Page 1

CIDADES Parte da principal avenida de Bebedouro serĂĄ mĂŁo Ăşnica a partir de domingo 12 EXEMPLAR DO ASSINANTE

SEXTA-FEIRA

MACEIĂ“ - ALAGOAS - 25 DE NOVEMBRO 2011 - NÂş 1302 - R$ 1,50 ADAILSON CALHEIROS

tribunahoje.com

Manso manda prender comandante da PM, que SDJDĂ€DQoDHpOLEHUDGR

OCB/SESCOOP

SECOM

Cooperativas ganham açþes de planejamento A OCB/Sescoop promoveu este ano 85 açþes de monitoramento de cooperativas alagoanas, que passaram por um diagnóstico em todas as åreas, para identificação de falhas e estruturação

MELLINA FREITAS

de um planejamento com metas e prazos a serem cumpridos. Esse trabalho jå Ê tido como modelo no país. A informação Ê dos dirigentes das entidades, Mårcia Túlia e Marcos Braga (foto). Suplemento

BETO CAMPANHA

3UHIHLWDpYtWLPD Tudo parado em GHWHQWDWLYDGH FRPLVVmRFULDGD HVWHOLRQDWR SDUDUHLQYHVWLJDU PĂĄg. 3

PĂĄg. 4

“Palmeira precisa mudarâ€?. Com essas palavras o jornalista Kleverson Levy mostrou sua indignação diante de fatos na cidade de Palmeira dos Ă?ndios e que vem chamando a atenção da mĂ­dia com relação Ă administração do prefeito tucano... PĂĄg. 5

AILTON VILLANOVA O distinto intitulado Ivanovaldo Simþes pegou um pedacinho do adiantamento do 13° salårio e investiu num par de pisantes de couro de FURFRGLOR&RLVDPXLWR¿QD Simþes chegou em casa calçando os recÊm-adquiridos sapatos e chamou... Påg. 11

Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em ĂĄreas isoladas

20Âş

MĂĄxima

28Âş

MarĂŠs

03:15 09:28 15:32 21:53

2.1 0.1 2.1 0.0

FINANÇAS DÓLAR COMERCIAL R$ 1,88 R$ 1,88 DOLAR PARALELO R$ 1,84 R$ 1,97 OURO: R$ 102,00 POUPANÇA: 0,5996%

PĂĄg. 11 SANDRO LIMA

A Caixa Econômica Federal e a Prefeitura de Arapiraca vão inaugurar, hoje, uma etapa do Residencial Brisa do Lago I e III, construído com recursos do programa Minha Casa, Minha Vida. O empreendimento estå orçado em R$ 69 milhþes. Serão ao todo 1.868 casas. 14

DE JOELHOS

Mulher ĂŠ morta com cinco tiros dentro de bar

ENGENHEIROS

MĂ­nima

ALAGOASpRSULPHLUR(VWDGRDÂżUPDUDFRUGRGHFRRSHUDomRWpFQLFDFRPRJRYHUQRIHGHUDO para implementar uma polĂ­tica de enfrentamento a crimes homofĂłbicos. A solenidade foi ontem em BrasĂ­lia. O governo foi representado pelo secretĂĄrio DĂĄrio CĂŠsar, da Defesa Social. PĂĄg. 10

*RYHUQRGR(VWDGR YDLLQYHVWLUPDLVGH 5PLHP

Caixa inaugura a 1ÂŞ etapa do Brisa do Lago

Uma mulher, identificada como Jemima Oliveira de Cerqueira, 30, foi morta com cinco tiros na noite de ontem no Bar do LulĂş, que fica por trĂĄs do Conjunto Medeiros Neto, no bairro do Tabuleiro do Martins, em MaceiĂł. Quando foi alvejada a vĂ­tima estava de joelhos.

TEMPO

SEGURANÇA

ARAPIRACA

COTIDIANO

Por muito pouco o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Luciano Silva, não foi preso ontem, por decisão do desembargador Orlando Manso. A ordem de prisão chegou a ser cumprida pelo delegado-geral Marcílio Barenco, mas Luciano pagou fiança, na Defesa Social, e foi liberado. O motivo foi que Manso havia mandado que apenas suspendesse o capital Rocha Lima, mas Luciano foi alÊm e o prendeu por quatro dias. 9

TURISMO

9LOHODH$OPHLGDDEUHPWHPSRUDGDGHFUX]HLURVQR3RUWR Com a inauguração de um terminal provisório para receber turistas de navios, o governador Teotonio Vilela Filho e o prefeito Cícero Almeida abriram ontem a temporada de cruzeiros marítimos em Maceió. A primeira embarcação a aportar na capital foi o Grand Celebration, da Ibero, com årea de 1.240 m2, climatizado, com artesanato, folguedos e comidas típicas. A iniciativa foi uma parceria do Estado, prefeitura e da administração do Porto. Påg. 13 ASSESSORIA

Deputados e Crea FULDPIUHQWHSHODV iUHDVWpFQLFDV Os deputados estaduais Judson Cabral, Luiz Dantas, Inåcio Loiola e Olavo Calheiros, todos engenheiros, discutiram ontem a criação de uma frente parlamentar que atue na defesa dos interesses das categorias que trabalham no parque tecnológico de Alagoas. A reunião foi com o presidente do Crea, Aloísio )HUUHLUDHHQWLGDGHVSUR¿Vsionais da årea. Påg. 10

PARLAMENTARES engenheiros se reuniram ontem com dirigentes do Crea e prometeram atuar em defesa da categoria


2 POLĂ?TICA

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

PolĂ­tica

Pós-2010: governador Teotonio Vilela e prefeito Cícero Almeida se abraçam O palco era o Porto de Maceió e a pauta era a abertura da temporada de cruzeiros. Presentes, o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) e e prefeito Cícero Almeida (PP). Apesar das diferenças políticas hoje, ambos estiveram bem próximos em 2010. Ontem, Vilela e Almeida voltaram a se abraçar e trocar amabilidades. O prefeito com seu jeito menos protocolar VDLXFRPHVVDDQWHVGRGLVFXUVRGH7HRWRQLR³3HORPHQRVDTXL¿FRQR lugar do governador� - ao ocupar o microfone que seria usado por Vilela.

Câmara: pauta limpa e sem quórum Antes da terça-feira, vereadores culpavam pauta trancada pela ausência de deliberaçþes. Agora, nem aparecem SANDRO LIMA

LUIS VILAR REPĂ“RTER

A

Vereadora Heloisa Helena foi a Ăşnica a comparecer a sessĂŁo

pesar dos vereadores por MaceiĂł terem conseguido limpar a pauta na sessĂŁo da terça-feira passada, dia 22, a Câmara Municipal de MaceiĂł ainda nĂŁo conseguiu entrar no ritmo da normalidade, que seria a realização de trĂŞs sessĂľes por semana nas terças, quartas e quintas-feiras, sempre Ă s 9h (horĂĄrio regimental do “parlamento-mirimâ€?). Neste mĂŞs de novembro, por exemplo, o saldo ĂŠ de quatro sessĂľes por mĂŞs, com a mĂŠdia de um encontro em plenĂĄrio por semana, mesmo com projetos de lei em pauta para serem apreciados. Para se ter ideia, a sessĂŁo de ontem, dia 24, nĂŁo houve porque apenas a vereadora HeloĂ­sa Helena (PSOL) apareceu ao plenĂĄrio. Ela – sozinha – fez a primeira chamada, esperou o prazo re-

gimental de 15 minutos, mas encerrou com apenas a Ăşnica presença registrada. O “parlamento-mirimâ€? volta a se reunir na prĂłxima segunda-feira, dia 28, mas provavelmente sem deliberaçþes, jĂĄ que ĂŠ a sessĂŁo “Parlamento na Praçaâ€?, que ocorrerĂĄ no Conjunto Denisson Menezes, no complexo do Benedito Bentes, em MaceiĂł. Nesta sessĂŁo, serĂŁo homenageados dois vereadores da Câmara Municipal de SĂŁo Paulo: o presidente Police Neto (PSDB) e Netinho de Paula (PCdoB). No dia 23, nĂŁo houve sessĂŁo tambĂŠm por ausĂŞncia de quĂłrum. Presentes apenas o presidente Galba Novaes (PRB), JoĂŁo Luiz (DEM), ThĂŠo Fortes (PT do B) e Marcelo Gouveia (PRB). PAUTA A pauta se encontrava trancada atĂŠ o dia 22 de novembro por conta dos vetos do Executivo aos projetos de

lei de vereadores e a emendas da Lei de Diretrizes Orçamentårias. Na apreciação deles, que ocorreu em três sessþes espaçadas, se manteve a vontade do prefeito Cícero Almeida (PP). Em um entendimento da bancada governista – coordenada pelo vereador Silvio Camelo (PV) – os vetos terminaram por arquivar todas as matÊrias que antes haviam sido aprovadas por unanimidade pela Casa de Mårio Guimarães. O prefeito liberou – em acordo com os vereadores – a bancada quanto às emendas à Lei de Diretrizes Orçamentårias, mesmo assim os edis tambÊm mantiveram o entendimento da Procuradoria Geral do Município. Com a limpeza da pauta, a Casa de Mårio Guimarães se foca em matÊrias que são consideradas importantes pelos próprios vereadores, inclusive jå existindo – por SANDRO LIMA

PODER

PLENĂ RIO

Mulheres ainda encontram resistĂŞncia na polĂ­tica CADU EPIFĂ‚NIO EDITOR DE POLĂ?TICA

Antigamente ouvia-se muito nas rodas polĂ­ticas que ‘polĂ­tica nĂŁo ĂŠ coisa para mulher’. Bobagem, hoje quem comanda o paĂ­s ĂŠ uma mulher. Para abrir caminho, a advogada Solange Jurema ministrou palestra sobre “A participação da mulher na reforma polĂ­tica e os caminhos de acesso ao poderâ€?, em Curitiba, na XXI ConferĂŞncia Nacional da OAB. Jurema, que jĂĄ tem uma histĂłria na polĂ­tica como primeira ministra de Estado, destacou que a ausĂŞncia da mulher na polĂ­tica ĂŠ cultural. “As mulheres sĂŁo sobrecarregadas. NĂŁo hĂĄ polĂ­ticas pĂşblicas que favoreçam a inserção delas. NĂŁo hĂĄ creches RVXĂ€FLHQWHHVFRODVHPWHPpo integral. Isso penalizaâ€?, disse.

parte da vereadora Heloísa Helena (PSOL) – pedido para votaçþes em regime de urgência, que tambÊm precisa ser apreciado pelo plenårio. ORÇAMENTO A grande questão – conforme informaçþes de bastidores – Ê que jå hå um consideråvel atraso em relação à Lei Orçamentåria Anual (LOA), que prevê o orçaPHQWR ÀQDQFHLUR GH 5  bilhþes para o ano de 2012. O próprio presidente Galba Novaes (PRB) jå reconhece o prejuízo em relação à peça orçamentåria. Em entrevista à Tribuna Independente, o presidente da Casa de Mårio Guimarães destacou que serå dada a celeridade devida, dentro dos prazos regimentais da Casa para a aprovação do orçamento, que – para se manter o recesso parlamentar – deve ocorrer jå no próximo mês.

Por meio de dados ela materializou a situação no paĂ­s. O Brasil ĂŠ o 82Âş paĂ­s em igualdade de gĂŞneros. Na presença de mulheres nos ministĂŠrios de Estado o paĂ­s estĂĄ na 103Âş colocação. Quando o ranking ĂŠ de presença feminina no parlamento somos os 140Âş. Prefeituras e Câmaras, sĂŁo sĂŁo 12%. Para mudar essa realidade, Jurema acredita que â€œĂŠ necessĂĄrio mudar o modo de se fazer polĂ­ticaâ€?. “A polĂ­tica ĂŠ um jogo pesado, machista e sujo. Isso tambĂŠm desmotiva muitas mulheres a se inserirem na polĂ­ticaâ€?. A reforma polĂ­tica, segundo ela, pode facilitar a penetração feminina. “O YRWR GLVWULWDO EHQHĂ€FLD DV lideranças comunitĂĄrias, jĂĄ que a maioria das lideranças sĂŁo mulheres. NĂłs temos maior poder de mobilizarâ€?. Advogada Solange Jurema enfatiza posicionamento do paĂ­s quando o assunto ĂŠ mulher na polĂ­tica ADAILSON CALHEIROS

CONCURSO CĂ‚MARA

Devoluçþes de valor da inscrição acontecem atÊ esta sexta-feira EDITORIA DE POL�TICA COM ASSESSORIA

Por meio de acordo com BB, Galba Novaes conseguiu devolução

Quem se inscreveu para prestar o concurso público da Câmara Municipal de Maceió, que seria realizado em 2007, e ainda não foi a Banco do Brasil para reaver seu dinheiro, tem atÊ esta sexta-feira, 25, para fazê-lo. O presidente da Casa de Mårio Guimarães, vereador Galba Novaes (PRB), encaminhou todos os nomes dos candidatos ao Banco do Brasil para que os valores sejam devidamente devolvidos. Para se ter acesso ao valor das inscriçþes, o candidato, ou melhor, o ex-candidato, deve comparecer às agências do Banco do Brasil munidos de RG e CPF.

O concurso da Câmara Municipal de Maceió seria realizado em 2007, mas devido a constatação de irregularidades no certame encontradas pelo MinistÊrio Público Estadual acabou sendo cancelado, após o pagamento das inscriçþes. Desde então se iniciou uma verdadeira novela - que teve ÀP  SHOD GHYROXomR GR GLnheiro. A devolução do dinheiro ocorre depois de quatro anos de espera. Ao todo, serão devolvidos aos inscritos DSUR[LPDGDPHQWH 5  mil. Em janeiro deste ano, o MinistÊrio Público Estadual (MPE) e a Defensoria Pública do Estado requereram à 14ª Vara o desbloqueio imediato e a devolução dos va-

lores arrecadados pela Funcefet - empresa responsåvel pela organização do concurso. Chegou a existir um impasse devido a uma taxa que era cobrada pelo Banco do %UDVLO PDV ² FRPR Mi DÀUmado pelo presidente Galba Novaes – o assunto foi superado por meio de um acordo estabelecido entre as partes. O pedido de desbloqueio teve base na anålise da prestação de contas apresentada pela Funcefet ao MPE, na qual foram constatadas desSHVDV VHP QRWD ÀVFDO FRQtratação de terceiros sem previsão contratual e outros ilícitos. Durante audiência realizada no dia 22 de setembro deste ano, a Justiça determinou que a devolução fosse feita.

PrevisĂŁo ĂŠ de menos sessĂľes atĂŠ o recesso Galba Novaes expĂľe as GLĂ€FXOGDGHVHPUHODomRjGHmora para a limpeza da pauta: “como foram mantidas as emendas Ă Lei de Diretrizes OrçamentĂĄrias, a Câmara de MaceiĂł terĂĄ que devolver a Lei OrçamentĂĄria Anual (LOA) para o Executivo, paralisando o trâmite que jĂĄ estava em andamentoâ€?. Novaes jĂĄ determinou – RĂ€FLDOPHQWH²TXHRYHUHDGRU ThĂŠo Fortes (PTdoB), que foi nomeado relator especial da peça orçamentĂĄria, devolva a matĂŠria para a Mesa, em função da devolução da LOA para a Prefeitura Municipal de MaceiĂł. Sem poder dar andamento Ă  lei orçamentĂĄria, os vereadores – ainda segundo informação de bastidores – tendem a reduzir o nĂşmero de sessĂľes atĂŠ o retorno da peça, que deve ocorrer jĂĄ no inĂ­cio de dezembro e serĂĄ o ponto principal dos trabalhos do Legislativo municipal. AlĂŠm do trâmite natural, como as audiĂŞncias pĂşblicas, as emendas e aprovação no plenĂĄrio, outros pontos tambĂŠm entrarĂŁo em pauta na discussĂŁo Ă  respeito da LOA, como o percentual de remanejamento concedido ao prefeito CĂ­cero Almeida e o duodĂŠcimo da Casa. Quanto ao primeiro, o percentual previsto pela peça orçamentĂĄria ĂŠ de 25%. A tendĂŞncia ĂŠ que surjam propostas para reduzir este limite. Novaes quer reduzir o valor da verba indenizatĂłria GH 5  PLO SDUD 5  PLO o nĂşmero de comissionados por gabinete de 17 para 10 e revogar o aumento dos vereadores que foi concedido para 2013, quando estes SDVVDULDP GH 5  PLOPrV SDUD5PLOPrV2SUHVLdente alega que sĂŁo medidas para que a Câmara se adeque ao que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal e possa receber os novos vereadores. (LV)


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011 POLĂ?TICA

3

Prefeita Mellina Freitas sofre tentativa de golpe

NĂŁo Ă violĂŞncia

C

omeça hoje, e vai atĂŠ 10 de dezembro, a campanha ´4XHPDPDDEUDoDÂľDWUDYpVGH79HYHLFXODomRHP metrĂ´s nas principais cidades do Brasil de videoclipe gravado por personagens da mĂşsica brasileira. É uma iniciativa relacionada aos 30 anos do Dia Internacional de Luta pela 1mR9LROrQFLD&RQWUDDV0XOKHUHVHGRVDQRVGRV'LDVGH $WLYLVPRSHOR)LPGD9LROrQFLD&RQWUDDV0XOKHUHV3URPRomR da Rede de Desenvolvimento Humano e do Instituto Magna 0DWHU2EMHWLYRDOHUWDUSDUDRVGDGRVGR0DSDGD9LROrQFLD GR0LQLVWpULRGD-XVWLoDDFDGDGXDVKRUDVXPDPXOKHU ĂŠ assassinada no Brasil; seis em cada dez brasileiros conhecem alguma mulher que foi vĂ­tima de violĂŞncia domĂŠstica; 30% das mulheres brasileiras jĂĄ sofreram algum tipo de violĂŞncia domĂŠstica; a cada dois minutos, cinco mulheres sĂŁo violentamente agredidas no Brasil. A divulgação da campanha, em Alagoas, estĂĄ sendo feita pela professora ArĂ­sia Barros, que coordena a organização “RaĂ­zes de Ă fricasâ€?.

Articulação O Hotel Ponta Verde sedia, KRMHDSDUWLUGDVKRUDVR VHPLQiULR³'HVD¿RVGR%UDVLO 'HVD¿RVGDV&LGDGHV´LQLFLDWLYD GR36'%3UHVHQoDVDQXQciadas dos deputados federais SÊrgio Guerra (PE), presidente nacional do partido, Antônio ,PEDVVDK\ %$ H5XL3DOPHLUD $/ 1DSUiWLFDpXPWUDEDOKR GR36'%SDUDJDQKDUPDLV visibilidade, jå por conta das HOHLo}HVGH&ODXGLRQRU Araújo, presidente regional, FRRUGHQDQGR

Dedicação 4XHPWRPDFRQKHFLPHQWRGDDJHQGDGHWUDEDOKRGH/XL]2WiYLR Gomes, secretårio do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, QmRLPDJLQDTXHHOHHVWiQRV~OWLPRVGLDVQRFDUJRDSyVSHGLUH[RQHUDomR)LFDQRPi[LPRDWpR¿QDOGHGH]HPEUR6XDVDWLYLGDGHV SRUpPVmRGHTXHPHVWiLQLFLDQGRXPWUDEDOKR

Reconhecido $SURSyVLWRGH/XL]2WiYLR*RPHVUHSHUFXWLXEHPDVXDSUHVHQoDQD $VVHPEOHLD/HJLVODWLYDDQWHRQWHP$VVHGLDGREDVWDQWHHOHUHVSRQGHX jDOWXUDTXHVWLRQDPHQWRVTXHOKHIRUDPIHLWRV*DQKRXHORJLRVGRV deputados AntĂ´nio Albuquerque, oposicionista, e Gilvan Barros, oposiFLRQLVWDHGRJRYHUQDGRU7pR9LOHOD

Menestrel

A caminho

6HUiLQVWDODGDKRMHDÂ?6HPDQD 7HRW{QLR9LOHODKRPHQDJHDQGR R0HQHVWUHOGDV$ODJRDVDRVRP GRJUXSR6XSHUQRYD1RHYHQWR D,PSUHQVD2ÂżFLDOGR(VWDGRHVtarĂĄ lançando o novo nĂşmero da UHYLVWDÂł*UDFLOLDQR´DERUGDQGRD WUDMHWyULDGRVDXGRVRVHQDGRUÂŹV KRUDVQD)XQGDomR7HRW{QLR 9LOHOD-DUDJXi

Parece irreversĂ­vel a candiGDWXUDGH0DQRHO*RPHVGH %DUURVj3UHIHLWXUDGH8QLmR GRV3DOPDUHV&DVRVHMDHOHLWR o ex-governador estarĂĄ encerrando a carreira polĂ­tica por RQGHFRPHoRXHP0DQR pensava continuar sem mandato, apenas dando suporte ao ÂżOKR1HOLWRGHSXWDGRHVWDGXDO PDVRVDSHORVVmRPXLWRV

Chance Hoje ĂŠ o Ăşltimo dia para que os que pretendiam participar do concurso FDQFHODGRSHOD&kPDUD0XQLFLSDOGH0DFHLyUHFHEDPGHYROWDR GLQKHLURGDLQVFULomR%DVWDFRPSDUHFHUDTXDOTXHUDJrQFLDGR%DQFR GR%UDVLOFRPGRFXPHQWRGHLGHQWLGDGH*UDoDVDXPDLQLFLDWLYDGD 'HIHQVRULD3~EOLFDDFDWDGDSHOR03H-XGLFLiULR

Oportunidade 9RFrWHPDPLJRQRJRYHUQR PXQLFLSDOHVWDGXDORXIHGHUDO HTXHU JDQKDUGLQKHLURIiFLOjEDVHGHUHFXUVRVS~EOLFRV"0RQWHXPD21*RX 2VFLS7HPVLGRXPGRVPHOKRUHVQHJyFLRVGRV~OWLPRVDQRVQR%UDVLO QmRLPSRUWDDLGHRORJLDGRVJUXSRVGRPLQDQWHV7DPEpPHP$ODJRDV KiYiULRVFDVRVGHVXFHVVR

“

Palavra de um governador de stado jå Ê, por si, uma prova� AGNELO QUEIROZ Governador do Distrito Federal, esquivando-se de VHMXVWL¿FDUHPGHWDOKHVGHSyVLWRGH5PLOIHLWRV por um lobista em sua conta bancåria

2PpGLFRHHVFULWRU&tFHUR&DUYDOKRODQoDKRMHPDLVXPOLYURÂł&RLYDUD´WUDWDGHÂżORVRÂżDSROtWLFDHFRORJLDÂłRKRPHPQDVXDHVVrQFLDGH VHU´QRGL]HUGRSUySULRDXWRU1R(VSDoR&XOWXUDOGR6HVL3DMXoDUDjV KRUDV * Hoje, na happy hour do Sesc Poço, o projeto Grandes Encontros homenageia o “Rei do soul brasileiroâ€?, Tim Maia. A partir das 19h30m, com participação da cantora Luciana Lima e da orquestra High Society. Informaçþes: 0800 284 2440 (QFHUUDQGRjVFRPHPRUDo}HVGR0rVGD&RQVFLrQFLD1HJUDD 'LUHWRULDGH7HDWURVGR(VWDGRGH$ODJRDVUHDSUHVHQWDKRMHQRSURMHWR Âł6H[WDV3RSXODUHV´RVKRZÂł&RLVDGH1rJR´GH,JERQDQ5RFKDÂŹV KRUDVQR7HDWUR'HRGRURFRPHQWUDGDJUDWXLWD * JĂĄ estĂĄ sendo montada, Ă beira mar, na Praia de JatiĂşca, a estrutura para o Reveillon Absoluto 2012. Os realizadores anunciam grandes atraçþes artĂ­sticas para a festa da virada do ano. Informaçþes: 3231.9654. * Na vĂŠspera da decisĂŁo da SĂŠrie C do Campeonato Brasileiro, o CRB UHYLYHXPSUREOHPDFHUWRVFRQVHOKHLURVTXHVyID]HPGDUSDOSLWHHP QDGDFRQWULEXHPFRPRFOXEHHÂżFDPSHGLQGRLQJUHVVRVjGLUHWRULDSDUD DVVLVWLUDRVMRJRVGHJUDoD

Por meio de uma ligação telefônica, golpista se passou por ex-prefeito ADAILSON CALHEIROS

NIGEL SANTANA REPĂ“RTER

A

prefeita Mellina Freitas (PMDB), de Piranhas, situada no SertĂŁo de Alagoas, por pouco nĂŁo foi vĂ­tima de um estelionato, ao receber uma ligação de Sergipe na tarde de ontem. Mellina postou em seu Twitter que uma pessoa tentou se passar pelo ex-prefeito de Santa Luzia do Norte, Deraldo Lima. “Meu celular tocou diversas vezes e eu nĂŁo atendia. Depois recebi uma mensagem informando que era o Deraldo [de Santa Luzia do Norte]. O texto dizia que ele havia sofrido um acidente em Itabaiana [SE]. Do jeito que Ă€TXHLSUHRFXSDGDUHWRUQHLD ligação, mas nĂŁo percebi que era uma armaçãoâ€?, relembra a prefeita. O fato sĂł veio cair por terra quando o estelionatĂĄrio relatou quanto queria que fosse depositado em uma conta para que fosse pago o reboque do veĂ­culo. “A outra pessoa na linha me pediu R$ 3 mil, e que eu depositasse em uma conta. 'HVFRQĂ€HL H GHVOLJXHL R WHlefone. Resolvi ligar para a SUHIHLWD)iWLPD%DUURVĂ€OKD do Deraldo Lima, e entĂŁo, consegui saber de tudo. A FĂĄtima estava ao lado do Deraldo, no aeroporto em BrasĂ­lia, inclusive eu falei com ele. 4XDQGRUHWRUQHLSDUDDSHVsoa que estava tentando me

ALAGOAS

PT inaugura mais uma corrente na sigla

NĂŁo serĂĄ apenas uma nova corrente fundada no Partido dos Trabalhadores (PT), eles querem mais espaço dentro da prĂłpria legenda, e fazer que o PT renasça em Alagoas. Essas sĂŁo algumas das propostas da nova corrente petista: Inaugurar um Novo PerĂ­odo. De acordo com Elida Miranda, muitas das ideias da antiga corrente, a Articulação de Esquerda, a qual fazia parte, nĂŁo eram aceitas. Outro fator preponderante para que um novo rumo fosse tomado dentro do partido diz respeito ao afastamento do PT dos movimentos sociais. “Um das nossas principais metas ĂŠ fazer com o que o partido volte a se relacionar com os movimentos sociais. O PT tem esse compromisso, mas na prĂĄtica, isso nĂŁo vem acontecendo. Por isso que a corrente ‘Inaugurar um Novo PerĂ­odo’ vem para cobrar esse envolvimento. AlĂŠm do mais, as nossas prioridades QmR GHYHP Ă€FDU UHVWULWDV as cobranças, e sim, manter todas as nossas reivindicaçþes em prĂĄticaâ€?, explica Elida. A inauguração da nova corrente acontece hoje, Ă s 14h, no auditĂłrio da Escola Legislativa, localizado no tĂŠrreo da Assembleia Legislativa do Estado. O evento contarĂĄ com a presença do lĂ­der da bancada do PT–SE, o deputado estadual JoĂŁo Daniel; integrante do DiretĂłrio Nacional do PT, Renata Rossi, do advogado e dirigente estadual do PT-AL, Paulo %RPĂ€P´4XHUHPRVVHUXP polo aglutinadorâ€?. (NS)

Prefeita Mellina Freitas ameaçou levar caso a polícia; ao retornar a ligação golpísta desliga telefone

H[WRUTXLU DÀUPHL TXH LULD levar o caso ao conhecimento da polícia. Ele desligou e celular e não ligou mais�, detalhou Mellina Freitas. À Tribuna Independente, a prefeita de Piranhas argumentou que não GHVFRQÀD GH TXHP SRGHULD

ter tentado lhe extorquir. “As pessoas que andam comigo sĂŁo de minha conĂ€DQoD1mRFRQVLJRDSRQWDU uma pessoa que tenha organizado isso. TambĂŠm nĂŁo sei se alguma pessoa do ciclo de convivĂŞncia do Deraldo Lima tenha feito isso. O im-

portante Ê que o crime não ocorreu, porÊm, Ê muito esWUDQKRDOJXpPWHOLJDUDÀUmar que lhe conhece e ainda se passar por um amigo seu para conseguir dinheiro, principalmente uma quantia de R$ 3 mil�, ressalta a prefeita.


