Page 1

12.000 EXEMPLARES – DISTRIBUIÇÃO GRATUITA ÓRGÃO MENSAL DE DIVULGAÇÃO ESPÍRITA – ARARAQUARA, BAURU E MATÃO/SP – ABRIL DE 2014 – ANO 1 – Nº 07

Ficar disponível não adianta A divulgação espírita vai muito além do acúmulo de livros e informativos. Veja nosso Editorial e matéria à página 9.

Foto: Cássio Leonardo Carrara

Juiz de Direito coordena encontro com jovens em Araraquara

Ariovaldo César Jr. lança romance

Dia 27 de abril, domingo, das 8 às 12h. Local: Centro Espírita Ismael – Rua Voluntários da Pátria, 642 em Araraquara-SP, com Alessandro Viana de Paula, de ItapetiningaSP. Tema: O jovem espírita no contexto familiar Informações e inscrições com Liz: (16) 3214-9677 / (16) 99601-0889 / liz_rajab@yahoo.com.br

Autor araraquarense promove lançamento de seu mais recente livro, Romances Proibidos. Evento ocorre dia 17 de abril, quinta-feira. Página 12


PÁGINA 2

Abril de 2014

Editorial

Ficar disponível não adianta

H

á um acúmulo continuado de jornais, revistas, boletins e mensagens avulsas no cotidiano de nossas instituições, em descompasso com o esforço para a necessária divulgação do Espiritismo, de tantas luzes para a mentalidade humana. Especialmente com os desafios da atualidade. Não adianta simplesmente deixar jornais e revistas ou mensagens à disposição do público que busca o passe ou comparece às palestras. É preciso entregá -los de mão em mão, na chegada ou na saída, para estimular a leitura e distribuir as bênçãos que são bem próprias do conteúdo que tais impressos trazem para o público. E muito mais interessante será comentar o conteúdo, ainda que rapidamente, para despertar e atrair as pessoas à leitura do conteúdo distribuído. O conhecido escritor e palestrante Wellington Balbo, de Bauru (SP), escreveu bela página sobre o assunto e intitulada A força da Informação Espírita. Recomendamos a leitura à página 9. Tenhamos, pois, atenção, com a imprensa espírita. Não adianta deixá-la disponível. É necessário distribuir amplamente e despertar interesse pela leitura de seu conteúdo. r

Parábolas e Ensinos de Jesus Best-seller de Cairbar Schutel. Orson Peter Carrara

orsonpeter92@gmail.com

F

oi em janeiro de 1928, portanto há 86 anos, que Cairbar de Souza Schutel lançou o conhecido livro. A obra A conhecida obra está composta de duas partes: a) Parábolas de Jesus e b) Ensinos de Jesus, além da Epístola a Jesus e de valioso e esclarecedor Preâmbulo. Como o próprio título indica, o livro apresenta estudos do lúcido Cairbar sobre as parábolas apresentadas por Jesus e seus imortais ensinos transmitidos à Humanidade. Desde a Parábola do Semeador aos ensinos do Pão da Terra e do Pão do Céu, à Parábola do Filho Pródigo aos ensinos do Verbo de Deus, a obra destaca trechos das anotações dos evangelistas como epígrafe em cada capítulo que está acrescido dos sábios comentários de Schutel. O autor Cairbar Schutel nasceu no Rio de Janeiro em 22/9/1868 e sua desencarnação ocorreu em Matão, no interior de São Paulo, no dia 30/1/1938. Com alto senso humanitário e amor ao próximo, ao conhecer o Espiritismo transformou sua vida em dedicação plena à divulgação e vivência dos ensinos espíritas, fundando um Centro Espírita e

um jornal (em 1905), uma revista de circulação internacional (1925), foi pioneiro da divulgação espírita no rádio e publicou inúmeros livros, entre eles o título ora destacado. Do livro em destaque Estudioso, pesquisador inveterado, disciplinado escritor, entusiasta e dinâmico divulgador, seus textos primam pela simplicidade e coerência doutrinária, com enfoques no tríplice aspecto de ciência, filosofia e religião, característica peculiar da Doutrina Espírita. Desse perfil bem próprio de sua personalidade, o seu Parábolas, com mais de 400 páginas (edição de janeiro de 2.000) tornou-se uma referência para estudos dos Evangelhos de Jesus e livro de cabeceira para muita gente, além de valorosa presença nas conhecidas reuniões do Evangelho no Lar. A suavidade e o perfume do amor de Jesus, com o fardo suave e o jugo leve, ensinos tão bem conhecidos de quem estuda as lições imorredouras do Mestre da Humanidade, iluminam as páginas do valioso livro que, comentadas pelo Apóstolo de Matão, transformam a obra numa referência de orientação e luz nos caminhos humanos. Justa homenagem Parece-nos muito oportuno no presente ano de 2014 – com os jú-

