Issuu on Google+

» COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS DA CÂMARA APROVA 'CURA GAY' • PÁGINA 5

Ano 63 • Número 074 • Quarta-feira, 19 de junho de 2013

APÓS DERROTA PARA O BRASIL JAPÃO ENCARA A FORÇA ITALIANA Japão e Itália se enfrentam às 19h, na Arena Pernambuco. Os japoneses vêm de derrota e a “Azurra” venceu o México na estreia. « ESPORTES 2 »

Para encher a bola

RAUL SPINASSÉ/A TARDE/ESTADÃO CONTEÚDO

FUNDADOR: ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

A Seleção Brasileira enfrenta o México às 16h, no estádio Castelão, em Fortaleza. Uma vitória garante a vaga antecipada à próxima fase do torneio. « ESPORTES 1 »

Rádio Globo Natal 12h - Globo Esportivo 12h45 - Boletim da Copa 13h - Rádio Globo F.C. 16h - Brasil x México 16h - Brasil x México - Sportv, TV Globo 19h - Itália x Japão - - Sportv, TV Globo

faltam

358 DIAS PARA A COPA

Manifestação em Natal terá apoio de sindicatos e partidos « CONFRONTO EM SP »

« NATAL E MOSSORÓ »

« RESPOSTA ÀS RUAS »

« O QUE ELES QUEREM »

A manifestação não violenta acabou quando um grupo tentou invadir a prefeitura paulista. A PM e a PRF anunciam mais segurança em Natal, amanhã. « PÁGINA 7 E NATAL 1 »

A manifestação de amanhã, em Natal, terá a participação de sindicatos e partidos políticos. Em Mossoró, mil pessoas saíram às ruas de forma pacífica. « NATAL 1 »

Recife, João Pessoa, Porto Alegre, Guarulhos, Osasco, Pelotas e Cuiabá vão reduzir as tarifas. Dilma elogiou os protestos que “fortalecem a democracia”. « PÁGINA 7 »

A diversidade de objetivos e tendências nos protestos, incluindo os atos de vandalismo, dificultam o entendimento sobre o que querem os manifestantes. « NATAL 2 » FÁBIO BRAGA/FOLHAPRESS

Manifestação em São Paulo reuniu 50 mil pessoas, ontem. Houve confronto com a polícia quando jovens tentaram invadir a Prefeitura. Haddad já admite baixar preço da tarifa

viver EDU BARBOSA

Potylivros se despede da Cidade Alta Prestigiada livraria da Cidade Alta encerra suas atividades após um mês de liquidação de livros e móveis. « VIVER 1 »

40

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

FALE CONOSCO: PABX: Redação:

« VIOLÊNCIA » Delegado Geral cobra aumento de 50% do efetivo da Civil

« PEC » Deputado quer investimento mínimo de 9% em segurança

« LEGISLAÇÃO » natal Novo Marco da Mineração propõe imposto de 4% da receita

Ricardo Sérgio disse que precisa de 50% a mais de efetivo para dar conta das investigações de crimes. Nas últimas 24 horas, foram registradas sete execuções (quatro de uma mesma família). « NATAL 7 »

Em pronunciamento na Assembleia, o líder do PMDB, deputado Walter Alves, propôs fixar um mínimo de 9% para segurança pública no Orçamento Geral do Estado. Hoje, o percentual é de 7%. « PÁGINA 3 »

Novas regras para exploração de minério foram encaminhadas, ontem, pela União à Câmara. Para os empresários do RN, o novo marco regulatório traz mais desvantagens do que vantagens. « PÁGINA 6 »

Assinaturas: 4006-6100 Venda avulsa: 4006-6113 Comercial:

4006-6111 Classificados: 4006-6103 Circulação: 4006-6173 Reclamações:

4006-6161 4006-6103 4006-6111

SITE: www.tribunadonorte.com.br REDAÇÃO (pauta): pauta@tribunadonorte.com.br

NO FACEBOOK

facebook.com/tribunarn

JOÃO MARIA ALVES

Estrutura de postos de saúde é precária Alguns postos de saúde funcionam em Natal de forma precária. Alguns já estão, até interditados. « NATAL 5 »

NO TWITTER

@tribunadonorte

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 1,50


2

Natal - Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

Jornal de WM WODEN MADRUGA [ woden@terra.com.br ]

Das vaias às ruas Do que vi na tevê e do que li na mídia impressa, reproduzida no mundo vasto da internet, quem melhor explica a agitação das massas pelas principais cidades do país, incluindo o entorno da Praça dos Três Poderes, em Brasília, é o jornalista Clóvis Rossi, repórter especial da Folha de S. Paulo, correspondente em muitos países e autor de vários livros, entre eles, o Enviado Especial: 25 Anos ao Redor do Mundo. O seu artigo de ontem, na Folha, tem o título de “A vaia saiu às ruas”. Transcrevo-o por inteiro: “Aviso ao leitor: esta é apenas uma primeira aproximação ao que está acontecendo no Brasil. Sou obrigado a concordar com Ângela Randolpho Paiva, do Departamento de Ciências Sociais da PUC-Rio, que admitiu honestamente à Globo News: ‘Estamos atordoados’. Com razão. O Brasil não é um país de sair à rua, salvo em Mundiais. Que saia agora, em massa, ainda por cima para protestar também contra obras da Copa, é de atordoar qualquer um. Mas jornal circula todos os dias, e não consigo silenciar à espera de recolher os elementos indispensáveis a uma análise mais aprofundada. É preciso pincelar algumas ideias, apesar de os protestos do dia estarem apenas começando, por imposição dos horários de fechamento. O que está evidente é que a vaia ouvida no sábado, no Estádio Mané Garrincha, saiu às ruas. Não adianta o petismo e a mídia chapa-branca tentarem dizer que a vaia partiu da elite, única em condições de pagar o preço abusivo dos ingressos. Nas ruas do Rio, ontem, havia uma vaia clara, na forma de uma faixa: ‘Fora Dilma/Fora Cabral’. Tanto no Rio quanto em Brasília, é sempre bom lembrar: são praças fortes do lulismo. Que apareça um cartaz como esse, ainda que isolado, é eloquente do estado de insatisfação de uma parcela importante do público. Mas é fundamental ter em conta duas coisas: 1 – Dilma não é o alvo isolado dos protestos. Nem sei se é o alvo principal. Mas é alvo. Alvos também são os políticos em geral, de que dá prova a

concentração em Brasília diante do Congresso Nacional. O volume de público no Rio, governado pelo PMDB, e em São Paulo, pelo PSDB, demonstra que a classe política brasileira está fracassando na sua missão de representar o público, pelo menos o público mobilizado. A massa no Rio era, aliás, impressionante; desde as Diretas Já!, não se via algo parecido. 2 – Há uma aparente contradição, de todo modo, entre a aprovação popular dos governos Dilma e Alckmin, aferida em pesquisas recentes, e o volume de permanência dos protestos. Haveria uma maioria silenciosa? Talvez, mas o fato de 55% dos consultados pela Folha digam que aprovam os protestos, é um forte chamado de atenção. Por fim, sobre o que querem os manifestantes, já muito além do passe livre, quem parece ter razão é Juan Arias, o excelente correspondente de “El País”: “Querem, por exemplo, serviços públicos de primeiro mundo; querem uma escola que, além de acolhêlos, lhe ensine com qualidade, o que não existe; querem uma universidade que não seja politizada ou burocrática. Querem que ela seja moderna, viva, que os prepare para o trabalho futuro”. Mais: “Querem hospitais com dignidade, sem meses de espera, onde sejam tratados como seres humanos, e querem, sobretudo, o que ainda lhes falta politicamente: uma democracia mais madura, em que a polícia não atue como na ditadura.” “Querem um Brasil melhor. Nada mais.” Como dizia a faixa que abriu a passeata do Rio: “Não é por centavos; é por direitos”.

opinião

O que eles estão querendo dizer? TICIANO DUARTE jornalista

O

que está por trás da revolta dos jovens pelos principais centros urbanos do país? A pretexto de protestar contra o aumento das passagens urbanas, do sistema dos transportes coletivos, da qualidade de vida das grandes cidades, a juventude se manifesta com tamanha indignação que os policiais que a enfrenta recorrem a processos violentos, usando de armas letais, que evidentemente são as balas de borrachas. Tal repressão não se justifica diante da legitimidade dos protestos, da ação corajosa e idealista dos jovens. O governo, erradamente, os acusa de vândalos, mas, não será dando nomes aos seus protestos, querendo taxá-los de baderneiros, que se encontrará o caminho para uma resposta a uma indignação que leva a muitas interpretações, numa hora grave em que vive o Brasil, com o seu sistema educacional falido, o da saúde pública um verdadeiro caos generalizado, a violência que é epidêmica sem o enfren-

Brum

Lendo as manchetes dos principais jornais: Estadão: “Protestos se espalham pelo país e políticos viram alvo”; Globo: “Um país se mexe: o Brasil nas ruas”; Folha de S. Paulo: “Milhares vão

No mundo As marchas brasileiras também estão nas capas dos maiores jornais do mundo. O Guardian, da Inglaterra, destacou: “Protestos no Brasil entram em erupção em

enorme escala”. No New York Times, Estados Unidos: “Os crescentes protestos estão entre os maiores e mais ressonantes desde o fim da Ditadura Militar em 1985”

Leitura O poeta Sanderson Negreiros telefona, no chegar da noite, indicando a leitura de O Ajudante de Mentiroso, livro de ensaios do grande poeta Ledo Ivo. É uma edição da Academia Brasileira de Letras com a Educam (Editora Universitária Candido Mendes). Dom Quixote O artista plástico Assis Costa estará hoje, a partir das 20 horas, na Livraria Saraiva, do Miduei, apresentando o seu “Dom Quixote de La Manchas de Vinho”. Uma exposição de arte com degustação (“o vinho é a matéria-prima que serve de tinta para retratar o universo fantasioso de Dom Quixote”) bem bolada pela Saraiva, a Magazzino (vinho & cozinha) e Mariz Comunicação Integrada.

Chuva Poucas chuvas, maioria finas. É o que está escrito no boletim da Emparn, da manhã de segunda-feira para o amanhecer de ontem: Caraúbas, 29,5 milímetros, Mossoró, 17, Serra Negra do Norte, 7,8, São Bento do Trairi, 6,4, Serra de São Bento, 5,6, São José de Campestre, 5, Monte das Gameleiras, 4. A chuvinha de Natal foi de 2,8 mm. O que falta Mestre Gaspar, acompanhando com interesse as manifestações de protesto pelo país afora, sugere que se coloque diante da tal Arena das Dunas uma das faixas que ele viu na marcha pela Avenida Paulista: “Enquanto a bola rola, faltam saúde e escola”.

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av. Tavares de Lira, 101 - Ribeira - Natal/RN CEP: 59010-200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm. e Operações: Ricardo Luiz de V. Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação: Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

ciam certamente decepcionados, um festival de escândalos envolvendo políticos corruptos das mais variadas facções e ideologias e uma impunidade que acintosamente se repete, desafiando os nossos mais valorosos brios de decência e respeitabilidade, no exercício da atividade pública e parlamentar. A revista "Veja" diz, na sua última edição, tratando do assunto que: "Uma lição valiosa, porém, é a de que esses surtos de indignação da juventude sempre guardam uma razão re-

al escondida atrás dos cartazes com dizeres desconexos e palavras de ordem utópicas. Eles não podem ser simplesmente descartados como arroubos naturais daquela idade em que, como dizia o ditado, sobra força e falta sabedoria. Tampouco ajuda enxergar esses jovens apenas como massa de manobra de partidos radicais. É muito útil tentar decifrar quais são as verdadeiras frustrações extravasadas violentamente por eles nas ruas das grandes cidades brasileiras". Confesso minha perplexidade diante da reação policial, autorizada pelos prefeitos e governadores, contra a juventude que protesta contra o atual estado de coisas. Políticos e governantes, infelizmente não procuram descortinar o que realmente está por trás da fúria que se espalha pelos grandes centros urbanos do país. A solução não é policial, é muito mais delicada e complexa do que esses políticos e governantes imaginam, encastelados nos seus gabinetes luxuosos e no embalo de suas mordomias, privilégios e benesses.

Cartas Protestos

A Casa do Bem jornalista

às ruas ‘contra tudo’; grupos atingem palácios”; Correio Braziliense: “A nova cara do Brasil”; Zero Hora, de Porto Alegre: “O protesto; Estado de Minas: “Insurreição”.

Confesso minha perplexidade diante da reação policial, autorizada pelos prefeitos e governadores, contra a juventude que protesta contra o atual estado de coisas”

[ www.rabiscosdobrum.zip.net ]

LAURENCE BITTENCOURT

As manchetes

tamento por falta dos recursos necessários à segurança pública, nas diversas regiões do país, sobretudo nas mais pobres. Um dado impressionante é que esses jovens, na sua maioria, pertence às classes médias e ricas do país. Não são usuários dos transportes coletivos, mas, dizem que estão protestando em nome das empregadas domésticas. A grande imprensa do Rio e São Paulo destaca que eles são iguais aos jovens americanos que em 2011 realizaram uma furiosa revolta urbana contra o capital financeiro ("Ocupe Wall Street"). Como os estudantes ingleses, que há dois anos, barricaram o centro de Londres, gritando contra o aumento das taxas nas Universidades. Uma pesquisa realizada na época constatou que a renda mensal dos jovens que ganharam as ruas nos Estados Unidos, era de mais de 80.000 dólares. E em Londres, o líder do movimento que se armara nas ruas daquela cidade, era Charles Gilmour, filho de um milionário, o guitarrista da famosa banda de rock, chamada de Pink Floyd. Os jovens brasileiros presen-

E

sta semana, por dever de ofício e por prazer pessoal, visitei a “Casa do bem” do jornalista e escritor Flávio Resende. Fiquei estupefato com o que conheci. Na verdade, havia feito uma visita quando Flavinho ainda estava dando início, quando ainda era uma proposta e era apenas a “casa” de Flávio. Dessa vez não, agora conheci o que muitos já me falavam. É simplesmente um espetáculo o que Flávio conseguiu fazer para a comunidade de Mãe Luíza. Não só ele obviamente. Há um grupo de pessoas que ajudam Flávio, ajuda de muitos inclusive da própria comunidade beneficiada diretamente. E sinceramente, não tenho nenhum receio em afirmar que o que a “Casa do bem” faz por aquela gente, por aquela comunidade é muito maior do que qualquer governo já fez ou possa vir a fazer. Flávio Resende está de parabéns. A “Casa do bem” é hoje um primor de benfeitorias para a juventude que mora no bairro de Mãe Luiza. Mas não só de lá. A “Casa do bem” é composta de várias salas com variadas atividades. Todas sendo tocadas por voluntários, eu falei voluntários, se dedicando integralmente. Claro, que a “Casa do bem” vive de doações. E quantas doações já foram dadas. Para se ter uma ideia, a “Casa do bem” hoje tem uma “televisão” na internet, através do you tube, em Classificados Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

que através de jovens voluntários todos os dias filmam e divulgam cenas que ocorrem no bairro de Mãe Luiza e que recebe divulgação na internet. Pode ser cenas positivas como eventos, como também cenas em que mostram o descaso ocorrido no bairro, cenas de sujeira com lixos acumulados, pequenas entrevistas, etc. Tudo isso tocado pelos jovens voluntá-

Flávio Resende está de parabéns. A “Casa do bem” é hoje um primor de benfeitorias para a juventude que mora no bairro de Mãe Luíza. Mas não só de lá” rios que estão integrados ao projeto da “Casa do bem”. Flávio está de parabéns. Há também uma rádio comunitária feita pelos jovens que aportam na “Casa do bem”. Mas há muito mais do que uma rádio comunitária e uma televisão inserida na internet. Há outras atividades sendo desenvolvidos em prol da comunidade carente e dos jovens que quase sempre não dispõem de recursos que sempre esperam dos chamados “poderes” públicos.

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

Dentro da “Casa do bem” me deparei com uma sala de aula, onde alunos têm aulas de reforços, três vezes por semana, com professores voluntários, que estão oferecendo seus esforços e competências em prol de crianças que ainda estão iniciando nos estudos. Dentro da “Casa do bem” há uma sala intitulada de brinquedoteca muitíssimo bem montada, estruturada, com livros, brinquedos, televisão, com um padrão de organização de fazer inveja a muitos colégios particulares, para não falar dos públicos. O rapaz que me atendeu me explicou como funcionava a brinquedoteca e eu fiquei impressionado com a organização. Dentro da “Casa do bem” há uma sala em que os jovens dispõem de um cabedal de instrumentos musicais para serem usados, aprendidos, isso através de professores voluntários, que ensinam os jovens na arte de tocar violão, percussão, etc. Há outra sala totalmente equipada para a prática da ginástica e de fazer inveja a muitas academias. Flávio Resende é de fato uma pessoa do bem. Precisa de recursos? Claro que precisa. No dia em que estive lá, novamente o rapaz que me atendeu me disse que um grupo de estrangeiros tinha feito uma doação que serviu para que a “Casa do bem” fizesse um piso na parte de trás. Parabéns Flávio Resende. Como se diz, pode ser uma gota no oceano, mas sem essa gota o foço seria muito maior.

Passeatas, caminhada e protesto em grupo, por quê? O povo brasileiro, principalmente o de classe baixa está somente reivindicando o que é de direito seu, mas infelizmente existem pessoas que talvez, não dependem de ônibus público, que não dependem do ensino público, que não dependem do hospital público, que não dependem dos serviços públicos e entram nas redes sociais para meter o “pau” nos manifestantes. O povo está cansado de tanta enganação, tanto sofrimento, tanta hipocrisia por parte de certos políticos que administram direto ou indiretamente nosso país, querem apenas melhoras na saúde, educação, transporte público, que infelizmente deixam a desejar em muito, gastaram-se milhões e milhões com estádios tentando fazer uma infraestrutura de primeiro mundo e de fato ficaram bonitas, porque não fazem o mesmo investimento, na educação, na saúde, nos transportes, nas rodovias? Garanto que se tiver o mesmo empenho e dedicação, isso tudo também se tornará de primeiro mundo, basta pararem de gastar o dinheiro público indevidamente, baixar os salários dos políticos, pararem de roubar o dinheiro de nós brasileiros que tudo isso é possível realizar. Ainda têm uns que dizem que é manifesto de oposição, será mesmo? Enxerguem! O povo não quer mais esperar quatro anos para que algo de melhor aconteça à sociedade brasileira. Eu apoio e não aceito a violência contra os manifestantes, respeitem o cidadão brasileiro, que somos nós que votamos e por isso temos o direito de cobrar e protestar. Vamos mostrar que o povo brasileiro é mais forte!!! Minha opinião... claudio.parelhasgas11@hotmail.com

Saúde Eu gostaria muito de saber qual a posição do nosso prefeito com relação ao prédio próprio do Pronto-Socorro Sandra Celeste, o qual se encontra totalmente depredado por abandono e servindo de abrigo para vagabundos, enquanto os cofres públicos municipais pagam aluguel a peso de ouro a um prédio particular, desde a gestão Micarla de Souza. nefita@hotmail.com

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro : (O21)2544-3070 – São Paulo: (011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J. do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J. Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


política

Notas & Comentários [ colunanotas@tribunadonorte.com.br ]

Avaliação dos protestos A governadora Rosalba Ciarlini divulgou, ontem pela manhã, uma declaração na qual procura demonstrar simpatia pelas manifestações que ocorreram em várias cidades do país. “Vejo os movimentos sociais que estão acontecendo como uma prova do fortalecimento da nossa jovem democracia”, afirmou a governadora. Ela disse que o Rio Grande do Norte tem “um histórico de ser um Estado que sempre lutou pelas liberdades”.

Orientação à polícia Na declaração que a Assessoria de Comunicação da governadora distribuiu, ela garante que deu uma orientação para que a polícia mantenha “a paz e proteja as manifestações democráticas, garantindo a liberdade de expressão do pensamento”. Saúde na pauta O senador Paulo Davim pediu ontem, em plenário, que os manifestantes incluam entre suas reivindicações a exigência de melhorias no SUS. “Eu não vi ainda uma manifestação em defesa de mais verba para a saúde, mas a saúde precisa do apoio popular, do apoio da sociedade, e não só da mobilização dos servidores públicos”, destacou.

Origem dos protestos O “New York Times” lembrou ontem que houve, em Natal, manifestações semelhantes às que ocorrem em São Paulo. A notícia publicada no jornal norte-americano

destacou que se repetem protestos em “uma cidade no Nordeste do Brasil, e este mês, em São Paulo, depois que as autoridades elevaram as tarifas de ônibus”.

Posse e publicação O prefeito Carlos Eduardo empossou ontem o Conselho de Administração do Instituto de Previdência Social dos Servidores do Município e apresentou a 10ª edição do Anuário Natal 2013.

Distribuição do FPE O Senado aprovou, na noite de ontem, um "projeto relâmpago" que altera a distribuição dos recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE). Por 54 votos a nove, o texto do senador Walter Pinheiro (PT-BA) mantém em linhas gerais a base da proposta, aprovada em abril pela Casa e derrubada na semana passada pela Câmara dos Deputados. A proposta mantém as atuais regras de rateio até 2015 e, a partir de então, garante alguns Estados um aumento de recursos em cima do excedente de arrecadação do fundo. O relator disse que as principais mudanças serão feitas nas chamadas "travas" a fim de assegurar, nas palavras dele, uma melhor "equalização" dos recursos. Uma alteração eleva de 71% para 72% a renda per capita familiar para fins de cálculo do projeto. A modificação favorece Estados com alta renda média, o que não é a situação do Rio Grande do Norte. O projeto segue para votação na Câmara.

Intercâmbio Durante reunião com a delegação parlamentar brasileira realizada ontem, a presidente do Conselho da Federação Russa, Valentina Matvienko, destacou o caráter estratégico das relações bilaterais e disse que a Rússia vê o Brasil como parceiro prioritário e de caráter estratégico. O Conselho da Federação corresponde ao que, no Brasil, é o Senado. O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, destacou a pre-

sença de vários líderes partidários na delegação brasileira, tanto de partidos da base quanto da oposição, e do líder do Governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT/SP), na delegação oficial. Integram a missão os líderes do PMDB, deputado Eduardo Cunha (RJ); do DEM, Ronaldo Caiado (GO), do PPS, Rubens Bueno (PR); e os deputados Felipe Maia (DEM/RN), Bruno Araújo (PSDB/PE) e Fábio Ramalho (PV/MG).

Desoneração de alimentos Os senadores também aprovaram ontem, em plenário, a Medida Provisória 609, que desonera itens da cesta básica. De acordo com o texto, PIS, Cofins e Pasep deixam de incidir sobre mais de 40 produtos básicos.

Avaliação do Judiciário O presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), desembargador José Rêgo Júnior, recebe hoje advogados e sindicalistas de Currais Novos. Eles poderão apresentar queixas e sugestões. A audiência faz parte do trabalho de correição da Justiça do Trabalho.

Licitação concluída O Governo do Estado anunciou ontem que encerrou o processo licitatório para as obras do Pró-transporte em Natal. A empresa selecionada foi a IM Comércio e Terraplenagem LTDA.

Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

3

Atrasos na criação do MD paralisam as articulações « FUSÃO » Com a demora na formação do Mobilização Democrática,

deputados suspendem negociações para mudanças nas bancadas

A

s articulações que estavam sendo feitas no Estado norteadas pela criação do partido Mobilização Democrática, que resultaria da fusão do PMN com o PPS, estão suspensas. A exemplo do que acontece em todo o país, líderes políticos das duas legendas que pretendem se unir adiaram as negociações. Eles aguardam a resposta de uma consulta feita ao Tribunal Superior Eleitoral. O questionamento, que tem como relator o ministro Dias Toffoli, é buscando saber o entendimento da Corte se a fusão de um partido traz os efeitos semelhantes à criação de uma nova legenda, ou seja, uma janela partidária tanto para saída e entrada de filiados, sem a punição com a perda de mandato. A motivação da consulta feita ao TSE é o entendimento de alguns juristas de que a fusão de dois partidos pode levar filiados a deixarem as legendas criadas sem perderem mandato, mas, pelo fato de ser uma união de duas legendas, quem ingressasse no novo partido estaria passível da punição por infidelidade partidária. “O processo político entre os dois partidos está consumado. O problema é a interpretação que o Tribunal Superior Eleitoral dará e estamos aguardando”, analisou o presidente estadual do PPS, Wober Júnior. Ele afirmou que se o entendimento do TSE for barrando o ingresso de filiados no novo partido, deixandoos passíveis de infidelidade partidária, “seria péssimo tanto para o PMN quanto para o PPS”. Wober Júnior admitiu que se a resposta da Corte Eleitoral for desfavorável a abertura de janela partidária, é algo que poderá levar PPS e PMN a rediscutir o projeto. “O processo todo (de negociação para ingresso de filiados na nova legenda) está parado, aguardando o TSE”, disse o presidente estadual do PPS. Para Wober Júnior não há viabilidade da fusão dos dois partidos

JOÃO GILBERTO

caso o TSE defina por punir os que ingressarem na legenda. “A fusão seria feita para fortalecer e não para enfraquecer os dois partidos”, destacou, confirmando que já estava em entendimento com alguns deputados estaduais do Rio Grande do Norte dispostos a ingressarem no MD, a partir da janela partidária. O presidente estadual do PMN, deputado estadual Antonio Jácome, observou que as questões de cartório para criação do MD já foi toda resolvida. A paralisação das articulações ocorre pela demora na resposta do TSE. A exemplo do presidente estadual do PPS, Jácome também acredita que se a resposta da Corte Eleitoral for contrária a criação da janela partidária para ingresso no MD, será necessário repensar o projeto. “A consulta foi feita há mais de 40 dias e ainda (o TSE) não apreciou”, observou, confirmando que está mantendo entendimento com parlamentares potiguares que estavam dispostos a ingressarem no novo partido. Presidente estadual do PPS Wober Júnior disse que a espera pela resposta do TSE não trava as articulações que estão sendo feitas com vistas ao pleito de 2014, mas considerou cedo para definições. “É muito cedo, estamos trabalhando sem ansiedade. Vamos construir uma chapa de deputado, tentando encontrar uma solução para esse desastre que o Estado se meteu”, completou, ressaltando que o PPS está negociando alianças com os partidos de oposição ao Governo Rosalba. Mas Wober Júnior admitiu que há relações políticas próximas com algumas alas do PMDB. A expectativa pela criação do Mobilização Democrática também coloca em compasso de espera o projeto político de alguns deputados estaduais que querem ir para outras legendas. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta, e o parlamentar Raimundo Fernandes, ambos filiados ao PMN, querem aderir ao Partido Progressista.

