Page 1

DOMINGO MACEIÓ - ALAGOAS 29 DE SETEMBRO DE 2013 N0 1858 R$ 3,00

TRIBUNA

EXEMPLAR DO ASSINANTE

INDEPENDENTE

tribunahoje.com

Lei Seca gera economia de R$ 10 milhões para Alagoas

SANDRO LIMA

A REDUÇÃO DE GASTOS DO GOVERNO VEIO COM A DIMINUIÇÃO DO NÚMERO DE VÍTIMAS DE ACIDENTES DE TRÂNSITO ATENDIDAS PELO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE. MAIS IMPORTANTE, NO ENTANTO, É O SALDO SOCIAL, QUE CONTABILIZA CENTENAS DE PESSOAS SALVAS DA MORTE OU DE SEQUELAS PERMANENTES. PÁGINA 11

VÍTIMAS DE ACIDENTES DE TRÂNSITO REPRESENTAM 40% DOS PACIENTES ATENDIDOS NA REABILITAÇÃO DA ADEFAL Amputações, dificuldade para se movimentar e outras sequelas resultantes de acidentes de trânsito são problemas enfrentados por 40% dos pacientes atendidos na Associação dos Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal). O gari Pedro Bernardo é um deles. Ele perdeu a perna após ser atropelado, quando trabalhava em março do ano passado, por um motorista embriagado, e hoje volta a andar com ajuda de uma prótese. PÁGINA 10

EXEMPLO PARA O BRASIL

BRASILEIRÃO SÉRIE C

TRAMITAÇÃO DE INQUÉRITOS POLICIAIS PARA O MINISTÉRIO PÚBLICO É REFERÊNCIA NO PAÍS

CRB PRECISA VENCER O CUIABÁ NO REI PELÉ PARA SE FIRMAR NA ZONA DE CLASSIFICAÇÃO

PÁGINA 4

PÁGINA 15

‘O PRÍNCIPE’

500 ANO DEPOIS, A OBRA DE MAQUIAVEL CONTINUA ATUAL Passados 500 anos, ‘O Príncipe’, maior obra de Nicolau Maquiavel, continua referência para políticos sobre como fazer para conquistar, ter o poder e não ser impopular.

PÁGINA 3

JÚLIO BANDEIRA

SANATÓRIO INAUGURA UNIDADE EXCLUSIVA PARA O SUS O Hospital Sanatório inaugura nesta segunda-feira uma unidade de internação exclusiva para usuários do SUS, graças a investimentos do Estado com o programa ProHosp. O diretor administrativo, Júlio Bandeira, destaca a parceria, que também ajuda a desafogar o HGE com leitos de retaguarda.

LITORAL DE ALAGOAS

PESQUISADOR DA UFAL DESCOBRE NOVAS ESPÉCIES DE ESPONJA MARINHA O número de esponjas marinhas catalogadas no litoral alagoano passou de 55 para 59 após pesquisa do biólogo Victor Cedro, da Ufal. A descoberta rendeu artigo no inglês internacional Journal of Natural History. Para ele, o estudo reforça a necessidade de cuidados com os recifes de corais.

PÁGINA 2

PÁGINA 12

TEMPO

Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas em áreas isoladas

Mínima

20º

Máxima

28º

MARÉS

05:58 12:00

0.7 18:15 1.6

0.8

FINANÇAS

DÓLAR COMERCIAL DÓLAR PARALELO R$ 2,25

R$ 2,25

R$ 2,25 R$ 2,40

OURO: R$ 98,20

POUPANÇA: 0,5200%


TRIBUNAINDEPENDENTE

2 POLÍTICA MACEIÓ - SÁBADO, 28 DE SETEMBRO DE 2013

Política

Olivença: Recurso eleitoral será julgado pelo TRE/AL na segunda O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL) julga na segunda-feira, 30, o recurso eleitoral interposto por José Soares (PPS), candidato derrotado nas eleições municipais de Olivença, contra a decisão do juiz de primeiro grau, que extinguiu a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) sem resolução do mérito, proposta por ele. Na Aije, Soares acusa o prefeito eleito, Jorginaldo Vieira de Mendes (PP), o Véio, de crime eleitoral e falsificação de documentos em 2012. Soares é advogado e fará sua prória defesa.

Arlindo Garrote escapa de cassação

Juíza julgou improcedente ação que levantou ameaça e abuso de poder cometido por Ângela Garrote, em 2012

ESPLANADA LEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

Miqueias 2 vai pegar caciques políticos

O

investigado inicial era o doleiro Fayed Traboulsi, um dos mais conhecidos do País, mas a Operação Miqueias descobriu um séquito de caciques políticos nas ramificações e as investigações se desdobraram em duas. A que ocorreu há poucos dias mirou os golpes nos fundos de pensão das prefeituras e prendeu os bagrinhos. A segunda fase de investigação foi transferida para a PF de São Paulo e mira evasão de divisas de figurões, entre eles ex-governadores, senadores e deputados ligados a Fayed. O estrago está feito.

Ponta do iceberg A delegada Andrea Pinho estava certa na coletiva, quando falou em ‘ponta do iceberg’. Os fundos de pensão municipais operados por Fayed têm R$ 600 milhões em reservas.

Amostra A bolada operada foi só de R$ 50 milhões. A quadrilha presa, com os pastinhas, teria ficado com R$ 5 milhões – destes, metade repassada a servidores corruptos.

Modelo$ A modelo Luciane, ex-amiga de Fayed e ‘aliciadora’ de prefeitos, teria faturado R$ 100 mil em comissões em um ano. Outra, Alline, não teve sucesso no lobby do charme.

Os nomes O inquérito da PF lista os nomes da quadrilha: ‘A Invista Investimentos Inteligentes tem Fayed, Dudu e Toledo’ (o policial civil aposentado, também ligado ao Mensalão do DEM) como donos. Os lobistas são Manoel Felipe, Alline, Samuel, Marden, Emerson e Idailson. Pastinhas: Ricardo Cristo, Luciane, Almir, Isabela, Fernanda e Cynthia.

Sem prestígio Os federais ficaram surpresos com o amadorismo do grupo de Fayed. O único figurão na Micheas, por ora, é o procurador da Fazenda Manoel Felipe Brandão. Sua missão era abrir portas nas prefeituras do Piauí, mas não teve sucesso. Era sempre esnobado.

Porteiro do refeitório Grupo de servidores, que sempre usou o restaurante Natureto no subsolo do Anexo 3 da Câmara, foi constrangido. Gerente metido a porteiro os barrou. Entre eles Leiliane Rebouças, seu filho, e outros dois servidores. Houve queixa na Ouvidoria.

Campanha online No Twitter dia sim, outro também, aparece o perfil promocional ‘Conversa Brasileiros’ chamando para os spots do PSDB na TV. É um link pago de pré-campanha de Aécio.

Cid Petista O governador cearense Cid Gomes, que deixará o PSB, filia-se no PT até dia 5 de Outubro. Foi o que garantiu o líder petista na Câmara e seu conterrâneo, Zé Guimarães.

Amigos de Evo Enquanto Evo Morales acusa o senador Roger Molina de criminoso, esconde as tramoias de gente sua. O coronel da Unidade Anticorrupção, Mario Ormachea, foi pego pelo FBI em Miami, 31 de Agosto, ao extorquir o ex-dono da Aerosur Humberto Roca.

Mais um Outro preposto de Evo, o general René Sanabria Oropeza, ex-chefe do serviço de combate às drogas e atual assessor de Inteligência da Bolívia, foi preso no Panamá por narcotráfico e entregue aos Estados Unidos.

Cerco a cartórios O corregedor do CNJ, Francisco Falcão, prepara reação constitucional a cartoristas interinos que fazem farra com arrecadação e burlam resolução do Conselho, que obriga repasse dos ganhos excedentes à Justiça.

Meu garoto.. Deu no Correio*, de Salvador: o novo subprocurador geral da Assembleia da Bahia é Marcelo Dantas Veiga, 23 anos, que acaba de se graduar em Direito, sem qualquer experiência em causas de 1ª sequer 2ª instância.

De família Salário e benefícios chegam até a R$ 12 mil. Veiguinha vem a ser genro do presidente da Assembleia, deputado Marcelo Nilo (PDT), responsável pela promoção.

Ouvidoria NSA Conta do delegado federal aposentado e ex-secretário de Segurança do Rio Marcelo Itagiba: estimam-se em 320 milhões as ligações interceptadas diariamente pela NSA.

Ponto Final Tudo é lucro: a loura detida da operação Micheas em Brasília quer ser capa da Playboy como a ‘Garota Pastinha’. Com Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos www.colunaesplanada.com.br contato@colunaesplanada.com.br Twitter @leandromazzini

ADAILSON CALHEIROS

ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

A

juíza eleitoral de Palmeira dos Índios, Isabelle Coutinho Dantas, julgou improcedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), proposta pelo Minitério Público Eleitoral contra o prefeito e vice-prefeito de Estrela de Alagoas, respectivamente, Arlindo Garrote (PP) e José Teixeira de Oliveira (PP), e também contra a ex-prefeita, Ângela Garrote, mãe do prefeito, e o Instituto de Apoio a Gestão Pública Social. “O conjunto probatório dos autos não permite concluir que tenha havido abuso do poder político ou de autoridade, nos termos do artigo 22 da Lei Complementar 64/90, nem que, ainda que tal abuso tivesse sido comprovado, tivesse potencial de influenciar no resultado do pleito”, destacou a magistrada. Segundo a denúncia do MP Eleitoral, Ângela Garrote teria ameaçado os transportadores escolares, com domicílio eleitoral em Estrela de Alagoas, de suspen-

Mãe de prefeito rescidiu contratos por falta de apoio político; provas insuficientes, disse magistrada

derem ou reicidir seus contratos caso não apoiassem a candidatura de seu filho à prefeitura nas eleições de 2012. O órgão ministerial entendeu que houve abuso do poder econômico e abuso de autoridade, desequilibrando

o pleito. Indignados com as ameaças, José Santos da Silva e José Elson Oliveira Duarte informaram o fato ao MP Eleitoral. Segundo as informações trazidas aos autos, o fato denunciado foi concretiza-

do “pois ocorreram algumas suspensões ou rescisões dos contratos junto ao Instituto de Apoio a Gestão Pública e Social, OSCIP que, através do Governo do Estado de Alagoas, realiza o referido transporte em Estrela de Alagoas”.

ESTRELA DE ALAGOAS

MPE pediu a inelegibilidade dos gestores Além de pedir o retorno imediato dos transportadores afastados pelo Instituto de Apoio a Gestão Pública Social de Estrela de Alagoas, por que negaram apoio à candidatura do atual prefeito Arlindo Garrote, o Ministério Público Eleitoral solicitou ainda que fossem declaradas nulas as novas contratações efetuadas nos três meses que

antecederam as eleições. No mérito, o MPE pediu a declaração de inelegibilidade por oito anos dos representados na Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije). A juíza eleitoral de Palmeira dos Índios, Isabelle Coutinho Dantas, entendeu ser inviável o prosseguimento da ação em desfavor do Instituto de Apoio à Gestão

Pública e Social, pois a sanção de inelegibilidade não pode ser imputada a pessoas jurídicas; e também não podem configurar como polo passivo de ações judiciais. Em sua decisão, a magistrada declarou que as informações trazidas pelos transportadores José Santos da Silva e José Elson Oliveira Duarte são frágeis e de viés

político partidário, pois eles foram candidatos pela coligação opositora ao grupo político dos atuais gestores”. “Mas, na verdade, sequer a conduta imputada aos investigados foi satisfatoriamente comprovada neste caderno processual, quando se sabe que tal ônus incumbe à parte autora”, esclareceu. (A.T.)

LIMOEIRO DE ANADIA

Justiça desbloqueia parte dos bens de ex-gestor Com os seus bens indisponibilizados pela Justiça, o ex-prefeito de Limoeiro de Anadia, Jorge Nivaldo (PSD), recorreu da decisão que foi proferida na ação de improbidade administrativa a qual responde. A desembargadora Elisabeth Carvalho, deferiu em parte, o pedido de reforma da sentença, desbloqueando parcialmente seus bens. O ex-prefeito teve várias propriedades e também cabeças de gado bloqueadas pela Justiça para eventual pagamento de danos causados supostamente por ele, ao erário. O Ministério Público Estadual instaurou um inquérito civil para apurar as denúncias do atual prefeito de Limoeiro de Anadia, James Marlan (PP), relativas a utilização de notas fiscais e recibos falsos para justificar pagamentos que somam quase R$ 6 milhões. Jorge Nivaldo declarou que não foi dado o direito da ampla defesa e ressaltou que a indisponibilidade atinge bens e numerários que garantem a sobrevivência de sua família, e imóveis que não mais lhe pertecem

DIVULGAÇÃO

Jorge Nivaldo é irmão do deputado estadual Antônio Albuquerque e foi prefeito de 2005 a 2008

foram penhorados, o que somam o valor total. O ex-gestor solicitou o desbloqueio total dos bens, ou ainda que admitida a sua responsabilidade, o valor imputado deveria ser de R$ 1.893.917,30, visto que há

outros acusados na ação. A desembargadora deferiu parcialmente o efeito suspensivo postulado, apenas para redefinir a indisponibilidade de bens do agravante, limitando-a ao valor de R$ 1.893.917,30, e

afasta a penhora de alguns bens: parte da Fazenda São Jorge (antiga Fazenda Terra Nova), em Limoeiro de Anadia, que é de propriedade de seis herdeiros e a Fazenda Reunidas a Redenção, em Arapiraca. (A.T.)


TRIBUNAINDEPENDENTE

Conjuntura

FLAVIO GOMES DE BARROS - flavio.gb@ig.com.br

As opções de Collor

O

senador Fernando Collor (PTB) não está encontrando facilidades para firmar aliança que viabilize a reeleição ou uma candidatura ao governo. Esperava fechar com o senador Renan Calheiros (PMDB), com quem fez oposição ao governador Téo Vilela nas últimas eleições. Mas o presidente do Senado tem demonstrado que não é mais tão oposição assim. As alternativas para Fernando Collor, em termos de dobradinha para 2014, também não parecem ser fáceis de negociar. Téo Vilela, que pode pleitear sua vaga no Senado, tem sido alv o de suas críticas, há muito tempo. O senador Benedito de Lira (PP) e o vice-governador José Thomaz Nonô (DEM) historicamente nunca se aliaram com ele. A alternativa que se coloca, descartadas as hipóteses acima, é se aliar ao ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), que, por sua vez, também anda à procura de parcerias e não definiu ainda se concorrerá a deputado federal ou insistirá, mais uma vez, em obter um cargo majoritário. Na condição de principal interessado na disputa de 2014, pois sua vaga no Senado estará em jogo, Collor cada vez mais se dedica a estudar o quadro para, então, decidir da melhor forma para si.

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

Maior obra de Nicolau Maquiavel é a referência política das democracias atuais DIVULGAÇÃO

CADU EPIFÂNIO EDITOR DE POLÍTICA

E

As usinas de açúcar de Alagoas vivem, certamente, uma das piores crises da história. A estiagem prolongada, que tem se repetido anualmente, nos últimos tempos, é apenas um dos motivos. Outro complicador: os preços baixos no mercado, externa e internamente. O desempenho da safra 2013-2014, iniciada em agosto, é de absoluta incerteza.

Costura Nota do jornalista Ilimar Franco, em sua coluna em “O Globo”, sobre a disputa para o governo de Alagoas, em 2014: “Para evitar o crescimento da corrente que defendo o apoio a Eduardo Campos no DEM, o PSDB vai apoiar o ex-deputado José Thomaz Nonô para o governo de Alagoas. O governador tucano Teotônio Vilela vai concorrer ao Senado”.

Chance zero Volta a ser comentado, no Palácio República dos Palmares, que o governador Teotonio Vilela Filho e o vice, José Thomaz Nonô, podem renunciar, para concorrer às eleições, e que o presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Toledo, seria eleito, de forma indireta, para governar o Estado até dezembro de 2014. Tipo da hipótese improvável.

Bem na fita

Pensamentos de Maquiável conduz as decisões dos políticos

Como presidente do Senado, Renan Calheiros teve de acatar determinação do Tribunal de Contas da União, acabando mamata de dezenas de funcionários da casa que ganham muito acima do teto constitucional, que é o salário de ministro do STF. E faturou muito bem, politicamente, ao anunciar o corte do excedente no salário dos espertos.

COMO MANDA A CARTILHA

Amanhã é aniversário de uma das figuras mais polêmicas, e ao mesmo tempo queridas, da política e do esporte em Alagoas: Walter Pitombo Larangeiras, o Toroca, completa 80 anos. Presidente da Confederação Brasileira de Voleibol, ele presidiu o CRB e, como político, foi deputado estadual, prefeito interino de Maceió e várias vezes vereador.

3

500 anos depois, ‘O Príncipe’ segue atual

Sabor amargo

Toroca oitentão

POLÍTICA

le é considerado por muitos o pai da política moderna. Nicolau Maquiavel se tornou popular por meio da máxima ‘os fins justificam os meios’, oriunda de sua obra maior, O Príncipe. Considerada como a bíblia política, o livro completa, em 2013, 500 anos de existência servindo de fonte para cientistas políticos, filósofos e, obviamente, para a própria classe política que não tem fugido as suas raízes, mostrando que a obra de Maquiavel está cada vez mais atual. O termo ‘maquiavélico’ nasceu de O Príncipe, pois se refere ao que um monarca é capaz de fazer para se manter no poder. E neste jogo, tudo vale, ser astuto, manipulador, burlar regras dos bons costumes e da ética, em nome de um bem particular. A obra é polêmica, mas é a maior referência literária na política desde o descobrimento do Brasil. A coordenadora do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), professora Luciana Santana, explica como O Príncipe transformou-se em

uma referência para políticos de um modo geral, pois congregar nele um real manual de regras para se manter com destaque na política. Mas a especialista pede calma ao avaliar e prefere uma avaliação mais ponderada. “Em muitos momentos, sua obra é mal compreendida por críticos, entretanto, é importante que compreendam o contexto no qual a obra se insere. A obra foi escrita há 500 anos, em outro cenário político. Contudo trata-se de uma obra “atual” na medida em que somos capazes de tornar os fenômenos políticos explicáveis e previsíveis”, pontuou Luciana Santana. SEMELHANÇA Distinguindo-se épocas e os costumes, tradições, ética e moral, o pensamento e os conselhos de Maquiavel parecem ter atravessado séculos e interpretarem ou terem sido adotados na conduta política nas democracias representativas no mundo, muito particularmente, nas mais jovens e menos consolidadas, normalmente em países de economias emergentes e sociedades mais desiguais. A obra de Maquiavel é do final da Idade Média, período Renascentista (século XVI).

Políticos fazem de tudo para se manter no poder no poder a qualquer custo e desconsiderando as demandas e objetivos da sociedade como um todo”, salientou Luciana Santana. Na verdade, Maquiavel queria um país forte, completa a cientista política, “esse é um ponto de interrogação quanto às pretensões dos nossos políticos. E como estamos em um outro contexto, para ter um país, um estado ou um município forte é necessário mais do que puramente ambições políticas, é preciso ter uma sociedade alfabetizada, com senso crítico, informada e com qualidade de vida”. HERANÇA O legado negativo é e a lição que o pensador italiano, nascido em Florença, deixou é que não há ‘bonzinhos’ no meio político. “Apesar de detalhar algumas ações que devem ser realizadas pelos ‘príncipes’, umas das lições mais importantes da obra é que não há um catálogo de virtudes morais e de preceitos religiosos que ensine uma sociedade ou políticos a lidarem com a política tal como ela”, lamentoua cientista política, Luciana Santana. (CE)

ANDREZZA TAVARES

* Em Lagoa do Pau, comunidade de Coruripe, a 80 quilômetros de Maceió, encerra-se hoje a Festa da Primavera, com programação aberta ao público católico. O ponto alto é a missa a ser celebrada pelo Padre Antônio Maria, com início às 16 horas.