bilos do mês de abril – destacar uma obra diretamente ligada ao estudo dos ensinos de Jesus, assim como também o fez o Codificador com O Evangelho Segundo o Espiritismo. Que não desviemos a atenção dessa valiosa obra, levando-a à convivência diária em nossas famílias e, óbvio, à vivência interior em nós mesmos, face ao extraordinário conteúdo da obra elaborada por Schutel. Conforme ele mesmo declara em seu Preâmbulo: “(...) Parece-nos que foi o este o escopo de Jesus, o expoente máximo da verdade. Em todos os seus trabalhos, durante toda a sua vida, sem descanso, o seu ideal foi demonstrar a existência do espírito e sua sobrevivência à desagregação corpórea (...)”, pois “(...) A intenção predominante de Jesus, não cansemos de repeti-lo, foi libertar os homens do jugo do dogma e excluir dos corações o espírito da dúvida que obsidia os relutantes, os indecisos e os que não sabem donde vieram, quem são e para onde vão (...)”. Eis que publicando um livro que comenta e amplia o sentido e entendimento das parábolas e dos ensinos de Jesus, Cairbar tornase um benfeitor da humanidade com o benefício de suas reflexões estendido a tanta gente através das páginas que se multiplicam em sucessivas edições. r


PÁGINA 3

Abril de 2014

A construção do reino em nós Júbilos do mês em curso estimulam esforço pela própria melhora moral. Cláudio Bueno da Silva

klardec1857@yahoo.com.br

A

s verdadeiras vibrações do amor e da fraternidade entre os homens ainda estão mais no plano do seu intelecto que do seu sentimento. Ou seja, compreendemos a importância do amor fraterno, no entanto há uma distância a percorrer entre o entendimento e a ação prática. Esse amor que não sabemos sentir plenamente é um projeto para ser vivido num mundo ainda um pouco distante para nós, basta avaliar as condições do que somos hoje, basta prestarmos bem a atenção naquilo que nos tem governado a mente e na forma como temos vivido. No entanto, esse mundo de amor não é, de forma alguma, inatingível. Estamos caminhando em sua direção. Jesus, com suas ideias e energia construtivas, quis abrir espa-

ços em nossa mente para a criação dos fundamentos do homem de bem, tão bem descritos por Allan Kardec em “O Evangelho segundo o espiritismo”, capítulo XVII, “Sede perfeitos”. Fundamentos estes que o homem vai aprendendo a “sentir” na medida em que os compreende. Esta importante obra, que há 150 anos tem iluminado o caminho de multidões, continuará cumprindo seu papel de libertadora de almas através do conhecimento da verdade, pois, quanto mais for difundida em todo o mundo, mais perto de Deus estará a humanidade. O conhecimento e a vivência do evangelho nos lançarão ao estágio de superioridade moral e intelectual do mundo feliz, que poderá ser a própria Terra, no futuro,

onde a supremacia será derivada do mérito. Aquele que se souber inferior não se constrangerá em submeter-se à superioridade do outro, por sabê-la toda moral, não impositiva, mas natural. O superior tratará o inferior com caridade, sem visar vantagem, como se vê na Terra atual, onde uns e outros se escravizam perpetrando uma relação de dependência mórbida. No mundo onde o amor predomina, as ações visam o progresso geral. Não há competição vaidosa, a convivência é espontânea. A boa natureza de cada um dá qualidade às relações. A caridade está na base de todos os atos. Não há preocupações mesquinhas nem privilégios baseados no interesse porque a igualdade deriva da fraternidade. Essas revelações feitas pelos espíritos superiores através da me-

De interesse do leitor, e de todos nós Dicas, programação de lançamentos e eventos espíritas. Redação

redacao@institutocairbarschutel.org

Conhecidos palestrantes lançam livro em conjunto Ditinha Calixto, Izaias Claro e Orson Peter Carrara lançam em conjunto o livro LUZ ETERNA, em homenagem aos 150 anos de O Evangelho Segundo o Espiritismo. Os três autores estão lançando a obra em suas palestras, que também pode ser encontrada em nossas distribuidoras. A edição é da SOLIDUM. Visite o site: www.solidumeditora.com.br

