__MAIN_TEXT__

Page 1

informa

INFORMATIVO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO • 22/abr a 5/maio de 2019 | nº 542

Informa542.indd 1

18/04/2019 11:36:36


Campus de Alegre

Fundação da Ufes -1954 Federalização - 1961 Início do campus de Goiabeiras - 1966 O Sanatório transformou-se em Hospital das Clínicas - 1967

Fotos: David Protti

Em 65 anos, muitas histórias para contar...

Campus de Maruípe

1975 - A Escola Superior de Agronomia, em Alegre, é incorporada à Ufes 1977 - Criação da Associação dos Servidores da Ufes, posteriormente Sindicato dos Trabalhadores da Ufes - Sintufes (1992)

1º Programa de Extensão – Centro de Estudos de Promoção em Alternativas de Saúde (Cepas) - 1984

1978 - Inauguração da Associação dos Docentes da Ufes (Adufes), reconstrução do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e criação do primeiro curso de pós-graduação: mestrado em Educação

Campus de Goiabeiras

Criação da Assossiação dos Aposentados da Ufes (Asaufes) - 1985 Inauguração da Biblioteca Central e do Restaurante Universitário do campus de Goiabeiras - década de 1980

Campus de São Mateus

2001 - Início da educação a distância 2005 - Criação do campus de São Mateus 2006 - Inauguração da Base Oceanográfica Adesão ao Reuni e criação do Sistema de Cotas - 2007 Inauguração do Restaurante Universitário em São Mateus e criação das subprefeituras nos campi do interior, da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e Assuntos Estudantis (Progepaes), da Superintendência de Cultura e Comunicação (Supecc) e da Secretaria de Relações Internacionais (SRI) - 2012 Adesão ao Sisu - 2016

103 cursos de graduação presencial 93 cursos de mestrado e doutorado 10 cursos de educação a distância 19.661 estudantes de graduação 5.274 estudantes de pós-graduação 1.025 estudantes de educação a distância 2.069 servidores técnico-administrativos 1.765 servidores docentes

2019

Fontes: livros Ufes - 40 anos de história e Ufes 60 anos; pró-reitorias; Secretaria de Ensino a Distância; site do campus de Alegre; site do Sintufes.

Sugestões de pauta: 4009-2383, 4009-2203, 4009-2204 ou jornalismo.supecc@ufes.br / Edição digital disponível em: comunicacao.ufes.br/edições-2019 UFES - Universidade Federal do Espírito Santo Reitor: Reinaldo Centoducatte Vice-Reitora: Ethel Maciel Informa - Uma produção da Secretaria de Comunicação da Superintendência de Cultura e Comunicação da Ufes. Superintendente de Cultura e Comunicação (em exercício) e jornalista responsável: Thereza Marinho Jornalistas: Adriana Damasceno, Ana Paula Vieira, Camila Fregona, Hélio Marchioni, Jorge Medina, Lidia Neves, Luiz Vital e Nábila Corrêa Estagiárias: Danielle Gonçalves e Laís Santana Revisão: Monick Barbosa Programação visual: Evandro Campos, Leonardo Paiva e Mariana Simões Apoio: Aurenice Cruz, Deborah Constancio, Eliza Gobira e Tatiana Candeia. Endereço: Av. Fernando Ferrari, nº 514, Goiabeiras, Vitória/ES - CEP: 29075-910 Tiragem: 3 mil exemplares Impressão: CSS Editora

2 Informa542.indd 2

22/abr a 5/maio de 2019

18/04/2019 11:37:16


Administração Central

Solenidade de aniversário terá palestra com a filósofa Viviane Mosé. Agende-se! As comemorações iniciarão em 2 de maio, mas, ao longo de todo o mês, outros eventos serão realizados como parte da celebração de aniversário. Veja abaixo a programação inicial e fique atento aos veículos de comunicação da Universidade.

