado e praticado. O projeto prevê o ensino de lógica de programação e programação de computadores para meninas do ensino médio e fundamental de escolas da rede publica da região de Torres. Este projeto pretende criar cursos e workshop a serem ministrados, por professoras e acadêmicas da Universidade, ao longo de 2017, para meninas do ensino médio e fundamental. O objetivo é mostrar para as meninas que elas são capazes de aprender e obter sucesso em qualquer área de conhecimento. O projeto, inicialmente, será realizado em 3 escolas de ensino fundamental e médio de Torres e, em segunda etapa, em outras quatro escolas da região de Passo de Torres, Dom Pedro de Alcântara, Três Cachoeiras, Arroio do Sal. As turmas de ensino médio serão compostas por alunas de todas as séries promovendo a integração entre as alunas de 1°, 2° e 3° ano. As turmas de ensino fundamental, também deverão ser mistas e compostas conforme faixa etária. A metodologia deste projeto compreende, resumidamente,as seguintes etapas: divulgação do projeto entre alunas da computação, destacando a importância do projeto e promovendo o engajamento das alunas; seleção das alunas participantes; realização de reuniões com a equipe do projeto(professoras e alunas) para que todas tenham conhecimento pleno das ferramentas computacionais utilizadas e estratégias de projeto; definição de cursos e workshops a serem ministrados; visitas às escolas da rede pública da região de Torres para divulgação do projeto e inscrição das alunas do ensino médio; realização dos cursos e workshops nas escolas onde haja laboratório de informática disponível e/ou no laboratório de informática da universidade; aplicação de pesquisa de satisfação e coleta de depoimentos das alunas do ensino médio e das universitárias envolvidas; avaliação dos resultados obtidos nas pesquisas e no projeto como um todo; elaboração de artigos a serem publicados com os resultados, parcial e final, do projeto.

Nº de Participantes 500


Relatório Social 2018 | 95

Projetos - campus Torres Educação: cinema e formação docente

Curso

Pedagogia

Programa de Atividade Moto- Educação ra Adaptada Física Fisioterapia

A Estética e Cosmética no Cuidado da Pele de Mulheres da Cidade de Torres

Estética e Cosmética

Resumo Na atividade proposta: o cinema é uma forma de socialização dos indivíduos e instâncias culturais que produzem saberes, identidades, visões de mundo, subjetividades, que afirmam seu caráter educativo. O processo de formação de educadores, tradicionalmente, valoriza muito a linguagem escrita e a importância de conhecermos uma série de teorias, bem como seus autores, por meio de obras literárias. A prática de ver e analisar filmes fica renegada a uma instância de menor importância. Entretanto, o filme é um artefato de conhecimento que apresenta temáticas presentes nas escolas que necessitam ser abordadas e, para tanto, os educadores, tanto em atividades quanto em formação, devem estar capacitados. O universo da escola e da sociedade é constantemente retratado no cinema sob diferentes perspectivas, o que leva a crer que se pode exercitar o aprender, aprimorando o saber pedagógico com uma rica fonte de conhecimento e arte. O projeto promove a mediação entre cinema e educação, debatendo os referencias sociais e culturais da comunidade local, na perspectiva dos direitos humanos, sociedade e educação. Tem a participação de acadêmicos, egressos e professores das escolas públicas de Torres e região, na exibição e debates, bem como na definição da temática e filmes. O Programa de Atividade Motora Adaptada (AMA) vem sendo desenvolvido desde março de 2006, através do convênio estabelecido entre o curso de Educação Física e a APAE de Torres/RS. O objetivo do programa é de intervir com a atividade motora adaptada e de reabilitação em pessoas com algum tipo de deficiência permanente (intelectual, física, motora, amputação, auditiva e visual) e doenças crônicas degenerativas (Hipertensão Arterial Sistêmica e Diabetes Millitus). Participam do projeto todos os alunos matriculados na APAE de Torres. O Programa AMA é desenvolvido duas vez por semana, com duração de 1h30min por sessão, nos períodos matutinos e vespertinos, entre março e a primeira quinzena de dezembro, atendendo em média 30 alunos por turno. São realizadas reuniões mensais entre todos os envolvidos para planejamento, das atividades e estudos e discussões de caso. As alterações que ocorrem na pele são uma consequência de modificações na barreira cutânea. A causa pode ser de uma variedade de fatores, em particular fatores climáticos. As células epidérmicas perdem a capacidade de reter água, que então evapora. A pele fica ressecada, com manchas, desconfortável e com a sensação de envelhecida, já os tratamentos corporais estéticos têm como objetivo dar uma melhor definição aos contornos corporais por meio de redução de medidas, combate à celulite, flacidez, gordura localizada e todos os transtornos que comprometem a silhueta. As mulheres da comunidade, com idade superior a 18 anos, serão submetidas à avaliação estética corporal e facial, aplicação dos protocolos propostos e reavaliação estética corporal e facial para avaliação dos resultados estéticos e da autoestima, proporcionando, assim, a prática acadêmica do aprendizado teórico.

Nº de Participantes 130

160

200


96 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Torres Ambulatório de Prevenção de Doenças Cardiovasculares do Curso de Enfermagem

Curso

Enfermagem

Atendimento Odontológico ao Idoso Institucionalizado no Lar dos Velhinhos de Torres (Slave)

Odontologia

Banco de Dentes Humanos

Odontologia

Resumo Neste projeto, acadêmicos do curso de Enfermagem da Ulbra Torres colocam em prática seus conhecimentos, ao mesmo tempo em que proporcionam às crianças e adolescentes do município um importante serviço de prevenção de doenças cardiovasculares.A iniciativa busca reduzir as taxas de mortalidade envolvendo doenças coronárias, através do estímulo à adoção de hábitos saudáveis. Para isso, são oferecidas consultas ambulatoriais para realização de triagens e elaboração de planos de cuidados, específicos para cada paciente, e que incluem orientações nutricionais e prescrição de exercícios físicos. Também são organizadas oficinas de cozinha experimental e atividades lúdicas de conscientização sobre os fatores de risco relacionados ao sedentarismo. Os atendimentos individuais ocorrem sempre às sextas-feiras, no turno da tarde. As atividades em grupo, envolvendo os jovens e seus familiares, possuem periodicidade mensal e contam com o acompanhamento de um professor-orientador da Universidade. OO envelhecimento é considerado o resultado de vários processos biológicos naturais e irreversíveis (Hofecker - 1983) e Brink (2001), influenciado por aspectos socioeconômicos e psicossociais (Lehr - 1999). O cuidado adequado em relação à saúde bucal não tem sido contemplado no âmbito das instituições de longa permanência, pois costumeiramente observam-se flagrantes omissões (Mello - 2001). Assim sendo, este trabalho tem por objetivos avaliar a condição bucal; diagnosticar e tratar lesões bucais nos idosos institucionalizados no Lar dos Velhinhos de Torres (Slave), bem como capacitar os alunos ao atendimento do idoso. Serão realizadas visitas às sextasfeiras, das 10h às 11h30min com alunos do curso de Odontologia da Ulbra Torres. Serão realizados exames clínicos, as informações serão coletadas numa ficha clínica, se houver necessidade de tratamento ou biópsia, uma autorização do responsável ou do próprio idoso será exigida e os procedimentos serão executados nas clínicas integrais do próprio curso. O Banco de Dentes Humanos (BDH) da Ulbra Torres tem como propósito apoiar as necessidades acadêmicas, fornecendo dentes humanos para pesquisa ou para treinamento laboratorial pré-clínico dos alunos do curso de Odontologia da Instituição. Para isso, dentes extraídos nas clínicas da Universidade, nos consultórios particulares e postos de saúde públicos da região são doados pelos pacientes ao projeto. Esses dentes são limpos, catalogados e armazenados em geladeira para que possam ser manipulados por alunos, professores e pesquisadores. Cabe também ao banco de dentes zelar pela eliminação da infecção cruzada que existe no manuseio indiscriminado de dentes extraídos.

Nº de Participantes 100

60

600


Relatório Social 2018 | 97

Projetos - campus Torres Banco Solidário de Materiais para Alunos Carentes

Curso

Odontologia

Clínica Integral em Odontologia

Odontologia

Fisioterapia em Geriatria

Fisioterapia

Resumo O Banco Solidário de Materiais foi criado no ano de 2013 e envolve os cursos de graduação da Ulbra Torres, beneficiando os alunos carentes que não possuem condições de adquirir os materiais necessários para dar continuidade ao curso de Odontologia. O objetivo é ajudar alunos que não possuem condições de adquirir os materiais necessários durante a graduação, através de empréstimo de materiais doados por qualquer cidadão que queira impactar a vida desses acadêmicos. Através da divulgação, o Banco Solidário tenta atingir pessoas que possuem condições e intenções de fazer doações, seja através de dinheiro ou materiais propriamente ditos. Para viabilizar todo processo, unindo a ação social comunitária, o Banco Solidário, através da divulgação, tenta atingir pessoas que possuem condições e intenções de fazer doações, seja através de dinheiro ou materiais. Primeiramente o doador entra em contato com os organizadores do Banco e preenche uma ficha de cadastro das doaçõe, que serão disponibilizadas para os alunos interessados previamente selecionados. O objetivo da Clínica Integral em Odontologia da Ulbra Torres é atender a demanda da comunidade do Litoral Norte gaúcho e o sul de Santa Catarina, buscando a resolução e manutenção da saúde dos pacientes. São realizados tratamentos nas áreas de dentística, endodontia, periodontia, cirurgia, próteses dentárias, ortodontia (preventiva para crianças de 7 a 9 anos) e odontopediatria (atendimento de crianças de 0 a 12 anos). Ocorrem, também, orientações voltadas à prevenção de doenças e à promoção de saúde. As atividades são realizadas por estudantes de graduação, com a supervisão direta de professores do curso de Odontologia. As datas e horários são definidas conforme o calendário da Universidade, de segunda-feira a sexta-feira. O objetivo deste projeto é proporcionar aos idosos do Lar dos Velhinhos de Torres uma melhora na sua funcionalidade. Assim como proporcionar aos alunos do Curso de Fisioterapia da Ulbra Campus Torres uma formação crítica, cidadã, técnica e profissional numa vivência relacionada às mais diversas intervenções fisioterapêuticas, trabalhando aspectos emocionais relacionados ao tratamento, estruturar estudos direcionados com apresentações de casos clínicos e relatórios do projeto, referindo técnicas fisioterapêuticas aprendidas e desenvolvidas relacionadas à Geriatria. Também buscamos com este projeto, desenvolvimento e qualificação docente. Como o projeto envolve alunos dos mais diversos semestres do curso, buscamos, através dos conhecimentos prévios dos alunos, uma troca de informações entre os acadêmicos, valorizando-os e buscando uma convivência através da sociabilidade. Este projeto acontece desde 2012 e continua sendo executado nas quartas-feiras, das 14h às 17h, com intervenções fisioterapêuticas individuais e em grupo, sendo realizadas pelos acadêmicos do Curso de Fisioterapia supervisionados pelo Professor Mestre em Geriatria.

