__MAIN_TEXT__

Page 1

informa Sebastião Salgado recebe título de Doutor Honoris Causa

fotógrafo, documentarista, ambientalista e economista Sebastião Ribeiro Salgado Junior receberá nesta quinta-feira, dia 12, o título de Doutor Honoris Causa, que será concedido pela Ufes em sessão solene dos Conselhos Superiores, presidida pelo reitor Reinaldo Centoducatte. O evento será realizado no Teatro Universitário, às 19 horas. A entrega do título é um reconhecimento a sua relevante contribuição às artes, à cultura, à ciência, à ecologia e a sua vigorosa produção fotojornalística. O título de Doutor Honoris Causa é a mais importante homenagem prestada pela Universidade. Sebastião Salgado é um dos fotógrafos mais premiados do mundo, sendo considerado o melhor fotojornalista documental, reconhecido como autor de uma obra que é referência internacional na fotografia contemporânea. Salgado nasceu em Aimorés, na divisa do Espírito Santo com Minas Gerais. Em Vitória, ele morou e estudou desde a adolescência, ingressando no curso de Economia da Ufes em 1964, onde se formou em 1967. Em seguida, juntamente com a esposa, a capixaba Lélia Deluiz Wanick, transferiu-se para a capital paulista onde cursou mestrado em Economia na Universidade São Paulo (USP). Perseguido no regime militar por sua atuação na resistência democrática, o

O

Foto: reprodução do Facebook/Sebastião Salgado - Gênesis

INFORMATIVO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO • 09/mai a 22/mai de 2016 | nº 508

casal deixou o país em 1969 com destino à França, onde ele se especializou em Economia, com doutoramento na Universidade de Paris. O casal tem dois filhos: Juliano e Rodrigo. Na Europa, deu início a sua saga na arte fotográfica e no fotojornalismo, tendo trabalhado nas principais agências de notícia. Na década de 1990, Salgado idealizou a criação do Instituto Terra, para promover reflorestamento e recuperação ambiental na região do Vale do Rio Doce. A fazenda onde está instalado o instituto, em Aimorés, se tornou uma reserva do patrimônio natural e importante laboratório de pesquisa e formação ambiental, sendo referência mundial.


foto do leitor Este espaço está aberto para a publicação de fotos sobre a Ufes produzidas por você, leitor. A imagem deve ter alta resolução e formato horizontal. O envio pode ser feito para o e-mail fotodoleitor@ufes.br. Na mensagem, é importante informar o local onde foi registrada a imagem, o nome do autor, sua relação com a Ufes (se estudante, técnico-administrativo, professor ou funcionário de empresa terceirizada) e telefone para contato. A cada edição, uma foto será selecionada para publicação.

Foto de Virgínia Farage, estudante do 5° período do curso de Biblioteconomia, produzida em frente ao estacionamento do LabPetro, no campus de Goiabeiras

agenda acadêmica Palestra: Circulação de impressos e periódicos: novos desafios Data/hora: 10 de maio, às 19h30 Local: Auditório do prédio IC-II, campus de Goiabeiras Realização: Laboratório História, Poder e Linguagem do curso de História Informações: lhpl.ufes.br IV Semana de Enfermagem Data/hora: 11 a 13 de maio, às 8h Local: Auditório Central, campus de São Mateus Realização: Centro Acadêmico de Enfermagem Informações: caenfufes.wix.com/semanaenfermagem VI Workshop de Cristalografia Aplicada a Ciências e Engenharia de Materiais Data/hora: 13 e 14 de maio, às 8h

Local: Auditório do Centro Tecnológico VI, campus de Goiabeiras Realização: Grupo de Física Aplicada e Pós-Graduação em Engenharia Mecânica da Ufes Informações: cristalografia.ufes@ gmail.com Palestra com o processualista civil Fredie Didie Jr. Data/hora: 13 de maio, às 8 horas Local: Auditório Manoel Vereza, campus de Goiabeiras Realização: Centro Acadêmico Roberto Lyra Filho Informações: carlf.ufes@gmail.com Semana Jurídica Data/hora: 16 a 20 de maio, às 8h Local: Auditório Manoel Vereza, campus de Goiabeiras

