Page 1

Bibliotecas do Agrupamento de Manhente Apresentação Conselho Pedagógico


Professor Bibliotecário Portaria n.º 756/2009 de 14 de Julho Artigo 3.º 1 — Ao professor bibliotecário cabe, com apoio da equipa da biblioteca escolar, a gestão da biblioteca da escola não agrupada ou do conjunto das bibliotecas das escolas do agrupamento. 2 — Sem prejuízo de outras tarefas a definir em regulamento interno, compete ao professor bibliotecário: a) Assegurar serviço de biblioteca para todos os alunos do agrupamento ou da escola não agrupada; b) Promover a articulação das actividades da biblioteca com os objectivos do projecto educativo, do projecto curricular de agrupamento/escola e dos projectos curriculares de turma; c) Assegurar a gestão dos recursos humanos afectos à(s) biblioteca(s); d) Garantir a organização do espaço e assegurar a gestão funcional e pedagógica dos recursos materiais afectos à biblioteca;


e) Definir e operacionalizar uma política de gestão dos recursos de informação, promovendo a sua integração nas práticas de professores e alunos; f) Apoiar as actividades curriculares e favorecer o desenvolvimento dos hábitos e competências de leitura, da literacia da informação e das competências digitais, trabalhando colaborativamente com todas as estruturas do agrupamento ou escola não agrupada; g) Apoiar actividades livres, extracurriculares e de enriquecimento curricular incluídas no plano de actividades ou projecto educativo do agrupamento ou da escola não agrupada; h) Estabelecer redes de trabalho cooperativo, desenvolvendo projectos de parceria com entidades locais; i) Implementar processos de avaliação dos serviços e elaborar um relatório anual de auto -avaliação a remeter ao Gabinete Coordenador da Rede de Bibliotecas Escolares(GRBE); j) Representar a biblioteca escolar no conselho pedagógico, nos termos do regulamento interno.


MAABE Modelo de auto-avaliação da biblioteca escolar


Com o MAABE Pretende-se avaliar a qualidade e eficácia da BE (…) devendo a auto-avaliação ser encarada como um processo pedagógico e regulador, inerente à gestão e procura de uma melhoria contínua da BE. Neste sentido, a escola deverá encarar este processo como uma necessidade própria e não como algo que lhe é imposto do exterior, pois de facto todos irão beneficiar com a análise e reflexão realizadas. Espera-se que o processo de auto-avaliação mobilize toda a escola, melhorando através da acção colectiva as possibilidades oferecidas pela BE.


Descrição do modelo Domínios que são objecto de avaliação

• Os domínios seleccionados representam as áreas essenciais para que a BE cumpra, de forma efectiva, os pressupostos e objectivos que suportam a sua acção no processo educativo. • Os vários elementos a analisar foram assim agrupados em quatro domínios e respectivos subdomínios: A, B, C e D


A. Apoio ao desenvolvimento curricular A.1 Articulação curricular da biblioteca escolar com as estruturas de coordenação e supervisão pedagógica e com os docentes A. 2 Promoção das literacias da informação, tecnológica e digital B. Leitura e literacia C. Projectos, parcerias e actividades livres e de abertura à comunidade C.1 Apoio a actividades livres, extra-curriculares e de enriquecimento curricular C.2 Projectos e parcerias D. Gestão da biblioteca escolar D.1 Articulação da biblioteca com a escola. Acesso e serviços prestados pela biblioteca D.2 Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços D.3 Gestão da colecção/ da informação


Nível

Na caracterização dos perfis de desempenho optou-se por uma escala de quatro níveis que caracterizam o tipo de desempenho da BE em relação a cada domínio/ subdomínio.

4 A BE é muito forte neste domínio. O trabalho desenvolvido é de grande qualidade e com um impacto bastante positivo. 33 A BE desenvolve um trabalho de qualidade neste domínio, mas ainda é possível melhorar alguns aspectos. 2 A BE começou a desenvolver trabalho neste domínio, sendo necessário melhorar o desempenho para que o seu impacto seja mais efectivo. 1 A BE desenvolve pouco ou nenhum trabalho neste domínio, o seu impacto é bastante reduzido, sendo necessário intervir com urgência.


MAABE Modelo de auto-avaliação Biblioteca da EB 2, 3 de Manhente 2009/2010


Modelo de auto-avaliação Biblioteca da EB 2, 3 de Manhente

População auscultada: 26% 42% 16 % 17%

alunos dos 5.º e 6.º anos alunos dos 7.º, 8.º e 9.º anos dos docentes dos encarregados de educação


Domínio avaliado – Domínio B – Leitura e Literacia Motivo da escolha do domínio

Dado que no ano lectivo anterior, a BE já participou na aplicação do MAABE, com uma análise mais detalhada ao Domínio A, trabalhar o Domínio B foi também ao encontro do domínio escolhido em reunião inter-concelhia da RBE.

