Issuu on Google+

Tutto CURITIBA

Nesta ediç ão:

e Yared Entrevista com Christian Guia Cultural Como será Curitiba em 2100? Lendas Urbanas Mapa da região central Descontos Especiais

www.revistatutto.com.br

edição #2 out./nov. 2011 distribuição dirigida


Ligue para encontrar agora o que você está procurando:

Presentes Criativos

(41) 3342-1509 Batel Soho Teixeira Coelho, 320

Consultório Veterinário Banho & Tosa Ração e Petiscos Boutique Venda de Filhotes Produtos para gatos e outros animais Dra. Tacielle Ricci Médica Veterinária CRMV-PR 9186

Rua Padre Anchieta, 2443 Champagnat - Curitiba - PR

Compre também on-line: www.petsamarys.com.br

Fone:(41) 3026-2662


Ganhe uma Hidratação na contratação de um banho para seu amigão

Válido até 15/12/2011

Bônus Com este:

Válido até 15/12/2011

Bônus

Escova Progressiva Inteligente

(pode lavar no mesmo dia)

por R$129.90 às quartas-feiras Ligue e agende seu horário: 3233-9970

Bônus

Válido até 15/12/2011

Oficina da Roupa Ajustes, Reformas e Customizações

A cada 5, ganhe 1.

A cada 5 trabalhos confeccionados (customização, conserto ou ajuste), 1 é gratuito.

Até 800gr apenas R$ 12,90 o kg.

Válido até 15/12/2011

Bônus Válido de Segunda à Sexta, apenas para o almoço.

*Só não vale para cartões de crédito.

Válido até 15/12/2011

Presentes Criativos

Batel Soho | Teixeira Coelho, 320


Dra. Tacielle Ricci Médica Veterinária CRMV-PR 9186

Rua Padre Anchieta, 2443 Champagnat - Curitiba - PR

Compre também on-line: www.petsamarys.com.br

Fone:(41) 3026-2662

New York - Paris - Barcelona - Rome - Milano - Madrid - Curitiba COMO NAS MAIORES CIDADES DO MUNDO

Ligue e agende seu horário: 3233-9970

R. Vicente Machado, 476 - esq. com Brigadeiro Franco - Centro - Curitiba

Vera Gurgel Oficina da Roupa Ajustes, Reformas e Customizações vl.gurgel@hotmail.com

Fone 3026-1425 9917-3123

Rua Cap. Joseph Pereira Quevedo, 520 - Mercês

(entre as ruas Des. Otávio do Amaral e Joaquim da Silva Sampaio)

• Buffet • Pastéis • Porções • Sucos • Lanches Fones: 41 3078 0085 / 3076 0085 Praça de Alimentação do Polloshop Champagnat Av. Pe. Agostinho, 2885 - Lj. 07 - Bigorrilho - Curitiba - PR

Ligue para encontrar agora o que você está procurando:

Presentes Criativos

(41) 3342-1509 Batel Soho Teixeira Coelho, 320


#2

Tutto editoRiaL

Você recebeu a segunda edição da revista Tutto: um projeto simples, bonito e audacioso. Uma revista gratuita e de qualidade, desenhada para ser levada no carro, no bolso, na bolsa, sempre com temas importantes. Nesta edição, substituímos as dicas de compras por descontos. Estamos testando se não é mais prático e interessante oferecer bônus exclusivos, do que passar informações que estão disponíveis na internet. Esperamos que vocês usem e prestigiem nossos anunciantes. A próxima edição vem em Dezembro e, até lá, gostaríamos de saber o que achou da nossa revista. Se você puder conferir a primeira edição no site, e comparar, agradecemos. A Tutto é uma revista editada em Curitiba, sobre Curitiba, e no nosso site você pode conferir as matérias que não entraram na versão impressa. Com a colaboração de todos, criamos um material único que quer debater a cidade, de maneira ainda não feita. Nesta edição, trazemos uma entrevista com Christiane Yared, a mãe de Rafael Yared, morto aos 26 anos, em um trágico acidente/incidente provocado por um deputado estadual, em 2009. Se você reparar, esta também é a nossa luta, de todos, em um sistema que não favorece os menores e às vezes não lhes dá voz. Curitiba está em constante transformação, mas onde ela nos levará? Por isso, propomos como matéria de capa “Curitiba em 2100” e coletamos opiniões interessantes de pessoas que, como nós e você, fazem a nossa cidade.