TribunaIndependente

4 POLĂ?TICA MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

%$572/20(8'5(6&+EDUWRORPHXBGUHVFK#KRWPDLOFRPEU

Contra homofobia

U

m acordo de cooperação tÊcnica entre o Estado de Alagoas e a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência GD5HS~EOLFDIRLÀUPDGRHVWDVHPDQDSDUDDFULDomRGH políticas públicas de enfrentamento a crimes homofóbicos. Aliås, Alagoas foi o primeiro estado da federação a se comprometer com DTXHVWmR2DFRUGRSUHYrDFDSDFLWDomRGHXQLGDGHVSROLFLDLV inclusão de um campo sobre orientação sexual e identidade de gêneros nos formulårios de registro das ocorrências policiais e abordagem de assunto sobre lÊsbicas, gays, bissexuais e transexuDLVQDIRUPDomRGHSROLFLDLV2DFRUGRIRLDVVLQDGRSHORVHFUHWiULR Dårio Cesar da Defesa Social em nome de Alagoas, pelo Ministro da Justiça JosÊ Eduardo Cardoso e pela Secretåria Nacional de Direitos Humanos Maria do Rosårio, em nome do Governo Federal. Eles consideraram que a assinatura do pacto resulta do interesse entre as esferas governamentais em combater toda e qualquer discriminação e violência praticada contra o segmento /*%72VHFUHWiULR'iULR&HVDUDQXQFLRXQDRSRUWXQLGDGHTXHR estado decidiu promover no inicio do próximo ano a segunda edição do Seminårio Alagoas de Atuação Policial Frente à Proteção e 3URPRomRGRV'LUHLWRVGRV*UXSRV9XOQHUiYHLV

MausolÊu para Linda Finalmente, a eterna primeira dama do teatro alagoano, Linda Mascarenhas, vai ganhar um mausolÊu para abrigar seus restos mortais, a ser construído no FHPLWpULR1RVVD6HQKRUDGD3LHGDGH Integrantes da Associação Teatral de Alagoas (ATA) como Homero Cavalcante e Ronald de Andrade, participaram da assinatura do convênio assim como os secretårios Osvaldo Viegas (Cultura) e à lvaro Machado do Gabinete Civil, ao mesmo tempo em que foi emitida uma ordem de serviço para DFRQVWUXomRGRPHVPR2SURMHWRIRL HODERUDGRSHORDUTXLWHWR0iULR$ORtVLR O mausolÊu serå um referencial aos bens imóveis culturais do Estado, e um reconhecimento ao trabalho e ao apoio GDGRiVDUWHVFrQLFDVSRU/LQGD0DVFDUHQKDV

Lei antifumo

Preço do leite

A medida provisória que proíbe o fumo em ambientes fechados de acesso ao público em todo o país foi DSURYDGDSHOR6HQDGRGD5HS~EOLFD A decisão atinge milhares de bares, restaurantes, danceterias e empreVDV$WXDOPHQWHOHLVVHPHOKDQWHVMi vigoram em alguns estados como 6mR3DXOR5LRGH-DQHLURH3DUDQi A medida ainda passará por sanção da Presidente Dilma Rousseff, no entanto a proposta depende de reguODPHQWDomRSDUD¿[DUYDORUGDPXOWD DRVLQIUDWRUHV3DUDVHWHULGpLDHP São Paulo onde a lei foi aprovada pelo então governador José Serra, a multa para o dono do estabeleciPHQWRLQIUDWRUpGH5(VWLPD se que o Brasil tenha hoje 15% de IXPDQWHVQDVXDSRSXODomR

Produtores de leite de Alagoas vinculados á agricultura familiar estão reivindicando um reajuste no preço do litro do produto pago pelo Governo Federal no 3URJUDPDGR/HLWH2FRQYrQLR entre o Governo Federal e o do (VWDGRGH$ODJRDVSDJD5 pelo litro do leite, bem abaixo do YDORUGHPHUFDGR23URJUDPD adquire diariamente 80 mil litros repassados para 80 mil famílias em situação de pobreza no (VWDGR2SOHLWRSHORDXPHQWR do valor do produto foi encaminhado á Secretaria de Agricultura do Estado, que administra o convênio e agora será levado ao *RYHUQR)HGHUDO

Vem aí a Robolândia $VKLVWyULDVGH¿FomRFLHQWt¿FDPDLVFRQKHFLGDVFRPVHXVDQGUyLGHVH FLERUJXHVYmRJDQKDUXPSDUTXHWHPiWLFRQD&RUHLDGR6XO$FRQVWUXomRGHYHHVWDUFRQFOXtGDHPHYDLFRQVXPLU86PLOK}HV VHJXQGRDSUHYLVmRLQLFLDO2SDUTXHEDWL]DGRGH5RERW/DQG RX 5REROkQGLD WHUiTXDWURHVSDoRVWHPiWLFRVVHWHDWUDo}HVHRLWRVKRZV HGHYHDWUDLUPLOK}HVGHYLVLWDQWHVSRUDQR$OpPGHXPDDWUDomR turística, o parque tambÊm servirå como uma vitrine para a indústria UREyWLFDVXOFRUHDQD2SDUTXHWHUiHVSDoRVEDVHDGRVHP¿OPHVFRPR ³0LQRULW\5HSRUW´³(X5RE{´HDWULORJLD³0DWUL[´2XWUDViUHDVVHUmR GHVWLQDGDVDURE{VH[SHULPHQWDLVFRQVWUXtGRVSHOD6RQ\7R\RWDH +RQGD

Agências do INSS 6HUmRUHDOL]DGDVKRMH  DVOLFLWDo}HVSDUDFRQWUDWDo}HVGHHPSUHVDV para concluir as obras de construção das agências do Pilar e de Porto 5HDOGR&ROpJLRGR,166$VREUDVGDDJrQFLD3LODUIRUDPLQLFLDGDV anteriormente, porÊm a empresa contratada foi à falência e o trabalho VXVSHQVR-iHP3RUWR5HDOGR&ROpJLRRFRQWUDWRIRLUHVFLQGLGRGHYLGR DRQmRFXPSULPHQWRSRUSDUWHGDHPSUHVDGDVFODXVXODVHVWDEHOHFLGDV No mês que vem, serå feita a licitação para a construção do prÊdio que YDLDEULJDUDDJrQFLDGR,QVWLWXWRHP3LUDQKDV$VWUrVDJrQFLDVHVWmR LQFOXtGDVQRSURJUDPDGH([SDQVmRGD5HGHGH$WHQGLPHQWRGR,166

Tolerância zero O Ministro da Saúde Alexandre Padilha disse recentemente que a OHJLVODomREUDVLOHLUDGHWUkQVLWRQHFHVVLWDGHPDLVULJRUQDVSXQLo}HVXUJHQWHPHQWH6HJXQGRHOHQmRH[LVWHPDLVSRVVLELOLGDGHGHVHWROHUDUD LPSXQLGDGHRXDSDUFLP{QLDFRPTXHPRWRULVWDVHPEULDJDGRVVmRWUDWDGRV6HJXQGRFiOFXORVGR0LQLVWpULRRSDtVUHJLVWURXPLOPRUWHVQR WUkQVLWRHPLODWHQGLPHQWRVGHYLWLPDVGHDFLGHQWHVQDVSLVWDVUXDV HURGRYLDV3DGLOKDGHIHQGHOHLVPDLVUtJLGDVSDUDTXHPEHEHHGLULJHH GHIHQGHDDPSOLDomRGRUDLRGHDomRGDSUySULD/HL6HFD6HJXQGRHOH R%UDVLOYLYHXPDYHUGDGHLUDHSLGHPLDGHDFLGHQWHVGHWUkQVLWR

‡2&HULPRQLDOGR3DOiFLRGR*RYHUQRFDQFHORXDVROHQLGDGHGH entrega da Comenda dos Palmares a dez personalidades, que se GHVWDFDUDPHPVHXVFDPSRVGHWUDEDOKR ‡2FDQFHODPHQWRIRLGHFLGLGRQDYpVSHUDGDVROHQLGDGHHDLPSUHQVD QmRIRLDYLVDGDDWHPSR(PIXQomRGDIDOWDGHFRQVLGHUDomRDFROXQD VHGHVFXOSDGRVOHLWRUHVSHODIDOWDLQYROXQWiULD ‡$SRVHQWDGRVHSHQVLRQLVWDVGR,166FRPHoDUDPDUHFHEHURQWHPR SDJDPHQWRUHIHUHQWHDRPrVGH1RYHPEUR$OLEHUDomRWHYHLQLFLRSDUD RVVHJXUDGRVTXHWHPFDUWmRÂżQDOGHVFRQVLGHUDQGRVHRGtJLWR2 SDJDPHQWRSURVVHJXHDWpRGLDGH'H]HPEUR ‡2SDJDPHQWRSDUDRVVHJXUDGRVTXHUHFHEHPDFLPDGRVDOiULR PtQLPRWHUiLQLFLRQRGLDž-XQWRFRPDIROKDGH1RYHPEURR,QVWLWXWR SDJDDVHJXQGDSDUFHODGRGpFLPRWHUFHLURVDOiULR ‡$SULPHLUDSDUFHODIRLSDJDMXQWRFRPDIROKDGHDJRVWR1DRSRUWXQLGDGHD3UHYLGrQFLD6RFLDOJDVWRX5ELOK}HVSDUDSDJDURDERQR É bom lembrar que sobre esta segunda parcela, incide o desconto do ,PSRVWRGH5HQGD

Defesa diz que prisão de prefeito Ê irregular Advogados estão trabalhando em habeas corpus para liberar Marcos Santos que se tenha novamente a discussão do mesmo fato em âmbitos distintos�, reclama prisão de Marcos /LQV2DGYRJDGRDÀUPDTXH 6DQWRV 37%  p DOJR nunca teria vivenciado algo sui generis no mundo VLPLODU HP VXD FDUUHLUD ´e jurídico. Pelo menos Ê assim uma situação, no mínimo, que sua defesa entende a de- sui generis. Causa estranhetenção ocorrida no começo za�, comenta. da semana. Para o advogado De acordo com Lins, pode Felipe Lins, a Justiça Estad- haver embaraços legais caso ual não poderia ter declarado algum dos Tribunais venha a prisão do prefeito afastado D MXOJDU R SUHIHLWR ´6H DOde Traipu uma vez que o guÊm Ê absolvido na Justiça Tribunal Regional Federal Federal e condenado na JusGD�5HJLmR 75) MiKDYLD tiça Estadual [pelo mesmo revogado o pedido do Minis- processo], como serå a pena? WpULR3~EOLFR)HGHUDO 03)  E se for condenado nos dois ´$ GHIHVD HQFDUD HVVD âmbitos, vai cumprir sentenprisão com perplexidade. É ça em duplicidade�, questioexatamente o que foi discu- na. tido no TRF5. Não Ê possível Para a defesa, não hå fa-

VICTOR AVNER REPĂ“RTER

A

tos novos na denúncia ofertada pelo MinistÊrio Público do Estado de Alagoas (MP/ $/  TXH MXVWLÀTXHP D SULsão preventiva do prefeito. ´6mR IDWRV UHTXHQWDGRV ( por este fato, ele conseguiu a revogação da prisão�, explica o advogado. Segundo Lins, a própria denúncia movida pela instituição estadual diz em seu texto que teria sido baseada em provas colhidas pelo MPF. Um habeas corpus estå sendo trabalhado pela defesa para que Santos responda as açþes movidas pelo MP em liberdade. Ainda sem previsão para ser lançada à Justiça, a ação deverå pedir o relaxamento ou atÊ mesmo

a revogação da prisĂŁo preYHQWLYD ´&HUWDPHQWH QyV faremos pedidos, mas ainda HVWDPRVDQDOLVDQGRÂľFRQĂ€Uma o advogado. DETENĂ‡ĂƒO Marcos Santos foi preso QD WHUoDIHLUD   $ SULVmR preventiva foi decretada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado de AlaJRDV 7-$/  GHVHPEDUJDdor SebastiĂŁo Costa Filho. 2 03$/ DFXVD R SUHIHLto afastado de Traipu de ter cometido oito crimes distintos contra a administração pĂşblica, entre eles peculato e formação de quadrilha. Santos teria desviado cerca de R$ 7,3 milhĂľes dos cofres municipais. DIVULGAĂ‡ĂƒO

ILEGALIDADES

MP prepara novas açþes contra prefeito de Traipu Marcos Santos ainda deve ser alvo de novas açþes do MinistÊrio Público do EsWDGR GH $ODJRDV 03$/  As denúncias serão feitas por Karla Padilha, titular da promotoria da comarca de Traipu, e estão desvencilhadas em vårias açþes menores, no intuito de facilitar a apuração dos crimes. A promotora revela, inclusive, que as novas denúncias podem atingir outras gestþes do município ribeirinho. ´e PXLWR FRPSOH[R FRP tantos anos de abrangência e muitos documentos e depoimentos. É razoåvel que se divida para otimizar a ação�, explica Padilha. Este tipo de recurso jå Ê utilizado em outros MPs do Brasil. 2 SUySULR *UXSR GH $WXDção Especial de Combate DR &ULPH 2UJDQL]DGR *DHFR  KDYLD DQXQFLDGR SRXFR tempo após a realização da 2SHUDomR7DEDQJDHGHPDLV diligências em Traipu, que poderia dividir as denúncias

para dar celeridade aos julgamentos. Segundo a promotora, a primeira das diversas açþes deve ser impetrada jå na TXDUWDIHLUD   7UDWDVH da constatação de atos de improbidade administrativa cometidos na cidade. São crimes diferentes do que atÊ então foi apurado pelos órgãos policiais e judiciais. De acordo com a investigação da promotoria local, o prefeito teria contratado servidores para a prefeitura com diversas irregularidades, inclusive ausência GH FRQFXUVR S~EOLFR ´(VVD denúncia ainda pode ser expandida, mas esse Ê o foco principal�, revela Padilha. A ação pode atÊ mesmo atingir outras administraçþes municipais, não atacadas pelas investigaçþes LQLFLDLV GR *DHFR ´$ JHQWH estå avaliando se na ação tambÊm entram gestores anteriores ou só o Marcos 6DQWRV¾GHFODUD 9$

Promotora explica estratÊgia para aperfeiçoar acusação

PARADO

Caso Beto Campanha segue sem novidades A investigação sobre o homicídio do então vice-prefeito de Pilar, Gilberto Pereira Alves, då sinais de que vai demorar para ser concluída. Reaberto no dia 8 de novembro, o Caso Beto Campanha segue sem novidades no inquÊrito policial. Dos três delegados indicados para o inquÊrito, dois Mi DÀUPDUDP TXH QmR WrP disponibilidade para atuar no caso. A Delegacia-Geral da Polícia Civil ainda não se posicionou sobre o assunto. A comissão especial cria-

da para reinvestigar o assassinato do vice-prefeito Ê composta pelos delegados Gilson Rêgo, Isaías Rodrigues e Leonardo Assunção, este, presidente do grupo. A ideia era dar celeridade ao inquÊrito. Acontece que passados mais de duas semanas desde a nomeação da equipe, o trabalho ainda não conseguiu à XLU ´2 FDVR HVWi DEHUWR mas ainda não se tem nada novo para passar à imprensa. Ainda estamos fazendo alguns contatos�, explica As-

sunção. Logo após saber de sua indicação, o delegado anunciou que pretendia deixar a comissão porque jå estaria sobrecarregado com suas atividades no 8º e 21º Distritos Policiais. À Êpoca ele argumentou que jå não posVXtD HVWUXWXUD VXÀFLHQWH H adequada para trabalhar os inquÊritos que jå estavam em andamento nas duas delegacias em que atua. AlÊm de Assunção, outro delegado tambÊm deve deixar de integrar a comissão.

TRAIPU

SEMINĂ RIO

Os tÊcnicos da Diretoria de Fiscalização Municipal do Tribunal de Contas do Estado, que realizam auditoria nas contas da prefeitura do município de Traipu, solicitaram à Presidência do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas a prorrogação do prazo para encerramento GRVWUDEDOKRVGH¿VFDOL]DomR QDTXHODSUHIHLWXUD2SUHVLdente Luiz Euståquio Tolêdo autorizou para que a missão VHMDFXPSULGDLQWHJUDOPHQWH Três servidores da Casa estão QRPXQLFtSLR

O deputado federal SÊrgio Guerra (PE), presidente nacional do PSDB, estå hoje em Maceió para acompanhar o VHPLQiULRWXFDQR³'HVD¿RGDV &LGDGHV'HVD¿RGR%UDVLO´2 evento tem entrada gratuita e Ê realizado no Hotel Ponta Verde, DSDUWLUGDVK1DRFDVLmRHOH faz uma palestra sobre articulação de seu partido e os planos SDUDRSUy[LPRDQR2GHSXWDGR Rui Palmeira, candidato a prefeito da capital alagoana, estå coordenando o evento e faz a SDOHVWUDGHDEHUWXUD

TC cede mais tempo para investigação

Presidente do PSDB estĂĄ hoje em MaceiĂł

(PERUDDLQGDQmRHVWHMDRÀcializado junto à Delegacia-Geral, Rêgo tambÊm deve VHUHWLUDUGRLQTXpULWR´9RX sair do caso por questþes pessoais�, explica. ASSASSINATO Beto Campanha foi assassinado a tiros em 2007, dentro de seu carro no TabuOHLURVGRV0DUWLQV2SULPHLro inquÊrito do crime foi realizado pelo delegado Mårio Jorge Barros. No entanto, a Justiça Estadual encontrou uma sÊrie de irregularidaGHVQDLQYHVWLJDomR 9$


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011 POLĂ?TICA

5

DRU: RelatĂłrio de Renan ĂŠ aprovado 'HVYLQFXODomRGRV5HFXUVRVGD8QLmRGiSRGHUHVDRJRYHUQRIHGHUDOSDUDLUULJDUÂżQDQFHLUDPHQWHTXDOTXHUiUHD

Cotidiano LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

“Palmeira precisa mudar�

C

om essas palavras o jornalista Kleverson Levy mostrou sua indignação diante de fatos na cidade de Palmeira dos Ă?ndios e que vem chamando a atenção da mĂ­dia com relação Ă administração do prefeito tucano James Ribeiro. Segundo KleverVRQTXHpĂ€OLDGRDR371´3DOPHLUDSUHFLVDRFXSDUVHXOXJDUGH capital do agreste, com geração de emprego, atraindo indĂşstrias, movimentando o comercio localâ€?. Cogitado sobre uma possĂ­vel candidatura em sua terra natal, Kleverson foi enfĂĄtico: “estou Ă  disposição do meu partido, e para ajudar minha terra vou Ă  lutaâ€?.

Unidos?! As aparĂŞncias realmente enganam, pois nunca foi tĂŁo claro e obvio saber que partidos de extrema esquerda pudessem um dia “unir-seâ€? a outras agremiaçþes partidĂĄrias. Como assim? Pois ĂŠ caro leitor, a troca de afagos entre membros de partidos em Alagoas tem sido notĂłria, mas quando eles sĂŁo indagados a resposta ĂŠ pronta: “somos amigos e em defesa de Alagoas!â€? – seria essa defesa e amizade um aceno para uma possĂ­vel aliança nas prĂłximas eleiçþes? Na verdade ĂŠ um ledo engano, RTXHH[LVWHVmRÂżOLDGRVTXHVHXWLOL]DPGDVLJODSDUDÂłDSDUHFHU´PDLV que as estrelas de seus partidos, tentando a todo modo se utilizar das formas sejam elas malignas ou destrutivas, em busca do brilho dos holofotes. No livro “As 48 leis do poderâ€? a primeira lei ĂŠ “nunca ofusque o brilho do mestreâ€?. Fica a dica!

Cartão da inclusão Hoje às 10hs no Palåcio Republica dos Palmares o vice-governador, Thomaz Nono, conduzirå a entrega de 50 mil cartþes de inclusão digital às entidades sociais que irão distribuir para que a população carente tenha acesso a 10 horas/aula em uma das 120 Lan Houses cadastradas no projeto de inclusão digital do Governo de Alagoas em parceria com o SEBRAE.

Indignada A deputada estadual Thaise Guedes (PSC) desabafou por meio de seu twitter sua revolta com a presidĂŞncia da casa de Tavares Bastos devido ao elevador que ainda encontra-se quebrado, e com isso ela continua impossibilitada de ter acesso ao plenĂĄrio. Por que serĂĄ que o presidente Fernando Toledo (PSDB) anda calado sobre o assunto? Assim que a deputada Thaise conseguir resolver o problema, irĂĄ usar da tribuna e salve-se quem puder.

Pensando em 2012 O Partido Social Democrata, PSD, em Alagoas, realiza hoje na cidade de Porto Calvo seu primeiro encontro regional reunindo dez municípios do litoral norte, em pauta a agremiação partidåria irå abordar tanto as eleiçþes municipais do próximo ano, quanto à organização partidåria em cada região do estado.

Mudou A organização do Festival da natureza de Murici fez ajustes na programação outrora divulgada, agora o evento contarå com a presença da banda aviþes do forró e da banda de pagode grupo revelação, alÊm de outras atraçþes como forró dos plays, Jorge de altinho, saia rodada, mano Walter, cavaleiros do forró, boca de forno e canibal. O festival acontecerå de 09 a 11 de dezembro!

Enquadrado O juiz de Direito da Vara do Ăšnico OfĂ­cio de SĂŁo JosĂŠ da Laje, JosĂŠ Alberto Ramos, enquadrou o ex-presidente da Câmara de Vereadores GH6mR-RVpGD/DMH&tFHUR5RVDOLQRGD6LOYDDSDJDUQRÂżQDOGHFDGD mĂŞs, jĂĄ a partir de novembro, uma cesta bĂĄsica mensal no valor de R$ 30.00 pelo prazo de dois anos.Rosalino foi acusado deobstruir a sessĂŁo ao lado dos companheiros EugĂŞnio Lyra e ZĂŠ da Galera, para favorecer o prefeito Marcio Lyra, Dudui. E o juiz de direito ainda avisou: “faltam os outros dois!â€?.

Mutirão A dinâmica secretåria de saúde de Arapiraca, AurÊlia Fernandes, informou a esta coluna que amanhã, dia 26, estarå acontecendo o II PXWLUmRGRGLDEHWHVTXHWHPFRPRREMHWLYRLGHQWL¿FDURPDLRUQ~PHUR de cidadãos tenham os sintomas ou não da doença, e assim prevenir complicaçþes futuras.

Seminårio da Juventude Acontece hoje as 09:30h no auditório da federação da agricultura e pecuåria do estado de Alagoas, no bairro do Jaraguå, o 1º seminårio da juventude de Maceió, que terå como palestrantes: deputado federal Renan Filho, prefeita de Piranhas Mellina Freitas, secretårio de infraestrura de Maceió Mosart Amaral, e outras personalidades.

