__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

RELATÓRIO SOCIAL 2016


4

MENSAGENS

Marcos Fernando Ziemer Reitor Impacto Social O Relatório Social retrata o papel que a Ulbra cumpre junto à comunidade, através dos seus projetos extensionistas. Instituição confessional, filantrópica e comunitária, a Universidade demonstra, nas páginas a seguir, a sua relação com a sociedade e o trabalho desenvolvido na área social. Os projetos da Instituição têm um impacto significativo para a sociedade, transformando a vida e criando oportunidades para as pessoas, tanto onde ela mantém suas unidades de ensino presencial quanto os seus polos de educação a distância. Esse documento é uma síntese das ações desenvolvidas pela Universidade no seu papel transformador da sociedade, seja através da qualificação permanente de recursos humanos através de uma aprendizagem de excelência, quanto através de ações diretas que realiza nas comunidades onde está inserida.

Pedro Antonio González Hernández Pró-reitor Acadêmico Diálogo com a comunidade O diálogo transparente, democrático e colaborativo que a Ulbra estabelece com a sociedade faz com que o processo pedagógico seja permanentemente enriquecido, dinamizado e atualizado. As ações da Instituição, apresentadas neste Relatório Social, demonstram como ela busca compreender a realidade social e se compromete a formar recursos humanos que sejam capazes de transformar, para melhor, a sociedade brasileira, diminuindo as diferenças e contribuindo para o desenvolvimento do país. É por isso, também, que a Universidade Luterana do Brasil é uma universidade para todos!


5

SUMÁRIO Universidade Luterana do Brasil................................................................................................................... 06 Breve Histórico da Ulbra..................................................................................................................... 07 Perfil Institucional.............................................................................................................................. 07 Estratégia e Políticas Institucionais....................................................................................................... 08 Missão, Visão, Finalidade, Princípios e Valores ....................................................................................... 09 Governança....................................................................................................................................... 10 Presença da Ulbra na Sociedade.................................................................................................................. 12 A Ulbra no Brasil............................................................................................................................... 13 Ulbra EAD......................................................................................................................................... 16 Internacionalização............................................................................................................................. 17 Instituto de Línguas da Ulbra............................................................................................................... 19 Representatividade Institucional........................................................................................................... 21 Convênios e Acordos de Cooperação..................................................................................................... 25 Inclusão Acadêmica e Social......................................................................................................................... 26 Acessibilidade.................................................................................................................................... 27 Bolsas de Iniciação à Docência (PIbid).................................................................................................. 29 Bolsas Prouni..................................................................................................................................... 29 Ciência e Tecnologia.................................................................................................................................... 31 Pesquisa........................................................................................................................................... 32 Ulbratech - Rede Ulbra de Inovação..................................................................................................... 34 Extensão Universitária................................................................................................................................. 36 Projetos Comunitários......................................................................................................................... 37 Prestação de Serviços ....................................................................................................................... 65 Ações Comunitárias Integradas............................................................................................................ 70 Outras Ações Extensionistas................................................................................................................ 75 Capelania................................................................................................................................................... 77 Comunicação com a Sociedade..................................................................................................................... 87 Orquestra de Câmara da Ulbra - 20 anos....................................................................................................... 90


6

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL


7

BREVE HISTÓRICO A trajetória da Ulbra tem início em 1911, com a expansão do trabalho missionário da Comunidade Evangélica Luterana São Paulo, de São Leopoldo, RS, para uma ação educacional junto à primeira capela que funcionou também como escola para atender os filhos dos imigrantes alemães de Canoas, RS. Em 1925, foi registrada oficialmente a Escola Evangélica Luterana São Paulo, junto à Secretaria do Interior, ofertando ensino primário. Novas escolas passaram a atender diferentes bairros de Canoas. Em 1969, com a criação do Colégio Cristo Redentor, a oferta se estendeu do ensino fundamental e médio à educação profissional. Foi o primeiro passo rumo ao ensino superior. A Faculdade Canoense de Ciências Administrativas foi criada em 1972, e ao se transformar em Universidade Luterana do Brasil, em 1989, começa a ser construída a marca Ulbra como uma das mais importantes redes de ensino do país. Nove campi universitários integram a Rede Ulbra de Educação no Rio Grande do Sul. E é com essa marca que todas as mantidas de educação básica e de ensino superior da Associação Educacional Luterana do Brasil (Aelbra) são identificadas e reconhecidas, no Brasil e no mundo.

PERFIL INSTITUCIONAL A Ulbra difunde o conhecimento e está comprometida com a formação de cidadãos que façam a diferença na coletividade nos diversos municípios onde está presente. As nove unidades de ensino superior presencial do Rio Grande do Sul e os 80 polos da modalidade de educação a distância, distribuídos em 21 estados brasileiros, preparam para a profissão e atualizam milhares de pessoas todos os anos, empenhando-se em proporcionar a aplicação prática do conhecimento adquirido, com foco na aprendizagem eficaz, com uma proposta pedagógica que tem um olhar voltado para a formação do aluno de forma que este seja capacitado a interceder pela comunidade que está ao seu entorno. Alicerçadas na orientação confessional de inspiração luterana, e no lema A Verdade vos Libertará, essas unidades e polos estimulam o despertar cada vez maior da consciência cristã pelo bem de todos. Propõem a conquista de uma cidadania plena nas relações sociais diárias, no trabalho, na convivência, na cooperação permanente com entidades e organizações e na organização do conjunto dos municípios e das regiões onde a Rosa de Lutero sinaliza no mapa a presença da Universidade.


8

ESTRATÉGIA E POLÍTICAS INSTITUCIONAIS

A Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) busca a excelência junto à comunidade em que se insere. Os processos de Autoavaliação e de Planejamento Estratégico consolidados na Instituição contribuem para elaboração e acompanhamento do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). Este por sua vez, é resultado da construção coletiva da Universidade. A partir da escuta dos diferentes segmentos, representa o que se pretende alcançar na Universidade, em uma concepção político-pedagógica que articula a Missão de “Ser comunidade de aprendizagem eficaz e inovadora”, através de princípios e valores que balizam a formação de profissionais éticos em articulação aos preceitos confessionais da Identidade Luterana. Este processo é resultado de diferentes momentos de reflexão e análise frente à situação atual da Universidade, que culminou em 2016 na estruturação do Plano de Desenvolvimento Institucional para o período de 2017 a 2022. Foi nomeada uma Comissão para elaboração do documento, com diferentes segmentos acadêmicos, com vistas a estabelecer o diálogo e a escuta das necessidades institucionais. Esta comissão, organizada em cinco grupos de trabalho, em consonância com os cinco eixos que contemplam as dez dimensões dispostas no art. 3º da Lei n° 10.861, que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) foi dinamizadora de estratégias que destacaram o protagonismo de cada agente educativo da Universidade. Entre as etapas de trabalho, destaca-se o diagnóstico a partir de uma consulta pública envolvendo a comunidade acadêmica e sociedade civil organizada. A consulta, articulada aos resultados dos processos avaliativos internos e externos, foram subsídios para a formulação das Políticas e Diretrizes Institucionais. A partir destas, organizou-se seminários que apontaram os rumos e as linhas de atuação da gestão (Políticas), indicações para seu efetivo desenvolvimento (Diretrizes), a partir de metas que se pretende alcançar para o período de 2017 a 2022. Em consonância com o planejamento estratégico, definiu-se a Missão, Visão e Finalidade da Ulbra, apresentados a seguir:


9

MISSÃO, VISÃO, FINALIDADE, PRINCÍPIOS E VALORES

MISSÃO Ser comunidade de aprendizagem eficaz e inovadora VISÃO Consolidar-se, até 2022, como instituição de excelência acadêmica e administrativa FINALIDADE A Universidade Luterana do Brasil, em consonância com a Mantenedora, tem como finalidades principais a geração, o desenvolvimento, a socialização e a aplicação de conhecimentos por meio da extensão, pesquisa e ensino compreendidos de forma indissociada e integrados na educação e na formação técnico-profissional dos cidadãos, bem como na difusão da cultura e na criação filosófica, artística e tecnológica, sempre norteados pela valorização de uma postura ética e cristã, em prol da transformação da sociedade. PRINCÍPIOS E VALORES BÁSICOS: · Integridade, honestidade e seriedade · Respeito às pessoas e ao meio ambiente · Justiça, liberdade e cidadania

BÁSICOS: · Comprometimento: - com o aluno - com a qualidade - com a comunidade · Valorização das pessoas · Confessionalidade Cristã Luterana

ASPIRACIONAIS: · Transparência em todos os processos · Inovação e empreendendorismo · Qualidade, excelência e sustentabilidade nas atividades fim e meio · Acessibilidade universal


10

GOVERNANÇA De acordo com o Art. 12 do Estatuto da Ulbra (2013), a administração da Universidade processa-se por meio de órgãos da administração superior: I - Conselho Universitário (Consun) II - Reitoria Os Órgãos Suplementares que integram a estrutura da Universidade têm suas atribuições e vinculações definidas no Regimento da Universidade, aprovado na forma do Estatuto. O Conselho Universitário é o órgão deliberativo superior, responsável pela definição e avaliação de políticas e diretrizes para a extensão, pesquisa e ensino. Ele é composto pelo reitor, como presidente, pelo vice-reitor, pelos pró-reitores, diretores de campi e por representantes de diferentes setores da comunidade acadêmica, sociedade civil organizada e mantenedora. A Reitoria é órgão executivo superior da Universidade. Atribuições, competências e critérios de decisões da Reitoria estão contempladas e aprovadas na forma do Estatuto da Ulbra. Outros órgãos colegiados da administração superior da Ulbra são: · Colegiado de Reitoria: O Colegiado de Reitoria é o órgão consultivo que, presidido pelo reitor, monitora o exercício das funções universitárias, supervisionando a gestão acadêmico-administrativa, coordenando e integrando as atividades de apoio técnico administrativo e cuidando para que sejam cumpridas a legislação e as normas do Ensino Superior. · Colegiado da Pró-reitoria Acadêmica: Órgão consultivo, presidido pelo pró-reitor Acadêmico e Diretorias da Pró-reitoria Acadêmica; monitora os processos pedagógicos e diretrizes institucionais que visam à indissociabilidade entre a extensão, a pesquisa e o ensino. Participa na discussão, quando consultado, de definições estratégicas relacionadas às atribuições desta Pró-reitoria e do seu representante legal. · Colegiado da Pró-reitoria de Planejamento e Administração: Órgão consultivo, presidido pelo pró-reitor de Planejamento e Administração e constituído pelas Diretorias desta Pró-reitoria; monitora e apoia o desenvolvimento dos indicadores estratégicos da Ulbra, orientando ações corretivas em relação aos objetivos estabelecidos. Participa na discussão, quando consultado, de definições estratégicas relacionadas às atribuições desta Pró-reitoria e do seu representante legal. A Ulbra caracteriza-se como uma Universidade multicampi, com atuação no estado do Rio Grande do Sul, com foro legal na cidade de Canoas, possuindo uma estrutura específica para educação a distância (EAD) com credenciamento para atuar em todos os estados da Federação.


11

Enquanto Instituição de Ensino Superior compromissada na formação de profissionais qualificados, alicerçada nas quatro diretrizes estratégicas institucionais (Encantar o aluno; Reforçar a identidade luterana e fortalecer a imagem da Ulbra na sociedade; Promover o equilíbrio econômico financeiro e a capacidade de investimento; e Valorizar as pessoas) e comprometida com a sua Missão, deve promover uma política de gestão institucional democrática fundamentada nos princípios de: · Transparência: divulgação e acesso às estruturas, processos, dados e informações · Participação: todos os segmentos da comunidade acadêmica têm garantia de ampla representação na tomada de decisão · Diálogo: ter a capacidade de refletir e questionar acerca de seus papeis na construção de uma Universidade plural

Diretrizes Constituem as Diretrizes da Universidade Luterana do Brasil: · Isonomia de gestão · Garantia de representação da comunidade acadêmica nos órgãos de decisão · Racionalização do uso de recursos · Eficiência dos processos · Identificação, mobilização e desenvolvimento das competências individuais · Promoção da prática de valores institucionais e éticos · Fomento da cultura de inovação na gestão


12

PRESENÇA DA ULBRA NA SOCIEDADE


13

A ULBRA NO BRASIL A Ulbra mantém nove campi universitários nas cidades de Cachoeira do Sul, Canoas, Carazinho, Gravataí, Guaíba, Porto Alegre, Santa Maria, São Jerônimo e Torres. Em 2016, ainda no Rio Grande do Sul, administrava 17 Polos de Apoio Presencial à modalidade de educação a distância nos municípios de Cachoeira do Sul, Canela, Canoas, Carazinho, Erechim, Gravataí, Guaíba, Lajeado, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, Santiago, São Jerônimo e Torres. A educação a distância ainda é ofertada em polos situados nos estados do Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe. Também funcionam polos da Ulbra nas unidades de ensino superior mantidas pela Aelbra no Amazonas, Goiás, Pará, Rondônia e Tocantins. Confira, a seguir, uma descrição das cidades onde a Ulbra mantém seus campi no RS.

Cachoeira do Sul

O município está localizado no centro do estado, entre a BR 290 e RS 287, fazendo parte da microrregião do Vale do Jacuí, distante 180 km de Porto Alegre. Possui um território de 3.735 km² com uma população estimada de 86.688 habitantes. É fortemente direcionado à atividade primária, apresentando referenciais de produtividade agrícola acima da média estadual. O fortalecimento do seu potencial industrial e de serviços leva em conta os processos de apoio às iniciativas locais. O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM 2010) é de 0,742. O PIB per capita é de R$ 21.095,80 (FEEE, 2013). A Ulbra Cachoeira do Sul iniciou suas atividades no ano de 1997. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/cachoeira-do-sul.


14 Canoas

A cidade está localizada entre Porto Alegre, a Região Serrana e o Polo Petroquímico, no centro geográfico do Mercosul, e é perpassada pelo entroncamento das principais rodovias que cruzam a região metropolitana: BR 116, BR 386 e BR 290. Dados do IBGE apresentaram uma estimativa de 323.827 habitantes, em 2010. Canoas possui uma área territorial de 131,096 km². O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM 2010) é de 0,750. O PIB per capita é de R$ 33.828,32 (FEEE 2013). Sua economia é muito desenvolvida, possuindo o segundo maior PIB do estado e o terceiro da região Sul do Brasil. A indústria é a que mais contribui para isso, seguida do comércio, dos serviços e da agricultura. A Ulbra Canoas iniciou suas atividades em 1981, através das Faculdades Canoenses, que se transformou em Universidade reconhecida pelo MEC em 1989. A partir daí, foi ampliado o número de Unidades para outras cidades gaúchas. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/canoas.

Carazinho

O município está localizado no noroeste do estado, conhecido como Região da Produção, que é atendida pelas principais rodovias que cruzam a região: BR 377, BR 386 e BR 285 e a RS 142. Está distante 245,50 km de Porto Alegre. Dados do IBGE apresentaram uma estimativa de 59.317 habitantes em 2010. Carazinho possui uma área territorial de 665,092 km². O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM 2010) é de 0,766. O PIB per capita, em 2013, era de R$ 29.458,55. Sua economia é desenvolvida principalmente na área do comércio e serviços do ramo agroindustrial, e está em crescimento no eixo logístico, industrial e de serviços em geral. A Ulbra Carazinho iniciou suas atividades em 2000. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/carazinho.

Gravataí

Gravataí é uma das cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre, distante 23 quilômetros da capital. O município é servido por três estradas estaduais e uma federal (RS 118; RS 030; RS 020 e BR 290). Gravataí é predominantemente urbana, com uma população de 255.660 habitantes, de acordo com o IBGE, em uma área territorial de 463,499 km². O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é de 0,736 e o PIB per capita é de R$ 37.904,83 (2013). Conforme dados da Fundação de Economia e Estatística do RS de 2013, o município conta com o 4º maior Produto Interno Bruto do Estado do Rio Grande do Sul (R$ 7,313 bilhões), sendo que a indústria, atualmente, é o setor mais relevante para a economia do município. Além de forte vocação industrial com destaque ao polo automotivo, os setores do comércio e serviços vêm crescendo, oferecendo opções de geração de emprego e renda. A Ulbra Gravataí foi instalada em 1991. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/gravatai.

Guaíba

O município está localizado na Região Metropolitana de Porto Alegre, distante 32 Km da capital. Compreende uma área de 376,9 Km² (2015), com uma população de 100.586 habitantes (2014). O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é de 0,730 (2010), sua Densidade Demográfica é de 254,9 hab/ Km² (2013) e o PIB per capita R$ 42.298,04 (2013). A Taxa de Analfabetismo de pessoas com 15 anos ou mais no município é de 3,83% (2010). Sua economia é desenvolvida principalmente na área da indústria, comércio e prestação de serviços. A Ulbra Guaíba iniciou suas atividades em 1989, tendo como área de abrangência a Região da Costa Doce. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/guaiba.


15 Porto Alegre

A capital do estado do Rio Grande do Sul é uma cidade com uma das melhores qualidades de vida do Brasil com uma população de 1.409.351 habitantes em uma área territorial de 496,682 km². O Índice do Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é considerado alto, com um índice geral de 0,805, valor global derivado de três categorias: IDHM Longevidade (0,857); IDHM Educação (0,702) e IDHM Renda (0,867). Porto Alegre possui um PIB per capita de R$ 39.091,64 (2013). Embora possua um parque industrial diversificado, em vista da sua economia dinâmica, da forte e moderna infraestrutura física e técnico-científica e da qualificação do mercado de trabalho, Porto Alegre vem mostrando uma tendência para a concentração em atividades do setor terciário, crescendo a indústria do conhecimento, o comércio e os serviços. A Ulbra Porto Alegre foi instalada em 2005. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/porto-alegre.

Santa Maria

Santa Maria é uma cidade que fica na Região Central do estado, no coração do Rio Grande do Sul, distante 293 km da capital. Atualmente, a cidade possui 261.031 habitantes em uma área territorial de 1.781,757 km². O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é de 0,784 e o PIB per capita é de R$ 20.847,16 (2013). A economia do município tem como base o setor de serviços e a agropecuária. A atividade turística também vem crescendo nos últimos anos, principalmente por causa dos sítios paleontológicos existentes na região. A Ulbra Santa Maria foi instalada em 2002. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/santa-maria.

São Jerônimo

O município de São Jerônimo está localizado na Região Central do estado, a 68 km de Porto Alegre, utilizando-se a RS 401, BR 290 e BR 116. Atualmente, possui 22.134 habitantes em uma área de 936,375 km². O PIB per capita, em 2013, era de R$ 17.762,82 e o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é de 0,696 (2010). Na região, existem organizações dos diversos setores de nossa economia, destacando um forte comércio e uma indústria de pequeno e médio porte somada a algumas indústrias de grande porte de destaque no cenário nacional e internacional, como cabe citar a Multilab/Takeda, a GKN do Brasil, a SYL, New Free, Grupo Lebes, COMAP e o grupo Gerdau, além de termoelétricas (Tractebel-Grupo Suez) a carvão e mineradoras. A Ulbra São Jerônimo foi instalada em 1990. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/sao-jeronimo.

Torres

O município de Torres situa-se no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, a 197 km de Porto Alegre. Possui 34.656 habitantes em uma área de 160,565 km². As principais vias de acesso ao município são a BR 101 e a Estrada do Mar (RS 389). O PIB per capita é de R$ 19.966,52 (2013) e o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é de 0,762 (2010). Torres apresenta uma das mais valiosas forças econômicas da área nordestina do Rio Grande do Sul, sendo próspera no comércio, na indústria, na construção civil, no artesanato e no turismo. Sua agricultura é rica e farta, produzindo arroz, feijão, milho, banana, fumo, cana-de-açúcar e mandioca. Tem crescido muito a produção de tomate, pimentão, repolho e cenoura. Na produção de animais de corte, destaca-se o bovino. A região, pelas suas belezas naturais, seu clima ameno, a vastidão de suas brancas praias, atrai milhares de pessoas de todas as partes do Brasil e também dos países vizinhos. A indústria é constituída de engenhos de cana-de-açúcar, destilarias de aguardente, serrarias, olarias, descascadores de arroz, estufas de fumo, fábricas de esquadrias, de móveis e de pequenas indústrias caseiras. A Ulbra Torres foi instalada em 1992. A oferta atual de cursos e serviços pode ser conferida no site www.ulbra.br/torres.


16

ULBRA EAD Na Ulbra, os cursos a distância começaram a ser implantados no ano de 2003, quando o ensino superior ainda era incipiente nesta modalidade. A rede de polos credenciados foi expandida para além das localidades onde já estão instaladas as instituições de ensino superior mantidas pela Aelbra. Em 2016, 80 polos estavam distribuídos em 21 estados, beneficiando as populações de 72 municípios, nas cinco regiões geográficas do país.


17

INTERNACIONALIZAÇÃO Para o atendimento da Política de Internacionalização, a Assessoria de Relações Internacionais (RI) é responsável por fomentar, articular e administrar a cooperação da Ulbra com instituições estrangeiras. Cooperação esta viabilizada por meio de programas e projetos de extensão, ensino e pesquisa voltados à aprendizagem intercultural e que garantam, assim, o respeito e a convivência multicultural. Desse modo, a RI da Ulbra trabalha com três instâncias de internacionalização. A primeira refere-se ao intercâmbio realizado pelos membros da comunidade acadêmica, cujos dados de 2016 constam no quadro abaixo.

