Issuu on Google+

www.tribunafeirense.com.br

FEIRA DE SANTANA, SEXTA-FEIRA 28 JUNHO DE 2013

ANO XIV - Nº 2.434

R$ 1

Movimento volta à rua por CPI de ônibus e passagem mais barata ATENDIMENTO (75)3225-7500

redacao@tribunafeirense.com.br

Três momentos da mobilização: passeata da semana passada, reunião na Praça do Fórum e conversa com o presidente da Câmara

O movimento #vempraruafsa decidiu aumentar a pressão, programando uma série de eventos na luta pela redução da passagem de ônibus e melhoria da qualidade do serviço em Feira de Santana. Uma das atividades decididas em reunião na quarta-feira já ocorreu: um pequeno grupo foi à Câmara - onde só encontrou quatro vereadores - pedir que seja implantada uma CPI para investigar as empresas de ônibus. Protesto retorna às ruas hoje.

4e5 César Oliveira 13 propostas 2

Da Câmara para o Clériston

Ex-vereador na capital e atualmente na suplência, Dr. Pitangueira será o novo diretor do Clériston Andrade. Ele também já dirigiu hospitais públicos em Salvador. Os funcionários promoveram abraço simbólico contra a publicização.

Glauco Wanderley Suicídio eleitoral

10

3

André Pomponet Resultados aparecem

Acesse: www.tribunafeirense.com.br

4


2

Feira de Santana, sexta-feira 28 junho de 2013

  

cesaroliveira@tribunafeirense.com.br

Agenda de Luta: 13 pontos para 2013

D



e Polícia a manifestantes, de governos a políticos, de imprensa à minha turma na rodinha do bar, estamos todos sem régua e sem compasso para falar sobre a hora, a razão e o porquê das manifestações que sacodem o país. O movimento, entretanto, traz aspectos que merecem reflexão. Entre eles a rejeição aos políticos, o perfil dominante de classe média e nível superior dos manifestantes e a ausência de uma pauta específica e líderes. De modo geral, não existem movimentos súbitos. Eles exigem longa preparação, de fatos que criam o ambiente favorável à ocorrência do acontecimento. A pauta múltipla sugere uma série de insatisfações, que passa pela ausência de serviços públicos eficientes - saúde, educação, segurança, transporte - mitigado por um discurso irrealista e propagandístico do governo, além do elevado custo de impostos, sensação de corrupção generalizada, impunidade, inchaço da máquina pública e aparelhamento do governo por partidos políticos. Ao lado disto, de forma escancarada, está o custo monumental, infinito e superfaturado de realizar uma Copa do Mundo. E, decididamente, nestes tempos de inflação e crescimento pífio, eles soam ofensivos. Este mal estar geral, esta malaise, não é a única razão. Há um desalento social e político que aprofundou o fosso entre a sociedade e sua representação política. O processo de rebaixamento dos padrões não foi uma criação de Lula, mas foi elevado por ele a níveis nunca vistos; promoveu o rebaixamento institucional e dos limites de forma acentuada, com a realpolitik, e falência ideológica, criando uma coligação partidária imensa, às custas da compra de sindicatos, entidades de trabalhadores, órgãos estudantis como a UNE e velhos oligarcas como Sarney e Maluf. Ao lado disto, a sociedade acentuou sua sensação da impunidade dos políticos. Quando, um julgamento como o mensalão, condena alguns, passamos a achar que foi “um ponto fora da curva”, como espantosamente nos disse Barroso, o falante novo ministro do STF. A população que arca com a manutenção do país cansou de assistir estas ações e passou a não se sentir representada no Congresso. As manifestações se repetem, com ação de vândalos que têm deturpado as passeatas e levado ao confronto com a polícia. Há grupos infiltrados (ver a quem estavam ligados em Brasília) e outros que encontram na agressão uma resposta à limitada politização. Há, ainda, bandidos comuns e ressentidos que tentam linchar policiais e saquear lojas, constituindo-se porém em uma minoria. Como efeito da pressão várias cidades estão reduzindo suas tarifas e divulgando planilhas - nem sempre confiáveis! Há, entretanto, alguns riscos. A multidão, como sabemos, pode ser genial ou insana, a depender de fatores absolutamente imponderáveis e, frequentemente, são messiânicas, ditatoriais e criam o ambiente favorável ao aparecimento, perigoso, de messias e salvadores. A rejeição aos políticos é compreensível, mas a rejeição à política é perigosa, pois ela é o instrumento formal, legal, e executor final das demandas da sociedade. É preciso sabedoria de escolher para que, tentando a democracia, nao caiamos em caminhos ditatoriais, visto que certos grupos não possuem origem e firmeza democrática. O Congresso tem tentado algumas respostas - rejeição da PEC 37, aprovação da corrupção como crime hediondo, fim do voto secreto para cassação de mandatos mas ainda longe dos anseios da população. A presidente, de forma destrambelhada, propôs uma Assembleia Constituinte exclusiva para reforma política, tentando, em verdade, emplacar velhas teses do PT que já constam de documento do partido há anos. A reforma é necessária, mas este papel deveria caber ao Congresso, pois o plebiscito tem aspectos complicados de entendimento. Nesta página colocamos algumas sugestões que merecem ser debatidas. Um aspecto importante é a incrível força que mostraram as redes sociais. Os fatos, trazem um alerta sobre este novo e estranho poder, sem dono e sem face, - ou com Face-, e que não precisa dos espaços tradicionais, dominadas pela esquerda, como sindicatos e órgãos estudantis, igrejas, para mobilizar a sociedade. Ela descobriu que pode voltar às ruas a qualquer momento. E a política no Brasil nunca mais será mesma. Ainda que a matrix seja polimorfa, que a execução seja desvirtuda pelos vândalos de aluguel, o mais importante é tentarmos dar agenda, sentido e fundamento político ao movimento. A rejeição aos politicos, não pode se converter em rejeição à polìtica, pois ela é a agente final da transformação, ou teremos a convulsão da anarquia. aperto do cinto e, sobretudo, a revolta com a classe politica, tão cínica, tão despudorada que não deixou nenhum referencial ético em pé, que gasta no superfluo imediato o que deveria investir no essencial de longo prazo e a terrível impunidade da justiça brasileira com o crime de colarinho branco, com a crackolandia das licitações viciadas, fazem parte da caldo original. Não é a toa que achamos um escândalo o STF condenar mensaleiros que roubaram o dinheiro público, aliás, o novo ministro do STF teve a coragem de dizer que o julgamento foi “ um ponto fora da curva” como se honestidade fosse uma questão geométrica.

Reforma Política com voto Distrital misto Cláusula de Barreira para partidos (3%) Não ao voto em lista e financiamento público de campanha Fim das coligações, nas eleições proporcionais (vereador, deputado), que permitem um deputado puxar outros. Fim da Suplência, sem voto, na sinecura que é o Senado Universalização da Ficha Limpa para o funcionalismo e não à flexibilização da Lei Enxugamento da máquina pública com redução de 30 mil para 10 il cargos comissionados. E redução de 39 para 25 Ministérios. Agravamento da pena para agente público, em casos de corrupção Tramitação especial para processos envolvendo políticos e outros agentes públicos garantindo celeridade do julgamento Revisão da Lei das Licitações, a lei mais fraudada do Brasil. Profissionalização da carreira e proibição de políticos ocuparem ou indicarem vagas nos Tribunais de Conta Penalização do agente corruptor (empresas) Redução das mordomias: férias de 30 dias em todas as Assembléias e Câmaras, fim do plano de Saúde ilimitado no Senado (usem plano privado), fim da aposentadoria com 8-12 anos, redução do funcionalismo do Senado, fim do apartamento funcional, fim da imunidade parlamentar.

Movimento A Casa da Cidadania encerra seu primeiro semestre de forma melancólica, com tapumes nas janelas, no dia em que o povo ocupou as ruas. O presidente Justiniano França mandou isolar a Câmara (que não à toa foi vaiada) alegando mais um suposto atentado, que ninguém sabe, ninguém viu, ninguém apurou. Ao que parece, tem político que é surdo.

Ensurdecedor O silêncio de Lula, a mudez dos senadores, a curvatura dos deputados, o desaparecimento do bandido dos guardanapos, o Sérgio Cabral.

Cotação de Wagner Ninguém sabe onde vai dar este movimento vem pra rua , mas é indiscutível que mudou completamente a agenda eleitoral de 2014. Não se sabe ainda quem ganhou - se é que alguém vai ganhar -, e quem perdeu. A se manter a situação, o desgaste de Dilma é terrível. Lula, sábio, com biografia e patrimônio construído, com problema de saúde, com questão desgastante inclusive familiarmente -, como a Rose para responder, não tem porque arriscar tudo e voltar para fazer um governo inferior ao que fez. Neste caso, o PT pode escolher disputar com um quase ex-aliado como Eduardo Campos, ou um outro nome de seu partido. Dentro desta perspectiva o nome mais palatável à classe média, no partido, por ser conciliador, é o de Jaques Wagner. A sua recente entrevista à Veja - a revista odiada pelos petistas, mas lida com devoção - foi de uma clareza singular pelos posicionamentos do governador.