Ricardo Motta, atualmente no PMN, fez a opção pelo PP RODRIGO SENA

Antônio Jácome afirma que articulações estão paralisadas ALEX RÉGIS

Wober Júnior admite que mudança nas regras seria prejudicial

Walter apresenta PEC que amplia investimentos em segurança « RECURSOS PÚBLICOS » Deputado estadual do PMDB apresenta Proposta de Emenda que destina 9% do Orçamento para a Segurança JOÃO GILBERTO

D

iante do crescimento da violência no Rio Grande do Norte, o deputado Walter Alves (PMDB) anunciou na sessão plenária de ontem a apresentação de uma Proposta de Emenda Constitucional, que destina 9% do Orçamento Geral do Estado para segurança pública. Segundo o parlamentar, os homicídios aumentaram 50% em relação ao mesmo período do ano passado e já chegam a 471 em 2013. Só no último fim de semana foram 19 assassinatos no Estado. “Os governos não têm agido de maneira eficaz para oferecer a segurança que precisamos. Hoje nem 1.500 policiais quando deveriam ser mais de três mil. É um absurdo. Como podemos cobrar resultados da investigação da polícia civil? Como cobrar ações se nem pistolas existem? Novas comarcas já deveriam ter sido criadas há muito tempo, assim como o aumento do efetivo”, declarou. Segundo dados da Secretaria Nacional de Segurança Pública, o ITEP do Rio Grande do Norte tem uma das piores condições de trabalhos e equipamentos. “A polícia científica é incapaz de gerar provas técnicas para desvendar os

« REFORMA »

Projeto limita doações em campanhas eleitorais

U

Walter Alves destaca necessidade de investir em segurança

crimes. Hoje 95% dos assassinatos não são esclarecidos”, afirmou Walter Alves, que apresentou um balanço dos requerimentos atendendo aos pedidos de moradores e autoridades de diversos municípios para o aumento do efetivo e aquisição de viaturas. “Esse é o nosso trabalho como deputado estadual. Propor o que achamos que seja de interesse público que resulte em ações práticas para melhorar a vida dos cidadãos”. A proposta recebeu apoio dos parlamentares presentes na ses-

são ordinária. O deputado Fábio Dantas (PHS) sugeriu a nacionalização da iniciativa. “A segurança deve ter transferência fundo a fundo como é a saúde e a segurança”, declarou. “Proporcionalmente a situação do RN é pior do que São Paulo”, reclamou Márcia Maia (PSB). A deputada Larissa Rosado (PSB) afirmou que a população deve incluir a pauta da segurança nas mobilizações. Os deputados Tomba Farias (PSB) e George Soares (PR) também apoiaram a PEC da Segurança.

m projeto que pretende colocar limite máximo para doações em campanhas políticas será apresentado nos próximos dias no Congresso Nacional. A proposta foi anunciada pelo relator da reforma política e articulador do projeto de lei, deputado Henrique Fontana (PTRS). O deputado divulgou a iniciativa durante audiência pública realizada no Supremo Tribunal Federal (STF) para discutir o financiamento público de campanhas. O debate foi convocado pelo ministro Luiz Fux, que relata ação de inconstitucionalidade da Ordem dos Advogados do Brasil pela proibição de doação de empresas. De acordo com o parlamentar, o projeto de lei com teto de doações será uma alternativa caso o Supremo mantenha o modelo privado de financiamento. “O sistema de campanhas milionárias gera competição perversa. É um cassino eleitoral, em que se dobram apostas em busca de cada vez mais dinheiro para campanha”, analisou. Fontana destacou que a regra para limite de doações existe desde 2006, mas nunca foi regulamentada.


4

Natal - Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2012

Cláudio Humberto [ ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br]

Dilma quer licença de Lula A presidenta Dilma já não suporta a convivência com Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência, mas ainda não o demitiu porque o ministro é uma indicação pessoal do ex-presidente Lula. E espera que Lula a libere para demiti-lo quando julgar conveniente. A informação é de senadores do PT e do PTB com acesso aos gabinetes do Planalto. Ela se queixa de que ele provoca uma crise sempre que abre a boca.

O povo não é vagão, é a própria locomotiva de seu destino” CARLOS AYRES BRITTO, ministro aposentado do STF, sobre as manifestações

Preocupações

Espião oficial

Gilberto Carvalho e as manifestações de segunda-feira por todo o País foram temas da conversa de Dilma com Lula, ontem, em São Paulo.

Ex-chefe do Gabinete Pessoal de Lula, o ministro Gilberto Carvalho é uma espécie de “olhos e ouvidos” do ex-presidente no Planalto.

Pastilha Valda Após “a voz das ruas”, Dilma torrou R$ 147 mil por hora de voo, mais assessores e seguranças, para ouvir a “voz rouca de Lula” em SP. À sombra Lula não quer arriscar o famoso “prestígio” aparecendo em público: adiou participação em um seminário do PT, quinta (20), em Goiânia.

Hackers invadem o Exército O grupo de hackers “Anonymous”, famoso por derrubar os sistemas da Visa e MasterCard no ano passado, voltou as atenções para o Brasil. Durante todo o dia de protestos os piratas virtuais derrubaram sites e per-

fis nas redes sociais eleitos como alvos pelos manifestantes. Foram invadidos os sites do Exército Brasileiro, da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, além de diversas prefeituras e até do PMDB nacional.

No escuro O Exército e a Assembleia Legislativa do Rio nem

sabiam do ataque dos hackers. Notaram apenas “problema técnico” em seus sites.

Contra a Copa O site oficial do governo sobre a Copa de 2014 foi um dos primeiros a ser derrubado durantes a onda de invasões cibernéticas. Reza forte Após Berlim, haverá novo protesto de brasileiros

no sábado (23) diante da catedral de Colônia, na Alemanha, em “solidariedade ao Brasil”.

Até parece que Gleisi Hoffman (Casa Civil) quer ver o circo pegar fogo: o pau cantava em São Paulo e a turma do ministro Gilberto Carvalho queima-

va pneus em Brasília, quando ela baixou decreto dobrando o valor de diárias de quem viaja “a serviço” da Copa das Confederações.

Cem caroneados

Protesto apartidário

Diplomatas estão indignados. Acusam Antonio Patriota de fazer a promoção mais escandalosa dos últimos tempos, furando a fila de mais de 100 diplomatas para promover a irmã de sua chefe de gabinete.

Presidente do PSDB-MG, deputado Marcus Pestana, acha que os tucanos não pode nem pensar em tentar se apropriar dos protestos que invadiram as ruas, País afora: “O efeito seria reverso”.

O coordenador O ex-deputado tucano Walter Feldman, hoje ajudando a constituir o novo partido “Rede”, será coordenador da campanha da ex-senadora Marina Silva a presidente da República, em 2014.

Saída estratégica

Ex-procurador-geral da República, Cláudio Fonteles deixou a Comissão da Verdade por “motivos pessoais”, dias antes da votação da PEC 37. Ex-chefe do Ministério Público, ele é contra a proposta de emenda.

Presidente da Adidas, marca favorita de Fidel Castro, Herbert Hainer minimizou no jornal Les Echos os protestos no Brasil: “vão acabar quando a Copa começar”. A multinacional faturou aqui €1,4 bilhão.

Al mare A presidente da Petrobras, Graça Foster, e o diretor de eventos especiais da Globo, Amauri Soares – marido da bela apresentadora do JN, Patrícia Poeta – receberam em Brasília a Ordem do Mérito Naval.

Nem vem O PT-RN não engoliu a foto do presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), com o presidente do DEM, Agripino Maia, desafeto de Dilma, festejando a vitória do Brasil contra a França. Alves deu de ombros.

Pensando bem...

Relator quer facilidade para liberação de verbas « CONTAS PÚBLICAS » Danilo Forte afirma que é preciso alternativas para o modelo atual de distribuição de recursos federais com as prefeituras

O

relator do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2014, deputado Danilo Forte (PMDB-CE), disse que é preciso haver uma alternativa para o modelo atual de liberação de recursos para municípios. O assunto foi debatido ontem na Comissão Mista de Orçamento (CMO), que ouviu técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU), da Caixa Econômica Federal e da Confederação Nacional de Municípios (CNM) para entender o que pode ser feito com o Orçamento para facilitar a execução de projetos de infraestrutura. “Nós vimos pela exposição da CNM que, em um dado momento do ano, 93% dos municípios estão sem condições de fazer convênios com a União, e 93% não podem estar errados, tem de haver uma solução”, disse Danilo Forte, que sugeriu o debate. Para o senador Wilder Morais (DEM-GO), ficou claro que os municípios não têm estrutura nem pessoal para resolver o problema. “Se queremos ver esses recursos bem empregados, precisamos começar a capacitar os gestores, e o governo precisa ajudá-los tecnicamente”, disse. O deputado Júlio Cesar (PSD-PI) ressaltou que o sistema tem virtudes, por coibir a corrupção e forçar normas de responsabilidade fiscal. “Realmente, não há ninguém ficha suja que faça convênios com a Caixa, mas estamos deixando de investir nos municípios por causa

Deputado Danilo Forte quer ampliar a distribuição de recursos federais para as prefeituras

dessa burocracia, é possível prestar o mesmo serviço sem a demora”, afirmou.

Falta de estrutura

Para o representante da CNM, André Amorim Alencar, o problema é que não é fácil para os municípios comprovarem as exigências feitas pela legislação. Somente o Cadastro Único de Convênios (Cauc), que limita as transferências da União caso um dos seus 14 itens não sejam apresentados. “A maioria dos municípios não tem nem pessoal nem preparo para elaborar os relatórios, mesmo com a ajuda da Confederação”. O superintendente nacional de assistência técnica e desenvol-

vimento sustentável da Caixa, José Carlos Medaglia Filho, admite que o banco também sofre com a demora na liberação de recursos. “Não nos agrada essa situação de ter um cliente nos culpando pela demora e temos agido nisso, ajudando muitos municípios”, declarou. A Caixa passou a gerir diversos convênios da União, em nome dos órgãos executores, geralmente ministérios. Com isso, houve uma substituição dos quadros de engenharia dos ministérios por um setor de avaliação de projetos da própria Caixa. “E pagamos bem por isso, 4% do valor dos projetos para manter essa estrutura, mas não podemos exigir que o banco não cumpra seu papel, é preciso

Deputado estadual e bancário trocam acusações e insultos « CONFLITO » José Adécio afirma que foi “destratado” e sindicato

Lenha na fogueira

Alma do negócio

política

...o cachorro do Lula fez xixi no poste da Dilma.

reclama de humilhações contra funcionário do Banco do Brasil

U

ma discussão entre o deputado estadual José Adécio (DEM) e o funcionário público que trabalha na agência do Banco do Brasil da Assembleia Legislativa parou o expediente bancário no local, ontem. O conflito começou quando o parlamentar designou uma servidora para sacar R$ 1,5 mil oriundo de um cheque nominado e endossado e o responsável pela agência disse que não era possível. O funcionário do BB afirmou que o documento era proveniente do município de Pedro Avelino e as normas da instituição financeira não permitiam esse tipo de operação. As versões do democrata e do Sindicato dos Bancários, que se pronunciou pelo funcionário, são desencontradas. Adécio disse que foi destratado e se defendeu “apenas com uma “batida na mesa”. Mas a coordenadora do Sindicato, Marta Turra, garante que o operador foi “humilhado e ameaçado”. “Eu tenho conta desde 1979 em Pedro Avelino, são 34 anos rigorosamente em dia. Eu não sei quantos cheques, eu perdi a conta, que eu faço, vou para a agência do Banco do Brasil da Assembleia e é pago”, argumentou o deputado estadual. Ele disse ainda que após a negativa do funcionário em pagar o cheque fez uma ligação telefônica para tentar contornar a situação, mas ouviu do mesmo “que não atenderia porque não era empregado dele”. José Adécio destacou que acionou a superintendência da instituição bancária e que pensa em acio-

achar uma forma de aproximar os municípios”, disse o relator. O coordenador-geral da área de infraestrutura e da região Sudeste do TCU, Adalberto de Vasconcelos, defendeu a instituição, que nos últimos anos estava sendo responsabilizada por atrasos por caracterizar obras como “irregulares”. Pelos dados do tribunal, apenas 7 novas obras foram incluídas no último ano, e o total de obras caiu de 87 em 2003 para 22 irregulares em 2012. “Temos trabalhado desde o início, já nos editais, para evitar que haja irregularidades”, destacou. Forte lamentou que a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base não tenha enviado um representante para o debate.

« PEC 37 »

Ministério Público organiza ato de repúdio

A

José Adécio nega que tenha humilhado o funcionário do BB

Chegamos lá e ele estava nervoso, chorando. Quem nos avisou foi uma pessoa que viu a cena” MARTA TURRA Coordenadora do Sindicato dos Bancários

nar a Justiça. Mas isso vai depender, segundo avisou, da postura do Sindicato. “Eu não gosto de prejudicar ninguém. Dependendo de como se comportará o Sindicato eu analiso se co-

loco na Justiça ou não”. A dirigente sindical informou que a diretoria da entidade se reuniria ontem para definir o que fará em defesa do funcionário. “Chegamos lá e ele estava nervoso, chorando. Quem nos avisou foi uma pessoa que viu a cena, ele não teve ação nem de fazer isso”, disse ela. O Sindicato estuda se pede à Assembleia a instauração de um procedimento no conselho de ética. A entidade solicitará à Superintendência do Banco do Brasil a transferência do servidor para outra agência e a designação de outro para substituí-lo na agência. “Ele não tem a menor condição de permanecer ali”, frisou Turra.

uma semana da votação da PEC 37/2011 pela Câmara dos Deputados, o Ministério Público Federal organizou um ato de repúdio ao texto em tramitação na Casa e que retira poderes de investigação da instituição. Em uma “autoconvocação”, o Colégio de Procuradores da República reuniu mais de 300 procuradores de todo o País. O procurador Geral da República, Roberto Gurgel, defendeu a retirada de pauta da PEC 37/2011. Gurgel afirmou que é “impossível” discutir uma proposta alternativa ao texto em tramitação no Congresso em uma semana. O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, marcou para o dia 26 a votação do texto. “O Ministério Público está unido em defesa de suas prerrogativas que interessam sobretudo uma sociedade que está cansada da impunidade”, disse. Gurgel apoia a discussão de uma proposta de regulamentação da investigação. “O que não aceitamos é que o MP fique proibido de investigar. A construção de um novo modelo, contudo, demanda mais tempo,” disse. Na Carta de Brasília, divulgada após o encontro, o colegiado afirma estar disposto a auxiliar na preparação de um projeto de lei, que aumente o controle do MP e das Polícias. Os procuradores não aceitaram o texto apresentado pela comissão especial formada por integrantes dos dois órgãos e coordenada pelo Ministério da Justiça, ao contrário das associações dos policiais.


Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

política

5

Comissão aprova projeto da ‘cura gay’ Governo

« REGULAMENTAÇÃO »

« LEGISLATIVO » Proposta suspende trecho da resolução do Conselho Federal de Psicologia

que proibiu a colaboração com os serviços que ofereçam tratamento para homossexualidade

B

rasília (AE) - A Comissão de Direitos Humanos da Câmara, presidida pelo pastor Marco Feliciano (PSCSP), aprovou ontem proposta suspendendo trecho de uma resolução de 1999 do Conselho Federal de Psicologia (CFP) que proibiu profissionais da área de colaborar com eventos e serviços que ofereçam tratamento e cura de homossexualidade, além de vedar manifestação que reforcem preconceitos sociais em relação aos homossexuais. Apelidado de “cura gay”, o projeto seguirá ainda para duas comissões, Seguridade Social e Família e Constituição e Justiça, antes de ir a plenário. Este foi o primeiro projeto aprovado na comissão desde a eleição de Feliciano em março. Acusado por movimentos sociais de ser homofóbico e racista, o deputado do PSC enfrentou manifestações pedindo sua renúncia durante várias semanas, mas resistiu no cargo com apoio da bancada evangélica. Foi este grupo que mobilizou os parlamentares a aprovar a proposta. Ex-coordenador da bancada evangélica, o deputado João Campos (PSDB-GO) é o autor do projeto. Sua argumentação é de que o Conselho extrapolou suas atribuições restringindo a atuação de profissionais. O relator, Anderson Ferreira (PR-PE), que também é pastor, destacou em seu voto a proibição de psicólogos de fazerem manifestações públicas sobre o tema, o que seria um cerceamento à “liberdade de pensamento e de manifestação” dos profissionais. Na vi-

PEDRO FRRANÇA/FUTURA PRESS/ESTADÃO

são do relator, o projeto defende o livre exercício da profissão de psicólogo. Rara voz contraditória na comissão, que foi abandonada por militantes históricos do direitos humanos, o deputado Simplício Araújo (PPS-MA) tentou ainda obstruir os trabalhos e acabou sendo interrompido por Feliciano em algumas oportunidades. Araújo acusou os deputados do colegiado de ter apenas objetivos eleitorais com a proposta. Para ele, a proposta não seguirá

O Conselho Federal de Psicologia, ao restringir o trabalho dos profissionais e o direito da pessoa de receber orientação profissional, extrapolou o seu poder regulamentar” JOÃO CAMPOS Deputado pelo PSDB-GO

adiante nas outras comissões. O deputado do PPS anunciou que vai recorrer da aprovação devido a erros regimentais na condução da sessão. “Hoje temos projetos, que como esse aqui, me envergonham de estar dentro desta Casa. Estamos perdendo tempo com uma discussão que vai estar vencida. O que se quer aqui

Federal atrasa análise da lei das domésticas

B

Manifestantes protestam na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados

é uma ponte para ganhar voto”, disse Araújo. “Não existe tratamento para o que não é doença. A doença que temos de combater é a cara de pau de alguns políticos”, complementou. Após a aprovação, Feliciano voltou a acusar a imprensa de “distorcer” projetos e “discriminar” parlamentares evangélicos. Disse apoiar a proposta e criticou manobras feitas durante a tramitação da proposta. “O que fizemos aqui vai repercutir na história”, declarou o pastor. A comissão aprovou ainda um requerimento para promover um debate sobre “a erotização das nossas crianças através de imagens, de músicas nos meios de comunicações, cartilhas educativas e demais exposições”.

Conselho de Psicologia quer derrubar proposta no plenário Brasília (AE) - O Conselho Federal de Psicologia espera que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) derrube o projeto apelidado de “cura gay”, aprovado ontem pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara, presidida pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP). O projeto passará ainda por duas comissões - além da CCJ, a Comissão de Seguridade Social - antes de chegar ao plenário da Casa. “Nossa expectativa é de que na CCJ isso caia porque entendemos ser inconstitucional a Câmara legislar sobre o exercício de uma profissão”, disse a con-

selheira Cynthia Ciarello. “Os conselhos são uma autarquia pública e a resolução visa proteger a sociedade dos serviços dos profissionais, evitando preconceito e discriminação.” O conselheiro Censo Tondin lamentou a aprovação da proposta, que, segundo ele, fragiliza os homossexuais, legitima a perseguição e estimula a violência. Tondim rebate o argumento do autor do projeto, deputado João Campos (PSDB-GO), para quem o Conselho Federal de Psicologia extrapolou suas atribuições restringindo a atuação dos profissionais.

rasília (AE) - A regulamentação do emprego doméstico só deve sair do Congresso Nacional no segundo semestre. O governo agiu para atrasar a proposta, por não aceitar a redução da contribuição patronal para a Previdência, aprovada em comissão mista do Legislativo. A proposta estava na pauta do plenário do Senado ontem, mas foi enviada à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Com a manobra, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), garante mais tempo ao governo para organizar a base aliada e negociar suas preferências. O medo do Palácio do Planalto é que as reduções de alíquotas propostas pelo relator, o senador Romero Jucá (PMDB-AL), gerem um grande impacto financeiro na Previdência Social. Com a justificativa de possibilitar aos patrões arcar com os novos gastos trazidos pela emenda constitucional que ampliou os direitos trabalhistas dos empregados domésticos, o parlamentar sugeriu uma diminuição de 12% para 8% na contribuição ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). O governo nunca viu essa medida com bons olhos. “A questão do INSS ainda é sensível e continua aquém do que se precisa chegar. Mas é uma realidade, de novo, que vai desafiar nossa capacidade criativa de encontrar soluções para esse problema”, afirmou o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM). “A conta tem que se poder pagar”, disse.


DÓLAR COMERCIAL

NA TN ONLINE

Protestos ofuscam o “show” da Copa.

LIBRA ESTERLINA

Compra: R$ 2,0770 Venda: R$ 2,2970

Compra: R$ 3,4065 Venda: R$ 3,4082

TELEFONES ÚTEIS

SALÁRIO-MÍNIMO

Receita: 3220-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT RN: 3220-2000

TAXA SELIC

R$ 678,00 8%

NA TN ONLINE

Instituto Rio Branco abre vagas para interessados em seguir carreira de diplomata. blog.tribunadonorte.com.br/tnconcursos

economia

Editora: Renata Moura [ renatamoura@tribunadonorte.com.br ] Natal • Rio Grande do Norte • Quarta-feira • 19 de junho de 2013

Negócios &Finanças LUIZ ANTÔNIO FELIPE [ laf@tribunadonorte.com.br ]

Preços aceleram A inflação medida pelo IGP-M acelera para 0,74%, na segunda prévia de junho, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em maio, na segunda leitura, a alta havia sido de 0,01%. Dentre seus componentes, o Índice de Preços ao Produtor Amplo, com peso de 60%, avançou 0,60%, ante deflação de 0,20% no mesmo período do mês passado. A soja em grão pulou de 1,94% para 9,83% e o farelo de soja de 1,12% para 17,27%), o leite in natura (2,87% para 3,99%). Na contramão, as reduções relevantes ficaram com tomate (-13,47% para -19,16%), laranja (-16,13% para 15,93%), cana (-2,61% para -2,30%.

Mobilização Com exceção dos deliquentes travestidos de manifestantes, o Brail está assistindo a uma grande mobilização contra os baixos investimentos públicos em saúde, educação, segurança e mobilidade. As lideranças políticas estão perplexas com o despertar da cidadania. Já se fala em um custo oficial da Copa de mais 10% chegando a R$ 28 bilhões

Varejo

Intenção

Os artigos para o lar lideraram as vendas em shopping centers em abril. O segmento que inclui eletrodomésticos, móveis e roupas de cama, mesa e banho tiveram destaque de vendas muito positivo nos shopping com alta de 23,28% em relação ao mesmo período do ano passado. É o que mostra pesquisa realizada pela TNS Research Internacional, sob encomenda da Abrasce.

O brasileiro planeja consumir mais em junho, mostra o indicador da Confederação Nacional do Comércio. A base de comparação fraca levou a uma melhora no índice de intenção de consumo. No entanto, no confronto com igual mês em 2012, o brasileiro ainda está menos disposto a gastar dinheiro com bens duráveis ou não. Em maio, o indicador mostrava retração de 6,2%.

Crédito Após dois meses consecutivos de expansão, a procura das empresas por crédito recuou 4,2% em maio, conforme apurou o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito. Na comparação com maio de 2012, a demanda das empresas por crédito reduziu-se em 9,0% e, no acumulado dos primeiros cinco meses de 2013, a procura por crédito caiu 5,8% frente ao mesmo período do ano passado.

Hora da redefinição Da mesma forma como a sociedade pressiona para a redução da idade penal para 16 anos, a especialista em demografia Ana Amélia Camarano, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), propõe redefinir o conceito na Lei no 10.741/2003, o Estatuto do Idoso, que completa 10 anos em

outubro. A proposta de Ana Amélia é aumentar a idade para 65 anos. Ela lembra que em 1994, a esperança de vida ao nascer da população brasileira foi estimada em 68,1 anos. Entre 1994 e 2011, este indicador aumentou 6,0 anos e, entre 2003 e 2011, 2,8 anos, alcançando 74,1.

Mineração O governo anuncia o novo marco regulatório para o setor de mineração esperando elevar os investimentos no setor. O Rio Grande do Norte pode se beneficiar da nova legislação. A comitiva empresarial do RN na Alemanha, cumprindo uma programação de nove dias entre Frankfurt, Munique e o estado da Renânia Palatinado, discute o transporte intermodal. Algumas empresas alemãs serão visitadas, como a Juwi AG (energias renováveis), Kalzip GmbH (construção civil), Sketkellerei Schloss Wachenheim AG (logística e bebidas), entre outras.

1

Compra: R$ 2,7970 Venda: R$ 3,0330

DÓLAR TURISMO

blog.tribunadonorte.com.br/mercado/

6

EURO TURISMO

Compra: R$ 2,1760 Venda: R$ 2,1770

2

Mais um leilão de frete de milho será realizado amanhã (20). O contrato prevê a remoção do milho de Mato Grosso do Sul (Sidrolândia e São Gabriel do Oeste) e de Mato Grosso (Sorriso) e a sua entrega para o Nordeste, incluindo Maceió e Palmeira dos Índios, Ceará (Lavras da Mangabeira e Sobral) e Natal. A contratação de transporte é para 12.097 toneladas de milho a granel.

3

Fechada uma parceria entre as três maiores empresas de transporte de contêineres do mundo, incluindo a Maersk Line. Elas concordaram em compartilhar navios em uma tentativa de minimizar prejuízos causados por excesso de capacidade de diminuição nas taxas de frete. A Maersk Line firmou uma aliança operacional com suas duas maiores rivais, a MSC Mediterran Shipping Company, baseada na Suíça, e a CMA CGM, da França.

Cidades A etapa municipal da 5ª Conferência das Cidades acontece hoje e amanhã, realizada pelo Ministério das Cidades, na Estácio Câmara Cascudo, na avenida Alexandrino de Alencar e pretende discutir melhorias para desenvolvimento urbano local. Com o tema “Quem muda a Cidade Somos Nós - Reforma Urbana Já”, a conferência é realizada em parceria com governos, prefeituras e sociedade civil.

Inscrições Reconhecendo os empreendedores sociais, a Laureate International criou em 2008 o “Prêmio Laureate Brasil”, voltado para jovens entre 18 e 29, de diferentes partes do país, que tenham desenvolvido propostas para mudar a desigualdade social. As inscrições estão prorrogadas até o dia 23 de junho para o recebimento de projetos, com o nome do autor ou de um coautor. Os interessados podem inscrever-se: www.premiolaureatebrasil.com.br, seja aluno UnP ou não.