Realização: Centro Acadêmico Roberto Lyra Filho Informações: carlf.ufes@gmail.com Curso de Extensão: Paulo Freire e a construção da escola pública popular Data/hora: 18 de maio, às 19 horas Local: Sala 4 do prédio IC-IV, campus de Goiabeiras Realização: Grupo de Estudos e Pesquisa Paulo Freire-Ufes Informações: paulofreireufes@gmail.com IX Encontro da Associação Nacional de Direitos Humanos, Pesquisa e Pós-Graduação (Andhep) Data/hora: 23 a 25 de maio, às 18h Local: Auditório do Centro Tecnológico I, campus de Goiabeiras Realização: Andhep Informações: www.andhep.org.br

Sugestões de pauta: 4009-2383, 4009-2203, 4009-2204 ou jornalismo.supecc@ufes.br / Edição digital disponível em: comunicacao.ufes.br/edições-2016 UFES - Universidade Federal do Espírito Santo Reitor: Reinaldo Centoducatte Vice-Reitora: Ethel Maciel Informa - Superintendente de Cultura e Comunicação: Edgard Rebouças Secretária de Comunicação e jornalista responsável: Thereza Marinho Jornalistas: Ana Paula Vieira, Camila Fregona, Hélio Marchioni, Jorge Medina, Letícia Nassar e Luiz Vital Bolsistas: Betina Hatum, Betina Rezende, Daniella Camilo, Juliana do Amaral, Lívia Castro, Rodrigo Schereder, Stefhani Paiva Revisão: Márcia Rocha Programação Visual: Juliana Braga e Leonardo Paiva Apoio: Aurenice Cruz, Eliza Gobira, Marcos de Alarcão Endereço: Av. Fernando Ferrari - nº 514 - Goiabeiras - Vitória - ES - CEP: 29075-910 Tiragem: 4 mil exemplares Impressão: Scribo

2

09/mai a 22/mai de 2016


Foto: arquivo Supecc / Thaiana Gomes

Administração Central

Comissão vai estudar novas formas de auxílio ao estudante

A adesão integral ao Sisu acaba com o vestibular para 98 cursos de graduação

Cepe define normas para adesão da Ufes ao Sisu Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Ufes (Cepe) definiu as normas para adesão ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação (MEC). Entre outras determinações, a Resolução 15/2016 regulamenta a decisão de utilizar, exclusivamente, as notas do Exame Nacional do Ensino Médio 2016 (Enem) como forma de seleção e classificação dos candidatos aos cursos presenciais de graduação da Universidade para o ano de 2017. A reunião foi realizada no dia 6 de maio. Ainda serão estabelecidas quais as notas mínimas, bônus e pesos para cada uma das cinco provas do Enem em cada curso. O bônus é uma nota extra que pode ser acrescida à nota do candidato em função do seu endereço domiciliar, também conhecido como bônus CEP (Código de Endereçamento Postal), ou de ter estudado em escola pública. Os colegiados de cada curso terão 30 dias, a partir de 9 de maio, para enviarem suas contribuições para a Câmara Central de Graduação, vinculada à Pro-Reitoria de Graduação, que vai definir esses critérios. A redação terá um peso único para todos os cursos. Segundo o MEC, os pesos para cada prova podem variar de 1 a 5.

O

Adesão – A adesão integral da Universidade ao Sisu foi definida após

votação realizada em sessão extraordinária do Cepe, no dia 27 de abril. Com a decisão, a partir do próximo processo seletivo o Sisu torna-se a única forma de ingresso em 98 cursos de graduação da instituição, acabando com a segunda etapa do Vestibular da Ufes, até então realizada para todos os cursos da Universidade. O reitor Reinaldo Centoducatte afirmou que a decisão visa ampliar o ingresso de estudantes na instituição. “Temos vagas ociosas na Ufes. O que estamos buscando é a ampliação do ingresso de estudantes”, disse, destacando que a adesão ao Sisu vem ao encontro de uma política de inclusão adotada pela Universidade. Com a adesão integral da Ufes ao Sisu, das 63 universidades federais apenas três continuam realizando vestibulares próprios: Santa Catarina, Rondônia e Oeste do Pará. Exceções – Inicialmente, por serem destinados a um público específico, não terão vagas ofertadas pelo Sisu os cursos de Licenciatura em Educação do Campo e de Licenciatura Intercultural Indígena. Também estão excluídos do Sisu os cursos oferecidos a distância. O curso de Música utilizará o Enem como primeira fase do processo seletivo e uma avaliação de habilidade específica como segunda etapa.