A prova de que os políticos, de um modo geral, rezam na cartilha de Maquiavel, a professora Luciana Santana explica. “O que ocorre nos períodos eleitorais e, mesmo antes das eleições? Os políticos usam de todas as alternativas à sua disposição para tentar chegar ao poder ou manter-se no poder. Entretanto, nem todos os políticos possuem a ‘virtú’ necessária ao mundo da política, não possuem as habilidades necessárias para fazer a política acontecer e usam de maneira errônea as ‘ferramentas’ à sua disposição”, explanou. As ideias em O Príncipe acabaram, com o tempo, gerando uma derivação para o termo “maquiavélico”, comumente aplicado a pessoas astutas, desleais, oportunistas e manipuladoras. A adjetivação “maquiavélico” tornou-se sinônimo ainda de coisa inescrupulosa ou pessoa fria e calculista, que planeja o mal em beneficio de si. “Esse é o problema que nos deparamos com os políticos e gestores, na atualidade. De forma geral, possuem apenas a ambição de estar

* Chega ao final, hoje, a 29ª Jornada da Mulher Espírita de Alagoas. No encerramento, está prevista para as 16 horas, na Federação Espírita, no Prado, palestra de Dalva Silva Sousa, do Espírito Santo. O tema é “Disse Jesus: Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

REGRA

ABSOLUTO

Em O Príncipe, Maquivel aconselha aos governantes sobre o que fazer e o que não fazer para conquistar, ter o poder absoluto e não ser impopular. “Poucos veem o que somos, mas todos veem o que aparentamos”, interpretação que cabe na relação entre poder e mentira. Sobre a conduta recomendada a um príncipe, diz: “O homem que tenta ser bondoso todo tempo está fadado à ruína entre os inúmeros outros que não são bons”. Sobre a prática política: “Na política, os aliados atuais são os inimigos de amanhã”.

Nicolau Maquiavel nasceu em Florença (Itália), em 3 de maio de 1469. Filho de uma família pobre, dedicouse aos estudos e jovem leu os clássicos da política, o que o levou a ocupar cargos públicos, à nobreza e a ser diplomata. Neste cargo, conheceu César Bórgia – um líder poderoso, filho do papa Alexandre VI – que o teria inspirado a escrever O Príncipe. Na obra, Maquiavel orienta a como governar e manter o poder absoluto, se preciso até usando a força e fazendo inimigos.

É o fraco... Dividido em suas várias correntes, o PT de Alagoas pode achar o que quiser. Mas de tiver de fazer aliança para indicar candidato a vice governador de alguém terá de aceitar Roseana Beltrão, administradora do Porto de Maceió e ex-prefeita de Feliz Deserto, como o nome do partido. O padrinho dela atende pelo nome de Luiz Inácio Lula da Silva.

Chance Termina amanhã mais um Programa de Parcelamento Incentivado, instituído pelo governo estadual para liquidação de débitos fiscais relacionados a ICM e ICMS, gerados até 31 de dezembro de 2012. Com o PPI, é possível parcelar a dívida em até 120 meses, dependendo do caso. Os interessados devem procurar a Procuradoria Geral do Estado.

O mito Marina Silva é muito superior à candidata Marina Silva” MAURÍCIO MOURA Do Instituto Ideia, em reunião com integrantes do comando da campanha do pré-candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves

* O programa “Aplauso” reapresenta, hoje, o trabalho de Givaldo Kleber sobre a trajetória de Diogo Nogueira, sucessor do cantor e compositor João Nogueira, seu pai, como grande nome da MPB. Das 10 às 12 horas, na Educativa FM, com apresentação de Elias Ferreira

* Hoje é o último dia de apresentação da comédia romântica “Tô grávida”, às 20 horas, no Teatro Deodoro, com os atores Fernanda Rodrigues e Paulo Vilhena. O interessante é que, na peça, a plateia decide o desfecho. Ingressos a R$ 80,00.Infomações: 9601.2828. * O programa Revelando Brasis, na 5a edição, que busca promover a inclusão audiovisual em pequenas cidades, recebe até amanhã inscrições de estória, real ou inventada, para o Concurso Nacional de Histórias. Informações: http://www.revelandoosbrasis.com.br/site/. * Encerra-se hoje, em Quebrangulo, a Festa da Cultura, comemorando os 60 anos da morte do escritor Graciliano Ramos e os 141 anos do município. Às 15 horas haverá cavalhada e,a partir das 18 horas, shows artísticos, incluindo apresentação de Mano Walter. * No difícil Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, só Rio Branco (AC) e Baraúnas (RN) estão matematicamente rebaixados. Os demais lutam para subir à Série B e contra o rebaixamento. Nesse contexto, o CRB pega hoje o Cuiabá, às 16 horas, no Trapichão.

Maquiavel profetizou condutas políticas

Santana lamenta que muitos só têm a ambição pelo poder

Ele ensina como se manter no poder


TRIBUNAINDEPENDENTE

4 POLÍTICA MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

O desabafo do Ministro

P

assados alguns dias sobre o seu voto no Supremo Tribunal Federal, aceitando os embargos infringentes no processo do mensalão, o Ministro Celso de Melo falou sobre a pressão a que foi submetido pela grande mídia do país. “Eu imaginava que isso (a pressão da mídia para que votasse contra o pedido dos réus) pudesse ocorrer e não me senti pressionado. Mas foi insólito esse comportamento. Nada impede que você critique ou expresse o seu pensamento. O que não tem sentido é pressionar o juiz”. E continua o Ministro: “Foi algo incomum. Eu, honestamente, em 45 anos de atuação na área jurídica, como membro do Ministério Público e juiz do STF, nunca presenciei um comportamento tão ostensivo dos meios de comunicação sociais buscando, na verdade, pressionar e virtualmente subjugar a consciência de um juiz”. E continua Celso de Melo: “A liberdade de critica da imprensa é sempre legítima, mas ás vezes é veiculada com base em fundamentos irracionais e inconsistentes. Por isso o juiz não pode se sujeitar a elas. Abordagens passionais de temas sensíveis descaracterizam a racionalidade inerente ao discurso jurídico. É fundamental que o juiz julgue de modo isento e independente. O que é o direito senão a razão desprovida da paixão?” E finaliza afirmando: “O juiz não é um ser isolado do mundo. Ele vive e sente as pulsões da sociedade. Ele tem a capacidade de ouvir. Mas precisa ser racional e não pode ser constrangido a se submeter a opiniões externas”.

Novo presidente O advogado Geraldo Majella é o novo presidente do Comitê Estadual de Prevenção e Combate à Tortura, Ele substitui a promotora de Justiça Karla Padilha, e garantiu, na posse, que dará continuidade ao trabalho por ela desenvolvido. Majella é o atual Superintendente de Direitos Humanos da secretaria da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos do Estado. Ele tomou posse na sede do Ministério Público Estadual e reafirmou a importância do cargo na implementação e controle do respeito aos direitos humanos, especialmente nas instituições que privam as pessoas da liberdade. Segundo ele “a tortura é um dos crimes mais repugnantes que a sociedade conhece”.

Trâmite dos inquéritos em Alagoas é exemplo Eles são remetidos pelos delegados diretamente ao promotor de Justiça; iniciativa é realizada em quatro estados ANDREZZA TAVARES REPÓRTER

M

uitas ações, processos e decisões emperram sempre na burocracia. No Poder Judiciário não é diferente. Em Alagoas, já houve um avanço quanto à tramitação dos inquéritos policiais, que hoje, depois de concluídos, são remetidos diretamente ao Ministério Público, sem antes ter que passar pelo juiz, como ocorria há quase quatro anos, quando o magistrado fazia a ponte entre delegado e promotor. Alagoas está entre os cinco estados brasileiros que mudaram o sistema de tramitação dos inquéritos policiais. An-

tes, os inquéritos conclusos eram remetidos pelo delegado ao juiz, que por sua vez registrava-o numa espécie de protocolo, e em seguida, abria vistas para o promotor de Justiça. Era a chamada triangulação, o que atrasava, ainda mais, a instauração dos processos. Era nesta fase extrajudicial que os promotres analisava os fatos para então oferecer a denúncia. “Enquanto a denúncia não é recebida, o processo não é instaurado”, explicou o procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá. “O delegado apura, o promotor oferece a denúncia, e o magistrado, caso aceite, julga e dá a sentença”, completou. “O fim da triangulação em Alagoas foi um avanço: menos

burocracia e mais celeridade”, declarou o procurador-geral de Justiça, afirmando que essa era uma luta do Ministério Público Brasileiro, mas que encontrava resistência no Judiciário. “Aqui [no Estado], quebramos a resistência na gestão do desembargador Sebastião Costa Filho e está sendo aperfeiçoado na gestão do atual presidente do Tribunal de Justiça, José Carlos Malta Marques”, esclareceu Jucá, informando que o TJ, há quase quatro anos publicou uma Resolução que disciplina a matéria. MAIS VELOZ Para Sérgio Jucá, quem ganha é a sociedade, pois o inquérito sai da delegacia diretamente para o promotor. SANDRO LIMA

No ar, o sonegômetro Até Agosto de 2013 os brasileiros sonegaram R$ 300 bilhões em tributos, e a estimativa é de que se chegue em Dezembro com uma sonegação em torno de R$ 415 bilhões neste ano. Isso equivale a 10% da soma dos bens e serviços produzidos no país (PIB). O cálculo é do Sindicato dos Procuradores da Fazenda Nacional (Sinprofaz). A entidade desenvolveu um placar online da sonegação fiscal no país, inspirado no modelo criado pela Associação Comercial de São Paulo, que mede a arrecadação tributária em tempo real e foi batizado de Impostômetro. O do Sinprofaz recebeu o nome de Sonegômetro.

No ar, o sonegômetro 2 De acordo com o Sindicato, se não houvesse sonegação de impostos no Brasil, o peso da carga tributária poderia ser reduzido em até 20%, e ainda assim o nível da arrecadação seria mantido. A contagem do sonegômetro começou em 1º de Janeiro, e o valor sonegado até agora é superior à arrecadação do Imposto de Renda em 2011 (R$ 278,3 bilhões). Na comparação com o PIB dos estados, a sonegação estaria em quarto lugar entre as 27 unidades da federação. Os R$ 300 bilhões que o governo deixou de receber até agora só ficam atrás do PIB de São Paulo (R$ 1,248 trilhão), do Rio de Janeiro (R$ 407 bilhões) e Minas Gerais (R$ 351 bilhões).

No ar, o sonegômetro 3 Para chegar ao índice de sonegação o Sinprofaz selecionou 13 tributos que correspondem a 87,4% da arrecadação tributária no Brasil. Os principais tributos analisados foram os impostos de Renda (IR), sobre Produtos Industrializados (IPI), sobre Operações Financeiras (IOF), a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), e os impostos sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) e sobre Serviços (ISS). Tambem foram incluídos no estudo as contribuições dos empregadores para o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), e os pagamentos de patrões e empregados do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS),

Novas informações A jornalista Hildegard Angel voltou a cobrar das autoridades resultados mais objetivos sobre a morte de seu irmão, Stuart Angel, morto sob tortura no Centro de Informações e Segurança da Aeronáutica (Cisa) na base do Galeão, no Rio de Janeiro. Novas informações dos responsáveis sobre a morte de Stuart surgiram esta semana, após depoimentos tomados pela Comissão nacional da Verdade. Ela quer que a Comissão apure todos os pontos ainda não esclarecidos sobre a morte do irmão. “Precisamos aproveitar este momento de transparência que o Brasil vive, para esclarecermos esses casos e identificar os responsáveis pela violência que culminou com a morte do meu irmão” disse a jornalista.

Novas informações 2 Ainda de acordo com Hildegard, o Cisa funcionou como centro de tortura nos anos 70 e foi lá que seu irmão foi visto pela última vez, De acordo com algumas testemunhas, Stuart foi retirado de lá já morto e seu corpo nunca foi localizado. Algumas testemunhas disseram que o Cisa jogava os corpos dos presos políticos no mar, para que nunca fossem localizados. A jornalista também cobra da Comissão Nacional da Verdade a apuração da morte de sua mãe, a estilista Zuzu Angel, que morreu de forma misteriosa em um acidente dentro do túnel que liga a Gávea a São Conrado, no Rio, e que hoje leva o seu nome. Zuzu denunciou a ditadura militar brasileira no exterior, onde era muito conhecida, e cobrou de autoridades internacionais uma posição sobre a tortura e morte nos porões dos quartéis no Brasil. • A Rede Globo de Televisão e suas filiadas resolveu fazer uma verdadeira dança das cadeiras entre os seus apresentadores. • Na TV Gazeta de Alagoas, a jornalista Liara Nogueira passou a dividir a apresentação do Bom Dia Alagoas com Gilvan Nunes, enquanto que a diva Gilka Mafra ficou responsável pelo AL TV Primeira Edição, ao meio dia. O jornalista Filipe Toledo ganhou a titularidade do AL TV Segundo Edição ás 19h10. • No cenário nacional, Renata Vasconcellos deixa o Bom Dia Brasil e vai apresentar o Fantástico, substituindo Renata Ceribelli que vai integrar o escritório da Globo em Nova York. • Já o polêmico Zeca Camargo assume o Vídeo Show. • E a competente jornalista Ana Paula Araújo deixa a apresentação do Bom Dia Rio de Janeiro, e vai dividir a bancada da apresentação do Bom Dia Brasil com Chico Pinheiro.

Chefe do MP/AL, Sérgio Jucá, explicou que iniciativa enfrentou resistências no Judiciário

RECEPÇÃO

MP/AL criou central de inquéritos Para centralizar o recebimento dos inquéritos policiais conclusos, os delegados os enviam ao Núcleo de Inquérito Policiais (NIP), do Ministério Público Estadual, que por sua vez, remete a um promotor dotado de competência. “Muitas vezes, quando o juiz recebia o inquérito, remetia-o ao promotor errado, pois ele não conhecia o quadro do Ministério Público, o que atrasava ainda mais a tramitação”, lembrou o procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá, informando que há várias promotorias criminais que recebem inquéritos policiais. Hoje, os inquéritos concluídos pelos delegados são remetidos diretamente ao NIP, que redistribui para cada promotor. Além de tornar o trâmite mais rápido, também é uma forma de organização, pois de acordo com Jucá, o delegado não sabia quem era o promotor do inquérito, ao contrário do que ocorre nos dias de hoje. O NIP está sob a coordenação da promotora, Karla Padilha. Com o fim da triangulação, Sérgio Jucá disse ainda que o promotor pode pedir diligências diretamente ao delegado, sem ter que passar pelo juiz, “Antes, quando o promotor sentia a necessidade de diligências complementares, ele as requeria ao juiz, que por sua vez, solicitava ao delegado. Hoje, o promotor devolve o inquérito ao delegado, solicitando as diligências complementares”, reforçou. “Hoje, o juiz não se envolve com essa burocracia”, destacou. O fim da triangulação: delegado-juiz-promotor serve para todos os crimes, exceto em caso de prisão em flagrante, onde o magistrado exerce o controle da legalidade da prisão. “Neste caso, o inquérito passa pelo magistrado, antes de chegar as mãos do promotor de Justiça, ainda na faze extra-judicial”, ressaltou o procurador-geral de Justiça. É o Ministério Público que é o dono da ação penal. (A.T.)

MINISTÉRIO PÚBLICO

‘Justiça tem que ser rápida e eficiente’ “A Justiça tem que ser rápida e eficiente, hoje um princípio condicional, é dar celeridade processual”, destacou o procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá. Para ele, a triangulação atrasava ainda mais a resolução do processo e parafraseou Rui Barbosa dizendo que “Justiça atrasada não é Justiça, se não manifesta e qualificada”. Dos 26 estados brasileiros, 21 ainda não se moldaram a nova forma de tramitação dos inquéirtos

policiais. Sérgio Jucá atribui à resistência do Poder Judiciário de vários estados ao tradicionalismo. “Quem hoje é desembargador, é juiz há 20 ou 30 anos, e incorporou essa prática e acha que é eficaz e não se modernizou”, opinou. Segundo o procurador-geral, o Ministério Público e o Poder Judiciário de alguns estados estão estudando a possibilidade de acabar com a triangulação para a maioria dos crimes.

Além de Alagoas, os estados do Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Norte aderiram a nova forma de tramitação dos inquéritos policiais. POLÍCIA CIVIL Para o delegado Ronilson Medeiros, da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN), o fim da triangulação desburocratizou o trâmite legal, deixando-o mais célere. “Estamos mais próximos do Ministério Público, que é o dono da ação”, disse. Medeiros contou que an-

tes a demora era tanta que um inquérito passou um ano para voltar às suas mãos com o pedido de novas diligências. “Hoje, temos uma resposta mais rápida da nossa investigação”, destacou o delegado. “Quando queremos prorrogação de prazo, por exemplo, é tratado diretamente com o promotor”, acrescentou. O delegado explicou que apenas o pedido de prisão e medida cauletar são solicitados diretamente ao magistrado. (A.T.)

MEDIADOR

MODELO

Na triangulação, que ocorria ainda na fase extrajudicial, o juiz fazia apenas a função de intermediário entre o delegado e o Ministério Público, pois ele não interferia no inquérito, apenas era um elo. “Depois que o juiz recebe a denúncia é que se inicia o processo; e aí sim, é ai que começa a fase judicial”, explicou o procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá, salientando que a denúncia é peça exordial obrigatória para demonstrar a conduta criminosa do acusado.

O Estado de Alagoas, que sempre ocupa os piores índices do país em Saúde, Educação, dentre outros; hoje, serve de referência para outros Estados que ainda não aderiram ao novo modelo de tramitação dos inquéritos policiais, acabando com a triangulação, como por exemplo São Paulo. O modelo é tido como um avanço e pode ser espelhado pelos demais estados da federação. Agora é torcer, para que a Justiça não leve tanto tempo para julgar um processo.

Na triangulação, juiz era intermediário

São Paulo deve seguir iniciativa alagoana


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

POLÍTICA

5

Rui assina amanhã obras do Reginaldo Prefeito de Maceió consegue retomar projeto de reurbanização paralisado desde 2008, em virtude da burocracia

Cotidiano

SECOM/MACEIÓ

LININHO NOVAIS - contato@lininho.com

Tiro no pé

E

is o que escreve a médica Lilian Terra, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais: “As entidades que em teoria representam a classe médica deram um tiro no pé. Ao se oporem ao programa “Mais Médicos”, tudo o que conseguiram foi fortalecer a imagem de elitistas e corporativistas que vem nutrindo ao longo das últimas décadas. Nem sempre foi assim. Há não muito tempo atrás a medicina era vista como um dom, um sacerdócio. O médico era como o padre, sabia da vida das famílias que assistia – suas angústias, aflições. Era, além de cuidador, conselheiro. Mas o perfil do cuidado em saúde mudou. A tecnologia trouxe avanços de forma muito rápida e talvez o médico não tenha sabido conciliar os novos conhecimentos com a antiga e preciosa escuta do doente. Além disso, o acesso à saúde ampliou-se bem mais que a quantidade de médicos formados, de maneira que os que estavam no mercado precisaram captar os novos pacientes, em detrimento do tempo de atenção a cada um. Hoje, temos muitas escolas médicas no País, com estudantes que buscam status e enriquecimento, mas também que buscam salvar vidas, cuidar de pessoas, independentemente de cor, credo ou classe social. Há ainda aqueles que buscam um sistema de saúde melhor e mais justo para o Brasil. Entram na faculdade entre seus 17 e 20 anos, vindos de famílias mais abastadas, de escolas particulares, tendo tido até então pouco ou nenhum contato com a pobreza, exceto aquele provocado pela violência ou pelos funcionários mais pobres da família. A faculdade precisaria fazer com que estes futuros médicos abrissem seus olhos para esta nova realidade que se apresenta. O fato é que existe muito preconceito dentro da classe médica com o trabalho na atenção básica. O “médico do postinho” é visto como alguém inferior, que não teve sucesso em escolher uma especialidade. As residências de Saúde Coletiva, Medicina Preventiva ou Saúde da Família são menos procuradas. Todos aspiram a ser Ivo Pitangui, quase ninguém a ser Osvaldo Cruz. Quando se fala em ir para o interior ou trabalhar nos Centros de Saúde da periferia, sempre dizem que não há estrutura e condições de trabalho – o que é bem verdade, mas talvez não seja o motivo real da recusa”.