Transmissões ao vivo pela Internet Está bastante comum atualmente a prática de transmissão ao vivo de palestras em eventos, como tem feito a Rede Amigo Espírita (http://www.redeamigoespirita. com.br). Algumas instituições já estão também transmitindo diretamente de suas sedes, como prática comum nas palestras públicas. Acessem por exemplo (relacionamos algumas, a título de indicação):

http://adde.com.br/: Transmissão de palestras do C.E. Francisco de Assis, de São José do Rio Preto (SP). http://tvseara.blogspot.com.br/: Palestras direto de Santo Ângelo (RS). http://www.ceerj.org.br/: TV CEERJ – do Rio de Janeiro – clique TV CEERJ. E mais a programação (ao vivo e gravada) da TV MUNDO MAIOR: http://tvmundomaior. com.br/.

diunidade segura e confiável e que podem ser encontradas nos livros de Allan Kardec, servem de roteiro para enxergar o alvo a ser atingido pela humanidade que hoje vive na Terra, nos dois planos. Orientam também sobre o que precisamos deixar pelo caminho - porque não nos serve para nada - para aportar nesse mundo feliz que tanto almejamos: o reino de Deus que Jesus prometeu. Reino que está dentro e não fora de nós e que quando construído representará a conquista sobre nós mesmos. Um dia, quando tivermos o coração esvaziado das mesquinharias e ilusões que carregamos por tanto tempo, estaremos prontos para viver o mundo superior. Como seres livres que somos, podemos tomar a iniciativa agora e nos adiantar nessa tarefa, quitando o passado e ganhando méritos para o futuro, sem precisar esperar que a humanidade desperte antes. Somos únicos, livres e independentes. Agindo com retidão, princípio de justiça e sentimentos brandos, estaremos fazendo o certo e nos aproximando desse ideal. E, para isso, o Evangelho de Jesus é essencial. r Encontro Cairbar Schutel 2014 Aguarde para a próxima edição a pré-programação do EAC – Encontro Cairbar Schutel de 2014, em sua 4ª. edição. Palestrantes e oficinas já confirmadas, breve abertura de inscrições, muito carinho em recebê-los. Setembro nos aguarda para o grande e motivador evento. Antes vamos a Guaxupé (MG). Loja virtual de O Clarim Para adquirir obras da editora fundada por Cairbar Schutel, acesse o site da editora e também a loja virtual, onde também podem ser feitas assinaturas das publicações fundadas por Cairbar Schutel: o jornal O Clarim e a RIE – Revista Internacional de Espiritismo Acesse: www.oclarim.com.br. r


Abril de 2014

Centenário de Herculano Pires em 2014 Consagrado autor deixou acervo de oitenta obras. Cássio Leonardo Carrara

cassiocarrara@gmail.com

Adriano Runho, nosso entrevistado.

E

m compacta entrevista trazemos aos leitores as respostas de Adriano Cez ar Runho, espírita de berço, engenheiro eletricista, bacharel em Direito, pós graduado em Direito do Trabalho e profissionalmente auditor fiscal do trabalho. Natural de Araraquara e residente em São Carlos, ambos municípios paulistas, vincula-se ao Centro Espírita Portal da Luz em Araraquara. Estudioso e pesquisador, suas respostas oferecem a dimensão, ainda que compactamente, do legado de Herculano. Como surgiu o interesse na pesquisa sobre a obra de Herculano Pires? Por conta da comemoração do centenário do nascimento de José Herculano Pires neste ano, fomos convidados pelo dirigente do Grupo Kardecista Cairbar Schutel de São Carlos, Sr. Cláudio Figueiredo, a preparar uma exposição sobre este ícone do Espiritismo. Aceitamos o desafio e, como era de se esperar, maravilhamo-nos com sua vida e obra.