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Cidadania (Proaeci) constituiu uma comissão especial para, no prazo de 30 dias úteis, a contar do dia 2 de maio, coletar e organizar informações sobre políticas de assistência e permanência estudantil a partir da adesão de universidades federais ao Sistema de Seleção Unificada do Ministério da Educação (Sisu). O trabalho dessa comissão é preliminar e vai subsidiar as ações de uma outra comissão, a ser criada pela Reitoria com a participação de representantes da comunidade universitária (professores, servidores, estudantes), para adaptar a atual política de assistência da Ufes às necessidades que venham a surgir com a adesão integral ao Sisu. Para oferecer ao estudante de graduação presencial condições que favoreçam a sua permanência na Universidade e a conclusão do curso superior sem retenção ou evasão, a Ufes possui o Programa de Assistência Estudantil (Proaes), que concede os auxílios alimentação, moradia, transporte e material de consumo, além de bolsa de estudo no Centro de Línguas e empréstimo estendido de livros. Atualmente, 5.220 estudantes são beneficiados. Entre os critérios para a concessão dos benefícios está ter renda familiar bruta mensal igual ou inferior a 1,5 salário mínimo per capita e não possuir outro curso superior completo. Segundo o pró-reitor de Assuntos Estudantis e Cidadania, Gelson Junquilho, com a adesão da Ufes ao Sisu a previsão é que sejam destinados à Universidade mais R$ 5 milhões, a partir de 2017, em recursos do Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) a serem destinados para a assistência estudantil.

3


Foto: Edson Vandeira

Acontece na Ufes

Os pesquisadores Taíssa Rodrigues e Rodrigo Figueiredo passaram 42 dias no continente gelado em busca de fósseis do período Cretáceo

Pesquisas da Ufes têm destaque internacional A revista Sciences Advance, da Associação Americana para o Progresso da Ciência (AAAS), publicou um artigo com os resultados dos estudos de uma equipe de pesquisadores, de 11 instituições, que descobriram uma inusitada formação de recifes na foz do Rio Amazonas. O professor do Departamento de Oceanografia da Ufes Alex Bastos participou da expedição que descobriu formações de recifes ricamente povoados de esponjas coloridas gigantes, corais e conjuntos de algas. A participação da Universidade no estudo publicado foi a de mapeamento do fundo marinho e da morfologia dos recifes descobertos. Saúde – Pesquisadores da Ufes também publicaram um artigo sobre resultados da pesquisa “Doenças Midiaticamente Negligenciadas: cobertura e invisibilidade de temas sobre saúde na mídia impressa do Espírito Santo” na renomada revista científica Plos Neglected Tropical Diseases. Entre os autores estão os pesquisadores do Programa de Pósgraduação em Saúde Coletiva Adauto Emmerich, Aline Cavaca, Edson dos Santos-Neto e Tatiana Emerich, além de Paulo Vasconcellos, da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz.

