Issuu on Google+

Interação Almoço pág. 8 visite: www.embu.com.br

setembro 2010 Nova Creche pág. 4

foto: Divulgação

1

foto: Alexandre Oliveira

ACISE

Interação Desde maio de 1967

Almoço da ACISE é oportunidade de novos negócios

Problemas

pág. 3

Parque Industrial enfrenta problemas de trânsito e degradação na infraestrutura e falta iluminação na BR 116, próximo à alça de acesso ao Rodoanel. Representantes da Acise, a pedido de empresários da região pretendem marcar uma agenda com o prefeito Chico Brito em busca de uma solução para os problemas.

Evento

Terezinha Almeida, presidente da Acise discursa na inauguração

Informativo da ACISE - Ano XI - nº 113 - setembro 2010

Ampliação

foto: Márcio Amêndola

>Representantes da BR Distribuidora, prefeito Chico Brito, Andréa e Joaquim Almeida, e Kiei Takayasu (Acise)

pág. 7

Em setembro será realizado o 8º Festival de Flores e Plantas Embu das Artes. Neste ano, o Festival, que faz parte do calendário de eventos da cidade, estará ainda melhor, com novos expositores, das áreas de insumos, acessórios e equipamentos. Contará também com artigos de jardinagem e paisagismo, praça de alimentação, arte ao vivo, oficinas, palestras, atividades culturais e recreação para as crianças. O Festival será realizado no Parque do Lago Francisco Rizzo. Para chegar ao parque, ampla área de lazer da cidade, há entradas pelos kms 279 e 282 da Rodovia Régis Bittencourt (BR 116), com acesso fácil pelo rodoanel a partir de regiões do Estado como a Capital, Grande ABC, Osasco, Barueri, Alphaville, Itapevi, Jandira, Carapicuíba, Cotia e Vargem Grande. A entrada e o estacionamento são gratuitos e, na hora das compras, serão aceitos cartões de débito e crédito.

pág. 5

Posto Rodoanel Sul amplia serviços na BR-116


Interação visite: www.embu.com.br

setembro 2010

2

Cursos

Economia

Mais Informações e Inscrições: Al. Fernando Batista Medina, nº 69 Centro de Embu (ao lado do Estádio Municipal), telefone: 4781-1044 – e-mail: acise@embu.com.br

AE | 08/09/2010

Confiança no setor de serviços sobe O bom humor dos empresários do setor de serviços quanto à demanda atual no mercado puxou para cima a confiança das companhias em agosto, informou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Após quatro meses de queda, o Índice de Confiança de Serviços (ICS) avançou 4,1% em agosto em relação a julho. O indicador subiu de 129,5 para 134,8 pontos de julho para agosto. Na escala que vai de zero a 200 pontos, resultados abaixo de 100 pontos são considerados negativos. Já os desempenhos próximos de 200 pontos são classificados como positivos. O resultado de agosto representa o maior nível

de confiança desde março deste ano, quando o indicador atingiu 135,5 pontos. Em julho, o indicador mostrava recuo de 1,5% em relação ao mês anterior. O ICS é dividido em dois subindicadores: o Índice da Situação Atual - S (ISA-S) e o Índice de Expectativas - S (IE-S). Em agosto, o ISA-S registrou alta de 7,3% e atingiu o terceiro maior nível da série no mês, após registrar taxa negativa de 5,2% em julho. Já o IE-S que teve alta de 1,6% em agosto, a mesma apurada em julho. Entre as respostas que mais ajudaram a compor o resultado favorável, a avaliação da demanda atual foi destaque. Das 2.149 em-

presas consultadas, 23,3% avaliam a demanda atual como forte e 10,8% como fraca. Em julho, as parcelas para estas mesmas respostas haviam sido de 18,6% e 15,4%, respectivamente. Nas perguntas sobre o futuro, a fatia de empresas pesquisadas que preveem melhora na situação dos negócios nos próximos seis meses subiu de 48,9% para 52,1% de julho para agosto, o que também contribuiu para o desempenho do ICS no mês. A pesquisa de dados para o indicador ocorreu entre os dias 3 e 27 de agosto. O total de empresas consultadas na pesquisa era responsável por 758 mil pessoas ocupadas no fim de 2008.

