Issuu on Google+

Governo alarga apoio concedido a candidatos a habitação social Pág 5 澳 門 論 壇 日 報

Jornal

Empresa de Macau “leva” estrelas do futsal para equipa de Cantão Pág 7

www.jtm.com.mo ao serviço de macau desde 1982

Tribuna de Macau Director José rocha Dinis | Director Editorial executivo Sérgio Terra | Nº 3874 | terça-feira, 11 de outubro de 2011

10 Patacas

CRESCIMENTO DAS RECEITAS SUPEROU TODAS AS EXPECTATIVAS

Jogo “rebentou com a escala” durante a “Semana Dourada”

Pág 3

Receitas das empresas do MICE mais do que duplicaram em 2010 Pág 2 Preços de venda de casas económicas motivam críticas Pág 4 As histórias à volta das estátuas de Sun Yat-Sen centrais Portugal confiante para o embate com a Dinamarca Pág 10 Migração inédita coloca a China em “período crítico” última

Air Macau atribui demissão de pilotos a interesses pessoais

Pág 2

Conselho de Consumidores registou 61 queixas contra “Macao Dragon”

Banco Alimentar já recebeu 800 pedidos de ajuda

Dois norte-americanos repartem prémio Nobel da Economia

O Conselho de Consumidores de Macau recebeu, entre 15 e 23 de Setembro, 61 queixas de passageiros que compraram bilhetes à operadora marítima “Macao Dragon” e que, devido à falência da empresa, perderam o dinheiro dos títulos. Segundo dados que o JTM obteve junto daquela entidade, o total do dinheiro reclamado, apenas correspondente a bilhetes vendidos, ascende a 32.337 patacas. A “Macao Dragon” deixou de efectuar ligações entre Hong Kong e Macau a 15 de Setembro. Na semana passada, a empresa com sede em Hong Kong acabou por perder a caução de dois milhões de patacas e a licença de transporte marítimo de passageiros, uma vez que a Capitania dos Portos de Macau considerou que a operadora suspendeu os serviços “sem autorização”.

O Banco Alimentar que agora é gerido pela Caritas Macau já recebeu, desde 26 de Setembro, 800 pedidos de ajuda, sendo que 450 foram aceites pela organização. Os restantes pedidos foram reprovados ou ainda estão a ser avaliados. Dos três centros de serviço de fornecimento temporário de alimentos da Caritas, o que fica situado na Zona Norte é o que recebe mais pedidos enquanto o da Taipa não tem sido muito requisitado. Segundo Yuen Chi Hoi, da Caritas, citado pelo jornal “Ou Mun”, têm sido recebidos entre duas a três dezenas de pedidos de informação por dia. Na altura da assinatura do protocolo entre a Caritas e o Instituto de Acção Social foi avançado que se esperavam 6.000 pedidos nos próximos dois anos.

O Prémio Nobel da Economia 2011 foi ontem atribuído a dois economistas norte-americanos, Thomas J.Sargent, professor na Universidade de Nova Iorque, e Cristopher A. Sims, professor na Universidade de Princeton. Ambos foram premiados pela sua investigação sobre causas e efeitos na macroeconomia. Os dois desenvolveram métodos científicos para tentar dar resposta à relação causal entre as políticas económicas dos diferentes Governos e as variáveis macroeconómicas, como o Produto Interno Bruto, a inflação, o emprego ou o investimento. A academia sueca refere que, apesar dos dois investigadores terem desenvolvido uma carreira em separado, os seus trabalhos acabaram por se complementar de várias formas.


ACIDENTE EM CADEIA NA PONTE. A Ponte da Amizade foi palco, ao início da noite de ontem, de um choque em cadeia que envolveu cinco veículos. Apesar do aparato, apenas se verificaram feridos ligeiros. Durante cerca de uma hora, o trânsito esteve bastante congestionado no local.

local

GASTRONOMIA EM SYDNEY. A cidade de Sydney, na Austrália, vai receber o “Macau Festival 2011” nos próximos dias 15 e 16. A gastronomia estará em destaque num evento organizado pelos representantes da Direcção de Serviços de Turismo da RAEM nos mercados da Austrália e Nova Zelândia.

AIR MACAU “EXPLICA” SAÍDA DE QUATRO PROFISSIONAIS

Interesses pessoais na base de demissões Os quatro pilotos que recentemente abandonaram a Air Macau pediram a demissão por interesses pessoais e ambição profissional, assegura a empresa. A transportadora aérea indicou ao JTM que a vontade de desfrutar de mais férias e melhores horários estiveram na base da decisão de alguns profissionais. Contudo, a Air Macau não teceu qualquer comentário sobre as questões de segurança, que continuam alegadamente a estar comprometidas FÁTIMA ALMEIDA

A

Air Macau é lacónica e resume os porquês de quatro recentes demissões numa frase. A companhia confirmou ao JTM a saída de um comandante e três co-pilotos, alegando que por detrás deste acto estiveram interesses pessoais. “Segundo sabemos, um comandante deixou a companhia em prol de um melhor horário e mais dias de férias, enquanto que três copilotos trocaram a companhia pelas oportunidades de pilotarem aviões de maior porte e de evoluírem na carreira”, referiu a porta-voz da Air Macau. O JTM questionou a transportadora aérea sobre os parâmetros de segurança

que, segundo pilotos ouvidos pelo jornal Hoje Macau na semana passada, continuam a estar comprometidos, mas a Air Macau não teceu qualquer comentário a este respeito. A companhia de bandeira do território também não avançou quantos pilotos, no total, deixaram a transportadora durante o último ano, bem como não revelou se face às saídas dos pilotos, por si confirmadas, continua a dispor de profissionais suficientes e experientes para operar os seus planos de voos. Na quinta-feira, o Hoje Macau referiu que uma das queixas referidas pelos pilotos prendia-se precisamente com o uso desnecessário de técnicas, por exemplo, durante a aterragem, que só deverão ser feitas em determinadas situações, como é o caso de um “hard lan-

ding”, já que danificam as aeronaves. As queixas dirigiam-se ainda à alegada política da companhia continuar a “promover pilotos inexperientes com poucas

horas de voo” deixando “de lado quem já anda nisto há muitos anos”. Face ao descontentamento que dizem sentir, poderá haver mais despedimentos. Terá também havido profissionais que depois de terem saído da Air Macau começaram a operar em Hong Kong, por gostarem desta região. Após as críticas terem chegado aos jornais em Novembro, a Autoridade de Aviação Civil de Macau (AACM) afirmou que a Air Macau estava a cumprir todas as normas locais e internacionais. Contudo, quando se registou um princípio de incêndio no motor de um avião, no aeroporto, a AACM pediu um relatório detalhado à Air Macau, que detectou várias falhas, conforme avançou na altura o JTM. Na sequência do relatório foi pedida, em Abril, a introdução de várias medidas correctivas, que a companhia de bandeira do território se comprometeu a cumprir.

Voos para o Japão ainda não regressaram à normalidade A Air Macau está a voar para o Japão de acordo com o plano de voos que definiu desde Julho, ou seja, efectua, por exemplo, quatro voos para Osaka e dois para Tóquio, segundo a Autoridade de Aviação Civil. O organismo referiu ao JTM que o regresso à frequência registada antes do sismo que afectou aquele país em Março vai levar o seu tempo, mas acredita que a companhia de bandeira do território terá mais voos para o Japão “assim que o mercado o justificar”. Recentemente, a Air Macau delineou um plano que até Outubro contemplava 32 ligações “charters”, no qual salientava a realização de oito ligações entre Macau e Osaka que teriam como passageiros estudantes japoneses.

CRESCIMENTO ATINGIU 163 POR CENTO EM 2010

Empresas de eventos subiram receitas No ramo da organização de conferências e exposições, a diferença entre as receitas e as despesas, em 2010, foi de 12,6 milhões de patacas, um valor muito superior ao registado em 2009. Este é o ramo de actividade que mais se destacou no passado na área do MICE

A

s receitas das empresas organizadoras de conferências e exposições subiram, de 2009 para 2010, 163,4%, passando os 202 milhões de patacas. Em 2009, essas mesmas receitas eram de quase 77 milhões de patacas. Mas, por outro lado, as despesas também subiram. De 2009 para 2010, houve um aumento de 153,6% (de quase 75 milhões de patacas, em 2009, as despesas passaram para mais de 189 milhões em 2010), segundo dados disponibilizados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC). Já a diferença entre as receitas e as despesas das empresas deste ramo de actividade, em 2010, passou os 12 milhões de patacas, um número muito superior à diferença entre receitas e despesas de 2009: cerca de dois milhões de patacas. Para esse crescimento terá contribuído o aumento do número de empresas a disponibilizar serviços nesta área: em 2010, havia 24 empresas, mais quatro do que em 2009.

Em 2010, a administração de imóveis dispunha de 177 unidades em actividade, mais seis do que em 2009 e tinha ao serviço 4.917 pessoas que aumentaram 11,6%, face a 2009. As receitas totais atingiram 830 milhões de patacas, traduzindo um aumento de 4,1%, enquanto as despesas totais alcançaram 710 mi-

lhões de patacas, isto é, subiram 13,6%. Os 14 estabelecimentos (mesmo número de 2009) que desenvolveram actividades de segurança, em 2010, diminuíram as receitas e as despesas: 532 milhões e 466 milhões de patacas, respectivamente, uma diminuição de 5,2% e 5,8% face ao ano 2009. Estes estabelecimentos empregaram, em 2010, 4.422 pessoas que decresceram 4,2%. Em 2010 verificou-se que 102 estabelecimentos procederam a serviços de limpeza, ou seja, mais seis do que em 2009. Empregaram 3.493 pessoas (+4,7%). As receitas e despesas totais atingiram 340 milhões e 303 milhões de patacas, respectivamente, apresentando subidas de 12,3% e 14,6%, respectivamente, em comparação com as do ano 2009. No ano em análise, havia 328 estabelecimentos de publicidade, menos 20 do que em 2009, os quais empregaram 871 pessoas (diminuição de 8,3%). Os empregados remunerados do ramo da publicidade foram apenas 66% do total dos trabalhadores ao serviço. As receitas totais cifraram-se nos 346 milhões de patacas e dilataram-se 3,7%. As despesas totais atingiram 306 milhões de patacas, tendo subido 1,5%. O âmbito do inquérito ao sector dos serviços de 2010 abrange a administração de imóveis, as actividades de segurança, os serviços de limpeza, as actividades de publicidade, bem como a organização de conferências e exposições.

jornal tribuna de macau Propriedade: Tribuna de Macau, Empresa Jor­na­lística e Editorial, S.A.R.L. • Administração: José Rocha Dinis • Director: José Rocha Dinis Director Editorial Executivo: Sérgio Terra • Grande Repórter: Raquel Carvalho • Redacção: Fátima Almeida, Paulo Barbosa e Viviana Chan • Editor Multimédia: Pedro André Santos • Colaboradores: José Luís Sales Marques, Miguel Senna Fernandes, Rogério P. D. Luz (S. Paulo) e Rui Rey • Colunistas: Albano Martins, António Aresta, António Ribeiro Martins, Daniel Carlier, Henrique Manhão, João Guedes, Jorge Rangel, Jorge Silva, José Simões Morais, Luis Machado e Luíz de Oliveira Dias • Grafismo: Suzana Tôrres • Serviços Administrativos e Publicidade: Joana Chói (jtmpublicidade@yahoo.com e jtmagenda@yahoo.com) • Agências: Serviços Noticiosos da Lusa e Xinhua Impressão: Tipografia Welfare, Ltd • Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau • Caixa Postal (P.O. Box): 3003 • Telefone: (853) 28378057 • Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com (serviço geral) pág 02 terça-feira, 11 de outubro de 2011 jornal tribuna de macau


CRIATIVOS DE PEQUIM NA MIF. A 16a Feira Internacional de Macau (MIF) vai receber pela primeira vez empresas de Pequim da área das indústrias culturais criativas. O objectivo desta participação é atrair investimentos dos países de língua portuguesa e também dos membros da União Europeia.

local

AGREDIDO NUM RESTAURANTE POR DÍVIDAS DE JOGO. Após perseguição policial, três pessoas foram detidas no Hotel Altira. No domingo à noite, os indivíduos terão agredido um comerciante de Hong Kong com 55 anos, devido a dívidas de jogo. As agressões aconteceram num restaurante em Coloane.