4

Universidade receberá fósseis da Antártida para estudos uase três toneladas de fósseis foram coletadas em uma expedição à Antártida denominada Paleoantar 2, realizada em fevereiro deste ano. De todo este material, aproximadamente 70 kg será destinado para a Ufes, sendo distribuído entre os campi de Vitória, Alegre e São Mateus, para ensino e pesquisa. A expedição contou com a participação da professora Taíssa Rodrigues, do Departamento de Ciências Biológicas da Ufes, e de Rodrigo Figueiredo, pós-doutorando do Programa de PósGraduação em Ciências Biológicas. Eles ficaram 42 dias no continente gelado, ao lado de outros cinco cientistas brasileiros, com o objetivo de entender como era a fauna e a flora do período Cretáceo, há 70 milhões de anos. Foram coletados fósseis marinhos, ossos de dinossauros, conchas e troncos de árvores fossilizadas. Um exemplo da importância da pesquisa é encontrar similaridades entre os continentes africano, americano e antártico, que eram unidos. A expedição foi coordenada pelo paleontólogo Alexander Kellner, do Museu Nacional do Rio de Janeiro. Segundo Taíssa Rodrigues, a quantidade de material coletado superou as expectativas. “Pegamos ótimos dias de sol, o que foi determinante para o sucesso do trabalho. Sabemos muito pouco sobre o continente e acreditamos que muitas espécies sejam completamente desconhecidas. Na primeira expedição, em janeiro de 2007, foi descoberto um plesiossauro, um réptil marinho que, na época, era o mais antigo da Antártida. Com a quantidade de material que

Q

trouxemos, novas e importantes descobertas serão feitas”, destacou. Após a prospecção do material, os pesquisadores passam para a fase de identificação das peças, em laboratório, e depois para a publicação das descobertas e exposição dos fósseis. Uma nova expedição está prevista para janeiro de 2017, a fim de explorar um outro local ainda não pesquisado. Estação Comandante Ferraz Outra pesquisa na Antártida com participação de pesquisadores da Ufes é a reconstrução da base brasileira Estação Comandante Ferraz. O Laboratório de Planejamentos e Projetos (LPP) da Universidade liderou a equipe que definiu as especificações técnicas que foram seguidas na construção dos Módulos Antárticos Emergenciais (MAEs), após o incêndio que destruiu a estação em fevereiro de 2012. A coordenadora do LPP e professora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Cristina Engel, acompanhou as etapas de produção, implantação e ocupação dos MAEs que foram realizadas por uma empresa canadense. O grupo de pesquisadores coordenados pelo LPP desenvolve soluções para o ambiente construído em áreas inóspitas. O laboratório foi fundado em 1994.

09/mai a 22/mai de 2016


Foto: Jorge Medina

Acontece na Ufes

Uma equipe de pesquisadores da Ufes visitaram Regência em novembro de 2015

Está no ar o Portal Rede Ufes–Rio Doce O portal tem o objetivo de informar sobre as ações desenvolvidas na região atingida pela lama de rejeitos de minério da Samarco stá no ar o Portal Rede Ufes–Rio Doce, que disponibiliza informações sobre pesquisas e ações de extensão relacionadas aos impactos provocados pelo rompimento da barragem de Fundão, de propriedade da Samarco Mineração, em Mariana (MG), desenvolvidas por equipes da Universidade desde novembro de 2015. O anúncio foi feito pelo reitor Reinaldo Centoducatte em entrevista coletiva realizada no dia 5 de maio, seis meses após a tragédia. Na ocasião, o reitor também fez um balanço da participação da Universidade nas ações e pesquisas desenvolvidas na região da bacia e foz do Rio Doce. O portal pode ser acessado por meio do endereço eletrônico www.redeufes -riodoce.ufes.br. O reitor destacou que lá estão disponibilizadas as atividades realizadas por mais de 100 pesquisadores e extensionistas da Ufes e que é uma forma de prestar contas do trabalho realizado. “Logo após o rompimento da barragem nós fizemos uma reunião para

E

definir como a Ufes poderia colaborar com a sociedade capixaba e mineira no enfrentamento da maior tragédia ambiental da história do Brasil. Eu fui pessoalmente aos municípios capixabas atingidos. O portal tem a intenção de manter a sociedade informada sobre os avanços e desdobramentos das atividades desenvolvidas pela Ufes e seus parceiros”, afirmou Centoducatte. Imagens – O portal apresenta também as áreas de atuação e os objetivos dos grupos de pesquisa e extensão, além dos relatórios dos estudos já realizados. O internauta também tem acesso a fotos dos locais onde atuaram, pode conhecer os objetivos das pesquisas e das ações, os nomes dos integrantes dos projetos e os locais onde serão realizadas outras ações. A criação da Rede Ufes-Rio Doce tem, portanto, o objetivo de ser um espaço permanente de intercâmbio de estudos, discussões e ações que visem à reparação dos estragos sociais, am-