N

a reuniĂŁo ordinĂĄria da ComissĂŁo de Constituição, Justiça e Cidadania – CCJ, foi aprovado na quinta-feira, 24, o relatĂłrio do senador Renan Calheiros (PSDB), favorĂĄvel pela aprovação da DRU (Desvinculação dos Recursos da UniĂŁo), com efeitos atĂŠ o ano de 2015. Com isso, se aprovado pelo PlenĂĄrio do Senado Federal, o govHUQRIHGHUDOĂ€FDFRPXPUHcurso de aproximadamente 20% dos impostos, para aplicar onde necessĂĄrio, VHP TXH Ă€TXH DWUHODGR jV rubricas convencionais. Em seu relatĂłrio, Renan MXVWLĂ€FDDPHGLGDHPIXQomR de uma “melhor execução orçamentĂĄria, de disponibilidade para atender o superĂĄvit primĂĄrio, uma melhor gestĂŁo do Orçamentoâ€?. O senador alagoano, lĂ­der do PMDB no Senado Federal, jĂĄ havia sido relator de idĂŞntica medida, durante o governo do tucano Fernando Henrique Cardoso, quando o programa ainda era denominado de Fundo Social de EmergĂŞncia, e questiona, hoje: “por que nĂŁo aprovar a mesma medida, que jĂĄ ĂŠ tradição na vida econĂ´mica do paĂ­s desde a implantação do Plano Real, em 1994, e que esteve disponĂ­vel para todos os presidentes da RepĂşblica desde entĂŁo?â€? A DRU foi encaminhada para apreciação e votação no PlenĂĄrio do Senado e Renan acredita que a medida seja aprovada antes do encerramento do ano legislativo que, constitucionalmente, ocorre no dia 22 de dezembro. Em todo o encaminhamento de seu relatĂłrio, ReQDQ MXVWLĂ€FD D QHFHVVLGDGH da DRU para fazer frente ao pagamento de salĂĄrios, para que os programas sociais nĂŁo sofram solução de continuidade e, principalmente, SDUD´VLQDOL]DUDĂ€UPHSRVLção do Brasil frente aos atuais solavancos na economia internacional, vividos nos Estados Unidos e na Europaâ€?. A matĂŠria, aprovada pela Câmara na terça-feira (22), segue agora para o plenĂĄrio da Casa. Pelo regimento, terĂĄ que ser cumprido prazo de cinco sessĂľes para discussĂŁo da matĂŠria. No entanto, como jĂĄ tramita no plenĂĄrio uma outra PEC de igual conteĂşdo, de autoria do senador Romero JucĂĄ (PMDB-RR), deve ser apresentado requerimento para que as duas propostas tramitem de forma conjunta, para acelerar o processo.

CORTESIA/ASSESSORIA

Senador Renan Calheiros foi relator do processo da DRU que dĂĄ plenas liberdades ao governo federal

TAC

TEOTÔNIO

AL 220 deve se transformar Fundação lembra 28 anos em avenida em Arapiraca sem menestrel

mas nĂŁo chegaram a um consenso e decidiram marcar um novo encontro para esta Arapiraca (Sucursal)- quinta-feira. -Em reuniĂŁo ocorrida, onAs obras de duplicação tem, na sede do MinistĂŠrio da rodovia jĂĄ duram cerca de PĂşblico Estadual (MPE), o um ano e meio e tĂŞm sido alvo procurador de justiça Geral- de muita polĂŞmica. Os motodo Majella Barbosa PirauĂĄ, ristas e moradores dos bairdeterminou que o governo ros localizados Ă s margens estadual e a Prefeitura de da rodovia solicitaram ao Arapiraca terĂŁo de assinar diretor do DER/AL, Marcos um Termo de Ajuste de Con- Vital, a construção de pasduta (TAC) para ampliação sarelas para facilitar a tradas obras de duplicação da vessia das pistas duplicadas; Rodovia AL-220, no perĂ­me- acesso e retorno de veĂ­culos tro urbano da cidade. nas imediaçþes da Avenida Outro ponto decidido no Deputada Ceci Cunha, CenHQFRQWUR IRL D GHĂ€QLomR GH tro Administrativo, Unidade URGRYLD SDUD DYHQLGD D Ă€P de EmergĂŞncia do Agreste, de viabilizar tecnicamente Corpo de Bombeiros e 3Âş Baa participação da prefeitura talhĂŁo da PM, alĂŠm de amem projetos das intervençþes pliação da sinalização e da que serĂŁo realizadas nos tra- iluminação de todo o trecho balhos. de cerca de 6 km da rodovia. Iniciada hĂĄ cerca de um ApĂłs uma sĂŠrie de debaano e meio, tendo a cargo o WHVĂ€FRXGHĂ€QLGRTXHKDYHUi Departamento de Estradas uma nova reuniĂŁo, dessa vez de Rodagens (DER/AL), a na prĂłxima quarta-feira, na obra estĂĄ em ritmo acelera- sede do DER/AL, em MaceiĂł, do. Contudo, vereadores e para que o grupo elabore um membros do Conselho Muni- projeto adicional ao que estĂĄ cipal de Transportes e Trân- sendo executado pelo goversito apresentaram sugestĂľes no estadual. AlĂŠm da ‘transpara ajustar os serviços, de- formação’ da rodovia em vido ao crescimento habita- DYHQLGD R JUXSR GHĂ€QLX D cional e industrial do outro construção de retornos mais lado na rodovia, sobretudo amplos nas proximidades da nos bairros Arnon de Mello, Unidade de EmergĂŞncia do Planalto, Bonsucesso e Ma- Agreste, bem como a colocaçaranduba. ção de sistema de sinalizaNo Ăşltimo dia 18 deste ção, iluminação e semĂĄforos. mĂŞs, representantes de cada Documento serĂĄ entregue segmento estiveram reuni- dia 13 para confecção de dos para discutir o assunto, TAC.

A Fundação TeotĂ´nio Vilela abre nesta sexta-feira, Ă s 18h, a XXVIII Semana TeotĂ´nio Vilela, que lembra os 28 anos de “saudadeâ€? do Menestrel das Alagoas, com uma reportagem na Revista Graciliano Ramos, do DiĂĄrio 2Ă€FLDO GR (VWDGR VREUH D contribuição polĂ­tica que o senador e cidadĂŁo alagoano prestou ao Estado de Alagoas e Ă  democracia brasileira. 6HJXQGRVXDĂ€OKD-DQLFH Vilela, presidente da fundação, “a Semana TeotĂ´nio Vilela acontece, anualmente, com o compromisso de mostrar que os princĂ­pios de ĂŠtica, justiça social, liberdade e democracia, defendidos pelo Menestrel, continuam vivos, e de tornĂĄ-los vĂ­vidos na memĂłria de cada cidadĂŁo brasileiroâ€?. “A cada ano inovamos com alguma ação cultural e educativa nesse sentidoâ€?, destacou. “NĂŁo ĂŠ sĂł o exemplo de coragem cĂ­vica de TeotĂ´nio que ĂŠ importante lembrar, mas, sobretudo, a sua capacidade de se renovar, de luWDUSDFLĂ€FDPHQWHGHGHIHQder a paz como princĂ­pio de vida, e de fazer da polĂ­tica um instrumento democrĂĄtico para melhorar a vida de cada um dos brasileirosâ€?, enfatizou Janice. “Foi um guerreiro em todos os desaĂ€RVTXHHQIUHQWRXHPYLGDÂľ reforçou.

JOAQUIM GOMES

EXEMPLO

A justiça eleitoral julgou como improcedentes os pedidos de impugnação das candidaturas de Antônio de Araújo Barros, o Toinho Batista (PSDB), e do atual prefeito de Joaquim Gomes, Marcelino Alves da Silva, o Nêgo Sarrapião (PSL). Eles e o vereador Benedito Pontes (PP) disputam no dia 11 de dezembro a eleição suplementar para prefeito de Joaquim Gomes.

A Fundação TeotĂ´nio Vilela faz anualmente dois eventos. Um em maio, pelo aniversĂĄrio de nascimento do Menestrel, e outro em novembro, pela “saudade de amigos, familiares e de milhĂľes de brasileiros que o conheceram, que dividiram lutas e sonhos com ele, que tiveram dele a solidariedade e o apoio em favor da liberdade civilâ€?, salientou Janice Vilela.

DAVI SALSA REPĂ“RTER

Candidatos seguem com suas campanhas

53ÂŞ ZONA

Impugnação de bida ainda serå apreciada Corre ainda na 53ª Zona Eleitoral, uma outra ação de impugnação. Desta vez, a ação Ê contra o candidato Benedito Pontes (PP), o Bida, atual vereador e ex-prefeito interino da cidade (2009/10). O processo de impugnação ainda terå o parecer do juiz Gilvan de Santana Oliveira, pois ainda não foi dada a sentença do candidato do PP, que segundo acusaçþes de seus adversårios políticos, Bida tem processos de improbidade administrativa na Êpoca em que assumiu a Prefeitura de Joaquim Gomes de prefeito. Em recente entrevista, Bida se defendeu e disse que nada deve a Justiça.

Semana lembra ideĂĄrio de TeotĂ´nio


6

OPINIAO

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

OpiniĂŁo

Caos em Bebedouro

F

inalmente, a Prefeitura de Maceió, por intermÊdio da SMTT, encontrou uma solução para o tråfego de veículo na avenida Major Cícero de Goes Monteiro no cruzamento da Ladeira do Calmon, em Bebedouro. Naquela årea, o caos absoluto do trânsito, praticamente dura cerca de GH]KRUDVLQLQWHUUXSWDVLVVRFRPà Xxo normal de carros, ônibus, carroças, caminhþes. Caso ocorresse algum acidente, a situação beirava à depressão. A partir de domingo, a circulação de automóveis serå alterada na região, FRQVLGHUDGD R PDLV GHVDÀDQWH FRUUHdor de transporte da cidade. Assim, no domingo, o trecho da Avenida Major Cícero de Góes Monteiro – compreendido entre os Correios e o ColÊgio Bom Conselho – passarå a ter mão única, no sentido Centro. Os condutores de veículos, bem como os ônibus que tra-

fegam pela Avenida Major Cícero de Goes Monteiro – no sentido Centro / Bebedouro – terão de entrar obrigatoriamente na Rua Doutor Passos de Miranda, fazendo o contorno de quadra pela Rua Bruno Ferrari e Rua da Liberdade, retornando à Avenida Major Cícero de Góes Monteiro, no sentido da Chã de Bebedouro, conforme anunciou a SMTT. Trata-se de uma tentativa de evitar RFDRVGLiULRTXHpUHJLVWUDGRDÀQDOGH contas, o número de veículos cresceu à medida que surgiram conjuntos habitacionais e condomínios no bairro de Santa AmÊlia que tem em Bebedouro RDFHVVRPDLV´à H[tYHO¾1DUHDOLGDGH DVROXomRGHÀQLWLYDHVWDULDQDREUDGD Via lagunar, projetada desde os anos de 1970, mas que tão cedo sairå do papel, jå que depende de inclusão de emendas no Orçamento da União.

MAIR PENA NETO Jornalista. Trabalhou em O Globo, Jornal do Brasil, AgĂŞncia Estado e AgĂŞncia Reuters. No JB foi editor de polĂ­tica e repĂłrter especial de economia

Fora Chevron! O governo deveria punir exemplarmente a Chevron pelo vazamento de óleo na Bacia de Campos, com a proibição de que a empresa explore petróleo em åguas profundas no Brasil. A medida estå sendo cogitada, e seria a mais apropriada diante do comportamento da empresa norte-americana ao longo do episódio que jå despejou em åguas brasileiras o equivalente a três mil barris de petróleo em oito dias. Por enquanto, a Chevron foi condenada a pagar R$ 50 milhþes e poderå ter que desembolsar mais R$ 100 milhþes para a Agência Nacional do Petróleo (ANP). Para a Chevron, como dizem os DPHULFDQRVLVVRp´SHDQXWV¾ AtÊ porque as multas seriam pagas com a venda do próprio petróleo extraído no Brasil, que só no primeiro semestre desse ano rendeu US$ 802 milhþes å empresa norte-americana. A punição teria que ser mais dura e não apenas pecuniåria para mostrar ao mercado que isso aqui não Ê casa da mãe Joana, onde uma concessionåria age da maneira que quer, omite informaçþes, tenta enganar as autoridades do país e sai ilesa. O que aconteceu na Bacia de Campos foi muito mais do que um acidente. Foi uma tentativa

de fraudar a dimensão do vazamento, com os recursos mais sórdidos e desonestos. A Chevron editou imagens de vídeo do vazamento enviadas à ANP para fazer parecer que o acidente não era tão grave e que estava sob controle. Como observou a diretora da agência reguladora, Madga Chambriard, a empresa atuou em completa violação ao contrato de concessão e à própria legislação brasileira. Disse ainda a diretora da ANP que o tratamento que a empresa deu à agência reguladora e ao governo brasileiro IRL ´LQDFHLWiYHO¾ ´1yV WLYHmos que ir a bordo da plataforma para procurar as imaJHQVRULJLQDLV¾FRQWRX Ora, a tentativa de ludibriar as autoridades brasileiras jå seria mais do que VXÀFLHQWH SDUD XPD SXQLomR exemplar. Não bastasse isso, o acidente se revela a cada dia um ato de desleixo e ganância da Chevron. Os geólogos da empresa queriam perfurar mais poços para entender melhor a dinâmica do campo e dos reservatórios, mas o presidente da empresa para AmÊrica Latina e à frica, Ali Moshiri, foi contrårio à operação mais lenta e custosa, ordenando uma exploração mais råpida e econômica. Deu no que deu. O mercado Ê pródigo em

perdoar as faltas de seus próprios agentes, mas um governo soberano não pode agir da mesma maneira. Mesmo no capitalismo mais selvagem, as regras do jogo têm limites. Quando o norte-americano Bernard Madoff deu o cano em Wall Street, foi a julgamento e condenado a 150 anos de prisão por um tribunal de Nova York. A Chevron tambÊm tentou um trambiTXH H IRL à DJUDGD D WHPSR Depois que a Polícia Federal entrou na história, a empresa reconheceu que a culpa do vazamento era inteiramente VXD SRU WHU ´VXEHVWLPDGR¾ D pressão do reservatório. Não foi só a questão tÊcnica que a Chevron subestimou. Sua atitude em relação às autoridades brasileiras foi típica de quem se considera acima do bem e do mal e despreza a capacidade dos países de regularem sua atuação. O %UDVLO WHP UD]}HV VXÀFLHQWHV para botå-la para fora, mostrando que aqui existem as tais regras que o mercado sempre diz defender. Nota do editor: Este artigo foi escrito antes da decisão da diretoria da Agência Nacional do Petróleo, Gås Natural e Biocombustíveis (ANP) de suspender as atividades da Chevron na perfuração no Campo de Frade, na Bacia de Campos.

RUBENS MĂ RIO Professor do Cesmac

Que país Ê este? JOSÉ DIRCEU Advogado e ex-ministro da Casa Civil

Queda de mais um ditador Certa euforia e tom de alĂ­vio no noticiĂĄrio internacional - todo originado a partir de agĂŞncias noticiosas norte-americanas e europeias com as informaçþes de que na esteira da Primavera Ă rabe pode estar prestes a cair mais um ditador no Oriente MĂŠdio, agora o do IĂŞmen, Ali Abdullah Saleh. Com direito Ă transmissĂŁo de imagens da cerimĂ´nia pelas TVs, ele assinou em Riad, capital real da ArĂĄbia Saudita, acordo apoiado pelos paĂ­ses do Golfo PĂŠrsico, que prevĂŞ a transferĂŞncia do poder no IĂŞmen. Se fosse verdade o que o noticiĂĄrio dĂĄ a entender, seria o caso de se dizer que jĂĄ vai tarde e que “caiu de PDGXURÂľ GHSRLV GH  PHses de ruas rebeladas no IĂŞmen, com a população em protestos quase diĂĄrios para que ele fosse embora. Mas, o que assistimos no

Iêmen Ê, nada mais nada menos, do que uma tentativa de domesticar mais uma revolução popular, como ocorreu no caso da egípcia. Vejam, tambÊm, o post abaixo Que a transição no Iêmen tenha mais sucesso que a do Egito. AlÊm do mais, a própria população nas ruas iemenitas reagiu com cautela porque, apesar de ele ter assinado o acordo e prometido deixar o cargo, ainda não hå certeza de que o ditador cumprirå o combinado. A dúvida Ê mais do que procedente, porque ele jå voltou atrås diversas vezes sobre o assunto desde o início da onda das revoltas contra seu regime no início deste 2011. Em nada menos que três ocasiþes, só neste ano, na última hora, Saleh se recusou a assinar acordo para transferência mediado por países da região. No po-

der hĂĄ 33 anos, o ditador enfrenta desde fevereiro a rebeliĂŁo das ruas em protestos exatamente por sua renĂşncia. Ă€ cerimĂ´nia de assinatura do acordo estava presente o rei saudita, Abddulah Ben Abdel Aziz e o prĂ­ncipe herdeiro Nayef. Autoridades da oposição do IĂŞmen tambĂŠm subscreveram o documento depois de Saleh. “Hoje, uma nova pĂĄgina da nossa histĂłria se LQLFLDÂľ GLVVH R UHL VDXGLWD Ă s delegaçþes iemenitas presentes. E um emissĂĄrio da ONU no IĂŞmen, Jamal Benomar, garantiu Ă s agĂŞncias de notĂ­cias internacionais que junto com o documento seria assinado um protocolo para sua aplicação, jĂĄ aprovado pela oposição. Quanto a efetiva saĂ­da de Saleh, data e hora, ninguĂŠm fala nada. SĂł Deus, ou AlĂĄ, sabem. FILIADO AO

Jorgraf UM PRODUTO:

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

Cooperativa dos Jornalistas H*UiÂżFRVGRHVWDGRGHDODJRDV

Nós que nascemos e vivemos nesse país tão rico, composto por povos e regiþes tão diversos, outrora, mãe gentil, WHPRV XOWLPDPHQWH ÀFDGR bastantes tristes e perplexos, com as perversidades cometiGDV FRQWUD RV VHXV ÀOKRV VRbretudo, os mais humildes e necessitados. Os constantes casos de corrupção – ativos e passivos – as frequentes injustiças patrocinadas pela supervalorização monetåria, em detrimento de outros valores, bem mais importantes, a impunidade dos criminosos mais abastados, e a gradativa destruição das nossas instituiçþes mais importantes – a educação e a família – determinada pelos tecnocratas da nação, têm arrefecido a nossa, dantes, tão avassaladora paixão republicana. A publicidade escarnada, proporcionada pelo avanço tecnológico, tem nos mostrado fatos indignos para uma verdadeira relação de amor bilateral – påtria e povo; para termos uma ideia, no atual governo federal, que ainda não completou um ano, jå caíram seis Ministros de Estado, e um sÊtimo, estå prestes à ser exonerado, devido às acusaçþes de irregularidades. Os afastamentos dos acusados, em princípio, mostra austeridade da Presidente Dilma Rousseff, mas, após cuidadoVDV UHà H[}HV ÀFDPRV D QRV preguntar: serå que essas pes-

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: JosĂŠ Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

soas, que pertencem ao grupo polĂ­tico do governo, se tornaram corruptas apĂłs tomarem posse nos cargos? Ou serĂĄ que jĂĄ possuĂ­am essas anomalias de carĂĄter? Nas esferas estaduais e municipais, os atos de corrupção, descobertos pela nossa instituição de maior credibilidade - a PolĂ­cia Federal – sĂŁo assustadores! Aqui em nosso pequenino estado, municĂ­pios de tamanho territorial reduzido, tĂŞm apresentado casos de corrupção gigantescos! Frequentemente, a nossa mĂ­dia divulga fatos escabrosos envolvendo programas patrocinados pelo Governo Federal e administrados pelos municĂ­pios, muitos, por polĂ­ticos aliados da RepĂşblica! Por exemplo, recentemente, no programa, “minha casa, miQKDYLGDÂľR7ULEXQDOGH&RQtas da UniĂŁo detectou cerca de oito mil contratos irregulares; R´EROVDIDPtOLDÂľWDPEpPWHP sido fraudado constantemente; a recente prova do Enem (Exame Nacional do Ensino MĂŠdio), teve o seu resultado considerado duvidoso, devido Ă detecção de irregularidades na sua realização. O referido exame foi criado pelo MEC, no ano de 1998, como mais uma tentativa de melhorar a qualidade do ensino superior pĂşblico no paĂ­s. O mesmo MinistĂŠrio, recentemente, resolveu, atravĂŠs de nova resolução, que a partir do ano letivo de 2012, ape-

nas crianças com seis anos de idade, poderão cursar o ensino fundamental, numa clara desconsideração às diferenças cognitivas dos seres humanos e, consequente objeção ao conhecimento e desenvolvimento precoces dos indivíduos diferentes! Ainda recentemente, o MinistÊrio da Educação, reprovou 13 instituiçþes de ensino superior do país, após descobrir que estas não estavam realizando seus objetivos de forma satisfatória. Essas conclusþes foram obtidas após a realização de mais uma novidade da educação - o Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes). A maioria dessas instituiçþes reprovadas, pertence à rede privada, que, anteriormente, recebeu todo o aval do governo para se proliferar de forma ilimitada e descabida. Essa posterior reprovação, somente, causa danos irreparåveis aos milhares de graduDGRVTXHÀFDUmRjPDUJHPGH um mercado, cada vez mais exigente e seletivo. Outros fatos graves e desabonadores, têm acontecido, e somente deixarão de ocorrer, quando os mentores da nação, entenderem a educação pública, na sua base, como a única maneira de formar cidadãos plenos e preparados SDUDH[HUFHUHPXPDSURÀVVmR digna, independente de quaOLÀFDWLYRV TXH Vy VHUYHP DRV exploradores mercantilistas.

Nosso noticiĂĄrio nacional ĂŠ fornecido pelas agĂŞncias: AgĂŞncia Folha e AGĂŞncia Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAĂ‡ĂƒO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SĂƒO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NĂƒO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPĂ?NIĂƒO DESTE JORNAL.


TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

PUBLICIDADE

7


8

BRASIL/MUNDO

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

Brasil / Mundo

Falsa mÊdica que aplicava cimento no bumbum de pacientes Ê presa A transsexual americana Oneal Ron Morris, de 30 anos, voltou a ser presa) em Miami, na Flórida (EUA), acusada de aplicar uma mistura de cimento, supercola, óleo e selante de pneus nas nådegas de mulheres. Ela voltou a ser detida depois que outra vítima apresentou queixa à polícia. Oneal jå havia sido presa na semana passada sob a acusação de rea lizar o procedimento ilegalmente. Ela chegou a aplicar cimento em si mesma

País terå mais de 500 mil de casos de câncer

SĂ?RIA

Liga Ă rabe dĂĄ Cubanos podem ultimato para obter crĂŠdito acesso da ONU HPEDQFRRĂ€FLDO

Estimativa para 2012 foi anunciada ontem por instituto nacional

O

Brasil deverå ter 520 mil novos casos de câncer no próximo ano. Entre os tipos mais comuns da doença estarão o câncer de pele não melanoma (menos grave), próstata e mama. Os dados foram divulgados ontem, pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), na Estimativa 2012 - Incidência de Câncer no Brasil. Segundo o Inca, a doença deve atingir, na mesma proporção, homens e mulheres no país. O câncer de pele não melanoma Ê o mais comum nos dois sexos. De acordo com o coordenador de Açþes EstratÊgicas do Inca, Clåudio Noronha, o número de casos da doença no país vêm aumentando devido ao envelhecimento da população brasileira.

Os homens são mais afetados pelos cânceres de próstata, seguido pelos de pulmão, cólon e reto, estômago, boca, laringe e bexiga. Entre os tumores masculinos, o de próstata Ê o mais comum em todas as regiþes brasileiras. No Sudeste, o segundo tipo mais comum Ê o de cólon e reto. No Norte e no Nordeste, Ê o de estômago que apresenta o segundo maior número de casos. As mulheres deverão sofrer mais com o de mama, colo de útero, cólon e reto e o da glândula tireoide, que pela primeira vez, aparece entre os cinco tipos de câncer mais comuns entre o sexo feminino. Outros tipos que mais atingirão as mulheres serão os de pulmão, estômago e ovårio.

ENSINO FUNDAMENTAL

Justiça impede matrícula de menor de seis anos O MinistÊrio da Educação (MEC) vai recorrer da decisão da Justiça Federal que suspendeu uma resolução que impedia a matrícula de crianças menores de 6 anos no ensino fundamental. Pela regra, estabelecida em 2010 pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), órgão vinculado à pasta, o aluno precisa ter 6 anos completos atÊ 31 de março do ano letivo para ser matriculado no 1° ano do ensino fundamental – caso contrårio deverå permanecer

na educação infantil. REGRA DIFERENTE Segundo o CNE, o objetivo da medida ĂŠ organizar o ingresso dos alunos no ensino fundamental, jĂĄ que atĂŠ entĂŁo cada rede de ensino Ă€[DYDXPDUHJUDGLIHUHQWH “ NĂłs queremos preservar a normalidade dos sistemas de ensino para que eles possam começar o ano letivo de letivo de 2012 organizadamenteâ€?, defendeu a secretĂĄria de Educação BĂĄsica do MEC, Maria do Pilar Lacerda.

AE

Envelhecimento da população contribui para casos da doença

CIGARRO

Senado aprova proibição de fumódromos em todo país O Plenårio do Senado Federal aprovou nesta semana duas importantes restriçþes ao consumo de ålcool e cigarro. Na manhã de ontem, a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) deu parecer favoråvel a projeto de lei que faz alteraçþes no Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90). De autoria do senador Humberto Costa (PT-PE), o PLS 508/2011 torna crime a venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos. A matÊria segue para a

NOVOS TEMPOS

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), que a examinarå em decisão terminativa MEDIDA PROVISÓRIA Na terça-feira (22), foi aprovado projeto de conversão de Medida Provisória que aumenta o imposto sobre o cigarro e proíbe o consumo de tabaco em recintos de uso coletivo fechados ou abertos, públicos e privados. Mesmo os chamados fumódromos estão proibidos em território nacional, conforme texto jå enviado a sanção presidencial.