Qual é a importância da Ufes na sua história? Mande seu vídeo! A Superintendência de Cultura e Comunicação da Ufes está exibindo uma série de vídeos em homenagem aos 65 anos da Universidade, comemorados no dia 5 de maio. Em depoimentos de cerca de 40 segundos, professores, servidores técnico-administrativos, estudantes e ex-alunos contam sobre a importância da Ufes em suas histórias. Os vídeos são exibidos no portal e nas redes sociais da Universidade (Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin) e ainda na página da TV Ufes no Facebook. O depoimento de abertura foi da professora do Departamento de Administração Júlia Margoto. “Desde muito pequena eu me lembro de conviver com o meu pai, que fazia graduação aqui. Fiz a minha graduação aqui na Universidade e, mais tarde, ingressei como professora. A relação que eu tenho com essa instituição é, acima de tudo, de muita gratidão, por tudo o que eu vivi aqui e vivo até hoje”, conta. Já o segundo vídeo traz o relato da servidora Giselly Martins, da Secretaria Geral do Centro Universitário Norte do Espírito Snto (Ceunes), campus de São Mateus, que falou um pouco de sua relação com a Ufes. Até o final do mês de maio, outros depoimentos serão veiculados. A participação é aberta e qualquer pessoa pode enviar seu vídeo, com tempo médio de 40 segundos, para o e-mail ufes65@ gmail.com. A gravação pode ser feita pelo celular, com o aparelho posicionado preferencialmente na forma horizontal. Participe! Conte-nos qual a importância da Ufes na sua história!

3 Informa542.indd 3

18/04/2019 11:37:31


Iniciativa é do Projeto Solares, vinculado ao Centro Tecnológico

O

Projeto Solares, ação de extensão do Centro Tecnológico, está cheio de novidades para 2019. Uma das iniciativas já teve início: a Estação Solares, um quiosque de energia solar off-grid, ou seja, não conectada à rede elétrica, com espaço de convivência para toda a comunidade. A estação ficará ao lado do Cine Metrópolis, no campus de Goiabeiras, em área já demarcada e isolada, e que conta com as devidas autorizações da Prefeitura Universitária. A instalação está prevista para começar ainda no mês de abril. O quiosque disponibilizará diversas tomadas que funcionarão por meio da energia gerada por placas fotovoltaicas. Assim, os frequentadores poderão recarregar seus dispositivos móveis enquanto se reúnem em uma área de abastecimento energético alternativo

Danielle Gonçalves

Estação Solares começa a ser construída no campus de Goiabeiras

Foto: Hugo Cristo

Acontece na Ufes

O quiosque de energia solar ficará ao lado do Cine Metrópolis, próximo ao Cemuni V

e ecologicamente consciente. O local foi escolhido devido ao grande fluxo de pessoas e à grande incidência solar na maior parte do dia, necessária para a geração de energia. O projeto conta com rampa, bancos, bicicletário, além de um pergolado de madeira que auxiliará no conforto dos usuários e servirá também como apoio para as placas fotovoltaicas. “A Estação Solares será o primeiro ponto público de conectividade de energia solar da Ufes. Será uma instalação agradável, pensada para proporcionar conforto e segurança aos usuários”, garante o coordenador do projeto, professor Bruno Venturini. “O desenvolvimento foi realizado por alunos, com o apoio do corpo docente e da Prefeitura Universitária”, ressaltou. A equipe já planeja futuras melhorias no quiosque e pretende expandir essa ideia para outros pontos da Ufes. “Isso depende de nós, estudantes, mas também de disponibilidade financeira” ressaltou Vitor Soares, integrante do projeto.

Os alunos participam também do Desafio Solar Brasil (DSB), um rali de barcos movidos à base de energia solar fotovoltaica, que é realizado anualmente. Em 2018, a equipe da Ufes levou o 1° lugar na classe Catamarã. O gerente de marketing do projeto, Herick Salomão, explica que o grupo também pretende construir um barco monocasco para participar de outras categorias nas próximas edições do DSB. No entanto, essa ação ainda está em fase de desenvolvimento. “Os estudantes estão bem empenhados e firmando contato com empresas locais para apoiar o trabalho”, conta o professor Venturini. O Projeto Solares é interdisciplinar: a equipe é formada por 29 alunos dos cursos de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo, e Comunicação Social. O objetivo é explorar novas aplicações para energia solar e contribuir para o desenvolvimento sustentável.