bientais, culturais e econômicos provocados pelo rompimento da barragem de Fundão, que contaminou mais de 600 km do Rio Doce com lama de rejeitos de minério. Grupos de pesquisas e ações – Em uma ação integrada, estão duas frentes de trabalho que envolvem atividades de pesquisa e de extensão: o Meio Físico e Biótico, e o Socioambiental. O primeiro, está relacionado aos impactos ambientais provocados pelo desastre nos ecossistemas naturais aquáticos e terrestres, nos agroecossistemas e nos serviços ambientais da bacia do Rio Doce. Já o grupo Socioambiental está mobilizado em discutir e analisar a situação dos impactos territoriais, ambientais, sociais, econômicos, culturais, na saúde física e emocional, na destruição dos meios de vida e trabalho das populações afetadas, entre outras dimensões. Esses grupos reúnem professores, estudantes e técnicos-administrativos de diferentes áreas do conhecimento.

Relatórios de pesquisa fundamentam ação civil do MPF Os relatórios sobre os impactos do desastre da Samarco desenvolvidos pela Ufes, por meio do Núcleo de Estudo, Pesquisa e Extensão em Mobilizações Sociais (Organon) e dos professores do Departamento de Oceanografia e Ecologia, foram citados para fundamentar parte das acu-

sações feitas pela Força-Tarefa do Ministério Público Federal (MPF) na primeira ação civil pública encaminhada para a Justiça Federal em 28 de abril contra as mineradoras Samarco, Vale e BHP Billiton. A ação pede R$ 155 bilhões em reparação aos danos causados pelo rompimento da

barragem de Fundão, em Mariana (MG). “Esta é mais uma evidência de que a Ufes destaca-se, especialmente no caso do desastre da Samarco, na produção de conhecimento voltado para o interesse público”, diz a coordenadora do Organon, professora Cristiana Losekann.

5


Editais de pós graduação

Foto: Jorge Medina

Acontece na Ufes

A Ufes está lançando novos editais de pós-graduação nas áreas de Educação Física, Matemática, Ciências Contábeis, Engenharia Mecânica e Saúde Coletiva. Confira as oportunidades: Engenharia Mecânica – pós-doutorado (1 vaga): inscrições até 13 de maio, na Secretaria de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica, localizada no campus de Goiabeiras. Matemática – mestrado (10 vagas) e pós-doutorado (1 vaga): inscrições para mestrado até 25 de maio e para pós-doutorado até 30 de maio, na Secretaria de Pós-Graduação em Matemática, localizada no Centro de Ciências Exatas, no campus de Goiabeiras. Saúde Coletiva – doutorado (16 vagas): inscrições até 30 de maio, na Secretaria de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, no Centro de Ciência da Saúde, localizado no campus de Maruípe, em Vitória. Educação Física – doutorado (14 vagas): inscrições até 30 de maio na Secretaria do Programa de PósGraduação do Centro de Educação Física e Desportos da Ufes, localizada no campus de Goiabeiras. Ciências Contábeis – mestrado (22 vagas): inscrições até 31 de maio, na Secretaria de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, localizada no Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas, no campus de Goiabeiras. Todos os editais com normas para inscrição via Correios, taxas e outras informações estão disponíveis no site da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (www.prppg. ufes.br). Mais informações também podem ser obtidas pelo telefone (27) 4009-2434.