A Liga à rabe decidiu pntem estabelecer o prazo de 24 horas para que a Síria decida se aceitarå uma missão de observadores estrangeiros em seu território. E deixou claro o que pode acontecer caso a resposta seja negativa: sançþes sem precedentes que incluiriam a suspensão de voos comerFLDLVUHVWULo}HVDDFRUGRVÀnanceiros, alÊm do congelamento dos bens de Damasco. A decisão foi tomada num encontro no Cairo entre os representantes dos países da Liga à rabe, que geralmente Ê reticente em punir seus membros. Em comunicado, o grupo explicou que pedirå às Naçþes Unidas que tome as medidas necessårias para ajudar na resolução da complicada situação na Síria, onde a repressão ao movimento contra o presidente Bashar al-Assad jå se estende por oito meses e deixou, segundo a ONU, mais de 3.500 mortos.

Trabalhadores cubanos do setor privado poderĂŁo obter crĂŠdito no banco estatal do paĂ­s, a partir do dia 20 de dezembro, informou ontem R'LiULR2Ă€FLDOGRSDtV6HJundo o jornal estatal “Granmaâ€?, os favorecidos pelo decreto-lei tambĂŠm serĂŁo autorizados abrir contas correntes para cobranças e pagamentos relacionados ao seu negĂłcio, como parte das reformas econĂ´micas implantadas por RaĂşl Castro. “Os trabalhadores autĂ´nomos e de outros modelos de gestĂŁo terĂŁo a possibilidade GH VROLFLWDU FUpGLWRV SDUD Ă€nanciar a compra de bens e insumos para um melhor desempenho de sua atividadeâ€?, disse o “Granmaâ€?, acrescentando que as medidas pretendem aumentar a produção agrĂ­cola, o trabalho autĂ´nomo e a construção de casas.As novas normas tambĂŠm tĂŞm como objetivo apoiar “outros modelos de gestĂŁoâ€?.


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

Cidades

CIDADES

9

Secretaria de Defesa Social emite nota para esclarecer mandado de prisĂŁo A Secretaria de Defesa Social emitiu nota, ontem Ă tarde, para explicar o pedido de prisĂŁo do comandante da PolĂ­cia Militar, coronel Luciano Silva, onde esclareceu, em partes, os fatos que levaram Ă  decretação da prisĂŁo do comandante, por determinação do desembargador do Tribunal de Justiça, Orlando Cavalcante Manso. “Na decisĂŁo, o desembargador Orlando Manso motiva a prisĂŁo pelo fato de o comandante da PM ter aplicado uma sanção disciplinar indevida ao capitĂŁo Rocha Limaâ€?. Luciano Silva vai responder o processo em liberdade.

Desembargador determina prisĂŁo do comandante da PM

SANDRO LIMA

Coronel Luciano Silva chegou a ser levado para a $FDGHPLDGH3ROtFLDPDVSDJRX¿DQoDHIRLOLEHUDGR PETRÔNIO VIANA BRENO AIRAN VICTOR AVNER REPÓRTERES

O

desembargador Orlando Manso determinou na tarde de ontem a prisão do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Luciano Silva. A razão que levou o magistrado a tomar essa atitude foi o descumprimento de uma ordem judicial por parte do oficial. De acordo com o que apurou a reportagem, o Judiciårio havia determinado que Luciano Silva aplicasse uma punição de repreensão ao capitão Antônio Rocha Lima e ao

capitão Paulo Eugênio em processos pelos quais os militares foram inocentados pela Justiça. O comandante da PM, no entanto, aplicou uma pena de suspensão a Rocha Lima, que inclusive teria ficado quatro dias detido na Academia da Polícia Militar, mesmo tendo sido inocentado. Sentindo-se injustiçado, Rocha Lima recorreu ao Judiciårio, o que resultou na decisão de Manso, tomada nesta quinta-feira. A medida de detenção foi determinada no mesmo dia, 28 de setembro, tambÊm para Paulo Eugênio e outros quatro oficiais. O mandado de prisão

para o coronel Luciano Silva foi entregue em mãos ao diretor-geral da Polícia Civil, delegado Marcílio Barenco, que teria cumprido a determinação. No entanto, o coronel pagou uma fiança estipulada pelo desembargador. Mesmo assim, o oficial ainda foi ouvido pelo delegado Barenco na sede da Secretaria de Defesa Social. O secretårio Dårio CÊsar esteve reunido com a cúpula da Defesa Social para avaliar a melhor maneira de comunicar o ocorrido, de forma oficial, à imprensa. Após a reunião, foi emitida uma nota de esclarecimento.

0RYLPHQWRQD$FDGHPLDGD30IRLJUDQGHRQWHPDSyVDGHWHUPLQDomRGDSULVmRTXHQmRFKHJRXDDFRQWHFHU ADAILSON CALHEIROS

‘SOU PEQUENO’

Oficiais nĂŁo comentam prisĂŁo de coronel ALANA BERTO REPĂ“RTER Os capitĂŁes da PolĂ­cia Militar Paulo EugĂŞnio e AntĂ´nio Rocha Lima nĂŁo quiseram prestar nenhuma declaração - alĂŠm dos comentĂĄrios provocativos que fizeram - sobre a prisĂŁo do comandante geral da PolĂ­cia Militar de Alagoas, coronel Luciano Silva. Ele foi preso por punir os militares, descumprindo uma ordem judicial do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ). “Eu nĂŁo tenho nada a declarar sobre essa prisĂŁo. Determinação judicial nĂŁo se discute, se cumpre e eu sou pequeno, nĂŁo quero mexer com os grandesâ€?, alfinetou o capitĂŁo EugĂŞnio. JĂĄ o capitĂŁo AntĂ´nio Rocha Lima, que responde a 18 processos disciplinares, alĂŠm de ter respondido a 20 procedimentos administrativos, como associação ao trĂĄfico, formação de quadrilha, extorsĂŁo, estupro e desordens em locais pĂşblicos, fez uma breve declaração. “Eu tenho muita coisa para falar, mas prefiro me reservar ao silĂŞncio. Quando eu resolver falar, a sociedade alagoana vai ficar surpresa com as minhas revelaçþesâ€?, frisou. A prisĂŁo do comandante foi determinada pelo desembargador Orlando Cavalcanti Manso, na tarde de ontem, mas o coronel pagou fiança e nĂŁo foi detido.

Coronel GHVFXPSULXGHWHUPLQDomRGR7-HPDQWHYHRÂżFLDLVSUHVRV

CHACINA DO BB

‘Morte foi brutal, mas prenderam inocentes’ Mesmo com a absolvição do capitĂŁo EugĂŞnio e do capitĂŁo Rocha Lima pela Justiça comum, o coronel Luciano Silva prendeu os dois militares descumprindo a ordem do TJ. O capitĂŁo EugĂŞnio foi acusado de participar do episĂłdio que ficou conhecido como Chacina do Benedito Bentes, ocorrido no dia 13 de agosto de 2010, onde quatro jovens foram assassinados brutalmente. ApĂłs a chacina, foi expedido mandado de busca e apreensĂŁo na residĂŞncia do capitĂŁo EugĂŞnio. LĂĄ foram encontradas vĂĄrias muniçþes usadas em instruçþes para tiro. ApĂłs a abertura de inquĂŠrito sobre o fato, a

advogada do capitĂŁo entrou com um habeas corpus pedindo trancamento do inquĂŠrito. O Tribunal de Justiça julgou o pedido procedente, mas o coronel Luciano Silva puniu o capitĂŁo por estar com a munição da PM, e determinou trĂŞs dias de prisĂŁo. Sobre a chacina, crime em que o capitĂŁo foi colocado como suspeito e em seguida inocentado, ele faz crĂ­ticas sobre as investigaçþes. “Toda a investigação foi mal feita, a PolĂ­cia Civil prendeu para depois investigar. A morte dos jovens foi brutal, covarde e a investigação foi pior ainda, prenderam vĂĄrios inocentesâ€?, destacou.


10

CIDADES

TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

Estado de Alagoas assina acordo contra homofobia

ASSESSORIA

Entre ações previstas está a capacitação policial sobre promoção dos direitos LGBT

O

Estado de Alagoas foi o primeiro da federação a assinar um acordo de cooperação técnica para a articulação e implementação de políticas de enfrentamento a crimes homofóbicos. A cerimônia, que foi realizada terça-feira (22), em Brasília, contou com a presença do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo; da ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, e do secretário da Defesa Social de Alagoas, Dário César Cavalcante. O acordo prevê a capacitação de unidades policiais, a inclusão de um campo sobre orientação sexual e identida-

de de gêneros nos formulários de registros de ocorrência policial e a promoção da abordagem do assunto sobre lésbicas, gays, bissexuais e transexuais na formação dos profissionais de segurança pública. Dentre as ações que serão desenvolvidas, o secretário antecipou que a Gerência de Ensino da Defesa Social já prepara, para o início de 2012, a segunda edição do Seminário Alagoano de Atuação Policial Frente à Proteção e Promoção dos Direitos dos Grupos Vulneráveis. Segundo o secretário, o seminário tem como objetivo prover os profissionais da área de segurança de conhecimentos básicos sobre os dis-

positivos legais referentes aos grupos considerados vulneráveis, entre eles os LGBTs, com o intuito de prestar um atendimento de qualidade a todos. Para a ministra de Direitos Humanos, Maria do Rosário, os crimes de homofobia são crimes de ódio. “Convivemos entre diferentes etnias e não podemos mais estabelecer parâmetros de convivência. O combate à homofobia é o que temos de mais desafiador nesse momento, pois precisamos remover os preconceitos das instituições”. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que a discriminação da homofobia “é inaceitável em pleno século

21”. Para ele, a parceria com as Secretarias de Segurança pública trará resultados concretos. “Esse é um tema que tem a maior nobreza. A causa é mais que justa; é uma causa humana”, afirmou. Para o secretário Dário César, a assinatura do pacto demonstra o interesse do Estado em combater qualquer tipo de crime discriminatório contra as LGBTs. “A assinatura do pacto é mais um passo importante na luta contra a discriminação e a violência. Iremos procurar desenvolver as ações previstas no termo através da construção de políticas públicas que contribuam para uma sociedade justa e sem preconceitos”, afirmou Dário Cesar.

Secretário declarou que pacto é passo importante contra discriminação ASSESSORIA

ENGENHEIROS

Deputados vão formar frente de apoio Os deputados estaduais Judson Cabral, Luiz Dantas, Inácio Loiola e Olavo Calheiros, todos engenheiros, participaram ontem de uma reunião com o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea), Aloísio Ferreira, e demais representantes de entidades dos profissionais da área técnica do Estado. O objetivo foi discutir a criação de uma frente parlamentar que atue na defesa dos interesses das categorias que trabalham no parque tecnológico de Alagoas e que estão desvalorizados pelo próprio

governo, conforme afirmou o presidente da Sociedade dos Engenheiros Agrônomos, o engenheiro José Fragoso. O presidente do Crea explicou aos deputados que a demanda maior é a questão da política salarial no serviço público porque o Estado não estaria reconhecendo seus profissionais que, segundo ele, recebem abaixo do piso profissional. O funcionalismo do setor público agrícola é o mai penalizado, conforme ressalta Ferreira. Cada parlamentar se posicionou a favor de levar as reivindicações ao governador

para que o pleito seja atendido. Mas, segundo os deputados, primeiro é preciso mostrar ao governo, através de um levantamento consistente, que está havendo perda de recursos para investimentos no desenvolvimento do Estado. O fato também pode ser caracterizado pela não valorização do quadro técnico, que os parlamentares apontam como antigo e que precisa de renovação por concurso. Alagoas, em relação a outros Estados do Nordeste, “anda atrasado no âmbito das pesquisas, consultoria e planejamento; segmentos

importantes que envolvem a mão-de-obra dos profissionais que dão sua contribuição para o crescimento da economia alagoana”, segundo destacou o presidente do Crea. Outro ponto enfocado na reunião foi, com o apoio da frente parlamentar, tentar resgatar garantias legais que foram suprimidas dos engenheiros do Estado, como os anuênios, que os profissionais que estão em final de carreira perderam. Segundo Judson Cabral, a estratégia da bancada dos deputados engenheiros será promover o entendimento e sensibilizar o governador.

Comissão se comprometeu em tentar sensibilizar o governador


TribunaIndependente

AĂ?LTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

CIDADES

11

Investimento na Segurança deve aumentar em R$ 108 mi Se o projeto da Lei Orçamentåria Anual for aprovado, montante terå aumento de 15% SANDRO LIMA

ANA PAULA OMENA REPĂ“RTER

O A geladeira fatal Vanderval, faz mais de meia hora que você estå sentado, imóvel, diante dessa geladeira! QualÊ o problema, hein?Fala! - Problema nenhum! - E por que você estå tão quieto, só olhando pra essa droga de geladeira? Não me diga que quer me dar uma nova! - Não fala besteira, mulher! - Vanderval... - Cala essa boca, Cleonice! - Pirou! O homem pirou! Vôte! - Quem pirou foi a mãe! - Êpa! Respeite a minha velha, seu puto! Duas horas depois, Vanderval permanecia na mesmíssima posição, no mesmíssimo lugar. Muito preocupada, a esposa voltou à carga com outra estratÊgia: - O que estå se passando com você, meu amor? – indagou Cleonice, cheia de sensualidade. E ele, reagindo bem: - Estou aqui pensando como Ê que a gente vai ficar sabendo se a luz dentro dessa geladeira estå apagada, ou não. - É isso, Vanderval? É claro que ela estå apagada, meu amor! - Você prova? - Não, mas imagino. Porta de geladeira Ê que nem porta de carro. Tem um botãozinho que liga e desliga, quando ela abre e fecha. Simples! - Belo argumento. Mas não me convence, Cleonice. Acho que só hå uma maneira de se saber se a luzinha da geladeira apaga quando ela fecha... -E qual Ê a maneira? - Entrando nela. A gente tira tudo de dentro e... entra! Essa foi demais para a Cleonice. Ela deu meia volta e foi pro quarto, dormir. Dia seguinte, de manhã cedinho, ao acordar, ela correu à cozinha, para ver se o marido estava lå, jå que na cama ele não tinha dormido. Reparou em redor, e aí viu que tudo o que antes se achava no refrigerador, estava espalhado pelo chão. Temendo o pior, Cleonice abriu a geladeira e quase caiu para trås, de espanto: o marido Vanderval estava lå dentro, todo encolhido, congeladão e... morto!

Doente nĂŁo ĂŠ calculadora! Biriteiro afamado, JosĂŠ Expedito, o 3HQLQKDFRQWUDLXXPDJULSHÂżOKDGD mĂŁe e passou um mĂŞs inteiro tossindo sem parar. Preocupada com sua saĂşde, dona BituĂŠlvia, a mĂŁe dele, aconselhou: - VocĂŞ precisa ir ao mĂŠdico, meu ÂżOKR6HQmRIRUYDLWHUPLQDUÂżFDQGR tuberculoso! Diante de tĂŁo forte argumento, Peninha se mandou pro SUS. Chegou

lå, pediu para ver um pneumologista. Levado à presença do sobredito, este colocou o estetoscópio nas suas costas e ordenou: - Fala três vezes 33! E o Peninha calado. - Fala três vezes 33! Fazendo um esforço enorme, Peninha respondeu: - É 99 porra! O senhor tå pensando que eu sou calculadora?

Sapatos novos O distinto intitulado Ivanovaldo Simþes pegou um pedacinho do adiantamento do 13° salårio e investiu num par de pisantes de couro de crocodilo. Coisa PXLWR¿QD Simþes chegou em casa calçando os recÊm-adquiridos sapatos e chamou a mulher para exibir-lhe a novidade: - Geraldina, olha pra mim e vê se nota alguma diferença na minha nobre pessoa... De må vontade, a mulher inspecionou o cara de cima a baixo e não disse nada. - O que você estå achando? – insistiu Ivanovaldo Simþes. - Achando o quê? - Você não estå notando nadinha de novo em mim? - E o que eu notaria de novo em você? (QWmR,YDQLYDOGRUHVROYHXUDGLFDOL]DUWLURXWRGDDURXSDH¿FRXVyGH sapatos. - E agora? - Nada. O pinto continua pendurado de cabeça pra baixo, como sempre! - E você não sabe por que o pinto estå de cabeça pra baixo? - Não! Por quê? - Porque ele estå admirando os meus lindos sapatos! - Ah, Ê? Você devia era ter comprado um chapÊu novo!

A parede encantada Homem da terra, apenasmente ligado Ă agricultura, Severino Ferreira, conhecido como ‘Seu Biu’, era pai de uma prole numerosa: dezenove ÂżOKRVWRGRVKRPHQV2PDLVQRYLQKR SidrĂ´nio, nĂŁo saĂ­a do seu lado. Por sua vez, dona Maria CĂ­cera, a velha companheira de muitas lutas, sempre soube cuidar bem da rapaziada. Um dia, ela adoeceu e necessitou de um mĂŠdico com urgĂŞncia. EntĂŁo, o zeloso marido resolveu trazĂŞ-la Ă  capital. Em assim sendo, seu Biu alugou um carro na cidade de Delmiro Gouveia e viajaram a MaceiĂł, ele e a mulher, trazendo de contrapeso o garoto SidrĂ´nio. O mĂŠdico indicado para dona Maria CĂ­cera tinha consultĂłrio instalado no EdifĂ­cio BrĂŞda. Quando o trio de PDWXWRVEDWHXOiÂżFRXLPSUHVVLRQDGR com o que estava vendo. Verdade ĂŠ TXHVHX%LXDPXOKHUHRÂżOKRMDPDLV estiveram em MaceiĂł e estavam completamente por fora das modernidades que o tempo havia imposto aos metropolitas. Quando eles entraram naquele mundĂŁo de prĂŠdio, SidrĂ´nio apontou, espantado, para o elevador:

- Paínho! UquiÊ aquilo lå? $UUHpJXDPHX¿R(XQXQFDY, um diabo desse! Diante da porta do elevador, o trio ¿FRXHPEDVEDFDGRGHROKRSUHJDGR naquela parede que se abria em duas bandas, chiava e engolia as pessoas. - Só pode sê armada do cão, meu vÊio! – opinou dona Maria, afastandose para longe. Em dado momento, surgiu uma YHOKLQKDFDPLQKDQGRFRPGL¿FXOGDGH bem dizer se arrastando, que se aproximou daquela porta estranha. Aí, aconteceu: a parede se abriu, ela entrou e, em seguida, a dita se fechou. $WRFRQWtQXRSDLH¿OKRUHSDUDUDPTXH o pequeno semicírculo de luzes acima GDSDUHGHVHDFHQGHX(¿FDUDPHVSLando uns numerozinhos piscando. Daí a pouco, a parede de abriu novamente e eis que surgiu de dentro uma garota sensacional, que caminhou rebolativa e faceira atÊ a porta de saída do prÊdio. Seu Biu, então, não se conteve e gritou SDUDR¿OKR - Corre, Sidrônio! Vai ali buscå a veinha sua mãe!

s investimentos para a segurança pública de Alagoas podem aumentar no ano que vem. Pelo menos Ê o que planeja o Governo do Estado para o orçamento de 2012. O projeto da Lei Orçamentåria Anual, que estå em anålise na Assembleia Legislativa, prevê um aumento de mais de R$ 108 milhþes, ou 15%, para o ano que vem, somente para a segurança pública. Caso aprovado, o projeto deixarå saldo positivo para os órgãos da Defesa Social: o orçamento da Polícia Militar de Alagoas passa de R$ 374,2 milhþes para R$ 378,9 milhþes; o da Polícia Civil, de R$ 120,7 milhþes para R$ 134,4 milhþes; o Corpo de Bombeiros, de R$ 71, 3 milhþes para R$ 75,5 milhþes; Perícia Oficial, criada em 2011, deve contar com R$ 19,3 milhþes, e Superintendência Geral de Administração Penitenciaria, com R$ 73 milhþes. Em 2010 comparado com 2009, Alagoas havia elevado em apenas 3,56% os gastos com segurança pública, que chegaram a R$ 744,11 milhþes. Embora

ANO PASSADO

Todos os Estados do Nordeste aumentaram verba Os gastos com segurança pública na Região Nordeste do País apresentaram variaçþes positivas em 2010, com exceção do Estado do Rio Grande do Norte (-7,98%), em relação aos resultados apontados em 2009. Os dados constam na 5ª Edição do Anuårio Brasileiro de Segurança Pública, apresentada quarta-feira em Brasília pela organização não governamental Fórum Brasileiro de Segurança Pública, durante a 2ª Conferência do Desenvolvimento, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Dentre os Estados da região, Sergipe teve o maior aumento global (48,36%) nos gastos com segurança pública em 2010 ante 2009, atingindo R$ 705,34 milhþes. Jå os demais entes federativos da região apresentaram os seguintes resultados: Pernambuco (16,65%, chegando a R$ 1,59 bilhão), Maranhão (15,63%, atingindo R$ 784,93 milhþes), Piauí (10,20%, totalizando R$ 292 milhþes), Cearå (7,88%, chegando a R$ 957,91 milhþes), Alagoas (3,56%, batendo em R$ 744,11 milhþes), Paraíba (2,51%, atingindo R$ 576,64 milhþes) e Bahia (0,48%, chegando a R$ 1,96 bilhão). Para efeito de comparação, a União aumentou em 4,39% o investimento em segurança pública.

Apesar de ter elevado investimento em segurança nos últimos dois anos, Estado ainda Ê líder em violência

com mais verba e consequentemente com mais investimentos em segurança pública, o Estado de Alagoas foi novamente apontado como o mais violento do Brasil. Os dados são da 5ª Edição do Anuårio Brasileiro da Segurança Pública, divulgados na quarta-feira, em Brasília, du-

rante a 2ÂŞ ConferĂŞncia do Desenvolvimento do Ipea (Instituto de Pesquisa EconĂ´mica Aplicada). O Estado mais uma vez ocupa o primeiro lugar no ranking de nĂşmero de assassinatos por 100 mil habitantes. De acordo com o estudo, Alagoas ĂŠ o campeĂŁo no Ă­ndice de homicĂ­dios do-

losos (com intenção de matar), com um total de 2.127 mortes no ano passado ou 68,2 assassinatos por 100 mil habitantes. Alagoas tambÊm apareceu na frente quando diz respeito a crimes violentos letais intencionais, com 70 mortes por 100 mil habitantes.

BANDIDOS ARMADOS

LotĂŠrica em Santana ĂŠ assaltada pela terceira vez sĂł este ano DAVI SALSA REPĂ“RTER

Arapiraca (Sucursal) Dois homens armados invadiram e assaltaram, ontem, uma casa lotĂŠrica que funciona no centro da cidade de Santana do Ipanema. A ação criminosa aconteceu por volta do meio-dia. A dupla rendeu funcionĂĄrios e clientes que estavam no local. ApĂłs recolherem o dinheiro dos caixas, os assaltantes fugiram. O valor levado pelos bandidos nĂŁo foi informado, mas o proprietĂĄrio do estabelecimento revelou que se tratava do terceiro assalto este ano na casa lotĂŠrica. O empresĂĄrio nĂŁo quis ter o nome revelado, mas adiantou que toda a movimentação dos bandidos foi gravada por câmeras de segurança, instaladas recentemente no estabelecimento. HOMICĂ?DIO O registro de violĂŞncia chamou, ontem, a atenção dos agentes da 2ÂŞ Delegacia Regional de Santana do Ipanema. Os policiais foram surpreendidos por uma tentativa de homicĂ­dio registrada no interior de uma das celas. O detento Kleanderson Rodrigues Felizardo, 26 anos, conhecido por “CrĂŠuâ€?, que havia sido transferido

DAVI SALSA

Na Delegacia de Santana, tambĂŠm ontem, um preso foi esfaqueado

recentemente da Delegacia de Delmiro Gouveia, acusado de tentativa de homicĂ­dio, foi surpreendido por um colega de cela, JosĂŠ Carlos dos Santos, vulgo “Carlinhosâ€?, 21, que tambĂŠm responde por crime de tentativa de homicĂ­dio. JosĂŠ Carlos dos Santos desferiu vĂĄrios golpes de faca peixeira em Kleanderson Rodrigues Felizardo. Os agentes ouviram gritos e constataram o crime. Durante o socorro ao detento ferido, JosĂŠ Carlos dos Santos ainda teria fei-

to ameaça aos agentes. Ele disse que estava vingando a morte de um irmão, segundo ele, assassinado por Kleanderson Rodrigues hå cerca de um ano. Carlinhos foi imobilizado pelos agentes, enquanto Kleanderson Rodrigues, o CrÊu, teve de ser encaminhado atÊ o Hospital Regional Doutor Clodolfo Rodrigues de Melo. De acordo com informaçþes da polícia, o preso sofreu vårias perfuraçþes no pescoço, braço e abdômen, mas não corre risco de morte.

PRĂ“XIMO A CLUBE

NATAL

2¿VFDOGD Prefeitura de Arapiraca, Valdir Miguel Galindo, 51, foi executado a tiros, nas primeiras horas da manhã de ontem, no momento que saía de casa para o trabalho, em sua bicicleta. O crime aconteceu na Rua da Estação, nas imediaçþes do Clube dos Fumicultores, no centro da cidade. De acordo com o relato de moradores, um homem abordou Valdir Miguel e efetuou quatro disparos de arma de fogo, sendo um na cabeça e outros dois nas costas. A vítima PRUUHXQDKRUDHRFRUSR¿FRXQRORFDOSRUYiULDVKRUDV

A Superintendência de Limpezla Urbana de Maceió (Slum) ornamentou a sede do órgão para o Natal utilizando materiais reciclåveis, como jornais, JDUUDIDVSHW¿OPHV de raio-X e PVC. A coordenadora de Educação Ambiental, Rita Araújo, informou que DGHFRUDomR¿FDUiQD sede da Slum, na praça Cyro Acioly, Ponta Grossa, atÊ o dia 6 de janeiro. Durante esse período a ornamentação poderå ser visitada e a equipe idealizadora estarå disponível para dar dicas sobre decoração com reutilização.