Nº de Participantes 80

1800

25


98 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Torres Fisioterapia na Hemodiálise

Gepreto Projeto Ambulatórios do Joelho, Ombro e Coluna Lombar

Curso Fisioterapia

Fisioterapia

Resumo Promover a prevenção e reabilitação da função pneumo-neuro-músculo-esquelética dos pacientes com insuficiência renal crônica em tratamento de hemodiálise; proporcionar melhora na qualidade de vida aos pacientes com IRC em tratamento de hemodiálise; divulgar manobras terapêuticas apropriadas na assistência aos pacientes com IRC em tratamento de hemodiálise por meio de técnicas específicas em diferentes áreas da saúde; proporcionar, aos graduandos do curso de Fisioterapia, o entendimento e a capacitação na organização de atividades de extensão, abrangendo todas as etapas envolvidas neste processo; Incentivar os alunos à elaboração de resumos e artigos científicos; divulgar atividades desenvolvidas pelo curso de Fisioterapia. O público-alvo desse projeto são indivíduos adultos ou idosos com doença renai crônica dependente de hemodiálise ha no mínimo um mês. Serão realizadas avaliações nas diferentes áreas da saúde sendo que cada uma possui várias técnicas qualitativas e qunatitativas como medição de força muscular, tônus muscular, ausculta pulmonar e mobilidade articular e atendimento voltado a necessidade do indivíduo. Os atendimentos serão direcionados conforme as necessidades citadas na avaliação. Poderá ser utilizada mobilização passiva, ativa ou resistida, inspirômetro de incentivo a volume ou a fluxo e alongamento passivo ou ativo.A atenção será dada uma vez por semana por uma hora. Os resultados já obtidos foram a melhora da força muscular (de grau 2 para 4), da flexibilidade e da expansibilidade pulmonar. Este projeto já proporcionou melhora na interação entre indivíduo-aluno e entre ospacientes pois algumas dinâmicas foram elaboradas em grupo. Os acadêmicos desenvolveram a pratica em congressos esalão de iniciação científica. O Grupo de Estudos e Pesquisas em Reabilitação Esportiva e Traumato Ortopédica (Gepreto) do curso de fisioterapia da Ulbra Torres foi criado em 2014 com o objetivo de fomentar o estudo e a pesquisa na área entre a comunidade acadêmica do curso de fisioterapia da instituição. O objetivo deste projeto é aprimorar o conhecimento prático associado ao connhecimento teóorico obtido em sala de aula no atendimento de disfunções traumato ortopédicas nnas regiiões prevalentes de lesão que são o ombro, a coluna lombar e o joelho. Por este motivo, o Gepreto está apresentando o projeto Ambulatórios de Joelho, Ombro e Coluna Lombar. Os alunos participantes do projeto serão alocados num dos três ambulatórios, conforme sua vocação e interesse. Serão selecionados pessoas que possuam necessidade de tratamento fisioterapeutico nas regiões do ombro, coluna lombar e jjoelho que não possuam acessibilidade a algum tipo de serviço. Justifica-se, assim, a apresentação deste projeto, que através de uma educação continuada oportunizará uma capacitação na formação profissional dos nossos alunos, oferecendo aos mesmos um aprimoramento teórico e prático nesta área específica de atuação da fisioterapia.

Nº de Participantes 7

50


Relatório Social 2018 | 99

Projeto - campus Torres Grupo de Orientações e Cuidados a Beira do Leito (Goca)

Curso Fisioterapia

Resumo O projeto tem por objetivo orientar pacientes, cuidadores ou familiares para o prosseguimento dos cuidados domiciliares, no momento da alta hospitalar, garantindo um cuidado contínuo e planejado mediante as necessidades do paciente. A metodologia utilizada será orientações à beira do leito (de forma prática) conforme as necessidades de cada paciente (avaliadas através da escala medida de independência funcional (MIF) que terão como metas aprimorar sua possibilidade de autocuidado, ou no caso de pacientes totalmente dependentes, orientações ao seu cuidador e/ou familiar. Também orientaremos quanto a possíveis adaptações ao domicílio com materiais recicláveis.O público alvo serão os pacientes internados no Hospital Tramandaí, com alta hospitalar prevista que necessitem de cuidados especializados (sequelas motoras, sequelas neurológicas, sequelas pulmonares, enfim, pacientes que apresentam fragilidade no autocuidado). As ações propostas serão ações de promoção em saúde (orientações quanto ao posicionamento do paciente no leito, na cadeira, trocas de posturas, aindamostrar como se deve mobilizar o paciente mostrando no próprio indivíduo de forma prática). Estimular o cuidador a realizar as tarefas de forma ergonômica evitando sobrecarregar suas articulações (principalmente a colunalombar). Atividades de prevenção secundária em saúde demonstrar como higiene brônquica, utilização da oxigenoterapia domiciliar e sugestões de adaptação ao domicílio com materiais recicláveis, além de dispositivos para mobilização precoce será estimuladas para que desta forma minimiza-se as complicações motoras e respiratórias (infecções). Além disso, os acadêmicos serão estimulados ao desenvolvimento de ações conjuntas com a equipe multiprofissional da área da saúde, através de discussões com seus mais diversos saberes, desenvolvendo a capacidade de trabalhar em equipe. O grupo acontecerá todas as sextas-feiras das 13 horas às 17 horas, no Hospital Tramandaí, com as orientações e ações supracitadas, a beira do leito de todos os pacientes com alta hospitalar prevista. As ações serão direcionadas aos indivíduos que apresentam fragilidades no seu autocuidado, minimizando desta forma as dúvidas e inseguranças do processo de reabilitação.

Nº de Participantes 10


100 | Relatório Social 2018

Projeto - campus Torres Prevenção das Mordidas Cruzadas em Escolares do Ensino Público das Escolas do Litoral Norte

Curso Odontologia

Resumo Promover a prevenção e reabilitação da função pneumo-neuro-músculo-esquelética As mordidas cruzadas são alterações vestíbulo-linguais dos dentes em seus arcos dentários e tem seu prognóstico definido por sua etiologia dentária, esquelética ou funcional. O diagnóstico precoce e correto é de fundamental importância para se estabelecer seu tratamento e evitar possíveis sequelas estéticas e/ou funcionais irreversíveis decorrentes deste tipo de maloclusão. O tratamento da mordida cruzada previne o desgaste precoce dos dentes, fraturas dentárias, risco de recessão gengival pelo trauma da mastigação, distúrbios da articulação temporomandibular e possíveis assimetrias faciais. O projeto tem como objetivo comunitário reduzir a incidência desta maloclusão e, desta forma, alterar a prevalência das mordidas cruzadas e suas consequências.O mesmo projeto está dividido em quatro etapas, sendo a primeira a de detecção das mordidas cruzadas nos escolares. A segunda é a educativa, que informa sobre seus fatores etiológicos, suas consequências e como tratá-las e preveni-las. A terceira e quarta etapas são as terapêuticas.O público-alvo são crianças das escolas públicas de Torres, com idade de 5 a 10 anos, de quatro escolas públicas. Em 2017, também foram realizados levantamentos no município próximo de Tramandaí, onde a incidência foi maior que em Torres. Os exames são realizados por alunos do curso de Odontologia, sob supervisão dos professores, em horários previamente organizados com a direção de cada escola. Foram realizadas palestras educativas aos pais e professores de cada escola, em horários de final de turno, quanto aos fatores etiológicos das mordidas cruzadas, como sucção não nutritiva e respiração bucal.As fases terapêuticas são realizadas na Clínica de Odontologia da Ulbra Torres, sempre das 17h30min às 19h, nas quintas-feiras. Esses tratamentos são destinados às crianças com mordida cruzada detectada no exame inicial, buscando habilitação da saúde bucal (clínica) e tratamento ortodôntico interceptativo para correção dessa mordida exclusivamente. A fase terapêutica corretiva é destinada àqueles casos onde há necessidade de tratamento com aparatologia fixa (bráquetes), realizada por profissionais, ex-alunos, especialistas em ortodontia e voluntários ao trabalho comunitário, inscritos no projeto.O projeto já beneficiou quatro escolas públicas de Torres, realizando aproximadamente 500 exames, detectando e tratando 150 pacientes com mordidas cruzadas, ou seja, 30% do público-alvo examinado. Foram realizadas oito palestras, duas em cada escola, para aproximadamente 400 pessoas. A relevância social e acadêmica do projeto, tem em vista que as maloclusões são consideradas pela Organização Mundial de Saúde com sendo o terceiro maior problema de saúde bucal, nas questões de pública. Desta forma, as mordidas cruzadas são um tipo de maloclusão, de alta prevalência, onde o diagnóstico precoce e o tratamento pode ajudar no prognóstico de severas assimetrias faciais, alterando a realidade local e controlando um problema que assola a comunidade.A execução do projeto proporciona aos discentes do curso de Odontologia o aprimoramento dos conhecimentos e técnicas relativas à especialidade de Ortodontia, promovendo a aproximação com a comunidade e de seus problemas, reforçando a atitude profissional humanista à qual deve estar continuamente inserido o cirurgião dentista

Nº de Participantes 1200


Relatório Social 2018 | 101

Projetos - campus Torres Programa de Educação e Motivação em Saúde Bucal: de Boca Aberta para o Mundo