Emprego industrial atingirá nível pré-crise só em 2011 O emprego na indústria de São Paulo deve terminar o ano com crescimento de 6% no ano, de acordo previsão da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). Apesar da previsão de alta, o setor não deve recuperar neste ano o número de contratados registrado no período anterior ao da crise financeira. A referência é o mês de agosto de 2008, quando a indústria tinha cerca de 2,6 milhões de funcionários no Estado de São Paulo. Segundo o diretor de econoACISE

Interação (11) 4781-1044 site: www.embu.com.br

e-mail: acise@embu.com.br

mia da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Francini, o nível hoje está 3% abaixo do patamar pré-crise. Ele acredita que a recuperação total acontecerá no primeiro semestre do próximo ano. As 167,5 mil vagas criadas até julho representam um crescimento de 7,5% em relação ao ano anterior. “Na nossa visão, essa geração positiva (de vagas) deve prosseguir”, aponta o diretor. Para chegar ao nível de 6%, no entanto, os 20 setores da indústria paulista vão ter de compen-

sar o ajuste dos segmentos de açúcar e álcool até o fim do ano. Os dois setores geraram quase 50 mil vagas até julho -- cerca de 30% do total -- mas essas vagas devem ser eliminadas com o fim da safra. O ritmo de crescimento nos derivados da cana-de-açúcar foi de 40%, ante os 5,4% observado nos demais setores. De acordo com a Fiesp, a indústria paulista representa cerca de 36% do total de empregos do setor no Brasil.

Jornalista Responsável: Márcio Amêndola de Oliveira (MTB 42.753/SP) marcioamendola@ig.com.br

Tiragem: 6 mil exemplares. Distribuição Gratuita

Colaboração: Marcelo Sousa (MTB 31.840) Nas Mídias: marcelo@nasmidias.com.br Diagramação: Luana Lacerda (MTB 54.901) Guatá Estúdio: contato@guataestudio.com.br O jornal Interação é uma publicação mensal da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Embu - ACISE - Al. Fernando Batista Medina, nº 69 - Centro - Embu das Artes.

GABRIEL BALDOCCHI, DE SÃO PAULO - Folha.com - 11/08/2010

Presidente: Terezinha J. C. Almeida. Vice Pres. do Comércio: Kiei Takayasu. Vice Pres. da Indústria: Sr. Hillmann Albrecht. Vice Pres. do Serviço: Horst Leo Alfes. 1º Secretário: Paulo Roberto Affonso. 2º Secretário: Paulo Ayres. 1º Tesoureiro: Luiz Antônio Fregona. 2º Segundo Tesoureiro: José Paulino da Rocha Ribeiro. Diretor Social: Daniela Santos de Almeida.

Oportunidade:

Faça cursos de capacitação e atualização na Acise, e conquiste um futuro melhor! A Acise disponibiliza cursos certificados pelo SENAI. Estão abertas inscrições para os cursos de Auxiliar de Departamento pessoal, e Auxiliar de Logística. Veja a seguir informações detalhadas:

• AUXILIAR DE LOGÍSTICA (120 horas) -- Horário: 2ª a 6ª das 18:15 às 22:15h. - Pré-Requisito: Ensino Médio Completo ou cursando. Idade mínima de 16 anos

• AUXILIAR DE DEPARTAMENTO PESSOAL (160 horas) - Horário: 2ª, 4ª e 6ª, das 18h30 às 21h30 - Pré-Requisito: Ensino Médio Completo

• NR-10 – SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS COM ELETRICIDADE (40 h) - Horário: 2ª a 6ª, das 18h00 às 21h20 - Pré-Requisito: 18 anos completos, ter concluído o nível fundamental e ter concluído Curso na área de Eletricidade

• ELETRICISTA INSTALADOR (160 horas) - Período previsto – (aproximadamente 3 meses) - Horário: 2ª a 6ª, das 18h15 às 22h15

OBS: Para qualquer curso, trazer 02 cópias do RG e CPF para a efetivação da matrícula. Informe-se na Acise sobre estes e outros cursos, datas e período de realização.

Contratações continuam De acordo com a Pesquisa de Expectativa de Emprego da Manpower (Manpower Employment Outlook Survey) a expectativa de geração de empregos em mercados emergentes – China, Taiwan, Índia e Brasil – continua a ultrapassar o resto do mundo. A previsão indicada pelos empregadores do Brasil (Expectativa Líquida de Emprego) é de +37%, apenas atrás da China (índice de +47%), Taiwan (+40%) e Índia (+38%). A Manpower ouviu aproximadamente 62 mil empregadores de 36 países, sendo 850 no Brasil. Na comparação regional, empregadores do Rio de Janeiro e do Paraná estão entre os mais otimistas do país dentre os pesquisados, ambos com Expectativa Líquida de Emprego de +41%. Nos demais estados e na cidade de São Paulo, o ritmo de contratações permanece alto. ‘Campeão’ é setor de Serviços - “O ano de 2010 tem sido excelente para o emprego no Brasil, com a criação recorde de um