Fiscal da prefeitura Ê morto com tiros nas costas Slum faz decoração usando reciclagem


12

CIDADES

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

Administração desastrosa

O

prefeito de Feira Grande, FĂĄbio ApĂłstolo de Lira, conhecido politicamente por seus munĂ­cipes como “Fabinho do Chico da Granja (em homenagem ao pai jĂĄ falecido e que foi vereador daquele municĂ­pio) realiza uma administração conturbada, marcada por brigas, traiçþes e denĂşncias e mais denĂşncias de improbidade administrativa. Fabinho chegou ao poder apĂłs o falecimento do seu pai, que era um polĂ­tico querido por seus eleitores. Contou com apoio financeiro do entĂŁo presidente da AssemblĂŠia Legislativa, Celso Luiz, que hoje apĂłia um candidato de oposição para as eleiçþes de 2012. ApĂłstolo foi eleito, em meio a uma comoção pela morte, em circunstâncias trĂĄgicas, do pai (acidente automobilĂ­stico). Montou uma estrutura administrativa pĂ­fia e rodeou-se de “amigosâ€? incompetentes, mestres em “fofocasâ€? interioranas, que nada acrescentam a um gestor pĂşblico.

NĂŁo amadureceu

Improbidade

Apesar do seu envolvimento, logo no inĂ­cio da primeira gestĂŁo (2005), num esquema de desvios de recursos federais destinados a merenda escolar, FĂĄbio foi reeleito com tranquilidade, sem maiores problemas. Infelizmente, nĂŁo amadureceu politicamente e nem tampouco administrativamente. Pelo contrĂĄrio: continuou com as mesmas picuinhas, perseguindo desafetos a pedido dos “cientistas e intelectuaisâ€? que os cerca. Pasmem: problemas pessoais o levaram a trocar tapas com assessores no meio da rua. O resultado nĂŁo poderia ser outro: a segunda administração ĂŠ pior em todos os sentidos do que a primeira. Um verdadeiro desastre. O municĂ­pio continua carente de tudo, principalmente de um gestor pĂşblico experiente, sĂŠrio, competente e “maduroâ€?.

Ao que parece, Fabinho do &KLFRGD*UDQMDSRGHÂżQDOmente, se complicar. É que o MinistĂŠrio PĂşblico Federal (MPF) em Alagoas propĂ´s na quarta-feira (23) ação de improbidade administrativa contra ele, JosĂŠ Arnon Dacal Mattos Nunes e JosĂŠ Rafael Torres Barros. Eles estĂŁo respondendo pelo desvio de recursos pĂşblicos federais, repassados pelo MinistĂŠrio da Educação ao municĂ­pio, fatos que vieram Ă tona na “Operação Guabiruâ€?. Se condenados, podem sofrer as sançþes previstas da lei.

Santa MĂ´nica necessita de 10 leitos de UTI e UCI 17 recĂŠm-nascidos jĂĄ foram transferidos, mas ainda faltam vagas em hospitais ANDREZZA TAVARES REPĂ“RTER

A

Maternidade Escola Santa Mônica precisa evacuar as unidades de terapia e cuidados intensivos (UTI e UCI) o mais råpido possível. Para isso, ela precisa transferir todos os bebês internos na UTI e UCI neonatal. Na última quarta-feira, um vazamento na tubulação de ar comprimido impossibilitou o atendimento dos bebês e, consequentemente, das gestantes. Ontem, 21 bebês jå foram transferidos, mas a maternidade ainda precisa de mais de 10 vagas. Os hospitais Santa Casa, São Rafael, Uni-

med, Hospital Santa Maria e Hospital Universitårio, em Maceió, alÊm da Maternidade Santo Antônio e Hospital de Coruripe, receberam onze recÊm-nascidos, que foram transferidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Neonatal. De acordo com a assessoria da Maternidade Santa Mônica, outros sete bebês tiveram alta da UTI e UCI e foram encaminhados para o alojamento conjunto e a Enfermaria Canguru, na própria Santa Mônica. Eles terão assistência mÊdica na companhia das mães. Outras duas vagas jå estão garantidas. Para que os tÊcnicos possam analisar quais foram

as causas do problema e, sĂł apĂłs essa anĂĄlise, dar uma previsĂŁo para o retorno das atividades, a Santa MĂ´nica precisa esvaziar a UTI e UCI. A medida tambĂŠm ĂŠ necessĂĄria para poder solucionar os problemas. “Nossa equipe tem mantido contato com outros hospitais e com a Central de Regulação de Leitos a fim de transferirmos o mĂĄximo de bebĂŞs para viabilizar o trabalho dos tĂŠcnicos na tubulação de ar comprimidoâ€?, ressaltou a diretora mĂŠdica da Santa MĂ´nica, SĂ­lvia Melo. SUSPENSĂƒO Por ser uma maternidade de referĂŞncia para gestantes de alto risco, a Santa MĂ´nica

suspendeu o atendimento Ă s parturientes. “Os bebĂŞs de gestantes de alto risco geralmente necessitam de UTI ou UCI, que estĂŁo fechadas. Estamos encaminhando as gestantes de alto risco para o Hospital UniversitĂĄrio, que tambĂŠm ĂŠ referĂŞncia, e os casos mais simples estĂŁo sendo encaminhados para outras maternidades. Ontem, a direção mĂŠdica da Santa MĂ´nica se reuniu com os secretĂĄrios estadual e municipal de SaĂşde, alĂŠm de coordenadores de serviços essenciais para o processo de transferĂŞncia e manutenção do serviço de urgĂŞncia e emergĂŞncia materna e infantil. ASSESSORIA

Acusaçþes De acordo com o procurador da RepĂşblica em Arapiraca, JosĂŠ Godoy Bezerra de Souza, autor da ação, JosĂŠ Rafael Torres Barros ĂŠ acusado de ser o chefe da organização criminosa, acusada de violar processos licitatĂłrios, DWUDYpVGRXVRGHHPSUHVDVGHIDFKDGDDOpPGHVXSHUIDWXUDUQRWDVÂżVFDLV emitidas para prestação de contas. A organização comandada por Barros ĂŠ acusada ainda de nĂŁo fornecer todas as mercadorias contratadas, tudo em HVTXHPDFRPSUHIHLWRVHVHFUHWiULRVPXQLFLSDLVHGHHPLWLUQRWDVÂżVFDLV “friasâ€?, para se apropriar de recursos federais destinados Ă aquisição de merenda escolar para vĂĄrios municĂ­pios alagoanos.

O esquema

Merenda escolar

JosÊ Arnon Dacal Matos atuava QHJRFLDQGRQRWDV¿VFDLVDOpPGH manter contatos frequentes com os prefeitos municipais, tratando da montagem dos processos licitatórios fraudulentos. No esquema da quadrilha, cerca de 20 empresas fantasmas foram utilizadas para o fornecimento GHQRWDV¿VFDLVDyUJmRVS~EOLFRV uma vez que estavam inativas quando da realização dos procedimentos licitatórios nos diversos municípios alagoanos.

Fåbio Apóstolo de Lira assumiu a Prefeitura de Feira Grande em 2005. No início de seu mandato, o prefeito utilizou os serviços da organização criminosa comandada por Rafael Torres e Arnon Dacal em sua administração. De acordo com anålise da CGU, foram desviados R$14.505 do Programa Nacional de Alimentação Escolar – Pnae, no exercício de 2005, em benefício da empresa KO Santos Cia Ltda, pertencente a Rafael Torres.

Relembre o caso Segundo apurou o MPF, entre os anos de 2001 e 2005, foi articulada em Alagoas uma organização criminosa, formada e estruturada para executar delitos e atos de improbidade administrativa, incluindo-se fraude a licitaçþes, apropriação indevida de verbas e bens públicos, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. $VLUUHJXODULGDGHVIRUDPFRQVWDWDGDVSHOR03)TXHLGHQWL¿FRXDRFRUUrQFLD de diversas infraçþes em, no mínimo, dez prefeituras alagoanas, diante de relatórios de auditorias realizadas pela Controladoria Geral da União (CGU). Com o apoio da Superintendência da Polícia Federal em Alagoas e, partir GRVGDGRVOHYDQWDGRVSHOR03)HSHOD&*8IRLGHÀDJUDGDD³2SHUDomR Guabiru�.

Condenação O MPF pede a condenação dos envolvidos nas sançþes previstas na Lei de Improbidade Administrativa, que inclui a suspensão dos direitos políticos, a perda da função pública, a indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erårio, sem prejuízo da ação penal cabível.

Festa no interior 1

Festa no interior 2

(PYLVLWDR¿FLDOD$UDSLUDFDORJRQRLQLFLRGD semana, o governador Teotonio Vilela deixou claro que estå de olho nas eleiçþes municipais GH&RP5RJpULR7Hy¿ORGHXPODGRHD deputada federal no outro, TÊo não cumpriu VLPSOHVPHQWHXPDDJHQGDR¿FLDO7DPEpP fez política. Visitou empresårios, a exemplo dos sócios-proprietårios do Grupo Coringa, JosÊ Alexandre dos Santos, e Marcelino Alexandre, e pediu voto para o seu candidato: 5RJpULR7Hy¿OR CÊlia, que de besta não tem nada, acompanhou a comitiva nos quatro cantos da cidade, distribuiu beijos e abraços, mas em momento DOJXPGLVVHTXH7Hy¿ORpRVHXFDQGLGDWR

De acordo com informaçþes da Governadoria do Agreste, TÊo gostou da visita e prometeu voltar a Arapiraca DWpR¿QDOGHGH]HPEUR quando vai ter uma conversa ao pÊ do ouvido com vereadores, líderes comunitårios e empresariais. Pelo jeito, a política começou prå valer. Só falta agora o prefeito Luciano Barbosa apontar o seu candidato pra festa começar. ... O ministro do Turis-

mo, Gastão Vieira, recebeu, em audiência, o senador Renan Calheiros, acompanhado do prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa; do secretårio de Infra-estrutura de Maceió, Mozart Amaral, e do ex-deputado federal Augusto Farias. ... Durante o encontro, foi avaliado o andamento de obras em Maceió e Arapiraca e solicitada a liberação de recursos. Uma das reivindicaçþes apresentadas ao ministro foi a liberação de 2 milhþes de reais para a pavimentação de um trecho de 17 quilômetros que liga Japaratinga-Porto de Pedras a Porto Calvo, saindo na AL-101 Norte. ... De acordo com Renan, tambÊm foi reivindicada a liberação de 2 milhþes de reais para a melhoria do sistema de abastecimento d’ågua CatolÊ/Cardoso, que abastece vårias localidades da capital alagoana. Na audiência, tambÊm foi solicitada a liberação de recursos para a segunda etapa das obras de saneamento da Barra de São Miguel.

Samu estĂĄ realizando as transferĂŞncias dos bebĂŞs que acham vagas, para, sĂł depois, problema de vazamento seja avaliado e solucionado

OAB

Direito na Ufal ĂŠ Ăşnico do Estado recomendado

A PARTIR DE DOMINGO

Principal do bairro de Bebedouro passa a ter trecho de mĂŁo Ăşnica

EDITORIA DE CIDADES COM AGĂŠNCIAS

EDITORIA DE CIDADES COM ASSESSORIA

O curso de Direito da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) foi apontado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) como o melhor do Estado. A instituição de ensino foi citada na relação divulgada ontem pela OAB com os 90 melhores cursos de Direito do País. Nenhuma outra faculdade alagoana foi incluída na lista. A relação foi apresentada pelo presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, durante a 21ª Conferência Nacional dos Advogados, no Paranå. A lista se refere à edição de 2011 do Selo OAB, com a indicação dos cursos de direito avaliados pelo Conselho Federal da OAB como os de melhor qualidade do País. Dos 1.210 cursos existentes no Brasil atualmente, apenas 90, ou 7,4%, foram recomendados pelo selo como cursos de qualidade destacada, dentro de critÊrios aplicados pela Comissão Especial da entidade. Foram avaliados 791 cursos depois que eles preencheram os prÊ-requisitos de ter participado dos três últimos Exames de Ordem unificados, sendo que cada um precisou ter, no mínimo, 20 alunos participando de cada prova. Em seguida, para apurar os 90 cursos de qualidade recomendada, a Comissão Especial, formada por advogados, que são professores e especialistas em educação jurídica, utilizou os índices obtidos nos Exames de Ordem e no conceito obtido no último Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), realizado em 2009.

O trecho entre os Correios e o ColÊgio Bom Conselho, da Avenida Major Cícero de Góes Monteiro, via principal do bairro de Bebedouro, passarå a ser mão única, no sentido Centro. A mudança acontece a zero hora de domingo e faz parte do projeto de adequação viåria para a melhoria do trânsito. De acordo com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), a Rua Coronel Lucena Maranhão tambÊm serå mão única no sentido Farol. Os condutores de veículos, bem como os ônibus que trafegam pela Avenida Major Cícero de Goes Monteiro, no sentido Centro/ Bebedouro, terão de entrar obrigatoriamente na Rua Doutor Passos de Miranda, fazendo o contorno de quadra pelo Conjunto Bruno Ferrari e Rua da Liberdade, retornando à Avenida Major Cícero de Góes Monteiro, no sentido da Chã de Bebedouro. Jå os condutores que descerem pela Ladeira do Calmon, farão o contorno de quadra pela Rua Bruno Ferrari e Rua da Liberdade, para terem acesso à Avenida Major Cícero de Góes Monteiro. AlÊm da sinalização vertical e horizontal, a SMTT afixou faixas informando sobre as mudanças que ocor-

BEATRIZ NUNES

Mudanças fazem parte de projeto para reduzir engarrafamento rerão a partir de domingo. Agentes da Companhia de Guarda de Trânsito (Cgtran) estarão orientando os motoristas que trafegam no local. O condutor que insistir em desobedecer a orientação estarå passível de multa e penalidades decorrentes da infração. De acordo com o assessor especial de trânsito da SMTT, JosÊ Moura Amaral, as mudanças nas vias, bem como a construção das baias

para Ă´nibus na Praça Lucena MaranhĂŁo, proporcionarĂŁo um aumento considerĂĄvel na fluidez do trânsito daquela regiĂŁo. “Com essas alteraçþes, acabaremos com a retenção do trânsito naquele trecho, que acontece quando os Ă´nibus param na Avenida GĂłes Monteiroâ€?, afirmou JosĂŠ Moura. Mais informaçþes podem ser obtidas pelos nĂşmeros 3315-3532 e 3315-3588, ou pelo site da SMTT, www.


TribunaIndependente

Economia

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

ECONOMIA 13

Caixa inaugura nova agência na Praça D. Pedro II, hoje às 18 horas A Caixa Econômica Federal inaugura hoje às 18 horas, mais uma agência na capital de Maceió. A nova unidade estå localizada na Praça D.Pedro II – nº 95, centro, e conta um andar tÊrreo e mais dois andares, com modernas instalaçþes e amplo espaço para atendimento aos seus clientes. Em Alagoas, a rede de atendimento da caixa Ê composta de 391 pontos de atendimento, sendo: 31 agências, sendo 12 na capital e 19 no interior; 9 pabs, sendo 7 na capital e 2 no interior; 126 lotÊricos;184 correspondentes Caixa Aqui; 48 postos de atendimento eletrônico, sendo 34 em Maceió e 16 lotÊricas em fase de inauguração.

Inaugurado terminal turĂ­stico do porto Governador, prefeito e administradora abrem temporada de cruzeiros com espaço climatizado de 1.240 m2 DIVULGAĂ‡ĂƒO

Folguedos, artesanato e degustação de comidas típica na recepção dos cruzeiristas que desembarcam no Porto de Maceió na temporada

O

governador Teotonio Vilela Filho inaugurou ontem o terminal turĂ­stico provisĂłrio Inaudo Porto GH 0DFHLy H DEULX RĂ€FLDOPHQte a temporada 2011/2012 de Cruzeiros, ao lado do prefeito CĂ­cero Almeida e da administradora do Porto de MaceiĂł, Roseana BeltrĂŁo. O terminal ĂŠ uma tenda climatizada de 1.240m² onde estĂŁo expostos folguedos e artesanatos das regiĂľes alagoanas, degustação de produtos da terra e informaçþes sobre os pontos turĂ­sticos. A temporada começou nesta quinta com a chegada do navio Grand Celebration, trazendo os primeiros cruzeiristas da temporada, que foram recepcionadas diretamente pelos governador, prefeito e administradora do Porto. Teotonio falou sobre a importância da construção do terminal para o desenvolvimento do turismo em Alagoas. “Esta ĂŠ uma estrutura provisĂłria para que os cruzeiristas que vem a MaceiĂł nesta tempora-

da possam ser recebidos com algum conforto. A estrutura GHĂ€QLWLYD TXH YDPRV FRQVtruir aqui vai ser o espaço que MaceiĂł e os nossos visitantes merecemâ€?, salientou. O Governo do Estado investiu R$ 295 mil, em recursos prĂłprios, para o terminal provisĂłrio, numa iniciativa da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), em parceria com o Porto de MaceiĂł e com a Secretaria Municipal de Promoção do Turismo de MaceiĂł. No terminal, o turista tambĂŠm vai contar com posto mĂŠdico e segurança reforçada. Teotonio tambĂŠm falou sobre a importância do novo terminal turĂ­stico. “Nos faltava esse terminal, um local aconchegante para receber os visitantes que chegam por mar. PrecisĂĄvamos jĂĄ nessa temporada criar um espaço confortĂĄvel onde o turista possa dizer: cheguei em um lugar especial onde vou me sentir feliz. Cheguei em Alagoas!â€?, garantiu o governador.

TURĂ?STICO

CVC lança guia de MaceiĂł e Maragogi O governador Teotonio Vilela Filho recebeu ontem o diretor comercial Nacional da CVC, Vitor Bauab, para apresentação do novo guia turĂ­stico da operadora sobre MaceiĂł e Maragogi que serĂĄ distribuĂ­do para 750 lojas da CVC e mais de oito mil agĂŞncias de turismo espalhadas pelo Brasil. Alagoas foi o primeiro Estado a ter um guia confeccionado pela operadora, de acordo com o diretor. “SĂł depois faremos dos outros estadosâ€?, disse. O governador elogiou a qualidade do material e agraGHFHXDĂ€UPDQGRTXHHP$ODgoas, turismo ĂŠ prioridade e que a CVC demonstrou mais uma vez que ĂŠ parceira do Estado. “NĂłs agradecemos que a experiĂŞncia da CVC seja usada a serviço do avanço do turismo em Alagoasâ€?, disse. O guia inclui apresentação das belezas naturais do Estado, mapa da orla de

MaceiĂł, pontos turĂ­sticos, cultura, artesanato, passeios recomendados, circuito para compras, vida noturna, bares e restaurantes, alĂŠm de hotĂŠis e pousadas credenciados pela operadora. As informaçþes dos hotĂŠis abrangem localização, arredores, acomodaçþes e serviços oferecidos e apreVHQWD WDPEpP FODVVLĂ€FDomR prĂłpria dos meios de hospedagem, com base na larga experiĂŞncia adquirida pela empresa ao longo dos 40 anos trabalhando com turismo. Vitor Bauab agradeceu ao governador a receptividade e a agilidade com que a equipe Secretaria Estadual de Turismo deu andamento Ă s solicitaçþes da CVC. “Estamos trazendo tambĂŠm inicialmente para MaceiĂł o nosso projeto de sustentabilidade que vai durar todo o verĂŁoâ€?, disse o diretor da CVC.

CAMPANHA

Vacinação contra aftosa segue atĂŠ dia 30 Criadores de bovinos e bubalinos de Alagoas tĂŞm atĂŠ a prĂłxima quarta-feira, dia 30 de novembro, para vacinar os animais contra a febre aftosa. Coordenada pela AgĂŞncia de Defesa e Inspeção AgropecuĂĄria de Alagoas (Adeal), a campanha – que teve inĂ­cio em 1Âş de novembro – pretende imunizar 97% de todo o rebanho do Estado. Segundo a Adeal, o prazo para a conclusĂŁo da vacinação nĂŁo serĂĄ prorrogado. Dividida em duas fases, a primeira etapa foi realizada em maio passado, imunizando 97% do rebanho do Estado composto por 1,2 milhĂŁo de animais. DECLARAĂ‡ĂƒO A Adeal lembra ainda aos criadores que a declaração – documento obrigatĂłrio que comprova que os animais foram vacinados – deve ser

feita nos escritĂłrios da AgĂŞncia atĂŠ o dia 30 de novembro. “O criador deve fazer a declaração logo apĂłs vacinar os animais e nĂŁo deixar tudo para a Ăşltima hora, evitando tumulto. Os prazos nĂŁo serĂŁo prorrogadosâ€?, informou o diretor-presidente da Adeal, Manoel TenĂłrio. A declaração deve ser feita no escritĂłrio da Adeal do municĂ­pio onde estĂĄ situada a propriedade rural. Na oportunidade, o criador deve apresentar os seguinWHV GRFXPHQWRV QRWD Ă€VFDO de compra da vacina, CPF, Registro Geral (RG) e comprovante de residĂŞncia. Considerada ĂĄrea de risco mĂŠdio da febre aftosa, Alagoas caminha para conquistar uma nova clasVLĂ€FDomR D GH ]RQD OLYUH de aftosa com vacinação.


14

ECONOMIA

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

etjornalista@gmail.com

Maragogi, na mira de eleger outra outra da famĂ­lia

O

prefeito Marcos Madeira que desponta hoje como uma das maiores lideranças polĂ­ticas do Litoral Norte; sobretudo desenvolvendo uma gestĂŁo seguida de dois mandatos sem mancha alguma de improbidade na administração S~EOLFDGHSRLVGHWUDQVIRUPDURÂżOKR (Marquinhos) num deputado estadual, agora parte para a eleição de Porto Calvo 2012. No visinho municĂ­pio, Madeira cosWXUDHVWUDWpJLDDÂżPGHFRORFDURLUPmR naquela prefeitura. Trata-se de Marciano Madeira. Para tanto, todo um conjunto de negociação vem sendo tratado; onde atĂŠ nesse ‘jogo de xadrez’ estĂŁo polĂ­ticos da bancada federal. Numa hipĂłtese do irmĂŁo nĂŁo decolar na preferĂŞncia do eleitorado, Marcos Madeira jĂĄ tem como opção, o vereador Juvenal Veiga, atual presidente da Câmara portocalvense, esse que por enquanto ĂŠ tido como preferido para sair na qualidade de vice na chapa.

Porto Real A partir da próxima segunda-feira, tÊcnicos das åreas de aquicultura de diversos estados brasileiros estarão reunidos no município de Porto 5HDOGR&ROpJLRDWpDVH[WDIHLUDVHJXLQWHD¿PGHSDUWLFLSDUGHXPD capacitação em anålises bromatológicas e limnológicas aplicadas à aquicultura, aos recursos pesqueiros e ao meio ambiente. O treinamento pretende contribuir com a formação de mão de obra altamente especializada para melhoria da produtividade e da rentabilidade do pescado produzido na região do Baixo São Francisco.

Penedo

Penedo - Economia

â€œĂ‰ possĂ­vel sobreviver do artesanatoâ€?. Essa declaração foi da presidente e artesĂŁ da Associação de InclusĂŁo Social Bordadeiras de Penedo, Francisca Lima, ao ressaltar a importância do prĂŞmio “Sebrae TOP 100 de Artesanatoâ€? para o desenvolvimento dessa manifestação cultural em Alagoas. Em 2010, o grupo foi selecionado entre os 100 melhores artesĂŁos do Brasil. â€œĂ‰ a segunda vez que participamos e nos sentimos lisonjeadas. É muito bom ser reconhecida pelo nosso trabalho, nossa cultura, nosso prazer, e, por que nĂŁo dizer, nosso sustentoâ€?, disse.

A associação teve início em 2005. Na Êpoca, a arrecadação mensal não passava de R$ 500. Atualmente, com a visibilidade e valorização pela inclusão no TOP 100, as 37 famílias penedenses que trabalham no projeto conseguem lucrar, em mÊdia, R$ 5 mil por mês. O grupo ganhou notoriedade tambÊm fora do Estado, a partir da participação no prêmio. De acordo com a artesã, de 22 a 27 de novembro, parte do grupo se apresenta na ExpoMinas, em Belo Horizonte, mas tambÊm jå foram destaque em outras atividades culturais em São Paulo, Fortaleza, Recife, Salvador e Aracaju.