Mobilidade Acadêmica na Ulbra – 2016

TIPO DE MODALIDADE/SEMESTRE

2016/1

2016/2

SUB-TOTAL

Mobilidade Internacional - aluno Ulbra

3

1

4

Mobilidade Internacional - aluno estrangeiro

7

3

10

Mobilidade Interna

0

2

2

Estágio Internacional - aluno Ulbra

0

2

2

TOTAL

10

8

18

Fonte: Assessoria de Relações Internacionais


18 Nos diferentes tipos de mobilidade acadêmica oferecidos em 2016, os destinos escolhidos pelos estudantes da Ulbra foram Alemanha, Argentina, Estados Unidos, Canadá, França e Portugal. Já na recepção de estrangeiros, foram recebidos intercambistas do Chile, Espanha, México e Portugal. A segunda instância da internacionalização refere-se à análise, formalização e execução de convênios. Em 2016, um novo convênio foi assinado com a Universidade Veracruzana, no México, além de duas renovações com as universidades de La Laguna e de La Coruña, na Espanha. Atualmente, são 47 convênios com instituições de 16 países. A terceira instância, objetivando a disseminação da cultura de internacionalização, abarca os eventos realizados para a comunidade acadêmica. Em 2016, além de reuniões com coordenadores de curso e professores sobre parcerias internacionais, foram organizados diferentes tipos eventos. Alguns deles com a parceria do Instituto de Línguas da Ulbra e dos programas de pós-graduação, conforme o apresentado no quadro abaixo.

Eventos de Internacionalização na Ulbra – 2016

TIPO

2016/1

2016/2

SUB-TOTAL

Café com Idiomas (com o Ilulbra)

3

4

7

Ilulbra Learning Festival (em apoio ao Ilulbra)

1

1

2

Webmeeting da Ciência (com cursos de pós)

1

1

2

7º Sarau das Nações: Espanha de Cervantes

0

1

1

Recepção a visitantes e delegações estrangeiras

5

2

7

Aula Magna dos Calouros

0

1

1

Apoio a viagens de estudos internacionais

0

1

1

TOTAL

10

11

21

Fonte: Assessoria de Relações Internacionais


19

INSTITUTO DE LÍNGUAS DA ULBRA Interface com a RI O Instituto de Línguas da Ulbra (Ilulbra) intermedia o contato de seus alunos com a Assessoria de Relações Internacionais (RI) da Ulbra, setor que fomenta, articula e administra a interação entre a Universidade e instituições de ensino superior estrangeiras com as quais mantém convênios de cooperação. Destas ações, podem resultar: · Participação de alunos do Ilulbra em intercâmbios no exterior · Participação de alunos do Ilulbra no Programa de Mobilidade Acadêmica · Ações pontuais conjuntas incentivando a valorização da cultura de outros países Em 2016, como resultado da parceria com a RI, foi criado o evento Café com Idiomas, que consiste na reunião informal em uma cafeteria do campus, de professores do Ilulbra com pessoas interessadas em praticar a língua inglesa mesmo que não sejam alunos do Instituto. No ano, foram sete edições, totalizando 107 participantes.

Atividades No contexto da internacionalização, o Ilulbra oferece, como base de suas atividades, cursos de língua inglesa e espanhola e de cultura brasileira para estrangeiros. Em 2016, além de Canoas e Gravataí, o Instituto expandiu suas atividades para os campi de Porto Alegre e Carazinho. Como incentivo ao estudo de línguas estrangeiras, o Ilulbra oferece descontos promocionais de 50% sobre o valor das mensalidades para alunos, funcionários e egressos da Universidade. No ano, o benefício foi assim distribuído:

2016/1 2016/2

216 alunos 227 alunos


20 Testes de Nivelamento Quando os candidatos apresentam conhecimento prévio nos idiomas inglês ou espanhol, podem solicitar uma avaliação de seu nível linguístico anteriormente à matrícula. A atividade é conduzida por um professor do Instituto, de modo gratuito. Em 2016, foram realizados 63 testes de nivelamento.

Exames de Proficiência em Língua Inglesa e Espanhola Tais exames destinam-se à avaliação de conhecimentos em língua estrangeira, com vistas à realização de estudos de mestrado e doutorado, em conformidade com a Resolução nº 11/69 do Conselho Federal de Educação (CFE). Nesta atividade, são atendidos candidatos vinculados aos Programas de Pós-graduação Stricto Sensu da própria Ulbra, bem como de outras universidades, tanto do Rio Grande do Sul como de outros estados brasileiros. Em 2016, os exames de proficiência aplicados pelo Ilulbra ficaram assim distribuídos:

Língua inglesa Língua espanhola Total

260 exames 113 exames 373 exames

Ilulbra Learning Festival Buscando incentivar a prática do idioma estrangeiro, a interação com outras culturas, bem como a divulgação de suas atividades, o Ilulbra realizou, nos quatro campi da Universidade em que está presente, novas edições do Ilulbra Learning Festival – evento gratuito e aberto a todos os interessados. Abordando as temáticas de viagem, culinária, american & british english, super-heróis e business english, as edições de 2016 reuniram 182 participantes.


21

REPRESENTATIVIDADE INSTITUCIONAL A Ulbra participa ativamente em entidades, órgãos e instituições, nas quais a comunidade organizada atua em prol do desenvolvimento humano e regional.Confira: Cachoeira do Sul · Câmara de Agronegócio, Comércio, Indústria e Serviços de Cachoeira do Sul (CACISC) · Comissão de Especialistas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) · Comissão de Integração de Ensino e Serviço - 8ª Coordenadoria Regional de Ensino (8ª CRE) · Comissão Intergestores Regional – 8ª Região de Saúde (CIR Saúde) · Comitê Municipal de População em Situação de Rua · Conselho Escolar - Colégio Sinodal Barão do Rio Branco · Conselho Municipal de Educação (CME) · Conselho Regional de Administração (CRA) · Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) - Jacuí-Centro · Cooperativa de Recicladores Solidários em Defesa do Meio Ambiente (Cocari) · Grupo Técnico Regional de Saúde (GT Saúde) · Junta Disciplinar Desportiva dos Jogos Escolares de Cachoeira do Sul (JECS/SMED) · Ouvidoria Regional do Sistema Único de Saúde (SUS) · Programa de Desenvolvimento Industrial de Cachoeira do Sul (Procid) Canoas · Academia Riograndense de Química (CRQ-RS) · Agenda Positiva do Município de Canoas (Sebrae) · Argonautas Editora · Arranjo Produtivo Local (APL) Eletroeletrônico de Automação e Controle – Eixo Porto Alegre – Caxias do Sul · Associação Beneficente e Educacional de 1858 (ABE) – Colégio Farroupilha - Porto Alegre · Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) · Associação Brasileira de Designers de Interiores – Regional RS (ABD-RS) · Associação Brasileira de Enfermagem (ABEN) · Associação Brasileira de Estudos e Pesquisa em Moda (Abepem) · Associação Brasileira de Mutagênese e Genômica Ambiental (Mutagen) · Associação Brasileira de Normas Técnicas - Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados (ABNT/CB-018/CE 018 300 006 - Durabilidade do Concreto) · Associação Brasileira de Patologia das Construções (Alcanpat Brasil)


22 · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · · ·

Associação Brasileira de Química – Regional RS (ABQ/RS) Associação Brasileira de Química (ABQ) - RS Associação de Dirigentes Cristãos de Empresa (ADCE) - Plataforma de Educação Associação de Investigadores da Imagem em Movimento (AIM - Portugal) Associação Latino-americana de Ciência Política (Alasa) Associacion Latinoamerica da Magistrados, Funcionarios e Operadores da Niñez, Adolescencia y Família Câmara Rio-grandense do Livro (CRL) Câmara Técnica da Unimed-RS Comissão de Ensino - Conselho Regional de Medicina Veterinária do RS (CRMV-RS) Comissão de Estudos de Responsabilidade Social (CRC-RS) Comissão Especial da Criança e do Adolescente (CECA) - Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RS) Comissão Mista do Prêmio de Responsabilidade Social - Assembleia Legislativa do RS (AL-RS) Comissão Nacional de Residência em Medicina Veterinária - Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) Comissões de Especialistas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade do Vale do Sinos (Unisinos) – São Leopoldo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Fundação Estadual de Produção e Pesquisa em Saúde do RS (FEPPS-RS) Comitê do Cluster de Tecnologias para a Saúde (Cluster RS) Comitê Municipal do Meio Ambiente de Canoas (Comma) Comitê Rede Lilás RS - Enfrentamento à Violência Contra a Mulher - Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do RS Conselho Consultivo da Revista Cadernos de História da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) Conselho da Câmara Técnica de Geriatria do Conselho Regional de Medicina do RS (Cremers) Conselho da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – Seção do RS (SBGG-RS) Conselho de Contribuintes do Município de Canoas (CCM) Conselho de Ex-presidentes e Conselho Fiscal do Fórum Brasileiro de Segurança Pública - São Paulo Conselho Deliberativo - Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual (Socine) Conselho Deliberativo da Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais do RS (Anclivepa-RS) Conselho Estadual de Políticas Culturais do RS (CEPC-RS) Conselho Municipal de Cultura de Canoas (CMCC) Conselho Municipal de Defesa do Idoso de Canoas (Comdi) Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (CMDUA) Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI) Conselho Municipal de Saúde de Canoas (CMS) Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Canoas (Comdica) Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Canoas (Comdip) Conselho Regional de Contabilidade do RS (CRC-RS)


23 · Conselho Regional de Educação Física (CREF2-RS) · Conselho Regional de Enfermagem (Coren) · Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-RS) · Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - 5ª Região (Crefito–5) · Conselho Regional de Fonoaudiologia – 7ª Região (Crefono-7) · Conselho Regional de Química (CRQ-RS) · Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) · Curadoria da Feira Conexão Indústria e Comércio RS · Escola de Saúde Pública (ESP) · Fórum Estadual de Erradicação do Trabalho Infantil do RS · Fórum Nacional de Extensão e Ação Comunitária das Universidades e IES Comunitárias (Forext) · Fundação Ulbra (Fulbra) · Grupo de Trabalho (GT) Leitura e Literatura Infantil e Juvenil Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (Anpoll) · Grupo de Trabalho da Saúde do Trabalhador (Crefono-7) · Núcleo de Logística do RS (Intelog) · Núcleo Municipal de Educação em Saúde Coletiva (Numesc) São Leopoldo · Odisseia de Literatura Fantástica · Parecerista da Revista da Fundação Liberato Salzano Vieira da Cunha (FLSVC) – Novo Hamburgo · Parecerista da Revista Tempo e Argumento da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) - SC · Parecerista Guia do Estudante - Editora Abril · Parecerista Revista Ágora da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) · Parecerista Revista Confluências Culturais da Universidade da Região de Joinville (Univille) - SC · Parecerista Revista Letras de Hoje da Pontifícia Universidade Católica do RS (PUC-RS) · Red Universitaria de Latinoamérica y El Caribe para La Reducci-

ón de Riesgo de Desastres–Redulac/Rrd®-Redulac · Rede Brasileira de Pesquisa em Redução de Riscos de Desastres (RRDBR-RRD-BR) · Rede de Estudos Avançados em Leitura (Reler) - do Instituto Interdisciplinar de Leitura (Iiler) da Pontifícia Universidade Católica do RJ (PUC-RJ) · Rede Direitos Humanos da Secretaria de Justiça e Segurança do RS (DH-SJSRS) · Setorial de Confecção da Região Metropolitana (Sebrae) · Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM) – Regional RS · Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual (Socine) · Sociedade Brasileira de Genética (SBG) · Sociedade Brasileira de Psicologia Jurídica (SBPJ) · Sociedade de Engenharia e Arquitetura de Canoas (Seaca) · Sociedade Nacional de Fisioterapia Desportiva (Sonafe) – Regional RS · Usina Projetos Culturais Alma Brasileira - Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac) · VI Conferência Estadual de Saúde · Vivá Moará – Cooperativa de Economia Solidária Carazinho · Associação Comercial e Industrial de Carazinho (ACIC) · Comissão de Acervo do Museu Regional Olívio Otto · Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Jacuí (Coaju) · Comitê Municipal de Trânsito · Conselho Deliberativo do Presídio Estadual de Carazinho · Conselho da Lei de Diretrizes Orçamentárias de Carazinho · Conselho Geral do Hospital de Caridade de Carazinho · Conselho Municipal da Infância e da Adolescência de Carazinho (Condicar) · Conselho Municipal de Cultura de Carazinho (CMC) · Conselho Municipal do Idoso de Carazinho (CMIC) · Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) - Região da Produção · Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP) - Carazinho


24

EAD · Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) · Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comude) - São Jerônimo Gravataí · Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes) · Conselho Municipal da Cidade (Concidade) · Conselho Municipal de Contribuintes (CMC) · Conselho Municipal Pro Segurança Pública (Consepro) · Conselho Municipal de Meio Ambiente (CMMA) · Conselho Municipal do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (CMPDDU) · Conselho Municipal da Pessoa Idosa (CMDPI) · Fundação Municipal de Arte e Cultura (Fundarc) · Observatório Social do Brasil Gravataí e Glorinha (OSBG) Guaíba · Academia Olímpica Brasileira (AOB) · Academia Olímpica Internacional (AOI) · Associação dos Professores de Educação Física (Apef) · Associação Latina de Filosofia do Desporto (Alfid) · Conselho Estadual de Esportes do Rio Grande do Sul (Ceee-RS) · Conselho de Ética da Associação Brasileira de Orientação Profissional (Abop) · Conselho Municipal de Educação de Guaíba (CMEG) · Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul (CRA-RS) · Fórum Municipal de Acompanhamento do Plano Municipal de Educação (FMEG) · Sindicato dos Administradores do Rio Grande do Sul (Sindaergs) · Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar - Núcleo RS (SBPH) · Tutoria Regional do Programa de Atenção ao Recém Nascido - Secretaria Estadual da Saúde e Ministério da Educação Porto Alegre · Conselho Regional do Desenvolvimento da Região Metropolitana (Corede) Santa Maria


25 · Comitê de Empreendedorismo de Santa Maria · Conselho Municipal de Saúde de Santa Maria (CMS) · Conselho Superior da Agência de Desenvolvimento de Santa Maria (Adesm) · Conselho Superior do Santa Maria Tecnoparque · Fórum Técnico do Instituto de Planejamento de Santa Maria (Iplan) São Jerônimo · Arranjo Produtivo Local (APL) do Polo Naval do Jacuí - São Jerônimo · Associação Comercial e Industrial de São Jerônimo, General Câmara e Triunfo (ACI) · Câmara Técnica de Biodiversidade do Bioma Pampa pela Associação Nacional de Órgãos Ambientais Municipais (Annama) · Clube de Diretores Lojistas de São Jerônimo, General Câmara e Triunfo (CDL) · Comissão Municipal de Emprego - São Jerônimo (CME) · Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Baixo Jacuí (CGBHBJ) · Conselho Diretor do Parque Delta do Jacuí (CDPDJ) · Conselho Municipal de Desenvolvimento de São Jerônimo (Comude) · Conselho Municipal de Meio Ambiente de Charqueadas (Comuna) · Conselho Municipal de Meio Ambiente de São Jerônimo (CMMA) · Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) · Conselho Regional de Desenvolvimento da Região Centro-sul (Corede-CS) · Delegacia Regional da Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul) · Fórum de Observadores de Aves do Brasil (AVISTAR) · Polo de Modernização Tecnológica da Região Centro-Sul (PMTECCS) Torres · Associação Brasileira de Fisioterapia Traumato-ortopédica (Abrafito)

· Associação Brasileira de Terapia Intensiva (Assobrafir) · Associação Brasileira de Terapia Neurofuncional (Abrafin) · Centro de Referência da Mulher (CRM) · Comissão de Odontologia Hospitalar – Conselho Regional de Odontologia (CRO-RS) · Comissão Municipal da Consciência Negra · Conselho de Arquitetura e Urbanismo (Cau/RS) · Conselho de Secretários do RS - Rede de Urgência e Emergência · Conselho do Parque Estadual de Itapeva (CPEI) da Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do RS (Sema/RS) · Conselho do Plano Diretor do Município de Torres · Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico de Torres · Conselho Municipal de Educação de Torres (CME) · Conselho Municipal de Turismo de Torres · Conselho Municipal do Meio Ambiente de Torres (Commam) · Conselho Regional de Administração (CRA) · Fórum Livre das Mulheres de Torres (FLMT) · Marcha Mundial das Mulheres - Núcleo Torres (MMM) · Rotary Club de Torres · Sociedade Brasileira de Cirurgiões Dentistas (Sobracid) · Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) · Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (Sonafe)

CONVÊNIOS E ACORDOS DE COOPERAÇÃO · Convênios empresariais para desconto nas mensalidades: 190 · Convênios empresariais para auxílio financeiro da empresa e desconto nas mensalidades: 10 · Acordos de cooperação: 64


26

INCLUSÃO ACADÊMICA E SOCIAL


27

ACESSIBILIDADE A Universidade prepara profissionais qualificados como uma instância de desenvolvimento de canais de convivência e formação de pessoas, onde todos devem exercitar o pertencimento, independentemente de suas diferenças e necessidades individuais. Neste sentido, a área de Acessibilidade da Ulbra, em alinhamento com a legislação vigente, atua em articulação com os Núcleos de Apoio Docente/Discente, de Recursos Humanos, de suporte técnico bem como com a Pastoral. Suas ações estão alinhadas com as de extensão, pesquisa e ensino, tanto na modalidade presencial como na educação a distância (EAD). Em 2016, a Universidade consolidou a implantação da área de acessibilidade em todos os seus campi, capacitando seus representantes e promovendo amplo debate com vistas à criação de uma Política Institucional de Acessibilidade, de modo a garantir a plena adequação dos princípios norteadores de suas ações no que tange à acessibilidade atitudinal, arquitetônica, comunicações, digital, instrumental, metodológica/pedagógica, programática e nos transportes. São ações desenvolvidas pela área de acessibilidade da Ulbra: · Suporte aos processos pedagógicos, tanto no atendimento aos alunos quanto aos professores · Promoção de eventos específicos, voltados ao debate sobre temas relacionados à acessibilidade · Fomento ao desenvolvimento de estudos sobre a acessibilidade · Fomento ao desenvolvimento de projetos específicos de interesse da área · Fomento à produção acadêmica na área · Interface com o desenvolvimento de projetos comunitários relacionados à área · Oferta de cursos de formação e qualificação de profissionais que atuam direta ou indiretamente com as pessoas com deficiência, tais como: Abordagem com Cidadania às Pessoas com Deficiência, Língua Brasileira de Sinais (Libras), Audiodescrição e outros · Acompanhamento legal, administrativo, institucional, prático e operacional de ações e projetos a serem implantados pela Ulbra no campo da acessibilidade · Acompanhamento do aprimoramento de espaços físicos, com vistas à atenção das demandas apresentadas pelas pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida · Suporte à área de Recursos Humanos, com vistas à seleção de pessoas com deficiência para os quadros funcionais, à inclusão de funcionários com deficiência no ambiente laboral, bem como ao acolhimento e desenvolvimento destas pessoas · Interface com segmentos da sociedade civil organizada relacionados à área, com órgãos como conselhos, secretarias e coordenadorias promotoras das políticas públicas voltadas às pessoas com deficiência Nas tomadas de decisão, no âmbito da área de acessibilidade, estão presentes as seguintes diretrizes: · Cada pessoa deve ser considerada como primeira e única · A atenção deve ser individual, contemplando-se as demandas de cada um · O foco das ações deve estar na capacidade e não na limitação das pessoas Assim agindo, a Universidade propõe a descontinuação das formas tradicionais “paternalista/assistencialista” com as quais as questões das pessoas com deficiência são historicamente tratadas, instituindo um novo paradigma centrado nos valores universais da cidadania e dos direitos humanos.


28 Em 2016, a Ulbra teve em seu corpo discente:

CAMPUS Cachoeira do Sul

Canoas Carazinho EAD

ALUNOS COM DEFICIÊNCIA 4 35 9 20

Gravataí

7

Guaíba

11

Os alunos estavam divididos conforme o quadro que segue:

TIPO DE DEFICIÊNCIA

QUANTIDADE

Altas Habilidades/Superdotação

1

Autismo

2

Baixa Visão Cegueira

19 6

Deficiência Auditiva

21

Deficiência Físico-motora

22

Porto Alegre

-

Deficiência Intelectual

6

Santa Maria

2

Deficiência Cognitiva: dislexia

1

São Jerônimo

7

Deficiência Múltipla

3

Torres

6

Mobilidade Reduzida

4

TOTAL

101

Paralisia Cerebral

1

Dentre as atividades realizadas em 2016, na área da acessibilidade, destacaram-se: - Capacitação dos representantes da área de acessibilidade dos campi; - Realização de audiências públicas em todos os campi e pela educação a distância, visando à construção da Política Institucional de Acessibilidade da Universidade; - Aprovação, pelo Conselho Universitário, da Política Institucional de Acessibilidade (Resolução ConsUn nº 52/2016); - 3ª Semana Ulbra de Acessibilidade: 119 atividades - 2.385 pessoas beneficiadas - 3ª Semana Ulbra da Pessoa com Deficiência: 89 atividades - 3.608 pessoas beneficiadas

Surdez Surdocegueira TOTAL

14 1 101


29

BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) do Ministério da Educação, gerenciado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), tem por objetivos incentivar a formação de professores para a atuação na educação básica e elevar a qualidade da educação e da escola pública. Sob o tema Temas Transversais no Exercício da Docência, a Universidade Luterana do Brasil teve seu projeto para o período 2014/2017 aprovado junto à Capes, que contemplou o desenvolvimento do programa em seis municípios gaúchos: Cachoeira do Sul, Canoas, Guaíba, Gravataí, Santa Maria e São Jerônimo. O programa oferece bolsas de iniciação à docência aos alunos de cursos de licenciatura nas modalidades presencial e a distância, que se dedicam à participação em práticas docentes nas escolas públicas dos municípios parceiros. Os participantes são inseridos no cotidiano das escolas da rede pública, planejam e participam de experiências metodológicas, tecnológicas e de práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar. Com essa iniciativa, o Pibid faz uma articulação entre a educação superior, a escola e os municípios, além de buscar a superação de problemas identificados no processo de ensino-aprendizagem.