Leia e participe do nosso projeto. Escreva-nos: contato@revistatutto.com.br

Allan Johan publisher

NESTA EDIÇÃO

05 Editorial 06 Entrevista Christiane Yared, Mãe Coragem 09 Moda Conto Noturno 13 Enquete Como será Curitiba em 2100? 16 Mapa 18 Tutto Cultura 21 Especial Lendas Urbanas de Curitiba CAPA

Ilustração: Felipe Guerra EXPEDIENTE J. Responsável Allan J. Santin DRT-PR 8019 - Jornalista Profissional Diplomado

Tiragem 10 mil Colaboração: Allan Johan, Herickson Laurindo, Paulo Victor Cecchi S., Daniel Carvalho, Juilio Vieira e Germano Wiederman Projeto Gráfico: Daniel Haposa Diagramação: Idéia Prima Website: Supermodular Contato: 41 3027.6599 e-mail: contato@revistatutto.com.br Correspondências: CP 10321 CEP 80730-970 Curitiba - PR As matérias assinadas não expressam a opinião editorial da Revista Tutto. A revista Tutto é uma publicação da Lado A Comunicação Ltda. Todos os direitos reservados.

Para anunciar: 41 3027-6599 ou comercial@revistatutto.com.br


ENTREVISTA

Tutto

Christiane Yared “Mãe Coragem”

Christiane Yared luta há mais de dois anos por Justiça a lado de seu marido, Gilmar. Seu filho Rafael Gilmar Yared e um amigo foram mortos em um acidente de trânsito causado por um então deputado estadual que estaria embriagado, com a carteira já cassada por excesso de infrações e dirigindo acima do limite de velocidade. O trágico acidente contrasta com a pacata vida desta mulher de 51 anos, religiosa e dona de uma das casas de doces mais famosas da cidade. O acidente duplamente fatal de 7 de maio de 2009 fez com que Chris Yared colocasse à flor da pele seu lado materno; se expusesse ao mundo, em luta por Justiça para o filho, que teve a vida ceifada aos 26 anos de idade. Com o sentimento de não deixar este caso ser mais um nas estatísticas da nossa cidade, entrevistamos com exclusividade esta mulher de fibra. 

Há dois anos e seis meses, você e sua família lutam para que haja Justiça na morte do seu filho Rafael e do Carlos Murilo. Qual a pena que vocês acreditam ser justa para o ex -deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho? A pena que a Justiça aplicar, e creio eu que quando digo a palavra Justiça, é que seja imposta como crime doloso, não aceitando o incidente como mero acidente de trânsito, pois quando alguém assume o risco deve também assumir a culpa. A morte do seu filho foi um acidente? Infelizmente, o brasileiro ainda não acordou para o triste drama que ocorre no país. Não posso aceitar como acidente ou fatalidade, uma vez que tanto acidente como fatalidade seriam um mal que não poderiam ser evitados.


“ Por que o posto de gasolina logo após o incidente foi vendido? Por que todos os funcionários do posto foram demitidos?”

Tutto

As provas que demonstram que o ex-deputado estaria embriagado não foram aceitas pela Justiça, por quê? As provas de exame de sangue,não, apenas as testemunhais que são bem fortes. O exame foi descartado porque a legislação brasileira garante a todo cidadão o direito de não produzir provas contra ele mesmo. A adulteração das gravações da câmera do posto de gasolina foi questionada na Justiça? O que ficou comprovado? Por qual motivo teriam adulterado estas imagens? Nem a Justiça, nem a imprensa tocam mais neste assunto. As câmeras do posto de gasolina que gravaram a passagem do Passat blindado foram adulteradas, foi provado que suprimiram alguns segundos, o motivo é questionável até hoje e sem as imagens, nem dos radares e nem do posto, fica em todos nós a pergunta que não quer calar: Por que? Outra pergunta é: Por que o posto de gasolina logo após o incidente foi vendido? Por que todos os funcionários do posto foram demitidos? Por que o GAECO (Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná) não investiga o caso se tem o processo em suas mãos, a pedido do Ministério Público? Por que todas as portas se fecham para o Instituto que criamos para atender famílias que perderam seus entes querido? Nem os “amigos” políticos nos aten-