Novo código da mineração eleva custos e gera críticas « REPERCUSSÃO » Segundo empresários, novas regras propostas à

atividade trazem prejuízos e podem levar à revisão de investimentos ELPÍDIO JÚNIOR

ANDRIELLE MENDES repórter

E

mpresários do ramo da Mineração no Rio Grande do Norte criticaram as novas regras para exploração de minério no país anunciadas ontem pelo governo federal e encaminhadas para a Câmara dos Deputados em regime de urgência. Para os empresários, o novo marco regulatório, que precisa ser aprovado no Congresso para vigorar, traz mais desvantagens do que vantagens. Entre as mudanças propostas pelo governo federal, está a criação do Conselho Nacional de Pesquisa Mineral, que formulará políticas de desenvolvimento para a Mineração, e a conversão do Departamento Nacional de Pesquisa Mineral (DNPM) em Agência Nacional. O novo marco deve, ainda, aumentar a alíquota do principal tributo pago pelas mineradoras, a CFEM – uma espécie de contraprestação paga pela utilização econômica dos recursos minerais, que passará a ser de até 4% sobre a receita bruta das empresas. Além disso, deve mudar a forma de concessão das áreas, antes realizada mediante autorização. De acordo com o novo marco, quem desejar pesquisar, lavrar e explorar minério terá que participar de chamadas públicas ou disputar licitações. Segundo o ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, o novo marco tem como objetivos incentivar investimentos privados e fortalecer a participação da mineração na economia nacional, hoje responsável por 23,5% das exportações do país. Os empresários do setor, no

Casa Grande Mineração, que beneficia feldspato em Parelhas (RN): mudanças preocupam o setor

entanto, afirmam que as medidas terão efeito contrário. “O novo marco vai limitar a participação dos pequenos e médios, que agora terão que disputar licitação com as grandes empresas, e onerar ainda mais o setor, com a ampliação da alíquota da CFEM”, avaliou Mário Tavares, vice-presidente do Sindicato da Mineração no RN e diretor da Emprogeo Mineradora.

Pressão O sindicato acionará a Federação das Indústrias do RN e reunirá os empresários potiguares nos próximos dias para discutir os impactos do novo marco. A ideia é unir esforços para tentar sensibilizar a bancada potiguar e vetar as regras que ameaçam o setor, explica Mário Tavares. “Esse marco é um show de horrores”, classificou Luiz Antonio Versani, presidente da Largo Resources, controladora da

Mineradora Nosso Senhor do Bonfim, no RN. “O governo federal quer, com o novo código, arrecadar mais, e não, tornar o setor mais competitivo”, avaliou. Segundo ele, o setor precisava de ‘incentivos, e não de novos custos’. Versani disse que precisará rever os planos de investimentos, se as regras forem aprovadas pelo Congresso. “Não posso investir se vou ter prejuízo”. Marcelo Porto filho é outro empresário que admite rever os investimentos. Ele é presidente da Metasa e produz 200 toneladas de scheelita por ano. “Com o aumento dos custos, vai ficar mais difícil viabilizar os projetos. A produção de minério e a geração de empregos vão cair no estado”, antecipou o empresário, que também é presidente do Sindicato da Mineração do RN. Segundo o Sindicato, 100% das empresas do segmento no RN são pequenas e médias.

Demora em licenças é alvo de queixas Os empresários potiguares também criticam a demora na concessão de licenças para pesquisa e extração de minérios metálicos - como ferro, ouro e tungstênio – no Rio Grande do Norte e no país. A publicação dos alvarás de pesquisa e portarias de lavra de minérios metálicos pelo DNPM – que estava suspensa desde 2011 em virtude da elaboração do novo Código da Mineração – foi liberada no último dia 16 de maio, mas ainda é alvo de reclamações. “O ritmo está muito lento”, afirma Mário Tavares, vice-presidente do Sindicato da Mineração no RN e diretor da Emprogeo Mineradora. O ministro justificou a suspensão – já derrubada – na época, em entrevista ao Valor Econômico: “A ordem é reter a maior parte dos pedidos até a atualização do Código de Mineração, elaborado na década de 60 e em tramitação no Congresso”. Várias empresas estão sendo penalizadas no Rio Grande do Norte. Só a Casa Grande Mineração (CGM), uma das maiores beneficiadoras de feldspato do

país, aguarda a publicação de dez portarias para lavrar 10 mil hectares. “Eles suspenderam toda e qualquer portaria de lavra (etapa que abrange desde a extração dos minérios até o beneficiamento). Estamos travados. Isso estava para ser regularizado, mas ainda está empatando o setor”, afirmou João Leal, diretor-presidente da CGM.

Problemas Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE em setembro de 2012, a mineradora australiana Crusader, com 300 alvarás de pesquisa espalhados pelo país e 167 aguardando publicação na época, admitiu que poderia enfrentar problemas para explorar minério de ouro no Rio Grande do Norte, com a suspensão. “Conheço uma outra empresa australiana de mineração que entrou recentemente no Brasil. Eles tem vários pedidos de licença. Muitos deles para o Nordeste, sendo que nenhum foi ainda concedido. Esta demora significa prejuízo nas operações. Como consequência, eles deverão re-

considerar seu investimento no Brasil”, informou Robert Smakman, presidente executivo global da Crusader, na entrevista. O executivo, que estava prestes a instalar a quinta maior mina de ouro do Brasil no Rio Grande do Norte, acrescentou, na época, que “o aumento de impostos – incluído na proposta encaminhada ontem pelo governo federal para a Câmara dos Deputados - obviamente faz do Brasil um destino menos atraente para investimentos, uma vez que a carga tributária já é bastante elevada, enquanto, em muitos casos, a infraestrutura existente é deficitária, desfavorecendo a logística dos negócios. Da mesma forma, a incerteza gerada no setor também é bastante prejudicial à atração de investimentos. Colocar as áreas de exploração em um leilão, por exemplo, é outro fator que só aumenta as incertezas de investidores em relação ao Brasil”. Assim como outros empresários, ele também admitiu rever os planos de investimento, em agosto do ano passado.

MUDANÇAS A CAMINHO *PRINCIPAIS PROPOSTAS DO NOVO CÓDIGO DA MINERAÇÃO: • Concessão das jazidas -Como é hoje: O regime atual é de prioridade. Assina o contrato de concessão, quem requerer a área primeiro. -Como será: O novo regime será precedido de licitação ou chamada pública. Assina o contrato, quem vencer a concorrência. • Prazo do contrato -Como é hoje: O Código atual não estabelece prazo. -Como será: O novo marco propõe que seja de até 40 anos, definido em edital. • Critérios para renovação do contrato -Como é hoje: Não há previsão no Código atual. -Como será: No marco proposto, admite-se a renovação por períodos sucessivos de até 20 anos, a critério do governo federal. • Base de cálculo da CFEM (Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais)** -Como é hoje: A base de cálculo é o faturamento líquido da empresa (receita de vendas menos tributos, transporte e seguros). -Como será: A base de cálculo passará a ser o faturamento bruto - deduzidos apenas os tributos (e não as despesas). • Alíquotas da CFEM -Como é hoje: Atualmente a lei define a alíquota entre 0,2% e 3%. -Como será: O novo marco propõe que a alíquota seja de 0,5% até 4%, estabelecidas em decreto para cada mineral. *As mudanças anunciadas ainda serão analisadas pelo Congresso. **Considerada uma espécie de tributo pago pelas mineradoras, a CFEM é uma contraprestação pela utilização econômica dos recursos minerais em seus respectivos territórios. OBS: Outras mudanças em http://www.mme.gov.br/mme/m enu/Novo_Marco_da_Mineracao. html FONTE: Ministério de Minas e Energia


Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

geral

7

Protestos forçam queda das tarifas « MANIFESTAÇÕES NAS RUAS » Ao menos seis cidades anunciaram a redução no valor cobrado aos usuários

de ônibus e outras duas, incluindo São Paulo, analisam a medida. Reduções ocorrem em meio a protestos

B

rasília (ABr) - Após as manifestações que se intensificaram no país esta semana, ao menos seis cidades anunciaram ontem redução no valor da tarifa de ônibus.AsreduçõesvãodeR$0,05 aR$0,15.Osgovernantesutilizarão reduções nos impostos para diminuir o valor para os usuários. Em João Pessoa (PB), no Recife (PE), em Montes Claros (MG) e emCuiabá(MT) apassagemvaicair R$ 0,10. Em Pelotas haverá queda de R$ 0,15 e em Foz do Iguaçu de R$ 0,05. Em Porto Alegre, o prefeito encaminhou projeto à Câmara Municipal para baixar o valor cobrado aos passageiros. Em reunião com representantesdoMovimentoPasseLivre,oprefeitodeSãoPaulo,Fernando Haddad, se comprometeu a estudar a revisão da tarifa. Os reajustes tarifários e deficiências no transporte público foram o gatilho para protestos que se espalharam por diversos estados nos últimos dias. A pauta que tem sido levada às ruas, porém, é mais ampla e inclui como alvos desde a corrupção até os gastos públicos com a Copa do Mundo de Futebol, enquanto áreas como educação e saúde são carentes em investimentos. O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e o prefeito de

JF DORIO/EC

João Pessoa, Luciano Cartaxo, fizeram o anúncio ontem, às vésperas das manifestações marcadas para amanhã em ambas as cidades. O prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz tomou a mesma decisão: reduzir a tarifa em R$ 0,10. Na cidade mineira, as manifestações ocorrem no sábado (22) e no dia 25 de junho.

Tributos Os governantes justificam a redução da tarifa baseados na Medida Provisória 617, de 31 de maio de 2013, do governo federal, que zera o PIS/Pasep e Cofins incidentes sobre a receita da prestação de serviços de transporte coletivo de passageiros. Em Pernambuco, Eduardo Campos reduziu o preço da passagem de ônibus no Grande Recife. A redução será de R$ 0,10 para todososanéis-categoriassobasquais estão divididas as linhas de ônibus. Os novos preços começarão a valer amanhã. Os valores atuais variam de R$ 1,50 a R$ 3,35. No entanto, o Movimento Passe Livre Pernambuco diz em sua página na rede social Facebook: “A redução foi fruto da desoneração do PIS/Cofins feita pelo governo federal, ou seja, a máfia do busão [empresários de ônibus] continua com seus lucros exorbitantes em

Manifestantes começaram a protestar em São Paulo após a tarifa ser elevada em R$ 0,20, mas esse não é o único alvo de críticas

NÚMERO

R$ 0,10 É quanto a tarifa deverá baixar em Recife, Montes Claros e João Pessoa

qualidade no serviço! Não nos enganemos!”. E defende o mote “10 centavos não me compram”. O jornalista e estudante de direito, Tiago Cisneiros, que vai participar da manifestação no Recife dá uma sugestão para mostrar que oproblemanãosãooscentavos.Ele sugere que, em uma caixinha,

aqueles que forem aos atos depositemmoedasdeR$0,10.Odinheiro arrecadado deverá ser investido em educação e saúde. Em João Pessoa, o prefeito Luciano Cartaxo anunciou a redução de R$ 0,10 na tarifa de ônibus na capital paraibana. O valor na capital paraibana

EVELSON DE FREITAS/EC

Supostos anarquistas tentaram invadir a prefeitura e foram reprovados por outros manifestantes

passará de R$ 2,30 para R$ 2,20 a partir do dia 1º de julho. Na página do Passe Livre da Paraíba, o movimento convoca as pessoas a protestarem contra a corrupção. A partir de domingo (23), a redução passa a valer em Montes Claros e a passagem passará de R$ 2,40 para R$ 2,30. EPITÁCIO PESSOA/EC

Em outro ato de violência, veículo da Record foi incendiado: Minoria teria participado dos atos

Em SP, prefeitura quase foi invadida Na Paulista, marcha pacífica e apoio São Paulo (AE) – Em São Paulo, onde os protestos vêm atraindo multidões desde a semana passada, uma nova manifestação foi realizada ontem, com direito à tentativa de invasão à prefeitura. A “tropa de choque” anarquista que acompanha os protestos do Movimento Passe Livre (MPL) contra o aumento das passagens de ônibus, trens e metrô tentou invadir a sede da Prefeitura, no Vale do Anhangabaú, às 18h30. Dois dos cem guardascivis municipais que fazem a segurança do local ficaram feridos. Houve saques em lojas da Rua Direita e Rua São Bento. Quatro pessoas haviam sido presas até o fechamento desta edição. Na frente do Edifício Matarazzo, sede do Executivo municipal, o grupo ateou fogo em uma cabine da Polícia Militar localizada na esquina da Rua Libero Badaró com o Viaduto do Chá e em um furgão da Rede Record, por volta das 20h. Em nota, a emissora afirmou que os profissionais escaparam ilesos. Tudo isso aconteceu a cerca de 150 metros da sede da Secretaria da Segurança Pública do Estado. Às 20h30, quando agências bancárias da Praça do Patriarca (que já tinham os vidros quebrados) começaram a ser incendiadas, os bombeiros apareceram. A polícia só chegou ao local às 20h40. Segundo a Secretaria de Comunicação, os funcionários já tinham saído do prédio - entre eles o prefeito Fernando Haddad

(PT), que deixou o local às 17h30 para uma reunião com a presidente Dilma Rousseff.

Resistência Alguns dos outros manifestantes, ao ver a confusão, deixaram o local e tomaram o rumo da Avenida Paulista. Outros resolveram enfrentar os anarquistas. O centro teve muitos focos de conflito dentro do grupo, porque a liderança do movimento tenta-

O Brasil precisa de um grito. E isso não é um grito, é uma lesão” WILLIAM STADILE Artista plástico

va a todo custo conter os radicais. As bandeiras da Prefeitura foram queimadas pelos anarquistas - só a do Brasil foi protegida por um manifestante. O corretor de imóveis Gustavo Elis, de 26 anos, impediu que ela fosse arrancada do mastro e queimada. Ele ficou na frente da bandeira o tempo todo e foi agredido várias vezes. “Não é por causa de meia dúzia de idiotas que vou deixar queimar a bandeira. Até tentaram me bater, mas sou um cara grande.” Outros participantes do pro-

testo fizeram correntes humanas para impedir mais vandalismo na Prefeitura, entre eles o artista plástico William Stadile, de 18 anos, que estava vestido de Super-Homem. “Não é de violência que o Brasil precisa. O Brasil precisa de um grito, isso não é um grito, é uma lesão.” “Estamos querendo lutar por nossos direitos. Se é o jeito de eles nos ouvirem, vamos fazer isso”, disse um estudante de 18 anos mascarado que participou da depredação. A “tropa de choque” anarquista jogou pedras em fotógrafos e deu socos em repórteres. Parte do grupo foi para o outro lado do prédio, na Rua Dr. Falcão Filho, e tentou invadir a Prefeitura por uma porta lateral. O protesto havia começado de forma pacífica. A maioria dos manifestantes tentava impedir a depredação e gritava “sem violência”. A isso, os anarquistas, com rostos cobertos e roupas pretas, respondiam: “sem moralismo” e “quebrar, quebrar é melhor pra se manifestar”. A Secretaria de Segurança Pública disse em nota que mantinha equipe da Força Tática no interior do prédio, a pedido da Prefeitura, mas optou por não intervir na manifestação, que era em sua maioria pacífica.

+

PAGINA 8

Manifestações também são registradas no Rio, no CE e na Europa

São Paulo (AE) - Ao contrário das cenas de vandalismo registradas no centro da capital paulista, a manifestação na Avenida Paulista foi marcada pelo tom pacífico e pelo apoio dado ao protesto por pedestres e moradores. Segundo policiais militares, cerca de 20 mil pessoas ocuparam quase completamente a via, enquanto cantavam frases como

“abaixa o busão” e “mãos para o alto, R$ 3,20 é um assalto”. “Todo mundo tem de protestar, porque R$ 0,20 não é brincadeira. Eu moro em Guarulhos e gasto quase R$ 13 por dia para vir trabalhar em São Paulo”, disse a estudante Mariana Brugnoli. Como vários manifestantes que ocuparam a avenida nesta terça-feira, 18, ela havia participado dos protestos pela primei-

ra vez na segunda-feira, 17. “Gostei e vim de novo.” Moradores dos prédios da avenida e de ruas vizinhas colocaram panos brancos nas janelas em apoio aos protestos e aplaudiram a manifestação. Em um certo momento, um homem tirou uma lata de spray para pichar uma parede, mas logo foi contido por manifestantes que gritaram “sem violência”.


8

Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

geral

No RJ, cobrança é por investimentos « MANIFESTAÇÕES NAS RUAS » Em protesto considerado pacífico, manifestantes pediram ontem em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, investimentos nas áreas de educação e saúde, além de tarifas mais baixas

R

io (AE) - Cerca de dez mil manifestantes se reuniram ontem em São Gonçalo, no Grande Rio, em protesto contra o aumento das tarifas do transporte público e para cobrar mais investimentos nas áreas de educação e saúde. O grupo reuniu-se na Praça Zé Garoto e caminhou por um quilômetro, até a frente da prefeitura. Não houve incidentes durante o trajeto, acompanhado por 200 policiais militares. Por volta das 19h15, os ativistas dispersaram-se e, então, um grupo de cerca de 50 manifestantes começou a atacar ônibus. Um coletivo foi destruído a pedradas. Sacos de lixo foram incendiados e houve confrontos entre grupos de manifestantes. A Polícia Militar (PM) interveio e a situação era considerada controlada, às 20h30. Na segunda-feira o movimento no Rio foi tenso. Manifestantes chegaram a depredar agências bancárias e a invadir a sede da Assembleia Legislativa (Alerj). Os prejuízos causados pelos manifestantes que depredaram o prédio podem chegar a R$ 2 milhões. A estimativa foi divulgada pelo presidente da Alerj, deputado Paulo Melo (PMDB). Segundo ele, 30% das vidraças foram quebradas com pedras, incluindo alguns vitrais franceses do século passado. Melo frisou que é preciso separar os manifestantes que protestaram pacificamente na Ave-

FERNANDO FRAZÃO/ABR

São Gonçalo, no Rio de Janeiro: Protesto pacífico um dia após invasão à Assembleia Legislativa e atos de vandalismo no centro

nida Rio Branco do grupo que invadiu a Alerj. “Eu sou extremamente favorável às manifestações. Este é o verdadeiro Estado Democrático de Direito. O que aconteceu na [Avenida] Rio Branco e em outras capitais foram manifestações ordeiras. Nós, ontem, tivemos uma manifestação de 100

mil pessoas e a destruição por parte de 500 ou 600 vândalos.” Paulo Melo também criticou a depredação de um prédio como o Palácio Tiradentes, patrimônio histórico nacional, construído em 1926, bem como da Igreja São José e do Paço Imperial, que foram apedrejados e pichados. “É um patrimônio histó-

rico. Por que picharam e destruíram o Paço Imperial? Alguma revolta contra dom João VI? Por que destruíram uma igreja centenária, como a São José? Revolta com os padres? Era uma ação de vândalos, não eram pessoas protestando por um ideal.” Treze pessoas foram presas em flagrante e outras 14 detidas,

na noite de segunda-feira (17), durante a manifestação que acabou em violência nas imediações da Assembleia Legislativa do Rio. Segundo a Polícia Civil, nove foram presos por formação de quadrilha, uma por furto e três por receptação. Os 14 detidos foram levados à 5ª DP e liberados após prestarem depoimento.

Em manifestação no Ceará, prefeito ficou encurralado Em Juazeiro do Norte, município do Ceará, o prefeito Raimundo Macedo (PMDB) foi cercado por manifestantes, em meio a pedidos para que deixe o cargo. As informações foram publicadas ontem no jornal O Povo e no portal de notícias G1. O prefeito ficou “encurralado” dentro de uma agência do Banco do Brasil do município, no Sul do Ceará. Cerca de oito mil pessoas participavam da manifestação na área. O alvo do protesto era uma lei aprovada que reduz bônus salariais dos professores em até 40%. Os professores também questionam a realização da festa junina JuaForró, que começou ontem com um custo de R$ 621 mil. Ao saber que o prefeito estava no interior do Banco, os manifestantes impediram a sua saída e, com palavras de ordem, pediam o impeachment dele, de acordo com o G1. O cerco durou ao menos três horas. A polícia chegou a colocá-lo dentro de um carro de transporte de valores, mas a saída do veículo foi bloqueada pelos manifestantes. . A prefeitura negou que tenha reduzido o salário dos professores. Até o fechamento desta edição, não havia informações sobre o desfecho do episódio.

ABR

Dilma se diz atenta às vozes das ruas

Cartazes em Lisboa faziam referências à tarifa de ônibus e ao gasto de dinheiro público na Copa

Onda de protestos chega ao exterior Lisboa (ABr e AE) – Milhares de brasileiros que vivem no exterior se reuniram ontem em manifestações em várias cidades do mundo como forma de apoio aos protestos no Brasil. O manifesto “Democracia não tem fronteira” foi convocado pelo Facebook e ocorrerá até o fim de semana em mais de 40 cidades. Houve manifestações em cidades como Barcelona, Copenhague, Sidney, Hamburgo, Berlim, Nova York e Londres. Em Berlim, um dos cartazes dizia “O Brasil está sangrando o sangue da corrupção”. Em Barcelona, uma das faixas dizia “Neymar, vem pra rua”. O jogador foi recém-contratado pelo time espanhol. Em coro, milhares de manifestantes cantaram o Hino Nacional na Union Square, em Nova York. Em todos os casos, os manifestantes ressaltavam que a manifestação não era apenas por 20 centavos de aumento da tarifa. Em Lisboa, os manifestantes se concentraram no fim da tarde de ontem em frente do consulado brasileiro na cidade,

Em outras partes do mundo ocorrem protestos apartidários e a favor de mudança política profunda” GUILHERME DE MACEDO Ator e dublador

na Praça Luís de Camões, na zona turística e de grande circulação de pessoas. Não há contagem oficial sobre o número de participantes em Lisboa, onde residem mais de 10 mil brasileiros (Censo 2011). Assim como ocorreu nas manifestações mais recentes no Brasil, o ato não seguiu um tema específico: cartazes e palavras de ordem faziam referências ao custo da passagem de ônibus em São Paulo e ao gasto excessivo de dinheiro público nos estádios pa-

ra a Copa do Mundo e pediam verba para a saúde e educação. Eles também protestaram contra a repressão policial, a construção da Usina de Belo Monte, no Pará, e o governo federal. Para a brasileira Amanda Guerreiro, de 27 anos, mestre em antropologia, que carregava um cartaz na manifestação defendendo o Programa Bolsa Família e a distribuição de renda no Brasil, os protestos são importantes, mas falta foco. “São demandas muito difusas e variadas e as pessoas acabam perdendo o foco da mudança e de uma mobilização com algum sentido prático e que tenha possibilidade de algum efeito”, diz. O ator e dublador português Guilherme Ferreira de Macedo, de 23 anos, que acompanhou as manifestações no Brasil pela internet e participava do ato em Lisboa, enxerga uma razão que aglutina os protestos, inclusive em outros países. “Em outras partes do mundo há essa atmosfera e ocorrem protestos apartidários e a favor de uma mudança política profunda”.

Brasília (AE) - Sem falar publicamente desde que as manifestações foram iniciadas, há mais de uma semana, a presidente Dilma Rousseff dedicou ontem os cinco últimos minutos do discurso na cerimônia de lançamento do Código de Mineração para avisar que está ao lado da população “no repúdio à corrupção e ao uso indevido do dinheiro público”, “ouvindo essas vozes das ruas pela mudança”. O discurso, lido por Dilma na solenidade, foi preparado na noite anterior, 17, no Palácio da Alvorada, junto com o marqueteiro João Santana. Com esta fala, Dilma quer evitar que as manifestações que reuniram mais de 230 mil pessoas nas ruas do País, em 12 Estados, e passaram a mirar políticos, a atinjam e mostrar que não está descolada dos anseios do País. “Quem foi ontem (17) às ruas quer mais. As vozes das ruas querem mais cidadania, mais saúde, mais educação, mais transporte, mais oportunidades. Eu quero aqui garantir a vocês que o meu governo também quer mais, e que nós vamos conseguir mais para o nosso País e para o nosso povo”, disse. Dilma destacou que “o Brasil hoje acordou mais forte” e que “a grandeza das manifestações de ontem (17) comprovam a energia da nossa democracia, a força da voz da rua e o civismo da nossa população”. A presidente ficou com a voz embargada logo após ressaltar que “essa mensagem direta das ruas comprova o valor intrínseco da democracia, da participação dos cidadãos em busca de seus direitos”, lembrando, que “a sua geração sabe o quanto isso nos custou”. Dilma também comentou sobre os atos de violência nos protestos. “Infelizmente, é verdade, acontecem atos minoritários e isolados de violência contra pessoas, (contra o) patrimônio público e

ED FERREIRA/EC

Com discurso preparado, Dilma se mostra favorável a protestos

privado, que devemos condenar com vigor”, prosseguiu, sendo interrompida por aplausos. As manifestações populares ocorrem uma semana depois de pesquisas apontarem uma queda de oito pontos na popularidade de Dilma. No sábado, 15, durante a abertura da Copa das Confederações, em Brasília, a presidente foi vaiada.

Haddad Imediatamente após discursar, ontem, ela decolou para São Paulo para se reunir com o padrinho político e conselheiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Dilma e Lula montaram uma “operação de salvamento” do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, alvo de nova onda de protestos, ontem. O encontro entre os três ocorreu na Base Aérea de Congonhas. Antes dessa conversa, Dilma se reuniu com Lula, com o ministro da Educação, Aloizio

Mercadante, com o presidente do PT, Rui Falcão, e com o marqueteiro João Santana, em um hotel da capital paulista. Lula disse a Dilma e a Haddad que era preciso agir rápido para impedir mais desgaste aos governos do PT. No diagnóstico do ex-presidente, a oposição começa a agir para “faturar” politicamente e, se o PT não abrir diálogo com a juventude, ninguém sabe como a onda de protestos terminará. A estratégia do PT é a de se solidarizar com os manifestantes, na tentativa de neutralizar o movimento, que começou com protestos contra o aumento da tarifa de transporte coletivo e fugiu ao controle do monitoramento do Planalto.

+

NATAL 1, 2 E 3

Manifestações na capital têm apoio de sindicatos e lideranças políticas.


NO FACEBOOK

Confira galeria com imagens de artigos à venda na feira do Alecrim.

