__MAIN_TEXT__

Page 1

informa

MONUMENTO UNIVERSITÁRIO

30 ANOS

INFORMATIVO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO • 12/junho a 25/junho de 2017 | nº 522 Agência Ufes

Ufes recebe trabalhadores apenados A seleção dos internos foi realizada pela Prefeitura Universitária inte internos que cumprem pena em regime semiaberto na Prenitenciaria Estadual de Vila Velha, em Xuri, estão trabalhando no campus de Goiabeiras desde o dia 1º de junho. A ação faz parte de um convênio firmado entre a Ufes e a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) com a finalidade de promover a ressocialização dessas pessoas. Diariamente, os trabalhadores apenados chegam ao campus pela manhã e se dirigem à Prefeitura Universitária. Em seguida, vão para a área do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), escolhido para a realização de um projeto-piloto, onde atuam na manutenção da área externa. Com a ação completa, o número poderá chegar a 150 trabalhadores apenados, para atuação nos campi de Goiabeiras, Maruípe e na Base Oceanográfica. A seleção e a supervisão dos internos que trabalham na Ufes foi realizada pela Gerência de Manutenção da Prefeitura Universitária. O diretor do CCJE, Rogério Faleiros, afirmou que a presença dos tra-

V

Os trabalhadores apenados atuam na manutenção da área externa do CCJE

Isabella Altoé / Agência Ufes

balhadores no Centro mobilizou os departamentos: “Nós estamos muito satisfeitos com o trabalho que eles estão desenvolvendo aqui. Nossa leitura é que temos de oferecer a esse público possibilidades de reinserção social e de capacitação profissional”. Com essa proposta, Faleiros disse que o Centro está discutindo um projeto de extensão envolvendo os departamentos de Direito, Serviço Social e Biblioteconomia. Ações serão desenvolvidas em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão como parte do projeto Universidade no Cárcere, proposto pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo, no qual a Ufes já atua. Consultoria – Por meio do Depar-

“Compromisso com a sociedade” A recepção aos trabalhadores apenados foi realizada no auditório do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas, onde foram recebidos pelo reitor Reinaldo Centoducatte, pela vice-reitora Ethel Maciel, por gestores da Ufes e por representantes da Sejus e do Tribunal de Justiça. Como parte da recepção, os internos aprenderam um pouco sobre a Universidade e tiveram uma palestra sobre relações interpessoais no trabalho. “Nós somos uma instituição pública, e esse

tamento de Direito, a ideia é que o Núcleo de Práticas Jurídicas possa prestar consultoria jurídica para esse público. “Os estudantes não vão advogar para os apenados, mas vão prestar assessoria jurídica, informando sobre o processo ou como acionar a defensoria pública. É uma forma de aproximar o estudante da prática jurídica”, salientou Faleiros. No âmbito do Serviço Social, a ideia é que os estudantes orientem os apenados sobre direitos sociais, além de conhecer suas demandas de qualificação. Já o Departamento de Biblioteconomia está elaborando um projeto para estimular a leitura nos presídios. “Vamos mobilizar nossas competências para estar à altura da ressocialização dos apenados”, afirmou ele.

trabalho é a ampliação de um compromisso da Ufes com a sociedade. Essa ação é importante para a construção de uma sociedade melhor para todos nós”, afirmou o reitor. Pelo convênio firmado com a Sejus, cada trabalhador apenado receberá um salário mínimo (R$ 937,00), sendo que o trabalhador tem acesso a 1/3 deste valor. Do restante, 1/3 é destinado para assistência à família do interno e 1/3 é destinado a uma conta poupança à qual ele poderá ter acesso após sair da prisão.


foto do leitor Este espaço está aberto para a publicação de fotos sobre a Ufes, produzidas por você, leitor. A imagem deve ter alta resolução e formato horizontal. O envio pode ser feito para o e-mail fotodoleitor@ufes.br. Na mensagem, é importante informar o local onde foi registrada a imagem, o nome do autor, sua relação com a Ufes (se estudante, técnico-administrativo, professor ou funcionário de empresa terceirizada) e telefone para contato. A cada edição, uma foto será selecionada para publicação. Escultura Monumento Universitário, campus de Goiabeiras. Autora: Mariana Cristina Rocha dos Santos, estudante do 3º período do curso de Comunicação Social - Jornalismo