6

A Comissão, formada por representantes de vários setores da Ufes, se reunirá semanalmente

Comissão de Segurança avalia ações para inibir crimes nos campi da Ufes Entre as ações que já foram realizadas estão melhorias na iluminação Ufes iniciou no dia 28 de abril as reuniões da Comissão de Segurança, criada com o objetivo de apontar sugestões a serem adotadas pela Universidade para inibir a ocorrência de crimes nos campi. Entre as ações a serem implementadas estão o desenvolvimento do aplicativo de celular Alerta Ufes, por meio do qual os usuários poderão enviar um alerta para vigilância da Universidade sobre qualquer problema, desde a deficiência na iluminação de determinada área até a ocorrência de algum incidente. A Comissão se reúne semanalmente e é formada por membros indicados pelas direções dos centros de ensino da Ufes, pelo Sindicato dos Trabalhadores (Sintufes) e pelo Diretório

A

Central dos Estudantes (DCE), além de representantes da Administração Central e da Comissão de Direitos Humanos da Universidade. Iluminação – Algumas ações já foram realizadas, como a instalação de novos pontos de iluminação, a troca de lâmpadas de luz amarela por luz branca e a poda de árvores que sombreavam a iluminação ou prejudicavam a visibilidade de alguma câmera. Somente no campus de Goiabeiras foram trocadas 170 lâmpadas e instalados 20 novos pontos de iluminação, além de 40 novos refletores. A vice-reitora Ethel Maciel afirmou que a ampliação de parcerias com as autoridades policiais é outro ponto que será analisado.

DCE escolhe nova diretoria O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Ufes elege nos dias 11 e 12 de maio sua nova diretoria e representantes discentes nos Conselhos Superiores. A apuração dos votos e a divulgação do resultado vão ser no dia 13 de maio. O prazo para solicitação de recursos será entre os dias 13 e 16 de maio. A homologação do resultado vai ser divulgada no dia 17 de maio.

Podem votar estudantes da Ufes com matrícula ativa. Os locais onde as urnas estarão instaladas serão divulgados na página do DCE no Facebook: www.facebook. com/dcedaufes O modelo de eleição das chapas deste ano é o majoritário, no qual a chapa vencedora assume as diretorias da entidade e aplica seu plano de gestão. A posse está marcada para 24 de maio. 09/mai a 22/mai de 2016


Cultura

Dia da Cultura Internacional homenageará Portugal

III Feira Literária Capixaba começa dia 11 de maio O homenageado desta edição é o escritor Adelpho Poli Monjardim Fábrica de Ideias, localizada em Jucutuquara, Vitória, sedia entre os dias 11 e 15 de maio a III Feira Literária Capixaba (Flic-ES), que conta com o apoio cultural da Ufes e a participação dos professores Hilbert Siqueira, Lino Machado, Orlando Lopes, Paulo Sodré e Raimundo Carvalho, todos do Departamento de Línguas e Letras da Universidade, além do superintendente de Cultura e Comunicação, Edgard Rebouças. O secretário de Cultura da Universidade, Rogério Borges, participa da palestra de abertura sobre “Música e Literatura”. A Flic-ES tem o objetivo de divulgar

A

a arte e a produção literária de autores capixabas e, nesta edição, homenageia o escritor Adelpho Poli Monjardim. A programação conta com palestras, debates, apresentação do Coral da Ufes, realização do Circuito Ufes de Leituras, lançamento de livros e concurso literário. A feira é realizada pela Academia Espírito-Santense de Letras, pela Academia Feminina Espírito-Santense de Letras e pelo Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, em parceria com a Prefeitura de Vitória. O evento é aberto ao público e a programação está disponível no site http:// feiraliterariacapi.wix.com/flic-es.

Portugal é o próximo homenageado do Dia da Cultura Internacional na Ufes. As atividades comemorativas desta vez se realizam no dia 19 de maio e começam logo às 8h30, com hasteamento das bandeiras em frente ao prédio da Reitoria, no campus de Goiabeiras. Para homenagear o país estão programadas diversas atividades acadêmicas e culturais no auditório do LabPetro, músicas específicas de Portugal e prato típico no Restaurante Universitário (RU). Estudantes, professores e servidores técnico-administrativos descendentes de portugueses vão poder consultar suas origens familiares no Arquivo Itinerante do Arquivo Público do Espírito Santo, que será instalado em frente ao RU do campus de Goiabeiras. O Dia da Cultura Internacional na Ufes celebra todo mês a cultura de um país com o qual a Universidade mantém relações de intercâmbio ou acordos de cooperação acadêmica, além de divulgar oportunidades de mobilidade internacional. O evento é realizado pela Secretaria de Relações Internacionais (SRI) e pela Superintendência de Cultura e Comunicação (Supecc) da Ufes. Em junho, o país homenageado será a França.