RECEITAS SUPERARAM TODAS AS EXPECTATIVAS NA “SEMANA DOURADA”

Jogo “rebenta com a escala” A semana passada foi verdadeiramente “dourada” para o sector do jogo, que viu as suas receitas crescerem de forma “explosiva”, batendo as projecções mais optimistas, apurou o JTM. Rondando os 1,2 mil milhões de patacas, a média diária registada até domingo dificilmente será mantida até ao final do mês, mas os casinos já se encontram em situação muito privilegiada para estabelecerem um impressionante recorde mensal

SÉRGIO TERRA

Percentagens aproximadas

Médias de receitas Por dia:

1.200 milhões de patacas Por hora:

50 milhões de patacas * Valores aproximados para o período de 1 a 9 de Outubro

Embora ainda seja prematuro avançar estimativas aproximadas sobre os resultados globais de Outubro, é um facto incontornável que os casinos já ameaçam fixar um novo recorde de receitas, que seria o quinto do corrente ano, e deverão obrigar, mais uma vez, algumas casas de investimento a rever em

infografia jtm

A

“febre” do jogo “disparou” no período da “Semana Dourada” comemorativa do Dia Nacional da República Popular da China, contrariando os receios de alguns analistas que têm vindo a antecipar um abrandamento nas receitas dos casinos, por acreditarem que as autoridades da China Continental poderão vir a restringir o acesso ao crédito, medida que teria inevitável impacto na actividade desenvolvida pelos “junkets” junto das salas VIP de Macau. Alheios a esse pessimismo parecem estar os apostadores vindos do Continente chinês, que encheram as salas de jogo durante os feriados comemorativos do 1 de Outubro, contribuindo sobremaneira para que os casinos de Macau tivessem fechado as contas dos primeiros nove dias deste mês com um crescimento de quase 40 por cento, comparativamente ao período homólogo do ano passado. Segundo apurou o JTM, entre os dias 1 e 9 de Outubro, o total das receitas brutas excedeu os 10,8 mil milhões de patacas, sendo que este valor apenas se refere às mesas de jogo, uma vez que o apuramento das “slots” não é realizado diariamente pelas operadoras. Considerando que as contas dos casinos tocaram o limite do “impossível” durante a “Semana Dourada”, uma fonte do sector salientou que a média diária das receitas rondou 1,2 mil milhões patacas, bem acima dos cerca de 870 milhões apurados há um ano, num período igualmente frutífero que acabou por fechar com um recorde mensal (18,8 mil milhões de patacas). Este ano, a “fasquia” dos mil milhões de patacas foi ultrapassada em seis dias, colocando a projecção mensal acima dos 37 mil milhões de patacas, valor largamente superior ao actual recorde de 24,7 mil milhões de patacas (atingido em Agosto) mas que, no entanto, irá certamente baixar alguns degraus, com o final do período festivo.

alta as suas estimativas de crescimento para este ano. O primeiro sinal dessa tendência já foi dado no final da semana passada pela unidade de Hong Kong da Goldman Sachs, que se manifestou confiante na manutenção, a longo prazo, do aumento do volume de apostas nas salas VIP. Referindo que as análises da empresa demonstram que o segmento VIP “não está saturado”, o analista Simon Cheung sublinhou ainda, numa nota aos clientes, que “não há sinais evidentes” de insolvência ou crédito malparado no sistema dos promotores de jogo. GALAXY “PRESSIONA” SJM. Os dados a que o JTM teve acesso revelam também que, nos primeiros nove dias deste mês, a Sociedade de Jogos de Macau (SJM) e a Galaxy Resorts voltaram a assumir-se como as maiores operadoras do mercado, com destaque para o desempenho da empresa controlada pela família do magnata Lui Che Woo que se aproximou ainda mais da concessionária fundada por Stanley Ho. Até domingo, a SJM tinha absorvido cerca de 26 por cento das receitas brutas das mesas, detendo uma vantagem de apenas dois pontos percentuais relativamente à rival directa, que continua a ter nos casinos Galaxy e StarWorld as suas principais fontes de referência. Recorde-se que, no cômputo geral de Setembro, as quotas de mercado da SJM e da Galaxy situaram-se em cerca de 29 e 20 por cento, respectivamente, de acordo com números divulgados pela agência Lusa. Na terceira posição posicionou-se a Sands China, com cerca de 15 por cento, ultrapassando a Melco Crown (14 por cento), se tivermos por base de comparação o mês de Setembro, quando as quotas de mercado das duas operadoras rondaram, respectivamente, 13 e 16 por cento. A segunda metade da tabela continuou a ser preenchida pela Wynn Macau (13 por cento) e MGM China (oito por cento). Em Setembro, a Wynn Macau e a MGM China absorveram mais de 11,5 e 10 por cento das receitas brutas, respectivamente.

Depósitos crescem mais que empréstimos A actividade bancária no mês de Agosto ficou marcada por um aumento dos depósitos e uma quebra nos empréstimos concedidos ao exterior

O

total dos depósitos da actividade bancária subiu 1,5 por cento para 389,4 mil milhões de patacas em Agosto do corrente ano, comparativamente ao mês anterior, revelam dados da Autoridade Monetária de Macau (AMCM), segundo os quais a pataca e o dólar de Hong Kong representaram, respectivamente, 21,2 e 44,3 por cento dos depósitos. De acordo com as estatísticas monetárias e financeiras, o volume de depósitos bancários efectuados por re-

sidentes da RAEM aumentou 1,8 por cento para 273 mil milhões de patacas. Apesar dos depósitos em patacas feitos pelos residentes terem caído 0,4 por cento, os efectuados em dólares e Hong Kong e outras moedas avançaram 0,3 e 8,7 por cento, respectivamente. Por outro lado, os depósitos dos não residentes sofreram um acréscimo de 1,3 por cento (93,3 mil milhões de patacas) num mês em que o valor depositado pelo sector público também cresceu 1,4 por cento para 23,1 mil milhões.

Os dados da AMCM revelam ainda que os empréstimos internos ao sector privado aumentaram 1,2 por cento, comparativamente a Julho, atingindo 161 mil milhões de patacas, sendo que 40,8 mil milhões eram denominados em patacas e 105,1 mil milhões em dólares de Hong Kong, representando 25,3 e 65,3 por cento do total, respectivamente. Em contrapartida, os empréstimos ao exterior decresceram 2,7 por cento para 153,6 mil milhões de patacas. No mês em análise, os decréscimos

de 0,9 por cento na circulação monetária e de 10,5 por cento nos depósitos à ordem contribuíram para uma descida mensal de nove por cento no agregado monetário M1 - inclui numerário, contas a curto prazo e outros activos líquidos. Por seu turno, a subida de 3,5 por cento das responsabilidades quase monetárias motivou um aumento de 1,7 por cento para 279,1 mil milhões de patacas do agregado monetário M2 - engloba o M1 mais os depósitos de poupança e títulos emitidos pelas instituições financeiras.

jornal tribuna de macau terça-feira, 11 de outubro de 2011 pág 03


RESÍDUOS ALIMENTARES RECICLADOS. O projecto piloto de reciclagem de resíduos alimentares está previsto arrancar até ao final do ano, o mais tardar início de 2012, segundo o subdirector da Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental, Vai Hoi Ieong.

local

“KAIFONG” DENUNCIAM PARAGEM NA HABITAÇÃO SOCIAL. A vicepresidente da União Geral das Associações dos Moradores de Macau, Ng Sio Lai, denunciou que o Governo deixou de receber candidaturas das casas de habitação social desde 2009, exigindo que fosse reiniciado todo o processo.

MAIS DE 11 MIL CANDIDATURAS AGUARDAM POR HABITAÇÃO ECONÓMICA

Fogos da Rua da Tranquilidade à venda As torres da Rua da Tranquilidade, onde poderão viver 880 famílias, vão finalmente encher-se com moradores. Depois de meses num aparente impasse, as fracções podem ser adquiridas pelos candidatos que encimam a lista de espera por uma habitação económica PAULO BARBOSA

O

As torres da Rua da Tranquilidade, fotografadas em Abril

s 880 apartamentos das torres da Rua da Tranquilidade, que já estão concluídos há bastantes meses, vão ser atribuídos aos candidatos que encimam a lista de espera. Em despacho do Chefe do Executivo ontem publicado em Boletim Oficial (BO), são fixados os valores mínimos e máximos dos preços de venda das habitações económicas, sujeitos a revisões semestrais. Com a atribuição das fracções na Rua da Tranquilidade, 11.226 candidaturas ficam ainda na lista de espera por habitações económicas. Segundo informou o presidente do Instituto da Habitação, os subsídios de arrendamento para quem está nessa lista de espera “vão ser prolongados”. Em conferência de imprensa ontem realizada, Tam Kuong Man explicou que os candidatos selecionados poderão visitar os andares modelo entre 25 de Outubro e 2 de Novembro. Se confirmarem o seu interesse, podem escolher o apartamento que pretendem a partir do início de Novembro. Depois disso, têm um mês para tratar das formalidades relacionadas com aspectos como o crédito bancário. Caso um candidato pré-seleccionado não queira adquirir um dos imóveis, a sua candidatura será enviada para o fim da longa lista de espera. As tipologias dos apartamentos estão compreendidas entre o T1 e T4. De acordo com a tabela ontem publicada no BO, o T1 mais barato custa 565 mil patacas e o T4 mais dispendioso será vendido ao preço de um milhão e seiscentas e setenta e nove mil patacas. As áreas são de 41 metros quadrados para os T1, 52 m2 para T2, 65 m2 para T3 e 83 m2 para T4. Para além das diferentes características dos apartamentos, o presidente do IH referiu

“a capacidade aquisitiva” dos candidatos foi tida em conta no estabelecimento do preço. Os preços foram ainda calculados tendo em conta o parecer de três empresas especializadas em avaliações, contratadas para o efeito pelo IH. Tal como estabelece, a Lei da Habitação Económica, que foi aprovada pela AL em Agosto, as fracções só poderão ser vendidas daqui a 16 anos, e mediante pagamento de uma compensação ao Governo. Outra norma que pretende evitar fenómenos de especulação imobiliária com as habitações económicas estabelece que quem as tentar vender durante o prazo de inalienabilidade estará sujeito a uma multa que corresponde a 10 a 40 por cento do preço da fracção adquirida. Tam Kuong Man foi questionado repetidas vezes sobre os motivos que levaram a que as fracções da Rua da Tranquilidade, já concluídas há vários meses, só agora tenham sido entregues. O alegado atraso tornou-se notícia no passado mês de Abril, quando a Associação Novo Macau (ANM) organizou uma sessão de protesto tendo as torres de habitação económica da Rua da Tranquilidade como pano de fundo. Segundo os representantes da ANM presentes no evento, entre eles os três deputados eleitos pela associação, o Governo estaria a atrasar deliberadamente a entrega de casas. Na ocasião, o presidente da ANM, Jason Chao, criticou o processo de concessão dos blocos da Rua da Tranquilidade: “Pensamos que o Governo pode estar a abrandar o processo. A construção já está finalizada, como se pode ver, mas o departamento de obras públicas alega que está a trabalhar no registo de cada apartamento. Ora, isto é um procedimento muito simples, que podia ser acelerado, por isso julgamos que estão a atrasar para que seja aprovado o novo regime de construção e venda de habitação económica”, disse ao JTM. O presidente do IH evitou as questões dos jornalistas quanto a este aspecto, embora estas lhe tenham sido colocadas três vezes em chinês e uma em inglês. Tam Kuong Man preferiu antes reiterar os princípios gerais já anunciados pelo Governo em termos de política de habitação social, que prevêem a construção de 19 mil fracções públicas até ao fim de 2012.

ANM CONTESTA PREÇOS DAS FRACÇÕES ECONÓMICAS

Ser “escravo da habitação” Ser “escravo da habitação” é uma expressão popular chinesa, que se usa quando as pessoas correm o risco de cair na miséria para poder pagar uma casa. Au Kam San advoga que os preços para as habitações económicas, ontem fixados por Chui Sai On, conduzem a esse risco VIVIANA CHAN*

O

despacho de Chui Sai On que fixou os valores mínimos e máximos dos preços de venda das habitações económicas foi ontem publicado em Boletim Oficial e as reacções não se fizeram esperar. Au Kam San, da Associação Novo Macau (ANM), voltou a lançar farpas à recente Lei

da Habitação Económica, referindo que as normas que estavam vigentes anteriormente eram “muito simples” e incluíam um princípio que limitava um tecto para os preços das casas económicas, que “não podiam ultrapassar o preço das rendas pagas ao longo de 20 anos”. Para o deputado da ANM, as novas regras introduzem um elemento aleatório, ao fazerem depender o preço de um despacho do Chefe do Executivo, que, segundo o Boletim Oficial é actualizado semestralmente “tendo por base a evolução do Índice de Preços no Consumidor”. Au Kam Sam considera que o Governo “atrasou três anos a venda das habitações económicas da Rua da Tranquilidade” e que os preços estipulados para essas fracções (entre as 565 mil patacas e o milhão e seiscentas e setenta e nove mil) “são

pág 04 terça-feira, 11 de outubro de 2011 jornal tribuna de macau

surpreendentes”. Au Kam San sustenta que os preços são díspares em relação aos anteriormente estabelecidos no acordo entre o Governo da RAEM e a Empresa de Desenvolvimento Predial Vitória. Neste acordo, a empresa concessionária comprometia-se a vender os 125 fogos que detinha nas torres da Rua da Tranquilidade ao Governo por valores que estão compreendidos entre as 176 mil patacas (T1) e as 289,8 mil patacas (T4). O tribuno da ANM frisa que a tabela que fixa os preços máximos e mínimos de venda das habitações económicas “triplica ou até quadruplica os preços a que o Governo comprou os fogos à empresa concessionária”. De acordo com a contabilidade apresentada por Au Kam San, “o custo bruto da construção da habitação económica na Rua de Tranquilidade atinge 400

milhões”. Ora, dada a tabela de preços estipulada no despacho de Chui Sai On, o “lucro” será atingido “quando todas as casas económicas de T3 sejam vendidas”. Também o presidente da Associação dos Empresários do Sector Imobiliário de Macau, Ng Choi Kun, reagiu aos preços das casas na Rua da Tranquilidade. O deputado da AL acusou o Governo de estabelecer um preço das casas “alto de mais”. “Penso que o preço definido pelo Governo pode causar muita preocupação aos residentes, para além de contrair a intenção da habitação pública”, afirmou, acrescentando que o preço das casas económicas na Rua de Tranquilidade fica “mais ou menos igual” ao valor das casas em segunda mão existentes naquela zona. *Com Paulo Barbosa


EM DEFESA DOS TRABALHADORES NÃO RESIDENTES. Cecília Ho, investigadora do Instituto Politécnico, apelou à criação de uma associação que defenda os direitos dos trabalhadores não residentes em Macau. Para a académica, esta é uma forma de proteger os direitos de cerca de 88 mil trabalhadores nesta situação.

local

APOIOS FINANCEIROS PARA ACTIVIDADES CULTURAIS. Entre 27 e 30 de Outubro estão abertas as inscrições para pedidos de apoio financeiro para actividades culturais das associações locais, relativas ao ano de 2012. Os pedidos vão ser analisados pelo Instituto Cultural. Este subsídio é distribuído anualmente.