BOLSAS PROUNI A Ulbra crê que todos os cidadãos, sujeitos diferente e únicos, podem oferecer contribuição inestimável à vida em sociedade. Na Ulbra, a educação superior está ao alcance de todos com oportunidades de bolsas de estudos integrais e opções de financiamento e crédito educativo externos para que o aluno possa cursar uma graduação, presencial ou a distância, com tranquilidade. Desde o primeiro ano do Programa Universidade para Todos (Prouni), do Governo Federal, em 2004, as mantidas da Aelbra, incluindo a Ulbra, já haviam graduado aproximadamente 9 mil profissionais com bolsas de 100% de gratuidade, até o final de 2016.


30

Em 31 de dezembro de 2016, a Ulbra registrava 9.810 bolsistas Prouni estudando nos nove campi do Rio Grande do Sul e outros 1.880 em cursos da modalidade a distância, em diferentes polos do Brasil. Assim, um total de 11.690 alunos estavam sendo beneficiados naquela data.

BOLSISTAS PIBID Licenciados

196

Supervisores

31

Coordenadores

23

TOTAL

250

BOLSISTAS PROUNI/PROIES Prouni - Ulbra RS

4.679

Prouni - Polos EAD

1.880

Proies - Ulbra RS

5.131

TOTAL

11.690


31

CIÊNCIA E TECNOLOGIA


32

PESQUISA A Ulbra, ao promover ciência e tecnologia, propõe uma Política de Pesquisa que possibilita, também, o planejamento e o gerenciamento da pesquisa científica e tecnológica institucional. A Pró-reitoria Acadêmica apresenta os programas de pesquisa regulamentados institucionalmente: Programa de Pesquisa Científica e Tecnológica (Propect), Programa de Produtividade com Qualidade em Pesquisa (Proqual), Programa Institucional de Grupos Emergentes em Pesquisa (Progep) e Programa de Pós-doutorado (PPDUlbra), que fomentam a política e práticas de estímulo às atividades científicas e tecnológicas docentes. Todos esses programas de pesquisa direcionados aos docentes estão ancorados em grupos de linhas de pesquisa cadastradas no Diretório de Grupos de Pesquisa da Plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A Universidade prioriza a integração da graduação com a pós-graduação e, neste sentido, organizou as linhas de pesquisa dos cursos de graduação a partir do perfil profissiográfico dos mesmos, proporcionando uma educação continuada com cursos de atualização, especialização, mestrado e doutorado. Em relação à iniciação científica e tecnológica, se faz necessário estimular o discente para “o fazer ciência” e prepará-los no âmbito da ciência, da tecnologia e da inovação. Com esta prática universitária, os estudantes terão os primeiros contatos com a sistematização de ideias e de referenciais teóricos, além do planejamento experimental e síntese de observações e discussão dos resultados. A investigação do novo auxilia na formação de uma mente organizada no método científico, na análise crítica frente aos desafios que são postos, na busca por inovação de soluções e empreendedorismo, além de tornar o jovem capacitado a trabalhar em equipes. Dessa forma o estudante consegue desenvolver autoconfiança, liderança e versatilidade. A Pró-reitoria Acadêmica destaca diretrizes que norteiam o estímulo às atividades de pesquisa discente através de programas organizados e regulamentados institucionalmente, conforme segue: Programa de Iniciação Científica e Tecnológica (Proict); Programa Cientista Júnior (Procij); Programa de Iniciação Científica em Rede (Proine) e Programa Aluno Externo de Iniciação Científica e Tecnológica (Paeict). Além desses programas próprios de iniciação científica, a Universidade participa de programas institucionais de agências de fomento federal e estadual. O CNPq – agência de fomento federal, disponibiliza cotas dentro dos seguintes programas: Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic); Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti) e Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (Pibic-EM). Já a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs), disponibiliza cotas dentro dos seguintes programas: Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Probic) e Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica e Inovação (Probiti).

INICIAÇÃO CIENTÍFICA

BOLSAS

QUANTIDADE

Pibic/CNPq

14

Pibiti/CNPq

6

Pibic-EM/CNPq

9

Probic/Fapergs

33

Probiti/Fapergs

12

Proict/Ulbra

36

TOTAL

110


33

Para garantir e preservar o adequado funcionamento dos fluxos e processos de pesquisa, em consonância com a legislação vigente e as normas emanadas pelos órgãos reguladores ministeriais, a Universidade mantém três comissões específicas que são: Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos (CEP); Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA) e Comissão Interna de Biossegurança (CIBio). Em 2016, foram desenvolvidos 195 projetos de pesquisa científica e tecnológica com a participação de 163 professores pesquisadores. No mesmo ano, os grupos de pesquisa certificados foram: Ciências Agrárias – 3 grupos; Ciências Biológicas – 11 grupos; Ciências da Saúde – 31 grupos; Ciências Exatas e da Terra – 12 grupos; Ciências Humanas – 23 grupos; Ciências Sociais Aplicadas – 16 grupos; Engenharias – 10 grupos; Linguística, Letras e Artes – 4 grupos. A Política de Pós-graduação da Ulbra está consubstanciada em ações que possibilitem o alcance das metas de qualidade na pesquisa, o atendimento à demanda de capacitação docente; recomendação e qualificação de cursos em áreas definidas como estratégicas para o desenvolvimento institucional, regional e nacional. Os seis programas de pós-graduação Stricto Sensu da Instituição efetivam a referida política, promovendo a formação de profissionais tecnologicamente e cientificamente competentes. Todos são recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), conforme apresentado a seguir: - Programas de Pós-graduação Stricto Sensu Acadêmicos: Biologia Celular e Molecular Aplicada à Saúde (PPGBioSaúde), com áreas de concentração em Genética e Biologia Molecular de Patologias Humanas e Animais (Biomol), e em Biologia Celular Aplicada à Saúde Humana e Animal (Biocel); Educação (PPGEdu), com área de concentração em Estudos Culturais em Educação; Ensino de Ciências e Matemática (PPGECIM), com área de concentração em Ensino de Ciências e Matemática; Odontologia (PPGOdonto) com áreas de concentração em Clínica Odontológica, Odontologia Restauradora e Reabilitação Oral. - Programas de Pós-graduação Stricto Sensu Profissionais: Engenharia de Materiais e Processos Sustentáveis (PPGEMPS), com área de concentração em Materiais e Processos Sustentáveis; e Genética e Toxicologia Aplicada (PPGGTA), com áreas de concentração em Diagnóstico, Farmacologia e Toxicologia.


34

ULBRATECH - REDE ULBRA DE INOVAÇÃO A Rede Ulbra de Inovação (Ulbratech) integra as iniciativas de empreendedorismo e inovação da rede de ensino da Ulbra, por meio de incubadoras tecnológicas, parques científicos e tecnológicos, coworkings, aceleradoras, núcleos de inovação e transferência de tecnologia e outros atores do ecossistema de empreendedorismo e inovação. Os objetivos da Rede Ulbratech são: · Promover a integração dos parques científicos e tecnológicos, incubadoras empresariais, ambientes coworking, núcleos de inovação e transferência de tecnologia e outros atores do ecossistema de empreendedorismo e inovação da Ulbra, com organizações públicas e privadas · Facilitar a cooperação científica e tecnológica entre os partícipes da Rede · Possibilitar o compartilhamento de estrutura física e técnico-científica · Fomentar a cultura da inovação e do empreendedorismo entre os partícipes da Rede · Oferecer apoio na divulgação das atividades desenvolvidas, demandas e potencialidades de cada partícipe da Rede · Fomentar a implementação dos parques, incubadoras, coworkings e outros projetos de empreendedorismo e inovação na Ulbra · Promover a cooperação nacional e internacional para a promoção da inovação A Rede Ulbratech está em processo de expansão. Em 2016, esteve presente nas unidades apresentadas no quadro a seguir:

UNIDADES

TIPO DE ULBRATECH

QUANTIDADE DE EMPRESAS

Canoas/RS

Parque Científico e Tecnológico Incubadora Tecnológica + Coworking (em implantação)

8 empresas 7 startups + 4 projetos pré-incubação

Torres/RS

Incubadora Tecnológica

1 startup

Carazinho/RS

Incubadora Tecnológica

1 startup

Gravataí/RS

Incubadora Tecnológica

1 startup

Porto Alegre/RS

Incubadora Tecnológica

1 startup


35


36

EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA


37

PROJETOS COMUNITÁRIOS Os projetos comunitários realizados nas unidades da Ulbra são regidos por editais anuais com foco no atendimento às demandas das comunidades em que a Instituição está inserida, observada a aderência ao Projeto Pedagógico dos cursos de graduação envolvidos e a participação dos estudantes. Os objetivos destas atividades são: -

Ampliar a presença da Ulbra na sociedade, contribuindo para o equacionamento de seus problemas sociais, econômicos e políticos; Contribuir para a formação acadêmica, ética, crítico-reflexiva e cidadã; Promover a troca entre os saberes sistematizados, o acadêmico e o popular; Fomentar projetos orientados por temáticas sociais transversais emergentes.

A partir de estudo-diagnóstico nas regiões onde está inserida, a Ulbra delimitou 11 programas estratégicos aos quais se vinculam os projetos, a saber: · · · · · · · · · · ·

Acessibilidade Ações Culturais e Artísticas Comunicação, Mídia e Marketing Desenvolvimento Regional Educação e Formação Profissional Gestão Pública e Institucional Meio Ambiente e Sustentabilidade Memória Social e Patrimônio Cultural Qualidade de Vida e Saúde Tecnologia, Produção e Inovação Violência e Direitos Humanos

Em 2016, a Ulbra investiu aproximadamente R$ 3.400.000,00 em programas e projetos de extensão, beneficiando mais de 76.000 pessoas nas diferentes regiões gaúchas em que está inserida, conforme especificado nas próximas páginas. Foram desenvolvidos 109 projetos comunitários, 29 projetos de prestação de serviços extensionistas, 43 ações da área da Capelania, além de intensa programação inserida na agenda das Ações Comunitárias Integradas.


38 PROGRAMA ACESSIBILIDADE UNIDADE CACHOEIRA DO SUL PROJETOS

RESUMO

Nº DE PARTICIPANTES

Formação em Educação Física para a Docentes e acadêmicos visitaram escolas de Cachoeira do Sul para auxiliar no desenvolvi4.020 Acessibilidade e Culturas Corporais/ mento de eventos e torneios recreativos das mais variadas modalidades esportivas. Mais de Educação Física - Licenciatura oito escolas municipais e sete estaduais participaram das atividades, que proporcionaram saúde e bem-estar para alunos e educadores da região.

UNIDADE CANOAS Centro de Estudos da Atividade Motora Adaptada (Ceama)/ Educação Física - Bacharelado

No Centro de Estudos de Atividades Motoras Adaptadas (Ceama), alunos e professores da Ulbra Canoas desenvolveram atividades esportivas e recreativas junto de jovens e adultos com deficiências visuais, físicas, intelectuais e auditivas. Foram treinos de futsal, basquetebol adaptado para cadeirantes, aulas de dança e natação.

115

Centro Interdisciplinar de Estudos em Psicomotricidade Relacional (Ciepre)/ Educação Física-Licenciatura Pedagogia Serviço Social Fisioterapia Psicologia Estética-Bacharelado

Foi um programa desenvolvido pela comunidade acadêmica e que há dez anos busca identifi- 96 car e tratar crianças com deficiências motoras no município de Canoas. A iniciativa seguiu um cronograma de atividades desenvolvido conforme as necessidades dos inscritos no projeto. Foram baterias de exercícios físicos em ambientes fechados, locais públicos e piscinas, sessões de terapia assistida por animais (cães), encontros de apoio à família e muito mais.

Conquistando Saúde: Atendimento Odontológico de Pessoas com Deficiência/ Odontologia

Através do projeto, acadêmicos proporcionaram um importante serviço de atendimento clínico a pacientes com deficiências físicas, intelectuais e cognitivas internados em instituições de saúde do município de Canoas e região. Além dos procedimentos clínicos, realizados na Clínica de Odontologia da Universidade, a iniciativa realizou visitas semestrais às entidades credenciadas junto ao projeto.

400


39 PROGRAMA AÇÕES CULTURAIS E ARTÍSTICAS UNIDADE EAD PROJETOS

RESUMO

Nº DE PARTICIPANTES

Leitura em Rede/ Letras - Licenciatura em Língua Portuguesa Física - Licenciatura (EAD) Administração (EAD) Geografia - Licenciatura (EAD) História - Licenciatura (EAD) Ciências Sociais - Licenciatura Pedagogia (EAD) Matemática - Licenciatura (EAD) Serviço Social (EAD)

Foi um programa de leitura que se propos a estabelecer uma rede de comunicação (virtual e 800 presencial) de acadêmicos extensionistas com mediadores de leitura, escritores, ilustradores, poetas, músicos, atores e jovens leitores brasileiros nos municípios de abrangência do EAD da Ulbra em todo o território nacional. Estruturou-se através da plataforma da Ulbra, em módulos independentes, com duração de um ano, tendo como foco um escritor brasileiro e suas obras em vários suportes/mídias. O escritor de 2016 foi Mário de Andrade. O percurso do programa envolveu vários mediadores: iniciou com o acadêmico dos cursos EAD da Ulbra, que foi o protagonista principal, buscando na sua comunidade próxima os mediadores de leitura (educadores, promotores culturais, agentes comunitários) e seus interlocutores (alunos, expectadores, usuários). O público-alvo mediador foram estudantes e profissionais da área da literatura, da comunicação, da educação, da saúde, do entretenimento, da tecnologia e de outras áreas que trabalham com linguagens verbais e não verbais ou com ênfase no texto literário para o público juvenil e adulto. A meta mais importante do projeto foi a formação de adolescentes e adultos leitores, contribuindo para a difusão de aspectos regionais da cultura brasileira e para o aumento do índice de letramento nos municípios em que atuará. Programa de leitura virtual pioneiro no país, ele integrou a Universidade às produções culturais das comunidades, agregando o universo de Mário de Andrade ao mundo hiperconectado da juventude contemporânea.

UNIDADE GRAVATAÍ Graduação Comunitária: Espaços Acadêmicos como Centros de Cultura/ Pedagogia Enfermagem Educação Física - Bacharelado Educação Física - Licenciatura Psicologia

Acadêmicos desenvolveram atividades didático-pedagógicas para complementar a formação 750 de alunos de ensino fundamental e médio e de cursos de Educação de Jovens e Adultos (EJA) da região de Gravataí. As atividades de caráter interdisciplinar incluíram, a capacitação de docentes de escolas públicas do município e foram realizadas nas imediações do campus universitário.


40

PROJETOS

PROGRAMA COMUNICAÇÃO MÍDIA E MARKETING UNIDADE CANOAS RESUMO

Nº DE PARTICIPANTES

Cine Diversidade - Registros Audiovisuais Sobre Direitos Humanos e Diversidade nas Escolas/ Comunicação Social - Jornalismo

O projeto ofereceu uma formação teórico-prática em audiovisual e direitos humanos, cen40 trada no documentário, voltada a alunos de escolas públicas de ensino fundamental de Canoas. Um grupo de estudantes entre o sexto e o nono ano recebeu a formação, totalmente gratuita, durante um ano letivo (totalizando 120 horas/aula). Os alunos foram certificados no final do curso, em uma formatura simbólica em que também foram exibidos os documentários resultantes do projeto, produzidos pelos estudantes. As atividades foram realizadas nas dependências do curso de Jornalismo da Ulbra, especialmente nos laboratórios do Núcleo de Produção Audiovisual (nos estúdios de televisão, fotografia e som e nas ilhas de edição de vídeo). As aulas teóricas e práticas envolveram linguagem, estética e história do audiovisual; realização de exercícios de fotografia, escrita de roteiros curtos e gravação de cenas; noções de direção, enquadramentos e movimentos de câmera; captação de som e edição de vídeo. Em paralelo, as questões relativas aos direitos humanos e à diversidade foram abordadas no trabalho de formação de repertório em cinema documentário.

Cineclube nas Escolas/ Comunicação Social - Jornalismo

Por meio de um cineclube itinerante, acadêmicos exibiram filmes sobre direitos humanos e a diversidade em escolas do município de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre. As sessões quinzenais foram programadas junto às escolas parceiras do projeto e estimularam debates sobre questões de gênero, raça e etnia, sexualidade, tolerância religiosa e migração. Todos os encontros foram registrados em vídeo pelos estudantes de graduação que, ao término do ciclo de debates, lançaram um documentário de curta duração sobre as atividades desenvolvidas.

120

Marcas & Líderes 2016 Comunicação Social - Jornalismo/ CST em Fotografia

Foi identificado, junto aos consumidores canoenses, quais as marcas e personalidades mais lembradas e qual a sua participação nas mentes destes consumidores.

2.000

Ver o Mundo - Fofografia Digital em 3D/ CST em Fotografia

O projeto buscou a inclusão e promoveu uma ação contra a estigmatização de populações carentes e a democratização dos meios de comunicação. Neste contexto, a aprendizagem e a prática da fotografia atuaram como instrumentos de socialização e de recuperação da autoestima entre comunidades de baixa renda. Foram propostas oficinas não só com preocupação com conteúdo técnico, mas também o desenvolvimento pessoal.

40


41 PROGRAMA DESENVOLVIMENTO REGIONAL UNIDADE CACHOEIRA DO SUL PROJETOS

RESUMO

Nº DE PARTICIPANTES

Os Esportes de Aventura como Ferramenta de Conscientização da Preservação do Meio Ambiente/ Educação Física - Licenciatura

Unindo saúde, bem-estar e sustentabilidade, acadêmicos estimularam crianças e adolescentes em idade escolar a preservarem o meio ambiente por meio da prática de esportes ao ar livre. As atividades foram realizadas, em localidades ricas em flora e fauna nativa e incluíram a visitação de feiras, mostras e exposições sobre ecologia. A iniciativa contemplou alunos das redes pública e privada de ensino dos municípios de Cachoeira do Sul, Agudo Novo, Cabrais, Cerro Branco, Candelária, Caçapava do Sul, Paraíso do Sul e Pântano Grande.

1.500

UNIDADE CANOAS Construção Colaborativa de Saberes na Produção de Queijo Colonial/ Medicina Veterinária Química Industrial

Com esta iniciativa, estudantes de graduação trocaram experiências e conhecimentos com pequenos produtores rurais de queijo colonial da região de Teutônia. O projeto avaliou as condições higiênico-sanitárias do alimento por meio de levantamentos e estudos sobre a padronização técnica adotada em sua fabricação. Através de análises físico-químicas e microbiológicas da matéria-prima (leite cru) e do produto final, os acadêmicos compararam dados e repassaram sugestões para os produtores, de forma a intensificar o controle de qualidade do queijo oriundo da região.

225

Núcleo de Empreendedorismo e Inovação (NEI)/ CST em Processos Gerenciais

É um espaço que permitiu aos acadêmicos o contato direto com os problemas e as necessidades de empresários do município de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Através deste projeto, os estudantes prestaram serviços relacionados às áreas de administração e gestão de negócios.

45

UNIDADE GUAÍBA O Desenvolvimento Humano e a Cidadania Através da Ação Extensionista do Curso de Administração/ Administração

Foi um serviço para a comunidade interna e externa à Universidade que promoveu atividades e eventos extensionistas voltados à sensibilização e ao desenvolvimento de práticas que concorrem para a sustentabilidade ambiental, a responsabilidade social e o empreendedorismo. A partir das disciplinas de gestão de pessoas, desenvolvimento de pessoas, administração e meio ambiente, empreendedorismo, administração de marketing, ética e responsabilidade profissional, foi estabelecida a relação entre teoria e prática, fundamentando os acadêmicos para o desenvolvimento de ações extensionistas. A partir dos propósitos de cada disciplina, foram identificadas ações e estruturadas atividades e eventos para reflexão e difusão da responsabilidade socioambiental e do empreendedorismo. O projeto abrangeu os municípios de atuação da Ulbra Guaíba e onde residem os acadêmicos do curso de Administração, junto a espaços da iniciativa pública, privada e do terceiro setor.

200


42 UNIDADE SANTA MARIA Laboratório de Urbanismo da Ulbra Laburb Ulbra/ Arquitetura e Urbanismo

O Laburb Ulbra integra extensão, ensino e pesquisa em ações voltadas para o desenvolvi50 mento urbano de Santa Maria. Assim, alunos da graduação auxiliaram a gestão da cidade em projetos que contribuíram para a mobilidade e o aprimoramento dos espaços públicos do município. Por meio de levantamentos de dados e saídas de campo, realizaram diagnósticos em áreas de intervenção e propostas soluções sustentáveis para o planejamento de obras de revitalização urbana. Também foi elaborado um manual de boas práticas em projetos urbanos e a realização de oficinas temáticas para a comunidade acadêmica.

UNIDADE SÃO JERÔNIMO Planos de Negócios nas Áreas do Mapa do Trabalho do Município de São Jerônimo/ Administração

Com este projeto, acadêmicos utilizaram os dados encontrados no Mapa do Trabalho do Município de São Jerônimo para a criação de planos de negócios para empreendedores da região. A iniciativa proporcionou apoio técnico a empresas e startups através da formatação e implementação de medidas voltadas à captação de recursos e prospecção de parcerias para a viabilização de empreendimentos nos mais diversificados segmentos de mercado. As reuniões entre os estudantes e os clientes aconteceram nas dependências da Empresa Júnior da Unidade.