7


Foto: divulgação

Cultura

agenda cultural Cinemas em Rede No dia 12 de maio, o Cine Metrópolis exibe, na sessão das 19 horas, o longametragem Retratos de Identificação, de Anita Leandro. O documentário mostra dois integrantes da resistência à ditadura militar no Brasil que olham pela primeira vez fotografias tiradas pela polícia sobre suas prisões. A exibição faz parte do projeto Cinemas em Rede, que conecta diversos cinemas universitários do País em exibição simultânea. A entrada é gratuita. Exposição Chega à Biblioteca Central, no campus de Goiabeiras, a exposição O Admirável Corpo Humano, realizada pelo Museu de Ciências da Vida, que apresenta esqueletos, cérebros, fetos e outros espécimes anatômicos. Além das peças sobre o corpo humano, a coleção também apresenta uma seção sobre o mosquito Aedes aegypti e sua biologia. A exposição é gratuita e pode ser visitada até o dia 30 de junho, no 1º andar da Biblioteca Central. Teatro Universitário A agenda do Teatro Universitário está repleta de atrações no mês de maio. Anote: dia 11 de maio, apresentação do drama O Pesadelo do Terceiro Milênio. Dia 15, às 16 horas, o Teatro recebe o Enesdança Kids, encontro de escolas e grupos de dança do Espírito Santo. Já no dia 18, é a vez do show Cantar de Vero Amor, com sucessos da MPB. No dia 19, tem mais uma edição do Projeto Sócio de Carteirinha do Clube Big Beatles, que conta com a participação especial de Wagner Tiso. Encerrando o mês, entre os dias 20 e 22, o Teatro apresenta a peça O Burguês Fidalgo. Os ingressos podem ser comprados pelo site www.ingresso.com ou na bilheteria do Teatro. Mais informações sobre a programação estão publicadas no portal da Universidade: ufes.br.

8

O curta-metragem “Eu vou me piratear” é uma das atrações da Mostra

Mostra LGBT de Vitória no Cine Metrópolis Na programação haverá a exibição de curtas e longas-metragens Cine Metrópolis recebe nos dias 20 e 21 de maio a 3ª Mostra de Cinema LGBT de Vitória. A proposta deste ano é abordar lésbicas, gays, bissexuais e transexuais com foco nas periferias, no envelhecimento e nas questões do feminismo. Na programação haverá exibição de curtas e longas-metragens, mas o destaque desta edição é o médiametragem “Cartas para Eros”, do diretor capixaba Herbert Fieni. O filme faz um resgate da cultura transformista, drag e clubber dos anos 1990, na cidade de Vitória. Após a sessão haverá um debate com o diretor e com atores do elenco. “A realização desse encontro traz visibilidade para um cinema sensível e muito bem feito, que está inovando linguagens, que é o cinema LGBT, e que deve ser mais

O

conhecido pelo público em geral, por realmente trabalhar a contemporaneidade com produtos culturais inovadores”, destaca Fieni. A 3ª Mostra de Cinema LGBT de Vitória é realizada anualmente e foi idealizada a partir da criação do ES Cineclube Diversidade, coletivo composto por ativistas LGBT e interessados no audiovisual como forma de ampliar o debate sobre diferenças de gênero e sexualidades. “A mostra possibilita o encontro do público com a produção de diferenças, além do encontro entre as pessoas”, afirma Fabrício Fernandez, membro do cineclube e mestrando em Comunicação da Ufes. O evento ainda conta com o apoio do Grupo Cores – Consciência, Orgulho e Respeito no Espírito Santo e do portal LGBT-ES.

09/mai a 22/mai de 2016

Profile for Universidade Federal do Espírito Santo

Jornal Informa | Ufes | n° 508 | 09/05/2016  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Jornal Informa | Ufes | n° 508 | 09/05/2016  

Jornal da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) destinado à divulgação das atividades desenvolvidas pelas áreas de ensino, pesquisa...

Profile for ufes
Advertisement