GOVERNO PROLONGA ABONO DE RESIDÊNCIA POR MAIS UM ANO

Alargado apoio a candidatos a casas sociais O Governo reviu em alta os montantes do apoio às famílias que esperam por uma casa social, prolongando por mais um ano este plano provisório. A verba atribuída aos que estão na lista de espera subiu entre as 200 e as 300 patacas para fazer face à inflação. Apesar de reconhecer que a medida foi prorrogada tardiamente, o Executivo sublinha que os valores retroagem a Setembro, mês em que os candidatos deixaram de receber este apoio FÁTIMA ALMEIDA

C

omo há um “um vasto universo de pessoas” que continua à espera que lhe seja atribuída uma habitação social, o Governo decidiu prolongar, por mais um ano, e aumentar o abono de residência às famílias que estejam na lista para alugar uma casa da Administração. Esta medida provisória que existe desde 2008 deverá obrigar o Executivo a um investimento global de 200 milhões de patacas, mais 680 mil patacas do que os 132 milhões atribuídos entre Agosto de 2010 e Agosto do corrente ano. O novo regulamento administrativo, que foi apresentado ontem pelo porta-voz do Conselho Executivo, prevê aumentos entre as 200 e as 300 patacas, que tiveram por base factores como o índice da inflação. Assim, os agregados compostos por um ou dois elementos poderão receber um montante mensal de 1.250 patacas quando antes auferiam 1050 patacas. Já para uma família composta por três ou mais elementos o montante sobe das 1.600 para as 1.900 patacas.

Segundo referiu o porta-voz do Conselho Executivo, Leong Heng Teng, na lista de espera por uma habitação social estarão, neste momento, 5.301 agregados, que até ao final de Agosto tinham recebido ajuda para pagar a renda. A boa nova chegou tarde, mas, agora, os que continuam à esperam de uma habitação social já poderão

dormir mais descansados. Ainda que a promessa de apoiar os candidatos à habitação económica, tenha sido renovada apenas este mês, terá efeitos retroactivos até Setembro, altura em que terminou o plano de apoios iniciado em Agosto do ano transacto. Os beneficiários deverão, então, enviar a sua candidatura até ao final de Novembro.

Leong Heng Teng reconheceu que este plano provisório acabou por ser revisto tardiamente levando a que durante este meses os candidatos não tivessem recebido apoio, mas salientou que sempre foi intenção do Executivo da RAEM prorrogar por mais um ano esta ajuda financeira para “atenuar os encargos da famílias”. Os atrasos na revisão do documento foram motivados pela discussão em torno dos montantes, referiu o responsável do Conselho Executivo, adiantando que o Executivo “tem muita margem de manobra” para melhorar situações de cariz. Durante o “estudo” para aumentar os referidos valores, o Governo assegura que ponderou a situação dos mercados privados. “A renda dos imóveis em Macau tem inflacionado imenso e enquanto os candidatos estão à espera de uma habitação social os agregados têm de pagar um montante mais elevado para ter uma casa alugada”, disse Leong Heng Teng, sublinhando a necessidade de que este apoio seja atribuído a agregados familiares que se encontram em situações “mais vulneráveis”. O responsável do Conselho Executivo concorda com este medida provisória, mas frisou que “a meta é conseguir uma habitação social para estas famílias”. Porém, enquanto o Governo não consegue atribuir uma casa, este é um tipo de apoio que poderá ajudar as famílias a combater as dificuldades que a inflação teima em agravar no território. Este medida junta-se a outras de carácter social lançadas este ano pelo Governo no âmbito da habitação. O Instituto de Habitação também elevou o tecto máximo dos rendimentos e do património dos agregados para aceder a uma habitação social, isto para que mais pessoas se possam candidatar ao aluguer de uma casa da Administração.

UNIFICAÇÃO ALEMÃ FOI CELEBRADA NA TORRE DE MACAU

Alemanha e RAEM brindam ao crescimento Para lembrar o dia em que a Alemanha se tornou num único país, Werner Hans Lauk, cônsul alemão em Hong Kong, falou do crescimento que a economia germânica tem vindo a registar, comparando-o mesmo com o caso de Macau. Florinda Chan destacou ainda a “boa e estável cooperação” entre as duas regiões

F

oi há 21 anos que a Alemanha conheceu uma nova fase geopolítica. A 3 de Outubro de 1990, o Muro de Berlim caiu, dando origem à unificação da República Federal da Alemanha com a República Democrática Alemã, comunista. Foi a pensar nesta data que Werner Hans Lauk, cônsul-geral da Alemanha em Hong Kong, se deslocou à RAEM para a cerimónia do “Dia da Unificação da Alemanha”, que juntou diversas entidades locais, para além da presença de Florinda Chan, Secret��ria para a Administração e Justiça. O cônsul alemão lembrou a importância das relações económicas que hoje estão estabelecidas entre a Alemanha e a China, mas não esqueceu a importância de Macau e de toda a região de Cantão nesta

cooperação. “A partir de 1999 ganhámos mais um investidor na China, e hoje vemos que, como a Alemanha, Macau é um território próspero. Registou-se um aumento de 20 por cento das exportações da União Europeia para Macau, o que são números positivos”, apontou Werner Hans Lauk. O responsável pelas relações diplomáticas germânicas deste lado do mundo não esqueceu, contudo, o apoio de outras entidades nesta relação económica. “A ligação a Macau não pode ser mantida sem o apoio de outras entidades, quer seja o Governo, quer sejam associações comerciais. Por isso é importante estarem todos aqui presentes”, referiu no seu discurso. Já Florinda Chan deu os parabéns por este passo importante na história deste país da Europa Central, tendo lembrado “a boa e estável cooperação” que Macau possui com a Alemanha. “Desde a mudança de soberania que o território tem aberto os negócios ao exterior. Tudo para promover a diversificação da economia e a promoção de sectores como o turismo, a indústria do jogo e a educação”, referiu a Secretária para a Administração e Justiça, referindo que, nesta área, a Alemanha pode desempenhar um importante papel. A.S.S. jornal tribuna de macau terça-feira, 11 de outubro de 2011 pág 05


ALEGADO SUICÍDIO NO FAI CHI KEI. Um residente da RAEM com 44 anos ter-se-á suicidado ontem à tarde. O corpo foi encontrado no terraço de um prédio do Fai Chi Kei. A PJ suspeita que o homem sofria de uma doença crónica.

VOX POPuli

local

FURTO EM INTERIOR DE VIATURA. Dinheiro e objectos no valor de 13 mil patacas foram furtados do interior de um veículo estacionado na Estrada do Canal das Hortas. Um vidro da viatura foi partido no sábado à tarde, durante a ausência momentânea do proprietário.

PROTESTOS NO GABINETE PARA OS RECURSOS HUMANOS AZEDARAM

Ovos levaram a duas detenções Dois dos operários que se deslocaram às instalações do Gabinete para os Recursos Humanos para entregar uma petição são acusados de terem causado danos nas instalações da instituição. Os indivíduos arremessaram ovos ao letreiro onde estão inscritos o nome e símbolo do gabinete PAULO BARBOSA

O ADRIEN (Turista francês)

“Parte histórica da cidade não pode ser ignorada” -Porque é que decidiu visitar Macau? -Estou a viver em Hong Kong, por isso, venho a Macau frequentemente. E, desta vez, como a minha família veio visitarme, decidi trazê-la a Macau para passear. Quando vêm a esta zona, quase todos os meus amigos de França querem passar pelo menos um dia em Macau, para ver os casinos. -O que aprecia mais em Macau? -Gosto de duas partes de Macau...Primeiro, das zonas antigas da cidade, e em segundo lugar dos casinos. Na maior parte das vezes, vim a Macau por causa dos casinos, mas também adoro as ruas e lojas. Como a cidade está sempre cheia de pessoas durante o fim-de-semana, tento evitar as horas de ponta. O que a cidade tem de especial são os edifícios antigos no centro, os casinos e talvez as pessoas. Os edifícios em Macau são muito mais coloridos do que na França, onde são sobretudo cinzentos ou brancos. Em Macau, a arquitectura é mais parecida com a da Espanha e Portugal. -Acha que o jogo é o factor mais atractivo para os turistas? -A parte histórica da cidade também não pode ser ignorada. O jogo pode ser o motivo que atrai os turistas, mas quando as pessoas estão cansadas dos casinos, é importante que existam monumentos para visitar. A zona antiga cidade é uma alternativa para os visitantes. -Do que gosta menos em Macau? -Parece-me que os transportes não são muito fáceis de encontrar... Normalmente, apanhamos um “shuttle bus”, porque é gratuito, mas também porque é difícil apanhar um táxi em Macau. V.C.

pág 06 terça-feira, 11 de outubro de 2011 jornal tribuna de macau

caso foi filmado pela TDM e transmitido nos noticiários de domingo. Um grupo de trabalhadores ligados à construção civil deslocouse ao Gabinete para os Recursos Humanos para entregar uma carta de protesto quanto ao que considera ser uma excessiva permissividade nas concessões de trabalho a não residentes. Depois de entregue a petição, que foi recebida por um funcionário do gabinete, exaltaram-se os ânimos de alguns dos operários, que diziam estar desempregados. Dois deles arremessaram ovos ao letreiro que se encontra à entrada do gabinete, onde estão inscritas a sigla e a designação da instituição. Os operários acabaram mesmo por ser detidos, e são acusados de terem causado “danos” na propriedade pública. O caso foi remetido ao Ministério Público. UM AMERICANO INTRANQUILO. Um norteamericano com 54 anos estava de visita ao território quando ficou sem dinheiro. O homem terá então contactado familiares, que lhe prometeram transferir fundos por via postal, através da “Western Union”. Mas o dinheiro não veio com a celeridade desejada pelo indivíduo, de apelido Jay, que começou a gritar a bater nas vidraças das instalações da Caixa Económica Postal. Perante a reacção do segurança daquelas instalações, Jay pôs-se em fuga e foi visto por um polícia

a correr em frente à Sé de Macau. A correria só terminou um pouco mais abaixo, na zona do Largo do Senado, quando o indivíduo foi dominado pela PSP. Já mais tranquilo, o indivíduo explicou aos polícias os motivos que levaram à sua agressividade. TENTATIVAS DE ASSALTO FRUSTRADAS. Nos últimos dias, sucederam vários casos de tentativa de furto a residências exactamente com as mesmas características. Em todos os casos, os meliantes revelaram uma certa inépcia, arrombando as portas de ferro dos apartamentos, mas não conseguindo fazer o mesmo com as segundas portas. Duas situações aconteceram na mesma rua do Fai Chi Kei, levantando suspeitas de que tenham sido obra do mesmo autor. Noutro caso, ocorrido num edifício da Areia Preta, um morador detectou um indivíduo no interior da sua casa. O intruso estava munido de uma chave de parafusos e tentava abrir uma porta. Foi perseguido e imobilizado pelo próprio morador, que o entregou à polícia. As autoridades verificaram depois que se tratava de um residente da RAEM com 40 anos. Mas, nem todas as situações de cobiça à casa do alheio terminam sem prejuízos para o morador. Um apartamento foi assaltado na sexta-feira na Rua do Templo Lin Fong, tendo sido furtadas 16 mil patacas.

Traído pela roupa interior Um homem natural de Taiwan tentou embarcar num voo para a capital da Formosa, mas o sistema de Raios X instalado nas partidas do aeroporto detectou uma substância estranha no seu corpo. A polícia confirmou de imediato que se tratava de uma grande quantidade de droga (dois quilos, divididos por quatro embalagens), que o indivíduo escondia na sua roupa interior. Para isso, o indivíduo usava, nada mais nada menos, do que quatro pares de cuecas. Depois de ser detido, o homem acabou por confessar que conheceu uma pessoa em Zhuhai, que lhe pediu para que o ajudasse a transportar a droga para Macau, explicando-lhe como deveria proceder. O detido, que disse não saber que tipo de droga estava a transportar, conseguiu passar as Portas do Cerco e foi depois desafiado a continuar o transporte até Taipé, a troco de 20 mil renminbis. O dinheiro seria entregue quando chegasse à Formosa.