TEMPO HOJE

Máx.: 29ºC Mín.: 22ºC Nebulosidade variável com chance de chuva.

facebook.com/tribunarn

TÁBUA DE MARÉS

Preamar 00h17 -2.0 - 12h51-2.0 Baixa-mar 06h23-0.6 - 18h53-0.5

RINALDO REIS EVITA TEMAS POLÊMICOS E AFIRMA QUE AUXÍLIO-MORADIA DEPENDE DE ORÇAMENTO. PÁGINA 7

NA TN ONLINE

Confira hotsite com novidades do Enem.

tribunadonorte.com.br

natal Editora: Margareth Grilo [margareth@tribunadonorte.com.br ]

Natal • Rio Grande do Norte • Quarta-feira • 19 de junho de 2013

Ato ganha adesão de mais entidades « REVOLTA DO BUSÃO » Mais de dez mil pessoas são aguardadas para o ato marcado para esta quinta-feira (20). Movimento ganhou adesão de entidades de classes, sindicatos e políticos, além de mais estudantes ALEX RÉGIS

RICARDO ARAÚJO, ROBERTO LUCENA E SARA VASCONCELOS

EMANUEL AMARAL

“Demonstra descontentamento da sociedade com o governo e com a oposição. É um movimento que vem remodelar a representatividade da classe política, com quem o povo perdeu a identidade. Vamos ver para onde o movimento vai levar o Brasil, pode ser a transição da realidade atual”(Geraldo Melo, ex-senador)

repórteres

HUDSON HELDER Chefe de Reportagem

JÚLIO PINHEIRO Editor TN Online JÚNIOR SANTOS

“V

ai aumentar. Vai aumentar. A revolta vai aumentar”. Essa é uma das dezenas de frases cantaroladas pelos integrantes da “Revolta do Busão” durante as manifestações realizadas, desde agosto do ano passado, nas ruas e avenidas de Natal. O grito daqueles que protestam contra o reajuste na tarifa do transporte público foi ouvido e, amanhã, mais de dez mil pessoas são aguardadas para participar da mobilização que pretende marcar o “Dia Nacional de Lutas Contra o Aumento das Passagens, em Defesa do Transporte Público e pelo Passe Livre”. A concentração da manifestação está marcada para 17h, ao lado do shopping Via Direta. Dessa vez, o movimento contará com a participação de sindicatos e partidos políticos. No início da noite de ontem, parte dos manifestantes participou de uma plenária no Centro de Convivência da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Durante o encontro, era possível perceber que o movimento ganhou a adesão de representantes de outras classes e políticos, além dos estudantes. O movimento que ganhou às ruas, inicialmente com o intuito de revogar o aumento na tarifa de ônibus e se propagou Brasil afora e é considerado “legítima expressão da democracia” por lideranças políticas e sindicais do Rio Grande do Norte. “Estamos ao lado de todas as lutas. O sindicato vai participar porque acredita que essa manifestação é de todos”, destacou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do Rio Grande do Norte (Sinai/RN), Santino Arruda. Hoje, o Sinai/RN realiza assembleia onde convocará os sindicalizados para a manifestação de amanhã. Além do Sinai/RN, confirmou presença o Sindicato dos Bancários do Estado e representantes de partidos políticos. “Vamos convocar os trabalha-

No dia 16 de junho, quando manifestantes ocuparam a BR-101, contrariando decisão judicial ALEX RÉGIS

“Toda manifestação popular faz parte da democracia. Esperamos que tudo ocorra sem qualquer forma de violência, seja da polícia, seja dos manifestantes. É preciso respeitar e ouvir as reivindicações” (Carlos Eduardo Alves, Prefeito de Natal)

EMANUEL AMARAL

“O movimento rompe com o modelo tradicional desde a concepção, por meio das redes sociais, e não há como prevê os resultados. São ensaios de mudança, de um movimento difuso, horizontal, que mostra que o país acordou e percebeu o que está acontecendo e pede mudança” (Fernando Mineiro, Dep. estadual PT) EMANUEL AMARAL

Em plenária, na UFRN, ativistas decidiram estratégias para a manifestação desta quinta em Natal

ROSALBA: ORIENTAÇÃO É PARA EVITAR CONFRONTOS Antes da terça-feira,a chefe do Executivo potiguar,Rosalba Ciarlini,não havia tratado sobre os protestos referentes às passagens de ônibus em Natal. Porém,depois da ampliação do movimento pelo Brasil,Rosalba falou diretamente sobre o movimento local e disse que o Rio Grande do Norte é, historicamente,um estado que sempre lutou pelas liberdades,e assim deveria permanecer.Para isso,a governadora garantiu que a polícia potiguar fará a segurança das mobilizações evitando confrontos.“A minha orientação à Polícia é no sentido de manter a paz,de proteção às manifestações democráticas,garantindo a liberdade de manifestação do pensamento”, afirmou a governadora.

dores através das redes sociais. A ideia é que, ao final do expediente, todos vão para a rua demonstrar sua insatisfação”, colocou o diretor de finanças do Sindicato dos Bancários, Eduardo Xavier. A ex-presidente do Sindsaúde/RN, Sônia Godeiro, também foi à reunião. “Fomos convidados

pelos jovens e aceitamos o convite. Estamos aqui para contribuir”, disse. Dário Barbosa, do PSTU, e Robério Paulino, do PSOL, também marcaram presença. De acordo com a professora universitária e participante do movimento “Revolta do Busão”, Sandra Erickson, a sociedade

sempre teve simpatia pelo protesto. “Nós lutamos pela melhoria do transporte público que é algo que afeta todos. Agora, as demandas não estão restritas à questão do preço da passagem. A pauta é maior”, colocou. Sobre os excessos – tanto de policiais como de manifestantes – cometidos durante as outras edições do movimento, Sandra foi enfática: “O protesto repudia qualquer ato de violência”, disse. A respeito da manifestação programada para amanhã, a Prefeitura do Natal informou que não irá montar nenhum esquema de segurança específico. A assessoria de imprensa do Executivo Municipal informou que a segurança da população é uma prerrogativa do Governo do Estado e, para resguardar o patrimônio público municipal, estarão disponíveis guardas municipais.

Policiamento será reforçado nas sedes do Governo A Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social vai reforçar o policiamento nas áreas onde estão as sedes do Governo do Estado, Prefeitura de Natal, e Poder Legislativo em função da mobilização prevista para esta quinta-feira. O secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Aldair da Rocha, disse no fim da tarde de ontem que não há recomendação sobre quais tipos de armamento os policiais devem eventualmente utilizar, e que “essa decisão caberá aos comandantes da operação”. Aldair da Rocha afirmou que não há recomendação à polícia para que use, ou deixe de usar, armas “menos letais”, caso das balas de borracha. “Só vamos intervir se

RODRIGO SENA

“Protestos e manifestações pacíficas fazem parte do processo democrático e não podem ser confundidas com destruição do patrimônio público e privado. A violência, seja de que lado for, não tem desculpa” (Ricardo Motta , Dep. estadual / PMN e presidente da Assembleia Legislativa)

houver vandalismo, ou agressão”, disse. A definição quanto ao reforço de policiamento em algumas áreas específicas ocorre, segundo Aldair da Rocha, a partir também da observação dos locais que foram alvo dos manifestantes em outros estados — sedes do Executivo e Legislativo —, por exemplo. Questionado se esse acompanhamento por parte da Polícia Militar será feito pelo policiamento ordinário ou alguma tropa especial, Aldair da Rocha disse que o Grupamento de Choque da PM ficará de prontidão e será acionado apenas se houver necessidade. O esforço da cúpula da Segurança Pública e do Governo do Estado é abrir o diálogo com entida-

des representativas dos movimentos sociais, garantem as autoridades. O comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, coronel Francisco Araújo, recebe na manhã de hoje vereadores de Natal que integram a Frente Parlamentar que acompanha as questões do transporte e mobilizações. As orientações e determinações quanto à conduta das forças de segurança pública do Estado, na mobilização prevista para amanhã, foram tratadas em audiência entre a governadora Rosalba Ciarlini, o secretário de Segurança Pública Aldair da Rocha e o comandante da PM-RN no final da tarde de ontem. Nesta quinta-feira (20), as estratégias e orientações serão repas-

sadas em reunião no Gabinete de Gestão Integrada (GGI), às 9h. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o acirramento dos protestos nos últimos dias em várias capitais do país sugere que o evento de amanhã terá maiores proporções. A PRF sugere que os motoristas evitem a BR-101 nas imediações de Mirassol, sobretudo a partir das 16h. A avenida Prudente de Morais, Via Costeira e o anel viário do Campus (acessado pela Av. Rui Barbosa) podem servir de rotas alternativas.

+

NATAL 2 E 3 - GERAL 7 E 8 Em Natal, estudantes cobram mais subsídio. Em várias capitais tarifa cai.

ELPÍDIO JÚNIOR

“É um movimento de grande significado para o Brasil. É um basta que deve ser interpretado como uma legítima manifestação não só mais de estudantes, mas de toda a sociedade, inconformada com o que dá através de impostos e o que não recebe em serviços” (Walter Alves, Deputado Estadual / PMDB)

“É uma causa de todos. É uma situação diferente da mostrada no palanque do PT nos últimos dez anos. Se a mobilização permanecer pacífica, sem excessos por parte da Polícia ou de minorias de vândalos infiltrados é possível reduzir a tarifa de ônibus” (Amanda Gurgel, vereadora em Natal / PSOL)

ALDAIR DANTAS

“Espero que a presidente entenda o recado. A população brasileira está farta de ver as coisas serem anunciadas e não serem cumpridas” (José Agripino - senador da República / DEM)

* Depoimentos na íntegra estão disponibilizados na TN Online.


2

Natal - Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

natal

»ENTREVISTA » JOSÉ ANTÔNIO SPINELLI CIENTISTA POLÍTICO

“Há insatisfação com o sistema socioeconômico” « ANÁLISE » O cientista político diz que, no momento, é impossível caracterizar o movimento. Ele acha cedo para dizer se os protestos trarão mudanças profundas para o país MAGNUS NASCIMENTO

Qual é o perfil destes movimentos que tomam conta das ruas do Brasil? O que envolve toda essa movimentação que estamos vendo hoje?

sível, não sei se isso irá acontecer, estou colocando uma possibilidade, aí o movimento talvez possa crescer, possa se avolumar. Do contrário, a continuidade do movimento como vem sendo feita, sem depuração de certas tendências e sem afirmar uma agenda positiva, é preciso afirmar uma agenda positiva, visível, que possa ser percebida pelo grosso da população e, portanto, isso significa focar a agenda, estreitar mais, neste caso, poderia agregar valores. Não se vai, mas poderia agregar valores. Este é o primeiro grande movimento social depois de 21 anos do impeachment que derrubou o então presidente Collor, com os “caras pintadas”?

Com certeza. É um movimento que terá consequências políticas?

Em primeiro lugar, eu acho que não se pode separar o cunho social do político. Se há um cunho social, esse cunho social tem uma dimensão política. Se há cunho político, esse cunho político tem também uma dimensão social. Na verdade, o movimento começou com uma agenda restrita, com foco bem restrito que é a questão do aumento das passagens (de ônibus). Foi uma manifestação que tomou conta das principais cidades do país, das maiores cidades, das capitais e terminou ultrapassando esse objetivo inicial. Agora é uma coisa muito maior, é algo que não está muito definido. É impossível, neste momento, caracterizar, com precisão, o movimento.

Mesmo que se esgote agora, ele terá consequências políticas. Ele, minimamente, vai obrigar a classe política e as nossas elites sociais e intelectuais, a própria mídia, setores do Judiciário, os parlamentares, o próprio executivo a repensarem a forma de fazer política, o estilo de desenvolvimento do país, que tem sido, de certa forma corrigido nos últimos anos, nos últimos governos, tem havido uma maior desconcentração de renda, mas não ainda no ritmo necessário. Eu acho que tem a ver com os movimentos que tem ocorrido lá fora, na Europa e nos Estados Unidos, tem a ver com a crítica ao capitalismo global. Sobretudo à face do capitalismo neoliberal global.

Por quais razões?

Primeiro porque a essa altura não se trata apenas de um determinado movimento social contra o aumento das passagens ou de uma determinada manifestação contra o aumento das passagens. Trata-se de um movimento social mais amplo, com muitos objetivos. Talvez você tenha aí vários movimentos se expressando num só e isso é perceptível quando determinados grupos dentro do movimento assumem certas atitudes e os outros grupos ou a maioria condena essas atitudes. Por exemplo: certas manifestações de violência que alguns grupos minoritários tem exercido, tem sido repudiadas pela maioria do movimento que insiste no caráter pacífico. Então, me parece que o movimento está transbordando dos seus objetivos iniciais. Que objetivos são esses?

Algo que é visível, ao meu ver, é que há uma insatisfação com o sistema social, com o sistema socioeconômico e com o próprio capitalismo que não dá respostas para as necessidades e anseios das classes populares e há uma insatisfação com o sistema político, colocando-se, inclusive, uma necessidade de reforma política que dê mais transparência à Democracia, que torne a Democracia um regime mais participativo e que, ao mesmo tempo, submeta os poderes, não apenas o Executivo, mas o Legislativo e o Judiciário, também, assim como os outros poderes de Estado, aí incluído o Ministério Público, submeta esses poderes ao controle da sociedade civil.

tn família TODOS OS DOMINGOS NA TRIBUNA DO NORTE

A movimentação social que ganhou o país e que começou em Natal, ela tem uma motivação de mudança do pensamento sóciopolítico-cultural dos jovens cidadãos natalenses ou segue uma tendência mundial?

? QUEM É José Antônio Spinelli Lindozo é cientista político e professor doutor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Graduado em Ciências Sociais pela UFRN,é mestre em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas e doutor em Educação pela Universidade de São Paulo.Entre outras publicações,é autor do livro “Getúlio Vargas e a oligarquia potiguar”(Natal:Editora da UFRN,2010);e “Coronéis e oligarquias no Rio Grande do Norte”(Primeira República).

Se mantiver o caráter pacífico, se conseguir depurar algumas das suas tendências internas, aí o movimento talvez possa crescer” É uma manifestação, sobretudo, pela Democracia?

Eu acho que é isso, é uma reivindicação por Democracia. A

reforma política é uma necessidade para dar mais transparência ao processo político e para permitir que a sociedade civil exerça o controle sobre os poderes da República e a necessidade de dar respostas às certas reivindicações sociais. Destinar uma parte do produto social reservada para o capital, sobretudo o capital financeiro, destinar uma parte do produto social para satisfazer as necessidades populares na área de Saúde, de Educação e outras. Essa indefinição do perfil do movimento o afeta negativamente ou agrega valores pela abrangência das reivindicações?

O movimento precisa definir o seu próprio perfil. Isso daí não está definido. Há vários movimentos e há grupos que se aproveitam da situação, em produzir palavras de ordem ou manifestações que não estão de acordo com a maioria. Se a violência se generaliza, se os grupos transbordam para atitudes de violência, acho que isso vai fazer com que o movimento, num espaço de tempo muito curto, perca força, não consiga angariar a simpatia da população. Agora, se mantiver o caráter pacífico, se conseguir depurar algumas das suas tendências internas, não sei se isso é pos-

Eu não diria que Natal, o Rio Grande do Norte ou o Brasil sejam atrasados em relação ao resto do mundo, neste sentido. Eu acho que nós estamos antenados. A própria revolução no campo das comunicações sociais, os novos meios de comunicação permitem uma integração muito forte, inclusive desses movimentos sociais aí. Eu acho que tem haver com o que está ocorrendo lá. Eu acho que nós estamos antenados, nós estamos acompanhando. Qual será o futuro do país, depois deste movimento? É um divisor de águas depois de 21 anos de uma grande movimentação social? Quais são as características desta onda de manifestações que podem contribuir para uma mudança na forma de gestão de recursos públicos e conduta política?

Eu acho que é cedo para dizer se o movimento poderá contribuir ou não. O movimento é muito heterogêneo, não tem um perfil definido. É cedo para dizer isso. De qualquer forma, só pelo o que já fez, provocou impacto. Obriga a se fazer uma reflexão. Certamente, se se esgotar agora, é bastante provável que seja retomado lá na frente. Eu diria que as motivações são profundas, não sei se o movimento vai se colocar em sintonia com essas motivações profundas.


Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

natal

3

Estudantes defendem mais subsidios « REVOLTA DO BUSÃO » Estudantes atribuem crescimento e expansão nacional à “truculência da ação policial para reprimir ato em São Paulo”. Eles cobram da Prefeitura e Governo do Estado subsídio para o transporte CARLOS COSTA

O

s rumos e amplitude tomados pelo movimento #revoltadobusão surpreendeu inclusive organizadores em Natal, que atribuem o crescimento e expansão nacional “à truculência da ação policial para reprimir o ato em São Paulo”. Os estudantes que voltam às ruas nesta quintafeira, esperam que a Prefeitura e o Governo do Estado estejam dispostos a subsidiar, à exemplo do governo federal, tributos para o transporte público coletivo. “Há a proposta para que o governo e o município abram mão do ISS de combustíveis”, afirma explica o presidente da União Metropolitana de Estudantes Secundaristas (UMES/ Natal) Whan Costa. Em outros estados, como em João Pessoa (PB) e Recife (PE), houve a redução em R$ 0,10, dos valores praticados. Desde o início do movimento, em agosto do ano passado, Costa lembra que a orientação é para que as reivindicações fossem além da revogação do aumento na tarifa de ônibus. “Trabalhamos para ter transparência, transporte de qualidade por meio da licitação que ainda não ocorreu, não havia como prevê esta propagação e difusão de causas, devido a insatisfação social generalizada”, disse. A coordenadora-geral do DCE/UFRN, Danyelle Guedes, lamenta a falta de diálogo. “Diferente do visto em outros estados, como em São Paulo, onde o governo abriu o canal para conversar com o movimento. “Até hoje não fomos ouvidos e até as reuniões mensais que ocorriam para discutir transporte público entre o DCE, a Semob e o Seturn estão suspensas desde o início dos protestos”, denuncia. A pluralidade dos temas deverão ganhar força, explica o diretor da União Nacional dos Estudantes no Rio Grande do Norte (UNE/RN) Ramon Alves admite, durante o protesto de amanhã. “Iremos para as ruas com força total. Este é um alerta que é preciso abrir espaços democráticos de discussão e fomento de políticas sociais”, disse. O movimento reivindica além do acesso a planilhas de custos, assento no Conselho de Mobilidade urbana. O presidente da CUT/RN,

Coheduc alerta: ‘excessos’ devem ser evitados Para o presidente do Conselho Estadual dos Direitos Humanos e Cidadania, Marcos Dionísio Medeiros Caldas, as pessoas precisam enxergar o ressurgimento dos movimentos sociais como algo natural. Para ele, o que está ocorrendo em nível nacional é um descontentamento com as políticas públicas, que se iniciou em Natal com os protestos contra o aumento da passagem de ônibus na capital. “Eu enxergo esse movimento que a gente vive como de muita esperança. É chegada a hora da política brasileira se encontrar com a sociedade”, pontuou Dionísio. Apesar de defender e participar ativamente do movimento, ele fez ressalvas quanto aos excessos cometidos por determinados grupos que não representam o sentimento pacífico da maioria. Para Marcos Dionísio, a ida dos jovens, adultos e até mesmo idosos para as ruas representa a possibilidade de reformulação da política brasileira e um grito de mudança, por parte dos jovens.

Em Mossoró, movimento teve à frente os diretórios centrais dos estudantes da UERN e Ufersa, além de grêmios estudantis do IFRN

ì

OAB defende protesto sem vandalismo

O QUE

Para a Ordem dos Advogados do Brasil seccional Rio Grande do Norte (OAB/RN), a onda de manifestações vistas nos últimos dias nas principais capitais brasileiras reflete a insatisfação cotidiana da sociedade. “Não se faz pela Saúde, pela Educação, mas se faz pela Fifa”, argumentou o presidente da instituição, Sérgio Freire. Ele destacou, ainda, que falta vontade política para mudar o país e a saída dos jovens às ruas é sinônimo de desejo de mudança, de melhores condições de vida. “É, sobretudo, um aviso aos políticos. O movimento ganhou as ruas de Natal, está no Brasil e poderá se expandir para as Américas”, destacou Freire. Entretanto, o presidente da OAB/RN enfatizou que é preciso manter o foco para que não ocorram, em Natal, as cenas de violência vistas em São Paulo. “Tem que ser um movimento de reivindicações e não de baderna. Tem que ocorrer na paz”, defendeu. Para o ato desta quinta-feira, 20, Sérgio Freire confirmou a presença da OAB, desde que seja uma ação civilizada e sem atos de vandalismo e depredação

Movimentos estudantis, sindicatos e entidades de classes saem às ruas novamente exigindo redução na tarifa de ônibus

QUANDO Nesta quinta-feira (20), com concentração em frente ao Via Direta

José Rodrigues Sobrinho, frisa que a orientação do sindicato é que a participação seja mantida “sem bandeiras”. “É um momento novo, apartidário, e embora participando, não é fomentado dentro das centrais sindicais e sim na sociedade que reclama o descaso política e quer qualidade de vida”, disse.

NEW YORK TIMES DESTACA NATAL Com os olhos voltados ao país devido à proximidade da Copa do Mundo e realização da Copa das Confederações,o Brasil ganhou as manchetes dos principais veículos de comunicação do mundo nesta terça-feira (18),após as manifestações populares em 12 capitais do país,além do Distrito Federal.Natal,que não teve movimentações ontem (17),foi lembrada como o local de onde começaram as mobilizações atuais.O Ney York Times,dos Estados Unidos,destacou que milhares de pessoas ganharam as ruas em protestos nas maiores cidades do país. A publicação enfatizou as mobilizações em São Paulo como “tranquilas”, relatou a ocupação do Congresso Nacional,em Brasília,mas destacou que no Rio de Janeiro houve tumultos,citando a tentativa de invasão à Assembleia Legislativa do Estado.New York Times destacou que protestos começaram em Natal.Le Monde e El País foram alguns dos que destacaram manifestações no BrasilNew York Times destacou que protestos começaram em Natal.Le Monde e El País foram alguns dos que destacaram manifestações no Brasil Ainda no NYT,Natal é citada como pioneira nas revoltas populares recentes.O jornal não falou sobre os protestos do ano passado,quando manifestantes cobraram a saída da então prefeita Micarla de Sousa e também a redução da tarifa de ônibus.“Protestos similares (aos de ontem) emergiram em maio,em Natal,uma cidade no nordeste do Brasil,e,neste mês,em São Paulo,após as autoridades majorarem o preço das passagens de ônibus”, disse a publicação.

do patrimônio público. Deverão se juntar aos manifestantes, os conselheiros da Ordem e advogados inscritos. A OAB/RN, inclu-

sive, tem representação nas tratativas de negociação com a Prefeitura de Natal para a redução da tarifa do transporte público.

2013

para Câmara Municipal,no prazo de 15 dias,o projeto de lei que define o processo licitatório para o transporte público da cidade.

Em Mossoró, mil pessoas saem às ruas em protesto Centenas de estudantes de várias instituições públicas e privadas realizaram protesto denominado “Movimento Pau de Arara” nesta terça-feira, 18, e deram início às mobilizações de rua programadas para Mossoró. O movimento teve à frente os diretórios centrais dos estudantes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), os grêmios estudantis do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) e das escolas estaduais Abel Coelho e Eliseu Viana e contou com o apoio de outras instituições e sociedade civil em geral. O objetivo foi reivindicar a implantação da lei municipal de mobilidade urbana e, de forma emergencial, melhorias nos serviços de transporte público. Os estudantes reclamam que os ônibus estão sucateados e que a oferta de linhas que passam pelas universidades, por exemplo, é mínima. “O ônibus passa apenas em horários fixos e se o estudante perder vai ter que buscar outro meio de transporte para ir para a universidade ou voltar pra casa”, relata o estudante de comunicação social da Uern, Júnior Medeiros. O presidente do DCE da Uern, Max Medeiros, observa que a má qualidade do transporte público é uma reclamação antiga dos estudantes. “Há tempos que esperamos por solução e, mesmo com muitas promessas, nada foi feito”, afirmou. Os estudantes iniciaram o protesto às 7h com concentração na Praça do Pax, de onde saíram percorrendo ruas do Centro até chegarem em frente ao Palácio da Resistência, sede da Prefeitura de Mossoró. Neste local, eles solicitaram a presença da prefeita Cláudia Regina (que estava em Natal) e cantaram o hino nacional brasileiro. O protesto foi encerrado por volta das 10 horas com a retirada dos estudantes da Câmara dos Vereadores. Os estudantes voltam às ruas nesta quinta-feira, 20, às 16h. Ontem, a prefeita de Mossoró, Claúdia Regina, não se pronunciou acerca das mobilizações.

Linha do tempo 2012 27 de agosto Tarifa do transporte público de passageiros em Natal sofre reajuste.O valor da passagem passa de R$ 2,20 para R$ 2,40 após publicação de decreto assinado pela então prefeita Micarla de Sousa. 29 de agosto Surge a “Revolta do Busão”após mobilização nas redes sociais.Cerca de mil estudantes ocuparam BR-101,na altura do Via Direta,e seguiram em passeata pela avenida Salgado Filho, com destino ao shopping Midway. Houve confronto com a Polícia Militar no cruzamento com a avenida Antônio Basílio. 30 de agosto Novo protesto foi ainda maior.A manifestação começou por volta das 15 no Centro da cidade e encerrou após às 22h em frente ao Natal Shopping.Não houve confronto com a polícia. 4 de setembro Vereadores aprovam projeto de lei que proíbe a dupla função de motoristas

de ônibus.Alguns estudantes estiveram na Câmara.Novo protesto foi realizado em frente ao Via Direta. 6 de setembro Vereadores aprovam a revogação do reajuste da tarifa em sessão que contou com a presença de mais de 200 estudantes.Após a sessão,o grupo promoveu um “roletaço”no viaduto do Baldo e Alecrim. 7 de setembro Tarifa do transporte público volta a custar R$ 2,20. 17 de setembro Alegando “compensação”devido à redução da tarifa,Seturn suspende integração entre as linhas de ônibus,o chamado “Passe Livre”. 18 de setembro A decisão do Seturn é o estopim para uma manifestação onde dois ônibus são incendiados.Semob exige a volta da integração. 20 de setembro Seturn acata decisão da Semob e “Passe Livre”é retomado.

10 de maio Prefeitura do Natal anuncia um novo reajuste na tarifa do transporte público.O valor de R$ 2,40 passaria a ser cobrado no dia 18 de maio 15 de maio “Revolta do Busão”retorna às ruas de Natal depois de oito meses sem manifestações.Dessa vez, manifestantes promovem uma passeata na BR-101 e são dispersados pela Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal.Houve confronto e pelo menos três estudantes foram detidos. 16 de maio Estudantes realizam mais um protesto. A concentração foi no viaduto do Baldo.Em passeata,eles seguiram para frente da Prefeitura.De lá,foram à Câmara Municipal. 18 de maio Valor da passagem em Natal volta a custar R$ 2,40. Dia 17 de maio Prefeitura anuncia que irá encaminhar

Dia 20 de maio Nova edição da “Revolta do Busão”.Dessa vez,a manifestação,em menor tamanho,foi realizada durante a manhã e os estudantes promoveram “roletaços” em bairros da zona Leste da cidade.No mesmo dia,o juiz federal,Augusto Delgado,autoriza as forças policiais não permitirem a ocupação da BR-101 e vias marginais. 22 de maio Manifestantes se uniram a representantes do MST e promoveram uma passeata por algumas ruas da cidade até chegar à Governadoria. 23 de maio Governo Federal anuncia a desoneração do PIS e Cofins para o transporte público. 27 de maio Nova edição da “Revolta do Busão”.O grupo se concentra na praça Gentil Ferreira,no Alecim,e segue em passeata

pelo bairro.O destino é o Centro da cidade,onde promove um “roletaço”.A manifestação acaba na praça Cívica. 4 de junho Prefeitura reduz valor da passagem, devido a redução dos impostos,e tarifa passa a ser de R$ 2,30. 6 de junho “Revolta do Busão”ocupa a BR-101 novamente,mesmo com a decisão judicial que proibia a movimentação. No mesmo dia,manifestações contra o reajuste na tarifa do transporte aconteceram em São Paulo,Rio de Janeiro e Goiânia.Em Natal,um estudante caiu do viaduto do Quarto Centenário durante o protesto. 13 de junho “Revolta do Busão”faz mais uma manifestação,dessa vez,o número de participantes é reduzido.O protesto foi encerrado na avenida Roberto Freire. 18 de junho Manifestantes promovem plenária no Centro de Convivência da UFRN para organizar o ato marcado para acontecer amanhã,às 17h,ao lado do Via Direta.