Qual o principal destaque que pode ser dado ao conteúdo doutrinário deixado por Herculano como contribuição ao pensamento espírita? Sem dúvida nenhuma, a pureza doutrinária. Todas as suas contribuições são embasadas no mais claro, racional, objetivo e puro estudo das obras básicas da codificação espírita, ou seja, nos alerta que, não obstante o avanço das demais Ciências, é fundamental que tenhamos sempre em mente que nosso sólido alicerce sempre será o incomparável trabalho de Kardec. No centenário de nascimento, que aspectos mais expressivos podem atrair o público para estudar a obra de Herculano? Como disse nosso saudoso Francisco Cândido Xavier, inspirado pelo seu mentor Emmanuel, José Herculano Pires foi o “o metro que melhor mediu Allan Kardec”. Apenas por essa afirmação já teríamos motivos suficientes para estudar a obra de Herculano Pires. Porém, podemos acrescentar que sua obra traz a pureza

doutrinária abordada por um filósofo, parapsicólogo, educador, romancista, poeta, jornalista e tradutor, todos numa única pessoa, ou seja, é rica de conhecimento. Ademais, o estudo de sua biografia nos mostra que, acima de tudo, Herculano vivenciou plenamente o Espiritismo que tanto defendia. Algo que gostaria de acrescentar? Recordamos a questão 842 de O Livro dos Espíritos, onde a espiritualidade é questionada acerca dos indícios pelos quais se poderia reconhecer, entre todas as doutrinas que alimentam a pretensão de ser a expressão única da verdade, a que teria o direito de se apresentar como tal. Os espíritos superiores nos respondem: “Será aquela que mais homens de bem e menos hipócritas fizer, isto é,

PÁGINA 4 pela prática da lei de amor na sua maior pureza e na sua mais ampla aplicação. Esse o sinal por que reconhecereis que uma doutrina é boa, visto que toda doutrina que tiver por efeito semear a desunião e estabelecer uma linha de separação entre os filhos de Deus não pode deixar de ser falsa e perniciosa.” José Herculano Pires, sem dúvida, é um desses homens de bem que nos fazem crer ser o Espiritismo o Consolador prometido. Apresente uma síntese biográfica (datas, número de livros, e o que julgar importante para situar o leitor). José Herculano Pires nasceu em 25 de setembro de 1914, em Avaré, São Paulo; exerceu as atividades de jornalista, filósofo, educador e conferencista espírita; desencarnou em 9 de março de 1979, em São Paulo, capital. Considerando apenas as obras doutrinárias, de filosofia, psicologia e parapsicologia, foram produzidas mais de 40 obras entre 1945 e 1989, sem contar as demais. r

Herculano Pires


PÁGINA 5

Abril de 2014

Uma livraria itinerante em Fortaleza Iniciativa soma-se aos esforços espalhados pelo país na divulgação do Espiritismo. Redação

redacao@institutocairbarschutel.org

E

ntrevistamos equipe do Centro Cultural Jader de Carvalho, que nos deu notícia sobre o ônibus itinerante devidamente equipado com livros, revistas, CDs e DVDs – inclusive com exibição de palestras em telão durante a noite, acrescido de estudos doutri-

nários – para divulgação da Doutrina Espírita. Às quartas-feiras, às 19h, ocorre na segunda torre do Clube Náutico, localizado na av. Abolição, 2727, em Fortaleza (CE), o estudo de O Evangelho Segundo o Espiritismo, de Allan Kardec, sempre lastreado por bi-

bliografia adredemente divulgada, associado à água magnetizada, bem como do atendimento fraterno, se se fizer necessário. Acompanhemos a mini entrevista: Como e quando surgiu a Livraria itinerante?

A livraria Itinerante Chico Xavier surgiu no ano de 1986, a pedido de um pai que teve o filho e a noiva sequestrados. Desesperado, ele procurou o auxílio do médium Chico Xavier, o qual recomendou que estudasse o Evangelho. Mais rápido que se pensava, a situação foi resolvida, isto é, o sequestrador trouxe ambos de volta com o carro. Tornou-se espírita e amigo de Chico Xavier. O pai, em agradecimento colocou o primeiro ônibus em atividade, o qual deu frutos que se multiplicaram por todo o Brasil. Como é recebido por onde passa? Quais são as repercussões? A livraria Itinerante Chico Xavier tem sido recebida com muita curiosidade, prestando relevantes informações, principalmente aos não-espíritas. As repercussões têm sido levar o conhecimento da Doutrina Espírita em regime de diálogo executando o saudável debate espírita. Quantos livros em média são vendidos mensalmente? Aproximadamente noventa livros. Como funcionamos diariamente, isto representa mil e oitenta livros por ano! Contatos com a equipe do ônibus: onibus.chicoxavier@hotmail.com ou pelos telefones: Francisco Clélio Cavalcante, (85) 9151.4734; Raimundo Parente de Albuquerque Jr. (85) 8876.9385; Monica Alves, (85) 9249.2525. r