Projeto de Extensão Reabilitação em Fisioterapia Neurofuncional – Rebneuro

Curso Odontologia

Fisioterapia

Resumo É um programa de extensão interdisciplinar entre os Cursos de Odontologia e Pedagogia da Ulbra de Torres, que visa à conscientização do seu ser/singular na sociedade, capacitando o indivíduo e proporcionando uma visão de si como um ser humano com cavidade bucal, respeitando seu contexto social. Ações de promoção de saúde bucal são realizadas desde o ano de 2002 através de trabalhos lúdicos e de aplicações de fluoreto pelos universitários sob supervisão de professor responsável. São beneficiadas as escolas e a comunidade desse município, durante eventos municipais e escolares de cidades vizinhas. O número de pessoas em frequência acumulada, que já tiveram acesso a estas atividades até o ano de 2016 foi de 68.657.As parcerias ocorrem com o SESC, Prefeitura (através das Secretarias de Ação Sociale de Educação de Torres), Instituições privadas e públicas, Pastoral Universitária, Programa de Responsabilidade Social e entre cursos Enfermagem, Fisioterapia e Educação Física. Os universitários do curso de Odontologia realizam orientações e palestras voltadas para manutenção da saúde daqueles escolares, absorvendo estratégias nas relações humanas e proporcionando experiências de acolhimento e humanização diferenciadas. Estas interações e trocas de conhecimentos levam aos voluntários de extensão comunitária um gradual aumento da sua bagagem intelectual. Este programa de educação e motivação em saúde bucal, com ações interdisciplinares apresenta resultados que são influenciados pela vontade e interação comunitária, e sofre flutuações de acordo com mudanças contínuas no meio escolar, social e público

Nº de Participantes 600

Atualmente, a incidência de patologias neurológicas apresenta um importante aspecto social a ser abordado por diversas especialidades na área da saúde. Os distúrbios neurológicos geralmente causam problemas temporários ou permanentes, que prejudicam o indivíduo em suas funções diárias e profissionais, tornando-os, muitas vezes, dependentes parcial ou completamente de outras pessoas. Sendo assim, o Projeto Reabilitação em Fisioterapia Neurofuncional - Rebneuro, tem como proposta desenvolver um programa de reabilitação aos pacientes portadores de distúrbios neurofuncionais.Os atendimentos serão realizados semanalmente, às terças-feiras das 15h às 17h, na clinica escola de fisioterapia da Universidade ,pelos alunos do curso de Fisioterapia participantes do projeto sob supervisão do professor responsável.A assistência fisioterapêutica será seguida de discussões dos casos atendidos, evoluções em prontuário, aprofundamentos teórico-práticos, elaboração de planos de tratamento fisioterapêutico e desenvolvimento de material teórico científico.A iniciativa tem como objetivo proporcionar melhoria na independência funcional e qualidade de vida de homens, mulheres, idosos e crianças com comprometimentos neurológicos, socialmente carentes de orientações e cuidados pertinentes a Fisioterapia neurofuncional. Além disso, visa proporcionar aos futuros fisioterapeutas um melhor embasamento teórico-prático à sua qualificação profissional, oportunizando o contato com diferentes patologias neurológicas, participando da avaliação e tratamento do paciente. Promovendo assim, uma efetiva relação de integração dos estudantes com a comunidade

8


102 | Relatório Social 2018

Projetos - campus Torres Projeto Esporte para o Futuro

Curso Educação Física

Projeto Fisio Alegre

Fisioterapia

Saúde em Foco

Enfermagem

Resumo Com esta atividade de extensão, estudantes do curso de Educação Física da Ulbra participam de um importante trabalho comunitário em instituições carentes do município de Torres (RS), ao mesmo tempo em que exercitam os conhecimentos adquiridos em sala de aula. Desenvolvido em localidades de alto risco social, o projeto visa estimular a prática de esportes em equipe, como basquetebol, voleibol e handebol entre adolescentes e crianças de escolas das redes estadual e municipal da região de Torres, no Litoral Norte gaúcho. A iniciativa, além de contribuir para a formação de cidadãos responsáveis, promove saúde, bem-estar e ajuda a prevenir o uso de drogas e a marginalização dos participantes. Todas as atividades contam com a supervisão de um professor-orientador e são realizadas mediante agendamento prévio. As atividades acontecerão quatro vezes por semana, com encontros de uma hora, no ginásio da Universidade, e tendo como novidade a inclusão da modalidade de atletismo que será realizada na pista própria para esta prática. É utilizada a metodologia mista de ensino de esportes, na qual, o aluno participante aprende os fundamentos dos esportes através de exercícios educativos e sempre ao final das sessões, se utiliza do jogo propriamente dito, para a estabilização dos gestos motoresadquiridos no decorrer das aulas. O projeto caracteriza-se pelo incentivo em promover um atendimento humanizado a pacientes e familiares, bem como aproximar os demais profissionais da área da saúde. Visa estabelecer uma relação multilateral, com parcerias entre a Universidade e outras instituições como: hospitais, asilos, creches da região do Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Através deste projeto, é realizado ações de promoção da saúde, abordando temas relevantes para a comunidade. Os encontros são semanais, com uma atividade prévia de preparação, organização e após a intervenção Na atenção básica, a enfermagem participa com competência e responsabilidade dos processos relacionados à promoção da saúde e prevenção das doenças. O projeto de extensão Saúde em Foco desenvolve suas atividades com crianças, adolescentes e jovens da rede escolar pública e privada de ensino do Litoral Norte do RS desde o ano de 2014. Tem como objetivo desenvolver ações de promoção da saúde, prevenção de doenças e agravos à saúde, visando o enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens. A metodologia proposta trabalha com oficinas teóricas e práticas que são desenvolvidas nas escolas, após agendamento prévio com a coordenação pedagógica e a elaboração do cronograma abordando temáticas levantadas como necessárias para a população escolar. A saúde na escola possibilita com que crianças e jovens ampliem seus conhecimentos em relação à promoção da saúde e prevenção das doenças e neste contexto o projeto desenvolve suas atividades buscando enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da região

Nº de Participantes 120

950

200


Relatório Social 2018 | 103

Educação a Distância Projeto Curso Na Paz: estratégias para a pro- Gestão moção da igualdade racial e de Pública gênero nas escolas Pedagogia Ciências Sociais

Resumo Esse projeto tem como objetivo comunitário promover a igualdade racial e de gênero entre jovens do ensino médio da cidade de Canoas. São oferecidas oficinas socioeducativas para difundir o direito das mulheres a uma vida livre de violência, estimular a reflexão sobre a superação do preconceito e da discriminação racial, bem como a atuação dos jovens como multiplicadores destas informações em suas comunidades e famílias.Já os objetivos acadêmicos são aprofundar a reflexão teórica sobre a promoção da igualdade racial e de gênero, sobretudo em sua relação com o serviço social; refletir sobre a atuação do assistente social no âmbito escolar; desenvolver competências e habilidades técnicas, teóricas e políticas dos estudantes do curso de graduação em Serviço Social para que possam atuar no trato às questões de gênero e raça/etnia; e promover a sensibilização dos estudantes e dos profissionais inseridos nas escolas de ensino médio de Canoas sobre as temáticas abordadas pelo projeto.A metodologia utilizada tem sido aprimorada ano a ano e são propostas ações que permitam o aprofundamento dos momentos reflexivos junto aos jovens e demais membros da comunidade escolar. A relevância acadêmica destaca-se através das discussões teóricas realizadas em torno da inserção do assistente social em ações que visem a promoção da igualdade, preconizando o código de ética profissional.Ao longo de 2017, 208 alunos voluntários dos cursos de Serviço Social, Matemática, Letras, Pedagogia e Ciências Sociais, de 40 diferentes polos EAD no Brasil, desenvolveram o projeto com colegas do quinto período de Serviço Social que cursavam a disciplina de Práticas Interventivas Supervisionadas. Aproximadamente 2.000 estudantes de escolas públicas, majoritariamente do ensino médio, em todo o Brasil, foram contemplados com as ações do projeto.Nos cinco anos anteriores (2012-2016), mais de mil jovens foram beneficiados.

Nº de Participantes 1500


104 | Relatório Social 2018

Projeto

Curso Resumo Ulbragov Gestão Pública O programa comunitário Ulbragov tem por finalidade a interlocução da Universidade Luterana do Brasil com as entidades governamentais com vistas a contribuir com a Ciências efetividade das políticas públicas. Tem como guarda-chuva o Observatório da Gestão Sociais Pública, responsável pela avaliação e monitoramento das políticas, bem como a formação de conselheiros estaduais e agentes públicos.O público-alvo são os gestores e Pedagogia funcionários/servidores públicos, conselheiros municipais e estaduais dos Conselhos dos Direitos. As atividades se desenvolvem, inicialmente, através de etapas metodolóServiço Social gicas que oportunizarão o reconhecimento de políticas sociais públicas; a interlocução com o Conselho Estadual de Políticas da Pessoa com Deficiência; o mapeamento dos Conselhos Municipais dos Direitos da Pessoa com Deficiência; a identificação de demandas; o planejamento do escopo do projeto e sua validação pela equipe.Este projeto tem como relevância acadêmica e comunitária contribuir para reduzir a carência de investimentos na formação e qualificação de agentes públicos e representantes em Conselhos dos Direitos. Além disso, há uma potencial interlocução entre a Universidade e as entidades governamentais e Conselhos dos Direitos nos municípios. Assim como é relevante a proposta para desenvolver intervenções profissionais no campo social, administrativo, pedagógico e contábil junto ao público-alvo citado, qualificando o processo de formação nas áreas citadas e a produção de conhecimento. A Diversidade Social, Cultural e Pedagogia O projeto extensionista Diversidade Social, Cultural e Ambiental na Ação Pedagógica Ambiental na Ação Pedagógica tem por objetivo oportunizar situações práticas aos alunos do curso de Pedagogia e outras licenciaturas da Ulbra, nas quais trabalham com este tema. A proposta teórica serve para embasar a construção de recursos didáticos e aplicá-los em oficinas realizadas em ambientes escolares e não escolares. A experiência oportuniza aos participantes a formação para atuar como multiplicador nas temáticas de linguagem, ciências naturais, diversidade, educação matemática, junto à comunidade onde está inserido, respeitando a diversidade nacional.O projeto apresenta quatro módulos: Módulo 1: o acadêmico escolhe uma das temáticas, faz a inscrição, participa do curso, recebendo orientações com a qual irá construir um recurso didático. - Módulo 2: ocorre a escolha do espaço de aplicação da oficina, contato e apresentação da proposta. - Módulo 3: ocorre a construção do recurso didático e apresentação ao professor da NetAula, juntamente com o manual descritivo. - Módulo 4: ocorre a apresentação do relatório final, juntamente com as evidências. Por ser um projeto de extensão comunitária na modalidade a distância, todo processo será acompanhado através do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), sendo avaliado e evidenciado a partir da NetAula, uma ferramenta disponibilizada no site da Ulbra.Em 2017, após o início das atividades do projeto, também puderam participar alunos de Magistério, professores de escolas públicas e da Rede de Escolas da Ulbra. Esse público foi beneficiado com a qualificação do seu conhecimento sobre o meio ambiente, pensamento matemático, diversidade cultural, ambiental, de gênero e deficiências podendo, assim, focar seu olhar para suas possibilidades e aspectos positivos de seu estorno social e cultural. Em 2018, a Ulbra disponibiliza 150 vagas para a participação de acadêmicos.