Inscrições abertas para a seleção dos cursos de licenciatura e bacharelado em Música Estão abertas as inscrições para o curso de Música (licenciatura e bacharelado), com 30 vagas para cada habilitação. Podem concorrer aqueles que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 e tenham concluído esse nível de ensino. As inscrições devem ser feitas até 25 de abril no site ps.ufes.br.

4 Informa542.indd 4

A seleção será composta de duas etapas. Na primeira, serão selecionados os candidatos que apresentarem as 60 maiores notas no Enem 2018. Na segunda etapa, os candidatos serão submetidos ao Teste de Habilidade Específica (THE), que envolverá dois momentos de avaliação. Das vagas disponibilizadas, 50% serão reservadas para candidatos que tenham cursado integralmente o ensino

médio em escolas públicas, considerando, dentre estas, percentuais reservados para candidatos com renda familiar de até um salário mínimo e meio per capita, pretos, pardos e indígenas (PPI) e candidatos com deficiência, conforme descrito no edital, que está disponível no site ps.ufes.br. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail processosseletivos@ ufes.br e pelo telefone (27) 4009-2410.

22/abr a 5/maio de 2019

18/04/2019 11:37:33


Divulgação

Foto: Hugo Cristo

Acontece na Ufes

O projeto iniciou suas atividades em 2018, oferecendo tratamento a mais de 30 voluntários

Fisioterapia seleciona pacientes com artrite reumatoide para tratamento As pessoas selecionadas serão atendidas na Clínica Escola do curso

O

curso de Fisioterapia da Ufes está selecionando, neste mês de abril, candidatos que desejam participar do projeto de extensão Fisioterapia para Pacientes com Artrite Reumatoide. Os voluntários receberão tratamento gratuito três vezes por semana, durante dois meses. O atendimento será realizado na Clínica Escola da Fisioterapia, localizada no campus de Maruípe, em Vitória. Interessados devem enviar Whatsapp ou ligar para o número (27) 996937478, informando nome, idade e endereço. Deve ser fornecido também um número de telefone pelo qual a equipe do projeto entrará em contato, se o candidato for selecionado. A ordem de procura será considerada na triagem dos novos pacientes. Dos escolhidos, 20 receberão tratamento neste primeiro semestre e mais 20, no próximo. Os demais ficarão em lista de espera. Critérios - Para participar do projeto de pesquisa e extensão, o pa-

ciente deve ter, no mínimo, 18 anos e ser capaz de se locomover sem auxílio. Além disso, deve ter recebido diagnóstico de artrite reumatoide há pelo menos três meses e apresentar laudo médico. O candidato não pode apresentar histórico médico, nos últimos três meses, de membros inferiores e superiores fraturados, nem ter amputações. Também não poderão participar do projeto pacientes com comprometimento cardíaco e pulmonar, ou com sequelas de doenças neurológicas. Dúvidas podem ser enviadas para o telefone informado. O projeto Fisioterapia para Pacientes com Artrite Reumatoide iniciou suas atividades em agosto de 2018, oferecendo tratamento a mais de 30 voluntários. Ele é coordenado pelas professoras Fernanda Dias e Samira Miyamoto, do Colegiado de Fisioterapia, e pela fisioterapeuta e pesquisadora Ingrid Vargas.

Ufes realiza concurso para cargos técnicoadministrativos A Ufes abrirá, em 6 de maio, as inscrições para o concurso de seleção de servidores técnico-administrativos, em níveis médio e superior. Serão nove vagas para candidatos da ampla concorrência. Haverá também formação de cadastro de reserva tanto para ampla concorrência, quanto para candidatos pretos e pardos, e para pessoas com deficiência. Para os campi localizados em Vitória, os cargos são de assistente em administração (2 vagas), técnico de laboratório/área Biologia (1), técnico em contabilidade (1), engenheiro florestal (1) e jornalista (1). Já para o campus de Alegre, as oportunidades são para bibliotecário documentalista (2 vagas) e engenheiro agrícola (1). Os interessados poderão se inscrever até o dia 7 de julho no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas: progep.ufes.br. Será cobrada taxa de R$ 90 para os cargos de nível médio e de R$ 130 para os de nível superior. A isenção do pagamento, nos casos previstos no edital, pode ser solicitada de 6 a 27 de maio. A carga horária de trabalho será de 25 horas semanais para o cargo de jornalista e de 40 horas semanais para os demais cargos. Os candidatos aprovados exercerão as atribuições em turnos diurnos ou noturnos, inclusive sábados, domingos e feriados, segundo a necessidade de funcionamento do setor. O período de permanência mínima para os aprovados na localidade de Alegre será de dez anos, exceto para os casos de remoção no interesse da Administração ou aprovação em processo de remoção interna. O concurso terá validade de um ano, podendo ser prorrogado por igual período. Mais informações podem ser obtidas no edital, disponível no site da Progep. Dúvidas podem ser enviadas para a Comissão de Planejamento e Coordenadora do Concurso, exclusivamente pelo e-mail concurso.tae2019@ufes.br.