De olho Silêncios Ao eleger-se, Fernando Collor, o Breve, fez uma declaração dizendo que seu governo ia “deixar a esquerda perplexa, e a direita espantada”. Deu nos caras pintadas e sua expulsão do poder. Quatro presidentes depois, o povo é quem está cumprindo a profecia...

Na votação da PEC, faltaram Edson Pimenta (PSD), Erivelton Santana (PSC), Geraldo Simões (PT), Luiz Argolo (PSD), Paulo Magalhães (PSD) e Waldenor Pereira (PT). Entre os faltosos, Erivelton Santana e Geraldo Simões assinaram em 2011, a seu favor. Todos os demais (33) foram a favor da rejeição, inclusive os parlamentares que assinaram em 2011 o requerimento para tramitação da proposição: Alice Portugal (PCdoB), Daniel Almeida (PCdoB), Jânio Natal (PRP), José Carlos Araújo (PDT), Márcio Marinho (PRB) e Roberto Britto (PP).


3

Feira de Santana, sexta-feira 28 junho de 2013

Glauco Wanderley

redacao@tribunafeirense.com.br

Tentativa de suicídio político Quando os escalões mais altos do petismo denunciam o que consideram ações da mídia golpista ou da burguesia para derrubar o governo, tudo não passa de retórica, destinada especialmente a crentes militantes. É a velha – e eficaz – tática de manter a mobilização contra um inimigo externo, para colocar uma cortina de fumaça sobre a realidade.

O PT nunca fez mal à alta burguesia nacional, pelo contrário. Mas no desespero de não saber o que pensar e muito menos o que fazer diante das manifestações que começaram contra o transporte e se voltaram contra o tudo que está errado nos governos (não só o federal), alguns descerebrados direcionaram seus

IMAGENS DA PROPAGANDA DO PT EM 2002, QUANDO LULA AINDA NÃO ERA PRESIDENTE E O PT NÃO ACHAVA QUE PREGAR CONTRA A CORRUPÇÃO ERA COISA DE TUCANO (OU DE UDENISTA)

discursos contra a tal elite que supostamente odeia o partido. Esquecem que as pessoas com maior nível de instrução e renda acima da dos beneficiários do Bolsa Família, foram durante várias eleições justamente aqueles que deram suporte ao PT e acreditaram que tudo seria diferente quando Lula e seus companheiros chegassem ao poder.

Estas pessoas, dotadas de um grau maior de informação e consciência política, capazes de perceber o quanto o brasileiro é extorquido por um governo ineficiente e corrupto, não fazem parte do que alguns petistas chamam de burguesia. A burguesia neste sentido que o PT lhe dá é muito menor. Não enche uma Avenida Paulista, a

principal do centro de São Paulo. Não enche uma Presidente Vargas, ligação do Centro do Rio com a Zona Norte. Nem jamais se dará ao trabalho de ir para a rua protestar, pois não tem queixas. Ao contrário, alguns até pagam para ouvir Lula falar e outros estão pedindo que ele dê um chega pra lá em Dilma e retome a cadeira ano que vem.

Insistir em associar os protestos na rua com a direita mentecapta e golpista ou a burguesia privilegiada, será um suicídio político. Uma coisa é ofender jornalistas porque fazem o indesejado trabalho de informar. Embora incomodem, jornalistas são poucos. Mas o eleitor, que já se sente traído, ainda ter que aguentar ofensas, é demais.

Câmara fingiu que não viu nem ouviu Ao encerrar esvaziada sessão especial sobre anemia falciforme ontem (27), o presidente Justiniano França (com outros 3 vereadores que apareceram) recebeu um grupo de manifestantes do movimento #vempraruafsa, que passaram a sessão gritando “CPI, CPI”. Foi um momento de exceção na postura do Legislativo municipal, que vem agindo diante da crise como se nada do que se pede na rua tivesse a ver

com eles. Durante a última semana de trabalho do semestre (o recesso começou e vai até 1º de agosto), quando falaram sobre as manifestações que sacodem o país trataram do tema como algo distante, que diz respeito tão somente ao governo federal, à presidente Dilma Roussef. Só ouviram falar em combate à corrupção, em pedidos para melhorar educação

e saúde públicas. Esqueceram que o estopim de tudo foi o transporte. Ignoraram que uma das demandas locais é a abertura de uma CPI para investigar empresas de ônibus, CPI que eles fizeram questão de impedir quando o assunto foi tratado na Câmara há poucos dias. Apagaram da memória o fato de que a conta de luz vai ficar mais cara em Feira de Santana a partir de janeiro, depois que eles aprovaram sem discutir, um

projeto do prefeito José Ronaldo aumentando, às vezes em doses cavalares, a taxa de iluminação pública. As manifestações têm dois lados bem distintos. Quem puxa a questão do transporte não dá muita bola para outras reivindicações. São simpáticos a partidos de esquerda e insinuam ou dizem abertamente que um tema como corrupção é pauta tucana ou da direita. Mas se

não houvesse uma forte indignação com a corrupção e um monte de outras demandas sobrepostas, as ruas não ficariam cheias e o movimento não teria a força que tem. Entretanto é inegável que o excesso de demandas confunde e torna mais difícil a obtenção de resultados concretos. O poder municipal (Executivo, Legislativo e empresas de ônibus) talvez apostem nisso, para não serem obrigados a ceder.

ASSIM FALOU NEINHA, vereadora

“Deus escolheu esses 21 vereadores para representar a cidade de Feira de Santana.”

DR. PITANGUEIRA, novo diretor do Clériston Andrade

“Quem me atrapalhar eu vou empurrar, e vou empurrar mesmo” AUDO RODRIGUES, promotor

“Quem quiser ver como anda a saúde no “Eu votei na CIP porque era uma Brasil visite o Cleriston Andrade! Mas proposta do governo. No fundo não vá com a certeza de uma revolta sem queria votar não. Mas votei porque tamanho!” sou governista.” ZÉ CARNEIRO, vereador

JOÃO PEDRO STÉDILE, dirigente do MST ELI RIBEIRO, vereador

“Não acredito que o prefeito vai fazer um projeto para destruir a população feirense.” sobre a mesma CIP, ou taxa de iluminação pública

“O programa habitacional Minha Casa, Minha Vida empurrou os pobres para as periferias, sem condições de infraestrutura.”


4

Feira de Santana, sexta-feira 28 junho de 2013

#vemprarua aumenta a pressão

Após um intervalo maior que uma semana – a primeira passeata foi no dia 20 –, o movimento #vempraruafsa retorna hoje ao centro da cidade e tem pelo menos mais uma manifestação agendada (para a próxima quinta-feira). Um grupo de manifestantes esteve na Câmara ontem (26), pedindo uma CPI para os transportes. Eles se reuniram com o presidente do Legislativo, Justiniano França. O Legislativo, porém, entrou em recesso e só retoma os trabalhos a partir de 1º de agosto. Embora cada um que vai para a rua tenha a opção de fazer o protesto que desejar, a reunião preparatória do evento na quarta-feira, com a presença de cerca de 300 pessoas, definiu que o

foco do movimento será exclusivo no transporte. Na reunião, com hor��rio coincidindo com o jogo Brasil x Itália na Copa das Confederações, compareceram os mais engajados, interessados principalmente no transporte. Embora os presentes tenham

levantado diversos outros temas que consideram importantes, quando foi votado se haveria a inclusão deles na pauta oficial do movimento, foi muito maior o grupo dos que optaram pela exclusividade do transporte. Uma proposta

andrepomponet@hotmail.com

André Pomponet Economia em crônica

A Copa das Insatisfações II

muito aplaudida foi a apresentação de um projeto de iniciativa popular à Câmara para redução do preço da passagem. “Não precisamos depender de nenhum vereador para apresentar. Vamos colocar 10 mil, 12 mil na porta da Câmara”, sugeriu o autor da ideia.

