Page 1

澳 門 論 壇 日 報

Jornal

www.jtm.com.mo ao serviço de macau desde 1982

Tribuna de Macau 10 Patacas

Director José rocha Dinis | Director Editorial executivo Sérgio Terra | Nº 3865 | quarta-feira, 28 de setembro de 2011

conferências organizadas hoje pelo iim

Até 2050 Português será língua mundial

SEGUNDO DADOS DA AUTORIDADE DE AVIAÇÃO CIVIL

Pág 3

Voos cancelados aumentaram 1,8%

Pág 5

Junho terminou com mais de nove mil processos pendentes

Inaugurações e animação no Dia Mundial do Turismo

págs 7 e 9

O Tribunal de Segunda Instância (TSI) registava no final de Junho deste ano – últimos dados disponíveis – 937 processos pendentes. Na mesma altura, o Tribunal de Última Instância (TUI) contava com seis casos em igual circunstância, enquanto que o Tribunal Judicial de Base (TJB) acumulava 7.478 processos pendentes. Por seu lado, os Juízos de Instrução Criminal deixaram pendentes 1.401 situações e o Tribunal Administrativo 163. Ao todo, os tribunais da RAEM somavam 9.622 processos pendentes no final de Junho. Esta é a comparação mais recente, embora ontem tenha sido divulgado o relatório do ano judiciário 2009-2010, cuja maior parte da informação foi divulgada na abertura do último ano judiciário. Desse período há que destacar a crescente utilização da língua chinesa. No TUI a maior parte dos processos findos foram redigidos nos dois idiomas oficias, já no TSI ainda é a língua portuguesa que impera. Pelo contrário, no TJB e no Tribunal Administrativo a maioria das sentenças foram elaboradas em chinês.

Vinte pessoas gravemente feridas em colisão no Metro de Xangai

Lisboa confirmou que recessão será mais profunda que o previsto

Pelo menos vinte pessoas ficaram “gravemente feridas” na colisão de ontem à tarde entre duas composições do Metropolitano de Xangai, indicou a Xinhua noticiando que houve 245 feridos, dos quais 20 apresentam maior gravidade. O “Shangai Daily”, contudo refere que o número de feridos ultrapassaria os 260, mantendo o número dos feridos graves. “Pelo menos vinte pessoas ficaram gravemente feridas quando a colisão os atirou para o chão. Depois do acidente, foram transportadas para cinco hospitais das imediações com fracturas e contusões”, relatou o jornal. O acidente ocorreu cerca das 15:00, entre duas estações da baixa de Xangai. “Não há relato de mortos (...) Os passageiros com ferimentos ligeiros saíram (pelo seu pé) e cerca de 100 deixaram os seus contactos telefónicos na estação do Metro”, disse ainda a edição online do “Daily”. As duas composições transportavam, no conjunto, cerca de 500 pessoas e quando colidiram circulavam a “cerca de 10 kms/hora”, refere o jornal.

O secretário de Estado adjunto do primeiroministro, Carlos Moedas, confirmou ontem que a recessão económica em Portugal em 2012 será mais profunda que o previsto, podendo chegar aos 2,5 por cento, devido à conjuntura internacional. “As pessoas em Portugal não vêem o que se passa no dia a dia lá fora, com números negativos a sair todos os dias nos Estados Unidos da América, e ao termos esta incerteza, obviamente que os cenários [macroeconómicos] têm de ser modificados, mas não por não estarmos a fazer o que temos de fazer, mas sim pela situação internacional”, argumentou o governante, quando questionado no Fórum da rádio TSF, sobre a manchete de segundafeira do Diário Económico, que dava conta de uma degradação das previsões de recessão para 2012, acima dos 2 por cento e que pode chegar aos 2,5 por cento.


CASINOS CONTRATARAM 801 NÃO RESIDENTES. Os casinos de Macau contrataram 801 trabalhadores não residentes na RAEM no último mês, o que ajudou a prolongar uma tendência de subida ao longo do ano. Estes dados indicam que se voltou aos níveis de 2009. Segundo os dados, no fim de Agosto, havia 88.740 trabalhadores não residentes, mais 1.613 do que em Julho.

local

ROTURA DE CANO INUNDA RUA. Uma rotura num cano junto ao Colégio Dom Bosco, na intersecção entre a rua Sidónio Pais e Coronel Mesquita, na tarde de ontem, cerca das 12h00, deixou a zona alagada e o trânsito num caos. Segundo técnicos da Macao Water, citados pela TDM, a rotura deveu-se ao facto do cano já estar “velho e fragilizado”.

Governo planeia espectáculos para o Património As perguntas sobre a Lei de Prevenção do Património Cultural são muitas, mas para já as novidades são poucas. O diploma chegou a Conselho Executivo e precisa de mais ajustes. Contudo, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura garantiu que se está a trabalhar de acordo com a lei vigente e avançou projectos de entretenimento que têm como pano de fundo alguns momentos históricos de Macau. Nos meses finais do ano talvez seja possível ver uma exibição de kung fu ou dançar Folclore nas Ruínas de São Paulo FÁTIMA ALMEIDA

N

o Dia Mundial do Turismo, que ontem se comemorou, o legado histórico de Macau mereceu atenções por parte dos responsáveis locais. Cheong U avançou que estão a ser planeados alguns projectos de entretenimento que terão como cenário o Património de Macau. “Vamos programar para os meses finais deste ano actuações nas Ruínas de São Paulo, Templo de Á-Ma, com espectáculos de Kung Fu, Folclore, Dança do Dragão Bêbado”, exemplificou o Secretário, à margem das comemorações do Dia Mundial de Turismo, acrescentando que este é um projecto que terá a colaboração de vários serviços públicos. No âmbito da divulgação do legado histórico e cultural Cheong U disse ainda que está a ser “estudada a possibilidade de aumentar” o interesse de alguns locais da RAEM para os turistas, tais como o Templo de Lin Fong e o Templo Kuan Iam. O objectivo é

“elevar a qualidade da Cultura de Macau”, salientou o responsável, num dia em que foram inaugurados dois espaços no Centro de Actividades Turísticas que espelham o cruzamento das culturas portuguesa e chinesa em Macau (ver texto na página 9). Algumas das imagens características do território vão também ser modificadas. Segundo avançou o governante, “os condutores de riquexós vão vestir-se de uma forma interessante para ficar no Largo do Senado e na Taipa, para os turistas tirarem fotografias e para ficarem ainda com uma melhor impressão e virem cá mais vezes”. O Secretário avançou estes projectos depois de ter sido questionado sobre a Lei de Salvaguarda do Património Cultural, articulado sobre o qual não avançou muitos pormenores. Tal como já tinha sido avançado pela secretaria de Cheong U, o diploma já chegou ao Conselho Executivo, e após uma primeira discussão, surgiu a necessidade de realizar novos ajustes. “A lei já foi entregue ao Conselho Executivo. O Instituto Cultural ainda vai fazer melhorias e depois volta a entregar o articulado”, referiu o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultural. Cheong U voltou, no entanto, a reiterar que o diploma seguirá para o Hemiciclo até Dezembro. “A proposta de lei está em processo de redacção e rectificação, pelo que depois de passar esta fase, será entregue para discussão na Assembleia Legislativa antes do final do ano”, um prazo que o Secretário têm vindo a reiterar quando questionado sobre esta questão. Até lá “os serviços competentes vão trabalhar em conformidade com a legislação vigente para levar a cabo o trabalho de prevenção do Património”, assegurou o responsável pela pasta da Cultura sem querer avançar para já mais pormenores sobre a proposta de lei, como por exemplo se a lista de edifícios classificados estará integrada no diploma.

30ª EDIÇÃO DA MARATONA INTERNACIONAL REALIZA-SE A 4 DE DEZEMBRO

Espera-se número recorde de atletas Para comemorar os 30 anos da Maratona de Macau, foram introduzidas algumas novidade este ano. Os prémios para os corredores na Maratona foram duplicados, e pela primeira vez os vencedores na meia maratona também vão ter direito a um prémio pecuniário

A

organização da 30ª edição da Maratona Internacional de Macau espera um número recorde de corredores na prova deste ano e por isso limitou as inscrições a 6.000 participantes. Como forma de comemorar os 30 anos da prova, que se realiza a 4 de Dezembro, pelas 6h00, os prémios pecuniários a atribuir aos vencedores vão ser dobrados na totalidade. A organização está a tentar trazer um conjunto de atletas internacionais. “Temos um lote de boas propostas, com seis ou sete atletas que fazem a maratona em 2h10m, 2h11m, no sector masculino. É uma boa oferta mas ainda não há confirmações, porque precisamos das respostas dos agentes dos atletas. Eles propuseram, nós escolhemos e agora

aguardamos a confirmação. Mas posso dizer que são corredores reconhecidos a nível internacional”, assegurou ontem, na cerimónia de apresentação da prova, o vice-presidente do Instituto do Desporto de Macau (IDM), José Tavares. O desejo deste responsável é que se renovem “os recordes, quer no sector masculino quer no feminino”. Tal como em edições anteriores, vão ser endereçados vários convites a atletas dos países lusófonos. Confirmado para Dezembro está já o vencedor da maratona do ano passado, o etíope Tekeste Nekatibeb, que venceu a prova com o tempo de 2:16:15. A prova deste ano, patrocinada

como habitualmente pela grupo “Galaxy” inicia-se e termina no Estádio de Macau, na Taipa. “A prova tem vindo a crescer, com a participação de cada vez mais maratonistas. Por isso tivemos de limitar pela primeira vez o número de inscrições. Os prémios deste ano também foram aumentados 50% para comemorar os 30 anos da prova”, afirmou o presidente do IDM, Vong Iao Lek, entidade que organiza o evento. Na conferência de imprensa foram anunciados concursos de desenho e de composição como forma de tentar aumentar a participação, chegando a um outro tipo de público. Os dez primeiros classificados, que

terminarem a prova em 2h25m e 2h44m na categoria feminina têm direito a prémio. O primeiro lugar na categoria masculina vale 160.000 patacas, mais 120.000 se o vencedor terminar a prova com menos de 2:14:06. Na categoria feminina, o tempo tem de ser inferior a 2:33:57 para se ganhar esse bónus. Pela primeira vez, a meia maratona também vai dar direito a prémios pecuniários. “É uma forma de incentivar e também é justo atribuir algum prémio a estes atletas que se esforçam”, refere José Tavares. As inscrições estão abertas até 3 de Dezembro e podem ser feitas através do sítio “www.macaumarathon.com”. H.A.

jornal tribuna de macau Propriedade: Tribuna de Macau, Empresa Jor­na­lística e Editorial, S.A.R.L. • Administração: José Rocha Dinis • Director: José Rocha Dinis Director Editorial Executivo: Sérgio Terra • Grande Repórter: Raquel Carvalho • Redacção: Fátima Almeida, Paulo Barbosa e Viviana Chan • Editor Multimédia: Pedro André Santos • Colaboradores: José Luís Sales Marques, Miguel Senna Fernandes, Rogério P. D. Luz (S. Paulo) e Rui Rey • Colunistas: Albano Martins, António Aresta, António Ribeiro Martins, Daniel Carlier, Henrique Manhão, João Guedes, Jorge Rangel, Jorge Silva, José Simões Morais, Luis Machado e Luíz de Oliveira Dias • Grafismo: Suzana Tôrres • Serviços Administrativos e Publicidade: Joana Chói (jtmpublicidade@yahoo.com e jtmagenda@yahoo.com) • Agências: Serviços Noticiosos da Lusa e Xinhua Impressão: Tipografia Welfare, Ltd • Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau • Caixa Postal (P.O. Box): 3003 • Telefone: (853) 28378057 • Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com (serviço geral) pág 02 quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau


“Há o sentimento de que nas próximas décadas a língua portuguesa possa adquirir uma importância superior à língua espanhola, essencialmente em virtude da importância económica, política e cultural que o Brasil vem assumindo”- Humberto França

local

“Hoje há uma maior preocupação com a internacionalização da língua portuguesa, e que se fundamenta no facto de que o universo da lusofonia se traduz num universo que vai continuar a ter crescimento demográfico”- Eugénio Anacoreta Correia

Conjunto de conferências organizadas pelo instituto internacional de macau

“Até 2050 língua portuguesa vai impor-se a nível internacional” Hoje e amanhã efectua-se uma jornada do Movimento Internacional de Culturas, Línguas e Literaturas Neolatinas, um movimento cultural que todos os anos organiza um congresso em Recife, no Brasil, com a finalidade de fomentar o diálogo cultural, linguístico e educacional entre o Brasil, Américas, Europa, África e Ásia

O

crescimento económico que alguns países onde se fala português, como o Brasil e Angola, têm conhecido nos últimos anos vai potenciar a língua de Camões a nível internacional, consolidando o idioma como um dos mais importantes. Esta é, pelo menos, a teoria de Humberto França, académico brasileiro que preside ao Movimento Internacional de Culturas, Línguas e Literaturas Neolatinas (FESTLATINO), que reúne hoje e amanhã em Macau. “Há o sentimento de que nas próximas décadas a língua portuguesa possa adquirir uma importância superior à língua espanhola, essencialmente em virtude da importância económica, política e cultural que o Brasil vem assumindo. A língua portuguesa ainda não é uma potência mundial, mas pode vir a ser. E acredito que até 2050 a língua portuguesa vai ter um papel muito mais importante no cenário internacional”, referiu ao JTM Humberto França. O Movimento Festlatino “nasceu de uma conclusão de que o Brasil reúne o maior número de neolatinos falantes - cerca de 200 milhões. É natural que com a emergência do Brasil como potência económica, a língua venha a ter cada vez mais uma influência e importância no cenário internacional. E é evidente que o movimento não quer apenas a promoção da língua portuguesa, mas também das culturas e línguas neolatinas”, explica. Na conferência, este historiador vai abordar não só a questão do Brasil como potência económica como o valor da língua portuguesa neste contexto. E para provar o interesse cada vez maior pelo idioma, avança um dado. “Estive o ano passado na Academia Militar de West Point, [nos Estados Unidos] e informaram-me que 5% dos cadetes aprendem português. Na academia são cerca de 4.000 jovens, 5% dos quais já estudam português e a maioria dos quais já fala muito bem. Portanto, este será um processo lento mas que acredito que cresça nas próximas décadas”. Humberto França não conhece em termos estatísticos a realidade da China. Mas assegura que “o FESTLATINO tem um interesse muito grande no Oriente, principalmente em Macau, por causa do interesse cada vez maior que parece existir pela língua portuguesa na China. Por isso vejo Macau como um centro difusor de culturas que se encontram aqui”. O académico explica

ainda que “Macau é também uma prioridade para o movimento porque daqui pode-se congregar um interesse maior, por exemplo, em torno da presença da língua em Goa e em Timor”. O especialista olha também para Macau como uma primeira porta de entrada de jovens chineses interessados na lusofonia. “Esperamos que os jovens chineses interessados na aprendizagem da língua possam vir a Macau para consolidar conhecimentos e que depois possam seguir para o Brasil e outros países de língua portuguesa se assim o entenderam. Não tenho competência para falar sobre Macau, mas penso que não se espera que a língua portuguesa se torne corrente. Mas parece-me que o idioma possa despertar interesse num número bastante expressivo de jovens estudantes, intelectuais, artistas, que queiram aprender a língua”. Humberto França avançou ainda que a este propósito, Jorge Rangel, presidente do Instituto Internacional de Macau e José Amaral recebem hoje os diplomas de membros permanentes do conselho, “pelo serviço que tem prestado à causa da neolatinidade e à promoção da cultura e da língua portuguesa”. Este movimento também procura aproximar as instituições e foi feito um esforço para divulgar Macau no mundo pelo FESTLATINO. “Houve exposições em Recife, em Brasília, e a Biblioteca Brasileira de Nova Iorque também pondera abrir o seu espaço para realizar exposições sobre Macau”, afirmou França.