Convite feito Se depender de convites para mudar de partido o vereador Wilson Júnior já estaria de casa nova, porém anda pensativo diante de tanto assédio. Recentemente o vereador Galba Filho chegou com a ficha de filiação do PMDB pronta para Wilson assinar, entretanto deixou para outra hora.

Apelido tecnológico Alguns deputados que estavam reunidos num dos corredores da Casa de Tavares Bastos reclamavam da postura de vereadores que vivem fazendo pedidos insistentes. Um dos parlamentares apelidou esse tipo de liderança de vereador “Ipad”, fazendo comparativo ao tablet.

Passando por cima Os assessores de comunicação das diversas instâncias do Governo do Estado foram convocados às pressas para uma reunião no Palácio. O que mais chamou a atenção foi o fato de que a convocação partiu da chefia de gabinete do governador sem ao menos comunicar ao secretário de comunicação, Keille Lima, e ao núcleo de comunicação interno, coordenado pela jornalista Eliane Aquino. A atitude causou mal estar, principalmente, quando se abordou uma cobrança de maneira ‘dura’ e sem respeitar a hierarquia.

Perguntar não ofende Teria moral em procedimentos de investigação um cidadão que foi indiciado pela Polícia Federal? Ou uma instituição envolvida por denúncias de esquema de desvio de recursos públicos?

Em tempo O jornalista Célio Gomes após ter deixado a editoria do jornal Gazeta de Alagoas não ficou fora dos projetos do senador Fernando Collor. Com mais pujança, Célio assumiu a direção da TV Mar que foi lançada oficialmente como integrante das Organizações Arnon de Mello.

Debandando E na onda de mudança de partido, a deputada federal Rosinha da Adefal está deixando o PT do B. Sobre seu destino, a parlamentar afirmou que já conversou com os dirigentes do PP, PMDB e do recém-criado PROS.

Assistência Prefeitos e secretários de Saúde se reúnem na próxima segunda-feira (30), às 10h, no auditório da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) para discutir medidas mais eficientes para a Assistência Farmacêutica básica dos municípios. A reunião contará com a presença da coordenadora geral de Assistência Farmacêutica Básica do Ministério da Saúde, Karen Sarmento.

Violação Nessa segunda-feira (30), a partir das 9h, a Câmara Municipal de Maceió realiza audiência pública com o tema “Violação dos Direitos da Pessoa Idosa”. Proposta pela vereadora Fátima Santiago (PP), a sessão também tem como objetivo refletir sobre os dez anos da Lei Federal nº10.741/2003, que instituiu o Estatuto do Idoso para regular os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

PREVISÃO

Obras devem ser concluídas em 2016 O secretário municipal de Infraestrutura, Roberto Fernandes, explicou a distribuição de recursos despejados no Vale do Reginaldo. “É um investimento total de R$ 60 milhões. Desse valor, o repasse do governo federal é R$ 54,6 milhões e como contrapartida, a Prefeitura investirá R$ 5,4 milhões”, ressaltou. Ele acrescentou que a assinatura do termo da ordem de serviço está marcada para o final do mês de setembro e tem previsão de entrega para o segundo semestre de 2016.

Rui Palmeira assina ordem de serviço, às 9h, em seu gabinete

N

esta segunda-feira, o prefeito Rui Palmeira (PSDB) começa a retomar um verdadeiro sonho de mais de 12 mil habitantes do Vale do Reginaldo. Após uma batalha burocrática a Prefeitura conseguiu retomar o projeto de Reurbanização do Vale, que estava com as obras paradas há alguns anos, e assina, amanhã, a ordem de serviço para finalmente retomar as obras. A cerimônia de assinatura será as 9h, no gabinete do prefeito, no Bairro da Pajuçara. Lançadas com grande estardalhaço há cerca de seis anos, as obras do Vale do Reginaldo figuram como um dos maiores investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), na capital alagoana. Apesar da importância histórica - e social - o projeto de reurbanização do Vale do Reginaldo enfrentou vários entraves (burocráticos e de gestão) e estão paralisadas há mais de dois anos, cuja retomada ocorrerá neste mês de setembro, conforme anunciou o prefeito. O projeto prevê a construção de 1.500 unidades habitacionais, creche, escola, centro

comunitário e área de lazer. Ao governo do Estado cabe a construção das residências e aparelhos comuns (creches, parques, etc) e as desapropriações. À Prefeitura de Maceió cabe as obras de saneamento, drenagem e obras de arte especiais (passagem em nível, pontes e viadutos). De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Roberto Fernandes, as obras estruturantes deverão ser realizadas do trecho próximo à antiga rodoviária, na Ladeira Geraldo Melo, até a Ladeira da Moenda, que divide os bairros do Jacintinho e Feitosa. Fernandes explicou que a obra é considerada de média complexidade, mas de relevante cunho social. Os trabalhos no Vale do Reginaldo terão início no próximo dia 30. As obras incluem pavimentação, drenagem e a construção de duas passagens de nível. “A urbanização do Vale do Reginaldo foi iniciada em 2008. No entanto, com a interrupção nos anos de 2009 e 2011, os convênios com a Caixa Econômica Federal e Ministérios tiveram que ser revistos para agirmos com total licitude”, disse o secretário.

PRÓPRIO BOLSO

Prefeitura investe R$ 14 milhões No conjunto de obras de infraestrutura anunciados pelo prefeito Rui Palmeira, na semana passada, os recursos da Prefeitura chegam ao valor de R$ 14 milhões. Os investimentos demonstram o quanto a gestão está empenhada em investir nas obras de infraestrutura. As intervenções são realizadas em conjunto com governo federal com um investimento total de R$ 60 milhões. Somente na retomada

das obras de Reurbanização do Vale do Reginaldo, o município investirá R$ 5.400.000,00, em obras de drenagem, pavimentação e saneamento. No Conjunto Graciliano Ramos, a pavimentação e drenagem nas ruas Graciliano Ramos e Acauã, a Prefeitura de Maceió desembolsará R$ 4.500.000,00. De acordo com o prefeito Rui Palmeira, mais recursos estão sendo destinados a outras localidades da capital

alagoana. O bairro Santa Lúcia, situado na parte alta de Maceió, também terá obras de pavimentação e drenagem no valor de R$ 430.000,00. Os investimentos beneficiarão diversas ruas do local. No Village Campestre, as obras incluem pavimentação e drenagem no Village Campestre I, Simol, Sol Nascente e Rosane Collor, num total de investimentos no valor de R$ 3.322.750,00. CENTRO

Quem trabalha e transita pelo Centro de Maceió sentirá na mobilidade as aplicações de recursos próprios efetuados pela Prefeitura de Maceió. No total, R$ 267.121,48 serão convertidos em obras para a recuperação de passeio na Rua do Comércio até a Moreira Lima; do trecho da Boa Vista, passando pela Rua do Livramento até a Moreira Lima e outro trecho da Moreira Lima até a Cincinato Pinto.


6

OPINIAO

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

Opinião

Saidinha de detentos

A

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, em decisão terminativa, na semana passada proje to de lei (PLS 7/2012) da senadora Ana Amélia (PP-RS) que restringe o benefício da saída temporária de presos. O texto deve seguir direto para a Câmara dos Deputados, a menos que haja recurso para deliberação pelo Plenário do Senado.A proposta estabelece a primariedade como requisito para a concessão da saída temporária e a concessão da medida apenas uma vez por ano. O relator, senador Pedro Taques (PDT-MT), apresentou parecer favorável. O PLS 7/2012 modifica a Lei de Execução Penal (Lei nº 7.210/1984) e visa diminuir o número de delitos praticados durante o chamado “saidão” dos presos. Não bastasse o imediato incremento da criminalidade nos períodos de Natal, Ano Novo e Páscoa, muitos detentos não retornam aos presídios para dar continuidade ao cumprimento da pena e, mais dia menos dia, voltam a delinqüir. Atualmente, o juiz autoriza o benefício da saída temporária somente quando o condenado apresenta comportamento adequado e concluiu o cumprimento de, no mínimo, um sexto da pena, se for primário, e um quarto da pena, se reincidente. Além disso, o benefício deve ser compatível com os objetivos da pena.Se-

gundo um levantamento feito pela mídia com base em dados do sistema penitenciário nacional, 2.416 presos que receberam o benefício da saída temporária no Natal e no Réveillon não voltaram aos presídios em 2013. Aquele que é reincidente já demonstrou, ao reincidir na conduta delitiva, que merece um tratamento estatal mais cuidadoso e parcimonioso”, opinou Taques em seu parecer. Para o relator, o modelo progressivo na execução penal, em que o preso passa pelos regimes fechado, semiaberto e aberto, é o que permite a reinserção social do condenado de forma mais adequada. Dados também têm mostrado que mesmo aqueles com tornozoleira eletrônico tem, em grande parte voltado a praticar crimes como assalto e roubos. A Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo informou no ano passado que em média 5% dos presos não retornam da saída temporária. Foi o caso, por exemplo, do Dia das Mães, quando tiveram o direito 19.373 presos - 1.027 não retornaram e passaram a ser considerados foragidos. Essas liberações aletórias têm preocupado demais a população, pois como não há resgate da cidadania nos presídios brasileiros o que se imagina é que em alguns casos, a possibilidade de reincidência de crimes é sempre possível.

JOÃO LYRA Deputado federal pelo PSD de Alagoas

O contra-ataque de Dilma Há um século, o vigésimo sétimo presidente americano Howard William Taft (1909-1913) afirmou “não estar longe o dia em que o hemisfério sul será nosso em sua totalidade, como de direito já o é em virtude da superioridade de nossa raça”. Nos anos 50, o ex- Secretário de Estado John Foster Dulles (1953-1959) tornou famosa a frase “os Estados Unidos não têm amigos, têm interesses”, considerada a essência do pensamento dominante na diplomacia americana no pós-guerra. No campo interno, Juracy Magalhães - primeiro embaixador brasileiro depois do golpe militar que depôs João Goulart -, cunhou a expressão: “o que é bom para os Estados Unidos, é bom para o Brasil”. Ao longo dos anos, os exemplos sempre se repetiram nesse tom: de um lado, a reinação do espírito de “superioridade de nossa raça”, manifestada por Taft; do outro, a postura da subserviência diante do poderio americano. Na época da ”guerra fria”, a posição do Embaixador e de parte preponderante da população brasileira era até compreensível, hoje não é mais. Agora, imaginem os leitores as reações de Dilma Rousseff, ao tomar conhecimento de que o seu governo sofrera espionagem da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA). Pelo que conhecemos dela, jamais silenciaria diante de um crime de tamanhas pro-

porções. Afinal, somos ou não somos um País que respeita as regras da convivência internacional? Ao ser informada do lamentável episódio, a Presidenta desfechou o primeiro contra-ataque à intromissão americana, cancelando a Visita de Estado que faria a Washington, em 23 de outubro. Alguns segmentos, ainda remanescentes dos tempos da “guerra fria”, soltaram o verbo da discórdia e da ironia contra a decisão, havendo boas razões para se suspeitar de que o segredo dessa atitude é nunca inverter a ordem dos fatores e perguntar, por exemplo, se o que é bom para o Brasil é bom para os Estados Unidos. O segundo momento de reação de Dilma Rousseff foi quando do seu pronunciamento na abertura da 68ª. Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), na última terça-feira, ocasião em que classificou o programa de espionagem americano de “ilegal e antidemocrático, por violar o direito internacional, os direitos humanos, a soberania dos países e as liberdades civis. Uma afronta”. Em um dos pontos mais relevantes do seu discurso, a Presidenta destacou que “não se sustentam os argumentos de que a interceptação ilegal de informações e dados se destinam a proteger as nações contra o terrorismo. O Brasil sabe proteger-se. Repudia, combate e não dá abrigo a grupos terroristas. Estamos diante de um caso grave de invasão e captura de infor-

mações sigilosas relativas a atividades empresariais e, sobretudo, de desrespeito à soberania nacional do meu País. Fizemos saber ao governo americano o nosso protesto, exigindo explicações, desculpas e garantias de que tais procedimentos não se repetirão”. Os maiores jornais do mundo repercutiram positivamente o discurso de Dilma. O londrino The Guardian o chamou de “feroz” e uma “reação diplomática do mais alto nível”; o The New York Times, de “denúncia quente”; o Washington Post, uma “reprimenda pungente”, enquanto o madrileno El País observou que a fala foi uma “denúncia taxativa contra a espionagem internacional”. No geral, todos elogiaram a proposta da Presidenta brasileira de uma regulação que assegure o pleno controle de uso da internet para evitar esse tipo de atividades de vigilância, “que qualificou como um atentado à soberania dos Estados e à liberdade de expressão e uma violação tácita dos direitos humanos”. O contra-ataque de Dilma Rousseff à espionagem da NSA não foi um gesto de valentia, tampouco uma reação feroz, mas a reafirmação de uma nação soberana, “visando a impedir que o ciberespaço seja instrumentalizado como uma arma de guerra”. Foi assim que Dilma Rousseff falou na ONU. Sem papas na língua.

OLÍVIA DE CÁSSIA jornalista

O despertar da consciência RENAN CALHEIROS Senador pelo PMDB e presidente do Congresso Nacional

Resgates necessários Na perspectiva de aproximar o parlamento ainda mais da sociedade, o Senado Federal aprovou esta semana duas propostas muito relevantes. A primeira foi a Emenda Constitucional que isenta de impostos a produção de CDs e DVDs com obras de artistas brasileiros. A emenda será promulgada no dia 1º de outubro Como a isenção se aplica a todas as regiões do País, a expectativa é de que os preços de CDs e DVDs caiam entre 30 e 40%. É uma importante iniciativa no sentido de baratear o acesso à cultura. Depois de darmos mais transparência e democratizarmos os direitos autorais, este é um novo marco para a classe artística brasileira. É uma sintonia necessária entre os artistas e o seu pú-

blico. De um lado, a sociedade poderá adquirir mídias mais baratas (CDs e DVDs) e, de outro, os artistas e compositores irão ampliar seu público. Também como uma forte marca cultural, o Senado Federal regulamentou uma das profissões mais antigas do País: a do vaqueiro, que a partir da sanção presidencial passa a contar com as garantias conferidas a todos os demais trabalhadores brasileiros. O Senado segue, portanto, em busca de importantes resgates sociais. Depois de estendermos os direitos trabalhistas aos empregados domésticos, agora quitamos uma dívida mais que centenária com os vaqueiros do Brasil. É um reconhecimento histórico a uma profissão que

TRIBUNA

INDEPENDENTE

Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Maceió Alagoas Endereço Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria Maceió - Alagoas - CEP: 57.083.410 CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

foi esquecida pela legislação, mas que agora terá os direitos das demais atividades. A lida com o gado é tão antiga quanto o Brasil e, embora o reconhecimento seja tardio, e importante para que esta profissão – sinônimo de fibra e perseverança – não seja extinta. A espera pela regulamentação da profissão de vaqueiro no Brasil demorou anos, embora a atividade exista desde a época colonial e seja fartamente descrita na literatura nacional. O primeiro vaqueiro citado pela História do Brasil é Pedro de Ambrosia, também o primeiro a receber de Thomé de Souza, governador geral que fundou Salvador, em 1549, pagamento por cuidar do gado trazido para a colônia.

Jorgraf UM PRODUTO:

Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos do estado de alagoas

Dizem que o despertar da consciência só se dá diante de uma grande crise: seja ela pessoal, mundial , ou qualquer outra. Geralmente a gente só se dá conta de que algo está errado na nossa rotina de vida ou em sociedade, quando nos vemos diante do caos: isso é fato. Passamos a vida muitas vezes aparentando concordar com algumas situações pessoais e ou profissionais, mesmo que a gente não aceite a essência delas, apenas para não nos fazer indelicados, para não parecermos arrogantes ou para nos manter inteiros no ambiente em que vivemos. Tempos depois nos assustamos e nos decepcionamos, mesmo sendo aquela uma reafirmação do que já havíamos percebido. E muitas vezes, por esse motivo, a gente não consegue se segurar e se não tiver uma firmeza de caráter e um apoio, por mínimo que seja, para nos sustentar, desabamos de vez. Falar sobre cidadania pode parecer uma atitude demagógica nos dias atuais, mas aprendi com minha vida calejada de aprendizado e com a maturidade que os anos me trouxeram, que onde há o exercício da cidadania, a violência não impera

PRESIDENTE Antonio Pereira Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO: José Paulo Gabriel dos Santos Editor geral: Ricardo Castro

e o ser humano é sempre mais comedido e civilizado. A sociedade moderna passa por uma grande crise: política, de costumes, moral e ideológica, se é que assim podemos chamar. O que ontem era visto como politicamente incorreto, hoje é visto nos meios de comunicação, que ostentam a degradação dos valores familiares, o sexo explícito, a ausência de gentilezas e a desmoralização dos poderes constituídos, como a moda a ser seguida. Muitas vezes, quem poderia dar o bom exemplo é quem mais transgride na sociedade. Não falo daquela transgressão salutar que nos faz indivíduos melhores depois. Falo da transgressão por meio da corrupção deslavada que a gente percebe todo dia estampada nos jornais ou das pequenas corrupções praticadas por algumas pessoas que só veem defeito nos outros. “Vivemos há cem anos a ilusão de que com o crescimento econômico e a melhoria educacional tudo vai melhorar. O País está mais rico e, ao que tudo indica, mais corrupto”. A afirmação é do sociólogo e pesquisador Bolívar Lamounier, autor de livros e trabalhos acadêmicos onde conceitua que a corrupção nas entranhas do Estado brasileiro

está profundamente enraizada. O autor analisa em seu livro Cultura das transgressões no Brasil (Editora Saraiva) que o problema da corrupção é tentacular e que a impunidade é ampla. “No Brasil, a transgressão é generalizada, acontece pela incapacidade de aplicação da lei e basicamente por motivação econômica”, argumenta. Alguns setores da sociedade tentam justificar os erros cometidos por algumas figuras públicas do mundo político, que antes eram vistas como exemplos a serem seguidos. Aqui e alhures as punições são mínimas para os crimes chamados de colarinho branco, apesar de um despertar de consciência e da criação de instituições que estão fiscalizando mais atentamente os atos de gestores e governantes. Mesmo assim, segundo o autor, esse tipo de transgressão tem no País um porto seguro. Segundo o sociólogo Edwin Sutherland, que fez estudos e pesquisas nos Estados Unidos, “é do delito tipificado por pessoas de elevado status socioeconômico, de onde vem a força da corrupção, fundamentada na lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e fraudes diferenciadas”. Para que possamos refletir. Bom domingo e fiquem com Deus!

Nosso noticiário nacional é fornecido pelas agências: Agência Folha e AGência Nordeste PABX: 82.3311.1338 COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331 REDAÇÃO: 82.3311.1328 - 3311.1329 CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 comercial.tribunaindependente@gmail.com redação.tribunaindependente@gmail.com

ricardocastro@tribuna-al.com.br

DIRETORA COMERCIAL: Marilene Canuto

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NÃO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPÍNIÃO DESTE JORNAL.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013 PUBLICIDADE 7


8 PUBLICIDADE MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013 CIDADES

Cidades

9

Redução das ações judiciais contra o Estado gerou economia de verba pública No início do mês, o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador José Carlos Malta Marques, recebeu, em seu gabinete, representantes da Justiça Federal, Ministério Público, Procuradoria da União, Defensoria Pública do Estado, além das secretarias de Saúde do Município e do Estado para avaliar as ações do Núcleo Interinstitucional de Judicialização da Saúde, em funcionamento há cerca de dois meses. De acordo com relatório apresentado na reunião, em cerca de 45 dias, o município já economizou cerca de R$ 450 mil e o Estado aproximadamente R$ 4 milhões, porque demandas de pacientes deixaram de chegar à Justiça para serem atendidas administrativamente.