Nº de Participantes 140

300


Relatório Social 2018 | 105

Projeto Cinema Negro: uma abordagem sobre nossas raízes

Curso Ciências Sociais

Resumo Através da linguagem cinematográfica e dos subsídios de discussões analítico teóricas, o projeto busca preparar e engajar os alunos dos cursos de licenciatura (História, Geografia, Pedagogia e Ciências Sociais) e do bacharelado em Serviço Social, da moGeografia dalidade a distância da Ulbra, e professores da educação básica, para a abordagem dos valores e da cultura afro-brasileira em suas comunidades e em coletivos sociais. História Como metodologia são realizadas discussões com os participantes, via NetAula, sobre valores de cosmovisão africana, história afro-brasileira, as condições de vida dos Pedagogia afrodescendentes na atualidade e, ainda, sobre modelos estéticos afro-brasileiros.Nos anos de 2016 e 2017, ocorreu a participação de alunos dos cursos de Serviço social, Letras - Língua História e Ciências Biológicas, que realizaram as atividades programadas no projeto Portuguesa e em instituições de suas comunidades, colaborando para a discussão da temática, em Respectivas especial, no mês de novembro. Como resultado, todos os participantes foram convidaLiteraturas dos pelas instituições a darem sequência ao projeto, no período seguinte.A promoção de relações mais igualitárias e não discriminatórias e, ainda, o atendimento à Lei Serviço Social 10.639/2003 cumprem as relevâncias social e acadêmica do projeto, bem como a Missão da universidade em promover as atividades extensionistas. É esperado que as reflexões resultantes dos encontros virtuais subsidiem práticas antirracistas e mais igualitárias, protagonizadas pelos participantes do projeto, em suas comunidades.O projeto alcançará maiores e melhores resultados com a participação de professores da educação básica, atuantes em cidades nas quais a Universidade tem polos EAD, favorecendo o diálogo entre academia e comunidade.Inscrições para participar do projeto pelo e-mail: jrvargas@ulbra.edu.br.Mais informações podem ser obtidas junto às respectivas coordenações de curso envolvidas.

Nº de Participantes

300


106 | Relatório Social 2018

Projeto Educação Matemática e Ludicidade

Curso Matemática Pedagogia

Resumo Através da linguagem cinematográfica e dos subsídios de discussões analítico teórico. O projeto tem como objetivo implementar um programa de formação inicial de professores, na modalidade de educação a distância, para alunos de cursos de graduação - llicenciaturas da Ulbra. A finalidade é divulgar o conhecimento adquirido nessa atividade extensionista que envolve jogos e desafios matemáticos, através de oficinas no âmbito de formação de professores, para profissionais do magistério da rede básica de ensino de municípios de abrangência dos polos EAD da Ulbra. O jogo é uma atividade natural no desenvolvimento dos processos psicológicos básicos, embora demande exigências e regras deve ser utilizado como recurso didático no ensino da matemática. É uma alternativa para aumentar a motivação para a aprendizagem, desenvolver a organização, concentração, atenção, raciocínio lógico-dedutivo e o senso cooperativo, desenvolvendo a socialização e aumentando as interações do indivíduo com outras pessoas. Auxilia no desenvolvimento do raciocínio lógico, estimula o pensamento independente, a criatividade e a capacidade de resolver problemas.Metodologicamente, será desenvolvido um estudo teórico sobre o uso de jogos e desafios em sala de aula e organizado um programa de formação permanente para acadêmicos interessados na temática. O processo de formação será realizado na modalidade de ensino a distância, totalizando 68 horas/atividades, compreendendo atividades de leitura para apropriação do conteúdo, videoaulas, fórum de discussões sobre jogos e desafios matemáticos em sala de aula, pesquisa realizada por parte dos alunos participantes, construção de material didático e realização de oficinas pedagógicas para professores de instituições de ensino básico, bem como atividades de monitoramento e avaliação dos acadêmicos participantes. No ano de 2017, o projeto contou com a participação de 12 acadêmicos voluntários, sendo realizadas oficinas em sete comunidades, subsidiando aproximadamente 127 professores em suas tarefas docentes.

Nº de Participantes

40


Relatório Social 2018 | 107

Projeto Leitura em Rede

Curso História Pedagogia Lestras – Português e Literaturas da Língua Portuguesa

Resumo Leitura em Rede é um programa de leitura que se propõe a estabelecer uma rede de comunicação (virtual e presencial) de acadêmicos extensionistas e professores de redes municipais com mediadores de leitura, escritores, ilustradores, poetas, músicos, atores e jovens leitores brasileiros nos municípios de abrangência do EAD da Ulbra em todo o território nacional. Estrutura-se através do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), plataforma da Ulbra, em módulos independentes, com duração de um ano, tendo como foco o escritor brasileiro Monteiro Lobato e suas obras em vários suportes/ mídias. O percurso do programa envolve vários mediadores: inicia com acadêmicos dos cursos EAD da Ulbra e professores de redes municipais que serão os protagonistas principais, buscando na sua comunidade próxima os mediadores de leitura - educadores, promotores culturais, agentes comunitários -, e seus interlocutores (alunos, expectadores, usuários). O público-alvo mediador são estudantes e profissionais da área da literatura, comunicação, educação, saúde, do entretenimento, da tecnologia e de outras áreas que trabalham com linguagens verbais e não verbais ou com ênfase no texto literário para o público infantil e juvenil. A meta mais importante do projeto é a formação de adolescentes e adultos leitores, contribuindo para a difusão de aspectos regionais da cultura brasileira e para o aumento do índice de letramento nos municípios em que atuará. Sendo um programa de leitura virtual pioneiro no país, Leitura em Rede pretende integrar a Universidade às produções culturais das comunidades agregando o universo de Monteiro Lobato ao mundo hiperconectado da infância e da juventude contemporânea. Em 2017, o projeto teve resultados positivos, com pesquisa de campo na fazenda São José do Buquira, em Monteiro Lobato, e no Sítio do Picapau Amarelo, em Taubaté, ambos em São Paulo. Oito acadêmicos extensionistas participantes produziram material didático sobre o autor e realizaram intervenção docente com alunos de ensino fundamental, em seus municípios - Ttramandaí, Sapiranga, Torres, Santo Antonio, Estância Velha, São Jerônimo e Nova Hartz, no Rio Grande do Sul.

Nº de Participantes 690


108 | Relatório Social 2018

Prestação de Serviços

A Ulbra oferece serviços de saúde, de assessoria jurídica, de mediação e arbitragem, de escritórios modelos, de pesquisas mercadológicas e de gestão de carreiras às comunidades em que está inserida, totalizando 28 projetos, com a participação de 52 docentes e 505 discentes, proporcionando 132.134 atendimentos em 2018.

Outras Ações Extensionistas Durante o período que compreende fevereiro e dezembro de 2017, foram realizadas 877 atividades de extensão em nove campi da Ulbra no Rio Grande do Sul e nos polos EAD da Universidade no Brasil. Ao todo, 115.363 inscritos participaram de oficinas, palestras e cursos sobre temas diversos, como mobilidade motora adaptada, Língua Brasileira de Sinais (Libras), toxicologia forense, fóruns de ensino, datas comemorativas, entre outras ações de interesse diretamente relacionadas às demandas da comunidade acadêmica da Instituição. Também ocorreram 38 viagens de estudo, saídas de campo e participação em eventos externos com a presença de 4.322 alunos e professores.

FAS Universitário Ulbra O “FAS Universitário” tem sua origem no Fórum ADCE para sustentabilidade (FAS) e consiste em um evento anual, promovido pela Associação de dirigentes Cristãos de Empresas. Sua primeira edição aconteceu em 2011 e, desde então, reúne pensadores de renome nacional e internacional, propondo o tema da sociedade sustentável numa visão ampliada, tendo como pilar central a base de valores que deve orientar a tomada de decisão e ação das pessoas. Dessa experiência, a referida associação entendeu oportuno levar esta discussão para o ambiente universitário, onde estão em formação os futuros dirigentes organizacionais, empreendedores nas mais diversas áreas de modo que estes, já em sua formação, possam fortalecer o conhecimento e discussão sobre os valores que auxiliarão a transformar os seus locais de trabalho, sua comunidade e o planeta num ambiente mais justo, humano e solidário. Em 2017, a Associação de Dirigentes Cristãos de Empresas (ADCE) e a Ulbra firmaram uma parceria que oportunizou a realização do primeiro FAS Universitário Ulbra.

Campi Cachoeira do Sul Canoas Carazinho Gravataí Guaíba Porto Alegre Santa Maria São Jerônimo Torres Polo Novo Hamburgo Total

Número de Participantes 250 69 295 148 126 58 74 204 106 88 1418


Relatório Social 2018 | 109

CAPELANIA

Vocação: o lugar onde dons e necessidades se encontram1

vocação pode ser entendida como o lugar onde necessidades e dons se encontram. A tradição luterana, presente no caráter confessional da Ulbra traz consiO Relatório Social 2018 da Ulbra é um registro sintético e expressão go uma ênfase na importância da vocação. Entendida popularmente como parcial, mas significativa, de como vocações têm se concretizado nas reuma inclinação ao serviço religioso ou uma disposição natural para deter- lações estabelecidas em nossa comunidade de aprendizagem. Neste conminada atividade, no contexto da teologia luterana, o termo adquire novos texto, também as capelanias, guiadas pelos princípios institucionais da elementos de significado. Posto de uma maneira bem simples, para o pen- Universidade, têm participado de maneira expressiva do contínuo processo samento luterano, todos somos chamados (vocatio) por Deus para, onde institucional de responsabilidade social e aprendizado comunitário. Assim, estivermos, irmos ao encontro da necessidade do outro. Como todos nós nos tornamos todos agentes do amor de Deus revelado em Jesus o qual, temos diferentes papéis, dons, conhecimentos, aptidões, e, ao mesmo tem- nos motivando a olhar para o outro, aponta para o sentido da vocação pespo anseios, demandas, necessidades diferentes, todos nós somos chama- soal de cada pessoa. dos para, em comunidade, exercermos a nossa vocação. Assim, crescemos 1 na relação com o outro e afirmamos a importância de cada pessoa para A expressão é utilizada por Tom Christena tessitura social. Cada um traz seus dons, os quais vão ao encontro das son no livro “Who Needs a Lutheran Collenecessidades do outro. Cada um traz suas necessidades, as quais podem ge?”. ser atendidas pelo dom do outro. Ao fazermos isto de maneira consciente, comprometida, em amor, atendemos nossa vocação. É neste sentido que