milhão e meio de vagas só no primeiro semestre”, comenta Pedro Guimarães, diretor comercial da Manpower no Brasil. “Baseados na pesquisa, podemos dizer que os três últimos meses do ano não vão ser diferentes. Apesar de uma ligeira queda na expectativa de contratações, o índice apontado pela pesquisa permanece bastante alto”, diz. Guimarães destaca o desempenho dos setores de Serviços e de Comércio na pesquisa. “Em 2010, o crescimento do emprego tem sido generalizado, mas o campeão de contratações é o setor de Serviços”, finaliza. Os resultados completos da pesquisa, além dos comparativos regionais, podem ser encontrados em www.manpower.com/meos. Todos os gráficos e tabelas estão disponíveis para publicação em www.manpower.com/library. A próxima edição da pesquisa (primeiro trimestre de 2011) vai estar disponível no dia 7 de dezembro. Fonte: Maxpress


Interação visite: www.embu.com.br

setembro 2010

3

Problemas Falta iluminação na alça Parque Industrial enfrenta problemas de acesso ao Rodoanel de trânsito e degradação foto: Divulgação

Passagem sob a BR-116 no Parque Industrial oferece risco a pedestres e motoristas

A falta de iluminação sobre o trecho da BR 116, próximo ao Rodoanel na entrada do município de Embu das Artes, foi pauta da sessão da Câmara Municipal no dia 18 de julho. O presidente da Casa de Leis, Silvino Bomfim (PT), apresentou a indicação 100/2010, propondo um estudo amplo envolvendo a Dersa, a prefeitura do município, a empresa Eletropaulo e a Concessionária Autopista Régis, para sanar o problema. Ponto de grandes acidentes por falta de iluminação adequada, a entrada do município de Embu, incluindo a passagem sob a BR 116 que liga a região central da cidade ao Parque Industrial Ramos de Freitas, causa grande preocupação a empresários, trabalhadores e moradores da região. Um dos pontos levantados foi a proximidade do entroncamento entre as alças do Rodoanel Mario Covas sob a BR-116, a entrada do município e os prédios da Câmara Municipal, da Delegacia de Polícia, a nova Es-

cola Técnica Estadual de Embu (a Etec) e o Parque Industrial, todos vetores de grande fluxo de veículos e pedestres. O vereador Júlio Campanha (PTB) lembrou que a falta de iluminação na região também provoca problemas de segurança, com assaltos nas imediações da ponte sob a BR-116. O colega João Leite (PT) também apoiou a iniciativa, dizendo que faz parte das obrigações dos vereadores apresentarem propostas de melhorias na vida dos cidadãos, como a iluminação solicitada sob a BR-116. O autor da proposta, vereador Silvino lembrou que o prefeito Chico Brito já havia providenciado a iluminação do local, mas que houve depredação e roubo das luminárias, e que o serviço precisa ser refeito. O vereador Proença (PSDB) alertou que já houve até tentativa de estupro de uma moça no local, devido à falta de iluminação, e que a Indicação do colega é extremamente oportuna. Alexandre Oliveira

O Parque Industrial Ramos de Freitas, maior pólo empresarial de grande porte de Embu passa por um período de degradação em sua infraestrutura viária, como atestou a reportagem do jornal Interação. O problema foi agravado após a construção do Trecho Sul do Rodoanel, pois com a grande circulação de caminhões transportando terra e máquinas de terraplenagem, entre outras, ruas inteiras ficaram intransitáveis após a obra, como a continuação da Rua Marcelino Pinto Teixeira, na lateral do Rio Embu Mirim. Outro problema é o viário, com caos no entroncamento da Ave-

nida Jorge Alfredo Camasmine com Rua Marcelino P. Teixeira e o acesso sob a BR-116 em todos os horários de pico. Vereadores chegaram a solicitar uma rotatória em frente à Delegacia, mas a prefeitura optou pela implantação de semáforos, o que deixou o trânsito ainda mais caótico, com constantes congestionamentos no local. Os semáforos acabaram sendo desativados em julho, mas o problema persiste. Outra questão é a falta da recuperação das vias públicas após as obras do Rodoanel. Em todo o Parque Industrial sobram buracos e bloquetes arrancados, causando muita poeira em dias

secos e enormes poças de lama em dias chuvosos. Outro problema detectado é a falta de calçadas no entorno da nova ETEC (Escola Técnica Estadual), em frente à indústria RFS. O governo estadual construiu a escola, mas ‘esqueceu-se’ de construir a calçada externa, causando grandes transtornos a pedestres que circulam no local, inclusive os alunos da própria escola. Representantes da Acise, a pedido de empresários da região pretendem marcar uma agenda com o prefeito Chico Brito em busca de uma solução para o problema.

