Page 1

Nouga Cardoso - Reitor Bárbara Melo - Vice-Reitora MAIO DE 2014

EDITORIAL Prezados UESPIANOS, completamos os primeiros 100 dias à frente da UESPI. Muitos têm sido os desafios. Não esperávamos algo diferente. A UESPI é uma Instituição grandiosa, em tudo! Para desenvolver os compromissos assumidos, contamos com professores e técnicos administrativos que nos ajudam a tocar o projeto de Universidade defendido por nós - que esteja a altura do que os piauienses e o Piauí desejam. Neste informativo, vocês conhecerão o que já foi possível realizar nesses primeiros 100 dias de gestão. Perceberão que já se buscou um jeito diferente de fazer o dia a dia da administração, valorizando a implementação rápida de políticas acadêmicas e estando mais presente nas diferentes unidades universitárias para um contato mais próximo com a comunidade acadêmica, a fim de informar, discutir e conhecer as demandas. Faremos uma gestão de diálogo - com a Comunidade Universitária e também com Governo do Estado e representantes dos demais poderes e órgãos públicos. Como nós, essas são as pessoas que também têm como missão viabilizar o desenvolvimento da UESPI e do Piauí.

Nouga Cardoso Batista Reitor da UESPI

Amigos da UESPI, dos 1460 dias que comporão nosso mandato, 100 deles já passaram. Confesso que minha impressão é de que já foram mais dias, considerando os avanços já alcançados e a percepção de desafios que temos pela frente. Nesses primeiros 100 dias, avalio que um dos passos importantes é o estreitamento do diálogo com os segmentos internos da Uespi e com a comunidade externa: poderes judiciário, legislativo, executivo e sociedade civil organizada. Também celebramos as possibilidades de captação de recursos de outras fontes, além do Tesouro Estadual, tais como emendas parlamentares. Acreditamos nisso e trabalhamos por isso. Continuar um projeto de gestão coordenado inicialmente pelo Professor Carlos Alberto estimula a nossa caminhada. Os desafios são muitos. Mas temos disposição e compromisso. Nosso objetivo é ajudar a construir uma UESPI melhor para todos nós: estudantes, professores, funcionários e para o Piauí.

Bárbara Melo Vice-reitora da UESPI

UESPI

UESPI DE PICOS: PRIMEIRO PRÉDIO CONSTRUÍDO PARA SER CAMPUS Em reta final de construção, prédio tem capacidade para dois mil alunos Por Ascom-Picos A Universidade Estadual do Piauí por muito tempo enfrentou inúmeros problemas, desde físicos, a falta de estruturas adequadas para seu funcionamento, até humano, carência no seu quadro de professores. Problemas estes também enfrentado pelo interior e seus respectivos campi. Mas nos últimos 100 dias pode-se observar que essa realidade está sendo transformada. A citar, por exemplo, o campus de Picos (Professor Barros Araújo) que há décadas passava por dificuldades nas instalações de seu prédio. Hoje a comunidade acadêmica está em festa com a nova UESPI de Picos, que se encontra em reta final de construção. A nova sede da Universidade Estadual do Piauí terá capacidade para atender mais de dois mil alunos e, segundo o diretor do Campus, Evandro Alberto, é um sonho antigo de professores, alunos e servidores. O campus de Picos é o primeiro da UESPI inteiramente construído para ser campus universitário. A expectativa é que no segundo semestre deste ano, os atuais 1.100 estudantes estejam totalmente acomodados no novo prédio. Quando estiver completo, o novo campus contará com um bloco administrativo, biblioteca, sala de estudo, auditório, 04 laboratórios para atender os cursos de agronomia, biologia, enfermagem e comunicação social, além de dois laboratórios de informática. São 24 salas de aulas climatizadas, sala de professores, uma quadra poliesportiva, sala de musculação, banheiros totalmente adaptados, cantina, entre outros espaços.

