Page 1

www.tribunafeirense.com.br

FEIRA DE SANTANA - SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012

ANO XIV - Nº 2.380

R$ 1

Mulheres no crime

ATENDIMENTO (75)3225-7500

Cresceu mais de 100% o número de mulheres cumprindo pena no presídio regional de Feira de Santana. A esmagadora maioria, por envolvimento no tráfico de drogas, geralmente induzido por relacionamentos amorosos com namorados e maridos traficantes.

redacao@tribunafeirense.com.br

Longe da escola

foto: Ludimila Oliveira

5

Quem mais reprova Depois de revelar o desastroso desempenho de Feira de Santana como líder de reprovação na Bahia, no Ensino Médio e Fundamental, a Tribuna publica a lista das escolas com maior taxa de reprovação nas redes municipal e estadual.

8

Atamira enche a carroça de crianças e parte para a escola. Na hora do almoço, faz a viagem de volta

Um grupo de crianças que vai à escola graças à determinação da mãe, que leva todos de carroça, percorrendo alguns quilômetros por dia. A mulher ainda dá carona a filhos de vizinhos do Alto do Papagaio, que não têm onde estudar no bairro onde vivem, desprovido de escolas.

Rumos da eleição A análise de César Oliveira, Valdomiro Silva e Rafael Velame sobre os recentes movimentos da política, como a adesão de Colbert a José Ronaldo. Luciano Ribeiro (à esquerda), Colbert, Ronaldo e Lúcio Vieira Lima. PMDB e DEM agora no mesmo barco

2,3,8

7


2

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

opini達o


opinião

3

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

Valdomiro Silva

Observatório valdomirotribuna@hotmail.com

Colbert se torna o “número 1” de Ronaldo As mexidas mais interessantes nas peças do xadrez da sucessão em Feira de Santana começaram com o prefeito Tarcízio Pimenta, no ano passado, quando ele assumiu o controle do PDT local e migrou para a base do governador Jaques Wagner. Depois, em outro lance de impacto,

o petista Zé Neto obteve o apoio do presidente da CDL, Alfredo Falcão, e do presidente da Federação das Associações Comerciais da Bahia, Cloves Cedraz, ambos assumindo a condução do PSB feirense. Mas coube a Zé Ronaldo, do DEM, a tacada de mestre, até aqui, na disputa pela sucessão do governo municipal, com a

Estrela da companhia Colbert, portanto, chega à base do ex-prefeito como maior estrela da companhia, depois do próprio Ronaldo, posto que já pertenceu ao ex-deputado Fernando de Fabinho e em um passado mais recente, ao próprio Tarcízio. A união dos dois grupos é como uma fusão de megaempresas, criando um gigante da política local e juntando adversários desde os mais remotos tempos, quando DEM e PMDB eram ainda Arena e MDB. São duas marcas muito

valorizadas no mercado da política. Ronaldo, ex-prefeito duas vezes, líder das pesquisas de opinião, há pouco candidato ao Senado com expressiva votação – maior que a dos candidatos ao governo da Bahia Paulo Souto e Geddel Vieira Lima e hoje um nome “estadualizado”, que pode se tornar ainda mais consistente, caso saia vencedor de mais uma batalha pelo governo municipal – e seria nada menos que a quarta seguida, visto que ganhou com Tarcízio, em 2008.

Colbert leva a grife do pai, uma lenda da política de Feira. Sempre foi segundo colocado nas últimas eleições para prefeito que disputou. O ex-deputado pode não estar pontuando bem nas pesquisas, mas seu nome soa ainda muito vigoroso na cidade e o grupo que comanda ou com quem tem afinidade conta com outras expressões locais também de grande respeitabilidade. Quadros como Wilson Pereira, Benício Cavalcante, Luciano Ribeiro, Adenilda Martins, Evaldo Martins, Liomar Ferreira, João Batista Cerqueira, Wilsinho Falcão, Luciano Vital, Luiz Alvim, Armando Sampaio, entre outros, ressurgem no cenário político. Somese a estes o vereador

peemedebista Frei Cal. É um grupo que sente agora, concretamente, a chance de voltar a estar representado no poder e de servir à sociedade, duas décadas depois de ter sido protagonista com o velho e saudoso Colbert Martins da Silva. Essas personalidades, caso entrem no jogo pra valer, vão pesar em favor de Ronaldo.Esse é, justamente, o próximo passo a ser dado: motivar essas lideranças, que andavam um tanto afastadas da política, mas podem retornar de forma triunfal, até. Por enquanto, apenas um colberzista afirma não estar disposto a seguir o ex-deputado em sua escolha, o coronel Cláudio Brandão. Defecções são naturais em uma aliança dessa magnitude. Uma, apenas, por ora, é resultado favorável para Colbert.

Motivar os ‘históricos’, a missão

aliança fechada com o exdeputado Colbert Filho. De todas essas ações políticas mais vigorosas, sem dúvida a mais agressiva partiu do grupo ronaldista. Colbert, que de início era apontado como um candidato competitivo dessas eleições – como fora nas anteriores – afastou-se da disputa, atingido por

denúncia até aqui duvidosa, embora tenha sido até preso por causa dela. Injusta ou não, a acusação de ter participado de desvio de recursos em favor de uma ONG do Amapá – imaginem, do Amapá! – quando ocupava uma das secretarias nacionais do Ministério do Turismo foi suficientemente forte para fazê-lo desistir de partir

para mais uma tentativa de chegar ao governo local, embora legalmente nada o impedisse de concorrer. Obviamente, Colbert era cobiçado por todos, mas apenas um poderia contar com o apoio do seu grupo. Tarcízio e Zé Neto atuaram nesse sentido. Mas o peemedebista acabou escolhendo Ronaldo. Obviamente,

Colbert espera, além de participação do seu grupo em um eventual terceiro mandato de Ronaldo, que ele, com seu potencial de voto, apoie a candidatura do peemedebista em 2014, para deputado federal. A aliança faz de Colbert o “número 1” de Ronaldo, para uma futura sucessão.

Agora, só falta Fernando Torres decidir Definidos os rumos do ex-deputado Colbert Filho com o PMDB, do deputado Carlos Geilson com o PTN e do PSDB, do ex-deputado Humberto Cedraz, resta somente uma decisão importante em se tratando de alianças para a disputa da Prefeitura de Feira de Santana, este ano: o deputado federal Fernando Torres, do PSD. Fernando, que é um político afeito a não ficar sobre muros e objetivo em suas decisões, desta feita trabalha lentamente, tem dificuldade de definir, contrariando seu estilo. A convenção do partido, por exemplo, deve acontecer apenas no último dia do prazo que a Justiça Eleitoral prevê para esse tipo de evento, 30 de junho. Obviamente, o deputado não deverá esperar até lá para decidir se apoia José Ronaldo, Tarcízio

Pimenta ou Zé Neto, ou se ele mesmo disputará o pleito. O deputado jamais manifestou o desejo, desde que conquistou expressiva vitória nas urnas, para o Congresso, de ser candidato em 2012. Sempre afirmou a vontade de vir a brigar pela Prefeitura de sua terra, mas mais adiante, em 2016, provavelmente. Há um movimento capitaneado pelo cacique do partido na Bahia, o vice-governador Otto Alencar, para que ele saia candidato agora. Em política, candidatura não deve nascer assim, de última hora, sem ter sido trabalhada com alguma antecedência. Dificilmente dá certo. Fernando não atuou nessa direção. Não buscou alianças partidárias, ao contrário dos outros candidatos, que estão na estrada há meses e até anos.

A possível candidatura de Fernando cheira, portanto, a imposição de Otto com o objetivo de dificultar uma eventual vitória de José Ronaldo em primeiro turno. Faz parte do jogo. O vice-governador, com sua experiência, quer convencer o deputado por uma causa que interessa ao seu grupo político – na verdade, grupo que tem no comando o governador Jaques Wagner. Fernando, que não é bobo, percebe tudo isso. Pode vir a acatar a proposta, em nome da “causa” e nada haveria de absurdo nisso. Mas o deputado não se dobra facilmente a movimentos. Quem o conhece mais de perto acha improvável que saia candidato. Muito bem: se não for, como é previsto, deverá apoiar a algum dos candidatos postos no tabuleiro. Ele tem carta branca – pelo menos foi o

A nova denúncia de Tourinho O vereador Roberto Tourinho denunciou semana passada suspeitas de que o governo Tarcízio Pimenta optou por pagar mais caro pela contratação de uma empresa prestadora de serviços hospitalares. O mecanismo adotado teria sido o cancelamento de um procedimento licitatório no Hospital da Mulher, ocorrido entre março e abril do ano passado. Abertos os envelopes com as propostas, a Cooperssade teria apresentado o menor preço, R$ 470 mil mensais para a prestação dos serviços sob dispensa de licitação, superando os concorrentes Coopersaúde (R$ 483 mil) e Coofi Saúde (R$ 588 mil). Mas o processo foi cancelado. Realizada uma outra licitação, venceu a Coopersaúde, com proposta de R$ 658 mil. Para Tourinho, aí tem truta. A primeira licitação teria sido cancelada por “conveniência administrativa”.O prefeito Tarcízio Pimenta afirma que a

que sempre garantiu Otto – para escolher. Mesmo que seja o adversário de Wagner nesta campanha, o ex-prefeito José Ronaldo. A essa altura, a bolsa de apostas fervilha. Tarcízio segue favorito para receber o importante apoio. Afinal, Torres participa do governo desde o início e elogia sua administração publicamente. Zé Neto é o segundo da fila, por ser também da base aliada de Otto e Wagner. Ronaldo, que optou por um vice indicado por Colbert, corre por fora. Fernando queria essa vaga, para início de conversa. Como não vingou, sua aliança com o DEM seria uma surpresa, a essa altura.

primeira licitação foi anulada porque a Cooperssade não compareceu para assinar o contrato. O fato de a Coopersaúde ter apresentado proposta maior, segundo o prefeito, é normal: “Antes dessa licitação havia um contrato, desde 2008, cujos valores pagos eram superiores à proposta da Cooppersade”, garante.Mas Tourinho contesta. Segundo ele, quando uma empresa não comparece após uma licitação, a segunda classificada é convocada e assim sucessivamente até que uma outra empresa seja contratada, “o que não foi feito”. Feita a denúncia e apresentados os esclarecimentos, resta aguardar agora pela avaliação dos fatos por parte do Ministério Público e Tribunal de Contas dos Municípios.