Abril de 2014

Feira do Livro Espírita em Shopping reunirá 2.000 títulos e 16 palestrantes O evento, organizado pela Associação Chico Xavier, de Bauru (SP), espera a visita média de 1.500 pessoas por dia. Divulgação da Associação Chico Xavier

U

ma pausa na correria do dia a dia para o encontro com a espiritualidade, a reflexão e para alimentar a alma com os ensinamentos de Deus. É isso o que a Feira do Livro Espírita, que será realizada entre os dias 11 e 27 de abril, no Boulevard Shopping Nações – em Bauru (SP), vai proporcionar aos seus visitantes. Com o objetivo de divulgar a doutrina e apresentá-la de forma clara e lúdica a quem passar pelo evento, a Feira do Livro reunirá 16 palestrantes ao longo de seus 17 dias (veja ao lado). Eles abordarão temas de grande relevância espiritual, transmitindo os ensinamentos que permeiam o Espiritismo de maneira objetiva. “Os palestrantes foram escolhidos com carinho, pois queríamos criar essa empatia com o público, apresentando temas simples e do dia a dia”, explica César Moron, presidente da Associação Chico Xavier, responsável pela realização do evento. É esperada a visita de cerca de 1.500 pessoas por dia, que é a média de público do Shopping. Elas poderão assistir às palestras

PÁGINA 6 e ter acesso a um vasto mundo de informação espiritualista. Estarão à venda aproximadamente 2.000 título de livros espíritas. “Teremos lançamentos de obras de destaque no segmento, presença de autores renomados, sessão de autógrafos, além de descontos muito bons e venda de camisetas do Chico Xavier”, ressalta Cesar. Também haverá mostra de pinturas mediúnicas durante o evento. Outro destaque da Feira é a exposição sobre Chico Xavier, o maior nome do espiritismo no Brasil, que faria 104 anos dia 2 de abril, se estivesse encarnado. “Não tem como falar de divulgação da Doutrina Espírita sem falar de Chico Xavier. Ele é uma luz que ilumina todo o movimento. Nesta exposição, teremos várias de suas frases, conselhos – sempre simples, mas de uma profundidade incontestável -, causos engraçados e algumas psicografias. Não temos dúvida de que ele sempre está presente em qualquer evento do movimento espírita, a exposição é só para trazer para o físico o que já acontece no astral”, ressalta Cesar. Serviço Feira do Livro Espírita De 11 a 27 de abril, no Boulevard Shopping Nações (seguindo horário de funcionamento do shopping). Entrada gratuita. O Bouvelard fica na rua Marcondes Salgado, 11-39, Vila Antárctica, Bauru. r


PÁGINA 7

Abril de 2014


Abril de 2014

Unidos por dias melhores Vencer o personalismo e enxergar além dos horizontes pessoais é o grande desafio Valentim Fernandes valentimfer@bol.com.br

C

asey Stengel, antigo gerente do New York Yankees, disse certa vez em uma entrevista: “É fácil conseguir bons jogadores. Fazê-los jogar juntos é a parte mais difícil”. Uma das coisas mais complicadas é o trabalho em equipe. Que o digam os técnicos de futebol, vôlei, basquete etc. Administrar as vaidades é uma arte onde poucos conseguem sucesso. Este problema está presente em todos os ramos da sociedade. No trabalho, no clube de serviço, nas instituições religiosas, e até mesmo no lar. Na verdade

sempre acreditamos que podemos fazer melhor e que somos os únicos em condições de assumirmos a liderança. Ainda que a totalidade de um grupo se beneficie da cooperação de todos, o interesse próprio de cada indivíduo pode agir em sentido contrário. Na verdade, difícil é conseguir uma forma de cooperação pura. Não é fácil entendermos que fazemos parte de um mecanismo onde precisamos uns dos outros, onde ninguém é melhor do que ninguém, e que quando nos dispo-

mos a exercitar a cooperação tudo se torna mais fácil. A convivência fraterna proporciona possibilidades de aprendizados, de troca de experiências, e, consequentemente, uma vida melhor para todos. Carlos Torres Pastorino enfatiza no livro de sua autoria Minutos de Sabedoria: “O homem não pode viver isolado. Lembre-se que cada companheiro de jornada é um amigo que o ajuda e a quem você precisa ajudar. A cooperação existe entre todas as coisas criadas. Procure você também cooperar com tudo e com todos, em benefício da

PÁGINA 8 própria Terra que o acolhe bondosamente permitindo a sua evolução. Ajude sempre, e jamais desanime”. Todos os homens são iguais diante Deus e submetidos às mesmas Leis da Natureza. A desigualdade social é obra do homem, resultado do orgulho, vaidade e egoísmo e desaparecerá de acordo com o avanço moral. O abuso da superioridade social para oprimir os fracos é altamente contrário às leis divinas. Através do nosso esforço podemos desmentir a afirmação de Casey Stengel e jogarmos juntos na busca de dias melhores. Podemos nos engajar em atividades nobres, nos envolver em trabalhos voluntários de ajuda aos mais necessitados, conservando o espírito de equipe em prol de dias melhores. Sobre isso, sabiamente, o espírito “Bezerra de Menezes” diz: “Unidos seremos força. Isolados pontos de vista”. r

Haroldo Dutra em Araraquara Evento reunirá diversas cidades no confortável Centro de Convenções. Redação

O

consagrado expositor espírita Haroldo Dutra, de Belo Horizonte-MG, estudioso e pesquisador, juiz de direito, estará pela primeira vez na região. O evento está programado para o sábado 17 de maio, das 14,30h às 18h, com entrada franca e sem necessidade de inscrição, reunindo numerosas cidades do país nas confortáveis e amplas instalações do Centro de Eventos de Araraquara – Rua Ivo Antonio Magnani, 430 – Fonte Luminosa, próximo ao conhecido Gigantão. Como divulgado na edição anterior, o tema do seminário será Evangelho, o Sol da Imortalidade, que inclui-se nas comemorações dos 150 anos de O Evangelho Segundo o Espiritismo. Com promoção do Instituto Cairbar Schutel – www.institutocairbarschutel.org – convidamos, com imensa alegria e gratidão, aos espíritas de toda a região no prestígio do importante evento. Durante a manhã do mesmo dia, e mediante agendamento, poderão ser programadas visitas ao Memorial Cairbar Schutel, pelo e-mail memorial@ oclarim.com.br ou fone (16) 3382-1066. r

redacao@institutocairbarschutel.org


PÁGINA 9

Abril de 2014

A força da informação espírita Despertar o interesse do público nas reuniões públicas é a tarefa que nos cabe. Wellington Balbo

tigas, porquanto todos trazem informações relevantes referentes a nossa economia espiritual que é um tema sempre em pauta para nossa existência. Por isso alegro-me quando vejo centros espíritas distribuindo mensagens e jornais a mão cheia, dando este alimento espiritual ao frequentador.

gela mensagem, contudo ajudam e muito, eis porque devemos estar sempre atentos para não deixarmos informações paradas. Quanto mais fizermos circular estes jornais, revistas e mensagens mais pessoas podem ser beneficiadas. Há uns dias fui comer um lanche após sair da faculdade, e

Nota da redação: Muito oportuna a reflexão de Wellington. É lamentável que se possa esquecer acumulado mensagens, jornais e revistas pelas instituições. A ampla distribuição desses impressos de divulgação espírita traduzem grandes benefícios para o público em geral. Tenhamos sempre muita atenção com as publicações, distribuindo-as amplamente. É a caridade da divulgação, a que se

Não temos a ideia exata de onde a informação espírita pode chegar, não sabemos ao certo quantas pessoas ajudam uma simples e sin-

minha surpresa foi grande ao ver um indivíduo que eu conhecia fazia um tempo lendo um jornal espírita com publicação datada de 6 meses anteriores. Comentou comigo que aquele jornal havia amolecido seu coração e que a raiva que sentia ao sair de casa fora abrandada pelas palavras adocicadas ali contidas. Sim, numa lanchonete um jornal espírita que o fizera refletir na sua vida. Provavelmente chegaria em casa e não agrediria esposa e filhos. A família toda fora beneficiada por aquela informação escrita num

refere Emmanuel. Usemos ainda a criatividade, a imaginação para programar mecanismos que despertem interesse do público. O melhor método, invencível mesmo, é comentar rapidamente ao final das reuniões o conteúdo das publicações. Isso desperta enorme interesse e as publicações circulam. Tenhamos essa atenção com nossos periódicos impressos. É o mínimo que podemos fazer por eles, que representam o esforço de muitos amigos por toda parte para que o pensamento espírita alcance cada vez mais o público.

wellington_balbo@hotmail.com

S

empre que visito os centros espíritas em palestras tenho o costume de olhar nas prateleiras em busca de um tesouro que, não raro, está escondido. Um tesouro de valor incalculável e que pode salvar vidas, alimentar almas, dar ânimo para aqueles que encontram-se com o coração em desalento em face dos desafios existenciais. Procuro este tesouro e peço aos dirigentes que me doem estas preciosidades para que eu possa distribuir pelos locais onde vou. E vou-me embora levando o tesouro comigo. Não pago nada por ele, embora valha muito. Você deve estar perguntando-se a qual tesouro refiro-me. Ora, falo das inúmeras mensagens, jornais e revistas espíritas que ficam nas prateleiras dos centros a espera de um leitor ávido para beber das cristalinas águas da informação cristã. Perceba que os jornais espíritas não envelhecem, não são iguais aos jornais de economia, esportes e outros cadernos que valem pouco quando o tempo lhes castiga com o passar dos minutos. Os jornais e revistas espíritas estão sempre atuais. Portanto, não há jornais, mensagens ou revistas espíritas an-

jornal impresso há alguns meses. Notícia fresca! Notícia boa, de Boa Nova, de Evangelho! Notícia que saiu da prateleira para abençoar uma família! Fato para refletir. r


Abril de 2014

18 de abril de 1857* Allan Kardec lançava O Livro dos Espíritos. Richard Simonetti

richardsimonetti@uol.com.br

N

uma terça-feira de maio de 1855, às 20 horas, o professor Hippolyte Léon Denizard Rivail compareceu à residência da senhora Plainemaison, à rua Grange Batelière, 18, em Paris, para participar, pela primeira vez, de uma reunião com as mesas girantes, que faziam sucesso na Cidade Luz. No dia 18 de abril de 1857, com o pseudônimo de Allan Kardec, o professor publicava O Livro dos Espíritos, a obra fundamental da Doutrina Espírita, que está completando cento e cinquenta anos. Você já parou para pensar no assunto, leitor amigo? Em menos de dois anos, o Codificador: Iniciou-se no intercâmbio com o Além. • Constatou a realidade da vida além-túmulo e da manifestação dos Espíritos. • Propôs milhares de indagações aos mentores espirituais que o assistiam. • Selecionou respostas, colocou-as em ordem e deu corpo de doutrina a ideias que, isoladamente, arranhavam a realidade, mas, em conjunto, consubstanciam autêntica revelação. • Evidenciou a anterioridade e continuidade da vida física, dando sentido e objetivo à existência humana. Extremamente cuidadoso, utilizou vários médiuns, submetendo-os a indagações idênticas sobre questões espirituais e cotejando as respostas, no que denominava Controle Universal das Manifestações, a ver se exprimiam a realidade ou apenas a opinião de um Espírito ou médium.

Isso tudo sem um computador, sem Internet, sem Google…Não dispunha nem mesmo de máquina de escrever. Foi tudo compilado, desenvolvido, organizado, de forma manuscrita, em longas horas de estudo e reflexão, que se estendiam madrugada adentro. Depois a composição tipográfica, as revisões cuidadosas, os acertos, tudo na unha.

Em O Livro dos Espíritos está o substrato da sabedoria humana, que nos permite ensaiar um comportamento melhor, uma visão mais ampla de nossas necessidades, uma participação mais ativa pela construção de um mundo melhor.

Tão grandiosa quanto a própria Codificação foi a ação do Codificador. Muito justas, portanto, as homenagens que lhe rendemos nas comemorações do sesquicentenário de nossa obra maior. *** Parece-me, todavia, amigo leitor que deveríamos ir um pouco além, não apenas admiradores, mas amigos de Kardec. Que tipo de homenagem mais o agradaria? Lembro algumas observações de Jesus aos discípulos, na última ceia ( João, 15:12 e 14): Vós sois meus amigos se fizerdes o que vos mando. E o que esperava Jesus dos discípulos? O meu mandamento é este: amai-vos uns aos outros como eu vos amei. Que ser amassem, portanto, fazendo uns pelos outros, todo bem que desejariam receber. Missionário do Cristo que veio alargar os horizontes humanos, em relação aos objetivos da existência, Kardec aponta nessa mesma direção. Não obstante, interessante que, a par desse empenho, ofereçamos ao Codificador outra homenagem – a divulgação de sua mensagem. Especificamente, em face das comemorações deste ano, deve merecer nossa atenção O Livro dos Espíritos. Muito pode ser feito nesse particular. Algumas sugestões: • Elegê-lo como objeto de presente para amigos, familiares,