Dois ônibus

Pesquisas

Parcerias

UESPI entrega veículos à Gestores públicos e incomunidade universitária. stituições. Pg. 06

Pg. 03

Uespi-Oficial

Laboratórios de tecnologia da UESPI. Pg. 03

Sou_uespi

ascom.uespi@gmail.com


MAIO DE 2014

EXPEDIENTE Nouga Cardos Batista Reitor da UESPI Bárbara Olimpia de Melo Vice-Reitora da UESPI Ailma do Nascimento Silva Pró-Reitora da PREG Raimundo Isídio de Sousa Pró-Reitor Adjunto da PREG Diógenes Buenos Aires de Carvalho Pró-Reitor da PROP Luís Gonzaga M. Figueredo Júnior Pró-Reitor da PREX Geraldo Eduardo da Luz Júnior Pró-Reitor da PRAD Dilson Reis da Rocha Pró-Reitor Adjunto da PRAD Benedito Ribeiro da Graça Neto Pró-Reitor da PROPLAN Margareth Torres de Alencar Costa Diretora do NEAD Raimundo Dutra de Araújo Diretor do PARFOR Jorge Martins Filho Diretor do NUCEPE René Pedro de Aquino Diretor do Campus Clóvis Moura Ana Maria da Silva Andrade Diretora do Campus de Floriano Evandro Alberto de Sousa Diretor do Campus de Picos Gasparino Batista de Sousa Diretor do Campus de Bom Jesus José Márcio Correia de Queiroz Diretor do Campus de Piripiri Leonardo Leôncio Ribeiro Diretor do Campus de São Raimundo Nonato Marlei Rosa dos Santos Diretora do Campus de Uruçuí Mirian Folha de Araújo Oliveira Diretora do Campus de Corrente Rosineide Candeia de Araújo Diretora do Campus de Parnaíba Tatiana Gimenez Pinheiro Diretora do Campus de Campo Maior Reginaldo Sousa Chaves Diretor do Campus de Oeiras Paulo Henrique Costa Pinheiro Diretor do CCS Joãosué de Arêa Leão Diretor do CTU Francisco das Chagas de Moura Diretor do CCN Marcelo Atta Farias Diretor do CCSA Antônio Maureni Vaz de Melo Diretor do CCHL Robson Carlos da Silva Diretor do CCECA

2

NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: DESAFIOS E METAS Combater a evasão de alunos e fortalecer o ensino a distância. Essa foi uma primeiras estratégias implementadas pela nova direção do Núcleo de Educação a Distância – NEAD/ UESPI, que não parou por aí. O NEAD está estimulando a realização de cursos de extensão

e projetos de pesquisa nos polos. “Isso já é feito no ensino regular e pode ser executado também na modalidade a distância”, afirma Margareth Torres, diretora do NEAD. O Núcleo também investe na implantaçao de monitorias para polos e projetos de pesquisa

junto a PROP. O Plano Anual de Capacitação Continuada (PACC), oferece mais oportunidades de qualificação. Um Plano de Metas também foi elaborado por cada setor, como forma de organizar a gestão.

16 NOVOS CURSOS PARA O SEGUNDO SEMESTRE: O NEAD/UESPI atua em 23 polos UAB em todo o Piauí e conta com 1.518 alunos nos cursos de Graduação e 1.236 em Pós-graduações. No segundo semestre serão ofertados 16  novos cursos de  Bacharelado, Licenciaturas  e Pós-graduações, além da reoferta dos cursos já  existentes. O NEAD também vai expandir para mais 10 polos no interior do Estado:  Anísio de Abreu,  Barras,Esperantina,  Jaicós,  Luís Correia,  Luzilândia,  Paes Landim,  Regeneração,  Marcos Parente  e a capital, Teresina. Assim o NEAD/ UESPI contribui com a democratização da educação para os piauienses.

