__MAIN_TEXT__

Page 1

informa INFORMATIVO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

10 a 16 de fevereiro de 2014 | nº 460

A homenagem foi proposta pelo reitor Reinaldo Centoducatte O Conselho Universitário da Ufes (Consuni) aprovou a concessão do título de Doutor Honoris Causa (In Memoriam) a Hermógenes Lima Fonseca, personalidade capixaba que se destacou como folclorista e pesquisador da cultura capixaba e brasileira. A concessão do título foi proposta pelo reitor da Ufes, Reinaldo Centoducatte, que aponta para a importância de Hermógenes pela contribuição como folclorista, escritor e pesquisador. O reitor também destaca que o homenageado foi fundamental para o conhecimento, valorização e preservação do patrimônio imaterial capixaba. “Ele representa a produção do conhecimento fora da academia. Nada mais justo

Inscrições abertas para 546 bolsas do Pibid

Pág. 2

Supecc amplia áreas de cultura e comunicação

Pág. 3

Cursos de inglês gratuitos para alunos da Ufes Pág. 4

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação/Andora Ufes

Consuni aprova título de Doutor Honoris Causa a Hermógenes Fonseca

O ticumbi, manifestação folclórica capixaba, foi tema de estudo de Hermógenes

que a Universidade reconheça essa importância”, afirma o reitor. Para o ex-presidente e membro da Comissão Espírito-Santense de Folclore, Eliomar Mazoco, Hermógenes, ao lado de Guilherme Santos Neves e Renato Pacheco, foram fundamentais para o folclore no Estado: “Ele despertou a atenção para o tema, delimitou o campo de estudo e definiu as primeiras políticas públicas para o setor. Ele foi um intelectual de origem popular, um pensador de fora da academia. A homenagem é mais do que merecida”. O título de Doutor Honoris Causa é uma honraria concedida pela Universidade a personalidades que não necessariamente tenham um diploma universitário, mas que se desta-

caram em determinada área, como artes, ciências, filosofia, entre outras. Perfil – Também conhecido como Mestre Armojo, Hermógenes nasceu em Conceição da Barra no dia 12 de dezembro de 1916 e faleceu em 16 de maio de 1996. Formou-se contador pela Escola Superior de Comércio de Vitória, mas também marcou sua trajetória como folclorista, jornalista e político. Foi eleito vereador de Vitória com a maior votação proporcional do município até hoje. Teve mais de 10 obras publicadas, foi membro do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, da Comissão Espírito-Santense de Folclore e do Conselho Regional de Contabilidade. Foi colaborador, entre outros, de “A Gazeta” e “A Tribuna” e diretor do “Folha Capixaba”.

Estudantes recebem prêmio da Shell Os alunos do curso de Oceanografia da Ufes Lucas Jonis e Felipe Sueti Magalhães ficaram em 1º lugar no Programa Shell Iniciativa Empreendedora, com a criação da empresa Neo Vision – Soluções em Pesquisa, que atua na coleta de dados para pesquisa e serviços nas diversas áreas de meio ambiente e engenharia com foco na otimização de tempo e custo por meio do imageamento aéreo por drones (aeronave não tripulada), imageamento submerso por micro-ROV (veículo submarino operado remotamente) e serviços embarcados especializados. Segundo os alunos, a oportunidade de aprendizado na Empresa Júnior de Oceanografia da Ufes foi fundamental. “Há muito trabalho e desafios pela frente. Mas ser premiado pela ideia e execução desse projeto próprio significou uma superação e realização”, afirmou Jonis.


Foto: Divulgação

Laboratório da Ufes é destaque nacional e internacional Com o projeto Mapping Controversies 2013: The Protests in Brazil, o Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura da Ufes (Labic) é um dos indicados ao prêmio Digital Humanities Awards: Recognizing Excellence in Digital Humanities. O prêmio é dirigido pelo professor da Universidade de Oxford (UK) James Cummings e está aberto para votação popular na internet, até o dia 14 de fevereiro, no endereço: http://dhawards. org/dhawards2013/voting/. O Laboratório foi indicado na categoria Best DH contribution not in the English language. O professor Fábio Malini, coordenador do Labic, comemora: “É um reconhecimento do nosso trabalho, que continua intenso, e visa à socialização de ferramentas de análise de grandes volumes de dados sobre controvérsias na internet. O Labic está muito feliz”. Convênio – Pela primeira vez o Labic assina um convênio com o governo federal, por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), para análise do tema “Enem” nas redes sociais. O trabalho do Labic será mapear as demandas das pessoas sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nas redes sociais e desenvolver uma plataforma para que os gestores do Inep possam escutar as redes sociais de forma mais rápida. O professor Fábio Malini afirma que “é muito importante perceber como essas técnicas de mineração, extração e visualização de dados das redes sociais podem produzir transformação social e influenciar as políticas públicas. As pessoas não estão na rede por estar. Elas estão produzindo conhecimento de qualidade”. Labic – O Labic é um laboratório do Departamento de Comunicação da Ufes, criado em 2007, e que atualmente conta com 12 pesquisadores, entre professores e alunos. Saiba mais sobre o Labic no endereço: http://www.labic.net/.