4

Natal - Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

natal


natal

Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

5

FOTOS: JOÃO MARIA ALVES

No Novo Horizonte, unidade suspendeu atendimento por estar sem computador e internet

No posto do bairro Nordeste, as condições são insalubres. Parte do reboco das paredes está caindo

Usuários reclamam da precariedade das unidades de saúde « SAÚDE MUNICIPAL » Ontem, quem procurou o posto

do Novo Horizonte encontrou a unidade fechada. Servidores discutiam as péssimas condições de trabalho

P

osto de saúde funcionando em casa residencial, unidade fechada há mais de dois anos e outra com o gabinete dentário interditado por causa de um incêndio ocorrido há 11 meses dão uma amostragem da precariedade da estrutura física da rede básica de saúde de Natal, onde 15 unidades estão ameaçadas de fechar por falta de manutenção dos prédios, segundo relato feito à Câmara Municipal pelo próprio secretário municipal de Saúde, médico Cipriano Maia. A TRIBUNA DO NORTE percorreu quatro bairros, na manhã desta terça-feira (18) e constatou parte dos problemas que a Saúde Municipal tenta revolver. O antigo Centro de Saúde, na rua São Tiago, em Igapó, está fechado desde 30 de abril de 2011. Ainda hoje uma placa avisa que a reforma e ampliação do prédio a cargo da empresa The Wall Construções e Serviços Ltda, custaria R$ 344.505,49. Dono de uma academia em frente ao prédio onde seria construído um ambulatório médico especializado (AME), Josemar Braz, disse que está com a chave para evitar mais depredação de sua estrutura física. “Os vândalos já levaram tudo o que tinha lá dentro”, contou. Como o prédio está sem manutenção, o matagal e casas de marimbondos já tomaram conta de toda a área externa. “Aqui já funcionou das 5 horas às 20h30 e a situação agora é esta, precária”, disse Josemar Braz. Outra unidade em situação de precariedade é o posto de saúde do Novo Horizonte, no Bom Pastor. A unidade funciona numa casa residencial, que a cada dia perde o reboco das paredes. “A gente aqui precisa de muita ajuda, o prédio tem muita infiltrações de água”, diz a dona de casa Angélica de Souza Lima,

que procurou atendimento na manhã de ontem e encontrou a unidade de saúde, situada na rua Manoel Miranda [antiga avenida 11] fechada. Os servidores estavam reunidos para discutir as más condições de trabalho. Afora as condições insalubres do prédio, um aviso colocado no portão de entrada informava que, por enquanto, não se estava fazendo encaminhamento de pacientes e nem recebendo pedidos de exames clínicos, porque a unidade “estava sem computador e internet”. Dona de casa Isabel Cristina Ferreira teme pelo fechamento definitivo da unidade. “Só temos esse posto aqui. Como o atendimento é feito por área, a gente não pode ir para o posto do Bom Pastor”, disse ela, que tem de se deslocar para a unidade do Nazaré. No bairro Nordeste, uma servidora do posto de saúde que funciona no Alto da Bela Vista disse que até uma porta da farmácia, que foi tirada de outra sala, só “é fechada por fora” com um cadeado que ela própria comprou. A usuária Leda Maria Bezerra reclama da falta do formulário destinado a medicamentos controlados. Quanto ao bairro do Pajuçara, o atendimento de clínica médica praticamente voltou à normalidade depois que, em março, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) resolveu a questão da falta de energia elétrica que perdurava há nove meses, após ocorrência de um curto circuito no gabinete dentário em 09 de agosto de 2011. Desde então, um aviso do Corpo de Bombeiros diz que a sala está interditada. O administrador do posto Geomar Araújo disse que enviou relatório para SMS sobre a situação física e forma de atendimento. Segundo ele, em termos de atendimento a unidade vai bem. Tem seis clínicos gerais, um fisioterapeuta e dois enfermeiros.

SMS procura dimensionar custo de reformas A chefe do Departamento de Infraestrura Física e Tecnológica da SMS, arquiteta Marília Azevedo, explicou que ainda é prematuro apontar qual o volume de recursos necessários para a reforma, restauração e manutenção dos 74 prédios geridos pela SMS, porque demora a execução do levantamento da planilha de custos, tirar uma média e se chegar a uma projeção do custo total dos investimentos. Marília Azevedo diz que toda a rede da SMS passou quatro anos, praticamente, sem manutenção, mas ela adiantou que muitas unidades são antigas e as instalações elétricas e hidrossanitária “estão com 80% delas subdimensionadas”, em virtude do aumento da demanda dos serviços prestados à população. “O sistema não comporta, cresceram os serviços e o uso e por isso ocorre o colapso da rede, que com o tempo vai se deteriorando”. Com relação aos prédios que funcionam em algumas casas residenciais, ela disse que isso ocorre porque em alguns bairros não se encontram prédios apropriados para alugar. Ela também explicou que em virtude do próprio controle interno que é comum no serviço público, a SMS não tem um certo limite em investir recursos na reforma e manutenção de prédios de terceiros, o que não ocorre quando se trata de uma estrutura física própria da prefeitura. “Do ponto de vista do imóvel que é privado e não faz parte da rede própria, a gente não pode fazer grandes investimentos”.

Gabinete odontológico do Posto de Saúde do Pajuçara está interditado há quase dois anos


6

natal

Natal - Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

“O perfil dos manifestantes não comporta a pobreza famélica. Menos mal. O estrago seria maior, se nas ruas estivessem os famintos também”

« ELIANA LIMA »

Do jornalista mossoroense Carlos Santos, no Twitter

elianalima@tribunadonorte.com.br

FOTOS JOVINHO

Encrencou

1 – FESTA...

A Polícia Federal chegou aos autor do blog de notícias sensacionalistas e fictícias, na linha de humor do G17, escrito por Joselito Muller, nome também fictício, que jogou na internet que a senadora Ana Rita (PTES) criaria uma bolsa de R$ 2 mil mensais para prostitutas. E ele é potiguar. Mas o nome, verdadeiro, a Abelhinha não conseguiu captar.

No seu tradicional Feijão Society, no Hotel Praiamar, a blond Liege Barbalho recebeu a governadora Rosalba Ciarlini, Íris Machado e Ana Tereza Motta

Cólera

1

2 - ...COM...

A senadora está indócil com a notícia falsa que lhe levou aos maus lençóis em todo o País. Não abrirá mão de penalidades. Sua revolta é tanta que soube das críticas feitas pelo bisbo de João Pessoa, em sua homilia, ao projeto que nunca existiu. Tocou o telefone para o sacerdote e descascou sua ira. Ameçou, inclusive, que se ele não se retratasse tomaria medidas judiciais.

...Urbana Pois bem, sem as obras prometidas nas cidades-sede, feriado já é realidade em dias de jogos nesta Copa das Confederações. Será assim hoje em Fortaleza, para o jogo Brasil x México. Será feriado dia 22 em Salvador, para a partida Brasil x Itália.

Ou seja

Secretário adjunto de Desenvolvimento do RN, Sílvio Torquato está todo prosa. Não por menos, o êxito da herdeira Andressa Guimarães Torquato na apresentação da sua tese de doutorado pela USP, sob o tema ‘Direito Financeiro aplicado ao setor de petróleo’. Em Sampa, é advogada no escritório Athias, Soriano de Mello, Guimarães, Pinheiro & Scaff – Advogados. Seu foco, setor de petróleo e energia renovável.

2

3 - ...FEIJÃO... Os colunistas Rodrigo Loureiro e Celso Amâncio cumprimentam a juíza-chíquima Sandra Elali

Orgulhosos Na platéia para prestigiar a defesa, além do pai, o potiguarjornalista-consultor-político Gaudêncio Torquato e a mulher-jornalista Veridiana Pedrosa.

4 - ...SOCIETY Os casadónsbacanas Maria e Francisco Nunes

3

4

Weekend aposta que as obras de ampliação e reestruturação da Av. Roberto Freire não ficam prontas para o mundial. Nada de projeto executivo pronto, nem licença ambiental, etc e mais.

era difícil. Maaasss...seis meses depois e a rotina na Prefeitura de Natal não voltou ao normal. Nem papel toalha, muito menos higiênico. Até no Palácio Felipe Camarão ecoam reclamação.

Rememorando

A ver navios

Consseguiria se o atual governo seguisse a opção da gestão passada, projeto com menos intervenções, orçado em R$ 90 milhões (resolveria o problema do trânsito no local por oito anos). Mas, mudou para o mais pomposo e oneroso, superior a R$ 220 milhões. É

Novo golpe na praça da capital dos magos-enganados. Oferta tal, o interessando paga para fazer uma prova para concluir o Ensino Médio. Só que nunca é aplicada. Um contato da coluna pagou R$ 660,00, no cartão, para fazer prova na Paraíba, que seria no último dia 13 de janeiro. Contudo, o Zeus Concurso fechou as portas no Centro da Cidade.

Como não há mais tempo para a realização de tais obras até a Copa, assim será feito em Natal. Depois, certamente, as obras de mobilidade urbana perderão o foco. Então.

Uma obra deve sair para o utópico legado da Copa: a drenagem do Centro Administrativo, que resolverá o problema de cinco lagoas.

Pois

Pertado

Esse mesmo especialista

Talento

Os jornalistas casadónsqueridóns Luciano Kleiber e Ana Paula

(i)Mobilidade... Na edição do dia 9 de março, a coluna informou sobre conversa que manteve com um especialista em torno das obras de mobilidade urbana em Natal, até a Copa de 2014. Se não forem realizadas, qual seria a solução? Disse: decretar feriado nos dias de disputa, assim, ruas desafogadas do intenso trânsito. Também, a criação de bolsões de estacionamentos.

bém contra “políticos que na maioria das vezes só pensam em suas próprias vidas (e dos parentes e amigos)”, contra a PEC 37, corrupção, etc e mais. Passeata nacional que pretende levar às ruas das cidades brasileiras coisa de um milhão de pessoas.

Pelo menos

Tudo bem que a situação

Pra dançar... E as festas continuam com pirotecnica pelo interior do Estado. A Prefeitura de Pendências pega carona no contrato do Pregão Presencial feito pelo

Município de Assu e contrata a mesma empresa para o fornecimento de itens de festas, como palcos, banheiros químicos, camarotes, camarins, tendas, etc e mais.

...Cifrões ‘Extrato do Contrato da Carona’ retificado, o valor passou de R$ 358.625,00 para R$ 413.480,00.

Rojão E a festeira Prefeitura de Macau realizará Pregão Presencial, entre 26 e 29, para contratar empresa para locação de infraestrutura para os ‘Festejos de São Pedro 2013’ (palco, som, arquibancada, alambrado, banheiros químicos).

Páginas É hoje que Larissa Borges recebe no Versailles Recepções. Nos brindes, a edição número 21 da Revista Versailles, no IV

Chá das Noivas. Às 17h.

Pesquisa A Carvajal Informação lançou no Brasil o portal Listas Digitais. Num único site: 87 listas e sete guias com dicas de turismo, por computador, tablet ou celular. Neste mês de junho, a Listel e a Editel farão a distribuição de suas listas e guias telefônicos – edições impressas 2013/2014 -, em Natal, Mossoró e Assú. Para segurança, sugere que a população verifique se os entregadores usam uniforme e crachá com a logomarca oficial da Carvajal. SAC: 0800 701 15 66.

Os fãs da ‘Blitz’ têm dia e hora marcados para dançar ao som da antológica banda dos anos 80. Será dia 5 de julho, no Teatro Riachuelo. Som na caixa com sucessos como ‘Você Não Soube me Amar’, ‘A Dois Passos do Paraíso’, ‘Weekend’ (quem não se lembra: Blitz, documentos! Ué, só temos instrumentos...’.

« COLMEIA » à Hoje tem grito de felicidade

para o partidón-all Ruy Gaspar, o eólica Jean-Paul Prates, o Florense Olavo Júnior, o imóveis Nilton Leite.

Retumbante

à Dia 29 tem São Pedro do

Amanhã é a vez de potiguares levar voz de protesto às ruas de Natal, com concentração em frente ao Via Direta, às 17h. Vão bradar não “só por R$ 0,10” do aumento das passagens de ônibus, mas tam-

Overdose Colégio e Curso, no Praia Devassa. É o ‘Arraiá de Rico’, ao som da banda Farra de Rico, o pagode Chamou Porque Quis e o Forró Swingado, a partir das 16h. Ingressos na Diniz Prime.

Greve do Itep continua nesta quarta « PARALISAÇÃO » Categoria cobra do Governo estadual o envio do projeto que criará a Lei Orgânica e Estatuto do Órgão. Somente serão realizados os serviços de perícia em locais de crime e recolhimento de cadáveres

Q

uem precisa de serviços do Instituto TécnicoCientífico de Polícia do Rio Grande do Norte (Itep) para emissões de certidões negativas, carteiras de identidade e outros documentos terá de esperar até amanhã para obter os serviços. Os servidores do órgão iniciaram

ontem uma paralisação de 48 horas que inclui ainda serviços periciais encaminhados via ofício não relacionados a flagrantes. Somente serão realizados serviços de natureza urgente e inadiável, relacionados aos procedimentos de flagrantes delitos, perícias de locais de crime e re-

colhimento de cadáveres. A paralisação tem caráter de advertência. De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do RN (Sinpol), a categoria aprovou o indicativo de paralisação devido à morosidade do governo estadual em avaliar a minuta do anteprojeto que criará a Lei Orgâ-

nica e Estatuto do órgão. “Queremos que o Governo do Estado encaminhe o Estatuto do Itep à Assembleia Legislativa. A Lei Orgânica é fundamental porque permitirá a criação de órgãos, trará os deveres disciplinados, o plano de cargos da categoria, além de possibilitar a cria-

ção de vagas para concursos, o que ampliará os serviços à população”, explicou o presidente do Sinpol, Djair Oliveira. Segundo ele, a categoria aguarda a aprovação do Estatuto há mais de quatro anos. “Estamos há sete anos sem receber um aumento e o Estatuto poderá disciplinar isso

também”, disse ele. A direção do Itep informou por meio de nota que o projeto de Lei Orgânica e Estatuto da instituição está em fase final de análise pela Consultoria Geral do Estado e que o Governo do Estado tem se mantido e permanecerá aberto a diálogo e ao entendimento.


Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

natal

Rinaldo Reis assume PGJ, viver evitando temas polêmicos De terça a sábado na

« MINISTÉRIO PÚBLICO » O novo procurador-geral de Justiça criticou a PEC 37, que reduz o poder de investigação do Ministério Público

A

Procuradoria Geral de Justiça do Rio Grande do Norte (PGJ/RN) tem um novo titular. Rinaldo Reis Lima tomou posse na noite desta terça-feira, 18, em cerimônia realizada na Escola de Governo, no Centro Administrativo. Evitando assuntos polêmicos em suas declarações à imprensa, como a implementação do auxílio moradia, por exemplo, o novo procurador-geral de Justiça embasou seu discurso em agradecimentos e exortação contrária à aprovação da Proposta de Emenda Constitucional nº 37, conhecida como a PEC da Ilegalidade, que tira do Ministério Público o poder de investigação. O ex-procurador-geral de Justiça, Manoel Onofre de Souza Neto destacou as conquistas do Ministério Público ao longo dos últimos anos, enquanto capitaneou o órgão ministerial, e foi aplaudido de pé ao final da leitura do discurso de despedida. “Me dediquei ao máximo, com

altivez e responsabilidade. Sempre enfrentando os percalços. Construiu-se um Ministério Público com esforços e respeito aos limites. Nada deixou de ser enfrentado. Tudo foi encarado sem temor”, foram palavras ditas por Manoel Onofre de Souza Neto. A partir de hoje, ele reassume sua função como promotor da Infância e da Juventude. Após receber a beca dos pais e ingressar oficialmente no Colégio de Procuradores Gerais, seguindo o rito de posse, Rinaldo Reis destacou o orgulho de chegar ao cargo máximo do MPE. “Abraço esta oportunidade como uma grande missão na minha vida”, proferiu. Ao longo do discurso, ele definiu a PEC-37 “como uma má semente plantada no Congresso Nacional” e “uma insanidade”, o discurso de defesa da Emenda assumido pelos delegados de polícia. Ele enfatizou, ainda, que o Ministério Público não cometeu excessos em suas

operações e que o órgão precisa incrementar sua atividade-fim. Dirigindo-se ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Ricardo Motta, o procurador-geral de Justiça disse que alguns ajustes de legislação precisam ser feitos em consonância com a avaliação da Casa Legislativa. Rinaldo Reis definiu as gestões e o trbaalho desempenhado por Manoel Onofre de Souza Neto, como brilhantes e agradeceu a contribuição dada ao MP. Manoel Onofre retribuiu os elogios e se pôs à disposição para ajudar sempre que necessário. A cerimônia foi acompanhada pela governadora Rosalba Ciarlini; pelo vice-governador Robinson Faria; pelo prefeito de Natal, Carlos Eduardo; além de representantes das Forças Armadas; Igreja Católica; Assembleia Legislativa; Membros e servidores do MPE; Ordem dos Advogados do Brasil e membros do Tribunal de Justiça. ADRIANO ABREU

BATE-PAPO Rinaldo Reis procurador-geral de Justiça

Auxílio-moradia depende de orçamento do MP Qual a expectativa para o biênio 2013/2015?

Nós temos muitos desafios, nós vamos trabalhar muito. A nossa equipe está formada e é uma equipe muito boa, nós temos uma Ministério Público muito bom. Estamos entrando com muito otimismo e muita garra para aumentar a atuação do Ministério Público no Rio Grande do Norte e incrementar nossa atividade-fim. Com relação ao auxílio-moradia, será implementado?

Isso aí a gente vai analisar no decorrer do tempo. Vai depender de questões orçamentárias, vai depender de regulamentação. Vai ser analisado isso aí. E em relação à PEC-37, o que o senhor tem a dizer?

Ela está no Congresso e a gente está torcendo muito para que ela seja reprovada. A gente faz ainda uma última tentativa de conciliação. Lamentavelmente está havendo uma resistência por parte dos delegados para fazer um texto de conciliação, eles só querem o rigor da PEC-37 e proibição total do Ministério Público investigar. A gente sabe que isso é um atraso total para o país. Mas ainda há possibilidade de sair uma conciliação ou a gente espera que ela seja reprovada. Em posse concorrida, Rinaldo Reis assumiu a chefia do MPRN, substituindo Manoel Onofre Neto

Degepol pede aumento de 50% « EFETIVO POLICIAL » O alto deficit, diz o delegado geral, Ricardo Sérgio, dificulta a investigação de crimes. Ontem, sete foram executados na RMN

A

Polícia Civil do Rio Grande do Norte precisa de pelo menos 50% a mais do que o efetivo disponível atualmente para dar conta das investigações de crimes que ocorrem no estado. Quem confirmou foi o delegado geral, Ricardo Sérgio Costa Oliveira, que também disse que a Civil não tem aumento no número de policiais desde o ano de 2006. “O concurso de 2008 só supriu a vaga dos aposentados e agentes que haviam falecido”, reclamou. Nas últimas 24 horas, foram registradas sete execuções, das quais, quatro de uma mesma família, no município de Nísia Floresta. Uma mulher, um casal de filhos dela e a nora, viúva de um outro membro da mesma família, foram assassinados dentro da casa

onde moravam, no conjunto Carnaúbas, por volta das 2h da manhã. Nenhum deles foi identificado pela polícia. O caso foi semelhante à chacina da cidade de Poço Branco, em março deste ano. O caso do município de Poço Branco permanece sem resolução. Por lá, o modus operandi foi idêntico. Três irmãos e a mulher de um deles, uma adolescente que estava grávida, foram brutalmente executados dentro do imóvel onde viviam. O delegado Antônio Taveira, titular da DP regional de João Câmara e responsável pelas investigações, disse ontem à reportagem da TRIBUNA DO NORTE que o caso não evoluiu em nada. “Infelizmente não pudemos contar com informações da população e estamos buscando outros maios para chegar aos responsá-

veis pelo crime”, lamentou. Em setembro do ano passado houve outra chacina que chocou a população do bairro de Cidade Nova. Na ocasião, cinco homens foram assassinados com tiros de espingarda calibre doze em um bar localizado na comunidade. Testemunhas relataram à época que quatro homens foram os responsáveis pelos homicídios. Todos encapuzados. O delegado Laerte Brasil, da Delegacia Especializada de Homicídios (Dehom), foi designado especialmente para apurar o caso. Ele também afirmou ontem que as investigações prosseguem e não há novidades sobre o inquérito. De acordo com órgãos fiscalizadores da Segurança Pública estadual, em torno de 95% dos homicídios não são desvendados, por falta de provas técnicas. Um

levantamento recente feito pelo Conselho Estadual de Direitos Humanos comprovou que dos 444 homicídios ocorridos em Natal ao longo de 2012, somente 22 deles foram elucidados, um percentual de 4,95% do total. Somente nos primeiros quatro meses deste ano, 471 pessoas assassinadas no RN. Na Polícia Civil são 1.484 servidores, número considerado muito baixo para Ricardo Sérgio. “Por mais que a gente tente fazer, é incompatível o número de policiais com a demanda de crimes”, afirmou o delegado geral, dizendo que para conseguir resultados satisfatórios é preciso “concentrar esforços”. O responsável pela Degepol, Ricardo Sérgio, confirmou que são 168 delegados para atender aos 167 municípios do Rio Grande do Norte.

7


8

Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

natal

Prédio da Semurb vira foco do Aedes « DENGUE » O Programa de Controle da Dengue no RN mostra a zona Leste de Natal com maior número de casos da doença. Nos bairros da Ribeira e Rocas, prédios abandonados viraram criadouros do mosquito FOTOS: ADRIANO ABREU

MARÍLIA ROCHA repórter

T

udo que eles querem é espaço, água parada e abandono. E é exatamente isso que as larvas e mosquitos da dengue encontram em quase todos os municípios do Estado, principalmente nas áreas urbanas. O Rio Grande do Norte já contabiliza 9.543 casos de dengue de janeiro a jundo no Estado. Em Natal, esse ano já foram notificados 1.060 casos, com a zona leste respondendo como a região com maior número de casos de dengue, principalmente o bairro da Ribeira e Rocas onde os prédios abandonados viraram criadouros do mosquito Aedes aegypti. No antigo prédio da Semurb, além das piscinas que se formaram no teto do prédio, internamente os pneus e lixo acumulados aumentam a quantidade de focos, aumentando os casos da doença no bairro. A equipe da TRIBUNA DO NORTE conversou com os moradores de rua que usam o espaço para tomar banho e dormir e confirmou que todos já foram vítimas do mosquito. O morador de rua, Marcos Antonio da Silva disse que já teve dengue duas vezes. “Eu quase morri na última vez por causa desses mosquitos e a Prefeitura não faz nada”, co-

menta o morador. No prédio vizinho ao da Semurb, os moradores também reclamam da doença e do descaso do poder público com o prédio e com a falta de ação contra os mosquitos. A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Natal e ouviu o Chefe de Zoonoses, Alexandre Tavares. “No antigo prédio da Semurb temos um caso específico de alta incidência de dengue já que existe no local incontáveis focos do mosquito”, argumenta Alexandre Tavares. Ele conta que as equipe de zoonoses de Natal atuam em pontos estratégicos onde são registrados os maiores depósitos de dengue com tratamentos dos focos no período quinzenal, mas que em muitos bairros a população também precisa ter atenção com a água parada. O antigo prédio da Semurb concentra ainda restos de comida e de animais, aumentando os focos do mosquito Aedes Aegpythi. “Nossa equipe continua indo ao prédio apagar incêndio. Só vamos resolver a questão após a definição sobre o que vai ser feito no espaço”, aponta o Chefe de Zoonoses. A vulnerabilidade dos casos de dengue aumenta no período chuvoso e os bairros das Quintas e Felipe Camarão são os bairros isolados que concentram notificações acima da média do município. “Historicamente, os bair-

ros mais antigos e com concentração populacional são os mais vulneráveis a doença pelos depósitos de água que acumulam água por causa da irregularidade no abastecimento”, comenta o Chefe de Zoonoses. No Rio Grande do Norte, a dengue está concentrada na área urbana e são cinco os municípios com maior incidência da doença: Pau dos Ferros com 1.102 casos, a capital Natal com 1.060, Currais Novos com 493, Parelhas com 482 e Parnamirim com 380. O número total dos casos de dengue no Rio Grande do Norte (quase 10 mil), não assusta a coordenadora do Programa de Controle da Dengue no RN, Cristiane Fialho que aponta uma redução de 64% nos casos em relação ao mesmo período de 2012. “No ano passado, nesse mesmo período o Rio Grande do Norte listava mais de 26 mil casos de dengue”, conta a coordenadora. A coordenadora do Programa de Dengue no RN explica que o Estado deverá continuar com índices menores de notificações do que em anos anteriores. “A dengue tipo 4 desse ano não terá tantos casos como no passado porque as pessoas que já foram infectadas estão imunes a doença”, comenta Cristiane Fialho. O argumento também foi defendido pelo Chefe do Controle de Zoonoses, Alexandre Tavares.