Tecnologia da informação terå R$ 2 milhþes em 2012

Investimento serĂĄ para o ano de 2012 nos Arranjos Produtivos Locais (APLs)

E

m mais um dia de rodadas de negociaçþes do Programa de Arranjos Produtivos Locais (PAPL) para 2012, ontem, no auditório do Sebrae/AL, o APL Tecnologia da InforPDomRFRQVHJXLXÀUPDUSDUcerias para executar 95,05% das açþes inseridas em seu planejamento estratÊgico. As rodadas são promovidas pela Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande) e pelo Sebrae/AL, parceiros na coordenação do Programa em Alagoas. Do montante total de investimentos previstos para o próximo ano - R$

2.273.720,00 - as entidades TXH DSRLDP R $UUDQMR Ă€Umaram o compromisso de Ă€QDQFLDU 5  em projetos. Foram contempladas açþes nas ĂĄreas de marketing, tecnologia, capacitação, gestĂŁo, Ă€QDQFLDPHQWR H LQIUDHVWUXtura (produtiva e pĂşblica). PARCEIROS AlĂŠm das prĂłprias empresas envolvidas, que oferecem contrapartidas para a elaboração dos projetos, entidades como o Instituto de Tecnologia de Alagoas (Itec), a Federação das IndĂşstrias do Estado de Alagoas (Fiea), Sebrae, Fundação de Amparo Ă Pesquisa

em Alagoas (Fapeal) e em especial a Secretaria de Estado da CiĂŞncia, Tecnologia e Inovação (Secti) garantiram recursos considerĂĄveis. PARQUE A Secti ĂŠ responsĂĄvel pelo principal projeto para o desenvolvimento do Arranjo e de todo o setor no Estado, o Parque TecnolĂłgico e Social de Alagoas. O projeto, que estĂĄ em fase de construção, visa promover a instalação e consolidação de indĂşstrias de base tecnolĂłgica em Alagoas. De acordo com o gestor do Arranjo Produtivo Local Tecnologia da Informação, Sacha Passos, os DIVULGAĂ‡ĂƒO

O programa de combate Ă mortalidade infantil, “Viva Vida Penedoâ€? foi apresentado durante congresso de Medicina realizado em BrasĂ­lia na semana passada pela pediatra e Primeira-Dama do municĂ­pio Elenice Saldanha. O sucesso da iniciativa desenvolvida em conjunto com o governo estadual impressionou representantes de outros municĂ­pios que pediram cĂłpia da exposição feita na capital brasileira, conforme declarou o Prefeito Israel Saldanha durante a 9ÂŞ edição do Viva Vida Penedo.

SĂŁo Miguel dos Milagres

Arapiraca

Marechal

Ontem o município de Arapiraca promoveu o II Encontro de Mulheres Empreendedoras em Alagoas. O objetivo foi de reunir aproximadamente 80 mulheres da região para trocarem experiências sobre gestão de negócios e incentivar a participação das empresårias arapiraquenses no Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, que mantÊm as inscriçþes abertas atÊ o próximo dia 5 de dezembro.

O município inaugurou, na terça-feira, a Sala do Empreendedor, um espaço destinado a apoiar empreendedores e empresårios da região a se formalizar ou se capacitar para implementar melhorias em seus estabelecimentos. O local permitirå acesso a informaçþes sobre o universo empreVDULDOFRPPDLVDJLOLGDGHHH¿FLrQFLD A sala Ê uma das açþes previstas para os municípios que aprovaram e implementaram a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas.

Coruripe Com pequenos passos e grandes saltos criamos o nosso mundo mĂĄgico. O bailar de pequenas bailarinas com seus pezinhos frĂĄgeis nos leva para o mundo cheio de magia, no II Recital de Ballet ClĂĄssico de Coruripe, nesta quinta-feira, no Clube do Povo, Ă s 19h, com a participação da academia de dança Jeane Rocha. Ballet Municipal de Coruripe, Centro Educacional de Coruripe (CEC), Grupo Dança em Cena e Projeto Construir o Futuro, vĂŁo entrar em cena com “O Mundo da Fantasiaâ€?.

Delmiro Gouveia

Bolsa famĂ­lia

A produção agroecológica de alimentos no semiårido alagoano serå fortalecida a partir desta sexta-feira, com a entrega de 25 kits do programa Produção Agroecológica Integrada e Sustentåvel (PAIS) a agricultores familiares de assentamentos da reforma agråria no povoado Juå, município de Delmiro Gouveia. A entrega dos kits estå marcada para às 15h no povoado. No local, haverå uma unidade demonstrativa do PAIS jå instalada.

As novidades no Programa Bolsa Família (PBF) foram amplamente debatidas, ontem, no Centro de Convençþes de Maceió. O evento reuniu coordenadores municipais e representantes do MinistÊrio do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) em torno da socialização de informaçþes e busca do aperfeiçoamento desse Programa que atua na garantia do acesso aos direitos sociais båsicos.

Prefeitos em Brasília Durante toda essa semana em Brasília, a Associação dos Municípios Alagoanos articulou com cerca de 50 prefeitos alagoanos um trabalho de convencimento dos deputados federais pedindo a aprovação da lei TXHGH¿QHDQRYDIRUPXODGHGLVWULEXLomRGRVUR\DOWLHVGDSURGXomRGH petróleo no Brasil. O projeto jå foi aprovado no Senado e agora estå aguardando o agendamento da sua votação na Câmara dos Deputados. Se aprovada a lei, os municípios poderiam começar a receber recursos em curto espaço de tempo, possivelmente, ainda no primeiro semestre de 2012.

União dos Palmares O tÊcnico de informação do IBGE, JosÊ Carlos da Silva aproveitou seu período de trabalho nas terras palmarinas, oportunidade em que deu tempo para produzir uma coleção de livretos com informaçþes do município. No total são três livros: Guia Turístico (principais pontos turístiFRV 8QLmRGRV3DOPDUHV DVSHFWRVItVLFRVGHPRJUi¿FRHUHWUDWDQGRR desenvolvimento municipal) e Pedra do Negro Sueca. AlÊm dos livretos, ele produziu um folheto dedicado ao Povoado MuquÊm. Disse que a inspiração veio de sua curiosidade em conhecer a história e cultura do município, mas sem muitas pretensþes acadêmicas.

AGRICULTURA

Abertas as inscriçþes do Garantia Safra

Penedo - Vida

Uma reunião na última segunda-feira, entre o diretor-presidente do DER/AL, Marcos Vital, a superintendente do Incra, Lenilda Lima e representantes da Pastoral da Terra e de assentamentos rurais, resultou na discussão para a construção de duas pontes e outras melhorias nos acessos aos assentamentos rurais Jubileu 2000 e Quilombo dos Palmares, em São Miguel dos Milagres. Conforme prometido, as obras devem ser iniciadas dentro de um mês.

expressivos resultados alcançados durante a rodada de negociaçþes demonstra a credibilidade que as empresas estĂŁo obtendo, alĂŠm de demonstrar o crescente aumento de investimentos para o apoio Ă s pesquisas. “ApĂłs um extenso trabalho de mobilização, conVHJXLPRV Ă€UPDU XP DSRLR VLJQLĂ€FDWLYR FRP RV SDUFHLros, que reconhecem a necessidade de viabilizar os principais projetos que estĂŁo sendo desenvolvidosâ€?, explicou o gestor do Arranjo. As rodadas de negociaçþes foram encerradas ontem, com os APLs Horticultura e Mandioca do Agreste.

Foram contempladas açþes nas åreas de marketing, tecnologia, capacitação, gestão e infraestrutura

MINHA CASA, MINHA VIDA

Caixa inaugura residencial hoje em Arapiraca A Caixa Econômica Federal e a Prefeitura Municipal de Arapiraca, farå nesta sexta-feira, a inauguração parcial do residencial Brisa do Lago I e III, uma obra do programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal. O empreendimento total RUoDGR HP 5  PLOK}HV FRQWDFRPFDVDVLQIUD-estrutura (pavimentação, abastecimento de ågua, luz e esgotamento sanitårio), alÊm de equipamentos comunitårios (escola, posto de saúde, creche e um Centro de Referência em Assistência Social – CRà S). Nesta etapa, serão LQDXJXUDGDV  XQLGDdes com dois quartos, sala, cozinha e banheiro, numa årea de aproximadamente 38m2, com investimento de mais de R$ 22 milhþes. A solenidade acontecerå no auditório do C.R.I.A, às 9h e contarå com a participação do prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa, do

Superintendente da Caixa da região Nordeste Gilberto Occhi e do Superintendente Regional da Caixa, HÊrbert Buenos Aires. Durante a solenidade tambÊm serão assinados três contratos de obras de esgotamento sanitårio contempladas no PAC 2, com investimento superior a 5  PLOK}HV EHQHÀFLDQdo cerca de 84 mil pessoas. TÊcnicos e gestores da Desenvolve - Agência de Fomento de Alagoas participaram das rodadas de neJRFLDo}HV SDUD  R ÀQDQFLDmento de açþes dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) para o ano de 2012. As rodadas terminaram na tarde de hoje com discussþes sobre as açþes para o fortalecimento do APL da mandioca . De acordo com a coordenadora dos Programas de Arranjos Produtivos Locais (PAPL) pela Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico

(Seplande), Flaviana Rosa, a participação da Desenvolve se deu de forma permanente e ativa em todas as discussĂľes, elucidando questĂľes referentes ao acesso ao crĂŠdito e os programas executados junto aos arranjos. “A agĂŞncia de fomento tem sido um parceira importante na atração e oferta de crĂŠdito, junto aos organismos nacionais e internacionais, para a execução de programas e de editais que estĂŁo beneĂ€FLDQGR GLUHWDPHQWH RV DUranjosâ€?, salientou Flaviana. O coordenador do Programa pelo Sebrae, Ronaldo Morais, tambĂŠm destacou o papel da AgĂŞncia de Fomento na viabilização do FUpGLWR SDUD R Ă€QDQFLDPHQto dos negĂłcios feitos por meio dos arranjos . Segundo Ronaldo, a Desenvolve, ao contrĂĄrio dos bancos convencionais, permite uma PDLRU Ă H[LELOL]DomR QD RIHUta do crĂŠdito e com soluçþes pontuais para cada caso.

Os agricultores familiares de 38 municĂ­pios do SemiĂĄrido alagoano jĂĄ podem se inscrever no Programa Garantia Safra para o ano agrĂ­cola 2011-2012. Para isso, ĂŠ preciso procurar os tĂŠcnicos de extensĂŁo rural da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento AgrĂĄrio (Seagri). O prazo para inscrição vai atĂŠ março de 2012 e, segundo o coordenador estadual do programa em Alagoas, JosĂŠ AntĂ´nio dos Santos, o Estado tem 25 mil cotas para esse perĂ­odo. “ApĂłs a inscrição, haverĂĄ um perĂ­odo para o agricultor fazer a adesĂŁo, que ĂŠ quando ele recebe da Secretaria Municipal de Agricultura um boleto no valor de 1% do VHJXURTXHVHUiGH5Âľ informou o coordenador. SEGURO POR PERDAS Em caso de perda de 50% ou mais da plantação, provocada por seca ou excesso de chuva, cada agricultor vai receber um seguro no valor GH 5  GLYLGLGR HP TXDtro parcelas. “Ele recebe o valor com o cartĂŁo cidadĂŁo, em Casas LotĂŠricasâ€?, explicou JosĂŠ AntĂ´nio dos Santos. O Garantia Safra cobre as culturas de feijĂŁo, milho, algodĂŁo, arroz e mandioca, desde que cultivadas em ĂĄreas que YDULHPHQWUHHKHFWDUHV sem irrigação, em municĂ­pios do Alto e MĂŠdio SertĂŁo, Bacia Leiteira ou RegiĂŁo Agreste. AlĂŠm do agricultor, o municĂ­pio e o Estado tambĂŠm fazem adesĂŁo ao programa. 3RU FDGD SURGXWRU TXH Ă€]HU a adesĂŁo, o municĂ­pio contribui com R$ 20,40, e o Estado, que jĂĄ assinou o termo de adesĂŁo, contribui com R$ 40,80. O restante ĂŠ disponibilizado pela UniĂŁo, a partir de um fundo nacional. Segundo o coordenador do Garantia Safra em Alagoas, JosĂŠ AntĂ´nio dos Santos, 20 municĂ­pios comunicaram ocorrĂŞncia de perda da lavoura no ano agrĂ­cola 2010-2011. “Esses laudos de perda estĂŁo sendo avaliados pela coordenação nacional do programa, que vai checar essas informaçþes de acordo com os dados do Instituto Nacional de Meteorologia e do IBGEâ€?, frisou.


TribunaIndependente

MACEIÓ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

PUBLIICIDADE

15


16 ESPORTES

TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

Esportes

Edson Di Ê o novo reforço do CSA para o Campeonato Alagoano temporada 2012 2&6$DQXQFLRXEdson Di SDUDUHIRUoDURDWDTXHGR$]XOmRQR&DPSHRQDWR$ODJRDQR2MRJDGRUGHDQRVDFXPXODSDVVDJHQVSRU &RUXULSH'XTXHGH&D[LDV%RD9LVWDH$PpULFDGH1DWDO2XWUDQRYLGDGH IRLDFKHJDGDGH/XtV$JQHORFRQKHFLGRFRPR/XODTXHIRLFRQWUDWDGR FRPRQRYRSUHSDUDGRUGHJROHLURV(GVRQ'tH/XODFKHJDUDPRQWHPHP 9LoRVDRQGHR$]XOmRUHDOL]DVXDSUpWHPSRUDGDHMiLQLFLDUDPDVDWLYLGDGHVMXQWRFRPWRGDDHTXLSH2WpFQLFR&HOVR7HL[HLUDGHYHID]HUKRMH DOJXPDPRYLPHQWDomRFRPERODMiTXHGHVGHTXDUWDRVDWOHWDVID]HPXP WUDEDOKRItVLFRLQWHQVLYRFRPRSUHSDUDGRU5LFKDUG&DEUDO

7UHLQRVHFUHWRGHĂ€QHWLWXODUHVGR&5% Ă’OWLPRWUDEDOKRGR*DORDQWHVGDÂżQDOVHUiKRMHSHODPDQKmQD3DMXoDUDFRPSRUW}HVIHFKDGRVSDUDWRUFLGDHLPSUHQVD

O

clima ĂŠ de decisĂŁo. EntĂŁo, ninguĂŠm quer mostrar as ‘cartas’. Nesse ritmo de mistĂŠrio o tĂŠcnico Paulo Comelli optou por fechar as portas do Ăşltimo trabalho do CRB antes da primeira partida da decisĂŁo do Campeonato Brasileiro da SĂŠrie C. O treinamento final na manhĂŁ de hoje acontece na Pajuçara, sem a presença de torcedores e imprensa. ApĂłs o trabalho, Comelli concede uma entrevista coletiva. No coletivo tĂĄtico feito ontem Ă tarde no EstĂĄdio Rei PelĂŠ duas novidades entre os titulares. Comelli sacou Marcos Antonio e AndrĂŠ Luiz, que trabalharam no time principal desde segunda-feira, e colocou Davi e Ewerton Maradona. A ausĂŞncia no treinamento foi o lateral-direito Diogo, que sentiu uma fisgada na coxa,

mas, segundo o departamento mĂŠdico do Galo, o jogador nĂŁo serĂĄ desfalque para o duelo deste sĂĄbado. CRB e Joinville jogam Ă s 16h, no EstĂĄdio Rei PelĂŠ, com arbitragem do mineiro AlĂ­cio Pena Junior. Os assistentes serĂŁo Griselildo de Souza (PB) e Belmiro da Silva (BA). O quarto ĂĄrbitro serĂĄ o alagoano Francisco Carlos do Nascimento. HOMENAGEM No dia do jogo contra o Joinville a diretoria do CRB prestarĂĄ uma homenagem especial ao campeĂŁo Yohansson Nascimento, paraatleta alagoano que representou o Brasil e brilhou nos Jogos Para-Panamericano, realizado em Guadalajara, no MĂŠxico, conquistando duas medalhas de ouro e uma de bronze. INGRESSOS A arquibancada baixa

estå custando R$ 15, arquibancada alta R$ 30, cadeira especial R$ 100 e o camarote vip R$ 150. Os pontos de vendas são os mesmos conhecidos pela torcida. Loja do CRB (Pajuçara), Federação Alagoana de Futebol (Centro), Lojas da Poly Sport, Confraria do Rei (Santo Eduardo), Master Eventos (Trapiche), Mercadinho J. Tigre (Vergel), Botequim do Macarrão (Salvador Lyra), Mecânica Cristo (Clima Bom I), Mídia Scrim (Conjunto JosÊ Tenório), Restaurante Pimenta de Cheiro (Trapiche), Super Bits (AmÊlia Rosa), Passaporte do PC (Jatiúca), Point Radical (Centro), Frangal (Mercado da Produção), Comando Alvirrubro (Jaraguå), Galo Chopp (Pajuçara) e atravÊs do site www.reservadeingresso.com.br.

SANDRO LIMA

Davi ganhou a posição de titular do CRB no treinamento de ontem, realizado no Estådio Rei PelÊ

REVELAĂ‡ĂƒO

Neymar recebe prĂŞmio de melhor jogador da Libertadores E o prĂŞmio de melhor jogador da Taça Libertadores da AmĂŠrica 2011 vai para... Neymar. O jogador do Santos recebeu o trofĂŠu de maior destaque do torneio em evento do banco que patrocina a competição, realizado ontem, em SĂŁo Paulo. “EstĂĄ sendo um ano maravilhoso, mas nĂŁo termi-

nou. Tem o Brasileirão para terminar bem e o Mundial para ser disputado�, declarou o jogador, que estava acompanhado do pai e do empresårio Wagner Ribeiro. A cerimônia serviu tambÊm para anunciar o acordo entre a instituição financeira e o atleta atÊ 2014, permitindo assim a permanência do

craque no Santos atĂŠ a Copa do Mundo. Os principais nomes do Santander estiveram presentes, incluindo Emilio Botin, presidente mundial do banco, que entregou o trofĂŠu nas mĂŁos de Neymar e ainda tentou bater bola com a joia. “Estou muito feliz por ter ganhado mais um prĂŞmio,

de um torneio muito importante não só para mim, mas para a história do Santos. Tenho de agradecer aos meus companheiros por terem me ajudado muito�, afirmou o jogador, autor de seis gols na Libertadores deste ano. Depois da entrega do prêmio, foi exibido um vídeo com

os principais lances do camisa 11 do Santos na edição deste ano da Libertadores. AlÊm disso, Neymar faturou tambÊm um cheque no valor de US$ 60 mil (cerca de R$ 113 mil), metade em açþes do banco. A outra metade serå doada ao GRAACC, grupo de apoio a crianças e adolescentes com câncer.

“Fico muito feliz por ajudar. JĂĄ fui ajudado lĂĄ atrĂĄs e sei o que eles sentem. Pretendo continuar os ajudando a ter um futuro melhor. Sei que este pouco que eu faço ĂŠ muito para eles. Estou muito feliz pelo grupo do Santos me proporcionar essa condição de melhor da competiçãoâ€?, disse.

TERRA

CRAQUES

CBF anuncia a lista dos indicados aos melhores do BrasileirĂŁo 2011

Neymar, DedÊ e Liedson são os candidatos ao prêmio de Craque da Galera, eleito por votação popular

Atual segundo colocado no Nacional, o Vasco foi o líder de indicaçþes ao Prêmio Craque Brasileirão 2011, que teve seus concorrentes conhecidos ontem. O time carioca concorre em sete categorias, incluindo Craque da Galera (com DedÊ) e tÊcnico (com a dupla Ricardo Gomes e Cristóvão Borges). Corinthians, líder do campeonato, e Botafogo, oitavo colocado, vêm a seguir no número de indicaçþes: seis, cada um. O Figueirense recebeu cinco. Outros nove clubes têm pelo menos um representante na disputa: AtlÊtico-MG, Coritiba, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense,

FĂƒS DE MASSA

PROTESTO

$SyVXPDVpULHGH³HQFRQWURV´ FRPREUDVLOHLUR)HOLSH0DVVD GXUDQWHDWHPSRUDGDFRP SROrPLFDVGHFODUDo}HVRIHQVLYDVHFRUULGDVSUHMXGLFDGDV RLQJOrVLewis HamiltonMi HVSHUDUHFHEHUXPWUDWDPHQWR KRVWLOGRS~EOLFREUDVLOHLURHP ,QWHUODJRVQHVWH¿PGHVHPDQD+DPLOWRQTXHHUDYDLDGR FDGDYH]TXHDSDUHFLDSDUDR S~EOLFRGRDXWyGURPRSDXOLVWDQR TXDQGRGLVSXWRXFRP0DVVDH IRLFDPSHmRPXQGLDOGH GL]QmRHVSHUDUXPDUHDomR GLIHUHQWH

8PEDVWDjGLVFULPLQDomRHj LQWROHUkQFLD1RPRPHQWRHPTXHD SUiWLFDGRUDFLVPRQRIXWHEROJDQKD QRYDPHQWHUHSHUFXVVmRQRFHQiULR GRGHEDWHHPWRGRRPXQGRD&%) HQWUDHPFDPSRSDUDSURPRYHU XPDFDPSDQKDGHUHS~GLRTXH vai se materializar na 37ª rodada GR%UDVLOHLUmRD³5RGDGD&RQWUD R5DFLVPR´$PHQVDJHPpGH SURWHVWRFRQWUDDLQWROHUkQFLDTXH WHPKRVWLOL]DGRPXLWRVMRJDGRUHVHP JUDPDGRVGHYiULRVSDtVHVHTXH GHYHULDPHUHFHUDPDLVYHHPHQWH FRQGHQDomRGHWRGRRXQLYHUVRGR IXWHEROFRPRDOHUWDRSUHVLGHQWH Ricardo Teixeira

Hamilton jĂĄ espera tratamento hostil

37ÂŞ rodada serĂĄ especial contra o racismo

Inter, Palmeiras, Santos e São Paulo. Os tÊcnicos Mano Menezes e Ney Franco foram os responsåveis pelo anúncio dos jogadores, escolhidos por jornalistas, jogadores, treinadores e integrantes do mundo do futebol. Os vencedores serão conhecidos na segunda-feira seguinte à última rodada do Campeonato Brasileiro, no dia 5 de dezembro, no Auditório Ibirapuera, em São Paulo. DedÊ, Neymar, Cortês e Damião aparecem duas vezes na lista. AlÊm de concorrerem em suas posiçþes, os dois primeiros tambÊm figuram na categoria Craque da Galera.

ASA

Vica fecha treino na vĂŠspera da ‘decisĂŁo’ )DOWDQGRDSHQDVXPGLDSDUD RMRJRPDLVLPSRUWDQWHGR$6$ QDWHPSRUDGDRWpFQLFRVica YDLIHFKDURWUHLQR2WLPHQmR IRLFRQIUPDGRPDVGHYHWHUWUrV ]DJXHLURVFRPDYROWDGH7RQLQKRTXHFXPSULXVXVSHQVmR 2FRPDQGDQWHDOYLQHJURIDORX TXHHVVHpRVHJXQGRPRPHQWR PDLVLPSRUWDQWHGHVXDWUDMHWyULDQR$6$Âł2SULPHLURIRL TXDQGRFRQTXLVWDPRVRDFHVVR HPFRQWUDR5LR%UDQFR $JRUDSUHFLVDPRVOLYUDUHVVH UHEDL[DPHQWRSRLVHVVHJUXSR QmRPHUHFH´GLVVH

Os dois últimos estão na briga para ser a revelação do campeonato. A festa, que serå realizada pela primeira vez na capital paulista, terå como apresentadores Glenda Kozlowski, Thiago Leifert e Luciano Huck. O evento organizado pela CBF tambÊm vai entregar os trofÊus aos campeþes de todas as divisþes. A Portuguesa, que conquistou a SÊrie B de forma antecipada, e o Tupi, vencedor da SÊrie D, são os únicos que jå têm lugar garantido no palco da festa dos melhores do Brasileirão. Os campeþes das sÊries A e C só serão conhecidos nas próximas rodadas.


TribunaIndependente

MACEIĂ“ - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011 DIVERSĂƒO&ARTE

1RYR&'GH3UHWD*LOYDLWUD]HU ³3UDJD´P~VLFDGRSDLGDFDQWRUD

Aaron Sorkin quer escrever FLQHELRJUDÂżDGH6WHYH-REV

3UHWD*LO vai gravar no prĂłximo CD uma mĂşsica composta pelo pai Gilberto Gil especialmente para ela. “O nome da mĂşsica ĂŠ ‘Praga’â€?, revelou Preta. “Eu havia pedido hĂĄ oito anos, mas meu pai manGRXHXSURFXUDUDPLQKDWXUPD5HDOPHQWHÂż]LVVR)LTXHLPDOD SULQFtSLRPDVHQWHQGLRTXHHOHTXLVGL]HU$QRVGHSRLVHOH gravou o DVD comigo e conheceu a minha turma. Semana passada, chegou um e-mail dele escrito: ‘Filha, estĂĄ aqui a sua mĂşsica’â€?.