Pibid de Física do campus de São Mateus desenvolve atividade em escola parceira

Pibid abre inscrições para 546 bolsas Vagas são para licenciandos da Ufes e professores da Educação Básica Estão abertas, até 14 de fevereiro, as inscrições para o processo seletivo simplificado do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid/Ufes). São oferecidas 472 bolsas para graduandos em licenciatura na Ufes nos campi de Vitória, São Mateus e Alegre e 74 vagas de supervisores para professores da Educação Básica. O valor da bolsa é de R$ 400 para estudantes e R$ 765 para docentes. Os interessados devem acessar a página www.prograd.ufes.br e seguir as instruções dos editais 001/2014 e 002/2014. A seleção será feita por meio de análise de documentos e entrevista. Para a Bolsa de Iniciação à Docência, o candidato deve ser brasileiro ou possuir visto permanente no País, es-

tar em dia com as obrigações eleitorais, estar regularmente matriculado em curso de licenciatura nas áreas abrangidas pelo Pibid e comprovar disponibilidade de 12 horas semanais para se dedicar às atividades. Para ser supervisor, é preciso possuir licenciatura nas áreas dos subprojetos do Pibid/Ufes, pertencer ao quadro efetivo das escolas parceiras, ter experiência mínima de dois anos na Educação Básica, entre outros. O objetivo do programa é promover a inserção dos estudantes no contexto das escolas públicas desde o início da sua formação acadêmica, para desenvolverem atividades didático-pedagógicas sob a orientação de um docente da licenciatura e de um professor da escola.

Ioufes tem novo superintendente O Instituto de Odontologia da Ufes (Ioufes), localizado no campus de Maruípe, em Vitória, tem novo superintendente. Assumiu o cargo, no dia 8 de janeiro, o ex-diretor técnico do Ioufes e professor de Prótese Dentária do curso de Odontologia Juraci Pereira. O superintendente prevê melhorias durante os próximos quatro anos de gestão, como a construção de um novo prédio com instalações físicas mais modernas. O objetivo é oferecer melhores condições para os cursos de graduação e pós-graduação. O Ioufes administra o ensino da Odontologia promovendo e estimulando o desenvolvimento do ensino e da pesquisa científica, além de ser responsável pela edição da Revista Odontológica. O instituto também presta serviços à comunidade, por meio de convênios.

2 | Informa


Foto: Thaiana Gomes

Balanço 2013

Supecc amplia atividades de cultura e comunicação Uma síntese das ações da Supecc dá início à série Balanço 2013 A Superintendência de Cultura e Comunicação (Supecc) ampliou, no ano de 2013, o alcance das atividades e serviços de cultura e comunicação. Criada em 2012 por meio da aglutinação das secretarias de Cultura e de Comunicação, a Supecc desenvolve ações nas duas áreas visando contribuir para a complementação da ação educacional promovida pela Ufes. Na área de cultura, os principais equipamentos de acesso público (Teatro Universitário e Cine Metrópolis, Galeria de Artes Espaço Universitário) receberam juntos um público de 93.104 pessoas apenas nos eventos culturais. Também avançou o debate sobre a criação de um museu de artes na Ufes, que está em estudo por uma comissão formada pela Supecc. O Coral da Ufes realizou diversas apresentações, tendo sido atração de

Coral da Ufes apresentou o espetáculo Negro Spiritual no encerramento do XIV Cantares

destaque no Festival de Londrina (PR) e no XIV Cantares, Encontro de Coros do ES, totalmente realizado pela Supecc. Na Editora Universitária (Edufes), um dos destaques foi a adoção de uma nova forma de acesso às publicações em meio digital e gratuito. Foram lançados 27 livros, que podem ser acessados no repositório da Ufes (www. repositório.ufes.br). Na versão impressa, a Edufes publicou 19 livros, com tiragem total de 14 mil exemplares. Na área de comunicação, teve sequência o processo de reestruturação e fortalecimento das atividades que contribuem para a maior transparência da administração da Universidade e para a valorização da produção acaCapa da 3ª edição da dêmica. Em revista Universidade