PRÓXIMOS EVENTOS

28/06 sexta 10 horas

03/07 quarta 16 horas

04/07

II Ato - concentração na praça do Gastão Guimarães, com caminhada para Ministério Público, Câmara de Vereadores, Prefeitura e Presidente Dutra, para protocolar pauta na prefeitura reunião na Praça do Fórum para organização do IIIº Ato

quinta 10 horas

IIIº Ato dos protestos, com o mesmo percurso do segundo (no final uma reunião será realizada para definir se haverá novo protesto no dia seguinte, caso a prefeitura não se disponha a discutir a pauta)

08/07

Aula Pública com o tema Transporte Público em Feira de Santana, na praça do Fórum. O horário ainda não foi definido.

segunda

Terminal Central foi fechado

Mairan Reis

No início da tarde de quinta-feira (27), manifestantes bloquearam a entrada do Terminal Central de Feira de Santana. Os ônibus ficaram ao lado do terminal, juntamente com passageiros à espera do transporte. Vários deles demonstraram apoio à manifestação. A polícia militar acompanhou, mas não houve confrontos. A Câmara municipal amanheceu ontem com seis carros da PM na porta e vários policiais postados na frente do prédio do Legislativo. Entre eles o comandante regional da PM, coronel Adelmário Xavier e o tenente coronel Amon Pereira, comandante Apesar do inconveniente de esperar o ônibus do lado de fora, passageiros deram apoio ao protesto da 64ª Companhia Glauco Wanderley Independente da Polícia Militar, responsável pelo policiamento do centro. O prédio está fechado com tapumes desde o dia 20, quando ocorreu a passeata que levou milhares de pessoas às ruas, para protestar contra a má qualidade do transporte coletivo, os serviços públicos de modo geral e outras causas. Bem antes dos manifestantes aparecerem, a PM assumiu posição em frente à Câmara

Depois de um mês de manifestações que deixaram o Brasil entusiasmado e a classe política em polvorosa, os primeiros resultados começam a aparecer. Um dos mais importantes foi a rejeição à PEC 37, que limitava os poderes de investigação do Ministério Público, conforme propunha um obscuro deputado federal do PT do B do Maranhão. Também foi rapidamente votada a destinação dos royalties do petróleo para a educação, depois de meses de injustificadas delongas. Isso para não falar na redução dos preços das passagens em dezenas de cidades brasileiras, o que constituiu a principalpauta local do movimento. A causa fundamental de todas as manifestações, porém, está apenas começando a ser discutida: a oxigenação da atividade política no País, com a construção de canais que permitam à sociedade maior participação nas decisões. Executivo e Legislativo se mexem para apresentar propostas, mas parece que a pauta é muito pobre para as aspirações e expectativas da garotada que está indo às ruas. Limita-se a algumas medidas cartoriais, pouco profundas e incapazes de corrigir todas as distorções. A primeira grande lição a se extrair é que os partidos políticos precisam evoluir: de únicos protagonistas das decisões políticas, precisam arejar-se, integrar-se mais à vida verdadeira das ruas. No fundo, não existe uma utopia anarquista antipartidária: o que há é um profundo desconforto com o funcionamento dessas instituições, o que também ocorre em outras partes do mundo. Há, também, um imenso descontentamento com os bilhões destinados à festa da Fifa, enquanto a população padece com problemas de países profundamente pobres, como horrorosas filas em hospitais e educação de péssima qualidade. Isso a chamada grande mídia tentou camuflar – ela própria embolsará milhões com a Copa 2014 – mas as redes sociais cumpriram bem o papel de fortalecer o debate da garotada.

GrandeMídia

Ao contrário do que se apregoa, a grande mídia é contrária ao povo nas ruas. Afinal, o roteiro de todos os telejornais era basicamente o mesmo: primeiro a breve exaltação das mobilizações e da democracia; depois, a farta cobertura dos atos de violência protagonizados por uma minoria. Isso para não mencionar as pesquisas tendenciosas e a cobertura tortuosa que privilegia os temas dos poderosos patrões midiáticos. As manifestações também abalaram as concepções tradicionais: a velha esquerda ficou desarvorada com o surgimento de uma massa sem líderes e sem agenda pré-definida; a velha direita segue alarmada com mobilizações que podem descambar para discussões sobre as desiguais estruturas econômicas do País. Num discurso célebre nos anos 1960, Caetano Veloso disse que a juventude de então não estava entendendo nada. Pois bem: os jovens envelheceram, parte deles chegou ao poder e segue sem entender muito do que se passa nos dias atuais. Registre-se: tanto do governo, quanto da oposição.

Feira de Santana

Semana passada a Feira de Santana debutou nas recentes manifestações. Milhares de garotos e garotasestrearam na vida política de forma pacífica e festiva, apresentando nos cartazes suas aspirações porum Brasil melhor mas, também, uma pauta local que envolve problemas que se arrastam há décadas, como o péssimo e caro transporte coletivo. A reação oficial a essa exuberância democrática não poderia ser mais lastimável: a Câmara Municipal, sintomaticamente, se escondeu detrás de tapumes róseos. Parece que pretende seguir, portanto, no jogo de sujeição ao Executivo que tanto vem sendo criticado pelas vozes juvenis que ecoam nas ruas.O prefeito, por sua vez, só no fim da noite, após a manifestação, esclareceu por onde andava. E só. Apesar de vitórias obtidas até aqui – o que inclui a redução das tarifas – os jovens permanecem nas ruas. Na Feira de Santana, é provável que as manifestações continuem. Afinal, um silêncio sepulcral foi a única resposta obtida pela garotada até aqui, sobretudo em relação ao transporte coletivo local. Talvez decidam permanecer nas ruas até conseguir algum resultado concreto...


Feira de Santana, sexta-feira 28 junho de 2013

Vandalismo não será combatido “NÃO deve ser denunciado qualquer ato de vandalismo que venha a ocorrer”. “NÃO devemos permitir que haja represálias da polícia contra pessoas que quiserem radicalizar seus atos”. “NADA de sentar ou apontar quem depredou o patrimônio público e etc”. Este foi o posicionamento aprovado na reunião na Praça do Fórum, que terminou na noite de ontem, segundo o relato oficial, que começou a circular hoje (27) no Facebook (o destaque com as letras em maiúsculas

são do texto original). Segundo a autora, a discussão sobre “Movimento Pacífico ou não?” ocorreu no final do encontro e houve um debate em torno do significado de “pacífico”. A proposta de não denunciar vandalismo (termo colocado entre aspas no documento), foi aprovada “depois de algum tumulto”, informa o texto. Na internet, a decisão foi recebida com comentários entusiasmados por alguns. “Amém”, disse um internauta

depois de destacar o trecho polêmico. Outro observou que “finalmente não vai parecer passeata da paz”. Uma outra participante discordou e abandonou o grupo. “As coisas estavam caminhando muito bem enquanto parecia uma caminhada da paz”, rebateu, citando o homem que parou os tanques na Praça da Paz Celestial em 1989 e o movimento hippie dos anos 60 do século passado. “Saio do grupo por não concordar com o vandalismo em hipótese alguma. Abraços , Paz e Amor a todos !”

DECRETO Nº 8.949, DE 26 DE JUNHO DE 2013. “Altera o Quadro de Detalhamento de Despesa do Poder Executivo, na forma que indica e dá outras providências.” O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições legais e com fundamento no artigo 37, § 2º da Lei nº 3.327, de 11 de junho de 2012 e art. 7º, inciso V, da Lei nº 3.350, de 11 de dezembro de 2012. DECRETA: Art. 1o. Fica alterado o Quadro de Detalhamento de Despesa de 2013, no valor de R$ 984.400,00 (novecentos e oitenta e quatro mil e quatrocentos reais), na forma indicada no Anexo a este Decreto. Art. 2o. Fica a Contabilidade Municipal autorizada a efetuar os registros contábeis necessários ao cumprimento deste Decreto. Art. 3o. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 40. Revogam-se as disposições em contrário. Feira de Santana, 26 de junho de 2013. JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO MUNICIPAL

ANEXO AO DECRETO Nº 8.949/2013 Classificação Institucional 11.1111

Programática

Econômica

Fonte de Recursos

Acréscimo

10.305.028.2068

3.3.90.39

0002

400,00

11.1111

10.305.028.2068

3.3.90.36

0002

80,00

11.1111

10.305.028.2068

3.3.90.46

0002

80,00

11.1111

10.305.028.2068

3.3.90.49

0002

80,00

11.1111

10.305.028.2068

3.3.90.92

0002

80,00

11.1111

10.305.028.2068

3.3.90.93

0002

11.1111

10.302.026.2056

3.3.90.30

0014

11.1111

10.302.026.2056

3.3.90.92

0014

TOTAL

Redução

80,00 984.000,00 984.000,00 984 .400,00

984 .400,00

Prefeito espera comunicação oficial Por meio da secretaria de Comunicação, o prefeito José Ronaldo disse que ainda não foi oficialmente comunicado das reivindicações do movimento nem teve audiência solicitada e que só teve conhecimento das demandas por meio dos

órgãos de comunicação. Mas promete agendar rapidamente uma reunião com representantes do movimento, logo que a pauta for protocolada (o que deve ocorrer na manifestação desta sextafeira). A Comunicação municipal acrescenta que o prefeito considera as

reivindicações que vêm sendo apresentadas país afora justas e legítimas. Quanto à questão específica do transporte no município, Ronaldo diz estar pronto a discutir, juntamente com o secretário da pasta e demais envolvidos no processo.

Governo federal concedeu incentivos ao setor O Palácio do Planalto divulgou que o governo adotou várias providências reduzindo carga tributária do setor de transporte de massa. Listamos a seguir apenas aquelas relacionadas a ônibus urbanos. 1. Desoneração da folha de pagamentos: em janeiro foi eliminada a contribuição previdenciária patronal de 20% sobre a folha de pagamento das empresas de serviço de transporte. E para as empresas fabricantes de ônibus também foi adotada a eliminação da contribuição patronal na folha.