Incerteza no sector exportador A evolução das exportações nos próximos seis meses é o que preocupa mais as empresas do sector. Cerca de 37% das empresas prevêem um ligeiro aumento das exportações e 35,9% esperam um período de estagnação

O

s dados do segundo trimestre de 2011, compilados pela Direcção dos Serviços de Economia e Estatística (DSEC), mostram que as empresas industriais têm uma perspectiva incerta sobre a evolução das perspectivas de exportações para os próximos seis meses (até Abril de 2012). As empresas que se mostram optimistas sobre a evolução das exportações diminuiu de 46,8% no 1º trimestre do ano, para 37% no 2º trimestre (uma decida de 9,8%). Apenas 0,005% das empresas antecipam um forte aumento e 37% prevêem um ligeiro crescimento nas exportações.

A percentagem das empresas que antecipam uma perspectiva negativa foi igual à registada no 1º trimestre (26,9%), representando, no entanto, um ligeiro acréscimo de 0,8% quando comparada com o mesmo período de 2010 (26,1%). Destas, 11,2% apontam para um ligeiro decréscimo e 15,7% para um forte declínio. Quanto às empresas que prevêem um período de estagnação houve uma subida de 26,1%, do 1º trimestre, para 35,9% no 2º trimestre. No que se refere à procura de mão-de-obra, as empresas indicaram que o número de trabalhadores no sector industrial exportador aumentou 1,9% face ao 1º trimestre,

mas reduziu 12,1% em relação ao mesmo período de 2010. Destas, 65,2% declararam ter insuficiência de trabalhadores, sendo um nível superior aos 63,3% e 52,2% verificados no 1º trimestre e no período homólogo de 2010, respectivamente, o que revela uma grande procura por pessoal. Relativamente à duração média mensal da carteira de encomendas detidas pelas empresas exportadoras o valor é de 2,53 meses, o que representa um acréscimo em relação ao primeiro trimestre (era de 2,36 meses), mas um decréscimo em relação ao período homólogo do ano transacto (2,91 meses).


DOCENTE DA UM DISTINGUIDO NA HUNGRIA. Philip Chen, director da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Macau, foi designado professor honorário pela Universidade Obuda, na Hungria. O reconhecimento pretende fomentar a cooperação entre as duas instituições. A cerimónia teve lugar no Palácio das Artes de Budapeste.

local

OBRAS DE Edgar Martins no Museu da Electricidade. Obras em fotografia de Edgar Martins, ex-residente de Macau, vão ser reveladas numa exposição patente, a partir de quinta-feira, no Museu da Electricidade, em Lisboa. Em “The Time Machine”, Edgar Martins vai mostrar um trabalho de dois anos, período em que explorou o interior e o exterior de 19 barragens e centrais portuguesas.

Empresa de Macau leva craques de futsal para a China

Ex-técnico do Benfica em Cantão “para vencer” André Lima saiu do Benfica e rumou a Cantão, onde está a treinar a equipa de futsal Ko Wong Meng, da I Divisão. Com o apoio de uma empresa de Macau, trouxe quase uma equipa completa, quatro jogadores, e quer vencer o campeonato e jogar na Taça da Ásia

H

á dois meses em Cantão, a treinar a equipa de futsal Ko Wong Meng, o ex-técnico do Benfica André Lima, que no ano passado chegou a um dos pontos mais elevados da carreira, ao conquistar a taça UEFA, ganhou o torneio de abertura do campeonato, que começa na quarta-feira, e assume que veio “para vencer”. E para lançar a equipa rumo ao êxito trouxe quatro jogadores brasileiros. Para já, a família fica em Portugal. O treinador portuense, de 40 anos, que defendeu a seleção portuguesa por 111 vezes, marcando o mesmo número de golos, e que esteve em Macau onde foi entrevistado pelo JTM, conta como veio parar à China, quais os desafios nesta fase da carreira e os objectivos que traz na bagagem. O convite do Ko Wong Meng chegou através de um amigo residente em Macau, que conhecera já em 2004, por altura do Mundial de Twain, e que possui uma empresa de promoção de eventos desportivos na RAEM, a Global Sport. “Estava no Benfica há 10 anos e achei que o meu ciclo se estava a fechar. Foi então que apareceu este projecto, num país ainda com pouca expressão no futsal mas onde há uma grande margem de progressão”, acredita. Há poucos mais de dois meses em Cantão, André Lima já identificou os pontos fortes e fracos do futebol chinês. “Os jogadores são muito técnicos e rápidos mas não há cultura táctica e há muito amadorismo”, explica. E neste campo, o treinador conta fazer a diferença. “Há boa matéria-prima, mas tem de ser trabalhada. Espero ficar o tempo sufi-

Adriano Mide e André Lima passaram por Macau a caminho de Cantão

Equipa de Cantão apostou em reforços lusófonos

ciente para ajudar não só esta equipa a crescer como também a elevar o nível do campeonato”. UMA “MUDANÇA RADICAL”. Eskierda (ex-fixo do Grupo Desportivo Fundação Jorge Antunes, de Vizela), Esteves (ex-ala da Associação Desportiva do Fundão), Eli (que veio de uma

equipa brasileira e também joga a ala) e Adriano Mide (pivot, que jogava no Rio Ave) viajaram com o novo técnico. “Conheço-os a todos muito bem. Achei que como pessoas e como profissionais eram os ideais. Os chineses querem começar a jogar bem e estes quatro podem ensinar muito. Vão ser a coluna

vertebral da equipa”, revela. Uma “mudança radical” é como Adriano Mide, 33 anos, natural do Paraná, descreve esta nova aventura. “Estava em Portugal há nove anos. Agora estava no Rio Ave, mas achei este projecto muito bom”. A habituação a Cantão não foi difícil. Nem no campo – onde até já foi considerado o melhor jogador do torneio de abertura -, nem fora dele. Para além de estar rodeado pelos outros companheiros de equipa, brasileiros, e por André Lima, Mide assegura que os chineses sabem como receber bem. “Está a ser fantástico. Só a língua é que é difícil, mas dentro de campo entendemo-nos todos”. A análise que este pivot faz do futsal chinês é coincidente com a opinião do treinador: “Os chineses são rápidos mas pouco organizados. Mas acredito mesmo assim que o campeonato vai ser difícil!”. Apesar de quererem ficar durante algum tempo, as famílias ainda não vieram. Esta é ainda considerada “uma fase de habituação”, segundo André Lima. “Neste período ainda não trazemos ninguém. Agora há muito trabalho pela frente e estou muito motivado. Quero poder crescer aqui, quer como treinador, quer a nível pessoal. Mas o futebol na China está a ter um grande desenvolvimento e creio que em breve vai ser muito mais conhecido”. Para além da vitória no campeonato, “poder jogar a Taça da Ásia é outro dos objectivos”. A nível financeiro, o treinador português apenas refere que foi uma proposta “aliciante” e com “perspectivas de crescimento”. Por agora, Macau, onde já tinha estado no passado (defendeu aqui as cores da Selecção nacional, nos Jogos da Lusofonia, em 2006), tem sido apenas um ponto de passagem, mas é à RAEM que André Lima espera voltar sempre que possa. “Aqui sintome mais português, mais em casa!”. O campeonato termina em Abril. E até lá, o Ko Wong Meng de André Lima vai ter mostrar o que vale frente a outras 11 equipas. H.A.

IACM VOLTA A COLABORAR COM INSTITUTO CHINÊS

Trazer mais ciência para Macau Há dois anos que o Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais de Macau participa num Fórum pensado para trazer maiores conhecimentos científicos não só aos adultos como também aos mais pequenos. Depois de Shenzhen, é a vez da RAEM receber esta iniciativa, nos dias 21 e 22 de Outubro

F

oi em 2009 que o Instituto para a Pesquisa e Popularização da Ciência da China começou a realizar o Fórum “Educação na área das ciências”, e que nas duas últimas edições teve lugar na cidade de Shenzhen. Mas este ano, e depois de uma estreita colaboração, o Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) decidiu trazer pela primeira vez esta iniciativa para Macau. Segundo Leong Kun Fong, do Conselho de Administração do IACM, esta entidade “já conta com mais de 20 anos de experiência na promoção da ciência. Para reforçar o intercâmbio do instituto na área da educação científica, o IACM realizou uma colaboração para realizar este Fórum”, disse. Esta iniciativa, que se realiza nos próximos dias 21 e 22, no Centro Cultural de Macau, vai contar com

o apoio do Centro de Ciência e da Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ), sendo que este último organismo vai ajudar na promoção da informação e na inscrição das escolas. Nesta fase, já são dez as instituições de ensino inscritas, mas os responsáveis acreditam que este número possa vir a aumentar. Pun Wing Wah, responsável do IACM, explicou como vão decorrer os dois dias de actividade. “No dia 21, à tarde, vão realizar-se duas palestras, em que são esperados cerca de 100 estudantes em cada uma. O dia seguinte será mais vocacionado para os museus”, apontou. Os dois dias pretendem-se dinâmicos em termos de partilha de novas experiências nesta área. “Neste Fórum teremos especialistas e comunidades do Interior da China, Hong Kong, Taiwan e Macau. Isto por-

que cada lugar tem a sua própria maneira de promover a ciência, e queremos apresentar essa plataforma para fazer mais intercâmbio das experiências”, referiu Pun Wing Wah. A responsável adiantou ainda que a ajuda aos museus da ciência é outro dos objectivos. “Queremos ajudar estas instituições para que possam ter mais colaborações. Não apenas os locais, mas de várias cidades”, apontou. Para além disso, foram relembrados os projectos que já se realizaram na RAEM, nomeadamente no parque de Seac Pai Van, em Coloane. “Já foram feitos diversos workshops na área científica, na área dos animais. Acho que no futuro esse parque vai desempenhar um papel muito importante na área da promoção da ciência”, defendeu Leong Kun Fong. A.S.S. jornal tribuna de macau terça-feira, 11 de outubro de 2011 pág 07


(...) A estátua que se encontra na casa memorial de Sun Yat-sen em Macau, foi oferecida e Umeya à terra natal de Sun, Cuiheng (Choy-Hang), no distrito de Zhongshan, em Guangdong Guerra do Pacífico, daí foi transferida para Macau e colocada na casa-memorial de Sun Yat José Simões Morais

HISTÓRIAS COM HISTÓRIA

As estátuas de S Sun Zhongshan, considerado o Pai da República da China e conhecido pelo Ocidente como Sun Yat-sen, morreu a 12 de Março de 1925 em Beijing (Pequim) e o corpo foi sepultado no mausoléu em Nanjing a Junho de 1929, tendo a sua estátua sido mandada feita pelo amigo japonês Skokichi Umeya. As outras três estátuas encontram-se pela província de Guangdong e em Macau José Simões Morais*

C

om o mausoléu de Sun Zhongshan na parte Leste da montanha Púrpura em Nanjing a ser construído, o japonês Skokichi Umeya, sentindo profundamente a morte do seu grande amigo, que ocorreu em 12 de Março de 1925, decidiu mandar-lhe fazer uma escultura de corpo inteiro. A relação entre ambos começara em 1895 e logo desde o primeiro encontro o apoiou política, económica e militarmente. Assim, na Primavera de 1928, Skokichi Umeya, para fazer uma homenagem a Sun Zhongshan, (nome com que Sun Wen ficou no Japão), convidou o escultor japonês Shoya Makida a criar uma estátua com a imagem do primeiro presidente da República da China. Tal trabalho escultórico foi realizado na fábrica Kanesaku Shinohara e era para serem fundidas sete estátuas de bronze. Porque lhe faltou o dinheiro, apenas quatro estátuas de corpo inteiro aí foram feitas, com uma altura de 2,3 metros e com uma massa de uma tonelada. O funeral nacional de Sun Zhongshan, em Nanjing, estava marcado para o mês de Junho de 1929 e Umeya pág 08

terça-feira, 11 de outubro de 2


m 1935 por Skokichi g. Em 1939, durante a t-sen nesta cidade” (...)

local

(...) “Para suportar as ideias e as acções do irmão mais novo, Sun Mei vendeu, entre 1890 e 1894, uma dúzia de vezes parcelas da quinta e animais. Já nos quatro anos seguintes, muitas outras vezes necessitou de vender terrenos e animais para realizar dinheiro para suportar Sun Wen” (...) idem

Sun Zhongshan

2011 jornal tribuna de macau

com a sua família viajaram para a China, levando a primeira estátua. Chegaram a Xangai a 4 de Março e daí partiram para Nanjing, a fim de assistirem ao funeral. Na Academia Militar de Huangpo (Whampoa em cantonense), na ilha de Changzhou, fundada por Sun Yat-sen a 16 de Junho de 1924, fez-se uma cerimónia no dia 26 de Setembro de 1930, para a colocação de mais uma dessas estátuas. Esta Academia foi criada no período da primeira colaboração entre o Guomintang e o partido Comunista, na esperança de cultivar ideias revolucionárias aos oficiais militares. Chiang Kai-shek ficou como presidente e Zhou Enlai, com um posto importante. Entre 1924 e 1930 aí foram graduados 33 mil oficiais, muitos dos quadros que emergiram depois na cena política e militar da China. A terceira estátua encontra-se na Universidade de Zhongshan, em Guangzhou Cantão). Já a estátua que se encontra na casa memorial de Sun Yat-sen em Macau, foi oferecida em 1935 por Skokichi Umeya à terra natal de Sun, Cuiheng (ChoyHang), no distrito de Zhongshan, em Guangdong. Em 1939, durante a Guerra do Pacífico, daí foi transferida para Macau e colocada na casa-memorial de Sun Yat-sen nesta cidade. MACAU E SUN YAT-SEN. Na rua Silva Mendes, em frente ao antigo quartel de artilharia, hoje Corpo de Polícia de Segurança Pública - Departamento de Trânsito, encontra-se a casa memorial de Sun Yat-sen, apesar de este nunca ter aqui vivido. Sun Mei era o irmão mais velho de Sun Wen e foi uma das figuras mais importantes na sua vida e quem mais o apoiou para que as suas ideias conseguissem dar um novo rumo à China, o que permitiu criar a República da China.

Sun Mei tinha uma quinta em Maui, na ilha do Hawai e começou por pagar a viagem a Sun Wen para este aí viver e estudar. Como era uma grande propriedade e muito produtiva, os locais chamavam a Sun Mei, o rei de Maui. Para suportar as ideias e as acções do irmão mais novo, Sun Mei vendeu, entre 1890 e 1894, uma dúzia de vezes parcelas da quinta e animais. Já nos quatro anos seguintes, muitas outras vezes necessitou de vender terrenos e animais para realizar dinheiro para suportar Sun Wen. Mas Sun Mei entrou em bancarrota em 1906, tendo no ano seguinte regressado com a sua mãe e a esposa de Sun Wen para Hong Kong. Um pouco antes de falecer Sun Wen, comprou a Sun Wen um terreno para construir uma casa na rua de Long Tin Ch’un (actual rua Silva Mendes) em Macau. Mas nessa altura, em 1915, Sun Wen divorciou-se da sua primeira esposa, Lu Mu-zhen (Lou Mou Cheng em cantonense), com quem casara em 1885 e de quem tinha um filho e duas filhas. Enquanto a casa foi sendo arranjada, Lu Mu-zhen ficou noutra arrendada. Só em 1918, Lu Mu-zhen passou a habitar nessa casa, que com três andares era de um estilo simples, no local onde hoje se encontra a casa memorial de Sun Yat-sen. Mas o padre Manuel Teixeira diz que o Dr. Sun Yat-sen “nunca viveu na Mansão Evocativa, que foi construída após a sua morte. Quem lá viveu largos anos foi a sua primeira esposa Lou Mou Cheng, que faleceu a 7 de Setembro de 1952 com 88 anos de idade e cuja sepultura se acha(va) no Cemitério Chinês da Taipa, na encosta oriental, que olha para o Porto Exterior de Macau”. Aqui neste cemitério, segundo fontes chinesas, já a primeira esposa de Sun Yat-sen não está, pois foi levada para Zhongshan e também não foi o primeiro cemitério onde esteve, pois esse foi

o S. Miguel. Vamos agora desdizer o que em cima referimos, através das palavras do padre M. Teixeira. Diz este: “O Dr. Sun Fó, filho de Sun Yat-sen e de Lou Mou Cheng, por escritura de 9 de Setembro de 1918, comprou a Ip Siu San um talhão de terreno com a área de 566,42 metros quadrados, na Rua de Long Tin Ch’un, hoje Rua de Silva Mendes, para a casa que Sun Yat-sen desejava construir a fim de aqui se refugiar; mas ele veio a falecer a 12 de Março de 1925. A 17 de Junho desse ano, seu filho Dr. Sun Fó comprou a Lu Lim Yok mais dois talhões na mesma rua com a área de 228,74 m² perfazendo os 3 talhões a área de 795,16 m². Nesse terreno foi construída a Mansão Evocativa, que é o n.º 1 da dita rua”. Essa casa foi destruída pela explosão do paiol da Flora, em 11 de Agosto de 1931, o qual provocou 21 mortos e 50 feridos e a destruição completa do Palacete da Flora e de várias casas num raio de 500 metros. A casa foi reconstruída pelo filho de Sun Zhongshan, Sun-Fó, que tinha nascido em 21 de Outubro de 1891 e por isso não se compreende bem como foi ele que, logo em 1918, comprou o terreno onde foi construída a casa. Lu Mu-zhen, que tinha nascido em 1867, viveu nesse lugar desde 1918 e aí morreu em 7 de Setembro de 1952 com 86 anos. E voltando ao padre M. Teixeira: “Por escritura de 9 de Junho de 1958, o Dr. Sun Fó vendeu essa casa a um chinês, residente na Formosa (Taiwan), por nome Tong Sai Fong ou Tung Shih Fang”. Hoje, aí está o edifício em estilo mourisco da casa-memorial, tendo ao lado o pátio onde se encontra a tal estátua em bronze de Sun Yat-Sen. * Investigador. Colaborador regular do JTM. pág 09


Radwanska junta título chinês ao de Tóquio. A polaca Agnieszka Radwanska conquistou o torneio de ténis de Pequim, uma semana após ganhar a prova do circuito da WTA de Tóquio, ao bater na final a alemã Andrea Petkovic, por 7-5, 0-6 e 6-4.

desporto

Capello coloca o lugar de Rooney em causa. O seleccionador da Inglaterra, Fabio Capello, referiu que o lugar de titular de Wayne Rooney no Euro 2012 poderá estar em causa depois da sua expulsão no jogo com o Montenegro. «Tenho de encontrar uma solução para os primeiros jogos que Rooney iria jogar», revelou Capello.

EURO 2012

Selecção em silêncio rumo à Dinamarca A selecção portuguesa de futebol embarcou ontem em silêncio rumo a Copenhaga, onde amanhã defronta a congénere dinamarquesa, em jogo da última jornada do Grupo H de qualificação para o Euro2012

A

comitiva chegou ao aeroporto Francisco Sá Carneiro pelas 08:20, mas evitou o contacto com a comunicação social, entrando directamente para a zona de embarque através da porta VIP. No avião com destino à capital dinamarquesa, que levantou voo por volta das 9 horas, seguiu ainda o presidente do FC Porto, Pinto da Costa. A equipa das “quinas” tinha um treino marcado para as 18 horas (uma da madrugada em Macau) no Parken Stadium, após o qual Paulo Bento dá uma conferência de imprensa para fazer

a antevisão do jogo com a Dinamarca. Depois da vitória de sexta-feira sobre a Islândia no Porto, por 5-3, Paulo Bento poupou Cristiano Ronaldo e Nani no treino de sábado, mas os dois jogadores já recuperaram e no domingo treinaram com os restantes 21 seleccionados. RONALDO CONFIANTE. Cristiano Ronaldo afirmou que ninguém na selecção nacional de futebol põe a hipótese de Portugal não se apurar para o Euro2012. “Sinceramente não pensamos nisso, pensamos que temos potencial para ir à Dinamarca e ganhar para nos apurarmos”, disse o capitão da selecção antes do último treino em Portugal, realizado no Centro de Treinos do Olival, em Vila Nova de Gaia. Embora o empate no último encontro da fase de qualificação seja suficiente para garantir a presença na competição organizada pela Polónia e pela Ucrânia, Ronaldo garantiu que Portugal vai à Dinamarca com o objec-

tivo de ganhar. “É a mentalidade que temos desde sempre. Vamos fazer um bom jogo e tentar ganhar”, assegurou. O avançado do Real Madrid mos-

trou-se ainda indiferente ao facto de não ter marcado na vitória de sexta-feira sobre a Islândia, por 5-3. “Isso não é importante. Importante é ganhar e qualificarmo-nos”, frisou, admitindo, contudo, que a equipa sentiu a falta, não só de Pepe, mas também de Ricardo Carvalho. “Claro que os grandes jogadores fazem sempre falta. Mencionou o Pepe como podia mencionar o Ricardo [Carvalho], que já não vem mais”, respondeu, quando questionado sobre os erros defensivos do conjunto luso frente aos islandeses. No entanto, para Ronaldo, os erros defensivos “fazem parte” do futebol, até porque é a defesa que, muitas vezes, “safa” a equipa quando os avançados não marcam golos. “O futebol é mesmo assim, é uma equipa e jogamos todos em conjunto. Há dias bons e há dias maus e, por isso, há que reflectir e melhorar no próximo jogo”, concluiu.

ATÉ DERAM VOLTA DE HONRA AO ESTÁDIO

África do Sul inconformada com eliminação A Federação Sul-africana de Futebol interpôs recurso na Confederação Africana depois dos seus jogadores terem dado uma volta de honra ao estádio, na convicção de que se tinham apurado para a Taça das Nações Africanas (CAN2012)

A

cena ocorreu a seguir ao nulo entre a África do Sul e a Serra Leoa, resultado tido por suficiente pela selecção da casa para garantir o apuramento, o que provocou uma explosão de alegria entre jogadores e espectadores. No entanto, distinto era e é o entendimento da CAF, para a qual a selecção apurada no Grupo G é o Níger, que perdeu com o Egipto por 3-0, e não a África do Sul, o que levou a SAFA a emitir um comunicado no qual desafia a “interpretação e aplicação das

A SAAM irá realizar obras de manutenção na rede de abastecimento durante o período abaixo indicado, pelo que o abastecimento de água será interrompido nos locais abaixo indicados: Data da Interrupção: 2011/11/12 Quarta-feira Horário da Interrupção: Entre as 10.00 e as 16.00 Local da Obra: Nº 12, Estrada de D. João Paulino Locais Afectados: Nº 10 e 30, 17 e 23, Estrada de D. João Paulino, Nº 10, Estrada de Santa Sancha, Jardim da Penha, Igreja da Penha, Rua do Miradouro de Santa Sancha, Calçada das Chacaras (Todas as residência & lojas) Local de Abastecimento Temporário: Nº 17, Calçada da Penha HIDRANTE Nº. 3318 Linha Aberta de Informação: 28220088 A SAAM irá afixar este aviso nas portas dos locais onde o abastecimento de água será interrompido, antes das 17.30 do dia que precede a interrupção do abastecimento, no sentido de confirmar o período de interrupção. Pedimos desculpas por qualquer inconveniente causado!

regras” por parte da confederação africana. O Grupo G terminou com três selecções em igualdade pontual, o Níger, a África do Sul e a Serra Leoa, todas com nove pontos, tendo a CAF determinado que a primeira está em situação de vantagem sobre as outras duas. Para chegar a esta conclusão, a CAF baseia-se no facto de o Níger somar seis pontos contra cinco da África do Sul e da Serra Leoa nos jogos que efectuaram entre si, logo ter melhor aproveitamento nesse campeonato “a três”.

Todavia, a África do Sul reclama a sua vantagem sobre os rivais na diferença de golos, com base no que designa como “meios universalmente reconhecidos” para desempatar equipas em igualdade pontual. Os “Bafana Bafana” registam um saldo positivo de dois golos (4-2) entre marcados e sofridos, enquanto o do Níger é negativo (6-8) e o da Serra Leoa é nulo (5-5). Outra grande surpresa neste polémico grupo foi a eliminação do actual detentor do título, o Egipto, classificado em último lugar com cinco pontos.

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

Execução Ordinária nº CV3-10-0116-CEO

Exequente: BANCO NACIONAL ULTRAMARINO, SA, com sede na Avenida AImeida Ribeiro, 22 em Macau. Executado: CHEONG KUOK HEI, com última residência conhecida na Rua do Canal Novo, 71, Edíficio Kin Va, Bloco 4, 3° A em Macau, ora ausente em parte incerta. FAZ-SE SABER QUE, por esta Secção, correm éditos de TRINTA DIAS, contados da segunda e última publicação do anúncio, citando o executado acima identificado, para no prazo de VINTE DIAS, decorrido que seja os dos éditos, deduzir oposição, pagar ao exequente a quantia de MOP$ 49.526,62 (quarenta e nove mil quinhentas e vinte e seis patacas e sessenta e dois avos), acrescida de juros vencidos e vincendos até efectivo pagamento e custas, ou nomear bens à penhora, sob pena de ser devolvido ao exequente o direito de nomeação de bens à penhora (artº. 720º C.P.C.M.), pelos fundamentos constantes da petição inicial que se encontra à disposição do citando nesta Secção, prosseguindo os autos com o Ministério Público - art° 49° do Código de Processo Civil de Macau. A intervenção do citando nos autos implica a constituição de advogado - artº 74° do Código Processo Civil de Macau. RAEM, 14 de Setembro de 2011. O Juiz de Direito, a) Rui Carlos Pereira Ribeiro O Escrivão Judicial Principal, a) Acácio Coelho