Inscrições abertas para o 6º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Estão abertas, até 20 de fevereiro, as inscrições para apresentação de trabalhos no 6º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária (CBEU), que será realizado na cidade de Belém, no Pará, entre os dias 19 a 22 de maio. Poderão ser inscritos trabalhos que desenvolvam atividades de extensão em suas respectivas instituições de ensino superior, nas modalidades de Comunicação Oral, Roda de Conversa e Oficinas. O tema do Congresso será “Diálogos da Extensão: saberes tradicionais e inovação científica” e abordará a importância de reconhecer a existência de diferentes conhecimentos, sob a perspectiva da ciência e do senso comum. O 6º CBEU é uma iniciativa conjunta do Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras, do Fórum Nacional de Extensão e Ação Comunitária das Universidades e Instituições de Ensino Superior Comunitárias e Fórum de Extensão das Instituições de Ensino Superior Particulares, e tem como objetivo debater os desafios da extensão universitária no Brasil. Mais informações disponíveis no endereço eletrônico http://www.6cbeu.ufpa.br/index.php/. 3 | Informa

março de 2013, foi lançada a Revista Universidade, com tiragem de 5 mil exemplares e 60 páginas, que chega ao seu terceiro número este mês e cumpre o papel de contribuir para a divulgação científica. Também tiveram início a reestruturação da TV Ufes, com a aquisição de equipamentos e a formação de uma equipe para retomar as produções, que serão veiculadas no Canal Universitário (na NET) a partir de abril, e também por meio da internet. Foram realizados pela Comunicação 511 atendimentos de demandas de imprensa, produzidas 426 matérias jornalísticas para o jornal Informa e o portal da Ufes na internet (ambos tiveram sua programação visual renovada em 2013) e 583 textos institucionais para veiculação na Rádio Universitária, além de inúmeras postagens nas redes sociais da Ufes. Em apoio a eventos acadêmicos e culturais da Ufes, foram realizadas criação e arte final de 432 peças gráficas. A superintendente de Cultura e Comunicação, professora Ruth Reis, salientou ainda a melhoria das instalações dos equipamentos da Supecc e a busca de novos parceiros e recursos para apoiar ações de cultura e comunicação. Ela acredita que a Supecc tem conseguido dar respostas aos seus inúmeros desafios e destaca “o empenho e o envolvimento da equipe de profissionais e estudantes monitores, que contribuem para que a Ufes continue ocupando um lugar de destaque entre as universidades brasileiras no contexto regional, seja na promoção da comunicação pública, seja no incentivo e realização da produção artística e cultural”.


Agenda Cultural

“Diálogos de Cinema” “Diálogos de Cinema” acontece neste sábado, 15, no Cine Metrópolis. O evento é um ciclo de cursos, exibição de curtas e debates dedicados à formação audiovisual e ao cinema brasileiro independente dos anos 2000. No dia 15, Aline Xavier ministra o módulo de assistência de direção. O projeto volta à tela do Metrópolis no dia 22 de fevereiro e nos dias 15, 22 e 29 de março. A programação é gratuita. Galeria Espaço Universitário A Galeria de Arte Espaço Universitário continua com a exposição “Horizonte”, que faz uma reflexão sobre a herança cultural negra. Aberta de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas, com entrada gratuita. Biblioteca Central Acontece no 1º andar da Biblioteca a exposição “Somando Olhares”, que apresenta paisagens e objetos do cotidiano por meio de 24 imagens produzidas por artistas espanhóis e capixabas. A mostra é aberta ao público, das 7 às 21 horas, de segunda a sexta-feira, e das 8h às 13h.

A história da alfabetização no Espírito Santo em livro

Divulgação

Projeto Sessão de Cabine O projeto Sessão de Cabine realiza nesta segunda-feira,10, a exibição do documentário “Vitória FC”, de Vitor Graize e Igor Pontini, às 20 horas, no Metrópolis. No projeto, realizadores em processo de edição exibem o filme ainda não finalizado e debatem o processo criativo de edição e finalização audiovisuais. A entrada é gratuita.