A TERCEIRA LÍNGUA EUROPEIA MAIS FALADA. Nas conferências também vai estar presente o presidente do Observatório da Língua Portuguesa, Eugénio Anacoreta Correia, que vai abordar a questão das perspectivas actuais da língua portuguesa. “A língua é a quarta, quinta ou sexta mais falada no mundo, conforme as fontes. É a terceira língua mais falada europeia mais falada depois do espanhol e do inglês, é uma das três línguas faladas em todos os continentes e por isso serve uma comunicação global. É a sexta língua na internet e no mundo dos negócios, é a sétima língua que mais traduz e edita meios originários de outros idiomas e culturas. Este perfil estatístico é muito sólido mas não tem a correspondente consagração a nível internacional e, particularmente, nas instâncias que comandam os destinos do mundo”, referiu ao JTM, o embaixador Anacoreta Correia, antecipando um pouco o tema que vai abordar. “Hoje há uma maior preocupação com a internacionalização da língua portuguesa, e que se fundamenta no facto de que o universo da lusofonia se traduz num universo que vai continuar a ter crescimento demográfico. A previsão que temos é que até 2050 o mundo dos falantes de português vai crescer ao ritmo de 1% ao ano”, explicou. A questão da difusão da língua sempre seguiu um rumo incerto. Mas Anacoreta Correia acredita que agora se está no rumo certo. “Em Outubro queremos uma segunda conferência

sobre a língua portuguesa no mundo actual, em que será feito um balanço do grau de implementação do Plano de Acção de Brasília e tomadas novas decisões. Ou seja, este debate antigo e que tem sido feito de uma forma casuística, hoje está centrado numa acção balizada, que identifica responsáveis, que determina objectivos e estabelece prazos”. Mas para este antigo deputado da Assembleia da República Portuguesa, esta questão “é um problema de Estados e também de povos pois na minha teoria a consagração do português como língua internacional é alguma coisa que só pode acontecer no interior da lusofonia. Alguns exemplos importantes, o ex-presidente brasileiro Lula da Silva nas intervenções internacionais impôs o português. A actual presidente, Dilma Rousseff, a primeira mulher a ser convidada para usar da palavra numa Assembleia Geral das Nações Unidas, usou o português”. Anacoreta Correia defende ainda que “à globalização política e económica que marcou o final do século passado temos de acrescentar agora um terceiro pilar: o da globalização da cultura. Porque esta é o que nos permite reconhecer e respeitar as diferentes identidades existentes no mundo e contribuir para um clima de entendimento, de diálogo e de paz. E nesse clima a língua portuguesa é fundamental pois é um dos três idiomas que se falam em todos os continentes habitados”. H.A.

jornal tribuna de macau quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 pág 03


DOIS CONDUTORES ALCOOLIZADOS. Na segunda-feira, foram detectados dois casos de condução sobre a influência do álcool. Os dois residentes envolvidos foram condenados a penas de prisão suspensa e multas.

VOX POPuli

SAM RAISSA

(aluna brasileira)

local

DOCENTE CONFESSOU ROUBO EM PLENA SALA DE AULA

Professor rouba telemóvel a aluno A “cobiça” terá estado na origem do comportamento pouco exemplar de um professor, que furtou um telemóvel a um dos seus alunos em plena sala de aula. Noutra ocorrência, dois relógios de valor avultado foram também cobiçados, mas o ladrão foi apanhado PAULO BARBOSA

“Macau é muito legal” - Qual é o motivo que a fez vir a Macau? - Cheguei a Macau só há três dias, e vim para estudar numa universidade local. - Porque escolheu Macau? - Estive três anos em Dailian, e nos últimos dois anos cursei na universidade de Dailian mas, em facto das possibilidades, vim para Macau. Na verdade, a minha primeira opção foi fazer a transferência para Hong Kong, mas depois de ter comparado os preços das universidades e do custo de vida, escolhi Macau por achar que era a melhor opção. Assim também aproveitei para ficar perto dos meus país, que residem perto de Zhuhai. Deste modo posso usufruir da proximidade com a minha família - Quer ficar em Macau depois de ter terminado o curso? - Não quero ficar, mas não por causa de Macau. Só que quero fazer mestrado no outro lugar. Quero viajar mais antes de começar a trabalhar. -Notou algumas diferenças entre o Interior da China e Macau? - Acho que são dois sítios completamente diferente. Os chineses do Continente são mais curiosos, eles querem saber de onde é que vim e para onde vou. Quando se entra num táxi, os taxistas perguntam tudo. Em menos de cinco minutos, querem saber se comprei ou aluguei uma casa, e mesmo quanto estou a pagar de renda. As pessoas do Interior da China têm mesmo muita curiosidade em relação às pessoas. Tocamme no cabelo porque é diferente que deles. Mas em Macau é bem diferente. Parece-me que aqui existe uma cultura mais europeia. Andar em Macau já é mais normal, ninguém olha para você na rua, ninguém está interessado em saber sobre os outros. - O que acha o ambiente da cidade? - Acho que é mesmo muito legal. Gosto de estrutura da cidade, acho bem legal a existência desta mistura de culturas europeia e chinesa. V.C.

pág 04 quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau

ASSALTADA NA HORTA E COSTA. Uma jovem com 17 anos foi assaltada na madrugada de ontem, em plena Horta e Costa. A residente foi ameaçada por um homem que empunhava uma faca e lhe roubou o telemóvel, no valor de 5.600 patacas.

N

o dia 30 de Março, um pai indignado deslocouse com o seu filho a uma esquadra da Polícia de Segurança Pública (PSP), alegando que um telemóvel de valor avultado tinha sido furtado ao seu filho, em plena sala de aula. O roubo acontecera numa escola da zona Norte, quando o aluno saiu do seu lugar para participar num trabalho de grupo,

deixando os pertences na mesa que ocupa habitualmente. Ao regressar ao seu lugar, verificou que o telemóvel, avaliado em 8.000 patacas, tinha desaparecido. A PSP investigou o caso ao longo de meses, tendo chegado à mais inesperada das conclusões. Segundo foi apurado, o ladrão será o próprio professor, que tem cerca de 30 anos e é de apelido Lee. Este docente pouco exemplar foi chamado à polícia e confessou que roubou o telemóvel, motivado pela “cobiça”. A cobiça também terá estado na origem de um episódio passado na segunda-feira, que levou à detenção de um indivíduo. A situação insólita desenrolou-se nas proximidades do Casino Fortuna, quando um agente da PSP observou um indivíduo a correr e a ser perseguido por uma mulher. O polícia juntou-se à lesada na perseguição e ambos conseguiram

Dois em preventiva O Ministério Público informou ontem que concluiu a investigação preliminar sobre dois casos de furto qualificado, tendo sido aplicada a dois suspeitos a pena de prisão preventiva. Um dos casos, já relatado pelo JTM, prende-se com um furto de 180 mil dólares de Hong Kong durante um voo entre Pequim e Xangai. O suspeito, de apelido Fung, tem 43 anos e reside na China continental. A outra situação aconteceu no dia 14 de Setembro, quando três indivíduos conseguiram furtar uma carteira com 5.000 patacas a um transeunte, perto do cruzamento entre a Alameda Dr. Carlos d’Assumpção e a Rua de Pequim. Um dos envolvidos foi interceptado pela vítima e entregue à polícia. A investigação posterior permitiu determinar que o suspeito, de apelido Chu, já fora acusado num outro caso de furto e expulso do território até 2018.

imobilizar o fugitivo. O caso ficou esclarecido na esquadra, quando a vítima contou como tudo se tinha passado. O seu depoimento indica que um indivíduo entrou numa ourivesaria e mostrou interesse por dois relógios. Depois de os observar, pediu para ver um terceiro e foi nessa altura que, aproveitando-se da momentânea distracção dos empregados, fugiu na posse dos dois relógios. O valor dos relógios, que são de marca Rolex, está avaliado em 181 mil patacas. EXPLORAÇÃO ILEGAL DE MAHJONG. O mahjong é o jogo mais popular de Macau, mas só pode ser jogado dentro de certas regras. A PSP obteve informações que apontavam para a existência de uma casa de mahjong onde eram praticadas apostas ilegais. Na segunda-feira, um grupo de agentes fez uma incursão à casa suspeita, na Rua dos Cavaleiros. Ali foram encontradas diversas mesas de mahjong e identificados vários jogadores. Alguns deles admitiram que eram pagas somas pequenas por cada vitória. O caso foi remetido ao Ministério Público. PJ INVESTIGA FURTO A RESIDÊNCIA. Nas proximidades do hospital Kiang Wu, foi assaltada uma residência. O furto aconteceu na segunda-feira e foi detectado quando o morador regressou a casa, pelas 15h30, verificando que a porta estava danificada e muitos objectos no seu interior tinham sido revolvidos. A Polícia Judiciária está a investigar este caso. Os bens furtados ascendem a 5.000 patacas.

Chui Sai On visitou prisão O Chefe do Executivo, Chui Sai On, visitou o Estabelecimento Prisional de Macau (EPM) para se inteirar in loco sobre o funcionamento diário do estabelecimento, e conhecer o planeamento e instalações da nova prisão, apresentado pelo secretário para a Segurança, Cheong Kuoc Vá e o director do EPM, Lee Kam Cheong. De acordo com um comunicado distribuído pelo Gabinete de Comunicacção Social do Governo, o Chefe do Executivo visitou as celas da zona masculina e da feminina, sala de visita, sala de encontros com advogados e sala de convívio com os filhos, sala de cuidados médicos. Chui Sai On visitou ainda várias oficinas de formação profissional destinadas aos reclusos, incluindo as de artesanato, de costura e de padaria, a fim de se inteirar sobre o serviço de reintegração social prestado pelo estabelecimento. O director do EPM, Lee Kam Cheong, por seu turno, apresentou o quotidiano dos reclusos, as funções de diversas instalações e equipamentos, o funcionamento diário e o quadro de pessoal do EPM. O Estabelecimento Prisional de Coloane, entrado em funcionamento em 1990, passou a denominar-se “Estabelecimento Prisional de Macau”, a partir de Dezembro de 1999.


12 FERIDOS EM ACIDENTE NA PONTE DE SAI VAN. Um acidente de viação em cadeia, na direcção da Taipa, provocou 12 feridos ontem à tarde na Ponte de Sai Van. Três carros colidiram: um autocarro embateu contra um veículo ligeiro que por sua vez chocou contra uma camioneta. Seis homens e seis mulheres sofreram ferimentos ligeiros e foram transportados ao hospital.

local

INCÊNDIO EM RESTAURANTE. Um incêndio deflagrou num restaurante, na Taipa, cerca das 8 da manhã de ontem, devido a um curto-circuito, mas não provocou feridos. O incêndio começou na cozinha e foi rapidamente extinto pelo Corpo de Bombeiros, noticiou a TDM.

DADOS DA AUTORIDADE DE AVIAÇÃO CIVIL DE MACAU

Número de voos cancelados aumentou 1,8% Entre Janeiro e Agosto deste ano cresceu o número de voos cancelados, em comparação com o mesmo período do ano passado. Por outro lado, houve também mais passageiros a entrar no território este ano, em que Agosto foi o mês que teve mais registos de entrada

O

número de voos cancelados no Aeroporto Internacional de Macau cresceu entre Janeiro e Agosto deste ano em 1,8 %, em comparação com o período homólogo. No total, foram 498 voos que estavam previstos mas que não se realizaram. Segundo dados da Autoridade de Aviação Civil de Macau (AACM) a que o JTM teve acesso, dos 24.444 voos aprovados este ano, até Agosto, 1.661 não se realizaram. No mesmo período do ano passado, dos 23.578 voos, 1.163 não foram operados. A justificação da AACM para esta subida prende-se com “o número significativo de voos que foram suspensos, entre Abril e Junho, para Tóquio e Osaka, devido ao terramoto de 11 de Março no Japão” e ao cancelamento “de alguns voos charter que estavam programados entre Macau, Clark [nas Filipinas] e Chiang Rai [na Tailândia], por companhias aéreas estrangeiras”. Da parte da autoridade é ainda respondido que quando ocorre o cancelamento de um voo, ao contrário do que é necessário que exista quando um pedido de operação é requisitado para Macau, “não é necessária a aprovação” desta entidade. “Normal-

mente, a companhia aérea notifica directamente o Aeroporto Internacional de Macau do cancelamento enquanto o aeroporto apenas precisa de cancelar o local que foi destinado ao voo”, é ainda referido. Ainda assim, estes números afastam-se dos de 2008, altura em que foram cancelados 6.197 voos, 13% do total de movimentos aprovados, e de 2007, em que 9,7% dos movimentos não se realizou. Por outro lado, o período médio de tempo entre a hora de voo agendada e a hora a que realmente o avião descola diminuiu de 2010 para 2011. Enquanto no ano passado essa diferença ficou nos 17 minutos, há dois anos era de 20 minutos. Em 2006, por exemplo, essa diferença foi de 34 minutos e em 2007 de

30 minutos. Segundo os dados oficiais, a maior parte desses atrasos na partida (66,31% das vezes em 2011) devem-se a factores relativos ao controlo do tráfego aéreo e outros factores relacionados. Os restantes factores, classificados nos documentos como “outros”, não são especificados pela AACM. O JTM pediu ainda os dados de atrasos e cancelamentos por companhia aérea, mas esses números não foram disponibilizados. MAIS PASSAGEIROS ESTE ANO. Em 2011, entre Janeiro e Agosto, houve mais 262.064 passageiros a desembarcar no Aeroporto Internacional de Macau do que no mesmo período do ano transacto. No total, em 2011, chegaram a Macau, por via aérea, 2.699.672 passageiros enquanto em 2010 tinham

sido 2.437.608. Agosto foi o mês em que se registou o recorde, com 395.883 passageiros. O ano passado, no período homólogo, o recorde tinha sido batido em Janeiro. Aliás, em 2011, desde Abril que o número de passageiros que chega ao aeroporto vem crescendo gradualmente, algo que também não se verificou com tanta regularidade no ano transacto. Por outro lado, os dados mostram que de Janeiro a Agosto deste ano houve menos carga transportada. No total foram menos 5.799.407 quilos do que no mesmo período do ano passado. Este ano, transportou-se 25.424.948 quilos de carga enquanto em 2010 esse número foi de 31.224.355. H.A.