SUS padece de má gestão e falta de recursos Carências deixam a população de todo o estado prejudicada e gera superlotação nas unidades de saúde da capital ANA PAULA OMENA REPÓRTER

“N

ão tem vaga”. Estas são as palavras mais ouvidas por usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), em Alagoas. Faltam médicos, estrutura, equipamentos, medicamentos, leitos... A lista de deficiências é grande. Os problemas são inúmeros. Na maioria dos municípios, os gestores de saúde são novos, porém as dificuldades são antigas, e a solução, como frisa o secretário Municipal de Saúde de Maceió, Jaelson Gomes, empossado em agosto, não depende de fórmula mágica. Faltam recursos para financiar o SUS e uma boa gestão dos prefeitos e secretários que passam pelo estado, conforme apontam profissionais da área de saúde ouvidos pela Tribuna Independente. Com isso, a população é quem sofre, e tenta encontrar culpados para a situação. “Falta de tudo”, diz uma usuária bastante irritada, à espera de atendimento no Posto de Saúde João Paulo II, localizado no bairro do Jacintinho, na capital. “Médicos, equipamentos e remédios não existem para a população, os profissionais daqui de Alagoas são uns assassinos. Se for ver na escala de plantão, de cinco, se um vier trabalhar é muito”, reclamou um senhor, que não quis ser identificado na reportagem.

“É muito triste você sair de casa de madrugada para pegar uma ficha, e quando amanhece os funcionários dizem que não tem ficha e nem médico para atender”, emendou o usuário do SUS. O problema é ainda mais alarmante quando se trata de pacientes oriundos do interior de Alagoas. Eles contam que é comum deixarem de ser atendidos, mesmo já tendo consulta marcada pela Central de Regulação de Serviços de Saúde de Alagoas (Cora). Dona Maria Quitéria, mora na cidade de Murici, Zona da Mata, mas precisa vir até Maceió para garantir o tratamento de seu filho de oito anos de idade, que tem epilepsia. “Lá em Murici, não tem médico de cabeça não. A gente tem que vir para Maceió mesmo, se quiser sobreviver. Lá não tem especialista, nem exames e muito menos o medicamento do tratamento”, observou. No dia em que conversou com a reportagem, ela havia chegado às três horas da madrugada com mais alguns pacientes para receber atendimento no Posto João Paulo II, no Jacintinho. “A sorte é que a gente não precisa gastar com passagem, vem na ambulância da cidade”. Por conta própria Dona Joseana Talvina Freitas não tem a mesma sorte dos pacientes de Murici, e tem que se virar com os gastos em transporte para o deslocamenSANDRO LIMA

to de sua cidade até Maceió, onde consegue atendimento médico. “A gente paga R$ 25 de Quebrângulo para Maceió. Pelo menos duas vezes na semana tenho que vir a Maceió, porque minha filha faz tratamento fisioterápico no PAM Salgadinho”, disse. “A ambulância de lá só sai na sexta-feira e não posso esperar, até porque as fisioterapias são em dias diferentes. Se for depender do atendimento no município em que moro, a gente morre. Lá não tem médico”, reclama. Seu José Melo, morador de Rio Largo, também financia suas idas e vindas em busca de atendimento em Maceió há anos. Ele afirma que na cidade onde reside existe grande carência de médicos especializados. “Não tenho plano de saúde e por isso venho para Maceió se quiser atendimento médico, e olhe lá. Já dei muitas viagens de Rio Largo para Maceió, e volto sem ser consultado ou medicado”, desabafou. Ele conta que há mais de dois anos busca na capital a assistência à saúde que não tem no interior. “O problema está neste entra e sai de prefeito em Rio Largo. Pelo menos duas unidades novas estão prontas na cidade, mas nunca foram inauguradas. Pelo contrário, estão até depredadas, como é o caso da Unidade Helena Ciriaco, tomada pelo mato”, denunciou.

CONCENTRAÇÃO

Maceió atende quase toda a demanda de AL

Precariedade da rede municipal de saúde é notável, diz secretário

CAPITAL

Foco da atual gestão é ‘consertar’ falhas antigas Para Jaelson Gomes, secretário Municipal de Saúde de Maceió, não existe fórmula mágica para solucionar os problemas do SUS na capital. “O foco não é encontrar culpados para o caos na saúde. A precariedade é notável nos mais de 70 postos, e estamos visitando cada um para identificar todas as dificuldades”, afirma. “Não estamos partindo do zero, mas temos muito que fazer pela Saúde Municipal. Nossa prioridade atual são os medicamentos, o processo licitatório está evoluindo, e o nosso planejamento é que não chegue a faltar”, ressaltou. Outro ponto levantado pelo secretário é a má distribuição de médicos nos postos. “Tem uns com mais e outros com menos, vamos reorganizar esta distribuição de profissionais, reforçando o quadro com o cha-

mamento dos aprovados no último concurso público”, ponderou. Gomes salientou que pelo fato de a capital ser sempre referência nos serviços de saúde acaba tendo seu sistema sobrecarregado, um problema que é histórico. “Não existem culpados, e agora não é hora de apontar erros, mas sim arregaçar as mangas para melhorar a saúde do município”. Uma parceria com o secretário Estadual de Saúde, Jorge Villas Bôas, para melhorar o entrosamento das pastas, foi firmado por Gomes. “A responsabilidade é partilhada entre Estado e Município. Há casos em que a saúde é bipartite. Acima da vaidade, está o povo que tem sofrido e é preciso que haja um entrosamento para executar os serviços e assim garantir o melhor resultado fim”, avaliou.

O cenário é de calamidade. É na capital onde estão concentrados os serviços de saúde de Alagoas, e é exatamente por esta razão que acaba atendendo 96% da população do Estado que dependem do SUS, pessoas que não dispõem de condições financeiras para arcar com um plano de saúde. O assessor técnico do Posto João Paulo II, no Jacintinho, André Tomaz, disse que a unidade de saúde absorve cerca de 30% da demanda do Estado e, por isso, o resultado é a superlotação. “Não podemos dizer ‘não’ a ninguém. Tem dia em que temos mais de 100 pacientes para serem atendidos por um clínico geral. Quando não conseguimos no mesmo dia, fazemos o remanejamento. A demanda é exacerbada, fazemos o que podemos. Muitas vezes atendemos a demanda que é emergência, que é responsabilidade do Estado. É rotina atender usuários que vem, por exemplo, do ambulatório 24 horas João Fireman, aqui próximo, e não é a nossa competência, mesmo assim não deixamos de atender, fazemos o atendimento básico e encaminhamos para o HGE”, explicou. Já o diretor administrativo do PAM Salgadinho, César Oliveira, diz que de cerca de três mil pessoas atendidas por dia no local, 40% são do interior. (A.P.O.)

SANDRO LIMA

Filas de espera por atendimento só crescem, principalmente em Maceió, que atende também o interior

UNIÃO, ESTADO E MUNICÍPIO

Responsabilidades de cada esfera são confusas e mal distribuídas Gestor diz que funções de cada governo não estão claras Antônio de Pádua, chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) explica que o SUS tem hoje dois grandes problemas: falta de recursos para seu financiamento e má gestão. “A Saúde Pública no país está desorganizada e quem paga a conta são os usuários e o Estado. O Hospital Geral do Estado, por exemplo, atende a todos, é uma porta aberta, aí chega uma hora que explode. O papel do Estado é: HGE, emergência e Samu, Hemocentro de Alagoas e os ambulatórios 24 horas. O Samu deveria ser municipalizado, como já acontece em muitas capitais, mas aqui não é”, ressaltou. Na visão de Pádua, as responsabilidades de cada esfera do governo dentro do SUS não estão claras e não são distribuídas de forma eficiente. Ele conta uma experiência que teve ao ficar na porta do HGE por alguns

minutos para exemplificar o problema da divisão errada de papéis entre os governos. “Em meia hora, foram 12 ambulâncias do interior que pararam na porta do Hospital Geral. A situação é bastante complexa”, frisou. “O SUS não tem um modelo único. Existem falhas no que diz respeito ao que cada um vai fazer; qual o seu papel. No Brasil, cada estado tem um modelo. Se for a Sergipe, ele está estruturado em três fundações; em Pernambuco, o SUS é gerido pelas organizações sociais e, em Alagoas, pela Secretaria Estadual de Saúde. Maceió tem um milhão de habitantes e concentra a maioria dos grandes serviços que no interior não tem, é uma capital que atende todo o Estado”, explicou. PPI Na maioria dos municípios onde não há serviços de saúde especializados, entra

em atuação a chamada Programação Pactuada Integrada (PPI), do Ministério da Saúde, onde um município pactua com outro o atendimento de sua população e repassa a ele os recursos necessários para uma quantidade determinada de serviços. O convênio também pode ser feito com o Estado. Em Igreja Nova, região ribeirinha do São Francisco, o secretário Municipal Saúde, Karl Rêgo Lima, diz que parte dos recursos do Município é destinada para as cidades de Maceió, Penedo e Arapiraca, para justamente oferecer um suporte à população do local. “Infelizmente, os hospitais só deixarão de estar superlotados nos casos de emergência quando tivermos uma Atenção Básica de qualidade e fortalecida. Enquanto isso não acontecer, vai continuar sobrando para os hospitais”, colocou. SANDRO LIMA

Chefe de gabinete da Sesau aponta para a alta demanda de pacientes do interior no Hospital Geral


10

CIDADES

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Vítimas do trânsito tentam ‘voltar à vida’ Amputadas, com algum tipo de paralisia ou outras sequelas, elas representam 40% dos atendimentos da AdeSANDRO LIMA

ANA PAULA OMENA REPÓRTER

E

les ficaram tetraplégicos, paraplégicos, sofreram amputações ou tiveram traumatismo craniano. Perderam um dos membros, mas não, o sentido da vida. Eles são pacientes da Associação de Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal), onde 40% dos atendimentos são feitos a vítimas de acidente de trânsito no Estado. Histórias de superação não faltam a esses pacientes que encontraram no tratamento um estímulo para seguir a vida, livre de preconceitos e da depressão. Pedro Bernardo, de 28 anos, é um dos exemplos de conquista na Associação. Ele, que ficou conhecido em Alagoas por meio da mídia, durante uma situação trágica, é o gari que foi atropelado na Avenida Dona Constança, no bairro Mangabeiras, em Maceió, no dia 26 de março do ano passado, e teve uma das pernas amputada. “O motorista estava visivelmente embriagado. Lamentavelmente, me lembro como se fosse hoje, era uma segunda-feira, por volta das dez e meia. Estava na pista asfáltica quando, ao arremessar a sacola de lixo [no

Pedro Bernardo, o gari que foi atropelado enquanto trabalhava, perdeu a perna, mas agora volta a andar

caminhão], um dos colegas me avisou do carro desgovernado. Mas já era tarde demais. Quando vi, já estava no chão. Não senti dor e nem desmaiei. Fui saber da amputação depois de operado, parecia não acreditar no que estava ouvindo”, relata Pedro Bernardo. “Minha recuperação até que foi rápida, cicatrizou depressa. Confesso que

nem me passou pela cabeça fazer algum tipo de tratamento para voltar a andar. Foi quando a fisioterapeuta Cláudia Romeiro me procurou e me incentivou para ser acompanhado pela equipe de fisioterapeutas da Adefal”, salientou. Hoje, ele anda, faz exercícios simples e já pensa em ser atleta, tudo isso, com apoio de uma prótese orto-

pédica para a perna. Para Pedro, no entanto, o melhor da tragédia foi acordar e perceber que estava vivo. “A sequela do acidente poderia recuperar, como estou me recuperando; o negócio é não desanimar, ter autoconfiança e não perder a fé em Deus. O apoio de minha esposa e meus irmãos também foi muito importante para a minha recuperação”, frisou.

REAPRENDER OS MOVIMENTOS

Histórias são marcadas por superação Seu Rolisvaldo da Silva Rocha foi atropelado e fraturou o fêmur quando atravessava a rua em direção a sua residência, no Clima Bom, em Maceió. Ele contou que o motorista sequer prestou socorro e, visivelmente embriagado, discordou de que ele teria causado o acidente. “Ele não conseguia nem falar de tão bêbado”, disse. Faz dois anos que Rolisvaldo tenta se recuperar do acidente, mas diz que ainda anda com a ajuda de muletas por sentir fortes dores na perna. “Recebo o benefício do governo, o chamado Benefício de Prestação Continuada. É de um salário mínimo, mas que não dá para nada. É muito difícil conseguir atendimento, e quando preciso fazer exames tem que ser particular. Só um deles custa R$ 300, e o plano não quer cobrir”, reclamou. Seu Geraldo dos Santos, cabo reformado da Polícia Militar, também foi vítima de acidente de trânsito e, há cerca de três anos, faz parte da equipe de natação da Adefal. Ele diz que foi muito difícil superar o trauma pela perda de uma das pernas, no início,

SANDRO LIMA

Geraldo dos Santos, cabo PM reformado, trocou a depressão pelo prazer das competições de natação

porque era bastante ativo fisicamente. “Fiquei triste e até cheguei a entrar em depressão. Fiquei sendo acompanhado por psicólogo, mas com o tempo fui levantando a cabeça e deixando de lado o baixo

astral. Resolvi fazer esporte e dar a volta por cima. Entrei na equipe da Adefal e hoje participo de várias competições regionais”, destacou Geraldo. Seu Geraldo, faz questão de deixar um recado para as

vítimas de acidentes de trânsito que ficaram com alguma sequela: “Não desista da vida. Procure fazer algo que goste, como um esporte, por exemplo, faz muito bem para a saúde. E tenha muita fé em Deus”. (A.P.O.)

TRATAMENTO

Adefal atende 1500 pacientes do SUS SANDRO LIMA

Atendimento garante a recuperação de pacientes com sequelas

A Associação de Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal) atende uma média de 1.500 pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Diariamente, de acordo com a assessoria de comunicação da instituição, cerca de 30 pessoas procuram os serviços e passam por uma triagem antes do tratamento, com equipe de profissionais composta por assistentes sociais, fisioterapeutas, médicos, entre outros. Os pacientes são classificados da baixa até a alta complexidade. Dependendo do caso, eles são atendidos de imediato. A Adefal é referência no Estado e no Brasil para tratamento de deficiências e seu trabalho já foi reconhecido com o prêmio Nacional de Direitos Humanos 2004, concedido pela Presidência da República.

Durante o ano, a instituição ganha órteses e próteses que são distribuídas aos pacientes. A Adefal também atua com a inclusão de deficientes no mercado de trabalho, por meio do Plano Territorial de Qualificação Profissional. A Associação está localizada na Rua José de Alencar, no Farol. O telefone do local é o 3326-1984. ACIDENTES O Mapa de Acidentes de Trânsito em Maceió 2011/2012, divulgado pelo Detran em Alagoas, indica que, em Maceió, é nos bairros do Farol e Tabuleiro do Martins onde mais ocorrem acidentes com vítimas: foram entre 125 e 136 casos, muitos deles provocados por motoristas bêbados. São essas pessoas que formam parte do público atendido pela Adefal de forma gratuita. (A.P.O.)


12

CIDADES

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Novas esponjas marinhas são registradas Litoral de Alagoas, que já contava com 55 espécies confirmadas, ganha mais quatro nomes, graças a pesquisa da Ufal

CidadesemFoco ROBERTO BAIA robertobaiabarros@hotmail.com

Evento consagrado

O

2º Encontro Regional de Avaliação de Políticas Públicas – Alagoas, Realidade e Perspectivas – realizado na sexta-feira (27), na Chácara Santo Amaro, em Paripueira, obteve o alcance esperado e contou com as presenças de prefeitos e vereadores de todas as regiões do Estado, do governador Teotonio Vilela Filho, do senador Renan Calheiros, presidente do Senado, e do ministro Aldo Rebelo, dos Esportes, além de toda a bancada federal de Alagoas, empresários, movimentos sociais e lideranças comunitárias. O evento teve como finalidade discutir as demandas para alavancar o desenvolvimento da Região Norte do Estado.

Direitos da criança

Programação

A coordenadora do programa Agapi ( Arapiraca Garante a Primeira Infância) Gineide Castro, esteve reunida na tarde de quinta-feira (26), com representantes das secretarias municipais e órgãos ligados aos direitos da criança que estão atuando intersetorialmente no planejamento, implantação e execução do Agapi.

O objetivo da reunião foi elaborar a programação para uma campanha educativa durante a semana da criança que acontece na primeira quinzena de outubro. Uma das ações discutidas que vai fazer parte da programação é a realização de um workshop como o tema “ A primeira infância na esfera municipal”.

Estimulação Segundo a coordenadora do Agapi, primeiro serão capacitados servidores municipais que trabalham diretamente com a comunidade , para que eles sejam multiplicadores das técnicas de estimulação para gestantes e crianças até seis anos de idade.

M

uitos já viram a beleza do litoral de Alagoas, mas poucos conhecem a riqueza que existe por baixo de todo esse azul que encanta os turistas e orgulha os alagoanos. Foi nos recifes de corais de Maceió que o biólogo Victor Cedro encontrou quatro novas espécies de esponjas do mar. Foram vários mergulhos desde 2003 com a equipe dos Laboratórios Integrados de Ciências do Mar e Naturais da Ufal e do Museu Nacional para encontrar as esponjas, animais do grupo dos Poríferos, comuns em ambientes aquáticos, especialmente os marinhos. Os recifes estudados têm cerca de dois metros de profundidade e as esponjas foram identificadas em locais com pouca iluminação, onde crescem com mais facilidade. A primeira espécie nova descrita ainda durante o mestrado de Cedro é uma homenagem ao povo local: Mycale alagoana, encontrada nos recifes rasos de Maceió e de Marechal Deodoro. As demais espécies novas, Rhabderemia meirimensis, Mycale rubra e Plakina coerulea, foram coletas nos recifes próximos ao núcleo urbano de Maceió, na Ponta do Meirim, em Ipioca; em Riacho Doce; e na Piscina dos Amores, na praia de Pajuçara. Os estudos apontam para a preocupação com os impactos causados nestas áreas pelas atividades humanas, como o despejo de lixo doméstico e o acesso indiscriminado de turis-

tas e pescadores. Cedro ressaltou ainda que as espécies encontradas aqui, também podem existir em outros ambientes recifais do Nordeste. “Elas apenas esperam ser descobertas! Provavelmente ocorrem nos estados da Bahia e de Pernambuco”, disse. BENEFÍCIO Os trabalhos do biólogo Victor Cedro e do professor Eduardo Hajdu, orientador da pesquisa, em parceria com a professora Monica Dorigo, da Ufal, são muito importantes para a preservação do meio ambiente. Cedro acredita na máxima de que o ser humano só preserva aquilo que conhece, por isso, vê nestas descobertas uma grande vitória. “As esponjas ajudam na construção da própria plataforma dos recifes e servem de abrigo para outros seres vivos, como peixes, pequenos crustáceos, e ‘minhocas do mar’. Sendo assim, se nós não soubéssemos dessas espécies novas, que se juntam às outras 55 registradas no litoral alagoano, talvez o ímpeto para conservar não fosse tão grande. Encontramos apenas quatro espécies novas, mas certamente existem muito mais”, destacou. RECONHECIMENTO Esse feito rendeu, recentemente, a Victor Cedro e ao professor Hajdu um artigo na revista internacional Journal of Natural History, da editora britânica Taylor & Francis, com frequência de publicação mensal.

AÍLTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

“Abaixo o INSS!”

O

nde quer que seja vista em qualquer biboca do país, a sigla INSS é amaldiçoada. Preciso explicar por quê? Dia desses, um grupo de fiéis de Nossa Senhora da Soledade resolveu instalar uma igreja à beira da Grota do Calango, cafundós do Tabuleiro do Pinto. A comissão encarregada de organizar a festa de inauguração do templo, deu a maior caprichada. Na fachada mandou pintar as iniciais I.N.S.S. Mais abaixo, em letras menores, o significado delas: Igreja de Nossa Senhora da Soledade. E chegou o dia da inauguração do templo. Em torno do prédio e dentro dele, uma multidão aguardava a chegada do padre para a sua bênção e celebração da primeira missa no local. De repente, parou na porta um sujeito no maior pileque, que olhou para os fiéis e mandou: - Magote de ladrões! Vocês estão querendo matar o restinho do povo de fome! Assassinos! Aí, o que parecia o líder dos fiéis, bíblia embaixo do braço, avançou um passo: - Mas o que é isso, meu amigo?! O senhor me parece... digamos... nervoso demais para atacar desse jeito pessoas inocentes...! - Nervoso o cacete! Essa aí é a filial da roubalheira! O cara da bíblia escandalizou-se: - Cuidado com a língua! Respeite nossa igreja! E o bebão: - Igreja?! Rá, rá, rá! Desde quando o INSS é igreja? - De qual INSS você está falando, meu amigo? - Ora, desse INSS que está escrito aí na parede! Pelo que sei, INSS só em um! - Leia o resto com atenção, infiel! Olhe o que está escrito abaixo: Igreja de Nossa Senhora da Soledade! O bêbado girou nos calcanhares e saiu fazendo piruetas rua afora, ralhando com o INSS.