Monumento Universitário: há 30 anos representando a união de professores, técnicos e estudantes último dia 10 de junho marcou os 30 anos de instalação da escultura Monumento Universitário (veja foto do leitor) no campus de Goiabeiras. A escultura de concreto, com 13 metros de altura e 30 toneladas, foi erguida na área física do Centro de Artes, em 10 de junho de 1987 e evidencia a integração e interatividade entre os três segmentos acadêmicos: professores, técnicos e estudantes. Concebida e planejada pelo professor aposentado da Ufes e artista plástico José Carlos Vilar Araújo, a obra transformou-se em um dos mais representativos

O

símbolos artísticos da Ufes. Segundo o artista, a escultura, que propõe elementos humanos em movimento, ressalta a mobilização e a efervescência da comunidade universitária. A concepção do monumento surgiu como projeto de pesquisa sobre arte em concreto, envolvendo pesquisadores dos centros de Artes e Tecnológico. O conceito da escultura foi idealizado por Vilar, e o projeto estrutural e de materiais – ferro e concreto – foi desenvolvido pelo professor Carlos Augusto Calmon Nogueira da Gama, do curso de Engenharia Civil, também aposentado.

Professor de escultura do Centro de Artes da Ufes por 35 anos, Vilar, como assina em suas obras, é uma das mais importantes referências da arte contemporânea no Espírito Santo, e mestre de várias gerações de artistas e professores de Artes. Reconhecido pesquisador da arte contemporânea, Vilar tem intensa atuação em laboratórios de pesquisa e projetos de extensão, na graduação e pós-graduação. O escultor está presente na cena artística capixaba desde 1972 e, mesmo aposentado, mantém frequente produção artística e assídua participação em diversas atividades acadêmicas.

Sugestões de pauta: 4009-2383, 4009-2203, 4009-2204 ou jornalismo.supecc@ufes.br / Edição digital disponível em: comunicacao.ufes.br/edições-2017 UFES - Universidade Federal do Espírito Santo Reitor: Reinaldo Centoducatte Vice-Reitora: Ethel Maciel Informa - Uma produção da Agência Ufes. Superintendente de Cultura e Comunicação: Edgard Rebouças Secretária de Comunicação e jornalista responsável: Thereza Marinho Jornalistas: Ana Paula Vieira, Camila Fregona, Hélio Marchioni, Jorge Medina, Letícia Nassar, Luiz Vital e Nábila Corrêa Estagiários: Ana Luisa Monteiro, Ana Luíza Dias, Isabella Altoé, Lucas Santos e Vinícius Viana. Revisão: Márcia Rocha Programação Visual: Evandro Campos, Juliana Braga e Leonardo Paiva Apoio: Aurenice Cruz, Brunella Perez, Eliza Gobira Endereço: Av. Fernando Ferrari nº 514, Goiabeiras-Vitória/ES - CEP: 29075-910 Tiragem: 4 mil exemplares Impressão: Scribo

2

12/junho a 25/junho de 2017


Agência Ufes

Administração Central

Servidores elegem representantes nos Conselhos em 21 de junho

Corpo docente, organização didático-pedagógica e infraestrutura foram alguns itens avaliados pela Comissão nos cursos de graduação da Ufes

CPA apresenta Relatório de Autoavaliação Institucional O relatório será apresentado à comunidade acadêmica por meio de seminários Comissão Própria de Avaliação da Ufes (CPA) concluiu o Relatório de Autoavaliação Institucional da Ufes - RAI 2016, cujo objetivo foi analisar questões apontadas nos diversos processos de avaliação, externos e internos, que ocorreram na Universidade, bem como apontar as ações que foram executadas e planejadas para melhor desenvolvê-los. O levantamento dos problemas e das ações foi realizado pelas diversas instâncias gestoras da Ufes, tanto no âmbito dos colegiados/coordenações de curso como nas direções dos Centros de Ensino e demais unidades que compõem a estrutura da Administração Central. O documento está publicado na página da CPA, no endereço eletrônico www.avaliacaoinstitucional.ufes.br/. A CPA é responsável pela coordenação dos processos internos de avaliação, de sistematização e de prestação das informações solicitadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A avaliação interna é um processo de caráter diagnóstico, formativo e de compromisso coletivo, tendo como objetivo indicar à comunidade