MAIORIA DOS MÉDICOS É DA CHINA INTERIOR

75 profissionais vindos do exterior em 2010 No início do ano, Chui Sai On anunciou que iria ser reforçada a contratação de profissionais de saúde oriundos do exterior. Os dados dos Serviços de Saúde revelam que a quantidade de médicos e enfermeiros contratados fora se manteve praticamente igual em 2010 e 2009. Oito clínicos portugueses estão a caminho PAULO BARBOSA

O

s Serviços de Saúde contrataram 65 médicos e 10 enfermeiros oriundos de fora de Macau ao longo do ano passado. Os números mais recentes, ontem disponibilizados pelos serviços dirigidos por Lei Chin Ion ao JTM, indicam que 48 dos profissionais de saúde recrutados no exterior em 2010 eram provenientes do interior da China, 16 de Portugal e um do Canadá. A contratação de profissionais de saúde vindos de fora do território foi uma das estratégias avançadas pelo Chefe do Executivo para reforçar os recursos humanos do sector. Os cálculos do Governo indicam que serão precisos 200 novos médicos para o novo hospital público, que vai ser implantado no COTAI.

Se comparadas as contratações do ano passado com as de 2009, verifica-se um ligeiríssimo aumento do recurso a médicos e enfermeiros do exterior. Em 2009, os Serviços de Saúde recrutaram fora de Macau 63 médicos e 10 enfermeiros, menos dois profissionais de saúde do que em 2010. Quarenta e seis dos profissionais de saúde trazidos do exterior em 2009 eram provenientes do interior da China, 16 de Portugal e um do Canadá. Em termos de especialidades, os Serviços de Saúde referem que os médicos vindos do exterior prestam serviços nas especialidades de Otorrinolaringologia, Neurocirurgia, Medicina Interna, Cirurgia Plástica, Oftalmologia, Nefrologia, Ortopedia, Urologia, Estomatologia, Cardiologia, Patologia Clínica, Anestesiologia, Cirurgia Geral, Hematologia, Urgência, Pediatria, Planeamento de Saúde, Pneumologia, Psiquiatria, Obstetrícia e Ginecologia, Imagiologia, Oncologia e Neurologia. OITO MÉDICOS DE PORTUGAL A CAMINHO. Os Serviços de Saúde confirmam os dados fornecidos no sábado, ao JTM, por William Sou, do Gabinete do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, segundo os quais vão ser contratados onze profissionais de saúde oriundos de Portugal. Entre eles, há oito médicos especialistas que vêm trabalhar para a RAEM, um enfermeiro e dois técnicos de saúde. Estes oito

médicos especialistas vão trabalhar, pelo menos inicialmente, no Centro Hospitalar Conde de São Januário, prestando serviços em Medicina Legal, Patologia Clínica, Anestesiologia, Cirurgia Torácica, Gastroenterologia e Cirurgia Geral. Conforme o JTM adiantou na edição de segunda-feira, a data de chegada destes profissionais ao território ainda não está definida. Os Serviços de Saúde esclarecem que esta indefinição acontece “devido aos trâmites burocráticos relacionados com os certificados de habilitação académica e de qualificação de médico de alguns candidatos”. A contratação destes clínicos surge na sequência de uma visita a Portugal do o Sub-director dos Serviços de Saúde da RAEM, Chan Wai Sin, que aconteceu nos dias 17 e 22 de Maio. A deslocação teve o objectivo de contratar especialistas para os Serviços de Saúde da RAEM. Na altura, foram referenciadas vagas para 22 médicos, mas os Serviços de Saúde vêm agora dizer que “no que concerne ao processo de recrutamento desenvolvido ultimamente pelos Serviços de Saúde em Portugal, pretendia-se contratar 11 profissionais de saúde”. As condições contratuais que Chan Wai Sin ofereceu aos médicos selecionados para as entrevistas incluíam uma remuneração mensal que oscila entre as 68.820 e as 83.700 patacas, dependendo das habilitações e da experiência profissional. jornal tribuna de macau quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 pág 05


NOVA ADJUNTA DO COMISSÁRIO DO MNE DA RPC. O Governo Central nomeou uma nova adjunta do Comissário do Ministério dos Negócios Estrangeiros em Macau. Zhang Jinfeng, que era embaixadora da China no Camboja até ao ano passado, vai assumir o cargo, substituindo Mao Siwei, de 60 anos, que esteve na RAEM menos de um ano.

local

KWAN TSUI HANG CRITICA FERRIES. A falta de concorrência entre as empresas de ferries entre Hong Kong e Macau é “indesejável” para turistas e para os locais, disse aos jornalistas a deputada Kwan Tsui Hang. “Basicamente apenas existem duas companhias entre as duas cidades”, argumentou.

XANGAI E MACAU ESTREITAM COOPERAÇÃO PARA PROMOÇÃO DOS PRODUTOS PORTUGUESES

Criada entidade “trampolim” para a China Outubro é a data apontada para a criação de uma entidade pensada para ajudar a promover os produtos portugueses não só para Xangai mas para toda a China. A “instituição” parte de uma parceria entre Xangai e Macau e surge no âmbito do protocolo assinado em Junho deste ano

ANDREIA SOFIA SILVA Em Xangai *

A

criação do primeiro pavilhão pensado exclusivamente para produtos portugueses foi apenas um passo. Para estreitar os laços de cooperação entre Macau e Xangai no que diz respeito aos produtos vindos dos países de língua portuguesa, vai ser criada no próximo mês uma “instituição” para ajudar as empresas a entrar não só em Xangai como em todo o mercado chinês. De acordo com Sunny Sio Man Ip, director do Vang Kei Hong Group Limited, esta entidade vai servir “para a troca de produtos e experiências”. Segundo o responsável, o convite para esta parceria partiu do próprio “Shanghai Wine and Spirits Information Centre”, pertencente ao governo local. Lui Boyang, o responsável, garantiu que “já foi assinado um acordo com a empresa em Macau, para promover os produtos de Macau e Portugal não só em Xangai como no mercado chinês”. Questionado sobre os apoios governamentais que eventualmente possam existir, Sunny Sio Man Ip apenas garantiu que “o governo de Xangai vai ceder um espaço, mas não está nada concretizado ainda”. Este é mais um passo para o estreitar de relações económicas entre a RAEM e a metrópole chinesa, depois da assinatura de um protocolo em Junho deste ano. A presença de um pavilhão apenas com vinhos e produtos alimentares de origem portuguesa foi outros dos pontos que marcaram o 7º Festival de Bebidas Alcoólicas de Xangai, e que mostrou que a cidade é cada vez mais um ponto estratégico para as

empresas que querem entrar na China. Sendo responsável por cerca de 60% dos vinhos que são distribuídos no país, Xangai promete não parar por aqui. “Não há limites para o nosso crescimento, o mercado é muito grande, especialmente aqui. Temos muitos parceiros locais. O crescimento dos produtos portugueses para a China está a acontecer muito depressa”, garantiu Lui Boyang. Referindo o papel da RAEM como plataforma de apoio a esta cooperação, Glória Batalha Ung, do Instituto de Promoção para o Comércio e Investimento de Macau, lembrou o papel dos outros países de língua portuguesa na ligação com este mercado. “Temos oito países para servir. Um deles é São Tomé e Príncipe, que apesar de não ter relações políticas com a China, mantém ligações económicas”. MAIS QUOTA DE MERCADO. A criação desta entidade não surge por acaso. Numa altura em que toda a economia da China apresenta um franco crescimento, Xangai apresenta-se como um dos grandes centros de negócios do continente, sendo um sítio ideal para o foco das exportações portuguesas. E Joaquim Moreira de Lemos, cônsul português em Xangai, explicou o porquê. “Aqui há taxas de crescimento muito apreciadas, ao nível dos dois dígitos”. Já Filipe Santos Costa, representante da delegação da AICEP em Xangai, apontou como factores de atracção o facto de a cidade ser “a maior e a mais

pág 06 quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau

rica da China, a mais internacional e o maior interposto comercial do país”. O facto do consumo interno estar a crescer também é outro dos aspectos positivos. “Espera-se que com o 12º Plano Quinquenal a economia da China cresça 9%, o consumo a 11% e as importações a 15%. Só no primeiro semestre de 2011, as exportações portuguesas cresceram mais de 40%, acima das exportações chinesas. O que significa que estamos a ganhar quota de mercado”, explicou Filipe Santos Costa ao JTM. O responsável avançou ainda ao JTM que são três as empresas de vinho portuguesas com representação própria na China. “Muitos vêem atrás dos importadores, dos agentes”, disse ao JTM. Além do vinho, são muitos os produtos portugueses cada vez mais procurados pelos chineses. “Há uma forte apetência pela cerveja estrangeira, sumos, água, café, biscoitos, produtos gourmet e congelados”, apontou. Também o azeite está a marcar presença na China. “O azeite Gallo tem um escritório em Xangai e é uma empresa de renome”, disse o responsável. “FALTA DE VISÃO”. Apesar de ser um mercado promissor, há muitos pontos desfavoráveis. Um deles é a diferença das taxas aduaneiras, algo que é mais caro do que em Macau. O representante da AICEP falou em impostos praticados na fronteira chinesa na ordem dos 48,2% para todos os países europeus. “Há mais burocracia e um custo

adicional face a Macau. Bebidas com teor alcoólico a 20º não são taxados na RAEM, mas na China sim”, referiu Hugo Barata Valentim, da Sociedade Comercial South Shore, de Macau. Mas no que diz respeito aos vinhos, ainda há muito trabalho a fazer. Joaquim Moreira de Lemos, cônsul português em Xangai, referiu que tem de existir “uma visão nesta fase de maturidade do mercado chinês. Temos de estar presentes como marca de vinhos de Portugal, o nosso cliente aqui ainda não sabe distinguir o vinho do Douro ou do Alentejo. As marcas são tentadas a trazer a sua própria promoção, e o cliente ainda não é sensível a isso”, disse ao JTM. Opinião semelhante tem Hugo Barata Valentim. “Devido ao facto de Portugal estar limitado de recursos o marketing não está onde devia estar, mas tem-se feito bastante. Continuamos a padecer um pouco da marca Portugal, porque, por exemplo, Itália vende tudo”, explicou. Para o responsável da AICEP em Xangai, a qualidade dos néctares que se produzem em Portugal não é inferior às empresas que se encontraram em mais um Festival de Bebidas Alcoólicas da cidade. “França e Itália são países de referência, bem como a Austrália e Nova Zelândia. Os vinhos portugueses têm entrado na China com o mesmo posicionamento e qualidade, mas em menor quantidade”, disse. * O JTM deslocou-se a Xangai a convite do “Macau Vang Kei Hong Group Limited”


GOLFISTAS DE MACAU EM SINGAPURA. Dois jogadores de golfe da RAEM, Xiao Jieyu e Ao Ka Wai, vão representar o território no 3º Campeonato Amador de Golfe da Ásia, em Singapura. Os dois vão juntar-se a outros jogadores provenientes da zona Ásia-Pacífico para disputar o campeonato que começa hoje e se estende até domingo.

local

CORRIDA PARA RECOLHER FUNDOS. A “Corrida da Esperança Macau 2011”, um evento de recolha de fundos que é realizado anualmente pelo Hotel Four Seasons, desde que este abriu no COTAI em 2008, vai decorrer a 6 de Novembro. Os fundos recolhidos vão ser doados a instituições de luta contra o cancro e a orfanatos.

VENETIAN CONSQUISTOU PRIMEIRO PRÉMIO NAS DUAS CATEGORIAS

Mais de 250 correram com bandejas Muitos saíram à rua para mostrar o seu lado mais divertido e contagiar os turistas e locais. Ontem mais de 250 representantes de 37 hotéis e restaurantes de Macau participaram na tradicional corrida da bandeja FÁTIMA ALMEIDA

F

oram uma das sensações da tarde, sem dúvida. Tal como aconteceria a uma verdadeira banda de música os flashes não pararam de os captar quer nas Ruínas de São Paulo, quer no Largo do Senado, quando já tinham concluído com sucesso a tra-

dicional corrida das bandejas. Vestidos a rigor para imitar a band Kiss, um grupo do Hotel Hard Rock decidiu participar no evento não para alcançar a vitória, mas para levar às ruas de Macau a diversão. “Decidimos vir porque queríamos divertir as pessoas e representar o nome do City of Dreams” referiu ao JTM Rio um dos participantes enquanto, juntava à sua frente uma legião de fãs. O prémio de melhor guarda-roupa masculino acabou mesmo por ir para um dos participantes do Hotel Hard Rock, entidade que tinha ainda outros elementos a concurso que também divertiram os turistas com imitações. Christopher John Estremos foi o

representante daquele hotel a conquistar este prémio. Já a melhor indumentária feminina pertenceu a Zhao Jin Yu, do Holiday Inn Macau. Mas na dura prova das bandejas o campeão foi o Venetian nas duas categorias. Raymond Rubares venceu a prova masculina e Li Fu Ling a feminina. Este ano o evento voltou a ser concorrido ao contar com mais de 250 participantes, que representaram 37 hotéis e restaurantes de Macau. O objectivo desta prova é promover o convívio e a diversão entre os que durante todo o ano trabalham para servir os turistas e locais, e os que acompanharam as provas com grande animação.