110 | Relatório Social 2018

Ações sociais Campus

Cachoeira do Sul

Ação Cultura Religiosa em Ação - Ações diversas dos acadêmicos matriculados em Cultura Religiosa em benefício da comunidade Projeto Família Azul - Roda de conversa interfamiliar (apoio espiritual) Apoio espiritual nas ações promovidas pelo projeto Destino Certo, projeto de extensão comunitária promovido pelo campus Congresso Distrital da Liga de Leigos da Igreja Evangélica Luterana do Brasil no campus Atividades recreativas no campus da Ulbra como momento de integração entre os participantes do congresso Campanha de arrecadação/doação de alimentos, roupas e fraldas geriátricas

Público beneficiado Creches municipais, lares de idosos, escolas públicas famílias carentes e outras Instituições

Dados a acrescentar 36 eventos realizados 730 participantes

Mães de crianças e jovens autistas Crianças, adolescentes e jovens atendidos pelo projeto de extensão comunitária Destino Certo

8 eventos realizados 10 participantes 32 eventos realizados 60 participantes

Famílias do Distrito Gaúcho Central (organização regional da Igreja Evangélica Luterana do Brasil)

1 evento realizado 80 participantes

Liga Feminina de Combate ao Câncer

2 eventos realizados 200 participantes

Pastoral na Creche - Momentos de Fé

Turmas de educação infantil 5 anos da Creche Renato Tonon

Visita a enfermos e enlutados Cultos de Formatura - Ação de graça pela conclusão de curso de graduação.

Comunidade em geral Formandos do ensino superior, seus familiares e amigos, professores e funcionários do campus

Co-participação da professora de Ensino Religioso do Colégio Ulbra São Pedro 2 eventos realizados 50 participantes 9 atendimentos 3 eventos realizados 450 participantes

Reflexão de abertura do evento Dia da Responsabilidade Social FAS Universitário - Palestra sobre empreendedorismo cristão

Público participante do evento Dia da Responsabilidade Social Acadêmicos, professores e funcionários do campus. Comunidade em geral

1 evento realizado 400 participantes 1 evento realizado 300 participantes


Relatório Social 2018 | 111

Aconselhamento/Atendimento Pastoral

Comunidade acadêmica em geral; comunidade externa Liga Feminina de Combate ao Câncer

64 aconselhamentos/atendimentos

Ação Cultos de Formatura - Ação de graça pela conclusão de curso de graduação

Público beneficiado Formandos do ensino superior, seus familiares e amigos, professores e funcionários do campus

Dados a acrescentar 10 eventos realizados 150 participantes

Cultos im memorian (de alunos ou funcionários falecidos) Projeto Compartilhar Ações culturais / Reflexões para a vida

Alunos, professores e familiares

Projeto Compartilhar Ações culturais / Reflexões para a vida Programa de TV Toque de Vida Dominical

Alunos, funcionários e professores

Programa de TV Toque de Vida - Mensagem Diárias

Sociedade em geral da região metropolitana de Porto Alegre que recebe a mensagem via meios eletrônicos

Programa de Rádio Minuto Toque de Vida

Sociedade em geral da região metropolitana de Porto Alegre que recebe a mensagem via meios eletrônicos

Visitas pastorais a enfermos e enlutados

Alunos, funcionários, professores e comunidade em geral da ULBRA-Canoas

2 eventos realizados 15 participantes 8 devocionais/momentos de reflexão realizados com 100 participantes Ação integrada com CEL Toque de Vida 1 evento 250 participantes Programa semanal com entrevistas, mensagens bíblicas e oração. Vai ao ar todos os domingos, às 8h, pela UlbraTV (48.1) Mensagens diárias transmitidas diariamente pela Ulbratv e gravadas por Capelães da AELBRA e por pastores que ocupam outros cargos na Alebra ou Ulbra Mensagens diárias veiculadas pela Rádio Mix Porto Alegre. Participam os pastores capelães Maximiliano W. Silva, Mário R. Y. Fukue, Walther Ries e André Cardoso 15 visitas realizadas

Natal Solidário - arrecadação de alimentos não perecíveis Campus

Canoas

Usina de Reciclagem de Lixo de Canoas

Sociedade em geral da região metropolitana de Porto Alegre

2 eventos realizados 400 participantes


112 | Relatório Social 2018

7 Minutos com Jesus (Momento de mensagem bíblica, oração e adoração celebrado na Capela Universitária. De segunda a sexta-feira, das 8h45min às 9h52min) Mateando com a Pastoral (Revolução Farroupilha e Revolução Francesa Evento artístico-cultural oferecido pela Pastoral como integrante do Sarau das Nações

Alunos, funcionários, professores e comunidade em geral da Ulbra-Canoas

160 eventos realizados 40 participantes, em média, por evento

Alunos, funcionários, professores e comunidade em geral da Ulbra-Canoas

2 participações 40 participantes, em média, por evento

Veritas e Ulbrati (parceria na produção de apresentações teatrais

Participantes do projeto Ulbra 1 apresentação realizada Terceira Idade (Ulbrati) Alunos, funcionários, professores e comunidade em geral da Ulbra-Canoas Alunos, funcionários, professores e comunidade em 3 apresentações realizadas (incluindo geral da Ulbra Canoas uma em inglês) 250 participantes, em média, por evento Sociedade em Geral 1 evento realizado 150 participantes, aproximadamente

Cantata O Filho Pródigo – com participação de Coro e Orquestra Universitária

FAS Universitário (Capelão da unidade apresenta uma palestra sobre o tema do evento, promovido pela Ulbra Canoas e ADCE - Associação de Dirigentes Cristãos de Empresas) Apresentação Artística Especial de Natal (com participação da Orquestra Universitária, Teatro e Coro da Ulbrati, Teatro do Guajú) Palestras nas comunidades (palestras ministradas para grupos diversos, tratando de temas relacionados à vida e à fé) Cultura Religiosa em Ação (reunidos em grupos, alunos de Cultura Religiosa planejam e executam projetos de ação social) Projeto de Extensão Comunitária Promovendo a Recuperação (aplicação do Programa Celebrando a Recuperação na Casa da Graça - Clínica de Recuperação de Dependentes Químicos)

Alunos, funcionários, professores e comunidade em geral da Ulbra Canoas

1 evento realizado 250 participantes, aproximadamente

Sociedade em Geral

11 palestras realizadas 90 participantes, em média, por evento

Sociedade em Geral

22 ações de intermediação social realizadas em diferentes locais

Internos e funcionários da Casa da Graça, alunos da Ulbra

1 encontro semanal 22 participantes, em média, por encontro


Relatório Social 2018 | 113

Projeto de Extensão Comunitária Promovendo a Recuperação Cultos (celebrações religiosas na Capela da Ulbra e Comunidade Toque de Vida com os internos da Casa da Graças) Projeto de Extensão Comunitária Promovendo a Recuperação - Filho Pródigo – Incondicional (participação dos internos da Casa da Graça na Cantata Filho Pródigo)

Internos e funcionários da Casa da Graça, alunos da Ulbra

4 eventos realizados 80 participantes, em média, por evento

Internos e funcionários da Casa da Graça, alunos da Ulbra

1 evento realizado 15 internos/funcionários da Casa da Graça participaram do evento

Projeto ConVIVER (momento de reflexão exis- Funcionários da Ulbra Canoas e Aelbra. tencial-espiritual em diversos setores da Ulbra Canoas e Aelbra. Momento Aliviando a Bagagem (momento de Funcionários e alunos da Ulbra reflexão sobre ansiedade e fé)

40 eventos realizados 20 participantes, em média, por evento

Fé na Universidade (série de estudos sobre fé e ceticismo)

Funcionários e alunos da Ulbra

4 eventos realizados 5 participantes, em média, por evento

Palestra sobre Ideologia e Idolatria (participação no Congresso Nacional de Universitários Luterano)

Alunos, funcionários e sociedade em geral

2 palestras realizadas 60 participantes, em média, por evento

Laboratório de Música (Projeto Compartilhar Orquestra de Sopros da Ulbra)

Filhos e pais das cooperativas de reciclagem de Canoas

2 eventos realizados 60 participantes por evento, aproximadamente

Concertos nas comunidades

Organizações não governamentais (ONGS), cooperativas, usinas de reciclagens e agremiações de Canoas e grande Porto Alegre Alunos, funcionários e professores

7 concertos realizados Média de 350 por concerto

Projeto Música nas Salas de Aula Quarteto da Pastoral Concertos Didáticos de Órgão de tubos atividade na Capela da Ulbra

Visitantes, alunos, professores e autoridades

32 encontros realizados - 5 participantes, em média, por encontro

25 apresentações realizadas Média de 40 participantes por apresentação 12 eventos agendados previamente Média de 5 a 10 pessoas por evento


114 | Relatório Social 2018

Concerto de Piano Nº 22 (K482) 3º movimento de Mozart Solo de piano e Orquestra Universitária da Ulbra Concerto de Inverno Orquestra Universitária e Coro Universitário da Ulbra na comunidade luterana São Paulo Porto Alegre

Público em geral

1 evento 120 participantes, aproximadamente

CEL São Paulo de Porto Alegre Público em geral

1 evento realizado 400 participantes, aproximadamente

Apresentação de Cantata Buxtehude - Coro e Orquesatra Universitária; Concerto de Hinos Coro, Orquestra Universitária, músicos convidados e coral das comunidades Música nos Saguões dos Prédios com Coro, Orquestra e grupos musicais

Professores, Alunos, familiares, funcionários e visitantes, comunidade em geral

1 evento realizado 420 participantes, aproximadamente

Alunos, professores, funcionários e público em geral

Projeto Orquestra Universitária da Ulbra

Alunos, professores, funcionários e público em geral

Projeto Coro Universitário da Ulbra

Alunos, professores, funcionários e público em geral

6 eventos realizados 120 participantes, em média, por evento 15 eventos realizados 150 participantes, em média, por evento 15 eventos realizados 150 participantes, em média, por evento

Projeto Orquestra de Sopros da Ulbra

Alunos, professores, funcionários e público em geral

30 eventos realizados 300 participantes, aproximadamente

Concertos de Natal

Sociedade em geral com projetos sociais de inclusão das escolas públicas e creches públicas (Bairro Rubem Berta)