fotos: Divulgação

Em frente à ETEC não existe calaçada e a rua está esburacada

Interação Você gostou do jornal Interação? Aproveite para anunciar! Na crise a imagem da sua empresa tem que ser consolidada! Ligue pra nós: 4781-1044

Semáforo instalado piorou o trânsito e foi desativado


Interação visite: www.embu.com.br

setembro 2010

4

Inauguração

Aniversariantes do mês de setembro

Júlio Marcondes – Assessoria de Imprensa da Prefeitura / com Interação

Acise colabora com nova creche em Embu foto: Alexandre Oliveira

No dia 11 de agosto foi inaugurada a primeira etapa das novas instalações da creche Ave Maria, no Jd. Magali. Ela foi construída em uma área de 1.149,16 m², cedida pela prefeitura, e contou também com mais de um milhão de reais em recursos da Justiça Federal. A prefeitura já tem um convênio de R$ 90 mil por ano, para auxiliar nas despesas gerais da creche. No ato, a presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Embu (Acise), Terezinha de Almeida, entregou à diretora da creche, Ivonete Coelho de Macedo, cem cobertores, doação dos comerciantes da cidade. Atualmente, a creche atende 120 crianças, mas, com o novo prédio, passará a atender 260, no início de 2011. Na ocasião, o prefeito Chico Brito disse que as novas instalações proporcionarão uma melhoria na EXTRAVIO DE NOTAS Pessoa física : Ieda de Carvalho Amorim da Silva, Inscrita sob CPF 144.003.528-89 e CCM 047585, declara para os devidos fins que um talão de nf de serviços seria A do n° 01 a 50, ja utilizadas e estruturadas do 01 a 06.

Interação Caro empresário, prestador de serviço ou comerciante, venha juntar-se a nós e participe da vida da nossa cidade e do nosso empresariado! Associe-se já!

À direita, Terezinha Almeida, presidente da Acise, vereadora Ná, vice-prefeito Natinha, prefeito Chico Brito, Juiz De Sanctis e os representantes da Ave Maria

qualidade do trabalho desenvolvido. “Creche não é um local para se deixar a criança, mas é o início do processo educativo. Nessa fase que a criança desenvolve suas habilidades”, destacou. O juiz Fausto Martins De Sanctis, da 6ª Vara Federal Criminal, recebeu flores e um álbum com fotos e desenhos das crianças como forma de agradecimento à contri-

novo associado

Guilherme de Paula Souza Escola de Idiomas

buição da Justiça Federal na construção da creche. “Eu acho que as crianças têm que acreditar no bem, na correção, que as pessoas não têm o dever de serem sábias, grandes e ricas, tem o dever de serem honestas”, disse o juiz. Também estiveram presentes o vice-prefeito Nataniel Carvalho, além de vereadores, empresários e membros da ACISE.

01 Regina L. O. Almeida Patio Central 02 Maria Tavares Bazi Gramado Grill Churrascaria Ltda 003 Murilo Taffarel Taffarel Informática Ltda 03 Vagner Silva de Oliveira Alliance Cabeleiros Unissex 03 Hudson Silva Carvalho Patio Central 04 Guilhermina da N. S. Rodrigues Sonim e Jacinto Ltda 05 Francisco Carlos Gaieski Posto 28 07 Luiz Antonio Fregona Tecnoluz 07 Antonio Martins da Silva Magazine Martins 07 Raul Victor do Valle Moreira Biotecnia Ambiental 08 Miguel da Silva Delfim Verde Imobiliaria 08 Valdeci G. Alencar Arte Nobre Painéis 08 Claudio Chaskel Testor Equip. Costr. 09 João Aparecido Pereira Rest. Pé da Serra 09 Erivaldo Vasconcelos Cecilia Cosméticos 10 Elizangela da Silva Veloso Verlup Modas 10 Andrea Santos de Almeida Posto Rodoanel Sul 11 Jonatan Aparecido dos Reis Software Dream – Easycomp 12 Francisco Ferreira Neto Francisco Ferreira Neto ME 13 Antonio Carlos Lopes Embu Disq Gás Transp. e Com.13 Sergio de Lucca Rofisa Ind. Com. Embalagagens 14 Hélio Serra Aminogel 15 Andre Luiz Xavier Trigo Trigoplast 16 Tania Cristina de M. Taiana Condor Com. Mat. p/ Constr. Ltda 16 Susy Ferreira R. Raimundo Artesã 17 Alberto Antoni Etrusca Distrib. de Veículos Ltda 18 Vitor Bazi Gramado Grill Churrascaria Ltda 19 Andreia Ap. de Oliveira Cdna Informática-(Compuway) 20 Wilson Donnini Apiário Embu/Cidade das Abelhas 20 Zanella Serviços Luiz Zanella 21 Ueliton Pereira Fexpress Transportes 21 Ademir de Souza Sellan Rec. Humanos 22 Tatiana Fantin Furlan Retífica Embu Ltda ME 22 Alexandre Silva de Avila Artesão 22 Cynthia Adriana Fernandez Auto Escola Gueri 22 João Violeiro de Jesus Artesão 23 Roque Manoel Trigo Trigoplast 27 Dorothea Borges Borfer 28 Vicenzo Florio Florio Prod. Alimentícios 28 Lucio Rogério Romero Artesão 30 Luiz Antonio dos S. Brito Auto Elétrico Brito