dem? Que poder é este que está acima da família e do respeito ao próximo? As testemunhas do caso, como a mulher que deu entrevista para a tevê e afirmou que um segundo carro participava de um racha com o deputado, foram localizadas? Não, algumas testemunhas falaram mas ninguém ousa dizer que era um racha, mas vamos admitir que é muito estranho que o ex deputado estive naquela velocidade sozinho, é lógico que haviam mais pessoas envolvidas. Você acredita que a verdade está sendo ocultada neste caso? Para você, o que aconteceu naquela noite? Sim, da mesma maneira que o Hospital Evangélico encobriu a história do “coma” e da morte do ex-deputado, uma vergonha. Se o bombeiro não tivesse tirado uma foto com o celular, hoje não teríamos nem o laudo que foi apresentado. O mundo político naquela noite não dormiu e, rápidamente, trataram de agir como sempre agem: no escuro. Aconteceu naquela noite algo que poderia mudar o rumo da história de Curitiba ou do Paraná, mas já não me preocupo com isto, pois todas as coisas tem um momento certo e eu aguardo este momento em que tudo virá à luz. O novo advogado da defesa, Renê Ariel Dotti, pediu recurso ao STJ (Supremo Tribunal de Justiça, em Brasília), para que o caso não seja julgado em júri popular, ainda alega que o ex deputado estava em via preferencial. Como esta nova estratégia da defesa está sendo recebida? Com risos, vocês já viram um carro cair em cima de outro e dizer que foi cortado a sua frente? Me preocupa mais a posição de um jurista fa


Tutto

moso que afirma que as pessoas dirigem melhores embriagadas (o que não é o caso do cliente dele) do que a ridícula posicão que a defesa empunha para tentar defender o indefensável. Qual a expectativa para o julgamento? Quando deve acontecer? Aguardamos a resposta de Brasília e ainda cabe mais um recurso, então o que nos resta é esperar e ver qual será a posição dos senhores da lei. Houve algum tipo de conciliação entre as famílias ou ao menos uma tentativa? Nunca. Nem se quer um telefonema ou telegrama. Na audiência que ele foi ouvido, o juíz sugeriu a ele que conversasse com as famílias, mas ele ignorou e disse que não pediria perdão porque não conseguiria trazer os meninos de volta. Não somos ignorantes ao ponto de crer que o perdão iria trazer nossos filhos de volta! Mas tudo isto é muito triste em se tratando de pessoas que foram eleitas para servir ao seu povo e que esperávamos um pouco menos de ignorância. A morte prematura, a dor da perda, a luta por Justiça, tudo isso provoca muitas reflexões. O que você aprendeu com tudo isso? Aprendi que quando acendo a luz para alguém, ilumino meu próprio caminho, que estamos todos ligados, que a pergunta não deveria ser : Por que comigo? e sim: Porque com meu irmão? Que se fecharmos os olhos para o que está acontecendo, então é melhor fechá-los para sempre, porque não podemos aceitar que estas coisas se repitam. Montamos o IPTRAN que está sendo reconhecido nacionalmente como uma ferramenta de auxilio aos educadores para educação no trânsito e o NAVI que é o núcleo de atendimento as vítimas. 

O trânsito brasileiro vitimiza mais de 150 pessoas todos os dias, sabemos que vocês criaram uma ONG depois da morte do Rafael para as vítimas do trânsito. O que deve ser feito para diminuir esse número? A primeira ação começa em nós. Mudança de comportamento, começa em mim e em você. Educação para o Trânsito nas escolas; Se conseguimos com o cinto de segurança, com o lixo que não é lixo, com o cigarro, então também dará certo uma campanha maciça de trânsito seguro. Os números são muito maiores que as estatísticas, e se você não for o motorista, então você será o passageiro e se você não for o motorista e nem o passageiro então será o pedestre. Não nos resta outra opção a não ser a conscientização, a educação a fiscalização e a punição. Acreditamos que o esforço vale apena, também entendemos que a Sociedade, o Estado e Governo devem mais do nunca unir-se em prol de seus filhos que tem o direito de ir e vir e colocar um ponto final na impunidade que assola nosso país e que cria em nós a terrível sensação de que tudo pode.