Nível obtido

3


Acções para melhoria Não existe ainda acesso ao sistema GIB, para constituição e divulgação do catálogo de todo o acervo existente impedindo desta forma uma análise estatística mais apurada.  Abertura da BE para outros ambientes digitais e plataformas de rede social

de modo a atingir novos públicos (facebook, twitter);

 Promover o trabalho articulado e uma colaboração activa com

departamentos e docentes através da concepção/participação programas/projectos relacionados com a leitura;

em


Definir prioridades e traçar uma estratégia de melhoria a propor aos órgãos de administração e gestão (director, conselho pedagógico) e demais estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica, partindo dos resultados analisados pelos Conselhos de Turma. Promover a criação de contextos diversificados de leitura e de produção/comunicação da informação com recurso a suportes impressos e, sobretudo, a ambientes digitais.  Maior dinamização da página Web da escola de modo a permitir uma reunião dos ambientes digitais criados pelos vários departamentos, mas que se encontram dispersos/desligados, não permitindo quer o cruzamento da informação quer uma divulgação mais eficiente desta.


Pontos fortes identificados  A BE (professores bibliotecários), apesar de inexperiente no que ao

funcionamento e gestão da BE diz respeito, procurou, acima de tudo, criar um envolvimento com todos os responsáveis pelo sucesso educativo dos alunos realizando um trabalho de suporte às aprendizagens em contexto de sala de aula e também no próprio espaço da BE. Envolvimento e incentivos da BE, junto das escolas, para a participação em actividades e projectos relacionados com o PNL.  Valorização da BE, por parte dos docentes e restante comunidade educativa, enquanto agente dinamizador para a leitura e melhoria dos resultados escolares dos alunos.


Pontos fracos identificados Promover o trabalho articulado e uma colaboração activa com departamentos e docentes através da concepção/participação em programas/projectos relacionados com a leitura. Definir prioridades e traçar uma estratégia de melhoria a propor aos órgãos de administração e gestão (director, conselho pedagógico) e demais estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica, partindo dos resultados analisados pelos Conselhos de Turma. Promover a criação de contextos diversificados de leitura e de produção/comunicação da informação com recurso a suportes impressos e, sobretudo, a ambientes digitais.


Restantes domínios: Domínio A A.1. Articulação curricular da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e os docentes. Ao longo do ano lectivo, a BE desenvolveu, com alguma regularidade, um trabalho articulado e colaborativo com as várias estruturas pedagógicas e curriculares, através da organização de actividades. A coordenadora da BE fez da parte do Conselho Pedagógico sendo secretária do mesmo e integrou o Departamento de Línguas. A BE apoiou os docentes nas Áreas Curriculares não Disciplinares, nomeadamente, nas áreas de projecto. Acções para melhoria Divulgações de sites úteis às diversas áreas de aprendizagem; Apresentação de actividades conjuntas com docentes; Produção e partilha materiais e actividades com outras escolas e BE.


A.2. Promoção das literacias da informação, tecnológica e digital •

A BE apoiou algumas acções promotoras da utilização das TIC e da Internet quer como acesso a ferramentas à informação e recurso para a aprendizagem, quer como instrumentos de produção e comunicação de informação trabalhada, tem pois, um impacto razoável nas competências tecnológicas, digitais e de informação dos alunos; A BE com a sua dinâmica tenta transmitir aos alunos, um conjunto de valores e de atitudes indispensáveis à formação da cidadania.

Acções para melhoria • Reforçar a articulação da BE com as áreas não curriculares; • Envolver os alunos na vida da BE criando um grupo de monitores ou «amigos» da biblioteca.


Domínio C. Projectos, parcerias e actividades livres e de abertura à comunidade C.1. Apoio a actividades livres, extra-curriculares e de enriquecimento curricular •O alargamento do período de funcionamento da BE permitiu aos alunos e docentes uma maior rentabilização do espaço. Os alunos ocuparam os tempos livres (início da manhã, intervalo de almoço) para executar as tarefas escolares, leitura, trabalho de pesquisa, entre outras actividades dinamizadas pela equipa da BE. •Executou os projectos que contemplavam actividades de promoção da leitura, comemoração de efemérides e participação em concursos que correspondem aos interesses e necessidades dos alunos. •A BE contribuiu para a aquisição e desenvolvimento de métodos de trabalho e de estudo autónomo pelos alunos.

Acções para melhoria

•Reforçar a articulação com as áreas disciplinares não curriculares; •Distribuir o horário da equipa e dos professores colaboradores de modo a assegurar o mais possível a presença permanente de um elemento da BE, sempre nesse espaço;


C.2. Projectos e Parcerias •

A BE desenvolveu parcerias com a Biblioteca Municipal, com a Câmara Municipal e com a Banda de Música de Oliveira.