Interação visite: www.embu.com.br

setembro 2010

5

Ampliação Por Márcio Amêndola

Posto Rodoanel Sul amplia serviços na BR-116 Empresa recupera antiga área comercial histórica de Embu e inova na prestação de serviços

fotos: Divulgação

Quem reside em Embu há mais de 30 anos pôde conhecer o antigo e famoso ‘Posto Paraná’, o melhor ponto de abastecimento da cidade, que entre os anos 1970 e 1980, além de serviços automotivos oferecia serviço de restaurante (Churrascaria e Lanchonete), sendo a melhor opção de serviços e lazer da cidade. Nos anos 1990 o local perdeu atratividade com o encerramento das atividades da antiga empresa instalada no local, que se tornou uma área degradada, causando até problemas de segurança para os moradores das imediações e demais comerciantes que sobreviviam no local. Recentemente, as coisas mudaram, sendo instalada uma Lanchonete do grupo Gramado Grill, e mais recentemente, o novo Posto Rodoanel Sul, no Km 280 da BR-116, sob a bandeira da BR Distribuidora, uma das gigantes no setor

automotivo, pertencente à poderosa Petrobras. No dia 24 de agosto, os administradores Joaquim Duarte Almeida e Andréa Almeida ampliaram ainda mais os serviços do Posto Rodoanel Sul, lançando um novo programa da empresa, denominado Lubrax +, com troca automatizada de óleo em veículos automotores, uma inovação dos postos Petrobras, sendo Embu uma das pioneiras a receber o novo serviço, em todo o País. Participaram do evento o prefeito Chico Brito, o ex-prefeito Joaquim Mathias de Moraes, administrador do Posto Joaquin’s, em sociedade com Joaquim Almeida, os vice-presidentes da ACISE, Hillmann Albrecht (Indústrias) e Kiei Takayasu (Comércio), Daniela Almeida, da Imobiliária Porta Nova, Edna Casone, do Rotary Club de Embu, Leandro Dolenc, da Sociedade Ecológica, Luiz Alves de Lima Filho, Gerente

Posto Rodoanel Sul, novo vetor de desenvolvimento de Embu das Artes

Representantes da BR Distribuidora, prefeito Chico Brito, Andréa e Joaquim Almeida, e Kiei Takayasu (Acise)

Executivo da BR Distribuidora em São Paulo, e os represen-

tantes da empresa, Roberto Maffud (Gerente de Vendas da BR Distribuidora em SP), Pablo Prieto e Álvaro Toledo. A imprensa também esteve presente, através do Jornal Interação e o jornalista Joseval Peixoto, da Rádio Jovem Pan. Roberto Maffud destacou que esta é a 5ª unidade do Serviço Lubrax + em todo o Estado, e que ainda neste ano haverá 50 postos com este serviço. Tratase de um avanço em relação ao atendimento do cliente, com troca de óleo automatizada, verificação de fluídos (dos freios, arrefecimento, etc) e outros serviços para todos os veículos nacionais e importados. Em nome do Posto Rodoanel Sul, Joaquim Almeida agradeceu à equipe da Petrobras, “pois sem ela não conseguiríamos realizar este grande projeto para

Embu”, destacou. Almeida também agradeceu as presenças do Prefeito Chico Brito e do exprefeito Quinzinho, parceiro de Almeida no posto Joaquin’s. O prefeito Chico Brito encerrou a solenidade dizendo que “com a vinda do Rodoanel e as melhorias na BR-116, a Rodovia do Mercosul, nossa cidade está crescendo muito”. Brito lembrou que a Petrobras surgiu em 1953, pelas mãos do presidente Getúlio Vargas, sendo a empresa “um orgulho para o nosso País”. Por fim, o prefeito elogiou a iniciativa de administradores que, “como o Joaquim Almeida aqui e o ex-prefeito Quinzinho vêm acreditando e investindo em nossa cidade, com novos empreendimentos, gerando emprego e renda, enfim, trazendo mais desenvolvimento para nossa cidade”, concluiu.