A

as fragilidades e potencialidades da Instituição, no intuito de promover a qualidade das ações de ensino, pesquisa e extensão, observados os princípios do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e as especificidades da Universidade. Levantamento – Os dados foram levantados junto às unidades gestoras da Ufes – pró-reitores, diretores de Centro de Ensino e diretores de órgãos suplementares – e a todas as coordenações de cursos presenciais e de Ensino a Distância (EaD). Além disso, também foi feita uma verificação específica da gestão do EaD e do Sistema Integrado de Bibliotecas. “Essa autoavaliação consolida a identidade institucional da Ufes no que se refere à excelência do ensino e às modalidades de aperfeiçoamento permanente do ensino, da pesquisa e da extensão”, destacou a presidente da CPA, Eliana Zandonade. A apresentação desse trabalho e de seus desdobramentos se dará por meio de seminários envolvendo gestores, professores, técnicos e estudantes ao longo do segundo semestre.

Os servidores técnico-administrativos em Educação da Ufes elegem no dia 21 de junho seus representantes nos Conselhos Superiores da Universidade – Conselho Universitário; de Ensino, Pesquisa e Extensão; e de Curadores – para o biênio 2017-2019. No total, 14 chapas concorrem à eleição (conheça os servidores que compõem as chapas em http://www. daocs.ufes.br/chapas-inscritas). A votação será realizada nos seguintes locais e horários: Campus de Alegre: das 8 às 15h, com uma urna no hall de entrada; Campus de Goiabeiras: das 8h às 18h, com seis urnas distribuídas no Restaurante Universitário (RU), no prédio da Reitoria, no Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), no Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), no prédio IC-II do Centro de Ciências Humanas e Naturais (CCHN) e no prédio CT-II do Centro Tecnológico. Campus de Maruípe:  das 7h às 20h, com três urnas, sendo uma disposta no prédio da Administração do Centro de Ciências da Saúde e duas no Hospital Universitário. Campus de São Mateus: das 8h às 15h, com uma urna na Secretaria do Centro Universitário Norte do Espírito Santo (Ceunes). Para votar, é necessário apresentar documento de identificação com foto ou a carteira de identidade funcional emitida pela Ufes.

AR LIGADO sem ninguém na sala

VAMOS TODOS ECONOMIZAR

3


Acontece na Ufes Acervo Projeto Universo no Parque

As discussões são realizadas no Parque Pedra da Cebola, em Vitória, nos primeiros domingos de cada mês

Questão étnicoracial é tema de seminário de Serviço Social O Departamento do curso de Serviço Social realiza nos dias 19 e 20 de junho o seminário “O Serviço Social e a questão étnico-racial”. O evento tem início às 8 horas, no auditório Manoel Vereza de Oliveira, localizado no Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), campus de Goiabeiras. A programação inclui palestras da professora do Instituto Federal Fluminense (IFF) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Roseli Rocha, e do professor da Universidade Federal do Mato Grosso Sérgio Pereira dos Santos, além de professores da Ufes e profissionais da área. Também participam da organização do seminário o Núcleo de Estudos em Movimentos e Práticas Sociais (NEMPS), o Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão sobre Violência, Segurança Pública e Direitos Humanos (Nevi), a Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS) e o Coletivo de Estudantes Negros de Serviço Social. Com o objetivo de aprofundar o debate sobre a formação profissional, o evento não exige inscrição prévia e emitirá certificados aos participantes.