PARFOR/UESPI FORMA PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA O Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica - PARFOR/ UESPI está avaliando o programa nas cidades em todo o Piauí.   O material didático utilizado pelos professores foi atualizado. Foi implantado o auxílio financeiro para participação em eventos, permitindo   a presença de um maior número de alunos em congressos e cursos de reciclagem. Recentemente alunos do PARFOR/UESPI estiveram em universidades de Portugal que são referência em didática. A

intenção é promover ainda mais esse intercâmbio. “Através das disciplinas ministradas, somando-se a ações de socialização, está sendo possível mudar a ação pedagógica nas escolas onde o PARFOR atua”, avalia Raimundo Dutra, coordenador do PARFOR/UESPI. Implantado na UESPI em 2010, o PARFOR oferta cursos de educação superior para professores da rede pública de Educação Básica. A ação possibilita que estes profissionais obtenham a formação exigida

pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - LDB. Há 54.000 professores da educação básica frequentando 12 cursos em 115 turmas do PARFOR/UESPI por todo o Piauí. Os alunos assistem aulas em 23 municípios atendidos: Teresina, Amarante, Bom Jesus, Barras, Campo Maior, Canto do Buriti, Corrente, Curimatá, Esperantina, Floriano, Fronteiras, Luzilândia, Oeiras, Piracuruca, Parnaiba, Picos, Piripiri, Paulistana, São João do Piauí, São Raimundo Nonato, União, Uruçuí e Valença.

ASCOM Produção: Assessoria de Comunicação da UESPI - Ascom Site: uespi.br/site Assessora de Comunicação: Samária Andrade Chefe de Reportagem: Luana Torres

Matérias: Aldenice Sousa, Aldenora Cavalcante, Jhayson Phillipe, Jônatas Freitas, Mônica Rosa, Ruth Carioca, Silmara Lopes e Wanderson Camelo Direção de Arte: Wallace Rodrigues


3

MAIO DE 2014

UESPI: ANTENADA COM OS AVANÇOS TECNOLÓGICOS A Universidade Estadual do Piauí foi destaque nos principais meios de comunicação do Estado e alguns nacionais graças ao trabalho de 2013da população. professores e alunos que promovem pesquisas com tecnologia e voltadas AGOSTO ao bem estar

OPALA

LABIRAS

GERATEC

O Laboratório de Sistemas Onipresentes e Pervasivos –OPALA, apresentou projetos importantes como o aplicativo “De olho na cidade”, que funciona como uma ouvidoria inteligente, ligada a uma rede social, que possibilita maior envolvimento da população com a administração da cidade. O Opala também é responsável pelos aplicativos Smart Hives solução de monitoramento de colmeias, realizado em parceria com a EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Ainda foi lançada a ferramenta “De olho no placar”, para acompanhamento de jogos da II Etapa Nacional de Badminton, que aconteceu em Teresina. “A UESPI alcança visibilidade, desperta o interesse para parcerias e o reconhecimento de outras instituições de ensino”, afirma o Coordenador do OPALA, Prof. Dr. Bringel Filho.

Também na área de computação o Labiras (Laboratory of Intelligent Robotics, Automation and Systems), desenvolveu uma luva ultrassônica para deficientes visuais. A invenção permite a identificação de obstáculos e consequentemente garante maior segurança aos usuários . O Labiras é coordenado pelo Prof. Dr. Hermes Manoel Galvão Castelo Branco e se divide em 6 sub-grupos de pesquisa: Robótica, Controle e Automação, Sistemas Inteligentes, Redes de Computadores e Comunicação de Dados, Visão Computacional e Sistemas Elétricos de Potência. Além de computação, o laboratório envolve estudantes na áreas de engenharia mecânica e eletrônica do Instituto Federal do Piauí- IFPI e Universidade Federal do Piauí- UFPI.

O Núcleo Interinstitucional de Estudo e Geração de Novas Tecnologias- GERATEC, se destaca tanto pelas áreas que contempla como Química, Microbiologia e Biologia Vegetal, quanto pelas pesquisas desenvolvidas, em sua maioria acerca do potencial do coco babaçu. Instalado na UESPI de Teresina, o Geratec é interinstitucional, por isso, além dos pesquisadores da própria Universidade, conta também com pesquisadores da Universidade Federal do Piauí-UFPI e do Instituto Federal do Piauí-IFPI. O Professor Dr. Laécio Cavalcante recebeu a bolsa produtividade do CNPq, para docentes mais produtivos do Brasil. “É uma realização dos estudos que faço há dez anos, além de dar à UESPI maior visibilidade em pesquisa”, explica Laécio Cavalcante.