ALGUMAS CIDADES QUE REDUZIRAM A PASSAGEM CIDADE São Paulo Rio de Janeiro Pelotas (RS) São Sebastião (SP) Campinas (SP) Osasco (SP) Araraquara (SP) Aracaju (SE) João Pessoa (PB) Cuiabá (MT) Petrolina (PE) Porto Alegre:

2. Eliminação do PIS/ Cofins (que era de 3,65% sobre a receita) das empresas de transporte urbano. 3. Redução para zero da Cide sobre diesel, combustível dos ônibus 4. Redução da tarifa de energia elétrica (que o governo diz ter sido em média de 20%) 5. IPI Zero para

DE 3,20 2,95 2,75 3,05 3,30 3,20 2,90 2,45 2,45 2,95 2,45 2,85

PARA 3,00 2,75 2,60 2,95 3,00 3,10 2,80 2,35 2,35 2,85 2,40 2,80

fabricação de ônibus 6. Redução do custo de financiamento na aquisição de ônibus (a taxa de juros para a compra de ônibus está estipulada entre 3% e 4%, no programa federal PSI (Programa de Sustentação do Investimento).

5


6

Feira de Santana, sexta-feira 28 junho de 2013

Cultura e Lazer

Sandro Penelu

I Concurso Nacional de Composição Walter Smetak abre inscrições

Até 01 de setembro de 2013, estão abertas as inscrições para o I Concurso Nacional de Composição Walter Smetak, comemorando seu centenário de nascimento. Walter Smetak atuava como compositor, artista plástico, cientista e dramaturgo. Suiço de nascença, ele era radicado em Salvador. O projeto é uma realização da Orquestra Sinfônica da Bahia, com apoio da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia.

As inscrições são gratuitas. O concurso visa impulsionar a criação de obras sinfônicas por jovens compositores brasileiros (de até 35 anos) ou estrangeiros naturalizados, estimulados pelos conceitos e ideias do compositor Walter Smetak, para ampliar o repertório nacional e prestar uma homenagem ao centenário de nascimento do compositor. Haverá premiação

para os três primeiros colocados, nos valores de R$ 20 mil, R$ 10 mil e R$ 3 mil, respectivamente. Vale ressaltar que o 1º colocado terá sua obra apresentada pela OSBA, no dia 7 de novembro, em concerto para homenagear o compositor. Os dois primeiros colocados também terão suas obras impressas em livreto. Maiores informações, pelo e-mail osbatca@yahoo. com.br ou pelo telefone (71) 3117 4834.

Muito Forró no São Pedro dos distritos de Feira de Santana Os festejos do São Pedro, em Feira, acontecem de 28 a 30 deste mês, nos distritos de Humildes, Bonfim de Feira e Jaíba. Em Humildes, a animação começa dia 28, tendo como atrações as bandas Beijo Roubado, Muleka Travessa, Kart Love, Catuaba com Amendoim e Mulher do Patrão. Dia 29, o show fica a cargo das bandas

Forró Moleque, Sandro de Castro, Márcia Porto, Pablo e Dr. Ed. E no dia 30, Capim Molhado, Timbaúba, Flávio José e Delírios do Olhar. Em Bonfim de Feira, no dia 29, as atrações são Mayrone, Calango Tião, Mulher Bandida, Marrom Glacê e Xoxotaê. No dia 30, a animação fica por conta de Marcelo Magalhães, HD.com,

Mazinho Venturine, Lua Cheia e Sutiã Rendado. Já em Jaíba, dia 29, as atrações são Léo e Seus Teclados, Del Feliz, Namoro on Line, Cheiro Perfumado e Forrozeiros do Nordeste. Já no dia 30, será a vez das bandas Kixoteando, Baya, Jone Ribeiro, Carlos Pita e Vaqueirama.

Bando Anunciador volta às ruas de Feira de Santana O Bando Anunciador da Festa de Senhora Santana voltas às ruas de Feira, no próximo dia 7 de julho, com saída prevista do Cuca, às 7h. Existe grande expectativa de recorde

de público e de bandos proveniente de diversos bairros de Feira de Santana e até de municípios vizinhos, já que o projeto adquiriu fama por anunciar a maior festa católica do município.

O Bando Anunciador da Festa de Senhora Santana é iniciativa da UEFS, com o objetivo de resgatar uma das principais festas populares da cidade.

Inscrições para Colegiado Setorial de Culturas Digitais As inscrições para candidatos e eleitores do Colegiado Setorial de Culturas Digitais estão abertas até o dia 25 de Julho. O objetivo é promover o diálogo permanente entre a sociedade civil, professores, pesquisadores, multiplicadores, estudantes e o Governo do Estado da Bahia sobre políticas

públicas para esta área da cultura. Ao todo, farão parte do colegiado nove membros. Seis deles ocupam vagas preenchidas pela sociedade civil, a partir de um processo eleitoral, em que os candidatos serão avaliados e votados a partir da atuação na área e da apresentação de três propostas para

o desenvolvimento do setor. Mas, para votar nos candidatos, também é necessário se cadastrar. Já as três vagas destinadas ao poder público serão preenchidas através de indicação do secretário de Cultura do Estado da Bahia. Para se inscrever e votar, acesse http://www.cdigitais. colegiadossetoriaisbahia. com.br/

sandropenelu@gmail.com

SHOWS AO VIVO SEXTA-FEIRA (28/06) ATRAÇÃO

LOCAL

HORA ENDEREÇO

ELIOMAR SANTOS

Kiosque dos Amigos

18

Praça Duque de Caxias

ALAN OLIVEIRA

Quiosque do Mazinho

21

Praça de Alimentação

GELIVAR SAMPAIO

Bengos Bar

21

Estação Nova

GRUPO ARMARIAS

Cidade da Cultura

21

Conj. João Paulo

SÁBADO (29/06) ATRAÇÃO

LOCAL

HORA ENDEREÇO

GRUPO ARMARIAS

Quiosque Encontro dos Amigos Cidade da Cultura

DENIS

Quiosque do Mazinho

21

SANDRO PENELÚ

Bar do Vanjo

21

GELIVAR E SEU GRUPO

Bengos Bar

22

Praça Duque de Caxias Conjunto João Paulo Praça de Alimentação Centro Conj. Luiz Eduardo Estação Nova

Botekim

21

Av. João Durval

ELIOMAR SANTOS

A GAIOLA DE VIDRO, MAGDALENE, CALAFRIO E VIVENDO DO ÓCIO

18 21

Mais dicas culturais em: www.infcultural.blogspot.com

Itamar Vian Arcebispo Metropolitano

di.vianfs@ig.com.br

Luzes no Caminho

Protetor das viúvas

Junho, o mês dos santos festivos, Santo Antônio, São João e São Pedro está chegando ao fim. Após as comemorações aos dois primeiros santos, resta celebrar aquele que é considerado o protetor das viúvas, dos pescadores e guardião das portas do céu, o primeiro Papa, São Pedro. PORQUE São Pedro é invocado como padroeiro das viúvas? Uma passagem bíblica conta que Jesus curou a sogra de Pedro. “Entrando Jesus na casa de Pedro, viu a sogra dele deitada com febre. Tomou-a pela mão, e a febre passou; ela se levantou e se pôs a servi-los” (Mt. 8,14-15). Segundo crendice popular, São Pedro é também, guardião da chave do céu. Jesus, certo dia, disse a Pedro: “A ti darei as chaves do reino de Deus: o que ligares na terra ficará ligado no céu; o que desligares na terra ficará desligado no céu” (Mt. 16,19). A VOCAÇÃO de Pedro acontece às margens do Lago de Genesaré, quando Jesus – depois de uma noite infrutífera, - lhes encheu os barcos de peixes. Foi quando Jesus disse a Pedro: “Não tenhas medo: de agora em diante, serás pescador de homens” (Lc 5,10). . Essa palavra valeu também para os outros companheiros de Pedro, tanto que todos deixaram as redes e seguiram a Jesus. SÃO PEDRO chamava-se Simão e era filho do pescador Jonas. Era generoso, arrojado e impulsivo. Jurou morrer pelo Mestre, mas renegou-o três vezes. Foi o primeiro Papa da Igreja Católica: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as forças do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16, 16). Morreu crucificado, a seu pedido, de cabeça para baixo, em sinal de humildade, no ano 67.

PEDRO recebe do Senhor três missões: quando Jesus define como construção a comunidade dos que nele crêem, declara: “Tu és Pedro, e sobre essa Pedra, edificarei a minha Igreja” (Mt 16,18); quando a missão é comparada a uma pesca, o faz pescador: “De agora em diante serás pescador de homens” (Lc 5,10); quando compara os seus a um rebanho, o faz pastor: “Apascenta os meus cordeiros, apascenta as minhas ovelhas” (Jo 21,15-17). A profissão de fé de Pedro é pedra, sua missão é pescar discípulos, seu coração é de um pastor. E, NA FESTA de São Pedro, a Igreja volta seu olhar para o Papa, o Sucessor de Pedro no governo da Igreja. Hoje, o Sucessor de São Pedro, é o Papa Francisco. Representante de Cristo no mundo. É chamado Papa porque continua sendo o pai de todos os discípulos de Jesus. Está a serviço de todos. É o bom pastor. Denunciador de injustiças. Profeta da vida e da esperança. Peregrino da Paz e da Fraternidade. Servidor dos servidores de Deus. “Que o Senhor o conserve, lhe dê longa vida e o faça feliz na terra e jamais permita que as forças inimigas prevaleçam contra ele”.