4

Grupo leva discussões sobre ciência para parque de Vitória O tema também está sendo abordado em palestras abertas no Planetário grupo de pesquisa Cosmo Ufes, do curso de Física, realiza todos os primeiros domingos de cada mês o projeto Universo no Parque, um ciclo de palestras no Parque Pedra da Cebola, em Vitória, que tem o objetivo de levar as discussões científicas sobre o universo para fora das salas de aula. De acordo com o professor Júlio César Fabris, a recepção tem sido favorável, “até agora reunimos um bom número de pessoas, mas esperamos que aumente com o decorrer das palestras”. O público é diversificado, formado por pessoas que estão no parque e se interessam em discutir temas relacionados à ciência. O professor destaca que o importante é levar as discussões científicas para o grande público, de modo que sejam difundidas na sociedade e não fiquem restritas ao meio acadêmico. “É um feito pequeno, mas esperamos que se torne algo grande no futuro”, afirma. O projeto Universo no Parque foi criado pelo grupo no início deste ano e já realizou duas edições, nos meses de maio e junho. No mês de julho, a programação abordará a palestra “A mecânica quântica”, com o professor do Departamento de Física José Alexandre Nogueira. Júlio César Fabris afirma que a proposta é convidar cada vez mais acadêmicos do curso para ministrar as palestras.

O

Planetário – Também como forma de popularizar a ciência, o grupo de pesquisa Cosmo Ufes, juntamente com o Programa de Pós-Graduação em Astrofísica, Cosmologia e Gravitação e o Planetário de Vitória, iniciou em maio o projeto Ciência no Planetário. Tratase de um ciclo de palestras abertas ao público, realizadas sempre nas últimas sextas-feiras de cada mês, às 19 horas, no Planetário, no campus de Goiabeiras. O grupo de pesquisa Cosmo Ufes existe desde a década de 1970 e foi criado por professores do curso de Física da Universidade. Ele desenvolve principalmente atividades de pesquisa nas áreas de cosmologia gravitacional e astrofísica. Atualmente, os membros se organizam para participar e promover eventos acadêmicos para os estudantes e a comunidade, com o intuito de divulgar as pesquisas e discussões científicas. O Programa de Pós-Graduação em Astrofísica, Cosmologia e Gravitação da Ufes foi criado em 2016, com o mérito de já receber nota 5 da Capes/MEC (normalmente os novos cursos iniciam com nota 3). A criação dessa nova estrutura de pós-graduação pretende tirar proveito da grande sinergia existente entre as áreas de Cosmologia, Gravitação e Teoria de Campo, e as áreas de Astrofísica e Astronomia, atualmente com grande desenvolvimento tecnológico ocorrido nas últimas décadas. 12/junho a 25/junho de 2017


Lucas Santos / Agência Ufes

Acontece na Ufes

Crianças, jovens e adultos com diferentes necessidades são atendidos no CEFD

Ação realiza atividades para pessoas com deficiência e acompanhantes O trabalho é realizado por meio do Laboratório de Educação Física Adaptada

oda segunda e quinta-feira é dia de muito aprendizado no Laboratório de Educação Física Adaptada (Laefa). Entre as 14 e as 16 horas, espaços do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD) da Ufes, localizado no campus de Goiabeiras, são destinados a atividades simultâneas para três grupos, com diferentes necessidades. Jovens e adultos com deficiência intelectual, autismo e baixa visão participam de momentos de integração, por meio de práticas corporais e esportivas. Com faixa etária entre 12 e 60 anos, eles dançam, jogam e se envolvem nas atividades propostas, respeitando as limitações de cada um. O objetivo é dar mais autonomia e independência para todos. Crianças entre 3 e 6 anos compõem o segundo grupo, formado em parte por integrantes com deficiência intelectual, baixa visão, autismo ou Síndrome de Down, e também por estudantes do Centro de Educação Infantil Criarte, que fica no campus de Goiabeiras. Durante os encontros, eles aprendem e se divertem na Brinquedoteca e no ginásio de Ginástica Artística, onde praticam saltos, rolamentos e outros movimentos básicos dessa modalidade esportiva.