UESPI ENTREGA DOIS ÔNIBUS À COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA Veículos vâo para Teresina e Sâo Raimundo Nonato A UESPI promoveu a entrega de dois novos ônibus à comunidade universitária. Os veículos vão atender os campi de Teresina e São Raimundo Nonato, contribuindo de modo significativo para a realização de atividades acadêmicas e administrativas, sendo importantes em ações de ensino, pesquisa e extensão. Eles possuem capacidade para 30 passageiros, cada um. São equipados com banheiro, frigobar e aparelho de DVD com três telas.  Os ônibus são resultado de

emenda parlamentar de autoria de Nazareno Fonteles, apresentada ao Ministério da Educação, quando deputado federal. A mesma emenda também destina recursos para equipamentos de laboratório, mobiliário adaptado para portadores de necessidades especiais, refrigeração de salas e aquisição de acervo bibliográficoeste último terá parte de recursos destinado pelo Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Educação.


MAIO DE 2014

4

100 DIAS NAS PRÓ-REITORIAS As Pró-reitorias são órgãos executivos de gestão, sob a responsabilidade de acadêmicos, que tratam de questões específicas. Elas englobam departamentos complementares e estão ligadas diretamente à Reitoria.

CONFIRA ALGUMAS DAS AÇÕES DAS PRÓ-REITORIAS DA UESPI NESSES 100 DIAS

PREG - PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

PROP- PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

Pró-reitora: Ailma do Nascimento Silva / Adjunto: Raimundo Isídio de Sousa

Pró-reitor: Diógenes Buenos Aires de Carvalho

Responsável pela organização do ensino de graduação. - Convocação das listas do SiSU/2014- Sistema de Seleção Unificada, seguida de matrículas Institucional e Curricular. - Procedimentos administrativo de matrículas em todas as unidades universitárias. - Transferência Externa, com o recebimento de alunos de outras IES para os cursos de Bacharelados e Licenciaturas da UESPI. - Publicação de Edital de Seleção para contratação de professores de quadro substituto para Teresina, União, Campo Maior, Barras, Parnaíba, Piripiri, Corrente, Picos, São Raimundo Nonato, Uruçuí, Oeiras

e Floriano. A seleção atende a necessidade de cobrir o afastamento de docentes em Pós-Graduação ou exercendo cargos administrativos. - Lançamento de editais de Monitoria e de Abertura de Convênios para alunos de Bacharelados. - Realização do IV Encontro de Coordenadores e Diretores de Centros/Campi: reunião de reflexões e proposições administrativas (foto) - Planejamento da implantação de um novo Sistema Acadêmico, em parceria com a Universidade Estadual de São Paulo – UNESP, para melhor gerenciamento do sistema acadêmico.

Trata dos cursos de pósgraduação e pesquisas, gerenciando editais como o PIBIC- Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica. - Lançamento do Edital 06/2014 PIBIC: 185 bolsas para discentes de graduação, sendo 55 CNPq, 10 CNPq Ações Afirmativas, 120 PIBIC-UESPI. - Realização de palestras de divulgação do PIBIC nos campi de Teresina e demais campi, para incentivar a participação no programa que qualifica novos pesquisadores e fortalece a produção científica. - Proposta de Criação do Núcleo de Inovação Tecnológica: para gerir a política de inovação, propriedade intelectual e transferência de tecnologia na UESPI. A criação do NIT fortalece o reconhecimento da UESPI enquanto centro de produção de conhecimento, como também habilita a universidade a concorrer a editais que exigem como requisito o funcionamento desse

núcleo. - Levantamento da demanda para qualificação docente em mestrado e doutorado, com objetivo de criação de novos programas de pós-graduação. - Protocolo de cooperação acadêmica interinstitucional para capacitação em mestrado e doutorado nas modalidades Minter e Dinter. Áreas: Informática (USP-São Carlos/ UESPI/IFMA), Engenharia Elétrica (USP/UESPI/UFPI), Letras (UFPE/UESPI/IFPI) e Desenvolvimento Rural (UFRGS/ UESPI). - Apoio às propostas de mestrados institucionais que devem ser submetidas à CAPES: previsão de propostas de Mestrado Profissional em Computação e Acadêmicos em Química, Ciências da Saúde e Agrárias. - Regularização de Residências Médicas propostas pelo CCS em parceria com o Ministério da Saúde, Ministério da Educação, Secretaria Estadual da Saúde e Secretaria da Fazenda.