MODA

Tutto


Fotos: Herickson Laurindo Style: Germano Wiedermann Modelos: Caio (MN Management) e Bruna Vizintin (DM Agency) Agradecimentos Ă s lojas: Maiteh, Marreh e De La Anita.


enQUete

Tutto

Como será Curitiba em 2100? A Tutto perguntou para diversas pessoas influentes em suas áreas de atuação como será Curitiba no ano de 2100. As apostas apontam para uma cidade moderna, equilibrada, com preocupação com a sustentabilidade e serviços públicos de qualidade. A ilustração da capa desta edição traz uma projeção do arqui-

teto e urbanista Felipe Guerra, talento curitibano que atua em grandes projetos de urbanização, até fora do país. Para Guerra, a cidade encontrará as respostas para o próximo século e se manterá como exemplo de urbanismo e aproveitamento dos recursos naturais. Veja o que acham alguns de nossos convidados: 13


Tutto

“Teremos uma criminalidade baixa, já que serão feitos investimentos ótimos em educação. Não teremos evasão escolar nem filas para atendimentos médicos. Usaremos fontes renováveis de energia por toda a cidade e reaproveitaremos de tudo. Tanto que não teremos aterros sanitários e os cemitérios serão lindos parques e jardins. Seremos a antiga nova Curitiba”. Alice Munhoz da Rocha, advogada, sócia do escritório Munhoz da Rocha Advocacia

“Curitiba será moderna, tecnológica e, ao mesmo tempo, sustentável. Uma cidade preocupada com a saúde e qualidade de vida da sua população. Um bom lugar para se viver, terra das pessoas educadas e gentis”. Aline Cambuy, jornalista, sócia da Lide Multimídia

“Curitiba terá transporte público elétrico. Pouquíssimos carros circulando e calçadas rolantes. Ruas transformadas em pietonais. A cada três ou quatro quadras locais destinados ao entretenimento, com centros de lazer, bares e restaurantes. Muitas árvores, muito verde. A cidade ideal, maravilhosa!” Dado Dantas, produtor de eventos

“Veja, se o mundo aguentar até 2100, que eu acho muito difícil, talvez estaremos vivendo como nossos avós, ou até mais primitivo ainda, porque chegaremos a um estágio da vida onde não suportaremos mais tanta tecnologia e tanta informação. Hoje o homem já está retrocedendo em um montão de aspectos da vida cotidiana, está tentando resgatar a família, suas origens, seu passado, tentando viver mais light.”. Bernadete Menuci, sócia proprietária do Happy Burger

14


Tutto

“Imagino Curitiba equilibrada economicamente, sem pobreza. Educação. O paisagismo tenha árvores frutíferas, canteiros com hortas orgânicas. Educação acesso a educação. A arte e a cultura para todos. Humanização com relação equilíbrio. Modernidade. Ilse lambach, produtora de eventos

“Uma cidade com mais área verde e pessoas mais preocupadas com a saúde, bem-estar e qualidade de vida. Uma cidade menos estressada. Com mais parques e áreas para a prática de esporte, cultura e lazer”. André Camlot, coordenador de marketing da loja Procorrer

“Curitiba daqui a 90 anos? Com certeza não terá carros voadores, robôs, nem tampouco rampas automáticas. Muito pelo contrário: acredito em uma Curitiba cada vez mais voltada para o desenvolvimento sustentável, sempre buscando novas formas de energia ecológicas e organizando a estrutura da cidade de modo a possibilitar o uso em larga escala de carros e ônibus movidos a energia elétrica ou outras formas ecologicamente sustentáveis de transporte”. Guilherme Mendes, marketing corporativo da Rede Slaviero Hotéis

“Curitiba terá todos os vinhos e toda a variedade gastronômica dos grandes polos internacionais, sem o caos dos grandes pólos”. Rodrigo do Prado, sommelier e restaurateur da Trattoria Boulevard

15


mapa

Tutto

fonte: ippuc.org.br

Mapa editado com informações dos mapas turísticos de junho /2005 do IPPUC - www.ippuc.org.br


tUtto cULtURa

Exposições

Metaphotorsis O trabalho do renomado fotógrafo espanhol Pablo Blanes pode ser conferido na exposição metaphotorsis, no Instituto Cervantes de Curitiba. Alterando conceitos e formas, o artista brinca com o corpo humano na série Retratos e explora as possibilidades das formas em Coisas, brincando com a morfologia e a imagem. SERVIÇO Quando: até 30 de Outubro Onde: Espaço Cultural Fábrika R. Ubaldino do Amaral, 925 – Centro Quanto: gratuito Info.: (41) 3263-4241

Tutto

são as fotos do suíço Luis Molina-Pantin, que atualmente vive na Venezuela, e retrata as mansões dos narcotraficantes colombianos. Em estilo híbrido, as construções impressionam e propõe um estilo próprio, a chamada “narco-arquitetura”, referência às construções dos anos 80 e 90 na região. SERVIÇO Quando: até 20 de Novembro Onde: Museu da Gravura Cidade de Curitiba , Solar do Barão. R. Presidente Carlos Cavalcanti, 533 – Centro Quanto: gratuito Info.: (41) 3322-1525

Curitiba(nós) A exposição Curitiba (nós), em homenagem aos 318 anos da cidade, está desde março em cartaz e fica até o fim do ano. A pluralidade da cidade conta além de imagens, com vídeos e textos sobre os habitantes de Curitiba. “Curitiba na Mira do Fotógrafo” e “Curitiba Histórica – Uma Cidade em Construção” são os eixos da mostra, que reúne ainda dados oficiais da cidade.

6° Vento Sul Um dos destaques da mostra 6ª VentoSul - Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba 18

SERVIÇO Quando: até Dezembro Onde: Casa Romário Martins (Largo da Ordem, 30) Quanto: Entrada Franca


Tutto

duas back vocals. SERVIÇO Quando: 24 de Novembro às 21h Onde: Teatro Guairá - R. XV de Novembro, 971, Centro Quanto: De R$75 a R$290 Info.: (41) 3304-7900

Teatro Gaspar Gasparian Gaspar Gasparian – um fotógrafo traz imagens de um dos maiores nomes da fotografia brasileira. O autor nasceu, cresceu e morreu em São Paulo e escreveu com luz toda a história da capital paulista e seu processo que a tornou uma das maiores cidades do mundo. SERVIÇO Quando: até 20 de Dezembro Onde: MON – R. Marechal Hermes, 999 – Centro Cívico Quanto: De R$2 a R$4 Info.: 3350-4400

Show

Seance - As Algemas de Houdini Uma psiquiatra especialista em hipnose, um padre exorcista, uma famosa médium e um mágico escapista reunidos em uma noite de julho de 1969, momento em que a nave Apollo XI vai supostamente pousar na lua. Desvendar o mistério sobre um guerrilheiro morto e um demônio milenar é a missão do grupo. Tudo isso com um viés e crítica política no texto de Paulo Biscaia Filho. SERVIÇO Quando: Até 23 de Outubro, de Qua. a Dom. Às 21h Onde: Espaço 2 Casa de Artes - Rua Comendador Macedo, 431 - Centro Quanto: De R$1 a R$10 Info.: http://www.vigormortis.com.br

Bruno & Marrone Curitiba recebe uma apresentação para marcar o sucesso de uma década da dupla Bruno & Marrone. Grandes sucessos como “Dormi na Praça” e “Por um minuto”, entre outros, serão apresentados no show que traz orquestra composta de cinco músicos e

Acesse e divulgue a Tutto também online: www.revistatutto.com.br


• • • • •

Buffet Pastéis Porções Sucos Lanches

Fones: 41 3078 0085 / 3076 0085 Praça de Alimentação do Polloshop Champagnat Av. Pe. Agostinho, 2885 - Lj. 07 - Bigorrilho - Curitiba - PR

Oficina da Roupa Oficina, Reformas, Customizações

Trabalhamos com quaisquer tipos de roupas e trajes

Vera Gurgel Fone 3026-1425

Rua Cap. Joseph Pereira Quevedo, 520 - Mercês (entre as ruas Des. Otávio do Amaral e Joaquim da Silva Sampaio)