VAGA DE EMPREGO

Precisamos de borracheiro de equipamento pesado para terraplanagem comparecer Rua Rio Vermelho, s/n Santa Monica II, canteiro de obras da torre da Embasa(ao lado do motel hollywood). Procurar Raimundo Nonato ou Elisabete.


7

Feira de Santana, sexta-feira 28 junho de 2013

Tourinhos já se preparam para 2014 ORDACHSON GONÇALVES

Se para o time profissional do Fluminense de Feira o ano de 2013 deve ser esquecido, devido à péssima campanha e ao rebaixamento para a 2ª Divisão do Campeonato Baiano, o time sub-20 não tem do que reclamar. Os Tourinhos, como são carinhosamente chamados os jogadores do juniores do Flu, fizeram uma boa campanha no certame estadual, com a terceira colocação no geral, além do título de campeão do Interior, ao derrotar o Serrano na decisão. A conquista garantiu ao time a vaga na Copa São Paulo, principal competição da categoria no país, que acontece em janeiro do próximo ano. O grande destaque do Fluminense de Feira no certame foi o atacante Teco, que integrou o time apenas na segunda fase. O suficiente para ele marcar 11 gols, consolidandose como o artilheiro do campeonato e sendo contemplado com a Bola de Ouro, prêmio conferido pela Federação Bahiana de Futebol. Os bons resultados também mantiveram o contrato com a empresa Doc Sports, que gerencia as categorias de base do Fluminense de Feira, mesmo com a ausência da equipe no Campeonato Baiano Sub-20 do próximo ano, em decorrência do rebaixamento do time profissional.

Adilson Simas FEIRA ONTEM

Quando a galeria era ouvida

Durante sessão ordinária nos primeiros dias de junho de 2001 (quando o vidro isolante do plenário ainda não existia), discutia-se a abertura do comércio aos domingos e feriados. O vereador Ewerton Cerqueira questionou a ausência do bispo Dom Itamar Vian. Ewerton foi alertado por um colega que se as autoridades eclesiásticas não convidam representantes do comércio e da indústria para discutir dias e horários das

missas, também era dispensável a presença da autoridade da igreja naquela sessão. Diante da explicação, um comerciário gritou das galerias: - É isso mesmo! Cada macaco no seu galho...

Padre Jose Ronaldo

Os bons resultados da divisão de base dão esperança para o Flu retornar à elite baiana

O presidente da Doc Sports, Harley Ramos, observa que no próximo ano os trabalhos relativos ao Campeonato Baiano serão priorizados nas categorias Sub-16, Sub-17 e Sub-18. “Vamos buscar fazer bons campeonatos em todas essas categorias, e quem sabe conquistar títulos, que são metas a serem alcançadas pela diretoria”. SEGUNDO SEMESTRE Neste segundo semestre o trabalho deverá ser direcionado à preparação para a disputa da Copa São Paulo. Os dirigentes das categorias de base pretendem organizar com antecedência toda a parte logística para a participação do Fluminense de Feira na competição,

Goleiro é requisitado por outros clubes

Seis atletas do time Sub20 do Fluminense de Feira foram cedidos ao Astro para a disputa do Campeonato Baiano da 2ª Divisão: os volantes Reydson Castro, Eron e Bigode; os atacantes Balotelo e Guerron; além do goleiro Shureck. Este último foi o principal destaque, apesar da campanha irregular do time feirense na competição, que já está eliminado. A boa atuação de Shureck no certame despertou o interesse de outros clubes no estado, mas o atleta diz que sua intenção é permanecer e ajudar o time profissional

adilson-simas@bol.com.br

do Fluminense a voltar à elite do Baianão. “Já pegamos o time do Astro em uma situação complicada no campeonato, mas mostramos que somos profissionais e fomos à luta. Espero poder ter uma oportunidade na equipe profissional do Fluminense no próximo ano e ajudar o clube do meu coração a voltar à primeira divisão”, frisou. Os atletas ainda estarão a disposição do Astro na última partida do time na competição, neste sábado, 29, contra o Itabuna, no Estádio Luiz Viana Filho.

como viabilizar e atrair patrocinadores. A diretoria revelou que há uma grande possibilidade do Fluminense de Feira não disputar a Copa 2 de Julho, considerada a principal competição Sub-17 do estado. Os principais motivos seriam as dificuldades para ter um Centro de Treinamento à disposição, pois o do clube está sendo utilizado pelo Astro, que disputa a 2ª Divisão do Baiano e o foco

na preparação para a Copa São Paulo. Por outro lado está garantida a participação no Campeonato Baiano Sub18, que deverá ser iniciado no mês de agosto, e servirá também como preparação para 2014. O time que disputará a Copa São Paulo no próximo ano deverá ser formado por alguns atletas que integraram o time Sub-20 este ano e estão servindo o Astro e outros que participarão do Baiano Sub-18.

Bicicross feirense no pódio O casal Cézar Alexandre Soledade e Thaise Lanusa subiu no pódio em mais uma importante competição nacional de bicicross. No último final de semana eles e mais quatro atletas de Feira de Santana, integrantes da Associação Bicicross da Amizade, disputaram o Campeonato Brasileiro de BMX 2013, na cidade de São José dos Campos, em São Paulo. Thaise ficou em 3° lugar no sábado, 22, e na 5ª colocação no domingo, 23, nas disputas na categoria Elite Woman. Cézar garantiu o 3° lugar na categoria 25/29 Cruizer. Os demais atletas feirenses não subiram ao pódio: Weslley Monteiro e Vinicius Silva ficaram nas quartas de finais na

categoria 17/24 anos, Natã Brito ficou na fase classificatória na categoria 13/14 anos, o mesmo acontecendo com Wanderson Nunes na categoria 17 /24 anos. Para Thaise, as principais dificuldades foram o alto nível de disputa e a falta de adaptação a pista, em relação as demais atletas. “O nível da minha categoria está cada vez mais alto. As quatro primeiras atletas já estavam bem adaptadas à pista e isso contribuiu bastante para o resultado delas”, considerou. A atleta garante que continuará treinando forte para conquistar títulos nas demais competições que participará este ano, como Campeonato Baiano e Copa Brasil.

Falando para cerca de 60 pastores evangélicos em encontro realizado no auditório do Centro de Diretores Lojistas na sexta-feira 3 de agosto de 2001, o prefeito José Ronaldo de Carvalho disse, orgulhoso, que tinha em casa 30 bíblias e que apenas uma não lhe foi dada de presente por um evangélico. No plenário, um ronaldista de primeira hora lembrou a proposta do bispo Morelli defendendo que padres pudessem ser casados.

Virou para o vizinho sentado ao lado e cochichou empolgado: Se a proposta do bispo emérito prosperar, Ronaldo será um forte candidato ao sacerdócio...

Kit sobrevivência de Zé Neto

Na sessão de terçafeira, 26 de junho de 2001, o vereador governista Moacir Lima aproveitando que o vereador oposicionista Zé Neto se afastou por alguns instantes , resolveu “futucar” a pasta do petista onde descobriu algumas garrafinhas que imediatamente foram colocados sobre a mesa, despertando a curiosidade dos demais vereadores. As garrafas continham mel, catuaba, guaraná em pó e outros produtos considerados “energéticos”,

constituindo-se num verdadeiro “kit de sobrevivência”. Do meio dos curiosos, o vereador Humberto Cedraz bradou: - Agora a gente já sabe porque o vereador Neto é chamado de “capetinha”...


8

Feira de Santana, sexta-feira 28 junho de 2013

DECRETO Nº 8.948, DE 26 DE JUNHO DE 2013.

EDITAL DE NOTIFICAÇÃO Nº 019

“Abre crédito suplementar ao Orçamento do Município e dá outras providências.” O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições legais e com base na autorização contida na Lei Nº 3.350, de 11 de dezembro de 2012, art. 6º, § 1º. DECRETA: Art. 1º - Fica aberto Crédito Suplementar ao Orçamento do Município no valor de R$ 5.797.306,00(cinco milhões setecentos e noventa e sete mil trezentos e seis reais), conforme detalhamento abaixo: CLASS. INST.