A Ăşltima incursĂŁo de Aaron Sorkin no mundo da tecnologia UHQGHXDHOHXP2VFDUGH5RWHLUR$GDSWDGRSHORÂżOPH “A rede socialâ€?, que conta a tortuosa trajetĂłria de Mark Zuckerberg e a criação do Facebook. Agora, o escritor estĂĄ considerando adaptar para a tela de cinema a histĂłria de Steve Jobs, o fundador da Apple morto em 5 de outubro apĂłs anos lutando contra um câncer no pâncreas.

um senso de humor peculiar. Os arroubos RSHUtVWLFRVGH´%RKHPLDQ5KDSVRG\¾ DLQWHUSUHWDomRjOD 3UHVOH\GH´&UD]\/LWWOH7KLQJ&DOOHG/RYH¾ o romantismo delicado GH´/RYHRIP\/LIH¾ RXRHVFUDFKRGH´)DW Bottomed Girls�. Os fãs amavam sobretudo a persona espetaculosa e magnÊtica de Mercury, com seus saltos acrobåticos, gestos exagerados e potência vocal a toda prova. Quando ele morreu, em 1991, de complicaçþes de saúde decorrentes da Aids, hå anos o Queen jå não fazia shows --nem emplacava um grande sucesso nas paradas. Mesmo assim, 72 mil pessoas lotaram o show em sua homenagem, feito pelos remanescentes da banda com participaçþes especiais (revezaram-se nos vocais Bowie, /L]D0LQQHOOL5REHUW Plant e George Michadisso, Freddie Mercury el, entre outras grandes estrelas da Êpoca). era considerado pela Televisionado para imprensa musical in76 países, o show teve glesa como um cabeça oca arrogante e mega- uma audiência estiORPDQtDFR(QTXDQWRD mada de cerca de um PRGDHUDD´DQDUTXLD¾ bilhão de pessoas. Números que combinam punk, ele declarava com a grandiosidade TXHVXD´PLVVmR¾HUD que marcou a trajetó´OHYDUREDOpjVPDVria do Queen. sas�. Após a morte de Freddie foi o res0HUFXU\REDL[LVWD-RKQ ponsåvel tambÊm por Deacon deixou o grupo e WUDQVPLWLUjEDQGDD a carreira musical --nem sua obsessão com o VHTXHUFRPSDUHFHXj universo gay sadomasoquista que ele tinha introdução da banda j*DOHULDGD)DPDGR acabado de descobrir, no início dos anos 80, e 5RFNHP0D\H LPSULPLURYLVXDO´FRX- Taylor continuam a gravar e fazer shows, com URHELJRGH¾TXHÀFRX a participação de Paul para sempre associa5RGJHUVQRVYRFDLVH do a ele e ao Queen. mais recentemente, com ´1XQFDIRPRVFRQVLo ex-�American Idol� derados um grupo da Adam Lambert. moda�, declarou May (SDUDRJUXSR recentemente a um programa da TV ingle- promete o lançamento de faixas inÊditas: dueVD%%&RTXHSDUD ele, foi uma vantagem tos nunca antes lançados de Freddie Mercury para o grupo, que se FRP0LFKDHO-DFNVRQ VHQWLXPDLV´OLYUH¾ gravados no início dos (RS~EOLFRDGRUDDQRV&RPRGL]XP va aquela variedade dos maiores sucessos do de estilos e visuais 4XHHQ´RVKRZWHPTXH embalada com tamacontinuar�. nha dramaticidade e

JĂ SE FORAM

20 ANOS Hå exatos 20 anos Freddie Mercury morria de pneumonia decorrente da Aids. O vocalista do Queen ¿FRXIDPRVRSRUVXD incomparåvel presença de palco e capacidade vocal

H

å 20 anos, Freddie Mercury morria em consequência da Aids, mas ainda hoje o mítico cantor do Queen tem presença garantida entre os principais nomes do rock mundial. O grupo vendeu mais de 300 milhþes de discos no mundo todo e se tornou um fenômeno de shows em estådios. O Queen, aliås, foi o primeiro grupo estrangeiro a, no auge da carreira, se apresentar no Brasil, num show megaproduzido, em 1981, no Morumbi (São Paulo). Aos 40 anos, e coincidindo com os 20 anos de morte de Freddie Mercury, completados esta semana, o grupo britânico ganha uma ELRJUDÀD´4XHHQ História Ilustrada da Maior Banda de Todos os Tempos�, que acompanha sua trajetória desde a origem universitåria atÊ os concertos apoteóticos pelo mundo afora, e tenta desvendar o que estå por trås desse amor incondicional dos fãs e GDUHODomRFRQà LWXRVD com a crítica. No caminho, revela o processo de criação de sucessos como ´%RKHPLDQ5KDSVRG\¾ ´:H$UHWKH&KDPSLRQV¾´$QRWKHU2QH Bites the Dust� e de discos que marcaram sua carreira, com vislumbres da vida pessoal de seus integrantes. O título Ê bem bobo, mas serve para indicar

1

onde se concentra o foco do livro: as mais de 500 imagens, entre fotos de arquivo pessoal dos integrantes, fotos de shows, reproduçþes de conviWHVSDQĂ HWRVFDSDV de disco, ingressos e outras preciosidades JUiĂ&#x20AC;FDVUHODFLRQDGDV ao Queen, como trechos de uma histĂłria em quadrinho da sĂŠrie ´5RFN1¡5ROO&RPLFVÂľ de Todd Loren. A histĂłria do grupo ĂŠ contada por meio de depoimentos de integrantes da banda, empresĂĄrios, produtores e fĂŁs ilustres, como 6ODVK *XQV1¡5RVHV  5RE+DOIRUG -XGDV Priest) e Tommy Lee 0|WOH\&UXH $ GLVFRJUDĂ&#x20AC;DFRPSOHta ganhou resenhas inĂŠditas de um time de jornalistas de mĂşsica que atuam em grandes revistas especializadas HMRUQDLVFRPR´0RMRÂľ ´10(Âľ´40DJD]LQHÂľ´7KH1HZ<RUN 7LPHVÂľ´%LOOERDUGÂľ ´6SLQÂľHRXWUDVe

pena que o texto origiQDOWHQKDVLGRGHVĂ&#x20AC;JXrado por uma tradução descuidada. O livro nĂŁo traz nenhuma grande revelação, mas o conjunto do material ĂŠ testemunho da inventividade de um grupo Ăşnico, que, em seus momentos mais inspirados, conseguiu levar ao grande pĂşblico uma mĂşsica ao PHVPRWHPSRVRĂ&#x20AC;VWLcada e popular. O que nĂŁo ĂŠ pouca coisa. O Queen foi uma banda concebida e gestada no ambiente universitĂĄrio londrino. O guitarrista Brian May era fĂ­sico e fazia mestrado em astronomia. 5RJHU7D\ORUHVWXdante de odontologia, chegou a ele por meio de um anĂşncio deixado no quadro de avisos na faculdade, que solicitava um baterista para formar uma banda. Tempos depois, Freddie Mercury, aluno do curso de histĂłria da arte, apareceu, apresentado por um

amigo comum. O bai[LVWD-RKQ'HDFRQHVtudante de eletrônica, foi o último a se juntar ao grupo, a convite de May. Por conta de seu ecletismo, a crítica nunca os levou muito a sÊrio e nem os tratou com a mesma deferência concedida a outros artistas contemporâneos seus, como Led Zeppelin, David Bowie H$OLFH&RRSHUHPbora todos esses tivessem admiração pelo Queen. No começo, a banda fazia uma música que não era nem heavy metal, nem progressiva, nem glam, embora à HUWDVVHFRPHOHPHQtos desses estilos. Depois veio o punk, e o Queen era demasiadaPHQWH´PXVLFDO¾SDUD aderir ao movimento dos três acordes. Nos anos 80, o grupo se aventurou pela discoteca e a dance music, e foi criticado por abandonar as raízes roqueiras. AlÊm


2

TribunaIndependente

DIVERSĂ&#x192;O&ARTE MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

Reggae em Jaraguå A banda Natiruts tambÊm passa por Maceió na temporada de shows do verão. A apresentação estå marcada para o dia 10 de dezembro na Vox (Estacionamento de Jaraguå). A noite ainda conta com bandas e DJs convidados. Preços: pista R$ 25 e camarote R$ 50 no 1º lote. Vendas: Lojas Tchuk Jhones, Point Radical, Jameika e standes Maceió Ingressos e Folia Brasil. Mais informaçþes: (82) 3031-1750.

Sorriso em Dobro

2SURMHWR6RUULVRHP'REURRIHUHFHDRS~EOLFRGXDVFRPpGLDVHVFUDFKDGDVQHVWHÂżPGHVHPDQD1RViEDGRWHP5RPHX(YDH$GmR-iQRGRPLQJR ĂŠ a vez de Branca de Neverrr e as 7 Pecinhas. Ambas Ă s 20h, no auditĂłrio do IFAL (antiga Escola TĂŠcnica Federal de Alagoas). Ingressos antecipados custam R$ 5,00 e R$ 10(+ 1 kg de alimento nĂŁo perecĂ­vel). Vendas nas agencias da Aeroturismo e stand Folia Brasil (G Barbosa do Stella Mares). Mais LQIRUPDo}HVH

Lixo ou arte a

Happy Hour

Jorge Vercilo

ChĂĄ de Cinema

Os salþes de arte contemporânea oferecem ao público a exposição Lixo ou Arte? (que nem roupa), do artista carioca Raimundo Brito, radicado em Belo Horizonte. Abertura às 20h e visitação atÊ 20 de janeiro de 2012. A mostra pretende questionar a consciência ecológica de cada cidadão ao descartar objetos que podem ser reaproveitados evitando, desta forma, o acumulo de rejeitos no planeta Terra.

O Sesc realiza hoje o Happy Hour Grandes Encontros em homenagem ao â&#x20AC;&#x153;Rei do soul brasileiroâ&#x20AC;?, Tim Maia. O show, que acontece no Sesc Poço, a partir das 19h30, terĂĄ a participação da cantora Luciana Lima e da orquestra High Society. As primeiras 300 pessoas que adquirirem ingressos levam um CD demo da cantora Luciana Lima. ,QJUHVVRV5D50DLVLQIRUmaçþes: 0800 284 2440

Sumido dos palcos alagoanos, o cantor e compositor Jorge Vercilo volta a se apresentar em Maceió, amanhã. O show serå na casa de espetåculos Vox (estacionamento do Jaraguå) e ainda conta com a participação da cantora Kel Monalisa. Mais informaçþes: 3034-3282.

As programaçþes especiais do Cine Sesi (Pajuçara) estão a todo vapor. No próximo domingo, às 15h, começa mais uma sessão Chå de Cinema, que reúne música, cinema e o tradicional chå GDWDUGH2¿OPHH[LELGRpDFRPpGLD romântica francesa Doce Mentira. Jå no início de dezembro, dia 03, estå marcada mais uma edição do Corujão Sesi/ Ufal. A programação ainda não foi divulgada. Mais informaçþes: 3235-5191.

Em Arapiraca

Dois em um

O Sesc estå com inscriçþes abertas atÊ o próximo dia 30 para a temporada 2012 da Galeria de Artes do Sesc Arapiraca, para produçþes em artes plåsticas, intervenção, videoarte, performance, instalação ou outras experimentaçþes no campo das artes visuais. As inscriçþes são gratuitas e podem ser realizadas no Sesc Centro (Rua Barão de Alagoas, 229, Centro), das 9h às 18h. O edital estå disponível no site www.sescalagoas.com.br

Para quem gosta de um brega animado, amanhĂŁ, tem os shows das bandas Calcinha Preta e Los Borrachos. A partir das 22h na casa de shows BuganvĂ­lia. A noite ainda conta com o grupo EsquadrĂŁo de Balli. Vendas no estande MaceiĂł ,QJUHVVRV 0DFHLy6KRSSLQJ 0DLVLQIRUPDo}HV

FALE CONOSCO - A Agenda Ê um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposiçþes podem enviar material atravÊs do endereço: tiagenda@hotmail.com

RESUMO DE NOVELAS GLOBO 18h A VIDA DA GENTE

Rodrigo fala sobre Júlia com Ana e os dois se emocionam. Eva conta para Vitória sobre a UHFXSHUDomRGD¿OKD0DUFRVH'RUDFRPELQDP GHFRQWDUSDUDDV¿OKDVVREUHHOHV(YDLPSOLFD ao ver Inå e Maria no quarto de Ana. Manuela diz para Alice que seu casamento estå abalado. Rodrigo confessa a Nanda que não esqueceu $QD&HOLQDD¿UPDD/~FLRTXHDUHFXSHUDomR de Ana lhe devolveu o ânimo. Renato decide se apresentar para Alice

GLOBO 19h AQUELE BEIJO

Lucena conta para Karin que estĂĄ grĂĄvida e pede que ela vĂĄ ao exame mĂŠdico da Comprare em seu lugar. Olga volta para o Lar com Cleo e Tide e impede que Dalva se aproxime das FULDQoDV%ULWHVGHVFRQÂżDGHTXH-RVHOLWRVHMDR autor das cartas anĂ´nimas. ApĂłs se desentender com Alberto, Sarita desabafa com Marisol e Ana Girafa. Iara ĂŠ surpreendida por um cliente, que anuncia um assalto. Joselito ganha um beijo de AmĂĄlia. Na volta para casa, Belezinha dĂĄ um beijo em Orlandinho.

GLOBO 21h FINA ESTAMPA

Griselda e QuinzÊ mandam Pereirinha e Teodora embora de casa. Paulo aparece na clínica e não gosta de ver Esther saindo com Guaracy. Luana vê Marcela entrar no carro de Tereza Cristina. (Q]RWHPHTXH7HRGRUDGHVFRQ¿HGDVHVFDYaçþes na casa. Clint propþe que Wallace vire empresårio. Ferdinand segue Marcela e Tereza Cristina. Juan Guilherme beija Letícia e a leva para sua casa. Griselda acredita que Guaracy esteja namorando. Marcela Ê atingida por um tiro ao tentar sair do carro de Tereza Cristina.

RECORDE 21h VIDAS EM JOGO

Depois de apanhar de Cleber, Ernesto liga para Divina e pede ajuda antes de desmaiar. Guilherme conversa com Zizi, e Adalberto se revolta, ameaçando agredir a esposa. A polícia cerca Rita e Carlos, mas ela o faz prometer que não vai desistir da fuga. O ferimento da moça se agrava. Divina encontra Ernesto muito ferido, e ele se declara para ela.


TribunaIndependente

MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011 DIVERSĂ&#x192;O&ARTE

3

JOĂ&#x192;O MIGUEL JĂ&#x161;NIOR/TV GLOBO

FLĂ VIO RICCOFRODERUDomR-RVp&DUDORV1HU\ZZZWZHWWHUFRPĂ&#x20AC;DYLRULFFR

Nova novela das 9 começa gastando um milhão de reais

Heloisa PÊrissÊ e Paula Burlamaqui em intervalo de gravaçþes da microssÊrie sobre Dercy Gonçalves, que estreia HPMDQHLURQD*ORER+HORLVDID] a protagonista, enquanto Paula, ,VDEHOGH2OLYHLUDDWUL]TXHDMXGRX 'HUF\DID]HUVXDSULPHLUD HGHsastrosa) apresentação no Teatro Boavista, em São Paulo

TV TUDO Erro de informação Onde o SBT disse que o menino Nicholas Torres quebrou a perna, por favor, agora se entenda que ele teve â&#x20AC;&#x201C; tambĂŠm segundo a emissora â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x153;apenas uma luxaçãoâ&#x20AC;?. Diante disso, nĂŁo serĂĄ necessĂĄrio o seu afastamento das gravaçþes de â&#x20AC;&#x153;Carrosselâ&#x20AC;?. Esquisito, nĂŠ?

U

ma equipe da Globo captou recentemente imagens aĂŠreas do MaracanĂŁ, no Rio, que serĂŁo utilizadas na prĂłxima novela das nove, â&#x20AC;&#x153;Avenida Brasilâ&#x20AC;?, prevista para estrear em abril, no lugar de â&#x20AC;&#x153;Fina Estampaâ&#x20AC;?. Super-redação O local, como se sabe, passa por reformas para receber jogos da Copa do Mundo, mas usando tĂŠc- No projeto das novas instalaçþes da QLFDVGHFRPSXWDomRJUiĂ&#x20AC;FDVHUiSRVVtYHOHOLPLQDU C.G.J. â&#x20AC;&#x201C; Central Globo de Jornalismo - no Jardim Botânico, jĂĄ em processo o que nĂŁo interessa. de execução, um dos andares serĂĄ inHaverĂĄ uma fusĂŁo desse material com cenas dos teiramente destinado ao â&#x20AC;&#x153;FantĂĄsticoâ&#x20AC;?. E com o que hĂĄ de mais moderno. primeiros capĂ­tulos, a serem gravadas no estĂĄdio Nada que lembre a redação atual. JoĂŁo Havelange (Parque do SabiĂĄ), em Uberlândia, durante o mĂŞs de dezembro. Primeiros trabalhos Na histĂłria, Murilo BenĂ­cio serĂĄ um jogador do $5HFRUGGHYHÂżQDOL]DUQHVVHVSUy[LFlamengo. PRVGLDVRSODQHMDPHQWRFHQRJUiÂżFR A escolha do â&#x20AC;&#x153;SabiĂĄâ&#x20AC;? acontece porque, segundo a das suas instalaçþes no Centro emissora, ele se parece muito com o MaracanĂŁ de de Imprensa, em Londres, para a Encontro do â&#x20AC;&#x153;Ă?dolosâ&#x20AC;? cobertura da OlimpĂ­ada. Entre outros 1999, perĂ­odo em que parte da histĂłria acontece. objetivos, fala-se em um estĂşdio total- A FremantleMedia promove hoje, &HUFDGHTXLQKHQWRVĂ&#x20AC;JXUDQWHVSDUWLFLSDUmRGDV sexta, um workshop em Malmo, mente de vidro, na torre principal. gravaçþes em Minas, que serĂŁo acompanhadas de reunindo os diretores do â&#x20AC;&#x153;Ă?dolosâ&#x20AC;? de vĂĄrios paĂ­ses. Wanderley Vilanova e perto pelo diretor Ricardo Waddington. DĂşvida Fernanda Telles representam o Brasil. O investimento, sĂł nesta primeira fase da novela, 7DPEpPHVWmRFRQÂżUPDGDVDV AmĂŠrico Martins ainda nĂŁo tem uma deve romper a casa de um milhĂŁo de reais. GHÂżQLomRVREUHTXHPVXEVWLWXLUi5RQaldo, ex-goleiro, como participante do â&#x20AC;&#x153;Rede TV! Esporteâ&#x20AC;?, apresentado por Paloma Tocci. EstĂĄ entre trĂŞs nomes, sem revelar quais sĂŁo, dois ex-jogadores e um jornalista esportivo.

Mais um Na Bandeirantes, embora ainda nĂŁo VHDQXQFLHRÂżFLDOPHQWHMiIRLGHFLGLGD a segunda temporada do â&#x20AC;&#x153;Projeto Fashionâ&#x20AC;?, apresentado por Adriane Galisteu. Ao contrĂĄrio da audiĂŞncia, o sucesso comercial foi bem interessante.

Quase certo Tiririca deve reforçar o elenco da â&#x20AC;&#x153;Escolinha do Guguâ&#x20AC;?, a partir de fevereiro ou março do ano que vem. eXPYHOKRVRQKRGRSURJUDPD6y estĂĄ na dependĂŞncia de acertar datas e horĂĄrios de gravaçþes, para nĂŁo coincidir com os trabalhos do deputado em BrasĂ­lia.

Fim de ano

Lançamento

Dia 7, no Rio, na Livraria do Bardo, DDWUL]$QDOX3UHVWHVHDH[)UHQptica Leiloca farĂŁo leituras do livro de poesias de PatrĂ­cia Laura Figueiredo, â&#x20AC;&#x153;Poemas sem Nomeâ&#x20AC;?. PatrĂ­cia pÂżOKDGR$EHODUGR)LJXHLUHGRTXH foi um dos maiores empresĂĄrios do mundo artĂ­stico brasileiro. No lançamento em SĂŁo Paulo, dia 10, Livraria da Vila, as poesias serĂŁo lidas por Beth Goulart, Nicette Bruno, Vânia Toledo, Fernanda Young e -DQHWH/HmR)HUUD]

Levantar âncora

No dia 10, uma equipe da Record deve iniciar viagem de navio SHODFRVWDEUDVLOHLUDSDUDGH¿QLU ORFDo}HVGDSUy[LPDQRYHODGR /DXUR&pVDU0XQL]³0iVFDUDV´ agora com seu título escolhido. $KLVWyULDFRPHoDQXPWUDQVDWOkQtico de luxo. Estreia prevista para abril ou maio do ano que vem.

6WHOOD*RQWLMRH*DEULHO&UX]GR³-RUQDOGD*D]HWD´VHUmRRVDSUHVHQWDGRUHVGD5HWURVSHFWLYDGD79*D]HWDHPGDWDGHH[LELomRDLQGDDVHU GH¿QLGD+DYHUiWDPEpPDSDUWLFLSDomRGHFRPHQWDULVWDVGDFDVDID]HQGR anålises dos principais fatos do ano, cada um na sua respectiva årea.

Vai e vem Enquanto Amilcare Dallevo, dono da Rede TV!, viaja hoje para os Estados Unidos, o seu vice, Marcelo de Carvalho, depois de uma semana lĂĄ, retorna neste sĂĄbado ao Brasil. Numa dessas, ainda WURFDPXPWFKDX]LQKRGRDYLmR

Fora da lista

participaçþes da SuÊcia, sede do encontro, alÊm de Estados Unidos, Porto Rico, França, Alemanha, Holanda, Noruega, Finlândia, Armênia, Austrålia, IndonÊsia, �ndia e à rabe Unido.

Desde o primeiro momento em que se falou de â&#x20AC;&#x153;Avenida Brasilâ&#x20AC;?, a SUy[LPDQRYHODGDVQRYHHVFULWD por JoĂŁo Emanuel Carneiro, o nome de PatrĂ­cia Pillar foi colocado entre os provĂĄveis protagonistas, atĂŠ pelo sucesso da parceria em â&#x20AC;&#x153;A favoritaâ&#x20AC;?. Curiosamente, consultada sobre DSUHVHQoDGDDWUL]QDWUDPDD DVVHVVRULDGD*ORERQmRFRQÂżUPD Garantidos, por enquanto, Vera +ROW]0DUFRV&DUXVR&DXm5H\mond, Murilo BenĂ­cio, DĂŠbora Bloch, Nathalia Dill e DĂŠbora Falabella.

Bate-rebate ¡ O jogo Milan e Barcelona deixou a Band em segundo lugar, com 7 pontos de audiĂŞncia, na quarta-feira. Datena participou da transmissĂŁo, com TĂŠo JosĂŠ e Mauro Beting. Ă&#x201A;$VJUDYDo}HVGDPLFURVVpULHÂł'HUF\´FRQWLQXDPDWpGHGH]HPEUR0DV nĂŁo passam disso. Ă&#x201A;2FDQDO0XOWLVKRZÂżQDOL]DRVSUHSDUDWLYRVSDUDRODQoDPHQWRGHXPD QRYDHGLomRGRUHDOLW\Âł&DVD%RQLWD´ Ă&#x201A;,QJULG*XLPDUmHVYDLFRPDVpULHÂł0DFKR0DQ´DWpRÂżPGDDWXDOWHPSRrada, mas ainda nĂŁo tem nada acertado na Globo para o ano que vem. Ă&#x201A;2XWURWUDEDOKRLPSRUWDQWHHPÂł)LQD(VWDPSD´pRGRDWRU$OH[DQGUH1HUR R%DOWD]DU(VWiEHPGHVGHRFRPHoR ¡ Depois de uma atitude nada simpĂĄtica com o Carioca, no lançamento do OLYURÂł$V(VJDQDGDV´HPVHXSURJUDPD-{6RDUHVIH]HORJLRVD(GXDUGR Sterblitch. Ă&#x201A;2VGRLVVmRGRÂł3kQLFR´ ¡ A Record anuncia que a equipe de produção do Tom serĂĄ transferida para outros programas. Todos serĂŁo aproveitados. Ă&#x201A;(PXPÂżQDOGHDQRQmRH[LVWHQRWtFLDPHOKRUGRTXHHVWD ¡ Formato da Fremantle, â&#x20AC;&#x153;Marcas da vidaâ&#x20AC;? deixou a Record na vice-liderança, quarta-feira, com 5 pontos de mĂŠdia.

&¡HVWĂ&#x20AC;QL 2Âł6%75HSyUWHU´HVWiUHVJDWDQGRWHPDVGHDQWLJDVPDWpULDVTXHGHUDP audiĂŞncia quando o programa ainda estava sob a direção de Odilon &RXWLQKR(SURGX]LQGRWXGRQRYDPHQWH Sono, por exemplo. Que tambĂŠm nunca foi o Ăşltimo guaranĂĄ do deserto. $HPSUHViULDGDQRLWH/LOOLDQ*RQoDOYHVTXHVyGRUPHGXDVKRUDVSRUGLD serĂĄ uma das personagens.

HORĂ&#x201C;SCOPO PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br Touro, em inglĂŞs Cidade que atrai mais de 2 milhĂľes de romeiros por ano (CE) Planta medicinal Jarra para chĂĄ

Š Revistas COQUETEL 2011

Ă&#x2030; feito digitalmente Alimento a partir da descri- do gado ção detalhada de Tipo de testemunhas aviĂŁo

Ă&#x20AC; (?): separadamente

Ă&#x201C;leo, em inglĂŞs

Ensopado (Cul.) Achar graça

Filme de Carlos Saldanha (2011)

Exibição acrobåtica que exige arrojo e sanguefrio Celebrar

Dupla feminina pentacampeĂŁ do Circuito Mundial de VĂ´lei de Praia Material de panelas esmaltadas

Ser lendårio do Himalaia Estação de estrada de ferro Com a qualidade assegurada

Crie na mente (gĂ­ria) O produto indicado ao hipertenso

Resposta de agradecimento (fem.)

A Afecção dentåria Díficil de subir

(?) de Lyon: situa-se no litoral francĂŞs Formato do bambolĂŞ

G

Nome da Mulher Maravilha (HQ)

R Travor (bras.) VerĂ­dico; autĂŞntico

Muhammad (?), pugilista HistĂłria como a do BoitatĂĄ (Folcl.)

E Em + a Hora (abrev.)

Vencer (no jogo) Ser contrårio Aflição (?) Cavalcante, humorista

A melhor amiga da Magali (HQ)

Aparelhos (?): muleta e andador Estou (pop.) Mulher de negĂłcios

Ondas MĂŠdias (abrev.)

El. comp.: Base da de "oniscromoteciente": rapia tudo

Talentos Segundo (sĂ­mbolo)

3/oil. 4/bull â&#x20AC;&#x201D; cica â&#x20AC;&#x201D; diet â&#x20AC;&#x201D; iĂŠti. 5/diana â&#x20AC;&#x201D; golfo â&#x20AC;&#x201D; lenda. 7/bimotor. 8/jurubeba.

83

Solução O O M

G D B S

J U A Z E I R O D O N O R T E

B U R U B L E I L T O M R I O X A L T E T O O B R L F O A L I L E N I G C A D O R T O P E O O M M P R E

F E B N O R I A R C I G C A R D A A N T D I D S A

P A J R AG U T A L E T I A A G N A D A R I E E A L N A H A R I C O S O N S R I A

BANCO

Significa Diadema, no ABCD paulista

Ă RIES D Âą$VGLÂżFXOdades afetivas podem ser mais facilmente resolvidas se vocĂŞ focar na boa convivĂŞncia e no respeito mĂştuo com seu amor. A atual conMXQomRDVWUDOID]FRPTXHYRFrQRWH a necessidade de manter-se determinado a melhorar sua relação. Carta do Dia: Valete de Paus, que VLJQLÂżFD$PLJR1RWtFLDV,QHVSHUDdas TOURO â&#x20AC;&#x201C; (20/4 a 20/5) â&#x20AC;&#x201C; Posicionado na sua casa oito, o Sol aumenta sua vontade de viver momentos Ă­ntimos. PorĂŠm, a ligação com Marte indica uma predisposição a agir por impulso ao tentar cumprir seus interesses. Tenha critĂŠrios e aproveite os bons momentos! Carta do Dia: Ă s de Ouros, que VLJQLÂżFD+DUPRQLDH3URVSHULGDGH GĂ&#x160;MEOS â&#x20AC;&#x201C; (21/5 a 21/6) â&#x20AC;&#x201C; Aprenda a ouvir a pessoa amada, sem deixar que os problemas do convĂ­vio perWXUEHPVXDSD]eSUHFLVRUHVSHLWDU os bons sentimentos que lhe unem Ă sua cara-metade para que seja possĂ­vel manter a harmonia entre vocĂŞs. Carta do Dia: Valete de Copas, que VLJQLÂżFD/HDOGDGH5HĂ&#x20AC;H[mR CĂ&#x201A;NCER â&#x20AC;&#x201C; (22/6 a 22/7) â&#x20AC;&#x201C; Sua melhor opção hoje ĂŠ voltar suas atençþes para seu bem-estar amoroso. Aproveite que os astros favorecem o diĂĄlogo e a renovação de seu cotidiano afetivo. Mostre que se preocupa e cuida de sua relação, adicionando diversĂŁo Ă  rotina. Carta do Dia: 8 de Espadas, que VLJQLÂżFD&UXHOGDGH LEĂ&#x192;O â&#x20AC;&#x201C; (23/7 a 22/8) â&#x20AC;&#x201C; A tensĂŁo HQWUHVHXVHWRUVRFLDOHRÂżQDQFHLUR causada pela ligação entre Sol e Marte, revela que ĂŠ preciso conter seus impulsos consumistas e ser mais responsĂĄvel com seu orçamento. Aprenda a se controlar neste momento! &DUWDGR'LD$3DSLVDTXHVLJQLÂżca Estabilidade, Estudo e MistĂŠrio VIRGEM â&#x20AC;&#x201C; (23/8 a 22/9) â&#x20AC;&#x201C; VocĂŞ pode defender seus conceitos sobre o amor, ao mesmo tempo em que demonstra a força de seu sentimento por sua cara-metade. Dedique-se DWUD]HUGHYROWDRHTXLOtEULRHQWUH vocĂŞs. A tarefa parece difĂ­cil, mas nĂŁo ĂŠ impossĂ­vel.

&DUWDGR'LD$/XDTXHVLJQLÂżFD Falsas IlusĂľes LIBRA â&#x20AC;&#x201C; (23/9 a 22/10) â&#x20AC;&#x201C; Preste atenção ao que acontece no seu cotidiano amoroso. Demonstrar interesse pelo seu relacionamento VLJQLÂżFDTXHYRFrVHSUHRFXSDH acredita no seu amor. Dedique mais tempo Ă pessoa amada e mantenha seu futuro sempre em foco. Carta do Dia: 6 de Ouros, que VLJQLÂżFD*HQHURVLGDGH ESCORPIĂ&#x192;O â&#x20AC;&#x201C; (23/10 a 21/11) â&#x20AC;&#x201C; Os planetas hoje colaboram com seu equilĂ­brio emocional e indicam que ĂŠ SUHFLVRVHUPDLVFULDWLYRSDUDID]HU VHXURPDQFHĂ&#x20AC;RUHVFHU(PSHQKHVH na melhoria de sua rotina. Carta do Dia: Cavaleiro de Copas, TXHVLJQLÂżFD3URSRVWD9DQWDMRVD SAGITĂ RIO â&#x20AC;&#x201C; (22/11 a 21/12) â&#x20AC;&#x201C; A SDVVDJHPGR6ROSHORVHXVLJQRID] FRPTXHYRFrÂżTXHPDLVGHWHUPLnado para buscar seus interesses. Mas a tensĂŁo com Marte indica que ĂŠ preciso se controlar mais, pois seu WHPSHUDPHQWRÂżFDUiLQVWiYHOSRUtanto nĂŁo imponha suas vontades. &DUWDGR'LD23DSDTXHVLJQLÂżFD Sabedoria CAPRICĂ&#x201C;RNIO â&#x20AC;&#x201C; (22/12 a 19/1) â&#x20AC;&#x201C; A OX]VRODUDTXHFHVXDVLGHLDVQRV SUy[LPRVGLDVSRUpPDGHVDUPRQLD com Marte indica um perĂ­odo de contradiçþes internas que devem VHUFRQGX]LGDVGHPRGRPDGXUR Mesmo que esteja com problemas, HYLWHGUDPDWL]iORVGHPDLV Carta do Dia: 3 de Paus, que sigQLÂżFD,QLFLDWLYD AQUĂ RIO â&#x20AC;&#x201C; (20/1 a 18/2) â&#x20AC;&#x201C; O trânsito do Sol no seu setor de DPL]DGHVIDYRUHFHVHXVUHODFLRQDPHQWRVSUy[LPRVLQGLFDQGRTXHD fase ĂŠ boa para participar de programas em grupo. PorĂŠm, a tensĂŁo com Marte indica um perĂ­odo de instabilidade emocional e desentendimentos. Carta do Dia: 7 de Copas, que VLJQLÂżFD6RQKRV3UHPRQLWyULRV PEIXES â&#x20AC;&#x201C; (19/2 a 20/3) -O posicionDPHQWRGR6ROQRVHXVHWRUSURÂżVVLRQDOID]FRPTXHVHXVSUy[LPRV dias sejam muito produtivos, lhe deixando disposto a assumir novos projetos. Carta do Dia: Valete de Ouros, que VLJQLÂżFD5HĂ&#x20AC;H[mR1RYLGDGHV

COM IGBONAN

Hoje tem â&#x20AC;&#x153;Coisa de Negoâ&#x20AC;? no Teatro Deodoro

E

ncerrando as comemoraçþes do MĂŞs da ConsciĂŞncia Negra, quem volta ao projeto Sextas Populares ĂŠ o cantor Igbonan Rocha, com seu show â&#x20AC;&#x153;Coisa de NĂŞgoâ&#x20AC;?, a partir das 16h, de hoje, no pĂĄtio do Teatro Deodoro, com entrada gratuita. Para participar do Projeto, Igbonan idealizou o show aproveitando as comemoraçþes do mĂŞs de novembro (MĂŞs da ConsciĂŞncia Negra) e sendo 2011 o Ano Internacional dos Afrodescedentes. Durante a apresentação o cantor irĂĄ interpretar clĂĄssicos da MPB compostos e/ou interpretados por Negros ou com temĂĄtica negra. Neste mergulho no univers o da mĂşsica negra bra-

sileira Igbonan resgatou pÊrolas de ZÊ Keti, Dona Yvone Lara, Assis Valente, Geraldo Pereira, Wilson Batista alÊm de Gilberto Gil, Milton Nascimento, Roque Ferreira, Seu Jorge e Max de Castro. Tendo o auxílio luxuoso de Joacaz Paz (violão), JucÊlio Souza (sopros) e Paulinho Keita (percussão), a promessa Ê de um show onde a história do povo negro brasileiro serå contada/cantada com muito ritmo e alegria. Sextas Populares Ê um projeto que visa divulgar a produção musical alagoana por meio de pequenas apresentaçþes (pocket shows) num formato de happy hour do Teatro Deodoro. Mais informaçþes Informaçþes: (82) 3315-5665.


4

TribunaIndependente

DIVERSĂ&#x192;O&ARTE MACEIĂ&#x201C; - SEXTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2011

IHOLSHFDPHOR#JPDLOFRPIHOLSHFDPHOR#VDODGDRQOLQHFRPEUFDPHORIHOLSHFDPHOREORJVSRWFRP

Top Topando

Muitos carros, ruas estreitas e esburacadas, motoristas mal educados, que não sinalizam, não respeitam pedestres e pra piorar ainda + o trânsito em Maceió, dirigem falando ao celular. Vårias vezes, jå vi gente passando mensagens pelo telefone. Não Ê possível sair por aí dirigindo sem atenção. Os automóveis deveriam ter 1 dispositivo de fåbrica que bloqueia o sinal da telefonia móvel

-RUQDOLVWDSUDOiGHIHUYLGDVDEHWXGRGH WHQGrQFLDVHD¿QV/LV1XQHVLQIRUPDQGRTXH ³$7RSHVWiFRPXPDSURJUDPDomRTXHQWtVsima para entrar com tudo no verão. E, antes PHVPRGDDEHUWXUDR¿FLDOGR¾6XPPHU7RS œTXHVHUiUHDOL]DGRQRSUy[LPRGLD GHGH]HPEURQRVVRWLPHGHH[SHUWVHP HGXFDomRItVLFDMiHVWiHPFOLPDGHIHVWDH vai colocar a turma para suar a camisa a SDUWLUGHVWH¿QDOGHVHPDQD$PDQKmIXQFLRQDPHQWRGDVGDPDQKmDRòGLDHGDV GDWDUGHjVGDQRLWHVHSURIHVVRU Leonardo Moreira comanda Aula de Bike e às HGH3RZHU$EGRPLQDO1RGRPLQJR a academia + fervida da Pajuçara funciona GDVGDPDQKmDRòGLDHjVH Superaula de Bike com os professores Dolly H3OiFLGR6yQmRHQIUHQWDEHPDWHPSRUDGD GH¾VRO]mRœTXHPQmRTXLVHU

Efeitos Positivos $FRQWHFHKRMHHP&DPDoDULQD%DKLDRODQoDPHQWRGR&RPSOH[R3URGXWLYR SUDSURGXomRGHiFLGRDFUtOLFRDFULODWRGHEXWLODHSROtPHURVVXSHUDEVRUYHQWHV QXPLQYHVWLPHQWRGH86PLOK}HVHD%UDVNHPVHUiRSULQFLSDOSDUFHLUR HVWUDWpJLFRGD%DVIDRIRUQHFHUSURSHQRHVRGDSURQRYRSROR&RPDLQDXJXUDomRGRSURMHWRSUHYLVWDSUDRVLQVXPRVGD%UDVNHPSDVVDUmRDVHU FRQVXPLGRVSHORPHUFDGRLQWHUQRUHGX]LQGRSDUWHGRH[FHGHQWHGHVWLQDGRj H[SRUWDomR(VWDPXGDQoDYDLJHUDUHIHLWRVSRVLWLYRVSUDEDODQoDFRPHUFLDO GR%UDVLOSHODVXEVWLWXLomRGHLPSRUWDo}HVHEHQHItFLRVSUDWRGDDFDGHLD SURGXWLYDGRiFLGRDFUtOLFRHPUD]mRGDFDSDFLGDGHGHSURGXomRGRSURMHWRH do porte do investimento, 2Âş Karine Tavares Morais, que assessora a Diretoria GH5HODo}HV,QVWLWXFLRQDLV%UDVNHP1RFRPDQGR0LOWRQ3UDGLQHV

A 2ª Em setembro, estive na Praia do Forte, na Bahia, e na joalheria Pietra Rara, a + badalada de lå, destaque pras peças Caleidoscópio. E por falar nas criaçþes de Jeanine, Mailda & Renata, a personagem de Eva Wilma, vira e mexe, aparece roubando as cenas com este colar assinado pelas Fontan. E por falar na Caleidoscópio, o joalheiro espanhol por nascimento e brasileiro por RSomR'DPLDQ0RUDOHVFKHJDQRSUy[LPRGLD¿FDQGRVRPHQWHDWpRGLDGHGH]HPEUR

Bem Cuidados Ă&#x2030; obvio e visĂ­vel que o comportamento masculino em relação a vaidade e cuidados consigo mudou muito. E alĂŠm disso, com a chegada do VerĂŁo, os cuidados redobram, principalmente com a pele. Antenada e muito bem informada, jornalista Fernanda Tognon, da a[+]mais agĂŞncia de imprensa, informando que a pele do homem possui caracterĂ­sticas prĂłprias, muitas delas em função da testosterona, principal hormĂ´nio masculino. Por apresentar caracterĂ­sticas HVSHFtÂżFDVH[LJHPDLVFXLGDGRVHDWHQomRSDUDHYLWDUDFQHHLUULWDo}HV3RULVVRRVFXLGDGRVGLiULRVVmRLQGLVSHQViYHLV$SHOHGRURVWRGHYHVHUOLPSDWRGRVRVGLDVGHSUHIHUrQFLDFRPVDERQHWHOtTXLGRHVSHFtÂżFRSDUDFRQWUROH GDROHRVLGDGH$OLPSH]DGLiULDUHPRYHLPSXUH]DVHHYLWDDREVWUXomRGRVSRURV2XWUDSUHRFXSDomRpDEXVFDGR barbear perfeito. Esse ĂŠ um ritual que acompanha os homens desde os primeiros anos da adolescĂŞncia, mas que PHVPRFRPRSDVVDUGRWHPSRH[LJHPXLWDDWHQomR2TXHDPDLRULDGRVKRPHQVQmRVDEHpTXHID]HUDEDUED com qualquer uma das tĂŠcnicas conhecidas, seja com lâmina, navalha ou barbeador elĂŠtrico, compromete a proteção natural da pele e pode causar irritação. Para evitar o ressecamento, vermelhidĂŁo e pĂŞlos encravados ĂŠ essencial usar LWHQVHVSHFtÂżFRVHQDVHTXrQFLDDSOLFDUXPSyVEDUEDTXHPLQLPL]DWRGRVHVVHVGDQRV(SUDVHJXLURVSDVVRV HFRQVHJXLUEDUEHDUSHUIHLWRGHGHUUHWHUDVPXOKHUHVVLPSDWL]DQWHVHDÂżQVQRZZZDPDLVLPSUHQVDFRP (QFHUUDQGRDSDXWDGHD3Lnacoteca UniversitĂĄria abriu ontem a Exposição â&#x20AC;&#x153;Lixo ou Arte? (que nem roupa)â&#x20AC;? do artista carioca Raimundo %ULWRÂżFDQGRHPFDUWD]DWpGH janeiro. A Mostra pretende questionar a consciĂŞncia ecolĂłgica de cada cidadĂŁo ao descartar objetos que podem ser reaproveitados evitando, desta forma, o acĂşmulo de rejeitos na Terra. ale visita, vale aprendizado

5(352'8d­2

2QWHPHP5LR/DUJR/RMDV*XLGRLQDXJXURXVXD�XQLGDGHD�QDFLGDGH Localizada na região de Mata do Rolo, DSUHVHQWDGLYHUVDVSURPRo}HVHRIHUWDVGH inauguração, como parte da estratÊgia de H[SDQVmRGDHPSUHVDDODJRDQDTXHKRMH atua tambÊm nos estados de Sergipe e %DKLD*XVWDYR0DVFDUHQKDVGD3XEEOLFR assessorando.

Pelo Mundo Afora E por falar nele, tambÊm ontem, o Hotel 5DGLVVRQIRLFHQiULRGHUHXQLmRGR LQWHUFkPELRGHIpULDV5&,GLIHUHQFLDOSUD quem Ê cliente do Iloa Vida em Família, produto da Vivendi Empreendimentos, que HVWiVHQGRFRQVWUXtGRQD%DUUDGH6mR 0LJXHO$H[HFXWLYDGHFRQWDV/XFLDQD Kusuhara e o gerente de novos negócios 5RQDOG+DUJUHDYHVGLYLGLUDPLQIRUPDo}HV FRQKHFLPHQWRVHH[SHULrQFLDVHPSDOHVWUDV e treinamentos pra corretores e clientes, TXHIRUDPFRQKHFHUGD5&,HGHFRPR ela pode facilitar as vendas, alÊm de tirar dúvidas em relação a este importante e H[FOXVLYREHQHItFLR1R¿QDOFOLHQWHH FRUUHWRUVDLUDPSUHPLDGRVFRP¿QDOGH VHPDQDHPGRVKRWpLVGDUHGH1R5&, DVIDPtOLDVVHKRVSHGDPHPGH hotÊis pelo Brasil e pelo Mundo, economizando em viagens nacionais e internacioQDLV2FXVWRGDDGHVmRMiHVWiLQFOXtGR no valor da unidade do Iloa e tem validade GHDQRV1R,ORD9LGDHP)DPtOLDR DVVRFLDGR5&,SRGHUiLQWHUFDPELDUVXD SURSULHGDGHSRUVHPDQDVDRDQRSRU RXWUDXQLGDGHHPGHHPSUHHQGLmentos credenciados à rede. AlÊm disso, HOHSRGHUiSUHVHQWHDUDPLJRRXVHXV IDPLOLDUHVFRPR&HUWL¿FDGRGH&RQYLGDGR em que transfere o direito de uso do intercâmbio. Quer +? Impossível.

Todo dia, vou saindo de casa e lĂĄ tĂĄ Paulinho Patury voltando de seu Cooper. Sim, porque alĂŠm da estĂŠtica, cuidar da SaĂşde ĂŠ fundamental. Ainda + pra quem tem 1 linda mulher, como ele. Sim, porque Roberta Fireman Patury ĂŠ

Hotelaria SustentĂĄvel

EmissĂľes recordes

Ă&#x20AC;

+RMHjVKVHUiUHDOL]DGRR VHPLQiULR³2*HVWRUGD+RWHODULD 6XVWHQWiYHO¹9LVDQGRDRV(YHQWRV GH´QRDXGLWyULRGR6HQDF 3RoR$QRLWHFRQWDUiFRPDSUHVHQça do administrador de empresas FRPDQRVGHH[SHULrQFLDQDiUHD GH+RWHODULD0DUFHOR*RPHVGH Mendonça, ele que vai revelar ao público como promover uma gestão

UHVSRQViYHOQDKRWHODULDVHPFRPprometer o alcance dos resultados ÂżQDQFHLURV$VLQVFULo}HVSDUDRV eventos podem ser feitas pelo site ZZZDOVHQDFEU$HQWUDGDFXVWD kg de alimento nĂŁo-perecĂ­vel que deve ser entregue na abertura das DWLYLGDGHV0DLVLQIRUPDo}HV   HeR6HQDF Âą(GXFDQGRSDUDR7UDEDOKR

s vĂŠsperas da conferĂŞncia do clima, que começa na prĂłxima segundaDanos ambientais -feira em Durban, na Ă frica do Sul, NĂŁo ĂŠ possĂ­vel dimensionar com precisĂŁo os danos ao meio ambiente SURYRFDGRVSHORYD]DPHQWRGHyOHRQD%DFLDGH&DPSRV IRWR LQIRUPRX a Organização MeteorolĂłgica Mundial o presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos (OMM) anuncia que as emissĂľes de gases 1DWXUDLV5HQRYiYHLV ,EDPD &XUW7UHQQHSRKO2yOHRFRPHoRXDYD]DUGH XPDGDVSODWDIRUPDVGDSHWUROHLUDQRUWHDPHULFDQD&KUHYURQQR&DPSRGH estufa foi recorde em 2010 - o que pode )UDGHKiGXDVVHPDQDV$$JrQFLD1DFLRQDOGH3HWUyOHR $13 HVWLPDTXH representar um balde de ĂĄgua fria na busca RHTXLYDOHQWHDPLOEDUULVGHSHWUyOHRWHQKDPYD]DGRQRRFHDQR&DGD EDUULOWHPOLWURV1DVHJXQGDIHLUD  2,EDPDPXOWRXDH&KHYURQHP Ă&#x201C;leo de cozinha 2 por soluçþes em acordos mundiais para a Ă&#x201C;leo de cozinha 1 5PLOK}HVYDORUPi[LPRSUHYLVWRQD/HLGH&ULPHV$PELHQWDLV 2JRYHUQRGH$ODJRDVSRUPHLRGD &DPSDQKDVGHPRELOL]DomRH crise do clima. Secretaria de Estado do Planejamento conscientização serĂŁo feitas com Segundo o secretĂĄrio-geral da OMM, e do Desenvolvimento EconĂ´mico a sociedade, com o propĂłsito 6HSODQGH ODQoRXHVVDVHPDQDR que o Ăłleo utilizado em residĂŞnMichel Jarraud, â&#x20AC;&#x153;Mesmo se conseguĂ­sseÂł3URMHWR&ROHWDĂ?OHRÂą8PD$WLWXGH cias, bares, restaurantes e mos cortar pela metade nossas emissĂľes 0LO%HQHItFLRV´LQLFLDWLYDTXHYLVDD supermercados seja coletado redução da quantidade Ăłleo de fritura atuais â&#x20AC;&#x201C;e este nĂŁo ĂŠ o caso, de longeâ&#x20AC;&#x201C;, elas pelas cooperativas que trabalGHVFDUWDGRV IRWR UHDSURYHLWDQGRR KDPFRPPDWHULDOUHFLFOiYHO permaneceriam na atmosfera por dĂŠcadas material para a produção de biomassa Essas entidades deverĂŁo vender e possibilitando a geração de eme, assim, continuariam a afetar o delicado o Ăłleo reaproveitado Ă empresa prego e renda com inclusĂŁo social. Na Pratense, indĂşstria alagoana da equilĂ­brio do nosso planeta e do nosso pesquisa inicial foi detectado que, sĂł FDGHLDGDTXtPLFDHGRSOiVnas unidades residenciais da capital, climaâ&#x20AC;?. Analistas temem que o evento se tico, com sede no Tabuleiro do RVDODJRDQRVXWLOL]DPPLOOLWURVGH torne cenĂĄrio de disputas sobre o Protocolo Ăłleos mensalmente. A projeção inicial 0DUWLQVTXHÂżFDUiUHVSRQViYHO por enviar o produto para Minas de Kyoto, o Ăşnico acordo a estabelecer con- pUHDSURYHLWDUSHORPHQRVGHVVH *HUDLVORFDORQGHVHGDUiR WRWDORTXHVRPDULDPLOOLWURVPrV processo de transformação em troles legais de gases de efeito estufa. na primeira etapa do projeto. biomassa. CanadĂĄ, JapĂŁo e RĂşssia jĂĄ se recusaram a Ă&#x201C;leo de cozinha 3 assinar o tratado por um segundo perĂ­odo Vida marinha de compromisso, alegando falta de vĂ­nculos Do ponto de vista ambiental, o projeto pretende reter a quantidade do yOHRTXHpGHVSHMDGRQDiJXD(VVHSURFHVVRID]FRPTXHVHIRUPHXPD 3DUD'DYLG=HHGD8QLYHUVLGDGH)HGHUDOGR5LRGH-DQHLUR 8)5- D legais para os maiores emissores de carFDPDGDTXHLPSHGHDSDVVDJHPGHOX]VRODUHR[LJHQDomRGHVVDiJXD EDVHGDFDGHLDDOLPHQWDUPDULQKDGDUHJLmRGH&DPSRVIRLVHYHUDbono do planeta. A Europa acena com uma GHJUDGDQGRDFDGHLDDOLPHQWDUDTXiWLFD2SURMHWRWDPEpPYLVDGLPLQXLURV PHQWHSUHMXGLFDGDSHORYD]DPHQWRGHyHORGD%DFLDGH&DPSRV(OH JUDYHVHQWXSLPHQWRVFDXVDGRVSHORUHĂ&#x20AC;X[RGRHVJRWRUXSWXUDVHYD]DPHQtambĂŠm apontou a falta de equipamentos para evitar a dispersĂŁo do continuidade, desde que China e Estados tos em sistemas de distribuição, rupturas, alĂŠm da diminuição de bombas, yOHRÂł([LVWHDGHSUHVVmRGDFDSDFLGDGHGHSURGXomRGHELRPDVVD Unidos aceitem fazer parte de um acordo causada pelo descarte incorreto do Ăłleo de cozinha. parte dela alimento e isso representa um custo ambiental, olhando PXLWRPDLVDTXHVWmRGRDSURYHLWDPHQWRKXPDQR$OpPGLVVRKi â&#x20AC;&#x153;global e abrangenteâ&#x20AC;?. XPDIUDomRGRyOHRTXHVHLPSUHJQDQDFROXQDGÂśiJXDWUDQVIHULQGR Ă&#x201C;leo de cozinha 4 Enquanto alguns especialistas defendem JUDQGHSDUWHGDVVXEVWkQFLDVWy[LFDVFDXVDQGRPDOHItFLRSDUDD De acordo com o coordenador do RXWUDVSUHIHLWXUDVMiGHPRQVWYLGDPDULQKDÂł2VHFUHWiULRHVWDGXDOGR$PELHQWHGR5LRGH-DQHLUR que tornar Kyoto obsoleto aumentaria as SURMHWRR&ROHWDĂ?OHRGHYHUiVHHV- raram interesse em inserir seus &DUORV0LQFLQIRUPRXRQWHP  TXHDSHQDVGXDVUHPHVVDVGH chances de um acordo global, outros temem WHQGHUMiHPDRVPXQLFtSLRV municĂ­pios no projeto, como ĂŠ o FHUFDGHPLOOLWURVHPLOOLWURVGHyOHR MXQWDPHQWHFRPiJXDH de Rio Largo, Marechal Deodoro, FDVRGH7DTXDUDQDTXHGHYHUi DU SXGHUDPVHUUHWLUDGDVGRRFHDQR6HJXQGRHOHDPDLRUSDUWHGR que deixar Kyoto cair no limbo possa ser Maragogi e Arapiraca. VHUFRQWHPSODGDFRPR&ROHWD SHWUyOHRMiVHGLVSHUVRXQRRFHDQR politicamente devastador. *ODXFR$QJHLUDVDLQGDDÂżUPRXTXH Ă?OHRDWp

Edição número 1302  

Edição Digital Jornal Tribuna Independente

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you