5

MAIO DE 2014

PROPLAN - PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E FINANÇAS Pró-reitor: Benedito Ribeiro da Graça Neto

Trata da previsão e execução orçamentária e financeira da UESPI. Realiza o cadastro e acompanhamento de propostas de convênios junto aos órgãos do Governo Federal, viabilizando parcerias. - Cadastro e Acompanhamento das propostas de convênios junto ao Ministério da Educação – MEC. O PNAEST (programa de ações de assistência estudantil desenvolvidas pela universidade

nas áreas de transporte, moradia estudantil, alimentação etc) está com parecer favorável e aguardando liberação dos recursos. - Levantamento de prioridades, através da participação dos diretores de Campi e unidades, bem como a definição de metas pela Comissão de Planejamento. - Realização de diligências juntos a órgãos da administração pública estadual, visando maior agilidade para a resolução das de-

mandas da UESPI. - Acompanhamento das deAGOSTO 2013diversos Campi mandas dos visando a aquisição de materiais e serviços necessários ao funcionamento das mesmas. - Acompanhamento das propostas parlamentares individuais que se destinam ao auxílio financeiro repassado a UESPI, com a finalidade de auxiliar na manutenção e melhorias para a instituição. Destaque para duas propostas:

. Deputado Júlio César: recursos para reforma em salas de aula (pintura e instalação de forro e ar-condicionados) e para a realização de eventos de cursos de graduação. . Professor Nazareno Fonteles (enquanto Deputado Federal): emendas para melhorias na infraestrutura e aquisição de equipamentos.

PREX – PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, ASSUNTOS ESTUDANTIS E COMUNITÁRIOS Pró-reitor: Luís Gonzaga M. Figueredo Júnior

Cuida principalmente da Extensão Universitária, entendida como processo educativo, cultural e científico que se articula ao Ensino e Pesquisa. - Apoio e incentivo aos programas socioculturais como: UNATI – Universidade Aberta à Terceira Idade; NUTI – Núcleo de

Atividade Física para a Terceira Idade; Coral da UESPI; Corpo de Dança da UESPI; Teatro Cahuaham; Grupos de Capoeira.(foto) - Oferta de cursos livres de extensão: Inglês, Espanhol e LIBRAS, para aproximadamente 500 alunos da UESPI e da comunidade.

- Seleção de novos alunos contemplados nos programas BolsaTrabalho e Auxílio-Moradia, além da manutenção das bolsas em andamento. - Análise, cadastro e acompanhamento de Programas, Projetos e Eventos de Extensão, com certificação eletrônica dos participantes. - Divulgação, cadastro e seleção de propostas para participação no PROEXT – Programa de Extensão Universitária MEC\SESu 2015: o aporte de recursos é de até R$ 100 mil por projeto e R$ 300 mil por programa. - Celebração e renovação de convênios com instituições públicas

e privadas para estágios extracurriculares aos alunos da UESPI. - Apoio e incentivo à comunidade acadêmica para promoção de cursos e eventos de extensão. - Acompanhamento e avaliação de 70 Bolsas do Programa Institucional em Extensão Universitária – PIBEU. - Criação e consolidação de programas de extensão em diversas áreas. - Seleção e implementação de novas propostas do PIBEU. - Definição, em conjunto com a SASC, de estratégia de gestão da cozinha comunitária da UESPI.