Desenvolveu um trabalho colaborativo com as escolas do agrupamento dando apoio às actividades. Concursos: Podcast na Educação (EB1 de Caminhos –Lama 2º e JI de Oliveira 3º. Concurso Nacional com 500 trabalhos) - , Clube do Senhor B, SeguraNet, Concurso Nacional de Leitura, Faça Lá um Poema…

Os professores bibliotecários participaram com o SABE, num grupo de trabalho concelhio (uma vez por mês).

A participação dos Pais/Encarregados de Educação é uma constante nas actividades da BE dirigidas à comunidade educativa (Feira do Livro, Café-Concerto e Noite do Fado e Poesia.) em horários e períodos extra-lectivos.

Acções para melhoria • Intensificar estas parcerias e estabelecer outras que sejam oportunas.


D.1. Articulação da BE com a escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE. Relatório de avaliação

•A BE encontra-se referenciada nos documentos estratégicos do Agrupamento, conferindo a esta estrutura educativa um papel, razoavelmente, relevante no processo de ensino aprendizagem, sendo de destacar a articulação do PAA da BE com as prioridades de intervenção e as metas consignadas no Projecto Educativo do Agrupamento. •A BE faculta bons serviços e articula as actividades/projectos com o Agrupamento disponibilizando um horário que responde às necessidades dos utilizadores. •A coordenadora da BE participou nas reuniões do Conselho Pedagógico e nas reuniões do Departamento de Línguas. Promovendo o papel da BE enquanto estrutura educativa, sempre que necessário, esteve presente nas reuniões dos restantes Departamentos do Agrupamento. •Os órgãos de direcção, administração e gestão reconhecem o valor e a importância à BE na formação do sucesso educativo.

Acções para melhoria •Reforçar a articulação de objectivos e de trabalho com departamentos e docentes.


D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços. • • • • • •

O Perfil adequado dos elementos da BE e da Assistente Operacional, reflectem a qualidade global do trabalho desenvolvido ao longo do ano, dando resposta às solicitações dos utentes e à dinamização das actividades propostas. A BE apresenta boas condições de espaço com áreas definidas para diversas actividades. O espaço e mobiliário são adequados, faltando apenas a colocação de uma porta de vidro e a substituição de algumas estantes antigas, bem como o reforço da sinalética. Os equipamentos informáticos são bons e respondem a grande parte das necessidades dos utilizadores. A política de desenvolvimento da colecção respeita as necessidades curriculares dos Departamentos e as preferências dos alunos. Contudo, necessita de uma constante actualização. Os equipamentos e a colecção de audiovisuais são deficitários e precisam de uma actualização urgente para responder às solicitações dos utilizadores.

Acções para melhoria • Melhoramento do equipamento e colecção de audiovisuais.


D.3. Gestão da colecção/da informação. • A colecção não se encontra informatizada. Todo o acervo da BE tem vindo a ser catalogado de forma manual o que limita, muito, a informação e a eficiência do serviço. A BE aguarda o software GIB, prometido pela Câmara Municipal. • Não há verba atribuía para a BE, no entanto, a Direcção é receptiva e disponibiliza alguma verba para aquisição de documentos para o desenvolvimento da colecção. Acções para melhoria • Começar a informatização do acervo.


Total de actividades planeadas: 25 Total actividades realizadas: 24 Não Realizada: Palestra Sobre o Centenário da República com o Dr. Victor Pinho desmarcada pela Biblioteca Municipal de Barcelos N.º de escolas envolvidas: Todas as salas do JI das EB1 e da EB 2,3 Nº de alunos envolvidos: JI 265; 1ºCiclo 455; 2º Ciclo 244; 3º Ciclo 354; CEF 24 Total 1342


• Destaques: • •

Histórias Cantadas; Conta-nos uma história – Podcast na Educação (Concurso a nível Nacional com a participação de 500 escolas) • EB1 de Caminhos – Lama (2º Lugar) • JI de Oliveira com a parceria da Banda de Oliveira (3º Lugar)

• • • • • • •

Feira do Livro; Café-Concerto; Escritores; Prevenção gripe A; Concurso Nacional de leitura; Criação do blogue das bibliotecas; Fado e Poesia.


Documentos de Apoio à apresentação

Listagem das actividades por escola/jardim/sala

Actividades previstas

Mailing List

Plano de Actividades Bibliotecas do Agrupamento

Relatório MAABE 2009/2010


โ€ข

Trabalho realizado por: Miguel Silva e Teresa Coelho,

(Professores Bibliotecรกrios do Agrupamento de Manhente)

Sessão 2  

Apresentação MAABE

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you