CRIADOS DEPARTAMENTOS DE COMUNIÇÃO E PROMOÇÃO TURÍSTICA

DST fez reestruturação interna A Direcção dos Serviços de Turismo vai ter uma nova estrutura orgânica para dar uma resposta com “qualidade” ao crescente número de visitantes em Macau. Foram criados dois novos departamentos, um para a Comunicação e Relações Externas e outro para a Promoção Turística

O

número de pessoas que colocam Macau no seu mapa turístico não para de crescer, e por isso os Serviços de Turismo viram a necessidade de integrar mais elementos na sua equipa e criar novas estruturas. “O destino de Macau está a crescer. A nossa primeira preocupação é que os turistas tenham uma visita de qualidade e que possamos ter pessoas qualificados para os receber ”, salientou o director dos Serviços de Turismo

(DST). “Foi tendo por base esta visão que foram reestruturados os serviços de turismo, com a tomada de posse de chefias de dois departamentos”, mencionou Costa Antunes ontem, à margem da cerimónia de tomada de posse de dois chefes de Departamento e quatro chefes de Divisão. Assim, ontem Cecília Tse Heng Sai assumiu o cargo de Chefe do Departamento e Comunicação e Relações Externas e Fok Wai Lan do Departamento de Promoção Turística, os dois novos departamentos da DST. Foram ainda empossadas quatro chefes de divisões: Cora Vong Lai Kuan Divisão de Mercados; Sarah Ma U Leng Estudos e Planeamento; Patrick Ho Chon Man Divisão de Informática e Isabel Azedo Augusto Divisão do Produto Turístico. A nova estrutura cria “novas subunidades orgânicas, redefinindo o seu modus operandi através da dotação de meios e recursos mais efica-

zes, e de um raio de acção mais alargado e adequado à nova realidade socioeconómica”, ressalva ainda um comunicado emitido pelo GCS. Uma organização que poderá corresponder melhor às estratégias política e de desenvolvimento para o turismo da RAEM, acredita a DST. De acordo com o mesmo comunicado, viu-se a exigência de uma nova estrutura mais “adequada ao posicionamento de Macau como Centro Mundial de Turismo e Lazer”. MACAU COMO DESTINO DE QUALIDADE. Já comentando o sucedido no sábado, (quando cerca de 360 excursionistas do Continente chinês que chegaram a Macau não encontraram à sua espera o representante da agência de viagens a que pagaram), Costa Antunes salientou que é necessário que a DST mantenha contactos mais estreitos com a indústria de turismo da China. Apesar dos inconvenientes causa-

dos aos excursionistas da província de Jiangxi, a imagem de Macau não saiu manchada. Isto porque, embora Macau não tenha responsabilidades no sucedido acabou por providenciar aos turistas um autocarro. “Penso que essas 350 pessoas saíram de Macau com boa impressão e vão querer voltar para visitar-nos noutras condições”, referiu. O responsável alertou, no entanto, para que as pessoas que visitam Macau venham “preparadas convenientemente”. “Penso que é necessário fazer campanhas junto dos visitantes. Têm de pensar que terão qualidade de serviço em virtude daquilo que investirem”, mencionou, referindo que o objectivo é que Macau seja um destino de qualidade. “Vamos fazer promoções no exterior para que os visitantes tenham consciência, ainda no local de origem, que têm de comprar excursões de qualidade”, acrescentou.

jornal tribuna de macau quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 pág 07


publicidade

pรกg 08 quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau


“Na varanda vamos ter, em princípio, ao sábado à noite petiscos e um prato típico para as pessoas provarem, não há uma ementa, as pessoas vêm cá para comer um prato específico com música ao vivo”, - Maria Amélia António

local

“Pretendemos que seja um expositor onde as Cultura de Macau, portuguesa e chinesa, bem como as indústrias criativas e locais estejam abertas ao público” - Costa Antunes

INAUGURADOS ONTEM NOVOS ESPAÇOS DO CENTRO DE ACTIVIDADES TURÍSTICAS

“Casa Amarela” acolhe café português e casa de chá de estilo chinês Um café tipicamente português e uma casa de chá estilo chinês são duas das novas atracções da “Casa Amarela”. No mesmo edifício estão garantidos os sons e sabores de Portugal e a arte antiga de beber chá. Ontem, foi ainda inaugurada uma loja com produtos “Made in Macau” FÁTIMA ALMEIDA

O

s turistas que atravessam as Ruínas de São Paulo terão uma “Casa Amarela” recheada com os sabores lusitanos e chineses. Se antes o Centro de Actividades Turísticas já reunia arte num piso ao expor e vender os produtos de artistas locais, agora oferece ainda uma café tipicamente português, uma casa de chá ao estilo chinês e uma loja Made in Macau. Se subirmos ao primeiro andar somos recebidos com “amor”, assim indica a decoração na vitrina. Já no interior, o “Lusitanus” recebe os clientes com os acordes da guitarra portuguesa, enquanto que as mesas exibem petiscos característicos de Portugal, como o presunto, os queijos, compotas. A música e os sabores lusos são duas das componentes que vão dominar naquele espaço, gerido pela Casa de Portugal. Tudo começou com um convite do Governo, que a instituição não podia recusar, explicou ao jornalista Maria Amélia António. “É um projecto para ser uma monta de Portugal”, resumiu a presidente da Casa de Portugal, sublinhando que o objectivo é ter presentes os produtos portugueses de qualidade não só vindos de Portugal, mas feitos pela própria comunidade radicada em Macau. Aberto entre as 10 e as 19h durante a semana e domingo e até pelo menos às 23h aos sábados, ao nível da gastronomia, serão os petiscos a ter mais saída. Isto porque, como explicou Maria Amélia António, não haverá uma ementa com vários pratos. Mas desengane-se quem pensar que não poderá degustar os vários sabores característicos de Portugal. “Na varanda vamos ter, em princípio, ao sábado à noite petiscos e um prato típico para as pessoas provarem, não há uma ementa, as pessoas vêm cá para comer um prato específico com música ao vivo”, explicou notando que, no entanto, ao longo da semana não há-de faltar variedade nos petiscos. ATRAIR OS TALENTOS DA MÚSICA. O espaço vai receber música aos sábados à noite, com Paulo Valentim a trazer os sons do Fado, mas a Casa de Portugal está a pensar ter outros momentos de animação também durante a semana. Entretanto serão es-

tudados os horários para que as actuações possam decorrer em períodos em que haja mais público. Mas os momentos musicais serão permanentes, ainda que através de um ecrã que exibe espectáculos de artistas portugueses para os turistas conhecerem a esfera musical de Portugal. Aliás, o “Lusitanus” quer também promover os talentos locais, isto porque segundo a presidente da Casa de Portugal, há muitas boas vozes portuguesas em Macau. Para quebrar a timidez, o espaço luso terá sessões de Karaoke com fados. “A escola de guitarra é outra das áreas que também pretendemos desenvolver com maior força, para alimentar os projectos culturais”, referiu Maria Amélia António. O artesanato será outras das componentes do café português, ao reunir também os trabalhos realizados nos ateliers da Casa de Portugal. A joelharia é dos exemplos. As informações estarão disponíveis em Português, Inglês, Chinês e Japonês. Segundo a responsável da Casa de Portugal, o japonês foi uma aposta por os visitantes daquela nacionalidade gostarem muito da cultura portuguesa. O “Lusitanus” adquire os produtos através dos importadores locais, referiu a responsável, ponderando apenas a importação noutro âmbito se virem que há produtos que consideram de qualidade para ter no espaço e esses não estejam a ser importados. “Só seremos nós a importar e

os importadores locais não quiserem trazer algum produto que que venhamos a considerar importante. Muitas vezes os importadores trazem aquilo que tem mais saída para os supermercados e aqui queremos ter coisas de qualidade”, disse a responsável notando que no espaço ainda não têm um terço dos produtos que pretendem ter disponíveis para o público. Os artigos importados por empresas locais vão ainda ter uma etiqueta a indicar esse factor, para no caso de alguém se interessar em adquiri-los em maior escala saber como trazer os produtos para Macau. Assim, a responsável acredita ainda que poderá haver “reflexos nas exportações portuguesas”. Os restaurantes portugueses também terão espaço no “Lusitanus” já que haverá um mapa de Macau em que aqueles espaços estarão sinalizados. Os visitantes podem contar ainda com informações sobre o Património de origem portuguesa. Para Maria Amélia António o convite para a gestão deste espaço significa um reconhecimento do Governo pelo profissionalismo e “Know-how” já demonstrados. O café será gerido pela Casa de Portugal, sem contar com qualquer apoio financeiro governamental. O Governo apenas cedeu o espaço e a partir daí criou-se este conceito. MUITA COISA SOBRE CHÁ. Se subirmos ao segundo piso da Casa “Amarela” encontramos muita coisa sobre chá. Um espaço relaxante que à entrada tem relógios de madeira, que

parecem transmitir que na “Something about tea” não há que ter pressa. A casa de chá de estilo chinês, gerida pela Casa Casa de Penhores Tak Seng On, apresenta uma decoração cheia de pormenores, com pequenos bules, e imagens de madeira. Este espaço irá divulgar a arte chinesa de beber chá. Aliás há três salinhas para que seja possível partilhar essa cultura. O conhecimento sobre esta bebida típica também poderá ser aprofundado, já que é possível comprar artigos relacionados com a cultura do chá. O local será então uma espécie de “mostruário” dessa cultura antiga. Além destes dois espaços que espelham as culturas chinesa e portuguesa, foi ainda inaugurada uma loja com artigos “Made in Macau”. Naquele espaço há desde roupa para todas a idades até produtos de limpeza. Se depois destas experiências os visitantes quiserem dar uma volta maior por Macau, antes poderão espreitar o que se faz por cá numa sala multimédia que proporciona uma “Experiência Virtual de Macau”. No mesmo local será instalado no futuro um modelo em três dimensões do Centro Histórico de Macau. Este desenho foi pensado para a “Casa Amarela” com o objectivo de num mesmo espaço reunir culturas. “Pretendemos que seja um expositor onde as Cultura de Macau, portuguesa e chinesa, bem como as indústrias criativas e locais estejam abertas ao público”, referiu Costa Antunes.

jornal tribuna de macau quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 pág 09


RTP sem liga dos Campeões em futebol. A RTP decidiu não concorrer à compra dos direitos dos jogos da Liga dos Campeões de futebol para os próximos três anos, disse à Lusa o vice-presidente da estação, José Marquitos, que acrescentou “perde-se em termos de não ter o conteúdo, mas ganha-se em termos monetários”.

desporto

Leiria protagoniza nova “chicotada”. A União de Leiria protagonizou a terceira “chicotada psicológica”, a sua segunda, da presente Liga de futebol, ao dispensar Vítor Pontes, tendo para o seu lugar contratado Manuel Cajuda.

LIGA EUROPA TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIOS Judiciais Proc. Liquidação do Activo n.º CV1-05-0001-CFI-C

1.º Juízo Cível

Requerente: Administrador da Falência que o Bank of China Limited, com sede em Pequim e sucursal na Av. Dr. Mário Soares, nº. 323, Macau, intentou contra o Agência Comercial Peking Macau, Limitada. FAZ-SE SABER, que no dia 25 de Outubro de 2011, pelas 11:00, no local de arrematação deste Tribunal nas instalações do Ministério Público, sito no 15° andar da Macau Square e no processo acima indicado, se procederá à venda por meio de propostas em carta fechada, dos seguintes bens apreendidos: MÓVEIS Verba nº 1 Quota que a falida detém na sociedade denominada Indústrias Alimentares Keng Fat, Limitada, em chinês romanizado Keng Fat Iao Han Cong Si e, em inglês Keng Fat Company, Limited, registada na CRCBM sob o nº 3425 (SO) - por MOP$391.400,00. Valor base de venda: MOP$391.400,00 (trezentas e noventa e uma mil, quatrocentas patacas). Verba nº 2 Quota que a falida detém na sociedade Agência Comercial Jing Yang Limitada, em chinês romanizado Jing Yang Iao Han Cong Si e, em inglês Jing Yang Company Limited registada na CRCBM sob o nº 4127 (SO) - por MOP$1.442.000,00. Valor base de venda: MOP$1.442.000,00 (um milhão, quatrocentas e quarenta e duas mil. patacas). Verba nº3 Quota que a falida detém na sociedade Companhia de Fomento Predial Keng Ou Building, Limitada, em chinês romanizado Keng Ou Tai Ha Iao Han Cong Si e, em inglês Beijing Macau Building Limited, registada na CRCBM sob o nº SO - 5387 (SO) por MOP$17.500,00, correspondente a 70% do seu valor nominal. Valor base de venda: MOP$17.500,00 (dezassete mil, quinhentas patacas). Verba nº 4 Quota que a falida detém na sociedade Jing Qing - Fomento Predial, Comercial e Industrial, Importação e Exportação, Limitada, em çhinês romanizado Jing Qing Fa Zhan Vou Xian Gong Si e, em inglês Jing Qing Company Limited, registada na CRCBM sob o nº 12680 (SO) - por MOP$ 70.000,00, correspondente a 70% do seu valor nominal. Valor base de venda: MOP$70.000,00 (setenta mil patacas). Verba nº 5 Cinquenta e uma cadeiras giratórias, com assento revestido a tecido de cor .vermelha - por MOP$1.050,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$l.050,00 (mil, cinquenta patacas). Verba nº 6 Dez mesas secretária, com cerca de 1,5m de comprimento por 1m de largura, em madeira de cor castanho escuro - por MOP$490,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$490,00 (quatrocentas e noventa patacas). Verba nº 7 Duas cadeiras giratórias, pequenas, sendo uma em cabedal preto e outra com assento revestido em tecido cinzento - por MOP$35,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$35,00 (trinta e cinco patacas). Verba nº 8 Um terno de sofás, em cabedal de cor castanha, sendo três individuais e um de três lugares - por MOP$350,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$350,00 (trezentas e cinquenta patacas). Verba nº 9 Três mesas secretárias, em madeira de cor castanha com cerca de 2m de comprimento por 1m de largura - por MOP$630,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$630,00 (seiscentas e trinta patacas). Verba n° 10 Dezasseis relógios de parede, de diversos modelos e com aspecto antigo - por MOP$1.400,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$1.400,00 (mil, quatrocentas patacas). Verba nº 11 Três armários em madeira de cor castanha, com duas portas de correr cada um, com cerca de 1,5m de comprimento por 0,5m de largura - por MOP$420,00, correspondente a. 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$420,00 (quatrocentas e vinte patacas). Verba nº 12 Duas máquinas fotocopiadoras, marca Xerox, modelo 1025 e 5014 - por MOP$210,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$210,00 (duzentas e dez patacas). Verba nº 13 Um aparelho de fax, marca Panasonic KX-F1050por MOP$350,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$350,00 (trezentas e cinquenta patacas). Verba nº 14 Vinte e três aparelhos de telefone, marca Nitsuka - por MOP$700,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$700,00 (setecentas patacas). Verba nº 15 Um armário metálico, tipo arquivador, com 4 gavetas - por MOP$70.00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$70,00 (setenta patacas). Verba nº 16 Três armários em metal, com 4 prateleiras cada por MOP$70,00, correspondente a 70% d valor constante do auto de apreensão de bens. Valor ase de venda: MOP$70,00 (setenta patacas). Verba nº 17 Duas mesas secretárias, em metal de cor beje com cerca de 2m de comprimento por 1m de largura - por MOP$350,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$350,00 (trezentas e cinquenta patacas). Verba nº 18 Sete cadeiras em cabedal preto, giratórias - por MOP$2l0,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$2l0,00 (duzentas e dez patacas).