PRAD – PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS Pró-reitor: Geraldo Eduardo da Luz Júnior / Adjunto: Dílson Reis da Rocha

Define as políticas e estratégias dos programas a serem realizados. Apoia e supre as unidades de infraestrutura física, recursos humanos, materiais e financeiros. - Visita e reuniões administrativas nos Campi Torquato Neto, Clovis Moura, Campo Maior, Pi-

ripiri, Parnaíba, Picos, Bom Jesus e Corrente. - Limpeza, detetização e serviços de conservação de todo o Campus Torquato Neto e de diversos Centros Integrados de Ensino Superior. - Reforma e recuperação das

instalações do Campus de Oeiras. - Acompanhamento da entrega da primeira fase de construção do Campus de Picos: instalações e entrega de equipamentos, que vão de carteiras à computadores. (Ver pg .01) - Elaboração de projetos para

melhoria de infraestrutura e adequação de espaço físico de diversos campi, centros e departamentos. - Melhoria nos serviços de internet e de telefonia nos campi da UESPI.


MAIO DE 2014

6

RECURSOS E PARCERIAS COM GESTORES PÚBLICOS O DIÁLOGO PARA FORTALECER DIFERENTES CAMPI DA UESPI A nova administração da UESPI já conseguiu importantes acordos com gestores públicos, dispostos a contribuir com a instituição. Dentre eles, quatro nomes se destacam: o deputado federal Assis Carvalho (PT-PI), os deputados estaduais Marden Menezes (PSDB-PI) e Fábio Novo (PT-PI), e Nazareno Fonteles, exdeputado federal (PT-PI). De acordo com o reitor Nouga Cardoso, a UESPI procurará estabelecer parcerias de acordo com as regiões de influência dos gestores públicos. “Buscamos um diálogo e solicitamos a intervenção dos entes públicos nas discussões orçamentárias, discutindo a destinação de emendas para investimento em

infraestrutura”. Nazareno Fonteles destinou emendas que resultaram na compra de dois ônibus e equipamentos para laboratórios(ver pg 03). Já Fábio Novo se comprometeu com a destinação de emendas para a reforma de quatro campi da UESPI: Bom Jesus, Uruçuí, Corrente e São Raimundo Nonato. Assis Carvalho tem acompanhado a vice-reitora Bárbara Melo em Brasília, nas reuniões da ABRUEM- Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais. Os encontros discutem um maior orçamento para estas instituições natural de Piripiri, visitou o de suas emendas para melhorias junto ao MEC- Ministério da campus da cidade junto com o na infraestrutura do local. Educação. Marden Menezes, reitor e prometeu destinar verbas

MAIS PARA O ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PARCERIAS COM O CETEM, USP, ABRUEM E PRONERA, INCRA E FETAG Nos 100 dias da atual gestão da UESPI várias são as parcerias visando o desenvolvimento institucional e do Estado. Entre os órgãos parceiros estão o Centro de Tecnologia Mineral - CETEM, a Universidade de São Paulo - USP, a Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais ABRUEM, o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária - PRONERA, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado do Piauí - FETAG.

O CETEM, órgão ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - MCTI,   interessado no potencial mineral do Piauí, trouxe para a UESPI uma unidade de pesquisa. Já estão em desenvolvimento estudos sobre argila, água e potencial das rochas no Piauí. O CETEM tem sede no Rio de Janeiros e, depois do Espirito Santo, o Piauí é o primeiro estado onde o Centro de Pesquisa está presente. Para discutir um doutorado interinstitucional na área de Engenharia Elétrica, a administração superior recebeu

o diretor do departamento de engenharia da Universidade de São Paulo- USP, Prof. Denis Coury. A pós-graduação deve contemplar outras instituições públicas como UFPI e IFPI. A UESPI tem tido participação ativa na ABRUEM, que reúne gestores das universidades estaduais e municipais do país. Somente este ano, a vice-reitora Bárbara Melo e o Pró-Reitor de Planejamento, Benedito Ribeiro, foram diversas vezes a Brasília e discutiram programas federais e aumento de verbas para as IES públicas.

EDUCAÇÃO NO CAMPO: a educação no campo também é pauta da atual gestão. Entre os parceiros estão o INCRA, PRONERA E FETAG, que juntos estão ajudando a impulsionar a formação dos que vivem e estudam no campo, através dos cursos de Pedagogia, Geografia e Agronomia. Inicialmente serão ofertados cursos nas cidades de Parnaíba, São Raimundo Nonato e São João do Piauí. Também serão beneficiados moradores de assentamentos e demais comunidades rurais.


7

MAIO DE 2014

NPD PREPARA UMA UESPI MAIS ÁGIL NA INTERNET Matrículas e diários online devem funcionar em 2015 Parte das demandas da universidade devem ser resolvidas via online. Isso facilita o acesso à serviços. Para dar agilidade a essa necessidade, o Núcleo de Processamento de Dados- NPD, da UESPI, está desenvolvendo duas novas  funcionalidades no

sistema acadêmico: as matrículas e o preenchimento de diários de forma online. Para organizar essas demandas o NPD e a PREG iniciaram a implantação de um novo protocolo, fornecido pela Universidade do Estado de

AGOSTO 2013

São Paulo - UNESP. A partir de 2015 esse sistema estará em funcionamento. Trabalhos de infraestrutura de Rede estão sendo implantados nos Campi de Corrente,  São Raimundo Nonato, Valença e Barras. Até o final de 2014 todos

os campi terão investimentos para impulsionar o acesso a internet. O NPD acaba de incorporar a UESPI ao projeto GigaPiauí, consórcio formado por diversas instituições para  criar um cinturão digital e prover Internet rápida  para todo o Piauí.

ASSESSORIA DA REITORIA: NUCEPE É DESTAQUE EM CONCURSOS NOS PRIMEIROS A UESPI ANDA MELHOR A Assessoria Especial da Reitoria tem a atribuição de assessorar a Administração Superior da UESPI no que se refere a estrutura legal e gerencial da universidade. Nos primeiros 100 dias de gestão, a Assessoria Especial tem desenvolvido ações, que se encontram em diferentes etapas de execução: - Compilação da estrutura orgânica e dos cargos em comissão da UESPI para efeitos de legalização. Originou o Plano de Cargos de provimento em comissão e funções gratificadas (Resolução Consun 001/2014). - Discussão do Planejamento

estratégico da Uespi, com o desenvolvimento de ações de diagnóstico organizacional e levantamento de demandas e propostas. - Elaboração do regimento eleitoral para eleição dos coordenadores de curso. - Auxílio a equipe da PROP na elaboração de resolução e regimento do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT). - Elaboração de material descritivo dos cargos constantes da estrutura organizacional da universidade, com organograma, fluxogramas e competências de cada órgão da instituição.

MESES DO ANO

Organizar concurso exige preparo. Com esse objetivo, há mais de 20 anos, foi criado o Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos - NUCEPE, da UESPI. Ele foi se expandindo para a realização de concursos cada vez maiores. Na presidência do NUCEPE, Jorge Martins Filho destaca: “O NUCEPE tem papel fundamental nos processos seletivos internos, além de levar os serviços para fora da universidade, com concursos para órgãos do Governo do Estado e prefeituras”. Nos primeiros meses de 2014,

o NUCEPE já realizou grandes concursos como: Polícia Militar do Piauí, Prefeitura Municipal de Parnarama (Maranhão), seleção de Residência Médica do Centro de Ciências da Sáude, Corpo de Bombeiros do Piauí, Secretarias Municipal e Estadual de Educação do Piauí e Secretaria de Segurança Pública. Os concursos do NUCEPE envolvem milhares de participantes. O da Policia Militar do Piauí, por exemplo, contou com mais de 30 mil inscritos, atestando a organização e capacidade do NUCEPE.

COMUNICAÇÃO: PARA SE APROXIMAR DE TODOS A nova gestão da UESPI entende a comunicação como mais uma oportunidade de se aproximar de seus diversos públicos: estudantes, professores, funcionários e comunidade em geral. Nesses primeiros cem dias, alguns pontos podem ser destacados:

- Produção diária de matérias e contatos com a imprensa: as matérias abordam tanto pesquisas desenvolvidas, estudos de interesse da academia e sociedade e ações administrativas, servindo de fonte de informação e prestação de contas. - Produção do Clipping reunindo

matérias sobre a UESPI: é distribuído via e-mail e disponibilizado no site da instituição. - Atualização diária do site e redes sociais: para acompanhar o dia a dia da UESPI. - Participação semanal no programa Revista Universitária, da FM Universitária da UFPI (todas

as sextas, às 13h30). - Aquisição, junto à reitoria, de equipamentos para agilizar os trabalhos: camêra fotográfica e computadores. - Realização de curso de fotografia para a Ascom, ministrado pelo Prof. Dr. Orlando Berti.