Programa

Cortando o tempo

O Agapi é um programa que vai direcionar ações durante a primeira infância , com o objetivo de estimular o sistema neurológico do bebê, bem como contribuir em todo o processo de desenvolvimento da criança. A prefeita Célia Rocha (PTB), disse que estudos científicos já comprovaram que a maior parte do potencial de um adulto é resultado de estímulos dados nos primeiros 18 meses de vida do bebê. “São esses estímulos do dia a dia que vão auxiliar em um melhor desenvolvimento da capacidade intelectual e social de nossas crianças” afirmou Célia Rocha

O ex-deputado João Caldas, além de mordaz é um grande gozador. Colegas seus na Câmara Federal discutiam a respeito da ideia luminosa de voltar a incluir Alagoas no “Horário de Verão”. Aí, Caldas aparteou do seu canto, com um sorriso maroto: - Eu tenho uma ideia genial para esse horário vigorar somente em Alagoas... Um dos seus ilustres e inteligentes pares quis saber: - E qual é a ideia? Caldas continuou com a cara mais inocente do mundo: - Não é economia que o governo quer fazer com o “Horário de Verão”? - É! - Então, vamos cortar as seguintes horas do relógio: de sete às oito; de doze às treze e de dezenove às vinte, ficando o dia alagoano com vinte e uma horas! Aí, outro deputado pensando que João Caldas estava falando sério, entrou no papo: - Taí, concordo com o nobre colega! Cortar três horas do dia da gente alagoana é uma boa! Agora, eu não entendo, caro colega, porque cortar o dia justamente nesses horários de café, de almoço e da janta! E Caldas, mais irônico ainda: - Ora, companheiro, se o povo alagoano não tem mais como tomar café, almoçar e jantar, pra que esses horários?

Intercâmbio

Estudos práticos

Uma experiência de intercâmbio é sempre interessante para quem participa. Conhecer a cultura, o idioma, as pessoas e a realidade de outro lugar, também. Os estudantes Bráulio Lima e Douglas Henrique, do curso de Educação Física do Campus da Ufal em Arapiraca, são a prova disso. Durante o tempo em que estiveram na Universidade de Coimbra, em Portugal, tiveram a oportunidade de conhecer o Rugby, esporte tradicionalmente conhecido em países da Europa, África e Oceania.

“Durante o tempo em que participamos do intercâmbio, tivemos a possibilidade de estudar a disciplina Estudos Práticos – Rugby. Foi quando conhecemos a modalidade e aproveitamos para participar de alguns eventos em que este esporte sempre era citado. Mas, quando voltamos de viagem, trouxemos de Portugal algumas bolas de Rugby e começamos a convidar o pessoal para jogar. No começo não tinha muita gente, mas aos poucos outras pessoas começaram a aparecer”, relembrou Douglas Henrique.

Dois treinos E assim surgiu a prática do esporte em Arapiraca. Com treinos realizados em duas vezes na semana, às quartas e aos sábados, no Parque Ceci Cunha e no Clube do Servidor Arapiraquense, a equipe “Arapiraca Rugby Club” joga e se diverte sem restrições de público. “Antes não possuíamos locais para realizar nossos treinamentos. Porém, com o apoio da Prefeitura de Arapiraca, conseguimos esses dois lugares”, salientou Bráulio Lima.

“Muito bom”

Jogando e aprendendo

Além do apoio da prefeitura, Bráulio e Douglas também contam com a ajuda de alguns colegas do curso de Educação Física. “Os amigos Jonatan de Moura, Rapahel Klewdson e Ítalo Lisboa também estão conosco, participando e nos ajudando para termos uma melhor organização devido ao número de participantes, que cresceu muito nos últimos dias. Já chegamos a ter mais de 50 pessoas por treino, isso é muito bom”, destacaram os amigos.

De acordo com o estudante Bráulio Lima, o “Arapiraca Rugby Club” utilizase de uma metodologia pedagógica no ensino do esporte, o que valoriza princípios e a disciplina dos participantes. “Além de ser um esporte diferente, utilizar esse método contribui para a desmistificação do Rugby de ser um esporte violento por causa de seu contato físico, ou seja, são barreiras que estamos ultrapassando para que as pessoas possam apreciar o esporte com outros olhos. Tanto homens quanto mulheres podem participar dos jogos”, comentou.

... Outro ponto de destaque do “Arapiraca Rugby Club” é a participação na festa de comemoração do centenário do Centro Sportivo Alagoano (CSA), quando a equipe jogou contra o time de Maceió, no campo do Mutange. Além disso, as equipes irão se unir para uma disputa no Nordestão de Rugby, a ser realizado no próximo dia 6 de outubro. ... “Vamos participar de um jogo de repescagem do Nordestão aqui em Arapiraca e estaremos fazendo uma parceria com o time de Maceió. A ideia é formar o clube ‘Alagoas Rugby’ para enfrentar a equipe do Paulista de Pernambuco”, destacaram os estudantes

Santa caridade

Cacá, o pentelho, outro dia entrou em casa ostentando o maior ar de tristeza e dirigiu-se à dona Margô: - Maínha, você me arruma um dinheirinho para eu dar a um velhinho? Ele tá lá na esquina gritando tanto...! E Margô, penalizadíssima: - Ah, meu anjo, é claro que eu dou! Acho lindo você querendo ajudar o coitadinho do velhinho... – e deu o dinheiro ao filho. O garoto já estava com a mão na maçaneta da porta da rua, pronto para correr à esquina, quando Margô resolveu perguntar: - E o que é que o coitadinho do velhinho está gritando, meu filho? E o Cacá: - Ele tá gritando: “Pipoca! Olha a pipoca quentinha!”

Resolvido com inteligência

Esta é de quando Produban existia. Na agência do Jaraguá, 11 horas da manhã, poucas pessoas nas filas dos caixas. Diante de um deles, duas madames discutiam, uma querendo ser atendida na frente da outra. De lá de sua mesa de trabalho, o gerente José Aílton Freire só manjando na dupla. Uma dizia: - Primeiro eu, que vou levar as crianças à escola! A outra retrucava: - Não senhora! Primeiro eu, que sou cliente do banco! E ficaram naquela lenga-lenga. Impaciente, o caixa dirigiu um olhar de socorro ao gerente. Zé Aílton levantou-se e aproximou-se das madames, com a solução na ponta da língua: - Bom, senhoras... vamos resolver esse impasse da maneira mais racional possível. O banco vai atender primeiro a mais velha, certo? As duas correram para o fim da fila. Uma apontando para a outra.

O cara era bispo!

A secretária do clínico Marcus Augusto Brandão chegou pra ele e lembrou: - Doutor, para esta hora só temos marcado um paciente. O senhor vai atendê-lo agora? - Vou. Mande-o entrar, por favor. O cara entrou e o médico começou a examiná-lo com a competência de sempre. Em dado momento fez uma pausa e perguntou: - Quantos anos o senhor tem? - Cinquenta e dois. - Quantas relações o senhor tem por mês? - Hummm. Bem... Umas quatro... - Só?! Eu tenho sessenta e cinco anos e transo mais de quinze vezes por mês! E o paciente, sem perder a tranquilidade: - Mas acontece que entre eu e o senhor existe uma grande diferença... - Que diferença? - O senhor é médico aqui na Capital... - E aí? - Eu sou bispo no interior...


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

Economia

ECONOMIA

13

Coqueiro é cultura tropical importante para meio ambiente e para economia da comunidade O coqueiro é uma cultura tropical, largamente distribuída na Ásia, África, América Latina e região do Pacífico. É cultivada em aproximadamente 11,6 milhões de hectares em 86 países. Cerca de 96% da produção mundial é proveniente de pequenos agricultores, com áreas de 0,2 a 4 hectares, sendo 70% dessa produção consumida internamente nesses países, constituindo-se na principal fonte de gorduras e proteínas (CGIAR, 1999). A sua importância na grande maioria dos países se deve ao seu papel na produção de óleo, como geradora de divisas e como cultura de subsistência para os pequenos agricultores, fornecendo alimentos, bebidas, combustíveis, ração para animais e abrigo.

Alerta: doença pode dizimar coqueirais

Ministério da Agricultura baixa norma sobre infestação que ainda não chegou ao Brasil e gera pesquisas preventivas ALAIN LISBOA REPÓRTER

A

proliferação de uma praga que causa o amarelecimento e a morte quase em até seis meses de coqueiros em países próximos da América do Sul deixou em alerta os produtores de coco do Brasil. Em Alagoas, cuja produção do fruto é a segunda de maior expressividade, atrás apenas da cana de açúcar, a Associação dos Produtores de Coco do Estado de Alagoas (Prococo) alerta para a intensificação das fiscalizações da entrada de material vegetal com possibilidade de propagação da doença. Por causa do iminente perigo à economia, principalmente a do Nordeste que responde por 70% da produção do país, com 190 mil hectares de plantação, das quais 12 mil estão em território Alagoano, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou na semana passada uma Instrução Normativa, estabelecendo o Pla-

no de Contingência para o Amarelecimento Letal do Coqueiro (Coconut Lethal Yellowing), doença causada pelo fitoplasma Myndus crudus, transmitido por uma vespa. “A doença ainda não chegou ao país, mas para evitar que isso aconteça, o Ministério se prepara antecipadamente para o combate à praga, que tem como principal hospedeira uma cigarra. Em alguns países, como México, Jamaica e Moçambique ela tem causado grandes prejuízos”, disse o fiscal do Mapa, responsável pela defesa sanitária vegetal, Jorge Pohl. Em Alagoas, o Ministério vai deve desenvolver pesquisas sobre o vetor da doença e os meios que poderiam facilitar sua entrada no país. Além dos prejuízos nas vendas do produto, o Mapa lembrou da importância das espécies para o turismo local. “Você já imaginou o Nordeste sem os coqueirais? É inconcebível. A doença não é novidade, por isso já trabalhamos no

sentido de fiscalizar a entrada de mudas sem certificação do Ministério nas áreas de fronteira, inclusive nos portos e aeroportos, e no estudo da cigarra infectada que, nas condições climáticas locais, pode apresentar comportamento diferente do que apresenta nos países onde a doença foi detectada”, acrescentou o fiscal. A Prococo alega que as fiscalizações realizadas nas áreas de fronteira não são feitas de maneira eficaz, mas corrobora com a ideia de que a falta de controle por parte de outros países é o principal motivo pela proliferação da doença. “O controle no Brasil é muito mal feito. Estamos notando que pela fronteira seca, Urugai, Paraguai, por exemplo, está entrando muito coco e produtos vegetais sem certificado de origem. Tem países que eles tiram o coco e a popa na própria propriedade com zero de assepsia. Às vezes tá ralando o coco e tem lá uma estrebaria”, alertou Eurico Uchoa.

COQUEIROS

Amarelecimento Letal devastou cultivos em vários países O Amarelecimento Letal do Coqueiro (Coconut Lethal Yellowing), causado por um fitoplasma e transmitido pelas cigarras mata as plantas atingidas num período de três a seis meses após o aparecimento dos primeiros sintomas: amarelecimento e a queda das folhas e dos frutos, que não podem não se desenvolver. A doença não causa danos à saúde humana, mas, nos locais onde foi encontrada, deixa um rastro de destruição. O presidente da Associação dos Produtores de Coco do Estado de Alagoas (Prococo), Eurico Uchoa, alerta para o perigo. “É uma praga fatal e pra evitar é preciso trazer só produtos manufaturados com os certificados de origem pra não acontecer como no México, onde ela acabou com os coqueirais do país”, disse.

Existem até uma história que relaciona a infecção do coqueiro à morte do produtor. Segundo Eurico, quando o tronco da árvore afina na parte do olho da planta, quem o plantou deve estar atento. “Dizem que quando o tronco do coqueiro começa a afinar, também é sinal de que ele está infectado com a doença e que quando o afinamento chega ao olho do coqueiro, o dono morre, é o que dizem por aí”, explicou. Para evitar a proliferação da doença, em 1998, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento proibiu a importação de material vegetal provenientes de países infectados, tais como semente, muda, estaca, estolão, gema, meristema, polén, e outros propágulos viáveis. ESTADOS EM ALERTA No início deste ano, um

grupo de técnicos da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Reforma Agrária, Pesca e Aquicultura (Seagri) da Bahia foi encaminhado em missão de estudo à Moçambique, numa região devastada pela praga. Em 1980 o amarelecimento letal foi responsável pela morte de mais de 7 milhões de palmeiras na Jamaica. Segundo a Seagri da Bahia, epidemias similares à da Jamaica também foram registradas em Cuba, Haiti, República Dominicana, Bahamas e Flórida. Em 1997 a praga chegou a Cozumel e Cancun no México e seguiu pela península de Yucatán até Honduras. Se a disseminação continuar, a praga provavelmente atingirá a Nicarágua, Costa Rica e Panamá, antes de alcançar a América do Sul.

ADAILSON CALHEIROS

Coqueirais alagoanos respondem por grande produção de frutos e completam paisagens turísticas

ROUBOS

‘10 cocos por uma pedra de noia’ Os produtores brasileiros ainda não têm que se preocupar com medidas combativas à doença que causa o amarelecimento letal do coqueiro, porém, a desvalorização da produção de coco tem levado muitos produtores a derrubarem os coqueiros pela venda da madeira, ou mesmo para mudar de monocultura: para a cana-de-açúcar, principal atividade agrícola do Estado, ou mesmo eucalipto. “Aqui, o que dizima os coqueirais em Alagoas são os eucaliptos que estão tomando o espaço para serem usados na construção civil. Há vinte anos, Alagoas tinha 25 mil hectares de plantação de coqueiros, hoje são 12 mil, tudo porque estamos perdendo também para a cana de açúcar, que tem melhores condições de uso e comercialização”, pontuou o presidente da Prococo em tom de desolamento. Eurico Uchoa aponta que os produtores de coco, além de perderem espaço para outras plantações, têm sido lesados por traficantes de drogas. “Os traficantes vendem dez cocos por uma pedra de noia. As costas do litoral nordestino estão cheias de ladrões de coco que roubam e trocam pela droga”, disse. ENCANTO DE POETAS Os coqueirais alagoanos são cantados pelos poetas e têm importância fundamental no âmbito histórico e turístico: desde o verdejante da paisagem em combinação com a cor do mar, à sombra proporcionada, aliados a delícia da água de coco produzida. O coco seco, de onde se extrai o leite, é responsável pelo gosto forte dos pratos da gastronomia regional que tanto atrai visitantes e agrega valor ao turismo regional. Do histórico Gogó da Ema aos dias atuais, o coco faz parte da economia e da vida da população de Alagoas.


14

PUBLICIDADE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013 ESPORTES 15

Esportes

Lesão pode tirar Ronaldinho Gaúcho do Mundial de Clubes no Marrocos A notícia realmente não é boa. Ronaldinho Gaúcho corre mesmo o risco de não participar do Mundial de Clubes, em dezembro, no Marrocos. A notícia oficial foi passada pelo médico Rodrigo Lasmar. O craque do Galo se contundiu em um treinamento. Com dores na coxa esquerda, o jogador foi submetido a exames de ressonância magnética, que identificaram uma ruptura na musculatura. Imediatamente, R10 iniciou o tratamento intensivo, justamente para não desfalcar o time no principal compromisso da temporada. O Galo estreia no Mundial no dia 18 de dezembro, contra um adversário ainda indefinido. O departamento médico do clube não adiantou com precisão qual é o período previsto para a recuperação, mas Rodrigo Lasmar disse que “essa foi a lesão mais grave, sem dúvida, em toda sua carreira”.

CRB pega o Cuiabá para se firmar no G4 Roberval Davino projeta classificação com 33 pontos e vitória neste domingo pode encaminhar o projeto do treinador

C

RB e Cuiabá jogam neste domingo, às 16h, no Estádio Rei Pelé, pela 16ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Faltando três jogos para o time encerrar a participação na primeira fase, o Galo voltou ao G-4 do Grupo A com 28 pontos e espera hoje consolidar esta posição. O sonho e a determinação para o acesso de retorno à Série B estão mais vivos que nunca”, disse o presidente Marcos Barbosa que projeta um trapichão lotado neste domingo. “Precisamos vencer nossos dois jogos em casa para selar a classificação e eu confio plenamente na minha apaixonada torcida regatiana. Não tenho dúvidas na invasão vermelha no domingo. Estamos juntos e vamos subir”, disse o presidente. O TIME Roberval Davino, conside-

ra o jogo mais um confronto direto na luta por uma das vagas no G-4. O técnico fez as contas sobre as possibilidades de classificação e disse que com 33 pontos o Galo deve passar de fase. Domingo, o time alagoano derrotou o lanterna Rio Branco por 2 a 0, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. Um dos principais destaques da equipe na competição, o volante Johnnattan sofreu uma séria lesão no tornozelo, e vai desfalcar a equipe por pelo menos um mês. Assim, o CRB deve entrar em campo com: Júlio César; Paulo Sérgio, Marcus Vinícius, Daniel Marques e João Victor; Marcinho Guerreiro, Audálio, Diego Aragão e Thiago Matos; Reinaldo Alagoano (Afonso) e Denílson. A dupla de ataque do CRB está funcionando. Juntos, Reinaldo Alagoano e Denílson já marcaram 12 gols na

Série C. Denilson balançou a rede sete vezes e Reinaldo cinco. No total, o CRB marcou 19 gols. O ADVERSÁRIO Sem perder há quatro jogos, o Cuiabá deixou a zona de rebaixamento na última rodada. Segundo as contas do clube, será necessário somar 32 pontos para garantir classificação à quartas de final. Com 25 pontos, o Cuiabá precisa de duas vitórias e um empate, nos três jogos que restam até o término da primeira fase. Para esse confronto, a arquibancada baixa será R$ 10. Na alta o valor da inteira é de R$ 15 e as cadeiras especiais ficam a R$ 50. OUTROS JOGOS 10h Brasiliense x Treze 15h Caxias x Vila 16h Águia x Baraúnas 16h Guarani x Betim 19h Santa Cruz x Sampaio TERRA

ASCOM CRB

CRB venceu último jogo no Rei Pelé e neste domingo encara o Cuiabá pela matutenção da vaga no G4 UOL

2014

Grandes do Rio aprovam turno único no estadual

São Paulo e Grêmio jogam neste domingo no Morumbi e o tricolor paulista briga para evitar o Z4

TRICOLORES

São Paulo enfrenta o Grêmio para evitar cair na zona de rebaixamento Com 27 pontos em 23 rodadas, o São Paulo aparece na 15ª colocação do Campeonato Brasileiro, fora da zona do rebaixamento. O time do Morumbi só terminará a rodada no grupo dos quatro piores caso seja derrotado pelos gremistas e veja o Vasco ganhar do Bahia tirando uma diferença de sete gols de saldo em relação ao Tricolor paulista. Titular no empate por 1 a 1 com a Universidad Católica, na última quinta-feira, Maicon virou dúvida para o confronto com

NA INGLATERRA

Técnico diz que Júlio Cesar deve sair do clube O técnico do Queen’s Park Rangers, Harry Redknapp, disse esta semana que o goleiro Júlio Cesar deveria procurar outro clube para ter mais chances de jogar como titular e, assim, garantir seu espaço na seleção brasileira na Copa do Mundo de 2014. Júlio Cesar passou por uma cirurgia na mão esquerda recentemente e está em recuperação. Nesse período, o goleiro Rob Green assumiu o posto de titular do QPR e fez boas atuações, na visão do treinador.

o Grêmio, neste domingo, às 16h, no Morumbi. O jogador sofreu um trauma na panturrilha direita e está no departamento médico. Para o seu lugar, a principal opção de Muricy Ramalho seria Fabrício. Isso se ele mantiver o esquema com dois zagueiros. Se não quiser utilizar o volante, o técnico pode também voltar a usar três zagueiros. Denilson, recuperado de um problema muscular na coxa direita, também poderia ser uma solução para o lugar de Maicon,

caso ele realmente seja cortado. Mas o jogador voltou a treinar. “Nossa equipe está intensa, e vamos conseguir manter a intensidade. Não vejo que estamos precisando tanto de melhor preparo físico. Acho que no geral, com o decorrer das partidas, nós vamos conseguir melhorar”, opinou Paulo Miranda. OUTROS JOGOS 16h Portuguesa x Corinthians 16h Flamengo x Criciúma 18h30 Atlético-PR x Vitória 18h30 Atlético-MG x Santos 18h30 Inter x Cruzeiro

Os representantes dos quatro grandes clubes de futebol do Rio de Janeiro aprovaram a ideia proposta pela entidade, em mudar a fórmula do Campeonato Carioca de 2014 e realizá-lo em turno único. A proposta, no entanto, ainda precisa ser aprovada pelo Conselho Nacional do Esporte (CNE) e passar pelo arbitral na própria Ferj, na presença dos demais 12 clubes participantes, no dia 7 de outubro. Pela proposta, a entidade sugere um Carioca com 15 rodadas, todos contra todos. Os quatro melhores se classificariam para as semifinais, utilizando 19 datas, contra 21 de 2013. No antigo formato, havia a divisão em dois grupos e a disputa da Taça Guanabara e Taça Rio. No fim, os vencedores de cada turno se enfrentavam em duas partidas. Também esteve presente ao encontro o vice-presidente da Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol e presidente do Sindicato de Atletas de Futebol do Rio, Alfredo Sampaio. Para 2015, o presidente da Ferj, Rubens Lopes, promete mudanças mais radicais e que, se forem colocadas em prática, devem agradar ainda mais aos quatro clubes grandes do Rio de Janeiro. A ideia é que o Carioca seja iniciado no primeiro fim de semana de fevereiro e que haja partidas apenas aos fins de semana.