3 concertos realizados 400 participantes, em média, por concerto

Participação no Sarau das Nações da Ulbra (Orquestra e Coro Universitário da Ulbra em apresentações pelo campus) Devocionais (momentos de reflexão sobre fé e vida em eventos diversos)

Alunos, professores, funcionários, autoridades e público em geral

1 evento realizados 200 participantes, aproximadamente, no evento 1033 devocionais

Comunidade acadêmica, público em geral


Relatório Social 2018 | 115

Aconselhamento/Atendimento Pastoral Univer- Comunidade acadêmica em geral; comunidade sitário externa Atendimento psicopastoral NAD/NADi Docentes e discentes do campus

Campus

Carazinho

654 aconselhamentos/atendimentos 192 atendimentos

Aconselhamento/Atendimento Espiritual Hospitalar

Pacientes/acompanhantes Hospital Universitário de Canoas

14107 aconselhamentos/atendimentos

Ação Projeto Quero Fazer a Diferença (palestras sobre temas diversos)

Público beneficiado Escolas João Conego SORG, Erico Veríssimo e Cruzeiro do Su

Dados a acrescentar 5 eventos realizados 240 participantes

Projeto Quero fazer a diferença (arrecadação/ Bairro Ouro Preto\Bairro Floresta e CAIC doação de alimentos; prestação de serviços de orientação pedagógica, saúde e jurídica) Palestras e Formação continuada com certifi- Hospitais: HCC – Carazinho cação via Extensão Ulbra campus Carazinho

1 evento realizado 120 participantes

Ulbra Adotando Famílias

Famílias em vulnerabilidade social do bairro Ouro Preto - Carazinho\RS

2 eventos realizados 110 participantes

Atuação em Observatório da Violência curso de Direito (Atendimentos pastorais via encaminhamento e palestras)

Público em geral

1 evento realizado 300 participantes

6 eventos realizados 210 participantes

Natal Solidário Ulbra e CEL do Redentor (arre- Apae, Lar da Menina e Abrigo Municipal cadação e doação de alimentos\Brinquedos)

4 eventos realizados 190 participantes

Projeto Quero fazer a diferença

Centro – HCC Saúde metal

9 eventos realizados 108 participantes

Projeto Quero fazer a diferença (Atendimento do Curso de Superior de Tecnologia de Estética e Cosmética) Devocionais (momentos de reflexão sobre fé e vida em eventos diversos)

Departamento de Servas do Redentor

1 evento realizado 40 participantes

Comunidade acadêmica, público em geral

152 devocionais


116 | Relatório Social 2018

Campus

Gravataí

Cultos de Formatura - Ação de graça pela conclusão de curso de graduação Aconselhamento/Atendimento Pastoral Universitário

Formandos do snsino superior, seus familiares e amigos, professores e funcionários do campus. Comunidade acadêmica em geral; comunidade externa

3 eventos realizados

Ação Trote Solidário 2018/1 - Doação de mechas de cabelo para confecção de perucas para crianças com câncer Campanha do Agasalho

Público beneficiado Pacientes atendidos pelo Instituto do Câncer Infantil

Trote Solidário 2018/2 - Doação de alimentos e itens de higiene pessoal às comunidades terapêuticas Acolher e Amor ao Próximo Devocionais (momentos de reflexão sobre fé e vida em eventos diversos)

Pessoas em tratamento de dependência química

Dados a acrescentar A ação contou com a parceria da ONG Cabelaço. Foram 135 doações, o que possibilita a confecção de 15 perucas Foram arrecadadas 1492 peças de roupa, 33 pares de calçado, 50 brinquedos, 50 fraldas e 18 peças de roupa de cama Foram arrecadados 200 kg de alimento e 50 itens de higiene pessoal

Comunidade acadêmica, público em geral

112 devocionais

Cultos de Formatura - Ação de graça pela conclusão de curso de graduação

Formandos do Ensino Superior, seus familiares e amigos, professores e funcionários do campus

4 eventos realizados

Famílias cadastradas e atendidas pela Secretaria Municipal de Assistência Social de Gravataí

800 participantes 105 aconselhamentos/atendimentos

Aconselhamento/Atendimento Pastoral Univer- Comunidade acadêmica em geral; comunidade extersitário na

400 participantes

Natal Solidário - arrecadação de presentes de Natal recebidos em forma de carta ao Papai Noel

72 aconselhamentos/atendimentos Todas as doações foram feitas por acadêmicos da Ulbra Gravataí

35 alunos carentes da Escola Municipal Breno Jardim Garcia de Gravataí


Relatório Social 2018 | 117

Campus

Guaíba

Ação Páscoa Solidária - Ulbrasol (Evento organizado por acadêmicos voluntários de diversos cursos realizado no campus e contou com a presença de alunos, familiares e professores da escola convidada. As atividades desenvolvidas foram brincadeiras de integração, distribuição de doces e lanches, doação de roupas diversas arrecadas em campanha do agasalho) Mutirão Tecnológico – Ulbrasol (Evento organizado por acadêmicos voluntários do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Foi realizada manutenção nos computadores do Laboratório de Informática da escola parceira) Inverno Solidário – Ulbrasol (Evento organizado por acadêmicos voluntários de diversos cursos realizado no campus e contou com a presença de moradores da comunidade local. Foram distribuídas mais de 1000 peças de roupas e cobertas arrecadadas em campanha do agasalho) Ulbrasol na praça (acadêmicos de diversos cursos participaram do fechamento da Semana da Acessibilidade. O evento aconteceu na Praça Gastão Leão no centro da cidade e foi organizado pela administração municipal) Doação de brinquedos - Ulbrasol

Público beneficiado Escola EFF Gastão Leão

Dados a acrescentar 1 evento realizado 200 participantes

Escola EFF Gastão Leão Comunidade em geral

1 evento realizado 15 participantes

Participação e fechamento da semana da acessibilidade

1 evento 150 participantes

Escola EFF Gastão Leão

1 evento 15 participantes

Escola EFF Gastão Leão

Foram doados em torno de 70 brinquedos, arrecadados durante o segundo semestre, para o programa de Natal da Escola Gastão Leão.


118 | Relatório Social 2018

Campus

Guaíba

Ação Páscoa Solidária - Ulbrasol (Evento organizado por acadêmicos voluntários de diversos cursos realizado no campus e contou com a presença de alunos, familiares e professores da escola convidada. As atividades desenvolvidas foram brincadeiras de integração, distribuição de doces e lanches, doação de roupas diversas arrecadas em campanha do agasalho) Mutirão Tecnológico – Ulbrasol (Evento organizado por acadêmicos voluntários do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Foi realizada manutenção nos computadores do Laboratório de Informática da escola parceira) Inverno Solidário – Ulbrasol (Evento organizado por acadêmicos voluntários de diversos cursos realizado no campus e contou com a presença de moradores da comunidade local. Foram distribuídas mais de 1000 peças de roupas e cobertas arrecadadas em campanha do agasalho) Ulbrasol na praça (acadêmicos de diversos cursos participaram do fechamento da Semana da Acessibilidade. O evento aconteceu na Praça Gastão Leão no centro da cidade e foi organizado pela administração municipal) Doação de brinquedos - Ulbrasol

Público beneficiado Escola EFF Gastão Leão

Dados a acrescentar 1 evento realizado 200 participantes

Escola EFF Gastão Leão Comunidade em geral

1 evento realizado 15 participantes

Participação e fechamento da semana da acessibilida- 1 evento de. 150 participantes

Escola EFF Gastão Leão

1 evento 15 participantes

Escola EFF Gastão Leão

Foram doados em torno de 70 brinquedos, arrecadados durante o segundo semestre, para o programa de Natal da Escola Gastão Leão.


Relatório Social 2018 | 119

Campus

Natal na Aldeia – Ulbrasol (Evento organizado por acadêmicos voluntários de diversos cursos realizado na Aldeia Tape Porã na Barra do Ribeiro. As atividades desenvolvidas foram brincadeiras de integração, distribuição de doces e lanches, doação de roupas diversas arrecadas em campanha do agasalho, além de brinquedos para as crianças) Devocionais (momentos de reflexão sobre fé e vida em eventos diversos) Aconselhamento/Atendimento Pastoral Universitária Cultos de Formatura - Ação de graça pela conclusão de curso de graduação.

Aldeia Tape Porã – Barra do Ribeiro

1 evento 60 participantes

Comunidade acadêmica, público em geral

113 devocionais

Comunidade acadêmica em geral; comunidade externa Formandos do ensino superior, seus familiares e amigos, professores e funcionários do campus.

72 aconselhamentos/atendimentos

Ação Campanhas de arrecadação

Público beneficiado Internos do Lar Ebenezer

Dados a acrescentar 3 eventos realizados 34 participantes

Reflexão sobre Acessibilidade

Comunidade do campus

1 evento realizado 12 participantes Número de eventos realizados: 1 Número de participantes: 50 8h de trabalho no projeto Pessoas entrevistadas: Profa. Mara Lúcia Salazar e Pr. Psic. Vilson Regina. Número de horas de trabalho no projeto: 02 102 devocionais

FAS Universitário – Palestra sobre empreende- Comunidade do campus dorismo cristão

Porto Alegre

Entrevista na UlbraTv: Atendimentos psicoPúblico da Ulbra TV pastorais e psicopedagógicos para professores e acadêmicos Devocionais (momentos de reflexão sobre fé e vida em eventos diversos)

Comunidade acadêmica, público em geral

2 eventos realizados 200 participantes

Aconselhamento/Atendimento Pastoral Univer- Comunidade acadêmica em geral; comunidade extersitário na

494 aconselhamentos/atendimentos

Cultos de Formatura - Ação de graça pela conclusão de curso de graduação

2 eventos realizados 30 participantes

Formandos do Ensino Superior, seus familiares e amigos, professores e funcionários do campus


120 | Relatório Social 2018

Campus

Ação Público beneficiado Projeto de Extensão Orquestrando Arte (forma- Crianças, adolescentes e jovens da cidade de Santa ção humana dirigida pela Pastoral Universitá- Maria. ria) Campanha de auxílio à acadêmica do curso de Administração (casa incendiada)

Santa Maria

Natal Solidário – Campanha de arrecadação

Dados a acrescentar O projeto realiza aulas diárias de música, teatro, dança e reforço escolar, atendendo aproximadamente 150 participantes. Acadêmica da Ulbra Santa Maria e família (6 pessoas) Realização de campanha de roupas, móveis, utensílios domésticos e realização de uma rifa para auxílio em construção de nova casa. Valor arrecadado: R$ 3.200,00. Alunos do Colégio Marista Bairro Santa Marta Campanha realizada entre polo EAD, 22 crianças do Colégio Marista (Unidade Filantrópica) Central de Atendimento e Pastoral do Bairro Santa Marta Universitária 22 crianças beneficiadas