T

Familiares – Para que os pais e acompanhantes possam ter uma atividade enquanto aguardam seus filhos ou familiares, o Laefa criou o projeto Cuidadores que Dançam, que promove o lazer e o bem-estar por meio de aulas de danças regionais e folclóricas. “Atualmente, atendemos 190 pessoas: 120 participantes (pessoas com deficiência e seus familiares) e 70 estudantes do curso de Educação Física, que integram o projeto e desenvolvem aqui suas pesquisas e o aprendizado de práticas pedagógicas direcionados a esse público”, destaca o professor José Francisco Chicon, que coordena o Laefa junto com as professoras Maria das Graças Silva de Sá e Irineuza da Silva. De acordo com Chicon, os três projetos de extensão do Laefa visam a atender aos pilares da universidade: ensino, pesquisa e extensão. O professor ressalta que, além do atendimento à comunidade, o laboratório se torna também auxiliar na formação dos profissionais que atuarão em ambientes escolares e não escolares, onde haverá pessoas com diferentes necessidades. O Laefa foi criado em 1993 e todas as atividades são gratuitas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (27) 4009-2626.

Prática esportiva em frente ao RU Vôlei, slackline, futevôlei e frescobol são algumas das atividades propostas pelo projeto Desconecte, que estimula a prática de atividades físicas entre os estudantes por meio de encontros realizados semanalmente às quartas e sextas-feiras, às 11 horas, no gramado em frente ao Restaurante Universitário (RU) do campus de Goiabeiras. Como parte do projeto, organizado pelo Departamento de Psicologia Social com o apoio da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proaeci), para o dia 23 de junho está agendada uma aula de yoga ministrada pelo professor Leo Machado e uma roda de capoeira com o professor Fábio Luiz Loureiro, além de uma apresentação de slackline com participantes do Projeto Slackline na Ufes. As atividades são abertas a todos os públicos. O estudante de Educação Física e bolsista do projeto Mateus Poltronieri destaca que as atividades são simultâneas: “Todos podem participar do que tiverem maior interesse e podem também transitar entre as demais modalidades a qualquer momento”. A programação do dia 23 inclui ainda uma mostra de projetos desenvolvidos pelo Departamento de Projetos e Acompanhamento ao Estudante (DPAE) e um palco livre para que os estudantes possam se expressar por meio da música.

DESLIGUE

O MONITOR

em intervalos sem uso

VAMOS TODOS ECONOMIZAR

5


Lucas Santos / Agência Ufes

Acontece na Ufes

Editais de pós-graduação A Ufes está com editais abertos para inscrição dos cursos de mestrado e doutorado em diversas áreas. Confira as oportunidades: Engenharia e Desenvolvimento Sustentável – Mestrado (28 vagas): inscrições até 23 de junho, na Secretaria do Programa de PósGraduação em Engenharia e Desenvolvimento Sustentável, localizada no Centro Tecnológico (CT), campus de Goiabeiras. Ciências Fisiológicas – Doutorado (33 vagas): as inscrições podem ser realizadas durante todo o ano de 2017, na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas, no campus de Maruípe, Vitória. Economia – Mestrado (18 vagas): O processo seletivo para ingresso no Mestrado em Economia será feito exclusivamente por meio do Exame de Seleção Nacional da Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia (Anpec) e as inscrições podem ser feitas até o dia 31 de julho. Os editais específicos de cada curso e orientações sobre inscrições pelos Correios estão disponíveis no site da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação: www. prppg.ufes.br Mais informações também podem ser obtidas pelo telefone (27) 4009-2434.

Prorrogado prazo de vigência das bolsas do PaEPE e PIBEx Essas modalidades de bolsa fazem parte do Programa Integrado de Bolsas da Ufes Pró-Reitoria de Planejamento divulgou edital prorrogando até o dia 31 de julho de 2017 a vigência de três modalidades de bolsas do Programa Integrado de Bolsas da Ufes (PIB/ Ufes): PaEPE I; PaEPE II; e PIBEx. O PIB/Ufes é constituído pelos seguintes programas: Projetos Especiais de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (PaEPE I e PaEPE II), antigo Programa de Aprimoramento Discente (PAD); Programa Institucional de Apoio Acadêmico (PIAA); Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência da Ufes (Pibid); estágios para as seguintes áreas de conhecimento: Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas, Engenharias, Ciências da Saúde, Ciências Agrárias, Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas,

A

Linguística, Letras e Artes; Programa de Extensão (Pibex); Programa de Educação Tutorial (PET); e Programa de Iniciação Científica (PIIC). As bolsas do PaEPE I são destinadas ao apoio às atividades de ensino, pesquisa e extensão realizadas pelos diferentes Centros de Ensino da Ufes na forma de monitoria, sendo vinculados aos Projetos Pedagógicos de Curso por meio das unidades curriculares. Já as bolsas do PaEPE II são aquelas destinadas ao apoio às atividades de ensino, pesquisa e extensão realizadas pelas Unidades Organizacionais da Ufes. O PIB/Ufes tem o objetivo de inserir o estudante em projetos capazes de promover condições de produção intelectual e científica com responsabilidade social.

Mestrado em Gestão Pública contemplará servidores da PRF O reitor Reinaldo Centoducatte assinou no dia 6 de junho o Termo Aditivo de Adesão da Polícia Rodoviária Federal (PRF) ao Acordo de Cooperação Ufes-CGU/ES para o curso de mestrado profissional em Gestão Pública.

6

Pelo convênio, servidores do órgão poderão ser contemplados dentro do número de vagas reservadas ao convênio firmado com a Controladoria Geral da União (CGU) nas turmas do mestrado. Por meio de acordos de cooperação, o programa contempla, além de servidores

da Ufes, servidores públicos de órgãos federais e estaduais, além de ter vagas para a comunidade em geral. O Mestrado Profissional em Gestão Pública já formou 107 mestres. Atualmente, há 122 estudantes regularmente matriculados.

12/junho a 25/junho de 2017


Cultura

Inscrições abertas para o Festival Performe-se

Pesquisadores se reúnem na Ufes para discutir sobre o Ensino da Arte O evento congrega o IV Encontro de Licenciatura em Artes Visuais e o I Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas Ufes realiza entre os dias 20 e 23 de junho o XII Seminário Capixaba sobre Ensino da Arte, no Teatro Universitário. Abordando o tema “Sentidos e Significados de uma Educação em Artes Visuais em Tempos Contraditórios”, o evento busca fomentar o debate sobre a importância das artes na educação de crianças e adolescentes, levando em consideração o cenário de contradições sociais e políticas no Brasil. A ideia é propor uma reflexão entre professores da educação básica à superior, estudantes da graduação e pós-graduação sobre o papel da arte na atualidade e como a arte pode se articular com outros campos e áreas para promover novas experiências. Organizado por professores da Ufes,

A

o seminário conta com conferências e mesas de discussão com participação de pesquisadores convidados, apresentação de trabalhos com diferentes abordagens do campo da arte, como história e teoria, educação em artes, e arte, cultura, saúde e meio ambiente. A programação do seminário inclui ainda o IV Encontro de Licenciatura em Artes Visuais (EAD), no dia 22, e o I Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (Anpap), no dia 23. Entre os convidados, destaca-se a presença da pioneira em arte-educação Ana Mae Barbora. A inscrição pode ser realizada até o dia do seminário por meio do site http://xii.seminarioensinodaarte.com. br/#inscricao.

Estão abertas as inscrições de trabalhos para o Festival Performe-se: Fronteiras Borradas | Fronteiras Erguidas, que será realizado na Ufes de 27 a 30 de setembro. Produzido por artistas residentes em Vitória e estudantes do curso de Artes da Ufes, o festival tem como objetivo incentivar o desenvolvimento de processos de criação em performance e estabelecer redes e espaços de compartilhamento de experiências voltadas para as poéticas do corpo. Com programação focada na arte da performance, o festival realizará oficinas, debates e mostras de artistas locais e convidados. As inscrições vão até o dia 30 de junho e podem ser realizadas pelo site https://performese.wixsite.com/ performe-se . Os trabalhos serão apresentados na Galeria de Arte e Pesquisa (GAP) da Ufes e nos espaços da Secretaria de Cultura do Estado (Secult). “Performe-se: Fronteiras Borradas | Fronteiras Erguidas” é organizado pela artista visual e doutoranda da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Carla Borba, pelo artista e performer capixaba Geovanni Lima e pela bacharela em Artes Plásticas da Ufes Natalie Mirêdia. Com curadoria dos professores do Departamento de Artes Visuais da Ufes, Yiftha Peled e Aline Dias, o festival tem apoio da Ufes e financiamento da Secretaria Estadual de Cultura (Secult), por meio do Fundo Estadual de Cultura.