Antigo prédio da Semurb tem piscinas que se formaram no teto, tornando um criadouro do Aedes

Pneus e lixo acumulados ajudam a proliferar o mosquito, aumentando a incidência da dengue


NO FACEBOOK

Prefeitura apresenta hoje o I Edital de CurtasMetragens de Ficção

Facebook/tribunarn

LIVROS E CULTURA

HOJE NA TV

Carlos de Souza fala sobre as ligações entre obras de Sinclair Lewis e Anthony Burgess. PÁGINA 4

No Telecine Cult, “Fados”, de Carlos Saura. No Canal Brasil, bate-papo com Rogéria e Alcione na faixa da meia-noite. PÁGINA 2

MOSTRA CINEMA PELA VERDADE PROSSEGUE NA UFRN COM FILME SOBRE MARIGHELLA PÁGINA 3

BLOG VINO DIVINO VINO Cozinhando com vinho: Fantasia de Mar e Monte.

tribunadonorte.com.br/vinodivinovino

viver Editora: Cinthia Lopes[cadernoviver@tribunadonorte.com.br]

Natal • Rio Grande do Norte • Quarta-feira • 19 de junho de 2013 FOTOS: EDU BARBOSA

A livraria da av. Salgado Filho também está com prateleiras vazias, mas deve ser reestruturada em breve

Potylivros

se despede do centro

Prestigiada livraria da Cidade Alta encerra suas atividades após um mês de liquidação de livros e móveis. Das 11 que o grupo possuía, só resta a unidade da av. Salgado Filho. “Vamos tentar renascer”, disse o empresário Cleodon Xavier

ì O QUE Além de ponto de encontro, a Potylivros era referência em venda livros literários e técnicos.

O prédio da Cidade Alta era alugado e decidimos concentrar na loja da Salgado Filho” CLEODON XAVIER

No centro, Paulus e Paulinas vivem outra realidade

YUNO SILVA repórter

E

lá vão 35 anos desde a abertura da Potylivros na rua Felipe Camarão, Cidade Alta. O imóvel número 609 onde funcionou a matriz de uma rede que já contou com onze lojas espalhadas por Natal, Mossoró e Recife, está com as portas semicerradas e em processo avançado de desocupação. Boa parte das prateleiras de metal já foi vendida e a transferência do acervo que sobrou após a liquidação para a filial da Salgado Filho está nos finalmentes. O processo de encolhimento da rede de livrarias ganhou velocidade a partir da virada do ano, quando, em 31 de dezembro de 2012, a loja do Praia Shopping abriu suas portas pela última vez. No início deste mês mais dois desfalques: a filial que funcionava na UnP da Roberto Freire e outra em frente ao Fórum de Justiça em Lagoa Nova também fecharam. A livraria na Salgado Filho, a única a resistir aos solavancos que abalaram a empresa familiar dos Xavier Gomes, passará a ser a matriz da Potylivros. “Estamos passando por dificuldades financeiras, o prédio na Cidade Alta era alugado, e decidimos concentrar tudo por aqui (na Salgado Filho)”, disse o di-

Em fase de desocupação, Potylivros faz promoção do acervo e móveis da loja da Cidade Alta

retor administrativo Cleodon Xavier Gomes. “Estamos com toda a loja em promoção, descontos de até 80%, e depois de baixar esse estoque iniciamos a próxima etapa de reestruturação, que passa por renovação do acervo”. Segundo estimativas, o acervo em promoção ultrapassa os 60 mil volumes. A loja da Potylivros em funcionamento fica na Av. Sen. salgado Filho, 2850 – Candelária (próximo ao Natal Shopping). O objetivo de Cleodon e dos

irmãos é que, passando a queima de estoque, a loja da Salgado Filho volte a funcionar normalmente. Ele adiantou não ter planos, “por enquanto”, de montar um café ou um auditório no endereço – “Vamos tentar renascer”, disse o empresário, que preferiu não entrar em detalhes sobre as razões para a crise que culminou com o fechamento dos pontos de venda. Além dos motivos particulares que tangem a administração

da Potylivros, o fechamento da matriz na Cidade Alta também esbarra em outros poréns como a própria decadência comercial pela qual o centro da cidade atravessa – a falta de local para estacionar, por exemplo, é um fator que também deve ser contabilizado.

+

PÁGINA 3 Para José Cortez, é um retrocesso cultural para no centro.

O fechamento da Potylivros tem como contraponto o funcionamento de outras duas livrarias nas imediações: a Paulus e a Paulinas. Por terem um foco definido sobre um tipo de público alvo, não são atingidas pela crise que ronda o comércio no centro de Natal. “A realidade da Paulus e da Paulinas é bem diferente da Potylivros, temos um público religioso muito forte, cativo, e mesmo estando em uma rua estreita (rua Cel. Cascudo) e sem grande movimento temos uma boa clientela”, disse Claudilane Marques, gerente da Paulus. Para manter o fluxo de clientes da Paulus, a loja atrai público através da participação em eventos, parcerias e visitas. A gerente ressalta que a livraria também está sujeita ao mercado, e lembra que “os momentos de alta são diferentes de uma livraria comum: nosso período mais forte é a Páscoa, o mês da Bíblia em setembro. Mas não atingimos só o público católico, nosso catálogo tem 13 segmentos como Comunicação, Saúde e Filosofia”. A Paulus e a Paulinas atuaram sob o mesmo nome fantasia (Edições Paulinas) até 1994: a primeira é dirigidas por padres e a segunda por freiras. A divulgadora da livraria Paulinas, Jailma Brito, diz que o auditório ajuda a movimentar a loja na rua João Pessoa. “Apesar do perfil religioso, nosso catálogo é abrangente. Temos muitas obras infantis, de poesia, nas áreas de música, filosofia e ficção”, enumera.


2

viver

Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

« CANAL ZAP »

FLÁVIA CIRINO E-MAIL PARA ESTA COLUNA: CANALZAP@CARTAZNOTICIAS.COM.BR LUIZA DANTAS/CZN

‘’Cria’’ da casa

Prepara

O processo de escolha de elenco de uma novela conta com imprevistos até o último minuto. Após Rodrigo Faro recusar o convite para participar de “Pecado Mortal”, por conta da agenda atribulada, a emissora decidiu por uma substituição de seu próprio ‘’casting’’. Renato Livera, que participou de “Máscaras” e fez a Oficina de Atores da Record, irá preencher a vaga deixada pelo apresentador de “O Melhor do Brasil” para viver o personagem Monet. “Eu ia fazer uma participação na primeira fase. Mas fui surpreendido positivamente para esse papel, que terá mais destaque na segunda fase da novela”, vibra ele, referindo-se à fase jovem do personagem de Mário Gomes, Getúlio, que iria interpretar no primeiro capítulo do folhetim. Na trama de Carlos Lombardi, Renato será o braço direito do detetive Picasso, interpretado por Vitor Hugo, e fará parte de um núcleo corrupto. “São todos fora da lei. O meu papel é mais ‘duas caras’ ainda. Ele passa

Depois de participações internacionais, o quadro “Dança Gatinho”, de “O Melhor do Brasil”, irá receber a cantora Anitta. A intérprete do ‘’hit’’ “Show das Poderosas” participou da produção ao lado do apresentador Rodrigo Faro, que se travestiu como a cantora. Além disso, Anitta também gravou uma matéria para o ‘’CQC’’.

Jogada de ‘’marketing’’

uma imagem de homem correto no trabalho, mas tem uma ligação com o núcleo bandido”, afirma. Com a trama prevista para estrear no segundo semestre, o ator participou de ‘’workshop’’ sobre a década de 1940 e 70 para se interar do

contexto histórico e do jogo do bicho. Além disso, ele aprendeu sobre o manuseio de armas. “Tem uma forma totalmente diferente de segurar a arma. Temos de ter cuidado para fazer uma postura da década de 1970 e não atual”, ressalta.

A Globo busca novas formas de divulgar sua próxima novela das 23 h, “Saramandaia”. Por isso, inaugurou, essa semana, a Mostra Saramandaia, no Museu de Arte do Rio. O evento conta com peças decorativas que representam os personagens icônicos da obra original de Dias Gomes. A mostra fica aberta ao público até sexta, dia 21, quando se encerrará com um debate encabeçado pelo autor Ricardo Linhares e professores de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Pontifícia

« NOVELAS »

Universidade Católica (PUCRio) sobre realismo fantástico, escola literária que tanto inspirou Dias Gomes e outros dramaturgos. O encontro, organizado pela Globo Universidade, será mediado pela jornalista Bianca Ramoneda, da Globo News. “Espero que o público curta muito esta viagem pela imaginação. Essa obra traduziu muito bem o espírito da novela, foi de uma sensibilidade profunda”, enalteceu Ricardo Linhares.

Nova mulher Luiza Valdetaro está a mil por hora nos preparativos para sua nova personagem em “Joia Rara”, próxima novela das seis. Na trama de Thelma Guedes e Duca Rachid, ela será Hilda, uma jovem que sonha em ser cantora. Atualmente, a atriz passa pelo processo de caracterização e aulas de etiqueta francoalemã com Dalal Achcar. O folhetim tem previsão de estreia para o segundo semestre.

Foi bem A estreia do novo repórter do “CQC”, Guga Noblat, nas manifestações de São Paulo. Apesar do clima tenso da reportagem, o novato conseguiu mostrar a que veio e que pretende seguir a mesma linha dos demais repórteres.

Foi mal A desatenção de Ana Maria Braga ao se enrolar enquanto tentava utilizar a mesa de botão, no “Mais Você”. A apresentadora usava a palheta como jogador e não entendia as ordens que lhe eram passadas pelo ponto eletrônico. Não é a primeira, nem a última, gafe de Ana Maria, que mostra, frequentemente, pouco domínio sobre as matérias de seu próprio programa.

★★★

A Band exibe, hoje, o jogo entre Itália e Japão pela Copa das Confederações

« CINEMA »

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE l ESTREIA

TV GLOBO ★ ★ ★ ★ FAROESTE CABOCLO (16 anos, nacional) Moviecom 1. Sessão 18h / Cinemark 5. Sessões 15h25 e 20h50 A saga de João de Santo Cristo (Fabrício Boliveira), inspirada na música de Renato Russo da Legião Urbana, mostra a infância do protagonista desde no interior da Bahia até sua ascensão, quando vai tentar a sorte em Brasília. Ajudado por Pablo (Cesar Troncoso), um primo distante peruano, que vende drogas da Bolívia, ele vai trabalhar numa carpintaria, mas também se envolve com o tráfico de drogas. Um dia, por acaso, ele conhece a bela Maria Lúcia (Ísis Valverde), filha de um senador (Marcos Paulo). Os dois se apaixonam, mas João mergulha cada vez mais numa escalada de crime e violência - até encontrar seu maior inimigo, o playboy e traficante Jeremias (Felipe Abib), rival nos negócios e no coração de Maria Lúcia. Direção: René Sampaio

Maria Joaquina se revela como o piloto misterioso

Isabel e Mantovani descobrem que os quadros dos Albuquerque são roubados

MALHAÇÃO GLOBO 17:30 Não haverá exibição.

SANGUE BOM GLOBO 19:00 Malu vai embora sem ser vista. Renata mostra a Lara o vídeo de Tito. Com o chá de Barrabás, Vitinho se cura de sua obsessão por Bárbara. Natan afirma que Amora precisa terminar com Bento e reatar com Maurício.

FLOR DO CARIBE GLOBO 18:00 Lipe sofre bullying na escola. Ester tenta explicar a Cassiano que voltou para a mansão por causa de Laurinha. Amaralina diz a Rodrigo que é neta de Duque, mas que ele não sabe da descoberta. Isabel e Mantovani descobrem que os quadros do acervo da família Albuquerque são roubados. CARROSSEL SBT 20:30 Maria Joaquina se revela como o piloto misterioso. Suzana vai ao colégio e manda para os pais dos alunos uma foto do beijo de Helena e Renê do computador de Olivia. Suzana tenta convencer Olívia a desistir de achar o culpado pelo e-mail e sugere que ela puna Helena e Renê.

AMOR À VIDA GLOBO 21:00 Ninho e Bruno se enfrentam. Ninho afirma que não vai desistir de Paloma. Lutero falha no centro cirúrgico e Jacques termina a cirurgia de Paulinha. César dá um carro para Aline. Félix descobre que Paulinha é a filha de Paloma. DONA XEPA RECORD 22:10 Édison diz a Xepa que Rosália destruiu a família de Marcos. Pérola ameaça demitir François e exige os exames de Júlio César. Dafne diz a Graxinha que vai ser a nova estrela da “Sabor e luxo”.

★ ★ ★ ★ STAR TREK – ALÉM DA ESCURIDÃO (12 anos, dublado e legendado) Moviecom 1. Sessões (dub) 15h15 e 20h20 / Moviecom 6. Sessões (dub) (3D) 13h30 (sáb e dom) e 16h15 / Moviecom 6. Sessões (3D) (leg) 19h e 21h45 / Cinemark 2. Sessões (3D) (leg) 16h10 e 22h / Cinemark 2. Sessões (3D) (dub) 13h20 e 19h Quando a tripulação da Enterprise é chamada de volta para casa, eles descobrem que uma força de terror incontrolável, de dentro de sua própria organização, detonou a frota e tudo aquilo que ela representa, deixando nosso mundo em situação de crise. Tendo contas pessoais a ajustar, o Capitão Kirk lidera uma caçada humana em um mundo em zona de guerra para capturar um homem que é por si só uma arma de destruição em massa. Na medida em que nossos heróis são lançados em um jogo de xadrez épico de vida ou morte, o amor será contestado, amizades serão rompidas e sacrifícios terão que ser feitos pela única família que Kirk ainda possui: sua tripulação. Direção: J.J. Abrams ★ ★ ★ VELOZES E FURIOSOS 6 (14 anos, dublado e legendado) Moviecom 3. Sessões (dub) 16h10 e 18h50 / Moviecom 5. Sessão (leg) 21h35 / Cinemark 6. Sessões (leg) 21h20 e 0h10 (sáb) / Cinemark 6. Sessão (dub) 12h50, 15h40 e 18h30 Desde que Dom (Vin Diesel) e Brian (Paul Walker) envolveram-se com um chefão do crime no Rio de Janeiro vivem como fugitivos separados pelo mundo. Enquanto isso, o agente Hobbs (Dwayne Johnson) persegue uma organização de pilotos mercenários. Para

prendê-los, Hobbs decide fazer um acordo com Dom (Vin Diesel) e sua equipe para que vença esse bando nas ruas de Londres e, em troca, eles poderão retornar ilesos para casa. Direção: Justin Lin ★ ★ ★ O GRANDE GATSBY (14 anos, legendado) Moviecom 3. Sessão 21h30 / Cinemark 5. Sessões 12h30 e 17h50 O filme conta a história do aspirante a escritor Nick Carraway (Tobey Maguire) que chega à Nova York na primavera de 1922, em meio a uma era de falta de moral e do ápice do jazz. Perseguindo o sonho americano, Nick acaba vizinho de um misterioso e festeiro milionário, Jay Gatsby (Leonardo DiCaprio), além de conhecer sua prima Daisy (Carey Mulligan) e seu marido mulherengo e de sangue azul, Tom Buchanan (Joel Edgerton). É assim que Nick é atraído para o mundo cativante dos super-ricos, cheio de ilusões, amores e decepções. Enquanto Nick é testemunha, dentro e fora do mundo que habita, ele escreve um conto de um amor impossível, sonhos puros e muita tragédia, criando um reflexo das nossas lutas e tempos modernos. Direção: Baz Luhrmann ★ ★ ★ ODEIO O DIA DOS NAMORADOS (14 anos, nacional) Moviecom 4. Sessões 14h30 e 19h05 / Cinemark 3. Sessões 11h30 (sáb e dom), 13h50, 16h, 18h20, 20h40 e 23h (sáb) Débora (Heloísa Pérrisé), uma publicitária que privilegia a carreira em detrimento da vida afetiva, precisa aprovar uma importante campanha cujo cliente é o seu exnamorado Heitor (Daniel Boaventura), que ela dispensou de forma humilhante. Com a ajuda do amigo Gilberto (Marcelo Saback), Débora repensa sua relação amorosa com o ex, enquanto passa por situações hilárias. Direção: Roberto Santucci ★ ★ SE BEBER NÃO CASE! 3 (14 anos, dublado e legendado) Moviecom 4. Sessões (leg) 16h40 e 21h15 / Moviecom 5. Sessões (dub) 15h05, 17h15 e 19h25 e 21h45 / Cinemark 1. Sessões (leg) 11h40 (sáb e dom), 14h, 16h30, 18h50, 21h10 e 23h30 (sáb) Desta vez, não há casamento nem despedida de solteiro. Então, nada poderia dar errado, certo? Mas quando o Bando de Lobos cai na estrada, tudo pode acontecer. Direção: Todd Phillips ★ ★ DEPOIS DA TERRA (12 anos, dublado e legendado) Moviecom 7. Sessões (leg) 14h50, 17h, 19h10 e 21h20 / Cinemark 7. Sessões (dub) 12h20, 14h30, 16h50, 19h10,

21h30 e 23h50 (sáb) Um pouso forçado deixa o adolescente Kitai Raige (Jaden Smith) e seu lendário pai Cypher (Will Smith) encalhados na Terra, mil anos depois que eventos cataclísmicos forçaram a humanidade a fugir. Com Cypher gravemente ferido, Kitai deve embarcar em uma perigosa jornada para pedir ajuda, enfrentando terreno desconhecido, evoluídas espécies animais que agora dominam o planeta, e uma implacável criatura alienígena que escapou durante o acidente. Pai e filho devem aprender a trabalhar juntos e confiar um no outro se quiserem alguma chance de voltar para casa. Direção: M. Night Shyamalan l ELLES (16 anos, legendado) Cinemark 4. Sessão 19h30 (ter e qui) Anne (Juliette Binoche) é uma jornalista de uma revista feminina de grande sucesso, que precisa escrever um artigo sobre jovens estudantes universitárias que se prostituem para pagar os estudos. Durante sua pesquisa, conhece Alicja (Joanna Kulig) e Charlotte (Anaïs Demoustier), estudantes em Paris que lhe revelam seus segredos e aventuras e mexem com sua vida. Direção: Malgorzata Szumowska ★ ★ ★ A FUGA DO PLANETA TERRA (Livre, dublado) Cinemark 4. Sessões 11h (sáb e dom), 13h e 15h Scorch Supernova é um herói interplanetário cujas façanhas costumam ser televisionadas para o deleite de seus fãs. Com a ajuda do nerd Gary, diretor da Missão Basa Control, Scorch torna-se uma lenda e conquista o amor da bela repórter de televisão Gabby Babblebrock e a devoção do sobrinho Kip. Quando a chefe da Missão Basa, Lena, intercepta um pedido de socorro vindo do Planeta Escuro, Scorch enxerga a missão de resgate como a grande chance de sua carreira. Gary, no entanto, tenta desencorajá-lo, uma vez que nenhum ser jamais conseguiu voltar do mundo distante (também conhecido como “Terra”). Mas, quando o herói se dá conta de que foi atraído para uma armadilha mortal preparada pelo líder paramilitar General Shanker, talvez seja tarde demais. Direção: Cal Brunker l UM GOLPE PERFEITO (14 anos, legendado) Cinemark 4. Sessões 17h15, 19h30 (exceto ter e qui) e 21h50 Curador contrata rainha de rodeios texana para dar golpe em colecionador com a venda de um falso Monet. Direção: Michael Hoffman

Atenção: Este caderno não se responsabiliza pela mudança de horário e de preços de ingressos para os cinemas. Ambos são fornecidos pelas assessorias das redes Cinemark e Moviecom. Antes de ir ao cinema, certifique-se dos horários através dos telefones: Tel.: 3236 3350 (Praia Shopping) ou 3620-3530 (Midway Mall).

« DESTAQUES DE HOJE »

CANAL EXIBE “FADOS”, DE CARLOS SAURA TELECINE CULT, 20H20 Se o samba é o ritmo que representa o Brasil, para Portugal o fado é o grande emblema. O cineasta Carlos Saura mostra toda a beleza do gênero através de três culturas: a brasileira, a africana e a portuguesa, com a presença de grandes nomes da música. “Fados” tem direção de Carlos Saura e conta com participações de Chico Buarque, Camané, Mariza e Caetano Veloso. O filme recebeu o Prémio Goya para melhor cancão original: “Fado da saudade” na interpretação de Carlos do Carmo.

MOSTRA INTERNACIONAL APRESENTA “A ÁRVORE” TV CULTURA, 22H45 Com direção de Julie Bertuccelli, o filme conta a história de um casal com seus quatro filhos em um vilarejo da Austrália. Depois da morte repentina de seu pai, Simone, de oito anos, passa a dividir um segredo com sua mãe, Dawn: ela acredita que seu pai pode conversar com ela através das folhas de sua árvore preferida e passa horas ali, sentindo a presença dele. O vínculo entre mãe e filha é ameaçado quando Dawn começa um relacionamento com George, o encanador contratado para remover parte da árvore.

«HORÓSCOPO • BÁRBARA ABRAMO » Áries 21/03 a 20/04 Astral interessante para estudos e reuniões, encontros e debates, com Sol e Júpiter expandindo seu poder de comunicação, que chegará mais longe e tocará mais fácil os corações. Mercúrio e Vênus em conjunção também esquentam cena íntima e reforçam vínculos.

Touro 21/04 a 20/05 Lua e Saturno conjuntos em Escorpião marcam o fim de uma etapa numa associação, que tanto pode ser com uma pessoa ou com um grupo. Por outro lado, Sol e Júpiter juntinhos agem a favor de sua dignidade e melhoram a parte financeira e amorosa. Vá no embalo!

Gêmeos 21/05 a 20/06 A tão esperada reunião do Sol e de Júpiter em seu signo se dará hoje. Um dia para você comemorar seu prestígio, sua intuição e capacidade de visão ampla. Só não vale dispersar em mil objetivos diferentes. Aproveite o embalo para mostrar a todos do que você é capaz.

Câncer 21/06 a 21/07 Mercúrio e Vênus em seu signo elevam seu carisma, e você pode se comunicar superbem através das artes e da expressão criativa. Seu encanto está maior. Sol e Júpiter em Gêmeos mandam bênção se você der um pouco disto tudo a uma causa maior. Decisão afetiva a caminho.

“CAÇADO” É DESTAQUE NO CORUJÃO GLOBO, 3H05 Filme é dirigido por William Friedkin e conta no elenco com Tommy Lee Jones, Benicio Del Toro, Connie Nielsen, Jenna Boyd, Leslie Stefanson e Robert Blanche. A história: Na África, um soldado fica transtornado com a violência que testemunha. Ele se esconde numa floresta em Oregon, Estados Unidos, onde ataca caçadores para proteger os animais. Então, a polícia resolve pedir ajuda a um outro soldado veterano, da mesma tropa que o primeiro fazia parte, a fim de capturá-lo.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

FRESCURA À MEIA-NOITE CANAL BRASIL, 0H Irreverente e ousada, Rogéria apresenta o seu polêmico talk show na faixa da meia-noite. A transformista – que começou a carreira como maquiadora e já foi vedete, cantora, jurada de televisão e atriz – recebe diversas personalidades do alto de sua cadeira em formato de scarpin, no programa assinado por André Barcinski. Ela entrevista a cantora Alcione. Caseira por natureza, fala da veia musical familiar, de seus ídolos, da música clássica, do seu relacionamento com os gays

FILHOS DO CARNAVAL EPISÓDIO: GATO, O BICHO DAS 7 VIDAS HBO, 18H Minissérie com direção de Cao Hamburger, “Filhos do Carnaval” traz participações de Jece Valadão, Enrique Diaz, Rodrigo dos Santos, Thogum, Felipe Camargo, Jorge Coutinho, Shirley Cruz. A história: Rio de Janeiro. Na véspera do aniversário de setenta e cinco anos de Anésio Gebara, que comanda uma escola de samba e uma rede de jogo do bicho da cidade, um sonho perturbador antecipa uma tragédia que vai marcar o destino de toda sua família.

Sol e Júpiter dão força ao movimento de oposições. Lua cheia em Capricórnio: 23/6

Leão 22/07 a 22/08 Lua e Saturno em conjunção no setor familiar pedem a maturidade de uma decisão que finalizará um processo longo que se arrasta. Neste caso, é preciso ser realista e respeitar os limites dos mais vividos e próximos. No âmbito social, Sol e Júpiter elevam você do comum, dê seu recado.

Virgem 23/08 a 22/09 Se há um dia em que você poderá ser ouvido e levado em conta pelas autoridades e pelos chefes é hoje. Some seu brilho engenhoso com uma visão de futuro criativa e muitas portas serão abertas. Vênus e Mercúrio liberam altas doses de amor e simpatia. Mente inquiridora e profunda.

Libra 23/09 a 22/10 Momento de respeitar o seu limite físico, seus valores profundos e seu dinheiro —Lua e Saturno impõem uma revisão em tudo isto. Sol e Júpiter se encontram finalizando uma conjunção que sacudiu o país, dando a você perspectivas mais risonhas de futuro. Sucesso profissional garantido.

Escorpião 23/10 21/11 Hoje a Lua passa por seu signo e encontra Saturno, algo que será mais sentido pelos nativos do primeiro decanato. Respeite seus limites e não se exponha para preservar sua saúde e sua paz. Cuide melhor de seus interesses pessoais. Arranjos novos na vida doméstica são favoráveis.

Sagitário 22/11 a 21/12 É possível que você se sinta isolado, distante de algo maior. Isso ocorre porque temeu se envolver no passado! Mergulhos profundos são necessários agora. Mas é coisa para fazer longe da vista alheia. Parceiros —novos e antigos— estão chegando. Atenção a um convite irrecusável!

Capricórnio 22/12 a 20/01 Época de sonhar com um mundo melhor com seu regente Saturno em ângulo perfeito a Netuno —novas canções embalam seu coração. No campo amoroso, Vênus e Mercúrio trazem muitas manifestações de atenção e carinho. Novidades no campo de trabalho e doméstico.

Aquário 21/01 a 19/02 Se você tem um papel social ou alguma autoridade, tenha cuidado com o que vai expressar. Tudo que fizer terá expressividade e será disseminado, dando força a outras pessoas. Desacertos no âmbito doméstico e com colegas de trabalho merecem um papo bem honesto.

Peixes 20/02 a 20/03 Que você anda superconectado com as tendências e as ondas de mudança é inegável! Um grupo ou amigo vem com proposta bacana a esse respeito —questão de estudar e escolher um novo futuro. Em casa, novidades ótimas que melhoram, com Júpiter, algo no campo financeiro.


Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

viver

3

ELIAS MEDEIROS

ELIAS MEDEIROS

Presença O festival contou com a participação do roteirista e diretor João Falcão, da diretora criativa Graziela Peres e, claro, do idealizador do movimento, Paulo Borges. Além das presenças do artista plástico César Revoredo, do jornalista Yuno Silva e da arquiteta Viviane Teles numa conversa sobre a cena cultural ativa no Rio Grande do Norte. Encerrando o último dia do movimento na cidade na subiram ao palco do teatro e deram um show os mossoroenses selecionados na categoria música The Red Boots e a cantora potiguar Khristal. Agora a próxima parada do HotSpot será em Belém do Pará.