PROGRAMÁTICA

ECONÔMICA

FONTE

VALOR (R$)

11.1111

10.122.025.2051

3.1.90.13

0002

4.768.000,00

11.1111

10.302.026.2056

4.4.90.52

0002

159.000,00

11.1111

10.305.028.2068

3.1.90.13

0002

440.000,00

11.1111

10.305.028.2068

3.3.90.39

0002

5.090,00

11.1111

10.302.026.2221

4.4.90.51

0014

425.216,00

TOTAL

5.797.306,00

Art. 2º - Os recursos disponíveis para acorrer às despesas decorrentes do presente crédito suplementar correrão à conta de anulações nas dotações abaixo detalhadas: CLASS. INST. 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111 11.1111

PROGRAMÁTICA 10.302.026.1051 10.302.026.1051 10.302.026.1051 10.302.026.1051 10.302.026.1051 10.122.025.2051 10.122.025.2051 10.122.025.2051 10.302.026.2056 10.302.026.2056 10.302.026.2056 10.302.026.2056 10.302.026.2056 10.302.026.2056 10.302.026.2056 10.302.026.2056 10.302.026.2056 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.302.026.2059 10.301.025.2061 10.301.025.2061 10.301.025.2061 10.301.025.2061 10.301.025.2061 10.301.025.2061 10.301.025.2061 10.301.025.2061 10.301.025.2061 10.301.025.2061 10.122.025.2063 10.122.025.2063 10.303.025.2064 10.304.028.2066 10.304.028.2066 10.304.028.2066 10.304.028.2066 10.304.028.2066 10.304.028.2066 10.301.028.2067 10.301.028.2067 10.305.028.2068 10.305.028.2068 10.302.026.2069 10.302.026.2069 10.302.026.2069 10.302.026.2069 10.302.026.2069 10.122.025.2176 10.122.025.2176 10.122.025.2176 10.122.025.2176 10.122.025.2176 10.122.025.2176 10.122.025.2176 10.122.025.2176 10.302.026.2221 10.302.026.2221 10.302.026.2221 10.302.026.2221 10.302.026.2242

ECONÔMICA 3.3.90.92 3.3.90.93 4.4.90.52 4.4.90.92 3.3.90.92 3.3.90.36 3.3.90.92 3.3.90.93 3.3.90.32 3.3.90.36 3.3.90.92 3.3.90.32 3.3.90.36 3.3.90.46 3.3.90.49 3.3.90.92 3.3.90.93 3.3.90.32 3.3.90.36 3.3.90.39 3.3.90.49 3.3.90.92 3.3.90.93 4.4.90.51 4.4.90.52 3.3.90.14 3.3.90.36 3.3.90.46 3.3.90.49 3.3.90.30 3.3.90.35 3.3.90.36 3.3.90.49 3.3.90.93 4.4.90.51 3.3.90.36 3.3.90.46 3.3.90.49 3.3.90.93 3.3.90.30 3.3.90.49 3.3.90.49 3.3.90.36 3.3.90.39 4.4.90.52 3.3.90.14 3.3.90.36 3.3.90.49 3.3.90.30 3.3.90.49 3.3.90.36 3.3.90.49 3.3.90.32 4.4.90.52 3.3.90.36 3.3.90.46 3.3.90.49 3.3.90.39 3.3.90.46 3.3.90.49 4.4.90.52 3.3.90.30 3.3.90.35 3.3.90.36 3.3.90.49 3.3.90.92 3.3.90.93 4.4.90.92 3.3.90.30 3.3.90.30

FONTE

VALOR (R$)

0002 0002 0002 0002 0014 0002 0002 0002 0002 0002 0002 0014 0014 0014 0014 0014 0014 0002 0002 0002 0002 0002 0002 0002 0002 0014 0014 0014 0014 0002 0002 0002 0002 0002 0002 0014 0014 0014 0014 0002 0014 0014 0002 0002 0002 0014 0014 0014 0002 0014 0014 0014 0002 0002 0014 0014 0014 0002 0002 0002 0002 0014 0014 0014 0014 0002 0002 0002 0014 0014 TOTAL

100,00 100,00 50.000,00 60,00 100,00 10.400,00 5.000,00 9.301,00 20,00 4.000,00 9.256,00 100,00 45.000,00 9.000,00 9.000,00 1.371.802,00 2.000.000,00 100,00 6.000,00 25.000,00 424,00 3.039,00 100,00 262,00 980,00 10.000,00 45.000,00 9.000,00 9.000,00 200.000,00 45.000,00 9.000,00 20,00 10.000,00 20,00 45.000,00 9.000,00 9.000,00 1.000.000,00 4.000,00 5.000,00 100,00 4.000,00 40.000,00 20.000,00 552,00 5.000,00 10.000,00 50.000,00 10.000,00 20.000,00 30.000,00 500,00 500,00 5.000,00 100,00 100,00 9.000,00 80,00 80,00 10.000,00 500.000,00 59.000,00 30.000,00 15.000,00 30,00 30,00 50,00 5.000,00 5.000,00 5.797.306,00

Art. 3º - Fica a Contabilidade Municipal autorizada a efetuar os registros contábeis necessários ao cumprimento deste Decreto. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação. Gabinete do Prefeito Municipal, 26 de junho de 2013. JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO MUNICIPAL

O Prefeito Municipal de Feira de Santana, no uso de suas atribuições em conformidade com o Art. 2º, da Lei nº 9.452/97, vem notificar a Câmara de Vereadores, os Partidos Políticos, os Sindicatos de Trabalhadores, as Entidades Empresariais e a quem interessar possa, com sede neste Município, que recebemos em, 14/06 17/06, 18/06, 19/06, 20/06 e 21/06 os seguintes Recursos Federais:

Banco Caixa Econ Federal Caixa Econ Federal Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A

672003-0 647060-2 77.363-8 72.846-2 77.363-8 72.846-2 77.363-8 72.846-2 77.363-8 72.846-2 71.722-3 77.363-8

Conta PMFS F SANTANA PMFS F SANTANA PMFS SNA PMFS FEB PMFS SNA PMFS FEB PMFS SNA PMFS FEB PMFS SNA PMFS FEB PMFS FPM PMFS SNA

Histórico F SANTANA F SANTANA SIMPLES NACIONAL FUNDO EDUC BASICA SIMPLES NACIONAL FUNDO EDUC BASICA SIMPLES NACIONAL FUNDO EDUC BÁSICA SIMPLES NACIONAL FUNDO EDUC BÁSICA FPM SIMPLES NACIONAL

Data 14/06 14/06 17/06 17/06 18/06 18/06 19/06 19/06 20/06 20/06 20/06 21/06

Valor 306.644,95 222.495,38 3.837,31 6.995,51 46.680,37 350.629,41 36.017,02 1.107.105,83 35.662,65 551.503,43 1.099.533,05 78.972,77

Gabinete do Prefeito Municipal, 25 de junho de 2013. JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO

LEI Nº 3.395, DE 27 DE JUNHO DE 2013. ALTERA DISPOSITIVO DA LEI Nº 3.275/2011, QUE DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DE ALVARÁ DE LICENÇA E FUNCIONAMENTO PARA CIRCOS E PARQUES DE DIVERSÕES NO MUNICÍPIO DE FEIRA DE SANTANA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia, FAÇO saber que a Câmara Municipal, através do Projeto de Lei nº 30/2013, de autoria do Edil Alberto Matos Nery, decretou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Acrescente-se ao art. 1º da Lei nº 3.275/2011, o parágrafo único e incisos com a seguinte redação: Art. 1º - ........................................................................ “ Parágrafo único - A administração dos circos e parques de diversões existentes ou que se instalem no Município de Feira de Santana manterá, em cada um dos seus brinquedos e atrações, placas informativas na entrada do brinquedo ou da atração, com letras bem visíveis para o público, com dados referentes à manutenção e vistoria técnica daquela diversão, bem como eventuais riscos inerentes à sua utilização e faixa etária/peso recomendável que deverão estar de acordo com as Normas Brasileiras para Parques de Diversão da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). I - Para efeito deste parágrafo, entendem-se como dados referentes á manutenção a data em que esta foi realizada pela última vez, a data em que deverá ser feita a próxima manutenção e o número do laudo de vistoria emitido pelas autoridades públicas competentes. II - Para efeito do disposto neste parágrafo, entendem-se como informações relativas aos eventuais riscos inerentes, à utilização do brinquedo ou da atração, informações que indiquem riscos para as eventuais pessoas portadoras de doenças, como por exemplo, a seguinte mensagem “Esse Brinquedo não deve ser utilizado por pessoas hipertensas e/ou cardíacas. Art. 2º - Dê-se ao § 2º, do art. 2º da Lei nº 3.275/2011 a seguinte redação: “Art. 2º - ....................................................................... § 2º - Os estabelecimentos de diversão só instalarão ou permanecerão em funcionamento no Município após averiguação do cumprimento das Normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e a entrega pelo estabelecimento, de laudo elaborado por profissional técnico habilitado, devidamente qualificado, assim definido pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia da Bahia, que atestem a condição de uso dos brinquedos.” Art. 3º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Gabinete do Prefeito, em 27 de junho de 2013. JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO MUNICIPAL

MARIO COSTA BORGES CHEFE DE GABINETE DO PREFEITO

EXPEDITO CAMPODÔNIO ELOY SECRETÁRIO MUNICIPAL DA FAZENDA

CARLOS ANTÔNIO DE MORAES LUCENA PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO

JOSÉ FERREIRA PINHEIRO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO

ANTONIO CARLOS BORGES DOS SANTOS JÚNIOR SECRETÁRIO MUNICIPAL DO TRABALHO, TURISMO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

ROBERTO LUIZ DA SILVA TOURINHO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS

PORTARIA Nº 249/2013 O Prefeito Municipal de Feira de Santana, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições, tendo em vista o que consta do Processo de nº 30.2836/2013 e do Parecer da Procuradoria Geral do Município nº 202/2013, e com fundamento no art. 51, § 3º, inciso I, alínea “c”, da Lei Municipal Complementar nº 011/2002, e no disposto no art. 48, inciso I, da Lei Complementar nº 028/2006, RESOLVE: I – Fixar a renda mensal a conjugue sobrevivente CLARICE MACHADO BRITO, face ao falecimento do ex-servidor JERSON ALFANO DE BRITO, em 14.02.2013, Matrícula nº 04010165-0, Fiscal de Serviços Públicos, situação funcional de servidor inativo, em R$ 1.186,50 (mil cento e oitenta e seis reais e cinquenta centavos), equivalente a 100% do salário de contribuição verificado no mês de janeiro/2013, constituído das seguintes parcelas: vencimento – R$ 678,00; adicional por tempo de serviço – R$ 237,30; insalubridade – R$ 271,20 II - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação. Gabinete do Prefeito Municipal, 21 de junho de 2013 JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO MUNICIPAL

JOÃO MARINHO GOMES JÚNIOR SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

ANTÔNIO ALCIONE DA SILVA CEDRAZ DIRETOR PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE FEIRA DE SANTANA

EDITAL DE NOTIFICAÇÃO Nº 018 O Prefeito Municipal de Feira de Santana, no uso de suas atribuições em conformidade com o Art. 2º da Lei nº 9.452/97, vem notificar a Câmara de Vereadores, os Partidos Políticos, os Sindicatos de Trabalhadores, as Entidades Empresariais e a quem interessar possa, com sede neste Município, que recebemos em, 10/06, 11/06, 12/06, 13/06 e 14/06 os seguintes Recursos Federais: Banco Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A Banco do Brasil S/A

77.363-8 72.846-2 71.722-3 74.033-0 77.363-8 72.846-2 77.363-8 72.846-2 77.363-8 72.846-2 77.363-8 72.846-2 96.124-8

Conta PMFS SNA PMFS FEB PMFS FPM PMFS INCRA PMFS SNA PMFS FEB PMFS SNA PMFS FEB PMFS SNA PMFS FEB PMFS SNA PMFS FEB PMFS MERENDA

Histórico SIMPLES NACIONAL FUNDO EDUC BASICA FPM INCRA SIMPLES NACIONAL FUNDO EDUC BASICA SIMPLES NACIONAL FUNDO EDUC BÁSICA SIMPLES NACIONAL FUNDO EDUC BÁSICA SIMPLES NACIONAL FUNDO EDUC BÁSICA MERENDA

Gabinete do Prefeito Municipal, 21de junho de 2013. JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO

Data 10/06 10/06 10/06 10/06 11/06 11/06 12/06 12/06 13/06 13/06 14/06 14/06 14/06

Valor 3.347,01 1.548.294,25 3.063.614,89 206,98 5.649,93 45.901,19 6.869,32 154.027,83 1.376,88 5.466,28 5.959,44 5.312,90 277.884,00

PORTARIA Nº 250/2013 O Prefeito Municipal de Feira de Santana, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições, tendo em vista o que consta do Processo de nº 30.2877/2013 e do Parecer da Procuradoria Geral do Município nº 582/2013, e com fundamento no art. 51, § 3º, inciso I, alínea “c”, da Lei Municipal Complementar nº 011/2002, e no disposto no art. 48, inciso I, da Lei Complementar nº 028/2006, RESOLVE: I – Fixar a renda mensal ao conjugue sobrevivente VALTER DA SILVA PEREIRA, face ao falecimento da ex-servidora ALDIRA DOS SANTOS PEREIRA, em 05.04.2013, Matrícula nº 04009604-9, Professora, situação funcional da servidora inativa, em R$ 2.068,50 (dois mil, e sessenta e oito reais e cinquenta centavos), equivalente a 100% do salário de contribuição verificado no mês de março/2013, constituído das seguintes parcelas: vencimento – R$ 1.830,53; adicional por tempo de serviço – R$ 237,97. II - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação. Gabinete do Prefeito Municipal, 21 de junho de 2013 JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO MUNICIPAL

JOÃO MARINHO GOMES JÚNIOR SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

ANTÔNIO ALCIONE DA SILVA CEDRAZ DIRETOR PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE FEIRA DE SANTANA


9

Feira de Santana, sexta-feira 28 junho de 2013

SECRETARIA MUNICIPAL DE TRANSPORTES E TRÂNSITO PORTARIA Nº 009/2013 O Secretário Municipal de Transportes e Trânsito, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista a realização dos festejos de São Pedro nos Distritos de Humildes nos dias 28 de junho à 01 de junho, de Jaíba, nos dias 29 e 30 de junho, e de Bonfim de Feira, nos dia 29 e 30 de junho de 2013. RESOLVE: Art.1º - Estabelecer a seguinte programação para o Transporte Público de Passageiros durante o período do evento: 1. LINHAS ESPECIAIS – SIT

DECRETO INDIVIDUAL Nº 801/2013 O Prefeito Municipal de Feira de Santana, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições, com fundamento no art. 44, da Lei Municipal Complementar nº 01/94, e considerando o que consta do processo administrativo n° 024353/2013, RESOLVE exonerar, a pedido, MARY JULLY FREITAS NUNES, do cargo de Assistente Administrativo, matrícula nº 01075706-5, da Secretaria Municipal de Saúde. Gabinete do Prefeito Municipal, 26 de junho de 2013. JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO MUNICIPAL

1.1. TERMINAL CENTRAL – HUMILDES HORÁRIO: das 19h às 00h ITINERÁRIO: Terminal Central - Av. Olímpio Vital - Av. Getúlio Vargas - Rua Barão do Rio Branco - Av. Presidente Dutra - BR 324 - BR 101 - Praça de Humildes (Fim de linha) - BR 101 - BR 324 - Av. Presidente Dutra - Praça Jackson do Amaury - Rua J.J. Seabra - Av. Getúlio Vargas - Praça João Pedreira - Av. Olímpio Vital Terminal Central. HORÁRIO: das 00h às 05h ITINERÁRIO: Ao lado da Prefeitura - Av. Getúlio Vargas - Rua Barão do Rio Branco - Av. Presidente Dutra - BR 324 - BR 101 - Praça de Humildes (Fim de linha) - BR 101 - BR 324 - Av. Presidente Dutra - Praça Jackson do Amaury - Rua J.J. Seabra - Av. Getúlio Vargas - Ao lado da Prefeitura. 1.2. TERMINAL CENTRAL – JAÍBA HORÁRIO: das 19h às 00h ITINERÁRIO: Terminal Central - Av. Olímpio Vital - Av. Getúlio Vargas – Av. Eduardo Fróes da Mota - Av. Sérgio Carneiro - Estrada de Jaíba - Praça de Jaíba (Fim de linha) – Estrada de Jaíba - Av. Sérgio Carneiro - Av. Eduardo Fróes da Mota - Av. Getúlio Vargas - Av. Olímpio Vital - Terminal Central. HORÁRIO: das 00h às 05h ITINERÁRIO: Ao lado da Prefeitura - Av. Getúlio Vargas – Av. Eduardo Fróes da Mota - Av. Sérgio Carneiro - Estrada de Jaíba - Praça de Jaíba (Fim de linha) – Estrada de Jaíba - Av. Sérgio Carneiro - Av. Eduardo Fróes da Mota - Av. Getúlio Vargas - Ao lado da Prefeitura. 2. LINHAS DISTRITAIS – STPAC (ATENDIMENTO ESPECIAL) HORÁRIO: das 19h às 05h 2.1. 024 - HUMILDES ITINERÁRIO: Rua Barão de Cotegipe - Av. Presidente Dutra - BR-324 – Roteiro Normal - Praça de Humildes (Fim de Linha) – Roteiro Normal - BR 324 - Av. Presidente Dutra - Rua Barão de Cotegipe. 2.2. 034 - LIMOEIRO ITINERÁRIO: Av. Getúlio Vargas (Lucidata)- Rua Barão do Rio Branco - Av. Presidente Dutra - BR 324 - Roteiro Normal - Estrada Onça Fulô - Praça de Humildes (Fim de Linha) - Estrada que dá acesso à Empresa Sólida Pré-Moldados - BR 324 - Av. Presidente Dutra - Praça Jackson do Amaury - Rua J.J. Seabra - Av. Getúlio Vargas - Av. Getúlio Vargas (Lucidata). 2.3. 036 - JAÍBA ITINERÁRIO: Av. Getúlio Vargas (Lucidata) – Av. Eduardo Fróes da Mota - Av. Sérgio Carneiro - Estrada de Jaíba - Praça de Jaíba (Fim de linha) – Estrada de Jaíba - Av. Sérgio Carneiro - Av. Eduardo Fróes da Mota - Av. Getúlio Vargas (Lucidata). 2.4. 029 - BONFIM DE FEIRA ITINERÁRIO: Ao lado do Terminal Central - Av. Olímpio Vital - Av. Getúlio Vargas - Rua Conselheiro Franco - Rua Recife - Rua Desembargador Felinto Bastos - Praça Carlos Bahia - Rua João Evangelista - Marajó - Av. Rio de Janeiro - BR-116 Sul - Estrada do Feijão - Estrada de Bonfim - Praça de Bonfim de Feira (Fim de Linha) - Estrada de Bonfim - Estrada do Feijão - BR-116 Sul - Av. Rio de Janeiro - Praça da Piedade - Rua Dom João VI - Praça da República - Matriz - Rua Conselheiro Franco - Av. Getúlio Vargas Av. Olímpio Vital- Ao lado do Terminal Central. Art. 2º - A presente Portaria entrará em vigor na data da sua publicação, revogadas as disposições em contrario. Gabinete do Secretário, 27 de junho de 2013. Ebenézer Noel Carneiro da Silva Tuy Secretário Municipal de Transportes e Trânsito