38

UNIDADE TORRES Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo/ Arquitetura e Urbanismo

O Escritório Modelo criou uma estrutura permanente de prestação de serviços de consultoria e assistência técnica em arquitetura e urbanismo, fortalecendo as relações com a comunidade e contribuindo para a melhoria das condições ambientais e de uso dos espaços urbanos e residenciais. O público-alvo foram comunidades à margem da atuação profissional de arquitetos e urbanistas, especialmente moradores de assentamentos precários e comunidades indígenas.

170


43 PROGRAMA: EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE CACHOEIRA DO SUL PROJETOS

RESUMO

Nº DE PARTICIPANTES

Programa de Formação Inicial e Continuada de Professores da Educação Básica/ Pedagogia

Com o objetivo de implantar um programa de capacitação continuada para professores da 2.500 educação básica de Cachoeira do Sul, acadêmicos e docentes desenvolveram ações interdisciplinares de qualificação em escolas da rede pública do município. A iniciativa contemplou oficinas de comunicação, produção textual, tecnologia da informação, entre outras que contribuiram para o enriquecimento didático-pedagógico do conteúdo curricular ensinado às crianças e jovens da região. Além de visitas periódicas às escolas inscritas no projeto, também são aconteceram encontros no campus da Universidade, onde, entre outras atividades, foi realizado o Seminário Internacional de Educação (Sieduca), evento anual que reúne palestrantes de renome nacional e internacional e que já recebeu 14 mil participantes.

UNIDADE CANOAS Atendimento Clínico para Equinos de Proprietários de Baixa Renda/ Medicina Veterinária

Desde 1999, alunos e professores da Ulbra atendem periodicamente cavalos de todas as raças e portes. Na Clínica de Equinos do Hospital Veterinário do campus, proprietários com renda de até R$ 600,00 podem agendar consultas e exames médicos gratuitos para seus animais. No local, também são realizados tratamentos preventivos contra lesões traumáticas e doenças infecciosas. Desde a criação do projeto, estima-se que mais de 1.500 cavalos tenham sido atendidos pelos acadêmicos e residentes da Universidade.

380

Castração de Cães e Gatos/ Medicina Veterinária

Ações e programas para castração de cães e gatos

160

Centro Educacional Socio Ambiental/ Química - Licenciatura Engenharia Química Química - Licenciatura Engenharia Ambiental Mestrado Acadêmico em Ensino de Ciências e Matemática

Devido ao avanço do aquecimento global, o meio ambiente vem sofrendo drásticas transforma- 1.000 ções que afetam todas as esferas da sociedade, da produção rural à manufatura industrial. Com o objetivo de disseminar noções de sustentabilidade e ecologia junto da comunidade acadêmica, moradores de Canoas e região, professores e alunos criaram o Centro de Educação Socioambiental, um espaço de debates e troca de conhecimentos sobre o assunto. A iniciativa, uma parceria entre a Universidade e a Prefeitura Municipal, realizou ações de extensão dentro da Instituição, como palestras, seminários e oficinas sobre triagem de resíduos orgânicos e recicláveis, separação de lixo e reutilização de polímeros do Laboratório de Plásticos. Foi disponibilizado um sistema de coleta seletiva para os moradores. Estudantes, voluntários e professores atenderam demandas do campus e arredores, no segmento da educação ambiental. Cerca de 300 pessoas de diferentes formações, etnias e faixas etárias aprenderam técnicas de reciclagem e estudaram os efeitos da poluição urbana na degradação dos recursos naturais da região.


44 Curso Preparatório para o Enem/ Pedagogia

No projeto, alunos de diversos cursos de licenciatura ministraram aulas de reforço para os 600 interessados em preparar-se para o Enem - prova que mede o nível de conhecimento de quem está concluindo ou já concluiu o ensino médio e é uma das principais formas de acesso ao Prouni e ao FIES. Os encontros ocorreram no campus e incluiram exercícios de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências Biológicas e todos os conteúdos que caem no Exame. Através da iniciativa, os acadêmicos ajudaram jovens e adultos da região metropolitana a ingressar na Universidade.

Formação Docente Continuada Desenvolvido por docentes, o projeto criou um espaço de discussão, aprendizagem e inte300 Comunitária nas Escolas Públicas de ração entre a comunidade acadêmica da Ulbra e os professores do magistério que atuam Canoas/ em escolas públicas de ensino fundamental e médio, em Canoas. Foram realizados cursos e Pedagogia oficinas temáticas para a capacitação profissional de educadores que lecionam em áreas de Matemática - Licenciatura risco e de alta vulnerabilidade social, previamente indicadas pela 27ª Coordenadoria Regional de Educação ou Secretaria Municipal de Educação. Os temas foram definidos mediante a investigação das dificuldades didático-pedagógicas das instituições selecionadas. Gestão de Carreiras, Educação e Orientação Profissional/ Psicologia Pedagogia Educação nas Organizações

Para quem busca uma colocação ou recolocação no mercado de trabalho, a Ulbra oferece um completo Programa de Gestão de Carreiras. São sessões de aconselhamento, coaching e orientação profissional, além de uma oficina temática sobre aposentadoria.

250

Orientação Educacional e Formação Profissional/ Pedagogia

O projeto objetivou auxiliar na escolha da profissão e preparar para o mercado de trabalho. Ofereceu diversos serviços à comunidade interna e externa, incluindo o autoconhecimento, a identificação das características dos cursos e do perfil profissional, bem como as exigências do mundo do trabalho com vistas à escolha, à colocação e recolocação profissional. Utilizou como metodologias: palestras, oficinas, vivência da trilha das profissões, testes vocacionais, visitas orientadas, aconselhamentos individuais e em grupos e EAD, reforçando o papel de responsabilidade social nas parcerias que realiza com instituições interessadas. Os partícipes (escolas, empresas, ONGs, estudantes) agendaram com o curso. São inúmeros os acadêmicos da Ulbra que buscam orientações para reescolha de um curso superior. Salienta-se a eficiência do projeto, em andamento desde 2014, com assessoria às escolas, empresas e instituições que buscam a qualificação dos seus profissionais quanto à opção adequada do curso de graduação e/ou qualificação profissional. Considerando o número de 3.000 atendimentos realizados em 2015 e cerca de 1.940 em 2014, o projeto se mostra necessário devido à grande procura.

10.000


45 Pequeno Soldador e Aprendiz de Mecânico Automotivo/ Engenharia Mecânica Engenharia Mecânica com Ênfase Automotiva

O projeto visou à inclusão de jovens provenientes de comunidades carentes na arte da sol- 60 dagem e na mecânica automotiva e teve como base oficinas sobre as técnicas de soldagem utilizadas nas indústrias em geral, assim como no aprendizado da mecânica automotiva. As oficinas de soldagem proporcionaram o entendimento de três processos de soldagem: solda branda, solda ponto e solda com eletrodos revestidos. Os conceitos foram introduzidos de forma lúdica e interativa. No fim do projeto, os participantes produziram uma peça utilizando os três processos de soldagem. Nas oficinas voltadas para o aprendiz de mecânico o objetivo foi ensinar noções básicas de mecânica automotiva relacionadas com motor de combustão interna, sistema de alimentação, sincronismo, lubrificação, e partes mecânicas que o compõem. A metodologia teve como ponto de partida selecionar os professores da escola de ensino médio para participar do projeto e avaliar as possibilidades de implantação do mesmo. Numa segunda etapa, selecionaram grupos com cerca de 15 alunos por turma, por semestre. Para nivelar o grupo, foram avaliados os conhecimentos básicos e o mesmio foi separada em três partes. Depois, foram introduzidos conhecimentos básicos de física e química e realizados experimentos demonstrativos. Iniciou-se a formação técnica específica de cada área. No Pequeno Soldador, a sequência de conteúdo foi: introdução a processo de fixação por soldagem; diferenciação do processo de soldagem de outros processos de fabricação; visualização dos três processos envolvidos na soldagem; introdução ao processo de solda branda, prática de soldagem pelo processo de solda branda, realização de união soldada pelo processo de soldagem de solda branda; introdução ao processo de solda ponto; prática de soldagem pelo processo de solda ponto; realização de união soldada pelo processo de soldagem de solda ponto; introdução ao processo de solda por eletrodo revestido; prática de soldagem pelo processo de solda por eletrodo revestido; realização de união soldada pelo processo de soldagem por eletrodo revestido. No Aprendiz de Mecânica Automotiva, as atividades foram: apresentação das diversas partes constituintes do motor de combustão interna; sincronismo dos sistemas mecânicos, sistema de alimentação de combustível, arrefecimento, lubrificação e manutenção, desmontagem e montagem de motores, freios, suspensão, direção e rodas. Todas as aulas misturaram teória e prática. A comunidade atendida foi do bairro Guajuviras, com jovens do ensino médio oriundos do Colégio Estadual Jussara Maria Polidoro. Foi realizado um evento na escola no Dia da Responsabilidade Social para apresentar o projeto.


46 Protagonismo Juvenil/ Mestrado em Educação

O projeto integrou as práticas de pesquisa e extensão da Universidade através do fomento e 80 organização de grupos de protagonismo juvenil nas escolas Carlos Fagundes de Mello (Porto Alegre) e Assis Brasil (Canoas), as quais são participantes da pesquisa Culturas Juvenis Contemporâneas: Discursos, Tensionamentos e Possibilidades, coordenada pela profª dra. Juliana Ribeiro de Vargas. Os grupos, em conjunto com os discentes da Ulbra, contribuíram para a construção de estratégias de organização e melhoria das atividades socioculturais e educacionais nas comunidades escolares envolvidas.

UNIDADE: EAD PROJETOS

RESUMO

Nº DE PARTICIPANTES

Educação Matemática e os Jogos de Origem Africana/ Matemática - Licenciatura (EAD) Pedagogia (EAD) História - Licenciatura (EAD) Geografia - Licenciatura (EAD)

Neste projeto multidisciplinar, acadêmicos promoveram oficinas de capacitação docente abor- 215 dando as relações étnico-raciais históricas e aspectos das culturas afro-brasileira e africana. A iniciativa complementou a formação de professores de magistério dos municípios abrangidos pelos Polos EAD da Ulbra. Entre as atividades, foi elaborado um programa didático para ensino de conteúdos matemáticos através da realização de desafios e jogos típicos do folclore africano. Todo o desenvolvimento do projeto, desde o debate dos fundamentos teóricos até a criação dos materiais didáticos, foi acompanhado por um professor orientador da Ulbra.

UNIDADE: GRAVATAÍ Bandeira Verde Salvando Vidas/ Educação Física - Bacharelado

O projeto tem como objetivo a aprendizagem das técnicas de natação e de nados de segurança 80 para proporcionar maior segurança das crianças e futuros adultos que utilizam as praias gaúchas e de outros Estados para o veraneio. O método usado na aprendizagem é o global, onde são ministradas vinte aulas em dias e horários a combinar com cada piscina parceira do projeto. O público-alvo é composto de alunos, dos oito aos doze anos de idade, de escolas públicas, que nunca tiveram aula de natação. Como principais ações, estão comportamento em ambientes aquáticos, aprendizado de técnicas dos nados e o desenvolvimento do indivíduo como cidadão.

Brinquedoteca: Espaço Lúdico e Científico / Pedagogia

Trata-se de um espaço totalmente lúdico, organizado com jogos, brinquedos e acessórios que possibilitam o brincar tranquilo. O espaço ficou aberto para crianças de 3 a 13 anos e adultos, para exercerem seu direito de brincar, durante o período de 3 horas. Foram oportunizados empréstimos de livros e brinquedos para as crianças associadas. O espaço foi dividido em ambientes: faz-de-conta (casinha), biblioteca, sala de jogos com regras, artes, sucatoteca e ambiente externo. Aconteceram oficinas pedagógicas com o intuito de oportunizar aos acadêmicos dos cursos de licenciaturas e Pedagogia agregar a sua formação como profissionais da educação, uma outra perspectiva de saber fazer, aprender brincando. O espaço também foi aberto à comunidade do município para visitas monitoradas, oficinas pedagógicas e como um lugar para a comunidade brincar com os seus filhos.

350


47 UNIDADE: GUAÍBA Brinquedoteca/ Pedagogia Educação Física - Licenciatura Pscologia

Há mais de 15 anos, a Brinquedoteca auxilia crianças do município a superarem dificuldades 20 de aprendizado, principalmente no que diz respeito à leitura e à escrita. No local, acadêmicos organizaram jogos e brincadeiras didáticas que auxiliaram no desenvolvimento cognitivo dos pequenos. Além de estimular a criatividade, a imaginação e a curiosidade dos participantes, o projeto também prestou apoio pedagógico para escolas da rede pública municipal da cidade.

Escola de Pais/ Pedagogia

O ritmo de vida agitado do mundo em que vivemos às vezes acaba distanciando pais e filhos, 500 criando barreiras no relacionamento familiar, o que pode afetar o comportamento e o rendimento escolar. Com o intuito de reverter esse quadro e aproximar familiares da realidade de alunos de escolas públicas e privadas do município de Guaíba, foi desenvolvido o projeto Escola de Pais. Através dele, universitários promoveram encontros entre a comunidade acadêmica do campus e pais e professores de instituições de educação básica da região.

Nivelamento da Língua Portuguesa e Com o objetivo de reduzir as dificuldades de leitura e escrita de acadêmicos de diferentes 600 Iniciação Científica/ cursos de graduação, foram organizadas aulas de nivelamento em Língua Portuguesa. Os encontros aconteceram semanalmente no campus da Universidade e qualificaram a comuniPedagogia cação oral e escrita de calouros e veteranos, bem como de moradores do município interessados no projeto. Projeto Conviver/ Pedagogia

O projeto é o resultado de uma parceria entre a Universidade e diversas ONGs e cooperativas de Guaíba e região. Através desta iniciativa, acadêmicos de graduação de diversas áreas realizaram ações conjuntas, proporcionando o resgate social, humanista e político de moradores do município.

100

Projeto de Consultoria e Desenvolvimento Institucional Escola/ Psicologia

O Serviço de Consultoria e Desenvolvimento Institucional – Escola (Secodi) constituiu-se 200 em um dos serviços do curso de Psicologia da Ulbra Guaíba disponibilizado para as escolas da região e como campo de estágio curricular aos acadêmicos, nos estágios de Psicologia ênfases IB. Tem como proposta o atendimento às instituições de ensino e empresas através do apoio e promoção de projetos de desenvolvimento institucional. As atividades foram constituídas a partir das demandas advindas de escolas e de instituições empresariais. Orientação Profissional - metodologia: abordagem clínica e informacional com foco em, no mínimo, 15 turmas de ensino médio, aforam atendidas, através de seis encontros coletivos. Promoção de Saúde (temas: sexualidade, gravidez da adolescência, aids e dsts) - metodologia: palestras expositivas dialogadas e workshops com base construtivista.

Serviço de Assistência Judiciária da Ulbra (Sajulbra)/ Direito

O Sajulbra proporcionou à comunidade em geral atendimento jurídico gratuito por meio de 150 acadêmicos do Direito - orientados por professor - objetivando a efetividade do livre acesso à Justiça para a população carente da área abrangida pela Universidade Luterana do Brasil, Unidade Guaíba, na jurisdição das Comarcas Estaduais de Guaíba e de Camaquã.


48 Serviço de Psicologia Social, Insitucional e Comunitária/ Psicologia

Através do Serviço de Pesquisa em Psicologia Social Institucional e Comunitária (Sepcomi), alunos do curso de Psicologia realizam estágios curriculares e desenvolvem um importante trabalho de assessoramento técnico junto de instituições de cunho social, órgãos do poder público e ONGs. As sessões de consultoria, intervenções psicossociais, institucionais e comunitárias foram realizadas na Clínica Escola de Psicologia do campus e promoveram a prevenção e manutenção da saúde mental dos inscritos no projeto.

350

UNIDADE: SANTA MARIA Capacitação de Pequenos Empreendedores em Santa Maria/ Administração

No projeto, alunos do curso de Administração auxiliaram na capacitação teórica e práti25 ca de pequenos empreendedores do município de Santa Maria. A iniciativa contou com o apoio do Sebrae-RS e contribuiu para o desenvolvimento de empreendedores através do estímulo às boas práticas de gestão empresarial. Para tal, foram promovidas oficinas e cursos no campus da Universidade.

UNIDADE: TORRES Banco Solidário para Alunos Carentes/ Odontologia

O Banco Solidário é um projeto de extensão universitária criado em 2013, que envolve 60 os cursos de graduação da Ulbra Torres e beneficia os alunos carentes que não possuem condições de adquirir os materiais necessários para dar continuidade ao curso. Os alunos recebem empréstimos de materiais, doados por qualquer cidadão que queria impactar a vida dos acadêmicos. Através da divulgação, o Banco Solidário tenta atingir pessoas que possuem condições e intenções de fazer doações, seja através de dinheiro ou materiais propriamente ditos. O material é disponibilizado semestralmente para os alunos auxiliando-os no sonho de completar um curso de nível superior.

Cinema, Papo e Profissão/ Psicologia

A adolescência é um período de dúvidas e questionamentos. Anualmente, cada vez mais jo- 400 vens ingressam na universidade sem a certeza de que o ofício escolhido é realmente aquele que querem ou têm vocação para exercer. Com o objetivo de auxiliá-los nesse momento decisivo, acadêmicos da Ulbra desenvolveram o projeto Cinema, Papo e Aptidão. A Iniciativa proporcionou um importante serviço de orientação profissional para estudantes do terceiro ano do ensino médio de escolas do município de Torres. As atividades contemplaram seis encontros presenciais, onde os secundaristas participaram de dinâmicas de grupo e assistiram a exibições de obras cinematográficas abordando temas como mercado de trabalho e realização pessoal. Em seguida, foram realizadas quatro sessões de orientação profissional, onde os participantes receberam pareceres individuais com o resultado do processo.


49 Clínica Integral em Odontologia

A Clínica de Odontologia da Ulbra é uma clínica escola, ou seja, os atendimentos pres1800 tados à comunidade são realizados por estudantes de graduação, com a supervisão de professores do curso de Odontologia. Os atendimentos seguem datas e horários conforme o calendário da Universidade, ou seja, ocorrem nos meses em que têm aulas. São realizados tratamentos nas áreas de dentística, endodontia, periodontia, cirurgia, próteses dentárias, ortodontia (preventiva para crianças de 7 a 9 anos) e odontopediatria (para crianças de 0 a 12 anos), bem como orientações para prevenir doenças e promover a saúde.

Desenho de Vida na Gestão de Carreira/ Psicologia

Acadêmicos da Ulbra ofereceram um serviço de orientação de carreira para os colegas de curso. A iniciativa permitiu o contato dos universitários com o planejamento profissional e o estabelecimento de metas e diretrizes de longo prazo. Inicialmente, o projeto contemplou apenas a comunidade acadêmica, podendo ser expandido e aberto ao público, conforme demanda e infraestrutura disponíveis para os atendimentos. Despertar a consciência dos alunos do ensino médio quanto à necessidade de conservar o meio ambiente, estimular o perfil empreendedor, desenvolver o uso dos recursos disponíveis de forma sustentável e possibilitar empreender com os produtos originados destes recursos foram os objetivos do projeto.

6

Formação Profissional no Desenvolvimento da Educação Ambiental em Escolas Públicas Municipais de Torres/ Pedagogia CST em Tecnologia em Gestão Ambiental

O projeto desenvolvido pelos cursos de graduação em Pedagogia EAD e presencial, Gestão Ambiental EAD, Negócios Imobiliários EAD, Geografia EAD e pós-graduação em Licenciamento e Diagnóstico Ambiental capacitou professores da escola pública do Município de Torres para trabalharem Educação Ambiental de forma interdisciplinar, desenvolvendo a autonomia dos docentes nessa prática. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica e as oficinas foram ministradas por acadêmicos, sob supervisão de docentes.

28

Mandando Bem no Enem / CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

É um aplicativo de jogo para auxiliar os alunos a estudarem para o Enem. O usuário pode acessar o jogo em smartphones, tablets ou no seu computador pessoal e tem a opção de escolher o tema das perguntas (matemática, português, etc.), selecionar o grau de dificuldade e a quantidade de questões para responder. Ao final, são apresentadas a pontuação e as alternativas respondidas de forma correta e incorreta, junto com um ranking geral de melhores pontuações.

840

Educação Como Aliada da Sustentabilidade e do Empreendedorismo - Desconstrução e Reconstrução/ Administração

50


50 PROGRAMA: MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE UNIDADE CANOAS PROJETOS

RESUMO

Nº DE PARTICIPANTES

Semeando o Saber, Plantando o Futuro/ Agronomia

O projeto capacitou os alunos para produzir e ensinar sobre plantio de hortas comunitárias em escolas do município de Canoas e região metropolitana de Porto Alegre (RS). A iniciativa possibilitou que crianças, jovens e adultos entendessem mais sobre os sistemas de propagação de plantas hortícolas.

290

UNIDADE CARAZINHO Equacionamento de Fatores Ambientais, Sociais e Econômicos/ Design

Por meio de visitas às escolas públicas das redes municipal e estadual de ensino de Carazinho, acadêmicos realizaram atividades pedagógicas com crianças e adolescentes, conscientizando-as sobre a importância da preservação do meio ambiente. Os encontros abordaram temas como o desenvolvimento urbano e tecnológico. A iniciativa contribuiu para a disseminação do empreendedorismo sustentável e contou com o apoio de empresas e entidades da região.