Interação visite: www.embu.com.br

setembro 2010

6

Economia

Cidadão Embuense

fonte: CNI

publicado no Jornal Hora Exata

.

Brasil foi o segundo país dos BRICs Ceci homenageia Kiei, mais afetado pela crise, diz CNI da Embu Óptica

foto: Divulgação

A indústria brasileira foi a segunda mais afetada pela crise econômica internacional entre os quatro países dos BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China), com uma queda na produção de 2,5% entre setembro de 2008, véspera do início da crise, e junho último. A Rússia foi a mais prejudicada, com o produto industrial decrescendo 32,1% no período, revela o documento Indústria Brasileira em Foco, divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) no final de agosto. De acordo com o documento, que compara o comportamento da indústria nos países integrantes do BRIC diante da crise econômica internacional, o setor industrial da Índia e da

China não foi afetado, registrando crescimento de 14,7% e 24,3%, respectivamente. A CNI assinala, na nota, que tais desempenhos demonstram que a retomada da atividade industrial nos BRICs, após a crise, está sendo diferenciada. Diz o documento que depois de forte queda na produção, a indústria russa enfrenta dificuldades para se recuperar. “As indústrias do Brasil, da China e da Índia, por outro lado, apontam ritmo de crescimento similar. A diferença, no caso do Brasil, é que o impacto da crise internacional, no final de 2008, foi muito mais intenso do que na indústria dos outros dois países”, destaca a CNI. O economista da CNI Marcelo

de Ávila lembra que China, Índia e Brasil estão liderando o crescimento mundial, enquanto os países desenvolvidos ainda não se recuperaram dos efeitos da crise. “Essas três economias serão preponderantes no cenário futuro, não só pelo ritmo mais forte de crescimento, mas pela robustez que têm adquirido no cenário econômico mundial”, completa. Ávila alinha as medidas anticíclicas adotadas pelo governo, como as desonerações tributárias, como um dos principais fatores para que a indústria brasileira se recuperasse rapidamente. Prevê que no máximo em três meses o setor retome os níveis de crescimento do período pré-crise.

Demanda por crédito volta a crescer após quedas consecutivas Comércio liderou reação da busca das empresas por crédito

Após três meses consecutivos de queda (abril/maio/junho), a busca das empresas por crédito voltou a reagir no mês de julho. De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito, a quantidade de empresas que procurou crédito teve ligeira alta de 0,5% em julho na comparação com o mês anterior (junho de 2010). Em relação a julho de 2009, a demanda das empresas por crédito recuou 1,9%, a primeira queda neste critério de comparação desde outubro/09. No acumulado dos primeiros sete meses de 2010, a demanda das empresas por crédito avançou 7,7% sobre o período acumula-

do de janeiro a julho de 2009. O enfraquecimento do ritmo da atividade econômica observado durante o segundo trimestre de 2010 contribuiu, sobremaneira, para os recuos mensais da demanda das empresas por crédito no período de abril a junho deste ano. Assim, a reação registrada em julho da procura das empresas por crédito representa uma sinalização da retomada do crescimento econômico, porém num ritmo mais brando do que o predominado durante os primeiros meses de 2010, salientam os economistas da Serasa Experian. Análise por setor: A retomada da busca das empresas por crédito em julho foi liderada pelas empre-

sas do setor comercial, as quais registraram avanço de 1% frente a junho de 2010. As empresas industriais e de serviços seguiram em direção oposta, recuando 0,5% e 0,1% as suas demandas por crédito, respectivamente. Análise por porte: Na classificação por porte as grandes empresas, com variação positiva de 1,6%, puxaram o crescimento da procura empresarial por crédito no mês de julho/10. As médias empresas cresceram 1% a sua busca por crédito no mês passado e a menor evolução positiva ficou por conta das micro e pequenas empresas (alta de 0,4% na procura por crédito em julho/10 frente a junho/10). Fonte: http://www.serasaexperian.com.br

Kiei Takayasu (segundo à esq.), no jantar com a comunidade japonesa do CECI: respeito e reconhecimento ao dinamismo do empresário nipo-brasileiro.

O empresário Kiei Takayasu, da Embu Óptica, foi homenageado no dia 5 de agosto no Restaurante Prato Cheio pelo Centro Esportivo e Cultural de Itapecerica (CECI). O clube – tradicional mantenedor das tradições japonesas na comu-

nidade da região, organizou um jantar em homenagem a Kiei em função do recebimento do título de “Cidadão Embuense” ocorrida em julho, na Câmara de Embu. Motivo de justo orgulho para todos os descendentes da comunidade nipônica.