O livro “Escola Primária e Ensino da Leitura e da Escrita (Alfabetização) no Espírito Santo (1870 e 1930)”, das professoras Cláudia Maria Mendes Gontijo e Sílvia Cunha Gomes, discute a legislação que regulou a instrução pública primária, sua organização, a questão da obrigatoriedade e gratuidade escolar, a formação dos professores e os materiais e prédios escolares. O tema do livro foi escolhido por não haver estudos no Espírito Santo sobre a história da alfabetização. Essa carência faz com que as atuais políticas de alfabetização sejam traçadas sem consideração ao que foi realizado no passado, suas repercussões e resultados. Assim, comprometidas com o presente e com a finalidade de construir uma base de informações que pudesse subsidiar a tomada de decisão quanto às políticas de alfabetização atuais, as professoras Cláudia Maria Mendes Gontijo e Sílvia Cunha Gomes iniciaram duas pesquisas, que duraram cerca de três anos cada uma, e resultaram na publicação do livro. De acordo com Gontijo, um dado que chama a atenção é o fato de as reformas educacionais do período estudado terem sempre como base o baixo desempenho das crianças em leitura e escrita. Já no contexto republicano e nas décadas anteriores à Proclamação da República, o discurso que prevalece se apoia na necessidade de mudança da sociedade e depende das reformas educacionais. Para ela, esse é o discurso que permanece até hoje. “Os índices atuais de alfabetismo são preocupantes e têm mostrado ao público os desafios que precisam ser enfrentados com relação à alfabetização e à necessidade de esta se tornar prioridade nacional e capixaba”, alerta a escritora. O livro é dirigido a professores, pedagogos, estudantes de graduação e pós-graduação que se interessam ou estão envolvidos com o ensino da leitura e da escrita na escola. Os exemplares estão disponíveis na Livraria da Edufes no valor de R$ 20,00.

Curso de inglês gratuito para estudantes da Ufes O Programa Inglês sem Fronteiras (IsF), por meio do Núcleo de Idiomas da Ufes (NucLi), está oferecendo 345 vagas em cursos presenciais gratuitos de Inglês para estudantes da Ufes. As inscrições podem ser feitas até 13 de fevereiro, pelo endereço eletrônico isf.mec.gov.br, e as aulas começarão no dia 20 de fevereiro. Os cursos visam ao desenvolvimento da compreensão e expressão escrita e oral, bem como a

preparação para exames internacionais de proficiência, como Toefl, IELTS e outros. A Ufes foi uma das 47 universidades vencedoras do edital nº 001 do IsF, para formação de um núcleo de línguas e centro aplicador de provas de proficiência. O Programa Inglês sem Fronteiras da Ufes é coordenado pela professora Kyria Finardi e o Núcleo de Idiomas (NucLI) tem como coordenadora pedagógica a professora Junia Zaidan.

Mais informações: Telefones: 4009-2874 ou 4009-2875, nucliufes@hotmail.com e facebook.com/inglessemfronteirasufes

Notícias para o Informa: Telefones: 4009-2203 ou 4009-2383 | E-mail: secom@reitoria.ufes.br UFES - Universidade Federal do Espírito Santo Reitor: Reinaldo Centoducatte Vice-Reitora: Ethel Leonor Noia Maciel Pró-Reitor de Administração: Amarílio Ferreira Neto Pró-Reitor de Extensão: Aparecido José Cirillo Pró-Reitora de Graduação: Maria Auxiliadora de Carvalho Corassa Pró-Reitora de Gestão de Pessoas e Assistência Estudantil: Maria Lucia Casate Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional: Maximilian Serguei Mesquita Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação: Neyval Costa Reis Junior Secretária de Relações Internacionais: Jane Méri Santos Superintendente de Cultura e Comunicação: Ruth Reis Chefia de Gabinete do Reitor: Edebrande Cavalieri Ouvidor-Geral: Ricardo Roberto Behr Prefeito Universitário: Renato Carlos Schwab Alves INFORMA - Jornalista Responsável: Thereza Marinho Jornalistas: Ana Paula Vieira, Emília Manente, Hélio Marchioni, Jorge Lellis e Luiz Vital Colaboração: Maurício Lima e Souza Bolsistas: Christal Rios, Cinthia Pereira, Danielly Carneiro, Jade Drummond, Julia Grillo, Maíra Cabral, Marina Melim, Nayara Santana e Thaiana Gomes Revisão: Márcia Rocha Projeto gráfico: Denise Pimenta e Ruth Reis Diagramação: Juliana Braga Apoio: Aurenice Cruz Endereço: Av. Fernando Ferrari - nº 514 Campus Universitário Alaor de Queiroz Araújo - Goiabeiras - Vitória - ES - CEP: 29075-910 Telefone: 4009-2203 Tiragem: 4 mil exemplares Impressão: Jacaré Gráfica

4 | Informa

Profile for Universidade Federal do Espírito Santo

Jornal Informa | Ufes | n° 460 | 10/02/2014  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Jornal Informa | Ufes | n° 460 | 10/02/2014  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Profile for ufes
Advertisement