Verba nº 19 Um computador, marca Lenovo, com monitor LCD - por MOP$700,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$700,00 (setecentas patacas). Verba nº 20 Duas impressoras marca HP Deskjet l180C - por MOP$420,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$420,00 (quatrocentas e vinte patacas). Verba nº 21 Uma secretária em metal, com cerca de 1,5m de comprimento por cerca de 0,5m de largura - por MOP$35.00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$35,00 (trinta e cinco patacas). Verba nº 22 Um sofá com 3 lugares, em cabedal de cor castanha - por MOP$105,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$105,00 (cento e cinco patacas). Verba nº 23 Um computador, marca Legend Pentium 4, com monitor LCD - por MOP$350,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$350,00 (trezentas e cinquenta patacas). Verba nº 24 Uma impressora marca Epson LQ 1300KIII - por MOP$35,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$35,00 (trinta e cinco patacas). Verba nº 25 Um sofá com 2 lugares, em cabedal de cor beje - por MOP$70,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$70,00 (setenta patacas). Verba nº 26 Três mesas secretárias em madeira, de cor castanha, com cerca de 2m de comprimento por cerca de 1,20m de largura - por MOP$420,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$420,00 (quatrocentas e vinte patacas). Verba nº 27 Dois aparelhos tipo Water Dispenser, marca Spring - por MOP$140,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$140,00 (cento e quarenta patacas). Verba nº 28 Um micro-ondas marca Galanz - por MOP$21,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$21,00 (vinte e uma patacas). Verba nº 29 Dois sofás de três lugares, dois sofás de dois lugares e dois sofás individuais, em cabedal de cor castanha - por MOP$350,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$350,00 (trezentas e cinquenta patacas). Verba nº 30 Uma mesa pequena, em madeira de cor castanha, com 4 gavetas - por MOP$35,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$35,00 (trinta e cinco patacas). Verba nº 31 Dois computadores, sendo um de marca Pakard Bell e outro marca Intel Inside AST Bravo LC 4/33, com monitor LCD - por MOP$210,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$210,00 (duzentas e dez patacas). Verba nº 32 Um pequeno armário em madeira, tipo arquivador, com 6 prateleiras - por MOP$3500, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$35,00 (trinta e cinco patacas). Verba nº 33 Dezassete cadeiras em madeira, com assento em cabedal de cor castanha - por MOP$1.050,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$1.050,00 (mil, cinquenta patacas). Verba nº 39 Dois ternos de sofás em cabedal de cor amarela, em bom estado de conservação - por MOP$1.400,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$1.400,00 (mil, quatrocentas patacas). Verba nº 40 Dois sofás em tecido de cor vermelha, com cerca de 1,70m de comprimento - por MOP$210,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$210,00 (duzentas e dez patacas). Verba nº 41 Uma mesa circular, em madeira, com cerca de 1,5m de diâmetro - por MOP$210,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$210,00 (duzentas e dez patacas). Verba nº 42 Duas pequenas mesas em madeira, tipo centro de sala, com cerca de 1m de comprimento por 0,5m de largura - por MOP$140,00, correspondente a 70% do valor constante do auto de apreensão de bens. Valor base de venda: MOP$140,00 (cento e quarenta patacas).

São convidados todos os interessados na compra dos bens supra descritos a entregar na Secretaria deste Tribunal, as suas propostas, até ao dia 24 de Outubro de 2011, pelas 17:45 horas, e o preço das propostas devem ser superior ao valor acima indicado devendo o envelope da proposta, conter, a indicação de “PROPOSTA EM CARTA FECHADA” bem como o “NÚMERO DO PROCESSO - LIQUIDAÇÃO DO ACTIVO N. CVI-05-0001-CFI-C”. No dia da abertura das propostas, podendo os proponentes assistir ao acto. É fiél depositário o Sr. ADMINISTRADOR, Choi Wing Ming, com domicílio profissional em Macau, na Avenida Dr. Mário Soares, nº 323, Edifício do Banco da China, que está obrigado, durante o prazo dos editais e anúncio, a mostrar o bem a quem pretenda examiná-lo, podendo fixar as horas em que, durante o dia, facultará a inspecção. Aos 01 de Setembro de 2011. O Procurador, António Vidigal O Escrivão Judicial Auxiliar, Ho Lap Chi

1ª Vez

“JTM” - 28 de Setembro de 2011

pág 10 quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau

Sporting e Braga tentam manter bom arranque O Sporting e o Sporting de Braga vão tentar amanhã dar seguimento ao bom início na fase de grupos da Liga Europa de futebol, quando receberem a Lazio e o Club Brugge, respectivamente

N

a melhor fase da temporada, os “leões” procuram o quinto triunfo consecutivo, algo que não conseguem desde Janeiro de 2010, quando conseguiram uma série de sete vitórias. Na primeira jornada do Grupo D, o Sporting venceu fora o FC Zurique, por 2-0, recebendo agora a Lazio, em teoria, o rival mais poderoso da “poule”, mas que se estreou

com um empate caseiro frente ao Vaslui (2-2). Os “leões” nunca defrontaram a Lazio nas competições europeias, mas, em 25 encontros com equipas italianas, apenas venceram quatro vezes e perderam em 11 ocasiões, embora não tenham perdido nenhum dos três últimos jogos em casa com transalpinos. O Sporting surge neste jogo motivado pela melhor exibição da temporada, frente ao Vitória de Setúbal (3-0), no primeiro triunfo em casa esta temporada, enquanto a Lazio deixou-se empatar em casa, com o Palermo. Já o Sporting de Braga, que foi vencer no terreno do Birmingham (3-1), recebe o Club Brugge, líder do campeonato belga, cinco dias depois de ter igualado o FC Porto e o Benfica no topo da classificação da Liga portuguesa. Com cinco triunfos e quatro empates, os “arsenalistas” ainda não perderam qualquer encontro esta temporada, defrontando agora pela primeira vez o Club Brugge. O Sporting de Braga apenas defrontou uma vez equipas belgas, tendo eliminado o Standard Liège da Taça UEFA de 2008/09, enquanto o Club Brugge venceu duas vezes e perdeu outras tantas com adversários lusos, marcando sempre três golos nos três últimos confrontos. Nos outros encontros, destaque para o Besiktas, treinado por Carlos Carvalhal e com mais seis lusos no plantel, que procura manter a veia concretizadora na visita ao Stoke, depois de ter goleado o Maccabi Telavive, por 5-1. Depois do triunfo sobre o Celtic, o Atlético de Madrid, de Sílvio, Tiago e Pizzi, pretende recuperar da goleada sofrida no sábado com o FC Barcelona (5-0) e conseguir o segundo triunfo na Liga Europa, na visita ao Rennes, num Grupo A em que a Udinese visita a equipa de Glasgow.

LIGA PORTUGUESA

Académica em quinto lugar A Académica goleou o Feirense por 4-0, numa partida, de encerramento a sexta jornada da Liga portuguesa de futebol, em que jogou em superioridade numérica desde os 20 minutos

O

médio Adrien Silva foi a principal figura do encontro, ao “bisar” (28’ e 46’), depois dos tentos do senegalês Abdoulaye (17) e do brasileiro Danilo (25), que somou o terceiro golo na competição. Na Académica, e em relação ao desaire por 4-1 na Luz, destaque para a estreia a titular do avançado Rui Miguel, em detrimento de Diogo Valente, enquanto no Feirense, o técnico Quim Machado trocou Sténio Santos por Cris, relativamente ao empate a zero com o FC Porto.

Fecho de contas Noutros países europeus houve jogos para encerramento das respectivas jornadas. Em Espanha, o Bétis de Sevilha perdeu na visita ao Getafe embora mantendo a liderança com um ponto de vantagem sobre um trio constituído por Barcelona, Levante e Sevilha. Em Inglaterra, o Norwich City venceu o Sunderland por 2-1.

Os “estudantes” começaram pressionantes, a criar oportunidades junto da baliza de Paulo Lopes, com Éder, o melhor marcador da equipa com quatro golos, a falhar duas oportunidades na grande área, cabeceando ao lado. A “Briosa”, contudo, não desistiu e, se Éder falhou, já o central Abdoulaye não o imitou, e, tam-

bém de cabeça, inaugurou o marcador a passe de Rui Miguel, aos 17 minutos. Logo a seguir, por tocar a bola com a mão fora da área, numa tentativa para evitar a fuga de Sissoko rumo à sua área, o guardião Paulo Lopes foi expulso, aos 20 minutos, saindo sem protestos – entrou Douglas e saiu Miguel Pedro. Com mais um jogador, a equipa da casa continuou a pressionar e, em apenas três minutos, marcou mais dois golos: Primeiro foi Danilo, aos 25, de cabeça a passe de Sissoko e depois Adrien, isolado, a fuzilar, a baliza de Douglas. Tirando uma “bomba” de Carlos Fonseca, aos 24, que obrigou Peiser a defender para canto, o “massacre” estudantil continuou e Rui Miguel poderia ter chegado ao quarto golo, a dez minutos do intervalo. No reatamento, o cenário da primeira metade voltou a repetirse com os “capas negras” a imporem o seu futebol ofensivo e com Éder, muito perdulário, a falhar novamente a oportunidade de ampliar, a passe de Rui Miguel.


Crise não afasta portugueses do futebol. A crise económico-financeira não parece afectar o futebol, já que, nas primeiras seis jornadas da edição de 2011/12 da Liga, o campeonato somou mais 30 mil espectadores em comparação com a época 2010/2011.

actual

volta ao MUND Lisboa promete formação a desempregados O ministro da Economia e Emprego anunciou ontem que o Governo vai lançar em breve um programa no valor de cerca de 100 milhões de euros com vista a dar trabalho a desempregados há mais de seis meses. Álvaro Santos Pereira, que falava no programa Prós e Contras, na RTP1, disse que o programa visa pedir às empresas que empreguem trabalhadores desempregados há mais de seis meses. Estes trabalhadores irão receber formação e deverão receber cerca de 420 euros. Segundo o ministro, este programa irá abranger cerca de 35 mil pessoas que estão no desemprego.

Condenados por tráfico de cães

MÉDIO ORIENTE

Tão perto... e tão longe A possibilidade de um regresso das negociações de paz entre Israel e a Autoridade Palestiniana desfez-se com a escalada na retórica dos líderes das duas partes nas bancadas da ONU

S

egundo as fontes ouvidas pela Reuters, a exigência, por parte do Primeiro-Ministro israelita, Benjamin Netanyahu, de que a Autoridade Palestiniana reconheça Israel como “um Estado judaico”, “afundou os esforços diplomáticos”. O Quarteto — grupo que tenta reavivar as negociações paradas há mais de um ano — esperava conseguir uma declaração consensual para ambas as partes que permitisse o regresso ao diálogo. Mas as fontes da Reuters em Washington e Israel foram claras: israelitas e palesti-

nianos estão demasiado afastados “nessa e noutras matérias”. E há também diferenças entre os membros do Quarteto: Estados Unidos (são contra o reconhecimento do Estado palestiniano), Rússia (a favor), União Europeia (não há consenso interno) e Nações Unidas. Os EUA, sabe-se, vetarão o reconhecimento que foi solicitado à ONU pelo presidente Mahmoud Abbas na sexta-feira. A petição começou ontem a ser debatida no Conselho de Segurança. Se a movimentação de Abbas lhe deu uma popularidade inédita na Cisjordânia desde que é presidente da Autoridade Palestiniana, a resposta israelita também projectou Netanyahu. Nas sondagens publicadas em Israel, o PrimeiroMinistro passa de uma taxa de aprovação de 32 por cento (o que tinha há dois meses quando começou a contestação pela subida do

custo de vida) para 41%. E, dizia o jornal israelita Hareetz, o seu partido Likud (direita) deverá capitalizar este cenário para vencer as eleições de 2013. “Netanyahu provou mais uma vez que só precisa de um bom discurso para subir nas sondagens”, escreveu o Hareetz. No discurso às Nações Unidas, Netanyahu esgrimiu a arma da segurança de Israel, para exigir que antes de existir um Estado palestiniano exista um acordo de paz. Enquanto decorrem as discussões no Conselho de Segurança sobre o reconhecimento do Estado palestiniano, e apesar de se saber que os EUA vão inviabilizar essa possibilidade, Telavive continua a endurecer o discurso. O MNE e líder ultranacionalista , Avigdor Lieberman, disse que a aprovação da petição palestiniana terá “graves repercussões”.

EUA

O preço das forças afegãs

Portugal vai formar advogados timorenses O bastonário da Ordem dos Advogados português, Marinho Pinto, iniciou ontem uma visita a TimorLeste, a convite do Governo, durante a qual vai assinar um protocolo para formação de advogados timorenses em Portugal. Segundo fonte do Ministério da Justiça timorense, hoje Marinho Pinto vai ter encontros com a ministra da Justiça, Lúcia Lobato, com a Procuradora-Geral da República, Ana Pessoa, e com o presidente do Supremo Tribunal de Recurso, Cláudio Ximenes. Amanhã, o bastonário da Ordem dos Advogados português participa em duas conferências, uma integrada na Semana da Justiça e outra na Universidade de Timor-Leste.

China controla terras e metais raros O Governo chinês vai reforçar o controlo estratégico sobre as terras raras, um esforço que visa o “desenvolvimento sustentável e saudável”. A ordem de maior controlo partiu do ministério da Terra e Recursos e exige mais atenção às autorizações de exploração, mineração, processamento e venda dos minerais raros que são utilizados na produção de aparelhos de telefone e outros produtos de alta tecnologia.

Imolou-se em protesto contra justiça Um cidadão de Taiwan imolou-se pelo fogo, ontem, junto ao gabinete presidencial, no centro de Taipé, em protesto contra as medidas tomadas pelo departamento de justiça do país. Segundo a polícia, um indivíduo de apelido Tseng, saiu de uma carrinha estacionada junto a um parque, regou-se com gasolina e incendiou-se de seguida, por volta das 7 horas. As autoridades revelaram que foram encontradas cartas com acusações ao sistema judicial de Taiwan na carrinha.