10

Geografia, Ambiente e Cidadania/ Geografia - Licenciatura (EAD) Ciências Biológicas - Licenciatura (EAD) Serviço Social Pedagogia CST em Gestão Ambiental Ciências Sociais (CAD)

O projeto envolveu as comunidades escolares, através das ações desenvolvidas pelos alunos 400 de graduação na modalidade a distância em uma rede de ambiências. O termo ambiência remete à tomada de ações em um espaço geográfico. O projeto teve como objetivo denunciar a degradação ambiental, a fim de reverter os problemas identificados. Metodologicamente, desenvolveu-se, em conjunto com as comunidades escolares, diagnósticos ambientais e mapeamentos das áreas degradadas identificadas no entorno das escolas. Foram adquiridas informações de cunho geográfico local para proporcionar nestas ações a formação de vigilantes ambientais. Como resultado, formaram-se agentes multiplicadores do conhecimento das características geográficas do espaço vivido. A relevância social do projeto foi mostrar os impactos da degradação do ambiente e de como essa realidade pode ser revertida, objetivando, assim, o exercício da cidadania e a melhoria da qualidade de vida. A relevância acadêmica do projeto foi articular ensino, pesquisa e extensão.


51 Projeto Eko-Redes Ambientais: Educação Ambiental com Comunidades Através do Ensino a Distância/

O projeto englobou diversos objetivos, que foram desenvolvidos juntamente com a Ulbra, 200 mais especificamente o programa de extensão EAD utilizando os fundamentos metodológicos de educação ambiental (EA) desenvolvidos pelo Projeto Carcharias - Pró-Squalus. O projeto foi uma ação pioneira, utilizando a plataforma do EAD universitária em condutas extensinistas e enfocando a EA como meios de conservação e tendo como atores destas práticas as comunidades que vivenciam este meio onde estão inseridos nos polos de EAD da Ulbra. A fim de um melhor entendimento sobre as angústias e necessidades das populações residentes, foram desenvolvidas novas práticas metodológicas para identificar esses fatores. Cabe destacar, que as finalidades da Instituição, tanto na área educacional como na pesquisa biológica, visam a um completo amparo a todas as regiões onde a conservação e preservação podem ser inseridas na comunidade. Tudo isso no sentido de atender a sua vocação e obrigações como entidade beneficente pertencente a uma comunidade. Uma instituição de ensino superior como a Ulbra deve estar integrada à comunidade, no sentido de transpor e aplicar os conhecimentos da ciência em benefício das pessoas. O contato e vivências práticas em projetos extensionistas são fundamentais para uma formação integral do aluno como ator nas modificações do contexto socioambiental de sua região. As atividades de ensino, pesquisa e extensão devem estar intrinsecamente relacionadas. Cada uma delas lançando metodologias para as demais. A parceria entre professores, tutores, alunos e comunidade em ações de EAD contribui muito para a ampliação das mesmas, facilitando e agilizando o trabalho das equipes. Esta parceria incrementa a resolutividade e a eficiência dos atendimentos prestados, principalmente em comunidades mais carentes, onde a escola é um ponto referencial de todos da comunidade, pois extrapola os limites educacionais e transforma-se em local de lazer, de integração e de formação de cidadãos. Para assegurar uma vida saudável de contínua diversidade dos organismos e conservação ambiental, bem como, a manutenção de comunidades tradicionais, esta só será obtida através da promoção do uso sustentável e de um amplo gerenciamento e preservação.

UNIDADE SÃO JERÔNIMO Educação Ambiental e a Sustentabilidade do Meio Ambiente/ Ciências Biológicas - Licenciatura

O projeto atendeu à comunidade, aos acadêmicos e à escola a qual estamos inseridos. Os integrantes se reuniram para a construção de ações para o mapeamento do projeto. O público-alvo foram estudantes da quinta série do ensino fundamental, que participaram de aulas teóricas e práticas, palestras, gincanas e outras ações, para multiplicar os conhecimentos sobre o tema. Todas as ações foram desenvolvidas por acadêmicos voluntários.

35


52 PROGRAMA: MEMÓRIA SOCIAL E PATRIMÔNIO CULTURAL UNIDADE CANOAS 6.000

Museu de Ciências como Eixo Integrador do Desenvolvimento e Inclusão Social/ Ciências Biológicas - Licenciatura

O projeto visou a divulgação pública dos achados da ciência, em uma sociedade que se sustenta no conhecimento científico, desempenha um papel central na sociedade contemporânea, tanto na formação do cidadão como na gestão da democracia. O objetivo foi implantar um canal de troca de experiências entre a sociedade e a Universidade, atuando diretamente na relação ensino-aprendizagem, focados em fomentar o desenvolvimento socioambiental das comunidades através da divulgação de conhecimentos técnico-científicos. Utilizou o acervo interatividade, produzindo serviços ou gerando produtos que ressaltem o valor da natureza como um bem a ser preservado e que garantirá nosso futuro no planeta.

Programa de Leitura Fome de Ler/ Letras- Licenciatura em Língua Inglesa

O programa é uma parceria com a Prefeitura Municipal de Canoas, a Rede de Escolas da 12.000 Ulbra e secretarias municipais de Educação da Região Centro-Sul do Estado. Beneficiou comunidades de 31 municípios. Incentivou a formação de mediadores de leitura e articulou ações de letramento, envolvendo escritores e ilustradores brasileiros, acadêmicos da Universidade, educadores, alunos e instituições das comunidades escolares. Promoveu a circulação e a leitura de obras literárias. Estimulou a apropriação do livro como objeto cultural dos alunos e da comunidade, promovendo acompanhamento e troca entre educadores e alunos. Em Canoas, toda a rede municipal (43 escolas) aderiu ao programa de forma integral, com aquisição de 90 obras para cada escola, totalizando, somente este ano, um acervo de 2.500 obras, além dos 10.000 títulos adquiridos nos anos anteriores que ainda circulam. Foram 58 encontros com 32 escritores em 74 escolas de 11 municípios. Inaugurou no programa o Centro de Capacitação em Educação Inclusiva e Acessibilidade (Ceia), da Prefeitura de Canoas, com seus educadores e alunos especiais.

UNIDADE EAD Cinema Negro – Uma abordagem sobre nossas raízes/ Mestrado em Educação História - Licenciatura (EAD) Geografia - Licenciatura (EAD) Pedagogia (EAD) Serviço Social (EAD) Ciências Sociais - Licenciatura

No projeto, alunos utilizaram a linguagem cinematográfica para fomentar debates sobre a história afro-brasileira e as condições de vida dos afrodescendentes na atualidade. Foram realizadas capacitações via plataforma NetAula e atividades de formação utilizando obras do cinema negro nacional. As reflexões resultantes dos encontros virtuais estimularam a adoção de práticas antirracistas e igualitárias por parte dos alunos e das comunidades em que estão inseridos. O projeto contou com a colaboração de mestrandos do Programa de Pós-graduação em Educação da Ulbra.

300


53 PROGRAMA: QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE UNIDADE CACHOEIRA DO SUL Atenção Integral ao Doente Renal Crônico e Núcleo Familiar: Abordagem Multidisciplinar/ Odontologia Enfermagem Direito Pedagogia Psicologia Fisioterapia Serviço Social (EAD)

Acadêmicos prestaram assistência integral em saúde para doentes renais crônicos de 603 Cachoeira do Sul. A iniciativa de caráter multidisciplinar contribuiu para a autoestima e bem-estar físico e mental de usuários dos serviços do Hospital de Caridade e Beneficência e da Clínica Reviclin. As atividades contemplaram assistência odontológica com uso de equipamentos portáteis, cuidados fisioterápicos, psicológicos e ambulatoriais para pacientes e familiares durante as sessões de hemodiálise. Para crianças, foram disponibilizadas aulas de reforço escolar e rodas de contação de histórias.

Hipoterapia como Tratamento de Distúrbios Neuropsicológicos/ Fisioterapia

O projeto existe há mais de seis anos e já beneficiou centenas de pessoas. Além da atenção em hipoterapia, o programa realizou jantares beneficentes, desfiles em datas comemorativas, viagens de aprimoramento, entre outras ações, que projetaram a Instituição como mediadora de um trabalho que proporciona o desenvolvimento de valores, atitudes, habilidades e competências, como: respeito, ética, sensibilidade, empatia, compromisso e responsabilidade, que são necessárias para a formação integral de profissionais das áreas humanas e da saúde.

18

UNIDADE: CANOAS A Escola na Universidade: Vivência em Práticas Corporais e Avaliação da Saúde/ Educação Física - Licenciatura

O projeto proporcionou às crianças e jovens vivências em práticas corporais diversas. Consi400 derando que, por intermédio das práticas corporais, se manifestam diferentes significados, a proposta foi identificar questões relacionadas aos elementos socioculturais envolvidos nas diversas práticas que se constituem nas relações entre os sujeitos sociais. Foi o objetivo identificar e avaliar aspectos relacionados à saúde. Edificou-se no projeto um conjunto de variáveis socioculturais, psicossociais e biológicas, que foi desenvolvido em diferentes dimensões: (1) práticas corporais: relações de gênero; fenômeno da violência; etnia/raça; sociabilidades; (2) dimensão morfológica: peso, estatura, composição corporal e maturação biológica; (3) dimensão psicológica: aspectos psicossociais relacionados à constituição do sujeito na sua relação com a prática. Entendemos que a criação de projetos associados de pesquisa e extensão transdisciplinares no interior da Universidade pode contribuir para uma relação de generosidade e cooperação entre docentes, alunos e funcionários da Instituição e a sociedade.


54 Atendimento Odontológico e Procedimento Bucomaxilofaciais em Animais Domésticos/ Medicina Veterinária

O projeto atendeu demandas da comunidade carente, relativas a animais portadores de 180 doenças específicas da cavidade oral, visando à manutenção da saúde geral. Promoveu a Semana da Saúde Bucal em Cães e Gatos, orientando proprietários na necessidade de uma rotina de higienização oral destes animais, visando prevenir doenças.

Atenção aos Pacientes Portadores de O projeto proporcionou assistência fisioterapêutica e psicológica para pacientes e familiaDesordens Neurofuncionais e seus res de portadores de patologias neurológicas residentes na região de Torres, com consultas Familiares Cuidadores/ mediante agendamentos. Fisioterapia

16

Atenção Fisioterapêutica Comunitária na Infância/ Fisioterapia

Atendimento a bebês e crianças com transtornos no desenvolvimento neuropsicomotor 20 encaminhados dos hospitais, Unidades Básicas de Saúde, comunidade de Canoas e região. Estes foram avaliados e receberam tratamento fisioterapêutico na Clínica Escola da Ulbra.

Atenção Multidisciplinar Geronto-Geriátrica à Inst. de Longa Permanência para Idosos de Baixa Renda/ Medicina Fonoaudiologia Serviço Social

O envelhecimento populacional no Brasil está ocorrendo de forma rápida e não homogêneo. 280 De 1995 para 2025, o Brasil dobrará a população idosa, acarretando em problemas sociais, econômicos e de saúde a esta população devido ao despreparo da sociedade para o manejo e de elaborar políticas públicas destinadas à pessoa idosa. As transformações sociais são acompanhadas pelas famílias, que, despreparadas, utilizam as instituições de longa permanência para acolherem seus idosos. E as instituições comunitárias, por sua vez, assim como a sociedade, encontram-se despreparadas para receber este idoso com múltiplas necessidades. O projeto teve como objetivo uma atuação social, educacional e de saúde geronto-geriátrica para a capacitação dos alunos da Ulbra, profissionais, funcionários e adequação da Instituição às normas da RDC 283/2005. Também oportunizou a díade ensino-aprendizagem aos alunos através de ações sociais, educacionais e de estudos científicos voltados aos idosos e familiares. A metodologia foi desenvolvida para estudos qualitativos, como grupo focal, palestras, discussão de casos, entrevistas, história de vida, elaboração de desenho. As quantitativas através estudos de delineamento de relato de caso, transversal (inquérito epidemiológico) e série de casos. Promoção e organização de eventos científicos, atividades educacionais na comunidade sobre o envelhecimento em atuação multidisciplinar e preventiva do envelhecimento com dependências. O projeto se desenvolveu em encontros quinzenais, com atendimentos diretos de forma individual ou em grupo, tanto de idosos como funcionários e familiares. Constituiu também ações de elaboração e avaliação de prontuários e fluxogramas de atendimento para situações de urgência. Este projeto trouxe aos participantes uma consciência da coletividade, do trabalho interdisciplinar, da inserção em uma realidade esquecida pela sociedade e, assim, construir campo do saber e de atuação social sobre o envelhecimento humano na sua plenitude.


55 Dança para a Terceira Idade/ Educação Física - Licenciatura

O projeto proporcionou aulas de dança a idosos do programa Ulbra para a Terceira Idade 140 (Ulbrati). As atividades recreativas incluíram exercícios de criação, improvisação e expressão corporal, recreativos e terapêuticos, uma vez que auxiliam na prevenção e tratamento de síndromes geriátricas típicas, como o Mal de Alzheimer, Parkinson e doenças degenerativas do sistema nervoso.

Estratégias Educativas para o Usuário de Aparelho de Amplificação Sonora Individual/ Fonoaudiologia

Uma forma de diminuir o impacto da perda auditiva na vida de um indivíduo é através 200 do uso do Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI). Fornecer aconselhamento a clientes e seus familiares e/ou cuidadores é uma oportunidade de difundir informações de modo a facilitar o entendimento da deficiência auditiva e o ajuste a esta condição. O objetivo foi desenvolver estratégias para facilitar o entendimento das informações pertinentes ao uso e manuseio do AASI e desta forma propiciar uma melhor interação social e qualidade de vida do deficiente auditivo. O projeto atendeu adultos e idosos usuários de AASI do Serviço de Saúde Auditiva em Alta Complexidade do HU - Mãe de Deus/Canoas. Foi desenvolvido nas dependências do serviço, com um grupo limitado de participantes. As estratégias educativas abordaram: fisiologia da audição, causas e sintomas da perda auditiva, estratégias para melhorar a comunicação e orientação quanto ao uso e manuseio do AASI. Os participantes foram avaliados e receberam orientações e encaminhamentos. Os resultados e observações geraram um relatório, enviado à gestora do SSA para que possa fornecer subsídios para melhorias no atendimento dessa população.

Fisioterapia Aquática na Terceira Idade – Ulbrati/ Fisioterapia

Por meio deste projeto, alunos desenvolveram exercícios hidroaeróbicos aos integrantes do 72 programa Ulbra para a Terceira Idade (Ulbrati). O objetivo foi proporcionar saúde e qualidade de vida para homens e mulheres acima dos 60 anos de idade. Os encontros também geraram dados para pesquisas científicas e estudos relacionados ao envelhecimento humano.

Hospital do Ursinho/ Medicina

No, universitários ensinaram as crianças, nas escolas, sobre a importância da vivência hospitalar e da vida saudável. Os acadêmicos simulam atendimentos clínicos em ursinhos de pelúcia. A proposta da brincadeira foi criar laços de confiança com crianças entre 4 e 7 anos, estimulando-os a lidarem com seus medos de médicos e de hospitais.

300

Mantendo Sorrisos/ Odontologia

O projeto prestou atendimento odontológico gratuito para crianças de famílias carentes. Por meio de atividades lúdicas e brincadeiras, durante as consultas de triagem, ocorreu a conscientização dos alunos da educação básica sobre a importância da higiene oral na prevenção de cáries, tártaros e outras doenças bucais.

2.300


56 O Bebê e Seu Mundo - Semana do Bebê de Canela/ Medicina

O projeto foi idealizado por professores e acolhido pela Prefeitura e a comunidade de Ca5.900 nela, tornando-se Lei Municipal nº 2.906, em 26 de dezembro de 2009. Acontece desde 2000 e tem o apoio dos cursos de Enfermagem, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Odontologia, Pedagogia, Psicologia e Educação Física, que realizam oficinas. Ocorreram encontros comunitários, seminário internacional, fórum parlamentar e social, com ações integradas em prol do bom desenvolvimento biopsicossocial do bebê e de sua família. O público foi a comunidade e os profissionais das áreas social, jurídica, da saúde e educação.

Prevenção do Câncer de Pele Rastreamento, Tratamento e Orientação da População/ Medicina

O projeto conscientizou a população sobre a importância da prevenção e tratamento do 120 câncer de pele. Universitários organizaram palestras e seminários educativos, nas quais efetuam o diagnóstico de lesões malignas e pré-malignas em pessoas de todas as idades. A iniciativa tem parceria com dermatologistas do Hospital Universitário Canoas.

Prevenção e Tratamento do Trauma Dentário/ Odontologia

Com este projeto, acadêmicos prestaram atendimento de urgência e realizaram o acompanhamento de pacientes vítimas de traumas dentários, além de, também, prestarem apoio ambulatorial mensal na Clínica de Dermatologia do Hospital Universitário. Os procedimentos ambulatoriais e cirúrgicos foram realizados sob o acompanhamento de pós-graduandos da área. Moradores de Canoas agendaram exames e consultas na Clínica de Odontologia. As ações integraram a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, evento anual coordenado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Projeto Mediplicar: Multiplicando Saúde e Educação/ Medicina

No projeto, alunos da Ulbra desenvolveram oficinas educativas sobre saúde física, mental e 300 psicossocial com estudantes de ensino fundamental da Escola Municipal Rubem Carlos Ludwig, em Canoas. Os acadêmicos puderam contribuir para a formação de crianças e jovens carentes, no que diz respeito a temas como saúde alimentar, sexualidade e bom convívio social.

Promoção e Educação da Saúde para e População das Escolas da Ulbra/ Fonoaudiologia

A promoção da saúde agrega novos modos de pensar e agir da população para obter saúde 500 em uma perspectiva ampliada, pois é capaz de gerar hábitos de vida saudáveis. A Universidade deve assumir o papel indutor das mudanças tanto no campo das práticas da saúde quanto no campo da formação profissional e da educação. Assim, o objetivo foi desenvolver novos saberes e práticas junto à comunidade escolar da Rede Ulbra, em Canoas, oportunizando a vivência acadêmica multidisciplinar e interdisciplinar nas relações que se darão nos campos de saúde e educação. O projeto propôs o estabelecimento de relações orgânicas entre a Universidade e as escolas de sua rede e foi efetivado por meio da integração de vários cursos com diferentes atividades no mesmo campo, contribuindo para uma melhor qualidade de vida.

160


57 Reabilitação Cardiorrespiratória/ Fisioterapia

O projeto foi voltado para o atendimento ambulatorial de pacientes idosos portadores de problemas cardiorrespiratórios. As consultas foram realizadas por alunos, no ambulatório do Hospital Universitário de Canoas. A iniciativa buscou atenuar o descondicionamento cardiorrespiratório dos pacientes.

20

Recreação e o Esporte Escolar na Perspectiva da Inclusão/ Educação Física - Licenciatura

O projeto incentivou e qualificou a prática esportiva escolar por meio de atividades recreativas, como aulas de ginástica, danças e lutas. As ações contemplaram alunos carentes de escolas públicas e associações comunitárias da região de Canoas.

180

Suporte Odontológico ao Paciente Oncológico/ Odontologia

Este projeto pioneiro proporcionou cuidados odontológicos para homens e mulheres diag560 nosticados com câncer nas regiões da cabeça e/ou pescoço. Os pacientes contemplados foram referendados pela Secretaria Municipal da Saúde de Canoas e encaminhados para a Clínica Escola de Odontologia da Ulbra, onde receberam atendimentos semanais durante as fases pré, trans e pós-radioterapia/quimioterapia e/ou cirurgia.

Ulbrati – Ulbra e a Terceira Idade/ Educação Física - Bacharelado Pedagogia Psicologia Administração Direito Sistemas de Informação

No projeto Ulbra para a Terceira Idade (Ulbrati), acadêmicos realizaram ações lúdicas de 110 inclusão digital e de promoção da saúde física e mental junto de homens e mulheres idosas com mais de 60 anos. As atividades incluíram aulas de dança, turmas de ginástica, passeios recreativos, viagens e lições de informática.

A vivência de Conteúdos Culturais para Promoção e Prevenção da Saúde/

As atividades de lazer físico/esportivas, sociais, intelectuais, turísticas e manuais, quando 50 bem direcionadas e embasadas em parâmetros científicos, atuam como um elo terapêutico importante, por intervir no corpo do indivíduo, durante o processo de tratamento. O objetivo do projeto foi estimular os sujeitos que possuem dependência química e/ou um transtorno psiquiátrico a participarem de atividades esportivas, intelectuais, sociais, manuais e turísticas. Pretendeu-se proporcionar a eles, uma nova relação com o meio em que estão inseridos, oportunizando uma melhoria na sua qualidade de vida, adesão ao tratamento e prevenção da recaída. A metodologia utilizada incluiu jogos e atividades adaptadas, que foram desenvolvidas no complexo esportivo da Ulbra. O público-alvo foi dependentes químicos ou pessoas com transtornos psiquiátricos que residem em Canoas/RS. Entre as práticas, estão o voleibol adaptado e/ou atividades aquáticas, basquetebol adaptado, atividades com raquetes, jogos cooperativos, teatro, eventos sociais, atividades manuais e intelectuais.


58 Projeto Ulbra Adotando Famílias 2016 Ação Integrada em Saúde e Cidadania/ Enfermagem

O projeto enfatizou a responsabilidade social, inserindo o acadêmico na comunidade menos 70 favorecida, de forma que ele atuasse de maneira positiva. O atendimento das famílias foi feito por acadêmicos nas escolas de ensino fundamental, onde estão matriculadas as crianças das famílias adotadas. O objetivo foi promover atividades de educação e prestação de serviços na área da saúde, visando melhor qualidade de vida das famílias dos bairros Esperança e Nova Ouro Preto. Foram realizadas palestras na área da saúde com temas como hábitos de higiene, sexualidade, contracepção.

UNIDADE: GRAVATAÍ Escolinhas Esportivas/ Educação Física - Licenciatura

Universitários estimularam a prática de esportes em equipe, como voleibol e futsal, para es- 600 tudantes de escolas públicas de ensino fundamental e médio da região de Gravataí. Foram realizados exercícios de alongamento, aquecimento, treinos, partidas e campeonatos em categorias de futsal mirim infantil, infanto-juvenil e de voleibol misto.