Nova Miss Em tempo de Miss Rio Grande do Norte. Acontece logo mais, sob a batuta de Rico Bezerra, o Miss São Gonçalo 2013. O evento que irá escolher a representante do município para participar da etapa estadual acontecerá no Teatro Municipal Poti Cavalcanti a partir das 20h, e contará com a participação de 15 belas candidatas. Estão todos convidados!

georgeazevedo@tribunadonorte.com.br

O Festival Movimento HotSpot passou no último fim de semana pela capital potiguar. O evento que aconteceu no Teatro Riachuelo e trouxe um recorte da produção de 303 artistas selecionados em todo Brasil numa exposição multimídia e multilinguagens que incluiu design, ilustrações, vídeos, música, moda, fotografia, design gráfico, além de imagens de beleza, projetos de arquitetura e cenografia. Do Estado foram nove selecionados em cinco categorias, são elas: música, fotografia, filme e vídeo, ilustração e moda.

George Azevedo

HotSpot

Lançamento Logo mais às 17h, acontece o coquetel de lançamento da 21ª da revista Versailles. O evento será realizado no IV Chá das Noivas no Versailles Cidade Jardim. A revista conta com o cast da Tráfego Models em seu recheio. Recomenda-se levar uma lata de leite em pó.

O mossoroense Matheus Aires selecionado na categoria fotografia com o projeto Folkloh

ELIAS MEDEIROS

Diga Xis O que anda fazendo um sucesso grande no Mossoró Cidade Junina 2013 são os totens, equipamentos fotográficos, posicionados na Praça de Eventos e na Tapera Cor, no Memorial da Resistência, anda atraindo pessoas que querem fazer um registro especial na festa. Os equipamentos funcionam da seguinte forma: o interessado deve se posicionar para ser fotográfico e digitar seu nome e e-mail. Automaticamente, o Totem envia a foto para a Fan Page do Mossoró Cidade Junina, no Facebook, e para o endereço eletrônico fornecido. A novidade tem chamado à atenção do público que faz questão de utilizar o serviço e registrar sua participação no Mossoró Cidade Junina.

Miss Monte Alegre Já que o assunto é Miss. Ainda está em tempo de parabenizar a cidade de Monte Alegre pela nomeação de sua candidata para o concurso. A escolhida foi à

« HOMENAGEM » Missa para o cantor Chico Elion

autos &

motores

TODAS AS SEXTAS NA TRIBUNA DO NORTE

O idealizador do Movimento HotSpot Paulo Borges, a diretora criativa Graziela Peres e o roteirista e diretor João Falcão, após a roda de conversa durante o primeiro dia de festival

Afamília do cantor e compositor Chico Elion (1930-2013), falecido quinta-feira passada (dia 13), convida os amigos e admiradores do artista para a Missa de Sétimo Dia, que será realizada hoje, logo mais às 17h30 na Igreja de Santa Terezinha no Tirol. Nascido em Assu. Elion é autor de “Ranchinho de Paia”, canção gravada por Luiz Gonzaga.

Sempre Linda

modelo Erika Fontes, 19 anos, 1,75m, que é uma modelo de projeção internacional com atuação no mercado asiático e Nova York. Em seu currículo consta trabalhos como: campanha internacional da Coca-Cola, Maybeline e até participação em um filme francês. A coroação da Miss Monte Alegre 2013 aconteceu na última sexta, 14, e contou com a presença do senador e atual ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho.

VI Simpósio Tem início nessa hoje o VI Simpósio Brasileiro sobre Meio Ambiente. O evento que segue até a sexta, 21, no Salão Seridó do Hotel VillaOeste, traz à tona um conjunto de debates sobre os efeitos da seca. O encontro tem como tema "Sociedades Sustentáveis: Estratégias para convivência com o Semiárido", e é promovido pelo Centro de Estudo e Pesquisas do Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional do Semiárido da UERN.

Na categoria moda, destaque para Jardel Liter, de Natal, com seu Cajunegro

Considerada umas das maiores festas juninas do Brasil, o Mossoró Cidade Junina receberá a ação Viva Linda no São João de O Boticário. A iniciativa batizada de “Blitz Viva Linda” contará com um time de profissionais para maquiar as participantes do evento, deixando-as ainda mais belas. O movimento acontece a partir de hoje e vai até a próxima segunda, 24, propondo um jeito diferente de conversar e se relacionar com as consumidoras. A ação acontecerá sempre a partir das 18h às 22h. Confira!

» RAIO X » eee Zoraide Azevedo vem aí com o tradicional “Bazar Junina” da sua Maison Tráfego, ainda este mês. eee Marilene Paiva agenda para o início de julho o lançamento da 40ª edição de sua revista Presença. Fique ligado. eee Parabéns para Genilde Lima, Cláudia Matos, Renata Gabriela Fernandes, José Torquato, Cláudia Pedrosa, Margareth Paiva e Catarina Alves, aniversariantes de hoje.

Para Cortez, é um retrocesso cultural no centro « CONT. DA CAPA » Fundador da livraria, Cortez vê com tristeza o fechamento do negócio que ajudou a fundar. Ele acredita que é preciso incentivos na área

A

Potylivros é a única rede de livrarias em atuação no Rio Grande do Norte com capital 100% potiguar. Empresa de perfil familiar (os Xavier Gomes são de Currais Novos), o encolhimento foi a alternativa encontrada para buscar a reestruturação e, principalmente, encarar a competitividade do mercado e os novos paradigmas do setor. Tanto que, no final de 2012, quando a loja do Praia Shopping estava para fechar, Cleodon Gomes adiantou que o planejamento para este ano incluía a criação de uma loja virtual – o projeto ainda não ganhou as redes nem há previsão para que

Como explicar a vida de empresas estrangeiras para o Brasil” JOSÉ XAVIER CORTEZ editor

isso aconteça. “Precisamos recuperar terreno na venda de livros impressos pela internet”, declarou o empresário há seis meses. O livreiro e editor José Xavier Cortez, 76, o mais velho dos ir-

mãos e criador da Cortez Editora, vê com tristeza o fechamento da livraria que ajudou a fundar: “Lamento profundamente. Vejo como um retrocesso na área da Cultura, algo que faz mal ao país”. Cortez acredita que, além da necessidade de incentivos públicos para o segmento de livros e literatura, “o índice de leitura do brasileiro também precisa melhorar. Estamos bem abaixo da média de leitores na América Latina”. Sobre o potencial do mercado editorial ele lança uma charada: “Como explicar a vinda de empresas estrangeiras para o Brasil? Será que é por que não vende?

A volta do Cinema pela Verdade « DIREITOS HUMANOS » Mostra traz filmes inéditos sobre a Ditadura na América Latina. Exibições diárias na Biblioteca Zila Mamede

P

rossegue em Natal a segunda edição do Cinema pela Verdade. A mostra está em exibição desde terça-feira na Biblioteca Zila Mamede, sempre às 19h. Este ano, foram selecionados dois documentários sobre a ditadura no Brasil e dois filmes de ficção sobre o período da ditadura na Argentina e no Chile. Entre as produções brasileiras estão Eu Me Lembro, de Luiz Fernando Lobo, eMarighella, de Isa Grinspum Ferraz. Já a ficção Infância Clandestina, de Benjamín Ávila, é uma coprodução Brasil-Argentina. E No, de

Pablo Larraín, exibido na estreia da mostra, é um recorte da ditadura chilena. “O Cinema pela Verdade cria um ambiente de mobilização em todo o país. Especialmente junto à juventude, em favor da memória, em favor da construção da verdade para que o país possa, finalmente, passar a limpo a sua história e possa enfrentar os seus erros de frente, para que eles não se repitam mais. E, ao mesmo tempo, possa gerar consciência crítica na juventude para que ela assuma para si um legado de resistência, de

conquistas dos nossos direitos”, disse o presidente da Comissão de Anistia, Paulo Abrão. O documentário “Eu me lembro”, de Luiz Fernando Lobo, acompanha cinco anos das caravanas da Anistia e reconstrói a luta dos perseguidos por reparação, memória, verdade e justiça por meio de imagens de arquivo e de entrevistas. Já Marighella, de Isa Grinspum Ferraz, conta a história do líder comunista e parlamentar Carlos Marighella. Preso e torturado, tornou-se famoso por ter redigido o Manual do Guerrilheiro Urbano.


4

viver

Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013 BLOGJOTAOLIVEIRA

Lucimar Silva Reis, Dalva Procópio, Iesa Gadelha, o hoteleiro Ruizito Pereira Gaspar, Tiago Almeida, Haroldo Varela, Luana Albuquerque.

Surprise Entrando no calendário das boas festas GLBT, Natal vai receber próximo dia 6 de julho, sua primeira edição da Surprise! Sob a batuta dos produtores Caio Machado e Leo Machado, a festa terá decoração, iluminação e sonorização de alta qualidade. Fazendo jus ao nome, várias surpresas acontecerão durante a noitada, estendida até o meio dia do domingo, que terá o Galpão 29 como palco.

Arrasta-Pé No clima das juninas, o talentoso Clodualdo Bahia promove o Arraiá dos 25 anos de sua Designer Brasil. A festança acontece próximo sábado na rua Eng. Octávio, 467 – Candelária, a partir das 20h30. Sacudindo os matutos, show de Forró da Onda e DJ. Os convidados devem levar 1 kg de carne e a bebida de sua preferência. Com certeza será um sucesso!

Juninos no Pé na Estrada: Polion Torres, Rose Flor, Gilson Bezerra e Tarcísio Flor

Amigos de dez: Getúlio Madruga e Fátima Araújo Lima ARQUIVO PESSOAL

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br

Parabéns!

Jota Oliveira

Amigas desde muito: Elda Tavares Machado e Eliane Tavares Barreto

BLOGJOTAOLIVEIRA

CEDIDA

Gosto de gente ESPONTÂNEA, sem farsas e máscaras. Gosto de gente que usa a VERDADE para conquistar, e não a MENTIRA para iludir.” (DESCONHECIDO)

Novidades Chegando a PG Prime o carro dos sonhos dos amantes de velocidade. O novo Jeep Grand Cherokee Turbo Diesel vem com um motor que todos desejam e ótimas condições.

Patrimônio Sem parcerias governamentais e preocupado em preservar o patrimônio do IHGRN, o presidente do Instituto, Valério Mesquita, vem a publico pedir uma colaboração financeira da população potiguar. Detalhes no nosso blog.

Ideias Item fundamental no guarda-roupa masculino, o blazer surge com novas ideias para fugir do convencional. Confira tudo na seção Fashion do nosso blog.

Protesto

No ar

Mais uma vez os manifestantes da “Revolta do Busão” vão às ruas de Natal. O movimento será de cunho nacional e por aqui, acontece a partir das 17h, com concentração em frente ao Shopping Via Direta. - É o Brasil acordando para os desmandos, corrupção, descasos com a Saúde, Segurança, Educação. A onda cartão/bolsa não engana mais a maioria da população.

Desde o fim de semana passado, começaram as transmissões da nova emissora de televisão do RN. Com programação 24 horas, a TV Metropolitano é a primeira de Parnamirim e será afiliada da RBTV. O sinal será emitido pelo canal 30 da Cabo Natal.

Repercussão

Apoiando Abraços de parabéns para o hoteleiro gente boa Ruy Gaspar

A imprensa internacional está acompanhando de perto as manifestações brasileiras. Jornais de todo o mundo noticiam os protestos, que estão juntando milhares e milhares de manifestantes insatisfeitos com a situação do país. Inclusive, sites públicos estão sendo atacados em ato de apoio.

BLOGJOTAOLIVEIRA

Se Ligue!

Sim Na imprensa, comentários de amigos e vizinhos garantindo que o ex-presidente FHC vai se casar novamente. A escolhida foi a jovem Patrícia Kundrát, que já tem passe livre pelo apto dele.

O movimento que pede mudanças no Brasil, as tops Gisele Bündchen e Alessandra Ambrósio publicaram, nas redes sociais, imagens pedindo por um país mais justo.

No passo e compasso da junina de dez: Karina e Fause Abou Chakra

Em nosso blog, na seção GFK: Ministro diz que governo vai ouvir manifestantes.>Adesivos podem substituir agulhas no futuro.> Cientistas fazem experimentos com criação de órgãos artificiais.>Youtube estreia semana da comédia.> Instagram pode ganhar vídeos.> Portal auxiliará jovens que desejam estudar fora.>Apple promove renovação estética nos produtos.>

Toque Livros & Cultura CARLOS DE SOUZA [ fcarlos@tribunadonorte.com.br ]

Uma leitura sempre remete a outras O

utro dia estava lendo um artigo do escritor Anthony Burgess, autor do célebre Laranja Mecânica, em que ele comentava uma série de textos fundadores que deram a ele a ideia de escrever o livro. Então ele cita como uma de suas leituras o livro It Can’t Happen Here, de Sinclair Lewis, Signet Classics, 384 páginas, R$30,00. Lewis é conhecido no Brasil pelo livro Babbit, que saiu por aquela coleção de capa dura da Editora Abril. Logo fiquei interessado pelos dois livros. Primeiro encomendei o livro It Can’t Happen Here para ver se eu conseguiria ler no original. Esbarrei logo numa quadrinha intraduzível. Pedi a ajuda de meus amigos Chico Guedes e Charles Phelan e fui prontamente atendido pelos dois. Não tem como passar o diabo da quadrinha para o português sem perder sua deliciosa aliteração. Só dá para dizer o sentido dela em prosa. Mesmo assim prossegui, tentando traduzir o livro aos trancos e barrancos. Depois de levar um cansaço louco, resolvi comprar a edição em capa dura de Babbitt, Editora Abril Cultural, 441 páginas, São Paulo, no sebo de Abimael Silva. Só então eu compreendi as dificuldades do texto de Sinclair Lewis para brasileiros. Ele escreve de um jeito único, dirigido para quem conhece de perto a cultura do American Way of Life, o sonho americano que se tornou pesadelo. Até as 300 páginas do livro, o leitor não tem exatamente um romance, mas

FOTOS: DIVULGAÇÃO

um apanhado de situações risíveis. São descrições intermináveis e repetitivas de atitudes, costumes, opiniões que dão o retrato fiel de um sujeito pequenoburguês americano que beira as raias da estupidez. São discursos de associações de otários, jantares em que não se tem nada para dizer, jogos de aparências, preconceitos mal disfarçados... meninos, uma podreira só. O personagem tem uma fixação por nobres ingleses e essa é a medida que ele tem para julgar os outros seres humanos. A partir do meio do romance, é que as coisas começam a acontecer de fato. Mas eu não vou contar aqui para não tirar de vocês o verdadeiro sabor da leitura. O que eu posso dizer é que as pusilanimidades do personagem funcionam como agulhas em nossa consciência. Muitos de vocês vão dizer, meu Deus, será que eu também penso e faço esse tipo de coisa, isso acontece comigo e meus amigos também? Aí está o mistério dessa escrita rebuscada de Sinclair Lewis. Ele apresenta as pessoas a partir de seus exteriores e depois vai se aprofundando na alma até chegar ao caroço. As traições conjugais, as amizades traídas, as vaidades tolas, as ilusões perdidas. É disso que se faz um clássico. Diante do texto de Sinclair Lewis eu me torno pequenininho. Tenho até medo de continuar tentando escrever um livro que preste. Agora estou pronto para enfrentar o desafio de ler It Can’t Happen Here, que

traduzindo toscamente quer dizer, “isso não acontece aqui”. Vai ser dureza, eu sei, mas também sei que vou me divertir muito. Lewis tem a capacidade inerente aos grandes autores de mostrar o quanto podemos ser pequenos, mesquinhos e ridículos, enquanto seres humanos. O cara que passa a perna no outro e se acha o máximo, o rei da cocada preta, que ri entre seus pares como quem diz, “olha como eu sou esperto”, no fundo não passa de uma alma miserável. É isso que Lewis tenta nos contar. Ele também não deixa de futucar, com um certo prazer mórbido, a ferida americana. A mania de grandeza, o conservadorismo, a ganância e principalmente a hipocrisia. Os antiamericanos, com certeza, vão se deleitar ao ler este livro. Ainda bem que é escrito por um americano. Mas um americano com um profundo senso de

autocrítica. Agora para fechar o círculo, volto ao início deste texto. Tem uma versão nova de Laranja Mecânica, Edição Especial de 50 Anos, de Anthony Burgess, Editora Aleph, ilustrações de Angeli, 352 páginas, R$79,00, nas livrarias. Já tem alguns meses, mas vale a pena comentar aqui agora. Como vocês sabem, este romance de Burgess deu origem ao filme de mesmo nome do cineasta Stanley Kubrick. E como reza a tradição, muitos dizem que o livro é sempre melhor que o filme. Neste caso eu faria uma ressalva: ambos são bons na mesma medida. A única diferença é que no livro você vai ter informações que o filme não pode dar, principalmente em se tratando de linguística. Burgess criou até mesmo um dialeto em que os personagens se comunicam. E o livro aprofunda as questões mo-

rais e éticas do filme. “O profeta do terror que a Laranja Mecânica anuncia”, canta Belchior, nosso grande compositor popular. O tema do livro e do filme é exatamente isso. A violência, que bate agora em nossas portas e nos deixa a cada dia mais apavorados e boquiabertos, aparece no livro e no filme em estado puro. É assim que um livro se torna um clássico. Burgess e Kubrick viram isso com anos de antecedência. Quando o filme chegou aqui no Brasil, na época da ditadura militar, a única preocupação dos caras foi evitar que mostrassem os seios de uma moça sendo estuprada. A história toda trata de um delinquente juvenil, oriundo da classe operária inglesa, que se diverte ingerindo drogas e praticando atos de ultraviolência. Ele tem um diferencial curioso: adora a Nona Sinfonia, de Beethoven. Quando eu vi o filme, fi-

quei intrigado por que aquele cara gostava tanto do terceiro movimento dessa sinfonia, intitulado de Ode to Joy, ode à alegria, se ele era um perverso da pior marca. Passei dias ouvindo essa música e tudo que ela provocava em mim eram sentimentos de bondade e alegria. Enquanto para ele, a música despertava ganas de destruição. Esses são alguns dos mistérios da arte. Pois é, e para encerrar esse meu papo ainda quero comentar o que Anthony Burgess diz em seu artigo que desencadeou toda essa conversa de hoje. Ele diz que, no momento em que escrevia o artigo, já se encontrava numa idade bastante avançada e que, com todo o dinheiro e honrarias que conquistou até aquele dia, poderia ter tudo que quisesse ter. No entanto, a idade já não o permitia desfrutar de nada disso. Uma pequena nota de amargura que traz em seu interior tanta verdade, tanta honestidade, que me deixou emocionado feito um besta. Não conheço nada mais profundo sobre a vaidade humana do que essas poucas palavras. O cara passa a vida inteira correndo atrás de um reconhecimento qualquer, para no final encontrar apenas os achaques da velhice o túmulo lá adiante. Vão pensando um pouquinho aí nisso, mas não precisam entrar em depressão. Porque logo em seguida Burgess agradece por tudo que a vida lhe tem dado. E isso é o que importa.


esportes JEFFERSON BERNARDES/VIPCOMM

Editor: Itamar Ciríaco- itamar@tribunadonorte.com.br

Natal • Rio Grande do Norte • Quarta-feira • 19 de junho de 2013

estrelas o palco e as

Fortaleza recebe, no Estádio Castelão, às 16h, o segundo jogo da Seleção Brasileira na Copa das Confederações

é EM ALTA Felipão As boas apresentações diante da França e do Japão elevaram a confiança no técnico.

Uma nova vitória do Brasil garante a vaga para a próxima fase da competição de forma antecipada O México, antigo freguês da Seleção, tem se transformado numa verdadeira “pedra no sapato” para os brasileiros

é EM BAIXA José M. de La Torre O técnico mexicano está sob pressão após Eliminatórias ruim e derrota para a Itália.

F

ortaleza (CE) - Gazeta Press - Depois de derrotar o Japão por 3 a 0 em sua estreia, a Seleção Brasileira volta a campo pela Copa das Confederações às 16h, quando encara o México no Estádio Castelão, em Fortaleza (CE), pela segunda rodada do Grupo A. O time canarinho lidera com três pontos, ao lado da Itália, que derrotou os mexicanos por 2 a 1 no domingo. Assim, os brasileiros garantirão a vaga por antecipação nas semifinais se vencerem e os italianos, no mesmo dia, não forem derrotados pelos japoneses. Já para os mexicanos apenas a vitória interessa para manter vivo o sonho de repetir a campanha de 1999, quando conquistaram a taça.

Luiz Felipe Scolari, técnico do Brasil, acredita que a tranquilidade será o principal fator para os brasileiros conseguirem um novo reultado positivo nesta quarta-feira. Ele entende que a boa estreia tirou um peso das costas do time, que estava pressionado para jogar bem e ganhar em casa. “Nós conseguimos contra o Japão um resultado que deverá interferir de maneira muito positiva na partida contra o México, já que teremos a tranquilidade de saber que podemos fazer o nosso jogo fluir com calma, naturalmente. Não vai ser fácil, mas agora sabemos que não estaremos eliminados em caso de tropeço e que podemos buscar a vitória com tranquilidade. Além disso, a torcida mostrou

que está conosco. Desde a hora que tocou o hino, algo que amedronta o adversário, até o minuto final. Essa combinação deverá render bons frutos para nós”, afirmou Felipão. Os brasileiros, porém, reconhecem que dessa vez terão um adversário bem mais complicado que o da estreia. O México tem se acostumado a criar problemas para o Brasil. Foi assim na vitória de 2 a 0 em amistoso disputado em junho do ano passado. Além disso, os mais jovens do grupo, como o zagueiro Thiago Silva, têm na memória a derrota para os mexicanos na final dos Jogos Olímpicos de Londres, no ano passado. Isso sem falar que em 1999, em seu único título, o México superou os canarinhos

na decisão. “O México é um time que normalmente o Brasil encontra muitas dificuldades para enfrentar, principalmente para penetrar em seu sistema defensivo. Eles se fecham bem e são rápidos e eficientes nos contraataques. Será ainda mais complicado dessa vez, pois vamos jogar em casa e precisamos do resultado. Mas sabemos do nosso potencial, tivemos uma boa estreia e acredito que o nosso jogo vai fluir e nos levar a um triunfo”, disse Thiago Silva. A Seleção Brasileira já está escalada para esta partida e Felipão vai repetir a escalação que derrotou o Japão na estreia, a mesma que usou no amistoso contra a França, que venceu por 3 a 0. Neste jogo o treinador encontrou o time que considera ideal e que deu uma demonstração a mais de força contra os japoneses. Pelo lado do México, o técnico José Manuel de la Torre tem procurado passar confiança aos seus jogadores após o fracasso na estreia e entende que enfrentar o Brasil pode ser uma oportunidade de reação. “Nós perdemos para a Itália nos detalhes e ainda podemos nos classificar. É sempre complicado enfrentar a Seleção Brasileira, mas é o típico jogo em que, ganhando, podemos arrancar bem para as semifinais”, disse La Torre. O treinador da seleção mexicana não quis antecipar a escalação que pretende mandar a campo diante da Seleção Brasileira, mas deverá manter a base da estreia.

O México é um time que normalmente a Seleção Brasileira encontra muitas dificuldades” THIAGO SILVA zagueiro da Seleção Brasileira

FICHA TÉCNICA BRASIL MÉXICO Julio César, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar e Hulk; Neymar e Fred Técnico: Luiz Felipe Scolari

Corona, Flores, Francisco Rodríguez, Moreno e Salcido; Torrado, Aquino, Zavala, Giovanni dos Santos e Guardado; Chicharito Hernandez Técnico: Manuel de la Torre

Estádio: Castelão, em Fortaleza (CE) Horário: 16h Árbitro: Howard Webb (Inglaterra) Assistentes: Michael Mullarkey (Inglaterra) e Darren Cann (Inglaterra)


2

Natal - Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

esportes

Comandados pelo polêmico Balotelli e pelo habilidoso Pirlo, os italianos entram em campo para enfrentar o Japão como favoritos. Partida começa às 19h na Arena Fonte Nova, em Salvador

FICHA TÉCNICA ITÁLIA JAPÃO

a daforça Itália

Buffon, Abate, Barzagli, Chiellini e De Sciglio; De Rossi, Pirlo, Montolivo, Marchisio e Giaccherini; Balotelli Técnico: Cesare Prandelli

Kawashima, Uchida, Konno, Yoshida e Nagatomo; Endo, Hasebe, Honda, Kagawa e Kiyotake; Okazaki Técnico: Alberto Zaccheroni

Estádio: Arena Pernambuco, em Recife (PE) Horário: 19h Árbitro: Diego Abal (Argentina)

CELSO PUPO/ESTADÃO CONTEÚDO

R

é

ecife (PE) - Gazeta Press - Itália e Japão se enfrentam às 19h, na Arena Pernambuco, em Recife (PE), no complemento da segunda rodada do Grupo A da Copa das Confederações. A Azzurra estreou com um importante resultado, a vitória de 2 a 1 sobre o México, e divide a liderança da chave com a Seleção Brasileira, que fez 3 a 0 nos japoneses em seu primeiro jogo. Uma derrota em Pernambuco vai gerar a eliminação precoce do time asiático. Já os italianos, ganhando, se garantem nas semifinais desde que os brasileiros, mais cedo, às 16h, superem os mexicanos. Cesare Prandelli, técnico da Itália, acredita que sua equipe tem plenas condições de derrotar os japoneses, pois entende que a Azzurra está tendo atuações maduras. “Hoje nós vamos a campo sabendo exatamente do que precisamos para conseguir as vitórias. Foi assim contra o México e espero que seja assim contra o Japão. Nós sabemos que podemos nos impor e que temos condições de vencer e isso é o primeiro passo para ganharmos”, disse Prandelli. O treinador, porém, pediu atenção com os contra-ataques japoneses. “O Japão sabe o que fazer quando tem a bola e uma defesa fragilizada pela frente. Temos que fazer de tudo para que eles nunca pensem que a nossa defesa está frágil”, afirmou o treinador. Em termos de escalação, Prandelli vai manter a da estreia, mesmo já contando com o retorno do atacante El Shaarawy, recuperado de dores musculares na coxa direita. Pelo lado do Japão, o técnico Alberto Zaccheroni também não deverá modificar a sua equipe, mas entende que é preciso mostrar uma atitude diferente do que foi visto contra o Brasil. “Contra o Brasil não conseguimos colocar em prática o nosso futebol, talvez porque levamos um gol muito cedo. Mas tenho convicção de que podemos mudar nossa atitude e fazer uma grande partida diante da Itália. Confio no potencial de meus comandados e temos coisas a mostrar nesta Copa das Confederações”, disse Zaccheroni.