FAS Universitário – Palestra sobre empreende- Comunidade em geral dorismo cristão

1 evento 110 participantes

Apresentação Artística de Natal

Comunidade acadêmica

1 evento 60 participantes

Orientação/Atendimento Pastoral durante a Chimarreada no Parque CACISM

Comunidade em geral

Evento aberto ao público, com participação de acadêmicos, professores e voluntários, tendo por objetivo integrar a Ulbra Santa Maria com a comunidade, levando serviços de atendimento jurídico, saúde, orientação psicológica e espiritual


Relatório Social 2018 | 121

Devocionais (momentos de reflexão sobre fé e vida em eventos diversos) Cultos de Formatura - Ação de graça pela conclusão de curso de graduação

Campus

74 devocionais

Formandos do Ensino Superior, seus familiares e amigos, professores e funcionários do campus

1 eventos realizados 55 participantes

Aconselhamento/Atendimento Pastoral Univer- Comunidade acadêmica em geral; comunidade extersitário na

76 aconselhamentos/atendimentos

Ação Campanha de arrecadação de leite longa vida

Público beneficiado Comunidade acadêmica em geral; comunidade externa

Dados a acrescentar 76 aconselhamentos/atendimentos

Arrecadação de alimentos não perecíveis

Casa da Criança e famílias carentes de diversas locali- Trabalho realizado em conjunto com o dades, em São Jerônimo e região carbonífera curso de Educação Física por ocasião do Festival de Dança das escolas da região Crianças da Casa de passagem e famílias carentes vila 1 evento realizado Cinzas Famílias carentes da Vila Cinzas 1 evento realizado

Campanha do Agasalho Santa Maria

Comunidade acadêmica, público em geral

Natal Solidário (arrecadação de brinquedos) Palestra: Refrigerantes e outras guloseimas – vilões de crianças e adultos

Crianças carentes de escolas públicas de periferia

4 eventos realizados

Palestra: Ética e cidadania

Clubes de Serviço – Rotary e Lions de São Jerônimo e região

1 evento realizado

Devocionais (momentos de reflexão sobre fé e vida em eventos diversos)

Comunidade acadêmica, público em geral

37 devocionais

Cultos de Formatura - Ação de graça pela conclusão de curso de graduação.

Formandos do Ensino Superior, seus familiares e amigos, professores e funcionários do campus

2 eventos realizados 200 participantes, em média, por evento 12 aconselhamentos/atendimentos

Aconselhamento/Atendimento Pastoral Univer- Comunidade acadêmica em geral; comunidade extersitário na


122 | Relatório Social 2018

Campus

Ação Trote Solidário 2018/1

Trote Solidário 2018/2 Torres Campanha do Agasalho 2018

Público beneficiado Residentes da Aslave- Associação Lar dos Velhinhos de Torres - Pessoas carente da comunidade da cidade de Torres - Comunidade terapêutica Renovar

Dados a acrescentar Número de participantes da execução do projeto: 450, entre acadêmicos e professores Público beneficiado: 200 pessoas Tipos de doações: alimentos não perecíveis; roupas; material de higiene pessoal Residentes da Aslave- Associação Lar dos Velhinhos Número de participantes da execução de Torres do projeto: 500, entre acadêmicos e professores Público beneficiado: 37 idosos Pessoas carentes beneficiadas através de parceria com Número de peças arrecadas: 298 a Pastoral Social e Saúde da Igreja Católica Número de participantes da execução do projeto: 450, entre acadêmicos e professores

Palestras de Terapia Pastoral

Comunidade Terapêutica Renovar de Torres (dependentes químicos e alcoólicos)

Teatro de Páscoa

Comunidade acadêmica do campus

Devocionais (momentos de reflexão sobre fé e vida em eventos diversos)

Comunidade acadêmica, público em geral

Número de encontros: 44 Público beneficiado: 45 (internos) Período: anual; quartas-feiras, das 10h30min às 11h30min Participantes do planejamento e execução do projeto: 3 acadêmicos, 1 capelão e 5 participantes da comunidade externa 20 devocionais

Cultos de Formatura - Ação de graça pela conclusão de curso de graduação.

Formandos do ensino superior, seus familiares e amigos, professores e funcionários do campus

13 eventos realizados 1950 participantes

Encontros confessionais da instituição

Comunidade acadêmica

Número de encontros: 4 Participantes do planejamento e execução do projeto: capelão e gestão do campus


FAS Universitário – Palestra sobre empreende- Comunidade acadêmica dorismo cristão Palestra para Jovens

Jovens do Distrito Luterano do Litoral Norte

Aconselhamento/Atendimento Pastoral Univer- Comunidade acadêmica em geral; comunidade extersitário na

Público beneficiado: alunos e docentes do campus (média de 250 participantes) Público beneficiado: 70 jovens e 7 adultos da comunidade externa 143 aconselhamentos/atendimentos


124 | Relatório Social 2018

Projetos Pastoral

Nome do projeto

Projetos da Pastoral 2018 Resumo

Canoas Coro Universitário da Ulbra

O Coro Universitário da Ulbra procura manter e desenvolver a arte de cantar em coro, levando cultura, confessionalidade e humanização através de suas ações. Tem ensaios regulares e apresentações no Brasil e no exterior. Entre os projetos desenvolvidos: “The Beatles in Concert”, Cantata o Filho Pródigo, Cantatas de J. S. Bach, participações em festivais de corais do Rio Grande do Sul e do país e parcerias com orquestras, bandas contemporâneas, músicos e cantores de renome.Quando e onde acontecem os ensaios: terça-feira, das 19h30min às 22h30min, na sala 223 do prédio 1 da Ulbra Canoas, no Rio Grande do Sul.. Público-alvo: alunos, funcionários, professores e sociedades em geral.Forma de inscrições: pastoral@ulbra.br

Orquestra de Sopros da Ulbra

A orquestra de Sopros da Ulbra compartilha e mantém essa arte, levando cultura, humanização, educação e confessionalidade nas ações que desenvolve. O projeto executa os mais diversos estilos musicais: concertos, grupo de metais, quintetos de sopros, formações reduzidas e populares em forma de bigbands. Quando e onde acontecem os ensaios: as aulas práticas, teóricas e ensaios de naipes ocorrem nas sextas-feiras das 17h30min às 21h e sábados das 9h às 12h. Os ensaios gerais ocorrem aos sábados das 14h às 17h, na sala 223 do prédio 1 do campus Canoas.Público-alvo: alunos, funcionários, professores e sociedade em geral.Forma de inscrições: pastoral@ulbra.br

Orquestra Universitária da Ulbra

A Orquestra Universitária da Ulbra procura desenvolver a arte orquestral compartilhando arte, cultura, confessionalidade e humanização através de suas ações. Desenvolve projetos como: concertos, cantatas, músicas internacionais orquestradas, participações em festivais de orquestras e em escolas de músicas em Porto Alegre e região metropolitana e parcerias com outras grupos artísticos compartilhando e divulgando a arte orquestral com a sociedade.Quando e onde acontecem os ensaios: segunda-feira das 19h30min às 22h na Capela Universitária. Público-alvo: alunos, funcionários, professores e sociedade em geral que estudam algum instrumento acústico.Forma de inscrições: pastoral@ulbra.br

Práticas Supervisionadas em Capelania Hospitalar

O Projeto Comunitário de Capelania Hospitalar é um serviço de práticas supervisionadas em assistência espiritual promovido pelo curso de Teologia da Ulbra, em parceria com o serviço de pastoral do Hospital Universitário de Canoas. Contempla a humanização do cuidado com pacientes internados e seus familiares, em um atendimento mediado pela solidariedade com indivíduos em situação de vulnerabilidade. Conta com a supervisão e a orientação do capelão hospitalar e do professor de psicologia e aconselhamento pastoral do curso de Teologia.Quando acontece: a visitação hospitalar ocorre na terça e quinta-feira, no período da tarde, sendo realizadas, em média, cinco visitas por turno. Público-alvo: pacientes internados e os seus familiares, podendo também envolver os colaboradores e funcionários do hospital.


Relatório Social 2018 | 125

Sofia - Saúde objetiva aos funcionários e interação acadêmica

O Projeto Sofia, Saúde Objetiva aos Funcionários e Interação Acadêmica, é um espaço de promoção de saúde e qualidade de vida existencial-espiritual e biopsicossocial de funcionários na Ulbra Canoas. Iniciando pelo curso de teologia, pode ser estendido a outros cursos por meio de ciclo de palestras motivacionais, estudos científicos e dinâmicas de grupo interativas. Esses atendimentos ocorrerão sob a responsabilidade do pastor psicólogo Vilson Regina, que abordará temas voltados à psicologia, e pelo pastor Mário Rafael Yudi Fukue, que discutirão temas que possuem como base a teologia e a espiritualidade

Ulbra Promovendo a Recuperação

O projeto “Ulbra Promovendo a Recuperação”, coordenado pela Pastoral Universitária e pelo curso de Teologia, pretende auxiliar a Casa da Graça, Centro de Tratamento de Dependência Química. O programa pretende atuar por meio de momentos de espiritualidade semanais, com duração média de duas horas, baseados nos doze passos do programa “Celebrando a Recuperação” dos pastores John Baker e Rick Warren. O objetivo é apoiar as pessoas que buscam vencer questões como adição química, abuso sexual e físico, raiva e codependência, problemas alimentares, financeiros e dependência sexual. O projeto também realiza atividades culturais, esportivas e musicais na Ulbra Canoas para integração dos internos da Casa da Graça, seus familiares e a comunidade acadêmica.

Veritas: Verdade e vida

O projeto “Veritas: verdade e vida” pretende cooperar com o enfrentamento das desproteções socioterritoriais em canoas por meio da proclamação dos valores espirituais e religiosos na comunidade em três esferas de atuação: nos momentos de reflexão e aconselhamento, no fomento à cultura com a realização de eventos culturais, religiosos e formação de grupos de teatro e em programas de rádio e televisão com entrevistas, demonstrações culturais e mensagens existenciais-espirituais. O Projeto possui convênio com o Projeto Compartilhar e atua na realização de momentos de reflexão para trabalhadores de cooperativas de reciclagem de canoas e no planejamento da formação de grupos de teatro para crianças e jovens de escolas do bairro Guajuviras.