Os gastos necessários para manter operacionais o exército e a policia afegãos atingirão os seis mil milhões de dólares por ano, reconheceu o responsável pela formação das forças de segurança afegãs

O

general norte-americano William Caldwell disse, em declarações a jornalistas em Washington, que os seis mil milhões de dólares serão o “custo máximo a prazo”, adiantando esperar que “atingido o objectivo de fazer a insurreição (talibã) baixar de intensidade as despesas poderão ser racionalizadas”. O exército e a polícia afegãos - que deverão assumir a responsabilidade da segurança do país em finais de 2014, de acordo com o calendário de retirada das forças da NATO que combatem a insurreição - contam actualmente com um total de 305.516 efectivos (169.076 militares e 136.440 polícias), sendo objectivo da coligação internacional atingir os 352.000 efectivos em finais de 2012. De acordo com o general William Caldwell, os Estados Unidos têm previsto gastar 12,8 mil milhões de dólares com as forças afegãs em 2012. O responsável pela formação das tropas afegãs reconheceu que ainda há muito a fazer em termos logísticos e humanos para preparar o Afeganistão para assumir a sua própria segurança, mas salientou o au-

Um tribunal tailandês condenou cinco pessoas a oito meses de prisão pelo tráfico ilegal de 2.000 cães destinados a serem consumidos em restaurantes no Vietname, onde esta carne é considerada uma iguaria, revelou a imprensa local. Os acusados, ainda sentenciados a pagar multas até 710 dólares, foram detidos em Agosto na província de Nakkon Phanom, quando transportavam os animais num camião. Foram acusadas de delitos como o tráfico ilegal de cães, crueldade contra os animais e possuir cães sem vacinas.

Preço da gasolina desceu em Portugal

mento notório de capacidades do exército afegão. William Caldwell disse que dos 180 batalhões que constituem o exército afegão, dois já têm capacidade operacional para actuarem independentemente das forças da coligação internacional. As forças de segurança afegãs assumirão em 2014 a responsabilidade da segurança do país, mas a coligação internacional liderada pela NATO deverá manter no terreno equipas de especialistas para assegurarem operações de apoio aéreo, informações e logística. jornal tribuna de macau quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 pág 11

A Repsol vai baixar os preços de referência da gasolina 95 a partir da meia-noite de terça-feira, na mesma tendência da Galp e da Cepsa, que desceram ontem o preço da gasolina em 1,5 cêntimos. A Galp actualizou o preço de referência do litro de gasolina em 1,5 cêntimos, passando agora a custar, em média, 1,594 euros por litro, enquanto o preço do gasóleo se manteve inalterado, disse à Lusa fonte oficial da gasolineira.

“Nesat” deixa destruição nas Filipinas Pelo menos uma pessoa morreu, quatro estão dadas como desaparecidas e centenas tiveram que procurar refúgio em centros de acolhimento devido às inundações e ventos fortes causados pela chegada do tufão “Nesat” ao norte das Filipinas. O tufão, baptizado pelos filipinos de “Pedring”, entrou na ilha de Luzou ao início da manhã com ventos médios de 140 quilómetros por hora e rajadas de 170 quilómetros por hora, informaram os serviços de meteorologia.


Dito

“A grandeza desta pequena Macau é muito gira” Hélder Fernando in “Hoje Macau”

opinião

“Recorrendo-nos dos ensinamentos do ilustre macaense, Leonel Barros e do seu último livro, intitulado, “Igrejas de Macau e Cerimónias Religiosas”, ficamos a saber imensos pormenores de especial relevo, como por exemplo a razão do nome da Ilha, que o local foi onde faleceu S. Francisco Xavier e por essa razão lhe foi erigida uma capela em sua memória.” - Luís Machado

Há 20 anos In “Jornal de Macau” e “Tribuna de Macau” 28/09/1991

FSM MOSTRARAM ESCOLA SUPERIOR AOS JORNALISTAS Um total de 105 alunos encontra-se a frequentar o curso de formação de oficiais da Escola Superior das Forças de Segurança de Macau (ESFSM) no corrente ano lectivo, disse ontem à agência Lusa o director do estabelecimento de ensino. O primeiro ano do curso de formação de oficiais está a ser frequentado por 43 alunos, enquanto o segundo ano tem um total de 62 alunos. As aulas para os primeiros dois anos do curso iniciaram-se na primeira quinzena do corrente mês, estando marcado para 11 de Novembro o começo de um curso de aperfeiçoamento de oficiais que deverá reunir cerca de uma dezena de alunos que já exercem funções como graduados nas respectivas corporações (Polícia Marítima e Fiscal, PSP e Corpo de Bombeiros). Em Outubro de 1990, mês em que se iniciou o primeiro curso de formação de oficiais, concorreram, às 65 vagas, 271 candidatos, enquanto que para o corrente ano se candidataram 478 indivíduos para as 43 vagas em aberto. Como complemento da formação de quadros superiores das FSM, a Escola ministrará um curso de comando e direcção a partir de 1997/98, com a duração de um ano, e destinado a indivíduos já habilitados com os cursos anteriores (formação e aperfeiçoamento).

zoom sobre macau

Luís Machado*

machado.luispc@gmail.com

Sanchoão -“Sap Chi Mun” A

pequena ilha de Sanchoão, que outrora se acedia por mar, em apenas quatro horas de barco, está ao nosso alcance, agora, por uma auto-estrada magnífica e em menos de duas horas de um confortável passeio por zonas verdes e montanhas a ladear, aqui tão bem perto de nós. É certo que a razão que mais nos atrai a esta ilha, que os chineses baptizaram de Sap Chi Mun – ou ilha da Porta da Cruz, é o sermos católicos, visto existir uma relação muito directa com a evangelização do continente chinês através do Sul da China pelo canonizado e tão venerado Santo, Francisco Xavier, que acabou por falecer naquele local, onde hoje está erigida uma capela em sua memória. Outrora diversas associações e clubes de Macau, sempre acompanhados de um sacerdote, para celebrar missa nessa capela, iam, até lá, no dia 3 de Dezembro, data em que faleceu o Santo, no ano de 1552. Organizavam-se pois, excursões para o local, que agora passou a ser uma ilha muito procurada mais para ir a banhos de mar com toda as características referentes a essa vertente turística. Recorrendo-nos dos ensinamentos do ilustre macaense, Leonel Barros e do seu último livro, intitulado, “Igrejas de Macau e Cerimónias Religiosas”, (editado pela APIM em Novembro de 2010), ficamos a saber imensos pormenores de especial relevo, como por exemplo a razão do nome da Ilha, que o local foi onde faleceu S. Francisco Xavier e por essa razão lhe foi erigida uma capela em sua memória. Tendo a mesmo sido reconstruída em 1932 pelo missionário, Maryknoll R.P. Cairns. Esta capela foi primeiramente edificada pelos irmãos Jesuítas, no local do sepulcro, em 1700, com a devida autorização do então vice-rei de Kuantung, mas que entretanto ficou bastante arruinada devido, ao desgaste dos tempos de perseguições á igreja católica e outras intempéries tais como os tufões que assolam esta zona do globo. Em Agosto de 1867 o Monsenhor Guillemin, Perfeito Apostólico de Kuantung, presidiu á cerimónia protocolar do lançamento da primeira pedra desta capela. A sua conclusão deu-se dois anos mais tarde, verificando-se nessa altura uma pequena peregrinação de fiéis de Cantão, Macau e Hong Kong, que há registos, tendo inclusivamente um professor do Seminário de Macau proferido um eloquente sermão alusivo á solenidade. Depois de várias tragédias, uma das quais terem-lhe

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

Governo da Região Administrativa Especial de Macau

Serviços de Saúde

O Director dos Serviços, Lei Chin Ion

pág 12 quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau

TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE Juízo Cível ANÚNCIO

Proc. ordinário de execução nº CV2-11-0022-CEO 2° Juízo Cível

Declaração de Morte Presumida nº CV3-11-0128-CPE 3° Juízo Cível

Exequente: BANCO NACIONAL ULTRAMARINO, S.A., com sede em Macau, na Avenida de Almeida Ribeiro, n.º 22. Executado: WONG KENG HONG, solteiro, maior, de nacionalidade chinesa, com última residência conhecida em Macau, na Rua da Évora, n.º 411, Edifício San Sai Kai Fá Un, 11.º andar “C”, Taipa, ora ausente em parte incerta. Correm éditos de trinta (30) dias, a contar da segunda e última publicação do anúncio, citando o executado acima identificado, para no prazo de vinte (20) dias, decorrido que seja o dos éditos, pagar ao exequente a quantia de MOP35.208,00 (trinta e cinco mil, duzentas e oito patacas) e os acréscimos legais ou, no mesmo prazo, deduzir oposição por embargos ou nomear bens à penhora, sob pena de, não o fazendo, ser devolvido ao exequente o direito de nomeação de bens à penhora, seguindo o processo os ulteriores termos até final à sua revelia. Tudo conforme melhor consta da petição inicial, cujo duplicado se encontra à sua disposição neste 2.º Juízo, e poderá ser levantado nesta Secretaria Judicial nas horas normais de expediente. Macau, aos 12 de Setembro de 2011.

Requerente: Chan Oi Fong, casada, residente em Macau, na Rua da Barra, 5, Edifício Iao Cheong, 2º B. Requerido: Che Ion Chang, casado, nascido em 18/07/1959, em Tau Mun, R.P.China, titular do BIRM nº 7/425452/5 com última residência fixa em Macau, na Rua da Barra, 5, Edifício Iao Cheong, 2º B, ora ausente em parte incerta, Faz-se saber que, pelo 3º Juízo Cível do Tribunal Judicial de Base da RAEM, correm éditos, respectivamente, de Três Meses e Trinta Dias, contados a partir da segunda e última publicação do anúncio, citando o ausente Che Ion Chang e os Interessados Incertos para, no prazo de Trinta Dias, findos os dos éditos, contestarem a petição inicial dos autos acima identificados, apresentada pela requerente, na qual pede se julgue procedente e provada a presente acção e, em consequência, se declare a morte presumida de Che Ion Chang, devendo as provas ser requeridas com a contestação, tudo como melhor consta da petição inicial, cujos duplicados se encontram nesta Secretaria à sua disposição. R.A.E.M., 19 de Setembro de 2011.

AVISO Concurso Público Nº 35/P/2011 Faz-se público que, por despacho do Exmo Senhor Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, de 15 de Setembro de 2011, se encontra aberto o Concurso Público para «Fornecimento e Instalação de Um Sistema Ultrasónico Digital aos Serviços de Saúde», cujo Programa do Concurso e o Caderno de Encargos que se encontram à disposição dos interessados desde o dia 28 de Setembro de 2011, todos os dias úteis, das 9:00 às 13:00 horas e das 14:30 às 17:30 horas, na Divisão de Aprovisionamento e Economato, sita na Cave 1 do Centro Hospitalar Conde de S. Januário, onde serão prestados esclarecimentos relativos ao concurso, estando os interessados sujeitos ao pagamento do custo das respectivas fotocópias ou ainda mediante a transferência gratuita de ficheiros pela internet no website dos S.S. (www.ssm.gov.mo). As propostas serão entregues na Secção de Expediente Geral destes Serviços, situada no r/c do Centro Hospitalar Conde de São Januário e o respectivo prazo de entrega termina às 17:45 horas do dia 25 de Outubro de 2011. O acto público deste concurso terá lugar no dia 26 de Outubro de 2011, pelas 10:00 horas na sala do «Museu» situada no r/c do Edifício da Administração dos Serviços de Saúde junto ao CHCSJ. A admissão a concurso depende da prestação de uma caução provisória no valor de $50 000,00 (cinquenta mil patacas) a favor dos Serviços de Saúde, mediante depósito, em numerário ou em cheque, na Secção de Tesouraria destes Serviços ou através da Garantia Bancária/Seguro-Caução de valor equivalente. Serviços de Saúde, aos 21 de Setembro de 2011.

lançado fogo em 1884, foi reconstruída por três vezes, tendo sido a última pelo Pde. Cairns que entretanto com a Guerra do Pacífico e a ocupação do exército japonês da China, foi de lá expulso. Quanto ao verdadeiro nome da ilha, não era Sanchoão que estava destinada a ficar com o título de porta de entrada do Evangelho na China, esse destino glorioso seria para Macau. E de facto logo após a morte do Santo, a cidade do Santo Nome de Deus, haveria de suceder a Sanchoão como entreposto comercial entre os lusitanos e o Império do Meio. Como refere Neco Barros – Foi de Macau que, em 1555 e 1556, partiram para Cantão diversos missionários portugueses. Macau estava pois destinada por Deus a ser a porta do Evangelho, essa “Porta da Cruz” e de futura difusão da “Palavra de Cristo” irradiada para a grande China o que veio a acontecer em 1583. Interessante é também conhecermos a história das relíquias do Santo, cujos restos mortais se encontram num mausoléu dos mais belos do mundo com quatro metros de altura, oferecido pelo Duque da Toscana em meados do século XVII, na igreja do Bom Jesus, em Velha Goa, na Índia. Conta-se ainda que em 1614 cortaram o braço direito ao apóstolo do oriente. Este facto é narrado no livro “Oriente Conquistado” da seguinte forma: “A parte superior desse braço decepado foi para Roma no ano de 1615, a parte inferior dividiu-se em duas partes, uma das quais se mandou para o Colégio de Malaca e a outra para o de Cochim. A omoplata que se encontrava em Macau foi também cortada em Macau”. Durante muitos anos o, saudoso italiano, Pde. Mário Aquistapaci, responsável pela Igreja de S. Francisco Xavier da Vila de Coloane, exibia com imenso orgulho e rejubilava de alegria e de fé por ter no seu altar-mor, um relicário de prata contendo uma parte do osso do braço direito deste Santo, onde se podia ler na inscrição da caixa fechada e lacrada com o selo episcopal em lacre: “Aqui está depositada a relíquia do glorioso São Francisco Xavier” Nota: Quem estiver interessado em observar este relicário, uma obra prima de prata fina com o osso do Santo no seu interior, poderá fazê-lo, entre as 10h00 e as 18h00 na igreja do Seminário de S. José, onde se encontra patente ao público diariamente. * Escreve neste espaço às quartas-feiras.

O Juiz de Direito, Jerónimo Alberto Gonçalves Santos Escrivão Judicial Principal, Cheong Hio Wa

1ª Vez

“JTM” - 28 de Setembro de 2011

O Juiz Direito, a) Rui Carlos Pereira Ribeiro O Escrivão Judicial Principal, a) Acácio Coelho

2ª Vez

“JTM” - 28 de Setembro de 2011


(...) “Não entendi e sei que nunca entenderei. Como não percebi, também, o súbito assomo de ternura da Fundação Oriente pela progressiva e ridente vila de Boticas.” Luiz Oliveira Dias

opinião

postais das ilhas

(...) “A ONU precisa de ser refundada, mas, da forma que isto está, essa mudança só acontecerá depois de um banho de sangue global. Um crime contra a humanidade.” Pedro Tadeu

Luiz Oliveira Dias*

Há festa rija em Boticas B

oticas é uma progressiva e ridente vila (talvez já, até, cidade) do nordeste transmontano, cujos naturais se chamam botiquenses e não, como alguns confundem, boticenses, boticantes ou boticários. Botiquenses, repito, com o plural do sufixo “ense”, como os nascidos em outras ridentes e progressivas cidades e vilas de Trás-os-Montes e não só: freixenses, macedenses, carrazedenses, alfandeguenses, figueirenses, mirandelenses… Pois são Boticas e, naturalmente, os botiquenses que estão agora em festa, em festa grande até ao fim dos mês: é que, numa iniciativa tão inédita quanto inesperada – num rasgo de regionalismo e visão estratégica – a Fundação Oriente levou até ao átrio da sua Câmara Municipal uma colecção de fotografias (e alguns livros) que retratam (cito dos noticiários) “a Macau de meados do sec. XX). De acordo com o famoso “Atual – Diário do Alto Tâmega e Barroso” na solenidade da inauguração, o jubiloso presidente da edilidade afirmou “ser um grande orgulho para o município receber tal exposição, não só pela sua grande qualidade como, acima de tudo, pela marcante ligação que Portugal (incluindo Boticas e a Fundação Oriente, já se vê) teve e continuará ter com Macau”. Por sua vez, o administrador da F.O. que ali se deslocara propositadamente de Lisboa, declarou esperar que “a exposição seja o inicio de uma produtiva e longa parceria – uma espécie de geminação, segundo creio – entre a Fundação e

a autarquia de Boticas”. São também esses, claro está, os nossos melhores macaenses votos; até porque, se a F.O. há muito, como se sabe, desistiu de se interessar por Macau, que ao menos seja Boticas a ter a sua messiânica atenção. Ainda assim, gostaria de perceber melhor dois ou três pormenores, pequenos mas, não dispiciendos: •qual o motivo – o nexo – por que, entre tantas outras Provincias portuguesas, coube a Trás-os-Montes tamanha sorte e honra? •porquê, com tantas outras progressivas e ridentes vilas e cidades que há “para lá do Marão”, porquê, repito, foi Boticas a preferida? •e – último pormenor – será que o grau, o nível de interesse e amor que os botiquenses já sentiam pela Fundação e por Macau, saíram reforçados depois desta importantíssima mostra? E, já agora, qual o alcance concreto, o conteúdo da promessa publicamente proclamada da esperança de “uma longa e produtiva parceria” entre a ridente Boticas e a sempre benemérita F.O.? A contrabalançar estas curiosidades – estas dúvidas – ficou uma suspeita – um facto? – agora mais à vista: - é que, afinal não devem ter sido apenas as monumentais despesas feitas pela FO com o seu Museu que a obrigaram a lacerar os seus la-

ços originários e estatutários com Macau; era preciso – era urgente e era indispensável – acorrer a Boticas para convencer Boticas a assinar com ela uma “promissora e longa parceria” antes que outras grandes Fundações – como a Jorge Álvares ou mesmo a Gulbenkian – se lembrassem de o fazer. Até consta que, para tanto, já vinha fazendo há anos uma provisão orçamental… Ora, não chegando os seus fundos, mesmo assim, para apoiar Boticas e Macau, a escolha de Boticas era mais que intuitiva. Parabéns, portanto, à ridente e progressiva Boticas e à benemérita Fundação Oriente por tão auspiciosa parceria, desejando sinceramente – sabemos do que falamos – que, enquanto à F.O. não sobrevierem outras “Boticas” de maiores urgências, lhe leve muitos prémios, muitas bolsas, muitas exposições, uma nova Escola também Portuguesa e até, quem sabe, uma Delegação quase vazia e inoperante a instalar nalgum convento abandonado. Em todo o caso, foi um bonito gesto. Gesto esse que, aliás, - não sei ao certo porquê – pelo o que tem de insólito e original, me fez lembrar a recente inquirição ao Reitor da Universidade de Macau pela direcção da Associação do Novo Macau, vulgo ANM. Não que não tenham a

“(...) até porque, se a Fundação Oriente há muito, como se sabe, desistiu de se interessar por Macau, que ao menos seja Boticas a ter a sua messiânica atenção. (...)”

tribuna

maior importância os temas tratados na conversação – transparência na execussão do orçamento das obras na Ilha da Montanha, a razão de terem sido escolhidos nomes de alguns milionários chineses (e não dos criadores ou antigos mestres da Universidade) para patronos das suas residências de estudantes, a publicação de um código de conduta cívica (?!) para os seus alunos…(só faltou um pedido de explicações sobre os procedimentos para a selecção de um novo director para a Faculdade de Direito)… Todos, sem dúvida, a requererem e exigirem explicações urgentes e cabais. Só não entendo – deficiência minha, certamente – o que tem a ANM, mera associação política e não académica, a ver com o que se passa na Universidade. Terá, para tanto, o indispensável mínimo de legitimidade? Não será a sua iniciativa tão atrevida como se fosse a APIM a intreferir na discussão da bandeirada dos taxis, a Confraria Gastronómica a interpelar o Politécnico sobre o paradoxo de ser a sua sinalética interna escrita em chinês, e em inglês em lugar do português? Ou a Associação de Karate Do a requerer do Instituto Cultural mais atenção ao quase abandonado interior da Igreja de São Domingos? Não entendi e sei que nunca entenderei. Como não percebi, também, o súbito assomo de ternura da Fundação Oriente pela progressiva e ridente vila de Boticas. Azar o meu… *Docente. Anterior presidente do Instituto Politécnico de Macau.

Pedro Tadeu

Passos e o Presidente do Irão valem o mesmo N

a quinta-feira passada o Presidente da República Islâmica do Irão, o senhor Mahmoud Ahmadinejad, foi dizer enormidades sobre o Holocausto e o 11 de Setembro à Assembleia Geral das Nações Unidas. Em protesto, representantes dos Estados Unidos, de países da União Europeia e de mais alguns Estados saíram da sala. O homem falou para lugares vazios. No sábado passado, o Primeiro-Ministro do Governo da República Portuguesa, o doutor Pedro Passos Coelho, foi dizer umas banalidades no mesmo púlpito. Ninguém protestou. Aliás, não havia alguém para protestar. O homem falou também para umas centenas de lugares vazios. Viu-se na TV. Portugal é, no biénio 2011-2012, membro do Conselho de Segurança e, em Novembro, presidirá ao organismo. Isso conta zero. Passos Coelho deu à Assembleia Geral a posição tímida de

que “a criação de um Estado palestiniano configura um compromisso que tem de ser honrado” tal como “a segurança de Israel representa uma garantia firmemente assumida pela Comunidade Internacional”. Ahmadinejad representa um país fulcral, assustador para uma parte do mundo, eventualmente promissor para outra. Nada vale. Defendeu o direito dos palestinianos a “exercerem a sua soberania e escolherem os seus líderes” e, adivinho, pois as agências de notícias internacionais ignoraram quase tudo o que ele falou durante meia hora, insultou brutalmente Israel. A ONU tem nas mãos um pedido dos palestinianos para reconhecimento do seu Estado. A questão está no Conselho de Segurança, onde os Estados Unidos já disseram que iam vetar a proposta. Os representantes palestinianos garantiram que, a seguir, levarão o tema ao plenário da Assembleia

Geral. Aí deve ser tomada uma enésima resolução inócua sobre o assunto. Haver ou não haver resoluções, constata-se há anos e anos, é inútil. Voltando ao início: estarem lá Passos Coelho ou Ahmadinejad a falar é, portanto, igual ao litro. Isso é culpa deles? Não. Acontece a muitos outros, patuscos, tiranos ou grandes líderes. As excepções contam-se pelos dedos. Eis assim ilustrado o caminho da morte erguido pelas Nações Unidas. Ali já ninguém ouve alguém, nada se decide. Ali burocratiza-se a diplomacia num círculo processual, despesista, autocomplacente, ineficaz, que serve os mais poderosos do mundo, mesmo contra a vontade do planeta. A ONU precisa de ser refundada, mas, da forma que isto está, essa mudança só acontecerá depois de um banho de sangue global. Um crime contra a humanidade. JTM/DN jornal tribuna de macau quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 pág 13


Rihanna é a nova imagem da Armani. Rihanna loura e sofisticada é a nova imagem da Armani. O anúncio foi feito pela marca através do Facebook. A marca divulgou uma imagem da campanha feita com a cantora, deixando os fãs à espera de mais. Rihanna substitui assim Megan Fox, ficando ao lado de Rafael Nadal, sucessor de Cristiano Ronaldo.

A modelo Molly Sims casa-se em cerimónia íntima A super modelo Molly Sims casou-se numa cerimónia íntima com o companheiro, Scott Stuber. O casal casou-se durante uma cerimónia discreta na presença de amigos e familiares mais próximos, em Napa Valley, Califórnia. Molly, de 38 anos, elegeu para a ocasião um vestido Marchesa e jóias Lorraine Schwartz. Scott Stuber, de 42 anos, usou um fato Tom Ford.

lazer

Emily Deschanel deu à luz um menino. Emily Deschanel, actriz da série “Bones” deu à luz um menino. A criança recebeu o nome de Henry Hornsby, que é o primeiro filho da actriz com o actor David Hornsby, da série “It´s Always Sunny in Philadelphia”.

Gerard Butler é o embaixador da marca “Roger Dubuis”

Gerard Butler foi convidado pela marca suíça de relógios de luxo Roger Dubuis para ser o seu novo embaixador. Apaixonado pela marca, o actor aceitou o convite de imediato, assinalado com uma passagem pela fábrica em Genebra. Durante a visita, o actor escocês reviu-se no carácter arrojado e inovador da marca, dedicando particular atenção aos modelos mais recentes da marca, como as colecções La Monégasque ou Excalibur.

LiLo causa o caos durante a Semana da Moda de NY

Lindsay Lohan foi expulsa da festa do estilista Marc Jacobs após o desfile da marca durante a semana da moda de Nova Iorque. Segundo o jornal “The New York Post”, Lindsay foi impedida pelos seguranças de entrar na festa. Mas poucos minutos depois os seguranças acabaram por afastá-la do local. Um dia antes Lindsay tinha despejado um copo de bebida num fotógrafo, e chegou uma hora atrasada ao desfile da marca “Idashio”, quando era uma das convidadas da primeira fila.

Kate Winslet namora com Ned Rocknroll

Kate Winslet está a namorar com o sobrinho do empresário Richard Branson, Ned Rocknroll. Os dois foram fotografados a passear em Londres esta semana, e estariam juntos desde a viagem à ilha particular de Branson nas Ilhas Virgens Britânicas. Ned Rocknroll já foi casado com a “socialite” Eliza Cowdray, de 23 anos, em 2009, mas estão separados desde o início do ano. Segundo o jornal “The Sun”, Cowdray mudou de ideias e quer o marido de volta.

Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais NOTIFICAÇÃO EDITAL N.º 253/2011 (Reparação coerciva) João Paulo Sou, Chefe do Departamento de Inspecção do Trabalho Substituto, manda que se proceda, nos termos do nº 3 do artigo 9º e do artigo 11º do Regulamento Administrativo n.º 26/2008 - Normas de funcionamento das acções inspectivas do trabalho conjugados com os artigos 58.º, n.º 2 do artigo 72.º e n.º 2 do artigo 136.º do Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 57/99/M, de 11 de Outubro, à notificação do transgressora do Auto nº 183/0708/2010, de 22 de Junho de 2011, sociedade “COMPANHIA DE ENTRETENIMENTO TALAY THAI LIMITADA”, sita na Rua Fernão Mendes Pinto, nº 27-C, 4º andar A, em Macau, para no prazo de 15 (quinze) dias, a contar do 1.º dia útil seguinte à da publicação dos presentes éditos, proceder ao pagamento da multa aplicada no aludido auto, no valor de Mop$250.000,00 (duzentas e cinquenta mil patacas), por prática das transgressões laborais previstas nas alíneas 2) e 3) do nº 1 do artigo 28º e na alínea 3) do artigo 29º da Lei n.º 7/2008 - Lei das relações de trabalho, de 18 de Agosto, e punidas na alínea 3) do nº 1 do artigo 85º e alínea 1) do nº 2 do artigo 85º da mesma Lei, devendo ainda, nos 5 (cinco) dias subsequentes ao do termo do atrás citado prazo, fazer prova do pagamento efectuado. A cópia da auto, a notificação e a guia de depósito a favor do Fundo de Segurança Social deverão ser levantados, dentro das horas normais de expediente, no Departamento de Inspecção do Trabalho, sita na Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado, n.ºs 221-279, Edifício “Advance Plaza”, 1.º andar, Macau, sendo facultada a consulta do processo em causa, instruído por estes Serviços. Decorridos os prazos, sem que tenha sido dado cumprimento à presente notificação, seguir-se-á a tramitação judicial, com a remessa do auto ao Juízo. Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais - Departamento de Inspecção do Trabalho, aos 26 de Setembro de 2011. O Chefe do Departamento Substituto, João Paulo Sou

pág 14 quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau


TDM SPORT 02:45

AC Milan Vs FC Viktoria Plzen tdm 13:00 13:30 14:30 19:30 20:28 20:30 21:00 21:10 22:15 22:40 22:58 23:00 23:30 01:40 02:10

21:00 Pillars Of The Earth 22:50 Flatliners 00:45 Street Fighter

TDM News - Repetição Jornal das 24h RTPi RTPi Directo Amanhecer Acontecimentos Históricos Telejornal Aniversário do 25º Festival de Música Jornal da Tarde RTPi JK Condenados à Nascença Acontecimentos Históricos TDM News o Fatalista Telejornal - Repetição RTPi Directo

41 HBO 14:00 15:40 17:05 18:40 20:25 22:00 23:35

Solheim Cup 2011 MLB Regular Season (Delay) Baseball (LIVE) Sportscenter Asia Chang World of Football Simply The Best Beach Soccer Worldwide Miami Cup Sportscenter Asia Rugby World Cup

31 Star Sports 14:00 14:50 15:20 17:30 18:00 20:00 22:00

British Touring Car C’ship Rugby World Cup (LIVE) Rugby World Cup Superbike World C’ship (LIVE) Cable Beach Invitational (LIVE) Cable Beach I nvitational Rugby World Cup

40 star movies 13:50 15:20 17:10 19:20

National Security The Hard Corps In The Line Of Fire The Foreigner

Thriller In Manila The Magic Sword Quest For Camelot Saving Shiloh Maid In Manhattan A Perfect Getaway Resident Evil: Afterlife Game Of Thrones

42 Cinemax

30 ESPN 12:30 15:30 18:30 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 22:30

Roteiro

14:00 16:00 17:30 19:00 20:30 22:00 23:25

Gran Torino The Invisible Man 20 Million Miles To Earth The Warriors Triassic Attack Passenger 57 Death Wish 3

43 MGM 13:45 15:30 17:15 19:00 21:00 23:15

Eye of the Needle Carry Me Home Romantic Comedy Desperate Hours Eight Men Out Crooked Hearts

50 Discovery 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 18:30 19:00 19:30 20:00 21:00 22:00 23:00

Mythbusters Sons Of Guns Kidnap & Rescue I Was Bitten Dirty Jobs How Its Made How Do They Do It? Deconstructed Factory Made Enigmatic Malaysia Freedom Rising Miracle Detectives River Monsters

00:00 Freedom Rising

51 NGC 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00 00:00

D-Day: Men And Machines Perilous Journeys Big, Bigger, Biggest Japan’s Secret Weapon World’s Deadliest Animals Shark Eden Seconds From Disaster Rape Of Europa Swamp Men Dog Whisperer Shark Men

54 History 13:00 14:00 16:00 17:00 18:00 19:00 21:00 22:00 23:00 00:00

Modern Marvels The Lost Kennedy Home Movies Modern Marvels Kimjongilia Modern Marvels The Lost Kennedy Home Movies The Kennedys Japan: Memoirs of a Secret Empire The Universe Ancient Discoveries

14:00 14:55 15:50 16:40 17:30 18:20 19:15 20:10 21:05 22:00 22:55 23:50 00:45

Hell’s Kitchen America’s Next Top Model Raising Hope Ghost Whisperer Got To Dance UK The Bachelorette How I Met Your Mother Raising Hope Hell’s Kitchen America’s Next Top Model Glee The Bachelorette How I Met Your Mother America’s Next Top Model

82 RTPi

13:00 14:00 15:00 17:00 18:00 18:30 19:00 20:00 21:00 23:00 00:00

14:00 14:36 15:02 15:30 16:00 16:58 17:52 18:36 20:00 21:15 22:05 22:33 22:55 01:00

62 AXN 13:05 The Guardian

28822866

A Perfect Getaway

63 Star World 13:05 14:00 14:55 15:25 17:15 18:10 19:05 19:30 20:00 20:55 21:50 22:45 23:40 00:05

Serviço de atendimento a clientes

20:25

Masters Of Illusion The Amazing Race CSI: Miami Breaking The Magician’s Code Leverage CSI: Crime Scene Investigation The World’S Greatest Magicians The Amazing Race Leverage CSI: Miami CSI: Crime Scene Investigation CSI: Miami CSI: Crime Scene Investigation

55 Biography Channel I Survived… Hoarders Gene Simmons: Family Jewels Flip This House Sell This House Billy The Exterminator Hoarders Gene Simmons: Family Jewels Child of Our Time Hoarders I Survived…

HBO

Telejornal Madeira A Hora De Baco Magazine Brasil Contacto Ingrediente Secreto Bom Dia Portugal Quem Quer Ser Milionário Resistirei Trio D’Ataque Jornal Da Tarde O Preço Certo Magazine Brasil Contacto A Hora De Baco Portugal No Coração Portugal Em Directo

www.macaucabletv.com

cinema

Cineteatro Sala 1 isidious Um filme de: James Wan, Leigh Whannell. Com: Patrick Wilson, Rose Byrne.

14:30H 16:30H 19:30H 21:30H Cineteatro Sala 2 one day

Um filme de: Lone Scherfig • Com: Emma Morley, Jim Sturgess.

14:30H 16:30H 19:30H 21:30H Cineteatro Sala 3 the whistleblower Um filme de: Larysa Kondracki. Com: Rachel Weisz e Vanessa Redgrave.

14:30H 16:30H 21:30h Torre de macau Bridesmaids

Um filme de: Paul Feig. Com: Kristen Wiig, Maya Rudolph.

14:30H 16:45h 19:15h 21:30H

Clube Militar de Macau

Avenida da Praia Grande, 975, Macau Tel: 28714000 Telefones Úteis

Número de Socorro Bombeiros PJ (Linha aberta) PJ (Piquete) PSP Serviços de Alfândega Centro Hospitalar Conde S. Januário Hospital Kiang Wu CCAC IACM DST Aeroporto Táxi (Amarelo) Táxi (Preto) Água - Avarias Telecomunicações - Avarias Electricidade - Avarias Directel Rádio Macau

999 28 572 222 993 28 557 775 28 573 333 28 559 944 28 313 731 28 371 333 28 326 300 28 387 333 28 882 184 59 888 88 28 519 519 28 939 939 2990 992 1000 28 339 922 28 517 520 28 568 333

anima Sociedade Protectora dos Animais Sociedade de Macau Sociedade Protectora Protectora dos Animais Telefone: dos Animais de Macau de Macau 28715732 / 63018939 Telefone: fax: fax: 28715732 / 63018939 28703224

Novo Abrigo da Anima Altinho de Ká Hó- Coloane junto ao Reservatório * Sem adopções a Anima não pode socorrer outros animais * Nunca abandone o seu animal de estimação

Contacto da Anima: 63018939 (Bernardo) Ajude-nos a Ajudá-los

jornal tribuna de macau quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 pág 15


jornal tribuna de macau www.jtm.com.mo Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, Nos4, 4A, 4B - Macau Caixa Postal (P.O. Box): 3003 Tel.: (853) 28378057 Fax: (853) 28337305 • Email: jtmagenda@yahoo.com e jtmpublicidade@yahoo.com

última

fonte: serviços meteorológicos e geofísicos www.smg.gov.mo

hoje

amanhã 24 C 320C 0

22 C 260C 0

câmbios - indicativos Pataca Compra US Dólar 7.97 EURO 10.77 yuan (rpc) 1.200

fonte: bnu

Venda 8.07 10.91 1.269

‘É PRECISO DAR PANCADA EM QUEM OFENDE O POVO MADEIRENSE’

en passant Conselho

Agora sabe-se tudo: a proposta de Lei da Salvaguarda do Património já foi discutida no Conselho Executivo, onde se encontra para voltar a ser discutida. É uma situação normal pois trata-se de legislação que se pretende venha a durar umas décadas. Seria bom, aliás, se vier a durar tanto como a que se encontra em vigor, que, apesar de alguns atropelos, obstou aos “apetites” de muitos especuladores imobiliários que desejariam “renovar” tudo, como aconteceu em Hong Kong. Quanto à possibilidade desta legislação inserir a lista dos edifícios a salvaguardar, há duas teses: uma, assume que, pela sua importância, ela deve ser uma Lei-Quadro de defesa do Património, devendo a lista ser definida em regulamentação posterior ainda que provinda do Chefe do Executivo; outra, acentua que não sendo previsível que apareçam novos edifícios com valor patrimonial, a inclusão da lista na Lei, impediria que a lista pudesse ser alterada, por mera regulamentação. Vamos ver o que se decidirá no Conselho Executivo. J.R.D.

Alberto João Jardim, afirmou que «é preciso dar pancada em quem ofende o povo madeirense» e comprometeu-se a «continuar a lutar contra o Estado central até a região conseguir os seus direitos». Ao intervir durante um comício da campanha eleitoral na freguesia do Monte, concelho do Funchal, disse: «É preciso dar pancada em quem ofende o povo madeirense». Quando enunciou os seus quatro principais objectivos para os próximos quatro anos – «regularizar as finanças regionais, acabar a obra começada, garantir o Estado social e alargar a autonomia» – admitiu que «isto está muito complicado». O chefe do Executivo madeirense explicitou que soube «resistir», mas que «agora é o momento de negociar e regularizar», sem o que entende que não pode «ir para a frente». Jardim entende que «o pecado da Madeira foi saber aproveitar a autonomia de quem quis continuar a ser português» no processo depois do 25 de Abril. «Porque não optámos pela independência, mas por ser portugueses, embora com autonomia própria», frisou, acrescentando que, «se calhar, Lisboa ficou aborrecida com isso. Se pudesse queria entregar tudo. Ia a Madeira, Açores e as Berlengas». Para Jardim, «o pecado da Madeira foi primeiro ganhar autonomia política, quando as antigas colónias romperam com Lisboa», acrescentando que o Estado português «continuou a mandar-lhes dinheiro de graça». Mencionou que «Angola tem petróleo, ouro e diamantes, mas Lisboa continuou a mandar-lhes dinheiro e a pagar dívidas».

BERARDO DISSE QUE TENTOU “ROUBAR” PINTO DA COSTA

Conhecido benfiquista e presença assídua no estádio da Luz, o empresário Joe Berardo disse ao Diário Económico que “quando aqui há uns anos eu tinha o Record, ofereci-lhe 500 mil contos pelo passe dele [Pinto da Costa], para um contrato a cinco anos. Era a única maneira de “lixar” o Porto. Ofereci.” Berardo explica:“se se compram passes de jogadores, de treinadores, porque é que não se há de fazer o mesmo com presidentes? Ele vinha para o Benfica e depois logo se via o que se fazia com ele. Os jogadores também não estão sempre em campo. Ele sabe disso. Ele fala sempre nisso”. O empresário madeirense reconhece que “o Benfica é o que mexe mais comigo. O que eu sei é que aquilo é uma máquina muito complicada. Mas é o único desporto internacional que consegue comprar jogadores. Há dinheiro para tudo. Eu quero que o Benfica ganhe. Eu não domino se aquele jogador é melhor que o outro. Se formos sempre nós a ganhar eu não me importo.” Joe Berardo negou, contudo que alguma vez tenha querido ser presidente do Benfica. “Aquilo é uma escravatura que não faz ideia. Não há tempo para a família, não há tempo para nada” disse, concluindo que “é preciso um talento especial para aquilo. O melhor é o Pinto da Costa.”

Novo Macau cria grupo de investigação

“O facto do Chefe do Executivo nomear a secretária Florinda Chan para se investigar está contra a existência de um governo transparente”, disse o membro da Novo Macau, Jason Chan em conferência de Imprensa em que o grupo anunciou um grupo de trabalho independente para analisar o caso das sepulturas. Assumindo-se como “Governo Sombra para a Juventude” o membro de Novo Macau, Jason Chan revelou que pretende ir recolher material no CCAC e apelou à participação das associações interessadas e também os residentes de Macau. O “Governo-Sombra de Juventude” confessou que podia ter dificuldades no seu trabalho de investigação, mas continuaria a tentar apurar o assunto, pois apesar do caso ter prescrito, o CCAC reconheceu a existência de irregularidades. Outro membro da Novo Macau, Scott Chiang, reagiu ao facto de um polícia ter impedido um jornalista de captar imagens do trânsito, frisando que cresceram as dúvidas sobre a formação do agentes policiais. O grupo anunciou que criou uma página do Facebook para coleccionar fotografias de agentes policiais e incentivou os residentes e os jornalistas a tirarem fotografias dos polícias, “uma forma do público, fiscalizar os agentes” segundo frisou.

pág 16 quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 jornal tribuna de macau

tempo

TREINADOR E PRESIDENTE DO BARCELONA NÃO SE FALAM, NEM CUMPRIMENTAM

Pep Guardiola, treinador, e Sandro Rosell, presidente do Barcelona, estão alegadamente de costas voltadas, assegurou ontem a ‘Marca’. À partida para Minsk (Bielorrússia), onde os espanhóis vão defrontar o BATE, Guardiola e Rosell cruzaram-se no Aeroporto del Prat mas não se falaram nem sequer se cumprimentaram. O técnico e o presidente tiveram sempre afastados enquanto a comitiva esperava pela entrada no avião, escreve ainda o jornal de Madrid. Na base desta situação estariam as declarações de Guardiola tomando partido de Joan Laporta, anterior presidente blaugrana, na guerra com Rosell. “Laporta está a sofrer muito e não acho que o mereça. Não merece ir a tribunal, gosto muito dele. Escolheu-me para treinar o Barcelona. Encontrou o clube numa situação precária e devemos-lho muito porque fez coisas extraordinárias. Espero que as pessoas reflictam”, declarou Guardiola. A tensão entre Rosell e Laporta tem crescido nos últimos tempos. O antigo presidente acusou a Junta Directiva de Rosell de mentir: “dedicámos tempo e esforço para construir o melhor Barça da história e não merecemos tanta fúria. Não merecemos que os nossos filhos sofram as consequências desta tempestade de mentiras e ataques ferozes contra nós”. Por seu lado, Rosell voltou a criticar Laporta, qualificando a contratação do sueco Ibrahimovic como o negócio “mais ruinoso da história do clube”.

EMBARGO DOS EUA CUSTOU A CUBA 975 MIL MILHÕES DE DÓLARES

O embargo norte-americano a Cuba custou 975 mil milhões de dólares, revelou na segunda-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros cubano, que propôs novas negociações com a administração Obama. O bloqueio foi, numa primeira vez, parcialmente imposto em 1960, após a Revolução de Fidel Castro, com os Estados Unidos a proibirem, ainda hoje, grande parte do comércio e as viagens para a ilha. O chefe da diplomacia cubana, Bruno Rodríguez Parilla, sublinhou, numa reunião ministerial na Assembleia-Geral da ONU, que o embargo foi “reforçado” e que “os prejuízos causados totalizam 975 mil milhões de dólares”, ao câmbio actual. “As tentativas para derrubar a ordem constitucional pela qual os cubanos votaram livremente intensificaram-se”, afirmou, citado pela agência AFP, ressalvando que “o governo cubano reitera a sua vontade e o seu interesse em normalizar as relações com os Estados Unidos”, nomeadamente em questões como os direitos humanos e a luta contra o terrorismo e tráfico de droga. Em Janeiro, o presidente norte-americano, Barack Obama, autorizou viagens para Cuba por motivos culturais, religiosos ou desportivos.

fecho desta edição jtm - 00:30horas

JTM 28-09-2011  

Jornal Tribuna de Macau

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you