4

cidade

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

Candidatos ensaiam discursos Glauco Wanderley

Tarcízio vai bater e se fazer de vítima. Ronaldo vai posar de aberto ao diálogo com Wagner, tentando neutralizar a pecha de oposicionista desagregador que Zé Neto tentará lhe impingir, alegando que só ele, como petista, tem a necessária proximidade para trazer mais para Feira, tanto por meio do governo estadual quanto do federal. A poucos dias do início da campanha e com as candidaturas oficializadas, ficou nítida a tática de cada um pelo menos para o começo da corrida eleitoral. Táticas que necessariamente são ajustadas ao longo do processo. A campanha de Tarcízio, vai tentar puxar Ronaldo para a briga. Na convenção do domingo passado, Tarcízio bateu, mas isso ele já costumava fazer, embora sempre por meio de indiretas. A novidade foi Graça Pimenta, que começou ao seu modo insípido, única a ler o discurso no palanque montado na Garage, mas ao final resolveu partir para o improviso, onde avaliou muito mal o governo de Ronaldo e ainda lançou acusações. Segundo ela, a Educação estava ruim, com professores e alunos desmotivados, e a Saúde péssima. A deputada do PR afirmou que quando dirigiu a unidade de saúde do Ecassa, faltava até

material de limpeza, que comprava do bolso. Pior: afirmou que Ronaldo retirou os seguranças do posto e colocou para servir á sua residência. Não foi a única parte notável da convenção de lançamento de Tarcízio. O prefeito e vários dos oradores repetiam, numa operação claramente combinada previamente, o argumento de que Tarcízio governou muito menos tempo que Ronaldo. Não apenas porque ainda está no primeiro dos dois mandatos que poderiam igualar o tempo de ambos à frente do Executivo. Mas porque não governou efetivamente até 1 ano e 5 meses atrás. “Os dois anos iniciais do meu governo eu honrei todos os compromissos assumidos em campanha política anterior”, alegou Tarcízio.

concedida à Tribuna duas edições atrás: “O governador trabalha pela Bahia. Acho que o governador tem o direito de participar politicamente. Ele é eleito e filiado a um partido, mas passando as querelas políticas, tem obrigação de trabalhar pelo município independente de quem seja o vitorioso”. “Como governante nunca sou oposição. Como governante sou um governante. Como prefeito você nunca vai ver de minha parte um discurso em que eu tenha agredido ou ofendido o governador Jaques Wagner. Sempre estive, estou e estarei aberto ao diálogo e à boa conversa”. “Eu prefeito, meu trabalho é de agregar. Oposição é muito mais ao nível do Legislativo. Estou sendo candidato ao Executivo”.

RONALDO PREGA O DIÁLOGO Tentando ignorar Tarcízio, Ronaldo parece mais preocupado em mostrar que não é inimigo de Jaques Wagner. Preocupação compreensível, em um ambiente em que a oposição míngua e o eleitor pode se tornar sensível ao discurso de que um adversário de Wagner no poder em Feira será tratado a pão e água, com eventuais conseqüências negativas para a cidade. Destaco alguns trechos sintomáticos, da entrevista

ZÉ NETO: O PARCEIRO DE WAGNER E DILMA O Encontro Municipal do PT ainda será neste sábado (16), mas a ordem unida já

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA CNPJ N.º 14.043.574/0001- 51 DISPENSA EMERGENCIAL DE LICITAÇÃO N° 022/2012 Processo Administrativo Nº 429/DLC/2012. Repartição Interessada: Secretaria Municipal de Administração. Objeto: Serviços de carta comercial, sedex – documentos, serviços telemáticos – telegrama, aquisição de produtos, mala direta postal, serviço de respostas e correio internacional. Contratado: ECT – EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS. VALOR ESTIMADO: R$ 456.000,00 (quatrocentos e cinqüenta e seis mil reais). AMPARO LEGAL: Art. 24, VIII da Lei Federal 8.666/93. Considerando o parecer 400/DCL/2012 da Assessoria Jurídica, ratifico a DISPENSA EMERGENCIAL DE LICITAÇÃO para o objeto acima mencionado. Feira de Santana, 15/06/2012. Tarcizio S. Pimenta Junior - Prefeito Municipal.

percorre os discursos. O evento já é divulgado pela coordenação das eleições com o slogan Essa é a parceria que Feira precisa, com o aviso de que este slogan “dá o tom de como será conduzida a précampanha do candidato a prefeito de Feira”. Nas palavras do vereador Angelo Almeida, “o objetivo do Partido dos Trabalhadores é alinhar Feira de Santana com as diretrizes com as quais o partido tem transformado a Bahia e o Brasil; e esse novo olhar de governar para as pessoas perpassa pela eleição do companheiro Zé Neto”. “Vamos aplicar, em Feira de Santana, o mesmo o projeto que está dando certo em nível nacional e estadual e transformou, para melhor, a qualidade de vida de milhões de brasileiros através do modo petista de governar”, reforça o presidente municipal da legenda, Jaime Cruz.

COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO AVISO DE LICITAÇÃO Nº 040/2012 CONVITE Licitação nº: 116/2012 Convite nº: 011/2012 OBJETO: Contratação de empresa para prestação de serviços especializados em iluminação cênica para os eventos da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa. Data: 28/06/2012 Horário: 08h30 O recebimento e julgamento das propostas serão realizados no Salão de Licitações, na Av. Sampaio, nº 344, Centro, Feira de Santana - Bahia, sendo observado pela Comissão o critério de “Menor Preço”. Os interessados poderão obter maiores informações e adquirir o “Convite” no Departamento de Licitações e Contratos no prédio da Prefeitura Municipal, nos dias úteis no horário das 07h30 às 13h30. Informações, ligar para o tel. 36028345/8319. Feira de Santana, 15 de junho de 2012. Osmario de Jesus Oliveira Presidente da CPL.

LUCIANO RIBEIRO:

“Deus cria, o vento espalha e o diabo ajunta” em ato falho no dia do anúncio da união Colbert/ Ronaldo, o candidato a vice deu razão a quem diz que “política é arte do cão” COLBERT MARTINS:

“As divergências com Ronaldo são parte do passado” o ex-candidato a prefeito, sacramentando o óbvio

TARCÍZIO PIMENTA:

“Feira de Santana não pode servir como prêmio de consolação para quem foi derrotado em outras eleições” prefeito doido pra ficar com o prêmio pra ele

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS DEPARTAMENTO DE LICENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL Nº 030/2012 Certificamos, para os devidos fins, que os trabalhos de cortes de pedras com explosivos, conforme o levantamento topográfico constatar a necessidade, serão feitos com marteletes e compressor de ar e as detonações acontecerá sempre no horário das 12h às 17h, conforme solicitado em Processo 023687/12. Nesses dias, em um raio de 500 metros do ponto da detonação, a Comunidade deverá ser comunicada com antecedência de 24 horas, na área do Empreendimento Loteamento Residencial Beira Rio, da empresa SPE Beira Rio Empreendimentos Ltda., CNPJ 11.504.850/0001-43, localizado na Faz. Beira Rio, Distrito de Ipuaçu, BR 116 Sul. Os serviços serão realizados pela empresa SP Engenharia Ambiental Comércio e Serviços Ltda., inscrita no CNPJ 03.867.416/0001-08, com sede na Rua Oliveira Brito, Centro, no 91, Tucano – BA, estando apta a realizar os serviços pelo motivo de o empreendimento possuir a devida Licença Ambiental de Implantação, segundo a Resolução Nº 055, de 20 de março de 2012, assim como a empresa SP Engenharia Ambiental Comércio e Serviços Ltda., que possui o Certificado de Registro No 51.867, válido até 14/02/2014, emitido pelo Ministério da Defesa do Exército Brasileiro do Comando Militar do Nordeste. Desde já esses trabalhos deverão ser feitos por profissional legalmente habilitado em seu Conselho de Classe, uma vez apresentado o Projeto de detonação e a Anotação de Responsabilidade Técnica no prazo de 30 dias antes da ocorrência da detonação. Feira de Santana (BA), 13 de junho de 2012. Antônio Carlos Coelho Secretário Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais

PORTARIA Nº 329/2012

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA CNPJ Nº. 14.043.574/0001- 51 LICITAÇÃO 068/2012 – TOMADA DE PREÇO 014/2012 Foi DESERTA a licitação 068/2012, Objeto: Contratação de empresa para prestação de serviços e aquisição de peças para bombas injetoras dos veículos da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, lotados na Secretaria Municipal de Administração, das linhas: Ford, Chevrolet, Mercedes Benz, Renault, Kia, Iveco, Volkswagem, e Volare. Informações no Dpto. de Licitações, na Av. Sampaio, nº. 344, Centro, das 07h30 às 13h30, Tel. (75) 3602-8345/8319. Feira de Santana, 14/06/2012. Osmario de Jesus Oliveira – Presidente da CPL.

ASSIM FALOU

O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições, tendo em vista o que consta do processo de nº 30.2529/2011, e no Parecer da Procuradoria Geral do Município nº 1798/2011, e com fundamento no art. 6º, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional nº 41/2003, combinado com o art. 32, da Lei Complementar n° 011/2002, e alterações contidas na Lei Complementar nº 028/2006, RESOLVE: I – Fixar a renda mensal na inatividade do segurado RAIMUNDO DE SANTANA SOUZA, matrícula nº 010013081, Gari, classe I, referência “A”, nível 07, lotado na Secretaria Municipal de Serviços Públicos, em R$ 1.132,04 (mil, cento e trintas e dois reais e quatro centavos), equivalente a 100% do salário de contribuição verificado no mês de fevereiro/2012, constituído das seguintes parcelas: vencimento – R$ 622,00; adicional por tempo de serviço (42%) – R$ 261,24; insalubridade – R$ 248,80. II - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação. Gabinete do Prefeito Municipal, 12 de junho de 2012. TARCÍZIO SUZART PIMENTA JÚNIOR REFEITO MUNICIPAL JAIRO ALFREDO CARNEIRO FILHO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO ANTÔNIO CARLOS MACHADO DIRETOR PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE FEIRA DE SANTANA

RIBEIRO:

“Não podemos ser levados no carão, no chicote, na sugesta” o vereador e presidente da Câmara, magoado com o estilo da liderança de alguém não identificado

JOÃO CARLOS BACELAR:

“Para todo político brasileiro a educação é prioridade. E a primeira coisa que faz depois que se elege é esquecer a Educação. E Feira de Santana hoje é um exemplo disso” secretário de Educação em Salvador e presidente estadual do PTN, que apoia José Ronaldo

Agropecuária Estrela de Davi S.A. ( Em formação)

COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO AVISO DE LICITAÇÃO Nº 039/2012 CONVITE Foi DESERTA a Licitação nº: 069/2012 - Convite nº: 006/2012, OBJETO: Aquisição de baterias para serem utilizadas nos veículos da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, lotados na Secretaria de Administração, pelo período de 10 (dez) meses. Os interessados poderão obter maiores informações no Departamento de Licitações e Contratos no prédio da Prefeitura Municipal, Av. Sampaio, nº 344, Centro, nos dias úteis no horário das 07h30 às 13h30. Tel. 3602-8345/8319. Feira de Santana, 14 de junho de 2012. Osmario de Jesus Oliveira - Presidente da CPL.

Invista R$ 1.000,00

Lucro garantido R$ 315 – Semestre, R$ 630,00 – Anual. Outros valores consulte-nos. FONES:

75 – 8125-3011/ 9196-0092/ 9935-2751


cidade

5

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

Mulheres atuantes no tráfico VALMA SILVA

Uma triste estatística ilustra como a violência está se espalhando por Feira de Santana. Tem crescido muito o número de mulheres presas na cidade. Em 2010 eram apenas 45 reclusas na carceragem feminina do Conjunto Penal de Feira de Santana. Agora, são 105 (até a última terçafeira, dia 12). Um aumento de 134% da população carcerária feminina. A carceragem feminina do presídio nunca esteve tão cheia em toda a sua existência, de acordo com o diretor, Edmundo Memeri Dumet. “Esse é um recorde, que foi alcançado em curtíssimo espaço de tempo”, observa. Conforme ele, as prisões são provocadas pelo envolvimento, direta ou indiretamente, com o tráfico de drogas. Esse é o motivo que levou mais de 70% delas para detrás das grades. Outra parte tentou entrar no presídio, durante as visitações, com drogas, celulares e até mesmo armamentos. Foram flagradas no ato da revista e por ali mesmo ficaram; em vez de visitar, passaram a ser visitadas. “Quase todas têm

andrepomponet@hotmail.com

André Pomponet Economia em crônica

Jornalismo “Mundo-Cão” ganha espaço

Segundo Memeri, mulheres são presas no transporte e na entrega das drogas

bom comportamento, demonstram boa índole e arrependimento pelos crimes que cometeram, mas se deixam levar pelas necessidades do dia-a-dia e se propõem a ganhar dinheiro dessa forma”, afirma Memeri. Ele detalha que quase todas são presas fazendo transporte e entrega das drogas. São as chamadas mulas, no linguajar do tráfico. Segundo o delegado Alexandre Narita, titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes, as mulheres têm assumido papel importante e definitivo no tráfico. Ele explica que há pouco tempo elas estavam

menos suscetíveis à ação da polícia em caso de abordagens. No entanto, devido ao crescimento do número de mulheres presas isso tem sido modificado ultimamente. “Nos bairros onde o tráfico é mais frequente, homens e mulheres desempenham papeis praticamente iguais, importantes e dependentes um do outro, para a operacionalização desse tipo de comércio ilegal”, diz ele. O delegado conta que as investigações apontam que os homens estão mais envolvidos com o contato com o cliente, com as cobranças, e as mulheres,

com o transporte e o armazenamento das drogas. O delegado afirma que quase todas elas têm algum tipo de envolvimento amoroso com os traficantes e entram na atividade por proposta deles. A maioria é solteira, mas têm filhos, que após a prisão das mães são deixados sob tutela de avós. Conforme Edmundo Memeri Dumet, o perfil das traficantes é: idade entre 18 e 25 anos, baixo grau de escolaridade, sem emprego e oriundas de bairros mais pobres e dominados pelo tráfico, como Queimadinha, George Américo e Campo Limpo.

“Depois que fui presa, vi que fui usada”

As mulheres que hoje estão presas por causa do tráfico de drogas são tomadas por um sentimento de arrependimento e decepção. Além da ficha suja, elas se veem diante da perda de um amor, ainda que bandido. É o que está acontecendo com Jamille [a entrevistada não quis fornecer o sobrenome], que tem apenas 21 anos e foi presa há 11 meses com 100 gramas de cocaína. Ela diz que nunca usou nenhum tipo de droga ilícita, mas depois que começou a namorar com um traficante, há um ano e meio, passou a vendê-las. “Eu não vendia nem entregava direto, era só quando ele não tinha quem fizesse isso. Eu achava que estava fazendo um favor. Sabia do perigo, mas nunca imaginava que um dia

Detenta recebe atendimento médico no Presídio Regional

fosse presa”, conta. Para Jamille, além da dor de estar reclusa no Conjunto Penal, longe da família e dos amigos, sem fazer as coisas que gosta (antes de ser presa, ela estava no terceiro ano do Ensino Médio e planejava fazer curso técnico de Enfermagem), sente a decepção de perceber que, na verdade, estava sendo usada por um traficante.

“Acho que ele não gostava de mim, porque nunca me mandou nem um bilhete desde que vim para cá. Na, verdade ele me usava no tráfico quando não tinha quem fizesse alguns serviços. Eu estava cega, mas agora, pelo menos, aprendi a lição”, desabafa, com lágrimas nos olhos. Uma outra detenta, que não quer ser identificada, foi flagrada com 17

quilos de maconha dentro de casa. Ela e o marido vendiam. “Ele conseguiu fugir quando a polícia chegou em casa, mas eu não. Nunca mais o vi”. Arrependida do crime, está estudando na escola regular do presídio e pretende trabalhar legalmente quando deixar a cadeia. “Eu vou construir uma nova vida com o meu filho”, promete. Assim como ela, quase todas as detentas estão matriculadas no colégio da prisão, participam ativamente das aulas e demais atividades propostas, cumprem com as obrigações e tarefas, têm comportamento considerado bom. A maioria cumpre pena pela primeira vez, mas 25% reincide. Sem oportunidades de trabalho ou por recaída amorosa, voltam a praticar os mesmos crimes.

Embora pouco se fale atualmente, o fato é que o surgimento e a expansão da Internet mudaram o perfil dos telespectadores brasileiros e, provavelmente, de boa parte do mundo. A principal mudança é o tempo de permanência à frente dos aparelhos de televisão: antes – quando ainda não havia Internet – eram mais de quatro horas diárias, em média; hoje esse número caiu para pouco mais de duas horas. E, sem dúvida, a tendência é que permaneça caindo. É mais do que óbvio que boa parte dos jovens pouco recorre à televisão, optando pela tela do computador e por suas infinitas possibilidades. Isso também é aplicável às pessoas com nível cultural mais elevado e por aqueles segmentos da população com maior poder aquisitivo. Até aí, nenhuma novidade. O que há de novo na televisão são as mudanças na programação, que constituem, inclusive, tendências que vão se consolidando. Como quem permanece à frente da tevê, provavelmente, tem mais idade, menor nível de escolaridade e pertence às classes sociais menos abastadas, é lógico que as emissoras ajustem suas programações para alcançar esses públicos.

Jornalismo “Mundo-Cão” É assim que, à moda baiana, cresce a olhos vistos o jornalismo “Mundo-Cão” das manhãs, do meio-dia e, mais recentemente, dos fins de tarde. É nele que os negros pobres da periferia são esculachados por apresentadores histéricos que aproveitam para vender milagrosos emagrecedores, energéticos possantes e que cedem, vez ou outra, a palavra para um pastor ávido pelo dízimo do fiel ou, então, promovem a qualidade duvidosa de algum grupo de pagode. A expansão desses programas não ocorre à toa: a clientela fiel, quase sempre, pertence à mesma classe social do infeliz que é dissecado em frente às câmeras. Entre uma dose ou outra do emagrecedor da vez e antes de ir depositar seu rico dinheirinho na sacola sequiosa do pastor, o telespectador degusta a desgraça do infeliz que bem pode ser seu vizinho. Ultimamente, na ânsia da audiência e de um pretenso estrelato, o jornalismo “Mundo-Cão” vem requintando seus excessos. É assim que suspeitos tornam-se bandidos incorrigíveis e criminosos pobres tornam-se alvo da chacota e do deboche de jornalistas supostamente ilustrados.

Alternativas Há quem defenda, simplesmente, a supressão desses programas. Mas indiscutivelmente há quem goste e com base nessa opção é que os apresentadores defendem suas posições, escondendo-se atrás da sagrada trincheira da liberdade de imprensa e mostrando-se intrépidos valentões diante das câmeras. Há, também, quem opine que somente a disseminação massiva da educação é o que vai mudar a cabeça da população, tornando-a menos suscetível a esses quadros de horrores. O inconveniente é que uma mudança do gênero leva gerações e, até lá, incontáveis infelizes terão sido expostos à sanha televisiva, antes de enfrentar os infortúnios das prisões baianas. É provável que o caminho mais adequado seja o mais óbvio: a aplicação da lei, cerceando essas barbaridades cometidas todos os dias. Nem a censura, nem a omissão: apenas a aplicação corajosa da legislação já existente, mesmo que os gritos histéricos dos apresentadores tornem-se ainda mais estridentes.


6

cidade

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

PRF fecha posto da BR 116 VALMA SILVA

Após mais de 20 anos de funcionamento, o posto da Polícia Rodoviária Federal situado às margens da BR 116 Norte, em frente ao campus da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), está fechado há duas semanas (o último dia de atividades foi 31 de maio). O fato está revoltando os moradores da região. Para quem precisa todos os dias passar pela pista, o fechamento do posto traz grande preocupação. “A gente vê acidente nessa estrada quase todo dia, sempre com a polícia socorrendo, organizando o tráfego na estrada. Agora, como é que vai ser quando tiver uma batida, um atropelo?”, questiona o estudante universitário Bruno Gomes Mattos, que mora no distrito de Maria Quitéria e passa pelo local quase todos os dias para ir para a UEFS. “Os carros já passavam por aqui voando mesmo com a polícia, pois motorista irresponsável não respeita a ninguém, nem a si mesmo. Agora é que a situação vai piorar”, afirma a professora Carmem Lúcia Silva, que mora no conjunto Feira VI. Outra professora que mora no conjunto, Gabriela Moraes de Lima, também denuncia a falta de cuidado e a imprudência dos condutores de veículos. Conforme ela, muitos jovens que moram no Feira VI costumam beber e

adilson-simas@bol.com.br

Adilson Simas FEIRA ONTEM

Feira, mulher apaixonada

O tráfego intenso na BR 116 Norte mostra quanto a rodovia já integra a malha urbana

dirigir pela área. “É capaz de até ‘pega’ começarem a fazer, porque esses meninos, infelizmente, são inconsequentes. Corremos sérios riscos e com certeza vai aumentar o número de pessoas que perdem a vida nesta pista. Precisamos da presença da polícia para nos dar segurança”, apela. Segundo o próprio Núcleo de Comunicação da PRF (Nucom), na BR 116 Norte, na área de Feira de Santana (km 420,3 até o 495,4) aconteceram mais de 500 acidentes, com 34 mortos em 2011. Este ano a estatística se encaminha para a repetição da tragédia (veja tabela). Para quem precisa atravessar a pista diariamente a preocupação é ainda maior, porque contavam com ajuda dos policiais. Especialmente nos horários de maior

movimento, eles continham os automóveis para que as pessoas pudessem fazer a travessia. A rodovia é considerada perigosa também devido ao intenso tráfego de veículos de grande porte. Além disso, muitas cidades ficam às suas margens. Para piorar, boa parte dos condutores praticam excesso de velocidade e ultrapassagens proibidas, as duas infrações mais comuns de acordo com levantamento do Nucom. A pista está em boas condições mas nao é duplicada e possui faixa contínua (proibindo

ultrapassagem) em grande parte da sua extensão, o que muitos motoristas preferem não respeitar. Diariamente passam pela BR 116 Norte cerca de 20 mil carros, em períodos normais. O número, naturalmente, aumenta em épocas de festas como Natal, São João e feriados prolongados. A rodovia liga Feira de Santana à BR 324 Norte (no entroncamento de Tanquinho) e ao norte da Bahia, passando pela região sisaleira. É também o acesso para os distritos de Matinha, Tiquaruçu e Maria Quitéria.

* apenas no trecho de 75km entre o km 420,3 e o 495,4 ** até abril Fonte: Núcleo de Comunicação da PRF (Nucom)

PRF acha posto mal localizado

Segundo o superintendente da PRF, inspetor George Paim, onde encontrase neste momento, o posto não tem a devida funcionalidade, que é realizar blitz e operações (blitz no local provoca engarrafamento na cidade). “Esse posto não está muito bem posicionado. Como nosso efetivo está baixo e nós somos uma Polícia Rodoviária, ter um policial ali imobilizado [em área urbana] faz com que a gente não consiga atender as demandas ao longo do trecho, que é o nosso papel”, explica. Os agentes que antes ficavam no posto Norte agora estão nos postos Sul, no da BR 101, e atuando com mais frequência nas estradas da região, alega o superintendente. Paim detalha que devido à grande quantidade de

acidentes, os policiais acabam praticamente todo o período atuando com resgate e salvamento. Por isso, o posto foi cedido ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para que seja construído lá um ponto de apoio para socorrer vítimas de acidentes de trânsito, que correspondem a boa parte dos atendimentos do SAMU. Por enquanto, não há previsão de quando isso será concretizado. Estão sendo realizados estudos que indicam que o posto será relocado para outro trecho da rodovia, mas ainda não há previsão de quando isso vai acontecer, pois esse levantamento está sendo feito em todo o país. Caso o posto seja efetivamente reativado em outro lugar, a área mais provável é entre

os municípios de Santa Bárbara e Serrinha, trecho considerado um dos mais perigosos dos cerca de 400 quilômetros da estrada. O trecho já era responsabilidade do posto agora fechado.