Evite o DESPERDÍCIO

´ AGUA

DE

VAMOS TODOS ECONOMIZAR

7


Cultura

agenda cultural Galeria de Arte e Pesquisa Está em cartaz na Galeria de Arte e Pesquisa a exposição “Deslizes Monumentais e Sonhos Intranquilos”, mostra coletiva que aborda a temática dos impactos das atividades humanas no meio ambiente. Desdobramento do evento com mesmo nome realizado no dia 7 de junho, a exposição propõe um ativismo cultural, no qual o ativismo político se mistura com estratégias artísticas. Com trabalhos de artistas de diferentes regiões do país, a exposição fica aberta para visitação até o dia 10 de julho, de segunda a sexta-feira, no campus de Goiabeiras. Teatro Universitário O Projeto Sócio de Carteirinha do Clube Big Beatles recebe neste mês o músico Sérgio Hinds, guitarrista e fundador da banda de rock progressivo O Terço. O grupo canta os maiores sucessos da banda inglesa na quinta-feira, dia 22, às 21 horas. Nos dias 24 e 25 de junho, a atriz Elizabeth Savala sobe ao palco do Teatro Universitário com o espetáculo A.M.A.D.A.S. - Associação de Mulheres que Acordam Despencadas. A peça conta de forma bem-humorada a via-crúcis de uma mulher que chega à meia-idade pressionada pelas demandas de uma sociedade cada vez mais superficial. Os ingressos para todas as atrações podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro, no campus de Goiabeiras, das 15 às 20 horas, ou pelo site  www.tudus.com.br  Biblioteca Central Continua em cartaz na Biblioteca Central, no campus de Goiabeiras, a exposição “Projetando Identidades”, produzida pelo Grupo Orgulho, Liberdade e Dignidade (GOLD). A mostra, que reúne mais de 70 fotografias de travestis, mulheres trans e homens trans com o objetivo dar visibilidade positiva a essa parte população, fica aberta para visitação até o dia 22 de junho, de segunda a sexta-feira.

8

Ufes sedia I Seminário do Samba Capixaba As inscrições para participação estão abertas até o dia 18 de junho Ufes sediará entre os dias 4 e 6 de agosto, no campus de Goiabeiras, o I Seminário do Samba Capixaba. As inscrições para o evento estão abertas e podem ser realizadas até o dia 18 de junho por meio do link http://bit.ly/Iseminariosamba. Serão disponibilizadas 150 vagas gratuitas para participantes. O seminário será promovido pelo Instituto Raízes e conta com a parceria da Secretaria Estadual de Cultura (Secult), por meio do Fundo Estadual de Cultura, e da Secretaria de Cultura da Ufes. A proposta é possibilitar aos sambistas e pesquisadores tornar públicas suas atividades e pesquisas sobre a tradição do Carnaval. Todos os participantes que obtiverem a frequência igual ou maior que 75% receberão certificado, emitido pela Secretaria de Cultura da Ufes, com a carga horária total das

A

atividades desenvolvidas. Tradição – O seminário, que terá como tema “Tradição e Transformação”, tem o objetivo de oportunizar o aperfeiçoamento e a socialização de trabalhos desenvolvidos pelos sambistas, artistas populares, pesquisadores e agremiações carnavalescas do Espírito Santo. Outra proposta é promover a formação e a qualificação dos sambistas e interessados na temática, fortalecendo a perpetuação dessa arte popular ligada ao samba no Espírito Santo. O Instituto Raízes, responsável pela realização do seminário, foi criado por moradores das comunidades Piedade e Fonte Grande. O grupo atua desde 2008 buscando o fortalecimento do samba em suas comunidades, com o desenvolvimento de atividades socioculturais com público de diferentes faixas etárias e territórios.

12/junho a 25/junho de 2017

Profile for Universidade Federal do Espírito Santo

Jornal Informa | Ufes | n° 522 | 12/06/2017  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Jornal Informa | Ufes | n° 522 | 12/06/2017  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Profile for ufes
Advertisement