Liga Acadêmica de Enfermagem em Urgência e Emergência – Leurge/ Enfermagem

A área de urgência e emergência consiste em um importante componente da assistência à saúde. A assistência, nessas situações, caracteriza-se pela necessidade de uma pessoa ser atendida em curtíssimo espaço de tempo, determinando, muitas vezes, a continuidade de viver. A Liga Acadêmica é uma entidade formada por alunos de diferentes anos da graduação, sob a supervisão de profissionais e professores vinculados à Instituição, que contribuem de forma efetiva na educação destes acadêmicos no contexto da urgência e emergência. O projeto organizou atividades educativas para a comunidade com o objetivo de informá-la, conscientizá-la e assisti-la nas atividades ligadas aos processos de suporte básico de vida, prevenção de acidentes e primeiros socorros. Foram realizadas oficinas teóricas e práticas na comunidade, incluindo escolas, empresas e eventos sociais.

300

Ulbrati/ Educação Física - Bacharelado

O projeto promoveu atividades recreativas e dinâmicas em turmas de homens e mulheres com mais de 50 anos de idade. Os encontros foram realizados semanalmente, estimulando a prática esportiva.

400

Promoção, Educação e Qualidade de Vida para as Pessoas em Diferentes Etapas do Ciclo Vital/ Enfermagem

O projeto integrou a academia aos serviços da rede municipal de saúde para o desenvolvimento de ações coletivas em saúde. Os objetivos foram sensibilizar, informar, educar e desenvolver programas e ações de promoção e educação para a saúde, voltadas as demandas de grupos específicos do ciclo vital e da população em geral.

240


59 UNIDADE: GUAÍBA Bandeira Verde - Salvando Vidas/ Educação Física - Licenciatura

O objetivo do projeto foi a aprendizagem das técnicas de natação e de nados de segurança, 60 a fim de proporcionar maior segurança das crianças e jovens que utilizam a praia para o veraneio. O método usado na aprendizagem foi o global, onde foram ministradas 20 aulas nas piscinas de entidades parceiras do projeto. O público-alvo foi composto por alunos, dos oito aos 12 anos de idade, de escolas públicas, que nunca tiveram aula de natação.

Cesap - Clínica Escola de Serviço de Atendimento Psicológico/ Psicologia

A Cesap realiza atendimento em saúde mental há mais de 15 anos, prestando apoio psicoterápico para moradores de Guaíba e proximidades. No local, alunos de graduação ofereceram consultas individuais, psicodiagnósticos e sessões de psicoterapia em grupo para homens e mulheres de todas as idades. Com uma demanda média de 200 atendimentos por semestre, a Clínica é hoje uma referência na região.

120

Dança Circular/ Educação Física - Licenciatura

Projeto comunitário que teve como objetivo proporcionar o intercâmbio entre a comunidade universitária e a comunidade social, através da prática da dança circular, buscando promover a melhoria da qualidade de vida das famílias envolvidas. A meta foi qualificar o tempo ocioso dos indivíduos que transitam na Universidade, em especial os alunos, para que pudessem relaxar e aproveitar mais as suas capacidades cognitivas, e ao mesmo tempo, conhecer a cultura da dança circular.

60

Projeto Escola de Inovação/ Educação Física - Bacharelado

Com o objetivo de conectar o ensino médio de Guaíba ao espaço universitário da Ulbra inovação, professores e alunos do campus local desenvolveram este projeto. Os acadêmicos realizaram atividades lúdicas de inclusão digital e promoção da saúde com a utilização de dispositivos inovadores como: aplicativos, games e tecnologias vestíveis. O projeto atendeu estudantes de ensino médio e graduandos, com aulas expositivas, visitas guiadas, oficinas de inclusão digital, de games e outros, proporcionando assim, um espaço para experimentação, desenvolvimento do potencial inovador, promoção da saúde e integração comunitária.

1.060

Ulbrati 2016/ Educação Física - Bacharelado

Alunos de Administração, Direito, Educação Física, Pedagogia e Psicologia desenvolveram ações recreativas para idosos de Guaíba, em aulas de dança, ginástica, passeios guiados e palestras. A comunidade acadêmica trabalhou a autoestima e o bem-estar de pessoas com mais de 60 anos de idade.

100


60 UNIDADE: SÃO JERÔNIMO Atletismo: Oportunizando o Esporte para Crianças e Adolescentes da Região Carbonífera/RS Educação Física - Licenciatura

O projeto proporcionou a prática do atletismo para escolares, tendo em vista conhecerem e 210 vivenciarem o esporte, que era pouco praticado nos colégios da região. Foram praticadas as modalidades de corrida, arremesso, lançamentos, salto em altura e salto em distância, utilizando a estrutura e equipamentos da Ulbra. Foram atendidas crianças, meninos e meninas, com idades entre 10 e 17 anos, das cidades de São Jerônimo, General Câmara, Triunfo, Charqueadas, Arroio dos Ratos, Butiá e Minas do Leão.

UNIDADE: TORRES A Estética e Cosmética no Cuidado da Pele de Mulheres da Cidade de Torres/ CST em Estética e Cosmética

Com o intuito de oportunizar saúde e bem-estar para moradores de Torres, acadêmicos da Ulbra ofereceram serviços estéticos de rejuvenescimento cutâneo para mulheres do município e arredores. As atividades contemplaram tratamentos à base de cremes, lasers, toxina botulínica, preenchimentos, entre outros procedimentos. O projeto ajudou a divulgar os cuidados preventivos que devemos ter com a pele para amenizar os efeitos da poluição, da irradiação solar e da passagem do tempo.

80

Ambulatório de Prevenção de Doença Cardiovascular do Curso de Enfermagem da Ulbra Torres/ Enfermagem

Neste projeto, acadêmicos proporcionaram às crianças e adolescentes do município um 100 importante serviço de prevenção de doenças cardiovasculares. A iniciativa buscou reduzir as taxas de mortalidade envolvendo doenças coronárias, através do estímulo à adoção de hábitos saudáveis. Para isso, foram oferecidas consultas ambulatoriais para realização de triagens e elaboração de planos de cuidados, específicos para cada paciente, e que incluem orientações nutricionais e prescrição de exercícios físicos. Também foram organizadas oficinas de cozinha experimental e atividades lúdicas de conscientização sobre os fatores de risco relacionados ao sedentarismo.

Banco de Dentes Humanos/ Odontologia

O projeto possibilitou o aprendizado das características anatômicas, o uso de dentes em ati- 400 vidades laboratoriais pré-clínicas, para pesquisas realizadas em trabalhos de conclusão de curso (TCC), dissertações de mestrado e teses de doutorado. Assim, alunos e pesquisadores de diferentes instituições foram beneficiados pelo programa que, além de prevenir a prática ilegal do comércio de dentes, fomentou o desenvolvimento acadêmico.

Fisioterapia em Gereatria/ Fisioterapia

O projeto proporcionou saúde e bem-estar para idosos do Lar dos Velhinhos. Foram realizados exercícios de correção postural, fundamentais para prevenir e tratar o aparecimento de doenças degenerativas do sistema nervoso central.

110

Prevalência e Prevenção das Mordidas Cruzadas em Escolares do Ensino Público de Torres/ Odontologia

Com esta iniciativa, alunos colocam em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula enquanto realizam tratamentos preventivos de recuperação junto a pacientes portadores de alterações transversais nos arcos dentários (mordida cruzada). O projeto prevê o desenvolvimento de triagens e exames de diagnóstico, sob a supervisão de um professor.

500


61 Atividade Motora Adaptada (AMA)/ Educação Física - Bacharelado Fisioterapia Enfermagem

Acadêmicos desenvolveram exercícios rítmicos, psicomotores e de expressão corporal junto a pessoas com deficiência, da comunidade local. Ocorreram aulas de ginástica aeróbica, caminhadas orientadas e treinos em modalidades esportivas adaptadas, como futebol e voleibol, além de eventos recreativos para a inclusão social dos integrantes do AMA.

160

Educação e Motivação em Saúde Bucal: de Boca Aberta para o Mundo/ Odontologia Pedagogia

Acadêmicos e docentes desenvolveram ações visando à promoção da saúde bucal de alunos do ensino fundamental da rede pública da região de Torres. Os trabalhos lúdicos envolvendo aplicações de fluoreto tiveram como objetivo conscientizar as crianças sobre a importância da higiene oral.

1.200

Programa de Prevenção e Tratamento da Incontinência Urinária em Mulheres do Litoral Norte/ Fisioterapia

Por meio deste projeto, acadêmicos desenvolveram exercícios terapêuticos com o objetivo 20 de prevenir a proliferação de casos de incontinência urinária na população feminina do Litoral Norte gaúcho. Os atendimentos ocorreram no campus da Ulbra, mediante agendamento.

Projeto Esporte para o Futuro/ Educação Física - Bacharelado

Com esta atividade de extensão, estudantes participaram de um importante trabalho 60 comunitário em instituições carentes do município de Torres. Desenvolvido em localidades de alto risco social, o projeto estimulou a prática de esportes em equipe, como basquetebol, voleibol e handebol, entre adolescentes e crianças de escolas das redes estadual e municipal da região, como a Escola Municipal de Ensino Fundamental Afonso Bedinot, em Mampituba, no Litoral Norte gaúcho. A iniciativa, além de contribuir para a formação de cidadãos responsáveis, promoveu saúde, bem-estar e ajudou a prevenir o uso de drogas e a marginalização dos participantes.

Projeto Fisio Alegre/ Fisioterapia

Esta ação auxiliou na diminuição do rompimento entre o indivíduo e a sociedade, já que o 160 mesmo está afastado de seu lar e, sendo obrigado a conviver com pessoas estranhas, ele acaba se tornando individualista. O trabalho de grupo tornou-se importante para fazer com que o indivíduo/paciente conseguisse se desligar do motivo pelo qual está hospitalizado, institucionalizado ou até mesmo no contexto escolar e aproveitar os momentos divertidos, alegres e emocionantes, a fim de que haja uma melhora psicológica junto ao tratamento ou uma melhora no relacionamento. A vivência de grupo foi um instrumento auxiliar, que proporcionou melhoras na comunicação, estimulando as emoções e estreitando as relações.

Saúde em Foco/ Enfermagem

Jovens, adolescentes e adultos aprenderam sobre a importância da higiene para o combate a doenças e promoção da qualidade de vida. A iniciativa ministrada por universitários contemplou a realização de diagnósticos, campanhas de vacinação, de prevenção à verminose, educação sexual e de estímulo à alimentação saudável.

500


62 Saúde e Qualidade de Vida na Aldeia Nhuú Porã/ Odontologia

Universitários atuaram num projeto de promoção em saúde na aldeia guarani de Nhuù Porã, em Torres. Mediante visitas semanais, os estudantes realizaram triagens, consultas avaliativas e exames junto aos habitantes da aldeia. Com esse trabalho comunitário, ajudaram a prefeitura na construção de sólidas políticas públicas na área da saúde.

250

PROGRAMA: TECNOLOGIA, PRODUÇÃO E INOVAÇÃO UNIDADE: TORRES Laboratório e Desenvolvimento de Software (LDS)/ CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Através deste projeto, acadêmicos apostaram na tecnologia como ferramenta cidadã. Por 24 meio de um laboratório de programação, eles elaboraram softwares e aplicações para dispositivos móveis com o objetivo de solucionar problemas cotidianos de moradores da cidade de Torres. A iniciativa contemplou o desenvolvimento de dois sistemas online gratuitos com versões mobile, sendo um destinado à criação de campanhas de arrecadação de donativos para entidades assistenciais, e outro voltado para a gestão de recursos de associações de bairro. Foi realizado o agendamento de reuniões com representantes das organizações, bem como visitas a asilos e à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) do município. Todos os trabalhos contaram com a supervisão de um professore-orientador da Universidade.

Projeto de Robótica e Automação/ CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Com o projeto, acadêmicos da Ulbra promoveram a inclusão digital de jovens em idade 40 escolar de comunidades próximas a Torres. A iniciativa buscou encontrar soluções para problemas da sociedade em geral, utilizando para isso, tecnologias provenientes de experimentos em automação e robótica. Os encontros realizados nas imediações do campus universitário foram ao encontro de todos os elementos que possam ser gerenciados e monitorados de maneira tecnológica.

PROGRAMA: VIOLÊNCIA E DIREITOS HUMANOS UNIDADE: CANOAS Acolhimento Lilás/ Serviço Social Direito

O objetivo do projeto foi humanizar o acolhimento de mulheres, jovens e meninas em situação 240 de violência doméstica, na perspectiva de cessar a violação de direitos, contribuindo com a população usuária atendida no Hospital Universitário, para o enfrentamento da violência doméstica. Teve como metodologia o acolhimento das situações sociais demandadas pela população usuária, através de atendimento individual e referenciamento na rede socioassistencial. O público-alvo foram mulheres, jovens e meninas em situação de violência doméstica. O projeto teve como relevância social a necessidade premente do enfrentamento efetivo da violência contra mulheres, no momento do atendimento de saúde por violência física ou sexual, que é o momento em que rompem com o silêncio. Ainda, teve como relevância acadêmica o desenvolvimento de abordagens profissionais interventivas no campo legal e social, qualificando o processo de formação nas áreas citadas e a produção de conhecimento e produção de artigos científicos.


63 Observatório de Direitos Humanos da Ulbra (ODHU)/ Direito Serviço Social Psicologia História - Licenciatura

Nesse projeto, professores e alunos dos cursos de Gestão Pública, Direito e Ciência Política desenvolveram atividades de monitoramento e discutiram temas relacionados à violência e aos direitos humanos junto à comunidade do município de Canoas. Através de grupos de estudos, seminários, caravanas, simulações jurídicas, entre outras ações pedagógicas, o Observatório ajudou a solucionar conflitos de centenas de adolescentes e adultos que residem em regiões de risco da cidade.

35

Retornando à Família, à Escola e à Sociedade/ Direito

O projeto proporcionou ao adolescente infrator a integração com a sua família, através de uma 550 mediação. Também buscou auxiliar o adolescente na adaptação à nova realidade de internação para cumprimento de medida socioeducativa. A metodologia foi observacional e participativa, pois os pesquisadores interviram para solucionar os conflitos existentes entre o jovem e seus familiares, auxiliando-o a se adaptar à Fase. O público-alvo foram adolescentes ingressantes no Centro de Internação Provisória Carlos Santos, da Fundação Assistencial Socioeducativa (Fase) e seus familiares. O atendimento se deu por meio de oficinas. O projeto buscou auxiliar na diminuição da reincidência, pois, como a família é um fator de proteção ao jovem, a sua reaproximação com esta deverá proporcionar efeitos socializadores.

Promoção da Paz e Estratégias de Enfrentamento à Violência de Gênero nas Escolas / Serviço Social

Com este projeto, os alunos levaram cidadania e consciência social para estudantes de ensino médio da Escola Estadual de Educação Doutor Carlos Chagas, no Bairro Niterói, em Canoas. Através de oficinas, debates, seminários e jogos interativos, os acadêmicos desenvolveram uma campanha de sensibilização contra a violência de gênero e os abusos domésticos cometidos contra mulheres e crianças. A iniciativa ajudou a disseminar noções de direitos humanos junto a crianças e adolescentes em idade escolar.

Observatório da Violência e dos Direitos Humanos/ Direito

Nesse projeto, professores, alunos e pesquisadores realizaram atividades de monitoramento 600 e discussão de temas relacionados à violência e aos direitos humanos, junto à população local. Assim, buscou-se conscientizar homens, mulheres e crianças sobre os efeitos nocivos da violência urbana. Através de grupos de estudos, seminários, caravanas, simulações jurídicas e outros instrumentos teóricos e práticos, o Observatório já ajudou a solucionar conflitos de mais de100 adolescentes e 40 adultos moradores de regiões de risco da cidade.

3.450

UNIDADE: GUAÍBA Núcleo de Estudo e Atendimento Psicojurídico às Vítimas de Violência Doméstica/ Psicologia

Através deste projeto, alunos prestaram atendimento jurídico e psicológico para crianças e 20 adultos da região, vítimas de abusos domésticos, violência de gênero e conjugal. As sessões de assistência jurídica e terapia individual e em grupo aconteceram dentro da Clínica-Escola de Psicologia do campus, sob a supervisão de professores-orientadores. Todos os casos tratados no local foram encaminhados pelo Fórum Municipal de Guaíba e acompanhados por professores orientadores.


64 Observatório da Violência e dos Direitos Humanos/ Direito

Nesse projeto, professores e alunos desenvolveram atividades de monitoramento e discutiram temas relacionados à violência e aos direitos humanos junto à comunidade de Guaíba. Através de grupos de estudos, seminários, caravanas, simulações jurídicas, entre outras ações pedagógicas, o Observatório ajudou a solucionar conflitos de centenas de adolescentes e adultos que residem em regiões de risco da cidade.

550

UNIDADE: TORRES Empoderamento e Direitos Humanos Com o objetivo de estimular a criação de uma rede de proteção às mulheres do Litoral Nor- 300 das Mulheres/ te gaúcho, acadêmicos da Ulbra Torres desenvolveram um projeto de empoderamento femiPsicologia nino e promoção dos Direitos Humanos. A iniciativa contemplou dois momentos distintos: a encenação da peça A Cinderela Mudou de Ideia, obra teatral adaptada do livro de mesmo nome, escrito por Nunila López Salamero, e a realização de debates sobre prevenção da violência, assédio e descriminação de gênero. As atividades ocorreram em entidades da região, como prefeituras e escolas, Centros de Atendimento Psicossocial (Caps) e Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Perícias em Psicologia/ Psicologia

O projeto visou o atendimento prioritário em Assessoria Psicológica para a população vulnerável de Torres. Foi realizado dentro do Fórum, a convite do Juiz da Vara de Família, e incluiu a realização de laudos, pareceres e perícias psicológicas para a comunidade.

80


65

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS A Prestação de Serviços Extensionistas distingue-se de outros tipos de prestação de serviços, fundamentalmente: por sua natureza acadêmica e formativa; por sua ação formativa com a participação de alunos; e pela não percepção de rendimentos em função da ação extensionista pelos integrantes discentes da equipe executora. Classifica-se em grupos: Serviço Eventual; Assistência à Saúde Humana; Assistência à Saúde Animal; Laudos Técnicos; Assistência Jurídica e Judicial; Atendimento ao Público em espaços de cultura, ciência e tecnologia; Atividades de Propriedade Intelectual, entre outros. VIOLÊNCIA E DIREITOS HUMANOS

OBJETIVOS DO SERVIÇO PRESTADO

NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS

UNIDADE CANOAS Núcleo de Atendimento a Vítimas Em parceria com o Foro da Comarca de Canoas, visa atender vítimas de violência de Violência (NAVIV)/ na comunidade, trabalhando a parte emocional e a legal do indivíduo, através Psicologia de uma atitude integrada. Juntos o psicólogo, o advogado e o Judiciário buscam resgatar a dignidade do ser humano como um indivíduo integral, desconstruindo as relações de violência.

7

Serviço de Assistência Jurídica Gratuita (Sajulbra) na Comunidade/ Direito

860

Através do Núcleo de Prática Jurídica da Ulbra, busca unir a teoria da sala de aula com o tipo de prática exigida pelo mercado de trabalho. Os alunos exercitam o conhecimento jurídico, prestando auxílio legal à população carente, com supervisão e orientação de professores. UNIDADE GRAVATAÍ

Serviço de Assistência Jurídica Gratuita (Sajulbra)/ Direito

Através do Núcleo de Prática Jurídica da Ulbra, busca unir a teoria da sala de aula com o tipo de prática exigida pelo mercado de trabalho. Os alunos exercitam o conhecimento jurídico, prestando auxílio legal à população carente, com supervisão e orientação de professores.

380

UNIDADE SANTA MARIA Serviço de Assistência Jurídica Gratuita (Sajulbra)/ Direito

Através do Núcleo de Prática Jurídica da Ulbra, busca unir a teoria da sala de aula com o tipo de prática exigida pelo mercado de trabalho. Os alunos exercitam o conhecimento jurídico, prestando auxílio legal à população carente, com supervisão e orientação de professores.

100


66 DESENVOLVIMENTO REGIONAL

OBJETIVOS DO SERVIÇO PRESTADO

NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS

UNIDADE GRAVATAÍ Consultoria Empresarial/ Administração

EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Possibilitar a prática de consultoria empresarial interna e externa, analisando situações e cenários empresariais, econômicos, financeiros, operacionais e administrativos, criando e implementando ações corretivas e inovadoras para sanar problemas e atingir resultados. OBJETIVOS DO SERVIÇO PRESTADO

25

NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS

UNIDADE CANOAS Atendimento Odontológico Clínico Contemplar a integralidade e finalização dos tratamentos clínicos odontológicos 10 Especializado/ realizados pelos cursos de especialização em Odontologia, que eventualmente não Odontologia foram encerrados. UNIDADE GRAVATAÍ Oportuna: Desenvolvimento e Gestão de Pessoas/ Psicologia

Oportunizar à comunidade e empresas a compreensão dos processos de escolha profissional e vocacional. Prestar consultoria às pequenas empresas na implantação e acompanhamento de práticas inerentes à gestão de pessoas.

180

Processo Consultoria Escolar/ Psicologia

Realizado pelo Núcleo Integrado de Psicologia (NIP), atendeu escolas públicas de Gravataí e região visando a prevenção da saúde mental.

12

UNIDADE TORRES Clínica-Escola de Fisioterapia/ Fisioterapia

Atender com qualidade e uma estrutura privilegiada um expressivo número de pessoas da comunidade carente que a rede pública de saúde não conseguiu suprir.