Nome do projeto

Projetos da Pastoral 2018 Resumo

Guaíba Ulbrasol

Nome do projeto

O projeto Ulbrasol é um programa de ações sociais, coordenado pela capelania da Ulbra Guaíba. Tem como objetivo principal promover o espírito voluntário e solidário e, para isso, conta com a cooperação da comunidade acadêmica dos cursos de graduação, além da colaboração da comunidade em geral do município através de parcerias com empresas e instituições. Atualmente o projeto tem seu foco principal direcionado às escolas públicas localizadas no município de Guaíba, próximas ao campus, nas quais são promovidas ações diversas Projetos da Pastoral 2018 Resumo

Guaíba Quero Fazer a Diferença

O projeto “Quero fazer a diferença”, coordenado pela Pastoral Universitária conta com a participação do curso de Enfermagem, Administração e Direito. O objetivo é atender demandas de ordem de formação continuada da Comunidade Evangélica Luterana do Redentor de carazinho. O programa, que acontece na Ulbra Carazinho, pretende atuar por meio de ações que envolvem momentos de espiritualidade, formação continuada e prestação de serviços de caráter quinzenal, com duração média de quatro horas.Público-alvo: comunidade civil e acadêmica.


126 | Relatório Social 2018

Nome do projeto

Projetos da Pastoral 2018 Resumo

Santa Maria Projeto A Associação Orquestrando Arte, junto à qual a Pastoral da Ulbra Santa Maria desenvolve ações educativas desde 2014, é uma instituição beOrquestrando Arte neficente de assistência social. Atualmente, a entidade passou a funcionar nas dependências do campus, onde recebe apoio material e humano para suas atividades. O projeto propicia a integração da comunidade acadêmica com a associação e seu público, por meio de atividades educativas, com destaque para as aulas de formação humana, palestras, apresentações e atendimento para crianças, adolescentes e suas famílias.

Nome do projeto

Projetos da Pastoral 2018 Resumo

São Jerônimo Projeto de Vida

Nome do projeto

O projeto visa conscientizar acadêmicos e alunos do ensino médio de escolas da região carbopetroqúimica para diferentes temáticas envolvendo saúde, carreira, voluntariado, comportamento nas redes sociais e problemas sociais de diferentes ordens.Entre as temáticas desenvolvidas estão o cuidado com o corpo, a prática de exercícios, estilo de vida saudável; uso de substâncias químicas; assuntos que envolvem sexualidade e prevenção; importância do planejamento financeiro e da carreira; cuidados nas redes sociais; a importância de ajudar a comunidade; e problemas sociais que envolvem prostituição, pornografia infantil, violência doméstica e feminicídio. Projetos da Pastoral 2018 Resumo

Gravataí Habilidades de Vida: programa permanente de prevenção ao uso de drogas

O projeto é uma iniciativa do Núcleo de Apoio Docente (NAD) e do Núcleo de Apoio Discente (NADi) da Ulbra Gravataí. O objetivo é implementar ações de prevenção ao uso de drogas, orientar integrantes da comunidade acadêmica que estejam envolvidos com algum tipo de dependência química e divulgar a rede de atendimento e serviços de tratamento disponíveis na cidade. O programa promove reuniões quinzenais da equipe, a produção de material de divulgação, a visita a outras instituições, a promoção de uma melhor capacitação dos funcionários de segurança do campus, a proposição de uma normativa institucional sobre a questão e a elaboração de relatórios semestrais sobre os resultados alcançados.


Relatório Social 2018 | 127

CANAIS DE COMUNICAÇÃO ULBRA-SOCIEDADE

significação de conceitos, processos e fluxos em Ouvidoria. Evidencia-se, desde já, a necessidade de estreitarmos cada vez mais o relacionamento da equipe com as demais áreas da Universidade para que, nesta relação dialógica, possamos construir conjuntamente iniciativas no campo da ética, transparência, respeito e dos direitos humanos. A ouvidoria, neste sentido, busca sua identidade alicerçada na seguinte Missão: Ser comunidade de aprendizagem eficaz e inovadora.

Ouvidoria em números – ano 2018 Pessoas atendidas Atendimentos Gerados 2.571 3.017

Ouvidoria A Ouvidoria da Ulbra assume sua demanda pautada na pessoa humana como centro de sua ação. Com uma gestão proativa, busca proporcionar iniciativas de caráter estruturador que almejam promover mudanças de relevância e de interesse geral da comunidade interna e externa. É o canal de comunicação entre o manifestante e a Instituição, atuando na mediação entre os setores da Universidade e o público interno e externo. No decorrer de 2018 podemos apontar algumas ações que ratificam o trabalho da equipe para qualificar seu atendimento, dentre elas: reorganização e ajustes da planilha de controle; reuniões com setores-chave da Instituição; participação dos Encontros de Ouvidores Universitários Gaúchos (UCS e FACCAT); execução do II Ciclo de Debates na Unidade de Guaíba; trabalhos junto ao Comitê no Pacto Nacional Universitário dos Direitos Humanos, inserção e interlocução da ouvidoria junto a reunião de secretarias de curso do campus Canoas; aprovação final da Mostra Itinerante Ouvidoria em Movimento que será inaugurada em 2019; renovação do assento junto a Comissão Própria de Avaliação; participação na palestra ocorrida na UNISC proferida pelo ouvidor geral da União; alinhamento dos dados de Ouvidoria junto aos eixos do PDI; reativação do módulo de Ouvidoria proporcionando maior solidez ao trabalho. O biênio 2017-2018 foi caracterizado pela reconstrução, reconfiguração e res-

Número de Atendimentos e Pessoas Atendidas - 2018

PESSOAS ATENDIDAS

400

350 322

284 300

250

237

330

231

222 200

215 170

192

167 150

153

148

100

50

0

241

261

291

184

189

271

336

249

187

182

372

254

JAN

FEV

MAR

ABR

MAI

JUN

JUL

AGO

SET

OUT

NOV

DEZ


128 | Relatório Social 2018

Público 9%

3000

100% 92,49%

Situação do Atendimento

2500

Fechado Pendente

2000 91%

1,1 0,4 0,3 0,0

1500

50%

1000 3,7

500

6,5

6,88%

0,34%

2474

184

9

DISCENTE

COMUNIDADE EXTERNA

DOCENTE

Modalidades 57,8 30,1

Graduação Presencial Graduação EAD NIHIL Pós Lato EAD Educação Básica Pós Strito Pós Lato Presencial Educação Básica

0

0,30% 8 ADMINISTRATIVO/ TÉCNICO

Tipo de Manifestação 1800

63,95

1600

2%

1400

5%

1200

Meios de Comunicação

40%

53%

Protocolo E-mail Telefone Presencial

1000

34,48

800

600

400

200

0

1710

922

0,52 14

0,45 12

ORIENTAÇÃO

RECLAMAÇÃO

DENÚNCIA

ELOGIO

0,60 16 SUGESTÃO


Relatório Social 2018 | 129

O contato com a equipe deve ser realizado preferencialmente via Autoatendimento, através de protocolo. Também poderá ser realizado através de telefone, e-mail ou presencial, com o devido registro da situação apresentada. O prazo de resposta é de até 7 (sete) dias úteis.

Comunicação com a Sociedade O conceito da palavra comunicação é aplicado na Universidade em ações voltadas aos públicos internos e externos na essência dos seus significados: partilhar, participar algo e tornar comum. Proporcionando, assim, aos atores envolvidos no processo, informações sobre a Instituição e os assuntos relacionados a ela. Cabe à comunicação, a partir da análise do cenário geral e local, definir estratégias que contemplem a entrega efetiva de resultados à sociedade. A base desse trabalho está firmada na política que institui a comunicação com a sociedade, como instrumento de gestão da interação e imagem da marca Ulbra entre seus públicos, de forma a atender missão e visão organizacional. O acompanhamento e avaliação permanente desses objetivos é outro ponto importantíssimo dentro dos processos de comunicação e marketing, uma vez que o trabalho realizado tem por objetivo a visibilidade e promoção de Extensão, Pesquisa e Ensino. Norteiam as diretrizes institucionais: - Transparência, proatividade, ética e parceria na manutenção do relacionamento com seus públicos estratégicos. - Acompanhar, de modo contínuo e sistemático, a evolução de meios e discursos entre seus públicos estratégicos, propondo questionamentos permanentes e a constante busca pelo aprimoramento tecnológico, garantindo uma comunicação cada vez mais eficaz. - Partilhar informação entre os públicos internos da Rede Ulbra de Educação. - Definição de estratégias e mapeamento de ações, com base no Plano de

Desenvolvimento Institucional (PDI), Plano Pedagógico Institucional (PPI) e Planejamento Estratégico de toda a Rede Ulbra de Educação, a fim de contemplar as normativas definidas por essas políticas. - Oportunizar, através da relação com a comunidade acadêmica, a produção coletiva e oincentivo à aprendizagem prática e integrada de soluções. - Divulgação de atividades de cunho social sustentáveis ligadas à confessionalidade e também à cultura e inovação.

Premiações Três projetos da Universidade Luterana do Brasil foram destaques no Prêmio Nacional de Gestão Educacional (PNGE), durante a realização do XVI Congresso Brasileiro de Gestão Educacional (GEduc). Na categoria Gestão Acadêmica, a Ulbra recebeu o prêmio ouro com o case PDI - Participação Coletiva na Construção da Excelência Acadêmica e Administrativa. Na categoria Responsabilidade Social, prata com o case A Trajetória da Acessibilidade na Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), e na Gestão Administrativa e de Comunicação, também prata com Implantação da Central de Serviços Compartilhados uma CSC: Central de Serviços Compartilhados. Ao todo, a Universidade concorreu com 12 instituições de ensino superior. Destaque, também, para o Aula, novo Ambiente Virtual de Aprendizagem da Universidade que recebeu o prêmio Case de Sucesso Portal IT4CIO como a publicação mais votada pela comunidade de TI presente na 12ª edição do 4CIO Sul.


130 | Relatรณrio Social 2018

Profile for ULBRA

Relatório Social 2018 - Universidade Luterana do Brasil  

Este relatório é uma síntese das ações desenvolvidas pela Ulbra a partir de seu papel transformador na sociedade, em correspondência à estra...

Relatório Social 2018 - Universidade Luterana do Brasil  

Este relatório é uma síntese das ações desenvolvidas pela Ulbra a partir de seu papel transformador na sociedade, em correspondência à estra...

Profile for ulbra
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded