Page 2

Mensagem Mediúnica

Editorial

Cantigas para a Mulher Útil e agradável É sempre possível, ensina a sabedoria popular, unir o útil ao agradável. Trata-se de uma opção que deve orientar nossas ações, em todos os setores de atividade, em todas as iniciativas: Alguns exemplos: Estagiar alguns meses nos Estados Unidos, passeando e estudando inglês. Esticar as pernas em vigorosa e saudável caminhada por verdejante bosque. Estimular o cérebro decorando poemas de autores famosos. Favorecer o diálogo em casa com a reunião para estudar o Evangelho. Assistir a um filme de conteúdo edificante. Ouvir música suave de cunho tranquilizante. Em iniciativas dessa natureza, estaremos fazendo algo prazeroso e ao mesmo tempo colhendo benefícios em favor de nosso bem-estar. *** Nessa mesma linha de raciocínio, podemos passar algumas horas de convivência fraterna e feliz,

comparecendo à 18ª FESTAC, a Festa do Amor e Caridade, nos dias 6 e 7 de maio. O agradável aqui resulta em algo extremamente útil. É útil para o CEAC, porquanto todos os produtos que viermos a consumir reverterão em benefício da instituição, em seu nobre trabalho de orientação espiritual e assistência material. Útil para nós mesmos, porquanto, sempre que prestigiarmos promoções que visem angariar recursos para servir aos carentes, estaremos exercitando a solidariedade, o elixir milagroso da felicidade. D i z o a p ó s t o l o Pa u l o (Romanos, 12:2): E não sede conformados co m e ste m u n d o, m a s s e d e transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Um pouco de reflexão nos dará consciência da utilidade em participar de iniciativas como a FESTAC, uma festa nos moldes do que é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Tempestades & Embarcações Bom marinheiro não teme o açoite dos temporais; a sabedoria é o leme que norteia sempre ao cais. João Batista Xavier Oliveira Bauru/SP

Pág. 2 - Momento Espírita - Maio de 2017

Mãe e esposa, filha e irmã, Sentinelas benfazejas!... Mulher fiandeira da vida, Bendita, bendita sejas!... Alegria da mulher, Seja qual seja, onde for, Aflição oculta em riso, Ventura feita de dor. Mulher cativa da sombra, Que o mundo fere a capricho, Tesouro que ninguém vê, Abandonado no lixo. Mulher caída na estrada!... Não grites condenação. A chuva desce do céu E faz-se vida no chão. Tudo o que é belo no mundo Deus garante, enquanto houver Alma que aceite os espinhos Do ofício de ser mulher. Manoel Ricardo Júnior Psicografia de Francisco Cândido Xavier, do livro Mãe – Antologia Mediúnica, Casa editora O Clarim

Jornal Momento Espirita Maio de 2017  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you