Bahia e vasco jogam neste domingo na Arena Fonte Nova

RIVALIDADE

Bahia motivado para bater o Vasco na Arena Fonte Nova O Bahia quer esquecer a Copa Sul-Americana, pelo menos por enquanto. Após perder para o Nacional-COL por 1 a 0, o time baiano já está focado no duelo diante do Vasco, às 16h deste domingo na Arena Fonte Nova. Para o confronto, o técnico Cristóvão Borges terá que promover novas mudanças. O primeiro desfalque do comandante do time baiano é o atacante William Barbio, que não pode atuar contra o Vasco por ter vínculos contratuais com o clube carioca. O alvinegro detém os direitos federativos do atleta. Caso opte por escalar Bar-

ACORDO

DE VOLTA?

Depois de mais dois meses de discussão e críticas sobre o formato do primeiro contrato, Flamengo e a concessionária Maracanã S/A chegaram a um acordo para que o Rubro-Negro mande seus jogos no estádio entre 2014 e 2016. A assinatura agora só depende da aprovação do Conselho Deliberativo do clube, que tem reunião marcada para a próxima terça-feira. A divisão de receitas e despesas continua valendo, de acordo com o vínculo atual, revisado há duas semanas após insistência do Flamengo.

Nos últimos dias, no agitado paddock da F1, surgiram rumores de que o brasileiro Rubens Barrichello, atualmente piloto da Stock Car no Brasil e comentarista de TV, pode estar negociando seu retorno à categoria. O veterano, de 41 anos de idade, estaria na alça de mira da equipe Sauber para a temporada de 2014. A equipe suíça está preocupada com o próximo campeonato. Mais precisamente, com a falta de experiência de seus pilotos no próximo ano.

Fla e Maracanã acertam até 2016 e devem assinar

Barrichello surge como opção na Sauber 2014

bio, o Bahia terá que pagar uma multa contratual. Por outro lado, Cristóvão tem uma boa notícia para o duelo com o clube cruzmaltino. O zagueiro Titi foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na última quinta (26) e foi punido com apenas uma partida de suspensão, já cumprida, e pode jogar normalmente. Bahia não realizou nenhum treino antes do jogo contra o Vasco. “O importante é estarmos fechados, com cabeça boa para entendermos que no momento o que prevalece é o clube”, disse o treinador.


16 PUBLICIDADE MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013 DIVERSÃO&ARTE

Baterista diz que toparia reunião do Pink Floyd

Jack Johnson lança CD na próxima semana

A história do Pink Floyd é uma das mais turbulentas do rock. Cheia de idas e vindas, que começaram cedo, desde que o primeiro líder criativo, Syd Barrett, teve de se afastar por conta dos seus transtornos mentais ainda nos anos 60, até o processo judicial movido por Roger Waters contra seus colegas que decidiram tocar em frente o conjunto na década de 80 – o próprio baixista admitiu recentemente que se arrependeu disso. No entanto, nada disso desanima o baterista Nick Mason. Único integrante a ter participado da gravação de todos os discos lançados sob a marca Pink Floyd, ele declarou em um evento a respeito da ética da música que estaria disposto a encarar uma reunião com o guitarrista David Gilmour e Roger Waters

O cantor e compositor Jack Johnson alcançou seu quarto prina parada da Billboard, com seu novo álbum, “From here now disco lançado esta semana liderou a parada americana com 117 mil cópias vendidas, de acordo com SoundScan. “From here now to you” é o terceiro álbum de Johnson a estrear em primeiro lugar, após “Sleep the static” (2008) e “To the sea” (2010). Ele também a primeira posição com a trilha sonora do filme curioso”, em 2006. Os números, no entanto, reprepior primeira semana do artista desde seu primeiro “Brushfire Fairytales”, que vendeu menos de mil fevereiro de 2001. Por outro lado, “To the sea” chegou primeira semana e “Sleep through the static” a 375 mil.

1

meiro lugar to you”. O a Nielsen seguido through ficou com “George, o sentam a álbum, cópias em a 243 mil na

RENATO MULTIPLICADO Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo, vai lançar CD, DVD, livro, filme e documentário para dar continuidade à memória do pai

O

AGÊNCIA GLOBO

sofá marcado por uma queimadura de um cigarro que Renato Russo fumou no apartamento de segundo andar da rua Nascimento Silva, em Ipanema, ainda está lá. Também estão todos os móveis e elementos de decoração escolhidos pelo ídolo da geração Coca-Cola: espingardas, vitrola, castiçais, esculturas de anjos barrocos, abajour e até um galo daqueles que anuncia pela cor se vai chover. Tudo do jeito como o líder da Legião Urbana arrumou quando se mudou para o bairro em 1990 e onde morou até morrer em 1996. É sentado no mesmo sofá que seu único filho, Giuliano Manfredini, explica a ideia de fazer uma exposição itinerante para dividir com os fãs o que ficou no apartamento, que está fechado há quase 20 anos. “Quero promover uma viagem pela mente do meu pai para que conheçam a pessoa, não só o artista”, diz o rapaz, que atribui os “melhores anos da vida” aos passados no local. “Estamos catalogando tudo o que ele produziu aqui, de manuscritos de canções a desenhos, e esperamos inaugurar a mostra em dois anos”. Se 2015, para os saudosos da Legião, parece longe, Giuliano anuncia outros projetos. Ano que vem, no dia 27 de março, data em que o Trovador Solitário faria 53 anos, está previsto o lançamento em CD e DVD do show feito pela

banda em 1994 no então Metropolitan (hoje Citibank Hall). Antes, em dezembro, chega às lojas um livro inspirado no roteiro de “Faroeste Caboclo”, recém-adaptado para o cinema, com Fabrício Boliveira e Isis Valverde no elenco. O longa, aliás, dirigido por René Sampaio, inspirou Giuliano a planejar uma versão de “Eduardo e Mônica” para a telona. E, até o fim deste ano, o filho de Renato inaugura uma instituição para auxiliar dependentes químicos, o “maior sonho” do músico. Giuliano também vai produzir um documentário para retratar a vida do pai. Em outubro de 2014, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, será produzida uma versão gratuita do show que aconteceu no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, em junho deste ano, com o holograma do cantor. O fôlego para tantos projetos sobre a banda, que vendeu 15 milhões de discos desde que surgiu em 1982, vem do próprio Giuliano. Aos 24 anos, e com duas faculdades no currículo (Direito e Administração), ele assumiu aos 18 anos a Legião Urbana Produções Artísticas, antes gerida pela mãe e pela irmã de Renato. “Montei uma equipe com pessoas que conviveram e trabalharam com meu pai. É impossível fazer esse trabalho sozinho, porque é uma heran-

ça muito vasta. Meu objetivo é profissionalizar a empresa, criar uma estrutura para atender a demanda que vem dos fãs do país inteiro. Eles pedem exposição, show, tributo, material inédito...” Renato fundou o negócio como sócio majoritário, e Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá seus parceiros. Anos depois, os dois músicos deixaram a sociedade e a marca passou a ser administrada pela família do vocalista. Em julho deste ano, Dado e Bonfá conquistaram na justiça, através de uma liminar, o direito de usar a marca Legião Urbana, sob alegação de “amargar prejuízos, não podendo agendar shows e eventos que contem a história da banda”, segundo comunicado enviado à imprensa na época. Uma semana depois, a liminar foi anulada através de um recurso feito pela família de Renato. Em maio de 2012, Bonfá e Dado convidaram Wagner Moura para uma apresentação produzida pela MTV, que gerou muito burburinho nas redes sociais. “Wagner Moura como um cantor é um bom ator. O formato foi equivocado. Acho que os tributos são válidos. Mas é difícil pensar Legião sem Renato Russo. A banda acabou quando meu pai morreu”, diz Giuliano, aproveitando para citar outro projeto que não o agradou.

“Somos tão jovens” foi um filme inocente e raso. Meu pai não tinha apenas o simples desejo de ter uma banda”. Giuliano nos vocais assumindo o repertório do pai? Ele descarta Maria Rita fez recentemente uma turnê para homenagear o repertório da mãe, Elis Regina. A morte do baterista John Bonham em 1980 fez o Led Zeppelin encerrar suas atividades. Mas a banda se reuniu em 2007 para um show e convidou Jason Bonham, filho de John, para assumir o instrumento. Apesar de exemplos no Brasil e fora, Giuliano descarta qualquer chance de assumir os vocais para interpretar as canções eternizadas pelo pai. “Seria o recorde de pessoas fugindo de uma casa de show. Tenho fobia de palco. Uma vez errei a letra de “Que país é esse?”. Foi na época de escola, não consegui cantar porque fiquei nervoso. O pior é que essa foi a primeira música que aprendi a tocar na guitarra”, conta, elegendo este episódio como o maior bullying de sua vida e explicando no que deseja se profissionalizar. “Fui guitarrista de uma banda, mas era horrível e naturalmente fui deixando o instrumento de lado e virei o produtor. Eu me identifico com o mundo artístico, quero trabalhar com isso, mas não sou artista”.


2

TRIBUNAINDEPENDENTE

DIVERSÃO&ARTE MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

Cine Algás Durante os meses de outubro e novembro, o “Corredor Cultural Alagoas Viva” levará 28 atrações culturais a cerca de oito municípios alagoanos. Durante passagem do evento pelo Estado, os municípios terão a chance de prestigiar bandas de fanfarras, cocos, peneira, mamulengo, orquestras, filarmônicas, orquestras, filarmônicas, quadrilhas, samba de matuto, poesia e pastoril. Mais informações pelos números (82) 8802.3057 e 3218.7747.

PARTICIPAÇÃO

Conselho Estadual de Cultura empossa novos membros

R Os Gatos

Comemorando um ano de sucesso, o musical Gatos – Uma Noite Felina retorna ao Teatro Deodoro no próximo dia 11 de outubro. Os ingresos já estão disponíveis pelo Stand Viva Alagoas (Maceió Shopping) e na Bilheteria do Teatro Deodoro.

Wribério

Vish no Orákulo

Hoje, o cantor Eribério irá se apresentar no horário das 13h às 16 na unidade Sesc Arapiraca. No mesmo dia, na unidade Sesc Guaxuma, o Grupo por Acaso e o cantor Alex Rocha vão se apresentar no horário das 10h30 às 12h.

Com o tema “Xou da Vish”, uma paródia do Xou da Xuxa, no próximo dia 5 de outubro, uma das baladas mais famosas de Maceió vai comemorar seu aniversário de três anos no Orákulo. Na ocasião, os baladeiros poderão curtir o som das atrações MashmyAs$ e Camilla Uckers.

Taco, Punta & Traspié

Mesclando dança clássica e tango portenho, o espetáculo portenho Taco, Punta & Traspié estreia no dia 4 de outubro, às 21h, no Teatro Gustavo Leite, Centro de Convenções de Maceió. Os ingressos variam de R$ 40,00 (estudante) a R$ 80,00 (inteira) para o Mezanino, de R$ 50,00 (estudante) a R$ 100,00 (inteira) para a Plateia B e de R$ 60,00 (estudante) a R$ 120,00 (inteira) para a Plateia A. As entradas podem ser compradas pelo stand Sue Chamusca – Maceió Shopping – Térreo. Mais informações pelos números (82) 3235-5301 / 9928-8675.

Monoboclo em Maceió No próximo dia 15 de outubro a banda Monoboclo desembarca em Maceió para a primeira prévia do Reveillon Absoluto. Os ingressos, que variam entre R$

80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia) para a pista, R$ 60,00 para o mezanino e R$ 80,00 para o front stage, já estão disponíveis pelo Store Musique.

A turma da Mônica Pela primeira vez em Maceió, o espetáculo musical “A Turma da Mônica em um Plano para Salvar o Planeta” será apresentado no dia 6 de outubro, a partir das 15h, no Teatro Gustavo Leite. Mais informações pelos números (82) - 3034-7722.

Mais que Dilmais Considerado um dos maiores talentos do humor na atualidade, o comediante mineiro Gustavo Mendes apresenta, no próximo dia 5 de outubro, o monólogo Mais que Dilmais no teatro Gustavo Leite, em Maceió. No espetáculo, o comediante interpreta com muita irreverência grandes personalidades brasileiras como Maria Bethânia, Roberto Carlos, Ana Caroline e Alcione, com destaque para a presidente Dilma. Mais informações pelos números (32) 8859–1868 e 3214-7045.

FALE CONOSCO - A Agenda é um serviço gratuito de orientação ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposições podem enviar material através do endereço: tiagenda@hotmail.com

epresentantes do Conselho Estadual de Cultura (CEC) se reuniram na semana passaa, no Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa), em caráter especial para a posse oficial dos novos membros temporários. Entre os novos membros que passaram a compor o Conselho, estão representantes das seguintes instituições: Faculdade Integrada Tiradentes (Fits), representando as instituições privadas de ensino superior; Colégio Santa Úrsula, representando as instituições privadas de ensino médio; e a Caixa Econômica Federal, representante dos bancos oficiais em Alagoas. Foram ao todo empossados oito conselheiros temporários. O presidente do Conselho e secretário de Estado da Cultura, Osvaldo Viégas,

presidiu a reunião e deu as boas-vindas aos novos membros.“Tenho certeza que os novos integrantes estarão contribuindo, assim como os demais conselheiros, para deliberações do Conselho”, afirmou. Na ocasião, Viégas apresentou algumas das deliberações para diversas áreas da cultura, a exemplo do Registro de Patrimônio Vivo de Alagoas, Patrimônio Material e Imaterial, editais entre outras ações. Para a representante das instituições privadas de ensino médio, Sandra Ribeiro, é importante que a as escolas tenham uma representatividade no Conselho. “A participação das escolas é muito importante, pois participa do processo de formação, sendo um importante instrumento de estímulo do acesso à cultura”, afirmou.


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013 DIVERSÃO&ARTE

3

FLÁVIO RICCO - colaboração: José Carlos Nery - www.twitter.com/flavioricco

Papinha vai dirigir nova série de Heloisa Périssé

Vento a favor

TV TUDO

É de se considerar a boa fase da atriz Carol Castro. Foi, com todo merecimento, a vencedora da última edição da “Dança dos Famosos”, do “Domingão do Faustão”, numa final bem disputada com Bruna Marquezine e Tiago Abravanel. Não bastasse, em “Amor à Vida”, no papel da advogada Silvia, ela tem um dos seus melhores e mais

Gravação aqui

Muita calma nessa hora O novo vice-artístico da Record, Marcelo Silva, no uso das suas funções, não fala, mas tem deixado claro que não deseja repetir os erros da administração anterior. A ordem é não promover mudanças frequentes na grade de programação. Trabalhar sempre em cima de um planejamento.

corajosos desempenhos na TV.

Parada técnica

Nada a ver

Pedro Bial terá um mês, ou pouco mais que isso, de folga, entre o encerramento das gravações do “Na Moral” e o início dos trabalhos do “Big Brother Brasil”. É o tempo certo para se desligar de um e entrar em contato com as coisas do outro.

Circularam rumores, meio na maldade, de que o filho de Edir Macedo, Moysés, seria o apresentador do novo programa das tardes de domingo, que terá a direção do Vildomar Batista. A Record, consultada, desmente e diz que isto nunca chegou a ser cogitado.

Bate-rebate

“Casos” na espera

O programa “Casos de Família”, do SBT, apresentado por Christina Rocha está entrando às segundas e quartas-feiras, mas com gravações antigas. A equipe continua na espera de uma decisão sobre o futuro. Se voltará ou não a ser produzido.

LOURIVAL RIBEIRO/SBT

O

s diretores Rogério Gomes, o Papinha, e Mauro Farias serão os responsáveis por uma nova série de humor na Globo, com Heloisa Périssé à frente do elenco. No programa, sob o título “A segunda dama”, além de atuar, nos papéis das gêmeas Maralí e Analu, ela ainda está escrevendo os episódios, no total de 12, com supervisão do João Emanuel Carneiro. Por causa deste novo trabalho, Heloísa foi obrigada a deixar a novela “Joia Rara”, onde já tinha escalação garantida e papel escolhido. Na última hora ela foi substituída pela Rosi Campos. Ainda não há uma definição sobre a estreia, mas acredita-se que, em esquema de temporada, “A segunda dama” só deverá entrar no ar com a nova programação em 2014. Papinha, além deste seriado, vai continuar à frente de todos os preparativos da próxima novela do Aguinaldo Silva.

Uma versão do game show “Os Incríveis” começou a ser gravada aqui no Brasil para exibição em outros países da América Latina, nos canais NatGeo, com estreia possivelmente em outubro. Para este trabalho foi chamado o apresentador chileno Rafael Araneda.

Tecnologia O pessoal que acompanha “Malhação” na Globo, agora, também pode seguir o programa através de seu novo aplicativo – o “app”. Disponível para download em tablets e smartphones, ele oferece quizzes sobre a história, conteúdo exclusivo da trama e bastidores, entre outros serviços.

Três tempos

O diretor da área de teledramaturgia da Record, Alexandre Avancini, em breve estará com três produtos no ar. Isso porque a partir do dia 30, a emissora irá reprisar “A Lei e o Crime”. Além da série, Avancini está à frente de “José do Egito” e “Pecado Mortal”.

Paulo Leal, que já começou a gravar, vai ser a novidade dos próximos capítulos de “Chiquititas”, no SBT. Doutor Fernando é o seu personagem e irá formar um triângulo amoroso com Manuela do Monte e Guilherme Boury

Convite houve Gugu Liberato declarou que, oficialmente, não foi procurado por ninguém e nem mesmo convidado pelo SBT para o próximo Teleton. Não é bem assim. O próprio Ratinho, tomando à frente, já fez isso, no ar, em um recente programa. Se ele estava autorizado ou não, aí já é outra história.