PÁGINA 10 colegas de serviço. Nas festas de fim de ano, o indefectível amigo secreto é oportunidade preciosa. • Doação a pessoas sem recursos. • Brinde aos associados do clube do livro espírita. • Palestras comemorativas, enfocando os temas abordados por Kardec, estimulando os ouvintes sedentos de saber a procurar a fonte. • Campanhas do tipo Um exemplar de O Livro dos Espíritos em cada mão, com vendas a preço de custo. • Distribuição de folhetos com trechos sucintos do livro, estimulando a leitura. • Utilização dos meios de comunicação, jornais, rádio, televisão, enfatizando que em O Livro dos Espíritos estão as respostas às nossas indagações e angústias existenciais. É aquele dar-se as mãos para distribuir O Livro dos Espíritos a mão cheia, como diria Castro Alves. *** Uma palavrinha final, leitor amigo: Em O Livro dos Espíritos está o substrato da sabedoria humana, que nos permite ensaiar um comportamento melhor, uma visão mais ampla de nossas necessidades, uma participação mais ativa pela construção de um mundo melhor. Vivenciá-lo plenamente é desafio para séculos de esforço e dedicação. Divulgá-lo não exige tanto assim. Apenas um pouco de boa vontade. r *Nota do TRIBUNA: O presente artigo, publicado originariamente em 2007 – por ocasião dos 150 anos da obra em referência – foi extraído do site do escritor, www.richardsimonetti.com.br , com o título de Homenagens. Alteramos o título original visando também homenagear a obra básica no mesmo mês em que, jubilosos, comemoramos igualmente os 150 anos de O Evangelho Segundo o Espiritismo.


PÁGINA 11

Abril de 2014


PÁGINA 12

Abril de 2014

Lançamento de romance em Araraquara História do livro se passa em Araraquara na década de 1920. Redação

O

conhecido advogado e dirigente espírita Ariovaldo Cesar Jr., fundador do Centro Espírita Eurípedes Barsanulfo – mantenedor da Escola Espírita Eurípedes Barsanulfo, que oferece cursos profissionalizantes gratuitos em convênio com o SENAI –, lança na cidade seu terceiro livro psicografado. ROMANCES PROIBIDOS, Boa Nova Editora O médium Ariovaldo Cesar Junior está lançando seu terceiro livro psicografado, Romances Proibidos, de autoria do Espírito Fernandes de Almeida de Melo, no 20º Mega feirão do Livro de Santo

redacao@institutocairbarschutel.org

André, nos dias 12 e 13 de abril de 2014. Para os Clubes foram vendidos mais de 11.000 livros, o que representa um sucesso absoluto de vendas! A história se passa na cidade de Araraquara em 1926, onde um padre teve dois filhos com mulheres diferentes, o que gerou revolta, crimes, traições, surpresas, que prendem o leitor até o final surpreendente. No dia 17-4-2014, quinta-feira, às 20 h, a festa de lançamento deste romance será no Centro Espírita Eurípedes Barsanulfo, no bairro Águas do Paiol. Todos estão convidados para prestigiar este trabalho de divulgação da Doutrina Espírita e aproveitar para momentos de confraternização.

Informações detalhadas: Lançamento oficial: 17 de abril de 2014, quinta-feira, 20h Local: Centro Espírita Eurípedes Barsanulfo – Rua Alice Pavão Cariza, 372 – Águas do Paiol, Araraquara-SP, fone 16 3331-5960.

A história se passa na cidade de Araraquara em 1926, onde um padre teve dois filhos com mulheres diferentes, o que gerou revolta, crimes, traições, surpresas, que prendem o leitor até o final surpreendente.

Para adquirir a obra: c arol.1001@hotmail.com ou pelo fone 16 3331-8311, com Carol. Ou pela editora: www.boanova.net ou 17 3531-4441. Visite o site da escola: http://escolaespirita.com.br/. Ouça também Rádio Mogico: http:// www.radiomogico.com.br/. r

Tribuna do espiritismo abril 2014  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you