240

Serviço de Assistência Judiciária Gratuita (Sajulbra)/ Direito

Atender a comunidade de Torres e região, visando solucionar problemas jurídicos nas áreas de Direito Cível e Direito de Família.

600


67 GESTÃO PÚBLICA E INSTITUCIONAL

OBJETIVOS DO SERVIÇO PRESTADO

NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS

UNIDADE CACHOEIRA DO SUL Acadêmicos Atuando no Juízado Especial Cível/ Direito

Atenderam demandas jurídicas de pessoas carentes, perante o Juizado Especial Cível da Comarca e da região.

40

Serviço de Assistência Jurídica (SAJ)/ Direito

Atuar junto à comunidade carente nos casos onde houve desrespeito aos direitos fundamentais do cidadão, da criança, do adolescente e da mulher.

20

QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE

OBJETIVOS DO SERVIÇO PRESTADO

NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS

UNIDADE CANOAS Atenção Fisioterapêutica Ambulatorial/ Fisioterapia

Oportunizar a prática fisioterapêutica a pacientes com disfunções musculoesque- 200 léticas e neuromotoras, em nível ambulatorial, através de programas de fisioterapia em solo e aquática. Possibilitar ao aluno o entendimento quanto à promoção da saúde e manutenção das condições físico-funcionais e reabilitação dos pacientes, bem como a sua reinserção social. UNIDADE CARAZINHO

Caravana da Saúde Ulbra Carazinho/ CST em Estética e Cosmética

Beneficiar escolas, entidades, instituições, unidades básicas de saúde e de assistência social da região, por meio de oficinas, prestação de serviços clínicos e palestras, entre outras atividades voltadas à melhoria na qualidade de vida da população atendida.

1.000

Clínica Universitária de Estética Ulbra Carazinho/ CST em Estética e Cosmética

Atender a comunidade acadêmica e externa, especialmente com procedimentos estéticos de cunho facial e corporal, de visagismo e maquiagem, além de aumentar a autoestima e qualidade de vida das pessoas.

100


68 UNIDADE GRAVATAÍ Atendimento Psicoterápico na Clínica-Escola da Ulbra Gravataí/ Psicologia

Oferecer à comunidade um atendimento psicoterapêutico direcionado a crianças, 20 adolescentes, adultos e famílias, a partir do Núcleo Integrado de Psicologia (NIP), utilizando a psicoterapia focal.

Grupo de Orientação para Pais/ Psicologia

Ser uma estratégia para as famílias discutirem princípios, questões de relacionamento e a educação dos filhos. Desenvolver recursos para que pais ou responsáveis lidassem com situações desafiantes no desenvolvimento infantil e dos adolescentes, utilizando estratégias de psicoeducação e de treinamento, na busca de relações familiares saudáveis.

Plantão Psicológico: Espaço de Escuta e Acolhimento/ Psicologia

Ser um espaço de escuta e acolhimento, oferecendo assistência nos momentos 200 de crise. O Núcleo Integrado de Psicologia (NIP) prestou atendimento psicológico, auxiliando os indivíduo da comunidade na busca da compreensão de seu sofrimento e no manejo de seus recursos e limites.

105

UNIDADE SANTA MARIA A Estética Facial na Saúde da Comunidade/ CST em Estética e Cosmética

Dentro da área de estética facial, desenvolver atividades práticas de atendimento à comunidade, com abordagem em patologias cutâneas mais comuns como acne e envelhecimento.

40

Atendimento em Estética Corporal/ CST em Estética e Cosmética

Dentro da área de estética corporal, desenvolve atividades práticas de atendimen- 20 to à comunidade, no Laboratório de Estética Corporal.

Atendimento Psicológico à Comunidade/ Psicologia

Desenvolver atividades teórico-práticas que asseguram a ação profissional na área 60 da psicologia e dos processos clínicos, de forma ética e coerente com os referenciais teóricos da Psicologia Clínica na atuação com indivíduos e grupos.

Estética Corporal na Sociedade/ CST em Estética e Cosmética

Complementar a formação dos acadêmicos do curso, através do desenvolvimento das habilidades e funções que desempenhará no âmbito profissional.

60

Fisioterapia Neurofuncional II/ Fisioterapia

Possibilitar aos alunos a vivência da intervenção fisioterapêutica ambulatorial, buscando o entendimento sobre a avaliação, os efeitos e o prognóstico sobre a disfunção motora causada por lesões do sistema nervoso que afetam a postura, o equilíbrio, a marcha e as atividades de preensão e manipulação.

10


69 Fisioterapia Pneumofuncional I/ Fisioterapia

Possibilitar aos alunos o estudo integrado da fisiologia, semiologia e mecânica do sistema respiratório. Abordar a fisiopatologia das disfunções respiratórias, propedêutica por meio de anamnese e exame físico do complexo tóracopulmonar. Conhecer aspectos da avaliação pneumofuncional, dos recursos fisioterapêuticos e efeitos dos mesmos.

35

Fisioterapia Pneumofuncional II/ Fisioterapia

Possibilitar aos alunos o estudo da fisiologia e mecânica do sistema respiratório. 40 Abordar a avaliação pneumofuncional, dos procedimentos e técnicas de fisioterapia respiratória e da ventilação mecânica e desmame em indivíduos adultos.

Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional e Reumatológica II/ Fisioterapia

Possibilitar aos alunos a realização de avaliação e tratamento de patologias ortopédicas e traumatológicas de membros superiores, estimulando a análise da avaliação fisioterapêutica traumato-ortopédica ambulatorial e do tratamento das patologias atendidas em ambulatório.

14

Psicologia Clínica II/ Psicologia

Atuar na diversidade da psicologia clínica, em diferentes locais, aplicando teorias e problemáticas como um conjunto de atividades que assegurem a ação profissional na área da psicologia e processos clínicos. Desenvolver habilidades teórico-práticas de forma ética e coerente com os referenciais teóricos da psicologia clínica que atendam indivíduos e grupos em distintos contextos.

45

UNIDADE TORRES Clínica Escola de Psicologia Ulbra Oferecer à comunidade atendimento psicoterápico para adultos, crianças e ado40 Torres/ Psicologia lescentes, psicoterapia de grupo, orientação profissional, psicodiagnóstico, acolhimento a vítimas de violência, assim como consultoria e assessoria no campo da psicologia escolar, do trabalho e comunitária. Serviço de Pesquisa e Psicologia Escolar (SEPPE )/ Psicologia

Inserir os acadêmicos em um novo modelo de ação em psicologia escolar, que 250 é a consultoria, que vem crescendo devido ao advento de uma nova realidade social, econômica e tecnológica, gerada pela modernidade. Oferecer alternativas de solução mais ágeis e eficazes para os problemas, vinculadas às estratégias das escolas, por ser um campo ainda pouco explorado neste modelo de intervenção.


70

AÇÕES COMUNITÁRIAS INTEGRADAS As ações comunitárias integradas realizadas simultaneamente nas diferentes unidades da Ulbra no Rio Grande do Sul e nos polos EAD consistem em uma intensa programação de palestras, painéis, workshops, oficinas, exposições, apresentações artísticas e rodas de conversa realizadas no decorrer do ano letivo, envolvendo cinco temáticas específicas conforme segue:

Promoção e Educação de Direitos Humanos

Acontece na segunda quinzena do mês de março, período em que os cursos de graduação discutem a temática sob a perspectiva de racismo/preconceito, violência de gênero, processos de inclusão e exclusão, políticas públicas, entre outras. Integram-se a essa programação entidades e redes de promoção e defesa de direitos com vistas a potencializar as discussões;

Meio Ambiente e Qualidade de Vida

No início de junho, os cursos de graduação trabalham o tema educação ambiental com vistas a refletir sobre a responsabilidade de cada indivíduo ou profissional com o meio em que vivem e trabalham sob a perspectiva da relação qualidade do ambiente e qualidade de vida;

Cultura

Em agosto, na segunda quinzena, é trabalhada a temática cultura, com ênfase no diálogo intercultural, na concepção de cultura como o conjunto de modos de viver, de produção, tradições, religiosidade e valores;

Responsabilidade Social

Em setembro, ocorrem eventos integrados à Campanha de Responsabilidade Social do Ensino Superior, promovida pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Educação Superior (ABMES), que consistem em atendimentos comunitários, atividades culturais e outras ações extensionistas. Cada uma das unidades realiza ações que potencializam a integração entre a universidade e a sociedade;

Identidade Afro-brasileira e indígena

Em novembro, ocorrem ações que retomam o enfrentamento ao preconceito e promovem o diálogo intercultural, em uma programação planejada em conjunto com entidades e movimentos sociais aderentes à temática, em especial o Instituto de Assessoria a Remanescentes de Comunidades Quilombolas.


71 AÇÃO

MÊS

ATIVIDADES REALIZADAS NAS UNIDADES

Educação de Direitos Humanos

Março

- Palestra - Violência e Direitos Humanos, com foco nos direitos da mulher - Atendimento e orientações sobre a saúde da mulher - Sessão de vídeos sobre o Dia Internacional da Mulher - Distribuição da cartilha Violência e Direitos Humanos - Palco na Quarta - Homenagens com músicas ao vivo para as mulheres da Instituição - Exposição Violência e Direitos Conquistados pelas Mulheres, com trabalhos realizados em sala de aula com o tema - Exposição fotográfica - Sou Mulher, Enfermeira com Orgulho!, com objetivo da valorização das mulheres do curso - Debate - Análise Crítica da Legislação Protetiva da Mulher - Minicursos com temáticas voltadas aos interesses femininos - Palestra - Benefício de Salário Maternidade

Agosto

- Exposição fotográfica - Meio Ambiente e Sustentabilidade, realizada durante o 2º Encontrão de Acadêmicos do Polo - Palestra - Mudanças Climáticas e Estratégias de Enfrentamento à Seca, COOMAFITT sobre meio ambiente, terra, agricultura familiar e agroecologia na região do Litoral Norte do RS - Roda de Conversa – Utilizando o tema Sustentabilidade - Circuito Tela Verde - Mostra nacional de exposição e debate de curtas sobre educação ambiental - Apresentação, divulgação e distribuição de sementes pelo projeto de extensão Educação Ambiental - Atividades educativas com abordagem lúdica para alunos dos anos iniciais da EMEF Getúlio Vargas pelo projeto de extensão comunitária Ulbra Adotando Famílias - Oficina de Confecção de Sacolas Ecológicas – Ação do projeto de extensão comunitária EcoAção - TI Verde – Atividade de conscientização, reaproveitamento e descarte de materiais eletrônicos - Caminhada Eu Respeito o Meio Ambiente - Pela revitalização das floreiras do calçadão com a pré-preparação da terra pela SMAMA e plantação de mudas pelos alunos da Administração

São os valores humanos que orientam todo o trabalho educacional e comunitário da Ulbra. Através de atividades promovidas sobre educação, promoção e defesa de direitos, alunos, professores, membros da sua família e comunidade puderam colaborar com iniciativas que garantem mais justiça, dignidade, igualdade e liberdade para todos. As unidades ou polos EAD são um espaço de construção da cidadania. Meio Ambiente e Sustentabilidade Integrando o rol de ações comunitárias que atendem às exigências dos componentes curriculares obrigatórios e Enade, o mês de junho reservou um foco nas questões ambientais.


72 - Ponto de coleta de resíduos sólidos (óleo de cozinha, pilhas e baterias) – Atividade em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente - Visita técnica à CMPC/Celulose Rio-grandense

Agosto Cultural Um mês inteiro dedicado à arte na Ulbra. Exposições, teatro, música, dança, canto, pintura, artes, literatura. Conhecer a diversidade cultural é importante para complementar a formação acadêmica, pois, além de serem atividades prazerosas, proporcionam a expansão do pensamento e criatividade.

Agosto

- Palco Aberto - Projeto em parceria com a Pastoral Universitária e participação de acadêmicos da Ulbra - Peça teatral Antessala – Você está Preparado? - Apresentação de dança - Escola Estação de Sonhos - Coral da ASCORG - Apresentação - Oficina de Tecnologias Móveis em Educação – criação de APP para usar na escola - Concurso de Histórias em Quadrinho - tema Ulbra - Aniversário da Ulbra - Coral da Escola Mario Godoy, parabéns coletivo e abraço no prédio da Ulbra - Flashmob no Restaurante Universitário - Exposição de jogos infantis - sessão de jogos do projeto Brincadeira de Criança Grupo de Dança Ulbrati – apresentação na atividade Café com Idiomas Orquestra da Ulbra e Grupo Vocal TATk - Especial Queen, com apresentação alusiva ao aniversário da Ulbra - Apresentação teatral de duas passagens bíblicas - Criação em Movimento – Cursos de Design e Design de Interiores participam de exposição no espaço cultural - Feira de artesanato - Evento - Talentos Universitários - Apresentação musical - Talento da Fisioterapia com a acadêmica Tamiran Santana - Atividades ligadas ao incentivo dos idosos para seus talentos (músicas, poesias e história de vida) - Apresentação da banda de acadêmicos do curso de Sistemas de Informação - Feira de produtos orgânicos cultivados pelos assentados dos projetos de assentamentos - Teatro Interativo – Ação do projeto Ulbra Bioeduca - Mostra de folclore - Brechó solidário - Apresentação da banda da Base Aérea de Canoas aberta ao público - Concurso e exposição das telas vencedoras do concurso Meu Curso é para Mim... - Apresentação do projeto Cinderela Mudou de Ideia


73 Responsabilidade Social A campanha de Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular, promovida pela Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES), é uma grande mostra das ações promovidas ao longo do ano pelas Instituições de Ensino Superior (IES), socialmente responsáveis. A Ulbra está engajada nesta campanha promovendo diversos eventos e atendimentos para a comunidade, além de atividades culturais.

Setembro

- Debate entre os candidatos a prefeito de Cachoeira do Sul (RS) - Encontro com grupos da terceira idade de Cachoeira do Sul (RS) - Dicas de segurança para os lojistas do Centro Histórico - Exposição Tribos - em parceria com a ONG Parceiros Voluntários - Cuidados com a face dos adolescentes - Orientações de saúde na prevenção contra o Zika Vírus - Cidades Acessíveis – Projeto de extensão - Saúde bucal - 4ª Gincana Ambiental e de Responsabilidade Social - Atendimento jurídico gratuito à população de baixa renda - Atendimentos clínicos à população de baixa renda - Palestra - Cenários e Alternativas na Mobilidade Urbana de Santarém (PA) - Reforma de uma casa para seis crianças órfãs - Oficina - Despertando Empreendedorismo Socioambiental com as Comunidades – Incentiva a criação de blocos e brinquedos a partir de materiais reciclados - Campanha do farmacêutico - VIII Festa da Primavera e XII Feira do Aluno Empreendedor - Orientações sobre racionalização do uso da água, capacitação de água pluvial, economia no uso de água potável e reaproveitamento de água nas residências - Teste de glicemia - Ação interna na Ulbra conscientizando sobre a Diabetes - Palestra - Tratamento e Casos de Prevenção ao Suicídio - Palestra - Efeitos Negativos Gerados a partir da Falta de Saneamento Básico na Cidade de Porto Velho (RO) - Palestra - Acessibilidade: inclusão de crianças com deficiências nas escolas municipais de Porto Velho. Uma avaliação do aspecto físico das instituições - Prevenção em saúde - Cálculo do risco individual para o câncer de pele e orientações sobre a doença - Trilha das Profissões - Evento de aconselhamento para a escolha da profissão e a formação acadêmica - Projeto Castração - Exposição de banners e distribuição de panfletos sobre a posse responsável - Palestra - Violência Contra Crianças: o que fazer? - Distribuição de folder e orientações sobre o bullying na escola - Trilha da Saúde - Orientações sobre envelhecimento - Palestra - Saúde na Adolescência - Feira de Saúde do Trabalhador: Schuster e Medeiros


74 Identidade Afro-brasileira e Indígena A Ulbra e os polos EAD realizaram em novembro o Mês da Identidade Afro-brasileira e Indígena, evento alusivo ao Dia da Consciência Negra, celebrado no Brasil em 20 de novembro. O objetivo foi mostrar o legado cultural afro-brasileiro e indígena e proporcionar a difusão cultural através de exposições, palestras, discussão de filmes, dança, música, entre outras manifestações artísticas. As ações são propostas por diversos cursos e abordam temas diferenciados.

Novembro

Palestra sobre DSTs com profissionais do sexo Orientações - Higiene corporal e sexualidade Corte de cabelo Museu itinerante do curso de Ciências Biológicas Brincadeiras antigas Pedágio Solidário: arrecadação de alimentos Orquestrando Arte – atividade com instituição parceira do campus Minicurso - Gestão Financeira para a Vida Acadêmica Projeto Sajulbra Oficina - Confecção do Puffs Ecológicos Exposição de animais taxidermizados Oficina - Confecção de Sabão Líquido

- Palestra - Tribo Karai Arandu - Roda de conversa: Respeito Não Tem Cor. Tem Consciência - Palestra - Heróis Negros Brasileiros - Visita à Serra da Barriga - Parque Memorial Quilombo dos Palmares - Oficina – Confecção de Bonecas Abayomi - Cine Debate - Filme Mokoi Tekoá Petei Jeguatá: Duas Aldeias, uma Caminhada - Roda de Capoeira - Exposição de Pesquisas - A Influência da Cultura Afro-brasileira na Sociedade Atual - Oficina de turbantes - Palestra - Moda Africana como Representatividade e Empoderamento, apresentando a marca UbuntuDNA, do estilista angolano Vagnaide Tchiloia - Análise da recepção das questões das diferenças, etnias indígena e afro-brasileira a partir de obras de diferentes artistas - Estudo sobre as narrativas orais da comunidade indígena situada às margens da BR 386, em Carazinho (RS) - Aula-palestra – Abordagem sobre a influência da cultura africana na formação do léxico, culinária e expressões literárias brasileiras - Relato de experiência de aluna indígena - ação na Ulbra Carazinho - Palestra - O Legado das Olimpíadas 2016 - Batizado de capoeira - Valorização da Pele Negra - Orientações e cuidados com a pele e maquiagem - Valorização do cabelo afro - Orientações e cuidados com o cabelo - Roda de conversa - Diversidade Cultural - desafio de uma sociedade plural - Visita à comunidade quilombola - Conhecendo a cultura - Palestra - Conjuntura Política e Direitos Indígenas


75 - Palestra - Como as Identidades Afro-Brasileira e Indígena estão Sendo Vistas no Mercado de Trabalho? - Documentário - O Canto da Tovaca, resgate da cultura da comunidade indígena ao promover um levantamento histórico junto à tribo - Oficinas - Interfaces das categorias gênero e raça/etnia no contexto da extensão - Temática Indígena na Telinha - análise de dois documentários - Leitura e interpretação do texto O Pecado de Ser Negro, de Sidinei Cruz Sobrinho. Abordagem das relações étnico-raciais.

OUTRAS AÇÕES EXTENSIONISTAS Durante o período que compreende fevereiro e dezembro de 2016, foram realizadas 674 atividades de extensão em nove Unidades presenciais da Ulbra no Rio Grande do Sul e nos polos EAD da Universidade no Brasil. Ao todo, 96.466 inscritos participaram de oficinas, palestras e cursos sobre temas diversos, como mobilidade motora adaptada, medicina legal, Língua Brasileira de Sinais (Libras), toxicologia forense, fóruns de ensino, datas comemorativas, entre outras ações de interesse diretamente relacionadas às demandas da comunidade acadêmica da Instituição. Programa Saúde Vocal no Ensino · Efetivação de canal formal de relacionamento do Programa, através da criação do e-mail saudevocalextensao@ulbra.br · Monitoramento, via e-mail, dos professores cadastrados no Programa · Atualização do banco de dados do Programa · Atualização do instrumento de coleta de dados da saúde vocal dos participantes do Programa · Inserção do Programa no Ambiente Virtual de Aprendizagem, para a realização de oficinas virtuais. · Produção de vídeos para suporte às oficinas virtuais · Realização de projeto piloto das oficinas virtuais total de participantes: 36 · Realização de oficinas presenciais para professores de cursos de graduação, para integrantes da Central de Relacionamento, da Secretaria Geral e equipe da Diretoria de Extensão. Total de participantes: 215


76 Eventos

Cursos

EVENTOS 2016

Nº DE EVENTOS

Nº DE PARTICIPANTES

CAMPUS

Nº DE CURSOS

Nº DE PARTICIPANTES

Cachoeira do Sul

46

5.311

Cachoeira do Sul

10

305

114

30.266

Canoas

51

1.656

50

6.425

Carazinho

9

151

182

4.213

EAD

10

7.969

Gravataí

34

4.039

Gravataí

11

337

Guaíba

67

10.812

Guaíba

2

73

Porto Alegre

3

189

Porto Alegre

3

40

Santa Maria

54

7.817

Santa Maria

8

196

São Jerônimo

63

18.407

São Jerônimo

7

357

Torres

61

8.987

Torres

19

956

TOTAL

674

96.466

TOTAL

130

12.040

Canoas Carazinho EAD


77

CAPELANIA


78

Em seu novo Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), a Ulbra define sua missão para os próximos cincos anos: Ser comunidade de aprendizagem eficaz e inovadora. Entre outras coisas, esta missão aponta para a compreensão de que a construção do conhecimento se dá a partir das diversas relações que estabelecemos na comunidade onde estamos inseridos. Aqui, a compreensão de comunidade vai além dos muros da Instituição. Ela considera as relações territoriais como sendo fundamentais para que a Universidade alcance os objetivos aos quais se propõe. Uma significativa parte destas relações se estabelece nas ações comunitárias institucionais, fruto da responsabilidade social da Ulbra. Tal responsabilidade não é vista como uma demanda externa, mas emana da identidade confessional da Universidade e se reflete no seu projeto institucional, o qual está alinhado com o projeto de sua mantenedora, a Associação Educacional Luterana do Brasil (Aelbra). Viver o amor comprometido com o bem-estar do outro e com o cuidado com a criação faz parte de uma visão de mundo que se fundamenta no amor e cuidado de Deus. Inspirada nesta visão e fomentando a mesma, a Capelania Universitária se coloca diante de sua responsabilidade social com gratidão e alegria pela oportunidade de servir. Assim, lidera e contribui com diversos projetos e ações sociais, buscando ser sal e luz, conforme nos inspira a conhecida metáfora bíblica. A seguir, partilhamos breve descrição das ações realizadas em 2016.


