Page 1

» PRIMAVERA É ESTAÇÃO DE OPORTUNIDADES PARA ASSINANTES • CLUBE TN FUNDADOR: ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 60 • Número 137 • Domingo,29 de agosto de 2010

EXEMPLAR DO ASSINANTE MARCOS ALVES

JÚNIOR SANTOS

MARÍLIA GABRIELA

Um ataque na sombra de Cascata

A partir de amanhã,com a estreia à frente do ‘Roda viva’, Marília Gabriela passa a comandar três programas ao mesmo tempo. [ REVISTA DA TV 6 E 7 ]

O ataque do ABC depende da boa participação de Cascata.No clássico de hoje contra o Alecrim,o meia pode ser decisivo. [ ESPORTES 1 E 2 ]

Em três versões

Iberê afirma que emenda de Robinson Faria é irresponsável

Contrato da PMN com Fundep para projetos de urbanização na capital vai custar R$ 179 mil [ NATAL 14 ]

C.HUMBERTO Apenas oito dos 24 deputados da Câmara do DF têm ficha limpa. [ PÁGINA 10 ]

EXEMPLAR DO ASSINANTE

O GOVERNADOR IBERÊ FERREIRA REAGIU DE FORMA ENFÁTICA À INICIATIVA DO DEPUTADO ROBINSON FARIA DE APRESENTAR UMA EMENDA AO PROJETO PARA AUMENTAR OS VALORES DOS BENEFÍCIOS DO BOLSA FAMÍLIA.IBERÊ CONSIDERA QUE A EMENDA É INCONSTITUCIONAL E IRRESPONSÁVEL.ROBINSON FARIA DISSE QUE A APLICABILIDADE DA EMENDA SERÁ DISCUTIDA EM PLENÁRIO. [ PÁGINA 3 ]

ELIANA LIMA

ALEX FERNANDES

AS DUNAS DAS MIL E UMA CORES As Dunas do Rosado, do mar e dos icebergs de sal, em Porto do Mangue, em um ensaio fotogáfico para o leitor descobrir o belo que só o RN tem. [ NATAL 12 ]

LONGEVIDADE

NATAL TEM POPULAÇÃO EXPRESSIVA DE CENTENÁRIOS

ECONOMIA

ELEIÇÕES

DESPERDÍCIO

Shoppings locais investem R$ 20 milhões este ano

Dilma está com 24 pontos de vantagem

Ambulâncias estão no pátio há 80 dias

Com R$ 12 mil do PIB per capita, Natal atrai mais investimentos em shoppings centers. Até o final do ano serão quase R$ 20 milhões em reformas e ampliações. [ ECONOMIA 8 ]

Dilma Rousseff chega, na mais recente pesquisa Ibope, a 51%, e José Serra está com 27%. A candidata do PT vai a 59%, considerando apenas os votos válidos. [ PÁGINA 7 ]

Ambulâncias entregues pelo presidente Lula, há quase três meses, ainda não foram distribuídas aos municípios. Os veículos são para o Samu. [ PÁGINA 8 ]

[ NATAL 9 E 10 ]

ENTREVISTA

VANNUCHI E AS CONTRADIÇÕES DOS DIREITOS HUMANOS [ NATAL 11 ]

ANA SILVA

GESTÃO PÚBLICA

116

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

Celulares, a vida de todos no telefone sem fio

A hora certa de apresentar a escova às crianças

No Rio Grande do Norte, 92 em cada grupo de 100 habitantes,têm um celular, o aparelho que mudou hábitos e comportamentos. [ NATAL 3 A 6 ]

Odontólogos avisam que mesmo antes do aparecimento dos dentes,a higiene bucal dever ser iniciada e ensinada ao bebê. [ TN FAMÍLIA 1 E 3 ]

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

HOME PAGE:

OZIRES SILVA E O CAMINHO PARA AVANÇAR:MAIS INVESTIMENTOS [ ECONOMIA 5 ]

www.tribunadonorte.com.br

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

opinião

Domingo | 29 de agosto de 2010

JOSÉ SARNEY [ escritor ]

Jornal de WM WODEN MADRUGA - woden@terra.com.br

Banho de açude

O

açude é uma permanência deliciosa entre a montante e a jusante do sertanejo. Faz parte de sua vida, até porque é um adjutório na sua própria sobrevivência. Açude também é infância, é alegria de menino, folguedo, disputa de cangapés, pescaria. É contemplação e é memória. O açude está nas memórias do ilustre missivista doutor Paulo Bezerra, senhor de terras que chegam até às águas do Gargalheiras, o mais bonito açude do Seridó. É o mote de sua carta desta semana que me chega logo depois de sua volta de uma viagem ao Canadá de onde trouxe queixas de qualquer coisa que anda incomodando sua espinha. Vejamos o que ele diz:

“Amigo velho: Andei pisando no terreiro dos outros e de lá voltei derrengado de um quarto. Nem sequer arreneguei. Estou aqui de perna pro ar, que nem Ascenço Ferreira, tempo suficiente para, remexendo nas gavetas da memória, lhe fazer as linhas desta carta. Ainda não havia nem ar de dia e já o xexéu (Cacicus cela) cantava nas galhas do juazeiro (Ziziphus joazeiro). Outros passarinhos soltavam o seu gorjeio compondo a sinfonia da natureza. Começava a tirada do leite das vacas recolhidas, elas urrando pelos bezerros e os bezerros berrando por elas. Cada tirador de leite tinha as vacas da sua cuia, chamadas pelo nome para a ordenha manual, sempre na mesma ordem. Bote Bargadinha, bote Flor do Campo, bote Espanhola, bote Gaúcha e assim por diante. Ao ouvir o nome, mãe e cria chouteavam para a porteira, cada qual para o seu lado. A cria, abanando o rabo de contentamento, mamava até apojar, os cachos de escuma caindo pelos cantos da boca. O leite cru era tomado da última vaca, sempre uma de cor escura como Maravilha, pois diziam ser mais saboroso o leite de vaca daquela cor, tomado ao natural ou com açúcar ou com uma pitada de sal. Para uns, depois do leite vinha o banho de açude, tibungando de cima da pedra, de cabeça, em pé ou num salto mortal de frente ou de costas, a se apoiar depois, para descanso, em cavalete de mulungu (Erythrina falcata), às vezes em pé sobre ele ou sentado. Uma demonstração de fôlego era o cangapé que consistia no mergulho e nas cambalhotas, emergindo só uma perna estirada, ferindo com um golpe a superfície da água. Quem mais cangapé desse, maior fôlego tinha. Outra teima era tirar lama para ver quem ia mais fundo antes, porém, tomando pé de mãos para cima para saber da fundura do lugar; para tirar água do ouvido a meizinha esta ali mesmo: era só encher a boca d’água e, quando quente, cuspi-la na palma da mão e emborcá-la no ouvido mouco. Desvirando a cabeça a água saia. Outro pega era mergulhar para ver quem ia sair mais distante. O banho de açude, por assim dizer, não era só folguedo, mas também asseio corporal, pois na beira d’água havia um pedaço para esfregar o corpo com a ajuda de bucha (Luffa cylindrica) de lavar prato. De enxugar o corpo, o vento e o sol se encarregavam. No decorrer do banho as mulheres não saíam nas janelas nem aguavam hortas nem lavavam roupa, em razão de que todos estavam nus. Ali se aprendia a nadar com os mais velhos, nadadores de açude com o busto fora d’água, porque jogavam o ca-

valete longe forçando o nado do principiante. As lavadeiras batiam a roupa ensaboada na pedra, espremiam, depois botavam ao quaradouro, enxaguavam em água limpa e punham a seca, mas não voltavam ao açude as águas servidas por esbarrarem em pequeno barreiro. De outra parte, se elas estivessem lavando ou aguando o banho não acontecia. À boca da noite, findo os trabalhos, outro banho para tirar a poeira do chão, o pelo do mato e o enfado. Havia, no entanto, a restrição de que tomando banho na água quente poderia apanhar um “defluço”. Quando as águas baixavam, os banhos estavam proibidos, pois era dali que se tirava a água de gasto que abastecia a casa e como não havia chuvisco - o banho de chuvisco com água encanada -, voltava-se ao banho de cuia na cacimba de detrás do açude. A água de beber, pura como a água do céu e gostosa e cristalina, vinha de tanque aberto na rocha derna o começo do mundo, feito o tanque do Boi, o do Marcelino, o das Genus e o tranque d’Água Azul, este distante dali umas poucas de léguas, lá na Pendanga. Havia de ser coada e posta uma noite de repouso, para ser bebida no dia seguinte - a chamada água dormida. Naquele dia o almoço já estava pronto e os animais selados para levar os estudantes em Acari onde pegariam o caminhão de João Cândido de Medeiros, de Carnaúba dos Dantas, com destino a Recife. Lá do banho de açude um gritou para o povo da cozinha que insistia no horário: “Espere aí! Vou dar o último pulo!”. Encheram a barriga, despediram-se e se foram, pois as férias estavam findando - as do meio do ano de 1940. Em outubro, um portador a pé chegou nas Pinturas com a notícia da morte de Das Chagas - um deles -, o que nos levou para a casa da rua, minha mãe na ilusão do filho doente, mas que já estava sepultado, longe dali. Na chegada uma amiga, religiosa feito ela, das mesmas irmandades, abraçou-a a lhe fazer afago: “Maria Jesus, se conforme, que seu filho já está no Céu”. Durante os 24 anos que ela sobreviveu ao trágico acontecimento, num sofrer que dava pena, nunca lhe saiu do peito, ecoando e doendo e ferindo, aquelas palavras derradeiras: “Vou dar o último pulo”, como se fosse uma sentença de morte, a premunição do que ia acontecer. Daquilo tudo restou na minha mãe uma tristeza alucinante e uma saudade infinita que, apesar da passagem do tempo, nunca morreu. Trago, cabra velho, essas lembranças comigo, umas tristes outras alegres, porque eu vivo, também, dessas lembranças. Natal, 17 de agosto de 2010, Paulo Bezerra”

O AÇUDE DE OSWALDO E por falar em açude, tem este texto primoroso de Oswaldo Lamartine. Está no livro Sertões do Seridó: “Espia-se a água se derramando líquida e horizontal a se perder de vista. As represas esgueiram-se em margens contorcidas e embasteadas, onde touceiras de capim de planta ou o mandante de hastes arroxeadas debruçam-se na lodosa lama. O verde das vazantes emoldura o açude no cinzento dos chãos. Do silêncio dos descampados vem o marulhar das marolas que morrem nos rasos. Curimatãs em cardumes comem e vadeam nas águas beirinhas nas horas frias do quebrar da barra ou ao morrer do dia. Nuvens de marrecas caem dos céus. Pato verdadeiro, putrião e paturi grasnam em coral com a coaxar dos sapos que abraçados se multiplicam em infindáveis desovas geométricas. Gritos de socó martelam espaçadamente os silêncios. O mergulhão risca em rasante vôo o espelho líquido das águas. Garças em branco-noivo fazem alvuras na lama. É o arremedar, naqueles mundos, do começo do mundo...

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av.Tavares de Lira,101,Ribeira - Natal/RN CEP:59010200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm.e Operações: Ricardo Luiz de V.Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação:Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

Pesquisas que falam

É

de autor maldito, o ditador Franco, a afirmação de que, como fazia pesquisa, sabia que o povo estava a seu lado e não ia gastar dinheiro em fazer eleição. Ele identificou prematuramente, mas de modo equivocada e maléfico, um dos instrumentos que mais marcam as democracias modernas: as pesquisas eleitorais. Quem está no governo e lê os resultados -aprova, desaprova, bom, ruim e péssimosente calafrios. Elas servem como atestado de legitimidade. Cada vez mais sofisticadas, são capazes de detectar as diversas camadas da alma popular, ou, como dizem alguns institutos, a temperatura da opinião pública. Aplica-se também ao povo um medidor da atmosfera da Terra: um barômetro. Não é por acaso que um dos braços do PNUD para tomar o pulso de nosso continente se chama Barômetro Latino-Americano. Assim, não há como desconhecer a in-

fluência das pesquisas e a hipocrisia do chavão dos atingidos pelos índices baixos: “pesquisa é o retrato de um momento, não tem votos". Mas são elas que estão na mesa dos candidatos e na preocupação dos marqueteiros ao fazerem os programas. Ao jogar os seus "produtos" no ar, todos correm para os “grupos de análise", as "qualitativas", para saber sua opinião, o que colou, o que não teve efeito e o que não agradou. E esses grupos, para serem formados, são precedidos de outras pesquisas, que definem idade, nível de educação, nível de envolvimento, eleitor isento, engajado, contrário. O resultado do conjunto das pesquisas orienta as manipulações: hora de bater, de informar, de distorcer, de exaltar, de alegrar, hora da razão, da emoção. Para isso, haja dinheiro para contratar e manter em funcionamento a equipe das melhores inteligências, dos mais capazes, os

equipamentos de última geração, operadores, analistas, pesquisadores, sociólogos, politicólogos, jornalistas, redatores, maquiadores, diretores -e, por trás de tudo, a turma do dossiê, “da maldade", que, conjugada com os jornalistas de investigação, vivem à cata do fato sujo, do escândalo, do provérbio da politicagem “onde não tem rabo a gente põe". Desapareceram os cabos eleitorais, as eleições a cacete do Império, e nasceu a eleição eletrônica, que matou o comício, os partidos, os candidatos e até os eleitores. Não há justiça eleitoral, nem tutela legal, nem centurião do Ministério Público, nem “007" da PF para evitar esse caminho, que só se reverterá quando vier um novo sistema, com democracia direta ou o amadurecimento da humanidade, capaz de exercer em sua plenitude a liberdade, onde tudo será permitido, até o direito de cada um escolher, decidir e julgar conforme sua consciência.

Amâncio

Cartas Humor Nem precisava (o Supremo Tribunal Federal liberar o humor sobre políticos), já que a maioria dos candidatos são a própria piada. Com certeza, não vai ter paródia ou piada que supere a maioria deles. tenninshi@hotmail.com

Insegurança A história se repete. Não se pode andar nas praias de Pipa e Tibau do Sul durante a noite, infelizmente. Parece que os bandidos decidiram que a cada dois meses matam um estrangeiro na praia de Pipa. Vergonha para o nosso Estado. jayagreen@hotmail.com

NEY FIGUEIREDO [ consultor político ]

Violência

Depois das urnas

E

stamos vivendo uma sucessão presidencial atípica.Pela primeira vez ,desde a redemocratização do país em 1945, um presidente da República faltando ainda quase dois anos para o fim do seu mandato retira do bolso do colete num gesto imperial,sem consulta as bases partidárias,a sua candidata,pretendendo com isto afastar a disputa do tormentoso processo de decisão do seu partido,que ele conhece mais do que ninguém. Lula construiu uma robusta coligação partidária em torno de Dilma,tendo o PMDB como seu principal aliado.Mais uma vez esta eleição tem um fato atípico:o PMDB,que tem a maior bancada de congressistas na câmara federal e no senado indica de forma independente e contra os desejos de Lula o seu próprio presidente ,Michel Temer,que também comanda a Câmara Federal,para a vaga de candidato a vice-presidente na chapa governista.Como se sabe Lula alimentava o desejo de indicar o presidente do Banco Central e um dos principais responsáveis pela sua política econômica,Henrique Meireles,que chegou a se filiar ao PMDB para poder viabilizar essa hipótese. Caso a coligação governista seja vitoriosa,teremos um vice-presidente da República com vôo próprio liderando uma maioria na câmara , no senado e donatário junto com o seu partido de grande fatia dos ministérios e dirigentes de estatais. Quanto ao futuro governo ,ambos os principais oponentes deverão levar adiante o capitalismo,mas não se pode deixar de apontar diferenças fundamentais entre os dois:a candidata petista,se vencedora,poderá ser uma continuadora do governo Lula dependendo das pessoas que a cercarem.Se o núcleo predominante for ocupado pelo próprio Lula e nomes como Antonio Palloci,Fernando Pimentel,Paulo Bernardo , Gilberto Carvalho e José Eduardo Cardoso,é quase certo que as linhas centrais da política econômica não se afastem muito do modelo atual.Contudo,se a ala mais radical do PT assumir as rédeas,coisa que Lula nunca permitiu,poderemos ter sérias turbulências pela frente:mais controle do Estado pelo partido,mais burocracia e corporativismo,mais corrupção,mais uso de controles não democráticos,além de aproximação com governos autoritários,estribados em retórica popular.Até o momento ela tem tido opiniões firmes,com as quais podemos ou não concordar,mas tem lutado,como fez durante toda a sua vida, pelo que acredita.Impossível prever com exatidão qual

Classificados: Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

será o seu comportamento quando estiver ,se estiver,na solidão do poder do planalto,tendo de conviver com uma aliança política que limitará o seu espaço de manobra. Serra,por outro lado,deverá ter um governo mais competitivo,baseado no mérito,transparente,menos ingerência de forças partidárias-sindicais.Não contará,pelo menos no início do de seu eventual governo,com maioria na câmara e no senado,o que lhe obrigará a gastar grande parte do seu tempo em tentar aumentar a sua base de apoio parlamentar.Certamente haverá um novo direcionamento do papel do Estado na economia.Nem para argumentar se pode pensar na hipótese de um novo governo FHC.São biografias diferentes.Lá atrás Serra,quando ainda estudante,foi presidente da União Estadual dos Estudantes(UEE) de São Paulo.Nessa época foi membro da Ação Popular(AP),que tinha por objetivo formar quadros que “pudessem participar de uma transformação radical da estrutura brasileira em sua passagem do capitalismo para o socialismo”.Certamente,hoje,não pensa mais assim.Foi o último presidente da UNE(União Nacional dos Estudantes)dentro da normalidade democrática.Elegeu-se sucessivamente pelo voto direto deputado federal,senador,prefeito e governador.Temos que lembrar que a nomeação de Serra para o Ministério de Planejamento de FHC despertou rumores em relação a unidade econômica do novo governo,em virtude das críticas que havia feito a alguns aspectos do Plano Real,em particular no tocante às políticas cambial e de importação. É certo que seja quem for o eleito vai encontrar o país gozando dos frutos da estabilidade advinda de uma política econômica que seguiu os fundamentos básicos plantados pelo governo FHC,beneficiando-se de uma conjuntura internacional favorável,que possibilitou o crescimento rápido da economia e a expansão do consumo,fazendo com o que o nosso país passasse com louvor pela recente crise internacional.E o mais importante:o povo de uma maneira satisfeito com o governo e aprovando-o com índices nunca antes vistos para um presidente em fim de um segundo mandato. Todavia não se pode deixar de lembrar que o eleito terá que enfrentar a bomba de efeito retardado que Lula vai deixar para o seu sucessor.A política fiscal foi afrouxada,abandonando-se as rígidas metas fiscais do primeiro mandato,mantendo-se um câmbio artificial e incentivando-se o capital especulativo.

A população é conivente com o crime, por esse motivo não devemos ter pena quando a polícia chega nesses locais mandando bala. Se as pessoas que moram em comunidades carentes denunciassem assim que os bandidos se instalassem, não teríamos esse número elevado de bocas de fumo. Como não bastasse não denunciar, agora eles não querem que prendam a bandidagem. A Polícia não pode se intimidar, mesmo que tenha de enfrentar a população. vandasbmesquita@gmail.com

Trânsito Quem dera o problema fosse apenas os semáforos apagados. O que vejo de mais grave em Natal é o nítido desrespeito de alguns muitos motoristas que ignoram o significado do sinal vermelho. Já passei por verdadeiros apuros pela inconsequente atitude dessas pessoas que assumem o volante e se acham verdadeiras donas da rua. Semáforos funcionando de forma plena é de fato essencial, mas a educaçao dos nossos motoristas é questao de zelo a vida e precisa ser pensada pra ontem. rosariobezerra@yahoo.com.br

Insatisfação Esse cara (o técnico Lula Pereira, do América) é muito estranho. O time não vence, não convence e ele ainda diz que está tudo bem. Essa fama de bom técnico que ele tem deve ser invenção ou conto das mil e uma noites. Em vez de competência, o que vejo é cinismo nele. lobovermelhorn@hotmail.com

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro :(O21)2544-3070 – São Paulo:(011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J.do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J.Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


política

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ DIVERGÊNCIAS ] Governador afirma que emenda do presidente da Assembleia, para ampliar o reajuste do Bolsa Família, ultrapassa a capacidade de pagamento do Estado

Notas & Comentários colunanotas@tribunadonorte.com.br

Implicações dos ataques deputado Henrique Eduardo Alves, presidente estadual do PMDB, foi enfático ao advertir sobre as implicações dos ataques contra Garibaldi Filho. “Se continuarem com agressões descabidas, burras, primárias e, começo a identificar, orquestradas contra Garibaldi Filho, vou reunir o PMDB e tomar uma única e conjunta decisão em relação ao segundo voto de senador. Quem avisa, amigo é”, afirmou Henrique Eduardo Alves.

O

Diretor preso A contratação de servidores fantasmas levou à cadeia o exdiretor-geral da Assembleia Legislativa do Paraná, Abib Miguel, e o ex-diretor administrativo, José Ary Nassif. Eles foram presos na última quinta-feira, pela segunda vez, sob acusação de idealizarem um esquema de contra-

tação ilegal, com o objetivo de desvio de recursos públicos. A prisão foi cumprida depois de decisão do ministro José Antônio Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), de reconsiderar liminar que ele próprio havia concedido ao analisar a competência para investigação do caso.

Homenagem da Abecip A Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) fará, nesta segunda-feira, uma homenagem ao deputado Henrique Eduardo Alves, líder da bancada do PMDB na Câmara. A homenagem será durante um jantar no Restaurante Rubaiyat, em São Paulo. A iniciativa da Abecip trata-se de um reconheci-

mento pelo deputado Henrique ter sido o relator da lei que criou o programa Minha Casa Minha Vida. A Abecip considera esse programa o mais importante do setor de moradia desde a extinção do BNH (Banco Nacional de Habitação). Vários empresários de São Paulo e do Rio Grande do Norte estarão presentes nesta homenagem.

Iberê aponta que proposta de Robinson é inconstitucional MARIA DA GUIA DANTAS repórter

governador Iberê Ferreira de Souza (PSB) afirmou ontem que a proposta do deputado Robinson Faria de modificar para 25% a ampliação do valor do Bolsa Família é “inconstitucional”, fere o limite da capacidade de pagamento do Estado e, além disso, não se constitui em uma “atitude responsável”. “Coincidência ou não, o número proposto é o mesmo da coligação política da qual ele faz parte. Tomara que não seja só um gesto eleitoreiro dos que fazem da política uma olimpíada populista”, disse o governador. Ele destacou ainda que assinou a mensagem atestando “rigorosamente” o que é possível pagar, no tocante ao aumento de valores - “e em dia”. “Não brincaria com o orçamento estadual e, muito menos, com a vida de 338 mil famílias que dependem do programa”, reforçou o governador. Iberê explicou que decidiu

O

pela elevação em 15% do benefício do Bolsa Família com base em detalhados estudos da equipe econômica do governo. “É dever do gestor público, fazendo leis ou governando, ter responsabilidade e bom senso”, atestou. A proposta do governador prevê que o complemento de 15% do benefício Bolsa Família somente seja implementado em janeiro de 2011. O projeto também foi enviado, segundo o chefe de gabinete do governo, Leopoldo Rosado, com o objetivo de modificar a lei complementar 261/2003, que criou o Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop). Além prorrogar a existência do Fecop [em dezembro deste ano termina o tempo de duração do Fundo, definido quando da criação da lei, em 2004], a proposta prevê que a receita para pagar as despesas oriundas da implantação dos 15% do programa deve advir de um adicional de 2% de ICMS, incluído nas despesas de energia (para quem consome acima de 300 kuilowatt) e combus-

tível [excetuando-se diesel – transporte de massa]. A diferença entre os reajustes das propostas de Robinson e Iberê não chega a R$ 10 no tocante ao valor máximo do benefício, que hoje é de R$ 90. O impacto no orçamento, segundo informações de Leopoldo Rosado e do secretário estadual de Tributação, José Soares, deve ser de R$ 4,5 milhões. Iberê Ferreira disse que o comportamento de parte dos parlamentares que compõem a Assembleia Legislativa revela condutas motivadas, muitas vezes, por “interesses político-partidários”. “Não quero acreditar que esse pouco interesse em aprovar projetos que ajudariam a população norte-riograndense, melhorando a vida das pessoas possa continuar. Acredito no espírito público dos deputados eleitos pelo povo”, enfatizou o governador, lembrando que tem formação política advinda do parlamento, e que começou na oposição. “Como quando fui integrante do PMDB. Nesta época, me entreguei à juventude da peque-

na e corajosa oposição, quando teria sido mais cômodo a Arena, o partido dos generais”. O deputado Getúlio Rêgo, líder do DEM, e membro da bancada de oposição, criticou o projeto enviado pelo governo. “Esse aumento foi um compromisso prometido pela então governadora e também candidata à reeleição Wilma de Faria no segundo turno da eleição de 2006. Nós cobramos insistentemente durante todo esse período para que até a data limite permitida por lei fosse concedido o aumento. Eles nunca mandaram. Somente agora com uma ponta de malícia”, criticou o parlamentar do DEM, que completou ainda: “Não teremos problema em dar um voto político para aprovar o programa. Ao contrário. Nós queremos mais. Estamos propondo dum aumento de 25%, inclusive com a possibilidade de dispensa de tramitação. Nosso voto vai ser político, agora do ponto de vista legal o governo que dê satisfação ao Ministério Público e à Justiça”, reforçou.

DIVULGAÇÃO

EMANUEL AMARAL

Aumento da divergência A votação do projeto de lei que aumenta os valores dos benefícios do Bolsa Família no Rio Grande do Norte pode ser em regime de urgência, ou seja, com dispensa de tramitação nas comissões da Assembleia. Isso apressaria a votação do projeto em plenário. O problema é que a discussão pode ser acirrada entre os deputados que de-

fenderão a proposta do governo, de reajuste em 15%, e os que estarão com a emenda do presidente da Assembleia Legislativa, que fixa o aumento em 25%. As declarações do governador Iberê Ferreira de Souza, segundo o qual, a emenda é inconstitucional e irresponsável, mostram que o clima não é de entendimento.

Vantagem no NE A vantagem da candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, sobre o candidato do PSDB, José Serra, na região Nordeste, chega a 46 pontos percentuais. O número é da mais recente pesquisa Ibope para presidência da República. Na distribuição do eleitorado por

regiões, Dilma registra a liderança mais folgada no Nordeste, onde tem mais que o triplo de votos do rival. Entre os eleitores nordestinos, ela está com 66%, e José Serra com 20%. No Sudeste, ela vence por 44% a 30%, e no Norte/Centro-Oeste, por 56% a 24%.

Ninguém me chama de excelência. É Lula. O trabalhador me abraça e agradece pelo emprego que conseguiu. Isso é muito gratificante”

Luiz Inácio Lula da Silva, ao afirmar, em Pernambuco, que está satisfeito com o tratamento que recebe da população.

Restrições às críticas Apesar da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, de liberar programas humorísticos sobre os candidatos, um ponto da lei eleitoral ainda pode gerar problemas. A liminar concedida por Britto derruba dois incisos da lei que vedavam o uso de “trucagem, montagem ou outro recurso de áudio ou vídeo que, de qualquer forma, degradem ou ridicularizem candida-

to”. Mas um dos incisos ainda pode criar embaraços para os meios de comunicação. Esse ponto da Lei 9.504, de 1997, determina que, desde 1º de julho do ano da eleição, é vedado às emissoras de rádio e televisão “veicular ou divulgar filmes, novelas, minisséries ou qualquer outro programa com alusão ou crítica a candidato ou partido político, mesmo que dissimuladamente”.

AGENDA DOS CANDIDATOS AO GOVERNO CARLOS EDUARDO 09h00 - Gravação para Programa Eleitoral; 14h00 - Caravana Coragem pra Mudar,na Zona Norte de Natal,com concentração no cruzamento das avenidas João Medeiros Filho com Pompeia. ROSALBA CIARLINI 14h00 - Movimentação de Caiçara do

Norte até João Câmara com visita aos municípios de Caiçara do Norte,São Bento do Norte,Pedra Grande, Parazinho e João Câmara (comício). IBERÊ FERREIRA DE SOUZA 08h00 - Visita à feira do Vuco Vuco, em Mossoró; 15h00 - Comício em Serrinha dos Pintos; 17h00- Comício em Martins; 20h00- Comício em Umarizal.

Iberê Ferreira de Souza alerta para olimpíada populista

Robinson Faria destaca as prerrogativas da Assembleia Legislativa

Robinson Faria defende a emenda O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Robinson Faria, criticou o fato de o governo prometer há quatro anos aumentar 20% do valor do Bolsa Família e somente agora entender que o percentual deve ser de 15%. Ele defendeu a emenda que pretende apresentar ao projeto, elevando o benefício em 25%, e disse que discutirá em plenário a aplicabilidade da medida. “Não a vejo como inconstitucional”, ressaltou. Robinson disse que não entrará no mérito sobre a constituciona-

lidade da matéria porque tal discussão não lhe cabe. Sobre a batalha travada no âmbito do legislativo com o governo, afirmou que não entrará em discussão com o Executivo. “A Assembleia tem essa prerrogativa de analisar os projetos, apreciar e se, for necessário, pedir informações. E é assim que ela vai continuar trabalhando”, afirmou. Ele comentou também sobre o processo que cria o Fundo Garantidor da PPP da Arena das Dunas, cuja tramitação na legislativo se

arrasta há quase dois meses. “Sou a favor da Copa, sempre fui e continuo sendo. Eu já solicitei informações ao governo para saber se as outras sedes também estão trabalhando com a alienação de bens públicos, como é o caso do RN”, explicou. Ele assinalou também que, no caso do projeto que amplia a margem de remanejamento em mais 3%, o executivo ainda não expôs de maneira detalhada o que motiva o pedido de uma nova ampliação da margem junto ao OGE.

Divergências travam as votações Até que o término do pleito eleitoral arrefeça os ânimos, Governo do Estado e Assembleia Legislativa devem continuar a travar a batalha iniciada no início do ano, quando o atual quadro político começou a ser formatado. Um exemplo disso é que são três os projetos de lei originários do executivo e que estão em tramitação “conturbada” no âmbito do legislativo, inclusive com possibilidade de alguns deles não serem votados antes de ser finalizada a campanha eleitoral. Além do projeto que amplia o benefício do Bolsa Família outros dois – que cria o Fundo Garantidor da Parceria Público-Privada (PPP) da Arena das Dunas, há quase dois meses em apreciação no legislativo; e o que pede uma nova ampliação na

margem de remanejamento do Orçamento Geral do Estado (OGE), devem voltar a figurar durante as discussões parlamentares. A proposta do Fundo Garantidor dispõe sobre a alienação de 10 imóveis públicos como garantia para o empréstimo de R$ 370 milhões que serão utilizados pela empresa que vencer a Parceria Público-Privada (PPP) para a construção do estádio. O projeto chegou à Assembleia Legislativa no dia 30 de junho, obteve a anuência da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e “travou” na Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF), reduto da oposição. Ao deixar a CFF, seguirá ainda para a Comissão de Administração antes de ser apre-

ciada em plenário. O governo deve encontrar dificuldade também na apreciação da mensagem que solicita uma nova ampliação na margem de remanejamento do OGE. Desta vez, pediu 3%, o que representa outros R$ 221,8 milhões para serem redistribuídos dentro do OGE (fixado em R$ 7,39 bilhões – valores do anexo II). Ao argumentar o novo ordenamento no percentual de remanejamento para 14,85%, o governo propôs modificações no projeto aprovado pelos deputados em junho passado e que já havia elevado o percentual de 5% para 11,85%. Na ocasião, houve protesto da bancada de oposição, hoje maioria na AL, que afirmava querer o Executivo um “cheque em branco”.

NÚMEROS

15% é o percentual proposto pelo governo para aumento nos benefícios do Bolsa Família

25% é o percentual de aumento proposta pelo presidente da Assembleia

Tomara que não seja só um gesto eleitoreiro dos que fazem da política uma olimpíada populista” IBERÊ FERREIRA governador

A Assembleia tem essa prerrogativa de analisar os projetos, apreciar e, se for necessário, pedir informações” ROBINSON FARIA pesidente da Assembleia


4

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

política

Domingo | 29 de agosto de 2010 PAULO PINTO

[ ELEIÇÃO 2010 ] Especialistas consideram que há possibilidade de o

crescimento da candidata do PT à presidência influenciar disputas estaduais

‘Ascensão de Dilma aponta definição no primeiro turno’ ão Paulo (AE) - A eventual vitória já no primeiro turno da candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, num quadro sem muitas chances de ser revertido, é hoje uma das principais apostas de cientistas políticos entrevistados pela Agência Estado. Na avaliação desses especialistas, é pouco provável que algo interfira na tendência de vitória da petista no dia 3 de outubro. Além disso, eles acreditam que a ascensão de Dilma nos principais colégios eleitorais do País, como tem mostrado as últimas pesquisas de intenções de voto, poderá gerar mudanças no perfil atual das eleições estaduais, em benefício dos candidatos apoiados pela petista. O especialista em pesquisa eleitoral e em marketing político Sidney Kuntz aponta que o cenário para a vitória da candidata do PT em primeiro turno é ainda mais favorável do que foi o de 1998, quando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi reeleito também em primeiro turno. Naquelas eleições, o tucano venceu

S

em 5 dos 7 maiores colégios eleitorais do País, perdendo apenas no Rio de Janeiro e no Rio Grande no Sul. A pesquisa Datafolha mostrou que Dilma está na frente de seus concorrentes em todos esses Estados. “Só um escândalo ou algo realmente convincente, que faça com que os eleitores pensem que ela não merece a confiança deles, pode tirar a vitória da Dilma”, apontou o especialista. “Uma hecatombe”, ressaltou. Kuntz explicou ainda que, desde as eleições de 1989, nenhum candidato à sucessão presidencial que apresentou no final do mês de agosto a vantagem que Dilma tem registrado nas últimas pesquisas de intenções de voto perdeu uma eleição. A consolidação de uma eventual vitória, de acordo com o especialista, deve levar a petista a direcionar a munição nos próximos dias para Estados onde existe a possibilidade do PT sofrer derrotas nas urnas. O gesto pode, segundo ele, modificar o quadro eleitoral estadual, com chances dos candidatos apoiados pela petista capitalizarem parcela do seu

crescimento. O cientista político Humberto Dantas, conselheiro do Movimento Voto Consciente, atribui o crescimento de Dilma à capitalização (pela candidata) da popularidade do governo do presidente Lula. O analista observa que, após dez dias do início do horário eleitoral gratuito, a candidata conquistou os votos dos eleitores que antes diziam não saber em quem votar e arrebatou uma parcela do apoio daqueles que votariam no candidato do PSDB na disputa, José Serra. “Tudo indica que (Dilma) vai ganhar em primeiro turno. É pouco provável que ela perca essa eleição”, afirmou Dantas. A mais recente pesquisa Datafolha de intenções de voto, divulgada quinta-feira, mostrou que a candidata do PT abriu vantagem de 20 pontos porcentuais sobre Serra. Na mostra, Dilma figurou com 49%, enquanto Serra teve 29%. Na comparação com o último levantamento, realizado logo depois do início do horário eleitoral, Dilma oscilou de 47% para 49%, ao mesmo tempo em que Serra foi de 30% para 29%.

Dilma Rousseff chega a um percentual de votos válidos, suficiente para vencer no 1º turno

Justiça barra 27% dos candidatos São Paulo (AE) - O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRESP) encerrou oficialmente a forçatarefa mobilizada no início de agosto para analisar a situação dos 3.351 candidatos que disputam as eleições no Estado No total, 913 registros foram indeferidos pela Justiça Eleitoral - 27,2% dos aspirantes a um cargo eletivo neste ano. Dos barrados, 764 já recorreram da decisão. Na maior parte dos casos, os candidatos foram vetados pela ausência de documentos necessários para a habilitação ou pelo atraso na apresentação do pedido de registro. Os barrados pela Lei da Ficha Limpa chegaram, no total, a 39 pessoas, a maioria formada por pleiteantes a vagas de deputados federal e estadual. Como 95 candidatos deixaram a disputa no mês de agosto, o

TRE aprovou oficialmente 2.343 candidatos. Quem teve o registro indeferido pode ainda entrar com recurso no TRE ou apelar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em agosto, a Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo (PRESP) havia ingressado com ação de impugnação contra 1.475 candidatos - 60 deles foram considerados ficha suja. Desses, a Justiça Eleitoral barrou 31, o que representa mais da metade dos que tiveram o registro contestado (51,6%). Por conta própria, o TRE barrou mais oito candidatos com base na Ficha Limpa. Mesmo os candidatos vetados pelo TRE podem concorrer às eleições sub judice e, eventualmente, ser eleitos nessa condição. Entre os enquadrados pela nova lei, há os nomes, por exemplo,

do vice-presidente do PSDB-SP, deputado estadual João Caramez, e dos deputados federais Paulo Maluf (PP) e Francisco Rossi (PMDB), que tentam a reeleição. Outro candidato considerado ficha suja pela Justiça Eleitoral foi Aldo Josias do Santos (PSOL), que concorre ao posto de vice-governador de São Paulo na chapa de Paulo Bufalo (PSOL).

Estimativa de renovação fica em 40% Nas eleições de outubro, cerca de 200 dos 420 deputados que concorrem à reeleição não devem garantir a vaga na Câmara dos Deputados em 2011. Levantamento do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) prevê que o índice de renovação da Câmara deve continuar alto, em torno dos 40%, mas tende a ser inferior à média de 50% registrada nas últimas cinco eleições. “As vantagens da eleição daqueles que já estão no cargo, o alto custo da campanha e a má imagem do Parlamento contribuem para que a renovação seja menor em 2010 do que a média histórica, mas ainda é um índice muito elevado em relação ao dos outros parlamentos”, avalia o assessor político do Diap Antonio Augusto de Queiroz. Essa alta rotatividade, no entanto, não significa renovação política. “Quem vai ocupar essas novas vagas na Câmara não serão pessoas sem experiência no poder, mas ex-secretários, ex-ministros e ex-deputados. Dessa forma, trata-se apenas de uma circulação no poder”, acredita Queiroz. Embora a renovação quantitativa seja inferior à média, Queiroz avalia que haverá uma mudança de comportamento dos parlamentares, em razão da Lei da Ficha Limpa (LC 135/10).

PABLO VALADARES

Quem vai ocupar as novas vagas na Câmara não serão pessoas sem experiência no poder”

Câmara dos Deputados deve ter renovação abaixo da média

AGUSTO DE QUEIROS assessor do Diap


Domingo | 29 de agosto de 2010

política

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

5

ED FERREIRA

[ ELEIÇÃO 2010 ] Professor de sociologia e política afirma que a agenda

brasileira estará completamente voltada para o desenvolvimento

‘Eleição será a mais importante das próximas décadas’ ão Paulo (AE) - Ao contrário do que muitos afirmam, a eleição presidencial 2010 é a mais importante de todas as próximas eleições brasileiras, “pelo menos num espaço de tempo de uma ou duas décadas”. A avaliação é do cientista político Carlos Melo, doutor pela PUC-SP, professor de Sociologia e Política do Insper e autor de “Collor, o ator e suas circunstâncias”. Para Melo, “pessoas cheias de fastio e rasa sabedoria se ufanam em dizer que a eleição deste ano é um não-fato”, sob argumento de que a economia “dá as cartas” e ela vai muito bem, pelo menos no Brasil. Além disso, os presidenciáveis do PT, Dilma Rousseff, e do PSDB, José Serra, pouco se diferem, são desenvolvimentistas e devem manter a economia em ritmo de crescimento. Segundo o cientista político, dizer que a eleição de 2010 é um ‘não-fato’ significa uma “sandice perigosa” porque tira o foco das mazelas atuais e não enxerga pro-

S

José Serra apresenta propostas de governo que são tidas como desenvolvimentistas

blemas ainda maiores que estão na linha do horizonte do próximo governo. Já que na década que se abre, a agenda brasileira estará completamente voltada para o desenvolvimento. E as questões voltadas a este tema - tais como investimento em infraestrutura, incentivo, regulação clara e ambiente econômico favorável - dependem de lei “e as leis requerem um sistema político adequado e disposto a propô-las, reformá-las, aprová-las”. O professor de Sociologia e Política do Insper adverte que a ignorância dos fatos desconhece que não há sistema político para isso no País. Apesar da premissa de que o presidencialismo de coalizão logrou - contra tudo e todos os prognósticos - aprovar medidas que têm mudado a face econômica e social do país, deve-se levar em conta que “necessariamente nada terá de ser assim apenas porque um dia foi assim”. FÓRCEPS Melo cita que o Brasil dos últimos 20 anos “pariu uma série

de transformações”, algumas, porém, “vieram à luz a fórceps, causando traumas”. Segundo ele, quase todas se deram por meio de um sistema de troca de favores entre o Executivo e sua base aliada, baseada na ocupação de cargos, liberação de recursos e efetivação de esquemas políticos. “Seria o custo da modernização. A ‘graxa’, a ‘gordura’, como dizem os americanos, para azeitar a máquina. Entretanto, nos últimos tempos o sistema político passou a exigir nova negociação a cada votação”, complementa. “A tal da base sólida se transformou em algo gelatinoso, volátil A voracidade cresceu e os custos também. A infraestrutura requerida por isso e por eventos como a Copa do Mundo e a Olimpíada não pode depender de negociações tão lentas quanto obscuras. O salto que o Brasil precisa e, finalmente, pode dar requer projeto, inteligência, coesão, liderança e instituições”, destaca o cientista político, questionando: “As eleições deste ano nos garantirão isto?”

Padre pede voto para levar ao 2º turno Taubaté (AE) - “Quem quiser segundo turno para forçar um debate mais sincero não tem outra opção. Vota em Serra...Você decide!”. Esta frase encerra o artigo postado na última terça-feira, 24, no blog da emissora de católica Canção Nova, assinado pelo padre João Almeida, conhecido como padre Joãozinho, destaque da Renovação Carismática, que tam-

bém atua como padre-cantor. O comentário foi feito um dia depois do debate promovido em São Paulo pelas emissoras católicas TV Canção Nova e TV Aparecida, ao qual a candidata do PT, Dilma Roussef, não compareceu. A candidata petista, aliás, é apontada pelo religioso, em seu artigo, como “um imenso ponto de interrogação” que se vencer no primeiro turno “será um embrião de ditadora”. Almeida considera Marina a sucessora natural de Lula e “a mais inteligente nas respostas”. “Se Lula votar segundo sua consciência certamente no segredo da urna eletrônica apertará a opção Marina”, afirma o padre. Quanto a Serra, ele se refere como “laborioso”, enquanto Plínio de Arruda Sampaio

veio para “arrombar a festa”, segundo sua opinião Para ele, Marina, Dilma e Plínio são “areia do mesmo saco”. Em resposta a um veículo de imprensa regional, no mesmo blog, Padre Joãzinho, que está pregando no Maranhão, respondeu, nessa quinta-feira, 26, que não prega o voto em José Serra. “Na hora H cada um deverá votar de acordo com sua consciência. Do meu ponto de vista esta consciência nacional será prejudicada se não tivermos segundo turno. Portanto, prego o voto consciente e não neste ou naquele candidato”, afirma. Segundo Almeida “o vermelho da Dilma, o verde da Marina e o amarelo do Plínio, têm como origem o velho e plural PT. O azul de Serra é diferente”.

Cresce briga jurídica entre campanhas

DIVULGAÇÃO

Referidas declarações possuem nítido caráter difamatório e injurioso e denigrem a imagem e a honra do autor” ADVOGADOS DO PT

TSE é palco de batalha política entre partidos e candidatos

Brasília (AE) - A batalha jurídica entre as campanhas dos presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) se intensificou com a revelação da quebra ilegal de sigilos fiscais de tucanos. O PT protocolou hoje na Justiça do Distrito Federal uma ação de indenização por danos morais contra Serra. O PSDB deve entregar amanhã ou na segunda-feira no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um documento sustentando que a máquina administrativa teria sido usada para obter os dados. Na ação por supostos danos morais, os advogados do PT afirmam que no último dia 25 Serra ofendeu a honra do partido e de Dilma Rousseff ao acusá-los da quebra do sigilo fiscal do vicepresidente do PSDB, Eduardo Jorge Caldas Pereira. No dia seguinte, segundo os advogados, Serra teria voltado a ofender o partido. Os advogados afirmam que Serra teria declarado falsamente que o PT faz espionagem e coisas gravíssimas, pratica jogo sujo, afronta a Constituição por quebrar sigilo ilegalmente e busca coagir a liberdade de imprensa. “Referidas declarações possuem nítido caráter difamatório e injurioso e denigrem a imagem e a honra do autor”, afirmaram os advogados.


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

política

Domingo | 29 de agosto de 2010

[ ELEIÇÕES 2010 ]

COMO INCENTIVAR A AMPLIAÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO? CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO DESTACAM PROPOSTA PARA UM DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO COM GERAÇÃO DE EMPREGO E ACESSO DOS JOVENS A OPORTUNIDADES DE TRABALHO omo incentivar a ampliação do mercado de trabalho e oferecer, aos jovens, acesso às novas vagas de emprego? Os candidatos ao governo do Rio Grande do Norte responderam ao questionamento enviado pela TRIBUNA DO NORTE, relatando as pro-

C

postas que vislumbram implantar. O ex-prefeito de Natal e candidato ao governo pela coligação “Coragem para Mudar”, Carlos Eduardo Alves (PDT) disse que apostará em três frentes: geração emprego, investindo na educação e promovendo inclusão social. “A geração de

emprego é parte de um plano de desenvolvimento econômico onde está inserido um programa de obras estruturantes, de projetos de Habitação e Urbanismo, atração e interiorização de indústrias, incentivo a novos serviços, fortalecimento da Agricultura Familiar, entre outros”.

Para Iberê Ferreira de Souza (PSB) afirmou que sua ideia é investir na formação técnica e profissional para que o aluno conclua o segundo grau já como portador de uma profissão. “Estão associados os dois grandes objetivos: a conclusão do segundo grau para quem de-

sejar fazer o curso superior e a formação técnica para a conquista de uma vaga no mercado de trabalho a partir da qualificação profissional”. Já Rosalba Ciarlini (DEM), representante da coligação “A Força da União”, disse que o RN precisa que alguns projetos de grande por-

ALEX RÉGIS

ALDAIR DANTAS

RODRIGO SENA

FICHA

FICHA

FICHA

CARLOS EDUARDO NUNES ALVES

IBERÊ PAIVA FERREIRA DE SOUZA

ROSALBA CIARLINI

Data de Nascimento: 5 de junho de 1959 Estado Civil: Casado Naturalidade: Rio de Janeiro Formação: Direito Partido: PDT Coligação: “Coragem para Mudar”(PDT/PC do B)

Eleições disputadas: Elegeu-se deputado estadual pelo PMDB em 1986 e continuou na Assembleia Legislativa por mais três mandatos consecutivos (1990,1994,1998).Em 2000, foi eleito vice-prefeito de Natal.Em 2002,quando Wilma de Faria renunciou ao cargo para se candidatar ao Governo do Estado,assumiu a prefeitura e,em 2004,se reelegeu no cargo de prefeito de Natal.

“Os recursos provenientes dos programas de transferência de renda do Governo Federal representam uma parcela maior que a massa salarial oriunda da indústria, comércio e serviços do Rio Grande do Norte. Isso mostra a vulnerabilidade econômica do nosso estado e a necessidade em se investir em geração de emprego qualificado – de carteira assinada, bem remunerado e exercido com dignidade – em todo o território potiguar. Por outro lado, sabemos que a parcela de jovens que abandonam o estudo para ingressar no mercado de trabalho é grande. Sem qualificação, essas pessoas ficam à margem do mercado e não há perspectiva de ascender profissionalmente – esse grupo recebeu o triste nome de “geração perdida”. Essa geração transita de um emprego para o outro, sempre no canto do mercado e está mais vulnerável às drogas e aos vários tipos de violência. Nós vamos enfrentar esse problema agindo sob três frentes: gerando emprego, investindo na educação e promovendo inclusão social. A geração de emprego é parte de um plano de desenvolvimento econômico onde está inserido um programa de obras estruturantes, de projetos de Habitação e Urbanismo, atração e interiorização de indústrias, incentivo a novos serviços, fortalecimento da Agricultura Familiar, implementação do programa Bolsa Empreendedor (oferecendo crédito a juros os mais baixos do país aos pequenos negócios) e do Empresa Rápida (diminuindo a burocracia e o custo para abrir uma empresa), incentivo à Economia Solidária, entre muitos outros pontos. Por outro lado, nós estamos propondo um novo modelo de educação que fuja da dicotomia entre o ensino formal e profissionalizante, qualificando um e construindo o outro de maneira integrada e de acordo com a vocação de cada território. E inserindo nessa rede os que não ainda foram alfabetizados através da Educação de Jovens e Adultos. Isso só será possível se o centro desse plano – o professor – for valorizado com um plano de carreira e salários digno e formação continuada. Mas educação e emprego não bastam. É preciso garantir a esses jovens, através de políticas articuladas num Plano Estadual para a Juventude, uma vida digna, numa casa inserida num projeto de urbanismo, e acesso ao lazer, à cultura, ao esporte, à justiça e a um programa de renda mínima capaz de segurá-lo na escola. Só assim esse ciclo de “gerações perdidas” irá se romper e o nosso futuro começará a mudar de fato.”

te aconteçam a curto prazo, para que funcionem como pólos indutores de novas áreas de desenvolvimento. “Esses empreendimentos terão grande capacidade de geração de emprego e renda”, assinalou. Veja as repostas dos principais candidatos ao governo do RN, na íntegra:

Data de Nascimento: 27 de fevereiro de 1944 Estado Civil: Casado Naturalidade: Natal Formação: Bacharel em Direito Partido: PSB Coligação: “Vitória do Povo”(PSB/PT/PPS/PTB)

Eleições disputadas:Iniciou a carreira política como deputado estadual,eleito em 1970;em 1974 foi reeleito e,em 1985,concorreu,com sucesso,a uma das cadeiras da Câmara de Deputados,tendo renovado o mandato por mais quatro eleições;em 2006 deixa a disputa de deputado federal para concorrer,ao lado da ex-governadora Wilma de Faria,ao cargo de vice-governador.Assume o governo estadual,em 2010, com a desincompatibilização da candidata ao Senado.

“Os Institutos Federais criados pelo governo Lula foram o referencial de excelência para a montagem do programa de formação profissional que o nosso governo vem implantando com a construção dos primeiros dez centros de ensino profissionalizante. A ideia é investir na formação técnica e profissional para que o aluno conclua o segundo grau já como portador de uma profissão.Estão associados os dois grandes objetivos:a conclusão do segundo grau para quem desejar fazer o curso superior e a formação técnica para a conquista de uma vaga no mercado de trabalho a partir da qualificação profissional. Já foram licitados os centros profissionalizantes de Alto do Rodrigues,Mossoró,Tibau,Parnamirim,Ceará-Mirim e Extremoz. Além de Natal e São Gonçalo do Amarante,mercados de trabalho maiores, onde estão sendo licitados dois centros em cada uma dessas cidades.Cada centro representa um investimento no valor de R$ 5,5 milhões de reais.O centro profissionalizante considerado padrão terá 4.200 metros quadrados de área construída,distribuídas em dez salas de aulas,seis laboratórios, ginásio poliesportivo,anfiteatro,auditório e biblioteca.Nosso objetivo é instalar laboratórios em mais 74 escolas estaduais para que iniciem o processo de transformação em escolas profissionalizantes,formando a Rede Estadual de Ensino Profissional.Nós entendemos que a qualificação profissional não apenas eleva a qualidade de ensino como é o caminho para dotar o aluno concluinte do segundo grau de uma formação técnica capaz de lhe fazer dono do que modernamente se entende por capacidade de empregabilidade.Para ocupar o mercado de mão de obra precisamos adequar os cursos técnicos às demandas que o mercado apontar.A sintonia vai garantir ao jovem egresso dos cursos profissionalizantes uma ocupação imediata das vagas.O Rio Grande do Norte é um Estado com grandes vocações industrial,exportadora e prestadora de serviço,principalmente no turismo receptivo.O meu governo terá uma política de incentivo a todas as forças produtivas e também voltada sempre atrair novos investimentos. O governo tem sido atento e travado grandes lutas como a refinaria,o aeroporto,o parque eólico e as Zonas de Processamento de Exportação, aqui e no sertão.É preciso vê-las como grandes conquistas que são:centros onde irão germinar,naturalmente,outros negócios e atividades econômicas.Porque são obras estruturantes de magnitude.Nunca antes do Governo do PSB o Rio Grande do Norte recebeu tantos investimentos públicos e privados em tão curto espaço de tempo.E investimentos transformadores.É em razão dessa nova realidade e da necessidade de formação de mão de obra jovem que estamos fazendo um grande programa de ensino profissionalizante que começa com dez centros e se estenderá a 74 cidades para dotar o Estado de uma Rede Estadual de Ensino Profissional.É o grande desafio que estamos começando a vencer. Ampliando nosso mercado de trabalho e formando mão de obra com um bom ensino profissionalizante.Educação e investimento são as chaves para abrir e ocupar nosso mercado que é promissor.Estou convencido que vivo como governador um momento histórico:a construção,no Rio Grande do Norte,de um moderno sistema estadual de educação profissionalizante.”

Data de Nascimento: 26.10.1952 Estado Civil: Casada Naturalidade: Mossoró Formação: Médica Partido: DEM Coligações: “A Força da União”(DEM/PSDB/PMN/PSC/PTN/PSL)

Eleições disputadas: Elegeu-se prefeita do município de Mossoró,pela primeira vez,em 1988;em 1996 foi a escolhida para comandar a cidade mais uma vez,tendo sido reeleita quatro anos mais tarde,em 2000;em 2006,foi eleita senadora do Estado.

“O RN precisa que alguns projetos de grande porte aconteçam a curto prazo,para que funcionem como polos indutores de novas áreas de desenvolvimento.Esses empreendimentos terão grande capacidade de geração de emprego e renda.O primeiro deles é o complexo aeroportuário de São Gonçalo do Amarante,que será estruturado principalmente para receber e redistribuir cargas oriundas e destinadas a outros continentes,além de contar um com moderno terminal de passageiros que propiciará um novo impulso ao turismo e será fundamental para a Copa 2014.No governo, trabalharei incansavelmente para garantir a execução rápida desse projeto,incluindo a logística de escoamento. Também as Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs) de Assu e de Macaíba são estratégicas para o crescimento do RN,porque vão permitir a dinamização e diversificação da economia e da pauta de exportações do Estado.Mas,para que aconteçam,demandam ações do governo em termos de logística operacional e de política de atração de empresas.Tirá-las do papel será uma prioridade do meu governo.A ZPE de Macaíba será um instrumento para transformarmos o RN em um polo internacional de tecnologia da informação.Teremos uma política consistente de industrialização, voltada para a regionalização do desenvolvimento,a partir de mecanismos de atração de indústrias,com incentivos fiscais e infraestrutura,de modo a criarmos pólos econômicos associados às vocações regionais.E vamos investir pesadamente no crescimento e na requalificação da atividade turística do RN. Mas uma condição para o salto de qualidade que desejamos e podemos dar é a formação e qualificação da nossa força de trabalho. As universidades públicas (Ufersa,Uern,UFRN) e privadas,os IFRNs e o Sistema “S”(Senac,Senai,Senat,etc) serão convocados a se incorporar a esse processo,somando esforços para que possamos qualificar adequadamente nossa mão de obra em diversos setores: comércio exterior,logística,bioenergia,TI,entre outras áreas de ponta,turismo,empreendedorismo. Nesse esforço,nossos jovens serão contemplados com especial atenção,a começar por investimentos expressivos na melhoria da qualidade do ensino médio.Implementaremos o ensino profissionalizante na rede estadual,de acordo com as vocações econômicas regionais,utilizando o apoio das universidades e das escolas técnicas e estabelecendo parcerias com a iniciativa privada para garantir programas de estágio para os alunos concluintes. Vamos garantir a execução do projeto que prevê 10 escolas profissionalizantes em cidades-polo,que já tem recursos garantidos desde 2008 e até hoje não saiu do papel.Trabalharemos duro,com a convicção de que educação é pressuposto para o desenvolvimento econômico e o único caminho para promover a inclusão social permanente e sustentável.“


Domingo | 29 de agosto de 2010

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

7

Após dez dias de propaganda eleitoral gratuita, Dilma Rousseff chega a 51% de intenção de voto, enquanto José Serra fica com 27%, e Marina Silva com 7%. Apenas com os votos válidos, Dilma vai para 59% [ ELEIÇÕES 2010 ]

Dilma abre 24 pontos sobre Serra ão Paulo (AE) - Após dez dias de exposição dos candidatos à Presidência no horário eleitoral, a petista Dilma Rousseff abriu 24 pontos de vantagem sobre o tucano José Serra. Se a eleição fosse hoje, ela venceria no primeiro turno, com 59% dos votos válidos. Segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, Dilma chegou a 51% das intenções de voto, um crescimento de oito pontos porcentuais em relação ao levantamento anterior do mesmo instituto, feito às vésperas do início da propaganda eleitoral. Desde então, Serra passou de 32% para 27%. Marina Silva, do PV, oscilou de 8% para 7%. Somados, os adversários da petista têm 35 pontos, 16 a menos do que ela.

S

A performance de Dilma já se equipara à de Luiz Inácio Lula da Silva na campanha de 2006. Na época, no primeiro turno, o então candidato petista teve 59% dos votos válidos como teto nas pesquisas. GEOGRAFIA DO VOTO Dilma ultrapassou Serra em São Paulo (42% a 35%) e tem o dobro de votos do adversário (51% a 25%) em Minas Gerais - respectivamente primeiro e segundo maiores colégios eleitorais do País. No Rio de Janeiro, terceiro Estado com a maior concentração de eleitores, a candidata do PT abriu nada menos do que 41 pontos de vantagem em relação ao tucano (57% a 16%). Na divisão do eleitorado por re-

giões, Dilma registra a liderança mais folgada no Nordeste, onde tem mais que o triplo de votos do rival (66% a 20%%). No Sudeste, ela vence por 44% a 30%, e no Norte/Centro-Oeste, por 56% a 24%. A Região Sul é a única em que há empate técnico: Dilma tem 40% e Serra, 35%. A margem de erro específica para a amostra de eleitores dessa região chega a cinco pontos porcentuais. Mas também entre os sulistas se verifica a tendência de crescimento da petista: ela subiu cinco pontos porcentuais na região, e o tucano caiu nove. RICOS E POBRES A segmentação do eleitorado por renda mostra que a candidata do PT tem melhor desempenho en-

tre os mais pobres. Dos que têm renda familiar de até um salário mínimo, 58% manifestam a intenção de votar nela, e 22% em Serra. Na faixa de renda logo acima de um a dois salários mínimos -, o placar é de 53% a 26%. Há um empate entre a petista (39%) e o tucano (38%) no eleitorado com renda superior a cinco salários. Também há empate técnico entre ambos no segmento da população que cursou o ensino superior. Nas demais faixas de escolaridade, Dilma vence com 25 a 28 pontos de vantagem. A taxa de rejeição à candidata petista oscilou dois pontos para baixo, mas se mantém praticamente a mesma desde junho, próxima dos 17%. No caso do candidato tuca-

MULHERES Com boa parte de sua propaganda direcionada à conquista do eleitorado feminino - dando destaque à possibilidade de uma mulher assumir pela primeira vez a Presidência -, Dilma cresceu mais entre as mulheres (nove pontos) que entre os homens (cinco pontos).

Na simulação de segundo turno, a vantagem de Dilma entre as mulheres é agora praticamente a mesma que entre os homens, um fato inédito na campanha. O próprio Lula sempre teve mais votos entre os homens. A pesquisa mostra que 57% dos eleitores já assistiram a pelo menos um programa do horário eleitoral. Segundo o Ibope, 50% dos brasileiros preferem votar em um candidato apoiado pelo presidente, e 9% tendem a optar por um representante da oposição. Do total do eleitorado, 88% sabem que Dilma é a candidata de Lula. O governo do presidente é considerado ótimo ou bom por 78% dos brasileiros. Outros 4% consideram a gestão Lula ruim ou péssima. MARCELO SOARES/JC IMAGEM/ AE

RODRIGO SENA

No comício que realizou esta semana em Natal, José Serra aumentou o tom de suas críticas a Dilma

no, 27% afirmam que não votariam nele em nenhuma hipótese. A disparada da candidata apoiada pelo presidente Lula disseminou a expectativa de que ela vença a eleição. Para dois terços da população, a ex-ministra tomará posse em janeiro como sucessora do atual presidente. Apenas 19% dos eleitores acham que Serra será o vitorioso.

Pela pesquisa do Ibope,divulgada ontem,a candidata Dilma Rousseff tem hoje,59% dos votos válidos JUNIOR SANTOS

Presidente do TSE testa urna em Nísia Floresta O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Ricardo Lewandowski esteve na manhã de ontem na Escola Municipal Yaya Paiva em Nísia Floresta, região metropolitana da capital. O ministro conferiu o funcionamento do sistema que permite a identificação do eleitor (na hora do voto), por meio das impressões digitais – o leitor biométrico. Além de Nísia Floresta, outros dez municípios no Rio Grande do Norte, nas próximas eleições, vão utilizar o sistema: Alexandria, Pilões, João Dias, Caraúbas, Macau, Guamaré, Pedro Avelino, São José de Mipibu, São Fernandes e Timbauba dos Batistas. Dos 2.246.691 eleitores que o Rio Grande do Norte possui, 107 mil estarão, pela primeira vez, utilizando as urnas eletrônicas com leitor biométrico. Nísia Floresta é um dos 60 municípios brasileiros que compõem as localidades onde o leitor biométrico estará será colocado em prática. Segundo Lewandowski, isso significa um avanço para as eleições do país. “É um sistema pioneiro. Esperamos que em 2017,

quando o Brasil terá mais de 150 milhões de eleitores, toda a federação já esteja utilizando este novo método de votar”. Otimista, o ministro enfocou que o sistema não possui falhas e que a biométrica apresenta um avanço significativo para a votação brasileira. “Este ano, por força de lei, ainda será necessário que o eleitor apresente a documentação pessoal no momento do voto”. Questionado sobre os investimentos realizados para que as urnas eletrônicas com leitor biométrico fossem aplicadas nos 60 municípios, Lewandowski disse que ainda não sabe precisar quanto foi gasto, mas que o sistema é pioneiro e que o resto do mundo já começa a ver com “bons olhos” o mecanismo utilizado no Brasil, assim como ocorreu com as urnas eletrônicas. O ministro enfatizou que a população tem recebido muito bem a novidade. “Facilita a eleição. É bem mais rápida, além da segurança. O método não possibilita erros ou fraudes”. E para comprovar o que disse, ele mesmo quis fazer um teste. Foi até a urna eletrô-

nica e testou o equipamento com o leitor biométrico. O tempo para votação não durou sequer um minuto. Satisfeito com os resultados, o presidente do TSE terminou a entrevista elogiando a escola. “Está muito limpa e organizada. Até dá vontade de estudar novamente”. Já o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do RN, desembargador Expedido Ferreira de Souza, afirmou que o Estado foi escolhido para aplicar o leitor biométrico, durante as eleições, porque está à frente de várias outras regiões. “O Rio Grande do Norte foi escolhido porque o TRE foi o que mais avançou na biométrica. No caso das urnas eletrônicas, por exemplo, o mundo todo já conheceu e verificou que o método é um sucesso”. O desembargador lembrou ainda da exportação das urnas eletrônicas: “Estamos exportando tecnologia para o mundo. Isso é pura evolução”. Baixinho, de cabelos grisalhos e com vontade de ajudar o Brasil a crescer, o aposentado Luiz Bezerra da Trindade, 71 anos, estava

[ SAÚDE ] Em duas campanhas este ano, só 50 dos 167 municípios do

RN conseguiram atingir meta de vacinar 95% das crianças contra a pólio

Média de vacinação foi de 87% penas 50 dos 167 municípios do Rio Grande do Norte conseguiram atingir a meta de vacinar 95% das crianças contra a pólio nas duas campanhas realizadas este ano. A campanha de reforço, ou segundo dose, foi encerrada nesta sexta-feira. No RN, a média foi de 87,85%, índice que deverá crescer um pouco porque o Sistema Nacional de Imunização ainda está recebendo dados das secretarias estaduais e municipais de saúde. Dos municípios que atingiram a meta nas duas campanhas,

A

vinte e dois ultrapassaram os 100%, como foi o caso, entre outros, de Felipe Guerra (115,27%), Riacho da Cruz (111,88%), Triunfo Potiguar (109,14%) e Janduís (109,06%). Na regional de Saúde da Grande Natal apenas Parnamirim e São Gonçalo ultrapassaram os 95%. Na ponta de baixo da tabela, Touros, Areia Branca, Riachuelo, São Tomé e Monte Alegre não atingiram 70% de cobertura vacinal. Esse fraco desempenho só não preocupa os médicos porque o último caso da doença foi registrado em 1989.

De acordo com o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização foram vacinadas no Rio Grande do Norte 235.345 crianças de um total de 267.905. Na região Nordeste, apenas Pernambuco e Paraíba tinham alcançado, até a sextafeira passada, a meta do Ministério da Saúde. Na segunda etapa da campanha foram vacinadas no Brasil 13,4 milhões de crianças. Quem ainda não vacinou os filhos menores de cinco anos deve procurar o posto de saúde mais próximo de sua casa.

presente na simulação dos votos e foi o primeiro a provar que o sistema é mesmo eficiente. “Eu achei fácil e muito rápido. Gostei bastante. Aprovei”. A leitura biométrica nada mais é do que colocar o dedo polegar em uma máquina que lê as impressões digitais do eleitor. Automaticamente, o sistema verifica se Luiz Bezerra é mesmo Luiz Bezerra, ou seja, não é passível de um eleitor votar pelo outro. A simulação que ocorreu em Nísia Floresta encerra os testes de identificação e votação realizados pelos tribunais regionais eleitorais. Por sugestão do Tribunal Superior Eleitoral, os Tribunais Regionais Eleitorais testaram o sistema que será utilizado no pleito de outubro para dirimir quaisquer dúvidas. Nas localidades onde o método será aplicado o eleitor deverá, independente da identificação biométrica, comparecer à cabine de votação com o título de eleitor e um documento oficial (carteira de identidade, de motorista, reservista ou de trabalho). A determinação foi inserida na Lei das Eleições (9.504/1997).

Ricardo Lewandowski testa leitor biométrico em Nísia Floresta


8

geral

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 29 de agosto de 2010

[ FÓRMULA 1 ] Felipe Massa é prejudicado

pela chuva na hora de fazer a volta rápida

[ DESPERDÍCIO ] Veículos que deveriam ser usados no Samu estão guardados há quase três meses num antigo galpão do Departamento Estadual de Trânsito ALEX FERNANDES

Webber fica com a pole e Massa larga em sexto proveitando-se bem das condições adversas da pista, hora seca, hora úmida, o líder do campeonato Mark Webber, da Red Bull, garantiu a pole position para o GP da Bélgica, no treino classificatório deste sábado, em Spa-Francorchamps, a sua quinta no ano. Vice-líder do Mundial de Pilotos, Lewis Hamilton, da McLaren, ficou com o segundo tempo, logo à frente de Robert Kubica, da Renault, o terceiro. A corrida deste domingo começa às 9 horas. Felipe Massa fez um bom treino, mas foi prejudicado pela chuva na hora de fazer a sua volta rápida no Q3. Com isto, o brasileiro da Ferrari ficou com o sexto lugar, quatro posições à frente do companheiro de equipe, o bicampeão Fernando Alonso. Completando 300 Grandes Prêmios, Rubens Barrichello teve ótimo desempenho com seu Williams, conquistando o sétimo lugar no grid, o melhor do ano, igualando a posição de largada na Malásia. Os outros brasileiros novamente não conseguiram passar da primeira parte da classificação. Lu-

A

cas di Grassi, da Virgin, ficou com o 23.º tempo e Bruno Senna, da HRT, ficou com o 19.º lugar no grid, a sua melhor colocação na F-1. A chuva intermitente foi uma atração à parte no treino qualificatório. Temendo que esta caísse em grande quantidade, logo no começo do Q1, todos os pilotos saíram do box assim que a sessão foi aberta. Na curva 14, Di Grassi e Jarno Trulli se tocaram na primeira tentativa de fazer uma volta rápida e provocaram um belo tumulto, com vários carros tendo de passar inclusive pela grama para desviar dos dois.

GRID DE LARGADA Ambulâncias que seriam para o Samu permanecem guardadas no galpão do Complexo Tático Operacional do Batalhão de Choque 1.° - Mark Webber 2.° - Lewis Hamilton 3.° - Robert Kubica 4.° - Seb. Vettel 5.° - Jenson Button 6.° - Felipe Massa 7.° - Barrichello 8.° - Adrian Sutil 9.° - Nico Hulkenberg 10.° - Alonso

1min45s778 1min45s863 1min46s100 1min46s127 1min46s206 1min46s314 1min46s602 1min46s659 1min47s053 1min47s441

Ambulâncias entregues por Lula estão há 80 dias no pátio á 81 dias o presidente Lula esteve em Natal para entregar 24 novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas até agora nenhuma delas foi liberadas para os municípios para os quais se destinavam. As ambulâncias estão guardadas num antigo galpão do Departamento Estadual de Trânsito (DER-RN), na esquina da rua Miguel Castro com a rua Romualdo Galvão, em Lagoa Nova, que foi cedido à Polícia Militar para abrigar o Complexo Tático Operacional do Batalhão de Choque. As ambulâncias foram entregues numa solenidade ocorrida no Centro de Convenções de Ponta Negra, no dia 9 de junho, em que

H

esteve presente o governador Iberê Ferreira de Souza. A TRIBUNA DO NORTE tentou ontem de manhã, por diversas vezes, falar com o secretário estadual de Saúde de Saúde Pública, George Antunes de Oliveira, mas em nenhuma vez ele atendeu o celular pessoal ou funcional do governo, bem como a sua assessoria de imprensa, para informar quando as ambulâncias realmente seriam entregues aos municípios. Na época, foi informado que o Ministério da Saúde estava investindo R$ 10,36 milhões para a expansão do serviço SAMU/192, enquanto R$ 14,29 milhões seriam destinados por ano para a manutenção do serviço. O governo estadual estaria entrando com uma

contrapartida de R$ 6 milhões. No mesmo dia 9 de junho o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, inaugurava a primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Rio Grande do Norte, no conjunto Pajuçara, na Zona Norte de Natal, das 11 que serão construídas em todo o Estado. As 24 ambulâncias fazem parte de um lote de 77 que ainda serão entregues aos municípios. Elas dividiam o espaço do galpão com 233 motocicletas de 250 cilindradas que estão sendo adesivadas para serem entregues à Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Na ocasião da entrega das ambulâncias, o governador Iberê Ferreira chegou a dizer que os usuá-

rios do serviço do SAMU seriam atendidos no máximo em 20 minutos a cada chamado das ambulâncias do SAMU, que atualmente tem um índice de cobertura populacional no Rio Grande do Norte de 49,6%, que praticamente abrange somente a Região Metropolitana de Natal (RMN), com a circulação de 29 ambulâncias em apenas dez dos 167 municípios. O governo subdividiu o atendimento do SAMU em três macrorregiões: Metropolitana, com abrangência de 60 municípios; Oeste/Alto Oeste, 62 municípios e Seridó, 44 municípios, com gerenciamento por um Consórcio Intermunicipal de Saúde, que recebem, em maio, a adesão de 121 prefeitos.


Domingo | 29 de agosto de 2010

geral

[ PERÍCIA ] Trabalho da polícia científica é feito

de maneira extremamente precária no interior

Itep funciona no interior do RN na base da improvisação ROBERTA TRINDADE ANDREY RICARDO JORNAL DE FATO

s filmes e seriados estrangeiros têm mostrado o uso das novas tecnologias na atividade policial, que aprimoram o processo investigativo e reduzem ao máximo a possibilidade dos “crimes perfeitos”. No Brasil, esse trabalho é realizado pela Polícia Científica, também chamada de Polícia Técnica, que é composta por especialistas dos mais variados campos da ciência. No Rio Grande do Norte, a situação da Polícia Científica é curiosa. Curiosa porque o Estado tem situações completamente opostas. Em Natal, onde fica situada uma das três sedes do Instituto TécnicoCientífico de Polícia (Itep), existem equipamentos de ponta, enquanto no interior, Mossoró e Caicó, onde funcionam as outras duas sedes do Itep, a situação é crítica. Das três, o pior quadro é em Caicó, que sequer tem peritos. Lá funciona um posto da Polícia Científica sem ciência. Tem médico-legista e necrotomista, mas perito, a ferramenta principal, não tem. Em Natal são 30 peritos e em Mossoró, seis, em ambos os casos, insuficientes.

O

Uma pesquisa feita pelo jornal Estado de São Paulo, publicada no último dia 15, mostrou que o RN possui uma das piores polícias científicas do Brasil, juntamente com Maranhão, Sergipe e Roraima. A reportagem, assinada pelo jornalista Vannildo Mendes, encaminhou um questionário para as 27 confederações perguntando se tinham pelo menos itens básicos para a realização das perícias criminais. Foi justamente a partir disso que o Jornal de Fatao, em parceria com a TRIBUNA DO NORTE resolveu mostrar um “Raio-X” da Polícia Científica do RN. Na semana passada, o DE FATO e a TRIBUNA DO NORTE visitaram as três sedes do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), em Natal, Mossoró e Caicó. A metodologia usada pelas reportagens foi semelhante à que foi aplicada pelo Estadão, porém mais aprofundada. Foi verificada a situação das viaturas, da estrutura física, número de peritos, os tipos de perícias que podem ser realizadas, além de alguns equipamentos básicos para a realização da atividade pericial, como a luz forense, por exemplo, usada para buscar evidências “invisíveis” ao olho nu. ANDRÉIA MUNFORD

Gilmar e Alexandre concordam que a estrutura do Itep é precária

Itep precisa de mais 6 rabecões para atender com agilidade São nove viaturas e uma motocicleta utilizada pela instituição, mas o necessário seria a compra de, pelo menos, mais 16 veículos para suprir a demanda. Hoje o Itep conta com dois rabecões em bom estado (os veículos são novos), mas seriam necessário mais seis rabecões para atender com agilidade as ocorrências, principalmente, em regiões distantes da capital. Além de recolher os corpos em vias públicas, também é responsabilidade do órgão atender os hospitais (pessoas mortas de forma violenta são encaminhadas para a instituição onde é feita a necrópsia). Questionado sobre o prédio onde funciona o órgão em Natal, no bairro da Ribeira, o perito José Alexandre afirmou que é necessário a construção de um complexo onde os trabalhos poderão ser realizados com maior agilidade. “Precisamos de um terreno para erguer a obra e realizar algumas mudanças que serão necessárias. Cada coordenadoria teria um diretor, todos subordinados à superintendência. O que ajudaria muito nos trabalhos”. Sobre um dos prédios do Itep que não possui Habite-se, Alexandre disse que trata-se do prédio onde funcionava a Delegacia de Capturas e Polinter (Decap) e que hoje é um anexo da instituição.

“Fizemos um projeto de segurança e já está pronto para encaminhar ao Corpo de Bombeiros”. Segundo o perito, foi construído no prédio os dormitórios como determinava o órgão competente. “Só falta a vistoria final do Corpo de Bombeiros”. Alexandre admitiu que as maletas com kit perícia usadas pelos peritos criminais do Itep não são modernas. “Por enquanto, trabalhamos com o pó químico para levantamento de impressões digitais em locais de crime”. Já a câmara fria do órgão (conhecida como geladeira) possui vaga para 16 corpos e está em pleno funcionamento, porém os corpos não podem ficar na câmara por mais de um mês. “Não temos câmaras frigorificas para cadáveres em alto estado de putrefação”. Após o prazo determinado por lei (30 dias) os indigentes são fotografados e (como não possuem nome) recebem um número. Tudo fica documentado. O corpo é sepultado, geralmente, no cemitério Bom Pastor II, bairro Bom Pastor. Já o chefe de transportes do Itep, Gilmar Dutra, disse que trabalha no limite com os profissionais que o órgão oferece. “Os dois rabecões que estamos utilizando não é suficiente. Precisaríamos de mais veículos para atender toda a extensão”.

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

9


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 29 de agosto de 2010

[ PERÍCIA ] Exames como a papiloscopia, que trata da identificação humana através da pele, são feitos parcialmente, em Mossoró, assim como vários outros, segundo perito

Cláudio Humberto E-mail: ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br

Sigilo fiscal ontes da Receita Federal afirmam que não apenas a compra e venda de dados estariam por trás da violação do sigilo fiscal, como afirmou o chefe do órgão, Otacílio Cartaxo. Além da motivação político-eleitoral, para vasculhar a vida de oposicionistas e jornalistas independentes, haveria um esquema de extorsão a empresários e a celebridades e aristas, para “doações” e outros tipos de “ajuda” a campanhas políticas.

F

Pelas pesquisas, o Ficha Limpa não seria aprovado”

Índio da Costa, vice de José Serra, desdenhando das pesquisas com Dilma na frente

Represálias

Cesta de lixo

Suspeita-se que empresários e artistas eram pressionados a colaborar com doações e/ou engajamento, sob pena de represálias fiscais.

A Câmara Legislativa do DF, conhecida fábrica de escândalos e de inutilidades, tem só oito “fichas limpas”, entre os 24 deputados.

MIRANDO INIMIGOS Lula vai ao Rio Grande do Norte e Ceará, em setembro, em campanha contra os senadores José Agripino (DEM) e Tasso Jereissati (PSDB). PERGUNTA SEM MALDADE Tem lugar sobrando na-

Itep de Mossoró não tem nem banco de digitais ecém-reformadas, as instalações do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) de Mossoró não revelam as dificuldades diárias enfrentadas pela equipe para realizar o trabalho de perícia criminal. A maior parte dos exames necessários pode ser realizada em Mossoró, porém todos funcionam ainda de maneira muito precária. Exames como a papiloscopia, que trata da identificação humana através da pele, são feitos parcialmente, assim como vários outros. Como não há um banco de informações (impressões digitais catalogadas), a realização da papiloscopia fica quase inviável, como explica o perito Otávio Domingos Pereira, que recentemente foi nomeado para o cargo de diretor regional do Itep. “Se for requisitado, a gente faz aqui mesmo, mas não tem muita serventia por causa da falta de um banco de dados”, justifica o perito Otávio. Porém, até bem pouco tempo atrás, a realização de exames papi-

R

loscópicos eram realizados ou em Natal, ou com a ajuda da Polícia Federal em Mossoró, que dispõe de um profissional nessa área. Perícias noutras áreas, como audiovisual, que podem, por exemplo, fazer a identificação de uma voz e verificar a autenticidade de uma gravação, ou química, que avalia uma substância entorpecente, meio ambiente, que verifica a devastação das dunas, a documentoscopia, que pode verificar a autenticidade de um documento assinado, funcionam de maneira parcial. Exames mais simples nessas áreas, segundo Otávio Domingos, são feitos na sede, mas se for uma situação mais complexa, são enviados para Natal ou para fora do Estado. Entretanto, exames nas áreas de informática, uma das áreas mais importantes da atualidade devido a modernização do crime organizado, não são feitos em Mossoró. Caso seja preciso uma perícia nessa área, o material é encaminhado para o Itep de Natal, único ha-

bilitado para tal serviço. Perícias na área de engenharia civil, geralmente utilizadas para verificar os custos de uma obra e avaliar se existe superfaturamento, por exemplo, também não são feitas. Contudo, Otávio destaca que a unidade dispõe de perícias nas áreas de psiquiatria, que pode avaliar o grau de dependência química de uma pessoa que usa drogas, e psicologia, que pode afirmar se a pessoa que cometeu um assassinato é insana, alegação muito utilizada pelos advogados. Hoje, o Itep de Mossoró tem seis peritos (contando com o diretor, que atua somente em casos extremos), sendo cinco deles especializados: um bioquímico, engenheiro químico, engenheiro elétrico, biólogo, contador. Segundo Otávio, na atual situação, são necessários mais dois ou três peritos. Porém, ele afirma que a inauguração do quarto posto do Itep, em Pau dos Ferros, no Alto Oeste, vai melhorar a situação de Mossoró, que hoje atende 67 municípios potiguares.

A equipe é composta ainda por seis médicos-legistas e quatro necrotomistas, que auxiliam os médicos e peritos. Para cada um desses cargos, seria preciso contratar dois ou três. “Mas com um Itep em Pau dos Ferros, nosso trabalho vai desafogar bastante e com essa estrutura que temos, é o suficiente”, comenta o diretor. Já a situação dos carros, não é das piores. Otávio lembra que o Itep de Mossoró já enfrentou dificuldades nesse aspecto. Hoje, a unidade tem dois rabecões, que são aqueles carros usados para transportar cadáveres, além de uma caminhonete cabine dupla, que tem a mesma utilidade e maior eficiência que os outros dois. Fora isso, o Itep tem um veículo da marca Santana, esse com quase dez anos de uso, e um Gol, que chegou recentemente. Quanto à estrutura física, Otávio diz que o ideal seria ampliar o setor de Criminalística e criar estrutura para instalar um Laboratório de Pesquisa Forense no Itep local.

quela mina no Chile até o final do horário eleitoral?

ELISA ELSIE

‘Brasil competitivo’ Diretor de inclusão social do BNDES, Élvio Gaspar levou “bomba” do Tribunal de Contas da União, que lhe aplicou multa de R$ 20 mil e questionou a parceria com a ong Movimento Brasil Competitivo, “organiza-

ção de interesse público”, de empresários e ex-ministros, para “melhorar a gestão do serviço público”. Em 2004, o Planejamento contratou o MBC por R$ 1,5 milhão, por “notória especialização”.

Nas alturas

‘Descontrole’

As supostas irregularidades do MBC incluem alto preço de projetos de restauração de rodovias e Programa Nacional do Livro Didático.

O TCU apontou “descontrole administrativo” e falta de justificativa para contratar o MBC para “respaldar o contrato sem licitação”.

A ‘PERFEIÇÃO’DO CAOS “À beira da perfeição”, o SUS de Porto Alegre (RS) está na UTI há dois meses, com superlotação nas emergências e falta de leitos.

TORCIDA POR FOGAÇA Amigos próximos de Lula ficam impressionados com a rapidez de sua resposta à pergunta: “Quem é seu candidato ao governo do Rio Grande do Sul?” O presidente responde sem pestanejar: “Fogaça, claro!”

ELES AMAM SE ODIAR O candidato do PT, Tarso Genro, lidera a corrida ao governo gaúcho, à frente de José Fogaça (PMDB), sempre resistiu à candidatura de Dilma Rousseff, porque a queria. Não gosta dela. E é correspondido.

FESTA NO ALVORADA Lula comemorou como se fora gol do Corinthians, em decisão de campeonato, a notícia de que Vanessa Grazziotin (PCdoB) superou o tucano Arthur Virgílio nas pesquisas para o Senado, no Amazonas.

O mistério do Sensus O Sensus está em todas as pesquisas, mas é difícil pesquisá-lo: o diretor Ricardo Guedes e a mulher e sócia, Ana Cláudia, se es-

quivam de jornalistas. Não têm assessoria, e no site da empresa estão em inglês as informações institucionais básicas.

Base ‘aliada’ O candidato ao Senado pelo PT-RN, Hugo Manso, que anda mal nas pesquisas, adotou como estratégia insultar o senador Garibaldi Alves (P-

MDB) – cujo primo, deputado Henrique Alves, líder do PMDB na Câmara, avisou que é aliado do PT, mas não vai tolerar agressões.

Meu nome é Chávez Com pose de futuro titular das Comunicações, o atual ministro da Propaganda, Franklin Martins, promoveu reunião com dirigen-

tes da Anatel para discutir a nova Lei das Telecomunicações. Mal disfarça o objetivo de “enquadrar” emissoras de rádio e TV no País.

Amigo camarada

Esses franceses...

Dilma anda preocupada com a sorte do candidato ao Senado Fernando Pimentel (PT), em Minas. Mas ainda que seja derrotado por Itamar Franco (PPS), ele terá lugar garantido em seu eventual governo.

O ex-presidente francês Jacques Chirac vai pagar à prefeitura de Paris 550 mil por empregar 21 “companheiros”. O RPR, seu partido, 1,5 milhão. No governo Lula não sobrariam nem uns trocados à Viúva...

Peritos do Instituto Técnico-Científico de Polícia reclamam da falta de equipamentos modernos para a realização de investigação

Em Caicó,as aparências enganam O prédio do Instituto TécnicoCientífico de Polícia (Itep) de Caicó também passou por uma reforma recentemente. Ao chegar, a primeira impressão que o usuário tem é das melhores. Mas basta entrar para ver que, na prática, o Itep de Caicó funciona apenas de “fachada”. Entre todas as dificuldades encontradas pela reportagem ao visitar a sede do Seridó, a mais gritante foi a falta de peritos. É uma sede de polícia científica sem peritos, principal personagem nesse tipo de instituição policial. Fora a falta de peritos, existem outros graves problemas, como a situação dos carros. São três, um tipo Santana, com quase dez anos de uso, e uma caminhonete Toyota, que já tem aproximadamente 20 anos de uso. Ela já não

é mais nem utilizada em Caicó, de acordo com Raimundo da Costa, diretor regional do Itep. “Só usamos quando a outra está fora e é um caso de urgência”. O terceiro veículo é uma caminhonete cabine simples, que tem menos de cinco anos de uso, mas também não está em boas condições. “A gente arrisca a vida todos os dias andando nesses carros”, denuncia um funcionário que pediu para não ser identificado. Quanto aos outros dois, Raimundo afirma: “são carros velhos, mas não dão problema, graças a Deus. Essa Toyota (a que tem 20 anos) é muito boa. Dificilmente dá problema”, comenta Raimundo, que está há sete anos como diretor. O prédio, apesar da boa aparência, tem apenas quatro salas. Uma

é usada como dormitório, outra para guardar os cadáveres, a terceira para emissão de laudos médicos e a quarta é dividida pelo coordenador e sub-coordenador. “O ideal aqui é mais salas, local adequado pro pessoal que vem de fora dormir (é que muitos funcionários do Itep de Caicó não moram lá)”, explica Raimundo. Hoje, o Itep de Caicó atende 25 cidades daquela região. A sede tem câmara fria com espaço para três corpos, no caso de algum que chegue sem identificação e tenha que permanecer até 30 dias na “geladeira”, como manda a lei. São seis médicos-legistas e quatro necrotomistas, a mesma quantidade de Mossoró. O ideal para a cidade, segundo o diretor, seria ter pelo menos quatro peritos.

Se for requisitado, a gente faz aqui mesmo, mas não tem muita serventia por causa da falta de um banco de dados” RAIMUNDO DA COSTA diretor regional do Itep

São carros velhos, mas não dão problema, graças a Deus. Essa Toyota (a que tem 20 anos) é muito boa” RAIMUNDO DA COSTA diretor regional do Itep


Domingo | 29 de agosto de 2010

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 11

CANDIDATOS AO SENADO OPINAM SOBRE REELEIÇÃO NO EXECUTIVO CANDIDATOS AO SENADO DIVERGEM SOBRE A CONTINUIDADE OU A MUDANÇA NA POSSIBILIDADE DE PRESIDENTE, GOVERNADORES E PREFEITOS DISPUTAREM A REELEIÇÃO diversificada a opinião dos candidatos ao Senado das principais coligações que concorrem à eleição deste ano sobre a reeleição. A ex-governadora Wilma de Faria, candidata pela coligação “Vitória do Povo”, defende a ampliação do mandato único executivo de prefeito, governador

É

e presidente para uma duração de cinco anos. “Será esta minha posição nos debates da Reforma Política. Este é o tempo e o critério que considero ideais. Quatro anos é um período muito curto para a realização de um programa de governo”. Para Sávio Hackradt (PC do B), que concorre a uma das vagas ao Se-

nado pela coligação “Por um Rio Grande do Norte Melhor”, é legítimo o instituto da reeleição para ocupantes de cargos públicos executivos. “Eu defendo a sua manutenção na nossa constituição. Considero, porém, que a prática já nos provou que são necessários ajustes imediatos nas regras hoje apli-

JOSÉ AGRIPINO

cadas, em especial no que diz respeito à permissão para que o candidato à reeleição fique no exercício do cargo por todo o período eleitoral”, enfatizou. O senador Garibaldi Alves (PMDB), que concorre à reeleição, opinou que “a questão da reeleição não deve ser discutida simples-

mente como mais um dado a ser discutido no bojo da reforma política que se esboça”. “Acredito que o tema não deve ser tratado nem pontual, nem superficialmente, porque diz respeito ao correto, eficiente e eticamente saudável funcionamento da máquina administrativa pública, em todos os seus

WILMA DE FARIA EMANUEL AMARAL

“Sou contra a reeleição de candidatos ao Executivo.O motivo é simples.O continuísmo pode viciar não só o processo eleitoral,mas o próprio exercício da administração pública.Na prática,o que tem acontecido é um chefe de poder em primeiro mandato gastar boa parte das energias de sua gestão em busca de se reeleger.Esse objetivo eleitoral se dá,muitas vezes, em detrimento das principais necessidades da população. A continuidade de um mandato não permite que problemas inerentes a qualquer governo sejam corrigidos de maneira eficaz pela administração seguinte.Tome-se um caso hipotético de um governo competente,bem

avaliado,mas que se descuidou do equilíbrio das contas.Se isso ocorrer, caso esse erro persista,pode se transformar em um buraco negro o acabando com tudo que foi conquistado.Melhor evitar esse tipo de ameaça trocando o governo. Em mandatos longos ainda há uma tendência,digamos natural,de certos servidores esquecerem-se de que o Estado não é deles.Que eles apenas receberam uma procuração temporária da população para apresentarem um bom trabalho.O risco é de os prestadores de serviço para o Estado se transformarem nos donos do Estado. Essa ameaça deve ser evitada.

Além disso,com a reeleição,o processo de busca de votos se torna bastante desigual.Um prefeito ou governador acaba tendo nas mãos uma série de mecanismos que são simplesmente vedados a um candidato da oposição. Por exemplo:direcionam-se obras para onde o candidato está mais fraco eleitoralmente. Em um processo de reeleição torna-se difícil distinguir a máquina do governo da máquina eleitoral.Na verdade, ambas se transformam em uma só. Como consequência,fica ameaçada não só a equidade da disputa,mas até mesmo certos princípios da nossa democracia,ainda em processo de consolidação.”

RODRIGO SENA

“A minha posição é clara: defendo a ampliação do mandato único executivo de prefeito, governador e presidente para uma duração de cinco anos. Será esta minha posição nos debates da Reforma Política. Este é o tempo e o critério que considero ideais. Quatro anos é um período muito curto para a realização de um programa de governo. Mas, na hipótese da maioria votar pela permanência do mandato de quatro anos, como atualmente, neste caso acho que é de bom senso a manutenção da reeleição. Só quem viveu a experiência de governar – no meu caso três vezes como Prefeita de Natal e duas como governadora –

sabe quanto o tempo pode ser determinante. Se o governante é candidato a um mandato eletivo depois de governar, o que é natural na vida pública - o tempo fica reduzido a três anos e três meses com a exigência de desincompatibilização. Não é fácil, mesmo que se chegue ao governo com um programa de realizações, planejar e transformar planos em projetos, aprovar os recursos junto às fontes financiadoras, fazer licitações e executar todas as obras programadas. Um mandato de cinco anos é o tempo adequado para um período de governo. Esta é uma questão a ser debatida durante a Reforma Política. E

o debate mostrará as conveniências e as inconveniências de cada proposta a ser posta em discussão. Como também, dentro dessa visão executiva, a busca de maior autonomia dos governos no campo fiscal. Hoje os estados estão praticamente resumidos à arrecadação do ICMS e os municípios cada dia mais dependentes do Fundo de Participação. Precisamos buscar uma proporcionalidade mais justa e menos restritivas das cotas dos governadores e prefeitos, principalmente diante das riquezas de cada estado e município. Até para que sejam revertidas em benefício de todos.“

GARIBALDI ALVES

SÁVIO HACKRADT

EMANUEL AMARAL

ALEX RÉGIS

“Eu considero legítimo o instituto da reeleição para ocupantes de cargos públicos executivos e,portanto, defendo a sua manutenção na nossa constituição.Considero,porém,que a prática já nos provou que são necessários ajustes imediatos nas regras hoje aplicadas,em especial no que diz respeito à permissão para que o candidato à reeleição fique no exercício do cargo por todo o período eleitoral.Com isso,o que vemos é que,ocupantes dos cargos públicos candidatos à reeleição têm,via de regra,abusado do poder administrativo e econômico,em desfavor dos seus concorrentes.Por este viés,a reeleição virou uma arma de luta desigual, com raríssimas exceções. É uma distorção que precisa ser corrigida.Ao instituir a reeleição,o legislador,certamente,não quis criar uma categoria de concorrentes privilegiados;apenas,quis garantir a

níveis”. O mais categórico foi o senador José Agripino Maia (DEM). “Sou contra a reeleição de candidatos ao Executivo. O motivo é simples. O continuísmo pode viciar não só o processo eleitoral, mas o próprio exercício da administração pública”, assinalou o democrata.

chance,legítima,de um administrador ser julgado pela população e,a partir deste julgamento,ter a possibilidade de dar continuidade ao seu trabalho por mais um período.Ocorre que,ao permitir que o administrador concorra a um novo mandato no exercício do cargo,se criou,de fato,uma situação de privilégio para alguns,em detrimento dos outros – quem está no cargo tem,de cara,maior visibilidade; ademais – e com maior gravidade –, por mais que a sociedade fique vigilância,os ocupantes de cargos executivos costumam exercer,sem pruridos,seus poderes de influência, barganha e pressão – e isso, infelizmente,tem sido a regra e não a exceção no processo eleitoral brasileiro pós-reeleição. Para corrigir esta distorção,eu defendo que os candidatos à reeleição sejam obrigados a se licenciar do cargo no período legal de campanha eleitoral, que vai da convenção ao dia da

eleição.Eles deixariam de ter ingerência direta sobre o poder decisório do estado.Sabe aquela história do poder da caneta ou dos convênios de última hora que viram moeda de barganha,de troca e pressão? Pois bem,ao menos se pode tirar a caneta e o seu poder de influenciar,de viciar o resultado de um pleito. Outro ponto que considero importante ser revisto:em ano eleitoral,a propaganda de governo deveria ser limitada às questões de utilidade pública.Não podemos mais conviver com o massacre de propaganda de loas a administrações e administradores,um culto com fins eleitoreiros. Essas duas mudanças na lei,decerto,já dariam mais transparência e lisura ao processo e deixariam os candidatos à reeleição em condições de similaridade com os seus concorrentes,o que é mais justo”.

“Vejo a questão da reeleição para cargos do Executivo, Presidente da República, Governadores e Prefeitos, não simplesmente como mais um dado a ser discutido no bojo da reforma política que se esboça. Acredito que o tema não deve ser tratado nem pontual, nem superficialmente, porque diz respeito ao correto, eficiente e éticamente saudável funcionamento da máquina administrativa pública, em todos os seus níveis. A reeleição, pelo que se pode observar pelos exemplos de quase todos os países democraticamente avançados, não parece ser um mal em si. Geralmente, há possibilidade de reeleição, pelo menos no que se refere ao Presidente da República, ou cargo assemelhado.Tomemos por exemplo os Estados Unidos da América: até algum tempo atrás, a Constituição Americana permitia até duas reeleições, ou seja, três

mandatos. Atualmente, Emenda Constitucional reduziu a dois os mandatos consecutivos, vale dizer, reeleição apenas uma vez. Já nos países de sistema parlamentarista, a discussão sequer existe, posto que o Poder Executivo se confunde com o próprio Parlamento, através do Gabinete e do Primeiro Ministro, sabido que não há limite para a reeleição dos parlamentares. Não nos chegam notícias, porém, de que esta ampla possibilidade de reeleição, quer nas repúblicas presidencialistas, quer nos governos parlamentaristas, seja causa de uso abusivo da máquina pública, em prol das pretensões eleitorais do mandatário do momento. Este uso abusivo não decorre diretamente, portanto, da possibilidade de reeleição, e sim da sujeição da estrutura administrativa do Estado ao

governante e seus áulicos. A discussão que, no Brasil, geralmente se trava em torno deste tema é quase sempre centrada na manutenção ou extinção da reeleição, ou, então, essa extinção, com ampliação do mandato do Executivo, para cinco ou seis anos. Como disse, não vejo a coisa com esta simplicidade. Penso que antes de tudo é preciso empreender ampla reforma administrativa no Brasil, de forma a profissionalizar efetivamente o serviço público, impondo a ocupação dos cargos, hoje de livre nomeação e em comissão, por servidores concursados e obedecendo a carreiras organizadas, com exclusiva valorização do mérito. Entregue a máquina pública a servidores de carreira, certamente a reeleição não será um mal, mas um bem, para dar estabilidade política à Nação e ao próprio serviço público.”


12 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 29 de agosto de 2010


Domingo | 29 de agosto de 2010

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 13


14

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

quadrantes

Domingo | 29 de agosto de 2010

JOSÉ ARNO GALVÃO [ advogado ]

Pão e queijo enso já ter descrito o prazer que sentia quando, em viagem, parava em alguma padaria de beira de estrada, comprava um pão francês bem quentinho, passava manteiga e saía por aí degustando aquela preciosidade, caçando os pedaços da casca crocante que caiam em cima da camisa. Prazer idêntico já experimentara antes, quando passava na Padaria Santo Anônio, ali na esquina das ruas Apodi e Deodoro, ao sair da aula no Marista. Mas, hoje, só é possível experimentá-lo quando saio de Natal, seja para Recife, São Paulo ou qualquer lugar da Europa, onde se come um pão francês, um baguete ou um pão italiano como devem ser: casca dura e crocante. Perguntei recentemente à proprietária da Boutique do Pão sobre o motivo de o pão italiano encontrado em Natal ter a casca mole e ela me informou ser resultado da rejeição da clientela: pão com a casca crocante não tem mercado.

P

Mas prometeu que, se eu avisar, prepara um pão de acordo com a receita original. Quanto ao pão, parece que o problema vai ser resolvido. Mas, quanto ao queijo, ou vou ter de desistir de comêlo ou mover uma ação contra a Agência Nacional de Vigilância Sanitaria. Explico. Já devem ter percebido a absoluta igualdade dos queijos atualmente colocados à disposição dos consumidores, seja o de manteiga ou do sertão, seja o de coalho. Todos estão lá embrulhados num saco plástico e resfriados. Não tem mais aquele queijo ferrado, escorrendo manteiga, enquanto a casca endurece. Nem há queijo de coalho sem soro, tomando aquela coloração amarelada que o tempo lhe dá, junto com a casca endurecida, esperando para amolecer ao calor da frigideira. Procurei saber o motivo disso, a explicação para o fato de o queijo de manteiga ter um sabor tão diferente e o de

coalho mais parecer queijo de dieta de emagrecimento e fui informado de ser a Anvisa a culpada, ao estabelecer a obrigatoriedade de todo queijo ser imediatamente submetido a processo de resfrigeração. Deve ser por que o autor da norma não gosta de nossos queijos. Ou, mais provavelmente, por ignorar o que é um queijo, que um especialista já definiu como um alimento vivo, afirmando que colocá-lo na geladeira equivale a matá-lo. Acho que esse autor tinha toda razão. E penso estar isso por trás da determnação de apreender queijos trazidos em bagagem da Europa. Lá, todo queijo passa para um processo de envelhecimento ao tempo, como se fazia com os queijos de manteiga e de coalho, processo que experimentei fazer com um queijo de coalho com sucesso: pude reencontrar o sabor da minha juventude. A isso se chama maturação. Aliás, nos últimos anos, só comi um queijo de coalho de

CARMEN VASCONCELOS [ poetisa ]

Os burocratas de Genebra, equivalente europeu de Brasília, baixaram uma norma estipulando que todo queijo deveria ser fabricado com leite pasteurizado, para evitar a propagação da tuberculose bovina. Os produtores de camembert se insurgiram, entraram com uma ação e ganharam, ao provar que seu queijo não pode ser fabricado com queijo submetido a processo de pasteurização.

Humor Fino [ Amâncio ]

Danças sobre ruínas

NELSON PATRIOTA [ escritor ]

Onofre Jr. revê conceitos em ‘Ficcionistas Potiguares’

Para Tia Bernadete (Teté)

m dia, as ruínas cobertas de heras haviam sido uma casa de fazenda naquele lugar que, um dia, fora uma fazenda. Há uns três anos, nós chegamos lá, nós, os invasores. Atravessamos estradas duras de pedra e lama, riachos desprovidos de pontes. Estávamos ali, máquina fotográfica e filmadora nas mãos, para documentar o que houvesse ainda, de uma história antiga. Nós, os que invadíamos o tempo. Nós, os que ali nada conseguíamos ver, além de ruínas, poeira e heras; e só ouvíamos o zumbir dos mosquitos e só sentíamos suas picadas. Ali, não num lugar no meio do tempo, mas no centro de um tempo ido. Mas havia entre nós alguém capaz de ver a casa agitada, ouvir suas vozes engolidas pelo tempo, sentir seus cheiros matinais. Súbito, ela disse, olhos inundados pelo tempo: minha festa de casamento foi aqui. Aqui, dancei a valsa, aqui festejei. Bem ali foram assados os bois. Tinha muita gente aqui naquele dia. Desde então, até hoje, de vez em quando eu lembro uma lembrança não minha: o casamento. Minha lembrança vive ali, naquela casa que cresce das ruínas de suas paredes, cuja mobília invento, com a ajuda de histórias ligeiramente contadas, e em cujas redes armadas na varanda durmo, e sonho. O casamento, os bois assando, as pessoas comendo, bebendo e dançando, andando pelos corredores, conversando sobre a vida e os seus afazeres. As mocinhas de vestidos coloridos e roçagantes sonhando com uma festa igual. Os noivos partindo para a lua-de-mel e a festa continuando noite adentro. Desde então, invento para mim a casa onde viveram um homem e uma mulher aos Da varanda, quais não conheci e de quem, meus olhos no entanto, estou restando vagam.Vejo ainda. Por essa nossa ilusória cabras pastando, eternidade humana, talvez esvejo o começo de se homem ou essa mulher um açude do muito antigos também me tequal não vejo o nham sonhado um dia, assim fim.Talvez nada como eu sonhei restar no nesse mundo mundo pela minha descensonhado tenha dência. mesmo fim.Vejo Vejo quadros de antepastachos de queijo. sados pendurados nas paredes Vejo homens daquela casa, ao lado dos satangendo reses, grados corações de Jesus e carregando Maria. Mais atrás, nas depensacos de feijão dências menos nobres, vejo verde recém arreios esperando quem os colhidos.” use. As camas cobertas de branco, linho bordado. Cadeiras de balanço. O Fogão de lenha. Da varanda, meus olhos vagam. Vejo cabras pastando, vejo o começo de um açude do qual não vejo o fim. Talvez nada nesse mundo sonhado tenha mesmo fim. Vejo tachos de queijo, patos, cavalos montados por homens. Vejo homens tangendo reses, carregando sacos de feijão verde recém colhido. Vejo espigas de milho debulhadas por mulheres grávidas. O cio da terra é isso. Esse mundo todo está grávido do futuro, eu me sonho. A mim, aos meus irmãos, meus primos, nossos filhos. Então me reconheço e danço sobre as ruínas do tempo. Não ouço mosquitos, nem sinto mais suas picadas. Comemoro o fato de a vida ser tão trágica e tão desejada. Celebro esse mas, esse apesar de, que nos evita a desolação. Porque do desolado lugar de ruínas, sonho a casa, sonho outras vivências, sonho a vida futura, na qual existirei.

vergonha na casa de Mozart Calafange, onde também fui presenteado em algumas ocasiões com um excelente queijo de manteiga. Mas, isso é outra história pois a fabricação era encargo de Darcy, sua mulher e mãe de minha prima Carmen, que não o fazia para vender. O fato é que, se fossem fabricados no Brasil, nenhum queijo europeu poderia ser comercializado. Já imaginou o fungo que recobre o camembert desenvolvendo-se no fundo de uma geladeira? Ou o processo que produz aqueles buracos no queijo emmental? Como se pode fabricar um provolone com leite regrigerado e deixando o queijo maturar para adquirir aquela casca grossa que perserva seu sabor característico? Já imaginou como iria ficar o queijo de ovelha amanteigado da Serra da Estrela, em Portugal, quando saisse do refrigerador? Vem-me à lembrança uma reportagem que li há algum tempo. Os burocratas de Genebra, equivalente europeu de Brasília, baixaram uma norma estipulando que todo queijo deveria ser fabricado com leite pasteurizado, para evitar a propagação da tuberculose bovina. Os produtores de camembert se insurgiram, entraram com uma ação e ganharam, ao provar que seu queijo não pode ser fabricado com queijo submetido a processo de pasteurização. Graças a isso ainda podemos degustá-lo. Mas, como os nossos produtores se acomodaram, temos que desistir de comer queijo de manteiga, esperando uma ocasião de experimentar o da Serra da Estrela. E, quanto ao queijo de coalho, para quem gosta de coalhada derretida até que dá certo.

U

uando o escritor Manoel Onofre Jr. lançou, em 1995, a primeira edição de “Ficcionistas do Rio Grande do Norte”, visava a dirimir uma dúvida: afinal, havia algum ficcionista digno deste nome nas letras potiguares? E a resposta dada pelo escritor martinense, concluída longa pesquisa na nossa literatura, foi de que sim, havia não um, não dois, mas pelo menos 35 autores que mereciam a denominação de ficcionista. Passados 15 anos desde essa resposta, Onofre Jr. lança uma segunda edição de seu livro, agora intitulado “Ficcionistas potiguares – biografia e crítica”. As novidades não se limitam ao título. O apêndice “biografia e crítica” alude a comentários que invadem a história de vida dos escritores coligidos, amiúde sob forma de revelações que lhe foram feitas epistolar ou verbalmente. O segundo elemento do binômio é decorrência do primeiro.Trata-se, assim, de um livro revisto cuidadosamente no curso de três lustros, como a indicar que mudanças, novidades e recensões foram filtradas à luz de novas ideias. O acréscimo de informações biográficas seria o elemento mais sobresselente do livro, valendo como um recurso novo, haja vista que fornecido, não raras vezes, pelo próprio objeto de pesquisa, vale dizer: os escritores estudados, recurso ausente na primeira edição da obra. Saliente-se, entretanto, que a polêmica categorização dada pelo autor de escritor potiguar não sofreu mudanças: “Potiguar é o escritor que, havendo ou não nascido neste Estado, tem a terra nossa entranhada em sua obra; é o que aqui morou bastante tempo ou mora, e aqui construiu ou vem construindo sua obra”. Visão elástica, aí ca“O acréscimo de bem, por exemplo, o paraibano Eulício informações bioFaria de Lacerda e o cearense Francisco gráficas seria o eleSobreira. Aos 35 nomes levantados na mento mais soedição de 1995, Onofre Jr. acrescentou bresselente do lioutros dois: Bartolomeu Correia de Mevro,valendo como lo e Moacyr de Góes, cujas estréias na um recurso novo, ficção se deram após o lançamento deshaja vista que forsa edição. O corpo da obra cobre assim necido,não raras um período de pouco mais de cem anos, vezes,pelo próprio a contar do final do século XIX até fins objeto de pesquido século XX. sa,vale dizer:os Seria então 37 o número de ficcionispróprios escritores tas norte-rio-grandenses surgidos entre estudados [...]”. o acaso dos oitocentos e o dos novecentos? Em artigo assinado pelo escritor Veríssimo de Melo com data de 17 de setembro de 1995 (Tribuna do Norte) e publicado a título de apresentação da obra, o referido escritor se ressente da ausência de José Mauro de Vasconcelos e de Peregrino Júnior. O primeiro porque, embora carioca de nascimento, aqui viveu longo tempo, tendo escrito o romance “Barro Blanco”, cuja ação transcorre em Macau. Quanto ao segundo, Veríssimo reconhece de pronto que o fato de ter centrado toda a sua ficção na região amazônica o torna inclassificável como autor potiguar. Lembraríamos, de nossa parte, o nome de Renard Perez, embora reconheçamos que o essencial de sua produção romanesca se concentra na geografia da Cidade Maravilhosa. Não obstante, em pelo menos um dos textos de “Creusa, Creusa”, sua última coletânea de contos, o escritor macaibense faz seu protagonista realizar um passeio a Macau, como que reatando laços com o torrão natal. Em crônica intitulada “Visita à cidade do Natal” (jornal O Galo, setembro de 2009), Perez recolhe imagens e impressões da paisagem física e humana da cidade. Finalmente, na entrevista dada ao referido jornal na mesma data, anuncia a publicação do livro “Macaíba: roteiro de infância e outros roteiros”, conjunto de iniciativas tardias, é certo, mas possíveis e configurar um novo vínculo com a terra natal. Exceções pontuais como as acima referidas não comprometem, todavia, a excelência das análises críticas levadas a efeito por Manoel Onofre Jr. em seu “Ficcionistas Potiguares”, cuja acuidade e considerações literárias o situam como uma das referências fundamentais do nossa crítica, fazendo jus à condição de clássico bibliográfico na medida em que estabelece um modelo de análise literária pessoal e fundamentado na pesquisa viva das obras e no diálogo com seus autores. Resta esperar que o autor concretize seu projeto anunciado naquela obra, qual seja, o de lançar um segundo volume de “Ficcionistas Potiguares”. Dessa vez, reunindo os autores contemporâneos que publicaram ficção a partir da primeira década deste século.

Q

CLÁUDIO EMERENCIANO [ professor da UFRN ]

Rosas e flores de setembro ciclo da vida está impregnado de sentidos. Alguns perceptíveis, outros efêmeros e ainda outros misteriosos, que se revelam conforme a sensibilidade e a inserção de cada um nos sentimentos (coração) e na razão (lucidez). Esse âmbito de finalidade da vida é inalcançável, ilimitado, incontrolável, indevassável. Infinito em seu encaminhamento e ascensão para a origem de si mesma: Deus, o Criador do universo em todas as suas formas, conteúdo e dimensões. Verdades que os homens ainda não entendem nem alcançam integralmente. A visibilidade da essência da vida está diante de nós, em redor de nós. Manifesta-se de maneira simples, bela, poética, pura, singela, compassada, repetitiva, terna e aliciante. Envolve e se oferta à humanidade em todos os tempos e lugares. Dizem que os moribundos recebem a “visita da saúde". Subitamente parecem melhorar, readquirindo energias e vontade de viver. George Bernard Shaw dizia que a existência (consciência) humana possui um atributo indômito e surpreendente: “o homem, enquanto vive (conscientemente) deseja, aspira, quer, sonha, projeta e cria". A natureza em setembro realiza inicialmente uma tênue, depois vigorosa transformação, demarcando a exuberância da vida (verão) e a chegada, especificamente nos climas temperados, do outono, quando as rosas e as flores começam a murchar, as folhas a cair e o tempo se submete ao império do frio. O poeta Jean de La Fontaine, em sua fábula (universal) “A cigarra e a formiga", retratou genialmente essas mudanças ecológicas, sentimentais, emocionais e existenciais. Os sentimentos se harmonizam com a natureza. Se a primavera germinou o amor dos jovens Romeu e Julieta, setembro, como tempo de passagem, parece fecundar amores e paixões dos mais velhos. André Maurois (Nobel da literatura), em “Rosas de setembro", mergulha nos sentimentos arrebatadores e românticos entre o professor Guillaume (francês) e a colombiana Lolita. Tudo se passa numa Bogotá esplendorosa, cujas rosas e flores estendiam seu perfume por toda a cidade. Vianna Moog, o grande escritor de “Bandeirantes e Pioneiros", “Um rio imita o Reno" e “Uma jangada para Ulisses", foi, no governo de Juscelino, representante do Brasil na ONU. Viveu um amor outonal com uma mexicana (nativa), inspirador de um dos mais belos romances de nossa literatura: “Tóia". O cenário do livro são as ruínas astecas e a Cidade do México, repletas de rosas e flores num setembro irradiante em vida

O

e laços humanos. Eça de Queiroz em "Os Maias", "A Capital" e a "Tragédia da Rua das Flores", descreve Lisboa e Sintra num ambiente de declínio do calor e do verão em setembro. Os enredos, apesar dos seus principais personagens, que se en“O ciclo da vida está volvem em dramas e traimpregnado de gédias, paixões e amores sentidos.Alguns impossíveis, são instigaperceptíveis,outros dos, de certa maneira, peefêmeros e ainda las andanças e intrigas do outros misteriosos, rufião Dâmaso, deslocanque se revelam do-se em seu tílburi entre conforme a Lisboa e Sintra, cujos casensibilidade e a minhos ainda reverberam inserção de cada um de rosas e flores. Shelley, nos sentimentos eterno namorador, em (coração) e na razão pleno setembro assim se (lucidez).Esse dirige às amadas: “o ruíâmbito de finalidade do dos temporais de verão da vida é em setembro, sobre a grainalcançável, ma cintilante, as flores e ilimitado, as rosas que a chuva disincontrolável, persou, a tudo teu encanindevassável. to excede". A bela “Naná", Infinito em seu de Émile Zola, decadenencaminhamento e te, solitária e triste, ouve ascensão para a o canto dos pássaros e origem de si mesma: cheira as rosas em final de Deus,o Criador do setembro no “Bois de universo em todas as Boulogne". Há relação ensuas formas, tre vida e tempo? conteúdo e Há momentos em que dimensões. o tempo parece parar. Verdades que os Imobiliza-se. Evola-se, homens ainda não enquanto a alegria, a entendem nem dor, a saudade, a ansiealcançam dade ou a esperança dointegralmente.A minam a efervescência de visibilidade da sentimentos. Existe a busessência da vida está ca do tempo perdido, ou diante de nós,em vivido, suscitada por reredor de nós. flexões sob influência de Manifesta-se de uma espera? A expectamaneira simples, tiva de um desfecho. A bela,poética,pura, notícia revestida e imsingela...” pregnada de sucesso, vitória e êxito. O escritor não consegue esconder, disfarçar ou macular sua visão de vida ou estado de espírito. Assim é a vida...


geral

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 15

DESCONTINUIDADE PREJUDICA ÁREA DE PESQUISA E TECNOLOGIA

POLÍTICAS PÚBLICAS E PROPOSTAS DE DESENVOLVIMENTO DO RN SERÃO ALVO DE DEBATES EM SEMINÁRIO PROGRAMADO PELA UFRN EMANUEL AMARAL

Pró-reitoria gerencia RH e pesquisas

inguém nega a importância de investimentos em pesquisa e tecnologia. Afinal, foram doses maciças de recursos que tiraram países, como a Coréia do Sul, do subdesenvolvimento e da miséria. A exemplo desse pequeno país da Ásia Oriental, o Rio Grande do Norte, que responde por menos de 1% do PIB brasileiro, poderia ter uma grande expressão econômica se utilizasse bem suas potencialidades naturais em favor de projetos sustentáveis. E o que falta? Esta é outras respostas para a questão do planejamento de políticas públicas e propostas de desenvolvimento do Rio Grande do Norte serão alvo de debates em um seminário programado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, através da próreitoria de Extensão Universitária e em parceria com a TV Universitária e o jornal TRIBUNA DO NORTE, sobre as políticas públicas atuais, o realidade do estado e as eleições deste ano, nos dias 14 e 15 de setembro. Em seguida ao seminário, haverá um debate (dia 20/09) com os candidatos ao cargo de governador do Estado. Na questão tecnológica, como ocorre em boa parte do Brasil, aqui a descontinuidade no que se refere a políticas de apoio e incentivo a área de pesquisa é total. Repete à perfeição os mesmos vícios que já contaminaram a ges-

N

Para a pró-reitora da UFRN,Maria Bernadete,a sobreposição de ações atrapalha a organização de uma política de pesquisa e tecnologia

tão de outras áreas cruciais para a comunidade, como saúde e educação. Ou seja: não existe uma base de dados atualizada para que se possa pensar estratégias de desenvolvimento do Estado. E, para agravar as coisas, a sobreposição de ações atrapalha a organização de uma política de pesquisa e tecnologia que interfira nos resultados do setor produtivo, com ênfase na indústria e na agricultura. Para a Pró-Reitora de Pesquisa da UFRN, Maria Bernadete Cordeiro de Sousa, a Fundação de Pesquisa do Rio Grande do Norte (Fapern) precisaria rapidamente ter um gestor

que permanecesse no cargo independentemente de mudanças de governadores. Em outras palavras: blindar essa função para que os objetivos fossem atingidos mediante planejamento de longo prazo. Ela ressalta que “dar estabilidade a essa posição, com um profissional que entendesse profundamente da área, conferiria à Fapern condições melhores de acessar todos os financiamentos a que a atividade de pesquisa tem direito por lei”. “A Fapern é o grande instrumento de financiamento da pesquisa no Estado, mas está capenga porque quando um governador

sai, seu presidente também deixa o cargo e todo um trabalho é descontinuado”. Pela proposta original de criação da Fapern, o mandato do presidente não coincidiria com o mandato do governador. Outro problema refere-se ao financiamento das atividades do Instituto. Em São Paulo, a Fundação de Pesquisa tem 1% da receita do Estado. Aqui, essa exigência existe no papel, mas não é cumprida. “Inclusive – diz a Pró-Reitora -, há um erro no texto da lei, que estabelece a arrecadação do instituto sobre orçamento bruto, quando o correto seria sobre o lí-

quido do ICMS arrecadado, tirando a distribuição dos municípios”. Essa conta daria por volta de R$ 60 milhões por ano para atividade de pesquisa. Hoje, explica a PróReitora, trabalha-se com uma contrapartida de R$ 10 milhões. “E este ano não sairam ainda R$ 5 milhões”, assegura. No Nordeste, para cada R$ 1,00 que o Estado coloca em Pesquisa e Tecnologia, R$ 3,00 são a contrapartida do Governo Federal. Se o RN aplicasse R$ 30 milhões por ano, receberia outros R$ 90 milhões do Governo Federal, ficando com R$ 130 milhões para investir em pesquisa.

Estado. Como pensar a questão hídrica no futuro, como pensar o futuro do polo cerâmico de forma correta, sem agredir o meio ambiente, as energias renováveis...

A Pró-Reitoria de Pesquisa da UFRN foi criada em 2003 a partir de um desmembramento da Pró-Reitoria de Pesquisa e PósGraduação. A UFRN estava assumindo essa responsabilidade com a intensificação da atividade de pesquisa no Brasil. Quando o reitor Ivonildo Rêgo assumiu o seu segundo mandato na UFRN, em maio de 2003, ele sugeriu ao colegiado superior que desmembrasse a Pró-Reitoria de Pesquisa e PósGraduação para criar a de PósGraduação. Hoje, a Pró-Reitoria de Pesquisa é responsável pelo gerenciamento dos projetos de pesquisa da Universidade e pela formação de recursos humanos numa perspectiva de dar aos alunos de pósgraduação formação acadêmica em níveis de Mestrado e Doutorado e, assim, oferecer suporte às atividades ligadas ao desenvolvimento do país. Na verdade, a interação da UFRN com empresas sempre existiu, mas inicialmente de uma maneira pouco estimulada pelas políticas de governo. “Havia um tabu no passado, segundo o qual a universidade pública não podia atender o setor empresarial por uma questão ideológica. Isso acontecia nas década de 1960 e 1970, mas se modificou na medida que o sistema de ciência e tecnologia brasileiro se ampliou, tentando livrar o país das tecnologias importadas”, explica Maria Bernardete.

BATE-PAPO MARIA BERNADETE CORDEIRO DE SOUSA » pró-reitora de Pesquisa da UFRN Quando a Universidade começou a receber recursos corporativos para desenvolver ensino e pesquisa? O primeiro setor industrial com o qual interagimos localmente foi a Petrobras, que ao longo de 11 anos seguidos aportou na UFRN coisa de R$ 123 milhões. Também estabelecemos parcerias com o setor cerâmico da cidade, bem como os Arranjos Produtivos do Sebrae no Estado. Há projetos desenvolvidos ainda na carcinicultura, turismo, artesanato e uma série de outras iniciativas. Hoje, há um diagnóstico sobre os problemas do RN na questão da pesquisa e tecnologia? Infelizmente, não temos um diagnóstico dos problemas por

falta de informação. Por que isso acontece? O Governo do Estado tem um Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia, responsável por uma política no setor, e que gerou seu último plano em 2002. De lá para cá esse plano, que deveria ser atualizado a cada três anos, não o foi. Em abril último, realizamos a IV Conferência de Ciência e Tecnologia com objetivo de colaborar para a formatação de um plano nacional 2010/2020. A pró-reitoria coordenou então uma conferência estadual, junto com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado, e os vários setores de compõem o sistema estadual de ciência e tecnologia. Interagiram

nisso as empresas, universidades, institutos de pesquisa e o Governo Federal. É um começo nessa reflexão. Há alguma conclusão? De que o grande problema é justamente a descontinuidade das políticas de Governo. Isso é que impede os avanços. A sobreposição de ações no plano da pesquisa e tecnologia, é outro entrave. É muita gente fazendo a mesma coisa, impedindo que sejamos mais produtivos, que nos aprofundemos mais sobre cada questão. Há mais deficiências nesse processo? Tem também a falta de uma política de sustentabilidade nas ações de ciência e tecnologia do

Existe algum paliativo para minimizar esse problema? Ensino a distância seria uma aposta a partir da inclusão digital. O Metrópole Digital é um programa da UFRN que tem como objetivo básico criar um Núcleo de Pesquisas em Inovação e Tecnologia da Informação (NPITI) e um Centro Integrado de Vocação Tecnológica (CIVT). O primeiro serviria de pólo de incubação de empresas de informática e tecnologia da informação e treinamento de mão de obra especializada. São dez laboratórios equipados com

A sobreposição de ações no plano da pesquisa e tecnologia é outro entrave” MARIA BERNADETE DE SOUSA pró-reitora de Pesquisa

computadores e máquinas de prototipagem de última geração. Um dos grandes gargalos está no acesso dos jovens ao ensino superior, que hoje no RN é de apenas 7%. Há alguma medida em andamento? Existe um programa na PróReitoria de Graduação de cursinhos para os alunos de ensino médio que desejem fazer os vestibulares da UFRN. São cursinhos gratuitos e voltados para os estudantes de baixa renda. Também tentamos facilitar essa inclusão dando um upgrade nas notas de alunos oriundos das escolas públicas. Mas essa é uma política claramente de emergência diante da desorganização do ensino público.


16

geral

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 29 de agosto de 2010

[ COPA 2014 ] O Corinthians negocia com a Construtora Odebrecht a

construção de sua arena, num investimento de R$ 300 milhões

Novo estádio do Corinthians pode sediar a abertura DIVULGAÇÃO

om as “bênçãos” do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o futuro estádio do Corinthians pode ser o local da abertura da Copa de 2014. Lula vinha tentando convencer a construtora Odebrecht a realizar a obra, que será realizada em Itaquera (zona leste da cidade de São Paulo) e a decisão foi tomada após uma reunião entre o governador de São Paulo, Alberto Goldman, o prefeito da cidade de São Paulo, Gilberto Kassab, e o presidente da CBF e do Comitê da Organização Local do Mundial, Ricardo Teixeira. O Corinthians negocia com a Odebrecht para a construção de sua arena. Pelo acordo, a empreiteira poderá dar o nome ao estádio e o lucro do local seria dividido com o Corinthians. O estádio tem previsão de 48 mil lugares e custará cerca de R$ 300 milhões. A informação sobre o novo estádio do Corinthians aconteceu horas depois de o presidente do Corinthians, Andres Sanchez, ter distribuído uma nota onde amenizava as críticas feitas anteriormente ao Morumbi, uma vez que os ingressos para o Corinthians haviam sido limitados. Sanchez havia dito que uma de suas lutas era “não deixar ter jogo da Copa no Morumbi”. O dirigente corintiano, que foi o chefe de delegação da seleção brasileira na Copa do Mundo da

C

O Morumbi era o mais cotado para receber a abertura da Copa

África do Sul, afirmou ainda que iria anunciar o novo estádio “nos próximos dias”. “Já fomos muito enganados nessa coisa de estádio. Eu tenho 13, 14 maquetes na minha sala”, afirmou. MORUMBI Ainda esta semana, o presidente Lula havia se manifestado sobre a possibilidade de São Paulo ficar fora da Copa de 2014. “Não consigo imaginar uma Copa do Mundo no Brasil sem São Paulo com a abertura. Seria algo da maior irracionalidade. Depois das eleições vamos sentar com o novo governador, o novo presiden-

te e o ministro Orlando Silva Júnior (do Esporte) para resolver isso. Eu apoio um estádio em São Paulo. E não é culpa da CBF, são exigências da Fifa”, disse Lula. O Morumbi era o estádio mais cotado para receber a abertura do Mundial em São Paulo. No entanto, o São Paulo, clube responsável pela arena, não conseguiu atender às exigências da Fifa e foi descartado pela entidade de abrigar a cerimônia. O ministro Orlando Silva Júnior, do Esporte, lamentou o fato de os governantes locais terem, na sua opinião, deixado o assunto de lado durante o período eleitoral.

[ MEIO AMBIENTE ]

Empresas buscam formas para medir danos ão Paulo (AE) - O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) vai buscar instrumentos para medir o impacto das atividades econômicas sobre a fauna e a flora na próxima Conferência das Partes sobre Biodiversidade (COP-10), que será realizada em outubro, em Nagoya (Japão). Segundo a presidente executiva do grupo, Marina Grossi, que engloba 52 empresas cujo faturamento corresponde a 40% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, o objetivo não é apenas apoiar o lançamento de metas para a preservação ambiental, mas também as maneiras de atingi-las. “A mensuração dos impactos vai nos dizer quais são os principais problemas ambientais que devem ser trabalhados. É importante sistematizar as informações para que as empresas possam assumir compromissos”, explicou, no intervalo do Fórum Biodiversidade e Economia, realizado na quinta-feira em São Paulo. De acordo com o último relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), divulgado em maio, os desmatamentos e a degradação florestal geram um custo anual entre US$ 2 trilhões e US$ 4,5 trilhões. Segundo Marina, esses prejuízos afetam tanto as empresas quanto os governos.

S


economia DÓLAR COMERCIAL Compra R$ 1,751 Venda R$ 1,753 DÓLAR PARALELO Compra R$ 1,83 Venda R$ 1,94

POUPANÇA HOJE E AMANHÃ Não há poupança CDB 10,67% BOVESPA -0,72%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 510,00 TAXA SELIC

10,75%

TELEFONES ÚTEIS Receita Federal: 3220-2200 Procon Estadual: 3232-6770 Procon Municipal: 3232-9050 DRT RN: 3220-2000

ENTREVISTA

Ozires Silva explica porque o Brasil precisa de mais infraestrutura. PÁGINA 5 DÓLAR TURISMO Compra Venda EURO Compra Venda

R$ 1,710 R$ 1,840 R$ 2,229 R$ 2,232

Editor: Vinícius Albuquerque e-mail:vinicius@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo | 29 de agosto de 2010 ALDAIR DANTAS

[ CONSUMIDOR ] Facilidades de acesso ao

Confiança cresce de julho para agosto,diz BC

crédito pessoal devem impulsionar números

Gastos devem se firmar no 3º trimestre, diz Itaú Unibanco S

ão Paulo (AE) - As condições para o crédito pessoal seguem facilitadas, o que sugere que os gastos do consumidor deverão se firmar no terceiro trimestre após uma pausa recente mesmo com o aperto monetário do Banco Central. É o que defendem os economistas Maurício Oreng e Guilherme da Nóbrega em relatório que o Itaú Unibanco enviou na semena passada a clientes, com base em dois relatórios divulgados recentemente pelo BC e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Pelos dados oficiais da autoridade monetária, a taxa média nos financiamentos ficou em 40,5% e o spread médio, em 28,9%. Trata-se de uma pequena alta em relação às mínimas históricas observadas em junho, de 40,4% e 28,6%, respectivamente. De acordo com Oreng e Nóbrega, o impacto desta pequena alta no juro sobre as parcelas dos fi-

nanciamentos continua sendo aliviado pelos prazos mais longos. O prazo médio em empréstimos ao consumidor, segundo os dados do BC, está em 17,6 meses, próximo ao nível máximo histórico, de 17,7 meses. Às condições facilitadas de crédito pessoal a que os dois economistas se referem soma-se a redução do nível de inadimplência, que sempre se traduz em aumento da confiança por parte de quem concede crédito. “Calculamos que a inadimplência (mais de 90 dias de atraso no pagamento) caiu um décimo para 6,4% - o menor nível com ajuste sazonal em cerca de cinco anos. Esse bom desempenho reflete as condições de crédito facilitadas, a sólida criação de empregos e o aumento na renda real”, avaliam os economistas. Para os dois, exceto por um hipotético choque externo - tal como uma nova e inesperada recessão global

Prazos mais longos e maior volume de recursos devem estimular o aumento do consumo

(double dip) levando a uma piora importante das condições locais de crédito -, a espiral favorável de fortes empréstimos, emprego robusto e baixa inadimplência deve permanecer por mais alguns meses. “Ou seja, o financiamento aos consumidores vai continuar sendo um importante motor para as vendas e a atividade ampla”, preveem Oreng e Nóbrega.

“Os empréstimos às pessoas físicas mantiveram ritmo de alta consistente, com a concessão média real diária avançando 1,3% em relação a junho, com ajuste sazonal. Foi o oitavo aumento seguido”, afirmam os dois economistas do Itaú Unibanco, acrescentando que o financiamento para compra de automóveis se recuperou vigorosamente, com um salto de

16,1%. “Assim como as vendas de veículos, os financiamentos para compra de automóveis tiveram alguns meses fracos após os dias movimentados que antecederam o fim do desconto no IPI em março. O resultado final é que os bancos continuam liberando empréstimos aos consumidores num impressionante ritmo anualizado de 13,4% (tendência de 3 meses).”

Adicionalmente aos dados de crédito do Banco Central, um relatório da Fundação Getúlio Vargas mostrou um aumento de 0,7% da confiança do consumidor em agosto em relação a julho, com ajuste sazonal. Oreng e Nóbrega lembram que esta foi a sexta alta consecutiva e o maior nível em cinco anos. A confiança agora está 26% acima do patamar de “crise” em dezembro de 2008. O subíndice sobre a situação atual vem superando o componente de expectativas desde julho de 2009, destacam os dois economistas. “Ainda que ambos os subindicadores tenham avançado ao mesmo ritmo que o número cheio em agosto, a percepção sobre a situação presente está 34% acima do nível verificado em dezembro de 2008. Enquanto isso, as expectativas acumulam ganho menor (22%) no mesmo período”, consideram. Para os dois economistas do Itaú Unibanco, o descolamento entre a avaliação presente e futura sugere que os consumidores brasileiros têm dúvidas quanto à duração das condições econômicas favoráveis de hoje. “Ainda assim, o relatório traz uma novidade interessante para os mais otimistas: em agosto, o índice de intenção de compra de bens duráveis subiu 3,9%, com ajuste sazonal”, acrescentam os dois economistas.


2

economia

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 29 de agosto de 2010

ALCIMAR DE ALMEIDA SILVA [Consultor Administrativo,Fiscal e Tributário ]

Negócios &Finanças LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

Potencial eólico Brasil é o país da geração hidrelétrica de energia, também considerada renovável. Mas, chama a atenção o parque eólico da Espanha, que atinge a marca de 16.740 MW de capacidade instalada, com 1.609 deles implantados em 2008 mirando na marca de 20% de energia renovável até 2020. Já o Brasil conta com apenas 610 MW, que deve chegar a 750 MW no final do ano. O leilão de fontes renováveis, realizado quarta e quinta-feira serviu para aumentar a energia de reserva - espécie de “colchão” de energia excedente que fica à disposição do sistema para ser acionada de acordo com a variação dos preços e atender à expansão da demanda programada para 2013 pelas distribuidoras de energia.

O

ESTIMATIVA O potencial para a geração de energia eólica no Brasil, hoje estimado em 143 mil megawatts (cerca de dez hidrelétricas de Itaipu), poderá dobrar com torres mais altas. O cálculo dos 143 mil MW foi feito levando-se em conta aerogeradores de 50 metros de altura. Com torres de 80 a 100 metros de altura é possível captar ventos mais fortes e que sopram com mais frequência.

Crédito

Varejo

Com a taxa de desemprego cada vez menor, - segundo o IBGE, caiu para 6,9% em julho, registrando o menor índice desde dezembro do ano passado -, o crédito fácil vai garantindo a expansão do consumo. Garante também mais crescimento no último trimestre do ano.

Especialistas em varejo acreditam que as importações vão segurar os preços durante o ciclo natalino. Pesquisa mostra que 72,2% dos empresários não vão reajustar suas tabelas temendo perder parte do mercado para os produtos de fora. Bom para o consumidor que terá o seu poder de compra preservado.

CONCURSO A Caern abre processo seletivo para estagiários de Direito. A empresa exige a partir do 5º período do curso de Direito, inscrito no CIEE (Centro de Integração Empresa Escola), com Índice de Rendimento Acadêmico superior a 7,0 e domínio de programas básicos de informática. O estágio oferecido tem carga horária de 20 horas semanais com duração máxima de dois anos e uma bolsaauxílio no valor de R$ 280,00 além de outros benefícios, com 5% das suas vagas reservadas às pessoas portadoras de deficiência. As inscrições podem ser feitas até 9 de setembro mediante envio de currículo (nos moldes lattes) para o e-mail lyradhs@hotmail.com.

Escassez de engenheiros A formação de engenheiros no Brasil não é compatível com as necedidas das grandes empresas. O país forma 32 mil engenheiros por ano, ao passo que a demanda do mercado já é superior a 60

mil profissionais anualmente. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) estima que faltarão, até 2012, cerca de 150 mil engenheiros para preencher as vagas existentes.

NÚCLEO A Fatern Gama Filho tem agora um Núcleo de Desenvolvimento Regional na Instituição. Vai criar projetos e fornecer informações e subsídios técnicos pedagógicos e econômicos no auxílio à empresários, instituições, órgãos públicos e empreendedores em geral.

1

A partir de quartafeira, 1º de setembro, o preço dos galões de 20 litros de água mineral será reajustado NO RN. O valor hoje varia entre R$ 3,00 e R$ 3,50 e deverá ficar entre R$ 4,00 e R$ 4,50. Nos Estados vizinhos são bem mais altos, segundo o sincicato potiguar. No Ceará, por exemplo, o garrafão custa em torno de R$ 6,00.

2

O Carrefour negociou mil toneladas de pescados para a Semana do Peixe. Com mais de 50 tipos de pescados em suas peixarias, a empresa prevê um incremento de 10% nas vendas da categoria, nas 162 lojas da rede. A sétima edição da Semana do Peixe que acontece em todo o país desde ontem.

3

O Walmart lança campanha para reforçar entre os consumidores a qualidade de seus produtos têxtil. O consumidor terá mais de três meses para trocar a roupa – das marcas próprias da rede - que comprou em uma das unidades da empresa, mesmo depois de lavada, em caso de alterações de modelagem, cor ou tamanho.

ESPORTES O Aero Clube do Rio Grande do Norte, inaugura duas quadras cobertas de Tênis no dia 31, próxima terça-feira, as 18h. A solenidade de inauguração contará com a presença confirmada, do ex tenista profissional, campeão pan americano Flávio Saretta(Rio2007) e do presidente da Confederação Brasileira de Tênis, Jorge Lacerda da Rosa.

LANÇAMENTO A Natura lança a linha Amó de perfumaria e produtos complementares para homens e mulheres feita para usar com ou para o outro, para inspirar e incentivar o cuidado nas relações. Foram dois anos para o desenvolvimento de Amó, que teve em sua essência a criação em rede – participaram do processo cerca de 100 pessoas, de 18 a 35 anos, entre consumidores e formadores de opinião, de diversas capitais do país, além de parceiros.

DECORAÇÃO Para muita gente, o Natal parece chegar cada vez mais cedo todo ano. Mas para os consumidores de Londres, essa sensação se tornou realidade. A Selfridge’s, da famosa Oxford Street, abriu a sua loja natalina, com direito a decoração tradicional, incluindo bolas de Natal, ornamentos festivos, árvores enfeitadas e festões - tudo isso com mais de 140 dias de antecedência em relação a 25 de dezembro.

Distritos municipais divisão do território municipal em distritos não é assunto de pouca importância, haja vista constituiremse em coletividades semelhantes às cidades, onde há também necessidade de serviços públicos, embora que em quantidade menos expressiva do que naquelas, cuja organização e funcionamento não podem estar à margem da administração municipal. Para tanto é que a Constituição Federal atribui aos Municípios a competência para sua criação, organização e supressão, observada a legislação estadual, o que é repetido na Constituição do Estado do Rio Grande do Norte que estabelece como mínimo necessário a existência de um posto policial, um posto de saúde, um posto de serviço telefônico e uma escola pública. Por sua vez, a Lei Complementar Estadual nº 102, de 10 de janeiro de 1992, exige mais os seguintes requisitos: I – população e eleitorado não inferiores à quinta parte do que é exigido para a criação de novo Município; II – população da sede não inferior a um vinte mil avos da estimada para o Estado; III – pertencer a área do núcleo urbano a, no míni-

A

mo, cinco (5) propriecomunidades que, tários, salvo se do paapesar de preenchetrimônio municipal; e Mas a realidade, rem os requisitos, IV – delimitação do não apenas no Rio não foram ainda território, com a des- Grande do Norte instituídas como crição das respectivas como em outros Distritos, ambos os divisas, devendo estas Estados do exemplos constiserem fixadas evitan- Nordeste, e tuindo-se em visído formas irregulares, certamente de veis estrangulaestrangulamentos e outras regiões do mentos ao cumprialongamentos exage- País, mostra um mento das comperados, dando-se prefe- quadro de criação, tências municipais, rência aos acidentes organização e inclusive no que se geográficos facilmen- funcionamento refere ao domínio e te reconhecíveis, em distrital bastante à administração tercuja ausência utilizar- diferente do que é ritorial. se-á linha reta, com preconizado pelas Por isso uma adextremos fixos, natu- Constituições ministração distrirais ou não. tal descentralizada Federal e Mas a realidade, não Estaduais e pelas para ser exercida apenas no Rio Grande legislações não à distância, da do Norte como em ou- estaduais e sede municipal, tros Estados do Nordes- municipais, pois as mas na localidade te, e certamente de ou- Lei” onde convivem os tras regiões do País, núcleos populaciomostra um quadro de nais pode resultar criação, organização e funcio- em numa melhor qualidade da namento distrital bastante di- prestação dos serviços públiferente do que é preconizado cos, sendo útil não apenas papelas Constituições Federal e ra a administração municipal Estaduais e pelas legislações es- como para as coletividades que taduais e municipais, pois as Lei necessitam de uma eficiente, Orgânicas Municipais também eficaz e efetiva prestação de dispõem sobre o assunto. Há serviços públicos, implantação Distritos criados sem o preen- e manutenção de bens públicos chimento dos requisitos apon- de uso comum (ruas, praças, estados, assim como há muitas tradas), de uso especial (esco-

las, postos de saúde, unidades de assistência social), assim como de estímulo ao desenvolvimento econômico e social, razão pela qual é importante a institucionalização dos distritos que preencham os requisitos constitucionais e infra-constitucionais. Tal modelo, ademais, proporcionará uma redução dos encargos da administração central, envolvida de forma intensa com os problemas e as demandas da sede do Município, sendo a administração distrital dirigida por um Administrador Distrital, a quem caberá o relacionamento e a representação da administração municipal, auxiliado por uma equipe mínima, das áreas prioritárias, como saúde, educação, assistência social e manutenção da infra-estrutura física de ruas, praças, estradas, escolas, postos de saúde e unidades de assistência social, além de ter a população a quem apresentar suas reclamações e sugestões, no exercício da participação preconizada em diversos dispositivos da Constituição Federal. E-mail: aasconsultoria@bol.com.br

MARCELO GONÇALVES [ sócio-diretor da BDO]

Bom senso em gestão relativamente fácil aferir o bom desempenho financeiro de uma empresa. Já o chamado patrimônio intelectual, que também tem um valor enorme, é muito difícil de ser mensurado. Desse patrimônio, faz parte a reputação de uma empresa perante a opinião pública. A história empresarial é repleta de exemplos de decisões equivocadas, que destruíram boa parte do valor das empresas, obrigando-as a um esforço enorme para se reabilitarem. Um dos casos mais conhecidos é o da indústria de material desportivo Nike. Em 1997, grupos civis norte-americanos denunciaram que a empresa se beneficiava com o uso de mão-deobra barata de países em vias de desenvolvimento. As alegações iam desde o pagamento de salários miseráveis até a utilização de trabalho infantil. A Nike reagiu às críticas ligando-se ao Apparel Industry Partnership, um novo grupo empresarial constituído por fabricantes de roupa, e adotou um código de conduta que deveria ser seguido pelos seus fornecedores de todas as partes do mundo. Poucas foram as fábricas da Indonésia e do Camboja que se mostraram dispostas a adequar seus

É

métodos aos novos procle em relação à cedimentos padrão. A equebra de patente. las, a Nike apresentou o A polêmica A polêmica pro“cartão vermelho” – e promete se mete se arrastar na tratou de buscar parcei- arrastar na Corte Corte americana. ros menos vulneráveis a americana. Enquanto isso, a críticas. Foram necessá- Enquanto isso, a comunidade engarios anos de reconstru- comunidade jada na seara tecção de imagem. Ainda engajada na seara nológica se coloca assim, volta e meia, a his- tecnológica se majoritariamente a tória é ressuscitada, im- coloca favor do Google. pondo a necessidade de majoritariamente Para a Oracle, o fuse justificar perante o pú- a favor do Google. turo parece reservar blico e rebater as acusa- Para a Oracle, o dois prejuízos: um ções. processo judicial futuro parece Recentemente, a reservar dois custoso e a necessiOracle perdeu muitos prejuízos: um dade de investir pepontos ao processar o processo judicial sadamente na recuGoogle pelo uso do Ja- custoso e a peração da imagem va no Android. A ale- necessidade de de “empresa aberta gação é que houve que- investir e amiga”. bra de patente, mas não pesadamente na Mas talvez o case trata de um caso recuperação da so mais emblemáticlássico do gênero. A imagem de co de decisão desasverdade é que a Oracle “empresa aberta e trosa seja o da Bricomprou a Sun, desen- amiga” tish Petroleum, que volvedora do Java, e o acaba de protagoniGoogle desenvolveu a zar um gravíssimo Davilk, que é uma espécie de caso de acidente ambiental. máquina Java vitual, cuja fi- Conforme apurações da imnalidade é facilitar a execução prensa, o vazamento de óleo no de aplicativos em bytecode. Mas Golfo do México, que durou o Google fez isso por meio de quase três meses e ocasionou um processo chamado “sala prejuízos ambientais ainda inlimpa”, ou seja: desenvolveu a calculáveis, teria sido evitado plataforma do zero, o que en- com medidas de segurança simfraquece o argumento da Ora- ples, como o uso de múltiplas

barreiras e a adoção dos chamados ‘sistemas redundantes’, que permitem um melhor acompanhamento da pressão nos poços. Tais medidas teriam sido abandonadas pela BP em nome da ‘redução de custo’, segundo noticiou o Financial Times. Agora, a BP arcará com enormes ônus em multas e indenizações, sofrerá o distanciamento de parceiros nos negócios e terá sua imagem enxovalhada durante anos. Ou seja: os prejuízos serão incomparavelmente maiores do que teriam sido os gastos com segurança. Por tudo isso, a gestão de uma empresa deve ser feita de maneira ampla e inteligente. Não se deve dar atenção a somente um dos aspectos — por exemplo, a redução de custo. Fundamental é contemplar a diversidade de respostas que a sociedade espera de todas as instituições, o que inclui as organizações empresariais. Não há mais espaço para pequenas economias e atitudes mesquinhas. Claro que a empresa pode e deve preservar seus interesses, mas nunca pode menosprezar a importância da opinião pública. Encontrar o ponto de equilíbrio é o segredo para uma gestão bem sucedida.

PAULO DE TARSO GUILHON [ Economista,Presidente do CORECON-SC ]

Reduzir a burocracia é questão de atitude ircula na internet um vídeo indiano, Leed India-Tree, sobre o transtorno que uma árvore atravessada no caminho causa para uma população. Como a pedra no caminho do poeta Carlos Drummond de Andrade.Trânsito parado, chuva caindo, ninguém se mexe. Caos total. Enquanto soam as buzinas e xingamentos são ouvidos, os policiais, que deveriam manter a ordem pública, ignoram solenemente a confusão. Dormem na viatura enquanto esperam que alguém resolva o que deveriam resolver. O foco recai sobre um menino. Franzino, pequeno, mas dotado de uma visão que só as crianças possuem, começou a tentar mover a imensa árvore contando com a força de seus frágeis braços. Em pouco tempo, a população se tocou com o ges-

C

to da criança e uma lea burocracia instagião de braços conselada. O burocrata guiu tirar a árvore do Em pouco tempo,a que administra o caminho. Com seu ges- população se tocou feudo administratito, a criança passou uma com o gesto da vo é senhor do seu tremenda mensagem: criança e uma legião pequeno império e para mudarmos uma si- de braços conseguiu incapaz de decidir a tuação adversa, instala- tirar a árvore do favor do que é rada culturalmente e que caminho.Com seu cional, porém conafeta toda a sociedade, gesto,a criança tra seu sistema usutudo que precisamos é passou uma al de trabalho. Estude atitude. A atitude de tremenda do recente da FIESP querer mudar. comparou a buromensagem:para Quanto custa para mudarmos uma cracia do Brasil com um município ter que situação adversa, a de 12 outros paídeslocar seus represen- instalada ses e concluiu que a tantes até Brasília para culturalmente e que renda do brasileiro conseguir os recursos afeta toda a poderia ser quase necessários para educa- sociedade,tudo que 20% maior se não ção, saúde ou qualquer precisamos é de fosse por conta dos outro tipo de serviço atitude.A atitude de gastos com a buropúblico? Incontáveis querer mudar” cracia. são as viagens, inúmeDesde os tempos ros os gastos, imensos os des- de Hélio Beltrão que o Brasil gastes apenas para cumprir com não faz carga contra esse mal

cultural. Além de reduzir a renda do brasileiro, a burocracia, com seu excesso de impostos, alíquotas altas e sistema complicado de acesso empresarial, joga micros e pequenos empresários para a informalidade que no Brasil atinge 40% do PIB, contra 16,5% dos países constantes do estudo da FIESP. Ou seja, o Brasil poderia ser mais opulento economicamente e justo socialmente se reduzisse a burocracia. Reduzir burocracia é questão de atitude. Em Santa Catarina, o registro de empresas na Junta Comercial, que antes levava 60 dias para ser concluído, hoje pode ser feito em segundos. Que tal começar por uma reforma tributária que reparta de forma mais justa o bolo de tributos federais para os municípios?


Domingo | 29 de agosto de 2010

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 29 de agosto de 2010

[ ROYALTIES ] Economistas concluem que a receita gerada pela exploração petrolífera reduz os incentivos de prefeituras em fazerem com mais afinco as cobranças de IPTU e ISS

Municípios beneficiados têm arrecadação menor rasília (AE) - Os municípios beneficiados pelos royalties do petróleo têm menor eficiência na arrecadação de tributos locais, como o IPTU e o ISS. Essa é a conclusão dos economistas Carlos Roberto Queiroz e Fernando Postali, em artigo publicado no Boletim de Informações da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A análise deles é que a receita gerada pela exploração petrolífera reduz os incentivos para as prefeituras investirem em cobrança de impostos e fiscalização, especialmente do IPTU. “A apropriação de rendas do petróleo pelos entes federativos representa uma indenização pelas atividades do petróleo e/ou uma preocupação com as gerações futuras, nos moldes descritos acima”, lembram os economistas. “No entanto, uma questão pouco investigada e que merece preocupação refere-se ao impacto de tais receitas sobre os incentivos dos municípios em diversificar sua base de arrecadação tributária. Em outras palavras, os municípios beneficiários de elevados montantes de rendas do petróleo podem cair na tentação de reduzir o seu esforço fiscal”, ponderam. DISTRIBUIÇÃO O trabalho mostra que entre as cidades mais beneficiados pelo atual sistema de distribuição de royalties (maior participação de royalties na receita total), as mais ineficientes em termos de arrecadação tributária são os municípios de São João da Barra (RJ), Carapebus (RJ), Porto do Mangue (RN), Campos dos Goytacazes (RJ) e Quissamã (RJ). Em entrevista à Agência Estado, um dos autores do trabalho, o economista Carlos Roberto Queiroz, explicou que a perda de eficiência na arrecadação municipal se dá não somente por meio de alguma leniência pelos fiscos locais. Se-

Exploração do petróleo tem como compensação os royalties, mas municípios estão dependentes

gundo ele, isso pode ocorrer também por meio de decisões de redução de alíquotas de tributos, falta de interesse de ampliar a base tributária de arrecadação de impostos locais ou até por meio de uma escolha consciente da população de prefeitos que se comprometam com redução de impostos, aproveitando-se da receita do petróleo. A análise publicada no boletim da Fipe é mais um subsídio para as discussões sobre a partilha dos recursos gerados pela exploração do petróleo na camada pré-sal. Tramita no Congresso Nacional a chamada Emenda Ibsen, que altera o atual modelo de distribuição de royalties, beneficiando não só os municípios que têm correspondência geográfica com a área explorada, mas partilhando com todas cidades do País os recursos do petróleo obtido no pré-sal.

Emenda Ibsen pode aumentar ineficiência arrecadatória Embora não se posicionem sobre se são a favor ou contra a distribuição mais ampla dos royalties do petróleo, os economistas alertam que a implementação da Emenda Ibsen pode gerar um aumento na ineficiência arrecadatória dos municípios brasileiros que passarão a contar com um recurso extra proveniente do petróleo e isso deve ser levado em conta no debate. “Os resultados sugerem que a dependência de recursos do petróleo pode gerar ineficiências no esforço tributário dos municípios beneficiados. Quanto maior a participação dos royalties nas receitas correntes das cidades, menor o interesse dos municípios em obter recursos tributários próprios, com destaque para o IPTU Esta evidência

levaram ações da estatal a terem problemas

Petrobras teve a maior perda em bolsa na AL ALEX REGIS

B

[ VALOR ] Dúvidas ligadas à capitalização

sugere que as propostas visando ampliar o escopo de beneficiários devem ser conduzidas com cautela”, dizem os economistas. O economista Carlos Queiroz ressaltou à Agência Estado que o trabalho faz uma análise estritamente sob a ótica da eficiência arrecadatória. Por isso, lembra que outros aspectos também devem ser levados em conta no debate. “Esse artigo é um subsídio a mais para a discussão. Os royalties de fato geram uma ineficiência fiscal nos municípios mais beneficiados, mas as pessoas podem estar contentes, porque de repente estão pagando menos IPTU, menos ISS, e, ao pagar menos impostos, pode circular mais dinheiro na economia, no setor privado”, ponderou.

ão Paulo (AE) - As dúvidas sobre a capitalização levaram a Petrobras a registrar a maior perda entre todas as companhias negociadas em bolsas de valores na América Latina, segundo a empresa de dados financeiros Economatica. Na análise de 751 empresas de capital aberto feita pela Economatica, o valor de mercado da Petrobras caiu de US$ 199,3 bilhões para US$ 143,1 bilhões. É como se de 31 de dezembro de 2009 a 23 de agosto de 2010, período usado para a compilação, US$ 56,2 bilhões tivessem virado pó, o equivalente a uma queda de 28,2%. Em porcentual, a maior perda de valor, segundo a Economatica, foi da Eletrobras, com queda de 36,1% de valor de mercado. Das 20 empresas do ranking da consultoria, 16 são brasileiras. O País concentra um número maior de companhias com ações negociadas em bolsa, daí a maior representatividade. A principal razão para a queda bilionária de valor de mercado da Petrobras é a demora nas definições sobre a capitalização da empresa, conforme explica Osmar Camilo, analista do setor de energia da corretora Socopa. Mas os problemas da BP no Golfo do México, que durante meses lutou para acabar com um gigantesco vazamento de petróleo na região, também colaboraram, ainda que em menor proporção, com o péssimo resultado. “O vazamento da BP levou a um aumento dos prêmios de se-

S

guro no setor petrolífero, do preço das plataformas e do custo de manutenção”, explica Camilo. RECUPERAÇÃO Para Marco Saravalle, analista da Coinvalores, o preço das ações da Petrobras só começará a se recuperar depois de a empresa anunciar como será o plano de capitalização. “Mas os detalhes do plano de capitalização vão servir para definir a velocidade com que o preço dos papéis vai se recuperar. Não vejo uma recuperação em 2010. Por isso, pode ser uma oportunidade para os investidores comprarem os ativos, que estão com um valor bem baixo”, avalia. Analista da Socopa, Oswaldo Telles explica que faz pelo menos um ano e meio que a cotação das ações da Petrobras começaram a sofrer com os primeiros rumores sobre o modelo de capitalização. “A falta de definição é sempre pior que a definição, seja ela qual for. Na incerteza, a ação sofre muito”, comenta. Na avaliação de Telles, a cotação das ações não deve continuar a cair na mesma velocidade, mesmo que haja ainda alguma indefinição da Petrobras quanto ao desenho final da capitalização. Segundo o analista, se o cronograma original for cumprido, até setembro o modelo deve ser apresentado. “No fundo é difícil justificar o motivo de uma queda tão grande, porque é uma empresa diferente, que tem uma perspectiva para o futuro de muito crescimento”, explica. DIVULGAÇÃO

Petrobras investe,mas ações balançam com insegurança da bolsa


Domingo | 29 de agosto de 2010

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

5

DIVULGAÇÃO

ENTREVISTA/OZIRES SILVA/EX-MINISTRO DE INFRAESTRUTURA

“Precisamos de um choque de investimentos” RENATA MOURA Repórter de economia

O

Brasil precisa investir em infraestrutura de portos, aeroportos e rodovias, apostar na área de educação e reduzir burocracias governamentais, se quiser alçar voos socioeconômicos mais altos. A opinião é do ex-ministro da Infraestrutura e ex-presidente da Petrobras, da Varig e da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), Ozires Silva. O empresário, também oficial aviador e piloto Militar da Força Aérea Brasileira, será um dos palestrantes do Fórum Internacional de Gestão, Estratégia e Inovação, que será realizado no dia 21 de setembro no Centro de Convenções de Natal, e, em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, fala sobre desafios e tendências atuais e que estão por vir para o país. Silva também defende o capital privado como solução para gargalos que emperram o desenvolvimento do setor produtivo. Atualmente, ele exerce, entre outras funções, as de presidente do Conselho Consultivo do WTC World Trade Center de São Paulo, de presidente do Conselho de Administração da PELE NOVA Biotecnologia S.A e de reitor da UNISA – Universidade de Santo Amaro S. Paulo. Na palestra em Natal, o empresário falará sobre oportunidades de negócio, sobre olhar estratégico, sobre trabalho em equipe e sobre como as empresas podem inovar e criar produtos e serviços de qualidade. Confira os principais trechos da entrevista.

Do que o Brasil precisa para decolar no campo da infraestrutura? O Progresso das nações hoje depende claramente das infraestruturas Material e Humana. Na área Humana me refiro diretamente à educação que, sem dúvida nenhuma, precisa sofrer um incremento extraordinário para colocar o Brasil em compasso com o que está acontecendo no mundo. Na área Material, as contas governamentais indicam que os volumes dos recursos financeiros dos Governos Federal, Estadual e Municipal não são suficientes para atender a enorme demanda representada e mais o que está pela frente. A solução para resolver os gargalos deixados para trás não há como deixar ou mesmo estimular é a participação do capital privado. O problema, na área material, é maior nas rodovias,nos portos ou nos aeroportos? Todos os setores - rodovias,

portos ou aeroportos - estão com problemas a resolver. Precisamos de um choque de investimentos e parece que as autoridades estão se mostrando incapazes de resolver. Novamente insisto que a eficiência e os capitais privados poderiam fazer parte das soluções. Longas filas de espera e voos atrasados voltaram a atormentar usuários do transporte aéreo.Foi o recomeço do apagão ou o Brasil está imune, conseguiu resolver de vez esse problema? O chamado apagão aéreo foi resolvido aparentemente por restrições dos aeroportos ou ao trafego aéreo. A conseqüência é visível, pois o Brasil com o seu território Continental tem uma aviação menor do que a que necessita. A iniciativa privada precisa voar para produzir resultados, mas o estoque de restrições está presente abrindo espaço para um necessário choque de liberdade e

de menos regulamentação.

vai depender muito mais.

Em artigo publicado em 2007,sobre o apagão, o senhor diz que “muitos debates foram realizados e que claramente mostraram que o monopólio estatal instituído para a prestação do serviço deu mostras de fadiga”. Por que essa fadiga? A administração da Infraero é ruim? Em que aspectos e qual o reflexo disso na prática? A dinâmica do mundo moderno obriga às soluções igualmente dinâmicas. Os Governos, de um modo geral, presos a burocracias ultrapassadas, são ineficientes para responder às necessidades do país. Talvez não se possa culpar a administração da Infraero, mas, sem dúvida, os métodos e processos sempre lentos das decisões governamentais são obstáculos à eficiência essencial para o desenvolvimento do país.

E no campo das empresas de aviação, como o senhor avalia a fusão entre a LAN e a TAM? A fusão entre a LAN e a TAM caminha na direção do mercado mundial. Todas as empresas de transporte aéreo buscam atingir o maior volume possível de tráfego para diluição dos custos operacionais, em particular dos combustíveis e do pessoal. Entretanto, em que pese a Legislação Chilena muito mais simplificada, obstáculos existirão no Marco Regulatório Brasileiro.

aéreo, num universo de 5.500 Municípios. Portanto, o transporte aéreo regional desde que o setor aéreo seja desregulamentado como os Estados Unidos fizeram em 1995, não há razão para pensar que as companhias regionais possam ser engolidas pelas gigantes. Qual foi o seu maior desafio? Varig,Petrobras ou Embraer? Cada uma das empresas representa um desafio particular e todas elas precisam atender as necessidades do mercado, caso contrário, poderão ser expelidas uma vez que no mundo global demandas não atendidas rapidamente serão atendidas pelos concorrentes.

mo inovar num mercado em que tudo parece igual”. Então, seguindo essa linha, gostaria de saber como é possível inovar, de maneira geral, e no setor da aviação, especificamente. Embora na pergunta seja afirmado que no mercado tudo possa parecer igual na realidade não é. Todos aqueles que têm se orientado no sentido de inovar permanentemente buscando atender as aspirações dos consumidores tem se dado melhor em relação ao desempenho de seus empreendimentos.

Qual será o maior desafio, no campo econômico,para o próximo presidente da República? Essa pergunta tem sido debatida entre os diferentes Colégios Eleitorais. Do meu ponto de vis-

E em relação ao Pré-Sal,de que tipo de inovações as empresas vão precisar para explorar essa camada? para aproveitar as oportunidades que virão a partir de sua exploração? O Pré-Sal representa grandes desafios como qualquer área nova com a exploração de Petróleo. A experiência mostra que não existem bacias produtoras que se-

Possivelmente em 2011 o Aero-

É uma tendência do mercado de aviação as empresas deixarem de ser exclusivamente nacionais e terem investimento cada vez mais forte de fora? Ainda há uma tendência no mundo de se considerar as empresas de transporte aéreo como exclusivamente Nacionais. Entre-

porto de São Gonçalo do Amarante - que está sendo construído no Rio Grande do Norte - será concedido a investidores privados. Será a primeira privatização de um aeroporto no Brasil. Como o senhor avalia o ingresso do capital privado nesse mercado? É positivo? É realmente necessário? Já existem, além de São Gonçalo do Amarante, outros aeroportos previstos para operação privada e abertos para um comercial. Entretanto, recentemente o Ministério da Defesa divulgou que alterações do Marco regulatório que possa abrir os aeroportos para Gestão Empresarial serão deixadas para o próximo governo, a partir de 2011. Esse tópico precisa ser discutido o mais rapidamente possível, pois o Brasil já depende muito do tráfego aéreo e

tanto, a IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) tem batido forte na linha de argumentação de que as empresas precisam ser capitalizadas uma vez que o volume de prejuízo nacional está extremamente elevado. Ainda não sabemos se os governos acabarão aceitando a necessária pulverização dos capitais e dos Acionistas.

ta, precisamos resolver os problemas das duas infraestruturas (material e humana), enfrentar as reformas estruturais há muito pedidas pelos setores geradores de riqueza e de redução do nível burocrático no qual vivemos, pois num mundo cuja competição é global precisamos construir uma parceria eficaz de governo e setor produtivo capaz de aumentar a competitividade dos produtos e serviços nacionais.

jam exatamente iguais. Toda uma base tecnológica precisa ser implantada para vencer as características geológicas e geofísicas da grande diversidade das formações que podem bloquear o acesso do óleo muitas vezes situado a grandes profundidades.

Num mundo de competição global, precisamos construir uma parceria eficaz de governo e setor produtivo, capaz de tornar mais competitivos produtos e serviços nacionais”

Pode não deixar de causar surpresa que somente cerca de 130 cidades brasileiras dispõem do serviço de transporte aéreo, num universo de 5.500 municípios”

Como o senhor enxerga o surgimento de companhias áreas regionais,como a Noar e a Azul? Esse é um nicho de mercado (o regional) a ser explorado ou a tendência é que essas empresas sejam engolidas pelas gigantes? O mercado de transporte aéreo regional é um segmento que no Brasil precisa crescer. Pode não deixar de causar surpresa de se constatar que somente cerca de 130 cidades Brasileiras dispõem do serviço de transporte

Os governos, de um modo geral, presos a burocracias ultrapassadas, são ineficientes para responder às necessidades do país”

O que o senhor poderia antecipar sobre sua palestra em Natal? Na minha palestra em Natal pretendo projetar o mundo no qual viveremos tentando identificar os atributos e comportamentos essenciais para que cada Brasileiro e o próprio Brasil possam ser vencedores no mundo global no qual vivemos. Vi, em um folder do evento, que um dos pontos que o senhor vai abordar é “co-

O Pré-Sal representa grandes desafios como qualquer área nova com a exploração de Petróleo. A experiência mostra que não existem bacias produtoras que sejam exatamente iguais”

Haverá uma fatia dessas oportunidades para as pequenas empresas (em que setores) ou o présal é negocio de gigante? A indústria do Petróleo é, em geral, concentradora, exigente de capital e, por consequência, de recursos financeiros. Assim, a atividade fim é um negócio para gigantes. O que não significa que essas sejam auto-suficientes assim, sob o grande guarda chuva das produtoras uma miríade de pequenas empresas especializadas seja necessária para subcontratações nas mais variadas atividades.


economia 6

Natal | Rio Grande do Norte |Domingo | 29 de agosto de 2010

No segundo trimestre deste ano, o setor bancário foi o mais lucrativo entre os 23 analisados pela consultoria Economática. As 25 instituições ouvidas lucram de abril a junho R$ 10,1 bilhões, um aumento de 18,3%

[ BANCOS ]

Crédito alavanca lucro dos bancos ão Paulo (AE) - O aumento da oferta de crédito segue alavancando o lucro dos bancos brasileiros. No segundo trimestre deste ano, o setor bancário foi o mais lucrativo entre os 23 analisados pela consultoria Economatica. As 25 instituições que constam do levantamento lucra-

S

ram, de abril a junho, R$ 10,1 bilhões, um aumento de 18,3% ante o montante registrado no segundo trimestre de 2009, de R$ 8,5 bilhões. “A oferta de crédito voltou a aumentar diante da queda da inadimplência, puxando o lucro dos bancos”, resume o vice-presidente do

conselho de administração do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças, Keyler Carvalho Rocha. Os outros setores que aparecem no topo da lista da Economatica como mais lucrativos são Petróleo e Gás, Mineração, Energia Elétrica e Telecomunicações. No último caso, as nove empresas com-

putadas saltaram de um prejuízo de R$ 454 milhões no segundo trimestre de 2009 para um lucro de R$ 2,5 bilhões no mesmo período de 2010. A variação é superior a 660%. “A grande responsável por essa variação tão expressiva é a Oi, que em 2009 ainda estava consolidando a Brasil Telecom e teve pre-

juízo de R$ 146 milhões no segundo trimestre. Este ano, a empresa conseguiu apertar o cinto e reduzir gastos, chegando a um lucro de R$ 444 milhões no mesmo período”, explica o presidente da consultoria de telecomunicações Teleco, Eduardo Tude. Considerando-se todas as 321

empresas analisadas pela Economatica, o lucro no segundo trimestre subiu 35% na comparação com igual período de 2009, de R$ 33 bilhões para R$ 44,6 bilhões. Dezesseis setores tiveram crescimento e sete, queda. O setor agrícola foi o único a ter prejuízo nos dois períodos.

[ ABRASEL ]

Restaurantes têm crédito disponível pelo FAT ares e restaurantes já podem se beneficiar da linha de crédito especial do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), disponibilizada desde 3 de agosto aos empresários, pelo Banco do Brasil. A linha de crédito especial FAT Giro Setorial – Bares e Restaurantes colocou à disposição R$ 200 milhões para aplicação este ano e foi liberada em atendimento a uma solicitação da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) junto ao Ministério do Turismo (MTur). Os recursos estarão disponíveis para empréstimo até o dia 31 de dezembro de 2010, quando termina o prazo de vigência da linha de financiamento. De acordo com o presidente da Abrasel RN, Max Fonseca, com um limite de financiamento de até R$ 100 mil por casa, cerca de 2 mil estabelecimentos podem ser beneficiados. “O recurso vem em boa hora já que estamos saindo de um período de baixa estação, muitos já começam a pensar em como pagar o 13º salário e querem fazer outros investimentos já visando o verão”. O recurso pode ser utilizado

B

NÚMEROS

2 mil

estabelecimentos poderão usufruir dos recursos que estão disponíveis desde o dia 3 de agosto

para várias ações como aquisição de equipamentos e material, capital de giro, entre outras. O objetivo é financiar capital de giro para micro e pequenas empresas do setor de restaurantes, estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas, com faturamento bruto anual até R$ 5 milhões e que estejam devidamente inscritas no Sistema de Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas (Cadastur) do MTur. O cadastro deve ser feito no site http://www.cadastur.turismo.gov.br. O pagamento pode ser realizado até 24 meses, incluída carência até cinco meses, com limite até R$ 100 mil por empresa. A linha possui como grande diferencial a taxa de juros, uma das menores do mercado, 6% ao ano. COPA NA MESA Na próxima terça-feira, a Abrasel lança em Natal o programa Copa na Mesa, parceria entre a associação e o Mtur, dentro do programa Bem Receber Copa 2014. O projeto é inserir o setor de alimentação fora de casa no projeto do Ministério. Ainda dentro da Copa, Fonseca lembra que a associação, em parceria também o Ministério do Turismo, deu o ponta-pé inicial para qualificar serviços e preparar bares e restaurantes para auxiliar de maneira estratégica na divulgação e promoção do turismo brasileiro.


economia DÓLAR COMERCIAL Compra R$ 1,751 Venda R$ 1,753 DÓLAR PARALELO Compra R$ 1,83 Venda R$ 1,94

POUPANÇA HOJE NÃO HÁ POUPANÇA POUPANÇA AMANHÃ NÃO HÁ POUPANÇA CDB 10,67% BOVESPA -0,72%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 510,00 TAXA SELIC

10,75%

TELEFONES ÚTEIS Receita Federal: 3220-2200 Procon Estadual: 3232-6770 Procon Municipal: 3232-9050 DRT RN: 3220-2000

AGRONEGÓCIOS

Logística encarece custos do setor no Brasil e empresários têm prejuízos. PÁGINA 10 DÓLAR TURISMO Compra R$ 1,710 Venda R$ 1,840 EURO Compra R$ 2,229 Venda R$ 2,232

Editor: Vinícius Albuquerque e-mail:vinicius@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 29 de agosto de 2010

Representantes das principais entidades elaboraram um documento com reivindicações para os candidatos ao governo federal, Estados e Poder Legislativo. Alterações na estrutura tributária são principal reivindicação

[ TI ]

Setor quer faturar US$ 120 bilhões DIVULGAÇÃO

S

ão Paulo (AE) - O setor de Tecnologia da Informação (TI) brasileiro quer registrar um faturamento anual de US$ 120 bilhões até 2020. Para atingir este objetivo, representantes das principais entidades de TI elaboraram um documento com reivindicações para os candidatos ao governo federal, Estados e Poder Legislativo. A principal proposta refere-se a alterações na estrutura tributária das empresas de software e serviços em TI, que conjuntamente faturaram no ano passado US$ 61,9 bilhões “Os encargos sobre a folha de pagamento, em torno de 36%, restringem o emprego formal nas empresas de TI, que são intensivas em mão de obra. Solicitamos que os encargos sociais sejam cobrados sobre o faturamento das empresas, e não sobre a folha”, afirmou o presidente da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), Antonio Carlos Gil. Dessa forma, o setor de TI poderia ampliar de 3,5% para 5,3% sua representatividade no PIB até 2020. O déficit de profissionais em TI está atualmente em 71 mil pessoas, número este que poderá saltar para 200 mil até 2013. “Para vencer o desafio de aumentar em 50% o peso relativo do setor de Tecnolo-

Tecnologia da Informação quer ampliar para 5,3% participação

Os encargos sobre a folha de pagamento, em torno de 36%, restringem o emprego formal nas empresas de TI” ANTÔNIO CARLOS GIL presidente da Brasscom

gia da Informação sobre o PIB, o País precisará incorporar cerca de 750 mil novos profissionais ao mercado”, afirma. Atualmente, o setor emprega mais de 600 mil profissionais, com salários que podem atingir o dobro da média nacional, de acordo com o documento. Outro filão para o setor de TI brasileiro é o mercado externo. O setor afirma que o valor das exportações de serviços de TI tem potencial para sair da casa dos US$ 3 bilhões alcançados no ano passado para algo próximo a US$ 20 bilhões.

“Feitas as reformas necessárias e intensificando-se as ações de apoio e promoção, o setor de TI poderá assumir a liderança da pauta de exportação de serviços do Brasil, dando uma grande contribuição para diminuir o déficit da balança de serviços,” afirma a carta. Cerca de 94% das empresas estão enquadradas entre micro e pequenas, 5% como médias e apenas 1% como grandes. No caso das micro e pequenas, metade delas encerram suas atividades em menos de cinco anos, segundo os representantes do setor. “A estrutura de tributação defasada impede o pleno desenvolvimento das companhias e do mercado. Assim, a cadeira de valor da indústria de TI tem baixa capacidade econômica, dificuldade de expansão e limitado poder de investimento em pesquisa e desenvolvimento.” O documento divulgado na semana passada é assinado pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, Software e Internet (Assespro), Brasscom, Federação Nacional da Informática (Fenainfo), Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX) e Associação de Usuários de Informática e Telecomunicações (Sucesu).


8 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 29 de agosto de 2010

[ CONCORRÊNCIA ] Malls de Natal vivem momento de excelência nos investimentos e faturamento. O lema é melhorar

constantemente para atrair mais clientes e, na guerra pela atenção, as armas são reformas e ampliação do mix de serviços

Shoppings investirão R$ 20 milhões FOTOS:JÚNIOR SANTOS

RICARDO ARAÚJO Repórter de Economia

C

om a evidente concorrência que move o capitalismo e a necessidade de se garimpar cada vez mais clientes, os shoppings de Natal desembolsam R$ 20 milhões para obras de reforma e ampliação até o final do ano. A ascensão do poder aquisitivo do natalense, observado através dos números informados pelas administradoras dos complexos comerciais comprovam o aquecimento da economia e sustenta o crescimento do setor. A corrida pelo faturamento cada vez mais alto é o principal responsável pelo desenvolvimento dos shoppings e da economia local em seus variados segmentos. As lojas de material de construção vendem cada vez mais, as empresas de construção civil abrem novas vagas e para quem já está empregado, surgem oportunidades de ascensão profissional. O resultado desse ciclo: aumento do consumo e poder aquisitivo. Para o economista Janduir Nóbrega, o mercado local suporta o crescimento dos shoppings. “O funcionalismo público, os aposentados e o próprio comércio são mantenedores da economia. O PIB per capita do natalense é quase R$ 12 mil. Um ótimo sinal para a economia.” Os cinco maiores shoppings da cidade (Cidade Jardim, Natal Shopping, Praia Shopping, Midway Mall e Natal Norte Shopping) investem continuamente em campanhas publicitárias, reformas e promoções especiais para a captação de mais clientes. Os novos nichos de mercado e a segmentação do público consumidor, mantém os índices de vendas positivos em todos os estabelecimentos. A média de aumento de vendas em relação ao mesmo período do ano passado em todos os shoppings, chega até 15%. Somente no Praia Shopping, as vendas em julho superaram o montante de R$ 4,7 milhões. “O primeiro semestre de 2010 cresceu 13% em relação ao ano passado”, comenta a gerente de marketing do Praia Shopping, Maria Paula. A segmentação do público consumidor é perceptível quando são analisadas as próprias mudanças ocorridas nos centros comerciais. O terceiro piso do Midway Mall, por exemplo, é ocupado pelas lojas com os itens mais caros e requintados. É lá que o grupo administrador do shopping prevê inaugurar, até o final do ano, o Teatro Riachuelo e mais dois restaurantes. Para o superintendente do Natal Shopping, Rodrigo Vitali, a construção de novos empreendimentos fez com que houvesse uma segmentação natural da clientela do Natal Shopping que hoje são as classes A e B. “Nosso shopping foi escolhido pelo público como o mais aconchegante, vanguardista e sofisticado”.

É um contínuo processo de adaptação à cultura do shopping como um centro de entretenimento” ANTÔNIO BARANDAS diretor do Natal Norte Shopping

Multidão lota shopping de Natal durante um dia de promoções na semana. Índice de vendas do setor na capital superará média inflacionária neste ano

Obras para melhorar atendimento

HISTÓRIA Evolução dos shoppings Os shoppings centers não são uma inovação recente. Seus “antepassados”estão em todas as regiões do mundo.No atual Irã,foi erguido o Grande Bazaar no século X a.C.quando a região ainda se chamava Isfahan.O Covered Market of Oxford (Mercado Coberto de Oxford) foi aberto oficialmente na Inglaterra em 1º de novembro de 1774, e existe até hoje. O Galleria Vittorio Emanuele II,em Milão,cujo nome homenageou o então rei da Itália,foi criado na década de 1860.Em 1828,foi criado o primeiro shopping center do Estados Unidos,no estado de Rhode Island. No Brasil,o pioneiro foi inaugurado em 1966 em São Paulo,Shopping Iguatemi, em funcionamento até hoje. O maior shopping center do mundo é o Dubai Mall,em Dubai,nos Emirados Árabes. Conta com 1,2 mil lojas,22 salas de cinema,vagas para 14 mil veículos e o maior aquário do mundo,com 33 mil animais marinhos expostos.O empreendimento custou cerca de US$ 20 bilhões de dólares.

Na contramão dos shoppings situados na zona sul , completamente adaptados à realidade econômica da região e com seu público fiel, o Natal Norte Shopping continua adaptando-se à realidade comercial da zona norte. “É um contínuo processo de adaptação à cultura do shopping como um centro de entretenimento e não apenas como compra e venda de produtos e serviços”, ressalta o diretor do shopping, Antônio Barandas. Alçando faturamentos mais altos, os shoppings natalenses se transformam em pátio de obras. O Praia Shopping investirá até dezembro R$ 2,7 milhões. Serão gerados 200 empregos diretos entre setembro e fevereiro de 2010, mês previsto para inauguração das Lojas Americanas. O Natal Norte Shopping inaugurará em outubro uma agência do Banco do Brasil e deu início à construção de um deck com investimentos da ordem de R$ 1,5 milhão. Atualmente, estão sendo investidos R$ 12 milhões em reformas no Natal Shopping. Mas não será dessa vez que as salas de cinema voltarão ao shopping. “O projeto cinema não se viabiliza hoje por uma questão de espaço. Mas está dentro do plano de ampliação do shopping que ocorrerá num futuro próximo, quem sabe até 2014”.

VAREJO NACIONAL

BATE-PAPO Hichan Chacra

Motivo da visita aos shoppings no Brasil

Lazer

Outros

5%

Compras

Alimentação

11%

14%

JANDUIR NÓBREGA economista

aperfeiçoamento profissional e não perdi a oportunidade de comprar uma loja”, frisa Maria. Ao longo da carreira, ela sempre observou e extraiu de cada gerente o melhor que eles tinham como administradores para aplicar à sua realidade atual e fazer bons negócios. A oportunidade de comprar a loja completa surgiu quando o dono do estabelecimento no qual trabalhava decidiu se mudar para São Paulo. Uma oferta foi feita à Maria Nunes, à época gerente, e ela aceitou. O valor do negócio foi R$ 200 mil e as parcelas foram pagas de acordo com o volume de vendas

24% das vendas do varejo nacional ocorrem nos shoppings

41%

O PIB per capita do natalense é quase R$ 12 mil. Um ótimo sinal para a economia”

Com a ascensão da economia local e das oportunidades de destaque no cenário lojista natalense, novos empresários surgiram. Ávidos por uma fatia do mercado consumidor, principalmente nos shoppings, os jovens empresários não perderam tempo e se dedicaram a cursos de aperfeiçoamento de vendas, relações interpessoais e técnicas de administração. Foi isso que fez de Maria Nunes, 33 anos, uma vendedora que se tornou proprietária de uma loja multimarcas. “Comecei trabalhando seis horas diárias, como todos os vendedores iniciantes. Passei por três lojas até chegar na qual estou hoje como proprietária. Busquei o

Maria Nunes, de vendedora à empresária

14%

Oportunidade é a alma do negócio para empresária

17%

» Consultor de mercado

Quais os motivos que trazem a Natal marcas como a Elementais? Antes de escolher Natal para instalar a Elementais, originalmente baiana, estudei o mercado como consultor. Conclui que o poder de consumo do natalense aumentou, o que trouxe novas lojas a Natal. O mercado está muito forte economicamente, Além de existir uma demanda reprimida. Muitas pessoas viajavam para adquirir produtos que aqui não existiam antes.

Serviços

Passeio

Fonte:Associação Brasileira de lojista de Shopping

Quanto você investiu na abertura da filial em Natal? Vale a pena investir tão alto? Para se abrir uma loja de franquias em Natal, hoje, gasta-se no mínimo R$ 500 mil. As pessoas investem hoje para colher em no mí-

nimo um ano, é assim no comércio varejista. Se fosse numa poupança bancária, ganharia-se menos com os juros mensais. O brasileiro aprendeu a consumir e se tornou alvo de lojas estrangeiras como a Mont Blanc, por exemplo. O mercado permite investimentos altos, pode dar certo ou não. É um risco. Qual o vilão do comércio varejista? O governo. Ele tem que ser parceiro e não vilão. Pagamos impostos absurdos e o empresário, o dono das lojas não tem direito a nada. Deve existir um apoio maior às pequenas e micro empresas. Baixando impostos, conversando e observando as necessidades dos lojistas num geral.

Lojas sugerem nova data para liquidação A Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL Natal) deu início, quinta-feira passada, ao maior evento de liquidações do comércio varejista, a Liquida Natal. Uma boa oportunidade para os clientes que desejam adquirir novos produtos ou serviços a um preço mais baixo. Porém, para os lojistas, a data do evento impede que os descontos em alguns produtos sejam maiores. A liquidação coincide com a mudança de coleção das lojas de roupas, por exemplo. “Poderíamos vender mais e conceder descontos maiores aos clientes caso o calendário do Liquida Natal seguisse as datas de troca de coleções das lojas”, comenta a lojista Maria Nunes. Em julho, várias lojas já tinham iniciado o ciclo de liquidações com descontos de até 70% e maiores facilidades de pagamento. Durante a promoção realizada pela CDL, os descontos máximos em algumas lojas de vestuário chegam a apenas 15%, em decorrência do alto investimento dos empresários nas novas peças. Para atrair mais clientes durante o evento e, consequentemente, aumentar o volume comercializado, a CDL realizará sorteios para os clientes, lojistas e vendedores. Entretanto, para o vendedor Flávio Matias, existem outras vantagens que poderiam levar mais clientes aos shoppings e lojas do centro da cidade. “Estacionamento gratuito em alguns estabelecimentos e horários esticados, como ocorre em Salvador, por exemplo, aumentariam as vendas”. CDL “O período de realização da Liquida Natal foi escolhido inicialmente para suprir uma época de poucas vendas”, analisa o presidente da CDL, Ricardo Abreu. Ele diz, ainda, que as datas são escolhidas em reuniões realizadas com os lojistas quando do término de cada promoção. Abreu pontua que os meses antecedentes à promoção são de suma importância para os empresários. Nesse intervalo de tempo, eles trabalham na aquisição de linhas de crédito junto aos bancos para a compra de mercadorias e produtos destinados à promoção. “Vamos continuar atendendo os lojistas, realizando esse grande evento no período que for considerado melhor para todos”, finaliza Abreu.


economia

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

9

ELISA ELSIE

Private Equity empurram varejistas

[ MERCADO ] Investidores se interessam cada

vez mais por papéis ligados ao comércio

Ações do varejo são a ‘bola da vez’ na bolsa R io (AE) - A expansão do varejo brasileiro nos últimos anos, que resistiu à crise financeira mundial com alta de 5,9% em 2009, está aumentando o interesse de investidores pelo setor e impulsionando o crescimento das empresas. Num ano de poucos ganhos na bolsa, com Ibovespa acumulando queda de 3%, papéis de empresas do setor já tiveram mais de 100% de valorização este ano. Além disso, as empresas de capital fechado estão ganhando cada vez mais fundos e bancos de investimento como sócios antes de abrir capital. “O varejo é a bola da vez na bolsa”, decreta o analista da Socopa Corretora, Marcelo Varejão. “No começo do ano, o mercado estava muito ligado nas commodities, só se falava no aumento do minério. Mas logo os olhos se volta-

[ SIMPLES ]

Micros vão à Justiça para parcelar dívida fiscal ão Paulo (AE) - Micro e pequenas empresas que aderiram ao Simples Nacional começam a entrar na Justiça para conseguir parcelar dívidas com o Fisco. No sistema unificado de tributação, o pagamento à vista dos débitos é um dos requisitos para que o empresário seja beneficiado pelo programa. Se estiver em atraso, ele pode ser excluído do sistema. No fim de julho, uma das empresas de Wellington Morgado, que atua no segmento de água mineral, obteve na 25ª Vara Federal de São Paulo uma liminar inédita que permite o parcelamento da dívida em até 60 vezes. O argumento usado pela empresa está baseado numa lei anterior, a 10.522, de 2002, que regulamenta o parcelamento de dívidas e não especifica a proibição no Simples. “A Constituição Federal prevê tratamento diferenciado às micro e pequenas e o que vemos são empresas maiores sendo favorecidas pelo parcelamento em outros regimes tributários”, diz Thiago Carlone Figueiredo, advogado responsável pela ação. A Receita Federal disse, em nota, que não comenta demandas judiciais. Morgado explica ter recorrido ao parcelamento para permanecer no sistema - o mais vantajoso para sua empresa, que fatura cerca de R$ 2 milhões. A dívida dele, que se arrasta desde o ano passado, é de R$ 300 mil. “Não sou sonegador, mas um empresário que trabalha na legalidade”, diz. “Quero pagar o que devo, mas preciso negociar porque, nos últimos anos, o segmento em que atuo vem passando por dificuldades.” Para Julio Durante, consultor do Sebrae, pedir o parcelamento na Justiça para é uma alternativa para empresas que estão no Simples Nacional, mas não é uma medida definitiva. “Convém que o empresário crie uma poupança porque, se a decisão for revertida, será obrigado a pagar.” Entre tributaristas, a medida divide opiniões. O advogado e consultor do Cenofisco, Fauler Lanzo Pedrecca, diz que a liminar injusta já que prejudica quem não aderiu ao Simples justamente por não poder fazer o parcelamento.

S

ram para as empresas de consumo interno. Além dos fundamentos da economia muito favoráveis a elas, algumas surpreenderam com resultados fantásticos no segundo trimestre.” Entre os papéis que acompanha, Varejão cita o caso das Lojas Renner. A receita líquida total da Renner cresceu 17% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a R$ 1,2 bilhão. No segundo trimestre, período tradicionalmente frio no comércio, as vendas da rede aumentaram 13,6%. No ano, as ações da Renner já subiram 48,5%. Outro papel que o analista passou a recomendar é o da Hering, que fabrica roupas e está em franca expansão de sua rede de lojas. Com a promessa de alcançar 325

Lojas Renner: aumento de 17% na receita líquida no primeiro semestre aumenta interesse

pontos este ano, a empresa surpreendeu com alta de 26,6% nas vendas em mesmas lojas no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2009. Em 2010, as ações já valorizaram 122%. “Os resultados da Hering têm sido bem acima da média do setor, o que tem atraído muito o mercado. Em 2009, as ações dela subiram mais de 280%”, diz Varejão. Outra companhia cujos papéis tiveram valorização bem acima da média este ano é a Marisa. As ações acumulam alta de

108,55% em 2010, puxadas pelo aumento de 20% na receita líquida de R$ 713 milhões em vendas no semestre. Para Alexandre Pierantoni, sócio da consultoria PriceWaterhouseCoopers, exemplos como estes não faltarão na bolsa daqui para frente, tendo em vista que o bom desempenho do setor tem estimulado a profissionalização e a consolidação. Segundo ele, operações menos vistosas estão transformando o setor para além de grande associações como Casas Bahia/Pão de Açúcar e Insinuan-

te/Ricardo Eletro (Máquina de Vendas). “O varejo brasileiro ainda é muito pulverizado e, nesse segmento, escala é tudo”, diz Pierantoni. “Este ano, devemos superar o número de fusões e aquisições de 2007”, acrescenta, referindo-se às 58 operações que contabilizou no ano que foi considerado o melhor do varejo até a crise de 2008. O abalo mundial deu um freio na consolidação, reduzindo os negócios a 38 em 2008 e 24 em 2009, mas voltou com força este ano, turbinada por investidores.

“Nos últimos anos, muitos fundos de Private Equity têm buscado esse tipo de investimento, participando de processos de consolidação ou virando sócios de empresas com uma visão de rentabilidade a médio e longo prazo”, diz Pierantoni, descrevendo um processo que empurra naturalmente mais varejistas para a bolsa. “O IPO é geralmente o momento de saída desses fundos, de realização financeira do investimento.” O BTG Pactual, por exemplo, tem no portfólio participações em três empresas de varejo: as redes de postos de combustíveis Via Brasil e Aster e a franqueadora de drogarias Farmais. O bom desempenho recente do comércio de medicamentos também atraiu Gávea Investimentos e Pragma, que se tornaram sócios da Droga Raia. O Capital Group tem 12% do Magazine Luiza, que ensaia há algum tempo a abertura de capital. “Há mais empresas de varejo listadas na bolsa e isso também está ajudando a aumentar a atratividade dos papéis, já que dá base de comparação. No entanto, é difícil afirmar se vai acontecer um movimento forte de abertura de capital. Muitas empresas estão crescendo mantendo capital fechado, como a Máquina de Vendas”.


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 29 de agosto de 2010

[ AGRONEGÓCIOS ] Entre 2003 e 2009, os gastos de transporte saltaram, em média, 147%, enquanto a inflação subiu 48%. Nos Estados Unidos e Argentina, o avanço foi de 16% e 35%

Abrindo a porteira laf@tribunadonorte.com.br

Limite para estrangeiros

Falta de alternativas eleva custo logístico do setor JÚNIOR SANTOS

presidente Lula da Silva decide limitar a compra de terras por estrangeiros e empresas brasileiras controladas por estrangeiros. Ele assinou o parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) que restringe as aquisições de imóveis rurais por empresas que possuem pelo menos 51% ou mais de seu capital votante nas mãos de pessoas que não são brasileiras. O texto prevê que as empresas sob controle estrangeiro não vão poder adquirir imóvel rural que tenha mais de 50 módulos de exploração indefinida (entre 250 a 5 mil hectares, dependendo da região do país). Elas também terão de se limitar à implantação de projetos agrícolas, pecuários e industriais. As áreas rurais pertencentes a empresas estrangeiras não poderão ultrapassar 25% do município. O texto não tem efeito retroativo - não anula compras de terras feitas por estrangeiros até a semana passada. No mês passado, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou que os cartórios do país façam o registro de todos os casos de terras adquiridas por estrangeiros.

O

Norte do país é a solução para escoamento

DÍVIDAS O Ministério da Fazenda autoriza a equalização de juros do Plano Agrícola e Pecuário 2010/2011. A medida torna o crédito mais barato para produtores e cooperativas. No sistema de equalização de taxa de juros, a instituição financeira credenciada capta recursos no mercado para financiamento dos produtores e cooperativas, a taxas de juros mais baixas. O governo federal banca a diferença. Transporte dos produtos da agricultura ainda é problema e eleva gastos de empresários

Genética

Leite

A ExpoGenética 2010, em Uberaba, foi um encontro de inovação que apresentou sete novas tecnologias para a pecuária, que poderão aprimorar e, até mesmo, diminuir os custos da produção pecuária. Uma das tecnologias apresentada foi o laser que avalia a qualidade do sêmen bovino, com maior precisão e menor custo.

A Prefeitura de Parnamirim fará uma nova licitação, pela modalidade de Pregão Eletrônico, para aquisição e distribuição de leite pasteurizado tipo “B”, destinado ao Programa Parnamirim Sem Fome. No primeiro pregão não houve classificado. Agora, as propostas serão abertas no dia 9 de setembro.

Festa do Boi 2010 Continuam abertas na Associação Norte-rio-grandense de Criadores (Anorc), as inscrições para a 48ª Exposição de Animais e Máquinas Agrícolas, a Festa do Boi 2010, a ser realizada de 9 a 16 de outubro próximo, no Parque de Exposições Aristófanes Fernandes, em Parnamirim. As inscrições estão abertas para os expositores de animais, máquinas e equipamentos agrícolas e em outros setores do parque de exposição, em Parnamirim. Os sócios da Anorc, em dia com a tesouraria, terão 30% de descontos. A exposição de 2010 deverá movimentar cerca de R$ 25 milhões.

ANIMAIS A Escola Agrícola de Jundiaí, da UFRN, fará um leilão de animais no próximo dia 4 de setembro, às 10 horas, na própria escola em Macaíba. Serão leiloados animais de corte e engorda, entre bois, garrotes,novilhos e vacas. Os interessados poderão visitar os lotes na próxima semana, dias 2 e 3.

1

O Banco do Brasil e a Bolsa Brasileira de Mercadorias, controlada pela BM&FBovespa, firmaram um convênio para oferecer crédito agroindustrial à aquisição de matérias-primas por meio de operações nesses mercados. A linha de R$ 8 bilhões, deve servir para alavancar o novo sistema eletrônico de comercialização de bois da bolsa. A linha terá juros de 12,5% a 13,5% ao ano e será oferecido prazo de 720 dias para quitação.

2

Empresas de defensivos agrícolas financiam o agricultor através de um sistema de troca de produto por insumo antecipado. Elas ocupam uma lacuna deixada pelas tradings a partir de 2008 diante da queda na disponibilidade de crédito e devem atrelar cerca de 30% de suas vendas no sistema de triangulação de produtos nos próximos 5 anos. Projeções do segmento indicam que as vendas de defensivos no país passará para US$ 8,5 bilhões em 2015.

3

Termina hoje a exposição “Paraíba Agronegócios”,. Em João Pesoa devendo movimentar R$ 2 milhões. Mais de mil animais – entre bovinos, caprinos e equinos – estão expostos no Centro de Eventos e Exposição Henrique Vieira de Melo, em João Pessoa. Paralelo à feira de animais, acontece eventos como ciclo de palestras,Exposiçã o Nacional da Raça Sindi e a 7ª Ranqueada do Cavalo Pônei.

DOAÇÃO Animais das raças Sindi e Tabapuã foram doados para as Faculdades Associadas de Uberaba (Fazu). Foram doados 20 animais da raça sindi, pertencentes ao casal Rogéria e Wilson Rubia, e 29 animais tabapuã, pertencente à criadora Maria Helena Adams, para pesquisas do projeto Pecuária Intensiva Sustentável. EXPOINTER Começou ontem, em Esteio, na Grande Porto Alegre, mais uma edição da exposição agropecuária do Rio Grande do Sul, a Expointer 2010. Vai até o próximo domingo (5), com vários leilões de animais e dezenas de julgamentos das diversas raças. Mais informações no site: www.expointer.rs.gov.br HOMENAGEM A ABCZ homenageou os quatro principais responsáveis pela importação de zebu da Índia, realizada na década de 60: Rubens de Andrade Carvalho (Rubico Carvalho), Veríssimo Costa Júnior (Nenê Costa), Torres Homem Rodrigues da Cunha e Celso Garcia Cid. Cada um dos pecuaristas foi homenageado com um busto de bronze.

ão Paulo (AE) - A falta de alternativas para escoar a safra brasileira de grãos, que neste ano deve atingir novo recorde, provocou a explosão dos custos logísticos do agronegócio. Entre 2003 e 2009, os gastos de transporte saltaram, em média, 147%, enquanto a inflação subiu 48%. Nos Estados Unidos e Argentina, principais concorrentes do País, o avanço foi de 16% e 35%, respectivamente, segundo dados da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec). O aumento nos custos é decorrente de uma série de fatores, como estradas sem condições de tráfego e malhas insuficientes de ferrovias e hidrovias. Junta-se a isso, o fato de o agronegócio avançar fortemente para áreas mais afastadas do litoral e com infraestrutura ainda mais precária que o resto do País. Hoje, a Região Centro-Oeste é responsável por 35% da produção nacional de grãos. Mas a maioria da safra é exportada pelos portos do Sul e Sudeste,

S

quando a lógica seria escoar pelos terminais da Região Norte. Um exemplo é o Mato Grosso, maior produtor de soja do Brasil, que exporta 80% da produção pelos portos de Vitória, Santos, Paranaguá e São Francisco do Sul. De Sorriso, principal polo produtor de soja do Estado, até Santos, no litoral paulista, são 2.100 quilômetros (km) de distância; até Paranaguá, 2.200 km; e até Vitória, 2.500 km. Como a capacidade da ferrovia e hidrovia é limitada na região, cerca de 70% da safra é movimentada por caminhões a um custo de R$ 230 a tonelada de soja. Os produtores de Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná e Santa Catarina, que estão do lado dos portos, têm os menores custos: entre R$ 55 e R$ 70. Na média do País, o produtor paga R$ 135,6 por tonelada, segundo a Anec. Nos Estados Unidos, R$ 31,18; e na Argentina, R$ 34,64. Outro reflexo da dependência da rodovia é a perda de grãos no meio do caminho. Segundo o es-

pecialista em transporte e logística, Antonio Wrobleski Filho, sócio da AWRO Participações e Logística, cada caminhão perde, em média, 60 quilos da carga entre a fazenda e o porto. Na avaliação dele, o País precisa, urgentemente, mudar sua matriz de transporte, ampliando os investimentos em ferrovia, que hoje tem apenas 28 mil km de extensão - até 2015, serão 35 mil km. Wrobleski destaca que, nos dois últimos anos, o volume de investimento em infraestrutura subiu de 0,5% para 0,9% do Produto Interno Bruto (PIB), enquanto a necessidade do País está entre 3% e 5% do PIB. Com esse volume de recursos, que parece estar distante de se tornar realidade, o Brasil demoraria entre cinco e dez anos para ter infraestrutura adequada. Na opinião do especialista, o País se aproxima da excelência quando se trata de plantar e colher, mas convive com a mediocridade quando se trata de transportar e embarcar os alimentos.

São Paulo (AE) - A principal solução para escoar a safra de grãos da região Centro-Oeste é a rota pelo Norte do País. A expectativa é que o novo corredor represente uma redução de, no mínimo, 30% dos custos logísticos, calcula o Departamento de Infraestrutura do Ministério da Agricultura. “Hoje são exportados pelos portos da região Norte cerca de 8 milhões de toneladas de grãos. Nossa meta é escoar quatro vezes mais esse volume nos próximos quatro anos”, afirma o sub-coordenador do departamento, Carlos Alberto Nunes. Ele explica que só a fronteira agrícola denominada Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) já produzem entre 6 e 8 milhões de toneladas de grãos. Ou seja, só essa região deverá usar uma boa parte da capacidade dos portos. Entre os terminais que deverão receber atenção do governo, diz o executivo, estão Porto Velho, Itacoatiara, Vila do Conde, Itaqui e Santarém. O objetivo é criar e melhorar as alternativas para chegar a esses portos. O Movimento Pró-Logística do Mato Grosso já elegeu algumas obras para tornar o corredor viável. A primeira delas é a BR-163, que liga Cuiabá (MT) a Santarém (PA). A rodovia federal, construída na década de 70, até hoje não foi totalmente pavimentada. A obra está no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e deverá ser concluída em 2012. A estrada reduzirá pela metade a distância percorrida até os portos do Sul e Sudeste. Para isso, será necessário ampliar a capacidade do Porto de Santarém. Outra obra importante é a Ferrovia Centro-Oeste, entre as cidade de Vilhena (RO) até a Ferrovia Norte-Sul, que dá acesso ao Porto de Itaqui, no Maranhão.

Logística precária custa US$ 4 bi ao ano São Paulo (AE) - A ineficiência logística custa ao Brasil US$ 4 bilhões ao ano. O cálculo, apresentado na semana passada pela consultora Elizabeth Chagas, da E.C. Consultoria e Assessoria em Comércio Internacional, durante o congresso Crop World South America, leva em conta perdas geradas na colheita, no transporte como manuseio e trocas de modal -, na armazenagem e, em menor escala, nos segmentos de varejo e consumo, com apenas 2% deste total. “Quanto mais eficiente o produtor é antes da porteira, mais ele contribui para que as perdas aumentem, por causa dos problemas logísticos”, afirma. O cálculo foi feito com base na projeção da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que aponta produção de 147 milhões de toneladas para 2009/10 e perda de 10% do volume produzido. “A participação do complexo logístico neste valor supera 80%”, acrescenta. A consultora observa que com os US$ 4 bilhões perdidos por ano, o País poderia construir quatro portos com 16 berços de atracação, ou 20 terminais de fertilizantes iguais ao que já existem no porto de Santos ou ainda dragar cinco metros em pelo menos 33 pontos de atracação, o que aumentaria a capacidade de receber embarcações e diminuir as filas de navios nos portos brasileiros.


Domingo | 29 de agosto de 2010

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte 11

[ CRÉDITO ] Forte crescimento de empréstimos é registrado pelo Banco Mercedes-Benz e da Volkswagen. Somente neste último, R$ 2,1 bilhões foram liberados este ano

[ MERCADO ] Historicamente entre 6% e 7%,

Bancos de montadoras batem recorde em julho

Participação recorde do aço importado

ão Paulo (AE) - Os bancos de montadoras vêm registrando forte crescimento nos empréstimos este ano. O Banco Mercedes-Benz bateu recorde de financiamento em julho, com R$ 360,1 milhões em novos negócios, um crescimento de 33%. O Banco Volkswagen também registra recordes no crédito, principalmente no financiamento para a compra de caminhões e ônibus com repasses de recurso do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), modalidade conhecida como Finame. Nos sete primeiros meses do ano, foram liberados R$ 2,159 bilhões. Os bancos atribuem o crescimento dos empréstimos à forte expansão da indústria automobilística nacional. O setor vem batendo recorde de vendas mesmo com o fim da alíquota menor do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a compra de veículos a partir de abril. Em julho, os emplacamentos de veículos novos no mercado brasileiro somaram 302,4 mil unidades, alta de 6% ante igual intervalo de 2009 e de 15% ante junho, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Nos sete primeiros meses de 2010, foram vendidas 1,882 milhão de unidades, alta de 8,5% ante o mesmo período do ano passado. No Banco Mercedes-Benz, o crédito direto ao consumidor (CDC) foi o produto com maior crescimento em julho, com expansão de 146%. No mês passa-

NILTON FUKUDA

S

Roberto Setubal, do Itaú Unibando:“É um mercado mais maduro e muita demanda já está suprida”

do, foram financiados R$ 27,1 milhões por meio desta modalidade. Já o Finame teve alta de 67%, com financiamento de R$ 330,1 milhões. A exceção é o leasing, com queda de 96% nos volumes, para apenas R$ 2,8 milhões. “A procura pelo leasing vem caindo em razão das taxas atrativas oferecidas pelo Finame e das condições especiais do CDC”, comenta o diretor comercial do banco, Angel Martínez. Com esse resultado, o Finame respondeu por 91,5% dos financiamentos do Banco Mercedes-Benz; o CDC, por 7,5%; e o leasing, 1% - há um ano, esta modalidade respondia por 15%. A carteira total do Merce-

des chegou a R$ 6,5 bilhões em julho, alta de 23%. Nos sete primeiros meses do ano, financiou R$ 2 bilhões. O banco financia a compra de veículos comerciais (caminhões, ônibus e Sprinter) e de automóveis de passeio da marca Mercedes-Benz. Já o Banco Volkswagen é focado em repasses do BNDES e foi o banco de montadora com maior volume de operações de Finame no período. A operação respondeu por 90% dos volumes financiados de caminhões e ônibus pelo banco. Foram 18.122 operações de financiamento de janeiro a julho. Nos grandes bancos, a carteira de financiamento de veículos tem

tido expansão mais modesta. O presidente do Itaú Unibanco, Roberto Setubal, disse na semana passada que espera redução das taxas de crescimento do financiamento de veículos. “É um mercado mais maduro e com boa parte da demanda já suprida”, disse ele. No segundo trimestre, a expansão da carteira foi de apenas 1,8% ante os três primeiros meses do ano. No Bradesco, a expansão foi de 3,7%. O Banco do Brasil foi a exceção. Por conta da compra de 49,99% do Banco Votorantim, focado no financiamento de veículos, a carteira do BB cresceu mais que seus concorrentes.

produto pode chegar a 20% este ano

io (AE) - A participação do aço importado no consumo interno brasileiro, historicamente mantida entre 6% e 7%, este ano deve bater recorde e ficar na casa de 20%, pelas estimativas do Instituto Aço Brasil (antigo IBS), que representa as siderúrgicas nacionais. “Está ocorrendo um processo especulativo. Diante da perspectiva de preços mais elevados, as distribuidoras estão com quase quatro meses de estoque. Fizeram aposta de cassino”, disse à Agência Estado o presidente do IABr, Marco Polo de Mello Lopes. De janeiro a junho ingressaram no mercado nacional 2,528 milhões de toneladas de produtos siderúrgicos, volume superior a toda a compra externa de aço de 2009, de 2,231 milhões de toneladas. A expectativa é de que, ao final de 2010, este montante chegue a 4,150 milhões de toneladas, para um consumo também recorde de 24,980 milhões de toneladas. Fortemente impactados pela crise de 2008, a produção e consumo de aço no Brasil atravessaram todo o ano de 2009 tentando recuperar perdas. A produção cresceu paulatinamente, de acordo com o cronograma de reativação de seis altos-fornos que foram abafados de forma simultânea, o que nunca havia ocorrido no País As próprias usinas nacionais tiveram de importar aço para honrar encomendas quando em época de reaquecimento de demanda. Vieram do exterior este ano 213.960 toneladas de aço importados por Usiminas, CSN, ArcelorMittal e Gerdau. O IABr não confirma as empresas importadoras, mas garante que o total correspondeu a apenas 8% das

R

compras externas no primeiro semestre e “foi pontual”. Mello Lopes adverte para o risco de desindustrialização que Brasil corre com o aumento descontrolado das importações diretas (placas e bobinas) e indiretas (máquinas, equipamentos e bens de consumo, como automóveis) de aço. Para ele está ocorrendo uma convergência de fatores como câmbio, incentivos fiscais estaduais e federais e um processo especulativo no qual o mercado distribuidor aguarda o aumento no preço interno do aço para elevar ganhos de importação. De acordo com levantamento do instituto, 58% dos produtos siderúrgicos importados no primeiro semestre ingressaram por cinco Estados (Ceará, Espírito Santo, Pernambuco, Santa Catarina e Paraná) e sete portos, alguns deles sem tradição neste tipo de movimentação. “São portos incentivados, que passaram a operar sob regime especial” DIVULGAÇÃO

Aço importado em alta


economia 12

Natal | Rio Grande do Norte |Domingo | 29 de agosto de 2010 JÚNIOR SANTOS

[ PESQUISA ] Patamar registrado em agosto é

o maior da série histórica iniciada em 2005

Confiança do consumidor está em nível recorde R io (AE) - A confiança do consumidor em agosto atingiu nível recorde, segundo a coordenadora técnica da Sondagem das Expectativas do Consumidor Viviane Seda Bittencourt. De acordo com a economista, o patamar de 120,8 pontos alcançado pelo Índice de Confiança do Consumidor (ICC) em agosto foi o maior da série do indicador, iniciada em setembro de 2005. O desempenho deste mês bateu o recorde anterior, referente a março de 2008 (120,1 pontos). O índice é calculado com base em respostas apuradas pela sondagem do consumidor, usadas para elaborar uma pontuação, que pode atingir até 200 pontos. “A confiança do consumidor em agosto está forte, e em um patamar equivalente ao que se mostrava no cenário pré-crise”, afirmou. A economista explicou que o aumento de 0,7% no ICC em agosto ante julho foi menos intenso do que o apurado pelo indicador no mês passado (quando avançou 1,1%) porque o ICC já estava em um patamar muito elevado em ju-

lho. Na prática, segundo a especialista, o que houve em agosto foi uma permanência das condições positivas apuradas no mês anterior. Entre os quesitos que influenciaram o bom resultado de agosto está a avaliação positiva das famílias de suas finanças pessoais, que também foi a melhor da série este mês. “Isso está sendo muito influenciado pela boa situação econômica nos últimos meses”, disse Viviane. A técnica lembrou que o mercado de trabalho continua com sinais positivos, o que eleva o potencial de renda do trabalhador e, por consequência, seu interesse por comprar mais. “As expectativas para as finanças familiares para o futuro parecem estáveis em agosto”, disse. Isso também ajudou a aumentar a intenção de compras de bens duráveis nos próximos meses, outro quesito que impulsionou o avanço do ICC no mês. “Tivemos, em agosto, as melhores respostas para intenção futura de compra de bens duráveis desde maio de 2008”, afirmou Viviane.

Consumidor de baixa renda, endividado pelo IPI reduzido no início do ano, está mais cauteloso para fazer compras neste semestre

Rendas mais baixas são cautelosas A técnica, no entanto, fez uma ressalva. Em agosto, o consumidor elevou sua projeção de inflação para os próximos 12 meses, para 6,2%, ante 6,1% em julho. “Mas o consumidor não espera uma explosão de alta de preços, apenas um leve aumento. O fato de a projeção de inflação não ter se elevado muito também ajudou a manter em alta as intenções de compras, visto que o consumidor não espera uma alta desenfreada de preços”, afirmou. Entre as faixas de renda pesquisadas, o consumidor de baixa renda foi o único a apresentar que-

da no ICC, de agosto contra julho, com taxa negativa de 0,2% nas famílias com renda até R$ 2 100. “Parece que este tipo de consumidor se comprometeu muito com compras de pagamento de longo prazo, na época de reduções do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI (que puxou para baixo os preços de móveis e de geladeiras). Eles estão mais cautelosos do que os consumidores com poder aquisitivo maior”, disse. “Mas este ciclo de endividamento das famílias de baixa renda está em vias de acabar, e ele sente que pode recomeçar a comprar em breve”, dis-

se ela, acrescentando que o ímpeto de compras futuras de bens duráveis está forte em todas as faixas de renda. Entre as sete capitais pesquisadas, o consumidor paulistano está menos otimista, no entanto. Somente na capital paulista, o ICC caiu 1,9% em agosto ante julho. Isso porque o desempenho de produção industrial mostrou, no final do segundo trimestre, sinais de acomodação. “São Paulo é o maior parque industrial do País, e os resultados da indústria mais fracos acabaram por derrubar o humor do consumidor”, explicou.

O fato de a projeção de inflação não ter se elevado muito também ajudou a manter em alta as intenções de compras, visto que o consumidor não espera uma alta desenfreada de preços” VIVIANE BITTENCOURT coordenadora

TRIBUNAL

CRÉDITO RURAL

SÓ BC PODE AVALIAR FUSÕES

BB QUER AMPLIAR FATIA NO SETOR

Brasília (AE) - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concluiu esta semana que, pelas leis em vigor, o Banco Central (BC) é o único órgão competente para aprovar fusões bancárias. Na avaliação de fonte da Advocacia-Geral da União (AGU), os ministros do STJ deixaram claro que enquanto estiver em vigor o parecer que determina a competência exclusiva do BC sobre a questão, o Cade não terá como exigir participação nas análises.

Brasília (AE) - O Banco do Brasil (BB) pretende aumentar sua participação em empréstimos para a produção agrícola na safra 2010/2011 de 32% para 36% ao oferecer R$ 42 bilhões em crédito do total previsto de R$ 116 bilhões pelo governo. No ciclo de produção passado, a instituição financiou o setor com R$ 34,7 bilhões, dos R$ 108 bilhões disponíveis. Se a meta for atingida, haverá um aumento de 20,7% em relação à safra anterior.


natal

TECNOLOGIA

Pescador Antônio Barbosa usa celular durante a pescaria. PÁGINAS 3, 4 E 6

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS-LIVRES

Nublado com pancadas de chuvas Max.: 30º CO Min.: 26ºCO

Preamar 00h13 -0.4- 12h26 -0.5 Baixa-mar 06h41 -2.1- 18h58 -2.0

Panorama: hoje 332 bancas/196 feirantes Planalto 186 bancas/97 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Mãe Luíza Pium Pirangi do Norte Redinha

FASES DA LUA Cheia: Hoje Minguante: 03/08 Nascer do sol: 5h21 Pôr do sol: 17h19

Editor: Edilson Braga e-mail: braga@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 29 de agosto de 2010

Processos provocados por abaixo-assinados ou simples reclamações junto ao Ministério Público têm o mesmo teor: o desrespeito à legislação por parte de construtores e órgãos ambientais em Pipa

[ MEIO AMBIENTE ]

Ninguém contém as irregularidades ALEX FERNANDES

ISAAC LIRA Repórter

mbientalistas e moradores de Pipa já não crêem nas instituições. Os armários do Fórum estão abarrotados de papéis, ecos amarelados de uma constante preocupação com o meio ambiente, em face do interesse imobiliário no litoral. São processos provocados por abaixoassinados, audiências públicas ou simples reclamações junto ao Ministério Público. O teor é o mesmo: o desrespeito à legislação por parte de construtores e órgãos ambientais. A lei existe, mas, em alguns casos, não é seguida até mesmo por quem deveria defendê-la. A reclamação se repete com o passar dos anos e recentemente ganhou um novo personagem. Membros da Organização não governamental Núcleo Ecológico da Pipa encontram na internet um anúncio de venda de chalés em um resort. O problema apontado pelos ambientalistas é a área escolhida: em cima do morro da Vicenza, uma duna com vegetação fixadora na beira da falésia que dá acesso à famosa Praia do Amor. Eis a avaliação de um dos diretores da ONG, Antar Mangal: “Faz cinco anos que vemos áreas, que

A

deviam ser preservadas, degradadas por grandes empreendimentos e até mesmo casas”. O Idema, responsável pelo licenciamento ambiental na maioria dos municípios do RN, informa que o resort, apesar de ser anunciado e vendido em um site alemão, não tem licença ambiental. A empresa, um grupo português responsável por outros dois empreendimentos na famosa praia potiguar, diz o contrário. Controvérsias à parte, Antar Mangal não acredita na capacidade dos órgãos públicos de proteger o patrimônio ambiental do Estado. “Eles seguem licenciando em alguns momentos sem critério algum”, afirma. De fato, existem vários casos de questionamento judicial envolvendo a liberação de casas e hotéis no litoral potiguar, tanto em relação ao Idema como no que diz respeito a prefeituras. A maioria dos casos é de construção em áreas de preservação permanente, preservadas segundo legislação federal, como dunas e falésias, além da invasão da área de praia. Embora não seja o único local com problemas, a praia de Pipa concentra a maior parte dos casos. Todos eles em situação semelhante ao resort agora denunciado pelo Núcleo Ecológico da Pipa.

Praia do Amor, em Pipa, tem sido alvo frequente de empreendimentos imobiliários que avançam desordenamento sobre as falésias


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 29 de agosto de 2010

O promotor de Goianinha, André Mauro, diz que o licenciamento para a construção de uma pousada nas proximidades do Santuário Ecológico da Pipa foi feito sem respeitar a legislação ambiental em diversos pontos

[ MEIO AMBIENTE ]

Pousada é exemplo de desrespeito m dos exemplos mais emblemáticos, citados pelo promotor de Goianinha, André Mauro Lacerda, é o de uma pousada localizada nas proximidades do Santuário Ecológico da Pipa. Na avaliação do Ministério Público, o licenciamento foi feito sem respeitar a legislação ambiental em diversos pontos. O caso está para ser decidido pelo juiz. Mas se trata de uma pousada com licença expedida em 2006. Desmatamento de área remanescente de Mata Atlântica, construção em área de duna com vegetação e desrespeito ao limite mínimo de distância de falésias são algumas das supostas ilegalidades observadas pelo Ministério Público. A liberação do empreendimento ainda contou com um Termo de Ajustamento de Conduta entre a empresa, de propriedade de um investidor francês radicado em São Paulo, onde a empresa se comprometeu a elaborar e colocar em prática um plano de reflorestamento no prazo máximo de 90 dias. “Trata-se de um procedimento totalmente contrário ao que manda a legislação”, diz o promotor André Mauro. A ação é de 2006, mas situações semelhantes são recorrentes ao longo dos anos. Somente na comarca de Goianinha há exemplos do ano 2000 até 2009.

FOTOS:ALEX FERNANDES

Diretor diz que Idema só faz o que está na lei

U

Ministério Público observou que empreendimentos foram erguidos em cima do morro da Vicenza sem respeitar o limite de distância

Durante os anos foram liberados vários empreendimentos por ser considerados de pouco impacto individualmente” ANDRÉ MAURO promotor de Goianinha

Em outro caso, dessa vez o de um hotel, foi autorizada a construção a pouco mais de 15 metros da beira de uma falésia, também no caminho da Praia do Amor. A justificativa do técnico que fez o licenciamento foi de que não haveria desmatamento. A intenção do Ministério Público Estadual é ajudar a disciplinar a liberação desses empreendimentos para que outras áreas do litoral não sejam descaracterizadas como um dos cartões postais de Pipa, o Chapadão. “Durante os anos foram liberados vários empreendimentos por ser considerados de pouco impacto individualmente na área do chapadão. Contudo, nós iremos realizar um estudo para avaliar o impacto de todos esses hotéis e pousadas juntos”, diz André Mauro. Não é o caso de demonizar os investimentos em turismo, pois não há apenas hotéis e pousadas instalados em locais teoricamente proibidos. No próprio Morro da Vicenza, onde será instalado o resort anunciado na internet e denunciado pelo Núcleo Ecológico da Pipa, existem várias residências já estabelecidas. Quando as ações tramitam, as construções seguem enquanto o processo se arrasta pela lentidão da Justiça.

Duna em Pipa é destruída,parcialmente,por um empreendimento imobiliário,o que tem levado o Ministério Público a investigar o caso

LEIS SÃO DESRESPEITADAS CONSTANTEMENTE Conflito entre leis facilita ocupação de falésias e encostas de morros Lei Estadual 7.871/2000 (Zoneamento Ecológicoeconômico do Litoral Oriental do RN): Proibido ocupar os primeiros 33 metros a partir do sopé das falésias em direção ao continente,medidos horizontalmente,segundo o artigo 9.

Lei Federal 4.771/65 (Código Florestal): Consideram-se área de preservação permanente “as bordas dos tabuleiros e chapadas”em faixa nunca inferior a 100 metros em projeções horizontais,segundo o artigo 2º.

BATE-PAPO Fábio Venzon » Procurador Federal do Meio Ambiente É possível perceber que há vários casos de licenças ambientais irregulares e atuação frouxa dos órgãos ambientais? O senhor concorda? É mais uma exceção. Temos casos semelhantes aqui na procuradoria federal, mas não dá para dizer que se trata da maioria das licenças. Acontece, mas não dá para generalizar. Quais são as irregularidades mais comuns? Ocupação de dunas vegetadas, invasão de área de praia e

construção em encostas de morros e falésias. São as mais comuns. Existe uma contradição entre a lei estadual e a federal no que diz respeito a encostas e tabuleiros? Eu não vejo isso como um obstáculo. Na minha avaliação, a lei estadual não pode se sobrepor à lei federal, então os órgãos ambientais não podem licenciar de acordo com essa lei estadual e sim respeitando os limites do que manda o Código Florestal.

O diretor técnico do Idema, Leonardo Tinôco, faz uma distinção, ao ouvir as reclamações da ONG Núcleo Ecológico da Pipa e saber dos processos na Justiça envolvendo o órgão, todos anteriores ao início de sua passagem na diretoria. “As pessoas precisam entender que o órgão ambiental só pode fazer o que está na lei. Então, muitas vezes eu sou obrigado a liberar um empreendimento mesmo sendo ideologicamente contrário”, diz. Um exemplo utilizado por Leonardo Tinôco é o limite para construção em falésias. A lei estadual fixa 33 metros contados a partir da borda para construção. Dentro desse espaço, não se pode construir. O problema, segundo Leonardo Tinôco, é que, pela configuração das falésias potiguares, esse limite é insuficiente. “Dessa maneira, eu sou obrigado a dar licenças ambientais mesmo sabendo que isso pode ser prejudicial”, diz Leonardo. A questão da Lei Estadual 7.871/2000, que fala sobre o Zoneamento Ecológico-econômico do Litoral Oriental do RN, é importante. Existe uma contradição com o que manda a legislação federal. Enquanto no código florestal o limite para ocupação de falésias é de 100 metros, a lei estadual coloca o mesmo limite em 33 metros. A aparente contradição foi alvo de Ação Direta de Inconstitucionalidade através da Procuradoria-geral de Justiça em 2007. O processo foi remetido para o Superior Tribunal Federal e aguarda pacientemente pela apreciação do ministro Marco Aurélio Melo desde o início de 2009. A interpretação do Idema é utilizar os parâmetros da lei estadual enquanto o STF não julga a Ação de Inconstitucionalidade. O mesmo argumento é seguidamente utilizado por empreendedores para pleitear a liberação de obras em desconformidade com a legislação federal. Existe aqui uma divergência.

Eu sou obrigado a dar licenças ambientais mesmo sabendo que isso pode ser prejudicial” LEONARDO TINÔCO diretor do Idema

Eu não vejo isso como um obstáculo. Na minha avaliação, a lei estadual não pode se sobrepor à lei federal” FÁBIO VENZON procurador federal

Prodetur condiciona i nvestimentos Por conta de preocupação semelhante, os investimentos do Prodetur (Programa de Desenvolvimento do Turismo) foram condicionados à implantação de planos diretores nas cidades do litoral potiguar. O medo é degradar o ambiente com o aumento de construções e visitantes nas cidades beneficiadas, a imensa maioria ainda sem a infraestrutura necessária, como saneamento básico, por exemplo. Enquanto o Governo do Estado luta para cumprir a determinação, os municípios que já conseguiram votar os seus planos não conseguem colocá-los em prática. No chamado litoral oriental, on-

de se localizam cidades praieiras importantes como Extremoz, Nísia Floresta, Tibau do Sul, entre outras, a coordenação do Prodetur conseguiu dar seguimento a essa implantação em quase todos os municípios. Contudo, na maioria, falta prosseguir com uma política ambiental clara. A demarcação das áreas de preservação em cada cidade é um exemplo. Após a aprovação do plano, essa demarcação precisa ser aprovada pela Câmara de Vereadores. O mesmo acontece com muitas áreas de preservação, como a APA Bonfim Guaraíra, que inclui Tibau do Sul e outros municípios. Após

criadas, essas áreas de preservação não foram demarcadas e nem tiveram planos de manejo aprovados. Sem esses instrumentos, fica praticamente impossível preservar o bioma. Há casos concretos onde liberase empreendimentos em locais de preservação por falta de uma lei que discipline a ocupação. Mesmo assim é importante ressaltar que, na avaliação de promotores e ambientalistas, os limites colocados na legislação ambiental precisam ser respeitados em todos os casos. Os problemas ambientais mais comuns, pelo que todos declararam, poderiam ser evitados a partir do respeito a essas regras.

Antar Mangal diz que faz cinco anos que áreas,que deviam ser preservadas, são degradadas em Pipa


natal

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ TECNOLOGIA ] Antes inacessível à imensa maioria da população, o telefone móvel tem ocupado cada vez mais espaço nos itens objeto do desejo dos norte-rio-grandenses

Cresce a dependência dos potiguares pelos celulares FÁBIO ARAÚJO Repórter

EVOLUÇÃO DO APARELHO CELULAR A tecnologia foi avançando até oferecer hoje um aparelho que cabe no bolso da camisa.

té o início deste ano, “seu” Francisco Barbosa, 51 anos, morador do distrito de Cajueiro, em Touros, tinha grandes dificuldades para falar com as filhas que residem em Natal e Santa Cruz. Sem telefone em casa, ele precisava andar 500 metros até o orelhão mais próximo. Quando as filhas queriam ligar, o transtorno era ainda maior, pois alguém tinha que atender a ligação e chamá-lo em sua residência. Nem sempre funcionava e o contato acabava sendo pouco frequente. A situação mudou há quatro meses, quando o pescador adquiriu um bem que cai cada vez mais nas graças do brasileiro: o celular. Antes inacessível à imensa maioria da população, o telefone móvel caminha para se transformar num item quase universalizado. Os dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) não deixam margem para dúvidas: a cobertura da telefonia móvel no Rio Grande do Norte cresce rapidamente. A quantidade de linhas habilitadas no Estado, que era de apenas 315.498 em 2002, chegou a 2.975.625 em julho deste ano. Isso quer dizer que há 92,59 linhas para cada grupo de 100 habitantes, número que era de 11,14 há oito anos. Assim, o RN assume o terceiro lugar no ranking da região, atrás apenas de Pernambuco e Sergipe. E o crescimento não dá sinais de desaceleração. Só este ano, a razão de linhas habilitadas por 100 habitantes aumentou quase 10%, passando de 85,05 em janeiro para os 92,59 do último mês. Caso o ritmo se mantenha, é possível prever uma universalização do serviço até o próximo ano. Com isso, o Rio Grande do Norte fica bem à frente de estados importantes do Nordeste, como o Ceará (80,66) e a Bahia (76,8). Mas tem desempenho mediano em nível nacional, galgando apenas a 15ª colocação, abaixo da média nacional de 96,83. Nove estados têm mais linhas do que habitantes. Os “campeões do celular” são o Distrito Federal, com 165,97 acessos para cada 100 moradores, São Paulo, com 114,27 e Mato Grosso do Sul, que apresenta 110,66. No comparativo entre as regiões, o Nordeste ocupa a última colocação. Enquanto o Centro-Oeste tem 115,77 linhas por centena de habitantes, o NE fica com apenas 78,84. Boa parte da “culpa” pode ser atribuída à Bahia, ao Piauí e ao Maranhão, que ocupam três dos quatro últimos lugares entre os estados. Facilidades - “Comprei o celular depois que colocaram as

A

1985 - Motorola Dynatac - O primeiro telefone realmente móvel. 1987 - Philips PRC30E

1996 – Motorola StarTAC – Primeiro modelo dobrável e capaz de vibrar quando em modo silencioso.

1988 – Nokia Mobira Cityman 1320 1997 – Siemens S10 1989 – Motorola Microtac 9800X 1998 – Nokia 5110 1990 – AEG Teleport 1992 – Ericsson GH198 1993 – Siemens S3 Compact 1994 – Motorola Microtac International 8700 1995 – Nokia 1610

1999 – Nokia 7110 – Inspirado no filme “Matrix”, foi o primeiro modelo com WAP. 2000 – Nokia 3210 – Primeiro com antena interna 2001 – Sharp JSH04 – Primeiro com câmera interna 2002 – Blackberry 6230

2003 – Nokia 1100 – O bilionésimo aparelho da Nokia vendido foi deste modelo. 2004 – Samsung Z130 2005 – Motorola V3 2006 – Pantech GB300

2007 – Nokia N95 – Tem GPS,Internet, bluetooth,3G,WiFi,Flash,Java,RSS, Tv-out etc etc etc

2007 – Apple iPhone – Primeiro com multitouch-screen

Fonte:www.eletronicoblog.pop.com.br

antenas em São Miguel do Gostoso. Antes era muito difícil falar com minhas filhas. Hoje a gente conversa na hora que quer”, conta “seu” Francisco. Mesmo assim, ele não está tão familiarizado assim com a novidade, que não usa para nenhum outro objetivo. “Minhas outras filhas e minha mulher utilizam muito mais do que eu. Não sei nem o número!”, admite. Uma vez inserido na clientela das operadoras, a preocupação dele é com o gasto. “Se eu não contro-

lar, as meninas usam todo o crédito. Há pouco tempo eu estava com vinte reais de bônus, mas acabou tudo”, comenta. O pescador Antônio Barbosa de Andrade, que mora na beira-mar de Carnaubinha, distrito de Touros, descobriu mais uma utilidade do celular: garantir a segurança das equipes durante as longas noites passadas no mar. “Melhora muito a comunicação com a base, é muito importante. Essa semana, meu filho me ligou à meianoite dizendo que o barco estava

quebrado e o rádio-amador não funcionava. Graças a isso, liguei para a Capitania e ele foi socorrido”, conta o pescador, mais conhecido como Antônio dos Morros. Segundo ele, os telefones móveis têm sinal suficiente a até cinco milhas de costa. “Outro dia um jangadeiro ficou numa área com ‘briga de vento’ e não conseguia voltar. Acabou perdido por vários dias, só com a bandeira avisando. Todos meus quatro filhos são pescadores e só saem com o telefone”, garante. JÚNIOR SANTOS

Francisco Barbosa, morador do distrito de Cajueiro, em Touros, agora se comunica com facilidade com os filhos por meio do celular


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 29 de agosto de 2010 JÚNIOR SANTOS

[ TECNOLOGIA ] Em algumas regiões, os usuários

têm dificuldade em se comunicar pelo celular

Antes cativo do velho orelhão, casal agora tem telefone sem fio A

vida da estudante Miliane Souza de Melo, 16 anos, e do marido Muller da Câmara Gomes, mudou para melhor com a chegada da telefonia móvel na região de São Miguel do Gostoso, onde o casal reside. “Compramos um celular para cada um há seis meses. Antes, a gente dependia do orelhão, que vivia quebrado, e não conseguia se comunicar com ninguém, pois também não havia telefone fixo”, conta. Miliane conta que, certa vez, a irmã de sua sogra ficou doente e não tinha como avisar a família. Precisou pegar uma condução de São Miguel até Rio do Fogo para entrar em contato com a irmã. “Agora isso mudou. Ficou muito bacana e não temos mais dificuldade nenhuma. Falo sempre com minhas colegas de turma, para marcar os trabalhos, e com a família”, alegra-se. Para o marido, a chegada do aparelhinho significou um grande estímulo na vida profissional. Funcionário público municipal, Muller é também músico e toca teclado nas horas vagas. MUDARAM A TECNOLOGIA Nas proximidades de São Miguel do Gostoso, um exemplo de que nem tudo são flores no mun-

do da telefonia móvel. O proprietário da pousada, restaurante e cachaçaria Urca do Tubarão, Edson Nobre, mantém um aprazível espaço embaixo de uma catingueira. É o que chama de “central telefônica”, um dos poucos lugares do terreno onde o celular funciona, mesmo que às vezes. “Antes pegava melhor, mas mudaram a tecnologia de TDMA para GSM e piorou tudo. Deixo o aparelho na mesinha junto da árvore e lá a gente consegue falar. O sinal não é bom, mas dá. Só que fica impossível em dias de chuva”, diz. Ele reclama que perdeu 60% dos clientes com a queda da qualidade do sinal. “Antes eles ligavam diretamente pra mim, era uma relação mais próxima. Com a comunicação mais difícil, eles foram se afastando porque o fixo é a única maneira confiável de telefonar”, lamenta. Segundo o empresário, muitos clientes costumam ligar e reservar o restaurante para a noite, mas isso não é mais possível. “Tenho um rádio antigo aqui, que pega programação de várias partes do mundo - Oriente Médio, África, Índia, Europa - em ondas curtas. Ou seja, a tecnologia antiga funciona melhor do que a moderna”, constata.

Muller da Câmara e a mulher Miliane Souza,que moram em São Miguel do Gostoso, já não dependem do orelhão para se comunicar

Aparelho celular virou fetiche,diz economista O economista Janduir Oliveira da Nóbrega alerta para os riscos embutidos no boom da telefonia móvel. “As pessoas banalizaram o uso do celular. O aparelho virou fetiche, quando deveria ser usado apenas para suprir as necessidades do usuário”, constata. Presidente do Conselho Regional de Economia do RN (Corecon-RN) e diretor do curso de Gestão Financeira da Universidade Potiguar (UnP), Janduir recomenda que se tome cuidado especial com os celulares prépagos, muito difundidos no Brasil. “As pessoas ganham um aparelho, carregam dez reais e saem falando. Parece muito barato, mas gera uma necessidade subliminar: o usuário se torna refém, não con-

segue ficar sem o telefone e ultrapassa o valor já pago, gerando problemas financeiros”, destaca. “Em muitos pré-pagos, o valor do minuto é maior do que no póspago. É o barato que sai caro. Tem gente que ganha salário mínimo e tem quatro aparelhos nesse sistema”, comenta Janduir. Para ele, o segredo é usar as maquininhas com responsabilidade, disciplina e cuidado para não extrapolar o orçamento. “Um aposentado que mora em casa com a mulher, por exemplo, não precisa gastar R$ 50 ou R$ 100 com celular. Por outro lado, muita gente depende do aparelho para trabalhar e naturalmente gasta muito. Para muitos prestadores de serviço, o celular é co-

mo uma expansão do corpo. Conheço gente que gasta R$ 700 por mês Se eles não disciplinarem o gasto, acabarão gastando demais”, ressalta. O fundamental, diz o economista, é falar apenas o necessário. “Não se deve resolver via celular problemas que podem ser tratados pessoalmente. Evite virar refém da tecnologia”, orienta Nóbrega. Para ele, o celular foi lançado para dar maior mobilidade aos negócios, mas acabou sendo usado como uma necessidade básica. Janduir cita um aparelho que está sendo lançado no mercado e custa R$ 1.800,00. “A conta mensal não fica por menos de R$ 350. Quanto mais as pessoas conhecem de

tecnologia, mais optam por aparelhos avançados”, ressalta, jogando luz sobre aspectos pouco lembrados: as pessoas trocam muito rápido de aparelho, o que acaba gerando acúmulo de sucata. E portar esses brinquedinhos em casa ou na rua acaba atraindo a atenção de ladrões. “Outro ponto é que os pais preferem onerar seu orçamento e dar um celular para os filhos, achando que assim fica mais fácil monitorá-los. Mas é uma falsa segurança, pois nunca se sabe onde eles realmente estão”, opina. No geral, Janduir Oliveira da Nóbrega vê a expansão da telefonia móvel como algo positivo. “A rapidez de comunicação que temos hoje muito boa.


Domingo | 29 de agosto de 2010

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte ➾ www.tribunadonorte.com.br ➾ tnonline@tribunadonorte.com.br ➾ twitter.com/tribunadonorte

natal

Domingo | 29 de agosto de 2010

tn online Fred Carvalho - fredcarvalho@tribunadonorte.com.br

MERCADO

Tela fina

As vendas de computadores pessoais no Brasil cresceram 29% no segundo trimestre de 2010 em relação ao mesmo período do ano passado, chegando a 3,4 milhões de unidades. Os dados são de uma consultoria que acompanha o mercado. De acordo com os números do IDC divulgados na sexta-feira passada, do total vendido, 54% foram computadores de mesa, sendo o restante de notebooks. Na primeira metade do ano, as vendas totais somaram 6,4 milhões de unidades, 32% acima do visto entre janeiro e junho de 2009.

Grandes grupos como Carrefour e Pão de Açúcar noticiaram no mês passado um aumento que chegava a mais de 100% na venda de TVs de tela fina. Na sexta-feira passada, a Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), informou que a venda de TVs de tela fina ultrapassaram as vendas dos modelos de tubo tradicionais. Segundo a Suframa, foi um

XBOX 360 A Microsoft lançará no Japão o modelo com espaço de armazenamento de 4 GB da nova versão do Xbox 360, conhecida como “slim”. Por lá, o videogame não emplacou como os concorrentes da Nintendo e da Sony. O console será vendido por cerca de 19.800 ienes (o equivalente a US$ 235), o mesmo preço do modelo Arcade, que teve sua produção descontinuada. O lançamento será em 9 de setembro.

VÍDEOS No mês de julho, 35,6 milhões de brasileiros, com idade a partir de 6 anos, assistiram a vídeos na internet, volume equivalente a perto de 85% do total da população online, segundo estudo da empresa de estatísticas da indústria digital comScore, divulgado na sextafeira passada. A pesquisa apontou que, em junho e julho, meses da Copa do Mundo, 6,7 bilhões de vídeos foram assistidos por usuários de Internet no Brasil. Se considerado apenas o mês passado, seis em cada sete internautas brasileiros assistiram a vídeos online.

Finas, sofisticadas e fáceis de usar. É dessa forma que as novas câmeras Olympus FE-4030 e FE-5030 se apresentam. Isso porque os dois modelos contam com 14MP de resolução, Modo Automático Inteligente, Autorrastreamento de Foco, Filtros Mágicos (Arte Pop, Desenho, Olho Mágico e Olho-de-Peixe), Detecção de Rostos Avançada, Perfect Fix, gravam vídeo AVI com áudio e possuem bateria recarregável. Se o usuário ainda tiver dificuldades na hora de registrar um momento especial, poderá usar o Guia de Ajuda disponível na própria câmera.

INTERATIVIDADE

A editora norte-americana Playboy entrará em breve no mundo dos games. A empresa, em parceria com a desenvolvedora de games alemã Bigpoint, irá lançar no mercado o jogo on-line para diversos jogadores “Poisonville”, além de criar um selo para sua divisão de jogos eletrônicos. O game on-line está em fase de testes e roda em qualquer navegador de internet e tem previsão de lançamento para o final do ano.

O portal TN Online lançou mais uma novidade essa semana. Em cada matéria postada no portal, agora aparece uma barra que mostra a repercussão do assunto nas principais redes.

aumento de aproximadamente 70% em relação às vendas do mesmo período em 2009. O relatório leva em consideração os modelos de plasma, LCD convencional e LCD com backlight de LED. Ainda segundo o boletim, é a primeira vez, desde que esses modelos foram lançados no varejo, que as vendas de TVs de tubo foram superadas no Brasil.

TABLETS 3D A moda dos tablets acaba de encontrar a tendência do 3D na China. De acordo com o site Engadget, a fabricante chinesa Rockchip apresentou recentemente um protótipo de tablet que exibe imagem em três dimensões sem a necessidade do uso de óculos especiais. Apelidado de Supernova X1, o dispositivo não teve muitas especificações explicadas pela empresa. A forma de exibição do 3D não foi detalhada, apenas é mostrado que não necessita do uso de acessórios.

O MyCard é o lançamento da Mtek,que além da leitura,também grava arquivos de até 54 modelos diferentes de cartões em seus 4 slots nos padrões SD,T-Flash,MS e M2,incluindo Micro SD,usado na maioria dos celulares.Leve e portátil,o acessório vem com cabo USB 2.0 embutido e uma abertura para fixação em cordão,facilitando o transporte em qualquer local,até no bolso.O dispositivo tem quatro leitores integrados que acomodam ao mesmo tempo até quatro cartões de memória diferentes,para transferência de arquivos entre eles.O MyCard é compatível com as versões 2000,XP,Vista e 7 do Windows e MacOS.

Empresas de telefonia afirmam que a universalização do celular é iminente no RN. A quantidade de linhas habilitadas no Estado, que era de apenas 315.498 em 2002, chegou a 2.975.625 em julho deste ano [ TECNOLOGIA ]

Pré-pago facilita expansão no RN diretor regional da Claro para o Nordeste, Albino Serra, afirma que a universalização da telefonia móvel é iminente no Rio Grande do Norte. “O pré-pago foi o grande responsável por esse processo, que muito em breve deverá ser totalmente concluído no estado. O mercado de telefonia móvel é muito forte no RN”, destaca o executivo. Segundo ele, a operadora está presente em presente em 66 municípios do estado, o que corresponde a uma população urbana coberta de aproximadamente 2 milhões de habitantes. “Investimos constantemente na qualidade e expansão da nossa rede na região e em atendimento. E apostamos na flexibilidade para atender o cliente de forma personalizada, permitin-

O

do que ele monte seu plano de acordo com a própria necessidade”, explica. Por sua vez, o diretor regional da Vivo Nordeste, Joaquim Perúcio, lembra que nos países mais maduros economicamente, a teledensidade supera a taxa de 1 celular por habitante, o que já acontece em nove estados brasileiros. “É comum notarmos uma pessoa com chips de operadoras diferentes ou, então, que tem acesso a um chip para celular e um modem para navegação na Internet. Ainda há um trabalho que as operadoras devem promover para levar o sinal a um número maior de municípios no estado”, considera. A Vivo saiu de zero municípios em 2009 para 34 hoje. “Em pouco mais de um ano de operação no estado, disponibilizamos o aces-

so à voz e banda larga para mais de 65% dos potiguares”, aponta. Em âmbito nacional, segundo dados do segundo trimestre financeiro desse ano, 79,7% dos clientes da companhia são da modalidade pré-paga. Em texto enviado por sua assessoria, a OI afirma acreditar numa universalização do serviço de telefonia móvel em 2010. “Com a previsão de registro de teledensidade de 100% ainda neste ano, cada vez mais pessoas usarão dois ou mais chips, o que confirma a importância do aparelho desbloqueado e da busca constante por oferecermos sempre a melhor oferta”. A empresa lembra que vende aparelhos desbloqueados desde 2007, mesmo antesantes do novo Regulamento do Serviço Móvel Pessoal da Anatel. JÚNIOR SANTOS

A TELEFONIA MÓVEL ATINGIU NÚMEROS SURPREENDENTES EM TODO O RN As operadoras de telefonia móvel enaltecem os números obtidos no Estado EVOLUÇÃO DOS ACESSOS (por 100 habitantes) - RN 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010

11,14 14,89 22,45 33,46 45,61 54,8 67,8 78,45 92,59

NÚMERO DE ACESSOS EM OPERAÇÃO - RN 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010

315.498 429.991 656.206 1.004.051 1.386.965 1.688.768 2.117.119 2.494.770 2.975.625

EVOLUÇÃO NO RN AO LONGO DE 2010 Acessos por 100 habitantes Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho

85,05 85,99 87,5 88,67 90,65 91,53 92,59

O RN COMPARADO COM O NORDESTE Acessos por 100 habitantes Pernambuco Sergipe Rio Grande do Norte Ceará Paraíba Alagoas Bahia Piauí Maranhão

Edson Nobre reclama da falta de cobertura de operadoras no município de São Miguel do Gostoso

95 93,44 92,59 80,66 79,75 78,71 76,8 69,16 51,91

Número de acessos em operação Bahia 1.186.576 Pernambuco 1.122.874 Ceará 636.676 Rio Grande do Norte 315.498 Maranhão 305.675 Paraíba 305.135 Alagoas 299.841 Sergipe 210.398 Piauí 158.709 O RN COMPARADO COM O RESTANTE DO BRASIL Acessos por 100 habitantes Distrito Federal São Paulo Mato Grosso do Sul Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Mato Grosso Goiás Espírito Santo Santa Catarina Rondônia Paraná Pernambuco Minas Gerais Sergipe Rio Grande do Norte Tocantins Amapá Acre Amazonas Ceará Paraíba Alagoas Roraima Bahia Pará Piauí Maranhão

165,97 114,27 110,66 108,63 105,33 103,07 102,6 101,76 100,73 97,2 97,01 95 94,08 93,44 92,59 89,08 89 82,87 81,94 80,66 79,75 78,71 77,41 76,8 71,33 69,16 51,91

O NORDESTE COMPARADO COM AS OUTRAS REGIÕES Acessos por 100 habitantes Centro-Oeste Sudeste Sul Norte Nordeste

- Os dados deste quadro são referentes aos meses de julho - Fonte:www.anatel.gov.br

115,77 107,57 101,9 79,15 78,84

Número de acessos em operação Sudeste 87.087.910 Nordeste 42.892.825 Sul 28.243.164 Centro-Oeste 16.354.137 Norte 12.443.135 SITUAÇÃO NO BRASIL Evolução dos acessos (por 100 habitantes) 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010

18,00 19,10 30,84 41,62 49,87 57,36 70,57 84,61 96,83

Número de acessos em operação 2002 30.878.940 2003 33.774.779 2004 55.245.764 2005 76.578.970 2006 93.046.782 2007 108.519.583 2008 135.330.980 2009 161.922.375 2010 187.021.171


natal

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |7

MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA [ Procurador da República ]

Provou do mundo ao folhear um livro

Poder Judiciário

O

ANELLY MEDEIROS

Cada um na sua ão é novidade que alguns religiosos da cidade fazem dos templos palanques eleitorais. Pois bem, agora eles terão que pensar duas vezes, antes de fazer campanha política para os candidatos potiguares. A Procuradoria Regional Eleitoral do Rio GRande do Norte alerta que a multa para esse tipo de propaganda eleitoral, impressa ou verbal nos templos religiosos pode chegar a 8 mil reais. A recomendação foi enviada na última sexta-feira aos representantes de seguimentos religiosos existentes no estado. O recado deve ser repassados aos líderes, pastores, ministros e religiosos que façam uso da palavra, sobre a vedação e as possíveis consequências do referido crime eleitoral. O procurador regional eleitoral Ronaldo Sérgio Chaves Fernandes estipulou prazo de cinco dias a contar do recebimento da recomendação para que os representantes cumpram a determinação.

N

A luta dos delegados de polícia A Associação dos Delegados de Polícia do Brasil, a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal e a Federação Nacional dos Delegados da Polícia Federal realizam na próxima quarta-feira o Dia Nacional de Mobilização pelo resgate do Delegado de Polícia como carreira jurídica. Os delegados querem mostrar a insatisfação da categoria com o tratamento dispen-

sado pelos governos à Polícia Judiciária do Brasil com a participação das polícias civil e federal, além de fazer gestão junto à classe política pelo resgate do Delegado de Polícia como carreira jurídica conforme a Constituinte de 1988. Uma Carta Compromisso será entregue ao Ministério da Justiça e aos candidatos à Presidência da República.

MARCELO BARROSO

TRT: SEMANA DE CONCILIAÇÃO O Tribunal Regional do Trabalho está organizando mais uma Semana Regional de Conciliação. O diferencial é que será uma semana para solucionar somente os processos que tramitam na Justiça do Trabalho. O evento marcado para os dias 13 e 17 de setembro servirá de preparação para o evento nacional que deve acontecer entre os meses de novembro e dezembro de 2010. Segundo o presidente do TRT potiguar, desembargador José Barbosa Filho, também será oferecido um curso de técnicas de conciliação para os servidores das Varas do Trabalho que irão participar dessas conciliações. É o que afirma o presidente do TRT potiguar, desembargador José Barbosa Filho. Os interessados devem acessar a página do TRT e preencher o formulário de inscrição para inclusão do processo na pauta de audiências. informações: www.trt21.jus.br

relato que segue me foi passado como verdadeiro. Como não dou fiança ao conto dos outros, omito os nomes envolvidos e digo apenas: “leitor, dê a fé que desejar”. Ele, dizem, era um conhecido bacharel. Estudioso e de hábitos austeros, tinha amealhado excelente reputação (assim como uma pequena fortuna). “Romântico em demasia, achava que toda a Justiça estava nos livros”, diziam as mais ligeiras línguas. “Um cavalheiro do Direito, que, à semelhança do Pierre Menard de Borges, com sua vida, queria escrever um outro Quixote”, respondiam os amigos. Pela época, estava noivo. De triste figura e após anos de celibato, tinha encontrado sua Dulcinéia. Mais nova, ela era advogada, festejadamente bela, de raciocínio fino e ligeiro. Dizem que, em data comemorativa, resolveu presentear a amada. À sua maneira (de intelectual à moda antiga), foi visitar os sebos ao derredor da nossa Cidade Alta. “Quem sabe não encontro algo interessante”, teria dito a si mesmo. Parava aqui e acolá, sem se importar com a multidão em tempos de volta às aulas. Foi em um desses comércios de livros usados (nome pomposo que dava para os sebos), nem tão bom nem tão ruim, que se deparou com dois achados. Primeiramente, uma coleção, muito bem conservada, das obras de direito civil de Clóvis Beviláqua, o “pai” do Código Civil que vigorou entre nós por quase um século. Interessou-se de imediato pela coleção, sobretudo pelo tomo pertinente ao direito de família. Um bom presente, até porque sua noiva militava precisamente nessa área do Direito. Por outro lado, para seu desgosto (sempre disfarçado), ligeiramente desconfiava de “certos avanços” na concepção de família de sua amada. Mansamente, folheou o livro. Muito embora não chegasse a advogar um Direito dos tempos das Ordenações Filipinas, inconscientemente procurava alguma lição mais

austera na obra a ser presenteada. Mas o fato é que o livro levou-o a um segundo e inusitado achado. Dentro dele, folhas soltas, marcadas por letra belíssima, narravam o desenlace de um malogrado casamento moderno. Ali, a anterior proprietária do livro descreveu seus heterodoxos conselhos a uma cliente, para que, mesmo tendo abandonando o seu marido, obtivesse, de pronto, a assinatura que poria um final feliz (para ela) ao relacionamento. E preparando sua cliente para as tratativas com o amado (ou melhor, ex-amado) a advogada não levava em consideração qualquer das lições de Beviláqua, jurídicas ou morais. Em casos como o da sua cliente, registrou a advogada, “pouco importava o Direito ou as regras de moral. Importava, sim, que não aflorassem mal entendidos antes de divididos os haveres e pactuadas as obrigações” (quanto às cifras, para não cansar o leitor, apenas menciono que superavam algumas centenas de milhares). Recomendava à cliente, primeiramente, não deixar, em hipótese alguma, que o bem querer do ex-esposo por ela se perdesse antes de terem os papéis sido assinados. Se desconfianças surgissem por parte dele, seria de bom tom, para despistar o inconfessável, reconhecer que agiu mal aqui e ali. Mas recomendava, para tanto, sempre dizer algo genérico como: “A partir de certo momento, tudo me foi muito difícil e, por gostar muito de você (e isso era muito importante dizer, mesmo não sendo bem esse o caso) e ser como sou, não

consegui lidar corretamente com a situação”. E mesmo para o caso de haver algum titubeio (por parte do marido, claro), até mesmo no dia da assinatura, aconselhava sua cliente a agir com toda calma. Deveria deixar claro que entre o casal restou certo dissabor (até porque, se assim não fosse, o romance não haveria acabado). Mas deveria dizer que “estava tomando a decisão menos por ela e mais por ele, porque não valeria mais a pena cansarse ou viver com desassossegos”. E que, mesmo de longe, “iria continuar a segurar a mão dele (figurativamente, claro), esperava achar a própria felicidade e, sobretudo, iria continuar torcendo por ele”. Por fim, em caso de maior relutância, um tiro certeiro. “Deixe algo em aberto”, recomendou; “esperanças operam milagres”, completou. Fale algo como “passar na casa dele, após as assinaturas (que isso fique claro), para devolver alguns pertences, roupas ou livros”. Qualquer coisa valerá, desde que ligeiramente lembre os momentos que passaram juntos. Insinue que “ele é um homem maravilhoso e que um sentimento de bem querer sempre sobreviverá às adversidades da vida, até mesmo à dolorosa (para ele, apenas), mas inevitável separação”. Mesmo porque esse tiro poderá vir a servir a outros propósitos. “Malogradas outras expectativas, nunca se sabe o dia de amanhã”, cavilosamente lembrou. “Conselhos seguidos, sucesso obtido”, registrou por fim a diligente advogada, sem mencionar os nomes dos envolvidos. Mais um segredo de(a) Justiça? Dizem que o nosso cavalheiro de triste figura reconheceu letra e estilo. Saiu em disparada. Os que estavam por perto, afirmam têlo ouvido gritar, meio fora de si, que “uma boa advogada não é necessariamente uma boa esposa”. Ironicamente mais triste é que, diferentemente do Quixote - que “lia o mundo para comprovar os livros”, na bela expressão de Foucault -, ele finalmente provou do mundo tão somente ao folhear um livro.

Mulheres em alta O Diário Oficial de amanhã trará os nomes das únicas cinco aprovadas na fase de sentença no concurso para provimento de cargos de Juiz Substituto do TRT da 21a Região. Das 40 provas avaliadas, conseguiram aprovação as candidatas ALESSANDRA CASARIL, ALINE FABIANA CAMPOS PEREIRA, ANDRESSA VENTURI DA CUNHA

WEBER, GERMANA CAMAROTTI TAVARES e NÁGILA NOGUEIRA GOMES. Segundo os organizadores, o período de recursos contra o resultado das provas será entre ao dias 02 e 03 de setembro. A publicação do edital com o resultado do julgamento dos recursos e a convocação para a inscrição definitiva ocorrerá no dia 17 de setembro.

A Anatel irá sugerir uma fiscalização em todos os estados brasileiros para confirmar se o congestionamento na rede de telefonia móvel celular da Tim, detectada no Rio Grande do Norte, está afetando os usuários de todo o país. No Estado, a agência constatou que a deficiência na prestação do serviço não se restringe a Natal, mais também aos municípios de Florânia, Luís Gomes, Janduís, Patu, Upanema, Lagoa Nova, Serra Negra do Norte e Jardim de Piranhas. O promotor José Augusto Peres, da promotoria de Defesa dos Direitos dos consumidores, ingressou com Ação Civil Pública contra a TIM para que ela amplie sua rede de comunicação.Na ação, o promotor pede que a empresa "se abstenha de comercializar novas assinaturas ou habilitar novas linhas (ou códigos de acesso), de proceder à implementação de portabilidades de códigos de acesso de outras operadoras, persistindo tal proibição enquanto a ré não comprovar que instalou e estão em perfeito funcionamento os equipamentos necessários e suficientes para atender às demandas dos consumidores que ela possui atualmente no Rio Grande do Norte, inclusive quanto à demanda reprimida em função da má prestação do serviço.

EMANUEL AMARAL

FISCALIZAÇÃO GERAL

CURSO

A OAB/RN está organizando o II Curso de Iniciação à Advocacia voltado para os advogados em início de carreira. A Comissão de Apoio ao Advogado Iniciante escolheu temas como Honorários Advocatícios, a Advocacia e a Importância do Trabalho pela Classe e CAARN e seu papel fundamental. Entre os palestrantes estão o conselheiro da OAB, Kaleb Freire, o advogado Paulo Lopo Saraiva, o professor e membro do Conselho Nacional do Ministério Público, presidente da Comissão do Advogado iniciante, Dywsson Maykel e o conselheiro da OAB/RN, Francisco de Assis Barros.

classificados

O seu mercado de serviços todos os dias na TRIBUNA DO NORTE


natal 8

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 29 de agosto de 2010

[ BRASÍLIA TEIMOSA ] Reforma está orçada em

R$ 173 mil e vai ampliar salas e mudar todo o piso

Reforma do posto de saúde fica pronta em setembro C om investimento de R$ 173,751 mil, a reforma e ampliação da Unidade Básica de Saúde de Brasília Teimosa deverão ser concluídas no final de setembro, segundo cálculos da diretora da unidade, Célia Maria Barbosa de Freitas. A reforma inclui a ampliação das salas da direção, administração e regulação (marcação de exames). “Uma das novidades será a construção de um salão de múltiplo uso de aproximadamente 100 m² equipado com copa, almoxarifado e banheiros adaptados”, disse Célia Maria. O espaço será destinado para realização de eventos como palestras voltadas para área de saúde. A diretora disse ainda que as obras da unidade de Brasília Teimosa incluem a execução de estrutura de concreto armado (pilares, vigas e lajes) em uma área de aproximadamente 250 m²; retirada de toda a cobertura antiga (em mal estado de conservação); execução de cobertura nova em toda a área de concreto armado e substituição

de 30% de telhas e madeiras. Também está sendo feita a revisão de toda a instalação elétrica, incluindo o balanceamento das redes de circuitos, e da instalação hidráulica e sanitária; reparos na caixa d’água antiga e implementação de mais uma caixa com capacidade de 1.000 litros, emassamento e pintura de toda a unidade. A reforma e ampliação da unidade de Brasília Teimosa prevê a acessibilidade aos banheiros da unidade, através de barras de apoio para portadores de necessidades especiais, substituição de todas as portas da unidade por portas de largura acessível a cadeirantes, substituição de todo o piso da unidade por piso cerâmico antiderrapante e reforma da calçada da frente, para adequá-la ao acesso de portadores de necessidades especiais. O presidente do Conselho Comunitário de Brasília Teimosa, Fernando Luiz da Costa, disse que as obras fazem parte de “um sonho da comunidade.”


natal

Paulo Vannuchi fala sobre direito humanos e a figura de Lula. PÁGINA 11

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS-LIVRES

Nublado com pancadas de chuvas Max.: 30º CO Min.: 26ºCO

Preamar 00h13 -0.4- 12h26 -0.5 Baixa-mar 06h41 -2.1- 18h58 -2.0

Panorama: hoje 332 bancas/196 feirantes Planalto 186 bancas/97 feirantes

[ LONGEVIDADE ] IBGE revela que Natal é a 3ª

cidade com o maior número de idosos

Natal tem 118 ‘velhinhos’ acima dos 100 anos de idade CARLA FRANÇA Repórter

travessar um século, acumular experiências, ganhar em sabedoria, quem não quer encontrar a ‘fonte da juventude’? Enquanto a ciência busca os caminhos para a longevidade, mais idosos desafiam o tempo ao alcançar e, até ultrapassar, a indelével marca dos 100 anos de idade no Brasil. Entre eles está Ana Elfízia de Paiva, a Vovó Naninha, que este ano completou 105 anos de uma vida. Vovó Naninha é uma típica matriarca, que gosta de manter todos por perto, sob a sua proteção. Mas hoje, os papéis se inverteram e aquela mãe carinhosa e de educação rígida recebe o cuidado peculiar à idade. “Eu já fui mãe, mas agora sou filha. E sou muito querida e bem cuidada. Todo mundo gosta de mim, graças a Deus. Não tem ninguém que não goste”, se gaba Vovó Naninha. Embora pareça distante nos dias atuais, a possibilidade de se chegar ou ultrapassar a linha dos 100 anos, é uma situação cada vez mais iminente. Uma contagem da população, realizada em 2007 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 5.435 municípios brasileiros, revelou que o número de idosos com 100 anos ou mais chega a 11.422 pessoas. Deste total, 7.950 são mulheres e 3.472 são homens. Entre os 20 municípios contados pelo IBGE que concentram a maior quantidade de idosos nessa faixa etária, os destaques foram as capitais de São Luís (144), Natal (118), Maceió (93) e Manaus. Mais que a longevidade, percebe-se uma melhoria nas condições de vida desses centenários. Consequência do estilo de vida, aliado à herança genética e, principalmente, à evolução da medicina. “A grande virtude da medicina está em combater e evitar doenças como hipertensão e diabetes, que se não cuidadas podem encurtar o tempo de vida de

A

3PORQUATR0

cada um. Além disso, manter hábitos saudáveis -a prática de atividade física é um exemplo- prepara o nosso organismo para o ‘entardecer’, explica o geriatra Francisco Arnaud. O aumento da expectativa de vida também pode ser comprovado nos consultórios médicos. Para se ter uma ideia, há 32 anos, quando começou a clinicar, Arnaud tinha um ou, nó máximo, dois pacientes com 100 anos. Hoje ele tem oito clientes centenários. Entre eles, a Vovó Naninha. “Ela é um bom exemplo de que a combinação de boa genética e cuidados com a saúde dá bons resultados”, diz o geriatra. Vovó Naninha toma poucos medicamentos. “Um para controlar a pressão outro para ajudar a dormir e para o estômago. Se não fosse o fato dela ter perdido a visão, ainda estaria bastante ativa”, justifica uma das filhas Elita Paiva. Dona Elfízia perdeu a visão devido ao glaucoma, pois na época em que apareceu a doença, não havia tratamento. Com o passar do tempo, ela se submeteu a três cirurgias de córnea, mas na última não obteve sucesso. E em virtude da idade avançada, o médico recomendou a não realização de outro procedimento cirúrgico. A falta da visão limitou os movimentos de Vovó Naninha - que até os 92 anos de idade morava sozinha. Além disso, no ano passado ele perdeu três, dos 19 filhos.“Depois dessas últimas perdas notamos que ela ficou mais quieta. Fica mais tempo na rede, que junto com o cigarro é a marca registra dela”, diz Elita. E foi da rede que Vovó Naninha se despediu da nossa equipe de reportagem, recitando versos de um poema dos tempos de menina, mas que ela até hoje sabe decorado.E é essa força de vontade e alegria, mesmo depois dos 100 anos, o legado de Vovó Naninha, que deixa uma grande lição para os mais novos: para viver muito é preciso viver mais. CONTINUA NA PÁGINA 2 ALDAIR DANTAS

Vovó Naninha,aos 105 anos,fuma todos os dias e adora uma rede

BALNEABILIDADE Impróprias Mãe Luíza Pium Pirangi do Norte Redinha

FASES DA LUA Cheia: Hoje Minguante: 03/08 Nascer do sol: 5h21 Pôr do sol: 17h19

Editor: Edilson Braga e-mail: braga@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 29 de agosto de 2010


10

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 29 de agosto de 2010

Benedito Dantas de Medeiros, conhecido na região Seridó como Benedito Norte, nasceu no dia 20 de agosto de 1910 na comunidade rural Riacho do Ingá, no município de Acari. Lúcido aos 100 anos de idade

[ LONGEVIDADE ]

Sempre seguiu os caminhos do pai ALDAIR DANTAS

F. GOMES De Caicó

embro de uma família de 20 irmãos (12 homens e 8 mulheres), demonstra não gostar de usar seu verdadeiro nome - Benedito Dantas de Medeiros - e prefere ser chamado de Benedito Norte. “Meu pai era conhecido por José Norte (José Vital do Nascimento). Isso já vem do meu avô, Estevão Norte”, conta. Ele explica que a denominação do sobrenome é uma alusão à região Norte do país. Quando criança não estudou e seguiu, segundo ele, os passos dos pais, na agricultura. “Platava feijão, milho e algodão”, relata. Nas décadas de 10 e 20 do século passado não tinha escola na região onde morava, mas ainda relembra do nome de uma professora que lecionava nas comunidades rurais. “Era Sebastiana de Zé Pedro que morava na cidade de Acari e ensinava numa casa no Sítio Maracujá”, detalha. Na adolescência foi trabalhar na roça e no manejo de gado numa fazenda no município de Nova Palmeira (PB) a convite de um tio. Também trabalhou na construção de uma barragem na comunidade Volta do Rio, que segundo ele, seria uma primeira parte do projeto de construção do açude Marechal Dutra (Gargalheiras). Diz que no início da década de 30 ainda trabalhou na construção do açude Itans em Caicó, mas teve que passar uma

M

Vovó Naninha é uma típica matriarca, que gosta de manter todos por perto, e faz uma ressalva: Eu já fui mãe, mas agora sou filha. E sou muito querida e bem cuidada” ILMO GOMES

Maria Barriguda que trabalhava para Dona Dinorá, esposa de Otávio Lamartine, me fez essa acusação e para eu não ser assassinado tive que fugir de Acari BENEDITO NORTE morador de Acari - 100 anos

temporada escondido numa fazenda na divisa do Rio Grande do Norte com a Paraíba por causa de uma acusação infundada. Ele explica que foi acusado indevidamente pela morte do engenheiro agrônomo Otávio Lamartine de Faria, em 13 de fevereiro de 1936. A acusação foi feita por uma descendente de escravo. “Maria Barriguda que trabalhava para Dona Dinorá, esposa de Otávio Lamartine, me fez essa acusação e para eu não ser assassinado tive que fugir de Acari”. Segundo ele, os homens que mataram Otávio Lamartine procuraram informações onde ele morava e foram levados por uma pessoa identificada como Benedito Aprígio. “Em Acari só tinham dois Beneditos, nascidos no mesmo ano. Depois como vingança da morte de Otávio Lamartine mataram Benedito Aprígio”. Ele conta que ainda sofreu consequências dessa acusação. O problema só acabou com a interferência do padre Raimundo Sérvulo, da paróquia de Nossa Senhora da Guia. “Um dia padre Raimundo presenciou a confusão e chamou Jurema na igreja. Mostrou a ela que aquilo que ela fazia comigo era pecado”. Benedito Norte considera como um dos dias mais felizes de sua vida, quando Jurema lhe cumprimentou, fazendo as pazes com ele.

Benedito Norte nasceu no dia 20 de agosto de 1910, em Acari

Benedito diz que sempre comeu tudo Sempre muito ativo, ele deixou de trabalhar em 2007, aos 97 anos. Diariamente tinha seu “ponto comercial” na esquina da agência do Banco do Brasil onde vendia redes de dormir e lençóis. “Eu comprava em São Bento da Paraíba e vendia aqui em Acari. Meu ponto era um carrinho de mão. Só deixei porque não conseguia mais empurrar o carrinho por causa de umas tonturas que me dá”, explica. Benedito Norte casou-se duas vezes. Na primeira, com Regina de Brito, teve dois filhos um dele ainda é vivo. Do segundo relacionamento, com Luíza Maria de Medeiros - que faleceu em 2006 aos 91 anos - nasceram 14 filhos. Quatro ainda são vivos, o mais velho com 79 anos de idade. Dos irmãos ainda resta Severino Norte que tem 83 anos. Mas para quem pensa que Be-

nedito Norte teve um estilo de vida regrado que contribuiu para chegar aos 100 anos, está enganado. “Eu trabalhei muito, sofri muito, nunca fiz dieta, sempre comi de tudo. Nas secas de 1915 e 1919 eu comi xique-xique, fazia pão de xique-xique”, comenta sorrindo. Ele conta que sempre gostou muito de farras, mas sua preferência era pelo jogo de baralho. “Joguei muito bacará. Quando não tinha trabalho, vivia em casa de jogo, passei muito sono em casas de jogo”. O centenário acariense mora com sua filha mais nova, Lúcia e seu genro, Jocélio Cruz, conhecido como Téo que foi jogador de futebol. “Meu marido foi jogador de futebol, mas mesmo assim a nossa alimentação é regrada, sem sal e gordura. Mas é por causa do meu marido que é hipertenso.

Aos 103 anos,dona Elita esbanja bom humor E alegria parece mesmo ser o segredo da longevidade. Se não para todo mundo, mas para Elita Campos da Silva, que aos 103 anos - completados na última quinta-feira- é dona de um humor invejável. “Eu não tomo conhecimento de idade. Tem alguém completando 103 anos hoje? Porque eu não sou, estou fazendo 15 anos”, brinca dona Elita. Logo depois ela fica séria para dizer: “Nunca pensei nisso. Estou à mercê de Deus. Ele faz de mim o que quiser. Eu vou aproveitando o tempo de vida que Ele me dá”. E ela aproveita muito bem. Gosta de futebol, é fã do Ronaldinho Gaúcho e torcedora convicta do Vasco da Gama e do ABC. Um dos passatempos preferidos é fazer palavras cruzadas. Na última eleição, ela fez questão de votar em seu candidato. Esse ano, ainda não sabe se vai às urnas este ano. Dona Elita diz que é preciso analisar os candidatos, já que ainda não sabe quem está concorrendo ao que. “Ela é bastante ativa, sempre está fazendo alguma coisa. Só tem preguiça de sair de casa, mas quando já está na rua adora passear. De vez em quando, levo para caminhar comigo”, conta Marcos Paiva da Silva, um dos quatro filhos dela. Além de Marcos, que é um dos xodós, ela teve outros três filhos.

ALDAIR DANTAS

Não é por causa de papai. Se fosse por ele a gente só comia coisa gordurosa. Ele gosta de rabada, panelada, mocotó, essas coisas”, narra Lúcia Dantas. Ainda segundo ela, o pai não toma nenhum tipo de medicamento porque não tem problema de saúde. “O único problema que ele tem é na visão, mas não quer usar óculos. Há quatro anos a gente fez óculos pra ele, mas ele abandonou e deu de presente a uma pessoa. Disse que com o óculos estava ficando cego (risos)”, diz a filha do centenário acariense. Ela conta que o pai dorme bastante. Benedito Norte entra na conversa e justifica. “Isso é pra compensar o sono que eu perdi em casas de jogo e nas farras. O único problema que eu tenho é tontura”. Mas sempre que tem uma oportunidade ainda gosta de tomar alguns aperitivos.

DICAS Veja as dicas que o geriatra Francisco Arnaud preparou. ALIMENTAÇÃO No que diz respeito à alimentação,há dois aspectos fundamentais.Primeiro: cuidar da nutrição,alimentando-se de forma saudável e variada,com verduras,legumes,frutas e carnes com pouca gordura – e fazendo várias pequenas refeições ao longo do dia. Em segundo lugar,é necessário evitar os inimigos da boa alimentação: o excesso de sal,que pode provocar aumento da pressão arterial,o excesso de açúcar,que aumenta o risco de diabetes,e as frituras,que podem elevar o colesterol e levar à obstrução das artérias.

Elita Campos da Silva, 103 anos completados na última quinta-feira, é dona de um humor invejável

A família cresceu e já são seis netos, oito bisnetos e dois tataranetos, que sempre que possível estão por perto para fazer um afago na Vovó Elita. Não é só o bom humor dela que chama atenção. Mesmo com a idade avançada, a saúde de dona Elita é invejável. “Não tenho problema nenhum, nem tomo remédio. Também não tenho problemas com comida. Como de tudo, gosto, inclusive de uma boa feijoada”. A única dificuldade que ela tem

é na visão. Isso acaba atrapalhando porque dona Elita não consegue mais fazer os trabalhos manuais que tanto gosta, como costura e crochê. Ela conta que quando mais nova, era uma costureira de mão cheia, desenhava os modelos e costurava para uma boa e fiel clientela. Outra coisa que Vovó Elita lamenta não poder fazer mais são as piruetas e malabarismos que aprendeu antes do casamento. “Gostava muito de circo, quando

chegava um na minha cidade, lá em Macaíba, sempre fazia amizade com o pessoal que me ensinava os malabarismos. Mas isso antes de casar, porque o meu finado marido não gostava dessas coisas. E para não desagradá-lo, eu não fazia”, conta. Vovó Naninha, dona Elita, Benedito Norte e tantos outros centenários são heróis da saúde e resistência, grandes personalidades, inspiração de força e sabedoria para muitos jovens.

ATIVIDADE FÍSICA Os exercícios físicos devem ser mantidos na terceira idade porque melhora o metabolismo.Mas é preciso orientação especializada,pois a intensidade e as atividades não são as mesmas da época de adolescente. Quem tem problemas de artrose,por exemplo,não é recomendável fazer caminhada.O ideal é uma atividade de baixo impacto como a hidroginástica, por exemplo. MENTE SÃ Cuidar só do corpo não basta. Igualmente importante é cuidar da mente.É fundamental cultivar o otimismo e aumentar as fontes de interesse e de prazer.Pessoas com projetos de vida vivem mais e melhor.


natal

Domingo | 29 de agosto de 2010

3porquatro

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 11

POR ANNA RUTH DANTAS

PAULO DE TARSO VANNUCHI

O SECRETÁRIO ESPECIAL DOS DIREITOS HUMANOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA,PAULO DE TARSO VANNUCHI, DISSE EM NATAL QUE O PRESIDENTE LULA,“DEPOIS DE NELSON MANDELA,É O LÍDER MUNDIAL MAIS RESPEITADO”. SEGUNDO ELE, NO CAMPO DOS DIREITOS HUMANOS O GOVERNO BRASILEIRO SE MOSTRA CONTRADITÓRIO.

Lula é uma importante liderança FOTOS:RODRIGO SENA

Qualafotografiaquesainessemomento do Brasil na questão dos direitos humanos? O país parece estar se encontrando ao completar 22 anos de vida constitucional democrática. Ao mesmo tempo no terreno dos direitos humanos em que nós temos avanços na área da criança e do adolescente, as pessoas com deficiência, direito da mulher, igualdade racial, idosos, segmento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis). Há um cotidiano de violações que ele não reflui e provavelmente não vai refluir a curto prazo. O país está achando os instrumentos. Entendo que o Governo do presidente Lula terá como marcos principais em direitos humanos o combate a pobreza. Criou a agenda e a idéia de que não se pode falar em direitos humanos onde as pessoas não comem. O crescimento econômico começa a propiciar também o ambiente de emprego, melhora nas condições estruturais. E a partir daí políticas vão se aprimorando. Se olharmos para trás, 20 anos de ECA, há avanços, mas quando o presidente assina como o projeto de lei para não haver castigo físico (a crianças), o que ocorreu recentemente, há muitos editoriais, muita incompreensão e se reduz a lei da palmadinha. Ninguém vai fazer lei contra palmadinha. A lei é contra casos como o de Isabela Nardoni, para não acontecer casos como esse, os pais precisam entender que as crianças precisam ser educadas por métodos que não são o do chicote, do sinto, do esganamento. O Brasil ainda tem problemas de racismo, de índio em situação extremamente vulnerável. Há sempre um equilíbrio entre essas duas colunas e eu penso que direitos humanos tende a ser muito assim. É preciso comemorar e reconhecer os avanços. E os avanços têm que animar no sentido de com mais garra atacar os pontos que ainda não estão fechados. O presidente Lula está feliz com esses oito anos, mas ele quer correr e acaba de fazer uma reunião ministerial para alertar os ministros de que ainda tem muito tempo de governo, dá para fazer muita coisa até dezembro. O senhor usou o termo“pedir desculpa”,mas os gestores brasileiros sabem pedir desculpa? As pessoas de modo geral tem dificuldade de pedir desculpa e o perdão é um elemento fundamental na convivência humana, especialmente nas relações amorosas. Quando chega as gestões públicas hoje, em Natal, a Comissão de Anistia repediu por 30 vezes um discurso em que formalmente pede desculpas aquela vítima. Agora falta convencer e eu vou insistir até o último dia para que o presidente Lula faça o pedido de desculpas (as vítimas da ditadura militar) ou determine ao ministro da defesa que faça. No Chile foi feito, na Argentina foi feito, no Uruguai foi feito. Isso só ajuda o país a ter mais respeito e apreço as suas Forças Armadas. Qual a resistência que tem o presidente Lula em pedir desculpas? Não há resistência. O que ele precisa é fazer um pouco do trabalho de convencimento mais amplo para que o segmento militar entenda que todos nós estamos unidos. Não há desavença, revanchismo e não como as vezes pode acontecer que são reações corporati-

mortas no Iraque não é problema de direitos humanos e as questões do Ahmadinejad são? Todas são (questões de direitos humanos). A do Ahmadinejad é questão de direitos humanos, as do Iraque também são. É preciso enfrentá-las em bloco. A guerra só é recurso quando todos os demais tiverem sido esgotados. Terão sido esgotados já os procedimentos de convencimento de pressão diplomática sobre o Irã? É muito arriscado dizer que tenham sido esgotados.

N

o campo dos direitos humanos o governo brasileiro se mostra contraditório, edita a

“lei da palmadinha”, para evitar que pais batam em crianças, mas, ao mesmo tempo, mostra-se próximo de líderes radicais como o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad. O presidente Lula cria o projeto da Comissão Nacional da Verdade, mas consegue pedir desculpas oficialmente aos torturados no período da ditadura militar, como já fizeram os vizinhos Chile, Argentina e Paraguai. Gestos contraditórios? Aparentemente. Mas para o ministro dos Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, não há contradição na política mantida pelo governo brasileiro. Ele enaltece o presidente Lula nas questões dos direitos humanos e destaca que o chefe brasileiro, depois de Nelson Mandela, é o líder mundial mais respeitado. Exagero? Para o ministro, não. E ele justifica: “o Brasil entende que a condenação, a violação dos direitos humanos do Iraque por Sadam Husseim não pode resultar em invasão do Iraque, o resultado da inva-

Detalhes Para quem é voltado direitos humanos: para todos,é direito de todos,basta ser humano para ter o direito. Exemplo de direitos humanos: dom Paulo Evaristo Arns é um grande exemplo da luta. De zero a 10 o Brasil está em que patamar de direitos humanos: ele está longe do 10,mas provavelmente já deixou o 5 para trás.

são do Iraque será esse que está sendo colhido agora, morreram 500 mil crianças na guerra ou por problemas hospitalares. Os Estados Unidos começam a sair do Iraque e deixam o Iraque igualzinho como estava. Fazer o mesmo com o Irã vai produzir exatamente o mesmo resultado, atentados, perdas de vidas”. Paulo Vannuchi não dispensa críticas ao que define como “setores da imprensa” e em meio a defesa dos direitos humanos traz também um discurso muito político: “Alguns veículos da mídia dizem que o presidente Lula é um ditador. Mas ignoram o fato de que o presidente Lula só não tem o terceiro mandato porque não quer. As pedras no caminho sabem disso”. O convidado de hoje do 3 por 4 é o ministro dos Direitos Humanos, Paulo Vannuchi. Ele fala com simplicidade, é atencioso no trato e revela: ainda espera que até o final do Governo o presidente Lula peça desculpas, oficialmente, aos torturados. Com vocês, Paulo Vannuchi.

No Chile foi feito, na Argentina foi feito, no Uruguai foi feito. Isso só ajuda o país a ter mais respeito e apreço as suas Forças Armadas”

vistas entendendo que indicar o nome de alguém que tenha matado sob tortura Luís Inácio Maranhão e ocultado seu corpo até hoje, o que caracteriza crime continuado, assassinato não é crime continuado, mas ocultação de cadáver é de hoje, de amanhã, que apontar esse nome enfraqueceria as Forças Armadas. Não dá para baixar decreto determinando que as pessoas mudem de opinião. É preciso trabalhar nesse convencimento.

As relações internacionais do presidente Lula,inclusive com o presidentedoIrã,nãocolocamemxeque oGovernobrasileiroemrelaçãoaos direitos humanos? Evidentemente que recebo pressão na minha área, recebo grupos do Irã, de uma religião reprimida, grupos defensores dos direitos LGBT, que há execução de homossexuais. Agora é preciso entender que a política externa do Governo brasileiro não é uma certa leitura que faz dela alguns segmentos da mídia ou da oposição política no Brasil. O Brasil não concilia, combate e condena. Mas o Brasil entende que a condenação, a violação dos direitos humanos do Iraque por Sadam Husseim não pode resultar em invasão do Iraque, o resultado da invasão do Iraque será esse que está sendo colhido agora, morreram 500 mil crianças na guerra ou por problemas hospitalares. Os Estados Unidos começam

Depois de Mandela não tem nenhum que reúna o prestígio internacional que Lula tem, nem Barack Obama “

a sair do Iraque e deixam o Iraque igualzinho como estava. Fazer o mesmo com o Irã vai produzir exatamente o mesmo resultado, atentados, perdas de vidas, se houver ataque, destruição total, é possível que segmentos fanatizados pensem em novos ataques as Torres Gêmeas. Então o presidente Lula é, talvez, uma das mais importantes lideranças mundiais. Depois de Mandela não tem nenhum que reúna o prestígio internacional que

Perfil Paulo de Tarso Vannuchi é jornalista formado pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.Desde dezembro de 2005 ele é o titular da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República,cargo com status de ministro.

Lula tem, nem Barack Obama porque ele é muito demonizado em regiões da África e do Oriente. Ele fez o gesto de buscar uma mediação que foi impedida pelos altos segmentos da ONU. E nesse sentido o presidente Lula aproveitou e fez uma intermediação como já tinha no primeiro contato discordado da frase de Ahmadinejad sobre holocausto, que Hitlter não foi tão mau quanto dizem. Nesse sentido a política brasileira gera pressão sobre a área de direitos humanos. Eu recebo pressões, discuto internamente. Mas entendo que a política brasileira é correta no sentido de não aceitar seletividade na discussão. 500 mil crianças

O senhor falou no início da entrevista sobre a lei da “palmadinha”. Ela foi mal interpretada? Não. Ela teve o problema de ser lançada corajosamente em véspera de eleições. Nas eleições há um cenário em que tudo se converte em instrumento de posicionamento. Alguns veículos da mídia dizem que o presidente Lula é um ditador. Mas ignoram o fato de que o presidente Lula só não tem o terceiro mandato porque não quer. As pedras no caminho sabem disso. E não quer não porque não gosta do cargo. Ele (o presidente Lula) gosta, não quer porque acha que a democracia brasileira não deve enfrentar um acidente como esse. Já houve um, que foi o Fernando Henrique promoveu que foi inventar a reeleição no meio do jogo, quando esse tipo de regra só pode ser alterado para passos futuros. Lula poderia ter presidente para o terceiro mandato, mas não quis ser. Há um estereótipo de que direitos humanos defende bandido.O senhor concorda? Direitos humanos não defende bandido e eu repito, Paulo Maluf ajudou a cravar essa frase quando ele era liderança derrotada pelo regime militar. Isso repetido pela imprensa crava, entra. As pessoas vêem que entidade de direito humano defende um sujeito que é acusado de um crime gravíssimo. Por que? Porque essas pessoas estão sendo torturadas, executadas, como são executadas toda noite. Direitos humanos em qualquer lugar do mundo terá que enfrentar lutas difíceis como essa e contra maré para dizer para população que mesmo sendo estuprador ele tem direito a defesa, a ser ouvido, ele não pode ser torturado, não pode ser executado. Está mudando (esse pensamento de que direitos humanos defende bandido), mas para mudar mais precisa de escola, igreja, mídia. O senhor não acha que é pedir demais para uma família que perdeu um filho assassinado que ela compreendaqueasentidadesdedireitos humanos estão defendendo aquele assassino? É pedir demais, como é pedir muito. Como é pedir demais chegar para um palestino e dizer vamos fazer paz com Israel. Direitos humanos terão que pedir sempre para o palestino ou para para família israelense que promovam a paz. As pessoas tem todo direito desse sentimento, mas alguém tem que chegar e dizer que isso reproduz um ciclo histórico que a pessoa que matou seu filho ter torturada até a morte está preparando uma repetição infinita em algum momento. Não estamos pedindo para esse bandido ser solto, queremos que ele seja preso, processado e condenado a duras penas. Mas ele não pode ser tratado como inseto, mas como ser humano.


natal

. . . r

Domingo | 29 de agosto de 2010

sa l , o m das d ang unas ue,do , ma

12 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

RICARDO ARAÚJO repórter

ma viagem pode ser muitas coisas. Pode ser um compromisso incômodo que atendemos apressados ou pode ser uma oportunidade para descobrir a beleza. No primeiro caso, a viagem é sempre para algum canto, já que só importa chegar ao destino, fazer o necessário e voltar. No segundo caso, é uma viagem ao encontro de algo, seja um sonho, uma lembrança ou uma paisagem. Duas semanas atrás, em companhia do fotógrafo Alex Fernandes, tivemos a oportunidade de realizar a experiência de uma dupla viagem: para Porto do Mangue, aonde fizemos uma reportagem sobre a economia crescente do município, um dos mais novos do Rio Grande do Norte; ao encontro de imagens, cuja beleza particular e perfeição natural dão a essa localidade potiguar uma riqueza singular. As imagens falam por si: são momentos ímpares, luzes perfeitas, visuais incríveis. O visitante pode desfrutar das paisagens naturais que compõem um cenário quase paradisíaco enquanto come um camarão à moda da casa no Restaurante da D. Lúcia, às margens do cais. O fim de tarde no porto parece uma pintura: os barcos, os peixes sendo retirados das embarcações, o vai e vem dos pescadores. Ao fundo, as montanhas de sal bruto surgem apoteóticas refletindo as cores de mais um pôr-do-sol. Nas Dunas do Rosado, ainda é possível ver parte do cenário dos filmes “Maria, mãe do filho de Deus” e “Irmãos da Fé”, ambos do Pe. Marcelo Rossi. As dunas foram escolhidas como cenário pela semelhança com o deserto da Judéia, local onde Jesus sofreu as tentações do inimigo.

U

o d d o , Port res o c das

SERVIÇO Onde ficar: Pousada Rio das Conchas Fone:(84) 3256-0051 / 8867-6184 Onde comer: Restaurante da Neta - Centro Fone:(84) 3526-0232 Restaurante da Lúcia - Cais do Porto Fone:(84) 8857-3230 O que visitar: Salina Araguassu – aberta das 7h às 16h (entrada gratuita); Dunas do Rosado – a paisagem fica ainda mais bonita depois das 16h quando o sol reflete nas areais e é possível observar o rosa se destacando,daí o nome das dunas; Cais do Porto – com a recente reforma,o turista pode caminhar ao longo do rio das Conchas e visualizar dunas,manguezal e o encontro do rio com o mar. Em caso de emergência,o visitante deve procurar a unidade de saúde que fica ao lado da Igreja,no centro.Não existem farmácias,mas o atendimento no PS é bom.A unidade tem todos os remédios para casos de urgência.

FOTOS? ALEX FERNANDES


Domingo | 29 de agosto de 2010

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 13 DIVULGAÇÃO

A diretora da revista, Carolina Amiach, disse que o curso é uma forma de favorecer a aproximação com as leitoras, além de estimular o aprendizado [ BORDADO ]

Agulha de Ouro promoverá curso dia 15 de setembro atal vai receber mais uma edição do curso de bordado da revista Agulha de Ouro nos dias 15 e 16 de setembro no clube AABB. A terceira edição do curso em Natal, já é o quarto realizado, este ano, pela revista Agulha de Ouro no país. O curso será coordenado por Marcelo Darghan, artista plástico e artesão, bem conhecido do

N

Revista Agulha de Ouro cederá material do curso O primeiro curso foi realizado em maio de 1998 em Salvador. Depois disso, foram programadas diversas edições em todo o Brasil. Atualmente, são realizados seis cursos por ano. O objetivo da revista é estar próximo de pessoas que sabem ou querem aprender a bordar, para que o ofício passe a ser um hobby ou uma fonte de renda. Todo o material a ser utilizado durante o curso será fornecido pela própria revista e os participantes vão poder levar para casa o material produzido. “Será fornecido um pano de copa, as linhas de bordado, a linha de crochê, agulhas e a receita. Todo material recebido é do participante, ele pode levar para casa e na saída vai receber um certificado de participação”. Alguns sorteios também serão realizados para animar as turmas. Crianças a partir dos 7 anos de idade também podem participar. De acordo com a organização do curso, a partir dessa idade a criança já tem capacidade para aprender sem se machucar. Buscando proporcionar às pessoas uma capacitação sobre as várias técnicas de bordado, além de criar um clima de sociabilidade entre os participantes que possuem interesses em comum. De acordo com os organizadores, a receita que será trabalhada no curso será simples, para que a participante possa executar em três horas, até mesmo por pessoas que nunca bordaram antes. Todas as professoras são de Natal, recrutadas pela própria revista. Sobre a revista: A revista Agulha de Ouro foi lançada em agosto de 1996, com a proposta de abrir um canal de comunicação com as leitoras, através de mecanismos de acesso. Cartas, e-mails e fotos de leitoras mostrando seus trabalhos são um dos focos da revista que lançou os cursos como mais um canal de comunicação. “Foi dessa forma que surgiu a idéia de conhecer de perto as diferenças regionais de cada estado. Nada melhor do que sair da redação e ir perto das nossas leitoras”. Nesses dez anos de curso, a seleção das cidades segue o critério de regiões onde a revista busca incentivar os trabalhos manuais. “Todo ano, tentamos escolher cidades onde nunca fomos, justamente para conhecer a região e mostrar a atividade do bordado. Outras vezes, temos muitas solicitações de leitoras e tentamos atender a todos, mas nem sempre conseguimos encaixar tudo no mesmo ano”. Este ano, o curso já foi realizado nas cidades de Caxias do Sul/RS, Ribeirão Preto/S, Joinville/SC e Goiânia/GO. A próxima edição será em Uberlândia/MG. Em Natal, a revista está contando com o apoio do Armazém da Caridade e da Distribuidora de publicações.

público, por já ter participado de alguns quadros do programa “Mais Você”, da Rede Globo de Televisão. O curso será realizado gratuitamente e os participantes podem levar um quilo de alimento para ser destinado a uma instituição de caridade, a inscrição pode ser realizada pelo telefone 32054343. Carolina Amiach, diretora da

revista, disse que o curso é uma forma de favorecer a aproximação com as leitoras, além de estimular o aprendizado das técnicas de bordado na região. “Esse ano não vamos abordar o ponto cruz, mas sim outras técnicas como o ponto cheio, ponto caseado, ponto haste além do crochê.”. A editora disse que o curso é bem procurado em Natal, por is-

so a revista está sempre programando edições na cidade. Com capacidade para inscrever 750 pessoas, aproximadamente 500 já estão inscritas. “Nosso objetivo é compartilhar nossa paixão pelos trabalhos manuais, desvendando os segredos e fornecendo todos os elementos para a perfeita realização de um projeto”.

Curso de bordado será realizado gratuitamente em setembro


natal

14 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 29 de agosto de 2010

Eliana Lima

Do poeta retumbante Alex Nascimento, no livro ‘Amor e outras mentiras’

elianalima@tribunadonorte.com.br JOAONETOFOTOS.COM

» ALGARAVIA

JOAONETOFOTOS.COM

Nestas eleições multifacetadas, é andeira de verde com rosa, vermelha e azul. Muitos números, muitos nomes e uma confusão enorme na cabeça do eleitor. Nos carros, adesivos se multiplicam com os diversos candidatos. Raro ver veículo com adesivos e santinhos da mesma coligação.

» EVOLUÇÃO... O zunzunzum nos corredores da Secretaria do Trabalho e da Assistência Social: ainda não foi devidamente concluído o processo que trata da instalação de monitores de TV, veiculando informações sobre alimentos, notícias do governo, economia, previsão do tempo, resultados de loterias e outros assuntos, além de clipes de shows, nos restaurantes populares.

» ...É LINDO

Em festa bacana: Érico Siqueira e Gabriela Medeiros

» O AMOR...

JOAONETOFOTOS.COM

Lindinhos e apaixonainhos, Débora Sá e Augusto Benfica nos braços do amor

» ...MISTURADA

JOAONETOFOTOS.COM

O Zangão Antenado ouviu uma que um novo processo deverá ser iniciado. Resta uma pergunta: quem autorizou a instalação de monitores de TV, que já funcionando desde junho passado em vários restaurantes populares, denominados de Barriga Cheia, se o processo que trata do assunto sequer foi concluído? Viiixeee...

» HORIZONTE O ano de 2011 começará com um novo quadro partidário. Com o PT e o PMDB elegendo quase 200 deputados federais e o governo reforçando sua bancada no Senado, vem aí um novo partido para acolher os não radicais dos PSDB, PPS e até do DEM. O destino é participar de um eventual governo Dilma Rousseff. A nova agremiação terá um perfil de centro-esquerda, uma frente com a cara do atual PMDB, cuja sigla não atende ao projeto que está na mesa do Palácio do Planalto, por causa das conveniências regionais.

» PONTE A Prefeitura de Natal contratou a FUNDEP, por R$ 179.233,53. Motivo: “viabilizar no município ações para Cooperação TécnicoCientífica necessárias à realização de estudos e pesquisas aos quais culminam na elaboração dos projetos executivos e complementares de urbanização e saneamento básico da comunidade carente de São José do Jacó e Brisa do Mar, em Natal, para que atendam a padrões mínimos de salubridade, segurança e habitabilidade definidos pelas posturas municipais”. Bonita teoria.

» IMPRESSÕES... Vou finalizando minhas impressões e anotações sobre Cuba. No blog venho publicando outras informações, com fotos, como a do ministro do Turismo, Manuel Marreta, saindo do restaurante La Torre num Pegeoutzinho, na rua; enquanto o embaixador do Brasil num reluzente BMW preto, estacionado na calçada. Viagem que fiz com visto de turista, porque como jornalista não poderia (são cerca de 21 dias para conceder o visto a jornalista, após varredura). Bom, os cubanos brincam que a economia do país é do vício: charuto, run e café. A ilha de Fidel sofre com a falta de petróleo. O pouco que se produz é de péssima qualidade, por causa de grande quantidade de enxofre. Para suprir, fez acordo com o camarada Hugu Chaves. Mais de 90% do petróleo é importado. Mui acordo: Cuba enviou cerca de 1.500 médicos para a Venezuela, que também pediu – e levou – duas aeronaves do governo, que ficou sem nenhuma para deslocamento pela comprida ilha – 1.200 km.

» ...SOBRE CUBA

» POU! Tarde de quinta-feira passada, susto na Governadoria. À tarde, houve uma explosão no transmissor próximo da Governadoria, que chegou a derrubar árvore e pegou fogo no mato. Em reunião secretários estavam, em reunião continuaram, no salão vermelho, à lua de velas quando a noite caiu. Pareciam vaga-lumes... Reunião, provavelmente, sobre o plano de carreiras dos servidores...

Eu vi, meu amor/ Eu ouvi, amor meu”

» ARTE

Um dos painéis feitos pelo artista Aldo Soares para o CamarõesMidway.Veja mais e coloridos no blog Abelhinha

» MEMÓRIAS Em suas andanças esta semana, o governadorável Carlos Eduardo foi à emoção ao reencontrar uma antiga eleitora em Lajes Pintada. Ela o abraçou e disse que batizou um filho com o seu nome. Questionada sobre as razões da homenagem, respondeu que era um reconhecimento pelo trabalho que ele fez, quando deputado estadual, para garantir os recursos que serviram à construção da estrada que liga LP à BR-266. “O senhor foi decisivo para construir a estrada que melhora o acesso à nossa cidade”, disse para um sorridente CE.

» ÁLBUM

Lindinha, Camila Bakker festejou 15 anos no Nick Buffet

» CAPITAL...

JOAONETOFOTOS.COM

Matéria da Folha de SP diz que em o PSDB discute a possibilidade de José Serra preparar-se para a próxima eleição para prefeito de São Paulo.

» NO RÁDIO Amanhã, a convite de Felinto Rodrigues, a coluna participa do programa Repórter 98, na 98FM, sobre as impressões cubanas, ao lado dos empresários do turismo Murillo Felinto e Carol Costa, que também passaram 10 dias no paraíso.

» ...LUGAR Em Natal, corre à boca pequena que Carlos Eduardo pavimenta nesta eleição seu retorno à prefeitura.

» SAÚDE Moradores de Nova Natal e loteamentos vizinhos não aguentam mais esperar pela conclusão da reforma do único posto de saúde do bairro. A obra se arrasta há tempo, mas ainda não começou a funcionar.

COLMEIA

» Formatado nas relações e na

» PROMESSAS

crença de que o amor a dois é feito de ciclos e precisa ser cuidado,a Natura lança Amó, linha de perfumaria e produtos complementares para homens e mulheres feita para usar com ou para o outro,para inspirar e incentivar o cuidado nas relações.

E por falar em ZN, os obras de construção do viaduto na av. das Fronteiras ainda não recomeçaram, como prometido pela prefeitura. No local, a escuridão toma conta.

» BZZZZ... Integrante do PIB da capital dos magos-endinheirados, considerando a barriga ‘eskisita’, embarcou para São Paulo. Caladinho-caladinho, foi aos canudinhos da lipoaspiração.

» Cirurgião do aparelho

» ...BZZZZ O circuito partidón da capital dos magos-cobiçados estava perdendo fôlego... Estava, porque pintou nas paradas um novo partidón, que é bonitón. Quem: Thiego Casado, herdeiro do império da iluminação. Separadón, 23 aninhos, está disputadíssimo pelas moçoilas-belas.

Quando o então presidente Fidel Castro percebeu que a parceria com a União Soviética ia pro beleleu, investiu US$ 1 milhão num centro de tecnologia para pesquisas na área de alimentação e agrícola. Com a escassez de água potável na ilha, desenvolveu um projeto de plantas organopônicas, tecnologia que permite crescer com o mínimo de água. O Estado sempre mantém 51%, ou mais, aos investimentos estrangeiros. A vida na ilha é extremamente cara e, às vezes, há dinheiro para comprar, mas não produto. Havana só tem capacidade para um milhão de moradores, mas hoje são cerca de 2,5 milhões. Para evitar ainda mais o caos, não é mais permitida a migração para a capital.

» HOLOFOTES

Belas e estilosas, a estilista Helô Rocha e arquiteta Bebel Tinoco em noite de lançamento no Tereza Tinoco

digestivo,Reynaldo Quinino aderiu ao Twitter para usar como ferramenta para transpor barreiras físicas entre seus pacientes de outras cidades. @reynaldoquinino

COLABORAÇÃO DE ANNA CLÁUDIA COSTA


Domingo |

29 de agosto de 2010

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

15

George Azevedo georgeazevedo@digizap.com.br

OH, GLÓRIA!!!

Cerca de 500 queridos foram abraçar a aniversariante Ivone Lopes no último sábado, 21, no Requinte Buffet, na ocasião do seu 80º aniversário. E foi festão com assinatura da Master Produções com pitacos do filho, o colunista Walterlin Lopes. Olha só quem andou por lá em fotos de Eduardo Kennedy para o Trafegando.com FOTOS:EDUARDO KENNEDY/TRAFEGANDO.COM

A aniversariante Ivone Lopes posando no bolo by Luzete Duarte numa ambientação da Master Produções

Detinha Rêis e Fátima Carlos num papo com a prefeita Fafá Rosado

Cláudia Regina e Carla Portela. Gente boa!!!

Carlos Augusto Araújo e Vivi. Os poderosos do CCAA Mossoró

João Gentil e a mui amada Isadora Fonseca

HORA DO BAILE Terra dos Poetas teve seu momento “Glam” no último dia 21 com a realização do Baile de Debutantes, no comando de Ângela Santos, que deixou as dependências da AABB um deslumbre. E foi lá que as vinte meninas-

A

moça dançaram valsa com o modelo argentino Federico de Vito ao som da orquestra Los Manos. Depois, todos caíram nos embalos da banda Bakulejo. O fotógrafo Cláudio Roberto fez todo registro.

Marina Bezerra escoltada pelos cadetes

Milton Marques e Zilene foram acompanhar a netinha Bianca

Fernando Sá nos passinhos da valsa com a prima Marianna de Sá Leitão

Pablo Sá foi escolhido para bailar com a prima Ana Luíza

Bianca Marques bailando com o modelo argentino Federico de Vito

Ângela Santos em momento de homenagem com o prefeito de Assu, Ivan Júnior

Elder Heronildes e Zélia Macedo nos embalos da RadiolaClub

BELEZA DO VALE la já participou de dois concursos de beleza. Um quando tinha 15 anos, o Elite Model Look, onde se tornou vencedora da etapa nordeste, o outro foi esse ano, o Miss Rio Grande do Norte, onde obteve a segunda colocação representante a cidade de Macaíba, onde reside. Mas, Deise Benício de Moura, 19 anos, 1,78m, nasceu em São Rafael, cidade do Vale do Assu, e é por essa região que preferiu representar no Miss Terra Brasil. “Posso dizer que tenho duas cidades que amo: Macaíba e São Rafael. Como já representei a primeira, resolvi homenagear a minha de nascimento nesse concurso”. Falou a Miss, que é estudante de Ciência e Tecnologia da UFRN e apaixonada por causas ecológicas. Ela acredita que “todos os tipos de manifestações em defesa de uma causa tão importante como a preservação ambiental são válidas e dignas de atenção. E o Brasil é um país privilegiado em diversidade ecológica, fauna e flora”. Ao lado de Kelly Fonseca e Liz Fernandes, já apresentadas neste espaço, Deise embarcará para a capital mineira no próximo dia 04, para participar do Miss Terra Brasil, evento que acontece no próximo dia 11 no Minas Centro, e tem organização de José Alonso Dias. O Miss Terra Internacional, que acontece nas Filipinas, já nos deu duas vencedoras. Em 2005 e 2009 com as amazonenses Priscila Meireles e Larissa Ramos. A primeira é hoje uma das grandes celebridades do país asiático, e a outra participa de projetos ecológicos ao redor do mundo. No ano passado, enviamos Daliane Menezes como representante do Rio Grande do Norte, a mesma obteve a quinta colocação e isso lhe garantiu uma agenda cheia de compromissos internacionais.

E


natal 16

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 29 de agosto de 2010

[ DIÁRIO DE BORDO ]

Um mundo real DIVULGAÇÃO

NELSON MATTOS FILHO Velejador-avoante1@gmail.com

tol é uma ilha formada a partir do crescimento de recifes ao redor de cumes de vulcões submersos. A grande maioria se localiza nos oceanos Pacífico e Índico. O Atol das Rocas é o único existente no oceano Atlântico Sul, daí sua importância como reserva ecológica. O termo Rocas vem do espanhol e quer dizer rochas ou pedras. O Atol das Rocas é um dos menores do mundo, abriga mais de 150 mil aves marinhas de 30 espécies diferentes que procuram sua área para reprodução e abrigo. É área de desova da tartaruga-verde e área de abrigo e alimentação da tartaruga-de-pente. Na verdade o Atol das Rocas é um grande berçário e condomínio natural de grande parte das espécies marinhas, sejam moluscos, crustáceos, peixes, algas e corais. Foi nesse pequeno ponto isolado do Brasil que ancoramos no catamarã Borandá e me vi cercado de natureza em seu estado mais puro e vivo. Difícil chegar ali e não se apaixonar e não sentir o pulsar forte da natureza. Difícil chegar ali e não pedir perdão a natureza por tanta agressão e não querer fechar e abrir

A

os olhos para ver se não é sonho. Difícil não querer pisar naquele paraíso. Eu não quis! Se você não acredita, vou tentar justificar minha asneira em poucas palavras: Fui tentado e instigado, mas não estava preparado, não estava autorizado, não achei correto e não estava acompanhado da minha Lucia. Continua sem acreditar? Pois foi assim! Sentado na proa do Borandá na manhã cinzenta de um Agosto de ventos sopradores, respirando o ar mais puro do mundo que remoçavam meus pulmões, senti como somos pequenos diante da natureza e suas verdades. Aquele pequeno Atol representava um mundo real sem falsidades, mentiras, violências, ideologias baratas, fisiologismos, corrupção, ladroagem e práticas nocivas. Eu havia sido convidado a embarcar no Borandá e servir como tripulante, não tinha recebido a autorização de desembarque concedido pela diretora Zélia Brito. Poderia até desembarcar, afinal, desculpas existem para tudo no mundo, mas pisar naquele paraíso é preciso ter ética e lealdade para com você e com os outros. Não precisei me esforçar em nada, o ar puro era a resposta. Quatro horas ancorado de fren-

te para aquele berço de natureza. Quatro horas de intenso trabalho para desembarque dos mantimentos para abastecer a despensa da base do ICMBio, troca de voluntários e conserto da roda de leme do Borandá. Tempo de sobra. Tempo

de ver que estávamos diante de um mundo real e totalmente fora da irrealidade do continente. O Borandá soltou as amarras daquele paraíso e eu não senti a mínima insatisfação em não ter colocado os pés em suas areias. De-

spedi-me olhando e me preparando para um dia poder voltar. Se esse dia chegar, irei acompanhado da minha amada e levando na manga o passaporte verde de desembarque. Aquele é um mundo muito frágil para ser questionado.

O Borandá aproou para Natal e o mar, que um dia antes estava endiabrado, dessa vez estava soltando impropérios para todos os lados. O vento continuava solto e soprando além dos 30 nós. Eita velejada que prometia! Rumo 210 graus! Sempre me disseram que catamarã não balança e nem molha, mas acho que quem falou isso nunca pegou um mar daqueles, com ondas de mais de 2,5 metros de altura, com a crista ameaçando estourar a qualquer momento e com o vento açoitando com todo gás. O Borandá é um barco muito forte e veloz, mas aquele mar estava pondo sua reputação à prova e ele estava tirando de letra. Só que, balançando feito uma mão tocando pandeiro e molhando um bocado. Também, aquele não era um mar para barco! Vinte e cinco horas de velejada depois, Natal apareceu em nossa proa. A cidade do sol custou a aparecer escondida que estava entre nuvens de chuva. O Borandá acabava de demonstrar toda sua destreza de mar a esse apaixonado por monocasco. Quem sabe um dia...! O paraíso do Atol das Rocas ficou a 145 milhas de distância, isolado, graças a Deus, de um mundo tão irreal e sem ética.


esportes

HOJE NA TV

RÁDIO GLOBO NATAL

09:00 – GRAND PRIX DA BÉLGICA F1 - Globo 16h00 - GUARANI X FLAMENGO - Globo

06h - Esporte em debate 17h00 - Alecrim x ABC - Série C do Brasileiro 21h - Resumo Final

CURIOSIDADES A Somerset House será a casa do Brasil em Londres 2012.O local recebe cerca de 1 milhão de turistas por ano.

DICAS A SEEL entrega os prêmios das Olimpíadas Escolares na próxima quarta-feira ,às 19h, na UNP da Floriano Peixoto.

SÉRIE C

Cascata é o homem chave na partida de hoje no Machadão. PÁGINA 2 NÚMERO 300 GPs completa o brasileiro Rubens Barrichello hoje no GP da Bélgica.

Editor: Itamar Ciríaco e-mail: esporte@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 29 de agosto de 2010

[ BRASILEIRO SÉRIE C ] A expectativa é para um público recorde no

estádio e para um grande jogo envolvendo os representantes do RN

Machadão revive a época de ouro de ABC x Alecrim epois de décadas sem ter o peso de um verdadeiro clássico do Rio Grande do Norte, Alecrim e ABC, voltam a se enfrentar no maior estádio do Estado, o Machadão, hoje, às 17h, pela Série C. Quem vencer, praticamente garante vaga na próxima fase da competição, ficando mais perto da série B em 2011. Não bastasse isso, o jogo também vale a liderança do grupo B. O primeiro é o Alvinegro, com 10 pontos. O Alviverde aparece em segundo lugar, com oito pontos conquistados. E, dando um clima ainda mais especial para a disputa, o técnico Ferdinando Teixeira vai comemorar seus milésimo jogo como treinador profissional. Coincidentemente contra o clube por quem mais conquistou títulos. Com todos esses ingredientes para apimentar o clássico, os jogadores estão encarando a partida como uma verdadeira decisão de campeonato. “ Esse jogo será o

D

FICHA TÉCNICA ALECRIM ABC Jair;Ângelo,Fabiano, Maceió e Nêgo;Hércules,Nivaldo, Marcelinho e Daniel;Helinho e André Cassaco. Técnico:Ferdinando Teixeira.

Welligton;Lisa,Tiago Garça,Leonardo e Renatinho Potiguar;Basílio,Ricardo Oliveira,Éverton Cézar e Cascata; João Paulo e Eraldo. Técnico:Leandro Campos.

Estádio: Machadão, Natal/RN Horário: 17h Árbitro: Assistentes:

mais difícil. A fase de classificação está chegando ao fim e esse é o momento de mostrar força. Já conhecemos a equipe do Alecrim e temos consciência que vamos encontrar muitas dificuldades. Eles já provaram que têm uma boa

equipe, com bons jogadores e acredito que teremos um jogo bastante equilibrado. Quem errar menos sairá com a vitória”, afirmou Ricardo Oliveira, volante do ABC. Pelo lado do Alecrim, o clima é de confiança. Os jogadores estão tranquilos em relação a importância da partida e esperam o apoio da torcida para conquistarem os três pontos, necessários para devolver o Alviverde a liderança do grupo B. “Sabemos que a partida vai ser difícil, que eles vão querer vencer, mas temos que impor nosso jogo. Vamos estar diante da nossa torcida, que vai ser fundamental para o triunfo”, disse André Cassaco, atacante do Alecrim. Para este confronto, Ferdinando Teixeira promove duas mudanças no time considerado titular. O zagueiro Maceió entra no lugar de Márcio Blot, contundido e Daniel aparece no time titular, no lugar de Cipó. No ABC, o único desfalque é o atacante Éderson. Eraldo é o titular.

Ferdinando Teixeira mostra emoção pelo milésimo jogo, mas só pensa mesmo na vitória de hoje

Títulos marcam carreira de Ferdinando O clássico de hoje, entre Alecrim e ABC vai ser especial pata o técnico do Alviverde, Ferdinando Teixeira. Segundo números dos pesquisadores Newton Alves e Everaldo Lopes, o maior vencedor do futebol potiguar, vai estar completando mil jogos como treinador de futebol profissional. Coincidentemente, a primeira vez que Teixeira comandou uma equipe profissional, foi o próprio Alecrim, que comanda hoje em dia, no ano

de 1975, a convite do então homem forte do clube, Marcos Pimentel. Antes, Ferdinando era técnico de Handebol, da antiga Escola Técnica Federal do RN. O primeiro título como técnico, foi pelo adversário de hoje, o ABC, em 1984. Logo em seguida, nos anos de 85 e 86 ele conquistou mais dois títulos estaduais. Dessa vez, pelo Alecrim. O América foi o outro grande clube local que foi campeão sob os olhares de Ferdinando Teixeira.

A primeira conquista foi em 1988 e o último, pelo Alvirrubro, foi em 2003. A última conquista de Teixeira no Estado, foi o bicampeonato pelo ABC, em 2007/2008. Fora de Natal, ele foi campeão pelo Fortaleza/CE, CSA/AL e Ceará. Ainda conquistou títulos no Catar, comandando o Arabi. “Sei o quanto esses números são importantes, mas, para mim, o mais importante é conquistar a vitória hoje”, finalizou Teixeira.


JUNIOR SANTOS

2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

O MEIA DO ABC PODE SER DECISIVO NO CLÁSSICO DE HOJE CONTRA O ALECRIM.SE JOGAR BEM DEFINE EM FAVOR DO ALVINEGRO. BEM MARCADO,É PONTO PARA O ALVIVERDE

EFEITO CASCATA FELIPE GURGEL Repórter

ontratado para ser o craque, e ídolo do ABC nesta temporada, o meiocampo Cascata, vem alternando bom e maus momentos com a camisa alvinegra. Sem ter uma sequência grande de boas partidas, o jogador chegou a receber críticas por parte da torcida, logo após a partida contra o Alecrim, pelos jogos de ida da primeira fase da série C do Brasileiro, quando seu time empatou em 1x1 com o Alviverde, em pleno Frasqueirão. Naquela partida, o jogador foi anulado por Hércules, que mostrou sua força e anulou o craque da camisa 10. Mas, passado o jogo, Cascata vem, a cada jogo, se mostrando o principal jogador do time, culminando nos dois gols marcados na partida contra o Salgueiro/PE, quando o ABC perdia por 1x0. “Na verdade, nunca fui parado na rua por torcedores cobrando um melhor desempenho dentro de campo. Todos que fazem o ABC sabem que me dedico muito, e que meu objetivo é o mesmo do clube, que é devolver o time para a série B do Brasileiro. Desde quando fui contratado, sei das minhas responsabilidades e das cobranças que iria ter. Mas, estou tranquilo e pronto para ajudar o ABC a conquistar mais uma vitória e seguir firme dentro da competição”, afirmou. Desde que chegou ao ABC, o meio-campo marcou apenas sete gols. Dois no campeonato estadual, um no campeonato do Nordeste e, quatro na série C, tornando-se o artilheiro do time na disputa e um dos artilheiros da

C

competição. Mas, de acordo com Cascata, ser goleador não está nos seus planos. “Eu gosto mais de servir meus companheiros, de dar passes para gols. Logicamente que marcar também é bom, mas isso, deixa isso para nossos atacantes, que estão atravessando uma grande fase.”, desconversou. Sobre o re-encontro com Hércules, na partida de hoje, Cascata se disse tranquilo para um novo duelo com o jogador alecrinense. “A minha preocupação é de jogar bem, representar bem o ABC, independente de quem seja o adversário. Não tenho nada contra o Hércules. Ele quer a vitória para seu time, assim como quero que o ABC saia vencedor da partida. Então, tenho certeza que vai se um bom jogo no Machadão. O apoio da nossa torcida é fundamental, já que, quem vencer, dá um passo muito grande para se classificar a próxima fase da competição”, afirmou. Para o treinador do ABC, Leandro Campos, Cascata vem conseguindo aliar habilidade com poder de decisão, como mostrou no jogo contra o Salgueiro. “Cascata, sem dúvida nenhuma, é um jogador de muita qualidade, que está nos ajudando muito, tanto na série C do Brasileiro, como no Campeonato do Nordeste. Comparando o custo-benefício que ele vem proporcionando ao ABC, o clube só está ganhando. Fomos campões estadual, estamos em primeiro, no nosso grupo da série C, e também muito próximo de uma classificação da disputa regional. Lógico que ele não conseguiu isso só, mas, vem tendo uma participação muito importante nos resultados do ABC”, elogiou Campos.

A MINHA PREOCUPAÇÃO É DE JOGAR BEM,REPRESENTAR BEM O ABC,INDEPENDENTE DE QUEM SEJA O ADVERSÁRIO”

ELENCO DESTACA IMPORTÂNCIA DO CAMISA 10 Mas, não é só do técnico que Cascata vem recebendo elogios. O companheiros de clube afirmam que, jogar ao lado de quem tem qualidade fica mais fácil. Principalmente para os atacantes, que recebem mais bolas em posição de marcar gols. “Sou até suspeito para falar do Cascata. Ele me fez artilheiro do Campeonato Estadual e vem dando passes para que, não só eu, como os outros jogadores possam marcar os gols que o ABC precisa. Ele é um jogador muito inteligente, de muita qualidade e isso facilita quem joga ali na frente. Sei que ele ainda vai dar muitas alegrias aos nossos torcedores”, afirmou o atacante João Paulo. Quem também faz questão de elogiar o jogador, é o volante Ricardo Oliveira. Para ele, Cascata é o tipo de jogador que pode desequilibrar uma partida com apenas um drible, ou lance, devido a sua qualidade. “ Sem dúvida nenhuma é um jogador de muita qualidade, que vem ajudando muito o nosso time. Os torcedores cobram muito dele, por Cascata ser ídolo e craque. Em uma jogada, ele pode deixar nossos atacantes em boas condições de marcar gols, como também tem um grande poder de definição. Quando ele está em campo, ficamos mais tranquilos”, revelou Oliveira.

Domingo | 29 de agosto de 2010


Domingo | 29 de agosto de 2010

[ OLIMPÍADAS ]

SEEL realiza cerimônia de premiação na quarta Secretaria Estadual do Esporte e do Lazer - Seel, realiza na próxima quarta-feira (01/09) a Premiação Oficial aos atletas vencedores (1º e 2º colocados) na Etapa Estadual das Olimpíadas Escolares 2010, promovida em junho deste ano. O evento está marcado para as 19h no auditório da Universidade Potiguar - UNP da Av. Floriano Peixoto. Na oportunidade, o secretário Júlio Protásio irá confirmar o apoio do Governo do Estado a estes atletas por meio da doação das passagens que irão garantir a participação dos mesmos na Etapa Nacional das Olimpíadas Escolares. “Esse apoio não trata-se de uma ajuda. É nossa obrigação incentivar o esporte e dar oportunidade para que todos possam competir com tranquilidade fora do nosso Estado. Tenho muito orgulho de poder colaborar nesse momento”, comentou Protásio.

A

CURSO A SEEL realizou na manhã de ontem, 28/08, o último encontro do Curso de Capacitação de Gestores em Marketing Esportivo. Com o tema “Perspectivas e novos rumos para o esporte do RN”, o curso possibilitou a capacitação de gestores públicos e dirigentes esportivos em boas práticas de gestão desportiva. O curso contou com um conteúdo programático dividido em nove disciplinas com carga horária de 60 horas/aula.

esportes

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3


4

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 29 de agosto de 2010

[ CIRCUITO CEF ] Atletas do Estado competem em São Paulo desde a última sexta-feira e hoje participam das disputas finais. Competição nacional também reúne estrangeiros

ARTIGO

Potiguares tentam o título cidade de São Paulo assiste hoje das 7h às 12h, ao último dia de disputas da segunda etapa nacional do Circuito Loterias Caixa Brasil Paraolímpico de Atletismo, Halterofilismo e Natação. São mais de 700 atletas, de sete países, competindo pelo lugar mais alto do pódio e as melhores marcas nas três modalidades. Gledson Soares, Edênia Garcia, Ana Luíza de Faria, Ana Raquel Montenegro, Adriano Galvão, Genezi Alves entre outros formam a equipe potiguar de Natação. No atletismo, destaque para Emicarlo de Souza. Os norte-riograndenses também participam de provas no halterofilismo. Destaque para os atletas que representaram o Brasil no Mundial de Natação, em Eindhoven, na Holanda, semana passada. A seleção nacional conquistou 26 medalhas, sendo 14 de ouro, e garantiu assim o quinto lugar na competição. “Os atletas já cumpriram o seu papel no Mundial, tudo que vier é lucro. O Circuito será um bom teste para aqueles que continuaram treinando para melhorar suas marcas e tentar um futuro nas próximas convocações”, explica Gustavo Abrantes, coordenador da natação do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB).

A

O cansaço dos sete dias de competição pesa para os atletas, mas eles garantem que quem for assisti-los verá provas de qualidade. “Eu venho cansado, mas vai ser bacana nadar, ainda mais que vai no ser Corinthians”, brinca Daniel Dias, dono de oito ouros no Mundial. “Depois de seis meses de preparação para o Mundial, independentemente do cansaço estaremos preparados”, assegura Andre Brasil, que conquistou cinco ouros na Holanda. “Quem sabe depois dos feitos que alcançamos lá, possamos conseguir fazer algo próximo aqui”, desafia. Os atletas do halterofilismo tiveram mais tempo para se recuperar do Mundial da categoria, que foi no fim de julho, em Kuala Lumpur, na Malásia. O destaque lá ficou com Josilene Alves, a Josi, que conseguiu um quarto lugar, melhor colocação de um brasileiro na competição, igualando o feito de Alexsander Whitaker em 2006. “Nesta etapa os atletas devem tentar superar as marcas que alcançaram no Mundial”, espera Antonio Augusto Junior, coordenador de halterofilismo do CPB. “Além disso, aqueles que não estiveram lá tentarão melhorar seus índices para brigar por um lugar na seleção.”

DIVULGAÇÃO

Edênia Garcia é uma das atletas inscritas na competição em SP

Marcos Lopes lopesrn@hotmail.com

Quem gosta de fazer média situação do América no Brasileiro – fechei a coluna antes do jogo de Guaratinguetá – é um prato cheio para aqueles que gostam de fazer média com a torcida ou, se prendem às paginas de relacionamento da internet. Para quem prefere analisar pelo lado racional e frio que o futebol exige, fica bem mais complicado. Eu abro o nosso encontro semanal, perguntando para o leitor, especialmente para o torcedor do América, se o time está jogando mal. O racional vai dizer que o time não tem jogado mal já há alguns jogos. E é a verdade clara. O time do América tem apresentado um crescimento de ordem técnica a cada partida, e melhorado a postura tática. É um time sempre bem postado em campo, mas que está pagando o preço da falta de uma maior qualidade justamente no setor de criação e ataque. Mas aqui, a análise tem que ser outra. Até agora, as contratações feitas pelo América por indicação de Lula Pereira para o setor de ataque não funcionaram e, eu acredito que a partir da efetivação de Juca na meia e Cristiano Alagoano no ataque, a tendência de crescimento será real. Juca marcou 38 gols em três temporadas no Pão de Açucar e, Cristiano Alagoano, 60 em três temporadas no Confiança, e ninguém, desaprende fazer gols. Sem querer e sem fazer média com quem quer que seja, na minha opinião o time do América vem jogando bem, tem apresentado um bom volume de jogo, e uma boa postura tática consistente. São fatos que são claramente percebidos por quem olha futebol e apenas futebol. Você já parou para contar as oportunidades que o América tem perdido a cada jogo? Quantas oportunidades de gol ficam na cara dos atacantes do time rubro? Contra o Figueirense, foram no mínimo, no mínimo três ou quatro, e daquelas claras, e como no futebol não existe sorte ou azar, mas competência ou incompetência, os atacantes tem sido incompetentes. Mas dizer que o time não evoluiu, que o time não está apresentando uma consistência bem melhor desde aquele jogo contra o Bragantino, é aproveitar a maré baixa do time rubro e jogar para a torcida. E isso, eu não faço.

A

ABRIR NOVOS MERCADOS

Fim de jogo, fim de papo RODRIGO SENA

ABC e América precisam abrir os olhos para outros mercados na hora de contratar,e fugir do saturado mercado paulista,que é extremamente inflacionado para a realidade do futebol potiguar.É preciso olhar jogos,viajar,botar o pé na estrada e abrir novas perspectivas de negócios.E o torcedor tem que se acostumar e apoiar essa nova realidade,da necessidade de um trabalho de prospecção na busca de bons jogadores,que podem estar no futebol do Acre,do Pará,do Mato Grosso,no interior cearense,no do Amazonas e assim por diante.Penso até que os dois maiores clubes do RN perdem tempo quando não investem, por exemplo,no mercado dos países africanos de língua portuguesa ou no futebol dos países vizinhos da América do Sul.Está na hora de sair da mesmice e procurar novas alternativas de qualidade técnica e de possibilidade de bons negócios.

Rubens Dantas implantou visão e gestão empresarial no ABC. O clube cresce a olhos vistos

COMO FAVORITO? Blefa quem afirma que o ABC é o franco favorito para o clássico com o Alecrim. O Verdão de hoje, é um time com boa qualidade técnica/individual e com uma postura tática que complica a vida dos adversários, sem contar que joga em casa,acostumado com o Machadão.Tem tudo para ser um jogo equilibrado,afinal de contas é o confronto dos líderes e quem perder fica em situação complicada.O ABC vem jogando junto há mais tempo e leva como principal vantagem talvez um melhor conjunto, mas eu não arrisco dizer que o time de Leandro Campos é o franco favorito. Ferdinando Teixeira tem um grupo de qualidade e é veterano em disputa de Brasileiros.Jogo duro no Machadão.

Ferdinando Teixeira,1000 jogos JOSÉ NORMANDO BEZERRA Geógrafo e Professor “...E eu penso nas razões da existência, Contemplando a natureza nesse mundo,Onde às vezes aparentes coincidências Tem motivos mais profundos...”.Realmente como diz a música do rei Roberto Carlos “Pensamentos”,só um motivo muito especial para o destino reservar esta feliz coincidência que acontecerá nesse domingo,29 de agosto,quando o mais vitorioso treinador de futebol do RN,Ferdinando José Araújo Teixeira, completará mil jogos como técnico de futebol exatamente no clube alviverde do qual é torcedor e onde iniciou em 1974 sua brilhante carreira num jogo em que o Alecrim venceu o Riachuelo por 3 a 1.Sendo o Alecrim um clube místico,o jogo número mil de Ferdinando será realizado no dia que nasceu um dos maiores nomes do Espiritismo brasileiro:Dr.Adolfo Bezerra de Menezes. No ano de 1972 ele chegou ao Alecrim FC para ser preparador físico na época em que trabalhava como professor de Educação Física na ETFRN,Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte.Interessante que no último título conquistado pelo Verdão Maravilha (bicampeão 85 e 86),Ferdinando era o comandante daquela equipe vitoriosa que inclusive representou o RN na primeira divisão do campeonato brasileiro de 1986,jogando até no estádio do Maracanã com o Botafogo

do Rio de Janeiro Em 1974,ano em que Ferdinando Teixeira estreiou no Alecrim FC Roberto Carlos lançou uma canção que diz:”Eu quero ter um milhão de amigos...”coisa que certamente Ferdinando conquistou pela sua dignidade,caráter e profissionalismo e títulos conseguidos em várias equipes.Além do Alecrim FC trabalhou também nos seguintes clubes:ABC,América,Potiguar de Mossoró,Fortaleza,Ceará Sporting,CSA e CRB de Alagoas,Bahia,Botafogo e Campinense da Paraíba e até um clube do Oriente Médio,mas precisamente no Catar,país árabe da Ásia,segundo pesquisa minuciosa feita pelo senhor Newton Alves que disponibilizou esse material para o Alecrim FC. Ferdinando Teixeira nasceu na cidade de Pedro Velho – RN,no dia 21 de março de 1946,portanto é do signo de Áries e é do mesmo dia e mês do grande campeão,o saudoso Ayrton Senna. Por essas e outras,em nome do Alecrim FC e sua torcida organizada FERA – Fiéis Esmeraldinos Radicais, convido a todos desportistas norterio-grandenses a participarem, domingo dia 29,às 17:00 h no estádio Machadão desse jogo histórico, Alecrim e ABC,quando iremos agradecer e dizer:Ferdinando Teixeira, você é mil e cantarmos em uníssono a música mais conhecida do mundo: “Parabéns pra você,nesta data querida,muitas felicidades,muitos anos de vida”.


esportes

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5 FOTOS:DIVULGAÇÃO

Antes do início da prova, os atletas ficaram atentos às dicas e orientações dos organizadores bem como fizeram parte do aulão de alongamento, essencial para quem vai competir em longas distâncias

Estrutura de Natal já está planejada

[ MEIA-MARATONA ] A organização potiguar participou diretamente

da competição carioca, como forma de divulgar o evento do RN

Prova do Rio serve para promover a competição local ma das formas mais eficientes de se divulgar uma corrida de rua é nas próprias corridas. Pensando nisso, a organização da Meia Maratona de Natal esteve na prova do Rio de Janeiro, que reuniu quase 20 mil pessoas nas ruas da capital fluminense. Entre os participantes estavam vários natalenses, que conseguiram completar a prova e se motivaram ainda mais para participar do evento de 12 de setembro em Natal. Durante a prova, onde houve panfletagem para a divulgação da Meia Maratona de Natal, muitos corredores amadores aproveitaram o clima ameno (24º, em média) desta época no Rio de Janeiro para tentar pela primeira vez completar os 21km. O objetivo principal destes era testar a capacidade para completar também os 21km na Meia Maratona de Natal, onde o calor poderá ser maior. Pelo primeiro teste, a grande maioria passou. O engenheiro e secretário adjunto de Turismo do Rio Grande do Norte, Armando José e Silva foi com um grupo participar da Meia Maratona do Rio de Janeiro. Ele

U

iniciou os treinamentos em 2009 e participou da primeira edição da MMN na prova dos 5km, assim como a maioria dos companheiros de corrida. De acordo com ele, todos da equipe irão participar da prova de Natal e esperam uma festa na Via Costeira e Praia do Meio. “Depois dessa prova todos ficaram empolgados porque conseguiram cumprir os 21km. Estamos na expectativa boa para a

Corri com meu celular e escrevi mais de 40 mensagens durante a prova, além das fotos que ia postando” JANSÊNIO ALVES Atelta

corrida em Natal, que foi uma prova muito organizada em 2009 e esse ano será ainda melhor, com certeza”, disse o engenheiro. Membro do mesmo grupo de corredores que esteve no Rio de Janeiro, o procurador do Estado e advogado Jansênio Alves não teve as mesmas dificuldades que alguns companheiros para completar o percurso. Já acostumado em correr os 21km e tendo participado de outra prova nessa distân-

cia, Jansênio não só completou a corrida com um tempo razoável para amadores (2 horas e 11 minutos), como “transmitiu” e comentou a em tempo real cada passo em terras cariocas através do Twitter. “Corri com meu celular e escrevi mais de 40 mensagens durante a prova, além das fotos que ia postando. Mas só fiz isso por causa do clima que estava bom. Acho que em Natal vai ser mais difícil”, brincou o atleta. O grupo de natalenses foi mais um que garantiu presença na Meia Maratona de Natal de 2010. Até o fim de julho já estavam confirmadas inscrições de atletas da Paraíba, Pernambuco, São Paulo, Ceará, Distrito Federal, Bahia, Santa Catarina, Maranhão e do próprio Rio de Janeiro. Para os atletas que foram até o Rio de Janeiro para participar da prova, os grupos de corrida que tiverem condições vão participar da prova de Natal. “Eventos dessa natureza viraram um estilo de vida saudável não só em Natal, mas em todo o Brasil. Criamos grupos de pessoas de vários segmentos, com gente de 30 a 60 anos, e que buscamos participar das boas corridas que ocorrem no país. E a Meia Maratona de Natal é uma delas”, disse Armando José. “Já estávamos pensando na corrida em Natal, tanto que meu último tweet foi ‘dia 12 de setembro tem mais’”, finalizou Jansênio Alves, em referência à data da MMN.

Meia-maratona do Rio de Janeiro foi bastante movimentada

Os atletas potiguares invadiram a prova do Rio de Janeiro

CRONOGRAMA

1 2

O cronograma da Meia Maratona de Natal sofreu algumas alterações para facilitar a vida dos atletas.A data para a entrega dos kits da prova,que seria apenas nos dias 9 e 10 de setembro, também será realizada no dia 11,na loja Centauro,no shopping Midway Mall. As inscrições para a prova do dia 12 de setembro,que estão abertas desde o dia 13 de julho,serão encerradas no dia 6 de setembro.

A Meia Maratona de Natal será disputada daqui a duas semanas e a organização da prova já definiu a estrutura que será disponibilizada aos atletas que participarão de uma das três provas oferecidas (5km, 10km e 21km). Assim como ocorre nas maiores corridas de rua do Brasil e do mundo, a Meia Maratona de Natal terá uma arena estruturada para dar assistência completa aos participantes, assim como as demais inovações que a prova oferecerá. Além da disponibilização de um sistema especial para captar imagens de todos os corredores e da distribuição de isotônicos aos participantes de cada uma das três provas, que são alguns dos diferenciais da Meia Maratona de Natal, a arena preparada para os corredores terá estrutura digna das maiores corridas do país. Montada próximo à ponte Newton Navarro, a arena da Meia Maratona de Natal terá a estrutura essencial para provas de rua, como a área de pódio, camarote e tenda de cronometragem, que será realizada através dos chips especiais para esse tipo de prova. Além disso, a organização vai disponibilizar vestiário para os atletas, um guarda-volumes, posto médico, tenda para a entrega dos kits de lanches e medalhas aos participantes que completarem a prova, estacionamento, banheiros químicos e tendas para o uso dos atletas. Na área das tendas, inclusive, os corredores terão várias opções. A organização da prova vai disponibilizar massagistas e fisioterapeutas para orientar os atletas, bem como tratar de problemas no dia da prova. No espaço de tendas destinadas as participantes os grupos de corredores de academias da cidade terão a opção de montar uma estrutura própria para a sua equipe.


esportes 6 | Natal Rio Grande do Norte | Domingo | 29 de agosto de 2010 [ COPA 2014 ] Reformas esperam apenas

pela “virada” na competição nacional da Série A

Maracanã aguarda fim do turno para ser fechado R io (Agência Estado) - A partir do dia 8 de setembro, no começo do segundo turno do Campeonato Brasileiro, o Maracanã vai ser fechado definitivamente, a fim de passar por obras para poder receber os jogos da Copa do Mundo de 2014. A decisão foi anunciada durante a semana pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em concordância com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). No comunicado divulgado durante a semana, a CBF afirmou que a decisão de fechar o estádio tem como propósito cumprir o cronograma combinado com a Fifa e procura evitar benefícios a um determinado clube - atualmente, Fluminense e Flamengo usam o Maracanã como seu estádio no Brasileirão. “Esta deliberação tem por escopo, também, manter a igualdade de condições entre os clubes participantes do Campeonato (Brasileiro), que poderiam ser prejudicados caso a interdição do uso do es-

tádio ocorresse em meio do returno da competição”, diz o documento. “Trata-se de decisão motivada estritamente por motivos técnicos, visando a preservar a segurança e o conforto dos torcedores”, prossegue o texto. “Parece-nos claro, no entanto, que a forçosa diminuição da capacidade do estádio, numa fase do Campeonato (Brasileiro) que habitualmente desperta maior interesse do público, poderia levar a uma situação crítica, pela falta de ingressos que satisfizessem o natural aumento da demanda”. A reforma no Maracanã, orçada em R$ 705,6 milhões, começou nesta semana, com a retirada das cadeiras do anel inferior. Assim, esse setor do estádio foi fechado para o público, reduzindo a capacidade para quase a metade - hoje, estão disponíveis 45 mil lugares. Havia a promessa de que uma reunião entre todos os envolvidos na reforma, dentro de 40 dias, resolveria se o Maracanã continuaria aberto ou não ao público durante as obras. Mas a CBF se antecipou.


esportes

HOJE NA TV

RÁDIO GLOBO NATAL

09:00 – GRAND PRIX DA BÉLGICA F1 - Globo 18h30 - FLUMINENSE X SÃO PAULO, Sportv

06h - Esporte em debate 17h00 - Alecrim x ABC - Série C do Brasileiro 21h - Resumo Final

CURIOSIDADES Apesar da meteorologia prever tempo bom para a hora da prova,o GP da Bélgica é uma icógnita para os pilotos.

DICAS As inscrições para a MeiaMaratona de Natal estão abertas no site da Tribuna do Norte.

NÚMERO 5 mil inscrições devem ser feitas para a Meia-Maratona de Natal dia 12/09.

Editor: Itamar Ciríaco e-mail: esporte@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 29 DE AGOSTO DE 2010

O Grande Prêmio da Bélgica, na tradicional pista de Spa-Francorchamps vale pela 13ª etapa e os primeiros colocados estão separados por apenas cinco pontos, faltando sete provas para o fim da temporada deste ano [ FÓRMULA 1 ]

Recomeça hoje a luta pelo título S “ pa-Francorchamps (Bélgica) - Gazeta Press - A temporada 2010 da Fórmula 1 recomeça hoje, após a paralisação de verão, com o Grande Prêmio da Bélgica. O circuito de SpaFrancorchamps abrigará a décima terceira etapa de um campeonato ainda longe de ser definido. Com apenas 20 pontos separando os cinco primeiros colocados, as últimas sete etapas do ano serão de intensa disputa pelo título. A largada para o Grande Prêmio da Bélgica será às 9 horas da manhã (horário de Brasília), com transmição ao vivo pela Rede Globo de televisão. O australiano Mark Webber, da Red Bull, único a vencer quatro provas em 2010, lidera com 161 pontos, quatro a mais que o inglês Lewis Hamilton, da McLaren. O alemão Sebastian Vettel, companheiro de Webber, aparece em terceiro com 151, à frente de Jenson Button, da McLaren (147) e Fernando Alonso, da Ferrari (141). Um dos quatro circuitos que estiveram na temporada inaugural da F1 em 1950, Spa-Francorchamps é um dos favoritos da maioria dos pilotos, com sua mistura de curvas desafiadoras e retas muito longas. Mas onde a configuração aerodiâmica apresenta um grande desafio aos mecânicos: muita pressão para o setor mais lento da pista penaliza o acerto para os demais. Após a prova da Hungria, onde a Red Bull foi inteiramente dominante, o líder Mark Webber está confiante, apesar das características do circuito não favorecerem o RB06. “Eu acredito que estaremos bem aqui”, disse Webber. “Mas se isso será tão bem como fui em Budapeste, ainda é

Eu acredito que a equipe estará bem. Mas se isso será tão bem como fui em Budapeste, ainda é uma questão a ser respondida” MARK WEBBER Piloto

uma questão a ser respondida. Mas eu sei que a equipe está pronta”, completou. Já seu companheiro Vettel demonstrou sua preocupação com a diferença de potência de seu motor Renault em relação aos Mercedes e Ferrari. “Nossa fraqueza serão as longas retas, e os trechos em subida nós sabemos que também não serão fáceis para nós”, afirmou o alemão, que de toda forma se mantém otimista. Teoricamente a prova belga será uma oportunidade para McLaren e Ferrari avançarem em suas pretensões de título, já que três das quatro etapas seguintes, em Cingapura, Brasil e Japão, devem favorecer a equipe austríaca. Outro grande desafio do circuito é a inconstância do clima, com chuva sendo habitual durante as provas. Com mais de sete quilômetros, o mais longo do calendário, não raro chove em apenas uma parte do circuito, complicando ainda mais a vida dos pilotos. As previsões para este domingo, entretanto, são de pista seca, mas muitas nuvens estarão circulando, e a possibilidade de chuva não está totalmente descartada. ALEX TROVATI

Rubens Barrichello sonha em fazer festa no dia que faz o GP 300

O piloto Rubinho Barrichello comemora o GP número 300 Para os brasileiros, o GP da Bélgica terá um sabor especial. Rubens Barrichello comemora seu GP de número 300 na mais longa carreira da categoria. Para marcar o recorde, Rubinho optou por um macacão e um capacete especiais durante o final de semana de atividades na Bélgica. Junto com o azul e branco da Williams, a roupa de Rubinho tem uma bandeira do Brasil na altura do abdômen. Há ainda a inscrição “R 300”, também repetida na entrada de ar do carro, logo acima da cabeça do piloto. O capacete também foi inspirado na bandeira do Brasil e inclui

a tag #tamojunto, que o piloto costuma usar em sua interação com fãs no Twitter. Ele fará 30 réplicas, que serão comercializadas via internet ao custo de R$ 5,3 mil. O valor arrecadado será revertido ao Instituto Barrichello Kanaan, que ajuda crianças e idosos. Rubinho, na verdade, já disputou 297 corridas na categoria - em três finais de semana, ele participou das atividades, mas não conseguiu largar. Ainda assim, a marca é o recorde absoluto na Fórmula 1: o segundo piloto com maior longevidade é Ricardo Pattrese, com 258 provas (256 largadas).


8 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 29 de agosto de 2010 UESLEI MARCELINO/AGIF/AE

nquanto Gerosime Bozikis, o Grego, comandou a Confederação Brasileira de Basquete, entre 1997 e 2009, a seleção masculina não participou de nenhuma das três olimpíadas que ocorreram no período. Nos Campeonatos Mundiais não conseguiu passar do oitavo lugar, conquistado em 2002, e amargou a pior campanha da história do país na competição, em 2006, quando ficou na 17ª posição, tendo vencido apenas um jogo, contra o Catar. Agora, sob o comando de um novo presidente, Carlos Nunes, o basquete nacional tem a chance de mudar o retrospecto recente. O dirigente tem o apoio dos principais brasileiros que atuam na NBA, o que fortalece o time para a disputa do Mundial, que começou ontem, na Turquia. Hoje o Brasil enfrenta a Tunísia. Agora treinada pelo argentino Rubén Magnano, campeão olímpico em 2004 e mundial em 2002, a seleção está reforçada pelos pivôs Anderson Varejão (Cleveland Cavaliers) e Tiago Splitter (San Antonio Spurs), além do ala Leandrinho (Toronto Raptors). O pivô Nenê (Denver Nuggets) também participaria da competição, mas se machucou nos amistosos preparatórios e foi cortado. Uma boa participação brasileira no Mundial pode representar um impulso para o resgate de épocas mais felizes para o esporte no país. Em 1959, liderado por Amaury Passos e Wlamir Marques, a seleção conquistou seu primeiro título no torneio. O bicampeonato veio na edição seguinte, em 1963, agora com a ajuda de Ubiratan Pereira Maciel, que recentemente entrou no Hall da Fama do Basquete. Contudo, os resultados obtidos na preparação da equipe brasileira não deixam a torcida muito otimista. Quando enfrentou as grandes equipes em amistosos, a seleção sofreu quatro derrotas e conseguiu duas vitórias. Na Espanha, perdeu para a dona da casa por 84 a 68 e para a Argentina por 77 a 73. De-

E

CRAQUE É O DESTAQUE DA EQUIPE

VAREJÃO NA CABEÇA

A SELEÇÃO BRASILEIRA TENTA VOLTAR AOS BONS TEMPOS E MONTA UMA EQUIPE DE RESPEITO PARA BRILHAR NO CAMPEONATO MUNDIAL DE BASQUETE DISPUTADO NA TURQUIA. HOJE TEM BRASIL X TUNÍSIA pois, na França, perdeu para o time local por 58 a 56, e para a Austrália por 72 a 69, mas depois se recuperou com triunfos sobre a Costa do Marfim e os próprios franceses, com placares de 95 a 54 e 79 a 66, respectivamente. A última vez em que Varejão, Leandrinho e Splitter disputaram juntos uma competição grande foi o Mundial de 2006, no Japão. De lá para cá, houve o pré-olímpico das Américas, em 2007, e Mundial, em 2008. Agora mais maduro, o pivô Tiago Splitter será o quarto brasileiro a disputar a NBA. O jogador, que foi

MVP das finais e da temporada regular do Campeonato Espanhol pelo Caja Laboral, assinou com o San Antonio Spurs. Na seleção, conta com total apoio do técnico Rubén Magnano. “O que posso dizer é que ele é uma grande referência do basquete brasileiro. Uma grande referência. Não apenas pelo que conseguiu com tão pouca idade, mas também pela maneira que conseguiu. Venho seguindo o Tiago faz tempo. Acho que ele é uma grande referência do basquete brasileiro e está preparado para tudo”, elogiou. Na última chance brasileira de

conseguir vaga para as Olimpíadas de Pequim, em 2008, na Grécia, Leandrinho sofreu uma tendinite e não pôde jogar. O ala, que nesta temporada trocou o Phoenix Suns pelo Toronto Raptors, comemorou poder entrar em quadra junto com seus amigos. “É um momento especial para todos nós. A gente fica muito tempo sem se ver. Esse grupo é muito unido, nos entendemos bem dentro e fora da quadra. Todos estão focados na vitória e isso é importante para garantirmos uma boa colocação para o Brasil no Mundial”, celebrou o jogador.

TABELA 29/08/2010 Abdi Ipekci Arena - Istambul Brasil x Tunísia 30/08/2010 Abdi Ipekci Arena - Istambul Estados Unidos x Brasil 01/09/2010 Abdi Ipekci Arena - Istambul Brasil x Eslovênia 02/09/2010 Abdi Ipekci Arena - Istambul Brasil x Croácia

Anderson Varejão, por sua vez, terá nesta temporada a espinhosa missão de suprir a ausência dos astros Shaquille O’Neal e LeBron James no Cleveland Cavaliers. O pivô se ausentou do Pré-olímpico das Américas em 2007, pois negociava um novo contrato com seu clube. Em 2008, também não foi para a repescagem mundial por lesão, e ficou insatisfeito pelo fato de a CBB não ter esclarecido sua real situação. Na Turquia, o jogador promete total dedicação para conseguir um bom resultado. “Foram 40 dias de trabalho pensando somente no campeonato. Tivemos um bom período de preparação, fizemos vários amistosos contra seleções que estão no Mundial, e chegamos bem. Agora é hora do coração, de entrar em quadra para representar da melhor maneira o nosso país e essa é maior motivação que temos aqui: jogar bem pelo brasileiro, pelo nosso torcedor e levar o Brasil a ter um lugar de destaque novamente”, afirmou. Nenê, draftado pelo New York Knicks em 2002, mas logo trocado com o Denver Nuggets, sempre criticou a administração de Grego. O desentendimento fez o brasileiro não se apresentar para o Mundial de 2006. Ele também perdeu o pré-olímpico de 2008, pois se recuperava de uma cirurgia para retirar um tumor do testículo. “Muitas coisas mudaram na Confederação. Eu sei que (o Mundial) é um torneio importante. Sei que preciso representar meu time. Acho que a hora é essa. Antes, muitas questões interferiam em jogar na seleção, mas agora eles estão muito profissionais”, cutucou, antes de contrair o estiramento muscular que o tirou do Mundial.


esportes

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

9

[ PAULO HENRIQUE GANSO ] Treinador da Seleção Brasileira afirma que o jogador fez uma boa partida nos Estados Unidos e que espera por uma rápida recuperação do atleta

[ LONDRES 2012 ] Nova técnica melhora a

qualidade dos movimentos dos atletas AE

Mano lamenta a contusão técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, lamentou a grave lesão sofrida no joelho esquerdo pelo meia Paulo Henrique Ganso, do Santos. Convocado na primeira lista do comandante no cargo, o jogador foi um dos destaques da vitória por 2 a 0 sobre os Estados Unidos, em amistoso em Nova Jersey. “Temos de lamentar pela ausência de um jogador, que foi muito bem em sua estreia na seleção, e agora não pode disputar o Campeonato Brasileiro pelo Santos. Também pela forma como a contusão aconteceu, uma fatalidade, em lan-

O

Natália Falavigna do Tae Kwon Do já treina com o equipamento

COB investe em nova tecnologia do esporte Departamento de Ciência do Esporte do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) conta com uma nova técnica para dar apoio às Confederações e a atletas brasileiros visando ao máximo desempenho nas competições. A primeira a utilizar a Análise Cinemática, um estudo de movimentos em vídeo, é a medalhista olímpica do Taekwondo, Natália Falavigna, através do Programa Time Rio. “O Laboratório de Ciência do Esporte está sempre buscando novas técnicas para dar suporte aos nossos atletas”, disse Julio Noronha, do Departamento de Ciência do Esporte do COB. Depois de uma cirurgia no joelho, lesão que sofreu em janeiro deste ano, Natália retornou aos treinamentos usando o novo recurso. Desde a semana passada, a atleta está sendo acompanhada por um software chamado Dartfish, que grava seus golpes em vídeo. Com as imagens, Natália pode assistir aos detalhes dos movimentos junto com seu treinador, Wallaci Aires, e corrigi-los visando ao aperfeiçoamento. A Análise Cinemática será realizada nos treinos da atleta duas vezes por semana até os Jogos Olímpicos Londres 2012. “Foi muito legal incluir este software no meu treinamento. Podemos ver cada detalhe dos movimentos, fazer pequenas correções que seriam impossíveis a olho nu e buscar a perfeição dos golpes. Estou cheia de expectativa em

O

relação às melhorias que posso ter dentro da modalidade e assim poder sonhar com uma boa colocação olímpica em Londres”, afirmou Natália Falavigna. CASA BRASIL A tradicional Somerset House terá clima brasileiro durante os Jogos Olímpicos de Londres 2012. Na construção neoclássica será instalada a Casa Brasil, local de divulgação e promoção do país, dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e das ações do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Durante os Jogos de Londres 2012, os visitantes da Casa Brasil poderão conhecer um pouco mais sobre o país e a cidade que receberão os Jogos Olímpicos Rio 2016. Esta é a quinta edição da Casa Brasil, que funcionou pela primeira vez nos Jogos Olímpicos de Atlanta 96. “A Casa Brasil é um importante espaço de divulgação da cultura brasileira, do país como destino turístico e da qualidade dos produtos e serviços nacionais. É também local de trabalho para o COB, o Comitê Paraolímpico Brasileiro e as Confederações. Em 2012, a Casa Brasil será ainda mais importante e estratégica, já que o Rio de Janeiro será sede dos Jogos de 2016. “Como em outras edições, a Casa Brasil mostrará o desenvolvimento esportivo, a riqueza cultural, os valores e a beleza do nosso país”, disse Carlos Arthur Nuzman, presidente do COB.

ce que não houve choque, isolado”, disse o treinador, ao site da CBF. Ganso torceu o joelho durante a vitória do Peixe por 2 a 1 sobre o Grêmio nesta quarta-feira, em Porto Alegre. Exames de ressonância magnética confirmaram o rompimento do ligamento cruzado anterior. O meia será operado neste sábado, em São Paulo, e o tempo de recuperação é de cerca de seis meses. JOGO-TREINO A Seleção Brasileira fará um período de preparação entre os dias 3 e 7 de setembro em Barcelona.

Os treinos serão realizados na Ciudad Deportiva, o centro de treinamento do Barcelona. No dia 7 de setembro, terçafeira, a Seleção Brasileira enfrentará em jogo-treino o time B do Barcelona, às 17 horas (12 horas de Brasília). Os treinos dos dias, 3, 4, 5 e 6 serão às 16 horas (11 horas de Brasília). Os integrantes da comissão técnica, mais o goleiro Gabriel, viajam no dia 1, quarta, feira, em dois grupos. Os 21 jogadores que atuam em clubes europeus se apresentam diretamente no Hotel Arts Barcelona.

FEMININO O técnico da Seleção Feminina Sub-17, Edvaldo Erlacher, falou ao site da CBF sobre o jovem grupo que disputará o II Campeonato Mundial Fifa, em Trinidad & Tobago. Edvaldo Erlacher sabe da responsabilidade em representar bem o Brasil. Segundo ele, as meninas estão prontas para trazer o título. “Estamos felizes e agradecidos pela estrutura que temos para trabalhar. Queremos mostrar o nosso futebol, trazer títulos e acima de tudo formar um grupo coeso, maduro. Dessa maneira, dar continuidade ao trabalho”, concluiu.


10

esportes

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tricolor carioca quer aproveitar momento delicado da equipe paulista e confirmar liderança da competição. Partida será especial para Washington, que retornou às Laranjeiras, depois de não ser rejeitado no Morumbi [ BRASILEIRO SÉRIE A ]

Fluminense quer manter embalo íder do Campeonato Brasileiro com 36 pontos, cinco a mais que o segundo colocado Corinthians, o Fluminense vai a campo hoje, às 18h30, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), disposto a derrotar o São Paulo e manter o embalo na 17ª rodada da competição. O Tricolor carioca, que fez 3 a 0 no Goiás no meio de semana, não sabe o que é derrota desde maio. Já os paulistas atravessam uma senhora crise, agravada ainda mais com os últimos resultados: derrota de 3 a 0 para o Corinthians e empate sem gols, em casa, com o Vasco. Os são-paulinos somam apenas 18 pontos e já flertam com a zona de rebaixamento. Muricy Ramalho, técnico do Fluminense, aposta no equilíbrio que sua equipe tem demonstrado dentro da competição para conquistar mais uma importante vitória. O treinador pediu aos seus jogadores que não percam a concentração em nenhum momento diante do Tricolor paulista. “O São Paulo conta com jogadores experientes e que sabem que podem tentar jogar no nosso erro, principalmente porque tem sido a nossa característica tomar a iniciativa dos confrontos. Precisamos ficar muito atentos ao longo dos noventa minutos e não darmos nenhuma chance para eles se aproveitarem”, disse Muricy. Se o Fluminense vem tomando o máximo de cuidado para evitar errar contra o São Paulo, os paulistas não escondem que estão esperando justamente um vacilo dos cariocas para levarem os três pontos para o Morumbi. O zagueiro Xandão considera que sua equipe tem plenas condições de surpreender o líder. “Dá para vencer, o São Paulo é muito grande. Há três semanas, nossa equipe era semifinalista da Libertadores. Mudou totalmente a situação, mas podemos voltar a brigar na ponta do campeonato. Vamos fazer uma excelente partida no Maracanã e vencer o líder para ter bastante motivação” disse Xandão. A opinião de Xandão é compartilhada pelo volante Rodrigo Souto, que entende que sua equipe necessita de uma postura ofen-

FOTOS:WALLACE TEIXEIRA/PHOTOCAMERA

L

Atacante Washington acredita que o Fluminense sabe tirar melhor proveito do seu “faro de gol”e quer continuar como carrasco dos paulistas

FICHA TÉCNICA FLUMINENSE SÃO PAULO Fernando Henrique, Mariano,Leandro Euzébio,André Luis e Julio César;Diogo, Fernando Bob, Marquinho,Deco e Darío Conca; Washington Técnico: Muricy Ramalho

Rogério Ceni,Jean, Xandão,Miranda e Junior Cesar; Casemiro,Rodrigo Souto,Richarlyson, Marcelinho e Marlos (Fernandinho); Fernandão Técnico: Sérgio Baresi

Precisamos ficar muito atentos nos noventa minutos e não darmos qualquer chance para eles aproveitarem” MURICY RAMALHO técnico do Fluminense

Árbitro:Leandro Vuaden (Fifa-RS) Assistentes:Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Roberto Braatz (Fifa-PR) Horário:18h30 Estádio:Maracanã (RJ)

siva contra o Fluminense para deixar o Maracanã com a vitória. “Precisamos muito dos três pontos e vamos para conseguir a vitória. Se não tivermos esse pensamento, vai ser difícil ganhar lá. O São Paulo é um time forte e que tem todas as condições de sair desta situação o mais rapidamente possível no Campeonato Brasileiro”, disse Souto. Com a promessa dos sãopaulinos de que serão ofensivos, a expectativa é de um jogo muito aberto neste domingo.

Precisamos dos três pontos e vamos em busca da vitória. O São Paulo é forte e tem condições de sair dessa situação” RODRIGO SOUTO jogador do São Paulo

Escalação do Fluminense segue sendo mistério Se depender do técnico Muricy Ramalho o Fluminense só divulgar a escalação que vai a campo hoje, minutos antes do confronto com o São Paulo, marcado para às 18h30, no Maracanã. O treinador diz que ainda não tem a formação que considera ideal na cabeça, mas o time, na verdade, já está escalado. Muricy procura fazer mistério em relação ao substituto do atacante Emerson, que vai ficar de fora por conta do terceiro cartão amarelo recebido na vitória de 3 a 0 sobre o Goiás. O substituto será o meia Marquinho, com Deco atuando mais adiantado para encostar em Washington, único homem de frente e que ficará mais isolado no ataque. O argentino Darío Conca também terá a missão de auxiliar o Coração Valente. Porém, o treinador prefere manter o mistério, já que ainda conta com o atacante Rodriguinho, contratado junto ao Santo André, mas que perdeu espaço com Muricy. “Ainda não defini a equipe, pois estou estudando as melhores alternativas. O Marqui-

nho pode ser o substituto, mas sem o Emerson vamos perder em profundidade. Estou analisando o que é melhor, até porque a tabela não nos permite muito tempo para fazer testes”, disse Muricy. Porém um claro sinal de que Rodriguinho vem sendo deixado de lado é o fato de Muricy ter reconhecido que considera não ter no elenco um substituto para Emerson. “Chegamos a procurar no mercado um atleta com as características do Emerson, para quando ele não pudesse atuar. Não temos ninguém parecido no elenco. Como só encontramos jogadores com características parecidas com as do Fred e do Washington, optamos por preparar alguém da base”, disse Muricy. Outro mistério que Muricy procura sustentar é sobre a possível presença do volante Diguinho, que já foi desfalque contra o Goiás por conta de uma entorse no tornozelo esquerdo. O treinador garante que vai esperar pelo volante até o último minuto, mas ele não deve reunir condições de jogo.

Sem técnico, Flamengo encara Guarani em SP Tentando superar a crise que se instalou no clube, o Flamengo vai até Campinas, hoje, para enfrentar o Guarani, às 16h, no Brinco de Ouro, na busca de melhorar sua posição na classificação. Mas, a missão do rubro-negro carioca não vai ser nada fácil. Devido a pressão dos torcedores, o diretor executivo do clube, Zico, decidiu pela demissão do técnico Rogério Lourenço, que deve seguir exercendo outra função no clube, com isso, o time será comandando pelo interino Toninho Barroso. “O maior patrimônio do Flamengo é a torcida. Quando ela se manifesta dessa forma, isso mostra que temos que pensar na situação. A manifestação não foi orquestrada por um grupo. Saí do Maracanã com a convicção de que era preciso mudar algo”, afirmou Zico. Sem vencer a duas rodadas, o Flamengo vem caindo na tabela e atualmente ocupa a 10ª posição, com 21 pontos. Já o Guarani, que vem de um empate contra o Vitória, em Salvador, precisa vencer para se afastar da zona de rebaixamento, já que está na 14ª colocação. A expectativa pelo lado da equipe paulista é a estreia do atacante Reinaldo, com passagens pelo Botafogo/RJ e Grêmio/RS. O jogador vinha treinando no clube há duas semanas e só teve sua situação regularizada na CBF na sexta-feira. Com isso, o técnico Vagner Mancini ganhou mais uma opção. Mazolla, livre da suspensão pelo 3º amarelo, está confirmado no time titular. Pelo lado Rubro-Negro, as atenções estarão voltados para Toninho Barroso, que vai comandar o time no lugar de Rogério Lourenço, demitido na sextafeira. Ainda sem o melhor das condições físicas, o atacante Deivid não deve fazer sua estreia com a camisa do Flamengo. Diogo segue no time titular, ao lado de Val Baiano.


esportes

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte 11

[ BRASILEIRO SÉRIE A ] Depois de receber um presente de “grego” no dia dos seus 96 anos, Palmeiras quer fazer as pazes com a torcida buscando três pontos diante do Atlético Mineiro

Apito Final VICENTE ESTEVAM (Interino) - jrvicente@tribunadonorte.com.br

Parabéns a Ferdinando pessoa pode até não gostar, mas querer esconder a capacidade e a competência do treinador Ferdinando Teixeira é, no mínimo, uma grande hipocrisia. Com títulos conquistados por quase todos os clubes que passou e maior vencedor de Estaduais no RN, o técnico merece muita homenagem pela marca de mil jogos que está atingindo. Acredito que bons nomes ainda deverão surgir no mercado potiguar, mas eles terão de batalhar muito para chegarem ao estágio de um Ferdinando. Para ser reconhecido nacionalmente um técnico tem que ter currículo e seriedade, caso contrário não vai enganar por muito tempo. Nota dez a diretoria do Alecrim pela festa que está preparando para homenagear esse craque das táticas, que não precisa provar mais nada a ninguém e pode muito bem parar no dia em que quiser, que ainda assim reinará por muito tempo no futebol do RN. Trabalhando com times com orçamento limitados, o “Velhão” conseguiu levar o América para divisão de elite em 1996, salvou o ABC do pior fiasco no Estadual de 2007 e, com a contratação apenas de Marquinhos Mossoró, levou o time a dar uma virada espetacular no campeonato e conquistar 49º da galeria de 51 títulos que o Alvinegro possui hoje. De quebra, com a mesma base, recolocou o Alvinegro na série B. Quanto ao Alecrim, basta lembrar que o último título conquistado pelo Verdão, foi sob o comando de Ferdinando, que hoje está de volta ao clube a beira de um novo feito espetacular, caso consiga levar os esmeraldinos para série B de 2011. O Caminho é longo, difícil, mas com a seriedade do trabalho que vem sendo desenvolvido, o alecrinense ganhou mais uma vez a condição de sonhar. Parabéns Ferdinando, você é o cara!

A

RECONHECIMENTO No RN quem mais tem motivos a prestar homenagem a Ferdinando Teixeira é o ABC. Sob a batuta do comandante, o Alvinegro conquistou nada menos que seis títulos estaduais e um acesso. Não há nada no mundo que apague os fatos, nem campanha de desconstrução de imagem. Ferdinando se tornou o papa título do RN, com mais quatro títulos pelo América e dois pelo Alecrim. No total são 12 conquistas, o levantamento é do professor Everaldo Lopes.

Mais Feriados Uma proposta do deputado federal Felipe Bornier (PHS-RJ) visa decretar feriado no país em dia de jogos da Seleção Brasileira, durante o Mundial de 2014. Uma das justificativas apresentadas pelo parlamentar na Câmara dos Deputados foi que o fato ajudaria a despertar o sentido de nacionalidade da população. Bornier também ressaltou que pretende apenas oficia-

lizar uma coisa que, na prática, já ocorre por todo país, uma vez que o expediente comercial sempre é interrompido quando o Brasil entra em campo. A proposta será estudada pelas comissões de Educação e Cultura, de Turismo e Esporte e de Constituição e Justiça da Câmara, e, caso receba sinal verde, poderá ser aprovada sem necessidade de passar pelo plenário do Congresso.

Condecoração

Falido

O Clube dos 13 vai conceder ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o título de “Chanceler Honorário do Futebol Brasileiro”. A homenagem será prestada no próximo dia 31 de agosto, às 18 horas, no Salão Nobre do Parque São Jorge, ocasião em que o Corinthians também vai homenagear Lula com o título de torcedor símbolo do centenário. Para Fábio Koff, “poucos homens públicos olharam para o esporte, especialmente para o futebol, como o presidente Lula”. Todos os presidentes de clubes e de federações estão convidados para o evento.

Equipe com 73 anos de tradição no cenário do NorteNordeste, o Moto Club está fechando suas portas. O clube de maior torcida no Maranhão desistiu de participar da segunda divisão do campeonato maranhense sob a alegação da crise administrativa e financeira que vem afundando os clubes daquele estado. O Moto seguiu os mesmos passos do JV Liberal, atual campeão da segundona e outros três clubes ameaçam fazer o mesmo. A falência do JV provocou profundas modificações na primeira divisão do Maranhão.

DESFALCADO Sério candidato ao rebaixamento para série D em 2011, o Salgueiro segue perdendo alguns dos seus poucos atletas de destaque. Depois de Paulo Rangel e Jessuí, agora quem pediu desligamento do clube foi o volante Júnior Maranhão. O atleta disse ter recebido uma proposta para atuar no futebol marroquino. O Salgueiro, último colocado do grupo B, com dois pontos na Série C, recebe o Campinense hoje, no estádio Cornélio de Barros, às 16 horas.

LOGOMARCA

SEGURO

Não gostou, então faça. Esse é o título da promoção lançada pelo portal da Copa (copa2014.org.br) incentivando a criação de uma nova logomarca para representar o Mundial no Brasil. Embora a Fifa tenha dito que a marca atual foi criada por uma comissão de notáveis, não faltaram criticas na internet e os organizadores do site decidiram realizar esse desafio a artistas gráficos, designers, estudantes da área e gente talentosa que saiba desenhar e queira se superar, usando a criatividade. O vencedor receberá prêmio de R$ 3 mil e cada candidato poderá participar, no máximo, com três desenhos.

O grupo responsável pela reforma do Maracanã firmou um seguro-garantia pelos serviços que estão sendo realizados no estádio. A seguradora Chartis (ex-AIG) ganhou a licitação para fazer a apólice orçada em R$ 705 milhões. Segundo comunicado da empresa, o contrato garante que as obras sejam concluídas dentro do prazo, em dezembro de 2012. O Verdão, em Mato Grosso, também possui apólice de seguro, só que com a empresa inglesa RSA, na ordem de R$ 342 milhões. O grupo é o mesmo que fechou o seguro de garantia para Olimpíada de Londres, em 2012.

FECHADO A Suderj e a CBF definiram que o Maracanã será fechado para a realização das reformas visando a Copa de 2014 a partir do dia 6 de setembro. A última partida no velho estádio acontecerá no dia anterior, entre Flamengo x Santos. No comunicado enviado a dupla Fla-Flu, a CBF informou que a medida não foi tomada com antecedência para que alguns dos clubes se sentissem prejudicados, por isso a decisão ocorreu agora, na abertura do returno.

Verdão quer apagar vexame com vitória sobre o Galo CESAR GRECO/ARENA/AE

patinga (GP) - Depois de tomar um banho de bola do AtléticoGO na quinta-feira, quando completou 96 anos, o Palmeiras visita o Atlético de Minas Gerais, hoje às 16 horas, em Ipatinga. Com um único pensamento: vencer a partida e tentar reencontrar equilíbrio no Campeonato Brasileiro. O adversário da vez, assim como na rodada passada, procura deixar a zona de rebaixamento. O Galo tem 14 pontos, seis a menos que o time de Luiz Felipe Scolari. Para o treinador, irritado com a apresentação de seus jogadores na quinta-feira, o elenco ainda não se encontrou dentro da competição. “Não existe equilíbrio, temos dois Palmeiras distintos. Devemos aceitar que tomamos um banho de bola e pensar como vamos reagir”, analisou Felipão, que ao menos terá a volta de dois jogadores em Ipatinga: os volantes Marcos Assunção e Márcio Araújo cumpriram suspensão e podem retornar. Quem é dúvida para esta partida é o atacante Kleber, que sentiu dores na região anterior da coxa direita frente ao Guarani e será reavaliado pelo departamento médico. Por outro lado, o meiocampista Lincoln deve seguir de fora para fortalecer a região do músculo adutor da coxa direita. Do outro lado do confronto, a expectativa é contar com bom público em Ipatinga para espantar a má fase da temporada, já que a diretoria reduziu o preço do ingresso de R$ 20,00 para R$ 5,00. Na zona de risco, o Atlético vem de um empate com o Flamengo e uma derrota para o Santos. Para a lateral esquerda, Vanderlei Luxemburgo novamente não terá à disposição Leandro e Fernandinho, lesionados. Desse modo, o treinador deve manter o jovem Eron na posição. O jogador foi bastante elogiado pelo comandante e também pelo zagueiro Réver após o empate no Rio de Janeiro.

I

FICHA TÉCNICA ATLÉTICO-MG PALMEIRAS Fábio Costa;Werley, Réver e Lima;Rafael Cruz,Rafael Jataí, Serginho, Ricardinho e Eron; Diego Souza e Diego Tardelli Técnico:Vanderlei Luxemburgo

Marcos;Maurício Ramos,Danilo e Fabrício (Edinho); Márcio Araújo (Vítor), Marcos Assunção, Tinga,Valdívia e Rivaldo;Tadeu e Luan (Kleber) Técnico: Luiz Felipe Scolari

Estádio: Ipatingão (MG) Horário: 16 horas Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ) Assistentes: Dibert Pedrosa (Fifa-RJ) e Ricardo de Almeida (RJ)

Furacão pode aumentar crise no Grêmio

Felipão reprovou a atuação do time na quinta e cobra melhorias

Avaí se prepara para conter euforia do Atlético de Goiás Mesmo fazendo uma campanha ruim no Brasileiro, tendo conquistado apenas 13 pontos em 16 partidas, o Atlético-GO ganhou moral após vencer o Palmeiras, na última quinta-feira, por um surpreendente 3 a 0, com todos os gols marcados por Elias. O resultado estragou a festa que a torcida do Verdão fazia para o time, que completava 96 anos na data da partida. Para aproveitar o embalo da vitória, e tentar sair da zona de rebaixamento da competição, a equipe do técnico Renê Simões buscará novo triunfo no jogo contra o Avaí, hoje, às 18h30, no Estádio Serra Dourada. O time deve ser muito parecido com o que ganhou do Verdão no Pacaembu. Róbston, que sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda, e Victor Ferraz, que levou uma pancada no tornozelo, são dúvidas. Caso eles não joguem, Anaílson e Agenor, respectivamente, devem entrar no time. Já o Avaí, que chegou a entrar no G-4, vive um momento ruim na competição, e vem de três derrotas consecutivas (para Santos [pela Copa Sul-americana], Botafogo

e Internacional). Para se aproximar novamente da zona de classificação para a Copa Libertadores, a equipe terá o retorno de importantes jogadores. Além do volante Rudnei, o zagueiro Emerson e os meias Caio e Davi voltam ao Leão. Para o técnico Antônio Lopes, o Avaí tem que redobrar os cuidados com o Atlético-GO, mesmo com o adversário presente na zona do rebaixamento. FICHA TÉCNICA

Vindo de duas vitórias no Campeonato Brasileiro, a última fora de casa, diante do Grêmio Prudente, o Atlético Paranaense quer manter essa sequência hoje, quando recebe o Grêmio, às 18h30, na Arena da Baixada. O adversário gaúcho, em crise, precisa de um resultado positivo para reagir na luta contra o fantasma do rebaixamento, e pode afundar de vez na crise em caso de derrota. Passado o momento mais crítico, o técnico Paulo César Carpegiani se dá ao luxo de ter até mesmo uma daquelas boas dores de cabeça. O problema do momento é onde encaixar Branquinho, autor do gol diante dos paulistas. Com a provável volta de Paulo Baier, recuperado de lesão, e insistência em utilizar o equatoriano Guerrón, a equipe deve ter uma postura ofensiva e o meia pode acabar com uma vaga de lateral. Ao contrário do Furacão, o Grêmio ainda não conseguiu escapar da crise. A equipe gaúcha venceu apenas uma das onze partidas que realizou na volta após a parada para a Copa do Mundo. Nos últimos dois jogos, duas derrotas, ambas por 2 a 1, para Ceará e Santos, vieram nos últimos minutos das partidas, o que motivou críticas à preparação física do Tricolor. A ordem no Olímpico é não cair em desespero. Para o jogo, o técnico Renato Gaúcho contará com os reforços dos laterais Gabriel e Gilson, recém contratados, que devem ganhar a condição de titular.No treino preparativo, Renato ousou: colocou Gilson como segundo volante, e manteve Fábio Santos, na lateral esquerda. FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO

ATLÉTICO-PR

AVAÍ-SC

GRÊMIO

Márcio;Victor Ferraz (Agenor),Wélton Felipe,Daniel Marques e Thiago Feltri;Ramalho,Pituca, Róbston (Anaílson), Diguinho e Elias; Marcão Técnico: Renê Simões

Renan;Patric, Émerson,Rafael e Eltinho;Rudnei, Marcinho Guerreiro,Caio, Robinho e Davi; Vandinho. Técnico: Antônio Lopes

Árbitro: Leonardo Gaciba (RS) Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e João Antônio Sousa Paulo Neto (DF) Horário: 18h30 Estádio: Serra Dourada (GO)

Neto;Wagner Diniz (Branquinho),Bruno Costa,Rhodolfo e Paulinho;Olberdam, Chico,Paulo Baier e Guerrón;Maikon Leite e Bruno Mineiro Técnico:Paulo César Carpegiani

Victor;Gabriel, Vilson,Rafael Marques e Fábio Santos;Fábio Rochemback, Gílson,Souza e Douglas;Jonas e Borges Técnico: Renato Gaúcho

Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (RJ) Assistentes: Katiuscia Mayer Berger Mendonça (Fifa-ES) e Lilian Da Silva Fernandes Bruno(RJ) Horário: 18h30 Estádio: Arena da Baixada (PR)


esportes 12

| Natal Rio Grande do Norte | Domingo | 29 de agosto de 2010 MAURO HORITA/AGIF/AE

MAURO HORITA/AGIF/AE

[ BRASILEIRO SÉRIE A ] Atacante participou

apenas de um jogo no campeonato brasileiro

Corinthians encara Vitória no retorno de Ronaldo torcedor do Corinthians que for ao Pacaembu hoje presenciará uma cena rara em 2010. Após 112 dias de inatividade no Campeonato Brasileiro (só atuou na estreia, contra o Atlético-PR), o atacante Ronaldo finalmente voltará a campo. O adversário será o Vitória, a partir de 16h. Segundo Adilson Batista, Ronaldo permanecerá em campo durante todo o primeiro tempo do jogo. O técnico sente falta de uma referência ofensiva no Corinthians – chegou a pedir à diretoria a contratação de mais um atacante – e aposta justamente no astro para aumentar o poder de decisão dentro da área adversária. “Vejo que ele está com muita vontade de demonstrar a sua qualidade”, confiou Adilson, repetindo um discurso dos amigos de Ronaldo. Todos acreditam que o jogador, ainda fora de forma, recorrerá justamente às críticas para se motivar em seu retorno ao Corinthians. “O Ronaldo é muito inteligente”, afirmou o lateral esquerdo Roberto. Mas o elenco do Corinthians não está entusiasmado apenas com Ronaldo. Após a derrota para o Cruzeiro, o time paulista ficou mais distante do líder Fluminense na tabela do Brasileirão (36 pontos contra 31). Por isso, ficou ainda mais importante a manutenção do aproveitamento impecável dentro de casa. “Precisamos tomar os devidos cuidados

O Depois de três meses sem jogar, Ronaldo foi confirmado no time

Adílson Batista espera vencer para encostar no Fluminense

para diminuir a diferença em relação ao Fluminense. Eles também terão dificuldades daqui a pouco. Devemos aproveitar essas oportunidades”, pregou Adilson Batista, sem se impacientar. O Vitória, no entanto, esbanja disposição para acabar com a festa do Corinthians, que comemora o seu centenário no dia 1º de setembro. Depois do empate com o Guarani, que deixou o seu time no meio da tabela de classificação, o técnico Toninho Cecílio cobrou uma postura mais decisiva de seus comandados. “Precisamos aprender a jogar em dias ruins. Se você não buscar o resultado, acaba ficando para trás. Temos que ser fortes e buscar a vitória fora de casa”, cobrou o treinador. FICHA TÉCNICA CORINTHIANS VITÓRIA Julio Cesar;Alessandro,Paulo André,Chicão e Roberto Carlos;Jucilei,Paulinho,Elias e Bruno César;Iarley e Ronaldo Técnico:Adilson Batista

Viáfara;Eduardo, Wallace,Thiago Martinelli (Gabriel Paulista) e Egídio; Vanderson,Ricardo Conceição,Renato e Elkesson;Henrique e Junior Técnico:Toninho Cecílio

Estádio: do Pacaembu, em São Paulo (SP) Horário: 16h Árbitro: Célio Amorim (SC) Assistentes: Márcia Lopes Caetano (Fifa-RO) e Marco Antônio Martins (SC)


A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

Elenco adulto da nova temporada de ‘Malhação’ mescla nomes conhecidos da TV com atores vindos do teatro como Sandra Corveloni, Ranieri Gonzalez e Inez Vianna

O colunista Jorge Bastos Moreno entrevista Ísis Valverde, a Marcela de “Ti-ti-ti”, e descobre que a atriz ainda não sabe o que é o amor.

[ PÁGINA 12 ]

[ PÁGINA 11 ]

[ PÁGINA 3 ]

revista da tv Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 29 de agosto de 2010

LÁ VEM ELA

A PARTIR DE AMANHÃ, COM A ESTREIA À FRENTE DO ‘RODA VIVA’, MARÍLIA GABRIELA PASSA A COMANDAR TRÊS PROGRAMAS AO MESMO TEMPO [ PÁGINA 6 ]

[ PÁGINA 5

Glenda Kozlowski e Geovanna Tominaga estão na nova versão de “Hipertensão”, reality show que estreia esta semana na Globo.


Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 29 de agosto de 2010

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

O professor Antônio pede para Júlia mostrar o colégio a Pedro, Theo e Ângela. Babi revela para Júlia que Theo foi o responsável pelo que aconteceu com Fred e ela conta para todos na sala. Catarina fica aborrecida ao ver Pedro na sua turma. Artur comenta com Júlia que a falta de memória de Fred parece conveniente. Tereza manda chamar Pedro e Theo. Fausto chega ao Primeira Opção para falar com a diretora. Ele exige que Theo seja expulso do colégio.

Tereza repreende Fausto por sua agressividade com Pedro e Theo. Ela pergunta para Theo quem foi o responsável pelo acidente com Fred e ele fica nervoso. Catarina questiona Eric sobre o que ele realmente viu no clube. Fred fica chateado quando Cláudia diz que precisa trabalhar. Juvenal diz a Lurdes que quer vender a casa onde ela mora com a família. Roberto repreende Cláudia por chegar atrasada no hospital. Geraldo e Lurdes revelam aos filhos que eles irão perder a casa.

Pedro sugere aos pais que eles comprem a casa, mas Geraldo reluta em aceitar a ajuda do filho. Catarina diz a Fausto que Cláudia ganhará na justiça o direito da pensão. Fausto tenta convencer Fred a apoiá-lo. Catarina diz a Babi que vai organizar festas para ajudar com as despesas da casa. Fred reclama com Creuza por ter que ficar de repouso. Catarina fica preocupada ao ver Júlia passar mal e Artur tenta desviar sua atenção. Fred vai ao Primeira Opção e procura por Theo.

Fred pergunta a Theo o que aconteceu na noite da festa. Cláudia resolve ir atrás do filho. Júlia desiste de contar para o pai que está grávida. Catarina comenta com Cláudia que ficou desconfiada de Fred quando ele foi ao colégio. Tereza convida Antônio para jantar. Pedro combina com Hélio de trabalhar no clube fazendo festas. O DJ pede uma segunda chance a Catarina. Josiane se insinua para Maicon. Catarina e Pedro têm a mesma ideia para organizar suas festas.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Virgínia incentiva Jane a sair com Ricardo e conta que vai se encontrar com Vicente. Ricardo recebe uma mensagem de Toledo com uma foto do símbolo da família de Daniel em sua outra vida. Athael conta para Daniel como foi sua vida em Toledo, mas ele não acredita. Afonso tenta explicar o que aconteceu para Yasmin, mas ela se recusa a ouvir. Vicente e Virgínia passam a noite juntos. Sofia conta a Jane sobre o passeio de barco. Jane não consegue impedir o barco de zarpar.

Ricardo e Vitória/Viviane se beijam e ela tenta contar sua história para ele. Daniel aparece transtornado. Madame Gilda se preocupa com Viviane e liga para a mansão. Yasmin reclama com Jane por ela não ter lhe contado que Afonso tinha uma filha. Beatriz liga para Gilmar pedindo para encontrá-lo, mas ele a dispensa. Ricardo e Vitória/Viviane tentam voltar com o barco, mas Daniel faz o motor parar. Ricardo bate com a cabeça e cai, desacordado, no mar.

Antônia e Gilda se preocupam com a demora de Ricardo e Vitória/Viviane. Jane tenta descobrir com Vanessa o que aconteceu entre ela e Jardel, mas a filha se recusa a falar. Gilmar vê Ricardo e Vitória/Viviane se beijando. Vitória/Viviane tenta contar a verdade para Ricardo, mas Antônia interrompe a conversa. Ricardo diz para Vicente que se entregou ao amor que sente por Vitória/Viviane. Gilmar chega com Jofre/Gentil na mansão de Ricardo e Vitória/Viviane se surpreende.

Jane conta toda a verdade sobre Jardel para Vanessa. Guilherme avisa a Judite que reclamará a guarda de seus filhos. Fabiana fica curiosa para saber o trabalho de Jair. Viviane se aconselha com Gilda sobre seu desejo de contar a verdade para Ricardo. Jofre garante a Gilmar que não vai deixar Viviane descobrir que está mentindo para ela. Vanessa desabafa com Jardel e exige que ele saia de sua casa. Vicente chama Sofia para falar sobre o casamento. Ricardo vai à casa de Jane.

Jane e Ricardo terminam o noivado. Vicente diz a Sofia que vai ficar com Virgínia e que ela e Beatriz podem ficar na casa de Ricardo até acharem outro lugar. Vicente conta para Virgínia sobre a conversa com Sofia e diz a ela que vai morar no flat onde Guilherme está. Daniel aparece quando Ricardo e Viviane estão abraçados. Tadeu, Clara e Laura chegam à casa de Guilherme e ele convida Mariana para sair com as crianças. Berenice encontra Sofia desmaiada no quarto.

Clotilde propõe um plano para afastar Gigi de Jacques. Help apresenta a Ariclenes solução para salvar a imagem de Victor Valentim. Stéfany vende as joias de Desirée para Dona MocinhaValquíria confessa a Gabriela que gosta de Luti. Armandinho fica com ciúmes ao saber que Jorgito está no Rio e vai atrás de Desirée. Jaqueline choca as clientes de Jacques ao levar Thaísa no ateliê. Lipe se anima quando Thaísa o visita. Stéfany entra no esconderijo de Dona Mocinha.

Dona Mocinha expulsa Stéfany , mas ela a ameaça. Ariclenes acha que Suzana está envolvida com Jacques e tira satisfação com a ex-mulher. Edgar procura Camila para conversar, mas não tem coragem de terminar o noivado. Ariclenes tenta falar com Suzana. Jorgito chega ao hotel com Desirée e Armandinho provoca a maior confusão. Suzana recebe Ariclenes em seu apartamento e jura que não está com Jacques. Jacques liga para Suzana e Ariclenes atende.

Rebeca conversa com Jaqueline sobre a suposta sabotagem na fábrica e pede que ela não comente com Breno. Armandinho volta para São Paulo arrasado e é consolado por Stéfany. Wagner avisa a Luisa que Desirée foi embora do Rio sem concluir o ensaio fotográfico. Jacques ouve quando Help sugere que Luiza Brunet use um vestido de Victor Valentim. Luti encontra Valquíria na faculdade. Desirée diz a Nicole que decidiu largar a carreira de modelo para casar com Armandinho.

Jaqueline contrata Mário Fofoca para fotografar Victor Valentim. Camila fica com ciúmes ao ver Edgar olhando as fotos de Marcela. Desirée fica chocada ao ver Armandinho com Stéfany. Camila confessa a Luisa que desconfia que Edgar esteja apaixonado por Marcela. Edgar fica triste ao achar que Marcela ainda gosta de Renato. Nicole consola Desirée enquanto Stéfany debocha do sofrimento da prima. Ariclenes surpreende Jacques no restaurante com Suzana.

Ariclenes comenta que Luiza Brunet fará um vestido com Victor Valentim e Suzana avisa que vai recomendar Jacques Leclair a ela. Julinho percebe que a paixão de Edgar por Marcela está cada vez mais forte. Mabi avisa a Luti que Jacques contratou um detetive para fotografar Victor Valentim e ele previne o pai. Luisa se convida para almoçar na casa de Edgar e aconselha Marcela a se afastar dele. Ariclenes e Chico despistam Mário Fofoca. Marcela enfrenta Luisa

Clara conta para Totó sua versão da história sobre o roubo das joias de Bete. Brígida diz a Antero que não quer que ninguém descubra que ele é italiano. Clara diz a Totó que Fred a obrigou a roubar as joias e afirma que vai se entregar para a polícia. Fátima confessa para Kelly que ainda gosta de Danilo. Totó acerta com Fred de entregar as ações para ele em troca das joias que incriminam Clara. Clara comemora com Danilo sua suposta vitória sobre Totó e Fred.

Bete combina com Orlando, funcionário da fábrica, de fazer os falsos papéis para a transferência das ações de Totó para Fred. Clô se agita quando Bete e os sogros chegam para o jantar. Bete pede para falar com Olavo. Melina surpreende Diana e Mauro juntos. Diana flagra Gerson no computador. Totó vela o sono de Clara e sofre ao pensar que a entregará à polícia em breve. Olavo aceita conhecer o filho. Clô fica irritada ao ver Bete e Olavo dançando em sua casa.

Diana confessa para Gerson que ama outro homem e ele pergunta se é Mauro. Bete e os sogros se despedem e Clô expulsa Olavo de casa por ter dançado com a empresária. Gerson invade o quarto de Mauro para tirar satisfações com ele. Diana avisa a Gerson que, se ele não se tratar, irá contar o que sabe. Bete e Totó se encontram com Orlando, que mostra o falso documento que ele entregará a Fred quando fizerem a transação. Alfredo vê Valentina ser rude com Kelly.

Mauro e Diana descobrem que Melina não está grávida. Totó se reúne com Orlando, Fred e seu advogado para a negociação com as ações. Gemma comenta com Bete que receia que Totó não consiga entregar Clara para polícia. Fred entrega as joias para Totó após assinar os papéis para a suposta transferência das ações. Mauro mostra para a família o exame verdadeiro de Melina e todos ficam chocados. Clara chega em casa no momento em que Totó está saindo para a delegacia.

Clara implora que Totó não a entregue para a polícia. Mauro diz a Bete que não vai se casar com Melina e que vai procurar outro lugar para morar. Totó sofre ao denunciar a esposa. Clara consegue fugir de casa. Kelly esconde Clara no sótão da pensão. Fred pede o telefone do delegado ao descobrir que Totó entregou a esposa para a polícia. Diana pede para conversar com Bete e avisa que vai sair de sua casa. Policiais invadem a pensão à procura de Clara.

Arminda diz a Eleonora e a Teixeira que está determinada a ficar com Diana e revela que teve uma infância difícil. Virgílio conta a Nasinho que a situação da pousada é catastrófica. Nasinho pede para Virgílio avisar quando for um bom momento para Nicolau propor a Tito que ele venda a pousada. Nicolau conta a Nasinho que transou com Karina. O resultado do exame de DNA de Querêncio dá positivo. Eleonora, Querêncio e Filomena ficam bastante emocionados.

Karina humilha Filomena e dá dinheiro para que ela possa ir embora de Ribeirão. Ellen fala para Newton que o ama e que não adianta mais esconder isso. Eleonora conta a Arminda que Querêncio é seu filho. Eleonora diz a Arminda que agora tem um herdeiro e desmaia. O médico diz a Arminda que o estado de Eleonora é preocupante. Teixeira redige um documento que passa a presidência da empresa para Arminda caso Eleonora morra. Querêncio visita Eleonora.

Arminda fala para Querêncio e Filomena que eles devem se sentir donos do solar. Em reunião convocada por Tito, Virgílio deixa claro que em breve a pousada vai ter de fechar as portas. Ajuricaba fala para Marta que o juiz concedeu o mandado de prisão provisória de Newton. Flores entra no quarto de Eleonora. O professor injeta uma seringa no tubo de soro. Madame Durrel se assusta ao vê-lo e morre. Brandão explica a Arminda que a causa da morte de Eleonora foi uma parada cardíaca.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

SEGUNDA

SÁBADO

Inter TV/Cabugi – Canal 11

MALHAÇÃO ID Lúcio conta a Fred sobre seu acidente. Maicon decide fazer o teste para o clube internacional. Artur fica nervoso quando Júlia pede para acompanhá-la ao hospital. Theo conta para Lurdes que não passou na prova do colégio. Lurdes pergunta para Geraldo se tratam Theo com diferença por ele ser adotado. Júlia questiona Fred sobre a conversa dos dois na noite da festa e ele passa mal. Pedro e Theo são impedidos de entrar no colégio por Eric, Franja e Lúcio.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

ESCRITO NAS ESTRELAS Daniel atrapalha os planos de Ricardo de ensinar Viviane a dirigir. Luciana e Mariana concordam que Suely inventou o casamento com Breno por ciúmes do noivado de Gilmar e Leninha. Gilmar e Beatriz se encontram. Sofia pede para Magali não contar a ninguém sobre seu passado. Yasmin vê Afonso beijando Olívia e entregando-a para Gisela. Breno conta para Jane como foi seu encontro com o pai. O médico convida Vitória/Viviane para passear de barco e Daniel se enfurece.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

TI-TI-TI Suzana expulsa Ariclenes da editora. Jorgito convence Rebeca a lhe ajudar a ir atrás de Desirée. Felipe apresenta uma febre estranha e preocupa Julia. Chico convida Nicole para jantar. Rebeca recebe denúncia avisando que a empresa de manutenção das máquinas não existe. Breno descobre que Gino foi o autor da denúncia. Luti elogia Mabi pelo sucesso do blog. Edgar confessa a Luisa que tem dúvidas sobre seu casamento. Clotilde diz a Jacques que sabe como ele pode se livrar de Gigi.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

PASSIONE Bete pede que Totó ouça o que Olga tem a dizer sobre Clara. Danilo enfrenta Fred para defender Clara. Brígida fica intrigada quando Bete comenta que Gemma pensou já conhecer Antero. Antero/Giovanni relembra de quando era jovem e fica feliz por acreditar que Benedetto o perdoou. Lorena não aceita reatar com Agnello. Totó chora e Felícia tenta consolálo. Diana entra no quarto de Melina para procurar seu exame de gravidez. Totó volta para casa e encontra Clara.

RIBEIRÃO DO TEMPO TV Tropical – Canal 8

2

Eleonora conta sua história para Querêncio. Madame deixa claro que o chamou para que ele faça um teste de DNA. Querêncio vai embora. Nicolau visita Karina em sua loja. Ele agarra a patricinha e lhe dá um beijo. Os dois transam no provador. Chagas deixa claro para Ajuricaba que há suspeita de sabotagem no acidente e afirma que vai ser necessário abrir um inquérito policial. Newton revela a Ellen que está sendo acusado de ser o responsável pelo acidente que matou Sílvio.

Iara dá uma bofetada no rosto de Virgílio, que vai revidar, mas desiste ao saber que Iara já deixou uma pessoa a par da situação dos dois. A sós com Tito, Marta pergunta se ele acha mais provável Newton estar mentindo ou outra pessoa ter colocado a peça para provocar o acidente. Virgílio oferece uma grana para Iara e afirma que as fotos que ela tem não provam nada. Iara aceita. Virgílio presta depoimento a Marta e revela que Newton tinha um caso com a esposa de Sílvio.


Domingo | 29 de agosto de 2010

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 3 ANDRÉ TEIXEIRA

Uma lição

DE AMOR

ÍSIS VALVERDE E O COLUNISTA JORGE BASTOS MORENO TENTAM DESVENDAR, JUNTOS, O MAIOR DOS SENTIMENTOS JORGE BASTOS MORENO

atriz Ísis Valverde, a Marcela de “Titi-ti”, é um exemplo vivo de que não existe talento sem sorte, nem sorte sem talento. Com praticamente cinco anos de carreira e quatro novelas nas costas, a moça, de 23 anos, depois de passar “alguns perrengues” aqui na cidade grande, já estava refazendo a mochila para voltar a Aiuruoca (MG) quando a sorte, finalmente, descobriu o seu talento. Sorte de carne e osso, diga-se de passagem. Com o nome e sobrenome: Bruno Gagliasso, que a descobriu na ponte

A

aérea Rio-Belo Horizonte. Os —por que será que, nós, os portadores de deficiências estéticas, sentimos necessidade de buscar defeitos nos belos? — dois baixinhos se encontraram a nove mil metros de altura. Bruno ouviu a sua história, a fez desistir de voltar para casa. O resto da trajetória da Rakelli, celebrizada por Ísis em “Beleza pura”, todo mundo já sabe. Tanto que ela está sendo entrevistada aqui — mais por fama de “caçador de estrelas” do que por mérito de repórter — por este “astrônomo”. Não é assim que são chamados os amantes de estrelas? Ou serei, na implacável de-

finição da produtora Paula Lavigne, apenas o “Bozó da Globo”? Voltemos à entrevistada, que me recebe na sua cobertura em reforma, na Barra da Tijuca. A autêntica mineirinha confessa que não é ela que entra em seus personagens, mas, ao contrário, são eles que invadem a Ísis. Ela diz isso ao ser flagrada repetindo gestos da Marcela da novela das sete. A atriz tenta ser sempre reservada na sua vida pessoal. Mas sabe que a trilogia que a libertou de um quarto alugado em Copacabana — talento-sortebeleza — cobra um pedágio caro, “que é um roubo”, como diz o presidente Lula. Então, não dá para esconder os encontros e desencontros da sua vida. Impedida, circunstancialmente, de cursar faculdade, a atriz tem professor particular de Filosofia e Psicologia. Mas, na arte maior, naquela em que a nota baixa no boletim transforma a nossa vida num folhetim, surpreendentemente ela não vai bem: É tão difícil falar de amor, sabia? Depois que eu comecei a fazer Psicologia e Filosofia, achei tão difícil falar de amor. Li um livro chamado “Falar de amor à beira do abismo” e realmente é isso. Acho que quando falam amor, eu estou à beira de um abismo. Nesse momento, todos em volta da entrevista, a assessora de imprensa da TV Globo, a equipe de multimídia do jornal, sua simpática governanta e eu paramos para ouvir a aula de quem não sabe o que é o amor: Amor é o quê? O mundo é feito de amor. Mas amor é o quê? Se falam que é amor não pode ter paixão, e paixão não é igual ao amor. Então, o que é o amor? É a concessão? É se doar ao outro mais do que a si mesmo? Não sei! Sinceramente eu não sei ainda, estou em busca do amor. A paixão, eu acho até que tenha tocado nela alguma vez. Falam que paixão é uma coisa intensa, de querer viver aquela pessoa, respirar aquela pessoa, ver 24 horas por dia. Se você puder, você coloca aquela pessoa numa mochila e vai para o trabalho com ela. Isso eu já passei, isso eu já vivi. Aquela coisa de uma semana, de querer ficar colado, mas logo isso passa, isso evapora. Sabe? Igual vira a água quando está na chaleira... Este velho repórter, que já parecia ter

ouvido tudo na vida, completamente extasiado, pergunta: E o amor não é assim? — Pelo que eu estudei, não. Como repórter e também como gente — se é que existe essa combinação — não me lembro de uma resposta tão deliciosamente pura e inocente com essa. Não me contive: Olha só! “Pelo que estudei...” Garota, você nunca sentiu amor por ninguém?! E Ísis, se recompondo, reassume a aula com firmeza: Pela minha mãe e meu pai, sim. Agora, amor de homem-mulher, não, mas amor fraternal, sim. Eu sei o que é amar a minha avó, que já faleceu. Agora, um homem... Acho que vou ser muito, mas muito falsa se eu falar isso, muito prepotente se eu falar que eu já amei um homem. Eu estou aprendendo a amar o homem com quem estou hoje. Eu estou aprendendo com ele a amar alguém. Todos nós, que estávamos na varanda da cobertura, olhamos para dentro do apartamento, onde se encontrava o namorado da Ísis. Escandalizei: Quero esse namorado para mim! — Como? — não acreditou Luiz Vieira, o chefe da equipe do GLOBO. — Como professor, ora essa! Estás pensando o quê? Não sei amar. Quero aprender! Mas o sortudo não quis saber da gente. — Ele é tímido — justifica Ísis. (Namorados de famosas detestam jornalistas. Querem nos ver mortos. Diferentes de Serra e Dilma, que não nos querem mortos, mas enterrados, de preferência, vivos!) Sabem o que é dominar o jogo e inverter a entrevista? Foi o que a Ísis Valverde fez comigo e com a nossa equipe. Chegamos, todos como velhos babões, sedentos por ver ao vivo aquela beleza toda. Enquanto montávamos o equipamento para a gravação, em cochichos, esquartejávamos virtualmente o corpo da atriz, sem chegarmos à conclusão alguma sobre qual parte era melhor. Depois da aula, seria crime cobiçar a professora. Voltamos sem as respostas que fomos buscar da personagem da moça. E daí? Que importa a Marcela, se a gente não sabe amar?


4

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 29 de agosto de 2010 TV GLOBO/BLENDA GOMES

ZEAN BRAVO

á uma semana no ar, a nova temporada de “Malhação” não apresentou ao público apenas um punhado de rostos jovens e desconhecidos. A escalação do elenco adulto também chama a atenção ao reunir atores já experientes em novelas, como Helena Ranaldi e Ailton Graça, e outros nomes respeitados dos palcos, como Sandra Corveloni, Ranieri Gonzalez e Inez Vianna. Vencedora do prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes de 2008 por “Linha de passe”, de Walter Salles e Daniela Thomas, Sandra repete na TV o papel de mãe da periferia. Mas as semelhanças param por aí. — São duas mulheres completamente diferentes — afirma a atriz, de 45 anos, atualmente em cartaz com a peça “Side man”, em São Paulo, mas ainda pouco acostumada ao trabalho no vídeo. — Depois do filme as coisas foram acontecendo. Já havia feito teleteatro na TV Cultura e fui chamada para uma participação na série “Força-tarefa” — conta. Sandra conta que o seu primeiro dia de gravação, em que fez apenas duas cenas numa locação externa, lhe deu uma falsa impressão de como seria o trabalho em “Malhação”. — Já no dia seguinte encarei 20 cenas em estúdio e vi como era. Por isso tive um pouco de receio ao receber o convite, por não ter muito a prática dessa linguagem televisiva — admite a atriz, que interpreta agora a dona de casa Lurdes, mãe dos adolescentes Pedro (Bruno Gissoni) e Theo (Ronny Kriwat). Apesar de já ter feito novelas (“Força de um desejo” e “Esperança”) e minisséries

H

TV GLOBO/JOÃO MIGUEL JUNIOR

Helena Ranaldi vive Teresa, diretora do colégio da trama adolescente

Mais conhecidos dos palcos, Sandra Corveloni e Ranieri Gonzalez contracenam com o novato Bruno Gissoni

TURMA GRADUADA (“JK” e “Um só coração”), o curitibano Ranieri Gonzalez também se considera pouco acostumado ao universo da TV. O ator de 39 anos, que faz o pedreiro Geraldo (marido de Lurdes), quer investir mais no vídeo. — Fiz outras coisas na TV, mas sempre voltava para Curitiba porque gosto de morar lá. Mas agora quero me mudar para o Rio para me dedicar mais ao vídeo. Estou reaprendendo a fazer televisão agora — diz Gonzalez, em cartaz com a peça “Vida”, da Companhia Brasileira de Teatro. Com mais de dez novelas — muitas exibidas no horário nobre —, Helena Ranaldi experimenta agora a abordagem adolescente da trama, que nesta temporada ganhou características de folhetim. A atriz de 44 anos faz Tereza Marins, diretora do colégio Primeira Opção que irá se envolver com o professor Antônio, papel do rapper MV Bill. — Criei um perfil no Facebook para divulgar uma peça e comecei a perceber que meu público é mais adulto. Já a energia do elenco é outra, com uma galera que não está com nenhum tipo de vício da profissão e nem chega com aquele ego todo querendo disputar com os colegas — compara Helena. Revelado como o Maradona de “Viver a vida”, o argentino Mário José Paz interpreta o técnico de futebol André Farnel, um papel cômico. Quem também tem a função de arrancar risadas do público nesta temporada de “Malhação” é Ailton Graça. O ator interpreta o figuraça Seu Pintinho, dono do bar Botecão e da república que funciona no segundo andar do estabelecimento. — Queria dar um tempo dos personagens

cômicos, mas quis estar presente nesta fase da “Malhação”, que aborda temas como inclusão e traz um número maior de negros no elenco — explica Graça, de 46 anos. Assim como seus colegas, o ator contracena bastante com os jovens. E garante não se enxergar numa posição desigual por conta disso. — Esses novos atores parecem ser mais maduros em vários aspectos, até mesmo na interpretação — elogia Graça: — Eu também vou aprender com eles. TV GLOBO/ALEX CARVALHO

ELENCO ADULTO DA NOVA TEMPORADA DE ‘MALHAÇÃO’ MESCLA NOMES CONHECIDOS DA TV COM ATORES VINDOS DO TEATRO TV GLOBO/RENATO ROCHA MIRANDA

Mário José Paz e Ailton Graça interpretam os divertidos André Farnel e Seu Pintinho


revista da tv

Para a trama envolvendo as personagens Jane (Gisele Fróes) e Vanessa (Marina Ruy Barbosa) em “Escrito nas estrelas”. O conflito e depois a aproximação das duas foram muito bem-construídos,com um texto emocionante e boas interpretações.

10

Para o quadro “Amy Winehouse de férias”, do “Pânico no TV”. Já cansou o público e parece ter cansado até os humoristas que não têm uma ideia nova.Dia desses,o ator que imita a cantora apareceu espumando de raiva,literalmente.Muito bobo.

0

»EM PAULÍNIA...

Juliana Didone está rodando “Colegas”, de Marcelo Galvão.O filme é sobre três jovens com síndrome de Down que fogem do internato onde moram para conhecer o país de carro.

»RADICAL

Há dois meses,Carolina Oliveira,a Gabi de “Ti-ti-ti”, descobriu um novo hobby:o skate.A atriz,que posou para o Ego (www.ego.com.br),contou que já domina algumas manobras.E guarda segredo sobre o lugar onde anda para a pista não ficar cheia.

ELIZABETE ANTUNES (INTERINA)

GUSTAVO STEPHAN

CONTROLE REMOTO

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte MARCOS SERRA LIMA/EGO

Domingo | 29 de agosto de 2010

CRÍTICA ‘MALHAÇÃO’

»CONTINUA

NUMA ILHA

Uma das estrelas de “Lost”, Matthew Fox deu uma entrevista dizendo que as queixas em torno do último episódio foram “aumentadas pela mídia”.Vai ver que ele não usa Twitter.

»PARCERIA

REEDITADA

Otaviano Costa fará a próxima novela de Walcyr Carrasco.

A

]Assim que foi aprovado para um dos principais papéis de“Hair”, Igor Rickli — que o público de TV conheceu como repórter em“A vida alheia”— não pensou duas vezes:pegou um avião para Londres. Passou quatro dias na cidade e assistiu a cinco apresentações da peça.Na foto,ele posa com Gavin Creel (à esquerda),um dos protagonistas da montagem inglesa e indicado ao Tony de melhor ator duas vezes. Os ensaios do espetáculo de Charles Möeller e Claudio Botelho começam amanhã,mas Igor já está treinando: “Estou fazendo canto,ioga e dança.Venho de uma família evangélica,meus pais cantam no coral da igreja em Ponta Grossa,no Paraná.Eu cantava também”,conta:“Estou animadíssimo com ‘Hair’, não penso em outra coisa”.

Protagonista de “Escrito nas estrelas”, Nathalia Dill vai voltar ao teatro ao lado de Camila Pitanga em “Gimba”, peça escrita por Gianfrancesco Guarnieri.A estreia delas será dia 8 de outubro na Festa Internacional de Teatro de Angra (FITA).

»AUDIOLIVRO

A convite da Ediouro,Pedro Bial está gravando o audiolivro “1822”. O livro é de Laurentino Gomes,o mesmo autor de “1808”.

10 0 10

BANDA

Para o pouco aproveitamento de Emiliano Queiroz em “Passione”. Ele é um grande ator e só aparece em cenas superficiais com Marcelo Médici. ZÉLIA MOREIRA DA SILVA: Para os temas abordados em “Escrito nas estrelas”, como a espiritualidade e o relacionamento dos filhos de pais separados.

0

Para o triângulo amoroso entre Melina (Mayana Moura),Mauro (Rodrigo Lombardi) e Diana (Carolina Dieckmann),em “Passione”. Não há química.

10

CAIO JUNIO ALVES DA SILVA: Para novela “Passione”. Ela tem tudo para uma boa trama:humor, história interessante e suspense.

»QUER TER UMA No ar como Amanda, em “Ti-ti-ti”,Thaila Ayala vai estudar música. A atriz fará aulas de canto e guitarra e sonha em formar uma banda.“Só por curtição, nada profissional”, diz.

SÉRGIO PACHECO: Para Fernanda Montenegro,Irene Ravache e Francisco Cuoco,em “Passione”. O trio está dando um show na novela das 21h.

0

Para os flashbacks da novela “Escrito nas estrelas”, que demoram muito e às vezes não têm nenhuma conexão com o capítulo.

Mande suas sugestões de notas dez e zero para o site www.globo.com.br/kogut,leia as susgestões dos outros leitores e discuta com eles se quiser. Todos os domingos serão publicadas três opiniões de internautas.

»ADRENALINA

Diretor de “Araguaia”, Marcos Schechtman é flagrado em ação na locação da nova novela das 18h,em Goiás.Gravando em ritmo acelerado,ele dorme três horas por noite.Quem viu o resultado garante que o esforço está valendo a pena.

JOÃO MIGUEL JÚNIOR

»TRABALHADORA

O que ainda pode ser feito para reinventar“Malhação”? Há quase 15 anos no ar,a atração já abraçou todos os temas que afligem a adolescência — com exceção daqueles que o manual de Classificação Indicativa do Ministério da Justiça proíbe.Falou-se de gravidez,drogas,aborto, diferenças sociais e morais,enfim...O primeiro cenário,da academia,pobre e sem graça,ficou para trás, substituído por mais de uma escola ao longo dos anos.Houve personagens semieternos,como Mocotó (André Marques) e Cabeção (Sérgio Hondjakoff).Em 1999, Ricardo Waddington assumiu o projeto e operou a maior mudança até hoje.“Malhação”passou a contar com muitas externas,ficou ensolarada e ganhou um upgrade. Veio uma fase de ouro e a história chegou a 40 pontos num final de temporada.Esta semana,estreou mais uma fase,agora a cargo de Emanuel Jacobina e Waddington.O investimento em produção é visível. Além de várias sequências na rua,a cenografia é de primeira linha,com uma casa de festas incrível.Do novo elenco,até agora apenas Dandara Morais (a Júlia) chamou atenção.Não que os atores pareçam fraquíssimos, como já se viu em muitos carnavais. Pode ser que alguém venha a se destacar.Entre os veteranos,Inez Viana e Helena Ranaldi são garantias de bons momentos.Porém,o enredo não tem como fugir dos draminhas de seu público:quem ficou com quem,traições,falsas amigas e amizades verdadeiras e“pra sempre”. Para onde caminha“Malhação”? Inevitavelmente para onde já caminhou.Uma teoria sustentada por pesquisas,entretanto,justifica a longevidade do programa:é o público que fica mais velho e se renova. Sendo assim...

5


6

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 29 de agosto de 2010 MARCOS ALVES

ENTREVISTA / MARÍLIA GABRIELA - APRESENTADORA

Há pouco tempo, parti dro da Gabi Herpes,no“ Você ri de si mesma?

CLARISSA FRAJDENRAJCH

Sempre. Aliás, o que dos meus amores é quan ri de mim. Isso acontec (Reynaldo Gianecchini) rir dele também. O Zeca dos meus filhos, até hoje não me levo a sério. A e gero em torno de mim me um círculo social em que soas falam comigo como me dando entrevista e e vá ser inteligentíssima.

manhã, às 22h, ao estrear no “Roda viva”, na TV Cultura, entrevistando o empresário Eike Batista, Marília Gabriela terá conseguido a façanha de estar no comando de três programas ao mesmo tempo — os outros são “Marília Gabriela entrevista”, no GNT, e “De frente com Gabi”, exibido pelo SBT. Sua missão não é das mais fáceis: usar o prestígio conquistado em 40 anos de carreira para renovar a cara do tradicional carro-chefe do canal e, assim, atrair a audiência. Poucos dias antes de encarar o desafio, em sua casa, Marília nem se abala e tão pouco acha que vai se “esgotar em trabalho”. A jornalista — que carrega na bolsa a carteira profissional de atriz — é uma fábrica de fazer perguntas, capazes de interromper até aquele minutinho de paz, antes de se deitar na cama. É o curto espaço de tempo que ela dedica a questões existenciais do tipo “que solidão!”, para logo pegar no sono. Afinal, aos 62 anos, sabe que não tem do que se queixar: pode tirar proveito da curiosidade que desperta nos homens (no seu caso, principalmente, os rapazes), é uma mulher bemsucedida e exibe, como ela define, “uma caixa mais jovem do que deveria estar”. Por essas e outras, Marília acha melhor rir de si mesma.

A

Como veio o convite para o“Roda viva”?

O João Saad me ligou para um almoço e eu pensei: “Ele não vai me convidar para outra coisa porque sabe que eu faço dois programas”. Mas, quando fez o convite, aquilo me pareceu natural. Nem pensei em negar, mas perguntei coisas práticas. Queria saber se ia modernizar o programa; se podia contar com dois jornalistas fixos; se era possível diminuir a bancada para não ficar aquela confusão de todo mundo falando; se ia tirar o público, mudar o cenário e colocar o entrevistado no nível dos entrevistadores. Ele topou tudo. Mas, como já tinha um contrato com outra emissora na TV aberta, o SBT, precisava conversar com eles antes, que não viram problema. E como reagiu a diretora do GNT,Leticia Muhana, quando soube do novo contrato?

Sei que teria ficado chateada, mas não soube de que tamanho foi esse abalo. Mas, em seguida, lhe passei um recadinho, dizendo que a questão não passava pela TV fechada e eu iria de qualquer maneira participá-la. Nada que, por favor, abalasse a nossa incrível e tão longeva amizade. Agora,com você à frente de três programas,seus filhos vão precisar marcar hora para encontrá-la?

Que nada! Cresceram comigo trabalhando todos os dias. Em vídeos do “TV mulher”, você vai ver Christiano como ator do Henfil e Theodoro comemorando o Dia da Criança. Um vez, Eurico Andrade me dirigia com Christiano no colo e ele tirou o programa do ar por dez segundos. Imagina o drama. Ele poderia ter acabado ali com a sua carreira.

Ao longo da carreira,vo construir uma imagem dade.Paga-se por isso

Tudo na vida tem um ço que é uma loucura. A tasiam em cima de voc melhor. Eu sou muito ínte de verdade, sujeita a al erros e acertos. Digo a ve camoteio. Admito os prob filhos me acerto. Não es

(Risos) . Já fui muito mais ocupada. Hoje, nem quero me esgotar em trabalho. Guardo as quartas-feiras para gravar no GNT e no SBT e, às segundas, faço o “Roda viva”. Aprendi com o Boni que, depois da invenção do videoteipe, é uma bobagem arriscar a TV em coisas que podem dar errado. Outro dia, soube que alguém telefonou para um programa e mandou no ar “vá tomar no...”. Isso não vai acontecer lá (risos)!

Ao se tornar atriz,se se

Até o último trabalho falava: “Ainda que seja triz, é melhor como jorn são coisas incomparávei há 40 anos. Em outra, há 10 anos são uma carreir atriz, carrego comigo a balho. Ou seja, fui testad

Acredita em inveja alheia? Como se protege?

Isso acontece há tanto tempo. Eu sou muito visível, até demais para o meu gosto. Assim, sou muito visada. Tem gente que pensa: “Por que ela e não eu?”. Mas ignoro na medida do possível. Só não mexe comigo de frente que eu revido como um animal feroz. Sempre fui muito malcriada. Hoje, estou mais doce, mais trancada em casa. Já me arrependi de coisas que fiz na vida, mas não por revidar agressões. Medo não está no meu repertório. Você,que parece tão segura,se arrependeu do quê?

Onde está a sua vaidad

geração que rompeu com tudo e ainda não conhecia a fórmula ideal, se é que ela existe. Fui morar na Europa e deixei Theodoro e Christiano, ainda pequenos, aqui. Que loucura! Privilegiei o trabalho e também tinha um santo marido que me apoiou. E trabalho não está mais à frente da

deitar, em que penso: “Por quê? Que solidão!”. Um minuto antes de pular da cama de novo, eu falo: “Para quê? Que solidão!”. Tenho essas questões existenciais que me afligem. Esta condição de se questionar o tempo inteiroecarregarculpaémuitofeminina?

Houve um tempo em q tá na minha inteligência sou vaidosa da saúde, qu com uma caixa mais jov veria estar. Pode olhar, se estou bem... Só que antes to eram um mármore. Fa do da alimentação, não c sa. Às vezes, quando o ta

EM TODOS OS LUGARE De tantas coisas, relacionamentos... Mas nenhum dos meus três casamentos! Digo em relação a homens com os quais tive algo e para quem hoje não daria a mão. Tenho culpa em relação aos filhos. Talvez devesse ter sido mais presente quando eram menores. Não está convencida de que não havia saída?

Sempre tem uma saída, mas sou de uma

vida pessoal?

Não mesmo. Se aceitei todas essas ocupações profissionais foi pensando no bem-estar dos filhos, que, para que isso aconteça, a mamãe precisa estar equilibrada. Eu tenho uma profunda tristeza quando não estou absolutamente ocupada porque minha cabeça é um bocado caótica. Ainda que eu esteja muito ocupada, na hora de dormir eu tenho um minuto, antes de me

As culpas, sim, principalmente em relação à maternidade. Duvido que tenha mudado. Tanto que muitas mulheres escolheram voltar para casa. Com o avanço comportamental, conseguimos trabalhar, mas continuamos lidando com essa culpa ancestral de estar largando a cria para se ocupar de outras coisas. Mas, ainda assim, foi positivo. No geral, viver é engraçado se você não se fizer muitas perguntas.

de dormir passou e depois quês”, me afundo no ch E, profissionalmente, so bem-sucedida. Não me q

Ainda vivemos numa s chista? Como sempre l na profissão?

Nunca me senti a m dos homens. Talvez, por conseguido esse trânsito


revista da tv

Domingo | 29 de agosto de 2010

icipou do qua“Pânico na TV”.

e eu mais gosto ndo um homem cia com Giane e eu morria de (Cochrane), pai e ri de mim. Eu expectativa que e incomoda. Há e chego e as peso se estivessem esperam que eu

ocê conseguiu m de credibili?

raio de um preAs pessoas fanê, no pior e no egra porque sou ltos e baixos, a erdade, não esblemas, eu com condo nada.

entiu julgada?

tinha gente que uma grande analista”. Só que is. Numa, estou apenas 10. Mas ra. Gosto de ser carteira de trada para isso.

de? que diria que esa. Mas, também ue me mantém vem do que dee não disser que a bunda e o rosaço pilates, cuicomo sobremeal minuto antes

ES

s de alguns “porhocolate (risos)! ou uma mulher queixo.

sociedade malidou com isso

mulher no meio r isso, eu tenha o livre tão pre-

FOTOS DE DIVULGAÇÃO

cocemente no universo masculino. Nunca me fiz de donzela, injustiçada. No primeiro debate que fiz, olhei para a esquerda e vi o (Aloizio) Mercadante falando no ouvido do Lula que eu estava protegendo o Brizola, enquanto o Brizola brigava comigo, achando que eu estava tomando o tempo dele. Na hora, eu disse: “Não me venha com essa, não!”. Em nenhum momento pensei: “Não façam isso porque sou uma senhorita”. Enfrentei a problemática feminina, o marido reclamando, os filhos desassistidos, as culpas, os horários, mas nunca com a prerrogativa de que “eu sou uma mulherzinha”. Ser“mulherzinha”é um tanto pejorativo?

Tem gente que se dá bem e eu fico admirada. Não critico de maneira negativa. Eu tive uma amiga que se casou com um milionário. Um dia, me disse: “Homem adora mulher que sofre de cólica menstrual. Então, todo mês eu crio uma. Eles adoram ir para a farmácia comprar Modess”. Nunca mais esqueci.

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

»FIM DA LEI E DA ORDEM Depois de 20 temporadas, chega ao fim uma das mais prestigiadas séries da TV:“Law & order”(ao lado). O Universal Channel exibe nesta terça, às 22h, o último episódio: “Rubber room”.

SERIAIS

Bastou a gente falar mal da atual temporada de “The office”para o FX exibir um belo episódio na semana passada. Enquanto isso,nada da terceira e, talvez,última temporada de “Damages”. O AXN adiou a estreia e nada de remarcá-la.

TÉLIO NAVEGA - GUSTAVO LEITÃO

Alô, torcedores, o Emmy chegou o Fla x Flu da TV.Só assim,com emoção,para descrever a mobilização causada pelo prêmio Emmy,que será realizado hoje em Los Angeles.A premiação máxima da televisão também pode ser acompanhada aqui, pelas torcidas (des)organizadas das séries e minisséries,nos canais Sony e AXN.Em ambos,a cobertura começa às 20h,com a chegada dos convidados e concorrentes ao Nokia Theatre,e segue até a entrega das estatuetas,a partir das 21h.Aqueles que se

É

interessam mais por babados e fuxicos têm cadeira de honra no E! Entertainment, que vai transmitir apenas o lado purpurinado da festa.A partir das 18h, Ryan Seacrest e Giuliana Rancic comentam o look dos famosos e entrevistam celebridades no tapete vermelho atrás de fofocas fresquinhas.Na edição deste ano do Emmy,o comediante Jimmy Fallon comanda a cerimônia,que também terá como apresentadores convidados o trio sangrento de “True

blood”— Anna Paquin,Stephen Moyer e Alexander Skarsgard —,Tina Fey (“30 Rock”) e Laurence Fishburne (“CSI”).No topo da lista,estão a comédia “Glee”(em 19 categorias) e o drama “Mad men”(em 17). Como esta coluna também torce,ao lado, em azul,estão nossos candidatos favoritos. Para não perder o costume,ainda exercitamos o protesto.Cadê “Sons of anarchy”? E “The Big Bang theory”entre as melhores comédias? “Two and a half men” também merecia.

Já fingiu?

Imagina! Implantei pílula para nunca mais menstruar. Só tirei para ter o segundo filho. Mas ser mulherzinha é uma opção e até me parece inteligente ser a frágil, dependente, delicada, que precisa de um dinheirinho para comprar alguma coisa (risos). Toda essa ousadia que transmite vem de berço?

Minha mãe morreu quando eu tinha 14 anos. Teve câncer da cabeça aos pés. Até a sua morte, ela foi severa. Apanhei muito e posso dizer, sem constrangimento, que eu não gostava da minha mãe. Enquanto isso, meu pai era um doce. Hoje, liberada da culpa de não gostar daquela mãe que morreu, eu vejo que a disciplina, a gana, a audácia e a coragem eu talvez tenha herdado, se não dela, no mínimo dessa relação. Ela me obrigava a ser a primeira da classe. Se não fosse, me batia, me deixava de castigo. Isso tem uma ação residual. Aprende-se na base do tapa?

Não diria isso. Com meus filhos eu fui o oposto. Talvez tenha sido permissiva demais, mas eles me amam. Quando (Antonio) Abujamra me dirigiu no teatro, eu tive um embate com ele porque me dizia coisas terríveis. Eu, que já tinha trabalhado com Gerald Thomas e Aderbal Freire Filho, estava acostumada com a delicadeza e disse que não evoluía na agressividade. Hoje, é um amigo querido.

MELHOR SÉRIE DE DRAMA “Breaking Bad”• “Dexter”• “The Good Wife”• “Lost”• “Mad Men” • “True Blood” MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA “Curb Your Enthusiasm”• “Glee”• “Modern Family”• “Nurse Jackie” • “The Office”• “30 Rock” MELHOR ATOR DE DRAMA Bryan Cranston (“Breaking Bad”) • Kyle Chandler (“Friday Night Lights”) • Matthew Fox (“Lost”) • Michael C.Hall (“Dexter”) • Jon Hamm (“Mad Men”) • Hugh Laurie (“House”) MELHOR ATOR DE COMÉDIA Alec Baldwin (“30 Rock”) • Steve Carell (“The Office”) • Larry David (“Curb Your Enthusiasm”) • Matthew Morrison (“Glee”) • Jim Parsons (“Big Bang Theory”) • Tony Shalhoub (“Monk”) MELHOR ATRIZ DE DRAMA Connie Britton (“Friday Night Lights”) • Glenn Close (“Damages”) • Kyra Sedgwick (“The Closer”) • January Jones (“Mad Men”) • Julianna Margulies (“The Good Wife”) • Mariska Hargitay (“Law & Order: Special Victims Unit”)

MELHOR ATRIZ DE COMÉDIA Toni Colette (“The United States of Tara”) • Edie Falco (“Nurse Jackie”) • Tina Fey (“30 Rock”) • Julia Louis-Dreyfus (“The New Adventures of Old Christine”) • Lea Michele (“Glee”) • Amy Poehler (“Parks and Recreation”) MELHOR ATOR COADJUVANTE DE DRAMA Aaron Paul (“Breaking Bad”) • Martin Short (“Damages”) • Terry O’Quinn (“Lost”) • Michael Emerson (“Lost”) • John Slattery (“Mad Men”) • Andre Braugher (“Men of a Certain Age”) MELHOR ATOR COADJUVANTE DE COMÉDIA Chris Colfer (“Glee”) • Neil Patrick Harris (“How I Met Your Mother”) • Jesse Tyler Ferguson (“Modern Family”) • Eric Stonestreet (“Modern Family”) • Ty Burrell (“Modern Family”) • Jon Cryer (“Two and a Half Men”) MELHOR ATRIZ COADJUVANTE DE DRAMA Sharon Gless (“Burn Notice”) • Rose Byrne (“Damages”) • Archie Panjabi (“The Good Wife”) • Christine Baranski (“The Good Wife”) • Christina Hendricks (“Mad Men”) MELHOR ATRIZ COADJUVANTE DE COMÉDIA Jane Lynch (“Glee”) • Julie Bowen (“Modern Family”) • Sofia Vergara (Modern Family) • Kristen Wiig (“Saturday Night Live”) • Jane Krakowski (“30 Rock”) • Holland Taylor (“Two and a Half Men”)

7


8

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

»DEVO,NÃO NEGO

Uma família que toca uma casa de penhores nos Estados Unidos (e recebe coisas como um capacete medieval, creiam) é o ponto central na série “Trato feito”.Estreia hoje, às 21h,no The History Channel.

Domingo | 29 de agosto de 2010

»TODA CURA PARA TODO MAL

Como ervas e produtos fitoterápicos são usados no Brasil? Essa é a pergunta que Drauzio Varella tenta responder em seu novo quadro,“É bom pra quê?”, no ar a partir de hoje,no “Fantástico”.

O QUE VEM POR AÍ

»AU,AU,MIAU,MIAU

Bichinhos de famosos marcam presença na nova temporada de “O encantador de cães”(Animal Planet, terça,22h).Dessa vez,Cesar Millan vai ajudar até o bulldog do casal Ashlee Simpson e Pete Wentz...

TATIANA CORREIA

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

»O MUNDO DO CRIME

Sabe“Law & Order”?“Bipolar”,que estreia no Canal Brasil (quinta,à meia-noite), tem um pezinho lá.Dirigida por Edu Felistoque,a série mostra os dramas psicológicos de policiais que investigam vários assassinatos bem sinistros.

»QUEM CASA...

Redecorar uma casa pode ser complicado quando cada um tem uma visão diferente sobre papéis de parede,cores de tintas e afins.Em “Reforma a dois”, novidade no GNT (sexta,às 18h),casais têm que transformar suas casas e chegar num consenso.Complicado,hein?

DIVULGAÇÃO/ALINE ARRUDA

»EM NOME DA BELEZA

Jessica Simpson é atriz e cantora e,depois de alguns desencontros com a balança,começou a pregar as vantagens da real beleza,fotografando para revistas e permitindo que as imagens não fossem retocadas no Photoshop, essas coisas.É ela quem apresenta o reality show“Jessica Simpson — O preço da beleza”,que o VH1 estreia na quarta-feira,às 22h.Com os amigos Ken e Kacee,Jessica rodou o mundo para falar sobre o tema.Na Tailândia,visitou uma tribo que usa anéis no pescoço.No Brasil,esteve com a rainha das cirurgias plásticas,Angela Bismarchi,e caiu no samba — espia só a foto.

C E NA V I R T UA L þ

O

“Chef a domicílio”, do Discovery Home & Health, aporta no Brasil. No episódio de quinta, às 20h, e no dia 9, o chef brasileiro Rafael Cardoso ajuda duas famílias a prepararem menus caprichados. Nhac!

Você já queria fazer algo na TV? RAFAEL CARDOSO: Nunca tinha pensado nisso, mas foi algo que apareceu com o tempo. Antes fiz alguns testes que não deram em nada...

Como as famílias te receberam? Surpreendemos as duas famílias em dois supermercados de São Paulo. Eram pessoas que se preocupam com cozinha, foi super bacana.

Que pratos você ajudou a preparar? Numa das casas fizemos uma fraldinha grelhada incrível! Na outra, um peito de frango com sautée de abobrinha e queijo de cabra.

DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET

Do contra. Samantha foi ao “Programa Raul Gil”e surpreendeu ao escolher uma música da banda inglesa Muse. Que luxo ser alternativa em rede nacional,hein?

þ

A origem? Só se fala do filme com Leonardo Di Caprio,né? Pois um espertinho lembrou da semelhança de uma das cenas com a abertura da novela “Renascer”. Opa!

þ

Tsc. Constrangimento define o que Simon Cowell e os demais jurados do “XFactor”passaram com esse trio que cismou de cantar “Bad romance”, de Lady Gaga.Ai.


revista da tv

Domingo | 29 de agosto de 2010

Programação de tv InterTV Cabugi/Globo -11 05:35-Santa Missa 06:35-Sagrado 06:45-Globo Comunidade 07:15-Pequenas Empresas 07:50-Globo Rural 08:50-Grande Prêmio da Bélgica de Fórmula 1 10:35-Auto Esporte 10:50-Esporte Espetacular 12:30-Aventuras do Didi 13:05-Os Caras de Pau 13:50-Temperatura Máxima:“Vovó...Zona” 15:41-Globo Notícia 15:44-Campeonato Brasileiro: Guarani x Flamengo 18:00-Domingão do Faustão 20:45-Fantástico 23:15-Domingo Maior:“Indiana Jones e oTemplo da Perdição” 01:25-Sessão de Gala:“O Preço da Coragem” 03:10-Corujão

TV Universitária/Cultura - 5 06:00-Via Legal 06:30-Brasil Eleitor 07:00-Palavras de Vida 08:00-A Santa Missa 09:00-Viola Minha Viola 10:00-A Turma do Pererê 10:30-Esquadrão sobre rodas 11:00-Castelo Rá Tim Bum 11:30-Janela Janelinha 12:00-ABZ do Ziraldo 12:45-Curta Criança 13:00-Um Menino muito Maluquinho 13:30-Catalendas 14:00-Dango Balango 14:30-TV Piá 15:00-Stadium 16:00-A‘ UWÊ: Apresentação:Marcos Palmeira 17:00-Ver TV 18:00-De Lá Pra Cá 18:30-Cara e Coroa 19:00-Papo de mãe 20:00-Conexão Roberto D’Ávila 21:00-Esportvisão 22:30-Nova África 23:00-Cine Ibermedia — Filme:“Uma casa com vista para o mar ” 00:45-A Grande Música 01:45-Doc TV America Latina II 02:50-Curta Brasil

TV Mult tv/Rede TV! - 17 06:00-Ultrafarma 08:00-Tempo de Avivamento 09:30-Pé na Estrada 11:15-Avanti Mídia 1 11:30-Programa Carlos Cunha Show 12:00-Ultrafarma Médicos de Corpo e Alma 13:00-Interligado 13:30-Avanti Mídia 5 14:00-Auto Mais 15:15-Transição Avanti Mídia 3 15:45-Olhar Digital

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Filmes de hoje

Gustavo Leitão

O

primeiro longa de Fernando Meirelles em língua estrangeira tinha tudo para cair no abismo da megalomania. Depois do sucesso mundial de “Cidade de Deus”, o diretor brasileiro estava, como se dizia em antanho, na crista da onda. Foi quando caiu em seu colo este projeto, que originalmente seria de Mike Newell (“Quatro casamentos e um funeral”), filmado em locações espetaculares e com um elenco de nomes de peso. O resultado? Uma obra do tamanho ideal, sem afetações e com a meticulosidade na direção de atores típica de Meirelles. “The constant gardener” (no original) conta a história de Justin Quayle (Ralph Fiennes), um diplomata britânico no Quênia que resolve investigar o assassinato da mulher, Tessa (Rachel Weisz, merecidamente premiada com o Oscar), uma ativista de direitos humanos. Comercial na medida de suas pretensões, o filme também consegue ser politicamente relevante, impressionar pelo vigor da condução e sensibilizar o espectador. Isso não é pouco. “O JARDINEIRO FIEL” (TNT, 2H50m)

16:15-Interligado Tarde 16:45-Super Papo 18:15-Ritmo Brasil 19:00-Belas na Rede 20:45-Momento Pânico 21:00-Pânico na TV 23:15-Dr.Hollywood 00:15-É Notícia 01:15-A Hora e Vez da Pequena Empresa 01:30-Bola na Rede 03:00-Igreja da Graça no Seu Lar 04:00-Super Papo 1

TV Potengi/Bandeirantes - 3 07:00-Mundo Real 07:30-Vida e Missão 08:00-Posso Crer no Amanhã 08:30-A programar 08:45-TV Jam 09:00-Multirio 10:00-Full Motor 10:30-Brasil Caminhoneiro 11:00-Infomercial 12:00-Que Dureza 12:30-Liga dos Campeões EUFA - Magazine 13:00-Band Esporte Clube 15:30-Campeonato Brasileiro: Guarani x Flamengo 18:00-Terceiro Tempo 19:30-O Formigueiro 21:00-Domingo no Cinema: Lua de Mel a Três 22:45-Busão do Brasil 23:00-Barretos 2010 23:30-Canal Livre 00:30-Deles & Delas 01:30-Liliana Rodriguez 02:00-Show Mix 02:30-Espaço Vida Vitoriosa

TV SBT/Ponta Negra - 13 06:00-Aventura Selvagem 07:00-Pesca Alternativa 08:00-Vrum 08:30-Ganhe Mais Dinheiro Com Jequiti 09:00-Clube do Chaves 11:00-Domingo Legal 15:00-Eliana 19:00-Roda Roda Jequiti 19:45-Programa Silvio Santos 00:00-De Frente com Gabi 01:00-Arquivo Morto 02:00-Desaparecidos — Série 03:00-Nip/Tuck (Estética) — Série 04:00-Jornal do SBT

TV Tropical/Record - 8 07:15-Desenhos Bíblicos 08:00-Record Kids 09:30-Domingo de Prêmios 10:00-Record Kids 12:00-Tudo é Possível 16:00-Programa do Gugu 20:00-Domingo Espetacular 00:00-Heroes 01:00-Programação Iurd

Vovó...Zona — Com Martin Lawrence e Nia Long.Comédia.

• RETRATOS DE UMA OBSESSÃO — Com Robin Williams, Connie Nielsen, Michael Vartan, Gary Cole, Dylan Smith. Suspense. Egresso dos videoclipes, o diretor Mark Romanek emprestou ao longa o mesmo apuro estético de seus curtas musicais. Neste suspense de compasso lento, Robin Williams mostra, amém, que não é capaz apenas de viver o sujeito histriônico e irritante ao encarnar o retraído funcionário de uma loja de revelação de fotos obcecado por uma família. TELECINE ACTION, 7h35m.

• O NOME DA ROSA — Com Sean Connery, Christian Slater, Helmut Qualtinger. Suspense. Cheio de demonstrações de erudição, o livro de Umberto Eco foi adaptado com primor para as telas, com narrativa enxuta e direção de arte preciosa. Na história, uma série de crimes misteriosos em uma abadia medieval passam a ser investigados por um monge (Connery) com ares de Sherlock Holmes. TELECINE CULT, 14h50m.

• VOVÓ... ZONA — Com Martin Lawrence, Nia Long, Paul Giamatti. Comédia. Os americanos cultivam um subgênero de comédia protagonizada por negros que, lá, faz o maior sucesso. Aqui, essa usina de estereótipos quase racistas contenta poucos paladares. Martin Lawrence, na pele de um agente do FBI vestido de mulher, é a mais recente “revelação” deste filão feito de caretas e comportamento desabusado. INTER TV/CABUGI, 13h50m. • SE EU FOSSE VOCÊ 2 — Com Glória Pires, Tony Ramos, Cássio Gabus Mendes. Comédia. Nada de novo vem desta comédia, sucesso estrondoso de bilheteria. Calcada na receita clássica de troca de identidades que já pautou centenas de filmes americanos, o filme de Daniel Filho tem como trunfo a presença de Glória Pires e Tony Ramos em cena. O casal volta a trocar de sexo e fazer troça da desigualdade entre os gêneros. Eles se divertem, o espectador também. TELECINE PIPOCA, 11h.

festivais, o filme de Alberto Arvelo, conhecido por suas obras experimentais, foi rodado em apenas sete semanas. Em 1948, com a morte de sua esposa, Tomás Alonso e seu filho James moram sozinhos. A chegada de um forasteiro faz os dois viverem um dilema. TV BRASIL, 23h.

• LUA DE MEL A TRÊS — Com James Caan, Nicolas Cage, Sarah Jessica Parker, Pat Morita. Comédia. Antes do trash-cult “Striptease”, Andrew Bergman dirigiu essa humilde comédia com um elenco de renome. Na história, uma mãe à beira da morte faz o filho prometer que nunca se casará. POTENGI, 21h. • UMA CASA COM VISTA PARA O MAR — Com Imanol Arias, Gabriel Arcand, Leandro Arvelo, Manuela Aguirre. Drama. Recordista de participação em

• INDIANA JONES E O TEMPLO DA PERDIÇÃO — Com Harrison Ford, Kate Capshaw, Ke Huy Quan. Aventura. Segunda parte das peripécias do arqueólogo Indiana Jones, o filme traz o herói vivido por Harison Ford envolvido com o resgate de pedras preciosas roubadas por um feiticeiro. Uma cena ficou na antologia de momentos do cinema: o banquete de pratos nojentos. INTER TV/CABUGI,23h15m. • O PREÇO DA CORAGEM — Com Angelina Jolie, Dan Futterman, Irrafan Khan. Drama. Diretor de “A festa nunca termina”, Winterbottom seguiu sua carreira inconstante com este dramalhão, que conta a história real do jornalista Daniel Pearl, sequestrado e decapitado por terroristas no Paquistão. Talvez o melhor papel da sempre sofrível Angelina Jolie. INTER TV/CABUGI,1h25m.

9


COLUNA DO

Clube do Assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo

DIVULGAÇÃO

Promoções válidas de domingo (29/08/10) a sábado (04/09/10), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

revista da tv

Domingo | 29 de agosto de 2010

A TV DE....

CARMO DALLA VECCHIA

popular Lady Kate,do“Zorra total”,diverte o ator,que muda de canal ao se deparar com qualquer reality show,mas adora os desenhos da“TV Globinho”. Apaixonado por seriados —“Dexter”, “Medium”e“Supernatural”estão entre os seus preferidos —,Carmo Dalla Vecchia está no ar em uma produção do gênero:a série“A cura”, de João Emanuel Carneiro e Marcos Bernstein.A seguir,o gaúcho,que bebe chimarrão durante os intervalos da programação,revela que só briga pelo domínio controle remoto com a sua...cachorra.

A

TV GLOBO/ALEX CARVALHO

10 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Clínica Márcia Ortiz A Clínica Márcia Ortiz desenvolve excelentes atividades aquáticas e psicocorporais. Lá você encontra natação para bebês, desde os 3 meses, crianças, adolescentes, adultos e terceira idade, natação terapêutica para pessoas com deficiência ou patologias variadas, além de hidroginástica, watsu, etc. Esta semana, a Clínica Márcia Ortiz oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante TN, conforme descrição abaixo. Av. Passeio dos Girassóis, 2562, Mirassol Tel.: 3231.1727

50% à vista (dinheiro) nos planos semestrais para alunos novatos em atividades

DIVULGAÇÃO

em grupo de natação de bebê, infantil ou adulto e hidroginástica, incluindo avaliação. Este planos não estarão sujeitos a trancamento de matrícula.

Qual o seu top 5 entre os programas da TV a cabo?

São todas séries: “Lost”, “Dexter”, “Medium”, “Fringe” e “Supernatural”. Com qual personagem de seriado você se identifica?

Felix (Jack Lemmon) em “Um estranho casal — A Série”.

Você chora diante da TV?

existe para mim.

Sim, quando assisto a filmes. Chorei muito com “2 filhos de Francisco”.

Quando você briga pelo controle remoto?

E o que faz você rir?

Quando minha cachorra resolve destruí-lo.

A Lady Kate(personagem da atriz Katiuscia Canoro) do “Zorra total”.

O que faz nos intervalos?

Bebo chimarrão.

Na hora da insônia você vê...

O Espaço Corpomente convida você a conhecer suas atividades e usufruir de sua ótima localização e da flexibilidade de horários, tudo em um ambiente muito agradável. Esta semana, o Espaço Corpomente oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, na yôga, massoterapia, fonoaudiologia, fisioterapia, meditação dinâmica e terapia da respiração. Rua Mipibu, 338, Petrópolis Tel.: 3221.5502/3221.0653

50% à vista (dinheiro) yôga, massoterapia, fonoaudiologia, fisioterapia, meditação dinâmica e terapia da respiração.

■ As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■ Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção,o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■ Contatosparacredenciamento:Depto.deMarketing.Tel.4006-6100,R.6262. ■ e- mail.mkttn@terra.com.br; clubetribuna@digizap.com.br

Programa de culinária ou sobre viagem?

Taí um problema que não

“Twin Peaks”.

Culinária

Qual a melhor reprise da TV?

Novela ou telejornal?

“Os normais”. Desenho animado preferido.

Tico e Teco. Qual programa você vê, mas tem vergonha de admitir?

“TV Globinho”, de desenhos. Quando muda de canal?

Quando passa reality show.

Novela. TV GLOBO/FREDERICO ROZÁRIO

Espaço Corpomente

Sente falta de alguma série?

Novela inesquecível.

“A favorita”. Cena de novela marcante:

A homenagem a Jardel Filho em “Sol de verão” (no último capítulo, o elenco lembrou o ator, que morreu durante a trama, em depoimentos).


revista da tv

Domingo | 29 de agosto de 2010

PRIMEIRO PLANO

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 11

VALÉRIO ANDRADE

O espírito, o amor, o ciúme

C

om a ação localizada em dois planos, no real e no espiritual,Escrito nas Estrelas está desenvolvendo uma fascinante relação entre vivos e mortos.Além disso,ainda existe o reencontro de vidas passadas na atual reencarnação.

EMOÇÕES PÓS-MORTE No dia em que morreu,Daniel (Jayme Matarazzo) conheceu Vitória (Nathalia Dill),e, subitamente,viu-se tomado por forte atração pela fugitiva favelada.Por ainda se achar preso as emoções terrestres,no campo espiritual este amor floresceu,aumentando a sua revolta por ter precocemente morrido. As frequentes vindas de Daniel à Terra, acompanhado do seu Anjo da Guarda,Seth (Alexandre Rodrigues),é um recurso ficcional que possibilita a sua coorporificação visual.O seu amor por Vitória/Viviane é um sentimento que persistirá enquanto Daniel não se libertar dos laços e das emoções terrenas.

TATIANA CONTREIRAS

entrada no cotidiano de três irmãos completamente diferentes e que tentam tirar o estabelecimento da família da bancarrota, pode-se dizer que “Open bar”, série que estreia hoje, às 22h, no Multishow, tem um quarto protagonista: a agitada vida noturna da Lapa, bairro boêmio do Rio. Foi lá, no Bar da Ladeira, que o programa de 13 episódios foi gravado. Mas também foi de lá que o roteirista Álvaro Campos, ex-sócio da casa, tirou as histórias que cruzam os caminhos de Angélica (Karen Coelho), Babú (Silvio Guindane) e Rafa (George Sauma). — Muitos casos foram tirados dali. O do policial militar que não quer pagar a conta porque é policial, o da prostituta que se passa por cliente para laçar marmanjos desavisados, barmen disputando quem pegava mais mulheres, malandrões do samba que não eram tão malandrões assim, fiscais de milhões de coisas aparecendo no meio da madrugada... A vida do bar foi o pano de fundo perfeito para as histórias que pretendíamos contar — diz Campos, que repete com o diretor Pedro Antônio a parceria de “Os bu-

C

RODRIGO SENA

O CONFRONTO PAI E FILHO

aos 26 anos,ao dar a luz ao filho do casal. A despeito das evidências corporificadas em sonhos e flashes da memória espiritual regressiva, Ricardo, que é cético e cerebral, não acredita que esteja sendo aprisionado pelo passado.

Não importa que Daniel – embora essa revelação lhe seja emocionalmente aflitiva – tenha sido gerado pela mãe,Francisca (Cassia Kiss),fora do matrimonio.Para Daniel,Ricardo (Humberto Martins),é o seu verdadeiro pai, mas o desencontro que havia entre ambos estava relacionado com algo acontecido em outra encarnação.Esse antagonismo,agora existente apenas por parte de Daniel,tem dupla origem:a da vida anterior entre ambos é atualmente alimentada pelo ciúme crescente de saber que o pai está apaixonado pela mulher (Viviane) que ele continua amando,no plano espiritual.

O SUSPENSE ROMÂNTICO

O NOVO REENCONTRO Pouco a pouco,Elizabeth Jhil foi revelando o que se passou em Toledo,Espanha,entre Ricardo e Viviane.Já sabemos que foram casados,eram felizes,mas que ela,então chamada Valentina,morreu,precocemente,

Viviane (Nathalia Dill): o aniversário será uma despedida da vida?

Não é por mera coincidência que Viviane completou 26 anos às vésperas da consumação da gravidez pós-morte de Daniel.Com essa coincidência,surge a dúvida: o que lhe acontecerá agora? Por sua vez,Ricardo,embora esteja apaixonado pela nova Valentina,acredita que se libertará desse amor casando-se com Jane (Gisele Fróes). Ricardo é o personagem mais complexo da novela – e,em sóbria composição,contenção gestual e verbal,Humberto Martins está tendo excelente interpretação.

O COTIDIANO DE TRÊS IRMÃOS É O MOTE DE ‘OPEN BAR’, SÉRIE QUE COMEÇA HOJE NO MULTISHOW

ABRINDO A CONTA ANA BRANCO

Sauma, Karen e Guindane: o trio conta que se divertiu durante as gravações na Lapa

chas”, série da Oi TV que já vai para a terceira temporada. — A ideia de “Open bar” veio totalmente dessa experiência. O lugar era lindo, espaçoso e desde que tinha entrado na aventura de investir num bar, pensava em gravar alguma série ali. Ia ser a união de duas paixões. Pena que o bar faliu antes disso... E a falência real do boteco que

na ficção pertence a Tony (vivido por Tony Tornado) inspirou o ponto de partida da série. Depois de sua morte, Angélica, Babú e Rafa têm que se unir para quitar as dívidas e tentar manter sua herança. Seria fácil se Angélica não fosse uma estudante de Medicina recatada e religiosa, se Rafa não fosse um nerd que não pega ninguém e se Ubal-

do, o Babú, que já ajudava o pai nos negócios, não tivesse feito uma promessa bizarra. — Babú se sente culpado: quando o pai ligou, precisando de ajuda, ele estava em um motel. Então prometeu não pegar ninguém até levantar o bar. Mas a série não é politicamente correta: os personagens piram e a gente sempre improvisa. E Babú, claro, praticamente quebra a promessa — adianta Guindane, de férias na Record e atualmente dedicado ao teatro e à divulgação do filme “5x Favela, agora por nós mesmos”, que estreou neste fim de semana. O politicamente incorreto que Guindane elogia de fato tem lugar cativo na série. E disso George Sauma, que se destacou como Tatalo em “Toma lá, dá cá”, na Globo, entende bem. O moço, amigo de Gregório Duvivier e Rafael Queiroga, foi indicado para “Open bar” por se encaixar no quesito “moleque cara de pau”. Acabou virando Ra-

fa, que tenta se espelhar no ex-pegador Babú. — Acabei de passar por esses momentos, essas paranoias de primeira vez que o Rafa tem. Mas a segunda é sempre melhor, né? — brinca o ator, que se divertiu durante as gravações. — Gravávamos das 8h às 20h e já cedo rolava uma maluquice forte na área. Às 7h30m ainda tinha gente bebendo cachaça! E como eu frequento muito a Lapa, o Circo Voador, às vezes esticava e já ficava por ali, emendava. Com pouca experiência na comédia, Karen Coelho diz que está se acostumando a carregar nas tintas com Angélica. Vinda do teatro e com passagem por uma novela, “Ciranda de pedra”, a mocinha da série está bem longe de ser uma criatura normal. — Angélica descobre que tem vocação para a Urologia, mas como é superreligiosa acha que é uma profissão do pecado. Mas ela não é certinha — conta Karen, que gravou cenas na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Uni-Rio), em meio a cadáveres e ossos, e se divertiu por ter Tony Tornado como “pai” na trama: — Ele contava histórias dos festivais, do tipo “meus adversários eram só gente ruim: Tom Jobim, Chico Buarque...”.


Revista da tv 12

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 29 de agosto de 2010 TV GLOBO/RENATO ROCHA

MIRANDA

REPAGINADO, ‘HIPERTENSÃO’ ESTREIA NA GLOBO COM PRÊMIO DE R$ 500 MIL E GLENDA KOZLOWSKI NO COMANDO TATIANA CONTREIRAS

perdrenalina é a palavra que reado ção edi meia a segunda que o”, nsã rte lity show “Hipe gra pro de de volta repaginado à gra aint qu de rtir mação da Globo a pa ma, então feira. Em 2002, o progra rgo, trama Ca apresentado por Zeca ipantes rtic pa s zia a cada semana sei icais, rad ora s que encaravam prova prêum de sca ora nojentas, em bu uass em qu , ora mio de R$ 50 mil. Ag a nd Gle é o açã me o comando da atr 16 os tar en ori Kozlowski, que vai resistêncompetidores em tarefas de Buenos em s da cia e coragem grava que vai al, fin Na Aires, na Argentina. o, apeeir Jan de ser gravada no Rio undo seg o — l mi nas um leva R$ 500 tero e l mi 100 colocado recebe R$ l. mi ceiro fica com R$ 50 o muEntre os oito homens e oit , os ção du pro a lheres selecionados pel en am tic pra s ma perfis são variados, pre m bo um e e te todos têm o esport per a , Rio Do . paro físico em comum a tic pra os, an 30 , sonal trainer Manu enquanwakeboard, escalada e skate, a jiu-jitlut , 27 to o gari Marcão, de puta pedis na á su. Até uma miss est rFe ha lo prêmio: a gaúc nanda, de 30 anos, que venceu o Miss Brasil em 2007. No meio de tantos i atletas, Glenda diz que va ra pa — estar à vontade nalista se quem não se lembra, a jor 80 como os an s destacou no fim do a com o ad um bodyboarder. Acost edita, no acr ela , universo esportivo strar um mo der entanto, que vai po nsão”: rte ipe “H o outro lado seu com l é cope pa u me l, — No telejorna u invo o”, nsã rte municar. No “Hipe treen de ma gra termediar um pro line ras stu po as tenimento. São du

A

co Glenda diz que o públi seu r vai conhecer melho o temperamento na atraçã

permane(ainda que mais leve) deve o”. nsã cer na volta do “Hiperte os dter — Em cada programa em os, am dig a, uas provas radicais e um o vã s ele s ira de nojo. Nas duas prime na e , res pa ou trabalhar em grupos mente, paúltima o bicho pega, literal a episócad ra três deles. Assim, em plica o ex — dio, um será eliminado reado fil per diretor, que ressalta o r” ipe “H o er lity: — Escolhemos faz vide is ma é porque a pegada dele ar difedeoclipe, é jovem, vai ter um exibido sen á rente de tudo o que est tem os, tic tás do. Os desafios são fan ens. ag im em o muita produção e é ric tan sem to du A ideia era fazer um pro ou ” ite lim o “N to sofrimento como o . provas do tipo “Jogo duro” 16 desaos tre A convivência en ada no str mo fiantes também vai ser “Big do rio trá programa. Mas ao con cojá s çõe cri ins Brother Brasil”, cujas ecasp o é o nã e meçam no dia 10, ess Du o. içã pet to fundamental da com na mi To na an rante a semana, Geov tar en res ap i va , ga, do “Vídeo show” novidadiariamente flashes com as des do reality. nsão” é — Na verdade, o “Hiperte ia: eênc viv con mais leve no aspecto piso, lux com a les ficam em uma cas são , vez sua r po cina... Mas os desafios, . ho nin Bo diz — muito mais radicais a nd Gle , ma gra Para assumir o pro uri fig cou tro o Kozlowski diz que nã seu , rgo ma Ca nhas com Zeca que antecessor na função, mas iun no e str me Pedro Bial foi seu . ws sho verso dos reality o — Conversei muito com Ele . em ag gu lin a Bial sobre ess as foi um parceirão durante me e o, nd Mu do Olimpíadas e a Copa ”, e aos dobém — depois de “A grande família ajudou muito desta vez tam , os 16 com udou est bém tam mingos, após o “Fantástico”) conta Glenda, que s eliminatólizei Uti — : res ido petidores passam por prova os perfis dos compet 2002, uma al ion fiss pro gem rias. Vale lembrar que, em não só a minha baga ar um singelo aest is po , na ma delas consistia em encar como também a hu s, quatro bea um tem drinque com seis minhoca rei diante de pessoas e cad e rendeu até um laase qu á Ser souros e uma barata, o qu um perfil diferente. blico de São esse te ran Du . ico uma ação no Ministério Pú boratório psicológ etor da atrarads-g pó a um er Paulo. Águas passadas? Dir programa eu vou faz se do progra. os) (ris ção, Boninho diz que a ba ia uação em Psicolog nto nojinho ma é a ação, mas o mome

A V O R P À S O V NER nalismo, por guagens diferentes. No jor nto maior. me exemplo, existe um afasta vão poas sso Já neste programa, as pe meu jeido is der conhecer um pouco ma ontâesp l rfi pe to. Embora eu tenha um ias. tíc no to en neo, sou repórter, apres éa mo co r lho Agora, vão conhecer me is ma ar fic u vo pessoa Glenda, porque eu os m co r lve vo à vontade, vou me en acontecimentos. às quintas, A cada episódio (exibidos


PARTE INTEGRANTE DO JORNAL TRIBUNA DO NORTE - NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE - LINHA DIRETA DO ASSINANTE NATAL: 4006-6100 - R - 6261

ADRIANO ABREU

Cores da primavera clube do assinante Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 29 de agosto de 2010

Pitanga Doce Collection é moda para quem aprecia leveza, descontração, e looks descolados para as baladas

A cara da primavera está na Girassol Flores, floricultura que trabalha diversas opções, além de presentear e ornamentar

[ PÁGINA 07]

[ PÁGINA 03]

OFERTAS VÁLIDAS EXCLUSIVAMENTE AOS ASSINANTES DA TRIBUNA DO NORTE, DE 01 A 30 DE SETEMBRO DE 2010


2

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Palavra do editor estação mais bonita do ano está na área. Pode-se ver pelos jardins, pelas vitrines das floriculturas, nas praças, e até no visual das pessoas. A primavera influencia todo mundo a ficar mais leve, descontraído, e com uma atitude mais simpática diante do mundo. E a estação das flores também influenciou a edição deste mês do caderno CLUBE DO ASSINANTE, que elaborou um conjunto de opções literalmente “floridas” para animar a vida dos nossos leitores. Tem um pouco de tudo para aproveitar a estação, desde as melhores flores selecionadas, até dicas para deixar o visual em sintonia com a estação, até mesmo uma sugestão de passeio onde a beleza da natureza é o maior atrativo. Também aproveitamos a ocasião para discutir a conscientização ecológica, afinal, é primavera.

clube do assinante

Domingo | 29 de agosto de 2010

Meio ambiente na mente JOÃO MARIA ALVES

A

NOTAS EXPLICATIVAS »Este é um serviço gratuito,oferecido aos assinantes da TRIBUNA DO NORTE pelo Depto.de Marketing com o objetivo de orientá-los na hora de escolher sua opção de compras.As informações contidas no CLUBE DO ASSINANTE foram fornecidas pelas empresas conveniadas.Não nos responsabilizamos pelas mudanças de preços e descontos.

»Os descontos oferecidos pelas empresas associadas e anunciadas são válidos durante o mês de setembro de 2010.A cada mês ocorrem alterações na listagem.

»No caso de assinaturas feitas por empresas, uma pessoa deverá ser nomeada como titular do cartão.

»Nunca saia de casa sem seu cartão. Mantenha-o sempre dentro de sua carteira. Ele significa economia para você e sua família. OS DESCONTOS OFERECIDOS NÃO SERÃO ACUMULATIVOS

Rogério Câmara sugere que se pense no mundo como num lar: deve estar limpo

estação que celebra a beleza e o florescimento da natureza é um momento que, em especial, traz à tona a questão ecológica. A relação é direta. A necessidade da conscientização ambiental é assunto de importância mundial, mas cujas ações podem fazer parte do cotidiano de qualquer pessoa. Pensar global e agir local. Ambientalistas de vários segmentos reafirmam a urgência de mais educação e informação quanto ao assunto. A solução começa como uma iniciativa pessoal. Para o físico, professor, e coordenador do movimento SOS Mangue, Rogério Câmara, a questão é simples. “Você escolhe ter a sua casa limpa ou suja. Não tem fórmula mágica. Qualidade de vida é o que todo mundo deveria almejar”, afirma. Para Rogério, entre os muitos problemas que afligem a natureza atualmente, as queimadas florestais são as mais urgentes. “Sem vegetação perdemos proteção contra o sol, o ar fica mais poluído, há mais poluição sonora e visual,

A

e desperdício de energia. Uma tragédia”, diz. Cuidados mais simples fazem parte do dia a dia, conforme Rogério. Pode-se começar pela economia de água e energia elétrica, como por exemplo, menos tempo no banho e moderação no uso de água; apagar as luzes quando desnecessário, e utilizar eletrodomésticos com parcimônia. “A água é o bem mais precioso dos dias atuais”, enfatiza. ´Quase tudo está envolvido com o cotidiano, como o monóxido de carbono emitido pelos carros, os objetos plásticos, e mesmo o óleo de fritura. São elementos que devem ser reajustados ao meio ambiente, de forma a não prejudicá-lo. O biólogo Gilvan Cassiano há quatro anos desenvolve um trabalho que promove o reaproveitamento de resíduos de óleo e gordura de fritura. Esse ingrediente – nocivo dentro e fora do corpo – é transformado em sabão, beneficiando comunidades e o meio ambiente. Gilvan segue recolhendo o óleo inútil das residências e fazendo oficinas de reciGerente de Marketing :Andreia Barandas Editor : Carlos Peixoto Repórter:Tadzio Yuri Atendimento aos assinantes: Cibelle Ribeiro, Mayara Vieira e Alexsandra Borges

clagem em escolas, entidades e interessados em geral. “São restos que sujam e prejudicam. É uma iniciativa que pode e deve se estender a vários segmentos”, afirma. Gilvan também alerta sobre a contaminação dos lençóis freáticos, causada pelos despojos dos esgotos clandestinos, o desmatamento de mangues, e demais resíduos indevidos – como a do óleo de cozinha. São cuidados que também levam ao tratamento do lixo, cuja seleta coletiva ainda não se tornou popular como deveria. “Separar materiais orgânicos e sintéticos é a base de tudo. A questão do plástico ainda é algo a ser muito debatido”, diz. Apesar do problema real e urgente, os ambientalistas celebram o fato de que hoje em dia se fala e se discute mais o assunto do que antigamente. “Há muitas instituições que fazem campanhas de alcance global, que alertam sobre as mudanças climáticas e as consequencias para o mundo. O planeta Terra é a nossa casa, e devemos cuidar bem dela”, conclui o biólogo. End.:Av.Duque de Caxias,106,Ribeira CEP:59010-200. Fone:4006-6100 R-6261-6262 E-mail:clube@tribunadonorte.com.br Fax:4006-6121 www.tribunadonorte.com.br/clubeassinante.php


clube do assinante

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Diversão

3

ADRIANO ABREU

Lazer

» BIG BLUE PARQUE AQUÁTICO Av.Brigadeiro Paulo Salema s/n,Praia de Búzios Tel.(84) 3239-2118 Desc.:20% à vista na entrada do parque,limite de até 05 pessoas por assinante. » DANNY’S PARK Av.Senador Salgado Filho,2233 Lagoa Nova–Shopping Via Direta Tel.:3206 – 1000 Av.Dr.João Medeiros Filho,2300 Loja 07 Potengi–Shopping Estação Tel.:3614-3710 Promoção:Compre R$20,00 em créditos e ganhe mais R$25,00 em bônus para brincar a vontade de domingo a domingo. Bônus válido para máquinas de vídeo game simuladores,brinquedos coletivos e Kid Raidem (para participar o assinante terá que adquirir o cartão do Park no valor de R$1,00).www.dannyspark.com.br » DUNNAS BOLICHE Av.Dos Ipês,2685 Neópolis Tel.:3207-6924 Desc.:20% à vista nos jogos de boliche (não inclui alimentação e jogos eletrônicos). www.dunnasboliche.com.br KURT KART Av.Prudente de Morais,5163 Lagoa Nova Tel.:3082-3200.Desc.:20% à vista ou a prazo no aluguel de kart. www.kurtkart.com.br

» MA-NOA PARK Av.Ponta dos Anéis,s/n Praia de Maracajaú Município de Maxaranguape/RN Tel.:(84) 3211-2140.Desc.:20% à vista ou a prazo na entrada do parque,na aquisição do passaporte Classic Ma-Noa Park e no passeio de catamarã aos parrachos de Maracajaú (Assinante + 3 pessoas).

» MARINA BADAUÊ Av.Deputado Márcio Marinho,s/n Praia de Pirangi do Norte/RN Tel.:(84) 3238-2066 Desc.:50% à vista na entrada inteira para os passeios de barco (Assinante + 4 pessoas). Crianças até 5 anos não pagam e de 6 a 11 anos pagam meia entrada.Reservas antecipadas. » TAVERNA PUB MEDIEVAL BAR Rua Dr.Manoel Augusto Bezerra de Araújo,500 Ponta Negra Tel.:3236-3696 Desc.:20% à vista (dinheiro) na entrada do Pub. » TOA TOA PASSEIOS NÁUTICOS Rua Manoel Avelino Sobrinho,665 Ponta Negra Tel.:3088-1833.Desc.:20% à vista no passeio de barco no Rio Potengi (pôr-do-sol),saídas às 16h do Iate Clube,mediante reserva antecipada.

Floricultura tem dicas de ornamentação e presente, entre margaridas, rosas, gérberas, lírios e outras mais

Um jardim de opções oda floricultura fica mais bonita quando a primavera chega. A Girassol Flores e Jardins deixa sua vitrines e prateleiras ainda mais coloridas com a presença da estação mais florida do ano. Até a clientela passa a querer algo mais das flores, além das tradicionais rosas vermelhas. “A primavera tem flores que a simbolizam bem melhor, e o cliente quer têlas”, afirma a proprietária Lúzia Lopes. Entre os exemplos que melhor simbolizam a primavera, segundo a florista, estão as margaridas. “São a cara da estação e têm várias cores, como lilás, branco, amarelo, salmon, roxa, ferrugem e chá”, lista. Juntam-se a elas as gérberas e as rosas. Para quem quiser ser mais original na hora de presentear ou decorar o ambiente, tem ainda as astromé-

T

educação infantil (nível II ao V).

Educação Creches e Educação Infantil

» CRECHE ESCOLA AQUARELA R.Cel.Auriz Coelho,470 Lagoa Nova Tel.:32060703.Desc.: 20% à vista nas mensalidades da

» LOCOMOTIVA INFANTIL CRECHE ESCOLA BILÍNGUE R.Aveloz,15 Cidade verde,Nova Parnamirim Tel.:3608-5511.Desc.: 20% à vista na matrícula e na mensalidade. Cursos de Idiomas

Girassol Flores e Jardins oferece bastante diversidade em flores e rosas,além de um diverso trabalho na produção de arranjos e decoração lias, lírios, lisiantos, e gradilhos. “Aqui no Nordeste o maior consumo ainda é de rosas, mas já diversificou mais”, acrescenta. Na hora de fazer os arranjos, a idéia é deixar tudo ainda mais bonito. Lúzia conta que se usa, por exemplo, girassóis e copos-deleite com folhagens, papiro japonês, e jasmins, que enfeitam cestas, vasos de vidro e cachepots (papelão decorado). Para deixar o presente ainda mais personalizado, o

cliente pode acrescentar mimos como bichos e corações de pelúcia, cartões com mensagem, porta-retratos, balões e caixinhas. A floricultura também faz cestas de café da manhã, lanches e chocolate, em baús ou cestas de vime. A decoração com as flores e o clima certo também estão garantidos para várias ocasiões. A Girassol cuida de tudo para casamentos, bailes de debutantes, bodas de prata, colações de grau, e também coroas para funeral.

Girassol Flores e Jardins Av.Rui Barbosa,13,Morro Branco.Tel.:3211-0660/Av. Eng.Roberto Freire,3039,Capim Macio.Tel.:3217-6278.

20%

à vista nas flores naturais.

» CNA INGLÊS DEFINITIVO

www.cna.com.br/parnamirim

Unidade I:Av.Hermes da Fonseca,1168 Tirol Tel.:3222.4395 Unidade II:R.Leôncio Etelvino de Medeiros,2835 Mirassol Tel.:3207-8468 Unidade Parnamirim:Av.Senador João Câmara, 134 Centro-Parnamirim/RN Tel.:3645-5062 Desc.:20% à vista ou 15% a prazo nas mensalidades dos cursos de espanhol ou inglês.

» ESCOLAS FISK Unidade I:Rua Mipibu,365 Petrópolis Tel.:3222.7114 Unidade II:Shopping Via Direta,Mirassol Tel.:3206-2711.Desc.:25% à vista ou 20% a prazo nas parcelas dos cursos de inglês e espanhol e promoções para os cursos de infomática.


4

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 29 de agosto de 2010

» LOCOMOTIVA KIDS SCHOOL R.Aveloz,15 Cidade verde,Nova Parnamirim Tel.:3608-5511.Desc.: 20% à vista na matrícula e na mensalidade.

DIVULGAÇÃO

Cursos Profissionalizantes

» IT CURSOS,SUPORTE E SOLUÇÕES Rua Mossoró,576 Sala 19 Tirol Tel.:3222-4866 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo nos cursos e serviços de informática. »MICROLINS Av.Ayrton Senna,1970 Neopólis Tel.:3207-3727 Desc.:35% à vista ou a prazo em todos os cursos,exceto nos cursos Vip. Preparatório para Concursos

»PREMIUM CONCURSOS Av.Senador Salgado Filho,2981 Potilândia Tel.:3234-9923.Desc.:20% à vista ou a prazo nos cursos regulares preparatórios para concursos. Em contato com a natureza: são 30 hectares com bangalôs, quadras de tênis, piscinas, trilhas, e um rio cortado pela ponte

Gastronomia Alimentos Dietéticos

»NUTRE SAÚDE CENTER Rua Ataulfo Alves,1889 Candelária Tel.:3231.5429.Desc.:10% à vista nos produtos e pratos do dia (alimentação light e diet). Bares e Restaurantes

»RESTAURANTE BARRA MARES Av.Cotovelo s/n,Praia de Cotovelo Parnamirim/RN Tel.:3237-2164 Desc.:10% à vista em todo o cardápio.(O desconto é válido havendo consumação de no mínimo uma refeição). » BELLANATAL RESTAURANTE Av.Eng.Roberto Freire,2920 Loja 63 Shopping Cidade Jardim Tel.:3217-4704 / 3217-8760 Desc.: 15% à vista ou a prazo no Self-service no peso e no rodízio de pizzas, exceto bebidas em geral e sobremesas. Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção. » MANARY RESTAURANTE Rua Francisco Gurgel,9067 Ponta Negra Tel.:3204-2900 .Desc.:10% à vista ou a prazo em qualquer produto servido no restaurante do hotel.Horário:11h às 16h e 19h às 23 h. » RESTAURANTE COISAS DA ROÇA BR 304,Km 287 Reta Tabajara Macaíba/RN Tel.:3502-7810/9985-8307 Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio. Chocolates

» MARIA BOMBOM Rua Praia de Búzios,45 Nova Parnamirim Tel.:3208-6392 / 9186-5327 Desc.:10% à vista (dinheiro) nas cestas de

Hospedagem no campo ontato pleno com a natureza é o monte maior do chamado eco-turismo. Além de fazer bem pro corpo e pra alma, é o melhor programa que a primavera pode oferecer. O Tropical Hotel Eco Resort, localizado entre São José do Mipibu e Parnamirim, oferece toda uma estrutura de lazer espalhada por 30 hectares de um espaço que faz o visitante se sentir numa fazenda, desfrutando de toda comodidade que a hospedagem oferece. O resort não trabalha mais com o sistema ‘day use’, agora apenas com hospedagem e eventos. A estrutura conta com mais opções. São no momento 26 bangalôs, que podem comportar de uma a cinco pessoas, dispondo de varanda com rede, televisão, telefone, ar condicionado, frigobar e internet wireless. O restaurante serve comida nacional e internacional. Fora do aconchego, muita ação. O hotel tem duas quadras de tênis, duas piscinas, campo de futebol, salão de jo-

C

páscoa,nos ovos de páscoa a partir de 250g e na encomenda de trufas a partir de 50 unidades.

» SHOWCOFRUTAS Av .Engenheiro Roberto Freire,8790 Praia Shopping–Ponta Negra. Tel.:9481-6183 Av.Prudente de Morais,3720 Hiper Bompreço-Lagoa Nova Quiosque 04.Tel.:9481-6183 Av.Senador Salgado Filho,1756 Supermercado Nordestão–Lagoa Nova Tel.:9481-6183

Tropical Eco Resort,entre Parnamirim e São José de Mipibu, trabalha agora só com hospedagem e eventos, dispondo de um belo espaço natural para relaxar gos, playground, e um salão de eventos para até 300 pessoas. A natureza do local também é amplamente aproveitada. A programação inclui passeio a cavalo e a charrete; trilha na mata de 20 a 30 minutos; tirolesa (ou o “ski bunda”, uma modalidade que virou marca registrada no estado); passeios de caiaque e pedalinho no trecho do rio Cajupiranga que fica no terreno do hotel – e que inclui a travessia da ponte baiana, que vai dos bangalôs até a fazendinha. E pra completar, o

Rua João da Escócia,1515 Mossoró West Shopping, Loja 115 A Mossoró/RN.Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio. Delicatessen

» MAGAZZINO VINHOS E COZINHA Rua Potengi,576 Petrópolis Tel.:3212.1477/3222.4608 Desc.:10% à vista nos vinhos,chocolates e bacalhau. Sorveteria

rio também proporciona um pesque-pague. Diversão completa. O Tropical Eco Resort existe há quatro anos como hotel. Fica a 14 quilômetros de Natal, num espaço cercado de verde, tendo 25% de mata atlântica original preservada, proporcionando ao hóspede uma bela amostra de vegetação abundante e ambiente tropical. Segundo Cesária Santana, gerente comercial do local, o público majoritário é da região Nordeste. Além do Rio Grande do Norte, vêm muitos visitantes da Paraíba e Pernambuco. “Mesmo sendo do estado, o hóspede se sente em outro lugar”, conclui.

Tropical Hotel Eco Resort Rua da Floresta,78,Taborda,São José de Mipibu.Tel.:3645-6660. à vista nas diárias de hospedagem (sobre tarifa balcão). Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

20%

» ORIGINALE GELATERIA Av .Engenheiro Roberto Freire,8790 Loja G03 Praia Shopping Ponta Negra Tel.:9402.5752 Desc.: 10% à vista (dinheiro ou cheque) nos potes para viagem de 1 litro e 500 ml. » MARIA SORVETE R.Marechal Rondon,3505 Loja 01 Candelária Tel.:3086-0817. Desc.:10% à vista (dinheiro) nos sorvetes (somente no peso) e nos sanduíches


Domingo | 29 de agosto de 2010

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Presentes e decoração

Visual para todas as horas A butique de moda feminina Lola quer atingir a partir de agora uma clientela mais diversa em idade e estilo. Há três meses sob nova proposta, a loja deixa o tom mais clássico que mantinha antes, mais adequado a senhoras, e agora investe num vestuário mais eclético, alegre, jovial e descolado . Uma atitude que combina muito mais com a quente e colorida estação das flores. “O público jovem é um nicho que queremos conquistar, pois é bem atento e louco por novidades”, afirma a proprietária Kênia Borges. Para a mulher tem um pouco de tudo entre vestidos, blusas, calças e acessórios, sempre conectados com as principais tendências da estação. Para começar, os vestidos se dividem entre o clássico e o “baladeiro”. Há modelos ideais para casamentos, fes-

A loja de moda feminina Lola muda de estilo e agora quer atingir todas as idades,indo do estilo clássico ao mais jovial e moderno tas e formaturas, e os mais descontraídos, curtinhos, acima do joelho. “Os vestidos curtos estão com tudo. Longos, atualmente, só os mais formais”, acrescenta. As blusinhas estão em malha ou tecido, lisas ou estampadas, em cores fortes, estampas geométricas. Calças? Quem preferir fazer linha mais ‘classuda’ tem as opções em alfaiataria, bem cortadas, e que combinam com tudo; as mais básicas podem recorrer ao bom e velho jeans, com ou sem apliques, em lavagens mais claras ou escuras; e as mais ou-

5

sadas poderão abusar das calças coloridas (vermelhas, amarelas, goiaba), um verdadeiro hit da estação. Os shorts, que podem ser uma peça chique, conforme a forma que for usada, também está com sua tendência estabelecida para a estação, segundo Kênia. Pode-se usá-lo ao estilo “boyfriend”, ou seja, com um visual meio masculino, largado, com o fundo baixo. No terreno de acessórios, vale destacar os cintos, que estão mais largos, coloridos, e continuam sendo usados mais para compor o visual. Lola Av.Afonso Pena,545,Petrópolis.Tel.:3201-2459/8874-2459.

25%

à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja, exceto produtos em promoção. ALEX FERNANDES

» ALÔ AMÉRICA SHOW CASE Av.Rodrigues Alves,930,Loja 11 Espaço América Petrópolis Tel.:3211-2343 Desc.:20% à vista em toda a loja. » ARTE FINAL Av.Afonso Pena,703 Tirol Tel.:3211-5661 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em todos os produtos. » MOLDURA MINUTO Av.Engenheiro Roberto Freire,2920 Shopping Cidade Jardim – Loja 49 Capim Macio Tel.:3207-2235 Desc.:20% à vista (dinheiro) em quadros da vitrine,15% à vista (dinheiro) em serviços de emolduramento e 10% a prazo em até 6x no cartão,parcela mínima de R$50,00.Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção. » SONHO DE PAPEL R.Industrial João Mota,1556 Capim Macio Tel.:9992-4900/ 8862-2969 Desc.:20% à vista nas embalagens artesanais, cartões e caixas de mensagens. » SONHO MEU PRESENTES Av.Hermes da Fonseca,620 Tirol Tel.3201.1933 Desc.:20% à vista (dinheiro,cheque ou cartão) na confecção de colchas de cama e cortinas (mão-de-obra).

Produtos e serviços Cestas, Presentes e Homenagens ao Vivo

» BREAKFAST SABOR DE CARINHO Av.Paulistana,2113 Panatis 1 Tel.:32143521/9987-4450. Desc.:20% à vista (dinheiro) nas cestas de café da manhã. » GM SOM E HOMENAGENS Rua Jandira,809 Bairro Nordeste Tel.:3654-1088/3082-0029. Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os produtos e serviços. Consertos e Ajustes

Butique conta com diversas opções de moda feminina, entre blusas, calças e acessórios, com destaque para os vestidos curtos

(exceto combos).Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

Hotelaria » ANTIBES HOTEL RESIDENCE Rua Eliá Barros,9104 Praia de Ponta Negra Tel.:4009-2700. Desc.:20% à vista nas diárias. www.antibesresidence.com.br

» POUSADA PONTA DOS ANÉIS Av.Enseada s/n (beira-mar) – Praia de Maracajau Tel.:3206-1238/9981-8121 Desc.:20% à vista nas diárias de hospedagem. » TROPICAL HOTEL ECO RESORT Rua Da Floresta,78,Taborda,São José de Mipibú Tel.:3645-6660.Desc.:20% à vista nas diárias de hospedagem (sobre tarifa balcão). Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

Óticas » ÓTICA MASTER Av.Cel.Joaquim Manoel,615 Loja 02 B-Ed. Harmony Medical Center Petrópolis Tel.:3202-1084.Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 15% a prazo em toda a loja.Parcelamento no cartão em até 10x sem juros. Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

» SAPATARIA DO FUTURO Loja I:Av.Senador Salgado Filho,2190 Loja 01 Portugal Center Tel.:3234-1995 Loja II:Shopping Cidade Jardim,Loja 20 Tel.:3217-7527 Desc.:20% à vista em todos os produtos e serviços (Limpeza e consertos de sapatos,tênis, bolsas,cintos,ajustes em roupas, bainhas,etc.) Floriculturas e Paisagismo

» ESTÂNCIA FLORICULTURA Av.Campos Sales,465 Petrópolis Tel.:3201-1705.Desc.:20% à vista em toda loja (não inclui entrega em domicílio).


6

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

» GIRASSOL FLORES E JARDINS Av.Rui Barbosa,13 Morro Branco Tel.:3211-0660 Av Eng Roberto Freire,3039 Capim Macio Tel.:3217-6278.Desc.:20% à vista nas flores naturais.

Domingo | 29 de agosto de 2010

As fragrâncias que curam ADRIANO ABREU

Fotografia, Filmagem e Acessórios

» FAFÁ NOBRE STUDIO R.Inconfidentes,4778 Conjunto Pirangi II etapa Tel.:3217-3804/9981-5640 Desc.:20% à vista no pôster infantil,book infantil e book para grávidas. www.fafanobre.com.br

» ITALY COLOR Shopping Cidade Jardim,loja 7 A Capim Macio Tel.:3217-9098.Desc.:15% à vista nos serviços fotográficos e 10% à vista nos produtos. Lavanderias

» LAVANDERIA PRIMAVERA Av.Rui Barbosa,28 Morro Branco Tel.:3222-9697 R.Princesa Isabel,821 Centro Tel.:3222-6513 Av.Jaguarari,5085 Lagoa Nova Tel.:3606-0827 Desc.:20% à vista na lavagem a seco e lavagens especiais (cortinas,estofados,tapetes) e revitalização de artigos em couro.Delivery grátis a partir de R$40,00.Desconto válido em todos os pontos de atendimento. Papelaria e Livrarias

» RELLICARIUM – PAPELARIA E PRESENTES Av.Afonso Pena,628 Loja 5 Petrópolis Tel.:3211-2300 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

» UNIVERSITÁRIA PAPELARIA Av.Rio Branco,590,Cidade Alta Tel.:3211.2727 Desc.:15% à vista em toda a loja.

Roupa, Bolsas & Acessorios Bijuterias

» TIÊ BIJUTERIAS E PRESENTES Shopping Via Direta,Loja 892,Mirassol Tel.:3206-3850 Norte Shopping,Loja 220,Potengi Tel.:3674-8450 Desc.:20% à vista (dinheiro ou vencimento cartão) em toda a loja.

Loja conta com uma grande diversidade de produtos aromaterapêuticos, com destaque para os florais SaintGermain

aromaterapia tem a sua ação voltada para a saúde, através dos cheiros vegetais da natureza – sobretudo das flores. É o conceito que a Fênix Aromas ajudou a implantar entre os natalenses há seis anos no mercado local. “Há um interesse crescente. O cliente chega à loja e já sabe o que quer. Terapeutas e psicólogos nos procuram, sabem que trabalhamos com qualidade de vida”, explica o proprietário Valdir Salante. Os produtos aromaterapêuticos da Fênix estão na forma de incensos, sprays, velas e óleos essenciais. Um dos destaques atuais são os florais de Saint Germain, um produto de uso oral que possui diversas propriedades, como proporcionar bom sono, alívio de estresse,

A

Bolsas, Calçados e Acessórios

nenhuma outra promoção.

» BAGAGERIE – BOLSAS,MALAS E ACESSÓRIOS

» LE POSTICHE Midway Mall lojas 272/272 A 1º piso,Tirol Tel.:3646-3240.Desc.:20% à vista (dinheiro) nas linhas escolares infantis (exceto produtos em promoção).

Midway Mall loja 144 A 1º piso,Tirol Tel.:3646-3515 Natal Shopping loja 113,Candelária Tel.:3206-8109 Desc.:20% à vista (dinheiro) nas linhas escolares infantis (exceto produtos em promoção).

» COURO E COMPLEMENTOS Loja I :Shopping Via Direta,Loja 711 Mirassol Tel.:3206-2203 Loja II :Shopping Estação,Av.Dr.João Medeiros Filho,2300 Potengi Tel.:3661 -7288 Desc.:20% à vista e 20% a prazo em toda a loja. Desconto não cumulativo com

Moda Feminina

» DUETO MODA FEMININA Av.Jaguarari 1875,Jaguarari Center Loja 13 Lagoa Nova Tel.:3213-2306 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja. » EMÍLIA REIS Av.Afonso Pena,442 A Petrópolis Tel.:3202-

Fênix Aroma trouxe há seis anos os conceitos da aromaterapia para Natal, trabalhando diversos produtos harmonizadores depressão, nervosismo, menopausa, TPM, ânimo, prosperidade e proteção. “O floral engloba qualquer tipo de tratamento, tem uma atuação bem abragente”, afirma. Os cheiros trazem benefícios de várias formas. Os aromatizadores podem ser aplicados em ambientes, roupas, lençóis e toalhas. Há óleos aromáticos; velas aromáticas; loções hidratantes, sabonetes esfolian-

8587/3082-8969 Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

nova LOLA Av. Afonso Pena, 545 Petrópolis Tel.: 32012459/8874-2459 . Desc.: 25% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja, exceto produtos em promoção.

» MALUG ROUPAS E ACESSÓRIOS Av Romualdo Galvão,2100 Loja 06 Lagoa Nova Tel.:3206-4804 Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja.

tes e óleos corporais. O catálogo conta com mais de 50 aromas, que vão do absinto ao hortelã, passando pro cravoda-índia, canela e lavanda, entre outros. A loja também leva seu conceito de harmonia natural para ser visto e ouvido. A Fênix tem CDs com música de efeitos terapêuticos, visando harmonizar o ambiente. Também conta com mandalas, mensageiros do vento, pequenas fontes, leques e massageadores. Fênix Aromas Av. Engenheiro Roberto Freire, 2925, Capim Macio. Tel.:3207-3600.

20%

à vista ou 10% a prazo em toda a loja,exceto florais e chás

» MULIEBRIS Shopping Via Direta,Loja 436 Mirassol Tel.:3234-4323 Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja. » ROSA MORENA Av.Afonso Pena,628 Vila Colonial loja 10 Petrópolis Tel.:3211-7296.Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo nas roupas. » ROSA CHIC Loja I :Norte Shopping,Loja 219 Potengi Tel.:3674-8480.Loja II :Av.Eng.Roberto Freire,8790 Praia Shopping–Loja G 04 Tel.:3219-0443 Desc.:20% à vista em toda a loja, exceto calçados.


clube do assinante

Domingo | 29 de agosto de 2010

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Moda Infanto Juvenil

RODRIGO SENA

» MAMBO JAMBO Av.Afonso Pena,394 Loja 11 Petrópolis Tel.: 3202-1154/3344-4212 Desc.:20% à vista em toda a loja,exceto produtos Kipling. Moda Unissex

» GARAGEM 303 Av.Deodoro,303 Petrópolis Tel.:8821-1322 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja,exceto produtos em promoção. » PITANGA DOCE COLECTION Av.Eng.Roberto Freire,8790 Praia Shopping–Loja H 01 Tel.:3219-0424 Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja, exceto produtos em promoção. » TISSAGE – MODA MASCULINA E FEMININA Av.Sen.Salgado Filho,2190 Portugal Center Loja 11 Tel.:3234-5017 Desc.:20% à vista (dinheiro ou cartão de débito) em toda a loja. » VESTALE COLECTION Av.Prudente de Morais,2936 Loja 07 Shopping Unicenter Lagoa Seca Tel.:3223-5002 Desc.:20% à vista ou 5% a prazo em toda a loja.

Saúde Academias e Clubes

» AABB – NATAL Av.Hermes da Fonseca,1017 Tirol Tel.:3211-4412.Desc.:20% à vista na adesão para sócio e nas mensalidades das seguintes atividades esportivas (para assinantes não sócios):basquete,dança,futebol,futsal, ginástica,handball,hidroginástica,karatê, musculação,natação,tênis,voleibol. » AGEM ACADEMIA Rua Conselheiro Lafayete ,2837 Conj.Pirangi 1ª Etapa Neópolis Tel.:3217.5586 Desc.:20% à vista (dinheiro) em uma das modalidades - ginástica aéro-local, Musculação,jump e spinning

» ACADEMIA DE DANÇA DE SALÃO LA BAMBA Av.Prudente de Morais,1018 Petrópolis Tel.:8886-6352/3223-8358 Desc.:50% à vista nas mensalidades dos cursos de dança. » ACADEMIA DE KUNG FU SHAO LIN Rua Oscar Ramalho de Farias,166 Rosa dos Ventos,Parnamirim Tel.:9401-1989/ 8809-5296 Desc.:20% à vista nas três primeiras mensalidades e isenção da taxa de matrícula (kung fu tradicional,boxe chinês e Shuai Shiao).

Butique tem opções em roupas para homens e mulheres que curtem leveza e descontração na hora de se vestir

Jovem e leve para a moda primavera nos trópicos pode ser tão quente quanto o verão. A moda, portanto, tem que ser jovem e leve como manda o figurino da estação. É para quem se veste com cabeça jovem e descontraída, que a loja Pitanga Doce Collection oferece as mais variadas opções. Há seis anos no mercado, ela está apostando cada vez mais numa linha esportiva, para a “balada”, afirma a proprietária Jânia Araújo. A Pitanga Doce tem opções para mulheres e homens jovens, sempre com o tom descolado como característica. Para elas, há vestidos – que estão justos e curtos, acima do joelho -, blusas, corseletes, tops, jaquetas, e o ‘body’ (espécie de maiô), dando o tom primaveril

A

» TUAREG – Kasa do Oriente (Dança do Ventre) R.Praia de Alagamar,2170 Ponta Negra Tel.: 3219-0029.Desc.:20% à vista nas aulas da dança do ventre.

A Pitanga Doce Collection está há seis anos no mercado,apostando na moda jovem e descolada para quem gosta de sair à noite da temporada. Para complementar, calças e shorts jeans, em várias lavagens. E Jânia acrescenta que, apesar da estação pedir muitas cores, pode-se usar um pretinho à vontade. Junto a elas, muitas estampas de leopardo, e cor laranja. No segmento dos acessórios femininos, tem bolsas, colares e cintos. Eles também não ficaram de fora na hora de expor sua sensualidade para a pri-

Av.Engº Roberto Freire,2925 Capim Macio Tel.3207-3600.Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja,exceto florais e chás. Cabeleireiros

» VOLLEY CLUB Av.Nascimento de Castro,1024 Lagoa Nova Tel.: 3231-1054.Desc.:20% à vista ou a prazo nas mensalidades das aulas de voleibol.

» AERO FOOTBALL CENTER

Artigos Terapêuticos

Av.Hermes da Fonseca,1400 Tirol Tel.:3221.1408 Desc.:25% à vista na escolinha de futebol e 10% à vista na locação de quadras e no futebol para executivos.

» FÊNIX AROMAS (Aromaterapia,Florais Saint Germain e Artigos Fitoterápicos)

» ANNINHA CABELEIREIROS Rua João Lindolfo,836,Tirol Tel.:3216-1980 Rua Potengi,638,Petrópolis Tel.:3216-1981 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo na Kérathermie Personalizada Kérastase e nas Mechas Francesas.

» FRANK CENTRO DE BELEZA Av.Romualdo Galvão 779,Tirol Tel.:3211-1134

mavera. Basta dizer que a camisa do momento são aquelas com o decote em “vê”. É o atual ‘must’ para as baladas – apesar de exigir um mínimo de boa forma para cair bem. Eles também podem usar as camisetas em manga longa, levinhas, para ficar bem na estação. Complementando o ‘look’, uma descolada bermuda em sarja. Está pronto o visual para encarar o sol e o céu azul, com aparência jovem e boa dose de estilo. Pitanga Doce Collection Av.Engenheiro Freire,8790,Praia Shopping – Loja H,01.Tel.:3219-0424.

20%

à vista (dinheiro) em toda a loja, exceto produtos em promoção.

Desc.:20% à vista na cauterização,manicure, pedicure,depilação e escova.

» ROUGE COIFFEUR Rua Seridó,471 Petrópolis Tel.:3222-9946 Desc.:20% à vista na hidratação Kérastase, manicure,pedicure,corte e escova. » SHOP HAIR Av.Senador Salgado Filho,3684 Candelária (ao lado do Natal Shopping) Tel.:3231-1701 .Desc.:20% à vista ou 10% a prazo na hidratação comum,coloração Matrix e mechas.Nos demais serviços 10% à vista (exceto estética).

7


clube do assinante 8

Natal • Rio Grande do Norte Domingo • 29 de agosto de 2010

Clínicas de Fisioterapia Respiratória

ALDAIR DANTAS

»FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA PEDIÁTRICA Rua Tomaz Matias II,156 Nova Parnamirim Parnamirim/ RN.Tel.:3608.0596 / 8816.2989 Desc.:20% à vista (dinheiro) nas sessões realizadas.Atendimento 24H de domingo a domingo e por hora marcada. Clínicas Terapêuticas

» CIRP – Centro Integrado de Reeducação Postural Rua Coronel Costa Pinheiro,1522,Tirol Tel.: 3211.6016.Desc.:20% à vista nas sessões de pilates para reabilitação e fitness,RPG, osteopatia,terapia manual,fisioterapia dermatofuncional,reabilitação cardíaca e pulmonar e fisioterapia para gestantes. » CLÍNICA MÁRCIA ORTIZ (Atividades aquáticas e psicocorporais) Av.Passeio dos Girassóis,2562 Mirassol Tel.:3231.1727 /9481.2979.Desc.:20% à vista em todos os serviços,incluindo a avaliação.Desconto válido para alunos novatos pelo período de até 03 meses.www.marciaortiz.com.br » ESPAÇO CORPOMENTE Rua Mipibu,338 Petrópolis Tel.:3221-5502 Desc.:20% à vista nas terapias.Yoga, massoterapia oriental (shiatsu,ayurvedica,etc), psicoterapia corporal em biossíntese,terapias da respiração,hidroterapia,relaxamento e meditação. Depilação, Estética e Beleza

» REVITALLE ESTÉTICA SAÚDE E BELEZA Rua Dom Expedito,1776 Candelária Tel.:3206.3280.Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os serviços de estética facial,corporal e salão de beleza. » ROSE ESTÉTICA Av.Prudente de Morais,3857 Loja 22 Shopping Natal Sul-Lagoa Nova Tel.:3234-1996.Desc.:20% à vista em todos os serviços (massagem,peeling,depilação,banho de lua,eletrólise,tonificação muscular,etc) » SPA FINA FLOR Av.Senador Dinarte Mariz,4077,Via CosteiraParque das Dunas Tel.:4005-0505 Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os serviços de salão (massagem – tratamento corporal e facial,manicure e pedicure,depilação, corte,escova,penteado,maquiagem e química). Perfumaria, Cosméticos e Drogarias

“Após uma temporada de cabelos longos e chapados, as mulheres querem mais movimento”, diz Anninha

Cabeças ligadas na estação moda capilar também acompanha a leveza e as cores da estação das flores. É o que afirma Anninha, uma das cabeleireiras mais tradicionais e antenadas de Natal, do alto de seus 40 anos de profissão. “Após toda uma temporada de cabelos lisos, longos e chapados, a moda pede agora cabelos mais sensuais, com movimento, liberdade, e o frescor da primavera”, afirma. Cores e cortes que, é claro, nunca abrem mão do glamour. Segundo Anninha, as cabeças mais antenadas da estação estão usando cabelos ondulados, cheios, com volume; alguns, com cachos. Para quem não abre mão de ser clássica, o Chanel curtinho também está em alta. As colorações, segundo a cabeleireira, estão acompa-

A

» YES COSMÉTICS – ALECRIM Av.Coronel Estevam,1139,Ed.Cecom Loja 3 Alecrim Tels.:3211-6216 Desc.:30% à vista ou 10% a prazo nas deocolônias,cosméticos e maquiagens (exceto para revendedoras).

» MANIPULARTE Farmácia de Manipulação e Homeopatia Rua Apodi,559 Tirol Tel.:3222-1900/3222-1901 Desc.:20% à vista (dinheiro ou cheque) na manipulação de fórmulas (ou produtos manipulados)

Veículos Acessórios para Carros

Tradicional Anninha Cabeleireiros continua antenada com as tendências da moda capilar e tratamentos nhando os tons quentes – mas com sutileza. São eles o ruivo, dourado, acajus acobreados e variações de marrom, como o chocolate. “Para quem é jovem, os cabelos curtos estão com tudo”, ressalta. Acompanhando a beleza primaveril dos cabelos, também estão as maquiagens. Anninha destaca a atual febre das unhas coloridas. “Os esmaltes foram os itens mais vendidos do ano passado, e continuam fortes”, afirma. As mulheres estão abu-

sando de unhas com cores cítricas, pink, azul, verde e amarelo – usando tudo em dupla. Os salões de Anninha também ressaltam os cuidados com a saúde dos cabelos. Depois dos alisamentos, ela indica o tratamento ‘k-pak’, ideal para conservar a segurança do cabelo para quem faz mechas e colorações e deseja manter os fios saudáveis. Anninha Cabeleireiros Rua João Lindolfo,836,Tirol.Tel.:3216-1980/Rua Potengi,638,Petrópolis.Tel.:3216-1981.

20%

à vista ou 10% a prazo na Kérathermie Personalizada Kérastase e nas mechas francesas.

» DOM CAR PEÇAS & SERVIÇOS Av.Alexandrino de Alencar,1112 Lagoa Seca Tel.:3211.7501/3222.8611 Desc.:15% à vista nas peças.

Desc.:15% à vista (dinheiro) em todos os produtos e serviços (exceto promoções).

Troca de Óleo, Lava Jato e Revitalização de Pintura

Lavagem Ecológica Estacionamento do Hiper Bompreço Cidade Jardim Tel.:3207-1305/8855-1961 Desc.:15% à vista (dinheiro) em todos os produtos e serviços (exceto promoções).

» CAR SERVICE J.MARQUES Av.Presidente Bandeira,975 Lagoa Seca Tel.:3223-6338/9980-3535

» DRY CLEAN –

Tribuna do Norte - 29/08/2010  

ELIANA LIMA R$ 2,50 ECONOMIA As Dunas do Rosado, do mar e dos icebergs de sal, em Porto do Mangue, em um ensaio fotogáfico para o leitor des...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you