Interação visite: www.embu.com.br

setembro 2010

7

Evento

8º Festival de Flores e Plantas de Embu das Artes Nos dias 18, 19, 25 e 26 de setembro será realizado mais um Festival de Flores e Plantas Embu das Artes, que costuma atrair um público de 30 mil pessoas, formado por admiradores de flores e plantas, naturalistas, passando por agricultores, floricultores, produtores e consumidores diretos (paisagistas, lojistas, decoradores e arquitetos). Neste ano, o Festival, que faz parte do calendário de eventos da cidade, estará ainda melhor, com novos expositores, das áreas de insumos, acessórios e equipamentos. Contará também com artigos de jardinagem e paisagismo, praça de alimentação, arte ao vivo, oficinas, palestras, atividades culturais e recreação para as crianças. A entrada e o estacionamento são gratuitos e, na hora das compras, serão aceitos cartões de débito e crédito. O 8º Festival de Flores e Plantas Embu das Artes – Uma forma de vida saudável e sustentável conta com a participação de artistas, artesãos, ambientalistas, floricultores, paisagistas e produtores de Embu e de municípios da região. Entre os frequentadores estão ainda pessoas dedicadas a questões de bem-estar e qualidade de vida, além de estudantes e turistas nacionais e estrangeiros, que já incluem o festival em seus roteiros. O 8ª Festival de Flores e Plantas Embu das Artes é realizado com apoio da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Embu das Artes (Acise) e de outros parceiros como CCR Rodoanel, Sansuy, Sebrae-SP, Senar, Recon Eventos, Skin Re-

frigerantes e União Jardins. O Festival será realizado no Parque do Lago Francisco Rizzo, rua Alberto Giosa, 320, no qual foi montado também um auditório para a realização de palestras e algumas oficinas. Para chegar ao parque, ampla área de lazer da cidade, há entradas pelos kms 279 e 282 da

Rodovia Régis Bittencourt (BR 116), com acesso fácil pelo rodoanel a partir de regiões do Estado como a Capital, Grande ABC, Osasco, Barueri, Alphaville, Itapevi, Jandira, Carapicuíba, Cotia e Vargem Grande. Telefone para contato: (11) 4785-3566. Site: www.embu. sp.gov.br.

Programação ATRAÇÕES CULTURAIS 18/9 – sábado 10h – Abertura e premiação do concurso Direitos Humanos “Linguagem e Arte dos Direitos Humanos” 11h – Banda Municipal 13h – Danças Brasileiras 15h – Marília de Zita (Mantras Populares) 16h30 – Banda Auto Sonora 18h – Encerramento 19/9 – domingo 11h – Quinteto de Metais 12h – Jazz (Grupo Arco Iris) 15h – Orquestra de Violeiros de Taboão da Serra 16h30 – Luciano Risseto 18h – Encerramento 25/9 – sábado 10h – Premiação do concurso Se as Flores Falassem, com o tema Biodiversidade: Vamos Respeitar a Cadeia da Vida 11h30 – Tríade Sertaneja 15h – Quinteto de Metais 16h30 – Banda Nova Semente 18h – Encerramento 26/9 - domingo 11h – Dança de Salão e Matrix Dance 12h – Ozair Ferreira 15h – Marciano Monteiro 16h30 – Show Banda Municipal 18h – Encerramento OFICINAS 18/9 – sábado 15h – Agricultura Urbana e Ecológica – com monitores do Projeto Colhendo Sustentabilidade da Prefeitura de Embu 19, 25 e 26/9 11 e 15h – a mesma programação anterior 18 e 26/9 11h – Flores de papel – professora Iva ribeiro

19 e 25/9 11h – Cerâmica - com os monitores do Memorial Sakai 14h – Origami – Professor Carlos Eduardo Mac Quillin Todos os dias 13h – Esculturas em frutas e legumes – Professor Roberto Takada - Em horários determinados pela chegada do público interessado – Ikebana – pela Fundação Mokiti Okada 25/9 16h – Pintura – Professor Olavo Camps PALESTRAS 18 e 19/9 12h – Cultivo de Orquídeas, pelo orquidófilo Rafael Galati, Orquidário da Serra 15h – A Experiência das Hortas Comunitárias em Embu das Artes – pelo Projeto Colhendo Sustentabilidade 18 e 25/9 14h – Ervas Medicinais, pelos médicos Maurício Pardo dos Reis e Célia Medina RECREAÇÃO Todos os dias 9 às 18h – Pavilhão do Parque. Área com brinquedos da Fibrasmil à disposição das crianças 18/9 9 às 19h – Grupo de recreação da Secretaria municipal de Esportes coordena atividades para crianças • Programação sujeita a alteração Informações: CAT – Centro de Atendimento ao Turista, 11 4704-6565, Secretaria de Turismo - (11) 4785-3566 / e-mail turismo@embu.sp.gov.br / site www.embu.sp.gov.br


Interação visite: www.embu.com.br

setembro 2010

8

almoço por Marcelo Sousa

PRÓXIMO ALMOÇO ACISENSE: Restaurante Gramado Grill – BR-116, Embu. DIA 17 DE SETEMBRO, SEXTA-FEIRA, ÀS 12H NÃO PERCA!!!

CNI fonte: Maxpress, com CNI

Garimpo recebeu empresários no Desaceleração da almoço acisense de agosto inflação permite corte Com um cardápio especial, nos juros uma mesa de petiscos deliciosos de entrada e muita animação, o fotos: Divulgação

agradável ponto da gastronomia embuense, Restaurante e Choperia O Garimpo, recebeu os convidados de mais uma edição do almoço da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Embu – ACISE. O almoço da ACISE é sempre uma oportunidade de rever os amigos, trocar informações e até mesmo, fechar bons negócios. Além disso, o tradicional sorteio de brindes e do bolão arrecadado entre os participantes, faz com que o ambiente fique ainda mais divertido. Confira os grandes vencedores: 3º lugar, com o prêmio um porta CD e chaveiro (oferecido pela Embuarte) e Chocolate (oferecido pelo Auto Posto Joaquin´s) - Sr. Roberto (Gráfica Ave Maria); em 2º lugar, um vinho (oferecido pela Embu Óptica) e Chocolate (oferecido pelo Auto Posto Joaquin´s) - Sra. Silvia Block (Boulevard Rego Freitas) e em 1º lugar - Bolão no valor de R$ 220,00 - Dr. Alcionei (Miranda Feliciano). Também foram distribuídas agendas, oferecidas como cortesia, pela Gráfica Ave Maria.

Mesa “de entrada” com petiscos fez sucesso entre os participantes

ALMOÇO ACISENSE - RESTAURANTE “O GARIMPO” - 20.08.10 EMBU OPTICA - Sr. Kiei ROTARY - Sr. Leandro e Sr. Benedito SOULAN CONSULTORIA - Sr. Paulo Ayres MIRANDA FELICIANO - Dr. Alcionei, Dr. Jose Carlos, Sr. Jemerson e Sr. Valdiney MARY HILL PERFUMES - Sr. Hillmann, Sra. Fernanda, Sra. Vania e Sra. Malu IMOBILIÁRIA PORTA NOVA Sra. Daniela POSTO RODOANEL SUL - Sra. Andréa

Silvia Block e Dr. Alcionei Miranda, os grandes vencedores, ao lado de Paulo Ayres da ACISE

AFR PAVIMENTAÇÃO - Sr. Alessandro CLICK ENGENHARIA - Sr. Valter, Sr. Thiago e Sr. Guilherme CENTRO AUTOMOTIVO EMBUARTE - Sr. Paulo Affonso e Sra. Aline HORTI FARTURA - Sra. Edna EDSON FARMA - Sr. Edson BOULEVARD REGO FREITAS Sra. Silvia Block VEDAT - Sr. Paulo AUTO POSTO JOAQUIN´S Sra. Maria e Sra. Luciana GRÁFICA AVE MARIA - Sr. Roberto e Sr. Silvani ABA MOTORS - Sra. Janete JORNALISTA - Sr. Marcelo

Paulo Ayres elogia prato de Frango Xadrez

O presidente em exercício da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, espera que o Banco Central retome os cortes na taxa básica de juros, a Selic, a partir da próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). “A manutenção dos juros em 10,75% ao ano frustrou as nossas expectativas. Esperávamos que o ciclo de redução dos juros começasse na reunião que terminou há pouco”, destacou Andrade. Suas previsões se baseavam na mudança de cenário registrada nos últimos meses. “A inflação e a atividade econômica perderam ritmo, abrindo espaço para a revisão do aperto monetário”, argumentou o presidente em exercício da CNI. Segundo Andrade, com a desaceleração dos

preços dos alimentos em junho e julho, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve manter-se dentro da meta fixada pelo Banco Central para este ano. Além disso, os últimos indicadores da atividade econômica confirmam que o forte crescimento do primeiro trimestre foi atípico e dificilmente se repetirá com mesma intensidade no segundo semestre. “O cenário interno, associado a um quadro internacional incerto, criou condições para a reversão da trajetória de elevação dos juros”, avaliou Andrade. Ele destacou que a redução da taxa Selic nas próximas reuniões do Copom ajudará a diminuir a grande diferença entre os juros cobrados no Brasil e o dos demais países.


Jornal Interação edição 113