Ânimos acirrados Não é nada amistoso o clima entre a técnica da Rede TV! e o apresentador João Kleber. Na última semana, os problemas voltaram a se repetir durante as gravações, desta vez com os câmeras.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL 2013

O internau- Conjunto das institui- Animais que ta que a- ções que não percompanha tencem à estrutura disputam os tweets estatal Repetido na rinha de outrem

Verbo associado Silício ao ato de "tomar (símbolo) chá de Coisa sem muita cadeira" importância (fig.)

"007 — O (?) Nunca Morre", filme com Pierce Brosnan

Que se impressiona com tudo

Terceiro livro da saga "Crepúsculo"

Cor, em inglês

Unidade Astronômica (sigla)

Antigo game Lista de falhas

Corrida ilegal de carros (bras.)

Sucesso da banda Ira!, lançado em 1986 MS-(?), sistema operacional Autor (abrev.)

Mico (Zool.) Mentira, em inglês

Sereia folclórica de belo canto (bras.) País das ruínas de Persépolis Lavabo

Cortês; gentil (fem.)

Apreciar o sabor de

Troca de (?): movimento de bola (fut.)

(?) Guedes, apresentador Ir para a (?): fracassar

Gênero dos MCs Veste de gestantes

Que se mantém alerta Rédea (?) Barroso, músico

Marcos (?), publicitário envolvido no escândalo do mensalão

Perna, em inglês

Rato, em inglês Exímio (fig.)

A S Órgão que emite a Carteira do Advogado

Documento pessoal, com foto Parte larga do sombreiro (pl.)

O maior do mundo é o Cáspio

3/leg — lie — rat. 5/brida — color. 6/tetris. E C O A D O

GA

T L H E TA

D E

O R R T A E M U T A A N E H I R Ã A R R A P A T A A S O S A D E B A S SI

www.coquetel.com.br

B R I D A

Nas bancas e livrarias

G U I A A B LO R S D E RA C LI S A I P G U S U E I A T A L E R E NT I G O

sua maneira de pensar

Solução E D U C A D A

50 Desafios para mudar

68

S B O C D I E D A D E CU C I V I L

BANCO

HORÓSCOPO ÁRIES - (21/3 a 19/4) – Os problemas amorosos lhe sugerem equilíbrio emocional redobrado para manter sob controle a forma de tratar as situações conflitantes na relação. Demonstre suas emoções com mais intensidade e não perca a oportunidade de melhorar a convivência. TOURO – (20/4 a 20/5) – A fase é apropriada para sua vida financeira em geral, pois a interação positiva da Lua com Mercúrio destaca sua organização e meticulosidade. Suas opiniões adequadas lhe auxiliarão a introduzir melhorias em sua rotina. No amor, fuja de brigas e desentendimentos para fortalecer a relação e os vínculos afetivos. GÊMEOS – (21/5 a 21/6) – A Lua deixa seu signo e, harmonizada a Mercúrio lhe estimula a procurar programas culturais que lhe ativem a mente e a inteligência. Estando com sua segurança pessoal mais do que aguçada, você pode aproveitar mais as oportunidades. As viagens são uma ótima dica. CÂNCER – (22/6 a 22/7) – A Lua deixando o seu setor de crise lhe abre para as novas possibilidades que a vida tem a lhe ofertar. Em plena sintonia com Mercúrio indica um crescimentos que lhe auxiliará em suas escolhas. No amor, bom momento para resgatar o bom senso e o fôlego dentro da relação afetiva e fazer com que as divergências pessoais diminuam. Dedique ao amor e busque harmonia na convivência com a pessoa querida. LEÃO – (23/7 a 22/8) – Conduza as dificuldades de forma mais sensata, pois a passagem da Lua e Mercúrio favorece o romance e a harmonia na convivência afetiva. Assuma uma postura mais íntegra com a pessoa querida. VIRGEM – (23/8 a 22/9) – Disposição e equilíbrio emocional direcionam suas atitudes e ideias em seu ambiente profissional. Os aspectos benéficos da Lua com Mercúrio expandem sua visão para os negócios, lhe fazendo perceber oportunidade em tudo. No amor, repense sua postura com a pessoa amada e evite brigas e desentendimentos que possam lhe afastar de seu amor. Lua e Mercúrio lhe trazem ânimo.

·“Fazenda”, da Record, chega ao fim na noite de hoje. Com exceção de Andressa Urach, todos os demais participantes estarão presentes. ·Estreia amanhã, no GNT, às 21 horas, nova temporada do “Vamos combinar seu estilo”, com Mariana Weickert. ·Eduardo Zebini, mesmo sem se descuidar dos assuntos do dia-a-dia, está com todas as atenções voltadas para o segundo canal do Fox Sports... ·... Se nada atrapalhar os seus planos, a emissora estará no ar bem no comecinho do ano... ·... Mas esta e outras novidades serão anunciadas no encontro que a emissora vai promover com a imprensa e convidados nesta terça-feira, em São Paulo. ·Carolina Ferraz também já está inteiramente envolvida com os primeiros trabalhos de “Além do Horizonte”, título provisório da próxima novela das 19h, na Globo... ·... Que tem a sua estreia prevista para o dia 4 de novembro. ·Entres os próximos dias 4 e 6, sexta até domingo, o canal Universal irá exibir uma maratona de filmes de ação... ·... Títulos como “O Sequestro do Metrô 123”, “Miami Vice”,”O Livro de Eli” e “Colateral”, entre outros. ·A HBO, por sua vez, vai estrear no outro domingo a quarta temporada da série dramática “Boardwalk Empire – O império do contrabando”.

C’est fini A nova programação dos canais fechados da Bandeirantes continua merecendo a atenção, em tempo integral, de Diego Guebel e Claudia Saad, os responsáveis por desenvolver este trabalho.Acredita-se, salvo qualquer acidente de percurso, que a organização e implantação de tudo deve levar mais uns três meses. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

NA UFAL LIBRA – (23/9 a 22/10) – Bom momento para distrair a mente na companhia das pessoas que estima, pois a sintonia entre seu setor espiritual e seu signo é excelente. É provável que você também encontre prazer no recolhimento. Saiba curtir a vida, mas não deixe de relaxar. ESCORPIÃO – (23/10 a 21/11) – Aproveite o dia de hoje para descansar, pois é necessário recuperar as energias. Lua e Mercúrio, em harmonia, melhoram a forma como você lida com os problemas e conflitos. Viva a vida com leveza. No amor, dê mais atenção às dificuldades no romance para elas possam ser resolvidas na sua essência e não mais prejudicar a convivência com a pessoa amada. SAGITÁRIO – (22/11 a 21/12) – Procure cuidar do romance resolvendo os problemas do dia a dia de forma prática e objetiva de forma que a convivência seja mais intensa e harmônica. Evite pensamentos negativos e não se perca do amor. CAPRICÓRNIO – (22/12 a 19/1) – Período de equilíbrio interior, sobretudo de mais saúde. Você tende a viver de forma mais saudável e a cuidar melhor do seu corpo. Recolha-se por um período e busque prazer em demandas solitárias. No amor, priorize, no dia de hoje, a relação amorosa e o amor. Promova uma verdadeira renovação na relação. Não permita que as dificuldades lhe impeçam de melhorar o convívio e o progresso da romance. AQUÁRIO – (20/1 a 18/2) –A interação positiva no seu setor de prazer e convém fugir de ambientes muito movimentados, optando por atividades mais calmas e sossegadas. Procure estar mais perto da natureza e absorver toda essa energia. PEIXES – (19/2 a 20/3) -A saída da Lua do seu setor familiar lhe faz desligar-se um pouco das atividades domésticas. A interação positiva com Mercúrio favorece o planejamento de suas metas e objetivos na vida. Promova uma organização dos seus pensamentos e escute mais sua voz interior. No amor, evite que as dificuldades do dia a dia comprometam a relação amorosa e a convivência com seu amor.

Abertas inscrições para Curso de Gestão em Políticas Culturais

A

Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) abre 45 vagas para o processo de seleção do Curso de Extensão em Gestão de Políticas Culturais, ministrado pelo professor de Ciências Sociais Elder Maia. Inteiramente gratuito, o curso propõe contribuir para a formação teórica e político-cultural de pessoas ligadas à gestão de cultura, além de estimular reflexões teóricas e debates políticos acerca do processo do processo de institucionalização e consolidação de políticas culturais no Brasil. As inscrições acontecem até 17 de outubro. Para participar, o candidato deve ter concluído o Ensino Médio e ter disponibilidade para frequentar as aulas às quartas-feiras, das 14h às 17h30, no Espaço Cultural Universitário da Ufal, na Praça Sinimbú, em Maceió. O processo seletivo será dividido em duas etapas. A primeira corresponde às inscrições. Para isso, o candidato deverá preencher e enviar por e-mail a ficha de inscrição e o termo de compromisso e de disponibilidade presentes no edital, além do curriculum vitae

SERVIÇO

com documentação comprobatória de escolaridade e do tempo de experiência na área da cultura. Os documentos devem ser remetidos em formato PDF ao endereço eletrônico cac.ufal@gmail.com. Somente serão habilitadas para a etapa seguinte as inscrições que respeitarem as exigências estabelecidas pelo edital. Entre 22 e 25 de outubro, iniciará a segunda etapa, que corresponde à avaliação curricular e à análise e pontuação do tempo de atuação na área cultural. Cada nível de escolaridade e período de tempo de atuação apresenta uma pontuação. Para ser selecionado, o candidato deverá atingir, no mínimo, 50 pontos na média final. O processo de avaliação ficará sob o encargo da comissão de seleção, composta por três professores da Universidade, que selecionará quarenta e cinco candidatos. O resultado final será divulgado no dia 1 de novembro no site da Ufal. Os candidatos selecionados deverão efetuar a matrícula presencialmente no Espaço Cultural nos dias 4 e 5 de novembro. As aulas serão iniciadas no dia 6 de novembro.

Curso Curso de Gestão em Políticas Culturais Inscrições: até 17 de outubro Email para envio: gestaocultural.cac@gmail.com Início das aulas: 6 de novembro Informações: (82) 3214-1540 (Coordenação de Cultura da Ufal) Coordenação de Assuntos Culturais Pró-Reitoria de Extensão (Ufal) Endereço: Espaço Cultural, Praça Sinimbu - Centro Telefone: (82) 3214-1540


4

DIVERSÃO&ARTE

TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

“Terminar o momento, encontrar o final da jornada em cada passo do caminho, viver o maior número de boas horas, é sabedoria” FOTOS BY CHICO BRANDÃO

U

Carla Coutinho Cansanção, uma amiga muito querida e Manoel e Márcia Marques, um casal adjetivo em nosso Wellington Veiga Pessoa em companhia da sua uma médica acupunturista top do top em nossa cidade, mundo social e empresarial, embarcam para a Alemanha, bem-amada Angela Maciel, eles formam um casal perfeito se destaca em sua especialidade pela sua capacidade no próximo mês de outubro, onde participarão de e dois empresários de destaque em nosso estado, também e sua dedicação. Parabéns, amiga! uma Feira Internacional de Indústrias participarão da Feira Internacional na Alemanha

Mais que Dilma

m show completo, sem exageros. É assim que pode ser definido o monólogo de humor Mais que Dilmais, do comediante mineiro Gustavo Mendes, 23 anos, a mais recente revelação do humor brasileiro. Em Mais que Dilmais, Mendes reúne no palco uma compilação dos seus melhores textos, piadas, performances musicais ousadas, como ver Maria Bethânia cantando funk, e Alcione, Roberto Carlos e Ana Carolina em situações engraçadas. Mas o principal momento é a imitação que o ator faz da presidenta Dilma Rousseff, personagem que lhe rendeu fama nacional – mais de 12 milhões de visualizações no YouTube – e o levou para a TV Globo, no programa Casseta & Planeta Vai Fundo. A imitação recebeu elogios do escritor Luis Fernando Veríssimo, do humorista Cláudio Manoel “Casseta” em entrevista ao Globo News em Pauta e da própria presidente Dilma Rousseff. Vamos lá pessoal, dia 5 de outubro, no Teatro Gustavo Leite. Às 21 horas.

Nhoque de Abóbora ao Molho Rosé INGREDIENTES MASSA: - 1 ½ kg de abóbora japonesa cozida - 500 gramas de farinha de trigo peneirada - sal a gosto - molho rosé

- sal a gosto - 1 colher (sopa) de extrato de tomate - 100 ml de água - 1 colher (sopa) de azeite MOLHO BRANCO: - 50 g de margarina culinária - 50 g de farinha de trigo - 250 ml de leite desnatado - quanto baste noz-moscada MODO DE PREPARO MASSA Amasse bem a abóbora. Passe pela peneira, tempere com sal e junte

MOLHO SUGO - 4 tomates maduros - ½ cebola picada - 2 dentes de alho - manjericão a gosto - salsinha a gosto - cebolinha a gosto

U

Cláudia Toledo

ma das profissionais médicas mais respeitadas do nosso estado, Cláudia Toledo nos enviado e-mail para informar que participa, em São Paulo, do Congresso Brasileiro de Nutrologia e Fórum de Metabologia e Obesidade, no Maksoud Plaza. Cláudia é referência quando o assunto é nutrologia e ciência ortomolecular. A bela e competente profissional retorna a Maceió apenas neste sábado, 28. Bem-vinda, amiga!

O

Bambolear

projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato, realizado pela DITEAL - Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas, apresenta nesta quarta-feira, 02 de outubro, o espetáculo musical infantil “Cata Canções”, com o grupo Bambolear. O show tem início às 19h, com ingressos a R$ 5,00 e R$ 10,00, no palco do Teatro Deodoro. Com canções e brincadeiras educativas, o grupo aposta na musicalização infantil, em um show que usa e abusa de brincadeiras e poesias inspiradas no universo das crianças. O imaginário infantil é o palco do espetáculo, onde o grupo apresenta suas próprias composições, mescladas de forma divertida com canções que o público conhece.

Mahogany

A

ngico branco: com extrato de carvalho que promove hidratação e tonificação à pele. Apresenta textura suave e deliciosa fragrância, com notas em sua saída de mandarina, bergamota e pêssego. No corpo as notas de jasmim absoluto, rosa e muguet e no fundo a elegância do vetiver, musk, baunilha e angico branco. Essa é mais uma sugestão da TopNews que você encontra na Mahogany dos amigos David e Lívia Pereira. A loja está localizada no 2º piso do Maceió Shopping.

www.tribunahoje. com/topnews

elenilsontopnews@gmail.com

a farinha de trigo aos poucos, até formar uma massa uniforme que se possa enrolar. Forme rolinhos e corte os nhoques. Passe na farinha de trigo. Coloque uma panela com água e sal no fogo e, quando começar a ferver, junte os nhoques. Deixe cozinhar durante 5 minutos e quando subirem à superfície estarão prontos. MOLHO AO SUGO Descasque o tomate e bata no liquidificador. Reserve. Aqueça uma panela e adicione o azeite. Em seguida acrescente a cebola e o

alho e mexa bem. Depois adicione o tomate batido, o extrato de tomate, o sal e a água. Mexe e adicione aos poucos a salsinha, o manjericão e a cebolinha. E deixe cozinhar uns 30 minutos. MOLHO BRANCO: Derreta a margarina culinária e depois coloque a farinha de trigo. Mexa bem. E quando tiver tipo de uma pasta coloque o leite e a nozmoscada. Misture até engrossar. Depois misture como molho ao sugo. Sirva com o nhoque.

162 anos da

A

té 3 de novembro, o clima rural chegará a Maceió e se instalará no Parque da Pecuária. Esse é o período em que será realizada a 63ª edição da Exposição Agropecuária e Produtos Derivados de Alagoas, a Expoagro, que já se firmou como um dos maiores eventos de negócios do Nordeste e, em 2013, trará uma programação ainda mais completa, unindo negócios e diversão para todo o público participante. O lançamento do evento aconteceu no dia 19 deste mês junto com o primeiro leilão da temporada, o Alagoas Quarter Horse, que registrou faturamento de R$ 2,16 milhões. Agora, a sociedade em geral já está em contagem regressiva, com grande expectativa para o início da Expoagro. Entre estandes, julgamentos, shows, palestras, leilões e apresentações, adultos e crianças poderão se sentir mais perto do mundo rural percorrendo toda a estrutura montada no Parque da Pecuária, que promete vir ainda melhor em 2013.

A

Santa Casa de Maceió comemorou 162 anos de fundação com missa festiva na Capela da Santa Casa de Maceió. A data marca também o falecimento de São Vicente de Paulo, ocorrido em 27 de setembro de 1660. A celebração eucarística contou com a presença do corpo executivo e clínico da instituição, além dos irmãos da Irmandade da Santa Casa de Maceió, dos colaboradores e dos paroquianos que frequentam a capela. A celebração foi muito concorrida. A Santa Casa é uma das instituições mais sérias do país. Parabéns a todos que integram a Santa Casa, na pessoal do seu provedor, Humberto Barros.

Imaginarium

Eraldo e Fátima

O Neste domingo, 29, o estimado amigo Miguel Arcanjo Barbosa, um dos grandes valores na medicina em nosso Estado. Diretor Médico do Hospital VIDA, será muito festejado pela passagem de mais um ‘niver’. Ao lado se sua senhora Eliane Acerb Barbosa, e dos filhos Andrei e Erick. Top News deseja ao amigo, saúde e sucesso sempre em sua vida. Parabéns!

P

I

maginarium, uma bela loja localizada no 2º piso do Maceió Shopping, comandada com sucesso pela empresária Márcia Marques, está com peças lindas que vão além da nossa imaginação. Vale conferir as sugestões de presentes para o Dia da Secretária. Parabéns, amiga!

Spettus Steak House

C

Réveillon dos Milagres

elo 3º ano consecutivo, o empresário Maurício Vasconcelos realiza mais uma edição do selo TJ – Tamo Junto em São Miguel dos Milagres. Pelo site www. tjtamojunto.com.br, já é possível imaginar como será o final de 2013 e o início de 2014, na paradisíaca praia alagoana. De 27 de dezembro a 4 de janeiro, sete festas agitarão a praia onde ‘os milagres acontecem’, com a presença de selos próprios, dos paulistas Vale Night e Sunglasses e do brasilense Santa Feijuca. Além deles, o Bar da Praia foi instalado para oferecer aos convidados o que faltava: restaurante, bar, chuveiros, lounge para descanso e ainda monitores para a prática de Stand Up Paddle e Slackline. Todo final da tarde, os DJs aumentam o som e os convidados se levantam para admirar umas das grandes atrações principais, o pôr do sol.

O arnes nobres, importadas do Uruguai e da Argentina, servidas ao seu gosto. A melhor churrascaria do Brasil também serve frutos do mar e o famoso festival da lagosta, é muito saboroso. Saladas variadas, queijos e frios, conservas, vinhos internacionais, sobremesas que mais parecem obras de arte, drinks, pianista e o exclusivo serviço Spettus, sempre de portas abertas para você. Informações e reservas pelo telefone 3304-3100.

Expoagro

Mau olhado

s napolitanos são conhecidos não só pela pizza, pelas praias e pelo trânsito caótico, mas também por serem supersticiosos. O assunto rende tanto que até mesmo o mundo da moda se rendeu ao filão. Napolitana da gema e supersticiosa de carteirinha, a designer Anuela Martino, que desde 2009 cria sapatos de luxo fabricados artesanalmente, resolveu lançar uma sandália em homenagem ao universo das crenças populares. No último verão, o “Anti-Jella” (Contra o mau agouro) trouxe ótimas vibrações para a grife da estilista, a Martino&Rodrigues, e conquistou os pés de centenas de mulheres na Europa, no Oriente Médio e na China. Feito totalmente à mão, em camurça verde, o modelo chama atenção pelo colorido e pelos pingentes aplicados na altura do tornozelo. Um par pode sair por até 800 euros, o equivalente a aproximadamente R$ 2.400,00.

s amigos Eraldo e Fátima Tenório, um casal modelo, desembarca, hoje e voltam ao nosso convívio depois de uma temporada em Paris onde foram participar da bênção nupcial da sua filha Marigia, que também recebeu a bênção em nossa cidade. Aproveitamos a oportunidade para desejar boas-vindas aos amigos e dizer que vamos enfocar os amigos Marígia e Clément.