QUEBRA-MOLAS Para a PRF, outra ação necessária na BR 116 Norte é a retirada dos 19 quebra-molas entre Feira de Santana e Santa Bárbara, em um trecho de menos de 30 quilômetros de extensão. Eles pioram o tráfego, intenso devido ao grande fluxo de veículos, inclusive de grande porte, e à existência de uma balança de pesagem de caminhões e carretas. Os quebra-molas têm favorecido a ação dos marginais. Estes aproveitam que os motoristas precisam

reduzir a velocidade para passar pelas lombadas para abordar os veículos e assaltar. Este ano, segundo a Associação de Empresas de Transporte Coletivo Rodoviário (Abemtro), foram registrados cinco assaltos a ônibus na BR 116 Norte, todos eles nos trechos que têm quebramolas e durante a noite. Dois deles ocorreram no mês passado. “Nenhum posto de combustível aqui da área funciona mais até tarde por causa desses ladrões. De dia já é perigoso, quanto mais à noite. Nos sentíamos um pouco seguros com o posto da polícia próximo, mas agora nem a polícia temos mais. Era só o que faltava para a bandidagem tomar conta da rodovia”, opina um frentista, que prefere não ser identificado.

A tradicional feira-livre de todas as segundasfeiras foi realizada pela última vez no centro da cidade no chuvoso 10 de janeiro de 1977. Uns condenavam a mudança da secular feira e outros viam como prova de progresso a sua transferência para o Centro de Abastecimento, construído pelo prefeito José Falcão no antigo Parque Manuel Mathias. Ao abordar o assunto em artigo publicado no jornal Feira Hoje do dia seguinte, o poeta, jornalista e historiador Franklin Machado profetizou em determinado trecho:

- A feira teimará em ficar pelas adjacências, como mulher apaixonada que não quer deixar seu homem...

Yes, temos bananas e o ano todo Novamente prefeito (1989/1992), Colbert Martins anunciou o fim da feirinha da Rua Marechal Deodoro e mandou que o fiel comandante Amorzinho fosse com os guardas municipais cumprir a missão. À tardinha recebeu os feirantes no salão nobre, explicou sua decisão, mas cedendo aos apelos ponderou que todos poderiam usar o espaço, desde que comercializando apenas frutas da época. Militante do partido, o decano Sergipe que guardava suas mercadorias no quintal da casa de Chico

Pinto, pediu e ganhou um aparte, que mudou a decisão do alcaide: - Olha companheiro Colbert, a gente também vende banana. E banana dá o ano inteiro...

Telegrama contrarevolucionário Reconduzido à viceliderança do governo na Câmara dos Deputados, durante o governo do General Geisel, o baiano Vasco Neto, da Arena, enviou telegramas aos prefeitos da Bahia dando ciência do fato e prometendo “ser útil ao nosso partido, nosso Estado e ao fortalecimento dos ideais da Revolução de 31 de Março”. Tendo também recebido a mensagem, o prefeito oposicionista José Falcão, do MDB, respondeu ao parlamentar com outro telegrama:

-Agradeço gentileza vossência pt Lamento não ter o prazer de incluí-lo como meu correligionário...


cidade

7

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

Ensino a distância

Foto: Ludimila Oliveira

Na carroça, nove crianças são tranportadas diariamente. Só uma delas ainda não frequenta a escola, devido à idade

que promete resolver o problema da falta Atamira de Jesus Ramos de vagas no Ensino Fundamental, está não trabalha e mora na em construção. Pelos periferia de Feira de Santana. Mas sonha com cálculos oficiais, poderá abrigar 600 alunos em 3 uma vida melhor para turnos. os quatro filhos. E de quebra para os filhos dos A obra foi autorizada há vizinhos, que diariamente dois anos pelo prefeito Tarcízio Pimenta. “A transporta do Alto do partir do próximo ano, a Papagaio para a escola Tia Ana Lúcia, no Parque população da localidade Ipê, quilômetros longe de terá uma unidade de casa. A turma com nove crianças vai e volta da escola em uma carroça, puxada por um cavalo que parece não ter mais condições de fazer a viagem. A mãe zelosa explica que a viagem diária é necessária porque não há escola onde mora. Na verdade há uma escola municipal no Alto do Papagaio, de Educação Infantil, a Dalva Suzart, que o secretário de Educação, José Raimundo Azevedo, pensa que atende a demanda. Uma outra, GLAUCO WANDERLEY

ensino à disposição no próprio bairro, na rua Zabelê, próximo à unidade de saúde”, anunciou a prefeitura em 28 de maio de 2010. “As crianças já vão estudar nesse espaço no próximo ano, numa estrutura de qualidade. Inúmeras crianças estão pedindo escolas e o bairro não tinha uma unidade ensino”, disse

na ocasião o prefeito. No complemento da matéria, afirmou-se que o sócio diretor da empresa contratada, Carlos Martins, da CKM Construções e Montagem, prometia conclusão em 180 dias. O custo era de R$ 600 mil. Hoje não há mais prazo para conclusão e o vencimento daquele prazo inicial, de seis

meses, parece ter sido esquecido. “A empresa que estava executando abandonou a obra. Ficamos sabendo quando fui ver o andamento. Chamamos a empresa e ela não compareceu. Tivemos que fazer o distrato e uma nova licitação foi lançada”, relata o secretário de Educação, José Raimundo de Azevedo. O secretário espera

ainda ver a inauguração em 2012, mas admite que pode ficar para o próximo ano. “Sabe como são essas empresas. Assina contrato pra quatro meses, fica pedindo aditivo e leva um ano”, calcula José Raimundo. Enquanto não fica pronta, é preciso torcer para que o cavalo de Atamira aguente.


8

cidade

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

As escolas que mais reprovam Na edição passada, a Tribuna Feirense revelou, com base nos dados oficiais do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que Feira de Santana tem a maior taxa de reprovação entre as sete maiores cidades baianas, tanto no Ensino Médio quanto no Fundamental. Complementando a informação, trazemos neste número a lista das escolas públicas (municipais e estaduais) com os índices mais elevados. Optamos por publicar as 20 primeiras, em ordem decrescente, começando da reprovação mais elevada. No Ensino Fundamental, revezam-se escolas municipais e estaduais. No Ensino Médio, as escolas são todas pertencentes à rede estadual. di.vianfs@ig.com.br

Itamar Vian Arcebispo Metropolitano

Luzes no Caminho Pé atrás

Apesar de Colbert Filho afirmar que os peemedebistas históricos apoiam a decisão de marchar junto com José Ronaldo nas eleições para prefeito, nem todos apareceram na coletiva realizada no Hotel Palace. Ildes Ferreira, Wilson Falcão, Armando Sampaio, Hosannah Leite, Wilson Pereira e Benício Cavalcante, por exemplo, não deram as caras no anúncio oficial da parceria do Democratas com o PMDB.

Guerra Santa

Falando em PMDB. Comenta-se na cidade que a escolha do professor Luciano Ribeiro para candidato a vice-prefeito de José Ronaldo (DEM), acenderá uma guerra santa nas eleições. Luciano é considerado um católico fervoroso e estaria descontente com o grande espaço que a igreja evangélica ocupa atualmente no governo do prefeito Tarcízio Pimenta (PDT).

Vereador ameaçado

Autor de denúncias sobre possível uso de área pública por parte da associação que comanda o comércio no Feiraguai, o vereador Marialvo Barreto (PT) afirmou na Câmara que está sofrendo ameaça de agressão por parte de dois indivíduos supostamente vinculados à entidade. O petista revelou que tem os nomes dessas pessoas e que já os registrou em agenda. “Não tenho medo de ameaças e sei quem são os que estão fazendo as ameaças. Minha família já está ciente desses nomes”, afirmou. De acordo com o vereador, estão sendo “privatizados”espaços públicos localizados na Praça Presidente Médici, que abriga o Feiraguai.

Ciretran sem direção

“É humilhante. Você tem que chegar ás 5 horas para seu carro passar na vistoria; e mesmo assim nada garante que vai ser vistoriado no mesmo dia”, frase do vereador Ewerton Carneiro – Tom (PTN), em discurso na Câmara sobre o atendimento ao público na Ciretran-Feira.

PT apreensivo

O PT lança neste sábado (16) a candidatura oficial a prefeito do deputado estadual Zé Neto. Membros do partido, apesar de negarem estão de “cabelo em pé” com a possibilidade de protesto dos professores em greve durante o evento. O que é pra ser uma festa pode acabar como um protesto.

Cadeira disputada

Jhonatas Medeiros pelo PSOL e Cláudio Brandão pelo PPL são as novidades da eleição de Feira de Santana este ano. Eles se juntam a Tarcízio Pimenta (PDT), Zé Neto (PT) e Zé Ronaldo (DEM) na corrida pra ocupar a cadeira de prefeito pelos próximos quatro anos.

Casa nova

A rádio Subaé ganha um grande reforço na sua equipe. O jornalista Valdomiro Silva passa a integrar a equipe do Subaé Notícias junto com ElsimarPondé. Valdomiro, que também é chefe da Ascom da Câmara Municipal será comentarista político.

Foguetinhos

*Novos tempos: Daniela Mercury homenageando Feira em clip. *Tem candidato prometendo o que não pode dar. *Em eleição pode acontecer tudo, inclusive nada.

Romaria a lapa

Nos dias 16 – 17 e 18 de junho acontece a nossa romaria arquidiocesana a Bom Jesus da Lapa. Neste Ano Jubilar, arcebispo, sacerdotes, diáconos, religiosos(as), seminaristas e muitos representantes de nossas paróquias vamos, em romaria, ao Santuário de Bom Jesus da Lapa para agradecer e pedir perdão por tudo o que fizemos ou deixamos de fazer durante esses 50 anos de Vida e Missão. A HISTÓRIA das romarias vem de longe. Todos os povos, não importa a religião e a cultura, têm seus lugares de peregrinação e santuários. Na história do povo hebreu, Abraão, certo dia, deixou sua pátria em busca de uma nova terra prometida por Deus. Ele tornou-se o símbolo de todos aqueles que caminham com Deus em busca de terra e paz. O POVO da Bíblia fazia suas romarias ao templo de Jerusalém para celebrar a libertação política, a conquista da terra e renovar o compromisso de continuar fiel a Deus. Desde o início, os cristãos são um povo que caminha. A peregrinação cristã tem como centro a pessoa de Jesus Cristo. Ele, por amor a nós, encarnou-se, entrando no tempo e peregrinando pelas estradas da Palestina. É IMPORTANTE salientar algumas atitudes fundamentais de quem se põe a caminho. A primeira delas é a fé em Deus. O peregrino vai em busca do lugar santo onde Deus se revela. O que o move é o desejo de ver a Deus e se encontrar com Ele, que é fonte da vida e da paz. A romaria é também um momento de agradecimento a Deus pela sua bondade e ternura em nos conceder a vida, a saúde, a paz e tantos outros benefícios.

OUTRA atitude importante é a consciência da transitoriedade, ou seja, a revelação através da experiência de romeiro de que a vida é uma passagem. A romaria desperta e aprofunda nos romeiros essa consciência e os introduz na aprendizagem do caminho: andar juntos, solidários, com fé, aprendendo os segredos de resistências e assimilando sabedoria para a luta da vida. POR ISSO, para uma Romaria não se vai sozinho. A pessoa vai unida a muitas outras, carregando sofrimentos, esperanças e a mesma fé no Deus libertador. As pessoas se unem e unidas sentem maior força e se organizam para dar mais esperança à própria vida e das comunidades. E assim, com uma nova experiência de Deus, também nós romeiros da Arquidiocese de Feira de Santana, retornaremos de Bom Jesus da Lapa animados, para superar os desafios que a vida nos impõe.


cultural

9

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

Revolusamba 15 anos nosso trabalho já sabem: não tocamos baixaria, nem fazemos apologia!”, frisa Marquinhos. Ele reconhece que a concorrência atualmente é bem maior que há alguns anos. “Antigamente existia a malícia, a sensualidade, um sutil duplo-sentido; então, não existia esta concorrência tão forte com grupos que fazem pagode apelando para a sexualidade explícita.

Marquinhos espera mais sucesso na nova fase

Ordachson Gonçalves Mantendo a autenticidade de um samba de roda estilizado que marcou época nos tempos áureos do pagode baiano, a banda feirense Revolusamba segue com a proposta de fazer música de qualidade. Na contramão da chamada ‘baixaria’ e da apologia a temas que remetem a pornografia, criminalidade e jargões pejorativos principalmente contra mulheres, a Revolusamba busca uma renovação. O grupo coleciona hits que viraram sucesso até o final dos anos 90, como: “O Pau comeu”, “Mole-mole”, “Claudete”, “Apague a luz”, e “Mulher

enferrujada”. No ano passado o Revolusamba lançou o CD “15 anos de pagodão das antigas”. Agora a banda está trabalhando para finalizar um novo CD, que deverá ser lançado em 2012. O novo trabalho contará com músicas próprias e a participação de um grande nome do Arrocha, “que ainda não pode ser revelado”. Líder do grupo desde a criação e o único remanescente da formação original, o cantor Marquinhos acredita no sucesso da nova proposta. “Estamos vivendo um momento novo, uma nova formação, um novo escritório e iniciamos nossa maratona de shows fazendo

pagode no melhor estilo retrô, pagodão das antigas. A galera gostou tanto que tivemos que lançar um cd em comemoração aos 15 anos da banda só com os maiores sucessos da carreira. Aos poucos estamos introduzindo canções do momento e de bandas que chegaram há pouco tempo no mercado, mas que mostram muita qualidade”, elogia Marquinhos. DIFERENCIAL Com 15 anos de estrada, a Revolusamba já tem uma marca registrada e um diferencial. “Os fãs que nos acompanham de longas datas e os que passaram a conhecer recentemente o

Sobreviveram o Harmonia, o É o Tchan, o Nossa Juventude voltou, e outros poucos daquela época ‘áurea do pagode baiano’”, observa. Mesmo assim, discorda da criação da lei anti-baixaria, recentemente aprovada na Assembleia Legislativa, que visa coibir o uso de dinheiro público para contratação de bandas que agridam as mulheres. “Vejo a baixaria sendo alimentada

pelas próprias mulheres, não generalizando. Se estamos num local com som ligado, ouvindo Harmonia do Samba, por exemplo, logo elas pedem pra colocar outra banda, que faça a baixaria. A lei é um tanto desnecessária. Pior que a baixaria das letras pornográficas, é a apologia da violência e do tráfico e consumo de drogas”, considera.

Sucesso nacional passou perto Há uma década e meia na estrada, Revolusamba passou por muitos momentos de dificuldade. Mas também teve uma fase de ouro. Acompanhando o estouro do pagode baiano na década de 1990, junto com o surgimento de grupos como É o Tchan,Gang do Samba, Harmonia do Samba, dentre outros, a banda feirense chegou fazer sucesso inclusive fora do estado. “Fizemos toda a Bahia, Sergipe, Alagoas e chegamos até a capital paulista com a nossa música”, relembra Marquinhos. Questionado quanto a perspectivas para o futuro, e se sonha com o Revolusamba despontando nacionalmente, ele diz que

já sentiu isso muito de perto. “Sem dúvida é o sonho de todo artista”. A banda vem de um período de retomada. O vocalista explica que o grupo esteve com as atividades paradas entre 2005 e 2008. “Situações que serviram como combustível. Pudemos respirar um ar novo, adquirir novo fôlego, tempo para refletir e repensar muita coisa”. O ressurgimento se deu principalmente por intermédio do público. “Pedidos de inúmeros fãs nas ruas e em outras cidades e estados nos despertaram algo. Foi como uma luz refletindo: o show não pode parar! E estamos aí ‘firmes e fortes nesta batalha’, como relata uma letra da música da banda Psirico”.

Mesmo com uma marca já estabelecida no mercado, Marquinhos lembra que o retorno foi bastante difícil. “Não caímos no ostracismo, mesmo com a parada que a banda deu. Porém, na volta em 2009 encontramos uma dificuldade enorme em reencontrar nosso lugar ao sol. Surgiram muitos outros grupos, cada vez mais aperfeiçoados. Para nos readaptarmos ao mercado que tornou-se altamente competitivo, tivemos que atualizar a nossa musicalidade, rearranjar nossos maiores sucessos da carreira mas, sem perder a referência e assim, ir mostrando nossa nova cara aos poucos. E estamos conseguindo”.


10

cultural

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

Sandro Penelu

Cultura e Lazer sandropenelu@gmail.com

Arraiá do Comércio na praça do Fórum

O Arraiá do Comércio 2012, em Feira de Santana, começou nesta segundafeira, dia 11, e segue até o

dia 17, na Praça do Fórum, com programação de shows valorizando os artistas da terra. Em sua 11ª edição, o

15/06/2012 – Sexta-feira 10 às 12h – Forró Balanço Novo 12 às 14h – Flor da Terra 14 às 15h – Caboquinho e João Ramos 15 às 16h – Quadrilha Oxente gente 16 às 18h – Forró Ingazeira 18 às 20h – Barra Mansa 20 às 22h – J. Sobrinho

Troca-se: alimento por teatro

Mais um resultado da Oficina de Teatro para Adolescente, do Programa Arte de Viver, do Centro de Cultura Maestro Miro, será apresentado ao público no próximo final de semana. Tratase da peça “O auto da compadecida”, texto de Ariano Suassuna, com direção de Luciano Freire. As apresentações serão nos dias 16 e 17, a partir das 19h30min e o ingresso é um quilo de alimento não perecível. O espetáculo aborda a avareza humana e as suas conseqüências, retratando as aventuras de um sertanejo, João Grilo, que faz uso da mentira em suas investidas.

Arraiá do Comércio faz uma homenagem ao centenário do Rei do Baião, Luiz Gonzaga. Diariamente,

16/06/2012 – Sábado 09 as 11h – Amaral Dos Oito Baixos 11 às 13h – Surpresa do Nordeste 13 às 15h – Point do Forró 15 às 15:30h – Quadrilhas: Forró da Alegria 15:30 às 17h – Quixabeira da Matinha 17 às 19h – Antônio Queiroz e Os Meninos da Ladeira 19 às 21h – Coroné da Sanfona

o público desfruta de exposição e venda de artesanato, produtos típicos e apresentação de trios de

forró, quadrilhas juninas e grupos culturais. Confira a programação do final de semana:

17/06/2012 - Domingo 09 às 11h – Crispim e sua Gente 11 às 13h – Pedrinho do Acordeon 13 às 15h – Barra do Nordeste 15 às 16h – Quadrilhas: Século XX (Aracaju) Princesa do Sertão 16 às 18h – Nequinha do Acordeon 18 às 20h – Arquivo Nordestino

Maria Fubá no Margarida Ribeiro

Seguem neste final de semana (sexta, sábado e domingo) as apresentações da peça Maria Fubá, no Teatro Municipal Margarida Ribeiro, com Cia. Nós Por Exemplo, às 20h30min. A peça é uma comédia de costumes, que resgata as manifestações da cultura popular, como a Burrinha, o Bumba-Meu-Boi e as caretas e narra a história de uma mulher do povo, que vende pamonhas e outros derivados do milho, para sustentar sua família. O marido, Antônio do Fato, sumiu junto com uma amante, sem deixar notícias.

UEFS promove 11º Arraiá Será realizado nesta sexta, dia 15, a partir das 19h30min, o 11º São João da UEFS, no Parque Esportivo da Universidade. Estão previstas apresentações de quadrilhas, bumbameu-boi, quebra-pote, fogueira e muito Forró de pé-de-serra com o forrozeiro Hugo Luna. A festa comemora os 100 anos de Luiz Gonzaga, o Lua. A Celebração do 11º São João da Uefs é realizada em parceria com a Reitoria da Uefs e organizada por uma comissão intersetorial, com apoio do Cuca.

SHOWS AO VIVO/ SEXTA-FEIRA (15/06)

FEIRA É DE TODOS NÓS

TOME CONTA DO QUE É SEU! UMA CAMPANHA DA

www.tribunafeirense.com.br


cidade

11

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

Construtoras bancam asfalto Oportunidades

No Parque Ipê, em poucos dias a Fraga Maia ganhou asfalto. Mas só no trecho que dá nos condomínios

BATISTA CRUZ Em meio a um entorno de ruas de chão batido ou com asfalto tomado pelos buracos, alguns trechos de bairros em Feira de Santana estão recebendo asfalto de boa qualidade. O serviço, que se espera sempre da prefeitura, neste caso está sendo feito pela iniciativa privada. Mais precisamente por construtoras, preocupadas em agradar clientes atuais e atrair novos, para empreendimentos erguidos em regiões periféricas, onde as ações de governo demoram a chegar ou nunca chegam. É o caso da avenida Fraga Maia após o conjunto João Paulo, passando para o Parque Ipê. Enquanto o trecho do conjunto João Paulo, sob responsabilidade pública, está tomado pelos buracos a ponto do precário asfalto já começar a sumir, o prolongamento da avenida ganhou cerca 450 metros de pavimentação com CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), popularmente conhecido como asfalto a quente, de boa qualidade. A obra foi estendida a outras vias conectadas à avenida principal. O objetivo foi levar o conforto até a porta dos condomínios Volare Residencial, Quintas do Sol I e Quintas do Sol II, cada um com centenas de casas, comercializadas pela construtora Tenda. Na Fraga Maia, que tem pista dupla como as avenidas Maria Quitéria e Getúlio Vargas, apenas o lado que dá acesso aos condomínios foi executado. O outro lado terá que esperar pelo governo

municipal. O mesmo sistema está sendo empregado nas ruas Firmino Alves e Guilherme Azevedo, no Tomba, e na Artêmia Pires, no SIM, neste caso numa extensão de 2,4 quilômetros. Além da pista, o empreendimento Reserva Guyrá está bancando a adutora que vai abastecer as residências com água potável. Estas obras são feitas após autorização da prefeitura, que apresenta algumas condições, como a manutenção da largura projetada para a rua e o material a ser usado. Caberão ao município ações complementares, como sinalização horizontal, vertical e iluminação.

De acordo com a Tenda, a pavimentação das ruas não estava prevista inicialmente em contrato. Mas as dificuldades de acesso dos moradores aos condomínios no Parque Ipê levaram a esta tomada de decisão. A empresa então contactou a prefeitura para tomar conhecimento das exigências. A assessoria de Comunicação não quis informar o custo do serviço.

OUTRO LADO

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Firpo Mascarenhas, disse que o município vai pavimentar o outro lado da Fraga Maia, mas não soube precisar quando. A avenida é um dos vetores

de desenvolvimento urbano de Feira de Santana. Vários condomínios foram construídos na região nos últimos anos. Para o secretário, a iniciativa é boa para todos. “Para a imagem da construtora diante da clientela, para os cofres da prefeitura, que poderá investir em outro local e para os moradores, que usufruem de um serviço que poderia levar um bom tempo para ser realizado”. O município não concede nenhum benefício fiscal como compensação pela execução da obra. Firpo informa que a empresa fica responsável pela manutenção da pavimentação durante cinco anos.

Surpresa para os vizinhos Moradores das ruas que ganharam asfalto disseram à reportagem da Tribuna que não sabiam que o serviço foi realizado pelas construtoras. Pensavam que as obras tinham sido pagas pela prefeitura. “É uma surpresa das mais agradáveis saber que as construtoras foram as responsáveis. É uma iniciativa das mais louváveis”, apoia a dona de casa Marluce Santiago, que reside na rua Firmino Alves, no Tomba, beneficiada pela ação da empresa MRV. Para o comerciante Sergio Roberto Filho, que mora na mesma rua, ao asfaltar os acessos aos condomínios, as empresas beneficiam toda a área. “Poderia ser que a prefeitura um dia asfaltasse esta rua, mas acredito que não

seria por estes anos. Agora a gente tem muito o que comemorar”, vibra. “Mas é só aquilo que eles fizeram?”, critica o comerciário José Marcondes Santos, que trabalha na rua Guilherme Azevedo. Para ele, ao pavimentar apenas a área em frente ao local onde os apartamentos serão construídos, a empresa presta um serviço pela metade à comunidade. “Nenhuma casa de antigos moradores será beneficiada diretamente”. Na Fraga Maia, Marineide Pinto, mesmo sem morar nos condomínios, achou bom. “A empresa pavimentou os caminhos que levam os moradores dos condomínios às suas casas e nos deu este belo presente”, comemora. “Este é um exemplo que deve ser seguido por todas as empresas que

construíram na cidade nos últimos anos”, cobra. Catarina Nunes diz que se todas as construtoras adotassem o mesmo procedimento muitas ruas de Feira já estariam pavimentadas. “De certa forma é uma contribuição social que estas empresas dão à cidade e aos seus cidadãos. E acredito que não afeta substancialmente nos seus resultados financeiros”, especula. Morador da avenida Artêmia Pires há quase três décadas, Osmarino Anunciação se mostrava surpreso, enquanto observava os operários colocando os canos da adutora. “Nunca esperei isso. Muito menos o serviço ser feito por uma empresa. É bom para todo mundo, porque os terrenos aqui vão ficar ainda mais valiosos”, comemora o agricultor.

Fundado em 10.04.1999 www.tribunafeirense.com.br / redacao@tribunafeirense.com.br Fundadores: Valdomiro Silva - João Batista Cruz - Denivaldo Santos - Gildarte Ramos Editor - Glauco Wanderley Diretor de Planejamento - César Oliveira Diretora Financeira - Márcia de Abreu Silva Editoração eletrônica - Maria da Piedade dos Santos

A Defensoria Pública do Estado da Bahia - DPE/BA publicou o edital de processo seletivo para contratação de pessoal no Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). São oferecidas 96 vagas, sendo 5% reservadas às pessoas portadoras de deficiência. Os salários variam entre R$ 1.080,64 e R$ 2.161,88, por jornadas de 40 horas semanais. As inscrições podem ser feitas pelo endereço eletrônico da UNEB, através do site (www.selecao.com.br/dpe2012), até dia 18 de junho. A taxa de inscrição é de R$ 35,00 para nível médio e R$ 50, 00 para os cargos de nível superior. Há vagas para Técnico de nível superior graduados nas áreas de Direito, Administração, Contabilidade, Psicologia, Serviço Social, Secretariado, Pedagogia, Arquitetura, Biblioteconomia, Tecnologia da Informação, Jornalismo e Designer Gráfico e para Técnico de nível médio nas funções de Agente Administrativo e Motorista. As vagas serão distribuídas na capital, Região Metropolitana, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Ilhéus, Itabuna, Senhor do Bonfim, Santo Antônio de Jesus, Juazeiro, Jacobina, Paulo Afonso e Porto Seguro. ....................................................................................... Estão abertas até 1º de julho as inscrições para o concurso público do Conselho Federal de Economia (COFECON). O concurso oferece 25 vagas efetivas e 1.780 para formação de cadastro de reserva. Os salários serão até R$ 3.681,51 e há vagas tanto para o próprio COFECON, quanto para os Conselhos Regionais de Economia (CORECON) das demais regiões. Existem vagas para todos os níveis e os interessados devem efetuar a inscrição no endereço www. iades.com.br, devendo investir R$ 46 para disputar as vagas de nível superior, R$ 35 para as vagas de nível médio e R$ 16 para as vagas de nível fundamental. ....................................................................................... As inscrições para o processo seletivo da Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Do Consumidor (PROCON) para formação de cadastro de reservas de estagiários do curso de Direito seguem até o dia 19. Os interessados podem dirigir-se à sede do órgão, na avenida Maria Quitéria, das 8h às 12horas e das 14h às 17horas. Conforme o edital de número 02/2012, os requisitos mínimos são disponibilidade para estagiar por 6 horas diárias, estar cursando entre o 4º e o 7º semestre do curso de Direito e ter índice de rendimento médio nas disciplinas já cursadas igual ou superior a 7,0. O processo seletivo divide-se em três etapas – análise da documentação exigida no edital, prova escrita a ser realizada em 26 de junho e entrevista marcada por meio de convocação. Os cinco primeiros selecionados vão compor um banco de reserva com validade de seis meses, que será publicado no Diário Oficial do Município.

Valente-BA, 14 de junho de 2012. DIREX .001/2012 DISPÕE SOBRE A RENOVAÇÃO DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Diretora Geral da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável e Solidário da Região Sisaleira – FUNDAÇÃO APAEB, no uso das atribuições conferidas pelo Estatuto Social, RESOLVE: 1. Nomear a nova Comissão Permanente de Licitação, a qual será responsável por todos os atos necessários ao processo licitatório, inclusive, os previstos pela Lei 8.666/93 e outros previstos em normativos, regulamentos, regimentos ou instruções normativas, emanados desta fundação, de entidades parceiras, conveniadas, órgãos da administração pública direta e indireta e organismos internacionais. 2. Ficam designados os seguintes funcionários para compor a Comissão Permanente de Licitação e suas respectivas funções, quais sejam: a. Eulânia da Silva Carneiro Lima – Presidente b. Paulo Vitor da Silva Cunha – Secretário c. Eunete Lopes de Oliveira – Membro 3. Ficam designados como membros suplentes os seguintes funcionários: Virgínia Araújo Lima Santana e Idelmário de Oliveira Duarte. 4. Esta DIREX entra em vigor na data de sua publicação. Maria Rita Alves Ferreira da Silva e Silva Diretora Geral

OS TEXTOS ASSINADOS NESTE JORNAL SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES. Rua Quintino Bocaiuva - 701 - Ponto Central CEP 44075-002 - Feira de Santana - PABX (75)3225.7500/3223.6180


12

esporte

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

Decisão dos amadores na LFD BATISTA CRUZ

São Paulo e 2 de Julho decidem, neste domingo, o Campeonato Feirense de Amadores de 2012. São, respectivamente, o melhor ataque (com 14 gols) e a defesa menos vazada (3 vezes). O campeão de 2010 contra o time vencedor do certame de 2011. Será a Kalilândia contra o Tomba. Além do troféu, o campeão vai receber R$ 3,5 mil. O vice-campeão receberá R$ 1,5 mil. O jogo está marcado para começar às 10h, na Vila Olímpica dos Amadores Edval Souza. A entrada é franca. No sábado a LFD (Liga Feirense de Desportos) completa 70 anos de história, mas as comemorações acontecerão no domingo. O presidente da LFD, Iramá Lima, analisa que o certame deste ano teve bom nível técnico e que as equipes se prepararam para lutar pelo título. “Chegaram à final as duas melhores. As campeãs dos dois últimos campeonatos. Por isso, acredito que teremos uma grande partida”. Para o próximo ano, o dirigente prevê mudanças no regulamento. Principalmente no tocante à faixa etária dos atletas que poderão ser inscritos. Disse saber a importância dos veteranos, por suas qualidades técnicas e a experiência que passam para os jovens. “Mas é importante que a gente dê mais espaço para quem está iniciando”. De acordo com Iramá Lima, as diretorias do São Paulo e do 2 de Julho, que já venceu o campeonato quatro vezes, investiram cerca de R$ 6 mil nas equipes ao longo da disputa, na aquisição de material esportivo e em ajuda de custo para os

Moacir Cerqueira Convidado especial

Os 70 anos da LFD

2 de Julho

São Paulo

atletas. “Os jogadores não recebem pagamento, mas uma simbólica gratificação pelo empenho. Mas eles não deixam de ser amadores”, explica. Neste ano, duas

equipes – a Matinha e o Ferrovia – participaram do campeonato como convidadas. O presidente diz que a desistência do Bahia de Feira e do Fluminense de

participar da competição levou a Liga a fazer os convites. O time do distrito foi semifinalista. Perdeu a vaga na final para o 2 de Julho.

Final também na Queimadinha BATISTA CRUZ Vila Rica e Simpatia vão decidir domingo o Campeonato de Veteranos da Queimadinha. Para chegar à final, venceram, respectivamente, as equipes do GT Veículos e Futebol e Cerveja – ambos os jogos terminaram em 1 a 0. O prêmio para o campeão será de R$ 2 mil e o vice vai levar R$ 1 mil. A expectativa dos organizadores é que na manhã de domingo mais de mil torcedores se posicionem ao lado do campo e contribuam para empurrar as equipes para as quais torcem. O certame, que é disputado no Campo do Fumo, na

Queimadinha, é tido como um dos mais importantes da cidade nesta categoria. Nele se inscreveram atletas nascidos até 1975 – foram abertas duas exceções por equipe, para jogadores com idades até 32 anos. Mas até boleiros com mais de cinquenta anos se inscreveram. É um campeonato com algumas regras adaptadas às condições físicas dos veteranos. O tempo de jogo é de 70 minutos, 20 a menos do que uma partida oficial de futebol. Outra é a quantidade de substituições. Ficou acertado que poderiam ser cinco, quase meio time. Muitos dos atletas, além de apresentar uma categoria

refinada, exibiam também barrigas salientes. Mas nada que impedisse um bom desempenho. Ex-jogadores profissionais reforçaram algumas equipes, como o meiaatacante Nengo, que brilhou no Fluminense, e o zagueiro Nino, que também defendeu o tricolor feirense. O meia-defensivo Zelito, que durante anos defendeu o Touro do Sertão, contribuiu com sua técnica refinada, para levar o Simpatia à grande final. Foi um dos destaques da competição. “Nestes campos a gente encontra antigos companheiros e faz novas e importantes amizades, além de matar a fome de bola”, avalia o

veterano craque. De acordo com ele, as atuações não são pagas. “Estou aqui por amizade e não recebo nada além disso para jogar. Esta interação com os colegas é muito importante”, garante. Um organizador de campeonatos, que pediu para não ser identificado, duvida. Segundo ele, dificilmente ex-jogadores disputam uma competição sem ser remunerados. “A gente não sabe quanto eles recebem. Mas que recebem, recebem. O que é justo”, ressalva. Para ele, nem os amadores mais destacados dos campos de várzea enfrentam o sol quente apenas por paixão ao futebol.

A Liga Feirense de Desportos Terrestres, denominação de origem, foi fundada em 16 de junho de 1942. Surgiu do embate entre dois grupos de desportistas. Uma divisão inexplicável. Prevaleceu a proposta do grupo liderado pelo desportista Manoel Narciso da Natividade, o conhecido Mestre Narciso. Viveu dias gloriosos na década de 40 ressaltando aí as refregas entre Bahia de Feira, Fluminense e Flamengo. Os grandes jogos eram realizados no extinto Estádio da Vitória e depois no Estádio Almáchio Boaventura inaugurado em 1952. Este estado de grandeza e muita euforia perdurou até 1953 quando o Fluminense sagrou-se tri-campeão feirense depois de bater o seu maior rival, o Bahia de Feira, por 2 a 1 num jogo inesquecível e que fez história. Em 1954 o Fluminense foi integrar-se à divisão de profissionais da Federação Baiana de Futebol. O futebol local despencou. Ficou esquecido e quase sucumbiu. Conseguiu alguma reabilitação no início dos anos 60, principalmente com a participação da Seleção de Feira no então Torneio Intermunicipal. A partir de 1964 passou a viver dias melhores e fomos até vice-campeões. Em 1969 passou a denominar-se Liga Feirense de Desportos e a partir daí até 1979 voltou a viver grandes momentos e a conquistar títulos. Foi o período denominado a Década de Ouro do Esporte em Feira de Santana. Nossa Seleção sagrou-se Campeã do Campeonato Intermunicipal em 1973, 1976 e 1978. Depois de 1979, novas tormentas atrapalharam a vida dessa entidade esportiva. Reabilitou-se a partir de 1989 na 5ª gestão de Moacir Cerqueira, seguida das gestões de João Veloso (duas), Rogério Santana e Wandesval Luna. De 2000 a 2003 mergulhou noutra profunda crise provocada por desmandos administrativos. Desta vez teve que ir para a justiça. Foi tão danosa que até nos dias atuais a administração luta ainda para tirar a entidade de situações penosas em relação a sua personalidade jurídica. De 2004 até a presente data, sob a presidência de Iramá Lima, tem procurado o caminho certo para se reerguer totalmente. Nos dias atuais contudo, a Liga e seus filiados vivem um pesadelo com uma pretendida desapropriação da área onde se situa a Vila Olímpica dos Amadores. Seria a perda do seu patrimônio para atender a interesses desconhecidos. Lembramos aqui os presidentes que passaram pela Liga e que mais se destacaram. Os fundadores; Manoel Narciso da Natividade, Manoel de Emília, Mario Porto e Dr. Wilson Falcão. Vieram depois: Osvaldo Torres, Alberto Oliveira, Gerson Bullos, Osvaldo Franco, Ivanito Rocha, Julio Pinto, Moacir Cerqueira, Atanásio Cerqueira, Dilson Barbosa, João Veloso, Rogério Santana, Wandesval Luna e Iramá Lima que ainda está na presidência da LFD.

VENDE-SE APARTAMENTO

3/4, com dependência de empregada, área de sérviço, piscina, garagem, área de lazer, condominio fechado, 89m2, piso de granito, armários MDF. Bairro: MUCHILA I. Pronto para morar. Cel. 9194-0056


Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS DEPARTAMENTO DE LICENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO PORTARIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL LICENÇA AMBIENTAL DE IMPLANTAÇÃO – LAI PORTARIA Nº 50, DE 12 DE JUNHO DE 2012. O Secretário Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais, no uso de suas atribuições e no exercício da competência delegada pela Lei Municipal Nº. 041/2009, alterada pela Lei Complementar n° 051/2010, Anexo III, da referida Lei, de acordo com o Parecer Técnico nº. 316/12 e do que consta no Processo Nº. 020351/12 – DIVLIC, RESOLVE: Art. 1º - Conceder LICENÇA AMBIENTAL DE IMPLANTAÇÃO (LAI), válida pelo prazo de 02 (dois) anos, à RESERVA ADESOL – FEIRA LOTEAMENTOS LTDA., inscrita no CNPJ sob nº. 14.221.605/0001-17, para implantar o Empreendimento denominado de CONDOMÍNIO RESERVA ADESOL REGISTRO, em terreno com área total de 408.457,52m2, área privada de uso residencial de 207.631,84m², área comercial de 33.863,70m², área privada de uso comum de 127.337,24m² e área de uso público de 39.624,74m², situado na Estrada Velha de Jaíba, s/nº, Distrito de Jaíba, Município de Feira de Santana – Bahia, CEP: 44.100-000, mediante o cumprimento da legislação em vigor e dos seguintes condicionantes: I. Requerer previamente, à SEMMAM, a competente licença no caso de alteração que venha a ocorrer no Projeto ora licenciado; II.

Atender aos parâmetros urbanísticos, e demais disposições contidas nas Normas e Regulamentos administrativos municipais vigentes;

III.

Manter, durante a implantação, a área sinalizada  em pontos estratégicos, alertando à comunidade quanto ao tráfego de máquinas e veículos;

IV.

Manter, durante a execução, a obra sinalizada em pontos estratégicos da área, alertando à comunidade quanto ao tráfego de máquinas e veículos;

V.

Fornecer e fiscalizar o uso obrigatório dos equipamentos de proteção individual (EPI’s) aos funcionários da obra, conforme Norma Regulamentadora nº. 006/78 do Ministério do Trabalho;

VI.

Prover o canteiro de obras com instalações sanitárias provisórias, devendo estar dimensionadas adequadamente para atender ao número máximo previsto de trabalhadores;

VII.

Implantar o Projeto do Sistema de Tratamento dos Efluentes Sanitários para o Condomínio Reserva Adesol Registro apresentado, garantindo os seus resultados;

VIII.

Cumprir o que foi estabelecido no Projeto de Drenagem apresentado, com a finalidade de mitigar os riscos de alagamento e danos às futuras construções do empreendimento;

IX.

Executar rede de abastecimento de água potável e linha de distribuição de energia e iluminação, conforme estabelecido nas cartas de viabilidade da Embasa, projeto aprovado, e da Coelba;

X.

Implantar arruamento, com execução de rede de drenagem de águas pluviais, conforme projeto executivo apresentado, pavimentação, delimitação de áreas públicas;

XI.

XII. XIII.

XIV.

XV.

XVI.

Implantar o Projeto de Paisagismo com Arborização apresentado para o empreendimento, devendo contemplar no mínimo uma árvore para cada 150 m2 de área ocupada no terreno mais uma árvore para cada vaga de estacionamento, atendendo ao disposto da Lei Complementar 041/2009, Código Municipal de Meio Ambiente de Feira de Santana; Priorizar a utilização dos materiais de construção resultantes de escavações nas obras civis do empreendimento; Os recursos naturais como areias, pedras, britas e madeiras, para construções, deverão ser adquiridos de fornecedores autorizados e licenciados pelos órgãos ambientais Federal, Estadual e Municipal, devendo apresentar, documentalmente, a origem desses materiais; Adotar procedimentos no canteiro de obras que visem à máxima redução na geração de entulho, assim como a recuperação, reutilização e reciclagem deste material, implantando as medidas mitigadoras apresentadas no PGRS, Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos; Dispor temporariamente os resíduos sólidos de origem doméstica, gerados durante a implantação do loteamento, em local adequado, devidamente acondicionados, em cumprimento à NBR 10004 e CONAMA Nº. 307/2002, encaminhando-os para destinação final em locais legalmente autorizados pelo Poder Público; Cumprir o que foi estabelecido no Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos na Construção – PGRSC&D, devendo contemplar a sua segregação, armazenamento temporário, utilização de parte desses resíduos em outras obras ou outros usos permitidos, em conformidade com a NBR 10004 e CONAMA Nº. 307/2002.

Art. 2º - Esta Licença refere-se à análise de viabilidade ambiental de competência da Secretaria Municipal de Meio Ambiente – SEMMAM, cabendo ao interessado obter a Anuência e/ou Autorização das outras instâncias no âmbito Federal, Estadual ou Municipal, quando couber, para que o mesmo alcance seus efeitos legais. Art. 3º - Estabelecer que esta Licença, bem como cópias dos documentos relativos ao cumprimento dos condicionantes acima citados, sejam mantidos disponíveis à fiscalização da SEMMAM e aos demais órgãos do Sistema Estadual de Administração dos Recursos Ambientais – SEARA. Art. 4º - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação. Gabinete do Secretário, 12 de junho de 2012. Antônio Carlos Daltro Coelho Secretário Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais

13

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS DEPARTAMENTO DE LICENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO

RESOLUÇÃO CONDEMA No 061/2012 LICENÇA AMBIENTAL DE OPERAÇÃO

RESOLUÇÃO LICENÇA AMBIENTAL DE OPERAÇÃO

O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente – CONDEMA, Município de Feira de Santana, no Estado da Bahia, no uso de suas atribuições, em reunião realizada no Auditório do Hotel Acalanto, situado na Rua Torres, 77, Centro, no dia 29 de maio de 2012, de acordo com os Pareceres Técnicos nºs. 112/12 e 233/12-DIVLIC, tendo em vista o que tem no Processo nº. 006524/2012 – LAO,

RESOLUÇÃO Nº 063, DE 31 DE MAIO DE 2012.

RESOLVE: Art. 1º. Conceder LICENÇA AMBIENTAL DE OPERAÇÃO, válida pelo prazo de 03 (três) anos, à empresa Consórcio Rodobahia Construction, inscrita no CNPJ 11.048.918/0001-27, com sede na Rua Regina Regis, s/nº, Esquina com a BA 502, KM 2,5, CIS Tomba, Feira de Santana- BA, CEP: 44092440, para a atividade de Extração de Cascalho, Argila e Areia, localizada na Fazenda Água Branca, BR 116 Sul, km 437+800, no município de Feira de Santana – BA., para atividade de extração mineral de cascalho, areia e argila em uma área de 1,7 hectares para a retirada anual de 46.000 toneladas/ano, equivalente a 2.829.887 m³, inspecionada e contida dentro dos limites definidos na poligonal do processo DNPM 970.962/2011, conforme declaração de Dispensa de Título Minerário 007/2011, pela área 9, na zona rural de Feira de Santana, mediante o cumprimento da legislação em vigor e dos condicionantes abaixo relacionados: I- Apresentar anualmente o relatório com registros fotográficos do cumprimento do cronograma de atividades apresentado no PRAD. Este relatório deve ser elaborado por um Engenheiro Agrônomo ou Florestal com a apresentação da ART; II- Fornecer, estimular, exigir que os trabalhadores utilizem os Equipamentos de Proteção Individual – EPI, de acordo com as funções exercidas em cumprimento à norma regulamentadora NR 6 do Ministério do Trabalho; III- Promover a delimitação da poligonal licenciada em campo com marcos facilmente visível. Prazo: 60 dias; IV- Seguir corretamente o Projeto apresentado, mantendo um afastamento de pelo menos 5 metros das cercas vizinhas; V- Realizar a extração de argila de acordo com a poligonal apresentada na DECLARAÇÃO DE DISPENSA DE TÍTULO MINERÁRIO 007/2011 DO PROCESSO DNPM 970.962/2011, conforme o memorial descritivo da área 9 aprovado pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM); VI- Transportar o minério em veículos totalmente enlonados, evitando fugas de areia ao longo do trajeto, sinalizando a entrada e saída destes veículos da jazida; VII- Realizar a sinalização da jazida, identificando as áreas de estoque de terra vegetal, área da lavra, local de apoio e o tráfego de veículos; VIII- Executar o manejo ecológico do solo, priorizando as técnicas ambientalmente corretas em detrimento do uso de aditivos químicos; IX- Fica proibida a lavagem ou troca de óleo das máquinas, veículos, manutenção de equipamentos no local da lavra e descarte de materiais inservíveis; X- Apresentar à SEMMAM planta georreferenciada do imóvel, obedecendo às normas da ABNT, constando: indicação da área da lavra licenciada, planialtimétrica da área requerida, avanço da lavra, menor cota de avanço da lavra. Prazo: 120 (cento e vinte dias) dias; XI- Fica vedado o avanço da lavra nos limites de servidão da Rodovia Federal BR 116, devendo obedecer às Normas do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte DNIT; XII- Fica a empresa responsável pela compensação ambiental para a doação de 2.000 (duas mil) mudas de plantas nativas, cada uma com 1 (um) metro de altura no mínimo, à Secretaria Municipal de Serviços Públicos para o plantio na cidade de Feira de Santana. Art. 2º. Esta Licença refere-se à análise de viabilidade ambiental de competência da Secretaria Municipal de Meio Ambiente – SEMMAM, cabendo ao interessado obter a Anuência e/ou Autorização das outras instâncias no âmbito Federal, Estadual ou Municipal, quando couber, para que o mesmo alcance seus efeitos legais. Art. 3º. Estabelecer que esta Licença, bem como cópias dos documentos relativos ao cumprimento dos condicionantes acima citados, sejam mantidos disponíveis à fiscalização da SEMMAM e aos demais órgãos do Sistema Estadual de Administração dos Recursos Ambientais – SEARA.

O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente – CONDEMA, do Município de Feira de Santana, no Estado da Bahia, no uso de suas atribuições, em reunião realizada na Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais – SEMMAM, no dia 29 de maio de 2012, de acordo com o Parecer Técnico nº 274/12, tendo em vista o que tem no Processo nº 003553/12 – LAO, RESOLVE: Art. 1º - Conceder LICENÇA AMBIENTAL DE OPERAÇÃO (LAO), válida pelo prazo de 03 (três) anos, à empresa PAISARTT CONSTRUTORA LTDA., inscrita no CNPJ sob nº. 00.217.152/0001-02, para dar continuidade à sua atividade de fabricação de Concreto Betuminoso Usinado a Quente – CBUQ, executada na Avenida Miguel Pinto de Santana, n° 330, Fazenda Calumbi, Nova Esperança, Feira de Santana – BA, CEP: 44.001-970, em terreno com área total de 4.000,00 m² e área construída de 600,00 m², mediante o cumprimento da legislação em vigor e dos condicionantes abaixo relacionados: I.

Armazenar temporariamente os resíduos sólidos gerados no empreendimento, em recipientes fechados, identificados, em área reservada, dotada de cobertura e piso impermeabilizado, devidamente sinalizado, de acordo com a classe do resíduo, e destiná-los exclusivamente aos sistemas de tratamento ou disposição final adequada;

II.

Enviar os efluentes líquidos domésticos para fossa séptica, seguida de sumidouro;

III.

Implantar, como medida preventiva de poluição atmosférica no empreendimento, aspersões de água sobre os materiais estocados, nas vias de trânsito e áreas de movimentação de veículos. As aspersões deverão ser feitas diariamente em horários pré-determinados. Prazo: imediato

IV.

Operar o sistema de exaustão de gases com eficiência mínima de 99,5% de remoção de material particulado, dióxido de enxofre, monóxido de carbono e hidrocarbonetos, mantendo a qualidade do ar na área de influência da usina dentro dos padrões recomendados pela legislação ambiental e de higiene industrial. Encaminhar à SEMMAM o relatório das medições isocinéticas executadas, contemplando análise crítica, conclusões, recomendações e medidas a serem adotadas, se necessário. Prazo: anual;

V.

Utilizar apenas matéria prima proveniente de jazida que possua licença ambiental. Caso seja necessário, mudar o fornecedor, encaminhar à SEMMAM cópia da licença ambiental.

VI.

Elaborar um programa de manutenção dos equipamentos e instalações para evitar o aumento do ruído das máquinas e que servirá ainda para evitar a ocorrência de efluentes atmosféricos e vazamentos, que possam contaminar o solo e o lençol freático. Prazo: imediato;

VII.

Realizar medições dos níveis de ruído da empresa, cujos resultados deverão ser apresentados através de Laudo Técnico, com respectiva Anotação de Responsabilidade Técnica – ART. Prazo: semestral;

VIII. Manter e operar adequadamente os sistemas de segurança e sistema de combate a incêndio, com sinalizações e equipamentos em perfeito estado de uso e promover treinamento de combate a incêndio e explosões a todos os funcionários; IX.

Requerer previamente à SEMMAM a competente licença para alteração que venha a ocorrer no Projeto ora licenciado;

X.

Requerer outorga de água no Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos - INEMA, caso venha a fazer uso de água de poços tubulares, e apresentá-la à SEMMAM;

XI.

Promover periodicamente junto aos funcionários a realização de programa de educação ambiental, como prevê no artigo 39 do Decreto Estadual nº. 7.967 de 05/06/2001, Lei Estadual nº. 7.799 de 07/02/2001;

XII.

Fornecer e fiscalizar o uso obrigatório dos equipamentos de proteção individual (EPI’s)  aos funcionários da empresa, conforme NR Nº. 006/78 do Ministério do Trabalho;

XIII.

Cumprir o que foi estabelecido no Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos - PGRS, devendo efetuar a segregação de materiais, conforme normas em vigor;

Art. 4º. Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Feira de Santana, 29 de maio de 2012. Antônio Carlos Daltro Coelho Presidente do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - CONDEMA

XIV. Estabelecer que esta Licença, bem como cópias dos documentos relativos ao cumprimento dos condicionantes acima citados, seja mantida disponível à fiscalização da SEMMAM. DECRETO INDIVIDUAL Nº 290/2012 O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições, tendo em vista o que consta do processo de nº 30.2529/2011, e no Parecer da Procuradoria Geral do Município nº 1798/2011, e com fundamento no art. 6º, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional nº 41/2003, combinado com o art. 32, da Lei Complementar n° 011/2002, e alterações contidas na Lei Complementar nº 028/2006, RESOLVE conceder aposentadoria voluntária por tempo de contribuição, com proventos integrais, ao servidor RAIMUNDO DE SANTANA SOUZA, matrícula nº 01001308-1, Gari, classe I, referência “A”, nível 07, lotado na Secretaria Municipal de Serviços Públicos. Gabinete do Prefeito Municipal, 12 de junho de 2012. TARCÍZIO SUZART PIMENTA JÚNIOR PREFEITO MUNICIPAL

JAIRO ALFREDO CARNEIRO FILHO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

Art. 2º - Esta Licença refere-se à análise de viabilidade ambiental de competência da Secretaria Municipal de Meio Ambiente – SEMMAM, cabendo ao interessado obter a Anuência e/ou Autorização das outras instâncias no âmbito Federal, Estadual ou Municipal, quando couber, para que a mesma alcance seus efeitos legais. Art. 3º - Estabelecer que esta Licença, bem como cópias dos documentos relativos ao cumprimento dos condicionantes acima citados, sejam mantidos disponíveis à fiscalização da SEMMAM e aos demais órgãos do Sistema Estadual de Administração dos Recursos Ambientais – SEARA. Art. 4º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Feira de Santana, 31 de maio de 2012.

Antônio Carlos Coelho Presidente do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente CONDEMA


14

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

GLAUCO WANDERLEY

tecnologia redacao@tribunafeirense.com.br

87% das casas têm celular

Celular é como televisão: gênero de primeira necessidade nas famílias brasileiras. De tal forma que 87% das residências possuem um, de acordo com levantamento anual do CGI.br (Comitê Gestor de Internet no Brasil). Há muito mais celulares nos lares que desktops e notebooks. Nem todos são smartphones, mas há um crescimento vertiginoso no uso desta categoria. O uso de celulares para acessar a web cresceu 340% entre 2010 e 2011. Acessos via computador subiram “só” 40% no mesmo período. A tendência, acreditam os analistas, é que continue assim e os celulares se tornem o principal meio de acesso à internet, para o que torna-se necessário ainda aumento da qualidade das conexões móveis, barateamento dos aparelhos e dos preços dos pacotes.

PRESENÇA DOS APARELHOS NOS LARES

18% 37% 87%

Free phone Aplicativos gratuitos

Million Moments

É um aplicativo de fotos para Android que vai além da aplicação de filtros feita no Instagram. Você adiciona etiquetas às fotos, pode organizar por data e navegar com um simples toque na tela do celular. Use-o para guardar e ordenar fotos da viagem, da infância do filho, etc. Importa fotos não somente do celular, mas também de álbuns do Facebook e do próprio Instagram.

TuneIn Radio São mais de 40 mil rádios disponíveis, não apenas do Brasil, claro, mas do mundo inteiro. Rádios de música, de notícias, separadas por país e estilo. Também podemse ouvir podcasts sobre assuntos específicos. É fácil encontrar o conteúdo desejado graças à boa organização de categorias. Você salva suas estações favoritas e tem acesso rápido a elas para ouvir quando quiser.

BITS Para comemorar seus 70 anos, Caetano Veloso disponibilizou toda a sua discografia para ouvir de graça na internet. O cantor acaba de lançar um novo site em que é possível escolher disco a disco o que se quer ouvir. Para download, entretanto, é preciso pagar, comprando pelo iTunes, a loja da Apple. Lá vem mais uma rede social tomar conta do Brasil. O Pinterest, mais voltado a imagens, teve crescimento de 749% na América Latina entre janeiro e abril deste ano, saltando de 153 mil para 1,3 milhão de usuários. O Brasil tem 28% deste total. Na região, as mulheres são maioria, com 57% de participação. Mais de 10 mil usuários do Twitter tiveram suas senhas roubadas e publicadas no site Pastebin. A autoria da maldade foi reivindicada pelo grupo cracker LulzSec Reborn. A quarta geração (4G) da telefonia celular vai permitir acesso à internet em velocidade até dez vezes mais rápida que a oferecida atualmente pelas operadoras. Os preços ainda não foram definidos mas é certo que só usuários de maior poder aquisitivo poderão pagar por ela. Em apenas um lote do leilão promovido pelo governo no dia 12, a empresa vencedora, Vivo, pouco mais de 1 bilhão de reais, valor 67% maior que o preço inicial proposto pela Anatel. 2012 seguia tranqüilo na Foxconn, a empresa chinesa que monta Ipads e Iphones para a Apple. Mas ontem um novo caso de suicídio ocorreu. Um trabalhador admitido há um mês somente se jogou do apartamento onde morava. A empresa chinesa e sua contratante norte-americana foram pressionadas no ano passado, para melhorar condições de trabalho acusadas de sub-humanas. A Foxconn é a mesma empresa que se instalou no interior paulista, com incentivo do governo brasileiro; Em crise porque não consegue mais vender celulares como antes, depois que Apple inventou o Iphone e outras fabricantes seguiram o mesmo rumo, a Nokia anunciou que planeja demitir 10 mil pessoas até 2013. A empresa norte americana vendeu no primeiro trimestre deste ano 35 milhões de aparelhos. A coreana Samsung foi ainda mais longe com 44,5 milhões em vendas. A Nokia conseguiu apenas 12 milhões.


social

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

15


16

Feira de Santana, sexta-feira, 15 de junho de 2012

Edicao 15-06-12  

Jornal Tribuna Feirense, Feira de Santana

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you