5 Informa542.indd 5

18/04/2019 11:37:37


Editais de pós-graduação

Divulgação

Acontece na Ufes

Confira os programas de pós-graduação com inscrições abertas: Linguística - São 17 vagas para o curso de doutorado. Inscrições até 23 de abril, via Sedex, e até 30 de abril, na secretaria do Programa, no Centro de Ciências Humanas e Naturais (CCHN), campus de Goiabeiras. Astrofísica, Cosmologia e Gravitação - Há uma vaga para o curso de doutorado. Inscrições até 10 de maio nos sites ppgcosmo.cosmo-ufes. org e cosmologia.ufes.br. Política Social - Serão sete vagas para o curso de mestrado e três para o de doutorado. Interessados no mestrado devem se inscrever até 16 de maio na página politicasocial. ufes.br. Já as inscrições para o doutorado se encerram em 24 de maio e devem ser realizadas na secretaria do Programa, no Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), campus de Goiabeiras. Renorbio - O Programa de PósGraduação em Biotecnologia ofertado pela Rede Nordeste de Biotecnologia (Renorbio) oferece quatro vagas para o curso de doutorado. Os interessados podem se inscrever até 24 de maio no endereço renorbio.org. Ciência e Tecnologia de Alimentos - São cinco vagas para o curso de mestrado. Inscrições até 31 de maio na secretaria do Programa, localizada no campus de Alegre. Também serão aceitas inscrições pelos Correios (Sedex). Filosofia - Inscrições abertas até 31 de maio para oito vagas no curso de doutorado. As inscrições devem ser feitas pelo e-mail doutoradoppgfilufes2019@gmail.com.

6 Informa542.indd 6

O projeto envolve técnicos, estudantes e professores do Brasil e de Portugal

Ufes coordena projeto de produção de café em Moçambique Um dos objetivos é promover o agronegócio e viabilizar o aumento da renda das famílias da região, caracterizada por extrema pobreza

A

pós duas visitas a Moçambique realizadas por meio do projeto Desenvolvimento Sustentável do Café no Parque Nacional Gorongosa/Moçambique em sistema Agroflorestal Integrado no Contexto da Deflorestação, Alterações Climáticas e Segurança Alimentar, a equipe da Ufes que coordena a parte brasileira do estudo já obtém, como um dos primeiros resultados, o manejo correto da cultura do café arábica no Parque Nacional da Gorongosa. Com financiamento da Agência Brasileira de Cooperação e previsão de execução de 60 meses, o projeto teve início no final de 2017, quando foi assinado um acordo de cooperação técnica trilateral entre Brasil, Portugal e Moçambique. O objetivo é implementar um sistema de produção de café sustentável no Parque Nacional da Gorongosa para mitigar os efeitos da deflorestação e da pressão das alterações climáticas, promover o agronegócio e aumentar o rendimento e a segurança alimentar das famílias rurais da região. O desafio é promover a orientação técnica para plantar café numa pequena área do parque, com cerca de 300 hectares, onde não há nenhuma

tradição do cultivo dessa planta e que possui como atrativo principal o safari internacional, com grande população de leões, elefantes e rinocerontes, entre outros animais. Valor agregado - O coordenador da parte brasileira do projeto e professor da Ufes, Fábio Partelli, afirmou que o trabalho só é viável se possuir um grande valor agregado. “A ideia é produzir o café para ser comercializado na Europa e nos Estados Unidos, agregando qualidade e valor. Dessa forma, o projeto pode representar uma boa fonte de renda para as 1.600 famílias que moram na região, caracterizada pela pobreza extrema”, explicou. Ainda segundo Partelli, a Ufes participa do estudo devido a sua forte presença mundial na pesquisa sobre café. “Nós somos a primeira instituição de pesquisa do mundo na publicação de artigos científicos sobre café conilon/robusta, e a quinta quando se trata de café em geral (conilon e arábica)”, enfatizou. O projeto envolve técnicos, estudantes e professores de graduação e pós-graduação do Brasil e de Portugal. 22/abr a 5/maio de 2019