MAIS ESTUDANTES NO CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS Estudantes da UESPI estão em vários países do mundo através do Ciência sem Fronteiras Programa do Governo Federal. Para estimular a inclusão de mais estudantes da UESPI, a universidade está promovendo palestras nos campi da capital e interior. O prof. Dr. Francisco das Chagas Alves de Lima,  assessor da Reitoria em assuntos internacionais, esclarece dúvidas e explica os benefícios do programa. Rhoney Teixeira Benigno, aluno de Ciência da Computação, está na Universidade de Toronto, no Canadá, onde faz inglês, antes de ingressar em disciplinas mais específicas de seu curso. Carla Mikaella, estudante de enfermagem, está

na Universidade de Montana, Estados Unidos e afirma: “Estou amadurecendo bastante e pretendo desenvolver atividades no Brasil que contemplem as habilidades adquiridas durante este período”. O Ciência sem Fronteira prevê a disponibilidade de até 101 mil bolsas para estudantes de universidades públicas federais e estaduais. O objetivo é promover o intercâmbio e colocar os alunos em contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. Nos próximos meses a UESPI pretende que mais alunos ingressem neste programa e em outras parcerias entre a UESPI e universidades estrangeiras.

Para mais informações sobre o Ciência Sem Fronteiras e outros programas/ UESPI: fdecalima@gmail.com ou Telefone: (86) 3213.6075

ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR: PRESENTE EM TODOS OS CAMPI DA UESPI Conhecer e relacionar-se. Compromisso primário para a realização de obras importantes e mudanças. Desde que assumiram a administração superior da UESPI, o Prof. Dr. Nouga Cardoso e Profa. Dra. Bárbara Melo buscam realizar visitas periódicas as unidades da Instituição para aproximação com a comunidade acadêmica e poderes públicos locais. Em março foram realizadas visitas ao sul do Piauí, nos campi de Oeiras, Floriano, Bom Jesus e Corrente. Nesses encontros, Nouga Cardoso e Bárbara Melo dialogaram com a comunidade acadêmica sobre as necessidades e demandas de cada unidade. A aproximação permite pontuar prioridades e acompanhar obras em andamento, como a quadra

poliesportiva do Campus de Floriano. Em Oeiras e Corrente os encontros também envolveram a administração municipal, visando parcerias entre universidade e prefeituras, o que deve contribuir com o desenvolvimento regional, com a oferta de novos cursos e melhorias para as instalações da UESPI. No campus de Piripiri, o reitor se reuniu com estudantes, professores e com o Deputado

Estadual Marden Menezes (ver pg 06). “Faz parte da institucionalidade essa soma de esforços. Estamos reiterando o compromisso com os campi do interior, ouvindo os discentes, docentes e diretorias, tanto da UESPI como dos polos da Universidade Aberta do Brasil do Núcleo da Educação a Distância (UAB/NEAD) e PARFOR. Tudo para contribuir com o desenvolvimento dos municípios

sede e entorno”, afirma Nouga Cardoso. Estar próximo aos campi de todo o estado será uma constante na gestão. “As visitas fazem parte do calendário da administração superior. É nosso compromisso com todos que fazem a UESPI”, ressalta Bárbara Melo. Em abril, o Reitor e uma comitiva da UESPI estiveram em Oeiras, para visita técnica a terreno onde será construída a nova sede da UESPI/Oeiras. De Oeiras, parte da comitiva seguiu para São Raimundo Nonato onde fez a entrega de ônibus e equipamentos como microscópio para o Laboratório de Biologia, computador e televisão. Os gestores também estiveram em Parnaíba, Campo Maior e Pedro II, em eventos da UESPI.

Informativo 100 dias de gestão