Todas as correspondências, como convites para esta coluna, e para Elenilson Gomes, deverão ser enviadas para Av. Sandoval Arroxelas, 840, Edf. Calliate Ap. 204 PV. CEP: 57035-230

O

Retornando

s amigos médicos Henrique Vieira, pneumologista, e Cleide Vieira, dermatologista, retornam hoje ao nosso convívio depois de uma temporada na Europa. Aproveitamos a oportunidade para dar as boas-vindas ao casal e comunicar aos pacientes do casal que essa semana eles já voltam às suas atividades. Bemvindos, amigos, vocês sãos especiais.

Sempre procurando enfocar o que há de mais belo para as amigas da nossa sociedade, hoje enfocamos um belo modelo primavera/verão 2013/2014 da Corporéum, que as nossas amigas poderão encontrar na Casa Moa, das amigas Andréa e Moacira Cunha. O verão está aí, venha conferir os modelos da bela maison, na Avenida Deputado José Lages

g


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013 VEÍCULOS 17

Veículos Fiat Palio Fire Economy Série Itália Modelo é conhecido pela robustez e sua economia de combustível

S

ucesso no mercado, a Série Especial Itália chega agora ao Fiat Palio Fire Economy. O modelo, muito apreciado pelos consumidores pela robustez, economia de combustível, funcionalidade e confiabilidade, com a Série Especial Itália passa a contar com um visual mais elegante. O interior do Palio Fire Economy Série Especial Itália conta com bordado exclusivo Itália nos bancos dianteiros, porta-óculos, comando interno para retrovisores externos, qua-

dro de instrumentos com conta-giros, apoios de cabeça no banco traseiro e cintos de segurança laterais traseiros retráteis de três pontos. Reforçando o design característico da série, externamente o modelo traz faróis escurecidos com anel cromado, faróis de neblina, revestimento preto fosco nas colunas centrais das portas, minissaias laterais e retrovisores externos na cor do veículo, além de pneus e calotas exclusivas aro 14’’ e badge Itália. O Palio Série Especial Itália já está nas concessionárias.

Volkswagen assegura liderança no mercado argentino A venda de carros (foto). na Argentina cresceu 7,7% em agosto em relação ao mesmo mês do ano passado, conforme a Adefa, a associação dos fabricantes. Foram vendidas 78 mil unidades no mês. A Volkswagen é a primeira colocada no mês, com 13.504 unidades, uma participação de 17,3%. No ano, a Volkswagen também é líder, vendeu 111.165 carros e conquistou 17,5% de participação.

Entre os equipamentos de série, o Palio Série Especial Itália traz direção hidráulica, ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos

JAPONESA

Honda possui melhores práticas ambientais A Honda foi a empresa japone-

sa que mais pontuou no Relató-

rio Global CDP 500 de Alterações Climáticas da organização britânica CDP*. O estudo analisou as iniciativas e medidas adotadas pelas 500 maiores empresas do mundo contra o aquecimento global e efeito estufa. A Honda foi apontada pela organização como uma das 12 melhores do ranking. Para o relatório 2013, a Honda revelou as estimativas

globais de todas as emissões de gases de efeito estufa de suas operações, considerando desde as emissões na aquisição de matérias-primas, até a produção, venda, uso do produto e final de sua vida útil. Além disso, a Honda foi a primeira empresa em todo o mundo a revelar dados de emissões de gases de efeito estufa envolvidos em toda a cadeia produtiva. Tal divulgação possibilitou à empresa a mais alta classificação.


18

VEÍCULOS MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Personalização do Cobalt e Spin f Modelos oferecem maior valor agregado com mais conteúdo e itens exclusivos no atraente design

A

QUALIDADE

Agrale recebe prêmio em gestão A Agrale, companhia brasileira cada vez mais internacionalizada, foi eleita uma das 150 Melhores Empresas em Práticas de Gestão de Pessoas em 2013. A premiação foi recebida dia 24 deste mês, no Auditório Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo. Instituído em 2009 e fruto de uma pesquisa elaborada pela Gestão RH Editora, o prêmio tem como objetivo identificar as organizações que mostram grande preocupação com os seus funcionários e que têm boas práticas em programas de gestão de pessoas, visando liderança, diversidade, desenvolvimento pessoal, qualidade de vida, sustentabilidade e comunicação. A pesquisa avalia cases de referência nas áreas de clima organizacional, desenvolvimento de colaboradores e aperfeiçoamento dos líderes. Participam da pesquisa Melhores Empresas em Práticas de Gestão de Pessoas as 1.000 companhias presentes nos estudos Maiores e Melhores Empresas Brasileiras, realizado pela revista Exame. Com 51 anos, a Agrale atua na produção de caminhões, chassis para ônibus, tratores e utilitários 4x4, sendo líder brasileira no segmento de chassis leves há 15 anos. Em 2013, recebeu várias premiações na área de gestão.

Customização do Cobalt e do Spin Advantage inclui adesivos de coluna e retrovisores pintados na cor preto brilhante (high gloss)

ÁSIA

For cresce mais no mercado chinês

Em 7 de outubro de 1913, a linha de montagem de Henry Ford se moveu pela primeira vez. Um século depois, entre as mudanças na produção da Ford Motor Co., nenhuma é mais importante do que o próprio lugar onde está localizada. Os veículos da Ford montados na China e no restante da Ásia agora superam pela primeira vez aqueles fabricados na Europa. Em 2015,

a Ford terá capacidade para produzir mais carros e caminhões na Ásia dos que fabricou em 2012 na América do Norte. riqueza na Ásia está crescendo até mais rápido do que cresceu na América depois de Henry Ford. Como o que aconteceu com o Modelo T que virou o primeiro carro para milhões de americanos, a ascensão da classe média em países como a China significa que

pelo menos dois de cada três compradores nesses mercados obterão seu primeiro carro. Morgan Stanley, em um relatório publicado neste mês, estima as operações da Ford na China em US$ 15 bilhões, mais de um quinto do valor das ações da Ford e acima da Mazda Motor Corp. e da Fiat SpA. “De todas as regiões do mundo, é aquela onde te-

mos menor representação, disse o diretor financeiro Bob Shanks sobre a Ásia-Pacífico. “E é onde temos a maior oportunidade absoluta de crescimento”.No final do primeiro ano completo de Mulally na chefia da companhia, a participação da Ford no mercado da Ásia-Pacífico era de 2,3%. No primeiro semestre deste ano, elevou -se para 3,3%.

Chevrolet lança no mercado brasileiro a nova série especial Advantage, para os modelos Cobalt e Spin, oferecendo um maior valor agregado ao incorporar aos dois veículos mais equipamentos de série, além de itens exclusivos de design. A cor exclusiva da série é a metálica Cinza Mond. A customização do Cobalt e do Spin Advantage inclui adesivos de coluna e retrovisores pintados na cor preto brilhante (high gloss), emblema Advantage, molduras laterais, acabamento interno diferenciado, entre outros itens, de acordo com as características de cada veículo. “Fizemos inúmeras pesquisas e detectamos uma forte tendência no mercado de os clientes buscarem, cada vez mais, uma maior personalização e exclusividade nos seus veículos”, destaca Hermann Mahnke, diretor de Marketing da Chevrolet. Segundo ele, “optamos em oferecer ainda mais conteúdo nas versões mais equipadas e, também, com a vantagem de o veículo sair pronto direto da linha de montagem”. O Cobalt Advantage 1.4L (transmissão manual) tem preço a partir de R$ 49.490 (pintura metálica inclusa no preço). Já o Spin Advantage 1.8L MT (transmissão manual) chega com preço sugerido a partir deR$ 53.190 (pintura metálica inclusa no preço). São novas opções para o mercado.

MAIS UMA PRIMAVERA comemorada por Juvenal Gonçalves de Oliveira, no último dia 19 deste mês. Ao lado de sua amada Maria Mendes, filhos, enteados, genros, noras e netos do coração, meu amado pai festejou 73 anos. “Véio Juvena” vc é, e sempre será, meu herói hoje e sempre!

Agreste LUIZ HENRIQUE, AO LADO de mamãe Telma e papai Tibúrcio, no momento tão esperado pelo pequeno aniversariante. O soprar da velinha teve até um biquinho fofo. Querido, eu e Silvestre adoramos clicar seu níver, parabéns, festa linda!

DIRETO DE ARAPIRACA PARA o Rock in Rio, o jornalista Breno Airan e sua lady, Mariana Souza curtiram os shows do Dr. Sin, Almah, Hibria, Sebastian Bach, Rob Zombie, Sepultura e Les Tambours du Bronx, Ghost, Alice in Chains e Metallica. Segundo, o casal “Experiência e aura únicas!”. Queridos, há fotos que falam por si só, esta com certeza é uma delas. Adoreeeei a comemoração antecipada do níver em alto estilo, ou posso dizer “metal style”. Amigo Breno, happy birthday!

LOURDES RIZZATTO Jornalista e Fotógrafa lourdes.rizzatto@hotmail.com

ne e l i s o R ILZA, D A as s E a O d I o t C EPITÁ o amigos de iu o t r u c ã s i s e Dias dupla de casa Luiz HenA de s o n a horas. em o , i r t k a o l u u q e sta G e f e níver d d 21 casa a a i n d e o u m riq o últi n , a c a Arapir

UMA COLETIVA DESCONTRAÍDA foi o que rolou entre os representantes do grupo de investidores do Arapiraca Garden Shopping e a imprensa, no dia 24 (quarta), véspera do lançamento do empreendimento na capital metropolitana do agreste. Parabéns Robson Rodas, Adriana Gribel, Leandro Lourenço e Adorinan Guerra pelo acolhimento

O MÉDICO SANDRO LINS ESTÁ acompanhando de perto a finalização das obras do condomínio Villa de La Roche. Em uma das visitas ao empreendimento ele afirmou categoricamente “Eu acredito que há dois tipos de pessoas que compram lotes, um para investimento e outro paramoradia. Eu comprei o meu para morar porque acho que hoje em Arapiraca o Villa De La Roche é o melhor local para viver com a família em segurança e conforto”

Felipe e r t s e do m o l i t s e s com e Oo õ t D r N a I c U SEG ando ada c z i E l o r a U t e Q r o I d L a flagra UM C coletiv e eu l a e m i s e u ó u q p q a A . a Camelo ia e Laisa Leão ing. Torço par iraca p a r p A g p é à o vezes Silvia R ca Garden Sh s i a m ira orne no Arap flagrantes” ret os “Guru d


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013 PUBLICIDADE 19


20

VEÍCULOS PUBLICIDADE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013 VEÍCULOS 17

Veículos Fiat Palio Fire Economy Série Itália Modelo é conhecido pela robustez e sua economia de combustível

S

ucesso no mercado, a Série Especial Itália chega agora ao Fiat Palio Fire Economy. O modelo, muito apreciado pelos consumidores pela robustez, economia de combustível, funcionalidade e confiabilidade, com a Série Especial Itália passa a contar com um visual mais elegante. O interior do Palio Fire Economy Série Especial Itália conta com bordado exclusivo Itália nos bancos dianteiros, porta-óculos, comando interno para retrovisores externos, qua-

dro de instrumentos com conta-giros, apoios de cabeça no banco traseiro e cintos de segurança laterais traseiros retráteis de três pontos. Reforçando o design característico da série, externamente o modelo traz faróis escurecidos com anel cromado, faróis de neblina, revestimento preto fosco nas colunas centrais das portas, minissaias laterais e retrovisores externos na cor do veículo, além de pneus e calotas exclusivas aro 14’’ e badge Itália. O Palio Série Especial Itália já está nas concessionárias.

Volkswagen assegura liderança no mercado argentino A venda de carros (foto). na Argentina cresceu 7,7% em agosto em relação ao mesmo mês do ano passado, conforme a Adefa, a associação dos fabricantes. Foram vendidas 78 mil unidades no mês. A Volkswagen é a primeira colocada no mês, com 13.504 unidades, uma participação de 17,3%. No ano, a Volkswagen também é líder, vendeu 111.165 carros e conquistou 17,5% de participação.

Entre os equipamentos de série, o Palio Série Especial Itália traz direção hidráulica, ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos

JAPONESA

Honda possui melhores práticas ambientais A Honda foi a empresa japone-

sa que mais pontuou no Relató-

rio Global CDP 500 de Alterações Climáticas da organização britânica CDP*. O estudo analisou as iniciativas e medidas adotadas pelas 500 maiores empresas do mundo contra o aquecimento global e efeito estufa. A Honda foi apontada pela organização como uma das 12 melhores do ranking. Para o relatório 2013, a Honda revelou as estimativas

globais de todas as emissões de gases de efeito estufa de suas operações, considerando desde as emissões na aquisição de matérias-primas, até a produção, venda, uso do produto e final de sua vida útil. Além disso, a Honda foi a primeira empresa em todo o mundo a revelar dados de emissões de gases de efeito estufa envolvidos em toda a cadeia produtiva. Tal divulgação possibilitou à empresa a mais alta classificação.


18

VEÍCULOS MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Personalização do Cobalt e Spin f Modelos oferecem maior valor agregado com mais conteúdo e itens exclusivos no atraente design

A

QUALIDADE

Agrale recebe prêmio em gestão A Agrale, companhia brasileira cada vez mais internacionalizada, foi eleita uma das 150 Melhores Empresas em Práticas de Gestão de Pessoas em 2013. A premiação foi recebida dia 24 deste mês, no Auditório Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo. Instituído em 2009 e fruto de uma pesquisa elaborada pela Gestão RH Editora, o prêmio tem como objetivo identificar as organizações que mostram grande preocupação com os seus funcionários e que têm boas práticas em programas de gestão de pessoas, visando liderança, diversidade, desenvolvimento pessoal, qualidade de vida, sustentabilidade e comunicação. A pesquisa avalia cases de referência nas áreas de clima organizacional, desenvolvimento de colaboradores e aperfeiçoamento dos líderes. Participam da pesquisa Melhores Empresas em Práticas de Gestão de Pessoas as 1.000 companhias presentes nos estudos Maiores e Melhores Empresas Brasileiras, realizado pela revista Exame. Com 51 anos, a Agrale atua na produção de caminhões, chassis para ônibus, tratores e utilitários 4x4, sendo líder brasileira no segmento de chassis leves há 15 anos. Em 2013, recebeu várias premiações na área de gestão.

Customização do Cobalt e do Spin Advantage inclui adesivos de coluna e retrovisores pintados na cor preto brilhante (high gloss)

ÁSIA

For cresce mais no mercado chinês

Em 7 de outubro de 1913, a linha de montagem de Henry Ford se moveu pela primeira vez. Um século depois, entre as mudanças na produção da Ford Motor Co., nenhuma é mais importante do que o próprio lugar onde está localizada. Os veículos da Ford montados na China e no restante da Ásia agora superam pela primeira vez aqueles fabricados na Europa. Em 2015,

a Ford terá capacidade para produzir mais carros e caminhões na Ásia dos que fabricou em 2012 na América do Norte. riqueza na Ásia está crescendo até mais rápido do que cresceu na América depois de Henry Ford. Como o que aconteceu com o Modelo T que virou o primeiro carro para milhões de americanos, a ascensão da classe média em países como a China significa que

pelo menos dois de cada três compradores nesses mercados obterão seu primeiro carro. Morgan Stanley, em um relatório publicado neste mês, estima as operações da Ford na China em US$ 15 bilhões, mais de um quinto do valor das ações da Ford e acima da Mazda Motor Corp. e da Fiat SpA. “De todas as regiões do mundo, é aquela onde te-

mos menor representação, disse o diretor financeiro Bob Shanks sobre a Ásia-Pacífico. “E é onde temos a maior oportunidade absoluta de crescimento”.No final do primeiro ano completo de Mulally na chefia da companhia, a participação da Ford no mercado da Ásia-Pacífico era de 2,3%. No primeiro semestre deste ano, elevou -se para 3,3%.

Chevrolet lança no mercado brasileiro a nova série especial Advantage, para os modelos Cobalt e Spin, oferecendo um maior valor agregado ao incorporar aos dois veículos mais equipamentos de série, além de itens exclusivos de design. A cor exclusiva da série é a metálica Cinza Mond. A customização do Cobalt e do Spin Advantage inclui adesivos de coluna e retrovisores pintados na cor preto brilhante (high gloss), emblema Advantage, molduras laterais, acabamento interno diferenciado, entre outros itens, de acordo com as características de cada veículo. “Fizemos inúmeras pesquisas e detectamos uma forte tendência no mercado de os clientes buscarem, cada vez mais, uma maior personalização e exclusividade nos seus veículos”, destaca Hermann Mahnke, diretor de Marketing da Chevrolet. Segundo ele, “optamos em oferecer ainda mais conteúdo nas versões mais equipadas e, também, com a vantagem de o veículo sair pronto direto da linha de montagem”. O Cobalt Advantage 1.4L (transmissão manual) tem preço a partir de R$ 49.490 (pintura metálica inclusa no preço). Já o Spin Advantage 1.8L MT (transmissão manual) chega com preço sugerido a partir deR$ 53.190 (pintura metálica inclusa no preço). São novas opções para o mercado.

MAIS UMA PRIMAVERA comemorada por Juvenal Gonçalves de Oliveira, no último dia 19 deste mês. Ao lado de sua amada Maria Mendes, filhos, enteados, genros, noras e netos do coração, meu amado pai festejou 73 anos. “Véio Juvena” vc é, e sempre será, meu herói hoje e sempre!

Agreste LUIZ HENRIQUE, AO LADO de mamãe Telma e papai Tibúrcio, no momento tão esperado pelo pequeno aniversariante. O soprar da velinha teve até um biquinho fofo. Querido, eu e Silvestre adoramos clicar seu níver, parabéns, festa linda!

DIRETO DE ARAPIRACA PARA o Rock in Rio, o jornalista Breno Airan e sua lady, Mariana Souza curtiram os shows do Dr. Sin, Almah, Hibria, Sebastian Bach, Rob Zombie, Sepultura e Les Tambours du Bronx, Ghost, Alice in Chains e Metallica. Segundo, o casal “Experiência e aura únicas!”. Queridos, há fotos que falam por si só, esta com certeza é uma delas. Adoreeeei a comemoração antecipada do níver em alto estilo, ou posso dizer “metal style”. Amigo Breno, happy birthday!

LOURDES RIZZATTO Jornalista e Fotógrafa lourdes.rizzatto@hotmail.com

ne e l i s o R ILZA, D A as s E a O d I o t C EPITÁ o amigos de iu o t r u c ã s i s e Dias dupla de casa Luiz HenA de s o n a horas. em o , i r t k a o l u u q e esta G f e níver d d a 21 cas a a i n d e o u m q ri o últi n , a c a Arapir

UMA COLETIVA DESCONTRAÍDA foi o que rolou entre os representantes do grupo de investidores do Arapiraca Garden Shopping e a imprensa, no dia 24 (quarta), véspera do lançamento do empreendimento na capital metropolitana do agreste. Parabéns Robson Rodas, Adriana Gribel, Leandro Lourenço e Adorinan Guerra pelo acolhimento

O MÉDICO SANDRO LINS ESTÁ acompanhando de perto a finalização das obras do condomínio Villa de La Roche. Em uma das visitas ao empreendimento ele afirmou categoricamente “Eu acredito que há dois tipos de pessoas que compram lotes, um para investimento e outro paramoradia. Eu comprei o meu para morar porque acho que hoje em Arapiraca o Villa De La Roche é o melhor local para viver com a família em segurança e conforto”

Felipe e r t s e do m o l i t s om e c o s e O õ t D r N GUI do ca E n S a c zada i E l o r a U t e Q r o I d L a a flagr UM C coletiv e eu l a e m i s e u ó u q p q a A . a o o par ç r Camelo ia e Laisa Leã o T iraca . p g a n i r p A g p é à o R h en S vezes d Silvia r s i a a G m a e irac orn no Arap flagrantes” ret os “Guru d


TRIBUNAINDEPENDENTE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013 PUBLICIDADE 19


20

VEÍCULOS PUBLICIDADE

MACEIÓ - DOMINGO, 29 DE SETEMBRO DE 2013

TRIBUNAINDEPENDENTE

Edição número 1858 - 29 de setembro de 2013  

tribunaindependenteediçãodigitaltribunahoje