18/04/2019 11:37:40


Foto: Jorge Medina

Acontece na Ufes

Obras relatam experiências de educadores do campo de diversas comunidades

Programa de Educação do Campo publica resultados de pesquisas Estudos foram desenvolvidos no Programa de Pós-Graduação em Educação

F

ormação de professores, cultura e língua pomeranas, experiências geográficas, educação e classes multisseriadas, comunidade e saberes dos quilombos na escola. Esses são alguns dos temas de 13 livros lançados pelo Programa de Educação do Campo do Centro de Educação da Ufes, resultantes de pesquisas realizadas por professores e estudantes dos cursos de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Ufes. As obras relatam as experiências de educadores do campo de diversas

comunidades: pomeranas, ribeirinhas, indígenas, quilombolas, além das escolas multisseriadas. “São livros importantes para reflexões das comunidades do campo e suas realidades, permitindo aos professores desses locais a troca de informações e novos conhecimentos. Além disso, as publicações promovem e divulgam a cultura e as demandas dessas comunidades”, enfatiza o coordenador do Programa de Educação do Campo, professor Erineu Foerste. O professor explica ainda que as obras oportunizam a instituição tornar

público e disponível para a sociedade o conhecimento gerado na academia sobre a educação no campo. “Com isso, a Ufes vem cumprindo seu papel social, levando o ensino, a pesquisa e a extensão para as comunidades mais remotas do país”, ressalta Foerste. As obras - Os livros fazem parte da coleção Educação e Culturas e foram editados pela Editora Appris, de Curitiba, e financiados pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), do Ministério da Educação (MEC). As obras estão disponíveis para venda nas livrarias e na Secretaria do Programa, localizada no 2º andar do prédio do PPGE, sala 15, no campus de Goiabeiras. Com os lançamentos, o Programa contabiliza 19 livros publicados. Seis já haviam sido editados pela Editora da Ufes (Edufes); um deles, intitulado Os módulos de metodologias da pesquisa em educação do campo, é utilizado por várias unidades de ensino no Brasil como material didático. Educação do Campo - O Programa de Educação do Campo da Ufes objetiva formar profissionais que atuam na educação do campo e que possuem conhecimentos a partir de práticas educativas em contextos campesinos. Possui parceria com 27 municípios do estado, com três centros estaduais de educação rural (Águia Branca, Boa Esperança e Vila Pavão), com a Secretaria Estadual de Educação (Sedu), com movimentos sociais e com a União dos Dirigentes Municipais de Educação do Espírito Santo (Undime/ES).

Livros publicados • A cultura e a língua pomeranas vão à escola – Sintia Bausen Kuster • A educação no quilombo e os saberes do quilombo na escola – Patrícia Gomes Rufino Andrade • A escola com classes multisseriadas: memórias na mediação fotográfica – Juber Helena Baldotto Delboni • Educação e língua pomerana: experiências de (re)afirmação cultural – Adriana Vieira Guedes Hartuwig

• Educação do campo: formação continuada de professores na prática – Mônica Nickel • Escola, cultura e comunidade: a educação do campo em um contexto de fronteiras – Angela Maria Leite Peizini • Experiências geográficas e educação – Júlio de Souza Santos • Formação e profissão docente do campo – Janinha Gerke de Jesus • Gerações de professores do campo –

Charles Moreto • Lutas territoriais tupinikim: saberes e lugares conhecidos – Arlete Pinheiro Schubert • Produção escrita na educação do campo – Roseli Gonoring Hehr • Uma professora pomerana e sua comunidade: lutas coletivas pelo direito à educação – Edneia Koeler • Uma professora pomerana na escola: culturas, línguas e educação – Jandira Marquardt Dettmann