DECRETO INDIVIDUAL Nº 799/2013 O Prefeito Municipal de Feira de Santana, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições, tendo em vista o que consta do Processo de nº 30.2836/2013 e do Parecer da Procuradoria Geral do Município nº 202/2013, e com fundamento no art. 51, § 3º, inciso I, alínea “c”, da Lei Municipal Complementar nº 011/2002, e no disposto no art. 48, inciso I, da Lei Complementar nº 028/2006, RESOLVE conceder PENSÃO POR MORTE, COM PROVENTOS INTEGRAIS, a conjugue sobrevivente CLARICE MACHADO BRITO, de forma vitalícia, face ao falecimento do ex-servidor JERSON ALFANO DE BRITO, em 14.02.2013, Matrícula nº 04010165-0, Fiscal de Serviços Públicos, situação funcional do servidor inativo. Gabinete do Prefeito Municipal, 21 de junho de 2013. JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO MUNICIPAL

JOÃO MARINHO GOMES JÚNIOR SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

HOMOLOGAÇÃO LICITAÇÃO 100/2013 – CONCORRÊNCIA PÚBLICA 011/2013 OBJETO: Contratação de empresa de engenharia para serviço de infraestrutura na Rua Olney São Paulo, localizado no Bairro Aviário, neste município. VENCEDOR: SERMTEC – CONSTRUTORA LEBLON LTDAEPP. HOMOLOGAÇÃO: 27/06/2013. VALOR: R$ 576.667,88. Feira de Santana, 27/06/2013 – José Ronaldo de Carvalho. Prefeito Municipal. EXTRATO DO CONTRATO LICITAÇÃO 100/2013 – CONCORRÊNCIA PÚBLICA 011/2013 CONTRATO: 119/2013/13C. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE FEIRA DE SANTANA. CONTRATADO: CONSTRUTORA LEBLON LTDA-EPP. OBJETO: Contratação de empresa de engenharia para serviço de infraestrutura na Rua Olney São Paulo, localizado no Bairro Aviário, neste município. HOMOLOGAÇÃO: 27/06/2013. VALOR: R$ 576.667,88. Feira de Santana, 27/06/2013 – José Ronaldo de Carvalho. Prefeito Municipal.

LEI Nº 3.394, DE 27 DE JUNHO DE 2013. Dispõe da Obrigatoriedade aos Centros de Habilitação de Condutores (CHCs), sediados no Município de Feira de Santana, a adaptarem um veículo para aprendizado de pessoas portadoras de deficiência física, e dá outras providências. O PREFEITO SANTANA, Estado da Bahia,

MUNICIPAL

DE

FEIRA

DE

FAÇO saber que a Câmara Municipal, através do Projeto de Lei nº 55/2013, de autoria da Edil Gerusa Maria Bastos Sampaio, decretou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Ficam obrigados os Centros de Habilitação de Condutores-CHCs, sediados no Município de Feira de Santana, a colocar à disposição de seus usuários portadores de deficiência física um veículo. § 1º - Os Centros de Habilitação de CondutoresCHCs para cumprir o previsto no “caput” deste artigo poderão associar-se entre si ou utilizar a intermediação de seu representante legal para colocar à disposição um veículo. § 2º - O veículo eventualmente utilizado para o aprendizado de pessoa portadora de deficiência física deverá usar, quando servido a esse fim, as sinalizações previstas no Código de Trânsito Brasileiro. § 3º - O veículo adaptado deverá conter dois comandos manuais universais tais como: empunhaduras de volante, uma alavanca de controle de freio e acelerador e caixa automática ou similar (embreagem hidráulica ou computadorizada). Art. 2º - Fica concedido um prazo de 180 (cento e oitenta) dias, após a regulamentação desta Lei pelo Executivo Municipal, para os Centros de Habilitação de Condutores-CHCs adaptarem-se a esta Lei. § 1º - Após transcorrido o prazo previsto no “caput” deste artigo, as empresas que descumprirem esta Lei estarão sujeitas às seguintes penalidades: a) advertência; b) multa de R$ 1.000,00 (mil reais); c) o valor da multa sofrerá correção anualmente pelo Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA). d) suspensão do alvará de localização e funcionamento; e) cancelamento do alvará de localização e funcionamento. § 2º - Em caso de reincidência, a multa cominada será aplicada em dobro. Art. 3º - O Poder Executivo Municipal regulamentará esta Lei no prazo máximo de 90 (noventa dias), a contar da data de sua publicação. Art. 4º - Esta Lei entrará em vigor, na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Gabinete do Prefeito, 27 de junho de 2013.

DECRETO INDIVIDUAL Nº 800/2013 O Prefeito Municipal de Feira de Santana, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições, tendo em vista o que consta do Processo de nº 30.2877/2013 e do Parecer da Procuradoria Geral do Município nº 582/2013, e com fundamento no art. 51, § 3º, inciso I, alínea “c”, da Lei Municipal Complementar nº 011/2002, e no disposto no art. 48, inciso I, da Lei Complementar nº 028/2006, RESOLVE conceder PENSÃO POR MORTE, COM PROVENTOS INTEGRAIS, ao conjugue sobrevivente VALTER DA SILVA PEREIRA, de forma vitalícia, face ao falecimento da ex-servidora ALDIRA DOS SANTOS PEREIRA, em 05.04.2013, Matrícula nº 04009604-9, Professora, situação funcional da servidora inativa. Gabinete do Prefeito Municipal, 21 de junho de 2013. JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO MUNICIPAL

JOÃO MARINHO GOMES JÚNIOR SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

JOSÉ RONALDO DE CARVALHO PREFEITO MUNICIPAL MARIO COSTA BORGES CHEFE DE GABINETE DO PREFEITO CARLOS ANTÔNIO DE MORAES LUCENA PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO EBENÉZER NOEL CARNEIRO DA SILVA TUY SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TRANSPORTES E TRÂNSITO

Diretora da Meio

elogia qualidade e responsabilidade da Emgraf Milena Carvalhal, diretora de criação e mídia da agencia Meio Comunicação e Marketing, empresa com mais de 20 anos de atuação em Feira de Santana, é mais uma cliente satisfeita com os serviços prestados pela Emgraf. Segundo ela, a Emgraf é uma empresa que tem boa qualidade em serviços gráficos e preços competitivos, que atende às expectativas dos clientes. “Em geral as gráficas de Feira de Santana pecam muito em não cumprir os prazos na entrega dos serviços, o que é um problema localizado do mercado de Feira de Santana. Mas, no caso da Emgraf a dificuldade que temos é no retorno rápido às nossas solicitações de orçamento”, diz. Contudo, ela reconhece

Milena Carvalhal que o crescimento da clientela por conta dos bons serviços que presta, e o consequente crescimento da empresa, traz estes problemas, que precisam ser rapidamente solucionados para manter o padrão de qualidade Emgraf também no atendimento. “Recentemente a Emgraf imprimiu uma revista da Escola João Paulo I, que é nossa cliente, e o resultado final foi ótimo, ficou muito bom mesmo, e nos foi entregue no prazo previsto. A nossa expectativa é que a empresa continue a cumprir com os prazos, sem comprometer a qualidade do excelente trabalho que faz”, diz Milena.


10

Feira de Santana, sexta-feira 28 junho de 2013

Ex-vereador de Salvador assume o Clériston O novo diretor geral do hospital Clériston Andrade é José Carvalho Pitangueira, conhecido como Dr. Pitangueira, eleito vereador em Salvador pelo PRB em 2008. Perdeu a reeleição em 2012, ficando como suplente no PSD, partido da base do governador Jaques Wagner. Dr. Pitangueira já foi diretor de hospitais estaduais em Salvador. Deixa o cargo a médica Iraci Leite. Na diretoria

médica entra Alexandre Felix Dumas e sai Aldenéa Valsecchi. Na diretoria administrativa, entra Joselice Xavier e Carlos Rocha Holtz Filho, conhecido como Ted. ABRAÇO Na manhã de ontem, funcionários do hospital fizeram um “abraço simbólico” na frente do hospital. Foram feitos discursos e gritadas palavras de ordem contra

Ney Silva

o processo de publicização do hospital. De mãos dadas, gritaram “Não, não, não, não à privatização”. Reginaldo Ribeiro, diretor do Sindsaúde, afirmou que os funcionários do HGCA estão temorosos com a possibilidade de uma empresa assumir a gestão da unidade, mas se mostrou favorável à hipótese do Clériston se transformar em hospital universitário, administrado pela UEFS, o que também vem sendo avaliado pelo governo do estado. Os funcionários temem prejuízos com a publicização. Sindicato prefere que UEFS assuma


Edicao 28 06 13