2ª Vez pág 10 terça-feira, 11 de outubro de 2011 jornal tribuna de macau

3° Juízo Cível

“JTM” - 11 de Outubro de 2011

Proc. ordinário de execução nº CV2-10-0073-CEO 2° Juízo Cível Exequente: BANK OF CHINA LIMITED, com sede em Pequim e sucursal em Macau, na Avenida Dr. Mário Soares, nº 323 Executados: 1. FÁBRICA DE SAPATOS K. WAH LIMITADA, com sede em Macau na Rua Quatro do Bairro Iao Hon, nº 38, Edf. Industrial Iao Seng, Fase II, 4° andar C; 2. LOK NA KOK, solteiro, maior, com última residência conhecida em Macau, na Rua Quatro do Bairro Iao Hon, nº 38, Edf. Industrial Iao Seng, Fase II, 4° andar C; 3. SIU VAI LAM, solteiro, maior, residente em Macau, na Travessa dos Colonos, n° 14, Edf. Hap Heng, 4° andar D; e 4. SIO VAI MENG, solteiro, maior, residente em Macau, na Travessa dos Colonos, nº 14, Edf. Hap Heng, 4° andar D. Faz-se saber que nos autos acima indicados são citados os credores desconhecidos dos executados para, no prazo de quinze dias, que começa a correr depois de finda a dilação de vinte dias, contada da data da segunda e última publicação do anúncio, reclamar o pagamento dos seus créditos pelo produto do bem penhorado sobre que tenham garantia real e que é o seguinte: Imóvel penhorado Denominação da fracção autónoma: D4, 4° andar “D”. Situação: Em Macau, nºs. 14 a 14-D da Travessa dos Colonos. Fim: Para habitação. Número de matriz: n°. 037252. Número de descrição na Conservatória do Registo Predial: nº. 9267, a fls. 111V do Livro B26. Número de inscrição da propriedade horizontal: nº. 9126, a fls. 53 do Livro F10. Aos 09 de Setembro de 2011. A Juiz, Cheong Un Mei A Escrivã Judicial Auxiliar, Cheong Lai Lam

2ª Vez

“JTM” - 11 de Outubro de 2011


Novo iPhone bate recorde de pré-encomendas. Em apenas um dia, as pré-encomendas do iPhone 4S superaram um milhão de unidades, superando o anterior recorde de 600 mil unidades/dia que pertencia ao iPhone 4. O aparelho vai estar disponível nos EUA, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Japão e Reino Unido a partir das 8.00 locais do próximo dia 14.

actual

PORTUGAL

A difícil arte de apagar paixões Tatuar o nome do namorado ou do cônjuge está na moda, mas esta tentativa de perpetuar uma relação é uma dor de cabeça para os tatuadores, que recebem cada vez mais pedidos para tapar os nomes das paixões, quando estas acabam

N

ão tatuem os nomes dos namorados, por favor, pois dá muito trabalho tapar”, apela bem disposto o tatuador Theo, um dos presentes no Festival de Tatuagens, que decorre no Pavilhão Atlântico, em Lisboa. O tatuador confessa que “há nomes difíceis de tapar” e que, em certos casos, só o recurso ao lazer é que pode tapar a memória - escrita no corpo - de uma relação que acabou. Também a tatuadora Ana, que exibe um corpo com tatuagens de “um pouco de todos os motivos”, disse à agência Lusa que não são raras as vezes que lhe pedem para apagar um nome. Já aconteceu com ela e talvez por isso agora só tenha o nome do filho. A tatuadora Arianete é fã de nomes no corpo, mas dos filhos, e “em português”. Questionada pela Lusa sobre o gosto dos portugueses em matéria de tatuagens, Arianete disse que elas preferem “muita cor e motivos muito floridos”, enquanto eles “optam por motivos mais artísticos”. Ricardo, 38 anos, tinha 25 quando fez a primeira: um dragão. Fê-lo para “marcar a diferença”.

Hoje, o seu corpo está cada vez mais coberto, mas apenas com desenhos com “grande significado”, como o nome dos filhos ou o lema

da sua vida. Aproveitou o Festival de Tatuagens para acrescentar mais uma imagem no braço. Desta vez, optou pelo seu herói de banda desenhada: Hulk. Não sente dor e acredita que as tatuagens de que se cobre são “para toda a vida”. Nos últimos 13 anos, desde que fez a primeira tatuagem, esta moda, ou arte, evoluiu muito, como reconhece Ricardo e o seu tatutador, Theo. “As máquinas são mais silenciosas, há mais higiene e precauções em termos dos cuidados de saúde”, disse Ricardo. Questionado sobre qual a tatuagem que faria, se apenas tivesse espaço e oportunidade para mais uma, Ricardo não hesita: a imagem dos filhos e dos pais. Pedidos simples, se comparados com alguns que Theo recebe. “Já fiz riscos em redor de um braço, uma caveira na testa ou um sapo esmagado debaixo do pé”, contou à Lusa. A este artista - que tatua há 12 anos e fez a primeira tatuagem no seu corpo há 21, um unicórnio, entretanto tapado - chegam essencialmente pedidos de retratos, já que é esta a sua especialização. Os 60 tatuadores nacionais e internacionais presentes no Pavilhão Atlântico apresentam nos stands exemplos do seu trabalho. Há de tudo: tatuagens de figuras, cães e pessoas, momentos marcantes como um parto e muitos, muitos símbolos. Segundo a organização, o festival foi visitado no sábado por mais de 3.000 pessoas.

CHINA

Ma Ying-jeou contra unificação O presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, afirmou ontem que a unificação com a República Popular da China não está na ordem do dia, defendendo a continuação da actual divisão

General candidata-se às presidenciais em Timor O ex-chefe das Forças Armadas timorenses Taur Matan Ruak anunciou ontem a sua candidatura às presidenciais de 2012, justificando que quer “levar Timor-Leste para a frente”. “Quero que todas as pessoas tenham oportunidades na vida”, disse o general, acrescentando que quer “levar TimorLeste para a frente, desenvolver mais o país porque muitas pessoas ainda estão a sofrer”. Esta é a segunda candidatura às presidenciais timorenses a ser oficializada, depois de na semana passada o deputado Manuel Tilman (ex-residente em Macau) ter anunciado que também concorre à Presidência.

“Ocupado” Ministério da Economia em Lisboa Uma delegação da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações está no Ministério da Economia para exigir uma reunião com o ministro e não vai sair enquanto não for recebida por Álvaro Santos Pereira, disse um sindicalista. “Os trabalhadores são uma parte envolvida e das partes mais afectadas, por isso, decidimos ir para o Ministério e procurar forçar uma reunião com o ministro”, afirmou, acrescentando que “a ideia é ficarmos lá até termos a reunião”.

Dólares em balões para Pyongyang Activistas sul-coreanos lançaram ontem vários balões para território norte-coreano com cerca de 200 mil panfletos e notas de um dólar no interior, quando se assinala o 66.º aniversário da fundação do Partido dos Trabalhadores. Os panfletos contra o regime de Kim Jong-il foram lançados a partir da fronteira que divide a península depois de Pyongyang ter ameaçado, durante o fim-de-semana, abrir fogo contra o Sul se este continuasse a enviar propaganda para o seu território.

Sismo de 5,6 graus em Fukushima Um sismo de 5,6 graus na escala de Richter atingiu ontem o nordeste do Japão, com epicentro na província de Fukushima, mas sem que tenha sido emitido o alerta de tsunami ou registado problemas na fábrica nuclear de Daiichi. O sismo ocorreu às 11:46 locais (10:46 em Macau), com epicentro no mar, frente à costa de Fukushima, a 50 quilómetros de profundidade, segundo a Agência Meteorológica japonesa.

24 mortos em inundações no Vietname Pelo menos 21 crianças e três adultos morreram na sequência das inundações registadas nas últimas duas semanas no delta do Rio Mekong no Vietname, informaram fontes oficiais. A maioria das vítimas morreu afogada nas cheias, que já inundaram 30.500 lares e destruíram 6.000 hectares de campos de arroz. Os prejuízos ascendem a 44 milhões de dólares.

Elogiado ex-Presidente Pedro Pires A escolha do ex-Presidente cabo-verdiano Pedro Pires para receber o prémio Mo Ibrahim por boa governação foi tomada por unanimidade pelo júri, que elogiou a “visão em transformar Cabo Verde num modelo de democracia”. “O Comité do Prémio ficou muito impressionado pela visão do Presidente Pedro Pires em transformar Cabo Verde num modelo de democracia, estabilidade e crescente prosperidade”, sustentou o presidente do júri, Salim Ahmed Salim.

E

stamos a manter o status quo de não unificação, não independência e não uso da força (...) Isto desanuviou muito a tensão no Estreito de Taiwan e granjeou reconhecimento e apoio da comunidade internacional”, disse Ma Ying-jeou numa cerimónia comemorativa do centenário da revolução republicana na China. Na véspera, numa cerimónia idêntica realizada em Pequim, o Presidente chinês, Hu Jintao, exortou Taiwan a unir esforços com o continente para a “reunificação da Pátria”. “Devemos acabar com os antagonismos no estreito de Taiwan, sarar feridas do passado e trabalhar juntos para alcançar o grande rejuvenescimento da nação chinesa”, disse Hu Jintao, que é também secretário-geral do Partido Comunista Chinês. Ma Ying-jeou não respondeu directamente a Hu Jintao, mas salientou que o objectivo dos fundadores da república era “estabelecer uma nação livre e democrática, com distribuição equitativa da riqueza”. “O continente deve corajosamente seguir nessa direcção”, disse o presidente de Taiwan, a ilha onde se

volta ao MUND

11 marinheiros mortos no Triângulo Dourado refugiou o antigo governo chinês depois de o Partido Comunista proclamar a República Popular da China, há 62 anos, e que continua a assumir-se como República da China (sem o adjectivo “popular”). A república chinesa foi proclamada no dia 10 de Outubro de 1911. Foi a primeira da Ásia e terminou com mais de dois mil anos de sistema imperial. Para Pequim, Taiwan é uma província da China e não uma entidade politica soberana. O PCC defende a “reunificação pacífica” segundo a mesma fórmula adoptada para Macau e Hong Kong (“um país, dois sistemas”), mas ameaça “usar a força” se Taiwan declarar a independência. jornal tribuna de macau terça-feira, 11 de outubro de 2011 pág 11

O Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês disse que 11 marinheiros chineses foram mortos e dois estão desaparecidos no Rio Mekong à passagem no Triângulo Dourado. A região do Triângulo Dourado, na fronteira com a Birmânia, Laos e Tailândia, é conhecida pela produção e tráfico de heroína e outras drogas.

Greve provoca caos no trânsito em Atenas Os transportes públicos em Atenas paralisaram ontem, em protesto contra os despedimentos e o reforço das medidas de austeridade que estão a ser negociadas entre o Governo grego e a ‘troika’ composta pelo FMI, BCE e CE. A situação, relata a EFE, piorou com a forte chuva que caiu durante a manhã, que provocou inundações e avarias nos semáforos. O único meio de transporte que estava operacional era o comboio que faz a ligação ao aeroporto internacional de Atenas.


publicidade

pรกg 12 terรงa-feira, 11 de outubro de 2011 jornal tribuna de macau


“Madeira dá vitória amarga a Jardim”

Dito

opinião

Título do “Correio da Manhã”

VEMOS, OUVIMOS E LEMOS

“Estarei a exagerar quando idealizo um “auto china” adaptado, em grande, como se impõe, a uma das salas do Casino Estoril? Assim: o décor num estilo misto de gosto chinês e europeu, como se vê em Macau.” Maria Lourenço

Há 20 anos In “Jornal de Macau” e “Tribuna de Macau” 11/10/1991

Maria Lourenço*

Uma ideia delirante? a passada sexta-feira, estive num dos domínios do Dr. N Stanley Ho, o Casino Estoril, para assistir à estreia do espectáculo que vai animar o “Salão Preto e Prata”, nos próximos

tempos. Quem o frequenta sabe que a gestão artística do Casino Estoril exige qualidade a nível internacional. Desta vez - uma vez mais - “O Melhor de La Féria” diz tudo: o espectador viaja por um mundo de sonhos para além do imaginário, transportado para o palco com o arrojo, bom gosto e mestria de quem, há muito, deixou de ter vida própria para se dedicar à arte do efémero. Talvez por se tratar de um espaço onde o espírito de Macau consegue impor-se-nos, lá estavam figuras incontornáveis com quem gostámos de nos cruzar: Rocha Vieira, Salavessa da Costa, Monjardino, conseguindo, calcule-se, desmonotonizar os “clichés” dos “habitués” das estreias lisboetas... “O Melhor de La Féria” pela qualidade do naipe de novos actores, cantores, músicos e bailarinos, pelo luxo da montagem e inesperadas soluções cénicas está ao nível do que se faz nos melhores palcos do mundo. Os espectáculos de La Féria, pretendem sempre e, não raro conseguem, transportar-nos “a mundos inimagináveis, a países para além do arco-íris”... talvez por isso, tenha dado por mim idealizando para aquele espaço e contexto, integrado no império de Stanley Ho, um próxima produção que trouxesse aos portugueses e a tantos e tantos estrangeiros que o frequentam, o “clima” de uma ópera chinesa. O teatro oriental, de expressão simbólica, na sua linguagem figurada tem a dança por base, o canto, a mímica, como é sabido. Como é sabido? Será? Saber-se-á que o Teatro na China já existia dois mil anos antes da nossa era? A população chinesa de Macau não o ignora, daí que, não obstante, os apelos das novas tecnologias, continue a acorrer aos espectáculos de ópera Chinesa ou “auto china” (talvez porque assim eram designadas as composições de Gil Vicente, no parecer de Rodrigues da Silva, no seu “Usos e Costumes dos Chineses de Macau”). Estarei a exagerar quando idealizo um “auto china” adaptado, em grande, como se impõe, a uma das salas do Casino Estoril? Assim: o décor num estilo misto de gosto chinês e europeu, como se vê em Macau. O palco levantado a pouco mais de um metro da plateia, proporcionando mutações de cena à vista dos espectadores. De cada um dos lados do proscénio, assentos para os músicos. Ao fundo duas portas, à direita alta para as entradas em cena, à esquerda para as saídas. Em local bem visível, um cartaz com o título do espectáculo que, independentemente do tema e da época, tem sempre um guarda - roupa deslumbrante, embora possa remontar à invasão dos tártaros: sedas bordadas a ouro e prata, plumas de todas as cores, adereços sofisticadíssimos. As soluções cénicas, secundarizadas em relação à mestria dos intérpretes, impõem-se pela simplicidade: uma mesa ao centro da cena e duas cadeiras simbolizam uma sala; um

um ponto é tudo

salão palaciano é representado pelas mesmas peças de mobiliário, porém, cobertas com ricos panejamentos vermelhos; uma alcova pode ser representada por duas cadeiras unidas, em cujas costas se amontoam várias outras, de onde pende um cortinado... Outra cadeira estendida no chão, coberta com um pano de seda azul, simboliza o mar, enquanto uma montanha é representada por duas cadeiras sobre uma mesa; um bosque é sempre sugerido por um pau encimado por um ramo verde, colocado a meio do palco. Os intérpretes especializam-se, em função das características físicas, registo de voz e vocação, testados ao longo de “espartana” formação contínua, iniciada nos primeiros anos de vida... Custa aceitar que os actores, na China antiga, eram desprezados, principalmente, os cómicos. Modernamente, desfrutam de importante estatuto. A propósito, até há bem pouco tempo, a sociedade portuguesa comportava - se como a da China antiga: ser actor era ter uma profissão sem estatuto... Só nos tempos do Marquês de Pombal se procurou pôr em prática a ideia de Teatro como verdadeira “escola dos povos, capaz de instrui-los, enquanto os diverte e reforça a coesão social”. Foi “sol de pouca dura”. Desaparecido o Marquês e D.José da cena política, a maior parte dos teatros fecharam e as mulheres foram proibidas de representar - estigma que nem Garrett com a sua importante “Reforma do Teatro”, conseguiu diluir até aos anos 60/70 da nossa época, nem instituir a ideia de que “os escritores e os artistas têm o direito de almoçar todos os dias como toda a gente”. São, também, interessantes as razões por ele apontadas para a decadência do Teatro, em Portugal: “a falta de gosto educado do público; D. Sebastião, que só sabia brigar e rezar; D. João IV que tinha certa inclinação para as artes mas não passava de músico de igreja e os filhos não tinham gosto por coisa nenhuma; D. João V, mecenas das Artes e Letras, s�� apreciava as academias; D. Maria I que proibiu as representações que não respeitassem os bons costumes e a correcção dos vícios”. Quando parti para esta “conversa”, estava longe de me espraiar até Garrett, e falar da ideia - delirante? - de ver uma ópera chinesa no Casino Estoril. A simbólica destes espectáculos de rara imaginação e riqueza, para além do que representa como “património imaterial da humanidade”, é incompreensível que não seja levada para fora dos palcos aos quais continua confinada. Contrariamente aos heróis da ópera chinesa que não pugnam por causas perdidas, eu vou partir para uma com poucas hipóteses de êxito, mas que me anda a desassossegar: tentar que “alguém” me satisfaça o desiderato de ver em Portugal uma ópera chinesa, não tanto por mim, mas pelas esquecidas razões invocadas por Verney, Shilller, Voltaire e tantos mais seres pensantes que defenderam a função pedagógica da arte dramática para “moralização dos costumes, a educação e a coesão social” de que, por cá, certas “elites” tanto carecem... * Professora / Jornalista. Ex-residente em Macau.

Ferreira Fernandes

Falta de lentes aumenta buraco ara ontem estava marcado o fim da P campanha “Quem Empresta uns Óculos a Jardim?”, que tem decorrido há vários

dias na Madeira. O conhecido animador da campanha, Alberto João, como bom profissional que é, apresentou-se dentro do espírito da coisa: pólo escuro, o pouco do cabelo desgrenhado e umas folhitas escritas à mão. Enfim, com ar de quem pede óculos emprestados. E sem mais delongas, lançou o mote: “Quem me empresta uns óculos?” Pergunta aparentemente banal mas que ocasionou um dos minutos mais

dramáticos da história política nacional: arrastaram-se segundos e segundos, sem que alguém se prestasse a ajudar. Um minuto! E por uns simples óculos, que nem eram pedidos, mas emprestados, e a um idoso de cara simpática... O crédito da Madeira anda ainda mais baixo do que se pensava. Enfim, alguém lhe estendeu um par, manhoso, daqueles com uma fitinha entre as hastes. Alberto João Jardim ainda os pôs, mas num assomo de orgulho, devolveu-os. Atirou-se, então, à tarefa de ler as

folhas manuscritas. Lembro: ele, que nos tem maravilhado com as palavras mais soltas e afiadas da política nacional. Mas sem crédito nem para óculos, soletrou, engasgou-se, por três vezes cometeu o erro que noutros tempos nunca faria, sublinhou uma fraqueza: “Desculpem-me, estou sem óculos...” E calou-se. Dizem os números, 25 deputados, que Jardim vai poder governar sozinho. Mas nós vimos, ontem: sem que lhe emprestem, Jardim já não pode governar sozinho. JTM/DN

AEROPORTO SELECCIONA CONCORRENTES À GESTÃO O primeiro trimestre de 1995 é a “meta desejável” para a conclusão dos trabalhos do Aeroporto Internacional de Macau, disse à agência Lusa uma fonte da concessionária da obra. Trata-se de uma data que tem em consideração “o equilíbrio dos factores, prazo, custo, qualidade e oportunidade”, adiantou a mesma fonte da Companhia do Aeroporto de Macau (CAM). No âmbito do programa do empreendimento, a CAM vai seleccionar até ao final do mês um dos quatro consórcios que foi pré-seleccionado no concurso para a empreitada para a gestão geral da construção do aeroporto. Fonte da CAM disse à agência Lusa que foram seleccionados cinco dos 15 consórcios que se apresentaram a concurso, quatro dos quais integram empresas portuguesas. Asianconsult / Consulplano / Lufthansa / Hip Hing Construction / Spie Batingnolles, Miac / Lusotecna / Taylor Woodrow MGT International, Scott Wilson Kirkpartick / Pangest e Tams / Profabril / Schall / STDM foram os consórcios pré-seleccionados, que vão agora apresentar as respectivas propostas para avaliação pela CAM. Entretanto, no concurso para a pré-qualificação do empreiteiro que irá construir, entre outras obras, o terminal de passageiros e outros edifícios da plataforma de aviões, da sinalização luminosa e do equipamento de ajudas à navegação apresentaramse 30 consórcios.

O JTM errou

Na entrevista com Sérgio Perez, ontem publicada, foi referido que o realizador vai ser formador num “workshop” de cinema digital organizado pela Casa de Portugal. No entanto, trata-se de um lapso, dado que o curso em causa é organizado pela Associação Macau no Coração. Pelo facto, pedimos desculpas aos nossos leitores e aos visados.

jornal tribuna de macau terça-feira, 11 de outubro de 2011 pág 13


Lady Gaga pode ser a nova vocalista dos Queen. Lady Gaga pode tornar-se a próxima vocalista dos Queen, sucedendo assim ao lendário Freddie Mercury, confirmou Brian May, guitarrista da banda britânica, ao ‘Daily Express’. « Trabalhei com a Lady Gaga durante a gravação do seu single ‘You & I’ e já falámos para ser vocalista do grupo».

Paul Mccartney casou com Nacy Shevell. O ex-Beatle Paul McCartney, actualmente com 69 anos, casou com a norte-americana Nancy Shevell, de 51, num registo civil de Westminster, em Londres, o mesmo local onde celebrou o seu primeiro casamento, em 1969.

lazer

Demi em divórcio milionário com Ashton

A actriz Demi Moore consultou um advogado especializado em divórcios, depois de ter decidido terminar o seu casamento com o também actor Ashton Kutcher, avançou ontem o “Daily Mail”. Os dois actores estavam casados desde 2005 e têm uma fortuna avaliada em cerca de 213 milhões de euros, quantia que irá despontar um longo e moroso processo judicial. O casamento chegou ao fim após de terem sido reveladas imagens de uma traição de Ashton, no dia de aniversário do seu casamento. Fonte próxima do processo afirmou ao jornal britânico que “a Sra. Moore sente-se totalmente humilhada e na sexta-feira esteve com um advogado para falar acerca do divórcio”.

Filha de Billy Bob Thornton condenada a 20 anos de prisão

Uma jogadora de volei que quer ser modelo Kim Glass fez uma brilhante carreira de voleibol indoor, ajudando a selecção norte-americana a vencer a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Nascida em Los Angeles, Kim cresceu em Pennsylvania, mas foi em Arizona, na Universidade, que se destacou como jogadora. Agora com 26 anos de idade, Kim Glass continua sem conseguir ser modelo, apesar de ter tentado por cinco vezes ganhar o “America’s Next Top Model”. Que problema terá Kim, para os juízes lhe negarem a sua vontade?

pág 14 terça-feira, 11 de outubro de 2011 jornal tribuna de macau

Amanda Brumfield, filha do actor Billy Bob Thornton, foi condenada a 20 anos de prisão por homicídio da filha de uma amiga, de um ano de idade, durante uma estadia de uma noite na sua casa. A informação é do site Access Hollywood. A sentença foi lida quatro meses após ter sido condenada a homicídio culposo. Ela livrou-se, porém, das acusações de abuso infantil e homicídio em primeiro grau. A filha de Billy Bob Thornton chegou a alegar que a criança havia batido com a cabeça após tentar escalar uma grade para bebés, mas a acusação demonstrou que uma queda de um altura tão baixa não seria capaz de causar um ferimento de quase 9 centímetros.

Pfeiffer «a favor» da cirurgia plástica A actriz Michelle Pfeiffer reconhece que não teria problemas em fazer uma operação plástica se achasse necessário, mas diz que as pessoas que vão longe demais a fazem sentir «desconfortável». «Sou totalmente a favor de mexer qualquer coisita aqui, qualquer coisita ali», disse Pfeiffer, que já interpretou Catwoman no cinema. “Não me faz diferença se as pessoas fizeram ou não cirurgias plásticas, ou se puseram botox. Mas quando as pessoas já não parecem elas próprias, é quando dizemos uuuu, e isso é um pouco triste. É desconfortável para nós, mas se elas se sentem bem ao olhar o espelho, qual é o problema?”, comentou a artista.


RTPi 22:53

Rússia Vs Portugal (Sub21) tdm 13:00 13:30 14:30 18:00 18:30 19:30 20:25 20:30 21:00 21:30 22:00 22:30 22:58 23:00 23:30 00:00 00:30 01:00

TDM News - Repetição Jornal das 24h RTPi DIRECTO That 70\’s Show TDM Desporto (Repetição) Amanhecer Acontecimentos Históricos Telejornal TDM Entrevista Cougar Town JK Pão Amargo Acontecimentos Históricos TDM News Magazine Liga dos Campeões Landmarks (Ex-Líbris) Telejornal (Repetição) RTPi DIRECTO

30 ESPN 11:00 14:00 15:30 16:00 19:00 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 22:30

Conference Football Oklahoma vs. Texas Sec Women’s Gymnastics Championship Winter X Games Fourteen Classix National League Championship Series (Delay) Baseball Tonight International (LIVE) Sportscenter Asia KIA X Games Asia 2011 Tour Of Brunei 2011 2nd Leg Highlights Euro Beach Soccer Superfinal Russia vs. Romania Sportscenter Asia Rugby World Cup 2011 Quarterfinal England vs. France

12:00 14:00 17:00 18:00 18:30 19:00 21:00

Rugby World CupQuarterfinal England vs. France Kolon Korea Open Day 3 International Motosport News Spirit Of Yachting Series 2011 Intercontinental Rally Challenge Rugby World Cup QuarterfinalIreland vs. Wales Engine Block 2011

31 Star Sports

Roteiro

21:30 22:00 22:30 23:00

(LIVE) Score Tonight Le Mans Series Magazine Shows Golf Focus 2011 Solheim Cup H/ls

40 star movies 13:00 14:45 16:25 18:00 19:45 21:15 23:00 00:50

Our Family Wedding My Life In Ruins Red Water I Love You, Beth Cooper Hot Shots! Jennifer’S Body Signs Hot Shots, Part Deux!

41 HBO 12:00 14:20 15:55 17:55 19:45 22:00 23:45

The Shawshank Redemption Fargo Julie & Julia My Sister’S Keeper I Am Sam Salt Scent Of A Woman

18:30 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

51 NGC 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

43 MGM

Rikky and Pete I’m Gonna Git You Sucka Committed Love Field Wicked Stepmother Laws of Gravity O.C. and Stiggs Maxie

50 Discovery 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00

Mythbusters Dual Survival Man vs Wild Deadliest Catch River Monsters How It’s Made

Nat Geo’s Most Amazing Photos Long Way Down Shark Men In The Womb Predator CSI Helicopter Wars Seconds From Disaster Nat Geo’s Most Amazing Photos Salmon Wars Hooked Search For The Bushmen The Truth Behind

54 History

13:00 14:00 42 Cinemax 12:30 Darkman Ii: The Return Of Durant 16:00 14:15 The Wild Life 17:00 16:00 Frankenstein 1970 18:00 17:30 The Kiss Of The Vampire 19:00 19:00 Control Factor 20:00 20:30 Paradox 21:00 22:00 America 3000 22:00 23:30 Meteor Storm 23:00 00:00 13:00 14:45 16:00 17:30 19:15 21:00 22:45 00:30

How Do They Do It? World War II In Colour Ghost Lab 2 World’s Deadliest Towns Kidnap and Rescue I Was Bitten World’s Deadliest Towns

Modern Marvels Sugihara: Conspiracy Of Kindness Pawn Stars The Pickers Modern Marvels Ufo Hunters Modern Marvels Greatest Tank Battles Battleplan Hidden Cities Swamp People

55 Biography Channel 13:00 14:00 15:00 17:00 18:00 18:30 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00 00:00

Intervention Hoarders Storage Wars Flip This House Sell This House Caesars 24/7 Hoarders Celebrity Ghost Stories Gene Simmons: Family Jewels Heavy Hoarders Intervention

62 AXN 12:15 CSI: Miami

13:05 14:00 14:55 15:50 16:40 17:30 18:20 19:15 21:05 22:00 22:55 23:50 00:45

RTPi

Ncis: Los Angeles The Amazing Race Justified CSI: Miami Leverage Ncis: Los Angeles CSI: Ny The Voice Ncis: Los Angeles The Voice CSI: Ny The Voice CSI: Ny

www.macaucabletv.com

cinema

Cineteatro Sala 1 love in space Um filme de: Wing Shya, Tony Chan. Com: Aaron Kwok, Rene Liu e Eason Chan.

14:30H 16:30H 19:30H 21:30H Cineteatro Sala 2 one day

Um filme de: Lone Scherfig • Com: Emma Morley, Jim Sturgess.

14:30H 16:30H 19:30H 21:30H Cineteatro Sala 3 the whistleblower Um filme de: Larysa Kondracki. Com: Rachel Weisz e Vanessa Redgrave.

The Bachelorette Hell’s Kitchen America’s Next Top Model Melissa & Joey Ghost Whisperer The Glee Project The Bachelorette How I Met Your Mother Melissa & Joey Hell’s Kitchen America’s Next Top Model Glee The Bachelorette How I Met Your Mother America’s Next Top Model

14:30H 16:30H 21:30h Torre de macau Captain America

Um filme de: Joe Johnston. Com: Chris Evans, Samuel L. Jackson.

14:30H 16:45h 19:15h 21:30H

Clube Militar de Macau

Avenida da Praia Grande, 975, Macau Tel: 28714000

82 RTPi 14:00 14:33 15:00 15:28 16:00 17:00 17:53 18:38 19:05 20:00 21:16 22:06 22:35 22:53 01:00 02:08

28822866

Dinamarca Vs Portugal

63 Star World 12:10 13:05 14:00 14:55 15:25 17:15 18:10 19:05 19:30 20:00 20:55 21:50 22:45 23:40 00:05

Serviço de atendimento a clientes

02:08

Telefones Úteis

Telejornal Madeira Gostos E Sabores Magazine Canadá Contacto Mudar De Vida Bom Dia Portugal Quem Quer Ser Milionário Alta Pressão Resistirei A Alma E A Gente Documentário Jornal Da Tarde O Preço Certo Magazine Canadá Contacto Nativos Digitais Selecção Nacional (Sub 21) Rússia Vs Portugal Portugal Em Directo Selecção Nacional Dinamarca Vs Portugal

Número de Socorro Bombeiros PJ (Linha aberta) PJ (Piquete) PSP Serviços de Alfândega Centro Hospitalar Conde S. Januário Hospital Kiang Wu CCAC IACM DST Aeroporto Táxi (Amarelo) Táxi (Preto) Água - Avarias Telecomunicações - Avarias Electricidade - Avarias Directel Rádio Macau

999 28 572 222 993 28 557 775 28 573 333 28 559 944 28 313 731 28 371 333 28 326 300 28 387 333 28 882 184 59 888 88 28 519 519 28 939 939 2990 992 1000 28 339 922 28 517 520 28 568 333

anima Sociedade Protectora dos Animais Sociedade de Macau Sociedade Protectora Protectora dos Animais Telefone: dos Animais de Macau de Macau 28715732 / 63018939 Telefone: fax: fax: 28715732 / 63018939 28703224

Canadian Health Clinic Services

General Practice,

Chiropractic, Physical & Rehabilitation Therapy, Custom Orthotics, Aromatherapy

For Appointment

[ O ] SHAPE

Chiropak School bag [ X ] SHAPE

Tel: 28335035

Fax: 28335036

Monday toFriday: Friday: 9:309:30 am -pm 1:00 pmpm / 3:00 Monday to am - 1:00 / 2:30 - 6:30pm pm- 7:30 pm Saturday: am - am 2:00- pm Saturday: 9:309:30 2:00 pm

Av. Almeida Ribeiro, Nº 99, Edifício Comercial Nam Wah, 6º andar, Sala 608, Macau

ICQ dental team is a group of dental specialists with internationally recognized qualifications. We provide all range of dental services: − − − −

Oral examination and radiology investigation Restorative and Cosmetic Dentistry Children Dentistry Orthodontic Treatment

− Oral and Dental implant Surgery – Endodontic Treatment − Periodontal Treatment − Emergency Treatment We are committed to deliver high quality dental services with personalized care. We ensure the highest level of infection control.

Website: www.icqoral.com

Consultation by appointment:

Mon to Sat: 10:30am - 7:30pm Sun: 10:30am - 2:00pm Tue and public holidays: closed

Avenida da Praia Grande, Nº 665, Edifício Great Will, 2º Andar A Tel: 28373266 Fax: 28356483 Email: appoint@icqoral.com Web:www.icqoral.com jornal tribuna de macau terça-feira, 11 de outubro de 2011 pág 15


jornal tribuna de macau www.jtm.com.mo Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau Caixa Postal (P.O. Box): 3003 Tel.: (853) 28378057 Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com e jtmpublicidade@yahoo.com

en passant Repouso

Na madrugada de segunda-feira, vários comentadores vieram à RTP, demonstrar o mau resultado de Alberto João Jardim nas eleições madeirenses, falando-se mesmo de “fim de ciclo” jardinista. Não percebo. Então o homem lidera o Governo há 30 anos, esteve doente (pensou-se mesmo o pior), assumiu que esta era a sua última eleição, andou com médico atrás, fazem-lhe uma “barragem” mediática (justíssima, ressalte-se) por causa dos “buracos” financeiros e mesmo assim consegue nova maioria absoluta e faz mau resultado? Em Democracia por um se ganha, por um se perde. Alberto João Jardim, por muito que nos custe a todos, voltou a ganhar e vai governar “contra tudo e contra todos”. Até quando? – esta sim �� a questão. Julgo que não deixará a Quinta da Vigia por questões políticas ou económico-financeiras. Só o fará quando o médico o obrigar a repouso absoluto... J.R.D.

última

tempo

fonte: serviços meteorológicos e geofísicos www.smg.gov.mo

hoje

amanhã 24 C 270C 0

24 C 270C 0

câmbios - indicativos

fonte: bnu

Pataca Compra US Dólar 7.96 EURO 10.80 yuan (rpc) 1.206

Venda 8.06 10.94 1.268

CHINA ANTEVÊ “PERÍODO CRÍTICO” FACE A MIGRAÇÃO INÉDITA

Mais trezentos milhões de camponeses deverão afluir às cidades chinesas durante os próximos 30 anos, num processo de urbanização inédito no mundo e susceptível de “perturbar a estabilidade social”, indicou um relatório divulgado ontem na imprensa oficial. “Com tão grandes e rápidas mudanças demográficas, a urbanização da China está a entrar num período crítico e a sua gestão tem de ser fortalecida para poder lidar com os problemas emergentes”, alertou o Relatório sobre o Desenvolvimento da População Migrante em 2011, emitido pela Comissão da População e Planeamento Familiar chinesa. Trata-se de uma questão “intrinsecamente ligada ao global desenvolvimento económico e social do país” e segundo salientou um responsável daquela Comissão, “necessita urgentemente de ser melhorada”. A população migrante chinesa já atingiu os 221 milhões, correspondendo a 16,5 por cento da população do país, e está a aumentar cerca de 10 milhões ao ano. Quase um terço dos trabalhadores migrantes ganha menos de mil yuan por mês - abaixo do salário mínimo em Pequim, Xangai e outras grandes cidades - e apenas 17,8 por cento receberam formação profissional por parte do governo, disse o relatório. “A questão do alargamento do fosso entre os trabalhadores migrantes e os citadinos é crucial porque perturba a estabilidade social”, afirmou outro responsável chinês, citado pelo jornal China Daily. A população do Continente chinês aumentou 73,9 milhões na última década, atingindo cerca de 1.340 milhões no final de 2010. Segundo projecções oficiais, a percentagem da população urbana subirá 1 por cento ao ano até 2020, passando dos actuais 47 por cento para 57 por cento, e em 2030 chegará quase a 70 por cento.

ADVOGADOS DE MACAU CUMPRIRAM PRIMEIRO DIA DA VISITA A XANGAI

Dois seminários, subordinados aos temas “Lei Básica de Macau – Cooperação Jurídica entre Macau e China Continental” e “Sistema Normativo do Socialismo com Características Chinesas”, preencheram ontem o primeiro dia da agenda da visita a Xangai de uma delegação da Associação dos Advogados de Macau composta por 20 pessoas. O programa da visita, que se prolonga até domingo, incluirá hoje a participação num seminário intitulado “Mecanismo de Resolução de Litígios fora de Processos Judiciais – Sistema de Arbitragem e Conciliação” e num curso a cargo da Associação dos Advogados de Xangai.

DETIDOS EM NOVA IORQUE ERAM ISRAELITAS

Passos admite que OE 2012 será o “mais difícil de executar”

O Primeiro-Ministro português, Pedro Passos Coelho, afirmou ontem que o Orçamento do Estado para 2012 “será o mais difícil de fechar e de executar de que há memória em Portugal”, recusando “qualquer complacência com as metas a atingir”. Durante uma visita à fábrica da Toyota em Ovar, para assinalar o 40º aniversário da Produção Toyota em Portugal, Passos Coelho realçou que “todos os sacrifícios que vai envolver e todos os esforços só têm o propósito de cumprir” o acordo com a “troika”. O Primeiro-Ministro sustentou que “cada vez que os mercados duvidarem da nossa capacidade de cumprir, as taxas de juro vão aumentar”, adiantando que “o programa de assistência [financeira] não cobre o financiamento às empresas públicas”. Entretanto, a antiga ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite considerou ontem que o Governo deveria tentar corrigir o prazo de ajustamento orçamental acordado com a “troika”, uma vez que “é inexequível fazer o ajustamento até 2013”. “Acho que foi um erro básico, partimos de mais de 9% de défice, é inexequível fazer o ajustamento até 2013”, afirmou a antiga líder do PSD, reforçando que “o ajustamento orçamental não pode estar feito em 2013”.

“Muitos dos detidos em Wall Street são os mesmos manifestantes de Telavive” contou à Lusa, Dov Ben-Lior, um dos membros do Movimento 14 de Julho que esteve na origem dos protestos israelitas por “justiça social” durante os últimos meses. Em Julho e Agosto, milhares de israelitas montaram grandes “cidades de tendas” principalmente na emblemática Avenida Rothschild, em Telavive, o epicentro do movimento israelita pela justiça social. O movimento viu as fileiras engrossadas por milhares de israelitas nova-iorquinos, com dupla nacionalidade, que de visita às famílias passaram as férias acampados nas ruas, passeios e parques de Israel. Imediatamente a seguir à última grande manifestação que reuniu cerca de 5% da população (350 mil pessoas nas ruas de Telaviv e um total de meio milhão por todo o Estado de Israel) a 3 de Setembro, muitos destes manifestantes regressaram a Nova Iorque e participam agora no protesto “Occupy Wall Street”, junto a um dos principais centros financeiros mundiais. “Nova Iorque e Telavive são próximas, há muitos cidadãos de Telavive a viver em Nova Iorque. Muitos deles foram presos e por isso acredito que o protesto das tendas foi inspirador”, explica. Segundo este activista “a inspiração funciona nas duas direcções” e nesse sentido espera que “portugueses, israelitas, indianos, americanos e todo o mundo resista em conjunto”, afirma. “É inspirador ver que o movimento está também na Índia, em td12_JTM_banner4.pdf 1 6/15/11 3:11 PM Wall Street, em São Francisco. Dá poder às pessoas”, sublinha.

Rádio canadiana “oferece bebés”

“Ela pode ser tua”, “És a minha mamã?” ou um arrepiante “Ganhe um bebé” são alguns dos slogans de uma rádio canadiana, a Hot 89.9, para divulgar o concurso que tem como prémio um tratamento de fertilidade para casais que não podem ter filhos. Para ganharem o prémio, os casais têm de explicar por que são mais merecedores do que os restantes candidatos. Apesar de muito criticada, a iniciativa atraiu a participação de mais de 400 casais. Associações ligadas à infertilidade criticaram o concurso, considerando que incita a pensar nos bebés como uma “mercadoria comercial”. Josie Geuir, directora de programação da estação Hot 89.9, explicou, em defesa da campanha publicitária, que foi por terem conhecimento que “uma em cada seis pessoas tem dificuldade em conceber” que avançaram para um concurso deste género.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

pág 16 terça-feira, 11 de outubro de 2011 jornal tribuna de macau

fecho desta edição jtm - 23:50horas


JTM 11-10-2011