7 Informa542.indd 7

18/04/2019 11:37:44


Foto: Tainah Neves

Cultura

agenda cultural Teatro Universitário O espetáculo Malala: a menina que queria ir para a escola, um musical infanto-juvenil com canções originais de Adriana Calcanhoto, conta a história de Malala Yousafzai, ativista nascida no Paquistão. Após sobreviver a um atentado a tiros e se engajar na luta pela garantia do direito à educação das mulheres, Malala tornou-se a mais jovem vencedora do Prêmio Nobel da Paz, aos 17 anos. A iniciativa faz parte do projeto Diversão em Cena, realizado com patrocínio da ArcelorMittal Tubarão, por meio do Ministério da Cidadania e da Lei de Incentivo Fiscal Rouanet. Com direção de Renato Carrera e adaptação de Rafael Souza-Ribeiro, o espetáculo foi idealizado pela atriz Tatiana Quadros. A apresentação será realizada nos dias 4 e 5 de maio, às 16 horas, contando com intérprete de libras. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), de terça a sexta-feira, das 15 às 20 horas, ou no site tudus.com. br. Mais informações: (27) 3029 2765 ou wbproducoes.com. Biblioteca Central Até o dia 3 de maio, a Biblioteca Central apresenta a exposição (RE) Figuras: Recomposição do Corpo Humano, do artista Guilherme Camacho. A mostra traz seis desenhos de tamanhos variados, intercalando a figura humana com motivos geométricos. São diferentes estéticas de linha, forma, representação, cores e materiais, com o objetivo de “refigurar” os corpos para revelar as múltiplas faces que eles possuem. A exposição fica aberta ao público no andar térreo da Biblioteca, de segunda a sexta-feira, das 7 às 21 horas, e aos sábados, das 7 às 13 horas. A entrada é franca.

8 Informa542.indd 8

A intenção da mostra é despertar o interesse das pessoas pela arquitetura medieval

Arquitetura gótica é tema de exposição na Biblioteca A autora das obras é a ex-aluna da Ufes Tainah Neves

E

stá em exposição, na Biblioteca Central, no campus de Goiabeiras, a mostra fotográfica Os detalhes arquitetônicos do Gótico, a maestria do medieval, trazendo imagens da arquitetura gótica de países europeus. As fotos, de autoria da arquiteta e mestra em História da Arte Tainah Neves, ficam expostas no primeiro andar da Biblioteca até o dia 17 de maio. A entrada é gratuita. Segundo Neves, que estudou a arquitetura gótica da França e da Inglaterra, o objetivo da exposição é aproximar o público dessa forma de arte. “É uma grande oportunidade para despertar o interesse das pessoas pela arquitetura medieval e contribuir para romper preconceitos em relação a esse período tão rico da história”, explica. O interesse da autora pela arquitetura medieval começou em 2005, após visitar a Catedral Gótica de Petrópolis, no interior do Rio de Janeiro. Dois anos mais tarde, ingressou no curso de Arquitetura e

Urbanismo da Ufes e seus estudos culminaram no trabalho de conclusão de curso intitulado “A Catedral Gótica: Gênese, Significações e as três Catedrais Clássicas: Chartres, Reims e Amiens”. Em 2012, a arquiteta visitou algumas das catedrais mais importantes do Gótico francês, como as de Paris, Saint-Denis, Reims e Amiens. “Foi nessa viagem que dei início ao projeto de fotografar detalhes da arquitetura gótica. Minha intenção era retratar a virtuosidade e a maestria dos construtores medievais”, conta. Em 2017, iniciou o curso de mestrado em História da Arte na Birkbeck College da University of London, na Inglaterra, período em que pesquisou sobre a variação do gótico inglês e expandiu seu projeto fotográfico para as igrejas inglesas. A mostra é uma realização da Biblioteca Central da Ufes e fica aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 7 às 21 horas, e aos sábados, das 7 às 13 horas.

22/abr a 5/maio de 2019

18/04/2019 11:37:46

Profile for Universidade Federal do Espírito Santo

Jornal Informa | Ufes | n° 542 | 22/04/2019  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Jornal Informa | Ufes | n° 542 | 22/04/2019  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Profile for ufes
Advertisement