Jerusalém (Israel) - Gazeta Press - Comandada por Andrea Pirlo, a grande atuação da Itália na estreia na Copa das Confederações diante do México, no Maracanã, segue repercutindo mundo afora. Ontem, foi a vez do presidente da Uefa, Michel Platini, se render ao futebol apresentado pelo meia e pela Squadra Azzurra, que, segundo ele, é uma das favoritas ao título do torneio. “Uma final não é jogada an-

« PROTESTO »

« MÉXICO »

« CUSTO »

« ELIMINATÓRIAS »

« CRÍTICAS »

« POLÊMICA »

Jogo do Brasil terá manifestantes

Mexicanos têm bom retrospecto

Mundial tem 10% de aumento

Três seleções ganham vagas

Felipão aborrecido com a FIFA

Fifa tira gol de nigeriano

A exemplo do que ocorreu na estreia de sábado em Brasília, o jogo da seleção brasileira hoje, em Fortaleza, vai ser marcado por protestos de grupos contrários à realização da Copa do Mundo. A diferença é que, desta vez, a Polícia Militar, descontente, poderá ficar ao lado dos manifestantes, e, ao contrário do que ocorreu em Brasília, o protesto poderá entrar no Castelão. Um grupo de torcedores que vai ao jogo pretende levar cartazes com críticas à corrupção e, entre outros atos, cantar o Hino Nacional posicionado de costas.

Durante décadas, o México sempre foi um adversário cômodo para a Seleção Brasileira. Mas nos últimos anos, o panorama foi se modificando. O retrospecto ainda favorece o Brasil. Em 36 jogos, são 20 vitórias, seis empates e dez derrotas. Mas, o Brasil perdeu nos jogos olímpicos de 2012 e o último jogo disputado entre as seleções de Brasil e México foi amistoso e aconteceu no dia 3 de junho de 2012, nos Estados Unidos. A equipe brasileira era dirigida por Mano Menezes foi derrotada por 2 a 0.

Ainda em fase de preparação para receber a Copa do Mundo de 2014, o Brasil tem investido valores mais altos no evento e aumentou em 10% seus gastos desde abril. Conforme divulgou o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luiz Fernandes, nesta terça-feira, o custo das obras subiu de R$ 25,5 bilhões para R$ 28 bilhões, permanecendo dentro do orçamento total de R$ 33 bilhões. “Divulgaremos em julho nova atualização da Matriz de Responsabilidade. Os investimentos estão em R$ 28 bilhões”, confirmou.

O Brasil conheceu ontem mais três seleções que viajarão ao país para disputa da Copa do Mundo de 2014. Após o Japão, primeiro país garantido, a Austrália, a Coréia do Sul e o Irã conquistaram uma vaga no Mundial do ano que vem. A Austrália teve a vaga confirmada após vitória por 1 a 0 sobe o Iraque. Esta é a quarta vez que a seleção australiana jogará uma Copa do Mundo, sendo a terceira seguida. Os australianos comemoraram muito a vaga e querem fazer história no mundial brasileiro.

Luiz Felipe Scolari está insatisfeito com a organização da Copa das Confederações. O treinador da Seleção se mostrou irritado com as críticas feitas aos treinos fechados do Brasil e revelou que a culpa não deve ser dirigida a ele e sim à Fifa, responsável por impor regras que impedem a presença de público e limitam o tempo de cobertura da imprensa. “Não é verdade que fechamos os treinos porque queremos. A Fifa exige isso. O Julio também quer que tirem o filme do ônibus, porque o povo não pode ver a Seleção nas ruas”.

Depois de revisar o lance do primeiro gol da Nigéria, marcado na goleada por 6 a 1 contra o Taiti, segunda, no Mineirão, a Fifa mudou sua decisão, e julgou que o gol foi contra, marcado por Nicolas Vallar, camisa 10 dos taitianos. A equipe de arbitragem tinha apontado o atacante Uwa Echiejile, da Nigéria, como autor do tento. Taiti e Nigéria voltam a campo amanhã. Os taitianos enfrentam a Espanha, às 16 horas, no Maracanã. Já os africanos jogam diante do Uruguai na Fonte Nova, às 19 horas.

EM ALTA Pirlo Meio-campo da Itália completou 100 jogos pela Seleção, marcou um gol e vive uma “lua de mel” com a torcida

8º Lugar no ranking da FIFA é a posição dos Italianos, na última atualização. Os japoneses ocupam apenas a 32ª colocação

Platini aposta que italianos podem ficar com o título tes. Tudo é possível, e a Itália não tem nada a perder. Por isso é uma das favoritas, está em uma posição tranquila”, afirmou o exjogador francês, em entrevista à “Gazzetta dello Sport”. Meia habilidoso e criativo, Michel Platini foi um dos melhores jogadores do mundo em sua época. Bicampeão italiano com a Juventus, carregou a França ao título europeu de 1984 e à quarta colocação na Copa do Mundo de 1982 e terceira posição no

Mundial de 1986. Hoje, já aos 57 anos e ocupando o maior cargo do futebol europeu, o ex-atleta se rende ao talento de Andrea Pirlo, meia que brilha pela mesma Vecchia Senhora de Platini. “É um jogador extraordinário, um grande valor para a Juventus e seleção italiana. E é lamentável que as TVs mostrem somente imagens de atacantes e gols”, afirmou ele. Essa, aliás, não é a primeira vez que o presidente da Uefa elogia o experiente jogador italiano. Em novembro do ano passado, a cerca de um mês da eleição para o melhor jogador do mundo pela Fifa, Platini colocou

o meia da Juventus como o seu favorito para ganhar o prêmio, que foi conquistado, pela quarta vez seguida, pelo argentino Lionel Messi. No último domingo, em sua centésima partida com a camisa da Azzurra, Pirlo foi o dono do jogo contra o México, no Maracanã. Anotou, de falta, o gol que abriu o placar para a Itália, distribuiu passes precisos e conquistou o torcedor no maior templo do futebol brasileiro. Ele volta a campo nesta quarta-feira, em Recife, para o confronto contra o Japão, às 19 horas (de Brasília), pela segunda rodada do Grupo A da Copa das Confederações.

é

Balotelli, que tem por costume mostrar os músculos após anotar seus gols estará em campo contra os japoneses na Fonte Nova

EM BAIXA Kagawa Maior estrela da seleção do Japão, jogador teve atuação ruim contra o Brasil e entra em campo pressionado junto com toda equipe


Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

esportes

Apito Final EVERALDO LOPES [ elopes@tribunadonorte.com.br ]

Estadual chega aos 94 anos Um dos mais antigos Campeonatos Estaduais disputados no Brasil – o potiguar estará completando 94 anos no próximo sábado. Tão antiga é a competição, que ao ser iniciada pela primeira vez não contava nem mesmo com um campo, murado, por mais modesto que possa ter sido. Somente nove anos depois, no mês de janeiro, ao ser convidado para dar o pontapé inicial de um torneio num descampado existente na praça Pedro Velho (hoje praça Cívica) o então governador Juvenal Lamartine prometeu que naquele mesmo ano presentearia os “players” da época com um local mais condigno. E cumpriu a promessa, construindo o estadinho que receberia seu nome como gratidão dos jogadores e torcedores no prazo de seis meses. O detalhe é que a parte superior da arquibancada era toda de madeira de lei adquirida no Pará. A inauguração aconteceu dia 20 de outubro de 1928.

Você conhece?

Você conhece? (2)

Amigo leitor, vai aqui um pouco de humor e algumas perguntas do tipo “teste seus conhecimentos”. Veja os nomes postados e que tipo de atividade essa turma exerce. Pergunto: esses caras todos são escritores, cientistas, atletas, cantores, artistas de tevê e/ou empresários? Roche, Ludi Chong Rue, Roihau Degagee, Estav Aranedavion, Taura, Vero Labayen Marmouyet, Tehau, Oboabama, Omerue, Ogu e Fegor Eguae.

Quem imaginou essas pessoas serem artistas plásticos, escritores, cientistas, astros da televisão escandinava, etc, errou redondamente. Os dez nomes citados são jogadores das seleções de Taiti e Nigéria, eles se enfrentaram anteontem pela Copa das Confederações. Há ainda outras “raridades”, como Faatiarau Tamatoa, Heimano Bourebare, Marama Vahirua, mas nenhum supera o japonês Shinji Kagava...

Boca no trombone Nos velhos tempos do ABC, em que o diretor de futebol do clube era José Prudêncio, ele abria o bocão e advertia os jogadores de que, se flagrasse algum deles bebendo ou com mulheres de programa, “botava a boca no trombone”. Agora, aparece o presidente do ASA de

Arapiraca – conhecido como o folclórico Zé de Danco, fazendo ameaças. “Se tomar conhecimento de que tem jogador do clube saindo com prostitutas, dá nome aos bois e rescinde o contrato, sem contemplação”. O ASA está na 14ª colocação da série “B”, com sete pontos.

Quem se habilita? Como sempre faço, bati uma “caixinha” com o grande vascaíno Arnóbio Felinto, natalense que mora no Rio há 40 anos, tem carta branca dentro do Vasco da Gama, é amigo pessoal de Roberto “Dinamite”. Ele voltou a conversar sobre o acordo que o clube fez com a Receita Federal,

visando a amortizar o débito que o clube tem com a Receita. O projeto <vascodivida.com.br>, que consiste no torcedor contribuir com R$ 20,00 mensalmente, ajudando a liquidar a dívida. Até agora, o torcedor já contribuiu e amortizou quase R$ 400 mil do débito.

Polêmica No blog “datatrindade.blogspot.com> o pesquisador Marcos Trindade postou um assunto, que deve gerar alguns protestos, mas ele afirma com convicção de que está com a razão. Segundo ele, o potiguar Marinho Chagas em momento algum foi apontado como o melhor da Copa de 1974, e cita aquela que teria sido a seleção dos melhores do Mundial/74. Mayer (Ale), Beckenbauer (Alem), Zé Maria (Bra) e Neekens (Hol), Breyner (Alem) e Lato (Pol), Edströen (Suécia), Deyna (Pol), Cruyff (Hol) e Szarmach (Polônia).

Ritual macabro Não me amarro muito nessas lutas UFC, onde tudo é permitido, exceto chute na cara - se o adversário estiver caído, e chute nos testículos. No mais, vale tudo. UFC é mais violento do que o próprio boxe. O que me parece desnecessário - como se fosse um ritual, é quando os dois lutadores fixam o olhar, cara a cara, quase encostando a ponta do nariz no adversário. Ritual (2) Pra completar o diferencial do UFC, após a luta, mesmo que o perdedor seja massacrado, olho inchado, sangue escorrendo pelo nariz, os dois se cumprimentam, se abraçando. Com cereteza é o que deve acontecer na luta programada para o dia 26/07, em Las Vegas, vão se duelar o brasileiro Ânderson Silva e o norte-americano Cris Weidman.

Aniversários Nesta quinta-feira, às 13h no restaurante e churrascaria “Fogo e Chama”, na Ponta do Morcego, Wilma Felinto recebe os amigos para festejar a data. *** Outro aniversariante ilustre e querido por todos é Luiz G. M. Bezerra, o decano da imprensa esportiva do RN, chegando bem pertinho dos 90 anos. Luiz recebe dia 21, os cumprimentos dos filhos, netos e bisnetos.

«

CARTÃO AMARELO

»

3

Fluminense comemora tempo livre para treinar « BRASILEIRO SÉRIE A » Equipe foi disputar um torneio nos EUA, onde o técnico Abel Braga aproveita para aprimorar a parte técnica do elenco MOYSES FERNAN/PHOOCAMERA

Ú

nico clube do Rio de Janeiro na Copa Libertadores, o Fluminense sofreu muito com a maratona no primeiro semestre. A campanha no Campeonato Carioca acabou muito prejudicada. Na Taça Guanabara, primeiro turno, o time foi eliminado nas semifinais pelo Vasco, com uma derrota por 3 a 2, em uma partida que o desgaste pesou consideravelmente. Na Taça Rio, segundo turno, a derrota por 1 a 0 para o Botafogo, na final, custou a eliminação e foi disputada entre os dois encontros com o Emelec, do Equador, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Já nas quartas de final do torneio continental, os confrontos com o Olimpia, do Paraguai, já foram disputados no meio do Campeonato Brasileiro e o Tricolor teve que disputar algumas rodadas do Brasileirão com o time misto. Assim, mais uma vez viu seu desempenho ser prejudicado. Agora, com o recesso da competição para a realização da Copa das Confederações, o Fluminense terá quase um mês para se dedicar apenas a treinos. O grupo se encontra fazendo uma intertemporada nos Estados Unidos e os jogadores vibram com o período de treinamentos. “Para nós a maratona de jogos realmente foi muito pesada nesses primeiros meses do ano, pois tivemos muitas partidas decisivas em um curto espaço de tempo e não quisemos priorizar nenhuma competição. Estou satisfeito com esse período para podermos treinar e nos adaptarmos ainda mais aquilo que o Abel espera de nós para o segundo semestre. Temos que corrigir os erros e nos preparar para o que está por vir, pois o Brasileirão é muito puxado e ainda teremos a Copa do Brasil pela frente. Portanto, é hora de recarregar a bateria”, afirmou o atacante Rafael Sobis. O também atacante Rhayner pensa parecido. “Essa intertemporada será de um imenso proveito para a gente. Nós, que vínhamos de jogos exaustivos pelo Carioca e intercalados com a Libertadores, ficamos cansados. Ainda tivemos um jogo as mais antes dessa parada no Brasileiro. Aqui teremos um tempo para descansar, teremos alimentação correta e concentração para trabalhar”, destacou.

Thiago Neves, Bruno e Rafael Sóbis acreditam que o Fluminense tende a melhorar no Brasileiro BRUNO CANTINO/AGIF/EC

Durval fica e Miralles ainda procura clube

Zagueiro Réver está fora dos confrontos contra os argentinos

Punido pela Conmebol, Réver desfalca Atlético/MG O Atlético Mineiro não vai poder contar com o seu principal defensor nas duas partidas semifinais da Copa Libertadores diante do Newell’s Old Boys, da Argentina. O zagueiro Rever, que atualmente está com a seleção brasileira na disputa da Copa das Confederações, foi punido pelo Tribunal de Disciplina da Conmebol por conta da expulsão após a partida de quartas de final contra o Tijuana, no estádio Independência, em Belo Horizonte. De acordo com o Atlético, a punição poderia ter sido ainda mais dura, uma vez que a pena máxima neste caso seria de quatro jogos Réver aplaudiu ironicamente o árbitro chileno Patricio Polic ao fim do jogo, em protesto contra a marcação de

« FÓRMULA 1 »

McLaren decepciona, mas Button defende o “chefe” Equipe não marcou pontos no GP do Canadá e está na décima posição

L

ondres (AE) - Depois de amargar no GP do Canadá de Fórmula 1, no último dia 9, a primeira prova da McLaren em quatro anos sem pontos contabilizados pela escuderia, Jenson Button admite que a mesma passa por um momento ruim. O piloto inglês ocupa a decepcionante 10.ª posição do Mundial de Pilotos, com apenas 25 pontos, enquanto que o seu companheiro de equipe, o mexicano Sergio Pérez, é o 13.º do campeonato, com 12. Mas, apesar do cenário historicamente adverso para a McLaren após sete provas disputadas, Button segue defendendo o trabalho realizado por

« SANTOS »

Martin Whitmarsh, chefe da equipe, ao projetar o futuro na Fórmula 1. "Martin é um grande cara. Esteve envolvido em mais de 100 vitórias desde que se juntou à McLaren em 1989 e obteve, portanto, uma enorme quantidade de conhecimentos e experiências. Ele está extremamente motivado para mudar as coisas", ressaltou Button, em entrevista ao site oficial da Fórmula 1, publicada nesta terça-feira. Em entrevista à emissora inglesa Sky Sports, o campeão mundial de 2009 também respaldou o trabalho realizado por Whitmarsh, lembrando que o chefe de equipe vive um momento incomum, mas nem por isso deixou de defender a sua continuidade no cargo. "É muito difícil para um chefe de equipe quando, de repente, um time que normalmente vence GPs não o faz, mas ele é o melhor líder para nos guiar”, disse.

um pênalti nos acréscimos da partida que valia vaga na semifinal, e acabou expulso. Porém, como a punição não chegou a quatro jogos, não há a possibilidade de recurso, o que obriga Rever a ficar de fora das duas partidas contra o Newell’s, nos dias 3 (na Argentina) e 10 de julho (em Belo Horizonte). Leonardo Silva, assim, deverá ganhar a companhia de Gilberto Silva na equipe titular. O Atlético-MG só volta a jogar no dia 3 de julho, contra o Newell’s Old Boys, pela semifinal da Libertadores, mas como a partida é de fundamental importância para as pretensões do Galo, a diretoria alvinegra já está pensando na logística para este duelo.

Após cinco dias de folga, o Santos se reapresentou na tarde de ontem, no CT Rei Pelé. As novidades ficaram por conta das presenças do zagueiro Durval e do atacante Miralles. O defensor, que estava prestes a acertar a sua ida para o Sport, decidiu ficar na Vila Belmiro. Já o avante argentino, que procura clubes em seu país natal, se reapresentou e ainda tem o seu futuro indefinido na equipe praiana. A situação de Durval, que chegou a sofrer uma reviravolta e, depois, se aproximou de um desfecho favorável ao retorno do atleta para a Ilha do Retiro, fracassou mais uma vez.

hoje na tv 14h - Campeonato Argentino: Estudiantes x Lanús; FOX Sports 16h - Copa das Confederações: Brasil x México; Globo, Bandeirantes e SporTV 16h - Liga Espanhola de Futsal: Barcelona x El Pozo Murcia; Esporte Interativo 17h - Liga Espanhola de Basquete: Real Madrid x Barcelona; BandSports 19h - Copa das Confederações: Itália x Japão; Bandeirantes e SporTV 20h - MLB: New York Yankees x Los Angeles Dodgers; ESPN+ 21h - NHL: Boston Bruins x Chicago Blackhawks; ESPN Internacional


4

Natal • Rio Grande do Norte Quarta-feira, 19 de junho de 2013

esportes

América aprimora parte física « BRASILEIRO - SÉRIE B » Com o objetivo de lutar pela recuperação na competição nacional, técnico Roberto

Fernandes quer aproveitar período de interrupção da disputa para dar mais força ao grupo e entrosar

O

s próximos dias no América serão de muito trabalho físico para os jogadores. Um dos maiores problemas que o time vinha enfrentando na reta final do campeonato estadual e início da série B, de acordo com o técnico alvirrubro Roberto Fernandes e a grande maioria do elenco, era a sequência de jogos, o que impossibilitava o time de aprimorar a parte física e, consequentemente, a parte tática ficava prejudicada com excesso de jogos (média de três por semana). Agora, com a pausa para a disputa da Copa do Confederações, o América volta a campo pela série B do Brasileiro apenas no dia 2 de julho, contra o Bragantino, em São Paulo. Antes disso, o clube participa da Taça Ecohouse, torneio que vai envolver ABC, Alecrim e Náutico, a partir do próximo final de semana, no estádio Frasqueirão. Mas, se depender do comandante alvirrubro, nem todos os titulares irão participar do torneio. “O mais importante aqui é, para o América é a série B. Mas, se fôssemos treinar para esse torneio, só teríamos uma semana. E focando para a competição nacional, teremos duas semanas. Sei que a Taça Ecohouse é importante, vai servir para algumas análises, mas, até sábado, o time todo vai treinar apenas a parte física. Então, fica complicado escalar o time considerado titular logo no primeiro jogo. Tudo vai depender do momento”, adian-

JÚNIOR SANTOS

ì QUEM Roberto Fernandes decide realizar um trabalho de recuperação física nos jogadores do América.

O QUE O treinador do alvirrubro disse que vai usar uma formação mista na estreia no torneio Ecohouse.

tou Fernandes. Um dos jogadores que deve ser poupado é o atacante Júnior Negão. O jogador foi criticado por parte da torcida pelo baixo rendimento dentro de campo e pela pouca produtividade. Em seis jogos pelo América, marcou apenas um gol. Mas, o atleta se defende. “É difícil mudar um time com um campeonato em andamento. Agora, com essa parada, vamos ter tempo de corrigir os erros, nos preparar bem fisicamente e taticamente e voltar para a série B melhor do que quando paramos. Em relação a jogar esse torneio, todo jogador quer estar em campo, mas isso é uma decisão do treinador”, disse. Quem deve ser o novo companheiro de ataque de Júnior Negão é o atacante Rodrigo Pimpão, que já teve passagens pelo

Vasco e Figueirense e estava no futebol asiático. O jogador já é dado como novo reforço do clube, mas, Roberto Fernandes se mostrou cauteloso com a negociação. “Sei que é um jogador de qualidade, de velocidade, mas, só gosto de falar sobre reforço quando está assinado com o clube. Tivemos alguns problemas no passado em relação a isso e, só falo quando estiver com contrato assinado”, afirmou. No treino físico, os únicos que não participaram foram o goleiro Dida, o lateral Norberto, o meio campo Netinho e o atacante Cléo, todos no departamento médico. O jovem atacante Índio Oliveira, foi devolvido as categorias de base do time, porque, segundo fontes, o jogadores estaria cometendo atos de indisciplina no elenco profissional. O adversário do América na estreia da Taça Ecohouse é o Náutico/PE. O elenco do clube de Recife vem qualificado, alguns jogadores com passagens por outros grandes clubes brasileiros, tais como os meias Elicarlos (Cruzeiro), Derley (Atlético Paranaense), Rodrigo Souto (Santos, Corinthians e São Paulo), Martinez (Cruzeiro e Palmeiras), Magrão (Internacional, Corinthians e Palmeiras). O clube vem de uma parada nos jogos do Brasileiro pelo início da Copa das Confederações, mas retorna as atividades do Campeonato no dia 7 de julho, contra a Ponte Preta, na Arena Pernambuco.

Jogadores trabalham forte no CT. Parte física será prioridade na primeira semana de interrupção

ABC se livra de trocar um time inteiro A troca de nomes de comandante técnico de última hora, trazendo Waldemar Lemos para comandar o ABC, pode gerar algumas economias a diretoria, uma vez que Zé Teodoro, que desistiu de vir para o alvinegro para assumir o comando do Náutico, havia solicitado um time inteiro de reforços. Já o atual técnico, não fez qualquer tipo de exigência e pretende trabalhar o grupo que encontrou no clube, do qual conhece vários jogadores. O vice-presidente de futebol abecedista Bira Marques revelou essa pedida de Teodoro ontem, em

entrevista a Rádio Globo Natal, quando disse que devem chegar no máximo cinco novos reforços. “Zé Teodoro havia nos pedido a contratação de 11 novos atletas, mas não passava pela nossa cabeça contratar tanto. Acredito que precisamos de um ou dois jogadores para o meio-campo, mais um zagueiro e um atacante de velocidade”, afirmou o dirigente. Com relação a Toni e Erick Flores, reforços cujos dirigentes pretendem apresentar hoje, o treinador avaliou bem a dupla, ele disse que já teve a oportunidade de trabalhar com ToADRIANO ABREU

ni e que o atleta vai ajudar muito o ABC, a exemplo de Erick Flores, com quem ainda não trabalhou, porém conhece a qualidade do jogador. Thiaguinho e Flávio Boaventura já estão de volta aos treinos. “Felizmente estou recuperado da lesão que tive. Uma lesão chata no adutor, que me deixou fora desse início de campeonato, e agora estou voltando com força total, motivado, para poder estrear no Campeonato Brasileiro e buscar ajudar a equipe a sair dessa zona que nos incomoda”, disse o lateral Thiaguinho.

« ESTUDANTIL »

UFRN obtém bom êxito com apoio ao esporte

A Gustavo Oséas é apontado como atleta de destaque na categoria

« JIU-JITSU »

Sem incentivo, atletas do RN deixam Estado Campeão brasileiro, Gustavo Oséas foi tentar a sorte lutando pelo Amazonas

A

lguns bons valores do Jiujitsu do Rio Grande do Norte, por falta de incentivo, estão deixando o estado atrás de melhores condições de treinamento. Apesar de ter academias, professores e atletas com reconhecimento mundial, falta aos potiguares um projeto de esporte e patrocinadores para evitar o êxodo cada vez maior de seus representantes. Esse é o pensamento de Gustavo Argemiro ou Gustavo Oséas, como é mais conhecido no meio. O atleta oriundo de Natal, cidade onde nasceu e iniciou os primeiros golpes no tatame, hoje está morando em Manaus e reconhece que as autoridades manauaras têm muito mais atenção com os atletas das modalidades de luta que os políticos potiguares. “E Manaus o governador concede bolsa atleta para os lutadores de todas as modalidades e que

estejam bem ranqueados. A bolsa é de R$ 1.400,00 mais algumas premiações que dependem do resultado que cada um conquista e que podem quase duplicar essa verba”, explicou. Gustavo Argemiro, faixa azul e que luta na categoria até 76 Kg, venceu o Campeonato Sul-americano, a Copa Pan-americana e foi terceiro colocado no último Brasileiro que disputou, disse que ficou surpreso com o apoio que os atletas do Amazonas recebem. “Para disputar o Sulamericano realizado em Manaus, só foi possível por que eu rifei uma câmera digital que um amigo me deu. Graças a Deus consegui levantar recursos suficientes para fazer essa viagem”, lembra o lutador que reside em Manaus há três meses. Ele treina pela academia Nova União e seguiu para o Amazonas a convite do amigo Arlisson Melo. “Arlisson juntamente com Jair Loureço, daqui de Natal, são uns pais para mim. Apesar de reconhecer que o nível do Jiu-Jitsu aqui é bem mais forte, não penso mais em voltar para Natal”, ressalta.

diretora da divisão de atividadesdesportivasdaUFRN, Suzet Cabral , comemora os resultados dos projetos que vem sendo desenvolvidos pela instituição e que começam a apresentar os primeiros resultados. A universidade vem incentivando e apoiando as modalidades esportivas inclusive com bolsa atleta onde os beneficiados recebem até R$ 400,00 para treinar, competir e estudar com o compromisso de um bom aproveitamento. O projeto ainda está numa fase de avaliação, mas no próximo ano a tendência é que no próximo ano ele seja ampliado. Atualmente 10 alunos que praticam esportes individuais são atendidos pela bolsa. O foco agora é garantir recursos para atletas das modalidades de grupo. “Em 2012 a UFRN foi a segunda colocada entre as Universidades Federais no ranking da Confederação Brasileira e a 9ª entre todas as Universidades do Brasil. Esse resultado comprova a importância do trabalho de incentivo ao esporte que vem sendo desenvolvido”, afirma Suzet Cabral. Os destaques foram os excelentes resultados obtidos em modalidades como o karatê que, com 3 atletas da UFRN — Sttênio Almeida (Educação Física); José Lopes (Engenharia Mecânica) e Max Felipe (Direito), conquistou a medalha de ouro por equipe na categoria Open Adulto na cidade de Feira de Santana/BA no mês de maio. Com o resultado, Sttênio Almeida, se classificou para o Mundial de Karatê, que foi realizado de 05 a 09 de junho na cidade de Bucareste – Romênia, onde ficou em terceiro lugar.


Tribuna do Norte - 19/06/2013