especiaL

Tutto

Lendas Urbanas de Curitiba Em todas as cidades há lendas que são quase universais: túneis subterrâneos, loiras fantasmas e o velho que rapta crianças que não se comportam bem. Elas fazem parte das coleções de lendas que migram do imaginário popular, como a da agulha com sangue na poltrona do cinema, que apareceu em tempos de AIDS, nos anos 80, ou ainda aquelas sobre figuras do além, ou mesmo extraterrestres. Elas surgem de uma cultura oral e viram lendas urbanas. Algumas dessas histórias são usadas para manipular o medo alheio, como a proibição de se tomar manga com leite, criada pelos senhores de engenho para evitar que os escravos, que comiam muito da fruta, furtassem o leite precioso das vacas. Em Curitiba, há lendas peculiares que não são frutos da ficção, e há outras que são passadas de geração para geração e que dificilmente serão desvendadas, por não possuirem registro histórico. Entre as lendas que são conhecidas na cidade, e possuem um grau de veracidade, estão

a de personagens como Maria Polenta e Maria Bueno, ambas milagreiras que viveram na cidade e que possuem em seus túmulos dezenas de homenagens deixadas por pessoas que dizem que tiveram um pedido atendido. Segundo Luciana do Rocio Mallon, escritora e comerciária, de 37 anos, Curitiba é uma cidade repleta de lendas urbanas e isso faz parte da cultura daqui. Apaixonada por essas histórias, ela coleciona em seu site diversas lendas que foi aprendendo desde a infância. Até em sua família, segundo Luciana, há uma destas estórias: sua tia avó Jaci queria ser freira mas seu o bisavô, pai da moça, não deixava pois era ateu. Ela morreu jovem e acabou virando uma milagreira, conta a moça que tem mais de 300 lendas curitibanas em seu repertório. Alguns destes contos nunca foram desvendados, como o do cão que morreu no Bosque Gutierrez e hoje protegeria as crianças por lá. Ou 21


Tutto

ainda o Pirata Zulmiro, um inglês que teria escondido um tesouro em túneis no mesmo bosque, no bairro das Mercês. Tal história provocou até escavações no local no passado e vota e meia alguém quer procurar a tal fortuna enterrada por lá. A Maria do Ônibus, o Maníaco da Praça Rui Barbosa, a Bailarina da BR – 116, o suposto Pelourinho da Praça Tiradentes, entre outras lendas, mostram que, com o tempo, a realidade vai ganhando contornos surreais e a lenda vai aumentando. O bairro do Bigorrilho é rico em nestas histórias. Uma delas, sobre o nome do bairro, diz que uma bruxa habitava por ali e transformava em pássaro aqueles que não pagavam seus serviços. Uma moradora local teria levado o filho doente que foi curado pela mulher. Sem dinheiro mas com medo de ser vítima dos feitiços da mulher, a mãe doou um pedaço de terra para a senhora morar. Diz a lenda que um dos pássaros da velha era mágico e se chamava Bigorrilho e com seu nome foi batizada a região. Outra versão aponta que no século passado o local ostentava um bordel, em que a música de abertura dos shows da casa era uma tal de Bigorrilho, tocada ao piano e que uma das moças da vida que ali trabalhava casou-se bem e herdou as terras, apelidando o local com o nome da música. Porém, a canção indicada data de 1963, quando o bairro já possuía o nome. Esta lenda, pelo menos, foi desvendada. Outra passagem famosa pelas bandas do Batel é sobre uma distinta senhora curitibana em um dos primeiros shoppings da cidade. Ela estaria com seu luxuoso carro importado quando uma jovem fura sua frente e coloca seu carro po22

Maria Bueno pular na vaga, à qual ela pacientemente aguardava. Não satisfeita, a moça ainda tira sarro da “perua” e diz: “É minha senhora, o mundo é dos espertos”. Sem perder a sua calma, ou desalinhar seu topete, a senhora dá ré em seu carrão e bate na traseira do outro, popular, até que ele saia da vaga que a pertencia. Apavorada, a garota volta e entre gritos de “louca” e “sem noção”, ela ouve: “Minha querida, o mundo não é dos espertos, é de quem tem dinheiro. Este aqui é o cartão do meu advogado”. Mas uma das “lendas” que podem ser conferidas até hoje na cidade, e se trata de uma história real, é a linha 666 da Viação Cidade Sorriso. Há muitos anos este ônibus segue da Praça da Rui Barbosa ao um bairro cujo nome torna tudo ainda mais curioso: Novo Mundo.


R. Mal. Floriano Peixoto, 4845 - Hauer (em frente ao Shopping Cidade) Fones: (41) 3376-3500 - 3029-5044 R. Gustavo Rattman, 194 - Bacacheri Fone: (41) 3362-1166



Revista Tutto n° 02