79 CAMPUS Cachoeira do Sul

AÇÃO Mundo Mais Verde Coleta de óleo saturado e materiais reciclados

PÚBLICO BENEFICIADO a) Comunidade local, grupos de reciclagem da cidade b) Parceria com grupos de reciclagem da cidade c) Duração: 2 meses

QUANTITATIVOS a) Número de eventos realizados: 3 b) Número de participantes: famílias da escola: cerca de 500 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 20

Sorriso de Natal

a) Crianças da Creche Municipal Sagrado Coração de Jesus – Bairro Promorar: 92 crianças b) Famílias da escola: doação de brinquedos para o Natal das crianças

a) Número de eventos realizados: 1 b) Número de participantes: 100 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 30

Cultura de Paz Reflexão sobre atitudes e cidadania

a) Alunos da Escola Municipal Salzano Vieira da Cunha (23 alunos) b) Reflexão com professores (16 pessoas)

a) Número de eventos realizados: 2 b) Número de participantes: 39 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 6

Liga Feminina de Combate ao Câncer Doação de alimentos e agasalhos

a) Famílias carentes em tratamento oncológico b) Liga de Combate ao Câncer c) Alunos e professoras: divulgação do projeto em eventos de um colégio, explicitando a importância da prevenção

a) Número de eventos realizados: 2 b) Número de participantes: 100 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 2


80 CAMPUS Canoas

AÇÃO Concerto nas Comunidades (outubro e dezembro)

PÚBLICO BENEFICIADO Organizações não governamentais (ONGs), cooperativas, reciclagens de lixo e agremiações organizadas da cidade de Canoas e Grande POA Concerto Fórum de Lutero – Funcionários, professores, Escritura na Partitura alunos da Ulbra e sociedade em geral da cidade de Canoas e Grande POA II Festival de Orquestras Escola Ivoti, Escola Tio Zequinha, Projeto Prelúdio da UFRGS/POA, Ulbra e sociedade em geral da cidade de Canoas e Grande POA Concertos Pedagógicos Escolas Públicas, Escolas Teclado Privadas, ONGs e sociedade Laboratório musical didático em geral da cidade de Canoe experimental as e Grande POA. Mediante agendamento, turistas e pessoas individuais Concertos Sluberski de Natal Comunidade em geral da cidade de Canoas e Grande POA

QUANTITATIVOS a) Número de eventos realizados: 6 concertos b) Número de participantes: média de 350 pessoas por concerto c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 70

Projeto Ulbra Solidária (Ulbrasol)

a) Número de eventos realizados: 2 encontros b) Número de participantes: média de 120 pessoas em cada encontro c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 30 OBS.: Integração entre direção, capelania e alunos da turma de Cultura Religiosa de Guaíba

Participantes de quatro escolas públicas (alunos, professores e famílias carentes de Guaíba e comunidade acadêmica da Ulbra Guaíba)

a) Número de eventos realizados: única apresentação b) Número de participantes: 600 pessoas nas três sessões c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 60 a) Número de eventos realizados: apresentação única b) Número de participantes: média de 450 pessoas por concerto c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 30 a) Número de eventos realizados: 7 concertos b) Número de participantes: média de 30 alunos por concerto c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 30

a) Número de eventos realizados: 2 concertos b) Número de participantes: 1.000 nos dois dias de concerto c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 50


81 CAMPUS Canoas

AÇÃO Música nos Hospitais

Compartilhar Ações Culturais / Reflexões para a vida

Música nas Salas de Aula

Música nos Saguões dos Prédios

Música de Órgão de Tubos Ação para os alunos na chegada ao campus

PÚBLICO BENEFICIADO Pacientes, funcionários e familiares do Hospital Universitário Canoas

QUANTITATIVOS a) Número de eventos realizados: 4 eventos (coral e orquestra e dois com o Quarteto da Pastoral) b) Número de participantes: 150 pessoas em cada evento (saguão e corredores) c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 16 Usina de Reciclagem de Lixo a) Número de eventos realizados: Devocionais: 20 | Eventos especiais: 3 | Música na Praça: 2 Integração com Comunidade Toque de Vida: 4 b) Número de participantes: Devocionais: 300 | Eventos especiais: 200 Integração com cultos Toque de Vida: 250 c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução) Devocionais: 30 horas | Eventos especiais: 10 Música na Praça (Natal): 6 Integração com Comunidade Toque de Vida: 10 Alunos, funcionários e proa) Número de eventos realizados: 50 turmas e setores da Ulbra (cofessores ral e orquestra e dois com o Quarteto da Pastoral). Evento semestral b) Número de participantes: 60 alunos em média em cada turma c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 16 Alunos, funcionários e proa) Número de eventos realizados: 6 (coral e orquestra e banda PLL) fessores b) Número de participantes: 120 pessoas em cada saguão c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 16 Alunos, funcionários e proa) Número de eventos realizados: 32 vezes na capela às segundasfessores -feiras, das 18h30min – 19h10min b) Número de participantes: 30 pessoas cada vez c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 20


82 CAMPUS Canoas

Carazinho

AÇÃO Musical The Beatles Coro Universitário

PÚBLICO BENEFICIADO Alunos, funcionários e professores

QUANTITATIVOS a) Número de eventos realizados: 2 b) Número de participantes: 400 pessoas cada vez c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 100 ) Número de eventos realizados: 8 b) Número de participantes: 300 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 20

Palestras e formação continuada: Ética Cristã e Temas de Ética Aplicada Ser Jovem no Século XXI Identidade x Valores QI, QE QS – Inteligência Espiritual

Escolas: Érico Veríssimo, João Cônego SORG, Ernesta Nunes, 2 de Maio e Sarandi

Palestras e Formação continuada: Saúde Mental x Fé

Hospitais: HCC – Carazinho\ RS e HCS, em Sarandi\RS

a) Número de eventos realizados: 3 b) Número de participantes: 65 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 20

Ulbra Adotando Famílias

Famílias em vulnerabilidade social do bairro Ouro Preto

a) Número de eventos realizados: 3 b) Número de participantes: 45 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 20

Observatório da Violência Curso de Direito

Atendimentos via encaminhamento e em palestras

a) Número de eventos realizados: 2 b) Número de participantes: 120 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 10

Campanha do Agasalho

Lar de Idosos Santo Antônio, a) Número de eventos realizados: 3 Caritás, Lar da Menina e b) Número de participantes: 155 pessoas Abrigo Municipal c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 12


83 CAMPUS Gravataí

Guaíba

AÇÃO PÚBLICO BENEFICIADO QUANTITATIVOS Páscoa Solidária 16/4/2016 Alunos da Escola Otero a) Número de eventos realizados: 1 Cultura Religiosa em Ação Paiva – Bairro São Francisco b) Número de participantes: 150 pessoas na Ulbrasol c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execuAtividades lúdicas e ações ção): 20 solidárias Campanha e Doação de Agasalhos Realizado por alunos do Colégio Ulbra Martinho Lutero em 4/8

Comunidade - Bairro Nova Guaíba

a) Número de eventos realizados: 1 b) Número de participantes: 80 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 15

Campanha de Doação de Alimentos Doação no Seminário do Curso de Direito – 30/8

Assistência Social da Igreja a) Número de eventos realizados: 1 Evangélica Luterana de Gua- b) Número de participantes: 300 pessoas íba – Bairro Pedras Brancas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 6

Semana Solidária – Campanha de arrecadação de alimentos – 12 a 16/9

Assistência Social da Igreja a) Número de eventos realizados: 1 Evangélica Luterana de Gua- b) Número de participantes: 150 pessoas íba – Bairro Pedras Brancas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 6

Dia das Crianças 22/10 Cultura Religiosa em Ação na Ulbrasol Atividades lúdicas e ações solidárias

Comunidade da Escola a) Número de eventos realizados: 1 Gastão Leão – Bairro Ramada b) Número de participantes: 350 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 20

Orchestrarium Convênio com associação Orquestrando Arte para abrigar no campus aulas e atividades musicais, educacionais e culturais. A pastoral atua também com aulas semanais de formação humana e atendimentos

Crianças e jovens da cidade de Santa Maria

a) Número de eventos realizados: durante o ano, aulas diárias de música, artes, reforço escolar e dança desenvolvidas por voluntários do projeto. Aulas semanais de formação humana dirigidas pela Pastoral Universitária b) Número de participantes: 120 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 4 horas semanais de atuação da Pastoral Universitária


84 CAMPUS Santa Maria

AÇÃO Campanha do Agasalho

PÚBLICO BENEFICIADO ONG/Creche Estação dos Ventos, Santa Maria

Dia da Responsabilidade Social Famílias do projeto Orchestrarium Momentos de Reflexão: Pastoral 1. Palestra sobre relacionamento e limites em família: professora do curso de Psicologia 2. Orientação postural: acadêmicos de Fisioterapia 3. Quick massage, tranças e maquiagem: acadêmicos de Estética e Cosmética 4. Atividades recreativas: professora e acadêmicos de Educação Física

Famílias das crianças e jovens atendidos pelo projeto Orchestrarium

Arrecadação de alimentos não perecíveis

Vítimas das cheias do rio Jacuí, em São Jerônimo

QUANTITATIVOS a) Número de eventos realizados: 1 b) Número de participantes: 2 acadêmicos, 2 professores e o capelão na organização; 40 crianças beneficiadas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 8 a) Número de eventos realizados: 1 b) Número de participantes: 16 acadêmicos voluntários, e professores e o capelão; 120 pessoas, entre alunos do projeto e pais c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 12

a) Número de eventos realizados: evento único. Trabalho realizado em conjunto da Pastoral com os Centros Acadêmicos. b) Número de participantes: acadêmicos do campus de São Jerônimo c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 12


85 CAMPUS São Jerônimo

AÇÃO Arrecadação de alimentos e produtos de higiene

Arrecadação de leite longa vida

Campanha do Agasalho

Natal Solidário

Arrecadação de alimentos não perecíveis

PÚBLICO BENEFICIADO Hospital de São Jerônimo, Lar de Idosos (Lar do Peregrino) e Comunidade Assistencial da Vila São Francisco

QUANTITATIVOS a) Número de eventos realizados: evento único Atividade realizada na disciplina Terceiro Setor do curso de Administração b) Número de participantes: 30 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 16 Famílias carentes com a) Número de eventos realizados: evento único crianças lactantes Trabalho realizado em conjunto com o curso de Educação Física por ocasião do Festival de Dança das escolas da região b) Participantes: professora responsável, capelão, Centro Acadêmico e alunos do curso c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 20 Vítimas das cheias do rio a) Número de eventos realizados: evento único Jacuí em São Jerônimo Trabalho realizado em conjunto da Pastoral em conjunto com os CAs b) Número de participantes: acadêmicos do campus de São Jerônimo c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 12 Crianças carentes de escolas a) Número de eventos realizados: evento único públicas de periferia Arrecadação de brinquedos. Trabalho realizado em conjunto da Pastoral com os Centros Acadêmicos b) Número de participantes: acadêmicos do campus de São Jerônimo c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução) Lar Ebenézer, em Gravataí a) Número de eventos realizados: 1 (ação coordenada pela cape- b) Número de participantes: 12 lania da Unidade de POA) c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento, arrecadação e entrega): 18


86 CAMPUS Porto Alegre

AÇÃO Prevenção ao suicídio

PÚBLICO BENEFICIADO Congresso Mulheres do Distrito Litoral Norte – Tramandaí; Congresso Mulheres do Distrito Vale do Rio Pardo – Vera Cruz Encontro de Casais – Imbituva/PR. Encontro Famílias de Pastores da Igreja O Brasil para Cristo – IOBPC – Gramado Estudo preparatório pela Pastoral Palestra com profissional da área Pacientes da Eslave - Lar dos Velhinhos

QUANTITATIVOS a) Número de eventos realizados: 2 b) Número de participantes: 295 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento, deslocamentos e apresentação): 14

Brechó Solidário

Comunidade local

a) Número de participantes: 150 pessoas b) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 24

Ação Comunitária no Dia da Consciência Negra

Crianças e Adolescentes da Comunidade Municipal

a) Número de participantes: 30 pessoas b) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 4

Dia da Mulher

Grupo de Mulheres do Serviço de Convivência da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos

a) Número de participantes: 45 mulheres b) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 8

Natal Solidário

Escola Municipal Zona Sul

a) Número de participantes: 138 alunos b) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 30

Água e mensagem: educando para uma vida plena a dois

Acessibilidade

Trote Solidário

Torres

a) Número de eventos realizados: 2 b) Número de participantes: 670 pessoas c) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento, deslocamentos e apresentação): 20 a) Número de eventos realizados: 2 b) Número de participantes: 65 pessoas c) Número de horas de trabalho (planejamento e execução): 4 a) Número de participantes: 30 idosos b) Número de horas de trabalho no projeto (planejamento e execução): 30


87

COMUNICAÇÃO COM A SOCIEDADE


88 A comunicação é o processo no qual a Universidade relaciona-se e interage com os seus públicos interno e externo, sendo através dela que os membros envolvidos no processo obtêm as informações pertinentes sobre ela e as mudanças que nela ocorrem. No Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), a comunicação com a sociedade é citada como o instrumento de gestão da imagem da marca Ulbra, de suas interações com os públicos estratégicos, internos e externos, e do posicionamento dessa marca nos mercados onde atua, atendendo à sua missão e visão organizacional. Entre os objetivos específicos institucionais, constam do PDI a ampliação dos canais de relacionamento com os discentes e egressos, em consonância com as políticas institucionais de atendimento ao acadêmico; e a ampliação das formas de relacionamento e de visibilidade institucional à extensão, à pesquisa e ao ensino junto à comunidade interna e na sociedade em geral. Em 2016, entre as diversas ações desenvolvidas pela Instituição na área da comunicação com a sociedade estão: - Divulgação da oferta de cursos de Educação Continuada, em apoio à meta de consolidação do programa de acompanhamento do egresso e à qualificação dos projetos pedagógicos dos cursos; - Divulgação dos serviços oferecidos pelo Núcleo de Apoio ao Discente (NADi), bem como seus objetivos no ambiente acadêmico; - Divulgação das oportunidades estendidas a alunos, professores e colaboradores técnico-administrativos PCDs e demais públicos de relacionamento; - Fortalecimento da marca Ulbra nos materiais institucionais e na sua imagem pública como instituição socialmente responsável e com forte atuação nas comunidades onde atua, através da extensão, pesquisa e ensino; - Atuação no relacionamento da Instituição com entidades representativas e veículos de comunicação social locais; - Edição e distribuição de publicações e peças impressas e eletrônicas; - Mobilização e sensibilização dos acadêmicos para atuar nos projetos e ações comunitárias da Instituição.


89 Ouvidoria A Ouvidoria da Ulbra está alinhada a uma Diretriz Estratégica que visa Encantar o Aluno, por isso busca ser referência no auxílio, apoio e fortalecimento dos processos acadêmicos. Assume sua demanda pautada na pessoa humana como centro de sua ação. Com uma gestão proativa, busca proporcionar iniciativas de caráter estruturador que almejam promover mudanças de relevância e de interesse geral da comunidade interna e externa. É o canal de comunicação entre o manifestante e a Instituição, atuando na mediação ente a Universidade e seu público. Recebe manifestações relacionadas a sugestões, reclamações, denúncias ou elogios, preservando o sigilo e a imparcialidade. O contato com a equipe deve ser realizado preferencialmente via protocolo, no Autoatendimento do site www.ulbra.br. Também poderá ser realizado através de telefone ou e-mail, com o devido registro da situação apresentada. O prazo de resposta é de até sete dias úteis. O setor não é um simples receptor de reclamações, ele pode e deve suscitar um objetivo maior, como um instrumento facilitador de reflexão e espaço de diálogo, apoiando a ideia de controle social exercido pelas pessoas. Nesta construção social, as manifestações podem ser absorvidas como oportunidades de crescimento organizacional onde torna-se legítimo o espaço de participação da comunidade interna e externa, trabalhando, desta forma, o sentimento de pertencimento para com a vida acadêmica dentro do âmbito universitário, entendido como construção de uma nova geração em nossa sociedade.

Atendimentos em 2016 Pessoas atendidas – 3.891 Ações geradas – 4.774 Situação do Atendimento Fechado - 4.161 (99,38%) Pendente - 26 (0,62%) Modalidade Graduação EAD - 2.261 (54,00%) Graduação Presencial - 1.645 ( 39,29%) NIHIL - 138 (3,30%) Pós-graduação Lato Sensu EAD - 100 (2,39%) Educação Básica - 21 (0,50%) Pós-graduação Stricto Sensu - 12 (0,29%) Pós-graduação Lato Sensu Presencial - 10 (0,24%) Meio de Comunicação Protocolo - 3.211 (76,69%) E-mail - 919 (21,95%) Telefone - 40 (0,96%) Presencial - 17 (0,41%) Público Discente - 4.015 (95,89%) Comunidade externa - 158 (3,77%) Administrativo/Técnico - 8 (0,19%) Docente - 4 (0,10%) NIHIL - 2 (0,05%) Tipo de Manifestação Orientação - 2.455 (58,63%) Reclamação - 1.701 (40,63%) Denúncia - 16 (0,38%) Elogio - 8 (0,19%) Sugestão - 7 (0,17%)


90

ORQUESTRA DE CÂMARA DA ULBRA – 20 ANOS


91 A Orquestra de Câmara da Ulbra, criada em julho de 1996, completou 20 anos em 2016. Composta por músicos de alto nível técnico, tem como principal meta manter a excelência da execução e acabamento musical. Como reconhecimento pelo trabalho, o grupo tem sido classificado entre os melhores do gênero no país. Desenvolve três principais séries. Os Concertos Temporada tem enfoque em repertório erudito. Os Concertos Didáticos tem repertório que faz um passeio na linha do tempo, desde os grandes eruditos, até compositores contemporâneos em nível nacional e internacional. O objetivo é a formação de plateia, inserção social e cidadania, são oferecidos para as redes de escolas públicas tendo por público alvo estudantes na faixa etária de 8 a 12 anos. O projeto Concertos Populares oferece outra vertente da música de orquestra, valorizando as composições regionais e nacionais. No repertório, constam as principais obras de música erudita compostas para instrumentos de cordas, abrangendo do período barroco até o contemporâneo, merecendo destaque As Quatro Estações de Vivaldi e as Serenatas para Cordas de Tchaikovski e Dvorak; já nas obras sacras, a Paixão Segundo São João, o Oratório de Natal de Bach, o Messias de Haendel e o Requiem de Mozart. O grupo é responsável pela estreia de diversas peças originais. A música latino-americana e a música brasileira compõem outra vertente do conjunto, sendo motivo de frequente pesquisa e inclusão de obras ou lançamento de novos compositores na sua programação. A Orquestra de Câmara da Ulbra realiza, anualmente, cerca de 30 concertos, atingindo público aproximado de 20 mil expectadores. São duas décadas de identidade entre músicos, musicistas e maestro, cujo resultado é a excelência de execução e acabamento em cada concerto, show apresentado, recebendo reconhecimento de público e crítica. Nestes 20 anos, foram mais de 400 mil espectadores. Os 20 anos foram marcados com o espetáculo especial Queen, que aconteceu no Theatro São Pedro, com lotação esgotada, tendo sido considerado pelo público que assistiu e redes sociais ‘o show do ano’.


EXPEDIENTE RELATÓRIO SOCIAL 2016 UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL

Vice-reitor Ricardo Willy Rieth

Gerente de Comunicação & Marketing da Aelbra Daniela Dias Stiebe

Editoração Larissa Dall’Agnese Martins

MANTENEDORA Associação Educacional Luterana do Brasil (Aelbra)

Pró-reitor Acadêmico Pedro Antonio González Hernández

Coordenadora de Assessoria de Imprensa e Relacionamento Adriana Marques – MTb 8354

Fotos Arquivo Fotográfico Ulbra / GettyImage

Presidente Paulo Augusto Seifert Vice-presidente Leonir Mittmann

Pró-reitor de Planejamento e Administração José Paulinho Brand EQUIPE RESPONSÁVEL

Coordenadora de Comunicação Digital & Publicidade e Propaganda Daniela Fofonka Gomes

Diretora de Assuntos Comunitários da Ulbra Simone Loureiro Brum Imperatore

Edição e Redação Rosa Maria Ignácio MTb - 5785

Pesquisa de Dados Cristina Gamino Gomes Tonial Vanessa Girardi Padilha Correa

Revisão Gabriela Bastos Cipriano

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL Reitor Marcos Fernando Ziemer

Relatório Social editado pela Gerência de Comunicação & Marketing da Aelbra Av. Farroupilha, 8.001 - Prédio 16, 4º andar, Sala 430 Bairro São José - CEP 92425-900 - Canoas – RS – Brasil ) +55 (51) 3477.9116 * comunicacaoemarketing@ulbra.br d www.ulbra.br


Profile for ULBRA

Relatório Social 2016 - Universidade Luterana do Brasil  

Relatório Social 2016 - Universidade Luterana do Brasil  

Profile for ulbra
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded