Page 1

» OS CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 3.042 ANÚNCIOS E 18 PÁGINAS

Ano 63 • Número 090 • Domingo, 07 de julho de 2013

FUNDADOR: ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006 EXEMPLAR DO ASSINANTE

FRED VOLTA EM CLÁSSICO

ÍNDIO OLIVEIRA GANHA UMA CHANCE

WALDEMAR LEMOS FAZ CRÍTICAS AO IMEDIATISMO

Principal estrela do Flu, o atacante Fred volta ao time hoje, no clássico contra o Botafogo de Seedorf. Jogo será disputado na Arena Pernambuco. « ESPORTES 3 »

O América parece ter decidido apoiar o atacante Índio Oliveira. Mas, para isso, o jogador terá que morar no CT.

O treinador do ABC, Waldemar Lemos, acredita que um bom trabalho em um clube precisa de tempo para ser realizado. « ESPORTES 2 »

« ESPORTES 1 »

MAGNUS NASCIMENTO

ANDRÉ MOURÃO/AE

Estado não terá concurso para reforçar segurança

ALEX REGIS

tn família

« COPA » O Governo do Estado não terá como fazer concursos para reforçar a PM e a Polícia Civil até a

Pesquisador da UFRN desenvolve aplicativo que ajuda na contagem de células cancerígenas, agilizando diagnóstico da doença. « FAMÍLIA 1 »

revista da tv

Avenida de trabalho, passeio e moradia « MOTORES DO RN » ADRIANO ABREU

CAMILLA MAIA

EXEMPLAR DO ASSINANTE

Aplicativo ajuda a diagnosticar câncer

Copa de 2014. O esquema de segurança exigido para o Mundial terá que ser montado com a ajuda da Força Nacional, PMs remanejados dos serviços administrativos e das corporações de outros Estados onde não ocorrerão jogos. Bombeiros e Iteps também têm dificuldades de pessoal. A boa notícia é que o Estado já recebeu metade dos R$ 70 milhões de investimentos previstos para a segurança da Copa. « NATAL 1 E 2 »

O deputado Gabriel Chalita é um dos palestrantes do Seminário Motores do Desenvolvimento/Educação Básica e Profissionalizante, amanhã, a partir das 8h, no Praiamar Hotel. « NATAL 3 »

Encontro de gerações na série Malhação No ar desde que também era criança, a veterana Isabela Garcia troca ideias sobre a profissão com os colegas mais jovens da minissérie. « RTV 6 E 7 »

« ECONOMIA » Crédito maior esbarra na alta inadimplência do agronegócio

ANDREW MEDICHINI

geral

Com aumento de até 22% na oferta de crédito nos bancos, os produtores traçam planos para recuperar o agronegócio potiguar, mas a inadimplência alta no setor é um obstáculo. A Fetarn defende um plano de renegociação. « ECONOMIA 1 E 3 »

Missa em Aparecida será para 15 mil fiéis O papa Francisco vai celebrar uma missa no Santuário de Fátima, durante a visita ao Brasil, para 15 mil fiéis, no dia 24. « PÁGINAS 12 E 13 »

« POLÍTICA » PT e PSDB não conseguem ampliar espaço no cenário local

colunistas Woden Madruga Histórias e casos do escritor alagoano Graciliano Ramos. « PÁGINA 2 »

Eliana Lima Dentro do PT cresce a convicção de que é preciso ter candidato. « NATAL 12 »

faltam

340

DIAS PARA A COPA

92

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

FALE CONOSCO: PABX: Redação:

Gabriel Chalita faz palestra em seminário sobre Educação

Com sete quilômetros de extensão, a avenida Prudente de Morais é uma das mais longas e movimentadas de Natal. De comércio, bancos e residências, a via tem de tudo um pouco. Inclusive, problemas. « NATAL 9 E 10 » Assinaturas: 4006-6100 Venda avulsa: 4006-6113 Comercial:

4006-6111 Classificados: 4006-6103 Circulação: 4006-6173 Reclamações:

4006-6161 4006-6103 4006-6111

SITE: www.tribunadonorte.com.br REDAÇÃO (pauta): pauta@tribunadonorte.com.br

NO FACEBOOK

facebook.com/tribunarn

Os partidos que dividiram a presidência da República, nas últimas duas décadas - PT e PSDB - têm dificuldades de ocupar a cena política local, com poucos representantes no Legislativo. « PÁGINA 3 » NO TWITTER

@tribunadonorte

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Jornal de WM WODEN MADRUGA [ woden@terra.com.br ]

O jeito Graciliano Na esteira das homenagens que a Festa Literária Internacional de Paraty presta a Graciliano Ramos, tema da conferência de abertura e de várias mesas de debates (hoje, no encerramento, haverá uma em torno do mote “Graciliano Ramos: política da escrita”) citei, na coluna de sexta-feira, o livro de Dênis de Moraes, O velho Graça, a biografia do grande escritor. Cheguei mesmo a afirmar que se trata de um livro imprescindível. E é. Para se conhecer a vida e a obra do escritor e entender o seu jeito de ser, é um livro completo e muito bem escrito. Aqui e acolá tiro-o da estante para as leituras que fazem bem à alma do leitor, proporcionando-lhe um deleite muito especial. No capítulo “A glória em plena crise”, Dênis de Moraes dá umas pinceladas sobre os hábitos e o tom de pessimista do autor de Vidas Secas, inspiradas nos papos da Livraria José Olympio, do Rio de Janeiro (Rua do Ouvidor), onde se reuniam todos os dias algumas das maiores figuras de nossa literatura e Graciliano tinha cadeira cativa: “Até morrer, Graciliano frequentou ininterruptamente a livraria. Com lugar cativo para ‘despachar’ todo santo dia: um banco de madeira envernizada localizada nos fundos da loja”. A partir de depoimentos dos membros da ilustre confraria, Dênis de Moraes continua a sua narrativa: - Aparecia no meio da tarde, sentava-se com as pernas entrelaçadas, os olhos semicerrados, o ar distante – e fumando os infalíveis Selma. Figura enigmática, atenta a tudo e a todos. ‘Os olhos vivos por trás dos óculos, de aros finos e escuros, eram a sua arma de penetração psicológica’, acentuaria Franklin de Oliveira”.

Adiante, Franklin Oliveira, jornalista, escritor e crítico literário que, àquela época assinava uma coluna na revista O Cruzeiro, acrescenta mais esta ao perfil de Graciliano: “Magro, moreno tirante a avermelhado, Graciliano era quase a encarnação de sua prosa – uma prosa descarnada, óssea, nervos só.” Dênis de Moraes vai seguindo na sua descrição sobre o jeito do escritor alagoano: “Opinava com parcimônia, em voz baixa, ora irreverente, sempre próximo ao ceticismo. O folclore sobre o seu pessimismo era alimentado por tiradas pontiagudas, que visavam mais escandalizar do que qualquer outra coisa. Uma tarde, José Lins do Rego queixou-se do custo de vida: - Desse jeito, vamos acabar pedindo esmolas. - A quem? – fulminou Graciliano. Conta a lenda que Otto Maria Carpeaux o teria saudado em plena rua do Ouvidor: - Bom dia, Graça! - Você acha mesmo?”

Inútil falar-lhe, recordaria Franklin de Oliveira. Mas, quando estava de boa maré, era o mais sarcástico dos seres vivos. Uma tarde, ao entrar no ônibus, Zora Seljan viuo sentado na frente e cumprimentou-o de longe. - Como vai, Graciliano? E ele gritou: - Brocha, completamente brocha! Zora corou de vergonha.”

Com Peregrino O escritor norte-riograndense Peregrino Júnior fazia parte da confraria de Graciliano. Com ele integrou a comissão julgadora do Concurso de Contos Humberto Campos, promovido pela José Olympio (Graciliano, Peregrino Júnior, Marques Rebelo, Prudente de Morais e Dias Costa), em 1938. Um dos candidatos inscritos (eram 63) foi João Guimarães Rosa, que assinou seus 12 contos com o pseudônimo de Viriato. Eram os contos de Sagarana. Guimarães Rosa perdeu. O vencedor foi Luiz Jardim, com Maria Perigosa. Na verdade, houve um empate entre Sagarana e Maria Perigosa. Graciliano e

Dias Costa votaram em Maria Perigosa; Prudente de Morais Neto e Marques Rebelo em Sagarana. O voto de desempate em favor de Luís Jardim foi de Peregrino Júnior. Marques Rebelo, inconformado, dizia que a derrota de Sagarana tinha sido por conta da interferência de Graciliano Ramos nos votos de Peregrino Júnior e Dias Costa. Peregrino defende Graciliano. Dênis de Morais conta: “Ao relembrar o episódio, Peregrino Júnior o defendeu: - Graciliano desincumbiu-se de sua tarefa com aquela clareza da manhã nordestina, e a retidão do cacto que se recorda, indisfarçado, na caatinga”.

Mais detalhes dessa história estão no livro de Dênis de Morais, que ressalta agora o perfil de Graciliano Ramos, na descrição de Peregrino Júnior: - Ele era seco, contido, sóbrio, não raro mesmo áspero. Gostava de conversar com os amigos mais íntimos - e que excelente conversador! -, correto, fluente, simples, às vezes usando alguns termos bem típicos, como ‘ruim como diabo’, ‘uma peste’ e ‘idiota’. Não tolerava intimidades gratuitas, nem o contato efusivo dos derramados”.

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av. Tavares de Lira, 101 - Ribeira - Natal/RN CEP: 59010-200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Férias AGNELO ALVES jornalista

F

érias, sim. Nada a ver com assentamento na carteira profissional no modelo preceituado pelas leis trabalhistas, mas para aproveitar as réstias do sol em meio ao quase dilúvio desses dias que têm castigado Natal. Zanzar nas primeiras horas da tarde no rumo de qualquer destino bem perto para ancorar e jogar conversa fora no estilo ameno e apropriado para rir e fazer rir. Olhar a obra de restauração da orla de Ponta Negra. Tomar o rumo do Litoral mais extenso, sempre olhando o mar até onde a vista alcança na linha do horizonte. Ainda outro dia, me compatibilizei com o belíssimo arco do arco-íris que não via há um tempo, mais para longo do que para pequeno. Definir o lanche entre a pipo-

Brum

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm. e Operações: Ricardo Luiz de V. Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação: Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

ca bem branquinha, diria mesmo alva, a atender salgada ou adocicada e uma espiga de milho assado. Comprar a pipoca e o milho assado e seguir viagem nas amenidades das conversas da “boca para fora”. Vez por outra, arriscando pelo melhor. O celular toca. Calma! Nada que perturbe a decisão de férias pela tarde. A voz do outro lado dizendo: “Você está sabendo?” – Não, não estou. Mais tarde a gente conversa pessoalmente. – Encerro o papo para retomar os “afazeres do nada”, como estava fazendo. Já de volta, a consciência me acusando com uma voz surda me acossando os ouvidos: “Agnelo, férias tem o seu tempo. Retome suas obrigações”. Vou retomar sim. Não sem antes, a plenos pulmões, dizer de mim para mim, ninguém me ouvindo: “Viva a vida!” Creio que alguém ouviu e entendeu, partilhando: – Viva!

jou, ficando. Cumpriu com dignidade e humildade a sua missão na Terra. Deixou saudades. Mas a vida é assim mesmo. Imutável.

Amém. Base de apoio A famosa “base de apoio” do governo Dilma está em processo de desfazimento. Não é para menos. Nem ela própria, como presidenta, nem como pessoa, aguenta mais as reivindicações. Se Dilma Rousseff tiver um mínimo de sensibilidade política e de assessoria segura desistirá de reorganizá-la para ganhar a eleição. E aí, no novo mandato, governar em melhores companhias. A dificuldade está em fazer a travessia sempre perigosa. Ailson Bonifácio Correto como figura humana. Coerente no comportamento. Dedicado nos sentimentos. Competente como profissional. Assim era Ailson Bonifácio, que não sei se foi mais amigo do que um irmão ou mais irmão do que um amigo. Via-

Livro de Diógenes Incrível esse Diógenes da Cunha Lima. Poeta, escritor, advogado. Reuniu, num livro, o pensamento, diria mesmo a intimidade, de pessoas ilustríssimas que responderam às perguntas do jornalista que revelou também ser. Vou ler com prazer e com curiosidade “O Livro das Revelações: Matrizes do Afeto – O Pensamento Vivo dos Escritores.” Reforma ministerial A presidente Dilma Rousseff, que jogou o plebiscito para o Congresso, trate de cuidar da Reforma Administrativa antes de ser cobrada pelos congressistas. Não precisa o Congresso aprovar a extinção de Ministérios e seus cargos respectivos. Um decreto resolve.

Cartas

[ www.rabiscosdobrum.zip.net ]

Pirâmides

O juiz natural e os mutirões FÁBIO ANTÔNIO CORREIA FILGUEIRA juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça

Brocha E tem aquela história do encontro de Graciliano com a escritora e crítica de teatro, Zora Seljan, que foi mulher do cronista Rubem Braga. Conta, Dênis de Moraes: “Coabitavam em Graciliano a fibra agreste, o travo cortante de ironia e a extrema cordialidade. Dependendo do momento, um item prevalecia. Tinha dias terríveis, absolutamente trancado em si mesmo.

opinião

O

recente lançamento, pelo Tribunal de Justiça deste Estado, do mutirão destinado ao julgamento das ações de improbidade administrativa e das penais referentes a delitos contra a administração pública, tem gerado discussão no meio jurídico sobre a possível violação do princípio do juiz natural. Atribui-se a origem do juiz natural à modernidade. No ancien régime, os reis absolutistas costumavam designar julgadores extraordinários, conhecidos como juízes comissários, para decidirem fatos ocorridos anteriormente a tal nomeação. Na cartilha iluminista da época, constava a reação a essa medida da realeza, reputada afrontosa ao ideal de conter a arbitrariedade do poder. No século XVIII, a sociedade francesa é quem primeiro conhece a expressão “juiz natural”, a qual adquiriu dignidade constitucional com o advento da Carta pós-revolucionária de 1791, que reconheceu o direito dos cidadãos de não serem destituídos dos juízes que a lei lhes confere. Cuida-se de previsão normativa resultante de uma concepção de Estado governado pela lei, e não pela vontade arbitrária do governante. O Estado Liberal insculpe nos seus Códigos e Constituições o princípio do juiz natural, sentinela do cidadão contra o abuso de poder, significando a recusa de órgãos de exceção para resolver os litígios, o que deve ser feito por juízes integrantes do Poder Judiciário e por juízo cuja competência é previamente definida, isto é, antes da ocorrência dos fatos imputados, de sorte a respaldar o contraditório e a ampla defesa, enfim, o devido processo legal. Está positivado na Constituição Classificados Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

de 1988. O art. 5º, XXXVII, dispõe que “Não haverá juízo ou tribunal de exceção”, e, mais adiante, o inciso LIII proclama que “Ninguém será processado ou sentenciado senão pela autoridade competente”. No regime de mutirão, dois princípios constitucionais aparentemente se opõem: o do juiz natural, já mencionado, e o da razoável duração do processo, encartado no art. 5º, LXXVIII, da CF, este inovado pela Emenda Constitucional n.º 45/2004. Como apontar dentre eles o protagonista sem que isso implique desprezo ou anulação do outro? Critérios doutrinários contribuem sobremaneira para harmonizá-los. Três elementos conduzem o raciocínio interpretativo. Um é a adequação, cuja presença se constata com a resposta à indagação: o regime de mutirão é meio eficaz para obter celeridade processual, dando cumprimento ao preceito constitucional da duração razoável do processo? Abstratamente falando, é de todo lógico o entendimento de que a formação de um grupo de juízes, acompanhado de estrutura física e funcional, destinado a ajudar nos julgamentos, resulta em celeridade processual. Na prática, as estatísticas confirmam essa afirmativa, em especial, como ocorre na Justiça potiguar, quando a maioria das Comarcas do interior está vaga, sem juiz titular, agravandose o quadro pelo grande acervo de processos e pelo fato de o substituto, às vezes, estar no exercício de mais de uma substituição. Numa palavra, o mutirão é um meio adequado à promoção do fim “duração razoável do processo”. O segundo é a necessidade, que traduz a ausência de alternativas eficientes ao regime de mutirão, capazes de alcançar o objetivo da celeridade processual sem causar a mínima restrição ao direito fundamental do juiz natural. A curto prazo não se vislum-

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

bra outro caminho. Enquanto os cargos vagos dos juízes não forem ocupados pelo certame, bem como os dos servidores, o remédio do mutirão é a única forma de cumprir as Metas estabelecidas pelo CNJ e remediar o atraso na prestação jurisdicional, motivo de insatisfação legítima das partes, que sofrem afronta ao direito subjetivo constitucional à duração razoável do processo. O terceiro é a proporcionalidade em sentido estrito, a significar que as vantagens da concretização do fim da “duração razoável do processo” ou “celeridade processual” superam a desvantagem de provocar, mesmo que potencialmente, arranhão na premissa do juiz natural. O mutirão traz rapidez à tutela jurisdicional, satisfaz a sede por justiça dos jurisdicionados e reduz o sentimento de impunidade, contribuindo à pacificação social e à credibilidade do Judiciário. Acresça-se, também, que a competência é do órgão ou Juízo, que tem definição legal ou constitucional prévia. Quanto ao juiz, agente público investido da jurisdição, nada obsta que receba por ato administrativo do Tribunal a incumbência de substituir em Vara ou Comarca, cujas competências, reitere-se, são predefinidas, ou participar de mutirões. Então, desmerece confundir regra de competência com a de natureza administrativa de simples designação para substituir. Portanto, o regime de mutirão, em particular os concernente às ações de improbidade administrativa e às dos crimes contra a Administração, oficialmente instalado pelo Tribunal de Justiça, busca a materialização do direito fundamental à duração razoável do processo, razão por que sufraga os postulados da adequação, necessidade e proporcionalidade em sentido estrito, que demonstram estar (o regime de mutirão) alinhado com o princípio do juiz natural.

Tenho observado com atenção o caso do TelexFree. Vejo que muitos sonhos se frustraram e os ânimos estão acirrados, visto que até ameaças de morte já foram feitas para a juíza que propagou o bloqueio das atividades da TelexFree. Infelizmente não posso concordar que este seja o melhor caminho. O termo marketing multinível deveria ser tanto melhor explicado para as pessoas como também melhor utilizado. A cegueira da lavagem cerebral por intermédio de promessas em galgar degraus rumo à independência financeira, sempre foi o principal alvo das empresas que usam o Marketing Multinível, um nome bonito para disfarçar um processo simples de venda direta de produtos por um grupo que tem os mesmos objetivos: vender cada vez mais através de idealizadores oficiais. É assim que funciona. A tentativa fácil e rápida de enriquecer, muitas vezes, cega a nossa inteligência e impede a nossa capacidade de ter os pés no chão. Torço para que todos os que investiram suas poucas reservas consigam reaver seus tão suados bens. Fé em Deus sempre. lhhj@ig.com.br

Pirâmides 2 Seria bom que o Ministério Público também passasse a investigar outras atividades que usam a fachada de atividade comercial quando, na verdade, não passa de jogos de azar, no Rio Grande do Norte, com distribuição de prêmios e tudo mais. joaomariaxl@ig.com.br

Chuvas Seria bom que os prefeitos das cidades da Grande Natal tomassem providências para evitar que as chuvas, da estação do inverno que começou no litoral do Rio Grande do Norte, provoquem prejuízos aos moradores, a exemplo do que ocorreu nos anos anteriores. É preciso adotar medidas preventivas. Se possível até retirando famílias das áreas de risco. franciscosantos@gmail.com

Cartas para esta coluna deverão ter no máximo 40 linhas para cada leitor e endereçadas para a seção Coluna do Leitor - Fone: 4006-6100 FAX: 4006-61224 - Redação/Tribuna do Norte. Email - tribuna@digizap.com.br

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro : (O21)2544-3070 – São Paulo: (011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J. do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J. Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


política

Notas & Comentários [ colunanotas@tribunadonorte.com.br ]

Carro-pipa Depois de ouvir apelos de prefeitos, o deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) vai sugerir ao Governo Federal mudança na Portaria dos Ministérios da Defesa e da Integração Nacional, transferindo para as prefeituras a responsabilidade de fazer laudos mensais sobre a qualidade da água fornecida nos carros-pipa. De acordo com dados do Governo, a Operação Carropipa, coordenada pelo Exército, distribuiu 25 bilhões de litros de água no ano passado para mais de 1.200 cidades nordestinas.

Ao trabalho Com perspectiva de aumento na arrecadação de tributos, prefeituras do Rio Grande do Norte vão às obras. Macaíba lançou processo licitatório destinado à elaboração do projeto executivo de engenharia para implantação e pavimentação do Sistema Viário do município. Jucurutu pediu licença ambiental ao Idema para construção de

40 casas populares, Parnamirim está retomando projetos de pavimentação e Natal anuncia projeto de acessibilidade universal das calçadas e vias públicas e implantação de abrigos em corredores de transporte, avaliadas em R$ 25 milhões. Também já está engatilhada a licitação para recuperação do Parque da Cidade.

Rastreamento O Ministério Público Estadual instaurou inquéritos civis para investigar o funcionamento de esquemas de pirâmides financeiras em Natal, executados pela TelexFree, BBOM e NNEX.

Médicos Apesar do bombardeio diário nas redes sociais e da mobilização de rua na semana passada, o Ministério da Saúde já bateu o martelo e anuncia para segunda-feira o lançamento do Mais Médicos para o Brasil. O programa prevê ampliação de

vagas de residência e contratação de, pelo menos, 30 mil médicos, inclusive estrangeiros, para atuar na assistência básica no interior do país. O lançamento será feito pelos ministros da Saúde, Alexandre Padilha, e da Educação, Aloízio Mercadante.

Diárias O Contas Abertas fez os cálculos e chegou à conclusão de que em junho, mês da Copa das Confederações, a União pagou R$ 115,3 milhões em diárias para servidores civis e militares. O valor é 12% maior que o gasto no mesmo período do ano passado.

Não haverá cortes em investimento nem nos serviços sociais do Governo. Será na máquina, nas viagens e passagens, serviço de terceiros, aluguéis...” GUIDO MANTEGA sobre a reprogramação de gastos do Governo e cortes de R$ 15 bilhões que serão detalhados no decorrer desta semana.

Educação Pode não parecer. Mas a educação brasileira foi a terceira que mais melhorou no mundo, nos últimos 15 anos, perdendo apenas para Chile e Letônia. Isso é o que mostra um estudo elaborado por pesquisadores das universidades de Stanford e Harvard, nos Estados Unidos,

e de Munique. A pesquisa analisou o desempenho de 49 países com base em testes internacionais de avaliação, entre eles o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa). O estudo mostra, no entanto, que o Brasil precisa melhorar muito para uma educação padrão Fifa.

Concurso 1

Concurso 2

O Governo Federal autorizou a realização de concurso público para ampliar os serviços no INSS, Ministério da Ciência e Tecnologia e Ministério da Educação. No caso do INSS, são 300 vagas de analista do seguro social.

Do deputado Agnelo Alves, sobre o concurso da Assembleia Legislativa, cujas inscrições terminam nesta segunda-feira: “Os concursados vão assumir as vagas de quem? Os nomeados sem concurso vão ser exonerados?”

Transparência A Prefeitura de Serra Negra do Norte publicou no Diário Oficial eletrônico dos municípios, os salários dos servidores efetivos e cargos comissionados.

Os valores variam de R$ 678, que é o salário mínimo vigente, a R$ 12 mil, remuneração bruta do prefeito Urbano Faria. Vice ganha R$ 6 mil.

Violência

Walfredo

A violência se alastra no interior do Estado. Neste sábado, o vereador Joaci Costa (PMDB), pai do prefeito Jocimar Costa, foi assaltado numa estrada carroçável quando retornava do Sítio Três Irmãos, em Jardim do Seridó. Os ladrões levaram R$ 500 do vereador e R$ 3 mil de um agricultor que o acompanhava.

Um expert em gerenciamento de saúde dizia ontem, numa conversa técnica, que as condições de trabalho são a parte visível e politicamente correta da novela Walfredo Gurgel. Segundo ele, a insatisfação de médicos envolve outros interesses. E citou questões como carga horária, escala de plantões, e... ponto eletrônico.

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

3

PT e PSDB no RN não seguem ritmo do cenário nacional « PARTIDOS » Partidos que dominam a cena política desde a eleição de Fernando Henrique não conseguem crescer no Rio Grande do Norte

O

confortável cenário nacional, do qual desfrutam PT e PSDB – os representantes sumários de apoio e oposição à presidenta Dilma Rousseff – nem de longe refletem o panorama em que ambos estão inseridos no Rio Grande do Norte. A diferença é facilmente perceptível, a ponto de o Partido dos Trabalhadores potiguar, o dono da maior bancada na Câmara Federal, dispor de um único parlamentar na Casa, a deputada Fátima Bezerra; e do PSDB, que ostenta um plantel de fazer inveja, não ter um só assento com DNA norte-riograndense no Congresso Nacional, na Assembleia Legislativa e nas principais prefeituras do estado. Com uma bancada pequena – seja no executivo, seja no legislativo – as duas legendas são literalmente engolidas por siglas também potenciais no país, como PMDB e PSB, estes sim com uma representação acentuada no estado. Se traçado o mapa da presença de petistas e tucanos em nível de Brasil e de Rio Grande do Norte, sobressaem-se dados, senão preocupantes, mas que chegam a constranger os principais líderes. O PT de até pouco tempo altíssima popularidade nunca conseguiu arrancar dos potiguares votos suficientes para eleger um governador ou um senador. Essa mesma legenda conta há três mandatos com a mesma deputada federal, nunca tendo obtido êxito com qualquer outro candidato para uma vaga na Câmara Federal. Na Assembleia Legislativa, o único parlamentar, o deputado Fernando Mineiro, atua solitário desde que iniciou o primeiro mandato e na Câmara de Vereadores da capital o máximo que se tem conseguido é o assento de dois parlamentares – na atual legislatura Fernando Lucena e Hugo Manso. Essa é uma estatística eminentemente oposta à pomposa cena nacional. O quadro político-partidário do PT na atualidade conta com cinco governadores, 12 senadores, 91 deputados federais, 149 estaduais, 617 prefeitos e 5.247 vereadores. O partido no Rio Grande do Norte não dispõe de representante no Senado, conta com uma deputada federal, um estadual, seis

Mapa do PT e do PSDB Os principais representantes do Governo e da oposição – no Rio Grande do Norte e no país Deputados estaduais

Governadores Partidos

País

RN

0

149

1

8

0

111

0

País

RN

País

RN

12

0

617

6

12

0

712

3

País

RN

País

RN

5

Partidos

Senadores Partidos

Prefeitos Partidos

Deputados federais Partidos

Vereadores

País

RN

91

1

5.178

63

49

0

5247

56

Partidos

Fontes: Tribunal Superior Eleitoral e portais de ambos os partidos

ALEX REGIS

MAGNUS NASCIMENTO

Vereador reconhece fraco desempenho

Valério tem planos para 2014

Fátima: estrela solitária do PT

prefeitos e 63 vereadores. Isso representa uma participação potiguar de 1,1% no partido a nível nacional. Quanto ao PSDB, o grau é ainda mais elevado. Elevado pra pior. Quando o ex-governador Geraldo Melo abriu espaço para Rogério Marinho assumir a legenda já não havia representação no Senado, Câmara e pouca coisa se havia conseguido na Assembleia e Legislativo municipal. Após o novo comando quase nada mudou. O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Rogério Marinho, detém a liderança da sigla, mas na últi-

ma eleição sequer conseguiu se eleger deputado federal. Atualmente, os tucanos potiguares não estão representados em Brasília, na Assembleia Legislativa idem, e dispõe de um único assento na Câmara Municipal de Natal, com o vereador Dickson Júnior. Nacional, o partido vive uma outra realidade, inclusive mais afortunada que o próprio PT. São oito governadores, 12 senadores, 49 deputados federais, 111estaduais, 712 prefeitos e 5.247 vereadores. A participação dos tucanos potiguares no todo do PSDB é, portanto, de 0,01%. Ou quase nada.

Presidente do PSDB aposta em 2014 Presidente estadual do PSDB, o advogado Valério Marinho aposta no pleito de 2014 para o crescimento da legenda. Ele afirmou que o partido está presente em 100 municípios potiguares, mas espera chegar até o próximo ano com diretórios em todas as 167 cidades do Estado. Sobre a situação dos tucanos potiguares que não conseguiram a mesma envergadura do PSDB nacional quando esteve no comando do país nas duas gestões do presidente Fernando Henrique, Valério Marinho disse que chegou na legenda há pouco tempo. Antes era filiado, junto com o filho o suplente de deputado federal Rogério Marinho, atual secretário estadual de Desenvolvimento Econômico. “Éramos ligados ao PSB. Temos uma origem dinartista, meu pai (Djalma Marinho) era ligado a Dinarte Mariz e isso nos levou a seguir Wilma de Faria.” Ele observou que Rogério Marinho e seu grupo procuraram o PSDB por ser um partido com referenciais como Mário Covas, Franco Montoro e o ex-governador de São Paulo José Serra. Evitando criticar o ex-senador Geraldo Melo, que estava

no comando do PSDB quando o partido tinha a Presidência da República, Valério lembra que quando chegou ao partido havia poucos diretórios e comissões provisórias. Para ele, o momento é de reestruturar a legenda para “reconquistar o mandato de deputado federal (que tinha na legislatura passada com Rogério Marinho) e o de deputado estadual (que tinha nesse legislatura com Dibson Nasser, mas foi cassado)”.

Segmentos “Se as regras do jogo forem as mesmas, vamos buscar uma aliança que beneficie o partido e principalmente o Rio Grande do Norte. Não somos um partido oligárquico. Buscamos (para candidatura) pessoas diferenciadas, que representem municípios, comunidades, segmentos”, destacou o presidente estadual do PSDB. Na Câmara de Vereadores de Natal, no pleito de 2012, os tucanos conseguiram duas cadeiras, crescimento representativo, já que no mandato passado não havia representantes. Presidente municipal do PSDB, o vereador natalense Harol-

do Alves avaliou que o PSDB “preparou o país” e citou a estabilidade econômica nacional como consequência do Governo Fernando Henrique Cardoso. “O PT ampliou o Bolsa Família e foi para o lado assistencialista”, analisou. Sem poupar críticas ao ex-senador Geraldo Melo, Haroldo Alves disse que o PSDB no Estado era entregue a “um latifundiário, que não se preocupava em crescer o partido”. “O PSDB era um partido de quatro paredes, de um mandatário de engenho”, avaliou. No cenário atual, o presidente municipal da legenda observa que há um crescimento e também centra atenção no pleito de 2014. “Crescemos (o PSDB) no Estado. Temos muitos prefeitos, verdade que é um crescimento lento, mas esperamos a eleição de 2014”, completou. O vereador Dickson Júnior também acredita que o fortalecimento do PSDB se dará com a conquista de mandatos no próximo ano. Para o parlamentar natalense, o seu irmão, Dibson Nasser, eleito deputado estadual, mas cassado,poderá reconquistar a cadeira na Assembleia Legislativa no próximo ano.

O vereador natalense Hugo Manso observou que o crescimento do PT no Estado não ocorreu na mesma proporção do país porque outras legendas se ampararam no Governo Federal para aumentarem sua influência no Estado. O parlamentar admitiu que nos últimos dez anos, tempo que os petistas estão na Presidência da República, a legenda potiguar cresceu timidamente. Na sua análise, o vereador cita problemas internos, com falhas na condução partidária. “Não soubemos dialogar com a população, faltaram votos”, disse Hugo Manso. Ele enfatizou como problema o aspecto da posição do Estado, onde grupos tradicionais se apegaram ao Governo Federal. “Esses grupos ocuparam o espaço que deveria ser do partido que ganhou as eleições nacionais”, disse. Avaliando o contexto dos últimos anos, Hugo Manso observou que o partido, com a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teve um desempenho conquistando mandato de deputado federal e de deputado estadual. Antes eram duas vagas na Assembleia Legislativa e uma na Câmara dos Deputados, essa última ocupada por Fátima Bezerra. “O que nós fizemos foi manter, tivemos um desempenho de manutenção”, disse, citando a representatividade atual na Assembleia Legislativa com o deputado estadual Fernando Mineiro. Para Hugo Manso partidos aliados nacionalmente ocuparam espaços que poderiam ser do PT no Estado. Ele citou o PSB, presidido por Wilma de Faria, e o PMDB, presidido pelo deputado federal Henrique Eduardo Alves. “O PSB se favoreceu no Governo Wilma de Faria, estabeleceu parceria nos oitos anos e levou boa parte da positividade do Governo Federal, o partido canalizou isso”, disse o vereador. Análise semelhante é feita pelo petista em relação ao PMDB do Rio Grande do Norte. Hugo Manso apontou os peemedebistas como “grandes beneficiários do Governo Federal”. “Há um erro nosso, não canalizamos as coisas do Governo Federal com a correlações de forças local”, destacou.


4

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

política

Petistas asseguram apoio a Dilma « BASE ALIADA » Parlamentares do PT prometem apoiar medidas de ajuste fiscal, que serão feitas pelo Governo para equilibrar as contas, e defendem projeto de reeleição da presidenta em 2014 MARCELLO CASAL JÚNIOR

Setor de insumos básicos terá benefícios

Rui Falcão: monitoramento da economia internacional e articulações para garantir reeleição

VERA ROSA E RICARDO BRITO Agência Estado

B

rasília - A presidenta Dilma Rousseff cobrou ajuda dos parlamentares do PT para impedir a votação de projetos que possam representar novas despesas no Orçamento. Ao abrir a reunião com os petistas, no Palácio do Planalto, sextafera, Dilma disse que a situação econômica do mundo passa por um período de turbulência, com grande impacto no Brasil, e que não se pode fazer gastos sem dizer de onde vêm os recursos. Os petistas prometeram apoiar a presidenta na tarefa de promover novo ajuste fiscal e garantiram que ela é a candidata do partido à reeleição, em 2014, procurando abafar o coro do “Volta Lula”. Ao fim da conversa, Dilma foi aplaudida de pé. “O governo monitora constantemente e permanece atento às iniciativas da economia internacional, sobretudo a esses últimos movimentos anunciados pelo Fed americano”, disse o presidente do PT, deputado Rui Falcão. “É possível, sim, adotar medidas de política econômica para que, caso ocorra uma mudança abrupta na política norte-americana, não haja descontrole entre a eventual alta do dólar e a inflação.”

NÚMERO

35 bilhões é quanto o fim do Fator Previdenciário representaria para o Governo.

Dilma também recebeu, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que deixou o Planalto munido de um discurso afinado com o governo. Para Renan, o Legislativo deve retirar da pauta os vetos presidenciais que podem ter repercussão fiscal. Nessa lista está a análise do veto que estabelece o fim do fator previdenciário, uma conta que pode ultrapassar R$ 35 bilhões. “Na atual conjuntura econômica, talvez seja prudente que partidos da base retirem isso da pauta, a fim de demonstrar compromisso com a responsabilidade fiscal”, insistiu Renan. Para Dilma, o projeto de lei que institui o passe livre estudantil, de autoria de Renan, também representa uma ameaça ao equilíbrio das contas públicas. O presidente do Senado discordou “Todos os países desenvolvidos na área de educação custearam

o transporte dos estudantes. Não é isso que vai afetar o equilíbrio fiscal”, protestou Renan. “Esse não é o problema, pois 3,5 milhões de estudantes já pagam meia entrada.” Um impasse quanto à fonte de recursos que bancará a gratuidade nas passagens levou à retirada do projeto da pauta, na quarta-feira, 03. Sem estimar o custo da proposta, o texto de Renan prevê que a isenção das tarifas seja bancada com recursos dos royalties de petróleo. Somente nas capitais e no Distrito Federal, a conta anual seria de R$ 3,4 bilhões. Na conversa, Renan disse a Dilma que o Congresso está “paralisado” diante da obstrução patrocinada não só pela oposição como por partidos da base aliada. Do PSDB ao PMDB, todos se negam a votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) ou a comparecer às comissões mistas das medidas provisórias até que o Congresso aprecie os vetos. “Nós vamos resolver o impasse e a bancada do PT vai ajudar a presidente Dilma”, afirmou o líder do partido na Câmara, José Guimarães (CE). Dilma se comprometeu a “enviar” semanalmente ministros do PT para trocar ideias e aparar arestas com a coordenação da bancada petista.

Brasília (ABr) – O Imposto de Importação de algumas matérias-primas básicas poderá cair para conter a inflação, informou o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Ele confirmou que o governo estuda antecipar a redução das alíquotas, que ocorreria em setembro, para compensar os efeitos da alta do dólar nas últimas semanas. Em setembro do ano passado, o governo elevou a tarifa sobre insumos como aço, fertilizante, produtos químicos, vidros e laminados por 12 meses para estimular a produção nacional dessas matérias-primas e facilitar a competição com os importados. No entanto, de acordo com Mantega, o dólar mais caro diminuiu a necessidade da medida protecionista. “O dólar está flutuando, mas, neste momento, está mais valorizado do que naquela época [setembro do ano passado]. Desta maneira, ele acaba criando uma defesa natural para esse tipo de insumo”, disse o ministro. Segundo ele, ainda não se definiu qual será a redução das alíquotas. “Isso vai depender do comportamento do dólar e será discutido com cada setor.” O ministro ressaltou que a medida não será imediata e que o governo precisa ainda verificar em qual nível a moeda norteamericana vai se estabelecer com as perspectivas de que o Federal Reserve (Fed), o Banco Central norte-americano, aumente os juros e reduza as injeções de dólares na maior economia do planeta. Em relação à inflação, Mantega disse que, quando o governo decidiu aumentar as tarifas dos insumos importados, negociou com os setores o compromisso de que os empresários nacionais não elevariam os preços, o que terminou não acontecendo.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

política

5

Eleições Limpas tem apoio popular « DEMOCRACIA » Projeto que já conta com mais de 53 mil assinaturas propõe acabar com o financiamento

feito por empresas privadas e coloca limite de R$ 700 para doações de pessoas físicas a candidatos

DIVULGAÇÃO/CNJ

BRUNO BOCCHINI Agência Brasil

S

ão Paulo – O projeto de iniciativa popular Eleições Limpas, elaborado pelo Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE) – o mesmo que idealizou a Lei da Ficha Limpa – recolheu mais de 53 mil assinaturas até o final da tarde de sexta-feira. O cálculo considera apenas as assinaturas virtuais, sem levar em conta as que foram recolhidas em papel. Para que a proposta seja oficialmente apresentada ao Congresso Nacional e comece a tramitar é preciso do apoio de 1% do eleitorado, ou 1,6 milhão de pessoas. O projeto propõe acabar com o financiamento feito por empresas privadas e coloca um limite de R$ 700 para doações de pessoas físicas aos candidatos. A decisão de incluir as medidas no projeto decorreram da constatação de que apenas três setores da economia fazem doações de forma significativa: as empreiteiras, os bancos e as mineradoras. “É uma pequena fração do empresariado que tem interesses imediatos na ação do Congresso Nacional. Pesquisa da Universidade do Texas mostra que para cada real investido nas campanhas [pelas empresas] houve um retorno da ordem de R$ 8,5. Não se trata de doar, mas de adiantar um dinheiro que voltará na forma de dinheiro público”, explicou o coordenador do MCCE Márlon Reis. De acordo com o MCCE, dos

ì DATA Prazo para reunir 1,6 milhão de assinaturas termina no dia 4 de agosto

O QUE Eleições Limpas, projeto elaborado pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral

O projeto não tem nada que precise mudar a Constituição. MÁRLON REIS coordenador do MCCE

513 deputados atualmente eleitos, 369 foram os que tiveram as campanhas mais caras. “Não há igualdade de disputa entre aqueles que dispõem dos milhões das empreiteiras, dos bancos e das mineradoras e os outros, que não têm acesso a esses recursos. É desigual e o resultado são eleições dirigidas econo-

micamente”, disse Reis. O projeto prevê ainda a eleição para o Legislativo em dois turnos. No primeiro, os eleitores votam nos partidos e é definido o número de cadeiras que cada sigla terá direito. No segundo turno, ocorre a escolha dos candidatos em cada lista partidária. O novo projeto de lei também dá mais liberdade de expressão aos cidadãos nas redes sociais e na internet em relação ao debate eleitoral. O MCCE ressalta que para implementar as mudanças propostas não é necessário alterar a Constituição vigente. “O projeto não tem nada que precise mudar a Constituição. Já vai ser muito difícil alterar a Constituição por legislação ordinária. Se nós quiséssemos incluir emendas constitucionais estaríamos fadados ao fracasso. Para lei, é necessário 50% mais um dos legisladores presentes. Para a questão constitucional, passaríamos a ter exigência de três quintos do número total de deputados e senadores, em duas votações, em dois turnos, em cada casa”, destacou Reis. Para assinar a petição, o cidadão pode acessar o site da campanha (www.eleicoeslimpas.org.br). São válidas assinaturas feitas pelo site e também em papel. O prazo para reunir as assinaturas necessárias termina no dia 4 de agosto. Para a lei ter validade nas próximas eleições, em 2014, o Congresso Nacional precisa aprovar o projeto e publicá-lo até 4 de outubro de 2013.

Márlon aponta relação entre gastos elevados de campanha e eleição de deputados federais

Programa mostra efeitos do comércio de votos no Brasil O programa Brasil Eleitor desta semana vai mostrar os danos causados pela compra e venda de votos praticadas pelos candidatos e eleitores, respectivamente. A atitude se enquadra em crime eleitoral e pode levar até à prisão de ambos. Ao vender o voto, o eleitor perde o direito de exercer a sua cidadania, além de colocar em risco toda a população por contribuir para eleger um representante ilegítimo. Outra matéria vai apresentar a nova ferramenta online criada pelo Tribunal Superior

Eleitoral (TSE): a página no Facebook. A rede social tem objetivo de aproximar os cidadãos da Justiça Eleitoral, o que facilita o acesso ao conteúdo postado diariamente no portal institucional. Esta edição destaca ainda o atendimento itinerante utilizado pela Justiça Eleitoral de Minas Gerais para levar aos cidadãos, que moram em cidades mais distantes da capital, os serviços eleitorais. Muitas pessoas não têm condições de se deslocarem para um cartório fi-

xo no estado. No quadro Glossário Eleitoral, a equipe do Brasil Eleitor foi às ruas para testar os conhecimentos dos cidadãos sobre "abstenção eleitoral”. Apesar de ser um termo comum na Justiça Eleitoral, muitos eleitores o desconhecem. Para finalizar, o programa fez uma matéria em um posto de recadastramento biométrico que foi montado em um centro de reabilitação especializado em atendimento aos deficientes no Piauí. O novo posto facilita a vida dos frequentadores do local, que não precisam deixar os pacientes para realizar o atendimento em um cartório eleitoral.


6

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

geral

Ministério Público investiga esquema de pirâmides « PIRÂMIDES FINANCEIRAS » Segundo levantamento do MPCon, de nove empresas investigadas no Brasil, seis já operam no Rio Grande do Norte

O

Ministério Público do Rio Grande do Norte instaurou ontem cinco inquéritos civis para investigar as atividades desenvolvidas pelas empresas de marketing multinível Ympactus comercial (TelexFree), BBOM, NNEX, Priples e Multiclick Brasil. Os inquéritos foram publicados na edição deste sábado do Diário Oficial do Estado. As empresas terão dez dias, a contar da notificação, para se pronunciar. O MP já havia instaurado no último dia 5 um inquérito civil para investigar a empresa Cidiz Comércio Ltda EPP-ME. Segundo o Ministério Público, o objetivo da ação é, entre outras coisas, averiguar se as empresas investigadas operam um sistema que ficou conhecido como ‘pirâmide financeira’, proibido no Brasil. “É sabido que as pirâmides financeiras consistem em uma manobra não sustentável que paga valores a pessoas pelo recrutamento de outras pessoas para o esquema, fazendo o uso, em alguns casos, de oferta secundária e irrelevante do produto ou serviço para falsear a atividade de captação de recursos financeiros”, justifica o 29º promotor de Justiça de Defesa do Consumidor, Sérgio Luiz de Sena, que assina um dos inquéritos publicados ontem no Diário Oficial. O inquérito assinado por ele destaca que as pirâmides financeiras propiciam lucros a alguns poucos e prejuízos a maioria, “sobretudo quando começam a ruir em razão da necessidade não suprida de aumentar a base de pessoas que dela participam”. No último mês, a Justiça do Acre acatou proposta do Ministério Público local e suspendeu os pagamentos e adesão de novos contratos à Telexfree até o julgamento final da ação principal, sob pena de multa diária de R$ 500 mil. A decisão no Acre causou uma série de desdobramentos na esfera judicial e provocou protestos de divulgadores das empresas de marketing multinível. O caso, segundo o Ministério Público do RN, foi le-

FOTOS:ADRIANO ABREU

Ação da Justiça Federal do Acre contra TelexFree desencadeou processos investigórios no RN

Existem cálculos elaborados informando que a grande maioria dos investidores ou divulgadores da empresa ficam no prejuízo” ALEXANDRE CUNHA promotor da Defesa do Consumidor

vado em conta na hora de instaurar os inquéritos no Rio Grande do Norte. “Consideramos também o ingresso de ação cautelar intentada pelo Ministério Público do Acre contra a empresa Ympactus Comercial, a TelexFree, a qual, segundo esse órgão, se passava por uma empresa de marketing multinível, mas que na verdade, constituía-se uma ‘pirâmide financeira’, diz o inquérito assinado pelo promotor de Justiça Sérgio Luiz de Sena. O promotor de Justiça de De-

fesa do Consumidor, Alexandre Cunha Lima, que assina inquéritos semelhantes, destaca os riscos do negócio. “Existem cálculos elaborados informando que a grande maioria dos investidores ou divulgadores da empresa ficam no prejuízo, sobretudo no período em que há uma forte diminuição dos novos participantes do sistema, na hipótese de ficar caracterizado pirâmide”. Alexandre destaca ainda que “inúmeras pessoas têm entrado no sistema objetivando ganhos financeiros incompatíveis com a realidade do país, algumas fazendo empréstimos e desfazendo-se de bens com o desígnio de se tornar um divulgador da empresa”. “Há uma necessidade de investigar se essas empresas estão funcionando de forma irregular”, destacou.

LEVANTAMENTO Segundo levantamento realizado pela Associação Nacional do Ministério Público do Consumidor (MPCON), o número de empresas investigadas pelos Ministérios Públicos do país por suspeita de formação de pirâmide financeira já chega a nove.

Deste total, pelo menos seis já estão sendo investigadas no RN. De acordo com o presidente da MPCON, Murilo de Moraes e Miranda, em entrevista ao portal G1, os inquéritos e procedimentos administrativos começaram a ser abertos há cerca de quatro meses. O caso de maior repercussão, destaca ele, foi o da Telexfree, que teve as atividades suspensas pela Justiça do Acre no mês passado. O presidente da MPCON afirma que outras empresas devem ser alvo de denúncia à Justiça e acrescenta, na entrevista, que os Ministérios Públicos estão preparados para ingressar em seus estados com o mesmo pedido contra a Telexfree, caso a suspensão nacional seja derrubada. A liminar que suspende os pagamentos da empresa, e é alvo de reclamação por parte dos divulgadores, será analisada amanhã por desembargadores do Acre. Caso a decisão seja derrubada, promotorias do consumidor de outros estados entrarão com ações para reativar o bloqueio o mais rápido possível, garantiu a Associação do Ministério Público do Consumidor (MPCon).

Nova lei democratiza o MP « SERVIÇO PÚBLICO » Rosalba sanciona lei que permite a nomeação de membros efetivos para cargos e funções antes reservados a procuradores

O

Diário Oficial do Estado publicou, na edição deste sábado, lei c0mplementar sancionada pela governadora Rosalba Ciarlini que que cria o cargo de Procurador-Geral de Justiça Adjunto e permite que membros que se tornaram vitalícios no Ministério Público do Rio Grande do Norte ocupem cargos e funções antes reservados aos Procuradores de Justiça e Promotores de Justiça de 3ª entrância – considerada, em alguns estados, a mais alta divisão hierárquica na carreira de um Juiz de Direito. A nova lei complementar estadual, que inclui o acesso ao cargo de Procurador-Geral de Justiça Adjunto por aqueles que satisfaçam os mesmos critérios de investidura do cargo de Procurador-Geral de Justiça e foi sancionada na última sexta-feira pela governadora, marca, na opinião do ProcuradorGeral de Justiça Rinaldo Reis Lima, a história da instituição. Reis antecipou que assinará já nesta segunda-feira (8) a re-

NÚMERO

48 é o número de cargos de assessores de procuradores, que a PGJ quer extinguir.

Rinaldo Reis já escolheu nome para ocupar cargo de adjunto

solução de nomeação do Promotor de Justiça Jovino Pereira da Costa Sobrinho, atual DiretorGeral da Instituição, como seu Procurador-Geral de Justiça Adjunto. Jovino será o primeiro

Promotor de Justiça a desempenhar essa função no Ministério Público Estadual. Enquanto o governo aprova a criação de um novo cargo na área jurídica, a Procuradoria Ge-

ral da Justiça estuda a possibilidade de fechar outros 48. O projeto que prevê a extinção dos 48 cargos de assessores dos procuradores, cuja remuneração é de R$ 7,5 mil, já está tramitando no Colégio dos Procuradores da Justiça e deverá seguir para a Assembleia Legislativa, segundo o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, no início de agosto. O projeto, que tem como objetivo instituir um cargo único e reforçar a remuneração de 190 assistentes dos promotores, cujos salários são de R$ 2,6 mil, será apreciado no próximo dia 1º pelo Colégio dos Procuradores, segundo o procurador-geral.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

geral

Gaudêncio Torquato [ gaudenciotorquato@tribunadonorte.com.br ]

Viva ou morra! O polegar das multidões

A

reforma política volta, mais uma vez, ao centro do palco, desta feita sob o clamor da maior movimentação social da história brasileira. Se é a “mãe de todas as reformas”, como se tem argumentado, é razoável imaginar que a sua construção constitui uma alavanca para o progresso da vida institucional e, por consequência, para a melhoria do bem-estar da coletividade. Nesse caso, a reforma de padrões políticos se insere no conjunto das prementes demandas nacionais, ao lado dos programas para fechar os buracos nas áreas da saúde, educação, mobilidade urbana e segurança pública. Pode-se, até, atribuir à presidente da República o uso de um escudo maquiavélico, sob o qual se protege contra o bombardeio que, nas últimas semanas, atinge, indistintamente, governantes e atores de todos os naipes. Há quem tenha visto oportunismo na atitude da mandatária de sugerir ao Congresso a adoção de um plebiscito para consultar o povo sobre reforma política. O fato é que a questão foi posta e a locomotiva reformista começa a se movimentar.

7

Mesmo com chuva, obras do enrocamento avançam « PONTA NEGRA » Semopi anunciou que 40% dos serviços já foram concluídos e finalização da obra pode ser antecipada em um mês FOTOS: JOAO MARIA ALVES

O eleitor votaria duas vezes, na lista proporcional (fechada) e no candidato do distrito.” Quanto à polêmica aberta pela divergência sobre os meios para fazê-la – plebiscito ou referendo – a régua do bom senso aconselha medir o tamanho da encomenda e verificar se as formas sugeridas atendem ao espírito do nosso tempo, ao calendário e às disposições constitucionais. O ajuste fino se faz necessário para evitar a montagem de um corpo franksteiniano, que, ao invés de contribuir para enterrar práticas antiquadas, poderia ensejar a continuidade de mazelas. A primeira condição que se impõe é vontade política. Sob a batuta de clara disposição, os músicos ajustam seus instrumentos e conseguem levar adiante a partitura, mesmo que, no meio da afinação, possa haver partes fora do tom. Aliados da base governista e partidos oposicionistas se opõem à sugestão de realização de plebiscito. É evidente que os 70 dias estipulados pelo Tribunal Superior Eleitoral e a agenda congressual inviabilizam o uso desse instrumento. Mais razoável é defender uma proposta para valer em 2016. Afinal de contas, o assunto está posto na mesa política há duas décadas, merecendo, agora, um projeto bem acabado e condizente com a nova ordem que se firma no país. Há pontos que podem ser aprovados pelo Congresso sem necessidade de plebiscito ou referendo, principalmente os anacrônicos, geradores de desvios, como coligações em eleições proporcionais. O fim do voto secreto, que acaba de ser aprovado pela CCJ do Senado, aponta também nessa direção. Que aspectos devem balizar mudanças na forma de fazer política? Pelo menos, aqueles que contemplam as metas: fortalecer os partidos; aproximar os representantes dos eleitores; depurar as campanhas eleitorais da corrupção e motivar a participação das bases. Livrar os partidos da marca “geléia geral” é conferir a eles uma identidade, elementos de diferenciação. Na moldura contemporânea, os mecanismos políticos clássicos – ideologias, partidos, parlamentos, oposições, participantes– tornaram-se menos contrastados, fato que aproxima os atores políticos no arco ideológico. Se a maioria dos entes se posiciona na esfera da socialdemocracia, cujo escopo se volta para o estado de bem-estar social, resta-lhes agregar elementos de distinção, a partir do compromisso com temáticas de vulto, em defesa de minorias étnicas e sociais, gêneros, classes, setores, ativismo sexual, ou nas frentes das políticas de desenvolvimento econômico, social, cultural e político. Evitariam, assim, entrar no rolo dos “catch-

all parties” (“agarrar tudo que podem”), designação dada pelo constitucionalista alemão, Otto Kirchheimer, para caracterizar o ciclo do “poder pelo poder”. A crise da democracia representativa abriu grande distância entre a representação e as bases. Veja-se a situação nacional. O descrédito nos políticos atinge os píncaros. As manifestações que se multiplicam pelo território expressam tal sentimento. São poucos os eleitores que recordam os nomes de parlamentares que receberam seu voto, ficando evidente a necessidade de serem resgatados os vínculos entre representante e representado. Para tanto, o voto distrital – aos candidatos identificados com a região do eleitor – é o instrumento adequado. Mudança radical na maneira de votar gera embaraços ao eleitor? Que se implante, então, o sistema misto, pelo qual metade das vagas seria preenchida pela regra proporcional e a outra pelo modelo distrital. O eleitor votaria duas vezes, na lista proporcional (fechada) e no candidato do distrito. A depuração das campanhas poderia começar pela proibição das doações de recursos de empresas e adoção do financiamento público. Mas, e os controles? Alguém acredita ser possível evitar a entrada do bolso privado no domínio público? Espinhosa será a tarefa de explicar a injeção de dinheiro do Estado nos cofres das campanhas, quando o caos dos serviços públicos está a exigir absoluta prioridade (e recursos). Já a motivação das bases obedece a um longo processo de educação política, que pode se iniciar com a adoção do voto facultativo, no entendimento de que o sufrágio universal é um direito, não um dever. O verbo indignado está nas ruas. A massa tende a associar signos, símbolos e perfis que representam o Poder com os dissabores da vida cotidiana. Na moldura, cabem Executivos, Congresso, representantes, juízes corruptos, empresários flagrados na maré de corrupção. Urge, porém, separar a expressão passional da locução racional. Fazer política sem as instituições é cair na escuridão das ditaduras. A imagem é tosca, mas lembra o momento. No Coliseu romano, gladiadores se engalfinhavam em lutas ferozes. Ao final, os berros: Viva! Morra! O imperador ouvia o clamor da turba para levantar ou baixar o polegar, permitindo ao perdedor viver ou consentindo ao vencedor a última estocada. Que os atores políticos e a nossa presidente consigam levantar, logo, logo, o polegar das multidões. Precisam de um Viva para evitar o caos.

Gaudêncio Torquato, jornalista, professor titular da USP, consultor político e de comunicação Twitter@gaudtorquato

A previsão era de concluir os serviços em novembro, mas pelos avanços, Tomaz Neto prevê que obra será entregue em outubro

M

esmo com chuva e aproveitando-se a maré baixa, as obras de recuperação do calçadão de Ponta Negra não para. Pelo menos 40% dos serviços estão concluídos pela construtora Collier, a mesma que executou a restauração há pouco mais de uma década e meia da orla marítima de Olinda e Boa Viagem, em Recife (PE). O secretário municipal em exercício de Obras e Infraestrutura, Tomaz Pereira de Araújo Neto reforçou que a previsão do fim das obras é de seis meses, mas pelo seu avanço, ele estimou que a conclusão deverá ser antecipada em um mês, já em outubro. As obras de recuperação do calçadão de Ponta Negra têm um custo de R$ 4,739 milhões para a proteção de dois quilômetros de orça marítima e da avenida Erivan França. Na primeira etapa serão investidos cerca de R$ 1,2 milhão que é a colocação das pedras na praia, enquanto o restante dos recursos será aplicado na restauração do calçadão propriamente dito. Tomaz Neto disse que apesar de ter chovido em boa parte de junho e julho também ter começado com chuvas, isso não impediu o enrocamento da praia, porque o material arenoso não ficou muito solto. Segundo ele, até o final de julho a construtora vai começar a a recom-

O enrocamento vai proteger toda a extensão do calçadão

posição do calçadão com mais segurança e só então a Prefeitura do Natal contratará um estudo técnico para determinar qual o serviço definitivo a ser realizado na praia de Ponta Negra. “A expectativa é que esse estu-

do dure um ano, pois se trata de um levantamento complexo, envolvendo vários elementos”. Segundo o secretário, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, já assegurou recursos na ordem de R$ 17 milhões junto ao

Ministério da Integração Nacional para realizar os serviços. “Assim que o estudo for concluído, daremos inicio aos tramites legais para contratar a obra”, afirmou Tomaz Neto. Ele adiantou que em dois anos toda a orla de Ponta Negra deverá estar recuperada com uma faixa de areia 35 metros de largura no período da maré alta. Os serviços têm sido realizados não apenas durante o dia, mas na parte da noite e recomeça logo cedo. Ontem, os trabalhadores já estavam no local às 4h30. O secretário de Obras e Infraestrutura disse, ainda, que que nesta quinta-feira (11) deverá ser anunciado a construta da licitação pública que está sendo realizada para as obras de recuperação de toda orla marítima de Natal, inclusive trechos das praias de Areia Preta, do Meio e do Forte, que também ruíram por força da maré alta. As obras integram as ações preparatórias para a Copa do Mundo e tem prazo de conclusão determinado para maio de 2014. Os recursos, no valor de R$ 13,8 milhões, são oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e liberados pelo Ministério do Turismo. A reestruturação urbana da orla de contempla adequação e acessibilidade para pessoas portadoras de deficiência e sinalização turística.

« DIREITOS HUMANOS »

« HOMICÍDIO »

Polícia não tem pistas dos Prefeito sanciona lei que cria assassinos do “rei do pó” Comissão da Verdade em Natal A suspeita é de que o ex-presidiário José Hugo foi assassinado por “acerto de contas”

A

Polícia Civil ainda não tem pistas dos assassinato de um ex-presidiário ocorrido na noite da sexta-feira (5) na Zona Norte de Natal, embora já se saiba que o crime foi cometido por pistoleiros que circulavam em motocicletas. A suspeita é de que o assassinato de José Hugo da Silva Costa, 35 anos, tenha sido “um acerto de contas” por causa de dívida de drogas. A vítimaera conhecida como “rei do pó” no bairro de Nossa Senhora da Apresentação. José Hugo foi morto a tiros às 19 horas da sexta por dois homens que estavam uma moto ao

caminhar na rua dos Eucaliptos, no loteamento Vale Dourado. O garupeiro sacou a arma e atirou contra a cabeça e tórax da vítima, que segundo a Polícia, já tinha teria sofrido condenação judicial por sequestro e roubo em Santana do Matos, na região do Sertão/Central do Rio Grande do Norte. José Hugo também era envolvido com agiotagem. Já às 17h30 da sexta, o chaveiro Gilberto Brito da Silva Júnior, foi baleado ao chegar ao ponto comercial onde trabalhava, na rua da Chegança, no conjunto residencial Nova Natal. Testemunhas afirmaram que a vítima foi surpreendida por dois homens em uma moto, depois de ter parado sua bicicleta rente a calçada. O chaveiro foi socorrido para o pronto-socorro do Hospital Walfredo Gurgel.

Com sete membros, Comissão terá prazo de 90 dias para emitir relatório final

N

atal passa a contar com uma Comissão Municipal da Memória, Verdade e Justiça. O projeto de lei aprovado na Câmara de Vereadores foi sancionado pelo prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) e publicado na edição deste sábado (6) do Diário Oficial do Município (DOM). A Comissão tem a “finalidade de examinar e esclarecer as graves violações de direitos humanos praticadas afim de efetivar o direito à Memória, à Verdade, à Justiça e a reconstituição histórica que envolveu cidadãos natalenses”. A composição será feita “de forma pluralista”. Os sete mem-

bros serão designados pela Prefeitura de Natal, sendo um representante da Câmara Municipal e os demais escolhidos “entre brasileiros de reconhecida idoneidade e conduta ética, identificados com a defesa da democracia, bem como com o respeito aos direitos humanos”. Terão mandato até o término dos trabalhos da Comissão que será extinta após a publicação do relatório. O prazo é de 90 dias. A comissão tem como objetivo maior esclarecer os fatos e as circunstâncias dos casos de graves violações de direitos humanos no município de Natal, e encaminhar aos órgãos públicos competentes toda e qualquer informação que possa auxiliar na localização e identificação de corpos e restos mortais de desaparecidos políticos, no período de 2 de setembro de 1961 a 5 de outubro de 1988.


8

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

geral

Modelo de ensino tipo exportação « TRABALHO » Em nenhum outro país, a educação profissionalizante é tão bem-sucedida quanto na

Alemanha. Receita do sucesso combina prática, teoria e valorização social dos jovens aprendizes BRITTA MERSCH Deutsche Welle

N

a Alemanha, os jovens que concluem a escola secundária, sejam os quatro ou cinco anos da Hauptschule [escola voltada para a qualificação profissional] ou os que concluem os nove anos do ginásio [escola direcionada para a universidade] têm a possibilidade de se candidatar a uma vaga no ensino profissionalizante. Basta ter um certificado escolar. A vantagem do chamado “sistema dual” é que os jovens podem combinar o treinamento prático nas empresas com as aulas teóricas em uma escola profissionalizante (Berufsschule). Markus Eickhoff, da Câmara de Ofícios de Colônia, elogia a particularidade desse sistema. “Os jovens têm a possibilidade de acumular muito conhecimento num período de treinamento de apenas dois a três anos e meio.” O sistema alemão de educação profissionalizante é único no mundo. Já na Idade Média, o aprendizado de algumas profissões foi regulamentado em associações específicas. Desde 1869, existe a educação profissional obrigatória para quem tem menos de 18 anos. Hoje em dia, os jovens alemães têm entre 15 e 16 anos quando decidem se querem ou não seguir esse caminho. Se optarem pelo sim, eles deixam o caminho da universidade para aprenderem profissões como enfermeiro, marceneiro, cozinheiro ou bancário.

Atualmente, os jovens podem escolher entre 344 áreas profissionais. Para eles, o sistema é vantajoso, pois podem aprender com toda tranquilidade um ofício no comércio ou na indústria. As empresas também se beneficiam. “Os estudantes aprendem aquilo que está sendo demandado pela indústria”, explica Eickhoff. “Logo após o treinamento, eles já podem ser empregados.” Nos dias atuais – mais do que nunca – a Alemanha necessita urgentemente de mão de obra especializada.

Paraíso Atualmente, 1,5 milhão de jovens alemães estão inscritos nos cursos profissionalizantes. Entretanto, muitos não encontram vagas no sistema dual de educação. Isso se deve, em parte, ao aumento gradual, nos últimos anos, dos pré-requisitos necessários. Hoje, um mecânico de automóveis, por exemplo, precisa entender de eletrônica e, para isso, necessita de uma boa formação em matemática. Quando podem escolher, as empresas dão preferência a alunos que tenham cursado o ginásio, em detrimento daqueles que cursaram a Hauptschule. Segundo o Instituto Federal para o Ensino Profissional (BIBB, na sigla em alemão), no ano passado 76 mil jovens não encontraram vagas nas instituições de ensino profissional. “O problema é conseguir encontrar um local de treinamento apropriado”, explica Sirikit

Krone, pesquisadora do Instituto para o Trabalho e Qualificação da Universidade de Duisburg-Essen, que analisa a transição dos adolescentes da escola para a vida profissional. Muitos jovens nem mesmo têm um certificado escolar, o que dificulta muito sua entrada no sistema dual de educação profissional. Krone observa que a porta de entrada é a conclusão da escola, razão pela qual se deve oferecer aos jovens a possibilidade de terminá-la. Especialmente os jovens provenientes de famílias de imigrantes têm dificuldades para encontrar vagas no ensino profissional. Muitas vezes eles têm um currículo escolar reduzido em comparação com os demais e necessitam adquirir qualificações adicionais. Programas de treinamento para suprir essas necessidades são cada vez mais comuns não apenas nas agências de emprego, mas também nas empresas. Em alguns setores, como no caso do hoteleiro ou da gastronomia, é cada vez mais difícil encontrar candidatos a aprendiz, o que obriga as empresas a agir. O treinamento é, em princípio, aberto a todos os jovens, incluindo os candidatos estrangeiros. As empresas analisam os currículos recebidos e convidam os estudantes para entrevistas de emprego. Muitas empresas exigem um período de estágio, para que o empregador possa conhecer o candidato e analisar se ele se encaixa ou não na sua equipe, explica Eickhoff.

Maioria dos países despreza ensino técnico O formato do sistema dual de educação existe apenas na Alemanha, e com algumas modificações, na Áustria e Suíça. Outros países tentam importar esse modelo, mas nem sempre com sucesso. Na França, por exemplo, apenas os estudantes com desempenho inferior acabam nos cursos profissionalizantes. “Existem muitas tentativas de elevar o nível do ensino técnico e atrair alunos mais qualificados”, afirma a pesquisadora Sirikit Krone, Krone. Entretanto, em muitos países o ensino profissionalizante possui um status social inferior em comparação aos estudos acadêmicos. Na Alemanha, ao contrário, o sistema dual de educação é um modelo de sucesso, que continua sendo desenvolvido. Por exemplo, alunos com formação escolar completa têm agora a possibilidade de combinar o ensino profissionalizante com o universitário, através de um modelo chamado de “graduação dual”. Os jovens do ensino profissional são muito interessantes para as empresas porque eles conhecem os processos internos de produção, o que os torna potenciais gerentes e administradores. “Eles são capazes de se comunicar em pé de igualdade com o pessoal da área de produção”, enfatiza Krone. Além disso, eles têm o talento necessário para atuar em nível gerencial. DIVULGAÇÃO

Programas de treinamento para suprir mercado são cada vez mais comuns em agências de emprego e empresas alemãs

Venezuela oferece asilo « ESPIONAGEM » Maduro alega questões humanitárias para receber

o ex-funcionário da CIA que divulgou documentos secretos dos EUA

C

aracas (AE) - Os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e da Nicarágua, Daniel Ortega, anunciaram, em eventos separados, a disposição de conceder asilo ao norte-americano Edward Snowden, o ex-agente da CIA responsável pela revelação de dois programas ultrassecretos de espionagem eletrônica promovidos pelos Estados Unidos. Desde que se expôs como responsável pelos vazamentos, Snowden pediu asilo político a diversos países, inclusive Venezuela e Nicarágua. “Na condição de chefe de Estado e de governo da República

Bolivariana da Venezuela, decidi oferecer asilo humanitário ao jovem estadunidense Edward Snowden, para que possa vir a viver livre da perseguição do império”, declarou Maduro em uma cerimônia para celebrar a independência venezuelana, na sexta-feira. Snowden está foragido desde que vazou as informações sobre os programas de espionagem generalizada de cidadãos norteamericanos e estrangeiros pelos EUA, no mês passado. Em 23 de junho, ele saiu de Hong Kong com destino a Moscou e encontra-se atualmente na zona de

trânsito do aeroporto internacional moscovita. Ao anunciar a oferta de asilo humanitário, Maduro disse ter expressado “a vontade de diversos governos latino-americanos”, em alusão à reunião da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) realizada ontem na Bolívia. Na véspera, o herdeiro político de Hugo Chávez manifestou a intenção de rejeitar um pedido prévio de extradição feito pelos Estados Unidos ao Ministério das Relações Exteriores da Venezuela. O asilo humanitário é regido por uma convenção internacional e pode ser conce-

dido a estrangeiros em risco de perseguição em seus países de origem. Segundo Nicolás Maduro, Snowden é um “rebelde valoroso” que merece “ser protegido por humanidade”. O governo dos EUA acusa Snowden de espionagem e roubo de propriedade do governo. Em Manágua, Ortega declarou-se disposto a fazer oferta semelhante à de Maduro “se as circunstâncias assim permitirem”. Segundo ele, a embaixada nicaraguense em Moscou recebeu o pedido de asilo de Snowden e está estudando o caso.


geral

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

9


10

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Cláudio Humberto [ ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br]

Base de Aécio torra grana pública O senador Aécio Neves (PSDB), postulante ao cargo de candidato à Presidência, mantém alugado um escritório político em seu estado natal de Minas Gerais que custa R$ 16,5 mil por mês aos contribuintes. Entre os gastos estão o aluguel (R$ 8.362) e o condomínio (R$ 719), além de telefone fixo, celular, internet, material de escritório e até segurança 24h, além de tributos e impostos. Tudo na nossa conta.

geral

Obra para recuperar Ponta Negra chega a 40% do previsto « PRAIA » Recuperação do calçadão está sendo feita

em ritmo acima do previsto e deverá terminar antes do prazo de seis meses, segundo a secretaria de obras ALEX RÉGIS

Não está quebrada, digamos que desafinou um pouco” Líder do PT,José Guimarães,sobre a base de apoio ao Governo no Congresso

E a internet?

Vou de táxi

Só em despesas de jornais e revistas, o escritório político de Aécio Neves em Minas Gerais gasta cerca de R$ 220 por mês.

A assessora Maria Heloísa Cardoso Neves é recordista entre os gastos com táxi no gabinete de Aécio Neves: cerca de R$ 1.000 por mês.

Com jeito, vai

Em dia

“Aparelhada” desde a redemocratização, a FAB tem 15 sofisticados aviões para transporte de autoridades, mas não tem caças modernos.

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) estava no cartório eleitoral de Londrina na sexta à tarde, para fazer seu recadastramento biométrico.

Caronas da FAB Políticos, seus amigos e agregados podem apertar o cinto para voar sem medo: apenas um ex-ministro, já falecido, foi condenado por improbidade administrativa por voos particulares em aviões da FAB, e

obrigado a devolver R$ 25 mil: Clóvis Carvalho (Casa Civil) no governo Fernando Henrique. A prática disseminada nos últimos 20 anos se beneficia de uma firula legal que dissolve a má-fé na “praxe legal”.

Locupletemos O ex-chanceler de FHC, Luiz Felipe Lampréia, escapou na Justiça de improbidade, após fim de semana em Fernando de Noronha.

União da ilha

No radar

Ex-ministro de FHC, Ronaldo Sardenberg foi absolvido de dano ao erário por usar aviões da FAB e ficar em hotel militar com família.

O Supremo Tribunal Federal ainda não julgou ação contra o ex-ministro de FHC, Raul Jungman (PPS-PE), por carona indevida na FAB.

Vale-transporte

Refém boliviano

Não é à toa que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acha viável implantar o passe livre no país. Segundo estudos, 80% das passagens de transporte público hoje são pagas pelo empregador.

Asilado há 14 meses na embaixada do Brasil em La Paz, o senador de oposição, Roger Pinto, apelou ao presidente do Peru, Ollanta Humala, na Unasul, para que o presidente Evo Morales dê o salvo-conduto.

Distração Presidente do Instituto Teotônio Vilela, Sérgio Guerra (PSDB) defende que a oposição afine o discurso sobre uma pro-

posta comum de reforma política: “Esse plebiscito da Dilma foi só para tirar foco da crise”, critica.

Sob censura

O valor do preço

Diretores da associação de servidores da Agência Nacional de Petróleo respondem processo administrativo instaurado pela diretora do órgão, Magda Chambriard, por terem noticiado multa e processos contra OGX.

O Tribunal Regional Federal da 2ª. Região vai pagar R$ 36,2 mil à Fundação Getúlio Vargas, por três dias do curso “Pesquisa de Preço nas Compras Governamentais”. Preço da notória especialização.

Cultura inútil Aos grandes enigmas juntam-se dois: a investigação da Polícia Federal sobre o boato do fim do Bolsa Família e supostos € 25 milhões que Rose Noronha, a “assessora” de Lula, teria depositado em Portugal.

Tudo pela... Após derrotar a PEC 37, o Ministério Público agora tenta impedir a PEC 75, que prevê a demissão de membros por meio de processo administrativo no Conselho Nacional, sem depender de decisão judicial.

... corporação Procuradores espalham, nos corredores do Congresso, que a medida não passa de retaliação do autor, senador Humberto Costa (PT-PE), investigado pelo Ministério Público no Escândalo dos Sanguessugas.

Não custa lembrar O primeiro-ministro da Noruega viaja pela Europa sozinho, sem segurança, em avião de carreira, com um laptop. Povo esquisito...

Enrocamento da praia de Ponta Negra vai permitir a reconstrução do calçadão destruído pelo mar

secretaria municipal de Obras e Infraestrutura (Semopi) informou que 40% das obras de recuperação do calçadão da Praia de Ponta Negra já foram executadas. De acordo com Tomaz Neto que responde interinamente pela titularidade da Semopi, os serviços têm um prazo de seis meses para serem concluídos, mas como o ritmo de trabalho está avançado a empresa responsável pela obra deve antecipar esse prazo em um mês, encerrando a intervenção em outubro. Nesta primeira etapa do projeto foram investidos pouco mais de R$ 4.739.000,00 (Quatro milhões e setecentos e trinta e nove mil reais) para a proteção completa de 2.000 metros da orla da Praia de Ponta Negra. Ainda nessa primeira fase, outros R$ 1,2 (Hum milhão e 200 mil reais) serão utilizados para a recuperação do calçadão. Tomaz Neto informou que esse período chuvoso foi positivo para a obra, pois permitiu uma melhor fixação do material arenoso utilizado no enrocamento. Esse auxílio natural vai permitir que até o final de julho a construtora inicie a recomposição do calçadão com mais segurança. Ele também explicou que após a finalização da obra a Prefeitura do Natal irá contratar um estudo técnico para determinar qual o serviço definitivo a ser realizado na Praia de Ponta Negra. “A expectativa é que esse estudo dure um ano, pois se trata

A

MEMÓRIA De autoria das arquitetas Teresa Cristina Pires,diretora do Departamento de Planejamento e Jussara Albuquerque,Chefe do Setor de Projetos da Semopi, a reestruturação urbana da orla de Natal compreende duas ações: adequação e acessibilidade das praias de Areia Preta,Meio e do Forte;e adequação e acessibilidade da Praia de Ponta Negra. O projeto beneficiará cerca de 7 km de orla e terá como principal diretriz a urbanização,serviços de eliminação de barreiras arquitetônicas, ordenamento do uso do solo,requalificação da orla urbana e consolidação do corredor turístico. No geral,serão feitas as seguintes intervenções:adequações do passeio público com substituição do revestimento do piso;implantação de novos mobiliários urbanos;ciclovias entre as praias do Meio e Forte;adequação e distribuição dos quiosques em áreas mais agradáveis e amplas;implantação de banheiros acessíveis;criação de áreas de depósito para guarda de materiais dos quiosques;rampas e escadarias para acesso a faixa de areia; sinalização adequada;área de estacionamentos;substituição de iluminação pública;iluminação decorativa;paisagismo;áreas de recreação infantil;e academia da Terceira Idade.

de um levantamento complexo, envolvendo vários elementos”. Mesmo sem ter uma definição sobre qual será o método escolhido para a recuperação completa do calçadão o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, já assegurou recursos na ordem de R$ 17 milhões junto ao Ministério da Integração Nacional para realizar os serviços. “Assim que o estudo for concluído, daremos inicio aos tramites legais para contratar a obra”, enfatizou Tomaz Neto. A previsão da secretaria é que em dois anos com a área toda recuperada a faixa de areia tenha 35 metros de largura quando a maré estiver alta.

Quanto a licitação para as obras de recuperação da orla marítima de Natal, seegundo o secretário interino, a empresa vencedora da disputa deve ser conhecida na próxima quinta-feira. A orla da cidade, que compreende as praias de Ponta Negra, Areia Preta, do Meio e Forte, passará por ampla reforma com mudança total de visual. As obras integram as ações preparatórias para a Copa do Mundo e tem prazo de conclusão determinado para maio de 2014. Os recursos, no valor de R$ 13,8 milhões, são oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e liberados pelo Ministério do Turismo.

« MEIO AMBIENTE »

Destruição da mata avança e ameaça a Amazônia rasília - O desmatamento na Amazônia Legal cresceu 370% na comparação de maio com o mesmo mês de 2012. Os dados levantados pelo Sistema de Detecção de Desmatamentos em Tempo Real (Deter) mostram que a retirada de floresta nativa alcançou 464,96 quilômetros quadrados, enquanto há um ano havia sido de 98,85 km². No acumulado de agosto a maio, o desmatamento alcança 2.337,78 km², 35% a mais que no período anterior. O aumento drástico entre um ano e outro aparece mesmo com a cobertura de nuvens menor. Em 2012, a visibilidade era de 68%. Em 2013, de 59%. Em toda a região, apenas Acre e Amapá aparecem como tendo reduzido as áreas de desmatamento. Mais uma vez, as maiores áreas desmatadas são em Mato Grosso - apesar da ressalva feita pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) de que o Estado não tinha cobertura de nuvens durante a captação. Os maiores crescimentos, no entanto, aparecem no Maranhão, que aumentou em 123% as áreas desmatadas, e no Amazonas, com 77%. O coordenador-geral de Desmatamento do Ibama, George Ferreira, considera os dados preocupantes, mas afirmou acredita que não devem se confirmar como desflorestamento corte raso, aquele que é considerado para as estatísticas finais do governo federal, porque, na maior parte, são áreas degradadas e não totalmente derrubadas. O Deter, usado para dados mensais de desmatamento, funciona como um sistema de alerta para a fiscalização e capta somente áreas superiores a 25 hectares. Já O Prodes outro sistema de detecção de desmate - é mais preciso, pega áreas de 20 a 30 metros e é usado para o cálculo final do desflorestamento. Áreas degradadas são aquelas onde a vegetação nativa foi alterada. Uma verificação in loco do Ibama mostra que, na maior parte delas, essa degradação foi causada por fogo, seja para limpar a área ,seja porque “escapou” de área próxima que era queimada. “Uma área degradada se recupera muito mais fácil que o corte raso. O cuidado que precisamos ter é para que essa degradação não se transforme em corte raso”, afirmou Ferreira.

B


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

geral

11

Governo às voltas com sentenças « DECISÕES » Dificuldades financeiras e obrigações com a Lei de Responsabilidade Fiscal impedem, segundo a Procuradoria Geral de Justiça, o Executivo de cumprir várias sentenças do Tribunal de Justiça potiguar ALBERTO LEANDRO

Precatórios está na lista das dívidas judiciais

RICARDO ARAÚJO

Unidade Real de Valor (URV), repórter o número se aproxima dos 12 mil processos, de acordo com dados O Governo do Estado do Rio repassados pela Procuradoria Grande do Norte está as vol- Geral do Estado (PGE/RN). “São tas, atualmente, com deci- inúmeras as ações sobrestadas”, sões judiciais monocráticas e co- pontua Marconi Medeiros. letivas proferidas pelo Tribunal Os processos em questão disde Justiça do Rio Grande do Nor- correm sobre as supostas perdas te (TJRN) e pelo Supremo Tri- salariais dos servidores estaduais bunal Federal (STF) a espera de à época da conversão do Cruzeicumprimento. A maioria das ro Real para o Real, entre os anos ações tramitam em Varas Cíveis de 1993 e 1994. “Não ocorreram e da Fazenda Pública Estaduais. perdas salariais quando o EstaSão sentenças que envolvem do fez a conversão dos salários desde a implementação do Pla- dos servidores em URVs”, defenno de Cargos, Carreiras e Salá- de o procurador estadual. Os serrios (PCCS) em órgãos da admi- vidores que processaram o Exenistração estadual, além da não- cutivo Estadual afirmam que os convocação de policiais civis for- prejuízos estimados são da ormados em curso e, ainda, o não dem de 11,98%. Marconi Medeipagamentos das quatro horas ros refuta a argumentação e diz extras semanais aos professores que o Governo do RN criou um do quadro da Secretaria Esta- critério de cálculo próprio para dual de Educação e Cultura converter a moeda e que este foi (Seec). “mais favorável aos servidores, O número de sentenças não pois foram concedidos aumencumpridas, porém, pode ser ain- tos em janeiro e fevereiro de da maior. O procurador do Esta- 1994” e o cálculo da URV foi feido do Rio Grande do Norte em to em março, com base nos saláBrasília, Marconi Medeiros, re- rios anteriormente reajustados. conhece que é preciso fazer um minucioso levantamento nas Va- Segurança Jurídica O procurador-geral do Estaras da Fazenda Pública e também nos Tribunais Superiores do, Miguel Josino Neto, alega para que se chegue ao volume que existem dois problemas que exato de processos. “Não há co- impedem o cumprimento de almo quantificar de imediato”, gumas sentenças. “As decisões destaca. Somente as decisões estão, na sua maioria, suspensas que foram suspensas pelo Supre- por decisão do ministro Joamo Tribunal Federal relativas à quim Barbosa, do STF. E o outro

Miguel Josino, da PGE: “é preciso observar a LRF e dar garantias de segurança jurídica as decisões”

ponto é a questão do Limite Prudencial”. Ele destaca que é “preciso segurança jurídica” para que as determinações do Poder Judiciário sejam postas em prática e, no caso da implementação do PCCS, o Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) alertou o Executivo Estadual quanto à possibilidade de abertura de Processo de Improbidade Administrativa caso o Limite Prudencial seja ultrapassado. Miguel Josino Neto argumenta que existem “desencon-

tros entre as decisões judiciais”. Ele cita, como exemplo, o caso da manutenção de policiais militares em Delegacias de Polícia Civil. “A Justiça da Comarca de Natal determinou que não seria possível manter policiais militares fazendo a guarda de presos em Delegacias de Polícia Civil. Na contramão, a Comarca de Pau dos Ferros, no Alto Oeste potiguar, deferiu sentença favorável à permanência de soldados da Polícia Militar na delegacia daquele município”.

Em relação à convocação dos policiais civis já formados e aptos aos cargos de escrivão, agente ou delegado, o procuradorgeral esclarece que o processo que tramita na Justiça Estadual não transitou em julgado e, além disso, pela questão do Limite Prudencial, não pode convocálos para aumento do efetivo, somente para preenchimento de vacâncias por aposentadorias ou óbitos. Os processos que estão suspensos por ordem do STF não foram detalhados pela PGE.

JÚNIOR SANTOS

Algumas das decisões afetam dia a dia da população Algumas das decisões judiciais não cumpridas refletem no cotidiano da população potiguar. Os exemplos estão nas delegacias de Polícia Civil distritais e municipais fechadas durante o período noturno, por falta de efetivo. Além disso, a deflagração de uma greve por professores da rede pública estadual de Educação não está descartada, caso o Governo não cumpra com o pagamento das quatro horas extras semanais, determinadas pela Justiça. Aproximadamente 11 mil servidores estaduais da Educação aguardam o desdobramento do caso. “Se não for cumprido, nós vamos suspender aulas e iniciar uma operação tartaruga. Há uma decisão favorável do STF e, até agora, o Estado não cumpriu. Nós pedimos, inclusive, a prisão do secretário Alber da Nóbrega, pelo descumpri-

mento”, relatou a presidenta do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte/RN), Fátima Cardoso. Opagamento,quandoefetuado,deverá compreender o intervalo de tempo entre 17 de julho de 2008 e os dias atuais, além de incluir ativos e aposentados no ínterim contido entre os períodos citados, no recebimento do benefício. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do Rio Grande do Norte (Sinai/RN), Santino Arruda, confirmaqueoGovernodeixoudecumprir com o pagamento dos Planos de Cargos, Carreiras e Salários que foram regulamentados em 2010, através da Lei Complementar nº 432. O referido conjunto de normas contempla a implentação do PCCS na Fundação José Augusto, Detran, Idema, Idiarn, Seec, Ceasa, Em-

Repasse de R$ 38 milhões entra na lista de “dívidas” Mesmo não sendo alvo de decisão judicial, a questão dos repasses dos R$ 38 milhões para o pagamento dos precatórios está na conta das “dívidas” do Governo com o Judiciário potiguar. O valor é para pagamento de Requisições de Pequeno Valor (RPVs) e de precatórios. A data de encaminhamento do cronograma de pagamentos dos R$ 38 milhões, marcada para o dia 28 de junho, não foi cumprida pelo secretário estadual de Planejamento e das Finanças, Obery Rodrigues, mesmo tendo sido postergada para a terça-feira, 2 de julho. Até sexta-feira passada, não havia sido protocolado nenhum documento relativo ao assunto na secretaria do Setor. Uma reunião com o Comitê Gestor de Precatórios, representado pelos juízes Tatiana Socoloski, do Tribunal de Justiça; Marco Bruno Miranda Clementino, da Justiça Federal e Antônio Soares Carneiro, do Tribunal Regional do Trabalho, está marcada para o dia 15. Em reunião realizada no dia 25 de junho com o Comitê Gestor

de Precatórios, o procurador-geral do Estado, Miguel Josino Neto, afirmou que o Governo do Estado não “sabe de onde irá tirar” os R$38 milhões que deve repassar à Divisão de Precatórios do TJRN até o final deste ano. O Governo pode repassar o dinheiro até o dia 31 de dezembro, mas tal ação impossibilita o pagamento dos precatórios em tempo hábil pelo TJRN. “Constitucionalmente, nós temos até 31 de dezembro para repassar os recursos. Há um consenso no Governo do Estado de que não há ilegalidade. A situação é de dificuldade e não sabemos de onde iremos tirar o dinheiro”, lamentou Josino à época. Pela primeira vez em 2013, a audiência contou com a participação do secretário estadual de Planejamento e das Finanças, Obery Rodrigues. Ele confirmou, no encontro, que até a sexta-feira, 28 de junho passado, o Governo do Estado definiria uma proposta para o repasse do valor destinado ao pagamento dos precatórios em 2013, o que foi, porém, descumprido.

Santino Arruda e Fátima Cardoso: cobranças vão chegar às ruas

parn, Jucern, DER, Fundac e outros órgãos que compõem a administração estadual. “Há uma decisão que foi proferida pelo desembargador Cláudio Santos em 25 de julho de 2012 e até hoje não foi cumprida”, relembrou Santino. O representante do Sinai destacou que a expectativa dos servi-

dores do Estado é de que o STF negue provimento aos recursos interpostos pela Procuradoria Geral do Estado em relação aos processo de implementação do PCCS. “É uma situação que posterga os direitos conquistados em 2010. A população é quem mais sofre com isso. A gente lamenta a situação do funcio-

nalismo público no RN”, enfatizou. A argumentação de Santino Arruda é compartilhada pelo presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte (Sinpol/RN), Djair Oliveira. “A gente não entende porque o Governo, quando teve a oportunidade de nomear os agentes via judicial, recorreu. O Governo está sucateando a Polícia Civil”, destacou Oliveira. Ele cita que, atualmente, a Polícia Civil potiguar é a que dispõe do menor efetivo entre os estados nordestinos, o que reflete no fechamento das delegacias à noite, no aumento da impunidade e na morosidade das investigações. Além disso, o Governo do Estado, segundo Oliveira, descumpre a decisão judicial do STF de não manter presos em delegacias. “O Governo não pode descumprir decisão judicial argumentando o Limite Prudencial. Ela não se aplica à decisão judicial. A delegacia de Canguaretama está lotada”, adverte o presidente do Sinpol.

Novas contratações estão mais difíceis DIVULGAÇÃO

Sobre a convocação de pessoal aprovado em concurso para áreas de interesse social, como Saúde, Educação e Segurança, o procurador-geral do Estado cita que o objetivo do Governo é ampliar os quadros na medida do possível. Entretanto, relembra que existem imposições de órgãos de controle que devem ser seguidas à risca. “Há uma decisão do TCE multando o Estado por ter nomeado uma servidora aprovada em concurso para assumir um cargo na Saúde”, exemplifica Miguel Josino Neto. Ele classifica a atual situação do Estado, limitado financeiramente e respondendo a inúmeros processos judiciais, como complexa. “O gestor fica numa situação desconfortável. Mas nós vamos discutir o assunto com a Controladoria Geral do Estado para encontrarmos a melhor saída”. O procurador lamenta a falta de conhecimento jurídico em determinadas decisões judiciais. “O juiz não pode mandar a governadora nomear. Ela tem privilégios e imunidade. Somente desembargadores e mi-

Policiais civis aprovados em concurso cobram da governadora

nistros podem obrigá-la a nomear servidores”, justifica Miguel Josino Neto. O Governo do Estado aguarda posicionamento do Supremo Tribunal Federal para avaliar como irá cumprir as decisões judiciais. O Tribunal de Justiça do RN informou que cabe ao relator de cada processo aplicar sanções aos réus nos processos de acordo com a Lei vigente. A assessoria de imprensa do Ministério Público Estadual esclarece que cabe ao promotor responsável por cada processo, fiscalizar

e diligenciar quanto ao cumprimento ou não das decisões. Um dos exemplos de sanções aplicadas aos Estado pelo descumprimento das sentenças, foi o pedido de prisão dos secretários Obery Rodrigues, de Planejamento e das Finanças, e Anselmo de Carvalho, da Controladoria Geral do Estado, proferida pelo desembargador Saraiva Sobrinho, no início deste ano. Os representantes do governo Rosalba Ciarlini não chegaram a ser presos pois a decisão foi revogada.

Mesmo não sendo alvo de decisão judicial, a questão dos repasses dos R$ 38 milhões para o pagamento dos precatórios está na conta das “dívidas” do Governo com o Judiciário potiguar. O valor é para pagamento de Requisições de Pequeno Valor (RPVs) e de precatórios. A data de encaminhamento do cronograma de pagamentos dos R$ 38 milhões, marcada para o dia 28 de junho, não foi cumprida pelo secretário estadual de Planejamento e das Finanças, Obery Rodrigues, mesmo tendo sido postergada para a terça-feira, 2 de julho. Até sexta-feira passada, não havia sido protocolado nenhum documento relativo ao assunto na secretaria do Setor. Uma reunião com o Comitê Gestor de Precatórios, representado pelos juízes Tatiana Socoloski, do Tribunal de Justiça; Marco Bruno Miranda Clementino, da Justiça Federal e Antônio Soares Carneiro, do Tribunal Regional do Trabalho, está marcada para o dia 15. Em reunião realizada no dia 25 de junho com o Comitê Gestor de Precatórios, o procurador-geral do Estado, Miguel Josino Neto, afirmou que o Governo do Estado não “sabe de onde irá tirar” os R$ 38 milhões que deve repassar à Divisão de Precatórios do TJRN até o final deste ano. O Governo pode repassar o dinheiro até o dia 31 de dezembro, mas tal ação impossibilita o pagamento dos precatórios em tempo hábil pelo TJRN. “Constitucionalmente, nós temos até 31 de dezembro para repassar os recursos. Há um consenso no Governo do Estado de que não há ilegalidade. A situação é de dificuldade e não sabemos de onde iremos tirar o dinheiro”, lamentou Josino à época. Pela primeira vez em 2013, a audiência contou com a participação do secretário estadual de Planejamento e das Finanças, Obery Rodrigues.

MEMÓRIA De acordo com decisões exaradas em pelo menos três Tribunais – sendo dois deles de Justiça Estadual e um Regional Federal – o descumprimento de sentenças judiciais,além da responsabilidade criminal,pode ocasionar improbidade administrativa. Os processos 200901945697 – Apelação Cível,Relator Dr.José Carlos de Oliveira,TJGO Primeira Camara Cível,julgado em 20/10/2009,DJ461 e TJMG,Proc. Nº 1.0713.06.063142-9/001(1),8ª Câmara Cível,Relatora Desª Teresa Cristina da Cunha Peixoto,julgado em 19/08/2010,data da publicação:24/11/2010 discorrem sobre o tema. Veja abaixo outro exemplo: “IMPROBIDADE.I - Decisão lavrada em grau de recurso não pode deixar de ser cumprida por autoridade administrativa com inversão da hierarquia,sob pena de restar caracterizado ato de IMPROBIDADE (Lei n° 8.429,de 02.06.1992,art.11,II).”(TRF – 3ª Região – REOMS nº 231573 – 1ª Turma – DJU:21/10/2002 – Rel. Des.Federal Batista Gonçalves) Fonte: Ação Civil Pública: 2008.8400011450-0 / Autor: Ministério Público Federal, Estadual e União.


12

geral

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Papa rezará missa dentro do santuário de Aparecida « JORNADA » Visita do Papa Francisco ao Brasil está confirmada. Missa no santuário da padroeira vai ser em recinto fechado para 15 mil pessoas ANDREW MEDICHINI

JOSÉ MARIA MAYRINK enviado especial

A

parecida - Ao contrário do que pretendia o arcebispo de Aparecida (SP), cardeal d. Raymundo Damasceno Assis, o papa Francisco celebrará uma missa dentro do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, para 15 mil fiéis, e não no pátio externo, que tem capacidade para 250 mil pessoas. O Vaticano negou, por razões de segurança, pedido levado na semana passada a Roma pelo cardeal e seu bispo auxiliar, d. Darci José Nicioli, que foram acertaram detalhes do programa com os organizadores da viagem do pontífice. “O papa Francisco quer fazer uma visita a Aparecida para manifestar sua devoção à Padroeira do Brasil, paralelamente à sua participação na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio”, disse d. Damasceno em entrevista no auditório do subsolo do santuário. Ao lado do prefeito da cidade, Márcio Siqueira, e do prefeito de Guaratinguetá, Francisco Carlos Moreira dos Santos, o arcebispo revelou como andam os preparativos para a chegada do papa. O cardeal afirmou que não se decepcionou com a decisão do Vaticano, pois entende o sentido da passagem de Francisco por Aparecida. “Depois da missa, o papa aparecerá na Tribuna Bento XVI, na entrada principal do santuário, para abençoar o povo, rezar

Santuário de Aparecida (SP) receberá visita do Papa Francisco no p

Visita ao templo e ao sem

Papa Francisco, devoto de Nossa Senhora, aceitou convite para celebrar missa no templo de Aparecida

e eventualmente falar algumas palavras, com o é de seu estilo”, observou d. Damasceno, garantido que,dessa maneira, todos terão a oportunidade de ver o papa de perto. Na chegada e na saída, Francisco percorrerá no papamóvel o pátio do santuário Das 15 mil pessoas que serão admitidas no templo, cerca de três mil serão convidados especiais, entre autoridades, bispos, padres,

seminaristas, freiras e representantes de outras religiões. “Teremos 1.010 padres, cerca de 40 bispos e quatro cardeais (Eusébio Scheid, arcebispo emérito do Rio de Janeiro; José Freire Falcão, emérito de Brasília, Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo e Francisco Javier Errázuris Ossa, arcebispo emérito de Santiago do Chile), informou d. Damasceno. O povo - ou as 12 mil pessoas

restantes - precisará madrugar para conseguir um lugar no santuário. A entrada será por ordem de chegada. Não será preciso ter convite, mas todos terão de passar pelo controle de metais, “mais ou menos como se faz no controle da Praça de São Pedro, no Vaticano”, como explicou d. Darci. As portas se abrirão às 5h30 do dia 24, cinco horas antes do início da missa.

D. Damasceno, também presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), receberá Francisco no Rio e será seu anfitrião em Aparecida. Depois da missa e da bênção na praça do santuário, o papa irá de papamóvel (um dos dois veículos trazidos de Roma em avião da Força Aérea Brasileira) para o Seminário Bom Jesus, a cerca de um quilômetro de distância, na saída para Guaratinguetá. No fim da tarde, voltará de papamóvel até o santuário, onde embarcará num helicóptero de volta ao Rio O programa no Seminário Bom Jesus será discreto: Francisco almoçará com sua comitiva de uns 40 membros, bispos da Província Eclesiástica de Aparecida, padres e seminaristas. Fará um repouso nos aposentos da Pousada Bom Jesus, onde se hospedaram João Paulo II em 1980 e Bento XVI em 2007, e receberá religiosas de três mosteiros de clausura da arquidio-

cese. Essas freiras vivem fechadas em suas comunidades, dedicadas à oração e à contemplação, mas terão permissão especial no dia 24 para sair e ver o papa. “Compreendo que o papa quisesse visitar Aparecida como um peregrino devoto de Nossa Senhora, com uma agenda discreta e quase anônimo, mas isso não é possível em seu caso”, comentou d. Damasceno, ao justificar a atenção dada a Francisco, que é chefe da Igreja e chefe de Estado. O papa já conhece Aparecida, pois passou três semanas na cidade em maio de 2007, durante a 5.ª Conferência Geral do Episcopado LatinoAmericano e do Caribe. Era então o cardeal Bergoglio arcebispo de Buenos Aires e foi o presidente da comissão de redação do documento final da reunião D. Damasceno torce para que tudo corra bem durante a visita do papa, mas admite a possibilidade


geral MIGUEL SCHINCARIOL

róximo dia 24, durante a Jornada Internacional da Juventude

minário Bom Jesus

s s 4

m s e a o e a -

e o e

OBRAS NA CIDADE O prefeito Márcio Siqueira informou que o governo do Estado liberou verba de pouco mais de R$ 1 milhão para asfaltamento de ruas e praças de Aparecida por causa da visita do papa. A prefeitura mobilizará 200 funcionários para orientação dos romeiros. A colaboração de Guaratinguetá, segundo o prefeito Francisco Carlos dos Santos, será permitir e providenciar a remoção de uma estátua de Frei Galvão, o primeiro santo brasileiro, de um trevo na entrada da cidade para o Seminário Bom Jesus, onde será benzida pelo papa.

de haver manifestações, provavelmente não em Aparecida, mas na Via Dutra ou em cidades vizinhas.

“Para quem já estiver no Rio, é aconselhável não vir a Aparecida, porque não se sabe como poderá voltar”, disse o arcebispo, ao comentar que o cardeal d. Claudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo e prefeito emérito da Congregação para o Clero, não virá à cidade porque tem compromissos na Jornada Mundial da Juventude. O arcebispo e d. Darci esperam mais de 200 mil pessoas no dia 24, mas temem que o afluxo seja menor, “se a imprensa for alarmista, como ocorreu na visita de Bento XVI”, quando se falou muito sobre dificuldades de acesso pela Via Dutra. Cerca de 120 mil assistiram então à missa celebrada pelo papa no pátio do santuário. D. Damasceno voltou a afirmar, com havia declarado em Roma na semana passada, que o papa Francisco não está preocupado com as manifestações e protestos, pois considera que isso é normal numa democracia.

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

13


14

quadrantes

Natal • Rio Grande do Norte Domingo,07 de julho de 2013

TOMISLAV R. FEMENICK [ AUTOR DE “CONDIÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO CAPITALISMO” ]

É a classe média, idiotas

T

ão logo foi publicado o meu artigo da semana passada, o esquadrão de choque da patrulha ideológica esquerdista inundou a minha caixa de e-mails. Foi uma enxurrada de mensagens que me taxando de burguês desvairado, saudosista da ditadura militar e outras coisas mais, além de xingamentos diretos e de baixo calão. Não sabem esses elementos que eu vivo de uma triste aposentadoria e do meu trabalho como auditor e consultor contábil. Quanto à ditadura militar, tenho a dizer que seus algozes impediram o meu registro profissional como jornalista, me forçaram a pedir demissão do Banco do Nordeste (onde entrei por concurso público e tinha estabilidade; não podia ser demitido, pois tinha mais de dez anos no empre-

go e não era optante do Fundo de Garantia) e por algumas vezes tive que comparecer à sede do 4º Exército, em Recife, para prestar esclarecimentos sobre reportagens publicadas no Diário de Pernambuco, Diário de Natal e no jornal O Povo, de Fortaleza, “tidas como contrarias à Revolução”. Isso dito, vão fazer suas diabruras com outras vitimas, que não eu. E que disse eu para enfurecer essa turma? Ora, eu simplesmente mostrei que quem estava nas ruas – reivindicando melhores serviços de transporte, educação, saúde, segurança e moralidade no governo – era a classe média. Classe média que os ideólogos do petismo e de outros partidos chamam de abominação, atraso de vida, estúpida, reacionária, conservadora, petulan-

te, arrogante, terrorista, fascista, aética, violenta e ignorante. E por que todo esse ódio contra a classe média? É porque ela é a base do sucesso do capitalismo moderno, cujo sustentáculo é o consumo em larga escala, consumo esse que só acontece com um grande número de pessoas com poder aquisitivo para comprar os produtos que jorram das fábricas, das fazendas e das empresas prestadoras de serviços. Quanto mais desenvolvido é um país, maior é o padrão de consumo da classe média, dos operários e dos trabalhadores do campo. Ora, se por aqui os milionários são escassos e os operários e trabalhadores dos estabelecimentos rurais ganham pouco, a grande massa de consumidores é formada pela classe mé-

dia. O que chama a atenção é o imenso grau de desprezo que a intelectualidade de esquerda devota à classe média, muito embora ela seja a origem de sua grande maioria. Chamam-na somente de “pequena-burguesia”, dando à expressão um sentido pejorativo. A origem é o “Manifesto Comunista”, da dupla Marx e Engels. Eles comentam o capitalismo, ainda na sua fase inicial, dizendo: “formase uma nova classe de pequenoburgueses, que oscila entre o proletariado e a burguesia [...]. Mas os indivíduos que a compõem [...] sentem aproximar-se o momento em que desaparecerão completamente como fração independente da sociedade moderna”. Prosseguiu com Lênin, em “Que fa-

zer?”, afirmando que “o pequenoburguês vê e constata que sucumbe; que a vida se torna cada vez mais difícil; que a luta pela existência de sua família se torna mais desesperante a cada dia que passa. Porém, como protesta? Protesta como representante de uma classe submissa e covarde”. Hoje o pequeno-burguês verde-amarelo representa cerca de 50% da população, tem uma renda entre mil e quatro mil reais, paga 70% de toda a soma de IPTU e IPVA do país e, ainda, 60% de todo o Imposto de Renda de Pessoa Física. Ora, se a renda dos mais ricos não diminuiu e se a renda dos mais pobres aumentou através Bolsa Família e do crescimento real do salário mínimo, então o que houve foi a transferência da renda da classe média para as classes menos privilegiadas. Quer dizer: quem está pagando a conta da gentileza feita pelo governo é a classe média clássica. Do ponto de vista

PEDRO DE SOUTO [ PROCURADOR DE JUSTIÇA ]

NELSON PATRIOTA [ ESCRITOR ]

Romance uruguaio estreia coleção

Criminalidade e ordenamento jurídico

É

N

ão é de hoje que o Brasil apresenta-se como um pais bastante violento, todavia nos últimos anos estamos assistindo a uma verdadeira guerra cujo resultado já é perceptível no seio da sociedade com perdas de vidas, mutilações físicas, psicológicas, dentre outras. Dados divulgados em pesquisas institucionais indicam a existência em média de 20 homicídios por cada 100.000 habitantes, somando-se a isto o tráfico de drogas, crimes contra o patrimônio, lesões corporais, estupros etc. Tudo isto nos leva a refletir sobre o imenso prejuízo suportado pela sociedade Brasileira, considerando que a maioria dos protagonistas é formada por jovens em idade produtiva e desse modo a sociedade é duplamente penalizada pois perde a força de trabalho daquele que se foi ou mesmo ficou incapacitado além do próprio autor quando recolhido ao cárcere. Adite-se ainda o custeio da estadia do preso, a tutela social das famílias dos envolvidos e os enormes gastos com assistência médica na cura das sequelas decorrentes. Sobre o assunto, existem dados pesquisados através do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), indicando que o impacto financeiro decorrente do crime no Brasil, representa 10% do PIB nacional, cuja cifra é da ordem de 100 bilhões de reais por ano. Nesse contexto, surge um terreno fértil para semear a ideia do recrudescimento do ordenamento jurídico punitivo como forma de aplacar o instinto criminoso. Todavia, afirmamos que a ideia mostra-se equivocada diante do cenário jurídico brasileiro. Assim ocorre porque o Brasil vem sistematicamente renovando seu compromisso com o respeito aos direitos humanos, embalado pelos princípios encartados na Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1.948, além do que, desde 1.992, vigora em nosso pais os preceitos do Pacto de São José da Costa Rica, também conhecido como Convenção Americana de Direitos Humanos, cujos preceitos já alicerçavam a Constituição Brasileira de 1.988, onde a obediência e o respeito a dignidade da pessoa humana integram o sistema jurídico. Portanto, alterações pontuais na legislação ordinária não são capazes de reduzir ou mesmo frear a criminalidade, caso verdadeiro já teríamos resolvido a questão por exemplo quando da aprovação da lei dos crimes hediondos ou mesmo do regime disciplinar diferenciado (RDD). Noutro pórtico, desnecessário dizer que qualquer conteúdo draconiano inserido no ordenamento jurídico brasileiro certamente seria incompatível com o sistema de liberdades encartado na norma constitucional, tratamento dispensado à própria lei dos crimes hediondos, acoimada de relativa inconstitucionalidade pelo Supremo Tribunal Federal. Por outro lado, as prisões vivem abarrotadas e mesmo assim a criminalidade é sempre crescente, confirmando-se então que prender não resulta na redução da criminalidade mesmo porque qualquer que seja a pena aplicada um dia o preso retornará ao nosso convívio, normalmente apto a reincidir em razão da falência do instituto da ressocialização. Concluo, tomando por empréstimo as sábias palavras do pensador Cesare Bonesana, Marquês de Becaria (1738-1794) “É melhor prevenir os crimes do que ter de puni-los. O meio mais seguro, mas ao mesmo tempo mais difícil de tornar os homens menos inclinados a praticar o mal, é aperfeiçoar a educação” destaquei. Com o despertar das massas, acredito que agora vai!

de estratégia de longo prazo, de economia política, isso é tiro no pé. Emagrecer a classe média é reduzir a demanda. Sem demanda não há produção, sem produção não há emprego nem crescimento econômico. O espetáculo do crescimento só acontece quando os operários se transformam em pequenosburguês. Assim aconteceu nos Estados Unidos, na Europa e no Japão. Os países que estão crescendo estão procurando fazer o mesmo; somente nós a estamos asfixiando. Temos que redistribuir a renda? Sim, mas repartindo o ganho dos mais ricos, acabando com a corrupção e reduzindo os impostos e não quebrando a estrutura da sociedade. É contra esses esse descalabro que classe média reage. E está reagindo indo às ruas, gritando, fazendo valer sua opinião... e seus votos. O resto é balela de pseudointelectuais que se emprenham com as próprias palavras.

CLÁUDIO EMERENCIANO [ PROFESSOR DA UFRN ]

Reflexões sobre a crise

V

ejo o mundo e a vida senão numa perspectiva dernidade”. É uma ode aos valores e aos laços sedicristã. Fenômenos e fatos sociais, sejam quais mentados na família, nos sentimentos de fraterniforem, são facilmente compreensíveis, explidade e solidariedade dos que vivem em convívio com cáveis, desde que o observador elimine de dentro de a natureza, partilhando, uns com os outros, o pão, si todo e qualquer preconceito; liberte-se do faccioseus sonhos e seus caminhos pela vida. sismo que deturpa e inviabiliza a percepção do bem Estudei em Portugal entre 1968 e 1970. O país e da verdade. Tudo na vida tem um sentido. Essa estava submetido a uma ditadura fascista, implaidentificação enseja o discernimento da gêcável, cruel, hedionda e obscurantista. A nese, das causas, das circunstâncias e repressão não tinha limites. Na época, desdobramentos de todas as crises soum jovem compositor, cantor e fadisciais. Tudo é possível entender. ta, Carlos do Carmo (ainda vivo), graA busca da felicidade e o sentido vou uma letra e música de Manuel da vida e dos ideais. O Direito e a JusFreire: “Pedra Filosofal”. Por isso foi tiça são impessoais. Os privilégios são preso e maltratado inúmeras vezes. sua negação. A vocação, a fé e as utoOs jovens não cessaram. Em todos os pias inspiram a busca da libertação do lugares públicos, cinemas, teatros etc., homem. Em todos os tempos e lugares. cantaram a música até 1975, quando ocorO sonho de Jacó. A escada que o levou reu a “Revolução dos Cravos”, que dera Deus. A junção que Santo Agostinho V ejo o mundo e a rubou o regime. Eis a letra, que permite vislumbrou, milênios depois, entre a vida senão numa entender, paradoxalmente, as atuais cir“Cidade de Deus” e a “Cidade dos hoperspectiva cristã. cunstâncias da crise brasileira: “Eles não mens”. E, após outro milênio, a senten- Fenômenos e fatos sabem que o sonho é uma constante da ça de São Tomás de Aquino, segundo sociais, sejam quais vida/ Tão concreta e definida como oua qual a vocação do ser humano é ser forem, são tra coisa qualquer/ Como esta pedra cinfeliz. Liberto por Jesus Cristo de todos facilmente zenta em que me sento e descanso/ Coos grilhões que o escravizavam e o imcompreensíveis, mo este ribeiro manso em serenos sopediam de ser feliz. Essa libertação tem explicáveis, desde bressaltos/ Como estes pinheiros altos uma fonte, única e inesgotável: o amor. que o observador que em verde e ouro se agitam/ Como esEis a substância da vida. O sentido eterelimine de dentro tas aves que gritam em bebedeiras de no e verdadeiro da existência humana. de si todo e azul/ Eles não sabem que o sonho é viQue é transcendental. A espiritualidaqualquer nho, espuma, é fermento/ Bichinho alade, ou melhor, a fé, irmana o homem a preconceito; cre e fermento de focinho pontiagudo em Deus. Imerge a condição humana no liberte-se do perpétuo movimento/ Eles não sabem infinito e na morada do Criador. É, defacciosismo que que o sonho é tela, é cor, é pincel/ Base finitivamente, como disse o padre e deturpa e fuste ou capitel/ Arco em ogiva, vitral/ cientista Pierre Teilhard de Chardin, a inviabiliza a Pináculo de catedral/ Contraponto, sin“morada do homem no universo”. An- percepção do bem e fonia, máscara negra, magia, que é retortoine de Saint-Exupéry não se cansada verdade. Tudo ta de alquimista/ Mapa do mundo disva de dizer que construir o verdadeiro na vida tem um tante, rosa dos ventos, infante/ Caravehomem “é mobilizar o Espírito de Deus sentido. Essa la quinhentista que é cabo da boa-esnele mesmo, que o levará além de si identificação enseja perança/ Ouro, canela, marfim, florete mesmo”. Para concluir de forma en- o discernimento da de espadachim, bastidor, passo de dancantadora, terna, triunfante e proféti- gênese, das causas, ça, columbina e arlequim/ Passarola voaca: “Só o Espírito soprando sobre a ar- das circunstâncias e dora, para-raios, locomotiva, barco de gila pode criar o Homem”. O verda- desdobramentos de proa festiva, alto-fomo, geradora/ Cideiro entendimento entre os homens todas as crises são do átomo, radar, ultrassom, televitem aí sua origem. sociais. Tudo é são, desembarque em foguetão, na suEm 13 de dezembro de 1903, pripossível entender. perfície lunar/ Eles não sabem nem somórdios do século XX e auge da “Belnham que o sonho comanda a vida/ E que le Époque” (Bela Época), Anatole Fransempre que o homem sonha o mundo puce discursou no “Pantheon” (Panteão) em Paris, na la e avança, como bola colorida entre as mãos de inauguração do busto de outro grande escritor: Eruma criança”. Muitos e muitos foram presos simnest Renan. Concluiu dizendo que “lentamente, poplesmente por cantá-la. Esse canto, em todos os temrém sempre, a humanidade realiza os sonhos dos sápos, tem o mesmo espírito e a mesma esperança. bios. Cuja síntese é a felicidade de cada ser humano”. A crise brasileira, como disse em outros artigos, Essa felicidade não se esgota nem alcança seus limié de legalidade, eficácia e legitimidade. Alcança totes na vida material. O grande Eça de Queiroz, que das as instituições. Deixem o povo extravasar seus faleceu em Paris em 1900, em sua última grande osonhos. Sobretudo os jovens. Não queiram, da noibra, “A Cidade e as Serras”, exalta a beleza e a placite para o dia, impor rumos suspeitos e fins inconfesdez da vida campestre em Portugal, em contraposisáveis. Mistificação nunca mais. É hora de converção à trepidante vida parisiense e os “avanços da mogência e leal entendimento.

com um tema recorrente na literatura – a investigação em torno da autoria de uma incerta obra – que o uruguaio Mario Levrero tece a narrativa em primeira pessoa do romance “Deixa comigo” (“Dejen todo en mis manos”, 2007). O livro é um dos cinco lançamentos que inauguram a coleção “Otra língua”. Evidentemente que se trata do espanhol, mas com uma peculiaridade: o espanhol multiforme das Américas em suas expressões mais singulares. Os demais títulos são: “Asco”, de Horacio Castellanos Moya, “Como me tornei freira”, de César Aira, “Os Lemmings e outros”, de Fabian Casas, e “Águas-fortes cariocas”, de Roberto Arlt. Excetuado o nome do argentino Arlt, os demais autores são ilustres desconhecidos no meio editorial brasileiro e consertar essa falha é o objetivo do projeto “Otra Língua”, que tem a coordenação de Joca Reiners Terron. Este escritor, a propósito, assina um interessante posfácio – “Mario Levrero, romancista luminoso” – em que ajuda o leitor não especializado a melhor se informar sobre o não menos interessante escritor uruguaio, inclusive comentando outras obras que ele deixou. O texto de Reiners Terron traz uma informação surpreendente fornecida pelo próprio Levrero: “Meu primeiro romance é quase uma tentativa de tradução de Kafka para o uruguaio – tradução em um sentido amplo, quero dizer”. “Deixa comigo” é um romance ágil, de modo algum “menor”, salvo no que tange a sua brevidade; a narrativa em primeira pessoa confere ao texto uma proximidade que a outra janela narrativa – a terceira pessoa – dificilmente atinge. Especialmente se o narrador for loquaz e criativo, como Levrero. Assim, as surpresas não demoram a acontecer para, a certa altura, ganhar um ritmo avassalador em que o mistério que cerca o desconhecido autor sob investigação fica, ao final, perfeita e engenhosamente esclarecido. E da forma mais surpreendente, como sucede aos bons novelistas policiais, aliás, muito apreciados por Levrero, como ele confessa na “Entrevista imaginária com Mario Levrero”, anexa ao livro. Nenhuma surpresa, portanto, que haja a presença de elementos do gênero noir nesse romance, como o mistério em torno da autoria do manuscrito literário, a composição meio detetivesca do escritor-investigador, a labiríntica geografia da cidade onde se desenrola o romance – cujo nome é nada menos que Penurias – entre outros. Observe-se ainda uma característica marcante da sua escrita: protagonistas femininas, particularmente libidinosas, concorrem para dar ao romance episódios francamente erotizados, mas sem que o narrador perca de vista o cumprimento de sua missão. De todo modo, sexo é um assunto presente demais no romance para ser negligenciado. Só a título de curiosidade, o leitor deve ficar atento a citações como esta: “Com a idade, cada vez me interessam menos os orgasmos e mais o desejo em si”. Freud? Não, Levrero. Na engenhosa e anárquica autoentrevista, já referida, Levrero discorre sobre seu método de trabalho, o qual descreve assim: “Por definição são procedimentos secretos, ocultos. Na verdade eu não trato de ocultar nada, mas não tenho acesso direto a eles. É como a digestão; eu ‘faço’ a digestão dos alimentos, mas não sei como”. Em resumo, trata-se de um método em larga medida intuitivo, forma que se ajuste especialmente à narrativa do gênero policial, onde os fatos não podem ser entregues ao leitor senão a conta-gotas, a fim de manter aceso seu interesse no foco central, ou seja, o mistério que alimenta sua trama. Para quem resume suas informações sobre literatura uruguaia aos nomes de Juan Carlos Onetti, Mario Benedetti, Eduardo Galleano e Horacio Quiroga, conhecer Mario Levrero vem apenas corroborar a singularidade da literatura desse pequeno país espremido entre os gigantes Brasil e Argentina, mas nem por isso carente de talentos. Pelo contrário.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

geral

Morsi cai após mudança de apoio dos Estados Unidos « EGITO » O presidente deposto, Mohammed Morsi, caiu em desgraça junto ao governo Barack Obama que se declarou neutro no confronto KHALIL HAMRA/AP/EC

« IMIGRAÇÃO »

Novo programa legaliza direito dos imigrantes Governo dos EUA abre novas oportunidades para estrangeiros que trabalham no país CHRISTINE ARMARIO Associated Press

M

Confrontos no Cairo, a capital, entre partidários do presidente deposto, opositores e o Exército, já deixaram dezenas de mortos

JAY SOLOMON Da Dow Jones

W

ashington - A postura dos Estados Unidos em relação a Mohammed Morsi mudou drasticamente nos últimos tempos. Depois de meses trantando Morsi como um parceiro viável, funcionários do governo Barack Obama demonstraram apoio à ação das Forças Armadas contra o primeiro presidente democraticamente eleito da história do Egito. Na quarta-feira, Morsi foi derrubado pelo exército e agora os EUA têm um novo desafio em relação aos rumos da política no mundo árabe. Apenas uma hora antes do anúncio de que os militares egípcios tinham destituído o presidente, o Departamento de Estado dos EUA criticou Morsi, um político de raízes islâmicas, por um discurso feito na terça-feira e por não se entender com a oposição. Ao mesmo tempo, as autoridades norte-americanas se recusaram a condenar o que muitos no Egito qualificaram como os preparativos dos militares para um golpe de Estado contra um presidente legitimamente escolhido nas urnas. “Quando os militares respondem a uma chamada de 17 milhões de egípcios que tomaram as ruas nos últimos cinco dias, exigindo eleições presidenciais antecipadas (...) isso não é um golpe. Isso é chamado de revolução”, disse uma autoridade que rom-

peu com Morsi e pediu para não ser identificada. Por outro lado, políticos egípcios e analistas do Oriente Médio acusam Obama de ser cúmplice no golpe contra Morsi, ao não condenar como golpe a ação dos militares contra o presidente. Durante visita à Tanzânia, Obama pediu calma, mas pareceu deixar Morsi à própria sorte ao declarar que os EUA não apoiariam nenhum dos lados em particular. Em Washington, funcionários acreditam que confrontos mais violentos ou até mesmo uma guerra civil possa acontecer conforme as tensões entre partidários de Morsi e oposição aumentem. Apesar de não quererem apoiar os golpistas, os EUA também não querem ser vistos como defensores de Morsi devido à concentração de poder por parte dele. “Você não quer apoiar as pessoas erradas, então não queremos apoiar ninguém”, disse uma fonte no governo dos EUA. “É por isso que temos de ser apolíticos.” Porém, há indícios de que o movimento dos militares egípcios contra Morsi pode ser bem recebido em Washington. Muitos dos principais aliados dos EUA no Oriente Médio, incluindo Israel, Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos, estavam desconfiados do governo de Morsi e da ascensão da Irmandade Muçulmana no Egito. No curto prazo, o governo Obama tem o desafio de manter sua linha de apoio financeiro aos

É lamentável que Morsi não tenha atendido as demandas por eleições antecipadas ED ROYCE Deputado norte-americano

militares egípcios, orçada em US$ 1,3 bilhão no ano fiscal em andamento. A legislação dos EUA exige a suspensão da assistência a militares que derrubam um governo democraticamente eleito, motivo pelo qual Obama optou por não se referir à deposição de Morsi como golpe. Já no longo prazo, os acontecimentos no Egito vão tornar mais complicados os esforços dos EUA para gerir as transições políticas que estão ocorrendo no mundo árabe desde 2011, afirmaram analistas do Oriente Médio. Caso Washington aceite o golpe militar no Cairo, isso pode prejudicar a capacidade dos EUA de promover uma reforma política em países que vão desde a Síria ao Iêmen. “É sem dúvida um golpe de Estado, mas não é necessariamente um golpe contra a democracia”, afirmou a ex-funcionária da administração do Departamento de Es-

tado de Obama Sonni Efron. Para a também ex-funcionária do Departamento de Estado Cofman Wittes, o governo norteamericano demorou a criticar a forma de governo de Morsi e sua incapacidade em resolver os problemas econômicos do Egito. “Ele assumiu o cargo prometendo ser um presidente de todos os egípcios, mas não conseguiu construir um governo inclusivo e falhou em tomar decisões de forma consultiva”, afirmou. “É lamentável que Morsi não tenha atendido às demandas populares por eleições antecipadas após um ano de sua liderança incompetente, assim como tenha tentado uma tomada de poder pela Irmandade Muçulmana”, opinou o deputado Ed Royce, presidente da comissão de Relações Exteriores da Câmara de Representantes. “Tenho esperança em que sua saída venha a reabrir o caminho para um futuro melhor para o Egito, e eu encorajo os militares e todos os partidos políticos a cooperarem no estabelecimento pacífico das instituições democráticas.” O golpe contra Morsi é o mais recente exemplo da parceria conturbada entre os EUA e o Egito, que não se recuperou da derrubada de Hosni Mubarak, em 2011. A administração de Obama foi criticada na ocasião por não pressionar Mubarak para que promovesse uma reforma política e, em seguida, por retirar rapidamente o apoio quando as manifestações cresceram.

15

iami - Quando criança, Jorge Tume costumava fazer sua lição de casa enquanto seus pais limpavam pisos e móveis de uma empresa de concreto em Miami. Quando a lição estava pronta, Tume ajudava os pais a terminarem a limpeza do escritório e ainda jogava o lixo fora. Tume foi trazido pelos país do Peru para os Estados Unidos junto com seu irmão mais novo quando tinha 12 anos. Eles vieram como turistas e permaneceram no país ilegalmente quando seus vistos expiraram. Após terminar a escola secundária, as perspectivas de emprego de Tume eram poucas, restava seguir o caminho dos pais: limpar escritórios, lavar carros ou aceitar trabalhos ocasionais. Desde o ano passado, no entanto, a vida de Tume mudou decisivamente. Há um ano, o presidente Barack Obama anunciou que os jovens trazidos ao país ainda crianças e vivendo nos EUA ilegalmente poderiam permanecer e trabalhar se atendessem a certos critérios. Tume, agora, trabalha em um computador na empresa de concreto onde, quando criança, ajudava os pais a fazer faxina. “Conheço cada canto deste escritório, deste prédio”, contou Tume, hoje com 21 anos. “Costumava ver outras pessoas fazendo o mesmo tipo de trabalho que faço agora.” Quase 300 mil jovens que viviam na ilegalidade nos Estados Unidos ganharam permissão para permanecer e trabalhar por meio de um programa do governo. Esta foi uma das mudanças mais significativas na política de imigração nas últimas décadas. Perto de 200 mil se inscreveram no programa. Para estes imigrantes, o ano passado foi como um tipo de volta no tempo: aprenderam a dirigir, tiraram documentos e conquistaram o primeiro emprego formal. “Agora sinto como se realmente fosse membro da comunidade como qualquer outra pessoa”, afirmou Frida Ulloa, estudante de 24 anos da Universidade Internacional da Flórida, que veio do Peru para os EUA quando adolescente para ver o pai doente e nunca mais voltou. O projeto Desenvolvimento, Ajuda e Educação para Menores Imigrantes, mais conhecido como DREAM Act, permite aos chamados “sonhadores” - jovens

estudantes que puderam continuar morando e buscando emprego nos EUA graças a uma ordem executiva de Barack Obama - terem permissão de trabalho por dois anos. Para se qualificar, eles precisam ter chegado ao país antes de completarem 16 anos, e estarem com no máximo 30 anos quando o projeto foi anunciado em 15 de junho de 2012. Eles também precisam estar na escola, terem se graduado no colégio ou servido o exército. Por outro lado, para ser elegível ao projeto o jovem não pode ter registro criminal grave ou ter representado ameaça à segurança pública ou nacional. De posse da permissão de trabalho e do número de seguridade social, esse jovens adultos podem dirigir na maioria dos Estados, abrir conta em bancos e, em alguns estados, estudar em faculdades pagas pelo governo. “Minha vida agora é muito mais fácil do que antes”, afirmou Tume, que costumava levar 45 minutos de ônibus de casa para o trabalho e agora, de carro, ele gasta 15 minutos.

Agora sinto que sou membro da comunidade como qualquer outra pessoa” JORGE TUME Imigrante legalizado nos EUA

A mudança política ocorreu após anos de luta de estudantes e deputados antes de o DREAM Act, que forneceu a milhares de jovens imigrantes ilegalmente no país o caminho para a cidadania, ter sido assinado por Obama. O programa, ainda que não forneça a cidadania ou a residência, livra esses imigrantes do terror da deportação. Quando foi anunciado por Obama há um ano, críticos o acusaram de estar tentando garantir o voto do latinos alguns meses antes das eleições presidenciais. O DREAM Act, entretanto, não resolveu muitos dos problemas enfrentados por jovens como Tuma. Vários estados republicanos bloquearam os benefícios básicos do programa, negaram carta de motorista, carteira de identidade, acesso à saúde pública, ajuda financeira para estudantes e até mesmo admissão na universidade O número de jovens adultos que se inscreveram no programa também foi menor do que o esperado. O governo estimava que um milhão de Jovens se inscreveria.


16

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

geral


DÓLAR COMERCIAL

TELEFONES ÚTEIS

Receita: 3220-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT RN: 3220-2000

Compra: R$ 2,2610 Venda: R$ 2,2620

DÓLAR TURISMO Compra: R$ 2,1970 Venda: R$ 2,3570

EURO TURISMO Compra: R$ 2,8000 Venda: R$ 3,0130

LIBRA ESTERLINA Compra: R$ 3,3622 Venda: R$ 3,3639

TARCÍSIO GARGIONI, DA AVIANCA, FALA SOBRE OS PLANOS DE CRESCIMENTO DA COMPANHIA AÉREA. PÁGINA 7

NA TN ONLINE Professor explica crise enfrentada por Eike Batista e o impacto no mercado de ações. Veja o vídeo. blog.tribunadonorte.com.br/mercado/

economia Editora: Renata Moura [ renatamoura@tribunadonorte.com.br ]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo, 07 de julho de 2013

Agropecuária aposta em crédito « INVESTIMENTOS » Os bancos anunciaram a oferta de mais recursos e já há quem trace planos de buscar o dinheiro para investir. No caso dos agropecuaristas, porém, a inadimplência pode ser empecilho DIVULGAÇÃO

Loja em Apodi: meta é expandir estrutura e mix de produtos

ANDRIELLE MENDES repórter

P

rodutores rurais têm aproveitado a maior oferta de crédito nos bancos este ano para recuperar-se das perdas e reerguer a cadeia produtiva no Rio Grande do Norte. Fábio Dantas Gurgel faz parte desse grupo. O produtor, que vendeu o rebanho inteiro há um ano, quer investir até R$ 25 mil na loja de produtos agrícolas, em Apodi, onde metade da população vive na zona rural e a riqueza gerada vem sobretudo do campo. “Quero fazer uma reforma, comprar prateleiras, e trazer mais mercadorias”, revela o produtor, que vendeu o rebanho para abrir a loja e pretende recorrer aos bancos para expandir o negócio. O momento, reconhece o setor, é favorável para obter crédito. Só o Banco do Brasil ampliará em 22,7% o valor destinado aos produtores do estado (R$ 100 milhões), dentro do plano safra 2013/2014, anunciado na última semana. A Caixa, que estreou no segmento em setembro de 2012, disponibilizará inicialmente R$ 9 milhões à pessoas físicas no estado. Valor que poderá subir de acordo com a demanda, segundo a superintendência. O Banco do Nordeste, responsável por mais de 70% das operações contratadas pelos produtores do RN, não divulgou o valor destinado a safra atual, mas garantiu que não faltarão recursos ao homem do campo. O governo federal também lançou, nos últimos meses, uma série de planos, ampliando o volume de recursos à disposição do segmento, e facilitando a renegociação das dívidas rurais. Só o Plano Safra Semiárido lançado na última semana destinará R$ 7 bilhões para a região – a maior

parte desse recurso irá para os agricultores familiares, que no RN, terão a disposição R$ 330 milhões para investir na propriedade ou custear a atividade. Roberto Belarmino também investirá mais este ano. O criador de gado e arrendatário de um laticínio em Macaíba, diz ter enxergado um novo nicho de mercado e agora planeja abrir uma agroindústria. “Tem setores no estado que podem avançar. Posso dizer que enxerguei uma oportunidade”. Belarmino, que ainda trabalha no projeto e prefere não revelar o ramo em que atuará, calcula que investirá cerca de R$ 700 mil na agroindústria. “Costumo investir com recursos próprios. Mas desta vez vou procurar um banco. Abrir uma agroindústria é muito oneroso”. Nem todos os produtores potiguares conseguirão, porém, acessar o crédito disponibilizado pelos bancos e pelo governo, alerta José Vieira, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do RN (Faern). “Há muitos produtores endividados no estado e na Região”, diz. Matéria publicada pela TRIBUNA DO NORTE em junho de 2012, antes do agravamento da seca, já mostrava que a inadimplência entre agricultores familiares, micro e pequenos produtores rurais no Rio Grande do Norte girava em torno de 34%, segundo dados do Movimento Pequenos Agricultores, maior que o verificado no Nordeste e no país. A Faern não tem os dados atuais, mas confirma: a inadimplência é alta e pode atrapalhar a concessão de crédito no estado - apesar do aumento da oferta.

+

PÁGINA 3 Fetarn vai traçar medidas para combater o avanço do endividamento rural.


2

economia

Natal - Rio Grande do Norte Domingo 07 de julho de 2013

Negócios &Finanças

Marketing multinível: uma questão social

LUIZ ANTÔNIO FELIPE [ laf@tribunadonorte.com.br]

FRANCISCO DE SALES MATOS advogado, Prof da UFRN

Educação no centro do debate A edição de Motores do Desenvolvimento do RN, amanhã durante todo o dia no hotel Praiamar em Ponta Negra, discute o tema “Educação Básica e Profissional para o Desenvolvimento do RN” e contará com palestras do secretário executivo do Ministério da Educação, Henrique Paim; secretário Nacional de Educação Profissional e Tecnológica (MEC/SETEC), Marco Antônio de Oliveira; secretário Nacional de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (MCT), Álvaro Prata; e do deputado federal Gabriel Chalita. Na mais oportuno quando se assegura que 75% dos royalties do petróleo do pré-sal serão destinados à melhoria da educação do País.

PETRÓLEO A Petrobras bateu novo recorde de produção no Présal, com 322 mil e 100 barris de petróleo por dia (bpd). Esse volume foi 11 mil barris por dia superior ao recorde anterior, quando a produção havia chegado a 311 mil e 500 bpd. A previsão é que a produção total de petróleo e gás baterá recordes seguidos no segundo semestre.

Energia (I)

Energia (II)

O Brasil terá quatro leilões de energia nova neste segundo semestre, sendo que o segundo leilão “A-5”, que contratará energia para ser entregue a partir de 2018, será em dezembro. O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, prevê realizar um leilão A-3 em outubro e um leilão de reserva em agosto.

Neste caso, o cronograma prevê dois leilões A-5, um A-3, e um de energia de reserva. A portaria do Ministério de Minas e Energia com os detalhes sobre o leilão A-3, que contratará energia que precisa ser entregue a partir de 2016, deve sair na semana que vem. Diante da escassez de energia, os projetos deverão ser acelerados. No Nordeste, as barragens já estão com os seus níveis totais abaixo de 49%.

MEDIÇÃO A Caern instala 25 mil hidrômetros em 21 cidades do Agreste-Trairí, abastecidas pela adutora Monsenhor Expedito. Vai aumentar o seu faturamento, de acordo com o consumo do cliente. Mas mesmo havendo a melhora na oferta dágua, a situação não normalizou e exige cautela da população. A lagoa do Bonfim ainda se encontra com nível baixo, e não alcançou a vazão ideal de 1.700 m³/h.

Novas lojas Em ritmo forte de inaugurações, a rede Riachuelo reinaugura a loja do Shopping Barra em Salvador/BA, agora dentro de um novo conceito arquitetônico, que visa o rejuvenescimento. Também reinaugurou a

loja no Shopping Anália Franco, na capital paulista. E, em junho, a Riachuelo inaugurou sua 53ª loja no estado de São Paulo, instalada no Prudenshopping, em Presidente Prudente, extremo oeste do estado.

FEIRA A indústria potiguar terá a sua primeira feira, para mostrar o seu potencial. O lançamento acontecerá na próxima sexta-feira.

1

Os prefeitos de todo o País vão ocupar Brasília. Neste ano, a Marcha a Brasília em, em defesa dos municípios, em sua 16.ª edição, terá um tempero a mais: o movimento das ruas. As manifestações que mobilizaram mais de 1 milhão de brasileiros em protestos diversos para pressionar o Congresso e o Governo Federal, no momento em uma situação de vulnerabilidade.

2

Presente em diversas obras de infraestrutura no país, a ESTAF Equipamentos é uma das empresas nordestinas que participam da construção da Arena das Dunas, em Natal. Executado pelo Consórcio OAS, o empreendimento conta com as plataformas aéreas tipo tesoura da ESTAF, que podem abrigar até duas pessoas e chegam a mais de 10 metros de altura, com agilidade nos mais difíceis acessos.

3

Não batem os números projetados para a Arena Pernambuco e, por isso, terá seu plano de negócios refeito, mudando as projeções iniciais de receita privada do estádio da Copa. O custo pode virar uma dúvida bilionária. A elevação do gasto na construção foi de R$ 650 milhões. Isso vai mudar os números originais: a “meta” de faturamento total de R$ 2,316 bilhões com a arena, até 2043, só com R$ 1,278 bilhão garantidos com dinheiro público.

INSCRIÇÕES Abertas até amanhã, dia 8, às inscrições ao concurso da Assembleia Legislativa do RN, com previsão de 30 mil concorrentes. A inscrição é feita exclusivamente pelo site www.concursosfcc.com.br. Após inscrição o boleto bancário estará disponível no mesmo endereço eletrônico. O salário inicial varia de R$ 2.609,48 a R$ 17.025,00.

EDUCAÇÃO O grupo ECOHOUSE Brasil Construções, do empresário inglês Anthony Armstrong, juntamente com o SESI Natal, inaugurará amanhã, a escola de alfabetização “Elilde Armstrong” no canteiro de obras do condomínio Bosque Residencial na cidade de São Gonçalo. Serão abertas duas turmas no período noturno com aulas de leitura e escrita. No final do curso serão emitidos certificados com reconhecimento do MEC. FRETAMENTO O Grupo Arituba agrega nova empresa que fará voos charters para Orlando. A operadora Prime Travel passa a atuar no Nordeste, já com o fretamento exclusivo de três capitais do Nordeste para Orlando, a partir de Natal, Recife e Fortaleza. O primeiro voo acontecerá no dia 1º de agosto, na rota Recife-Orlando. Já no dia 2, o voo sai de Fortaleza e no dia 3 será a vez da rota Natal-Orlando. PACOTE A Azul Viagens lança pacotes para o Festival Bossa & Jazz em Natal, de 22 a 25 de agosto, com tarifas a partir de R$ 800, incluindo ingresso, traslado para os shows, passagem aérea e hospedagem de três noites em Pipa. A companhia também passa a oferecer ônibus a cada 30 minutos entre Viracopos(Campinas) e São Paulo.

O

assunto que vem dominando geral na sociedade, inclusive gerando acalorados debates em todos os quadrantes das cidades e até do campo, obviamente que são as manifestações populares verificadas ultimamente; todavia, continuam quentes os debates, as preocupações e apreensões decorrentes da decisão da Justiça do Acre que detona o marketing multinível Telexfree. No Clube do Guaraná, por exemplo, onde se discute do penico à bomba atômica, o tema último já dominou geral, superando os tradicionais (in)sucessos de ABC x América. No interior o que era festa, virou desolação. Enfim, o que vem a ser o marketing multinível atacado judicialmente no Acre? Uma simples definição não responde o que o seja! Mas, na visão dos “expert” do Guaraná se nos houvermos com um pouco de paciência a reflexão nos ajudará a compor uma razão minimamente crítica para deduzir que não se trata de uma simples montagem de pirâmide financeira. Esta não tem lastro econômico algum e restringese a um encadeamento de adesões fadadas à implosão com o prejuízo calculável de todos os

que estão na base dela. A lógica do marketing multinível atacado judicialmente certamente não é a mesma que a conhecida “pirâmide”. Baseia-se, sobretudo numa proposta de publicidade, com o propósito de distribuição de bens e serviços. Apenas para que se possa avaliar, perfunctoriamente, imagine-se que hoje são contabilizados aproximadamente um milhão e trezentos mil adeptos do Marketing Telexfree. Multiplique-se cada um deles postando cinco anúncios por dia e se terá condições de avaliar o tamanho da bomba publicitária que isto representa. Mas o lastro patrimonial não se resume à publicidade, pois um serviço chamado voip, juntamente com a venda de plano de comunicação e o recrutamento de novos divulgadores, compõem o conjunto de produtos ofertados. Bom, a se constatar o acervo de serviços e de patrimônio suscitados a perspectiva de “pirâmide” jamais poderia ter norteado a medida drástica levada a efeito pela douta Promotora do Acre junto ao Judiciário daquele Estado, posto que não reunia as condições de afirmação categórica de tal realidade. Poderia sim, como o fez, ser (a tese da “pirâmide”) o carro-chefe da investigação que

desencadeara o que, aliás, deveria ter sido encaminhada em absoluto sigilo e não como um troféu a impulsionar a mídia e a impressionar os julgadores. O próprio julgador acreano ao apreciar um recurso denominado “agravo de instrumento” suscitou a possibilidade de vir a não se constatar a existência de “pirâmide”. Proferiu ele: “na hipótese inversa, constatando-se que a atividade da primeira requerida em nada fere o ordenamento jurídico pátrio, retomam-se os cadastros e a distribuições das co-

missões e bonificações”. Ocorre que, bem pensando, aí Inês é morta. O fato é que uma realidade social que reúne um milhão e trezentas mil pessoas, com nível de satisfação praticamente pleno, mereceria um estudo macro e micro econômico aprofundado e quiçá sociológico ou antropológico, para basear qualquer tomada de providência pela Justiça. Jamais o empirismo poderia ter predominado, muito menos a retórica do Órgão ministerial sem base científica. Sua Excelência, a promotora, não teve a serenidade para avaliar os efeitos de sua iniciativa, que inclusive atingiu, inusitadamente, jurisdicionados de outros Estados; a Justiça do Acre, por sua vez, não teve a acuidade para modular os efeitos de sua decisão, igualmente abrupta, ao deferir inaudita altera pars (quer dizer sem ouvir a parte contrária) a decisão liminar que proferiu. Poderia, e aí é um juízo de valor pessoal, ter proibido a adesão de novos participantes e seguir avaliando o cenário econômico-financeiro da empresa mediante a investigação do Ministério Público, para então decidir com segurança, por estar diante de uma questão social da mais alta relevância.

deirite (que serviram de tapumes para lojistas que tentavam preservar suas vitrines) –, como algumas matérias sobre o assunto chegaram a pontuar? Como medir, por exemplo, o prejuízo de setores como bares e restaurantes, que naqueles dias simplesmente tiveram que fechar as portas por falta de clientes e, além de deixar de faturar, perderam alguns itens perecíveis já preparados em suas cozinhas? Como eu disse, qualquer conta que for apresentada é pouco mais que um cálculo empírico. Mas uma coisa é fato, palpável e inexorável: há uma conta a ser paga. Uma conta que pesa no bolso de todos nós, brasileiros. Inclusive daqueles que foram às ruas, de forma pacífica e legítima, registrar seu protesto. E pesa de todas as formas possíveis. Ou alguém acha que, ao fechar suas portas, uma empre-

sa traz prejuízos apenas ao seu proprietário? Alguém esqueceu que esta empresa gera emprego e renda para nosso povo? Que ela gera impostos, que financiam (ou deveriam financiar) serviços como educação, saúde e segurança, exatamente aqueles mais reclamados nas ruas? Eis aí mais alguns itens para colocarmos naquela complexa “planilha de custos.” Esperamos, pelo menos, que as manifestações, legítimas e democráticas, sirvam, de fato, para mudar nosso país, nossos políticos, nosso povo. Mudar para melhor. E que, juntos, continuemos construindo um Brasil cada vez maior e mais justo! Mas, desejamos que eventuais novos protestos sejam planejados de forma a não prejudicar, ainda mais, nossa economia, que já vive um momento tão delicado. Esta conta, também é de todos nós.

O fato é que uma realidade social que reúne 1,3 milhão de pessoas, com nível de satisfação praticamente pleno, mereceria um estudo aprofundado, quiçá sociológico ou antropológico, para basear qualquer tomada de providência pela Justiça”.

Quem paga a conta? MARCELO FERNANDES DE QUEIROZ presidente do Sistema Fecomércio RN

E

m meio à onda de protestos que sacudiu o país nos últimos dias, boa parte da imprensa procurou a Federação do Comércio perguntando qual seria o prejuízo impingido por ela ao nosso setor. Nossa resposta: “Não dá para saber com exatidão. Mas é um grande prejuízo, sem dúvida”. Foram muitas as tentativas de mensurar este prejuízo. Li várias matérias, locais e nacionais, com tal intento. Mas, reafirmo, qualquer número que for dito, será pouco mais preciso que um simplescálculo empírico. O setor de Comércio e Serviços é extremamente complexo e tem uma capilaridade surpreendente. Entrariam na conta dos prejuízos, entre tantos outros

itens, o tempo que o comércio precisou ficar fechado, as compras que deixaram de ser feitas, os serviços que deixaram de ser prestados, os negócios futuros que deixaram de ser gerados (a visita a uma loja que despertaria uma compra no dia seguinte, por exemplo, pode ser que nunca mais aconteça). Precisam ser contabilizados também, claro, os prejuízos advindos da ação dos vândalos – que, para nosso alívio, parece que a nossa Polícia descobriu como coibir, pelo menos aqui em Natal, já no segundo grande movimento de rua. Mas entrariam ainda, nessa conta, o clima de medo imposto aos nossos eventuais turistas? Deveriam ser contabilizados, na outra coluna dessa “planilha de custos”, um eventual aumento de vendas de alguns itens – como as cartolinas (usadas nos cartazes dos manifestantes) ou as folhas de ma-

Três motivos para empreender SEMIO TIMENI SEGUNDO mestre em administração, consultor e coach

E

u tenho visto diversos potenciais empreendedores que não desenvolvem este sonho de ter seu próprio negócio. A verdade é que não deixar fluir este lado empreendedor causa muitas vezes decepção com si próprio, como se estivesse fazendo algo contra a sua natureza. Você já se sentiu assim? A verdade é que a dúvida, o medo, faz parte do ser humano na sua essência. Diria até que o medo é fundamental, posto que o temor ajudou à nossa espécie a cuidar de se impor limites e não sair pulando do primeiro penhasco querendo voar! Por outro lado, o imobilismo pelo medo não faz parte do ser humano! Imaginem, caminho contrário, se no primeiro relâmpago tivéssemos nos trancado numa caverna? Assim, o medo deve ser um aliado a nos questionar, mas nunca uma ancora a nos impedir de navegar nos mares do nosso sonhos. Por isso, aqui vão três motivos para você empreender.

1) Maior liberdade no tempo: sim, no início a empresa precisará muito de você! Todo negócio, como gosto de comparar, é como uma criança recémnascida, precisa de atenção, carinho e cuidados para se desenvolver. Porém isto se reverte com o tempo, permitindo você a criar e liderar uma equipe que possa desenvolver suas atividades tão bem ou melhor do que você, lhe permitindo uma maior independência nas prioridades que você quer dar ao seu tempo. Mais tempo para a família, para hobbies como viajar ou estudar, enfim, ser dono do próprio negócio trás maior liberdade para decidir o que é que eu quero fazer da minha vida. 2) Independência financeira: não estou falando de ser milionário ou coisa parecida. Até porque o que entendo por independência financeira pode variar para você, concorda? Por outro lado, seja qual for o montante, sempre teremos mais independência financeira sendo empreendedores! Mas atenção: nunca confundir as finanças da empresa com as finanças pessoais! Infelizmente não são raros os casos de empreendedores que sacrificam o próprio patrimônio investindo tudo na

Sempre teremos mais independência financeira sendo empreendedores! Mas atenção: nunca confundir as finanças da empresa com as pessoais!. Infelizmente não são raros os casos de empreendedores que sacrificam o próprio patrimônio investindo tudo na empresa”. empresa. É como um apostador que não sabe a hora de parar. O inverso também é importante, pois não é sadio retirar dinheiro da empresa sempre que desejar. Levando estes pontos em consideração, o que mostram os especialistas é que ser empreendedor torna a pessoa mais independente financeiramente. 3) Fazer seus próprios ca-

minhos: liberdade e independência, palavras que fazem parte dos tópicos anteriores, ajudam a entender este tópico. Ser empreendedor é ser mais livre, mais independente para escrever sua própria história! E liberdade é outra característica inerente ao ser humano, desde a mais tenra idade, quando o bebê busca soltar a mão do adulto e caminhar sozinho. Depois as amarras da vida convidam a ficar parado na zona de conforto. A autorrealização passa pela fuga da zona de conforto e a certeza que se está buscando dar o melhor de si na vida! Se os assuntos acima falam ao seu coração, coloque sua cabeça para pensar: será que não está na hora de empreender? Entenda que empreender não tem idade, não tem sexo e não tem limites! Se você acredita que pode fazer mais da sua vida, empreenda! Como já ensinava o pai da psicanálise, o austríaco Sigmund Freud, “É escusado sonhar que se bebe; quando a sede aperta, é preciso acordar para beber”. Será que não está na hora de acordar para empreender? Pense nisso! Bom trabalho! Sucesso!


Natal • Rio Grande do Norte Domingo 07 de julho de 2013

economia

3

Endividamento em alta é desafio « AGROPECUÁRIA » Entidades rurais estudam como combater o endividamento e a inadimplência no

campo, agravados durante a seca no Nordeste. Políticas de renegociação são avaliadas como essenciais MAGNUS NASCIMENTO

BATE-PAPO Jean Michel Moura da Câmara Gerente de Mercado do Banco do Brasil

“Tem crescido a demanda por investimento” Porque o valor destinado à safra do RN vai aumentar, com relação à safra passada? O incremento será de 22,7%.

Os valores previstos para aplicação no setor rural pelo Banco do Brasil no RN seguem o direcionamento do Plano safra 2013/2014 lançado pelo Governo Federal que disponibilizou mais recursos para esta safra em comparação a safra passada. O banco está otimista com relação a concessão de crédito nesta safra? Por que?

Em momento de reestruturação, atividade agropecuária investe no Rio Grande do Norte, mas quem precisa de crédito pode enfrentar barreiras, dizem entidades FRANKIE MARCONE

ma das saídas para acelerar a obtenção de crédito e impulsionar a atividade rural no estado, segundo a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RN (Fetarn), é a renegociação das dívidas. A federação, segundo Francisco José da Silva, coordenador da Secretaria de Política Agrícola e vice-presidente da entidade, está realizando um levantamento para avaliar a inadimplência no campo e traçar medidas para combater o avanço do endividamento rural. A Fetarn também tem orientado os trabalhadores a investirem só em ações que deem retorno para evitar novas dívidas. “Os produtores tiveram um prejuízo muito grande, com a morte do rebanho e a quebra das safras. Muitos pegaram o crédito emergencial e ficaram endividados. Por isso, estamos orientando os produtores a não investir em ações que não tragam retorno, como a construção de cercas. Eles precisam perfurar poços, construir barreiros”, afirma Francisco José. José Vieira, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do RN, também defende a renegociação das dívidas. “Não adianta o governo federal colocar bilhões e bilhões a disposição do setor sem facilitar o acesso ao crédito. O governo federal tem que entender que é preciso resolver a questão do endividamento rural primeiro”. Só no município de Apodi, que tem na atividade rural uma das principais fontes de renda, metade dos 270 produtores associados ao sindicato local estão endividados e não podem contrair novos empréstimos, de acordo com Antônio Evandí de Souza, produtor e presidente do sindicato. Jean Michel Moura da Câmara, gerente de Mercado do Agronegócio do Banco do Brasil, defende uma posição mais pró-ativa das instituições financeiras. “Resolver o problema depois que ele acontece é mais trabalhoso. O controle da adimplência começa na análise das propostas (apresentadas pelos produtores)”, diz.

U

Reestruturação Segundo Jean Michel, o setor passa por um período de

Não adianta o governo federal colocar bilhões e bilhões a disposição do setor sem facilitar o acesso ao crédito”.

O banco anunciou os valores destinados à safra 2013/2014 no último dia 1º. Quantas operações já foram realizadas e qual o perfil dos clientes que já tomaram crédito?

JOSÉ VIEIRA Presidente da Faern

José Vieira, presidente da Faern: Antes de conceder crédito, é preciso resolver o endividamento

‘reestruturação’. “O produtor vê a necessidade de investir em sua atividade buscando uma melhor convivência com a seca e começa a fazer uso de tecnologias que o ajudem. “É o momento de preparar a casa, de reestruturar a atividade”, observa. Para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento (Mapa), esse movimento já começou. Basta observar “o aumento de financiamentos de investimento adquiridos pelos produtores durante a safra 2012/13”, afirmou o Ministério, em nota enviada à TRIBUNA DO NORTE. Na avaliação do Mapa, a elevação desse tipo de empréstimo sinaliza que os produtores estão investindo mais na modernização das propriedades e, consequentemente, no aumento de produtividade. Prova disso, segundo o Ministério, é o avanço do Valor Bruto da Produção, no estado e no país. O indicador, que considera os levantamentos de safras realizados pela Companhia Nacional de Abastecimento e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o valor pago aos produtores, coloca o Rio Grande do Norte numa posição melhor que a da região do Nordeste e do país, em termos de crescimento. O estado apresenta, em 2013, o maior crescimento de toda a série histórica, considerando os dados disponibilizados desde 2005. Segundo o Ministério, a recuperação de algumas culturas, mesmo incipiente, como a de feijão, pesou no levantamento.

Sim. O setor do agronegócio está em constante expansão e é um setor de grande expressividade para o país. Só no primeiro trimestre de 2013, o PIB do setor cresceu 9,7%. Esse crescimento é reflexo dos valores aplicados e demonstra uma profissionalização das atividades. Além disso, o setor movimentou outros segmentos vinculados, como a indústria de máquinas e implementos e contribuiu para a geração de empregos e renda no campo.

Crédito Rural Bancos oferecem mais crédito de olho na recuperação da produção Quanto cada banco vai disponibilizar para a safra atual BANCO DO BRASIL Brasil RN

R$ 70 bilhões R$ 100 milhões

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Brasil R$ 3,8 bilhões RN R$ 9 milhões*

BNB Valor ainda não divulgado

Números da safra Área plantada em mil hectares - projeção junho/2013** BRASIL Safra 2011/2012 Safra 2012/2013 Variação

50.885.2 53.204.6

+ 4,6%

NORDESTE Safra 2011/2012 Safra 2012/2013

7.331,7 7.242,1

-1,2%

Variação

RIO GRANDE DO NORTE Safra 2011/2012 Safra 2012/2013 Variação

17,3 19,1

+10,4%

Produção em mil toneladas - projeção junho/2013 BRASIL Safra 2011/2012 Safra 2012/2013 Variação

166.172,2 184.304,1

+ 10,9%

Estados que apresentarão maior incremento na produção - Brasil Paraíba

+205,1%

Ceará

+37,9%

Rio Grande do Sul

+35,3%

NORDESTE Safra 2011/2012 Safra 2012/2013

12.466,7 11.875,9

-4,7%

Variação

RIO GRANDE DO NORTE Safra 2011/2012 Safra 2012/2013 Variação

8,2 8,3

+1,2%

Grãos que apresentarão maior alta de produção - RN Feijão +26,3% Milho +19,2%

VALOR BRUTO DE PRODUÇÃO O VBP considera os levantamentos mensais das safras e os preços pagos aos produtores. O indicador é elaborado com base nos dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Valor Bruto da Produção em reais - projeção maio 2013 BRASIL 2012 2013 Variação

246,8 bilhões 271 bi

NORDESTE 2012 2013

26,1 bilhões 28,4 bi

+9,8%

Variação

+8,7%

RIO GRANDE DO NORTE 2012 552,6 milhões 2013 662,2 mi Variação

+19,8%

*Valor considera apenas o destinado a pessoas físicas. O valor destinado às empresas ainda não foi divulgado. **As projeções para a safra 2013/2014 ainda não foram divulgadas. Fonte: Bancos / Conab / Mapa / IBGE

Devido ao curto espaço de tempo, ainda não dá para mensurar os valores já liberados. A contratação de uma operação rural leva, em média, 15 dias. O que podemos dizer é que, nos últimos dois anos, tem crescido a demanda por investimento (irrigação é um tipo de investimento). Antigamente, os produtores procuravam mais o crédito para custeio. Hoje há um entendimento que a melhor forma de enfrentar as adversidades é o investimento em estrutura, genética, irrigação, manejo adequado das atividades, entre outros. Um dos problemas apontados pelas entidades que representam os pecuaristas e agricultores é o endividamento rural. Qual a atual taxa de inadimplência do setor rural no banco? Isso não atrapalha, de certa forma, a concessão de crédito para essa safra?

O endividamento rural já foi um grande problema para o setor, mas os efeitos acabaram criando uma cultura financeira no próprio setor rural. O produto do banco é a antecipação da capacidade de pagamento do seu cliente e o principal objetivo é reaver os recursos disponibilizados. A manutenção desse ciclo só gera benefícios para ambos. Para as dívidas rurais existentes o banco busca a renegociação junto aos clientes. Há também uma série de resoluções do Banco Central, que autoriza a renegociação das operações rurais, principalmente nos municípios atingidos pela seca. A taxa de inadimplência encontra-se em níveis aceitáveis e segue a tendência nacional. O que o banco pretende fazer para reduzir essas taxas?

Resolver o problema depois que ele acontece é mais trabalhoso. Hoje é realizado um trabalho de qualidade do crédito. O controle da adimplência começa na análise das propostas.


4

economia

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

« BRASIL »

Protestos reduzem índice de confiança do consumidor O índice teria caído 15 pontos em junho pressionado pelas manifestações no país

S

ão Paulo (AE) - O Índice Nacional de Confiança (INC), que avalia o ânimo do consumidor, caiu 15 pontos em junho, informou na sextafeira, 05, a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que produz o indicador em parceria com o instituto Ipsos. Com o recuo, o INC fechou junho com 138 pontos ante 153 pontos em maio. Na comparação com junho do ano passado, a queda foi de 19 pontos. O índice varia de 0 a 200 pontos - acima de 100 pontos denota otimismo e abaixo, pessimismo. De acordo com o presidente da ACSP, Rogério Amato, as manifestações que tomaram as ruas de São Paulo nas últimas semanas motivaram a queda. “Essaquedade15pontosnoINC foi muito influenciada pelas manifestações. Além desse índice, o da consultadecréditotambémcaiubastantenomês.Omotivoésimples.No momentoemquetemessaspasseatas, as lojas fecham mais cedo e as pessoassaemmenosdecasaparaas

compras,oquereduzaconfiançanas compras, além de as compras por impulso cessarem”, disse Amaro. “Apesar de o momento financeiro atual não ter sido afetado, a confiança da situação financeira futura caiu significativamente. Se esse cenário não for revertido nas próximas pesquisas, a perspectiva de retomada das vendas no 2º semestre ficará comprometida”, destacou o presidente da ACSP. Nos diferentes estratos sociais, a classe C foi a mais otimista em junho, com 142 pontos, queda de 17 pontos na comparação com maio, quando tinha 159 pontos. Na sequência apareceram as classe A e B, que passaram de 142 para 132 pontos em junho. Já as classes D e E fecharam o mês com 122 ante 139 pontos em maio. “Em síntese, as classes C, D e E registram quedas mais acentuadas por terem os orçamentos mais vulneráveis”, avaliou a ACSP em nota divulgada à imprensa. A Região do País com o maior otimismofoiaNorte/Centro-Oeste, ondeoíndicepassoude184para151 pontosemjunho.Depoisfiguraram a Região Sudeste, de 157 para 146 pontos; Sul, de 161 para 139 pontos; e Nordeste, de 138 para 121 pontos. A ACSP ressaltou a seca do NordestecomoagravantedoINCnaRegião. EDU BARBOZA

Lei do emprego doméstico fica em “banho-maria” « VOTAÇÃO » A regulamentação dos novos direitos dos trabalhadores foi colocada em segundo plano, segundo o próprio governo, após protestos

Vista Passeatas levaram lojas a fecharam mais cedo e afetaram índice

« AÇÃO CONJUNTA »

Estados do Nordeste querem estimular turismo rodoviário RN, Paraíba, Alagoas e Pernambuco querem estimular os turistas a viajarem pela BR-101

C

om 61% do turismo atualmente aeroviário, o Nordeste aposta agora na união dos estados interligados pela BR-101 para fomentar viagens também por terra, dentro da região. Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas deverão investir em ações para fomentar o turismo rodoviário e uma ofensiva nesse sentido pôde ser vista esta semana em Natal, no Salão de Turismo Rota 101 Nordeste. “Necessitamos de um turismo rodoviário planejado. E temos 10 milhões de turistas circulando por estes quatro estados, sendo 4 milhões de nordestinos”, disse o secretário de Turismo do RN, Renato Fernandes, no evento. O Salão foi realizado no Centro de Convenções de Natal e contou com a participação de operadoras de turismo, redes de hotelaria, entre outros segmentos. Diversos destinos da região, sobretudo potiguares, reservaram espaço no evento, como Pipa, Mossoró, Pirangi, Barra do

Cunhaú, Santa Cruz, São Miguel do Gostoso, São Gonçalo do Amarante e Extremoz, entre outros. De Pernambuco estiveram no Salão, além de Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, os municípios de Ipojuca (Porto de Galinhas), Maria Farinha e Gravatá. De Alagoas, Maceió e Maragogi e da Paraíba, João Pessoa e Campina Grande. O Salão foi palco ainda do Encontro de Prefeitos e Gestores de Turismo dos 57 municípios que integram a Rota 101 Nordeste. A Rota 101 Nordeste abrange 57 municípios. São 19 no RN, 15 na Paraíba, 16 em Pernambuco e sete em Alagoas. Todos os envolvidos no projeto terão direito a linhas de crédito diferenciadas para investimento em Turismo, assim como a projetos de capacitação do Sebrae, que deverá investir sobretudo na produção associada ao Turismo nos 57 municípios. O Salão de Turismo foi um dos “braços” do programa. O Salão foi promovido pelos Governos do RN, Paraíba e Pernambuco, além da prefeitura de Maceió e de Natal. Foi patrocinado pelo Sebrae, pelo Banco do Nordeste e a operadora CVC, e organizado pela Espacial Eventos e Argus Eventos de Turismo.

MARCOS OLIVEIRA

B

rasília (AE) - Diante da pressão das ruas, o governo abandonou a regulamentação do emprego doméstico e tem levado em banhomaria o projeto que tenta clarear pontos ainda obscuros da emenda que ampliou os direitos dos profissionais da classe. O relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR), acatou na última quarta-feira, 03, emendas propostas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas, mesmo depois de três meses de discussão, a apreciação foi suspensa. O discurso oficial é de que a votação deve ocorrer na próxima semana. No que depender do Executivo, contudo, a regulamentação não sai antes do recesso legislativo, que tem início no próximo dia 17. O Palácio do Planalto não aceita a redução da contribuição patronal mensal para a Previdência. Em vez de 12%, os empregadores pagarão 8% sobre o salário do trabalho para o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), segundo o projeto de Jucá. “Eles não aceitam, nem vão aceitar, mas nós vamos votar mesmo assim”, afirmou o senador. Sem um consenso dos ministérios envolvidos, que não conseguiram chegar a um equação sem impacto para os cofres da União, o governo usa a pauta elaborada para acalmar as manifestações nas ruas como desculpa para protelar a votação. “Estamos com uma pauta muito demandada, fazendo aquilo que está mais debatido, mais resolvido. É uma dessas coisas importantes, mas são tantas coisas ao mesmo tempo que agora estamos estabelecendo prioridades”, disse ao jornal O Estado de S.Paulo a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

A proposta foi incluída na pauta da CCJ nesta quarta, mas

O senador Romero Jucá defende votação mesmo havendo discordâncias sobre alguns pontos

ì QUEM Os empregados domésticos garantiram este ano 17 novos direitos trabalhistas, por meio da chamada PEC das Domésticas

O QUE Direitos como carga diária de trabalho de 8 horas, e de 44 horas por semana, com pagamento de horas extras se o serviço for além disso, já estão valendo

QUANDO Já direitos como o pagamento do FGTS, segurodesemprego e auxílio-creche ainda serão regulamentados, em data ainda indefinida

um pedido de vista adiou, mais uma vez, a apreciação da matéria para a próxima semana. Na tentativa de acalmar os ânimos, Jucá tem aberto mão de pontos que antes defendia como essenciais, como a não adoção de demissão por justa causa - ele foi vencido após pressão de sindicatos, que reclamavam de diferença de tratamento em relação aos demais trabalhadores. Ponto antes constante no texto, a fiscalização do trabalho doméstico nas residências por auditores fiscais sofreu mudanças. A Constituição Federal estabelece que os lares são invioláveis. Por isso, Jucá determinou que a inspeção pode ser feita desde que agendada e acompanhada por um membro da família. As exceções são os casos de maus tratos, trabalho escravo ou infantil, violação dos direitos humanos ou tratamento degradan-

te. Quando houver denúncia desses fatos, uma fiscalização compulsória pode ser requisitada pela Justiça trabalhista. A regulamentação do emprego doméstico agora também passa a obrigar o cumprimento de aviso prévio pelo empregado que pedir demissão. Até então, o senador alegava que a medida não faria sentido no ambiente doméstico, mas foi convencido por outros parlamentares. “O argumento é que isso abriria uma brecha para que o trabalhador deixasse o empregador na mão, chegar um dia e simplesmente dizer que não vai mais. Resolvi acatar”, disse Jucá Outra mudança permite reduzir o tempo de contratos de experiência no trabalho doméstico. O projeto fixa o prazo em 45 dias, mas os patrões poderão reduzir esse tempo se julgarem necessário.


economia

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

5

Lei dos Portos é vista como impulso « COMPETITIVIDADE » Para Federação das Indústrias, o setor portuário está preparado para melhorar a competitividade dos produtos brasileiros no mercado externo, a partir da nova Lei, em vigor no país VANESSA CARVALHO /AE

R

io de Janeiro (ABr) - O setor portuárioestápreparadopara melhorar a competitividade dos produtos brasileiros no mercado externo, a partir da nova Lei dos Portos, em vigor no país. A avaliação é do coordenador do Conselho de Infraestrutura da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), Ricardo Portella Nunes. Ele disse que a autorização do governo para construção de terminais portuários privados fora da área do porto organizado “vai dar uma enorme competitividade à economia brasileira”. O anúncio dos primeiros 50 portos privados que poderão ser abertos no país foi feito esta semana pela presidenta Dilma Rousseff. As novas unidades terão aporte de R$ 11 bilhões em investimentos da iniciativa privada. “Esta é uma primeira lista. Vem mais coisa por aí”, comemorou Nunes. Ele não tem dúvidaqueaconstruçãodos50portos vai ampliar a concorrência por carga entre os terminais, trazendo, em consequência, uma tarifa melhor para os exportadores e importadores nacionais, e aumentando a eficiência da economia. “Aumentandoaeficiênciadaeconomia, aumenta emprego, aumenta renda, aumenta tudo”, disse. OpresidentedoConselhodeInfraestruturadaFiergsdestacouque a nova Lei dos Portos, cuja regulamentação foi publicada na sextafeira(28)noDiárioOficialdaUnião, foi um passo “extremamente corajoso e audacioso da presidenta DilmaRousseff”.Ressaltou,ainda,que as medidas estruturais terão repercussão positiva para o país no médioelongoprazo,“porquerepresentam novos investimentos e terão enorme reflexo no comércio exterior e na competitividade dos produtos brasileiros, já que os gargalos de infraestrutura são enormes”. A Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) tem o mesmo entendimento. Para a entidade, a novaLeidosPortos,bemcomoarecente medida anunciada pelo governo federal, sinalizam para a oferta de operadoreseumamaiorconcorrência,gerandoreduçãodastarifasportuárias. Segundo a Fiesp, os investimentosprevistosnospróximoscin-

Investimentos previstos nos próximos cinco anos devem ajudar a dobrar a capacidade dos portos

co anos, da ordem de R$ 50 bilhões, permitirãodobrar a capacidadedos portosbrasileirose,também,aoportunidade de emprego.

Investidores têm planos de fazer 50 terminais privados

Eficiência

Mineradoras instaladas no Rio Grande do Norte já se mostraram interessadas em construir portos privados, uma investida que lhes permitiria driblar a logística complicada para escoar mercadorias via porto de Natal e por meio também de outros terminais. Empresas de outros estados, no entanto, saíram na frente na hora de oficializar o desejo ao governo após a regulamentação da Lei 12.815/2013, mais conhecida como a Lei dos Portos. O governo federal recebeu 50 pedidos para construção de portos privados no Brasil, ou “Terminais de Uso Privado (TUPs), como vem sendo chamados esses empreendimentos. Juntos, os terminais exigiriam R$ 11 bilhões em investimentos. Os projetos são desenhados, principalmente, para a região Norte, fronteira agrícola mineral. Para o Nordeste, há três previstos, todos eles para a Bahia, com investimento somado de R$ 4,5 bilhões. São dois portos para escoamento

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, resolver os gargalos de logística vai permitir que a indústria brasileira seja mais eficiente. Ele disse à Agência Brasil que da primeira lista de portos que poderão ser abertos pelo setor privado, sete serão no Rio, para movimentar contêineres. A soma destes portos com as unidades que o Rio de Janeiro já tem para transporte de matérias-primas fará com que o território se consolide como um “estado de logística”. Vieira acrescentou que o momento “é para comemorar”. Ressaltou que há vários candidatos estrangeiros não só para licitar eventualmente os 50 primeiros terminais anunciados, mas também aguardando o anúncio de mais portos a serem operados pela iniciativa privada. “O importante é que a direção está correta, a mensagem é correta e há uma demanda de todos nós, há muitos anos”.

de granéis sólidos – são exemplos disso minérios de ferro, sal, trigo e soja - e um para cargas gerais. O processo para a liberação efetiva da construção dos TUPs deve durar 120 dias, de acordo com a Secretaria Especial dos Portos. Dada a autorização para a construção dos terminais, o empreendedor terá até três anos para começar a operar. Os terminais anunciados pelo governo já possuem toda a documentação necessária para iniciar a construção. Entretanto, se mais empresas demonstrarem interesse nas mesmas áreas, o governo poderá incluí-las no processo. O prazo para submissão das propostas segue até o dia 5 de agosto. A emissão das autorizações será iniciada no dia 21 de setembro.

MULTIMÍDIA A lista com os 50 projetos pode ser consultada no portal TN Online, em:

http://blog.tribunadonorte.co m.br/mercado/


6

economia

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

MAGNUS NASCIMENTO

Abrindo a porteira

Programa beneficia mais de 800 mil produtores

LUIZ ANTÔNIO FELIPE [ laf@tribunadonorte.com.br]

Tratamento diferenciado O Plano Safra Semiárido, anunciado pela presidenta Dilma Rousseff, vai disponibilizar R$ 7 bilhões em crédito para a agricultura na região. Desse total, R$ 4 bilhões serão destinados à agricultura familiar que está presente em 95% dos estabelecimentos agropecuários dos municípios do Semiárido. Os demais R$ 3 bilhões vão para os médios e grandes produtores. Os juros do plano para as operações de custeio variam de 1% a 3% ao ano. Para investimento, os juros são de 1% a 1,5% ao ano. As taxas são menores que as praticadas em outras regiões. A presidenta anunciou medidas adicionais para renegociação de dívidas dos agricultores como a suspensão de prazos de cobrança de inadimplentes e desconto para liquidar operações de crédito rural.

CRÉDITO A Caixa Econômica vai liberar R$ 3,7 bilhões para o crédito rural. Os recursos serão destinados a custeio agrícola e pecuário e a operações de investimentos em máquinas, equipamentos, aquisição de animais e projetos de infraestrutura rural. O Banco do Brasil também anuncia mais recursos para a agricultura e a pecuária do RN.

Biodiesel

Biodiesel (II)

De janeiro a maio, a produção acumulada de biodiesel é recorde de mais de 1,15 bilhão de litros. Em abril, a produção das usinas de biodiesel estabeleceu um novo recorde mensal, de cerca de 257 milhões de litros, com a região Centro-Oeste liderando o ranking de produção, com quase 494 milhões de litros/ano. Na sequência, aparecem as regiões Sul, com 381 milhões de litros, e Nordeste, com 134 milhões.

Na fabricação de biodiesel, a matéria-prima óleo de soja ganhou participação com 71% de todo o biodiesel fornecido, um aumento de 2 pontos percentuais em relação aos dados anteriores (janeiro a março de 2013). O sebo bovino mantémse na segunda posição, representando 20% da produção de biodiesel. O valor pago pelo litro de biodiesel vem seguindo uma trajetória descendente.

COMBUSTÍVEL O Brasil usará 53% da safra atual de cana para etanol, diz pela Organização Internacional do Açúcar (OIA). Se essa projeção for cumprida, mais de 330 milhões de toneladas de cana de açúcar - do total de 630 milhões de toneladas- serão destinados à produção do combustível na safra de 2013/14. Na safra de 2012/13, açúcar e etanol dividiram a produção com 50% para cada.

Preços mínimos O Governo aprovou os preços mínimos para a safra 2013/14, com o objetivo de garantir renda aos produtores em relação às culturas fundamentais para abastecimento interno. Houve reajustes em produtos como arroz, feijão, milho, mandioca e leite. A saca de feijão de 60 Kg dos Ti-

pos 1 das variedades de feijão cores, preto e Caupi apresentaram elevações de 9,9% a 41,6%. A saca de 60 kg de milho também teve alta nos preços, de R$ 13,02 para R$ 13,56. Já o litro de leite teve altas de 9,8% a 11,3%. O maior aumento foi no Nordeste, de R$ 0,62 para R$ 0,69.

FRETE A Conab fará um novo leilão de frete de milho para abastecer polos do RN, na próxima quinta-feira (11). Esse leilão é para remoção de 5 mil toneladas de milho a granel, para abastecimento dos armazéns e polos do RN, em agosto. O milho é destinado aos pequenos criadores e cooperativas que utilizam na ração animal, nas regiões atingidas pela estiagem.

1

O Governo do Estado deu início ao pagamento do prêmio de produtividade aos fornecedores do Programa do Leite. É um incentivo aos donos vacarias para buscarem maior eficiência produtiva. O prêmio é uma doação de uma saca de torta de algodão para cada 250 litros de leite entregues. Amanhã e terça-feira a torta será distribuída em Serrinha, Passa e Fica, João Câmara, São Paulo do Potengi, Riachuelo e Santa Cruz.

2

A disparada da inflação já causa estragos na produção de alguns setores da indústria sobretudo de alimentos. De abril para maio, o ramo registrou queda de 4,4%, a de maior impacto no índice geral da indústria, segundo o IBGE. Os preços “tiveram alta considerável” e já inibem o consumo de itens de alimentação. O custo de vida maior reduz a renda disponível das famílias, que têm de gastar mais para comprar a mesma cesta habitual.

3

Os contratos pelo Programa ABC chegam a 80%. O montante de recursos já utilizados desde 2010 já somam R$ 4,6 bilhões. Entre julho de 2012 e maio deste ano, os financiamentos pelo Programa Agricultura de Baixa Emissão de Carbono alcançaram R$ 2,73 bi, crescimento de 142,7% em relação ao mesmo período da safra anterior. O Brasil é um dos países que mais se dedica a discussão sobre redução de emissão de Gases de Efeito Estufa no âmbito internacional.

MONITORAMENTO O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento publicou no Diário Oficial da União, a lista de 21 culturas agrícolas do ano safra 2013/2014 que serão monitoradas em relação à quantidade de resíduos de praguicidas e contaminantes. As chamadas “culturas não amplamente cultivadas” ou “minor crops”, como pimentão, alface e tomate, também estão contempladas no escopo de interesse do PNCRC. LÁCTEOS O preço do leite ao produtor está 14,4% maior na comparação com junho de 2012. Segundo levantamento da Scot Consultoria, considerando a média nacional, o produtor recebeu, em média, R$ 0,932 por litro no pagamento de junho. A concorrência entre os laticínios e a demanda na ponta final são os principais fatores de alta. De outubro de 2012 para cá o preço do leite subiu a uma taxa média de 1,8%/mês. A previsão é de um pico de preço ao redor de R$ 0,95 por litro (preço líquido), no Sudeste.

« EM 10 ANOS »

B Segundo o Governo, objetivo é garantir segurança produtiva e facilitar a convivência com a seca

Novo plano prevê renegociação de dívidas rurais « SEMIÁRIDO » Plano safra específico para o Semiárido

prevê renegociação com descontos de 15% a 25%, de acordo com os volumes de financiamentos

S

alvador (AE) - Em meio a uma das secas mais duras das últimas décadas no Nordeste e à crise política enfrentada pelo governo, a presidente Dilma Rousseff informou na última quinta-feira, 04, que vai renegociar os débitos dos agricultores e suspender as execuções de dívidas até dezembro de 2014. Dilma também anunciou uma versão do Plano Safra para o Semiárido, com R$ 7 bilhões de financiamentos no período 2013 e 2014. Desse total de crédito, R$ 4 bilhões são para produtores familiares e R$ 3 bilhões para médios e grandes produtores. A renegociação de dívidas terá descontos de 15% a 25% de acordo com os volumes de financiamentos. O governo decidiu suspender as execuções até dezembro do próximo ano. Dilma anunciou uma linha de financiamento com taxas de 1% a 3% ao ano para custeio e de 1% a 1,5% para investimento. Nas demais Regiões do País, essas taxas chegam a 3,5% e 2%. Ela também anunciou o repasse de R$ 1,3 bilhão para compras do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e incentivos para o financiamento de

É importante dizer que nós não pensamos no apoio à agricultura apenas com as políticas de crédito, de compras públicas ou de assistência técnica. PEPE VARGAS ministro do Desenvolvimento Agrário

máquinas. O governo estima que o Plano Safra versão Semiárido atenderá a cerca de 1,5 milhão de pequenos agricultores. A região do Semiárido abriga 1,6 milhão de estabelecimentos rurais, sendo que 95% - ou seja, 1,52 milhão – são de agricultores familiares. As medidas anunciadas visam, segundo o Ministério do Desenvolvimento Agrário, garantir segurança produtiva e facilitar a convivência com a estiagem.

Ações O Plano Safra do Semiárido se baseia em seis ações estrutu-

rantes, que visam a convivência produtiva com a estiagem. São elas: orientação para instauração de sistemas produtivos com reserva de água e sistemas produtivos com reserva de alimentos para animais; fortalecimento das culturas típicas da região; recuperação e fortalecimento da pecuária leiteira; estímulo à industrialização e agregação valor; e facilitação da implantação de sistemas de irrigação. “É importante dizer que nós não pensamos no apoio à agricultura apenas com as políticas de crédito, de compras públicas ou de assistência técnica. Nós queremos o desenvolvimento rural sustentável e pleno”, disse o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas. A governadora Rosalba Ciarlini, que esteve acompanhada do secretário de Agricultura, Júnior Teixeira, no lançamento do plano, disse que “o Plano Safra é importante porque dá ao agricultor condições para ele investir em tecnologias de convivência do semiárido já aprovadas, o que permite a ocupação e renda”. Um dos pontos destacados pela governadora é a “sustentabilidade do sistema, permitindo a permanência do homem no campo e, com isso, evitando o êxito rural.”

rasília - Cerca de 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros vêm da agricultura familiar. Para assegurar a comercialização do que é produzido e fortalecer esse setor da economia, o governo federal criou, em 2003, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Operacionalizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em 10 anos o Programa beneficiou mais de 848 mil produtores familiares entre agricultores, assentados e grupos tradicionais, como indígenas e quilombolas. Neste ano, a previsão é de investimentos na ordem de R$ 1,35 bilhão no Programa. Apenas no ano passado, 128 mil famílias comercializaram alimentos por meio dos recursos do PAA, um aumento de 212,2% quando comparado com o início do Programa. Em 2003, 41 mil famílias foram beneficiadas. Segundo levantamento da Conab, os recursos aplicados no apoio à comercialização superaram os R$ 2,5 bilhões nos 10 anos do Programa – verba disponibilizada pelos ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e do Desenvolvimento Agrário (MDA). No início das atividades, o montante registrou a marca de R$ 83 milhões. Com o aumento do número de atendidos, o governo elevou a verba destinada ao Programa, totalizando R$ 586 milhões em 2012. A ampliação registrada pelo Programa acompanha o crescimento do número de projetos aprovados. Enquanto em 2003 foram 65 projetos executados, no ano passado o índice foi superior a 2,6 mil. As ações impactam diretamente na renda dos produtores atendidos. Há dez anos, a média recebida pelas famílias era de R$1.972,41. Já em 2012, o valor saltou 130% chegando a R$ 4.553,95.

Nordeste No Nordeste, os recursos do programa passaram de R$ 31,6 milhões para R$ 154,9 milhões, em 10 anos, beneficiando mais de 250 mil agricultores familiares. Em uma década, o programa já beneficiou pequenos produtores de 2760 municípios. Além da Companhia, estados e municípios operam o Programa de Aquisição de Alimentos. Os recursos são repassados pelo MDS e pelo MDA. O Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) também participa da política de apoio à agricultura familiar, na formulação e acompanhamento do Programa.

EXTREMOZ A Prefeitura de Extremoz,por meio da Secretaria de Educação,está convidando agricultores, associações e cooperativas do município para apresentarem propostas de venda para o programa Agricultura Familiar. Propostas podem ser entregues até 31 de julho.O programa objetiva o fornecimento de alimentos para a merenda escolar da rede municipal de ensino.Entre os produtos solicitados estão abóbora,banana,abacaxi,batata doce,cebola,cebolinha,coentro, couve,melancia,macaxeira, mamão,ovos,pimentão e tomate. Os interessados podem consultar o edital na Comissão Permanente de Licitação,na sede da prefeitura, na rua Capitão José da penha,s/n, Centro,ou na Secretaria de Educação,avenida do Coqueiro, Conjunto Alto Extremoz.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo 07 de julho de 2013

economia

7

»ENTREVISTA » TARCÍSIO GARGIONI VICE-PRESIDENTE COMERCIAL E DE MARKETING DA AVIANCA

FOTOS: DIVULGAÇÃO

? QUEM É Vice-presidente Comercial e de Marketing da Avianca desde 2011,Tarcísio Gargioni tem 66 anos e é responsável pela implantação de estratégias e políticas comerciais da empresa.

FORMAÇÃO Formado em Administração de Empresas (ESAG/SC),com especialização em Engenharia de Transportes (COOPE/Rio) e Administração (FGV).

POR ONDE PASSOU Antes de ingressar na Avianca, foi vice-presidente de Marketing e Serviços da GOL Transportes Aéreos,até novembro de 2009.Sua trajetória no segmento de transporte aéreo começou em 1990,como diretor de cargas na VASP.

RENATA MOURA editora de Economia

s perspectivas de baixo crescimento econômico e a disparada do dólar, que vêm provocando pessimismo em alguns setores, não deverão ser entraves aos planos de expansão da Avianca, quarta maior companhia aérea do Brasil e a que mais cresce em taxa de ocupação – de acordo com dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A companhia espera aumentar em 30% a oferta de assentos e o faturamento este ano. Também estaria no gatilho, embora não confirme oficialmente, mais uma tentativa de comprar a estatal portuguesa TAP, a principal companhia de aviação para os voos entre o Brasil e a Europa. Seria a primeira tentativa do grupo Sinergy, controlador da Avianca, após uma proposta inicial ter sido recusada no ano passado. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, por telefone, o vice-presidente Comercial e de Marketing da companhia, Tarcísio Gargioni, evitou falar sobre o assunto. Entretanto, não deixou dúvidas sobre a meta de expansão da companhia no mercado doméstico. “Vamos crescer de qualquer jeito”, disse. A Avianca fincou bandeira no Rio Grande do Norte em 2011 e deu início, neste mês, ao primeiro voo direto interligando o estado a São Paulo. Embora não apresente números, o vice-presidente diz que a resposta do mercado potiguar tem sido positiva. No curto prazo, no entanto, não há previsão de ampliação do número de voos.

A

Temos um cenário considerado adverso por analistas. Baixo crescimento da economia, inflação alta e o dólar que disparou e acaba afetando alguns negócios. Para o setor de transporte aéreo qual o impacto de tudo isso?

Não há dúvida de que a desvalorização cambial afeta diretamente qualquer companhia aérea, principalmente no Brasil. Todas as companhias aéreas têm uma participação forte da influência do dólar nos custos. Representa quanto dos custos?

É variável. Mas considerando leasing, manutenção e combustível a influência chega a praticamente 2/3 dos custos. O problema câmbio afeta diretamente todo mundo. A GOL anunciou recentemente que vai cortar 200 voos por causa do dólar. No caso da Avianca, qual tem sido o impacto do câmbio, na prática?

Nós não vamos mudar o nosso projeto. Vamos crescer, este ano, 30% de qualquer jeito. Em termos de quê? De fatura-

Copa é um feriadão de 40 dias. Vamos ter muitos turistas, mas vamos ter menos viagens corporativas.”

“Apesar das turbulências, vamos crescer 30%” « NEGÓCIOS » Tarcísio Gargioni fala sobre os planos da Avianca e afirma que haverá expansão, mesmo com a alta do dólar e o baixo crescimento econômico. mento? Número de voos?

Em oferta de assentos e faturamento. A companhia não vai precisar fazer cortes em função da alta do dólar?

Não. Temos um projeto de crescimento e vamos mantê-lo independente do assunto câmbio. Mas foi necessário fazer algum tipo de ajuste por causa dessa turbulência cambial?

Não está previsto. Agora, a gente está buscando algum aumento de produtividade para reduzir o impacto.

RAIO-X DA AVIANCA NO BRASIL Frota: 32 aeronaves Expectativa de passageiros transportados até o final de 2013: 6,2 milhões (em 2012,foram mais de 5 milhões).O número,por cidade,não é divulgado. Destinos: 22 Expectativa de faturamento em 2013: R$ 1,8 bilhão (em 2012,foi R$ 1,35 bilhão) NO NORDESTE Estados em que está presente: Bahia,Alagoas,Rio Grande do Norte,Pernambuco,Ceará,Paraíba e Sergipe. NO RN Início da operação: julho de 2011 Nº de voos diários que partem do Aeroporto Augusto Severo: 22.Os únicos que não fazem escala ou conexão são para São Paulo (Guarulhos) e Brasília. OBS:A Avianca tinha um voo de Natal a São Paulo,com escala em Recife.Essa escala foi eliminada no último domingo,dia 30 de junho,e o voo direto entre São Paulo e Natal iniciou operação na segunda,dia 1º.

Em uma reportagem recente o Valor Econômico cita o câmbio como desafio para a empresa conseguir aumentar o faturamento. É isso mesmo?

Não. É um desafio para mantermos o resultado previsto. Se nós aumentamos o nosso custo isso tem um reflexo no resultado. Qual é a meta de faturamento para este ano?

Está previsto R$ 1,8 bilhão. Há rumores recentes de que a Avianca planeja cortar um voo que liga Natal a Recife. O senhor confirma?

A razão é que nós colocamos um voo direto de Natal a São Paulo, que começou segundafeira (dia 1º). Mas substitui o de Recife? Qual a relação entre um e outro?

Vamos eliminar o trecho Natal-Recife, mas em compensação vamos fazer Natal-Guarulhos. Fizemos um remanejamento de malha para colocar um voo direto de Natal para São Paulo. Não tem mais a escala em Recife. O voo fazia essa escala antes. Mas faltava demanda para fazer essa rota Natal-Recife?

A gente colocou um voo direto porque a grande maioria do mercado estava pedindo esse voo direto. Reclamavam porque tinha escala em Recife. Disputavam espaço com o público per-

nambucano. A companhia pretende aumentar o número de voos no mercado potiguar?

Não tem nada previsto, agora. Mas a oportunidade de aumento de voos é sempre dinâmica. Sempre existe em função do crescimento da demanda. Se a demanda permitir, na medida em que vai chegando avião vamos colocando mais voos e a nossa filosofia é operar e reforçar as operações onde já estamos presentes. Automaticamente, Natal está nesse contexto. Dados da Infraero mostram que o Rio Grande do Norte perdeu mais de 60 mil passageiros no primeiro quadrimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado e que também houve perda de voos. O que afugenta empresas aéreas de um destino?

Nós tínhamos um voo para Natal. Vamos manter o que tínhamos via Brasília e agora colocamos um direto para Pão Paulo. Então aumentamos a oferta de voos em Natal se comparado ao ano passado. Eu não me refiro apenas à Avianca. Fazendo uma análise geral do mercado, considerando essa perda de passageiros e de voos. O que faz uma companhia aérea desistir de um destino?

Tem vários fatores. O primeiro deles é a política. Se a empresa tem como política crescer como é a nossa automaticamente busca as oportunidades onde o mercado tem maior crescimento de demanda. Por exemplo, o mercado brasileiro, de janeiro a maio, é negativo em crescimento (-0,4%). A Avianca cresceu 36% em demanda e na oferta de assentos cresceu 32%. Então mesmo com o mercado brasileiro em retração, caindo, nós crescemos, porque é uma política da empresa crescer. Mas qual é o segredo para crescer, num momento considerado de turbulência?

Nosso segredo é a diferencia-

ção do nosso produto. Temos diferenciais que nos dão confiança em fazer o crescimento. O segredo está no produto, com mais conforto, com mais entretenimento, etc. E nós confiamos tanto nesse produto que temos como política continuar crescendo, mesmo com o mercado caindo. O senhor disse que para driblar o efeito negativo do dólar, a companhia ia buscar mais produtividade. Qual seria a estratégia para conseguir isso?

É um conjunto de fatores. Fazer os aviões produzirem mais para reduzir o custo fixo. Essa é a ideia. No caso do mercado local, entidades ligadas ao turismo reclamam de falta de divulgação do destino e também cobram incentivos como a redução de ICMS sobre o querosene de aviação (benefício descartado, no curto prazo, pelo Governo). Esse tipo de incentivo é necessário?

A redução dos impostos sobre o combustível tem um reflexo positivo no custo imediato e significativo. Então, automaticamente, você tem como compensar isso em tarifas, em benefício para os clientes, caso os outros custos não venham a aumentar. Porque você pode reduzir o custo do imposto, mas se tiver aumento do câmbio um neutraliza o outro. Agora, com a redução do ICMS é possível ter como reflexo redução do preço, transferir esse benefício para o cliente e automaticamente ter mais turistas, mais pessoas voando. Qualquer redução de custo é importantíssima para todo o sistema.

direto via São Paulo. A nossa atitude representa uma avaliação positiva do mercado. Em comparação com outros mercados, o RN cresce no mesmo ritmo?

Não tenho dados de outras capitais para dar essa informação. O senhor teria a taxa de crescimento no RN?

Não. Para 2014 qual é a perspectiva? Espera-se que o setor fique aquecido por causa da Copa. Qual é a projeção de crescimento de forma global e também para Natal, que vai ser uma das sedes dos jogos?

Não estamos fazendo nenhum plano em cima da Copa. Copa é um feriadão de 40 dias. Não dá para fazer os planos de aviação de longo prazo em cima de um evento. Nós esperamos que a economia venha a se recuperar. Porque se se recuperar toda a aviação cresce. Se não, toda a aviação fica estagnada. A aviação depende do processo de crescimento econômico. A Copa é um evento isolado. Nós vamos ter muitos turistas, mas vamos ter menos viagens corporativas. No ano que vem, à época da Copa, o RN deverá ter um novo aeroporto em operação, no lugar do Augusto Severo. É uma mudança que mexe com as companhias aéreas?

Ainda não avaliamos. Não temos uma opinião sobre isso. E em relação ao fluxo de turistas? O Ministério do Turismo espera um crescimento em torno de 8% no fluxo estrangeiro estimulado pelos eventos esportivos. O país está preparado para esse incremento?

Não sei aonde esses turistas vão voar. O que temos com absoluta convicção é que tem que melhorar a infraestrutura. Existem várias obras sendo executadas e teremos um legado muito positivo para o país como um todo, em relação a isso. Temos deficiências que serão corrigidas, mas não sei se estamos preparados para receber esses turistas porque não tenho a estatística sobre para onde os turistas vão viajar.

Há quanto tempo a Avianca opera no RN?

A concessão de aeroportos à iniciativa privada foi positiva?

Inauguramos em 2011. Já tem um ano e meio.

Foi, porque acelera o processo de execução das obras.

Que avaliação faz desse período?

Falando sobre isso, a Avianca fez uma oferta pela TAP, no ano passado, mas a proposta de compra foi rejeitada. A empresa vai insistir, este ano?

Positiva. Tanto é verdade que começamos com um voo, que era via Recife, no ano passado colocamos um segundo via Brasília e agora estamos colocando um

Não posso comentar a respeito.


8

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

economia

Indústria bate recorde no semestre « AUTOMÓVEIS » As montadoras brasileiras produziram 1,86 milhão de unidades e as vendas atingiram 1,8 milhão de veículos entre janeiro e junho deste ano, números considerados recordes para o período

DIVULGAÇÃO

S

ão Paulo (AE) - As montadoras brasileiras produziram 1,86 milhão de unidades e as vendas atingiram 1,8 milhão de veículos no primeiro semestre do ano, números recordes para o período, segundo levantamento divulgado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Os melhores desempenhos para a primeira metade de um ano eram de 2011, quando a produção entre janeiro e junho atingiu 1,714 milhão de veículos e os emplacamentos, 1,73 milhão de unidades. No entanto, a produção automotiva desacelerou 7,8% no mês passado ante maio, para 320,8 mil veículos, e as vendas em junho somaram 318,6 mil veículos, com uma leve alta de 0,8% sobre o mês anterior. Com isso, os estoques de veículos saíram de 36 para 39 dias úteis entre maio e junho, de 385,3 mil para 415,3 mil unidades. O maior problema foi para as concessionárias, que ampliaram os estoques de 27 para 30 dias úteis, ou de 290,4 mil para 321,7 mil veículos. As montadoras mantiveram em nove dias os estoques, reduzindo-os de 94,9 mil para 93,6 mil unidades. Conforme o presidente da Anfavea, Luiz Moan, havia informado, a alta nos estoques ocorreu principalmente pela volatilidade de vendas em junho, especialmente na segunda quinzena, com a dificuldade de acesso de clientes às concessionárias na onda de protestos no período. Já os protestos de caminhoneiros desta semana podem prejudicar a produção de veículos este mês, na avaliação do executivo. Ao menos quatro indústrias do setor relataram paralisações pontuais na produção em fábricas, devido às manifestações de caminhoneiros

Para julho, expectativa é que haja baixa na produção puxada pelos protestos dos caminhoneiros

NÚMEROS

1,714 Milhão. Foi a produção alcançada no país no primeiro semestre de 2011, até então o maior volume registrado

15,8% Foi quanto cresceu a produção de máquinas agrícolas no período de janeiro a junho deste ano

e do fechamento de estradas. “Teremos perda temporária da produção por conta de abastecimento de autopeças”, disse Moan.

Ele não citou as fábricas que sofreram com o desabastecimento, mas a Fiat, por exemplo, maior montadora do País, suspendeu parcialmente a produção no complexo industrial de Betim (MG) após o fechamento de rodovias no entorno. Para Moan, a expectativa é de que haja uma recuperação na produção até o fim do mês com o fim das paralisações e, por isso, ainda é impossível avaliar se a produção total de julho será prejudicada

Caminhões O presidente da Anfavea atribuiu os recordes do primeiro semestre ao crescimento expressivo na produção e venda de caminhões, ônibus e máquinas agrícolas. Entre os destaques nos seis primeiros meses de 2013 está o crescimento de 15,8% na produção e de 29,5%

nas vendas de máquinas agrícolas para o mercado interno, desempenho puxado pelo financiamento farto e com juros abaixo da inflação para o setor, bem como o recorde da safra de grãos brasileira. Com isso, a Anfavea revisará as projeções feitas para as vendas de máquinas agrícolas este ano. A estimativa inicial da entidade apontava uma alta nas vendas de 4% a 5% entre 2012 e 2013, para até 73 mil unidades. “A revisão vai depender dos estudos técnicos, mas o sentimento é de que haja uma reversão em máquinas e que seja para cima”, disse Moan, salientando que o mercado volátil ainda impede uma alteração na projeção de crescimento de 4,5% da produção e das vendas automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus este ano.


TÁBUA DE MARÉS

NO FACEBOOK

Preamar 03h51-2.2 - 16h11-2.1 Baixa-mar 09h51-0.4 - 21h56-0.5

Curta e compartilhe charge de Brum.

facebook.com/tribunarn

FASES DA LUA Hoje: Nova 16/07: Crescente

DEPUTADO GABRIEL CHALITA É UM DOS PALESTRANTES DO MOTORES DO DESENVOLVIMENTO . NATAL 3

NA TN ONLINE

Confira galeria de imagens com fotos da semana.

tribunadonorte.com.br

natal Editora: Cledivânia Pereira [cledivania@tribunadonorte.com.br ]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 07 de julho de 2013

Polícias não terão concurso até a Copa « SEGURANÇA » O prometido, e necessário, incremento no efetivo das polícias Civil e Militar para o período da Copa de 2014 não vai ocorrer. A expectativa da PM era de 3 mil novos policiais até 2014, mas não haverá concurso RAFAEL BARBOSA Repórter

A

s notícias que chegam da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte acerca do legado da Copa do Mundo para o Estado não são muito boas. A segurança durante a competição vai ter reforço da Força Nacional para auxiliar Polícia Militar do RN, mas o efetivo permanente da PM será acrescido somente de policiais que serão remanejados dos setores administrativos. Desta forma, não haverá concurso público para contratação de novos PMs, que poderiam compor o quadro depois do mundial. A informação foi confirmada pelo titular da pasta, Aldair da Rocha, que alegou o limite prudencial para a incapacidade do Executivo de realização de certames. O Governo do Estado espera remanejar entre 750 a 800 homens que atuam no serviço burocrático para o policiamento ostensivo, e quer contar com os 800 aprovados no último concurso para a corporação. Estes ainda aguardam a decisão de impasses judiciais para a liberação da convocação. Caso obtenha sucesso nas soluções propostas, a Polícia Militar vai contar com mais 1.600 policiais, apesar de o comandante-geral, Francisco Araújo, ter afirmado em entrevista publicada na TN em setembro de 2011 que precisaria de, pelo menos, mais 3.000 novos policiais. A situação não é diferente na Polícia Civil. As investigações criminais no Rio Grande do Norte atualmente transcorrem de forma lenta, dada a falta de agentes, delegados e escrivães na nossa Polícia Judiciária. De toda for-

ma, a expectativa do Estado é de convocar os aprovados no último concurso que já fizeram, inclusive, o curso de formação. São trezentos aprovados aguardando a nomeação, mas Aldair da Rocha revelou que teve informação de que parte dessas pessoas desistiram da espera em virtude de aprovações em outros certames. “Deve haver ainda 250 aguardando”, afirmou. Mesmo com a chegada deste reforço, que segundo a Sesed só deve ser concluído no ano que vem, o número ainda não é o bastante. Para o delegado Ricardo Sérgio Costa Oliveira, que está à frente da Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol), é preciso de pelo menos mais 50% do quadro de policiais atual para se dar uma resposta satisfatória em elucidação de crimes. Isso corresponde a um aumento de 742 pessoas no efetivo. O problema é ainda pior, de acordo com a própria Sesed, no Corpo de Bombeiros, que também não será contemplado com concurso. São 640 bombeiros em todo o RN. Aldair da Rocha confirmou que não haverá tempo para a realização de um certame e a formação dos profissionais. Durante a Copa do Mundo, eles ainda vão contar com a Força Nacional, que terá o efetivo recolhido logo após o término do campeonato. No Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), ainda há esperança de que seja possível a realização de concurso, mas a Sesed corre contra o tempo.

+

PAGINA 2 Situação do Corpo de Bombeiros e Itep é complicada MAGNUS NASCIMENTO

Está sendo montado, na Escola de Governo, um centro de Segurança


2

natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Metade dos investimentos chegou « SEGURANÇA » O Ministério da Justiça deve destinar R$ 70 milhões dos recursos para a Copa do Mundo ao Rio Grande do Norte, que virão em equipamentos e para a realização de capacitação de pessoal

D

e acordo com o secretário Aldair da Rocha, o Ministério da Justiça vai destinar R$ 70 milhões dos recursos para a Copa do Mundo ao Rio Grande do Norte, que virão em equipamentos e para a realização de capacitação de pessoal. Com relação aos equipamentos, todos vão permanecer no Estado mesmo com o fim do mundial e estão sendo entregues às polícias Militar e Civil e ao Corpo de Bombeiros. Metade do montante já foi investido e o restante deve chegar até o final do ano. O maior investimento é na construção do Centro de Comando de Controle Regional, que deve ficar pronto em dezembro e funcionará na Escola de Governo, dentro do Centro Administrativo. Servirá como uma central equipada para reunir todas as células da segurança pública, para que elas atuem em conjunto. Há também dinheiro do Ministério da Justiça para a melhoria do Esquadrão antibombas do Bope. Ainda este mês, no dia 29, os policiais do Batalhão vão re-

MAGNUS NASCIMENTO

ceber a capacitação para operarem os aparelhos que foram enviados à PM. Entre eles, há um robô que vai auxiliar na procura e identificação de bombas. A Copa do Mundo de 2014 também deverá ter reflexos na Polícia Civil. Estão previstas reformas em delegacias distritais e de plantão de Natal, modernização do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) e compra de aparelhos de trabalho. Além disso, até o fim do ano a Polícia Civil deve receber as chamadas Delegacias Móveis, cujo investimento será de cerca de R$ 1,5 milhão. De acordo com o secretário Aldair da Rocha, R$ 30 milhões serão aplicados na modernização da área de identificação civil e criminal do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep). Há previsão de digitalizar parte do acervo de dados do Instituto, visando integrar essas informações a uma rede de banco de dados dos Centros de Comando e Controle. Por outro lado, ainda é preciso que o Governo do Estado cumpra com sua parte no acor-

do no que diz respeito à compra de aparelhos de trabalho para os policiais, como por exemplo os coletes à prova de bala. O titular da Sesed contou que, atualmente, os policiais revezam os coletes por não haver suficientes. “O que está de folga empresta para o que está de serviço. Quando for preciso que eles trabalhem ao mesmo tempo, não haverá coletes o suficiente”, afirmou. O secretário também disse que será necessário adquirir coletes reflexivos para o trabalho à noite e sinalização para bloqueios, como cones. Nada disso foi providenciado. Em janeiro de 2014, o Governo precisa dispôr de 200 viaturas novas para a instalação dos equipamentos que vêm do Ministério da Justiça, os computadores de bordo e rádios transmissores e câmeras. Os carros devem ser comprados ou locados, mas também ainda não se iniciou esse processo. Caso os automóveis não estejam garantidos quando os aparatos chegarem, eles retornam para o Governo Federal.

Bombeiros e Itep passam por problemas O Corpo de Bombeiros do RN ainda não sabe quantos homens virão da Força Nacional para auxiliar na atuação da Copa, mas o fato é que eles não vão ficar à disposição do Rio Grande do Norte após a competição. A Força Nacional leva equipes de profissionais de outros estados às sedes, para atuarem somente durante o mundial. Os 640 bombeiros que compõem o quadro atualmente mal conseguem dar conta do serviço que desempenham, segundo a própria assessoria de imprensa da corporação. Ainda de acordo com a assessoria, no ano de 2002, quando o CBM dissociou-se da Polícia Militar, a lei que permitiu a separação previa também um efetivo de 1.065 bombeiros. Passados 11 anos, o

número permanece inferior. Para se ter uma ideia, os guarda vidas se revezam de vinte em vinte, por turnos, para dar conta dos 420 quilômetros de faixa litorânea do estado. Hoje, segundo a assessoria, os Bombeiros precisam de pelo menos 3200 profissionais no trabalho operacional, além de mais 1300 nos setores administrativos, totalizando 4500. Outra preocupação ocorre quando acontecem acidentes veiculares em que há necessidade da atuação dos bombeiros, para o desencarceramento de pessoas presas a ferragens. Os profissionais precisam se deslocar de Natal ou de Mossoró, dependendo da proximidade de onde ocorreu a colisão, levando mais tem-

po para atender o chamado e comprometendo o atendimento aos acidentados. No Itep, a Sesed espera resolver os problemas de pessoal com a implementação da Lei Orgânica e do Estatuto que vão organizar juridicamente o Instituto. Os projetos ainda seguem nos trâmites burocráticos e dependem da aprovação da Assembleia Legislativa e da sanção da governadora. Passada esta fase, a ideia do Executivo é realizar um concurso público para compor o quadro de servidores. “E rever a situação dos que já estão lá. A partir daí, acabou o cabide de emprego”, completou o secretário Aldair da Rocha, referindose às pessoas que têm cargos concedidos por políticos no Itep.

Apesar dos investimentos em equipamentos, efetivo das polícias não será incrementado JUNIOR SANTOS

EMANUEL AMARAL

Secretário estadual de Segurança, Aldair da Rocha confirmou que não haverá novo concurso para o efetivo das polícias até a Copa de 2014

Em matéria publicada na TN em setembro de 2011, o comandante da PM, Coronel Araújo, dizia que a meta era incluir 3 mil novos policiais no efetivo para a Copa do Mundo de 2014

PRF também receberá equipamentos A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também recebe investimentos do Governo Federal para a atuação durante o período de Copa. De acordo com o inspetor Everaldo Morais, “a PRF já recebeu algumas viaturas, entre motocicletas e automóveis, e devem chegar ainda mais carros até o mês de dezembro”. Rádios transmissores para veículos e fixos

também foram entregues à Polícia Rodoviária, além e mais aparelhos de uso diário dos policiais. O Ministério da Justiça também destinou à PRF equipamentos de controle de distúrbios, que são as armas não-letais, os sprays de pimenta e bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo. Morais explicou que esse material será utilizado somente em ca-

Dentro dos estádios a segurança é privada As escolas de formação de seguranças privados de Natal vão oferecer, a partir deste segundo semestre de 2013, o Curso de Extensão de Segurança em Grandes Eventos. A especialização é obrigatória para os profissionais que forem atuar na Copa do Mundo 2014 e custa R$ 250, com duração de cinco dias. Entretanto Ricardo Roland, dono de uma das empresas de vigilância pri-

vada da cidade, não acredita que haverá grande interesse por parte do empresariado do setor. Roland explica que o custo benefício não sai em conta. “É um investimento que não tem retorno”, afirmou o empresário. Ele disse que a Fifa paga um preço na média do mercado e que a maioria das empresas não deve querer arriscar os gastos. O curso foi normatizado em dezembro de 2012.

sos de tumulto em rodovias federais. A TRIBUNA DO NORTE tentou o contato com a Polícia Federal para saber dos investimentos para a Copa do Mundo, mas a assessoria de imprensa da PF informou que os responsáveis pelo setor que tem essas informações estão viajando, e somente poderiam atender as demandas nesta segunda-feira.

Segurança na Copa 2014 Equipamentos para o RN Armas não-letais São os únicos equipamentos que já chegaram ao Estado. Armas longas e curtas, de lançamento de dardos energizados, cartuchos para essas armas, espargidor de espuma pimenta, granada explosiva de efeito moral, granada explosiva de luz e som, granada de emissão lacrimogênea, e spray de pimenta. O total desses armamentos corresponde a R$ 4.293.635, 92. Robô Antibombas

A PRF já recebeu algumas viaturas, entre motocicletas e automóveis, e devem chegar ainda mais carros até o mês de dezembro” EVERALDO MORAIS Inspetor da PRF

Vai funcionar na detecção dos explosivos, com dispositivo disruptor, que sozinho custa R$ 619.140, 90. O robô chegou à polícia por módulos, mas ainda não foi montado.

Sala Cofre Trata-se de uma grande caixa, uma espécie de caixa-preta gigante, que servirá para guardar todos os aparelhos sensíveis, como Notebooks, papelada e dispositivos que guardam arquivos em memória digital. Servirá para evitar danos em casos de incêndio ou outros tipos de investidas contra esse material. A sala cofre ainda não foi montada, pois os equipamentos ainda não chegaram. O material tem deve ser recebido até dezembro e tem um custo de R$ 10.348.017,

Imageador Aéreo

Dispositivo que será acoplado ao helicóptero da corporação para a filmagem das áreas monitoradas pelo veículo. O imageador tem um valor de R$ 6.746.700 e deve chegar até setembro deste ano. Plataforma de Observação Elevada Uma espécie de “guarita móvel”, que via auxiliar os policiais a visualizarem possíveis situações de atuação em longas distâncias. A plataforma custa R$ 1.950.000 e deve chegar ao RN até dezembro.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo , 07 de julho de 2013

natal

3

»ENTREVISTA » GABRIEL CHALITA DEPUTADO FEDERAL E EX-SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO

ROCHA LOBO/FUTURA PRESS

“Valorização tem que ser na cabeça, coração e bolso”

essencial para o país. O Brasil tem crescido muito nos últimos anos e vários setores carecem de mão-de-obra qualificada. Ou seja, de um lado temos o desemprego de inúmeros brasileiros e de outro a sobra de vagas e o que separa esses dois lados é a qualificação. Por isso temos que investir muito nessa modalidade. Esse é um ótimo instrumento também para a emancipação das famílias cadastradas nos projetos de distribuição de renda como o Bolsa Família. Com trabalho formal, essas famílias deixarão de depender das bolsas e conquistarão a independência financeira.

« MOTORES DO DESENVOLVIMENTO » Gabriel Chalita é um dos palestrantes do simpósio sobre Educação Básica e profissional, que tem início às 8h de amanhã (8)

D

efendendo a aprovação do Plano Nacional de Educação, o deputado federal e ex-secretário de São Paulo Gabriel Chalita ressalta que a qualidade do ensino é o principal desafio e principal lacuna a ser vencidos no Brasil. “São necessárias várias medidas como ampliar o tempo que a criança e o jovem passam na escola, a melhoria do financiamento, a valorização dos profissionais da educação e a qualificação da gestão para ter resultados em educação”, diz o deputado federal Gabriel Chalita. Gestão e qualidade da Educação Básica é o tema da palestra que será proferida por Chalita na 17ª edição do Projeto Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte realizado pela TRIBUNA DO NORTE, UFRN, Sistema Fecomércio/RN, Sistema Fiern e Salamanca Capital Investments, com patrocínio do Governo do Estado, Assembléia Legislativa, Cosern e Banco do Brasil. O Seminário será realizado amanhã dia 8 de julho, no auditório do Praiamar Hotel, em Ponta Negra, às 8h. Confira a entrevista.

ì O QUE A 17ª edição do Projeto Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte tem como tema a Educação Básica e Profissional. O projeto é realizado pela TRIBUNA DO NORTE, UFRN, Sistema Fecomércio/RN, Sistema Fiern e Salamanca Capital Investments, com patrocínio do Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Cosern e Banco do Brasil

QUANDO Amanhã,segunda-feira (8), no auditório do Praiamar Hotel, em Ponta Negra,às 8h

Nesse sentido, o senhor considera justo o piso nacional?

Como o senhor avalia a educação básica na rede pública de ensino no país?

A educação básica melhorou significativamente nos últimos anos, em especial após a aprovação do Fundeb, que ajudei a elaborar como presidente do Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação). O Fundeb não só ampliou em dez vezes os recursos para a educação básica, como também estabeleceu uma distribuição mais justa desse dinheiro, levando em conta, além do tamanho da rede e do número de alunos, a situação social e econômica de cada região. Além disso, também tivemos a aprovação do piso nacional do magistério público da educação básica, um passo fundamental na valorização dos professores. Também revinculamos os recursos da DRU, ampliando o dinheiro aplicado em educação. Ainda há dificuldade na universalização....

Um passo importante foi a

mo alguns Estados conseguiram melhorar os indicadores e levar as ações positivas para aqueles que não foram tão bem. O Ideb também contribuiu para que a escola se enxergasse dentro do sistema de educação. Assim, o gestor hoje sabe como está o desempenho dos seus alunos diante de outras escolas, do município, do estado e do Brasil. Não com o objetivo simplório de elaborar rankings, mas o de identificar deficiências, pontos positivos e negativos, e construir coletivamente a melhora da aprendizagem desses alunos.Uma das mudanças necessárias é ampliar o tempo que a criança e o jovem passam na escola, caminhando para a Educação em tempo integral. Outro ponto fundamental é valorizar o professor. E isso não se refere apenas ao salário, que é importante, mas também às condições de trabalho.

aprovação da obrigatoriedade da educação básica dos 4 (quatro) aos 17 (dezessete) anos de idade, assegurada inclusive sua oferta gratuita para todos os que a ela não tiveram acesso na idade própria. Todas essas conquistas foram muito importantes para o Brasil. No entanto, devemos avançar e, hoje, nossa principal lacuna é a qualidade do ensino. Precisamos garantir o acesso com padrões de qualidade, assim como afirma a Constituição Brasileira, ou seja, nossas crianças e jovens devem estar matriculados na escola, aprendendo os saberes adequados para a sua idade. Como podemos aproveitar esses resultados do Ideb a favor do sistema educacional?

Então, podemos aproveitar esses números para verificar co-

Esse é um tema muito importante. Veja que isso tem provocado um problema grave, que é a falta de interesse pelo magistério. Faltam profissionais no Brasil todo porque o professor não se sente valorizado. É preciso resgatar esse orgulho que caracterizava o magistério há alguns anos. Sempre digo que os professores precisam ser valorizados na cabeça, no coração e no bolso. Cabeça tem a ver com formação, coração com respeito e diálogo, bolso com salário. Como o senhor vê a o pacto federativo para a educação, deveria ser encargo de só um ente?

A pasta da educação teve um significativo aporte de recursos nos últimos anos. Primeiro com a aprovação do Fundeb, que garantiu uma participação maior da União no financiamento da educação básica, com a revinculação dos recursos da DRU, que trouxe de volta à área dinheiro que antes era livre para o governo. Mas ainda é preciso avançar numa política adequada de educação, com a aprovação do Plano Nacional de Educação para o próximo decênio que no seu texto deverá trazer o uso de 10% do PIB para educação e a apro-

Enquanto escritor, como o senhor ver o baixo estímulo à leitura nas escolas?

vação do uso dos royalties do petróleo para a educação, de forma a ampliar significativamente o financiamento da educação e garantir que essa riqueza seja investida de forma a permitir o desenvolvimento sustentável do Brasil. Dinheiro, no entanto, não é tudo. Ele precisa ser bem aplicado, com metas e estratégias a serem alcançadas e responsabilização dos gestores públicos, assim como está no texto do PNE aprovado na Câmara dos Deputados.

O PNE que tramita no Congresso estabelece diretrizes e estratégias para a área pelo próximo decênio. Mais do que isso, ele define estratégias específicas para atingir esses objetivos. São metas ambiciosas, que vão da expansão da educação da creche à pós-graduação, englobando a melhoria salarial do magistério. Um dos pontos mais relevantes do PNE é a vinculação de 10% do PIB para serem aplicados em educação.

O que seria uma política adequada para a educação de base pública e de qualidade?

O que a educação pública tem a aprender com a rede privada?

Escola de tempo integral. Revolucionar a educação sem ampliar o tempo das crianças e jovens na escola é pouco plausível. Sei que é difícil, falta principalmente infraestrutura, mas precisamos começar aos poucos. A qualidade do ensino realmente precisa nortear qualquer debate atual sobre políticas públicas de educação, como o projeto de lei que cria o Plano Nacional de Educação, a escola em tempo integral e a Lei de Responsabilidade Educacional que objetiva o comprometimento dos gestores públicos com a pasta, assim como acontece na Lei de Responsabilidade Fiscal. Quais as mudanças que serão promovidas a partir da aprovação do Plano Nacional de Educação?

A educação pública no Brasil era considerada no passado melhor do que a educação privada, mas também não garantia o acesso a todos. Hoje, infelizmente, as escolas públicas garantiram o acesso, mas perderam qualidade. Não podemos afirmar que a escola privada é melhor que a pública. Existem algumas escolas privadas de excelência, que são melhores, mas não são todas. Nessas escolas de excelência, um diferencial é a gestão com maior participação dos pais. Outra questão é a qualificação dos professores. E também o uso de recursos tecnológicos. Como o senhor avalia a expansão do ensino profissionalizante?

O ensino profissionalizante está presente em vários países tidos como desenvolvidos, pois qualifica a mão de obra, o que é

Essa é uma questão grave, porque o contato precoce com o mundo dos livros cria nas crianças e jovens o gosto pela leitura e maior compreensão do mundo. Daí a importância crucial de as escolas incentivarem a leitura e a familiarização dos estudantes com o espaço fantástico que são as bibliotecas. Cabe aos diretores e professores organizarem visitas das classes a esses centros do saber em suas escolas. A prática, com certeza, fará toda a diferença na vida das crianças e adolescentes. Para os mais novos, podem ser organizadas rodas de leitura de histórias, com direito a interatividade e a atividades que, já em sala de aula, complementem o trabalho iniciado na biblioteca. Quando o assunto é o estímulo à leitura, a criação de programas de incentivo é fundamental. Quais os projetos o senhor dará prioridade na Comissão de Educação da Câmara?

Minha prioridade na comissão é discutir o financiamento da Educação no país, a valorização dos professores e a escola de tempo integral. Outra ideia é a criação de um observatório da educação no âmbito da Comissão, para reunir as melhores experiências educacionais do País. Os deputados realizarão seminários regionais, identificando as melhores práticas pedagógicas de cada Estado para, posteriormente, a troca dessas experiências. Isso pode ser complementado por um seminário internacional, com a participação de representantes de países que se tornaram referência na área. Existem muitas práticas em todo o País que mostram como é possível dar certo e temos que aprender com elas. Como presidente da Comissão de Educação também quero acompanhar a votação de outros projetos relevantes para a melhoria da qualidade da educação, como o PNE e a Lei de Responsabilidade Educacional. Também fui eleito presidente da Comissão Especial destinada a debater a criação do Código Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, o que é fundamental para a educação brasileira, principalmente nas universidades.


4

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

natal


natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

5


6

natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

« ARTIGO »

Poder Judiciário

Sobre enunciados vinculantes

ANELLY MEDEIROS [ anellymedeiros@hotmail.com ]

MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA ALEX FERNANDES

Procurador Regional da República

E

Trabalho dobrado O novo desembargador Glauber Rêgo ainda não teve tempo para descanso. Depois de uma estressante disputa, encontrou no gabinete 321 processos aguardando julgamento. O desembargador, também que atua na Câmara Criminal, informou que estabeleceu metas para garantir celeridade aos processos em seu gabinete. DIVULGAÇÃO

ssa semana, embora meio gripado, estive por Brasília. Fui a uma reunião na Procuradoria Geral da República - PGR sobre os Núcleos de Apoio Operacional à Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão - PFDC, na qualidade de coordenador do núcleo da 5ª Região (estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe). Ali, em meio a uma discussão sobre como operacionalizar a criação de enunciados que orientem a atividade desses núcleos, assim como o trabalho de todos os Procuradores da República envolvidos com a questão da defesa do cidadão no país afora, atentei para o fato de que o Supremo Tribunal Federal, já há algum tempo, parou de editar enunciados da sua Súmula Vinculante. O último enunciado vinculante, o de número 32, é de fevereiro de 2011. Talvez premido por uma agenda complicada (vide o caso “Mensalão”), talvez porque preferiu priorizar as decisões em recursos extraordinários possuidores de repercussão geral (para rapidamente desafogar o próprio STF), o fato é que lá se vão mais de dois anos sem edição de novos enunciados vinculantes, muito embora o número de propostas para tan-

to, pelo que sei, seja considerável. De minha parte, faço um apelo ao STF - e à comunidade jurídica como um todo para que pressione a nossa “Corte Constitucional” - para que retome, paulatinamente e com critério, a edição dos seus enunciados vinculantes. Reconheço a relevância da repercussão geral para a diminuição do número de processos no próprio STF, mas acredito que uma abrangente Súmula Vinculante, tratando de hipóteses de relevância nacional, poderá ajudar - e muito - na diminuição do número e na celeridade dos processos judiciais no primeiro e no segundo graus de jurisdição. Sem falar que existem vários outros motivos para a incrementação da Súmula Vinculante, tão importantes quanto o de ser ela um mecanismo de resposta ao acúmulo de processos ou para dar maior celeridade na prestação jurisdicional. Registro, primeiramente, o fato de a Súmula Vinculante do STF fornecer uma enorme estabilidade ao nosso direito. Na Súmula, teremos a jurisprudência firme, cristalizada (embora não imutável) do STF acerca de variados temas jurídicos. Evitamse, a partir da edição dos enunciados, as mudanças tão comuns (e indesejadas) na orientação jurisprudencial do pró-

Por enquanto, com a voz rouca, faço campanha por novos enunciados dizendo: a Súmula Vinculante do STF não é um remédio milagroso para todos os males da Justiça” prio tribunal. Ademais, cada um dos enunciados da Súmula contribui, ponto a ponto, com a certeza do Direito. Em termos de previsibilidade, contendo a Súmula, de modo seguro, preciso e claro, a prevalente inteligência da norma legislada, ela é uma ferramenta que muito contribui para tornar previsível, tanto para o Judiciário como para os jurisdicionados, a solução de litígios presentes e futuros. Por fim, tem-se a igualdade: a Súmula Vinculante, se não acaba, pelo menos mitiga bastante a variação de interpretação sobre determinada questão de direito. Ou seja, contribui para a aplicação de uma mesma regra para os casos semelhantes, o que resulta em tratamento igual para todos que, nas mesmas condições, batam

às portas do Judiciário. Ademais, para além da edição de novos enunciados vinculantes pelo STF, há que se pensar, para um futuro próximo, em medidas paralelas que “trabalhem” em conjunto com a súmula vinculante em prol da efetividade da prestação jurisdicional. Além de repensarmos, para fins de reforma constitucional, a questão da vinculatividade universal das súmulas dos tribunais superiores, faz-se necessário, em nível infraconstitucional, por exemplo: a) adotar algum tipo de recomendação para concessão de tutela de urgência quando o pedido vem fundamentado em enunciado vinculante e há abuso de direito de defesa ou manifesto propósito protelatório; b) atribuir apenas efeito devolutivo à apelação interposta contra decisão fundamentada em entendimento sumulado; c) e estabelecer a aplicação compulsória de multa a recursos que desafiem, com fins protelatórios, entendimento sumulado. Mas trabalhemos uma coisa por vez. Por enquanto, com a voz rouca, faço campanha por novos enunciados dizendo: a Súmula Vinculante do STF não é um remédio milagroso para todos os males da Justiça; mas, certamente, é um bom xarope no combate a algumas de suas mais sérias patologias.

Visita O presidente da Associação dos Defensores Públicos do Rio Grande do Norte, Francisco de Paula Sobrinho, visitou, em Brasília, o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça, José Delgado. Eles conversaram sobre a desatualização da legislação estadual que atinge a Defensoria no Rio Grande do Norte.

PGR entra contra o governo do Estado E por falar na Defensoria, o governo do Estado poderia ter evitado a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 4982), ajuizada pela Procuradoria Geral da República que pede liminar para suspender os efeitos da Lei que estrutura administrativamente a Defen-

soria Pública do RN. A PGR cita na ação, jurisprudência do STF, de que os cargos de Defensor público-geral e de Subdefensor são privativos de integrantes de carreira. Agora a Associação decidiu ser “amicus curiae”, ou seja, vai subscrever a ação do PGR.

Festa na praça O aniversário de 121 anos do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte foi comemorado com uma edição especial do programa Justiça na Praça. Para a coordenadora geral do projeto, desembargadora Maria Zeneide Bezerra, essa é uma forma de realizar o aniversário da Corte “com o povo”, que precisa do atendimento do Judiciário. Na Praça 7 de Setembro, também

foi lançado o programa Conheça seu Direito, para informar melhor o cidadão sobre diversos serviços. “Estamos mostrando um Judiciário inovador, moderno, que sai dos gabinetes e vai até às praças, escolas e que se preocupa com questões ambientais. Foram mais de um milhão de pessoas atendidas nessas edições do Justiça na Praça”, destaca a desembargadora.

Falando nisso.... Termina dia 30 de julho o prazo para os casais que quiserem participar do casamento comunitário do “Justiça na Praça”, marcado para o dia 23 de agosto, em Parnamirim. Os interessados devem procurar a o 2º Cartório de Notas do município. Os documentos exigidos são Registro de Nascimento, comprovante de residência do casal, identidade de duas testemunhas e do casal. O Justiça na Praça já teve 31 edições em todo o Rio Grande do Norte, totalizando mais de 420 mil atendimentos desde 2007. Informações: 3644-8410.

Família é indenizada por viagem conturbada A CVC foi condenada a pagar indenização a uma família no valor R$ 41 mil, por danos morais e materiais. O problema aconteceu durante um cruzeiro pelo litoral do nordeste. Os passageiros alegaram atraso de dois dias no embarque, aborrecimentos e uma das escalas cancelada. “Quanto ao dano moral, destacou que facilmente se percebe que os autores passaram por transtornos emocionais e físicos injustos decorrentes da violação do dever de boa-fé objetiva, e que o pacote de viagens passou a ser uma fonte de preocupação e estresse e não de lazer. Logo, sofreram algo, além de desmerecido, fora do vulgar ou habitual, o qual, pela sua própria magnitude, causou lesão à tranquilidade que lhes foi tirada”, afirmou a juíza Thereza Cristina Costa Rocha Gomes, da 14ª Vara Cível de Natal, em sua decisão.

autos & motores

TODAS AS SEXTAS NA

TRIBUNA DO NORTE


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

natal

7

Sete países, 90 dias e muitas histórias « AVENTURA » Casal Karla Larissa e Fred Santos chegam a Camboja e Indonésia: as últimas paradas no Sudeste Asiático. A aventura do casal potiguar já dura três meses e passou por sete países do mundo Bali: muito mais que um paraíso para surfistas

KARLA LARISSA Especial para a Tribuna do Norte

O

Camboja foi o sétimo país de nossa Volta ao Mundo, que esta semana completa 90 dias. Chegar ao país não foi fácil. Fizemos o trajeto por terra, saindo de Bangkok, na Tailândia até Siem Reap, pequena cidade cambojana próxima aos templos de Angkor. A travessia foi um verdadeiro inferno. A cidade da fronteira cambojana, Poi Pet, é um caos, com muitos cassinos, vendedores ambulantes, carros, motos e pedintes. Os policiais responsáveis pela retirada do visto são completamente corruptos e o que deveria custar 20 dólares por pessoa acaba quase sempre saindo mais caro. Há também um forte esquema para enganar os turistas, que envolve agências de viagens, hotéis, empresa de ônibus e motoristas de tuk tuks. Ao final, a viagem que deveria durar cerca de 6 horas acabou em 12 horas. Mas ainda bem que, no caso do Camboja, a primeira impressão não foi a que ficou. O país que tem uma trágica história recente e que ainda se recupera de um passado sombrio nos surpreendeu. E os khmer, como são chamados os cambojanos, nos conquistaram sempre com um sorriso no rosto, apesar de tudo o que viveram.

Karla Larissa e Fred Santos vestidos com sarong no templo Goa Lawah, em Bali

Angkor Siem Reap é uma cidade pequena e charmosa com muitos restaurantes, bares e, principalmente, hotéis e albergues para hospedar os turistas que visitam os templos de Angkor. O complexo de templos foi construído entre os séculos 9 e 16 e ficou abandonado por centenas de anos até ser redescoberto em 1860. Hoje o Angkor é Patrimônio da Huminadidade e um dos sítios arqueológicos mais importantes. O principal templo, o Angkor Wat é a maior construção religiosa do mundo. O templo, que inicialmente era hindu e depois budista, é rico em detalhes, com muitas esculturas. Angkor era antiga capital do Império Khmer e o curioso é que na cidade todos os prédios eram de madeira e apenas os templos eram construídos com pedras, que eram exclusivas para os deuses. Outro templo muito famoso em Angkor e para mim um dos mais bonitos é o Bayon, que possui 54 torres com quatro faces cada uma e um total de 216 rostos sorridentes. O interessante é que não se sabe ao certo quem está sendo retratado nesses rostos, que alguns acreditam ser de Buda. O templo Ta Prohm com suas árvores gigantes é também um dos mais famosos, pois foi nele onde Angelina Jolie gravou algumas cenas do filme Tomb Raider. Visitamos Angkor por dois dias para dar tempo de conhecer todos os templos. Como estava no período de chuvas não tivemos a sorte de ver nem o amanhacer nem o por do sol no Angkor Wat, que são os momentos mais aguardados por quem visita o grandioso templo. De Siem Reap seguimos para uns dias de descanso nas praias do Camboja, em Sihanoukville e Koh Rong, depois fomos para a capital, Phnom Phen.

Uluwatu Templo, na ilha de Bali

Museus possuem registros do genocídio cambojano Phnom Phen é uma cidade pequena e, apesar de agradável, tem poucos atrativos turísticos, como o Royal Palace e Silver Pagoda, o Museu Nacional, os mercados e o rio Tonle Sap. Mas a maioria das pessoas que viaja pela capital do país visita o Museu Toul Sleng ou S21 e os campos de extermínio do Khmer Vermelho, onde estão os registros do genocídio cambojano. Entre os anos de 1975 e 1979 cerca de 3 milhões de pessoas foram mortas pelo regime de Pol

Pot, o que representa um quarto da população do país na época. A maioria dos mortos era de formadores de opinião, médicos, professores, advogados, servidores públicos e pessoas da classe média. O Khmer Vermelho também destruiu as grandes cidades do país e tudo que representava qualquer tipo de desenvolvimento. Apesar de tão terrível e ter proporções tão grandes quanto o genocídio dos judeus pelos nazismo, o assassinato em massa dos cambojanos é uma história

pouco contada no Ocidente. Estar nos dois locais não foi fácil. Ver ali de tão perto o cenários de tortura e assassinato me fez ficar com um nó na garganta e chorar várias vezes. Tudo era feito com requintes de crueldade e nem as crianças eram poupadas. Os bebês eram mortos arremessados às árvores na presença de suas mães. Pol Pot dizia que não podia permitir vinganças. No campo de extermínio, um monumento abriga milhares de

caveiras. Tudo é muito chocante. Certamente aquele foi o dia mais difícil de nossa viagem pelo mundo. Mas o que nos levou ao S-21 e ao Killing Field não foi nenhum sentimento mórbido. Histórias como a do genocídio cambojano e muitos outros que ocorreram no século 20 não podem jamais ser esquecidas para que não se repitam. Agora só resta aos cambojanos tentar reconstruir o país que ainda tem uma enorme chaga aberta.

Do Camboja, continuamos a nossa viagem na Indonésia, com a primeira parada na ilha de Bali, famosa por ser o paraíso dos surfistas, inclusive, muitos brasileiros à procura de ondas perfeitas. Mas a verdadeira Bali está no interior. Por isso, resolvemos nos hospedar em Ubud, que é considerado o coração da ilha, e descobrimos em Bali uma cultura exclusiva. A ilha é a única da Indonésia, país com maior número de mulçumanos do mundo, a ter maioria hindu. Mas o hinduísmo de Bali não é mesmo da Índia. A começar que eles acreditam que existe um único Deus, mas com muitas representações. Além disso, os hindus balineses não dispensam carne de vaca, o que para os hindus indianos é impensável. Em Bali, a poligamia também é permitida, apesar de não ser tão comum hoje em dia. Os balineses vivem sua fé em cada detalhe do seu cotidiano. Em todas as casas há três templos, dedicados a Brahma (deus criador), Vishnu (deus protetor) e Shiva (deus da destruição). Assim, em Bali há mais templos do que casas. E somam-se ainda aos templos particulares os muitos templos públicos que existem em toda a ilha. Pelas ruas e casas são espalhadas muitas oferendas. As colocadas no chão são para os espíritos maus e as do alto para os bons espíritos. Aliás, Bali significa oferenda ou sacrifício oferecido aos deuses. Chegamos em Bali em dias de festas para Brahma. E em uma visita a um dos templos públicos, assistimos à celebração. Em parte do templo, alguns hindus oravam e faziam oferendas, enquanto em outra, muitos assistiam e apostavam em uma briga de galo, jogavam baralho e entre outros jogos. Fomos convidados a almoçar com eles e provamos um prato local, comendo usando apenas as mãos, sem talheres, como é de costume no Sudeste Asiático. Nos dias em que estivemos em Bali, visitamos ainda alguns dos grandes templos (Uluwatu, Monkey Forest, Tana Lot, Taman Ayun, Ulun Danu e Goa Lawah), que são mais turísticos, e foram estratégicamente construídos nos lugares mais bonitos da ilha. Tudo para agradar as várias representações de Deus. Também são para os deuses e espíritos as danças balinesas. A mais famosa delas, Kecak, dançada em antigos rituais, chama atenção pelo número de homens que entoam uma música hipnotizante, enquanto uma história é representada. Além das praias, a paisagem de Bali é formada por muitas montanhas, lagos, vulcões e campos de arroz. Muitas delas foram mostradas no filme Comer, Rezar e Amar, adaptação do best seller de mesmo nome, que tornou a ilha ainda mais famosa mundialmente. Bali pode ir do paraíso ao inferno. O trânsito é caótico com congestionamentos impressionantes. A ilha também costuma não agradar a quem procura praias para banho. Mas quem busca mais que sol e mar pode achar em Bali um lugar encantador e aprender com os balineses um outro estilo de vida.


8

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

natal

UFRN aplica hoje provas do concurso público « SELEÇÃO » Ao todo, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte está oferecendo 47 vagas para diversos cargos

A

s provas do Concurso Público para Provimento de Cargo Técnico-Administrativo em Educação, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), estão sendo aplicadas hoje, 7. Ao todo serão ofertadas 47 vagas para diversos cargos. O exame terá uma duração de 4h30 e o candidato só poderá realizar a prova no local determinado pelo Núcleo Permanente de Concursos (COMPERVE). Dessa forma, recomendase que os candidatos cheguem com, no mínimo, 30 minutos de antecedência, pois às 8h os portões serão fechados e os atrasados estarão eliminados do Concurso. Para ter acesso às salas de provas, é preciso portar o documento original utilizado na inscrição e caneta esferográfica de tinta preta ou azul, fabricada em material transparente. Durante a realização dos exames, não será permitido portar arma, celular (ligado ou não), relógio de qualquer tipo, calculadora, câmera fotográfica ou qualquer outro tipo de aparelho eletrônico, óculos escuros, boné, protetores auriculares, dicionário, apostila, livro, “dicas” ou qualquer outro material didático do mesmo gênero, corretivo líquido, borracha e outros. Os candidatos para os cargos de Nível Superior (E) e Ní-

vel Intermediário (D) farão prova de Língua Portuguesa, Legislação, Conhecimentos Específicos, além de uma prova discursiva. Já os de Nível Intermediário (C), responderão questões de Língua Portuguesa, Matemática, Informática e uma produzirão uma Redação. Os cargos de Músico, Editor de imagens, Técnico de laboratório/Biotério e operador de Luz realizarão em outra ocasião provas práticas. Para consultar o local de provas, os interessados devem acessar o site do Núcleo Permanente de Concursos (COMPERVE) no link: www.comperve.ufrn.br/conteudo/concursos/ufrn201313/localdeprova.php

Concurso No Concurso Público de Edital Nº 013/2013, que se destina ao provimento de funcionários permanentes, o cargo com maior número de inscritos foi o de Auxiliar em Administração (Natal/RN), com 18 vagas, 13.209 inscritos e demanda de 733.83; seguido por Auxiliar de Biblioteca (Natal/RN), com duas vagas, 1.063 inscritos e concorrência igual a 531.50; já o terceiro mais concorrido foi Auxiliar em Administração (Macaíba/RN), com duas vagas, 640 candidatos e uma demanda de 320. ALEX RÉGIS

Provas do concurso para a UFRN começam hoje às 8h


TÁBUA DE MARÉS

NO FACEBOOK

Preamar 03h51-2.2 - 16h11-2.1 Baixa-mar 09h51-0.4 - 21h56-0.5

Curta e compartilhe charge de Brum.

facebook.com/tribunarn

FASES DA LUA Hoje: Nova 16/07: Crescente

EM ENTREVISTA, EUGÊNIO MUSSAK FALA DE GESTÃO DE PESSOAS PÁGINA 11

NA TN ONLINE

Confira galeria de imagens com fotos da semana.

tribunadonorte.com.br

natal Editora: Cledivânia Pereira [cledivania@tribunadonorte.com.br ]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 07 de julho de 2013

Prudente de Morais: de tudo, um pouco « DESENVOLVIMENTO » Há um mundo de variedades ao longo da avenida Prudente de Morais que cruza a cidade com seus quase sete quilômetros de extensão. Uma via para morar, trabalhar e passear ROBERTO LUCENA repórter

H

ospitais, padarias, concessionários de automóveis, escolas, sorveterias, supermercados, farmácias, bares, postos de combustíveis, bancos e até o mesmo o estádio que vai sediar os jogos da Copa do Mundo em Natal. Há um mundo de variedades ao longo da avenida que cruza a cidade com seus quase sete quilômetros de extensão. A Prudente de Morais é uma das principais vias da capital e tem espaço para comércio, algumas residências, lazer e serviços. Quando a obra da Omar O’Grady for concluída, serão mais de dez quilômetros ligando a BR-101, em Parnamirim, ao bairro de Petrópolis, em Natal. Quem trafega pela avenida Prudente de Morais pode observar a diversidade de informações e construções ao longo da via. Em Petrópolis, a avenida começa na Praça Pedro Velho, mais conhecida como Praça Cívica. Antes dali, o trecho que inicia no Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol) recebe o nome de avenida Nilo Peçanha. São cerca de 500 metros apenas. Da Praça Cívica até a avenida da Integração, são 6,7 quilômetros de avenida Prudente de Morais. O nome é uma homenagem ao presidente que governou o Brasil durante o período de 1894 a 1898. Ao longo dos anos, a via foi se modificando e hoje é fácil distinguir alguns trechos da avenida de acordo com o tipo de comércio existente. Em Petrópolis, há o predomínio de hospitais, clínicas e outros escritórios. Em Lagoa Seca, chama atenção as lojas de automóveis, tanto concessionárias como equipadoras. Mais adiante, na altura do bairro Lagoa Nova, são os bancos que se avizinham e formam um corredor de instituições financeiras. Já em Candelária, bares e restaurantes disputam a preferência do cliente em meio a algumas residências que resistem à especulação imobiliária. São inúmeros os pontos comerciais existentes na avenida. Tantas opções acabam por gerar problemas. O mais visível e irritante é o trânsito. Para citar um exemplo, entre as avenidas Alexandrino de Alencar e Bernar-

ì QUEM O nome é uma homenagem ao presidente que governou o Brasil durante o período de 1894 a 1898

ONDE Em Petrópolis, a avenida começa na Praça Pedro Velho, mais conhecida como Praça Cívica

do Vieira, durante o horário de pico, o congestionamento é quilométrico. São 20 semáforos ao todo, alguns deles, trifásicos. O equipamento localizado nos cruzamentos com as outras avenidas serve para controlar o trânsito, mas também é a garantia de fluxo parado e tempo para os “artista do asfalto” se apresentarem. É o caso do argentino Juan Quian, 28 anos. Na tarde da última quinta-feira, Juan distraía os motoristas e passageiros dos veículos com uma apresentação de malabares no cruzamento da Prudente com a avenida Lima e Silva. Após cada apresentação, solicitava ajuda aos espectadores momentâneos. “Gosto de viver assim. Cheguei à Natal semana passada e consigo algum dinheiro por aqui”, diz. “Próxima semana, vou para João Pessoa”, completou. Durante à noite, as calçadas da avenida são tomadas por um batalhão de vendedores ambulantes que transformam o espaço numa grande praça de alimentação ao ar livre. Vende-se sanduíches e outros lanches. Pela manhã, quem tenta tomar conta dos espaços públicos são os flanelinhas. Mas há pouco espaço para estacionar os carros. Esse, aliás, é um problema que irrita muitos motoristas. “Acho que falta investimento na infraestrutura. Esse trânsito é muito confuso e não tem espaço para estacionar”, reclama o servidor público Leandro Gomes, 43 anos.

+

PAGINA 10

Obra de prolongamento não tem data para ser entregue


10

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

natal

Prolongamento sem data definida « PRUDENTE DE MORAIS » No fim dos anos 1990, a avenida foi prolongada. O novo trecho (a avenida Omar O´Grady) está sendo ampliado novamente. Mas as obras estão paradas e sem data de conclusão FOTOS: ADRIANO ABREU

Moradores acompanharam o desenvolvimento

A avenida Prudente de Morais foi prolongada no final dos anos 1990 (Omar O´Grady). Esse novo trecho passa por mais uma ampliação que está com obras paralisadas

N

ão há mais uma data definida e definitiva para que o prolongamento da avenida Omar O’Grady seja liberado para o trânsito. A obra está paralisada desde que o período chuvoso se estabeleceu em Natal. O diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Rio Grande do Norte (DER/RN),DemétrioTorres,informou que, se o tempo melhorar, as obrasdevemserretomadasatéopróximo dia 15. Depois disso, será necessário pelo menos mais um mês para que o trecho, enfim, seja entregue à população. “Essa é a nossa estimativa atual. Sei que a população já está impaciente por causa do atraso,mastivemosproblemascom as chuvas”, explicou. Enquantoanovaestradaquevai ligar a Prudente de Morais à BR101nãoficapronta,partedaviaéutilizada por pedestres para a prática da caminhada. O trânsito de veículos – antes constante no local – foi reduzido com a colocação de manilhasemalgunspontos.Aúltimapro-

messa do Governo do Estado apontava que a obra estaria pronta em meados de junho. O que não aconteceu.“Estávamosutilizandoumdeterminado material para construir uma camada da pista. A água prejudicou o serviço e agora estamos usando outro material, a brita, para refazer essa camada. Acredito que em vinte dias, tudo estará pronto”, afirmou Demétrio Torres em entrevista à TRIBUNA DO NORTE publicada na edição do dia 31 de maio. Os moradores de Cidade Satélite reclamam da lentidão das obras. Alguns trechos da construção já estão apresentado sinais de vandalismo e abandono. Há relatos também de que assaltantes utilizam o espaço para cometer crimes. À noite, o local se torna ainda mais perigo devido à falta de iluminação e sinalização adequada. “Eu já perdi as esperanças de ver essa avenida pronta. Acho que só no próximo governo é que devem terminar”, diz a dona de casa Ivone Damasceno, 62 anos.

MEMÓRIA A obra do prolongamento da avenida Omar O’Grady se arrasta desde 2007. De lá para cá, várias paralisações frustaram os inúmeros prazos para a conclusão das obras. A expectativa do DER/RN é a de que a via desafogue o trânsito na BR-101 no trecho entre Natal e Parnamirim. A primeira licitação da obra foi de R$ 27 milhões, no entanto o valor não contemplava a construção de duas passagens de nível – sobre as avenidas Caiapós e Tamanduateí, em Cidade Satélite. Com a inserção desses dois equipamentos, somada às correções anuais do orçamento original, o custo passou para algo em torno de R$ 59 milhões.

João Pacheco presenciou todo o desenvolvimento da avenida

O novo prolongamento vai ligar a Omar O´Grady à BR-101

Entre os prédios modernos e imponentes e as lojas que oferecem facilidades tecnológicas, a avenida Prudente de Morais também tem espaço para tradição. Nas proximidades do cruzamento com a avenida Alexandrino de Alencar, uma casa tímida é o local preferido dos clientes de João Pacheco da Silva, 80 anos, barbeiro há mais de quatro décadas. Do estabelecimento, João viu e é testemunha das mudanças estruturais que ocorreram e ainda são visíveis na avenida. Natural de Lajes, João Pacheco chegou à capital do Rio Grande do Norte na década de 60. O local escolhido para morar, foi uma casa na avenida “onde ninguém queria morar”, como lembra. “Naquela época, não passava nem carroça por aqui. Não tinha água encanada, nem energia. Lá perto da Praça Cívica que era mais organizado. Por aqui, não tinha nada disso”, explica. As dificuldades não afastaram João da casa que ele dividia com um irmão e esposa dela. O ofício de barbeiro ele herdou do pai. A primeira barbearia foi aberta nas proximidades do local onde hoje existe o Midway. “Mas, depois de alguns anos, o dono do ponto pediu o prédio e eu não tinha para onde ir. Meu irmão já tinha ido embora dessa casa e eu morava com minha família. Decidi abrir a barbearia aqui mesmo então. Não pago aluguel e estou na minha casa”, avisa. A clientela, avisa, é fiel. Mesmo com a mudança de local e as dificuldades de estacionamento, por exemplo, não deixam de procurá-lo. Nas últimas semanas, Pacheco viu algo inédito. Numa das manifestação da #RevoltaDoBusão, alguns vândalos tentaram arrombar a porta da barbearia. “Nunca vi isso antes nesses anos todos que moro aqui. Jogaram uma pedras, ou deram chute, não sei bem, mas quase derrubam a porta”, lamenta.


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

natal

3porquatro

11

POR ANNA RUTH DANTAS

« MÁRIO AUGUSTO CARVALHO » FOTOS: ALICE ANDRADE

ì QUEM É

O grande líder é o coerente com seu comportamento, com suas palavras. Não há distância entre discurso e prática. E o grande líder é o que defende uma causa que agrega valor para as pessoas. É também aquele que tem visão sistêmica, consegue se ver, ver os outros e os seus objetivos dentro de um contexto maior. O grande líder é alguém que tem o pensamento estratégico, consegue se ver na linha do tempo.

“Pessoas não são controladas, são lideráveis” A

conversa com Eugênio Mussak é apurada. Autor de diversos livros sobre recursos humanos, articulista das revistas Você S A e Vida Simples, ele traz uma visão muito apurada de liderança, uma análise crítica sobre o que trava o autoconhecimento das pessoas e um alerta para necessidade das pessoas desenvolverem a inteligência intrapessoal e interpessoal. Mussak fez sua primeira formação em Medicina, mas logo enveredou para os Recursos Humanos, área que viria a se consolidar para todo país. O escritor e palestrante, que esteve em Natal participando do V Congresso sobre Gestão de Pessoas da Associação Brasileira de Recursos Humanos do Rio Grande do Norte, desmistifica a ideia de eficiência do controle das empresas sobre o empregado. “Você não consegue controlar (o empregado). No máximo o que você consegue controlar é prendê-lo para ela estar fisicamente presente. Mas você não controla a alma de alguém, os pensamentos, sonhos, ideias, desejos, os medos de uma pessoa. Entretanto, isso pode ser liderado. Pessoas não são controladas, são lideráveis”, avalia. Confira o 3 por 4 com Eugênio Mussak.

O senhor é formado em médico, mas enveredou pela área de recursos humanos. O que o senhor levou da Medicina para o RH? Na verdade eu fui atraído pelo curso de Medicina em função do lado humanista. Eu me considero um humanista. Infelizmente, eu acabei percebendo que o curso de Medicina é da área de Ciências Biológicas e não de Ciências Humanas. Eu gosto de gente, de lidar com pessoas, de promover o desenvolvimento, a qualidade, a qualificação, a felicidade das pessoas. Mas acabei fazendo isso muito mais como professor do que como médico. A Medicina muito me ajuda porque aprendi muito sobre o ser humano, sobre o cérebro, sobre a psicologia, comportamento, a maioria das doenças físicas que temos no Brasil não são problemas da Medicina, são problemas da economia, da cultura, as doenças são comportamentais, como as pessoas se cuidam, fazem sua higiene, como elas se alimentam. Há um forte componente comportamental nas doenças todas. Eu me dediquei mais a educação, fui professor de Biologia durante muitos anos, mas também fui professor de técnicas de educação, técnicas de pedagogia, o que leva as pessoas de fato a aprenderem. E nos últimos 15 anos estou trabalhando com educação corporativa, que é qualquer ato de desenvolvimento humano que se pratica dentro das organizações. Agora isso se divide em dois ramos. Tem o ramo técnico e o ramo comportamental. O técnico, evidente, eu não mexo, porque é

FORMAÇÃO

Formado originalmente em Medicina, Eugênio Mussak resolveu dedicar-se ao ensino e atualmente é professor da FIA-USP e da Fundação Dom Cabral, nas áreas de Liderança e Gestão de Pessoas. Foi considerado pelas revistas Veja e Exame, como um dos palestrantes mais requisitados do país. Escreve mensalmente para revista a Você S.A. sobre liderança e para a Revista Vida Simples sobre comportamento. É autor de vários livros, entre os quais Metacompetência, Gestão Humanista de Pessoas, Liderança em Foco, Motivação: do querer ao fazer, Caminhos da Mudança e Pensamento Estratégico para Lideres de Hoje e Amanhã. .

muito específico para cada empresa. Agora o lado comportamental não varia muito, são coisas como as pessoas se relacionam, como elas se comunicam, como elas enfrentam mudanças, desafios, crises e também a questão da liderança. Ela (a liderança) faz parte do capítulo comportamental e não do capítulo técnico da educação corporativa. Chama atenção quando o senhor diz que estuda “o que leva as pessoas a aprenderem”. O senhor consegue dissociar que há pessoas com facilidade de aprendizagem maior do que as outras? Isso é reflexo de que? A Psicopedagogia estuda desvios da qualidade da aprendizagem. Há pessoas que, de fato, têm dificuldade natural, problemas de estrutura ciclo-mental que leva a ter mais dificuldade de aprendizagem, isso ocorre com criança hiperativa, criança desnutridas, com déficit intelectuais. Tirando isso, fora essas situações especiais, a variação que ocorre entre as pessoas está muito ligado com os estímulos que elas receberam. Educar não é passar conhecimento. Ele (o conhecimento) é uma parte da aprendizagem. E até o próprio conhecimento só será construído se as pessoas receberem informação e essa informação for acrescida de dois fatos importantes: primeiro a percepção do significado, eu só aprendo o que tem significado para mim, se percebo que é importante para mim. O erro dramático que se comete nas escolas é vincular o aprendizado a prova. Não é isso. Sou favorável a acabar com prova. Infelizmente, eu não tenho nada para pôr no lugar, mas teremos. E o segundo fator que precisa acompanhar a informação para virar conhecimento é o que a gente chama de criação de um elo afetivo. Eu preciso explicar algo para você, mas também fazer com que você goste daquilo, ache interessante, que seja lúdico, agradável, prazeroso e você perceba que é importante para você. Se há esses dois componentes dificilmente alguém não vai aprender. O senhor falou no início da entrevista que gosta de trabalhar com “gente”. Mas não seria complicado “trabalhar com gente” e com esse conceito de felicidade, ao qual o senhor se referiu? Veja, o que é complicado? Difícil é tudo o que você não sabe fazer, depois que você aprende, fica fácil. Gestão de pessoas não é mais difícil ou mais fácil do que estratégia e marketing, só é diferente. E esse é um erro que se comete muito nas organizações. Quando se fala em gestão, tem um mantra que não podemos jamais esquecer: é o fato de que não se faz gestão de pessoas como se faz gestão de coisas. Não posso administrar meu grupo de trabalho como administro minhas finanças ou estoque de

matéria-prima. São coisas diferentes. Quando se fala em gestão de pessoas, não é só planejamento e controle. Até porque as pessoas não podem se controladas. As empresas tentam controlar as pessoas com relógio de ponto, produtividade, resultado a curto prazo. Não é por aí. Você não consegue controlar. No máximo o que você consegue controlar é prendê-la para ela estar fisicamente presente. Mas você não controla a alma de alguém, os pensamentos, sonhos, ideias, desejos, os medos de uma pessoa. Entretanto, isso pode ser liderado. Pessoas não são controladas, são lideráveis. E na liderança entram coisas como a capacidade de inspirar, de motivar, desenvolver, engajar as pessoas, dar significado. Você só aprende o que tem significado. Você só trabalha adequadamente, só entrega bom resultado se perceber o significado do seu trabalho. Perceba que há diferença entre a tarefa e uma causa. Uma causa é uma tarefa com significado. Isso faz parte da gestão de pessoas. Se eu percebo que meu trabalho é importante, significativo, nobre, não só eu vou fazer o melhor, mas vou ser muito mais feliz, fazendo o que estou fazendo. O senhor costuma abordar nas suas palestras o “autoconhecimento”. O que trava ou que entrava as pessoas de se autoconhecerem? Acho que nós não fomos educados para isso. Acho que o modelo educacional é muito mais voltado para o objeto do aprendizado e nós não conseguimos estabelecer relações de causa e efeito. Eu levei muito tempo para entender a relação que havia entre Química e Biologia. Entre Matemática e Física, entre História e Geografia. E muito mais tempo ainda para perceber o que tudo isso tinha a ver comigo. acho que esse modelo educacional é que faz com que a gente departamentalize o conhecimento. O meu professor de Física não

Educar não é passar conhecimento. Ele (o conhecimento) é uma parte da aprendizagem. E até o próprio conhecimento só será construído se as pessoas receberem informação”

conversava com o professor de Matemática. É tudo departamentalizado. Na escola é assim, na faculdade é assim, na empresa é assim, tudo com departamentos e parece que são empresas independentes, não se relacionam. E aí você se pergunta o que está fazendo naquela empresa. O que estou fazendo aqui? Eu não consigo perceber qual o meu papel no mundo, imagine perceber qual o papel do mundo dentro de mim. Não fomos educados para o auto-conhecimento. É justamente isso que leva as pessoas a não conseguirem construir uma vida produtiva, mais feliz, serem mais elas mesmas. Agora há alguns esforços. A Psicologia tem essa finalidade. A gestão inteligente tem essa finalidade. Hoje a gestão quer que tenha uma discussão da empresa sobre qual de fato o papel dela. Tudo isso é auto-conhecimento. Qual o caminho para as pessoas começarem o processo de autoconhecimento? Tem uma definição moder-

na de inteligência. Há não muito temo inteligente era quem fazia conta rápida de cabeça. Mas o conceito tem mudado. Hoje não é isso. Inteligência tem outras aplicações e outro jeito de avaliarmos. Uma das definições de inteligência é a capacidade de perceber, compreender, aprender e adaptar-se. São essas quatro palavras que estão encadeadas. Ao final é a adaptação, que é a capacidade de viver harmonicamente no ambiente onde você está inserido. Isso é Darwin, não diz que venceu o mais forte, mas o mais adaptável. Hoje somos assim. Temos que viver adaptados a sociedade e interferindo positivamente. Mas a adaptação depende de fatos anteriores. Se houve falar de uma empresa que fechou depois de cinco anos. E fechou por que? Porque não se adaptou as mudanças. O que faz a pessoa investir no autoconhecimento é a percepção de que isso é importante. Você precisa investir na relação consigo mesmo, antes de investir na relação com os outros. Eu falei que o conceito de inteligência evoluiu e evoluiu depois que um professor de Psicologia de Harvard escreveu o livro chamado de Inteligências Múltiplas. E ele fala que nós não temos uma inteligência só. E tem duas inteligências que são muito valorizadas: a interpessoal, das relações humanas. E há outra inteligência que antecede a interpessoal, que é a intrapessoal. É a inteligência da pessoa com ela mesma, é ter conexão forte com seus valores, saber quem é, qual o seu papel, quais os destinos que deseja construir. A pessoa ganha autosuficiência e isso faz com que se relacione melhor com outras pessoas. O senhor faz escreveu livros fazendo a relação entre o querer e o fazer. O que é determinante para sair do querer ao fazer? Um outro conceito de inteligência diz que inteligência é a capacidade de converter fenômenos abstratos. Fenômeno abstrato é tudo que não é concreto. Tudo que existe de concreto, antes já existia como abstrato, era só uma ideia. Esse sonho é o querer. Entretanto, não pode ficar no desejo, precisa realizar. O que se acredita é que a capacidade de transformar o querer no fazer, é aí que mora a inteligência humana. Todo mundo sonho, mas nem todos realizam o seu sonho.


12

natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

“A única recompensa da virtude é a própria virtude. O único modo de ter um amigo é ser um”

« ELIANA LIMA » ANNA RUTH DANTAS - INTERINA annruth@tribunadonorte.com.br

Ralph Waldo Emerson JOAONETOFOTOS.COM

BOBFLASH

Própria... Na ala do Partido dos Trabalhadores no Rio Grande do Norte já começa se fortalecer a corrente de que a legenda deverá ter candidato próprio ao Governo. O vereador Fernando Lucena é um dos adeptos dessa tese.

...com causa... A justificativa que o vereador usa é simples: em 2008, quando estava com uma grande coligação, a deputada Fátima Bezerra não chegou perto de conquistar a Prefeitura de Natal. Ano passado, em carreira solo dos petistas, o deputado Fernando Mineiro esteve pertinho de ir para o segundo turno.

...e dependências Mas não será fácil imperar essa tese de candidatura própria na legenda. Fátima Bezerra, com o foco na candidatura ao Senado, aposta em dobradinha com aliados para fortalecer o projeto.

2

1 JOAONETOFOTOS.COM

DESABOYA.COM

Repercussão...

Vacaria E tem ex-parlamentar estadual dedicado agora a criar gado por terras Estado afora. O foco é engordar a vacaria para chegar no próximo ano e tentar reconquistar uma cadeirinha que lhe confira poder.

Ainda vale o registro da super festa de lançamento da Bzzz em Natal. Noite com todos os cuidados da diretora do Solar Bela Vista, Dodora Guedes. E no som estava o perfeito jazz sob o comando de Anderson Andrade.

Algemas...

...e comício

A promotora Rossana Sudário assinou uma recomendação a um cidadão do bairro de DixSept Rosado. O termo define que ele deve “suspender os atos de maus-tratos praticados contra o cachorro que fica acorrentado em frente a sua residência”. Foi defiido o prazo de cinco dias para o cidadão “provar que está cuidando do animal de maneira adequada”.

O ministro Garibaldi Filho comentou com Eliana que no lançamento “havia mais gente do que em comício”. “Acho que você vai se candidatar”, disse o peemedebista, para logo em seguida, no seu melhor estilo de bom humor, revelar que estava até querendo fazer um discurso para a seleta platéia.

...indiscriminadas O Ministério Público abriu investigação para apurar as denúncias de concessão indiscriminada de pontuação relativa às gratificações de estímulo à produtividade; fatos que recaem sobre a Secretaria Estadual de Saúde.

MMA Na terra dos magos de bens bloqueados, dizem que a UFC perde para uma grande disputa entre dois empresários deste solo. Guerra grande e que deixa os clientes, já em prejuízo pelo atraso das obras, em pânico com receio de serem penalizados pelo duelo.

Comando Na coordenação geral da Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá no Rio de Janeiro, há um sacerdote com DNA totalmente potiguar. É o padre Carlos Sávio que está, literalmente, andando todo Brasil divulgando o grande evento.

Atleta A diretora executiva do Sinduscon, Ana Adalgisa Dias Pau-

3 1 – Na Colmeia.. O casal Manoela Melo e Jaques Melo foi aos festejos da Abelhinha

2 – ...festeira

Show...

4

4 –….com estrelas ...

Dia 19 de julho, às 21h, Vanessa a Mata retornará ao Teatro Riachuelo para, mais uma vez, encantar Natal, desta vez com “Vanessa da Mata Canta Tom Jobim”, uma grande homenagem ao grande maestro. Os ingressos estão sendo vendidos na bilheteria do teatro e na ingressorápido.com .

A dupla responsável pela nova publicação, Eliana Lima e Carlos de Souza

...em alta

Eis alguns dos comandantes do Hospital do Coração: Lauro Maia e Nelson Solano engatando animado papo na noite de lançamento

DESABOYA.COM

3 – ….da Bzzzz... O casal querido da coluna, juiz federal Marco Bruno Miranda e a promotora Danielle Ribeiro

A festa que promete agitar os amantes da música eletrônica confirmou mais uma atração para a noite do dia 12. Além dos nomes já divulgados, a Finally I’m Solto! também contará com a animação da e-Double, dupla formada pelos DJs Fernando Menezes e Sérgio Goes, que já tiveram destaque em um dos maiores sites de música eletrônica do mundo, o Belgrade House Mafia.

5 – ...queridas Casal querido, Augusto Azevedo e Izabella foram conhecer a Bzzzz

linho, está, neste domingo, diante de mais um desafio do seu lado atleta. Participará da Meia Maratona do Rio de Janeiro. Nos últimos meses, a engenheira/atleta intensificou os treinos e promete hoje fazer bonito em solo carioca.

Pires Na próxima terça-feira, às 17h, a bancada federal potiguar estará reunida, em Brasília, com os prefeitos do Estado. O encontro, que será no Plenário 10, da Ala das Comissões Permanentes, no anexo II da Câmara dos Deputados, ocorre durante a Mar-

cha dos Prefeitos, marcada para ser realizada do dia 9 a 11 de julho. Os gestores municipais deverão pedir apoio dos deputados e senadores do Rio Grande do Norte para os pleitos coletivos.

Água de coco O empresário Haroldo Azevedo Filho está em intensa agenda nos Estados Unidos. Sediado em Miami, Haroldinho, como é conhecido dos amigos, foca nos negócios com a Just Coco, água de coco lançada pelo grupo Haroldo Azevedo e que já está sendo comercializada nas terras de Tio Sam.

« COLMEIA »

5

à Nesse domingo começa em Caicó a programação sóciocultural alusiva à Festa de Sant’Ana 2013 onde será realizado o VIII Almoço de Sant’Ana no Complexo Turístico Ilha de Sant’Ana, a partir do meio-dia.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

natal

13

« GEORGE AZEVEDO » georgeazevedo@digizap.com.br

Glam coleções A nossa 14ª edição já circula lindamente. Em Natal o lançamento aconteceu na última quarta-feira, 03, nas dependências da Rio Center MegaStore onde, na ocasião, aconteceram desfiles das coleções infantil, masculina e feminina da moda outono-inverno da Rio Center, além do fashion show com a coleção Day By Day assinada por Nathi Faria a nossa cover girl Glam. E se você ainda não pegou o seu exemplar é só procurar a banca Cidade do Sol na Afonso Pena ou no Bagdah Café em Mossoró.

Beijinho das modelos Thândara Castro, Geovanna Oliveira e Kitéria Câmara. Alunas do Projeto Modelando

Cast infantil do Projeto Modelando

Equipe tota reunida para começar o show!

Nossa cover girl Nathi Faria VALDIR MACHADO

Com Tereza Tinôco e Victor Hugo Damasceno

Família Rio Center reunida: Gerana, Mariana, Flávia e filhas, Melissa Cirne e Yohana

Conversa boa entre o estilista Jardel Litter e o empresário Gabriel Terceiro VALDIR MACHADO

Bia Santa Rosa, Janine Faria e Lirêda prestigiando a cover girl Nathi Faria VALDIR MACHADO

Turma boa! Janine Faria, Anilson Knigth, Lorena Santos, Nathália Faria e Nina Salustino

Mariana Regalado recebendo a casal Lirêda e Pablito Bezerra

Concentração máxima antes do desfile

Milena Balza e a moda Day By Day

Jeff Dala Possa e a coleção masculina da Rio Center

Kitéria Câmara exibindo a sua Glam 14

Cloe Padilha desfila a coleção da cover girl Nathi Faria

Encerrando o desfile com a Nathi Faria

Glam circulando!

Gabriela Gevezier, Marcelle Bezerra e Geovanna Oliveira conferindo a Glam 14 VALDIR MACHADO

Momento Miss. Weuquens Queiros e as misses Assu, Montanhas, Macaíba e Ceará-Mirim

Glam é festa!


14

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

natal DIVULGAÇÃO

UM GIRO PELAS CIDADES DO RECÔNCAVO

NELSON MATTOS FILHO avoante1@gmail.com

F

azia tempo que queríamos conhecer as cidades que formam o Recôncavo Baiano e outras não menos importantes do interior, principalmente aquelas que nem sempre podemos chegar de barco, pelas dificuldades de navegação, mas também outras que é praticamente impossível chegar pelos rios e mar da Baía de Todos os Santos, devido ao assoreamento, pontes ou outros obstáculos. O estado da Bahia é dono de um arquivo histórico e cultural tentador, que nos leva a querer traduzir ou vivenciar em sonhos o que foi o nosso Brasil ao longo da história. Caminhar por entre ruas, becos, ladeiras e prédios, muitos deles em estado de perfeita conservação, sempre me encheu os olhos e a vontade, mas sempre esbarrava na malemolência em tomar a decisão de ir. Nesse 2013 aproveitamos essa nossa permanência prolongada em Salvador e resolvemos fazer umas excussões terrestres pelo interior da Bahia para conhecer melhor a baianidade e a cultura desse povo tão cheio de sincretismo religioso, cultural, racial e filosófico. Planejamos começar o giro pelas cidades do Recôncavo e como ponta pé inicial, pegamos a estrada e tiramos direto para a famosa cidade de Santo Amaro da Purificação, que fica a 79 quilômetros de Salvador, e reconhecida como a cidade dos artistas Caetano Veloso, Maria Bethânia e da matriarca dos dois Dona Canô, de saudosa memória.

Deixamos o Avoante muito bem ancorado no Aratu Iate Clube e, de carro, fomos à luta. Logo na saída do Clube fomos indagados por um amigo que queria saber onde iriamos tão cedo, falamos que estávamos indo a Santo Amaro e perguntamos o que ele nos aconselhava conhecer por lá. Ele foi taxativo e seco respondendo assim: “Nada! Aquilo lá não tem mais nada para ver”. Demos uma tremenda risada, desconver-

samos e seguimos o nosso caminho, mas sempre lembrando o eco das palavras daquele amigo tão cético. Como queria que ele estivesse errado, pois estávamos munidos de uma revista editada pela Bahiatursa que entoava loas de orgulho as cidades baianas. A viagem começa em pista dupla pela BR 324, passando por um pedágio ao preço de R$1,80, até o entroncamento da BA 420 onde a estrada é de mão dupla, mas mui-

to bem conservada. Na entrada da cidade de Santo Amaro começamos a querer acreditar nas palavras do amigo, pois caminhamos por ruas mal conservadas, sujas, desarrumadas e desembocamos no entristecido, derrotado e outrora cantado em verso e prosa Rio Subaé, envolvido em um manto de descaso e imundice. Mas ainda assim não perdemos as esperanças de que tudo não passava de ilusão de ótica.

Era Sábado e por isso dia de Feira Livre. Depois de um giro automotivo pela cidade para tomar pé da situação, encostamos o carro e fomos caminhar na Feira Livre, já que somos piolhos de feira. De cara, já vimos que aquilo passava longe de qualquer tipo de organização e asseio, mas deu para sentir a alma do povo e aprender um pouco sobre a vidadopovosantoamarense.“Aquilo lá não tem nada para ver”. Novamente o eco das palavras do ami-

go. Porém, Santo Amaro tem sim muita beleza para mostrar em sua bela arquitetura colonial, nos monumentos encravados na Praça da Purificação, nas igrejas e nos desenhos de suas ruas e vielas. Falta sim, uma administração pública que valorize sua história e que resgate toda uma cultura abafada pelos desmandos. Não consigo concordar com a sentença do meu amigo, quando diz que lá não tem nada para ver, pois a cidade de Santo Amaro da Purificação é um poço rico e maravilhoso de história, basta apenas se reencontrar no tempo. A Praça da Purificação é um manto de beleza encravado em meio a uma cidade que pede socorro, mas ainda respira. Soube que a cantora Maria Bethânia levantou bandeiras para fazer renascer o Rio Subaé, mas a luta parece estar sendo inglória. De proposito perguntei a uma moradora qual o nome do rio que banha a cidade, ela no mais fiel baianês respondeu: Olhe moço, dizem que é Subaé, mas sei não! Mas digo que valeu, e muito, ter conhecido a cidade dos antigos índios tapuias e de Dona Canô, e até deixo a dica para outras pessoas irem também conhecê-la, pois somente assim os homens de pouco valor aprendem o real sentido de homem público. Mas saindo de Santo Amaro da Purificação fomos tentados a seguir um pouco mais a frente, e ao ver uma placa indicando que a heroica cidade de Cachoeira ficava a apenas 38 quilômetros de distância, não titubeamos. A paisagem que margeia a estrada é de uma beleza espetacular.


NO FACEBOOK Confira, logo após o GP da Alemanha, como ficou o pódio da corrida. facebook.com/tribunarn

NO RÁDIO

HOJE NA TV

7h - Esportes em Debate 18h30 - Fluminense x Botafogo

9h - GP da Alemanha de Fórmula 1 - Globo 18h30 - Fluminense x Botafogo; SporTV

www.radioglobonatal.com.br

WALDEMAR LEMOS PEDE TEMPO PARA SEU TRABALHO PÁGINA 2

TN ONLINE Acompanhe toda a rodada do Campeonato Brasileiro da Série A e seus resultados www.tribunadonorte.com.br

esportes Editor: Itamar Ciríaco itamar@tribunadonorte.com.br

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 07 de julho de 2013

América leva Índio Oliveira para o CT « BRASILEIRO SÉRIE B » Flagrado no antidoping e com um histórico de “fuga” do clube, o jogador deve ganhar uma nova oportunidade para seguir na carreira, mas terá que morar no centro de treinamentos

O

atacante Índio Oliveira parece ter entrado em acordo com a cúpula americana. Desde a última sexta-feira o atleta vem treinando em dois períodos e acertou a mudança para o CT Abílio Medeiros, onde passará a residir. O jogador, pego no antidoping, aguarda definição do caso para saber se será reintegrado ao elenco do América. Por ora, apenas seguirá treinando para não perder o condicionamento físico. No fim de junho, o atleta abandonou o clube e viajou para Rondônia, sua cidade natal. Alegando saudades da família, faltou treinamentos e não deu satisfações à comissão técnica. Após diversas tentativas de contato, o jogador voltou à capital potiguar nesta semana. Durante o período, o diretor de futebol americano, Carlos Moura Dourado, passou a comandar as negociações para o retorno do meia. Segundo a assessoria do América, além da mudança para o CT, Índio Oliveira deve ser multado. As medidas fazem parte da proposta Alvirrubra para recuperar a carreira do jogador. Dois outros atletas também reiniciaram seus trabalhos no CT do clube durante a semana. O lateral direito Wálber e o volante Nata já treinam com o restante do grupo americano. Chegados ao América em 2011, tais atletas ajudaram no acesso do clube alvirrubro à Série B do Campeonato Brasileiro, no mesmo ano, e foram campeões potiguares no ano seguinte. Assim como o zagueiro Zé Antônio, foram emprestados ao Remo-PA, no início de 2013, para a disputa do Campeonato Paraense e da Copa do Brasil.

Semana A ultrassonografia na coxa direita do lateral Renatinho Potiguar não acusou nada preocupante e o jogador retornará as atividades esta semana. O atleta realiza apenas um tratamento de rotina e deve ficar a disposição do treinador Roberto Fernandes o mais rápido possível. O técnico americano solicitou e foi atendido pela diretoria do Alvirrubro. A Comissão Técnica Americana confirmou um jogo-treino para a próxima terça-feira, às 15h30, no Estádio Barrettão, em Ceará-Mirim, contra a equipe do Globo. A partida servirá para movimentar os atletas durante esse período que antecede o jogo diante do Sport, que será realizado no próximo dia 13, também no Barrettão. MAGNUS NASCIMENTO

Índio Oliveira, atacante do América


2

esportes

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

»ENTREVISTA » WALDEMAR LEMOS TÉCNICO DO ABC

“Imediatismo é ruim para o futebol”

FOTOS/MAGNUS NASCIMENTO

recida aqui pelo clube. Renato Gaúcho diz que jogador de futebol num clube numa situação igual a do ABC, na Série B, merece carinho. Qual a sua visão sobre isso?

Carinho acho que precisamos ter com as pessoas sempre. O ser humano por si só já é muito carente, mesmo que no trato familiar se tenha uma condição boa, as vezes fora dele você não é bem aceito, existe algo negativo que faz a pessoa não produzir bem ou pelo menos o esperado. O futebol é muito complexo e além do carinho precisamos do trabalho, estímulos. O clube deve estar voltado para estar sempre oferecendo as melhores condições. O que acontece aqui no ABC que acho primordial no futebol é a pontualidade em termos de pagamento e isso tem de acontecer mesmo. Da minha parte tenho de ver o grupo como um todo, pois não adianta estar tratando de peças de forma separada, que não irá dar resultado. Se não tivermos atletas trabalhados, na hora que tivermos de contar com uma peça diferente, ele pode comprometer o teu trabalho.

« BRASILEIRO - SÉRIE B » Missão de promover a recuperação do alvinegro na competição, não assusta o novo treinador, que se mostra otimista com a tarefa

Durante sua fase de observação, o que o Waldemar Lemos sentiu que falta ao grupo do ABC?

O trabalho que está sendo colocado e a ideia de jogo que a gente está tentando fazer evoluir. Acho que essa foi a principal observação mesmo.

C

ampeão da Copa do Brasil pelo Flamengo e habituado a trabalhar em equipes consideradas grandes no futebol nacional, Waldemar Lemos ressalta que não teve muito trabalho para acerta a vinda para o ABC e revela que sempre teve vontade de realizar um trabalho no mercado potiguar. Ele disse esperar ter tempo para implantar um novo trabalho no clube, elogiou a estrutura e a presença de Ferdinando Teixeira como executivo de futebol . Destacou que o alvinegro possui uma boa estrutura para o profissional trabalhar e criticou também a filosofia de apenas se buscar contratações dentro do mercado, salientando que esse recurso passou a ser comum devido a cobrança por resultados cada vez mais rápido dentro das agremiações.

O esquema tático ganha jogo?

O ABC fez a primeira proposta depois que eu deixei o Atlético Goianiense, ela me agradou e acertamos tudo. Foi um tempo muito curto e confesso que tinha bastante vontade de trabalhar aqui.”

Comecei a carreira em 2000, quando fiz a opção de realizar uma pós-graduação em Educação Física, pois vejo a necessidade de termos uma formação teórica e didática e não apenas a parte prática que a gente traz como uma pessoa envolvida dentro do futebol: seja como jogador ou preparador físico. Daí em diante como foi?

Quantos clubes no total?

Não sei, mas foi uma porção de clubes. Você falou que trabalhou no futebol da Jamaica. O brasileiro traz alguma experiência de um futebol como o deles?

Com certeza. A gente quando trabalha fora coloca muita coisa em experiência. Primeiro tentamos implantar as coisas

Qual esquema de jogo que te agrada mais?

? QUEM É Waldemar Lemos de Oliveira, carioca de 60 anos,é pósgraduado em Educação Física e iniciou na carreira de treinador de futebol no ano 2000, dirigindo a equipe do Flamengo e depois equipes da segunda divisão do futebol carioca. Depois desse período,trabalhou como auxiliar técnico do irmão Osvaldo Oliveira,no São Paulo e também em clubes da Arábia.Em 2006 retornou ao Flamengo, onde conquistou o título da Copa do Brasil.Em 1988 trabalhou nas categorias de base da Seleção Brasileira, onde comandou as equipes sub-17 e sub-20. Sua melhor participação na Série B ocorreu pelo Náutrico, quando ele levou os pernambucanos a conquista do vice-campeonato brasileiro,com isso,conquistando o acesso para a divisão de elite em 2012.

Qual seu histórico como treinador.

A partir de então eu comecei a trabalhar no Flamengo B, depois comecei a treinar clubes da segunda divisão do Rio de Janeiro, regressei ao Flamengo em 2003 em substituição a meu irmão Osvaldo de Oliveira, depois fui para o mundo Árabe trabalhe junto com Osvaldo na parte técnica como auxiliar, em 2006 voltei para o Flamengo e fui campeão da Copa do Brasil e depois não parei mais, passando por Figueirense, Cabofriense, Jamaica, Coreia, São Paulo, Joinville.... O quê mais?...

Pode se ganhar, mas as vezes ele pode ficar comprometido, por que ninguém combina nada com o adversário. Você sempre vai encarar uma proposta diferenciada do oponente, nem que seja para bloquear o sistema que você implantou ou talvez tenha bolado. Logo, seu time não está imune de ser surpreendido.

estilo, contrata jogadores de determinado perfil. O tempo é muito curto e minha filosofia de trabalho é a da continuidade. Trabalho longo e de reações curtas, pois a gente precisa viver momentos intensos para que a gente tenha uma realidade contínua e longa. Mas o futebol é sempre surpreendido pelo resultado e ai você vê que não se anda muito bem.

O futebol é muito complexo e além do carinho, precisamos do trabalho, estímulos. O clube deve estar voltado para estar sempre oferecendo as melhores condições”

O seu nome não era de um técnico de catálogo de um clube como o ABC. Então o que te motivou a vir para o clube?

Tudo. Antes de tudo minha profissão e a oportunidade de estar em atividade, não trabalho diferente em lugar algum. Sei que terei de me adaptar a realidade do clube, cada um deles têm o seu jeito de montar uma equipe, seu

É certo que o nome de um profissional como você não fica solto no mercado. Foi difícil acertar com o ABC?

O ABC fez a primeira proposta depois que eu deixei o Atlético Goianiense, ela me agradou e acertamos tudo. Foi um tempo muito curto e confesso que tinha bastante vontade de trabalhar aqui.

Como um profissional encara isso?

Nesta caso pode existir uma acomodação, quando o profissional fica cravado na ideia das contratações, mas não consegue realizar um trabalho dentro do clube. Não planeja, não padroniza, você não tem método de trabalho, não sabe o estilo de jogo que a torcida gosta, que o clube precisa ter. Uma série de coisas é necessária para que um treinador consiga ter uma realização dentro do futebol. Nesse período que está no ABC, o que deu para notar desse clube?

que fazem parte de nossa filosofia, mas temos de levar para realidade deles e passar a explorar o potencial que eles têm por lá. O trabalho na Jamaica considero um dos mais gratificantes que fiz na minha carreira.

ra construir coisas muito positivas para o ABC.

Eu gostei muito, tem muito a crescer e a melhorar, acho que a contratação de Ferdinando Teixeira foi muito positiva, por se tratar de um diretor que é da terra, conhece o clube, conhece a torcida. Tomara que a escolha dele pelo meu nome tenha sido mesmo a mais correta, embora isso a gente saiba que irá depender em grande parte do resultado que conquistarmos, mas tomara que não dependa tanto disso, que a gente consiga realizar um trabalho longo, pois a impressão que se tem daqui é muito boa. É um clima que eu gosto, muito próximo daquele encontrado no Rio de Janeiro e tem tudo que se precisa. Precisamos todos ter boa vontade no trabalho pa-

Mas já estava bem informado sobre a situação do clube? Até que ponto a necessidade de resultados rápidos pode interferir no seu trabalho?

Eu só acho que isso é uma maneira muito ruim de se pensar dentro do futebol, a questão dos resultados rápidos. Deus mesmo dá os exemplos dele e que sempre requer tempo, fazendo a gente pensar inclusive que fomos esquecidos, mas tudo é conquistado com calma, paciência, precisamos nos adaptar a realidade mas acho que não adianta pensar dessa forma. Quando se tem a oportunidade do trabalho, se tem as condições que encontramos aqui, acredito que a possibilidade de sucesso é grande, mesmo que o espaço de tempo seja considerado curto. Para um profissional que teve a oportunidade de passar por diversos clubes, a estrutura do ABC oferece boas condições para se desenvolver um bom trabalho?

Dá sim, muito boas condições. Estou trazendo algumas coisas que acredito dará uma condição mais agradável para os jogadores. Estou sempre falando sobre a necessidade de coisas razoáveis para melhorar ainda mais o ambiente, para que possamos tirar o melhor proveito possível de toda essa condição que nos é ofe-

Eu gosto muito do futebol. Qualquer um que valorize o futebol em toda sua plenitude para mim será sempre o melhor. Acho bom de se ver, quando falo de futebol digo técnica, pois acredito que não podemos abrir mão do talento, do estilo de cada atleta. Depois disso vem as condição tática, a condição física e tudo que você prepara com a parte psicológica também. Isso é o bolo do futebol. Então você não é adepto dessa sopa de números dos esquemas táticos?

Para se começar uma situação de jogo temos de ter sempre uma formação da equipe. Você tem a formação do grupo em campo, sempre levando em consideração as características dos atletas. O estilo “tic-tac” desempenhado pela Espanha, pode ser considerado uma evolução do futebol?

Eles possuem objetividade e fatores muito importantes que aplicam naquela forma de jogar. A Espanha não se resume apenas a esse estilo que ficou famoso. Eles não se privam apenas a tocar bola, apresentam coisas bem diferenciadas no campo, porém acabaram sendo surpreendidos pelo Brasil, na final da Copa das Confederações. Mas isso ocorreu também por que a qualidade do jogador brasileiro é muito boa, o Brasil teve determinação e se nós não tivéssemos uma ideia de jogo dificilmente conseguiríamos surpreender os espanhóis ou um clube nosso dificilmente poderia sonhar também em bater o Barcelona. As equipes estão criando formas para, no mínimo, jogar igual a ele e quando você se regula ao concorrente e procurar desenvolver coisas boas e interessantes que eles apresentam, eu acho que você começa a produzir um certo “antídoto” e foi isso que a Seleção Brasileira fez com muita eficiência.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

esportes

3

Fluminense e Botafogo em Recife « BRASILEIRO SÉRIE A » Sem poder contar com o Maracanã, que não foi liberado e o Engenhão, que está

interditado, clubes cariocas fazem clássico na Arena Pernambuco. Destaque fica por conta do atacante Fred MOYSES FERMAN/PHOTOCAMERA

B

otafogo e Fluminense fazem o clássico carioca da sexta rodada do Campeonato Brasileiro neste domingo, às 18h30(de Brasília). Como o Maracanã ainda está à disposição dos organizadores da Copa das Confederações e o Engenhão interditado por problemas em sua estrutura, os dois clubes optaram por tirar a partida do Rio de Janeiro (RJ) e medirão forças na Arena Pernambuco, em Recife (PE). A partida colocará frente a frente as duas melhores equipes do estado e que se encontrarão em um choque direto pela permanência no G-4, a zona de classificação para a Copa Libertadores. O Botafogo aparece com dez pontos, um a mais que o Tricolor. Os dois times revivem ainda a final da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. Naquela ocasião o Glorioso ganhou por 1 a 0 e conquistou o Estadual sem a necessidade de uma final. Os treinadores das duas equipes sabem que a partida deste domingo tem tudo para ser equilibrada. “É um clássico, tem tudo para ser uma partida muito complicada e qualquer coisa pode acontecer. O Botafogo está com o time acertado e o Fluminense também está bem. Portanto, acredito que será um jogo de detalhe, onde quem errar menos vai acabar conseguindo levar os três pontos para casa”, disse Abel Braga, comandante do Fluminense. Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo, pensa de maneira parecida. “Acho que são duas equipes que estão bem na temporada e a rivalidade acaba sempre falando alto nessas ocasiões, deixando a coisa muito nivelada. O Fluminense não conseguiu a Libertadores, mas é o atual campeão brasileiro e tem condições de lutar pelo bi. O Botafogo ganhou o Carioca e vem mostrando uma regularidade que tem agradado. Espero um duelo de muito equilíbrio, decidido em uma ou outra jogada”, disse Oswaldo. O equilíbrio realmente é unanimidade quando tricolores e botafoguenses falam da partida deste domingo. Porém, na visão do atacante Rafael Sobis um dos times pode acabar fazendo prevalecer a sua maior vontade de vencer dentro de campo. Ele citou como exemplo o banho que o Brasil deu na Espanha na Copa das Confederações, ganhando por 3 a 0. “O Botafogo montou um grande time, teve um dos melhores desempenhos do primeiro semestre e se conseguir manter esse ritmo vai dar muito trabalho no Campeonato Brasileiro. Portanto, temos que ir a campo pensando em fazer o nosso trabalho. Na Copa das Confederações muito se falou que a Espanha estava cansada, que os jogadores não se empenharam e o Brasil foi a campo pensando apenas em jogar futebol e foi campeão. Temos que pensar nisso e nos preocuparmos apenas com o nosso jogo”, disse Rafael Sobis. Já o botafoguense Rafael Marques entende que o jogo pode ser de muitos gols pelo fato de o Campeonato Brasileiro ainda estar no início, o que aumenta a coragem dos times.

FICHA TÉCNICA BOTAFOGO-RJ FLUMINENSE-RJ Jéfferson, Lucas, Dória, Bolívar e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Seedorf, Lodeiro e Vitinho; Rafael Marques Técnico: Oswaldo de Oliveira

Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Digão e Carlinhos; Edinho, Jean e Wagner; Rafael Sobis, Rhayner e Fred Técnico: Abel Braga

Estádio: Arena Pernambuco, (PE) Horário: 18h30 Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ) Assistentes: Wagner Santos (RJ) e Emerson Sobral (RJ)

Alvinegros elogiam elenco do Fluminense

Artilheiro da Copa das Confederações, o atacante Fred vai fazer sua primeira partida pelo Fluminense, depois do título com o Brasil FÁBIO CASTRO/AE

O meia holandês, Clarence Seedorf, ausente contra o Figueirense, retorna ao meio-campo do Botafogo hoje, contra o Fluminense

Vice-artilheiro da Copa das Confederações e atravessandro um grande momento, Fred é motivo de preocupação para qualquer adversário. Não é diferente com o Botafogo, que está se preparando para enfrentar o Fluminense hoje, na Arena Pernambuco, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, os jogadores do Alvinegro fazem questão de destacar as virtudes do adversário, lembrando que o atacante não é a única preocupação para o confronto. “O Fluminense conta com vários jogadores de qualidade. Logicamente que o Fred é um grande artilheiro, atravessa um grande momento e com certeza é motivo de grande preocupação. Mas o time todo do Fluminense merece a nossa atenção e o nosso respeito. Não podemos ficar pensando apenas nele. Temos que nos concentrar em tudo o que o nosso adversário pode produzir”, afirmou o goleiro Jéfferson. Com pensamento parecido com o do companheiro de Fred na campanha vitoriosa do Brasil no último mês, Lucas reconhece que o camisa 9 terá cuidados especiais, mas lembra que a defesa tem de ficar atenta para não deixar outros tricolores sem marcação. “Claro que o Fred merece nossa atenção no domingo, pois atravessa um grande momento e se ficar um segundo livre pode decidir a partida. Mas não podemos pensar apenas neste jogador e deixar os demais livres, pois nesse caso pode aparacer outro e decidir o confronto para eles. Estamos focados naquilo que devemos realizar dentro de campo”, analisou o lateral direito. Na manhã desta ontem apenas os reservas foram a campo para treino no gramado do Engenhão. Os titulares ficaram na academia do estádio aprimorando a parte física. Já o zagueiro Antônio Carlos e o lateral direito Edilson, que se recuperam de lesão na panturrilha direita, e o atacante Alex, que se submeteu recentemente a uma pequena cirurgia no coração, treinaram em separado do grupo.

DIVULGAÇÃO

NÚMEROS

É um clássico, tem tudo para ser uma partida muito complicada” ABEL BRAGA Técnico do Fluminense ROSSANA FRAGA

131 vitórias tem o Fluminense diante do Botafogo. Dessas, 27 foram quando os times ainda eram amadores

112 vitórias tem o Botafogo diante do Fluminense. Dessas, 15 foram quando os times disputavam o campeonato de amador

16

A Arena Pernambuco vai receber, pela primeira vez, um jogo entre duas equipes do Rio de Janeiro

Tricolor mostra respeito ao Botafogo Fluminense e Botafogo normalmente fazem um confronto sem favoritos, e isso deve se repetir no duelo de hoje. Porém, há quem diga que o Tricolor leva um ligeiro favoritismo por conta de alguns problemas que o rival está atravessando. Além de uma grave crise financeira, que tem gerado atrasos salariais e de premiação ao elenco, o Alvinegro perdeu peças importantes, como os meias Fellype Gabriel, negociado com o futebol dos Emirados Árabes Unidos, e Andrezinho, que está

acertando transferência para o futebol chinês. “Não acredito que vamos encontrar facilidades contra o Botafogo. O time deles é muito bom, e mesmo perdendo alguns jogadores tem uma base muito forte. Conta com peças importantes como o Seedorf e o Lodeiro, tem uma defesa sólida, um grande goleiro, um treinador competente, enfim, está longe de ser um adversário fácil. Com certeza vamos encontrar muitas dificuldades”, disse o zagueiro Gum. O atacante Rafael Sobis lem-

brou da final da Copa das Confederações do último domingo, quando a Seleção Brasileira conquistou o título derrotando a Espanha por 3 a 0 na final, para alertar os tricolores sobre as dificuldades que eles enfrentarão. “O Botafogo montou um grande time, teve um dos melhores desempenhos do primeiro semestre e se conseguir manter esse ritmo vai dar muito trabalho no Campeonato Brasileiro. Portanto, temos que ir a campo pensando em fazer o nosso trabalho”, disse Rafael Sobis.

Acho que são duas equipes que estão bem na temporada e vai ser um clássico muito disputado” OSWALDO DE OLIVEIRA Técnico do Botafogo ERNESTO CARRIÇO

gols marcou Heleno de Freitas, do Botafogo, contra o Fluminense. É o maior artilheiro alvinegro nos clássicos

1967 Foi o ano do primeiro clássico entre Botafogo e Fluminense por uma competição nacional e acabou 4x3 para o Tricolor

38 vezes se encontraram os times no campeonato brasileiro. Cada um venceu 12 vezes e aconteceram 16 empates


4

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

esportes


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

esportes

5

Clássico dos treinadores interinos « BRASILEIRO SÉRIE A » São Paulo e Santos entram em campo hoje, às 16h, no estádio do Morumbi, sob o comando de técnicos provisórios, após a demissão dos antigos comandantes das duas agremiações LEANDRO MARTINS/ FUTURA PRESS

N

a volta do Campeonato Brasileiro, São Paulo e Santos medem forças hoje, a partir das 16h, no Morumbi. O clássico, válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, pode ser fundamental para o vencedor. Isto porque, o Tricolor Paulista vive uma crise interna, inclusive com a demissão do técnico Ney Franco, enquanto o Peixe tenta se reconstruir, principalmente após a saída do atacante Neymar para o Barcelona (Espanha). A partida deste domingo será a primeira do time da capital depois da saída de seu treinador, que foi anunciada na tarde de sextafeira. Ney Franco não resistiu à derrota para o Corinthians, pela Recopa Sul-americana, e deixa o cargo vago, sendo ocupado interinamente pelo auxiliar Milton Cruz. O técnico já vinha sofrendo muita pressão, que aumentou desde que Muricy Ramalho foi demitido pelo Santos e ficou livre para um eventual retorno. Além disso, a entrevista de Ney Franco depois do jogo contra o Corinthians, quando afirmou que não podia entrar em campo, aumentou a insatisfação da diretoria. Assim, o Tricolor tenta se reerguer diante de um rival para ganhar força até a definição de um novo técnico, que não deve demorar. A diretoria espera anunciar o substituto de Ney Franco até o meio da semana. Do outro lado, o Peixe quer mostrar que pode sobreviver sem Neymar. Maior contratação da história do clube praiano, já que os santistas desembolsaram 6 milhões de euros (R$ 16 milhões) para tirá-lo do Cruzeiro, o meia Mon-

Após a demissão de Ney Franco, derrotado pelo Corinthians, Milton Cruz, assumiu o comando

tillo agora tem um papel ainda mais importante dentro da equipe, com a ida da Joia para o Barça. Apesar disso, o argentino prefere não chamar toda a responsabilidade para si, tentando dividir a carga de melhorar a situação dos alvinegros no Brasileirão. “Aqui todo mundo tem que assumir a sua parte, eu assumo a minha. Cheguei para tentar fazer o melhor, levar o time a conseguir coisas importantes. No primeiro semestre, as coisas não saíram como a gente queria. Por isso, todo mundo tem que assumir a sua responsabilidade neste momento”, disse. Com a equipe mesclada entre os atletas mais experientes e jo-

vens revelações da base, Montillo sabe que uma vitória sobre o Tricolor Paulista pode dar o suporte necessário para que o Santos deslanche no Brasileiro. “Temos muitos meninos e eles estão trabalhando bem, procurando dar o melhor para o Santos Espero que possamos ajudá-los e que, no domingo, possamos ganhar o clássico, para somar mais três pontos importantes na competição”, analisou o camisa 10 do Peixe. Para este compromisso, o técnico interino, Claudinei Oliveira, tem algumas baixas. Os zagueiros Edu Dracena e Neto estão fora de combate. O primeiro ainda se recupera de uma tendinite.

FICHA TÉCNICA SÃO PAULO-SP SANTOS-SP Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Juan; Wellington, Rodrigo Caio, Jadson e Ganso (Aloísio); Osvaldo e Luis Fabiano Técnico: Milton Cruz (interino)

Aranha; Rafael Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Léo; Arouca, Cícero, Leandrinho e Montillo; Neílton e Willian José Técnico: Claudinei Oliveira (interino)

Estádio: Morumbi, (SP) Horário: 16h Árbitro: Raphael Claus (SP) Assistentes: Carlos Augusto Nogueira e Celso Barbosa (ambos de SP)

Vitória tenta manter a ponta da competição

Atlético/MG vai com time reserva contra o Criciúma

Depois da paralisação das competições nacionais por conta da realização da Copa das Confederações, o Vitória retoma hoje, às 16h, sua busca pela liderança do Campeonato Brasileiro. O adversário é o Goiás, que tenta usar o mando de campo no Serra Dourada para se livrar da parte de baixo da classificação. O Rubro-negro não terá surpresas em sua formação titular na partida em Goiânia, já que o técnico Caio Júnior deve manter a base da equipe, com a armação das jogadas nos pés de Renato Cajá e Escudero, enquanto Dinei e Maxi Biancucchi estão prontos no ataque. Com apenas uma derrota nas cinco primeiras partidas do Brasileirão, o Vitória tem dez pontos e iniciou esta rodada no segundo lugar. Já o Goiás passa por situação bem mais incômoda, pois aparece na zona de rebaixamento, com apenas cinco pontos. O técnico Enderson Moreira, inclusive, sentiu a pressão no clube durante todo o período de intertemporada e resistiu no cargo. Para ganhar moral antes de voltar ao campeonato, o Goiás venceu na quarta-feira o ABC-RN, por 3 a 0, pela Copa do Brasil. O resultado positivo encaminhou a classificação do time esmeraldino para a próxima fase e deu agora mais confiança para o confronto com o Vitória. Porém, o treinador tem um problema no gol para encarar o time rubro-negro.

Focado na disputa da Libertadores, o Atlético-MG ainda não começou a encarar o Brasileiro com seriedade, motivo que justifica a fraca campanha até o momento, com o time na zona de rebaixamento. No retorno do Brasileiro, o Galo recebe o Criciúma, hoje, às 18h30, no Independência e o técnico Cuca decidiu poupar os titulares. O zagueiro Réver é um dos poucos jogadores considerados titulares absolutos que vai jogar contra os catarinenses. O defensor vai cumprir suspensão na Libertadores, e por isso, será usado pelo técnico Cuca ante o Tigre. Para decidir o título da competição internacional, o Galo precisa vencer os argentinos do Newell’s Old Boys por três gols de diferença, ou por 2 a 0, para decidir a classificação nos pênaltis. Diante da dificuldade do jogo da próxima quarta-feira, o comandante atleticano não pensou duas vezes para decidir poupar o time atleticano. “Se quiser ser campeão, a hora é agora. É arregaçar as mangas e fazer algo diferente, chamar a responsabilidade. Vou deixar a grande maioria fora do jogo deste domingo”, afirmou. Atletas que vem atuando pouco, casos de Guilherme, Júnior César e Alecsandro, que brigam por espaço no time titular estarão em campo. Jogadores menos conhecidos da torcida, como Jemerson e Cláudio Leleu também devem aparecer no jogo.


6

esportes

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Inter e Vasco brigam pelo G-4 « BRASILEIRO - SÉRIE A » Clubes duelam para melhorar suas posições na tabela e encostar nos líderes da

competição. Na equipe carioca, destaque fica por conta do atacante André. Jorge Henrique estreia no Colorado

A

pós um mês de pausa, Internacional e Vasco retornam ao Campeonato Brasileiro, hoje, às 16h, no estádio Centenário, em Caxias do Sul. As duas equipes estão no meio da tabela e podem se aproximar das primerias colocações em caso de um resultado positivo. Na 11ª posição, os gaúchos terão o retorno do uruguaio Forlán, que disputou a Copa das Confederações pelo Uruguai. Outra novidade será a presença do recém-contratado Jorge Henrique. Já os cariocas estão em nono e terão o atacante André desde o começo da partida. O Internacional alterou bastante sua figura após esta parada para a Copa das Confederações. Duas perdas em especial chamam a atenção: o zagueiro Rodrigo Moledo e o meia Fred, ambos vendidos para o futebol ucraniano. O clube ainda não conseguiu contratar reposição para estas perdas. Além disso, o centroavante Leandro Damião, que segue sendo sondado por

VINÍCIUS COSTA

FICHA TÉCNICA INTERNACIONAL VASCO Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Fabrício; Aírton, Josimar, Kleber e D’Alessandro; Forlán e Jorge Henrique. Técnico: Dunga

Michel Alves, Elsinho, Luan (Rafael Vaz), Renato Silva e Yotún; Sandro Silva, Fellipe Bastos, Pedro Ken e Alisson; Edmílson e André. Técnico: Paulo Autuori

Estádio: Centenário (RS) Horário: 16h Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Pablo Almeida da Costa (MG)

clubes ingleses, não atuará contra o Vasco por estar lesionado – fator que o cortou da Copa das Confederações. Assim, o time que entrará em campo no Centenário é bem diferente do que vinha atuando no Brasileirão. Na zaga, o veterano Índio assume o lugar de

Moledo. Sem Fred no meio, Dunga alterou a formatação tática da equipe: montou um meio em losango, com Aírton posicionado à frente da defesa, Josimar e Kleber em uma segunda linha e D’Alessandro adiantado, próximo aos atacantes. Sem Damião, a opção é por um ataque sem centroavante. Como Rafael Moura demonstrou fraco desempenho no começo do Brasileirão, o uruguaio Forlán terá Jorge Henrique, uma das únicas novidades do elenco nesta parada do campeonato, como companheiro de frente. Otávio, que foi destaque nas partidas contra Portuguesa e Cruzeiro, ficará no banco de reservas. A partida de hoje poderá ser uma das últimas do Inter no Centenário neste Brasileirão. O clube conseguiu ampliar a capacidade do Estádio do Vale, em Novo Hamburgo, de 6 mil para 16 mil lugares, através da implantação de arquibancadas móveis.

O atacante Jorge Henrique, contratado junto ao Corinthians, faz sua estreia pelo Internacional

Corinthians enfrenta o Bahia

Pedro Neto [ pedron@natal.digi.com.br ]

ALDO CARNEIRO

Programa Esportes

Será que ainda tem mercado? O técnico Wanderley Luxemburgo foi demitido do Grêmio na última semana. Técnico vitorioso em anos anteriores Wanderley Luxemburgo não agradou nos últimos clubes por onde passou. Recentemente no Grêmio o técnico montou uma equipe milionária com jogadores experientes e rodados. Contudo, não conseguiu conquistar nenhum título para a equipe gremista. A multa rescisória do técnico é de R$ 5 milhões de reais. A direção do Grêmio já disse que não aceita pagar a multa integralmente, entretanto tudo indica que mais uma vez o técnico colocará uma boa grana no bolso. É por essas e outras que os nossos clubes, em sua grande maioria, estão quebrados. Acredito que dificilmente Wanderley Luxemburgo ainda tenha mercado no futebol brasileiro. Ou será que tem?

Ailson Bonifácio Na última quinta-feira a Rádio Globo perdeu um dos seus mais antigos funcionários. O engenheiro Ailson Bonifácio faleceu deixando órfão vários colegas que por mais de 55 anos prestou seus serviços a Rádio Cabugi - hoje Globo -. Homem probo e de grande índole Ailson Bonifácio só fez amigos na sua passagem por aqui. Que possa descansar em paz em sua nova morada.

DM continua lotado

Judas Tadeu

O departamento médico do ABC continua lotado. Alvinho, Wanderley, Alexandre, Rodrigo Silva, Raulen e Mateus ainda estão machucados. Como a equipe alvinegra só voltará a jogar na próxima sexta-feira contra o Palmeiras, em São Paulo, o técnico Waldemar Lemos possivelmente já terá alguns desses jogadores a sua disposição. Agora, dos citados acima acredito que apenas Rodrigo Silva e Alvinho brigam por vaga.

O presidente do ABC, Rubens Guilherme, convidou o expresidente Judas Tadeu para ser o novo vice-presidente de patrimônio do clube. Como é do conhecimento de todos o expresidente tem muito prestigio junto aos torcedores e é conhecido por ser um homem de muito zelo com as coisas do ABC. Tudo indica que Judas Tadeu aceitará o convite. Caso isso ocorra só quem ganhará com isso é o alvinegro.

Muito boa a entrevista do técnico Waldemar Lemos para o Programa Esportes em debates da Rádio Globo. Tranquilo e muito sensato o técnico respondeu a tudo que lhe foi perguntado. Para os que não o conhecem posso assegurar que Waldemar Lemos é daqueles que dificilmente perde a paciência. Torço para que o técnico possa recuperar a equipe alvinegra na série B, até porque ele já mostrou competência em outros clubes por onde passou.

Copa Ecohouse No próximo final de semana será dada a largada da Copa Ecohouse. Dezesseis clubes participarão da competição que será disputada no estádio Luiz Rios Bacurau, também conhecido como Ninho do Periquito. Equipes do RN, PB, CE e PE estarão presentes. Serão dois jogos por rodada. A grande maioria dos clubes disputará a competição com o Sub-20. Agora, independentemente disso acredito que teremos bons jogos, até porque a Copa servirá de observatório para que os técnicos possam tirar alguns jogadores para a equipe principal.

Muito trabalho O América terá uma semana de muito trabalho para o jogo contra o Sport no estádio Barretão. Alguns jogadores que não estiveram presentes na partida contra o Bragantino poderão aparecer no jogo do próximo sábado. Fabinho já treina com o grupo e deverá voltar a equipe. Junior Negão também deverá ser liberado. Outro que também poderá aparecer na equipe principal é o atacante Rodrigo Pimpão que aguarda sua regularização. Já Renatinho ainda depende do departamento médico e Cascata voltou a sentir.

O Corinthians começou o Campeonato Brasileiro disposto a arrancar. Eliminada da Copa Libertadores, a equipe pôde levar a competição a sério desde o início, diferentemente do que aconteceu no ano passado, mas teve um começo ruim, conquistando apenas seis pontos em cinco partidas. A pausa de quase um mês no calendário para a disputa da Copa das Confederações parece ter feito bem aos jogadores, que derrotaram o São Paulo no primeiro jogo decisivo da Recopa Sul-americana. Agora, é hora de recuperar o tempo perdido na luta pelo hexacampeonato nacional. O Timão espera dar o primeiro passo nessa tarefa a partir das 16h de hoje, em Salvador. Os atletas alvinegros conhecerão a reconstruída Fonte Nova em confronto com o Bahia, que teve um desempenho satisfatório nas rodadas inaugurais, conquistando oito pontos. Na volta ao Brasileiro, a for-

FICHA TÉCNICA BAHIA CORINTHIANS Marcelo Lomba; Madson, Titi, Lucas Fonseca e Raul; Fahel, Rafael Miranda, Fabrício e Anderson Talisca; Marquinhos e Fernandão. Técnico: Cristóvão Borges

Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André (Chicão) e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Ibson (Alexandre Pato), Renato Augusto e Romarinho; Guerrero. Técnico: Tite

Estádio: Fonte Nova(BA) Horário: 16h Árbitro: Péricles Bassols (RJ) Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Luiz Antonio Muniz de Oliveira (RJ)

mação dirigida por Cristóvão Borges espera estar melhor. “Foi muito boa pra nós a parada. O Cristóvão pôde acertar algumas coisas, antes não havia tempo para isso. Eu tenho certeza de que o Bahia pode chegar longe”, afirmou o volante Fahel. O Tricolor apostará em um

esquema com três volantes e enfrentará um adversário desfalcado. Alessandro continua machucado, e a vitória sobre o São Paulo na última quarta-feira custou caro. Danilo, Douglas e Émerson tiveram diferentes lesões e estão fora da sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols perdidos dificultam menos a vida de Alexandre Pato no Corinthians do que seu comportamento em campo. Guerrero estava em jejum parecido até a última quarta-feira, mas continuou sendo escalado por Tite e ganhando apoio da Fiel pelo espírito de luta e pela participação constante nos jogos. As lesões de Danilo, Douglas e Emerson agora voltaram a abrir espírito para o jovem camisa 7. Ele será titular do Timão contra o Bahia, no próximo domingo, e, como incentivo para aliar briga à sua excepcional qualidade técnica, recebeu a garantia de que não levará bronca se arrumar problemas com o árbitro.


7

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

esportes

Apito Final EVERALDO LOPES [ elopes@tribunadonorte.com.br ]

As mais caras transações Acabou-se o tempo de jogador de futebol ganhar apenas um bom salário. Foi a época em que os primeiros brasileiros foram brilhar no Velho Mundo. Mazola (cujo nome real era Altafinni) na Itália, Julinho também na Itália, Romário, os dois Ronaldinhos, Bebeto, Cafu, Zico, Evaristo na Espanha, Amarildo na Itália, Didi no Real Madrid, Roberto “Dinamite” na Espanhae, por que não, Marinho Chagas e Pelé nos EE.UU, Maradona no Nápolis (Itália). Nenhum desses chegou nem perto da fortuna dos novos ricos de hoje. Veja, leitor, as 10 maiores transações do mundo no futebol, incluindo, também, a mais recente transação, a de Neymar. Vieri 45 milhões de euros no Inter, Chevchenko 48 milhões de euros no Milan, Garcia 47 milhões de euros no Atlético de Madrid, o brasileiro Hulk 55 milhões de euros no Porto, Crespo 51 milhões de euros no Parma, Neymar 57 milhões no Barcelona, Fernando Torres 58.5 milhões no Barcelona e Ibrahimovic 69 milhões de euros no Barça, Garcia 60 milhões de euros no Mônaco e, o mais caro até hoje o português Cristiano Ronaldo, que custou 94 milhões de euros, no Real Madrid.

Volta à casa paterna

Volta (2)

A notícia foi estampada no blog do ABC, discretamente, já que o momento não é muito de ôba, ôba: o ex-presidente Judas Tadeu retorna à administração do ABC FC, dessa vez não como presidente, mas sim vice de Patrimônio, ele que muito ajudou o clube a preservar seu (da agremiação) patrimônio físico.

Depois do médico José Tavares, um ex-presidente que passou mais de 10 anos ininterruptos no comando do clube alvinegro, o segundo presidente de vida longa é Judas Tadeu. Como vice de Leonardo Arruda, assumiu na renúncia do presidente, e lá passou mais de 10 anos.

Tá morto? A torcida do Atlético Mineiro está acostumada a exibir grandes faixas, que são estendidas para o adversário ler. A frase é CAIU NO HORTO, TÁ MORTO! Agora, após a derrota para o Newll’s Old Boys, por 2x0, a faixa será novamente exposta? Quem pode estar morto não é o Atlético?

Uma excursão para a história A segunda mais longa excursão de um clube brasileiro ao exterior – a do ABC em 1973, está a 55 dias de completar 40 anos. Foi num 25 de agosto daquele ano que a delegação abecedista tomou o rumo do Rio de Janeiro e, de lá, um vôo direto a Paris. Para muitos, a punição sofrida pelo ABC por parte da CBF, por utilizar dois jogadores que estavam punidos pelo STJD da antiga CBD, em um jogo do Campeonato Brasileiro, acabou se constituindo em um prêmio para o ABC. É que, provavelmente arrependido por ter ali-

jado o Alvinegro do Campeonato Nacional de 1974, cedendo a vaga ao arquirrival América, Havelange ficou preocupado, conseguindo essa excursão ao exterior. Os dois “Joões” - João Havelange e João Machado eram velhos amigos, desde quando Machado morou no Rio e fez amizade com o então ainda jovem sogro de Ricardo Teixeira. Embora os assuntos financeiros não fossem revelados, a informação vazada era de que o empresário pagaria US$ 1.000 dólares por jogo, para despesas de alimentação.

Uma excursão (2) Os países visitados pela delegação abecedista foram Paris – apenas como baldeação, Turquia, Grécia, Romênia, Áustria, Iugoslávia, Líbano, Adis Abeba, Somália, Uganda Tanzânia. Cada país desses, uma média de três cidades de cada país, sendo as mais conhecidas Ankara, Manissa, Atenas, Kastória, Sarajevo, Bugoyno, Magadisch, Viena e a mais curiosa das cidades – Norogoró, na Tanzânia, ganhando por 1x0. A delegação retornou ao Brasil dia seis de dezembro, desembarcando no velho aeroporto Augusto Severo. Em peso, a torcida foi recepcionar os desbravadores, estes desfilando num caminhão dos bombeiros, com direito a fogos e banda de música. Uma excursão (3) A animação do grupo começou a cair a partir do segundo mês distante da família, gerando uma crise de saudosismo, falta de dinheiro e perda de entusiasmo. O técnico foi Danilo Alvim, que chegou até a chorar fora do Brasil. Estão aí pra contar a história, Anchieta, Danilo Menezes, Celso Martinelli, Jorge Demolidor (artilheiro, com 10 gols), Valter Cardoso, Baltazar, Soares, Wagner, Valdecy Santana, Telino, Edson, Alberi, Floriano (goleiro), o fisicultor Sebastião Cunha, o narrador Celso Martinelli. São falecidos, Jácio Fiuza, que chefiou a delegação, José Prudêncio o supervisor e Zózimo o massagista faleceram. Torneio da vitória Dia 28 de julho, no campo de minifutebol da Caern, em Potilândia, promoção de Ivanaldo Monteiro. Fones 9967-4966, Oi 8158-2050 e Vivo 9420-2733.

« CARTÃO AMARELO »

Domingo tem rodada cheia pelas duas competições « BRASILEIRO SÉRIES D E C » Representante do Rio Gande do Norte na

quarta divisão, Potiguar de Mossoró entra em campo contra o Guarany EMANUEL AMARAL

S

algueiro (PE) - Após quase um mês de paralisação, a Série D do Campeonato Brasileiro será reiniciada neste fim de semana. Salgueiro e Gurupi-TO, respectivamente primeiro e segundo colocados do Grupo A2, entram em campo hoje, às 16 horas (de Brasília), no estádio Cornélio Barros, em partida que vale a liderança. As duas equipes seguem invictas na competição. Os pernambucanos, com dois jogos até aqui, somaram quatro pontos, e têm o segundo ataque mais positivo da quarta divisão nacional, com seis gols marcados. Já o Gurupi, que disputou apenas uma partida, tem 100% de aproveitamento. Equipe mais produtiva da competição, com seis pontos somados em duas partidas e oito gols marcados, o Tupi-MG também entra em campo hoje. A equipe mineira terá a chance, diante do Resende, que ainda não pontuou, de se isolar na liderança do Grupo A6. Isso porque o segundo colocado, Nova Iguaçu, que também aparece com seis pontos, não joga nesta rodada. Outros dois confrontos com a liderança em disputa chamam a atenção neste domingo. No Grupo A5, Mixto-MT e Goianésia-GO, respectivos segundo e terceiro colocados, entram em campo na partida que pode definir o primeiro lugar. Já no grupo A8, o duelo regional entre Metropolitano-SC e Londrina também pode valer a ponta da tabela.

Série C Duas tradicionais forças do futebol nordestino têm compro-

O treinador Miluir Macêdo comanda a equipe do Potiguar de Mossoró na Série D do Brasileirão

missos importantes neste final de semana pela Série C do Campeonato Brasileiro. Tentando engrenar de vez na competição, Santa Cruz e Sampaio Corrêa encaram Cuiabá e Águia de Marabá, respectivamente, para entrar definitivamente na briga pela liderança com o Fortaleza. No primeiro duelo às 16 horas (de Brasília), o Sampaio visitará o Águia no Mangueirão, em Belém. O time maranhense, campeão da Série D do ano passado, é o atual vice-líder da Terceira Divisão com quatro pontos, levando vantagem no número de gols marcados. Já os paraenses estão em quinto lugar, também com quatro pontos. A tendência é que o técnico Flávio Araújo escale o Tubarão com

Rodrigo Ramos; Denílson, Mimica, Johildo e Deca; Robson Simplício, Arlindo Maracanã, Eloir e Cleitinho; Edgar e Tiago Cavalcanti. O treinador, no entanto, já deixou avisado que deve apostar no recém-recuperado Pimentinha durante o segundo tempo. Mais tarde, às 17 horas, o confronto será entre Brasiliense e Luverdense, no Serejão, no Distrito Federal. Os donos da casa vivem má fase após o título Estadual, somando apenas um ponto e ocupando a vice-lanterna. Já o time de Lucas do Rio Verde briga na parte de cima da tabela com quatro pontos. Fechando o dia da Série C, o Santa Cruz recebe o Cuiabá às 19 horas no estádio Arruda, na capital pernambucana.

Série D Grupo A1 17h00-Genus x Nacional-AM 18h00-Plácido de Castro x Náutico-RR Grupo A2 16h00 - Salgueiro x Gurupi 16h00 - Ypiranga-AP x Maranhão Grupo A3 16h00 - Tiradentes-CE x Ypiranga-PE 16h00 - Potiguar de Mossoró x Guarany de Sobral Grupo A4 16h00 - Sergipe x Juazeirense 16h00 - CSA x Botafogo-PB Grupo A5 16h00 - Mixto x Goianésia 16h00 - Brasília x Águia Negra-MS Grupo A6 15h00 - Resende x Tupi 16h00 - Araxá x Aracruz Grupo A7 16h00 - Marcílio Dias-SC x Penapolense Grupo A8 16h00- Lajeadense x Botafogo-SP 16h00 - Londrina-PR x Metropolitano-SC

Assu e Macau sediam etapas « TAÇA RN - FUTSAL » A bola começa a rolar na Etapa Assu já amanhã

com oito equipes. A Etapa Macau tem início previsto para a terça-feira

A

Federação Norte-riograndense de Futsal definiu as duas últimas etapas da fase classificatória da Taça RN 2013. A bola começa a rolar na Etapa Assu já amanhã com oito equipes. A Etapa Macau tem início previsto para a terça-feira com seis times. No Grupo A da Etapa Assu jogam: Independente/Assu, Seleção de Lajes, ACDC/Carnaubais e Seleção de Fernando Pedroza; pelo grupo B se enfrentam: Dinamarca/Assu, Tenso/Santana do Matos, Seleção de Angicos e

Equipe Desafio/Itajá. Em Macau também são duas chaves, mas cada uma com três equipes apenas. O Grupo A conta com Macau, Seleção de Areia Branca e Seleção do Alto do Rodrigues, enquanto no Grupo B jogam: Seleção de Porto do Mangue, Guamaré e Pit Boys/Pendências. Duas etapas já foram finalizadas e quatro times já garantiram vaga na fase de mata-mata das quartas-de-final. Pela Etapa Tangará se classificaram Lagoa D’Anta (campeão)eBaixada(vice);naEtapaMa-

caíba os classificados são: URV/São Gonçalo (campeão) e América/Cavaleiros do Forró (vice). Diferente dos anos anteriores, quando as equipes campeãs se reuniam numa única sede para definir o campeão, este ano a FNFS decidiu que o campeão e vice de cada etapa classifica para disputar as quartas-de-final no sistema de cruzamento olímpico: 1º x 2º. “Haverá um sorteio e as equipes disputam a segunda fase (quartas-de-final) da seguinte forma: os primeiros colocados en-

frentam os segundos de cada etapa em Jogos de ida e volta, sendo o Jogo da volta na cidade do primeiro colocado. Para a semifinal e final haverá novos sorteios para definirmos a ordem dos jogos de ida e volta”, explicou Carmésio. JOGOS DE IDA 2º Macau, Macaíba ou Santana do Matos x 1º Tangará. 2º Tangará, Macau, ou Santana do Matos x 1º Macaíba. 2º Tangará, Macaíba ou Santana do Matos x 1º Macau. 2º Tangará, Macau, Macaíba x 1º Santana do Matos.


8

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

esportes

Um olho na pista e outro nos pneus « FÓRMULA 1 » Equipes e pilotos estão preocupados com os estouros de pneus ocorridos na prova passada e prometem ficar atentos para evitar novos casos hoje na nova pista de Nurburgring, na Alemanha

N

urburg (Alemanha) - Gazeta Press - Apenas uma semana após o Grande Prêmio da Grã-Bretanha, equipes e pilotos estão novamente reunidos para mais uma etapa do Mundial 2013 da Fórmula 1. No circuito de Nurburgring, na Alemanha, será realizada hoje a oitava etapa da temporada. A largada para o Grande Prêmio da Alemanha está marcada para às 9 horas da manhã, no horário de Brasília. Apesar do curto intervalo entre as provas, a semana foi muito agitada por conta da polêmica vivida em solo britânico em função das falhas apresentadas pelos pneus Pirelli em Silverstone. Com o equipamento se desfazendo em alguns carros, surgiram diversos questionamentos sobre a qualidade e segurança dos produtos da fábrica italiana, chegando a circular, inclusive, uma ameaça de greve para este final de semana. Mas tanto a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) quanto a própria Pirelli, se mostraram ativas na tentativa de ga-

ANDREW BROWNBILL

O piloto brasileiro da Ferrari, Felipe Massa foi um dos prejudicados na prova passada e se diz preocupado com a corrida de hoje

rantir o perfeito funcionamento dos pneus. Para o GP alemão, a fornecedora italiana, autorizada pela FIA mesmo sem a anuência de todas as equipes, trouxe para Nurburgring pneus com cinta de kevlar em vez da de aço que vinha sendo utilizada este ano. Somente os pneus traseiros são diferentes, já que foram estes a apresentarem proble-

mas na Inglaterra. Mas isso será o suficiente para que equipes que se sintam prejudicadas em termos de performance aumentem as críticas à fabricante. Com quatro pilotos no grid Sebastian Vettel, Nico Rosberg, Adrian Sutil e Noco Hulkenberg -, a Alemanha é o país com o maior número de participantes nesta

temporada. Porém, nenhum dos quatro jamais venceu a prova, nem mesmo o tricampeão Sebastian Vettel. Mas para hoje, são grandes as chances de um deles encerrar o jejum de vitórias alemãs em casa, que dura desde 2006, quando Michael Schumacher venceu a prova disputada no circuito de Hockenheim.

Vettel lidera o Campeonato e está em grande forma. Em Silverstone, ele teve problemas com sua caixa de marchas e acabou fora da disputa que vinha liderando. O vencedor foi Rosberg, que também está em alta com a Mercedes encontrando uma forma de contornar seus problemas com o desgaste excessivo dos pneus,

e faturou duas das últimas três provas. “Nós fizemos um enorme progresso com nosso manejo dos pneus, e eu não vejo uma razão para não sermos muito rápidos neste final de semana”, afirmou o confiante Rosberg. Já Vettel lamentou o ocorrido em Silverstone, mas sacudiu a poeira e promete estar pronto para perseguir sua primeira vitória em casa. “Foi decepcionante não terminar em Silverstone, mas o melhor a fazer depois de algo como isto é focar no que vem à frente. Correm em casa é uma grande coisa, e nós vamos lá para conquistar outra vitória no domingo”, bradou Vettel. O abandono de Vettel deu nova vida à disputa pelo título, uma vez que permitiu que seus principais perseguidores diminuíssem a diferença na classificação. Fernando Alonso, Kimi Raikkonen e Lewis Hamilton farão de tudo para encostar ainda mais no tricampeão. Sem contar com Mark Webber, companheiro de Vettel, que tem ótimo retrospecto no circuito, e Rosberg, que está em grande fase.

« VOLEIBOL » Ingressos à venda amanhã A Federação de Voleibol informou que os ingressos para o “Desafio Internacional” da Seleção Brasileira de Voleibol Feminino contra a Seleção Holandesa, começarão a ser vendidos amanhã. O amistoso irá ocorrer às 10 horas do dia 14/07 (domingo) no Ginásio Nélio Dias, situado na Zona Norte de Natal. Os interessados em assistir ao jogo poderão adquirir suas entradas em quatro lojas da Sport Master (Centro da Cidade, na Rua Mossoró, Midway Mall, Natal Shopping e Norte Shopping), como também na secretaria da AABB, localizada na Avenida Hermes da Fonseca – Tirol, 1017 e no próprio Ginásio Nélio Dias, sede da competição.

hoje na tv TV Globo 9h – GP da Alemanha de Fórmula 1 – Temporada 2013 11h – Esporte espetacular 16h – Internacional x Vasco Espn 8h - Sportscenter Brasil 09h - Anthology : Os Grandes Nomes Do Esporte - Edwin Moses 09h30 -Ciclismo : Destaques Do Dia - Tour Da França 10h - Ciclismo : Tour De France - 9ª Etapa Ao vivo 12h - The Book Is On The Table 12h55 - Basquete Fiba


revista da

A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 07 de julho de 2013

De veterana No ar desde criança, Isabela Garcia troca ideias sobre a profissão com seus jovens companheiros de cena da nova temporada de ‘Malhação’, que estreia amanhã na Globo « PÁGINAS 6 E 7 »

+

Além do programa do Bem simples, João Alcântara cuida do menu do jogador Dani Alves

Christiane Amanpour, um dos maiores nomes da CNN, quer conhecer a presidenta Dilma

« PÁGINA 11 »

« PÁGINAS 8 E 9 »


2

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

FOTOS TV GLOBO/RAFAEL SORIN

« MÚSICA »

Sons de Bole-Bole Sem ‘Pavão misterioso’ como abertura, nova versão de ‘Saramandaia’ inova com trilha sonora instrumental e músicos em cena NATÁLIA BOERE

P

or que a trilha de abertura da nova versão de “Saramandaia” não é “Pavão misterioso”, do cantor Ednardo, como na novela original? Assim devem estar se perguntando os saudosistas da obra de Dias Gomes, exibida em 1976. Mas o autor do remake, Ricardo Linhares, trata de desfazer logo o mistério: - “Pavão misterioso” é um ícone. Marcou a geração que assistiu à primeira versão, na qual me incluo. Eu adoro, é forte e poética. Mas está mais ligada ao João Gibão (perso-

nagem de Sérgio Guizé) do que à história nova que estou contando. Encaixa-se perfeitamente com o tema do personagem. Não está mais na abertura porque não representa a novela como um todo. Para não assustar tanto os mais saudosistas, Linhares diz que especificou no texto que a música tinha de ser tocada logo na primeira cena, durante o voo do pássaro: - Para as pessoas viajarem na lembrança do pratrasmente. Há um público nostálgico desta canção. Para agradá-lo, ela permanece na trilha. E está presente em toda a tra-

ma, pontuando a trajetória do Gibão. A música será fundamental para criar o clima de magia quando o personagem abrir as asas e voar pela primeira vez: na metade na novela, não mais na última cena, como antes. A missão de compor uma trilha original para a abertura caiu no colo do compositor e maestro Sergio Saraceni, produtor musical da TV Globo, que acionou uma trupe de 18 músicos para gravá-la. - Já estávamos compondo músicas instrumentais para a novela com uma orquestra de 36 músicos quando Linhares encomendou mais uma, para a abertura. Pensei em fazer algo sem nenhum instrumento de harmonia, como piano e violão, nem nada eletrônico: apenas sopro e percussão. Depois, tive a ideia de acrescentar cânticos indígenas, pois tinham me pedido uma referência bem brasileira, mas não própria de determinada região do país - conta Saraceni. A composição agradou em cheio, e não tardou a ser aprovada pela equipe da novela e pelo diretor musical da emissora, Mariozinho Rocha. E os músicos - entre eles, nomes como o multi-instrumentista Rodrigo Sha, o saxofonista Zé Canuto e Tim Malick, da Orquestra Voadora - acabaram saindo do estúdio com roteiros em mãos: foram contratados para atuar na novela como mem-

NO CORETO. A banda dos tradicionalistas bole-bolenses é comandada pelo maestro Cursino (André Abujamra, acima e à esquerda). Já os saramandistas têm o maestro Totó (Zéu Britto, no centro) no comando

bros das bandas de Saramandaia a Lira Euterpiana, comandada pelo maestro saramandista Totó (Zéu Britto), e a Filarmônica Bolebolense, regida pelo maestro Cursino (André Abujamra). Apesar de discordarem politicamente, Totó e Cursino dividem o comando de uma barbearia e lan house. - As bandas e os maestros são criações do Dias Gomes para mostrar que a rivalidade entre saramandistas e bolebolenses se estende até o campo musical. Eles pontuam comicamente a ação, estão sempre brigando no disputismo musical e político. Foi uma ótima ideia do Fabrício (Mamberti, diretor) escalar dois atores que são músicos para dar mais credibilidade aos papéis - comenta Linhares. Saraceni observa que o uso de um contingente tão grande de músicos como atores é inédito na dramaturgia brasileira. E fala isso com propriedade: faz trilhas de filmes há 37 anos e, de novelas, há 36. - Durante metade da minha carreira a Denise (Saraceni, diretora de núcleo da novela) era conhecida como minha irmã; agora eu virei o irmão dela - comenta, aos risos, o maestro, lembrando de outra parceria com Denise: “Cheias de charme”, novela em que também trabalhou na trilha sonora e que ela dirigiu.


revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

3

FOTOS: DIVULGAÇÃO/JULIANA COUTINHO

« COMÉDIA »

Cheias de graça Elenco feminino do humorístico ‘Vai que cola’ usa figurino chamativo na série de humor que estreia amanhã no Multishow ZEAN BRAVO

P

ara o elenco feminino de “Vai que cola”, parte da graça de suas personagens também está no extravagante figurino usando em cena. Na série de humor que o Multishow estreia amanhã, com exibição de segunda a sexta-feira, sempre às 22h30m, perucas, sapatos de salto altíssimo, biquínis, shorts curtos e decotes generosos interferem positivamente no trabalho das atrizes.

- Na hora da gravação eu não tenho pudor e uso o shortinho colado da Terezinha. Ela se acha uma tchutchuca, a gostosona do bairro. Usa vestidos que não são para a idade nem para o corpo dela. Mas ao brincar com perucas e os sapatos da personagem, entro no clima - garante Cacau Protásio, que ficou conhecida do público depois da divertida Zezé, de “Avenida Brasil”: - Foi um marco. Viúva de um bicheiro, Terezinha é uma das hóspedes da pen-

são de Dona Jô (Catarina Abdala), no Méier. O lugar também abriga Velna (Fiorella Mattheis), uma aspirante a golpista que se passa por uma gringa para tentar arrancar dinheiro dos outros. Ela só se comunica falando com um sotaque “tcheco” inventado. - Velna é absurda, não fala nada com nada. E anda de biquíni o tempo todo porque todo gringo que vem para o Brasil só usa biquíni diverte-se Fiorella, que não ficou envergonhada com o fato de ter o corpo em evidência: - Abstraí porque não tinha saída. Quem está em cena é a personagem. Como não tem muita experiência em humor, a atriz explica que só o fato de estar num “contexto engraçado” a ajuda. - Mas o diretores nos deixam à vontade para rir em cena e depois voltar ao texto - diz. Experiente no ramo, Samantha Schmütz vive a periguete Jéssica, filha da dona da pensão, que namora dois homens ao mesmo tempo, e faz o que pode para ser famosa. - Jéssica é uma Dona Flor dos tempos modernos. É meio adolescente e passa o dia no Facebook. A

ESTILOSAS. Cacau Protásio, Catarina Abdala, Fiorella Mattheis, e Samantha Schmütz (da esquerda para a direita) são as atrizes da nova atração

mãe pega no pé para ela sair da internet - conta Samantha. A atriz surgirá em cena com um tipo sensual. - Só em botar um cabelão já me deu a postura da periguete. Fiquei muito conhecida com o Juninho Play, meu primeiro personagem de humor na TV. Está sendo bom mostrar uma figura mais feminina - afirma a atriz, que deixou o elenco de “Zorra total”, na Globo, no fim do ano passado. Produção da Conspiração Filmes, “Vai que cola” é gravado num teatro do Rio com a presença de uma plateia de 250 pessoas. O formato lembra o de atrações como “Sai de baixo”. Dirigido por Cesar Rodrigues e João Fonseca, o programa tem autoria de Leandro Soares, com texto final de Rosana Hermann e Renato Fagundes. O humorístico é gravado num palco giratório com 16 metros de diâmetro que reproduz os cinco cenários da pensão de Jô. É lá que o malandro da Zona Sul Valdomiro (Paulo Gustavo) busca refúgio depois de fugir da polícia. No elenco estão ainda os atores Fernando Caruso, Emiliano D’Ávila, e Marcos Majella.


4

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

A novela que Cristianne Fridman escreve para a Record se passará em Petrópolis e no Rio. A história, que terá uma vingança como tema central, está prevista para 2014. A direção será de Edgar Miranda.

Lícia Manzo reúne time para novela das 23h Lícia Manzo reuniu três de seus colaboradores em “A vida da gente” para formar a equipe de “Sete vidas”, novela que escreve para a faixa das 23h. Jayme Monjardim, diretor de núcleo, também participa da criação da história.

Quarteto vai aprontar agora em Las Vegas Rita Elmor, que interpretou a policial Riva em “Salve Jorge”, irá a Las Vegas rodar a continuação de “Até que a sorte nos separe”, filme com Leandro Hassum, Danielle Winits e Kiko Mascarenhas. O elenco embarcará mês que vem.

Bonde cruzará nova cidade cenográfica O bonde usado em “Lado a lado”, história de João Ximenes Braga e Claudia Lage exibida às 18h, será reaproveitado em “Joia rara”. Foram instalados novos trilhos para o veículo, que aparecia ao fundo nas cenas e agora circulará por toda a cidade da novela de Thelma Guedes e Duca Rachid.

Voo além das cercanias de Lineu Bernardo Guilherme e Marcelo Gonçalves, dupla responsável pela redação final de “A grande família”, escrevem juntos o texto de “A mulher do prefeito”, série que será estrelada por Denise Fraga na Globo. As gravações, todas em externas, devem começar em agosto.

Depois de levar o domingo, Faro tira férias Rodrigo Faro, que assumiu as tardes de domingo da Record após a saída de Gugu Liberato, entrou de férias essa semana. Ele foi para Miami e Orlando com a família depois de gravar uma edição do quadro “Dança, gatinho” sobre os Mamonas Assassinas.

patrícia kogut

Vingança começa no alto da Serra

com Florença Mazza e Ana Luiza Santiago, Clara Passi e rafaela Santos kogut@globo.com.br

ARQUIVO PESSOAL

10

Para “Saramandaia”, pelo visual. O capricho em cada detalhe produz um lindo resultado no ar. Da fotografia de Roberto Amadeo aos cenários de May Martins e à produção de arte de Guga Feijó, tudo é nota mil. Sem falar no trabalho de Gogoia Sampaio, que mais uma vez acerta no figurino, e na caracterização de Dona Redonda (Vera Holtz).

0

Para a trama que envolve Michel (Caio Castro) e Patrícia (Maria Casadevall) em “Amor à vida”. A história dos personagens anda em círculos, é infantiloide. Começa com um pedido de namoro, segue com discurso em favor de relações casuais, rola um bate-boca e tudo termina na cama. Ou no elevador do hospital, no boxe do banheiro etc. Decide isso logo, gente.

Movido a ‘adrenalina’

É

Pergunte a Claude Troisgros o que ele acha mais difícil: uma noite agitada na cozinha de um de seus quatro restaurantes no Rio ou subir o monte Kilimanjaro de moto? Ele escolherá a segunda opção e não estará usando uma figura de linguagem. O francês, que estreia na quinta-feira a temporada de inverno do reality de culinária “Que marravilha!”, no GNT, em que receberá um amigo a cada episódio para cozinhar, é um chef radical. - Sou motoqueiro desde pequeno. Pouca gente sabe, mas já fiz 12 enduros, participei do Rally dos Sertões. Sempre andei por trilhas. Agora não tenho mais

idade, porque dói tudo - diz ele, às gargalhadas, com o sotaque francês pesadíssimo que lhe é peculiar. Um dos grandes prazeres do chef é organizar viagens sobre duas rodas com os amigos. Depois da ida ao Kilimanjaro em 2011, onde subiu até a quase seis mil metros de altitude (“você vomita, é insuportável”), Claude e Paul Gaiser, um dos pioneiros do voo livre no Rio e seu companheiro de aventuras, passaram três semanas na Patagônia chilena, em janeiro. Foram 3.200km. - Ano que vem vou ao México, participar de um festival de gastronomia em Cancún. Sairei de lá, atravessarei Guatemala, El Salvador, Nicarágua,

Costa Rica e devolverei a moto no Panamá. Prefiro o roteiro fora das estradas de asfalto. Esse lado B de Claude não vem de hoje. Ele se gaba de ter sido “um dos primeiros voadores de asa-delta do Brasil”. - Comecei em 1979, quando cheguei ao país. Conheci o Pepê e o Paul. Depois de 20 anos de prática, passei para o parapente, até cinco anos atrás. Parei porque me apaixonei pelo kite surfe. Dono de duas motos - uma para trilhas e outra para o dia a dia - Claude conta que só usa o carro se estiver chovendo muito. - Pratico o motociclismo há 40 anos e nunca aconteceu nada.

ADRIANA LORETE

Motorista fofo e eterno ativista da gentileza Empresário em “Flor do Caribe”, Marcos Winter tem seu lado empreendedor. Fora da ficção ele faz campanha pela educação no trânsito. Há oito anos, o ator patenteou a “luz de obrigado”, lanterna que acende quando alguém lhe dá passagem (na foto).


revista da

«MALHAÇÃO» Globo 17:30

«FLOR DO CARIBE» «SANGUE BOM» Globo 18:00

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

« NOVELAS »

Globo 19:00

«AMOR À VIDA»

«CARROSSEL»

Globo 21:00

RECORD 20:30

«DONA XEPA» RECORD 22:10

5

«SARAMANDAIA» GLOBO 23:00

SEGUNGA-FEIRA Nos Estados Unidos, Meg pede que Ben reconsidere a ideia de terminar o namoro e voltar ao Brasil. Ronaldo, Vera e os filhos se mudam para o casarão do Grajaú. Flaviana diz a Sofia que conquistará Martin, o ex-namorado de Anita.

Dionísio oferece a Hélio o cargo de vicepresidente da empresa, em troca de um favor. Cassiano sofre um acidente ao explorar a mina com Duque. Maria Adília fica emocionada ao saber que Lino é seu filho.

Bárbara finge desmaiar por causa dos repórteres. Silvério revela a Glória que Bento é o seu neto. Glória pede para Silvério e Salma esperarem até contar para Bento a verdade. Filipinho descobre que sua namorada é a Mulher-Mangaba.

Bruno pede para Ordália negar todas as acusações no hospital. Thales leva Nicole ao parque de diversões, e os dois se beijam. Glauce confirma que pegou o prontuário de Luana. Paulinha ouve Paloma falar que Bruno não a verá mais.

Mário, Cirilo e Maria Joaquina saem à procura de Rabito, que está com Maria Antonieta. Mario vai à casa de Jorge falar sobre o namoro dos cachorros, mas Jorge manda dizer que não está. Alberto recrimina a atitude de seu filho.

François exige que Pérola se afaste dele e ameaça desmascará-la. Rosália pede ajuda de François para se estabelecer em São Paulo, mas Xepa interrompe a filha, e o jovem descobre o verdadeiro nome da moça.

Não há exibição.

Amadeu termina com Isabel. Hélio aceita a proposta de Dionísio. Isabel resolve deixar a república. Maria Adília revela a Lino que é sua mãe. Cassiano encontra uma turmalina Paraíba na mina, com ajuda do faro de Ariana.

Perácio revela a Filipinho que falsificava quadros. Amora é afastada do Luxury e desconta sua raiva em Malu. Verônica gosta de saber que Maurício está saindo com Lara. Glória conta a Eliseu que é avó de Bento.

Paloma diz a Paulinha que Bruno não é seu pai. Glauce diz que o hospital é o responsável pela morte de Luana, e que Paulinha foi trocada na maternidade. Pilar oferece dinheiro para Bruno desistir de Paulinha.

Jorge faz uma planilha para controlar as visitas de Rabito. Paula pergunta a Cirilo se ele ainda gosta de Maria Joaquina. Na casa abandonada, as crianças recebem a noticia de que Valéria está numa árvore que será derrubada.

Xepa diz que a dívida da casa está em sessenta mil reais e pede ajuda à Rosália. François investiga o passado de Rosália e compara à identidade falsa assumida pela moça. Isabela e Vitor Hugo se chocam com o presente deixado em casa.

Gibão e Leocádia descobrem que Marcina mentiu. Redonda arruma as malas com comida. Rosalice leva Aristóbulo, desmemoriado, para a pensão. Começa a nevar. Gibão diz a Zélia que Zico está envolvido com o possível atentado.

Maria Adília diz que só volta a Vila dos Ventos em segredo. Samuel aceita ajudar Duque e Cassiano na venda das pedras. Isabel copia documentos sobre Klaus Wagner que Ester achou na mansão. Alberto surpreende Ester com Cassiano.

Érico espera por Palmira no Cantaí. Renata aceita sair com Vinny. Lara não concorda em ajudar Natan a se reaproximar de Maurício. Érico beija Verônica/Palmira. Giane encontra Amora na casa de Bento.

Bruno expulsa Pilar de sua casa. Félix conta para Jacques como é a sua vida com Edith. Atílio perde a memória novamente e volta para a casa de Márcia. Lídia estranha a reação de Leila ao saber que Nicole está namorando Thales.

Valéria é entrevistada. As meninas se animam com a ideia de montar um salão; Maria Joaquina quer que seja na casa abandonada, mas as meninas não concordam. Ao terminar o jogo, os meninos vão lanchar com Cirilo.

Xepa estranha ao encontrar fotos de Vitor Hugo e Isabela no armário da filha e a questiona. Irritada, Rosália expulsa a mãe do quarto. François vibra ao descobrir a identidade real de Rosália e testa a jovem.

Zico mente para Vitória e incrimina os saramandistas pelo atentado. Helena se preocupa com o sumiço de Laura. Candinha se preocupa quando Laura chega com dores. Zico e Zélia se confrontam na manifestação.

Amaralina e Duque têm uma discussão. Duque diz a Olívia que Amaralina já sabe que é sua neta. Guiomar se oferece para ajudar Duque a achar a neta. Duque faz as pazes com Amaralina e lhe presenteia com um carro.

Amora insulta Giane, que a enfrenta. Verônica não consegue resistir a Érico. Wilson ameaça Bento por mexer do jardim que foi de Lívia. Giane decide fazer seu book com Caio. Perácio vê Rosemere e Nelson.

Márcia fala para Valdirene que vai se casar com Atílio/Gentil. Laerte colhe os óvulos de Amarilys para fertilização. Paloma decide deixar Bruno visitar Paulinha. Thales pede Nicole em casamento.

Os meninos chegam à casa abandonada e colocam todas as clientes para fora. Davi avisa dona Sara que perdeu a tartaruga Relâmpago. A namorada acalma Davi e diz que irá chamar a Patrulha Salvadora para ajudá-lo.

Júlio César proíbe Pérola e Feliciano de entrar na sua casa, e Meg questiona se o marido já teve um caso com sua rival. François fica atordoado ao ouvir os planos de Rosália, mas se deixa envolver pela jovem, que propõe uma aliança.

Laura conta a verdade sobre sua saúde para Rochinha. Zélia discute com Zico, e Vitória fica apreensiva. Zélia passa mal e é levada para o hospital de Serro Azul. Laura expulsa Carlito de seu quarto. Risoleta seduz Aristóbulo.

Samuel se oferece para levar a turmalina da Paraíba para ser avaliada em Natal, e recusa segurança para protegê-lo. Alberto implora a Dionísio que não faça nada contra Ester. Juliano consegue um emprego na portaria do prédio de Hélio.

Amora entra em pânico com as declarações de Mel. Perácio cobra explicações de Rosemere. Amora bate em Mel na frente de Sueli Pedrosa. Amora é demitida da emissora. Bento pede Amora em casamento.

Ninho e Paulinha brincam juntos. Valdirene é expulsa do Centro de Treinamento. Nicole aceita se casar com Thales. Glauce considera a ideia de se unir a Félix. Paloma decide reatar com Bruno. Paloma vê Glauce beijando Bruno.

Renê e Helena vão à sorveteria. Ao olhar no aquário, dona Sara acha que Relâmpago está lá. Na casa abandonada, Laura esbarra em um tijolo que cai e abre um buraco na parede. As meninas acham um diário velho.

Camila revela a Xepa a existência de um suposto terreno no nome da jovem, mas a feirante não acredita e exige que a assistente não difame sua filha. Isabela descobre que está grávida de gêmeos.

Zico entrega a Firmino o dinheiro para ser dado a Gilson. Raul e seus comparsas tiram Gilson da cadeia. Gibão vê os fugitivos na rua, mas leva uma coronhada e desmaia. Zico admite para Carlito que é apaixonado por Vitória.

O advogado diz a Ester que ela tem chances de ficar com a guarda da Laurinha. Maria Adília diz a Lino que não pode ficar. Veridiana, Dadá e Candinho se surpreendem ao se deparar com Maria Adília.

Gilson aconselha Bento a se afastar de Amora. Bento oferece carona para Malu, e Amora fica furiosa. Fabinho flagra Maurício o espionando. Rosemere indica Érico para Nelson.

Paloma devolve o anel de noivado a Bruno. Glauce aceita se unir a Félix. Rafael avisa a Paloma que Paulinha pode voltar para Bruno. Félix procura Bruno e diz que pode fazer com que Paulinha fique com ele.

Não há exibição.

Não há exibição.

Não há exibição.

TERÇA-FEIRA Flaviana consegue marcar um encontro com Martin. Hernandez conversa com Ben sobre a falta que sentirão um do outro quando ele voltar ao Brasil. Sofia diz a Caetano que vai impedir o casamento da mãe com Ronaldo. QUARTA-FEIRA Hernandez e Ben se divertem nos últimos dias juntos em Miami. Ele ajuda o padrasto a fazer entregas e chega na loja em que Anita foi buscar uma encomenda. A menina derruba produtos da prateleira da loja, e Ben a ajuda. QUINTA-FEIRA Ben assume o prejuízo que Anita causou na loja, e ela fica encantada. Martin diz a Vera que ainda é apaixonado por Anita. Murilão sofre um acidente de moto ao perseguir Vitor, que havia acertado uma bola no veículo. SEXTA-FEIRA Ben tenta convencer Anita a ficar mais tempo com ele e a convida para uma festa. Vitor vê Murilão desacordado e chama o resgate. Sofia tenta encontrar Ben antes da irmã, mas não reconhece o rapaz. O menino vê Sofia e fica fascinado por ela. SÁBADO Não há exibição.


6

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

revista da

NATALIA CASTRO

A

triz desde os 4 anos de idade, Isabela Garcia conta que não é apegada ao passado profissional: em casa, não guarda registros gravados dos programas dos quais participou e recortes de reportagens com entrevistas que deu. - Não sou disso. Nunca fui de me acompanhar, de me ver crescer em cena - explica. Porém, diante de quatro dos muitos jovens atores com quem contracena na próxima temporada de “Malhação”, que estreia amanhã, às 17h50m, na Globo, a atriz de 46 anos não teve como não olhar para trás e relembrar os velhos tempos. Na companhia de Marlon Queiroz, de 10 anos, Anna Rita Cerqueira e Matheus Costa, de 15, e Hanna Romanazzi, de 17, Isabela afirma que, quando começou - em 1973, num “Caso especial” -, a situação era “muito diferente” e que hoje é tudo “muito profissional.” - Eles levam muito a sério, pensam nisso como profissional, estão no lance para trabalhar, enfrentam um mercado competitivo. Eu não encarava assim. Via como uma brincadeira. Pensei em desistir várias vezes, mas aí vinha um trabalho e eu continuava. Deixei fluir - compara ela, que pisou num estúdio pela primeira vez por influência do pai, o radioator Gilberto Garcia, ao lado da irmã, Rosana, atualmente coach de atores. Talvez por se ver espelhada nos jovens, fato é que Isabela parece mais um deles. Mãe de quatro filhos, com idades entre 25 e 8 anos, ela brinca, ri, faz piada, abraça. Conta, com orgulho, que é chamada de mãe por alguns. E que, convidada por Dennis Carvalho para a novela, celebrou a oportunidade de estar entre os mais novos. Na história de Ana Maria e Patrícia Moretzsohn, a atriz é Vera. Mãe de Sofia (Hanna) e Anita (Bianca Salgueiro), do primeiro casamento com Caetano (Paulo Betti), ela se junta com Ronaldo (Tuca Andrada), já pai de Giovana (Bruna Griphao) e Vitor (Eduardo Mello), e com quem tem Pedro (Marlon Cruz). A ação começa quando o casal decide morar sob o mesmo teto, num casarão no bairro do Grajaú - o cenário fica no Projac. - Eu nunca tive isso de escolher. Sou funcionária da Globo há 42 anos e vou fazendo. Contracenar com os mais novos deixa o trabalho fresco, renovado. Eu gosto de criança, sou paciente. Outro dia liguei para a minha irmã e falei tanto deles que ela me disse: “Você está apaixonada por eles!” - empolga-se ela entre

Harmonia. Marlon, Anna Rita, Isabela, Hanna e Matheus elogiam sintonia do elenco

‘A profissão é simples’ risos e olhares de aprovação, principalmente do caçula Marlon, o mais animado do grupo. - Eu adoro gravar com a Belinha porque ela me enche de carinho - desmancha-se o garoto, em sua estreia na TV. Apesar da pouca idade, Marlon já tem duas peças de teatro nas costas. Testes, já perdeu as contas de quantos fez. E a realidade do menino não é muito diferente da dos colegas de cena. Hanna começou a carreira de modelo ainda bebê e já fez duas novelas na Globo; Matheus estreou na TV com 7 e acumula mais de dez trabalhos no currículo - a última novela foi

“Cordel Encantado”, em 2011 -; e Anna Rita, além dos 11 anos de profissão, é dubladora e modelo. - Com 4 anos disse para minha mãe que queria isso e estou nessa vida doida desde então (risos). Porque atriz não tem unha, não tem cabelo, não tem nada, você se doa para a profissão. Além disso, a gente decora texto, faz aula de teatro, apresenta peça...- enumera Anna Rita, cheia de maturidade. - E é bom ter gente como a Isabela e o Tuca por perto, porque somos eternos aprendizes. Apesar de servir de inspiração, Isabela diz que não gosta de ser vista como

superior. E não suporta trabalhar com gente que se porta como tal. - Meu pai sempre ensinou que a gente tem que respeitar os colegas e os fãs e ter tempo para as pessoas. Minha sorte é que neste elenco não há um, repito, um ator afetado. E posso garantir que nenhum deles vai mudar - sentencia ela, contando que a profissão a tornou uma pessoa ainda mais disciplinada: - Cresci com prazos e horários. Sempre fui madura e responsável. E o Marlon, por exemplo, por mais que faça graça, sabe dividir bem as coisas. Eu acho que isso nasce com a pessoa. E o prazer de atuar, ela afirma, está acima de todos os contras que a carreira pode trazer. Um deles é a quantidade de “nãos” que um ator costuma ouvir ao longo dos anos. - Eu até gosto de ouvir um “não”, sabia? Significa que há algo que preciso mudar - justifica Matheus . Isabela opina: - Mas isso é maturidade! Porque uma criança que não está preparada ou não está certa do que quer, ouve isso e desiste.

« CAPA desde o de idad Garcia sobre a com jov de elen tempo ‘Malha estreia na Glob


revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

7

CAMILLA MAIA

E se o ator for bom, e o diretor for grosseiro e ruim? Isso acontece também. Segundo a atriz, a lucidez dos pais na educação das crianças torna-se essencial, para que tanto os percalços quanto a fama repentina sejam encarados de forma ponderada. - Os pais são fundamentais! Os atores sabem que vão bombar, vão ter fã-clube. É um prato cheio para o deslumbramento! É importante também o acompanhamento de um psicólogo, mas a pessoa tem que estar disposta - reflete. Todavia, Isabela sabe que, muitas vezes, os pais são até mais afetados que seus filhos. - Acho muita doideira os pais que colocam

os filhos neste meio apenas para realizar um capricho próprio, porque é difícil- pontua, afirmando que, por enquanto, não dá forças para que seus gêmeos de 8 anos sigam seus passos. - Como já disse, é profissão, é para quem nasceu para isso. Às vezes eles dizem que querem aparecer na TV e tal, mas dou uma enrolada. Não acho que seja o desejo deles, assim como nunca foi o meu - avalia. Para os atores jovens, porém, estar em “Malhação” significa “realizar um sonho”. Assim mesmo, bem clichê. - Estou muito feliz. É um presente. E nem fiz teste para entrar. Fui convidada e, na semana seguinte, já estava me preparando. É is-

so que quero fazer da vida, não tenho dúvidas - reitera Hanna, que termina o ensino médio no fim do ano e pretende estudar Direito. Anna Rita, também no elenco do longa “Confissões de adolescente”, revela que nunca se empenhou tanto em um teste. No fim da avaliação, saiu da sala aos prantos:Eu já fiz “Malhação” e queria estar aqui de novo. É muito bom ficar com esse grupo jovem. Isabela concorda: - Até agora, não vi nenhum aspecto negativo. Porque são todos empenhados. Eles são seguros, sabe? Chegam preparados, com vontade de fazer aquilo bem. E a profissão é simples. Basta o ator simplificá-la. TV GLOBO

Tudo em família

« CAPA » Atriz

desde os 4 anos de idade, Isabela Garcia conversa sobre a carreira com jovens colegas de elenco da nova temporada de ‘Malhação’, que estreia amanhã na Globo

A casa está cheia e o amor está no ar na nova temporada de “Malhação”, que estreia amanhã, às 17h50m, na Globo. Na história de Ana Maria e Patrícia Moretzsohn e direção de Vinícius Coimbra, o tradicional colégio sai de cena e dá lugar a um casarão no Grajaú, bairro da Zona Norte do Rio. É lá que vive o casal Ronaldo (Tuca Andrada) e Vera (Isabela Garcia) com seus seis filhos: Sofia (Hanna. Romanazzi) e Anita (Bianca Salgueiro) - do primeiro casamento de Vera com Caetano (Paulo Betti) -, Giovana (Bruna Griphao) e Vitor (Eduardo Mello), filhos de Ronaldo com outra mulher; e o caçula, Pedro (Marlon Queiroz), herdeiro do casal. Na casa, ainda moram Luciana (Luísa Micheletti), irmã de Vera, e Frédéric (Blaise Musipere), misterioso imigrante haitiano que aluga um dos cômodos. Com personalidades distintas e alguns interesses em comum, os jovens lidam com as mais diversas situações. Do outro lado da cidade, em um condomínio da Barra da Tijuca, está o prédio onde Caetano vive com sua namorada, Bernadete (Fernanda Souza). No prédio moram ainda o garanhão Martin (Hugo Bonemer), ex-namorado de Anita, e a patricinha Flaviana (Anna Rita Cerqueira), melhor amiga de Sofia. Para escrever os capítulos, a dupla de autoras conta que não se distanciou muito da ideia original da história: um núcleo familiar forte com foco no jovem. “Imagine que, há 18 anos no ar, a gente já explorou bastante o drama de filhos de pais divorciados e como lidar com o trauma. Ainda não mostramos essa nova fase em que as crianças estão lidando bem com tudo isso”, explica Ana Maria, no texto de apresentação da novela. Além dos conflitos familiares, um triângulo amoroso promete agitar a vida das irmãs Sofia e Hanna. Após uma viagem a Miami com o pai, as duas,emsituaçõesdistintas,conhecemBenjamin (Gabriel Falcão). Enquanto a boazinha Anita se apaixona por ele, o rapaz se encanta com a vilã Sofia que, a princípio, não retribui o interesse. Através do drama de Benjamin, que retor-

TRIO. As irmãs Sofia (Hanna Romanazzi) e Anita (Bianca Salgueiro) em viagem com o pai, Caetano (Paulo Betti)

na ao Brasil após anos morando fora, as autoras querem se aproximar, também de um tema bastante popular: a Copa do Mundo de 2014. “Ele quer aproveitar o momento próspero do Brasil para crescer junto. A gente está embarcando neste sonho com Ben, como se a Copa fosse coroar a vida do personagem depois de todo o esforço para construir

sua vida no país”, adianta Patricia. Além de nomes já conhecidos como Alexandra Richter e Fernanda Souza, a nova temporada traz a velha aposta em novos rostos. Frescor que o diretor de núcleo Dennis Carvalho considera indispensável à dramaturgia: “Gosto de dirigir esse pessoal mais jovem. Todos estão dispostas e animados”.

1


8

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

BRENT STIRTON/REPORTAGE FOR CNN

ra o grande momento de nossas vidas, e a CNN foi o grande momento de nossas vidas. Foi uma grande experiência. Você ainda vê algum tipo de preconceito em relação às mulheres na profissão?

“Não, não, não, diz Christiane Amanpour”, pode escrever aí. Não quero mais ouvir falar sobre diferenças entre homens e mulheres no jornalismo. Nós exigimos os mesmos direitos dos homens, seja na frente ou atrás das câmeras. Quero ver mais mulheres em posições executivas em organizações de notícias. Não há nada que as mulheres não possam fazer neste ramo. No Afeganistão, falando com mulheres e jovens, ser mulher me ajudou a descobrir histórias reais, mais vezes do que posso contar. Jovens jornalistas ainda têm o mesmo idealismo e paixão de outros tempos?

« JORNALISMO »

‘Quero entrevistar Dilma’ Um dos principais nomes da CNN, Christiane Amanpour completa 30 anos de carreira e fala sobre as mudanças na profissão e o Brasil

Em entrevista exclusiva ao GLOBO, Christiane - que atualmente é a principal correspondente internacional do canal, além de apresentar o “Amanpour”, programa da CNN International, no ar no Brasil de segunda a sexta, às 16h e às 18h, e de ser âncora da ABC News - diz que gostaria de ver mais mulheres ocupando posições importantes no jornalismo, que as novas mídias não substituem o trabalho de um repórter e que dar a notícia significa ir aonde ela acontece, e não apenas “comentar de uma poltrona”. A jornalista também tem um desejo: - Um dos meus grandes desejos é entrevistar Dilma Rousseff , sua presidente - ela revela. Que lembranças você tem do começo da carreira?

TATIANA CONTREIRAS

E

m 1983, Christiane Amanpour chegou à CNN de bicicleta, carregando uma pequena mala. Na carteira, tinha apenas 100 dólares. Nascida em Londres e criada em Teerã, capital do Irã, ela havia acabado de se formar em Jornalismo na Universidade de Rhode Island, nos Estados Unidos, e começava no ca-

nal como uma assistente na seção de notícias internacionais. Em 1990, Christiane já era correspondente internacional. Viu os horrores da guerra na Bósnia e no Iraque, entrevistou líderes políticos tão controversos quanto o líbio Muamar Kadafi e o egípcio Hosni Mubarak e, hoje, 30 anos depois, é um dos grandes nomes da CNN e referência no jornalismo televisivo.

Vim de Providence (capital do estado americano de Rhode Island) e assumi um cargo bem de iniciante mesmo. Entrar na CNN foi uma aventura fantástica. Nós éramos jovens, tínhamos acabado de sair da universidade e achávamos que o canal seria nossa pós-graduação em Jornalismo. Foi assim que nos tornamos mestres na profissão. Achávamos que a CNN era um passo pa-

Jerusalém. Em 2007, durante a gravação de um documentário para a CNN

Assim espero. E espero, também, que jovens jornalistas vejam que esta ainda é uma profissão importante e que, mais do nunca, é importante existirem jornalistas profissionais. Hoje temos as redes sociais e todas essas novas plataformas, mas nada substitui um jornalista profissional, que ganha credibilidade e experiência checando os fatos e tudo que escreve. O jornalismo tem que ser baseado em fatos, que devem ser checados. Como tantas mudanças tecnológicas afetam a profissão?

A CNN foi a primeira rede de notícias via satélite dos Estados Unidos e do mundo. Mudamos a maneira com que as pessoas veem notícias. O que está acontecendo agora é a superação disso: com mais e mais tecnologia, você tem mais e fáceis plataformas para consumir notícia. Mas tudo gira em torno do conteúdo, e temos que estar atentos a isso. Você ainda tem que descobrir qual é o conteúdo, ser preciso e saber o que significa ser um jornalista. Isso não mudou e não deve mudar. A tecnologia só vai melhorar a forma com que as notícias che-

+

PAGINA 9 São tempos cada vez mais perigosos. Há muita perseguição, muitos feridos e mortos


revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

9

FOTOS: BRENT STIRTON/REPORTAGE FOR CNN

Você já disse que teme por sua segurança e de seus colegas. Estes são tempos perigosos para jornalistas?

São tempos cada vez mais perigosos. Há muita perseguição, muitos feridos e mortos. Veja o que acontece no México, nas Filipinas, na Síria. É um problema real. Como você se sente sendo uma testemunha ocular de momentos históricos?

Como jornalista, você tem uma plataforma incrível e pode ser uma testemunha ocular dos momentos mais importantes do seu tempo. Eu estudo história e aprendo tudo sobre política com meu trabalho. Ser tudo isso é um privilégio, mas mais que isso, é importante lembrar que hoje em dia, para muitos, jornalismo é sentar em uma poltrona e comentar o que está acontecendo. Isso não é jornalismo: isso é fazer comentários. Nós, jornalistas, temos que ir onde quer que algo esteja acontecendo, ser os olhos e ouvidos e mostrar o que está se passando. Isso é ser uma testemunha ocular e jornalista. Você foi a guerras e viu cenas horríveis. Como lida com as lembranças ruins?

Obviamente, isso é muito triste, e venho fazendo isso há anos. Isso tem algum efeito, não

Afeganistão. Em 2006, Christiane gravou um especial que investigava a vida de Osama Bin Laden, então líder do grupo terrorista Al-Qaeda

vou mentir ou negar. Mas quando chego em casa (ela vive em Nova York) sou muito ligada aos meus amigos, à minha família. E tento me cercar de beleza: vou a museus e parques, vejo filmes. Mas também tive minha cota de grandes histórias, como a cobertura do papa. Aliás, vocês devem estar felizes com um Papa da América Latina (o Papa Francisco, nascido na Argentina), não? Tenho esperança de que ele faça uma limpeza na cúria.

Índia. Em 2008, a jornalista conversou com o Dalai Lama para um documentário sobre genocídios

Que história contaria de novo na TV?

Sempre a mesma: fui à Bósnia (em 1992), onde houve um genocídio inaceitável. Foi a guerra mais importante que cobri, e o trabalho mais importante que fiz. Como vê o Brasil hoje?

O Brasil é um dos países mais fascinantes no campo econômico e social, com um desenvolvimento real no século XXI. Amo a sua cultura e tudo que vem dela, e sua dinâmica social. Estive aí uma vez (durante a ECO 92) e quero voltar. Um dos meus grandes desejos é entrevistar Dilma, sua presidente. Pode escrever aí.

ISRAEL. Christiane em ação, em 2006, durante o conflito no Oriente Médio, entre Israel e o grupo Hezbollah

Qual é o lugar para um jornalista em busca de uma boa história estar hoje?

A Síria é muito importante, e os países da Primavera Árabe.

PROGRAMAÇÃO TV Brasil 06:30-Sustentáculos 07:00-Palavras de vida 08:00-Santa missa 09:00-Viola, minha miola 10:15-O Brasil tem disso 11:30-A mansão maluca do professor Ambrósio 11:45-Contos de Tatonka 11:50-A mansão maluca do professor Ambrósio 12:00-ABZ do Ziraldo 12:30-Vila Sésamo 13:00-Dango balango 13:30-Batatinhas 13:35-Anabel 13:45-Carrapatos e catapultas 14:00-Batatinhas 14:15-Cocoricó na cidade 14:30-Escola pra cachorro 14:45-Batatinhas 15:00-Catalendas 15:15-Batatinhas 15:20-Senha verde 15:30-Como e por quê? 16:00-Papo de mãe 17:00-Shamwari 17:30-Samba na Gamboa 18:30-Campeonato Brasileiro série C 21:00-No mundo da bola 22:00-Soy loco por ti cinema - "Edifícil Master" 23:45-Conexão Roberto D'ávila

01:45-Curta TV 02:15-No mundo da bola 03:00-Doc TV: "oito ou oitenta" 04:00-Telecursos tecendo o saber 04:30-Telecurso ensino médio 04:45-Telecurso ensino fundamental 05:00-Telecurso Tec 05:15-Telecurso profissionalizante 05:30-América Latina tal como somos 06:00-Contramano

Globo

05:30-Santa missa 06:30-Globo comunidade 07:00-Pequenas empresas 07:35-Globo rural 08:35-Fórmula 1 - GP da Alemanha 10:55-Auto esporte 11:15-Esporte espetacular 12:30-Temperatura Máxima: "Lara Croft: Tomb Raider" 14:15-Esquenta 15:40-Campeonato brasileiro - Internacional x Vasco 18:00-Domingão do Faustão 20:45-Fantástico 23:05-Revenge 00:15-Domingo maior: "Motoqueiro fantasma" 01:50-Sessão de gala: "Gamer" 03:20-Corujão

Rede TV

06:00-Ultrafarma 08:00-Igreja Universal 10:00-Campeonato Paulista sub 20: Portuguesa x São Paulo 12:00-Deus, médico dos médicos 13:00-Super bike 13:30-Concessionário 14:00-Igreja do evangelho 14:30-Voz da verdade 14:45-Concessionário 15:15-A hora e a vez da pequena empresa 15:30-Superpapo 15:45-Concessionário 16:15-Transição 16:45-Concessionário 17:00-Galinha morta 17:15-Pague menos 17:45-Video mania 18:30-Ritmo Brasil 19:00-O último passageiro 20:30-Te peguei 21:30-Teste de fidelidade 23:30-Dr. Hollywood 00:30-É notícia 01:30-Bola na rede 02:30-Super papo 03:00-Igreja da Graça - Nosso lar

Band 06:00-Igreja Mundial 06:50-Popeye 07:00-Profetizando vida 07:30-Exerça sua fé 08:00-Igreja Batista da Barra 09:00-A informar 09:30-Baixada cap 10:30-Mackenzie em movimento 10:45-Infomercial 11:45-Verdade e vida 12:00-Pé na estrada 12:30-Gol, o grande momento do futebol 13:00-Fórmula Truck - Etapa São Paulo 14:30-Band esporte clube 15:30-Campeonato Brasileito - Internacional x Vasco 17:50-Terceiro tempo 20:15-Polícia 24h 21:00-Pânico na Band 00:00-Canal livre 01:00-Madrugada de vida nova 01:50-Copa do mundo - Sub 20 03:50-Popcorn TV 04:00-Igreja mundial

SBT

05:15-Jornal da semana 06:30-Pesca alternativa 07:30-Brasil caminhoneiro 08:00-Aventura selvagem 08:30-Vrum 09:00-Chaves 11:00-Domingo legal 15:00-Eliana 19:00-Roda a roda Jequiti 19:45-Sorteio da Tele Sena 20:00-Programa Silvio Santos 00:00-De frente com Gabi 01:00-True blood 02:00-O mentalista 03:00-Rizzoli & Isles

Record

06:30-Desenhos bíblicos 08:00-Domingo de prêmios 08:30-Desenhos bíblicos 09:00-Record kids 12:30-Tudo a ver 15:30-O melhor do Brasil 19:30-Domingo espetacular 21:30-A fazenda 6 23:15-Tela máxima 01:15-IURD


10

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

revista da

EM FOCO

COLUNA DO

Clube do assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo ADRIANO ABREU

Promoções válidas de domingo (07/07/13) a sábado (13/07/13), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

AGÊNCIA O GLOBO

A musa da seleção brasileira TATIANA CONTREIRAS

D

Dueto Moda Feminina A Dueto é uma loja especialmente feminina, suas peças nos remetem a delicadeza e as cores da estação. Lá,você encontra blusas, saias, vestidos, shortes, além de cintos, bolsas, carteiras. Aproveite este excelente desconto para ficar ainda mais bonita. Esta semana, a Dueto Moda Feminina oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, em toda a loja. Rua Jaguarari, 1875, loja 13, Jaguarari Center Tel.: 3213.2306 à vista (dinheiro) em toda a loja

DIVULGAÇÃO

50%

E2 Corpo e Mente A E2 Corpo e Mente dispõe de procedimentos estéticos de alta qualidade, oferecidos por profissionais capacitados, tudo para que o seu bem estar seja completo. Lá, você encontra tratamentos faciais e corporais, acupuntura, dança, Pilates, Pole Dance, RPG, salão de beleza, etc. Esta semana, a E2 Corpo e Mente oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, no tratamento de celulite, flacidez e gordura localizada (pacote com 7 sessões). Rua Raimundo Juvino de Oliveira, 2400, Lagoa Nova Tel.: 3322.2070 vista (dinheiro) no tratamento de celulite, flacidez e gordura localizada (pacote 70% àcom 7 sessões). ■As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção, o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■Contatos para credenciamento: Depto. de Marketing. Tel. 4006-6100, R. 6262. ■e- mail.mkttn@tribunadonorte.com.br; clube@tribunadonorte.com.br

urante a Copa das Confederações, existia ao menos uma certeza: onde a seleção brasileira estivesse, lá estaria Fernanda Gentil. No entanto, a jornalista de 26 anos, escalada para acompanhar o time brasileiro, acabou cativando não só jogadores como Fred como também os telespectadores, claro, e colegas de emissora. No sofá do “Encontro com Fátima Bernardes”, na última segunda-feira, a apresentadora se desmanchou em carinhos pela moça, que também foi elogiada por Luciano Huck e Ana Maria Braga em função de sua agilidade nos flashes ao vivo durante a competição. Resultado: acabou ganhando o título informal de musa da seleção - posto que, em outros tempos, pertenceu à própria Fátima. - Achei legal e agradeço, mas ainda falta muito para chegar lá. Considero o título um carinho, uma brincadeira, mas prefiro ser a “gentil” da Copa mesmo - explica. Fernanda chegou à Globo em 2011, depois de passar por Es-

porte Interativo, Band e SporTV. Na cobertura da Copa das Confederações, acabou entregando, no ar, um segredo até então bem guardado a identidade da namorada de Fred. Também embarcou na brincadeira de Fátima Bernardes, durante uma transmissão, e cantou “Evidências” ao vivo com Chitãozinho & Xororó, que estavam no programa. - Fátima foi um presente que essa cobertura me deu. Sempre foi uma referência para mim, como jornalista e como mulher. É simples, gente como a gente. Ela me deu algumas dicas e contou histórias das grandes coberturas esportivas de que participou diz Fernanda que, depois do episódio, foi alvo de brincadeiras de Fred e até de Tiago Leifert, e levou tudo na esportiva. - Acho que a espontaneidade ajuda, sim. Não esperava receber esse pedido da Fátima, ao vivo, mas não tive vergonha. Acredito que tudo o que é natural flui melhor. Com o fim da competição, ela retorna ao “Placar da rodada”, no “Jornal da Globo”, e à rotina na cobertura esportiva. - Esse foi o grande saldo da Copa das Confederações para mim: ter o meu trabalho reconhecido por pessoas que eu admiro tanto - diz.


Liv Brandão e Tatiana Contreiras seriaais@oglobo.com.br

seriais

revista da

SOBE O Universal Channel agora oferece a opção de áudio dublado em português ou original com legendas. Boa!

DESCE

Mas o mesmo canal para e retoma episódios inéditos o tempo todo. E aí todo mundo se perde.

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

11

« AXN. TERÇA, 22:00 »

Laurence Fishburne: feliz com lado sombrio

L

aurence Fishburne entra na sala bebendo um líquido estranho num copo cheio de plantas ou algas indistinguíveis à distância. “Parece coisa do Hannibal, né?”, diz, indagado por uma repórter, antes de esclarecer que trata-se de chá de crisântemo. Ele até deixa escapar uma piadinha ou outra, mas simpatia não é exatamente o forte do ator, que tem em seu currículo personagens gente boa como o Morpheus de “Matrix”, provavelmente o papel mais conhecido da carreira do americano. Mas talvez ele só estivesse tendo um dia ruim: no ar como o detetive Jack Crawford de “Hannibal” - cujo último episódio vai ao ar nesta terça, às 22h, no AXN -, ele não tem motivos para estar de mau humor. Fishburne compara o papel na trama do canibal à experiência em “CSI”, na qual atuou por quatro anos e decreta: está mais feliz agora. - A experiência em “CSI” foi muito divertida por diversas razões. Acho

que eu me encaixava lá porque é uma série sombria. E me encaixo aqui pelo mesmo motivo. Mas tenho mais satisfação artística ao fazer “Hannibal” porque é uma série de desenvolvimento de personagens e não procedural. Não que eu não goste desse tipo de série, mas não é tão recompensador como ator - define.

No início da trama, Crawford recruta Will Graham (Hugh Dancy) para ajudá-lo a capturar serial killers devido a sua incrível capacidade de empatia. Mas a característica também faz mal ao agente e, para ajudá-lo, o chefe da Unidade de Ciência Comportamental do FBI contrata o Hannibal Lecter (Mads Mikkelsen) como psiquiatra.

Nesta reta final, com Will chegando às raias da insanidade, Crawford já duvida de sua escolha. O clima pesado, tenso e extremamente violento da série chegou a suscitar algumas críticas, mas a audiência esteve presente. Tanto que a atração criada por Bryan Fuller já garantiu uma segunda temporada. Na opinião do ator, isso prova de que já é hora das emissoras de TV aberta (nos EUA série é exibida pelo NBC, e não por um canal a cabo como aqui) serem mais corajosas: Cada episódio parece um filme. É preciso ser cada vez mais ousado para conseguir competir. E quanto mais opções de tramas policiais, dramáticas e de suspense, melhor para o ator. Na hora de eleger o que gosta de assistir, no entanto, Fishburne surpreende: Gosto de dramas, ficção científica, comédias e tudo que fale sobre a experiência afro-americana nos EUA. E tenho uma queda por comédias românticas. (Thaís Britto)

DIVULGAÇÃO/FOX

Experiência em campo « GASTRONOMIA » Um dos ‘Homens gourmet’,

do Bem Simples, João Alcântara mora na Espanha e trabalha com jogadores de futebol como Daniel Alves

J

oão Alcântara já estava pronto para trocar o Brasil pela Espanha quando, uma semana antes da mudança, recebeu um telefonema. Do outro lado da linha, um amigo o convocava para participar de uma seleção de elenco da Fox. Mesmo sem saber do que se tratava, o chef foi até lá. Três meses depois, já instalado em Barcelona, na Espanha, recebeu uma outra ligação, para uma nova entrevista. Em seguida, veio a notícia de que estava no elenco de “Homens gourmet”, no canal Bem Simples - exibido às quartas, às 22h45m. Na atração, João apresenta e executa receitas ao lado de Guga Rocha, Dalton Rangel e Carlos Ber-

tolazzi. Mas ele também dá expediente em outro campo: é o responsável pela dieta balanceada de atletas como Daniel Alves, lateraldireito do Barcelona e camisa 2 da seleção brasileira. - Moro em Barcelona há um ano e meio e viajo ao Brasil para gravar os programas. Em 2012, passamos 30 dias gravando em Porto Alegre. Depois, duas semanas na Argentina para o especial de Natal. São dias bem intensos de trabalho e convívio com a equipe. Mas são períodos muito produtivos. Sem contar a amizade que fiz com meu parceiros de programa - avalia João, que se juntou ao grupo no ano passado.

COMBINAÇÃO. O rapaz na cozinha do programa: na atração, João faz receitas que misturam as cozinhas brasileira e mediterrânea

Fora dos estúdios, em Barcelona, o rapaz de 29 anos conta que o mais importante de sua outra função é “compreender o cotidiano do jogador, sua rotina de treinos e jogos” e, então, elaborar uma dieta personalizada. - Fazemos um cardápio variado de acordo com a necessidade calórica diária. Mas não acredito que exista um ingrediente ou fórmula comum a todos. O objetivo é fazer com que as refeições sejam prazerosas e saudáveis - explica. Para João, a alimentação deve seguir três passos: qualidade, quantidade e horário - ele costuma fazer cinco refeições diárias. Buscar a simplicidade na s receitas é algo a que se propõe diariamente. Tanto em casa quanto no fogão do “Homens gourmet”. O cozinheiro acredita que “conhecer e valorizar o ingrediente é o principal em uma receita”. E comenta que vê na cozinha vegetariana uma grande influência. - Penso que a cozinha necessita de tato e variedade. Creio que é possível chegar a notas de sabor contundentes pensando em castanhas, queijos e outros ingre-

dientes deste universo - pontua ele, que, no “Homens gourmet”, ensina receitas leves e que unem os sabores das cozinhas brasileira e a mediterrânea. No entanto, antes de apresentar uma receita no programa, ele diz que pensa em como adaptála à dinâmica da TV. Depois, parte para a fase de pesquisas - aquele momento de colocar em prática as observações anotadas há anos no cadernos “nostálgicos”: Uso o privilégio que tive de trabalhar com grandes chefs e mesclo com o que venho estudando no momento, sempre com base nas experiências que vivi. Filho de pai e mãe que cozinham, João diz que seu interesse pela boa comida e pela preparação de pratos surgiu na própria casa, em Vitória, no Espirito Santo. Mesmo assim, a culinária não foi sua primeira opção de carreira: o chef acabou se formando em Administração de Empresas. Depois, já envolvido com a gastronomia, fez um MBA em Marketing. Antes de passar por restaurantes paulistas e cariocas, trabalhou ainda em Vitória.


Igor Fidalgo igor.fidalgo@oglobo.com.br

o que vem por aí

12

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Confins do Brasil

CENA VIRTUAL DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET VEJA OS VÍDEOS EM oglobo.com.br/revistadatv

R

ichard Rasmusse gosta mesmo de aventuras e de natureza. Tanto que trocou a economia, sua carreira inicial, pela biologia e pelo comando da atração “Selvagem ao extremo” (que hoje se chama “Aventura selvagem”), exibido no SBT. O paulista encara agora um novo desafio: percorrer sete estados brasileiros para conversar com os habitantes locais, além de mostrar animais exóticos e diferentes costumes. O programa “Mundo selvagem de Richard Rasmussen”” estreia sábado (Nat Geo, 22h15m), com a experiência do apresentador entre os índios Yawanawás, cuja aldeia fica situada no noroeste da região Amazônica.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Deitado vale mais Fred surpreendeu ao marcar o primeiro gol do Brasil contra a Espanha na final da Copa das Confederações: fez aos dois minutos de jogo - e deitado.

É teeeetraaaa!!!

Marcelo Adnet fez sucesso ao tirar sarro de Galvão Bueno, Ronaldo e Casagrande. Ele incorporou o trio comentando a Copa das Confederações em quadro para o “Fantástico”.

Altas ondas

Facas na mesa

O bodyboard consagrou vários nomes do Brasil, como a apresentadora Glenda Kozlowski, tetracampeã mundial da modalidade. Nada mais justo do que o esporte ganhar uma homenagem à altura: estreia na quarta o programa “Bodyboard Brasil” (Woohoo, 19h25m), que investiga por que o país é um celeiro de atletas campeões.

Atenção amantes de gastronomia: hoje estreia a segunda temporada de “Como um chef!” (TV5 Monde, 15h), no qual sete aprendizes serão formados por seis renomados chefs de cozinha. No primeiro episódio, eles se encontram em Bruxelas com Lionel Rigolet, do restaurante Comme Chez Soi.

O primeiro baile

Que inveja!!!

Johnny Depp foi ao “Jimmy Kimmel live” e, ao receber um elogio, deu um selinho no apresentador, que ficou sem ar e disse ter perdido a concentração.

A segunda temporada de “Dance moms” tem estreia marcada para hoje (BIO, 22h). No primeiro episódio, a professora de dança Abby Miller convoca bailarinas para audições, e a mãe de uma delas fica triste por não poder comparecer.

Férias culturais Está aberta a temporada de férias no Futura. Estreia hoje o desenho animado “Saladino” (17h), que mostra aventuras de um jovem herói muçulmano do século XII, conquistador das Arábias.


NO FACEBOOK

Confira o trailer oficial e legendado do filme “O Cavaleiro Solitário”. facebook.com/tribunarn

ASTROLOGIA

SOCIEDADE

PÁGINA 6

PÁGINAS 4, 5, 6 E 7

Vênus e Urano deixam domingo colorido com vanguarda na cultura.

Confira as novidades do jet set natalense com nossos colunistas sociais.

JOHNNY DEPP RETORNA ÀS TELAS DE CINEMA NA FIGURA DO ÍNDIO TONTO• PÁGINA 6 E 7

PAULO COELHO

Coluna deste domingo transcreve duas histórias do mestre Confúcio. PÁGINA 2

tnfamília Editor: Isaac Ribeiro [tnfamilia@tribunadonorte.com.br]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 07 de julho de 2013 FOTOS: ALEX REGIS

Professor e pesquisador da UFRN desenvolve aplicativo que otimiza exame de contagem de células cancerígenas, agilizando o diagnóstico e o tratamento da doença

Contra o

câncer ISAAC RIBEIRO

ì

O QUÊ Aplicativo desenvolvido por professor da UFRN reduz tempo de contagem de células cancerígenas e pode ser aliado importante no combate a vários tipos de câncer

QUEM Allan Martins é graduado em Engenharia Elétrica, com mestrado em Ciências e pós-doutorado em Processamento de Sinais pela Universidade da Flórida

+

PÁGINA 3 Financiamento coletivo

repórter

O

desenvolvimento de um aplicativo específico, para celulares e tablets, pode agilizar e muito o diagnóstico do câncer e, consequentemente, intensificar o combate à doença de forma prematura. O professor Allan Martins, do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, criou um software que auxilia na contagem de possíveis células cancerígenas, ainda na fase da biópsia — o que pode se tornar uma importante ferramenta para patologistas e oncologistas de todo o mundo, pois, além de conferir mais rapidez ao processo de identificação, também pode garantir mais precisão aos exames. O aplicativo analisa imagens de tecidos de biópsias processados com técnicas de imuno-histoquímica — processo de localização de células anormais em uma amostra de tecido. A principal vantagem do programa é que, através de uma imagem colhida no microscópio e enviada em forma de arquivo para um iPhone ou um tablet é possível processar a informação visual e distinguir em pouco tempo quais são as células positivas e as negativas ao câncer. “Algo que demoraria meia hora, uma hora, para dar a contagem, o aplicativo vai dar em segundos. E o diagnóstico é dado no final pelo patologista”, comenta Allan Martins, explicando ainda que o resultado de um exame des-

se tipo, nos moldes tradicionais, é difícil já que o patologista tem que contar quantas células estão com determinada textura malígna em relação às sãs — isso através da imuno-histoquímica. “Então, num campo onde tenha trezentas, quatrocentas células, essa contagem é muito tediosa, pois você vai ficar contando célula por célula.” Com o uso do aplicativo criado pelo professor potiguar, o profissional de Patologia vai indicar uma ou duas imagens, selecionar algumas células, e o software faz o resto. No procedimento normal, as imagens são processadas quimicamente, resultando em representações de células em cores e texturas distintas. A contagem tradicional, manual, além de ser bastante subjetiva, também pode incorrer em erros. De acordo com Allan Martins, com o aplicativo conectado à internet é possível enviar estatísticas das células analisadas para a formação de um banco de dados de caracterização de tipos celulares, que poderá ser utilizado no futuro para deixar os diagnósticos cada vez mais precisos. Em fase de ajustes finais, o aplicativo poderá ser utilizado para identificar qualquer tipo de câncer passível de ser diagnosticado através de imagens de imuno-histoquímica. “São vários tipos. Por exemplo, câncer de pele, de mama, ou qualquer um que você retire um pedaço de tecido, pólipos, material retirado de biópsias”, comenta o criador do programa.


2

tn família

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

« PAULO COELHO » Duas histórias de Confúcio Como nivelar o mundo Confúcio viajava com seus discípulos quando soube que, numa aldeia, vivia um menino muito inteligente. Confúcio foi até lá conversar com ele e, brincando, perguntou: - Que tal se você me ajudasse a acabar com as desigualdades? - Por que acabar com as desigualdades? – disse o menino. – Se achatarmos as montanhas, os pássaros não terão mais abrigo. Se acabarmos com a profundidade dos rios e dos mares, todos os peixes morrerão. Se o chefe da aldeia tiver a mesma autoridade que o louco, ninguém se entenderá direito. O mundo é muito vasto, deixá-lo com suas diferenças. Os discípulos saíram dali impressiona-

dos com a sabedoria do menino. Quando já se encaminhavam para outra cidade, um deles comentou que todas as crianças deviam ser assim. - Conheci muitas crianças que, ao invés de estar brincando e fazendo coisas de sua idade, procuravam entender o mundo – disse Confúcio. – E nenhuma destas crianças precoces conseguiu fazer algo importante mais tarde, porque jamais experimentaram a inocência e a sadia irresponsabilidade da infância.

A importância de saber os nomes Zilu perguntou a Confúcio: - Se o rei Wen o chamasse para governar o país, qual seria a primeira pro-

“- Por que acabar com as desigualdades? – disse o menino. – Se achatarmos as montanhas, os pássaros não terão mais abrigo. Se acabarmos com a profundidade dos rios e dos mares, todos os peixes morrerão.”

vidência? - Aprender os nomes de meus assessores. - Que bobagem! Isto é a grande preocupação de um primeiro-ministro? - Um homem nunca pode receber ajuda do que não conhece – respondeu Confúcio. - Se ele não entender a Natureza, não compreenderá Deus. Da mesma maneira, se não sabe quem está do seu lado, não terá amigos. Sem amigos, não pode estabelecer um plano. “Sem um plano, não consegue dirigir ninguém”. Sem direção, o país mergulha no escuro, e nem os dançarinos sabem decidir com que pé devem dar o próximo passo. “Então, uma providência aparentemente banal – saber o nome de quem vai estar do seu lado – pode fazer uma diferença gigantesca. O mal do nosso tempo é que todo mundo quer consertar tudo de uma vez só, e ninguém se lembra de que precisa de mui-

ta gente para fazer isso”.

A cidade e o exército Conta a lenda que, indo em direção a Poitiers com seu exército, Joana D’Arc encontrou – no meio da estrada – um menino brincando com terra e galhos secos. - O que você está fazendo? – perguntou Joana D’Arc. - Não vê? – respondeu o menino. – Isto é uma cidade. - Ótimo - disse ela. – Agora, por favor, saia do meio da estrada, que eu preciso passar com meus homens. O menino levantou-se, irritado, e colocou-se diante dela. - Uma cidade não se move. Um exército pode destruí-la, mas ela não sai do lugar. Sorrindo com a determinação do garoto, Joana D’Arc ordenou que seu exército saísse da estrada e contornasse a “construção”.

MÉDICO E PROFESSOR DA UFRN - BOUCINHAS_JC@HOTMAIL.COM

(PSICÓLOGA)

« JORGE BOUCINHAS »

« ANDREIA CLARA GALVÃO » Corpo, Eros e fantasia

Zen e os pombos-correio

O

título deste Artigo pode parecer bem curioso. Na verdade, mais que curioso, estranho. E, de fato, o é. Parodia, jocosamente, o título do conhecidíssimo livro “O Zen e as Aves de Rapina”, escrito por Thomas Merton, que tão bem expôs as bases desta forma de Budismo no Ocidente. Em sua essência deixa claras as bases do mesmo: o nonsense da especulação intelectual para apreender a Realidade última das coisas – e, se há, de fato, tal “realidade”. Consequentemente, nada melhor que um título também sem sentido para começar uma exposição sobre o tema. O Zen, em última instância, nasceu na Índia, com Siddharta Gautama, Sakyamuni, o Buda, no sexto século antes do Cristo. O momento da sua Iluminação (atingimento do Nirvana) pode ser dado por marcador do início do Budismo. Neste momento, após longos anos de meditação, o Buda sentiu que entre ele e a Realidade não havia mais nenhuma parede, tendo sido rompidos todos os dualismos. Sentiu que sua pessoa e o universo inteiro eram uma coisa só, una e indivisível, e conheceu a Realidade, sem conceitos, diretamente. Esse é, basicamente, o sentido da Iluminação. Ao nascer, o Budismo fora a primeira e única religião do mundo que não precisara de um Deus para existir. O Buda não passaria de um exemplo da possibilidade humana de superar-se ao praticar corretamente a Doutrina, chegando a tornar-se um ser iluminado. Passados alguns séculos da morte do fundador, porém, tornarase uma religião complexa, talvez a mais intelectual e requintada que o homem já produziu na sua sede de explicar o inexplicável. Os Sutras (textos sagrados) a ele atribuídos foram discutidos e complicados por sutilezas de interpretação. E a tal ponto o Budismo se desviou de sua origem que chegou a se tornar, em alguns pontos fundamentais, o oposto do que seu fundador pretendera. Deixou de ser uma via de auto-conhecimento para virar urna religião de pura fé dogmática. A Escola tradicional do Budismo chamouse Hinayana, ortodoxa, considerando os Sutras como textos sagrados e visando à libertação do indivíduo do seu Karma, que o prende à cadeia de nascimento, vida e morte na Terra. E a libertação seria o Nirvana, o penetrar no absoluto e o fim das reincarnações. A Escola renovadora, Mahayana, deu ênfase à realização na vida presente, no aqui-agora,

Oportunidade Existe um ideograma chinês que significa crise e, ao mesmo tempo, ele representa a oportunidade. Temos vivido momentos turbulentos, que anunciam novas estruturas sociais. As manifestações possibilitam a expressão do que estava durante gerações engolido, travado e reprimido. Todas as classes sociais puderam se encontrar nas ruas do Brasil, numa demonstração democráticaque surpreendeu a todos. Salvo os vândalos, que necessitam de muita educação também, o movimentofoi espontâneo, criativo, com alguns exemplos de pacifismo, como o de Recife. Sempre tivemos, enquanto país e povo, uma visão para o mundo de que somos pacíficos, divertidos, alegres e próximos da natureza, pelas praias e florestas. Neste processo de crescimento e amadurecimento, não podemos perder o jeito cooperativo, amoroso e criativo que temos e que faz com que o mundo nos admire, pois, na maioria dos países, já se perdeu este tesouro do ser humano. A riqueza deste movimento social reside, tam-

na superfície da Terra e não numa vida futura. E cria a noção de Bodhisatva. Ou seja: o praticante que não se liberta somente, mas, após atingir sua libertação, dedica inteiramente sua vida a libertar os demais seres humanos. É tal forma de Budismo a que, no século sexto D.C., irá entrar em território chinês pelas mãos de um monge indiano chamado Bodhidarma (famoso no campo das Artes Marciais como o criador do Templo Shaolin de Kung-Fu). Após ter chegado, para corrigir os exageros ortodoxos, insistiu em que as escrituras (Sutras e comentários) não eram indispensáveis para se alcançar a natureza búdica. E instituiu a norma que é até hoje válida: o ensinamento não deve ser transmitido através de textos mas, sim, diretamente do Mestre para o discípulo. O “conhecimento” deve vir pela prática de olhar para dentro de si mesmo e ver sua própria natureza. Sobre a Doutrina original houve uma forte influência recebida do Taoismo. A partir dela surgiu uma Escola tipicamente sínica, denominada Ch’an. Para alguns eruditos em nada mais se constitui que na síntese das duas correntes de pensamento. Alguns até preferem afirmar que deveria ser considerado à parte do Budismo, de vez que sua natureza e tradição tão peculiares só foram possíveis graças à influência do pensamento chinês clássico. Duzentos anos depois, na mesma China, surgiu um outro grande mestre: Hui-Neng, o qual contribuiu com a idéia de que o importante não é ficar anos e anos meditando, tentando aperfeiçoar-se e purificar-se para, pouco a pouco, de degrau em degrau, chegar à Iluminação. Esta pode chegar a qualquer hora, em qualquer lugar, esteja-se a fazer qualquer coisa. Pode chegar tanto para quem pratica meditação há trinta anos quanto para quem nunca a praticou. É como um estalo, um súbito despertar. É dele a imagem famosa do tijolo, que por mais que seja polido jamais se transformará num espelho, com ela querendo corrigir os excessos da meditação escapista, auto-ilusória, mais para o lado do sonhar acordado. Sua posição, porém, não deve ser tida como crença em possibilidade de inspiração divina ou em puro acaso. Do Ch’an nasceram três derivados, chamados Zen (no Japão), Son (na Coréia) e Thien (no Vietnã). Sobre o primeiro, o mais conhecido no Brasil, discorrer-se-á no próximo Artigo. Até lá!

O

que é sexualidade? Talvez a Ainda a sexualidade não é apegente diga que é a expressão “Escolhi o mito de nas do adulto e as criancinhas nos do instinto sexual ou então a Eros para falar de mostram como elas são desde ceprópria atividade sexual. Ou ainda sexualidade do habitadas pela dimensão do seque a sexualidade floresce na juvenporque justamente xual de modos variados e não exatude, por causa das transformações ele aponta para a tamente como com os adultos, mas corporais intensas que os hormôuma gama de desde cedinho habitada por Eros. nios provocam, transformando mesentimentos que Também os velhos nos falam de ninos em homens e meninas em vêm juntos aos uma vivencia sexual. mulheres. muito prazeres Lembra de Eros, leitor, o Deus Talvez a gente diga que é precique o sexo dá. do Amor na Grécia que em Roma so orientar a sexualidade. Talvez diSobretudo, chamava-se Cupido? Eros era o ga que ela culmina com o amor de sublinho essa par de Psiquê, cujo nome signifium homem e uma mulher que vão dimensão que ca Alma ou Mente. gerar filhos, formar família. anima o ser mas O mito é longo, mas o que queProvavelmente a gente admite, que vai além do ro pinçar dela hoje é que Psiquê pense e diga coisas muito diversas que é visível, passa muito tempo da sua história sobre a sexualidade. O fato é que ela razoável, concreto. com Eros sem jamais vê-lo. Eles se um é assunto fundamental para o Psiquê sabia dos encontram, conversam, fazem seser humano, e ainda complexo, conprazeres do sexo, xo, mas ela não vê. A história comtrovertido e de conceituação difícil. apaixona-se, sem porta o prazer do encontro, a anEla é alvo de tabus, repressões, disjamais ter visto os gustia de não conhecer muito bem, torções e tentativas de reduzi-la à olhos de seu de se deparar com um lado estragenitalidade e à reprodução. O moparceiro. Ela nho do outro, a confiança e tamdo como os assuntos são encarasentia, ouvia, mas bém a desconfiança, a vontade de dos mudam com a época e o lugar e não via, ainda que fazer pelo outro, a dor do desenainda, de pessoa para pessoa. não fosse cega e contro... Tudo isso fazendo o sexo A sexualidade pode articular-se que estivesse fluir melhor ou impossibilitando a sentimentos como o amor e o apaidiariamente com que ele aconteça. xonamento, também com agressiele.” Escolhi o mito de Eros para favidade e violência, encantamento, lar de sexualidade porque justarepulsa para citar apenas algumas mente ele aponta para a uma gadas emoções a ela associadas. ma de sentimentos que vem junNascer, crescer, se multiplicar e tos aos muito prazeres que o sexo morrer. Esse o ciclo da existência, dá. Sobretudo, sublinho essa dia sexualidade fazendo sua parte pamensão que anima o ser mas que ra que a vida possa prosseguir. Sim! vai além do que é visível, razoáMas não é apenas assim que se vel, concreto. Psiquê sabia dos pradesenrola o filme da vida. Ele é muizeres do sexo, apaixona-se, sem jato mais rico e interessante e frutífero. A humamais ter visto os olhos de seu parceiro. Ela sennidade é plural, a sexualidade também. São múltia, ouvia, mas não via, ainda que não fosse cetiplas as suas dimensões. ga e que estivesse diariamente com ele. Há uma Por isso, nem todo mundo casa e nem mesdimensão da sexualidade que é da ordem da fanmo todo mundo quer casar. Nem todo homem tasia, do sonho, da imaginação. Como se Eros e vai amar uma mulher e nem toda mulher vai aPsiquê insistissem em fazer par dentro da genmar um homem. Por que para alguns acontece te. de amar alguém do mesmo sexo. Para outros acontece de não amar ninguém. Nem todos vão escolher uma vida sexual ativa. E ainda pode acontecer nos casos de alguns acometimentos físicos ou psíquicos que a sexualidade precise percorrer caminhos diferentes do usual, do convencional.

« LIBERTAS » bém, na integração de nosso povo, na redução de distâncias e na capacidade das pessoas nas ruas compreenderem que terão vez,àmedida que expressarem sua voz de modo respeitoso, exigindo mudanças para que surtam efeito. Esta consciência pode ser ingrediente decisivo no crescimento interno do Brasil, na direção de uma nação justa e democrática, com o povo livre e fundamentado em seu coração, que faz com que sejamos tão queridos, como país, no mundo inteiro. Jayme Panerai Alves – Jayme@libertas.com.br

Aprenda a escutar Escutar significa que você está aberto, vulnerável, receptivo. Pensar é uma ação positiva. Escutar é passivo, você se torna como um vale e recebe; você se torna como um útero e você recebe. Se puder escutar, então a natureza fala – mas isso não será uma linguagem. A natureza não usa palavras. Então o que ela usa? Heráclito diz que são sinais. Você encontra uma flor: que sinal é esse? Ela nada está dizendo – mas você po-

“Todas as classes sociais puderam se encontrar nas ruas do Brasil, numa demonstração democrática que surpreendeu a todos. Salvo os vândalos, que necessitam de muita educação também, o movimento foi espontâneo, criativo, com alguns exemplos de pacifismo.”

de realmente afirmar que ela não está dizendo coisa alguma? Ela está dizendo muito, só não está utilizando palavras. Osho

Festival A primeira fase da seleção de músicas para a 3ª edição do Festival de Música Potiguar Brasileira da Rádio Universitária da UFRN (FMU) acontece entre os dias 5 e 19 de julho. Serão consideradas duas categorias musicais: a Instrumental e a com Letra, com seleção de 13 composições em cada uma delas. O Festival tem o objetivo de divulgar a diversidade da música local, além de abrir espaço em sua programação para novos compositores. Informações: www.sistemas.ufrn.br

Pós-Graduação (Recife) Inscrições abertas para o Curso de Especialização em Terapia de Casal e Família. O curso tem como objetivo, capacitar profissionais, em nível teórico/prático, para a compreensão da dinâmica familiar, A duração é de 24 meses com aulas mensais: sexta-feira

Esta coluna é de responsabilidade da Libertas Comunidade www.libertas.com.br - libertas@libertas.com.br

e sábado o dia todo. Informações: (81) 3268 3311/3596.

Quero saber Qual é a diferença de ser avó e ser mãe? Pois está muito misturado em meu coração estes dois sentimentos. Como vou ganhar mais um netinho, quero estar no meu lugar de avó. Sonia

Resposta Prezada Sonia, O sentimento de amor pode ser o mesmo. O que diferencia é o lugar ou a função. Cada uma tem um significado importante na vida das crianças, mas a relação principal é o da função materna. A avó tem um lugar importante, referência das gerações anteriores, história e continuidade da família. Geralmente, a relação é mais leve. Curtir o neto respeitando a educação dada pelos pais, sem interferência e com limites. Grace Wanderley de Barros Correia – Psicóloga Clínica - CRP 02/0279.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

tnfamília

3

FOTOS: ALEX REGIS

Ideia inicial de um software específico para contagem de células doentes surgiu ainda no mestrado do professor Allan Martins, em 2001

Financiamento

Coletivo

BATE-PAPO Allan Martins Pesquisador e profº da UFRN

“Esse mercado ainda é pouco explorado”

Sem recursos oficiais de instituições, entidades ou órgãos públicos, projeto pode ser o primeiro no Brasil a ser viabilizado através de “crowdfounding”, doações, via internet, de pessoas físicas interessadas em iniciativas em prol da coletividade FOTOS: DIVULGAÇÃO

S

em contar com recursos oficiais de nenhuma instituição, entidade ou órgão público, o aplicativo criado pelo professor Allan Martins pode ser o primeiro projeto brasileiro a receber recursos de “crowdfunding”, financiamento coletivo a partir de doações, via internet, de pessoas físicas interessadas em iniciativas que visam o bem da coletividade. A ideia é que o financiamento se encerre num prazo estipulado em um mês, de acordo com o criador do projeto. Mas mesmo que não seja alcançado o objetivo, será lançada inicialmente uma versão apenas para iPhones; e, mais à frente, para tablets e sistema operacional android. Allan Martins esclarece que, normalmente, o que acontece com os projetos de pesquisa é o financiamento ser vizbilizado pela própria UFRN, pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológicos (CNPq), pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes) e até mesmo pela Fundação de Apoio à Pesquisa do RN (Fatern). O que não foi o caso do aplicativo. “Só que conseguir recursos é muito difícil; principalmente pesquisadores pequenos como eu. A gente entra numa fila muito grande, e acaba que não tem como ter a nossa ideia contemplada, pois é muito concorrido. Então, resolvemos fazer um teste utilizando o que hoje em dia se chama de ‘crowdfounding’”, argumenta Allan. A ideia de criar um aplicativo que contasse as células cancerígenas surgiu ainda durante o mestrado de Allan Martins, em 2001. No doutorado, o tema foi modificado e ampliado, mas ainda dentro do propósito de classificação celular. Já durante o pós-doutorado em Processamento de Sinais, realizado na Flórida, Estados Unidos, em 2006, foi realizada a parte mais matemática, de processamento de imagens. “Agora a gente reúne todo esses conhecimentos para fazer o aplicativo.”

Nas lojas virtuais Um das satisfações maiores para quem cria e desenvolve um projeto é vê-lo em prática, sendo útil ao público ao qual foi destinado. Mas muitas vezes o caminho é tortuoso até chegar em seu objetivo final. E assim vinha sendo para o software de Allan até que aparecessem os aplica-

— Existe uma perspectiva para o app ser lançado oficialmente?

A partir de imagens de tecidos retirados em biópsias, aplicativo processa e identifica as células cancerígenas, agrupando-as e facilitando a análise final do patologista para fornecer um diagnóstico mais rápido e preciso do que no método tradicional

Alguns aplicativos de saúde Softwares para smartphones ligados a temas de bem-estar e saúde disponíveis nas lojas virtuais

ì Alarmpill (IOS)

ì Glicocare (IOS)

Um aliado para os esquecidos, esse programa avisa a hora exata de tomar o remédio, além de criar um cronograma para a família inteira. O app também armazena os dados para que ninguém perca a conta dos dias de tratamento.

Lançado pelo laboratório Bayer, o aplicativo é uma espécie de vigia de diabéticos, pois monitora as medições diárias de glicose e a quantidade de carboidrato consumida. Também tem gráficos para acompanhar as taxas de açúcar no sangue.

ì Genéricos Brasil (Android) Ideal para descobrir o princípio ativo de medicamentos de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). É só selecionar a marca de acordo com uma lista disponibilizada. Também há informações sobre o laboratório fabricante e sobres as formas de apresentação.

Conseguir recursos é muito difícil; principalmente pesquisadores pequenos como eu. A gente entra numa fila muito grande, e acaba que não tem como ter a nossa ideia contemplada, pois é muito concorrido ALLAN MARTINS

ì Stress Check

Professor e pesquisador

(Android) Registra níveis de estresse e batimentos cardíacos na memória e usa algorítimos de sociedades internacionais de cardiologia para avaliar resultados. Lança dicas para manter ou melhorar os níveis.

ì Sleep Time (IOS/Android) Para saber a qualidade do sono, é só colocar o celular com a tela virada para baixo sobre o colchão e se entregar ao sono. Ao detectar os movimentos na cama, o app identifica quantas vezes a pessoa despertou durante a noite e se todos os estágios do sono estão sendo cumpridos.

tivos móveis para smartphones. Quando estiver realmente concluído, o aplicativo será disponibilizado gratuitamente nas lojas virtuais do segmento, como Google Play e Apple Store, onde patologistas do mundo inteiro poderão baixálo e instalá-lo em seus smarts ou tablets. As restrições de recursos, porém, têm limitado o trabalho

apenas na versão para celulares. Mas a de tablet é a mais apropriada na avaliação do criador do projeto. “Por motivos físicos mesmo, pelo tamanho da tela. É mais confortável mexer em células em um tablet.” Mas, exceto alguns pequenos ajustes, o aplicativo já está pronto, realizando inclusive contagens oficiais. O professor Allan Martins esclarece que já foram

ì Test Your Eyes (Windows Phone) Apresenta algumas escalas para diversos tipos de testes básicos de visão. Logo abaixo cada um deles,há uma descrição e resultados. Porém, nenhum deles substitui a ida ao oftalmologista.

dados alguns diagnósticos no Laboratório Médico de Patologia da UFRN — responsável inclusive pela coordenação médica do projeto. “Eu diria que ele está na fase de validação. Estamos coletando muitas imagens para fazer a contagem com os patologistas e comparar com o software, para ir fazendo os ajustes, para que o software fique o mais preciso possível.”

Algo que demoraria meia hora, uma hora, para dar a contagem, o aplicativo vai dar em segundos” ALLAN MARTINS Professor e pesquisador

Para a nossa campanha do ‘crowd founding’, colocamos o prazo de um mês. Mas isso aí eu ainda vou conversar com o pessoal do Laboratório Médico de Patologia, com o pessoal do Patho Control, que é uma empresa que faz softwares para controle de bancos de dados para clínicas de patologia. Quem já tem os softwares deles instalados, que tem os bancos de dados dos clientes, vai adicionar essa funcionalidade ao software dele e vai poder usar também o diagnóstico por imagem. Vamos ver se lançamos daqui a um mês ou dois, dependendo de como ficar o financiamento. A ideia é que mesmo o financiamento não saia, a gente faça pelo menos a versão para iPhone. Se a gente conseguir o financiamento bom, e se passar até um pouco das expectativas, a gente vai implementar em tablets, na versão android, e a distribuição vai ser justamente de graça, podendo ser baixado na loja; e como vão ter empresas envolvidas, para que elas tenham retorno, a gente coloca pacotes de exames – tipo “faça dez exames, vinte, por 99 centavos, pelo preço que estão sendo praticados nas lojas virtuais de aplicativos. — Os aplicativos estão muito difundidos hoje, inclusive na área de saúde também. O que acha disso?

A parte de pesquisa em aplicativos na área de saúde ainda é pequena. E o desenvolvimento também. Porque normalmente são aplicativos que não são muito conhecidos. Os médicos ainda não estão acostumados a usar coisas no celular. Então, esse é um mercado muito pouco explorado. A maioria dos aplicativos, eu diria até em termos de Brasil, é muito pouco. Se você procurar nas lojas virtuais, você vai encontrar muitos aplicativos de saúde, mas são coisas muito pequenas. Para se ter uma noção, tem um aplicativo que ajuda na contagem de células, mas ele funciona como um clique. Você vai com o olho no microscópio e vai só clicando quantas células você está vendo. Ele não pega a imagem e processa. É só um contador para você não se perder. Ainda está muito imaturo. É um mercado muito bom, mas infelizmente não é muito rentável ainda, porque é muito específico para o médico, para o patologista. Então, ele depende muito desse tipo de financiamento, de agências de fomento governamentais.


4

tn família

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Carpe Diem!

Restituições

Exibição

Prevenção

Siga o seu caminho Fazendo e acontecendo, vou seguindo meu caminho. Ainda que não seja de todo compreendido, E devo confessar, que às vezes, nem eu mesmo me entendo. Às vezes quero companhia quando desejo apenas ficar sozinho. E se digo nunca mais, é para fazer de novo a mesma coisa. Viver não é fácil não! Assumir nossas preferências, ideologias e desejos. É mais difícil ainda, mesmo que o meu gosto seja igual ao seu. Sempre aparece alguém para criticar. Por isso, não espere elogios a toda hora, mas prepare-se para as críticas, Pois mesmo certo, alguém achará que você está errado. Por isso, não espere pela opinião dos outros. Aconselhar-se com alguém significa ouvir uma experiência. Depois, analisar para ver se serve para este tempo e principalmente, se serve para a sua vida. É muito fácil falar de alguém. Duro é ir lá viver a vida dela. Por isso, siga seu caminho. Lute para ser feliz. Não tenha medo de ousar, e se pintar uma dúvida, consulte o seu coração, porque a razão já vive te amolando o dia todo. Pense nisso e siga o seu caminho. (Paulo Roberto Gaefke)

A Receita Federal prepara a liberação da consulta ao 2º lote de restituições do IRPF 2013. O dinheiro será depositado próximo dia 15. A expectativa é que a consulta seja liberada na semana que vem.

Valério Fonseca convida para a pré-estréia do seu longa “Remar é...”, dia 10 de julho, às 18h30, no Museu Arte Moderna do RJ. O filme mostra o dia-a-dia do remo carioca e suas histórias.

O SUS passará a oferecer, a partir de 2014, a vacina contra o papilomavírus humano (HPV). A imunização será realizada em meninas de 10 e 11 anos, com autorização dos pais ou responsáveis.

Casal de Dez: Cláudia Machado/Cunha Neto JOÃO NETO

JOÃO NETO

A Natura conquistou prêmio da Ethical Corporation, organização que celebra excelência empresarial em sustentabilidade, com o case “Strategic Sourcing Tripple Bottom Line (TBL)”, que destaca o modelo de gestão da Natura estimulando a performance ambiental e a contribuição social dos fornecedores.

Renovação Celebrando a vida, Emiliana e José Raimundo Peixoto

Fairuz/Fernando Grilo pelos salões natalenses JOÃO NETO

JOÃO NETO

O ano de 2013 para a Audi foi marcado pela renovação de sua linha de compactos premium. Nesse ritmo, a empresa vai lançar o novo A3 conversível no salão de Frankfurt, em setembro. Em terras potiguares, a marca dos quatro anéis é exclusividade da PG Prime.

Destaques

Em badaladas pela cidade, Mézia Araújo e Henrique Araújo

Onívoros Cérebro grande, estômago pequeno

A

michele maisto -madrelingua@supercabo.com.br

3

“O dilema do Onívoro” (2007) é o título de um livro de Michael Pollan, escritor e professor de jornalismo da Universidade de Califórnia. O paradoxo do onívoro foi descrito pela primeira vez num trabalho de 1976 intitulado “A seleção animal em ratos, seres humanos e outros animais”, escrito pelo psicólogo da Universidade da Pensilvânia Paul Rozin.

« LETRAS E PRATOS »

2

Para se preservar diante dos predadores, plantas e fungos produzem uma grande quantidade de venenos, que vai desde o cianeto e ácido oxálico até uma enorme variedade de alcalóides tóxicos.

Conquista Walmar Martins enche de mimos a musa Tázia, em nova idade amanhã

Bolinhas colocando o papo em dia: Fernando Freitas e Henrique Vanderley

1

O cérebro do coala é tão pequeno que nem chega perto de preencher todo o espaço do crânio. Como tudo o que ele come são unicamente folhas de eucalipto, não há necessidade de muitos circuitos cerebrais para descobrir o que tem para comer.

Valéria Oliveira lança, próximo dia 11 de julho, seu CD “Em Águas Claras”, uma homenagem da cantora à Clara Nunes. O show será no Teatro Riachuelo, às 21h.

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br

Mostrando cada vez mais porque é a agência que pensa como o cliente, a Art&C é responsável pelas melhores propagandas do nosso Estado. Confira mais no www.artc.com.br.

JOÃO NETO

Música

Jota Oliveira

Talento

JOÃO NETO

o longo de sua evolução, os seres onívoros, entre eles nós, se viram divididos entre duas emoções conflitantes ao se depararem com um alimento em potencial: a neofobia, um medo considerável de ingerir qualquer coisa nova, e a neofilia, uma arriscada, porém necessária, abertura a novos sabores. O preço dessa flexibilidade (1) em termos de dieta é um conjunto de circuitos cerebrais muito complexo e dispendioso. Pois o onívoro precisa dedicar uma enorme quantidade de fiação mental a instrumentos sensoriais e cognitivos para descobrir quais nutrientes duvidosos podem ser comidos sem perigo. A primeira dessas ferramentas é nosso sentido de paladar, sistema bastante complexo, mas que parte de duas fortes orientações ligadas ao instinto, uma positiva e uma negativa. Uma nos predispõe ao que é doce, um sabor que sugere uma fonte particularmente rica em energia de carboidratos existente na natureza. Na verdade, mesmo quando estamos saturados dele, nosso apetite por coisas doces persiste, e essa é provavelmente a razão pela qual a sobremesa costuma ser introduzida no final da refeição. Uma paixão por doces representa uma excelente adaptação para um onívoro, cujo cérebro exige uma enorme quantidade de glicose (o único tipo de energia que o cérebro pode usar), ou pelos menos exigia no pas-

Com o fim das semanas internacionais de moda masculina, os brasileiros se mostraram figurinhas de destaque nas passarelas. Veja na seção Fashion do nosso blog, quais foram os principais modelos.

✃ RECEITA

FANTASIA DE FINGER FOOD Pizza crocante com tomate seco Corte a massa da pizza em triângulos, coloque no forno até ficar crocante, retire e coloque o tomate seco em tiras. Frico com escarola Numa frigideira coloque 2 colheres de sopa de azeite de oliva, um dente de alho e umas folhas de escarola. Salteie a verdura durante 5-7 minutos, adicionando um pouco de água e duas alici (anchova salgada). Retire do fogo. Rale 50g de Parmesão . Numa frigideira anti-aderente despeje o queijo formando discos de 5cm de diâmetro. Quando o queijo começar ficar duro (frico) retire os discos e monte a escarola. Tomate cereja recheado com mozzarella e manjericão Corte o tomate acima de sua linha mediana para que fique com uma “tampa”. Retire as semente e a polpa central, coloque uma pitada de sal e gotas de azeite. Pique a mozzarella em cubinhos e o manjericão em tirinhas. Misture e recheie os tomates.

sado, quando as fontes de açúcar eram raras e pouco freqüentes. (O cérebro adulto humano responde por 2% do nosso peso corporal, mas consome o 18% de nossa energia, que precisa vir de um carboidrato!). A segunda grande orientação adotada pelo nosso paladar nos predispõe contra sabores amargos, justamen-

te o tipo de sabor que tem as toxinas defensivas produzidas pelas plantas (2). Um gosto amargo na língua vale como advertência para adotar cautela, de modo que um veneno não consiga passar pelas papilas gustativas, sentinelas fiéis desse sentido. O nosso dilema (3) de onívoros é reencenado cada vez que decidimos ingerir ou

não algum fruto silvestre pouco familiar, mas também quando avaliamos os valores nutricionais nas embalagens; quando embarcamos num regime ou quando determinamos se é eticamente defensável comer carne, quer dizer, se a carne, ou qualquer outra coisa, é boa não apenas para comer, mas também para se pensar.

Tijolinhos de abóbora com gorgonzola Cozinhe a abóbora cortada em fatias de 5-6mm em água com sal. Retire da água e corte a abóbora em tijolinhos de 3x2cm. Espalme cada tijolo com gorgonzola. Decore com folhas de manjerona. Torrada com pesto de manjericão Corte o pão (tipo italiano ou português) e fatias bem finas. Coloque-as para torrar. Quando prontas retire do forno e passe uma camada de pesto de manjericão. Decore ao seu gosto.


tn família A bordo

Educação

O comodoro e empresário Marcilio Carrilho confirma, próximo dia 13, a tradicional festa junina “São Pedro a bordo”, já no calendário anual do Iate Clube. Animando o público, as atrações Fernando Farias e Messias Paraguai. Reservas na secretaria do clube.

Será realizado, amanhã, às 8h, no Praiamar Natal Hotel & Convention, o Seminário Educação Básica e Profissional para o Desenvolvimento do RN. Na ocasião, autoridades, especialistas e empresários debaterão oportunidades para o desenvolvimento do Estado.

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

» PARABÉNS! » Esta coluna abraça e canta parabéns para Walquiria Borges Carneiro, Aldemir Neto, Gutemberg Gurgel e Ricardo Leonardo Sales. Nesta segunda, 08, vivas antecipados para Monique França, Rosa Núbia Campelo, fisioterapeuta Tazia Varela Martins, Vera Benevides, Allyson Medeiros, Guilherme Oliveira e Cláudia Rocha.

JOÃO NETO

JOÃO NETO

Jurídico

Em Foco

Paulo Dias/Socorro Alves em recente evento social A elegância e discrição de Rino Bordogna/Flávia

JOÃO NETO

Roberto Alexandre Neves Fernandes Filho é formado em direito pela Universidade Potiguar, com especialização em direito imobiliário privado pela Universidad Complutense de Madrid. Concluiu o curso de direito no final do ano de 2007, tendo iniciado o exercício da advocacia em 2008. Atua na área de Direito Civil, Imobiliário e Registral. Escolheu este campo de atuação porque, na época que iniciou o curso de graduação, havia excelente demanda em virtude do crescimento urbanístico e demográfico das cidades, especialmente, o município de Natal/RN. Além disso, o mercado de trabalho carecia de profissionais especializados nessa área. Ao retornar da Espanha, após concluir o curso de extensão, passou a integrar o quadro de advogados do escritório de Advocacia Rocha, onde continua exercendo atividades profissionais no ramo do direito civil, imobiliário, urbanístico e de registro público. Para ele, o direito é o caminho para se chegar à justiça e hoje, faria a mesma escolha. “Dedico-me ao aprimoramento das resoluções jurídicas atuais e tenho satisfação de trabalhar no ramo albergado por uma das mais belas profissões, quando exercida de maneira ética, seguindo a linha dos bons costumes e preceitos estabelecidos pela Ordem dos Advogados do Brasil”, afirma. Roberto acredita que, apesar do elevado número de profissionais inscritos na Ordem, o direito ainda é uma carreira promissora, visto que os litígios ou temas envolvendo as controvérsias decorrentes das relações humanas nunca deixarão de existir.

Esbanjando alegria, Tadeu Mauro/Hiviele Gurgel

Velado

JOÃO NETO

Mesmo com diversas conquistas ao longo dos últimos anos, os gays ainda enfrentam muito preconceito para “sair do armário”. A situação é bem retratada pelo personagem Felix de “Amor à vida”, que apesar de ser homossexual, não assume sua orientação por ter medo da reação de familiares e da sociedade. - Esse é o ainda é o cenário encontrado no Brasil, que apesar se mostrar como um país liberal, ainda mantem um preconceito velado.

« FINANCIAMENTO » Até 11 de julho, artistas podem se inscrever para o programa Rede Nacional Artes Visuais e Prêmio Marcantonio Vilaça

A

Fundação Nacional de Artes - Funarte prorrogou, até 11 de julho, as inscrições para o Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça - 6ª Edição e para o Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais 10ª edição. O Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça - 6ª Edição incentiva a produção de obras de arte destinada ao acervo das instituições museológicas sem fins lucrativos - públicas e privadas. O objetivo do programa é o estímulo à difusão, à criação e à formação de público, na área de artes visuais, no Brasil.

Priscila Alencar/Arthur Dutra marcando presença na nossa junina de Dez

Cultura

A simpatia do casal: Tatiana Flôr/Flávio Guedes

Funarte prorroga prazos de inscrições para editais Com recursos de R$ 2,9 milhões, do Fundo Nacional de Cultura (Ministério da Cultura), o edital vai contemplar 15 projetos, com premiações de R$ 70 mil, R$ 150 mil e R$ 350 mil. A seleção é aberta a pessoas físicas - que podem representar coletivos de artistas - e pessoas jurídicas de natureza cultural, sem fins lucrativos, atuantes nas artes visuais. Já o Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais - 10ª edição confere prêmios de R$ 100 mil a projetos que promovam a troca de informações e experiências entre artistas.

viver De terça a sábado

A Fecomércio realiza, próximo dia 12, edição especial do RN em Foco com o prefeito Carlos Eduardo que, na ocasião, apresentará o balanço dos 200 dias de sua gestão à frente da prefeitura de Natal. O evento será realizado no Versailles Tirol, às 12h.

JOÃO NETO

JOÃO NETO

Festeiros de Dez: Sílvio Santiago/Adriana

5

A Cia Teatral Dueto apresenta, logo mais, às 18h, “Mamãe Retrô - O Musical” especial de férias. Relembrando a infância dos anos 70/80, é um programa para a família inteira. O palco será o TCP-Teatro Cultura Popular.


6

tn família

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

» MAIS FLASHES DO FEIJÃO SOCIETY »

Seminário

A praia de Pipa sediará a 4ª edição do Fest Bossa & Jazz. Com realização de 22 a 25 de agosto, o festival reunirá grandes nomes nacionais e internacionais do Jazz, Blues, Bossa Nova e música instrumental, em 12 shows, workshops musicais, oficinas socioambientais, além de várias outras atividades que serão oferecidas de forma gratuita. »» O evento contará com a importante parceria do sistema Sesc e Fecomércio, e este ano traz novidades em sua estrutura física. Além do pavilhão de alimentação, feira de artesanato e lanchonetes, a grande área do palco principal proporcionará com o Sesc Cinema Royal uma programação selecionada especialmente para a ocasião.

Tonheca Dantas Para homenagear o centenário da valsa Royal Cinema, obra mais famosa do maestro potiguar Tonheca Dantas, a Cooperativa de Música do RN realiza o projeto “Tonheca Dantas, o Maestro dos Sertões”. Para celebrar a data, no mês de agosto será lançado um CD com doze músicas junto com suas partituras digitalizadas, além da biografia “A Desfolhar Saudades”, do professor e escritor Cláudio Galvão. Também está programada a realização de vários concertos com a Orquestra Sinfônica do Rio do Grande do Norte. A iniciativa conta com patrocínio do Morada da Paz, empresa do grupo Vila, e Lei Djalma Maranhão.

Valéria Araújo, Liege e Wellington Jr. Barbalho

Joaci Araújo e Dodora Pessoa

Augusto Maranhão e sua simpática Márcia

PASSARELA O colunista social Carlos Magno Dantas promoveu ontem o tradicional concurso Miss Seridó 2013, no Clube Municipal da cidade de Acari. Em sua 23ª edição, o evento contou com a participação de representantes de 25 municípios. Márcio Cézar e Helena Duarte

liegebarbalho@tribunadonorte.com.br

Bossa e Jazz

FOTOS: JOVINHO/LIEGEBARBALHO.COM

Liege Barbalho

A TRIBUNA DO NORTE, a Salamanca Capital Investments, UFRN, Funpec, Sistema Fecomércio e o Sistema Fiern assinam convite para o Seminário Educação Básica e Profissional para o Desenvolvimento do RN. O evento compõe o projeto Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte. No seu 6º ano, o seminário terá realização amanhã no Hotel Praiamar e contará com a presença de autoridades, especialistas e empresários potiguares.

Bartolomeu Alves e Rosalie Arruda

» VÁRIAS »

Rilker Chaves Teixeira e Juliana

Heloísa no abraço do pai Sinval de Souza

Carlos Magno com a Blonde e Tiago Almeida

As amigas Íris Machado e Lailce Santos

Os amigos Jorge Barbosa e Veloso Neto

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE ✩ ESTREIA

Vênus em trígono com Urano colore o domingo com vanguarda e originalidade na cultura

Clima íntimo pede recolhimento, mas inovação também! Chame os amigos para fazer algo em casa, crie uma atmosfera bacana para receber com carinho aqueles que fazem parte de seus sonhos. Memórias, vivências em comum, tudo lhe dará um sentimento bom de pertencer a uma tribo.

Touro 21/04 a 20/05 Encontro astral entre Lua e Júpiter fertilizam sua imaginação neste domingo. Conectado com o entorno, capaz de antever futuros, você também conta com boa cabeça para captar o que seus queridos precisam. Boa comunicação e expressão por meio das artes. Muita fé!

Gêmeos 21/05 a 20/06 Um talento seu pode ser o motivo de muita festa e alegria hoje! Seguro de si, confiante no seu radar interior, acertará em cheio em escolhas e suas decisões serão positivas. As finanças recebem uma ótima vibração a partir de hoje. Novidades e ideias imperdíveis!

É no seu signo que se aninham Lua, Júpiter e Sol, já preparando o clima astral da lua nova de amanhã. Sinal de muita sensibilidade e de introspecção também. Cuide de você, descanse e fuja das batalhas do mundo lá fora. Recarregue suas baterias e prepare-se para um ciclo novo.

Leão 22/07 a 22/08 Ninguém sabe, mas às vezes seu coração anda tumultuado, precisando de cuidados e carinhos. Hoje é um domingo assim. Por isso, cerque-se de quem sabe e entende a linguagem não falada de suas necessidades mais íntimas. Quanto menos perguntas, melhor!

Virgem 23/08 a 22/09 Boas surpresas e encontros calorosos com amigos —que tal ir ao clube? Almoçar com eles num canto bem informal e gostoso? O dia pede troca afetiva, a qual você está aberto e bem disposto. Esperança de dias bem melhores. No amor, tudo azul.

Libra 23/09 a 22/10 Os librianos contam hoje com poderosa intuição para ajudar a decidir os rumos que deverão tomar na próxima semana, especialmente no âmbito da profissão e da vida social. As ideias e inspirações podem ser anotadas: servirão para abrir caminhos na próxima semana!

Escorpião 23/10 21/11 Clima astral bom para você hoje, que tem revelações e dicas por meio de sonhos e notícias de longe, que muito animarão sua alma. Viagens e temas relacionados são assuntos que empolgam e trazem contentamento. Sua percepção de conjunto está muito boa. Amores caminham bem.

Sagitário 22/11 a 21/12 Mergulhos emocionais profundos e encontros que pedem intimidade e sintonia total com algumas pessoas são as tendências para hoje. Reserve mais tempo para ficar à vontade. Lembranças do passado podem incomodar. Clima astral pede recolhimento.

ENCONTRO O presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Aderson Silvino, participou na última semana do 95º Encontro do Colégio Permanente de Presidente dos Tribunais de Justiça do Brasil. O evento aconteceu na cidade de Boa Vista, Roraima. Entre os principais palestrantes destaque para Aparecida Gonçalves, representante da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres da Presidência da República.

« CINEMA »

BÁRBARA ABRAMO

Câncer 21/06 a 21/07

SUGESTÃO NO AR São muitos os questionamentos com relação ao Aeroporto Augusto Severo, quando for desativado. Fica a sugestão da coluna para que o espaço seja transformado num hospital de urgências. Além de desafogar o tão sofrido Walfredo Gurgel, iria benefeciar e muito a população potiguar num quesito de extrema importância que é a saúde! Vamos encampar esta ideia!

COMEMORAÇÃO A Clínica Vicente de Paula está em festa, celebrando 25 anos de atividades na odontologia do RN, com realce para o segmento de implantes dentários. O grupo é composto por Ricardo Souza, Ricardo Sá, Sanderson Lopes e Rodrigo Souza, que se destaca por sua atuação e desempenho.

A querida Ana Tereza Motta

«HORÓSCOPO » Áries 21/03 a 20/04

Canindé Gosson com a colunista

Capricórnio 22/12 a 20/01 Domingo bom para ficar com seu amor, curtindo momentos de encontro total! Você está mais aberto para entender as pessoas queridas também. Caminhos abertos para abrir seu coração com quem ama. Reflexões se concluem a respeito de relacionamentos amorosos.

Aquário 21/01 a 19/02 Saúde é o tema em foco hoje, um dia que pede atenção com malestares. É possível que seu corpo esteja apenas respondendo a emoções mal digeridas. Há mágoas remoídas ou mal digeridas? Coloque para fora de alguma maneira. Seja paciente com os mais próximos.

Peixes 20/02 a 20/03 Um belo domingo para se divertir, namorar, dançar, estar com os filhos! O astral está realmente positivo e bonito para você aproveitar da melhor forma. Notícias de longe chegam em bom momento para animar sua alma. Aliados inesperados surgem para ajudar num sonho.

★ ★ ★ GUERRA MUNDIAL Z (14 anos, dublado e legendado) Moviecom 1. Sessões 14h15, 16h45, 19h15 e 21h45 / Moviecom 6. Sessão (dub) (3D) 17h / Moviecom 6. Sessão (leg) (3D) 21h40 / Cinemark 7. Sessões (leg) (3D) 19h50 / Cinemark 7. Sessões (dub) (3D) 14h40, 17h20 e 22h20 (sab)/ Cinemark 7. Sessões (leg) 12h10. A história gira em torno do funcionário das Nações Unidas Gerry Lane (Brad Pitt), que atravessa o mundo em uma corrida contra o tempo para deter uma pandemia que está derrotando exércitos e governos e ameaçando dizimar a própria humanidade. Direção: Marc Forster. ✩ O CAVALEIRO SOLITÁRIO (14 anos, dublado/legendado) Moviecom 3. Sessões (dub) 21h30/Cinemark 1. Sessões (leg) 23h10 (sab) Uma aventura com humor e ação na qual o herói mascarado ganha vida através de novos olhos. Tonto (Johnny Deep), o espírito guerreiro nativo americano narra as histórias não contadas que transformaram John Reid (Armie Hammer), um homem da lei, em uma lenda da justiça, cheia de surpresas épicas e muito humor enquanto os dois improváveis heróis precisam

aprender a trabalhar juntos e lutar contra a ganância e a corrupção. Direção: Gore Verbinski. ★ ★ ★ MINHA MÃE É UMA PEÇA (12 anos, nacional) Moviecom 3. Sessões 15h55, 19h40/ Cinemark 4. Sessões 11h50, 14h10, 16h30, 18h50, 20h50, e 23h20 (sab)/Cinemark 6. Sessões 15h, 21h50. Dona Hermínia (Paulo Gustavo), uma mulher de meia-idade, aposentada e sozinha, tem como preocupação maior procurar o que fazer. Para uma mãe dedicada, a preocupação com os filhos é sempre uma ocupação. Mas os filhos de Dona Hermínia cresceram e agora ela está entediada. Sem um trabalho ou um companheiro, a nada simpática Dona Hermínia passa seu tempo desabafando com a tia idosa, a vizinha fofoqueira e a amiga confidente. Direção: Andre Pellenz

TODO MUNDO EM PÂNICO 5 (14 anos, dublado) Moviecom 3. Sessões 14h, 17h45 / Cinemark 5. Sessões 21h40. Três dançarinos, um veterano e duas novatas, que também são melhores amigas, disputam o papel principal de uma nova produção, dirigida por um diretor arrogante e ditador. Direção: Malcolm D. Lee


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

tnfamília

7

» SESSÃO PARABÉNS »

LARGO DO ATHENEU É sempre dia de provar novas delícias do Super Dog. E agora tem wi-fi.

FESTA DE ARROMBA

A Revista terá lançamento HOJE, no Garbos Recepções com assessoria de Nely Carlos. Uma pequena comitiva prestigia a “abelhinha” Eliana Lima que lá está na companhia de Francisco José e do colega Bzzzz Carlos de Souza. De Natal estão Gegê Soares, Alcina Holanda e Nelson Faria, Renato Carvalho e Aurino Couto, Simone Silva, Maria e Francisco Nunes, Nelly, Tiana, Rose Flor, Thaísa Galvão e Paulo, Bruno Giovanni e Camila. Desembarco de Fortaleza para prestigiar a coleguinha tribunérrima...Vai ser BZZZZZZ.

JALECO O Ministério da Educação (MEC) aprovou, a instalação de um campus avançado da UFERSA (Universidade Federal Rural do SemiÁrido), no município de Assu, onde inicialmente funcionará o curso de medicina, já tendo a primeira seleção para 60 pessoas, marcada para o primeiro semestre de 2015, com previsão de início do curso para 2016.

DE SAMPA PARA O OLIMPO E quem envia convite é Sérgio Medeiros para o aniversário dos seus 50 anos, no dia 26 de julho no Olimpo, às 22h. Há algum tempo, Sérgio mudou-se para Sampa e lá especializou-se em Design de Interiores. Preferiu vir comemorar com os amigos tupiniquins...Show!

JULINA A BORDO Iate não foge a tradição...O Comodoro Marcílio Carrilho já começou a contagem regressiva para o “São Pedro a Bordo”, tradicional festa junina de Natal, que será realizada no sábado, dia 13 de julho. Com quadrilha improvisada, comida típica e muita animação, a edição 2013 do “São Pedro a Bordo” terá início às 21 horas.

★ ★ ★ UNIVERSIDADE MONSTROS (Livre, dublado) Moviecom 5. Sessões 14h10, 16h30, 18h50, 21h10 / Cinemark 5. Sessões 12h, 14h30, 16h50, e 19h10 (só quinta) Mike Wazowski e James P. Sullivan são uma dupla inseparável, mas nem sempre foi assim. Desde o momento em que esses dois monstros incompatíveis se conheceram, eles não se suportam. Universidade Monstros revela o segredo de como Mike e Sulley superaram suas diferenças e se tornaram melhores amigos. Direção: Dan Scanlon. ✩ TRUQUE DE MESTRE (12 anos,

legendado) Moviecom 7. Sessões 14h20, 16h40,

SEMPRE QUERIDA e lembrada TEREZINHA CÂMARA, mãe de Gina, com as amigas Lilian Cabral e Do Céu

FÔLEGO DE GATO... FAMÍLIA REUNIDA e parabéns duplo para IVAN ROCHA e o genrinho HERBERT DORE

O sucesso da festa de 80 anos do colégio Nossa Senhora das Neves do ano passado, vai se repetir esse ano. A data é dia 27 de julho. O que não vai faltar é animação com Uskaravelhos, Quarteto Linha, Banda Pura e DJ Shato. As vendas já começaram na M. Martin do Midway.

Nosso veterano colunista Paulo Macedo foi empossado como presidente do Rotary Clube Natal-Sul (Distrito 4500), no seu quarto mandato sucedendo o médico Gley Nogueira Fernandes Gurjão.

GRUPO VILA

» CLICS DA “MINHA XERETA” EM MOMENTO DE AMIGOS... »

Como seria bom que grandes empresas patrocinassem projetos culturais inseridos nas leis de incentivo sejam Ruanet, Câmara Cascudo ou Djalma Maranhão. Aplaudir o Grupo Vila que aderiu e assina patrocínio do projeto “Tonheca Dantas -O Maestro dos Sertões “. Grupos como o Nordestão “corre léguas” ...seria tão bonito colocar sua marca em projetos sérios que beneficiam a cultura potiguar.

PARABÉNS PARA VOCÊS

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE ✩ ESTREIA

dublado) Moviecom 4. Sessões 14h05, 16h15, 18h25, 20h35/Moviecom 6. Sessões (3D) 14h50, 19h30/Cinemark 1. Sessões 11h30, 13h50, 16h10, 18h30, 21h/Cinemark 2. Sessões (3D) 11h, 13h20, 15h40, 18h, 20h20, 22h30/Cinemark 6. Sessões (3D) 12h40, 17h10, 19h30. A mente do crime Gru volta a ter pela frente seu inimigo Victor, enquanto tenta lidar com outro super vilão, El Macho, que possui um filho chamado Machito. A direção é de Pierre Coffin e Chris Renaud, e o roteiro foi escrito por Ken Daurio e Cinco Paul.

ENTRE poetas e escritores, os “vivas” para Lúcia Helena Pereira

EX-ALUNOS

« CINEMA » ✩ MEU MALVADO FAVORITO 2 (Livre,

MINHA COMADRE – E amiga “do peito” Wilma Freire, a musa de Paulinho

hilnethcorreia@tribunadonorte.com.br

BZZZZZ EM MOSSORÓ

SEMPRE TRANQUILA e correta: Walkíria Borges Costa em clic com Luiz Eduardo

Hilneth Correia

Na companhia de Joanita Potiguar e Fernando Mota estou em Fortaleza para uma daquelas festas de arromba. Na sexta-feira participamos do aniversário do empresário CARLOS PEREIRA (leia-se Del Rio) preparada nos mínimos detalhes pela sua mulher Elza. Sem dúvida uma das festas mais bonita da sociedade cearense. Lá também está Osmaria e Lupercinho Menezes.

» DOMINGO VERDE-AMARELO » O primeiro depois da minha longa viagem, também foi longo... Estava com saudade dos amigos e cumprimos uma agenda recheada... 1-MEU compadre Ismael Wanderley- Ceiça , estão em temporada no Rio, mas no domingo reuniram “amigos do peito” num almoçinho chique. Grupos divididos : bolinhas em sua maioria curtindo o Itália e Uruguay e depois aguardando o Brasil. Uma tarde deliciosa e chique ... 2- NO GREEN VILLAGE com os sabores de “Quebra Osso” o verde-amarelo reuniu amigos de Priscila Gimenez e Rocinha para ver o Brasil campeão. Descontraída e de bons amigos. Fugi no primeiro tempo... 3-CHEGUEI A TEMPO dos gols balançar a rede dos espanhóis. Meu pouso era no “Jerônimo Câmara” nos salões de Alcina Holanda. Um grupo de amigos reunidos e no final assinei o risoto de camarão com pêra. Foi um domingo de glória!

ELIMINANDO GORDURINHAS E ESTRESSES... Nada como os programas do Termas Center em Rio do Fogo. O próximo será de 19 a 28. Adoro e estou sentindo saudades os spas são realizados com intensa atividade recreativa, além de massagens, gomagens, hidratação facial e corporal, shows, festas, bingo, gincana, jantar especial, além de equipamentos de ginástica, piscinas, caminhadas ao ar livre e alimentação saudável e balanceada. Taí um lugar onde me sinto em férias.

...Hoje é de abraçar Ivan Vieira França de Sousa Rocha, Walquíria Borges Carneiro Costa, Maria Salete Nunes Rego, Waldemir Bezerra de Figueiredo, Mirlla Martins Rocha da Silva, Ingrid Medeiros Maciel F. de Souza, Gutemberg Gurgel, Aldemir Neto, Sessé Pereira, Francisco Lima...DIA 08:Tázia Varela Martins, Monique França, Rosa Núbia Campelo, Vera Benevides, Maurício Pandolphi, Tadeu Melo.. DIA 09:Herbert Dore, Lúcia Helena Pereira, Terezinha Câmara, Eduardo Freire, Sid Fonseca, Vilma Carvalho Freire, Eduardo Caldas, Bruna Freire, Andréa Moraes... DIA 10/07:Tarcísio Gurgel, Gerusa Barreto de Paiva, Lutemberg Dantas, Paulo Tarcísio Cavalcante, Gustavo Lucena, Paulo Nogueira, Dilma Lyra, Roberta Duarte, Nadja Simonetti M. Pires, Mariberto Bezerra Dantas, Gutemberg da Silva Nóbrega, Raimundo Fernandes, Tatiana de Sousa Saldanha, Suely Silveira

FAMÍLIA REGO Começou neste sábado do V Encontro da Família Rêgo. O evento reúne do GARBOS teve almoço no Salão Cristal do Garbos Recepções & Eventos, em Mossoró. Hoje o espaço ainda reúne a Grande família ...

Tonto: Johnny Depp nas telas DIVULGAÇÃO

19h05, 21h30/Cinemark 3. Sessões 14h, 16h35, 19h20, 22h. Dois ilusionistas famosos começam a roubar bancos e fazer do assalto um show de mágica. Após os roubos, eles jogam o dinheiro para a platéria presente. O FBI descobre o truque e tenta capturá-los. Com Mark Ruffalo, Isla Fisher, Morgan Freeman, Michael Caine, Woody Harrelson. Direção: Louis Leterrier. ✩ DEPOIS DE LÚCIA (16 anos,

legendado) Cinemark 5. Sessões 19h10 (só quinta) Alejandra (Tessa Ia) e seu pai Roberto acabaram de mudar para uma nova cidade. Depois da morte de sua esposa, ele e sua filha de 15 anos tentam recomeçar a vida. Alejandra ingressa em um novo colégio e começa a sofrer abusos físicos e emocionais, mas, envergonhada, não conta nada para o pai. Direção Michel Franco. O HOMEM DE AÇO (3D) Cinemark 6. Sessão 0h (sáb) Um jovem descobre que tem poderes extraordinários e que não é do planeta Terra. Então, ele viaja para descobrir suas origens e o que veio fazer aqui. Mas o herói que tem dentro de si deve se mostrar para que ele salve o mundo da aniquilação e torne-se o símbolo da esperança para toda a humanidade. Direção: Zack Snyder.

Colby, Texas, 1869. John Reid (Armie Hammer) é um advogado que acaba de retornar à sua cidade-natal, onde vive seu irmão Dan (James Badge Dale), a cunhada Rebecca (Ruth Wilson) e o sobrinho Danny (Bryant Prince). John está disposto a cumprir a justiça ao pé da letra, levando os criminosos ao tribunal, apesar da resistência local. Ao acompanhar o irmão e outros Texas Rangers em uma patrulha pelo deserto, o grupo é atacado pelos capangas de Butch Cavendish (William Fichtner), um bandido que tem a fama de comer carne humana. Todos são assassinados, com exceção de John, que fica à beira da morte. O índio Tonto (Johnny Depp) o encontra e, ao perceber que um cavalo branco escolhe John, passa a ajudá-lo. Tonto acredita que John foi escolhido por um mensageiro espiritual e que, como voltou da morte, não pode mais ser morto. A partir de então John passa a usar uma máscara e, ao lado de Tonto, faz de tudo para reencontrar Cavendish. (www.adorocinema.com)


8

tnfamília

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Ficha Técnica Direção de Moda: George Azevedo Foto: Hudson Rennan Beleza: Anilson Knight (Lirêda Coiffeur) Modelo:Thaysa Bello (Tráfego Models) Stylist:Weuquens Queiroz

Vestido Day By Day Nathi para Rio Center usado com max camisa da Blu k e acessórios Sol Bijoux

Jaqueta Liziane Richter para Tereza Tinoco, óculos da A Graciosa e brinco Sol Bijoux

Blusa Redjane Modas usado com max over malha da Blu K, casaco Lacoste e acessórios Sol Bijoux

Blusa e colete Redjane Modas e acessórios Sol Bijoux Calça e cinto Toli usado com camisa Rock Lily para Tereza Tinoco, acessórios Sol Bijoux e cap arcevo

Strong Lady Com a edição do nº14 da nossa Glam circulando, destacamos um dos editoriais que está presente nas páginas da revista em fotos inéditas. O look militar nunca sai de moda ok? Para arejar e quebrar a rigidez dos tons masculinos, a mistura cai bem com peças de alfaiataria e animal print. Os camuflados que remetem aos trajes de selva permanecem fazendo um mix com caveirismo e gótico. Inusitado, perfeitinho e nada complicado!

news ::::::::::::::::::::::::::: Após os lançamentos da edição de nª14 da nossa Glam em Natal e Mossoró. A revista pode ser adquirida gratuitamente na banca Cidade do Sol em Natal e em Mossoró no Bagdah Café no Shopping Liberdade. Garanta a sua! O concurso Miss Rio Grande do Norte 2013, inicialmente agendado para 25 de julho, tem nova data: dia 08 de agosto. O evento acontecerá no Villa Hall em Natal e contará com a participação de 25 candidatas, cada uma representando um município do estado. Quem tirou umas férias e se jogou na capital potiguar foi a Barbie, isso mesmo a boneca. E por onde ela passou foi tudo registrado pelas lentes de Léo Carioca. O resultado? Você pode conferir em uma grande

Vestido Iorane para Yolla usado com uma max over malha da Blu K e acessórios Sol Bijoux

exposição fotográfica que está em cartaz desde o dia 1º e vai até o dia 15 de julho no segundo piso do Natal Shopping. Passa lá. Quem embarcou para São Paulo no último dia 03 de julho, foi a lindjinha da Bebel Tinoco. O motivo? Por lá, ela fará pedidos do estilista André Lima e dos maravilhosos pisantes da Invitto. Enquanto isso, a loja em Natal não pára de receber as novidades da Ana Mac, Gig, Dhuo e Renata Campos entre outras. Confira! No próximo dia 17 de julho, será inaugurada na cidade a primeira franquia da Saccaro. A marca é referência nacional no mercado mobiliário e chega à rua Mossoró, em Tirol, num espaço de 600 m² que seguem os padrões de Concept Store. A nova loja, comandada por Werneck de Carvalho e Tatiana Souza de Carvalho, traz elementos, materiais e ambientes que criam uma atmosfera intimista, fazendo com que o consumidor sinta-se em casa. Tudo!

Blusa Bain Douche, acessórios Sol Bijoux e óculos A Graciosa


FRANKIE MARCONE

De carona PARTE INTEGRANTE DO JORNAL TRIBUNA DO NORTE - NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE - LINHA DIRETA DO ASSINANTE NATAL: 4006-6100 - R - 6261

nas férias

Clube do Assinante Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 07 de julho de 2013

EDU BARBOSA

JUNIOR SANTOS

+

Roupas casuais da Marina compõem seu visual de férias « PÁGINA 6 »

Sapekas Play abre colônia de férias para as crianças « PÁGINA 8 »

OFERTAS VÁLIDAS EXCLUSIVAMENTE AOS ASSINANTES DA TRIBUNA DO NORTE DE 07 A 31 DE JULHO DE 2013


2

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Clube do assinante DIVULGAÇÃO

Palavra do editor eralmente quem entra em férias no mês de julho são os estudantes, mas os pais podem pegar carona e aproveitar o momento para fazer programas leves, relaxantes e até mesmo educativos No Clube do Assinante do mês de julho, apresentamos uma série de opções para a família se divertir. Tem colônia de férias no Sapekas Play, passeios de barco do Marina Badauê e parque aquático Ma-noa. Para garantir a bagagem perfeita, opções de loja de malas (Bagagerie) e de roupas casual (Marina). Para completar o roteiro de lazer, a premiada Mercearia Sanduíches, com promoções de segunda a quinta, oferece o ambiente ideal para congregar amigos e familiares. Propomos também uma visita ao Centro de Lançamento Barreira do Inferno, na Rota do Sol, que mesmo sendo localizada em Parnamirim, garantiu por um bom tempo o título a Natal de “Capital Espacial do Brasil”. Conheça história do seu país, sem precisar viajar. A visita é gratuita.

G

« NOTAS EXPLICATIVAS » »Este é um serviço gratuito, oferecido aos assinantes da TRIBUNA DO NORTE pelo Depto. de Marketing com o objetivo de orientá-los na hora de escolher sua opção de compras. As informações contidas no CLUBE DO ASSINANTE foram fornecidas pelas empresas conveniadas. Não nos responsabilizamos pelas mudanças de preços e descontos. »Os descontos oferecidos pelas empresas associadas e anunciadas são válidos durante o mês de julho de 2013. A cada mês ocorrem alterações na listagem. »No caso de assinaturas feitas por empresas, uma pessoa deverá ser nomeada como titular do cartão. Os descontos oferecidos não serão cumulativos.

Avião AT-26 – Xavante, de fabricação brasileira, importante para desenvolvvimento da industria bélica brasileira

Viagem ao universo da Barreira do Inferno s vésperas de completar 48 anos de atividades, o Centro de Lançamento Barreira do Inferno - que já realizou 2.935 lançamento de veículos espaciais - aproxima-se cada vez mais da sociedade. A visitação ao Centro de Cultura e Informações Turísticas (CCEIT) tem a finalidade de resgatar a memória e preservar o patrimônio da Barreira, permitindo ao público em geral tomar conhecimento da missão e das atividades desenvolvidas. O CCEIT - situado na Rota do Sol, a caminho de Pium (Parnamirim-RN) - é aberto gratuitamente ao público, em especial para estudantes de níveis fun-

À

damental e médio, professores, pesquisadores universitários e turistas. As visitas previamente agendadas são guiadas e monitoradas por servidores civis e militares, capacitados para informar sobre a história do Centro de Lançamento. Projetado para se tornar um espaço de pesquisa, cultura e lazer, o CCEIT guarda acervo de peças originais e réplicas de foguetes lançados na Barreira do Inferno, lançadores, antenas e radares meteorológicos e de telemedidas, e um avião AT-26 – Xavante, de fabricação brasileira, que desempenhou importante papel no desenvolvimento da indústria bé-

Gerente de Marketing : Andreia Barandas Editor : Carlos Peixoto Repórter: Eliade Pimentel Atendimento aos assinantes: Halicene Dantas, Alexsandra Borges e Cibelle Ribeiro

lica do país. Os visitantes também podem visualizar miniaturas de foguetes e painéis fotográficos que retratam recortes da trajetória do CLBI, que nasceu para disseminar o conhecimento científico e tecnológico, contribuindo para a recuperação, preservação e divulgação da memória da ciência e tecnologia do país. Serviço: CLBI – Funciona todos os dias, das 9h às 16h30. Agendamento por telefone: (84) 3216-1455 ou e-mail: visitaclbi@gmail.com. Mais informações no site (www.clbi.cta.br/cceit).

End.: Av. Duque de Caxias, 106, Ribeira CEP: 59010-200. Fone: 4006-6100 R-6261-6262 E-mail: clube@tribunadonorte.com.br Fax: 4006-6120 www.tribunadonorte.com.br/clube.php


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Clube do assinante Diversão LAZER

3

Bagagem para viagens

Big Blue Parque Aquático Av. Brigadeiro Paulo Salema s/n, Praia de Búzios Tel. (84) 3239-2118 Desc.: 20% à vista na entrada do parque, limite de até 05 pessoas por assinante.

EDU BARBOSA

Danny's Park Av. Senador Salgado Filho, 2233 Lagoa Nova – Shopping Via Direta Tel.:3206-1000 Promoção: Compre R$20,00 em créditos e ganhe mais R$25,00 em bônus para brincar a vontade de domingo a domingo. Bônus válido para máquinas de vídeo game simuladores, brinquedos coletivos e Kid Raidem (para participar o assinante terá que adquirir o cartão do Park no valor de R$1,00). www.dannyspark.com.br Ma-Noa Park Av. Ponta dos Anéis, s/n Praia de Maracajaú Município de Maxaranguape/RN Tel.: (84) 3211-2140. Desc.: 20% à vista ou a prazo na entrada do parque e passeio nos parrachos. Respectivamente no máximo de 5 (cinco) pessoas, (titular + 4 dependentes).

NOVA Marina Badauê Av. Deputado Márcio Marinho, s/n Praia de Pirangi do Norte/RN Tel.: (84) 3238-2066 Desc.: 50% à vista na entrada inteira para os passeios de barco (Assinante + 4 pessoas). Crianças até 5 anos não pagam e de 6 a 11 anos pagam meia entrada. Reservas antecipadas.

NOVA Tropical Hotel Eco Resort Rua Da Floresta, 078, Taborda, São José de Mipibú-RN Tel.: 3645-6660 Desc.: 20% (dinheiro/ cartão) no day use e nas diárias, (exceto feriados prolongados). Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

Peças em couro natural e materiais sintéticos,da bolsa do trabalho à mala de viagem, um pouco de tudo na Bagagerie

E

scolher o roteiro já é divertido, viajar então é uma excelente terapia. Mas a hora de arrumar as malas é o momento de maior ansiedade para quem planeja férias perfeitas. Sinônimo de situação lamentável, ninguém deseja para si uma “mala sem alça”. A loja Bagagerie, no Midway Mall, tem toda a linha de malas, bolsas, mochilas e necessaires para acomodar os itens indispensáveis para sua viagem, seja qual for o destino. O empresário Derneval Júnior destaca a linha de malas super leves, cuja economia para o viajante pode representar até 4,5 kg, dependendo do tamanho. “Geralmente, nessa época do ano, as viagens são mais longas, em família ou é a viagem tão sonhada dos

A loja Bagagerie, no Midway Mall, aposta em peças leves que economizam a franquia de bagagem em até 4,5 kg por mala adolescentes, para os Estados Unidos, e costuma-se usar malas grandes. Esse tipo de mala é recomendado, como também aquelas que tem giro 360º nas rodinhas”, explica. Ele alerta para a importância de escolha certa de malas e bolsas adequadas, para que o passageiro não venha a ter problema de bagagem danificada. A loja trabalha com várias marcas famosas,

como a internacional Zamboni (italiana), as tradicionais Primícia e Sestini, em modelos para todos as ocasiões, como os mochilões de camping e as linhas infantis para viagem e escolares. E não para por aí. Além das malas, a Bagagerie tem bolsas para o dia a dia da mulher, além de acessórios, chaveiros e cintos. Peças em couro natural e materiais sintéticos, em diversas texturas, compõem as coleções. Da bolsa do trabalho à mala de viagem, um pouco de tudo. Bagagerie Midwal Mall, loja 144, 1º Piso, Tirol. Tel.: (84) 3646-3516.

20%

à vista (dinheiro) em toda a loja (exceto produtos em promoção)

Educação BERÇÁRIO,CRECHES, EDUCAÇÃO INFANTIL E OFICINA Creche e Berçário Espaço da Criança Rua: Dr° Lauro Pinto, 124, Lagoa Nova Tel.: 3231-0325 Desc.: 20% Na anuidade escolar de 2013. (Pagamento através do boleto bancário da creche). CURSOS DE IDIOMAS CNA Inglês Definitivo Unidade I: Av. Hermes da Fonseca, 1168 Tirol

Tel.: 3222.4395 Unidade II: R. Leôncio Etelvino de Medeiros, 2835 Mirassol Tel.: 3207-8468 Unidade III: Av. Senador João Câmara, 134 Centro-Parnamirim/RN Tel.: 3645-5062 Desc.: 20% à vista ou 15% a prazo nas mensalidades dos cursos de espanhol ou inglês. www.cna.com.br/parnamirim

nas parcelas dos cursos de inglês e espanhol e promoções para os cursos de informática. Informamos que estamos com novas turmas.

Escolas Fisk Unidade I: Rua Mipibu, 365 Petrópolis Tel.: 3222.7114 Unidade II: Shopping Via Direta, Mirassol Tel.: 3206-2711. Desc.: 25% à vista ou 20% a prazo

CURSOS PROFISSIONALIZANTES

Word Station Av. Deodoro da Fonseca, 444 Cidade Alta Tel.: 3222.7923. Desc.: 45% à vista ou 45% a prazo nas mensalidades dos cursos de Inglês e Espanhol.

Microlins Av. Ayrton Senna, 1970 Neópolis Tel.: 3207-3727

Desc.: 35% à vista ou a prazo em todos os cursos, exceto nos cursos Vip. IT Cursos Unidade 01: Rua: Joaquim Holanda, 1825 (Acesso Av. Miguel Castro), Lagoa Nova, Tel.: 3222-4866. Unidade 02: Av. Ayrton Senna, 1501- Fm Empresarial, Nova Parnamirim, Tel.: 3208-0111 Desc.: 20% à vista Aos cursos e serviços de informática.


4

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Clube do assinante

ALIMENTOS DIETÉTICOS

O

Nutre Saúde Center Rua Ataúlfo Alves, 1889 Candelária Tel.: 3231.5429. Desc.: 10% à vista nos produtos e pratos do dia (alimentação light e diet).

O

DIVULGAÇÃO

GASTRONOMIA

visi laze na p da C rach tem vê a

BARES,DOCERIAS,RESTAURANTES Café Avenida Av. Deodoro da Fonseca, 585, Lj. 01 Tel.: 8807-7007 Desc.: 10% à vista (dinheiro) em todos os itens. Café Brigadeiro Rua: Olinto Meira, 1109 A, Barro Vermelho, (Por trás do Neves) Tel.: 3642-1181 Desc.: 10% à vista (dinheiro) em todos os serviços ( exceto nos bolos artísticos). O desconto não inclui entrega em domicilio. Confraria das Massas (Novo Endereço) Praça, Marechal Deodoro, 072, Neópolis, (Próximo a Rotatória da Avenida das Alagoas) Tel.: 3642-1538. Desc.: 20% à vista (dinheiro) ou 10% (cartão) em todos os itens do cardápio. Faceburg Av. Afonso Pena, 487, Petrópolis Tel.: 3223-2874 Desc.: 10% (dinheiro) em todos os produtos, exceto sobremesas e bebidas alcoólicas (Assinante + 3 dependentes). Mercearia Sanduíches Rua: Lima e Silva, 1549, Lagoa Nova Tel.: 3615-6200 Desc.: 10% (dinheiro e cartão débito ou crédito) em todo o cardápio, exceto promoções. Ó Pai Ó – Culinária Baiana Rua: Fernando Barreto, 1443, Lagoa Nova Tel.: 3234-4250. Desc.: 10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio, exceto bebidas. Restaurante Barra Mares Av. Cotovelo s/n, Praia de Cotovelo Parnamirim/RN Tel.: 3237-2164 Av. Litorânea, S/N, Redinha Nova (Logo depois do Aquário Natal). Desc.: 10% à vista em todo o cardápio. (O desconto é válido havendo consumação de no mínimo uma refeição). Restaurante Manary Rua: Francisco Gurgel, 9067, Ponta Negra Tel.: 3204-2900. Desc.: 10% (dinheiro ou cartão de crédito) Em todos os itens do Restaurante do Hotel (Exceto Prato da Boa Lembrança). (Horário Diariamente: Das 12h às 16h e das 19h às 23h Somente com Reserva). ShowCoFrutas R. Leonel Leite,1377, Shopping 10, Alecrim (2° Piso, Quiosque próximo a lotérica) Tel.: 9481-6183/ 8893.1366. Desc.: 10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio. BEBIDAS Casa dos Vinhos Av. Romualdo Galvão, 2100, Lj. 07, Cond.

par com cria par

O passeio tem duração de duas horas e proporciona visão privilegiada do litoral Sul, com direito a banho nas piscinas naturais

Nas piscinas de Pirangi T

ão perto da cidade e com um gosto incrível de férias. O tradicional passeio do complexo Marina Badauê, na praia de Pirangi do Norte, tem duração de duas horas e proporciona uma visão privilegiada de toda a orla das praias de Búzios, Pirangi do Norte, Pirangi do Sul e Cotovelo. A segunda parte da viagem é a mais aguardada, com uma hora dedicada ao mergulho nas piscinas naturais de Pirangi (a 800 metros da costa). “O nosso passeio está há 28 anos no mercado, tem duração de duas horas, com parada para banho nas piscinas naturais de Pirangi durante uma

O complexo Marina Badauê existe há 28 anos e faz muito sucesso entre turistas brasileiros e estrangeiros. O porto seguro é na praia de Pirangi do Norte hora para banho e mergulho com máscara e snorkel”, esclarece Júlia Grossmann, gerente comercial do Marina. A empresa possui quatro barcos com capacidade para 100 pessoas e, a partir de julho, vai disponibilizar lancha com oito lugares para fazer um passeio diferenciado.

Chevernny Tel.: 3231.5429/ 3086-8384 Desc.: 10% (dinheiro ou vencimento do cartão) em todos os vinhos da loja.

Presentes e decoração

Óticas

Arte Final Av. Afonso Pena, 703 Tirol Tel.: 3211-5661 Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em todos os produtos.

Ótica Máster Av. Cel. Joaquim Manoel, 615 Loja 02 B-Ed. Harmony Medical Center Petrópolis Tel.: 3202-1084 Desc.: 20% à vista (dinheiro) ou 15% a prazo em toda a loja. Parcelamento no cartão em até 10x sem juros. Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

Moeda de Ouro Loja 01: Rua Leonel Leite, 1429 Alecrim Tel.: 3213-0503 Loja 02: Av. Presidente Bandeira, 576, Alecrim Tel.: 3613.2744. Desc.: 20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja, exceto produtos em promoção.

“Venham nas suas férias desfrutar do maravilhoso passeio de barco nas piscinas naturais de Pirangi. A Marina Badauê oferece toda estrutura que vc e sua família precisa para ter um dia inesquecível”, convida. O complexo turístico é localizado à beira mar na praia de Pirangi do Norte, em frente ao maior Cajueiro do Mundo. Marina Badauê Av. Deputado Márcio Marinho, s/n Praia de Pirangi do Norte/RN. Tel.: (84) 3238-2066.

50%

à vista na entrada inteira para os passeios de barco (Assinante + 4 pessoas). Crianças até 5 anos não pagam e de 6 a 11 anos pagam meia entrada. Reservas antecipadas.

Moldura Minuto Av. Engenheiro Roberto Freire, 2920 Shopping Cidade Jardim – Loja 49 Capim Macio Tel.: 3207-2235. Desc.: 20% à vista (dinheiro) em quadros da vitrine, 15% à vista (dinheiro) em serviços de emolduramento e 10% a prazo em até 6x no cartão, parcela mínima de R$50,00. Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção. Sonho Meu Presentes Av. Hermes da Fonseca, 620 Tirol Tel. 3201.1933 Desc.: 20% à vista (dinheiro, cheque ou cartão) na confecção de colchas de cama e cortinas (mão-de-obra).

Com

Pr BU

N Sa R Te D R$ 3 R$ 8


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Clube do assinante ÃO

O paraíso tem águas claras O

litoral Norte te aguarda. O Ma-Noa Park, com uma área de 68 mil metros e capacidade para até dois mil visitantes por dia, é o maior complexo de lazer do Rio Grande do Norte. Localizado na paradisíaca praia de Maracajaú, a 60 km da Capital, é famoso pelo passeio aos parrachos, área de preservação ambiental que tem 13 quilômetros de extensão e onde se vê a olho nu as belezas do fundo do mar. O complexo compreende estrutura de parque aquático (toboáguas, giant slide, rio com correnteza), piscinas para adultos e crianças, restaurante, quiosques, espaço para massagem, passeios radicais e ecoló-

O passeio aos famosos parrachos de Maracajaú, onde se pode observar as belezas do fundo do mar, é feito de lancha ou catamarrã gicos (quadriciclos, cavalos, buggy e escola de esportes radicais), com organização, animação e segurança. “O Ma-noa oferece a todo visitante, turistas e potiguares, crianças, adultos e idosos, lazer de qualidade desfrutando momentos inesquecíveis”, explica Romeica Fernandes, gerente comercial.

O passeio aos parrachos de Maracajaú pode ser feito de lancha ou catamarã. “Venha passar um excelente dia conosco, será um prazer recebê-los”. O Ma-Noa possui o complexo de piscinas, mas o visitante também pode dar um mergulho no mar. Tem conforto e contato com a natureza. O parque abre todos os dias das 10h às 16h. Ma-Noa Park Av. Ponta dos Anéis, s/n. Praia de Maracajaú. Maxaranguape/RN. Tel.: (84) 3211-2140.

20%

à vista ou a prazo na entrada do parque e passeio nos parrachos. Respectivamente no máximo de cinco pessoas, (titular mais quatro dependentes).

DIVULGAÇÃO

5

CESTAS, PRESENTES E HOMENAGENS AO VIVO Breakfast Sabor de Carinho Av. Paulistana, 2113 Panatis 1 Tel.: 32143521/9987-4450/ 8784-1445 Desc.: 20% à vista (dinheiro) nas cestas de café da manhã. GM Som E Homenagens Rua Jandira, 809 Bairro Nordeste Tel.: 3654-1088/3082-0029. Desc.: 20% à vista (dinheiro) em todos os produtos e serviços.

LOCAÇÃO DE BRINQUEDOS INFANTIL PARA EVENTOS Espaço Baby Pequeninos Alameda das Mansões, 3693, Candelária Tel.: 9406-8128/ 9800-7067 Desc.: 20% à vista (dinheiro) Nos pacotes “ Na Medida ” (Com 16 brinquedos), e o “ VIP “ (Com 20 brinquedos).

CONSERTOS E AJUSTES

ais

Sapataria do Futuro Av. Senador Salgado Filho, 2190 Loja 01 Portugal Center Tel.: 3234-1995 Desc.: 20% à vista em todos os produtos e serviços (Limpeza e consertos de sapatos, tênis, bolsas, cintos, ajustes em roupas, bainhas, etc.)

r do inas ofeprevida. mar e ao

FLORICULTURAS E PAISAGISMO Art Plantas Av. Ayrton Senna, s/n Nova Parnamirim (Próximo ao Colégio Salesiano Dom Bosco) Tel.: 3608-4736. Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja. Ceiça Flores Av. Eng. Roberto Freire, 2895 Nordestão Cidade Jardim Tel.: 3217-2755 Desc.: 20% à vista (dinheiro) em toda loja (não inclui entrega em domicílio).

Complexo de piscinas, toboáguas, restaurante e escola de esportes radicais: guarde sua energia para gastar no Ma-noa Park

ng

Produtos e serviços BUFFET INFANTIL

0,00. tra

933 tão)

NOVA Sapekas Play R. Raimundo Chaves, 1908, Candelária Tel.: 3206-6915 Desc.: ( dinheiro ou parcelado) PARCELADO: De R$4.700 o assinante paga R$ 3.650 em 1 + 3 ou ( ÁVISTA): De R$4.230 o assinante paga R$3.350.NA FESTA PROMOÇÃO SAPEKAS, para 80 convidados com 3 horas de festa. A

promoção é válida para festas de Segunda a Quinta, exceto feriados. Com agendamento somente até Janeiro de 2014. O PACOTE INCLUI: Decoração padrão (decoração de 4,5 metros quadrados - tradicional ou provençal, mesa bolo, mesa lancheiras, mesa guloseimas, caixa de presente, voal paredes ou malhas); 3000 enchimentos, iluminação interna, convite sapekas, taxa de salão administrativa, doces, salgados assados, folhados e fritos, torta dos parabéns, refrigerante, água, suco e gelo, míni cachorro quente, míni hot dog, míni pizza, míni churros, míni hambúrguer, pipoca e algodão doce . Não inclui lancheiras nem balões.

COLÔNIA DE FÉRIAS

NOVA Sapekas Play R. Raimundo Chaves, 1908, Candelária Tel.: 3206-6915 Desc.: 20% à vista (dinheiro) Na colônia de férias, no limite de até 03 crianças por assinante. A Colônia iniciará no dia 01/07/13 e terminará dia 31/07/13 , funcionamento de meio período das 13h às 17h ( incluso lanche) Valor : R$ 40,00.

Flor & Art Av. Eng° Roberto Freire, 2824, (Estacionamento do Hiper Bom Preço) Tel.: 3217-4809. Desc.: 20% à vista (dinheiro ou vencimento do cartão) nas flores de corte. Exceto plantas envasadas como (Orquídeas e bonsais) e taxas de entrega. Floricultura Quatro Estações Av. Afonso, 691A, Tirol Tel.: 3221-0711/ 9126-2203 Desc.: 20% à vista (dinheiro ou cartão para o vencimento) em toda loja. (o desconto não inclui entrega em domicílio). Girassol Flores e Jardins Av Eng Roberto Freire, 3039 Capim Macio Tel.: 3217-6278. Desc.: 20% à vista nas flores naturais


6

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

PRODUTOS TERAPÊUTICOS Ânima Produtos Terapêuticos Av. Hermes da Fonseca, 406, Mercado de petrópolis box- 40, Petrópolis Tel.: 3221- 4727 Desc.: 20% à vista (dinheiro) nas linhas de aromatizadores para ambientes, artigos esotéricos e de decoração.

Clube do assinante

Mar sempre à vista JÚNIOR SANTOS

FOTOGRAFIA,FILMAGEM E ACESSÓRIOS Fafá Nobre Studio R. Inconfidentes, 4778 Conjunto Pirangi II etapa Tel.: 3217-3804/9981-5640 Desc.: 20% à vista no pôster (fotos 50x75), e book para grávidas, 20 fotos (foto 20x30). Exceto produção de cabelo, maquiagem e álbum. www.fafanobre.com.br Italy Color R. Cel. Milton Freire, 2865, Lj. 06, Cidade Jardim, Por trás do Nordestão do Cidade Jardim Tel.: 3217-9098. Desc.: 15% à vista nos serviços fotográficos e 10% à vista nos produtos.

PAPELARIA E LIVRARIAS Rellicarium – Papelaria e Presentes Av. Afonso Pena, 628 Loja 5 Petrópolis Tel.: 3211-2300. Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

PELÍCULAS,PERSIANAS E TAPETES Películas Design Rua: Jaguarari, 1875, Jaguarari Center, Lj.12, Lagoa Nova Tel.: 3223-67700 Desc.: 20% à vista (dinheiro) Nas películas, persianas e tapetes personalizados.

Roupas, bolsa & acessórios BIJUTERIAS E ACESSÓRIOS Italy Prata Av. Eng° Roberto Freire, 8790, Praia Shopping, Loja C-06, Ponta Negra Tel.: 3219-2180 Desc.: 20% à vista (dinheiro) ou 10% à Prazo em toda a loja (exceto promoções). Tiê Bijuterias e Presentes Shopping Via Direta, Loja 892, Mirassol Tel.: 3206-3850 Norte Shopping, Loja 220, Potengi Tel.: 3674-8450 Shopping Cidade Jardim – Tel: 3217.9850 Desc.: 20% à vista (dinheiro ou vencimento cartão) em toda a loja.

BOLSAS,CALÇADOS E ACESSÓRIOS Bagagerie – Bolsas, malas e acessórios Midway Mall loja 144 A 1º piso, Tirol Tel.: 3646-3515 Desc.: 20% à vista (dinheiro) em toda a loja. (exceto produtos em promoção). Le Postiche Midway Mall lojas 272/272 A 1º piso, Tirol Tel.: 3646-3240. Desc.: 20% à vista (dinheiro)

As roupas da Marina seguem a proposta casual e aposta em vestidos, macacões, saias, shorts, camisetas e bermudas

O

importante é estar em dia com as cores e as flores da estação. Como em Natal, mesmo no período das chuvas há sempre um tempinho favorável para ir à praia, atualizar o guarda-roupa de verão é tarefa agradável para o ano inteiro. No Praia Shopping, a loja Marina faz um trânsito interessante entre o litoral e as ruas, oferecendo um look urbano para todas as horas. Com mais de uma década de experiência, a empresária Valéria Lessa explica que o estilo mudou muito nesses últimos dez anos, e cita que as saídas longas vão a praia, e os tecidos fluidos ou vazados para a balada. “Vale a criatividade. Já vimos biquínis dourados e prateados irem ao mar, assim conas linhas escolares infantis (exceto produtos em promoção).

MODA FEMININA Básica Moda Feminina R. Anibal Brandão, Galeria Tânia Pereira, Loja: 391B, Nova Parnamirim (Na lateral do Salesiano Dom Bosco) Tel.: 3208-4091. Desc.: 20% à vista (dinheiro) em toda a loja, exceto promoções.

A loja atende a todas as faixas etárias, com roupas masculinas e femininas que vão da praia ao barzinho ou às compras mo vimos os tops saírem da praia e irem pra noite”, comenta. A loja procura atender a todas as faixas etárias, do neném aos avós, com roupas masculinas e femininas para quem gosta de se sentir bem nos momentos de lazer. O ambiente descontraído permite que o cliente fique bem à vontade para escolher o que lhe cai bem. Os produtos são diversificados, tanto no estilo quanto no preço. Malug Roupas e Acessórios Av Romualdo Galvão, 2100 Loja 06 Lagoa Nova Tel.: 3206-4804. Desc.: 20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja. Zullys Av. Amintas Barros, 2909 Loja 02 Lagoa Nova Tel.: 3606-0343. Desc.: 20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo a toda a loja.

“Na hora de fazer as malas, não esqueça o biquíni ou a sunga, chapéu e saída de praia”, aconselha Valéria. Mas as roupas da Marina vão além da praia, seguem a proposta casual e aposta em vestidos, macacões, saias, shorts, camisetas, regatinhas e rasteiras - para elas; e australianas, regatas, shorts e sandálias, para eles. A empresária também anuncia o segmento “plus size”, com roupas de banho em tamanho especiais. “Pois acreditamos que o sol é para todos e para todos os tamanhos”, comemora. Marina Av. Roberto Freire, 8790, Praia Shopping, Loja, 910, Ponta Negra. Tel.: 3219-0680

20%

à vista (dinheiro) para toda a loja, exceto promoções.

Desc.: 20% à vista (dinheiro) em toda a loja, exceto produtos em promoção. Via Baby Av. Bernardo Vieira, 3775, Midway Mall, Loja 366-A, 3° Piso, Tirol Tel.: 3206-6345 Desc.: 20% à vista (dinheiro) em toda a loja, exceto produtos em promoção.

MODA MASCULINA MODA INFANTIL

Dueto Moda Feminina Av. Jaguarari 1875, Jaguarari Center Loja 13 Lagoa Nova Tel.: 3213-2306. Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

Little Tree Av. Salgado Filho, 2234, Natal Shopping, Loja 255, Candelária Tel.: 3206-7999

O Gordo - Tamanhos Especiais Shopping Via Direta, loja 217 Mirassol Tel.: 3234-3547. Desc.: 20% à vista (dinheiro) em toda a loja.


Clube do assinante Pirineus Shopping Via Direta, loja 209 Mirassol Tel.: 3206-2303. Desc.: 20% à vista (dinheiro) em toda a loja.

MODA UNISSEX Garagem 303 Av. Deodoro, 303 Petrópolis Tel.: 8821-1322 Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja, exceto produtos em promoção. Tissage – Moda Masculina e Feminina Av. Sen. Salgado Filho, 2190 Portugal Center Loja 11, Lagoa Nova. Tel.: 3234-5017 Desc.: 20% à vista (dinheiro ou débito) em toda a loja. Vestale Colection Av. Prudente de Morais, 2936 Loja 07 Shopping Unicenter Lagoa Seca Tel.: 3223-5002 Desc.: 20% à vista ou 5% a prazo em toda a loja.

MODA PRAIA

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

7

Sanduíches sabor de férias C

omo é bom saborear com calma um delicioso sanduíche, com a família ou uma boa turma de amigos. No período das férias escolares, é possível relaxar e esquecer dos compromissos com hora marcada. Aproveite essa temporada e curta um momento de diversão, viajando nos sabores da Mercearia Sanduíches, a lanchonete mais premiada da cidade. A Mercearia oferece espaço climatizado com banheiro privativo, trocador para crianças, aparelho de tevê e internet wi fi, mesinha para desenhos e quadro negro na parede. “Ambiente ideal para pequenas reuniões, para quem quer privacidade e para os pais que querem acompanhar os filhos”, sugere o proprietário Aldo Pereira. Ele destaca o sanduíche re-

Ambiente ideal para pequenas reuniões, para quem quer privacidade e para os pais que querem acompanhar os filhos gional com hambúrguer de paçoca e as promoções de segunda a quinta. Na segunda, a cada R$ 15 em consumo, grátis um cafezinho por pessoa. Na terça, o cliente compra um sanduíche e uma bebida, e leva grátis uma batata frita pequena. Também tem quarta do futebol (long neck a R$ 2,99) e quinta de graça (tome quatro cervejas

NOVA

devassa e a quinta é por conta da casa). “Prezamos pelo conforto e tranquilidade do cliente, bom atendimento e produtos de ótima qualidade elaborados dentro de uma linha que vai do tradicional ao regional”, afirma Aldo. A sanduicheria também dispõe de serviço de bar e saladas, atendendo assim os mais diversos paladares. A casa dispõe de sistema de entrega on line, todos os dias, das 11h30 às 23h30 pelo site www.merceariasanduiches.com.br. Mercearia Sanduíches Rua Lima e Silva, 1549, Lagoa Nova. Tel.: (84) 3615-6200.

10%

(dinheiro e cartão débito ou crédito) em todo o cardápio, exceto promoções.

DIVULGAÇÃO

Marina Av. Roberto Freire, Loja 910, Praia Shopping, Ponta Negra Tel.: 3219-0680. Desc.: 20% à vista (dinheiro) em toda a loja, exceto promoções.

Saúde, bem-estar e beleza ACADEMIAS E CLUBES AGEM Academia R. Conselheiro Lafayete , 2837 Conj. Pirangi 1ª Etapa Neópolis Tel.:3217.5586 Desc.: 20% à vista (dinheiro) em uma das modalidades - ginástica aéro-local, Musculação, jump e spinning Academia de Kung Fu Shao Lin R. Luzia Bezerra, 244 Rosa dos Ventos Parnamirim Tel.: 9664-7876/ 8809-5296 Desc.: 20% à vista nas três primeiras mensalidades e isenção da taxa de matrícula (kung fu tradicional, boxe chinês e Shuai Shiao). www.kungfurn.com.

Além da casa aconchegante, a Mercearia Sanduíches faz chegar até você os lanches pelo sistema de pedidos online

Aero Football Center Av. Hermes da Fonseca, 1400 Tirol Tel.: 3221.1408 Desc.: 25% à vista na escolinha de futebol e 10% à vista na locação de quadras e no futebol para executivos.

Exceto fisioterapia e hidroterapia.

Tuareg – Kasa do Oriente (Dança do Ventre) R. Praia de Alagamar, 2170 Ponta Negra Tel.: 3219-0029. Desc.: 20% à vista nas aulas da dança do ventre.

Maktub Shopping Via Direta, Loja 824 Mirassol Tel. 32341897. Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

Shop Hair Av. Senador Salgado Filho, 3684 Candelária (ao lado do Natal Shopping) Tel.: 3231-1701 Av. Engº Roberto Freire, 2920, Shopping Cidade Jardim, Lj. 054, Ponta Negra Tel. 3207-1754 Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo na hidratação comum, coloração Matrix e mechas. Nos demais serviços 10% à vista (exceto estética).

Tutubarão Av. Nascimento de Castro, 954, Dix-Sept Rosado Tel.: 3223-5599. Desc.: 20% à vista (dinheiro). Com 1 mensalidade o cliente pode fazer as 4 (quatro) modalidades: natação, hidroginástica, musculação e ginástica.

CABELEIREIROS

CLÍNICAS DE FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA

Frank Centro de Beleza Av. Romualdo Galvão 779, Tirol Tel.: 3211-1134 Desc.: 20% à vista na cauterização, manicure, pedicure, depilação e escova.

Fisioterapia Respiratória Pediátrica Rua Tomaz Matias II, 156 Nova Parnamirim Parnamirim/ RN Tel.: 3608.0596 / 8816.2989 Desc.: 20% à vista (dinheiro) nas sessões

ARTIGOS TERAPÊUTICOS

realizadas. Atendimento 24H de domingo a domingo e por hora marcada.

CLÍNICAS TERAPÊUTICAS CIRP – Centro Integrado de Reeducação Postural Rua Coronel Costa Pinheiro, 1522, Tirol Tel.: 3211.6016. Desc.: 20% à vista nas sessões de pilates para reabilitação e fitness, RPG, osteopatia, terapia manual, fisioterapia dermato-funcional, reabilitação cardíaca e pulmonar e fisioterapia para gestantes, reabilitação do equilíbrio corporal e vestibular, treinamento funcional e corealigne.


8

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 07 de julho de 2013

Clínica Márcia Ortiz (Atividades aquáticas e psicocorporais) Av. Passeio dos Girassóis, 2562 Mirassol Tel.: 3231.1727 /9481.2979 Desc.: 20% à vista em todos os serviços, incluindo a avaliação. Desconto válido para alunos novatos e em um contrato mínimo de 03 meses. www.marciaortiz.com.br

Clube do assinante

Festas e férias divertidas DIVULGAÇÃO

E2 Corpo e Mente Rua: Raimundo Juvino Oliveira, 2400, Lagoa Nova Tel.: 3222-2070 Desc.: 20% à vista (dinheiro), nos serviços de Pilates, RPG, Acupuntura, Massagens, Estética Corporal e Facial, Salão de Beleza, Depilação e Manicure. Mobilis Pilates Studio Rua: Nival Câmara, 1249 – B, Tirol Tel.: 3201.6483/8818.4733 Desc.: 20% à vista (dinheiro) na avaliação de Pilates, Pilates, RPG e drenagem linfática. Aula experimental grátis. O desconto é válido apenas para novos alunos.

DEPILAÇÃO, ESTÉTICA E BELEZA Clinopé Rua Romualdo Galvão, 2189, Lagoa Nova Tel.: 3234-1703. Desc.: 20% à vista (dinheiro) Nos serviços de Podologia. SPA Pratagy e Salão Fina Flor Av. Senador Dinarte Mariz, 4077, Via CosteiraParque das Dunas (Dentro do Hotel Imirá Plaza) Tel.: 4005-0505 Av. Monsenhor Antônio Barros, 013, B, Praia de Camurupim Tel.: 3230-1200 Rua: Cel. Inácio Vale, 8847, Ponta Negra (Dentro do Hotel Rifoles) Tel.: 3643-5000 Desc.: 20% à vista (dinheiro) em todos os serviços do salão e SPA (massagem – tratamento corporal e facial, manicure e pedicure, depilação, corte, escova, penteado, maquiagem e química).

ESTAMPARIA E BORDADOS Stamp Service Av. Amintas Barros, 3585, Center Oito, Lj. 08, Lagoa Nova Tel.: 3231-1050 Desc.: 20% à vista (dinheiro) em todos os serviços.

PERFUMARIA, COSMÉTICOS E DROGARIAS SOLUI Farmácia de Manipulação Rua Apodi, 559 Tirol Tel.: 3222-1900/3222-1901 Desc.: 20% à vista (dinheiro ou cheque) na manipulação de fórmulas (ou produtos manipulados)

Buffet e playground Sapekas Play oferece promoção especial de festas para o mês de julho e realiza colônia de férias

B

rinquedos para crianças e até para adultos, ambiente confortável e atendimento exclusivo. O Sapekas Play é um misto de salão de festas e playground para curtir as férias. Os games virtuais são os principais atrativos atualmente, somando-se à Torre Giratória, ao Labamba e ao Trenzinho, que circula pelo espaço aéreo de parque, até a área externa do buffet. “O Sapekas Play continua a se renovar a cada ano. Atualmente possuímos uma variedade muito grande de brinquedos, destinados a todos as idades”, destaca o proprietário Paulo Augusto. Ele informa que a casa também está atendendo ao público teen e adulto. “Este público busca um diferencial de realizar uma festa adulta em um espaço infantil, mas que possuem op-

Veículos

A colônia de férias do Sapekas funciona de segunda a sexta, das 13h às 17h, e inclui alimentação e parque de diversão ções também para sua turma se divertir como uma criança. A empresa tem como principal diferencial a estrutura de brinquedos, alimentação e especialmente da equipe. A Sapekas é conhecida no mercado pela excelência na realização de eventos e animação da equipe. “Julho é o período de férias de nossos filhos. Mas infelizmente, poucas pessoas estão podendo sair para viagens. Por isto o Sapekas Play é uma grande oportunidade de diversão, com segurança e custo acessível

3211.7501/3222.8611 Desc.: 15% à vista nas peças.

ACESSÓRIOS PARA CARROS

TROCA DE ÓLEO,LAVA JATO E REVITALIZAÇÃO DE PINTURA

Dom Car Peças & Serviços Av. Alexandrino de Alencar, 1112 Lagoa Seca Tel.:

Car Service J. Marques Loja 01: Av. Presidente Bandeira, 975 Lagoa Seca

a todas as pessoas de nossa sociedade”. O Sapekas está funcionando com colônia de férias de segunda a sexta, das 13h às 17h, com alimentação e todo o serviço do parque de diversão. Nesse período, o buffet está com uma grande promoção para realização de festas de aniversário. “Os pais em sua infância, na maioria das vezes, não tiveram oportunidade de realizar uma festa de aniversário que marcasse esta data. É muito importante que aproveitemos todos os momentos da infância de nossos filhos e uma forma importante é realizando a sua festa de aniversário”, sugere. Sapekas Play Rua Raimundo Chaves, 1908, Candelária. Tel.: (84) 3206-6915

20%

à vista na festa promoção Sapekas e na colônia de férias.

Tel.: 3223-6338/9980-3535 Desc.: 15% à vista (dinheiro) Na troca de óleo, lava jato e polimentos, (exceto promoções). Loja 02: Estacionamento do Hiper Bompreço Cidade Jardim Tel.:3207-1305/8855-1961 Desc.: 15% à vista Lavagem Ecológica (Sem água) e Polimentos. (dinheiro) em todos os produtos e serviços (exceto promoções).


Tribuna do Norte - 07/07/2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you